Incorporadora Viver pede recuperação judicial – Folha

Você pode gostar...

Comments
  • carioca_real 19 de setembro de 2016 at 21:24

    Como disse o CA, a Viver é bagrinho no esquema. Mas que é um começo é.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Boruto 20 de setembro de 2016 at 08:17

      As menores vão quebrar antes porque não têm gordura pra queimar como as grandes. Mas a continuar do jeito que está não vai demorar muito para os peixes grandes começarem a se debater também.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Mn 20 de setembro de 2016 at 16:04

        É simplesmente MARAVILHOSO ver cada uma das mil previsões feitas aqui concretizarem-se lentamente. Tudo o que falamos, todas as análises do CA, tudo ocorrendo gradualmente…

        Melhor ainda é ver o “sentimento” do mercado sobre imóveis. Começamos na completa euforia… depois tornou-se um pouco difícil vender… hoje não se vende nada dado que a economia vai bombar em 2017 (hahaha). O terror de quem está buscando o distrato… Algumas frases de construtores como “não vamos aguentar por muito mais tempo”… etc. Eu pessoalmente já ouvi de vários amigos coisas como “Essa construtora é uma entidade criminal e desrespeita todas as leis de distrato”; ou a maravilhosa “Caracas preciso vender meu imóvel imediatamente”.

        As próximas fases devem apenas aumentar o sentimento contra a compra de imóveis—e o sentimento contra fazer dívidas.

        Uma vez perguntaram para Hemingway: “como você perdeu tudo?”
        Hemingway: “Em duas fases; primeiro: lentamente. Depois, rapidamente.”

        “O mercado é um mecanismo de transferência de riqueza de quem é impaciente para quem é paciente.” –Warren Buffett

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lucas 20 de setembro de 2016 at 13:13

      agora é BOLA DE NEVE
      mesmo sendo pequena o moral harzard pode contaminar o mercado
      onda de distratos vai aumentar, melhor perder 50% do que perder tudo

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 20 de setembro de 2016 at 14:58

        Distrate AGORA ou perca tudo.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • bolhista cearense 19 de setembro de 2016 at 21:27

    Se ela é o começo de tudo não sei, mas por aqui existia uma “habitare” que “quebrou” antes mesmo de levantar o primeiro prédio.

    8+
    • avatar
    • avatar
  • bolhista cearense 19 de setembro de 2016 at 21:29

    Mas, de qualquer forma, já é um sinal de que algo mais irá cair. Vamos ver se a Cyrela ou Pé de Gesso.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 19 de setembro de 2016 at 21:31

    Do tópico anterior:

    “Na Irlanda em quatro anos os preços caíram 50% e depois voltaram a se recuperar. A velocidade que os preços subiram foi praticamente igual a velocidade de queda, basta ver pela inclinação do gráfico de subida ser praticamente igual a da descida. Na Espanha os preços estão caindo de 2008 até hoje, e agora que chegaram perto de 50% de queda.”

    Em São Paulo, o maior e mais representativo mercado para o segmento imobiliário, a referência nacional, preços NEGOCIADOS caíram mais de 30% em termos NOMINAIS, no período de Julho/2014 a junho/2016. Se somar a inflação, que é o que foi considerado na Irlanda, em São Paulo o preço médio do M2 fica próximo de 50% de queda em 2 anos, ou seja, caiu próximo do percentual hard da Irlanda, só que na metade do tempo. Isto significa que nossa bolha imobiliária está sendo 2 vezes mais hard em sua explosão do que o exemplo hard informado pelo Zé Carioca?

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • gmlinux 19 de setembro de 2016 at 21:42

    Tenho uma dica quente para quem quer investir em ações…
    TAURUS
    certamente ela vai vender mais, afinal, com tanto comprador na planta e corvo passando fome, ela pode ter lucro com este cliente (pena que neste caso o cliente não fideliza).
    Fora o aumento da violência…

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Observador 19 de setembro de 2016 at 21:55

    Apenas um ajuste temporário!! Terá uma ótima solução para os credores, acionistas e colaboradores!!!

    9+
    • avatar
  • Alemon Fritz 19 de setembro de 2016 at 23:22

    Cyrela: uma doadora pragmática
    doação p; os 3 candidatos em SP..
    a empresa também é dona do terreno do Parque Augusta, objeto de briga judicial com o Ministério Público. A prefeitura quer desapropriar a área para construir o parque, mas as empreiteiras não aceitam o preço oferecido pelo município.
    http://veja.abril.com.br/blog/maquiavel/2016/09/19/doar-sem-olhar-a-quem-dono-da-cyrela-da-r-100-000-para-russomanno-marta-e-haddad/

    6+
    • avatar
    • avatar
  • FOCAnoMercado 19 de setembro de 2016 at 23:24
    • JJJ_brasilia 19 de setembro de 2016 at 23:58

      Tem uma Bolha Imobiliária no Canadá as custas de crédito barato, já vimos este filme nos EUA, na Espanha, no Japão, na Irlanda e no Brasil também.

      Não aprendem nunca!!!

      14+
      • avatar
      • avatar
      • gmlinux 20 de setembro de 2016 at 06:19

        Mundo globalizado…

        9+
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 19 de setembro de 2016 at 23:25

    assustador…

    A crise generalizada que vem assustando o cenário brasileiro causou 1,8 milhão de falências em 2015, crescimento de mais de 300% em comparação aos 572,9 mil em 2014, segundo pesquisa da consultoria Neoway.
    (4.900 por dia)

    http://www.segs.com.br/seguros/34030-postura-de-empresarios-no-enfrentamento-da-crise-pode-prevenir-falencias.html

    Portugal Hoje
    Número de falências está a crescer ao ritmo de 20 por dia.!!
    http://www.tvi24.iol.pt/economia/insolvencias/numero-de-falencias-esta-a-crescer-ao-ritmo-de-20-por-dia.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • John Horse 20 de setembro de 2016 at 10:23

      Me lembrou no The Big Short o Brad Pitt/Ben Rickert dando esporro nos dois carinhas em Las Vegas depois deles comemorarem dançando. 40.000 pessoas morrem a cada 1% de desemprego.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 19 de setembro de 2016 at 23:28

    aproveitando embalo:

    PDG Engenharia pede falência da PDG Realty

    http://www.valor.com.br/empresas/4712363/jdg-engenharia-pede-falencia-da-pdg-realty

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 20 de setembro de 2016 at 00:00

      A PDG achando ruim o pedido de falência, só pede falência um crédito que não teve o seu crédito honrado.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • ravoc 19 de setembro de 2016 at 23:30

    Só sei que o AP do Fernando tá valendo 950k agora…
    Será hard, mas pra cima kkkkkkkkkkkkk
    Os corvos piram com a retomada da economia… sqn kkkkkkkkk

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Festa_no_Ap 19 de setembro de 2016 at 23:46

    ravoc

    Só sei que o AP do Fernando tá valendo 950k agora…
    Será hard, mas pra cima kkkkkkkkkkkkk
    Os corvos piram com a retomada da economia… sqn kkkkkkkkk

    1+

    comentário importante

    #sqn

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • ravoc 20 de setembro de 2016 at 07:52

      É nessas q vc percebe quem é ou não corvo kkkkkkkkkkkkkkk

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Moreira 20 de setembro de 2016 at 00:18

    Com base na Lei de acesso à informação, solicitei a seguinte informação:

    “Solicito o número de ações de cobrança de taxas de condomínio ocorridas após a entrada em vigor do novo Código de Processo Civil referente aos meses de abril, maio, junho e julho de 2016, comparado ao número de ações ocorridos nos mesmos meses do ano de 2015.”

    resultado me foi encaminhado hoje:

    2015 – 435 546 459 616
    2016 – 519 1004 832 826

    Argumento de pesquisa: “despesas condominiais”.

    Ressalva: pode acarretar outras despesas, além das citadas taxas. Isso pode gerar certa margem de erro.

    Bom, valeu a curiosidade! E o fato é que elevou o número de ações, pelo menos considerando os parâmetros demandados! Meu objetivo era de fato saber se, com o advento do novo código de processo civil, haveria um acréscimo de ações relacionadas a taxas condominiais.

    20+
    • avatar
    • avatar
  • Moreira 20 de setembro de 2016 at 00:20

    O que acham de fazer o mesmo junto aos tribunais de cada estado?

    7+
    • avatar
  • Moreira 20 de setembro de 2016 at 00:20

    TJDFT

    6+
    • avatar
  • Moreira 20 de setembro de 2016 at 00:27

    No total, mais de 54% de aumento de ações de cobrança relacionada ao tema!

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Oliveira 20 de setembro de 2016 at 00:33

    Kkk, JDG, quantas xDG são credoras da PDG.
    Bem não entendo de bolsa nem dos tramites empresariais mas sempre fiquei com o pé atras com estas “falencias”, quando notei a tranquilidade dos donos de uma construtora enquanto a empresa ia pro buraco. Vico pensando se não ha algo de lucrativo neste negocio, se não ha uma brecha a se explorada que gera dinheiro suficiente para que as implicações legais e economicas sejam aceitaveis.
    Se Eike batista conseguisse com muito apoio tecnico juridico, direcionar recursos da empresa para fornecedores, aparentemente sem vinculos com sua empresa, de forma que a leva a falencia. Mesmo que isso tenha implicações legais, mas que sejam toleraveis, ao menos por um tempo, ou contornaveis – dinheiro compra muitas coisas especialmente no Brasil -. Estas implicações legais e evetuais dividas passariam para seu filho, mesmo que sim nao passariam para todas as pessoas de confiança do seu ciclo, e eventualmente um deles começa ser bem sucedidos e Eike, tem accessos a todas a regalias que jamais teria de outra forma…..possibilidades

    11+
    • avatar
    • Palmeirense Bolhudo 20 de setembro de 2016 at 08:57

      A empresa quebra, o dono dificilmente quebra, o dim dim dele já esta fora da empresa faz tempo.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Oliveira 20 de setembro de 2016 at 00:36

    ?…..estas implicações legais passariam pafa seu filho? …

    6+
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 20 de setembro de 2016 at 00:52

      Oliveira,

      Quer algo lucrativo na bolsa, é tão fácil: seja SÓCIO de boas empresas, fazendo trade é muito difícil ganha, agora comprando boas empresas a longo prazo vc consegue uma boa grana.

      Agora se afaste de empresas falidas, é o caminho mais fácil para perder dinheiro.

      10+
      • avatar
  • CA 20 de setembro de 2016 at 06:02

    Sobre o tópico:

    Construtoras sem participação na bolsa de valores já haviam quebrado antes, como nos casos da Falcão, Homex, Habitare, etc, etc, etc… Tudo isso muito antes da crise de 2015, em patamares que bateram todos os recordes.

    A Viver é a primeira que está quebrando “oficialmente” que tem Ações na BOVESPA, mas operacionalmente ela já estava quebrada desde 2013, pelo menos, quando alcançou uma dívida líquida sobre o patrimônio líquido superior a 170%, estoques de 490% em relação a suas vendas líquidas de distratos e os distratos representaram mais de 50% das vendas brutas no ano.

    PDG e Rossi já estão indo para o mesmo caminho, ambas estão na etapa de reestruturação de dívidas, que equivale a uma “recuperação judicial branca” e ambas, além dos prejuízos enormes que estão causando a seus credores que estão aceitando esta reestruturação, também estão gerando um prejuízo sem precedentes e muito elevado para um grande número de clientes e fornecedores que sequer participaram da reestruturação, MUITOS deles, como os milhares de clientes que ainda não tiveram seus distratos “reconhecidos” por estas construtoras, sequer entram no cálculo da dívida delas e ajudam a mascarar que a anomalia dos super-estoques é ainda MUITO pior do que consta nos relatórios oficiais. Só a PDG tem mais de 1.000 reclamações sobre distratos que estão “em análise” há mais de 120 dias (alguns há mais de 1 ano) ou que não estão tendo pagamentos feitos conforme o combinado, isso só do que consta no ReclameAqui.

    O aumento anormal do número de construtoras quebrando já acontece também desde muito antes da crise e como explicado inúmeras vezes, era uma das consequências previsíveis de nossa bolha imobiliária.

    A Viver tem 5 empreendimentos em andamento, além de estoque equivalente a 6 anos de vendas. A PDG tem estoque equivalente a 9 anos de vendas. Ambas tem um volume elevado de clientes com ações na justiça contra elas por não estarem recebendo os distratos e ainda um grande volume de clientes que nunca receberão seus imóveis, assim como deve acontecer com Rossi, pode vir a acontecer com Tecnisa, Brookfield e tantas outras que aplicaram em larga escala o GOLPE das vendas FALSAS na planta.

    Consequência: a notícia se espalha, gera pânico que paralisa as vendas na planta, efeito manada com todos tentando vender seus imóveis e daí veremos o quão Hard poderá ser nossa explosão de bolha imobiliária.

    É algo que fará o golpe da Encol parecer fichinha…

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 20 de setembro de 2016 at 10:30

      Marçal Gomes Trindade 18/09/2016 às 13h22O Ibovespa vai começar a despencar. A subida do índice não tinha nenhum fundamente, pois fora baseada num movimento de “short squeeze” produzido por uma “correria de vendidos” resultante da compra de ações das chamadas “small caps” por grandes investidores. Agora essas empresas começam a falir. Esse movimento artificial teve por finalidade criar um “clima de otimismo” no mercado com vistas a favorecer o golpe. Vai ser um “Deus nos acuda”!

      Tirando a parte do golpe, algo me diz q o kra esta certo…….

      4+
      • avatar
      • gmlinux 20 de setembro de 2016 at 20:34

        Cara, sou igual àquele torcedor que vê o time ganhar o clássico com penalty roubado aos 49 do segundo tempo…
        se foi golpe foi melhor ainda…

        2+
        • avatar
    • Hunter 20 de setembro de 2016 at 12:17

      CA, boa tarde…
      Pelo andar da carruagem, então, vc acha que as quedas mais abruptas nos preços, virão quando?
      É factível pensar nesse cenário já para 2017?

      5+
      • avatar
    • Lucas 20 de setembro de 2016 at 13:11

      CA pega lá embaixo o comentario que eu fiz da jogada envolvento o PT e a Viver

      3+
      • avatar
  • Zé do Brejo 20 de setembro de 2016 at 08:21

    Sempre achei que a PDG seria a primeira pedra a cair desse dominó.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • LZ 20 de setembro de 2016 at 08:28

      PDG tem tanta dívida, que os Bancos não tem muito o que fazer com ela a não ser rolar até onde dá.
      Uma hora vai ficar insustentável como é o caso das empresas que prestavam serviço de engenharia para a PDG, basicamente as empresas que contratam os peões da obra tão pedindo falência dela por não receber.

      Isso vai estourar e empresas contratadas para obra vão ficar de braços cruzados e paralizar as ações, mesmo que ela não esteja em recuperação judicial ainda isso vai alertar ainda mais a insolvência dela.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 20 de setembro de 2016 at 08:39

        Vai voar merda pra todo lado. Vai ser ÇOFT!…#SQN 😛

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • LZ 20 de setembro de 2016 at 08:42

          VIVER será bombinha “traque” perto da PDG

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • joselito 20 de setembro de 2016 at 09:33

        Considerando, então, toda essa “cadeia produtiva”, seria muito pensar que na tentativa de minimizar prejuizos, as digníssimas empresas empregariam materiais de péssima qualidade (tipo areia de praia) em suas construções?
        A legislação, até onde sei, diz que a construtora é responsável pela qualidade do produto (imóvel) até 5anos após a conclusão da obra, sendo que a responsabilidade sobre a estrutura é um prazo bem maior.
        No entanto, se a construtora quebra, a responsabilidade não “sobe” automaticamente para os acionistas e, assim….. bom, melhor não dá ideia ne? rsrsr

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • rodrigosp 20 de setembro de 2016 at 12:58

          Ah, muito bem lembrado!

          Por falar em material barato, sábado entrei em um desses conjuntos de salas comerciais com sacadinhas!

          Como a loja fica no prédio comercial o responsável pelo estabelecimento que visitei não fica lá o tempo todo aos sábados, a pessoa liga e ele se desloca até lá!

          É um prédio novo, recém entregue, com corvos no térreo vendendo esse “mix” horroroso de pombais com salas comerciais, enfim estava no térreo aguardando, ele entrou pela garagem avisou o porteiro e foi direto para a sala e eu parti do térreo, sem saber entrei no elevador de serviço e me deparei com o recadinho que dizia mais ou menos assim:

          “Devido as rachaduras nas sacadas das salas, em virtude do uso de REBOCOS e materiais utilizados, solicitamos que os condôminos que fazem uso das vagas térreas ao lado direito de quem entra ao prédio, não utilizem suas vagas e não circulem nas áreas interditadas até que a vistoria seja realizada e o problema sanado”

          Bom era algo mais ou menos assim, dava uma conotação de revolta por parte do responsável ou sindico do prédio comercial, se quiserem cair de uma sacada ou ter o carro esmagado por pedaços de concreto, se é que podemos chamar isso de concreto, segue o link do “empreendimento”:

          http://acsincorporadora.com.br/sp-150-trade

          E durante a visita ao estabelecimento o cara fala:

          “Gostou do local? Olha só, tem até uma sacadinha, dá até p tomar uma breja…”

          A sorte é que vi o recado antes, só olhei p ele de longe e acenei!

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • job 20 de setembro de 2016 at 08:35

    Olha só que engraçada essa propaganda que vi no clicrbs:
    (Fiquem espertos que pode ser a última oportunidade para comprar um imóvel abaixo do preço de mercado antes da retomada da economia, prevista para os próximos meses. #bolaDeCristal)

    “http://zh.clicrbs.com.br/rs/pagina/publipost-ducatisale/
    No momento em que os preços estão superatrativos, evento será realizado para viabilizar o sonho da casa própria

    Poucos momentos foram tão propícios para a compra do novo imóvel quanto o atual. Com a recessão em alta no país, quem pensa em adquirir apartamentos ou salas comerciais tem bons motivos para colocar os planos em prática.

    Tudo isso porque as incorporadoras precisam girar os imóveis lançados e não vendidos nos últimos anos. Além disso, o número de distratos (imóveis que são devolvidos às construtoras) cresceu consideravelmente no período, forçando uma queda nos preços. Consequência disso é uma série de facilidades, além denegociações mais flexíveis àquelas que o segmento costumava propor anos atrás. De acordo com André Oliveira, vice-presidente da imobiliária Ducati, a dica é aproveitar os grandes feirões para barganhar descontos maiores e conseguir outros tipos de facilidades.

    – Pode ser a última oportunidade para comprar um imóvel abaixo do preço de mercado antes da retomada da economia, prevista para os próximos meses – analisa.

    Por isso, com o objetivo de queimar estoques, um grande evento com as principais construtoras vem aí. Nele, os compradores poderão negociar frente a frente com os diretores das empresas e assim garantir as melhores condiçõespara atender as suas necessidades.

    Antecipe-se: para saber em primeira mão, deixe seu cadastro no formulário ao lado e conheça as unidades com os maiores descontos do mercado e das melhores unidades.”

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • ravoc 20 de setembro de 2016 at 08:55

      É engraçado que eles veem a retomada da economia em breve, no máximo 2017
      Porém, querem vender tudo este ano! Por preços “abaixo do mercado”…
      Só bananense 666 pra cair num marketing furado desses mesmos

      Os marketeiros piram kkkkkkkkkkkkkk

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Minions 20 de setembro de 2016 at 09:02

      Diretor virou corvo agora?!

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Igor Alves 20 de setembro de 2016 at 09:18

    Oliveira

    ?…..estas implicações legais passariam pafa seu filho? …

    2+

    Não se herda dívidas…no final se houverem mais dívidas do que bens, os herdeiros respondem apenas com os bens deixados pelo seu pai…não há que se falar em desembolsar algo para quitar obrigações feitas por outrem…

    6+
    • avatar
    • Oliveira 20 de setembro de 2016 at 09:53

      Pois é por isso entendo que representa uma grande brecha.
      pois se um empresário mal intencionado, pegar dinheiro público, via BNDS, conseguir na gestão desta empresa, desviar de forma a haver o mínimo de implicações possível, como acordos com fornecedores de confiança e assumir a dívida e a falência da empresa para si, mas os recursos desviados irão nutrir o “sucesso” do filho no futuro, de forma que o Pai devedor poderá usufruir de tudo no nome do filho, mas ninguém poderá fazer nada contra o filho. Fica fácil assim…

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Igor Alves 20 de setembro de 2016 at 09:28

    Acho que por isso bananense é despreocupado, porque a dívida não passa para os herdeiros…kkkkkkkkkkkkkkk

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Louro José 20 de setembro de 2016 at 09:34

      Vai nessa que não passa…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Thiaguinho 20 de setembro de 2016 at 16:27

        A dívida passa pro herdeiro quando? Há um período mínimo? Por exemplo, a empresa quebra, mas no último ano os sócios passaram aos filhos os bens. Entra ou não entra no espólio?
        Já ouvi muita coisa sobre isso, mas sempre cada um fala uma coisa.

        1+
        • avatar
        • joselito 20 de setembro de 2016 at 17:46

          Vamos lá.
          As dívidas são somadas e abatidas do espólio. Não passa pros herdeiros.

          Agora, se você, enquanto vivo, doa para seus filhos, você está, na verdade ,adiantando a “legítima”. Em outras palavras, essa doação “voltará” para o espólio para fins de pagar dívida. Em tese, esse bem doado não era do herdeiro, por isso não seria considerado que a dívida “passou” para ele.

          Outra questão tb diz respeito a holding familiares. Nestes casos não há “herença” propriamente dita e, portanto, a holding responde “até o talo”.

          E claro, em geral qualquer movimento para fraudar credor não é lícito e, assim, o desfazimento do bem (repito, para fraudar o credor) poderá ser anulado e, assim, o “herdeiro” responder pela dívida

          3+
          • avatar
          • Thiaguinho 21 de setembro de 2016 at 12:26

            Entendi Joselito. Na verdade quis dizer nesse sentido que você confirmou, não é que o herdeiro herde a dívida, e sim os bens que são dele agora serão usados para pagar a mesma. Realmente há uma diferença.
            Interessante esse negócio da Hoding. Na empresa que trabalho está acontecendo exatamente isso, estão abrindo uma holding para proteger, mas na minha opinião, que também é a sua, não adianta muita coisa.

            Valeu pela resposta!

            0
  • Louro José 20 de setembro de 2016 at 09:34

    Esta pedra tá cantada aqui desde pelo menos 3 anos.

    8+
    • avatar
    • avatar
  • CarlosL 20 de setembro de 2016 at 10:33

    Precisam de 30% de unidades vendidas apenas para conseguir tocar a obra toda.

    Façam as contas, ou não, do tamanho da bomba….

    5+
    • avatar
  • Melekento 20 de setembro de 2016 at 11:27

    “Mais uma tradicional construtora em Cuiabá poderá ser alvo de buscas e apreensões pela Polícia Federal, por conta de movimentações financeiras suspeitas.

    Em junho passado, a PF deflagrou a 11º fase da Operação Ararath, que teve como alvo a construtora São Benedito. A suspeita é que possa ter ocorrido lavagem de dinheiro por intermédio da aquisição de imóveis em nome de terceiros, com recursos originários de corrupção.

    Desta vez, além de suspeitas de movimentações nesse sentido, supostas transações feitas por essa outra construtora, junto à Assembleia Legislativa, também estariam no alvo das investigações.”

    http://midianews.com.br/fogo-amigo/movimentacoes/275357.

    3+
    • avatar
  • Melekento 20 de setembro de 2016 at 11:30

    Comento: Tem um predio inteiro, todos os 27 andares, sem nenhum morador, enfrente ao Shopping Pantanal.
    Isso ja faz uns 3 a 4 anos, entregaram e nenhum morador.
    Por que os moradores nao entram no predio e assumem o patrimonio? mais de 70% vendidos.
    Explico: por que os moradores proprietarios, corruptos de Cuaba-MT, compraram os apartamentos e disseram para o proprietario que pagariam o que ele queria, so que, iriam entrar, vender, usufruir dos apartamentos, somente depois que a poeira da robalheira que fizeram abaixa. Contudo nao abaixo e estao sendo investigados e alguns ate preso.
    Abs.

    7+
    • avatar
    • Pantaneiro_cba 20 de setembro de 2016 at 18:01

      Aquele Prédio todo é do ex-dono do terreno, ou é o Piran ou é o Milan, não sei ao certo.

      0
  • CA 20 de setembro de 2016 at 11:36

    Prêmio Nobel de Economia ou criar um novo Oscar por uma comédia insuperável e incomparável?

    No passado, parte dos nossos colegas da ala soft defendiam a “tese” de que a SPE (Sociedade de Propósito Específico) garantiria que nenhuma construtora iria quebrar e que nenhum comprador de imóveis “ia ficar na mão”. Esta “tese” já nascia furada, porque naquela época já tínhamos tido várias quebras de construtoras que ocorreram depois da implantação do SPE. Uma variação desta “tese”, dizia que esta situação não aconteceria com empresas de capital aberto e/ou grandes construtoras. Já caiu por terra também esta tese, como o tópico de hoje demonstra. O SPE, a bem da verdade, sequer traz qualquer garantia adicional para os compradores de imóveis na planta, que seria sua finalidade de uso no caso de imóveis residenciais e comerciais, foi só outra forma de passar uma PSEUDO segurança. Explico: as construtoras contratam empresas terceirizadas LARANJAS, repassam um montante para elas em troca de notas de serviços dizendo que aqueles terceiros fizeram algo para o empreendimento da SPE “X”. Com este dinheiro recebido, as empresas LARANJAS podem ter realizado serviços em outro empreendimento, do SPE “Y”, ou simplesmente não ter prestado nenhum serviço, ficar com um pequeno percentual do valor repassado a título de comissão e desviar o restante para quem quer que seja. Em outras palavras, a SPE em si é extremamente fácil de ser burlada e por isto, não agrega nenhuma segurança adicional para compradores, AO CONTRÁRIO do que o segmento imobiliário sempre tentou iludir as pessoas e daquilo que a galera soft acreditou.

    Outro mito, muito engraçado por sinal, também defendido pela galera soft: “ter estoque é bom, você pode vender o estoque tendo lucro sem o custo de estar fazendo novas construções”. Contraria tudo que diz respeito as melhores práticas adotadas pelas empresas, teses de décadas vão para o buraco frente a mais esta “brilhante” teoria da ala soft. É tão sem sentido, que dá até “preguiça” de contra-argumentar, mas vamos lá: o estoque pesa no custo de qualquer jeito, a construtora tem que pagar IPTU, manutenção, condomínio pelo estoque de imóveis já prontos, no passado a construtora já gastou milhões para construir aqueles empreendimentos e gerou dívidas igualmente milionárias junto aos bancos, a cada mês que passa sem vender o estoque, mais juros referentes a estas dívidas terão que ser pagos sem as receitas correspondentes. Estes e muitos outros são parte do mecanismo pelos quais os super-estoques com vendas mínimas, estão levando as construtoras a quebrarem. Vejam o caso da Viver que consta no tópico e teve recuperação judicial solicitada em um momento em que estão com estoque equivalente a 6 anos de vendas (apesar de terem ficado ANOS sem lançar!), ou o caso da PDG, que está em reestruturação de dívidas e para a qual já temos empresa pedindo a falência dela, onde a PDG tem estoque equivalente a 9 anos de vendas. Se fosse bom ter estoque, toda empresa ia trabalhar para ter estoque e não o contrário. No mundo REAL, longe da softlandia, as empresas fazem o máximo possível para reduzirem seus estoques.

    Tem muito mais do que consta acima, como teorias de que imóveis não são “tomates”, por isto não estragariam tão rápido e podem demorar uma eternidade para verem os preços baixarem (o que significa que não existiu nem poderia existir nenhuma explosão de bolha imobiliária que poderia ser mais rápida do que outras no Mundo todo, apesar das evidências em contrário?), teorias de que os distratos não tem importância e não geram problemas porque sempre seriam revendidos muito acima do preço (apesar de uma infinidade de evidências que provam exatamente o contrário há muitos anos, inclusive na época que esta teoria “jenial” – sic – foi lançada), teoria de que se o pessoal do FIPE Zap criou e mantém um índice, pelo “renome” de seus fundadores e por ter toda a repercussão que tem automaticamente seria algo confiável (“esquecendo” dos interesses particulares dos criadores que faturam com dinheiro vindo do segmento imobiliário), teoria de que se temos centenas de milhares de imóveis já parados e sem uso, muitos deles porque os donos não conseguem nem manter, isto já provava que super-estoque de imóveis não causaria queda de preços (apesar disto existir em todo lugar do Mundo que já teve explosão de bolha imobiliária e sempre ter ocorrido redução de preços independente disto, aliás no Brasil mesmo já tinha quedas de preços comprovadas na época da teoria, independente da mesma), teoria de que nunca haveria escassez do crédito imobiliário barato (que durou até pelo menos 1 mês antes de despencar), teoria que o desemprego e a crise não seriam tão graves (defendida a unhas e dentes até 2014), que o Governo poderia cobrir tudo porque o dinheiro dele era praticamente “infinito” (era só aumentar impostos ou imprimir dinheiro para cobrir qualquer rombo, de tempos em tempos resgatam esta teoria, apesar da profundidade e impactos da crise fiscal do governo e suas consequências visíveis), teoria de que vamos ter uma enxurrada de dinheiro vindo do Exterior agora que o Temer assumiu (Tsumoney inventado pela Empiricus para pescar sardinhas, algo que nunca aconteceu no Mundo antes para um país em situação similar a do Brasil), etc, etc., etc…

    De onde saiu tanta criatividade para gerarem um volume tão elevado de teorias brilhantes como as que constam acima? Temos no mínimo umas 10 teses para concorrer com as teorias do Amorinha disputando um prêmio Nobel de economia. Contrariam o bom-senso, contrariam os fatos e dados mais básicos e sempre aparecem novas teorias fantásticas como estas. O meu parabéns a este pessoal, tão criativo e engraçado, que alegra nossos dias com estas teorias mirabolantes, vocês são de fato, muito divertidos e na impossibilidade de um prêmio nobel de economia, que tal um Oscar como melhor comédia do ano?

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Minions 20 de setembro de 2016 at 12:17

      CA, como “mea culpa”, há uns 4 anos fazia parte da ala soft. Acho que, por questões culturais, o bananense é sempre otimista, mesmo quando atolado na G.O.M.E. Em geral, o bananense acredita que nunca vai perder emprego, ficar doente (não precisa de plano de saúde), causar um acidente (ingere bebida alcólica e dirige, passa no sinal vermelho, corre demais, …), que trocando o presidente a economia vai milagrosamente melhorar, …
      E quando o motumbo apresenta seu instrumento de trabalho pro sujeito?! Aí que ele tenta inventar as maiores “jenialidades” pra tentar fugir dele.
      Eu não consegui converter parente próximo e percebi que, na verdade, não adianta tentar. “Sorrie e acene”!
      E, independentemente dos corvos, iludidos do mercado ou sujeitos com medo do motumbo, os efeitos estão aí e o mercado imobiliário travou. Quero viver muito tempo de juros e estou disposto a cada 30 meses procurar um novo, melhor e mais barato, lugar para morar. Se vai cair 30%, 50% ou 70%, QUE SE EXPLODA! E se alguém espera que o mercado volte à insanidade que foi anos atrás, me diga: pra quem vão vender!?

      9+
      • avatar
      • avatar
      • CarlosL 20 de setembro de 2016 at 12:32

        Voltará quando e se as pessoas se esquecerem……

        Porém algo me diz que o trauma será do tipo Collor, além de perdurar a geração atual e mais uma…….

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 20 de setembro de 2016 at 12:45

          VIVER será bombinha “traque” perto da PDG e o Collor foi escoteiro perto dos governos Lulla/Dilmanta.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Oliveira 20 de setembro de 2016 at 11:39

    Nubank, boas novas #SQN, Aumento de TAXA do rotativo para 13,75%.

    “… Desde o lançamento do Nubank, em 2014, o cenário econômico no Brasil mudou bastante: a taxa de juros básica do país aumentou significativamente, o que impacta diretamente o custo que temos para manter o nosso negócio. Ao longo desse período, absorvemos este aumento de custo, continuamos a oferecer taxas de juros bem baixas e serviços com a mesma qualidade.

    De lá para cá, também conquistamos muitos clientes. Todos os dias milhares de pessoas nos procuram para pedir novos produtos, ter um limite de crédito maior ou mesmo para serem liberados da lista de espera para poder viver a experiência Nu.

    Para darmos os próximos passos nessa direção, e garantirmos a sustentabilidade do nosso negócio, foi vital reajustarmos a nossa taxa de juros do rotativo. Por isso, decidimos enviar este email e te avisar de maneira transparente e com antecedência a mudança que estamos realizando, da mesma forma que gostaríamos de ser avisados.

    Sendo assim, caso você opte por não pagar o valor total da sua fatura, será cobrada uma taxa de juros de 13.75% ao mês sobre o valor financiado. Isso ainda não vale para sua fatura atual e somente entrará em vigor a partir do fechamento da próxima fatura. Em outras palavras, essa mudança acontecerá apenas no próximo mês. Assim, você tem pelo menos 30 dias para se planejar com a mudança! …”

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Louro José 20 de setembro de 2016 at 12:53

      Isso só comprova que não adianta reduzir juros na martelada. Se todo o mercado cobra juros de 15% ao mês, é porque esta é a taxa de equilíbrio.

      Quer melhorar isso? Aumente a concorrência pra que os empreendedores inovem e provoquem redução de taxas, retirando os menos eficientes do mercado.

      14+
      • avatar
      • avatar
    • John Horse 20 de setembro de 2016 at 14:17

      Pelo menos nao escreveram “apenas 13.75%”.

      5+
      • avatar
      • avatar
    • gmlinux 20 de setembro de 2016 at 20:53

      Esta taxa é am, não aa, ou realmente poderia dizer apenas…

      2+
  • Gute 20 de setembro de 2016 at 12:05

    http://outletimobiliario.com/

    Descontos reais? Não sei. Os tempos mudaram!

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 20 de setembro de 2016 at 12:09

      Quem tem dinheiro não quer tijolo.

      11+
      • avatar
      • avatar
    • Hunter 20 de setembro de 2016 at 12:20

      Os daqui do Rio Grande do Norte são todos na promoção “metade do dobro”, mais uma caô.

      3+
      • avatar
      • avatar
  • Jose Ferreira 20 de setembro de 2016 at 12:11

    off topic: Estou pensando em comprar 50k em LCA ou LCI. Na easynvest estão vendendo LCA do Banco Original a 93% da CDI com prazo de 283 dias e do ABC Brasil a 91% de 365 dias. Não preciso da grana no medio prazo. Voces acham que vale a pena? Há mesmo garantia do FGC? Pergunto isso pois um professor meu havia me dito alguns anos atras que algumas corretoras andavam vendendo papeis que não eram LCI ou LCA com esse nome para induzir ao erro. Será q easynvest faria isso?

    2+
    • avatar
    • SampaBoy 20 de setembro de 2016 at 13:09

      Parece bom, chequei agora a XPI não tem nenhuma LCA que chega a 93% , no maximo 92 (Banco Fibra)

      2+
      • avatar
    • SampaBoy 20 de setembro de 2016 at 13:13

      Porem tem LCI do Banco Fibra batendo 96% pra 3 anos….(porem Banco fibra é B- , e original é BBB+ de rating)

      2+
      • avatar
    • Avestruz que te seduz 20 de setembro de 2016 at 14:24

      Daycoval está com LCA de 6 meses a 93% e LCI de 100 dias a 91,5%
      Sofisa está com LCA de 11 meses a 93%, e com LCI de 2 anos a 95%.

      5+
      • avatar
      • MINEIRO SPY 20 de setembro de 2016 at 14:36

        Sugiro olhar a RICO e ORAMA, que trazem boas opções.

        3+
        • avatar
      • obrahma 20 de setembro de 2016 at 15:00

        A RICO estava distribuindo LCA do FIBRA a 94.00% CDI no prazo de 225 Dias(mas acredito que o Daycoval é bem mais sólido do que o FIBRA).

        3+
        • avatar
  • Alemon Fritz 20 de setembro de 2016 at 12:44

    vislumbrem isso !!

    A Ademi-Ba) informou ontem que, entre a sexta-feira e o sábado, 87 unidades residenciais foram vendidas no feirão de imóveis organizado pela entidade,
    é o maior feirão de imóveis de Salvador e este ano contou com a participação de 38 empresas que colocaram 3,5 mil imóveis à venda !!!! (estoque pra 4anos)…
    O salão, que tem caráter anual, não foi realizado em 2015 …….. kkkk
    Esses fatores levaram a entidade a classificar o feirão deste ano como o marco da retomada do setor imobiliário na capital baiana. ….. kkkkkkkk

    http://www.correio24horas.com.br/single-economia/noticia/feirao-imobiliario-da-ademi-ba-movimenta-r-44-mi-em-2-dias/?cHash=9cdf620fcbb0f2b3a7c3ef5ea62ba741

    6+
    • avatar
    • gmlinux 20 de setembro de 2016 at 20:59

      Número expressivo, se verdadeiro, estão pedalando ou operando milagre

      2+
  • Alemon Fritz 20 de setembro de 2016 at 12:55

    Construção civil terá retomada mais lenta
    Nível de estoques e insegurança do consumidor devem prejudicar crescimento do setor
    http://www.paraibatotal.com.br/noticias/2016/09/19/89095-construcao-civil-tera-retomada-mais-lenta
    haverá crescimento no setor de rolos imobiliários e parcelinhas inchadas, ardam

    2+
  • Lucas 20 de setembro de 2016 at 13:10

    DENUNCIA
    construtora VIVER E O PT
    TUDO A VER
    eu sei que vcs não gostam de falar de POLÍTICA aqui, mas vcs precisam entender, as coisas são ligadaS
    ouve essa CA

    essa construtora deveria ter falido em 2014, mas graças a uma “jogada” envolvendo Dilma Roussef , Fernando Haddad e o MTST,
    conseguiram EMPURRAR o nabo pra frente
    CAIU o PT, caiu a VIVER

    linkS:
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/06/1467499-governo-vai-subsidiar-2000-moradias-na-invasao-copa-do-povo-diz-sem-teto.shtml
    ….veja. abril.com.br/brasil/integrantes-do-mtst-deixam-area-da-invasao-da-copa-do-povo-em-itaquera/

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 20 de setembro de 2016 at 13:15

      Eu bem que já disse aqui diversas vezes que se cavar um pouquinho os primórdios da origem da aberração populista indexadora chamado MCMV, surge mais um escândalo…..

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 20 de setembro de 2016 at 13:21

      “A desocupação havia sido acertada depois da assinatura, neste mês, de um termo de compromisso entre MTST), as três esferas de governo e a construtora Viver, dona do espaço. A Caixa Federal, o governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo se comprometeram a cadastrar os ocupantes e construir prédios de moradia para eles”

      10+
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 20 de setembro de 2016 at 13:26

      Governo do PT, Dilma Roussef em consórcio com o prefeito Fernando Haddad do PT vai subsidiar 2.000 moradias na invasao copa-do-povo do MTST, a ser construído pela VIVER em seu terreno “invadido”

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 20 de setembro de 2016 at 13:32

        Eita vermelhinhos que só fizeram [email protected]
        Ardam todos !!!!

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Oliveira 20 de setembro de 2016 at 16:30

      Principalmente quando é enviesa e qualquer argumento contrário é rechaçado com sucessivos ad-hominem(s).

      2+
  • From_The_Tower 20 de setembro de 2016 at 13:34

    CVR
    Renegociando o aluguel dos tijolos.
    MAndei proposta para manter o patamar desse ano.
    Veremos a resposta.

    P.S. Pago o aluguel dos tijolos só com meia casa de praia que vendi. kkkkk
    Avoa TD ! Avoa DI ! Avoa Selic ! Avoa TR !!!
    0,30% a.m MODE ON

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • obrahma 20 de setembro de 2016 at 14:11

      O meu(que previa a correção do IGPM) eu consegui eliminar o reajuste(que representaria +11,5%) e ainda consegui uma redução de 10%.
      Mas o proprietário não topou renovar por 1 ano nesse patamar(fizemos um aditivo de +5 meses).

      De qualquer forma, já me dou por satisfeito por mais 5 meses.

      PMJ

      5+
      • avatar
  • Jacob 20 de setembro de 2016 at 13:43

    Bolhistas

    Quem aqui tem experiencia em comprar carro em leilao? Tenho percebido que os carros estao ficando mais novos e melhores, tem aparecido algumas oportunidades tentadoras. Mas como nao tenho know-how, tenho medo de me estrepar.
    Quem tem boas dicas?

    7+
    • avatar
    • Manoel Joaquim 20 de setembro de 2016 at 14:15

      Quando eu morava em Campinas eu fui duas vezes nesses leilões de carro. Em ambas o preço de venda, principalmente dos carros mais novos, eram muito próximos à tabela FIPE. Lembro que estava de olho em um Cruze que, de tabela, era R$ 43.000. No leilão saiu por R$ 39.000. Sem contar que não podia olhar o carro por dentro ou dar partida.

      6+
      • avatar
    • Melekento 20 de setembro de 2016 at 14:17

      Boa tarde Jacob!
      Seguinte, sou advogado e tenho experiencia no ramo, primeiramente vc precisa ver se e judicial ou extrajudicial o leilao.
      Se Judicial, verificar o processo num todo, pois pode haver embargos e trancar tudo, sendo que, ai vai causar um tumulto processual e tempo para liberacao dos documentos etc.
      Se for extrajudicial, as partes estao vendendo no leilao em comum acordo, sendo que, aparentemente parece mais celere, contudo tem a questao burocratica da documentacao.
      Importantissimo contratacao de um profissional (advogado de sua confianca) para a analise previa e/ou pos, pois certamente alguma situacao complicada vai surgir.
      O bem que esta sendo levado a leilao algum enrosco possui. Contudo e passivel de desenrolo, leva-se um tempo, todavia se consegue sim.
      Temos novas legislacoes que estao dando celeridade e acabando um pouco com a burocracia.
      Abs.

      5+
      • avatar
      • Jacob 20 de setembro de 2016 at 14:22

        Obrigado, Melekento

        Sao leiloes do santander que tem a cada 15 dias. Acredito que sejam veiculos retomados de quem nao pagou o financiamento. Como entregaram para pagar a divida (ou abater, nao vou entrar no merito), parto do principio que sao extra judiciais, correto?

        3+
        • avatar
        • joselito 20 de setembro de 2016 at 14:46

          Informação relevante que precisa saber é a equipe que faz o leilão.
          Como muito dos leilões aliena-se “o carro que está ai”, quando o mesmo está no pátio ele é depenado (as vezes com profissionalismo tal que você, se for amador, não saberá o que foi retirado/alterado/trocado).
          No Satander não sei, mas sei que no caso de leilões de algumas empresas e/ou entidades da Adm Pub., as ‘oportunidades” já estão todas “fichadas” para o pessoal “do esquema”. Em outras palavras, los lotes X Y Z já são de antemão sabidos de terem itens de qualidade por preço baixo e, assim, povo “do esquema” já precificou. Dos fumo eles correm.

          7+
          • avatar
          • avatar
        • Melekento 20 de setembro de 2016 at 15:42

          As vezes nao foi entregue espontaneamente, e sim via processo de busca e apreensao.
          Verificar isso antes.
          Abs.

          5+
          • avatar
          • avatar
  • Lucas 20 de setembro de 2016 at 13:50

    RELEMBRANDO
    3 MESES ATRÁS O QUE EU ESCREVI

    “Lucas 11 de maio de 2016 at 20:50
    a grande verdade é que o mercado, a mídia e o PT não querem admitir a crise muito menos o estouro da bolha

    o estouro da bolha foi abafado pelo PT em conluio com construtoras e os idiotas úteis, investidores e corvos

    Tão logo ocorra o impedimento, caindo a caneta dos vermelhos a impressa se verá livre para publica a real situação do BR
    veremos esquelestos saltando dos armários da Caixa, BNDEs PTROBRÁS.

    Só espero que o Temer / Meireles não continuem esse jogo od faz-de-conta, quanto mais se postergar a solução mais longe irá e maior será a crise.

    Se querem saber minha opinião, 2017 é uma estimativa conservadora, se vcs fizerem as contas considerando a real situação tão bem demonstrada pelo CA e fizerem um simples calculo de estoque real x demanda real, não vejo como a coisa se equilibrar antes de 2019. Inclusive podemos entrar numa situaçao à espanhola com queda de preços se arrastando desde 2005 (10 anos) ou até japonesa, 30 anos, desde os anos 80 preço de imóvel lá só cai. Nos comparar com EUA, suiça, londres, Monaco é píada de mal gosto.

    50+”

    REPAREM, na questão hídrica que eu cutuquei ontem, os esquerdinhas se defendem em conjunto nas suas teses esquerdistas, imóveis, crise hídirca, etc, estão todos juntos sempre.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 20 de setembro de 2016 at 14:50

      A crise hídrica foi Real, meu caro. ESTOU esquerdista militante do PSDB-PCC ? Percebo entrelinhas uma certa euforia em defender o desgoverno estadual, que em 22 anos de roubalheira quase está acabando com a hegemonia Paulista.

      Em suma, para a sua informação, uma das maneiras que o governo do PSDB-PCC encontrou para calar o IAG-USP (Sim, sou ex-USPIANO e conheço todos o pessoal) foi nomear um dos professores mais ilustres do IAG-USP ,que já criticava há mais de 10 anos esse governo ladrão e alertava sobre a crise hídrica e falta de investimentos, para o cargo-mor da SABE SP!

      Enfim, o que esperar do bostileiro médio, que agora acha que os esquerdistas do PSDB-PCC vem para salvar o Brasil? Ignorância é geral e transcende o mercado imobiliário…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 20 de setembro de 2016 at 15:24

        sao so fatos
        http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,cantareira-volta-a-nivel-anterior-a-crise,10000075130

        Não defendo partido nenhum, defendo o povo Paulista da desmoralização esquerdista.

        Vc é tão canalha que me acusa de eu dizer algo que eu nunca disse, falei que era algo passageiro, e foi exato o que aconteceu, já voltamos ao normal se vc não viu o link, vc do Iag tem a obrigação de saber disto, tem a obrigação de saber fazer calculos estocásticos, mas vc não presta, essa história de psdb-pcc outra loucura nunca a PM foi tão atacada pelos esquerdistas, vcs são completos canalhas tenho nojo de vcs, esquerdistas malditos. Recebam essa crise otários.

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • bolha real 20 de setembro de 2016 at 19:56

        Não sei se irá salvar, mas Qualquer imbecil faz um governo melhor que um de esquerda. A esquerda é injusta!!!

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • gmlinux 20 de setembro de 2016 at 21:12

          Não curto a esquerda, mas o que é justo? e para quem é justo?

          2+
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 20 de setembro de 2016 at 14:54

    Digo: percebi um tom de esquerdista militante do PSDB-PCC nesse post, ao defender o indefensável.

    8+
    • avatar
  • Festa_no_Ap 20 de setembro de 2016 at 15:01

    A estiagem, fotos e videos do sistema Cantareira secando dia após dia e o Alckmin na imprensa toda hora dando entrevista sobre o problema era tudo um plano sujo do PT.

    #sqn

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 20 de setembro de 2016 at 15:32

    a Galera pira:
    “Comprar imóvel na planta virou coisa de maluco?”
    O cenário atual não é dos mais fáceis para as construtoras e incorporadoras no Brasil

    “quando vc compra na planta não está comprando nada”

    http://www.infomoney.com.br/onde-investir/renda-fixa/noticia/5556467/comprar-imovel-planta-virou-coisa-maluco-especialistas-respondem

    vamo bora comprar os prontos, 3 prontos, pra investir … hehehe

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Minions 20 de setembro de 2016 at 15:36

      Pior que nada! Quando se compra na planta, assume-se a obrigação de pagar por um “sonho” que pode se tornar um pesadelo.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • wing 20 de setembro de 2016 at 17:55

      Deixa que eu respondo: sim! Sempre foi.

      4+
  • Festa_no_Ap 20 de setembro de 2016 at 15:48

    Lucas

    sao so fatos
    http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,cantareira-volta-a-nivel-anterior-a-crise,10000075130

    Não defendo partido nenhum, defendo o povo Paulista da desmoralização esquerdista.

    Vc é tão canalha que me acusa de eu dizer algo que eu nunca disse, falei que era algo passageiro, e foi exato o que aconteceu, já voltamos ao normal se vc não viu o link, vc do Iag tem a obrigação de saber disto, tem a obrigação de saber fazer calculos estocásticos, mas vc não presta, essa história de psdb-pcc outra loucura nunca a PM foi tão atacada pelos esquerdistas, vcs são completos canalhas tenho nojo de vcs, esquerdistas malditos. Recebam essa crise otários.

    2+

    O Brasil era um país sem corrupção antes do governo Lula.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 20 de setembro de 2016 at 16:09

      Em alguns pontos tenho de concordar…..

      Houve sim descaso ao longo dos anos com varias obras necessárias da Sabesp e a situação chegou a um nível muito perigoso, que só foi contornado pela natureza….
      O exército chegou a fazer simulações em estações de abastecimento, advinhe o porquê e existe provas disso…

      E na real, o problema existe e ainda permanece pois que eu saiba o nível não voltou para 99% …

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 20 de setembro de 2016 at 20:49

        cada merda que vcs falam
        exército fazendo simulação em estações
        kkkkk
        chola mais esquerdalha e seus idiotas úteis

        tudo o que falei. PROVEI!

        6+
        • avatar
    • bolha real 20 de setembro de 2016 at 19:59

      O lula elevou a corrupção a patamares do continente africano!!

      A esquerda não defende a distribuição de renda? Então pq existem esquerdistas cheio da grana? Não deveriam dividir o bolo com os pobres? Já sei, defendem distribuir o dinheiro dos outros e não o deles!

      5+
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 20 de setembro de 2016 at 20:51

        eles mudam de assunto pra ganahr a discussão

        estou falando da crise hídrica que o povo de SP venceu, com investimentos, com planejamento com otimização da distribuição de água

        mas eles tem raiva de quem é competente
        eu to poco me fudendo pro partido do governador, não foi ele sozinho que fez SP, nem nos fizemos em 10 anos, mas o PT sim em 13 anos destruiu o país

        8+
        • avatar
  • Zé do Brejo 20 de setembro de 2016 at 16:38

    Galera fica trocando farpas entre ideologias esquerda x direita enquanto o nosso verdadeiro problema se chama Brasilia.
    Lewandowski fez o favor de esfregar na nossa cara que vivemos numa terra sem lei.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 20 de setembro de 2016 at 16:39
    • Lucas 20 de setembro de 2016 at 20:54

      ideologia é o ultimo refugio do canalha

      mas devemos sim observar que a esquerdalha é um time organizado que joga em conjunto uma quadilha envolvendo sindicatos, politicos, mídia comprada, estudantes, professores, estudos falsos, notícias falsas.

      Estão todos indo pra merda, desmoralizados, pena que nesse meio tempo tapearam até mesmo alguns da direita que ficam quenem papagaio repetindo crise hídrica, e não leem o link que mandei, não dão 1 unico argumento, repetem feito zumbis o que lhes ensinaram a falar

      4+
      • Lucas 20 de setembro de 2016 at 20:55

        e no caso da bolha imob
        a quadrilha envolveu as construtoras e os bancos

        5+
        • avatar
  • thiaggoo 20 de setembro de 2016 at 16:52

    CVR

    7 dias atrás…
    Funcionário público, meu amigo:
    Chega no trabalho triste, cabisbaixo, sem dar um bom dia…
    -Perguntei – O que houve?
    “Vou ser pai de novo.”
    -Eu: Parabéns amigo, levanta a cabeça, você foi abençoado e tá assim?
    “É que a mulher esqueceu de tomar a pílula, foi sem planejar, comecei a pagar o financiamento do meu apartamento agora, estamos sem nos divertir há alguns meses. Acho que vou ter que vender! E logo agora que eu tava querendo fazer um financiamento pra trocar de carro”.

    Hoje:
    Mesmo amigo chega no trabalho todo saltitante:
    – Perguntei: O que houve?
    “Troquei o carro! A concessionária pegou meu Ford Ka por 12 mil, troquei num HB20 de 46mil pra pagar em 5 anos”.

    Percepções diferentes, motumbo de todos os lados.

    42+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 20 de setembro de 2016 at 18:37

      Devolve o carro e manda a esposa “esquecida” fazer um aborto e tudo resolvido.

      E antes que os “conservadores” de plantão encham o saco, prefiro isto a ter mais uma criança indesejada no mundo que tem toda as condições para virar um criminoso ou pior: um eleitor do PT.

      10+
      • avatar
      • bolha real 20 de setembro de 2016 at 20:00

        Melhor qualquer coisa que um eleitor do PT

        7+
        • avatar
  • Gawaiin 20 de setembro de 2016 at 17:03

    Prezados,
    Primeiro post após praticamente um ano de ler diariamente este post.
    Gostaria que se possível, os senhores comentassem o seguinte artigo.
    https://ricardotrevisan.com/2016/09/14/por-que-nao-ha-bolha-imobiliaria-no-brasil/
    Achei o mesmo muito superficial e pobre em argumentos, mas trago-o aqui para vossa apreciação.
    Abraços

    6+
    • Gawaiin 20 de setembro de 2016 at 17:04

      Onde esta escrito “… diariamente este post.” leia-se “… diariamente este Blog.”

      1+
    • Zé do Brejo 20 de setembro de 2016 at 17:19

      Concordo com você, superficial, pobre em argumentos e sem propósito.
      A renda média do TRABALHADOR é muito alta, logo faz todo sentido os preços praticados atualmente.
      Se não há bolha, não há crise, não há problemas, então tá tudo certo. Não há com que se preocupar.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • JJJ_brasilia 20 de setembro de 2016 at 17:51

      Mesmo papo de sempre, déficit habitacional, aumento de renda, estórias pra boi dormir.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • Gawaiin 20 de setembro de 2016 at 17:52

        Mas e o gráfico?

        3+
        • Gawaiin 20 de setembro de 2016 at 17:54

          De que maneira esse gráfico pode ser desconstruído? Não só pelo óbvio, mas de que maneira poderia usar a própria retórica do autor contra ele?

          3+
  • Melekento 20 de setembro de 2016 at 17:03

    Caros Boa Tarde!
    Gostaria de passar a vcs, minha experiencia pessoal do que esta acontecendo no Brasil com relacao a recuperacao judicial. Sou advogado e alguns de meus clientes sao multinacionais do ramo agropecuario de inumeros seguimentos agricola e de gado (sementes, pasto, agroquimico, credito etc).
    Sou do centro-oeste (Cuiaba) e advogo no Brasil todo, em varios processos, dentre eles a Recuperacao Judicial.
    No agronegocio a crise bateu com a pedalada do Dona Dilma, sendo que, o dolar de R$2 passou para R$4 em pouco tempo, o que prejudicou em muito as empresas do Agro, ja que o produtos agricolas sao vendidos em dolar pelas Multis, ou seja, as AgroBrasileiras compraram a R$2 e venceram as contas a R$4. Sendo que, em 2015 inumeras gigantes do agroBrasil distribuiram as RJs, nao sendo diferente em 2016 (mais que dobrou).
    A Recupracao Judicial e um mecanismo que foi criado para atrapalhar a recuperacao de credito (execucao forcada), sendo que, paralisa todas as cobrancas em 180 dias uteis, ou seja, ela fica suspensa. Fora os demais artigos que sao super protecionistas com a finalidade de salvar a empresa da falencia.
    Desta forma, levando-se ao cenario da construcao civil, sendo que, esta gigando “ViVer” requereu a RJ, no 2o semestre de 2016 , o reflexo de venda de seus ativos (casas, apartamentos, terrenos etc) somente vao acontecer daqui uns 1 ano e meio, no minimo, e se nao houver como ela continuar, ai sim, Falencia.
    Neste intervalo muita coisa vai acontecer. Todavia, vai comecar a ser vendidos via leilao judicial inumeros bens para pagamento da massa falida. FIQUEM DE OLHO!!!!!
    ABS.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 20 de setembro de 2016 at 17:49

      Melekento,

      Ótima a sua contribuição, mas sobre a quebradeira de empresas que lidam com dólar, elas falharam na gestão, quem mexe com câmbio tem que fazer hedge, proteção, cambial, a Sadia quebrou se alavancando em dólar, é um mercado perigoso, quem não se protege quebra mesmo.

      4+
      • joselito 20 de setembro de 2016 at 18:00

        Quando uma fábrica de salsicha coloca 75% do capital em rendimento financeiro, algo esta incorreto, rsrsrs

        3+
      • Melekento 20 de setembro de 2016 at 18:12

        Sim, falta de gestao e profissionalismo.
        Existem inumeras empresas do Agro aqui do MT que crescreram muito nos 30 anos, contudo nao se profissionalizaram, os gestores sao os mesmos (empresa familiar), sendo que, numa canetada so (emprestimo em dolar), dobraram o endividamento.
        Segue exemplos da Grupo Bom Jesus e Pupin.
        A primeira a RJ e demais de 3bilhoes a segunda e mais de 1bilhoes.
        Seus gestores sao figuras emblematicas, trabalhadoras, visionarias, plantam somandos as duas mais de 350mil hectares de terra (soja, milho e algodao), um ja foi o rei do algodao (revista exame). Todavia umas mulas em gestao e profissionalismo.
        Numas empresas deste porte, tinha que ter um CEO de primeira linha debaixo do braco e uma banca de advogados tops.
        Contudo nao e isso que acontece. Nao sei se vao sair da RJ, so sei que o trabalho de anos e anos perderam numa pedalada do PT sendo que mais que dobraram suas dividas.
        Obs. Tem muito patrimonio – Imovel. hahahahhahahahah
        Abs a todos.

        7+
        • avatar
        • avatar
    • CA 20 de setembro de 2016 at 19:24

      Melekento,

      Sim, os credores serão MAIS UMA VEZ, muito prejudicados.

      A questão da Recuperação Judicial para construtoras envolvidas no GOLPE das vendas FALSAS na planta, é um “pouquinho” mais complicada do que aquilo que consta acima:

      A Viver possui estoque de imóveis equivalente a aproximadamente 6 ANOS de vendas. O que ela PODERIA fazer? Vender estes imóveis durante a construção, gerando caixa que ajude a subsidiar a continuidade das construções e depois ajudando a pagar as dívidas. Por que isto não é viável?

      A Viver não consegue vender os imóveis pelos preços pedidos. Por que ela não reduz os preços radicalmente para conseguir vender? Porque o volume de distratos no ato da entrega dos imóveis iria aumentar mais ainda: aqueles que compraram mais caro na planta, vão desistir do negócio porque estão vendo a construtora vendendo muito mais barato para clientes novos. Com isto, ao invés de reduzir os estoques, eles vão aumentar, gerando cada vez mais uma desproporção entre despesas crescentes (mais estoque) com receitas decrescentes (mais cancelamentos de vendas, as vendas liquidas não crescem).

      Por que então, ela não renegocia com quem comprou na planta, para dar um “desconto” no ato da entrega / financiamento imobiliário, equalizando com novos preços, que estão mais baixos? Ao fazer isto em larga escala, ela seria OBRIGADA a admitir que aquele estoque que ela possui, contando com os imóveis em construção, será insuficiente para pagar um terço da dívida que ela tem, com isto, nenhuma reestruturação de dívida ou recuperação judicial se torna viável. Assim, a Viver prefere tentar ir empurrando com a barriga e FAZENDO DE CONTA que um dia vai conseguir se recuperar, mesmo que ela já saiba faz tempo que nunca vai se recuperar. Enquanto isto, os Executivos podem pelo menos tentar ir procurando um outro emprego…

      O esquema das vendas FALSAS na planta, cria uma situação de “sinuca de bico” para as construtoras que mais se aprofundaram no mesmo: se mantiverem os preços artificiais na íntegra, não vendem quase nada, no entanto, se reduzirem radicalmente os preços só nas vendas novas, os distratos aumentam tanto que podem superar as vendas novas. Por outro lado, se equalizam as vendas antigas, reduzindo muito os preços para compatibilizar com as vendas novas, a REALIDADE dos preços aparece e fica mais do que claro que as dívidas são completamente impagáveis.

      Como as construtoras foram PEDALANDO com esquema acima?

      Aumentando os lançamentos e as vendas FALSAS na planta, com isto, sempre passam a impressão que o estoque paga parte relevante da dívida e que elas não estão quebradas, afinal estão fazendo “vendas” em volume razoável para clientes novos (vendas FALSAS, em que clientes não terão renda para adquirir o crédito imobiliário na entrega). Enquanto isto, vão oferecendo super “descontos” em parte dos imóveis, para gerar algum dinheiro de verdade e ir empurrando com a barriga. Ao longo dos anos, além de gerar super-estoques, faz com que as dívidas se tornem impagáveis.

      Por que a Viver não fez mais o que consta acima? Sua controladora não quis financiar as PEDALADAS, ela sabia que só aumentaria o tamanho do problema.

      Como tudo isto se converte em reduções relevantes de preços?

      Observem as promoções da PDG, com reduções REAIS e RELEVANTES apresentadas em tópicos anteriores. Elas ocorrem porque com o passar do tempo, a construtora precisa cada vez mais de dinheiro de verdade, a esta altura, no caso da PDG, para tentar gerar um mínimo de caixa real para PARECER que um dia vão conseguir pagar suas dívidas. Já estão pedalando com distratos de clientes que não estão pagando, prolongamento de dívidas via reestruturação e diversos outros prejuízos para credores, mas precisam de um mínimo de caixa de verdade para que a REALIDADE não apareça e isto só podem obter com reduções significativas no preço. Já fazem isto desde 2013, quando vimos declarações no ReclameAqui de muitos clientes que tinham comprado na planta e no ato da entrega do imóvel, viram a PDG vendendo mais barato um imóvel pronto no mesmo empreendimento, agora, em virtude da NECESSIDADE, só estão intensificando a redução de preços.

      No caso da Viver, por exemplo, o segmento “médio” no 2T15 teve preço por unidade 38% abaixo do 2T14, no 2T16 neste mesmo segmento, nova queda de 29% se comparado ao 2T15. Não tem “milagre”, a “sinuca de bico” explicada acima OBRIGA fortes e contínuas reduções de preços ao longo do tempo.

      Não são só a Viver e PDG neste esquema, das que já estão SEM FÔLEGO PARA PEDALAR, temos ainda a Tecnisa, Brookfield, Rossi, dentre outras. Algumas ainda tem fôlego para PEDALAR e mantém a mentira, como tem sido o caso de Gafisa, MRV e outras, no entanto, da mesma forma que no inflar ARTIFICIAL dos preços todas puderam lucrar muito, agora todas vão amargurar os prejuízos e estas últimas estão apenas aumentando o tamanho do BURACO onde estão se enfiando, o fim será o mesmo das primeiras…

      Lembrando: o credor que ficar com os imóveis vai ter que vender com grande desconto para fazer caixa, daí entraremos na combinação do subprime 1 com 2…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Fernando 20 de setembro de 2016 at 19:37

        Creio eu que uma empresa em recuperação judicial, ou que já esteja devendo para alguém, principalmente débitos trabalhistas, não conseguiria vender imóvel financiado… nem sei se juridicamente conseguiria vender um imóvel…

        Enfim, é apenas uma crença.

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • gmlinux 20 de setembro de 2016 at 21:24

          Eu chutaria que pode, se tiver caixa para fazer isto antes do repasse para o banco.
          A OI, por exemplo, pediu recuperação para proteger o caixa e manter o operacional.

          2+
      • Lucas 20 de setembro de 2016 at 20:57

        vão levar anos talvez décadas todo o processo de falencia na justiça
        com a nova lei de recuperações, o momento da falencia é quando já levaram até as cadeiras da empresa embora

        por isso disse e repito, recuperação hoje = falencia ontem

        3+
        • avatar
  • Festa_no_Ap 20 de setembro de 2016 at 20:33

    Com esse cenário atual a mais poderosa hoje é a MRV ?

    2+
    • gmlinux 20 de setembro de 2016 at 21:27

      Acho que o CA não colocaria o termo poderosa para a MRV, se bem me lembro, em lgum post antigo ele comentou que ela esta pedalando forte com vendas falsas.

      3+
      • avatar
  • Festa_no_Ap 20 de setembro de 2016 at 21:45

    gmlinux

    Acho que o CA não colocaria o termo poderosa para a MRV, se bem me lembro, em lgum post antigo ele comentou que ela esta pedalando forte com vendas falsas.

    0

    Sim, só o jeito mesmo de falar,

    2+
    • gmlinux 21 de setembro de 2016 at 06:30

      Ops, desculpa meu retardo…

      0
  • Alemon Fritz 20 de setembro de 2016 at 22:06

    topico novo

    1+
  • Festa_no_Ap 21 de setembro de 2016 at 13:46

    Lucas

    eles mudam de assunto pra ganahr a discussão

    estou falando da crise hídrica que o povo de SP venceu, com investimentos, com planejamento com otimização da distribuição de água

    mas eles tem raiva de quem é competente
    eu to poco me fudendo pro partido do governador, não foi ele sozinho que fez SP, nem nos fizemos em 10 anos, mas o PT sim em 13 anos destruiu o país

    5+

    Vai para a imprensa com o seu link e escancare a verdade amigo, o povo precisa saber que não houve crise.

    0