Com aquecimento do mercado imobiliário cresce o número de financiamentos – Band

Você pode gostar...

Comments
  • odorico 10 de dezembro de 2020 at 12:19

    No tópico anterior…
    “”””
    Lord of All 10 de dezembro de 2020 at 11:41
    CVR
    Já ouvi relatos de familiares que gastaram suas reservas financeiras em imóveis/carros nos últimos dias, dizendo que estão sem (ou com pouco) dinheiro.
    Será esse o cenário de 2021?
    “””
    Sim, acho que será o cenário, quem tem reserva está com medo de medidas heterodoxas na economia e com a inflação e vai imobilizar….ou consumir
    Quem não tem reserva, pelo medo, vai alimentar o consumo, inflação e não fará reserva….e fará dívida e financiamento…
    A questão é quando a música parar, se é que vai parar?
    Outro ponto é que dinheiro e dívida indo para imóveis retira de outros setores o que pode impactar a recuperação em longo prazo, como diz o CA, em parte o nosso baixo crescimento econômico se deve ao endividamento de longo prazo que impede “poupança” ou sobra para consumo. Crescemos no passado apenas adiantando crescimento futuro.

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Falido.com 10 de dezembro de 2020 at 13:37

    Hoje morreu Josef safra…um do donos do banco….
    Morreu aos 80 anos depois de muitas lutas e negócios exitosos e outros não tão assim…
    O que acho bem estranho pra não dizer de uma inveja e pequenez arroz é ver aqui e acolá nego meter o pau nele por morrer rico (????)
    Qual o problema em se ter êxito em uma atividade e conseguir com seu trabalho os frutos dele? O banco também não ajudou através de seus financiamentos a sociedade? Existe algum país ou território que consegue sobreviver sem bancos?

    O certo mesmo é estourar todo o dinheiro
    Como o Jorginho Guinle, a família bloco(tv manchete), Chiquinho Scarpa…Eike batista…etc…

    Não entendo o fetiche do brasileiro em estórias de desgraça, falência e escândalos…
    Que Deus o tenha josef…..

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 10 de dezembro de 2020 at 16:43

    Foi mal falido, nada pessoal.

    As vezes eu fico doido com a falta de memória dos brasileiros.

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Falido.com 10 de dezembro de 2020 at 18:55

    Patrão ‘bonzinho’ distribui R$ 6,9 bilhões e faz 74 funcionários milionários

    https://www.otempo.com.br/mundo/patrao-bonzinho-distribui-r-6-9-bilhoes-e-faz-74-funcionarios-milionarios-1.2422937

    11+
    • avatar
  • Lord of All 10 de dezembro de 2020 at 20:26

    Inflação e salário baixo: é melhor Jair se acostumando.

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Jonny Deep Blue 10 de dezembro de 2020 at 22:59

      Pois é….tempos difíceis chegando…e para ser mais bolhudo, só indo morar distante da metrópole, plantar trigo e fabricar o próprio pão…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Murilo 11 de dezembro de 2020 at 05:37

    Lord of All

    Inflação e salário baixo: é melhor Jair se acostumando.

    6+
    • avatar
    • avatar

    Sou servidor do estado do Rio de Janeiro, há anos sem aumento, e se tivermos só pode de 2022 em diante, e agora vem essa inflação mais alta, o que para todos que não terão aumento ano que vem ( se tiverem emprego é claro ) representa uma redução de salário. Isso é o que eu chamo de estagflação. Para piorar o Guedes já disse que o déficit público em 2021 será de 230 bilhões, ou seja, nossa dívida vai passar de 100% do PIB, duvido que isso não pressione o dólar e a inflação. Mas não vou reclamar, pois tem muita gente que já entrou nessa crise sem emprego ou o perdeu, muita gente vai deixar de ganhar o auxílio emergencial e vão ser jogados nesse covil do dragão da inflação.

    https://diariodocomercio.com.br/politica/governo-projeta-deficit-de-r-2336-bi-em-2021/

    https://oglobo.globo.com/economia/divida-do-brasil-passara-de-100-do-pib-em-2020-segunda-maior-entre-emergentes-paises-de-renda-media-1-24691306#:~:text=WASHINGTON%20%2D%20O%20aumento%20de%20gastos,%2C%20divulgadas%20nesta%20quarta%2Dfeira.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 11 de dezembro de 2020 at 07:30

      Inflação não é novidade no BR, é só lembrar os anos 80 e 2014..
      A novidade do Bozo é o Ipca-fake e a selic baixa.

      34+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Loucodf 11 de dezembro de 2020 at 13:14

    Murilo.
    Parabéns pelo seu bom censo.
    Como eu moro em brasília, eu tenho muito contato com empregados e servidores públicos.

    O que eu percebo é que o cara entra dentro de uma bolha que ele só consegue reclamar do governo e não perceber a situação fiscal, a situação das empresas privadas e todo o contexto e ficar grato por estar com o salário em dia.

    Eu tenho uma opinião particular sobre alguns grupos (feminista, direita, esquerda, evangélicos, católicos etc)…
    Muito dessas pessoas que eu conheço (meu ciclo social), entram dentro dessa bolha que falei e não conseguem analisar um contexto mais geral. Muita das vezes pensar na pessoa que vive ao seu lado. Elas votam/pensam em grupo. Eu sempre acho que as coisas tem que ser pensadas pauta a pauta. Por óbvio que algumas convicções da pessoa leva ela mais para um lado ou mais para o outro. Mas creio que tenhamos que ter muito cuidado para não seguir isso como uma seita.

    Esses dias eu estava conversando com minha esposa sobre assunto.

    1. No meu trabalho tem um chefe meu que dizer aquele discurso básico sobre sindicato: “Coisa de vagabundo, tem que acabar com isso”.
    Só que a esposa dele é uma policial (civil), esses dias eu vi ele falando no telefone pra ela ligar no sindicato.
    kkkk.

    2. Na época de pré-vestibular da minha esposa, muitos colegas dela tinham aquele visão de só poder se formar em federal. Muitos entravam para o curso que conseguiam passar e não por vocação ou mercado. Resultado: Hoje tem conhecido nosso com curso de mecatrônica e trabalha na loja do pai.

    3. Conhecido meu trabalhava no BB e aposentou. Meteu o BB no pau por horas extras etc etc. Pegou a rescisão e montou uma empresa… Hoje publica nas redes socias que o Brasil tem muito direito trabalhista.

    4. Conhecido vai na igreja, trai a mulher, não da uma ajuda para uma pessoa da rua,não faz uma boa caridade.

    São exemplos bobos, até certo ponto questionáveis, mas se cada um de nós pensar nessas coisas ao nosso redor, nós vamos ver muito disso aí.

    As vezes fico pensando naquele filme: “O poço”… O quanto será que nós fazemos depende de onde nós caímos?

    Enfim, papo meio viagem.
    Mas é isso.

    Bom fds a todos.

    52+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 11 de dezembro de 2020 at 15:51

      Loucodf, você é do guará também né?
      Você conhece ou tem referências do SQA, é que estava pensando em ir para lá (aluguel na faixa de 4500), mas me falaram que o condomínio é um porre, cheio de regras, piscinas não aquecidas (justamente para o pessoal não frequentar). Varanda gourmet que não é gourmet pois a convenção fala que não pode churrasco, almoço etc na sacada…
      Enfim, se tiver algum “causo” ou opinião sobre a SQA.
      Outro que pensei foi o via blanc, mas é difícil achar oferta de aluguel lá….

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Loucodf 11 de dezembro de 2020 at 17:44

        Porra, Odorico. Tu é patrão hein?
        Aí sim.
        Nunca pisei lá e não tenho conhecidos. Mas um amigo chegou a comentar comigo sobre fazer algumas reuniões por lá. Eu entrei em contato com ele e pedi pra conferir se a história bate.

        Segue o relato…
        ———————————————————————————————————————————————————————————————-

        Louco: Bixo, tem um amigo meu que ta analisando uma proposta de morar lá.
        Ele me perguntou se eu conhecia algo e talz. E eu não conheço nada.
        Ai ele recebeu umas informações do tipo…
        o condomínio ser cheio cheio de regras, piscinas não aquecidas (justamente para o pessoal não frequentar). Varanda gourmet que não é gourmet pois a convenção fala que não pode churrasco, almoço etc na sacada…
        Tu sabe se esse teu amigo conhece me dar um overview de lá e saber se esse relato procede?
        Ele mora ali no olympique!

        Amigo: Opa, posso descobrir
        Morador: o pessoal faz churrasco sim, mas vou perguntar amanhã cedo na administração, pra não te passar informação errada
        Morador: rapaz, o condomínio é show de bola, não consigo relatar alguma coisa ruim
        Morador: se esse seu amigo quiser mudar pra cá, indico 100%
        Morador: ainda mais se ele tiver crianças
        Amigo Pois é, as vezes que eu tive aí eu achei tranquilo. Mas não sei como funcionam as regras das áreas de lazer e tudo mais.
        Amigo: Se puder ver esse lance dos churrascos na varanda gourmet pra eu poder passar pra ele, eu agradeço! =)
        Amigo: Provavelmente é algo que o cara curte… hehehe
        Morador: amanhã vou perguntar, se eu não responder pode me cobrar

        —————————————————————————————————————————————————————————————————-

        10+
        • avatar
        • Loucodf 11 de dezembro de 2020 at 17:46

          Me lembrei de uma coisa.
          Eu malhava lá naquela academia easyfit.Ali do lado.
          Depois pega o carro e passa lá na frente, no primeiro andar, não o da pista, o pro estacionamento.
          O cara do primeiro andar tem uma churrasqueira gourmet na varanda.
          Da pra ver do lado de fora mesmo.

          10+
          • avatar
          • odorico 11 de dezembro de 2020 at 20:19

            Valeu, realmente corre muita história sobre condomínios, nem todas verdades….
            Tenho remelentos e a questão do churrasco nem pega tanto… mas a questão da piscina sim… piscina sem aquecimento mínimo em brasília vira enfeite…. você só usa 2 meses do ano… Aqui no olympique tem uma que dá para usar até no frio, parece caldas novas….
            O olympique por exemplo tem fama de farofa, porque a área de lazer é sempre movimentada (antes da pandemia), já o isla e o sports são mais tranquilos e pelo que ouvi falar é justamente pela questão das piscinas.
            Mas vou pesquisar mais…até porque aluguel lá até pinta, mas se forem os maiores passam de 5000, 4500 são os menores, que já é maior que o que moro no olympique, a diferença no final seria de 2k/mes então tem que valer muito a pena…. senão prefiro gastar em viagens pós pandemia….

            7+
            • avatar
    • Murilo 11 de dezembro de 2020 at 18:06

      É bem O Poço mesmo a reação das pessoas, não têm empatia, não tem previdência, não tem solidariedade e agem conforme o contexto social em que estão inseridas. As coisas apenas são um problema quando não são elas a estarem bem e as usufruir, já vi amigos meus inteligentes e graduados dizer que votaram na reeleição do Cabral pois ele deu aumentos para os servidores estaduais, o povo é prostituta, se vende por dinheiro e regalias e depois fala que os políticos e o Brasil são uma merda que só exploram o país, hipócritas.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • odorico 11 de dezembro de 2020 at 20:21

        Uma vez vi uma frase numa época de eleição que nunca saiu da minha cabeça.
        “Você acha os políticos corruptos? Ainda não conheceu os eleitores!”

        32+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Strike 12 de dezembro de 2020 at 00:59

    Amigos, sugiro que vocês vão direto para a página 2! O que vocês veem ali é um “V” de virada ou não??? Caramba! Impressionante, heim! Não por acaso, a Bolsa sobe sem freios! O mercado está olhando à frente e vem precificando a retomada! Vejam as ações do setor imobiliário, que também vem apresentando recuperação consistente. Natal promete!
    https://www.gov.br/economia/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/notas-informativas/2020/ni-retomada-da-economia-dez2020.pdf

    6+
    • CA 12 de dezembro de 2020 at 07:13

      O MAU CARATER sem fim do Strike, que vive tentando enganar:

      1) Os gráficos do governo são enviesados e distorcidos, já tiveram que voltar atrás mais de uma vez por insistirem em MENTIRAS, DESINFORMAÇÃO e ENGANAÇÃO. Dizer na página 2 que “voltou ao nível pré-crise” comparando o período de pico de vendas que é o final do ano com o início do ano, que SEMPRE é um período de vendas menores, é um exemplo de até onde vai a MÁ-FÉ. A comparação correta tem que levar em conta a sazonalidade, ou seja, comparar com mesmo período de ano anterior;

      2) Outro golpe primário e que só engana ZUMBOZOS e pessoas completamente sem noção como o Strike: se caiu 50% e depois subiu 50%, pronto, voltamos ao mesmo patamar de antes! Suponha que você tem R$ 100, se perder 50%, vai ficar com R$ 50. Se depois disto você ganhar 50%, ficará com R$ 75, ou seja, você caiu um percentual, subiu o mesmo percentual e como consequência, SEMPRE fica com menos do que tinha antes;

      3) Outro golpe de EXTREMA MÁ-FÉ que o Strike sempre pratica por aqui: a pseudo recuperação é 100% ARTIFICIAL, baseada na combinação de mais de R$ 500 bilhões jogados de helicóptero pelo governo via auxilio emergencial, com suspensão de pagamentos de contratos imobiliários, suspensão de salários e impostos para empresas e “N” outras gambiarras TEMPORÁRIAS e FORÇADAS que geram aumento no PIB de forma igualmente TEMPORÁRIA, FORÇADA e ARTIFICIAL;

      4) A BOVESPA, no mínimo desde 2016, sempre tem tido um comportamento que é o CONTRÁRIO da economia REAL: em 2016 a maior QUEDA do PIB em DÉCADAS, com a BOVESPA valorizando mais de 30% no ano e sendo o investimento com maior rentabilidade de todos. De 2017 a 2019, apesar de estímulos ARTIFICIAIS via saque de FGTS / PIS e outros truques do governo, o PIBinho foi PÍFIO e decrescente ao longo dos anos e mesmo assim, a BOVESPA sempre ficou entre os 3 investimentos de maior rentabilidade em cada ano. Em 2020, mesmo com o recorde histórico do governo em GAMBIARRAS com efeitos TEMPORÁRIOS como destacado no item 3, ainda assim temos projeções de batermos o recorde de QUEDA no PIB e a BOVESPA tendo SURTOS de disparada IRRACIONAL e SEM FUNDAMENTOS, pelo quinto ano seguido, sendo exatamente o CONTRÁRIO da REALIDADE da economia;

      5) Vale lembrar que uma vez que o governo parar com as GAMBIARRAS, interrompendo com auxílios emergenciais, voltando a cobrar as parcelinhas do crédito imobiliário via CEF, deixando de permitir suspensão de contrato de trabalho, obrigando empresas a voltarem a pagar impostos e contribuições, etc, etc, etc, a tendência é da economia DESPENCAR, logo, o que a BOVESPA está “precificando”, é mais uma vez, exatamente o contrário do que está previsto acontecer na economia REAL;

      6) A disparada da BOVESPA foi gerada pela manada gigantesca de investidores que viram a SELIC ARTIFICIAL ficar em recorde de baixa e por não aceitarem isto, foram correndo para Bolsa de Valores e outros investimentos de renda variável. Nunca em toda a história tivemos tantos investidores novatos entrando na renda variável em tão pouco tempo e de forma tão intensa. Este é o princípio de toda pirâmide financeira: o rendimento cresce enquanto o número de entrantes sobe e de forma completamente descolada dos fundamentos;

      7) A inflação vem batendo recordes históricos para o mês, a cada mês que está sendo fechado, graças às GAMBIARRAS ARTIFICIAIS e TEMPORÁRIAS do item 3. O Brasil já tinha uma dívida sobre o PIB que era 50% maior que a média dos países emergentes para este indicador, como disparamos nas GAMBIARRAS mais do que qualquer país emergente, isto significa que ficamos muito piores quanto a este indicador de risco. Aqui, só temos duas alternativas e elas representam a destruição do mundo de fantasia do governo e dos acéfalos que o seguem: a) devido a segunda onda da pandemia, governo retoma auxilio emergencial em larga escala, risco país e inflação disparam e BC é acuado a subir juros, o que faz as pirâmides financeiras da renda variável despencarem, junto com novas quedas na economia; b) O governo não retoma o auxilio emergencial e a economia DESPENCA de forma NATURAL e INEVITÁVEL.

      Como já havia dito meses atrás aqui no blog, enquanto o governo mantiver as GAMBIARRAS ARTIFICIAIS e ainda conseguirem vender UTOPIAS, a euforia IRRACIONAL vai prevalecer, com as pessoas de MÁ-FÉ se utilizando disto para tentarem enganar aos outros, como é o caso do Strike logo acima…

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • odorico 12 de dezembro de 2020 at 13:24

      Eu acredito que é uma recuperação em V sim, mas a questão é: Quais os fundamentos?
      Não é porque algo ocorre que ela tem fundamentos.
      Dívida pública só aumenta
      Máquina de impressão aqui e no mundo
      Empresas zumbis que não dão lucro e não quebram
      startups que vendem vaporware
      Mundo real não correspondendo a indicadores… pois emprego e renda estão achatados e a informalidade alta.
      Eu até acredito num V, mas ao chegar no topo o que vão fazer para não virar um W ou mesmo VL, V puro e limpo só com inflação que na prática não é V apenas mudança de base monetária.

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Dr. Estranho 12 de dezembro de 2020 at 10:04

    Acredito que a grande mágica é manter a rédea sobre um total descalabro. Tudo aponta para um crash. Entretanto, IPO’s como do airbnb mostram-se assustadores. A empresa demite, acusa prejuízos consecutivos e mais que dobra seu valor logo no IPO? Ou não enxergo a lógica , ou tem muito biruta, ou o jumento sou eu? Não sei mais nada. Apenas que o momento histórico se assemelha a 1929.

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Krakenvader 13 de dezembro de 2020 at 07:56

    Good morning Aviators,

    Já temos estratégias pra entrar vendido?

    Michael Burry declarou publicamente que está vendido em Tesla. Ray Dalio já fala em novo crash.

    Capitalização x Economia está em uma das maiores disparidades da história. Down we go!

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 13 de dezembro de 2020 at 13:22

    “Localiza já gera mais receita com venda de seminovos do que com locação
    Lucro da empresa cresce 365% no terceiro trimestre
    Por Márcio Juliboni
    Publicado em: 11/10/2010 às 12h14 – Exame.

    Revenda de seminovos da Localiza
    Venda de seminovos: margem com esse negócio é menor que a da locação (./)

    São Paulo – A Localiza, maior locadora de veículos do país, fechou o terceiro trimestre com lucro líquido de 53,9 milhões de reais. A cifra é 364,7% maior que a do mesmo período do ano passado. No acumulado de janeiro a setembro, o lucro foi de 126,8 milhões de reais, indicando um crescimento de 195,6% sobre a comparação.

    PUBLICIDADE

    Embora se apresente como uma empresa focada no aluguel de veículos, a principal fonte de receitas da Localiza, neste ano, tem sido a venda de carros seminovos. No terceiro trimestre, a receita líquida da companhia foi de 526,1 milhões de reais, dos quais 307,9 milhões de reais vieram da comercialização de automóveis. No mesmo período do ano passado, esse negócio rendeu 139,5 milhões”.

    O país dos birutas. Tudo na contra mão. Sobra crédito para isso e falta para produção de tomates.

    Quem compra carro de locadora sabe que está comprando uma bomba relógio que explodira em manutenção? Tudo leva a crer que não sabe.

    Curiosidade: participei de um curso de direção ofensiva. Isso mesmo. “OFENSIVA e defensiva “. A entidade que propiciou o curso o fez em carros de locação. Só se deram ao trabalho de trocar as rodas antes. Moemos os carros. Imaginar que alguém os comprou depois é que me espanta. Fiz o curso por obrigação. O que espanta também são as entidades envolvidas e o profundo mau caráter nas transações. Brasil Sil Sil.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 13 de dezembro de 2020 at 16:51

      Dr. Estranho,

      Lembrando que as locadoras de veículos possuem benefícios fiscais na compra dos veículos novos das montadoras, por isto que podem vender até por preço menor que as lojas de veículos usados e ainda assim terem lucro maior.

      Lógico que quando as montadoras saem vendendo um altíssimo volume de semi-novos nas condições acima, derrubam por completo a venda dos lojistas.

      É uma competição injusta, como inúmeras outras que ocorrem no país dos subsídios setoriais. Dilma se foi faz tempo, mas os benefícios aos amigos do rei continuam…

      27+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • odorico 13 de dezembro de 2020 at 17:15

        E não só com os lojistas de seminovos, mas com as próprias concessionárias, pois as locadoras compram em quantidade com incentivos e em escala e forçam o preço das montadoras. Enfim, compram num preço que nem as concessionárias conseguem, aí o novo fica encalhado. Claro, que tem o consumidor que não abre mão do zero, mas, mesmo com os riscos que o dr estranho falou, muitos deixam de comprar o zero e vão nos seminovos das locadoras com preços mais competivos.
        Acho que o segmento vai partir para a locação também, ford, vw, toyota e fiat já entrarão no modelo mensalidade….e dar um respiro às concessionárias com a venda de serviços, manutenção… Enfim, concessionária serão grandes oficinas, justamente o que elas se negavam a ser durante décadas…

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Falido.com 14 de dezembro de 2020 at 10:53

          Cvr….
          Toda vez que eu leio sobre a venda de semi novos de locadora não consigo segurar o riso de uma situação que me aconteceu anos atrás…
          Eu tinha um amigo que estava desempregado e acabou por arrumar emprego de vendedor de uma dessas arapucas que chamam de locadoras.. não lembro direito qual mas é uma dessas que anunciam direto na tv…
          Então ele fez o treinamento e foi pro ponto de vendas dentro de um hipermercado aqui. São Paulo…
          A época era difícil, muito desemprego, pouco dinheiro, mas qual não foi a minha surpresa quando quase todo dia ele vendia pelo menos 1 carro…
          Ficou eufórico, sabia que ia ganhar uma bela comissão….
          Perguntei qual o segredo….como poderia vender carro usado, de locadora tão fácil e rápido…
          Ele falou é simples… O cara já vem cevado, cheio de idéia de ser esperto e comprar algo quase novo mais barato e aqui os meninos que “cuidam” dos carros fazem milagre e conseguem deixar os carros como se “quase” não rodaram…ou seja “bem” seminovos mesmo!
          Daí é só não atrapalhar a venda que ela flui fácil, fácil…
          Ele me falou que os melhores carros nunca ficam a venda….sempre são vendidos numa espécie de venda fechada em lotes …quem compra “sabe” o quebra comprando e pra que está comprando….
          O resto fica em exposição pra desaguar para os expertos bananenses de plantão…
          😂😂😂

          28+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • odorico 14 de dezembro de 2020 at 12:45

            Rapaz, essa história é verdade em tudo no brasil, carro de locadora, de concessionária, imóveis, comida, aquela velha frase “o que é seu tá garantido” é a máxima. A questão é “ser um dos privilegiados”, dar caixinha para o garçom da festa buffet, molhar a mão do porteiro para cuidar melhor da sua correspondência, no bar cheio já dar gorjeta no início pro garçom para cuidar dos seu pedidos… Por isso alguns acham esse país o melhor do mundo…
            Antigamente eu brigava com isso, hoje opero no automático….agrado, caixinha, gorjeta, café, ajuda, suborno, deem o nome que quiser.. the Brazilian little way

            19+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • CA 13 de dezembro de 2020 at 17:46

    Outro efeito natural e esperado do auxilio emergencial:

    Conforme dezenas de bilhões de Reais chovem dos helicópteros do governo, direcionados para um público de renda mais baixa, o que este público consumir irá ter um aumento super relevante no consumo e com isto, a inflação para ele se torna ainda mais absurda do que já está sendo para todos, com recordes ainda maiores…

    https://www.correiodopovo.com.br/notícias/economia/inflação-de-mais-pobres-é-de-1-em-novembro-e-fica-bem-mais-alta-que-a-dos-ricos-revela-ipea-1.535914?

    “Inflação de mais pobres é de 1% em novembro e fica bem mais alta que a dos ricos, revela Ipea”

    E qual é outra consequência disto? O auxilio, graças à sensível perda de poder de compra trazido pela inflação, perde muito de sua eficácia e não impede que muitas famílias passem por necessidades alimentares:

    https://br.noticias.yahoo.com/número-brasileiros-sem-dinheiro-para-215608552.html

    “Número de brasileiros sem dinheiro para comprar comida dobra de julho a novembro, diz Unicef”

    E no final, serviu para adiar o inevitável, tapear os incautos, ajudar na eleição, diminuir a pressão sobre o Bozo, mas a realidade voltará a aparecer, cedo ou tarde, de um jeito (com interrupção das gambiarras e queda natural da economia) ou de outro (com renovação das gambiarras em função da nova onda da pandemia, levando a disparada de risco Brasil, dólar, etc).

    O exemplo de um dos cenários:

    https://www.correiobraziliense.com.br/economia/2020/12/4894642-pib-negativo-no-1-trimestre-de-2021-e-uma-possibilidade-segundo-bancos.html?

    “Queda inevitável

    “Gustavo Arruda, economista-chefe do BNP Paribas, considera inevitável a queda do PIB no começo do ano que vem. Ele prevê recuo de 0,5% no primeiro trimestre de 2021, após um crescimento de 2,1% no quarto trimestre deste ano. Para ele, esse cenário reflete uma acomodação da economia em 2021, por conta da redução dos estímulos fiscais. O fim do auxílio emergencial, que respondeu por 4,5% do PIB neste ano, é um fator importante para essa desaceleração que virá devido a uma queda no consumo.”

    E isto porque o IPiraNaGrana garante que parte dos auxílios emergenciais ainda serão pagos até fevereiro/2021:

    https://valorinveste.globo.com/mercados/brasil-e-politica/noticia/2020/12/11/guedes-diz-que-auxilio-esta-garantido-ate-fevereiro-sem-furo-no-teto-de-gastos.ghtml?

    “Ele reforçou que alguns pagamentos do auxílio emergencial irão até meados de fevereiro. “Ainda há um mês e meio ou dois meses de cobertura”, disse.”

    Ah sim, outro ponto inevitável é que juros voltem a subir em 2021, junto com nova disparada do dólar, tão logo a REALIDADE volte a se impor sobre nossa real situação fiscal versus uma SELIC que mesmo com reajuste, continuará muito baixa na base da CANETADA…

    https://valorinveste.globo.com/mercados/brasil-e-politica/noticia/2020/12/11/analistas-veem-alta-de-juros-em-meados-de-2021.ghtml?

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 14 de dezembro de 2020 at 06:20

    Colega mencionou mais acima sobre recuperação econômica.
    De fato, alguns setores específicos estão bem e foram beneficiados com a pedalada da selic, como a construção civil, automóveis usados e mercados.
    Porém, numa pequena passeada a pé aqui perto de casa, continuo observando diversas salas comerciais fechadas, açougues sem clientes e apartamentos disponíveis para locação (mais que o normal). Isso sem falar no grande número de anúncios de negócios a venda no OLX.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 14 de dezembro de 2020 at 09:25

      E quais são os setores que anunciam e financiam as grandes mídias de comunicação em massa? “Propaganda é a alma do negócio”… O rei está nú e o sistema também

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 14 de dezembro de 2020 at 12:13

      Lord of All,

      O pior de tudo é o termo “recuperação”, utilizado de forma completamente irresponsável, sem relação com a realidade.

      Se você estiver quebrado, sem condições de pagar suas dívidas e alguém te empresta um valor que corresponde a 10% das suas dívidas, sendo que você não conseguirá pagar o restante de qualquer forma, você chamaria isto de “recuperação” ou “quebra-galho” para dar uma “tapeada” no problema?

      O que consta acima é o que na realidade está acontecendo: quando o governo despeja R$ 50 bilhões por mês na economia, não está “recuperando” nada, este dinheiro é distribuído, em especial para setores de amigos do rei, que recebem condições desleais de competição, como sempre destacamos acima e isto dá uma tapeada na situação, serve só para parecer que está recuperando.

      Recuperação, voltando à analogia acima, seria se as pessoas estivessem conseguindo uma renda maior e mais estável, não temporária e quebra-galho, se esta renda fosse fruto de trabalho, não de doação, se o trabalho que gera esta renda, tivesse uma alta produtividade e um valor agregado relevante, se tudo isto significasse ao mesmo tempo, crescimento nos negócios e não apenas surtos de crescimento em consumo baseado em dinheiro doado. Com isto, teríamos sim uma recuperação, a pessoa poderia finalmente pagar suas dívidas, aumentar seu consumo e assim por diante, de forma que seria por “prazo indeterminado” e não só um sopro de ilusionismo como estamos tendo agora.

      Precisa ser muito alienado para não entender o que consta acima. E é por isto que o governo sempre está oferecendo pasto novo para alienar o seu gado de estimação, desde gráficos enviesados / distorcidos, passando por estatísticas igualmente distorcidas, como no caso do CAGED e chegando a uma comunicação de FAKE NEWS em volume como nunca antes tivemos na história do país (nem nos tempos do PT mentiam tanto e tão descaradamente).

      Sabe o que é o pior de tudo isto? Enquanto vivem no mundo da ILUSÃO e da TAPEAÇÃO, não fazem nada do que deve ser feito!

      Se no mundo de FAZ DE CONTA, já estamos recuperando todos os empregos formais perdidos em 2020, para que pensar em ações de recuperação da economia que possam gerar empregos da forma mais produtiva e contínua, como coloquei acima?

      Se no mundo de FAZ DE CONTA, já temos “recuperação em V”, pra que aprovar as reformas de maneira emergencial?

      Se no mundo de FAZ DE CONTA, a inflação está “baixa e sob controle”, para que tomar ações para coibir a disparada da inflação e permitir a recuperação do poder de compra?

      Se no mundo de FAZ DE CONTA, a SELIC não está em patamar ARTIFICIAL e ILUSÓRIO, pra que adotar ações que impeçam pirâmides financeiras e especulações irracionais que gerem valorização de Ativos completamente fora dos fundamentos, como tem acontecido com Bolsa de Valores?

      Só que a REALIDADE vai voltar , ainda em 2021, daí veremos o quanto de tempo se perdeu sem adotarmos as ações necessárias, daí veremos que um contingente gigantesco e sem precedentes foi arrastado para o suicídio financeiro graças ao mundo de ILUSÃO acima, dentre outros efeitos nefastos para economia e sociedade.

      A conferir…

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • guiguigoiano 14 de dezembro de 2020 at 23:38

    CVR
    (Rosinha e demais Laddies, não leiam)
    Frequentador da maior rede moteleira da América Latrina, percebo que de um tempo pra cá a oferta tem aumentado… E como de costume eu pergunto pras distintas o que as têm levado praquela vida. Grande parte responde: é que dá pra tirar 8k sem impostos e pouco estudo!
    Mas de uns meses pra cá percebo que tem gente nova… tão precoce que às vezes é
    necessário conferir o documento de identidade pra ter certeza que estou agindo sob a lei. Os preços estagnaram e no fim do mês ainda se consegue promoção. A maioria também se coloca a disposição de BabySugar no MeuPatrocínio… conheci uma professora concursada fazendo bico nesse ramo… e tem nome pra isso: escort. Ah se este povo soubesse o potencial que há na Europa! Dava pra criar um fluxo de Euro…. Seria uma estratégia estilo a da Inglaterra inundando a China com ópio Indiano kkkkk.

    22+
    • avatar
    • avatar
    • odorico 15 de dezembro de 2020 at 12:04

      Eu sempre tive uma visão bem liberal a esse respeito. Se a pessoa vai por esse caminho por escolha ou alternativa racional, não discrimino e não condeno. Tenho até uma “brima” que dizem foi desse ramo na europa no mercado de luxo (diga-se modelo/promoter que aceitava alguns serviços extra) e achou um ricaço europeu mais velho “sugar daddy” que resolveu tirar essa dessa vida (que no caso dela devia ser um ou dois programas bem pagos por semana)…..
      O que condeno é o modelo de exploração ou a pessoa ir para esse caminho por não ter alternativa….aí é bola gato por 20,00 e isso não tira enriquece ninguém….

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Dr. Estranho 15 de dezembro de 2020 at 00:23

    Hotel Urbano com pacotes para 2022. Sim. 2022. Pedalar não tem mais limites. Segue o féretro.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Falido.com 15 de dezembro de 2020 at 08:42

    Bom dia bando de divinas!
    Vendo ontem o roda viva(pra alguns rosca viva) fiquei com uma forte impressão que essa coisa de vacinas, Pandemia, etc e tal está fortemente sendo usado para enriquecer alguns e empobrecer outros fortemente….

    Aprendi aqui, nesse espaço, que nada (absolutamente) nada do que acontece no mundo é isento de intenções… Sejam elas boas ou más intenções….

    Mas será mesmo(eu pergunto) o governo não fez nada pra se preparar para a vacinação nem massa e sair da lama em que se encontra?
    Reino Unido, EUA, Canadá já estão se vacinando enquanto nós estamos pensando em como conseguir seringas e em qual quantidade??? É sério???

    10+
    • avatar
  • Falido.com 15 de dezembro de 2020 at 08:44

    Em tempo…
    Bom dia sovinas e não divinas, corretor maldito….😂

    8+
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 15 de dezembro de 2020 at 09:57

    Imóveis em leilão têm desconto de 77%; apartamento na praia custa R$ 65 mil
    https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2020/12/15/bancos-leiloes-imoveis-desconto.htm

    Ué, leilão de imóveis? Porque será? hahahahaha

    7+
    • avatar
    • odorico 15 de dezembro de 2020 at 12:11

      Viu a proporção bicho da goiaba…. enfim, esses imóveis viraram apenas contabilidade nos bancos… não recebem mais… se venderem contabilizam o preju, se não venderem fica no imobilizado piorando o basiléia….Para os bancões não fará diferença, para os pequenos é o que pode levá-los a intervenção do BC.

      12+
      • avatar
  • Dr. Estranho 15 de dezembro de 2020 at 10:38

    Falido.com

    Bom dia bando de divinas!
    Vendo ontem o roda viva(pra alguns rosca viva) fiquei com uma forte impressão que essa coisa de vacinas, Pandemia, etc e tal está fortemente sendo usado para enriquecer alguns e empobrecer outros fortemente….

    Aprendi aqui, nesse espaço, que nada (absolutamente) nada do que acontece no mundo é isento de intenções… Sejam elas boas ou más intenções….

    Mas será mesmo(eu pergunto) o governo não fez nada pra se preparar para a vacinação nem massa e sair da lama em que se encontra?
    Reino Unido, EUA, Canadá já estão se vacinando enquanto nós estamos pensando em como conseguir seringas e em qual quantidade??? É sério???

    1+

    Falido .

    Eu entro no campo do “achismo” para refletir. Opinião apenas, portanto, não deve ser considerada como premissa. Convém ser refutada porque se eu estiver certo está na hora de um novo asteróide para renovar.

    – É um vírus mortal? Sim. Mas qualquer vírus no planeta tem esse condão. Para os debilitados física ou emocionalmente o risco é maior.

    -Tuberculose e doenças do coração matam mais. Ninguém parou o mundo por conta dessas.

    – Muita manipulação de informação. Nem especialistas se definem.

    – Medo favorece mudanças radicais. Uma baita revolução tecnológica está se consolidando . Na marra.

    – Tsunami monetário. Inflação para tampar buracos. Um tributo indireto a mais para população, mas o melhor imposto para governos incompetentes e corruptos. Isso é fato histórico. Dívidas públicas e gargalos de corrupção desaparecem com hiperinflação. Os militares foram os melhores nisso. Mas Rui Barbosa já fez isso também.

    – Derrubar a onda conservadora? Sim. Mas apenas porque agora já não interessa mais ao capital. Perdeu o brilho porque indiretamente atrapalhou os negócios. . Tchau Trump e demais palhaços. Nada como uma bela crise para isso.

    – Ninguém está preocupado com a população. Principalmente OMS. A importância está em quanto irão faturar nesse imbróglio.

    Concluindo: MEDO. A ferramenta adequada para detentores de poder . E quando o mundo está quase entendendo isso, o medo ressurge e agora com a mutação do covid-19.
    Mas, é apenas opinião.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 15 de dezembro de 2020 at 12:08

      Mas acho que sempre foi assim, na guerra fria o medo da guerra nuclear, armamentos, bunkers… etc
      Na virada do milénio, o bug que ia para tudo, aviões iam cair….
      No 11 de setembro a guerra contra o terror….
      E podemos voltar mais na história, vietnã, WWII, WWI, gripe espanhola, ebola… etc
      Agora pandemia….
      Sempre foi assim e sempre será, e não há como evitar, você pode analisar e agir, mas nunca fugir ou negar, mas nunca fugir.

      7+
      • avatar
    • rogerio 15 de dezembro de 2020 at 15:55

      Discordo quando vc fala do vírus. Estas doenças que vc citou mataram mais mas em um espaço muito maior de tempo.
      A Covid proporcionalmente tem sido muito mais fatal.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Bellerian 15 de dezembro de 2020 at 19:32

      Conversinhas de “outras doenças matam muito mais” e teoria da conspiração a essa altura do campeonato?!
      Vamos lá… prezado, o problema do COVID é ser uma doença altamente contagiosa e transmissível pelo ar. De fato, outras doenças matam muito mais, mas se não forem contagiosas são tragédias individuais (vulgo foda-se) e, se forem contagiosas mas facilmente controláveis por higiene ou por profilaxias simples, também não vão provocar lágrimas de quem pode se proteger (e aqui entra a maioria das “doenças de pobre”). Das que sobram, os sistemas de saúde dos países ricos normalmente conseguem controlar de modo a evitar epidemias (por exemplo, a tuberculose, que é transmissível pelo ar, embora muito menos que a COVID e facilmente tratável com antibióticos, bactérias resistentes à parte).

      Em função dessas características, bem como por necessitar de muito tempo de UTI em caso de internação e também ser uma doença nova, a COVID consegue facilmente colapsar pelo menos temporariamente a infra de saúde dos países (leito de UTI é muito caro para ter uma ociosidade grande). Isso, somado ao medo natural das pessoas (você tem x% de chance de ser contaminado e 1% chance de morrer se contaminado), faz com que a maioria das pessoas normais venha a tomar alguma precaução).

      A questão é que hoje em dia é possível à uma parcela relevante da população isolar-se e trabalhar de casa, algo impossível antigamente. Esse isolamento em consequências grandes na atividade econômica, em especial no setor de serviços e na “gig economy” que nada mais é que um nome bonitinho para empregos informais e precários. Mas ninguém que pode se proteger vai se expor (e possivelmente expor, por tabela, seus familiares e entes queridos) por pena dos demais.

      “Ah, mas alguém vai ganhar com a vacina.” Bem vindo ao capitalismo 001, aliás ótimo que esteja funcionando, veja que com o vislumbre da oportunidade os recursos financeiros públicos e privados foram rapidamente alocados e estamos colhendo os resultados em diversas frentes em tempo “razoavelmente” hábil. Muita dinheiro vai ser perdido por quem não conseguir e muito vai ser socializado, mas a qualquer vacina é muito mais barata do que manter auxílios e redes de proteção social ou hospitais de campanha. O resto é recalque do bananense médio porque outros vão ganhar dinheiro e ele não.

      Finalmente, quanto às teorias conspiratórias e/ou religiosas e movimento antivacina: boa sorte, exerça seu direito de não se vacinar, é bom que sobra mais e chega antes para quem quiser. Só não reclame do direito das outras pessoas de não querer conviver com você, e que as organizações (a empresa onde você trabalha, a companhia aérea ou a escola dos seus filhos) não tem que fazer exceções para acomodar seu direito.

      25+
      • avatar
      • avatar
      • chigo 21 de dezembro de 2020 at 21:11

        ” Só não reclame do direito das outras pessoas de não querer conviver com você”
        Como assim?
        Se quem se vacinou está protegido, quem deveria estar preocupado é que não se vacinou e não o contrário.
        Então essa conversa de restrições a quem não se vacinou é sem sentido.
        Não se sabe ainda se os vacinados transmitem ou não, o que reforça ainda mais este absurdo.

        1+
  • odorico 15 de dezembro de 2020 at 12:21

    Pergunta aos universitários do blog (todos)….
    Qual estratégia de investimentos para 2021…?
    Eu estou focando em RF com FGC esperando fevereiro ou abril com estresse da dívida….
    Saindo dos TDs Pré e inflação aos poucos, comprados em abril de 2020
    comprando RF mercado secundário de 150% ou mais do CDI (se houver pancada de juros)
    comprando RF IPCA+ de dois anos (proteção)
    comprando um pouquinho de pré de banquinho longo prazo acima de 9% (se os juros estabilizarem foi uma grande tacada…. se os juros subirem demais o banquinho quebra e vou no fgc)
    Não estou entrando em TD (aguardando janela), nem RV (aguardando correção)
    Parado no dólar (meu preço médio está em 4,28, então dá para esperar o que vai rolar)
    E sem ouro (desfiz a 280,00) agora tenho que esperar voltar….
    E cuidado com o “novo boom” dos imóveis, estou assustado com a insanidade de pessoas na compra….tentei salvar algumas almas, mas nunca fui muito bom em pregação bolhista…

    Abaixo email recebido da xp ontem….sobre minha carteira….tudo em RF com FGC ou TD (e ainda falam que a RF acabou)
    Olá Odorico, tudo bem?
    Primeiramente, gostaria de informar que seus investimentos renderam 0.97% em novembro, o que equivale a 648.77% do CDI. Além disso, suas rentabilidades acumuladas nos últimos 12, 24 e 36 meses são, respectivamente, 7.22%, 24.28% e 35.49%. Você pode acessar essa informação na área logada do site ou do seu app XP Investimentos.

    9+
    • chigo 21 de dezembro de 2020 at 21:18

      Estou vendendo 20k de ações todo mes. E como o TD e RF está muito ruim comecei a procurar FII, com valor abaixo do valor patrimonial. Me parece que ainda tem algumas pechinchas nessa área, pq em outras aplicações está difícil. Vender ações e esperar pela proxima crise.

      0
  • rogerio 15 de dezembro de 2020 at 16:02

    Tô com ouro, TD de longuíssimo prazo que vou levar até o vencimento, CDBs, um fundo relacionado a inflação, ações Petrobras compradas a R$18,00; Oi R$0,50; Banco do Brasil R$32,00.

    Nada pre fixado.

    7+
    • avatar
  • Dr. Estranho 15 de dezembro de 2020 at 16:23

    Vejo títulos de longo prazo como risco médio. Talvez perder menos. Tudo em face do indexador escolhido. Mas em tempos de incongruência política econômica, ações de empresas cuja matriz é a sustentação da vida humana são a melhor orientação. É claro que se trata de suposição. Mas, como qualquer investimento , a ótica é de longo prazo. A dúvida está no estoque de dívidas das moedas planetárias. Se implodirem não há mais Porto Seguro. Vejam que a invasão do Iraque teve como base o fato de aceitarem euros na conta petróleo. Naquele momento os EUA, convenientemente, arranjaram pretextos. Mas agora não terão a força que precisam. Qual será a próxima moeda referencial? Dessa adivinhação virão os novos ricos. A única coisa certa serão juros negativos. Quem acertar o ativo conveniente merecerá o prêmio.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 15 de dezembro de 2020 at 18:38

    Dr. Estranho

    Falido.com

    Bom dia bando de divinas!
    Vendo ontem o roda viva(pra alguns rosca viva) fiquei com uma forte impressão que essa coisa de vacinas, Pandemia, etc e tal está fortemente sendo usado para enriquecer alguns e empobrecer outros fortemente….

    Aprendi aqui, nesse espaço, que nada (absolutamente) nada do que acontece no mundo é isento de intenções… Sejam elas boas ou más intenções….

    Mas será mesmo(eu pergunto) o governo não fez nada pra se preparar para a vacinação nem massa e sair da lama em que se encontra?
    Reino Unido, EUA, Canadá já estão se vacinando enquanto nós estamos pensando em como conseguir seringas e em qual quantidade??? É sério???

    1+

    Falido .

    Eu entro no campo do “achismo” para refletir. Opinião apenas, portanto, não deve ser considerada como premissa. Convém ser refutada porque se eu estiver certo está na hora de um novo asteróide para renovar.

    – É um vírus mortal? Sim. Mas qualquer vírus no planeta tem esse condão. Para os debilitados física ou emocionalmente o risco é maior.

    -Tuberculose e doenças do coração matam mais. Ninguém parou o mundo por conta dessas.

    – Muita manipulação de informação. Nem especialistas se definem.

    – Medo favorece mudanças radicais. Uma baita revolução tecnológica está se consolidando . Na marra.

    – Tsunami monetário. Inflação para tampar buracos. Um tributo indireto a mais para população, mas o melhor imposto para governos incompetentes e corruptos. Isso é fato histórico. Dívidas públicas e gargalos de corrupção desaparecem com hiperinflação. Os militares foram os melhores nisso. Mas Rui Barbosa já fez isso também.

    – Derrubar a onda conservadora? Sim. Mas apenas porque agora já não interessa mais ao capital. Perdeu o brilho porque indiretamente atrapalhou os negócios. . Tchau Trump e demais palhaços. Nada como uma bela crise para isso.

    – Ninguém está preocupado com a população. Principalmente OMS. A importância está em quanto irão faturar nesse imbróglio.

    Concluindo: MEDO. A ferramenta adequada para detentores de poder . E quando o mundo está quase entendendo isso, o medo ressurge e agora com a mutação do covid-19.
    Mas, é apenas opinião.

    4+
    • avatar
    • avatar

    Eu vi a covid em familiares e amigos, e posso dizer que não é uma doença “inventada” ou igual as outras.
    Fora isso, nunca vi infarto derrubar o sistema de saúde.

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 15 de dezembro de 2020 at 18:47

    Estado, o devorador de mentes
    https://www.youtube.com/watch?v=3wQkmh_DNtg

    3+
  • Lord of All 15 de dezembro de 2020 at 18:49

    Respondendo ao odorico:
    O mais líquido possível.
    Promessas de fortes emoções já no primeiro semestre de 2021.
    – Inflação (?).
    – Desgoverno que sequer está conseguindo aprovar as leis orçamentárias (?).
    – Fim do auxílio emergencial, do décimo terceiro e do fundo partidário injetados na economia (?)
    – Possíveis denúncias contra o Bozo que aparecem todo dia (?).
    – Quem vai se eleger presidente do CN?
    – Vencimento do TD Selic 2021. Fuga em massa do TD (?)
    – Bozo pedalando para conseguir popularidade (?)
    – Rolo das vacinas (?)
    – Mercado europeu, americano e chinês voltando ao normal (vacinados) e isolamento político-econômico do BR (?)

    23+
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 15 de dezembro de 2020 at 21:07

    Lord of All

    Respondendo ao odorico:
    O mais líquido possível.
    Promessas de fortes emoções já no primeiro semestre de 2021.
    – Inflação (?).
    – Desgoverno que sequer está conseguindo aprovar as leis orçamentárias (?).
    – Fim do auxílio emergencial, do décimo terceiro e do fundo partidário injetados na economia (?)
    – Possíveis denúncias contra o Bozo que aparecem todo dia (?).
    – Quem vai se eleger presidente do CN?
    – Vencimento do TD Selic 2021. Fuga em massa do TD (?)
    – Bozo pedalando para conseguir popularidade (?)
    – Rolo das vacinas (?)
    – Mercado europeu, americano e chinês voltando ao normal (vacinados) e isolamento político-econômico do BR (?)

    4+
    • avatar
    • avatar

    Tem razão. São mais incógnitas do que desafios. Uma boa parte líquida pode evitar desagradáveis problemas.

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 15 de dezembro de 2020 at 21:19

    Senhores.
    Quando contra-argumentarem, ao menos leiam o que irão refutar.
    – Observem o CA. Ele refuta ponto a ponto, mas com base no que está escrito. Sigam essa ótica que dará ao blog adequação.
    – Em nenhum momento falei de infarto. Alguém refutou com esse argumento. Portanto, falou pra ninguém, porque doenças do coração também tem origem viral ou bacteriana.
    – Também não duvidei da doença. Ao contrário tracei a magnitude para os mais combalidos.
    – Por fim usei uma tese que a doença é pretexto pra ações nefastas. Há caminhos mais objetivos não observados.
    – E foi uma tese. Provavelmente sem sentido. Mas refutarar com chute vira remendo.

    9+
  • Falido.com 16 de dezembro de 2020 at 10:20

    Alguém ainda acredita que esse “jeitão” tiozão de churrasco do bolsonaro vai ganhar a eleição em 2022???
    Não sei vocês mas eu já cansei…
    É “tosco” demais até pra quem é bananense…..

    20+
    • avatar
    • avatar
    • socrates 16 de dezembro de 2020 at 10:57

      Ao menos você ainda acredita na eleição…

      Sinceramente, eu ignoro. Tudo farsa. Voto fechado = fraude.
      Não se trata apenas de manipulação de votos, nmho. A própria existência de pessoas para justificar os votos pode ocorrer.
      Afinal, quem é contra a transparência? Qual a razão para ela não existir?

      Esperar em uma fila para participar do circo é o cúmulo…

      Sobre a questão, só lembrar que os presidentes do TSE são os ministros do STF.
      Já passou por lá Toffoli, GM, etc…

      Contanto que a plebe não conteste…

      Não consigo imaginar algo além de teatro.

      Entendo que literalmente estamos em uma espécie de “Show de Truman”. Contra nossa vontade.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • Falido.com 16 de dezembro de 2020 at 16:25

        Não entendi alguns pontos..
        Que é tudo a grande fraude ok
        Que somos por natureza gentinha que adora levar vantagem ok
        Que esperar é só perda de tempo ok
        Mas que fila? A fila da vacina?

        6+
        • avatar
        • avatar
    • CArlos 16 de dezembro de 2020 at 14:04

      Eu falei em 2017 que bolsoraro era uma [email protected] assim como o bolsonarismo e seus gurus e que o Brasil seria gerido por uma trupe de circo degenerada…
      Que a coisa iria de mal a pior, que o atraso, a burrice e o retardamento como um método seriam diários..

      Tú levou mais de dois anos pra perceber isto? 🙂

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Falido.com 16 de dezembro de 2020 at 16:28

        Eu lembro que vc falou…
        Eu confesso que nunca, mas nem nos meus piores pesadelos pensei que fossem ser tão ruim assim…
        Ele e sua corja são aqueles cara repetentes da 5a série que dão tapa na nuca dos cdfs no recreio pra amedrontar né tomar a merenda.. ficam eternamente na escola só pra pagar de reizinho no meio da mediocridade e pobreza…

        Ele é muito tosco….talkey???🤦😂

        18+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 17 de dezembro de 2020 at 18:35

          espalhe as palavras da salvação, Falido.

          Muitos não ouvem o que falamos por ego ferido…
          Se alguém que votou no Bozo falar, talvez eles vão ouvir.

          4+
          • avatar
    • rogerio 16 de dezembro de 2020 at 23:15

      Se for contra a esquerda no segundo turno vc tem dúvida?
      Com cada vez menos gente votando?

      4+
  • Manoel Joaquim 16 de dezembro de 2020 at 16:14

    Mudança de cidade e de estilo de vida: o fenômeno das “Cidades Zoom”
    ‘https://www.consumidormoderno.com.br/2020/11/19/mudanca-de-cidade-e-de-estilo-de-vida-o-fenomeno-das-cidades-zoom/

    Nos Estados Unidos elas têm o nome de subúrbios. Por aqui, no Brasil, talvez o nome mais adequado seja a expressão “regiões metropolitanas”. As cidades médias e pequenas no entorno dos grandes centros urbanos passaram a receber uma debandada de pessoas após a irrupção da pandemia de Covid-19 pelo mundo. Viver em um local com mais espaço, economicamente mais barato, e ainda com estrutura para se trabalhar remotamente é a decisão que guia muita gente nesse 2020. O fenômeno das “Cidades Zoom” – chamado assim pela pelo site de tecnologia e negócios “Fast Company” – permite que se trabalhe com uma estrutura online, mesmo sem visitar a vida urbana típica. Essa mudança de lugar para viver está em alta entre os norte-americanos, mas o fluxo também está acontecendo no Brasil.

    Para saber mais sobre o fenômeno das “Cidades Zoom”, conversamos com Isis Borge, especialista em recrutamento. Ela é Headhunter da Talenses Group, holding brasileira com soluções completas de recrutamento e seleção para empresas que atende as principais capitais do Brasil e da América Latina. Para ela, o sonho do nômade digital – pelo menos aquele que não precisa mais ficar sentado na mesa do escritório – está mais perto e deve chegar forte.

    “Eu acredito que o formato de trabalho está se transformando e as barreiras geográficas tendem a deixar de existir. Esse movimento se tornará cada vez mais natural, orgânico e necessário. Em muitas das áreas, os profissionais podem trabalhar de qualquer lugar do mundo, desde que tenham acesso à internet”, diz Isis. Ela comenta o fluxo de talentos para fora de metrópoles como São Paulo, por exemplo. Veja abaixo os principais destaques da conversa.

    “Cidades zoom” no Brasil, sim
    Para a headhunter, esse chamado “fenômeno” é superaplicável ao Brasil. “Com a adaptação das empresas ao modelo do trabalho remoto, seja em tempo integral ou híbrido, muitas pessoas têm optado por sair dos grandes centros em busca de mais qualidade de vida, menos trânsito, menos violência. Pessoas com filhos, em sua maioria, têm escolhido ir para o interior por conta das escolas de qualidade mais baratas, enquanto pessoas sem filhos têm ido tanto para o interior quanto para o litoral”, comenta Isis Borge. “Vi alguns casos de profissionais que inclusive foram para outros países, em casos que a empresa decidiu instituir o trabalho 100% remoto”, conta.

    A tendência de migrar para fora das cidades grandes
    É verdade que a pandemia de Covid-19 mudou drasticamente a maneira como grande parte das pessoas trabalham, mas Isis ressalta que essa é uma tendência que já vinha acontecendo, ainda que mais lentamente. “Antes da Covid-19 ouvíamos muitas pessoas dizendo que tinham esse sonho, mas que não conseguiam abrir mão dos pacotes salariais e as perspectivas de carreira das grandes empresas das capitais”, explica ela. “E com esse cenário de pandemia, essas empresas têm flexibilizado o formato de trabalho para ser a maior parte do tempo remoto em muitos casos, o que facilitou que as pessoas pudessem optar por sair dos grandes centros”, diz.

    Ela também ressalta que o confinamento criou um “movimento de ressignificação” para boa parte dos profissionais: “Eles deixaram de valorizar o estilo de vida das grandes capitais para terem uma essência mais voltada para a família e para lifestyles que possibilitem essa mudança”, afirma.

    Contratações x pandemia
    Expert na área de buscar novos talentos para empresas, Isis Borge reforça que a maior possibilidade para o trabalho remoto mudou também o fluxo de contratações: “No momento que veio a determinação de as pessoas irem trabalhar de casa, vimos um congelamento quase que instantaneamente de 40% das posições que estavam em andamento, muitas empresas também optaram por aderir aos programas do governo reduzindo jornadas de trabalho e salários, enquanto outras, infelizmente, optaram por grandes reduções de quadro”, relembra Isis.

    “Nesse momento não fazia tanto sentido contratar profissionais novos em muitos mercados. Agora, já é possível observar uma retomada do mercado. A maioria das vagas que foram paralisadas foi retomada e também vemos que o formato da contratação mudou, saiu do 100% presencial para, em muitos casos, 100% remoto, inclusive com o processo de admissão e onboarding sendo feito de forma remota”, explica. Ou seja, é a hora perfeita para pensar em um movimento de mudança de lifestyle, se esse já era o plano.

    Home office em alta
    Desde a implementação das jornadas de trabalho remotas, o home office virou a expressão da vez – e diversas pesquisas nesse sentido têm sido feitas para mapear como está o relacionamento das pessoas com esse tipo de jornada de trabalho. Isis conta que sua própria empresa conduziu algumas investigações e entre os dados colhidos, merecem destaque, por exemplo, a informação de que a produtividade de 70% dos entrevistados aumentou no home office.

    “Menos de 1% de quem respondeu a pesquisa afirmou que, nesse modelo de trabalho, a produtividade estava muito baixa. Ainda nesse cenário, 91% dos respondentes afirmaram que quando for possível voltar para a empresa, gostariam de ter a oportunidade de escolher se desejam ou não continuar trabalhando home office”, diz Isis. Esses dados são importantes e reforçam a possibilidade de saída dos grandes centros urbanos por parte de certos profissionais. “A pesquisa chamada ‘Produtividade dos colaboradores que estão em home office integral no cenário COVID-19’ foi desenvolvida em maio de 2020, em parceria com a Fundação Dom Cabral, e contou com a participação de 1070 respondentes, entre eles profissionais de diferentes níveis hierárquicos e especializados em funções distintas”, revela Isis Borge sobre a pesquisa.

    Dicas para ter coragem de mudar
    Como especialista em contratações, a headhunter comenta que muitos profissionais buscam, nesse momento, empresas que estão aderindo a0 formato de trabalho 100% remoto ou de três a quatro dias na semana no formato remoto. “Muitas grandes empresas estão nesse caminho. E a maior parte dos cursos está se adaptando à essa nova realidade, com opções de formatos em ensino à distância ou compilando as aulas para serem quinzenais aos sábados ou sexta à noite e sábado de forma integral”, esclarece ela.

    “As carreiras não estagnarão. Pelo contrário, continuamos vendo que vai depender de cada profissional buscar continuar se atualizando e encontrando caminhos de priorizar os estudos e a carreira independentemente de onde eles estejam. Além disso, a questão da infraestrutura da cidade é algo bem relativo. A verdade é que as pessoas se acostumaram a viver de uma forma diferente, com mais refeições em casa, menos entretenimento externo de forma geral. E ao optarem por deixar um grande centro, ainda assim é possível aproveitar esses eventos quando eles voltarem a acontecer (shows, cinema, teatro). É questão de se planejar para isso. De uma forma geral, a qualidade de vida que vem acompanhada desse novo formato tem se mostrado mais vantajosa”, finaliza ela.

    7+
    • avatar
    • rogerio 16 de dezembro de 2020 at 23:20

      Tenho visto um movimento forte em direção ao litoral do RS. Deixando de ser aos poucos cidades dependentes do turísmo.

      6+
      • avatar
  • Lord of All 16 de dezembro de 2020 at 18:17

    Falido.com
    O que mais me espanta é a inércia de alguns órgãos de controle.
    O molusco foi condenado pq as empreiteiras “pagaram” suas contas.
    O bozo fala abertamente que o queiroz pagou suas contas e nada acontece.

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • odorico 16 de dezembro de 2020 at 22:15

    Não vai…
    CVR visita a irmão.
    Visitei meu irmão num condomínio em clear water (águas claras – DF).
    Por um questão de proteção, não entrei no apê.
    Ficamos no térreo, pilotis, área comum, sei lá o nome..
    Conversando com ele, apareceram vizinhos conhecidos dele… até que se formou uma rodinha de 6 pessoas (na verdade até atrapalhou a nossa conversa….coisas de família).
    Eis que alguém pergunta onde eu morava (guará), e fala que está com imóvel a venda para ir para o Guará…. aí já viu… assunto imóveis…. falei que pagava aluguel…. e a enxurrada de dicas começou…
    Compre na planta, financie, aluguel é dinheiro jogado fora…. etc, etc etc.
    Enfim, pode passar 50 anos de estagflação, pode imóvel cair de preço (e não vai cair), pode o juro subir… a cultura de investimento em imóveis no Brasil não acaba tão cedo…
    O cara, não viaja, não tem reserva, não paga escola, não tem previdência, não troca o pneu do carro, mas o “teto para cair morto” ele vai ter…. não tem jeito….. felizes dos que se libertaram da matrix do “eu moro no que é meu”…..
    Cometer suicídio financeiro para ter o “meu cantinho”….é regra no Brasil..

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Loucodf 17 de dezembro de 2020 at 06:38

      Cara, a corrida a imóveis em brasília já começou.
      Só não sei exatamente o folego.
      Tenho diversos CVR de pessoas conhecidas com imóveis encalhados que estão conseguindo passar as bombas pra frente.
      IMPRESSIONANTE.

      O único fundamento que eu vejo pra isso pelos lados de brasília é o seguinte.
      O cara já tinha um imóvel quitado ou parcialmente quitado. Está vendo uma boa chance de mudar para uma região melhor ou apartamento maior.

      De resto, não vejo muito sentido.

      Mas é a realidade que está posta.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Loucodf 17 de dezembro de 2020 at 06:45

        Está vendo uma boa chance pela baixa taxa de juros*

        9+
        • avatar
        • avatar
      • if 17 de dezembro de 2020 at 08:02

        bolha imobiliária
        bolha na bolsa
        bolha no bitcoin

        “parem o mundo que eu quero descer”

        10+
        • avatar
        • avatar
      • odorico 17 de dezembro de 2020 at 09:44

        Sim, a lógica parece essa mesmo, aumentar o passivo da residência própria ou comprar outro para “aposentadoria” caso já esteja morando em algo bem localizado e adequado.
        A questão é a velha história do comprometimento e após anos reclamando que está apertado, que não tem reserva, que o preço da carne subiu, que o preço do arroz subiu, que não viaja há anos… vai lá e financia um imóvel maior ou outro imóvel.
        Por isso não vai, sem poupança só há transferência de renda do pobre para o rico, o rico sabe que imóvel é um ótimo investimento para construtores, engenheiros, arquitetos….
        Respeito quem quer comprar imóvel consciente do que está fazendo, sabendo o quanto está comprometendo da renda e do acesso a serviços, dando uma boa entrada, olhando localização, serviços, preço dos juros no final.
        Os imóveis vão subir de preço, mas não “acho” que vão acompanhar a inflação, e isso já vem ocorrendo desde 2016. Veja que só agora é que os preços de 2016 , a uma taxa de juros de 6% ao ano, que os imóveis começam ter saída….

        11+
        • avatar
        • avatar
    • Lord of All 17 de dezembro de 2020 at 06:45

      Sim, faz parte da cultura do cidadão de bem: casar, ter filhos, ter um imóvel …. isso nunca vai mudar aqui no BR.
      O grande problema é financiar imóvel e achar q é dono dele.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • odorico 17 de dezembro de 2020 at 09:46

        É lord, o cara paga aluguel de dinheiro (juros) feliz da vida, mas acha absurdo pagar aluguel, seguro, escola….dinheiro jogado fora….

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • rogerio 16 de dezembro de 2020 at 23:23

    Senado aprovando de última hora compra de terra por estrangeiros até o percentual de 25% de cada cidade.
    Corrida por terras produtivas starting?
    Claro que nossos políticos já adquiriram bons hectares.
    Falta aprovar na camara.

    9+
    • avatar
  • Manoel Joaquim 17 de dezembro de 2020 at 08:11

    CVR
    Comprei um imóvel.

    Achei que nunca faria na vida, mas acabei fazendo.

    Principal razão que me levou a comprar: o MUNDO está imprimindo dinheiro a rodo, sem qualquer pudor. Já confiei no dólar (inclusive tenho algumas reservas) mas não confio mais. Quem dirá no banana-real. Acho que é uma questão de tempo pra esse sistema financeiro de mentira entrar em colapso. Não que um imóvel irá ser a salvação, mas me servirá para algumas coisas.

    Sobre o imóvel: comprei um terreno em um condomínio fechado de médio/alto padrão, > 700m2 de área. Paguei < 240 reais o m2, a vista. Talvez poderia ter pagado um pouco menos, mas terei somente 1 vizinho (localização escolhida a dedo) e o terreno é completamente plano. Condomínio relativamente barato e fica a 10 minutos de bicicleta do meu trabalho. A ideia é construir aos poucos, o que me faz cortar alguns custos de supérflulos que me tentam no dia a dia (upgrade de computador para jogos, laptops, trocar de carro). Hoje em dia tem uns métodos de construção mais rápidos (construir com isopor - EPS - por exemplo). No geral, para 90% das pessoas, eu ainda não recomendo comprar.

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 17 de dezembro de 2020 at 09:54

      Parabéns, quando a escolha é feita de forma racional, pensada, sem comprometer renda futura excessivamente é feita com sabedoria. O que está me assustando e a corrida que começou… País em crise… Amor vou ali comprar um apartamento em 30 anos e já volto.

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lord of All 17 de dezembro de 2020 at 10:15

      Te desejo sorte. O problema é que custo de construção (materiais e mão de obra) tá no mínimo 100% maior que um ano atrás.
      Não tem como prever se ano q vem isso vai continuar assim, ou esse mercado vai ter depressão.
      Por mais que seja difícil, tenta acertar o “time”.
      Inflação: é melhor JAIR se acostumando.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • odorico 17 de dezembro de 2020 at 13:38

        Realmente essa questão da inflação…. tive a carteira na easy batendo 1,02% em novembro mas o ipca foi 0,89… o que me salvou na rentabilidade média esse ano foi o fundo cambial e ouro pois os CDI, mesmo acima de 130% do CDI estão perdendo para inflação…..
        2021 se continuar assim, título %cdi vão sofrer… ou pagar 200%, 300%….
        Banco máxima já está sofrendo para girar…peguei uma merreca a 12,5% ao ano… 2030
        E no C6 tem IPCA+4 2025….

        6+
        • avatar
        • avatar
  • Loucodf 17 de dezembro de 2020 at 11:36

    Odorico…
    Morador: Olá xxxx, desculpe a demora, perdão
    Morador: A questão da varanda gourmet é a seguinte, pode usar, mas não pode ter fumaça pra fora
    Morador: Ou seja, na teoria pode, mas na prática fica difícil.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 17 de dezembro de 2020 at 13:34

      Humm interessante, por hora fico aqui, depois investigo mais a questão do aquecimento das piscinas… aqui sauna reformada a todo vapor…kkk, piscinas e academia em plena atividade e meus remelentos se divertindo na brinquedoteca, parquinho e quadra… só farofa e alegria…..

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 18 de dezembro de 2020 at 09:14
  • Loucodf 18 de dezembro de 2020 at 12:01

    Essa medida é inócua em regiões com muitas opções e quando a pessoa não se incomoda muito com a qualidade interior do apartamento.
    Muitos alugueis se quer tem esse aumento ou revisão anual.
    O cara fecha o aluguel e fica anos com aquele valor e sem nenhum tipo de encheção de saco do dono.

    Em locais onde não tem vacância, a discussão desse assunto costuma ser tensa.

    É foda.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Burbuja 18 de dezembro de 2020 at 14:46

      Em todos os lugares que morei eu fiquei entre 2 a 3 anos em cada imóvel. Nunca se falou em reajuste. Enquanto eu pagava direitinho o dono nem enchia o saco.

      No interior essa cultura é ainda mais forte. O cara constroi imóveis e quer um morador fixo ali, além de alguém cuidando do imóvel. Não quer saber de IGMP nem nada. Meu maior arrependimento foi não saber disso quando passei num concurso para um interior ermo: um colega de trabalho morava numa casa incrível, com 3 ou 4 quartos, cozinha ampla, bom quinta e garagem. Na época vinha pagando 400 reais desde que começou a morar lá (o salário mínimo era uns 600 reais). Quando ele saiu a dona reajustou o valor pra 600 e na época achei um absurdo, recusei e penei pra no final das contas achar um apto bem inferior por 500. Ainda tinha gente morando em casa com piscina pagando 400, mas depois que o inquilino sai eles meio que reajustam tudo pro próximo. No interior e em algumas outras localidades vale mais o compromisso de ser um fiel pagador.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • MARK 18 de dezembro de 2020 at 15:30

      Louco, aqui em Santos eles aumentam sim, o índice aqui costuma ser sempre o IGPM. No meu primeiro contrato não teve choro nem vela, aumento integral pelo índice, sem conversa. Como na entrada eu consegui baixar bem, aceitaram minha proposta, nos reajustes anuais eles foram compensando. Quando terminou e fui renovar eles quiseram aumentar mais ainda, aí consegui negociar, mas deu mais que o IGPM. Pela localização, espaço e qualidade interna e externa ainda está num preço bom e abaixo do mercado. Em março terá o reajuste, já imagino que o IGPM chegará perto dos 25%, o que me preocupa. Não sei se ele vai de fato ser inflexível, acho que não é um bom momento pra isso, pois posso tentar outro lugar. Tenho pensado na compra até, mas por hora é só um pensamento, uma carta na manga se eu me encher. Adoraria ter essas opções de não ter aumento anual no interior, como estão apontando, mas em Santos…

      3+
      • Strike 18 de dezembro de 2020 at 16:28

        Mark, considere adquirir um imóvel, mesmo que seja um pequeno apartamento, um imóvel para um tempo, provisório. Isto o livraria desse problema do aluguel. Posteriormente, você teria melhor facilidade para negociar um novo imóvel, melhor e numa localização melhor. Considere financiar uma parte, por exemplo, 50%, o que evitaria dispender um capital maior de imediato. Assim, as parcelas ficariam abaixo da prestação de aluguel e ainda teria a possibilidade de ir abatendo o saldo devedor, reduzindo a dívida rapidamente. Do que jeito que está atualmente, eu particularmente acho o financiamento uma opção a considerar, se for uma parte do valor, como 50% por exemplo, já que a TR dificilmente vai sair do lugar em que está hoje, isto é, zerada. Uma vez quitado o imóvel, você já teria o valor deste para por numa negociação de outro melhor ou mesmo colocá-lo para locação.

        5+
        • avatar
        • odorico 18 de dezembro de 2020 at 16:34

          Realmente, quem tem 50% do valor, a prestação deve ser aproximar do preço do aluguel, outra possibilidade é comprar algo que não te atenda, mas de fácil locação e liquidez onde você poderá rentabilizar para pagar o aluguel onde estiver morando…. se protegendo na ponta proprietário de eventuais reajustes.
          Outra opção, consegui no inter em 2017, 2018 ,mas depois não consegui mais.. são títulos de renda fixa atrelados ao igpm… foi só felicidade na época, mas venceram….e agora não acho mais… .até o TD teve uma época que tinha títulos IGPM, mas faz muito tempo que não lançam….

          5+
          • avatar
          • avatar
          • Strike 18 de dezembro de 2020 at 16:55

            Não tem jeito, Odorico, imóvel é um bem que tem muita procura. Olha, no MS, os imóveis são relativamente mais baratos que em outros estados e às vezes rendem tanto quanto de aluguel. Tem boas cidades como Três Lagoas, Naviraí, Bataguassu, Dourados, Corumbá, Ponta Porã, etc., onde você encontra imóveis muito baratos comparativamente com o mesmo padrão em outros estados e que rendem um bom aluguel.
            Ibov indo bem…

            0
            • odorico 18 de dezembro de 2020 at 17:33

              Eu concordo que imóvel é um bom investimento, agora comprar ou não (para morar ou não) é uma escolha pessoal… eu mesmo tenho 4 apartamentos de 500 mil, todos líquidos, fracionáveis, rendendo aluguel mensalmente, nos casos de inadimplência um seguro chamado FGC me socorreu….
              Interessante que você mostrou um pensamento que poucos investidores em imóveis tem… olhar a rentabilidade proporcional. Por exemplo, mesmo morando em BSB eu compraria um imóvel em goiânia ou anápolis, pois sei que proporcionalmente eles rendem melhor… mesmo morando num 3 quartos, querendo ir para 4 quartos, eu compraria kit ou 2 quartos, justamente por causa da rentabilidade….
              Enfim, cada um tem que olhar a sua situação… Para mim, não faz sentido entregar 500 mil reais (que representam 150 meses de aluguel) de minhas economias feitas a muito sacrifício e austeridade para no mês seguinte pagar o mesmo aluguel (agora chamada prestação), para morar no mesmo lugar ( que agora eu chamo de meu).
              ahh, sem contar que no mês seguinte os meus 500 mil que eu entreguei ao banco não vão render os 2k que estão rendendo em média (lembrando que eu tenho conseguido há mais de 3 anos pelo menos 200% do CDI na minha carteira, e que praticamente de 3 em 3 meses tem vencimentos na faixa 20 mil reais, que eu vou realocando dentro das melhores oportunidades do mercado, seja ouro, dólar, ibov, RF,TD)

              13+
              • avatar
          • odorico 18 de dezembro de 2020 at 16:57

            Corrigindo informações sobre a entrada….., fiz uma simulação aqui… no site da cef, para a prestação ficar igual ao aluguel para um financiamento de 30 anos… você precisa dar 60% do valor (usei o meu caso)….
            Para 20 anos 70% do valor….

            6+
            • avatar
            • avatar
            • Strike 18 de dezembro de 2020 at 17:09

              Mas neste caso você está considerando financiar um imóvel no mesmo padrão em que você mora atualmente. Acho que a vantagem seria pegar um imóvel modesto durante um tempo, aí pagaria uma prestação provavelmente bem menor. Posteriormente, uma vez com o imóvel quitado, procuraria adquirir algo melhor numa região melhor, etc., tendo já um imóvel para por numa eventual negociação. Minha sugestão seria nesse sentido.

              0
              • odorico 18 de dezembro de 2020 at 17:14

                É por isso que eu alugo, para mim não faz sentido comprar algo que presta um serviço menor do que aquele que eu moro no aluguel… para comprar é para o alto e avante (exceto no caso do menor padrão for para rentabilizar e pagar aluguel do que eu quero).
                Para mim essa é a verdadeira cultura patrimonialista do brasileiro, o cara quer ter e não pensa “no que ele tem”, seja carro, imóvel, casa na praia.. etc.
                O cara tem casa na praia que usa 1 mês no ano, com um custo que daria para ele se hospedar em resort all inclusive…
                Tem SUV para viajar, mas viaja 1 vez por ano para casa de parente, e o custo do SUV no ano daria para viajar de avião ou pagar a hospedagem e não chatear o cunhado…

                17+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
              • MARK 18 de dezembro de 2020 at 19:10

                Também penso como o Odorico, se tiver que comprar eu o faria num imóvel de padrão igual ou superior ao que eu estou, não gostaria de comprar um que não tenho interesse e depois ficar alugando ou suando pra passar em frente numa troca. Entendo o pensamento de usar essa estratégia como maneira de se capitalizar pra posteriormente comprar algo melhor, mas eu tenho condições de comprar à vista algo semelhante ao que tenho, mantendo boa parte dos meus investimentos intocados.

                9+
                • avatar
      • odorico 18 de dezembro de 2020 at 16:31

        Verdade, cada mercado tem suas características….
        Aqui em BSB até o tipo de proprietário faz diferença… o meu parece ser do tipo investidor…deixa na imobiliária e nem quer saber… pelo que me falaram na Imob ele tem uns 10 imóveis em aluguel em diferentes áreas da cidade….
        Enfim, ele deve fazer conta do retorno médio….
        Como nunca dei trabalho… eu manda uma proposta, ele faz a contra proposta e assim vai… em geral chegamos num ponto em comum…
        dependendo do igpm no meio do ano que vem..eu vou jogar aplicar só 50% do índice… se colar colou….
        Se não colar eu olho o mercado, mas vamos supor que até uns 600 reais de aumento…aí que o meu ia chegar no preço de mercado hoje….
        Enfim, torcer para o igpm baixar ou até negativar no primeiro trimestre…., pelo menos o dólar está colaborando para isso…(por enquanto)….

        7+
        • avatar
        • avatar
  • odorico 18 de dezembro de 2020 at 17:35

    Aliás, como posto imagens aqui..?. .quero mostrar a rentabilidade de minha carteira na easy e na xp….tem que subir em algum lugar….e só apontá-la aqui ou tem como fazer upload…?

    3+
  • odorico 18 de dezembro de 2020 at 17:59

    Tentativa de postar imagem de rentabilidade da minha carteira na easy….

    3+
  • andrezinho 18 de dezembro de 2020 at 17:59

    Caros foristas, preciso do conselho superior de vcs.
    Conheci esse maravilhoso blog há alguns anos quando ia financiar o primeiro bolhudo e, graças aos ensinamentos daqui, não cai nessa cilada. Fui morar de aluguel e estou juntando dinheiro para a compra do tão sonhado apto. Agora apareceu um candidato à compra e estou na dúvida se devo comprar ou não.
    Pontos positivos: próximo do trabalho (15 min à pé), construção nova (entregue em dezembro/2020), ao lado de um praça com bastante verde, torre “única” (daquelas que juntam duas torres em uma só), lazer na cobertura e no térreo com as xoxotecas.
    Pontos negativos: foi construído pelo minha casa minha vida, então imagino que a construção/materiais deve ser de qualidade duvidosa; 40 metros (sou solteiro sem filho, pra mim sozinho está ótimo, mas acho que deve ser um ponto negativo); água quente só no chuveiro; apenas um banheiro (sem ventilação natural); terreno ao lado à venda, logo, poderá subir um prédio e tirar a vista; fica num bairro meio de vila, não sei explicar, não é favela, mas é vila, casas sem reboco, todas juntas, esse tipo de coisa.
    O dono está pedindo 280.000, mas acho que chego nos 260.000, porque não vai ter corvo intermediando. Consigo pagar à vista, mas é, literalmente, todo meu patrimônio. Eu ficaria descapitalizado, inclusive pra pagar as custas de cartório e a preparação (colocar piso, lâmpada, móveis, etc), eu iria fazendo com o salário do mês (4k). Pelo Fator X, tá dando 187, mas eu não sei bem por quanto o mesmo apto seria alugado.
    Será meu primeiro apto e sou velho (37), não quero mais morar de aluguel.
    Podem me agraciar com vossas sábias ponderações? Muito obrigado!

    9+
    • avatar
    • odorico 18 de dezembro de 2020 at 18:11

      Leia os posts acima entre eu e o strike.
      Velho? Pô.. faz muitos anos que passei dos 37….nem vou falar minha idade…
      Eu diria não vá, mas se for, não pague à vista, se der financiamento dê o suficiente para que você pague uma prestação equivalente ao aluguel que você já paga….isso mantem uma reserva e força a você viver como vivia ao juntar os 280 mil.
      Com a reserva faça os ajustes que acredita necessários para lhe satisfazer, e se não precisar de nada, você ainda tem uma reserva, para emergências e eventuais oportunidades….
      Essa é minha opinião, mas isso não significa que ela está certa para você, para todos, ou mesmo para mim…..

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Strike 18 de dezembro de 2020 at 18:38

        Concordo. Acho que essa é a melhor opção. Não precisa se desfazer de todo o capital, mantém uma reserva e depois vai recompondo o capital aos poucos. Com o passar do tempo, contará com a valorização do próprio imóvel também.

        4+
    • homelessbubbles 18 de dezembro de 2020 at 18:32

      Se eu fosse solteiro e sem filho, muito dificilmente iria me descapitalizar para comprar imóvel. Pagaria aluguel feliz da vida. Só compensaria mesmo se fosse tipo uma oportunidade de ouro.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Loucodf 18 de dezembro de 2020 at 19:13

    Odorico.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • odorico 18 de dezembro de 2020 at 23:08

      como fez? explica aí… usei o tal de img… mas não funcionou…

      2+
      • odorico 18 de dezembro de 2020 at 23:22

        Obrigado ao louco que postou a imagem da minha carteira na easy (na xp é bem parecida) se observarem a imagem verão que tenho aproximadamente 650k (na xp um pouco menos), que é menos que o valor do imóvel que moro, que tem rendido 3k que é equivalente ao aluguel que pago, na verdade o aluguel está em 2,7k.
        Então, sabendo aproveitar oportunidades a RF continua pagando, 0,5% ao mês (já foi melhor).
        No meu caso, não faz sentido eu entregar uns 400 a 500k ao banco e financiar a diferença para uma prestação igual ao aluguel, pois na prática estaria entregando minhas economias para no dia seguinte ter uma prestação igual ao aluguel, mas com um rendimento da aplicação bem menor (já que entreguei boa parte do capital na aquisição). ….
        Depois que aprender a postar imagens coloco minha carteira xp, rico, clear, orama, daycoval, sofisa, inter, bb, cef, (…só faltaram as planilhas shadow bank….)

        8+
        • avatar
      • Loucodf 19 de dezembro de 2020 at 16:10

        Esse link que você tentou retorna uma página HTML.

        Entra no link e clica com o direito da imagem. Deve ter algo como copiar url da imagem.

        Aí o img que você fez funciona.

        1+
    • CA 19 de dezembro de 2020 at 06:49

      Aqui o Strike renovando o ato de MÁ FÉ com o mesmo tipo de DESINFORMAÇÃO que ele já havia adotado antes:

      Comemoram que no Natal estão vendendo o mesmo que no mês de janeiro, dizendo que isto é “recuperação”, quando TODOS sabem que as vendas de Natal sempre são MUITO superiores às de janeiro e que se nesse ano de forma excepcional está vendendo o mesmo, é um sinal negativo e não positivo.

      Em janeiro as famílias começam a ver as dívidas feitas no cartão para compras de Natal começarem a serem pagas, sabem do aumento na mensalidade escolar, começam a ter que pagar IPTU, IPVA,etc, ou pelo menos cai a ficha que logo vão ter que ter dinheiro para pagar por isto, dentre outros fatores que fazem com que as vendas no comércio sejam bem menores do que no Natal, o que é bastante óbvio para todos.

      Para piorar, vale lembrar que o governo federal ainda estava despejando dezenas de bilhões de Reais em dezembro, suspendendo pagamento de crédito imobiliário, etc, ou seja, nem com todas estas APELAÇÕES sequer conseguiram recuperar o que seria o normal, de vender muito mais no Natal do que em um mês de janeiro. Lembrando que em janeiro de 2020 não existiam as apelações acima.

      O Strike sabe que está o tempo inteiro mentindo, tentando enganar e tapear as pessoas e até brinca com isto, mas ele não se importa, porque se conseguir enganar um ou outro que só lê os títulos das notícias e não tem nenhum espírito crítico, ele já se dá por feliz. A mesma estratégia dos ZUMBOZOS com os WhatsApp cheios de FAKE NEWS, o que vale é tentar aumentar o rebanho bovino a qualquer preço…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 19 de dezembro de 2020 at 06:53

        Strike ainda não entendeu a diferença entre notícia e “press release” 😉

        7+
        • avatar
        • avatar
        • CA 19 de dezembro de 2020 at 07:12

          Pois é Carlos, o resumo da notícia é:

          Apesar de enorme prejuízo do banco com perdão de parte substancial da dívida, a Rossi não conseguiu pagar o que restou da dívida e o banco foi obrigado a retomar os imóveis dados em garantia pela Rossi e entubar novo prejuízo relevante, porque terá que revender estes imóveis por preços bem menores do que seus valores teóricos (até porque, o fato da Rossi não conseguir vender estes imóveis já demonstra que o preço terá que cair). Outro ponto de preocupação é que com a perda destes imóveis, a Rossi ficará com ainda menos dinheiro para pagar suas INÚMERAS outras dívidas.

          Mas o Strike só leu o título, não parou para pensar nem por um segundo no CONTEÚDO e seu significado, só achou que seria um excelente pega-trouxa. E ele é tão SEM NOÇÃO que achou que justamente aqui seria um ótimo lugar para aplicar um golpe tão PRIMÁRIO de DESINFORMAÇÃO!!!

          🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CA 19 de dezembro de 2020 at 07:13

            Ah, acima estava me referindo ao comentário do Strike sobre o “sucesso” da Rossi, que consta logo abaixo…

            2+
  • Strike 19 de dezembro de 2020 at 00:07
    • CA 19 de dezembro de 2020 at 06:38

      Trechos do link acima:

      “Sua quitação, que foi toda ela consumada por meio da alienação dos ativos garantidores desta dívida e sem desembolso efetivo de caixa, foi fundamental ao permitir a continuidade operacional da companhia nos últimos anos”, afirmou.”

      “No final do ano passado, a empresa aprovou uma reestruturação de 100% da dívida corporativa com o Bradesco.

      Além da redução da alavancagem, o acordo permitiu uma queda significativa nas despesas financeiras projetadas para os próximos anos, permitindo que direcionar o caixa para novos desenvolvimentos e para a retomada do ciclo de lançamentos.”

      Traduzindo:

      Primeiro o Bradesco permitiu um “perdão” substancial da dívida via “reestruturação”, o que na prática significou prejuízo para o Banco e depois ele se entupiu de imóveis recebidos da Rossi para dar a dívida como quitada, porque a Rossi não conseguia vender estes imóveis para poder usar o dinheiro para pagar o Bradesco.

      Estes imóveis estão certamente sobreavaliados na transação (óbvio, por isto que a Rossi não conseguiu vendê-los) e isto significa na prática, que o Bradesco terá que vendê-los em leilões ou outros processos de vendas, por preços bem menores do que aqueles preços TEÓRICOS pelos quais eles foram repassados pela Rossi.

      Isto demonstra que os bancos estão se entupindo cada vez mais de imóveis nos estoques deles, a forma certeira para repetirem o que acontece em toda explosão de bolha imobiliária: preços derretendo via leilões de bancos, como consequência do excesso de crédito PODRE concedido por estes bancos, seja para compradores de imóveis ou construtoras.

      O banco faz isto porque assim dá baixa na dívida e diminui o risco teórico por um percentual de calote previsto dos devedores que seria muito alto. Do lado da Rossi, serve de pega-trouxa para parecer que ela está se recuperando, quando na realidade, a falta daquele dinheiro da venda destes imóveis destroi a capacidade de pagamento de diversas outras contas, ou seja, ela vai ter que dar ainda mais calotes em quem pedir distratos e que não vai receber nada de restituição e em outros fornecedores e bancos.

      Observar que a construtora não ter condição nenhuma de pagar suas dívidas e ter imóveis dados em garantia tomados pelo banco, não é nem nunca foi motivo de orgulho ou sinal de recuperação, é exatamente o contrário disto!

      Em resumo, fazendo uma analogia, o Strike está comemorando acima porque um cara não tinha dinheiro para pagar a divida dele, o banco foi lá e retomou o bem, sendo que sem aquele bem, o cara não vai ter dinheiro para pagar outras contas e o banco ficou com forte prejuízo, porque o preço real do bem retomado é bem menor que o valor atualizado da dívida.

      Mais uma vez, o Strike agindo de MÁ FÉ para tentar enganar os INCAUTOS que como ele, só leem os títulos das notícias…

      12+
      • avatar
      • avatar
  • CA 19 de dezembro de 2020 at 07:01

    https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/12/19/real-tem-pior-desempenho-entre-30-moedas-em-2020-relembre-o-ano-no-cambio.ghtml

    Pois é, apesar de termos reservas cambiais muito mais relevantes do que de alguns outros países superendividados, ainda assim tivemos recorde de fuga de capital e disparada o dólar, mais do que em qualquer outro país do mundo!

    Isto é a tradução de porque tivemos inflação batendo recordes históricos mês após mês.

    Isto é a tradução do quanto as pedaladas via recorde de auxilio emergencial na proporção ao PIB e entre os países emergentes, é algo insustentável.

    Isto é a tradução do quanto os nossos juros são ARTIFICIAIS e INSUSTENTÁVEIS.

    E no final, este é um dos inúmeros prenúncios de porque o governo não vai poder renovar o auxilio emergencial, o que irá forçar novas quedas visíveis e rápidas na economia REAL. Ou se o governo insistir na manobra suicida de aumentar dívida para dar mais auxilio emergencial em 2021, sob a desculpa da segunda onda da pandemia, o que vai acontecer é que bateremos novos recordes de disparada do dólar, da inflação e da degradação dos empregos e da renda, o que irá cobrar um preço ainda maior de destruição da economia quando o governo não conseguir mais pedalar.

    A conferir…

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Ilusionista 19 de dezembro de 2020 at 11:54

    Rio de Janeiro, covid-19, terra do bozo, hospitais com filas a espera de UTI, mortalidade altíssima, imagens das praias, difícil até para localizar alguém com máscara.

    https://youtu.be/nULi-wim9Hg

    5+
    • avatar
  • Falido.com 19 de dezembro de 2020 at 12:02

    “Não prometo mais nada”, diz Guedes sobre privatizações
    O ministro chamou de “negacionistas” e “acientíficos” quem diz que ele não está fazendo as entregas esperadas na área econômica

    https://www.infomoney.com.br/mercados/nao-prometo-mais-nada-diz-guedes-sobre-privatizacoes/

    8+
    • avatar
  • Falido.com 19 de dezembro de 2020 at 12:43

    Bolsonaro diz que vacina da pfizer não é garantia de nada e quem tomar pode virar jacaré…

    Gostaria de análises sinceras sobre isso…

    6+
    • CArlos 19 de dezembro de 2020 at 14:53

      Ops, saiu no lugar errado…
      Precisa de comentários e análise deste tipo de besteira?
      Como fazer uma análise deste tipo de afirmação?
      Me surpreende que se perca tempo com este tipo de lixo.

      9+
      • avatar
  • CArlos 19 de dezembro de 2020 at 14:51

    E precisa de comentários?

    3+
  • Falido.com 19 de dezembro de 2020 at 15:37

    Acho que sim… primeiro que venho aqui pra interagir com pessoas já que faço quarentena desde.marco e apesar de estar em São Paulo, aqui pode ser bastante solitário..

    Também porque mesmo com essa depressão (pq recessão já passamos faz tempo) só vai abrandar quando os setores sociais voltarem e aos poucos…
    Falar contra a vacinação, na minha humilde opinião, é burrice na conjuntura que estamos…

    Que tipo de Brasil sobrará para o ano que vem? O bozó ainda tem mais 2 longos anos pra fritar na cadeira até a reeleição…

    Se o país começar a afundar de vez, sua popularidade vai pro chão né aí teremos um novo episódio Collor de Melo..ou seja alguém arrumando um crimezinho pra chutar ele da presidência…

    10+
    • avatar
  • Loucodf 19 de dezembro de 2020 at 16:12

    Sobre o aquecimento do mercado em Brasília que falávamos….

    O novo morar: pandemia faz dobrar a procura por casas e imóveis com varanda…

    https://www.metropoles.com/vida-e-estilo/comportamento/o-novo-morar-pandemia-faz-dobrar-a-procura-por-casas-e-imoveis-com-varanda

    5+
    • avatar
    • avatar
  • CA 19 de dezembro de 2020 at 18:18

    Os juros estão em patamar ARTIFICIAL e já falamos isso por aqui há ANOS.

    Abaixo começam a aparecer notícias neste sentido, se bem que muito tímidas e longe da realidade.

    https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2020/12/10/reducao-foi-um-pouco-alem-do-necessario.htm

    ‘Redução da Selic foi um pouco além do necessário’, diz ex-diretor do BC”

    Não, a redução da SELIC não foi só “um pouco” além do necessário, foi MUITO além.

    Aliás, pra começar, como você reduz o juros quando o risco cresce sem parar e bate todos os recordes?! Pusemos a lei de risco e retorno de cabeça para baixo? É só fazer de conta que o risco não disparou e baixar a SELIC e vai ficar tudo bem?!

    O dólar, que disparou no Brasil neste ano, como coloquei acima, é uma das evidências do quão ARTIFICIAL estão nossos juros.

    Enquanto o BC, o IPiraNaGrana e outros alienados insistirem nesta ARTIFICIALIDADE, veremos o dólar disparar e “N” efeitos funestos.

    Tivemos uma trégua enganadora no dólar, em troca de novos helicópteros de dinheiro prometidos no Exterior, mas o nosso risco continua altíssimo e subindo. Na verdade a cotação mínima do dólar para esta situação, seria de uns R$ 6.

    E o IPiraNaGrana insiste em teorias estapafúrdias e pega- trouxa, do tipo: “a vacina para todos fará a economia decolar”

    Por acaso a economia estava decolando ANTES da pandemia???

    O decolar anterior foi aquela queda de 2,5% no PIB do primeiro trimestre de 2020, sendo que de 2017 a 2019 o frágil PIBinho já vinha crescendo uma miséria e ainda desacelerando ano após ano, mesmo com os estímulos artificiais, como liberação de FGTS, PIS, etc.

    Só que agora, a situação está MUITO PIOR:

    Recorde de desemprego, desalento, subemprego, informalidade e de queda da renda vinda do trabalho e tudo isto ao mesmo tempo e mesmo com centenas de bilhões de Reais tendo sido despejados na economia, mesmo suspendendo pagamento de dívidas e impostos, mesmo com “N” GAMBIARRAS e MALABARISMOS.

    A conta vai chegar, provavelmente no inicio de 2021, se não jogarem novos helicópteros de dinheiro em virtude da segunda onda da Covid-19. Se despejarem novos montantes gigantescos na economia, daí adiam por alguns meses a realidade, mas depois ela chegará de forma ainda mais destruidora.

    Deixemos por enquanto a euforia non-sense prevalecer na bolsa e para outros investimentos de risco. Isto já era previsto e falei algumas vezes por aqui.

    Lembrando outro ponto que havia colocado: bastará começar a vacinação no país para ser gerada nova onda de euforia sem NENHUM fundamento, com BOVESPA e demais pirâmides financeiras disparando e garantindo que o tombo será de um andar cada vez mais alto e com cada vez mais casos de suicídio financeiro.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 19 de dezembro de 2020 at 21:35

      E complementando sobre o risco nas alturas…

      https://www.istoedinheiro.com.br/rombo-nas-alturas/

      “Déficits estimados pelo governo até 2023 são muito piores do que os projetados no início da pandemia e devem se aproximar de R$ 250 bilhões no ano que vem.”

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 19 de dezembro de 2020 at 21:45

      Repito: não adianta continuarem fingindo que não existe a lei de risco e retorno, não vão conseguir manter o mundo de fantasia de nossa SELIC artificial, isto é um fato…

      https://www.istoedinheiro.com.br/a-hora-da-verdade-fiscal/

      “Há um temor unânime no mercado financeiro: o Brasil vem flertando com o desastre fiscal. No comunicado divulgado pelo Banco Central após a última reunião do Copom estava claro e evidente o alerta de que “um prolongamento das políticas fiscais de resposta à pandemia pode piorar a trajetória orçamentária do País, elevando os prêmios de risco”. Recado mais claro, impossível. O risco fiscal elevadíssimo segue criando uma assimetria altista no balanço de pagamentos e mesmo na trajetória da inflação, que já se projeta no horizonte acima das previsões até aqui, com eventual impacto relevante na política monetária. Com mais essa advertência do BC, o cenário de instabilidade parece cada dia mais concreto, podendo empurrar o Brasil para um estado de falência econômica potencialmente desastrosa, inclusive dos demais parceiros do Mercosul. “

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 20 de dezembro de 2020 at 08:33

    Uma pequena dose de REALIDADE…

    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/12/enquanto-brasil-cresce-apenas-22-na-decada-mundo-avanca-305.shtml

    “Enquanto Brasil cresce apenas 2,2% na década, mundo avança 30,5%. Como população do país aumentou 8,7% nos últimos dez anos, renda média por habitante encolheu”

    O resultado acima foi tão ruim ou ainda pior do que a década perdida de 1.980.

    Tirando países que foram devastados por guerras, só Argentina e Grécia conseguiram resultado pior que o do Brasil.

    Nenhum país de proporções continentais como o Brasil teve um resultado tão ruim.

    Este empobrecimento geral da população graças a queda do PIB per capta (população crescendo mais do que a renda total, apesar da desaceleração no crescimento populacional) provoca a disparada na degradação dos empregos, via altas taxas de desemprego, subemprego e desalento, combinadas com aumento na informalidade do empreendedorismo por necessidade e queda relevante na renda real das famílias, o que só se agrava através de uma inflação que voltou a crescer e destruir a capacidade de compra e tudo isto junto com crescimento exponencial em super endividamento e inadimplência dos agentes, puxados por bolhas insanas.

    E se o Strike, o TrolMavRabo ou qualquer outro demente que frequenta o blog olhar para o que consta acima, ainda vão se dizer “orgulhosos”, porque afinal a BOVESPA se demonstra “invencível” e cresce sempre entre os 3 maiores retornos de investimentos a cada ano desde 2016 e quanto maior é a crise e a destruição na economia real, mais a BOVESPA cresce, como em 2016 onde a BOVESPA subiu mais de 30% e foi o investimento de maior retorno enquanto o PIB batia o recorde de QUEDA de décadas, ou agora em 2020 onde bateremos novo recorde de queda do PIB com uma disparada sem precedentes no endividamento publico e “N” consequências funestas e enquanto isto a BOVESPA atingindo novos recordes de rentabilidade. Os dementes dirão que isto é prova da “resiliência” da BOVESPA e não de que ela está completamente fora dos fundamentos e é apenas uma roleta russa em que a última bala ainda não está engatilhada…

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 20 de dezembro de 2020 at 10:20

    O fim do auxílio emergencial e suas consequências

    TV Coiote
    O governo Bolsonaro está pagando esse mês a última parcela do auxílio emergencial, que beneficiou 68 milhões de brasileiros ao longo dos primeiros meses da pandemia do novo coronavírus. Confira no vídeo as possíveis consequências do fim do auxílio no início de 2021.

    https://www.youtube.com/watch?v=TucC-XHzn1s

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Ilusionista 20 de dezembro de 2020 at 14:40

      duvido muito que acabe tão cedo, podendo se estender ao longo de 2021, motivo simples: muitas localidades já a beira do colapso com o covid-19, terão que decretar lockdown na marra na medida que começar o empilhamento de corpos nas portas dos hospitais.
      Ótima matéria, previsão parece bem catastrófica para o próximo ano, imagine a consequência econômica (custos hospitalares, desemprego, falências, etc).

      https://www.youtube.com/watch?v=YYhv19AWq4s&t=820s

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Jonny Deep Blue 6 de janeiro de 2021 at 23:30

      Feliz 2021!!

      0
  • CArlos 20 de dezembro de 2020 at 11:09

    Mais uma década perdida na economia + geração perdida de jovens analfabetos funcionais diplomados.

    Enquanto Brasil cresce apenas 2,2% na década, mundo avança 30,5%
    Como população do país aumentou 8,7% nos últimos dez anos, renda média por habitante encolheu

    Em poucos dias o Brasil completará 40 anos em que sua economia cresce abaixo do ritmo mundial. No período, nunca essa disparidade foi tão grande quanto nesta década prestes a acabar.

    De 2011 a 2020, o país empobreceu em termos absolutos e relativos. Seu PIB (Produto Interno Bruto) terá crescido não mais de 2,2%, se considerada uma projeção de queda de 4,5% neste ano —em razão do impacto da Covid-19— feita pelo Ministério da Economia.

    No mesmo período, segundo cálculos do FMI (Fundo Monetário Internacional), o PIB global terá crescido 30,5%, mesmo com recuo semelhante ao brasileiro neste 2020.
    A taxa de 2,2% numa década, que seria fraca até como um resultado anual, é bem inferior à do crescimento da população brasileira ao longo desses dez anos, estimada pelo IBGE em 8,7%. Em outras palavras, a renda média nacional por habitante encolheu.

    Para além da estatística, a cifra se traduz em óbvia perda de bem-estar da população, mensurável em índices como os de desemprego e pobreza.

    Significa, ainda, que o país se distanciou mais profundamente do padrões mundiais de riqueza e desenvolvimento.

    Nem na década que primeiro mereceu o epíteto de perdida, a dos anos 1980, houve tamanha diferença. Naquele época, o produto brasileiro teve expansão de 16,9%, e o do planeta, de 37,9%.

    Em 2011-20, o Brasil perdeu terreno entre as economias emergentes e pobres, cujo crescimento previsto é de 47,6%. Teve desempenho inferior também ao dos países ricos, que têm alta conjunta estimada em 11,5%.

    A comparação com nações que tinham renda per capita semelhante no início da década tampouco é favorável.

    A europeia Sérvia, a asiática Tailândia e o africano Gabão tinham, em 2010, um PIB por habitante ligeiramente inferior ao brasileiro, se considerado o poder de compra das moedas nacionais. Hoje, os três —especialmente as duas primeiras— têm boa dianteira.
    O Brasil decerto não constitui o único caso de fracasso econômico na década, mas não são muitos os exemplos em pior situação.

    Entre as economias mais importantes, a vizinha Argentina encerrará o período com variação negativa do PIB. Na Europa, a Grécia abrigou o episódio mais notório de depressão, mas outras nações, como Itália, Espanha e Portugal, também sofreram.

    Além de alguns casos de retração em países menores, reportam-se as tragédias da Venezuela e de países que passam ou passaram por guerras.

    O malogro brasileiro no decênio chama mais a atenção devido ao contraste com o relativo sucesso do país nos dez anos anteriores —que motivou, em 2009, a célebre capa da revista britânica The Economist que mostrava o Cristo Redentor decolando.

    De 2001 a 2010, o PIB nacional teve crescimento de 43,5%, não muito diferente da taxa observada no mundo, de 46,9%. Apenas no ano final do período, houve expansão de 7,5%, a maior desde 1980.

    O que parecia um cenário promissor —ainda mais porque se comemorava, então, a descoberta de grandes volumes de petróleo na camada do pré-sal— se tornaria, gradualmente, um de deterioração.

    A partir de 2009, o país expandiu gasto e crédito públicos para enfrentar os efeitos da crise financeira global detonada pela quebra do banco americano Lehman Brothers.

    O que começou como necessidade logo se converteu em conveniência política, quando o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) trabalhou com êxito para fazer de Dilma Rousseff sua sucessora.

    Sob Dilma, a convicção ideológica na intervenção do Estado para o crescimento passou a orientar, em definitivo, a política econômica.

    A natural desaceleração do PIB em 2011 —expansão anunciada de 2,7%, que no futuro seria revisada para menos frustrantes 4%— contribuiu que o governo ministrasse à economia doses crescentes de despesas, benefícios fiscais e estímulos monetários.

    Os resultados, no entanto, se mostravam pífios, enquanto ficavam mais evidentes a piora das contas públicas, maquiada com manobras contábeis, e o controle precário da inflação, à base de represamento de tarifas públicas.

    A prostração da atividade desaguou em crise política depois que Dilma se reelegeu negando a crise e a necessidade de ajustes duros —que seriam tentados no segundo mandato. Houve recessão profunda e impeachment da presidente.

    Seguiu-se um período de lenta e acidentada recuperação entre 2017 e 2019, nos governos de Michel Temer (MDB) e Jair Bolsonaro, sem que a renda per capita voltasse ao nível do início da década.

    A fragilidade das contas do Tesouro Nacional, sem recursos para investimentos e novos programas sociais, e a instabilidade do quadro político limitaram as possibilidades de retomada vigorosa.

    A chance de evitar mais uma década perdida se esvaiu com o choque recessivo da pandemia de Covid-19. O país poderá registrar o maior recuo anual já medido desde o século 20.

    Pela projeção mais recente do Ministério da Economia, o PIB brasileiro fechará o ano e a década em R$ 7,221 trilhões, o que corresponde a R$ 34.101 para cada residente do país.

    Em valores corrigidos, a renda per capita nacional chegava a R$ 36.245 ao final de 2010. Ao longo de dez anos, portanto, terá havido recuo de 5,9%.

    Trata-se de empobrecimento semelhante ou até superior ao do decênio 1981-1990, com as ressalvas de que o PIB era então apurado com metodologia diferente e o crescimento demográfico se dava em taxas mais elevadas.

    Entre os dois períodos, o grau de organização da economia faz diferença importante. Os anos 1980 ficaram marcados pela explosão inflacionária e pela indisponibilidade de dólares em razão da crise da dívida externa.

    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/12/enquanto-brasil-cresce-apenas-22-na-decada-mundo-avanca-305.shtml

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Jonny Deep Blue 21 de dezembro de 2020 at 01:17

      Não é somente guerras que acabam a economia de um país. No Brasil, a política e a corrupção parece ter o mesmo efeito.

      7+
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 20 de dezembro de 2020 at 15:40

    As previsões para outros países eram de controle da pandemia por volta de outubro de 2021.
    No caso do Brasil quem sabe?
    Fizemos e estamos fazendo o favor de ajudar na seleção natural do vírus, Inglaterra detectou uma mutação 70% mais agressiva e está sendo isolada do resto da Europa.
    Quantas mutações estão a solta no Brasil? A vacina vai ter eficiência contra elas?

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 20 de dezembro de 2020 at 16:05

    Lembram da feira hippie do Strike?

    https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2020/12/20/interna_gerais,1222507/o-pior-natal-expositores-da-feira-hippie-veem-vendas-despencarem-em-2020.shtml?

    “ECONOMIA EM QUEDA

    ‘O pior Natal’: expositores da Feira Hippie veem vendas despencarem em 2020”

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • odorico 20 de dezembro de 2020 at 18:24

    Aí segue minha carteira xp….vamos ver se agora funciona a imagem.
    Carteira basicamente em RF com FGC, muito pouco em fundos (pouco mesmo, menos de 5%)
    Ajuda na análise da discussão sobre aluguel/compra….

    Claro que a rentabilidade esse ano caiu muito, ano passado foram 73k numa carteira até menor em valores brutos..
    O loucodf sabe que moro num prédio que é difícil achar apê 3 quartos por menos de 700 mil, veja que tenho menos na XP e que mesmo pagando 2700 de aluguel + 700 de cond. O rendimento do valor aplicado paga aluguel e condomínio (claro que o rendimento é bruto, tem que tirar 15% pelo menos de IR, mas também o condomínio teria que ser pago mesmo que eu comprasse, então se considerar só o aluguel o rendimento paga o aluguel com sobra).
    Contras: não posso fazer grandes mudanças no imóvel e pago o aluguel com o meu salário, se tivesse que sacar do rendimento todo mês, provavelmente não teria o efeito acumulador que tem hoje….e haveria desvalorização do dinheiro…

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 21 de dezembro de 2020 at 00:17

    Por Rafael Gregorio, Valor Investe — São Paulo

    20/12/2020 08h17 Atualizado há 15 horas

    Mais de sete em cada dez brasileiros (73%) não guardam dinheiro e, de modo geral, sentem dificuldades em manter uma vida saudável, mostra uma pesquisa divulgada nesta semana pela Acordo Certo.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 21 de dezembro de 2020 at 14:12

      DR. Estranho, acho que só vai piorar, com a vacinação haverá uma euforia da “vida louca”, “agora é a hora”, “viva o hoje”, “viva hoje pague depois”, “peça para gastar, reze para pagar”….

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Dr. Estranho 21 de dezembro de 2020 at 00:33

    Teremos inflação. Depois estagflacao. E a tão sonhada hiperinflação. Com ela, o imposto inflacionário derrota salários, mas transforma dívida pública em pó e consequentemente mascara as pilantragens com o dinheiro do contribuinte . Corruptos precisam de inflação. Minha aposta é que iremos nessa direção imprimindo muito papel moeda. Como dizia Roberto Campos quando os militares precisavam de mais dinheiro para pagar dívidas: “vamos tocar a guitarra”. O auxílio emergencial para 2021 será dessa forma.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 21 de dezembro de 2020 at 14:10

      Eu não acredito na Hiper porque senão o sapo salta da bacia.
      Acho que teremos mais inflação com estagflação e juros reais negativos (para quem não souber aproveitar as oportunidades, cozinhar o sapo (ou seria o povo) é mais interessante para o establishment.
      Como se proteger..? Na minha opinião: dólar, ouro, euro e cripto (para quem acredita).
      Na RF tente escalonar vencimentos, aproveitando as melhores ofertas num dado período.
      No TD, faça marcação a mercado… entrando nas janelas de estresse e saindo na calmaria…
      Exemplo: comprei TD pré em outubro…. estou saindo esse mês aos poucos… Em média 3% de rendimento em 2 meses…. vou esperar outro estresse para entrar de novo.

      15+
      • avatar
      • avatar
  • odorico 21 de dezembro de 2020 at 14:16

    Off:
    Bolhistas, acham que terá retaliação do alcolumbre e eventual bloco no senado contra o governo?
    Afinal, ele não conseguiu emplacar o irmão em macapá e nem poderá reeleger-se…..
    Se o MDB levar, dependendo do nome pode ser indício de 2 anos de dificuldades para o Bozo…

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 21 de dezembro de 2020 at 18:27

      O partidão manja dos paranauê e sempre sabe a hora certa de desembarcar do lado situação.
      A bem da vdd é q o bozo é o idiota útil, uma marionete inventada pelo centrão para acabar com a lava-jato e servir de bomba de fumaça. Enquanto ele fala asneiras que deixa as pessoas sensatas irritadas, e ao mesmo tempo encanta os burros, os velhos políticos continuam com a roubalheira de costume.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • perdido no rio 21 de dezembro de 2020 at 20:23

        Ele mesmo é um velho político, ficou uns 10 anos no PP, o partido do centrão por excelência.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • socrates 21 de dezembro de 2020 at 19:14

      odorico, acredito que seja tudo teatro.
      Todos estão unidos em prol de bens maiores para eles, como o sigilo fiscal e a não efetivação de uma reforma tributária de verdade.

      E quando digo todos incluo aí a “oposição”.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 21 de dezembro de 2020 at 14:57

    CNN & MRV: AS SIGLAS DE RUBENS MENIN
    https://www.youtube.com/watch?v=dp_2XPA3Ilk

    4+
    • avatar
  • Dr. Estranho 21 de dezembro de 2020 at 19:44

    Mais uma surpreendente. Um empreendimento no Jardim Botânico exclusivamente para alugar. Segundo a construtora ( uma tal de Mozak) a taxa de retorno é de zilhoes. 32 a 47 metros quadrados.

    Brincadeiras a parte.

    Essa história de uma mutação tão rápida remete a filmes de terror. Faltando 10 dias para o Brexit fecharam as janelas na Inglaterra. O governo garante que não haverá desabastecimento. Sabemos que quando um governo garante algo é porque será exatamente ao contrário. Evidente que a coisa exponenciara na UE e respingara nas Américas. E aqui, como diria o CA: mais uma leva de dinheiro via helicóptero.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 21 de dezembro de 2020 at 19:45

    Eu só consigo ver ouro. O resto é aposta.

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 22 de dezembro de 2020 at 07:45

    perdido no rio
    Sim, o Bozo (encantador de burros) sempre foi congressista baixo clero. Nisso foi a oportunidade de utilizá-lo como marionete para acabar com a lava-jato e desviar a atenção do público com suas maluquices.
    Atualmente os políticos do centrão estão muuuito felizes, tal como no período anterior a lava-jato.

    12+
    • avatar
  • CArlos 22 de dezembro de 2020 at 10:26

    O retrato da recuperação: Um falido agarrado a outro.

    A crise financeira no Cruzeiro ganha mais um capítulo, e a diretoria celeste tenta economizar o máximo possível com cortes profundos para manter a viabilidade econômica da instituição. Dentro dessa perspectiva e a fim de poupar algo em torno de R$ 2 milhões por ano, a cúpula azul transferirá a sede administrativa da Raposa de um imponente prédio no bairro Barro Preto, centro-sul de Belo Horizonte, para um coworking — espaços com várias salas e que costumam ser compartilhados por empresas. O escritório escolhido pelos atuais gestores ficará localizado dentro do Boulevard Shopping, na região leste da capital mineira.

    Mudança de sede

    O Cruzeiro fechou acordo com uma grande empresa do ramo de escritórios compartilhados, a WeWork. Em nota oficial publicada ontem (21), o clube tratou o assunto como um “importante passo de gestão profissional ao consolidar parceria mundial”, de fato com uma das maiores do mundo e que tem sedes em vários lugares do globo. Porém, a nova parceira da Raposa vive uma enorme crise mundial.

    Só em 2018, segundo papéis da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês), o WeWork havia perdido cerca de R$ 1,6 bilhão em receita. No final de 2019, a empresa cortou 2400 pessoas do seu quadro de funcionários, em 843 unidades em diversos países. E vendeu ativos, como um de seus braços, a Managed by Q, ligada à gestão de escritórios.

    Em 2020, entre abril e junho, 81 mil clientes romperam contrato com a Wework, de acordo com o balanço trimestral da empresa. Outros acordos com donos de imóveis, por exemplo, passaram por renegociação para evitar colapso maior até mesmo pela pandemia da Covid-19.

    https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/12/22/sem-dinheiro-cruzeiro-muda-sede-para-coworking-de-empresa-em-crise-mundial.htm

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 22 de dezembro de 2020 at 10:59

    Bispo preso.
    E o hell de janeiro continua mostrando sua especialidade em fazer políticos corruptos, milícias etc.
    Fortes emoções virão em 2021.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 22 de dezembro de 2020 at 12:46

    Tem razão Lord.

    Só quem vive no Rio entende esse comportamento. Sai o prefeito incopetente(provavelmente ladrão) e volta o ladrão anterior que destroçou o Rio. Lembram 2013 quando começaram as manifestações? Tudo por causa dos 20 centavos de aumento das passagens? Era o esquema do imundo, que agora volta. Ainda que tivesse Copa do Mundo e Olimpíada, nada funcionou. BRT, fracasso. Pasmem. O cara é novamente prefeito. Miliciano conhecido. Por isso o apoio indireto da família Bozo.

    Tráfico? Uma investigação paralela, enterrada no mais profundo poço, revelava que os entregadores de drogas e armas para facções era a PF. Por isso a rixa com Brizola que no final se aliou ao tráfico também. Tudo ficou só na investigação.

    Lixo. Uma cidade muito suja. Não culpem só os políticos. O carioca é mal educado mesmo. A coisa se estende para baixada fluminense. O lixo é descartado em qualquer lugar. Vi um indivíduo arriando dois sacos de 50kg de cimento vencido em ponto de coleta. Pois bem. Os garis não levaram. Choveu. Agora tem dois sacos de pedra no meio do caminho.
    Todos catadores de recicláveis destroem os sacos de lixo pelas ruas. Uma parte são crackudos que tocam o foda-se. Outra parte, é trabalhador precarizado. Meu condomínio se preocupa em separar tudo. Aqui não rasgam mais os sacos de lixo na rua. Demorou, mas os catadores compreenderam que não encontrarão recicláveis no meio do lixo orgânico.

    Corruptos. Não sei o resto do país, mas aqui são fichinhas carimbadas e conhecidas. Tipo Maluf’s. Nunca estão fora do poder. As rachadinhas das casas legislativas dão nojo. Isso explica a blindagem do Flávio. A proteção é apenas uma coisa umbilical.

    Agora vem mais uma. Lava jato RJ com denúncia de favorecimentos em esquemas duvidosos. Na verdade não duvido de mais nada.

    Campos, Macaé e Região dos Lagos. Cidades riquíssimas graças aos royalties de petróleo, mas gargalos das mais profundas orgias publicas. Vide família Garotinho.

    Por fim só continuo morador porque estou vinculado ao emprego, face minha doença crônica. Aqui não tem conserto sem sangue.

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 23 de dezembro de 2020 at 09:26

      Dr. Estranho
      Não é só no Hell, isso vale pra todo o país. A diferença é q o eixo Hell/sp reflete mais no planalto central.

      7+
      • avatar
  • Dr. Estranho 22 de dezembro de 2020 at 12:51

    Para rirem. Coronavac vendida em Madureira, subúrbio do Rio. Não é fake. É fato.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • odorico 22 de dezembro de 2020 at 15:45

    Aí pessoal, um pouquinho de marcação a mercado no TD. Acho que será útil em 2021 ….
    No exemplo abaixo um gráfico do pré 2026 e os pontos de entrada (azul) e saída (vermelho) que não são iguais em quantidade e valor pois são assimétricos.
    Mas vejam que a dica básica da marcação a mercado em prés e ipcas+ é aproveitar os estresses do mercado (topos de juros que sempre ocorrem) e as calmarias (fundos)… para entrar e sair… Não tente acertar o c* da mosca…. em tempos de estresse vai entrando…. nas calmarias vai saindo… é fácil fazer 3%, 5% e até 10% em meses….O mercado de juros flutua assim com ações… e ao contrário da bolsa… compre nos juros altos, venda nos juros baixos….
    Em geral vale para ipca+ e pré.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 23 de dezembro de 2020 at 09:23

      Estou apostando em emoções para a política e a economia em 2021, logo, a tendência é só subir, restando difícil a entrada.

      8+
      • avatar
      • odorico 23 de dezembro de 2020 at 15:33

        Mas se o tempo está a seu favor, entre no estresse, se houver mais estresse, entre mais.. na pior das hipóteses vai ter travado uma senhora taxa… Eu entrei em pré na época da dilma 12, 14, 16.. no TD realizei, nos CDBs e LCs . Sofisa e Máxima e daycoval devem me xingar até hoje…

        5+
        • avatar
    • Strike 23 de dezembro de 2020 at 13:57

      Odorico, como você consegue postar ibagens???

      2+
  • Ulisses 23 de dezembro de 2020 at 09:43

    [OFFTOPIC]
    Apenas uma notícia offtopic para acalentar os corações nesta linda manhã:

    https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2020/12/22/novo-prefeito-e-vice-de-manaus-ganham-mais-de-50percent-de-aumento-nos-salarios-a-partir-de-2022.ghtml

    Conforme o Projeto de Lei nº 369/2020, o subsídio mensal do prefeito vai de R$ 18 mil para R$ 27 mil, um aumento de 50%.
    O subsídio mensal do vice-prefeito, ainda segundo o projeto, vai de R$ 17 mil para R$ 26 mil, um reajuste de 52,9%.
    O mesmo projeto também prevê aumento do subsídio de secretários e subsecretários municipais. Os servidores desses cargos recebem R$ 15 mil e R$ 14 mil, respectivamente, e devem passar a receber R$ 21 mil e R$ 19 mil.
    Atualmente, os vereadores de Manaus recebem R$ 15.031,76. Com o reajuste, eles devem passar a receber R$ 18,9 mil.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 23 de dezembro de 2020 at 11:12

    Olha quem deu as caras….

    O investidor bilionário Sam Zell questiona Tesla e Bitcoin, prevê que os trabalhadores retornarão aos escritórios e adverte que o dólar americano pode ser substituído como moeda de reserva mundial em uma nova entrevista.

    O investidor bilionário também disse que o fenômeno do trabalho em casa seria temporário e expressou ceticismo sobre a avaliação da Tesla e as perspectivas do Bitcoin.

    Aqui estão as 15 melhores citações de Zell da entrevista, ligeiramente editadas e condensadas para maior clareza:

    1. “Se você não sabe que não pode, então quase tudo é possível.”

    2. “Eu não sabia que um jovem da Universidade de Michigan não poderia abrir uma grande empresa imobiliária. Não sabia que não poderia comprar prédios. Não sabia que não poderia reabilitá-los. Eu não sabia que não poderia vendê-los. Porque ninguém nunca me disse que eu não poderia. Todo mundo olhou para o que eu fiz e disse: ‘Isso é loucura’. ”

    3. “Eu descobri que se ninguém no mundo concordar comigo – se estivermos certos, teremos margens muito sérias.”

    4. “Meu 11º mandamento favorito é: ‘Não te deves levar a sério’. Você precisa desafiar constantemente seus próprios pensamentos. ”

    5. “A competição aberta é uma destruição de capital. Em todos os meus investimentos, sempre fui orientado para as barreiras à entrada. Como posso me proteger da insanidade dos outros?”

    Leia mais: BANCO DA AMÉRICA: Compre essas 26 ações baratas e fundamentalmente sólidas antes que a recuperação econômica as faça disparar em 2021

    6. “Podemos olhar para algumas partes do mercado de ações hoje e dizer: ‘Todo mundo está louco.’ Eu olho para as avaliações e vejo números extraordinários que não posso suportar. ”

    7. “Se você se mudar para Lugar Nenhum, Iowa, lá são 5 horas todos os dias. E o que você faz às 5 horas? Atravessar a rua até a fazenda de porcos? Somos animais sociais.” – argumentando que um êxodo em massa das cidades não é realista.

    8. “Todas essas pessoas que hoje pensam que é o fim do escritório e todo mundo vai trabalhar de casa. Não sei como motivar por modem.” – enfatizando que os centros urbanos passaram por crises financeiras, pandemias e outros desastres no passado.

    9. “Todo mundo vai fazer ligações para o Zoom. E então, um dia, um jovem idiota vai dizer: ‘Sabe, acho que tenho uma chance melhor se sentar na frente do cara.’ E então ele vai entrar em um avião. E ele vai se sentar na frente do cara. E ele vai fechar o negócio. ”

    10. “Não consigo nem começar a dar uma avaliação inteligente do Tesla. Isso faz a Cisco parecer barata.” – ressaltando que a Tesla quase não ganha dinheiro, apesar de absorver bilhões de dólares em investimentos e compará-la à Cisco, que foi avaliada em 125 vezes o lucro em 1997, um preço que implicava ser responsável por 25% do ambiente de negócios dos Estados Unidos.

    Leia mais: Um chefe de fundo de hedge que supervisiona US $ 2 bilhões explica por que estamos prestes a ter uma queda de 61% do mercado de ações nos próximos 18-24 meses – e compartilha 3 tipos de empresas que ele está vendendo agora

    11. “Todo mundo parece ter uma espécie de jogo de tempo em sua própria cabeça. ‘Bem, posso sair antes que isso e aquilo aconteça.’ O mundo está cheio de esqueletos de pessoas que acreditaram que poderiam sair antes que o acontecimento ruim acontecesse. ”

    12. “Supostamente, se seu fundo de índice coincide com o mercado, você teve sucesso. Mas se esse mercado está caindo como um elevador, não tenho certeza de que isso seja muito sucesso.”

    13. “O maior risco com que estamos lidando hoje é a perda do dólar americano como moeda de reserva. Se continuarmos fazendo o que estamos fazendo agora, acho que levará 10 ou 15 anos. Se perdermos o status de reserva, pude ver uma redução de 25% em nosso padrão de vida. ”

    14. “Dívidas ilimitadas e atividades irresponsáveis ​​não levam a resultados positivos. Esse é um tipo de cenário desastroso.”

    15. “Francamente, sou muito cético em relação ao Bitcoin. Em última análise, pode ser a resposta ou uma das respostas. Mas, agora, é um mundo extraordinariamente povoado por camaleões e outros personagens de fala rápida. Não acredito todos os envolvidos nele são o tipo de pessoa que eu gostaria de seguir. ”

    https://markets.businessinsider.com/currencies/news/billionaire-investor-sam-zell-questions-tesla-bitcoin-work-from-home-2020-12-1029910959

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 23 de dezembro de 2020 at 11:15

      Bom, não é novidade que a Tesla vai ter um ano difícil, muitos problemas de qualidade a agora tem competidores, algumas pessoas da área acreditam que vai perder muito valor em 21-22 e talvez ser comprada por algum outro automaker.
      Europeus vem com muitas ofertas de elétricos, especialmente VW que quer apagar a má fama criada pelo dieselgate.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Carlos 23 de dezembro de 2020 at 11:17

      Quanto ao pessoal voltar aos escritórios acredito que o velho quer é se livrar das propriedades comerciais dele pegando alguns ou muitos trouxas, compre agora porque vai subir 🙂

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Carlos 23 de dezembro de 2020 at 11:20

      Nassim Nicholas Taleb

      Se você possui um monte de imóveis comerciais, está se enganando se acredita que as pessoas de repente esquecerão que o trabalho remoto é uma possibilidade e que podem se dar ao luxo de sua conveniência.

      Uma mera queda de 20% na demanda pode reduzir os preços em> 70%

      https://twitter.com/nntaleb/status/1341739853550133253

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lord of All 23 de dezembro de 2020 at 11:26

        Eu sou um pouco cético com home office. Bananense adora fazer seus colaboradores pegarem ônibus, metro, sofrer no trânsito etc. Como aquele fazendeiro q adora olhar suas cabeças de gado agrupadas só por vaidade.

        23+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Pedro de Lara 23 de dezembro de 2020 at 11:34

          Isso mesmo, muita empresa tupiniquim tem essa cultura presencial no sangue.
          Parente trabalha em uma uniesquina em SP, que por aqui que dizem ser “10” e esse é o perfil: teve campi que duplicaram de tamanho durante a pandemia, enquanto houve demissões em massa de professores por e-mail, SMS… Administrativos dando “graças a Deus” por ter saído nos cortes. Em muitos deptos não há a necessidade sequer de ir presencialmente, mas a direção gosta de ver todos sentadinhos e amontoados em salas com ventilação inadequada e diversas regras com exceção.
          Isso é Brasil.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Carlos 23 de dezembro de 2020 at 11:43

            Sim, gerentanda ainda está nos anos 50, os idiotas tem que estar de olho em naquilo o que você está fazendo, tratam empresa de tecnologia e fábrica de pregos da mesma maneira 🙂

            17+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • rogerio 23 de dezembro de 2020 at 13:10

          Esse empresário que pensa assim quebrou ou quebrada nos próximos meses.

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Dr. Estranho 23 de dezembro de 2020 at 11:21

    Concordo Carlos. Ele precisa se livrar do estoque antes que os indivíduo tenham a perfeita compreensão que o home office veio pra ficar. E apesar do brilho de uma metrópole, pessoas de meia idade, agora, buscam qualidade de vida. No lugar do fast Good, o show Good.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 23 de dezembro de 2020 at 11:23

      Discussão tá interessante lá na thread do twitter.

      Steven Polet @StevenPolet 11m
      Respondendo a @nntaleb

      Bem, você tem que acreditar, não é? Não havia maneira de ver isso chegando e nem bem para vender seu imóvel comercial depois que a merda bateu no ventilador. Só espero que essas pessoas não estejam particularmente investidas em negócios. Mas como donos, eles não têm escolha a não ser fingir que está tudo bem

      https://twitter.com/nntaleb/status/1341739853550133253

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Strike 23 de dezembro de 2020 at 13:53

    Colegas, que notícia é essa heim??? Caramba! Isso que é pujança!!!! Lamento postar notícias positivas, mas dados são dados e não podemos ir contra os números!!!
    https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/25638/brasil-bate-recorde-e-cria-414-mil-vagas-de-emprego-em-novembro-melhor-numero-em-quase-30-anos

    6+
  • Strike 23 de dezembro de 2020 at 13:54

    Feliz Natal!!!!!

    9+
    • avatar
    • avatar
  • odorico 23 de dezembro de 2020 at 18:44

    Aí galera… a órama está com umas ofertas bem interessantes em RF.
    Claro que banquinhos.
    Mas tem até uma modalidade difícil de ver nas corretoras
    CDI+x – isto é 100% do CDI mais um valor percentual fixo.. claro que o banco é máxima, mas segura na mão do FGC e vai….
    Mas tem outras ofertas pós e pré de outras instituições….
    Estou querendo ficar só na XP e na Easy, mas tem hora que a òrama e rico tem ofertas de RF tão boas que dá vontade de aportar…. o chato é controlar o FGC em planilha….com as outras corretoras…

    10+
    • avatar
    • avatar
  • MARK 24 de dezembro de 2020 at 11:37

    Feliz Natal a todos! Um 2021 de maiores reservas e menos desejos pela compra de bolhudos.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Falido.com 24 de dezembro de 2020 at 11:46

    Feliz natal e um ano novo pelo menos razoável para todos vcs suvinas….
    O país vai precisar do dinheiro de vcs em 2021….😉😂

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 24 de dezembro de 2020 at 12:37

    Kkkkk. Realmente está na hora de um feliz Natal. Bastante dinheiro em rentabilidade positiva para todos. Eu no momento, ainda prefiro liquidez. Vai piorar, mas quem tem pés no chão vai levar de boa. Creio que aqui ninguém vive como cigarra. Então, só felicidade e planejamento estratégico. No meu condômino alguns não possuem carros. Outros como eu, deixam às vezes semanas os carros parados. Sugeri ao síndico painéis solares e pontos de abastecimento para carros elétricos e, quem sabe dois ou três carros elétricos em sistema compartilhado. Basta apenas um pouco de raciocínio coletivo e uma cobrança, ainda que mínima, por Km rodado em prol do condomínio. Recebi apenas um olhar de perplexidade. Sei que parece loucura, mas não soa como otimismo e esperança de indivíduos melhores para o planeta?

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Falido.com 24 de dezembro de 2020 at 12:42

      Hahaha.. painel solar? Carro elétrico compartilhado??
      Vão querer te internar….😂

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 24 de dezembro de 2020 at 17:57

    O limite de falta de vergonha foi atualizada com sucesso…
    DE MEIA E COM CHORO: OS BASTIDORES DA PRISÃO DE CRIVELLA
    Prefeito dormia pesado enquanto policiais batiam à porta
    https://epoca.globo.com/guilherme-amado/de-meia-com-choro-os-bastidores-da-prisao-de-crivella-24809998?versao=amp

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 24 de dezembro de 2020 at 20:00

    Um feliz Natal para todos!

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 25 de dezembro de 2020 at 08:37

    Feliz Natal, Bolhistas. Faz tempo que não apareço por aqui, apenas por falta de tempo. Trabalhando DEMAIS!
    No mais, o mercado imobiliário de Aracaju continua com preços elevados e sem vender. Vejo alguns imóveis baixando aos poucos de preço, mas ainda assim não estão vendendo.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • bolhista cearense 25 de dezembro de 2020 at 11:52

    Bom natal caros bolhistas. Espero que papai noel traga um saco cheio de imóveis baratos, selic mais alta e vacina pra todo mundo.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • odorico 25 de dezembro de 2020 at 12:05

    Que se iniciem os trabalhos de CVRs de Natal…
    Eu começo…
    Ontem, conversa depois da ceia, primo da minha esposa de Patrocínio-MG, comprou 50 hectares de terra próxima a cidade de 90 mil habitantes 8km de asfalto e 3 de terra. Uns 20 hectares de terra plana, o resto é morro. Disse que dá para fracionar e vender como chácara de lazer devido a um córrego que passa no meio.. Disse que dá para fazer o dobro do capital… pagou 400 mil. Acho que ele não colocou o custo de fracionar, a infra para chácaras que é diferente… com energia, documentação, etc. Enfim, acho que vai 200k fácil (mas vamos dizer 100k). Então, serão 500k para tirar 300k, um ótimo lucro né….SQN não, ele disse que os 400k já vão ser a base de dívida pois só tem 300k, então acho que vai demorar para fazer infra ou se endividar mais e mesmo fazendo, vender 20 chácaras de 1hectares (a parte plana) não é do dia para noite…..Enfim, no mundo do wishfulfthinking não existe a variável tempo, o cara já vê o o patrimônio dele como 800k. O cara pega 300k que dá para render uns 2k por mês se bem alocado, entrega para o dono da terra, pega 100k com o banco ou “sei lá quem” a “sei lá qual” taxas de juros, vai ter dor de cabeça e trabalho por pelo menos 1 ou 2 anos…. para ter 60% de lucro nominal se tudo der certo, se vender todas as chácaras, se o incra, prefeitura, etc não travar a empreita… etc…. é muito “se” dando certo…. Mas no sonho, no papel e na calculadora está tudo certo e ele é um “jênio”
    E a cereja do bolo foi a frase “já avisei a muié e as crianças que as próximas férias vão ser em casa… no máximo casa de parente….”
    Eu… seguindo as instruções bolhistas….no fim de noite…. sorri e acenei…
    Eu confesso que estou vivendo um dualismo… esperançoso quando a pandemia passar que as coisas vão melhorar, ao mesmo tempo vendo o tanto de burrada que a maioria faz ou fez durante a pandemia…. que ao fim dela a conta vai chegar e ao invés de melhorar vai piorar…

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • chigo 5 de janeiro de 2021 at 12:57

      Tivesse colocado em ações até maio, já teria tirado 50% de lucro, e sem tirar a [email protected] da cadeira. É dificil encontrar um negocio (que não seja empresa propria) melhor que a bolsa.

      1+
      • avatar
    • odorico 26 de dezembro de 2020 at 00:02

      Eu também acho que estamos partindo para uma dolarização, apesar de achar que o dólar vai cair no curto prazo (2021), acho que vai oscilar bastante e no médio 2022,2023 ele testa novos patamares…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 26 de dezembro de 2020 at 09:53

    Choque do mundo REAL, saindo do FAZ DE CONTA do CAGED:

    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/12/metade-dos-trabalhadores-do-pais-pararam-durante-a-pandemia.shtml

    Com pandemia, quase metade dos trabalhadores pararam

    Cerca de 93 milhões de brasileiros, ou 53% da população em idade de trabalhar, ficaram inativos ou desempregados em 2020

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • MARK 26 de dezembro de 2020 at 18:18

    CVR de Natal – encontro conhecida na praia agora no período de festas, conversa vai e vem, “Agora estamos morando aqui perto (da Praia).” Que legal… “Foi meio corrido por conta do medo de não dar tempo de ficar tudo pronto antes do Natal e com receio que por causa das fases mais restritivas da pandemia não desse tempo de ficar tudo pronto, mas conseguimos terminar a tempo das festas.” Bacana, conseguiram… o detalhe é que há 6 anos atrás já tinham comprado um apartamento numa região mais afastada da cidade, num lançamento da Zona Noroeste. Na época gastaram os tubos pra transformar o minúsculo apartamento num mini palácio. Tudo foi trocado, armários planejados em tudo, pra… pra agora comprar outro apartamento e ter todo o gasto de novo. Na conversa já deu pra entender que o anterior não foi vendido, na Zona Noroeste é bem mais difícil vender. Agora estão apertados pois gastaram toda a reserva no novo sonho próximo da praia. Agora possuem dois condomínios pra pagar até conseguirem se livrar do mini palácio da Zona Noroeste, fora que esses adornos empregados só ajudam tornar a venda mais atrativa, não acrescentam um centavo à transação. A compra é algo sério e difícil, não deveria ser feita sem pensar muito, mas 666…

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Loucodf 26 de dezembro de 2020 at 21:39

    Mark, se esses adornos que você estiver citando for uma reforma que deixa o apartamento no tal do alto padrão….reformas de 50/100k.

    Aqui onde eu moro esse mudança mudança altera totalmente o valor do imóvel. Não é algo para só ajudar a vender.

    Tem apartamentos aqui onde eu moro que a mudança alcança até 100 mil reais a mais. Apartamentos com a mesma quantidade de vagas, nascente, andar equivalente.

    Mas a comparação vai em um apartamento totalmente reformando, idealizado por arquiteto. Alguns até possuem sistema de som, automatizacoes, ar instalado em todos os cômodos. Ente outros detalhes.

    Aqui são aps de 100m

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 27 de dezembro de 2020 at 07:56

      Se o cidadão for casado pelas minhas observações a mulher não vai se contentar em ter algo escolhido por outra, vai querer trocar tudo da maneira que ela “gosta”…. E lá vai outra reforminha de 100 – 200K 😉
      Conheço dezenas de casos assim 🙂
      Quando foi a ex que escolheu é batata…

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • MARK 27 de dezembro de 2020 at 10:39

      LoucoDF, não é dizer que não valha muito uma reforma de 50 a 100k, estimo que o gasto foi de uns 65k, mas trata-se de um apartamento de 2 dormitórios, 1 banheiro com 52m2. Qual o perfil de um comprador de um apto de 52m2 na periferia? É nesse sentido que eu falo, ajuda a vender, talvez até dê pra cobrar uns 10 a 20k a mais sobre a média, mas não recuperar o dinheiro investido. Por isso falo que é preciso ter muita certeza do que você quer ao comprar e reformar um imóvel, fora o trabalho que dá pra depois vc passar pra frente sem fazer lucro. Por falar em reforma com arquiteto, Loucodf, acho que você por aí tem mais sorte pois por aqui é raro que a reforma tenha sido bem planejada. Vejo tantos apartamentos que até eram bonitos, mas infelizmente o dono fez reforma hospitalar, meteu azulejo branco em tudo ou os piores que reformam com cerâmica de segunda e metem aquelas faixinhas horizontais em todas as áreas frias. Reformas bonitas que eu tenha visto nesses anos de busca por imóveis acho que vi umas cinco e olhe lá, de resto era tudo pra reformar de novo. Também tem a falta de planejamento nos, quem diria, planejados dos quartos, colocam o guarda-roupa numa parede grande, mas não a mais indicada, o resultado é que o quarto fica muito estreito e tudo entulhado pela falta de visão do realizador.

      9+
      • avatar
  • odorico 26 de dezembro de 2020 at 22:21

    Mais 1 CVR de Natal
    Primo de goiania, entra em contato para desejar feliz natal… papo vai papo vem, pergunto do imóvel que ele mora num condomínio, que está a venda a mais de 1 ano…. falei sobre o aquecimento do mercado durante a pandemia….
    Resposta: Realmente as visitas aumentaram muito, mas nenhuma proposta. Estava pedindo 1KK, mas o corretor aconselhou a aumentar para 1,25kk pois sempre tem o choro e o mercado está bem aquecido.
    O pior que não duvido… que apareça um louco e pague 1,2kk…. Mercado insano….
    E ele disse que assim que vender vai tentar uma casa que ele está de olho em outro condomínio na faixa de 1,5kk ou 1,6kk que o vendedor não aceita permuta
    O novo ciclo de loucura começou….

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Loucodf 27 de dezembro de 2020 at 07:23

      A pergunta que fica é: Qual o folego disso? Será que quem tem bala pra fazer isso já fez? será que quem ter confiança pra fazer isso já não fez? Difícil dizer…. Mas bixo, nós estamos com número de casos subindo e o auxilio emergencial indo embora. País sem rumo. Presidente pífio….

      Vamos aguardar.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 27 de dezembro de 2020 at 08:06

        Enquanto ouver crédito e pessoas aptas provavelmente

        Financiamento de imóveis cresce 77,9% em um ano até novembro
        Aumento de crédito com recursos da poupança é em relação ao mesmo mês de 2019 e foi puxado por juro baixo, diz Abecip

        No acumulado do ano até novembro, os recursos tomados para compra e construção de imóveis somam R$ 106,51 bilhões, expansão de 52,1% em relação ao mesmo período de 2019. No período, foram financiadas 370,9 mil unidades, resultado 39,3% maior, na mesma base de comparação.

        De acordo com a Abecip, somente no mês de novembro foram financiados, nas modalidades de aquisição e construção, 46,2 mil imóveis, alta de 1,5% ante outubro e 59,9% em um ano.

        O Itaú Unibanco conseguiu se manter na segunda posição do ranking de financiamentos imobiliários no País, no mês de novembro. O maior banco da América Latina havia desbancado o rival Bradesco do posto em outubro. Na liderança, a Caixa, o banco da habitação, segue isolada dos concorrentes.

        Em novembro, o Itaú registrou R$ 2,956 bilhões em financiamentos imobiliários. Na sequência, o Bradesco somou R$ 2,665 bilhões. A Caixa, no topo, emprestou quase o dobro, com R$ 5,543 bilhões.

        No acumulado de 2020, porém, a batalha pelo segundo lugar no ranking continua. O dono da posição é o Bradesco, com um volume de R$ 20,736 bilhões. O Itaú permanece na terceira posição, com R$ 19,834 bilhões, enquanto a Caixa, líder, emprestou R$ 46,374 bilhões para a compra e construção .

        https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,financiamento-de-imoveis-cresce-77-9-em-um-ano-ate-novembro,70003562951

        7+
        • avatar
        • avatar
        • Strike 27 de dezembro de 2020 at 22:47

          De acordo com a Abecip, somente no mês de novembro foram financiados, nas modalidades de aquisição e construção, 46,2 mil imóveis, alta de 1,5% ante outubro e 59,9% em um ano.
          —-
          Caramba!!!! Com pandemia e tudo???

          3+
      • Carlos 27 de dezembro de 2020 at 08:10

        Até IPOs de construtoras de volta à pauta….

        Financiamento imobiliário com recursos da poupança dispara em novembro

        O desempenho do mês passado foi o segundo maior da série histórica iniciada em julho de 1994

        Mesmo tendo caído 0,2% na comparação com outubro, o desempenho do mês passado foi o segundo maior da série histórica iniciada em julho de 1994, em termos nominais, confirmando a força do setor, mesmo diante da crise provocada pela pandemia da covid-19.

        De janeiro a novembro, os empréstimos no setor para financiar a compra e construção de imóveis avançaram 52,1%, para 106,5 bilhões de reais, próximo do pico histórico registrado em 2014, de 112,85 bilhões de reais.

        Em unidades financiadas, os empréstimos de novembro atenderam 46,2 mil imóveis, 1,5% a mais do que em outubro e 59,9% maior do que o apurado em novembro de 2019.

        No acumulado do ano até novembro, foram financiadas 370,9 mil unidades, resultado 39,3% acima do de um ano antes.

        Por instituições financeiras, a Caixa Econômica Federal liderou os desembolsos, com 43,5% do total, seguida por Bradesco (19,5%), Itaú Unibanco (18,6%), Santander Brasil (13%) e Banco do Brasil (3%).

        Com o juro básico na mínima histórica de 2% ao ano, como parte dos esforços do Banco Central para tentar reanimar a economia atingida pela pandemia, o financiamento imobiliário teve uma disparada surpreendente em 2020, puxando consigo o setor da construção civil e aliviando os efeitos da queda da atividade econômica.

        Com isso, seis construtoras estrearam na B3 neste ano com ofertas iniciais de ações (IPOs) para buscar recursos e financiar planos de crescimento. Outras nove aguardam aval da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para fazerem o mesmo.

        https://einvestidor.estadao.com.br/noticia/financiamento-imobiliario-dispara-novembro/

        5+
        • avatar
        • avatar
  • Carlos 27 de dezembro de 2020 at 08:02

    Pedala, pedala, pedala…
    “Os empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida, voltados para essa faixa da população, responderam por 85,8% dos lançamento”

    O que impulsiona o mercado de imóveis

    Com expansão ampla, as vendas estabeleceram novo recorde; no trimestre, as vendas terem registrado alta expressiva, de 42,5%

    As famílias de baixa renda vêm desempenhando um papel notável na ativação do mercado imobiliário. Elas são o principal responsável pelos excepcionais resultados de vendas e de lançamentos de imóveis aferidos pelo indicador mensal da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) elaborado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo (Fipe-USP). As vendas de imóveis novos em outubro de 2020 foram 67,9% maiores do que as de um ano antes.

    Não se trata de um aumento porcentual expressivo sobre um período de vendas deprimidas, como os meses que se seguiram ao início da pandemia, mas sobre um momento (os últimos meses de 2019) de normalidade da atividade econômica e social. Com expansão tão ampla, as vendas estabeleceram novo recorde mensal. O anterior era de maio de 2014, quando a economia brasileira ainda não havia sido atingida pela crise da política econômica do governo petista de Dilma Rousseff, que levaria à recessão nos dois anos seguintes.

    O fato de também no trimestre móvel (de agosto a outubro) as vendas terem registrado alta expressiva, de 42,5%, sobre igual período de 2019, de sua parte, mostra que o bom desempenho do setor não se resumiu a outubro. Da mesma forma, o aumento de 20,5% no acumulado de 12 meses em relação a igual período imediatamente anterior mostra a persistência do rápido crescimento.

    “Temos visto um consumidor resiliente na hora de buscar oportunidades para adquirir a casa própria, principalmente a população de baixa renda em busca do primeiro imóvel”, avalia o presidente da Abrainc, Luiz Antonio França.

    Os empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida, voltados para essa faixa da população, responderam por 85,8% dos lançamentos e 76,6% das vendas residenciais nos 12 meses encerrados em outubro. Com relação às vendas, o segmento de habitação popular registrou, em outubro, forte alta de 86,5% em relação ao mesmo mês de 2019. Os lançamentos, por sua vez, aumentaram 121,6% no mês. No acumulado de 12 meses, as vendas para essa fatia da população cresceram 33,4%.

    As vendas para os segmentos de médio e de alto padrão tiveram crescimento de 3,1% em outubro, mas no acumulado de 12 meses registraram queda de 5,6%.

    https://opiniao.estadao.com.br/noticias/editorial-economico,o-que-impulsiona-o-mercado-de-imoveis,70003563238

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Adriana 27 de dezembro de 2020 at 11:11

    Olá, como foram de Natal?!

    Atualizando a amortização do meu ap, pra quem se interessar.

    Em out/2018, comprei um ap de R$ 220 mil, na Sé, Centro de SP, financiando R$ 142 mil.
    Amortizei em 2019 e agora 2020.
    Estou na prestação 189/360. Faltam 171 prestações. Usei FGTS e recursos próprios para amortizar. Saldo devedor: 104 mil
    Claro que o grosso da amortização vem agora (abater capital) pois até aqui abati mais os juros da operação mesmo.
    Vambora!

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 27 de dezembro de 2020 at 16:32

      Interessante, quando você amortiza, o número da prestação muda?
      É que tive financiamento de 2010 a 2016, mas como não tinha fgts não amortizava…. achava que quando você amortizava o financiamento continuava o mesmo, mas o saldo e a prestação que caíam……

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Strike 27 de dezembro de 2020 at 22:50

        Acho que você pode escolher manter o mesmo número de prestações ou reduzir e aumentar o valor da prestação.

        6+
        • avatar
        • avatar
      • Adriana 29 de dezembro de 2020 at 09:47

        odorico,
        Você pode amortizar no prazo ou reduzindo o valor da prestação mensal. Eu escolhi reduzir o prazo. Então, o contrato permanece em 360 meses conforme foi assinado mas a amortização abate o saldo devedor da operação e a prestação atual “anda” pra frente até chegar na última 360/360. Não sei se ficou claro.

        5+
        • avatar
  • Strike 27 de dezembro de 2020 at 22:49

    Futuros subindo forte agora… Não tem jeito, o Fed sempre vence.

    3+
    • Strike 27 de dezembro de 2020 at 23:13

      Trump acaba de assinar novo estímulo de US $ 2,3 trilhão (alívio Covid, financiamento do governo, parar despejos, pagar aluguéis para que não haja despejos, seguro desemprego e muito mais)! Dinheiro grátis na veia!!! Não tem como parar isso, os caras vão imprimir o quanto for necessário, vão continuar imprimindo até que a economia normalize, mesmo que leve um ou dois anos. Amanhã provavelmente Ibov deve subir forte…

      5+
      • CA 28 de dezembro de 2020 at 07:21

        Strike,

        Yeah, se continuam com medidas APELATIVAS nos EUA, para combater uma crise que ainda é profunda e REAL, é mais um sinal de que a recuperação em “V” já está acontecendo, certo? Pelo menos, na sua “lógica” que inverte tudo, deve ser assim…

        E falando sobre as suas inversões da realidade, tem a BOVESPA também, né? Se desde 2016 quanto mais a BOVESPA sobe, pior está a economia, a sua comemoração pela expectativa da BOVESPA subir é porque daí no mundo REAL vamos para o vinagre de vez, correto?

        Em tempo: se os EUA estão precisando de medidas super-APELATIVAS, imagine o Brasil! O “probleminha” é que se despejarmos novos helicópteros de dinheiro na economia, o dólar vai disparar, junto com a inflação, forçando uma subida abrupta dos juros e causando “N” efeitos funestos para economia. Por outro lado, se não despejarmos helicópteros de dinheiro na economia, a REALIDADE vai aparecer mais rápido, com o desemprego disparando ainda mais, assim como a queda da renda se intensificando, o aumento da miséria disparando e se tornando ainda mais visível, dentre outros efeitos destrutivos para economia e sociedade.

        E aí, nesse seu mundo de FAZ DE CONTA, qual a solução no caso do Brasil, para o que consta no parágrafo anterior? Ou você e todo mundo que você conhece vive exclusivamente da BOVESPA e tem um colchão gigante de dólares para usar quando ela explodir junto com a explosão muito mais visível da economia REAL, que deve ocorrer em 2021?

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 28 de dezembro de 2020 at 10:47

          CA seu pessimista, qual o problema de uma “recuperação” baseada em crédito podre?

          ;-P

          17+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • socrates 28 de dezembro de 2020 at 18:34

          CA, se nem todo mundo dançar junto com o FED, mas a Banania e outras colonias sim (inventando $$$ tb) , o real e o dólar tendem a perder força perante as moedas gringas, não?

          Falo isso porque parece que medir a força do real o comparando só com o dolar parece não ser mais a melhor opção.

          5+
    • socrates 28 de dezembro de 2020 at 18:30

      para o FED sempre vencer os outros países tem que concordar em fazer gol contra tb…
      Óbvio que há muitos “falsos inimigos”, só para contar a história para a plebe…
      Mas será que todos comem na mão do EUA mesmo?

      Só lembrar que até mesmo a Banania teve o real valorizado contra o FED no pós-2008
      Alias, o dólar passou de 4 para 1,60. E o euro tb entrou nessa dança.

      óbvio que naquela época nosso “governo” não babava tanto ovo para eles…

      7+
      • avatar
  • Murilo 28 de dezembro de 2020 at 07:52

    Crise? na crise que há oportunidades … Mas não para quem investe em imóveis, imagine o quanto os donos desses escritórios já perderam com anos de crise e vão perder , nos próximos quatro anos no mínimo. Além de não estarem ganhando com o dinheiro investido em ações, títulos… Ainda tendo de arcar com IPTU. Esse povo deve fazer sexo com buraco de tijolo, vai gostar de tijolo assim em Olaria. #Bricklovers

    httpss://diariodorio.com/construtora-na-barra-oferece-escritorios-para-alugar-com-4-anos-de-carencia/amp/

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Falido.com 28 de dezembro de 2020 at 10:04

    Trump após 6 dias de atraso resolve assinar ajuda financeira 2 trilhões bde dólares para não paralisar economia….

    https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/12/27/trump-assina-pacote-de-socorro-em-meio-a-pandemia-e-evita-paralisacao-do-governo

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 28 de dezembro de 2020 at 12:05

    CVR
    Conhecido fez uma ampla reforma num apartamento antigo com o únicos objetivo de alugá-lo.
    Daquelas reformas grandes, com troca de encanamentos, revestimento e até instalação de móveis planejados, com engenheiro e tudo mais.
    Chuto modestamente que gestou uns 30k.
    Isso foi ano passado.
    Alugou para uma casal com 3 filhas pequenas, daquelas tipo taz-mania.
    Destruíram o imóvel em pouco menos de um ano e desocuparam mês passado.
    Detalhe que por ser imóvel antigo, o aluguel não passou de 1.5k + condomínio.
    Tudo bem que na devolução o inquilino mandou pintar o apartamento, mas daquele jeito que vcs sabem né? provavelmente usou a tinta mais vagabunda do mercado e o profissional mais barato.
    Fico pensando em quanto tempo ele vai recuperar esses 30k e começar a ter lucro.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Loucodf 28 de dezembro de 2020 at 12:15

      30k com engenheiro, revestimento, moveis planejados?
      Posso ser muito ignorante no assunto e claro que isso vai vai variar muito os materiais, tamanhos etc.
      Mas isso me cheira pelo menos 60k.
      30k é reforma com um pedreiro da esquina e usando materiais baratos e acho que a conta ainda não fecha.

      Pelo menos, conversando com alguns colegadas que fizeram… é por aí.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lord of All 28 de dezembro de 2020 at 12:20

        Concordo com vc, chutei 30k pq foi ano passado, antes da inflação, e tbm para não errar pra cima.

        8+
        • avatar
        • avatar
    • MARK 28 de dezembro de 2020 at 12:34

      Tou como o Loucodf, menos que 60k seria difícil numa reforma com planejados, ainda mais trocando o encanamento.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • rogerio 28 de dezembro de 2020 at 22:27

        Sem contar que o auxílio emergencial inflacionou a mão de obra dos pedreiros.

        10+
        • avatar
        • avatar
  • odorico 28 de dezembro de 2020 at 14:57

    CVR pandemia
    A pandemia da insanidade imobiliária contaminou a minha esposa… está dizendo que os preços estão subindo, que nós não vamos comprar nunca, que é melhor financiar logo e sair do aluguel…
    PS Ela acha que temos 650k (temos 2kk) pois só mostro a carteira da easy para ela…
    Para baixar a febre, mostrei que os 650k estão pagando o aluguel até com uma sobra…..E que pago o aluguel com o salário então o bolo cresce todo mês….
    Mas vejo que os sintomas persistem….
    Engraçado como essa questão de imóvel vem em manada, ficamos 3 anos no sossego… mas agora a correria voltou e todo mundo comentando do aumento de preços, dos juros baixos, etc….até a lavagem cerebral na família voltou, pai, mãe, sogra, sogro, cunhado, irmão… todos me ligando para falar que a hora é agora…

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 28 de dezembro de 2020 at 16:17

      Ótima hora pra acabar com a liquidez e se enfiar em dívidas, as pessoas definitivamente não entendem a realidade caro odorico.
      O negócio é mocosar o din din mesmo 🙂

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • MARK 28 de dezembro de 2020 at 18:19

      Odorico, imagino o seu suplício, meu amigo… Tente resistir, quem sabe consegue.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Falido.com 28 de dezembro de 2020 at 19:02

      Já passei por isso meu amigo…
      Não vale a pena fazer mau negócio para resolver uma queixa/choradeira…
      Depois em algum momento alguém bvai cobrar…
      Siga firme no seu propósito…👍

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Loucodf 28 de dezembro de 2020 at 20:01

      Não perca tempo, Odorico.
      Compre seu imóvel.
      =)

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lord of All 28 de dezembro de 2020 at 20:56

      A ala de infectados bolsominions do blog vai dizer que vc deve gastar essa grana até o último centavo, ajudar a movimentar a economia, e, por conseguinte, ajudar o bozo.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Sem Nome 28 de dezembro de 2020 at 22:53

      Mesmo concordando que a compra de um imóvel é financeiramente uma má decisão em sua grande maioria, é triste ver que pessoas esclarecidas neste assunto financeiro tem uma péssima contrapartida em outro assunto financeiro correlato, que é a gestão do patrimônio familiar baseado em práticas como esconder da própria esposa o quanto a família possui de bens.

      7+
  • socrates 28 de dezembro de 2020 at 18:26

    fez muito bem de só mostrar 1/3
    se tivesse mostrado tudo, sua vida estaria insuportável agora de tanta pressão!

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 28 de dezembro de 2020 at 21:02

    Já tem algum tempo tenho notado um aumento significativo de pedintes aqui em minha cidade (CWB). Desde antes da pandemia.
    Pessoas nos sinais de trânsito, saídas de mercados etc com placa dizendo q estão com fome.
    Detalhe q na maioria das vezes são homens de baixa idade e bem saudáveis, bem poderiam estar se oferecendo para algum serviço de jardinagem ou de limpeza.
    Voltamos ao tempo em que aquela música foi escrita:
    “uma esmola pelo amor de deus, uma esmola por caridade ..
    O ano é mil, novecentos e noventa e tal
    Eu tô cansado de dar esmola;
    Qualquer lugar que eu passe é isso agora.”

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 28 de dezembro de 2020 at 23:11

      Curiosamente, hoje saí com meu filho para fazer umas compras pequenas no comércio local perto de onde moro (guará – DF)… ovo, verduras e fomos a pé… Eis que um cara até bem vestido me aborda e pergunta se eu poderia ajudar que o carro ficou sem gasolina e ele queria uma ajuda para chegar em casa… Nem dei bola, sou contra ajudar com dinheiro… e como não dava para ir no posto e botar gasolina dei aquela velha resposta “hoje não”…..Engraçado que filho de bolhista bolhista é, meu filho perguntou o que o cara pediu e eu disse… aí ele falou, mas se o cara tem carro ele deveria ter dinheiro para gasolina… senão vende o carro hora… aproveitei…. para falar porque o cara chegou nessa situação…dizendo que se você ganha 10, gaste 9, 8, 7, para sempre ter uma reserva e ele concordou e até falou do cofrinho que ele já tem uns 500 conto…. nem vou falar que a meta 2021 é ele ter a conta digital e na corretora….aos 18 ele vai assustar…..(mas só se estiver no caminho certo, caso contrário nem vai saber do dinheiro….).

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Pedro de Lara 29 de dezembro de 2020 at 10:26

        Costumo ir em uma feira com irmãos para comer um pastel. É um dos mimos que não consegui abolir por muito tempo nessa pandemia. E tenho visto pedintes nesse mesmo perfil: jovens, aparentemente saudáveis… Um deles nos abordou na barraca pedindo dinheiro. De pronto, disse que não, mas podia oferecer um pastel, uma vez que havia um de brinde. Ele fez cara feia, pensou e aceitou com má vontade. Esperou ser feito, pegou e vazou. Uns 3 minutos depois, curiosamente voltou para agradecer… Também odeio ajudar com dinheiro porque é óbvio que isso só vai incentivar ele a pedir mais e ganhar dos outros sem esforço algum.

        Já no metrô de SP está chegando a níveis de trens da CPTM (quem conhece por aqui sabe mais ou menos a diferença, onde CPTM é uma feira livre, comparado com Metrô).

        Aí vem a dolarização, inflação prestes a subir ainda mais… Não demora muito e já estou me sentindo em 1992, 1993…

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Falido.com 28 de dezembro de 2020 at 23:36

    Bolsonaro foi jogar bola hoje em Santos…
    A piada é a forma física(de atleta) de bujão de gás dele….🤣🤣🤣🤣

    7+
    • avatar
    • avatar
  • CA 29 de dezembro de 2020 at 08:42

    https://oglobo.globo.com/economia/fim-do-auxilio-emergencial-deixara-48-milhoes-sem-ajuda-do-governo-em-meio-nova-alta-de-casos-de-covid-24815316?utm_source=globo.com&utm_medium=oglobo

    Fim do auxílio emergencial deixará 48 milhões sem ajuda do governo, em meio a nova alta de casos de Covid

    Último pagamento será feito hoje. Ministério da Cidadania trabalha com a volta do Bolsa Família e busca elevar o valor médio do benefício de R$ 192 para R$ 200

    O governo gastou até agora quase R$ 300 bilhões para pagar o auxílio a 67,9 milhões de pessoas. Diante disso, o Ministério da Cidadania passou a trabalhar com a volta do Bolsa Família e busca elevar o valor médio do benefício de R$ 192 para R$ 200. Também há planos de incluir no programa mais 300 mil famílias, somando 14,5 milhões, dentro do orçamento de R$ 34,8 bilhões reservado ao programa em 2021. A Caixa vai liberar em janeiro os saques em espécie para cerca de 34 milhões de pessoas que nasceram entre março e dezembro e demoraram a ter o pedido autorizado pelo governo.

    Também termina este ano o complemento do governo federal, previsto na medida provisória 947, para os trabalhadores que fizeram acordos de redução e suspensão de jornada e salário.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 29 de dezembro de 2020 at 08:55

      O fim das medidas PALIATIVAS e QUEBRA-GALHO, que inflaram ARTIFICIALMENTE os números da economia, vai de fato ocorrer, pelo menos a partir do inicio de janeiro/2021.

      Observem na notícia acima o tamanho do impacto:

      1) R$ 300 BILHÕES despejados de helicóptero na economia só de abril a dezembro de 2020, contra R$ 35 BILHÕES que será o orçamento do bolsa-familia para 2021.

      2) 67,9 MILHÕES de pessoas que receberam auxílio emergencial em 2020, contra 14,5 MILHÕES que vão receber o bolsa família em 2021.

      3) 11 milhões de pessoas com contrato de trabalho suspenso ou redução de salários com empregos sob forte ameaça após retirada destes recursos para empresas, onde a grande maioria destas empresas ainda estará em péssima situação financeira.

      4) Alguns milhões de pessoas que terão que voltar a pagar as prestações da casa própria, assim como alguns milhões de empresas que voltarão a pagar impostos e alguns milhões de empresas e pessoas que voltarão a pagar outras dívidas suspensas e renegociadas com bancos, bem como novas dívidas contraídas em 2020 e tudo isto em meio ao cenário que consta nos itens de 1 a 3 acima.

      Talvez seja apenas um “intervalo” em que vão “suspender” o auxilio emergencial e outras medidas APELATIVAS, porque tão logo apareça a REALIDADE de uma economia ainda completamente destruída, com a miséria disparando e mais visível do que nunca, assim como uma disparada histórica na degradação dos empregos e renda, haverá uma forte tendência do governo retomar o auxilio emergencial, a proteção aos empregos, a bolsa-calote da CEF com a suspensão de prestações do crédito imobiliário e dai por diante, levando-nos ao caminho de uma rápida disparada no dólar, na inflação, forçando subida de juros, colocando o risco país na estratosfera, gerando ameaça de crise cambial e sem que nada disto resolva problemas gravíssimos e que foram gerados por BOLHAS intensas desde mais de uma década antes de qualquer pandemia.

      Talvez com isto ainda demore um pouco para as pessoas entenderem o ÓBVIO: não existe saída indolor e rápida para uma crise gerada por BOLHAS gravíssimas alimentadas ao longo de mais de uma década, onde para piorar, uma pandemia trouxe um fortíssimo agravamento na saúde de uma economia que já estava na UTI faz tempo…

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • if 29 de dezembro de 2020 at 10:28

        Estou em situação financeira confortável, mas me preocupo (e muito) com os parentes e amigos. Sei que alguns deles vão passar muitas dificuldades em 2021 e não faço ideia de como farão para ter o básico. Ajudarei, na medida do possível, aos mais próximos. Mas não será suficiente.

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Ilusionista 29 de dezembro de 2020 at 17:18

          Fica difícil até para desejar um Feliz Ano Novo com tantas mortes do covid que poderiam ser evitadas e que virão, sofrimento de pacientes em hospitais superlotados, além de milhares de anônimos que não sabem como sobreviverão no ano que vem com o fim do aux. emergencial.
          Neste último final de semana decidi dar um rolê de bike pelas ciclovias do centro de SP, Praça da Sé, cartão postal da cidade e ruas próximas, é realmente assustador o número de barracas de camping instaladas pelas ruas e praças do centro, em toda minha vida nunca vi nada parecido em nenhuma outra cidade no Brasil e pelo mundo.
          Em números dá para notar nitidamente que mais que dobrou o número de moradores de rua desde 2014.
          Para 2021 melhor desejar muita “FORÇA” para suportar o próximo ano, principalmente no primeiro trimestre que, por sinal, deverá ser bem caótico.

          10+
          • avatar
          • avatar
  • Dr. Estranho 29 de dezembro de 2020 at 12:49

    Se o Trump, que inicialmente parecia que tinha chutado o balde, irá despejar novamente dinheiro de helicóptero, vocês acreditam que iremos para o mesmo caminho? Creio que sim. Infelizmente as consequências, cada vez mais dolorosos , chegarão com estagnação econômica e inflação. Até quando irão pedalar é à questão.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 29 de dezembro de 2020 at 16:08

    Falido.com
    As notícias são:
    Bozo jogando futebol,
    Bozo participando de evento de moda,
    Bozo pescando,
    Bozo andando de jet-ski,
    Bozo fazendo lives como se fosse uma blogueira.
    Seria normal, se ele não fosse o PR e o país estivesse numa pandemia e crise inflacionária. Esse é o grande trabalhador do país. O mínimo q se espera dele é q passasse o dia num gabinete procurando soluções para os problemas do país.
    Isso explica pq muita gente por aqui gosta dele: devem se identificar com esse estilo de vida folgado e debochado.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Falido.com 29 de dezembro de 2020 at 16:33

      Hahaha…já sabe que .. não né?
      A blogueirinha continuará até ver que não tem mais relevância e como ele tem asseclas e torcida incondicional…..

      8+
      • avatar
      • avatar
    • Jonny Deep Blue 2 de janeiro de 2021 at 14:25

      O Bozo não está de férias??

      2+
  • homelessbubbles 29 de dezembro de 2020 at 17:41

    CVR Véspera de Natal a minha esposa resolveu encrencar com o nosso carrinho. É um popular, 2012 e que vale hoje 2% do nosso patrimônio líquido. Do nada, depois de anos com o coitado, ela resolveu botar mil defeitos. Tive que aturar, por 200 km, ela falando da sujeira (suposta) impregnada no estofado e da (suposta) sujeira nos dutos de ar. Me mantive irredutível, falei que não vou trocar tão cedo. Aí ela falou que vai comprar um pra ela. Detalhe: trabalhamos no mesmo local, que fica 2,5 km de casa. Agora estou na dúvida, se deixo ou não ela jogar dinheiro (o dela) fora. Meu lado racional diz que devo convencê-la a desistir da ideia, mas meu lado emocional não se importaria em ver ela tendo um choque de realidade com essas carroças a preço de ouro que temos hoje em dia.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 29 de dezembro de 2020 at 17:51

      kkk.. nem vou falar que vivo algo parecido…. só não trabalhamos no mesmo local…
      Vou meter a colher… deixa ela comprar…. até deixa ela usar o velhinho como entrada… mas tenha pulso firme para não ajudar na prestação, nem na diferença… se ela reclamar, fala que paga a gasol….

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • homelessbubbles 29 de dezembro de 2020 at 18:42

        Eu to pensando nisso. Mas tenho certeza que mais cedo ou mais tarde o seguro, o ipva, as revisões, as idas a oficina vão cair tudo nas minhas costas. E o que mais me impede atualmente de trocar de carro não é o valor dos carros atuais em si (apesar de considerar altíssimo), mas sim o custo de manutenção/depreciação, quando comparado com o meu atual.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lord of All 29 de dezembro de 2020 at 18:06

      Eu falo pra sra. Lord q compro qq carro que ela queira. Quando ela se empolga eu digo: desde q vc assuma manutenção, ipva e seguro.
      Em seguida, o silêncio.

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Eng_0101 29 de dezembro de 2020 at 18:11

    Se seu carro tem ABS, 6 airbags e uma boa nota no Latin Ncap, talvez não compense trocar. Caso contrário, eu não descartaria uma troca, principalmente se você costuma viajar com a família. Os novos realmente estão muito caros, mas o mercado de usados está aí para ser garimpado. 🙂

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Loucodf 29 de dezembro de 2020 at 18:18

      Vão tacar Pedra em mim, mas eu sou corajoso…

      Eu tenho um Peugeot 408, eu peguei 37k nele com 65.000k rodados
      Eita, mas eu sou feliz com esse carro.
      6 Airbag, ar condicionado bi-zone, digital, teto solar, banco de couro, xenon, sensor de chuva, sensor de estacionamento na frente e atrás, rodas liga leve, porta malas gigante, nem consigo mais lembrar o tanto de coisa..
      Estou muito feliz, daqui uns 4 anos penso em experimentar o c4 lounge…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • homelessbubbles 29 de dezembro de 2020 at 18:38

      Pois é, quando trocar, vai ser apenas por questão de segurança. Meu calhambeque só tem Airbag dianteiro. Porém, a única viagem que faço com ele é de 200 km em pista duplicada e de boa qualidade. Nunca levei susto ou fiquei na mão com ele.

      6+
      • avatar
      • avatar
  • Eng_0101 29 de dezembro de 2020 at 18:39

    Há muitos vendedores de susto e profetas do apocalipse, pois os pessimistas sempre parecem mais inteligentes:

    https://medium.com/@allanformigoni/2-raz%C3%B5es-cient%C3%ADficas-do-porqu%C3%AA-as-pessoas-s%C3%A3o-pessimistas-e-como-voc%C3%AA-pode-contest%C3%A1-las-fdde01753a0c

    As crises de fato existem, mas sempre foram superadas. É inegável que na média a qualidade de vida tem melhorado consideravelmente nos últimos séculos.

    A “bolha imobiliária” até agora não estourou no Brasil e provavelmente não irá estourar, não importa por quais motivos.
    Os brasileiros também amam tijolos, conforme pode ser constatado nos CVRs que seguem.
    Preços de leilões não considero como parâmetros, pois os riscos são enormes nesse tipo de negociação.

    CVR1
    Apartamento de 900k. Pessoa financiou 600k. Prestação provavelmente maior que 6k. Aluguel no prédio em torno de 3,5k.

    CVR2
    Apartamento a venda com saldo devedor junto ao banco, mas proprietário não concede nem 10% de desconto.

    CVR3
    No passado fiz umas 5 propostas por imóveis diversos, solicitando descontos de 20% a 30%. Nem contraproposta recebi.
    Um tempo depois, fiz mais umas 5 propostas por outros imóveis, agora solicitando 10% de desconto. Recebi contrapropostas, mas com descontos da ordem de 5%. Nada de fechar negócio.
    Entendo que um imóvel bem localizado tem seu valor e que os juros baixos favorecem o mercado imobiliário, mas nem 10% de desconto!?
    Vida que segue.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • Loucodf 29 de dezembro de 2020 at 19:13

      Com o juros atual, quem pega 100k paga R$850, mais ou menos…
      Então se o cara pagava antes uns 1.000 a cada 100k.

      3+
      • avatar
      • avatar
    • Loucodf 29 de dezembro de 2020 at 19:16

      Sobre a bolha, eu não creio muito também.

      Não vou entrar em nominal, aumento real etc…
      Mas eu acho que o que deve acontecer é imóvel ser corroído alguns anos por inflação, ai estagna e volta.. estagna de novo, volta…
      E vai tendo essa pouca variação.
      O boom dos imóveis como alguns anos atrás, eu também não acredito muito.

      Até esse aumento recente dos imóveis..
      No chute, eu diria que o folego não vai muito longe e vamos voltar a ter preços acomodados.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 29 de dezembro de 2020 at 19:36

      Muita gente é que nem morcego, dorme de cabeça pra baixo e se acostuma a ver tudo invertido, achando que isto é o “bom” e o “normal”…

      Exemplos:

      “Otimismo” é achar que o preço de um Ativo completamente fora dos fundamentos, como no caso de imóveis, é algo “bom”, porque afinal, cada vez mais pessoas ficam super-endividadas para comprarem estes imóveis, cada vez mais pessoas perdem imóveis para construtoras (distratos) ou bancos (inadimplência e imóvel retomado), o consumo fica cada vez mais comprimido porque dívidas altas e de décadas com imóveis roubam capacidade de consumo e de pagamento de outras dívidas e dai para pior. “Otimismo”, neste mundinho de cabeça para baixo, é achar que toda esta profunda anomalia que prejudica sensivelmente a todos vai durar para sempre e gerar cada vez mais efeitos destrutivos, “pessimista” é quem acha que isto não vai durar para sempre…

      🤣🤣🤣🤣🤣🤣

      A disparada nos auxílios emergenciais fez a inflação REAL e sentida por todos disparar, junto com o dólar. Empresas, pessoas físicas e governos, bateram todos os recordes de endividamento graças a este pacote de ações apelativas. O adiamento da REALIDADE, incentiva o AGRAVAMENTO dos problemas de diversas formas: enquanto a CEF e outros bancos suspendem pagamentos de prestações do crédito imobiliário e ao mesmo tempo disparam na concessão de mais crédito imobiliário, estão apenas disparando no CRÉDITO PODRE, o que inevitavelmente fará com que muito mais pessoas percam seus imóveis para bancos, destruindo cada vez mais a economia pelos mecanismos explicados no parágrafo anterior. “Otimista” no mundinho de cabeça para baixo é quem acha que vão conseguir continuar para sempre com esta disparada no credito podre e em seus efeitos funestos para economia e sociedade, “pessimista” é quem acha que esta profunda anomalia de ignorar risco e retorno não vai durar para sempre.

      Pobre do bricklover desesperado para comprar imóvel, é tão incoerente, que por um lado acha que otimismo é que a anomalia de preços continue, mas ao mesmo tempo, sofre com isto!

      Mas não é nada que não possa ser resolvido com uma dose cavalar de RELATIVISMO: ao longo dos séculos, o padrão de vida sempre melhora, então é só esperarmos algumas centenas de anos e nos fazermos de cegos para o que consta acima, que tudo voltará ao normal! Adoro os “morcegos relativistas”, que além de verem tudo de cabeça pra baixo, NUNCA explicam como aquilo em que acreditam vai acontecer e sempre apelam no final para alguma forma de relativismo barato…

      🤣🤣🤣🤣🤣🤣

      12+
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 29 de dezembro de 2020 at 19:28

    Se e verídico eu não seias que é surpreendente….
    https://www.facebook.com/111540733956032/posts/194291542347617/

    1+
  • Lord of All 29 de dezembro de 2020 at 19:32

    Eng_0101
    Qual comportamento esperar de uma pessoa durante uma pandemia? Cautela, preservação e planejamento?
    Pois é, o bananense preferiu se endividar e queimar reservas financeiras.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • CA 29 de dezembro de 2020 at 19:44

      Lord of All,

      Que nada, não seja pessimista!

      Venha para o mundo dos morcegos dorminhocos, onde “otimismo” é achar que as dívidas devem crescer o máximo que puderem!

      Vamos torcer para que o governo execute um volume cada vez maior de ações apelativas para fazer com que as dívidas cresçam sem parar e e assim assistirmos a situações como a que consta abaixo, se “resolverem”, afinal, com o passar dos séculos, tudo sempre melhora! 🤣🤣🤣🤣🤣

      https://www.dinheirorural.com.br/pressionado-pelo-dolar-endividamento-de-empresas-atinge-pico-de-605-do-pib/

      “Pressionado pelo dólar, endividamento de empresas atinge pico de 60,5% do PIB”

      “A alta do dólar e a busca pelo fortalecimento do caixa levaram a dívida das empresas brasileiras a um nível recorde este ano. De acordo com o Centro de Estudos do Mercado de Capitais (Cemec/Fipe), a dívida corporativa total chegou a R$ 4,3 trilhões, o equivalente a 60,5% do Produto Interno Bruto (PIB), com base em dados do fim de agosto. Em dezembro de 2019, esse índice estava em 51,2% do PIB.”

      “A maior parte da alta em 2020 (70% do total) tem como motivo a variação cambial. ”

      “Outra parte da explicação para o endividamento recorde foi o maior volume de dinheiro que as empresas pegaram emprestado para reforçar o caixa e fazer frente à crise provocada pela covid-19. Nesse caso, o risco é a economia não se recuperar rapidamente e as empresas não conseguirem retomar suas atividades de forma consistente.”

      ” “A expectativa para o próximo ano é de um cenário crítico. As instituições que não conseguirem fazer a rolagem da dívida precisarão buscar alternativas para fazer a adequação desses números, que pode ser via calote ou pedido de recuperação judicial”, diz o presidente da Corporate Consulting, Luís Alberto de Paiva.”

      “Somado a isso, as empresas que postergaram os pagamentos de suas dívidas com os bancos, na esteira das medidas lançadas para mitigar os efeitos da crise, estão tendo de retomar agora os pagamentos das parcelas.”

      8+
      • avatar
      • avatar
    • Falido.com 29 de dezembro de 2020 at 19:48

      Aqui em São Paulo o que mais vejo é gente com cara de que passa fome, sim vc leu corretamente, passa FOME com carro novo Altinho…
      Se tem remédio? Acho que não… Todos com carnezinhos a perder de vista… Entubados até o último no consignado… E no cartãozinho de crédito do BMG…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • odorico 29 de dezembro de 2020 at 23:02

        Mas passa fome mesmo… ou escolhe o carro e corta na comida gourmet/restaurante? Eu por exemplo não sou muito de restaurante, porque não gosto mesmo do ambiente e porque acho absurdo pagar 120 conta em 600g de picanha no espeto…. quando faço 2kg em casa….
        Uma coisa que sempre olho em relação a gastos com comida é a quantidade de proteína que a pessoa consome e depois a variedade… a coisa está feia quando a quantidade de proteína está baixa, já a variedade depende de gosto e eventualmente de preço….
        Aqui em casa peixe pelo menos uma vez por semana (salmão, atum, tilápia, sempre filé, tambaqui de vez em quando para fazer assado), frango 1 ou 2 vezes por semana (filé de peito, no máximo coxa e sobrecoxa), ovo no café da manhã e em refeições quando não deu tempo de fazer carne. E carne de segunda dificilmente entra (só quando a mulher quer realmente fazer alguma receita, etc).
        Enfim, eu jamais economizaria em comida para andar de carro, mas será que o pessoal passa forme mesmo ou apenas tem uma visão diferente quanto a prioridades de consumo.?
        Tem gente que tira o filho da escola mais cara e vai para a mais barata… mas o SUV continua na garagem…..

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • loureiro_bsb 31 de dezembro de 2020 at 14:49

          A percepção que tenho é de que as pessoas possuem resistência de mudar a escola do filho, pois ostentam o logotipo da escola na camisa dos filhos como se fosse uma roupa de marca (como Fórum, Zoomp, Pakalolo, Company… ). Certo dia, ao passar por uma blitz do DETRAN feita na região do Núcleo Bandeirante-DF, chamou a minha atenção uma SUV sendo guinchada, enquanto eu passava tranquilamente com meu “pé-duro” 1.0, mas com documentação em dia…

          7+
          • avatar
  • Eng_0101 29 de dezembro de 2020 at 19:53

    Como vai acontecer? Tecnologia, ciência, descobertas… como tem acontecido ao longo dos séculos.
    Mas segue firme com teu Pensamento Malthusiano. Daqui 10 anos olha o IDH dos países e volta aqui! 🙂
    “então é só esperarmos algumas centenas de anos”, é sério que você escreveu isso!?

    2+
    • avatar
    • CA 29 de dezembro de 2020 at 20:46

      Ah, vai acontecer “como tem acontecido ao longo dos séculos” como você disse acima, ou como na sentença anterior:

      “As crises de fato existem, mas sempre foram superadas. É inegável que na média a qualidade de vida tem melhorado consideravelmente nos últimos séculos.”.

      Vamos continuar relativizando tudo em séculos e generalidades como você fez acima (ah, vai ter uma solução via tecnologia, …), ou você vai passar a relativizar em décadas, como na frase ” Daqui 10 anos olha o IDH dos países e volta aqui!”.

      Você tem que se decidir, século ou década? Se for década, não esqueça deste FATO:

      https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/12/enquanto-brasil-cresce-apenas-22-na-decada-mundo-avanca-305.shtml

      “Enquanto Brasil cresce apenas 2,2% na década, mundo avança 30,5%. Como população do país aumentou 8,7% nos últimos dez anos, renda média por habitante encolheu”

      Pois é, o PIB per capta, que mostra a riqueza por pessoa no país, DIMINUIU na última década. Isto mesmo com as GAMBIARRAS de liberação de PIS, FGTS, crédito PODRE, etc, etc, etc. Ué, mas como assim PIOROU em uma década, o morcego dorminhoco não acabou de dizer que sempre melhora? Ah, mas o IDH melhorou, então está tudo certo, não temos que nos preocupar com as bombas que estamos armando de super endividamento para as gerações futuras, no futuro, tudo se resolve!

      E por que tivemos o “brilhante” resultado acima quanto ao PIB per capta no Brasil? Por que mais uma vez tivemos uma DÉCADA PERDIDA? Porque seguimos a linha “otimista” de que quanto mais se endividar, melhor e não a visão “pessimista” do blog de que disparar no endividamento de forma inconsequente é ruim.

      E agora, o que fizemos no finalzinho da década? Dobramos a meta do endividamento!

      E vamos lá para ver o que vai dar. Segundo o morcego dorminhoco, tudo vai se resolver e melhorar, mesmo tendo dobrado a meta do que nos levou à ultima década perdida, por algum item genérico e não explicado, tudo irá ficar melhor desta vez…

      Quem sabe ao longo da próxima década ou século, olhando pelo IDH ou pelo PIB per capta, poderemos ver o quanto estamos ficando para trás em relação ao resto do mundo e isto seja a visão “otimista”. Isto é o “otimismo dos derrotados”, aqueles que ficam felizes por poderem sempre estar entre os últimos, porque afinal, isto é “bom”.

      Falando nisso, outros “pessimistas” abaixo, que não conseguem ter a visão do morcego dorminhoco, de que se endividar cada vez mais e sem medir as consequências é “otimismo”…

      https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/12/rombo-vai-a-r-700-bi-e-tesouro-diz-ser-limitado-espaco-fiscal-para-novo-socorro-a-covid-19.shtml

      8+
      • avatar
  • Falido.com 29 de dezembro de 2020 at 19:54

    Banco C6(queridinho da web depois do nubank e do inter) é proibido de fazer consignados pelo governo….

    https://www.google.com/amp/s/www.bol.uol.com.br/noticias/2020/11/03/aposentados-reclamam-de-consignado-sem-autorizacao-procon-diz-o-que-fazer.amp.htm

    4+
    • avatar
    • odorico 29 de dezembro de 2020 at 22:52

      Eita… tenho CDB deles…. mas vai que com a dificuldade eles sobem a taxa para se financiar…

      4+
      • avatar
    • bolha_dos_pampas 30 de dezembro de 2020 at 12:05

      No site/app do Meu INSS há a opção de “bloquear” a liberação de empréstimo consignado, desta forma evita-se essa facilidade dada as financeiras/bancos de liberarem apenas com um simples contato com SMS fraudando a autorização. Se você se importa com alguém que está aposentado, dê um jeito para que essa pessoa faça isso.

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Eng_0101 29 de dezembro de 2020 at 20:53

    Devido teu forte viés, você faz uma série de ilações sobre coisas que NÃO escrevi. Mas tudo bem, segue firme aí Malthus, abraço!

    2+
    • CA 29 de dezembro de 2020 at 22:29

      Pois é, o cara vem, fala de “vendedores de sustos” e “profetas do apocalipse”, fala sobre generalidades e frases sem NENHUMA profundidade, não explica nada, não constrói nenhum raciocínio, apela para relativização de década ou século, onde “tudo se resolve” (não se sabe como, mas se resolve!), ou seja, o tradicional papo de bêbado, que ele está acostumado no Facebook, daí fica bravinho quando se DEMONSTRA que pessimismo é apostar na continuidade do que está aí e não o contrário, quando se DEMONSTRA que já na última década a consequência das ações que estão se intensificando agora foi PÉSSIMA e dai por diante. Demonstrações, FATOS E DADOS é o que mais contraria as pessoas superficiais que vem agitar sem NENHUM conteúdo por aqui, nada fora do normal…

      5+
      • avatar
      • avatar
  • Dr. Estranho 29 de dezembro de 2020 at 23:51

    Eu estou assustado com o novo tsunami de dólares. Quero saber quanto será o de euros. Isso irá balizar o nosso. Em breve notas de 500. Apenas para facilitar o uso na cueca.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Falido.com 30 de dezembro de 2020 at 09:40

    Cvr – compra da casa própria na Pandemia
    Ontem consegui extrair de uma amiga da família a odisseia que foi a compra de sua tão sonhada casa própria…

    Ela tinha vendido sua casa por um valor com desconto e se mudado de SP para MG já que queria estar mais perto de sua família e acabou por agregar vontade +oportunidade…

    Acontece que ela tem comorbidades e pasmem mais de 30 animais entre cachorros, gatos e tartarugas então ficar em casa alugada foi complicado…

    Como planejamento é quase um palavrão noBananil, ela mais que correndo arrumou um corretor para a compra de sua nova casinha própria e pasmem: encontrou um..
    Esse um pegou 10 mil reais em promessa de aquisição de casa e como o negócio deu pra trás ele ficou quase um ano com o dinheiro….

    Então ela arrumou outro corretor e esse arrumou outra casa…
    Como pouca miséria é bobagem, ela foi ver o imóvel e começou os trâmites da compra da casinha(essa velha e sem manutenção)…

    O que e engraçado é que apesar de ter mais de 60 anos, ser de família classe.media e ter nível educacional/médio, ela conseguiu a proeza de não se atentar aos detalhes e fazer péssimo negócio….

    Ela comprou um imóvel com grandes necessidades de manutenção, adiantou valor de entrada e comissão de imobiliária e me falou que teve que pagar o engenheiro da caixa para fazer 3 visitas para a avaliação e aprovação do imóvel para sair o financiamento…

    Enfim, na Pandemia. Me disse que saiu uns 50 mil adicionais entre consertos e papelada o trâmite todo que durou mais de 1 ano…

    E o proprietário? Ela disse que ele “reclamou” que o financiamento demou muito a ser aprovado 😂

    Perguntei se faria de novo…disse que pelos animais não faria não porque a mudança foi muito traumática para eles e inclusive uma cadela morreu 3 dias após mudança….
    Fim.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • chigo 30 de dezembro de 2020 at 12:01

    Olá pessoal. Com a B3 super otimista, estou vendendo 20k todo mes livre de IR. As vezes 40k, pois tenho ações em 2 CPF. O problema está em onde colocar esse dinheiro. Já tenho em TD Selic. E não quero comprar TD com juros abaixo de 4,5%. Estou analisando FII com preço em relação ao valor patrimonial abaixo de 0,7. Mesmo com rentabilidade abaixo de 4%, comprando abaixo do valor patrimonial acho que é oportunidade para vender quando valorizar. Tenho investimentos em TD Selic e fundos RF de baixo rendimento mas alta liquidez para aproveitar alguma queda na B3 ou crise/oportunidade. Alguma sugestão de onde investir para ter uma rentabilidade acima da inflação de uns 4 ou 5%?

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 30 de dezembro de 2020 at 15:33

      Eu iria para RF com fgc privado, escalonando vencimento no tempo… liquidez diária (110% cdi no sofisa e daycoval) e depois 3 meses, 6, 9,… etc sempre equilibrando cdi, ipca e pré (ahhh mas pré é loucura… , será mesmo? pegar um pré 2 anos a 7% são 350% do CDI e mesmo que o BC comece o aumento dos juros acho que em 2 anos não chega a 7… sem contar que ele deve deixar a inflação fritar um pouco ainda…)
      Enfim, mas conselho em investimento continua um conselho se fosse bom não era dado e sim vendido….
      Às vezes eu acerto, às vezes eu erro…
      Agora quanto ao TD estou com você… um pouco de TD selic, esperando para ver o que vai dar com os pré e os ipcas?

      12+
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 30 de dezembro de 2020 at 18:00

    Vídeo raro onde 3 personalidades doundo do investimento entre eles Ulrich debatem sobre as bolhas fiscais e econômicas(inclusive a última dos EUA)
    .
    Fica evidente a dificuldade do Ruschel em explicar que não t dinheiro de graça.
    ..
    https://youtu.be/kbEiyjqpIt4

    3+
    • avatar
  • Jonny Deep Blue 31 de dezembro de 2020 at 00:37
    • rogerio 31 de dezembro de 2020 at 01:51

      Inicialmente desvaloriza pelos.pacotes econômicos, inflação americana sobe, aumento do taxa de juros, dólar sobe.
      Está é a sequência.

      6+
      • avatar
      • odorico 31 de dezembro de 2020 at 16:55

        Isso na CNTP…. na prática o FED fica com medo de subir os juros e travar a economia e não sobe as taxas de juros aí o Dólar fica num patamar mais baixo e só sobe aqui devido a fraqueza do real e não por força do dólar…
        Por isso a proteção contra o real pode ser o dólar, mas proteção contra o dólar tem que ser ouro, commodities, criptos, ativos reais, etc….

        8+
        • avatar
  • Murilo 31 de dezembro de 2020 at 16:00

    Incrível como uma cidade cada vez mais deteriorada e sem perspectivas como o Rio consegue manter os aluguéis altos mesmo estando em crise há anos e mesmo com níveis altos de vacância.

    https://www.sindiconet.com.br/informese/vacancia-e-aluguel-no-rj-noticias-mercado

    10+
    • avatar
  • Falido.com 31 de dezembro de 2020 at 22:31

    Feliz Ano Novo e muita saúde a todos os bolsistas, taxistas, maristas, enxadristas e bolsistas….
    Se tudo der certo e o covid deixar vamos dobrar a meta em 2021…👍🐖🎉🎊💥

    6+
    • avatar
  • thothbr 1 de janeiro de 2021 at 03:55

    A galera gosta correr de risco mesmo “Vaquinha de investimento imobiliário:”
    “…O que a gente faz é financiar a etapa que as instituições bancárias tradicionais não estão dispostas a pagar, que é justamente o início da obra, da fase de incorporação…”

    “…, pois não é coberto pelo FGC e nem por nenhum outro garantidor…”

    “…E, se ultrapassar o período estabelecido, a Urbe.me repassa a situação para um escritório de advocacia especializado em operações financeiras e dá a opção do investidor contratá-lo para executar o título…”

    “…Para Milech, no entanto, a chance de um sócio minoritário receber esses recursos de volta é limitada…”

    “…No total, foram 16 operações, sendo que cinco estão inadimplentes…”

    “…Há, ainda, um empreendimento comercial com uma situação diferente: a obra foi concluída, mas houve um problema nas vendas..”

    https://valorinveste.globo.com/produtos/imoveis/noticia/2020/12/31/vaquinha-de-investimento-imobiliario-conheca-os-pros-e-contras-desse-tipo-de-aplicacao.ghtml

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 1 de janeiro de 2021 at 09:28

      thothbr,

      Um dos efeitos de quando se baixa os juros básicos da economia para o mínimo histórico de forma ARTIFICIAL, é que as pessoas e empresas passam a entrar de cabeça em “investimentos” de altíssimo risco, que não tem FUNDAMENTOS que justifiquem você correr este risco e onde estas pessoas e empresas simplesmente não fazem nenhuma ideia do tamanho do risco que estão assumindo e nem se preocupam em tentar entender, exatamente como no exemplo que você trouxe acima.

      Época de dinheiro farto jogado de helicóptero impulsionando menores juros históricos, é o momento em que empresas também fazem apostas quase impossíveis de se realizar lucro, mas que passam a “valer a pena” porque não acham opções com boa rentabilidade nem se contentam com uma rentabilidade menor do que estavam acostumados antes. É o que está acontecendo neste momento com muitas starups, onde existem filas de investidores que estão querendo alocar dinheiro nelas, mesmo para os casos em que a startup é claramente uma ROUBADA e que não vai entregar o que está prometendo.

      É por isto também que muitos mergulharam no IMOB, na BOVESPA, caíram em golpes de pirâmides financeiras e daí para pior.

      Tudo isto é PÉSSIMO para economia e sociedade. Quando passar a euforia IRRACIONAL destas novas rodadas de estímulo a BOLHAS e GOLPES, virá uma RESSACA proporcional, com um gigantesco número de pessoas e empresas QUEBRADOS ou com PREJUÍZOS muito relevantes, os juros terão que subir de maneira ainda mais forte, a destruição em massa de riqueza e a disparada ainda mais absurda em endividamento para os agentes (governos, empresas e famílias), levará a crescimento histórico de inadimplência, queda abrupta e relevante em consumo, disparada na degradação dos empregos e renda, novas ondas de disparada na miséria e assim por diante.

      Tem gente que frequenta este blog que acha que estimular as situações acima é “bom” e que ser “otimista” é torcer para que cada vez mais pessoas e empresas caiam nestes golpes, torcer que o governo prorrogue e incremente ao máximo a estratégia de helicópteros de dinheiro e assim estimule o aumento desenfreado dos efeitos nefastos para todos que constam acima, mas a maioria aqui do blog já entendeu FAZ MUITO TEMPO, que ser otimista é esperar que este gigantesco castelo de areia pare de crescer e de amealhar vítimas de suicídio financeiro…

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • socrates 1 de janeiro de 2021 at 20:51

        Pois é CA, o que TODOS nós ganhamos com essa fake economy se as únicas certezas que temos são a morte e a perda de poder (envelhecimento físico)?

        5+
        • avatar
  • MARK 1 de janeiro de 2021 at 10:18

    Feliz 2021 para todos nós, muita saúde e juros melhores para as nossas aplicações! Imóveis a preços bem mais baixos, por gentileza! 😉

    10+
    • avatar
  • socrates 1 de janeiro de 2021 at 20:46

    https://amp.theguardian.com/business/2021/jan/01/janet-yellen-speaking-fees-us-treasury-secretary

    A indicada do Biden…

    Sai o bandido do Trump e entra o Biden… Sério, o teatro por lá parece ser mais bizarro do que aqui.

    5+
  • Lord of All 1 de janeiro de 2021 at 21:09

    Feliz ano ano novo a todos.
    Que em 2021 sejamos vacinados e que o Bozo pare de bloguerar e passe a governar a banania (o primeiro desejo é o mais plausível).

    10+
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 1 de janeiro de 2021 at 23:31

    E o novo prefeito do Rio correu para colocar em pauta o PLC que autoriza e facilita transformar prédios comerciais em residenciais. Isso prova uma coisa: o trabalho remoto veio pra ficar. Aquilo virara um deserto.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Krakenvader 2 de janeiro de 2021 at 05:57

    Feliz ano novo, bolhistas.

    Dia excelente pra vender papel na bolsa hoje. Já pensando em entrar vendido.

    5+
  • CA 2 de janeiro de 2021 at 08:44

    Uma pequena dose vinda do mundo REAL:

    https://oglobo.globo.com/economia/auxilio-emergencial-corte-do-beneficio-metade-ja-jogou-116-milhoes-na-pobreza-24819206

    Auxílio emergencial: corte do benefício à metade já jogou 11,6 milhões na pobreza

    RIO – Sem o auxílio emergencial e com uma inflação desigual, que pesa mais no bolso de quem ganha menos, a pobreza vai superar os níveis de 2019 já no começo deste ano. Somente o corte do benefício à metade em setembro, quando passou de R$ 600 para R$ 300, e a inflação, que foi o dobro para as faixas de renda mais baixa, jogaram 11,6 milhões na pobreza desde agosto, de acordo com cálculo do economista e pesquisador da Fundação Getulio Vargas (FGV) Daniel Duque, obtidos com exclusividade pelo GLOBO.

    A parcela de pobres (renda domiciliar per capita de R$ 455 por mês) chegou a 24,12% em novembro, considerando o efeito da inflação desigual. Em agosto, eram 18,42% da população, mostrando o efeito do auxílio emergencial que injetou, em média, R$ 50 bilhões mensais para reforçar ou substituir a renda dos mais pobres, que perderam o emprego na pandemia.

    Em setembro, o número de pobres começou a subir novamente.

    Vai haver um grande pulo entre dezembro e janeiro, com aumento muito intenso da pobreza. Já estamos vendo isso ao longo dos últimos meses, de uma maneira mais gradual, porque as pessoas foram conseguindo o auxílio aos poucos.

    O sociólogo Rogério Barbosa, professor do Instituto de Estudos Sociais e Políticos (Iesp) da Uerj, calcula que, sem o auxílio emergencial, a parcela de pobres já chegaria a 30,8% da população. Este número, diz o pesquisador, é uma prévia do acontecerá neste início de ano, só que com mais intensidade. Sem o auxílio, o número de pobres sobe de 50,6 milhões para 65,2 milhões:

    — Ainda tem um componente sazonal muito grave: janeiro é o mês com mais demissões, e não teremos o auxílio emergencial. No mínimo, a pobreza vai chegar a 30,8% da população.

    Ele lembra que, além dos 14,1 milhões de desempregados, há mais dez milhões de pessoas que ainda não voltaram a procurar trabalho, mas vão pressionar o mercado neste início de ano. E o desemprego é maior entre os mais pobres, diz Barbosa. No Nordeste, ultrapassa 30% da força de trabalho:

    A renda do trabalho caiu muito. A perda média foi de R$ 200. Este ano, essa renda vai estar mais concentrada, rara e escassa.

    Inflação agrava quadro

    Nas contas de Duque, dos 11,6 milhões que caíram na pobreza desde setembro, 380 mil foram arrastados pela inflação mais alta. E esse movimento tende a ganhar força:

    — Há uma diferença expressiva entre a inflação de ricos e pobres, o que agrava a pobreza.

    No ano passado, até novembro, a inflação dos mais pobres (com renda domiciliar de até R$ 1.650) chegou a 4,56%. Entre os mais ricos (renda superior a R$ 16.509,66) ficou em 1,68% no mesmo período.

    Maria Andréia Parente, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), faz o cálculo da inflação por faixa de renda. Diz que essa situação perdurou durante todo o segundo semestre de 2020, com alta de quase 20% nos preços da alimentação, despesa que pesa mais na cesta de consumo dos mais pobres e vai continuar este ano, com a inflação corroendo a renda de quem ganha menos:

    — Vai haver repique de preços de alimentos e a alta da energia elétrica, que vão alcançar os mais pobres. Sem o auxílio emergencial vai ficar mais difícil. O governo tem de estar atento a isso e correr rápido com as medidas emergenciais.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 2 de janeiro de 2021 at 08:54

      Em virtude da explosão mais visível da pobreza, juntamente com a nova disparada no número de mortes pela Covid-19, a pressão para que o governo e o congresso tragam de volta o auxilio emergencial será enorme e não duvido que o governo edite uma medida neste sentido e ela seja aprovada ainda em janeiro/2021 ou fevereiro/2021.

      Depois disto teremos, o INÍCIO da vacinação no Brasil, e veremos novo período de euforia IRRACIONAL no mercado financeiro, com BOLHAS e GOLPES se inflando.

      Daí, em algum momento, provavelmente no primeiro semestre de 2021, veremos dólar e inflação disparando, COMEÇARÃO a entender que as medidas paliativas estão trazendo mais efeitos funestos para economia e sociedade sem resolverem a causa raiz do problema, COMEÇARÃO a enxergar que a degradação dos empregos nunca arrefeceu, sempre piorou e que apenas estavam usando estatísticas ENVIESADAS para enganar as pessoas e assim por diante. Até que em algum momento não vão mais conseguir PEDALAR com as GAMBIARRAS e terão que começar a encarar a realidade, possivelmente no segundo semestre de 2021. Lembrando o que sempre digo: quanto mais se pedala, pior ficará ao final.

      A conferir…

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 2 de janeiro de 2021 at 14:45

    Financiamento imobiliário tem desafios para manter ritmo em 2021
    Encarecimento de insumos e incertezas sobre renda acendem alerta

    https://www.hojeemdia.com.br/primeiro-plano/financiamento-imobili%C3%A1rio-tem-desafios-para-manter-ritmo-em-2021-1.818708

    4+
    • avatar
  • loureiro_bsb 2 de janeiro de 2021 at 14:49

    https://www.correiobraziliense.com.br/economia/2021/01/4898022-boas-condicoes-para-comprar-imoveis-devem-continuar-em-2021.html

    O advogado Bruno Toledo, 35, conta que ele e a companheira tiveram a ideia de comprar uma casa durante a pandemia. Bruno diz que eles sempre preferiram morar de aluguel e investir em Bolsa de Valores e outras aplicações financeiras, mas a queda do mercado de ações, no início da crise sanitária, fez ambos mudarem de ideia.
    “Nunca pensamos muito em imobilizar nosso patrimônio. Mas tivemos um susto com a queda da bolsa. Em maio, quando o mercado despencou de 30% a 40%, perdemos muito dos nossos investimentos. Então, nossa ideia foi ‘vamos imobilizar, porque, se essa situação continuar, vamos perder uma parte muito grande do nosso patrimônio.”

    8+
    • avatar
    • odorico 2 de janeiro de 2021 at 15:33

      Como diz o Bastter, sardinha, compra na alta e vende na baixa…. enfim… saíram quando deviam entrar…. vão comprar quando deviam vender….A mídia está focada na nova onda…. e muitos caíram… eu resistindo…. esposa com sintomas bananenses cada vez mais fortes…

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • odorico 2 de janeiro de 2021 at 15:39

        Ah.. sobre a matéria faltou só aquele * com Informe Publicitário. Se não foi paga, pelo menos foi bem direcionada, pegou cada exemplo a dedo, o investidor, o que já tem o imóvel e quer trocar, o jovem que busca localização, aquele que quer o cantinho do seu jeito…. Nem publicitário faria melhor….

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Dr. Estranho 3 de janeiro de 2021 at 09:49

    O Estado do Rio tomou emprestado 2,9 bilhões do BNP Paribas, com aval da União e a Cia de Água e Esgotos como garantia. A divida, agora de 4,5 bilhões, já venceu e o tesouro nacional( leia-se meu, seu o nosso dinheiro ) tem 20 dias para pagar. Entende o Estado, que por liminar do STF, a União não poderá reter transferências. Para o indivíduo que recolhe tributo na marra e paga o que deve soa como irritante. Ao caloteiro profissional soa como música de qualidade. Penso em desobediência civil. Ficar uns anos sem recolher IPTU e IPVA. Pago os juros depois , mas peço escalonamento. Sozinho não seria vantagem nenhuma, mas coletivamente um belo recado já que a estrutura jurídica/funcional dos entes não tem cacife para milhões de ações executórias. Elucubrações apenas.

    12+
    • avatar
  • CA 3 de janeiro de 2021 at 16:11

    https://epoca.globo.com/brasil/os-abismos-frente-de-paulo-guedes-na-economia-na-politica-24756652

    “OS ABISMOS À FRENTE DE PAULO GUEDES NA ECONOMIA E NA POLÍTICA

    O ministro se vê diante de uma dívida impagável e de um chefe que já sinalizou que não pretende ajudá-lo a mudar esse jogo

    Manoel Ventura e Marcello Corrêa

    20/11/2020 – 02:00 / Atualizado em 20/11/2020 – 03:59”

    ——————————————————————————–

    Sobre a notícia acima:

    O governo não querer evoluir com pautas “contracionistas”, como reformas fiscal, administrativa, etc, que podem “prejudicar” a elegibilidade em 2022, quando mal começamos o ano de 2021, é um péssimo sinal.

    A tradução disto, é de que não existem esperanças concretas do governo voltar a buscar um caminho de crescimento sustentável e que se traduza em diminuir os gastos públicos no curto prazo, o que significa, em outras palavras, que o governo está boicotando a esperança de se reduzir a proporção da dívida pública em relação ao PIB no longo prazo e garantindo que continuemos sendo considerados como um dos países de mais alto risco para se investir no mundo.

    Junta-se a isto, o que comentei antes, sobre a possibilidade do governo vir a reeditar o auxílio emergencial logo neste início de ano, frente às fortes pressões que existirão quando o aumento relevante da miséria se tornar mais visível ao mesmo tempo que as disparadas em contaminações e mortes trazidas pela segunda onda da Covid-19 se tornarem mais visíveis, assim como a realidade sobre a continuidade da degradação dos empregos se tornar inegável.

    A combinação acima, fará com que o nosso endividamento público tenha uma nova e relevante disparada, provavelmente menos intensa do que foi em 2020, talvez com um auxílio emergencial menor do que a primeira versão, tanto no valor por pessoa, quanto no número de pessoas, mas mesmo assim, ainda altamente impactante nas contas públicas.

    Sim, a super-abundância de dólares sendo despejados no mercado pelos EUA provocará queda de juros em todo o globo, fazendo com que investimentos de altíssimo risco, como o Brasil, possam até parecerem “aceitáveis” em um primeiro momento. Mas depois de passada esta onda de ILUSIONISMO e isto tende a não demorar muito, veremos disparadas ainda maiores em fuga de dólares, inflação, pressão para subida repentina e relevante dos juros, dificuldades ainda maiores nas vendas de títulos públicos em especial os de longo prazo, ao mesmo tempo que os de curto prazo pressionarão ainda mais o Tesouro e sem que as medidas apelativas e temporárias tenham resolvido qualquer dos problemas, ao contrário, elas apenas postergaram a visibilidade quanto à REALIDADE e incrementaram os efeitos DESTRUTIVOS para economia e sociedade que sempre aparecem quando apelamos para GAMBIARRAS, como os helicópteros de dinheiro na economia.

    Vamos ver até onde irá o suicídio econômico e político deste governo, porque pelo andar da carruagem, os frutos podres destas decisões serão colhidos ainda antes das eleições de 2022…

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 3 de janeiro de 2021 at 16:36

      Eu não aposto muito nisso não.. aposto mais nas pedaladas e jogar o problema para frente ou para o próximo…
      Enfim, esse ano e primeiro semestre de 2022 veremos uma farra de concessões políticas, impressão de dinheiro, incentivos… etc…igual a dilma….até porque com o tombo da pandemia, a sensação geral será de que está melhorando.
      A oposição aprendeu com a dilma que é melhor não derrubar o governo vigente e sim deixar ele sangrar….
      Enfim, será um jogo de populismo x sangria política….
      2022 dirá que lado venceu…

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 4 de janeiro de 2021 at 07:01

    Não vai ter carnaval???
    Ué? Mas não é só numa gripezinha???

    7+
    • avatar
  • Falido.com 4 de janeiro de 2021 at 12:04

    Tá frio aqui…. O ano novo já começou….
    Onde está todo mundo????

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Pedro de Lara 4 de janeiro de 2021 at 14:58

    CVR de ano novo (meio atrasado, mas ainda vale)

    Conversando por vídeo com um parente distante, falávamos no dia de ano novo sobre diversos assuntos, até tocarmos na questão financeira. Comentei parcialmente sobre certo conforto nessa área e a parente jogou uma ideia: “por que não compra um apartamento? Poderia investir e deixar pra alguém alugar!”
    Na mais simples das estratégias, eu simplesmente dou corda pra pessoa dissertar mais sobre o assunto… Conversa vai e vem, ela fala que um dos filhos comprou um em cidade do interior de SP e paga “suaves prestações”… Diz ser um lugar bonito, gostoso de morar, apesar de pequeno…
    A única pergunta que eu fiz foi: “por quantos anos ele financiou?”. A resposta foi: “30 anos”. Eu quis disfarçar o riso e consegui (eu acho). Eu até teria condições de comprar um estúdio à vista com as economias, mas nunca achei sã a ideia de pagar uma fortuna em APs com 20 ou menos m² (sem contar o preço, já absurdo, cobrado pelos maiores)…
    Para manter o diálogo, simplesmente disse: “vou pensar no assunto e pesquisar, quem sabe acho um aqui”. E insistiu: “mesmo que não more, você pode pôr pra alugar e deixar o aluguel pagar as prestações…”

    Tudo bem, então 😀

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Falido.com 4 de janeiro de 2021 at 15:25

      Pois é…. Mas,as vezes, a pessoa até quer ajudar mas não faz idéia de quão ruim é essa ideia né imobilizar dinheiro em tijolos mágicos…
      Eu me mudei de residência tem 2 meses e já estou querendo mudar de novo… Fico pensando: se eu tivesse comprado aqui como eu faria pra me livrar disso?

      Enfim, liberdade não tem preço, não tem ocasião e não tem motivo/time/cor ou religião….,😉

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 4 de janeiro de 2021 at 16:47

    Quero um trabalho que eu não fique pensando a semana inteira na sexta_feira e o ano todo pensando nas férias….🤔😉

    11+
    • avatar
    • avatar
    • odorico 4 de janeiro de 2021 at 17:41

      Eu ainda me preocupo com data de férias, mas minha semana é muito próxima de um fds….

      9+
      • avatar
      • avatar
  • odorico 4 de janeiro de 2021 at 17:58

    A bolha está inflando novamente….
    Como nenhuma bolha no mundo é igual.. aqui não houve estouro pois outras coisas camuflaram a queda nos preços….
    E agora a impressão, a inflação, os juros negativos, e o medo estão alimentando o novo boom… espero que seja apenas um bull trap, mas se não for… quem aproveitou para comprar (quem queria comprar) ou para acumular (aqueles que não pretendem mais comprar)….
    Lembrando que a “bolha” não é ruim para quem está decidido a ficar de fora, pois ela alimenta novas ondas de construção, de oferta de alugueis gerando competição nos preços, etc.
    Há também aqueles que podem surfar na onda por um ou dois anos entrando na compra na planta e vendendo justamente quando o fôlego vai caindo…
    Enfim, agora quem realmente pretende comprar para morar… faça logo trave os juros….
    Aqui em Brasília voltou a loucura… anúncios subindo 10 mil de uma semana para outra…

    10+
    • avatar
    • CA 4 de janeiro de 2021 at 18:20

      FATOS E DADOS:

      https://opiniao.estadao.com.br/noticias/editorial-economico,o-que-impulsiona-o-mercado-de-imoveis,70003563238

      Os empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida, voltados para essa faixa da população, responderam por 85,8% dos lançamentos e 76,6% das vendas residenciais nos 12 meses encerrados em outubro. Com relação às vendas, o segmento de habitação popular registrou, em outubro, forte alta de 86,5% em relação ao mesmo mês de 2019. Os lançamentos, por sua vez, aumentaram 121,6% no mês. No acumulado de 12 meses, as vendas para essa fatia da população cresceram 33,4%.

      As vendas para os segmentos de médio e de alto padrão tiveram crescimento de 3,1% em outubro, mas no acumulado de 12 meses registraram queda de 5,6%.

      —————————————————————————————————————————————————————————-

      Traduzindo o que consta acima e tirando a DESINFORMAÇÃO quanto a imóveis NOVOS, explicando o que impulsiona DE VERDADE este segmento:

      – Se você está querendo um imóvel POPULAR, o financiamento para este tipo de imóvel está DISPARANDO graças a um aumento gigante no crédito PODRE via CEF, que a partir de 2020, conta com novos atrativos: você pode comprar e ficar 6 meses sem pagar, você pode comprar sem ter a mínima condição de renda para isto e ainda, a CEF no final vai dizer que a inadimplência está diminuindo, porque se ela está suspendendo o pagamento, como alguém poderia ficar inadimplente, não é mesmo?

      Então, se você quiser engordar a inadimplência da CEF e entrar na brincadeira de roleta russa para comprar um imóvel POPULAR que depois será retomado caso você não consiga pagar, o momento é agora!

      – Já sobre a “pujança” das “vendas” de imóveis de médio e alto padrão: estão com QUEDA de 5,6% no acumulado de 12 meses, ou seja, NÃO EXISTE ESTA PUJANÇA DE VENDAS, é só um grande PEGA-TROUXA, como inúmeros outros patrocinados por este segmento. Em outras palavras, para quem ainda não entendeu, não existe NENHUMA disparada de vendas para imóveis de média e alta renda.

      Anos atrás, o MCMV e imóveis populares de forma geral, tinham uma participação nos lançamentos e vendas que variava de 60% a 70%. Depois esta participação subiu para 75% quanto aos lançamentos e em torno de 70% das vendas, já em 2019. Em 2020, os imóveis POPULARES estão representando 85% do total de lançamentos e cerca de 80% das vendas. Para quem ainda assim não entendeu, traduzo DE NOVO: são os imóveis POPULARES que estão puxando as vendas via CRÉDITO PODRE.

      Aumento em preço ANUNCIADO, acontece a cada vez que os corretores querem MANIPULAR o mercado e atrair INCAUTOS. Fazem isto porque daí o FINGE ZAP sobe e todo mundo fica desesperado pensando: “nossa, estão vendendo muito, por isto que os preços estão subindo!”. É exatamente isto que corretores e imobiliárias querem que as pessoas pensem e isto que TRAVA o mercado, quando os preços ANUNCIADOS sobem e as vendas não se concretizam nem os vendedores aceitam descontos.

      DE NOVO: preço ANUNCIADO é PEGA-TROUXA. Se tivermos 4 imóveis de 100 m2 que são idênticos e o que está anunciado pelo menor preço é vendido, com anúncio retirado, o preço médio do FINGE ZAP irá SUBIR!!! E se deixam por algum tempo anúncios de menores valores de imóveis JÁ VENDIDOS para retirarem em momento “estratégico”, o mesmo acontece!!! E quando querem aumentar o preço de forma ARTIFICIAL e FALSA, lançam anúncios de araque com valores maiores e obtém o mesmo efeito! É índice MANIPULADO o tempo inteiro para fazer os outros de idiotas e mesmo assim, dado o tamanho da crise, ainda que com todo o CRÉDITO PODRE fornecido, as vendas dos imóveis novos de médio e alto padrão NÃO foram maiores do que em 2019. Até a MANIPULAÇÃO e o CRÉDITO PODRE tem limites…

      8+
      • avatar
      • odorico 4 de janeiro de 2021 at 18:36

        Eu concordo que pode ser um espirro ou alta sem fôlego…
        Mas pelo menos no meu prédio teve uma rotatividade alta de outubro a dezembro…tipo anunciou vendeu… agora realmente deu uma parada, mas pode ser que as festas afetem ….
        Mas ontem já teve corretor na área comum mostrando o condo…então deve ter levado o casalzinho xovem na unidade….
        É uma onda, quanto vai durar eu não sei… mas é nítido o aquecimento….seja manipulado, sem fôlego ou “fake” (povo só olhando….)

        13+
        • avatar
        • avatar
        • odorico 4 de janeiro de 2021 at 18:47

          Outra coisa interessante, é que lá em 2008, 2010 eu ficaria com raiva dessa alta… ou mesmo preocupado por ninguém ver a bolha.. Como tive imóvel de 2010 a 2016 vejo que a visão depende do referencial, isto é, para quem está comprado, agora pode ser o respiro que ele precisava para vender ou mudar, investir.. etc. …. Agora estou bem confortável quanto aos preços e economia, apesar de estar vendido, mas vejo que o otimismo leva a uma dinâmica legal ao mercado…. pessimismo demais leva a depressão econômica e ninguém faz nada….
          Eu até acho bom um aquecimento..
          Por quê?
          1. Movimenta o setor gerando emprego e renda para construções, reformas, materiais e corvo.
          2. Mais pessoas comprar para morar, mas mais pessoas também compram para investir, logo irão alugar aumentando a oferta para o locatário (eu).
          3. Novas unidades são reformadas e as que não são vendidas pelo preço esperado após a reformas são ofertadas no aluguel poupando inquilino de unidades caindo aos pedaços….
          4. Unidades novas construídas são mobilizadas com armários e outro itens movimentando o setor de móveis e utensílios….
          5. Financiamentos imobiliários geram oferta de produtos financeiros como LCIs, CDBs etc.
          Enfim, estou na fase que para usufruir do que conquistei quero um país economicamente dinâmico e com renda, emprego, trocas facilitadas….
          Quem sabe um dia teremos um mercado imobiliário igual aos EUA que você aluga unidades mobiliadas semanalmente ou quinzenalmente….

          8+
          • CA 4 de janeiro de 2021 at 18:58

            Para imoveis POPULARES sim, é nítido, os NÚMEROS de VENDAS mostram isso.

            Para enriquecer o debate, traga onde você achou esta disparada de VENDAS de imóveis de MÉDIA e ALTA RENDA nos resultados do segmento imobiliário como um todo e não assumindo que ANÚNCIOS de imóveis e VISITAS no seu prédio representam com perfeição as VENDAS no país como um todo, porque senão, lamento dizer, mas a sua “base” consegue ser mais PODRE que o FINGE ZAP..

            6+
            • avatar