Caixa reduz juros e aumenta teto para financiamento da casa própria – G1

Você pode gostar...

Comments
  • EngenheiroSP 17 de abril de 2018 at 08:16

    Aposto 2 balas juquinhas que essa medida vai durar, coincidentemente, até o fim ou pouco após as eleições.

    Estão arriscando a solidez do banco por questões eleitoreiras. Nada de novo embaixo do Sol

    46+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Flyn 17 de abril de 2018 at 08:19

    Estratégia eleitoreira, amplia crédito agora será aprovado em 4 meses, setembro, mês antes da eleição. Endividado iludido vai achar que governo é bom pra ele.
    Corvo na tv com olhos brilhantes dizendo que setor depende de crédito. Errado, setor depende do Estado, crédito tem em qualquer banco.

    42+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Rico 17 de abril de 2018 at 08:35

      O que mais gostei na reportagem foi o 666 que comprou o imóvel da planta dizendo que o imóvel começou a tomar corpo… Corpo fálico, isso sim…

      36+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 17 de abril de 2018 at 08:54

    35 anos de casamento, 35 anos de credito imobiliário pagar ou criar pelo que é seu ……… Marroquino pai de 9 filhos pede divórcio ao saber que é estéril
    EFE EFE16 de abril de 2018
    Rabat, 16 abr (EFE).- Um marroquino casado há 35 anos com uma mulher com quem teve nove filhos denunciou sua companheira e pediu o divórcio ao saber que foi a vida toda estéril, segundo relata nesta segunda-feira o jornal “Al Massae”.

    Habitante de uma rica região agrícola ao norte de Rabat, o homem, que trabalha como professor, foi consultar um urologista por uma lesão parecida com catapora em seu testículo direito, que disse ter praticamente pela vida toda, sem ter ocasionado até agora maiores transtornos.

    Ao fazer uma análise rotineira, o urologista disse, sem dúvidas, que o homem era estéril e que a razão da infertilidade estava claramente ligada a esse cisto no testículo, conforme o documento do qual o jornal disse ter em uma cópia.

    Indignado, o homem apresentou denúncia por adultério (delito penalizado no Marrocos), com intenção também de se desvincular da tutela dos nove filhos. EFE

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 17 de abril de 2018 at 08:56

    Muito bom para quem não consegue enxergar o quanto se paga no final de um financiamento:

    https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/o-que-muda-no-financiamento-de-imoveis-da-caixa-apos-queda-dos-juros/

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Brazil mode OFF 17 de abril de 2018 at 08:56

    Deram mais uma assoprada na bolha…

    Isso é como uma fase escondida de um jogo de video game na qual sao ativadas por meios de combinações de comandos e que sabemos como esse jogo vai terminar.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 17 de abril de 2018 at 09:08

    Não vai!

    A taxa ainda está MUITO ALTA, e o pior, o preço ainda está fora da realidade, quem hoje pode assumir uma parcelinha de mais de 3k para comprar um ap SIMPLES de 500k, vale realmente dar uma olhada nesse exemplos:

    https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/o-que-muda-no-financiamento-de-imoveis-da-caixa-apos-queda-dos-juros/

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Rico 17 de abril de 2018 at 09:09

      Tenho parentes que queriam vender imóveis para dar o pé do país. Agora o problema deles está resolvido.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Paulo Avelar 18 de abril de 2018 at 10:08

        Meu sonho é me aposentar, vender meus imóveis ou alugar, e se mandar para outro país com toda a família, a violência aqui é anormal e as leis penais para crimes contra a vida, lesão corporal, e patrimoniais não intimidam nem uma mosca.

        3+
    • Antigo 17 de abril de 2018 at 09:11

      Pouca redução no valor da parcela, que é o que interessa para o 666.
      Não vai, não vai mesmo.

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • tmarabo 17 de abril de 2018 at 15:17

      O que muda no financiamento de imóveis da Caixa após a queda dos juros?
      Não muda nada, continua impagável:
      Valor do imóvel: R$ 1 milhão
      Valor do financiamento (70%): R$ 700 mil
      1ª Prestação ficava R$ 8.204,68 agora .R$ 7.539,97
      VALOR DO ALUGUEL: entre 2 e 4k.

      Valor do imóvel: R$ 300 mil
      Valor do financiamento (70%): R$ 210 mil
      1ª Prestação era R$ 2.312,04 agora R$ 2.110,96
      VALOR DO ALUGUEL: entre 0,5ke 1,5k rsrsrsrsrsrsrs

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 17 de abril de 2018 at 15:26

        Pois é! E mais, agora o banco sabe que você não vai pagar então não há interesse em emprestar.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Lucas 17 de abril de 2018 at 16:14

        Um imóvel de 300 mil se for possivel alugar por 1.500, bem 300 mil dá na poupança uns 1.000 reais com tendencia de queda pro futuro que essa selic vão descer ela nem que seja na marra.

        O problema que eu vejo além da parcela do finame ser o dobro do aluguel, é a entrada, no primeiro caso 300 mil e no segundo 90 mil reais
        Quem tem essa grana toda???

        Olhando pelos dados do FGC, pouquissimos porcentos, não lembro quantos não tem nem 10 mil reais por conta/instituição.
        E quem os tem, já tem casa pra morar.
        Pra investir??? Só se for muito lôco

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • SampaBoy 17 de abril de 2018 at 09:34

    Domingo tive uma conversa com corvo parente em 2o grau que faz a intermediação de grandes terrenos para incorporadoras
    eu achei que ele ia vim com o tradicional discurso de agora é a hora, mas , em poucas palavras, o que ele disse das construtoras : “o capital estrangeiro foi embora,…ta todo mundo enforcado..”
    eu fiquei ate um pouco com dó de argumentar e mudei de assunto, tomamos uma cerveja….

    44+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 17 de abril de 2018 at 10:03

    Sobre o tópico (parte 1):

    De onde a CEF tira capital para aumentar o percentual do valor do imóvel a ser financiado e reduzir os juros? Todos sabem que ela não estava conseguindo cumprir com os requisitos de Basileia 3, de onde saiu esta “solução mágica” para gerar empolgação em ano eleitoral?

    1) Este “Capital” vem do resultado FALSO (*) de 2017, que se transforma em lucro RECORDE, que é convertido em dividendos, que são retidos e depois multiplicados por 20 para serem a “garantia” de Capital da CEF para conceder empréstimos.

    (*) Resultado FALSO da CEF:

    1.1) O lucro foi gerado a partir de reduções de provisões contra processos na justiça, que ocorreram SEM NENHUM EMBASAMENTO e que ao contrário, começaram a “furar” já em 2017. O exemplo típico é o do processo da poupança das décadas de 80 e 90, onde a CEF reduziu a provisão e depois descobriram que ela foi o único banco que fez uma provisão a menor neste caso, “errando” a conta em R$ 2 BILHÕES. Estes R$ 2 BILHÕES entraram como parte do lucro que alimentou o esquema acima;

    1.2) VÁRIAS empresas QUEBRADAS e que não tem a situação reconhecida pela CEF, que também estão sem as devidas provisões, tais como PDG, Rossi, Oi, Sete Brasil, etc, etc, etc. onde estas reduções de provisões novamente engordam os lucros FALSOS em mais alguns BILHÕES. Em todos os casos, a CEF FINGE que estas empresas vão pagar algo, se coloca contra o plano de recuperação judicial (exemplo da PDG) porque o mesmo FORMALIZA que o pagamento não ocorrerá gerando caixa, mas sim transferindo ativos podres ou super-valorizados, etc. ;

    1.3) O lucro da CEF também é FALSO quando ela deixa de fazer o inpairment sobre os imóveis dados em garantia: no caso da PDG e outras construtoras quebradas que deram imóveis em garantia para CEF, as próprias construtoras reconheceram que os imóveis tiveram quedas relevantes no preço, mas a CEF continua FAZENDO DE CONTA que os imóveis não caíram de preço, como se ela soubesse mais sobre isto do que quem construiu e está tentando vender estes imóveis e constatando a queda de preços na prática! Na realidade, os próprios leilões da CEF onde não conseguem vender quase nada e quando vendem só conseguem com elevados descontos já seriam um motivo por si só para reduzirem a avaliação destes ativos, não precisaria nem da informação de terceiros;

    1.4) Outro esquema para FALSIFICAR os resultados da CEF é MAQUIAR e PEDALAR com a inadimplência do crédito imobiliário e para o consumo, fazendo renegociações MIRABOLANTES, contando com o apoio do BC para postergar o reconhecimento de inadimplência, a retomada e revenda do imóvel ou para usar o FGTS como PALIATIVO para adiar o reconhecimento da inadimplência, dentre uma infinidade de outros TRUQUES.

    Existem muito mais motivos pelos quais os resultados da CEF são FALSOS, acima apenas uma amostra.

    2) BC reduzindo sensivelmente o compulsório dos bancos: isto libera mais dinheiro para ser emprestado para clientes dos bancos, o que de uma certa forma FORÇA os bancos a emprestarem mais, para obterem um melhor retorno para este dinheiro do que “deixar parado sem necessidade”. No caso da CEF, este dinheiro extra serve de capital para “garantir” um empréstimo de 20 vezes o montante disponibilizado. O “probleminha” para a CEF, é que além de todos os ROMBOS mencionados no item 1 acima, ela ainda tem uma INFINIDADE de outros ROMBOS derivados de crimes financeiros cometidos, desde o esquema do Panamericano, passando pela venda de FALSOS títulos podres para a BTG, os R$ 27 BILHÕES que ela pegou do Tesouro ao longo de anos para PEDALAR e que o TCU já disse que ela terá que restituir, os prejuízos do FUNCEF onde a CEF tem uma parcela BILIONÁRIA dela a reembolsar quanto aos desvios gerados, o projeto “Alice no País do Porto Maravilha” no RJ, também com prejuízo bilionário, as centenas de processos por corrupção no MCMV em todo o país, onde a CEF também teve envolvimento, outros desvios de dinheiro do FI FGTS que inclusive levaram a prisão alguns Vice-Presidentes da CEF e políticos / empresários relacionados, etc, etc, etc. Na verdade, o quanto foi liberado do compulsório só cobriria uma pequena parte deste ENORME conjunto de crimes financeiros, mas ao invés de se preocuparem com os rombos que vão aparecer, preferem aumentar o tamanho do buraco…

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • BOLHA JOKER 17 de abril de 2018 at 19:14

      Só uma correção em relação ao item 1.1 o lucro de 4 bilhões não recorrente eh em relação uma reversão de provisionamento que havia sido feito devido aos planos de saúde dos funcionários, porém devido a mudança de estatuto feita recentemente limitou os gastos com plano de saúde ah 6,5% do lucro anual, o que gerou esse lucro falso a maior de 4 bilhões.

      4+
      • avatar
      • avatar
  • GameOverORetorno 17 de abril de 2018 at 10:18

    Falem aí, seus fracassados! Empreeendedores de paleta mexicana.

    Só tem parente muito próximo corvo(a) quem pode. E eu posso.

    CVR1 – Aluguel bombando, vendas paradas. Corva parente recém chegada à área imobiliária foi “criada” por mim ouvindo que aluguel era melhor e tal. Resultado: Corvo companheiro penando pra vender e ela se virando nos aluguéis. Pelo que entendi, por exemplo, o corvo espera por uma comissão de 20 mil numa venda em vez de ir atrás de 10 aluguéis de 2 mil.

    CVR2 – Como a corva é nova na área e conhece muita gente, apareceram aquelas oportunidades de venda/compra de conhecidos (não sei até quando). O caso é uma venda. Temos um casal recém-casado em que o marido já foi casado e o patrimônio construído com a ex foram exatamente tijolos. Isso, o prédio passou 10 anos para ser construído. Um imbróglio construtora/banco e só agora o imóvel ficou pronto. O marido comprou a parte da ex. A nova esposa, viva e amiga da corva, falou pro marido se desfazer logo desse apartamento dando um desconto. A corva amiga conseguiu o milagre de vender de 650 mil, que todos pediam, por 500 mil. O pagamento foi à vista. Comissão da corva 15 mil “com desconto” (é a crise!). A nova esposa diz se poderia pagar 10 mil à corva, porque teve “muitos gastos”. A corva, nova na área, teve que engolir. A cereja é que a destrutora (local) deve 70 milhões a um banco privado! Vai?

    Depois eu posto mais CVRs.

    34+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 17 de abril de 2018 at 10:43

    Sobre o tópico (parte 2):

    Por que o segmento imobiliário é tão dependente de um banco PÚBLICO como a CEF, a ponto de comemorar euforicamente qualquer redução de juros pela CEF ou melhorias nas condições / limites de financiamento?

    O Brasil tem VÁRIOS bancos privados, por que eles no CONJUNTO não são mais do que suficiente para impulsionar este setor, principalmente se considerando que no DISCURSO todos os bancos dizem que a situação do crédito imobiliário é “saudável”, que é um dos créditos de menor risco, com baixa inadimplência, onde o banco consegue maior fidelização e receita recorrente dos clientes, inclusive com vários produtos e serviços agregados aos financiamentos, etc, etc, etc?

    A CEF detém aproximadamente 35% do saldo da poupança no Brasil e com este dinheiro, responde por 70% dos empréstimos imobiliários concedidos com verba da poupança (SBPE). Isto significa que os demais bancos, que detém 70% do saldo da poupança, emprestam apenas 35% do total de crédito imobiliário concedido com verba da poupança (SBPE). Por que esta total INVERSÃO, onde quem tem menos empresta mais e vice-versa? Qual o sentido disto?

    O motivo é que a CEF concede crédito PODRE a rodo e com isto viabiliza preços SURREAIS, tirando do estoque das construtoras que mais PEDALAM com as vendas FALSAS na planta.

    A CEF vende imóvel tendo como “garantia” de renda depósitos entre conta corrente, aceitando mais pessoas para comporem renda do que aquelas que pagarão pelas parcelas do crédito imobiliário, etc, etc, etc. Os bancos privados não tem estas “práticas” de aprovação de crédito, por que?

    Porque os bancos privados tem que prestar contas a proprietários que exigem resultados REAIS, lucros REAIS, que não aceitam exposições DESPROPORCIONAIS a risco, que seguem um padrão MÍNIMO de qualidade para evitarem quebrar e ao contrário, buscam lucros e resultados crescentes, satisfatórios, saudáveis. Já um banco PÚBLICO não se preocupa com nada disto, o horizonte vai só até as próximas eleições e se aqueles que manipulam os números ou seus aliados conseguirem se eleger, continuarão tentando PEDALAR e MAQUIAR enquanto conseguirem para tentarem ajudar a SIMULAR uma recuperação da economia e do segmento imobiliário que os beneficie nas eleições. Ao se elegerem, praticam todo tipo de crime financeiro tendo elevado enriquecimento ilícito, como amplamente demonstrado no caso da própria CEF.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 17 de abril de 2018 at 12:52

      a resposta que não nos foge do horizonte

      O governo através da CEF continua privilegiando os amigos-do-rei PORQUE os amigos do rei continuam patrocinando a campanha eleitoral e a vida nabaesca daqueles que estão no governo.

      Simples assim, embaixo das nossas barbas, mesmo com a prisão de tantos corruptos, nada mudou.
      Essa é a verdade, a indigesta verdade.

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • bolhista cearense 17 de abril de 2018 at 11:02

    Facilidades para inglês ver.

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Abestado abc 17 de abril de 2018 at 11:33

    Aviso aos bolhistas que podem abrir mão de liquidez até metade de Outubro, o Daycoval está oferecendo LCA 100% CDI – 180 dias.

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Joe banana 17 de abril de 2018 at 12:32

    Alguem se ponderou como estão as finanças do banco en questão? Estão amarrados a alguma construtora?

    5+
  • Lucas 17 de abril de 2018 at 12:43

    bom dia crianças.

    no tópico passado a cajuzinha postou um artigo do secovi falando sobre rentabildiade de alugueis aí fui atrás e fiz um estudo rapidinho e escrevi um monte de coisas, mas não vou cahatear com kilos de coisas, vou logo aos finalmentes.

    = pra começar pela metodologia que é a prima coisa que a gente vê num numero junto com a fonte, eles não dizem qual é . Onde dizem na verdade não é, então ou não sabem o que é, ou fingem que não sabem. Mas existe um asterisco num rodapé de tabela falando que eles pegaram dados de contratos de alugueis realmente fechado, juro, um asterisco, então imagino eu que eles pegam dados dos associados
    = associados em busca é corvo de todo tamanho, são extremamente capilarizados até urubularia pequena de bairro, não contei mas estimo alguns poucos milhares de ninhos.
    = vamos aos numeros que eles apresentem, rentabildiade real (descontada a inflação) praticamente a mesma de 2004, na verdade irrisórios 8% maior
    = neste interm a rentabilidade deve ter melhorado e desde 2015 que é quando temos dados deles vem caindo, chegou a tomar 14% negativos frente ao IGPM
    = mas como disse é uma caixa -preta sabe-se lá quais interesses manobram os numeros
    = em sendo minimamente correto, o numero indica que eles sabem do fato que aluguel tem tido um péssimo desempenho histórico em termos de rentabildiade, que subiu muito e agora caiu, portanto eles podem alegar tudo MENOS IGNORANCIA. Diferente do Thiago que fala não ter acesso aos numeros o que pelas entrelinhas fica subentendido que esses numeros existem.

    Posto tudo isto, fico com a seguinte interrogação aos analistas premium daqui, o CA, o Samy
    pergunto: a esta altura do campeonato pedalar denovo? Mais? Não é isso uma grande temeridade???
    O que pdoe levar???

    um pouco de história
    Olha, se bem lembro da euforia de 85/87 que implodiu logo em seguida, essa porra vai acabar muito mal.
    Se fosse antes da prisão dos lideres do PT, daria por certo uma Venezuelização, agora, acho que não. Há riscos claro que ainda há, não dá pra baixar guarda, só preciso lembrar que Hugo Chaves tbm esteve preso, que Fidel Castro tbm passou uns dias na cadeia, faz parte da mitologia do herói esquerdista passar uns dias na jaula E SAIR!!!

    Então nossa prioridade é manter esses caras presos, não tenho medo de quase nenhum desses candidatos a soltar o lula, mesma marina Silva é muito fraquinha, mesmos essa neodireita do Soros que é o novo, ou um centrão travestido de liberal tipo Meirels, ou Flavio Rocha, estou tranquilo. Uma pessoa cordata tipo o chuchu tbm fico tranquilo, além de mole e medroso, num é besta de se meter, um estatista de direita com economia liberal, estilo chinês/russo só que sem o comunismo/kgb no pé, tbm fico tranquilo, nem sou desses da turma do raio privatizador de tudo, porque sei que vai muito cinismo por trás da idéia.

    Mas um ciro gomes, um Haddad ou um Joaquim Barbosa aí sim me preocupo, essa tríade demoniaca tem força e tem vontade de soltar o lula, e tão somente o risco disso é suficiente pra bolsa desabar, dolar voar, pos fixados disparar. O mercado inverteu exatamente este mês, só pelo risco. Boa sorte a todos!

    Ps: que fique claro, meu maior interesse é analisar o futuro e minha sobrevivencia, se defendi algum bandido, não foi minha intenção, que cada um pague pelo que fez, seja lá o que for que tenha feito. Se ataquei alguém de sua preferencia, peço deesculpas me faça ver que estou errado, rapidinho faço a correção sem o menor problema, exceto a triade demoniaca que citei acima esses pra mim não tem acordo, são as prioridades (ainda que eutenha uma leve suspeita de tatica false flag no JB, mas aí é teoria demais pra minha cabeça).

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Paulo Avelar 18 de abril de 2018 at 10:26

      A diferença da rentabilidade do aluguel para a renda fixa é que no aluguel eu consumo todo o rendimento do mês sem rancor, já na renda fixa, que na verdade oscila um pouco, se eu tirar do capital equivalente todo rendimento mensal, todo mês, o capital se desintegraria, porque a renda fixa na verdade oscila décimos para cima e para baixo mensalmente.

      2+
  • Lord of All 17 de abril de 2018 at 13:18

    Com essa leve baixa do dólar, será q é boa ideia se expor um pouco nesse ativo?
    Pelas previsões gerais, a tendência é a de alta nos próximos meses, então tvz seja um boa ideia comprar agora.
    Opiniões?

    8+
    • avatar
    • avatar
    • DouglasteR 17 de abril de 2018 at 14:03

      PRé-eleições vamos estar com saudade do dólar nesse patamar de 3,40 (pra compra)

      10+
      • avatar
      • avatar
      • Brazil mode OFF 17 de abril de 2018 at 14:56

        Acredita que bate onde o dolar?

        3+
        • DouglasteR 17 de abril de 2018 at 15:36

          Modo conservador pé no chão:
          3,90 – 4,00
          Modo lulla solto da cadeia:
          4,10 – 4,20
          Modo bolsonaro em 1º
          4,10 – 4,20
          Modo Trump loucasso pré impeachment + lulla + brzuela
          4,40 – 4,50

          Lembrando que é totalmente viagem minha.

          9+
          • avatar
          • avatar
    • Porto-alegrense 17 de abril de 2018 at 14:39

      Concordo com o DouglasteR.
      Só estou esperando meu próximo salário para entrar num Fundo Cambial pela XP.

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Porto-alegrense 17 de abril de 2018 at 15:03

    Falou o “especialista”. E meu conterrâneo ainda, putz.

    Corte da Caixa diminui preço do imóvel financiado em até 15,6%; especialista diz que é hora de comprar
    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/7379586/corte-caixa-diminui-preco-imovel-financiado-ate-especialista-diz-que

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Intendente 17 de abril de 2018 at 15:17

    Só eu que li a notícia assim?

    “Caixa vê um incêndio se alastrar e tenta apagá-lo com gasolina.”

    Pode dar crédito, porém a maioria não tem nem a grana da entrada.

    #paz

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • otomar22 17 de abril de 2018 at 15:30

    Ouro 148,00 pilas o grama galera..

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • otomar22 17 de abril de 2018 at 15:58

    OUROMINAS

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 17 de abril de 2018 at 16:06

    BOMBA BOMBa
    cabei de ler no jornal
    Scopel faliu
    ela foi uma das maiores senão a maior loteadora do interior do BR, amigos do machiavel Temer
    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,credor-pede-a-falencia-da-urbplan,10000075884

    se puderem acessar esse conteudo, os detalhes são ainda mais sórdidos

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 17 de abril de 2018 at 16:06

      ops interior de SP

      2+
    • Lord of All 17 de abril de 2018 at 16:21

      Lista. Entre os credores da Urbplan estão fundos e bancos como JP Morgan, Fator, Cacique, XP e o investidor Flávio Ognibene Guimarães – que compraram Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) -, além do Bradesco, conforme informou o Estado. Boa parte da receita da companhia, oriunda das prestações pagas pelos clientes que compraram os terrenos, está comprometida com os donos desses recebíveis, entre eles a Gaia Securitizadora, que levanta esses recursos no mercado.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • DouglasteR 17 de abril de 2018 at 16:22

      Vixe

      4+
      • avatar
    • Lucas 17 de abril de 2018 at 16:26

      Empresa de loteamento, controlada pelo fundo Carlyle, tem dívida de cerca de R$ 500 milhões

      O Carlyle e uma fraude “made in USA”
      Como um dos maiores fundos de investimento do mundo montou uma ciranda financeira e deixou à míngua clientes e credores

      tampem o nariz ao entrar nesta fonte
      https://www.cartacapital.com.br/revista/983/o-carlyle-e-uma-fraude-made-in-usa-1

      5+
    • Cesar_DF 17 de abril de 2018 at 16:50

      Mônica Scaramuzzo, O Estado de S.Paulo

      14 Setembro 2016 | 05h00

      4+
  • Senhor Bolha 17 de abril de 2018 at 16:14

    Urbplan apresenta pedido de Recuperação Judicial

    A loteadora Urbplan apresentou hoje pedido de recuperação judicial.

    Com dívidas de cerca de R$ 995 milhões e elevado número de ações judiciais movidas por consumidores e por credores de certificados de recebíveis imobiliários (CRIs), a loteados teve de recorrer ao ajuizamento para tentar adequar ativos e passivas.

    Em fevereiro deste ano, a taxa de inadimplência ultrapassou 50% da base de clientes, considerando-se atrasos maiores do que 90 dias.”

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 17 de abril de 2018 at 16:21

      reparou?
      já tinham mudado de nome pra se esconder, truque basico
      os credores não vão achar nem os móveis pra leiloar
      alias veja o nome de alguns dos credores e da controladora
      é rolo em cima de rolo, BR s/a não é pra amadores e memso profissionais se vira nos 30 senão senta.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 17 de abril de 2018 at 16:19

    Desemprego alto freia o consumo e impede a retomada da economia
    Jornal O Globo-5 horas atrás
    A economia, após ganhar força no fim de 2017, não manteve o ritmo de altas nos últimos meses. Os especialistas esperavam que o consumo puxaria o PIB deste ano, mas com o desemprego elevado será difícil isso acontecer. O país tem 13,1 milhões de desempregados. A maioria das vagas criadas é …

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 17 de abril de 2018 at 16:24
      • CA 17 de abril de 2018 at 17:10

        Cajuzinha e Lucas,

        Mais algumas gotas da REALIDADE escapando pelo CONTA-GOTAS.

        Novas “surpresas” para os “especialistas”, que não previram estas situações / consequências.

        Os “especialistas”, inclusive os ateus que frequentam a igreja para replicar os textos “otimistas” do governo, não conseguem entender o seguinte:

        O governo não fez absolutamente nada estrutural para reverter o desemprego, para estimular a economia e com isto fazer com que tivéssemos uma recuperação sustentável, então não tinha como gerar qualquer resultado consistente. Difícil de entender, não é!?

        Para estes “especialistas” e seus “pupilos”, inclusive aqueles que replicam estes “jênios” (sic) aqui no blog, as recuperações são fenômenos divinos, miraculosos, que não requerem nenhuma ação, simplesmente “brotam do chão”, assim como, na “brilhante” visão deles foi a maneira que a crise “surgiu do nada”…

        Sobre o tema do artigo acima, a questão do desemprego no setor privado que não se recuperou como os “especialistas” previam e não gerou como consequência uma pujante recuperação do consumo:

        “Curiosamente”, em determinados momentos, apesar de todo o descalabro do déficit fiscal, vagas formais no funcionalismo público é que ajudaram a “puxar” a “volta” da geração de empregos. Ano eleitoral, PEDALAR é fundamental…

        Ah, mas aumentou a “massa salarial”. É, isto aconteceu porque teve algum crescimento no consumo de serviços de Ubers e afins (nada que acompanhasse o exponencial crescimento da OFERTA, no total mais receita, individualmente queda nos rendimentos), um crescimento no setor automotivo por renovação de frota, resultado agrícola e os próprios Ubers e afins demandando carros de locadoras ou trocando de veículos, um crescimento ARTIFICIAL e 100% FALSO de forma exponencial nos lançamentos de imóveis em São Paulo, dentre outros fatores, mas ao final das contas, o que vimos foram os seguintes RESULTADOS REAIS quanto aos empregos:

        1) Perda de 1 milhão de vagas Gerenciais e similares nos últimos 10 anos, com maior concentração nos anos recentes, enquanto os aumentos de vagas são nos menores cargos / salários. UMA das fontes para a queda da renda per capta;

        2) Informalização muito elevada, promovendo perda de “direitos” em larga escala. Consequências DIRETAS: PERDA relevante do poder de consumo, porque a remuneração muitas vezes é incerta, menor e ainda, não agrega os “benefícios”, com isto, estas pessoas cancelam convênios médicos e ficam sem dinheiro para consumos “supérfluos”, como por exemplo, TV a cabo, cancelando até os “essenciais”, como a escola particular. Efeitos em cadeia que levam a novas reduções de empregos formais nestes setores que sofrem com elevados níveis de cancelamento de serviços e cada vez mais pessoas apelando para o empreendedorismo por NECESSIDADE, para SOBREVIVER, retomando o circulo vicioso;

        3) Bolha imobiliária continua em vigor, crédito PODRE via CEF e vendas FALSAS na planta idem, isto significa muitas pessoas com parte relevante dos rendimentos comprometidos com imóveis e novamente, sem poder incrementar consumo de forma consistente;

        4) Super-endividamento e inadimplência ANORMAL de famílias e empresas, com o governo apagando incêndio com gasolina e tornando estas situações cada vez mais graves, de novo, logo em seguida se reverterá (e já tem se revertido) em diminuição cada vez mais sensível do poder de consumo.

        Não tem milagre, embora os “especialistas” e os pupilos deles tentem defender isto, se o governo não fez NADA estrutural para resolver os problemas, ao contrário, está apagando incêndio com gasolina, é ÓBVIO que a situação vai continuar se agravando. Isto porque estão MAQUIANDO e PEDALANDO de todas as formas possíveis e imagináveis por ser ano eleitoral, se não fosse isto, MUITO MAIS da REALIDADE já estaria aparecendo…

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 17 de abril de 2018 at 20:02

          É só observar o que aconteceu com os bancos particulares, promoverem alguns melhores, mandaram muita gente passear e as substituíram por toupeiras ganhando provavelmente 1/3 do que o anterior na posição ganhava. Tem toupeiras que nem conseguem entrar os dados no sistema que agora faz as funções que exigiam algum conhecimento.
          Só os bancos públicos continuam cheios de toupeiras e nefastos na maioria.

          13+
          • avatar
          • avatar
  • Alemon Fritz 17 de abril de 2018 at 16:43

    Bolha rural
    Sete municípios-polo são campeões na expansão de imóveis de luxo no Estado.
    o mercado imobiliário de alto padrão se expande no interior de Mato Grosso e se desenvolve nas cidades consideradas polos do setor do agronegócio. Entre as cidades que ostentam o título de possuidoras de imóveis de alto padrão está Sinop, Sorriso, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Tangará da Serra, Alta Floresta e Rondonópolis.

    http://www.rdnews.com.br/economia-e-agronegocio/sete-municipios-polo-sao-campeoes-na-expansao-de-imoveis-de-luxo-no-estado/98451

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 17 de abril de 2018 at 16:45

    Apesar da expansão crescente do mercado de alto padrão no interior do Estado, Claudecir avalia que o mesmo não vem ocorrendo em Cuiabá e região metropolitana. “Hoje, o mercado de alto padrão na Capital está estagnado se comparado com as cidades polos do agronegócio”.

    Claudecir explica que o melhor momento vivido por Cuiabá em relação aos imóveis de alto padrão se deu antes da Copa do Mundo de 2014, quando a especulação imobiliária atingiu um dos maiores níveis na cidade. “Depois houve uma frustração de expectativa, após a Copa do Mundo, e o mercado se voltou para o interior, onde o crescimento econômico das cidades polos do agronegócio é real”

    (agora a especulação mudou de lugar, segundo a lógica do corvo, se é que eles sabem o que é lógica)

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • JJJ_brasilia 17 de abril de 2018 at 16:48

    CVR – Macroeconomia

    O governo deu um tarifaço nos combustíveis (aqui em Brasilia a gasolina subiu 44% em 1 ano), no botijão de gás, na energia elétrica, são bens em que a elasticidade da demanda é baixa, ou seja, o preço aumenta e as pessoas não tem muito para onde correr, ou pagam ou pagam, podem reduzir o consumo, mas não dá para a economia viver sem eles.

    Quando a economia estava normal, os preços eram repassados, mas hoje não há como repassar, por causa do crise.

    Aí que entra o caso da vida real na macroeconomia: se não fosse o tarifaço neste preços público, o IPCA dos últimos 12 meses não seria de 2,54%, estaríamos em deflação, isto mesmo senhores, deflação, um mal que destrói a economia.

    Outra coisa, o topo a economia caiu 10%, normalmente quando um país entra em recessão, a volta ao patamar anterior normalmente é rápido (a Argentina passou por isto várias vezes), pois era só voltar a produzir o que se produzia antes da crise, mas nesta não, como setores que tiveram crédito farto, como o imobiliário, petróleo ou construção naval, não reagem.

    A nossa crise atual é diferente das crises argentinas, pois lá normalmente falta dólar para a economia funcionar, aqui não falta dólar, mas tem dezenas de milhões de pessoas endividadas, sem capacidade de consumir, então a economia não volta ao normal.

    A crise só acaba quando voltarmos a ter o PIB de 2013, antes disto ainda estamos no mínimo andando de lado.

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 17 de abril de 2018 at 16:54

      “deflação, um mal que destrói a economia.” somente para keynesianos, pois isso provoca uma adiamento no consumo

      Já para a escola austríaca a deflação é boa, pois estimula a poupança e direciona a produção para a exportação.

      Na verdade, se existisse uma moeda que não ocorresse expansão da base, somente ocorreria deflação, pois a medida que o tempo passa as pessoas se tornam mais produtivas, ou seja, consome-se menos para produzir mais, o que resulta em deflação, devido a uma maior oferta de produtos e serviços.

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 17 de abril de 2018 at 17:47

        Cesar_DF,

        Sobre o trecho:

        “Já para a escola austríaca a deflação é boa, pois estimula a poupança e direciona a produção para a exportação.”

        OK quanto a estimular a poupança, reduziria o balanço ABSURDO de riscos que temos hoje e ajudaria de fato a explodir com as bolhas, o que permitiria alcançarmos o fundo do poço e só a partir daí termos uma recuperação efetiva, consistente.

        Já quanto a parte da exportação, especificamente para o Brasil, vale lembrar do seguinte:

        https://www.comexdobrasil.com/brasil-setima-economia-mundial-tem-participacao-de-pais-pigmeu-no-comercio-internacional/

        Trecho do link acima:

        “Os números relativos à participação do Brasil no comércio internacional são mesmo inquietantes. De acordo com levantamento feito pelo Banco Mundial, em 2014, as exportações brasileiras representaram 11,5% do Produto Interno Bruto do País. Foi o sexto menor percentual num universo de 150 países pesquisados pela instituição. O Brasil só ficou à frente do Afeganistão, Burundi, Sudão, República Centro-Africana e Kiribati, e muito abaixo da média global, de 29,8% de exportações em relação ao PIB.”

        Então, a expectativa de uma melhora nas exportações como um dos fatores para recuperar o PIB, não é nada empolgante no nosso caso…

        Lembrando que temos uma série de problemas ESTRUTURAIS que nos levam a esta PÉSSIMA situação quanto à nossa balança comercial e como o governo não fez absolutamente NADA para reverter isto, não é uma simples mudança no câmbio, na poupança ou em outros fatores isolados que vai gerar resultados “milagrosos”. Só para destacar algumas das causas pelas quais temos o PÉSSIMO resultado acima quanto a participação no comércio internacional:

        1) Sérios problemas logísticos, com estradas péssimas, muitas intransitáveis e bem no caminho para os portos, tarifações seculares para logística que não fazem mais sentido há décadas, mas que defendem intere$$es$ privados, falta de uma malha ferroviária ou fluvial, etc;

        2) PÉSSIMA produtividade: estudo recente demonstrou que a produtividade do brasileiro é cerca de 1/6 do líder de produtividade mundial. Até poucos anos atrás era 1/4, conseguimos piorar o que era absurdo. Nesta condição, como ter um preço competitivo?

        3) Impostos: com impostos muito elevados e altíssimo protecionismo à indústria local contra as importações, sem desenvolver de verdade a indústria local, apenas lhe dando “conforto” para praticar preços abusivos (ver preço de IPhone X no Brasil versus o preço no resto do mundo), não há como ser competitivo internacionalmente. Sofremos boicotes com a mesma facilidade que os fazemos com relação a outros países, não desenvolvemos em nada a nossa tecnologia, acomodados com o protecionismo para vender no mercado local, não criamos patentes, não melhoramos nossa produtividade com uso de tecnologia, apenas MONTAMOS o que é produzido e tem maior valor agregado vindo do Exterior, exportando commodities e ficando sujeitos as altas variações nos preços internacionais para ficarmos felizes ou tristes com nossa balança comercial, mas sempre com resultados medíocres, como destacados acima.

        O que coloquei, como sempre são AMOSTRAS, apenas para demonstrar que a lógica de estímulo à exportação infelizmente não é tão simples nem aplicável ao Brasil dentro do nosso contexto, existem muito mais evidências neste sentido…

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 17 de abril de 2018 at 18:30

          CA
          Veja que coisa boa então, os números confirmam que temos o POTENCIAL de triplicar a exportação
          A indústria automotiva já fez isso

          5+
          • avatar
          • avatar
      • EngenheiroSP 17 de abril de 2018 at 18:47

        Cesar quanto a

        “Na verdade, se existisse uma moeda que não ocorresse expansão da base, somente ocorreria deflação, pois a medida que o tempo passa as pessoas se tornam mais produtivas, ou seja, consome-se menos para produzir mais, o que resulta em deflação, devido a uma maior oferta de produtos e serviços.”

        Há de se considerar que esse aumento de produtividade deve ser maior também que o crescimento populacional e ao aumento do consumo individual

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 17 de abril de 2018 at 16:55

    CVR do meu condomínio

    Recebi um relatório referente as taxas de condomínio

    Agosto de 2013 a dezembro de 2014
    R$ 218,15 de condomínio + R$ 10,91 de fundo de reserva

    Janeiro de 2015 a janeiro de 2016
    R$ 310,58 de condomínio + R$ 15,53 de fundo de reserva

    Fevereiro de 2016 a dezembro de 2016
    R$ 398,91 de condomínio + R$ 19,95 de fundo de reserva

    Janeiro de 2017 a março de 2018
    R$ 426,85 de condomínio + R$ 21,34 de fundo de reserva

    Se fosse corrigir pelo IGP-M de 2013 a hoje estaria R$ 279,78

    https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/corrigirPorIndice.do?method=corrigirPorIndice
    Dados básicos da correção pelo IGP-M (FGV)
    Data inicial 08/2013
    Data final 03/2018
    Valor nominal R$ 218,13 ( REAL )
    Índice de correção no período 1,2826321
    Valor percentual correspondente 28,2632100 %
    Valor corrigido na data final R$ 279,78 ( REAL )

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 17 de abril de 2018 at 16:56

    Plataforma abre para investidores projeto imobiliário com ganhos estimados em 13,9% a 15,6% ao ano

    http://www.infomoney.com.br/conteudo-patrocinado/noticia/7378841/plataforma-abre-para-investidores-projeto-imobiliario-com-ganhos-estimados-ano

    Detalhe: POR MATERIAL PUBLICITÁRIO EM CONTEUDO-PATROCINADO 16 ABR, 2018 19H50

    4+
    • avatar
  • Cesar_DF 17 de abril de 2018 at 16:56

    Matéria confusa, ela mistura VGV com quantidade de lançamentos e com participação de investidores na compra

    Compra de imóveis para investir impulsiona melhora do setor em SP

    https://www1.folha.uol.com.br/colunas/mercadoaberto/2018/04/compra-de-imoveis-para-investir-impulsiona-melhora-do-setor-em-sp.shtml

    3+
    • avatar
    • CA 17 de abril de 2018 at 17:31

      Cesar_DF,

      Falam em 35% de investidores como se fosse isto que puxa a “recuperação”, mas vejamos:

      1) Antigamente, pesquisas apontavam quase 40% de investidores, se agora são 35% sobre uma base menor de vendas, CAIU. Como algo que CAIU puxa uma recuperação?

      http://classificados.folha.uol.com.br/imoveis/2013/10/1358961-quase-40-dos-compradores-de-imoveis-em-sp-sao-investidores.shtml

      2) Vender imóveis para investidores e depois estes TENTAREM alugar, é TRANSFERIR estoque. É como a montadora comemorar porque está empurrando mais imóveis para concessionárias, mas estas não estão repassando em maior quantidade para compradores finais, ou vender para locadoras de veículos que não conseguem alugar os carros que ficam parados no pátio, só transferiu estoque de um lado para outro. Neste caso, DE NOVO, só estão agravando o tamanho do problema ao insistirem nisso. Depois na entrega o ciclo vai se repetir: a super-oferta aumenta mais ainda, se torna ainda mais desproporcional à demanda, empurra os preços ainda mais para baixo, o “investidor” que compra na planta se arrepende porque só aí percebe o tamanho do prejuízo (vendo construtora vendendo mais barato na entrega) e no final, aumentam distratos, aumentam estoques, descontos ainda maiores de construtoras e o ciclo auto-destrutivo do segmento se intensifica;

      3) Obviamente estão REPETINDO exatamente o mesmo que fizeram em 2013: com SELIC muito baixa, atraem um grande número de investidores SARDINHAS com a PROMESSA de super-valorização dos imóveis e aluguéis, de que “agora vai”. Em 2013 fizeram isto com quitinetes em São Paulo e se procurarmos em qualquer site, veremos uma infinidade de anúncios de quem está há anos acumulando prejuízos e sem conseguir alugar os imóveis, como resultado do seu “brilhante” investimento;

      4) Curiosidade: depoimento da Setin no artigo acima. Eles são um exemplo clássico do FRACASSO deste tipo de especulação. Entraram na onda de produzir grande volume de quitinetes no centro de SP, inclusive na região da cracolândia, imóveis com super-infraestrutura e consequentemente condomínio muito caro, obviamente que grande parte da leva de investidores SARDINHAS que atraíram na venda na planta cancelaram quando viram que a própria construtora estava vendendo muito mais barato na entrega do que cobrou na planta. O que a Setin fez? Ofereceu condomínio, gás, luz, Internet de graça por 2 anos, reduziu ainda mais o preço, etc. Óbvio que os “brilhantes” investidores frente a esta concorrência com condições muito mais favoráveis só viram a sua vacância disparar mais do que nunca, os prejuízos crescendo sem parar.

      Lamentável, mas de fato a estupidez do ser humano e principalmente destes investidores SARDINHAS que não conhecem NADA deste mercado e confiam CEGAMENTE nos corretores é algo impressionante…

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 17 de abril de 2018 at 18:10

    Tá tudo favorável, mercado em 2018 tá bombando
    https://www1.folha.uol.com.br/colunas/mercadoaberto/

    Inadimplência de empregadores com FGTS cresce 25% no primeiro trimestre
    Há 2,4 milhões de empregadores que devem ao fundo

    Dívida antiga da Eletrobras pode ser dobro da prevista
    Passivo que estatal criou nas décadas de 1970 e 1980 é pelo menos o dobro do provisionado

    Problemáticas, distribuidoras à venda da Eletrobras podem não ter comprador
    Há grande risco de não haver ofertas para algumas empresas, dizem executivos

    Com receio de inadimplência, grupos de ensino privado aumentam provisões
    Empresas preveem que terão dificuldades para recolher a receita

    Investimento feito em portos públicos chega ao menor patamar desde 2007
    Dos R$ 660 milhões previstos para 2017, R$ 174,5 milhões foram aplicados

    Turismo paulista perde 1,2 mil empregos em 2017
    Apesar da piora, o resultado é o melhor desde 2014

    Emprego na construção cai 5% e setor prevê piora
    Foram 125 mil vagas a menos em relação a 2016

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 17 de abril de 2018 at 18:26

    NEGÓCIO DA CHINA

    Condomínio 80% concluído busca investidor. 100% retorno! Damos imóveis como garantia!
    Procuramos investidor para essa parceria comercial com o objetivo de dobrar o capital de investimento em aproximadamente 12 meses!
    Nosso empreendimento já se encontra 80% concluído, com 02 casas concluídas e 07 casas na planta.

    Garantias de retorno:
    1) Garantia de retorno por causa da demanda e não contamos com o fim da crise para alcançar o nosso objetivo.
    2) Garantia de retorno por causa do valor dos nossos imóveis que estão aproximadamente 20% mais baratos, comparados com o nosso mercado interno.
    3) Garantia de retorno, pois somos um dos raros empreendimentos que possui RGI (Registro Geral de Imóveis).
    4) Garantia de retorno, pois trabalhamos com os melhores profissionais da área; arquitetura, obras e legalização.
    5) Garantia de retorno, pois colocaremos outros imóveis como garantia do recurso investido, trazendo tranquilidade para o investidor e garantindo o retorno do recurso e dos lucros.

    Valor de Investimento: R$ 120.000
    Tempo de retorno: 12 meses (aprox.)
    Lucro: 100%

    https://empreendajunto.com/ideia/condominio-80-concluido-busca-investidor-100-retorno-damos-imoveis-como-garantia/

    Procurando pelo número de telefone, pertence a Larissa Joias de Cabo Frio
    https://www.larissajoiascabofrio.com.br/

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • EngenheiroSP 17 de abril de 2018 at 18:39

      Já faz um tempo que conclui as aulas de cálculo, mas na minha época a gente calculava porcentagem assim:

      2 concluídos
      7 na planta
      total 9

      % de concluídos: (2/9)*100 = 22%

      Agora preciso entender como 22% vira 80%.

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 17 de abril de 2018 at 18:52

      100% de lucro????
      melhor que bitcoin

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 17 de abril de 2018 at 19:03

      larissa joias de cabo frio
      negociante de joias e corva nas horas vagas

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Dr. Estranho 17 de abril de 2018 at 20:54

    Já posso comprar um bolhudo?

    4+
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 17 de abril de 2018 at 22:42

    Cvrs

    Conheci um taxista que virou Uber
    Pagava R$6mil de aluguel pelo ponto na rodoviária de Chapecó.
    Agora comprou um carro e não precisa mais pagar nada antecipado.
    Acabou o monopólio de um cara de Chapecó que tem mais de 20 táxis

    Pegando um passageiro (sou Uber)
    Ele me diz que vai financiar um bolhudo pois os juros baixou.
    Daí fiz um alerta para ele.
    Como não é bom dizer verdades na cara pois ele é meu cliente e pode me avaliar mal depois falei o seguinte:
    “Cara eu iria financiar também achando que os juros tinha baixado e me surpreendi que abaixou só 0,30% ou 0,50% ao ano pela caixa”
    Falei para tomar cuidado no que está escrito nas entre linhas
    Cara que me elogiou no app
    Kkkkl

    Ninguém mais usa táxi em Chapecó
    I love capitalismo selvagem raiz!!!!
    Tô percebendo as pessoas trocarem até algumas vezes o ônibus por Uber

    Em 2 ou 3 meses a prefeitura de Chapecó vai vir com alguma lei esdrúxula…podem apostar
    Bananistao não é pra amadores!

    34+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 18 de abril de 2018 at 02:06

      Não sei Chapecó mas muitas cidades, especialmente médias e pequenas tem um ou mais vereadores que foram ou são taxistas.
      Câmara de vereadores é aquele circo de ineptos, ignorantes e picaretas e isto porque são bem conhecidos da população, mas brasilino gosta de ser ver representado 😀

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Joe banana 18 de abril de 2018 at 13:19

        So digo uma coisa. Com a quantidade de multas sendo aplicadas hoje,andar de carro é para quem tem costas quentes ou tá sobrando.
        Concordo que tem que seguir as regras de transito, mas e se o transito nao segue as regras? Cara , a unica vez na vida que bati foi por descuido. Nunca atropelei ninguem nem causei estrago….
        Estou quase na certeza de comprar uma bicicleta eletrica… ou alguma outra coisa assim para sair fora desse lixo de automovel. Muito gasto e ostentacao para ir e voltar.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • tmarabo 18 de abril de 2018 at 15:20

          se andas menos de 10km por deslocamento é adequado trocares pela bike: capacete e evita ruas movimentadas, ainda que o calçamento seja melhor e o trajeto seja mais curto. é a “direção defensiva do ciclista”.

          1+
          • avatar
  • Cesar_DF 17 de abril de 2018 at 23:33

    O que acontece quando um brasileiro decide ir morar nos EUA?
    Ele passa a ganhar 7,2 vezes mais. Sinal de que, quando vive num país que permite o desenvolvimento profissional, o brasileiro atinge todo o seu potencial

    O pior do Brasil são os brasileiros? Não nos Estados Unidos. Quando se mudam para a América do Norte, os estrangeiros de origem verde-amarela têm renda superior aos próprios americanos. O escritório de advocacia especializado em migração Hayman-Woodward PLLC fez as contas e concluiu: os brasileiros que vivem no exterior ganham, em média, US$ 55.000,00, contra US$ 54.460,00 dos cidadãos norte-americanos

    http://www.gazetadopovo.com.br/ideias/o-que-acontece-quando-um-brasileiro-decide-ir-morar-nos-eua-bo0rdh9fuawlhsj35l0jkuaq0

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 18 de abril de 2018 at 00:11

      É que o brasileiro leva tanta porrada do governo para ser empreendedor no bananistao que quando ele conhece um país livre, acaba ficando mil vezes mais motivado e isso gera mais lucro.

      Já escutei de muito americano que os EUA são ruim, blá blá blá de vitimização.

      O cara tem que viajar para conhecer novas culturas e abrir os olhos para muitas coisas.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 18 de abril de 2018 at 08:07

      É que para sair do país a pessoa já tem que ter um certo empreendedorismo interior, aquela gana de arriscar, ainda que fazendo o errado, ainda que ilegal.
      Acho que comparar os imigrantes com a média populacional do país destino é meio desonesto. A amostra é enviesada.
      Embora se formos parar para pensar, o imigrante também enfrenta barreiras e dificuldades no país que chega, e conseguir uma renda superior a média é impressionante.

      Mas legal saber que se o brasileiro vivesse em um ambiente mais propício poderia ser um povo mais avançado.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Paulo Avelar 18 de abril de 2018 at 10:14

      Que pesadelo, 55 mil doláres por ano dá menos de 3 mil por mês, na maioria das grandes cidades americanas isso implicaria em vida vegetativa. O americano tem casa própria e família por lá, dá para viver com 3 mil doláres por mês, já o Brasileiro vai gastar até para respirar ar quente, vai ser classe média baixa no paraíso.

      1+
    • Paulo Avelar 18 de abril de 2018 at 10:21

      Vamos fazer contas, 55 mil doláres ano dá 4,6 mil doláres por mês, que dividido por 7,2 dá 630 doláres por mês. Bom, essa quantia convertida no Brasil dá menos de dois mil reais de salário.Considerando que o salário mínimo é de quase mil reais e o médio é 2,5 mil reais, concluísse que os emigrantes no Brasil ganham abaixo da média do trabalhador analfabeto incluido, empregada doméstica e porteiro do Brasil.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 18 de abril de 2018 at 01:57

    Marcela Silva – Corretora de Imóveis …. Foi a bolha que estourou? resposta no vídeo, 2018 é o momento de investir em imoveis …. nao se esqueçam o like no youtube 🙂
    https://www.youtube.com/watch?v=GAEWGc0rpIg

    2+
  • indiobolhista 18 de abril de 2018 at 02:27

    pare de sofrer numa caixa de fosforo na suíça brasileira ……. melhor compre uma mansão no “caribe amazônico brasileiro” na maravilhosa cidade de Ananindeua quase junto á Belem por só 400k jabuticabas http://pa.olx.com.br/regiao-de-belem/imoveis/mansao-em-sta-barbara-na-beira-da-pista-459305658?xtmc=mansao&xtnp=1&xtcr=2

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Krakenvader 18 de abril de 2018 at 02:44

    Se não me engano, Ananindeua é uma das cidades mais violentas do Brasil.

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 18 de abril de 2018 at 08:00

    http://www.folhadoprogresso.com.br/imoveis-de-novo-progresso-encalham-na-compra-e-venda/

    A oferta é grande e a procura é mediana. Os preços acima do valor de mercado são os catalisadores para tantos imóveis à espera de um comprador, conforme pesquisou o Jornal Folha do Progresso.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • CA 18 de abril de 2018 at 08:27

      Cajuzinha,

      Sobre o trecho: “Os preços acima do valor de mercado são os catalisadores para tantos imóveis à espera de um comprador”

      O mais correto seria dizer:

      “Os preços de venda dos imóveis, MUITO acima do que eles VALEM, completamente INCOMPATÍVEIS com a renda local, que tiveram um crescimento na última década MUITO ACIMA da inflação, das aplicações financeiras, do custo de construção, do preço do aluguel ou de qualquer outra variável com a qual se queira comparar, são a causa para termos uma DISTORÇÃO tão elevada entre oferta e procura, um prazo tão ANORMAL para se conseguir vender um imóvel, um PREJUÍZO tão grande para quem retém o imóvel para vender arcando com despesas relevantes sem receita ao longo de vários meses ou ANOS, a espera de um milagre de encontrar o tolo maior que aceite pagar um valor tão FORA DOS FUNDAMENTOS e que consiga se escravizar a um financiamento com valor elevado mensal a ser pago ao longo de DÉCADAS, ou que muito provavelmente sequer conseguirá pagar ao longo dos anos.”

      “É por isto também que temos tantos corretores passando por necessidade, fazendo bicos com Uber e afins, ou vendendo produtos / serviços em esquema de pirâmide financeira, tudo em paralelo para SOBREVIVER, mas muitos ainda que também estão a espera deste milagre da venda de imóvel por preço SURREAL. Enquanto isto, as GAMBIARRAS, PEDALADAS e MAQUIAGENS do Governo, da CEF, do BC, etc, vão perdendo seu fôlego e em algum momento teremos a explosão de todo o esquema, quando a CEF não conseguir mais esconder os rombos de DEZENAS DE BILHÕES DE REAIS, quando o FGTS não tiver fôlego para suportar o crescimento das vendas na planta que dependem de financiamento SUBSIDIADO por ele, quando o governo for outro e não tiver interesse em mascarar todos os crimes financeiros porque não vai querer virar cúmplice, quando explodir o déficit fiscal, a bolha das bolhas americana, a bolha imobiliária chinesa ou um grande número de outros possíveis catalisadores para a explosão mais visível de nossa bolha imobiliária”.

      A REALIDADE é o que consta acima, mas é ÓBVIO que eles vão insistir em se auto-enganar, em tentar plantar EUFEMISMOS, como no artigo acima, tudo para tentar manter vivos o ILUSIONISMO e a DESINFORMAÇÃO…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 18 de abril de 2018 at 08:31

        ““Hoje tem muito imóvel para vender e muitos deles estão acima do preço de mercado. Esses imóveis vão continuar à venda porque as pessoas não vão comprar nada acima do valor de mercado”, comentou dono de imobiliária.

        Em sua maioria os bens à venda, em Novo Progresso, estão com preço acima dos valores reais, conforme avaliação do corretor de imóveis entrevistado pelo Jornal Folha do progresso.

        Aluguel

        O que antes era quase impossível, hoje aparece bem localizados , nas vias principais, tem placas uma lado da outra – em vários pontos da cidade, bem apresentados e mais distantes, as placas aparecem para todo lado.”

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 18 de abril de 2018 at 08:45

    Sou leiga nas possíveis vantagens e riscos, alguém poderia discorrer?

    “Juros caem pela metade nas cooperativas de crédito e favorecem empreendedores”

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • DouglasteR 18 de abril de 2018 at 10:50

      Passando o trecho pelo Desbolhator_1.4b.exe saiu o resultado:

      “Por favor, girem a roda”

      3+
      • avatar
      • avatar
  • fanfarraum 18 de abril de 2018 at 09:05

    Pessoal, no dia 10 de novembro postei uma série de links de apartamentos com quedas de preços anunciados…
    O link está aqui: https://www.bolhaimobiliariabrasil.com/2017/11/09/boladecristal-momento-do-mercado-imobiliario-favorece-consumidor-avaliam-bigucci-e-secovi-rd/#comment-160862

    A maioria deles ainda está a venda, e alguns merecem destaque porque tiveram novas quedas expressivas:

    Imóvel: Bela Vista | https://www.foxterciaimobiliaria.com.br/imovel/155486/residencial-porto-alegre-bela-vista-apartamento-edificio-tarragona-3-dormitorios-zona-norte
    Preço m²: 3.604/m2
    2017-08-08 | 630.000 => 550.000 (80.000)
    2017-09-05 | 550.000 => 510.000 (40.000)
    2017-09-27 | 510.000 => 480.000 (30.000)
    2017-12-13 | 480.000 => 450.000 (30.000)
    2018-02-07 | 450.000 => 420.000 (30.000)
    2018-03-23 | 420.000 => 400.000 (20.000)

    Imóvel: Bom Fim | https://www.foxterciaimobiliaria.com.br/imovel/158194/residencial-porto-alegre-bom-fim-apartamento-3-dormitorios-zona-norte
    Preço m²: 4.054/m2
    2017-08-15 | 850.000 => 800.000 (50.000)
    2017-09-11 | 800.000 => 790.000 (10.000)
    2017-11-06 | 790.000 => 690.000 (100.000)
    2017-12-04 | 690.000 => 640.000 (50.000)
    2018-04-18 | 640.000 => 600.000 (40.000)

    Segundo o Zap Imóveis, o m² do Bom Fim é R$ 6.200 e do Bela Vista é de R$ 8.681.
    Porque esses imóveis não vendem então, mesmo com o vendedor tentando tanto (baixando o preço direto) com um preço abaixo de “mercado”?

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • bolhista cearense 18 de abril de 2018 at 09:17

    CVR:
    O caução que ninguém veste:
    Tenho uma amiga que recebeu uma casa de herança, mas não mora lá porque reside noutra que era do ex-marido. Reformou a casa toda: trocou piso, colocou forro de PVC, rebocou parede, pintou com tinta a óleo. O pedreiro adiou a entrega da reforma duas vezes dizendo que faltava material e sumiu. Ela ameaçou até ele voltar. Serviço terminado, o próximo passo é alugar. Aí é que vem o problema: ela acha que o serviço foi muito caro e não abre mão do caução para alugar o imóvel. Já expliquei para ela várias vezes que Fortaleza está lotada de imóveis para alugar e tem propriotário desesperado para ver se consegue alguém para, pelo menos,pagar o condomínio do prédio. Detalhe: a casa não tem garagem. Já vieram dois interessados para visita, mas ficam nisso mesmo. Tentei até mesmo que ela conhecesse o blog, ela diz que vai ler, ler que é bom;nada.
    Outro dia ela estava reclamando que não aparecia ninguém. Toquei no assunto do caução. Ela disse que não desiste. Então dei a ideia: já que ela quer tanto assim, eu compraria um “calção” para ela no Beco da Poeira…

    30+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Libertario 18 de abril de 2018 at 09:33

    Casal de amigos veio me visitar ontem (ela é corretora de imóveis).
    Durante uma conversa me soltou que estava fazendo docinhos e salgadinhos para vender.
    Daí eu perguntei:
    – Ué, mas você não está mais trabalhando com imóveis?
    Ela me disse que sim. Mas como não está vendendo NADA resolveu fazer essas comidinhas pra vender dentro da construtora (Melnick) pra outros funcionários.
    Já que não vende imóvel, pelo menos tenta fazer algum caixa.

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 18 de abril de 2018 at 09:36

      Isso aí. Corvo tendo que fazer bolo de milho para vender para os outros corvos, até acabar o dinheiro desses outros corvos.
      Kuaaa

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • fanfarraum 18 de abril de 2018 at 09:39

      Um ex-corretor (Porto Alegre) que conversei esses dias: “Trabalhei um ano na Lopes e só vendi um imóvel, ai larguei fora”

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Strike 18 de abril de 2018 at 09:45

    Brasil Brokers divulga resultados operacionais do 1T18
    O volume financeiro financiado na principal parceria de crédito imobiliário com o Bradesco foi de R$ 211 milhões no 1T18, 270% superior ao realizado no mesmo período de 2017.
    https://financenews.com.br/2018/04/brasil-brokers-divulga-resultados-operacionais-do-1t18/

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 18 de abril de 2018 at 09:53

    Agora sim, é a hora!

    “Corte da Caixa em financiamento diminui preço final de imóvel de R$ 500 mil em até R$ 78 mil; especialista diz que é hora de comprar
    Para professor da PUC-RS, o momento para comprar um imóvel é agora para quem tem situação estável”

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 18 de abril de 2018 at 10:12

    Inflação do aluguel avança menos na segunda prévia de abril
    Os dados foram divulgados hoje (18), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

    Nielmar de Oliveira – Repórter da Agência Brasil
    Publicada em 18 de abril de 2018 às 09:00

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 18 de abril de 2018 at 10:42

    Economia apresenta retração em fevereiro, diz monitor do PIB da FGV
    Taxas de crescimento de fevereiro são menores do que as divulgadas em janeiro, o que pode significar perda de fôlego da recuperação, diz coordenador.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 18 de abril de 2018 at 11:43

      Cajuzinha,

      Mais algumas gotas de realidade, com todo o eufemismo e cautela possíveis. De novo os especialistas ficam “surpresos” com a perda de fôlego, é como se o cérebro deles funcionasse assim (ou eles contando com um horda de 666 com esta mentalidade para acreditar nas promessas UFANISTAS):

      “O Governo não fez nada para gerar qualquer melhoria estrutural, foi tudo PALIATIVO, TEMPORÁRIO, contando com a SORTE e com ambiente externo favorável. Ué, então por que a economia não melhorou de forma CONSISTENTE?”

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 18 de abril de 2018 at 11:43

      A GALINHA PARECE QUE JÁ ESTÁ QUERENDO POUSAR

      A economia brasileira retraiu em fevereiro, segundo dados do Monitor do PIB-FGV, divulgados pela Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira (18). O PIB retraiu 0,3% em fevereiro, quando comparado ao mês de janeiro, na série com ajuste sazonal.

      A construção civil foi a área que apresentou a maior queda, de -1,8%

      A exportação apresentou crescimento de 5,5%. A exportação de produtos agropecuários continua sendo destaque, com crescimento de 39,1%, seguido de bens de capital (37,8%). Em contrapartida, a exportação de produtos da extrativa mineral segue em retração alcançando -21,6%, menor taxa registrada desde o trimestre móvel findo em junho de 2013 (-25,6%), explicada, principalmente pela queda da exportação de minério de ferro.

      Em 2017 a economia cresceu 1% e interrompeu a pior recessão já registrada no país. Para 2018, o mercado financeiro estima uma expansão do PIB de cerca de 2,8%. Entretanto, nas últimas semanas a projeção de analistas para o desempenho da economia no primeiro trimestre tem piorado.

      https://g1.globo.com/economia/noticia/economia-apresenta-retracao-em-fevereiro-diz-monitor-do-pib-da-fgv.ghtml

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • perdido no rio 18 de abril de 2018 at 14:55

        kkkk exatamente! Estou postando sobre isso porque esse vôo vai ser curto. Claro que o Temer colocou todo mundo no bolso, então notícias ruins vão demorar a chegar e sempre com eufemismos. Mas elas virão. Alguém postou acima sobre a divulgação dos resultados do 1t18, acho que será um bom momento para avaliarmos o que de fato ocorreu.

        3+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lucas 18 de abril de 2018 at 11:49

      Cesar
      PIB é uma média da produção nacional e como toda média esconde tudo de bom e de ruim
      Se as vendas pro exterior subiram 5,5%
      Se o Total deu ZERO
      Logo as vendas internas cairam muito

      (sendo uma média ponderada, sendo export uns 15% deve ter caido lá pelos 1,5%, que por sua vez tbm é uma média, algumas poucas áreas como funcionalismo e Uber cresceram, outras estagnaram e a maioria caiu muito)

      Gotas de realidade

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 18 de abril de 2018 at 10:45

    Brasil terá superávit primário apenas em 2022, projeta FMI
    Em outubro, Fundo estimava superávit primário em 2021.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 18 de abril de 2018 at 11:50

      politica da Terra Arrasada promovida pelo PT
      décadas para recuperar o tempo perdido.
      Pra vcs terem uma ideia, o muro de berlim caiu em 88, até hoje 30 anos depois a alemanha oriental ainda está pra trás do resto, e olha que estamos falando de ALEMÃES.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 18 de abril de 2018 at 11:59

      Cajuzinha,

      Na verdade, este tipo de “previsão” do FMI não faz muito sentido. Explico:

      Existe um “mantra” no mercado, de que ao alcançar uma dívida equivalente a 100% do PIB, seria algo visto como de extremo risco de calote, o que colocaria o país em uma situação ainda mais crítica do que a atual, com uma possível combinação de crises cambial e sistêmica, a tão falada tempestade perfeita. Oras, quanto mais “prorrogam” a retomada do superávit primário, mais próximos vão ficando dos 100% do PIB e conforme isto vai evoluindo, maior a tendência de que ocorra uma crise cambial e/ou sistêmica, o que por sua vez, derrubaria demais a economia e geraria um novo adiamento do superávit, levando a um circulo vicioso.

      Pior: independente das projeções sempre prorrogadas quanto a retomada do superávit fiscal, no mundo REAL sabemos que 2019 já se iniciará com a regra de ouro seriamente ameaçada, idem para o teto de despesas, NENHUMA garantia de um congresso / presidente novos aprovarem reforma da previdência e ainda, tudo isto correndo em paralelo com riscos crescentes quanto à bolha das bolhas americana, bolha imobiliária chinesa e os mais recentes riscos sobre guerra comercial, dentre outros fatores externos, sem contar que com o passar do tempo, as MAQUIAGENS e PEDALADAS da CEF, do Governo como um todo, do BC e de outros bancos quanto a empresas já virtualmente quebradas, irão aparecer, em meio a todo o contexto acima.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 18 de abril de 2018 at 12:15

        Acrescento
        E as reformas já realizadas à duras penas todas elas sendo contestadas na Justiça.
        nem mesmo a desobrigatoriedade da contribuição sindical, algo tão simples de aplicar, nem ela pegou de todo.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 18 de abril de 2018 at 14:24

          Lucas,

          Lembrando que das mais de 100 modificações implementadas na reforma trabalhista, 90% ou mais eram para homologar algo que já existia na prática ou então, uma medida INÓCUA, que não gerava nenhuma contribuição para melhorar as condições de contratação pelas empresas tornando-as mais “competitivas” e podendo assim ser uma vertente para estimular a recuperação dos empregos.

          Ah, penalizar aqueles que entram com ações trabalhistas sem sentido foi bom? Sim, sem dúvida. Mas foi uma correção de uma ABERRAÇÃO que só existia no Brasil, apenas 1 item com efeito muito limitado frente ao todo. Os principais fatores que emperram os empregos, continuam aí, parte deles não pode ser resolvido por força de mudanças na lei, outra parte poderia ter sido facilitada / resolvida por mudanças na lei, mas nenhum governante quer fazer (redução muito relevante em impostos em meio a déficit fiscal grave e não equacionado) e ainda, tem um outro pedaço que seria “impopular” e dentro de um regime eminentemente POPULISTA no Executivo e Legislativo, INVIÁVEL…

          Exemplos:

          1) Impostos, multas, colchão de “segurança” do trabalhador, sistema 5S, etc: no total, um dos maiores “custo folha” do mundo, não tem como ser competitivo nestas condições;

          2) Improdutividade: em estudo recente, demonstrado que precisamos de 6 brasileiros para produzirem o mesmo que UM líder do ranking. Educação deficiente, falta de investimento em inovação REAL, excesso de protecionismo, deficiências logísticas gravíssimas, dentre outros fatores que se arrastam HÁ DÉCADAS sem ninguém adotar qualquer ação para resolver a CAUSA RAIZ destes problemas. Mudanças na lei não resolvem estes itens;

          3) Flexibilização real via prestação de serviços versus regime CLT: fizeram ações para Inglês ver, sem nenhum resultado prático, empregadores continuam com risco elevado caso contratem diretamente à terceiros, continuam com uma série de bloqueios para que as pessoas migrem de Terceiro para CLT e vice-versa e daí por diante. Sem contar que implementar algo assim destruiria impostos federais em meio a grave crise fiscal, ao mesmo tempo que tiraria “benefícios e garantias” dos trabalhadores com fortíssima oposição da população acostumada com toda esta PSEUDO-SEGURANÇA, o que curiosamente, é parte das causas para termos desemprego tão elevado, sem contar que em primeiro momento prejudicaria setores dependentes deste regime de contratação.

          IMPORTANTE:

          Alguém poderia dizer que os problemas acima são “seculares”, que já existem há MUITO TEMPO e que apesar disto, sempre tivemos momentos de alta. Poderiam até citar o “pleno emprego” alcançado ao final de 2014 (ANO ELEITORAL, assim como 2018). Vale lembrar que os resultados “positivos” decorrentes da EUFORIA IRRACIONAL das bolhas imobiliária e de consumo não tem a menor condição de se repetir no curto / médio prazo, vai demorar no mínimo uns 10 anos para conseguirem voltar a ter patamares como no auge destas bolhas, pois as mesmas produziram um endividamento e inadimplência sem precedentes no país e o governo, ao invés de atacar a causa raiz está apagando incêndio com gasolina. Este também é PARTE do motivo para que o fundo do poço agora seja muito mais embaixo do que em outras ocasiões, principalmente quando combinado com as enormes DISTORÇÕES que ainda existem no segmento imobiliário, o volume sem precedentes de MAQUIAGENS e PEDALADAS na CEF, a omissão de VÁRIAS empresas quebradas que no mundo de FAZ DE CONTA dos credores continuam vivas e mais as “N” ameças externas concretas que temos no caminho. A EUFORIA IRRACIONAL não teve precedentes, a RESSACA correspondente também não terá. O ILUSIONISMO praticado por vários agentes é só uma ENORME FUGA DA REALIDADE, eles não querem enxergar as consequências INEVITÁVEIS do que plantaram, preferem FINGIR que acreditam em recuperações MIRABOLANTES E SEM MOTIVO!

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Cesar_DF 18 de abril de 2018 at 15:28

      Cajuzinha

      O Japão tem uma dívida de 253% do PIB, estável, e gasta 0,5% AA para rola-la

      O Brasil tem uma dívida de quase 85% do PIB, subindo 5 PP AA, e gasta 5% AA para rola-la

      Faça as contas de quanto cada japonês e cada brasileiro gasta ao ano de sua renda per-capita com a dívida para ver a monstruosa diferença no bolso de cada pessoa.

      https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/04/divida-publica-do-brasil-pode-chegar-a-quase-100-do-pib-segundo-fmi.shtml

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 18 de abril de 2018 at 12:08

    Paulo Avelar

    A diferença da rentabilidade do aluguel para a renda fixa é que no aluguel eu consumo todo o rendimento do mês sem rancor, já na renda fixa, que na verdade oscila um pouco, se eu tirar do capital equivalente todo rendimento mensal, todo mês, o capital se desintegraria, porque a renda fixa na verdade oscila décimos para cima e para baixo mensalmente.

    0

    TIPICO raciocinio discalculista.
    Vc enviesa o resultado consideando inflação apenas do dinheiro, esquecendo que imovel tbm sofre a ação do tempo, assim como um automovel

    Onde está o seu erro?
    uma analogia bem simples, suponha que vc comporou um gol zero KM em 1994 por 10 mil reais que no preço de hoje considerando inflação seriam 60 mil reais
    Hoje um automovel de mesmo ZERO km de mesmo nome custa 60 mil reais
    Aí vc compara uma coisa com outra e bingo realmente seu gol 1984 vale hoje 60 mil reais (mas na verdade hoje vale 10 reais a tonelada de sucata)

    Parece absurdo né?
    Poisé, as pessoas fazem exatamente esse raciocinio errado com imóvel.
    E pior, financia pelo maior juros do planeta
    E ainda pior, perde de ganhar o maior PMJ do planeta que se chama custo de oportunidade

    Outro detalhe, se eu pegar o rendimento da renda fixa e deixar lá, meu montante cresce a juros compostos todo mês
    Imovel não é assim, além de vc não conseguir reaplicar a rentabildiade nele mesmo, vc ainda arca com a inflaçao de 12 meses que é o periodo do reajuste do contrato, se houver. E vc ainda arca com a desvalorização do principal pela ação do tempo, assim como o dinheiro, a isso se chama inflação, a mesma que desvaloriza seu imovel usado que vc comprou novinho, que desvaloriza o seu automovel gol usado que vc comprou novinho ou que desvaloriza o seu dinheiro.

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 18 de abril de 2018 at 12:18

      Imóvel não deprecia: ele valoriza 30% ao ano.
      Refutado, próximoooo!

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • perdido no rio 18 de abril de 2018 at 14:56

        E imóvel é para sempre. Porque depois que você compra, quando tenta vender mais caro não consegue.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Cesar_DF 18 de abril de 2018 at 15:18

      Lucas
      Além da DEPRECIAÇÃO que sempre existiu, hoje também existe a DESVALORIZAÇÃO, por vários motivos:
      – valorização que ocorreu acima da renda entre 2005 a 2011
      – excesso de ofertas
      – queda na procura por conta da mudança na taxa de fecundidade como na cultura da geração Z

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 18 de abril de 2018 at 15:30

        – obsolecencia… quem hoje quer morar nesses apês velhos com cozinha enorme e area imensa de serviço, sem fiação eletrica pra vida moderna eletronica
        —– obsolecencia de novidades que nasceram mortas – as xoxotecas
        – degradação da região, bairro, cidade, ou do local por alguma questão pontual, um vizinho, uma igreja, uma mudança de zonaemanto
        – problemas internos estruturais, financeiros ou de gestão
        – eventos raros, local sujeito a enchentes, tragédias

        Existem muitos motivos que fazem imovel perder valor (como tbm existem outros que fazem ganhar)

        Essas coisas todas juntas bagunçam o entendimento, precisamos isolar uma a uma para entender.
        E eu só quis isolar o fator TEMPO e mostrar a discalculia da pessoa que o considera par ao dinheiro e não para o imóvel, que considera um indice que mistura imoveis ZERO com imoveis usados na crença que são todos iguais e obedecem ao mesmo fator de valorização tbm conhecido como indice fingezap.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Lucas 18 de abril de 2018 at 12:53

    CVR
    recebi agora no spam uma oferta pra aluguel dum imovel que visitei uns 4 ou 5 anos atrás
    na epoca havia anuncios de monte por 650 mil reais, 10 paus o metro quadrado,
    nem preciso falar que me senti um lixo miserável de pobre

    Pois bem, agora mesmo, no mesmo edificio, o mesmo imovel só que agora reformado pronto pra morar…
    Sabem quanto de aluguel???
    1 mil reais, isso mesmo, milzinho
    mas ainda leva outros mil reais de taxa de condominio, +IPTU
    e o que o condominio TEM? tem porra nenhuma além duns jardinzinhos em volta com nomes chics tipo espaço zen, um porteiro e 1 vaga na garagem

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 18 de abril de 2018 at 12:57

      e na barra de imoveis similares, duzias e duzias de imoveis iguaizinhos a este.
      pesquisando mais, um outro lá com dobro do tamanho deste de mil, na vila mariana dos fernandos, por 2 mil reais, 2 vagas. (o fernando pagava mais de 5 mil reais de parcelas).

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 18 de abril de 2018 at 14:02

      caramba, se pegar o preço de 5 anos atrás atualizar pela inflação e comparar com o aluguel de hoje dá um fator x duns 900x
      loucura loucura loucura

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 18 de abril de 2018 at 14:03

      quanto mais eu calculo mais assombração aparece

      11+
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 18 de abril de 2018 at 14:09

      olha que doidera
      se eu alugar minha casa maior e melhor na periferia onde não houve tanto tombo nos valores seja aluguel, seja venda e me mudar de aluguel pra um desses bairros com superestoque de apartamentos, um imovel de dimensões não muito menores, eu salvo uma boa grana mensal.
      INTERESSANTE, a bolha atingiu MUITO mais os apartamentos nas regiões ditas nobres do que as casas de suburbio

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Joe banana 18 de abril de 2018 at 14:29

        sem duvida. a brincadeira atinge mais o excedente. ja peguei imovel de cobertura sendo alugado super barato so para nao pagar o condominio por ficar fechado. terra até que é investimento (se bem alocado). Tijolo nao….

        7+
        • avatar
      • Senhor Bolha 18 de abril de 2018 at 14:55

        Não adianta fazer conta, quem deixou dinheiro mofando CDI hoje compra dois imóveis hahahahah
        E ainda aluga com sobra estes muquifos em áreas nobre.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Unreal_Estate 18 de abril de 2018 at 13:29

    Boa tarde sovinas proféticos.
    Li um breve relatório sobre uma indústria de base nacional com ações na B3, lembrei de vocês:
    “Podemos observar uma clara desaceleração da demanda nos primeiros meses de 2018, entretanto como ainda estamos no início da temporada de balanços não sabemos se estamos lidando com uma tendência setorial ou um risco não sistemático de XXXX3.
    De uma maneira geral, já temos alertado para alguns sinais de arrefecimento macro nas últimas semanas, fato que pode impactar os balanços das empresas mais cíclicas nesse 1T18”

    A tão propagada recuperação começa a dar sinais de que “não vai”.
    Abs

    26+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Senhor Bolha 18 de abril de 2018 at 14:37

    Nos últimos 12 meses apurou-se que os roubos de cargas das Lojas Americanas no Rio de Janeiro já somariam cerca de R$ 30 milhões.

    É por essas e outras que, volta e meia, os executivos da rede varejista discutem o fechamento do centro de distribuição no Rio.

    RR

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 18 de abril de 2018 at 14:39

    Caixa baixa juro, mas nem sempre é melhor opção para financiar casa própria
    COMENTE Juliana Elias Colaboração para o UOL, em São Paulo 18/04/201811h48… – Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2018/04/18/casa-propria-financiamento-imobiliario-caixa-queda-dos-juros-taxas-bancos.htm?cmpid=copiaecola

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 18 de abril de 2018 at 14:46

      Só o fato de existirem notícias questionando a ideia de financiar imóvel já mostra que o cenário mudou completamente da euforia de outrora.
      Reduziram muito as matérias pagas. Não há dinheiro para pagá-las.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 18 de abril de 2018 at 15:03

    Alguém aqui já foi síndico de prédio?

    Fui chamado pra ser síndico do local onde tenho residência, como pretendo passar a maior parte no Brasil em breve, achei interessante (tem a isenção do condomínio).
    Como cresci em Caçapava-SP e tive infância pobre, converso com todos e me dou bem com porteiros, seguranças, converso com a faxineiras, dou panetone e desta de natal no fim do ano…(algo que parece quase inexistente aqui na região mais rica de SP, onde o pessoal passa reto sem cumprimentar ninguém). Acho que por isso que me pediram.

    Será que vale a pena? Pensei não só no $$$ (Moro num flat, so o condomínio é 1800 ) , mas no networking (Sei que moram aqui CEOs de startup e empresas médias com o qual sempre quis falar, mas não sabia como me aproximar) , e até ex-BBB morando aqui (isso já não me interessa, mas achei inusitado). Também acho legal que finalmente vou descobrir quem são as GPs do local (na Alameda Santos, Jardim Paulista).

    …me falaram que ninguém quis se candidatar, tem um senhor de quase 80 anos que é o atual síndico , mas não quer mais. Também me disseram que basta anotar umas coisas em planilhas e organizar as reuniões esporádicas. Salvo um playboy ou outro que dá festas com barulhos, dizem não haver problemas.

    Será que vale a pena, ou é uma tremenda roubada pra ter apenas 1800 de desconto nas minhas despesas mensais (ou 21600 reais por ano) ?

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 18 de abril de 2018 at 15:12

      financeiramente falando não vale a pena, toma muito mais tempo do que parece, existe uma infinidade de coisinhas, desde desratização, manutenções bestas, torneira quebrada, reclamação de funcionarios, indisciplinas, estar presente em causas trabalhista, morador sem noção que acha que Sindico é o prefeito, o juiz, o peão e o policial que liga nas horas mais absurdas pra falar coisas mais sem pé nem cabeça. vc só fica livre da cota, vc ainda tem que pagar as taxas extras.

      Mas sim vale a pena por um tempo, acho que é algo que cada morador deveria carregar pelo menos uma vez em rodizio.

      E te dá uma boa noçao de um monte de outras coisas da vida, não pensei exatamente nessas que vc falou, mas em outras masi praticas.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 18 de abril de 2018 at 15:12

      Imagino que ser síndico irá provocar atritos eventuais com os condôminos
      Isso poderá comprometer o networking

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Flyn 18 de abril de 2018 at 15:43

      Aceita por algum tempo, faça seus contatos e depois caia fora.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • GameOverORetorno 18 de abril de 2018 at 16:10

      CVR – Colega de trabalho está morando “no que é seu” há 5 anos. Mora com o marido e duas filhas, uma não trabalha. Parcelinha do carro está atrasada e recebe, no trabalho, ao menos 10 ligações por dia de cobrança. Claro, não atende. Faz parte das pessoas que cuidam do condomínio, que tem até gerente contratado. Até que o condomínio não é tão alto (menos de 500 reais), comparando-se ao de outros prédios (melhores) que conheço e tinha em caixa 100 mil reais. Aí, ela sempre tem ótimos CVRs do brasileiro e a última: algumas mães deixam seus filhos soltos pelo condomínio. Entenda: da porta do apartamento desses pais até a porta de saída do condomínio , tudo é um grande playground. Já quebraram mesa de área comum, pés nas paredes, massa de maisena como uma cola “grude” num anteparo de vidro recém comprado. Enfim, se eu quiser procurar sarna pra me coçar, seria síndico. Vendo a educação do bananense e pelo meu ritmo atual de vida, não quero essa sarna, hoje, pra me coçar. Estou na minha casa alugada com cerca elétrica, oito câmeras e três vira latas que comeriam quem ousasse entrar na casa.

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Senhor Bolha 18 de abril de 2018 at 16:27

        Game over isso depende do condomínio.

        Se for condomínio de executivos, aposentados etc é tudo muito diferente.
        Neste tipo de perfil você quase não vai pegar ninguém em casa , só empregada domestica.

        Aqui onde moro é classe média baixa, porém fica no centro.

        Não tem festa
        Não sei nem quem é o vizinho do lado, e já faz anos que não vejo a cara de ninguém.

        Resumo da obra: vizinho quase não ficam em casa!
        A maioria que mora aqui é solteiro ou vem para cidade a trabalho, ou seja sem perfil barraqueiro.

        Já trabalhei em condomínio aonde não se via uma alma penada no prédio, e também trabalhei em alguns outros condomínios que pareciam Disneylândia.

        Se queres minha opinião ser sindico só compensa em condomínio para executivos, ou aqueles que tem no máximo 4 apartamento por andar.

        A maior parte deste endinheirados nem fica em casa, geralmente os filhos dos bacanas ficam em tempo integral na escola particular da região e só chegam a noite.

        Aqui onde moro vale aquela máxima : Quanto menos pessoas por m2 mais calmo tende ser o condomínio KKKk

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 18 de abril de 2018 at 16:28

        Que pesadelo, hahaha!!
        No meu prédio o perfil é outro : executivos, estudantes de medicina, pessoal de TI de Startup e putas de luxo . Há poucos casais (apenas 2, segundo a recepção) com crianças, já que todos aptos têm menos de 50 metros quadrados : é um flat.
        Vou pensar com cuidado, a reunião pra isso é no mês que vem!

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • amongyou 18 de abril de 2018 at 18:01

        falta você colocar meia dúzia de gansos para reforçar a segurança. 🙂

        1+
  • Strike 18 de abril de 2018 at 16:01

    Atenção, amigos!!! Parece que a Galinha tá querendo decolar de novo…
    Euforia crescente no mercado financeiro e mobiliário…
    A questão é saber se isso vai se refletir no mercado real também… Será que as vendas de imóveis vão começar a retomar? Hoje vi pelo menos um negócio sendo fechado na agência da Caxão…
    Bolsa bombando!!! O negócio é ir pra bolsa, meu!!!

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 18 de abril de 2018 at 16:09
    • Rico 18 de abril de 2018 at 16:37

      A bolsa vem de de quedas fortes. Vamos ver o que acontece na sexta. Se não for especialista, não entre.

      6+
      • avatar
      • avatar
    • CA 18 de abril de 2018 at 18:00

      Strike,

      Variações muito elevadas na BOVESPA, às vezes para cima e logo em seguida para baixo, depois volta para cima, sempre em percentuais maiores que o normal, seja na descida ou na subida, que é o que vem acontecendo nas últimas semanas, sendo que estas variações relevantes são causadas por notícias que não são sequer tão relevantes ou concretas para justificar tal variação, NÃO É em hipótese alguma sinal de “recuperação” da economia, ao contrário, esta é a definição clássica de FRAGILIDADE.

      Por que FRAGILIDADE? Porque uma economia sólida, estável e promissora, não gera soluços tão grandes e por qualquer motivo na sua bolsa de valores. Se todo mundo sabe que a economia está “bombando”, por que uma notícia ISOLADA e NÃO CONFIRMADA, mera ESPECULAÇÃO, derrubaria a bolsa de valores??? Em sentido contrário, vemos explicações sobre fatos IRRELEVANTES e igualmente ISOLADOS, que causam subida meteórica nas cotações. Qual o sentido???

      Estas variações elevadas seguem principalmente os interesses e movimentos dos TUBARÕES, que desejam mais do que nunca atrair sardinhas. Eles geram uma ESPECULAÇÃO, com NENHUM embasamento, vendem em grande volume com lucro recorde e depois os preços desabam, o famoso “sobe no boato, cai no fato”, ou o contrário, quando estão do outro lado do balcão e querem comprar uma Ação a preço de banana para faturar depois vendendo com alto lucro. Exemplos que já foram dados para você e aconteceram no início de 2017 na BOVESPA, só para lembrar:

      PDG foi a Ação que mais valorizou dentre todas da BOVESPA em jan/17, menos de 1 mês depois ela entrou em recuperação judicial.
      As construtoras foram as que tiveram a maior valorização na BOVESPA em 2017, depois tiveram um péssimo ano, com quebras, choradeira, recorde de desemprego no segmento, etc, etc, etc.

      Os resultados “super-promissores” que constavam acima, onde a Info171Money dizia via seus “especialistas” que eram “ancorados” tanto na análise grafista como de fundamentos, se demonstraram grandes ROUBADAS. Onde fica sua dedução quanto à economia e segmento imobiliário bombando frente a estes FATOS que inclusive já foram mencionados VÁRIAS vezes por aqui???

      Sobre as variações das últimas semanas, vamos dar alguns exemplos:

      – Lula pode ser candidato: Bolsa DESABA.
      – Trump ameaça guerra comercial: Bolsa DESABA
      – A inflação veio um pouquinho maior que o esperado: Bolsa DESABA
      – FED dá sinais de que vai subir juros 4 vezes em 2018 e não 3 vezes: Bolsa DESABA. Nesta vale a pena se aprofundar: uma “tara” da galera com as 4 vezes que o FED subiria EM 2018, que se acontecer, acaba o Mundo. Ué, se for 3 em 2018 e a quarta logo no começo de 2019, qual a diferença??? Esta visão ILÓGICA do Mercado ajuda a explicar a completa FRAGILIDADE das bolsas e da economia, não só no Brasil, mas no resto do Mundo, em função da Bolha das Bolhas…

      – FED “parece que talvez” não vá subir exatamente 4 vezes o juros em 2018: Bolsa DISPARA
      – Lula provavelmente vai ficar inelegível: Bolsa DISPARA
      – A China aumentou em 0,01% sua importação de commodities: Bolsa DISPARA

      Segue ainda um material complementar, sobre índice utilizado nos EUA para mostrar o quanto a VOLATILIDADE é tradução de MEDO e RISCO ELEVADO em uma bolsa de valores, ou seja, exatamente o contrário do que você deduziu em seu comentário:

      https://blog.clear.com.br/indice-vix-entenda-sua-importancia/

      7+
      • avatar
      • avatar
  • hannamanana 18 de abril de 2018 at 16:31

    Cadê o homem que fazia pão, a roseira do receba, o rato e o pessoal da época da renascença?

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • amongyou 18 de abril de 2018 at 18:00

    CVR Financeiro

    Banco jogando contra banco.
    Estive falando novamente com a geranta do bb sobre transferência de dinheiro para o exterior. Continua dizendo que não depende do banco orientar sobre IOF e IR ao transferir dinheiro, e que esta não é a função do banco, isto é da receita federal aprovar ou não a incidência de IR. O banco necessita de cinco dias para emitir ordem de transferência, e depois é com a receita federal. A geranta inclusive disse que demora para cair na conta de destino por demora excessiva dos bancos estrangeiros, não os da banania.
    O banco de destino no exterior já me advertiu para tomar cuidado com o bb, pois gostam de complicar a operação e causar problemas. Para um banco lá fora dizer isso, a coisa tá feia, heim? Que vergonha.
    Ao falar com o itau, este se mostrou cooperativo e disse que no meu caso não incide IR. Que diferença no trato do assunto. No entanto, como não tenho conta nesse banco, me restou apenas outras alternativas, mas que é mais seguro através de bancos.
    Achei interessante http://www.remessaonline.com.br
    Alguém já teve experiência com esta operadora de câmbio?
    Achei bem transparente quanto as taxas cobradas e o câmbio aplicado, muito diferente de bancos que dificultam consulta cambial, pois fica parecendo que prestam um favor para cliente.
    Foram rápidos e esclarecedores (direto ao ponto) com informações via e-mail. Vamos ver mais adiante.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • PolitecnicaSP 19 de abril de 2018 at 13:53

      Para mandar dinheiro para o exterior (EUA) estou usando o transferwise faz alguns meses. Não tive nenhum problema até agora e é mais barato e simples do que mandar por bancos.

      0
  • Lucas 18 de abril de 2018 at 18:08

    CVR
    LCI a 88% do CDI pra cima na prateleira de bancos grandes
    Sem brigar nem nada já se consegue 86% que dá mais que 100% do CDI num prazo de 720 dias
    Com o reaquecimento da frigideira de fritar sardinha, talvez voltemos a ter LCI pagando mais de 90%, quem sabe os 100% de volta que o BB ofereceu por anos no auge da bolha.
    GO chicken

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 18 de abril de 2018 at 19:31

    Tanto no Brasil como no EUA, o valor dos imóveis não entra no cálculo da inflação

    Ué, mas as pessoas vão gastar mais dinheiro se este produto aumentar de preço! Pois é né

    https://www.youtube.com/watch?v=Gc1DEhqCMFU

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 18 de abril de 2018 at 21:26

    #OFF JORNALISTAS AMIGUINHOS DO PSOL
    Acho que este tempo de Jornal Nacional só foi superado pelos ataques de 11 de setembro

    http://g1.globo.com/jornal-nacional/

    15/03/2018
    07:54 Execução de vereadora e motorista no Rio choca e revolta o país
    04:25 Multidão emocionada se despede da vereadora Marielle Franco no Rio
    02:28 Emoção marca enterro de Anderson Gomes, motorista da vereadora
    04:25 Multidão se reúne no Centro do Rio em homenagem a Marielle
    02:05 Autoridades dos três poderes reagem com indignação às mortes no Rio
    07:31 Artistas, intelectuais, favela e asfalto homenageiam Marielle e Anderson
    02:27 Assassinato de vereadora e motorista repercute em todo o país e fora dele

    16/03/2018
    04:33 Câmeras mostram últimos momentos de vereadora do Rio e motorista
    06:20 Munição usada contra vereadora e motorista é de lote comprado pela PF
    04:42 Só 18% dos homicídios do Rio no 1º semestre de 2016 foram esclarecidos
    03:53 Especialistas tentam explicar baixa taxa de resolução de crimes no Rio
    04:30 Morte de vereadora ainda repercute em atos no país e no exterior
    00:48 Disque-denúncia recebe informações sobre a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes
    00:32 Fachin manda para o plenário do STF ação do PSOL contra intervenção no Rio

    17/03/2018
    03:26 Imagens exclusivas mostram o que seria perseguição ao carro de Marielle
    00:29 Disque-denúncia recebe informações sobre a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes
    06:10 Especialistas apontam falhas no controle de armas e munição no Brasil
    05:15 Onda de luto e indignação pela morte de Marielle Franco tomam o Brasil
    01:28 Fantástico traz cobertura especial do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes

    19/03/2018
    05:00 Polícia investiga ligações de celulares no local onde morreu Marielle
    06:16 Ministério da Segurança Pública muda versão sobre roubo de munição
    07:12 PSOL acusa desembargadora no CNJ por declarações falsas sobre Marielle
    03:54 Tribuna da Câmara de Vereadores deverá ter o nome de Marielle Franco

    20/03/2018
    03:07 Desembargadora que postou mentira sobre Marielle ofendeu professora
    04:47 Entre 2017 e 2018, 23 vereadores e prefeitos foram mortos, diz entidade
    04:39 Mortes de vereadora e do motorista dela provocam novos protestos
    05:19 Vereadora Marielle Franco atuava em favor de policiais vítimas de violência
    02:02 Uma semana após a morte de Marielle e Anderson, faltam muitas respostas

    22/03/2018
    02:14 Irmã e viúva de Marielle cobram apuração rigorosa do crime

    23/03/2018
    02:41 Família de Marielle Franco continua à espera de respostas para o crime

    24/03/2018
    02:30 Disque Denúncia recebe 64 ligações com informações do caso Marielle

    26/03/2018
    01:40 ONU considera assassinato de Marielle e Anderson alarmante

    29/03/2018
    03:09 Investigação sobre Marielle caminha para crime político, diz secretário

    02/04/2018
    02:21 Manifestantes cobram apuração do assassinato de Marielle e Anderson

    07/04/2018
    03:03 Conferência sobre o Brasil em Boston começa com homenagem a Marielle

    13/04/2018
    05:53 JN descobre trajeto do carro dos assassinos de Marielle e Anderson

    14/04/2018
    03:21 Manifestações lembram um mês das mortes de Marielle e de Anderson

    16/04/2018
    02:41 Ministro da Segurança diz que morte de Marielle pode estar ligada a milícias

    5+
    • avatar
    • avatar
    • perdido no rio 19 de abril de 2018 at 13:35

      Cesar, sinceramente acho que esse assunto deveria mesmo tomar os noticiários. Para além de preferências partidárias, ele é o maior exemplo do quanto o Hell foi para o brejo. O assassinato de um político, uma execução que não se preocupou em também parecer execução exatamente para passar a mensagem (lembrem do ditado: a mulher de César… sem trocadilho). Somos vítimas de uma intervenção militar eleitoreira e sem NENHUM resultado prático (alguns índices de crimes pioraram depois da vinda do exército, o que é uma loucura e deveria parar todo mundo para reavaliar esse negócio). Então eu temo que o fla-flu político esteja nos atrapalhando a tomar medidas mais sérias para tentar reverter o caos do hell. Não vou ficar para esperar, até porque minha esperança acabou muito antes disso. Mas em qualquer país, nem digo civilizado, porque isso nunca seremos, mas soberano, essa execução seria o estopim para desmantelar os inúmeros grupos corruptos que alugam e vendem armas a traficantes e milícias. O hell precisa de uma intervenção muito mais dura, mas muito mais inteligente do que essa palhaçada que o Temer inventou para não ser derrotado na votação da reforma da previdência. Eu não aguento mais esta cidade e não posso sair este ano. Converse com qualquer morador e o sentimento é parecido. Não tenho nenhuma simpatia pelo partido dela, mas me pergunto se seria pior do que aquele criminoso religioso do Crivella. E essa execução para mim foi a gota d’água para provar que não temos segurança pública, mas uma quase segurança privada em certos bairros e para certos grupos. Desculpe o desabafo, mas acho que toda publicidade para isso é pouco. O Hell é a maior vergonha brasileira. E a competição é dura.

      4+
  • Leonardo M. 18 de abril de 2018 at 21:48

    Cvr

    Peguei um casal no aeroporto de Chapecó que mudou pra Chapecó
    Veio com malas e o cachorrinho na gaiolinha.
    Motivo de mudar do RJ para Chapecó?
    Aluguel R$2000 + R$700 de condomínio no Botafogo
    Agora vão pagar R$700 + R$150 de condomínio em Chapecó
    Só não perguntei se já tem emprego, não tava muito íntimo deles.

    Aí faça as contas de quantos mortos no RJ por mês + as pessoas deixando o RJ por outras cidade. Sim vai bombar a construção do RJ…de túmulos no cemitério (infelizmente).

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cadeludo 18 de abril de 2018 at 21:50

    voltei da reuniao de condomínio onde dei a dolorosa nos caras
    todos falando quanto vale o teu quanto vale o do fulano, quanto vale a cobertura….
    350, 650, 850 ouvi de tudo
    foi quando eu disse que sabia exatamente quanto valiam os imóveis
    todos me olharam com cara de cachorro pidão
    – ” um imóvel vale exatamente aquilo que alguém tiver disposto a pagar”
    e acrescentei… ” e o teu está há quantos anos pra vender?”
    Me queiram bem!

    50+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 18 de abril de 2018 at 22:57

      Invejoso, cheio de rancor por não morar naquilo que é seu.
      Tudo isso é despeito, convertido em desrespeito para com os condôminos.
      Mas o ser humano é assim mesmo, é só alguém ter algo que logo é invejado.
      Prego que se destaca leva martelada.

      Tudo isso deve ter sido dito pelas suas costas.
      Mas deixando a zoeira de lado e exercitando o pé para fazer um chutômetro, estimo que os imóveis valham um terço do que está sendo pedido, em média.
      Considerando descontos postados pelo colega fanfarraum ali em cima e a própria observação dos imóveis, há anos tentando ser vendidos, alguns com índices de desalento altíssimos.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cadeludo 18 de abril de 2018 at 21:54

    um colega de infância teve a missão de alugar/vender a casa da vó ( no coração da cidade)
    preço de venda 900 mil
    começaram pedindo no aluguel 4.500
    depois de 10 meses alugaram por 1.500
    “eu se divirtu-se”

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cadeludo 18 de abril de 2018 at 21:59

    as pessoas que entram numa agencia da CEF não tem um puto tostão furado
    admitam, quem financiar 100 mil tá fodido
    quem financiar 500 mil é penta fodido, um caso perdido

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Poucas Trancas 18 de abril de 2018 at 22:02

    Selic: 6,75%
    IPCA 12 meses: 2,68%
    Juros da casa própria: 9%

    Financiar um imóvel nessas condições, com o perdão da palavra, é muita jumentisse… O indivíduo tem que se esforçar para ser tão jumento assim, em condições normais de temperatura e pressão ele não conseguiria…

    Fico até com a impressão que devo desculpas aos jumentos, talvez…

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cadeludo 18 de abril de 2018 at 22:14

    mas como na banânia 500 mil é troco de pinga…
    vai vender tudo sim!

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • DAN 19 de abril de 2018 at 00:07

    Mini CVR no Chile:

    Estou com minha esposa comprando um café com alfajor. A figura da propaganda parecia possuir dois alfajores, ou duas metades de um alfajor. Estava ambíguo. Não é que ela reclama com a atendente que a figura da promoção era dois alfajor?! O resultado, é que o dono teve que intervir para resolver essa questão, nos dando dois alfajor. Conclusão: os brasileiros e o Brasil não amadores.

    P.S: Só percebemos a possibilidade da figura ser 2 metades de um alfajor depois de toda essa confusão….

    6+
    • avatar
    • avatar
  • DAN 19 de abril de 2018 at 00:08

    Corrigindo, o Brasil é os brasileiros não são para amadores.

    1+
  • DAN 19 de abril de 2018 at 00:09

    Desisti do corretor….

    2+
    • avatar
  • DAN 19 de abril de 2018 at 00:09

    ….ortográfico.

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 19 de abril de 2018 at 08:04

    TÓPICO!

    Tem até aluguel grátis: crise e grande oferta na Barra impactam …
    Jornal O Globo-3 horas atrás
    RIO — A crise econômica no Rio causa impacto em diversos setores da indústria, dentre eles o mercado imobiliário, um dos que mais enfrentam dificuldades para retomada. Na Barra, uma especificidade faz surgirem efeitos radicais. Em função principalmente da Olimpíada, a região recebeu, nos últimos .

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
      • Carlos 19 de abril de 2018 at 09:15

        “Isso mostra que a oferta aumentou e o valor caiu em todos os aspectos, mas o segmento que mais sofre é o comercial. Numa rápida pesquisa no site Zap Imóveis, é possível encontrar diversas ofertas de aluguel de lojas na região a preços simbólicos, como R$ 30 ou R$ 10. Os resultados não são um erro do sistema. Abrindo-se alguns anúncios, inclusive, pode-se ler, entre as condições, que na verdade a proposta é de “aluguel zero”. Muitos proprietários, para se livrarem do alto custo de condomínio e IPTU, optam por abrir mão do dinheiro do aluguel, pelo menos nos primeiros 12 ou 24 meses de contrato.”

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Carlos 19 de abril de 2018 at 09:20

        Cadê os investiotários?

        https://www.zapimoveis.com.br/oferta/aluguel+loja-salao+barra-da-tijuca+zona-oeste+rio-de-janeiro+rj+80m2/ID-11515115/?paginaoferta=1
        Valor de Aluguel R$ 10,00

        “Carência entre 6 a 12 meses para o locatário. Espaço excelente para um bom negócio. 2 vagas de garagem. Imóvel vazio, chaves Andréia. Aluguel: 0,00 ( Referente a carência de 24 meses ) Condominio: R$ 3600,00 Iptu: R$ 1390,00”

        Quero ver quando a “moda” chegar nos residenciais.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 19 de abril de 2018 at 09:26

          Agora 3.600 de condomínio é froids, tem massagem tailandeza com final feliz diária nesta bostha? 😀
          Ainda tem os 1.750 contos de IPTU para a prefeitura e seus serviços excelentes….
          Bananistão é uma grande bostha, e bem cara.

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 19 de abril de 2018 at 12:03

            mesmo com massagem tailandesa 3.600 é caro
            no Bahamas acho que por 900 reais/mês vc fica sócio.

            6+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 11:34

          ISTO ACONTECEU EM DETROIT

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • Brazil mode OFF 19 de abril de 2018 at 09:59

        Único comentário da matéria:

        Ronaldo Marques da Silva • há 2 horas

        Tenho alguns imóveis alugados, porém, com a crise dos últimos anos, tive que diminuir alugueis e, tambem, perdi inquilinos, sendo obrigado a alugar por cerca de 30% menos em media. No entanto, mesmo com a queda dos preços, calculando o valor de aquisição aos valores atuais, foi altamente lucrativo, pois, nenhuma aplicação financeira teria rendido tanto. Na minha opinião não houve desvalorização, os imóveis retornaram aos seus valores reais.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cajuzinha 19 de abril de 2018 at 10:32

          Rindo muito. É realmente admitir uma perda, em todos os campos da vida…

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Antigo 19 de abril de 2018 at 11:03

          Realmente nenhuma aplicação financeira teria rendido tanto, considerando os valores fantasia dos imóveis.
          A diferença é que aplicação financeira você resgata. Já imóvel… quero ver vender!
          Quem compra imóvel fica imóvel. Passivo imobilizado. Oco do motumbo.

          17+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 11:30

      VOU COLOCAR A MATÉRIA COMPLETA AQUI, POIS PARA ALGUNS ELA FICA BLOQUEADA

      Crise e ofertas impactam mercado imobiliário na Barra da Tijuca
      Tem até aluguel grátis. Depois de boom de construções, demanda não é suficiente, e prioridade dos proprietários é se livrar das despesas

      RIO – A crise econômica no Rio causa impacto em diversos setores da indústria, dentre eles o mercado imobiliário, um dos que mais enfrentam dificuldades para retomada. Na Barra, uma especificidade faz surgirem efeitos radicais. Em função principalmente da Olimpíada, a região recebeu, nos últimos anos, diversos novos empreendimentos. Mas a alta da oferta hoje se contrapõe à baixa demanda para absorver tantas unidades, especialmente as comerciais. Com isso, há muitos casos em que proprietários oferecem até dois anos de carência, ou seja, de aluguel gratuito, somente para repassarem os custos de condomínio e taxas.

      Se a Barra já era o principal destino da expansão imobiliária na cidade, essa tendência foi potencializada no período entre Copa do Mundo e Olimpíada. Mas, até três anos atrás, o ritmo era acompanhado pela demanda, desacelerada com a acentuação da crise econômica no país, que assola o Rio com mais força do que outros estados. No ano passado, construtoras evitaram lançamentos na região, mas ainda assim a vacância de apartamentos e salas comerciais continua grande.

      De acordo com os dados do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis (Secovi Rio), no mês passado havia 723 salas comerciais à venda no bairro. Esse número, no mesmo mês de 2014, ou seja, antes de a crise começar, era de 542. Sendo assim, houve aumento de 33% na oferta. Enquanto isso, o valor médio do metro quadrado, que há quatro anos era de R$12.233, hoje é de R$ 9.456, uma queda de 22,7%.

      Apesar de a oferta de apartamentos residenciais à venda também ter aumentado, e em grande proporção — 73% —, o valor do metro quadrado não teve queda acentuada. A média geral, na Barra da Tijuca, foi de R$ 9.893 para R$ 9.684 (NOMINAIS). Em relação ao aluguel, a variação é semelhante. Em março deste ano, havia 1.048 salas comerciais ofertadas, contra 736 em 2014, e o valor do metro quadrado teve queda de 41,35%. Entre as unidades residenciais, a oferta aumentou 73%, e o valor do metro quadrado caiu 7,16%, mais que para venda.

      Isso mostra que a oferta aumentou e o valor caiu em todos os aspectos, mas o segmento que mais sofre é o comercial. Numa rápida pesquisa no site Zap Imóveis, é possível encontrar diversas ofertas de aluguel de lojas na região a preços simbólicos, como R$ 30 ou R$ 10. Os resultados não são um erro do sistema. Abrindo-se alguns anúncios, inclusive, pode-se ler, entre as condições, que na verdade a proposta é de “aluguel zero”. Muitos proprietários, para se livrarem do alto custo de condomínio e IPTU, optam por abrir mão do dinheiro do aluguel, pelo menos nos primeiros 12 ou 24 meses de contrato.

      — De um lado, o locatário se beneficia, pois não vai pagar aluguel; do outro, o locador não vai ter o encargo das taxas. Os dois ganham — resume a corretora Andreia Botelho. — Muitos proprietários estão com a corda do pescoço, então eles estão aceitando ouvir todas as propostas. Tive um caso em que a carência era de um ano, mas eu sugeri aumentar para dois. Fica uma oferta praticamente irrecusável para quem vai começar um negócio, pois normalmente o lucro do empreendedor só vem depois de um ano, e ele vai cortar custos no início.

      Andreia trabalha por conta própria e tem muitos clientes na Barra. Entre os imóveis comerciais que negocia há unidades nos shoppings Barra Garden e Barra Square, onde tenta encontrar locatário para uma loja desde fevereiro do ano passado. De acordo com ela, as taxas mensais no Barra Square chegam a R$ 3.600 de condomínio e R$ 1.300 de IPTU. Recentemente, a proprietária da loja aceitou conceder dois anos de carência, e está próxima de fechar um acordo.

      No Barra Garden, as taxas são um pouco menores, segundo Andreia: R$ 2.200 de condomínio e R$ 750 de IPTU. Por isso, lá as ofertas normalmente são de um ano de carência. Dono da imobiliária que administra o Barra Square e coproprietário do empreendimento, Luiz Antonio Ritzel explica que precisou “fazer ginástica” para os resultados aparecerem.

      — Não estamos bombando, mas conseguimos resultados planejados e hoje estamos com 96% de taxa de ocupação. No ano passado, reformamos a praça de alimentação, a fachada e o sistema de ar. Além disso, fazemos eventos de promoção, como shows — explica Ritzel.
      Leandro Clementino administra imóveis na Abelardo Bueno – Pedro_Teixeira / Agência O Globo

      Mesmo só começando a receber aluguel depois de muito tempo, os proprietários que optam pela carência não costumam fazer contratos longos com os locatários. O tempo médio é de 30 meses. Ou seja, é possível que ao final ele só tenha garantido seis meses de aluguel.

      — Em muitos casos, o proprietário acaba tendo a sensação de estar lucrando só por não precisar desembolsar esse custo de condomínio — explica Leandro Clementino, proprietário da imobiliária Rio Hype Imóveis. — Esse fenômeno do aluguel de graça é impulsionado porque, 80% das vezes, as salas estão no osso, já que as construtoras nem sempre as entregam finalizadas. O proprietário repassa para o inquilino os custos com piso, teto, iluminação e ar-condicionado, que podem chegar a R$ 20 mil, e abre mão do aluguel.

      EXCESSO DE OFERTAS NA AVENIDA ABELARDO BUENO

      Depois de trabalhar como gerente comercial da RJZ Cyrela por oito anos, Clementino abriu sua imobiliária em 2013. Ele diz que começou a ouvir sobre aluguéis gratuitos ao fim da Olimpíada. E a via onde mais se encontram esses casos, afirma, é na Abelardo Bueno, devido à grande oferta de salas comerciais. Antes dos Jogos, houve absorção considerável dos lançamentos, explica, mas a vacância se acentuou rapidamente já a partir do segundo semestre de 2016.

      A avenida hoje tem empreendimentos de grandes construtoras, como o Dimension, da Odebrecht; o Universe, da Cyrela; e o One World Office, da Tegra. Para uma sala de 30 metros quadrados, por exemplo, o condomínio custa em média entre R$ 700 e R$ 900; e o aluguel, se não houver carência, é de mil reais, segundo Clementino.

      — Em 2013, quando abri a imobiliária, era impossível encontrar oferta de carência, e os aluguéis eram muito mais altos. Eu me lembro que um aluguel que custava R$ 3 mil no Le Monde hoje está em R$ 1.700 — conta Clementino, que prevê uma melhora no bairro em 2018, mas não para a Abelardo Bueno. — Estamos nos mantendo aos trancos e barrancos, mas tenho recebido mais visitas de interessados em salas comerciais. Já na Abelardo Bueno penso que vai demorar no mínimo mais dois anos até atingirmos 50% de ocupação.

      Uma proprietária que sofre para alugar imóveis é Aline Cardoso, gerente na Patrimóvel. Nos últimos dois anos e meio, ela considera que o mercado ficou “achatado”. Às vezes, nem o aluguel simbólico é vantajoso, diz.

      — Há casos em que o inquilino não paga nem o condomínio nem o IPTU, e a dívida fica com o proprietário — diz Aline, que já sofreu com calote. — Acabei de retomar um apartamento por causa disso. Em um ano, o inquilino não pagou nada. Tive que entrar na Justiça. Ou seja, não só não recebi aluguel como tive custos extras.

      Redução de 30% no preço. Aline Cardoso está com dificuldade para alugar seu apartamento no Barra Sul – Brenno Carvalho / Agência O Globo

      Hoje, Aline pede R$1.500 de aluguel por um apartamento mobiliado de dois quartos no Barra Sul. O preço normal, diz, era de R$ 2.200 antes da crise, sendo que na Olimpíada ela chegou a alugá-lo por R$ 2.800. Outra modalidade que se tornou mais frequente foi o aluguel por temporada.

      — Tive que baixar o preço em quase 30%, e mesmo assim ouço propostas abaixo desse valor. O mercado de locação está muito prejudicado no Rio. Com o boom da Olimpíada, os investidores acharam que teriam retorno fácil e muita gente comprou imóvel, mas a oferta não foi absorvida — explica Aline, que também enxerga um esboço de melhora. — Já chegamos ao fundo do poço. Pelo menos os preços se estabilizaram, não estão caindo mais. Está muito devagar, mas começando a melhorar. Para vender está um pouco melhor.

      A crise faz com que o mercado precise pensar em diferentes soluções para sanar as dificuldades. Com o aumento das “funções” que precisa exercer, o corretor Helladio Blanco define desta forma a mudança no seu trabalho:

      — Estamos administrando problema, e não aluguel. E perdendo cada vez mais dinheiro.

      Blanco também cita a resistência de clientes a se adequarem à realidade econômica. Ele diz que, hoje, não trabalha com nenhuma oferta de aluguel gratuito, mas que já fez essa sugestão diversas vezes:
      Salas vazias. O edifício Asia, na One World Office é um dos empreendimentos com dificuldade – Pedro_Teixeira / Agência O Globo

      — Os preços já estão razoáveis, mas sempre proponho abaixar mais. Eu tento mostrar a necessidade, mas tem gente que fica esperando algum milagre político, como se a situação fosse melhorar da noite para o dia. Apesar dos anúncios, não estamos tendo tanto retorno. A internet é onde consigo mais acordos, mas os clientes mais velhos não compreendem tanto essa possibilidade.

      Leia mais: https://oglobo.globo.com/rio/bairros/crise-ofertas-impactam-mercado-imobiliario-na-barra-da-tijuca-22601940#ixzz5D81CeOWP
      stest

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 19 de abril de 2018 at 11:59

        aluguel grátis????
        porque ninguem avisou… por que por quê

        Financeiramente falando isso corresponde a quedas de 100% ou maior, já que mesmo de graça ainda vai levar tempo pra conseguir um inquilino e tempo custa dinheiro.
        ou seja: O proprietario está pagando para manter um imopvel disponível no mercado
        ou seja: o +racional seria pagar para repassar a propriedade que é um onus maior do que a rentabilidade possível, rentabildade negativa

        É como vc aplicar na poupança e cada vez seu dinheiro diminuir, bem pelo menos imóvel está livre de confisco, @cinismo-on

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 12:32

          Lucas
          Um aluguel bruto de 0,5% ao mês já fica no limite do prejuizo
          Uma loja de 80 m2 com 2 vagas deve ter custado 1 milhão, e com um aluguel de R$ 10 seria 0,001%, ou FatorX de 100.000

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 19 de abril de 2018 at 13:17

            Pelas minahs contas um bruto de 0,15% é que está no zero, isso na pratica e na média dum mercado normal
            agora concordo parcialmente com vc, em situação de superestoque, a vacancia aumenta essas 0,15 vai para digamos 0,25, por outro lado a renda a se declarar cai, então efetivamente uma coisa meio que compensa outra, ainda prefiro os 0,15. Acho 0,5 um patamar basla muito alto, se fosse tudo isto não haveria nenhum investidor em imóvel no BR, qualquer poupança venceria isso sempre, o que sabemos hoje pode ser verdade mas não sempre.

            2+
            • avatar
            • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 13:37

              Lucas, nas minhas contas
              15% de vacância
              10% de taxa de administração
              27,5% de IR
              $$ condomínio + iptu durante vacância
              2% do valor do imóvel por ano em depreciação

              Por exemplo, apto de 300K, aluguel de 1K, condomínio de 500, iptu de 100

              1.000 menos vacância de 15% = 850
              850 menos taxa de administração de 10% = 765
              765 menos IR de 27.5% = 555
              555 menos (5 meses vagos a cada 3 anos = 83 por mês) = 472
              472 menos (300K * 2% / 12 = depreciação de 500 ao mês) = -28

              Veja que não entrou custo de oportunidade e nem o custo de imobilização de patrimônio

              4+
              • avatar
              • avatar
              • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 13:38

                Então, podemos considerar o limiar de RENDIMENTO NEGATIVO quando a rentabilidade bruta estiver < 0,34% ao mês

                3+
                • avatar
                • avatar
              • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 13:41

                Note também que a vacância impacta 2X na conta, com isso, quando a vacância dobra, para 30%, a rentabilidade cai muito mais

                3+
                • avatar
                • Lucas 19 de abril de 2018 at 14:11

                  tem alguns porens, quando a economia tá na merda, a pessoa para de declarar IR de aluguel porque ela não ultrapassa o limite de isenção e ela mesma passa a adm o proprio imovel, fazer ela mesma reforminhas, uma coisa parcialmente anula a outra, e sim isso aí só pra vencer o tempo/inflação, lembrar que numa aplicação em dinheiro tbm há a ação do tempo, deve-se considerar apenas os juros reais para uma comparação justa que não enviesa para nenhum dos lados.

                  nop geral concordo com sua linha de raciocinio em fazer contas, poderiamos a té acrescentar coisas como seguros, ou taxas absivas de condo ou de fiador que tbm come a rentabildiade do aluguel, digamos assim, entre 0,15% e 0,34% a depender das outras condições a rentabilidade do aluguel frente ao fator tempo é ZERO.

                  uma poupança hoje rende 0,37%am uns quase 5%aa. mas os juros reais (menso dragão) são de 2%aa ou uns 0,15%am.

                  Pra um imovel empatar com a poupança ele deveria rentabilizar aproximadamente entre 0,3%am e 0,5%am, a depender das demais condições. e hoje estamos, na média, lá no patamar mínimo dos 0,3 , portanto imovel hoje perde até pra poupança que é um dos piores investimentos existentes, repare que em média parrudas como essa a gente precisa começar a entrar em 2 casas decimais para ver melhor, coisa que raramente faço, mas seria aí um caso.

                  Isso sem falar obviamente nas outras questões relativas a ter um imovel ou dinheiro, questões como liquidez, riscos e todos os outros muito detalhes.
                  O mercado sendo um bixo que navega em direção a simetria, essas contas todas reflete, denovo, a mesma conclusão: imovel precisa cair de preço. Mas precisa cair muito, porque apesar da diferença parecer zero virgula qualquer coisa, seu efeito de longo prazo é imenso.

                  Mesmo a economia e o Temer forçando a barra, derrubando selic, derrubando inflação, ainda assim o ajsute não está completo, pelo contrário, temos em vista que pode ser até que as distorções possam voltar a tentar aumentar. Enfim, outro jeito de se calcular a mesmissima coisa, com o mesmo resultado.

                  2+
                  • avatar
              • amongyou 19 de abril de 2018 at 16:08

                Se puder, por favor, argumentar sobre seus cálculos, tenho os seguintes questionamentos:
                Ao meu ver, os 10% de administração incidem sobre o aluguel contratado, de depois a vacância. Mas no final a conta sai no mesmo.
                Qual o critério para 15% de vacância?
                Por que a vacância é contabilizada duas vezes?
                Como você chega a 83 reais por mês?
                Qual o critério adotado para “5 meses a cada 3 anos”?
                Como contabilizar “custo de oportunidade” e “custo de imobilização de patrimônio”?

                0
                • amongyou 19 de abril de 2018 at 16:10

                  Faltou acrescentar, como chegou a 2% de depreciação do imóvel?
                  Obrigado!

                  0
                  • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 17:37

                    Além de 2% estar previsto na legislação tributária, já foi discutido isto aqui no passado com CVR de manutenções nos imóveis

                    15% é uma estimativa “bondosa” de vacância, em algumas metrópoles já ultrapassou os 20%, como o Hell de Janeiro

                    36 meses x 15% = 5,4 meses
                    500 de condomínio + 100 de IPTU x 5 meses desocupado = R$ 3.000
                    R$ 3.000 sendo diluidos em 36 meses = R$ 83,33

                    0
      • Lucas 19 de abril de 2018 at 12:21

        daria um bom tópico

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 19 de abril de 2018 at 08:06

    É grave a crise financeira da Academia Brasileira de Letras. A principal fonte de renda da instituição são os aluguéis do edifício anexo ao Petit Trianon mas, hoje, menos de 50% dos andares estão ocupados.

    http://www.jb.com.br/informe-jb-2/noticias/2018/04/18/nem-tudo-esta-perdido/

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 19 de abril de 2018 at 10:15

      Centenas de velhinhos ainda achando que aluguel é investimento e morrem e não vão conseguir entender o que aconteceu.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 11:19

      50% de vacância comercial, tá dentro do esperado para o Hell de Janeiro, mas a tendência é PIORAR

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Rico 19 de abril de 2018 at 10:22

    Bom dia negada. Para quem tinha esperança que os BC’s iriam assistir a escalada do blockchain de bico fechado:

    Banco Central vai permitir pagamentos entre contas e cartões em tempo real, diz jornal – InfoMoney
    Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/credito/noticia/7382362/banco-central-vai-permitir-pagamentos-entre-contas-cartoes-tempo-real
    mitir-pagamentos-entre-contas-cartoes-tempo-real

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 19 de abril de 2018 at 10:29

    Jornal do Brasil-01/04/2018.
    Uma disneylandia financeira.
    Nós temos 6,2 milhões de famílias sem-teto e mais 7 milhões de imóveis abandonados. Tem mais casa sem gente, do que gente sem casa. As pessoas precisam entender que quem vai a uma ocupação não vai porque quer.

    (o cara é um panaca metido a filósofo social, mas…. parece que andou lendo por aqui)

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 11:17

      Na verdade, um imóvel vago poder ser:
      – Abandonado
      – De uso eventual (veraneio)
      – Vago (Disponível para aluguel)

      A maior parte dos imóveis abandonados são do tipo comercial ou industrial, eles nem entram na estatística do IBGE de imóveis vagos

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rico 19 de abril de 2018 at 12:29

        Então são mais de 7 milhões. Em Alphaville dá medo de ver os galpões e prédios comerciais vagos, conheço a região a 20 anos e nunca vi isso. Estacionamento aqui por 8 reais o dia, já que estacionamentos dos prédios viraram estacionamento pago.

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 12:39

          Rico
          Considerando que em, 2010 já existiam mais de 6 milhões de imóveis vagos e:
          a quantidade de imóveis residenciais entregues entre 2011 e 2014,
          a quantidade de imóveis que foram abandonados para fazer um puxadinho em casa de parente
          a quantidade de solteiros que voltaram para a casa dos pais
          a quantidade de imóveis de veraneio que foram colocados a venda
          Acho que hoje existem cerca de 10-12 milhões de imóveis vagos
          Sem considerar que, seguindo uma tendência mundial, irá começar uma onda de conversão de imóveis comerciais em residenciais.

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Alemon Fritz 19 de abril de 2018 at 12:54

            sem falar de heranças…. casarões e grana da geração pós guerra.que agora estão com 75 a 80 anos e deixando as heranças pros filhos deslumbrados que não vendem achando que vale mais…

            6+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
    • Antigo 19 de abril de 2018 at 12:37

      A solução é desapropriar todos os imóveis vagos e alocar as famílias.
      Já pensou? Seria como um arresto de poupança, mas para os bricklovers!
      Mas sei que não acontecerá porque os detentores de poder também são grandes proprietários de vários imóveis.

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 19 de abril de 2018 at 10:39

    Ministro quer liberar R$ 15 bi do PIS/Pasep para movimentar economia
    Esteves Colnago busca alternativas para sustentar a economia nos próximos anos

    O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, afirmou que a equipe
    econômica apoia uma proposta do Congresso de criar uma janela para que
    trabalhadores, independente da idade, saquem recursos do Programa de
    Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do
    Servidor Público (Pasep) depositados até 1988. Ele explica que tal ação
    poderia injetar até R$ 15 bilhões na economia. As informações são do
    jornal O Globo.
    A medida é uma tentativa de ‘esquentar’ a economia brasileira. Em 2016, o
    governo Temer liberou o saque das contas inativas do FGTS, que injetou
    cerca de R$ 7 bilhões nos bolsos de cerca de 1,6 bilhão de trabalhadores.

    http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/economia/nacional/noticia/2018/04/17/ministro-quer-liberar-r-15-bi-do-pispasep-para-movimentar-economia-335689.php

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 11:14

      Se fosse numa família, seria o equivalente a tirar dinheiro da poupança ao invés de reduzir as despesas e/ou aumentar o faturamento

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 19 de abril de 2018 at 11:35

      Cajuzinha,

      Na reportagem tem alguns números errados:

      “Em 2016, o governo Temer liberou o saque das contas inativas do FGTS, que injetou
      cerca de R$ 7 bilhões nos bolsos de cerca de 1,6 bilhão de trabalhadores.”

      Corrigindo: o governo Temer liberou R$ 43 bilhões de contas inativas do FGTS, o que ajudou na “recuperação” do PIB juntamente com a super-safra agrícola (a safra agrícola sozinha representou 0,7% do crescimento do PIB). Não tenho o número “de cabeça”, nem vale a pena pesquisar, mas não estamos na China e aliás, nem lá eles tem 1,6 bilhão de trabalhadores (rs)…

      Voltando ao tema principal do artigo acima:

      A recuperação já não havia recomeçado??? Os ateus que frequentam esta igreja não fizeram copiar e colar de previsões do governo dizendo que já tinha começado a melhorar, que era consistente, cíclico e que podíamos contar com isto como certo durante 2018 e um deles já dando como certo para os próximos anos também? Não disseram que “por efeito estatístico” teríamos um crescimento “garantido”? Não disseram que pela análise grafista de tendência, era certo que a recuperação já tinha começado e continuaria ao longo do ano?

      Pra que MAIS UMA ação PALIATIVA, PONTUAL, focada em DILAPIDAR recursos de outro fundo, deixando cada vez mais ZERADA a disponibilidade de ações apelativas para o próximo governo? O consumo já não estava crescendo? O investimento já não estava se recuperando? O desemprego já não estava em queda? O endividamento de famílias e empresas já não estavam em queda? A inflação constantemente abaixo da meta e a SELIC em patamar histórico de baixa não eram fatores super-estimuladores para economia, afinal estariam em patamares “favoráveis” (são o recorde histórico de baixa)? A reforma trabalhista não ia ajudar na recuperação do crescimento? O teto dos gastos não dava uma segurança para o mercado? A PROMESSA de reforma da previdência e o dream team da economia, com uma infinidade de ações intervencionistas e de “estímulo” não garantiam também que estávamos no caminho certo?

      Não entendo, “será” que o que consta no parágrafo acima era tudo MENTIRA e os ateus iam a igreja só para replicar estas mentiras e tentarem ENGANAR as pessoas?

      “Será” que pelo fato do governo não ter feito nada de estrutural para melhora na economia, não deveria ficar CLARO para todos que não existe recuperação milagrosa, SEM MOTIVO?

      “Será” que o fato do crescimento do PIB de 2017 ter sido integralmente em função de um “presente dos deuses” (super-safra agrícola), combinado com uma ação APELATIVA de disponibilizar R$ 43 bilhões do FGTS, combinado com uma “tranquilidade” no exterior, com o próprio crescimento do PIB ter sido decrescente ao longo dos trimestres, com queda em investimentos, com queda no PIB nas principais regiões do país (compensadas por super-safra em outras regiões), não deveria ter sido o suficiente para as pessoas, os especialistas e os ateus entenderem que não havia nada garantido em crescimento contínuo e confiável do crescimento ao longo dos anos?

      “Será” que a infinidade de ações APELATIVAS e com efeitos TEMPORÁRIOS para gerarem SOLUÇOS de recuperação já não eram o suficiente para entender que não havia NADA garantido, ao contrário, tudo era feito no DESESPERO só para gerar otimismo UFANISTA para ajudar nas eleições? Ou será que acreditam que o saque do FGTS dos inativos poderia ser repetido todo ano e ter sempre o mesmo efeito indefinidamente, como se o saldo do FGTS fosse INFINITO? Ou acreditavam que teríamos um presente dos deuses e recorde de 20 anos no PIB da agricultura TODOS OS ANOS? Ou acreditavam que ao tirarem BILHÕES e BILHÕES de reais dos compulsórios, os bancos privados iam se fazer de CEGOS perante a realidade do endividamento e inadimplência e despejar toda esta quantia como uma monstruosa quantidade de gasolina para aumentar o tamanho do incêndio? Achavam que prorrogar o uso do FGTS para cobrir INADIMPLÊNCIA, permitir à CEF adiar retomada de imóveis por prazo indeterminada, fazer VISTA GROSSA para uma INFINIDADE de irregularidades da CEF, iam salvar o poder de consumo e de pagamento das famílias e empresas? Achavam que se continuassem fazendo intervenções entre bancos, administradoras e clientes, a inadimplência e o super-endividamento iam se resolver, mesmo sem terem nenhuma relação com isto? Achavam que o desemprego ia cair de forma consistente e com geração de vagas formais, sem terem feito nenhuma melhoria real e estrutural para alcançar este resultado? O desemprego ia cair de forma relevante e consistente apenas com uma reforma trabalhista INÓCUA quanto a este objetivo e ainda, observando que tínhamos uma perda de 1 milhão em vagas gerenciais na última década que continuava nas apurações mais recentes, com as vagas mais geradas, em contra-partida, sendo 100% focadas nos menores salários, um aumento sem precedentes no empreendedorismo por NECESSIDADE (Ubers e afins, food trucks, vendas de docinhos, etc, etc, etc) de quem precisa SOBREVIVER e não pode contar com o prazo exageradamente elevado de recolocação em regime CLT, dentre uma infinidade de outras EVIDÊNCIAS da FRAGILIDADE desta “recuperação” dos empregos?

      Já está ficando cada vez mais difícil dizer que a realidade está aparecendo em conta-gotas, já está ocorrendo aos litros e olha que nem estamos no “pós eleição”, onde as máscaras deverão cair de forma mais intensa…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 12:25

        CA
        Fizeram investimentos em infra-estrutura ? NÃO
        Reduziram custos das empresas ? NÃO
        Reduziram as despesas do governo ? NÃO
        As pessoas e empresas se tornaram mais produtivas ? NÃO
        Reduziram os investimentos? SIM
        Colocaram mais dinheiro na economia ? SIM

        A conclusão é que, pelos fundamentos econômicos da escola austríaca, não existe motivo algum para as pessoas estarem mais ricas, e este dinheiro que está sendo colocado na economia é originado de DÍVIDA ou de POUPANÇA e não de processos produtivos.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • pantera 19 de abril de 2018 at 11:53

    Ola galera importante!
    leiam o O Globo de hoje CRISE E OFERTA IMPACTAM MERCADO IMOBILIARIO DA BARRA DA TIJUCA1

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 19 de abril de 2018 at 11:54

    … e mesmo que eles estivessem todos certos, que fossemos crescer 3% ao ano pela próxima década…
    vamos supor por 1 minuto que os ateus frequentadoras da nossa igreja estivessem certo:

    1- Ainda assim levaria década para atingirmos a renda per capita do auge da bolha
    2- Ainda assim o que tem a ver crescimento economico com inflação de imóveis????

    (Numa economia saudável o preço dos bens de consumo caem com o tempo, ou se não caem no nominal como recentemente a gm USA anunciou queda no preço do novo Cruze mesmo ele cada dia ainda mais equipado agora com recursos de direção autonoma) pelo menos caem no aspecto de se tornarem mais acessíveis frente a renda/crédito ou custo de fabricação)

    Então mesmo considerando todas aquelas mentiras plantadas pelo segmento desesperado em vender para não quebrar, e aí lembro vcs de novo que a Scopel uma das maiores loteadoras de todos os tempos aqui do Estado de SP faliu ontem, mesmo que fosse tudo verdade, isso não vai resolver o problema do mercado que é a necessidade preemente de correção de preços para que a roda da economia volte a girar, gira caixa, gira emprego, produz, forma renda, vira consumo, por ultimo o consumo.

    Querem nos vencder uma recuperação começando pela consequencia, pelo consumo, consumo de quê? com que dinheiro?, consumo de promessas? consumo de vendas fake de imovel na planta?
    Isto tudo já foi tentando e deu no que deu.

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • pantera 19 de abril de 2018 at 12:11

    Parabens Lucas!
    analise implacavel!!

    2+
    • avatar
    • Lucas 19 de abril de 2018 at 12:20

      não sei se ficou claro, refere-se a um complemento do que disse o CA

      ainda nessa linha de acordar da ilusão gostaria de lhes sugerir os 2 ultimos artigos do alex schwartzman
      1- Ilusões perigosas
      http://maovisivel.blogspot.com.br/2018/04/as-ilusoes-perigosas.html
      2- A Eespreita
      reparem como ele subiu o tom das críticas

      outro assunto afeito, JB atual PSB se encontrou com arminio fraga, ex-Soros, ex-Fhc
      estou observando as peças vermelhas se movendo pelo tabuleiro,
      o jogo ainda não acabou, prenderam o Rei mas ele ainda está vivo

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • EngenheiroDF 19 de abril de 2018 at 12:27

    CVR e duvida.

    Meu cunhado pagava o financeiamento de um AP na asa sul pro pai dele. Eles brigaram e meu cunhado disse que nao poderia mais pagar o financiamento e pediu pro pai sair do AP pra ele tentar vender o agio e entregar o dinheiro pro pai alugar alguma coisa. O pai se recusou a sair e meu cunhado parou de pagar o financiamento. Segundo meu cunhado o AP ja esta indo pra leilao. Segundo ele tb, a diferenca entre o valor da divida e o valor vendido em leilao ira pro bolso do meu cunhado. Isso e verdade?? Alguem saberia esclarecer?? Eu acho que meu cunhado perde todo o valor investido e nao recebe nada, mas tb nao fica devendo nada.

    (to com o teclado desconfigurado, como vcs perceberam)

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 19 de abril de 2018 at 12:32

      Ouvi de um gerente da Caixa uma vez que o o cunhado recebe o que restar da subtração: valor do leilão – dívida

      Só que em muitos casos a dívida é maior que o valor do imóvel, nesse caso, segundo novidade que li aqui no blog, o devedor ainda fica devendo a diferença ao banco.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Loucodf 19 de abril de 2018 at 13:58

        O que me chama a atenção não é nem o problema do leilão/caixa.
        É pai e filho não entrarem no mínimo em um consenso.
        Ser humano não é fácil mesmo.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 19 de abril de 2018 at 12:48

    Tio Patinhas
    Operação da Receita Federal vai fiscalizar quem declara dinheiro em espécie em SC.
    No Brasil, havia ao fim de 2016 aproximadamente R$ 232 bilhões circulando, ao passo que pessoas físicas declararam guardar R$ 220 bilhões em casa, o equivalente a 95% do total.
    Em SC, 641 pessoas declararam ter mais de 1 milhão em casa e 41mil mais de 100mil….

    Malditos velhinhos, mas também pode ser Pode ser esquema de corrupção (colchão para futuro enriquecimento) ..

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 19 de abril de 2018 at 13:01

    Operação “concreto armado”

    Uma planilha com mais de 40 imóveis suspeitos de serem adquiridos por meio de origem ilícita foi encontrada na operação “Concreto Armado”, deflagrada nesta quarta-feira (18) e que resultou na prisão da ex-secretária de Infraestrutura, Waldívia Alencar,

    Ela e familiares possuem cerca de 23 imóveis, sendo 5 em Floripa, …mas pode ter mais de 40 imóveis incluindo fazendas..espalhados em vários estados e avaliados em mais de R$ 11 milhões..

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Abomineve Homem das Naves 19 de abril de 2018 at 13:54

      Money laundering com força!
      MONEY LAUNDERING INDEX

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 19 de abril de 2018 at 15:02

      Imóveis super valorizados sendo usados como moeda de troca em esquemas de corrupção? Não são as pessoas de bem que estão comprando esses imóveis caros?
      Ué, ninguém nunca falou disso aqui, achei que o mercado imobiliário fosse um mercado natural e que a valorização fosse sinal do desenvolvimento do país.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 19 de abril de 2018 at 13:56

    Sobre a BR Foods:
    “Vai Abílio, quero que você fique até os R$8,00!”
    kkk

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 19 de abril de 2018 at 15:47

    kkkkkkkkkkk

    Brasília – O pacote de bondades que o presidente Michel Temer quer lançar de olho na reeleição pode reduzir os financiamentos com juros mais baixos para a compra da casa própria e afetar o caixa do BNDES.

    Com a recuperação lenta da economia e a agenda econômica empacada no Congresso, o governo busca medidas para acelerar a economia e chegar às eleições com melhora de indicadores mais perceptível pela população. A projeção oficial de alta de 3% do PIB está mais difícil de ocorrer e integrantes da área econômica são cobrados a dar uma injeção de ânimo nos moldes da liberação das contas inativas do FGTS, que colocou R$ 44 bilhões na economia em 2017.

    Para o economista Antonio Corrêa de Lacerda, professor da PUC-SP, o efeito será paliativo em uma economia que cresce a passos lentos. O que virá depois é o enfraquecimento das fontes de financiamento dos bancos públicos em um cenário de juros ainda altos nos bancos privados.

    https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2018/04/19/internas_economia,952776/bondade-de-temer-poe-financiamentos-da-casa-propria-em-risco.shtml

    4+
    • avatar
  • Cajuzinha 19 de abril de 2018 at 16:23

    Agora tudo vai ser culpa das eleições:

    O humor do setor industrial pode ter sido afetado em abril pelas incertezas eleitorais, além da recuperação da atividade econômica em ritmo mais moderado do que o previsto, de acordo com Tabi Thuler Santos, coordenadora da Sondage… – Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/valor-online/2018/04/19/fgv-eleicoes-e-retomada-mais-lenta-afetam-humor-da-industria-em-abril.htm?cmpid=copiaecola

    3+
    • avatar
  • amongyou 19 de abril de 2018 at 16:41

    Recebi mais uma informação de uma operadora de câmbio:
    Transferência de dinheiro para o exterior na forma de doação como já coloquei informação aqui, não paga IR, CONTUDO, paga ITCMD. Que beleza!
    E ainda não sei quanto. Tá difícil mandar dinheiro pra fora. Putz!. Pagar para quem não produz é dose.

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Abomineve Homem das Naves 19 de abril de 2018 at 18:42

      Existe um ditado muito usado no nordeste:
      “Fulano escapou de levar um soco na barriga, mas levou um soco na cara”

      1+
  • Abomineve Homem das Naves 19 de abril de 2018 at 18:45

    “Fulano livrou-se de uma facada na barriga, mas levou um soco na cara”, quis dizer rsrsrs

    1+
  • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 19:37

    RELATÓRIO SECOVI-DF
    http://secovidf.com.br/wp-content/uploads/2018/03/Boletim-da-Conjuntura-Imobiliaria-amostra-de-janeiro-2018.pdf

    7.1.2. Imóveis comerciais à venda
    Para Sala Comercial, o maior crescimento ocorreu em Taguatinga (4,78%) e a maior queda em Brasília (- 3,08%). No segmento de Loja a única variação positiva foi observada em Sobradinho (1,30%) e a maior variação negativa no Setor Industrial (- 13,16%), ante ao crescimento de 7,04% no mês anterior.

    7.2.1. Imóveis residenciais para locação
    No subgrupo casas, as variações dos preços medianos foram mais expressivas. A categoria Casa de 2 dormitórios apresentou variações de – 19,64% em Brasília e de 16,46% em Brasília Condomínio.

    A casa de 2 dormitórios em Sobradinho e Casa de 4 dormitórios em Brasília Condomínio também apresentaram decrescimentos, de 26,76% e 24,79%, respectivamente.

    As categorias Casa de 3 dormitórios e Casa Condomínio de 4 dormitórios no Lago Sul foram as que apresentaram maior decrescimento de 20,32% e 18,17%, respectivamente.

    7.2.2. Imóveis comerciais para locação
    A mediana de aluguel/m² apresentou destaque em variações negativas. A categoria Loja no Gama, no Guará e no Riacho Fundo decresceram 16,35%, 16,67% e 15,93%, respectivamente.

    8. Índice SECOVI
    O Índice Imobiliário SECOVI-DF, ou Índice SECOVI, foi idealizado com o propósito de apresentar, a cada mês, o comportamento geral dos preços dos imóveis ofertados no Distrito Federal, para viabilizar a análise do mercado imobiliário de forma objetiva e proporcionar bases estratégicas para o desenvolvimento de expectativas sobre a atividade desse mercado nos próximos períodos.

    8.1. Comercialização
    O índice imobiliário de comercialização manteve suas quedas observadas desde maio/2017, indicando -2,12% % no mês de janeiro. Em relação aos meses anteriores, a queda do índice foi bastante acentuada e isso se deu pela considerável queda nos preços médios/m² no período analisado. A variação acumulada anual, registrou o valor de -2,12%, mesmo valor percentual de janeiro, pois é o primeiro mês do ano.

    8.2. Locação
    No mês de janeiro, assim como o índice de comercialização, o de locação apresentou a nona queda consecutiva, registrando uma variação mensal de – 0,42%.

    0
    • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 19:50

      Aumento de estoques, queda na quantidade comercializada, queda no valor do m2, queda no valor da mão de obra, queda na produção de cimento e vergalhões

      Thiago fm, onde está a recuperação do mercado imobiliário?

      3+
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 19 de abril de 2018 at 19:45

    Dos 10.304 imóveis vagos da união, 28 são leiloados e 22 receberam lances.
    Agora só restam 99,786% dos vagos. kkkkkkk
    http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/negocios/online/uniao-arrecada-r-22-456-milhoes-com-venda-de-imoveis-em-brasilia-1.1926254
    http://www.bbc.com/portuguese/brasil-41719519

    Em 2007 eram 4.823 imóveis vagos
    http://www.fatimanews.com.br/brasil/uniao-desperdica-bilhoes-com-4823-imoveis-vagos-em-todo-o-pais/56352/

    Governo federal cria site de comercialização dos imóveis
    http://imoveis.planejamento.gov.br/

    2+
    • avatar
  • Post a comment
    You must be logged in to comment. Fazer login