Das vacas gordas às vacas magras em uma década, parte 1 – Thiago FM

Você pode gostar...

Comments
  • Awulll 5 de dezembro de 2016 at 12:44

    Interessante aquele gráfico da evolução do PIB com o emprego.
    Pelo o que eu percebi o PIB sempre cai antes, sinal de que teremos muito çangui nos próximos anos, certo?

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • NOMADE 5 de dezembro de 2016 at 12:56

    digna de uma capa de revista,parabéns.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 5 de dezembro de 2016 at 13:35

    Um trabalho interessante, no entanto, chamar de cíclico algo que nunca aconteceu antes na história de um país em proporção sequer próxima do que aconteceu nos últimos 11 anos, não me parece muito lógico.

    Nunca tivemos uma distorção tão elevada entre oferta e procura de imóveis “na história deste país” como temos hoje (*), nunca tivemos tantas construtoras ao mesmo tempo ameaçadas de quebrar, nunca tivemos vendas liquidas negativas de distratos na proporção que temos hoje, nunca tivemos uma crise tão grande na economia, nunca tivemos uma perda tão grande de empregos em prazo tão curto, nem um volume de inativos por desalento mais sub-empregados tão elevado, nunca tivemos um volume tão elevado de juros subsidiados e direcionados em toda nossa história, nunca tivemos um crescimento tão rápido e relevante do crédito imobiliário concedido, nunca tivemos um prazo de financiamento imobiliário tão elevado como alcançamos (mais de 28 anos em MÉDIA), nunca alcançamos um patamar de endividamento das famílias com o crédito imobiliário como temos hoje, nunca alcançamos um patamar de inadimplência geral das famílias como alcançamos nesta última década, nunca a CEF fez um repasse tão elevado de títulos podres a empresas abutres ou de maquiagens com mais de R$ 15 bilhões do FGTS sendo reconhecidos antecipadamente como receitas, nunca tivemos um volume tão elevado de distratos em toda a história do país (mais detalhes dois parágrafos abaixo), nunca tivemos o percentual de investidores em imóveis nos patamares dos últimos 11 anos, nunca antes tivemos um crescimento na geração de empregos da construção civil que simplesmente DOBROU de 2007 a 2009 em proporção ao total de empregos gerados (CAGED) para um período tão curto, etc., etc., etc… Isto é cíclico, algo que NUNCA aconteceu nesta proporção e nesta velocidade antes ao longo de décadas? O que seria anormal então?

    (*) EzTec com estoque equivalente a 12 ANOS de vendas, Rossi com estoque para mais de 18 ANOS de vendas, PDG com estoque de mais de 9 ANOS de vendas, Viver com estoque de mais de 6 ANOS de vendas, etc., etc;., etc… Em que lugar do Brasil ou do Mundo vimos uma desproporção tão absurda quanto esta? Algo assim absurdo é o que podemos chamar de cíclico, apesar de não ter acontecido nem no Brasil nem em qualquer outro lugar do Mundo? Nenhuma referência no trabalho a lei de oferta e procura, por acaso mandaram revogar esta lei junto com a lei da gravidade?

    Sobre os distratos, aqui há um claríssimo equívoco: o percentual de participação dos distratos em relação às vendas aumentou muito a partir de 2014 em São Paulo, com dados do SECOVI SP, porque até 2013 o volume de PEDALADAS via vendas FALSAS na planta e especulação em patamar ANORMAL foi muito intenso na cidade de São Paulo, ou seja, a base para se dividir o volume de distratos (vendas) era muito maior até 2013 na cidade de São Paulo, por isto o percentual era menor. Um exemplo típico foi o 1S13 em São Paulo, onde de acordo com dados do SECOVI SP, os lançamentos e vendas de imóveis de 1 dormitório foi mais que o TRIPLO do recorde anterior em um histórico de 10 anos e segundo pesquisa da Folha, com 80% das vendas para investidores e com preço do M2 superior a R$ 10 mil. Isto não é algo “cíclico” e muito menos um “reajuste de preços que foram mantidos muito baixos ao longo de décadas”. O nome disto, de forma muito simples, é MEGA especulação, basta ver o resultado, com uma infinidade de imóveis de 1 dormitório não revendidos nem alugados no centro expandido de São Paulo.

    A evidência mais clara do crescimento absurdo e anormal dos distratos é que até o ano de 2010 eles eram irrelevantes e sequer mencionados nos relatórios oficiais das construtoras com Ações na BOVESPA, sendo que a partir de 2011 somaram mais de R$ 2 BILHÕES e já em 2012, os distratos mais do que DOBRARAM, chegando a mais de R$ 5 BILHÕES (dados de 12 construtoras com Ações na BOVESPA, sobre o total do Brasil). Observa-se que o maior crescimento percentual dos distratos de um ano para outro foi exatamente de 2011 para 2012 e não quando a crise começou a se intensificar. Sobre esta mesma base, que são os relatórios oficiais de 12 construtoras com Ações na BOVESPA, vemos que em 2015 os distratos passaram de R$ 7 bilhões e neste ano deverão ter comportamento similar de crescimento, mas em escala muito menor do que de 2011 para 2012. Onde está afinal a relação entre o aumento da crise e o crescimento nos distratos, se o maior crescimento de distratos até hoje foi de 2011 para 2012 e não a partir de 2015? Por que a maior crise do segmento imobiliário até hoje foi no ano de 2.012, quando os distratos mais do que dobraram, e não em 2015 ou 2016? Se ainda não ficou claro como o fato das quedas de vendas explicam o percentual mais elevado de distratos sobre vendas, basta observar que agora no 3T16 tivemos 6 construtoras com Ações na BOVESPA com vendas liquidas NEGATIVAS, algo que NUNCA aconteceu antes no Brasil (dentro do conceito do autor, por NUNCA ter acontecido, é o que chamamos de “cíclico”). Em 2015 e 2016, não foram os distratos que aumentaram muito em termos nominais, basta observar que eram de pouco mais de R$ 2 BILHÕES em 2011 e pularam para mais de R$ 5 BILHÕES em 2012, sendo que em 2016 até setembro, passaram de R$ 5 BILHÕES, com expectativa de não passarem de R$ 9 BILHÕES em 2016. Em outras palavras, distratos mais do que DOBRARAM de 2011 para 2012 (apenas 1 ano), no entanto, de 2012 a 2016 (4 anos), a variação dos distratos não chegou a dobrar.

    Existe ainda uma série de incongruências, exaustivamente explicadas por aqui, se necessário, podem ser complementadas…

    68+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Ribs 5 de dezembro de 2016 at 14:17

      CA vc parece que vai ter um derrame quando escreve os textos rs

      37+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 6 de dezembro de 2016 at 08:25

      CA
      Procurando ver a bolha de outros países, acho que nós somos os recordistas mundiais no aumento do valor dos imóveis se comparada a renda, e o Hell de Janeiro é o campeão brasileiro. Quando maior a altura, maior o tombo.

      Como sinalizador de bolhas imobiliárias, os índices clássicos seriam:
      a) Price-to-rent ratio (valor do aluguel dividido pelo valor do imóvel)
      b) Price-to-income ratio (valor do imóvel dividido pela renda média anual)
      c) Cap rate (rentabilidade considerando vacância, depreciação, impostos e outras despesas)
      http://www.propertymetrics.com/blog/2013/05/23/real-estate-formulas/#

      Enquanto o “price-to-income” mundial é de 5X, que era a brasileira até 2003, hoje no Hell de Janeiro está 25X, como podemos ver neste mapa mundial com estes indicadores
      https://www.numbeo.com/property-investment/gmaps_rankings.jsp

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Anonymous 6 de dezembro de 2016 at 08:48

      Concordo plenamente CA. No começo do BLOG cansei de observar que os preços de residências na Banânia estavam TRES VEZES mais caros que os preços de residências nos EUA, supondo mesma qualidade de residência e vizinhança. Na ocasião, os preços de terrenos estavam TRINTA VEZES mais caros, também supondo mesma qualidade de vizinhança.

      Por volta de 2012, comecei a fazer uma lista de suicídios de donos de pequenas construtoras, pois conclui que eles seriam os primeiros a perceber o tamanho da crise. Parei de fazer a lista, quando chegue em 50. A lista foi publicada no BLOG várias veses e contém também alguns donos de grandes construtoras, como uma do Balneário Camboriú, que o From_The_Tower conseguiu até foto (tiro no peito, construiu o prédio de apartamentos mais alto da Banânia). Os suicídios vão aumentar, e muito, com a falência das construtoras que apenas começou.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Anonymous 6 de dezembro de 2016 at 08:53

        HOJE, considerando a RENDA e comparando com os EUA, METADE das residências na Banânia deveriam custar até 182 mil Reais, valor do MCMV. Serão necessários muitos suicídios para corrigir tamanha distorção.

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • VLB 5 de dezembro de 2016 at 13:54

    Gostaram dessa?

    Compra Programada

    A maior Novidade do mercado Imobiliário de Florianópolis.

    Chegou sua hora de comprar um imóvel para morar ou investir em Florianópolis.

    Você compra seu apartamento de 1, 2 ou 3 dormitórios

    PRONTO PARA MORAR

    Paga uma entrada a partir de R$ 139.900,00 e recebe as chaves do imóvel

    Mas, so começa apagar as prestações do Financiamento em JANEIRO DE 2019

    Isso mesmo da 02 anos!!!

    E TEM MAIS…

    Se você não estiver preparado para pagar integralmente a entrada, e se não precisa receber imediatamente as chaves… a Construtora parcela a entrada em até 24 meses para você.

    E AINDA TEM MAIS…

    Todos os valores serão corrigidos somente pelo IGPM, totalmente SEM JUROS ATÉ DEZ/18.

    Saiba mais informe-se comigo.

    Empreendimentos participantes da Compra Programada:

    Plaza Mediterraneo

    Grand Classic

    Jardins de Bordeaux

    Plaza Espanha,

    Plaza Saint Tropez

    Plaza Di Roma

    Plaza Victoria

    Exemplo
    Plaza Saint Tropez
    Apto 504 – Entrada de R$ 139.900,00 (pode ser parcelada) e Primeira parcela do financiamento para Jan/2019

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 5 de dezembro de 2016 at 13:58

      Vide “Encol”…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 5 de dezembro de 2016 at 14:24

        sabe porquÊ?
        nos meios contábeis, papel assinado é garantia, e garantia é dinheiro
        pedaaaaaaala robinho (e slap, uma chicotada na bunda do trouxa)
        daqui 3 anos 139 mil BEM aplicados vão comprar TODO O IMÓVEL

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 5 de dezembro de 2016 at 14:59

          pelo sistema monetário / financeiro de fracionamento de reservas
          cada centavo garantido vira 10 centavos, 20 centavos 40 centavos (a depender do risco do banco) na outra ponta,
          esse 139k vira milhão em empréstimos que nunca serão pagos porquem os pegou emprestado
          será pago por todos nós via socialização de perdas do sistema, mais conhecido como INFLAÇÃO.

          20+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • socrates 5 de dezembro de 2016 at 21:21

            Lucas, seu comentário me parece muito pertinente.
            Confesso que não entendo muito de economia… Você poderia (se souber) sugerir algum vídeo ou livro que passe de forma simples como funciona esse esquema? Tem algo no youtube?

            3+
            • avatar
            • reznor 6 de dezembro de 2016 at 08:48

              Procure os artigos do Leandro Roque no Mises e você vai encontrar muita informação sobre o funcionamento da engenharia econômica brasileira.

              3+
              • avatar
    • CarlosL 5 de dezembro de 2016 at 14:33

      139k é o valor calculado para já garantir certo lucro a construtora (15% talvez) ; Querem apostar?

      9+
      • avatar
  • Lucas 5 de dezembro de 2016 at 14:20

    pagina 74,
    conforme previ no tópico passado, eu era capaz de apostar que esse gráfico ia aparecer
    já haviam me anunciado que o fipezap estava divulgando um grafico parecido com este, o que comprova a estrita ligação do autor com o fipezap
    indice de cimento, custos da construção, preço de imóvel no mundo, é mais do mesmo mimimi para justificar o inexplicável.
    pura desinformação com uma capa bonita e uma historinha verdadeira para fazer validar o que se passa quase desapercebido.
    os nexos causais mal estabelecidos, a troca de causas por consequencias, está tudo aí mais do mesmo
    so que ao invés de cronica de uma morte anunciada, eu chamaria de cronica de uma morte morrida.

    É a velha estratégia, passar premissas erradas, bem de fininho, apostando que ninguém vai perceber.
    Esperem que a bomba virá, aposto que vem outro artigo cheio de conclusões.
    Como disse no tópico passado, tudo não teria passado de um leve soluço, porque os custos mimimi, porque os gringos blablabla, porque o espetaculo do crescimento, o cimentopercapita, até a demanda reprimida eu consigo encontrar aí nas entrelinhas.

    Poisé, senhores, nada mudou, eles continuou querendo encaixar a realidade dentro das teorias dele.
    E digo mais, vão conseguir, porque papel aceita qualquer coisa, porque reescrever a história é a melhor maneira de manter o povão eternamente desinformado.

    Olha, odeio teorias da conspiração, (exceto as que envolve cbf e petrodolares), acho todas uma enorme bobagem, mas sabe que ás vezes fico mesmo enculcado. Não é possível!!! Ou é???

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 5 de dezembro de 2016 at 14:38

      Lucas,

      É por aí.

      Aliás, esqueci de um “pequeno detalhe” na rápida olhada que dei no material: não sei de onde foram tiradas as estatísticas do SECOVI SP sobre percentual de distratos em relação à vendas, mas o SECOVI SP durante ANOS simplesmente ignorava os imóveis com mais de 36 meses em relação ao lançamento, isto constava no glossário deles, sendo que nos últimos anos não consta mais esta observação. Os distratos como regra ocorrem após 36 meses, se mudaram a regra do que é calculado pelo SECOVI SP no meio do caminho (a partir de 2014 não localizei no glossário), isto explicaria a explosão percentual também (além do que já foi explicado acima).

      12+
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 5 de dezembro de 2016 at 14:52

        E se vc entrar a fundo na metodologia de cada gráfico, a coisa fica feia CA,
        pra mim o ivg-R não passa dum fingezap mais higienizado
        aja saco desemaranhar tudo isto
        eu que não vou.
        vc merece um premio nobel da paciência por tudo que já fez, mas como sempre digo esse blog é uma gota no oceano
        a capcidade que esses caras tem pra esmerdear o mercado de informações falhas vai muito além, via de regra coisas como esta são tidas como a versão oficial dos fatos.

        Eles nunca somem, apenas se afastaram por algum outro motivo. eu estou ficando enculcado com essas coisas CA. olha quantos participantes eles “mataram” este ano. Ah vai estou viajando na maioneses, é apenas coincidencia.

        Mas Qual a importancia de ver a verdadeira verdade?
        para talvez tomar boas decisões. eu disse talvez.
        Só existe uma maneira de medir a verdade: pelos resultados.
        Tempo vem nimim, como diz a musica wait for the rain to wash who I am

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Lucas 5 de dezembro de 2016 at 14:25

    “people dont change”
    doutor house

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Juros Lover BSB-BH 5 de dezembro de 2016 at 14:27

    Que tal uma pedalada com 25 milhões de imóveis?

    http://www.dci.com.br/servicos/araujo–governo-prepara-para-janeiro-mp-para-regularizar-25-milhoes-de-imoveis-id592059.html

    Araújo: governo prepara para janeiro MP para regularizar 25 milhões de imóveis
    SÃO PAULO – O ministro das Cidades, Bruno Araújo, afirmou nesta segunda-feira, 5, que o governo federal pretende lançar em janeiro medida provisória (MP) para viabilizar a regularização fundiária daqueles imóveis onde os moradores não têm o documento que formaliza a sua propriedade. Segundo Araújo, a medida será válida para todos os imóveis do País, nessa situação, menos para aqueles situados em áreas consideradas de risco. A estimativa é que existam cerca de 25 milhões de imóveis nessa situação. “A expectativa é que até o fim de janeiro a gente tenha isso”, mencionou durante congresso realizado pela Fiesp.

    Araújo explicou que a formalização da escritura dos imóveis agrega valor às moradias e permite maior circulação de riqueza na economia local por meio do registro dos contratos de compra e venda das residências, a utilização das unidades como garantia na obtenção de crédito bancário, o recolhimento de impostos pelas prefeituras e a desburocratização para o avanço de empreendimentos em terrenos atualmente ocupados por moradias informais. “Será uma revolução silenciosa no mercado imobiliário”, disse o ministro.

    Estadão Conteúdo

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • joselito 5 de dezembro de 2016 at 14:32

      Quando da “repatriação”, o tapa na cara foi naqueles que mandaram dinheiro ao exterior e pagaram imposto por isso.
      Neste da “regularização”, o tapa na cara será naqueles que compraram imóveis ao invés de invadí-los.

      Aguardêmos o próximo tapa, mas a moral hazard só se espalha…..

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Ilusionista 5 de dezembro de 2016 at 15:19

        “utilização das unidades como garantia na obtenção de crédito bancário”
        maior lucro para os bancos, estimulando a concessão de crédito, maior cobrança de juros. Imóveis regulamentados servirão de garantia facilitando a penhora e leilão..

        “recolhimento de impostos pelas prefeituras” .
        maior caixa para as prefeituras, inadimplência, dívida ativa, leilão….

        reforma na previdência, maior temor para a velhice, consequência, aumento nos planos de previdência privada.

        crédito do Fies, beneficia bancos com o recebimento de juros e o lucro nos repasses para os donos das “Unis”.
        Se o governo quisesse melhorar a educação para os mais pobres bastaria apenas ampliar as salas de aulas nas universidades públicas…

        bancos sempre ganhando….

        6+
      • Lucas 5 de dezembro de 2016 at 15:19

        essa MP vou soltar rojão
        aconteceu já em alguns países da america latina, de cabeça: chile, peru e colombia (acho!)
        é uma medida fantástica, acaba com o mito da escassez, aproxima o governo da realidade do cidadão, aumenta arrecadação uma vez que serão 25 milhoes denovos contribuintes de impostos, traz justiça social à classe média, traz folego ao sistema financeiro, eu vejo um milhao de bons resultados, muitome assombra o PT caçador de coronéis não ter tomado esta medida, ahé lembrei, ele se aliou com os coronéis em troca de poder eterno.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Alemon Fritz 5 de dezembro de 2016 at 23:20

      o pais tem 58 a 60 milhoes de imóveis e agora são mais 25 milhoes… não entendi.
      (80% de propriedade, 14% alugados e alguns cedidos e menos de 0,5% de outros)
      isso ai tem erro, ou apareceram mais, ou eles já existem e não são regularizados mas são proprios,……. eitah….!!!!! acabou a demanda…..

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 13:06

        ibge considera autodeclaração
        igual com cor

        2+
        • avatar
  • CarlosL 5 de dezembro de 2016 at 14:29

    Sobre o trópico…

    Eu ainda tenho minhas dúvidas se realmente temos uma bolha imobiliária aqui….

    Acho que na verdade, temos um fenômeno/anomalia econômico inédito com algumas semelhanças de bolha que ainda nem tem nome, pois precisará no futuro ser estudado para ser melhor compreendido….

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 5 de dezembro de 2016 at 14:59

      KKK
      boa

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 5 de dezembro de 2016 at 16:55

        Jabuticabolha, só acontece no bananistão, afinal somos fiderentes ©bruxa.

        11+
        • avatar
  • Zamoht 5 de dezembro de 2016 at 14:35

    O Brasil precisa ajustar o foco para dar uma real virada em nosso país.
    O Brasil precisa encarar de uma vez por todas a corte brasileira, que na verdade nunca deixou de existir de fato.
    Desde os tempos do império o estado se serve do cidadão e não o contrário, os políticos (a nobreza) e a corte ( altos cargos do FP) continuam tendo o mesmo status dos tempos da colônia. Só mudamos a nomenclatura, os nossos barões foram se transformando em marechais, coronéis e agora em senadores.
    A população não suporta mais bancar essa máquina gigantesca, ineficiente e burocrática que a único propósito é sua própria existência.
    Não há mais como pagar essa conta. Não estou falando de corrupção pois não há nada de ilegal nestes gastos, mas não podemos mais sustentar as regalias e gastos dos nossos políticos (salário pra vereador é o fim da picada!!!), nem os salário de funcionários públicos tão distantes da iniciativa privada. Não só os supersalários, mas também do restante da máquina pública.
    Isso tudo sem qualquer retorno pra população!!!
    Quanto a corrupção estamos avançando, mas o que nos corrói por dentro é o roubo nos estados e prefeituras, é uma verdadeira peneira.
    Ou povo brasileiro encara o estado de frente (corte) ou estamos fadados ao caos.
    Por enquanto o caos está ganhando de 7 x 1!!!

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 5 de dezembro de 2016 at 18:33

      Duvido muito que mude. bananense adora estado grande, a maioria não levanta a bunda da cadeira por 15 minutos para plantar um árvora na frente de suas casa, preferem ficar reclamando e pedindo que a prefeitura faça isso.
      Adoram também um “salvador da pátria”, vivem tomando no fiofó com eles e nunca aprendem.
      Vale lembrar que esta gente toda que está no “puder” não veio de marte, foram votados por aqueles que mais reclamam agora, votaram com a bunda e vão continuar votando com a bunda.

      Que paguem nossos juros 😀

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 5 de dezembro de 2016 at 18:48

        Mais um detalhe:
        O sonho de muito bananence é prestar concurso público para ter estabilidade, não ter mais que estudar e trabalhar quando e da maneira que quiser.
        Muita gente reclama do estado mas só porque está fora das mamatas, queriam é estar “do outro lado” e esta relação “bipolar” não vai mudar tão cedo.

        Não, não vai mesmo.
        Sinto muito Alices e Sonháticos, isto não vai mudar….
        Permaneçam líquidos, com a latinha cheia e PMJ.

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • BOLHA JOKER 5 de dezembro de 2016 at 17:27

    CVR BANCARIO – Cliente meu resolveu no final do ano passado resgatar R$400 mil reais que estavam aplicados para comprar uma casa no leilao, falei pra ele que com esse dinheiro ele tinha um bom rendimento mensalmente e para ele avaliar a real necessidade da compra dessa casa, pois bem ele falou que tinha certeza que seria um bom negocio, mes passado veio me falar que o leilão foi suspenso, e está a mais de 12 meses sem a casa e sem o dinheiro esperando a decisão judicial, pequeno toque do motumbo.

    58+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Loucodf 5 de dezembro de 2016 at 18:27

      Rapaz.
      Que cagada.
      Os juros não aceitam desaforo.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • FabianoSJC 5 de dezembro de 2016 at 18:58

      Esse realmente queria dar de cara com o Motumbo , não ensinaram para ele que na Banania não existe segurança juridica e esses leilões na maioria são uma fria.

      15+
      • avatar
  • Lucas 5 de dezembro de 2016 at 18:56

    caiu Renã
    legal
    mas e agora quem vai aprovar a Pec do teto???
    o jorge viana do PT???

    não sei se comemoro ou se choro
    ah, lembrei, quanto pior mais PMJ
    vou é dar risada, kkkkk

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Money_Addicted 5 de dezembro de 2016 at 19:26

      exato, eu to vendido em ibov e comprado em PMJ 🙂

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 6 de dezembro de 2016 at 10:13

      Acho que vai ficar para o ano que vem

      3+
      • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 5 de dezembro de 2016 at 19:48

    MG acabou de decretar estado de.calamidade pública financeira. Fim da linha.

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 5 de dezembro de 2016 at 19:48

    EFEITO TRUMP

    quebra com a Opep, legal né, azar do islã que se matem nós temos nada a ver com isso
    nada???
    amanhã gasolina sobe 10%

    Algumas teorias da conspiração realmente são verdadeiras, uma delas a da CBF. Quem assistiu o enterro viu o tamanho da CAIXA no peito do jogador, a máfia do futebol, aviões, estadios, governos, tudo incluso, mas aiai de quem falar disso, que mexe com orgulho nacional.

    A outra mafia dos petrodólares, vcs estão prestes a conhecer.
    Permitir que Kalifas do petroleo vivam como semideuses egipcios, o povo na miséria em troca de oleo barato para o ocidente.

    As pessoas tem mania de ficarem cegas àquilo que lhes convem não ver, essa é a grande conspiração da qual fazemos parte, embaixo do nosso nariz, esqueçam clubes secretos, ordens messianicas, olhem embaixo do nariz, na camisa do seu time de futebol.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 6 de dezembro de 2016 at 09:10

      O enterro só faltou narrador e comentarista…..

      5+
      • avatar
      • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:27

        na NBR tv estatal tinha
        pago com seu dinheiro

        4+
        • avatar
  • Libertario 5 de dezembro de 2016 at 20:45

    ThiagoFM
    Com todo respeito que seu trabalho (tempo desprendido) merece, para juntar esse monte de gráficos e explicações
    Mas se me permite uma sugestão de título para ele, seria:

    “Como justificar o preço de um bolhudo para um 666”

    Certamente em imobiliárias e nos milhares de stands (vazios) de vendas esse material terá uma excelente aceitação.

    Parabéns!

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • thiago fm 5 de dezembro de 2016 at 22:27

    Antes de tratar das interpelações e questões técnicas, é imperativo o esclarecimento de algumas coisas, até porque boa parte das pessoas ainda não me conhece.

    A maioria das pessoas e em especial os mais novos devem estar estranhando esse artigo vindo de forma tão repentina e alguns talvez estejam levantando suspeitas ao meu respeito, sobretudo pelas razões de ter me dedicado a um trabalho tão extenso como esse e que não necessariamente comunga com a doutrina que norteia e regula as discussões por aqui desde 2013. Por que afinal uma pessoa despenderia tanto tempo e pesquisa simplesmente para marcar uma posição, cujo resultado pode ser um pouco brochante para os leitores? Há que se considerar que a pergunta é bastante justa, visto que até pra minha esposa tive de respondê-la em mais de uma oportunidade. De qualquer maneira os que não me conhecem podem ficar tranquilos, pois não sou um corvo evoluído, nem mesmo um pseudo-especialista infiltrado.

    Os mais antigos do blog já sabem de mim algumas coisas: sou apenas um bancário; um dos mais veteranos entre os remanescentes; este não é o primeiro artigo que publico aqui. Isso deve afastar um suposto interesse de cunho profissional. Cabe também reforçar que não me tornei um 666 durante minha ausência, já que vivo há oito anos de aluguel e nesse período, mesmo tendo acumulado mais do que o suficiente para comprar um ótimo imóvel à vista ou carros sem burlar a regra prudencial de Chico, optei por ficar sem os dois. Saí do zero nesse meio tempo e atingi o limiar que hoje me permite cobrir o total das minhas despesas mensais atuais com a renda do PMJ. Portanto, no que se refere a ser “bolhista” em quanto modo de vida, é bastante provável que esteja acima da linha média do blog.

    Isso explica grande parte do meu apreço por esse blog. Afinal cheguei graduado, mas sei reconhecer que foi aqui que fiz minha pós-graduação. Na verdade são justamente a maior independência financeira e desprendimento emocional da casa própria que me fazem olhar para os dados de forma muito menos parcial. Nos últimos tempos não me importo tanto com o rumo do mercado, nem me desapontaria se chegasse a conclusão de que nunca houve uma bolha. Hoje as coisas são como são pra mim e quando se trata de imóveis, não tenho nenhum problema em reconhecer que errei diversas vezes em posições e projeções que fiz, talvez por querer encontrar determinadas coisas que nem sempre estavam ali, provavelmente induzido pela ansiedade.

    Quando me casei em 2008 os preços estavam em plena disparada e ainda não havia superado a fase “quem casa quer casa” da minha esposa. Meu primeiro trabalho para os pratas da casa foi “O Tamanho da Bolha dos Usados na Cidade de São Paulo”, o por ironia do destino explorou a defasagem entre os preços da pesquisa do CRECI e o Fipezap, com o intuito de criar um parâmetro de preço alvo caso decidisse pela compra. Aliás permitam-me lembrar o Lucas que eu fui o criador do “FingeZap” em 2012, o que já foi confirmado pelo Boss o ano passado, quando da identificação da primeira ocorrência do termo. Ao mesmo tempo em que sei identificar as fragilidades do índice, também preciso reconhecer que nada nem ninguém conseguiria fingir uma situação por tanto tempo.

    O que eu quero dizer é que poucos daqui como eu desejaram uma derrocada monumental dos preços, mas a maldita realidade lá fora não caminhou pra isso. Os tais fatos e dados que o colega CA tanto exige para o debate e dos quais despejei uma parte hoje infelizmente não mostram essa perspectiva. A quem vou querer enganar? Sabemos que quando o blog foi criado os preços já estavam praticamente inflados e será que só eu estranho o fato de muitos continuarem esperando ansiosamente pelo grande PLOC ou o apocalipse zumbi, sendo que o blog caminha para seu sexto aniversário? Tenho orgulho de ter vivenciado cinco deles, mas sei separar o certo do duvidoso. Nesses anos passamos:

    – pela fase de discussão da bolha na mídia – nada de colapso de preços
    – pela Copa do Mundo – nada de colapso de preços;
    – por uma queda de governo – nada de colapso de preços;
    – pelas Olímpíadas – nada de colapso de preços;
    – estamos atravessando a maior crise econômica e política da História do país e nada de colapso de preços;

    Sei que o último grande baluarte e a bola da vez é uma eventual quebra em massa das grandes construtoras, o qual realmente pode ter impacto sobre os preços, mas que em meu ponto de vista dificilmente terá força para causar um realinhamento estrutural dos preços médios. Há ainda a expectativa de um colapso total da economia, que na minha opinião seria um preço muito alto a se pagar por um mero regozijo. Respeito quem torça pra isso, mas isso eu não vou fazer.

    Não se trata de apologia contra o blog. Eu mostrei que os preços estão caindo, não mostrei? O que mais importa afinal: os fins ou os meios? Entre os índices menos e mais conservadores o estudo permite concluir que o valor real dos imóveis flutua no momento entre o patamar de 2011 e 2009, ainda com tendência de queda. Sendo assim, independentemente do que aconteça adiante, o blog já cumpriu seu papel, visto que com raras exceções, quem deixou de comprar imóvel no período e conseguiu ao menos manter o valor do dinheiro, sairá ganhando.

    Para quem não sabe eu e o CA estamos longe de uma relação que poderia se chamar de amistosa, mas sei reconhecer que ele conquistou com méritos a confiança da maioria e a posição de voz mais ativa do espaço nos últimos três anos, até porque ninguém aqui (quiçá o Boss) dedica tanto tempo ao blog como ele, independentemente dos motivos pelos quais ele o faz. Já disse também que ele demonstra uma retórica quase impecável e uma capacidade de análise muito acima da média, mas que notadamente dão um tom de arrogância e superioridade aos seus comentários, sempre acolhedores com quem se curva, mas muito agressivos com quem discorda. Eu naturalmente não me curvei e não me curvaria jamais, tanto que discuti com ele por meses a fio, apontando alguns erros e fragilidades e a forma parcial com que ele usa os dados em suas análises, os quais não mudaram nesse período. Naturalmente ele tem todo o direito de retrucar. O problema é que muitas não raramente as críticas desembocam numa desqualificação pessoal, assim como já aconteceu com outros tantos.

    Enfim…não voltei para atirar pedras, mas para defender a pluralidade de ideias nesse espaço, ciente de que as verdades que se pretendem absolutas não subsistem por muito tempo. Minha análise não é melhor nem pior que a de ninguém à priori, apenas diferente. O que peço é que leiam sem preconceitos, analisem, comparem e decidam se a leitura que faço tem algum sentido, se tem consistência. Simples assim.

    68+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 5 de dezembro de 2016 at 22:39

      A bolha americana tbm foi assim: muita gente q no começo acreditava nela, com o passar do tempo e com a ctza de que o sistema era protegido por “organizações superiores” (instituições bancárias, agências de risco e até o governo), passou a descrer que um dia ela estouraria. Ledo engano: ela estourou, e estourou muito pior do q se imaginava.

      Não traia o movimento amigo Thigo. Acredite, lute contra o vírus Fernando kkkk

      19+
      • avatar
      • avatar
    • CA 6 de dezembro de 2016 at 05:35

      Como o autor tenta enganar as pessoas:

      Ele frequenta o blog há ANOS, em 2012 viu Sergio Eng explicar sobre as vendas FALSAS que se transformaram em distratos e uma infinidade de trabalhos publicados a partir de 2013 dizendo isto.

      O que ele faz? Mente descaradamente e FINGE nunca ter visto isto e a infinidade de evidências apresentadas e traz uma estatística que ele SABE que é completamente FURADA sobre distratos, como se eles tivessem se tornado anormais só a partir de 2014.

      Ele apostou que os usuários novos cairiam facilmente neste golpe e acreditariam que Sergio Eng, eu e vários outros tivemos “premonições” a partir de 2012 de que haveria uma crise recorde no Brasil, que Thiago FM negava veementemente quanto a sua intensidade e que isto faria com que os distratos disparassem, sendo que foi a partir de 2011 que tivemos mais de R$ 2 BILHÕES de distratos só entre PDG, Gafisa e Brookfield, passando a mais de R$ 5 BILHÕES de Reais em 2012 para estas mesmas construtoras e mais Rossi e Viver. Foi a “crise de 2011”? Por que os distratos eram IRRELEVANTES antes disto e nem apareciam nos relatorios das construtoras??? Na visão dele, também “adivinhamos” que seriam estas as construtoras a serem mais ameaçadas de quebrar, afinal os distratos, nas MENTIRAS que ele conta no trabalho, só começaram a serem anormais em 2014, fomos todos brilhantes adivinhos…

      Outro problema é que primeiro ele garantiu que nunca voltaria, depois mudou de Nick para tentar continuar enganando, não deu certo, foi DESMASCARADO, dai prometeu que faria um trabalho em julho/2015 para demonstrar que o crédito imobiliário não iria cair tanto, como despencou, esperou um ano e meio para voltar, MENTINDO novamente, esquecendo o que havia prometido e trazendo uma infinidade de dados falsos e com interpretações patéticas como no exemplo que dei acima.

      Dizer que uma infinidade de fatores que NUNCA aconteceram desta forma, nesta intensidade e neste prazo seriam “ciclicos”, é no mínimo subestimar a inteligência dos leitores deste blog…

      É, a crise nunca ia ser tão grande assim, o governo todo poderoso ia impedir isto, nunca o crédito imobiliário concedido ia cair tanto, o desemprego não seria tão grave, as construtoras não quebrariam, os distratos não seriam tão destrutivos para o segmento imobiliario, etc. Tudo aconteceu como este blog sempre previu e contrário à tudo que Thiago FM sempre disse, ele teve que esperar um bom tempo para que esquecessem como ele negava veementemente tudo isto e voltar na tentativa de iludir as pessoas, merece o prêmio Ricardo Amorim de autenticidade, verdade e capacidade de fazer previsões assertivas…

      Engraçado que a imprensa não libera nenhum espaço para que sejam apresentadas as previsões que se concretizaram e foram feitas ANOS atrás sobre a crise aqui neste blog, quando já falavamos sonre desemprego, queda de renda, etc, ou o que já diziamos spbre a derrocada do segmento imobiliario, como o super estoque de imóveis que seria crescente na desproporção quanto a renda, a quebra de construtoras, o volume absurdo de distratos que iam crescer ainda mais, o credito imobiliario que ia despencar, etc, todas as reportagens da imprensa OMITEM o quanto isto era previsível anos atrás, já neste blog, onde todas estas previsões foram feitas, abre-se espaço para que alguém FAÇA DE CONTA que tudo isto não foi previsto ANOS atrás, irônico, não é mesmo?

      33+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:05

        CA
        nemli & nemlerei o que ele falou, só comentei acima porque era tópico
        até certo ponto eu entendo que pode ser burrice/ignorancia, dali em diante com os fatos cagando na cara dele, só pode ser outra coisa.
        E repare só CA, 20 likes.

        … eles se merecem

        8+
      • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:09

        Mas o CA eu leio com todo prazer
        a grande medida de todas as coisas são os resultados
        iosso que vc fala CA, é fundamental, seguindo pela lógica dele, não estaríamos em crise, seria apenas um breve ajuste, menos que um soft landing
        Porra, a maior crise da história da republica, desde 1889, passando pelas guerras mundiais e nem assim ele aceita!

        tenho uma frase que eu gosto muito:
        Quando a verdade não é óbvia o bastante
        nenhuma explicação será suficiente.

        Só me admira nele uma coisa, a coragem.
        Nem me pagando muito eu passaria por isso, deve dar doença fazer essas porra na vida.
        Depois ficam deprê e não sabem porquê

        7+
        • avatar
        • Libertario 6 de dezembro de 2016 at 12:30

          A ordem inverteu.
          Antigamente era esse blog que precisava fazer gráfico e textos para explicar porque havia uma bolha.

          Hoje são eles que precisam fazer 789 páginas pra tentar explicar o inexplicavel.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • Libertario 6 de dezembro de 2016 at 12:31

            Correção:
            Para tentar justificar o injustificável.

            7+
            • avatar
            • avatar
            • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:59

              deixei um recado subliminar pra vc laaa em cima, espero que tenha visto

              3+
              • Libertario 6 de dezembro de 2016 at 13:17

                Teria haver com essa frase?
                Pense com a sua própria cabeça. Quem não pensa sozinho não tem personalidade. E quem não a possui, não é completo…

                2+
  • Lord of All 5 de dezembro de 2016 at 22:31

    Tópico.

    Material confuso, uma hora trata de um assunto, outra hora de outro. Num momento está discorrendo sobre um fato histórico, de repente já passa pra outro. Sem linearidade, contextualização.

    Comecei a ler, mas deu preguiça. Procurei direto a conclusão, e só achei mais enrolação.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • thiago fm 5 de dezembro de 2016 at 22:46

    Antes de tratar das interpelações e questões técnicas, sinto a necessidade de esclarecer algumas coisas, até porque boa parte das pessoas ainda não me conhece.

    A maioria das pessoas e em especial os mais novos devem estar estranhando esse artigo vindo de forma tão repentina e alguns talvez estejam levantando suspeitas ao meu respeito, sobretudo pelas razões de ter me dedicado a um trabalho tão extenso como esse e que não necessariamente comunga com a doutrina que norteia e regula as discussões por aqui desde 2013. Por que afinal uma pessoa despenderia tanto tempo e pesquisa simplesmente para marcar uma posição, cujo resultado pode ser um pouco brochante para os leitores? Há que se considerar que a pergunta é bastante justa, visto que até pra minha esposa tive de respondê-la em mais de uma oportunidade. De qualquer maneira os que não me conhecem podem ficar tranquilos, pois não sou um corvo evoluído, nem mesmo um pseudo-especialista infiltrado.

    Os mais antigos do blog já sabem de mim algumas coisas: sou apenas um bancário; um dos mais veteranos entre os remanescentes; este não é o primeiro artigo que publico aqui. Isso deve afastar um suposto interesse de cunho profissional. Cabe também reforçar que não me tornei um 666 durante minha ausência, já que vivo há oito anos de aluguel e nesse período, mesmo tendo acumulado mais do que o suficiente para comprar um ótimo imóvel à vista ou carros sem burlar a regra prudencial de Chico, optei por ficar sem os dois. Saí do zero nesse meio tempo e atingi o limiar que hoje me permite cobrir o total das minhas despesas mensais atuais com a renda do PMJ. Portanto, no que se refere a ser “bolhista” em quanto modo de vida, é bastante provável que esteja acima da linha média do blog.

    Isso explica grande parte do meu apreço por esse blog. Afinal cheguei graduado, mas sei reconhecer que foi aqui que fiz minha pós-graduação. Na verdade são justamente a maior independência financeira e desprendimento emocional da casa própria que me fazem olhar para os dados de forma muito menos parcial. Nos últimos tempos não me importo tanto com o rumo do mercado, nem me desapontaria se chegasse a conclusão de que nunca houve uma bolha. Hoje as coisas são como são pra mim e quando se trata de imóveis, não tenho nenhum problema em reconhecer que errei diversas vezes em posições e projeções que fiz, talvez por querer encontrar determinadas coisas que nem sempre estavam ali, provavelmente induzido pela ansiedade.

    Quando me casei em 2008 os preços estavam em plena disparada e ainda não havia superado a fase “quem casa quer casa” da minha esposa. Meu primeiro trabalho para os pratas da casa foi “O Tamanho da Bolha dos Usados na Cidade de São Paulo”, o por ironia do destino explorou a defasagem entre os preços da pesquisa do CRECI e o Fipezap, com o intuito de criar um parâmetro de preço alvo caso decidisse pela compra. Aliás permitam-me lembrar o Lucas que eu fui o criador do “FingeZap” em 2012, o que já foi confirmado pelo Boss o ano passado, quando da identificação da primeira ocorrência do termo. Ao mesmo tempo em que sei identificar as fragilidades do índice, também preciso reconhecer que nada nem ninguém conseguiria fingir uma situação por tanto tempo.

    O que eu quero dizer é que poucos daqui como eu desejaram uma derrocada monumental dos preços, mas a maldita realidade lá fora não caminhou pra isso. Os tais fatos e dados que o colega CA tanto exige para o debate e dos quais despejei uma parte hoje infelizmente não mostram essa perspectiva. A quem vou querer enganar? Sabemos que quando o blog foi criado os preços já estavam praticamente inflados e será que só eu estranho o fato de muitos continuarem esperando ansiosamente pelo grande PLOC ou o apocalipse zumbi, sendo que o blog caminha para seu sexto aniversário? Tenho orgulho de ter vivenciado cinco deles, mas sei separar o certo do duvidoso. Nesses anos passamos:

    – pela fase de discussão da bolha na mídia – nada de colapso de preços
    – pela Copa do Mundo – nada de colapso de preços;
    – por uma queda de governo – nada de colapso de preços;
    – pelas Olímpíadas – nada de colapso de preços;
    – estamos atravessando a maior crise econômica e política da História do país e nada de colapso de preços;

    Sei que o último grande baluarte e a bola da vez é uma eventual quebra em massa das grandes construtoras, o qual realmente pode ter impacto sobre os preços, mas que em meu ponto de vista dificilmente terá força para causar um realinhamento estrutural dos preços médios. Há ainda a expectativa de um colapso total da economia, que na minha opinião seria um preço muito alto a se pagar por um mero regozijo. Respeito quem torça pra isso, mas isso eu não vou fazer.

    Não se trata de apologia contra o blog. Eu mostrei que os preços estão caindo, não mostrei? O que mais importa afinal: os fins ou os meios? Entre os índices menos e mais conservadores o estudo permite concluir que o valor real dos imóveis flutua no momento entre o patamar de 2011 e 2009, ainda com tendência de queda. Sendo assim, independentemente do que aconteça adiante, o blog já cumpriu seu papel, visto que com raras exceções, quem deixou de comprar imóvel no período e conseguiu ao menos manter o valor do dinheiro, sairá ganhando.

    Para quem não sabe eu e o CA estamos longe de uma relação que poderia se chamar de amistosa, mas sei reconhecer que ele conquistou com méritos a confiança da maioria e a posição de voz mais ativa do espaço nos últimos três anos, até porque ninguém aqui (quiçá o Boss) dedica tanto tempo ao blog como ele, independentemente dos motivos pelos quais ele o faz. Já disse também que ele demonstra uma retórica quase impecável e uma capacidade de análise muito acima da média, mas que notadamente dão um tom de arrogância e superioridade aos seus comentários, sempre acolhedores com quem se curva, mas muito agressivos com quem discorda. Eu naturalmente não me curvei e não me curvaria jamais, tanto que discuti com ele por meses a fio, apontando alguns erros e fragilidades e a forma parcial com que ele usa os dados em suas análises, os quais não mudaram nesse período. Naturalmente ele tem todo o direito de retrucar. O problema é que muitas não raramente as críticas desembocam numa desqualificação pessoal, assim como já aconteceu com outros tantos.

    Enfim…não voltei para atirar pedras, mas para defender a pluralidade de ideias nesse espaço, ciente de que as verdades que se pretendem absolutas não subsistem por muito tempo. Minha análise não é melhor nem pior que a de ninguém à priori, apenas diferente. O que peço é que leiam sem preconceitos, analisem, comparem e decidam se a leitura que faço tem algum sentido, se tem consistência. Simples assim.

    Agora em relação às críticas;

    Eu primeiro lugar preciso agradecer ao CA, já que aparentemente evoluí do pacote de MÁ-FÉ, SOFISMAS, ANÁLISES SIMPLISTAS, ACHISMOS, QUERER É PODER, DESINFORMAÇÃO para o patamar de autor de um trabalho interessante. Pelo que conheço dele, isso é o mais perto de um elogio que ele já conseguiu desferir por aqui. Aliás, essa não foi a única surpresa. Confesso que também me surpreendo com a capacidade de leitura e escrita dinâmica, que permite ao colega analisar mais de uma centena de gráficos e escrever tão rápido as respostas, obviamente com o intuito de frear o ímpeto dos possíveis elogios e comentários sobre o conteúdo. Talvez CA não seja as iniciais de seu nome, mas um codinome para “Centro das Atenções”

    Quanto ao trabalho eu diria que ele se fundamenta sob três premissas principais:

    1 – O segmento imobiliário foi parte importante e integrante do modelo político econômico voltado ao consumo na última década e contribuiu de fato para diversas distorções na economia, principalmente no que se refere aos preços, mas ainda assim, dado o patamar atingido pela construção civil, pelo crédito imobiliário e pelas dívidas habitacionais em relação à renda e ao produto nacional, penso que não é conveniente colocar o setor como centro estruturante e irradiador dos problemas da economia. Mesmo que alguns insistam no contrário, a bolha não é o maior dos problemas, como já supôs o tema do blog anos atrás.

    2 – Basta analisar e sobrepor os gráficos para perceber que o vetor principal da alta dos preços não foi uma suposta falsa demanda, mas sim o crédito imobiliário, favorecido de um lado por melhoras macroeconômicas experimentadas na última década e de outro pela mão do governo através da CEF. Ainda que tenha havido em certa medida um movimento especulativo que influenciou o aumento dos estoques e dos distratos (também atrelados à inflexão do mercado e dos preços), o cruzamento dos dados de venda líquidas de lançamentos e financiamento de unidades novas não corrobora com a hipótese de demanda artificial.

    3 – Meu trabalho em nenhum momento descarta a hipótese de bolha imobiliária, mas de fato considera como altamente provável um movimento em curso de ajuste cíclico da economia e do mercado imobiliário, tendo em vista que as trajetórias de crescimento e queda são nitidamente coincidentes sob múltiplos aspectos abordados à exaustão no estudo. Contudo, deixei claro que houve distorções nesse processo, protagonizadas predominantemente por intervenções anticíclicas na economia, em especial através do crédito imobiliário

    Quanto aos apontamentos direcionados a mim:

    1 – Me estranha uma pessoa que tem formação na área, ignorar tão veementemente o caráter cíclico da economia e nem ao menos considerá-la como hipótese. Isso só reforça o comportamento quase que obsessivo do interlocutor em prol de seu objetivo. Gostaria de saber se o CA ficaria decepcionado de alguma forma se descobrisse que os preços caíram, mas não pelos motivos que alega?

    2 – Nunca diga nunca…

    Li todos seus trabalhos e conta-se nos dedos de uma mão as séries com mais de dez anos. Logo no seu lugar eu seria mais cauteloso com a palavra “nunca”. Eu trouxe séries de 40 anos e ainda assim não usaria o termo, até porque não sei o que aconteceu antes. Você sabe?

    3 – Prazo médio contratado dos financiamentos é de 28 anos, mas prazo médio efetivo de pagamento é menor que 11 anos;

    4 – ” Nunca tivemos uma distorção tão elevada entre oferta e procura de imóveis”

    Quem quer ter uma noção de processo não deve comparar dados de um momento de alta com outro de baixa. Você tem os dados de estoques das construtoras no começo dos anos 2000 (quando do último grande período de baixa) pra afirmar com tanta certeza que a relação das vendas sobre ofertas são as maiores de todos tempos. Que eu saiba os IPOS em massa e os relatórios do IBOVESPA começaram a ser divulgados quando o mercado estava em pleno aquecimento em 2007- 2008. Logo você não tem dados de longo prazo para uma comparação segura;

    5 ” nunca alcançamos um patamar de endividamento das famílias com o crédito imobiliário como temos hoje”

    Os dados que mostrei deixam bem claro que o endividamento habitacional era pífio no Brasil antes do boom imobiliário e passou a ser apenas razoável agora. Quando se parte do nada, qualquer coisa parece absurda. Se a dívida imobiliária corresponde a 18% da renda de um ano, o redirecionamento da massa de renda ampliada de 2 meses bastaria para liquidar todos os financiamentos imobiliários ativos no Brasil hoje;

    6 ” nunca tivemos um volume tão elevado de juros subsidiados e direcionados em toda nossa história, nunca tivemos um crescimento tão rápido e relevante do crédito imobiliário concedido”

    – Eu sei disso e tratei devidamente no trabalho. Leia de novo…

    7 ” nunca alcançamos um patamar de inadimplência geral das famílias como alcançamos nesta última década”

    – Reveja os dados de inadimplência por controle e os dados de provisionamento dos bancos e verás que no fim dos anos 90 e começo dos anos 2000 a situação de inadimplência é muito mais crítica que a atual. Sem contar que a série que você usa da Serasa não é atualizada há mais de um ano pela instituição;

    8 ” CEF fez um repasse tão elevado de títulos podres a empresas abutres ou de maquiagens com mais de R$ 15 bilhões do FGTS sendo reconhecidos antecipadamente como receitas, nunca tivemos um volume tão elevado de distratos em toda a história do país”

    Maioria esmagadora dos créditos podres da CEF são da carteira comercial, na qual a Caixa não devia nunca ter se metido na minha opinião. Você acha mesmo que a CEF, que é reconhecida como conservadora no mercado de leilões, venderia crédito imobiliário com garantia real por 5% do valor de face para empresas abutres. Oficialmente só existe o repasse de 1 bi de créditos imobiliários para a EMGEA, que é especializada na gerência desse tipo de ativo. Ainda assim, de uma forma geral os créditos são oriundos de contratos com entraves judiciais que impedem a execução da garantia;

    9 ” nunca tivemos o percentual de investidores em imóveis nos patamares dos últimos 11 anos,”

    Os preços cresceram absurdamente e os investidores seguem o lastro do dinheiro. Quando o mercado esfriou acionaram a garantia do distrato. Um dia estão no dólar, outro no TD, outro na bolsa e quem sabe no futuro de volta ao mercado imobiliário;

    10 ” nunca antes tivemos um crescimento na geração de empregos da construção civil que simplesmente DOBROU de 2007 a 2009 em proporção ao total de empregos gerados (CAGED)”

    Isso só prova que nesse período a atividade estava mais aquecida na construção do que nos demais setores, Ninguém duvida disso. Infelizmente não obtive os dados do CAGED para o total dos setores no início dos anos 2000, mas se analisar o índice de emprego formal do Bacen, perceberá que no período de baixa do mercado imobiliário, o emprego andou na contramão das demais atividades.

    11 ” EzTec com estoque equivalente a 12 ANOS de vendas, Rossi com estoque para mais de 18 ANOS de vendas, PDG com estoque de mais de 9 ANOS de vendas, Viver com estoque de mais de 6 ANOS de vendas, etc., etc;., etc”

    A ABRAINC/FIPE divulga os dados de 20 incorporadoras, porém em unidades. As que você citou estão na beira do abismo, mas na média o tempo projetado para o consumo dos estoques, diante do ritmo atual de vendas é bem menor que esse. Tratarei melhor do assunto na parte 2.

    12 – “Nenhuma referência no trabalho a lei de oferta e procura, por acaso mandaram revogar esta lei junto com a lei da gravidade?”

    Se o mercado está se regulando pela lei da oferta e da procura, onde estaria a distorção? As vendas estão baixas, o estoque está alto e os preços estão em baixa. Isso é fato e ninguém nega isso. O cerne do seu ponto é a artificialidade das vendas desde o início do processo, com o qual não concordo.

    Também abordo melhor o assunto no próximo trabalho

    13 ” não sei de onde foram tiradas as estatísticas do SECOVI SP sobre percentual de distratos em relação à vendas, mas o SECOVI SP”

    Citei que a fonte e elaboração é do departamento de economia do SECOVI-SP. Não tenho a base de dados. O gráfico faz parte da apresentação do Celso Petrucci “Momento econômico e perspectivas de um novo mercado” de 27/10/16

    Para acessar esse e outros materiais favor consultar aba de downloads do site do SECOVI-SP. Aviso: tem que fazer cadastro.

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 6 de dezembro de 2016 at 05:51

      Clarissima distorção da realidade: a EzTec com mais de 12 anos de estoque no 2T16 e com vendas líquidas negativas no 3T16 está a beira de quebrar?? kkkkkkkk

      As outras estão a beira de quebrar exatamente pelas vendas FALSAS que levaram ao volume de distratos e super estoques, como previsto aqui há anos. Acha que ainda ENGANA com a inversão entre causa e consequência que ja pratica por aqui ha anos?

      Reforça o tempo todo que é cíclico e não demonstra em nenhum lugar quando teria ocorrido desta forma, nesta intensidade e neste prazo. Sem ter demonstrado, exige que se prove que não aconteceu antes… Observem a “logica”: afirmo algo, mas demonstro exatamente o contrário, dai quando demonstram a incoerência, exijo que provém, ou seja, não provo que aquilo ocorreu alguma vez na vida, apenas fujo da discussão. Engraçado que ele sequer entendeu que eu havia questionado esta completa incoerência e acima ainda reforçou que ele mesmo se desmentia, demonstrando que a crise não tinha nada de cíclico!!!

      Como disse antes, há uma infinidade de incoerências e informações desconexas no trabalho, a teoria cíclica é completamente furada, ele falou sobre isto e demonstrou na prática e nos números, exatamente o oposto disto. A própria resposta acima é outra excelente demonstração de falta de lógica e de coerência, obrigado!!!

      13+
      • avatar
      • avatar
      • thiago fm 6 de dezembro de 2016 at 07:31

        Esperava um tréplica mais apurada do que simplesmente a pesca da EZETEC depois de 13 itens elencados. Nossas discussões já forma mais empolgantes. Trabalhe mais nisso aí que quando voltar do trabalho a gente continua…

        15+
        • avatar
        • CA 6 de dezembro de 2016 at 09:45

          thiago fm,

          Pela nogentésima decepcionesima vez você passa vergonha ao descaradamente mentir e fingir que não viu o que está escrito e consta logo acima. REPITO (não vai fingir de novo que não viu, certo?):

          “Reforça o tempo todo que é cíclico e não demonstra em nenhum lugar quando teria ocorrido desta forma, nesta intensidade e neste prazo. Sem ter demonstrado, exige que se prove que não aconteceu antes… Observem a “logica”: afirmo algo, mas demonstro exatamente o contrário, dai quando demonstram a incoerência, exijo que provém, ou seja, não provo que aquilo ocorreu alguma vez na vida, apenas fujo da discussão. Engraçado que ele sequer entendeu que eu havia questionado esta completa incoerência e acima ainda reforçou que ele mesmo se desmentia, demonstrando que a crise não tinha nada de cíclico!!!”

          Vou mudar o texto e resumir, quem sabe agora você deixe de FINGIR que não viu: todos os argumentos que você colocou acima e também no trabalho, apenas reforçam que tudo que ocorreu não é cíclico, por que no seu trabalho diz que é cíclico? Que diabo de conclusão é esta, onde todas as “evidências” apresentadas são o contrário do que você conclui???

          13+
          • avatar
          • avatar
    • Camika 6 de dezembro de 2016 at 09:25

      “Talvez CA não seja as iniciais de seu nome, mas um codinome para “Centro das Atenções””
      Oh, SNAP!

      28+
      • avatar
      • avatar
      • CA 6 de dezembro de 2016 at 10:23

        Camika,

        Sobre os fatos e dados, você tem algo a dizer? Comentário gratuito, para “fazer graça e aparecer”, sem NENHUM conteúdo que agregue, é algo muito mais típico de quem quer aparecer e é exatamente o que você fez…

        31+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Camika 6 de dezembro de 2016 at 12:56

          O blog desde sempre permite a participação “passiva” para que os interessados no assunto bolha imobiliária leiam, aprendam e reflitam, para além de análises teóricas tortuosas. Fiquei conhecendo o mesmo lá em 2011, quando como muitos percebi que algo estava muito errado, já que estávamos longe de estar milionários e ainda assim era impossível comprar imóveis. Sempre fui lurker mas parei de acessar a página velha por volta de 2013, antes da grande cisão, pois já não aguentava o baixo nível e os frequentes ataques pessoais, de todas as partes. Minhas poucas contribuições, antes e depois, são no nível CVR (modalidade de comentário que sempre me atraiu mais que todas as outras, por algum motivo) e não vejo porque deveria ser diferente. Jamais desrespeitei qualquer um aqui e também jamais fui desrespeitada. Tampouco perco meu bom humor por conta de estranhos na internet. Infelizmente você não deve poder dizer o mesmo.
          Comentei porque sou livre para fazê-lo e achei a frase simultaneamente engraçada e na mosca: claramente você não aceita ser contrariado e mostra evidências de um ego hiperinflado. Retruca as pessoas da forma mais mal educada possível, mas vem policiar o meu comentário.
          No mais, bem vindo à internet: aqui as pessoas fazem piadas e não lhe devem nenhuma deferência.

          52+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Camika 6 de dezembro de 2016 at 12:59

          E outra: sem divergência de idéias e pontos de vista não há debate, há só pregação dogmática. Ainda que eu não tenha lido o longo documento do tópico, acho que é bem vindo e a discussão que o acompanha também.

          35+
          • avatar
          • avatar
          • CA 6 de dezembro de 2016 at 16:32

            Obrigado! Confirmou o que eu havia dito: conteúdo = ZERO… Só blá, blá, blá esquerdinha do tipo: somos coitadinhos, responda a minha ironia se fazendo de coitado também ao invés de responder à altura… Tem que ter debate, mesmo que com conteúdo ZERO como o meu… Não li, mas achei excelente o debate (este foi o melhor de todos, parabéns!!!)

            19+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Camika 6 de dezembro de 2016 at 16:41

              “esquerdinha” “coitadinho” Não sei aonde você viu isso.
              O cara escreveu lá em cima que mora de aluguel há 8 anos e você chamou ele de “brick lover”.
              Delírios.

              19+
              • avatar
              • CA 6 de dezembro de 2016 at 17:49

                Vamos lá:

                Qual a relação entre ser brick lover e morar de aluguel???

                Você nunca ouviu falar de pessoas que tem menos de 5 salários mínimos de renda familiar mensal, que não tem R$ 50 mil seja em economias ou mesmo em FGTS e mesmo assim, quando dizem que a grande maioria dos imóveis está acima de R$ 400 mil estas pessoas ainda dizem que “está barato e é assim mesmo”?

                Pior, mesmo quando você demonstra que aqueles imóveis não VALEM aquele preço, que foram muito mal construídos, tem péssima localização, o preço relativo comparado com outros países com maior renda é absurdo e desproporcional, dentre um grande número de argumentos racionais, ainda assim a pessoa insiste e diz: “imóvel é caro mesmo, mas carro também é, assim como tudo no Brasil”.

                É a IRRACIONALIDADE combinada com OBSESSÃO por imóveis que consta acima que caracteriza o brick lover, não tem relação NENHUMA com ter ou não um imóvel! Em contra-partida, você pode ter pessoas que já possuem um imóvel, mas que não tem esta obsessão e nem acham que o preço do imóvel cresce de forma completamente IRRACIONAL e que eles enriquecem “da noite para o dia” sem fazer esforços, ou seja, proprietários de imóveis que não são “Polianas”, o que apenas reforça que não há relação entre ser um brick lover e possuir ou não um imóvel!

                “Detalhe”: você disse que participa do blog desde 2011 (*), jura que nunca viu o que consta acima acontecer por aqui ou ser mencionado em CVR ao longo de todos estes anos???

                (*) Pelo número de pessoas que diz isto, acho que o Boss vai ter que recontar, em vez de meia dúzia devia ter uns 5000 usuários naquela época – rs

                Outro “detalhe”: só é agressão quando eu uso de ironia ou digo algo a seu respeito, se você reforça sua primeira e gratuita agressão a cada comentário, daí não conta, certo? Viu, este é o espirito de esquerdinha que está dentro de você, por mais que negue, você é o alienado que não entende o básico e ainda tenta tirar uma invertendo a situação, quer algo mais típico de ser esquerdinha do que isto???

                14+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
            • Camika 6 de dezembro de 2016 at 16:42

              Você também confirmou o que eu disse: ataques pessoais gratuitos. Lembro que teve uma época que você seguia seu próprio conselho: ater-se aos fatos.

              11+
              • CA 6 de dezembro de 2016 at 17:13

                Gratuito??? kkkkk

                Você sofre do mesmo problema do Thiago FM, a famosa “amnésia” sobre o que ACABOU DE ESCREVER. Vou reproduzir abaixo o seu comentário, para o qual eu RESPONDI à altura:

                “Camika 6 de dezembro de 2016 at 09:25
                “Talvez CA não seja as iniciais de seu nome, mas um codinome para “Centro das Atenções””
                Oh, SNAP!”

                Quem agrediu GRATUITAMENTE e PRIMEIRO foi você! Não adianta se fazer de esquecida ou FINGIR que não lembra, o seu post está aí em cima. Vamos lá, vou te dar mais uma oportunidade: onde eu fiz alguma agressão gratuita à você ANTES de você ter tentado me agredir mais acima? Agora é a oportunidade de você mudar de assunto, FUGIR do tema e INVENTAR outras estorinhas… É isto que significa “se fazer de vítima”, quando você INVERTE a situação, ou seja, você agrediu primeiro, mas não aceitou uma resposta à altura, ficou “ofendida”, não contente com isto, tentou inverter a situação FAZENDO DE CONTA que foi a outra pessoa que tomou a iniciativa de agredir. Simples, prático e DEMONSTRADO acima, não é mesmo?

                25+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
    • Cesar_DF 6 de dezembro de 2016 at 10:29

      Thiago fm
      Eu não sei onde você mora, mas mudei-me para Brasília em dezembro de 2010.
      Olhei os preços de imóveis em 2011 e encontrei a
      Águas Claras – 7K/m2 -> seria hoje 10K/m2 pelo IGPM
      Noroeste – 14K/m2 -> seria hoje 19K/m2 pelo IGPM

      O valores que são encontrados hoje nestes bairros
      Em Águas Claras, em imobiliária a 5K/m2 e nas faixas das ruas 4K/m2 e 2.8K/m2 nos leilões
      No Noroeste, em imobiliária por 9K/m2 e nas faixas das ruas por 8K/m2.

      Estou falando de queda real acima de 50% em 5 anos.

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • John Horse 5 de dezembro de 2016 at 23:38

    Página? Para mim é um monte de slides de alguém que ficou com tesão de fazer gráficos no Excel.

    Minhas professoras de redação da escola ensinavam a ter Introdução, Desenvolvimento e Conclusão.

    Na faculdade aprendi que analisar é dividir (lise) e inter-relacionar.

    Parece que hoje em dia não precisa mais disso. É só por um monte de desenhos.

    E tem gente que reclama que o CA escreve textos longos… Sem texto que não dá.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • Louro José 6 de dezembro de 2016 at 08:17

      Ontem ele disse que dividiria em várias partes o documento dele…

      6+
      • avatar
      • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:12

        poisé
        esperem só a conclusão
        passando premissas erradas
        esperem qualquer coisa dali

        4+
        • avatar
  • thiago fm 6 de dezembro de 2016 at 07:34

    Ah, antes de ir embora vou deixar mais uma pra você explicar…

    Pra quem não se lembra, antes de parar de postar em 2015 eu disse que o CA jamais admitiria um erro e realmente nunca o fez. Sem contar o fato que o nobre colega adora pinçar supostos deslizes alheios e gargalhar, não é? Dessa brincadeira eu também sem brincar…

    Pra quem não se lembra eu já cheguei a ensaiar uma lista como os erros, meias-verdades e conveniências e omissões do nobre colega e acho que já é tempo de atualizá-la. O conteúdo daria um grande artigo, mas acho que o Boss não homologaria como tópico. Desta forma, vou soltar aos poucos as pérolas que só quem consulta as fontes e tem um olhar mais apurado não deixa passar. Vamos testar o selo CA de qualidade.

    1 – Pesquisa CRECI de preços negociados

    Será que só eu notei que de março pra cá o CA parou de postar as projeções de quedas mais “visíveis” de preços com base em pesquisas de preços negociados (vulgo CRECI-SP)? Seria uma coincidência?

    Não, infelizmente não é. Isso se chama omissão por conveniência. Aliás, depois dessa o Lucas possivelmente irá repensar sua visão sobre as quedas graduais do IVG-R e talvez até sobre o FipeZap.

    Link do Slide:

    https://s12.postimg.org/65vh80vb1/creci.png

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 6 de dezembro de 2016 at 09:58

      thiago fm,

      Sempre patético, não é mesmo? FOGE covardemente dos fatos e dados. Quando afinal vai explicar a sua completa FALTA DE LÓGICA em fazer um trabalho que DEMONSTRA que algo NÃO é cíclico e concluir que é CÍCLICO? A cada vez que responde, só fica pior, as evidências estão não apenas no trabalho, mas ainda reforçadas em seu comentário!

      Expliquei um bilhão de vezes sobre a variação de valores no CRECI SP e os motivos, de novo, pela decepcionesima nogentesima vez está FINGINDO que não viu, certo. Qual o acumulado dos últimos 3 anos, agora não interessa falar sobre acumulados e períodos maiores, mudou o critério de novo??? No tópico que consta como leitura recomendada, abaixo do seu, tem análise com período maior. Quer avaliar o impacto dos números recentes, consolide com anteriores e apresente o acumulado, não foi isto que você sempre defendeu? Mudou de ideia? O que mais me divirto, primeiro é com o seu completo desequilíbrio emocional e segundo, com a sua completa falta de lógica.

      Aproveite e informe o link do SECOVI SP em que constam os percentuais de distrato que você sabe que são FALSOS, conforme DEMONSTRADO por aqui desde 2012. Não somos adivinhos, apenas constatamos o que já aconteceu, demonstramos e projetamos o que poderia acontecer. Não, os distratos não dispararam em 2014, demonstrei de várias formas logo acima. Quer convencer que você não está mentindo descaradamente a este respeito, dê o link da pesquisa do SECOVI SP. Cuidado: talvez você descubra que antes eles OMITIAM os imóveis com mais de 36 meses do lançamento, que é onde se concentra a grande maioria dos distratos, depois passaram a mencionar e por isto a grande diferença percentual nos distratos.

      Falei várias vezes acima sobre estas falhas crassas, outras pessoas perceberam a completa falta de lógica e de concatenação de ideias em seu trabalho, ao invés de esclarecer estes pontos e demonstrar que os argumentos são inválidos, como SEMPRE, FOGE desta discussão, fica “magoadinho”, FINGE que não vê as evidências apresentadas e ameaça começar com todo aquele esquema de difamação, onde foi amplamente demonstrado que estava mentindo, em todas as ocasiões. Aliás, na época quando coloquei todas as respostas e complementei, o que você fez? Fugiu COVARDEMENTE. Agora está ansioso por voltar, por que? É o DESESPERO de tentar convencer a si mesmo de que ser um brick lover em meio a uma bolha imobiliária é estupidez. Você pode até enganar a si mesmo, o que não é difícil, frente a sua total falta de lógica, o difícil é enganar o pessoal por aqui…

      11+
      • avatar
      • CA 6 de dezembro de 2016 at 10:02

        Correção:

        “É o DESESPERO de tentar convencer a si mesmo de que ser um brick lover em meio a uma bolha imobiliária NÃO é estupidez. “

        7+
        • avatar
        • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:41

          tava dando outro controlF e apareceu meu nome ligado ao CRECI
          como se eu fosse algum mentiroso

          eu nunca dei uma banana pro CRECI que na verdade é a central dos Corvos

          eles lá no creci jogam pra torcida, eles derrubaram a bolha primeiro no afã de ficar mais facil de negociar com os proprietários, inclusive eu simplesmente ignorei o fingezap, termo criado por mim mas com outra escrita, pesquisa direito bolha boss, na minha negociação calculei que estava tendo 15% de desconto real pelo Creci ao invés dos 50% estimados pelo finge ainda visto que são metodologias completamente diferentes e não comparáveis, qualquer um que tenha frequentado 6 meses de faculdade sabe que não se pode comparar laranja com banana.

          Se acaso foi mais conveniente pro CREci reduzir a queda, azar deles, sorte deles, não tem credibilidade, é apenas coisa de momento, numeros podem dizer o que vc quiser. ele falava do fingezap eu falava do creci, mas não pq era melhor, era pra ver o quanto cabe de estupidez, e o ivg-r é um fingezap higienizado, eu li kilos de laudos de avaliação de leilão, os caras dão mil voltas pra trazer exatamente os numeros do fingezap, só que com uma limpadinha pra tirar aberraçõese também porque o fingezap mede o pra frente e eles na avaliação pegam o pra trás, o que explica o deslocamento de laguns meses entra a curva de um o de outro.

          Agora o ponto é o seguinte, a compleixadade que eles usam pra fazer a grande embromação, pessoal, colegas do blog, tenham certeza de uma coisa dita por uma pessoa que estudou um pouquinho na vida, que tem amigos que deram aula em havard e na nasa que talvez eu seja deste nível, não importa me meçam pelos resultados o que eu vou dizer que eu sempre evito usar certezas mas é por excesso de cuidado, e não por falta de indícios:
          ESSA EMBROMAÇÃO É COISA DE PROFISSIONAL QUE GANHA A VIDA NISTO!
          cuidado, muito cuidado com o que deixam que enterrem na sua cabeça!
          é coisa complexa mesmo de quem mexe com subliminar das pessoas!
          criem anticorpos: ESTUDEM!

          12+
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:45

            inclusive não acreditem em nada do que eu falo ou o CA
            vejam por vcs mesmos,
            vão às fontes originais das coisas, pesquisem
            o CA eu particularmente já saquei o nível que ele entra, tem pra mim a credibildiade que eu lhe dou, mas vcs, percorram os mesmo caminhos
            abram os mesmos arquivos que o CA abriu
            Ou se preferir vivam de fofoca do vizinho
            só depois não reclamem

            9+
            • avatar
  • Carlos 6 de dezembro de 2016 at 07:57

    OFF – Para as “Alices” que acreditam que o bananistão vai.

    https://oinsurgente.org/2016/12/06/o-resultado-da-exigencia-na-educacao/

    China, Indonésia, Argentina, Vietnam, países da ex URSS, mais baratos, com melhor produtividade e muito melhor educados do que os bananences.
    Até intendo que é muito arriscado o investimento na China mas tem um vários países com situação similar, mais baratos, educados e interessantes de investir.
    E mais uma coisa, por que investir agora se podem esperar mais um pouco e comprar tudo muito mais barato e com um cenário político mais estável (ou não)?

    7+
    • avatar
  • Alemon Fritz 6 de dezembro de 2016 at 08:22

    na Praia (PR e SC), verao vai ser pra pior do que 2016..

    Crise Segura preço do Aluguel
    http://maringa.odiario.com/imoveis/2016/12/crise-segura-preco-do-aluguel/2294969/

    3+
    • avatar
  • Alemon Fritz 6 de dezembro de 2016 at 08:33

    “Governo do Estado autoriza Suape a vender terrenos para empresas”
    Interessados terão DESCONTO sobre o valor de mercado do imóvel
    ..podendo chegar a 70% !!!
    vale por 2 anos, a”idéia” agora é atrair empresas ancora, após 3 anos de queda…

    http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/economia/pernambuco/noticia/2016/12/06/governo-do-estado-autoriza-suape-a-vender-terrenos-para-empresas-262721.php

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 6 de dezembro de 2016 at 08:35

    Bolhas imobiliárias AMORINIANAS

    De acordo com o Ricardo Amorim, não é possível ocorrer uma bolha imobiliária enquanto a dívida imobiliário estiver abaixo de 50% do PIB

    Estava vendo a bolha russa, que estourou em 2006-2007, que a participação da dívida imobiliária no PIB era de menos de 10%.

    http://www.globalpropertyguide.com/Europe/Russia/Price-History

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Awulll 6 de dezembro de 2016 at 09:27

      Eu quero que o setor imobiliário propague e divulgue o que brada o ricardinho.
      Quero que ele continue por muitos anos a ajudar a produzir fernandos em larga escala.
      Paguem meus juros e recebam minhas propostas indecentes de 60% off seus incautos!

      8+
      • avatar
      • avatar
    • CA 6 de dezembro de 2016 at 10:18

      Cesar_DF,

      Pergunte ao Amorinha e ao Thiago FM, fiel discípulo dele, porque o percentual do crédito imobiliário contratado teria que ter alcançado um determinado patamar para caracterizar uma bolha imobiliária e porque eles concluíram isto.

      A primeira e ÚNICA resposta que eles darão, é que foi assim em todos os outros países.

      Na prática, quais as falhas de conteúdo e de lógica quanto ao que consta acima:

      Falha de conteúdo: o caso da Rússia que você mencionou. A bolha dos flats, que ocorreu em São Paulo cerca de 15 anos atrás, é outro exemplo: tivemos queda de 50% nos preços dos imóveis, mas quanto tínhamos mesmo de participação do crédito imobiliário no PIB???

      Falha de lógica: oras, se todos sabiam que este era um “indicador” comum nos países que tiveram explosão de bolha imobiliária, eles iriam replicar exatamente o mesmo esquema? Claro que não! É por isto que no Brasil foi criado todo o esquema de vendas FALSAS na planta com toda a previsão feita neste blog desde 2012 quanto a explosão de distratos e quebra de construtoras (que Thiago FM e Amorinha FINGEM que não veem, mascaram e MENTEM fazendo de conta que os distratos se tornaram uma aberração só a partir de 2014, que não tinham relação com vendas FALSAS e que a galera daqui era VIDENTE em prever que isto ia ocorrer ANOS ANTES). Também foi pelo mesmo motivo que na China temos um volume absurdo de empréstimos imobiliários vinculados ao “mercado sombra”, que não entra nas estatísticas oficiais.

      O que consta acima, sobre mudar o “modus operandi” ao replicar um golpe de um país para o outro, também é aplicável quanto ao índice de preços criado em Londres durante o inflar da bolha imobiliária por lá, no qual o FINGE ZAP se baseou, tendo como referência preços digitados na Internet e não valores negociados. Tudo sempre no mesmo esquema de mudar um pouco o golpe aplicado, para não ser desmascarado com facilidade, para dar uma aura de “credibilidade” e assim pegar o volume necessário de trouxas. O pior são pessoas que frequentam aqui HÁ ANOS, já viram uma infinidade de evidências que demonstram isto e ainda tem a CARA-DE-PAU de FINGIREM que não viram…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 6 de dezembro de 2016 at 10:39

        CA
        Acho que seria o correto dizer que BOLHAS IMOBILIÁRIAS impactam o mercado financeiro a partir do momento que o crédito imobiliário é maior que 50% do PIB.

        Porque tem muito “ixpessialista” que acha que só existe bolha quando os bancos quebram.

        Bolha brasileira de FLATS, bolha das empresas dotcom, bolha imobiliária japonesa, não quebraram bancos.

        Pois podem ocorrer bolhas imobiliárias que não impactam em nada o mercado financeiro, porque a bolha não foi inflada com recursos bancários.

        No caso jabuticabense brasileiro, as incorporadoras se capitalizaram fazendo IPO, compraram um enorme landbank já provocando uma inflação de terrenos, depois venderam imóveis na planta, para entregar 3-4 anos depois.

        Ou seja, conseguiram provocar um descolamento entre a renda e o valor dos imóveis sem pesar demais no mercado financeiro.

        E mesmo assim tanto a dívida imobiliária em relação ao PIB como o grau de endividamento das famílias aumentou absurdamente de 2005 a 2013

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 6 de dezembro de 2016 at 11:17

          Cesar_DF,

          Perfeito, é isto mesmo. Eles distorcem para juntar tudo em um balaio só. A “lógica” deles é: só tem bolha imobiliária se afetar seriamente o sistema financeiro OFICIAL do país, se não destruir, não é bolha. Por que? Porque eles querem e é conveniente manipular a realidade desta forma, só isto. Não esqueça que na China criaram um sistema financeiro PARALELO só para fugir deste conceito, isto não elimina a destruição em larga escala da economia, só faz com que a ANOMALIA fique mais MASCARADA e seja menos combatida, com isto, causando uma destruição muito maior no final, apenas isto…

          14+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Cesar_DF 6 de dezembro de 2016 at 08:49

    Já viram este cenário?
    Queda no valor das comodities (gas e petróleo)
    Dolar subiu 78%
    Aumento na inflação de 6% para 15%
    Taxa de juros foi a 14%
    Venda de carros caiu 43%
    Queda de 4.6% no PIB
    78% dos imóveis vendidos com “descontos”
    Queda de 36% no valor dos imóveis

    Faz 9 anos que o o valor dos imóveis estão em queda, e a previsão é que continuem ainda por um bom tempo.
    Uma eventual deterioração da relação EUA-China poderá ser benéfica a Russia.
    http://www.globalpropertyguide.com/Europe/Russia/Price-History
    http://www.tradingeconomics.com/russia/gdp

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 6 de dezembro de 2016 at 09:05

    seu Infiel!!
    ele estudou 509 cidades, sendo 11 brasileiras e uma do Acre, de 123,4 países do sistema solar, desde 1901 e comparou com a produção de pregos e bidês usando como base os países com listras nas Bandeiras. refaça sua análise..

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Antigo 6 de dezembro de 2016 at 10:20

    Eu me senti burro, pois deu uma preguiça enorme de ler esse documento. Pareceu muito maçante.

    São necessários tantos números mesmo?

    O desemprego está crescente
    As famílias estão com dívidas
    Multiplicam-se as placas de aluga-se e vende-se, descoloridas pelo sol de tanto tempo expostas
    O comércio vai mal
    As principais construtoras/incorporadoras estão a beira do colapso
    Produção industrial não reage
    Nossos principais produtos de exportação estão com preço baixo no mercado internacional
    Estamos vivendo, segundo alguns, a pior crise econômica do Brasil
    Nossa educação nunca esteve pior
    Estados e municípios à beira da falência
    Instituições da república falidas: Sai presidente da república, sai presidente da câmara, afasta presidente do senado
    Investigações envolvendo membros de cortes superiores como STF e TCU
    Essa instabilidade afasta qualquer possibilidade de investimento externo

    Diante de tantos problemas, alguma pessoa seria capaz de imaginar um cenário que os imóveis vão manter o preço? Eu não vejo possibilidade.
    Diante de tantos problemas, alguma pessoa seria capaz de imaginar que não vamos ter excelentes oportunidades de comprar um imóvel com 50% a 60% de desconto de pessoas endividadas? Eu tenho certeza que teremos.
    Diante de tantos problemas, alguma pessoa seria capaz de ser otimista? Só o Amorinha.
    Diante de tantos problemas, vale a pena fazer tanto esforço para defender o amor pelos tijolos? Eu não acho.

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • chigo 6 de dezembro de 2016 at 11:48

      Tenho certa dúvida sobre estes descontos de 50%. Tento comprar um apartamento, ou casa ou terreno há 5 anos no Vale do Sinos (RS). De lá para cá somente aumentam os preços. As cidades estão lotadas de predios novos e ainda em construção. Mas nada de preços cederem. Parece que os imóveis são mesmo de estimação. Ou que as construtoras locais se capitalizaram tanto que continuam construindo na esperança de alguma hora venderem. A crise ainda vai ter que se estender além de 2018 para vermos realmente bons descontos. A não ser que ocorra uma enxurrada de quebradeiras no setor e aí bata o desespero.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 6 de dezembro de 2016 at 11:52

        Sim, pode demorar. Mas como as perspectivas de melhora para o país não são boas, acredito que vai haver descontos dessa magnitude. É muita empresa quebrando, é muita gente endividada. Chega uma hora que vão ter que converter o imóvel em dinheiro para atender necessidades básicas. Aí aparecem as oportunidades.

        6+
      • job 6 de dezembro de 2016 at 12:11

        Chigo, como diz o CA, ninguém baixa preço porque quer, e sim pq precisa. Pode ter certeza que no momento que a corda apertar pros propretários da sua cidade, eles vão baixar muito inclusive no preço anunciado. Aliás, você pode não estar vendo baixa nos preços anunciados, mas certamente deve ter descontinhos de 30% ou mais na sua cidade. Sempre vão ter casos de quem não precisa vender e é orgulhoso (não negocia valor) e burro (custo de oportunidade).
        Também deve tar acontecendo muitos casos na sua cidade mais ou menos assim, meu apartamento não alugou nem vendeu nos últimos 6 meses, mas valorizou 30%, estava valendo R$350k, mas eu como precisava de grana, o vendi por R$250k.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Minions 6 de dezembro de 2016 at 13:56

      Excelente resumo, Antigo! “Mitou”
      Eu tenho a oportunidade de, quase diariamente, conversar com contabilistas e o que sempre ouço é: “sangue jorrando” aos montes. Essa é a economia da vida real que nenhuma estatística mostra.

      10+
      • avatar
  • Alemon Fritz 6 de dezembro de 2016 at 10:30

    um ditado espanhol da Burbuja dizia:
    ‘ quanto mais defendem e negam, maior a bolha é”
    os próprios Leman Brothers negaram por 3 anos qualquer irregularidade nos seus cds e cdos

    9+
    • avatar
  • Anonymous 6 de dezembro de 2016 at 10:30

    Thiago FM,

    Acho que voce deve “procurar sua turma”, pois ela não é composta dos frequentadores deste BLOG.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 6 de dezembro de 2016 at 11:14

      Anonymous,

      Sem dúvida! Para começar, pela deturpação de dados de forma intensa. Só para complementar o que você colocou em comentário no início deste tópico, sobre a absurda desproporção entre preços dos imóveis e renda no Brasil versus o equivalente nos EUA:

      1) Observe que no trabalho de Thiago FM, ele fala sobre o crescimento do salário mínimo, que não tem NENHUMA relação com os preços ABUSIVOS dos imóveis. Por acaso alguém que tem o salário baseado no mínimo compra imóveis que em mais de 70% dos casos tem preços ANUNCIADOS superiores a R$ 400 mil???

      2) Em outro ponto do trabalho, Thiago FM fala sobre o crescimento da massa de rendimentos nominal. Massa de rendimentos? Onde está a estratificação que demonstra que menos de 10% da população teria condições de comprar mais de 70% dos imóveis anunciados com preços acima de R$ 400 mil?

      3) Onde no trabalho de Thiago FM ele demonstra que existe algo que seja normal no fato do preço dos imóveis ter crescido em termos reais mais que o triplo da renda, mais que o dobro do custo de construção e mais de 50% acima do custo do aluguel? Onde ele demonstra que alguma vez na vida isto já aconteceu no Brasil nesta proporção e velocidade? Ele não demonstra, simplesmente porque não existe esta referência. Não demonstra porque seria MAIS UMA EVIDÊNCIA, dentre as várias que constam no próprio trabalho dele, de que não é uma situação cíclica como ele conclui, de forma totalmente ilógica em relação ao conteúdo do próprio trabalho dele.

      Outros pontos (só amostras, tem muito mais):

      4) Referência sobre distratos do SECOVI SP que teriam disparado de forma anormal só a partir de 2014 que constam no trabalho dele: em uma infinidade de documentos publicados apresentei o racional e evidências sobre a disparada anormal dos distratos a partir de 2011, citei em vários deles a referência que é de domínio público, todos podem acessar. Onde está a referência dele? Cadê o link da pesquisa do SECOVI SP que já solicitei para ele? Por que embora eu tenha pedido várias vezes esta informação, ele foge dela e inclusive FINGE que não vê, será que é porque sabe que é MENTIRA a informação que ele publicou e que a anormalidade dos distratos NÃO se iniciou em 2014? Será que não é porque ele sabe que se falamos disto desde 2012 (Sérgio Eng), não era porque somos “adivinhos”, mas sim porque já haviam fatos e dados que demonstravam isto desde então?

      5) Tem um gráfico em que ele fala sobre uma suposta correlação entre o sucesso do segmento imobiliário e os juros. De novo, por aqui isto já foi apresentado uma infinidade de vezes: 2012 foi o ano em que tivemos a menor SELIC de todos os tempos, segundo o racional de Thiago FM, deveríamos ter tido um resultado excepcional para o segmento imobiliário, não é mesmo? Vejamos MAIS UMA VEZ, os fatos e dados referentes a 2012. Aliás, o que aconteceu mesmo em 2012? Foi o ano em que os distratos MAIS DO QUE DOBRARAM, ultrapassando os R$ 5 BILHÕES, só na avaliação de 12 construtoras com Ações na BOVESPA, esta foi a causa REAL desta derrocada absurda que consta abaixo!

      http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2013/04/construtoras-tem-prejuizo-e-estoque-de-imoveis-sobe-43-em-2012.html

      Trechos do link acima, sobre os “brilhantes” resultados do segmento imobiliário no ano que tivemos a menor SELIC de nossa história, com base em análise da Austin Rating quanto aos resultados de 12 construtoras com Ações na BOVESPA:

      “O faturamento total recuou 30%”

      “O número de unidades lançadas caiu 42,3% em 2012 em relação a 2011.”

      “As vendas do conjunto de empresas também caíram mais de 20% em volume e em unidades.”

      “O estoque dobrou em unidades”

      “No conjunto, esse grupo de construtoras reverteu o lucro obtido em 2011, de R$ 1,87 bilhão, para um prejuízo de R$ 1,42 bilhão em 2012.”

      Agora complemento sobre a informação dos distratos, que o Thiago FM SEMPRE FINGE IGNORAR, quanto a análise de 12 construtoras que tem Ações na BOVESPA, sempre buscando de todas elas o quanto apontaram de distratos, as que não menciono são aquelas que não relataram distratos no ano em questão:

      até 2010: distratos irrelevantes, sequer mencionados nos relatórios oficiais das construtoras
      2011: distratos de PDG, Gafisa e Brookfield superaram os R$ 2 bilhões
      2012: distratos de PDG, Gafisa, Brookfield, Viver e Rossi superaram os R$ 2 bilhões
      2013: distratos acima de R$ 5 bilhões, as construtoras anteriores e mais algumas
      2014: distratos em patamar um pouco acima de 2013, de novo, as construtoras anteriores e mais algumas
      2015: distratos passaram de R$ 7 bilhões, idem, anteriores e mais algumas
      2016: distratos até setembro passaram dos R$ 5 bilhões, até o final do ano com certeza não passarão de R$ 9 bilhões (oficialmente é provável que fique próximo do montante de 2015). Mantido o grupo de construtoras que apresentaram distratos ANORMAIS.

      O que consta acima, pode ser conferido nos relatórios de resultados trimestrais destas construtoras referentes ao trimestre final do ano ou no caso de 2016, referente aos dados do terceiro trimestre que traz o acumulado até setembro/2016. Acessar o site oficial da construtora, página de relação com investidores ou RI, abrir o relatório trimestral e buscar por distrato ou cancelamento. No caso da Gafisa, consultar por unidade de negócios (Tenda, Gafisa ou Alphaville se dado anterior a 2013).

      “Coincidência” que no ano de 2012 tivemos a derrocada acima do segmento imobiliário? Bem no ano em que os distratos tiveram seu maior aumento percentual ATÉ HOJE??? Detalhes: em 2012 ainda tínhamos crescimento no PIB, nos empregos, na oferta de crédito imobiliário, o governo brasileiro ainda estimulava bancos públicos a reduzirem ao máximo o juros do crédito imobiliário e facilitar ao máximo as concessões, a SELIC nunca esteve tão baixa, o governo pedalava mais do que nunca para tentar estimular a economia, dentre uma infinidade de fatores que eram mais favoráveis naquele ano do que de 2014 em diante, o que desmente de forma clara e inequívoca a teoria de Thiago FM de que as causas para derrocada e distratos do segmento imobiliário são vinculadas principalmente e como consequência da derrocada na economia e que só teriam se tornado anormais a partir de 2014. Isto foi explicado e DEMONSTRADO como consta acima diversas vezes para ele, por que ele insiste em FINGIR que não sabia disto tudo???

      Tem muito mais de erros e inconsistências, sem contar falta de lógica, o que consta acima é só uma AMOSTRA…

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 6 de dezembro de 2016 at 11:53

    SP Litoral

    -Valor de aluguel para a temporada cai até 60% em comparação a 2015
    a maioria dos imóveis teve uma queda entre 9 e 60%..
    é bom alugar na praia …”para aliviar o estresse com a pressão da crise”… (kkkkkk)
    existem muitos hotéis, foi um aumento muito grande na rede hoteleira e os preços estão batendo” kkkkkkkkkkk

    http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/valor-de-aluguel-para-a-temporada-cai-ate-60-em-comparacao-a-2015/?cHash=39b6d93141606cb53aac9ad5f8d9b571

    5+
    • avatar
    • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:18

      confere: liotral norte bombando, aumento de 100%

      5+
      • avatar
      • Libertario 6 de dezembro de 2016 at 12:33

        Página 347 grafico 2 tem um porém explicando esses números.

        2+
    • Money_Addicted 6 de dezembro de 2016 at 12:26

      realmente Guaruja esta complicado, eu gosto muito de praia e aluguei um apartamento anual aqui, venceu o contrato e entregarei esse prox fds 🙂 sorte q sou bolhista, imagina se tivesse financiado o mesmo em 35 anos, como acharia um tolo maior para me livrar do abacaxi? 🙂

      e pensar q eu cheguei a analisar uma opcao d usar meu fgts para comprar um ap aqui, e como venho em media uma vez por mes apenas alugaria por temporada, nas “simulacoes” q eu fiz eu teria lucro rsrs mas como a cidade eh horrivel abandonei a ideia, novamente ser bolhista me salvou d outra enrascada

      [ ]s e PMJ

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 6 de dezembro de 2016 at 12:14

    quadrilha de corvos do dia: leiam hahha

    -Polícia investiga quadrilha que aplica golpes imobiliários em Rio Preto
    Eles oferecem terrenos com preço convidativo, pegam o dinheiro e fogem.
    a vítima fez empréstimo de 50k pelo terreno de 60k (kkkkk)
    … se não for credenciado é mais fácil ser enganado, (kkk, tipo um ato falho)

    http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2016/12/policia-investiga-quadrilha-que-aplica-golpes-imobiliarios-em-rio-preto.html

    4+
    • avatar
  • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:16

    um off político assaz curioso
    Renã caiu a pedida da REDE da marina silva, aquele partiudo dito esquerdista
    e quem mais comemorou???
    os extremistas do dito lado oposto, eu particularmente os tenho como PTralhas de farda! (incluso o autocomando não está gostando nada daquela balburdia, se o meu conhecido Lobo estivesse na ativa, cara, ia voar pena pra todo lado, mas esta história vou contar outro dia)

    em resumo: jeantas e maluconaros comemorando abraçadinhos.
    independente de ter ou não razão de renã ser um pilantra desde a tropa de choque do collor, apenas estou observando os movimentos no tabuleiro e achando assaz curiosos como certos inimigos durante o dia se amam pelas madrugadas.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:19

    Anonymous

    Thiago FM,

    Acho que voce deve “procurar sua turma”, pois ela não é composta dos frequentadores deste BLOG.

    5+

    com 20 likes por diarréia, sem duvida eles estão no lugar certo, eles estão em todo o lugar
    eu não sei o que seria de vcs se não fosse o CA, confesso queeu não tenho paciencia.
    sorrio e aceno

    12+
    • avatar
  • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:24

    socrates

    Lucas, seu comentário me parece muito pertinente.
    Confesso que não entendo muito de economia… Você poderia (se souber) sugerir algum vídeo ou livro que passe de forma simples como funciona esse esquema? Tem algo no youtube?

    1+

    tem um monte, nem todos prestam
    https://www.youtube.com/results?search_query=sistema+de+reserva+fraccionaria
    se alguém que já assistiu puder recomendar um “sem erros”
    na duvida assista todos depois pesquise por vc possíveis erros.

    2+
    • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:25

      e tome cuidado
      essas coisas pra adernar em teorias estapafurdias de conspiração é um pulo

      2+
  • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 12:26

    Lucas

    “people dont change”
    doutor house

    9+

    never

    3+
  • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 13:11

    TR news
    0,23
    recorde

    9+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 6 de dezembro de 2016 at 13:45

      huahuahuahuahuahua

      Que recorde o que véio !
      Tivemos 0,26% esse ano algumas vezes.
      e 0,25% – 06 vezes !

      10+
      • avatar
  • Buck 6 de dezembro de 2016 at 13:43

    Lucas

    TR news
    0,23
    recorde

    3+

    Lucas, teria algum artigo para explicar sobre influencia da TR sobre um tesouro direto? (Algum simulador etc etc?)
    Sou quase leigo nestes detalhes que regem títulos públicos e contratos de habitação.

    2+
    • From_The_Tower 6 de dezembro de 2016 at 13:46

      Não tem relação caro Buck.
      A TR envolve um cálculo complexo do CDB de vários bancos e depois é aplicado um redutor.
      Quer entender o Tesouro Direto?
      Veja os juros futuros – DI Futuro – eu olho o DI de 2021
      Código do ativo: D1F21 – jogue em qualquer home broker e veja a correlação !

      4+
      • From_The_Tower 6 de dezembro de 2016 at 13:50

        e a incidência da TR muda de banco para banco nos contratos dos mutuários. Uns corrigem o saldo devedor em um período mais e alguns como a CEF fazem uma média e vão jogando nas parcelinhas.

        1+
        • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 14:17

          complementando
          Buck. TR só existe no BR, é uma espécie de seguro que os bancos fizeram contra a loucura que é esse país, para garantir que nunca será possível arbitrar juros, leia-se ganhar do banco no jogo deles, leia-se ganhar mais juros que o próprio banco, leia-se fernandar. O calculo é quase mais misterioso que os assuntos do clube bildeberg, e ainda possui um redutor que pode ser alterado por decreto da noite pro dia.
          Ela serve pra fazer a correção monetária, leia-se juros sobre juros com nome pomposo
          Ela é base do calculoda poupança TR+0,5%
          Ela é usada para corrigir 100% dos contratos imobiliarios e como não é juros, ela não entra na conta do juros+seguros+taxas, o tal CET
          Eles simplesmente pegam o quanto vc emprestou multiplica pelo CET contratado + TR vezes o período, daí dá um saldo devedor que a valor presente é o tanto que vc emprestou mas se vc somar as parcelas vai ver que é um valor assombroso, esse que eles pegam e dividem pelo numero de parcelas, daí quando a TR sobe esse valor assombroso dispara pelo efeito dos anos e juros sobre juros, que dividido pelas parcelas parece pouco mas não é

          O TD é um título do governo, ele tem que ser atrativo porque o governo esta devendo as cuecas precisa sempre de mais e mais dinheiro pra pagar as contas, nisto a TR tem um efeito indireto de pressionar o juros pra cima dos titulos do governo, uma vez q

          10+
          • avatar
          • avatar
        • Libertario 6 de dezembro de 2016 at 14:19

          Eu diria que é mais facil fazer uma correlação dela com a falta de dinheiro na poupança.
          Como diz o Lucas a TR seria uma garantia dos bancos.
          Por isso nos anos que o governo despejou dinheiro na economia a TR esteva tao baixa.
          Mas agora…. Secou a torneira, subiu a TR.

          7+
          • avatar
        • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 14:20

          complementando
          Buck. TR só existe no BR, é uma espécie de seguro que os bancos fizeram contra a loucura que é esse país, para garantir que nunca será possível arbitrar juros, leia-se ganhar do banco no jogo deles, leia-se ganhar mais juros que o próprio banco, leia-se fernandar. O calculo é quase mais misterioso que os assuntos do clube bildeberg, e ainda possui um redutor que pode ser alterado por decreto da noite pro dia.
          Ela serve pra fazer a correção monetária, leia-se juros sobre juros com nome pomposo
          Ela é base do calculoda poupança TR+0,5%
          Ela é usada para corrigir 100% dos contratos imobiliarios e como não é juros, ela não entra na conta do juros+seguros+taxas, o tal CET
          Eles simplesmente pegam o quanto vc emprestou multiplica pelo CET contratado + TR vezes o período, daí dá um saldo devedor que a valor presente é o tanto que vc emprestou mas se vc somar as parcelas vai ver que é um valor assombroso, esse que eles pegam e dividem pelo numero de parcelas, daí quando a TR sobe esse valor assombroso dispara pelo efeito dos anos e juros sobre juros, que dividido pelas parcelas parece pouco mas não é

          O TD é um título do governo, ele tem que ser atrativo porque o governo esta devendo as cuecas precisa sempre de mais e mais dinheiro pra pagar as contas, nisto a TR tem um efeito indireto de pressionar o juros pra cima dos titulos do governo, uma vez que é o mercado que na verdade controla a TR e por vias indiretas o BC, numa aliança com o governo, são autonomos mas nem tanto, são concursados mas só sobem com costas quentes de cá e de lá.

          É esse o jogo.
          e nesse jogo do jeito que as coisas estão é muito conveniente estar do lado recebedor
          quando e se 1 dia as coisas se acertarem aí vou falar, especuladores vão tomar no c seus malditos preguiçosos, invistam, trabalhem, produzam. Este dia está cada dia mais longe. Volta Renã. kkkk

          7+
          • avatar
        • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 14:30

          kkkk
          bomba bomba
          renã deu uma banana pro marcaurélio
          e digo mais, o diabo é o diabo não pq é mal, mas pq é velho, ele sabe que a decisão não se sustenta no plenário.
          voando merda pra todo lado em brasília
          já sabem né, sem reformas, sem teto, voa quem mesmo???
          responde aí padeiro…

          11+
          • avatar
          • avatar
  • From_The_Tower 6 de dezembro de 2016 at 13:47

    Anonymous, bom te rever por aqui !
    😉

    10+
    • avatar
  • Moreira 6 de dezembro de 2016 at 13:48
    • From_The_Tower 6 de dezembro de 2016 at 13:51

      Ele está fazendo a média no mês de dezembro de 2016.
      Se continuar assim… irá passar a TR anual de 2006.
      Será a maior TR anual em 10 anos !
      Avoa , sua linda !!!

      6+
      • From_The_Tower 6 de dezembro de 2016 at 13:51

        2,0377 % (2006)

        3+
  • Cesar_DF 6 de dezembro de 2016 at 14:10

    Produção de veículos cresce 21,8%, mas vendas caem 8,7% em novembro

    http://istoe.com.br/producao-de-veiculos-cresce-218-mas-vendas-caem-87-em-novembro-diz-anfavea/

    4+
    • avatar
  • Moreira 6 de dezembro de 2016 at 14:11

    CVR 1 –

    colega de trabalho acaba de retornar de férias (Europa – região $$$$) e me disse que está puta com a notícia de reforma da previdência, em especial com a proposta do Temer de extinguir a paridade, mesmo tendo entrado no serviço público antes de 2003, com os ativos.

    Motivo para preocupar realmente ela tem: financiou 400K a 12% ao ano junto a um banco privado para compra de um bolhudinho no noroeste (duplex, kkkk).

    CVR 2 –

    antigo colega de farra, hoje escriturário na CEF, me liga ontem me falando de oportunidade de negócio. Sabendo que tenho uma grana (por aí), me perguntou se não queria entrar num empreendimento em fase de acabamento. Segundo ele é uma oportunidade fácil, fácil de ganhar – PELO MENOS – 50% quando estiver pronto. Trata-se da construção de algumas unidades residenciais. Certamente, quem iniciou a obra quebrou e estar atrás de alguns desavisados para entrar na roubada. Ele me disse que já tem algumas unidades no empreendimento e que está precisando juntar alguns investidores. a cada duas palavras, uma era “lucro certo”, kkkkkkk. Além do mais, me disse que nessa crise está “MEXENDO DALI, MEXENDO DAKI e que não pode ficar parado”, kkkkkk. Detalhe, ele defendeu o sucesso do “investimento” com base no fato de que ele seria um agente facilitador dentro da caixa. Mantive-me em silêncio o tempo todo e – ao que me parece – soou ensurdecedor. Exercitei a pouquíssima sabedoria e paciência de que disponho e – quando a voz dele silenciou no telefone – apenas disse: estou fora de negócio, parceria, lucro certo, contato com facilitador e cada vez mais distante de imóveis!

    O cara silenciou novamente, sabe aqueles 3 segundos em que ngm fala numa ligação, foi exatamente isso que ocorreu. A ligação acabou ele sugerindo um almoço ou cervejinha para papear. Disse pra marcarmos no final de janeiro, pois passarei algumas semanas na praia!

    37+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Master Yi 6 de dezembro de 2016 at 15:02

      kkkkkk boa!!

      4+
      • avatar
    • Money_Addicted 6 de dezembro de 2016 at 15:11

      o q agt sempre fala aqui, limite ao max as pessoas q sabem q vc tem dinheiro (por ai) qdo o encontrar diga q vc comprou um bolhudo na planta e deu todo o dinheiro q vc tinha como entrada, vai saber qual vai ser o prox investimento desse seu colega qdo ele falir

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 6 de dezembro de 2016 at 21:47

        fala sobre isso, tenho um CVR, esses dias fui pego de “surpresa” e quase entreguei rs

        dxei o carro para fazer um reparo na funilaria e o funileiro veio entregar e fomos no banco sacar o dinheiro (detalhe q negocio um bom desconto a vista) ai conversa vem conversa vai ele pergunta como estao as coisas, a crise, etc esse papinho d sempre.

        eu soltei …eu nao passo por crise nao (nao com essas palavras, mas nesse sentid) mas ai passou um pouco eu consertei (ao menos tentei) e falei q clt nao senti crise ou ta empregado ou desempregado e q alguns colegas tinha sido mandado embora e q tava com medo de ser o prox.

        espero q tenha colado rs

        [ ]s

        2+
        • avatar
  • Minions 6 de dezembro de 2016 at 14:21

    Tirei um tempinho para fazer uma simulação no site da Caixa e algumas continhas básicas:

    Valor do imóvel R$ 700.000,00
    Valor da entrada R$ 200.000,00
    Valor de financiamento R$ 500.000,00
    Prazo 360 meses
    Juros 9,7978% a.a
    CET – Custo Efetivo Total 11,1042%
    CESH – Custo Efetivo do Seguro Habitacional 4,4287%

    Nº Vencimento Prestação Seguro/FGHAB Tarifas Encargo Saldo Devedor
    1 06/01/2017 R$ 5.471,31 R$ 171,27 R$ 25,00 R$ 5.667,58 R$ 498.611,11
    2 06/02/2017 R$ 5.459,97 R$ 170,95 R$ 25,00 R$ 5.655,92 R$ 497.222,22
    3 06/03/2017 R$ 5.448,63 R$ 170,62 R$ 25,00 R$ 5.644,25 R$ 495.833,33
    4 06/04/2017 R$ 5.437,29 R$ 170,30 R$ 25,00 R$ 5.632,59 R$ 494.444,44
    5 06/05/2017 R$ 5.425,95 R$ 169,97 R$ 25,00 R$ 5.620,92 R$ 493.055,55
    6 06/06/2017 R$ 5.414,61 R$ 169,65 R$ 25,00 R$ 5.609,26 R$ 491.666,66
    7 06/07/2017 R$ 5.403,27 R$ 169,32 R$ 25,00 R$ 5.597,59 R$ 490.277,77
    8 06/08/2017 R$ 5.391,93 R$ 169,00 R$ 25,00 R$ 5.585,93 R$ 488.888,88
    9 06/09/2017 R$ 5.380,59 R$ 168,67 R$ 25,00 R$ 5.574,26 R$ 487.499,99
    10 06/10/2017 R$ 5.369,25 R$ 168,35 R$ 25,00 R$ 5.562,60 R$ 486.111,10
    11 06/11/2017 R$ 5.357,91 R$ 168,02 R$ 25,00 R$ 5.550,93 R$ 484.722,21
    12 06/12/2017 R$ 5.346,57 R$ 167,70 R$ 25,00 R$ 5.539,27 R$ 483.333,32

    13 06/01/2018 R$ 5.335,23 R$ 167,37 R$ 25,00 R$ 5.527,60 R$ 481.944,43*

    *Aqui entra a sacanagem da CAIXA: como o índice da TR é “futuro” a CAIXA não inclui na simulação a correção que o saldo devedor tem NA DATA DE SEU ANIVERSÁRIO! Ou seja, a famosa T.R.

    Se o aniversário do contrato fosse hoje, com T.R. em 2% a.a., o saldo devedor seria reajustado para R$ 492.999,66.
    Fazendo as contas: em 12 meses o motumbado pagou R$ 64.907,28 e o saldo devedor foi abatido em R$ 7000,34, ou seja, R$ 57906,94 de juros e encargos.

    FERNANDO, EU TE AMO!!!

    51+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 14:35

      o mais legal de tudo é que o banco cobra da pessoa o seguro do imóvel que na verdade é do banco.

      28+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Minions 6 de dezembro de 2016 at 14:42

        E ainda cobram a “reciprocidade” de 3% a 5% do valor do financiamento em produtos (seguros e capitalização).
        Começando a ficar com dó…

        18+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Ilusionista 6 de dezembro de 2016 at 15:33

          não esquecer do brinde da CEF
          o Construcred 240 parcelinhas para o acabamento e decoração…

          9+
          • avatar
          • avatar
      • Money_Addicted 6 de dezembro de 2016 at 15:14

        kkk sao brilhantes 🙂

        9+
        • avatar
        • avatar
    • Lord of All 6 de dezembro de 2016 at 15:16

      Mas para os fernandos “quem compra terra não erra”, e é “melhor morar no que é meu [sic] do que no dos outros”.

      10+
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 14:35

    Lucas

    kkkk
    bomba bomba
    renã deu uma banana pro marcaurélio
    e digo mais, o diabo é o diabo não pq é mal, mas pq é velho, ele sabe que a decisão não se sustenta no plenário.
    voando merda pra todo lado em brasília
    já sabem né, sem reformas, sem teto, voa quem mesmo???
    responde aí padeiro…

    0
    4+
    • avatar
    • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 14:57

      senado fechado pra reformas
      depois de amanhã reabre
      sob nova direção
      ou não…
      kkkkk

      8+
      • avatar
      • avatar
      • FabianoSJC 6 de dezembro de 2016 at 15:59

        Isso é muito sério é uma ruptura escancarada dos 3 poderes , resumindo não somos mais nem uma republica das bananas pois para ser uma republica é preciso harmonia dos 3 poderes.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CarlosL 6 de dezembro de 2016 at 16:21

          Alguém imaginava um final de ano como esse ?

          Eu pelo menos, não…

          5+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 17:37

            assista as diferentes versõs do mesmo fato pela netosfera
            é muito divertido
            do mão peludo safado ele lançou uma ótema: os coxinha golpista se perderam dentro do golpe, não sabe o que fazer.

            Vcs tem duvida da volta de lula em 2018?
            eu vou te falar mais: é DO interesse da dita “ultradireita” manter esse risco VIVO!

            6+
            • avatar
            • avatar
  • JJJ_brasilia 6 de dezembro de 2016 at 15:23

    CVR

    Recebi a pouco um e-mail da corretora de valores sobre Oferta Pública Inicial de Ações, sabem qual empresa? TENDA, kkkkk

    Alguém se habilita? Eu não!!! KKKKKK

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Coelho da pascoa 6 de dezembro de 2016 at 15:39

      Sei lá, olha só esta notícia estranha de rodapé de jornal que saiu no Valor, não entendi nada mas resolvi postar…

      02/12/2016 às 10h31
      Lopes devolve corretora de imóveis a ex-donos por R$ 1 mil
      Por Rodrigo Rocha | Valor SÃO PAULO

      A Lopes Consultoria de Imóveis informou nesta sexta-feira, em comunicado, a extinção de sua relação societária com os acionistas fundadores da Local Consultoria de Imóveis, cuja participação de 55% foi adquirida em 2010 por R$ 25,6 milhões.

      A decisão foi comunicada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O valor estabelecido para a alienação foi de R$ 1 mil, que corresponde ao preço de exercício da opção de venda, conforme cláusula estabelecida na época da aquisição. A Local passará a atuar no modelo de imobiliária associada ao Grupo Lopes.

      http://www.valor.com.br/empresas/4794349/lopes-devolve-corretora-de-imoveis-ex-donos-por-r-1-mil

      7+
      • avatar
  • Ilusionista 6 de dezembro de 2016 at 15:28

    motumbada no povão…

    Reforma da previdência, para receber 100% (média das maiores contribuições desde 94), terá que começar a contribuir desde os 16 anos e nunca deixar de pagar até os 65 anos, levando-se em conta que em cinco décadas, virão muitos anos de crise com alto índice de desemprego, muitos ficarão meses ou anos desempregados ou na informalidade sem contribuir, poucos sobreviventes irão conseguir tal façanha…..
    trabalhadores braçais, os que exercem atividades penosas, agricultores e demais em que a média de vida é menos de 55 anos, ficam de fora desta conta.

    http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/12/06/trabalhador-tera-de-contribuir-49-anos-para-receber-100-da-aposentadoria.htm

    6+
    • avatar
    • Money_Addicted 6 de dezembro de 2016 at 15:31

      esse povo ignorante merece, obviamente q respinga em nos mas f*@&-se

      6+
      • avatar
    • tmarabo 6 de dezembro de 2016 at 15:59

      eu só acredito lendo o texto da proposta. estas reportagens mentem muito.

      2+
    • Ilusionista 6 de dezembro de 2016 at 16:15

      “trabalhadores braçais, os que exercem atividades penosas, agricultores e demais em que a média de vida é menos de 55 anos, ficam de fora desta conta”.

      bem assim, só servirão para contribuir, morrerão bem antes….

      5+
    • Master Yi 6 de dezembro de 2016 at 16:20

      Não passa hoje. Mas um dia passará. Com expectativa de vida aumentando e a o crescimento populacional se estabilizando, alguma coisa tem que acontecer com a previdência, mais cedo ou mais tarde.

      4+
      • avatar
      • fanfarraum 6 de dezembro de 2016 at 16:30

        O problema é querer que o trabalhador braçal do norte/nordeste realmente viva muito além dos 65.
        Expectativda de vida no Maranão é de 70 anos.

        3+
        • Master Yi 6 de dezembro de 2016 at 16:38

          Obviamente deve haver um equilíbrio no cálculo para a aposentadoria com base nas atividades laborais desempenhadas. Não estou apoiando a proposta, até porque nem a li, mas é fato que a previdência deve ser reestruturada, e com isso eu concordo.

          2+
  • reznor 6 de dezembro de 2016 at 16:29

    Pessoal, a previdência social no Brasiu logo logo vai se tornar o pote de ouro no fim do arco-íris.
    Você até enxerga o espectro de cores, mas nunca vai botar a mão no tesouro.
    Quanto mais cedo vocês realizarem isso, melhor torna-se-ão suas vidas [Temer mode on] kkkkk

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • fanfarraum 6 de dezembro de 2016 at 16:31

    http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/12/maranhenses-tem-menor-expectativa-de-vida-do-brasil.html

    O estudo também aponta que as mulheres vivem em média 7 anos a mais que os homens, com uma expectativa de cerca de 78 anos, enquanto eles vivem em média 71 anos.
    No Maranhão, a diferença é ainda maior. As mulheres vivem 74 anos em média, enquanto os homens vivem pouco mais de 66 anos.

    4+
    • avatar
    • avatar
    • fanfarraum 6 de dezembro de 2016 at 16:33

      O homem “médio” do Maranhão tem que trabalhar, ininterruptamente, dos 16 aos 65 anos para se aposentar com os 100%.
      Morre um ano depois.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 6 de dezembro de 2016 at 17:34

        E AINDA assim vai continuar dando prejuizo pra previdencia

        9+
        • avatar
        • avatar
      • Bellerian 6 de dezembro de 2016 at 21:17

        Fanfarraum, esta que você postou é a expectativa de vida ao nascer… que, por sinal, é muito influenciada por doenças em recém nascidos e probabilidade de morte violenta dos jovens. A expectativa de sobrevida de quem alcança os 65 anos é bem maior… 16 a 20 anos, na média do Brasil

        2+
        • fanfarraum 7 de dezembro de 2016 at 07:49

          Um trabalhado do Maranhão, trabalhar dos 16 aos 65 (ininterruptamente), e viver depois disso 20 anos a mais?
          Nem a pau.
          Desculpa, mas nem a pau.

          4+
          • avatar
  • claudio 6 de dezembro de 2016 at 16:37

    direitos adquiridos o temer falou que nao vai mudar, imagino ele pensando nele, kkkkk, 40 anos de trabalho dos 20 aos 60 , sem desemprego, é muita utopia já, mas 49 anos trabalhando esquece, nunca seremos aposentados….

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Baby Boy 6 de dezembro de 2016 at 18:17

    Quando o Obama disse que o Lula is the MAN!…
    não sabia que iria levar ao pé da letra
    https://www.youtube.com/watch?v=7GN0PjwkEVw
    No ano que vem quando a impressora de dolar parar, o motumbo vai atravessar o furico de
    todos 666 no mundo inteiro com sua de luz de sabre.

    RIP capitalismo….que venha a a era do escambo..

    5+
    • avatar
    • Baby Boy 6 de dezembro de 2016 at 19:07

      OBS: A Anistia e Repatriação dos dolares negros da banania ocorrido este final de ano foi uma mera coincidência.

      3+
  • CA 6 de dezembro de 2016 at 20:45

    Bem mais acima, uma pessoa que confessou que sequer havia lido o tópico de hoje o defendeu, sob o argumento que precisamos de opiniões diferentes, “pluralidade de ideias”. Vejamos:

    1) O conteúdo do tópico de hoje está 100% alinhado com tudo que o Ricardo Amorin e a mídia de forma geral tem defendido, em espaços que ocupam 99,9% dos meios de comunicação. Repetir o que já está em 99,9% dos meios de comunicação é “pluralidade de idéias”? Se é, mesmo assim é totalmente desnecessário, pois diariamente temos tópicos que trazem artigos com a mesma abordagem do topico de hoje e “raciocínio lógico” onde também fingem ignorar a infinidade de evidências que os desmentem e tem sido apresentadas por aqui ao longo de ANOS…

    2) O conteúdo, suas falhas de lógica, de premissas, estatísticas furadas, etc, como estão 100% alinhados com o que a mídia apresenta, já foram DESMASCARADOS por aqui uma infinidade de vezes. O que afinal se pleiteia, que todos aqui FINJAM que não viram isto? O que dizer então do autor, que FINGE que não vê o que tem sido demonstrado aqui ao longo de ANOS, subestima a inteligência e o nivel de informação de todos e ainda tenta convencer a todos que não existe uma bolha imobiliária no Brasil, que é apenas uma questão “ciclica”, este é o comportamento de quem está respeitando a todos?

    11+
    • avatar
    • avatar
  • Antigo 6 de dezembro de 2016 at 20:48

    Pior foi terem deixado militares de fora da reforma.
    Governo até parece ter intenção de fazer algo certo, mas a pressão contra vem de todo lado.

    Atoleiro infinito.

    7+
    • avatar
  • Bellerian 6 de dezembro de 2016 at 21:17

    Fanfarraum, esta que você postou é a expectativa de vida ao nascer… que, por sinal, é muito influenciada por doenças em recém nascidos e probabilidade de morte violenta dos jovens. A expectativa de sobrevida de quem alcança os 65 anos é bem maior… 16 a 20 anos, na média do Brasil

    3+
    • avatar
    • Alemon Fritz 6 de dezembro de 2016 at 22:05

      bem, pra variar o IBG é, e a imprensa ajudam a mascarar um pequeno detalhe:
      15milhoes de pessoas estavam acima de 64 anos em 2010 (7% da pop)
      uma pessoa pode viver até 98 e uma ate 22 anos, a média vai dar 60 anos!
      que esse valor seja 10%, hoje… me parece que tem alguma coisa passando batido não é mesmo…. sua chance de estar vivo depois de 65 anos seria só de 10%

      2+
      • avatar
      • Alemon Fritz 6 de dezembro de 2016 at 23:33

        bem, o que ninguém fala é que a mortalidade de jovens é altissima (mas não falam na imprensa e IBG ee ), os brasileiros estão vivendo um pouco mais, mas também POR CAUSA da MORTALIDADE dos mais jovens entre 15 e 25 anos Por isso aqui os idosos estão aumentando mais que outros paises !! entenderam !!…
        a sobremortalidade nessa faixa de jovens é 4x maior.
        Já alerto para isso há mais de ano. : acidentes, violência, doenças… existe subregistro nessas idades pois a familia não comunica…

        6+
        • avatar
  • Cadeludo 6 de dezembro de 2016 at 21:28

    CVR
    A crise me confunde com sinais desorientados
    Aqui na metropolitana de poa lojas em postos de gasolina e lancherias lotados
    mesas atrolhadas de litrão de cerveja, multidão comendo cheese qualquer coisa
    Mas hoje é terça feira
    Só tenho certeza de uma coisa, eu não pago juros
    Façam o que quiser mas não deixem de PMJ

    9+
    • avatar
    • avatar
    • mestre dos magos 6 de dezembro de 2016 at 21:55

      O pessoal que gosta de ostentar, e estar de bem com as pessoas que convivem socialmente, só param de consumir quando estouram todos os limites disponíveis.

      6+
  • thiago fm 6 de dezembro de 2016 at 22:15

    Sobre o gráfico dos distratos

    Tentar nesse link

    http://www.secovi.com.br/files/Downloads/20161027-celso-petrucci-acigabcpdf.pdf

    Se não abrir, seguir os passos adiante:

    PASSO 1

    -acessar o link

    http://www.secovi.com.br/downloads/page/3

    PASSO 2

    – Localizar o arquivo ” Encontro Secovi do Mercado Imobiliário do Grande ABC”

    Data: 27 de outubro 2016

    Palestrante: Celso Petrucci – Economista-chefe do Secovi-SP

    Tema: Momento econômico e perspectivas de um novo mercado

    PASSO 3

    Clicar no link

    PASSO 4

    Preencher campos do POP- UP que será aberto

    Preencher nome, e-mail, UF (pode ignorar a área de atuação)

    PASSO 5

    – Ir até pag. 18

    PASSO 6

    Confirmar que eu não estava mentindo e arrumar uma desculpa quanto a metodologia utilizada, já que você mesmo monitora a evolução dos distratos através dos relatórios das construtoras

    6+
    • avatar
    • CA 7 de dezembro de 2016 at 07:09

      PASSO 1: Demonstrar que Thiago FM utilizou uma base de dados INVÁLIDA e de forma consciente, propositalmente, com a finalidade de ENGANAR as pessoas. Para demonstrar isto, utilizarei a referência do próprio Thiago FM, que é o SECOVI SP e suas pesquisas sobre venda de imóveis em São Paulo:

      LINK: http://www.secovi.com.br/files/Arquivos/pmi-fevereiro-2014.pdf

      Consta na última página do link acima:

      “PERIODO DE PÓS LANÇAMENTO: unidades à venda desde o sétimo mês até o trigésimo sexto mês.
      Depois desse período, ou seja, a partir de 37 meses após o lançamento, o estoque eventualmente
      existente é excluído da base de dados da pesquisa.”

      Thiago FM não sabe que os distratos ocorrem em sua quase totalidade após a entrega do imóvel, que é quando o “comprador” tenta fazer o financiamento imobiliário com banco e não consegue? Além de eu mesmo já estar alertando sobre isto desde 2013, temos pesquisas e notícias que dão conta desta situação, ele nunca leu nada a este respeito, nem aqui nem em outros lugares?

      Ele também não sabe que entre o prazo de lançamento, início da obra, construção, entrega, obtenção do habite-se e TENTATIVA de se obter o financiamento imobiliário e o crédito imobiliário ser recusado e ainda, a construtora “aceitar” este distrato (*), se passam mais de 36 meses na quase totalidade das situações?

      (*) pesquisem sobre a PDG: o prazo de contrato para “analisarem” um distrato é de 120 dias, no entanto, consultem no ReclameAqui e constatem que temos muitas reclamações de que o distrato está em análise há mais de 1 ano. Situação similar, em menor escala e “prazo de análise” pode ser comprovada por esta mesma fonte do ReclameAqui.

      Ele também não sabe que se o distrato é feito como regra a partir do trigésimo sétimo mês, é exatamente a partir deste momento que o imóvel entra no estoque e portanto deixa de constar na base de dados do SECOVI SP, como está claríssimo no glossário que consta acima e que consta em diversas pesquisas feitas pelo SECOVI SP?

      Vamos lá: no próximo comentário de Thiago FM (vejam abaixo) ele reclama que eu vivo reforçando sobre como funciona o esquema de vendas FALSAS na planta e do Subprime brasileiro. O que consta acima, é algo que eu SEMPRE reforcei também, como ele poderia dizer que nunca viu isto antes aqui no blog???

      Para quem ainda não entendeu: se a quase totalidade dos distratos ocorrem a partir do trigésimo sétimo mês e o dado sobre o imóvel simplesmente sai da base de dados do SECOVI SP exatamente a partir do trigésimo mês, isto significa que utilizar o SECOVI SP como referência para apurar os distratos é COMPLETAMENTE INVÁLIDO!!! O que ele obtém como dado ao utilizar os distratos do SECOVI SP, é algo “curioso”: ele consegue saber quantos distratos que fazem parte da EXCEÇÃO (feitos com imóvel lançado há menos de 36 meses) estariam ocorrendo, ou seja, se começarem a “antecipar” distratos, esta é a única informação que ele poderá ter. No entanto, destaco, ele está focando na exceção e em dado inválido por natureza, conforme o próprio glossário do SECOVI SP e mais todas as informações acima comprovam.

      Pior: como o próprio Thiago FM disse, ele mesmo já cansou de ver minhas dissertações sobre o tema. Por que mesmo assim ele insistiu em utilizar como referência o SECOVI SP, quando CLARAMENTE ele sabia que este dado era inválido? Aqui se aplica algo que ele sempre utiliza: “o fim justifica os meios”. Não importa o quanto ele tenha que mentir e enganar, o que importa é que ele convença as pessoas daquilo que ele quer. Se ele vai utilizar uma base de dados INVÁLIDA, se ele SABE disto, tudo passa a ser um mero detalhe dentro da OBSESSÃO dele em tentar provar o que acredita, por mais ilógico e inconsistente que seja, o que combina perfeitamente com o conteúdo do artigo dele que consta no tópico…

      8+
      • avatar
      • CA 7 de dezembro de 2016 at 08:16

        PASSO 2: demonstrar, através de outras informações, que a informação INVÁLIDA utilizada por Thiago FM foi consciente e proposital, com a finalidade de enganar ao pessoal do blog.

        Reforço o que já coloquei em diversos comentários acima, para os quais não só não houve nenhuma resposta sua, como ainda você fugiu do assunto e fingiu não entender:

        Quando Sérgio Eng em 2012 alertava sobre o problema das vendas na planta, que depois iriam gerar volume anormal de distratos, como ele poderia saber que isto ia acontecer só a partir de 2014, se de acordo com sua “conclusão” e os dados INVÁLIDOS do SECOVI SP, os distratos teriam se tornados anormais apenas em 2014 e em virtude da crise?

        Quando em 2013 eu alertava sobre o problema das vendas na planta, que depois iriam gerar volume anormal de distratos, como eu poderia saber que ia acontecer só em 2014 em virtude da crise?

        Sérgio Eng e eu seríamos “videntes”? “Adivinhamos” e avisamos para todos aqui do blog ANOS antes de 2014 no caso de Sérgio Eng e 1 ano antes no meu caso? É isto mesmo que você quer que os frequentadores aqui deste blog acreditem?

        “Será” que o Sérgio Eng já não estava vendo os distratos acontecerem em uma proporção anormal, afinal ele era um insider no segmento imobiliário e tinha acesso direto a estas informações?

        “Será” que eu já não estava vendo estas informações sobre os distratos anormais mediante análise de relatórios das construtoras que já demonstravam estas anormalidades desde 2011, sendo que antes de 2011 os distratos eram desprezíveis em relação ao total e nem mencionados neste relatório?

        Em vários e vários trabalhos que fiz expliquei e DEMONSTREI o que consta acima, tinha também o artigo célebre do Sérgio Eng de 2012, apesar de você ter visto tudo isto, não estranhou nem um pouco a informação que publicou no artigo do tópico, que dizia exatamente o contrário de tudo que já vinha sendo dito e reforçado neste blog ao longo de ANOS? Você realmente vai tentar fazer as pessoas acreditarem que você não sabia de tudo isto e dizer que não estranhou nem um pouco esta situação, assim como já fingiu que não sabia nada com relação as inconsistências quanto a dados do SECOVI SP que foram explicadas e DEMONSTRADAS acima? Até que ponto você acha que realmente vai continuar enganando as pessoas?

        7+
        • avatar
    • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 07:12

      Thiago fm

      Na página 6 do relatório que você indicou, mostra que no Distrito Federal teríamos 4.257 imóveis ofertados em junho de 2016, considerando que “imóveis ofertados” seriam os entregues mais os que estavam em estoque.
      Mas no relatório SECOVI-DF, página 23 (segue link), indica que estavam sendo ofertados 56.183 imóveis em junho de 2016.

      Poderia explicar tamanha discrepância?

      http://www.secovi.com.br/files/Downloads/20161027-celso-petrucci-acigabcpdf.pdf
      http://www.secovidf.com.br/novoportal/images/arquivos/pdf/boletins/2016/Boletim_Imobiliario_julho_2016.pdf

      Eu acho bastante estranho que a RM de São Paulo tenha apenas 38.775 imóveis ofertados, pois a população do DF é inferior a 3 milhões e a da RM São Paulo é superior a 12 milhões.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • CA 7 de dezembro de 2016 at 07:16

        Cesar_DF,

        Não adianta pedir a Thiago FM explicações sobre inconsistências claras nas informações que ele utiliza. Depois de ANOS que eu falo e DEMONSTRO por aqui que o SECOVI SP OMITE dados de imóveis com mais de 36 meses de lançamentos (alguns do blog até DECORARAM esta informação), depois de ANOS que falo e DEMONSTRO por aqui que a grande maioria de distratos ocorre APÓS 36 meses do lançamento, o que ele faz? Usa como referência para distratos os dados do SECOVI SP! Veja mais detalhes, explicações e a evidência no meu comentário logo acima.

        7+
        • avatar
        • avatar
  • thiago fm 6 de dezembro de 2016 at 22:33

    Saldo do dia:

    – “ESSA EMBROMAÇÃO É COISA DE PROFISSIONAL QUE GANHA A VIDA NISTO!”;
    – patético;
    – covarde;
    – mentiroso;
    – discípulo do Amorim
    – brick lover; ???

    Bem que avisei antes de postar que o trabalho causaria incômodo. Que tal se concentrarem um pouco mais na mensagem e menos no mensageiro. Aliás se o Lucas quiser eu tiro uma foto do meu crachá e ponho aqui. Basta pedir.

    Quanto ao CA,

    Eu sei que você não está acostumado a ser confrontados dessa forma no Blog e dá para perceber seu nível de estresse pela aumento dos verbetes em caixa alta. Acho melhor você relaxar um pouco. Não quero que você tenha um derrame como o colega ali bem alertou.

    Se fosse de fato fosse covarde e tivesse fugido do debate, não teria feito questão de retornar, correto? Diferentemente de você que faz plantão aqui no blog, meu tempo livre é curto e tenho que dar alguma atenção à patroa também. Sabe como é… É por esse motivo que parei de postar, visto que era inviável conciliar a pesquisa de fatos e dados que o iminente colega exigia e ao mesmo trabalhar, ser casado e ficar batendo boca no blog. Sem contar o vício em séries de TV. Como alguns já perceberam você não escreve pouco e eu também não sou de ficar muito atrás. Com o tempo os leitores se enchem e nada de útil se aproveita das discussões.

    Eu disse que tentaria abordar os assuntos por partes, mas para variar você de cara resolveu metralhar a ladainha de sempre. Se até eu já estou decorando os bilhões, com certeza você nem olha mais para escrever. São três anos ouvindo as mesmas evidências e sequência de fatos:

    SAM ZELL – ESQUEMA DE VENDAS FALSAS – MEGA ESPECULAÇÃO -SUPRIME 1 e 2 – SUPERESTOQUES – BILHÕES DE DISTRATOS – MAIOR BOLHA DE TODOS OS TEMPOS

    OK, todos já entenderam. Será que você não pode esperar só um pouquinho até que eu termine de expor meu ponto, para depois debatermos de forma apropriada? Boa parte dos apontamentos de hoje são contemplados de alguma maneira no complemento do trabalho, o qual já repassei ao Boss. Depois disso você pode me metralhar, fazer as tradicionais tabelinhas com o Lucas e outros, tergiversar ou voltar aos xingamentos de sempre.

    Como você já pôde notar eu sempre tomo noto das coisas e lembro de tudo que tem relevância e é postado aqui. Para que você não pense que é só de você, já salvei por exemplo dezenas de CVRs tipo bola de cristal, para os quais ninguém dá atenção, mas que revelam tendências importantes.

    Enfim, o que eu quero dizer é que vou responder a maioria dos seus questionamento. Se demorar muito é porque provavelmente virá com desenhos e gráficos do Excel, os quais me fazem ter orgasmos mentais como bem disse o outro colega.

    Para não deixá-lo ansioso e ao mesmo tempo me liberar algumas horas da noite, vou tentar abordar ao menos um ponto por dia, podendo ser uma evidência, fato ou colocação de sua ou de minha parte, até porque percebo que as interpelações começam a vir de outras pessoas também.

    Sobre a série de variação dos preços do Creci num período maior é bom que saiba que já tinha feito, mesmo antes de você pedir. O gráfico consta no próximo trabalho que já entreguei ao Boss, para que não digam que sou parcial. Já adianto que ele parece uma gangorra estranha sem nenhuma tendência definida, com Bull-Traps múltiplos desde 2012.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • CA 7 de dezembro de 2016 at 04:22

      Primeiro:

      Quem falou sobre os dados do CRECI SP exclusivamente a partir do mês de março deste ano e sem considerar período maior, de forma contraditória ao que você sempre disse defender, foi você. Pare com esta mania de sempre inverter as coisas, o que eu comentei sobre o CRECI SP foi uma RESPOSTA a esta colocação que VOCÊ fez, portanto, não antecipei nenhuma questão. Quanto ao fato de im indice de precos ter variacao

      Segundo:

      Sobre algo que é o tema principal do seu trabalho nesta primeira parte: se o que vivemos nos últimos 10 anos foi algo cíclico, por que no seu trabalho você não conseguiu apresentar NENHUMA evidência de que isto já tivesse ocorrido alguma vez na história do país? Outra: se todas as evidências que você mesmo coloca no trabalho e ainda complementa em seus comentários deste tópico apenas reforçam que o que aconteceu nestes últimos 10 anos foi diferente do que houve em quaisquer períodos anteriores, como você pode “concluir” exatamente o contrário disto e pior, sendo confrontado quanto a esta completa falta de coerência e de lógica ainda fugir do assunto e não responder de forma objetiva, ao contrário, apenas reforçar que VOCÊ não tem NENHUMA evidência de que seja cíclico? O que dizer então de você ter a “capacidade” de usar o “brilhante argumento” de que “NUNCA é muito tempo, quem poderia provar que nunca ocorreu”?

      9+
      • avatar
      • avatar
      • CA 7 de dezembro de 2016 at 04:42

        Ops, cortou parte do comentario:

        Quanto ao fato de um indice de preços ter variação elevada (CRECI SP), também já foi explicado para você infinitas vezes aqui no blog:

        Tem a ver com o fato de você ter muito poucas vendas e estas vendas estarem caindo ano após ano, juntamente com o fato de termos um grande número de imobiliárias participando da pesquisa e a cada nova pesquisa realizada termos vendas em diferentes localidades e de imóveis com diferentes características.

        Isto significa falta de qualidade da pesquisa? Não. O que faz com que tenhamos vendas anormalmente baixas, que foi explicado acima, é exatamente a nossa bolha imobiliária e um volume anormalmente baixo de vendas que é típico de toda bolha, simples assim.

        Falta de qualidade é o FINGE ZAP, que como foi demonstrado por aqui INÚMERAS vezes, se você vender o imóvel mais barato, o que é o NATURAL e ESPERADO, ele simplesmente aponta um AUMENTO de preços, algo completamente incoerente, ilógico, ou seja, algo que apenas alguém que é completamente incoerente e ilógico como você seria capaz de acreditar depois de ter sido apresentado a uma inconsistência tão óbvia quanto esta.

        Antes que diga de novo que posso estar antecipando questões do próximo capítulo, o que novamente não seria verdade, lembre-se que não só você colocou os dados do FIPE ZAP como “referencia” nesta primeira parte, como ainda questionou a alta variação do CRECI SP no comentário acima.

        Por fim, uma evolução percentual singela de um indice que tem centenas de milhares de registros de imoveis ANUNCIADOS (FINGE ZAP), mas que tem vendas efetivas de menos de 1% daquilo que é anunciado, deixa claríssimo por estes números de que é um índice de preços dos imóveis NÃO vendidos, sendo que em hipotese alguma é algo mais “confiável” só pelo fato de ter menos variações e novamente, esta é mais uma claríssima evidência de até onde vai a sua falta de lógica e coerência…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • thiago fm 7 de dezembro de 2016 at 07:17

          “Isto significa falta de qualidade da pesquisa? Não”

          Amigo,

          Você sabe que o Creci não divulga o preço médio para a capital em valores absolutos, somente faixas de preços e uma variação dos preços a partir de meados de 2010. Não importa se a justificativa é plausível ou não, se é de ordem técnica ou metodológica, se é por causa de uma amostra insuficiente ou incompetência da instituição.Mesmo se ignorarmos o fato de os preços serem divulgados por uma associação com interesses diretos no mercado (o que coloca em risco sua utilização), se não é possível extrair uma tendência consistente das variações, me diga por que deveríamos utilizá-la como referência?

          – a pesquisa de preços só abrange o período em que os preços estavam no topo;
          – não serve como referência de preço médio;
          – as variações são inconstante e por vezes incoerentes;

          Se isso não é falta de qualidade da pesquisa, o que é então? Se você é capaz de identificar a origem do problema, por que o CRECI não consegue? Por que não fazem um ajuste metodológico?

          O Fipezap têm fragilidades sim, bem como o IVG-R, mas ao menos indicam uma tendência. Eu confesso que quando abro a pesquisa do CRECI SP não tenho a mínima ideia se a variação será positiva ou negativa e tenho certeza que você também não. Não me surpreende você ter errado tão redondamente aquela projeção, até porque é preciso ser adivinho mesmo para projetar uma tendência através dele.

          Em suma, o apelo louvável de ser baseado em preços negociados, não vale o risco de utilizá-lo como referência central. Até por isso, usei outra fonte de preços negociados no trabalho seguinte.

          10+
          • avatar
          • avatar
          • CA 7 de dezembro de 2016 at 07:25

            thiago fm,

            O CRECI SP não só divulga os preços de M2 em termos absolutos, como ainda o faz separado por regiões (união de bairros), considerando ainda a idade do imóvel e o padrão de acabamento! Em outras palavras, é uma informação de ainda mais qualidade quanto aos preços absolutos, como deve ser em qualquer pesquisa.

            Já sobre abranger só o período em que os preços estavam no topo, isto se refere exclusivamente ao percentual de evolução do preço médio geral da cidade. Respeitando-se toda a estratificação que mencionei no parágrafo anterior, você pode fazer as comparações desde 2008, como inclusive eu já fiz em alguns trabalhos que você disse ter lido, se esqueceu disto também?

            Variações inconstantes e incoerentes com base em que? Qual a pesquisa de preços NEGOCIADOS e não ANUNCIADOS que demonstra isto que você está dizendo? É chute puro e simples, sem nenhum embasamento?

            Sempre falei, como referência quanto a evolução dos preços, das pesquisas do CRECI SP na CIDADE de São Paulo, que é a que considera todos os critérios acima. Por que você está tentando distorcer a verdade novamente?

            5+
            • avatar
            • avatar
            • thiago fm 7 de dezembro de 2016 at 07:33

              Disse a respeito do consolidado da capital, não por zonas. Qual o preço médio para a cidade de São Paulo hoje por favor?

              Sobre a outra pesquisa de preços negociados já disse pra esperar. Quando o Boss soltar o outro tópico você verá. Já falei… relaxe um pouco

              8+
              • avatar
              • CA 7 de dezembro de 2016 at 07:38

                Estou relaxado. DE NOVO, estou apenas respondendo ao que você mesmo colocou em seu texto, ou é proibido responder?

                3+
                • avatar
              • CA 7 de dezembro de 2016 at 08:07

                Sobre o preço médio:

                Toda vez que você analisa uma EVOLUÇÃO, você leva em consideração o PERCENTUAL. Por que esta pesquisa teria que conter esta informação, se o dado que ela apresenta, já segmentado, é muito mais rico e útil? Ela teria que conter esta informação só porque você quer, porque este é um “capricho” seu? Algo do tipo: eu quero, se não tem, não vale… Ridículo, só falta fazer beicinho agora.

                3+
                • avatar
  • Longa Manus 7 de dezembro de 2016 at 01:05

    CVR
    Fim de semana em flat alugado em frente ao mar (Praia do Peró – Cabo Frio – RJ).
    Impressionante a quantidade de placas de vende-se e aluga-se!!
    No condomínio em que fiquei um flat sendo vendido por R$ 130.000,00!
    Confesso que fiquei um pouco baqueado, mas no final venceu o PMJ!!!!

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Thiaguinho 7 de dezembro de 2016 at 10:14

      Talvez valha a pena comprar por esses motivos:
      – Gostou MUITO, mas MUITO do imóvel;
      – Localização boa, com segurança;
      – Custo de manutenção pequeno;
      – Ter 10x o valor do mesmo rendendo juros

      2+
      • Thiaguinho 7 de dezembro de 2016 at 10:15

        Sem contar o preço pedido, tem que ser algo real e sensato, por motivos óbvios.

        2+
  • De-boa-na-bolha 7 de dezembro de 2016 at 07:15

    O debate é uma opção razoável, mas o argumento ” cíclico ” utilizado pelo Thiago Fm não se sustente nem no título, quem dirá no conteúdo, qualquer um que tenha um certo tempo de vida sabe disso pessoalmente.

    4+
    • CA 7 de dezembro de 2016 at 07:31

      De-boa-na-bolha,

      O mais incrível é que ele fala sobre algo “cíclico”, que não é uma bolha, no entanto, todas as “evidências” que ele usa no trabalho demonstram exatamente o contrário! Pior: quando eu adverti sobre esta total falta de coerência e de lógica, ao invés de trazer evidências de que seria cíclico (provar que ocorreu desta forma e nesta intensidade em períodos anteriores), ao invés de trazer as provas, não, ele apenas REFORÇOU os argumentos que demonstravam que NÃO era cíclico! O que eu achei mais triste foi a POBREZA dos argumentos: “nunca” é muito tempo, você não pode dizer que nunca aconteceu… Oras, é ele que defendeu que era cíclico, é ele que NÃO demonstrou que era cíclico e este foi o melhor “argumento” que ele tem para explicar tamanha incoerência???

      5+
      • avatar
    • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 07:37

      CÍCLICO???, o próprio FIPE-ZAP discorda

      http://painel.fipezap.com.br/images/slide14.jpg

      5+
      • avatar
  • De-boa-na-bolha 7 de dezembro de 2016 at 07:18

    sustenta

    1+
  • thiago fm 7 de dezembro de 2016 at 07:29

    Cesar_DF

    Thiago fm
    Eu não sei onde você mora, mas mudei-me para Brasília em dezembro de 2010.
    Olhei os preços de imóveis em 2011 e encontrei a
    Águas Claras – 7K/m2 -> seria hoje 10K/m2 pelo IGPM
    Noroeste – 14K/m2 -> seria hoje 19K/m2 pelo IGPM

    O valores que são encontrados hoje nestes bairros
    Em Águas Claras, em imobiliária a 5K/m2 e nas faixas das ruas 4K/m2 e 2.8K/m2 nos leilões
    No Noroeste, em imobiliária por 9K/m2 e nas faixas das ruas por 8K/m2.

    Estou falando de queda real acima de 50% em 5 anos.

    15+

    César,

    Descobri um trabalho do IPEA que conseguiu desenvolver um índice de preços para Brasília e DF baseado no ITBI, ou seja, preços efetivamente transacionados. No entanto o estudo está consolidado até 2013, mas já te adianto que os preços subiam até o fim daquele ano.

    Entrei em contato como o autor do artigo via e-mail e ele me respondeu que em breve será postada uma atualização, que nos trará uma ideia concreta do que aconteceu depois disso. Sendo assim, logo veremos se o ajuste forte dos preços dos lançamentos que ocorreu em Brasília em 2013 segundo a Geoimóvel foi capaz de reestruturar de fato os preços médios na cidade nessa proporção nos anos seguintes

    Eu sou de São Paulo capital. Sobre sua percepção pessoal, não é que não leve em conta, mas prefiro confiar nos dados. Se não posso provar, prefiro não falar.

    Depois te passo o artigo

    5+
    • avatar
  • thiago fm 7 de dezembro de 2016 at 07:37

    Vou ter que sair pra trabalhar agora, mas antes vou deixar a pérola do dia:

    PARTE 2 – Sempre espere a consolidação da tendência antes de cravar uma projeção

    Sobre a previsão de escassez do FGTS:

    LINK
    https://s15.postimg.org/fnqvrh71n/fgts_ca.png

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 07:47

      Thiago fm
      A explicação para isso não seria de que quando o Temer assumiu em maio, a concessão de empréstimos, utilizando os recursos do FGTS, praticamente parou.

      4+
      • avatar
    • CA 7 de dezembro de 2016 at 08:01

      É isto aí thiago fm, FUJA dos questionamentos, não explique sobre o “cíclico” que você não demonstrou nenhuma vez, apesar de ser questionado várias vezes por mim e por outros usuários do blog, fuja da explicação sobre os distratos do SECOVI SP que você SEMPRE soube que eram furados pelas diversas vezes que demonstrei para você (comentário mais acima é apenas mais uma destas demonstrações), mude de assunto, faça de conta que você não viu as evidências. Você sempre fez isto, como diz o Lucas, para que mudar, não é mesmo?

      Ao contrário de você, sempre respondo os pontos consultados, então vou responder: utilizei como referência um artigo a este respeito que mencionava esta tendência de que se mantivesse negativo e errei, este é o fato. Não preciso fugir da discussão, mentir e muito menos, mudar de assunto como você acabou de fazer.

      Outro ponto relacionado a este tema que você puxou:

      Você já cravou a tendência de que sempre vai subir o FGTS, apenas com base nos últimos 4 meses em que ele já está desacelerando? Utilizar 4 meses como referência não é exatamente o que você sempre combateu dizendo que era inválido, por que mais esta incoerência de sua parte? Já havia avaliado a CAUSA para que não acontecesse? A sua “motivação” é 100% EMOCIONAL, por ter sido DESMASCARADO uma infinidade de vezes, seu único objetivo, pessoal e obsessivo, é demonstrar que não está errado, custe o que custar, mesmo que o custo seja de você tentar enganar as pessoas utilizando referências INVÁLIDAS, como no caso dos distratos que expliquei e DEMONSTREI acima.

      A mesma lógica se aplica quando você disse antes que não teríamos uma crise tão aguda quanto a que estamos tendo agora, ou quando você disse que não teríamos o nível de desemprego que temos hoje, quando disse que não teríamos este nível de quebra de construtoras, quando disse que os juros iam cair já em 2015 “porque o ministro tinha dito”, ou quando você disse na metade do ano passado que o crédito imobiliário nunca teria uma queda tão brusca, dentre uma infinidade de outras previsões erradas que você fez. Lembra-se que você havia dito, para mim e para Rosinha, na metade de 2015, que o crédito imobiliário não teria uma queda brusca e que você provaria isto no mês seguinte, divulgando um trabalho aqui no blog? Pois é, passado um ano e meio, você só publicou agora um trabalho, não mais baseado exclusivamente na evolução do crédito imobiliário como você havia prometido e ainda, bastante tempo depois do prometido, sendo que ainda mostrou que o crédito imobiliário havia caído muito, ao contrário do que você havia “garantido”. Interessante você FAZER DE CONTA que não foi isto que disse e agora voltar com outra estória sobre o trabalho publicado aqui, não é mesmo? Você sinceramente acha que depois de tudo isto e ainda, algo muito pior, que é utilizar bases inválidas de forma consciente para enganar as pessoas, você é a melhor pessoa para questionar porque outros não acertaram exatamente o mês em que algo ia acontecer, embora de qualquer forma tenham havido desacelerações e não quedas?

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 08:16

        CA
        Aqui mostra os que os IXPESSIALISTAS diziam durante a bolha estadunidense

        http://www.marketoracle.co.uk/images/2013/Feb/us-housing-bubble-1.jpg

        3+
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 12:37

          prêmio nobel da paciencia pra vcs 2
          eu não falo mais nada
          aliás vcs fazem ele parecer estagiário, andei lendo de rapido, quem não cosneguir perceber a diferença azar deles, ou sorte deles, que compre um boilhudo no vale dos sinos que lá vai valorizar 30%

          sobre o fgts, fundo de garantia por tempo de serviço
          se alguém me explicar como que o tempo de serviço está aumentando com esse desemprego e com empresa calotando tudo que é imposto pq já faliram só faltam anunciar, mas que pela Lei nova vai acontecer jamé, daí eu reconheço puxa vida, errei a minha previsão. kkkk.

          essa gente é aquele tipo de psicopata que mesmo depois da onda ter lavado seus castelos de areia mentais, eles continuam morando lá.
          coitado de quem acredita em lixo da cabeça dessas pessoas, vai morar em lixo, como diz o pessoal do TI lixo in, lixo out; profundo né.

          Estava pra contar uns CVRs da raigue soçaite e outro da minha lida de spams da semana braqui, mas fica pra depois não vou conspucar notícias boas neste ambiente, vamos falar do renã que a gente ganha mais.
          “Mas vai ou não vai” (entonação estilo silvio santos)

          2+
          • avatar
  • fanfarraum 7 de dezembro de 2016 at 07:55

    Bellerian,

    É ÓBVIO que a expectativa de vida de quem chega aos 65 anos é MAIOR do que a expectativa GERAL de um país.
    Não precisa nenhum estudo pra chegar nessa conclusão né?

    E aqueles que morrem aos 64?
    63?
    62?
    61?
    60?
    59?
    58?
    57?
    56?
    55?

    Fodam-se?

    5+
    • avatar
    • fanfarraum 7 de dezembro de 2016 at 08:05

      Vou tentar então tirar da equação a mortalidade infantil e a violência para os jovens citada pelo Bellerian e pelo Alemon Fritz…

      Em 2014, um homem com 30 anos tinha expectativa de vida de + 44,9 anos.
      Ou seja, a expectativa média seria de 74,9 anos.

      Fonte: ftp://ftp.ibge.gov.br/Tabuas_Completas_de_Mortalidade/Tabuas_Completas_de_Mortalidade_2014/notastecnicas.pdf

      A questão, voltando pro Maranhão, não é apenas a violência que mata (sim, mata bastante), tem questões de saúde pública e condições de trabalho.

      Então, essa expectativa para homens (que já tem 30 anos), de viver ate os 74,9 no Brasil, é menor no Maranhão. Considerando a diferença da expectativa desde o nascimento entre o Maranhão e o Brasil (uns 7% ou 8%), daria +- 69 anos…

      Ou seja, mesmo desconsiderando a mortalidade infantil e as mortes até os 30 anos, o homem do Maranhão médio tem uma expectativa de 69 anos.
      69 anos!

      Se ele começar a trabalhar aos 18, terá que trabalhar até os 67 para se aposentar com os 100%.
      Ai morre 2 anos depois.

      Se durante uma faculdade normal (4-5 anos) ele não trabalhar, ele MORRE sem se aposentar.

      Vocês realmente acham isso aceitável?

      5+
      • avatar
      • tfox 7 de dezembro de 2016 at 08:21

        Em primeiro lugar deveria ser feita uma auditoria completa nas contas e um pente fino nos benefícios atuais para se comprovar a real situação do INSS, tem muita coisa que poderia ser cortada devido a fraude ( principalmente aposentaria rural / licença médica). Atacar principalmente o deficit da aposentadoria dos funcionários públicos ( e mais ainda dos políticos…)

        Mas tem um outro ponto : não se trata de ser aceitável ou não , é uma questão de realidade : temos um sistema de previdência que não vai se sustentar com ( 1) envelhecimento da população ( menos gente para pagar mais aposentados) , (2) maior expectativa de vida e (3) tantos benefícios diferentes e com regras muito flexíveis como o beneficio rural) . Mesmo com as possíveis fraudes sendo descobertas esta conta não irá fechar no futuro !

        Primeiro lugar seria necessário que o bananense tivesse consciência de se preparar para a velhice fazendo uma patrimônio, não dependendo exclusivamente do INSS como é hoje. Para mim pouco importa com qual idade será a minha vez de me aposentar pelo INSS, pelo meu planejamento irei parar de trabalhar aos 50 mantendo o mesmo padrão atual… mas devido as minhas economias ! Sei que isto é uma utopia para grande parte da população mas este deveria ser o objetivo, vejo uma sociedade que fica totalmente dependente do governo para tudo e depois ainda reclama ! O Avô da minha esposa teve 12 ( !!) filhos e mesmo trabalhando como pedreiro deixou 12 casas e uma bela renda para a esposa quando morreu.

        8+
        • avatar
        • fanfarraum 7 de dezembro de 2016 at 08:32

          E a única solução viável para esses problemas (que existem, concordo) é deixar morrer boa parte da população sem que cheguem na aposentadoria?

          Se tu me trouxe outros dados, que desbanque os meus dados, posso pensar diferente. Para mim, ainda está claro que essas mudanças fariam muitos morrerem sem se aposentar. E aqueles que chegarem aos 65 não terão os 100%, visto que a grande maioria não trabalha ininterruptamente.

          Os problemas que tu citou, eu concordo com tudo.
          A solução atual, nos termos propostos, não.

          4+
          • tfox 7 de dezembro de 2016 at 10:30

            ao menos concordamos nos problemas e que precisa mudar. Quanto as regras propostas tem que existir uma profunda discussão técnica, sem eufemismos / demagogia. O sistema chileno parece ser uma boa saída, deveria ser melhor avaliado.

            O que não pode é gente se aposentando aos 50 e depois recebendo até os 90, 95 anos, não há sistema que suporte isto na condição atual da população brasileira. Tem que haver uma completa revisão dos beneficios oferecidos ( auxilio reclusão ??? ) e das regras oferecidas e um pente fino nos benefícios já concedidos.

            2+
        • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 09:10

          Cara, não adianta tentar identificar e corrigir os problemas de uma ESQUEMA PONZI, ele é baseado em um erro, o de que os entrantes devem sustentar os que já estão recebendo dele.

          9+
          • avatar
          • avatar
        • Ilusionista 7 de dezembro de 2016 at 10:17

          Seria muito mais democrático se o regime previdenciário estatal fosse opcional, pois para grande maioria dos trabalhadores, devido a características de maior desgaste da saúde, servirão apenas para “contribuir” para o sistema, morrerão bem antes, em benefício de uma minoria que possui melhor ambiente de trabalho e maior expectativa e qualidade de vida.
          Não dá para comparar um trabalhador rural que exerce suas atividades debaixo do sol o dia inteiro lá no meio do mato, alimentando com comida fria com baixos nutrientes, quase sem acesso à saúde com outro trabalhador que exerce duas atividades dentro de um escritório com ar condicionado e se alimentando em restaurantes por kilo.

          A única certeza que temos é que estamos caminhando para um futuro incerto e deste modo nossos filhos e netos seguramente terão que optar por outros métodos de trabalho e quem sabe, de países.

          8+
          • avatar
          • Hunter 7 de dezembro de 2016 at 13:55

            Isso pode até ser considerado um problema, mas não de natureza previdenciária.

            Previdência é um negócio simples: poupe agora para viver mais tarde, sem precisar trabalhar.
            Atuarialmente falando: o primeiro tem que ser suficiente para dar conta do segundo, do contrário, alguém estará explorando alguém.

            É o que ocorre hoje: e essa reforma, apesar de corrigir um pouco a distorção entre estas duas variáveis, aplica regras muito mais duras aos trabalhadores atuais (como as que você citou). Meu palpite é que eles pesaram a mão para dar conta do pagamento dos aposentados e pensionistas de hoje, que, por menos que recebam, nunca que, em atividade profissional, deram conta de recolher/fazer montante para dispor das suas aposentadorias.

            0
            • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 14:07

              Eu concordo, se hoje a previdência fosse superavitária, mas com tendência de se tornar deficitária, acredito que não tentaria empalar a geração atual com propostas tão severas.

              1+
    • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 08:20

      Fanfarraum
      Uma alternativa mais simples seria seguir o modelo chileno
      Não existem diferentes regras por classe (homem, mulher, civil, militar, funcionário público, professor, etc) e não existe tempo mínimo de contribuição.
      É igual a previdência privada, a contribuição é individualizada, se ela quiser contribuir pouco, depois também irá receber pouco, é uma opção da pessoa.
      Seria equivalente ao nosso FGTS, onde empregados, empregadores e o governo contribuiriam nesta conta individualizada.

      9+
      • avatar
      • Antigo 7 de dezembro de 2016 at 08:31

        Do ponto de vista de equilíbrio financeiro esse é o melhor modelo. O que muita gente questiona é que a previdência é ‘social’. Então, um dos objetivos dela é ‘ajudar’ as pessoas, e não somente pagar a cada um aquilo que é devido pelos anos de contribuição. Acredito que atualmente a grande maioria dos aposentados está ‘levando vantagem’ em cima da previdência, ganhando mais do que aquilo que de fato seria depositado numa conta individual. Para essas pessoas, haveria perda.

        Nesse modelo de conta individualizada, o dinheiro pode acabar antes da pessoa morrer, ou o valor do benefício considerando esse risco acaba ficando muito baixo, às vezes abaixo do salário mínimo.

        Outro problema é a péssima gestão de fundos que temos no brasil. Todos os fundos de previdência de alguma forma geridos pelo governo (PETROS, PREVI, POSTALIS etc) estão com dificuldades financeiras. Então essa conta individualizada de cada pessoa pode, no fim da vida laboral, estar com rendimento negativo. Aí realmente não tem o que fazer.

        Eu sou a favor sempre do equilíbrio financeiro. Não acho que dinheiro de imposto deveria pagar benefício de aposentadoria. Mas o ideal mesmo é que cada brasileiro tivesse a mentalidade (e num mundo utópico, as condições) para fazer suas próprias economias e aposentar com os rendimentos delas.

        5+
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 08:37

          Antigo
          Eu não conheço muito bem o sistema chileno, mas sei que ele tem alguns problemas, como a situação daqueles que pouco contribuíram e dai irão receber um valor que não conseguiria cobrir seu sustento, parece que o governo garante uma aposentadoria mínima, semelhante ao que a Inglaterra adota.

          4+
          • avatar
          • fanfarraum 7 de dezembro de 2016 at 08:41

            Cesar_DF e Antigo,

            Interessante.
            Vou pesquisar sobre esse modelo depos.

            Valeu!

            2+
            • avatar
          • Antigo 7 de dezembro de 2016 at 08:42

            Também não conheço, mas sou a favor de um sistema sem castas ou exceções.

            As previdências complementares geralmente destinam uma porcentagem das contribuições para cobrir esses riscos e garantir uma renda mínima ou completar a conta para quem não fecha. Mas mesmo assim, na média os benefícios seriam menores do que os que temos hoje, justamente porque o modelo atual é baseado em modelo algum, somente as canetadas dos políticos ao longo dos anos.

            De uma coisa eu tenho certeza já, com as mudanças propostas, não irei aposentar. A não ser que inventem o elixir da vida longa.
            Ainda bem que tenho mentalidade de #PMJ para não depender disso.

            4+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Antigo 7 de dezembro de 2016 at 08:18

    http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20161206/conselho-fgts-eleva-limite-para-credito-imobiliario-108-cidades/439563

    A secretária nacional de habitação, Maria Henriqueta Arantes Ferreira Alves, explicou que o objetivo foi fazer um ajuste de mercado. “Estamos buscando promover contratações em municípios onde havia demanda, mas não havia teto compatível com essa demanda”, afirmou.

    “Demanda e teto compatível com essa demanda.”
    Me dá calafrios ler um absurdo desses. Eu devo viver em uma realidade diferente, não é possível.

    4+
    • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 7 de dezembro de 2016 at 09:33

    [OFF] Esse país não tem jeito mesmo!

    O juiz Moro, que até então era uma das poucas esperanças nesse país, com o membro heptadelatado Aécio Neves, figura mais emblemática do pior partido da história do Brasil, PSDB.
    http://blogs.oglobo.globo.com/nas-redes/post/momento-descontracao-entre-moro-e-aecio-repercute-nas-redes-sociais.html

    Obs: o jeito é alocar tudo em renda fixa mesmo, pelos próximos 10 anos. Confiar um país que coloca esse tipo de gente como líderes seria loucura. Populismo, Estatismo, Excesso de impostos passando a curva de Laffer…esse deve ser o Brasil que conhecemos por um bom tempo ainda!

    8+
    • CarlosL 7 de dezembro de 2016 at 10:13

      Eu acho um tanto quanto perigoso o tanto de confiabilidade que botaram nele…..

      Apenas para lembrar um exemplo, Manteiga teria de estar preso tanto quanto Palocci está

      5+
    • Big_eu 7 de dezembro de 2016 at 10:43

      Esse Brasil nao muda nunca,sempre tem maracutaia na historia.

      2+
    • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 11:02

      O destaque 18 da Lei Anticorrupção é a que tenta bloquear o judiciário, impedindo que eles investiguem os parlamentares.
      Os que votaram a favor, estão confessando que são corruptos, veja como votou cada partido.
      Partido Favor Contra
      DEM 14 7
      PCdoB 7 0
      PDT 14 1
      PEN 2 1
      PHS 3 4
      PMB 0 1
      PMDB 46 9
      PP 34 7
      PPS 1 7
      PR 29 4
      PRB 19 1
      PROS 0 4
      PSB 16 12
      PSC 5 2
      PSD 20 13
      PSDB 10 32
      PSL 2 0
      PSOL 0 5
      PT 54 1
      PTB 12 5
      PTdo 3 1
      PTN 10 3
      PV 1 4
      REDE 0 4
      SD 8 4

      http://g1.globo.com/politica/noticia/2016/11/pacote-anticorrupcao-veja-voto-de-cada-um-sobre-abuso-de-autoridade.html

      3+
      • avatar
      • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 12:47

        taí os numeros se isso for verdade a REDE seria o melhro aprtido do BR e o PSDB um dos melhores junto com PRoS e PV, os mais honestos
        e aí? dá pra confiar?

        1+
        • avatar
        • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 12:59

          Lucas
          Dos grandes partidos, este é o percentual dos que votaram a favor desta media, ou seja, podemos considerar que este seria o percentual de deputados que estão com o rabo preso com as empresas financiadoras da corrupção.
          DEM 67%
          PCdoB 100%
          PDT 88%
          PMDB 82%
          PP 81%
          PR 83%
          PRB 95%
          PSB 57%
          PSD 61%
          PSDB 24%
          PSOL 0%
          PT 98%
          PTB 71%
          PTN 77%
          REDE 0%
          SD 67%

          Estatisticamente, considerando uma distribuição normal, com cortes a 25% e 75%, então:
          Mais corruptos (>75%): DEM, PCdoB, PDT, PMDB, PP, PR, PRB e PT
          Médios (25 a 75%): DEM, PSD, PTB, PTN e SD
          Menos corruptos (<25%): PSDB, PSOL e REDE

          3+
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:15

            e aí FHC lover?
            como vc explica?

            4+
            • avatar
            • avatar
            • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 14:11

              Lucas
              Contra números e fatos fica difícil argumentar né rsrs

              3+
              • avatar
              • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:21

                não é bem isso Cesar
                acho que mascaras estão caindo
                acho que somos todos vítimas da desinformatzia
                dessa vez foi ele, outra será eu, outra vc.

                3+
                • avatar
    • Louro José 7 de dezembro de 2016 at 12:38

      Ó, que tragédia, um juiz conversando com um político… sqn

      3+
      • avatar
    • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 12:44

      esse negócio de rótulos já cansou
      aécio é um pilantra me parece que sim, mas o PSDB tem o Dória que está lacrando uma atrás da outra.
      Ontem ele anunciou que vai reduzir a ZERO a frota oficial do executivo municipal
      todo dia ele dá uma lacrada dessas, quem acompanha aqui sabe!

      Vai dória, vem PSDB, tenho hoje ele como o melhor futuro prefeito do país, o resto do partido não sei! Aqui em SP tá lindo
      mas vamo esperar ele sentar na cadeira né? 1° de janeiro a gente conversa e aposto que o FHC lover vai mudar de idéia

      3+
      • avatar
      • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 12:49

        não sei do que esperar do “joão trabalhador” kkkkk, mas se ele fizer isso do uber e jogar a virada do roubo em interlargados já vale um pouco da minha atenção

        2+
        • avatar
        • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 12:55

          e do anhembi, e do jockey clube, a lista é loooooooooonga
          cara o jockey é uma vergonha, eles estão devendo imposto desde 1500 quando fundaram a aldeia

          2+
          • avatar
          • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 12:58

            sim sim… mas vamos ver se teremos um cara topetudo de verdade ou se é só garganta.
            Tudo correndo bem pra ele, com a mídia dando o devido e duvidoso destaque, é o próximo governador.

            1+
            • avatar
            • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:10

              sem falar que espantou aqueles que defendiam o projeto maluco de hotel do crack no centro
              o andrea matarazzo até saiu do ParTido
              isso sim é ligação do trafico com a política
              eu acho que governador vai ser o atual ministro da justiça alexandre moraes que arrebentou o crime organziado em SP, a coisa foi tão bem feita quie até hoje dizem que isso foi conseguido por causa dum acordo com o crime organizado, a história está na net, se vc tiver estomago de ler até o fim.

              1+
              • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 13:20

                ah cara… o caminho está pavimentado pro Doria virar governador. É só ele não cagar feio em nada que ganha até fácil.

                1+
                • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:26

                  o bruno covas é o vice dele que assumiria
                  soube que é um bom gestor tbm.

                  1+
                  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 7 de dezembro de 2016 at 13:47

                    Vocês não se preocupam com um mesmo partido há tanto tempo no poder?

                    É sério isso?

                    Desconhecem os benefícios da alternância de poder???

                    Sério…se outro governador tucano ganhar em SP, estaremos há 28 anos com a mesma corja!!

                    Isso me lembra Venezuela!!

                    Como Libertário, melhor eu parar por aqui…não quero voltar nessa discussão tão óbvia!

                    4+
                    • avatar
                    • avatar
                    • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 13:49

                      não estamos fazendo nenhum julgamento de valor, eu acho a mesma coisa que você, mas não neguemos os fatos

                      1+
                    • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:54

                      eu não gosto do mesmo partido 28 anos no poder não cara
                      esse realmente é um excelente ponto
                      8 anos é já acho muito

                      o problema é, quais as opções???

                      até agora só vejo os outros partidos jogar merda em SP
                      como se capitalismo fosse pecado
                      como se sucesso fosse pecado
                      é esse o meu ponto, o resto nos odeia e quer destruir SP

                      dá uma olhada lá no hell
                      policia invadiu a igreja pra atirar em outros poliça (aposentados) na rebelião popular

                      1+
    • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 12:47

      Não morro de amores pelo PSDB também. Já até tretei com uns aqui muito antigamente, inclusive, quando num delírio, um cacique desse antro inaugurou uma maquete de ponte. Mas, lembra do André Vargas tirando selfie junto do Barbosa? isso é só uma foto e pessoas públicas tiram muitas.

      4+
      • avatar
      • avatar
  • CarlosL 7 de dezembro de 2016 at 10:38

    OFF Previdencia …

    Só tenho algo a dizer….. SE a reforma for aprovada do jeito que foi proposta, tem uma geração inteira de nem-nems que vai literalmente esfarelar…. E não são poucos.

    A mensagem que foi passada para minha pessoa está bem clara: Aposentadoria => FAÇA VOCÊ MESMO

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 7 de dezembro de 2016 at 11:26

      Com certeza. E nós empresários deveríamos ter a liberdade de não pagar isso para o governo e pOder redirecionar isso direto ao funcionário, deixando que o mesmo decida onde investir, sem correr o risco de tomar um processo por não seguir a CLT…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 13:04

        Cramulhão
        Então você terá que votar em PMB, PROS, PSOL ou REDE, pois foram os únicos que não votaram a favor do destaque que tenta paralisar o judiciário.

        4+
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:12

          ele pode escolher:
          jeanta uilis ou bolsonaro, os 2 votaram de mãos dadas
          tem pra todos os gostos

          3+
          • avatar
          • avatar
  • Baby Boy 7 de dezembro de 2016 at 11:51

    PMJ!

    3+
    • avatar
    • avatar
  • Louro José 7 de dezembro de 2016 at 12:43

    Só um comentário sobre o exemplo do trabalhador maranhense.

    Esse pessoal que é mais baixa instrução jamais se aposenta mesmo. A produção é tão baixa que ninguém pode contratá-lo pelo salário mínimo vigente. Ficam na informalidade grande parte da vida e não se aposentam. Reformar a previdência ou não não faz diferença na vida deles. Eles entram pela LOAS aos 65 anos.

    2+
    • avatar
    • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 12:51

      exato
      são tão improdutivos que mesmo trabalhando 3 encarnações vão continuar dando prejuízo

      2+
      • avatar
  • Jonny32 7 de dezembro de 2016 at 12:55

    Concordo que a previdência quebrará se não houver mudanças, mas o que estão propondo é um absurdo.
    Estipularam uma idade de corte de 50 anos e vão fazer mais um pedágio de 50% sobre o que falta para se aposentar, mesmo assim não será possível receber 100% do valor programado. Pior, colocaram todos que estão abaixo dos 50 anos no mesmo pacote. Não é justo querer que a pessoa que está com 49, 48, 47…anos siga as mesmas regras.
    Direito adquirido é outra piada que esses políticos corruptos sempre alegam para defender privilégios. Por que não começam limitando os gastos com os salários que ultrapassam o teto? Por que não cortam as pensões das filhas de militares? Por que não cortam os benefícios em duplicidade?
    Está cheio de gente recebendo vários benefícios do governo, aposentadoria, pensão e mais um monte de penduricalhos.
    Aposentadoria rural cheia de fraudes, políticos se aposentando com 8 anos de contribuição, militares intocáveis em seus privilégios…
    Este país é uma vergonha mesmo, quem trabalha e paga seus impostos e contribuições é sempre castigado.
    Como disseram os amigos acima, o negócio é cada um fazer sua própria reserva para se garantir no futuro, e é o que estou fazendo.
    Queria ter a opção de abrir mão de qualquer benefício futuro pago pelo governo, desde que ele me devolvesse tudo o que já paguei de contribuição previdenciária e me permitisse não ter mais esse desconto em meus pagamento.
    Já que não vou receber nada mesmo no futuro, por que sustentar essa máquina inútil?

    5+
    • avatar
    • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:04

      A proposta é um absurdo porquê?
      Por quê são maus?
      ou porque precisa

      3+
      • Jonny32 7 de dezembro de 2016 at 15:15

        Absurda porque mantém privilégios dos que têm influência política e cobra a conta daqueles que verdadeiramente trabalham e contribuem com o sistema.

        2+
    • Louro José 7 de dezembro de 2016 at 13:10

      Já é assim.
      Você conhece alguém que leva 100% do salário de benefício?

      2+
      • Jonny32 7 de dezembro de 2016 at 15:06

        Tem razão, eles já estão roubando o trabalhador, mas agora é quase decretar que teremos que trabalhar a vida toda custeando os que já estão aposentados e que na nossa vez nada será pago.

        0
    • Louro José 7 de dezembro de 2016 at 13:14

      Sobre políticos:

      Corta 3K de um político. São 600. Economia de 1,8milhão por mês.
      Corta 100 pratas de um trabalhador. São 100 milhões de trabalhadores. 10bi por mês.

      O ajuste passa obrigatoriamente pelo trabalhador. O ajuste no político não faz nem cócegas. Vai ser feito apenas por questões éticas.

      7+
      • Jonny32 7 de dezembro de 2016 at 15:12

        Sua conta é perfeita, realmente gera mais resultado, mas deixando de lado apenas os números, temos que buscar o que é justo; portanto, todos os privilégios devem ser combatidos: Aposentadorias milionárias; acúmulo de benefícios; concessões de benefícios a quem nunca contribuiu, recebendo o mesmo que aquele que trabalhou a vida toda.
        Enfim, ninguém quer ver seus “direitos” diminuídos, mas se a regra for mais igualitária faz com que haja menos insatisfação.

        2+
  • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:00

    Essa crise Renã é o resumo do BRasil:
    -briga entre poderes,
    -briga DENTRO de poderes,
    -desinformação de todo tipo na mídia
    -crise instituciuonal
    -briga por dinheiro

    E tudo isso pra quê?
    por causa de 1 mês de mandato, o Renã sairia de todo jeito em fevereiro.

    cá entre nós, marcaurélio tem filha e esposa desembargadora, dizem que já acharam supersalário de 600 mil no judiciário, então eu não entro no time dos do-contra de graça não. nem dos afavor, nem dos isentão, pra mim o ideal era que se matassem uns aos outros, todos eles.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 13:08

      é a briguinha pra ver quem tem o maior EGO.
      No mais, o que me parece: Renã sustenta muito mais gente do que imaginamos. O outro lado, se é que existe, também tem seus interesses e não são pequenos. Quem ganha? O já morreu da faixa, que vai se livrar dele igual o livraram do Cunha. O cara é um peso morto que causa mais problema do que resolve.

      2+
      • avatar
      • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:13

        kkk, já morreu da faixa
        na pior das hipoteses ele volta pra marcela

        3+
        • Libertario 7 de dezembro de 2016 at 13:28

          Só to achando estranho o desespero do Marcorélio em querer atuar de advogado dos petista
          Primeiro o lance do rena, agora questionando o maia sobre o impeatchman do Temeroso.
          Sera que a agua ta batendo na bunda com as delações ?

          2+
          • avatar
          • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 13:37

            cá pra nós que, perto dos citados, o juiz é quase uma pura virgem

            2+
            • avatar
    • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:17

      kkk
      eles não saem daqui
      sempre que eles tem idéias novas da merda, daí voltam a nos ler, kkkk

      4+
      • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:25

        ixi fiu ler até o fim
        é sobre FII
        vai lá claudia

        2+
        • avatar
    • Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 13:37

      ACHO QUE ESSE É TÓPICO

      1+
      • Louro José 7 de dezembro de 2016 at 13:47

        Não.

        2+
        • avatar
        • From_The_Tower 7 de dezembro de 2016 at 14:12

          Tb concordo que não.
          Essa Empiri-CUS é safadeza pura.
          Dias atrás estavam puxando saco de fazendas, FII, etc.
          Vão a merda !

          2+
          • avatar
      • CarlosL 7 de dezembro de 2016 at 14:06

        Até certo ponto, SIM…………

        Mas como aborda cenários diferentes…….

        2+
        • avatar
    • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 13:56

      esse tipo de texto que eles fazem é um estilo teletubies do investimento.

      5+
      • avatar
      • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:07

        kkkk
        tipo o thiago fm
        o teletubies da bolha
        grama verde
        grafico azul
        subir

        4+
        • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 14:21

          kkkkkkk
          cara, eu não li tudo, vi por cima e acho interessante que haja essa oposição de ideias porque é por causa do debate que crescemos. gostaria de tomar partido pra um lado ou outro, mas vamos deixar o cara terminar.

          3+
          • avatar
          • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:30

            Também acho importante Felipe
            momento nenhum sugeri pro dono do blog vetar, ou qualquer coisa do tipo.
            Se vc ler ontem, aceitei o desafio em paz, na paz dos jutos, e até advinhei o grafico da pag 74 é lá que tá 90% da coisa

            aliás esses estudos teletubies é 99% do que se diz por aí na rua,
            é a tese oficial do mercado, dos amorinhas da vida
            dum mercado psicopata esquizofrenico que não consegue largar do osso mesmo quando eles já estão na fase de roer os próprios dedos.
            somos uma gota no oceano, sempre falei isso desde anos atrás
            digo mais, vcs tem sorte de ter um ca e um cesar poraqui, é preciso ter muito saco pra desemaranhar toda a doidera de indices e graficos um apoiados no outro feito bebados na ladeira

            2+
    • SampaBoy 7 de dezembro de 2016 at 16:10

      Tenho FII do Itau ha varios anos e sempre pagou entre 0,7 e 0,8 ao mes, nao mais doque isso , no maximo da pra dizer que é pouco melhor que a poupança

      0
  • Zé Carioca 7 de dezembro de 2016 at 13:31

    Thiago FM,

    Excelente trabalho, é difícil negar a realidade. Os preços dos imóveis sofreram uma queda sim, mas pequena, e os preços continuam muito acima do aceitável.

    O CA não entende que você não está negando a bolha e sim constatando que até agora a queda de preços foi bem pouca, os preços subiram muito mais do que essa pequena queda e continuam insanos.

    Você em momento algum afirma que não vai cair mais, temos que esperar a segunda parte do seu trabalho para tirarmos as nossas conclusões.

    O fato é que apesar das quedas terem sido pequenas, os investidores foram motumbados porque os juros no Brasil são muito altos e inviabilizam a maioria dos “investimentos”. Mas ao mesmo tempo quem poupou pra comprar ainda vai pagar mais caro hoje do que há dez anos, e continua muito melhor ficar no aluguel.

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:33

      até engasguei aqui de tanto rir

      4+
      • avatar
    • AndersonRS 7 de dezembro de 2016 at 13:54

      Zé, independente de quem esteja certo, onde eu pesquiso (SP, capital, tatuapé e ipiranga, ap 65 a 80 m²) também vejo pequenas quedas nos preços (anunciados), de 500mil para 480mil ou 460mil em 2 anos. Se considerarmos a inflação deste período sabemos que a queda foi maior. O problema é que mesmo com estas quedas os valores continuam altos para a condição financeira do bananense.
      O que eu acho que acontece é que como o Brasil é um país continental, há muita diferença de uma região para outra. Portanto generalizar qualquer coisa neste país é difícil.
      Já vi gente comentar aqui em apartamentos desta metragem que procuro por 200 a 250 mil e dependendo da cidade pode achar até por menos. Sei que há uma grande diferença entre um lugar e outro, mas postei para falar que cravar análises absolutas referente a este assunto é difícil.

      3+
      • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 13:59

        eu vejo um pouco mais em apartamentos maiores. Difícil colocar em valores reais quando na negociação vc consegue baixar muito.
        nunca teremos um índice confiável

        1+
        • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:04

          os sites de leilão que eu recebo spam estão dando queda de 80% 90% e até nesses a coisa está engasgando.
          leilão hoje pela quantidade e significancia, pela velocidade e liquidez necessária é o mais próximo que se tem do valor real
          o resto é chorumela de quem está fazendo mal negócio de quem está perdendo dinheiro
          não é o rabo que abana o cachorro

          3+
          • avatar
          • avatar
          • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 14:11

            eu nao vejo leilao, vejo mais em site de venda mesmo, tipo OLX e demais
            dou preferência para anúncios não-profissionais, o que geralmente implica em vendedores não corretores. Vendo nesses, nos bairros que procuro, geralmente apartamentos maiores de 80m2 estao com uma queda de 40-45%, considerando 2013 como base e contando com uma inflação de 20% no período, de acordo com o índice felipino,
            Mas é o que disse, impossível ter um índice confiável porque cada pessoa vê um tipo, um bairro, uma inflação, uma moeda, uma rua, um tamanho, uma idade e mais uns quinhentos milhões de fatores que tenho preguiça de escrever.

            2+
            • avatar
            • AndersonRS 7 de dezembro de 2016 at 14:38

              Eu vejo no zukerman por exemplo, q quantidade de oferta que tem lá em relação ao total é muito pequena, não sei q a quantidade em outros sites. e o leilão ainda continua sendo a exceção, e não a regra.

              1+
              • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 14:44

                e mesmo dentro do leilão há muitas variáveis difíceis de quantificar,
                o que não invalida a tese acima de que corresponde à realidade ou o valor justo mais próximo que alguém está disposto a pagar, mas, sempre visto pelo ótica de quem avalia e compra.
                teletubiando -> a minha grama é mais verde e mais cheirosa e o meu sol mais quente e amarelo que o dos outros

                2+
                • avatar
                • AndersonRS 7 de dezembro de 2016 at 14:44

                  rsrsrsrsrs verdade!

                  2+
                  • avatar
                  • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 15:21

                    eu sigo alguns condos grandes que tenho conhecimento próximo a alguns anos
                    a quantidade de vendas pelo leilão praticamente se iguala às outras vendas, vejo aí um movimento casado
                    e o aluguel gira 10x mais.

                    O preço de um deles que no auge foi de mais de 550k no anuncio em fim de 2012, hoje só sai abaixo de 150k, vi um de 160k atolar
                    Queda de 73% nominal. soma aí uns 30% de inflação no período
                    lógico que o arrematador tem aí outros custos, mas isto indica que após os 6 meses necessários pra desenrolar e vender ele prevê queda consistente no valor, uma vez que estes preços vem caindo desde lá, isso se já não tiver pego algum prejuízo no movimento.
                    A relação do leilão com o aluguel respeita a regra do x100-200, uma vez que lá aluguel gira em 1.500 mínimo, não obstante existam maus negóciso feitos até 2.500.

                    Eu monitoro a fundo e muitissimo de perto, daí tenho a minha certeza inabalável, podem vir 1 milhão de gráficos, é a teoria que tem que encaixar na realidade, não o contrário.

                    1+
                    • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 15:44

                      pois é, mas essa conta do 100x – 200x pressupõe um aluguel perfeitamente justo. dentro do pior cenário descrito e o do maior, temos uma diferença de R$ 200 mil. e esse mau negócio citado por vc, pode ser devido à uma situação ou uma melhoria muito única que existe dentro do apartamento e que por qualquer motivo o inquilino se interessou.
                      aí conjecturamos o seguinte: o cara é burro, tinha uma unidade por 1000 a menos.
                      OK, pode ser, mas mesmo dentro da burrice dele, foi gerada uma distorção que leva os outros donos a acreditar que é possível alugar mais caro.
                      Tô tentando entender essa psicologia coletiva ainda, sei que isso tudo amplificado por uma plataforma de alcance nacional como o FINGEZAP, ZIPZAP tem efeitos assustadores. Dá tese de doutorado!

                      0
  • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:40

    por falar em piada, vcs viram essa foto aqui???
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10157814551760032&set=a.204846040031.279819.588360031&type=3&theater

    premio nobel pro fotografo

    1+
    • Diego F. 7 de dezembro de 2016 at 13:46

      O Aécio deve ser engraçadíssimo.
      https://pbs.twimg.com/media/CzFnL91XEAE2_F7.jpg

      4+
      • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 13:49

        kkkk
        e aí?
        qula é a teoria da conspiração do dia?

        1+
        • Diego F. 7 de dezembro de 2016 at 13:59

          Nem sei, cansei da patrulha ideológica de lá.

          1+
          • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:01

            lá aonde?

            1+
            • Diego F. 7 de dezembro de 2016 at 14:03

              O outro lado. Achei que você estivesse se referindo ao espaço que as conspirações têm lá.

              1+
              • From_The_Tower 7 de dezembro de 2016 at 14:07

                Mais um que reatravessou a rua !
                🙂

                4+
                • avatar
  • Jacob 7 de dezembro de 2016 at 13:51

    Fala irmaos bolhistas

    Alguem aqui sabe alguma coisa do programa MORAR BEM da COHAB de brasilia? Conheco uma pessoa que foi contemplada, e pediu minha opiniao, mas eles nao dao informacao nenhuma (valor, valor do subsidio, regras, etc). Talvez compense devido ao subsidio.
    O empreendimento é esse aqui.

    “http://arborettogama.com.br/”

    1+
  • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 14:01

    estive fora daqui, só lendo e rodeando… o que houve e porque teve uma ruptura entre os participantes

    1+
    • From_The_Tower 7 de dezembro de 2016 at 14:02

      Qual das rupturas?
      De quanto tempo você está falando?

      1+
      • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 14:04

        teve mais de uma? eu lembro da mudanca e só. mas parece que fizeram um lado b

        1+
        • From_The_Tower 7 de dezembro de 2016 at 14:06

          huauhahuahua.
          Aqui tem TRETA todos os DIAS !
          Em Janeiro de 2016 o dono desse blog… resolveu dar uma arrumada na bagunça…. e deixou o site fora do ar por alguns dias…. (fazer a limpa)
          Fundaram Bolha.Net e .Org
          O Org. continua …. com uns 60% dos que participavam aqui. Mas voltado mais para o lado político e econômico.
          Véio Lucas tretou lá e agora está aqui !!!
          kkkk

          Eu participo dos dois !
          Abraço !

          3+
          • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 14:13

            o outro nemli, nemlerei. não que eu faça muito diferença kkkkkkkkkkk

            3+
            • avatar
  • From_The_Tower 7 de dezembro de 2016 at 14:04

    TR
    0,21%
    06/12 a 06/01

    2+
    • avatar
  • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:12

    FOTOS E TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO
    achei uma analise interessante, a menos daquele velho mimimi marxista esquerda/direita, o resto é ótemo
    http://www.ceticismopolitico.com/a-foto-que-acabou-com-o-estado-de-direito-no-brasil/

    2+
    • avatar
  • From_The_Tower 7 de dezembro de 2016 at 14:16

    Véio Lucas e demais TD LOVERS
    No extrato agora é possível ver o gráfico dos nossos juros !
    Vejam lá!

    3+
    • avatar
    • Louro José 7 de dezembro de 2016 at 14:21

      tenho um app excelente.
      Meu Tesouro

      1+
      • From_The_Tower 7 de dezembro de 2016 at 14:22

        A maioria dos apps são para android.
        O meu é IOs.

        Mas é lindo ver : 35%, 38%, 25% , 20% no ano !

        3+
        • avatar
        • Louro José 7 de dezembro de 2016 at 14:30

          tem título meu com 40%aa de rentabilidade

          2+
          • avatar
          • From_The_Tower 7 de dezembro de 2016 at 14:32

            boa !
            Eu tinha uma 2035 com 45%…. mas foi caindo… acho que está em 39%.

            1+
            • avatar
        • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:32

          faço tudo numoutro computador dedicado
          mais tarde eu ligo

          1+
  • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:21

    Cesar_DF 7 de dezembro de 2016 at 14:11
    Lucas
    Contra números e fatos fica difícil argumentar né rsrs

    Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:21
    não é bem isso Cesar
    acho que mascaras estão caindo
    acho que somos todos vítimas da desinformatzia
    dessa vez foi ele, outra será eu, outra vc.

    1+
  • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:37

    Felipe

    kkkkkkk
    cara, eu não li tudo, vi por cima e acho interessante que haja essa oposição de ideias porque é por causa do debate que crescemos. gostaria de tomar partido pra um lado ou outro, mas vamos deixar o cara terminar.

    1+

    Também acho importante Felipe
    momento nenhum cogitei pro dono do blog vetar, ou qualquer coisa do tipo.
    Se vc ler ontem, aceitei o desafio em paz, na paz dos jutos, e até advinhei o grafico da pag 74, dito inédito.

    aliás esses estudos teletubies é 99% do que se diz por aí na rua,
    é a tese oficial do mercado, dos amorinhas da vida, dos expecialistas do fingezap
    todo o mercado está esquizofrenico não consegue largar do osso mesmo quando eles já estão na fase de roer os próprios dedos.
    não conseguem explicar a crise que nós previmos

    mas somos uma gota no oceano, sempre falei isso desde anos atrás
    digo mais, vcs tem sorte de ter um CA e um Cesar poraqui, é preciso ter muito saco pra desemaranhar toda a doidera de indices e graficos um apoiados no outro feito bebados na ladeira

    1+
    • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 14:40

      nada melhor que o tempo para provar as coisas.

      4+
      • avatar
      • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 15:04

        em uma das mitologias que estudo
        o tempo foi criado pelos deuses exatamente pra isto
        ele separa a causa da consequencia e desafia a fé do homem de bem
        bonito né?

        3+
        • avatar
        • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 15:13

          fantástico

          1+
          • avatar
  • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 14:50

    From e demais PMJtistas

    leiam isso aqui
    http://oglobo.globo.com/brasil/senadores-estao-assustados-com-evolucao-imprevisivel-da-crise-20599768
    a coisa é muito grave.
    se o mercado interpretar realmente os ultimos acontecimentos como uma quebra institucional e uma guerra civil, então senhores, as consequencias poderão atingir níveis gregos

    6+
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 7 de dezembro de 2016 at 14:53

      Eu avisei amigos próximos que dólar a 3,20 será janela……

      3+
      • avatar
      • Felipe 7 de dezembro de 2016 at 14:55

        uhuhuhuh little can is ready.

        3+
        • avatar
  • Lucas 7 de dezembro de 2016 at 15:12

    é engraçado quando a toeria da conspiração cresce e se torna maior que os seus personagens
    estou andando pela net, o que eu tenho visto: a tese de que aécio seja um pilantra permanece, mas agora talvez Moro não seja tão honesto assim.
    óbvio que eu pessoalmente refuto isso, mas eu sou só eu.
    Pra vcs verem que o poder das idéias consome a todos e qualquer um
    Decifra-me ou te devoro.

    2+
    • avatar
  • Jonny32 7 de dezembro de 2016 at 15:27

    CVR

    Parente ostentação master está desesperado. Possui empresa na área de turismo há mais de 30 anos e agora viu que o mercado mudou totalmente com a utilização da internet, sites de viagens, hospedagens, etc…
    Estava no vermelho já há uns 02 anos mas agora a coisa ficou feia. Não tem dinheiro nem pra pagar os salários dos funcionários. Vendeu o carro pra pagar os últimos meses de salários e não demite porque não tem como pagar as verbas rescisórias.

    4+
    • avatar