Construção de 6.900 casas do “Minha Casa, Minha Vida” está parada em Salvador – Uol

Você pode gostar...

Comments
  • Tico RJ 7 de janeiro de 2012 at 16:14

    No. 01.

    Mas o mercado está aquecido! Então , o que está acontecendo?

    0
    • Orozimbo 7 de janeiro de 2012 at 16:16

      As chuvas estão atrapalhando o andamento das obras! Você é o único que não percebe isso.

      0
      • Tico RJ 7 de janeiro de 2012 at 16:20

        Ouvi dizer também que é época de fim de ano e depois vem o carnaval.
        Mas me respondem: ouvi dizer que o 13o seria usado para comprar imóveis. Cadê o 13o?

        0
        • Ania 8 de janeiro de 2012 at 14:23

          Boa pergunta. Eu estava pensando nisso também…

          0
    • Shakespeare 7 de janeiro de 2012 at 17:01

      como eu cantei no outro post:

      Plunct
      Ploct
      Zummmmm

      Ploc, ploc ploc

      0
    • Cleyton 7 de janeiro de 2012 at 19:16

      O mercado imobiliário está aquecido como o fogo do inferno!! E vem lenha!!

      0
      • Roberto Cesar 8 de janeiro de 2012 at 02:36

        kkkkkkkkkkkkkkkkk.

        Essa foi ótima!!!!

        0
    • Pedro 10 de janeiro de 2012 at 15:31

      Viram isso?

      10/01/2012 10h09 – Atualizado em 10/01/2012 10h37
      Inadimplência do consumidor sobe 21,5% em 2011, aponta Serasa
      Aumento é sobre 2010; trata-se da maior alta desde 2002.
      Em dezembro sobre novembro, contudo, foi registrada queda de 2,5%.
      Do G1, em São Paulo

      4 comentários
      A inadimplência dos consumidores brasileiros cresceu 21,5% em 2011, na comparação com 2010, a maior alta desde 2002, quando houve um crescimento de 24,7% ante 2001, aponta a Serasa Experian nesta terça-feira (10), por meio do indicador de inadimplência do consumidor.
      Na relação anual (dezembro de 2011 sobre dezembro de 2010), por sua vez, a elevação foi de 13,1%, a menor desde setembro de 2010. Já na comparação entre dezembro e novembro, o último levantamento do ano apresentou queda de 2,5%, aponta a Serasa.
      Inadimplência do consumidor (dezembro sobre novembro)
      Dívidas não bancárias Bancos Protestos Cheques Total
      Variação -1,2% -2% -11,5% -8,3% -2,5%
      Peso 39% 49,3% 1,4% 10,3% 100%
      Contribuição -0,5% -1,0% -0,2% -0,8% -2,5
      Fonte: Serasa Experian
      “O aumento da inflação, que reduziu o rendimento do trabalhador, e os juros ainda elevados afetaram a capacidade de pagamento do consumidor diante de um endividamento crescente em 2011”, avaliam os economistas da Serasa, em nota. De acordo com a avaliação dos especialistas, o acumulo de dívidas de médio e longo prazos já vem desde 2010, ano em que as condições de crédito e do orçamento do consumidor foram mais favoráveis do que em 2011.
      Valor das dívidas
      O valor médio das dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) foi de R$ 320,63 em 2011, uma queda de 17,3% na comparação com 2010.

      Em relação às dívidas com bancos, o valor médio verificado ao longo dos 12 meses de 2011 foi de R$ 1.302,12, com redução de 0,7% sobre o mesmo acumulado de 2010.

      Os títulos protestados registraram um valor médio de R$ 1.372,86, ocasionando um crescimento de 16,0% quando comparado com 2010. Os cheques sem fundos tiveram, em 2011, um valor médio de R$ 1.359,19, aumento de 8,4% sobre 2010.

      0
  • Tico RJ 7 de janeiro de 2012 at 16:33

    Pessoal, me desculpem a zombaria anteriormente, mas por causa das últimas notícias que acompanho no blog, percebo que a bolha está…

    0
    • Shakespeare 7 de janeiro de 2012 at 17:02

      Plunct,
      Ploct
      Zummmm

      0
      • Tico RJ 7 de janeiro de 2012 at 17:14

        hehehe

        0
  • walyson 7 de janeiro de 2012 at 16:41

    Pessoal, hoje estive em Alphaville(Barueri) e Santana de parnaiba e é incrível a quantidade de condomínios de apartamentos e casas sendo construídos, e mais ainda, por ser longe, muiiiito longe de são paulo está bem caro o metro quadrado, e o que é pior, a galera está comprando a rodo, muita gente indo embora de são paulo para morar perto do Verde(Nada), mas é pura ilusão, os imóveis estão tão caro quanto a capital, pelo menos na capital você tem infra estrutura de hospitais, mercados, shopings etc… mas lá!! Meu deus é ridículo, não tem nada em volta, mas nada mesmo, você dirige 15km para chegar até a civilização (centro de alphaville). Tem muito jogador de futebol que comprou 5 apartamentos lá para investir.
    Enfim… uma bolha é sempre causada por uma certa insanidade de muitas pessoas ao mesmo tempo e lá em barueri isso é mais nítido, ou seja, os espertos inflacionaram os preços dos imóveis como se fosse São Paulo Zona Sul e os loucos estão abraçando a idéia, portanto posso afirmar que lá será o primeiro estouro da bolha.

    0
    • Shakespeare 7 de janeiro de 2012 at 17:00

      já andei pelas ruas lá e é a mesma sensação de se estar no meio do deserto…

      0
  • Belisa 7 de janeiro de 2012 at 17:16

    Moro em Campinas e hj presenciei um protesto em uma movimentada avenida daqui em que se viam cartazes como “Goldfarsa”, “MRV – vocês compram, a gente não entrega” e “Devolução da Taxa de Corretagem”. O “Minha Casa – Minha Vida” também não está muito bem-sucedido por aqui.

    0
  • rsmrsm 7 de janeiro de 2012 at 17:34

    Meus amigos está tudo errado !!!

    E a demanda reprimida ???

    E o Déficit habitacional como fica ???

    0
    • Shakespeare 7 de janeiro de 2012 at 17:38

      Pergunto: e nossos bolsos, como ficam?

      0
  • Sérgio 7 de janeiro de 2012 at 18:26

    Aqui no Sul, especialmente na cidade em que estou residindo, Cascavel PR, como alguns aqui bem sabem, está sobrando imóveis novos – à venda – já há vários meses, fora os milhares (não é exagero) que estão para ser entregues.
    Vejo que apesar de a bolha ser uma só, cada cidade e ou região tem suas peculiaridades… No entanto, é fato que o que a fez (já aconteceu) estourar foi a irrealidade dos preços praticados desde 2009, senão 2008.
    Mas o que vejo agora são desculpas regionalizadas. Uma que não tardará a aparecer na mídia é a SECA (estiagem) que ocorre aqui no sul. Alegarão que a quebra da safra fez com que muitos empreendimentos não fossem comprados, como se todo mundo nessa cidade fosse fazendeiro.
    Mas desculpa é desculpa. Aguardemo-las.

    0
    • RT 7 de janeiro de 2012 at 18:37

      Aqui no Rio também não falta imóvel à venda. Quem sair pra dar uma caminhada e prestar atenção nos prédios verá placas de vende-se rapidinho… precisa nem falar com os porteiros.

      Entretanto, segundo o Jornal Nacional há menos de uma semana, a “baixa disponibilidade” de imóveis no Rio acirra a disputa e eleva os preços.

      Estou estupefato com essa do JN até agora. Qualquer dia desses, vai cair um toró e eles vão noticiar que “o bom tempo lotou as praias”.

      0
  • realidade 7 de janeiro de 2012 at 18:38

    Minha casa, minha dívida..hehehehe..em breve nas ruas da Banânia

    0
  • Dr. Estranho 7 de janeiro de 2012 at 18:39

    h ttp://www1.folha.uol.com.br/mercado/1031196-caixa-paga-r-29-mi-por-mes-ao-grupo-itau.shtml

    Não postei apenas por ser mais um caso a olhos vistos de corrupção. O que me chamou a atenção foi:

    “Ao mesmo tempo em que negocia com o governo federal um aporte de recursos para reforçar sua atuação em 2012…”

    Já vi o Tesouro fazer vários desses aportes. Todos eles relacionados por capitalizar a CEF face à insolvência generalizada dos clientes ou à gestão temerária. Como a empresa não pode falir o tesouro chega junto.
    Exagero meu ou realmente a grana acabou?

    0
    • aiwww 8 de janeiro de 2012 at 10:04

      Há anos a Caixa está FALIDA e o governo vem jogando dinheiro a fundo perdido.

      0
  • DP 7 de janeiro de 2012 at 18:52

    Varias construtoras brasileiras ja apresentam problemas de liquidez, basta observar as recentes “re-estruturacoes” das varias delas listadas na Bovespa. Eh provavel que algumas venham a quebrar nos proximos anos e outras com melhores conexoes politicas venham a ser socorridas com dinheiro publico (via BNDES provavelmente)

    By the way, existe um indice financeiro chamado Altman Z-Score, muito usado aqui nos EUA como um indicador de probabilidade de falencia de uma empresa nos proximos 2 anos. O indice eh calculado a partir de dados das demonstracoes financeiras.

    Apenas por curiosidade, fiz o calculo para a GAFISA. Adivinhem o resultado?
    Altman Z-Score = 0.23 (Z < 1.1 -“Distress” Zone) – High likelihood of bankruptcy

    A Wikipedia (em Ingles), tem uma boa explicacao do index para quem quiser saber mais.

    0
  • jayme 7 de janeiro de 2012 at 19:08

    isso nao é bolha, isso é safadeza.

    agora a construtora que recebeu os 160 milhoes e largou a porra toda pela metade, some, e pronto. adeus dinheiro publico.

    0
    • Cleyton 7 de janeiro de 2012 at 19:21

      É, e o puto vem com a cara de pau dizer “As construtoras recebem conforme executam os serviços”, só não disse que o dinheiro é adiantado e se foi cortado a última liberação “sumiu”!

      0
    • Shakespeare 7 de janeiro de 2012 at 19:36

      a questão toda é a da falta de liquidez, um indicativo de que as construturas estão indo pro buraco… com isso a bolha ploc!

      0
  • bertz 7 de janeiro de 2012 at 19:11

    Ola amigos acabei de chegar de uma concessionaria Caoa aqui de Santo Andre, testei no Azera e o Sonata. Quando entrei estava cheia para minha surpresa e com gente comprando, não só fazendo teste como eu. Inclusive com 4 carros entregues enquanto lá estava.

    Quando terminei de testar falei ao vendendor obrigado pela atenção e para minha surpresa, indignado ele me disse: (Veio aqui so pra dar umas voltinhas não vai comprar nada né, sorrindo com sarcasmo). Virei para ele com toda educação e disse: Vim aqui porque sempre gostei de carros, mais achava o preço de um Azera 120k muito caro, mais para ajudar manter seu emprego assim que chegasse em casa diria que o carro é ótimo em blogs que frequento, mais pecava no preço e na manutenção (valor das revisões por causa da garantia de 5 anos).

    Quando voltava estava pensando: 120k+120k compra aqui apartamento legalzinho em bairro com confortos até.

    Minha opinião a manutenção desses 2 carros comparada aos custos de manter este ap, daria diferença positiva ao ap de mais ou menos 9k por ano.

    Não discuto quem pode ter e manter um carro desse, acho que muitas pessoas podem ter sem problemas nenhum, e não faria falta os 9k por ano fora desvalorização do carro perto da valorização do ap. O que penso é que o ap está de graça perto do valor do carro, ou o carro está com o preço absurdo, pois se trata de um bem exposto á vários riscos.

    A verdade é o seguinte: (Minha opinião) O imóvel não baixará enquanto não ocorrer bolha automotiva, por que o carro a pessoa pega outro de menor valor no mesmo dia, perde mais se livra da dívida, e o imóvel não se vende assim tão rápido. Enquanto a venda de carros estiver neste patamar crescente os imóveis também vão acompanhar infelizmente, pois o preço dos dois está razoavelmente perto.

    Brasileiro compra carro de 100k para deixar em garagem descoberta em ap de 1 vaga engraçado né?

    0
    • Felipe 7 de janeiro de 2012 at 23:43

      bertz, 90% dos carros no brasil são uma bosta. Aqui Honda Civic é carro de bacana. Lá fora, é carro de garoto que acaba de entrar na maioridade.

      Esse Sonata mesmo, vc sabe qto custa nos EUA? US$ 25495 – isso é o valor para o 2012. Qto é a renda média per capita lá??? US$ 30000.
      Aqui o carro custa R$ 120000. Renda per capita US$ 11000.
      Quer dizer, um cara comum lá consegue comprar um carro desse com 10 meses de serviço, em média. Aqui um cara comum ia precisar de no mínimo 6 anos e pouco de serviço pra comprar.
      Isso fazendo a conta sem detalhes, pq se entrar taxa de juros…

      Qto a bolha automotiva não sei se existe. Acho que nesse caso, o povo já é feito de palhaço a tanto tempo que aceita pagar qualquer coisa pra ter status, que aqui no Brasil é tão ligado ao carro que a pessoa tem.

      0
      • Felipe 7 de janeiro de 2012 at 23:46

        Errei o nome do carro, é AZERA. O preço está correto.
        O Sonata é um pouco mais barato é US$ 19695.

        0
        • Felipe 7 de janeiro de 2012 at 23:48

          Pra quem quiser se sentir revoltado também, é só olhar
          h t t p://w w w.hyundaiusa.com/vehicle-lineup/

          0
          • Ania 8 de janeiro de 2012 at 14:28

            Eu tenho uma tia chamada Alzira, que é libanesa e faz uma comida dos deuses. 😛

            0
            • bertz 8 de janeiro de 2012 at 17:05

              kkkkkkkkkkkkk, libaneses são pouco espertos, quase não vivem de especulação vieram ao país certo.

              0
      • bertz 8 de janeiro de 2012 at 17:10

        É isso mesmo I pad, I phone, I 30, I X35, tudo que tem nome parecido gera status aqui.

        0
        • Bananense 24 de janeiro de 2012 at 12:21

          Caro bertz

          Carro da Hyundai eh considerado MERDA aqui nos EUA.
          Serio, a palavra correta eh MERDA.
          Ha cerca de 4 anos atras a Hyundai quase perdeu o mercado daqui por causa da ma qualidade dos carros. Quebravam muito.
          Entao melhoraram o engenharia dos carros e resolveram dar garantia total por 100 mil milhas ao primeiro dono. Ainda assim esse carro eh geralmente comprado por pessoas que decidem trabalhar entregando pizzas aqui.
          Esse vendedor que te atendeu aih no Brasil eh um imbecil. E mais imbecil ainda eh quem paga 120 mil reais numa porcaria de carro que eh vendido a 20 mil dolares. Ainda assim os americanos aqui acham que 20 mil dolares num Hyundai eh muito dinheiro.
          Tenho pena dos Bananenses. Mas merecem levar na cabeca! Que venha a crise!!

          0
    • Cleyton 7 de janeiro de 2012 at 23:57

      Teve uma colega de trabalho que veio me contar que estava passando ocasionalmente na frente de uma concessionária e acabou comprando um carro, tipo como vc passa numa loja e compra um boné, aí logo depois me vem com essa: “Se eu tivesse esperado mais (não sei quanto tempo) não ia precisar pagar o ipva do carro velho (obs: o carro tinha 2 anos de uso)”, poxa, se está tão bem de grana porque essa preocupação com o ipva? Senti um cheirinho de arroto de caviar…

      A recornews de vez em quando vai nos postos em que o álcool não está compensado pra saber porque tem (idiota) pondo álcool ainda, duas pérolas:

      _É porque meu carro consome a mesma coisa com os dois combustíveis (pensei: ou é um carro mágico ou tá bebendo gasosa adoidado!)

      _É porque é mais barato (sem comentário essa, foi ontem de madrugada)

      E agora? O que esperar desses animais? Povo burro é dose!

      0
      • RT 8 de janeiro de 2012 at 10:09

        “se está tão bem de grana porque essa preocupação com o ipva? Senti um cheirinho de arroto de caviar…”

        Isso é muito comum mesmo… galera que ostenta mas se entrega nesses detalhes.

        0
      • pmoraesm 8 de janeiro de 2012 at 11:07

        Lá vou eu ser advogado do diabo… hehe

        Pode ser que pro cara compense mesmo, o meu carro por exemplo não respeita a regra dos 30% (só que ao contrário do exemplo do cidadão) a mais de consumo com álcool: no meu caso ele é mais beberrão ainda com a cana, pra mim só compensa colocar álcool se estiver 35% mais barato que a gasolina.

        0
        • Cleyton 8 de janeiro de 2012 at 16:58

          pmoraesm, no teu caso o álcool deve estar 35% abaixo, o que acaba sendo uma margem particular, no caso da reportagem o preço estava menos de 30% (quer dizer, mais caro mesmo no caso da melhor eficiência possível no álcool) e o cara disse que consome a mesma coisa, mesma coisa seria rodar no máximo 800km na gasosa e conseguir rodar os mesmos 800km no álcool, um carro mágico!

          0
  • Cleyton 7 de janeiro de 2012 at 19:14

    “Segundo Rezende, a primeira alternativa para resolver o problema é esperar que as construtoras apresentem documentos que comprovem condições financeiras para receber financiamentos e seguir com a obra”

    Ou seja, falsifiquem, já que ele mesmo disse que elas tem absoluta falta de liquidez.

    “O fato de estarmos renegociando essa dívida não altera em nada o valor da obra. Não estamos aumentando o preço em nenhum centavo. Se renegociarmos, a construtora é quem vai arcar”

    Aham, ela, o papai noel, o saci-pererê, o contribuinte não vai pagar nada…

    “Essa paralisação ocorreu por absoluta falta de liquidez das construtoras.”

    Como é que você fica sem liquidez recebendo adiantado? Simples, desviando dinheiro, mas ainda bem que no Brasil isso não ocorre né…

    “Para Rezende, os problemas de paralisação de obras do programa são “absolutamente pontuais”

    Então contrataram pedreiros locais? Que construtora só trabalha lá e só com essas casas? Reparem que a reportagem não disse quais são as construtoras insolventes.

    “Segundo informações extraoficiais, as empreiteiras estão com serviços suspensos e portas fechadas”

    Como diria o mussum: “Corri negads!!!”

    “Ao todo, 685.829 casas foram concluídas e 521.738 já foram entregues.”

    Só faltou dizer quantas já foram revendidas ilegalmente com contrato de gaveta e quantas estão na mão de cambistas falsários e espertinhos.

    0
  • Orozimbo 7 de janeiro de 2012 at 19:38

    Não sei se já postaram, mas no link abaixo abre um debate da Isto É Dinheiro com o Samy Dana sobre a bolha imobiliária.

    http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/75681_BRASIL+BOLHA+IMOBILIARIA+OU+DEMANDA+AQUECIDA

    0
  • RT 7 de janeiro de 2012 at 20:37

    Jornal Nacional acabou de falar rapidamente sobre a onda de aumentos de aluguéis por todo o país.

    Segunda vez em menos de uma semana.

    Trata-se de um ítem de forte impacto sobre os orçamentos das famílias… uma hora, esses preços irreais iam ter que começar a incomodar, chamar a atenção… eu acho até que demorou demais.

    0
    • Cleyton 7 de janeiro de 2012 at 20:58

      Achei estranho duas coisas, eles falaram de uma área muito específica de São Paulo, desconfio que foi escolhida a dedo, e no final aquele com cara de coreano dizendo que os alugueis vão continuar acima de inflação e depois estabilizar, isso soa familiar, de repente é uma forma sutil de animar os “investidores” em aluguel mais desavisados, tipo: “bom, se tá faltando e vai dar acima da inflação vou comprar e por pra alugar”, sei não, mas da minha janela vejo placa de aluga-se a um bom tempo!!

      0
    • Shakespeare 7 de janeiro de 2012 at 21:13

      No JH eles também falaram sobre os aumentos dos itens que impactam nas férias das pessoas, como hotéis, refeições fora de casa e outros, todos muito acima da “inflação oficial”, que a partir de agora vou chamar só de índice do faz-me rir…

      0
      • Cleyton 7 de janeiro de 2012 at 21:20

        Shakespeare, você tem toda a razão, eu tinha lido em algum lugar sobre isso e está bem resumido nesse video http : //w w w .youtube. com/watch?v=X37Gz3shjU0

        Na verdade o índice de inflação deveria chamar-se índice de sobrevivência!

        0
        • peterson 10 de janeiro de 2012 at 12:03

          todos os videos são ótimos… abrem a mente dos leigos… recomendo!

          0
    • Shakespeare 7 de janeiro de 2012 at 21:16

      Estou indo morar em BH e arrumei um apt na Savassi, pequeno, 1 quarto e o cara me pediu 2.500, mas eu mandei na lata que só pagava 2.000 e o cara aceitou… ainda acho caro e vou procurar outro, mas esse aí já deu a dica: 20% já tá garantido, no próximo 40%!!!

      0
      • Tico RJ 7 de janeiro de 2012 at 21:47

        Morei em BH. Savassi é um bairro nobre e bem localizado. Mesmo assim, R$2000 continua caro. No Rio vc encontra 2qtos no Flamengo, perto da praia por R$2000. Creio que hoje mesmo vc poderia conseguir o aluguel menos caro ainda, talvez R$1500 é um preço melhor considerando o mercado atual.

        0
        • Mineiro quer bolha 7 de janeiro de 2012 at 22:55

          O que a Savassi tem? só barzinho e boates caros, não tem nada lá, eu acho vc deveria mora na região da pampulha.

          0
      • Celso 8 de janeiro de 2012 at 01:17

        Relata aí pra gente depois o preço final que você conseguiu e a característica do imóvel.

        0
  • Sir Income 7 de janeiro de 2012 at 21:45

    Imóveis: um dormitório lançado em São Paulo custa, em média, R$ 403 mil

    www .infomoney.com.br/financas/noticia/2306608

    Bons tempos que um casal podia comprar um apartamento de 2 quartos. Agora a família toda tem que trabalhar para comprar um apartamento de 1 quarto.

    Abraços,
    Sir Income
    sirincome.blogspot.com/

    0
    • Celso 8 de janeiro de 2012 at 01:18

      Na verdade, o correto seria: bons tempos em que o casal podia trabalhar para comprar uma casa com quintal, quartos para os futuros filhos…

      0
  • Muca CG Muita Treta 7 de janeiro de 2012 at 22:35

    Estou atrás de imóveis para alugar em SP. A média de preços de uma casa térrea pequena na zona leste está por volta de 1,2 mil. Acho caro e me recuso a pagar. Mas essa minha percepção e “teimosia” tem acabado com meu casamento. Minha esposa não aguenta mais me ouvir falando de bolha e da crise econômica que está prestes a colar no cenário nacional. Ela não compreende ou não quer entender a situação. Por ver muitos casais amigos comprando, ela acha que também devíamos. Mas se esquece que muitos se endividarão de forma comprometedora e alguns contam com ajuda de pais para adquirir a casa/apartamento (coisa que não podemos nem pensar a respeito). E, assim, ela vai ficando puta comigo e triste por que não penso em comprar agora e o aluguel de qualquer sobradinho novo de 3,33m de frente não fica abaixo de mil – isso em bairros ruins. Depois da bolha imobiliária, esperem a bolha de divórcios. Aliás, acho que antes da bolha que debatemos estourar, meu casamento vai pras picas. Mas to achando melhor assim. Se ela não entende esse beabá básico, melhor ficar só. (em tempos, moramos de aluguel já. queremos algo melhor, mas tá foda).

    0
    • Bolha Imobiliária 7 de janeiro de 2012 at 22:46

      Agora, imagine o que o moderador deste blog tem que passar…A patroa pelo menos já entendeu, mas de vez em quando dá umas recaidas, e ela dá umas olhadas nos apartamentos…hehe

      0
      • Muca CG Muita Treta 7 de janeiro de 2012 at 22:52

        É, sorte sua, moderador. Pois minha patroa surta umas quatro vezes por mês. Não de dar chilique, mas de desconfiar das minhas conversas. Ela já chegou até mesmo a ignorar as atualizações que levo a ela diariamente após ler o blog.

        0
    • walyson 7 de janeiro de 2012 at 22:48

      Cara, mulher não liga para o cenário econômico porque está perdendo tempo assistindo novela e BBB, este seu sentimento é natural, a minha também é assim.
      As mulheres de hoje são beeeemm diferente daquelas do passado, hoje elas só querem saber de vida boa… até entendo porque em alguns lugares elas usam burcas.

      0
      • Muca CG Muita Treta 7 de janeiro de 2012 at 22:57

        Eu já disse aqui anteriormente: sou jornalista e uma pessoa totalmente liberal. Simpatizo e apoio a causa gay e os direitos iguais entre gêneros. To longe de ser misógino. De verdade. Mas uma coisa é fato: a mulherada não tá se ligando no que importa, não. Não vou generalizar, óbvio. Mas as que conheço, só querem mesmo vida boa, sem sequer planejar ou desvendar os mistérios e caminhos espinhosos para se conseguir isso. Muitas parecem achar que é fácil conseguir uma casinha de boneca que aparece em filme com salário de R$ 5 mil.

        0
        • Felipe 7 de janeiro de 2012 at 23:28

          Muca, imagina minha situação então, sendo noivo e quase obrigado pelas famílias a comprar um apê antes de casar!

          0
          • Muca CG Muita Treta 7 de janeiro de 2012 at 23:47

            Felipe, pressão de família é uma merda. Pais, mães e tios começam com essas histórias quando conseguimos nosso primeiro emprego. Nesse momento, a pergunta é: “e aí, quando vai comprar seu carrinho”. Porra, eu não gosto de dirigir. Primeiro porque sempre trampei e morei perto de metrô. Depois, porque no meu lazer, gosto de tomar umas e prefiro pegar táxi pra voltar pra casa. Opção mesmo. Ganho para compar um Fit tranquilamente, por exemplo. Depois, quando você arruma uma mina, perguntam quando comprará um imóvel. Parace preocupação, mas eu encaro essa postura como ostentação de nossas famílias. Meio que pra mostrar pros vizinhos a evolução dos filhos, manja?

            0
            • Cleyton 8 de janeiro de 2012 at 00:01

              E entre o carro e a casa tem a “vão casar quando?”

              0
              • veigalex 8 de janeiro de 2012 at 00:19

                Caraca.. Bolha.. abre um topico ai.. “O que sua esposa/noiva/marido acham da bolha imobiliaria?”. Acho que vamos dar muitas risadas

                Vamos ver que não sofremos sozinhos…

                Abraço!

                0
              • Muca CG Muita Treta 8 de janeiro de 2012 at 00:21

                Ainda bem que fui menos conservador. Não casei, fui morar junto. Não posso contar com ninguém da família, nem minha esposa. Então, bancar casamento, ao meu ver, é besteira. Melhor assim.

                0
              • Felipe 8 de janeiro de 2012 at 20:58

                Essa foi a pergunta que eu mais ouvi nos últimos dois anos.
                Em segundo lugar, foi “quando vc vai comprar um apartamento”?

                0
            • RT 8 de janeiro de 2012 at 09:56

              Sou um ponto fora da curva quando o assunto é carro.

              Simplesmente não consigo achar que vale a pena o dinheiro que vc gasta. Só vale a pena se vc percorre uma quilometragem muito alta todo dia, o que não é o meu caso.

              Vc se estressa em engarrafamento, procurando vaga, quando arranham seu carro (no trânsito ou de sacanagem mesmo), gasta um monte com manutenção…

              Tenho 27 anos, digo orgulhosamente que não tenho carro e não pretendo comprar um tão cedo.

              Minha prioridade é o apartamento. E se já fosse proprietário de um quitado, não pagaria 40 mil num carro. Usaria parte dessa grana pra viajar, e com a outra parte, faria uma bela reforma em casa.

              Na minha opinião a (pouca) comodidade que um carro proporciona não vale a pena o que ele custa.

              0
              • Cleyton 8 de janeiro de 2012 at 16:50

                Dá pra acrescentar aí a diferença entre carro e carro novo, pra mim o carro é imprescindível porque o transporte público não me atende direito, mas meu carrinho velho dá conta do trabalho muito bem e com um custo bem mais reduzido que um novo, portanto um carro novo pra mim tem a mesma utilidade marginal que um carro pra você, disto concluímos que pensamos, apesar das pequenas diferenças, exatamente da mesma forma.

                0
          • ICF 8 de janeiro de 2012 at 21:35

            Bata o pé: se for assim não case. Depois piora!

            0
            • O Poeta da Bolha 9 de janeiro de 2012 at 12:02

              Reassevero.

              0
        • Patricia Engª 9 de janeiro de 2012 at 08:58

          Senhores, tenho que me intrometer nesta discussão sobre mulheres e bolha imobiliária.
          Tenho, há pelo menos seis meses, discussões enormes com meu noivo sobre especulação e bolha imobiliária. Sempre tive convicção de que este não é o momento de comprar um imovel, pois estão com valores absurdos.
          Peço, para que os senhores respeitem as mulheres, pois várias, como eu, frequentam este blog diariamente.

          0
      • Moyashi 8 de janeiro de 2012 at 00:41

        Tolinho,

        se você não achou uma que preste, paciência. Muitas de nós somos as cabeças econômicas da casa que avisam pro marido que essa não é a hora de comprar. Inclusive tentei dissuadir meu cunhado (irmão do marido) de comprar um e fui mal sucedida. Ele fez um péssimo negócio, um ap todo troncho por 350K e achando que aluguel é dinheiro jogado fora.

        Se você só tem encontrado mulher boçal, ou tem algum problema com você, ou você tá procurando no lugar errado. Como diz meu marido: as pessoas se merecem.

        0
        • Moyashi 8 de janeiro de 2012 at 00:43

          P.S. Minha resposta era pro

          “walyson disse:
          7 de janeiro de 2012 às 22:48 ”

          (já ficou meio longe)

          0
          • walyson 8 de janeiro de 2012 at 08:55

            Moyashi, não estou aqui para ofender ninguém e me desculpe se você se ofendeu com o meu comentário.
            mas isso é somente a minha opinião, e claro, não me cabe aqui falar como você deve proceder com sua vida, eu simplesmente não tenho esse direito de falar de suas escolhas.
            Com algum tempo de casamento as pessoas se revelam, não é culpa nossa (homem ou mulher) somos todos assim. para isso existe divórcio que aliás, sabe porque é caro? porque vale cada centavo ..kkk.
            Mas brincadeiras a parte, o futuro de nossa sociedade é cada um viver na sua, o casamento não vale a pena, falo para todos os amigos e os casado são os que mais concordam, o bom do relacionamento é apenas os seis primeiros meses, daí devemos partir pra outros 6 com outra pessoa, nossa sociedade está caminhando pra isso.
            Mas creio que antes de termos essa percepção é preciso estar dentro do casamento como naquela piada da piscina gelada.

            0
            • Gil 8 de janeiro de 2012 at 10:57

              Comentário ridículo!
              Realmente as pessoas estão perdendo a noção do que é um casamento.
              Essas pessoas realmente não devem casar nunca.
              Digo que sou casado desde 2006 com uma pessoa que namorei durante 12 anos.
              Vivemos muito bem. Temos uma filha e estamos planejando a chegada de um segundo/a para daqui dois anos.
              Há dois anos, descobri que sou diabético tipo 1.
              Se não fosse a minha esposa, eu teria entrado em uma depressão profunda.
              Mas, devido ao grande suporte que ela me deu, hoje continuo a vida normalmente.
              Aliás, na maioria das vezes, é ela que aplica a insulina em mim.
              Nunca reclama, quando peço a ela.
              O problema das pessoas hoje, com casamento, é que simplesmente namoram menos de ano e já querem casar. Na realidade, nem conhecem a si mesmos ainda, o que dizer o outro.
              Casamento = União de duas pessoas que se amam e que “desejam” viver juntos, um apoiando o outro em tudo.
              Isso é o meu casamento!

              0
              • Raul Zummer 8 de janeiro de 2012 at 11:05

                Depressão??? kkkkkk
                Desculpe mas foi engraçado, é que minha irmã sofre disso, e uma garota que saí anos atrás também tinha, mas era algo como síndrome do pânico então pensei que só mulher tivesse isso.

                0
              • Walyson 8 de janeiro de 2012 at 11:14

                Gil, cada um é cada um.
                Tem gente que gosta de viver solto no mundo e tem gente que é dependente de família, esposa etc…
                O homem não nasceu para viver com uma só mulher, vai me dizer que na hora do almoço você não olha para uma gata linda que passa na rua?
                Se voçê realmente nunca fez isso, legal!!! Parabéns!! voçê realmente tem que estar casado e mais ainda, sua esposa tem muita sorte em ter você.
                Mas se você olha ou já olhou pelo menos uma vez, então não tem créditos em seu comentário.

                0
                • Cleyton 8 de janeiro de 2012 at 17:03

                  Péra aí, olhar é uma coisa, ir transar com ela e resolver abandonar a esposa é outra bem diferente, no entanto, com essas ressalvas entendo e concordo com você, e creio que posso me colocar também ao lado do Gil, uma boa esposa é o paraíso para um homem com um bom marido o é para a esposa, com uma esposa ruim nem Einstein teria dado certo.

                  0
              • Inteligivel 8 de janeiro de 2012 at 11:24

                Penso igual.

                Hoje ninguém precisa casar para fazer nada: não precisa casar para ter vida sexual, não precisa casar para ter filhos, para sair da casa dos país ou para morar com alguém.

                Casa quem quer.

                Casamento deve ser por pura afinidade. Se você não tem afinidade ou acha que em 6 meses o relacionamento vai acbar, então simplesmente não case.

                Existe três estados civis: solteiro, bem casado e mal casado. Entre mal casado e solteiro, seja solteiro.

                0
            • Cleyton 8 de janeiro de 2012 at 16:45

              “para isso existe divórcio que aliás, sabe porque é caro? porque vale cada centavo …”

              Sobre casamento essa foi a coisa mais sensata que ouvi até hoje!!

              Mas walyson, você teve uma opinião, “certa” ou “errada” é a opinião que você teve baseado em alguma coisa, não creio que deva desculpar-se dela (apesar de ter ofendido a colega aí) porque o que quer que o tenha feito pensar assim pode ser muito real e até presente, pra mim pior que uma opinião preconceituosa que seja é o “cada um pensa de um jeito”, isso pra mim é covardia, a Moyashi expressou a realidade e opinião dela que no meu entender é tão válida quando à sua discriminatória e classissista da mesma forma que as realidades diferentes não são só validas mas reais para cada caso!

              Resumindo, posso discordar do que você diz, mas defendo até o fim o direito de manter a minha, que no caso é diferente das duas…

              0
        • Cleyton 8 de janeiro de 2012 at 00:52

          Combo triplo! (Baixo, Baixo/Frente, Frente + 3 Socos)

          Ainda bem que dei sorte com a minha! Mulheres assim deveriam chamar-se exceção!

          0
      • Marvin 8 de janeiro de 2012 at 17:17

        A mulherada está preocupada com o estouro do silicone francês KKK esse já começou a estourar

        0
        • Luiz 9 de janeiro de 2012 at 13:48

          boa

          0
    • pmoraesm 7 de janeiro de 2012 at 23:33

      Pare de levar o tema à mesa toda noite. A minha esposa mesmo estava ficando cansada de me ouvir falar de preços de imóveis e eu percebi que isso fomentava ainda mais a ansiedade dela em achar um apartamento.

      Agora, esporadicamente, quando ela comenta sobre imóveis eu dou uma atualizada nela por alto… Outro dia ela me surpreendeu me enviando uma noticia sobre a queda das vendas de usados em SP, parece que está percebendo que, na pior das hipóteses, os preços não subirão mais como antes.

      0
      • Muca CG Muita Treta 7 de janeiro de 2012 at 23:39

        Moraes, não levo o assunto todo dia à mesa. O problema é que PRECISAMOS alugar um novo imóvel no momento (mas ela preferia comprar). É questão de necessidade mesmo, saca? E mesmo quando eu não quero falar a respeito, ela pergunta: “e aí, viu alguma coisa”. Aí, mano, não guento haha

        0
        • Muca CG Muita Treta 8 de janeiro de 2012 at 02:10

          A Moyashi é inteligente e tem todo direito de se defender. Mas eu não sou classista. Homem é burro e cabaço em muitas áreas. Sou corinthiano, mas torcedor fanático é sempre um grande babaca. Gosto de música, mas sempre considerei fãs uns bostas. Só acho que as mulheres que entendem de bolha não deveriam ficar melindradas quando digo que a maioria não liga/desconehce o assunto. E, em vez de tentar fazer guerra dos sexos, avisar as conhecidas. Isso é um aanço econômico e sociológico.

          0
          • angel 9 de janeiro de 2012 at 16:46

            No meu caso, Muca, sou eu q estou falando com meu marido sobre a bolha, conduzindo a venda do nosso ap e lhe orientando sobre o que fazermos depois. Ele está indo na minha e aceitou da gente aplicar o dinheiro pra comprarmos em boa oportunidade. Sugiro vc colocar sua esposa a frente disto, pra ela perceber o q está acontecendo. Hoje estamos vendendo nosso ap por preço mais baixo q a média, depois de já ter sido anunciado há alguns meses por valor bem superior, pois foi a orientação q meu marido teve. Sentimos na pele a dificuldade de vender e eu fui tomando à frente do negócio e acho q agora vamos conseguir, pois tive propostas concretas. Fale com ela sobre tentar comprar com melhor preço pois realmente está muito caro. Tb acho q não vale a pena comprar assim, ainda mais se tiver financiamento. É melhor alugar. Mas não desista da relação por isto. Boa sorte !

            0
    • aiwww 8 de janeiro de 2012 at 10:27

      Olha, acho que a maioria dos homens que freqüentam esse blog estão sofrendo pressão de suas respectivas mulheres/famílias. Já ouvi cada pérola … já discuti com corretor em imobiliária … não adianta ficarmos nos estressando com a bolha, quanto menos tocarmos no assunto com as pessoas que sabem o que pensamos, melhor. A melhor forma de trazer mais gente para o nosso lado é prover subsídios, sem tentar convencer, àqueles que reclamam dos preços. Brasileiro não gosta de dar o braço a torcer, e não reconhecerá que fez mal negócio, mesmo que mostre matematicamente …

      0
    • RT 8 de janeiro de 2012 at 10:45

      Muca,

      Quase todo casal tem uma pessoa que pensa muito nas finanças e outra que não dá importância.

      Aqui em casa, quem liga muito para “comprar apartamento” sou eu, por melhor que seja o apê que alugo. Não me agrada morar de aluguel, mesmo estando bem instalado. Lógico que, com os preços onde estão, não cogito comprar… Já minha esposa não liga para esse assunto.

      De qualquer maneira, do jeito como andam os preços hoje, nada disso importa. Porque mesmo sendo um casal com renda boa, não teríamos um financiamento aprovado pra comprar nada nem em um bairro muito ruim.

      Se você aceita uma sugestão para mostrar à sua esposa… pergunte que apartamento ela quer comprar.

      Quando ela escolher, descubra quanto custa e simule o financiamento. A menos que vocês ganhem muito bem, acontecerá uma das duas coisas:

      1 – vocês não terão renda pra financiar o imóvel;

      2 – vocês terão renda pra financiar o imóvel, mas não vão poder fazer mais nada, tipo jantar fora ou viajar. E isso é hoje! Imagina quando tiverem filhos!

      Como eu falei, minha esposa não liga muito para esse assunto. Mas se estivesse desesperada, fazendo pressão, é isso que eu tentaria.

      0
      • pmoraesm 8 de janeiro de 2012 at 11:22

        Essa de apresentar a conta pra quem pressiona também é uma boa. Na minha casa temos um cenário é o seguinte: minha esposa e eu temos salários muito parecidos, mas ela não consegue guardar 1 real (pelo menos paga um plano de previdência da empresa).

        Ela se apaixonou por um dos prédios que visitamos e queria pagar o preço pedido de qualquer jeito, fiz uma simulação e teríamos que financiar por 30 anos com uma parcela que dava diferença de R$ 2.000,00 em relação ao aluguel que pagamos hoje. Propus um desafio: se ela conseguisse, durante dois meses, guardar R$ 1.000,00 por mês (metade da diferença) compraríamos um dos aptos a venda naquele prédio. Ela aceitou o desafio na hora e disse que eu poderia preencher a proposta sem a data, que ela mesma levaria 2 meses depois.

        Isso foi há uns 4 meses, e ao invés dos dois mil reais ela só me mostrou um lindo sorriso, meio amarelado.

        0
        • Moyashi 8 de janeiro de 2012 at 16:39

          he he he… contra fatos não há argumentos, principalmente contra argumentos de gente consumista…

          O bom, nesses casos, é saber que tem razão e NÃO ficar dizendo “Viu? Viu, não falei?” (é mais elegante e mais cruel ao mesmo tempo)

          0
      • DanielCM 8 de janeiro de 2012 at 15:35

        Foi isso que fiz. Coloquei os números do nosso orçamento e do financiamento na ponta do lápis. Ela não se manifestou na hora, até que, um belo dia, o pai dela comentou a mesma coisa que eu (terá ele lido o blog? rsrsrsrs) e ela acabou me dando razão. Sei que ela não desistiu, só está dando um tempo, mas por enquanto está bom.

        PS: fiz uma aposta com ela. Fomos ao prédio que estamos interessados e vimos os preços. Acabei guardando o papel que o corretor me deu. A obra seria entregue no final de 2014. Eu digo seria pq era pra ter começado há 4 meses…

        0
    • Dr. Estranho 8 de janeiro de 2012 at 11:26

      Não esquente com mulher não. A minha põe álcool no carro porque pelo é mais barato que a gasolina.

      0
      • Dr. Estranho 8 de janeiro de 2012 at 11:28

        Não entendi nem o que escrevi. Mande-me para a alfabetização ou me dê um emprego de corretor.

        0
        • Vinicius Lima 8 de janeiro de 2012 at 11:48

          Hahahahahahahaha….Mas deu para entender a mensagem…

          0
        • Shakespeare 8 de janeiro de 2012 at 22:06

          estranho…

          RZRZRZRZRZ

          0
  • Money Addicted 7 de janeiro de 2012 at 23:42

    off topic – pero no mucho…rs

    estou em Lima/Peru a trabalho e eh duro constatar ao vivo o que falamos….a diferenca de preco dos carros, conversando sobre isso aqui me perguntaram “mas se tem fabrica de carros no brasil pq eh tao caro assim?”

    enfim, para quem quiser “ver”

    http://www.patiotuerca.com.pe/peru/autosnuevospe.nsf/categorias/Volkswagen

    1 real vale 1.47 soles

    []s

    0
    • eam 9 de janeiro de 2012 at 11:15

      O assunto pode até ser off-topic, Money, mas a resposta à sua pergunta não é: assim como no caso dos imóveis, no “Brazil” se cobra mais caro porque o consumidor está disposto a pagar. Simples assim.

      0
    • Andre Luiz 9 de janeiro de 2012 at 12:36

      Independente de ser caro ou barato…

      COMO UM TIGUAN LÁ CUSTA O MESMO QUE O GOLF, SE AQUI É O DOBRO?????????

      0
  • KD A BOLHA? 8 de janeiro de 2012 at 00:58

    Muca, Bolha e o resto do pessoal,

    Passei por situação parecida com a sua. Em 2007, depois de muito debate com a esposa, dizendo que não queria começar um casamento já devendo prestações de um 4 quartos que na época custava 300k, comprei um 3 quartos por 200k a vista.
    Ocorre que no decorrer de 2 anos vi a porra do 4 quartos subir de 300 para 700k!!!! Ainda assim não acreditava no que tava acontecendo. Pensava assim: se eu que ganho 20k ao mes acho essa m… cara, quero ver é quem vai comprar essa porra…. O problema é que o povo, quer por ser burro, ignorante, intestidor, especulador, etc, acabou comprando e inflando a bolha, até o patamar em que chegamos.
    Até hoje a mulher me fala: a gente teve chance de comprar aquele 4 quartos bem baratinho, hoje já tava quitado e a gente nem precisava se desfazer desse em que a gente mora, que podia muito bem tá alugado.
    Cara, não tenho vergonha nenhuma de dizer que me arrependi. Sim, me arrependi amargamente de não ter comprado a porra do 4 quartos financiado. Ela tava certa, hoje ele tava quitado e eu nem tava lendo esses sites sobre bolha!
    O problema, meu amigo, é que hoje, em 2012, o preço não tá inflado, tá na LUA!!!! Se antes era caro, hoje é quase impossível. O preço é proibitivo!! Tenho uma renda de 20k ao mês que não é pouca para a média dos brasileiros. Tenho até condições de comproar um ap desses sem perder o sono. A pergunta que me faço toda noite, contudo, é a seguinte: vai que eu compro essa porra que custa 700k, a bolha estoura e ele vai paa 400 ou 500k eu não vou me suicidar? perder enre 200 e 300k assim, de lambuja?
    Eu até concordo com o João (não sei se o cara é corretor ou, como eu, um cara irresigndo com a situação) que quem comprou no passado se deu de bem e quem tá procurando agora tá fudido.
    Mas penso que se a gente se segurou até agora sem comprar porque tava caro, nessa atual fase dos acontecimentos, em que os preços começaram a congelar, já não é tempo de comprar, isso, agora posso dizer com certeza, agora já fudeu tudo. Ou a bolha estoura e baixa ou ninguem mais compra imóvel no Brasil, já que até no EUA tá mais barato!!

    0
    • Cleyton 8 de janeiro de 2012 at 19:28

      Cara, entendo teu desabafo, mas não dá pra ficar se culpando por um evento que além de anormal era inesperado! Como é que você ia saber que ia subir? Hoje sabemos que vai baixar pela mecânica histórica dos mecanismos econômicos que geraram a bolha, antes dela inflar não tinha mesmo como saber.

      Essa angústia de quem está vendo esse circo de horrores é compartilhado por todos nós, seriam mesmo muito melhor se o mercado mantivesse a normalidade e todos comprassem normalmente, mas não é o caso.

      Não é vergonha nenhuma se arrepender, vergonha é sair do mar carregado pelo salva-vidas porque garganteou pra todo mundo que sabia o que estava fazendo e quase se matou, e não ficar na areia tomando uma cerva pensando o que as gatinhas pensam do cara que está lá longe no fundo e se arrepender por não ter entrado.

      0
      • eam 9 de janeiro de 2012 at 11:26

        Vou além, Cleyton, creio que nem seja questão de “vergonha” e sim de planejar uma vida digna, de ter um lugar decente para morar, prover boa educação para os filhos e ter um bom padrão de vida, divertindo-se e tendo saúde.
        Se não deu pra comprar o apto de 4 quartos, com “varanda gourmet”, vista maravilhosa para a praia, paciência, não temos tudo o que queremos nessa vida.
        Acho que as pessoas esquecem que temos apenas esta vida pra se viver, e de nada adianta trabalharmos como uns condenados, enfartamos aos 45, vivermos deprimidos, infelizes por causa de dúvidas e dívidas, apenas pra satisfazer o ego de “mostrar” o lindo apto/casa para amigos e familiares.
        Sei que estou parecendo piegas ou então orador de algum livro de auto-ajuda, mas é nisso que penso quando me pego na mesma situação do nosso aflito colega “KD A BOLHA”.

        0
        • angel 9 de janeiro de 2012 at 17:12

          Penso como vc eam, e queria dizer pro KD não pensar em comprar nada agora. E na época, 3 qtos por 200k e 4 por 300k, era muita diferença tb. Não se recrimine pelo passado. No meu caso, em Brasília, o valor do meu apto diminuiu e onde quero comprar, Laranjeiras/Flamengo/Catete-RJ, aumentou. Se tivéssemos vendido em 2010 talvez teríamos comprado algo melhor do q podemos agora. Mas aquela não era a melhor hora pra gente e sim agora. Então, fazer o q ? Sofrer de arrependimento? Não. Decidimos o q podemos num dado momento. Não conhecemos o futuro. É crueldade ficarmos nos culpando por situações passadas.

          0
  • Doom 8 de janeiro de 2012 at 07:55

    Complementando o post:

    Não dá para tapar o sol com a peneira. O problema da primeira fase do programa habitacional “Minha Casa Minha Vida”, na faixa de zero a três salários mínimos, é muito sério. Passa longe da forma simplória e, ao mesmo tempo, arrogante como foi tratado pelo diretor executivo de habitação da Caixa Econômica, Teotonio Rezende, em sua passagem por Salvador, nesta semana.
    Sob os flashes da mídia, na última terça-feira, Resende, ladeado de representantes regionais do banco público, preferiu transferir a responsabilidade da paralisação das obras e do desemprego dos trabalhadores de sete mil unidades do programa em Salvador e Lauro de Freitas às construtoras Prime e RCA.
    Para o burocrata da Caixa, o problema seria resultado de má gestão das empresas contratadas. Por isso, comprovada a incapacidade de conclusão das obras, o banco público contrataria outras companhias para a construção das unidades.
    Fácil. “Sopa no mel”, como diz o povão. Seria, se o buraco não ficasse bem mais embaixo. Vamos ver se ele consegue encontrar alguma empresa que consiga concluir as obras com o valor que está sendo pago. Se o propósito era dar uma satisfação à opinião pública, o tiro saiu pela culatra. A presença de Teotonio Resende em Salvador foi, no mínimo, intempestiva.
    Na mesma terça-feira, a pedido de líderes do setor da construção, o governador Jaques Wagner apresentara o problema à presidente Dilma Roussef, em encontro na praia de Inema. Não caberia ao burocrata se antecipar a qualquer decisão da mandatária da República.
    Afinal, mais do que ninguém, Teotonio bem sabe que não houve correção dos valores pagos pelo programa. A defasagem tornou os valores incompatíveis com a realidade do mercado, inviabilizando as obras. E não cabe à Caixa os recursos do “Minha Casa Minha Vida” que bancam as casas populares para a faixa de zero a três salários mínimos. São do Orçamento Geral da União.
    Teotonio perdeu uma boa chance de ficar calado e economizar o dinheiro do banco público com sua passagem aérea e hospedagem em Salvador. Ontem (04/12), líderes do setor da construção baiana estavam em Brasília, onde tinham audiência com o ainda ministro das Cidades, Mário Negromonte. Teotonio vai acabar tomando um puxão de orelha.

    0
    • Anonymous 8 de janeiro de 2012 at 09:39

      Quem tem idade suficiente vai lembrar que isso é conversa do tempo da hiperinflação. Bons tempos; cheguei a comprar uma máquina eletrônica para testar dólares, pois havia muito dólar falso naquela época.

      Afinal, mais do que ninguém, Teotonio bem sabe que não houve correção dos valores pagos pelo programa. A defasagem tornou os valores incompatíveis com a realidade do mercado, inviabilizando as obras.

      0
      • Anonymous 8 de janeiro de 2012 at 11:24

        Os modelos estão bem mais sofisticados comparados com os modelos que usei nos anos 80. Na Amazon existem vários modelos. Acho que está na hora de comprar um. Em época de globalização, é melhor escolher logo um que detecta 5 tipos de cédulas.

        www . detectalia . com/en/5-currencies-counterfeit-detector-100-ecb-116 . html

        0
  • Menino_do_Rio 8 de janeiro de 2012 at 10:06

    http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,brasil-entra-em-2012-como-preferido-dos-investidores,98606,0.htm
    “A primeira semana de 2012 comprovou que o Brasil mantém o posto de queridinho dos investidores globais. Bastou uma pausa nas preocupações com a Europa para o País se destacar. Nos cinco primeiros dias úteis do ano, o Tesouro Nacional e duas empresas privadas captaram juntos US$ 2,6 bilhões no mercado externo. Se fosse mantido pelas outras 51 semanas do ano, seria um ritmo três vezes superior ao de 2011, quando as emissões atingiram US$ 38,5 bilhões.”

    3x mais que 2011 ?!?
    Consequência: mais inflação (inclusive imobiliária)…

    0
  • Dr. Estranho 8 de janeiro de 2012 at 11:36

    h ttp://oglobo.globo.com/rio/sobram-obstaculos-aos-idosos-de-copacabana-3594263

    É lá que você quer morar quando envelhecer? Esse é o motivo para valorização? Copacabana é um lugar feio. Beira ao desagradável. Quem conseguir vender agora já será um sortudo. Depois chora.

    0
    • RT 8 de janeiro de 2012 at 11:48

      Infelizmente, a omissão do poder público permitiu que aquela favela que tem lá (esqueci o nome) crescesse como cresceu.

      Quem vai ao Forte de Copacabana hoje e olha de lá em direção à praia vê o tamanho que aquela coisa horrorosa atingiu.

      Naquela região, hoje dá até medo de andar pela rua, a qualquer hora do dia.

      Copacabana é um bairro super bem localizado, e com uma praia show de bola. Mas eu não pensaria em morar lá hoje. Muito menos com os preços atuais, que não existiam nem quando o bairro estava em seu auge.

      0
    • Ghaspar 8 de janeiro de 2012 at 13:38

      Tem toda razão. Excetuando-se os privilegiados que moram na Atlantica e conseguem ter alguma vista horizontal, o restante é um verdadeiro pardieiro onde se vive como pombos em pombal…Sujeira e cheiro de xixi para todo lado…..

      0
  • Ana 8 de janeiro de 2012 at 11:47

    De toda a (des)informação que a imprensa tem veiculado a respeito do Mercado Imobiliário, esta aqui é uma das mais loucas que li nos últimos meses:

    Estrangeiros buscam imóveis em BH
    Maioria chega à cidade fugindo da crise europeia, mas muitos têm dificuldade para comprovar renda e oferecer garantias

    Publicação: 08/01/2012 10:48 Atualização: 08/01/2012 10:59
    Frederico Bottrel – Estado de Minas

    O espanhol Pablo Pita da Veiga alugou um apartamento no Centro de BH

    Com a crise internacional deixando o Brasil passar a Inglaterra em volume de Produto Interno Bruto (PIB) e a Europa enfrentando taxas históricas de desemprego, a vinda de estrangeiros para o lado de cá do Atlântico já é sentida no mercado imobiliário. A situação na Europa foi justamente o que motivou a família da empresária Henriqueta Flores a cruzar o oceano e vir abrir um restaurante de comida portuguesa em Belo Horizonte. “O restaurante que temos em Lisboa já não dá bons resultados há um ano, era hora de tentar algo diferente”, conta. Henriqueta, que ainda não decidiu onde vai morar, procura apartamentos próximos à Região da Pampulha.

    Segundo Paulo Aquino, gerente da Ouro Preto Negócios, imobiliária que administra diversos imóveis naquela região, a cada 10 novos clientes em potencial, cinco são estrangeiros e três de outros estados brasileiros: “Eles nem sempre fecham negócio, devido às dificuldades que encontram com a estrutura de locação, mas a simples procura já joga os preços para cima, o que complica até mesmo para os brasileiros”. Na avaliação de Aquino, a localização em relação ao Mineirão e a valorização da região com a proximidade da Copa do Mundo são pontos decisivos para muitos dos portugueses e chineses que têm procurado a imobiliária.

    A vinda dos estrangeiros é um fenômeno que ganhou força no final de 2008, com a crise financeira e seus desdobramentos, mas ganhou fôlego do último ano para cá, com a crise na Zona do Euro, segundo Fabiano Taylor, vice-presidente da Rede Invista, que congrega 110 imobiliárias em Belo Horizonte. “Hoje, recebemos 30% mais clientes estrangeiros interessados em locação e compra de imóveis que há um ano”, calcula. E muita gente aproveita a virada do ano para se estabelecer em outro país.

    Muitas vezes, até assinar os contratos, esse pessoal enfrenta dificuldades capazes de abortar as negociações. Segundo Aquino, o despreparo dos clientes estrangeiros e seu desconhecimento da legislação brasileira é o principal complicador: “Em alguns casos, eles não conseguem comprovar a renda e nem sempre têm recursos para bancar o seguro-fiança ou a capitalização. O que nos resta é negar o contrato”. O diretor-secretário do Conselho Regional de Corretores de Imóveis diz que é preciso criar alternativas. “É importante analisar cada caso, porque pode haver disposição em pagar o aluguel antecipado para garantir o negócio.”

    CUSTO-BENEFÍCIO

    A demora em conseguir um bom apartamento é o preço que o estrangeiro interessado em morar e trabalhar em Belo Horizonte enfrenta: “Foram dois meses até que eu encontrasse algum apartamento com custo-benefício razoável no Centro da cidade. E ainda acho o preço bastante alto”, confessa o bibliotecário espanhol Pablo Pita da Veiga, que trocou o emprego de funcionário público na terra de Cervantes para atuar no instituto com o nome do escritor, em Belo Horizonte. “A procura valeu a pena e a experiência tem sido interessante”, diz Veiga, citando os trabalhos que executou para o Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), quando acompanhou desenhistas espanhóis que visitaram a cidade no ano passado.

    0
    • Mineiro BH 8 de janeiro de 2012 at 13:52

      É inacreditável…

      O EM é um dinossauro rumo à extinção…

      0
    • O Poeta da Bolha 9 de janeiro de 2012 at 12:24

      Fastigiosos néscios que saltam do fogo para a frigideira, à maneira de Bilbo Bolseiro no covil dos Trolls, conforme nos ensina a narrativa magistral de John Ronald Reuel Tolkien em “O Hobbit”.

      Tivesse eu nascido no Velho Mundo, não aportaria em território bananense – convenientissíssima alcunha, caro Anonymous. Se é para experienciar os trópicos, agradar-me-iam mais intensamente as Antilhas Neerlandesas.

      0
  • Lucas 8 de janeiro de 2012 at 12:17

    O zap hoje registra oferta de 562 aps na região do Meier.
    Recorde pra região.
    Parabéns aos responsáveis por este recorde.

    0
    • RT 8 de janeiro de 2012 at 12:35

      Outro dia, estávamos falando aqui sobre um apartamento que estava custando 700 mil.

      Faz uns meses, outro colega contou sobre outro na região que estava em 500 mil.

      Ou seja, o Méier custa hoje mais caro que apartamentos no Leblon (exceto quadra da praia) custavam antes da bolha.

      0
      • Lucas 8 de janeiro de 2012 at 13:37

        É verdade, as pessoas perderam a noção!
        Bom, eu acompanho esta região e nesse final de ano eu percebi um pequeno recuo por volta de 10%.
        Teve alguém aqui do blog que falou que tinha um ap de 470k no zap, e que fez uma proposta de 330k e que a imobiliária havia ligado pedindo para ele formalizar a proposta.
        Eu mesmo estou curioso pra saber no que deu.

        0
        • pmoraesm 8 de janeiro de 2012 at 17:41

          Opa, esse aí fui eu.

          Bem, fui visitar o imóvel e reforcei que minha proposta era aquela (330)… a corretora disse que ia tentar mas que estava muuuito abaixo, se eu não podia formalizar 370 mil.

          Formalizei 355 e recebi uma contraproposta documentada de 395. Agradeci e disse que por esse valor não tinha interesse… O anúncio ainda está lá, por 460.

          Dois pontos interessantes:

          1. O proprietário cedeu em 14% logo na primeira contra-proposta, sem muito esforço. Acho que se eu continuasse na negociação chegaríamos nos famosos 20% facilmente.

          2. A corretora continua me ligando pra oferecer outros imóveis. No começo do ano passado fiz propostas muito mais próximas ao valor pedido e não recebia atenção de ninguém. Cheguei a ser “esnobado” após fazer proposta pedindo desconto de apenas 5%.

          0
          • Lucas 8 de janeiro de 2012 at 19:47

            Valeu pmoraesm pelo relato.
            Eu até imagino que esse ap seja de um condomínio na rua Silva Rabelo.
            Caso eu tenha alguma novidade eu vou postar também.
            Abç.

            0
            • Miguel Jacó 8 de janeiro de 2012 at 22:21

              Exatamente, descontos de 20% já são fato consumado em todas as capitais do país.
              Quando os descontos chegarem à 40%, no início de março, farei proposta por 50% do preço máximo oferecido. Tudo bem, ainda será um valor maior que o corrigido pela inflação desde 2008, mas quero comprar para morar, e não para investir.

              0
            • pmoraesm 8 de janeiro de 2012 at 23:23

              Não é não… fica na Vila Regente Feijó, em São Paulo.

              Abs

              0
          • Dr. Estranho 8 de janeiro de 2012 at 22:12

            Amigo, passe-me o link do anúncio por favor. Vou oferecer menos.

            0
            • pmoraesm 8 de janeiro de 2012 at 23:27

              Opa, depois nos conte como foi…

              http : //www.lelloimoveis.com.br/imovel-detalhes.aspx?ref=69549

              0
    • Ghaspar 8 de janeiro de 2012 at 13:42

      E 5.138 em Copacabana e 13.649 na Barra e Recreio…….kkkkkkk
      Isto porque estes bairros estão “bombando”…kkkk

      0
      • RT 8 de janeiro de 2012 at 14:23

        Exatamente.

        Lembrando que há poucos dias, o Jornal Nacional atribuiu os altos preços nesses locais à “baixa disponibilidade de imóveis, o que acirra a disputa”.

        Revoltante…

        0
    • Shakespeare 8 de janeiro de 2012 at 14:42

      Vamos lembrar o que já foi dito aqui no blog em outras ocasiões.

      Com os preços nas alturas, pessoas que em outras condições não colocariam seus imóveis à venda o estão fazendo, na onda de “vai que vende”…

      Com isso infla-se a oferta sem necessariamente diminuir o preço pois é uma oferta de ocasião, tentando se aproveitar do preço alto, assim que aqueles que realmente precisam vender começarem a vender por preços mais baixos, esses apartamentos sairão do mercado. só então vamos poder saber o verdadeiro preço dos imóveis ofertados.

      0
      • Andre Luiz 9 de janeiro de 2012 at 12:59

        Pois é.

        Por isso que hoje em dia vejo muitas placas assim: “VENDO OU ALUGO”.

        Antigamente ou o cara queria vender ou alugar, dependia do que ele pretendia fazer com o ativo.

        Uma vez eu liguei e o cara pedia R$330.000,00 para venda ou R$1.400,00 para aluguel, ou seja, 0,4% do valor do imóvel e com toda a insegurança de um contrato de locação.

        Nesse preço ele conseguiria R$1980,00 por mês na poupança que é a pior aplicação financeira que existe…

        Preços descolados da realidade? Imagina…

        0
    • Andre Luiz 9 de janeiro de 2012 at 12:48

      Lucas,

      Eu acompanho esse índice. Ele já chegou a mais de 700 imóveis, entre casas e aptos. Já o divulguei algumas vezes aqui.

      Até pouco tempo, não se achava nada no Méier por menos de R$200.000,00. Ontem eu fui ver um por R$195.000,00 e hoje um corretor ligou para oferecer outro por R$185.000,00, que está anunciado no site da imobiliária por R$200.000,00.

      O de R$195.000,00 o corretor disse que botou nesse preço justamente para fugir da base dos 200 e vender logo. De fato chamou a atenção dos compradores, mas ainda assim acho caro. Nem fiz proposta, pois não gostei do imóvel e ele já disse que a dona fecharia por R$190.000,00.

      Ora, se sem a gente pedir, eles já oferecem desconto, como nos dois exemplos acima, imagina como está a realidade do mercado “aquecido” na região…

      0
  • Bruno 8 de janeiro de 2012 at 13:33

    Galera acompanho o blog de voces aninamente.Achei algo interessante na web e decidi colocar o link aqui.Espero seus preciosos comenários e estar contribuindo.http://www.colunasdehercules.com.br/2012/01/farsa-do-sucesso-chines.html

    0
    • Miguel Jacó 8 de janeiro de 2012 at 22:47

      Prezado Bolha,

      Sugiro que este vídeo seja tema central do próximo tópico, pois aqui é o principal meio de comunicação brasileiro sobre a Bolha Imobiliária que estamos vivendo, e este vídeo deve chegar ao máximo de pessoas possível (passando por aqui, com certeza este vídeo explodirá de acessos).

      Este vídeo tem um potencial seriíssimo de ser o catalizador final do estouro da nossa bolha imobiliária.

      0
      • Miguel Jacó 8 de janeiro de 2012 at 22:54

        Desculpe, esqueci de dizer qual é o vídeo. É o primeiro documentário, referente às cidades fantasmas e a farsa imobiliária e do PIB chinês.

        http: //w w w.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=2yL7t0j_4tQ

        0
  • Bruno 8 de janeiro de 2012 at 13:34

    Corrgindo anonimamente.

    0
  • GasU2Sleep 8 de janeiro de 2012 at 13:36

    Me impressiona o estado imobiliario do Brasil. Morando fora, tenho como sonho comprar uma casa no Brasil para ferias. Fico meses acompanhando o mercado brasileiro a espera que essa bolha se exploda logo de uma vez. E dificil de compreender como o Brasileiro que tem renda per capita do de cerca de R$ 11mil/ano consegue pagar tao alto valores de imoveis. Para mim, mais absurdo e o que se vende por 400,000 reais em cidades como Belo Horizonte, Sao Paulo, e Rio de Janeiro. Sao apartamentos minusculos, com quartos apertados com vista para a parede do apartamento ao lado e sem comodidades nenhuma. Digo isso porque dependendo da regiao aqui na Florida, inclusive Orlando onde me encontro, consigo uma casa ampla, com area de lazer, piscina, etc, sem falar em tudo que e incluido numa casa normalmente na America (Geladeira, fugao, lava louca, Ar condicionado e aquecimento central) entre outras como lustres, armarios de cozinha e quartos que nao sao parte do pacote qdo se compra um apartamento ou casa nova no Brasil. Minha pergunta e, ate onde isso vai chegar? Sera possivel que seja essa a nova realidade do Brasil? Sera que apos a copa vai normalizar? Como sugestao, entre no site http://www.zillow.com e verifique o preco e fotos do que e vendido aqui por precos correspondentes no Brasil. Isso considerando que a renda por capita nos estados unidos e de 41000 dollares

    0
  • bertz 8 de janeiro de 2012 at 13:48

    Mais uma notícia via e-mail de um amigo que joga futebol na casa de praia dos Bigucci, os caras tão com mais de 80 milhões procurando terreno aqui no ABC, e não encontram, significa que os grandes com informações previlegiadas, ainda tão investindo forte no mercado, nada de retração por enquanto.

    MATÉRIA JORNAL LOCAL:

    Analisando os movimentos migratórios que foram observados entre capital e interior do estado; podemos afirmar que o mercado de imóveis em Santo André tem tudo para resistir com plena potência ao avanço ávido da crise financeira internacional e sua sanha por retração e recessão. Muito longe ainda de ser um El Dorado, o mercado de imóveis em Santo André goza de uma certa folga em relação a outros mercados pelo simples fato de que a procura por imóveis na região vai além do simples imóvel de moradia.

    Muitas pessoas procuram imóveis em Santo André apenas com o intuito de investimento. Afinal de contas, a venda de terrenos destinados à construção ainda representa uma boa quantidade de negócios e significa o interesse de empresários do ramo da construção civil, ou de outras pessoas, em criar opções de futuros investimentos e negociações com esses imóveis. E isso, sem qualquer dúvida, pode manter o mercado de imóveis em Santo André aquecido ainda por um bom tempo.

    Se analisarmos que os efeitos danosos iniciais da crise financeira mundial estão diminuindo em nossa economia, podemos especular que o mercado de Santo André estará resguardado da total paralisação e da estagnação ainda por mais alguns anos. Além disso, bastará que o mercado retome o ritmo de financiamentos e de investimentos para que a construção civil local experimente um novo “boom”. E já é possível vislumbrar o recuo dos fatores problemáticos iniciais por toda parte de nossa economia. Tanto local quanto nacionalmente.

    Até porque, os custos de construção ainda são baixos e há bastante infra-estrutura na região que possibilitam um lastro e um atrativo muito bons para novos empreendimentos e lançamentos por toda a cidade. Além disso, o nosso mercado consumidor é um poderoso atrativo para empreendedores internacionais que buscam investimentos de baixo risco e grande potencial. Com a verdadeira lição que nosso país vem dando no enfrentamento da crise internacional, também nos qualificamos como opção para grandes investimentos e como pólo de atração para empresários que pretendam fugir de mercados mais arriscados ou que apresentem uma remuneração menor do seu capital.

    A chance de ouro para manter-se o mercado de imóveis em Santo André aquecido e sadio, será a criação de parcerias que tornem a cidade capaz de absorver novos empreendimentos e novos lançamentos imobiliários voltados para todo o tipo de público alvo. O grande entrave a isso tudo é a burocracia do Estado brasileiro que dificulta enormemente a participação de estrangeiros em qualquer tipo de empreendimento aqui em nosso país. Além disso, atrair grandes construtoras e preparar o mercado para assimilá-las também é um fator de valorização e de importância para manter o mercado de imóveis em Santo André em plenas condições de manter-se em busca da elevação das vendas e da garantia de que os empreendimentos e lançamentos já programados sejam, efetivamente, executados.

    Exatamente por isso, os proprietários que possuem imóveis em Santo André em condições de venda; como terrenos e casas mal conservadas, devem escutar com atenção os sinais provenientes do mercado imobiliário local e prepararem-se para agir rapidamente quando o volume de negócios estiver recuperado. Agindo assim, conseguirão participar desse “renascimento” do mercado de imóveis em Santo André e, ainda por cima, sair disso tudo com um bom reforço na conta bancária.

    0
    • Shakespeare 8 de janeiro de 2012 at 14:44

      temos moradores da região entre os leitores deste blog, gostaria de solicitar que eles se manifestassem

      0
      • bertz 8 de janeiro de 2012 at 15:24

        Acompanho os negócios da região por mais de 10 anos, infelizmente a pessoa compra qualquer coisa em São Caetano do Sul até sobrados sem vaga só para falar que mora lá, absurdo, ruim para nós porque o preço aqui está 50% do valor de SP, com a última perna do Rodoanel que cortará nossa região e a chegada do metrô ainda acho que vai continuar subindo, infelizmente por que estou louco para comprar.

        Até Itaquera quem diria, por causa do Curintia, valorizou, legal que chegue a infraestrutura lá, mais por bom tempo continuará sendo no fim do nada, longe de tudo, só mais trânsito para as pessoas se deslocarem nessas grandes distâncias até os centros.

        0
        • Marvin 8 de janeiro de 2012 at 17:32

          E tem mais, sugiro que vc passe um dia no 2º dp (na rua do centro) para você ver a quantidade de bo’s por roubo de carros e assalto a residências…

          0
    • Marvin 8 de janeiro de 2012 at 17:28

      bertz, sempre morei em Santo André (inclusive já comentei em outro post que somos meio vizinhos) moro em uma casa de 180m construídos em um terreno de 500m2 com muito conforto, jardim de inverno, duas jaboticabeiras maiores que as da mansão do ronalducho… Mas, SA está ficando uma bosta… a cidade se desindustrializou, só sobrou shopping e mercados e, por conta de ser mais barato do que são paulo, muita gente “marrom” (aqui no sentido de sem educação, sem cultura, e não de cor de pele) está vindo morar pra cá e acabando com o sossego (é carro o dia inteiro passando na rua com funk no último volume…)

      0
      • bertz 8 de janeiro de 2012 at 17:49

        Amigo o problema que este tipo de gente por você citada, cria mais que formigas, está invadindo o mundo, e como sempre disse meu pai até na Lua eles vão marcar território, não duvido veja os EUA. E o funk infelizmente virou música até de milionário, país com cultura nojenta pois funk faz parte de cultura aqui. Concordo plenamente com vc.

        Atendo o ABC em domicílio e o conheço muito bem, não porque moro aqu,i mais perto de SP ainda estamos no céu em respeito a trânsito, comércio não deve nada, e no meu setor de serviços, o pessoal de SP vem até aqui por causa do preço exagerado cobrados lá.

        Tem toda razão na indústria mais por incrível que pareça, Mauá ta bombando por causa do Rodoanel, veja preço de qualquer coisa industrial lá. Infelizmente ficamos no meio.

        Uma pergunta que não quer calar:

        Passe para mim um link, onde tenha terreno 500m2, pés de jabuticaba, com conforto de uma casa, pode incluir ap onde não paga condomínio para subir junto de elevador com o cachorro babão de seu vizinho, e com certeza deve ter espaço para uma piscina, e que não passe carro tocando funk em qualquer lugar em SP, e por menos de 4 milhões.

        È O SEU DESAFIO ESTOU ESPERANDO, brincadeira, ao meu ver ainda prefiro um carro tocando funk pois no máximo pode escutar por 30 segundos, depois vai embora, a não ser que ele more em sua frente aí é duro.

        0
        • Marvin 10 de janeiro de 2012 at 08:50

          Prefiro não me identificar, mas moro no PdN… minha casa é até modesta, tenho vizinhos com casas de 700m2 construídos, alguns em terrenos de 1000m2… Realmente o lugar é muito bom, mas o que quero dizer é que já foi melhor… enfim, os problemas daqui são os mesmos de qualquer lugar da banânia… povo sem educação e violência crescendo cada vez mais…

          0
  • Ze Bom Dirolo 8 de janeiro de 2012 at 15:40

    Queridos amigos,
    Infelizmente não temos muito a comemorar em 2012.
    Mas você sabe o porquê?
    Explico. Em uma data próxima, fomos informados que a Copa do Mundo e as Olimpíadas seriam realizadas no Brasil. Aí veio o pré-sal, a oferta de crédito e outros fatores. A construção civil fez com que o PIB brasileiro fosse lá no alto. Ah….Brasil, Brasil, meu Brasil brasileiro. O “Brasil é a 6ª economia do mundo”. É para rir, né?. Com certeza quem acredita nessa estória deve acreditar em mula sem cabeça, papai noel e curupira. Em falar nisso, será que curupira existe? Não não, claro que não, deixa para lá.

    Pois bem senhores, o subprime brasileiro, “Minha casa minha vida”, já tá indo por água abaixo e isso demonstra que nem a parcela menos informada de nossa população cai em conto da carochinha. O que posso dizer de tudo isso é que chegamos no ápice do emprego, do crédito fácil e do desenvolvimento, pelo menos no que se é possivel atualmente.

    Os imóveis subiram de preço de maneira desordenada e a grande parcela da população que poderia comprar imóvel já comprou. Muitos imóveis foram construídos e estão sem compradores. Cadê os compradores? Eles não existem mais. E agora? Muita gente vai morar de aluguel neles e entregar os imóveis alugados mais antigos.

    Em Brasília, por exemplo, tem gente que vai sair do aluguel na asa sul ou asa norte para morar de aluguel no noroeste (bairro nobre) onde os preços não param de cair. No início, o metro quadrado saia pelo valor de 13, 14 mil e hoje já está beirando os oito, devendo cair ainda mais.

    Em falar em Noroeste, pesquisei hoje nos wimoveis quantos apartamentos estariam à venda no referido setor. Pasmem, mas foram encontrados 798 (setecentos e noventa e oito). Isso mesmo senhores, no wimoveis hoje tem quase 01 bilhão para se vender em um bairro pequeno chamado noroeste em Brasília e ninguém compra nada (som de grilo). Um bilhão de reais…parece até coisa de orçamento público anual.

    Uma meia dúzia de corretores continua a sustentar que uma quitinete vai valer um milhão em 2016 e que o Brasil é o país do futebol. Deixa eu falar para vocês. O Brasil não é mais o páis do futebol e ninguém tem mais dinheiro para comprar imóvel. Os que podem fazer um financiamento não estão utilizando qualquer substância entorpecente para entrar nessa loucura de empréstimo a ser pago em vinte ou trinta anos.

    Você pode virar para mim e falar: “isso é papo de quem não comprou imóvel ainda”. Só para vc saber, eu tinha 03 imóveis e vendi um. Se vc fizer uma proposta razoável vendo mais um para vc.

    Parece que hoje tem jogo de futebol mais tarde. Bom, como eu não assisto mais futebol como há alguns anos não assisto mais corrida fórmula 1. Vou verificar o meu rendimento desse mês no banco e sair para assistir um filme norte-americano.

    Abç.

    0
    • danilo 8 de janeiro de 2012 at 15:54

      Nobre colega

      Estou em Brasília e também vejo isso. Sou de BH e me mudai para BSB. Passei no tal Noroeste e gostaria de tirar uma dúvida. Vc viu que há quase 800 imóveis à venda nesse bairro, mas é impressao minha ou nao tem 1 apartamento sequer construído ainda?
      Ouço que as pessoas do Lago Norte se mudarao de suas casas para os apartamentos do Noroeste…isso geraria uma sobreoferta nesse LN?

      0
      • JCH 8 de janeiro de 2012 at 19:29

        Ja existe oferta enorme de casas no lago norte. Parente meu colocou sua casa a venda ano passado e nao recebeu nenhuma oferta, acabando por desistir do negocio. Sinceramente nao consigo entender o que pode ocorrer em BSB, tem oferta demais e, no momento, comprador de menos (um pouco de juizo nao faz mal a ninguem). Parece que somente imoveis na planta realmente fazem sucesso.

        0
        • Shakespeare 8 de janeiro de 2012 at 20:28

          este comentário é uma preciosidade, era o que eu estava esperando ler 🙂

          0
          • JCH 8 de janeiro de 2012 at 23:50

            Estou esperando mesmo ver aquelas mansoes vazias a partir das entregas do sudoeste, mesmo pra BSB (plano piloto) e sua renda fora da realidade brasileira, nao vai ter demanda suficiente pra comprar tanto imovel, pode-se esperar bons negocios. To de olho nas minhas 4 suites no lago.

            0
            • JCH 9 de janeiro de 2012 at 00:03

              O ruim de se morar nos lagos e ter tanto vizinho de alta periculosidade (politicos).

              0
              • Ze Bom Dirolo 9 de janeiro de 2012 at 00:55

                Pois é, quando minha tia faz churrasco e chama os vizinhos, faço questão de trancar as portas da casa.
                Ah, fiz até ela tirar um pé de “arruda” que tinha no quintal, porque esse nome hoje em dia aqui é sinal de mal agoro.

                0
                • Ze Bom Dirolo 9 de janeiro de 2012 at 01:05

                  *mau agouro

                  0
                  • Marcelo 9 de janeiro de 2012 at 01:22

                    Essa foi boa!

                    0
    • Moyashi 8 de janeiro de 2012 at 16:56

      Ze Bom Dirolo, eu não duvido dessa conta sobre o PIB, não. Só que PIB não quer dizer absolutamente nada para nós que vivemos de salário (ou bolsa de estudo, no meu caso). O que interessa é o IDH do país. Os EUA e a China têm os maiores PIBs do mundo e no entanto há miséria e descaso com a saúde lá. Uma colega que esuda em Hartfort disse que os amigos da faculdade quebram a perna e ficam andando com a perna quebrada por que não têm dinheiro pra engessar. Filhinho cortou a testa: U$ 2K pra costurar cinco pontos na cabeça do menino. Países da Escandinávia, Nova Zelândia, não têm esse PIB todo, mas vá pra á ver o que é um IDH alto, sem violência, etc.

      – – – –

      Sobre o Noroeste em BSB: acho aquilo lá um estrupício. Imagine uma kit custar 800k.Só na cabeça de corretor. Já caiu bastante o m2, mas tem que cair mais uns 50% pra começar a ficar caro. Fora que aquela área era toda de preservação ambiental, onde fica a Água Mineral. Dizem que o projeto original do DF previa um 2o lago artificial ali. Muito engraçadinho querer chamar o Noroeste de bairro ecológico sendo que estão desmatando todo o cerrado. Provavelmente pra plantar árvores tropicais que não aguentam o período da seca: 6 ou mais meses sem chover.

      Brasília infelizmente é fora da realidade demais. Sempre foi, desde que eu era criança, mas hoje parece que virou caso de manicômio. Paga-se caríssimo por restaurantes que nem são tão chiques assim (Francisco, Dom Durica, Aspargo). Paga-se o olho da cara por roupas. Os imóveis triplicaram. Enfim, lamento que minha cidade tenha ficado assim, mas hoje em dia não penso em voltar a morar aí. Duas coisas me deixam tentada a voltar: os amigos/família e o cosmopolitismo (gente do Brasil inteiro e do mundo é bem aceita, não importa o sotaque/ consome-se cultura do mundo, cheio de eventos de graça promovidos pelas embaixadas…).

      0
      • RT 8 de janeiro de 2012 at 17:15

        ” Já caiu bastante o m2, mas tem que cair mais uns 50% pra começar a ficar caro.”

        Isso vale para o Rio também… sei que muitos colegas aqui do blog não acreditam em quedas desse tamanho… mas tem, sim, casos nesta cidade que uma correção de 50% é o mínimo necessário pra voltar à realidade.

        0
        • MCS 8 de janeiro de 2012 at 19:19

          Meier e ao seu arredor (Cachambi, Todos os Santos etc) é um caso desses! Apt na José Bonifácio neguinho anunciando por 570mil – 3 q e 100m2 – tá brincando!!!! Como meu filho diz: “macaco sem noção”!!

          0
    • Sem Nome 8 de janeiro de 2012 at 18:11

      Ze Bom Dirolo,

      Muito bom os seus comentários, realmente temos muitos motivos para nos preocuparmos.

      O nosso PIB em USD só atingiu o 6º lugar porque hoje o real é a moeda mais sobrevalorizada em relação ao USD no mundo (a da China é a mais desvalorizada). Somando este fato a inflação, chegamos ao sexto lugar.

      Um breve comentário sobre a inflação. Aqui em São Paulo (Capital), acredito que a infação real para a classe média (antiga classe média) no ano passada foi em torno de 20%.

      Sobre a bolha imobiliária: Quando a CEF “quebrar” novamente (visto que quando os imóveis retornarem a um nível de preços normal, compatível com a renda da população, o banco não terá garantia real, pois o saldo devedor será maior que o valor justo do imóvel), os contribuintes (todos nós) teremos que resgatar a CEF novamente. Os bancos privados, em compensação, estão muito mais seletivos em relação ao financiamento habitacional.

      Além da bolha imobiliária, temos uma bolha de crédito. O Governo Federal voltou a estimular o consumo via financiamento de veículos e de eletrodomésticos. E o povo: só comprando, comprando, e se endividando cada dia mais (li na semana passada no UOL que 36% das pessoas admitem que não possuem condições de quitar as suas dívidas). Além disso, o nível do serviço da dívida (% da renda familiar destinada ao pagamento das dívidas) das PF no Brasil superou à das famílias americanas no ano passado (EUA 19% X Brasil 22%).

      Sem dúvidas, um dia a conta de toda esta irresponsabilidade econômica (chamada pelo Governo de novo milagre econômico) chegará. Para aqueles que gostam de vver de ilusões, sem dúvidas este é momento ideal.

      0
      • Cleyton 8 de janeiro de 2012 at 18:34

        Essa parte do que o governo faz com “nosso dinheiro” é uma falácia, pagamos impostos não porque queremos um país melhor, mas porque somos obrigados! Depois de pago o dinheiro não é mais nosso, passa a ser do governo, se ele faz mau uso e vem cobrar ainda mais é a sociedade que tem que espernear e se mobilizar para evitar, ou então pagar quietinha, com o povo desarmado não há nenhuma outra saída.

        O aumento de impostos (e pior, de inflação) afeta mesmo os perdulários (consideremos por hora apenas pessoas honestas), então quem fez farra vai receber além dos encargos republicanos as respectivas contas pessoais, eu vou “ajudar” a socorrer a CEF, mesmo a contra-gosto mas não vou ter que arcar além disso com prejuízos de construtoras, corretoras, montadoras, importadoras, etc… em terra de cego qualquer troco no bolso é dinheiro…

        0
  • ninja SP 8 de janeiro de 2012 at 16:49

    Zé bom dirolo.
    Tô contigo e não abro, ótimo comentário.

    0
  • MrK 8 de janeiro de 2012 at 17:39

    Oi pessoal, lendo o site notei que o tema preco dos carros voltou a tona, pois bem, minha opiniao nao existe bolha de carro, por um motivo simples: so existe bolha em bens que se pode revender a um preco maior, como imoveis, acoes ou tulipas. O carro sempre sera revendido mais barato do que na compra, portanto nao pode haver bolha. O que ha aqui sao carros caros mesmo.

    Nos eua qualquer um tem carro, empregada domestica tem carro, pizzas sao entregues com carro… Aqui em funcao do preco caro e da renda baixa as pessoas sao obrigadas a usar o transporte publico e eh isso. Creio que o preco do carro so baixa com uma livre concorrencia, hoje temos um cartel, que gracas a Dilma foi reforcado ao primeiro sinal de turbulencia, avante cartel!

    Abracos!!

    0
    • bertz 8 de janeiro de 2012 at 18:07

      Ola MRK o que me referia não é que o mercado de carro terá uma bolha, o negócio é que a maioria tem a casa e o carro financiado, o primeiro a dar adeus em tempo de vacas magras seria o carro, a casa seria preferência, quando o preço do carro começar a cair rapidamente, o do casa estará próximo também, irá acompanhar com certeza.

      Pode baixar o IPI a zero e a taxa de juros tambem pro carro, as vendas ainda iriam cair, em vacas magras, o financiamento de imoveis aqui foi de 20 a 30 anos, pesa e pesa muito o saldo devedor, bye bye carrinho, depois bye bye apertamentozinho de 40m2 é o meu sonho.

      0
      • DanielCM 8 de janeiro de 2012 at 18:31

        bertz,

        Vc fala em ‘iria’, ‘será’, ‘iriam’. Só que isso já começa a fazer parte do presente. Acho que estamos no início do declínio. É a mídia falando em venda recorde de carros e as montadoras dando férias coletivas, pq o estoque nos pátios está em torno de 45 dias. Estranho, não?

        É certo que a casa é o primeiro bem a ser defendido e o último a ser abandonado. Mas chega um ponto que não dá.

        Este ano já veremos algo interessante: muita obra iniciada em 2009 está sendo entregue e o pessoal começa a sentar para conversar com o ‘amigo el banco’. Acho que o fundo do poço mesmo ocorrerá lá pelo final de 2013 ou no primeiro semestre de 2014. O governo sabe disso e fará de tudo para adiar o papoco.

        0
      • Dany 9 de janeiro de 2012 at 01:26

        Vivo em Fortaleza. Ate 2 anos atras cada quinto carro que passava era um de mais de 100k. Ontem sentada na beira mar vi que os carros de luxo ja ficaram mais raros e a quantidade de carros velhos(fiat uno antigo modelo, monzas e outros modelos dos anos 90) ja circulam novamente. Era quase impossivel ver uma carro velho dois anos atras….. Algo esta mudando…

        0
  • ARJ 8 de janeiro de 2012 at 18:40

    Caros colegas,
    acompanho o blog faz um bom tempo, mas é a primeira que escrevo aqui. Gostaria de compartilhar um pouco da experiência que estou vivendo com as minhas conversas sobre os preços dos imóveis e dos aluguéis com parentes e amigos, aqui no Rio de Janeiro.
    Concordo plenamente com o ponto de vista, que os preços estão exorbitantes. Totalmente descolados e fora da realidade do salário da maioria da população. Poderia citar inúmeros exemplos, mas contando o último que aconteceu comigo na semana passada, fiquei simplesmente muito irritado. Encontrei com uma tia aqui no Flamengo, e o amigo dela na mesa veio com um papo para mim, se eu não queria comprar o kitnet, que ele estava vendendo no próprio bairro. A metragem é 37 m2, e o prédio não tem garagem. Chutem quanto? O cara teve a cara de pau de dizer 400k. Disse sem cerimônia nenhuma que um apartamento desse tipo eu não pagaria mais que 100k. Seria o preço mais que justo!!!
    O pior é quando converso com boa parte das pessoas sobre quão absurdo isso está, e a maioria, que por acaso também não tem apartamento e estão querendo comprar um, sempre me respondem o seguinte:
    1- Os preços são esses mesmos. O mercado está aquecido;
    2- Os preços não caiarão. Irão apenas estabilizar nesse novo patamar ;
    3- A renda da população está aumentando;
    4- Muitos gringos estão vindo para cá para investir no Brasil, principalmente no Rio;
    5- Existia uma demanda reprimida de anos;
    6- O Rio vai melhorar muito com a chegada das Olimpíadas e Copa do Mundo. Muitos investimentos.
    7- Imóvel não caí de preço (essa acho que todo mundo já escutou pelo ao menos uma vez);
    Fico impressionado com a mídia possui uma capacidade grande de fazer uma lavagem cerebral nas pessoas, ao ponto deles dizerem que está tudo normal. E pior, ainda discutirem e defenderem o que está na mídia, e não se sentirem indignados com o que está acontecendo.
    Agora me respondam o seguinte:
    1- Que renda é essa que está aumentando?
    2- Em que o Rio vai melhorar mesmo após esses eventos esportivos? Aconteceu alguma melhora profunda após o Pan do Rio? Gosto muito da minha cidade, mas tem favela para todo canto, bueiro explodindo em plena Copacabana, engarrafamento para todos os cantos, praias muito sujas, entre outros inúmeros problemas.
    3- Que preços normais são esses? Outro dia perguntei a um colega que tem muitos anos de empresa e deve ganhar uns 25 a 30k. Perguntei a ele se tinha condições de comprar um apartamento de 800k. Ele me respondeu que seria totalmente impossível. Então como pode boa parte dos apartamentos no Rio de 2 a 3 quartos está custando isso, até mesmo para um cara que considero de classe média alta? Será que a maioria da população está ganhando 50 k e eu não sei?!!!
    4- Quantos gringos estão vindo para Brasil? Aonde que eles estão comprando essa quantidade de imóveis que eu não vejo?
    Desculpem me pelo desabafo, mas fico irritado com a cabeça da população que defende algo contra si própria, e ainda discutem, ao invés de questionarem. Muitas vezes até debocham com piadas quando falo sobre bolha imobiliária.
    Vamos ver as cenas dos próximos capítulos.
    Um grande abraço a todos!

    0
    • Cleyton 8 de janeiro de 2012 at 18:47

      É camarada, bem vindo ao clube, não está fácil ser lúcido nesse país (que avisem a presidência, tem nome), nossos compatriotas nunca foram famoso pela cultura e capacidade de calcular…

      Estava pensando aqui com meu botões, os EUA foram pioneiros em uma porção de coisas e vários cantos do mundo foram imitando maquinalmente tudo o que eles fizeram e acabaram por cair nos mesmos buracos, agora com os imóveis é a nossa veis! “Ah, mas agora é diferente”, beleza, quem viver verá!

      0
    • Felipe 8 de janeiro de 2012 at 20:56

      ARJ, há sim muito estrangeiro vindo pro Brasil.
      Uma coisa que eu noto, pois ando todo dia de metrô, é o número cada vez maior deles. O que eu acho errado é que esses caras, principalmente norte-americanos e europeus, vêm ao Brasil para trabalharem com coisas que dependem de inteligência, como engenharia e petróleo, por exemplo.
      Tirando isso, não vejo como os estrangeiros, que as pesquisas dizem ter aumentado de 500 mil para um milhão e pouco nos últimos 10 anos, estão fazendo tantos estragos no mercado imobiliário. Acho que foi um ou outro que zoou o barraco, como o querido Sam Zell.
      Qto as piadinhas, acostume-se. No mais, faça como os bons jogadores de futebol, dê a resposta em campo.
      Abs.

      0
      • Pepper 10 de janeiro de 2012 at 00:15

        Mas esses estrangeiros que ocupam bons cargos, quando vêm pro Brasil, não precisam nem se preocupar em comprar imóveis: a própria empresa banca o aluguel de um apê de ótimo padrão. É parte do benefício que a empresa normalmente oferece para que alguém se digne a sair do seu país.

        0
    • RT 8 de janeiro de 2012 at 21:05

      “O cara teve a cara de pau de dizer 400k. Disse sem cerimônia nenhuma que um apartamento desse tipo eu não pagaria mais que 100k.”

      Faz pouco tempo, recebi um e-mail de um corretor me oferecendo uma quitinete em Copacabana pelo mesmo preço.

      É, colega, concordo com tudo que vc falou. Meus conhecidos também acham que os preços vão apenas se estabilizar. Torçamos para que estejam errados.

      0
    • Walyson 8 de janeiro de 2012 at 22:23

      Eu penso que é exatamente por esse motivo que a bolha ainda não estourou, porque segundo a nossa mentalidade se a parcela cabe no bolso.. vamo que vamo!
      As coisas estão mudando muito lentamente, mas a minha humilde opinião é que só teremos reflexos da bolha quando houver uma forte recessão e desemprego em massa…

      0
      • eam 9 de janeiro de 2012 at 14:19

        Concordo contigo, Walyson. Os descontos, o mercado imobiliário paralisado são reflexos apenas de que os preços chegaram ao limite até mesmo para os mais otimistas e inconsequentes.
        Sobre os alugueis, também acredito que chegarão em breve ao limite superior, pois quem atualmente gasta mais de 1k apenas para viver sob um teto, as vezes muito mal construído, não terá muito mais pra gastar com outras coisas, não por acaso o comércio e indústria amargam vendas baixas desde o 3º trimestre do ano passado.

        0
    • Pensativo 9 de janeiro de 2012 at 11:17

      400k é muito mais dinheiro que a grandíssima maioria das famílias cariocas conseguem economizar durante toda uma vida de trabalho. Agora fica para dever de casa a seguinte pergunta: Qual deve ser o valor justo de uma KIT velha no Flamengo?

      0
      • Moyashi 9 de janeiro de 2012 at 13:07

        Daquelas velhas, velhas, que não recebem a luz do sol e se você abrir a janela abraça o vizinho da frente? Eu não daria mais que 50K por ela… (será que a fessora aceita essa resposta no meu dever de casa? ha ha ha :-D)

        0
      • Andre Luiz 9 de janeiro de 2012 at 13:38

        Em julho de 2007 uma kit no Flamengo/Catete valia uns 100mil. Acredito que esse valor corrigido pela inflação acumulada, cerca de 30%, seria o justo, ou seja, por volta de R$130.000,00.

        Alguém aqui já disse, para ficar caro tem que cair muito.

        0
    • Ivan 9 de janeiro de 2012 at 18:25

      ARJ, estive passando o natal com a família aí no Rio de Janeiro. Meu cunhado vendeu um apartamento de 3 quartos em botafogo por um 1.100k, e dividiu o valor para ele e os dois filhos. Comprou um apertamento (com E mesmo) para o filho em Laranjeiras por 265k, feliz da vida (para mim não vale nem 130k). Para o outro filho ainda está procurando e está preocupadíssimo pois tá subindo o preço que é uma loucura.
      Disse a ele que não comprasse agora, pois estamos numa bolha. A resposta foi: “Esses são os preços aqui. Se eu não comprar logo, daqui a pouco não compro mais nada pq o dinheiro não vai dar pra comprar mais.”
      Caraca, o cara não enxerga que estes preços estão irreais. Parece que a maioria da população perdeu a noção de quanto vale o dinheiro. Qualquer 100k virou troco de padaria.
      E ainda por cima me chamou de agourento. Qdo explodir esta bolha estarei sentado de camarote.

      0
      • aiwww 9 de janeiro de 2012 at 20:31

        Também já ouvi pérolas desse tipo na minha família. Acham normal um apartamento de 3 quartos na Tijuca sendo anunciado por 800k. Eles devem estar pensando que dinheiro nasce em árvore. Aliás, sábado fui trocar o óleo/filtro e abastecer o carro, gastei 172 reais. Quando fui pagar a conta do meu corsinha, vi um i30 novinho parando e o camarada colocando 30 reais de gasolina comum no cartão de crédito. Isso me lembra uma cena que vi na Barra da Tijuca na porta do restaurante Beco do Alemão, um coroa de de óculos Ray Ban numa Pajero perguntando se depois das 14 horas o restaurante era mais barato. Povinho de m… come carniça e arrota caviar.

        0
  • Mauricio 8 de janeiro de 2012 at 19:54

    “http://not.economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201201081200_TRR_80692574”

    da pena:

    O preço médio dos imóveis subiu 26% em 2011, segundo pesquisa realizada em seis capitais e no Distrito Federal pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em parceria com a Zap Imóveis. Apesar do significativo aumento, o mercado imobiliário apresentou um arrefecimento. No último mês do ano houve desaceleração de alta no valor do metro quadrado dos imóveis de capitais como Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. Brasília, inclusive, chegou a apresentar recuo de 0,2% no indicador. Mas o movimento de desaceleração é um pouco mais antigo: desde abril de 2011 que o preço médio do imóvel sobe menos mês a mês.

    Uma das teses defendidas por especialistas do setor, como o pesquisador da FipeZap Eduardo Zylberstajn, é a de que a economia do País pode ter refletido no comportamento do preço do metro quadrado. No terceiro trimestre de 2011, por exemplo, o Produto Interno Bruto (PIB) ficou estável, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Isso é parte da própria desaceleração da economia. A atividade tem vindo mais fraca, o mercado de trabalho dando sinais de que não está no mesmo ritmo do ano passado. Isso contamina a economia como um todo”, afirmou.

    Apenas o fato de a economia estar menos aquecida não diz muito, mas a escassez de crédito no País, sim, já que o mercado imobiliário depende da quantidade de crédito disponível para as pessoas e investidores adquirirem bens. Segundo o professor de finanças do Insper Ricardo Almeida, desde o final de 2010 e ao longo de 2011 o governo federal tomou medidas de contenção ao crédito, o que, aliado a outros fatores circunstanciais, colaborou para a desaceleração no setor.

    “A gente teve um crescimento muito grande da oferta (de crédito) desde 2004, e se pensou que isso ia continuar sempre. Mas devido ao controle de inflação e também à desaceleração da economia europeia, que cessou um pouco a fonte de crédito, o governo não entrou com crédito abundante”, disse ele.

    Retomada
    Para o professor do Insper está descartada a possibilidade de uma tendência de desaceleração no mercado imobiliário nos próximos meses, dado que o governo voltou a estimular a economia com medidas como a redução da taxa básica de juros (Selic). Ele prevê que já neste primeiro semestre de 2012 possa ser verificado um reaquecimento.

    No entanto, a chance de a retomada dos preços ocorrer no mesmo forte ritmo de antes é pequena, por conta de a economia brasileira crescer menos daqui para frente. “A relação entre crédito e PIB em 2004 era de 18%, e agora é algo em torno de 47% do PIB. Só que essa relação não está crescendo tanto mais”, explicou Almeida.

    Brasília e o recuo de preços
    Embora Brasília tenha apresentado recuo no preço dos imóveis em dezembro é difícil que isso se verifique daqui para frente na capital federal ou no restante das capitais, até pela diminuição ter sido pequena. O comportamento do mercado imobiliário em Brasília é diferente por conta do plano piloto da cidade, que não permite a construção em qualquer terreno, além do fator sazonal. “Lá em Brasília ocorreu uma acomodação, porque em dezembro diminui muito a atividade. As pessoas começam a comprar a partir desse início de ano”, afirmou Zylberstajn.

    O déficit habitacional, que, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) divulgada em outubro, era de 7,9 milhões de moradias no País, também contribuirá para a retomada dos preços. “A população ainda não está morando bem. O mercado está desacelerando, sendo que ainda tem déficit habitacional. Era para o preço estar subindo, o crédito estar farto e a taxa de juros caindo, e sem medo de bolha imobiliária”, disse o professor.

    0
    • thiago fm 8 de janeiro de 2012 at 20:44

      Se o preço dos imóveis estivesse acompanhando o crescimento da economia em 2011 obviamente o reajuste não seria de 26%. O coitado também não entende que são quase 8 milhões de famílias que ainda querem, mas simplesmente não conseguem comprar. Chegamos a um ponto que não importa mais o quanto se aumenta o crédito, já que a linha da “financiabilidade” já foi ultrapassada e só pode ser corrigida por um barateamento do crédito, aumento pouco provável da renda da população, subsídio do governo ou o que esperamos – a correção dos preços dos imóveis para baixo.

      0
    • Glaucio 8 de janeiro de 2012 at 21:32

      Esse final: “sem medo de bolha imobiliária” já entregou tudo. É uma reportagem pra tentar negar algo que já está na boca do povo. Além do mais, quem mais deve temer a bolha não é quem compra para morar, e sim quem compra para especular.

      0
      • Dr. Estranho 8 de janeiro de 2012 at 22:41

        “Quem deve temer?”

        1) Quem comprou para especular e não consegue vender.
        2) O governo, pois a política de pleno emprego está baseada na construção civil e queda nas vendas aumentará em muito os índices de desemprego.
        3) Infelizmente quem comprou de boa-fé, mas no efeito manada. Se ficar desempregado entrará em pânico.

        0
      • LEOTEX 9 de janeiro de 2012 at 12:50

        Há um ano atrás quase ninguém falava em bolha. Agora até a Dilma, num pronunciamento no exterior, soltou “a expansão imobiliária brasileira é sustentável, sem bolha…” Em entrevistas com gente de construtoras e afins, é 95% certo que o assunto apareça em algum momento, para ser negado, claro.

        Primeiro fomos ignorados. Depois, ridicularizados. Agora estamos sendo combatidos. Deve significar alguma coisa…

        0
        • Moyashi 9 de janeiro de 2012 at 13:12

          Como eu disse há uns dias: negar A é falar de A. Mas se A não existe, por que estamos falando dele?

          A Bolha tá na Boca do Povo (sugestão de refrão de carnaval)

          0
    • Valente 8 de janeiro de 2012 at 22:44

      “A população ainda não está morando bem. O mercado está desacelerando, sendo que ainda tem déficit habitacional. Era para o preço estar subindo, o crédito estar farto e a taxa de juros caindo, e sem medo de bolha imobiliária”, disse o professor.

      Esse energúmeno está dizendo, indiretamente, que tem muita gente com dinheiro na mão mas que não consegue comprar por falta de oferta. Porque só esse tipo de deficit é que causaria aumento de preço. Mas alguém aí está observando falta de oferta? Pelo contrário, o que mais tem é imóvel encalhado sendo anunciado.

      O déficit que existe hoje acontece EXATAMENTE POR CAUSA dos preços altos! É um déficit de pessoas que não tem renda suficiente pra pagar os valores absurdos atuais.

      Neste caso, o preço só tende a cair, e não subir.

      0
  • Paulo _ SCSul 8 de janeiro de 2012 at 21:35

    Estão dando descontos de até 180k em apartamentos

    h ttp://realton.com.br/?utm_source=uol&utm_medium=banner&utm_campaign=111214

    0
    • Shakespeare 8 de janeiro de 2012 at 22:20

      *Para apartamentos com valor superior a R$ 1 milhão, descontos podem variar conforme a oferta

      0
  • ninja SP 8 de janeiro de 2012 at 22:23

    ” sem medo de bolha imobiliária”

    “Quando alguem quer fazer voce acreditar em alguma coisa, pode ter certeza que é o contrário que está acontecendo”

    0
  • FoxBravo 8 de janeiro de 2012 at 22:23

    Imóveis atraem capitais

    Publicado no editorial do Estadão de hoje.

    O Brasil passou do 4.º para o 2.º lugar entre os países mais atraentes para os investimentos imobiliários globais, segundo a 20.ª Pesquisa Anual dos Membros da Associação de Investidores Estrangeiros em Imóveis (Afire, na sigla em inglês). A cidade de São Paulo, no mesmo levantamento, passou do 26.º lugar para o 4.º lugar, atrás apenas de Nova York, Londres e Washington. Confirmadas as expectativas indicadas na pesquisa, os investidores imobiliários globais darão importante contribuição para o balanço de pagamentos do País.

    Investidores com aplicações imobiliárias de US$ 874 bilhões – equivalentes a quase uma terça parte do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro – foram consultados pela Afire, entidade com sede em Washington, cuja pesquisa anual é considerada um importante instrumento para a tomada de decisões sobre investimento em imóveis nos principais centros econômicos.

    Desde o início da década passada, ampliaram-se os investimentos imobiliários no Brasil, sobretudo em propriedades comerciais, como shopping centers, edifícios de escritórios de alto padrão e hotéis. Corporações imobiliárias multinacionais, como CBRichard Ellis, Cushman&Wakefield, Equity International, Jonas Lang La- Salle, Tishman Speyer e Colliers International ampliaram sua atuação no Brasil.

    O fortalecimento da posição do Brasil ainda não ameaça a liderança dos Estados Unidos, que continuam sendo o país mais atrativo do mundo para os investimentos imobiliários, dadas as dimensões da economia norte-americana e a existência de um forte mercado interno. Mas o porcentual dos investidores que preferem os Estados Unidos para investir em imóveis caiu de 64% para 42%, em um ano – e o Brasil foi o maior beneficiário: 18,6% dos entrevistados já consideram que o País oferece as melhores oportunidades de retorno.

    No Brasil, os preços dos imóveis subiram muito nos últimos anos, mas, em média, ainda são inferiores aos dos EUA e da Europa. Além disso, “o Brasil passou a ser considerado um lugar muito mais seguro para investir e um local onde se consegue uma boa valorização do capital”, enfatizou o CEO da Afire, JamesFetgatter. Assim, o Brasil superou a China na lista das preferências dos investidores globais, além de confirmar o primeiro lugar entre os países emergentes mais atraentes para os aplicadores.

    São Paulo é um caso à parte.O mercado imobiliário da cidade superou, em atratividade, o de todas as capitais dos países da zona do euro e dos demais países Brics. Deixou para trás cidades que sempre se destacaram pela atração de investidores imobiliários, como São Francisco e Frankfurt. Comparativamente, a atratividade de São Paulo aumentou em contraste com a diminuição da confiança dos investidores na recuperação econômica dos países desenvolvidos, notou a presidente do conselho da Afire, Barbara Knoflach.

    Para o investidor estrangeiro, o investimento imobiliário no Brasil oferece vantagens em relação ao de outros países, tais como a segurança jurídica da propriedade, a redução dos custos de transação e a introdução de instrumentos inovadores no negócio, como a alienação fiduciária de bem imóvel e o patrimônio de afetação.

    Mas, acima de tudo, os investidores que escolheram o Brasil como um mercado muito atrativo não acreditam que exista aqui o risco de formação de uma bolha imobiliária.

    0
    • Dr. Estranho 8 de janeiro de 2012 at 22:48

      Investidor profissional não compra na alta. Sempre compra quando despenca. Se insistem em dizer que estão comprando é mentira. Mas se compram pode apostar: só as pechinchas dos desesperados.

      0
      • DanielCM 8 de janeiro de 2012 at 23:33

        quando o povo diz que algo está bom, é pq já foi bom. quando dizem que está ruim, é pq a coisa já foi pro espaço faz tempo. investidor de verdade já saiu (no máximo está saindo). vou dar um rolé e fotografar os prédios fantasmas que temos por aqui…

        0
    • Tico RJ 8 de janeiro de 2012 at 23:40

      Tenho uma pergunta básica:

      Vocês acham que os tais estrangeiros que estão vindo trabalhar no Brasil irão comprar apartamentos capengas no valor de 500k a 1000k aqui ou irão ficar com aps de alta qualidade a preço baixo nos seus países de origens?

      0
    • rolab 9 de janeiro de 2012 at 00:27

      “Os números não mentem… Mas os mentirosos inventam números!” E afirmar com segurança que não existe bolha na banania é achar que aqui é terra de trouxa, coisa que às vezes me passa pela cabeça que pode ser verdade…

      0
      • Anonymous 9 de janeiro de 2012 at 08:53

        rolab,

        99.99999% dos bananenses são trouxas, pois pagam tudo mais caro que no “primeiro mundo”, vivendo no “terceiro mundo” com serviços públicos de “quinto mundo”.

        0
  • ninja SP 8 de janeiro de 2012 at 22:31

    Hoje fazendo caminhada, sem querer ouvir, ouvindo. tres senhores caminhando no parque, fui seguindo e ouvindo o papo. apto em Santos que a 2 anos custada 40/50 mil , hoje 200. tá na boca do povo, Foram unânimes esse preço não pago. não compro.

    0
    • rsmrsm 9 de janeiro de 2012 at 10:27

      Eu conversei com uma famíliaque estava querendo sair do Rio por causa dos preços dos alugueis.

      0
      • MrK 9 de janeiro de 2012 at 10:36

        eu mesmo dei um tempo do rio…. decidi morar fora e voltar so’ mais pra frente, certamente antes do carnaval nao volto, normalmente em marco comeca a ter uma boa oferta de imoveis a alugar, creio que no 2o semestre, com alguns predios sendo entregues, isso vai melhorar ainda mais… vamos aguardando…

        0
        • aiwww 9 de janeiro de 2012 at 11:02

          A situação está calamitosa. Não adianta ganhar 7k brutos se você gasta 2k só para morar. Continuo morando com meus pais e por enquanto não vejo oportunidade de sair de casa. Imagino o aperto das famílias … é triste…

          0
        • Pensativo 9 de janeiro de 2012 at 11:06

          MrK,
          Procure um pouco e com certeza fará um bom negócio. Verá que a realidade está lentamente voltando ao Rio de Janeiro. O pior já passou (1º semestre de 2011) e a tendência é melhorar ainda mais – para o nosso lado, é claro.

          0
  • Dr. Estranho 8 de janeiro de 2012 at 22:49

    h ttp://www1.folha.uol.com.br/mercado/1031443-crise-corta-cem-mil-no-setor-financeiro-e-ameaca-emergentes.shtml

    Ou seja, apenas uma marola.

    0
  • Walyson 8 de janeiro de 2012 at 23:49

    Pessoal, moro no brooklin há 3 anos, na época compramos um ap de 76m na california por 340.000, achei muito caro mas enfim, compramos.. e hoje tem gente no meu prédio vendendo o mesmo ap por 650.000, ou seja, insanidade pura, mas enfim, quando vou correr passo pelo campo belo e lá vi um prédio da Tibério que foi entregue há pouco tempo, sempre achei muito bonito pois tem churrasqueira na sacada, etc, enfim… hoje vindo do ibirapuera já de noite vi que somente 4 ou 5 luzes estavam acesas e logo pensei, é mais um prédio fantasma e, agora pouco pelo imovelweb pude constatar, vejam voces mesmos:

    http://www.imovelweb.com.br/comprar-apartamentos/sao-paulo-zona-sul/campo-belo/apartamentos-65116817?ma=1000000&q=3,4,5&aum=80&pg=20&od=menorpreco

    0
  • veigalex 9 de janeiro de 2012 at 01:07

    Galera.. isso é só de um imobiliaria.

    Ponte Rasa – SP

    Vc´s acham que ta na mao de investidor?

    h t t p ://www.webcasas.com.br/comprar/apartamento/ponte-rasa/sao-paulo-leste/sp/////100002-0-19419——–1—1766-/

    Alguem conhece esse site.. ele é confiavél?

    0
  • Sir Income 9 de janeiro de 2012 at 01:13

    Escassez de imóveis para alugar é a maior em 10 anos
    Falta atinge residências e comércio; aluguel de escritório no Rio fica mais caro que em NY

    economia.estadao.com.br/noticias/economia,escassez-de-imoveis-para-alugar-e-a-maior-em-10-anos,98628,0.htm

    Falta imóveis para alugar porque o povo não tem dinheiro para comprar?

    Abraços,
    Sir Income
    sirincome.blogspot.com/

    0
  • MrK 9 de janeiro de 2012 at 04:59

    A coisa mais dificil e’ entender algo novo, a bolha imobiliaria aqui e’ algo novo pra essa geracao, esse povo relamente nao ta acostumado a ver preco de imovel cair a nao ser em situacoes pontuais (exemplo: favela cresceu e sao conrado desvalorizou nos aos 90), fora isso o tema bolha exige alguns conceitos de economia, que mesmo basicos, ja tira muita gente da conversa

    A verdade e’ que a maioria das pessoas que falam bolha hoje na rua, estao apenas repetindo o que ouviu pelo fato dos precos estarem caros, mas nem sabem explicar como se forma e porque da bolha, motivo pelo qual o tema as vezes e’ “ridicularizado” , claro que existe quem tambem ridiculariza por medo, faz ironia e sarcasmo mas no fundo se treme todo, sao as pessoas que se beneficiam desse mercado…

    Aproveitando, vi no ZAP algo curioso, um apartamento que pedia R$3.9mil pra aluguel no Rio, ele saiu e voltou como R$3.5mil pq nao alugava, mas ele voltou com outras fotos num novo anuncio, fingindo ser outro imovel, uma pessoa atenta notaria que e’ o mesmo, e’ cada uma…

    0
    • LG 9 de janeiro de 2012 at 07:41

      Essa questão de proprietário pedindo o que querem também está complicado, não aluga! No prédio onde moro, no Flamengo, um proprietário começou pedindo R$3.6k, 3QT, 100m2, 1vgs. Passados 2 meses abaixo para R$3,3k, depois de outro mês abaixou para R$3.0K, agora parece que alugou…

      0
      • chapolin 9 de janeiro de 2012 at 14:11

        Eu morava num apt. em Ipanema, alugado em novembro/2010. O proprietário pedia R$ 2.3 k (depois disse que era R$ 2.5 K, quando viu o interesse). Falei que pagava R$ 1.9 k, mas dava um ano adiantado. Ele aceitou. Depois de um ano ele quis aumentar para R$ 3.5 K (na verdade o advogado que o representa). Não dava para mim (e mesmo que tivesse o dinheiro, não acho que o apartamento valesse isso). Ele ainda baixou para R$ 3 K, mas ainda estava acima do meu limite. Sai para outro em Copa, pelo qual pago R$ 2.3 k e que passou 9 meses fechado porque o proprietário pedia R$ 3 K. Creio que este deve ser o destino do proprietário do apartamento que eu alugava. Vai pedir R$ 3.5 K, depois baixa para R$ 3 K, e no final das contas, se demorar muito, baixa ainda mais. É provável que vá acabar alugando pelo preço que eu poderia pagar, mas terá tomado o prejuízo de alguns meses fechado e pagando IPTU e condomínio, além de se arriscar a pegar um locador daqueles problemáticos.

        Em resumo, pedir alto qualquer um pode pedir, mas se o mercado não aceita, os caras tem que baixar.

        0
        • FQ 9 de janeiro de 2012 at 16:17

          Chapolin,

          Interessante seu relato.

          Só para eu ter uma referência de preços, Tratam-se de apartamentos de 2 quartos? Com garagem?

          Abs

          0
          • Chapolin 9 de janeiro de 2012 at 22:31

            Ambos com dois quartos e sem garagem.

            0
  • MrK 9 de janeiro de 2012 at 05:08

    SINAIS DOS TEMPOS…

    Conforme material do estadao, “Escassez de imóveis para alugar é a maior em 10 anos”, por outro lado o numero de aps a venda bate recorde atras de recorde, no Rio, essa quantidade aumentou quase 40% em 1 ano na zona sul, onde pouco se constroi. Nao parece algo curioso? Vamos pensar aqui…

    1- Existe pressao por alugar, em outras palavras, o potencial comprador nao quer comprar, prefere alugar, por isso faltam imoveis nessa categoria

    2 – Os donos de imoveis estao tirando seus imoveis de aluguel para vender, expulsando inquilinos (conheco varios que passaram por isso) e fazendo evaporar os imoveis a alugar, o que potencializa ainda mais o fator acima

    3- O recorde de imoveis a venda fica claro: Todo mundo que tinha imovel botou pra vender, fora o fato das construcoes novas ficando prontas e chegando ao mercado, sao mais e mais imoveis todas as semanas…

    Isso tudo sugere o que?

    Quem tem acha que e’ a hora de vender
    Quem nao tem acha que nao e’ a hora de comprar, logo as vendas travaram e todo mundo corre pro aluguel, gerando a escasses

    isso eh sinal claro da distorcao dos precos… da tao falada BOLHA e um sinal claro que os precos tendem a cair, caso contrario a pressao seria compradora e quem tem nao venderia

    0
    • LL 9 de janeiro de 2012 at 08:26

      Prezado MRK,

      A conclusão é absolutamente correta. A BOLHA ESTÁ AÍ E NÃO VÊ QUEM NÃO QUER.

      A minha aposta é que os corretores estão ou ficarão enforcados em brevíssimo tempo, pois as vendas estão de fato travadas.

      Em Porto Alegre, um conhecido comprou 5 terrenos no Terraville para vender, com um condomínio altíssimo, coisa de 1200 por terreno/mês. Botou a mais de 300k cada. passou um ano. Pagou IPTU e 72k de condomínio. Não vendeu. Baixou para 250k e não está vendendo.

      O que posso pensar de alguém que perdeu 1/3 ou mais de um terreno em um ano: É UM IMBECIL QUE ACREDITA NA IMOBILIÁRIA. O TERMO É IMBECIL, POIS COMPRA E NÃO PENSA. ACHA QUE INVESTE, NÃO SABE O MOTIVO DAS COISAS.

      Se passar o segundo ano pagando 72k de condomínio, perdendo 1/2 terreno, talvez entenda que ele perdeu 10% do patrimônio em dois anos, isto se não perdeu mais, pois não tenho ciência dos custos da compra e do iptu.

      Quem sabe ele entende que se tivesse aplicado o dinheiro, teria mantido o patrimônio e ganho alguma coisa. Mas ele acha que o preço do imóvel subiu, só que não consegue vender.

      NOVAMENTE RELEMBRANDO: O IMÓVEL VALE POR AQUILO QUE PAGAM POR ELE, NÃO PELO QUE PEDEM.

      Moral da história: basta dar corda e tempo ao tempo que eles vão se enforcar, talvez até literalmente, E EU APOSTO QUE EM BREVE.

      0
      • augusto 9 de janeiro de 2012 at 12:15

        Os imbecis do tipo descrito que comprou terrenos para investir confiando no corretor e acreditando em Papai Noel, podem tambem serem chamados de bocós, mentecaptos, babacas, trouxas, otários, e uma mistrura de tudo isto

        0
        • Gil 9 de janeiro de 2012 at 14:30

          A galera tá muito nervosa.
          E qual o nome das pessoas que investem na bolsa e perdem?
          Para mim seria o mesmo. Principalmente aqueles que acreditam nos analistas.

          0
    • augusto 9 de janeiro de 2012 at 08:56

      Neste começo de ano a midia com reporteres e redatores muito fracos, tipo papagaios, ou influenciaveis, está bombardendo a opinião pública com noticias otimistas irreias, para manter a euforia do povo.
      Tais noticias são produzidas e divulgadas através da midia por uma minoria que tem interesse na manutenção do consumo irresponsavel.
      Esta minoria é poderosa, organizada, influente (nem que precise comprar pessoas), e agem como um rolo compressor.
      Mas no fim e como o tempo sempre foi o senhor da razão, a verdadeira situação aparecerá. Esperemos e continuemos em nossa luta tentando convencer aqueles que nos cercam, pois pelo menos manteremos nossa consciencia tranquila.

      0
    • xyz 9 de janeiro de 2012 at 10:10

      Vi uma matéria hoje no bom dia brasil dando conta do aumento do aluguel nos EUA.
      A matéria dizia que a causa era a escassez de crédito para compra de imóveis e que causava também a depreciação do preço de venda.

      Moral da estória: a bolha é muito sensível ao crédito e este governo NÃO vai deixar faltar crédito até que ele próprio entre em “falência multipla de órgãos”.

      Até lá a dívida pública (bruta) vai continuar sua tragetória exponencial e o velho dragão adormecido vai acordar com todo “gás”.

      0
      • Ania 9 de janeiro de 2012 at 11:53

        Concordo!

        0
      • augusto 9 de janeiro de 2012 at 12:12

        No Brasil considera-se ao contrario dos outros a paises a divida liquida do governo e não a bruta. Os dados são manipulados, não incluindo despesas com BNDES, Petrobras, CEF, etc, e fico admirado em ver que ninguem aqui dentro tem a coragem ou competência em expor os dados de modo real e sem medo de enfrentar a fúria que virá do governo e seus puxa sacos

        0
      • Menino_do_Rio 9 de janeiro de 2012 at 12:51

        Já estamos observando a volta da inflação desde 2010. O investimento em renda fixa não consegue acompanhar os preços. Não está compensando poupar…

        0
  • MrK 9 de janeiro de 2012 at 09:25

    Leblon Wallstreet?

    Gostaria de comentar uma noticia que tem circulado por ai, que supostamente ajudaria a justificar precos caros de imoveis na regiao do Leblon/RJ. A noticia da conta da concentracao de pequenas assets que administram um alto patrimonio em fundos de investimento, bilhoes de reais, vamos aos pontos que a materia nao toca:

    1- Conheco varias dessas assets, a maioria ja existia em 2007, antes da bolha, e nem por isso o leblon custava em 2007 o que custa hoje, fica dificil essa correlacao.

    2- Em quantidade de pessoas, as 17 assets citadas empregam perto de 400 individuos, sendo que a maioria sao assalariados, ganham equivalente a gerentes/diretores de grandes empresas (que no Rio tem varias como Vale, Petrobras, Coca-Cola, Loreal, Souza Cruz, etc, cada uma dessas individualmente ja emprega bem mais que as 17 assets juntas!), cada asset deve ter 3 ou 4 socios que REALMENTE ganham bem, mas ai estamos falando de 50 pessoas, sera que 50 pessoas elevam o preco de uma regiao como Leblon/Gavea/Ipanema? Sendo que a maioria dessas 50 ja tem seus imoveis ali ha muito tempo??? hmmmm…

    3- Das 17 assets citadas, apenas 9 tem mais de R$1bilhao em administracao, parece muito, certo? Mas sabe o que isso quer dizer? Esse dinheiro nao esta no Rio, a maioria esta em papeis de empresas, acoes e em titulos do governo, o que essas assets ganham sao taxa de administracao e performance, por escolher quais papeis os investidores (a maioria estrangeiros e fundos de pensao) devem aplicar. Essa taxa no mercado gira entre 0.25% e 0.75% para grandes quantias (fundos exclusivos) e uns 2% para pequenas quantias, uma asset que tem R$1bilhao em carteira, na verdade FATURA de taxa de adm por mes algo como +/- R$625mil (1 bilhao * 0.75% / 12), esses R$625mil irao pagar custos, folha salarial, impostos e so depois um % disso virar lucro dos socios, OU SEJA: Pra uma cidade com petrobras, vale, coca-cola, loreal, souza cruz etc.. o lucro dessas assets (dinheiro que REALMENTE fica no Rio) e’ “peanuts” como dizem no mercado, usar isso pra justificar a bolha chega a ser brincadeira.

    Veja bem, nao vou dizer que o impacto disso e’ zero, tem um impacto sim, claro, mas e’ infinitamente menor do que a reportagem faz crer, ou do que alguns cantam por ai… essa materia pega desavisados que acham que despejaram bilhoes no Rio, acham que essas assets sao novas (que a maioria nao e’) e que os bilhoes estao voando por aqui, elevando o valor dos imoveis..hahahaha… meus amigos, nao se deixem enganar…fiquem a vontade para pesquisar o que citei acima.

    0
    • Luiz 9 de janeiro de 2012 at 13:22

      Mrk, a midia começou o ano pegando pesado, hein.

      0
      • MrK 9 de janeiro de 2012 at 17:41

        Luiz, se ter dinheiro em administracao quisesse dizer alguma coisa, ilhas cayman seriam um dos paises mais ricos do mundo…hahahah

        0
  • Platão 9 de janeiro de 2012 at 10:53

    Um tipo de anuncio bem comum aqui em Curitiba é ” entrada de x mil reais e assume financiamento” . eu particularmente estou salvando varios desses anuncios em uma planilha… daqui uns meses vou começar a especular em cima deles….pra quase zerar o valor dessa entrada e dar um balao nesse financiamento pra reduzi-lo , no minimo, pela metade…

    0
    • Bolha Imobiliária 9 de janeiro de 2012 at 10:58

      Boa…hehe

      0
  • asp 9 de janeiro de 2012 at 11:09

    Trabalho numa empresa pública federal, e há mais ou menos 1 mês tivemos uma palestra de um economista que presta consultoria para a empresa. O foco da palestra era o cenário econômico atual (brasileiro e mundial) e os possíveis futuros cenários.
    O economista pelo menos admitiu que entre os três cenários analisados (pessimista, mediano e otimista) apenas os dois primeiros tem maior probabilidade de ocorrer.
    Como ele utilizou a Espanha como exemplo para algumas explicações para a crise, eu aproveitei para perguntar se o Brasil não estava seguindo o mesmo caminho (aumento de crédito, preços inflados, novos empregos concentrados na construção civil). Sua explicação parecia repetição de qualquer noticiário de qualquer mídia brasileira: o Brasil utiliza pequena parcela do PIB para crédito imobiliário se comparado a outros países; aumento da renda do brasileiro; preços dos imóveis tendem a se estabilizar; etc.

    Fiquei pensando então como que um profissional bem qualificado consegue enxergar tantas “crises” lá fora, mas no caso do Brasil, está tudo certo! Digo isso porque, aparentemente, o economista parecia ser bem informado e ter uma boa experiência, além de não ter nada a ganhar omitindo informações da plateia em questão.

    Acho que esse mantra do governo e da mídia de que “tá tudo certo, tá tudo muito bem, e ainda vai melhorar” acaba cegando as análises de muitos profissionais. Mas infelizmente, já que não aprenderam com os inúmeros exemplos de fora, aprenderão com a realidade.

    0
    • Menino_do_Rio 9 de janeiro de 2012 at 13:01

      Eu acho que o governo federal ainda tem muito dinheiro para manter “tudo certo”, “tudo muito bem” e “vai melhorar”, até o retorno do Lula.
      Enquanto isso nós pagaremos a conta dessa gastança…

      0
    • xyz 9 de janeiro de 2012 at 14:41

      Se ele pensasse ou falasse diferente jamais teria sido contratado como consultor de um órgão ou empresa pública federal.

      OFF-TOPPIC (nem tanto).
      Foi contratado por licitação (digo carta-convite, tomada de preço ou concorrência) ou foi contratado pelos seus “notórios saberes” (justificativa geralmente utilizada para contratar os amigos do rei)?

      0
      • asp 9 de janeiro de 2012 at 16:30

        Não tenho essa informação. Mas na dúvida, é quase certo que seja a segunda opção!

        0
  • dmm 9 de janeiro de 2012 at 11:12

    Vou contar uma historinha do fim de semana…

    Fui olhar um apartamento perto do que eu resido atualmente. O prédio tem 23 andares, 46 apartamentos. O corretor de plantão me apresentou uma tabela com 13 apartamentos ainda disponíveis. Os preços variavam desde cerca de 510k (primeiro andar) ate 780k (vigésimo-primeiro andar). Perguntei sobre descontos. O cidadão me disse que a construtora não estava dando descontos. Talvez, pagando a vista, dava para conseguir 1% (kkkk).

    Quando eu estava indo embora, o porteiro do prédio disse, na frente do corretor, que o proprietário de uma unidade do vigésimo andar estava vendendo por 640k. Vejam bem, o apartamento da construtora no mesmo andar estava por 750k e o vizinho estava vendendo por 640k. Aí o corretor, de repente, se lembrou: “Há, é verdade, eu to vendendo esse também, mas o preço não é 640k, é 650k e tem que ser a vista”. Na cara de madeira, fiz a proposta de 550k. O cara disse que ele não ia aceitar. Deixei meu número. O corretor me ligou no mesmo dia dizendo que o proprietário queria “conversar”. Acho que consigo o apt por 580k mas ainda pretendo esperar para ver se o desespero dele aumenta..

    0
    • Pensativo 9 de janeiro de 2012 at 11:24

      Não arrede o pé da sua proposta de 550K. Com certeza eles vão aceitar.

      0
      • Neo 9 de janeiro de 2012 at 11:35

        Se ele ligou de novo diz que esta vendo outras propostas também e que “Agora paga 520k”

        Se ele embaçar novamente manda 500k e assim vai

        0
        • Dr. Estranho 9 de janeiro de 2012 at 14:47

          No final de 2012 ele aceitará 400k. De 2013 volta ao preço de 2008.

          0
        • Ze Bom Dirolo 9 de janeiro de 2012 at 16:39

          Atenção. Seleção de profissionais.
          Seguinte, estou selecionando corretores para trabalharem em um circo. O negócio é fazer a população rir. Ontem vi nos classificados assim: vendo casa ..blá blá…. Ótimo investimento! Alta valorização por conta da Copa e Olimpíadas! Aceita carro e apartamento de menor valor. Ri muito….esse já tá contratado.

          0
      • Andre Luiz 9 de janeiro de 2012 at 11:38

        E digo mais. Se não fechar agora e daqui a um mês eles te ligarem novamente, baixe ainda mais a proposta. hahahaha

        Agora vou te dizer uma coisa: corretorzinho fdp esse, hein? Querendo empurrar o encalhe da construtora por 750k e passar a perna no tiozinho bolhudo que “só” quer 640k para se livrar da trolha em que se meteu.

        0
    • Migueljacó 9 de janeiro de 2012 at 13:13

      Se ele ofereceu 650K, você deveria ter oferecido no máximo 80% do valor, ou seja, 512K.

      Já falei e vou repetir apenas mais uma vez: quem não conseguir HOJE (janeiro de 2012) descontos de no mínimo 20% comprará prejuízo.

      0
  • bertz 9 de janeiro de 2012 at 12:47

    Aí que notícia dura de ouvir. Acompanhem.

    A poupança registrou no acumulado de 2011 captação líquida positiva de R$ 14,186 bilhões, o que representa uma queda de 63,3% na comparação com 2010, quando o saldo atingiu R$ 38,681 bilhões. De acordo com o Banco Central, esse é o pior resultado desde 2006, que somou R$ 6,472 bilhões.

    Caso a queda permaneça, o mercado de crédito imobiliário será impactado, já que cresce em ritmo mais forte do que sua principal fonte de recursos. Diante desse contexto, o mercado pode acelerar a implementação de fontes complementares à poupança, como as operações de securitização, covered bonds ou subsídios do governo federal.

    O saldo total de recursos depositados na caderneta chegou a R$ 420 bilhões até 30 de dezembro de 2011. Os depósitos atingiram R$ 1,270 trilhão, mas o volume de retiradas foi próximo deste valor, com R$ 1,255 trilhão. Em 2010, o saldo de depósitos foi de R$ 1,164 trilhão e o de retiradas ficou em R$ 1,125 trilhão.

    Com 35,67% dos depósitos do setor, a Caixa Econômica Federal divulgou que atingiu R$ 149,8 bilhões de saldo de depósitos, com R$ 11,3 bilhões de captação líquida ao final de 2011 e abertura de 4,38 milhões de novas contas. Na comparação com 2010, quando também havia ficado em R$ 11,3 bilhões, a captação líquida permanece estável.

    A fuga de aplicações reflete diretamente no crédito imobiliário, já que a principal fonte de recursos está na poupança. Segundo dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), o financiamento habitacional cresceu 44,5% até novembro de 2011, para R$ 77,8 bilhões, na comparação com o mesmo período de 2010. No total de imóveis, foram financiadas 443 mil unidades de janeiro a novembro, alta de 17% ante os 11 meses de 2010.

    A Abecip projeta que até 2013 o ativo poupança não conseguirá mais financiar todo o potencial demandado. Por isso, já estuda junto ao governo alternativas complementares, como operações de securitização, em que são emitidos certificados de recebíveis imobiliários, e covered bonds, títulos lançados por uma instituição financeira e garantidos por um grupo de ativos de alta qualidade. (com informações de DCI Online)

    0
  • MrK 9 de janeiro de 2012 at 12:58

    Vejam que belo relato o do dmm

    no mundo da fantasia o imovel vale R$750mil (preco que provavelmente construiria o indice fipe-zap), mas no mundo real vale R$550mil ou algo do tipo !!

    se o camarada ligou, certamente ele vai topar R$550mil ou algo muito perto disso, se o valor que ele quer estivesse muito longe, ele nem ligaria!

    estamos falando de uma queda de 26%, que no mundo real existe, mas no mundo do fipe-zap, das reportagens do oglobo, das contas do ibope… nao existe!! por isso que soh ve a bolha quem esta conectado com a realidade, por isso esse site ajuda tanto, se uma pessoa viver de colher noticias vai jurar que os precos sao esses ai e o imovel valeria R$ 750mil, parabens ao dmm

    0
  • Luiz 9 de janeiro de 2012 at 13:16

    Escassez de imóveis para alugar é a maior em 10 anos
    Falta atinge residências e comércio; aluguel de escritório no Rio fica mais caro que em NY

    deu no Estadao.com.br

    0
  • Moyashi 9 de janeiro de 2012 at 13:56

    Bolhas paralelas:

    Vejam se não é a mesma lógica, essa “bolha” das faculdades particulares:

    ht tp: //oglobo.globo.com/educacao/universidades-privadas-em-crise-demitem-fecham-unidades-no-rj-3598278

    Aumentaram absurdamente a oferta (em cursos de qualidade pra lá de duvidosa, como os apartamentos da MRV), aumentaram o financiamento (FIES) e agora, ploc das “Faculs”. Finalmente, não?

    Talvez a classe C, nova classe média, se renda à realidade que um bom curso de tecnólogo é muito melhor que um péssimo escolão de 3o grau…

    0
    • JCH 9 de janeiro de 2012 at 17:42

      Falou tudo! Pessoal de baixa renda tinha que ter a oportunidade de fazer bons cursos profissionalizantes pra terminar o curso medio com diploma e bom emprego (isso aos 18/19 anos salvaria muito adolescente do contato com marginais e dinheiro facil do trafico). Quanto a turma das “facul” de quinta categoria, so resta ser mais um diplomado sem causa…
      Obs: Ate o inicio da decada de 90, fazer faculdade era algo instigante. Hoje virou simplesmente “moda”, tanto que muito funcionario publico faz so para aumentar o percentual (10 a 30%) de acrescimo dos salarios, sem a menor pretensao de utilizar os “conhecimentos adquiridos” pelo curso.

      0
  • Luiz 9 de janeiro de 2012 at 13:58

    prezados colegas
    400 comentários num fim de semana, tá ficando dificil acompanhar

    aqueles que zombaram da gente vão sofrer furacões
    estejam firmes na sabedoria deste blog.
    e não se enganem, nossa influnecia é quase nula no mundo,
    a maioria vai se deixar levar por jornais e tv

    e no fim, o melhor de tudo será a lição que aprendemos, valerá mais que um kit de 400k
    abrxxx

    0
  • ildeu 9 de janeiro de 2012 at 15:00

    A culpa dessa alavanche de faculdades que só servem pro aluno perder tempo na vida tem nome: FIES ,esse absurdo fez faculdades que custariam 400 reais ir pra 1000 reais .Tem faculdade de medicina de 7 mil reais por mês !Além de inflar as vagas e os preços[quem paga e´o governo e vira prestação pro futuro ] formando uma geraçao de desempregados que além de não ganharem nada com o curso , vão levar uma dívida nas costas.Tem faculdade d+ no Brasil , precisa fechar um tanto ,pois quem tiver curso superior vai ganhar menos do que ganha quem não tem. alguém duvida?

    .

    0
    • RD85 9 de janeiro de 2012 at 15:42

      O problema sempre cai nas mãos da classe intermediária (não confunda com a “new classe média” que o governo e as instituições do mercado imobiliário criaram)….
      Os que não podem pagar são assistidos pelo governo… os que têm dinheiro sobrando podem pagar qualquer preço… e nessa história, quem está no meio do caminho vê a inflação de verdade, porque paga do próprio bolso….

      0
  • ildeu 9 de janeiro de 2012 at 15:01

    perdão : avalanche

    0
  • Sir Income 9 de janeiro de 2012 at 15:41

    Pré-sal deve valorizar imóvel no litoral

    www .clippingimoveis.com.br/2012/01/pre-sal-deve-valorizar-imovel-no.html

    A melhor parte do texto: “Em um período de crise, os imóveis de veraneio são os que mais perdem valor”

    Abraços,
    Sir Income
    sirincome.blogspot.com/

    0
  • FoxBravo 9 de janeiro de 2012 at 16:40

    A última que ouviu de um investidor:

    Vale a pena comprar imóvel na planta financiado. É uma aposta.
    Se valorizar ótimo, repasso na hora da entrega e ganho uma grana.
    Se empatar repasso e o perco “só” a oportunidade do dinheiro aplicado.
    Se der tudo errado e ninguém quiser devolvo para a construtora e resgato 80% do dinheiro aplicado. Perco uma grana boa mas não é muito perto da chance de ganhar um bom dinheiro.

    Falta considerar que a construtora pode quebrar, aí vai demorar para rever os tais 80%, se conseguir. Mas isso ninguém imagina, eles consideram impossível.

    Pode?

    0
    • Luiz 9 de janeiro de 2012 at 16:44

      é 80% menos custos, encargos, taxas, impostos e o diabo
      fora a dor de cabeça, isso se não precisar entrar com ação
      Vai receber de volta uns 50% na melhor das hipoteses
      Isso se for rapido e não começar a cair conta de condominio e iptu

      0
    • Andre Luiz 9 de janeiro de 2012 at 16:54

      Vale lembrar que as construtoras até pouco tempo só retomavam a unidade por 80% do valor porque tinham a expectativa de revendê-lo por mais. Num cenário de queda de preços, a incorporadora não vai querer um mico na mão que desvaloriza a cada mês. Ela vai fazer de tudo para não receber a unidade de volta ou jogar o preço lá embaixo.

      0
  • Luiz 9 de janeiro de 2012 at 16:41

    alguém reparou nas montanhas de PANETONE encalhado nos supermercados, pilhas por todos os lados, junto das tvs, do açougue,…

    queriam vender por 25 reais, agora estão tentando vender por 8 reais, 5 reais, 3 reais.

    0
    • trackback 9 de janeiro de 2012 at 16:51

      Isso mesmo! Deixei de comprar antes do natal para comprar agora.

      O que custava R$ 27 ta custando R$ 10. Tô me enchendo de Panettone!!! Hihihihi

      0
    • Andre Luiz 9 de janeiro de 2012 at 17:02

      Será que os da Cacau Show também encalharam. Adoro os panetones de lá, mas R$45,00 é fora da realidade. hehehe

      0
      • Walyson 9 de janeiro de 2012 at 17:08

        Pior que não, fui na Ofner para comprar panetene “barato” e já tinha acabado.

        0
    • augusto 9 de janeiro de 2012 at 17:13

      Só pode ser porque a nova classe média está de regime para perder pêso. Eta classe com força de vontade hem.

      0
    • Neo 9 de janeiro de 2012 at 17:16

      verdade

      kkkkkkkkkkkkkkk

      0
    • Muca CG Muita Treta 9 de janeiro de 2012 at 17:37

      Na Cacau Show, começou em R$ 41,90. Perto do Natal, caiu para R$ 39. Hoje, passei em uma loja e estava R$ 29 (redução de R$ 13 ou pouco mais de 30% do valor original). Quer dizer, se é possível vender por esse preço e lucrar, porque não ser esse o preço original do produto?

      0
      • Luiz 9 de janeiro de 2012 at 17:44

        sabe muca, esse seu raciocinio é de uma pureza comovente e correta

        em outros países que eu visitei, vc não tme essa preocupação, vc entra e paga o preço é sempre o justo, exceto em areas turisticas onde há brasileiros, vc tem uma paz de espírito danada ,sabe que não vai ser enganado.

        aqui a gente tem que andar ligado 110% do tempo pra não ser roubado

        0
      • Ader 9 de janeiro de 2012 at 17:55

        Porque aqui no Brasil, está amplamente difundida a idéia de ganhar o máximo trabalhando o mínimo. Estou completamente sem esperança de um futuro melhor, ganho salário que não acompanha nem de perto essa loucura praticada ano a ano com aumentos injustificáveis… Só para vocês terem uma idéia: em 1989 ganhava 11 mínimos, hoje com 5 promoções mais 35% de gratificações que não ganhava na época recebo aproximadamente 10 mínimos… Tudo bem que o mínimo valorizou muito, mas isso não justifica a grande diferença comparando ao meu salário.

        0
        • xyz 9 de janeiro de 2012 at 18:49

          O pior legado que este governo vai deixar é ter acostumado a juventude a viver de esmola.

          A lógica econômica global mudou quando a demanda por commodities aumentou absurdamente.

          Este governo não aproveitou a bonança para investir em infraestrutura, desburocratização, privatização, reformas tributárias, monetárias e fiscais, estímulo à economia sem privilégio de um setor em detrimento de outros.

          Ao invés disto, o governo estimulou a economia de forma tosca, criando centenas de “bolsas”, repassando bilhões para as empresas “amigas” via bndes e desonerando a carga tributária de alguns setores em detrimento de outros.

          Este país vai pagar um preço muito caro por este desgoverno.

          0
      • Carlos Wagner 9 de janeiro de 2012 at 21:15

        O Brasil é um país vergonhoso, pelo menos para a parte da população que é honesta. Tornou-se inviável, nao apenas morar no Brasil, mas ir a grandes eventos, jogos de futebol, bons restaurantes, curtir a vida noturna nas capitais mais badaladas etc… Nessas oportunidades presenciamos flanelinhas intimidando pessoas a pagar até 100 reais para parar em vagas nas ruas, taxis cobrando preços fechados absurdos com valores até 5 vezes maiores dos normais, cambistas e mafia de ingressos, Valets clandestinos ….

        Sinceramente, este governo acostumou o brasileiro a ser verdadeiramente brasileiro: malandro, oportunista e vagabundo. Não vejo uma mudança de pensamento num horizonte mais recente do que uma geração…

        Infelizmente, nossos filhos crescerão num país onde o oportunismo e a bestialidade são as ordens do dia.

        0
    • Jonathas 9 de janeiro de 2012 at 18:59

      Eu mesmo estou virando uma Bolha de tanto panetone! kkkk

      Baratinho mesmo! Já comprei a 30% do preço antes do natal, fora promoções estilo “pague 2, leve 3”.

      0
  • Carlos Wagner 9 de janeiro de 2012 at 17:27

    h t t p : / / rcesar.net/2012/01/fed-tenta-desesperadamente-evitar-que-o-mercado-imobiliario-afunde/

    Um link do blog do colega Roberto que achei interessante.

    0
  • Tiago 9 de janeiro de 2012 at 17:29

    Faz algum tempo q estou sem postar…

    Continuo me impressionando com a quantidade de “prédios” fantasmas… Osasco, São Paulo, Barueri e etc…

    Engraçado como virou desculpa dizer que há falta de imóveis…

    Alguns prédios lançados em 2008 estão sendo entregues esse ano… é fácil encontrar corretores com 6, 10, 15 e 20 repasses…

    Um lugar bem localizado para aqueles que desconfiam do que eu digo devem ir à USP próximo à portaria da Politécnica, lá há 6 torres vazias que já foram entregues há vários meses… Dêem uma passada a noite lá e verão que coisa… Alphaville lá pelas bandas de Santana de Parnaíba como alguém disse aqui no final de semana é outro lugar que tem diversos empreendimentos sem moradores há algum tempo…

    Uma coisa também que me estranha é o boom dos shopping centers… Parece que toda cidade precisa ter um… Estranho não? Eu queria saber como alguém consegue lucrar com uma loja em shopping? A manutenção de uma loja com aluguel e funcionários gira em torno de 30k a 40k por mês… para uma grande rede não é um custo muito alto… mas para pequenos e médios empresários que ocupam 40% desses empreendimentos é muito difícil compreender a fórmula de lucros…

    Enquanto isso sigo na bolsa… o melhor investimento… tiro minha grana na hora que quiser e coloco aonde me dá na telha sem ter que passar por atravessadores…

    0
    • Neo 9 de janeiro de 2012 at 17:35

      eu sei como essas lojas sao mantidas, mas nao posso falar aqui

      esta relacionado a prefeituras/vereadores e o SEU IMPOSTO PAGO!

      0
    • Dr. Estranho 9 de janeiro de 2012 at 18:17

      Melhor lugar para lavagem de capitais. Tira nota mesmo sem vender. Paga o imposto e o resto é considerado limpo. Empresas de ônibus também se tornaram bom lugar para lavagem. Por isso que no Rio de Janeiro tem ônibus demais e passageiros de menos. Quando chega na garagem é só rodar a roleta.

      0
      • Neo 9 de janeiro de 2012 at 23:28

        é isso ai

        Fiquei com vergonha de falar, mas é essa a real

        Lavagem de dênaro público

        Quando passar na frente daquela lojinha que fica vazia 32 dias por mês pertunte-se “Uai como se mantem?”

        Lá esta um pedacinho de obras superfaturadas e outras gambiarras politicas

        0
      • Leo 10 de janeiro de 2012 at 05:04

        Muito bom, nunca tinha visto sob essa otica…

        0
  • Carlos Eduardo 9 de janeiro de 2012 at 17:30

    Acho que o mais certo seria não comprar, porcaria nenhuma de panetone!

    minha esposa fez para o povo todo, panetone trufado! acho que o que custou mais foi o chocolate!
    com o valor de 1 cacau show vc faz uns 30 panetones trufados! demos panetone para todo mundo!

    agora se vc não tem capacidade para fazer nada, pague o preço!

    Acho que pagamos por muitas coisas por puro comodismo, ou preguiça! Panetone é uma bobagem para os preços que tentaram praticar!

    Açucar é outra bobagem, que vemos inflar de preço! o mais engraçado é ver a diferença de preço entre eles, parece até que tem algum valor agregado na marca!

    o cara faz a garapa deixar endurecer, rala e cobra pela marca! haha!

    se prestarmos atenção, temos muitas empresas brasileiras que fazem porcarias e querem se comprar com corporações multinacionais

    Já pararam para pensar no quão simples é um circuito de 1 chuveiro????

    é ridiculo…

    A Banania e a tecnologia da soja.. .. tecnologia do boi gordo, e a “entresafra do frango”..
    nos cobram coisas absurdas, e os preços aumentam sem valor agregado, apenas por vontade do produtor!

    0
    • Carlos Eduardo 9 de janeiro de 2012 at 17:33

      Jajá chega a pascoa e vão te cobrar para deixar o chocolate em formato de ovo

      porque o coelho da pascoa “bota ovo”

      olha o conto ai outra vez… .

      0
  • MrK 9 de janeiro de 2012 at 17:49

    No Rio estou vendo algo interessante, que é o repasse durante as obras, antes o pessoal esperava até as chaves pra revender com o ap pronto e tentar lucrar o máximo, hoje já comecou uma correria, deve ser porque o pessoal com imovel em construção comecou a ver que os prontos já não vendem mais e eles querem comecar o quanto antes o repasse pra fugir do problema do financiamento e condominio, tem muito anuncio no ZAP nesse estilo, algo antes raro… inclusive tem repasse de prédios que só serão entregues em 2013!!!

    0
    • Veigalex 9 de janeiro de 2012 at 22:07

      Mrk.

      Esse aqui é em São Paulo, e não esta pronto ainda..

      Esta com uma imobiliária só..

      h t t p ://www.webcasas.com.br/comprar/apartamento/ponte-rasa/sao-paulo-leste/sp/////100002-0-19419——–1—1766-/

      0
  • Rodrigo 9 de janeiro de 2012 at 17:53

    Compras de Natal só em Janeiro ahahah, ex.: TV Led 40 Philips por R$ 1100 e esse nem foi o maior desconto, comprei outros produtos com desconto muito maior…

    0
    • Luiz 9 de janeiro de 2012 at 18:21

      esses descontos são mentira
      eu postei uma foto no face provando
      o preço anterior era só 100 reais maior, mas ele anunciam um desconto de 1.100
      velho truque

      0
      • Jack Imóveis 9 de janeiro de 2012 at 18:32

        Caro Luiz,

        Não só isso. No caso da Philips ela já anunciou que não fabricará mais TVs.

        Abraços

        Jack – LED com 3D

        0
        • Felipe 9 de janeiro de 2012 at 19:57

          OWNED

          0
      • Rodrigo 9 de janeiro de 2012 at 21:38

        Bom, melhor custo benefício que encontrei, não tenho nada para reclamar, mas a imagem do blueray da propaganda mentirosa (R$ 199,00) é ÓTIMO também, tudo isso adquirido com os alugueis de fim de ano que dobraram, mas não é só isso, nesse fim de semana tem UFC e mais um vez todos apartamentos alugados…

        Aguardando até o Para ansiosamente, mais $$$$$$$$$$$$$$$$$$

        0
        • Rodrigo 9 de janeiro de 2012 at 21:44

          Aguardando até o Papa ansiosamente, mais $$$$$$$$$$$$$$$$$$

          0
  • Miguel Jacó 9 de janeiro de 2012 at 18:08

    Bolha, ótima sugestão do Bruno este link, digno de por como tópico e tema de discussão do Blog:

    http: //w w w.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=2yL7t0j_4tQ

    Este vídeo mostra quem tem um potencial seriíssimo de ser o último catalizador do estouro da nossa bolha imobiliária: as cidades fantasmas e a descoberta da farsa imobiliária (e do PIB) chinês.

    Antes, minha data para explosão da bolha era 05 de março de 2012. Mas agora acredito fortemente que seja antes.

    Nova data limite: 27 de fevereiro de 2012, primeira segunda-feira após o carnaval. (Obs: se é que a bolha já não explodiu nestes últimos dias, disfarçada de descontos de 20%).

    0
    • Bruno 9 de janeiro de 2012 at 20:05

      Fico feliz em saber que contribuí para este precioso meio de discussão.Esta bolha trará consequências nefastas para nossa economia, com o agravamento de diversos problemas sociais.

      0
    • Ader 10 de janeiro de 2012 at 11:39

      Como sempre digo, para mim já estourou, tipo “efeito borboleta”.

      0
  • Vasconcellos 9 de janeiro de 2012 at 19:19

    Galera, com relação aos panetones e outros itens que, mesmo com desconto considerável, tem lucro, não sejamos ingênuos… A culpa é e sempre será nossa, consumidores… Por que alguém lucraria somente x se pode ganhar 3x?!

    E quando deixamos de comprar, o preço enfim se aproxima do justo…

    0
    • shakespeare 9 de janeiro de 2012 at 23:31

      tive uma idéia aqui:

      Pegar o dinheiro que economizei para comprar um apt e não consegui, pelos altos preços que eles estão, e comprar tudo em panetones… assim enquanto eles estão com preço baixo, depois eu revendo com lucro, afinal, ninguém vive sem panetone e eles vão valorizar!

      0
      • Salles 10 de janeiro de 2012 at 08:07

        Outra coisa boa para investir é álcool!

        Todo ano chega uma época em que ele sobre MUITO na bomba… é valorização garantida!

        0
  • carlos 9 de janeiro de 2012 at 19:47

    Vendo os classificados do “O Popular”, maior jornal de Goiânia, verifiquei algo curioso: é cada vez mais raro encontrar anúncios de apartamentos que informem o preço. De uns 40 no bairro que me interessa, apenas um ou dois tinha o preço. Porque será, hem?

    0
    • Carlos Wagner 9 de janeiro de 2012 at 21:04

      Carlos

      Tambem reparei o mesmo. A instituição onde trabalho assina varios jornais. Pelo menos 3 vezes na semana vejo os classificados de todos eles garimpando alguma pechincha… O que tenho presenciado são anuncios sem valores na maioria dos imoveis. Já, os veiculos, é raro nao encontrar um que nao tenha a chamada “abaixo da tabela”.

      A farra dos carros era previsivel, após a euforia da aquisição vem a realidade de honrar as prestações e muitos caem na real de que o produto nao vale o que se foi acordado em pagar por ele.

      Vamos presenciar isso em breve quando os imoveis em construção forem entregues e os compradores, principalmente os que compraram pra morar, que o padrão não condiz com o valor pago. A decepção vai ser grande; Muitos vão tentar devolver e não recorrer ao financiamento bancario; outros vão tentar se desfazer da trolha… Nem estou me referindo aqui aos especuladores que nao conseguirão repassar seus aptos, não apenas por causa do preço, mas pelo baixo padrão de construção a toque de caixa…hehe

      Isso aqui é Brasil; Tudo é feito nas coxas. Alguem imaginou que com imoveis seria diferente?

      0
      • Platão 10 de janeiro de 2012 at 08:48

        isso é fato… já podemos ver em sites e em noticiários, esses aptos feitos a toque de caixa com problemas estruturais, pintura q sai…principallmente nessas construções estilo lego, que não se pode por um prego na parede, de baixo custo…no reclameaqui.com ja podemos ver diversas reclamações desse tipo de imovel…. outra questão são esses condominio-clube , que tem uma chuvarada de area comum que pouca gente usa, que hje pagam 200-300 reais de condominio, e daqui uns 3 anos , ou vai estar muita coisa quebrada ou vão ter q aumentar muito essa taxa de condominio…. nesse tipo de coisa, pouquissimas pessoas pensam na hora de comprar um apto…

        0
  • Sir Income 9 de janeiro de 2012 at 20:04

    “Analistas “especialistas” do mercado estão vindo à mídia dizer que chegamos ao “ponto de equilíbrio” do mercado imobiliário. Que ignorância, ponto de equilíbrio em alta? Não existe ponto de equilíbiro com preços em alta! Pontos de euilíbrio são de dois tipos: estáveis e instáveis(veja explicação matemática). Certamente o ponto de equilíbrio do mercado imobiliário será instável, em outras palavras, vai cair em breve. Esse é o perigo dos “especialistas de plantão” que emprestam jargão de outras áreas para dizer algo que desconhecem.”

    Recomendo ler todo o artigo em http://www.mudancasabruptas.com.br/CentrodoMundo.html

    Abraços,
    Sir Income
    sirincome.blogspot.com/

    0
  • Latam 9 de janeiro de 2012 at 20:27

    Olá pessoal

    Olhem só o e-mail que recebi ….chupa que a cana é doce…..esspeculador querendo sair do mico preto saltitante…

    Olá,

    Os 6 imóveis abaixo são meus e estão a venda.

    Todos esses empreendimentos foram sucesso de vendas e zeraram no lançamento. Nenhuma construtora possui unidades a venda nesses empreendimentos*.

    Seguem valores atualizados validos para o mês de JANEIRO/2012.

    Aceito carro como parte de pagamento, e analiso parcelamento do ato em mais vezes (até 15x). Me mandem propostas, não perco negocio!

    Todos esses imóveis estão com valor de venda abaixo do pedido no mercado hoje. Eu comprei com vantagens por ser funcionário, portanto tenho condições muito mais competitivas!

    Shopclub Vila guilherme

    Unidade 24 torre vitoria – 2 dorm 63 m2 – Com Vista pra Fora do condomínio.

    Único produto na Vila Guilherme com essa metragem ENTREGUE EM NOVEMBRO DE 2011. JÁ POSSUI HABITE-SE! PRONTO PARA MORAR E 80% FINANCIAVEL COM QUALQUER BANCO!

    Os novos lançamentos na região já estão a mais de 5 mil/m².

    http://www.shopclubvilaguilherme.com.br/

    PREÇO DE VENDA:

    APENAS

    R$ 285.000,00

    Ato 57 mil e saldo financiado em até 300 meses

    ______________________________

    Passione Freguesia do Ó

    Não perca essa oportunidade de morar próximo da Av Edgar Facco,Marginais e tudo que sua familia precisa para morar bem e em uma região que esta em fase de crescimento.
    Próximo da futura estação de metro Freguesia.

    http://www.passionefreguesia.com.br/?origem=PortalOpen_

    2 dormitórios 65 m2.

    ZEROU NO DIA DO LANÇAMENTO!!!!

    Previsão de entrega set/2012

    Tenho 3 unidades a venda: Torre A unidades 31 e 48. Torre B unidade 34. Todas face norte! .

    Forma de pagamento para qualquer unidade:

    Ato 65.000,00 (aceito 30 mil de ato e saldo em 15x iguais de R$2.333,33)

    Saldo devedor R$265.000,00 atualizado em JANEIRO 2012

    Total 330.000,00

    Obs: Voltaram unidades para a construtora. Preço cobrado por eles para um andar médio R$350.000,00.

    _____________________________________

    PRIME HOUSE SACOMÃ – EZTEC

    Um terreno com mais de 3.000 m², apenas uma torre e lazer completo. O Prime House Sacomã oferece tranqüilidade e toda a infra-estrutura para viver com muita praticidade. Está a poucos minutos do Shopping Plaza Sul, Pão de Açúcar, Compre Bem, das Rodovias Anchieta e Imigrantes, do Terminal de Ônibus Sacomã, do Expresso Tiradentes e de uma ampla variedade de comércios e serviços, com escolas, restaurantes, bancos, etc.

    http://www.eztec.com.br/imovel-residencial-apartamento-sp-sao+paulo-sacoma-prime+house.html?utm_source=google&utm_medium=link+patrocinado&utm_content=prime-sacoma&utm_campaign=pesquisa-prime+sacoma

    Previsão de entrega abril de 2013.

    Padrão de acabamento EZTEC!!!

    Tenho duas unidades à venda. Ambas no 9º andar (97 e 94). Pra vender rápido!

    Forma de pagamento para qualquer unidade:

    Ato 65.000,00 (aceito 30 mil de ato e saldo em 15x iguais de R$2.333,33)

    Saldo devedor R$255.000,00 atualizado em julho 2011

    Total 320.000,00

    No ato já esta inclusa a despesa de cessão de direitos com a construtora. Itbi da transferência é de responsabilidade do comprador.

    0
  • Anonymous 9 de janeiro de 2012 at 20:38

    Aos abutres de plantão – a hora do banquete está próxima. Observe que a seguinte busca avançada no Google (“repasso apartamento” site:.br) mostra 14,500 resultados. Segue um exemplo.

    apartamento . mercadolivre . com . br/MLB-187707579-repasse-apartamento-taman-jardim-sul-planta-_JM

    Repasse de Apartamento TAMAN – 9o andar;
    Preco muito abaixo do oferecido pela propria construtora Camargo Correa;

    0
    • shakespeare 9 de janeiro de 2012 at 21:25

      O problema é que não dá para diminuir no valor do saldo. Só mesmo pagando menos na entrada e quem fica no prejuízo é o cara que aceitou aquele preço alto

      0
      • carlos 9 de janeiro de 2012 at 23:52

        Pois é, isso de certa forma dificulta a queda de preços. Porque o cara tem que estar muito desesperado pra repassar o ágio por menos do que pagou. O que pode acontecer é ele DEVOLVER o imóvel, perdendo 20% mais taxas, comissões, etc, e aí a construtora revender mais barato.

        0
        • Anonymous 10 de janeiro de 2012 at 07:47

          carlos,

          Se o trouxa inicial devover, só vai ver dinheiro depois da construtora vender para um trouxa maior. Se isso acontecer, levará anos e o trouxa inicial receberá muito menos do que voce está imaginando pois o valor virá sem correção monetária alguma. O melhor que o trouxa inicail pode fazer é exatamente o que esse do anúncio está fazendo – vender com PREJUÍZO.

          0
  • augusto 9 de janeiro de 2012 at 21:26

    Só para exemplificar diferenças de preços absurdas que existem neste pais:
    Em uma cidade grande do interior paulista existem 2 concessionárias Ford. Consultadas sobre o preço de uma troca de óleo mais filtro de óleo para o Fiesta, uma delas deu orçamento de 150 reais, e a outra de 206 reais. Informando esta última da diferença ela justificou dizendo que talvez a outra com orçamento mais barato, não deveria estar cobrando o preço da mão de obra de 50 reais. É isto mesmo, 50 REAIS DE MÃO DE OBRA para trocar o óleo do carter e o filtro. Puxa vida, que absurdo hem
    Com a palavra a Ford que deveria fiscalizar suas concessionárias, mas nada acontecerá tenho certeza, pois nosso exemplo geralmente vem de cima.

    0
  • Sir Income 9 de janeiro de 2012 at 21:37

    Já teve problemas com a Construtora Tenda?

    cidadaoreporter.atarde.com.br/?p=1128

    233 respostas.
    Abraços,
    Sir Income
    sirincome.blogspot.com/

    0
    • Sir Income 9 de janeiro de 2012 at 21:43

      Santos – SP
      Quinta-feira, 05 de Janeiro de 2012 – 15:43
      Atraso na Entrega de Imóvel no Engenhos de Nova Cintra – Santos/SP

      Gostaria de saber qual a ATUAL data para entrega dos apartamentos no empreendimento Engenhos de Nova Cintra, localizado em Santos/SP.

      Em maio/2008 assinei o contrato com a Tenda (cuja via não recebi até hoje, só tenho o contrato da CAIXA), adquirindo a unidade nº 86 do bloco A, com previsão de entrega para março/2010, porém o vendedor informou que poderia ser entregue ANTES desse prazo. Eu esperava passar o Natal de 2009 no apartamento novo, porém já estou a 03 natais aguardando e nada…

      Em 17/11/2011 fomos chamados para realizar vistoria da unidade e encontramos algumas não-conformidades, sendo informados pelo estagiário que acompanhou-nos de que as adequações seriam feitas e que em duas semanas nos chamariam para nova vistoria no imóvel. Já vai fazer 02 meses e ainda não entraram em contato conosco novamente para nos dar qualquer satisfação…

      Sem contar que ainda aguardo retorno quanto a entrega dos pisos laminados e móveis, a que temos direito, conforme contrato de aquisição através da promoção Casa Completa.

      http://www.reclameaqui.com.br/2234727/tenda-construtora-s-a/atraso-na-entrega-de-imovel-no-engenhos-de-nova-cintra-sant/

      Vai fazer apenas 2 anos de atraso na entrega!

      Abraços,
      Sir Income
      sirincome.blogspot.com/

      0
    • Sir Income 9 de janeiro de 2012 at 21:49

      Santos – SP
      Quinta-feira, 05 de Janeiro de 2012 – 15:43
      Atraso na Entrega de Imóvel no Engenhos de Nova Cintra – Santos/SP

      Gostaria de saber qual a ATUAL data para entrega dos apartamentos no empreendimento Engenhos de Nova Cintra, localizado em Santos/SP.

      Em maio/2008 assinei o contrato com a Tenda (cuja via não recebi até hoje, só tenho o contrato da CAIXA), adquirindo a unidade nº 86 do bloco A, com previsão de entrega para março/2010, porém o vendedor informou que poderia ser entregue ANTES desse prazo. Eu esperava passar o Natal de 2009 no apartamento novo, porém já estou a 03 natais aguardando e nada…

      Em 17/11/2011 fomos chamados para realizar vistoria da unidade e encontramos algumas não-conformidades, sendo informados pelo estagiário que acompanhou-nos de que as adequações seriam feitas e que em duas semanas nos chamariam para nova vistoria no imóvel. Já vai fazer 02 meses e ainda não entraram em contato conosco novamente para nos dar qualquer satisfação…

      Sem contar que ainda aguardo retorno quanto a entrega dos pisos laminados e móveis, a que temos direito, conforme contrato de aquisição através da promoção Casa Completa.

      www .reclameaqui.com.br/2234727/tenda-construtora-s-a/atraso-na-entrega-de-imovel-no-engenhos-de-nova-cintra-sant/

      Vai fazer apenas 2 anos de atraso na entrega!

      Abraços,
      Sir Income
      sirincome.blogspot.com/

      0
      • Felipe 10 de janeiro de 2012 at 07:43

        Caraca essa tenda só dá furo também hein! Construir imóvel, grande pelo jeito, no morro da nova cintra em Santos é embaçado. Ainda tentam mudar o nome do bairro pra nova cintra, só pra tirar o “morro” do nome ehehehehehe

        pra quem quiser ver mais reclamações sobre esse empreendimento é só entrar.
        h t t p://engenhonovacintra.blogspot.com/

        0
  • Mãe KD a bolha? 9 de janeiro de 2012 at 21:44

    Cara, a bolha estourou sim!!!!! Não sei se fico contente ou triste, pois tou com capital para comprar um 4 quartos, mas também “investi” em duas salas comerciais!
    Para ciência segue um relato macabro ou feliz – depende do ponto de vista – sobre a bolha em RECIFE!!!
    Tem um empresarial situado numa região muito “valorizada” (Ilha do Leite) que foi praticamente vendido a investidores (eu sou um deles “eheheheheh”).
    Ocorre que as salas comerciais foram vendidas, na epoca entre 120 a 150k. A valorização esperada era de mais de 100% e os corretores vêm pedidndo entre 260 e 300k.
    Eu mesmo, que paguei 150k, quase oito meses depois da compra, tive uma proposta de 220k e recusei.
    Mas vamos aos relatos que muito animarão os colegas. A bronca do empresarial é que tá sendo entregue desde novembro. Ocorre que muitoas proprietários não tão recebendo porque não querem assumir o financiamento. Explico: o povo pagou o mínimo possível, que era algo entre 40 e 60k. Agora no momento do financiamento, ocasião em que têm de pagar laudêmio, emolumentos, etc em valores próximos a 16k, bem como assumir as prestações do financiamento, muita gente tá correndo.
    Tem um amigo meu que comprou a dele por 200k. Agora me ofereceu pelo mesmo valor, dizendo algo assim: bicho, eu quero receber os 60k que paguei e me livrar dos custos do financiamento. Disse, ainda, que, a essas alturas dos acontecimentos, não quer nem saber da “valorização”, quer, isto sim, é se livrar dela.
    Conversando com o síndico soube que diversas pessoas estão nessa situação. Também conheci um proprietário que quer passar a dele por 190k.
    Moral da estória, os corretores pedem entre 260 e 300k. Se a pessoa falar com os proprietários, entregam até por 190k.
    Ahh, e a minha situação: comprei a sala à vista por 150k e consegui alugar por 1.500,00. Me chamem de burro não. Sei que não foi o melhor negócio, mas na época, mesmo ciênte do deslocamento absurdo do preço dos imóveis, diante das incertezas, para me proteger, optei por diversificar o patrimônio (parte em imóveis e parte em outros ativos). Assim, ainda tenho liquidez para comprar as “barbadas” que, podem ter absoluta certeza, já estão começando a aparecer!!!
    Valeu!

    0
  • Mãe KD a bolha? 10 de janeiro de 2012 at 00:11

    onde se lê deslocamento dos preços, leia-se descolamento

    0
  • Flavio Alves 10 de janeiro de 2012 at 00:32

    Notícias assim me deixam confuso… h t t p : / / estadao.br.msn.com/economia/escassez-de-im%C3%B3veis-para-alugar-%C3%A9-a-maior-em-10-anos

    0
    • Felipe 10 de janeiro de 2012 at 07:47

      Flavio, ninguém tem disposição pra alugar pq todos querem vender.

      0
  • Mr. Alex 10 de janeiro de 2012 at 00:43

    Turismo londrino decepcionado com Jogos de 2012

    A 200 dias do evento, pesquisa do setor indicou queda de 95% nas reservas de pacotes para período dos Jogos.

    estadao.com.br/noticias/geral,turismo-londrino-decepcionado-com-jogos-de-2012,820646,0.htm

    well, well, well

    se as Olim-piadas são o motivo da sua Bolha, melhor começar a olhar ao redor.

    Al Trabajo, Macacada, hoje é terça ainda.

    0
    • Fabiano 10 de janeiro de 2012 at 01:25

      Quero só ver depois que passar a ressaca de olimpiadas e copa do mundo … o que vai ter de maluco devendo até as cuecas pois vai investir o dinheiro que não tem esperando um retorno que não vai vir.
      Quem tiver os pés no chão e juntar seu dinheirinho vai fazer bons negócios

      0
  • ninja SP 10 de janeiro de 2012 at 06:54

    Pôs copa/olimpiadas – LIQUIDAÇÃO=APTO 30% desc. pague 2e leve 3 – quem nem panetone pôs/natal. vou me empanturrar de tijolo.um em sampa, um no guarujá e outro no rio.

    preço do apto- 2dorm= 300mil – 30% = 210mil
    02 aptos = 420mil dividido por 3 = 140mil cada é o preço justo.

    0
  • MrK 10 de janeiro de 2012 at 07:17

    A Bolha estourou?

    Essa pergunta tornou-se comum e eu vou dar a minha opiniao pessoal sobre o tema, mas antes algumas consideracoes:

    1- Nao existe estouro da bolha com data oficial, procissao ou evento! O Estouro e’ simbolico, representa uma serie de condicoes que quando ocorrem caracterizam a reversao de tendencia.
    2- Aos que estao esperando o estouro ser noticiado, ficarao esperando muito tempo ainda, pois o assunto so ganha os jornais com meses de atraso.
    3- Estouro da bolha e piso de precos sao coisas bem diferentes e separadas por meses, muitas vezes anos, o estouro representa travamento de vendas e inicio da queda de precos, mas pessoalmente eu acho que esses so devem atingir as minimas em 2013, possivelmente ate’ depois.

    Ate o primeiro semestre de 2011 os precos apenas subiam, conseguir descontos era impossivel (com sorte 5%), as vendas seguiam aquecidas e os stands cheios, de uns meses pra ca temos notado varios indicadores que indicam que a tendencia se alterou pra valer:

    Travamento das vendas de novos e usados com stands vazios
    Recorde na quantidade de imoveis a venda
    Corrida para o aluguel
    Perspectiva de baixa valorizacao futura, desestimulando novos investidores
    Acirramento de promocoes
    Descontos generosos (20% – 30%) que nao sao pontuais e sim espalhados.
    Aceleracao da quantidade de repasses
    Queda na pespectiva de lancamentos das empresas (demanda enfraquecida)

    Some a esses pontos ja observados, dois que possuem grande chance de se materializar: Desaquecimento economico e aumento do custo do credito imobiliario em funcao da poupanca.

    Quem esta no mercado pechinchando volta sempre com a mesma historia: Se oferecer 20% abaixo do valor ofertado o proprietario chama pra conversar, coisa que ha alguns meses era impensavel, portanto com todos esses indicativos juntos a minha resposta e’: SIM, a bolha ja estourou, o que nao quer dizer que amanha veremos panico nas ruas e nem precos 50% abaixo, significa apenas dizer que a tendencia ja inverteu, o mercado esta se tornando vendedor e os precos tendem a cair com velocidade e intensidade ainda desconhecidas.

    Existe tambem a fase da negacao, nao tenham duvidas, perder dinheiro e’ uma das coisas mais dificeis pro ser humano, portanto os proprietarios irao insistir em precos altos, os corretores irao insistir que tem espaco pra alta e mais materias pagas circulacao por ai, quanto a nos, cabe apenas aguardar e nada mais!

    abracos

    0
    • Felipe 10 de janeiro de 2012 at 07:38

      Realmente, a ganância cega as pessoas. Vão negar pra sempre se for necessário. Só vai ter efeito manada quando jogarem a mer… no ventilador.
      Talvez seja isso que, pra nós mortais, se chama de estouro da bolha.

      0
    • Anonymous 10 de janeiro de 2012 at 08:19

      É claro que estourou. Observe que a seguinte busca avançada no Google (“repasso apartamento” site:.br) mostra 14,500 resultados. Segue um exemplo de alguém que já perdeu o orgulho e está tentando minimizar o prejuízo.

      apartamento . mercadolivre . com . br/MLB-187707579-repasse-apartamento-taman-jardim-sul-planta-_JM

      Repasse de Apartamento TAMAN – 9o andar;
      Preco muito abaixo do oferecido pela propria construtora Camargo Correa;

      0
    • Murdoch 10 de janeiro de 2012 at 11:11

      MRK, não sou um expert como vc, mas acho que teremos que observar o fenômeno regionalmente.
      Na verdade, sendo do RJ, no começo eu nem acreditava tanto assim em bolha. Explico. Meu trabalho me faz ter contato com empresas que já estão instaladas aqui e outras chegando.
      A qtde de gente de salário alto chegando ao RJ pra trabalhar, principalmente petróleo é assustadora!! Outro dia acompanhei um casal que estava decidindo entre pagar 11k num apto no Jardim Botânico ou outro de 14k em Ipanema.
      Essa indústria realmente está pagando bem.
      Só fui ver havia de fato algo errado qdo comecei a procurar apto. Tb nessa época fui a Goiânia e Brasilia visitar familiares e testemunhei o mesmo fenômeno. Ali vi que havia algo errado.
      Meu ponto é que eu acho que Ipanema, Leblon, Gávea e Copa não devem cair tanto, pq a pferta é de fato restrita e mtos querem.
      Copacabana deve sentir a porrada nos muquifos. Tem mta merda caindo aos pedaços que deve perder qdo a maré baixar.
      Botafogo deve sentir o tranco pq tem mto lançamento e subiu demais.
      O resto da cidade deve cair tudo. Subiu demais a reboque.
      Ainda acho que antes de 2014 não haverá grandes mudanças. O Governo vai segurar tudo que puder. Gastar o que tem e o que não tem pra isso. Vi hj no Globo que até 20k de empréstimo neguinho tá dando pra classe média fazer obra e pagar em 10 anos.
      Passadas as eleições o bicho pega.
      O lance é toda essa indefinição de Europa, China e EUA. Nem o economista mais fodão está sabendo se posicionar e, nesse caso, resta se apegar ao mercado interno que pelo menos é um recurso que se tem.
      Se não houver grande porrada de EUA, Europa e China, a coisa fica como está e até pior, penso eu.
      Algumas notícias tem me chamado mto a atenção. Começo a ver matérias e mais matérias dizendo que os EUA estão se recuperando etc… A Vale abortando todos investimentos de O&G, o mundo preocupado com o que está havendo na China e assim por diante.
      Eqto isso, mantenho DI, aumento minha aplicação em dólar, ocuro empresa concessionária de serviço público pra colocar um cascalho e espero….

      0
      • Anonymous 10 de janeiro de 2012 at 11:26

        Qual é exatamente a quantidade assustadora além desse casal? Ainda que forem 100 casais desse tipo, não vai ser suficiente para ocupar umas 2 ou 4 das torres que estão sendo construídas.

        0
        • Murdoch 10 de janeiro de 2012 at 11:54

          Anonymous,
          esse casal foi só um exemplo. Ipanema, Leblon e Gávea não tem mtos lançamentos de torres.
          Botafogo tem a balde.
          Mtos dos expatriados só querem Ipanema e Leblon.
          Recebi uma empresa chinesa de petróleo que queria um prédio inteiro num desses 2 bairros. Desistiu.
          Concordo que haja bolha, me ferrei por conta dela, mas acho que a coisa vai ser diferente em algumas regiões do país.
          Hj, com as condições dadas é melhor gastar do que poupar, infelizmente para alguns.
          No Rj, especificamente, há uma melhora de alguns setores que naturalmente puxam os preços. Lógico que não aos patamares alcançados, mas como nunca se teve.
          O petróleo trouxe mta gente. O grupo do Eike cresceu mto e paga bem, serviços idem, a Petrobrás está construindo 1 quarteirão inteiro de prédios e assim vai.
          Concordo que não é suficiente e o único que de fato ficará mesmo que dê merda eu acho que é o Petróleo.
          A Vale, na minha visão, deve demitir uma batelada se o preço do minério cair.

          0
          • Menino_do_Rio 10 de janeiro de 2012 at 12:19

            Eu também acho este cenário muito provável.
            O Brasil do pt não estimula ninguém a poupar!

            0
          • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 15:10

            Murdoch, qual a força da correlação petroleo x Rio de Janeiro???
            A sede da estatal ta aí, a vizinhança com o BNDES tbm, as principais operações estão aí, mas tudo isso pode ser operado por muita pouca gente, o opercaional mesmo chão de fabrica pode ser e esta sendo descentralziado

            Acredito que cidades “operacionais” como Santos e SJC (exemplso de SP pq não conheço fora) vão explodir, aliás já estão, mas de resto há muito pouco de novidade.

            Haverá descentralização, aumento de estaleiros, de cidades-base em locais ainda menores, como Caraguatatuba e São Sebastião (denovo só SP de exemplo), mas de resto, a Cia pode ser operada de Marte e considerando a infra terrível do Rio, é mais do que natural que alguma coisa comece a deixar a cidade, ou no mínimo o centro da cidade.

            0
            • Murdoch 10 de janeiro de 2012 at 15:29

              Luiz, continuo frequentando o blog por conta de algumas boas discussões assim como essas. Eh bacana debater com gente disposta a debater. Eu mesmo que acredito em bolha já há um tempo as vezes me pego refletindo sobre isso, se é mesmo bolha ou não, leio tudo que posso pra ir formando melhor opinião.
              Bom saber de como está funcionando SP.
              Aqui no RJ, concordo contigo com relação a infra terrível, mas algumas coisas vem sendo feitas e que eu acho que mudam um pouco o cenário. Algumas fornececoras da cadeia do Petróleo estão se instalando em Santa Cruz e Itaguaí pra facilitar a saída pelo Porto de Sepetiba. Se o Porto de Açu ficar pronto é mais uma saída.
              O porto do RJ é mal administrado e por isso não rende o que pode render, mas ainda assim é o único do BR que opera sem interrupção por ser o único em águas abrigadas. Vão ampliá-lo bem em 2 anos.
              Concordo que essas empresas colocam pouca gente, mas gente que ganha mto. Aqui está a Petrobrás, BNDES, IBP, os escritórios de direito especializados e por aí vai.
              Não a toa, BP, BG, Statoil, Shell, Odebrecht O&G, QEP, Chevron e cia estão aqui. Facilita a vida.
              Além disso, executivos expatriados preferem morar no RJ do que em Santos ou SJC. Pode parecer que não, mas isso pesa na decisão.
              Meu pto não é só defender que não há bolha ou não, mas no comportamento diferente em lugares diferentes do BR.

              0
              • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 15:46

                é Murdoch, será uma nova Abudabi está se formando?

                Muito da minha opinião mudou quando veio aqui um comentarista e postou o preço e disponibilidade de imóveis p temporada no Rio. São valores condizentes com o custo de aterrar o mar, como começaram a fazer apartir de 1808.

                Isso que vc fala está corretíssimo, a dinamica se seguirá de um modo em cada cidade.

                E vejo até um exemplo. NY por exemplo sofreu muito pouco das variações da bolha americana.
                Perceba as semelhanças quanto a geografia limitada e falta de acesssibilidade
                Tá certo que os preços do Rio não poderiam estar superiores aos da capital do universo que possue 500 kms de metrô e vcs tem 50, ainda assim, guardadas as devidas escalas, vale o raciocínio.

                0
      • MrK 10 de janeiro de 2012 at 11:46

        Prezado Murdoch, obrigado pelo reply, vamos separar os pontos, pois temos muito ai para debater:

        1- O Rio e’ uma cidade de mais de 5milhoes de habitantes, com o PIB maior que o Chile, a zona sul tem facilmente mais de 15.000 imoveis a venda e outros milhares a alugar, portanto pro preco subir forte pelos salarios de expatriados, precisa vir muita gente e com muito salario! Nao sei dizer se temos tantos assim.

        2- Eu acho que tem um pouco de verdade e um pouco de lenda por tras desse aquecimento no Rio, conheco varios amigos altamente educados (mestrado no exterior, dominio de ingles, formacao de ponta) inclusive na industria do petroleo e que nao estao conseguindo viver tao bem, faca o teste, procure um emprego com salario de 2 digitos e veja se esta facil! Conheco muita gente boa tentando mudar de emprego e nesse nivel nao conseguem facilmente, muitos ainda vao pra SP.

        3- Bem, eu tambem nao posso ser radical, nao sei precisar quanto, mas eh inegavel que hoje tem mais dinheiro rolando hoje que ha 2 ou 3 anos na cidade sim, por isso eu nao acho que os precos voltarao ao patamar pre-bolha, justamente por haver um pouco de demanda verdadeira por tras desse aumento, seria justo dizer que de toda alta que tivemos desde 2009, iremos ver os imoveis mais visados devolverem uns 60% da mesma, o resto (40%) deve ficar incorporado pelo efeito inflacao e renda, ja os imoveis menos visados podem devolver bem mais que isso.

        Pra mim o bairro que mais sofrera da zona sul sera botafogo e arredores, em funcao do enorme numero de lancamentos ja correndo pra repasse

        0
        • Murdoch 10 de janeiro de 2012 at 12:13

          Eu não acredito numa queda tão grande assim, a não ser em Botafogo.
          Meu pto é que a ZS tem esse bando de apto a venda, mas que presta mesmo deve ser 1/10.
          Tiro por mim. Olhei 82 aptos. Desses, moraria em 5 ou 6.
          Concordo contigo. Ainda tenho amigos indo pra SP.
          Me enquadro nesse perfil. Fiz engenharia na melhor escola do RJ, o IME, mestrado em administração na melhor escola daqui, além de pós na França e, de fato, não tem tanto emprego de mais de 11 a 13K, a não ser em petróleo.
          Aí, eu te garanto que tem.

          0
          • MrK 10 de janeiro de 2012 at 12:29

            Curriculo de alto calibre, parabens! Temos muito em comum na formacao.

            Veja, Eu tenho uma amiga que morou na China, fez mestrado la em OIL&GAS, fala ingles, mandarim e tem um CV de primeiro nivel, voltou ao Rio agora para conseguir algo, conseguiu, mas o salario a decepcionou muito, tanto e’ que ate onde ouvi falar, ela esta indo embora novamente, fazer doutorado

            Como eu falei, tenho varios amigos tentando se recolocar nessa faixa (10-15k) por varios motivos: Querem crescer, querem outro business, odeiam o chefe , etc… e todos estao dizendo que esta complicado, mas eu so falo isso de feeling, eu nao tenho qualquer numero do mercado de RH ou consultoria, posso ter uma visao miope…

            0
            • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 13:02

              eu tenho um cv só razoável perto de vcs, não sei se me credencio a discordar, mas lá vai:

              1. a bolha não estourou, precisa haver algo estrutural visível a todos os olhos
              preqto só vemos descontos dos mais sensíveis da rede, nada mais que um bull trap.

              2. essa xislandia e tudo mais é a maior farsa da historia nacional. Eike é so um personagem bem entrosado com o PT, vão morrer abraçados.

              Quanto a Petrobras, esta no auge, daqui em diante vão ficar sem folego, é só o resto do mundo se recuperar.

              0
              • Jack Imóveis 10 de janeiro de 2012 at 15:04

                Caro Luiz,

                Não tenho CV. Mas estive bem próximo da bolha tecnologica.

                E como uma refilmagem.

                Abraços

                Jack – Eu já vi esse filme.

                0
              • Murdoch 10 de janeiro de 2012 at 15:57

                Luiz, só usei o CV para exemplificar o que o MRK estava argumentando. Se fosse por CV meu pai tava fodido e, no entanto, é mto bem sucedido.
                O debate é muito saudável.
                Concordo em gênero, número e grau contigo. Ainda não tivemos “O” evento.
                Acho que o Eike só o tempo dirá. Ele sempre me pareceu o cara que arriscava mesmo, mas o dele. Desde que estreitou as relações com o Governo Federal vem agindo como todos empreiteiros, que ele tanto criticou. Risco sim, desde que do Governo.
                Que porra de capitalismo é esse?
                A aliança dele com o Dirceu não foi a toa. Entregaram pra ele o filé dos poços. Qdo ele diz que pode virar o mais rico do mundo não está mentindo.
                Nosso governo trabalha assim. Apoia um grupo e depois exige o apoio dele. Foi assim com o grupo Bertin. Veja os casos de licitação em que o grupo Bertin entrou. Licitações que iam dar vazio, mas eles deviam apoio, o que ficou mto claro qdo o BNDES socou dinheiro naquela merda de frigorífico. Te pergunto: o que uma família que entende de boi entende de trem bala?
                Voltando ao Eike, acho que pode até ser que ele dê um tombo numa galera e jogue a culpa na crise externa. Vem a público e diz: “Poxa, viu, eu tentei, mas a crise derrubou todo mundo, os investidores não vieram, blá, blá, bla”
                E aí o q temos? Socorro do governo, pq ele se tornou grande e importante demais pra quebrar.
                Afinal ele é o nosso novo Mauá.
                Tenho medo do que vem sendo construído por esses governos, pq o preço se paga mto depois.
                Aqui no RJ então! Tá sinistro!

                0
                • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 16:34

                  Ok, Murdoch, não tenho compelox de cv, no entanto sou diletante nessa área onde vcs são especialistas

                  é interessante sua comparação do eike com mauá, ambos se aproveitaram de contratos com o governo pra crescerem, contudo, não havia no 2o imperio um Dirceu pra facilitar. Entregar o filé, como vc cita, é um caso escuso de privatização de petroleo, exatamente oq ue os petralhas tanto criticavam.

                  O imperio da xislandia esta umbilicalmente ligado ao desse governo, as ações do cara refletem diretamente a prosperidade e com certo gap a popularidade do trem-da-alegria

                  Contudo, duvido que o modelo vá pra frente, recentemente li um estudo do IPEA msotrando isso, apenas economias realmente livres prosperam no longo prazo
                  ver ipea.gov.br/digital/ seguindo titulo

                  0
            • Noord 10 de janeiro de 2012 at 21:59

              É bom ver que o IME continua bem cotado na praça…O concurso está mais fácil, mas continua numnível muito bom…

              0
          • danilo 10 de janeiro de 2012 at 15:24

            Murdock

            Tenho CV parecido como seu. Formei em relacoes internacionais, pos no IME e mestrado na frança, falo 3 idiomas estrangeiros. Para chegar à faixa dos 13 a 15 k, tive q fazer concurso após bater cabeça no setor privado, infelizmente. Resisti muito, mas nao deu.

            0
            • Zé Coxinha 10 de janeiro de 2012 at 22:13

              Olha só como essa bolha não tem preconceitos sociais. Até eu, com meu ensino médio completo e 2 idiomas estou sendo afetado também.

              abs.

              0
    • Ader 10 de janeiro de 2012 at 12:44

      Como sempre digo, para mim já estourou, tipo “efeito borboleta”.

      0
  • Menino_do_Rio 10 de janeiro de 2012 at 07:59

    http://oglobo.globo.com/economia/fgts-financiara-material-de-construcao-para-classe-media-3619886
    “Linha de crédito será de até R$ 20 mil, pagamento em até 120 meses e juros de 12% ao ano”

    Para os que ainda acreditam que poupar pensando no futuro vale a pena, eu lembro que este mesmo FGTS remunera nosso dinheiro em 3% + tr ao ano.

    0
  • RT 10 de janeiro de 2012 at 09:14

    Pelo que estamos vendo, já estão bem comuns os descontos de 20%.

    Ou seja, os preços que vemos anunciados por aí já se mostraram fantasiosos… os preços “reais” são PELO MENOS 20% menores… e eu digo PELO MENOS porque ainda acho que tem que cair mais.

    Me pergunto se, em breve, para vender mais rápido, se não vão começar a anunciar com os preços “reais”, para tornar o anúncio mais atraente (talvez com uma “gordura” menor pra queimar na negociação).

    Isso já representaria um duro golpe nos preços altos, e ainda assim, não recuperaria de todo as vendas, apesar de melhorar um pouco. Daí, começam a oferecer descontos novamente, a partir desse patamar mais baixo… será essa a tendência daqui em diante?

    0
  • Zoom 10 de janeiro de 2012 at 09:17

    Não sabemos se a bolha já estourou, mas uma coisa é certa, o povo está numa fria, isso sim é fato.

    Dívida familiar pode bater recorde em 2012

    A estratégia do governo de turbinar o crescimento da economia via estímulo ao consumo, financiado em prestações a perder de vista, poderá ficar comprometida no ano que vem.

    Fonte: h ttp://www1.folha.uol.com.br/poder/1032165-divida-familiar-pode-bater-recorde-em-2012.shtml

    0
  • Diego RJ 10 de janeiro de 2012 at 09:30

    Prezados,
    Tenho acompanhado este site há mais ou menos 3 ou 4 meses.Parabenizo a todos pelo bom senso e muito bom nível de comentários. Ainda não escrevi nada aqui, mas hoje decidi fazê-lo pelo conjunto de boas notícias a falar pra vcs.
    1-Ontem entrei no ZAP e vi que a quantidade de ofertas é absurda. (TODOS QUEREM VENDER, JÁ SABEM QUE O PREÇO TÁ NO TOPO).
    2-Faz uns 2 meses, passei perto de uma imobiliária onde as ofertas estavam sendo anunciadas na calçada(não era na loja, era na calçada) e o corretor (desesperado) veio até mim dizendo que tudo ali tinha de 10 a 20 % de desconto.(Isto sem eu pedir nada!)
    3-Professor de Inglês de um colega meu que trabalhava em Wall Street recomendou a ele que vendesse seu apartamento que em 2013 ou 2014 este estaria pela metade do preço.
    Com base no elencado tiro as seguintes conclusões:
    O preço já chegou no ápice, mas vai ficar andando de lado por uns tempos, tanto pelo fator psicológico – ninguém quer perder dinheiro, quanto pelo governo que fará de tudo pra segurar a onda até as próximas eleições presidenciais.
    Espero estar correto.
    abraços

    0
  • Zoom 10 de janeiro de 2012 at 09:34

    Daqui a pouco veremos anúncios de casas a venda em jornais igual anunciados m lojas e internetes.

    Vendo apto na cidade tal, 2 quartos, tantos m2……. Com 20% de desconto. De R$ 650.000 por R$ 520.000. Aproveitem!

    Vai aparecer até riscado o R$ 650.000

    Cada uma.

    0
  • nelson 10 de janeiro de 2012 at 09:35

    10/01/2012 – 08h55
    Dívida familiar pode bater recorde em 2012
    DE SÃO PAULO

    A estratégia do governo de turbinar o crescimento da economia via estímulo ao consumo, financiado em prestações a perder de vista, poderá ficar comprometida no ano que vem, informa reportagem de Valdo Cruz e Sheila D’amorim, publicada na Folha desta terça-feira (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

    O governo conta com os gastos dos brasileiros para atingir um crescimento maior em 2012 e, com isso, o endividamento das famílias deverá superar, pela primeira vez, a metade de sua renda anual.

    Gasto com dívida no Brasil supera o dos EUA

    A previsão é de estudo da consultoria Tendências, que aponta alta de 3,8 pontos no endividamento das famílias, alcançando 51,3% da renda.

    Apesar de não ser considerado preocupante pelo governo nem por especialistas, o índice faz acender uma luz amarela.

    Leia a reportagem completa na Folha desta terça-feira, que já está nas bancas.

    0
    • Dr. Estranho 10 de janeiro de 2012 at 09:44

      “O governo conta com os gastos dos brasileiros para atingir um crescimento maior em 2012”

      Será maldade do repórter ou o governo realmente conta com isso? Qualquer indivíduo recém-formado em ciências econômicas sabe as consequencias dessa política. E os “expert” do governo? Em tese contrata-se os melhores no seu ramo. Você profissional colocaria em risco sua credibilidade? A que preço? Vão sustentar até 2014 para o Lula voltar? Só sei que Dilma será comparada ao Sarney. Será que ela quer isso?

      0
      • Ader 10 de janeiro de 2012 at 15:14

        “Será maldade do repórter ou o governo realmente conta com isso?”
        O governo realmente conta com isso, a própria presidente pede o tempo todo em seus discursos para a população não deixar de comprar, pois o crédito continuará sendo dado. Em sua visita à Europa, em plena crise, ela falou aos governantes europeus que o crédito seria uma das soluções de salvação de seus governos. Ela é muito sem noção, será que não sabe que um dos motivos da crise européia foi justamente o crédito fácil? Sem noção não, alguém está levando algum com esta estória toda, e não sou eu.

        0
  • Tiago 10 de janeiro de 2012 at 09:39

    Nossa… qui coisa… nunca tinha pensado nisso!

    Realmente é uma coisa que tem que averiguar…

    0
    • Tiago 10 de janeiro de 2012 at 09:45

      esse comentário é relacionado a questão do lucro obtido com lojas em shopping centers…

      0
  • Pedro 10 de janeiro de 2012 at 09:40

    MrK, vc é o cara! Ler seus comments nos dá um conforto, pois vc sabe do que está falando. Parabéns!

    0
    • Maluco 10 de janeiro de 2012 at 12:00

      “psicólogo especializado em bolhista”
      dá pra ganhar um din din, kkk

      0
  • TITO 10 de janeiro de 2012 at 10:21

    Falei pra minha mulher da bolha, ela me disse pra passar agua oxigenada!!!!

    0
  • RT 10 de janeiro de 2012 at 11:00

    Colegas,

    Segue um link interessante sobre a nossa bolha:

    “http://bolhabrasilia.blogspot.com/2010/05/porque-acredito-que-estamos-numa-bolha_13.html”

    É de agosto do ano passado, mas não me lembro de tê-lo visto por aqui. Creio que daria até um bom tópico, caso ainda não tenha sido “publicado” aqui.

    0
    • Bolha Imobiliária 10 de janeiro de 2012 at 19:52

      Foi um dos primeiros topicos do site…

      0
  • Azario 10 de janeiro de 2012 at 11:12

    Este é mais um exemplo de como o pessoal de corretagem imobiliária está ABUSANDO da situação. Vender um apto de 640K por 780K é agir de MÁ FÉ. Ele botou 140K em cima do preço do proprietário! Diz aí pra mim: onde você consegue 140K assim?! Só num país de otários que aceita essa usura! Espero que a Receita Federal esteja de olho nesse tipo de gente.
    Se alguém aqui é proprietário de imóvel, entenda o seguinte: você terá dificuldades para vender o seu apto e estará deixando de ganhar dinheiro enquanto contar com parasitas como esses! Pense bem antes de confiar num corretor que age assim! Anuncie o seu imóvel e negocie direto com o comprador, sem intermediários, e verá que as possibilidades de venda serão bem maiores!
    E para o comprador, fica a lição: jamais pague o preço que o corretor pede!

    0
    • Azario 10 de janeiro de 2012 at 11:16

      O comentário era para o post do dmm(9 de janeiro de 2012 às 11:12), lá em cima.
      Corretor pediu 780K num apto que o proprietário queria 640K.

      0
    • Sergio Figueiredo 10 de janeiro de 2012 at 14:56

      Acabei de publicar um post no meu blog sobre um programa de rádio que passa aqui no Rio de Janeiro chamado ‘Plantao Imobiliário’.

      Nesse programa de rádio, voltado para os corretores de imóveis, o narrador aconselha os corretores a serem ‘mais conscientes’ na avaliação dos preços dos imóveis. Ele faz coro com você ao culpar a avaliação do corretor.

      O narrador nada mais é do que o Presidente do Sindicato dos Corretores de Imóveis no Rio de Janeiro. Se eu fosse corretor, eu ouvia os conselhos do homem. Ele diz num tom de preocupação com a fama que corretor vai ganhar quando os compradores descobrirem que foram enganados em relação ao preço do que acabou de se endividar pelo resto da vida.

      Como é áudio, fica difícil transcrever aqui. Veja as instruções para ouvi-lo no meu post:

      http://wp.me/p25F7t-1h

      0
      • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 19:04

        vc acha que eles estão preocupados com a fama?
        eles tão pouco se f…
        querem comissão

        vou começar forte esse ano pra copmprar
        ofereço o dobro de comissão pro corretor que convencer o proprietário a vender por 50%
        se colar colou

        0
      • rubens 10 de janeiro de 2012 at 19:26

        Vale a pena dar uma conferida no que diz a rádio do Sindicato dos Corretores de Imóveis. Enfático sobre a deslealdade dos corretores com os clientes. Confiram o áudio do dia 07/01.

        0
  • augusto 10 de janeiro de 2012 at 11:13

    Noticias recentes que sairam na midia:
    – inadimplência cresce muito em 2011 e é a maior em 9 anos,
    – temporários na maioria, não conseguem efetivação
    – aumenta quantidade de pessoas que passam a procurar emprego
    – bancos europeus desconfiam um do outro
    – IPCS sobe muito na pri,eira semana do ano

    Conseguiram furar o cerco feito por empresários, governo, para manter o povo eufórico e comprando com grana emprestada.

    0
  • Carlos 10 de janeiro de 2012 at 11:20

    Inadimplência do consumidor tem maior alta em 9 anos
    Da AE 10/01/2012 às 10:44

    A inadimplência do consumidor brasileiro cresceu 21,5% em 2011 na comparação com o ano anterior, informou hoje a Serasa Experian. Esse é o maior nível de aumento desde 2002, quando o Indicador de Inadimplência do Consumidor cresceu 24,7% em relação a 2001. Na comparação de dezembro com o mesmo mês de 2010, a alta da inadimplência foi de 13,1%. Ante novembro do ano passado, o indicador apresentou queda de 2,5%.

    Em nota divulgada à imprensa, a Serasa Experian atribui a ampliação da inadimplência em 2011 ao aumento da inflação, que reduziu o rendimento do trabalhador, e aos juros elevados mantidos durante a maior parte do ano passado e que reduziram a capacidade de pagamento das dívidas pelo consumidor. “Cabe destacar que o acúmulo de dívidas, de médio e longo prazos, vem desde 2010, ano em que as condições de crédito e do orçamento do consumidor foram mais favoráveis do que em 2011”, afirma a entidade.

    No resultado de dezembro ante novembro, a maior contribuição para a queda de 2,5% veio das dívidas com bancos, que caíram 2% – esse tipo de dívida corresponde a 49,3% do peso do indicador. O valor médio das dívidas com bancos nos 12 meses de 2011 foi de R$ 1.302,12, redução de 0,7% ante o mesmo período de 2010.

    A maior queda em dezembro ante novembro foi verificada nos protestos, que encolheram 11,5%. O valor médio dos títulos protestados, no entanto, cresceu 16% em 2011 na comparação com 2010 e atingiu o valor de R$ 1.372,86.

    O valor médio das dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços) em 2011 ficou em R$ 320,63, queda de 17,3% na comparação com 2010. Os cheques sem fundo, por sua vez, apresentaram aumento de 8,4% sobre 2010, atingindo o valor médio de R$ 1.359,19. Na comparação de dezembro ante novembro, dívidas não bancárias e cheques sem fundo tiveram queda de, respectivamente, 1,2% e 8,3%

    http://www.dgabc.com.br/canais/mobile/Noticia.aspx?idNoticia=5935818

    Diário do Grande ABC Todos os direitos reservados

    0
    • gekko 10 de janeiro de 2012 at 12:14

      Ontem foi veiculada reportagem no Jornal da RedeTV demonstrando o absurdo dos preços no Rio de Janeiro e comparando com os preços de NY. Está mais barato morar de frente para o Central Park em um ap maior do que no Leblon e, Ipanema e Copacabana. Mas as justificativas dos “entrevistados” foram a mesma baboseira de sempre.
      O que acho interessante é que a questão dos preços absurdos cobrados começa a ganhar a grande mídia.
      Acho que já passou da hora deste site que possui milhares de participantes se organizar para também começar a ganhar a mídia, nem que seja através da contribuição dos participantes.
      É preciso combater a opinião comprada da grande mídia.
      Não custaria nada colocar anúncios em jornais de grande circulação apenas para atrair mais gente para o debate, algo do tipo:

      “Você quer pagar o pato da farra imobiliária com estes preços absurdos? Se quiser saber mais acesse:

      http://www.bolhaimobiliaria.com

      Um anúncio destes em cada jornal de grande circulação de cada Estado já daria uma grande contribuição.
      O que acham os demais?

      0
      • RD85 10 de janeiro de 2012 at 13:54

        Penso que o efeito seria maior se houvesse possibilidade de associar um banner do blog à busca da palavra imóvel ou mercado imobiliário no google, além de provavelmente ser mais barato.
        Bolha, reúne um pool de investidores para formar capital pra comprar um anúncio impactante pro blog!

        0
  • MrK 10 de janeiro de 2012 at 12:18

    Lembram do presidente do SERASA vindo a publico dizer que “bolha so se for de equivocos”?

    gostaria de ver ele comentar agora essa alta recorde da inadimplencia COMBINADA com o maior endividamento familiar da historia do pais, uma combinacao explosiva!! Fogo e Polvora!

    com a palavra o SERASA…

    0
  • augusto 10 de janeiro de 2012 at 12:41

    Mais uma noticia (infomoney de hoje) que indica menos grana disponivel em 2012 para comprar imóveis, ou mesmo pagar prestações daqueles comprados com orçamento apertado, e tambem de outros bens como veiculos:

    “SÃO PAULO – Em 2012, a indústria de alimentos deve elevar os preços ao consumidor. Essa mudança deve refletir, principalmente, no preço dos alimentos e bebidas, revela o IBR 2011 (International Business Report), da Grant Thornton.

    De acordo com o levantamento, o aumento dos preços desses itens deve fazer com que os consumidores tenham um orçamento mais apertado neste ano.

    Segundo o estudo, 41% das empresas dos setores de alimentos e bebidas devem elevar os preços neste ano. Em 2011, a expectativa de elevação era de apenas 12%.

    Com aumento de 45% dos preços das commodities entre junho de 2010 e fevereiro de 2011, o segmento não conseguirá continuar absorvendo os altos custos. “O setor deve lutar no próximo ano para proteger margens.”

    0
    • MrK 10 de janeiro de 2012 at 12:47

      augusto, a coisa nao esta cheirando bem, 2012 comeca com calote em alta, endividamento recorde, poupanca em baixa, inflacao ainda alta com aumentos programados, vendas de carros e de imoveis travadas, venda no comercio ruim sem expectativa de melhora…..

      vem ai IPTU, IPVA, reajuste escolar (que promete ser pesado), alugueis reajustando nas nuvens… e o governo aposta todas as cartas no reajuste do minimo e em mais credito!

      olha, o equilibrio ta no limite, se houver qualquer ondinha de demissao esse castelo de cartas vem abaixo, abaixo, como diria o vanucci bebado

      0
      • augusto 10 de janeiro de 2012 at 13:04

        MrK eu não entendo como o reajuste do mínimo pode trazer dinheiro novo para a economia, pois se alguem está recebendo mais, alguem está pagando e ficando com menos cascalho no bolso.
        Acho que é muita cascata tentando manter o povo eufórico, e com isto comprando às cegas, e apoiando a popularidade da Dilma.
        Em minha cidade aquela liquidação de um grande magazine que começava bem cedinho e às 9 h já não mais havia mercadoria, foi prorrogada por mais um dia e neste quase ninguem estava na loja, e ainda estava repleta de estoque. Posso até estar enganado, mas para mim as vendas no comércio cairam vertiginosamente, mas fico encafifado porque nenhuma midia noticia nada.
        Por outro lado, estou certo que especulativamente, as ações das construtoras inclusive as da quebrada Gafisa, voltam a terem altas significativas, seguindo o Ibovespa. Parece que tudo já se resoilveu aqui e na Europa, sendo que lá qualquer reuniãozinha entre presidentes já é considerado a salvação da pátria

        0
        • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 16:15

          Augusto, comentario perfeito

          aumento do minimo é um jogo de soma zero, sai do bolso de um e vai pro do outro
          não adianta imprimir mais dinheiro que a inflação come

          o que gera valor é produção, mas nossa industria está de lado

          0
  • peterson 10 de janeiro de 2012 at 12:43

    estão contratando salario inicial igual à de um pedreiro…bom pra caramba!

    0
  • ildeu 10 de janeiro de 2012 at 13:06

    É só sentar pra almoçar que logo ouço alguem com esse papo- fulano vendeu uma casa por 800 mil , ciclano um lote por 400 mil , e olho que eu moro numa cidade de 350 mil habitantes .Como tem ricos no Brasil ! eu que sou médico, tenho 2 concursos públicos ,tenho consultório particular e que pelo IBGE ganho mais que 99% da população, não compro nem de 200 mil ultimamente …no Rio as coisas serem caras se entende [moram os grandes empresários brasileiros , executivos , politicos influentes , artistas famosos … ]mas no interior de minas ? conta outra , pra paciente aplicar um botox eu tenho que dividir em 5 vezes [e é a elite que faz esse tipo de procedimento] como tem tanto dinheiro pra casa e tão pouco pra todo o resto ?

    0
    • xyz 10 de janeiro de 2012 at 14:05

      Uma das maiores evidências da bolha é que os preços não discriminam localidade.
      Mesmo em grandes cidades os preços de imóveis nas periferias são quase iguais aos preços em áreas nobres com saturação de terrenos para novas edificações.

      As vezes com diferenças pequenas seria possível comprar imóveis bem melhor localizados, mas acontece que o otário que vai se endividar por 30 anos não tem “margem” no holerite para encaixar mil reais sequer, por isso que diferenças irrisórias acabam beneficiando imóveis na periferia.

      0
      • Walyson 10 de janeiro de 2012 at 14:14

        Também concordo, exemplo:
        Moro no brooklin e tenho um apezinho de 74 metros, o vizinho está pedindo 600.000 a 650.000… Claro que é um absurdo!!! Mas é o que estão vendendo, o que é pior, sempre aparece um cidadão que só porque pode, vai lá e compra simplesmente por causa do status!
        É que nem aquela piada da Ferrari(Não é o carro mais bonito, nem o mais rápido e nem mesmo o mais confortável então porque “quase todo mundo quer ter um?” – Por causa do status).. enfim
        se esse mesmo cidadão colocar mais 50.000 ele compra um imóvel de 110 metros no mesmo bairro, ou em um bairro melhor como o campo belo.
        Minha diarista que mora em carapicuiba e disse hoje que lá tem casas sendo vendidas a 300.000!!
        Cara, com todo respeito a quem mora lá (Pelo amor de deus, não me interpretem mal), mas não vale 90.000 R$,

        0
    • Lucas Mendes 10 de janeiro de 2012 at 14:52

      Perguntem pra prefeita de uma cidade do interior de São Paulo que comprou mais de 20 imóveis ou as coberturas de Antonio Paloci em Ribeirão. IMÓVEIS = uma ótima maneira de legalizar dinheiro de fontes “obscuras”

      Abraços do Lucas Mendes

      0
  • Ze Bom Dirolo 10 de janeiro de 2012 at 13:06

    Senhores deixa eu passar uma experiência real para vocês.
    No meio de julho resolvi vender um imóvel pequeno que tinha. No começo muita gente ligava e pedia para olhar o apartamento. Eram feitas propostas e eu não aceitava nenhuma que não fosse a que estabeleci inicialemente como ideal. As negóciações continuavam e eu estava chegando perto do que eu queria, que não era um valor tão caro para o que imaginava. Ocorre que no final de setembro, aconteceu algo inesperado…. quase ninguém ligava mais. Cheguei a sair de casa e ir comprar o jornal para saber se tinha saído o anúncio. Liguei para um colega que é corretor e perguntei para ele o que estava acontecendo. Ele disse que realmente o mercado estava ficando complicado e que amigos estavam reclamando. Coloquei o imóvel na mão dele e ele iniciou a tentativa de venda. Menos pessoas ligavam até que apareceu um senhor no final de outubro e ofereceu um valor que eu já havia recusado mais de três vezes por ter entendido que era baixo. Resolvi vender o imóvel. Hoje o mesmo imóvel (igualzinho) está sendo vendido por 15 % a menos do que eu vendi e ninguém compra. Acredito que peguei o último desavisado. O imóvel ficava em um bairro nobre da cidade de Brasília (Asa Sul) e até hoje ele não alugou.
    Abç a todos..

    0
    • shakespeare 10 de janeiro de 2012 at 16:46

      Diga-nos os valores para ilustrar ainda mais o depoimento.

      0
  • DanielCM 10 de janeiro de 2012 at 13:10

    pois é, platão. desisti de comprar os novos por isso. prefiro ter espaço e conforto onde vivo com a minha família a ter um apErtamento em um condomínio com um monte de fru-fru. Pra mim, basta o prédio ter elevador, uma garagem bem protegida e uma simples área de lazer, ou seja, nada demais. Quero ver quando as coisas começaram a pedir manutenção no ‘espaço gurmê’ ou no ‘romi tit’. O condomínio vai pras alturas!

    0
    • Ader 10 de janeiro de 2012 at 15:45

      Desculpem a expressão, mas essa viadagem toda só serviu para o aumento dos preços, é que nem carro de um modelo mais novo com ítens diferentes do antigo… mas o povo gosta para poder tirar uma onda com os outros… imbecilidade total.

      0
  • Adriano 10 de janeiro de 2012 at 13:40

    Olá pessoal, vi que os leitores aqui compartilham da mesma opinião que a minha sobre o tema Bolha Imobiliária.

    Eu fiz um post aqui, que fala sobre a Bolha da China e de como o governo deles está manipulando dados para isfarçar ao mundo o que está havendo por lá.

    Porém, muitos leitores criticaram o meu post, por isso eu gostaria de convocá-los para argumentar contra eles e mostrar a verdade, que o problema não só existe na China, Europa e EUA, mas como já está aqui no Brasil tambérm, porém sendo despercebido pela grande massa.

    Segue o link: http://www.colunasdehercules.com.br/2012/01/farsa-do-sucesso-chines.html#comment-form

    Obrigado

    0
  • Bolhudo 10 de janeiro de 2012 at 13:50

    Embora seja um livro antigo, recomendo a leitura de “Economia Numa Única Lição”, de Henry Hazlitt. Ele ensina o que acontece exatamente em países com o Brasil, onde o poder estatal interfere no livre mercado, provacando, dentre outras coisas, a inflação e desemprego.

    0
    • Fernanda 10 de janeiro de 2012 at 14:20

      Este livro está disponível gratuitamente no site do Instituto Von Mises. De fato ele é muito esclarecedor, dei como seminário para meus alunos do colegial.

      0
    • xyz 10 de janeiro de 2012 at 14:21

      Veja na prática o que você acabou de escrever (notícia “fresquinha”):

      h ttp://g1.globo.com/economia/noticia/2012/01/osx-recebe-us2279-mi-em-emprestimo-do-bndes.html

      0
  • Benjamin 10 de janeiro de 2012 at 14:32

    Há mais de 6 meses venho acompanhando o site e desde então tornei-me leitor assíduo dos comentários do pessoal. Nesse meio tempo, pra mim, o site ultrapassou a fronteira da bolha imobiliária para se tornar uma referência em termos de discussão de economia. Dou muito mais valor aos analistas daqui do que a qualquer economista da grande mídia.

    Em razão disso e pela qualidade do material que aqui é postado, acho que deveria ser melhor explorado o Forum do site, que me deu a impressão de que “não vingou”. Ao invés de reservar espaço apenas as noticias e matérias sobre a bolha, poderiam ser feito alguns tópicos mais concisos sobre determinados assuntos como, por exemplo: um tópico básico com dicas de livros/videos sobre economia; um tópico para acompanhar os investimentos de renda fixa e commodities.

    Sei que o foco principal do site não é este, mas vejo muito material bom sendo postado aqui de maneira desordenada e seria um desperdício não aproveitá-lo.

    0
    • Sergio Figueiredo 10 de janeiro de 2012 at 15:08

      Concordo com você. O fórum do site é muito mais apropriado para discussões do que os comentários do artigo. Lá fica mais fácil acompanhar os novos posts e dá para separar as discussões em diversos assuntos e não depende muito do Bolha para criar novos tópicos. Aqui, fica uma porção de assuntos diferentes numa única página e fica difícil acompanhar as respostas recentes que foram dadas a comentários que estiverem no início da página.

      0
    • Carlos Wagner 10 de janeiro de 2012 at 15:16

      Benjamin

      A maneira aparentemente desordenada que as informações, links, materias, artigos, livros etc… vão sendo dispostas no blog condiz com o rumo que os assuntos vão tomando, consequentemente, contribuições de leitura são agregadas para embasar pensamentos e posições, enriquecendo a discussão.

      Eu acho que, caso sejam criado topicos separados, o material tende a ficar disperso e não despertará tanto o interesse por sua leitura.

      Esta maneira que o “livre mercado” encontrou para se auto regular é a mais eficiente…hehe

      0
      • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 16:41

        correto Carlos, nossa maior riqueza está no processo

        Se temos ou não razão,se vamos ou não escrever livros, se o Bolha vai ganhar um premio nobel por beneficios a humanidade, tudo isto está em segundo plano

        Somos mais “grupo”, do que “idéias”, desordenados como o é o mundo.
        Todavia o forum já existe pra quem quiser

        0
        • Cleyton 10 de janeiro de 2012 at 18:35

          Taí, gostei dessa, também acho aqui muito mais “confortável” de discutir, o que está faltando mesmo é tempo para ler e entender ideias novas e diferentes, e nisso o fórum não vai ajudar muito, certamente é muito mais difícil aprender alguma coisa do que já se tem certo conhecimento do que deparar-se com um “não tinha pensado nisso”.

          0
      • Benjamin 10 de janeiro de 2012 at 16:55

        Caro Carlos Wagner,

        Eu também gosto do formato atual dos tópicos e o que você chamou de “livre mercado”. Nada contra o pessoal continuar com as postagens aqui, pelo contrário. No entanto, creio que pode ser feito uma postagem aqui e outra no forum também, apenas para efeito de posteriores consultas. Quando os videos são pequenos ou notícias, eu sempre olho o que o pessoal coloca aqui, agora as vezes rolam indicações de livro que ficam desperdiçadas.
        O volume de postagens continuaria como acontece, mas creio que uns 5 a 10% dos assuntos poderiam ser redirecionados lá. Livros, filmes e alguns videos poderiam ser listados (The best of The Bolhas?). Comparativos entre os fundos de renda fixa com alguns exemplos (eu sou um dos que não entende nada de investimentos e que perdi total confiança em explicações de bancário). Enfim, eu gostaria de aproveitar melhor as informações que são colocadas aqui para efeito de um estudo mais aprofundado mesmo.

        0
        • Carlos Wagner 10 de janeiro de 2012 at 18:16

          Benjamin

          Entendo perfeitamente seu posicionamento. A ideia do forum ja foi dada ha algum tempo e por esses mesmo motivo ele foi criado. Porém, as ideias ali contidas ficavam meio fora de contesto por estarem elencadas em outro topico e subdividas por assuntos, o que causava certo desinteresse em aprofundar-se no material. Ao mesmo tempo, isso demandaria muito tempo do moderador, que deve ter uma vida profissional intensa, como todos nós, o que inviabilizaria uma boa administração desse novo espaço.

          O verdadeiro dinamismo deste espaço está em ler o comentario do colega, observar o material de referencia, replicar e agregar conhecimento. Esse mesmo dinamismo é que estimula a leitura dos materiais anexos e não a sua organização em um forum especifico separado por temas.

          Quanto a dificuldade em acompanhar as postagens novas eu concordo plenamente, mas afazer o que neh, cada um tem que encontrar a maneira mais facil para si de fazer esse acompanhamento.

          0
  • Menino_do_Rio 10 de janeiro de 2012 at 14:36

    Onde poderemos poupar até o estouro da bolha (no fim do 3o. mandato do lula)?

    E nem adianta apostar no dolar:
    http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/campeao-em-previsoes-projeta-corrida-para-real-com-aposta-em-qe3

    “O real deve se valorizar 12 por cento este ano, para R$ 1,65 por dólar, em relação ao fechamento de ontem, a R$ 1,8332, disse Mike Moran, estrategista de moedas do banco com sede em Londres.”

    0
    • Menino_do_Rio 10 de janeiro de 2012 at 14:41

      10/01/2012
      Dólar x Real 1,798 -2,28% 14:13
      Euro x Real 2,299 -2,15% 14:15

      0
      • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 15:01

        Percebi isso tbm
        sai do cambial com sós 10 reais de lucro
        A inflação é um fenomeno mundial
        Nada aponta pra uma valorização consistente, nem cambio, nem ações, nem movel, nem imovel
        Essa será a grande questão de 2012
        Onde?

        0
        • Cetico 10 de janeiro de 2012 at 20:21

          Luiz,

          Por que nao um titulo do governo, pode ser um prefixado (LTN) se voce acredita em um cenario onde vai haver baixa de juros. Se voce acredita em um cenario onde a inflacao vai ‘comer solta’, um titulo indexado a inflacao (NTN-B) – veja abaixo uma ilustracao:

          h t t p://www.stn.fazenda.gov.br/tesouro_direto/rentabilidade.asp

          0
    • Sir Income 10 de janeiro de 2012 at 15:29

      péssimo para a indústria que vai ter que competir com os produtos chineses.

      Abraços,
      Sir Income
      sirincome.blogspot.com/

      0
    • Yuri 10 de janeiro de 2012 at 17:57

      Pessoal, talvez eu tome umas pedradas pelo que vou dizer agora, mas já dá para voltar a investir em imóveis. Com cautela, claro. É só procurar direitinho. Já tem bastante gente tentando se livrar do mesmo imóvel há mais de 1 ano.

      []s

      Iury

      0
      • aiwww 10 de janeiro de 2012 at 18:15

        Posso dar a primeira ? … 😛 tá de brincadeira 01 ??? TU É UM FANFARRÃO !!! 🙂 … quem entrar agora estará pegando o começo da descida … isso é uma montanha russa .. o carrinho começou a descer.. o fundo ainda está loooonge … agora vamos àquela fase do quem dá menos … paciência é um exercício diário !!!

        0
      • Carlos Wagner 10 de janeiro de 2012 at 18:18

        Eu dou a segunda pedrada… Aquela que repica na cabeça e quebra a vidraça da padaria…hehe

        Nem vou perder tempo justificando a cacetada!

        0
      • Ze Bom Dirolo 10 de janeiro de 2012 at 18:34

        Compra um meu!!

        0
      • augusto 10 de janeiro de 2012 at 18:48

        Quem tem pressa come cru, portanto esperemos mais um pouco que o desespero dos “investidores” amadores, dos proprietarios gananciosos, dos corretores picaretas, imobiliarias e construtoras , vai ficar ainda muito maior.

        A maior prova de que eles já reconheceram que os preços estão e vão despencar ainda mais, é o grande esforço que tentam fazer na midia neste começo de ano, tentando convencer os babacas. Todo tipo de pessoa vem a público enaltecer que imóvel ainda vai subir, que é um ótimo negócio, e outras baboseiras similares. Tentam com isto conter a queda vertiginosa nas vendas, e que os preços despenquem menos

        0
      • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 18:56

        Corretor Yuri
        vou dobrar sua comissão se vc convencer o proprietário de vender por 50%
        mas tem que ser já

        0
  • Flavio Alves 10 de janeiro de 2012 at 14:55

    http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2012/01/10/inadimplencia-do-consumidor-em-2011-avanca-215-e-e-a-maior-desde-2002.jhtm

    “o aumento da inflação, que reduziu o rendimento do trabalhador, e os juros ainda elevados afetaram a capacidade de pagamento do consumidor diante de um endividamento crescente em 2011. Cabe destacar que o acúmulo de dívidas, de médio e longo prazos, vem desde 2010, ano em que as condições de crédito e do orçamento do consumidor foram mais favoráveis do que em 2011″.

    É. Pois é.

    0
  • Jack Imóveis 10 de janeiro de 2012 at 15:08

    Caro Todos,

    Uma nota. na matéria de hoje da folha, comenta-se que a dívida das famílias no Brazil irá para 50% da renda.

    Interessante que falam que ainda é baixo comparado a outros países.

    Ora bolas.

    Em qual país os juros são 10% no cheque especial, 15% no cartão, 5 % no empréstimo pessoal?

    Abraços

    Jack – Nunca subestime os juros compostos (W.Bufett)

    0
    • Carlos Wagner 10 de janeiro de 2012 at 15:22

      A pergunta é:

      Qual país poderia servir de referência para essa afirmação que não esteja em crise justamente por causa dos excessos economicos?

      A tese usada é a mesma que comprara o preçod dos nossos imoveis com o de outros países, mas, diga-se de passagem, comparando-os aos de países que enfrentam sobrepreço destes ativos.

      0
    • Anonymous 10 de janeiro de 2012 at 16:35

      Jack,

      Voce esqueceu de especificar que os valores de taxa de juros são AO MES. Pessoas de outros países estão acostumadas com valores MENORES do que esses AO ANO.

      0
  • Mineiro BH 10 de janeiro de 2012 at 15:40

    Divirtam-se com uma fala da SERASA…

    Crescimento

    O assessor econômico da Serasa Experian Carlos Henrique de Almeida diz que “há grandes chances” de a inadimplência do consumidor brasileiro manter a trajetória de crescimento nos três primeiros meses deste ano. De acordo com ele, existe um movimento natural de aumento da inadimplência no primeiro trimestre de cada ano, embora essa sazonalidade não tenha se manifestado em 2010. “O ano de 2010 foi muito bom, mas agora há grandes chances de 2012, assim como 2011, cumprir essa sazonalidade”, afirmou Almeida.

    O economista também lembra que neste ano o mês de fevereiro terá um dia a mais, o que deve contribuir para o avanço do índice no primeiro trimestre. “É um dia a mais de registro de inadimplência, o que dá uma certa contribuição”, afirma.

    0
    • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 15:53

      e em março eles vão dar a desculpa que aumentou o numero de dias de registros pq o carnaval esse ano caiu em fevereiro

      E assim vão com pequenas verdades criando uma grande mentira

      0
    • Zé Coxinha 10 de janeiro de 2012 at 22:47

      HAHAHA, AGORA A CULPA É DO ANO BISSEXTO!!

      0
  • Tomaz 10 de janeiro de 2012 at 15:41

    Uma comparação interessante que acabei descobrindo recentemente.

    Vejam essa: entrem no site http: / / w w w .b3boat.com/flash/main-3.swf

    É um catamarã, produzido aqui no Brasil (portanto, com todos os impostos aos quais estamos “acostumados”). Um desses é meu sonho de consumo. Não consta no site, mas a área total do bichinho é de aproximadamente 120-130 m2 (7 x 12 m em cima, e como um “rule of a thumb”, 50% a mais dentro das canoas laterais). Preço de um novo: aprox. R$ 800.000,00.

    Assim, temos aprox. R$ 6.100/m2 – 6700/m2.

    Conclusão:
    Vou andar com a foto de um debaixo do braço. E se topar com um corretor, vou perguntar o que que ele acha do preço do m2 do apto em comparação com o m2 do barco…

    Pessoalmente, essa foi a melhor forma que encontrei de demonstrar da existência da bolha.

    0
    • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 15:58

      genial

      o metro quadrado de barcos é a coisa mais cara do mundo, o projeto é otimizado pra aproveitar cada cantinho, não há nada no mundo mais caro que um barco, a não ser um avião, claro.

      porisso adoro esse blog cada um em sua profissão acha um meio de comparar o abusrdo do valor do metro quadrado, não duvido nada a população pobre começar a morar em barcos ou palafitas na baia de guanabara, como em Cingapura ou em iates como a população rica em Monaco.

      0
      • Tomaz 10 de janeiro de 2012 at 16:04

        Pensei também em exigir que o apartamento venha com um mastro para eu treinar umas manobras no seco…

        Ou quem sabe, pedir que ao invés de tijolo, que o apartamento seja construído em fibra de vidro…

        rs

        0
  • danilo 10 de janeiro de 2012 at 15:51

    rz

    0
  • Walyson 10 de janeiro de 2012 at 16:13

    Tem que ser um apartamento ecologicamente correto, ou seja, um aparatamento “Verde”.
    Eu não disse que a próxima bolha é verde? “Gordon geeko” – wall street – O Dinheiro nunca dorme

    0
  • Sir Income 10 de janeiro de 2012 at 16:29

    Se São Paulo tem 53.400 e o Rio tem 20.700, quem está comprando tantos imóveis nestas regiões?

    O mapa dos milionários no Brasil
    Veja quais são os estados que concentram o maior número de ricos do país; São Paulo lidera com 63.398 milionários

    exame.abril.com.br/economia/brasil/noticias/o-mapa-da-riqueza-no-brasil

    Abraços,
    Sir Income
    sirincome.blogspot.com/

    0
    • Luiz 10 de janeiro de 2012 at 16:44

      os EUA tem milhões de milionarios, muito mais que aqui
      e isso não impediu a bolha de explodir

      Distribuição de milionários nas principais regiões do mundo:

      EUA + Canadá – 2,9 milhões
      Europa – 2,8 milhões
      Ásia-Pacifica – 2,4 milhões
      América Latina – 0,3 milhões
      Oriente Médio – 0,3 milhões
      África – 0,1 milhões

      0
    • Andre Luiz 10 de janeiro de 2012 at 17:02

      Para descontrair…

      Em Roraima há apenas 28 milionários. Porém há:

      24 Deputados Estaduais
      8 Deputados Federais
      3 Senadores
      1 Governador
      7 Desembargadores

      Total: 43 Membros de Poder.

      Conclusão: RORAIMA UM ESTADO HONESTO. 😉

      0
      • Tião 10 de janeiro de 2012 at 17:13

        Ou não estão declarando a paçoca à receita.

        0
    • Tião 10 de janeiro de 2012 at 17:15

      Os de brasília moram todos na minha quadra, pois todos os aps “valem” mais de 1mi.

      0
      • JCH 10 de janeiro de 2012 at 17:40

        O Distrito Federal, que so produz leis que nao sao respeitadas, ficou em terceiro lugar entre os estados brasileiros com maior numero de milionarios, Minas Gerais, em quarto lugar. Parece piada de mau gosto essa discrepancia.

        0
        • Tião 10 de janeiro de 2012 at 17:47

          Cara, há 2, 3 anos o que se ouvia aqui no df é que aqui tinha o segundo maior mercado imobiliário. Isso mesmo, à frente do RJ….Agora, com esse negócio de olimpíada, copa, o Rio deve ser segundo… Imagina o tamanho da bolha que tem aqui…E agora muitos imóveis daquela época estão sendo entregues…

          Lembro-me de ter lido diversas reportagens assim:
          “O mercado imobiliário do Distrito Federal ultrapassou o do Rio de Janeiro e, em 2009, se consolidou como o segundo do país em faturamento e em número de unidades vendidas. Os lançamentos movimentaram R$ 11,7 milhões por dia, um total de R$ 4,3 bilhões no ano. Cerca de 14 mil unidades ganharam o mercado brasiliense. Os números foram divulgados pelo Conselho de Corretores de Imóveis do DF (Creci-DF), com base em levantamento feito entre 10 grandes empresas do setor”

          http://www.brasal.com.br/noticias-da-brasal/mercado-imobiliario-do-df-ja-e-o-2o-maior-do-pais

          0
        • Tião 10 de janeiro de 2012 at 17:48

          Cara, há 2, 3 anos o que se ouvia aqui no df é que aqui tinha o segundo maior mercado imobiliário. Isso mesmo, à frente do RJ….Agora, com esse negócio de olimpíada, copa, o Rio deve ser segundo… Imagina o tamanho da bolha que tem aqui…E agora muitos imóveis daquela época estão sendo entregues…

          Lembro-me de ter lido diversas reportagens assim:
          “O mercado imobiliário do Distrito Federal ultrapassou o do Rio de Janeiro e, em 2009, se consolidou como o segundo do país em faturamento e em número de unidades vendidas. Os lançamentos movimentaram R$ 11,7 milhões por dia, um total de R$ 4,3 bilhões no ano. Cerca de 14 mil unidades ganharam o mercado brasiliense. Os números foram divulgados pelo Conselho de Corretores de Imóveis do DF (Creci-DF), com base em levantamento feito entre 10 grandes empresas do setor”

          brasal.com.br/noticias-da-brasal/mercado-imobiliario-do-df-ja-e-o-2o-maior-do-pais

          0
          • JCH 10 de janeiro de 2012 at 21:04

            O DF deve estar totalmente assentado sobre um poco de petroleo ou minas de diamantes…

            0
  • aiwww 10 de janeiro de 2012 at 17:02

    … olhem o e-mail que recebi .. se isso não é estouro de bolha .. me expliquem o que é …

    Essa TABELA RELÂMPAGO é pra animar !!!!

    AMIGOS.

    JARDINS DE LONDRES – Freguesia – A hora é esta!!!

    Nunca mais esta linda casa virá por este preço…

    VILA IMPERIAL – Vila da Penha – Imperdível!!!

    Tem unds de 2Q por R$ 212.000 e de 3Q por R$ 252.000. Dá para perder????

    NATURA RECREIO (na Rossiweb Dação Natura Recreio) – Barra Bonita – Novidade da Semana – duplex sensacional!!!

    Tem aptos duplex com mais de R$ 100.000 de desconto… Já viu isto????

    LIBERTY GARDEN – Região Olímpica – Desconto sem igual!!!

    Unds de 3Q na Região Olimpica por R$ 401.000????

    LIBERTY GREEN – Região Olímpica – Sensacional!!!

    Unds de 2Q por R$ 319.000 e 3Q por R$ 401.000 na Região Olimpica???

    AQUAGREEN – Região Olímpica – Agora você vai comprar!!!

    Unds de 2Q por R$ 302.000 e 3Q por R$ 349.000 na Região Olimpica???

    VENTANAS – Barra da Tijuca – Nunca mais por este valor!!!

    Única Cobertura Linear com quase 350 m², vista indescritível e desconto de R$ 253.000???

    VITALITY – Barra da Tijuca – Imperdível!!!

    Coberturas de 2 e 3Q, com entrega para maio/2012 e com descontos de mais de 100.000????

    0
    • Carlos_ 10 de janeiro de 2012 at 17:18

      Não é o estouro mas já mostra o mercado virando. Estouro vai ser quando as pessoas começarem a realmente perder dinheiro.

      Quando os primeiro começarem a perder dinheiro, seja por não conseguirem pagar na entrega das chaves ou vendo um imóvel pelo o qual pagaram X sendo vendido por 20% a menos, o encanto vai se quebrar.

      0
      • D9 10 de janeiro de 2012 at 18:13

        20% ainda não ví, MAS, repare no ultimo spam de corretor, recebido em meu email.

        Vale ressaltar:
        – Setor badaladíssimo de Brasília (o mais esperado, a última coca-cola do deserto).
        – Trollei oferecendo 500k e ao invés de ser maltratado, pediram meu contato, no famoso
        “vamos tentar sim, tudo é possível”.

        Pergunta:
        Se está tudo vendido, valorizando a largos passos, por que dar 12% de desconto??
        (Ainda mais via spam) são “apenas” R$ 92.000,00 de desconto…

        Quem não quer ver a realidade, que feche os olhos …

        Resumo do spam:
        “LANÇAMENTO SETOR NOROESTE
        2 e 3 quartos e Cobertura
        TABELA COM 12% DE DESCONTO LINEAR!!!!”
        DE: R$ 767.392,00 por R$ 675.304,96

        0
        • Miguel Jacó 10 de janeiro de 2012 at 18:26

          Espera eles aceitarem os 500 k, se a bolha desvalorizar 35%, você perderá “apenas” 61000 reais.
          A previsão de desvalorização final da bolha gira em torno de 35 a 50%, então o negócio seria esperar o cenário mais otimista, ir morando no apê, e pensar que se livrou da diferença (60000) não pagando um aluguel de 2500 por aproximadamente 2 anos.

          0
  • realidade 10 de janeiro de 2012 at 17:23

    http://tvuol.uol.com.br/assistir.htm?video=cobertura-em-sp-vale-r-15-mi-imoveis-de-luxo-estao-em-alta-04020C1B316EC8A12326&tagIds=48006&orderBy=mais-recentes&edFilter=editorial&time=all&=undefined&amp;

    Realmente rídiculo os preços e ainda mais a narração da imbecil…..Com USD 10 milhões você mora em um paraíso em um país paradisíaco. A trolha da narradora ainda fala em segurança numa cidade como SP. É….põe o pé pra fora e vai ver a segurança…..Só político e desonestos pra aceitarem pagar um preço desses. Afinal essa raça fora do Brasil se bosteia toda na hora de falar outro idioma ou dar uma de bacana.

    0
  • Riodetudo 10 de janeiro de 2012 at 18:02

    A novidade no Rio agora é a seguinte. Você aumenta em janeiro 20% o valor de dezembro, já sabendo que vai precisar dar um desconto nessa proporção. Assim, insiste em ganhar o “aumento virtual” que houve no segundo semestre do ano passado. Acabei de ver num apartamento no Recreio em que começou em maio/11 por 360 mil, passou para 420 e agora em janeiro o cara quer 475!!!. É um 3 quartos com 80m2, ou seja, muito pequeno para essa área. O apartamento está vazio a quase um ano, daqui a pouco cair aos pedaços.

    0
    • aiwww 10 de janeiro de 2012 at 20:25

      O Recreio e a Barra tem imóvel suficiente para acabar com toda a procura por imóveis na cidade do Rio. A Av. das Américas poderia ser apelidada de Av. Fantasma.

      0
  • Ze Bom Dirolo 10 de janeiro de 2012 at 18:41

    Estava pensando em fazer uma casinha para meu jack russel terrier de 2 m2, mas lembrei que o m2 em Brasília tá 7 pila, acabei desistindo……vou esperar baixar…

    0
    • aiwww 10 de janeiro de 2012 at 21:19

      Se isso o conforta, no Leblon pode sair por 50 mil 🙂

      0
  • Sir Income 10 de janeiro de 2012 at 21:51

    “Cheque pre-datado não entra na conta do serasa”

    Veja comentário da Miriam Leitão
    cbn.globoradio.globo.com/Player/playerOndemand.htm?audio=2012%2Fcolunas%2Fmleitao2_120110&OAS_sitepage=cbn/comentarios/miriamleitao%2Fplayer

    Buraco é mais embaixo, pessoal.
    Abraços,
    Sir Income
    sirincome.blogspot.com/

    0
    • MCS 11 de janeiro de 2012 at 11:26

      A agiotagem também não entra na conta do SERASA! e acabaram de prender uma gangue aqui no Rio! e tem muito mais gente fazendo esse “serviço” por aí!

      0
  • Funcionario RCA Ba 19 de janeiro de 2012 at 16:58

    Essas empresas RCA E PRIME ; deixaram os trabalhadores em uma situação triste ; operarios , pessoal da admistração das obras ; fornecedores todos sem pagar… n pagaram o resto do decimo, salario, transporte e valor dos tempos trabalhados. Gostaria que a Caixa pelo menos olhase essa situação , pois muito certamente essas empresas nã vão pagar os tempos trabalhados a nenhum funcionario.

    0