Noticias do setor

Você pode gostar...

Comments
  • rolab 8 de maio de 2012 at 11:16

    Vai entender esta globo…
    http : / g1.globo.com/economia/noticia/2012/05/venda-de-imoveis-novos-em-sp-cresce-27-no-1-trimestre-diz-secovi. html

    Venda de imóveis novos em SP cresce 27% no 1º trimestre, diz Secovi
    Foram comercializados R$ 2,73 bilhões nos três primeiros meses de 2012.
    Sindicato trabalha com perspectiva de crescimento de 10% no ano.

    Fabíola Glenia Do G1, em São Paulo
    5 comentários
    Cláudio Bernardes, presidente do Secovi-SP, durante coletiva nesta terça-feira (8) (Foto: Fabíola Glenia/G1)Cláudio Bernardes, presidente do Secovi-SP,
    durante coletiva nesta terça-feira (8) (Foto: Fabíola
    Glenia/G1)

    O mercado de imóveis novos residenciais na cidade de São Paulo teve alta de 27%, em termos reais, no valor movimentado com as vendas no primeiro trimestre de 2012, em relação a igual período do ano anterior.

    De acordo com dados do Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação (Secovi-SP), divulgados nesta terça-feira (8), foram comercializados R$ 2,73 bilhões ante os R$ 2,15 bilhões de janeiro a março de 2011.

    Com relação ao movimento de unidades, o crescimento foi semelhante, de 26,6%, com 5.400 imóveis comercializados, contra 4.265 dos três primeiros meses do ano passado.

    Queda nos lançamentos
    Houve redução, no entanto, de 29,2% no total de lançamentos residenciais. Com base em dados da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), os lançamentos totalizaram 3.635 unidades até março, contra 5.133 unidades do primeiro trimestre do ano anterior.

    Para o Secovi, estes resultados indicam que o mercado pode estar em processo de ajuste em relação ao desequilíbrio entre volume de lançamentos e de vendas ocorrido no ano passado.

    Com base nos primeiros resultados sobre a evolução do mercado de imóveis novos residenciais na capital paulista, o sindicato trabalha com a perspectiva de crescimento de 10% nas vendas em unidades em 2012, porém, com redução de 5% no total de lançamentos.

    Taxa de juros e remuneração da poupança
    Durante coletiva para apresentar o balanço do primeiro trimestre, o presidente do Secovi, Cláudio Bernardes, disse que era preciso citar uma importante mudança no cenário, se referindo à queda na taxa de juros.

    No entanto, o reflexo que esta política de diminuição de juros e do novo sistema de remuneração da poupança pode exercer nos financiamentos imobiliários não será sentido no curto prazo.

    “Hoje a poupança representa grande parte do funding dos financiamentos imobiliários e a poupança representa o custo de captação para este funding. Este custo de captação tem um reflexo direto no custo que o mutuário vai pagar no financiamento imobiliário. (…) Se nós formos imaginar que vai cair a taxa de juros na captação, vai cair também a taxa de juros na ponta do mutuário”

    Porém, Bernardes lembrou que ainda é grande volume de recursos que continuará sendo remunerado pelo sistema antigo.. “O volume de recursos que vai ser remunerado por uma taxa de juros menor (caso a Selic seja igual ou menor que 8,5%) é muito pequeno ainda em função da massa toda que nós temos de poupança remunerada por uma taxa de juros maior. E a medida provisória estabelece que todos os saques serão feitos nos novos depósitos. Existe sim uma tendência da queda de juros para os financiamentos imobiliários num futuro que não seria de curto prazo em função do mecanismo estabelecido”, alertou.

    0
    • jch 8 de maio de 2012 at 12:01

      Toda hora citam esta noticia na CBN. As noticias negativas so’ se for em noticiarios da madrugada.

      0
  • Platão 8 de maio de 2012 at 11:16

    diminuiu o numero de unidades lançadas, porem o numero de unidades que serão entregues, esse ano e em 2013, vai ser colossal…

    0
  • Even 8 de maio de 2012 at 11:20

    A crise chegou ao Brasil
    7 de maio de 2012 | 20h38

    Raquel Landim
    Estadao

    A crise global desembarcou no Brasil. Já faz tempo que os economistas vêm alertando que um dos vetores de contágio da turbulência na economia brasileira seria o comércio exterior. Os dados de abril da balança comercial confirmaram esses temores.

    As exportações brasileiras caíram 8% em abril em relação a abril de 2011. É a primeira queda na comparação interanual desde novembro de 2009, quando o mundo ainda vivia sob o impacto da primeira fase da crise. Uma análise de longo prazo mostra o quanto a desaceleração foi brutal. No acumulado em 12 meses até abril, as vendas externas cresciam 17,5%.

    No mês passado, caíram as vendas em todas as categorias de uso – básicos (-7,2%), semimanufaturados (-19,2%) e manufaturados (-4%) – e para todos os principais destinos, com exceção dos Estados Unidos. O Brasil vendeu menos para a União Europeia (-8,5%), para a América Latina (-17,3%) e até para a China (-2,9%). As exportações para os EUA tiveram alta de 5,5%, provavelmente influenciadas pelos bons preços do petróleo, já que os americanos são cada vez mais um cliente importante desse tipo de produto.

    Em matéria publicada pelo Estadão, mostramos que três fenômenos diretamente relacionados com a crise estão prejudicando as exportações brasileiras. O primeiro é a menor demanda. Com a Europa em crise e a desaceleração da economia da China, as duas maiores regiões importadoras do planeta estão comprando menos.

    O segundo fenômeno é a queda dos preços das matérias-primas, provocada pela menor demanda. O “boom” das commodities tem sido um dos principais motores de crescimento do comércio exterior brasileiro desde 2003, primeiro ano do governo Lula. Em abril, o impacto foi significativo. Das 23 principais matérias-primas exportadas pelo Brasil, 16 tiveram queda na quantidade embarcada e 18 nos preços.

    O terceiro é o protecionismo. Com a crise e a queda na demanda, os exportadores passaram a buscar novos mercados para seus produtos. A América Latina se tornou um alvo. Assustada com a invasão de importados, a Argentina acirrou seu ímpeto protecionista e praticamente fechou o seu mercado ao exigir autorização prévia para a importação. O Brasil, que vendia boa parte de seus manufaturados para a Argentina, sentiu o golpe. Em abril, as exportações para a Argentina caíram 27,1% (pelo critério de comparação das médias diárias).

    O governo Dilma já reconheceu que 2012 será um “ano difícil” para as exportações. Já o ritmo das importações e, consequentemente o superávit, vai depender do desempenho do mercado interno e das medidas do governo para frear a entrada de importados, que tem se tornado cada vez mais duras e próximas do protecionismo. Infelizmente para o País – mas que dá algum alívio à balança – a economia não está se recuperando como o esperado.

    0
    • Ricardo Eng 8 de maio de 2012 at 12:31

      Assim como o petroleo segurou a onda do Ditador Chavez por um grande tempo, a esperança do candidato a ditador Lula era que as exportações de produtos básicos (levemente mais avançados que o petróleo – mas pouco, viu) segurasse a onda dele.

      País atrasado é sempre assim. Vive de vender riquezas para sustentar a classe política.

      Agora sem conta corrente o governo não consegue mais brincar. Aguardem, pois estamos todos ferrados. Eu acho que vão até proibir a gente de viajar daqui uns 6 meses. E isso será vendido como um “castigo à elite perversa” e o povão vai adorar. Vingancinha é um sentimento em alta, pois a esquerda agitou o povo para que ele pense assim, de forma divisiva.

      0
      • Anonymous 8 de maio de 2012 at 13:37

        Quem conhece a história bananense lembra do empréstimo compulsório para quem comprava passagem em voos internacionais. Até hoje, esse “empréstimo” não foi devolvido aos viajantes.

        “http://www.financaspraticas.com.br/323732-Taxas-contribuicoes-impostos-Voce-conhece-bem-essas-definicoes.note.aspx”

        Além desses tributos, previstos no Código Tributário Brasileiro, existe o empréstimo compulsório, que foi acrescentado pelo Supremo Tribunal Federal. Essa modalidade é uma espécie de tomada de dinheiro, a título de empréstimo, que o Governo faz em determinadas situações de emergência, para futuramente restituí-lo ao cidadão. Somente a União pode determiná-lo.

        0
        • lrp 9 de maio de 2012 at 11:18

          Se nao me engano o Brasil já instituiu 13 emprestimos compulsorios, mas NENHUM foi devolvido como determina a Constituição.

          0
      • Leonardo 14 de maio de 2012 at 08:03

        Governo algum consegue fazer o povo pensar contra o rico, pelo simples motivo que governo nenhum consegue se apropriar dos pensamentos alheios. Se o pobre o recrimina o rico é pelo simples motivo que não se pode ser rico sem que outro seja pobre. Não há como acumular dinheiro se não o tirar de outrem.

        O pobre pode não ter educação, mas não é burro.

        Quanto aos empréstimos compulsórios, foi um recurso usado apenas pelos governos do período ditatorial. Com ressalva ao confisco de poupança do Collor, que não tinha a intenção de devolver nada mesmo.

        Assim, por lição histórica, vemos que a dita esquerda brasileira (quem dera a esquerda brasileira de fato governasse o país) não confiscou nada de de ninguém… esses paralelos Lula-Chavez é coisa de quem ainda vive esperando que os inescrupulosos comunistas russos joguem uma bomba sobre os os brilhantes e virtuosos (norte-)americanos…

        0
        • Ricardo Eng 14 de maio de 2012 at 13:00

          Governo algum consegue fazer o povo pensar contra o rico, pelo simples motivo que governo nenhum consegue se apropriar dos pensamentos alheios. Se o pobre o recrimina o rico é pelo simples motivo que não se pode ser rico sem que outro seja pobre. Não há como acumular dinheiro se não o tirar de outrem.

          Você desconhece algo que se chama “atividade econômica”. O mundo não soma em zero, rapaz. Esse papo de que “para um ganhar dinheiro o outro tem que perder” é ignorante demais para um forum de um nível tão alto como o nosso.

          Para ficar rico basta receber muito dinheiro de poucas pessoas ou pouco dinheiro de muitas pessoas. É plenamente possível receber dinheiro de outros sem que esses fiquem pobres ou saiam perdendo.

          Eu posso começar a vender comida mais barata ao povo e ficar milionário com isso, lucrando R$ 0,50 por cada refeição feita pelos meus 2 milhões de consumidores. Se forem 20 refeições por mês, são 20 milhões por mês.

          Pronto. Deixei o povo menos pobre (gastam menos com comida) e estou 240 milhões de reais por ano mais rico.

          Não tem nada que me irrita mais do que adolescente metido a comunista.

          0
          • Cleyton 14 de maio de 2012 at 16:03

            Ricardo obrigado pelo seu comentário, eu particularmente não tenho mais estômago pra entrar nesse tipo de discussão (por isso minhas postagens diminuíram tanto), então, pelo menos, vim assinar embaixo em soliedariedade.

            0
          • Leonardo 14 de maio de 2012 at 19:06

            A questão da pobreza não é se você ganha no volume ou no alto lucro por unidade, mas a forma como você distribui isso. Isto é, você fez as contas, mas não pensou a cadeia produtiva. A distribuição da renda pela cadeia produtiva é mais determinante para a pobreza/riqueza dos indivíduos.

            Uma pessoa menos pobre não quer dizer que esta pessoa viva de modo digno. Para que uma pessoa tenha uma base de 2 milhões de consumidores, é preciso que um grande número de produtores não tenham consumidor algum. Ou alguém imagina que existe dinheiro infinito e que se pode consumir tudo o que todos produzem e a razão da pobreza é determinada pela vontade do indivíduo?

            Economia não se resume a números.

            Pare de alimentar a paranoia. Estude antes de sair repetindo as besteiras que se falam por aí. Inclusive esse mi-mi-mi de comunista isso, capitalista aquilo… o muro de Berlin caiu há mais de 20 anos…

            0
  • Marcelo 8 de maio de 2012 at 11:20

    “pode estar em processo de ajuste em relação ao desequilíbrio entre volume de lançamentos e vendas”

    Na verdade esse parágrafo está errado. Deveria ser algo como: “Está em processo de ajuste entre oferta e demanda. Pois a demanda não é 5X maior que a oferta.”

    0
    • peterson 8 de maio de 2012 at 16:23

      PRESTE ATENÇÃO SE QUISER APRENDER … a demanda É SIM maior que a oferta, talvez seja mesmo fator de 5, mas isso não significa NADA pois demanda X oferta deve ser confrontado com capacidade X valor e o cruzamento destes gera a curva de possibilidade de crescimento de mercado, ocorre que esta curva com certeza deve estar fazendo um gancho (se é que vc me entende) pois estão se esgotando os demandantes com capacidade de pagar o valor da oferta, assim o mercado tenta se adaptar aos possiveis criando meios de incluí-los, so que isso também se esgota e chega à um nivel insustentável, então ocorre um efeito dominó explicado pela psicologia humana como consciencia coletiva, quando inclusive os tolos maiores tomam consciencia de que há uma bolha, assim todos começam a desfazer de seu bem por medo de queda dos preços, ocorre então aumento da oferta em cenário igual de demandates capaz, então força-se o preço para baixo, com o primeiro bull trap, concominante aumenta-se oferta de aluguéis, então tudo fica entupido de oferta e ocorre a ruptura…. observe que não tem estopim algum… uma crise acelera o processo só isso… só que crise é ruim para todos, mas no atual cenário, tornou-se um mal necessário… (omiti etapas intermediárias para não ficar complexo demais)

      0
      • xangai 8 de maio de 2012 at 17:17

        Acho que ja passamos do ponto de analisar “apenas” demanda x oferta … essa fase toda de negacao ou compra de midia esta mais para uma analise usando Nash Equilibrium ou Teoria dos Jogos.

        E o momento do “jogo” … mudanca de estrategia ?! blefes !? mentiras descaradas !?

        0
      • Ploc 8 de maio de 2012 at 17:19

        corretissimo

        0
  • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 11:25

    Realmente estava torcendo para uma travada no mercado de 3 a 4 anos, mas dependendo das vendas talvez não aconteça oque mais pra frente pode terminar em uma bolha gigantesca que pode demorar até décadas para voltar ao normal a economia. Quanto mais vender agora pior a coisa vai ficar, pois para o mercado ser saudável precisamos de um aumento gradativo e mínimo não uma explosão igual está acontecendo querendo quebrar recordes de venda a cada ano.
    Quanto maior a dívida maior o tombo e quem paga somos nós.

    0
    • Felipe 8 de maio de 2012 at 11:30

      Eskeleto, o número de entregas em 2012 vai ser maior que em 2011 e em 2013 será maior que 2012. Acho que é aí que reside nossa esperança no estouro.
      por enquanto, nesses próximos meses, esperamos a estabilidade dos preços.

      0
      • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 11:37

        Infelizmente pode acontecer isso em 2012 talvez 2013 nem tanto dependendo da inflação, mas ai o golpe vai ser um pouco mais duro. E sobre meu comentário escapou um S em décadas e eu quis dizer DÉCADA. 20 anos seria muita coisa.

        0
      • xyz 8 de maio de 2012 at 11:43

        A superoferta não estoura a bolha.
        O que estoura é o desespero.
        O goveno ainda tem “bala na agulha” para “controlar” o desespero.

        0
        • Felipe 8 de maio de 2012 at 11:44

          Acho que são fatores complementares…

          0
        • Charles 8 de maio de 2012 at 11:56

          Quais balas na agulha?

          Eu acho que a situação está fugindo ao controle estatal devido aos fatores da estagnação economica, pela qual estamos passando, serem alheios a qualquer controle estatal.

          O endividamento das familias não é algo que se possa dissolver com canetadas. Isso não depende da gestão governamental para ser resolvido.

          Portanto, o que estão tentando fazer é manter a roda da fortuna girando com medidas pontuais, mas até essa medidas estão sendo postas à prova em sua eficácia pelos motivos ditos acima.

          Se o governo não sair distribuindo dinheiro ou perdoar todas as dividas, duvido que a coisa volte ao rumo normal.

          0
          • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 12:12

            Uma família que se endivida durante 30 anos no qual tem entre 1 e 2 filhos com média de 5 a 10 anos irá pagar quando a pequena criança barbada atingir os 35 anos. Veja a diferença hoje os pais tem que levar como obrigação ajudar os filhos ou eles irão morar junto até os filhos deles criar barba.Conseguir um imóvel está cada vez mais difícil. E os nossos netos se é que estaremos aqui para ver? Quando eles terão uma casa? Aos 70? Imaginem agora uma crise. Não demora 10, 20 ou 30 anos para se recuperar não abalando somente a família que tem pai, mãe e filhos, mas também netos e dai por diante tem que começar do 0.

            Chega uma hora que não aguenta gente e se o governo continuar com essa de que tem bala na agulha cada ano que se passa pode ser o equivalente a 2 perdidos ou seja teremos Juros da crise.

            0
            • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 13:26

              Eskeleto.

              Nossos netos terão casas de sobra. A população brasileira vai começar a decair. A taxa de fertilidade hoje já é menor que a de reposição.

              0
              • Ploc 8 de maio de 2012 at 17:25

                Carlos,

                é verdade.

                PLOC

                0
            • Eng RJ 8 de maio de 2012 at 17:15

              Uma mudança que pode impactar na alta dos preços seria o aumento do limite de financiamento pelo SFH com o FGTS que atualmente se encontra em R$ 500.000,00

              0
            • Revoltado 8 de maio de 2012 at 18:58

              Não seja ingenuo. As pessoas podem comprar sim. O problema é que nao onde elas gostariam! Em virtude do aumento desproporcional dos preços, as pessoas estao sendo levadas a comprar onde a renda permite, e em muitos casos isso significa morar muito longe dos grandes centros e sofrer com horas de engarrafamentos.

              0
              • ze 9 de maio de 2012 at 07:47

                E o pior: comprar imóveis anteriormente destinados a uma faixa de renda menor….

                0
  • Even 8 de maio de 2012 at 11:30

    Hoje no final do pregao tem divulgacao dos resultados da Gafisa 1T2012.

    Teremos mais esqueletos saindo do armário?

    0
    • Felipe 8 de maio de 2012 at 11:42

      Só vão entregar mês que vem…

      0
    • Pablo 8 de maio de 2012 at 19:09

      Voce ja olhou a Rossi(RSID3) e a PDG(PDGR3), no final vai sobrar armario.

      0
  • Virginia 8 de maio de 2012 at 11:32

    Eike delícia!
    É hora de plocar…
    Esta semana conversei no msn com uma cara daqui de Brasília… Ele me viu no face de uma amiga e me add, aí eu aceitei ele… Enfim, ele se interessou e começou a me cantar on line. Logo de início o rapaz se revelou fraco no português, e qual não foi minha surpresa ao saber que o gatão era CORRETOR. Affffff Que dedo podre que eu tenho pra homem, viu? kkkkkkk
    Mas então, continuei conversando, pq ele era bem bonito mesmo e eu nada tinha a perder. Daí quando falei que morava só, ele perguntou, naturally, se era em casa própria. Ao saber que eu morava de aluguel, já veio querendo me apresentar um lançamento incrível, um negócio e tanto, lucro certo. Eu ri. E disse para ele que precisava revelar algo muito sério. Que ele estava paquerando uma BOLHISTA. 🙂
    O mancebo não entendeu. Até aí ok, afinal, esse é um termo mais aqui do blog, né? Daí eu falei que acreditava que estávamos numa bolha, e só ia comprar imóvel daqui a uns anos. GENTE. Ele não sabia, absolutamente, de NADA do que eu estava falando. Passei o link do blog. Nada, necas. Disse não conhecer o termo “bolha imobiliária”. Ficou confuso. E eu passada, como pode uma pessoa com esse grau de desinformação ter um CRECI? HELP!
    Por essas e outras que eu digo, às vezes sinto uma vibe FRINGE no ar…
    Estão vendo, nem todos são uns miseráveis das trevas, tem alguns apenas ignorantes mesmo! Tsc, tsc…
    Fiquei com pena, mas claro que perdi todo o interesse nos belos olhos do moreno…

    0
    • RosinhA 8 de maio de 2012 at 12:00

      Virginia, esse pode ser mesmo um coitado, a maioria de sua classe é sem caráter mesmo, pura enganação, este pobre coitado pode mesmo não saber qual a situação do mercado que atua, e não é diferente em outras áreas não, todas tem seus pelegos, não pensam no amanhã, só vive o hoje, o brasileiro em geral é assim.

      0
      • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:08

        Virginia, outro dia fazendo meditação, vi que a bolha existe basicament ena cabeça das pessoas, esse aí é um exemplo, eles são milhares. O blog é uma gota no oceano, e dentro do blog existem vários níveis de entendimento, mas aí pe que está

        A situação atual é uma profecia autorealizável uma alucinação do mal coletiva, é uma vaibi ruim, que necessariamente vai dar merda.

        0
        • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 13:30

          Virginia, nunca substime a ignorância das pessoas. Se 10% das pessoas que ocmpram imóveis já ouviram o termo “bolha imobiliária”, é muito. Estou falando apenas de familiaridade com o termo, não de concordar ou realmente entender.

          0
          • Carlos rj 8 de maio de 2012 at 14:21

            Rapaz…10% é muito…Acho q 3% é muito… Nem os corretores, construtoras e envolvidos no setor sabem direito imagina o povão!! E olha q tenho um ódio pelo termo pois quase fui reprovado no segundo ano do ensino médio quando o professor de geografia mandou eu dissertar sobre o fenômeno da bolha especulativa ocorrida no Japão …. Ahhh evolvendo uns 6 pontos a questão!!

            0
            • Virginia 8 de maio de 2012 at 15:28

              Poxa, seu colégio devia ser top!! 🙂

              0
              • aiwww 8 de maio de 2012 at 16:15

                Semana passada eu estava bebendo uma cerva no bar Urca e fui obrigado a ouvir a conversa de um pessoal da mesa ao lado. Uma das pessoas estava se gabando porque conseguiu achar uma cobertura a R$460.000,00 na Freguesia. Sendo que essa pessoa trabalhava no Centro do Rio. Eu pensei “tenho pena dessa pessoa por perder 4 horas diariamente no trânsito”. O cara disse que estávamos vivendo uma BOLHA IMOBILIÁRIA, mas mesmo assim comprou a coberturinha 🙂 … deve ser porque ele era da Recife e estava se gabando para duas conterrâneas (de passgem pelo Rio) sobre seu grande negócio.

                0
                • Carlos rj 8 de maio de 2012 at 19:34

                  Aiwwwww,
                  Para os preços Praticados na freguesia tenho q concordar q essa cobertura está até barata mesmo!! Para quem pesquisa imóveis nesta região a bolha aparece mais latente devido a quantidade excessiva de lançamentos e os preços astronômicos nesta região!! Fica fácil falar isso pois está na cara que a zona Sul de JPA ( expressão a cada vez mais ouço dos corretores sobre a expressão) está supervalorizada.

                  0
            • jibs 8 de maio de 2012 at 15:56

              cultura financeira nao é o forte nos nossos queridos paises latinos (brasil, espanha, argentina, portugal, italia….)

              Aqui se leva mais o futebol, big brother, o tche tcherere…. e quando a coisa começe a ficar feia, ai sim, o povo aprendera na paulada um pouco de finanças.

              Na espanha tem manifestaçoes pela DACION DE PAGO! oba!!! duvido que um 1% da populaçao soubesse que era isso até 2010.

              O proprio presidente declarou em 2009 que isso eram coisas do capitalismo gringo…….hoje precissamente bankia* precisou soro do governo para fingir que nao esta amarela e morbida por um pouco mais de tempo. Tem a bagatela de 20 bi de euros em credito imobiliario duvidoso.. Subprime? Nao!!!

              http://www.elconfidencial.com/economia/2012/05/08/el-gobierno-nacionalizara-bfabankia-el-viernes-por-un-agujero-de-casi-20000-millones-de-euros-97576/

              3º maior instiuiçao financeira do pais

              0
  • Felipe 8 de maio de 2012 at 11:36

    E pra variar mais um dia de queda na bolhespa
    Gafisa nem precisa falar….

    Lembro do dia que alguém comentou da hora da verdade na bolsa, quando passasse de 60000 mil pontos – hoje, por enquanto, está ficando abaixo disso!

    0
    • Thiago A. 8 de maio de 2012 at 11:46

      Meu caro mais praticamente todos os papeis estao caindo, nao é só Gafisa.
      Um detalhe, as bolsas precificam os movimentos. Quando Sam Zell saiu da Gafisa será que ele ja nao sabia que a porcaria de Tenda ia levar a empresa pro ralo?

      Porque será que a MRV nao é semelhante ? Gestão? Ativos podres? Fica a duvida. Na realidade ainda acho que a Gafisa nem beija o chão, há possibilidades de fusões… e quem sabe até aquisições, mas acho dificil alguma empresa do setor querer se arriscar em um momento de crise mundial….

      Eu nem to nem ai pra gafisa, mas a PETR4 ta foda hein… risos! 🙂

      0
      • Felipe 8 de maio de 2012 at 11:48

        Eu quero mais é que vá pro ralo mesmo tbm heheheheh

        0
      • Thiago A. 8 de maio de 2012 at 11:53

        Não sou eu que escrevi isso. Que curioso né, colocar um nick igual a um que já existe

        0
        • Thiago R.A 8 de maio de 2012 at 11:56

          O admin sabe. Então, eu mudo o nome sem problema algum.
          Ai voce vem e copia denovo é isso? Ai fica esse joguinho.
          Ok.

          0
          • Thiago A. 8 de maio de 2012 at 12:55

            Eu não copiei o seu nome

            E se você usar o R.A. está ótimo, meu nome não tem R, resolvido

            0
        • Sergio Figueiredo 8 de maio de 2012 at 13:29

          Uma outra opção é cadastrar uma imagem/foto no gravatar.

          Aí, fim do problema. Pode usar o mesmo ‘nick’, pois a imagem diferencia o cidadão.

          Clicando no meu nome vai direto para o h ttp :/ /gravatar.com

          0
      • Pablo 8 de maio de 2012 at 19:11

        Voce ja olhou a Rossi(RSID3) e a PDG(PDGR3). Se o mercado preve e precifica antecipadamente, então …

        0
  • Anonymous 8 de maio de 2012 at 11:41

    Na Banânia, o valor da taxa básica de juros nas últimas tres décadas foi de ordem de 20% ao ano. Isso seria mais do que suficiente para colocar qualquer país em recessão permanente. O fato da Banânia ter conseguido sobreviver, embora com períodos emocionantes de hiper-inflação, mostra que o valor da taxa de juros tem pouco influência para frear ou acelerar a economia.

    Acredito que a queda forçada da SELIC só vai diminuir a disposição de banco emprestar dinheiro para as atividades produtivas, pois envolve um risco que os bancos bananenses nem sequer sabem estimar – alías, nem possuem os dados para tanto. Portanto, devem continuar financiando o deficit público, pois acreditam que o risco de calote por parte do governo é baixo. Com isso, o governo vai diminuir seus gastos.

    Entretanto, os capital estrangeiro de motel (que vem para passar a noite) vai começar a sair da Banânia e com isso forçar a alta do USD, o que o governo também deseja para contentar Gerdau e Paulinho da Força Sindical que sairam de braços dados em passeata mes passado contra a desindustrialização da Banânia. Portanto, mais dia menos dia o USD vai subir – acredito que vai para o indicado pelo índice Big-Mac, ou seja, cerca de 2.34 Reais.

    Com a subida do USD a inflação irá aumentar, tornando os juros reais negativos. E dai? Os bancos não tem outra opção mesmo se não for comprar títulos públicos. Eventualmente serão compensados de alguma forma, mas depois das eleições para passar a imagem que o PT derrotou os bancos.

    É a solução de sempre. O único perdedor para valer será o bananense comum que não tem nenhuma boquinha no governo. Esse vai continuar pagando tudo mais caro não só Banânia, mas agora também no resto do mundo. Entetanto, existe também uma possibilidade (pequena na minha opinião) da Banânia entrar num processor de Venezualização com a república dos companheiros tentando implantar o socialismo do século 21. Será fácil de perceber, pois nesse caso os bancos não serão compensados.

    Um cenário sombrio? De fato, por isso escrevi o manual do Anonymous para abrir poupança nos EUA.

    0
    • Anonymous 8 de maio de 2012 at 12:01

      Dólar Comercial +1.08% – 11:57, 8/Maio/2012

      “http://www.eluniversal.com/nacional-y-politica/120506/lula-presiona-para-frenar-el-apoyo-a-capriles-en-brasil”

      Reportagem de Frank López Ballesteros publicada ontem no jornal venezuelano El Universal informa as investidas e interferências de Lula no processo sucessório venezuelano. Em março, o Apedeuta se reuniu com o marqueteiro do PT, João Santana — que está prestando assessoria ao candidato Chávez — para saber detalhes da campanha eleitoral do Beiçola de Caracas. Quis conhecer as propostas de trabalho que seriam apresentadas ao PSUV, o partido do ditador. Em meados de abril, segundo o jornal, Santana desembarcou na Venezuela para se encontrar com o tiranete, levando a tiracolo ninguém menos do que José Dirceu. Dirceu é aquele senhor acusado pela Procuradoria Geral da República de ser “chefe de quadrilha”. Que encontro!!!

      0
      • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:21

        meu fundo cambial vai indo mto bem
        Pena que não tive mais coragem e me expus pouco, agora talvez seja tarde

        0
        • Anonymous 8 de maio de 2012 at 12:30

          Comparado com poupança nos EUA, o fundo cambial tem os seguintes problemas graves.

          1) Está na Banânia e portanto sujeito a`mudança de regra da noite para o dia seguinte, assim como ocorreu com a poupança.

          2) Não tem GARANTIA de depósito até 500 mil Reais.

          3) Paga IR

          0
          • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:38

            e rende uma merda, só vale a pena em situações extremas, como agora
            se eu não repudiasse tanto os americanos faria o que vc indica anonymo, infelizmente meu preconceito é mto forte para tanto

            0
            • Anonymous 8 de maio de 2012 at 13:09

              O seu repudio aos Americanos está impedindo voce de perceber que por menos que renda em USD, rende muito mais do que a sua aplicação em fundo cambial.

              Não tem IR, enquanto o fundo cambial tem. O fundo pode ter ainda uma taxa de administração, enquanto poupança nos EUA paga ZERO. Não tem garantia alguma sobre o valor depositado. Aqui tem 250 mil USD (uns 500 mil Reais).

              Portanto, deixe a emoção de lado e siga o manual do Anonymous para abrir poupança nos EUA. Voce só tem a ganhar.

              0
  • Charles 8 de maio de 2012 at 11:52

    Uma breve reflexão sobre a valorização do dolar –

    O que começo a me questionar é: Por que essa obsessão toda em manipular o valor do cambio no país?

    Em outros tempos, queriamos uma moeda forte, por que isso mudou tão derrepente?

    A situação mudou porque o governo não fez as reformas tributaria, fiscal, previdenciaria e politica, como deveria ter feito logo que assumiu em 2003.

    Pensemos: Uma moeda forte prejudica as exportações e a produção nacional pela falta de competitividade da industria domestica frente aos produtos estrangeiros justamente pela elevada carga tributaria do Brasil.

    Por outro lado, caso as reformas tivessem sido feitas, estariamos, neste momento, nos aproveitando da força da moeda para adquirir produtos tecnologicos estrangeiros, bens de capital para modernizar nossa industria nacional e ao mesmo tempo sendo competitivo frente ao mercado externo.

    Diante disso, volto a dizer que nosso governo, desde que assumiu o presidente que nunca leu um livro, não sabe o que está fazendo. Eles não tem competencia nem para organizar uma festinha de criança.

    O que me espanta é me deparar com gente ainda dizendo que confia nas atitudes do governo e que o governo Dilma é ótimo, pois tem recorde de aprovação!

    Gostaria que os colegas, caso discordem do meu ponto de vista, argumentem e me ajudem a ver que estou errado.

    Vamos ver até quando o país aguenta tanta irresponsabilidade!

    0
    • RosinhA 8 de maio de 2012 at 12:07

      Charles interresante, mas mudando um pouco o foco e invertendo os papéis, o que você faria no lugar do planalto ano passado por exemplo, o país não pode simplesmente frear, o jogo está na metade, a crise não é só nossa, veja os resultados de exportações, o que está nos salvando já faz algum tempo é nosso mercado interno, concordo em muitas coisas que disse, más não vejo outra saída melhor do que tentar investir aqui dentro mesmo.

      0
      • Charles 8 de maio de 2012 at 12:14

        Rosinha

        Concordo com você, mas veja: O jogo começou errado e pela politica economica adotada a bola não pode parar de rolar.

        O rumo adotado no inicio, em 2003, foi equivocado. Agora, só nos resta beber a agua até o final. Já passamos do ponto de ruptura, não há mais espaço para mudanças de rumo.

        Entendemos agora, mais claramente, porque os esquerdistas só entregaram miseria em todos os seus governos ao redor do mundo ao longo da historia.

        Infelizmente.

        0
        • RosinhA 8 de maio de 2012 at 12:20

          Charles ainda bem que somos os 0,00001% da população que tem a capacidade de entender que algo está errado, também tento enxergar no fim do horizonte uma saída, más as trevas insistem em não deixar o sol brilhar. Quero ver quando o Chaves perceber que ele realmente vai morrer quais serão as suas últimas providências, precisamos fazer aeroportos para caças estrangeiros, seria uma boa saída para nossa crise.

          0
      • TS 8 de maio de 2012 at 12:42

        vow aproveitar meu ócio para responder o seu comentário…

        o grande problema desse desgoverno é a noção errada de administração… mostra-se pela atitude o quanto a Dilma está perdida…

        o governo não é pago para ser popular… o governo é pago para solucionar os problemas do país… o governo não é pago para fazer a economia andar… ela deve andar por si mesma… o governo é pago para proporcionar o ambiente ideal para que a economia cresça…

        ao meu ver o governo está jogando a bola errada… o foco que a Dilma têm dado na questão econômica me preocupa… o governo têm que atuar com visão administrativa que é de reduzir impostos, melhorar o gasto público, diminuir a burocracia, demitir gente incompetente e corrupta, melhorar as leis, criar mecanismos eficientes de gestão, se desvincular da América Latina Chavista e burra, fazer poupança, incentivar a educação e a capacitação profissional, fazer com que as mercadorias transitem mais rapidamente com menos custos, investir em energia limpa e renovável… etc…

        Se tivéssemos ainda que dois ou três anos de baixo crescimento ou baixa recessão mas o governo estivesse promovendo uma limpeza na máquina pública e melhorando sensivelmente a sua poupança com certeza garantiríamos aí um horizonte de crescimento saudável por pelo menos uns 10 anos…

        Vow citar um exemplo do modelo petista… Aqui em Osasco o PT se instalou e já governa há 8 anos… Me digam quais melhorias foram feitas? A saúde continua um lixo, a educação capengando, a cidade continua sofrendo com os alagamentos sazonais de início de ano, as ruas cada vez piores por conta de buracos e do trânsito, a cidade perdeu a maior parte das indústrias e a única instituição municipal de nível superior que foi promessa de campanha ser reestruturada hoje está sucateada… Algumas coisas cosméticas foram feitas como plantação de árvores e placas de propaganda da prefeitura instaladas em pontos chave para dar a sensação de uma nova cidade, mas os problemas estruturais continuam…

        É assim que o governo petista trabalha em qualquer nível, investindo em coisas cosméticas e propaganda…

        0
        • alexny68 8 de maio de 2012 at 15:03

          O PT governa para saquear cofres publicos , trabalham com o intuito de roubar o maximo possivel o mais rapido possivel e usar o dinheiro roubado para mais marketeiros e trocas de favores para pernanecer no poder o maximo possivel, metade do dinheiro vai pra marketeiro e a outra metade pra pra suas contas na suica, eh um sistema fantastico , funciona muito bem no brasil

          0
          • Silas Coul 8 de maio de 2012 at 17:22

            Amigo, não é o PT não. São os políticos. Qualquer partido que esteja no poder sempre fez e fará o mesmo. Falo isso porque tenho familiares que estavam no poder( alguns continuam) na época do PSDB de Fernado Henrique e a roubalheira corria solta. Mensalão? Meu tio o que mais recebia eram “brindes” para votar a favor do
            psdb. O que temos no congresso é o retrato do povo brasileiro.

            0
            • Guilherme SC 8 de maio de 2012 at 22:13

              Na época do FHC? Ele teve coragem de tomar medidas impopulares, por isso os idiotar até hoje transformaram o cara em um demônio.

              0
              • Sol de Sampa 9 de maio de 2012 at 00:17

                Perdoe-me, mas FHC teve as mesmas oportunidades e deixou passar, não enfrentou em seu mandado o que deveria, a reforma tributaria estava muito mais à mão quando houve a mudança para o Real…

                Então, ele não se tornou um demonio agora…. ele se associou ou no minimo permitiu que o(s) demonio(s) continuassem a festa…

                E, sim, o Brasil tem os governantes que escolheram… portanto, merecemos… Democracia é a tirania da maioria …. Bom senso e consenso, são apenas retóricas … Brasileiro não se envolve, não se organiza, não participa, quer um pai no governo qque faça o melhor (por ele que votou), mas não faz nenhum esforço pessoal, não sacrifica uma horinha sequer se o bem for para outros …

                Mudanças … só existtirão se cada um de nós mudarmos …. serão melhores quanto mais formos melhores … a escolha é só nossa …. os politicos ainda fazem o que querem porque nós permitimos… a justiça ´lenta, porque nós permitimos, a saúde é uma droga, porque nós permitimos…

                Quer mudanças??? Arregace as mangas, trabalhe e lute por elas… Não coloque a culpa em ninguém…

                Ditado chinês … errou uma vez – o erro é seu…… mas errou duas vezes – então o erro é meu.

                0
                • SF 9 de maio de 2012 at 10:08

                  Sol, perfeito!!!

                  0
        • Charles 8 de maio de 2012 at 15:42

          TS

          Otimo post. Concordo plenamente com vc e seja bem vindo ao blog.

          0
        • ze 9 de maio de 2012 at 07:59

          Ótimo post!

          0
    • Edmar_BH 8 de maio de 2012 at 12:49

      Sempre me pergunto:

      Por que a chamada elite e os empresários brasileiros sempre poem a culpa dos desmandos no Governo?

      Quem paga as eleições dos nossos políticos, senão os empresários brasileiros? (Pode até ter um capitalzinho extrangeiro aí, mas…)

      Por que a CNI não pega seus deputados e aprova logo as “reformas”?

      Respondo:

      Não há real interesse em reformas quando todos, como sempre, estão ganhando muito dinheiro.

      O lucro no Brasil sempre foi muito, muito bom, para os grandes empresários, banqueiros, investidores.

      É só o dolar cair um pouco e começa a choradeira!

      É só a venda de veículos cair um pouco, e se pede redução de IPI!

      Todos querem ganhar, ganhar, ganhar.

      Ninguém quer reformas, amigos, a não ser a “flexibilização” das normas trabalhistas. Por que essa sim, pode aumentar o ganho ainda mais.

      0
      • FQ 8 de maio de 2012 at 13:43

        Concordo plenamente!

        0
        • peterson 8 de maio de 2012 at 16:36

          exatamente… poucos percebem isso viu colega!

          nenhum governo vai promover reforma alguma, pois ninguém quer nenhuma reforma, querem que fiquem como está…. o povo é uma espécie de gado marcado indo para engorda e abate, nunca um boi ordenará o boiadeiro, mas pode dar muito trabalho se todos se revoltassem e promovessem um estouro da boiada… no minimo a reforma da cerca teria que ser feita…. se é que vc me entende.

          0
          • Sol de Sampa 9 de maio de 2012 at 00:21

            pois é, mas a boiada não se organiza, precisa do dono e não se rebela…. não vai a luta ( no bom sentido)…

            0
    • Leandro 8 de maio de 2012 at 12:57

      E continuamos querendo uma moeda forte, porem moeda forte não quer dizer moeda valorizada, com a fabrica de dólares a todo vapor, com o interesse de justamente de valorizar o dólar para estimular a produção e exportações americanas o controle do real tem que ser rígido, se o real se valorizar ainda mais a industria nacional perde competitividade por completo.
      As Reformas tributaria, fiscal, previdenciária são um fetiche na política brasileira, elas nunca iram ser feitas com o titulo REFORMAS, por outro lado os ajustes já esta sendo feitos, por exemplo o novo modelo de previdência publica, alteração do IPI para linhas brancas e automóveis, diminuição do INSS para empresas de tecnologia, isenção de IR para PLR, entre outras medidas, porem não aparece com grande ênfase no Jornal Nacional.
      Os impostos precisam diminuir, é obvio, porem vamos fazer um leve reflexão, os impostos servem para pagar as contas do governo, então que se diminua os gastos do governo, certo?, qual o maior gasto do governo, deixe eu ver, ahh, pagamento de juros da divida publica, aproximadamente 44%, R$ 200 bilhões ano, e o que o governo esta fazendo? Abaixando os juros.
      Motivos para aprovação, alguns por estarem empregados, considerando que há 10 anos o desemprego estava na casa dos 20% e hoje esta em 6%, considerado pleno emprego, outros podem analizar a situação econômica, revendo que o Brasil era a 9ª economia do mundo em 1994, em 2002 era a 14ª, e hoje a 6ª, enfim cada um terá seu motivo, posições são tomadas a partir de dados não através de adjetivos.

      0
      • Anonymous 8 de maio de 2012 at 13:13

        No começo do regime militar, a Banânia estava na posição 60 como economia mundial. No final do regime militar (1984), a Banânia já estava na posição 6, IGUALZINHO a que está hoje, com 3 décadas de governo civil. Progredimos muito, da 6 para a 6. Note que 6 – 6 = ZERO.

        0
        • ze 9 de maio de 2012 at 08:01

          e em 2012 iremos pra 7. Ou seja 6 – 7 = -1. E ainda dizem que estamos progredindo….

          0
        • Edmar_BH 9 de maio de 2012 at 10:37

          Desculpe colega, mas, a uma altura dessas, defender a ditadura militar é um pouco demais.

          Foram 21 anos de atraso político/democrático que afundaram o país na maior crise econômica que já vivemos.

          15 anos perdidos.

          Graças a Deus os velhos que fizeram aquela bobagem já estão mortos ou morrendo.

          A democracia é o melhor caminho para o desenvolvimento.

          Muitas vezes não agrada a todos, mas se aprende com ela.

          Mas saindo do assunto política e voltando ao assunto bolha:

          Tenho acompanhado os comentários no blog e acho que a historia cai no meu pensamento anterior.

          Empresários do ramo da construção querendo ganhar o máximo no menor tempo possível.

          O Diretores da CEF devem estar nadando em bônus pelos “lucros” dos financiamentos.

          A conta vai ficar para o contribuinte final.

          0
          • ze 10 de maio de 2012 at 08:30

            Mas é claro que a conta vai ficar pro contribuinte…..o que acha que vai acontecer quando acabar a farra “olimpiadas e copa”?

            0
      • Igor Eduardo 8 de maio de 2012 at 14:02

        É deprimente afirmarmos que a competitividade da indústria brasileira está no cãmbio…

        0
        • Leandro 8 de maio de 2012 at 14:07

          Já ouviu falar em doença holandesa?

          0
      • Charles 8 de maio de 2012 at 14:07

        Sinceramente. Você me surpreendeu. Você escreveu tanta besteira que nao sei nem por onde começar a rebater.

        0
        • Leandro 8 de maio de 2012 at 14:29

          Já esperava esse tipo de resposta, pois quem não tem argumento ofende.
          Baseia-se apenas em adjetivos, nenhum dado completo.
          Mas fazer o que? Fui responder a um Homer Simpson.

          0
          • Charles 8 de maio de 2012 at 14:32

            Pela sua resposta pude avaliar sua inteligencia.

            0
            • YFO 9 de maio de 2012 at 09:40

              “Sinceramente. Você me surpreendeu. Você escreveu tanta besteira que nao sei nem por onde começar a rebater.”

              “Pela sua resposta pude avaliar sua inteligencia.”

              Um perfeito Troll! O blog está cada vez mais trolado… Abre o olho Bolha…

              0
        • xyz 8 de maio de 2012 at 14:33

          Não vale a pena.

          0
      • Igor Eduardo 8 de maio de 2012 at 14:17

        Quanto a baixa dos juros, entendo que apenas baixar a SELIC não gera tanto impacto nos juros pagos pelo governo. Visto que existem diversos títulos público que remuneram taxa pré, IPCA, IGPM e etc… Para ter uma idéia, a dívida do governo perante os bancos é em torno de R$ 13 Tri e remunera a uma taxa média de 16,7% a.a….

        0
        • Igor Eduardo 8 de maio de 2012 at 19:20

          … corrigindo? a dívida do governo com os bancos é em torno de R$ 2 TRI…

          0
    • Bolhado 8 de maio de 2012 at 16:10

      Como empresário posso falar que o principal culpado pela situação do nosso país é a porcaria do governo mesmo! Precisamos urgente de reformas, mas que em momento algum esse governo semi-facista irá fazer! Enquanto der pra empurrar com a barriga e majorar taxas, que se lasque quem pagar a conta, desde que não seja o governo, os empresários que paguem propinas e contrabandeiem e o povo que se exploda pagando os custos de viver no BRAZZZZZZIIIILLLLLLLLLLLLLLLL de Rooonnnaaallldoooo!

      0
      • Edmar_BH 9 de maio de 2012 at 09:44

        Não disse!

        Respeito sua opnião, mas acho que você está totalmente enganado!

        Este não é um governo semifacista.

        É um governo democrático, gostem ou não.

        O problema não reside no governo, mas na elite econômica brasileira.

        Não falo, aqui, do pequeno e médio empresário, que não financina campanha de ninguém. Talvez até de prefeitos e vereadores do interior.

        Esses tem pouco ou quase nenhum poder de pressão sobre o Congresso ou as Assembleias.

        Pra quê reformas, colega?

        Pergunte quantos deputados a CNI, os empresários do agronegócio e as construturas tem no Congresso?

        Não fazem reformas porque não querem!

        Lucro fácil!

        0
        • Tomaz 9 de maio de 2012 at 11:33

          Tem que olhar os dois lados. Edmar! Faça uma experiência: se permita estudar um pouco análise fundamentalista de empresas e compre ações – mas cumpre como fundamentalista,não como grafista. Torne-se sócio das empresas. Daqui a uns 3 ou 4 anos talvez você veja que este discurso não seja totalmente correto. Se quiser uma experiência mais rápida, abra um pequeno negócio. E seja correto, moral e ético nos seu negócio. Daqui a 1 ou 2 anos, volte para conversar. Daí quem sabe você vai sentir o peso dos impostos, a dificuldade em se conseguir capital barato, as ingerências políticas a que se sujeitam os empresários, o custo da logística, só para falar da parte legal da coisa (i.e., sabe aquele negócio chamado “custo Brazil”…ele existe!) . Tudo isso é o governo que promove e gerencia, não os empresários, que giram a economia e pagam o seu salário.

          0
          • Edmar_BH 9 de maio de 2012 at 12:43

            Claro que a carga tributária e a burocracia brasileira emperram as empresas, sobretudo as pequenas e médias, mas o que eu quero dizer é que muito se fala em reformas, vejo uma choradeira danada da indústria brasileira, mas ninguém pega seus deputados (sim os deputados tem dono) e faz o que tem que ser feito.

            Tente o governo fazer uma reforma tributária, nos moldes que se propões, ou seja, tudo de uma vez só, para ver se passa alguma coisa.

            Não passa porque não há real interesse em uma reforma tributária, pois as grandes empresas e grandes fortunas pagam poucos impostos em detrimento dos comuns.

            O brasileiro avança o sinal fechado, para em cima da faixa de pedestres, compra recibos para reduzir o imposto de renda, vende sem nota fiscal, paga cafezinho pro guarda, atrasa o condomínio, para na vaga do vizinho, dirige embreagado, não registra vínculo da empregada doméstica na CTPS, compra CD pirata, fura fila, faz gato na luz e na água, detesta funcionário público, mas tá todo mundo fazendo concurso, não quer que a classe C possa comprar, mas quer vender o máximo possível, quer receber ótimos salários, mas pagar o menor salário possível, não concorda com o o SUS é uma porcaria, mas não quer pagar plano de saúde,vai à Igreja, reza, reza, reza, (ou ora, ora, ora), mas acha um um absurdo “gastar o meu dinheiro” com bolsa família, ……….. e depois pergunta porque os políticos são assim.

            0
            • ze 9 de maio de 2012 at 13:05

              ” O brasileiro avança o sinal fechado, para em cima da faixa de pedestres, compra recibos para reduzir o imposto de renda, vende sem nota fiscal, paga cafezinho pro guarda, atrasa o condomínio, para na vaga do vizinho, dirige embreagado, não registra vínculo da empregada doméstica na CTPS, compra CD pirata, fura fila, faz gato na luz…”

              FALE SOMENTE POR VOCÊ!!!!

              0
              • SF 9 de maio de 2012 at 15:09

                Zé, entendo o q o Edmar_BH falou e infelizmente é essa a visão macro q se tem do Brasil e brasileiros, isso não quer dizer que você, eu ou ele sejamos assim, mas temos que concordar que a grande maioria é assim.

                Já ouvi absurdos de jovens dizendo que iriam prestar concurso para a PM, pq lá se ganha dinheiro fácil, ou seja, as pessoas estão cada vez mais egoístas e ganaciosas, só querendo se dar bem a todo custo.

                E infelizmente o Brasil é terra fértil para esse egoísmo, corrupção e ganancia.

                Sinceramente conheço muito mais gente que compra CD Pirata, não paga IPVA, IPTU, faz gato na luz, tem gatonet, fura fila, senta no lugar reservado a idosos, deficientes e gestantes dentro do ônibus, etc. do que pessoas que andam certinhas na linha. Mas isso não quer dizer que eu seja como eles. Sei quem sou e o que sou, trabalhador honesto, investidor, pago meus impostos IRPF, IPTU, IPVA, IOF, e os I’sPQP que o governo inventa, pago meu condominio, minha luz, meu gás, minha tv a cabo, escola dos meus filhos, plano de saúde, etc…etc…etc

                0
                • Bolhado 10 de maio de 2012 at 00:16

                  O problema é que pagar impostos nesse país é se sentir otário! O IPVA + licenciamento veio milzaum, daí vejo aqui meu estado PM que sequer sabe falar direito e andando na viatura oficial, UMA HILUX e governador levando sogra pra Europa SÓ SENDO MUITO OTÁRIO MESMO!

                  O pior é que esse país só está tendendo a piorar com essas bolsas esmolas! E ainda tem que aguentar retardados que nem o segundo grau tem dizendo que o governo é bom! É dose pra matar elefante!

                  0
  • SF 8 de maio de 2012 at 11:52


    Preços dos imóveis deverão subir ao longo de 2012, afirma presidente do Secovi

    08 de maio de 2012 • 11h40

    SÃO PAULO – Os consumidores podem esperar aumento nos preços dos imóveis na cidade de São Paulo ao longo desse ano, reflexo, entre outros motivos, do cenário positivo da economia brasileira.

    A redução dos juros nas linhas de crédito imobiliário anunciada pela CEF (Caixa Econômica Federal) e o novo sistema de remuneração da poupança, que estimulará a queda na taxa básica de juros, também podem influenciar no aumento dos preços, mas o reflexo de tais medidas não é esperado para o curto prazo.

    Mercado heterogêneo
    Para o presidente do Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo), Claudio Bernades, os preços deverão crescer, em média, 4,5% este ano, embora deverá haver grande variação entre os diversos segmentos residenciais. “O mercado de imóveis é muito heterogêneo, estamos falando em uma média”, diz.

    Bernardes explica que em determinados locais da cidade, o aumento pode ser muito mais expressivo, ao passo que poderá mostrar estabilidade em outras regiõe.,

    Influências
    O economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci, explica que o crédito imobiliário deverá se manter em níveis elevados, refletindo o desemprego em níveis baixos e a expectativa positiva, para o segundo semestre deste ano, quanto à criação de empregos e quanto à massa salarial. “O Banco Central estima que a atividade econômica brasileira continuará em alta nos próximos meses”, diz Petrucci.

    Falando especificamente do novo sistema de remuneração da poupança, que viabiliza a queda da taxa básica de juros, ainda não é possível perceber qualquer reflexo no mercado imobiliário, “é algo para o longo prazo”, avalia o presidente da entidade.

    Na mesma linha, Petrucci diz que “ainda não sentimos o que a redução dos juros vai propiciar para o País”. A própria redução dos juros da CEF não trará efeitos imediatos, segundo avalia Bernardes. Os dois estiveram presentes na divulgação do balanço trimestral do mercado imobiliário de 2012, nesta terça-feira (8) na sede do Secovi-SP.

    Bernardes ressalta ainda o 8º Feirão Caixa da Casa Própria. Com negociação de 30.925 imóveis, o evento deverá dar sinais de como a queda dos juros vão repercutir no mercado imobiliário.

    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/2426978-precos+dos+imoveis+deverao+subir+longo+2012+afirma+presidente+secovi

    0
    • Charles 8 de maio de 2012 at 12:00

      Para o SECOVI os preços vão sempre subir. Eles ainda não perceberam que agora é a hora da estagnação dos preços e queda acentuada dos juros. Portanto, quanto mais se esperar para comprar, maior será a vantagem financeira.

      Eles continuam com a ladainha em manter a mentalidade do desespero na população: Se não comprar agora, nunca mais conseguirei comprar!

      Eles não se adaptam a novas conjunturas de mercado, por isso vão ficar para tras. Quando se derem conta, a crise já os engoliu.

      0
      • SF 8 de maio de 2012 at 12:08

        O mais engraçado é que eles precisam vir a mídia toda semana afirmar a mesma coisa, que os preços irão continuar subindo, ou seja, querem mesmo fazer lavagem cerebral nas pessoas para que continuem comprando.
        Quem toda semana afirma a mesma coisa é porque tá acontecendo o contrário.
        O brasileiro precisa acordar, isso sim!!!

        0
      • Leno 8 de maio de 2012 at 12:15

        O setor de imoveis é o unico que dá noticia de aumento de preços como sendo algo muito bom para a sociedade. Enquanto outros setores se viram nos 30 para manter os preços competitivos, e manter o nivel de vendas, a construção civil vai na contra-mão.

        Se esse não for um mercado alimentado por especuladores, então não sei o que é mais.

        0
        • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:31

          excelente percepção Leno

          só esse detalhe explica tudo,
          ninguem é diota de comemorar pq aumentou o preço do feijão ou do fusca, como se isso significasse desenvolvimento

          0
          • Charles 8 de maio de 2012 at 14:10

            Exatamente Luiz.

            Já venho dizendo isso a colegas há muito tempo. Essa é a maior prova de que o brasileiro ficou insano: Comemorar alta de preços de imoveis e aluguel como sendo sinal de prosperidade.

            0
        • Curioso 8 de maio de 2012 at 13:21

          Ainda não tinha lido sob esse ponto de vista! Genial!

          0
        • Nasrú 8 de maio de 2012 at 13:58

          realmente. Excelente observação!

          0
        • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:19

          putz corretor, que zona vc faz,
          e imovel lá é ativo igual ação?

          imovel assim como carro é PRODUTO de sua industria
          subir ação da cosntrutora ou da montadora pode até ser bom pra economia
          subir preço de carro e casa é bom pra ninguém, pq são itens de consumo

          O seu erro de raciocinio está em harmonia com o erro de pensar que imovel é investimento especulativo. Talvez alguns tenham dado sorte, a maioria de vcs vão tomar prejuízo por causa desse pensamento

          E por favor pare de postar comentários errados.

          0
          • Charles 8 de maio de 2012 at 14:35

            Eu só nao gosto de gente burra, o resto é toleravel.

            Vai estudar vai…deixa a conversa aqui pra gente grande!

            Ser burro é condição que reflete diretamente na acomodação em permanecer naquela condição.

            0
            • SF 8 de maio de 2012 at 14:44

              Charles, tô com vc.

              Se esse mané fosse alguém, jamais ficaria fazendo propaganda de paga de IR o q as pessoas aqui ganham de salário, só rindo de um sujeito desse.

              Esse aí deve andar de Palio pelado e financiado em 72x.

              0
          • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:50

            porra cirilo depois de tanto tempo na piscina vc ficou machão hein?
            acho que vc tá com ensolação brava

            vc é corretor sim,

            seus comentários tem o unico objetivo de inventar motivos pra dizer que imovel sempre sobe de preço

            mas olhaq como vc caiu no ridiculo
            É bom isso pras pessoas saberem quem são no fundo os corretores, gente que briga na rua, gente arrogante, que confunde informação, agressiva, que fala a merda que for pra vender na alta

            0
            • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:56

              era a resposta do corretor arroba que me chamou pra briga literalmente, mas pelo visto ele foi detetizado, hahahaha

              0
              • GB 9 de maio de 2012 at 13:52

                kkkkkkkkkkkkkkkkk, pelo visto o Baygon rolou solto aqui ontem, mas agora estão todos com as 4 rodas para cima, bem legal.

                Nós só temos a certeza no momento: que os números da economia estão ruins e que as pessoas virão aqui criticar quem tem coragem de apontar o problema e dizer que está tudo bem, tipo podem comprar sues imóveis que nunca vai reduzir o preço. kkkkkkkkkkkkkkk

                Enquanto isso eles colocam suas mulheres para vender AVON e NATURA para garantir o sustento da casa e não ter que devolver o carro comprado entre 2008 e 2011 sem entrada.

                0
                • Luiz 9 de maio de 2012 at 14:10

                  GB, tem corretores, mas tbm tem muito proprietário desiludido e revoltado que vem aqui descarregar na gente

                  0
                  • Revoltado 9 de maio de 2012 at 19:55

                    me inclua fora dessa!
                    rs

                    0
            • Luiz 8 de maio de 2012 at 15:19

              por favor, pare de fazer zona no blog com informações erradas, ameaças, questões pessoas. nada disto acrescenta para a discussão
              solicito o seu bom senso, ou o que lhe resta já que é corretor

              0
              • interior 9 de maio de 2012 at 08:52

                GAFISA REDUZ PREJUÍZO PARA R$31,5 MILHÕES NO PRIMEIRO TRIMESTRE.
                UOL ECONOMIA.

                0
                • D. RJ 9 de maio de 2012 at 10:22

                  Aí galera, quase 400 comentarios em menos de 24 horas, uma taxa de 16 tópicos por hora (isso contando a madrugada).
                  A BOLHA TÁ NA BOCA DO POVO!!

                  INVESTIDORES, SEJAM ESPERTOS, não fiquem com o mico na mão, igual vcs fizeram com as suas linhas telefônicas alugadas.

                  Bolha, quando vc for entrevistado no Jo Soares ou Jornal Nacional, vamos ter que fazer uma festa pra comemorar o encerramento do Blog!

                  abraços

                  0
                  • Bolha Imobiliária 9 de maio de 2012 at 11:19

                    Hehehe. Encerramento que nada…O blog vai se tornar uma fonte de informações para as próximas gerações. Acho que não será encerrado assim tão rapidamente…

                    0
                    • AF 9 de maio de 2012 at 11:29

                      Reportagem com o professor SAMY DANA

                      E continuam inflando a bolha…

                      Saiu no Jornal METRO de hoje:

                      COM JURO MENOR, IMÓVEL DEVE CONTINUAR CARO.
                      Crédito mais barato pode adiar a desaceleração dos preços.

                      http://www.readmetro.com/en/brazil/portoalegre/

                      0
                    • Luiz 9 de maio de 2012 at 12:55

                      09 de maio 2012

                      QUEDA SEGUE FORTE

                      GFSA3 3.76 -0.5%
                      RSID3 7.37 -4.5%
                      CYRE3 15.29 -3.8%
                      MRVE3 11.92 -4.6%
                      EZTC3 20.79 -3.3%
                      PDGR3 5.02 0.0%
                      EVEN3 7.43 -3.5%

                      IMOB 844 -2.2%

                      0
                    • Curioso 9 de maio de 2012 at 12:59

                      Bolha,

                      Se nos dispusermos a selecionar os melhores tópicos, acho que daria um bom livro….

                      Com certeza servirá de material para história econômica do pais…

                      0
                    • GB 9 de maio de 2012 at 13:56

                      Fico imaginando os gringos entrando aqui e vendo o que acontece na Banânia do Sul, eles devem dar muita risada.

                      Logo vamos ter um episódio dos Simpsons ou do South Park falando do bolhaimobiliária.com

                      0
                    • Luiz 9 de maio de 2012 at 14:20

                      Rio+20 sem os europeus corresponde a cancelar o Rio+20
                      Americanos e chineses estão pouco se f*dendo pro meio ambiente, o resto vai na cola

                      0
        • SF 8 de maio de 2012 at 14:26

          Imóvel passa a ser ativo quando comprado à vista. Ativo com 30 anos de prestação, nunca vi isso.

          O país ficou rico???

          Como se explica que o país ficou rico, a mídia dizendo que a população esgotou seu nível máximo de endividamento???

          Como se explica que o país ficou rico, a mídia dizendo que o índice de inadimplência aumentou???

          Como se explica que o país ficou rico, com a renda da população estagnada???

          Como se explica que o país ficou rico, com as pessoas devolvendo imóveis para as construtoras por não conseguirem financiamentos???

          Como se explica que o país ficou rico, com a população devolvendo seus carros financiados em 72x as financeiras (bancos)???

          Sinceramente não consigo entender e nem enxergar a riqueza do país, a não ser nas mãos dos empresários, banqueiros, políticos. Esses sim sempre foram ricos, a riqueza sempre esteve centralizada nas mãos deles.

          0
          • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:51

            muito bme esclarecido SG

            nesse caso imóvel tá mais pra passivo do que pra ativo

            0
            • Pablo 8 de maio de 2012 at 15:53

              Não é o ATIVO que F… com o PASSIVO!

              0
        • SF 8 de maio de 2012 at 14:29

          Riqueza a meu modo de vista quer dizer abundância!!!

          Qual brasileiro comum, trabalhador, que chega ao trabalho às 8hs e saí às 18hs de 2ª a 6ª feira, tem abundância de recursos em suas mãos para comprar um imóvel de 2/4 45m² a 200k (preço por baixo), pq tenho visto a 250k, 270k????

          0
          • SF 8 de maio de 2012 at 14:46

            Saldo de 160 mil….kkkkkkkkkkkkkkk

            só rindo de vc!!!!

            vai corretor, vai tentar vender pra pagar a prestação do seu Palio

            kkkkkkkkkkkkkkkkk

            0
            • Cleyton 8 de maio de 2012 at 15:36

              Puxa, precisava ter estudado enquanto era tempo, mas como nem educação não recebeu!

              0
            • Bolhado 8 de maio de 2012 at 16:19

              kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

              Na hora que o mercado acordar vai ter tanto corretor virando profeta do armagedon! Vão dizer; “O mercado quebrou por causa dos pessimistas”

              0
            • Bolhado 8 de maio de 2012 at 16:21

              Saldo de 160 se não houver juros e inflação! Duas coisas que não existem no Brasil! KKKKKKKKKKKKKK Volta pro primário aí corretor! Pra discutir investimentos e finanças tem que ao menos fazer continha de padaria!

              0
              • SF 8 de maio de 2012 at 16:45

                Vc tá certo “Bolhado”.

                Por isso nem me dei ao trabalho de responder a esse Cirillo.

                0
          • Leno 8 de maio de 2012 at 14:50

            Sua conta é prova da sua ignorancia.

            Salario bruto de R$4500 deve sobrar liquido em torno de R$3.900. Alem de pagar a prestação do imovel a familia tem que gastar com alimentação, saude, carro, ipva, iptu, condominio, agua, luz, telefone etc.Se tiver filhos então ferrou.

            Mas vcs acham que as pessoas só precisam de imóveis.É esse pensamento torto que vai levar este setor ao colapso.

            0
          • Carlos rj 8 de maio de 2012 at 14:51

            Espera uma dessas pessoas ser demitidas… E tb 4500 brutos são 3800 líquidos… Com uma prestação de 1500 sobra 2300 pro resto e leve em consideração que depois de um tempo esse casal vai ter um filho…Hummm essa conta não fecha…

            0
            • Leno 8 de maio de 2012 at 15:06

              Essa é a prova que o subprime existe no Brasil.

              0
              • Carlos rj 8 de maio de 2012 at 19:49

                E nesse caso a subprime já está estatizada, pela CEF!!! Será que o governo (CEF) vai deixar de cobrar os imóveis atrasados de volta??

                0
          • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:54

            60% da população ganha menos que isso, segundo o IBGE

            A possibildiade de o casal ganhar mais que isso se reduz ainda mais
            Por probabilidade simpels daria menso de 16% (o,4 x o,4)

            Considerando assimetria do trabalho feminino e desemprego em mais que 10% então a gente vê que país pobre nós somos, a começar pela capacidade dos corretores

            0
        • FRK 8 de maio de 2012 at 22:33

          Observação correta, exceto que imóvel onde se reside é passivo.

          abs

          0
      • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:18

        Pra quem é mais antigo no blog, sempre falavamso que Salvador seria leading no que vai acontecer com a Bolha

        Pois bem, entrem lá no Pife-Pafi e vejam a bela corcova em direção aoa bismo
        Salvador está em ritmo acelerado de queda de preços, o auge da bolha já se foi, todavia, acredito em repique, agora em maio, antes da queda realmente ocorrer.

        Vejam que investir em imovel em Salvador perde até pra poupança, isso em rendimento bruto, se considerar, impostos, custos, taxas, ficaria pior que investir embaixo do colchão.

        0
        • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:20

          Outro leading é a bolha de veículos prestes a estourar ainda este ano.

          Impressionante como a inteligencia coletiva do blog conseguiu profetizar eventos desta magnitude com bastante antecedência.

          Estou apenas sistematizando o que foi falado ano passado, escrevo com a humildade de quem apenas lê, analisa e conclui.

          0
          • RosinhA 8 de maio de 2012 at 12:25

            Luiz precisamos fazer uma força tarefa para explicar os andamentos futuros, o KG nós já temos, precisamos de expiões infiltrados, para podermos obter informações valiosas e sigilosas.

            0
            • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:28

              acho que são eles que precisam da gente

              masoquismo só não explicaria as constantes visitas

              Luiz – humildade tem limites

              0
            • MRCG 8 de maio de 2012 at 17:26

              Vamos fazer um wikileaks voltado para o mercado imobiliário. hehehehehe

              0
        • RosinhA 8 de maio de 2012 at 12:29

          Esta esquecendo Curitiba veja os gráficos:

          h tt p://www.agenteimovel.com.br/mercado-imobiliario/a-venda/curitiba,pr/

          0
        • Carlos 8 de maio de 2012 at 13:09

          Espera o horto bela vista ficar pronto… Pagar R$300.000,00 num apartamento( 2 quartos) no subúrbio de SSA sendo que por R$ 250.000,00 você mora na pituba( bairro considerado nobre). Era previsível isso na Baêa!!

          0
        • Anonymous 8 de maio de 2012 at 13:16

          Qual o link para esse “Pife-Pafi”?

          0
          • Luiz 8 de maio de 2012 at 13:23

            é o fip e zap amigo
            pife pafi é o apelido que demos no blog

            0
            • jibs 8 de maio de 2012 at 16:04

              obrigado, nao tinha ouvido aindaa expressao e estava completamente desnortado

              0
              • Guilherme Eduardo 8 de maio de 2012 at 20:14

                colocar o nome correto faz aumentar a audiência do ZAAP, o que pode levar resultados como ” mais pessoas estão procurando imóveis no ZAAP”.

                Já perceberam como aqui só tem propaganda de imóveis? é porque uma das palavras mais usadas aqui é IMOVEL / IMOVEIS.

                0
                • jibs 9 de maio de 2012 at 10:11

                  Comprendo seu argumento. Mas me parece muito bobo pela parte do website…. O negocio de um website como esse nao é vender/locar imoveis mas ter fluxo de pessoas procurando imoveis, clicando banners, recebendo informaçao, etcetc..

                  Caso interessante é o do espanhol IDEALISTA:
                  1) Era um site com negocio semelhante ao website brasileiro referido
                  2) Eles criaram o primeiro indicador de preços considerado independente e sem manipulaçao, na era que os SECOVIS e demais lobbistas
                  do tijolo manipulavam informaçao
                  3) No forum do website surgiu o “BOLHAIMOBILIARIA” espanhol, sendo o fundador do site um dos maiores “bolhistas”

                  0
      • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 12:25

        O governo tenta fazer a parte deles afinal se falar que a coisa travou e que se não comprarem vai da mer*.* todo mundo entra em desespero. Ai vem as justificativas, que caiu porque tem menos mês, que é culpa lá de fora, que os juros serão sentidos a longo prazo, que somos país de primeiro mundo, etc.

        0
      • Diogo 8 de maio de 2012 at 12:31

        No meu entender e de acordo com a conjuntura atual, nunca mais já chegou.

        0
    • Bolhas de sabão 8 de maio de 2012 at 12:07

      Cenário positivo da economia brasileira???? Bolsa caindo, dolar subindo, indústria travada, estoques de carros e imóveis, presidente apelando para que a população consuma mais e movimente a economia.
      Esses jornais deixaram de dar notícias para contar piadas?

      0
    • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 14:01

      Pessoal VAMOS LER NAS ENTRELINHAS. O que é apresentado como uma notícia positiva para o setor, é na verdade o reconhecimento do fim da festa. Quer dizer que vai subir, segundo o próprio SECOVI, 4,5%??? Menos que a inflação, menos que todas as aplicações? E a valorização eterna? E os 30% anuais?

      O próprio SECOVI aparece e diz que vai perder valor, pois renderá menos que a inflação. Esse é o início do fim.

      0
      • Bolhado 8 de maio de 2012 at 16:28

        Pros corretores se aumentou a porcentagem houver crescimento! O mercado está se aquecendo é melhor comprar agora porque a população vai aumentar! A copa é no Brasil, vai abrir uma fábrica da Apple em Bananialand e os chineses vão precisar de casa pra morar, se comprar agora vai poder vender pelo triplo do preço! Esses chineses da Apple são super ricos e vão pagar qualquer coisa pra viver no BraaaZZZzzIiiLLLlll

        0
    • Paulo 8 de maio de 2012 at 14:07

      Reparem a sacada da notícia…. falaram que imóveis iam subir, depois que acompanhariam a inflação, agora falam em 4,5% (abaixo da inflação)….. ou seja, apesar de a notícia falar em subir, eles já estão abaixo da inflação, perdendo valor real….. o próximo passo é admitir que não vai subir o preço (como eles já admitiram para algumas regiões da cidade)… e por fim, “desculpa, mas os preços vão desabar”……..

      0
      • SF 8 de maio de 2012 at 14:32

        É o que esperamos, que os preços desabem!!!

        0
  • Bolhas de sabão 8 de maio de 2012 at 11:59

    Afinal, sobe ou desce? Cada um publica a notícia como quer. Ou como pagam.

    Estadão
    As vendas de imóveis novos residenciais na cidade de São Paulo registrou no primeiro trimestre de 2012 alta de 27% em termos reais no valor movimentado em relação a igual período do ano passado.
    economia.estadao.com.br/noticias/economia%20brasil,venda-de-imoveis-novos-sobe-27-em-sao-paulo,111549,0.htm

    Folha
    o valor movimentado pelas vendas de residências novas na capital paulista foi 27% maior nos três primeiros meses de 2012 que no mesmo primeiro trimestre de 2011
    folha.uol.com.br/mercado/1087086-lancamentos-residenciais-caem-292-na-cidade-de-sp.shtml

    0
    • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:48

      movimento 27% maior, mas e os preços deflacionados?
      o preço caiu ou subiu?

      outra coisa: o movimento é de assinatura de promessas de compra e venda, dinheiro que é bão não have.

      noticia incompleta

      0
  • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:12

    Alegria de pobre dura pouco
    Corretores metidos a investidores, vc são uns pobre coitados

    Corram, liguem paras os proprietários e sugiram que eles alugam pelo primeiro preço que der, pq a cosia vai piorar

    GFSA3 3.81 -3.1%
    RSID3 7.78 -3.1%
    CYRE3 15.48 -3.1%
    JHSF3 6.00 1.7%
    BRML3 23.89 -0.0%
    MRVE3 12.07 -2.4%
    EZTC3 21.78 -0.3%
    PDGR3 4.86 -3.2%
    EVEN3 7.73 0.5%
    HBOR3 9.11 -1.5%
    BRPR3 23.64 -0.3%
    IMOB 854 -1.4%

    0
    • Paulo 8 de maio de 2012 at 12:27

      Recentemente eu conversei com um corretor e ele me disse que na cidade de onde eu venho (Maceió-AL) são feitos diversos negócios imobiliários na base da TROCA e não de dinheiro. Na frase dele: “Aparece gente querendo trocar terreno, carro, gato, cachorro e papagaio mas dinheiro que é bom nada”. Não sei como esse tipo de negócio é inserido nas estatísticas mas com certeza eles devem inserir como algo vantajoso.

      0
      • peterson 8 de maio de 2012 at 17:00

        a troca é lançada como 2 vendas… hehehe vc acha que é diferente disso?

        0
  • Avoador 8 de maio de 2012 at 12:28

    er 08/05/12 – 8h – Bancos reagem à pressão para baixar juros e não garantem crédito maior

    Os bancos se pronunciaram pela primeira vez desde que foram atacados pela presidente Dilma Rousseff em cadeia nacional por causa dos juros altos e dos spreads. O economista-chefe da federação dos bancos (Febraban), Rubens Sardenberg, disse, em relatório, que o setor não pode garantir aumento da oferta de crédito, como deseja o governo, para assegurar o crescimento econômico. Sardenberg alfinetou, no mesmo texto: “Alguém já disse que você pode levar um cavalo até a beira do rio, mas não conseguirá obrigá-lo a beber a água.” Interlocutores da presidente Dilma reagiram com ironia ao relatório. Ao ouvir a frase, um técnico rebateu: “Você não pode obrigar um cavalo a beber água, mas ele também pode morrer de sede”.

    0
    • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:39

      hahaha, essa foi a noticia do dia,
      vale a capa BOLHA
      corresponde a “o gato subiu no telhado”

      0
      • Bitbio 8 de maio de 2012 at 19:52

        ainda não mas ta tentando.

        http :// 26.media.tumblr.com/tumblr_m3exqrJSAk1qlxohso1_500.gif

        0
    • Curioso 8 de maio de 2012 at 13:29

      Foi a melhor notícia do mês, certamente merece destaque!

      0
    • Eduardo 8 de maio de 2012 at 13:32

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Vai começar a briga… Os bancos vão começar demitir, o Governo vai ajudar… que “palha assada”…

      0
    • Anonymous 8 de maio de 2012 at 14:45

      Estamos voltando a época do Collor. Já temos um sujeito no ministério do trabalho com a mesma capacidade intelectual do saudoso Antonio Rogério Magri. No lugar da caça aos Marjás, já temos a caça aos Bancos. Quem já assistiu na primeira vez, sabe como termina.

      0
      • RosinhA 8 de maio de 2012 at 19:56

        Ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão.

        0
  • YFO 8 de maio de 2012 at 12:31

    Montadoras têm o maior estoque desde 2008 e já param produção aos sábados

    Francisco Carlos de Assis e Cleide Silva, de O Estado de S. Paulo

    SÃO PAULO – A indústria automobilística encerrou abril com estoques suficientes para 43 dias de vendas. É o maior nível desde novembro de 2008, no início da crise global, quando o encalhe nas fábricas e nas revendas atingiu o equivalente a 56 dias de vendas.

    Na virada do mês, havia 366,5 mil veículos nos pátios, quantidade muito maior que a das vendas de abril, de 257,8 mil unidades, e da produção, que somou 260,8 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Segundo dados divulgados ontem pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em abril as vendas caíram 14,2% e a produção, 15,5% em relação a março.

    Diante desse quadro, algumas montadoras podem adotar medidas para reduzir a produção. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Betim, João Alves de Almeida, diz que a Fiat já o procurou para acertar um período de dez dias de férias coletivas a partir da próxima semana, para cerca de 2 mil trabalhadores. A Fiat nega a informação.

    Almeida disse também que fornecedores de peças iniciaram períodos de férias ontem, entre elas a Teksid, fabricante de blocos de motores do grupo Fiat, que emprega cerca de 600 funcionários. “A Fiat informou que espera uma recuperação das vendas nos próximos meses, por isso não tem planos de demissão”, afirmou o sindicalista.

    Sábados extras de trabalho que estavam programados para este mês foram cancelados na Fiat e na fábrica da General Motors no ABC paulista, segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul, Aparecido Inácio da Silva.

    Os pátios das montadoras tinham 111.620 veículos no fim de abril, o correspondente a 13 dias de vendas. Já nas concessionárias havia 254,8 mil unidades, ou 30 dias de vendas. Em março, os estoques totais eram para 35 dias de vendas.

    De acordo com Cledorvino Belini, presidente da Anfavea, a retração das vendas pode estar relacionada ao menor número de dias úteis, em decorrência dos feriados da Semana Santa e do Dia do Trabalho. Embora este último tenha sido em maio, o dia 30 de abril fez parte do feriado prolongado.

    Empresas do setor e os revendedores, contudo, creditam a queda das vendas ao maior rigor dos bancos na liberação de crédito para o financiamento, por causa da alta inadimplência.

    Produção

    A produção de veículos somou 260,8 mil unidades em abril, queda de 7,5% na comparação com o mesmo mês de 2011. No acumulado do quadrimestre, houve queda de 10,1%, para 998,9 mil veículos, ante 1,11 milhão em 2011.

    Apesar da retração, o setor encerrou abril com 145.063 empregados, o que representa estabilidade em relação a março. Na comparação com abril de 2011, houve alta de 5,9% no total de funcionários no setor.

    “http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,montadoras-tem-o-maior-estoque-desde-2008-e-ja-param-producao-aos-sabados,111503,0.htm”

    0
  • Corvo 8 de maio de 2012 at 12:38

    Imprevisto previsível……

    “Olímpiadas de Londres – Proprietários expulsam inquilinos para faturar com Olimpíada”

    “http://esportes.terra.com.br/jogos-olimpicos/londres-2012/noticias/0,,OI5760473-EI19410,00-Proprietarios+expulsam+inquilinos+para+faturar+com+Olimpiada.html”

    0
    • Carlos 8 de maio de 2012 at 13:13

      No rio não vão precisar fazer isso…Cheio de bairro fantasma no entorno do autodromo!!

      0
  • Corvo 8 de maio de 2012 at 12:43

    Tecnisa vendendo comerciais com renda garantida de 0,8% por 18 meses.
    Sacada mercadológica ou desespero controlado?

    “http://www.tecnisa.com.br/lp-rendagarantida.html?gclid=CNKYzMaB8a8CFQaxnQod6nAUXg”

    0
    • Laranja 8 de maio de 2012 at 13:17

      Atraindo mais investidores… isto é barbada!
      Quero ver atrair USUÁRIOS!

      0
    • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 14:04

      Corvo, os caras aumentam o preço em 15% e te devolvem parcelado depois, apenas isso. Se rende tudo isso, garantido, porque querem te vender? Se os imóveis valorizam 30% ano ano, porque as construtoras fazem de tudo para te vender um? Olha que beleza, o estoque dela valorizando sem parar, com uma margem MUITO superior do que a mergem de lucros que eles tem com a construção. E mesmo assim os cara, tão legais, querem de toda a maneira te vender um.

      0
      • SF 8 de maio de 2012 at 14:33

        Bela percepção…..rs

        vlw…Carlos_

        0
  • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:44

    DOLLAR INICA HOJE A DISPARADA
    corram para sa colinas, ou para miami quem puder

    0
  • Lourenço 8 de maio de 2012 at 12:45

    Não acredito de jeito nenhum nesses números do SECOVI. As vendas no mercado em geral estão paradas; trabalho com alimentos (indústria) e toda cadeia do comércio que vende ou transforma alimentos tem sofrido muito este início de ano com a queda nas vendas.

    Ano passado neste mesmo período as vendas eram bem melhores, visto que, estavamos aproveitando o final da onda de 2010 que foi muito bom.

    Para uma pessoa que vive o dia a dia do comércio na pele, fica difícil acreditar em resultados e palavras dum sujeito que está lá para defender um setor que representa.

    Não tenho como achar normal venda de imóvel ter subido e grande parte do mercado travado ou dando marcha à ré; pelo menos a noticia veio bonita com as 5400 unidades vendidas. Número redondinho né !!!

    0
    • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 13:41

      Lourenço, tenho certeza que esses números são verdadeiros. Não iam inventar do nada, é baseado nos dados das construtoras. Só que o que ocorreu foi venda na planta, com uma pequena entrada parcelada. O dinheiro de verdade vai ter que aparecer daqui há 3 anos. Comprar na planta é como comprar um imóvel no mercado futuro. O dinheiro mesmo só aparece na data do fechamento da opção, ou seja, na entrega das chaves.

      0
      • Charles 8 de maio de 2012 at 14:21

        Carlos

        Ponderemos: Você não tem e não pode ter certeza de nada! São apenas conjecturas…

        0
        • Charles 8 de maio de 2012 at 14:23

          Complementanto:

          Como você, nem eu e nem ninguem, nao tem mecanismos de ter a certeza de que essas noticias são verdadeiras ou nao, o setor se aproveita para dizer o que bem entende em proveito proprio, mesmo que isso custe a estabilidade economica do país.

          0
    • RosinhA 8 de maio de 2012 at 19:53

      Lourenço se está assim com item de necessidade pessoal alimentos, imagine quando conversei com quem vende perfumes, relógios, bolsas, precisa ver o que o pessoal tá passando, tá começando a dar medo. O governo terá de intervir de alguma forma, espero mais pacotes esdrúxulos em breve, comprem dólares and run to the hills. Pena que o Salvatore Cacciola saiu do pedaço, não existem mais doleiros como antigamente.

      0
  • Muca CG Muita Treta 8 de maio de 2012 at 12:47

    Hoje de manhã, fui andar de bicicleta na ciclovia da Radial Leste. Na volta, resolvi passear no miolo dos bairros que ladeiam a via, como Penha, Vila Matilde, Vila Esperança, Vila Ré e Artur Alvim. E, para minha surpresa, encontrei imobiliárias abertas às 7h da manhã. Nunca tinha visto isso. Nas duas que já estavam com as portas levantadas, resolvi dar uma trollada. Cheguei, perguntei por imóvel para alugar e eles disseram que, na região da Vila Ré, só existiam casas pelo valor de R$ 1 mil ou mais. Sério, quem de vocês pagaria essa grana para morar por lá? (tudo bem, há linha de metrô por perto, mas isso não influencia tão positivamente na região).

    0
  • Corvo 8 de maio de 2012 at 12:56

    Mais dados de mercado quentíssimos….

    Lançamento residencial da Yuny em Santos neste último fim de semana….70% vendidos no lançamento.

    “http://unlimitedyuny.com.br/folheto-lopes/”

    E a pergunta não se cala: Quem está comprando?

    0
    • bolhaBH 8 de maio de 2012 at 13:25

      Será?

      70%?

      O tempo dirá.

      0
    • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 13:37

      Corvo, no Brasil tem rolado muito dinheiro. Uma verdadeira Cachoeira de dinheiro, se é que você me entende.

      0
    • Eduardo 8 de maio de 2012 at 13:39

      Esses dias recebi um folder de um lançamento, e dizia 100% vendido…

      E pra quê propaganda…

      0
    • Douglas 8 de maio de 2012 at 13:41

      O Pelé….
      Come to Bubble Church you to, Come!

      0
    • Anonymous 8 de maio de 2012 at 15:00

      Em qualquer lançamento está havendo um confusão de tempos verbais – no fundo é um problema de Português.

      Vendeu o que? Vendeu simplesmente “ar” pois é o que existe no lugar onde talvez seja construído algo.

      Pagou com o que? Com notas promissórias quitáveis em 30 anos.

      Conclusão: Estão vendendo ar a troco de promessa. Acho até justo 😉

      0
    • RosinhA 8 de maio de 2012 at 19:45

      Corvo há 2 meses colocaram o planfleto no meu carro na beira da praia em frente ao lugar da construção e dizia a mesma coisa, será que empacou aí? O aquário aí tá nojento hein, na beira da praia, e o leão marinho quase morre na sujeira, fui mostrar as minhas filhas e só consigo ver 3/4 pacus que vergonha hein prefeito.

      0
    • ze 9 de maio de 2012 at 08:16

      Acho que foi esse unlimited q trollei o corretor…

      0
    • Fred 9 de maio de 2012 at 09:09

      Corvo, o problema de Santos é que a cidade sempre se achou muuuito mais bacana do que realmente é. E agora a tranquilidade dos “bons tempos” tá indo pro espaço com esse monte de construção. Onde existiam barzinhos e clubes tradicionais de frente pro mar, agora tem espigão. E o ar, o “ventinho”, que nunca foi lá essas coisas por lá, tá cada vez mais escasso. Tá difícil. Só pra “investimento” (???) mesmo.

      0
  • lion 8 de maio de 2012 at 12:57

    Selic cai, indice de preços sobe, ate qdo ?!?! hehe
    personnaliteinvestnet.com.br/personnalite/investimentos/previdencia/
    fundo baseado em indice de preço ja deu quase 20% só esse ano..

    0
  • Luiz 8 de maio de 2012 at 12:58

    SOLUÇÃO PARA CRISE SE CHAMA TRABALHA
    Só o METRO de SP transporta quase 1 BILHÃO de pessoas por ano.

    Somado com a CPTM temos mais que a pop da China por ano

    Metrô de São Paulo já transporta 812 milhões ao ano
    Segundo o Relatório da Administração de 2011 do Metrô de São Paulo, publicado neste mês, a companhia aumentou em 7,7% o total de passageiros transportados, chegando a 812 milhões de pessoas por ano.

    Metrô SP licita projeto de trecho da Linha 15

    A concorrência é internacional, do tipo técnica e preço, e os serviços serão executados sob o regime de empreitada por preço unitário. Os documentos e propostas técnicas e comerciais serão recebidos no dia 12 de junho, às 9h, durante a sessão pública de recebimento e abertura dos projetos.

    A Linha 15-Branca terá 14,4 km de extensão, ligando a Vila Prudente (Linha 2-Verde) a Dutra (futura linha 19-Celeste), passando pela Linha 3-Vermelha (estação Penha), e pelas futuras Linhas 6-Laranja do Metrô e 13-Jade e 14-Ônix da CPTM.

    0
    • peterson 8 de maio de 2012 at 16:01

      em SP tudo é muito lento que o esperado, o governo demora muito para fazer avanços no setor de transportes de massa, demora muito para reduzir margens do pedágio das estradas, demora muito em obras carissimas, demora demais…. eu achava que era de propósito (como um boicote ao desenvolvimento nacional), mas cheguei a inevitável conclusão que é incompetencia mesmo, trata-se do governo mais incompetente do Brasil…. com metade do orçamento de SP existem países muito mais desenvolvidos….

      0
      • RosinhA 8 de maio de 2012 at 19:38

        Peterson e os valores, arrumaram uma estrada vicinal de TERRA, que usamos para acesso, por míseros 60K por KM, a estrada tem 10km custo 600k para colocar cascalho tirado do barranco, carregado por 2 caminhões Ford ano 60 e pouco e espalhados por uma patrol ano 50 e pouco tb, conclusão tb concordo com você em inúmeros pontos, este país não muda tão cedo não, precisamos ver para onde a manada corre e tentar se inflitrar do outro lado, se os chifrudos permitirem.

        0
  • Anti-Bolha (acreditando na sua existência e no estouro) 8 de maio de 2012 at 13:24

    Pessoal,

    Como não consigo ler todos os posts, acredito que isso pode ter sido comentado no blog.

    Escuto há muito tempo na CBN uma chamada da BBC Brasil, falando de uma matéria deles que questiona se a situação brasileira é tão favorável como muitos querem fazer crer, coloca a possibilidade da existência da bolha, fala de crédito e cita o site deles (acho que bbcbrasil.com).

    Só que quando entro no site não consigo localizar esta matéria. Vcs já passaram por esta situação? Conseguiram acessar esta matéria?

    0
  • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 13:36

    Bovespa rompendo para baixo a linha dos 60.000 e 4 construtoras entre as 5 maiores quedas. Isso em um contexto de juros caindo e no mesmo dia que anunciam uma alta de 27% nas vendas do semestre.

    Alguma coisa está muito errada…

    0
    • Douglas 8 de maio de 2012 at 13:43

      Come to Bubble Church you too, Come!

      0
      • Luiz 8 de maio de 2012 at 13:50

        calma aí

        Hoje o mundo todo tá caindo
        O fatos das imob liderarem as quedas significa apenas que são as mais alavancadas, as que poderão quebrar primeiro, só isso.

        0
        • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 13:54

          Mas alavancadas elas já estavam antes e isso já estava precificado.

          Agora estão em um contexto muito melhor do que há um mês, inclusive de crédito e juros para refinanciarem as próprias dívidas e para empurrarem seus imoveis bolhudos. Em príncipio, não era para caírem mais do que o resto.

          0
          • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:02

            Carlos,

            – Ano passado elas tbm lideraram as quedas
            – A queda forçada de juros significa aumento de exposição.

            Ou seja, nada mudou,
            Está provado que o ponto de não retorno passou
            O rumo segue pro abismo

            0
            • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 14:28

              “A queda forçada de juros significa aumento de exposição.”

              Exposição para os bancos, não? Quando a construtora recebe do banco a grana, o financiamento não é mais problema dela.

              0
              • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:36

                é verdade,

                a queda forçada do juros aumenta o risco p o bancos que vão travar os financiamentos, exceto os bancos publicos que vão engolir o risco a mando.

                o ambiente mais instável leva a mais incerteza que leva a queda da ação da construtora- perdendo valor ela fica em situação pior, alavancada em dividas, com retorno mais incerto que antes.

                0
              • Bolhado 8 de maio de 2012 at 16:39

                A menos que com o aumento da inadimplência e devoluções no setor imobiliário, os bancos passem a dificultar os empréstimos e o estoque encalhe! Não há economia de país algum imune a problemas no setor bancário! Se este setor quebrar toda a economia vai junto.

                0
  • roberto 8 de maio de 2012 at 13:38

    Não sei se já foi postado mas segue o LINK:

    “http://www.youtube.com/watch?v=PyEcnOeA6rA”

    É impressionante a ganância desta construtora MRV. Com o valor do metro quadrado nas alturas e mesmo assim entregando “apertamentos” de PÉSSIMA qualidade. Deveriam colocar um telão no feirão da caixa exibindo este filme de terror.

    0
  • Salles 8 de maio de 2012 at 13:39

    Minha nossa senhora :

    http: // w ww .google. com/insights/search/#q=bolha%20imobiliaria&cmpt=q

    0
    • Carlos 8 de maio de 2012 at 14:08

      Tb me assustei quando fiz isso!!!!

      0
    • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 14:48

      Muito interessante. Para quem não viu, é um gráfico mostrando a evolução da frequência pela busca do termo “bolha imobiliária”. A busca por esse termo aumentou 500% no último ano.

      0
  • Igor Eduardo 8 de maio de 2012 at 13:39

    Conto aqui uma conversa que ouvi durante o almoço de ontem e achei “interessante”…

    Eu estava em um restaurante para almoçar e tinha dois caras (por volta de uns 40 anos) em uma mesa muito próxima, o que tornava impossível não ouvir a conversa deles:

    “Fulano A: Quanto você está pagando no financiamento do seu apartamento?
    Fulano B: R$ 5.000,00!
    Fulano A: Nossa Cara! Por que você não fez o financiamento num prazo maior, para que as parcelas ficassem mais em conta?
    Fulano B: Como se eu fiz em 30 anos que é o prazo máximo?!”

    Na mesma hora pensei, está aí a fotografia da bolha… Como uma pessoa pode entrar em um financiamento longo e com uma parcela alta dessas?

    0
    • John 8 de maio de 2012 at 14:05

      Prestação de apartamento bolhudo é assim. Se não for milionário e fizer questão de ser o dono do imóvel depois de 30 anos tem que pagar isso aí ou mais. Mas cabe os questionamentos: Vai mesmo conseguir pagar as parcelas ao longo dos 30 anos? Vale a pena ficar apertado e, talvez, deixar de fazer muita coisa só para ter UM imóvel no nome?

      0
      • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 14:26

        Cara, temos que ser honestos. A bucha são os primeiros anos. Depois, a inflação vai comendo o valor real das parcelas. Depois de 7 anos as parcelas tem um valor real de metade disso. Isso, claro, se o cara não perder o emprego no caminho. Aí já era.

        O que pode ferrar essas pessoas é a inflação cair muito, e assim a parcela continuar com um valor real alto, ou a inflação subir muito, forçar um aumento grande dos juros e da tr. Ficando nesses 5%, 6% de hoje o pior é apenas no começo.

        0
        • Pablo 8 de maio de 2012 at 16:22

          Não esqueça que a inflação come o salário também!
          Se as reposições salariais não acompanharem então não precisa nem ser demitido!
          Tem muita empresa por ai que mostram em seus balanços que a incremento nos salários não esta se refletindo em aumento de produtividade!

          0
    • Carlos 8 de maio de 2012 at 14:06

      Esse dai não comprar um carro novo por uns 10 anos!!

      0
    • F. Paes 8 de maio de 2012 at 14:35

      Ah, vá! Sério que você escreveu isso?! E se esse senhor que estava conversando fosse o diretor de uma multinacional? E se ele ganha, juntamente com a esposa, 50k, 60k por mês? Começo a achar que o mal do blog são algumas pessoas daqui, que ganham uma miséria, começam a querer nivelar todos por baixo. Outra coisa interessante é que qualquer notícia contrária ou que enfraquece o pensamento da “catástrofe” é tido como algo infundado, sem veracidade, mesmo que sejam postadas notícias de internet ou outros fundamentos. Agora, quando é algo pró-bolha… Aí vale contar qualquer “causo” que tá valendo…

      Continuo como espectador acreditando que entraremos na fase da estagnação de preços, mas ainda com possibilidade de altas pontuais em alguns bairros, em virtude de melhorias de infraestrutura pelo poder público e de pequens quedas (da ordem de 10 a 20%) em bairros onde não se constrói nada novo mas ainda sim tem sobreoferta de aptos usados.

      0
      • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:43

        Segundo o ibge 0,0001% ganha acima de 60k

        Normalmente gente em fase final de carreira que já comprou casa própria a décadas.

        Porfavor tenha mais respeito com o pessoal do blog que ganha “uma miséria”, eles são 90% da população brasileira, sem eles vc não podia vir aqui desfilar de arrogante

        E sobre suas as expectativas irrealista de valorização nem o SECOVI acredita mas no seu sonho. Acorda.

        0
        • Charles 8 de maio de 2012 at 14:52

          Luiz

          Perdeu tempo lendo esse asno. Ele só não é uma besta perfeita, porque ninguem é perfeito.

          Ele é burro e com orgulho!

          0
          • Luiz 8 de maio de 2012 at 15:01

            respondo não em respeito a ele, pq ele não faz por merecer

            respondo em respeito as pessoas que vem neste blog buscar informação, e se depara com salario de 60k como se fosse comum

            Alias vc viu o grafico do google? explodiu o numero de visitantes

            0
        • F. Paes 8 de maio de 2012 at 15:05

          Falei em renda CONJUNTA, marido e esposa, 2 pessoas juntas, o casal, o par, o sr. falador na mesa e sua esposa. E É 0,00000000000001% DA população brasileira (190 MILHÕES de pessoas). Mas eles existem concorda??? Será que não vão ao shopping? Não saem pra comer em restaurante?

          Outra, não poso de arrogante não. Mas infelizmente vemos aos montes iguais a esse comentário. São aqueles que acham inadimissível um sr. de chinelo ir na concessionária e comprar uma Mercedes. “Tiram os outros pelos seus”

          Comprar casa não é ir na esquina comprar pão. Tem que ralar, abdicar de muita coisa. A grande verdade é que a maioria aqui quer o que o braço não alcança. Não pode morar na Zn. Sul? Compra na Pavuna. Não dá pra morar na Pavuna? Compra em Maricá. O que eu não engulo é gente que se acha “o entendido”, “o fodão”, mas tira 3k por mês, ofende qualquer opinião contrária e ainda quer morar no Leblon.Se fosse tão foda, tava morando numa cobertura na Delfim Moreira, dando palestra na FGV e tirando rios de dinheiro. Não tava aqui postando no blog na hora do expediente. Fica na paz.

          Voltando à condição de espectador…

          0
          • Luiz 8 de maio de 2012 at 15:28

            rend aconjunta pior ainda,
            quem ganha 60k mês dificilmente a esposa trabalha
            a minha fonte são so dados oficias do IBGE

            sua fonte é a sua cabecinha sonhadora

            quanto mais vc fala mais vc se enrola

            E como asim querer o que o braço não alcança?
            Não sou do Rio, mas estive aí no Leblon e exceto a parte mais perto da praia achei tudo bem normal, alguns predinhos achei bem tosco, é bairro tipico de classe média, média alta, tipo cult, mais ou menos o que é a Vila madalena em SP, pessoal bem descoladão, a renda neste perfil estaria entre 5k e 10k na média.

            Faz parte do trabalho docrrretor mitologizar os lugares.
            Ouvi ountro dia aqui em SP que a fronteria com Osasco era bairro nobre, imagina só, periferia de osasco bairro nobre.

            0
            • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 15:49

              Isso sobre o Leblon eu já disse 10 vezes no blog. É provavelmente o bairro mais sobrevalorizado do mundo. A água eternamente imprópria da praia e o esgoto exposto do canal que o digam.

              0
            • F. Paes 8 de maio de 2012 at 15:49

              kkkkkkk. Amigão, que comédia. Não sou corretor. Longe disso, sou servidor público federal, moro no Recreio e sinceramente não simpatizo muito c/ a Zn. Sul justamente por achar tudo velho, exatamente como vc falou. Mas é ali que é chique, que todo mundo quer. Quem comprou, comprou. Conheço “milionário” do Leblon que ganha 5 mil por mês. Mora lá desde os anos 80.

              Só não entendi de onde vc tirou que: o cara que ganha 60k normalmente a esposa não trabalha, dados do IBGE, cabecinha sonhadora…

              Minha frase foi: “E se ele ganha, juntamente com a esposa, 50k, 60k por mês?”. Entre vírgulas aparece a oração JUNTAMENTE COM A ESPOSA, o que induz o leitor a NÃO pensar que ele ganha sozinho 50 ou 60k. Mas sim que a soma do salário marido + esposa seja nesse valor aí, que é realmente um ponto fora da curva no contexto brasileiro, mas que existe. Na minha época os bons colégios cobravam muito interpretação de texto e leitura. Acho que não fui eu que me confundi nas ideias, mas vc que se perdeu nas palavras do texto. Leia mais, pois vc corre o risco de ficar igual ao nosso amigo Charles, que não consegue ler 3 linhas que a cabeça começa a dar “tilt”. Daqui a pouco vc vai entrar no estágio dos bloguistas que não tem mais argumentos, nem expressam idieias; suas ideias se resumem a apenas um “PLOC”.

              0
              • Luiz 8 de maio de 2012 at 16:12

                vou explicar denovo, as presta tençaõ que é a ultima vez

                uma fmailia com renda de 60k mês é uma familia madura, não se ganha isso no inicio de carreira, isso aí é pra gente na casa dos 50 anos ou mais em 99% dos casos.

                é gente que já comprou casa faz muuuuuito tempo, gente no auge da carreira, com os filhos já em idade de ir morar fora.

                Este perfil está instalado já, não vai comprar outra casa, se meter em financiamento d e30 anos e viver pagando até os 80.

                Pelo contrário, muitos estão em processo de dowsizing, se mudando pruma casa menor pq os filhos já se foram, ou indo pro interior ou pra Miami, pode até ser que estejam procurando comprar algo pros filhos, mas é gente experiente, não é idiota, não vai comprar na alta de jeito nenhum.

                No maximo ele vai emprestar o holerite pro genro fazer a divida dele, isso assim na melhor das hipoteses. O fato é que esse perfil não é morador final.

                As suas idéias não correspondem aos fatos, nem aos atos, nem aos números. Não tem lógica, não tem pé nem cabeça, a não ser em regime de exceção, como é o caso ai da sua amiga da AGU.

                0
                • AlexTorcedorDoPLOC 9 de maio de 2012 at 00:21

                  Desculpe discordar. Eu sou um grande torcedor do PLOC para que finalmente eu possa comprar minha casa. Mas devo concordar que é perfeitamente possível 2 pessoas de 25 ou 26 anos de idade ganahrem rios de dinheiro. Minha prima é juiza desde os 28 anos de idade e na época já namorava um promotor federal de 27. Eles se casaram este ano, aos 30 e 29 respectivamente. Renda familiar: 19K dela e 15K dele = Quase 35 mil reais. Eles não têm filhos e acabaram de financiar a casa própria num condomínio de luxo. Sei muito bem que eles são exceção da população brasileira, mas eles têm dezenas de amigos em seus respectivos trabalhos que têm realidade muito parecida com as dele.

                  Ah, detalhe, eles não têm 3 pernas e nem 8 olhos. São pessoas comuns, que trabalham e estudam muito e conseguiram passar num ótimo concurso público. Gostaria de ter a dedicação, força de vontade e sorte deles e que muitos seguissem seus exemplos.

                  PLOC!!

                  0
                  • AlexTorcedorDoPLOC 9 de maio de 2012 at 00:24

                    Cidade: Recife – PE

                    0
                  • Alex 9 de maio de 2012 at 19:37

                    Tenho que concordar com o F.Paes em alguns pontos. Já falei isso aqui, concordo que os preços estão muito inchados e que deve haver uma acomodação. Não tem nada que justifique os imóveis terem dobrado de valor em tão pouco tempo.
                    Porém, especificamente na zona sul do Rio, não tem mais prédio novo (um ou outro a preços surreais) e todo mundo quer morar lá. Falo muito de Botafogo porque morei metade da minha vida lá, um de meus irmão ainda mora lá, e sinceramente, não tenho a menor vontade de voltar. Não acho nada demais, tudo apertado, muito prédio velho, mas nego paga 900 paus em apê na São Clemente quando tem apê melhor na Barra pela mesma grana. E oferta pacas. Em locais a 10 minutos da futura estação do metrô, que quando a gente se der conta, já está pronta.
                    Aí fica uma torcida de estouro de bolha como se de uma hora para outra todo mundo passasse a conseguir comprar apê na sul. Claro que isso não vai ocorrer. Meu tio mora em Ipanema, no ape que foi de minha avó, eu frequentei aquela região muito, Garcia D’Ávila era uma rua simples, com botecos na esquina. Hoje é uma sofisticação só, restaurantes caros, boutiques suntuosas. Alguém acha que imóvel ali vai cair de preço ? A troco de que ? Caridade ?

                    0
            • Alex 9 de maio de 2012 at 19:41

              Exatamente, não é isso tudo. Mas 90% dos cariocas querem morar ali, então, mesmo sem ser isso tudo, custa caro para baralho.
              Acredito que os preços cedam, mas nesses bairros a oferta é pequena, o que acaba mantendo os preços altos.

              0
          • Igor Eduardo 8 de maio de 2012 at 16:45

            Na boa, sem dados estatísticos, mas uma pessoa/casal que ganha 60k mês e na posicao que vc informou (diretor) nao entra em financiamento de um valor tao alto em um prazo tao longo… Estimando pelo valor da parcela, o imóvel financiado deve algo em torno custar R$ 1 MM, portanto, bastaria eles pouparem por uns 2 ou 3 anos e comprar o imóvel a vista… E outra, a pessoa que eu citei nao aparentava ser diretor e sim um gerente e, pelo tom da conversa, se mostrava preocupado com o valor da parcela… Mas, concordo com os dados estatísticos apresentados pelos colegas, pois trabalho em uma das maiores empresas do pais, em um dos seguimentos que melhor remunera e nao conheço muitas pessoas que devem ganhar uns 60k/mês…

            0
      • Charles 8 de maio de 2012 at 14:46

        Nem vou ler as asneiras que voce escreveu.

        Só vou lembrar-lhe que prometeu nao postar mais aqui. Voltou por quê?

        Se eu fosse moderador desse blog, baratas iguais a você estariam bloqueadas.

        Cria vergonha na cara e cumpra sua promessa ok…

        0
      • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 14:53

        Bem cara, quem está querendo piorar o cenário contando um causo hipotético agora é você. Porque se o cara é diretor de multinacional, tem 50.000 de renda, e precisa financiar um imóvel em 30 anos é porque a coisa está muito, mas muito feia mesmo.

        0
        • F. Paes 8 de maio de 2012 at 15:13

          Eu conheço uma Advogada Geral da União casada com um CHEFE DE DEPTO do BNDES, que financiaram um 2 qts no Jd. Botânico, Zn. Sul do Rio. Mas aí, não vale. Como é algo que vai de encontro à bolha, vai ser encarado como “mentirinha”, historinha”. Posso te garantir que a renda CONJUNTA, do casal, dos 2, do par, passa de 40k por mês, mesmo fazendo parte de 0,0000000000000000000000000000000000000000000000001% da população brasileira.

          0
          • Carlos rj 8 de maio de 2012 at 15:36

            Massss o que é mais fácil de encontrar… Uma pessoa que tem condições mas está fazendo um puta esforço para pagar R$ 5.000,00 por mês ou uma pessoa que fácilmente pagar R$5.000,00 por mês?

            0
          • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 15:38

            Cara, mantenho meu ponto. Se esse casal precisa financiar em 30 anos para comprar um ap de tamanho médio, a coisa está muito, muito feia mesmo. O seu exemplo mostra a distorção do mercado.

            0
            • F. Paes 8 de maio de 2012 at 16:00

              Respeito sua opinião. Ponto totalmente fora da curva e ralando pra ter alguma coisa. Só o tempo vai dizer se é a velha Lei de Mercado que tá em jogo (Oferta vs. Procura) ou se é doideira geral. Só o tempo vai dizer…

              0
          • Luiz 8 de maio de 2012 at 15:45

            grande bosta
            eu sou primo de 3o. grau do vice-presidente que ganha muito mais que
            isso aí e ainda é casado com uma gostosa que faz porra nenhuma na vida

            mas e daí?
            experiencais pessoais não tem o menor valor neste blog

            Agora vamos voltar a falar de dados oficiais, IBGE, médias, dados robustos?
            Ou vamos continuar fingindo que somos todos milionarios?
            vamos elevar o nível vai, essa conversa de corretor na cozinha já deu no saco

            0
            • F. Paes 8 de maio de 2012 at 15:58

              Pra mim não é “grandes” merda não. Quem me dera se eu e minha esposa ganhássemos 40k todo mês, bonitinho na conta. É sim um exemplo totalmente fora da curva, que mostra realmente que a coisa tá no mínimo estranha. Pessoas ganhando muito bem ralando pra morar no “melhores” lugares. Mas isso serve de alerta pq tem muita gente aqui achando que vai morar de frente pra praia depois da “catastrofe”. Pé no chão é sempre bom.

              0
              • Luiz 8 de maio de 2012 at 16:03

                mesmo contando todas essa mentiras, gastando todo o seu capital moral e dignidade vc não ganha 40k???

                Vc tá barato hein?

                0
                • F. Paes 8 de maio de 2012 at 16:17

                  Tô longe disso. Só comecei a comentar pq vi muito sonhador aqui nesse blog, achando que depois da “catastrofe”, que vem sendo anunciada desde 2010, vai viver de frente pra praia. E pelo que vejo do meu ciclo de amizades, eu to barato mesmo. Mas aí vejo gente aqui no blog querendo cantar de galo, fazendo analises, esculhambando todas as opinioes contrarias, e ainda sim está mais barato que a miha pessoa… Aí eu tento alertar.

                  0
                  • Charles 8 de maio de 2012 at 16:30

                    Voce vai mesmo continuar comentando e escrevendo baboseiras aqui?

                    Pois bem, entao nao fique dizendo que vai voltar a ser espectador.

                    Confesso que acho que voce deveria cumprir sua promessa e nos poupar de tanta besteira.

                    0
                    • F. Paes 8 de maio de 2012 at 16:37

                      Mas que pé no saco hein, Charles. Vc não percebeu que eu não quero te responder. Faça como seus irmãos Wesley, Washington, Charllenne e Chernne. Estude! Todos eles já adquiriram seus barracos próprios e saíram da laje da casa da mamãe. Só vc ficou!

                      0
                  • Luiz 8 de maio de 2012 at 16:32

                    eu acho bem provavel sim, temos um litoral de 8 mil quilometros, como é que não dá pra morar na frente da praia

                    E só lembrando, nos EUA teve mansão leiloada por 1 dollar

                    Não é esperança absurda não.
                    Eu mesmo comprei um apê por 50k há 10 anos e hj “vale” 500k. Vale?

                    0
                    • F. Paes 8 de maio de 2012 at 16:44

                      E temos uma população de 190 milhões de brasileiros. “Sempre haverá alguém que ganha mais do eu”. Tirando o Eike Batista, todos os brasileiros devem ter sempre esse pensamento em mente.

                      0
                    • Luiz 8 de maio de 2012 at 17:16

                      ta loko
                      que modo de vida é esse querer sempre ganhar mais e morar de frente p mar?
                      por isso q vcs corretores estão assim assanhados

                      0
          • Thiago A. 8 de maio de 2012 at 16:09

            Vai de encontro à Bolha? É a confirmação da bolha!

            Na boa, quem tem um salário desses comprava um Ap 4 quartos (com tamanho correspondente) a 10 anos atrás! À vista, ou em 5 anos!

            Não conheço o Rio, mas AGU + chefe de BNDES se fosse em SP moraria em uma cobertura em Moema ou em mansão em condomínio no Morumbi sem preços bolhudos.

            0
          • Guilherme SC 8 de maio de 2012 at 22:47

            Renda conjunta? Quer dizer que a altíssima taxa de divórcios no país já fura a sua teoria.

            0
      • SF 8 de maio de 2012 at 15:05

        Se ele ganha 50k, 60k e não consegue comprar um imóvel “mesmo que bolhudo” à vista, é pq ele é muito ruim em gestão.

        Tenho pena da multinacional que ele é diretor.

        e quem financia um imóvel em 30 anos, cai no famosos 30% da renda bruta familiar.

        Se a prestação dele é de 5k, logo a renda bruta familiar dele é algo em torno de 16k.

        Faça as contas!!!!!

        0
      • Anonymous 8 de maio de 2012 at 15:12

        … E se esse senhor que estava conversando fosse o diretor de uma multinacional? …

        Claro, afinal quem é que não sabe que a vasta maioria dos bananenses é DIRETOR de multinacional.

        0
        • Riodetudo 8 de maio de 2012 at 16:51

          Devia ser um corretor. No jornal O Globo, as imobiliárias anunciam ganhos A PARTIR de 15 mil reais/mês. Com esse ano pedreira, haja aluguel para ganhar isso hein, hehe….

          0
  • Curioso 8 de maio de 2012 at 13:42

    A tal da CRISE, já foi contratada e está chegando!!!!!!
    Começo a torcer que ela venha logo, que faça a faxina necessária, coloque as coisas no seu devido lugar e vá embora….
    Eu já paguei a diária dela antecipada… e agora não quero nenhum outro custo com a sua chegada….

    0
  • Paulo 8 de maio de 2012 at 13:56

    “http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica-brasil-economia/33,65,33,3/2012/05/07/internas_economia,301223/producao-e-vendas-de-motocicletas-caem-20-2-em-abril-deste-ano.shtml

    Produção e vendas de motocicletas caem 20,2% em abril deste ano

    São Paulo – Com o emplacamento de 132,2 mil unidades, as vendas de motocicletas em abril caíram 20,2% em relação a março. Segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira (7/5) pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), o número representa uma retração de 9,5% na comparação com abril de 2011.

    Saiba mais…
    Queda das vendas não preocupa indústria automobilística brasileira Para acompanhar a queda da demanda, as indústrias reduziram a produção em 18,8% em abril, na comparação com março.

    A Abraciclo atribuiu a queda nas vendas à burocracia para liberação dos financiamentos ao consumidor. “Na prática, persistem a maior seletividade e o rigor na liberação dos financiamentos, observados desde o final do ano passado”, disse o presidente da associação, Marcos Fermanian. “Com isso, grande parte dos consumidores de motocicletas, que pertence às classes socioeconômicas C e D, acaba impossibilitada de concretizar a compra”.

    As exportações de motos, no entanto, cresceram 26,2% em abril, com o embarque de 8,8 mil unidades, uma expansão de 33% em relação a abril de 2011.

    0
  • MrK 8 de maio de 2012 at 13:57

    Hoje estava dirigindo atrás de um onibus e vi o anuncio no mesmo “Não consegue vender seu imovel? Bote pra alugar com a gente!!” e o telefone da imobiliária.

    Acho curioso num mercado tão aquecido uma pessoa botar esse anuncio 🙂

    0
    • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:04

      o aluguel vai ser a salvação dos corretores,
      mas olha que legal, não dá pra apgar aluguel com cartão de crédito

      0
      • Carlos rj 8 de maio de 2012 at 14:42

        Aguarde… Daqui a pouco vc vai ver os inquilinos indo para a imobiliária para passar o cartão!!

        0
    • Charles 8 de maio de 2012 at 14:44

      MRK

      Com aluguel o corretor ganha apenas um parte do valor no primeiro pagamento pelo inquilino.

      O restante dos meses, é a imobiliaria quem ganha uma parcelinha do aluguel como taxa de administração.

      Portanto, podemos concluir que o aluguel apenas proporcionará às imobiliarias que continuem abertas e pagando suas contas fixas de funcionamento. Já os corretores, que nao tem salario fixo nem ajuda de custo, vão sofrer muito!

      0
    • peterson 8 de maio de 2012 at 15:37

      este é um movimento ESPERADO do tabuleiro, estamos vendo um momento conhecido como migração de oferta, quando a demanda por um determinado bem fica escasso migra-se para outro método de descarte, nos carros seria como oferecer um 1.6 ao preço de 1.0, depois colocar opcionais como atrativos, finalmente a ruptura derruba os preços, observe que tem sempre a resistência do consumidor, que se voltar a comprar interrompe o processo, nos imóveis não tem como aumentar os quartos, assim altera-se o procedimento para as promoções, depois disso colapsa as forças de manter a aplicação estagnada, então opta-se pelo aluguel, ocorre então a sobreoferta do aluguel que tende a cair de preço, então retorna-se a estagnação da aplicação (depreciação indireta, se alugado e direta se não alugado), assim ocorre a ruptura e queda nos preços, tudo é muito isolado porém é coordenado no tempo, é um efeito manada explicado pelos fatores psicológicos do ser humano…

      0
      • Luiz 8 de maio de 2012 at 15:47

        outro movimento esperado no tabuleiro é a invasão de corretores aqui,
        parece que tocou o sinal do recreio no stand, chegaram todos juntos

        0
        • SF 8 de maio de 2012 at 15:58

          KKKKKKKKKKK… é verdade, tá na hora deles comerem merenda.

          0
  • Paulo 8 de maio de 2012 at 13:59

    “http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica-brasil-economia/33,65,33,3/2012/05/07/internas_economia,301225/vendas-de-material-de-construcao-caem-8-5-em-abril-em-comparacao-a-marco.shtml

    Vendas de material de construção caem 8,5% em abril em comparação a março

    São Paulo – As vendas de material de construção caíram 8,5% em abril em comparação com março, segundo apontou pesquisa divulgada nesta segunda-feira (7/5) pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco). Em relação a abril do ano passado, entretanto, foi registrada expansão de 3%.

    No acumulado dos quatro primeiros meses de 2012, foi registrado crescimento de 1,5% nas vendas em comparação com o primeiro quadrimestre de 2011.

    Em abril, houve queda nas vendas de cimento (-9%), tubos e conexões de PVC (-7,5%), fechaduras (-7,5%), metais (-5,5%) e argamassas (-5,5%). O setor de iluminação residencial foi o único cujas vendas mantiveram-se estáveis em relação a março.

    [SAIBAMAIS]Para a Anamaco, a queda nas vendas é um sinal preocupante, já que o setor esperava uma recuperação dos negócios em abril. Para o presidente da associação, Cláudio Conz, o resultado é reflexo do anúncio do governo de que vai criar uma linha de crédito voltada, justamente, para o segmento de material de construção, com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). “Eles [consumidores] estão adiando as compras enquanto podem, enquanto as promessas de queda nos juros de financiamento não se materializam para o mercado”, ressaltou Conz.

    Para 2012, a entidade estima crescimento de 8% nas vendas em comparação com 2011. “No entanto, se não apresentarmos uma recuperação já em maio, a Anamaco terá de rever essa previsão”, ressalvou Conz. Com faturamento de R$ 52 bilhões, o setor registrou crescimento de 4,5% no ano passado em relação a 2010.

    0
  • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:07

    Setor imobiliario residencial na bolhespa

    GFSA3 3.80 -3.3%
    RSID3 7.71 -4.0%
    MRVE3 12.13 -1.9%
    PDGR3 4.83 -3.8%

    0
  • Paty 8 de maio de 2012 at 14:16

    Alguém sabe me informar se os dados do índice de preços do mercado imobiliário já foram divulgados pelo IBGE, eu acho que enquanto esses dados não existirem no Brasil ficaremos refens dos preços de venda ofertados por construtoras e corretores imobiliários, que usam a metodologia da lei de Gerson, fica dificil comprar um imovel nos tempos atuais sem uma análise robusta e precisa sobre o verdadeiro valor de um imovel. Não que a existencia tal índice vai significar proteção contra processo especulativo, mais existência de indices como esse facilitariam muito a vida do comprador. Eu estou a 2 dias quebrando a cabeça para saber se coloco ou não dinheiro em um imovel e não chego a conclusão nenhuma, penso, faço calculos ponho no papel, porém as incertesas do mercado e a falta de informação e projeçoes futuras me levam a crer que é melhor não entrar nesse jogo agora…

    0
    • Luiz 8 de maio de 2012 at 14:20

      www. ibge.gov.br

      procure por INCC

      0
      • Paty 8 de maio de 2012 at 14:24

        ok thanks

        0
      • Paty 8 de maio de 2012 at 14:32

        Sim mais so achei dados sobre o CUB, eu achei que o pessoal do ibge iria criar uma metodologia para se estabelecer o valor final de um imovel, porém ainda tem muita coisa vaga para se chegar no valor final..

        0
        • xangai 8 de maio de 2012 at 17:31

          Paty …
          Vc deve estar falando sobre algo do ultimo semestre 2011 … ja discutido tambem aqui no blog ( se nao me engano ) ::

          “opequenoinvestidor.com.br/2011/09/decreto-determina-a-criacao-de-indice-de-precos-para-o-setor-imobiliario/

          A discussao na epoca era que o “governo” ha tempos ja estava com preocupacoes com o mercado e com a referencia do flipzapt , embora negando publicamente a existencia de qq bolha !!!

          Lembro tambem que na epoca o Luiz ja havia antecipado que por conhecer o IBGE isso iria demorar muito e provavelmente nao seria util ….

          Ahh… mais uma lembranca .. meses depois o Diretor Geral do IBGE foi substituido ( apos mais de 15 anos ) por uma companheira.

          0
        • xangai 8 de maio de 2012 at 17:38

          Paty …
          Falando em CUB sempre houve discussoes em relacao a precos de custo para “predios” devido a obvias particularidades de construcao.

          Nao sei se todos sabem ou se na sua pesquisa Vc acho isso no IBGE ( SIDRA ) :::
          “w w w.sidra.ibge.gov.br/bda/const/default.asp?t=1&z=t&o=14&u1=1&u2=1&u3=1

          Custos de contrucao estratificado por casas, edificios ate 8 andares , salas comerciais , etc etc ….

          0
          • RosinhA 8 de maio de 2012 at 19:21

            Legal Xangai viu os custos para prédio de 18 pavimentos em SP, e as construtoras conseguem ter prejuízo, me engana que eu gosto. ;-(

            0
    • Corvo 8 de maio de 2012 at 16:03

      Paty, salvo engano meu, não existe um índice de preços de imóveis, exceto o famigerado e inconsistente ZAFF……valores de imóveis são sempre obtidos por avaliação, seja pontual ou em massa…..

      A metodologia de quem vende é: se pagaram 100, vamos pedir 150…comparação, tentativa e erro, e, em muitos casos, velhacaria….

      O INCC diz mais respeito à custos de obra, não é um bom indicador de preço de venda….

      Na verdade, hoje em dia, não acho que exista algum indicador válido nesse sentido, visto que a curva de preço dos imóveis está totalmente descolada das curvas de INCC, IGPM, etc…

      0
      • Paty 8 de maio de 2012 at 17:18

        é corvo, eu pensava que o governo fosse criar uma metodologia para o calculo dos valores dos imoveis.. mais isso é esperar demais…

        0
        • Leno 8 de maio de 2012 at 17:44

          A metodologia é, ou deveria ser, o cálculo do iptu.

          0
    • Alex 9 de maio de 2012 at 19:57

      Paty, imóvel é para morar. Se você consegue comprar algo que te atenda, apesar dos preços terem aumentado muito, é um caso a se pensar. Claro que existe o risco de comprar por 600 financiando 300 e ele cair para 400 (pouco provável). Mas você comprou, não tem agonia de renovação de contrato de aluguel, de ser forçada a se mudar, é sua casa e boa. Eu comprei um a 500 e hoje vale o dobro. E daí ? Não vou vender, só tenho esse e é onde moro. Se vender vou ter que pagar caro no próximo também.

      Já se com a grana que você pode pagar só vai dar para comprar algo que não te agrade nem um pouco e que você já compre pensando na venda, eu não arriscaria. Nunca dá para acertar na mosca (só com muita sorte), eu comprei um apê em 2006 por 210 mil, vendi em 2010 por 315 mil achando que já tinha subido bem, e ano e meio depois já deve estar uns 600 mil. Quando estava 450 era caro ou barato ? Fácil de falar depois, mas na hora ninguém sabe ao certo.

      O que acho insano é comprometer demais a renda, ficar totalmente endividada com o intuito de se livrar do aluguel e acabar se enrolando ainda mais.

      0
  • Paulo 8 de maio de 2012 at 14:32

    Muito interessante para quem pergunta se qualquer um pode virar corretor… nesse link tem um simulado da prova do CRECI…..
    http://intranet.cofeci.gov.br/tv/login.aspx
    (precisa de um CPF, se vc não quiser colocar o seu, entra no google e procura um CPF…hehe)
    sem estudar e sem ler direito as questões fiz 77% do teste (Aprovado com louvor, pois só precisava fazer 50%)….
    o que eu fui pior é Marketing imobiliário, pois não conseguia acreditar nas perguntas muito menos nas respostas…. quem mais tiver um tempinho e fizer coloca a nota aí! vamos ver se teríamos capacidade de sermos corretores!!!!

    0
    • Luiz 8 de maio de 2012 at 15:41

      posta aí algumas das questões

      0
    • peterson 8 de maio de 2012 at 17:08

      seria foda se vc tivesse sido reprovado hehehe

      0
  • Jack Imóveis 8 de maio de 2012 at 14:46

    Caros,

    Sei que muitos não acreditam nos dados do Secovi. Eu particularmente confio. Segue o relatório deles no primeiro trimestre.

    É uma leitura interessante.

    Abraços

    “http://www.secovi.com.br/files/Downloads/balancomercado-1trimestre2012-pdf.pdf”

    0
  • Bolha Imobiliária 8 de maio de 2012 at 15:01

    Pessoal

    Vamos acalmar os ânimos por aqui ?

    0
    • Bolhado 8 de maio de 2012 at 16:55

      Só se a GAFISA disparar! Enquanto isso, como metade do blog tem papéis dela a coisa vai ficar preta por aqui! =D

      0
      • Pablo 8 de maio de 2012 at 19:12

        Se a outra metade tem da Rossi(RSID3) e da PDG(PDGR3), vai disparar sim, penhasco abaixo.

        0
    • RosinhA 8 de maio de 2012 at 19:13

      Precisamos não responder mais a perguntas ou argumentos idiotas, page down, quando o trouxa perceber que não consegue mais nada começará a agredir e o bolha corta.

      0
  • Jack Imóveis 8 de maio de 2012 at 15:20

    Caros,

    Alerto novamente. Todos os pulhas que aqui frequentam e ficam querendo desqualificar o blog são a prova de que há algo de podre no mercado imobiliário.

    Diretor de Multinacional que ganha 60K por mês? Sério mesmo? Custo do sujeito é de 120k/mês ou 1.5Milhões/ano… e financiou um apê por 30 anos.

    Alguém vá lá e coloque as roupas no Rei por favor.

    Abraços

    Jack – Assinando (esqueci na outra)

    0
    • Riodetudo 8 de maio de 2012 at 15:51

      É isso mesmo. Nunca vi tantas pessoas desesperadas em criticar esse blog como hoje. Só pode ser o pânico chegando. Parece que chegou finalmente a hora de se tornar real o que esse pessoal que vem criticando o blog prometeu, ou seja:
      – dos moradores de repúblicas na zona sul do Rio comprarem seus imóveis (na zona sul, claro)
      – 20 mil trabalhadores da Petrobras serem contratados e todos comprarem imóveis (na zona sul também)
      – 10% da população passar a ganhar mais de 40 mil por mês (e não 0,0001%, como diz o IBGE, que nada entende do assunto)
      – contratar mais de um zelador para cuidar de 3 prédios recém-construídos em condomínio na Barra da Tijuca (a de verdade, não a do autódromo); o zelador promete que não vai cobrar por fora, como fazem hoje
      – imóveis se valorizarem 30% em 2012 (esse ano valorizou quanto….nada??)
      – animadores de piscina fazerem o pessoal esquentar no inverno que vai chegar…

      0
  • marcelo CPS - SP 8 de maio de 2012 at 15:25

    PASSOAL, AQUI EM CAMPINAS (INTERIOR DE SÃO PAULO) VAI TER O FEIRÃO DA CAIXA NOS DIAS 25 A 27/05, ESTAVA QUERENDO IMPRIMIR VÁRIAS FOLHINHAS: “BOLHAIMOBILIARIA.COM” E JOGAR PRÓXIMO DE ONDE VAI OCORRER O FEIRÃO, DENTRO DO SHOPPING DOM PEDRO.. FAZER IGUAL AQUELES SANTINHOS DA ELEIÇÃO, SERÁ QUE VOU SER PERSEGUIDO?? ABRAÇOS!

    0
  • Anonymous 8 de maio de 2012 at 15:46

    OFF TOPIC, mas coisa de filme.

    “http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,bandidos-explodem-caixas-eletronicos-em-ilhabela,870260,0.htm”

    sete homens chegaram num veículo Zafira, furtado em abril no Guarujá, na Baixada Santista, e renderam um policial militar que estava sozinho em uma base da PM, no centro. Ele foi rendido, algemado e agredido por alguns dos bandidos. Entre 20 a 25 homens, segundo a PM, chegaram em seguida em três lanchas. Dois dos caixas eletrônicos estão situados em frente à base, a menos de 20 metros.

    O bando se dividiu em dois grupos para roubar as duas agências. Um veículo que passava pelo local, dirigindo por um segurança, foi metralhado. Ele foi atingido no rosto, mas passa bem. Um casal que também passava no momento do ataque foi ameaçado e obrigado a retornar. Os projéteis destruíram vitrines de diversas lojas. Na fuga, os bandidos atravessaram a Zafira em uma rua da principal praça do centro e atearam fogo para dificultar a chegada da polícia, que recebeu reforços de São Sebastião. Todos fugiram nas lanchas e ninguém foi preso. O ataque está sendo investigado pelas polícias Civil, Militar e Federal.

    0
    • SF 8 de maio de 2012 at 17:03

      Foi o mesmo bando que assaltou o BC de Fortaleza!!!

      0
    • Fred 8 de maio de 2012 at 22:55

      No domingo teve o tornado em Juquehy, agora essa em Ilhabela. Litoral norte bombando!!!

      0
  • Corvo 8 de maio de 2012 at 16:19

    Só uma coisa que acho pertinente:

    Particularmente, acho que toda mídia de massa, em maior ou menor grau, é comprometida com os interesses do capital…..vide nosso amigo Cachoeira comprando matérias na Veja (vcs viram isso né?!)……

    Como diz o dito, o papel aceita tudo…..cabe a nós a interpretação do texto….

    0
    • Jack Imóveis 8 de maio de 2012 at 17:03

      Caro,

      Por favor, não subestime a inteligência dos frequentadore do Blog. Apresente uma prova de que ele pagou algo para a Veja ou apresente uma prova de quanto você esta recebendo para falar essas asneiras.

      Abraços

      Jack – Desafiando

      0
      • Paulo - RJ 8 de maio de 2012 at 18:04

        Para a Veja eu não sei. Mas para funcionários da revista, já tem gravação.

        0
        • Jack Imóveis 8 de maio de 2012 at 19:24

          Caro,

          Favor enviar a fonte. E a prova, por favor.

          Abraços

          Jack – Solicitando

          0
          • Mateus B. 8 de maio de 2012 at 22:30

            Foi divulgado pela Record onte, dia 07/05:

            http : //noticias.r7.com/brasil/noticias/deputado-diz-que-veja-era-cumplice-de-cachoeira-e-pede-investigacao-sobre-a-revista-20120508.html

            0
        • Guilherme SC 8 de maio de 2012 at 23:11

          Petistas como todos os que odeiam a liberdade de expressão não suportam a Veja denunciando as falcatruas do governo. a gravação da PF mostra justamente o contrário, que a Veja não se vendeu pro Cachoeira.

          0
          • Mateus B. 9 de maio de 2012 at 08:19

            Realmente não fala nada sobre VENDA (dinheiro). E sim de Cachoeira como fonte. Cada um que faça sua interpretação.

            0
      • Corvo 8 de maio de 2012 at 20:00

        Prezado,

        não sei nem o que te responder, pois não sei se vc foi irônico, inocente ou apenas desinformado.

        0
        • Jack Imóveis 9 de maio de 2012 at 11:21

          Caro,

          Ao contrário. Sou muito bem informado, por isso que você não me verá falando asneiras como as que você falou.

          Pergunto novamente, você está sendo pago para isso?

          Abraços

          Jack – Perguntando

          0
          • Corvo 9 de maio de 2012 at 13:12

            Jack…..bom, já que vc insiste numa discussão sem sentido pra tentar se autoafirmar, vamos lá.

            1º – Leia com mais atenção as coisas. Sua leitura dinâmica está com falhas de interpretação.

            2º- O mote principal do que foi escrito foi apenas a expressão de uma opnião particular, embasada em observações e conclusões particulares. O exemplo citado foi APENAS algo contemporâneo que usei pra exemplificar meu pensamento. A matéria saiu domingo, e foi usada apenas como apêndice do pensamento, nunca foi o foco, percebe?

            3º – Sobre a comprovação de algo que não foi o foco principal. Bom, quanto a isso, seja primeiro educado. Ninguém aqui é seu empregado. Dá um google ai e se vira. E, mesmo econtrado algo, se você concorda ou discorda é uma questão única e exclusivamente sua.

            3º – Sobre a dialética do termo COMPRANDO. Foi usada pois, no mundo normal, tanto seu sentido concreto quanto metafórico são facilmente perceptíveis. Mas, fique a vonts e coloque ali a palavra que se encaixe melhor no seu nível de compreensão. Não é minha intenção doutrinar ninguém, nem subestimar nada ou ninguém.

            4º – Sobre a mídia ser comprada. Sim, acredito. Tenho amigos na área. Já fui casado com uma repórter de grande veículo….enfim…se liga……o universo é muito grande pra ser restrito ao seu mundo.

            5º- E, por fim, sendo educado e respondendo a sua pergunta (que não tem nada a ver com o cerne do que eu falei)…. não, não estou sendo pago pra nada. Tenho opnião própria. E gratuita.

            Corvo – Respondendo pausadamente pra quem pensa devagar entender.

            0
            • Jack Imóveis 9 de maio de 2012 at 13:28

              Caro Corvo,

              Muito grato pela resposta. É bom quando as pessoas saem de seus casulos.

              Abraços

              Jack – Satisfeito.

              0
  • Kabess Rhaxard 8 de maio de 2012 at 16:21

    Só lembrando que o volume de vendas, na realidade, é relativo as entregas de imóveis vendidos a uns 2 ou 3 anos.

    0
    • FRK 8 de maio de 2012 at 23:02

      Isso é informação IMPORTANTÍSSIMA!!
      Se for isso podemos esperar números crescentesao longo do ano.

      Tem certeza disso? Se o autor não aparecer, alguém confirma??

      abs

      0
  • Cristiano Souza 8 de maio de 2012 at 16:40

    Confere essa notícia?Ou é mais uma artmanha especulatória?

    http://economia.ig.com.br/2012-05-08/venda-de-imoveis-novos-cresce-266-no-1-trimestre.html

    0
  • D. RJ 8 de maio de 2012 at 17:01

    Impressionante a quantidade de comentários. Acho que os investidores/imobiliárias/corretores estão começando a ficar desesperados! É a fase de negação, logo teremos os repiques. Pena que aqui no RJ ainda estamos engatinhando nesta fase da negação.

    0
  • TS 8 de maio de 2012 at 17:27

    Estou lendo o relatório do SECOVI e que pode ser acessado pelo link:

    http://www.secovi.com.br/files/Downloads/balancomercado-1trimestre2012-pdf.pdf

    De cara já se vê a baixa qualidade do material, diz o título do documento: “Mercado de Imóveis Novos Apresenta Tendência de Alta No Primeiro Trimestre”.

    Uma coisa é apresentar alta, outra coisa é tendência. Conheço análise técnica para trabalhar com ações e sei que a tendência de preços depende da análise por períodos (semana, dias, meses, anos, intradiários). Se os periódos apresentarem fechamentos de preço com rompimento de máximas sucessivas então estaríamos falando de uma tendência de alta. Me parece que não é o caso. Já que a tendência de alta que se iniciou no biênio 2009-2010 ao que me parece foi perdida no primeiro trimestre do ano passado quando houve uma queda expressiva na quantidade das vendas.

    Outra coisa que me espanta é o número 5400. Me parece ser um arredondamento gerado por algum número baseado em expectativa e não oficialmente em vendas. Lí até a página 5 e estarei postando mais opinões assim que concluir o resto.

    De todo modo me parece um material muito ruim, preparado ao molde de enxerto de lingüiça, se postam números e dados da economia e expectativa para os próximos meses mas não é possível visualizar no relatório uma separação clara entre os indicadores atuais e futuros, ou uma relação entre estes e o aquecimento do mercado.

    É realmente um material muito ruim e pobre de argumentos. Também não entendo como pode a RMSP (Região Metropolitana de São Paulo) desaquecer em vendas o equivalente a 4,5% e São Paulo estar com crescimento em vendas em 26%. Isso mostra uma divergência muito estranha já que a RMSP não está totalmente bolhuda.

    Comparação:

    RMSP
    2011 => 10162
    2012 => 9703
    -4,5%

    SP
    2011 => 4265
    2012 => 5400
    +27%

    Esses números devem ser estudados. Vow continuar a leitura.

    0
  • Marcelo Arruda 8 de maio de 2012 at 17:31

    Abuso / Moderador

    Bolha, acredito que com a atual fama do blog, logo será ou já está sendo necessário um moderador.
    Antes entravamos aqui e era possível ler materias e debates interessantes. Atualmente está dificil as conversas.
    Desculpem as pessoas, mas acho que temos que ter o foco inicial do blog, que era matérias, estatisticas, etc. Nada de discutir a toa.

    Abraços,

    0
    • FQ 8 de maio de 2012 at 19:02

      O foco principal sempre foi o debate e as discussões! Não apenas a leitura de estatísticas e dados!

      Este é o motivo do sucesso. Tem gente que nem lê as matérias, mas já desce correndo para ler as discussões!

      0
  • Edulon 8 de maio de 2012 at 17:41

    ATENÇÃO! OPORTUNIDADE IMPERDIVEL!

    Pessoal, saiu na folha online o seguinte:

    ” Lançamentos residenciais caem 29,2% na cidade de São Paulo
    – Envie sugestão de reportagem sobre o tema”

    Estão pedindo sugestão de temas! Vamos mandar e-mailS pedindo para consultarem especialistas e verificarem os dois lados da bolha imobiliária ( caso contrário vão ser especialistas anti-bolha)

    Segue o link para mandar sugestoes:

    h ttp://tools.folha.com.br/pauteafolha/?url=http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1087086-lancamentos-residenciais-caem-292-na-cidade-de-sp.shtml&site=mercado

    0
    • Curioso 8 de maio de 2012 at 18:04

      Deixei minha recomendação para uma matéria SÉRIA sobre Bolha Imobiliária

      0
  • D9 8 de maio de 2012 at 17:44

    Galera, questionando em ou outro blog conhecido:
    (Não resisti e tive que perguntar)

    Srs,
    Lendo uma matéria do infomoney, me deparei com um dado curioso.
    O presidente do SECOVI-SP, prevê uma alta nos preços de imóveis da ordem de 4,5% em 2012.
    Mesmo se considerarmos variações, é um percentual muito baixo e inclusive bem abaixo da inflação.
    – Será que a informação procede ?
    – Será que compensa investir em imóveis mesmo com essa previsão ?

    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/2426978-precos+dos+imoveis+deverao+subir+longo+2012+afirma+presidente+secovi

    ————- Resposta

    8 de maio de 2012 16:41
    Andre disse…

    Aposto que ele usou a mesma análise de sempre pra chegar a este percentual:
    Calculo Heurístico Utilizando Técnicas Empíricas (C.H.U.T.E.)

    Imóvel não é bom investimento já não é de hoje (e agora ainda tá dificil achar algo que seja, com os juros reais na vala).

    Já tinha mostrado como é mau investimento há quase 1 ano:
    http://housingmarketbr.blogspot.com.br/2011/06/imovel-como-investimento-ainda-vale.html

    Agora tem que refazer os calculos pra nova realidade…
    Abs
    8 de maio de 2012 17:24

    0
  • Etmso 8 de maio de 2012 at 17:54

    Vocês estão começando a imbutir uma visão estatística nos comentários, muito bom.

    Este blog so existe pq houve uma crise imobiliaria nos EUA recente, então o termo bolha imobiliaria, virou palavra da vez, vide clonagem, transgenicos, células tronco…. Mesmo com maciça divulgação destes termos pela mídia, ainda há muitas duvidas, 98% da população.

    Imaginem agora, a mídia mal toca no assunto, e quando toca e para explicar que a bolha nao existe. Enquanto assim for ela de fato nao existira.

    Somos uma gota no oceano, sobre um assunto que ate mesmo nos entramos em controversas, apesar de saber em senso comum que houve especulação.

    Somos os alimentos orgânicos que agora fazem mal… para a mídia de massa divulgar a bolha, espalhando medo, gatilho, so quando o estagio for muito avançado.

    0
  • Carlos_ 8 de maio de 2012 at 18:36

    Peguei agora do Valor. Destaquei a parte mais relevante para nós, no fim do texto.

    Nova poupança pode indicar revolução no mercado acionário
    A fim de adequar a caderneta de poupança ao novo cenário de queda da taxa de juros, o governo alterou as regras da mais popular aplicação financeira brasileira na última semana. Por que esse novo cenário pode provocar uma revolução no mercado acionário brasileiro? Quais setores serão os mais beneficiados?

    O impacto mais relevante sobre o mercado acionário derivado das novas regras da poupança decorrerá do melhor ambiente macroeconômico. A alteração do cálculo da rentabilidade da poupança sinaliza reduções adicionais na taxa Selic no médio prazo. Esse ambiente de juros mais baixos tende a ser benéfico para a bolsa por três motivos:

    (i) A queda dos juros tornará menos atrativos investimentos mais conservadores e, por sua vez, aumentará a competitividade da bolsa. Como dito no post “Como calcular sua independência financeira?”, de 20/03/12, os investimentos necessários para garantir uma aposentadoria tranquila dependem do patamar dos gastos familiares e dos juros reais. A primeira está na mão do investidor, enquanto a segunda é uma variável exógena. A fim de obter uma melhor remuneração nesse cenário, os investidores terão de buscar aplicações mais agressivas, entre elas a bolsa;

    (ii) Com a redução dos juros, os preços-alvo das ações das companhias listadas sobem. Por quê? Considerando que a análise das ações seja feita adotando-se a metodologia do fluxo de caixa descontado, a geração de caixa das empresas é trazida a valor presente a uma determinada taxa de desconto. Com a queda dos juros, reduz-se também a taxa de desconto, aumentando o valor presente líquido do fluxo de caixa e, com isso, os preços-alvo das ações;

    (iii) Uma redução consistente dos juros abrirá espaço no orçamento do governo federal para diminuição da carga tributária o que tornará o ambiente de negócios mais saudável, beneficiando a economia como um todo.

    Podemos estar diante de uma mudança radical na forma como o investidor brasileiro vê o mercado acionário. Mas claro que a atratividade da bolsa depende de outras variáveis como a resolução da crise europeia.

    E os setores bancário e imobiliário? Irão se beneficiar? Apenas marginalmente. Por quê? Antes é necessário entender a ligação entre a caderneta de poupança e o financiamento imobiliário.

    A atual remuneração da poupança é de TR (taxa referencial) mais 0,5% ao mês, implicando uma remuneração de TR + 6,17% ao ano. Em 2011, a TR valorizou-se 1,4%. O cálculo atual da poupança com juros fixos impede a continuação da redução da Selic, atualmente em 9% ao ano. Pela nova metodologia proposta pelo governo, caso a Selic atinja rentabilidade inferior a 8,5% ao ano, a remuneração da poupança deixará de ser atrelada à TR e a juros fixo, passando a valer 70% da variação da Selic. Para as aplicações antigas continuará valendo a atual remuneração de TR mais 0,5% ao mês.

    O saldo da caderneta de poupança serve de fonte de financiamento para o segmento imobiliário residencial. Os bancos devem investir 65% dos recursos depositados na caderneta de poupança no setor, atendendo construtoras ou mutuários. Desse montante, 80% deve observar as regras do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) que é regulado pelo governo federal com juros limitados a 12% ao ano e período de amortização variando de 15 a 25 anos. Os 20% restantes devem ser aplicados no mercado livre onde as taxas são pactuadas pelos contratantes.

    O crédito imobiliário vem apresentando forte crescimento nos últimos anos. Há dois fatores principais para essa expansão: a criação da alienação fiduciária que aumentou a garantia em caso de inadimplência do mutuário e a redução da Selic nos últimos anos.

    Dessa forma, os mutuários já têm obtido juros inferiores ao do teto do SFH de 12% ao ano. O banco capta a TR + 6,17% ao ano (a remuneração da poupança), coloca um “spread” e cobra dos mutuários TR + 8,5% a 10%, dependendo do perfil de crédito do devedor. Com a expectativa de que a Selic caia ainda mais, pode se esperar a continuidade da queda da taxa do financiamento imobiliário de forma a impulsionar ainda mais a demanda por imóveis residenciais?

    Não acredito por dois motivos:

    (i) os bancos ficarão reticentes em reduzir o custo do financiamento, pois caso haja reversão do movimento da Selic, com posterior incremento, os bancos poderiam passar a ter prejuízo na operação e

    (ii) as instituições financeiras continuarão tendo que pagar TR + 6,17% ao ano para o saldo atual da poupança.

    Também não acredito que os juros do financiamento imobiliário passem a ser flutuantes. Essa alteração pode aumentar a inadimplência. Imagine um mutuário que tenha feito o cálculo de sua prestação com juros de 7% ao ano. Caso esses juros passem a 9% ao ano haveria uma majoração da prestação nos contratos pós-fixados. Com isso o orçamento familiar poderia ficar comprometido em decorrência desse custo adicional.

    E o impacto sobre os bancos? Apesar do forte crescimento nos últimos anos, o financiamento imobiliário ainda é pouco relevante comparado ao total do crédito. No primeiro trimestre, o crédito ao segmento representava 5,2% do total no Itaú Unibanco; 3,0% no Bradesco; 1,6% no Banco do Brasil e 4,8% do Santander.

    0
  • Vinicius 8 de maio de 2012 at 18:43

    Parlamento Europeu cancela ida à Rio+20 e critica Brasil

    O Parlamento Europeu decidiu nesta terça-feira cancelar a ida da delegação de eurodeputados que iria participar da Conferência da ONU sobre o Desenvolvimento Sustentável Rio+20, que será realizada no Rio de Janeiro entre os dias 20 e 22 de junho, devido ao elevado custo da viagem.
    A medida foi tomada pelos coordenadores da Comissão do Meio Ambiente da instituição, que constataram que os gastos seriam muito elevados e injustificáveis num período de crise, afirmaram à agência EFE fontes comunitárias.
    “O Parlamento cancelou sua delegação na Rio+20 pelos custos excessivos. O Brasil deveria realmente controlar os custos para evitar um grande fracasso”, afirmou hoje pelo Twitter o deputado holandês Gerben-Jan Gerbrandy.
    Gerbrandy se mostrou “decepcionado” pelos abusos do setor hoteleiro da cidade, que pedia até 600 euros por noite, e considerou que o governo brasileiro deveria intervir nesta situação, sobretudo levando em conta a realização da Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

    Num debate realizado na Comissão do Meio Ambiente em 26 de abril, o eurodeputado alemão Matthias Groote explicou que o preço estimado da hospedagem da delegação teria aumentado de 10 mil euros previstos inicialmente para 100 mil euros.
    Na ocasião, os coordenadores decidiram enviar apenas um eurodeputado para a conferência, mas hoje cancelaram totalmente a missão. Onze eurodeputados viriam inicialmente para a Rio+20. “Os organizadores mudam as condições constantemente, pedem que as reservas sejam feitas por uma semana completa, apesar de não precisarmos deste tempo”, lamentou Groote durante o debate.
    A organização também não teria oferecido aos deputados europeus uma sala de reuniões, segundo o socialista alemão. “É uma pena que os organizadores, e não só eles, nos tenham levado a isto. Quando se quer convidar o mundo inteiro é preciso tratar os convidados de outra maneira”, criticou.

    0
    • Vinicius 8 de maio de 2012 at 18:44

      A bolha está no setor hoteleiro e imobiliário… Isso foi só uma prévia do que vai acontecer em 2014 e 2016…. Vai ser um fiasco…

      0
    • Vinicius 8 de maio de 2012 at 18:45

      Fonte: http:// noticias. terra.c o m.b r/ciencia/rio20/noticias/0,,OI5761329-EI19851,00-Parlamento+Europeu+cancela+ida+a+Rio+e+critica+Brasil.html

      0
    • Bolhado 8 de maio de 2012 at 19:29

      Esses dias já havia visto na Globo os policiais federais escalados para reforçar a segurança do evento protestarem contra o valor da diária de 200 reais que recebiam do governo federal com relação aos altos custos com hotéis e alimentação. Quase que simultaneamente a Zuffa cancelou o UFC no rio por causa dos altos custos na cidade… Um misto de lei de Gerson e falta de infraestrutura vai transformar os eventos internacionais em solo brasileiro em um verdadeiro fiasco!

      0
    • Revoltado 8 de maio de 2012 at 19:50

      Se elementos que teriam a sua estadia custeada pelo Estado acharam os valores caros, imagina o cidadão comum que tem que pagar suas próprias dispesas!

      0
    • Carlos rj 8 de maio de 2012 at 20:22

      Eles acham que o mundo é otário a nem o brasileiro…o setor hoteleiro do Brasil é de dar vergonha… Serviços carissímos de qualidade de terceira… E agora com a valorização do rio… Qualquer diária é R$ 150,00!! Senhores a fatura do cartão do Brasil vai vir e vai vir alta (até os europeus já estão dizendo isso)

      0
    • Pensativo 9 de maio de 2012 at 02:32

      Como eu já disse ano passado, se faltar hotel ou este estiver muito caro o turista simplesmente não virá.
      Um bom termômetro do que estou falando vai ser as olimpíadas deste ano. O números de turistas estrangeiros será abaixo do esperado, pois Londres é uma cidade cara pra cara%&*, igualzinho a nossa cidade das tampas de bueiro voadoras.

      0
  • Muca CG Muita Treta 8 de maio de 2012 at 18:45

    Tem gente que não acredita que a mídia possa ser comprada. Eu, como jornalista, posso afirmar que, sim, é comprada. Trabalho em uma revista de cultura e se o artista quiser sair nas matérias ou na capa, tem que pagar. E não é pouco. Por isso, indico que todos questionem sobre a veracidade do que é divulgado, independentemente do veículo e da editoria.

    0
    • Sol de Sampa 9 de maio de 2012 at 03:28

      Mucca, até tento questionar mas invariavelmente sou ignorada.

      Tentei fazere comentários, não foram para o ar… tentei escrever para a redação, não responderam…

      Qual é o caminho? Ah.. sim… deixei de ser assinante há anos, justamente por que não acredito em NENHUMA MIDIA independente da área da noticia.

      0
      • Helder Maldonado 9 de maio de 2012 at 08:54

        Vou te dizer que não tem jeito. Os editores e donos de veículos de comunicação não aceitam críticas. Apenas aquelas veladas e de fácil resolução. Se há um desafio por parte do leitor, simplesmente ignoramos. A mídia não é mais voz do povo há décadas. É a voz dos parceiros que bancam a circulação. Infelizmente.

        0
  • Zezinho 8 de maio de 2012 at 18:50

    Na minha opinião, redução de juros ou um eventual aumento do limite do FGTS, não irão segurar os preços onde estão.

    A ÚNICA coisa que poderia REALMENTE por lenha na fogueira seria o governo aumentar o prazo do financiamento para 40 ANOS, mas com o Governo forçando a queda dos juros, os banco simplesmente não vão emprestar.

    Acho que o cerco está fechando!

    0
  • Revoltado 8 de maio de 2012 at 19:05

    Como no outro post quase nao deu para discutir resolvi repostar!

    O pessoal aqui tem postado constantemente que o mercado está travado. Mas eu sinceramente não percebi esse “travamento”.

    Explico aqui o porque:

    Argumento 1: Os sucessivos aumentos no numero de imóveis a venda seriam sinal de mercado travado.
    Análise: Falácia. O aumento do numero de unidades a venda se deu principalmente pelo próprio aumento no valor de mercado dos imóveis, que levou mais pessoas a tentar vender seus imóveis (na maioria dos casos elas possuem mais de um). Além disso, o descompasso entre o valor de venda e o valor do aluguel levou muitos proprietários a buscar compradores e não locatários, fato que inchou ainda mais o mercado. Os que decidiram por continuar alugando impuseram reajustes enormes.

    Argumento 2: Ninguém está comprando imóveis.
    Análise: Falácia. Só no meu circulo de familiares/amigos 4 pessoas adquiriram imóveis em 2012. Vou dizer que meus conhecidos são reflexo do mercado? Não. Mas pelo que conversei com eles e com varias pessoas (sempre que posso testo as pessoas pra ver o que elas pensam/sabem sobre a bolha) muita, mas muita gente não faz ideia do que seria a bolha; outros dizem que sempre foi dificil comprar um bom imovel; outros dizem que nao abrem mão de morar numa casa “própria”; outros acreditam no papo dos corretores que se nao comprar agora, vai ficar mais caro, ou que as unidades vao acabar; outros (acreditem!) dizem que comprar um imovel para alugar é um otimo investimento!
    E não foram poucas pessoas com quem conversei, e elas foram de diversos grupos (familia, trabalho, curso, futebol, etc.).

    Argumento 3: Há diversos imóveis fantasma, 70% dos compradores são investidores.
    Análise: Falácia. Existem imóveis novos desocupados ou pouco ocupados? Sim. Isso quer dizer que todos sao de investidores? Nao. Acompanho alguns desses condominios fantasma nas proximidades do Norte Shopping no RJ. E vejo a taxa de ocupação aumentando. As pessoas podem levar algum tempo para se mudar, e um puxa outro (afinal, pelo menos na minha concepção, morar sozinho num prédio de 20 andares deve ser bem desagradavel). Além disso tornar um imóvel no contrapiso habitável exige um minimo de dinheiro, que a pessoa (considerando classe media e baixa) pode nao ter de imediato.

    Argumento 4: Ninguém tem condições de comprar nos preços atuais.
    Análise: Falácia. Já disse aqui que é dificil comprar imóvel pra quem nao tem nenhum! Mas quem ja tem pode vender o seu e assim comprar um melhor. “B” vende o dele por 100k para “A” que esta comprando seu primeiro imóvel. “C” vende seu imóvel para “B” por 200k, e ai por diante…
    A diferença é que antes, “A” poderia comprar diretamente o imóvel de “C”. Enquanto agora ele tem que se contentar com imovel de “B”.

    Aceito criticas as minhas posições, afinal nao sou dono da verdade. Acredito que os preços estejam inflados, mas nao posso compactuar com algumas ideias que são disseminadas baseadas apenas em nosso desejo pela redução dos preços, e não na realidade do mercado.

    0
    • Bolhado 8 de maio de 2012 at 19:37

      O mercado estava travado, agora começou a ladeira abaixo e os negócios estão rolando, mas ainda pode haver repique graças ao nosso governinho maravilhoso! Tá todo mundo querendo vender! Em uma reunião informal com vários empresários no final de semana, churrasco, o pessoal está liquidando os investimentos feitos no mercado imobiliário porque se chegou a percepção que os preços não vão mais subir e a tendência agora é aproveitar para fazer o lucro enquanto ainda tem gente iludida e na euforia dos anos anteriores. Ontem mesmo me ofereceram um imóvel por um preço 45% inferior aos praticados no mercado bolhudo, sabe a justificativa?! “Tô endividado e precisando do dinheiro urgente” hahahaha Sai pra lá! Ainda vai ter que cair pelo menos mais 30% pra podermos começar a negociar! As sardinhas estão na piscina do Cirilo!

      0
      • Revoltado 8 de maio de 2012 at 20:00

        Há gente querendo vender e tambem há gente querendo comprar. Pessoas endividadas e boas ofertas sempre existiram. Agora se alguem te oferece a 45% menos que o preço do mercado, acho que seria muito interessante adquirir, pois nao acredito em quedas maiores que 40%, mesmo que se configure o estouro no longo prazo.

        0
        • Bolhado 8 de maio de 2012 at 21:41

          Eu acredito! Só olhar os indicadores macroeconômicos e no “feeling” do dia a dia pra perceber que a mer#$ nem começou a feder ainda!

          O caso da oferta que citei, acredito que a pessoa em questão não estava endividada, mas apenas querendo ganhar seus 100% com a venda em cima de alguém =D

          0
    • Ane 8 de maio de 2012 at 21:29

      ARGUMENTO 1 E 2: ESSAS IDÉIAS FORAM PAUTADAS EM NOTÍCIAS DE QUEDA NAS VENDAS DE IMÓVEIS.

      MAS EU ACHO QUE NÃO DEIXA DE SER VERDADE O QUE VC DISSE: DEVIDO AOS ALTOS PREÇOS MAIS GENTE RESOLVEU VENDER. PORÉM ISSO N EXCLUI O FATO DE QUE COM OS ALTOS PREÇOS MENOS PESSOAS CONSEGUIRAM COMPRAR (=QUEDA NAS VENDAS). OU SEJA N PROVA QUE OS DADOS DAS NOTÍCIAS ERAM ERRADOS.
      OUTRO PONTO É QUE “NINGUÉM ESTÁ COMPRANDO” É UMA HIPÉRBOLE, UM EXAGERO PROPOSITAL. É CLARO QUE ALGUÉM ETÁ COMPRANDO, MAS ISSO N EXCLUI A HIPÓTESE DE QUE MENOS PESSOAS ESTEJAM COMPRANDO.
      ARGUMENTO 3: ISSO É BEM PARTICULAR DE ALGUMAS REGIÕES. FORAM DADOS AQUI EXS DA PENÍNSULA NA BARRA QUE ME PARECE QUE PROCEDEM, APESAR DE EU N CONHECER A REGIÃO PESSOALMENTE.
      ARGUMENTO 4: OUTRO EXAGERO AÍ. SEMPRE HAVERÁ ALGUÉM COM CONDIÇÕES DE COMPRAR. N SEI SE ESSA PESSOA VAI QUERER COMPRAR. NO OUTRO POST, TE RESPONDERAM QUE SE NINGUÉM TIVER COMO ENTRAR NA PIRÂMIDE, ELA QUEBRA.

      0
      • Revoltado 8 de maio de 2012 at 22:43

        mas como nós vemos aqui, sempre tem gente entrando. O fato de que nós não sejamos capazes de financiar o nosso imovel ideal nao significa que nao possamos comprar nenhum.

        0
        • Sol de Sampa 9 de maio de 2012 at 03:37

          Atualmente não é um imovel ideal é um em que se possa entrar e fechar a porta, sem ter que colocar o filho no banheiro e empurrar a geladeira…

          e comprar um imovel pra dormir no cabide, e ainda ficar com essa situação comprometida por decadas, não dá…

          se tem gente que pode comprar, legal, mas cada vez mais pessoas não estão podendo … antigamente era dificil comprar um imovel, mas mesmo em epocas ruins com inflação alta, com alguns sacrificios era possivel guardar um pouquinho, dar entrada e financiar sem ter em mente se a reefeição no futuro estaria comprometida … os juros eram tão altos como sempre, mas os vlrs de mercado era acessíveis a classe média …. Hoje não são…

          0
          • Revoltado 9 de maio de 2012 at 10:47

            Se vc procurar um imóvel um pouco mais antigo, ou num bairro menos nobre, vc consegue metragens melhores, comparativamente ao preço.
            É isso que está em curso.
            Não é o melhor momento para se comprar um imóvel pois os valores de venda não condizem com o padrao de vida das pessoas que os habitam. No entanto tenho esse pensamento desde 2009, visto que comecei a pesquisar sobre em 2007, e de lá para cá o preço continuou a subir.
            Porém as pessoas contiuam ter que morar em algum lugar, e por diversos motivos já apresentados, preferem comprar, e compram.
            Quanto a situação de ficar apertado pra viver, eu concordo plenamente.
            O custo de vida está pressionando a propria capacidade de sobrevivencia das pessoas. A inflação real é muito, mas muito superior a apresentada pelo governo.
            Temos os carros mais caros do mundo, o metrô mais caro, combustiveis inexplicavelmente caros (para um país auto suficiente), os estacionamentos que beiram o ridiculo( ter que pagar 15, 20 reais a um FDP para ele nao riscar o seu carro que está parado na rua – vulgo guardador ou flanelinha), a alimentação carissima tambem, e agora os imóveis figurando entre os mais caros do mundo.

            0
            • Sol de Sampa 10 de maio de 2012 at 01:15

              Revoltado,
              não quero procurar mais por imoveis … enquanto a economia não der sinais positivos …. fato que não sabemos como será nadica de nada no futuro …
              a coisas estão se encaminhando em divergência … cada um por si … e desta forma não há progressos …

              os vlrs estão mudando … vlrs de vida, hoje não se pensa no futuro somente no presente … então não há futuro planejado … Não sei que bobeira está dando, mas com certeza tampar o sol com a peneira não vai funcionar…

              não me importo de comprar um imovel mais antigo, adoro reinventar, mas não é a solução para o todo eu fugir da briga pelo que é certo… e os preços estão errados…

              0
        • Ane 9 de maio de 2012 at 18:59

          Já estouraram bolhas imobiliárias em outros países. Esses fatos parecem comprovar que em algum momento pessoas param de entrar na pirámide. Primeiramente devem ser os especuladores/investidores.
          E realmente, as pessoas podem comprar um mais barato, mas como eu falei, será que querem? Eu n quis. Aconteceu extamente isso comigo. Só no aluguel eu posso morar na zona sul/rj. “Na prestação” não. E eu n quero perder essa qualidade de vida.

          0
  • Virginia 8 de maio de 2012 at 19:10

    Meu pedido no Paute a Folha:

    “Juntando a afirmação acima com outra que vi mais cedo, no ‘Infomoney’ (“Para o presidente do Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo), Claudio Bernades, os preços deverão crescer, em média, 4,5% este ano”), acho que vocês tem que fazer alerta sério à população, que continua a se endividar em busca do sonho da casa própria. A maior parte dos artigos que tem sido veiculados na mídia parece querer tapar o sol com uma peneira. O SECOVI diz que os preços deverão crescer em média, 4,5% ao ano. Ooooops! Pára tudo! Mas 4,5% não é abaixo da inflação?! Mas isso então quer dizer que…? Vai desvalorizar?…
    Antes o discurso desse pessoal era de que imóvel valorizava 30% (eu disse T R I N T A) a.a. – indefinida, e quiçá, eternamente; depois, começaram a dizer que estabilizaria, acompanhando a inflação; e agora… bem, é só fazer as contas!!!
    Bem, a inflação oficial foi de mais ou menos 6,5% em 2011. Mas o brasileiro que vai ao supermercado, compra roupas, consome serviços, sabe que esse índice é maquiado, que a inflação foi muito mais que isso ano passado, e que neste ano vai ser ainda pior.
    Só lamento por quem comprou imóvel nos últimos três anos, pretendendo lucrar com a venda na entrega das chaves, e ainda não vendeu até agora, pois a mídia não está sendo honesta – o caminho é ladeira abaixo. : P “

    0
  • Virginia 8 de maio de 2012 at 19:11

    Meu pedido lá no “Paute a Folha”:

    Juntando a afirmação acima com outra que vi mais cedo, no ‘Infomoney’ (“Para o presidente do Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo), Claudio Bernades, os preços deverão crescer, em média, 4,5% este ano”), acho que vocês tem que fazer alerta sério à população, que continua a se endividar em busca do sonho da casa própria. A maior parte dos artigos que tem sido veiculados na mídia parece querer tapar o sol com uma peneira. O SECOVI diz que os preços deverão crescer em média, 4,5% ao ano. Ooooops! Pára tudo! Mas 4,5% não é abaixo da inflação?! Mas isso então quer dizer que…? Vai desvalorizar?…
    Antes o discurso desse pessoal era de que imóvel valorizava 30% (eu disse T R I N T A) a.a. – indefinida, e quiçá, eternamente; depois, começaram a dizer que estabilizaria, acompanhando a inflação; e agora… bem, é só fazer as contas!!!
    Bem, a inflação oficial foi de mais ou menos 6,5% em 2011. Mas o brasileiro que vai ao supermercado, compra roupas, consome serviços, sabe que esse índice é maquiado, que a inflação foi muito mais que isso ano passado, e que neste ano vai ser ainda pior.
    Só lamento por quem comprou imóvel nos últimos três anos, pretendendo lucrar com a venda na entrega das chaves, e ainda não vendeu até agora, pois a mídia não está sendo honesta – o caminho é ladeira abaixo. 😛

    0
  • Virginia 8 de maio de 2012 at 19:15

    Afff, não estava indo e acabou depois indo várias vezes meu post…

    0
  • GB 8 de maio de 2012 at 20:11

    Nossa, não sei se vocês tiveram o mesmo problema, mas só consegui acessar agora, tava dando “Access Restricted” o dia inteiro, acho que foi ataque hacker dos Cirillos.

    Aí eu estava seguindo os posts pelo sentido inverso, vi matérias interessantes mostrando que a casa está caindo e que o povo daqui é aproveitador, mas quando cheguei às 15:01 e vi que o pessoal estava em guerra, aí desisti de continuar lendo, creio que não perdi nada a partir daí.

    Eu acho que o pessoal devia seguir seus próprios instintos, é óbvio que vão aparecer aqui pessoas falando que está tudo certo, que os preços estão aceitáveis, que nunca vão cair, que a demanda é gigantesca e a ofera é minúscula, que o Brasil é pais de 1º mundo (ai, essa doeu), que as medidas apatetadas do governo vão salvar as construtoras, e outras bobeiras.

    Relaxem e deixem o tempo passar, Ele é sábio e sempre mostra quem está com a razão, agora é momento de aguardar, nao é momento de seguir a boiada, deixa esse pessoal se afundar em dívidas, não é problema nosso, nunca foi, eu prefiro continuar fazendo parte dos 3% que tem uma boa $$$ na poupança que trocar isso por um apê e uma dívida de 15 anos.

    0
  • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 20:22

    Aqui perto da minha casa não constroem prédios enormes, mas sim 4 apartamentos por terreno de 12 x 25. Tenho visto o aumento de placas de aluga e a diminuição das placas de vende. Somente nesses apartamentos que estão construindo já faz quase 8 meses e nada de terminar, antes com 2 meses estava pronto eles reduziram a velocidade da produção e muito por aqui. Nesses dias comecei a fazer por curiosidade uns caminhos diferentes para levar minha filha na escola por curiosidade e no qual acabei passando em 1 rua no qual tinha 3 predinhos com 4 apartamentos cada sendo que 1 vendido outros com plantão tentando vender todos e outro com placa de aluga em 2 dos 4 apartamentos achei estranho, uma hora que tiver tempo vou passar para pesquisar os preços daqueles imóveis, no mais as coisas estão caminhando, mas a passos de tartaruga na minha região.
    Obs numero de casas velhas também aumentaram para alugar e vender.

    0
    • RosinhA 8 de maio de 2012 at 21:03

      Eskeleto, tb vejo este movimento, os construtores daqui pensam todos iguais, temos um terreno 10X30 perto do hospital municipal e a pedidos quase diários de aluguel barato, estamos pensando seriamente em construir um pombal gigante com luz e ventilação no meio somente com 1/4, sala e banheiro somente em cada unidade, com 30 a 35 unidades no total, o problema são os vizinhos, são lojas de qualidade, e duvido que vão deixar sair na boa, por isso estamos pensando em algo que pode enganar a princípio e depois que venham as pombas. 🙂

      Mas conselho de quem já construiu sem condomínio, não compre nunca, a manutenção é difícil e os que construímos até com qulidade boa, em menos de 5 anos estão quase totalmente destruídos, pois ninguém é dono, e ninguém se preocupa com nada, quando apodrecem abaixam o preço e saem fora, a bucha fica para o próximo, o “condomínio” é sem lei alguma, imagina como ficam festinhas, crianças, cachorros e outros itens agregados. Para quem não conheçe são 4 aps com portão comum, garagem comum as vezes e com escada, tudo fica a cargo dos 4 moradores depende da vontade de cada um já dá pra imaginar.

      0
      • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 21:19

        Sim, esse tipo de prédio é bonitinho quando entregam tem um bem na esquina aqui perto de casa e esse foi 1 dos primeiros a serem feitos e tem agora mais de 5 anos, a parede do lado de fora cheio de bolor tudo sem pintar, o chão da entrada é todo rustico a parte das escadas e tem o grande problema que de 1 lado bate o sol mas do outro não então dependendo do apartamento junta mais bolor além de ser os mais apertados que vi acho que foi 37 m2 só que como é esquina ele é meio arredondado onde nenhum comodo tem o tamanho ideal para móveis.
        E também com relação a manutenção depende de todos no qual uns pagam outros não. Depende da sorte e geralmente quando se compra algo assim em 5 anos se precisa fazer algo ninguém faz pois está sem condições pagando ainda financiamento por mais de 20 anos.

        0
        • Bolhado 8 de maio de 2012 at 21:47

          37 m²? Nossa! Não dá nem pra espirrar sem acordar o vizinho!

          0
          • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 22:40

            Realmente 37 m2 se fosse 1 dormitório até ficaria grande, mas 2 dormitórios fica bem pequeno o maior problema é a forma arredondada onde se perdeu um bom espaço.

            0
            • Mateus B. 8 de maio de 2012 at 23:11

              Apartamentos com menos de 50m²…
              Na boa, já refletiram sobre o que irão virar?

              Média de filhos/casal em tendência de baixa, já rompeu 2/casal, abaixo da reposição. Taxa de lançamento de imóvel cresceu absurdos e, mesmo com o pé no freio das construtoras, ainda tem muita coisa para ser lançada.

              Não tenho dados, mas suponho que hoje se saia mais tarde da casa dos pais.

              Taxa de divórcio em alta, tudo bem. Taxa de segunda, terceira união também.

              Qualquer pessoa que sai de casa nota: MUITOS empreendimentos sendo levantados. Para que? Para quem?

              Até acredito que exista demanda para imóveis, vide milhões de brasileiros morando em favelas. Poder aquisitivo, são outros 500.

              Como será, em? Se os preços realmente despencarem, como ficarão as milhares de caixinhas de fósforo?

              0
              • Bolhado 8 de maio de 2012 at 23:33

                A resposta para essas perguntas estão nas cidades fantasmas da China, onde a bolha imobiliária gerou uma aberração naquele país!

                0
  • GB 8 de maio de 2012 at 20:52

    O mercado é um entidade viva, pode até ter um grupo distorcendo-o mas eles têm que gastar para isso, portanto tem que dar lucro para valer a pena (2008-2011).

    A partir do momento que não dá lucro (2011), esse grupo até pode continuar mantendo-o distorcido, mantendo preços altos (dias atuais), mas vão ter que gastar cada vez mais para isso na esperança de que retorne a dar lucro e não percam esse poder de impor as regras a todos, mas para isso lá vão as gorduras obtidas no período anterior.

    O lance é aguardar e ver até onde eles vão continuar com essas matérias pagas e Feirões pega trouxa, logo os proprietários vão começar a ficar incomodados em não conseguir vender seus imóveis, muitos vão precisar do $$$$ para fazer frente a alguma dívida ou vão simplesmente cansar de ficar pagando impostos ou condomínio por algo que está parado, fora que a inflação vai comer solta e não vão poder aumentar um valor de algo que não vende pelo valor atual.

    Notem que numa 1ª fase sobram imóveis com placas de vende-se, frustrados começam a tentar alugar para conseguir alguma renda com ele, assim tentam se livrar de pagar impostos e condomínio (fase em que estamos), mas aí vai ter oferta demais para alugar, o valor vai baixar e não vai compensar a dor de cabeça de se arriscar a pegar um mau inquilino, aí sim vão baixar os preços para vender de verdade.

    0
  • Silas Coul 8 de maio de 2012 at 21:14

    Existe bolha imobiliária? Sim existe. Ela está prestes a estourar? Não, infelizmente não está, principalmente para a maioria aqui do blog que anseia em ter seu próprio teto a preço justo. Quem foi esperto e teve condições aproveitou e comprou na hora certa, como eu q já tive os imóveis valorizados em 300% desde a compra e sei q posso especular mais um pouco. Sei q vou ser criticado, mas todos aqui fariam a mesma coisa, só não fazem pq agora comprar um imóvel pra investir é um péssimo negócio, só vale a pena pra quem realmente esta necessitando morar logo. Como a maioria aqui, pertenço à verdadeira classe média e apenas quero chegar a minha independência financeira antes dos 40 anos. Não fiz nada de errado, apenas quis fazer um investimento e comprei na hora certa, no lugar certo para vender no momento certo, e sei que posso esperar, após as medidas nos juros que estão ocorrendo, até o final desse ano pelo menos. Sugiro aqui aos colegas que capitalizem até meados de 2017 q é quando acredito q será um momento bom para aquisição de imóveis. Até lá moremos de aluguel (continuo capitalizando). Um abraço a todos.

    0
    • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 21:36

      Você acertou o momento de comprar sobre a valorização de 300% sobre vender tem o momento certo realmente, mas você está perdendo este momento pois vai valorizar? SIM, vai vender ? NÃO. Se vender foi porque realmente baixou o preço. Você pode até pegar a grana pra comprar mais barato depois, mas os juros no banco para compensar seu aluguel não será tão interessante irá no máximo empatar. Dependendo da crise se você vender e deixar o dinheiro na banco você acaba se ferrando pois o banco não vai ter como te pagar.
      Realmente eu teria comprado algo antes da crise se tivesse tido condições financeiras na época, deve ser o caso de mais alguns por aqui que queriam comprar, mas não conseguiram juntar o suficiente ou comprovar a renda. Querer não é poder. Até em um simples jogo de rpg onde se compra e vende coisas quando tem muita procura o preço sobe, mas uma coisa que aprendi é que sempre um dia sobra muito e outro dia falta muito não faltará oportunidades, mas não se pode perder mais de 2 vezes durante sua vida pois talvez não tenha tempo de vida ou saúde para aproveitar novamente a oportunidade.
      Boa sorte tomara que consiga vender e ter sua independência.

      0
      • Silas Coul 8 de maio de 2012 at 22:29

        Amigo, tenho proposta todo mês. Se quiser amanhã mesmo posso vender. Exemplo, quase vendi em dezembro um por 750mil comprado por 300 em 2009. Estava muito apreensivo naquele momento, mas analisei o mercado local e vi que poderia especular mais uns 6 meses com segurança. Semana passada tive outra proposta, agora de 850. Acredito q posso segurar até novembro e vender pelo menos por 900. Caso não consiga vender por esse preço não vejo desvantagem nenhuma em vender pelos mesmos 850. Sei q comprei num lugar privilegiado q hj é bastante disputado. Repito que não estou fazendo nada de errado. Sou trabalhador como todos aqui e pago meus impostos como todo mundo. Entendo a angustia de todos pelos preços altos. Mas tudo é questão de paciência e racionalidade q chegará o momento certo.

        0
        • RosinhA 8 de maio de 2012 at 22:52

          hhahahaha 750 em dezembro e 900 no final do ano, e dispensou 850 perdi meu tempo respondendo, por essas e por outras temos um novo Silas milionário no nosso país parabéns,sem trabalho só especulando, ótima estória para seus filhos, e cuidado por suas intruções demonstradas não deixar 40% com o Apostolo Valdomiro, agradeçendo a graça alcançada.

          GB vamo tá na hora da arrecadação.

          0
          • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 23:15

            Ele não sabe o tamanho do problema se estoura uma bolha, se acontecer realmente nem por 450k conseguirá vender pois o dinheiro esgota. E eu não queria comentar, mas já que estamos aqui né pois ele entra em contradição em 1 momento.
            Existe bolha imobiliária? Sim existe. Ela está prestes a estourar? Não, infelizmente não está.

            Agora me diz uma coisa porque no segundo texto ele diz:
            Acredito q posso segurar até novembro e vender pelo menos por 900.
            Caso não consiga vender por esse preço não vejo desvantagem nenhuma em vender pelos mesmos 850

            Por quê em novembro se ele quer vender neste momento acredita que a coisa vai acontecer ainda este ano pois se não diria vou esperar mais alguns anos até chegar em 1kk.

            Pode até valer esse valor de 850 ou 750, mas reforço que o momento dele já está passando.

            0
            • GB 8 de maio de 2012 at 23:30

              Quando a coisa ficar feia (agosto/setembro deste ano) eu vou oferecer R$ 40k e ele vai me vender para não ficar gastando com o mico encalhado.

              E nada de vender com prestações atrasadas, vai pagando todas em dia até lá que eu quero comprar com elas em dia.

              Vai ser muito legal, depois que conheci esse blog, embora já tenha ouvido de corretor que “seu dinheiro já não vale a mesma coisa”, eu discordo e a cada dia que passa fico mais exigente com ele, acho que é isso o que está acontecendo com os demais também.

              Enquanto isso, o apê que eu achava que queria ainda está a venda, R$ 25k mais barato e aceitando proposta, que vexame.

              0
              • Silas Coul 9 de maio de 2012 at 01:31

                2 estão quitados e 1 quito em janeiro na entrega das chaves(este acho q será alugado). A bolha não tem chance de estourar nessa sua data. Talvez você esteja se baseando na data de miguel jacó (a quem tenho certa admiração), porém, com as mudanças atuais na economia essa data está incorreta. Acredito que em breve ele deve retificar essa data profética.

                0
                • Paulo 9 de maio de 2012 at 10:27

                  O mais legal é ele falar que valorizou 300%….
                  pagou 300, se valoriza-se 100% valeria 600, se valoriza-se 200% valeria 900, se valoriza-se os tais 300% valeria 1200…..
                  ah, eu acho que ficou um pouquinho abaixo de 300% hein….

                  hahaha

                  aprende a fazer conta antes de contar vantagem!
                  (mas ele vai falar que os outros valorizaram mais….hehehe)

                  0
                • Charles 9 de maio de 2012 at 12:02

                  Silas

                  Considera a hipotese de que o provavel estouro da bolha imobiliaria poderá ser devido ao contagio desse mercado pelo péssimo desempenho do restante da economia.

                  Num cenário de desemprego devido ao baixo consumo interno e exportações em queda, a bolha não resistirá, com certeza. Estamos mais perto desse cenário do que podemos imaginar. Concluimos isso devido a pressa do governo em baixar juros e peitar os bancos demonstrando desespero e dizendo que: Medidas urgentes se fazem necessárias!

                  0
          • GB 8 de maio de 2012 at 23:18

            Êêêêêêêêêê !!!!! Deixa que eu cuido da tesouraria.

            Essa é a visão predominante no momento: subiu 200%, eu deixo parado e mesmo que venda por 100% já é um bom lucro, são as famigeradas gordurinhas sendo queimadas, deixaram que “subisse” demais, fica a impressão de que foi real e não um conto-de-fadas..

            Mas é arriscado, podem ter que vender pelo mesmo preço que em 2008, ou seja, lucro 0% fora as despesas, aí haja Lexotan e Gardenal para esse povo.

            Vida de especulador é difícil, ole-le, ola-la.

            0
            • Silas Coul 9 de maio de 2012 at 01:00

              Realmente não é fácil. É um jogo, eu apostei mas com certeza perder eu não perco. Como citei, tem que comprar no hora certa e no lugar certo. Infelizmente nem todos conseguem. Meu próprio pai (tentei de todas as formas evitar, mas ele , cabeça dura não ouviu) comprou ano passado um apt já com preço bolhudo por 240mil(acreditou no corretor ,apesar de meu insistente aviso). Hoje quer vender por 280 pra comprar outro maior(mais bolhudo ainda) e não consegue. O máximo que ofereceram foi o mesmo q ele pagou. Mantenho minha dica: tenham calma e capitalizem até meados de 2017 para comprar. Meu apt que comprei para morar preferi alugar por 2700 e pago aluguel de 700.

              0
              • Douglas 9 de maio de 2012 at 08:27

                A hipocrisia, a mentira e a soberba sao os pecados mais comuns na Church, recusar uma proposta de no minimo 200k maior por algo q nao vale metade realmente mostra sua real intensao, Silas Coul come to The Bubble Church, aq seus pecados nao serao perdoados, seu porco capitalista,

                0
    • Bolhado 8 de maio de 2012 at 22:03

      Parabéns por ter comprado na hora certa, mas deveria ter feito o lucro já! Como os colegas já frisaram o povo tá endividado e o assunto bolha está na boca dos donos das verdinhas, é questão de tempo pra “classe C” se informar. Cuidado pra não esperar demais e a curva cair, a ganância é o pior inimigo do investidor! Eu teria vendido ano passado em outubro ou novembro. Afinal, supondo que venda com 200%, já é um belo negócio.

      0
    • RosinhA 8 de maio de 2012 at 22:06

      Não fiz nada errado, realmente não só não entendeu ainda que não estamos mais na fase de especular e ganhar, teremos que trabalhar para ganhar como qualquer outro país do planeta, e está super hiper mega errado quanto aos 300%, dizer que vale é uma coisa vender é outra, coloquei a mais ou menos 15 dias um terreno anunciado por 300k e vale pelo menos no mercado 600k, sabe quantas ligações com 50% de oferta 1 de um corretor e desesperado, então não sonhe com aposentadoria com imóveis, a não ser que queira se aposentar com um salário baixo, os ajustes estão por vir e rapidamente, se deseja mesmo se aposentar venda todos amanhã e desfrute de seus lucros, pois se pensar em vender depois pode ser que seu sonho voe pela janela, e não volte mais, a não ser pela lógica trabalho = lucro. Com a frase até lá moraremos de aluguel, percebe-se que não estão prontos seus lucros, se comprou Gardenalfisa então………

      0
      • RosinhA 8 de maio de 2012 at 22:23

        Não sei se concordam mais muito tem que mudar neste país, meu pai contruiu as primeiras casas no overnight, meus tios vendiam bois que tinham no pasto e colocavam na poupança e viviam de juros, outros alugavam telefone, cheguei a vender freezers com ágio na época da falta de carne e filas nos açougues, meu primo ficou super contente quando a BCP enviou uma carta para ele habilitar o celular por 1k a linha e 1k o aparelho, paguei carro com ágio em 1986 e em 1993, paguei ágio por uma secadora de roupas à gás, ainda hoje tem veloster branco com ágio, fora outros milhões de exemplos.

        Hoje me considero uma pessoa mais madura pelos próprios erros cometidos, será que o Brasil todo continua idiota, e sempre será desta forma? Ou daqui a 6/7 anos irei falar para meus filhos: Vocês não sabem em 2012 compravam apartamento na planta e vendiam por 300% de lucro, como queria advinhar o futuro.

        0
        • ze 9 de maio de 2012 at 08:57

          Hoje também paga-se ágio nos imóveis….ou voce acha que os preços são normais? hehehe

          0
        • alex 10 de maio de 2012 at 01:03

          Você é disparada a mais chata desse Blog. Como gosta de monopolizar os comentários. Sabe de tudo, menos de economia.

          0
      • Silas Coul 9 de maio de 2012 at 02:29

        Cara colega, meu apt que comprei para morar preferi alugar por 2700 e pago aluguel de 700.

        0
        • ze 9 de maio de 2012 at 08:56

          Certo.
          Posso concluir então que mora mal para lucrar um pouco?

          0
    • Leo 8 de maio de 2012 at 23:09

      Eu venderia. Alias, acho que voce generalizou pois vendi meu AP no final do ano passado. Aprendi algumas coisas entre o ganha e perde da vida… a que mais uso nesse caso é : Dinheiro bom é dinheiro no bolso!

      Ganancia d+ pode te atrapalhar.. ainda mais em um mercado travado. O valor que voce especula “ter” na verdade nao existe. Ele se torna real quando voce finaliza a venda, todo esse calculo antes da venda é pura especulacao.

      -> Independencia financeira vem com o Trabalho e nao com a especulacao.

      0
      • Bolhado 8 de maio de 2012 at 23:36

        Disse tudo! Menos que a independência financeira vem do trabalho kkkk

        0
        • Silas Coul 9 de maio de 2012 at 01:19

          Caro amigo, o fato de especular em algum investimento não significa q fico em casa esperando o tempo passar. Trabalho com grande prazer pelo menos 60h/semana. Só que fiz escolha por não usufruir tanto do q ganho agora para ter uma condição melhor para minha família depois ( perto dos 40anos, como disse antes). A maioria de meus colegas de trabalho escolheram andar em carro importado, fazer cruzeiros anuais, andar de roupa de marca e morar em imóveis com preços hiperbolhudos. Eles fizeram a escolha deles e eu fiz a minha. Só isso.

          0
          • Fred 9 de maio de 2012 at 08:53

            Acho válido, Silas, mas se a intenção é vender o apartamento a curto prazo (e não manter alugado) ME PARECE que você já deveria ter feito isso. Independentemente da localização e de quão bacana é o seu imóvel, as pessoas (em muito maior número do que antes, pelo menos) hoje em dia estão mais bem informadas e sabem que diante de tudo o que tem acontecido na economia a melhor coisa é esperar pra comprar qualquer coisa (seja carro importado, cruzeiro, roupa de marca ou… imóvel). De qualquer forma, acho que você fez um bom negócio e está aí colhendo os frutos disso. Um abraço e boa sorte!

            0
          • Bolhado 9 de maio de 2012 at 10:16

            Como os colegas falaram, você acha que ganhou os 300%, somente na hora que liquidar os imóveis é que saberá realmente quanto vai ganhar, por isso que digo, aproveite para liquidar na alta, porque dinheiro bom é dinheiro no bolso ainda mais quando tratamos de imóveis, que sabemos ter baixa liquidez e que pode demorar anos pra vender. Você está certo com relação ao seu comportamento em relação ao dinheiro, mas só tome cuidado pra não querer ganhar demais, a ganância é um dos piores inimigos dos investidores!

            Se tem proposta todo mês aproveita e venda logo e corre pra bolhar outro setor! =D

            0
            • Renato 9 de maio de 2012 at 11:03

              Ele está esquecendo de uma coisa chamada IR…
              Refaz seus cálculos e vende logo…

              0
          • Charles 9 de maio de 2012 at 11:50

            Você fez uma opção de investimos. Acho isso muito importante para um planejamento familiar e futuro.

            Mas, veja, pense: É hora de realizar o lucro, imediatamente!

            É só uma opinião, sem fundo critico ok.

            0
            • SF 9 de maio de 2012 at 15:23

              Será que ele encontra alguém para pagar 900k, ou é só papo furado???

              0
  • AAC 8 de maio de 2012 at 21:31

    Na boa, esse blog é que tem hoje de melhor na internet brasileira.

    Frequento diariamente a mais de 1 ano (desde o tempo do Andre). Escrevo pouco, acho que tenho uns 10 comentários.

    Gosto do blog porque? Vou citar alguns motivos:

    1- Ele extravasa o tema bolha imobiliária e trata de politica e economia brasileira e mundial;
    2- Desnuda e avacalha o oportunismo, o jeitinho e a malandragem dos Gersons que existem em cada um de nós (uns mais outros menos);
    3-Passa por inúmeros filtros, que é a multidisciplinaridade dos seus frequentadores; aqui troll e mídia comprada se f……
    4- É frequentada (com excessão do Anonymous hehe), por brasileiros de verdade, aqueles levam o país nas costas, é não apenas pessoas sem $$$, mesquinhas ou que perderam o timing, discutimos aqui e almejamos um páis melhor; (Cirilos, Andres, Coretores, sô confirmam o desespero das baratas).
    5- Aqui conheci o livro 1984, que me forneceu os elementos que faltavam para juntar as ultimas peças do meu quebre-cabeça mental…

    Ah, e se alguém falar que estou aqui até comprar meu imovel, depois nunca mais volto, saibam que já o fiz a alguns meses e que consegui um excelente valor graças ao que aprendi aqui, obrigado bolhistas

    0
    • Virginia 9 de maio de 2012 at 05:42

      🙂 Curti.

      0
    • Evandro 9 de maio de 2012 at 08:51

      Quanto de desconto você conseguiu sobre o valor que pediram na imobs ou no zap?

      0
    • Rico 9 de maio de 2012 at 09:51

      Esqueceu um item:

      6. Leitores de Veja e fã de Reinaldo Azevedo, o “reporter independente”.

      0
  • Eder 8 de maio de 2012 at 22:00

    Juliano “SPSPJULIANO” vc está por aí?

    Tenho outra dúvida. Se aplico no NTN-B Principal ou no NTN-B? Qual desses ou há outro título do tesouro que seja melhor?

    0
    • Toma-lhe Jhones 9 de maio de 2012 at 10:50

      A diferença entre a NTN_B e a principal é que a NTNB paga juros semestralmente a NTNB principal não paga juros semestralmente eles são capitalizados. Se você deixar até o vencimento o rendimento da NTNB principal será maior.

      0
      • Paulo 9 de maio de 2012 at 11:22

        Falando em Título do Tesouro, vocês viram a rentabilidade do NTNB principal de 2035? Só 27% nos últimos 30 dias, 38% no ano e 51% nos últimos 12 meses. Coisa de louco.

        0
      • SPSPJULIANO 9 de maio de 2012 at 16:34

        Olá Eder,

        A resposta do Toma-lhe está correta a NTNB principal só vai vencer no final do prazo…. as demais NTNB pagam juros semestrais, mas cabe analisar as consequências dessas diferenças.

        Uma das consequências é que na NTNB que paga juros semestrais, o Imposto de Renda – IR já vai incidir na parte de juros pagas impedindo a capitalização da totalidade do IR devido, enquanto na NTNB principal você só vai pagar IR no vencimento (ou quando resgatar alguma coisa). Postergar o pagamento do imposto de renda integralmente até o vencimento do título não é a maior diferença financeira do mundo, mas implica em diferença financeira a seu favor.

        Outra diferença é que na NTNB que paga juros semestrais, você vai ter, caso não queira gastar o dinheiro, que ficar reaplicando o dinheiro toda vez que houver o pagamento do juros e, em razão das frações (0,2 em 0,2) talvez você não consiga fazer isso (você não terá dinheiro para a aplicação mínima) e parte do dinheiro que deveria ficar aplicado vai ficar parado na conta sem render nada.

        Escolher por uma ou por outra depende do seu fluxo de caixa (se vc esta aplicando para aposentar ou para gastar daqui algum tempo)

        Lembre-se do risco envolvido em comprar títulos com prazo de vencimento muito longo e taxa pré fixada (para a integralidade do titulo ou para parte dele) sobretudo com a SELIC estando tão baixa quanto está atualmente.

        Lembre-se também, caso seja para fazer aplicação de longo prazo, de não comprar títulos com prazo de vencimento inferior a 720 dias (2 anos) garantindo assim o menor IR possível (alíquota de 15%)

        0
    • SPSPJULIANO 9 de maio de 2012 at 16:54

      Quanto a outro título que seja melhor….. essa é a pergunta de 1 milhão (ou bilhão de dólares ou até mais).

      É impossível saber o que vai acontecer de verdade….

      1)se eu tivesse certeza absoluta de que o Brasil vai reduzir seus juros para juros reais positivos de 1% ou 2% ao ano (ou, porque não, vir a ter até um juro real negativo de 0,25%) eu compraria só NTNB principal com vencimento em 1945 e ganharia uma fortuna só com a precificação do título a preço e juros de mercado.

      2)se eu tivesse certeza absoluta de que a econômica do Brasil vai entrar em parafuso nos próximos meses (a banânia no seu explendor) eu venderia todos os títulos públicos ligados a juros e compraria ouro, dólar e títulos públicos ligado a cambio e ganharia uma fortuna só com o dólar indo a R$3,00.

      Se eu tivesse certeza absoluta de qualquer uma das hipóteses acima eu venderia os imóveis da minha família inteira usaria o dinheiro para fazer uma fortuna ainda maior, devolveria os bens da minha família com um bom lucro para eles e com a diferença me aposentaria, mandaria os loucos com quem eu trabalho “catar coquinho” e me mudaria para Paris.

      Esta última frase foi brincadeirinha….. mas o fato é que a resposta sobre qual a melhor aplicação só você pode dar para você mesmo.

      Como eu não tenho certeza de nenhuma das hipóteses que citei acima e eu tenho que ir tocando minha vidinha no Brasil mesmo, eu aplico em LFT e rezo para que o juros reais continuem positivos e que não aconteça nenhuma moratória da dívida interna para que um dia eu consiga me aposentar.

      0
  • Ane 8 de maio de 2012 at 22:04

    segunda-feira, 7 de maio de 2012Exame: Índice de preços anunciados tem nova desaceleração
    O Índice FipeZap, que mede a evolução do preço dos imóveis brasileiros, mostrou nova retração. De acordo com o estudo divulgado mensalmente, “a tendência de desaceleração observada nos últimos meses acentuou-se em abril”. Essa fase de desaceleração começou em abril de 2011.

    É a segunda redução na valorização neste ano. Houve desvalorização no preço dos imóveis em Salvador (-0,6%), e em São Paulo a desaceleração foi a maior para o mês de abril em toda a série histórica, iniciada em 2008.

    Lembrando que o índice tem como base os valores anunciados, sendo que no momento da negociação os valores vêm apresentando quedas ainda maiores, onde alguns descontos já superam a casa dos 36%. (conforme já informado pelo blog)

    0
  • Tentando entender 8 de maio de 2012 at 22:21

    Venda de imóveis novos cresce 26,6% no 1º trimestre
    Foram comercializados R$ 2,73 bilhões ante R$ 2,15 bilhões registrados de janeiro a março de 2011, segundo o Secovi
    As vendas de imóveis novos residenciais na cidade de São Paulo registraram alta de 27% em termos reais no valor movimentado no primeiro trimestre deste ano em relação a igual período do ano passado. Foram comercializados R$ 2,73 bilhões ante R$ 2,15 bilhões registrados de janeiro a março de 2011, segundo a pesquisa sobre mercado imobiliário na cidade, feita pelo departamento de economia e estatística do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP).
    Em unidades o crescimento foi de 26,6% no período, para 5,4 mil imóveis comercializados. No primeiro trimestre do ano passado foram vendidas 4,265 mil unidades.

    Conforme dados apurados pela Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), os lançamentos residenciais na cidade de São Paulo totalizaram 3,635 mil unidades até março, o que representa uma queda de 29,2% na comparação com igual período do ano passado, quando foi de 5,133 mil unidades.

    Os resultados indicam que o mercado pode estar em processo de ajuste em relação ao desequilíbrio entre volume de lançamentos e de vendas ocorrido no ano passado.
    Dá pra entender essas reviravoltas do mercado…?
    E a Dilma ainda nem tinha anunciado a baixa da taxa de juros que promete inflar a bolha ainda mais, mas como dizem quanto maior a bolha maior o PLOC!

    0
    • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 22:51

      Acredito que SP e RJ é o termômetro para analisar os preços que podem refletir ao longo dos meses, enquanto SP sofre queda e desaceleração pois percebo a meses pelo menos nas cidades de SBC onde o preço está abaixo do de Santo André e São Caetano do Sul onde não tem como construir mais pois o limite da população para aquela cidade foi atingida e por isso os preços estão bem mais abusivos. Enquanto o RJ tiver copa e outros eventos ainda vai ser caro, mas o fiasco que pode se tornar o Rio +20 e o UFC que foi cancelado pode acelerar esse processo de desinteresse.
      Sobre a cidade pois SP não tem pontos turísticos interessantes como o RJ e talvez esteja sentindo antes. Outros estados tem terrenos mais em conta oque pode sentir menos a valorização, mas todos os estados vão ter que ajustar os preços uns reduzir até 40% do valor outros somente 15 a 20%.
      Torcemos para que todos desvalorizem mais que isso, mas temos uma barreira entre sonhos e realidade.

      0
      • RosinhA 8 de maio de 2012 at 22:58

        São Paulo tem evento o ano inteiro, muito mais do que o Rio, salão do automóvel, F1, F indy, fashion week, shows, e zilhões de feira e negócios, é a capital da américa latina, seria o termômetro de $$$$$ girando.

        0
        • Eskeleto 8 de maio de 2012 at 23:04

          É realmente esqueci desses eventos, mas são eventos que acontecem anualmente e a copa ufc e olimpíadas não é todo ano isso ai pode estar dando uma valorizada sobre outros eventos anuais aqui. Ainda bem que não falou da parada gay, nada contra, mas também nada a favor.

          0
  • GB 8 de maio de 2012 at 23:20

    Êêêêêêêêêê !!!!! Deixa que eu cuido da tesouraria.

    Essa é a visão predominante no momento: subiu 200%, eu deixo parado e mesmo que venda por 100% já é um bom lucro, são as famigeradas gordurinhas sendo queimadas, deixaram que “subisse” demais, fica a impressão de que foi real e não um conto-de-fadas..

    Mas é arriscado, podem ter que vender pelo mesmo preço que em 2008, ou seja, lucro 0% fora as despesas, aí haja Lexotan e Gardenal para esse povo.

    Vida de especulador é difícil, ole-le, ola-la.

    0
  • GB 8 de maio de 2012 at 23:24

    E não é que os Cirillos disseram que iam me expulsar daqui e quase conseguiram ?

    Fizeram-me ficar um dia sem conseguir acessar aqui, temos que ter cuidado com esse pessoal.

    0
  • Leno 8 de maio de 2012 at 23:32

    Olha que comico, se não fosse tragico.

    =========================================================

    Parlamento Europeu cancela ida à Rio+20 e critica Brasil

    Parlamento Europeu cancela ida à Rio+20 e critica Brasil
    O Parlamento Europeu decidiu nesta terça-feira cancelar a ida da delegação de eurodeputados que iria participar da Conferência da ONU sobre o Desenvolvimento Sustentável Rio+20, que será realizada no Rio de Janeiro entre os dias 20 e 22 de junho, devido ao elevado custo da viagem.

    A medida foi tomada pelos coordenadores da Comissão do Meio Ambiente da instituição, que constataram que os gastos seriam muito elevados e injustificáveis num período de crise, afirmaram à agência EFE fontes comunitárias.

    “O Parlamento cancelou sua delegação na Rio+20 pelos custos excessivos. O Brasil deveria realmente controlar os custos para evitar um grande fracasso”, afirmou hoje pelo Twitter o deputado holandês Gerben-Jan Gerbrandy.

    Gerbrandy se mostrou “decepcionado” pelos abusos do setor hoteleiro da cidade, que pedia até 600 euros por noite, e considerou que o governo brasileiro deveria intervir nesta situação, sobretudo levando em conta a realização da Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

    Num debate realizado na Comissão do Meio Ambiente em 26 de abril, o eurodeputado alemão Matthias Groote explicou que o preço estimado da hospedagem da delegação teria aumentado de 10 mil euros previstos inicialmente para 100 mil euros.

    Na ocasião, os coordenadores decidiram enviar apenas um eurodeputado para a conferência, mas hoje cancelaram totalmente a missão. Onze eurodeputados viriam inicialmente para a Rio+20. “Os organizadores mudam as condições constantemente, pedem que as reservas sejam feitas por uma semana completa, apesar de não precisarmos deste tempo”, lamentou Groote durante o debate.

    A organização também não teria oferecido aos deputados europeus uma sala de reuniões, segundo o socialista alemão. “É uma pena que os organizadores, e não só eles, nos tenham levado a isto. Quando se quer convidar o mundo inteiro é preciso tratar os convidados de outra maneira”, criticou.

    “http://noticias.terra.com.br/ciencia/rio20/noticias/0,,OI5761329-EI19851,00-Parlamento+Europeu+cancela+ida+a+Rio+e+critica+Brasil.html

    0
    • aiwww 8 de maio de 2012 at 23:52

      CONCORDO PLENAMENTE com o cancelamento. E na Copa, não esperem diárias abaixo de R$2.000,00 para o Ibis Formula 1 (o hotel mais ralé da rede Ibis) 🙂

      COMEMOREMOS !!!

      0
    • Ane 9 de maio de 2012 at 00:01

      Achei esse notícia o máximo! É isso mesmo o que a gente passa aqui no RJ.

      Outro dia peguei um táxi e ele deu uma volta comigo e fez a corrida ficar mais cara. Senti muito ódio, mas tenho medo de arranjar confusão. Só mostrei que sabia o caminho para ver se ele parava de “errar”.

      0
    • Paulo - RJ 9 de maio de 2012 at 00:03

      Não sou de ficar criticando o Brasil de forma arbitrária. Mas é preciso alguém de fora para mostrar que o custo no Brasil está muito alto e criticar este “oportunismo malandro” de querer levar vantagem em tudo.

      0
    • Lucas 9 de maio de 2012 at 10:28

      Poderia abrir um tópico com esta matéria!
      Enquanto aqui no Brasil a maioria está rindo, a indignação tá vindo lá de fora.

      0
    • Fred 9 de maio de 2012 at 16:02

      Lamentável…
      Essa coisa do “vou me dar bem” virou doença.

      0
  • Guilherme SC 8 de maio de 2012 at 23:49

    Eu investia na poupança, mas vou parar com a mudança da lei. Não vou tirar o que já tinha pq considero a poupança na lei velha uma joia que poucos privilegiados terão futuramente.

    Enquanto eu penso no que fazer de agora em diante resolvi comprar um pouco de dollar, qual a melhor forma de se fazer isso?

    0
    • Ane 9 de maio de 2012 at 00:03

      Mas se a inflação subir, o dinheiro na poupança vai desvalorizar do mesmo jeito.

      0
      • Cleyton 9 de maio de 2012 at 12:16

        Ane, tem toda a razão, mas nos novos depósitos, para cada ponto que a selic baixar de 8,5% a poupança desvaloriza na proporção de 1/3, além da inflação, claro.

        0
      • Bolhado 10 de maio de 2012 at 00:28

        Ele disse na lei velha, a remuneração é garantida mesmo com a inflação nas alturas.

        0
    • Anonymous 9 de maio de 2012 at 02:36

      Consulte o manual do Anonymous de como abrir uma poupança num banco Americano. Tem a descrição passo a passo, tudo dentro da Lei. Voce coloca seu dinheiro longe do alcance do governo bananense, tem garantia de depósito até 500 mil Reais (250 mil USD) e não paga taxa alguma para o banco para manter a conta e nem imposto algum sobre o ganho proporcionado pelos juros.

      0
      • Leo 9 de maio de 2012 at 07:54

        Qual banco voce recomenda ?

        0
        • Anonymous 9 de maio de 2012 at 12:24

          Qualquer banco Americano pois a garantia de depósito vale para todos. No caso do banco falir, o seu depósito é garantido até 250 mil USD. Eu evitaria o “Bank of America” ou “Citybank”, pois tem muita noticia ruim associada com esses bancos. Eu escolheria um banco que tem agências em vários estados Americanos, pois alguns bancos são regionais. Isso é bom pois voce pode querer ir passear em New York ou Miami. De maneira alguma escolha um banco bananense nos EUA, pois eles são simplesmente idiotas quando o assunto é acessar sua conta pela Internet. É tanto esquema de segurança que torna a utilização quase inútil (nenhuma surpresa aqui).

          0
    • xyz 9 de maio de 2012 at 09:50

      Comprar dolar como investimento é ilegal.
      Fundo cambial ou fundo de ações particulamente eu acho péssimo,.
      Bolsa para quem não conhece é só para se ferrar, apesar que algumas ações top como Petrobrás e Vale estão com preços atrativos, mas particulamente acho que ainda tem muito espaço para cair.

      Investimento é algo muito particular, mas leia o manual do Anonymous e se decidir aplicar aqui no brasil, pense na possibilidade de aplicar no tesouro direto, escolhendo títulos prefixados pelo IPCA e escolhendo uma corretora que não cobra taxa.

      0
  • Dudones 8 de maio de 2012 at 23:52

    Recomendo que assistam o vídeo http:// www. youtube.com/watch?v=d__GPqOVNbE&feature=player_embedded#! (imóveis sobem indefinidamente), ta em inglês, mas quem não tem fluência no idioma pode ativar as legendas do youtube…

    É uma verdadeira AULA!!!!

    0
    • Marcia B. 9 de maio de 2012 at 00:06

      Sim, o mercado imobiliario aqui ja esta ‘COMECANDO” COMECANDO a se recuperar lentamente…… Mais ja esta muito melhor que os anos anteriores.

      0
  • GB 8 de maio de 2012 at 23:53

    Nossa, se esse tal presidente do Secovi viu na “bola de cristal dele” que os imóveis vão subir 4% neste ano é porque isso foi o máximo que eles conseguiram maquiar sem passar vexame, ele poderia ter falado 30% sossegadamente mas não teve coragem, daria muito na cara e perderia a pouca credibilidade que esses órgãos patronais ainda têm.

    Quando ele falou no começo do ano em “leve valorização”, já estava na cara que a casa ia cair, os especuladores ao ouvirem isso estavam ouvindo “Corri negadis, que é friis.”.

    Agora com 4% e pouco, se isso acontecer pois não tenho visto subir nada, é muito ruim, vai dar menos que a inflação, isso é perda real, se eles não baixarem os preços, deixem que a inflação e as despesas fazem isso.

    0
  • Marcia B. 8 de maio de 2012 at 23:57

    O dolar fechou hoje a R$1,93…. Aqui nos E.U.A. a coisa esta PRETA, ninguem esta gastando por causa das eleicoes. O obama de M_rda vai perder, se Deus quiser.

    A crise economica na Europa vai fazer com que os paises europeus voltem a ter suas proprias moedas pois A ALEMANHA ja nao aguenta pagar a GRECIA, ESPANHA ( 25% DE DESEMPREGADOS), Portugal, e agora a Franca pois o novo presidente E SOCIALISTA E VAI GASTAR O QUE LA ELES NO TEM, $$$$$…..

    O SOCIALISMO nunca prestou e nunca vai prestar para nada mesmo.

    O Brazil vive de imprimir o Real para pagar suas proprias dividas… e fazendo o joguinho com o Dolar para manter o Real artificialmente valorizado*****

    Isso so pode terminar mal ae no Basil.

    Mil desculpas, mais ate 6 meses atras eu ainda pensava em voltar pro Brasil, ate que fiquei sabendo das tramas do governo ae. E as taxas de imposto a importacao sao as mais altas do MUNDO…..

    Muito triste o que passa com o mercado imobiliario/ outra trama do governo.

    0
    • xyz 9 de maio de 2012 at 09:37

      Não cometa essa insanidade de voltar para o Brasil. A “coisa’ aqui vai ficar feia.

      Quanto ao Obama, a impressão que tenho (aqui do brasil) é que a crise foi criada pela incompetência do Bush e o Obama até que se saiu bem, tendo herdado o país no caos.

      0
    • Edmar_BH 9 de maio de 2012 at 11:14

      Só um aparte:

      A Alemanha não sustenta a Grécia e a Espanha.

      Pelo contrário, a Alemanha se deu melhor por ser mais eficiente na sua produção, mas é o Euro super valorizado que acaba com a economia dos outros países, pois não tem o benefício da variação da taxa cambial para ajustar seus mercados.

      O problema está no Euro que engessa as economias dos países menos industrializados e beneficia os países mais industrializados.

      Quanto ao Obama, é fraco, mas é melhor que os republicanos que sempre afundam a economia americana para que os democratas a resgatem.

      Gostaria de um ajuste no mercado imobiliário no Brasil, mas não acredito numa catastrofe como muitos aqui desejam.

      É uma insanidade torcer contra o Brasil e sua política econômica.

      Ao invéz de desejar ver a classe C fudida, deveriam torcer para que ela se emancipe e se torne classe B para o bem da nação.

      Melhor propor soluções.

      0
      • xyz 9 de maio de 2012 at 11:34

        Hoje a Alemanha vê o grande erro que cometeu com o Euro.
        A Alemanha está tendo que cobrir o rombo de países “farristas” a custa de seu povo.

        A coisa que mais tenho medo é da proposta de moeda única na américa latina.

        0
        • Luiz 9 de maio de 2012 at 14:16

          é o Tratado de Versalhes, versão revisada e ampliada pelos esquerdistas latinos

          0
      • Bolhado 10 de maio de 2012 at 00:38

        Não se trata de torcer, apenas de enxergar que com as medidas que foram tomadas por LULA e continuadas pela Dilma, uma hora ou outra o caldo ia entornar pela artificialidade das estatísticas oficiais.

        0
  • Veigalex 9 de maio de 2012 at 01:02

    Bolha..se me permite..
    Puta queo pareoooo!!
    O blog esta bombando.. apareceu de tudo.. barata.. rato.. cirilo..persevejo..pulga..kkkkk
    Segura nessa [email protected]#$&!
    Vai tombar..
    Economia entrando em colapso e governo maquiando tudo.. Aqui no Bras..Sp.. é um marasmo. Classe C ..se lascou …E agora?

    Corre negadis!! Vai levar no furevis…

    0
    • Charles 9 de maio de 2012 at 11:44

      Aproveitando o comentario do comela acima, digo:

      “Bolha, aproveita a oportunidade e dá uma moderada nisso aqui, senão a tropa de choque virtual petralha vai transformar esse espaço no que a Folha de São Paulo se transformou!”

      0
  • RGD 9 de maio de 2012 at 03:30

    Leitura interessante.

    Mais um pibinho? por Celso Ming
    “http://blogs.estadao.com.br/celso-ming/2012/05/08/4017/

    “O crescimento dos estoques de veículos, para os níveis mais altos em três anos e meio, e a derrubada das vendas em abril, de 14,2% sobre as de março, indicam que algo não se comporta como pretende o governo Dilma – que planeja avanço do PIB superior a 4,5% neste ano.

    Há mais indicações de mudanças importantes nesse mercado. O volume de financiamentos novos de veículos tende a cair e o nível da inadimplência está aumentando.

    Em parte, esse fraco desempenho é consequência de situação artificial anterior.”

    Só copiei a parte inicial do texto. Vale a pena ler.

    0
    • GB 9 de maio de 2012 at 07:32

      O mais assustador ´eo parágrafo seguinte:

      “Em parte, esse fraco desempenho é consequência de situação artificial anterior. Entre janeiro de 2009 e março de 2010 o governo incentivou as compras com a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Esse fator antecipou compras pelo consumidor. E o mercado financeiro contribuiu com a saturação do segmento, quando disputou o consumidor com financiamentos para compra de automóveis de até 90 meses sem entrada.”

      SITUAÇÃO ARTIFICIAL ANTERIOR !!!! Nem precisa comentar, imaginem se não fizeram isso com os imóveis também ? (pergunta idiota)

      É que com imóveis os valores são mais altos, então vale a pena eles esperarem mais com preços absurdos para ver se o oba-oba volta, mas as notícias são desanimadoras para eles.

      Corri negadis, vai levar no furévis !!!!!

      0
    • GB 9 de maio de 2012 at 07:38

      E o último ?

      “Função dos juros. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, não esconde que a estratégia do governo é a derrubada dos juros e, com base na redução dos custos do financiamento, provocar a expansão do crédito. Mas não é o que está ocorrendo. Os bancos se recusam a expandir o crédito num quadro de expansão da inadimplência. Nesta terça-feira, provocada pela imprensa, a presidente Dilma preferiu não comentar a nova atitude dos bancos.”

      A presidenta atacou os bancos a semana passada mas parou por aí, kkkkkkkkk.

      Eu sou um dos que torce por uma crise cavalar, eu sei que muita gente vai perder o emprego (já estão, mas iso vai servir para que aprendam a não abusar do crédito fácil e não cair na lábia e no discurso pronto de meros corretores), mas estou disposto a correr o risco se for para ter um mercado imobiliário saudável novamente (antes de 2008).

      0
    • Fabiano 9 de maio de 2012 at 08:30

      RGD aqui em São José dos Campos a coisa ta feia , a GM ta ameaçando fechar as portas por aqui rs , o patio esta lotado de carros

      Sindicato e GM se reúnem para avaliar PLR e demissões

      A direção do Sindicato dos Metalúrgicos de São José se reúne hoje, às 10h, com representantes da General Motors para discutir o valor da PLR (Participação nos Lucros ou Resultados) a ser paga neste ano. A reunião será realizada em São Caetano do Sul.
      Trata-se do primeiro encontro dos sindicalistas com a direção da GM depois da ameaça da empresa de suspender a produção de três modelos em São José, o que afetaria o emprego de 1.500 trabalhadores.
      Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José, Vivaldo Moreira, embora a PLR seja o tema principal da conversa, os sindicalista tentarão “cavar um espaço” para discutir os planos da empresa para a fábrica de São José. “Vamos tentar debater a ameaça de desemprego.”
      Em 2011, a PLR paga na GM foi de R$ 11.268. “Queremos um valor maior e o pagamento da primeira parcela em maio”, disse José Donizetti de Almeida, diretor do sindicato.
      Na semana que vem, sindicalistas vão à Alemanha participar de encontro mundial de montadoras e autopeças.
      A GM não comentou a reunião com os sindicalistas.

      0
      • Rico 9 de maio de 2012 at 10:34

        Desde que eu nasci a GM ameaça sair de S. José, a VW fechar S. Carlos e a Yamaha sair do Brasil.

        Vão com Deus, os chineses ocupam os espaços.

        Toda vez é essa choradeira para arrancar do governo mais um incentivo.

        Baixar os gordos lucros ninguém quer…

        0
        • Charles 9 de maio de 2012 at 11:42

          Não foram essas marcas as protegidas do governo em detrimento de outras estrangeiras que iriam entrar no mercado nacional com preços mais competitivos e “predatórios”?

          Hum…E disse o boi!!!

          0
          • RosinhA 9 de maio de 2012 at 12:16

            Chamem o molusco, será que agora ele iria subir em caminhão e falar das suas frases.

            0
          • Rico 9 de maio de 2012 at 12:35

            Pois é a 50 anos que a Anfavea quebra esse país. Graças a elas, não temos transporte público de qualidade, não temos trens regionais, aqui em São Paulo sucateados a partir da criação da Fepasa nos anos 70 no governo Maluf té a privatização nos Anos 90 com o governo FHC.
            Sufocam governos, fazem ameaças.
            Metade dessa falta de infraestrutrua é culpa da Anfavea. Graças a eles você pega é culpa da política de descaso com o transporte coletivo financiado pela Anfavea.

            Temos a situação de ter Diesel subsidiado para o transporte e não poder ter carro a diesel, com toda a evolução de consumo e poluentes que temos na europa.

            São 40 anos de descaso.

            Portanto RosinhA, não politize os motivos. Para mim não passa de dois lados da mesma moeda, tentando competir para quem vai roubar no Governo Corporation…

            0
            • Luiz 9 de maio de 2012 at 12:46

              dois lados coisa nenhuma: o Maluf se aliou com o PT

              em SP existe gente honesta sim,

              graças a isso o Estado só cresce, apesar dos empecilhos federais – ferrovia, porto e aeroporto – Se fossem de administraçãoe stadual seriamos uma França, uma Coreía, só nós, sem [email protected]

              0
              • Rico 9 de maio de 2012 at 14:23

                Ferrovia, Porto Aeroporto, estradas privatizadas com pedágios exorbitantes, coisa de 4x maiores que as federais, falta de investimentos de infra-estrutura, ruas esburacadas, falta de segurança, indústrica da multa em cidades governadas tanto pelo DEM como PT ou PSDB, Controlar que nínguém investiga esse caça níquel, Metro superlotado, Rodoanel saturado, aprovação de imóveis em locais de trânsito saturado, sim, existe gente honesta no… no…. xi esqueci…

                0
              • Rico 9 de maio de 2012 at 14:25

                Só me responde uma coisa: O estado cresce porque o mercado consumidor está aqui ou o mercado consumidor esta´aqui porque só cresce?

                Já ouviu falar no café e as origens de São Paulo? SPR? Estuda aí depois me conta.

                0
  • GB 9 de maio de 2012 at 07:28

    Desespero batendo a porta: ITBI grátis em construtora pequena e desconhecida !!!!!!! E sinal facilitado em 3x.

    “A Direcional Engenharia trouxe lançamentos perfeitos para
    você e sua família. Apartamentos prontos para morar.
    Aproveite esta oportunidade, com condições e preços especiais.”

    E pensar que há 7 meses eels colocavam o preço que quisessem e o povão fazia fila nos plantões, os corretores vão ter saudade desse período, os “bons” tempos nunca voltam. kkkkkk

    Hoje todo mundo sabe que imóvel é (e sempre foi) mal negócio.

    0
  • GB 9 de maio de 2012 at 07:45

    Não entendo por que eles estão comemorando isso:

    “Os trabalhadores da construção civil de São Paulo terão aumento salarial de 7,47% a partir deste mês. O acordo para o reajuste foi assinado nesta sexta-feira pelos sindicatos que representam a indústria da construção (Sinduscon-SP) e os trabalhadores do Estado (Sintracon). ”

    Isso só vai ferrar ainda mais as construtoras, já demitiram 35k só em março, imaginem como isso ficará em abril, que só piorou o quadro.

    Logo vão começar a fazer acordos para não demitir, dar férias coletivas, mandar mais 35k embora, vai sobrar pedreiro, servente e corretor no mercado, vai ser ótimo para quem comprar um terreno a preços justos.

    0
    • Rico 9 de maio de 2012 at 10:36

      Cara, são funções sem base de conhecimento. Teoricamente qualquer um com treinamento básico pode se tornar um desses “profissionais”.

      Isso que me assusta um pouco, estão desvalorizando a base de conhecimento para dar valor a funções sem especialidade.

      Por isso falta profissional especializado a todo lado.

      0
      • GB 9 de maio de 2012 at 13:24

        É uma questão básica: para que você vai investir em estudo se pode ganhar mais sendo corretor ?

        As pessoas investem em escolaridade e especialização justamente pensando em melhores cargos.

        0
        • Rico 9 de maio de 2012 at 14:26

          Bem pelo menos eu não fico desempregado, pois sou profissional especializado, e sempre tem falta desse tipo de profissional.

          Eu estudei porque não queria ser mais um na multidão, queria melhorar de vida a custa de meu trabalho, não de ser levado por ondas da economia

          0
  • Eskeleto 9 de maio de 2012 at 08:06

    Dilma pressiona e Febraban se retrata

    Federação de bancos desautoriza economista-chefe que ironizou na véspera pressão do governo por crédito

    http://oglobo.globo.com/economia/dilma-pressiona-febraban-se-retrata-4845553

    é a Dilma não ta contente com a situação e vai luta no braço de ferro, a retratação acontece, mas a opinião dos bancos dificilmente irá mudar.

    0
  • Fausto luiz 9 de maio de 2012 at 08:14

    Extraido do site Quintus – Achei interessante pois retrata a situação do Brasil hoje, que caminha rapidamente para a situação da Letônia amanhã. Diz:

    Sobre a recuperação da Letônia da crise de 2008-2009
    Publicado em 2012/05/08 por Clavis Prophetarum
    Entrevista a Andrid Vilks Ministro das Finanças da Letônia, país que em 2008 e 2009 viu a sua economia afundar, mas que em 2011 cresceu 5.3 %.

    “O que é importante é tomar o máximo de medidas no inicio: superar as expectativas dos credores e fazer rápido as medidas do ajustamento. Esta rapidez é importante porque caso se chegue a um ponto de fadiga com a austeridade, é difícil de sair desse ciclo. É o caso da Grécia. Fizemos mais que nos pediam no primeiro ano do ajustamento.”
    – não existem hoje grandes duvidas de que o modelo de desenvolvimento assente no credito barato e na tercialização pior que esgotado foi grandemente pernicioso e que urgia altera-lo: uma política de endividamento publico e privado constante alimentada com o crédito barato acabou. Nunca mais será possível realizar uma política de investimentos públicos massivos, nem sustentar um défice estrutural crônico em que todos os meses o Estado tem que ir aos Mercados (ou Troika) buscar 1.2 mil milhões de euros. As despesas do Estado têm que descer e de forma realmente sensível: deve ser realizado um estudo aturado e isento aos quadros salariais da função pública e sempre que um determinado vencimento, numa determinada função for superior à média da mesma função no setor privado,  esse desequilibro deve ser corrigido. As pensões devem ser corrigidas,  determinando um teto máximo (seguindo o modelo suíço) e a antecipação das reformas definitivamente terminada.
    “Cada país tem a sua especificidade. Estávamos muito dependentes das importações e dos fluxos de investimento. Perdemos o nosso poder produtivo nos tempos do “boom”, agora estamos a recuperar.”
    – Portugal também perdeu o essencial do seu tecido produtivo nas primeiras décadas após a adesão à União Europeia e, sobretudo, depois da nefasta adoção do Euro. Como Portugal, também a Letônia importava mercadorias e… capital sob a forma de crédito.
    “Cortamos salários em 25% e pusemos 25% dos funcionários em lay off. Hoje, fazendo as mesmas funções estamos a gastar menos 40%. Temos a mesma qualidade, menos pessoal. O sector privado também respondeu rapidamente e cortaram um terço do pessoal. Aliás, cortaram tanto, que depois tiveram que readmitir alguns. Mas há setores que só reduziram salários. A crise foi terrível para a Letônia mas agora estamos muito confortáveis, estamos à frente do ciclo. “
    – se existem estudos que indicam que – para a mesma função – um funcionário público aufere mais que um funcionário de uma empresa privada,  então há que nivelar essa desigualdade. É preferível reduzir vencimentos do que despedir, como se fez na Letônia, ja que fazer aumentar ainda os atuais números de desemprego seria socialmente trágico e, provavelmente, acabaria por produzir um patamar de contestação social que poderia levar a uma situação incontrolável. Se atualmente, cerca de 60% da despesa pública consiste no pagamento de salários e pensões, resulta evidente que é aqui que deve ser realizado o essencial do esforço de correção e não nas despesas sociais ou no investimento. Mas esta compressão de despesas salariais públicas não pode ser cega naquele que é – desde 2011 – o país mais desigual da OCDE. Deve ser concentrada nos escalões mais altos e ser vestigial nas mais inferiores. E deverá ser uma compressão definitiva e não meramente provisória sendo posteriormente sempre possível realizar aumentos superiores aos valores da inflação se a recuperação da economia o justificar. Com esta redução da despesa publica será possível reduzir a carga fiscal (uma das mais intensas do continente europeu) e estimular assim o crescimento econômico.
    Fonte:
    Diário Econômico
    5 de abril de 2012

    Favor comentar. Até!

    0
    • Eskeleto 9 de maio de 2012 at 08:45

      Essa medida foi boa para não gerar desemprego, mas imagine você voltar 15 anos no tempo, seria praticamente isso fazendo esta situação com o salário, além da moeda desvalorizar muito também, seria um reajuste no todo e para eles talvez tenha dado certo, mas aqui seria um risco maior acredito eu dependendo do tamanho da bomba.

      0
    • Edmar_BH 9 de maio de 2012 at 11:02

      O problema do pessoal dos ajuste fiscal é que eles querem justificá-lo dizendo que demissões em massa e corte de salários salvará a economia nacional.

      Vai sim! Salvar o rombo na conta dos que especularam no mercado, ganharam, ganharam dinheiro.

      Quando o “mercado” descobriu que tudo era uma furada, pediram ajuda ao Governo (leia-se povo) que se endividou até a tampa para que os pobres banqueiros não quebrassem e, depois de muito lucrarem, “não levassem a economia a banca rota”.

      Pois bem, agora poem a culpa da crise na dívida dos Governos, que foi feita por causa desses bancos.

      Ou seja, inverteram a situação pra poderem lucrar mais ainda com a escravidão do seu povo.

      É tão simples, mas querem confundir a todos.

      Nada a ver com o Brasil, que tem problemas estruturais sim, mas não se enroscou rede.

      Não se enroscou, graças as suas taxas altas de juros que propiciou que os bancos brasileiros não comprassem títulos podres americanos, pois os títulos do nosso Governo são muito mais interessantes e com pouco risco.

      Dessa forma se safaram da crise, não por virtude, mas pelas deficiências do mercado de juros brasileiro.

      A questão da bolha imobiliária, eu já disse, tem muito mais a ver com o querer ganhar lucro fácil e com a irresponsabilidade da Diretoria da CEF, que deve estar nadando em bônus, como aconteceu nas empresas americanas.

      Vejam o documentário: “Inside Job” no Youtube.

      0
  • WallStreet 9 de maio de 2012 at 08:55

    Economistas já esperam PIB menor que 3% este ano

    Interessante artigo!

    http://g1.globo.com/platb/thaisheredia/

    Destaco a seguinte:

    “Os dados estão muito ruins. Os indicadores do dia a dia dos quais dispomos, em geral, são frustrantes. Nós revisamos nossa projeção para o crescimento deste ano de 3% para 2,6%, levando em conta o que está acontecendo até agora”

    0
    • Charles 9 de maio de 2012 at 11:30

      Veremos mais revisões ao longo do ano, afinal não chegamos nem na metade do caminho e muita agua vai rolar.

      O voo de galinha se concretizou. A galinha está aterrissando e vai se esborrachar…hehe

      0
  • Zoom 9 de maio de 2012 at 09:25

    Gafisa encolhendo de tamanho.

    “O balanço, entretanto, apresentou queda de 50% nas vendas contratadas na comparação anual, somando R$ 408,2 milhões no primeiro trimestre. Já os lançamentos foram 10% menores, para R$ 463,7 milhões. ”

    .http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1087643-gafisa-reduz-prejuizo-para-r-315-milhoes-no-1-trimestre.shtml

    0
    • Carlos_ 9 de maio de 2012 at 11:25

      Lançou só 10% a menos, mas vendeu 50% a menos. É isso mesmo? Não me parece coisa de mercado bombando…

      0
  • Zebroa 9 de maio de 2012 at 09:30

    Estou divulgando o blog no contato de venda com o anunciante no bomnegocio.com , por isso estão aparecendo tantos corretores aqui agora kkk eu digo por exemplo 850 mil? a bolha vai estourar na sua mão!
    divulguem tb .. daqui a pouco será o assunto nas ruas… nos taxis.. barbeiros.. trabalho… e etc..

    0
    • GB 9 de maio de 2012 at 13:28

      Haja Baygon para dar cabo de todos eles, mas no final vai valer a pena.

      0
  • Bolhudo 9 de maio de 2012 at 09:34

    Sugestão de tópico

    Caem preços dos imóveis de dois quartos

    Nicole Briones e Cristiane Gercina
    do Agora

    O preço médio do metro quadrado cobrado nos lançamentos com dois dormitórios em São Paulo registrou queda de R$ 440 no primeiro trimestre deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado.

    Segundo Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP (Sindicato de Habitação do Estado de São Paulo), esses são os menores valores “dos últimos tempos”.

    Petrucci não soube precisar há quantos anos a capital não vê uma queda do tipo.

    Para ele, os dados representam equilíbrio entre a lei da oferta e da procura.

    “O que registramos é um ajuste de mercado. Menos lançamentos e mais vendas, além da estabilização dos preços.

    0
    • Carlos_ 9 de maio de 2012 at 11:24

      Mentira! É impossível. Isso é coisa da imprensa golpista. A quarta lei de newton, confirmada depois pela teoria geral da relatividade, diz claramente: “o preço do imóvel nunca cai”.

      0
      • GB 9 de maio de 2012 at 13:29

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        0
    • Charles 9 de maio de 2012 at 11:29

      “O que registramos é um ajuste de mercado. Menos lançamentos e mais vendas, além da estabilização dos preços.”

      Esse Celso Petrucci é uma piada.

      No cenário pintado por ele o preço tenderia a aumentar e não diminuir. O que está forçando a queda dos preços é alto estoque e vendas baixas. O “equilibrio de mercado” está acontecendo conforme previmos aqui, o que era negado até a morte por este mesmo senhor.

      O chão é o limite!

      0
  • Mr. D 9 de maio de 2012 at 09:47

    Reportagem muito importante sobre a china, sei que o texto é grande mas merecia um novo tópico/post.

    The Economist I. U.

    08.05.2012 15:57

    Os percalços do sistema bancário chinês3Os bancos da China parecem estar com a saúde ruim. Os sete maiores bancos da China continental acabam de divulgar um aumento de 16% ano a ano dos lucros brutos entre eles no primeiro trimestre. O nível de empréstimos não pagos continua baixo, em apenas 1%. Mas os problemas se acumulam para o futuro.

    Existem duas grandes preocupações: a dívida ruim de governos locais e o aumento dos empréstimos habitacionais. O surto de infraestrutura dos últimos anos teve um boom de veículos de financiamento de governos locais (LGFVs na sigla em inglês), entidades fora dos balanços acostumadas a contornar as proibições a empréstimos. Os reguladores dizem que essas entidades tinham dívidas bancárias no valor 1,4 trilhão de dólares no final de setembro passado. Estimativas privadas vão muito além e sugerem que pode haver de 20 a 30% de inadimplência.

    O governo está tentando desarmar a bomba. Uma experiência é a emissão de títulos locais para substituir esses empréstimos. As autoridades também publicaram orientações em março pressionando os bancos a rolar os empréstimos, na esperança de que o crescimento solucione o problema. Outro truque é jogar esses empréstimos nos livros de “bancos políticos” como o Banco de Desenvolvimento da China (BDC), cujos balanços hoje são sofríveis (ver gráfico). Meio trilhão de iuanes em dívidas duvidosas, ou cerca de US$ 80 bilhões, foram rolados no ano passado de bancos comerciais somente para o BDC.

    A outra dor de cabeça é a propriedade, que passa por um esfriamento forçado pelo governo. Como os imóveis afetam muitas partes da economia, alguns temem que os empréstimos ruins nesse setor possam ser mais difíceis de isolar do que a dívida de governos locais. Michael Werner, do banco de investimentos Sanford C. Bernstein, está descontraído, mostrando números oficiais que alegam que 75% dos empréstimos para propriedades têm garantias, em comparação com apenas 38% dos empréstimos para indústrias manufatureiras e 24% para empresas de serviços públicos. Está bem, mas isso só é tranquilizador se a garantia for boa. Talvez não seja.

    Charlene Chu, da agência de classificação Fitch, acredita que as estatísticas oficiais devem ser tratadas com cuidado, em todo caso. Vários fatores mascaram o verdadeiro nível de inadimplência, ela admite. Um é a prática de rolar a dívida ruim; outro é a capacidade de os mutuários em dificuldades recorrerem a um vibrante setor bancário paralelo para empréstimos quando estão em dificuldades. Os bancos também estão retirando muitas atividades de seus balanços. Ao mover os depósitos de contas normais para “contas de administração de bens”, por exemplo, os bancos podem reduzir a base ostensiva de depósitos contra a qual devem deter reservas, mas também têm de pagar taxas de juros muito mais altas.

    O sistema bancário chinês já está entre os mais exiguamente capitalizados dos mercados emergentes (a proporção de títulos para ativos é de 6%). Chu calcula que se um décimo do crédito não pago do sistema bancário azedar nos próximos dois anos, todos os lucros e 39% das ações do sistema serão eliminados. Se os empréstimos inadimplentes são um indicador inconfiável, as medidas de liquidez podem ser um melhor sinal de problemas em formação. Indicando um aumento nas taxas de juros baseadas no mercado e a desaceleração do crescimento dos empréstimos, ela afirma que o arrocho já começou. Os números dos bancos não mostram imediatamente, mas a ressaca do boom de crédito pós-crise na China pode estar em ação.

    0
  • Mr. D 9 de maio de 2012 at 09:48

    Reportagem muito interessante sobre o mercado CHINES, mereceria um novo tópico:

    The Economist I. U. 08.05.2012 15:57Os percalços do sistema bancário chinês

    Os bancos da China parecem estar com a saúde ruim. Os sete maiores bancos da China continental acabam de divulgar um aumento de 16% ano a ano dos lucros brutos entre eles no primeiro trimestre. O nível de empréstimos não pagos continua baixo, em apenas 1%. Mas os problemas se acumulam para o futuro.

    Existem duas grandes preocupações: a dívida ruim de governos locais e o aumento dos empréstimos habitacionais. O surto de infraestrutura dos últimos anos teve um boom de veículos de financiamento de governos locais (LGFVs na sigla em inglês), entidades fora dos balanços acostumadas a contornar as proibições a empréstimos. Os reguladores dizem que essas entidades tinham dívidas bancárias no valor 1,4 trilhão de dólares no final de setembro passado. Estimativas privadas vão muito além e sugerem que pode haver de 20 a 30% de inadimplência.

    O governo está tentando desarmar a bomba. Uma experiência é a emissão de títulos locais para substituir esses empréstimos. As autoridades também publicaram orientações em março pressionando os bancos a rolar os empréstimos, na esperança de que o crescimento solucione o problema. Outro truque é jogar esses empréstimos nos livros de “bancos políticos” como o Banco de Desenvolvimento da China (BDC), cujos balanços hoje são sofríveis (ver gráfico). Meio trilhão de iuanes em dívidas duvidosas, ou cerca de US$ 80 bilhões, foram rolados no ano passado de bancos comerciais somente para o BDC.

    A outra dor de cabeça é a propriedade, que passa por um esfriamento forçado pelo governo. Como os imóveis afetam muitas partes da economia, alguns temem que os empréstimos ruins nesse setor possam ser mais difíceis de isolar do que a dívida de governos locais. Michael Werner, do banco de investimentos Sanford C. Bernstein, está descontraído, mostrando números oficiais que alegam que 75% dos empréstimos para propriedades têm garantias, em comparação com apenas 38% dos empréstimos para indústrias manufatureiras e 24% para empresas de serviços públicos. Está bem, mas isso só é tranquilizador se a garantia for boa. Talvez não seja.

    Charlene Chu, da agência de classificação Fitch, acredita que as estatísticas oficiais devem ser tratadas com cuidado, em todo caso. Vários fatores mascaram o verdadeiro nível de inadimplência, ela admite. Um é a prática de rolar a dívida ruim; outro é a capacidade de os mutuários em dificuldades recorrerem a um vibrante setor bancário paralelo para empréstimos quando estão em dificuldades. Os bancos também estão retirando muitas atividades de seus balanços. Ao mover os depósitos de contas normais para “contas de administração de bens”, por exemplo, os bancos podem reduzir a base ostensiva de depósitos contra a qual devem deter reservas, mas também têm de pagar taxas de juros muito mais altas.

    O sistema bancário chinês já está entre os mais exiguamente capitalizados dos mercados emergentes (a proporção de títulos para ativos é de 6%). Chu calcula que se um décimo do crédito não pago do sistema bancário azedar nos próximos dois anos, todos os lucros e 39% das ações do sistema serão eliminados. Se os empréstimos inadimplentes são um indicador inconfiável, as medidas de liquidez podem ser um melhor sinal de problemas em formação. Indicando um aumento nas taxas de juros baseadas no mercado e a desaceleração do crescimento dos empréstimos, ela afirma que o arrocho já começou. Os números dos bancos não mostram imediatamente, mas a ressaca do boom de crédito pós-crise na China pode estar em ação.

    0
    • Sol de Sampa 9 de maio de 2012 at 17:16

      Mr D, ótimo post…
      Vamos acompanhar de perto pois se a China diminuir importações vamos ter um choque muito grande no PIB, nossas comodities (agro negocios) vão ser atingidas de cheio…

      0
      • RosinhA 9 de maio de 2012 at 18:06

        Sol tá começando pelo aço um dos primeiros e mais necessários itens de produção, ainda bem que vai sobrar soja, se desenvolvermos um cimento a base dela os sojeiros não quebram e os imóveis nos confins do país continuariam a serem vendidos por milhões, agora sem brincadeira, sobrando petróleo, aço, grãos vamos viver de que se a nossa maior tecnologia foi mandar um astronauta e ainda pagando para isso.

        0
        • Sol de Sampa 10 de maio de 2012 at 01:40

          Rosinha, nem me preocupei em elencar os minérios, é o oléo, quanto mais o aço, que com essa ladeira abaixo mundial são produtos até supérfluos…. mas se pararem de comprar produtos agricolas, e não estou falando de café… ou seja milho, e soja… podemos aprender estratégias de guerrilha, pois estoura a 3a…. não tem como … pode confiar que se aqui não conseguirmos sobreviver, considerando que temos recursos naturais e água… então imagina o resto do mundo se não puder comprar o básico!!!??? … o mundo que conhecemos já era…

          0
  • TS 9 de maio de 2012 at 10:17

    Analisando o relatório do SECOVI sobre as vendas em SP do primeiro trimestre.

    Dados importantes:

    a) Estoques: aumentaram de 12.000 em março de 2011 para 18.000 em março de 2012. Um aumento de 50%. Isso porque estamos no primeiro trimestre. Situação idêntica a março de 2009. Não sei se nesses valores estão embutindo os itens lançados e em contrução ou somente os prontos. Imaginos que com as entregas contratados do biênio 2009-2010 esses estoques vão aumentar consideravelmente a alcançarão ou romperão a máxima de 2005 quando bateram na casa dos 21.700 imóveis em estoque.

    b) Os imóveis de 45 a 65 m2 correspoderão a 41% da massa total, dado impressionante, só se vende imóvel caixa de fósforo.

    c) Projeção de vendas em 14,8 bi. Expectativa de vender mais do que 2011 e menos que 2010.

    d) Expectativa de evoluir em 30% sobre o consumo da poupança para 103bi.

    e) O item mais interessante na análise é a inadimplência. Eles consideraram a inadimplência a mais baixa se comparada com cartão de crédito e automóveis. Equivalente a 2%. Conta rápida: 2% do total de financiamentos do ano passado equivalem a 1,78 bilhões.

    0
    • Ace One 9 de maio de 2012 at 10:29

      “e) O item mais interessante na análise é a inadimplência. Eles consideraram a inadimplência a mais baixa se comparada com cartão de crédito e automóveis. Equivalente a 2%. Conta rápida: 2% do total de financiamentos do ano passado equivalem a 1,78 bilhões.”

      Nao importa o valor absoluto. 2% (se for verdade) é baixo. Tem que tb ver o critério que eles usam pra considerar inadimplencia, se é a partir de 30, 60, 90 dias de parcela atrasada.

      0
      • TS 9 de maio de 2012 at 13:21

        Esse número é somente dos contratos com mais de 3 prestações em atraso. Ou seja, esse número não considera atrasos até 90 dias. Outra coisa, os 2% coloquei sobre o valor do crédito no ano passado e não sobre o volume total de crédito imobiliário. De 2008 para cá foram emprestados 200 bilhões para o crédito imobiliário: o que daria 4 bilhões aproximadamente de inadimplência.

        Se os números estiverem corretos poderíamos dizer que realmente é baixo a inadimplência do setor em termos proporcionais, mas 4 bi é suficiente para comprarmos 2,5 GAFISA nos valores de mercado atuais.

        0
        • xangai 9 de maio de 2012 at 15:22

          otimas analises TS .. mais um senior para o Blog.
          continuo aprendendo muito por aqui.

          0
        • Ace One 10 de maio de 2012 at 15:31

          Se considera atraso a partir de 3 prestaçoes, está correto. Agora, independentemente se dá pra comprar Gafisa, PDG, MRV, ou a Bolivia, 2% de inadimplência sobre o valor emprestado, é baixo.

          0
  • MrK 9 de maio de 2012 at 10:27

    Há quanto tempo estamos falando que essa economia era falsa? Era bolha e iria travar pra depois estourar? Há quanto tempo diziamos que o real ia desvalorizar e que estavamos vivendo pela sorte da crise la fora (sim, a crise na europa mais nos ajuda do que atrapalha)? Ha quanto tempo diziamos que as construtoras iriam cair e cair na bolsa?

    Tudo se concretizando, como um dominó enfileirado, a economia trava, o crédito não flui, a inadimplencia aumenta, o mercado imobilario trava, as construtoras afundam, o investidor fica com medo, o dolar sobe…

    Sobra crédito e falta renda! E Tome Dilma desesperada tentando jogar liquidez no mercado, usando empresas de capital misto como se 100% publicas fossem

    Diga Dilma, Cadê as reformas sérias que iriam fazer desse país o futuro? Cadê a infra? A tecnologia? Até agora só euforia e muito pouco pra mostrar!

    Economia que cresceu de forma solida foi, por exemplo, a Coréia do Sul, esse é um país que admiro, cresceu a base de educação, trabalho, seriedade e indústria de ponta, parabéns Coréia! Sonhamos com o dia em que o Brasil vai crescer dessa forma inteligente, mais tecnologia e menos oba-oba! Viva a Coréia!

    0
    • Bolha Imobiliária 9 de maio de 2012 at 11:18

      Exatamente grande Guru. Lembro-me a tempos sobre a teoria levantada por você. E aos poucos vão se concretizando

      0
    • RosinhA 9 de maio de 2012 at 12:01

      Parabéns MrK, certíssimo em cada palavra e eu ajudo no seu coro. VIVA OS COREANOS.

      0
    • Curioso 9 de maio de 2012 at 12:44

      Enquanto isso abrasileirada se sacode na dança do… Eu quero TCHU, eu quero TCHA!!!

      Assim não dá… Assim não dá…

      0
    • Luiz 9 de maio de 2012 at 12:58

      mrk, VC TBM ACERTOU na guerra do aluguel

      Comecei a olhar pra esse mercado e fiquei asustado, estão querendo alugar de qualquer jeito, sem piso, sem azulejo. Estão anunciando preços impraticáveis. O desepero tomou conta

      0
    • Tomaz 9 de maio de 2012 at 13:24

      Muito bom. É isso aí.
      PT perdeu o bonde (em não estruturar o Brasil quando pode) e agora tá tentando fazer circular dinheiro na marra.

      0
    • Vinicius Lima 9 de maio de 2012 at 14:41

      Obrigado Hari Seldon!!!

      0
    • SF 9 de maio de 2012 at 15:44

      Concordo com tudo que vc falou MrK, basta olhar para a KIA e Hyundai, duas coreanas que vivaram gente grande.
      Tempos atrás só tinham carros horrorosos e o forte de vendas eram as vans Besta e Topic.

      Hyunday agora desafia o mercado de Veloster.
      E a KIA de Optima.

      0
      • RosinhA 9 de maio de 2012 at 16:05

        Lg, Samsung entre outras pequenas

        0
        • SF 9 de maio de 2012 at 16:25

          Perfeito, RosinhA!!!!

          0
  • Paulo 9 de maio de 2012 at 10:42

    acho que ninguém colocou ainda, notícia da folha de hoje

    Preço corrigido somente pela inflação é cenário possível

    DANIEL PITELLI DE BRITTO
    ESPECIAL PARA A FOLHA
    Os números sobre lançamentos de imóveis residenciais na cidade de São Paulo recuaram no início deste ano. A discussão sobre o futuro do mercado imobiliário nas grandes capitais -e, no caso, na cidade de São Paulo- remonta ao estupendo crescimento desse setor registrado desde 2005.

    Vários foram os fatores que detonaram o boom dos lançamentos imobiliários, o que teve reflexos imediatos no preço. Entre 2005 e 2007, por exemplo, mais de 15 empresas do setor abriram capital na Bolsa, causando um aumento repentino na possibilidade de incorporações.

    Qual foi a estratégia adotada pelas empresas? Comprar terreno para reserva de mercado. Muitas empresas com capital, poucos terrenos à disposição, aumento nos preços.

    Mas, se não houvesse quem pagasse, as construtoras absorveriam esse aumento ou não lançariam, certo? A resposta é “sim”, mas aí é que o governo entra em ação.

    Com programas para fomentar o crédito imobiliário, como o Minha Casa, Minha Vida, a população brasileira teve acesso a recursos para adquirir a casa própria.

    Outro fator que sustentou o boom: crescimento econômico. Desde 2009, houve aumento na renda da classe média, como mostram os dados divulgados pelo IBGE. O aumento nos preços é, em suma, resultado de renda crescente, poder de compra e financiamento à disposição.

    A reflexão sobre os dados recém-divulgados se faz na pergunta: o que vai acontecer com os preços agora?

    Entre os cenários possíveis, está descartada -até pelo mais otimista dos investidores- uma repetição do recente boom de preços.

    Um dos cenários futuros mais traçados pelos especialistas da área, apoiado no argumento de que “gostamos” de investir em tijolos, é um crescimento de preços baseado na inflação e no crescimento do PIB. Nesse caso, a questão é saber a partir de qual patamar isso ocorrerá.

    Exemplo: um imóvel novo na Pompeia, zona oeste, em 2007 era comercializado na faixa de R$ 2.800 o metro quadrado de área útil. Em 2012, o preço está em R$ 7.500, aumento nominal de 167% ante cerca de 30% de inflação pelo IPCA.

    Outra questão nesse cenário: será que o aumento “PIB+inflação” já ocorrerá em 2012 ou a partir de 2013 ou 2014, o que significaria na prática queda de preços para acomodação e depois retomada de crescimento?

    Outro cenário possível é um aumento apenas pela inflação; ou seja, a partir do patamar atual, o investidor imobiliário só vai repor o poder de compra, podendo gerar renda a partir de aluguel. Nesse caso, não é hora de comprar -os aluguéis devem baixar, pois a oferta vai subir.

    DANIEL PITELLI DE BRITTO, professor da FIA, é especialista em mercado imobiliário.

    0
    • Sol de Sampa 9 de maio de 2012 at 17:30

      Daniel, poste novamente no novo tópico, pois acho que passou desapercebido pois hoje a coisa está conturbada demais no mercado ….e as informações q vc trouxe convergem com o que discutimos aqui….

      0
  • MrK 9 de maio de 2012 at 10:46

    Gafisa, Vendas contratadas em unidades CAIU 77% !!!

    Comprar ação é comprar um pedaço de uma empresa, para ganhar um pedaço do lucro dela, em nada difere de fazer uma sociedade em um restaurante por exemplo. Quando eu vejo alguém comemorando que o “prejuizo foi de apenas 32milhoes em 3 meses”, acho no mínimo curioso!

    A Gafisa saiu do seu prejuizo bilionário para o milionário, mas ainda assim fechou no vermelho! Sabe o que mais me espanta? Mesmo já tendo limpado a casa nem assim eles conseguiram lucrar!!! Quaquer um esperava que esse movimento de afundar o resultado em 2011 foi pra entrar limpo em 2012, mas nem assim…

    E vai além do prejuizo…

    Queimaram caixa de novo
    Estoque subiu
    Vendas contratadas em unidades CAIU 77%
    Velocidade de vendas caiu, numero de lancamentos caiu
    Divida subiu (A Divida atingiu impressionantes 122% do patrimonio!!!!!!)

    mas vamos comemorar acionistas…. comemorar o…. o…..bem….

    0
  • DanielBG 9 de maio de 2012 at 10:53

    Inflação sobe 0,64% em abril e registra maior alta em 1 ano, diz IBGE

    LUCAS VETTORAZZO
    DO RIO
    DE SÃO PAULO

    A inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), registrou alta de 0,64% em abril, ante variação de 0,21% em março. Esta é a maior alta desde abril de 2011 (0,77%).

    O índice foi divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (9).

    No acumulado no ano, o indicador registra variação de 1,87%, abaixo da taxa de 3,23% relativa a igual período de 2011. Na relação dos últimos 12 meses, a alta é de 5,10%, inferior aos 5,24% relativos aos 12 meses imediatamente anteriores.

    A alta dos preços preocupa o governo que tem como um dos focos para aquecer a economia o aumento da demanda interna, já que o cenário externo vive um péssimo momento. No entanto, o poder de compra do consumidor eleva os preços devido a pressão da oferta e da procura, o que contraria a intenção do governo de manter os preços controlados. Um dos mecanismos de controle para segurar o consumo é encarecer o crédito — elevando a taxa de juros básica, a Selic. Essa equação queda de juros e inflação em alta pode ser um grande impasse ao governo.

    COMPONENTES

    Segundo o IBGE, boa parte da pressão veio do subgrupo despesas pessoais, influenciado pelo reajuste de 15,04% dos cigarros em vigor a partir de 6 de abril. Além dos cigarros, contribuiu para elevação dos preços os salários dos empregados domésticos (de 1,38% de março para 1,86% em abril). Outros itens exerceram pressão no grupo das despesas pessoais, a exemplo das excursões (1,88%), hotéis (1,63%) e serviços bancários (1,42%).

    Os remédios subiram 1,58% em abril após 0,02% em março, e também tiveram forte influência sobre o índice, sendo responsáveis pela alta do subgrupo saúde.

    Assim, aponta o instituto, os subgrupos despesas pessoais e saúde foram responsáveis por 38% da composição do IPCA de abril.

    Outros gastos influenciaram o índice do mês, como o vestuário, que, com a entrada da nova coleção sazonal, aumentaram 0,98% ao passo que, em março, haviam apresentado queda de 0,61%.

    Os gastos com habitação subiram de 0,48% em março para 0,80% em abril, enquanto comunicação passou de -0,36% para 0,46%. Nos subgrupos citados, destaque para os aluguéis subiram bem mais, indo para 0,82%, enquanto em março haviam ficado em 0,45%. O condomínio também subiu mais, passando de 0,48% para 1,01%. Em comunicação, a alta foi puxada pelas ligações da telefonia fixa para móvel que aceleraram de -1,07% para 0,57%.

    Nos gastos com transportes (de 0,16% para 0,10%), embora itens como passagens aéreas (de 1,34% para 2,06%) e táxi (de 0,19% para 1,44%) tenham mostrado significativo aumento de preços, outros gastos importantes no orçamento do consumidor se mostraram em queda.

    VARIAÇÕES MENSAIS

    Abril 0,64%
    Março 0,21%
    Fevereiro 0,45%
    Janeiro 0,56%
    2011
    Dezembro 0,50%
    Novembro 0,52%
    Outubro 0,43%
    Setembro 0,53%
    Agosto 0,37%
    Julho 0,16%
    Junho 0,15%
    Maio 0,47%
    Abril 0,77%

    Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/1087651-inflacao-sobe-064-em-abril-e-registra-maior-alta-em-1-ano-diz-ibge.shtml

    0
  • estudante 9 de maio de 2012 at 11:01

    Acompanho esse blog a bastante tempo e não sou de comentar muito, mas infelizmente os cometários andam muito ruins.

    Muitos não acrescentam nada de útil e muitos outros são discussões sem nexo ou propósito.

    Por favor, não estraguem esse blog.

    Se tiverem pessoas falando grandes besteiras não se deem o trabalho de responde-las ou até mesmo ofende-las, somente ignore.

    0
    • Leno 9 de maio de 2012 at 13:22

      É iminente a formação de um Bolha de corretores e investidores por aqui. Portanto, a tendencia é piorar mesmo.

      0
    • GB 9 de maio de 2012 at 13:34

      A única certeza que temos é que os números da economia não estão bons e com isso aumenta o número de pessoas que vem aqui criticar quem tem coragem de apontar esses problemas e dizer que estão erradas e que tudo vai muito bem.

      0
  • GONÇALO. BH 9 de maio de 2012 at 11:21

    Alguém tem noticias de vendas do Ferirão da Caixa?

    0
  • AF 9 de maio de 2012 at 11:23

    E continuam inflando a bolha…

    Saiu no Jornal METRO de hoje:

    COM JURO MENOR, IMÓVEL DEVE CONTINUAR CARO.
    Crédito mais barato pode adiar a desaceleração dos preços.

    http://www.readmetro.com/en/brazil/portoalegre/

    0
  • Carlos_ 9 de maio de 2012 at 11:35

    Bem pessoal, acho que não tenho entendido direito as notícias dos jornais. Os bancos estavam emprestando pouco. O governo queria que eles emprestassem mais. Então o governo forçou a redução dos spreads, fazendo o lucro dos bancos nos emprestimos cair.

    Na lógica comunista neo-socialista de mercado aloprada do governo, se eles não queriam emprestar ganhando muito, agora, ganhando menos com os empréstimos, vão passar a querer.

    E, para a surpresa geral dos nossos lideres, não funcionou.

    Os mais velhos lembram do bordão: “Não precisa explicar; eu só queria entender!”.
    Os mais velhos

    0
    • GB 9 de maio de 2012 at 13:38

      Qualquer um aqui que faça parte dos 3% que têm mais de R$ 80k na poupança já tem crédito pré aprovado no banco, eles adoram emprestar $$$$ para quem tem renda para pagar.

      O problema é liberar financiamento para quem não tem renda suficiente, a grande maioria no país, diga-se de passagem, é isso o que o governo quer incentivar e os bancos nao vão cair nessa pois estão cada vez mais criteriosos.

      0
  • Revoltado 9 de maio de 2012 at 11:36

    Até os indices maquiados estão tendo que confirmar o que a muito já sentimos no bolso
    g1.globo.com/economia/noticia/2012/05/inflacao-oficial-acelera-para-064-em-abril-aponta-ibge.html

    0
  • Sir Income 9 de maio de 2012 at 11:39

    Com taxa de 0,64%, inflação registrada em abril é a maior em um ano, diz IBGE

    www .infomoney.com.br/economia-e-politica/noticia/2428263-com+taxa+inflacao+registrada+abril+maior+ano+diz+ibge

    Esse é o resultado da queda de juros do BC?

    0
  • Even 9 de maio de 2012 at 11:48

    Análise Itau – Construtoras Residenciais – 07/05/2012
    Arquivo PDF

    Apesar de Uma Melhora, É Improvável Que os
    Resultados do 1T12 Representem um Catalisador

    A temporada de publicação dos resultados do 1T12 para as construtoras residenciais brasileiras sob a
    nossa cobertura se inicia amanhã com a Even. Apresentamos aqui nossas estimativas relativas àquele
    que deve ser, segundo as nossas expectativas, um trimestre muito pouco animador, salvo muito
    poucas exceções. Aproveitamos também esta oportunidade para revisar nossas estimativas à luz dos
    resultados do 4T11, nossas expectativas com referência aos números de 1T12 e nossas novas
    premissas macroeconômicas. No conjunto, estamos reduzindo nossos valores justos em 4%, na média,
    para as companhias que cobrimos.
    Após uma problemática temporada de resultados no 4T11, marcada por fortes reajustes
    devidos a extrapolações nos custos (PDG, Gafisa e Tecnisa) e decepções com relação às
    margens ou à queima de caixa (MRV, Rossi, Brookfield), não acreditamos que os sentimentos
    em relação ao setor venham a se alterar após a publicação dos resultados do 1T12. Embora não
    estejamos esperando outros reajustes importantes em virtude de extrapolações nos custos, e até
    mesmo antecipando uma modesta melhora nas margens em base trimestral, acreditamos que a
    temporada de resultados do 1T12 será marcada por uma pressão contínua sobre as margens para
    aquelas companhias que promoveram reajustes no 4T11 (PDG, Gafisa e Tecnisa), um faturamento
    fraco para a Cyrela, e retornos sobre o capital investido (ROE) ainda baixos para a Rossi e para a
    Brookfield. Pelo lado positivo, nossa expectativa é a de que a EZTEC, Even e Direcional mantenham a
    tendência de ganhos positivos apresentada nos últimos trimestres, e que a MRV mantenha o ROE em
    níveis relativamente elevados. No conjunto, temos a expectativa de que o resultado líquido diminua 8%
    em base trimestral, que as margens brutas ajustadas (excluindo as despesas financeiras sobre o CPV)
    se expandam 110 pontos-base em termos trimestrais, que as margens EBITDA aumentem 150 pontosbase,
    também em termos trimestrais, e que os lucros por ação (LPA) se reduzam 17% em base
    trimestral, excluindo a PDG, Gafisa e Tecnisa.
    Revisando as estimativas em função dos resultados do 4T11, das nossas expectativas para a
    temporada de resultados do 1T12 e de novas premissas macroeconômicas. Estamos reduzindo
    acentuadamente as estimativas para a PDG, devido às suas extrapolações dos custos no 4T11 e em
    virtude das nossas expectativas de um faturamento menor e de uma lucratividade mais baixa em 2012,
    levando a reduções de 19% e 14% em nossas estimativas para o lucro líquido em 2012 e 2013,
    respectivamente. Também estamos diminuindo de forma significativa nossas projeções para o
    resultado final, em 2012, da Rossi, Gafisa e Tecnisa (em 19%, 97% e 31%, respectivamente), devido à
    combinação de um faturamento menor, uma pressão contínua sobre as margens e um resultado
    financeiro mais baixo. Não estamos alterando nossas classificações neste momento, e a MRV, Even e
    EZTEC continuam a representar nossas recomendações preferenciais (top picks) neste setor. Quanto à
    PDG, embora reconhecendo que poderá demorar algum tempo para a companhia recolocar seu
    desempenho operacional nos trilhos (e não podemos descartar a possibilidade de novas extrapolações
    nos custos em 2012), acreditamos que o valuation atual ainda sustenta uma recomendação de
    outperform (desempenho acima da média do mercado) em um horizonte de 12 meses.
    Ainda acreditamos firmemente que depois que as companhias entregarem esta safra problemática de
    projetos (lançados na sua maioria em 2007-2009), as margens e os retornos melhorarão relativamente
    aos seus níveis atuais. Acreditamos que os projetos lançados após 2010 devem possivelmente ser
    mais lucrativos, devido a: i) preços mais elevados no mercado imobiliário; ii) execução mais focada e
    orçamentos mais realistas; e iii) crescimento menor dos lançamentos, em comparação com o ciclo
    anterior. Contudo, até que esta meta seja atingida, o risco de execução ainda constitui a principal
    variável a ser acompanhada (não só em virtude das extrapolações nos custos, mas também pelo
    relacionamento com os clientes e pelas transferências de recebíveis, entre outras questões.

    0
  • Sérgio 9 de maio de 2012 at 12:20

    Normalmente a TV em minha casa fica muitas horas ligadas na globo news. Disso, percebi que nos últimos dias, tem sido matéria recorrente, os jornalistas perguntarem a seus entrevistados sobre a existência de “uma bolha imobiliária” em nossos país; evidentemente que os interlocutores respondem que não, utilizando tanto as:
    1º – qualidade do crédito brasileiro, que segundo esses especialistas, para se financiar imóvel em nosso país TEM QUE se dar, em média, 30% de entrada;
    2º – que a “demanda” é muito grande, haja vista a quantidade de favelas ou submoradias, aliadas às grandes ofertas de crédito, ao “aumento de renda” e constantes quedas nos juros; e
    3º por último, que nossa relação DÍVIDA/PIB é “extremamente baixa”, principalmente se comparada aos países onde ocorreu a bolha, ou mesmo em países subdesenvolvidos como Chile, México ou mesmo a China!
    .
    Alegam, nesse último argumento, como um “tiro de misericórdia” em qualquer ideia de existência de bolha, fulminado-a, que na Banânia esse índice é de apenas 5% do PIB (ponto final)
    .
    A verdade: segundo o IBGE, nosso PIB é de aproximados R$3.600.000.000,00 (três TILHÕES e setecentos BILHÕES de reais). Acontece, que a despeito desse número astronômico ser ou não verdadeiro, ainda não se levou à baila o seu principal E MAIOR componente: o CRÉDITO (ou dívida generalizada, para nós).
    O crédito representava há uns 6 meses, 47% do PIB. Hoje certamente e no mínimo, já tenha alcançado os 50%.
    Ou seja, dos 3,7 TRILHÕES do PIB, “que nos fez ultrapassar o Reino Unido (he he he), 1,85 TRILHÕES é DÍVIDA, ou seja, de fato não é RIQUEZA, mas indutor de pobreza futura.
    Só para se ter uma ideia, no ano de 2011 foram financiados R$79,9 BILHÕES. Em se considerando apenas o PIB efetivo de 1,85 trilhão, APENAS o ano de 2011 (em financiamento imobiliário) já REPRESENTA 4,32% do PIB.
    Some-se os últimos 4 ANOS alcançaremos mais ou menos 12% PIB.
    Mas isso ainda é a ponta do Iceberg, os AUTOMÓVEIS e os Cartões de Créditos INDISCRIMADOS encerram a fila.
    Por que os repórteres, que já começam a indagar PUBLICAMENTE sobre a bolha, não selavam essa questão?
    Resposta: CENSURA.
    “De ordem do senhor ministro da Justiça fica expressamente proibida a publicação de: notícias, comentários, entrevistas ou critérios de qualquer natureza, abertura política ou democratização ou assuntos correlatos, anistia a cassados ou revisão parcial de seus processos, críticas ou comentários ou editoriais desfavoráveis sobre a situação econômico-financeira, ou problema sucessório e suas implicações. As ordens acima transmitidas atingem quaisquer pessoas, inclusive as que já foram ministros de Estado ou ocuparam altas posições ou funções em quaisquer atividades públicas. Fica igualmente proibida pelo senhor ministro da Justiça a entrevista de Roberto Campos” (telegrama ao jornal Estado de São Paulo, de 15 de setembro de 1972)

    0
    • Sérgio 9 de maio de 2012 at 12:23

      Ainda, não se levou em conta as estrutura, cultura, economia, história e RENDA dos países onde haja ocorrido a bolha: Japão, EUA, Irlanda, Portugal e Espanha, que É EM TDO MELHOR DO QUE A NOSSA.

      0
      • Sérgio 9 de maio de 2012 at 12:25

        TRILHÕES, na primeira postagem e “QUE SÃO” na segunda. O segundo erro é inadmissível.

        0
    • Vinicius Lima 9 de maio de 2012 at 14:47

      Se essa informação da censura for verdade, temos que fazer alguma coisa urgentemente!!! O país está indo para o buraco mesmo….

      0
  • Marcelo Arruda 9 de maio de 2012 at 12:28

    Morgan Stanley corta recomendação do Brasil para underweight

    SÃO PAULO – O Morgan Stanley reduziu a recomendação para o investimento no Brasil para underweight, tendo em vista que a economia, até o momento, falhou em mostrar uma sólida recuperação. Além do mais, se a recuperação ocorrer, os riscos inflacionários devem se incrementar, afirmam os analistas Guilherme Paiva, Cesar Medina e Nikolaj Lippman, em relatório.

    Eles ainda preveem que o Ibovespa encerrará o ano aos 60 mil pontos, contra as projeções anteriores de 65 mil pontos. Isso é, eles acreditam que o índice não se recuperará em 2012 frente ao desempenho atual, tendo em vista que o índice está em torno de 59.400 pontos.

    Em movimento contrário, os analistas do Morgan Stanley ainda elevaram as projeções para o Peru, classificando-o como overweight, assim como elevou as perspectivas para o México, agora em neutro. Para o primeiro, a equipe de analistas justifica que os valuations estão atrativos, enquanto para o segundo eles destacam a sólida recuperação cíclica do México.

    0
    • Rico 9 de maio de 2012 at 13:57

      Esse capital é especulativo, o governo pagava uma fortuna com juros desses investimentos.
      O governo está conseguindo o que queria no cenário externo: Acabar com investimento especulativo e desvalorizar o real para incentivar a produção.

      O que não está virando é aumentar o consumo na economia interna…

      0
      • Charles 9 de maio de 2012 at 14:34

        Desvalorizar o real para incentivar a produção é uma maquiagem do governo para não reduzir impostos nem fazer as reformas necessarias, o que traria sustentabilidade e crescimento economico ao país tornando as industrias competitivas, ao mesmo tempo preservando o poder de compra da nossa moeda trazendo vantagens em comprar itens importados de tecnologia e bens de capital.

        O que esta acontecendo é uma completa falta de competencia da gestao publica em fazer o que deve ser feito. Em contrapartida, investimentos em massa no setor de propaganda do governo a fim de iludir o povo e criar um brasil virtual lindo e maravilhoso.

        O buraco é mais embaixo, nada é tão simples como o governo pinta.

        0
        • RosinhA 9 de maio de 2012 at 16:14

          E Charles logo vão pipocar outros programas familiares com certeza, ajudando os coitados e dizendo que assim se sustenta a base da pirâmide, conversa pra boi dormir, falta investimento pesado em itens básicos como energia, se crescermos um pouquinho a mais já trava tudo, sem falar nas outras infras e tecnologia, trevas futuras [email protected]

          0
  • Felipe Nobre 9 de maio de 2012 at 12:31

    Caixa atrapalha metas da Gafisa em abril

    Incorporadora previa a assinatura de até 1.200 contratos, mas só conseguiu concluir 900 por problema no sistema do banco

    http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/servicos/noticias/caixa-atrapalha-metas-da-gafisa-em-abril

    0
  • Luiz 9 de maio de 2012 at 12:50

    MERCADO DE ALUGUEL ENTRA NO DESESPERO

    estão alugando imoveis recem construídos sem piso, sem box, sem armário, e estão pedindo preços super inflados.

    O mercado de aluguel está abarrotado de oferta deste tipo

    0
    • GB 9 de maio de 2012 at 13:44

      Isso já foi profetizado aqui, os especuladores já cairam na real de que não vão conseguir vender, então estão morrendo de medo de não ter $$$$ para pagar o condomínio, é isso.

      Assim eles fazem o imóvel render $$$$ para eles o mais rápido possível, mas vão ter outra frustração, logo vão tentar vender novamente, mas com preços mais baixos.

      0
  • FoxBravo 9 de maio de 2012 at 13:23

    Adiantou? Juro cai, mas preço dos imóveis sobe.
    Especialista avisa que consumidor não deve pagar mais só porque as taxas estão mais baixas.

    Com juro menor, imóvel deve continuar caro.
    – Crédito mais barato pode adiar desaceleração de preços
    – Consumidor não deve pagar mais só porque taxas caíram, diz especialista da FGV.

    Com a recente redução das taxa de juros promovida pela Caixa Econômica, ficou mais barato financiar a casa própria, mas a entrada de mais crédito deve manter os preços dos imóveis em patamares elevados. Desde janeiro de 2008, o valor de venda dos imóveis subiu 129,5%. O preço médio do metro quadrado no país atingiu R$ 6.529 em abril, segundo o Índice FipZap.
    “O consumidor não deve pagar um preço exorbitante só que porque tem acesso mais fácil ao crédito”, alerta o professor da FGV (Fundação Getulio Vargas), Samy Dana. Para o economista, a iniciativa da Caixa pode retardar a desaceleração dos preços dos imóveis.

    Já o vice-presidente do Ibef (Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças), Luiz Calado, avalia que o corte de juros da Caixa não foi significativo para ter impacto nos preços de imóveis. “Ninguém está comprando, os imóveis já estão caros”, avalia.
    Após o salto registrado nos últimos anos, os preços devem se estabilizar neste ano, segundo o economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci. “Havia um desequilíbrio entre oferta e demanda. A valorização do imóvel deve acompanhar agora a inflação e o aumento de custos do setor.” Segundo o professor da FGV, ao comprar um imóvel como investimento, deve-se analisar sua taxa de retorno, calculada pelo valor do aluguel sobre o preço do imóvel. Para compensar, a proporção deve ser superior a 1%. “A compra do imóvel pode ser um péssimo investimento. O retorno é pior que o rendimento da poupança”, diz Dana.

    SÃO PAULO
    Quarta-feira, 9 de maio de 2012
    Jornal Metro

    0
  • Anonymous 9 de maio de 2012 at 13:30

    GAFISA, a preferida do BLOG. Alguém sabe se os 90 milhões é a própria dívida ou o serviço da dívida? Não está claro no texto.

    “http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1087643-gafisa-reduz-prejuizo-para-r-315-milhoes-no-1-trimestre.shtml”

    A Gafisa fechou o primeiro trimestre com prejuízo de R$ 31,5 milhões. “Excluindo-se o impacto da despesa de juros da dívida de R$ 90 milhões no primeiro trimestre, teríamos geração de caixa no período”, acrescentou a empresa.

    0
  • Jack Imóveis 9 de maio de 2012 at 13:30

    Caro Bolha,

    Já falamos sobre isso no passado. Fique atento a comentários que possam expor o blog a ações de calúnia e ofensa.

    Muita gente aqui adora soltar frases como:

    “fulano de tal e comprado”
    “empresa tal é fraudulenta”

    Entre outros. Com o blog ganhando notoriedade, logo mais você recebe uma cartinha dessas.

    Abraços

    Jack – Aconselhando

    0
    • Charles 9 de maio de 2012 at 14:25

      Por isso sou a favor da moderação, censura para alguns.

      As baratas não acrescentam nada e só expõem o blog.

      0
      • Luiz 9 de maio de 2012 at 14:49

        concorda, aquele arroba vc demorou demais Bolha

        0
        • Bolha Imobiliária 9 de maio de 2012 at 14:58

          Não consigo dar conta de tanto comentário…O pessoal está a 1000

          0
        • SF 9 de maio de 2012 at 15:57

          tb acho q o tal de arroba ontem passou dos limites, caro Bolha!!!

          0
    • LEOTEX 9 de maio de 2012 at 16:17

      Mas o bolha é responsável pelos posts de terceiros? se eu caluniar o Neymar no site yahoo, este pode ser processado?

      LEOTEX – perguntando

      0
      • Jack Imóveis 9 de maio de 2012 at 16:45

        Caro LEOTEX,

        Se não houver uma política clara e assinada pelo usuário do blog isentando o dono do blog de qualquer responsabilidade, nada impede um processo. Esse é meu entendimento. Se houver algum advogado presente, por favor…

        Abraços

        Jack – Legislando

        0
      • FQ 9 de maio de 2012 at 16:57

        Não.

        Juridicamente existe o responsável direto, que é o autor de uma eventual injúria ou ofensa, e depois existe o responsável pela hospedagem (provedor) que pode apenas ser notificado para retirar a injuria da rede, e caso este se negue em retira-las, poderia só assim, após notificação e relutância em retirar o que se é pedido, ser eventualmente responsabilizado.

        No mais, tem gente que todo mês tenta de alguma maneira censurar o Blog… Muitos desses sonham, na verdade, em ser os moderadores e usarem o espaço de forma parcial.

        Enquanto esses criticam, as postagens aumentam, mostrando o sucesso!

        0
        • Luiz 9 de maio de 2012 at 17:31

          mesmo que sim ou que não, eliminar a baixaria é um fim em si, bom para o blog

          eu mesmo as vezes perco a clama com as idioticies que os corretores postam aqui.

          Quando me comparam o rio com Monaco isso me sobe o sangue, rsrs, mea culpa, mea maxima culpa.

          outro que tem que ficar atento é aqueles que vem aqui fingindo que acredita na bolha apesar do nivel dos comentários ter baixado, oras, isso aí é lobo em pele de cordeiro, o blog ta cada dia melhor e mais rico, exceto pelo mrk que anda sumido, melhorou muito, a audiencia que o diga

          0
  • Carlos_ 9 de maio de 2012 at 13:34

    Essa vai para quem pensa que os gringos vão entubar tudo. Cadê o cara que ia alugar a casa por 50 mil?

    Se nem com os governos pagando os gringos toparam o trem da alegria, imaginem na Copa e nas Olimpíadas se os turistas vão se dispor a serem abusados pelos brasileiros.

    Parlamento Europeu cancela ida à Rio+20 e critica Brasil

    Alto custo da viagem foi apontado como justificativa para a mudança de planos
    O GLOBO
    Publicado:
    8/05/12 – 18h58
    Atualizado:
    8/05/12 – 18h58

    Tweet

    Envios por mail: 3
    O Parlamento Europeu decidiu, nesta terça-feira, cancelar a ida da delegação de eurodeputados que participariam da Conferência da das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que será realizada no Rio de Janeiro, entre os dias 20 e 22 de junho. A justificativa apontada foi o elevado custo da viagem. A medida foi tomada pelos coordenadores da Comissão do Meio Ambiente da instituição, que constataram que os gastos seriam muito altos e injustificáveis num período de crise, afirmaram à agência EFE fontes da comissão.
    — O Parlamento cancelou sua delegação na Rio+20 pelos custos excessivos. O Brasil deveria realmente controlar os custos para evitar um grande fracasso — afirmou pelo Twitter o deputado holandês Gerben-Jan Gerbrandy.
    Gerbrandy se mostrou “decepcionado” pelos abusos do setor hoteleiro da cidade, que pedia até 600 euros por noite, e considerou que o governo brasileiro deveria intervir nesta situação, sobretudo levando em conta a realização da Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.
    Num debate realizado na Comissão do Meio Ambiente em 26 de abril, o eurodeputado alemão Matthias Groote explicou que o preço estimado da hospedagem da delegação teria aumentado de 10 mil euros previstos inicialmente para 100 mil euros.
    Na ocasião, os coordenadores decidiram enviar apenas um eurodeputado para a conferência, mas hoje cancelaram totalmente a missão. Onze eurodeputados viriam inicialmente para a Rio+20.
    — Os organizadores mudam as condições constantemente, pedem que as reservas sejam feitas por uma semana completa, apesar de não precisarmos deste tempo — lamentou Groote, que ainda afirmou que a organização também não teria oferecido aos deputados europeus uma sala de reuniões — É uma pena que os organizadores, e não só eles, nos tenham levado a isto. Quando se quer convidar o mundo inteiro é preciso tratar os convidados de outra maneira

    0
    • MRCG 9 de maio de 2012 at 17:36

      Toma Banania!!!! Tá pensando que todo mundo é otário??? Só a organização da Rio+20 e alguns cariocas pensam que sim.

      0
      • Adriano 9 de maio de 2012 at 18:04

        É uma vergonha. Se para o padrão do pessoal da zona do Euro a coisa está fora da realidade…..imaginem para o nosso.

        0
  • TS 9 de maio de 2012 at 13:39

    Essa notícia do metro é ótima… O sr Samy está em todas agora…

    A questão da baixa do juros vai colaborar muito pouco já que o brasileiro não têm o dinheiro da entrada… o feirão da caixa mostrou diversas pessoas que não tinham os 20%… o que reflete a baixa poupança do brasil… a saída para sustentar a bolha é fazer como os estados unidos… tirar os 20% de entrada e afrouxar os mecanismos de aprovação de crédito… assim se sustentariam os preços mais mais uns 2 ou 3 anos…

    0
    • GB 9 de maio de 2012 at 13:47

      Já pensou imóvel sem entrada alguma ? Alguma coisa me diz que isso aconteceu com os carros e não terminou bem. kkkkkkkkkkkk

      Realmente a entrada é bem alta e com valores bolhudos ela fica ainda pior, o mercado deu um tiro no próprio pé.

      0
      • TS 9 de maio de 2012 at 14:09

        Isso já está acontecendo, pois é possível financiar sem entrada apenas fazendo uma jogada de números. Mesmo que o cara não tenha a entrada é possível fazer uma manobra negociando com a construtora um valor final de financiamento embutindo a entrada no saldo com a construtora e dando apenas um sinal para segurar o negócio. Só que é necessário ter 5% em média do valor do imóvel para pagar o ITBI+Escritura. É aí que entra o problema. Pois mesmo sem ter que dar a entrada é necessário dispor de no mínimo 10 mil para um imóvel de 200 mil. Alguma coisa me diz que é por essa razão que algumas construtoras estão bancando o ITBI como alguém postou acima.

        Esse é um fator a mais na formação e alimentação da bolha. É difícil de precisar mas acredito que em torno de 20% dos financiamentos de novos imóveis saia dessa maneira e de 30 a 40% dos financiamentos de usados.

        0
      • Luiz 9 de maio de 2012 at 14:18

        ontem liguei pro gerente do banco pra especular. O meu banco é um dos maiores do país

        ele até faz financiamento imobiliário, mas ele deixa bem claro que vivemos uma bolha imobiliaria que vai explodir até a copa do mundo.

        0
        • SF 9 de maio de 2012 at 16:02

          É caro Luiz, acho q nem precisa falar mais nada.

          Esse seu gerente é um cara correto e sensato em avisar os clientes sobre o que realmente está acontecendo.

          0
          • Luiz 9 de maio de 2012 at 16:16

            isso aí é a mando de cima, cara, todos os gerentes estão falando assim, os do telefone, os da agencia.

            banco não querr bolha não

            0
            • RosinhA 9 de maio de 2012 at 16:21

              Depende hein pela minha gerente eu estaria morando em Mônaco e andando de Mclaren, banco Bra….. Prime, me liga 289900045 vezes por dia e não se conforma em eu deixar dinheiro parado.

              0
              • SF 9 de maio de 2012 at 16:51

                RosinhA, comigo acontece a mesma coisa só q sou do HSBC.

                De cliente passei a “amigo íntimo”, já me ligam com a maior intimidade, e querem a todo custo dar novos rumos pro meu suado $$$$.

                0
                • Luiz 9 de maio de 2012 at 17:27

                  meu gerente não é santo não
                  Ele não indica financiamento mas ficou me enxendo os aco pra entrar na renda variável, ou seja ação, isso com a bear que vem pela frente.

                  0
                  • RosinhA 9 de maio de 2012 at 17:55

                    Compre Imobs recomendo que subirá pelo menos 80% até dezembro 😉

                    0
                • RosinhA 9 de maio de 2012 at 17:59

                  A minha chega ao ponto de fazer visita em casa, acho que é para economizar no jantar, sabe em casa de decendente de Italiano sempre tem um embutido gostoso.

                  Mas a coisa tá bem feia sim, ela própria revelou que a maioria das previdências privadas, estão sendo resgatadas, até mesmo aquelas de crianças, conclusão o futuro jogado na privada literalmente

                  0
                  • Luiz 9 de maio de 2012 at 18:16

                    rendem mal pra cacete as previdencias privadas
                    se não fosse as vantagens juridicas desse troço tbm ja tinha resgatado a minha

                    0
  • Roni 9 de maio de 2012 at 13:52

    Pessoal,

    Vi no reclameaqui.com.br que há prefeituras com dificuldades de analisar/aprovar projetos e também liberar habite-se.

    Tem gente esperando habite-se há mais de 2 anos.

    0
  • Charles 9 de maio de 2012 at 13:53

    Para os novos usuários se inteirarem das discussões e materias que compuseram o pensamento coletivo dos mais antigos do blog em acreditar que estamos vivendo uma bolha imobiliaria, republico esta matéria do blog do nosso colega RCESAR.

    PSICOLOGIA DA BOLHA

    Li hoje o artigo “Chegou a hora de baixar os preços?” publicado no blog bolhaimobiliaria.com e lembrei desse gráfico que mostra a psicologia da bolha.

    É incrível como todas as bolhas tem exatamente os mesmos estágios. Eu que já passei por duas bolhas aqui nos Estados Unidos e tenho acompanhado de perto a bolha imobiliária no Brasil vejo várias similaridades. Pelas minhas análises a bolha brasileira está em algum ponto entre o final da fase 3 e inicio da fase 4.

    Outra bolha que já está também num estágio adiantado na fase 3 é a bolha do crédito estudantil americano.

    Vamos ver qual das duas vai estourar primeiro.

    Referência: Bubbles, Manias and Bears, oh my…

    1. Discrição (Stealth)
    Aqueles que entendem os fundamentos percebem o surgimento de uma oportunidade para um substancial ganho futuro, mas com um substancial risco já que seus pressupostos são, até agora improvados. O “dinheiro esperto” flui, muitas vezes em silêncio e com cautela. Esta categoria de investidor tem melhor acesso às informações e maior capacidade de compreendê-las. Preços aumentam gradualmente, mas muitas vezes completamente despercebido pela população em geral. Posições cada vez maiores são estabelecidas com o “dinheiro esperto” começando a entender melhor que os fundamentos são sólidos e que este ativo provavelmente terá significante valorização futura.

    2. Conscientização (Awareness)
    Muitos investidores começam a perceber a dinâmica e começam a colocar mais dinheiro, empurrando os preços para cima. Pode ocorrer uma curta fase de venda com poucos investidores querendo tirar seus primeiro lucros (pode haver várias fases de venda, cada uma começando em um nível mais elevado do que o anterior). O dinheiro esperto aproveita esta oportunidade para reforçar as suas posições. Nos estágios mais avançados desta fase a mídia começa a divulgar e os novos investidores que chegam são em geral cada vez menos sofisticado.

    3. Mania
    Todo mundo percebe que os preços estão subindo e o público vai de cabeça para esta “oportunidade da sua vida”. A expectativa de valorização futura se torna uma oportunidade imperdível e uma mentalidade de inferência linear se estabelece. Os preços futuros são uma extrapolação “garantida” de valorização passada, o que naturalmente vai contra qualquer sabedoria convencional. Esta fase não tem mais nada a ver com lógica. Enxurrada de dinheiro criam expectativas ainda maiores levando os preços a níveis estratosféricos. Quanto maior o preço, mais investimentos aparecem.

    Praticamente despercebido do público em geral, o dinheiro esperto, assim como muitos investidores institucionais começam a sair silenciosamente vendendo seus ativos para ansiosos otários. Opinião imparcial sobre os fundamentos torna-se cada vez mais difícil de encontrar já que muitos participantes estão altamente investido e têm todo o interesse que o preço continue a subir. O mercado torna-se gradualmente mais exuberante com a criação de “fortunas no papel” e a ganância se estabelece. Todo mundo tenta entrar e os novos investidores não têm absolutamente nenhum conhecimento do mercado, sua dinâmica e os fundamentos. A escalada dos preços continua usando de todos os meios financeiros possíveis, particularmente alavancagem e endividamento.

    Se a bolha está ligada à crédito frouxo, então ela vai resistir muito mais tempo do que muitos poderiam esperar. Em algum ponto declarações são feitas sobre fundamentos inteiramente novos que implicam que um “topo permanente” foi alcançado para justificar aumentos de preços futuros; a bolha está prestes a estourar.

    4. Estouro (Blow Off)
    Um momento de epifania (um gatilho) chega e todos, praticamente ao mesmo tempo, percebem que a situação mudou (como o Coiote do Papa-Léguas percebendo que está prestes a cair do penhasco depois de andar no ar por alguns segundos). Confiança e expectativas encontram uma mudança de paradigma (chame isso de uma constatação da realidade), não sem uma fase de negação, onde muitos tentam tranquilizar o público que este é apenas um revés temporário e que qualquer um que diga o contrário não sabe do que está falando.

    Alguns se deixam enganar, mas não por muito tempo. Como um rebanho sem rumo muitos tentam passar os seus ativos à um “otário maior”, mas são poucos os compradores, todo mundo está esperando novas quedas de preços. O castelo de cartas desmorona com o seu próprio peso e os que entraram por último (comumente o público em geral) são deixados com a batata quente na mão, enquanto o dinheiro esperto já saiu há muito tempo.

    Os preços despencam a um ritmo muito mais rápido do que o que inflou a bolha. Muitos investidores que estão super alavancados vão à falência, provocando ondas adicionais de vendas. É possível que ocorram pequenas valorizações que pode parecer o fundo do poço e uma oportunidade de compra. No entanto, o público em geral, neste momento considera este setor como “o pior investimento que se pode fazer na vida”. Este é o momento em que o dinheiro esperto começa a adquirir ativos a preços de barganha.

    Na matéria original tem um gráfico muito interessante que mostra a evolução das fases descritas acima, bem como o tão falado repique.

    0
    • Silas Coul 9 de maio de 2012 at 16:28

      Muito bom o texto. O grande problema é que quase toda a população não tem idéia disso, e uma parte só agora é que está ouvindo falar disso, mas agora é tarde para investir. Quem aproveitou se deu bem.

      0
      • Charles 9 de maio de 2012 at 16:47

        Esse texto ja foi muito debatido aqui. Resolvi republica-lo em consideração aos novos usuarios.

        0
  • GB 9 de maio de 2012 at 14:07

    “GAFISA REDUZ PREJUÍZO PARA R$31,5 MILHÕES NO PRIMEIRO TRIMESTRE.
    UOL ECONOMIA.”

    Também, o que demitiram de funcionários em março, imagino quantos desses 35k da construção civil eram da GAFeISA e não adianta mandar curriculum para as outras pois estão todas afundando no mesmo barco.

    Embora a notícia dê uma idéia falsa de “recuperação”, o prejuízo foi considerável, muito longe do ideal, que seria ter lucro, lógico.

    0
  • Rodrigo 9 de maio de 2012 at 14:08

    Venda de imóveis novos em São Paulo cresce 26,6% no primeiro trimestre

    Jornal do Commercio, 08/mai
    O mercado de imóveis novos residenciais em São Paulo registrou alta de 27% no primeiro trimestre deste ano, em termos reais (valor relacionado às vendas), em comparação ao mesmo período de 2011. Em número de unidades vendidas, houve aumento semelhante, 26,6%, com 5,4 mil imóveis negociados contra 4.265, no mesmo período do ano passado.

    Os dados foram divulgados hoje (8) pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). A alta registrada levou à reavaliação sobre a taxa de crescimento prevista para o ano. Anteriormente, a projeção era 5%. Depois dos dados referentes ao primeiro trimestre, a previsão foi revisada para cima, dobrando o percentual para 10%.

    De acordo com o Secovi, os imóveis de dois e três dormitórios são os mais procurados para a compra em São Paulo. A procura por esse tipo de residência aumentou de 72,9%, no primeiro trimestre de 2011, para 81,9%, de janeiro a março deste ano. As unidades de dois dormitórios representam 50% do volume total negociado nesse período.

    A região metropolitana de São Paulo, que é formada pela capital e mais 38 municípios, no entanto, registra desaquecimento nas vendas. No primeiro trimestre de 2011, foram negociados 10.162 imóveis. Pelos dados do Secovi, houve queda de 4,5%, em igual período em 2012, quando foram comercializados 9.703.

    0
    • GB 9 de maio de 2012 at 14:27

      Vindo do SECOVI, uma entidade sem interesse nenhum envolvido, só pode ser informação “séria”.

      Cadê a auditoria ?

      0
  • Rodrigo 9 de maio de 2012 at 14:09

    PDG lidera perdas…

    Brasil Econômico, Encontro de Contas, 08/mai
    A PDG, comandada por José Grabowsky, ainda está sentindo os efeitos das dúvidas dos investidores sobre sua capacidade de administrar seu grande volume de obras. Desde o início do ano, a ação da PDG cai 14,92%, liderando as perdas dentre as empresas imobiliárias listadas na bolsa. O desempenho é pior até mesmo em relação ao da Gafisa, que enfrenta graves problemas para entregar obras no prazo, sobretudo, os da Tenda, voltada para o público de baixa renda.

    0
    • GB 9 de maio de 2012 at 14:29

      O CQC acabou com a PDG, deviam fazer um programa sobre a GAFeSA, kkkkkkkkkkkkkkkkkk.

      0
  • Rodrigo 9 de maio de 2012 at 14:44

    “O governo da Áustria colocou à venda sua propriedade de mil metros quadrados por R$ 29,8 milhões. Desocupada desde 2009, quando o governo austríaco decidiu manter só a embaixada em Brasília, a casa que ocupa o terreno não é tombada pelo Iphan, o que vai permitir que o empreendedor que adquirir o imóvel construa um prédio em seu local, espera Roberta Oncken, gerente de negócios da Jones Lang LaSalle Hotels, empresa responsável pela intermediação do negócio entre os empresários brasileiros e o governo austríaco.”

    É uma casa rosa entre a Rua Francisco Sá e Souza Lima.

    0
  • Rafael K 9 de maio de 2012 at 15:04

    Olá!! Voltei a ler o blog por estes dias!!
    Aqui no mercado imobiliário de Vila Velha – ES (uma cidade praiana linda q tem muito ap pra cima de 1 milha) noto q QUALQUER edificio possui de 10 a 15% dos apartamentos a venda… fora as imobiliárias e clientes que optam por não colocar placas para expor o imóvel e bla blá! Tenho 30 anos e ainda nao tomei coragem para iniciar uma compra de imóvel para morar!!
    Esta semana surgiu um silêncio.. uma paz na vizinhança.. e só depois de algumas horas me dei conta ao ler o noticiário que os trabalhadores da construção civil está de Greve!! Sindicato pedia 20% de aumento, a empresariado quer dar 7%… e agora o sindicato quer 14%!
    Se um apto na planta atrasar menos de 2 anos para entrega, é sorte!!

    Eu como um cara que não curte trabalhar 12 horas por dia para pagar as dívidas que o mercado consumista atola a gente, acredito que nosso trabalho durante a vida pode ser reduzido substancialmente se soubermos ter finanças saudáveis e entender um pouco de economia para fazer investimentos corretos… uma dívida de 20 anos (somado as correções, variaçoes da economia e etc) é muito tempo e acaba consumindo boa parte da sua vida e da sua energia.

    Minha opnião sobre a bolha: Vou esperar uma boa oportunidade de um apartamento pequeno mas bacana q pagarei a vista.. talvez daqui a 3 anos… se isso não ocorrer, tenho uns imóveis de familia, bato mais uma lage, faço um puxadinho (heheehhe), enfim dou um jeitinho!!
    Mas não ficarei cego pelos negócios das arábias que de certa forma foi ha 10 anos …
    Infelizmente muita gente de bem comprou essa idéia… mas o mercado adora gente de bem.. eles dão o sangue e a vida pra honrar as dividas!!

    0
    • Eskeleto 9 de maio de 2012 at 15:19

      Olha amigo até para fazer um puxadinho tava caro, a mão de obra estava bem alta se esperar um pouquinho pra ajeitar o puxadinho vai pagar menos da metade do preço.
      A casa da minha mãe tem estrutura para construir equivalente a um apartamento. Meu irmão já mora com ela e decidi construir lá encima isso no início deste ano estava tudo acertado, mas ai ela não pode ajudar com os custos e tive que cancelar. A mão de obra que estavam pedindo para a construção era de 25 mil para fazer em 4 meses, já tinha tudo ajeitado era só levantar as paredes e cobrir. Achei caro mas como ela ia me ajudar ia fazer no total sairia uns 40 mil. Logo logo essa mão de obra ai de 25k vai cair para no máximo 12k e olhe lá.

      0
      • Eskeleto 9 de maio de 2012 at 15:22

        Mais pra frente decidi não continuar esse plano afinal não acho justo eu por meu dinheiro lá e meu irmão não colocar nada, decidi então deixar queto e comprar meu próprio apartamento, pois é meu e ninguém vai falar nada, talvez com esse ploc da até pra compra uma casa vamos ver go go go bolha.

        0
      • Rafael K 9 de maio de 2012 at 15:34

        heeheh puxadinho tá caro tb!!
        mas quis dizer que eu estou de certa forma fazendo uma aposta… Para comprar um ape legal, barato pós cenário de estouro da bolha!!
        Caso eu perca a aposta, vou ter q me contentar em morar em um lugar mais simples por o mesmo preço, por assim dizer!!

        0
        • Luiz 9 de maio de 2012 at 16:14

          “Eu como um cara que não curte trabalhar…”

          Quanta modernidade, meu deus

          Não podia deixar escapar essa, rsrs

          0
          • RosinhA 9 de maio de 2012 at 16:18

            🙂

            0
          • Rafael K 9 de maio de 2012 at 16:29

            cortou a frase… Nao curto trabalhar 12 horas por dia!!
            mas sem problemas!! heehhe

            Mas infelizmente é assim que funciona.. a pessoa acha q o fato de nao pagar a dívida é pq nao está trabalhando suficiente..e por aí começam os problemas, e lá vem estresse, alguns reflexos no corpo físico.. é como dizem alguns… “trabalhar demais para pagar coisas q vc nao precisava ter”
            Mas neste caso serão as cobranças, os possíveis nomes sujos por anos, aqueles sentimentos complexos q todo mundo tem qnd está dificuldade financeira…. acho muita gente vai se desgastar por causa dessas mudanças no mercado… e o povo brasileiro é atrasado… a felicidade aqui está mt ligada a situação economica… 😉

            0
    • Ane 9 de maio de 2012 at 18:26

      Tem muita obra em Vila Velha, Serra e Vitória, principalmente em Jardim Camburi. Incrível!

      0
  • Francisco Quiumento 9 de maio de 2012 at 16:39

    Alerto que tem jornalista empolgado com patrocinador confundindo ‘demanda’ com ‘carência’.

    Exagerando, tenho carência por um jato executivo para não ter me sentar em poltrona apertada de Boeing com saquinho de amendoim para comer. Não quer dizer que possa cobrir o custo disto. Mas é claro que há a oferta de jatos, agora mesmo, para cobrir minha carência.

    Exemplo espalhafatoso, mas espero que didático.

    Da mesma maneira, tem uma carência enorme de moradia no país. Não quer dizer que nossa renda média de 11 mil dólares (pouco interessa o acerto disto, nesta faixa de valor) vai conseguir cobrir o valor do ofertado.

    Pior ainda, a taxa de crescimento desta renda, para poder comprar os novos bens imóveis, ainda mais com valor crescente no cenário, que são ofertados.

    0
    • Luiz 9 de maio de 2012 at 17:24

      poisé Francisco muito didatico

      vc mostra o contorcionismo que se faz para manter uma imagem de otimismo e raparam os ultimos otarios com dinheiro na mão.

      eu memso postei aqui outro exemplo didatico, que se não fosse um pequeno detalhe teria me casado com a Gisele bundchen

      0
    • marvin 10 de maio de 2012 at 08:42

      Também já falei sobre isso aqui quando saiu uma “pesquisa” dizendo que uma grande porcentagem da população pretendia comprar um imóvel nos próximos dois anos… pretender comprar, ter necessidade de comprar, etc., não pode ser confundido com demanda… veja o meu exemplo, eu tenho intenção/desejo de comprar um 911 turbo nos próximos dois anos, mas, acho que vou ter que continuar com meu fox 1.0 kkkk será que eles aceitam na troca por um 911, financiando o saldo em 70 anos????

      0
  • RosinhA 9 de maio de 2012 at 18:21

    Interessante o número e valores em SP é maior que o do RJ. Aproveitem o preço médio em Sp caiu 7k e no RJ subiu 99k.

    h tt p://www.agenteimovel.com.br/mercado-imobiliario/a-venda/rio-de-janeiro,rj/

    h tt p://www.agenteimovel.com.br/mercado-imobiliario/a-venda/sao-paulo,sp/

    0