Preço do m2 dos imóveis usados cai quase 1% em maio em 50 cidades – Estadão

Você pode gostar...

Comments
  • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 12:50

    A Portal Empreendimentos, do associado do IDL, empresário Francisco Simeão, continua acreditando e investindo no Brasil, consciente de que a crise atual é passageira e que apenas exige sacrifício para a travessia até 2018, quando a retomada do crescimento sem dúvida ocorrerá.

    “Esta é a razão de estarmos oferecendo aluguel de graça nos anos de 2016 e 2017 no Portal do Porto, o melhor Condomínio Industrial e de Logística de toda América Latina”, diz Simeão.

    Terreno de 304.000 m² no entroncamento da BR 277 (Curitiba / Porto de Paraguá) com o Contorno Leste (saída para São Paulo, Norte do Paraná e Foz do Iguaçu, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), tem área construída de 100.000 m², com pé-direito de 12,5m, cobertura termo acústica e piso em concreto protendido com capacidade de carga de 8 tons/m².

    900 vagas para automóveis, 400 para caminhões e 500 para motos e bicicletas.

    O preço total, locação e condomínio, inclui o seguro contra incêndio e vendaval mais a manutenção externa dos prédios, guarita e segurança 24 hs, manutenção dos jardins, administração do empreendimento, custo da iluminação das áreas externas e manutenção das ruas, balança, auditório e heliponto.

    Os contratos de locação podem ser formalizados com período de cinco anos ou mais, de acordo com a conveniência das partes.

    Nos primeiros dois anos de contrato o locatário pagará apenas R$3,75 por m2 relativo às despesas de condomínio, mencionadas, sendo de graça o aluguel do imóvel.

    http://idl.org.br/idl-divulga-oportunidade-para-empresarios-aluguel-de-graca-de-condominio-industrial-e-de-logistica/

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 19 de junho de 2017 at 13:06

      Aluguel comercial de graça vai ser tendência nos próximos anos, com certeza.

      Propriotário emprestando de graça só para se livrar dos custos crescentes com condomínio e seguros.
      Espero que essa tendência chegue nos residenciais. É provável, mas ainda não vi.

      38+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 19 de junho de 2017 at 13:23

      Cesar_DF,

      O trecho inicial é outra característica do segmento imobiliário quando em meio a uma bolha em seu setor: prometer que tudo vai se resolver no semestre seguinte ou no ano seguinte. Replico aqui:

      “A Portal Empreendimentos, do associado do IDL, empresário Francisco Simeão, continua acreditando e investindo no Brasil, consciente de que a crise atual é passageira e que apenas exige sacrifício para a travessia até 2018, quando a retomada do crescimento sem dúvida ocorrerá.”

      Desde 2012 quando os distratos mais do que DOBRARAM em relação à anomalia que havia ocorrido em 2011 e que os estoques em proporção às vendas também ficaram completamente anormais, eles já prometiam que no ano seguinte, tudo ia se regularizar. Depois foram renovando a promessa ano após ano, enquanto a distorção entre oferta e procura no mundo REAL só piorava.

      A partir de um certo momento, intensificaram a DESINFORMAÇÃO e as MAQUIAGENS: deixaram de registrar muitos distratos, daí os estoques “oficiais” não sobem e as vendas não caem, “esquecem” de mencionar que isto está acontecendo de forma crescente e impactante, deixam de considerar em algumas pesquisas os imóveis com mais de 36 meses do lançamento, que são exatamente os que tem o maior volume de distratos, passam a falar sobre reduções de estoques, mas se “esquecem” de mencionar que as vendas caíram muito mais e que a distorção entre oferta e procura só aumenta, etc, etc, etc…

      No Mundo REAL, ainda mais em uma crise provocada em grande parte pela própria bolha imobiliária, eles precisam SOBREVIVER e para isto, apelam para as “promoções”, como no exemplo do tópico ou do link abaixo relacionado a imóveis residenciais, onde oferecem 2 anos sem custo de IPTU, água, luz e Internet, o que na prática significa uma enorme redução de preço, MAQUIADA…:

      http://www.setin.com.br/setincomcerteza/

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 12:51

    CVR ÁGUAS CLARAS – DF

    Depois de ter colocado para locação 7 lojas por 2 anos e só ter conseguido alugar uma, proprietário removeu semana passada as faixas de ALUGA-SE

    O ponto é exelente, cruzamento da Avenida Castanheiras com Rua Pitangueis, a 100 metros das estação Araucárias do metrô.

    Na loja da direita, a maior de todas, ele estava pedindo R$ 13.500 e nas outras R$ 8.500 por mês, aproximadamente R$ 100/m2

    O SECOVI informa em seu relatório (página 40) que as lojas em Águas Claras estão sendo alugadas por R$ 50/m2 (rentabilidade bruta de 0,59% ao mês)

    https://www.google.com.br/maps/@-15.8347438,-48.0164425,3a,75y,149.36h,87.09t/data=!3m6!1e1!3m4!1sEXFGlJekPOj4PzkaaPxiyg!2e0!7i13312!8i6656?hl=pt-BR

    http://www.secovidf.com.br/novoportal/images/arquivos/pdf/boletins/2017/Boletim-Imobiliario-Maio-2017.pdf

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 12:52

    O que eu saiba, REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDA é que, uma empresa pode estar passando por um momento de dificuldades, devido seu fluxo de caixa estar negativo num determinado período, mas ela teria recebíveis futuros que cobririam este rombo, mas este não é o caso do Hell de Janeiro.

    O Bank of America e o Credit Suisse estão entre os bancos que negociam um empréstimo de R$ 3,5 bilhões ao Rio de Janeiro para ajudar o estado a reestruturar suas dívidas, disseram três pessoas com conhecimento direto do assunto.

    Vão utilizar o CEDAE como garantia, mas pera ai, eles nem sabem ainda qual será qual será o modelo de privatização e a rentabilidade da CEDAE após a privatização ???

    http://exame.abril.com.br/economia/bank-of-america-e-credit-suisse-negociam-emprestimo-ao-rio/

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 19 de junho de 2017 at 14:07

      clap clap clap

      O estado do Hell continua com 70 depuatados estaduais, mordomias mil para pouquissimos, aposentadorias para juizes e militares que agiram “fora do esperado”, falta de transparencia e milhares de cargos politicos…

      Quem emprestar $$$ está financiando “o drogado” ou ajudando só para receber uma vantagem muito desproporcional a frente (como negociar com ditaduras corruptas, que vendem o país inteiro a preço de banana em troca de uma esmola imediata)

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:02

    CVR fds em SP

    Viajei e fiz o mesmo percurso da classe alta paulistana mas com destino diferente
    BIZARRO
    – estradas vazias para o período
    – carros bizarros de velhos
    – educação do transito bizarra, cada vez pior
    – acidentes fatais como nunca vi antes neste mesmo trajeto
    – lotado mesmo só a rodoviária e imediações, com a bixarada pobre que veio pra paulista
    – hotéis às moscas, e olha que céu azulzissimo colaborou
    – gasosa em 3 redondos ou abaixo já é padrão nas regiões que abasteço (1 posto grande faliu este mês).

    pra resumir: parece que regredimos 10 ou 20 anos no tempo.

    54+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 13:14

      Véio, tenho sentido a mesma sensação, as coisas parecem que aos poucos estão voltando a realidade.
      Claro que a lógica não se aplica a tijolos, afinal tijolo nunca desvaloriza… hahahaha

      21+
      • avatar
  • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:04

    a importancia dos nossos CVRs que destroem o mundo colorido dos nefastos
    “casos da vida real” para os novos, sugestão do MRK
    artigo por Samy Dana, que pelo jeito está nessa cruzada anti-nefasto com a gente. abraço Samy
    http://g1.globo.com/economia/blog/samy-dana/post/um-drama-identificado-vale-mais-do-que-estatisticas.html

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 19 de junho de 2017 at 13:30

      É o que eu escrevi outro dia.
      Estatísticas, gráficos e a matemática em geral são importantes, levam a humanidade adiante. Para a ciência, evidência anedótica não vem valor.

      Mas nada substitui a experiência pessoal própria e a de pessoas próximas.
      Zero vírgula alguma coisa na estatística, ainda que seja correta, afeta muito menos a nossa vida que uma situação vivida no cotiano.

      Aluguel que não aumenta, vacância no prédio, placas e mais placas espalhadas enfeiando as fachadas… Tudo isso pode ser visto e vivido, independente de números num gráfico.

      32+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 13:34

        Pior cego é aquele que se recusa a ver.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 13:34

        Mito da caverna de Platão

        5+
      • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:42

        antigo, obviamente se quisessemos fazer graficos coloridos mostrando o horror o que não faltam são dados
        mas custa tempo e dinheiro produzir isso.

        Agora te pergunto, quem tem interesse em produzir tais informações???
        – a academia que deveria fazer este papel, esta vendida
        – jornalistas? dificilmente.
        – a empiricus? até fizeram no começo mas daí o vento soprou e foram embora
        – samy dana e equipe? vcs sabem a pressão que eles lá passam
        – sachida, IPEA e quetais??? obedecem o chefe
        – Ibge tem outras prioridades, assim como SEADE, etc…
        – analsitas das corvolárias??? nunca. SE fazem, escondem para consumo próprio.

        A verdade está orfã.

        33+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 19 de junho de 2017 at 14:11

          nem em todos paises do mundo…
          e mesmo se um dia os que evoluiram cairem, nós sabemos que eles existiram. Sim, é possivel!

          Mas não vai… De jeito nenhum… Não por aqui.
          Bananense ao inves de ter orgulho da propria banana, reconhecer seus erros e seguir em frente, prefere lamber a mandioca dos outros.

          9+
          • avatar
          • avatar
    • loureiro_bsb 19 de junho de 2017 at 18:40

      Agradeço pela explicação.
      Alguns “neófitos” (como eu), ainda não dominam todos os “jargões”.

      1+
  • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:06

    copiando do tópico passado

    __________________________________________________________________________
    Jean Cherem

    Eu fico tentando imaginar o tamanho e velocidade da deterioração do mercado imobiliário. Se temos um volume de veículos e imóveis desproporcional às necessidades, ambos os mercados não tem como reviver o volume de produção anterior a 2013. Isto já basta para não termos mais os mesmos níveis de emprego. Se estão liberando o FGTS, a CEF perde capacidade de colocar lenha na fogueira. As construtoras nem tem mais como desovar o estoque. Será que teremos um colapso histórico mundialmente reconhecido?
    _____________________________________________________________________________________________
    Lucas
    Jean, me permita palpitar na sequencia deste debate muito bom acima que faço o quote, mas que recomendo irem ler lá no alto
    carro tem uma desvantagem e uma vantagem, no inflar do crédito para nós consumidores foi possível importar e fugir da naba, até o dia que o governo explodiu com taxas de importação, um mercedes era quase o mesmo preço dum fit, um sentra mexicano era mais barato que o top da linha GM.

    no desinflar da bolha de autos por outro lado, as montadoras conseguem exportar excedentes para países de quinto mundo e até mesmo para mercados de quinta categoria em países como canadá, méxico e EUA.

    Sem falar que basta apertar o off, em 3 segundos vc para a produção excedente e vai brigar com sindicatos/governo pelas indenizações trabalhista
    Então nos autos tudo está se dando de maneira mais suave.

    Já com imóveis não é tão simples, existe um delay enorme entre comprar o terreno, projetar, aprovar, construir, “vender” e entregar o bixo, coisa de 5 anos pra mais.

    Sobre o estouro da bolha brasileira, mesmo os dados oficiais dão conta de ser já neste momento um dos maiores estouros que se tem noticia nesta galáxia, tanto em termos de pib, renda, corrupção, estoques, leillões, inadimplencia. Se vc limpar a maquiagem a cena é exatamente essa! o HORROR!

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:08

      complementando a lógica
      imóvel, além do delay, vc não pode exportar/importar igual um auto.
      a naba é toda “nossa”

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • socrates 19 de junho de 2017 at 14:17

        os verdadeiros tubarões tem milhares de imoveis vazios e aplicações em TD ou outras especies como debentures incentivadas e garantidas pelo governo (sócios). Essas aplicações dão o obvio lucro e ainda por cima garantem a renda necessaria para manutenção dos imoveis VAZIOS. Que se danem os preços altos para quem efetivamente trabalha e teria mais qualidade de vida morando perto do trabalho ou em bairros menos similares à Síria… E o esquema é internacional. Mas quem tem coragem de falar isso?

        12+
        • avatar
        • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 14:30

          Sócrates, sobre a questão de deixar um imóvel desocupado

          No Japão tem bairros com 35% de vacância
          Imaginem o dinheiro que está alocado em imóveis fechados, enquanto dívida pública atinge 12,3 trilhões de dolares.
          Fazendo as contas, com uma população de 127 milhões, sendo 2.8 pessoas por residência, temos quase 16 milhões de residências vagas.
          Com cada casa custando 300 mil dolares, teríamos 4.8 trilhões de dolares que estão empacados em algo que está se deteriorando e poderiam estar em poupanças, que seria utilizadas para financiar a indústria e a infra-estrutura, ao invés da emissão de títulos do tesouro que criaram esta enorme dívida de 12,3 trilhões.

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 14:33

            Só mais uma continha, hoje cada japonês, criança ou velho, deve 112 mil dolares.
            Este dinheiro foi tirado do futuro e colocado no presente, a ideia é que quando chegasse ao futuro, as pessoas seriam mais ricas e dariam conta desta dívida.
            Além da renda per capita estar estagnada no Japão, a população está diminuindo, então a conta não fecha, um dia vai dar ruim

            18+
            • avatar
            • avatar
            • socrates 19 de junho de 2017 at 17:29

              a grande g.e.e.l.e. A desculpa perfeita para resetar o sistema. Partindo do pressuposto que quem de direito sabe o que está fazendo, a g.e.e.l.e será causa, e não consequencia. Mas isto temos que guardar a 7 chaves no Codex bolhistico.

              2+
          • Paulo Avelar 21 de junho de 2017 at 23:12

            Tem 4 países que todo mundo jura que não são PIG: Japão, Austrália, UK e EUA.

            UK e EUA, por exemplo, tem déficits orçamentários ou saldo negativo na balança comercial desde a década de 80.

            1+
  • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 13:06

    CA mais uma que quebrou estra-oficialmente: Vita Construtora

    Comprei um apartamento com esta empresa na esperança de receber o imóvel em 2017 como me foi prometido.
    Mas a obra nem começou ainda. Está muito atrasada.
    Distratei com a Vita e conforme documento do distrato receberia minha primeira prestação do que me devem (primeira de 8) em novembro.
    Até agora não recebi nenhuma prestação e ligo para todos os telefones que conheço dentro da Vita e ninguém atende. Mando e-mails e simplesmente não recebo resposta.
    https://www.reclameaqui.com.br/vita-construtora/a-vita-nao-paga-o-meu-distrato_J4asXBVpYj_90QRt/

    Comprei o empreendimento Village da Pedra, paguei as prestações em dia, mas quando vi que não iria acontecer, fiz o distrato. Foi parcelado em 6 vezes , das quais eu não recebi nada do valor investido de volta. A empresa sequer nos dá uma satisfação. Eu como vários outros clientes foram [editado pelo Reclame Aqui] até a tv local já filmou o descaso. Quero meu dinheiro de volta.
    https://www.reclameaqui.com.br/vita-construtora/fujam-enquanto-ha-tempo_KZC4xHZD_vJ2ZGmb/

    Ha aproximadamente dois anos comprei a vista (em dinheiro) dois imoveis no Costão da Barra que dizia no contrato estarem livres e desembaraçados. Para minha surpresa, não pude fazer a escritura uma vez que estes imoveis estavam hipotecados. Ha um ano aguardo esta liberação. Pergunto. Quando poderei fazer esta escritura?
    https://www.reclameaqui.com.br/vita-construtora/costao-da-barra_eNawnZY4c1Rc3hDy/

    A mais de dois anos compramos um apartamento no Village da Pedra – Vila II, Bloco 8 no bairro Pedra Branca, com esta construtora e a Leandro Imóveis.
    Após dois anos de espera e diversas paralisações na obras no terreno só encontramos apenas montes de barros e nem iniciadas as fundações ainda.
    https://www.reclameaqui.com.br/vita-construtora/village-da-pedra-mais-de-2-anos-e-nada-de-obras-_oQiuRCZQGGKJoZY6/

    Comprei um apartamento na planta com a Construtora Vita, no residencial Village da Pedra, Ap. 408/05/II, realizei distrato com a mesma no dia 14/07/2016, pelo atraso na obra, a mesma reteu 20% do valor pago, e ficaram de me devolver o restante em 6 parcelas nos seguintes vencimentos 20/08, 20/09, 20/10, 20/11, 20/12 e 20/01/2017. Porém para a minha insatisfação NENHUMA, repito nenhuma das parcelas foram pagas!!!!
    Tento entrar em contato com a Construtora, a mesma não tem prazo para efetuar o pagamento, e nunca me dão uma resposta plausível para o pagamento. Os atendentes são furtivos e às vezes até agressivos no atendimento.
    https://www.reclameaqui.com.br/vita-construtora/distrato-realizado-e-nada-do-meu-dinheiro_M_s81Sv8G9Vld7zh/

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 13:08

    Em três anos, número de pedidos de falência e recuperação judicial dobra na construção civil de SC

    http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2017/04/em-tres-anos-numero-de-pedidos-de-falencia-e-recuperacao-judicial-dobra-na-construcao-civil-de-sc-9782822.html

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:13

      projeção 2017: 1tri x 4 = 800.
      166,6% de aumento frente o auge da bolha em fins de 2012/3
      alguém disse que poderia ser sistemico???
      se espalhar pro todo o setor??
      alguem falou do risco de evaporar garantias bancárias, uma vez que estes estoques das construtoras indo a leilão vão vender por 80%off?

      isso ái meus caros senhores é a vida real do construtor formiga, muito além das grandes incorporadoras, isso aí é 50% do mercaod, que não entra nas planilhas oficiais dos nefastos, é a vida como ela é, ver Samy Dana acima, que não ficamos sabendo exceto pelo cheiro podre a distancia.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:16

      obs: a projeção que fiz acima é uma projeção linear
      a bem da matemática, a curva com maior aderência (qui-quadrado próximo de 1) não seria uma linha reata, seria uma função quadrática que vou fazer questão de calcular aqui.
      pra resumir a projeção mais correta deve ser algo maioir que 800, peraí 1 minuto

      7+
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:27

      a curva de tendendia polinominal deu quase 1 (0,99), mas devemos sempre preferir usar a curva mais simples que é uma exponencial
      y = 3E-211e0,2437x
      R² = 0,982 (excelente aderencia)

      projeção 2017 = 820
      projeção 2018 = 1.040
      2019 = 1.330

      11+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 13:31

        Lucas
        Quando não passar a reforma da previdência ou se passar vai ser bem meia boca, provavelmente o PIB de 2017 será NEGATIVO.
        Então aquele pequeno soluço que ocorreu no ÍNDICE DE CONFIANÇA vai virar uma caganeira

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 19 de junho de 2017 at 17:31

          reforma? se o frankstein passar será só uma desculpa para movimentar a bolsa. Reforma mesma era aquela inicial, com todo mundo igual. O resto é bandaid.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • Lucas 19 de junho de 2017 at 14:07

        cesar
        mercado já precificou a não-reforma
        acho que os saques sonrizal exaurindo seus efeitos, passada a euforia de fim de ano, voltamos ao normal, começo de 2019

        5+
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 13:26

    ESCRITÓRIOS NA GRANDE SÃO PAULO TEM UM AUMENTO DE 531% NA VACÂNCIA EM 5 ANOS

    Em 5 anos a vacância dos escritórios Classe B passara de 68.480 m2 em 2012 para 432.180 m2 vagos em 2016

    Uma ABSORÇÃO NEGATIVA na Classe B, indica que simplesmente pararam de construir salas comerciais e o aumento da metragem está acontecendo pela quantidade de empresas que estão abandonando estes locais, em média 25.000 m2 por ano sendo abandonados.

    Com 2.709.000 m2 de escritórios Classe A+ e A e vacância de 25% mais 2.058.000 m2 de escritórios Classe B, e vacância de 21% temos uma vacância total de (677250 + 432180) 1.198.340 m2, o equivalente a 22.188 salas de 50m2

    Mas podemos observar pelo gráfico que a vacância nos escritórios Classe B está aumentando 4% todo ano, sem sinal de desaceleração

    http://www.colliers.com/-/media/files/latam/brazil/marketreport/2016/mr_4t_2016_pt_eng.pdf?la=pt-BR

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 13:29

      “PEQUENO” ajuste após um curto perído de turbulência… KKKKKKKKKKKK

      7+
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:35

      Vacancia normal

      segmento residencial = 8%
      segmento comercial = não tenho de cabeça esse dado, com certeza Precisa SER MENOR que o residencial, menos que 8%, a julgar pelos shoppings que conheci nos bons tempos e fazendo u chute educado, raramente passava de 2%.

      A distorção é absurda
      nos EUA vimos shoppings sendo demolidos, ainda mais por conta das vendas/serviços via NET.
      igual no seg. residencial, ou até pior, acredito temos oferta quase infinita

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Babuíno 19 de junho de 2017 at 19:51

        Novo termo do blog: “Oferta infinita”

        2+
        • avatar
  • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 13:38

    CVR ÁGUAS CLARAS – DF

    Foto da Avenida Castanheiras com Avenida Pau Brasil

    55+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 13:41

      Nossa mãe do céu, que poluição visual monstro.
      Mas tá tudo tranquilo e favorável. Susssssssá.

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • odorico 19 de junho de 2017 at 14:18

      Se fosse só águas claras, guará igual, lago sul um pouco menos. Inclusive no fórum intranet do trabalho um colega anunciou e ou outro já falou “bota faixa, anunciar em sites e forum não resolve”, segundo ele “quem liga para telefone de faixa está realmente interessado”, até concordo com a opinião, mas acho que tem muita gente só ligando para saber se tem uma “galinha morta”, se o preço estiver igual “ao mercado” num vende.

      33+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 19 de junho de 2017 at 17:33

      nao da para entender essa fiação aerea. Bairro novo, infraestrutura nova e nem para fazer a urbanização direito…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 19 de junho de 2017 at 18:04

        O crescimento aconteceu de forma desordenada. Pior que a fiação aérea é a altura dos prédios que levantaram na região. Completamente sem objetivo, estão em grande parte vazios.

        Se tiver curiosidade, veja uma reportagem sobre a desordem em Águas Claras. Grande parte da culpa é de quem? Da maldita bolha, é claro:

        http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/05/aguas-claras-faz-12-anos-com-apenas-387-das-areas-publicas-ocupadas.html
        Moradores reclamam de falta de hospital, escolas e delegacia de polícia.
        Atraso se deve a questões políticas e ‘boom’ imobiliário, diz administradora.

        6+
        • avatar
        • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 07:47

          Águas Claras tem 140 mil moradores e nenhum posto de saúde
          Tá certo que, pelo padrão de renda, nem tem escola pública, todas são privadas

          4+
          • avatar
          • avatar
    • Antigo 19 de junho de 2017 at 17:37

      Uma das fotos mais bonitas que já vi nesse blog.
      Matou a pau! Pau Brasil.

      Observem as cores das faixas. Parece que alguém fez a festa na liquidação de canetas marca-texto.
      É o desespero imenso para chamar atenção “Por favor, veja meu anúncio, estou desesperado”.
      Em Brasília toda tem faixas, mas nunca vi tantas juntas assim.

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Babuíno 19 de junho de 2017 at 19:53

        Vou abrir uma empresa de faixas.

        4+
        • avatar
  • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 13:45
    • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 13:49

      Vai dar certo sim, a receita é perfeita, nada pode dar errado… perae… Mas a SELIC não foi para 7% em 2012 com a Dilma?
      “A redução na taxa Selic impacta e reduz os juros do crédito imobiliário, o que facilita a compra de imóveis, uma vez que as prestações ficarão mais baixas, bem com o serão menores as exigências de comprovação de renda pelos banco”

      8+
      • avatar
  • Lucas 19 de junho de 2017 at 13:52

    CVR oráculo
    neste fds estive com um dos meus melhores oráculos, um que nunca vi errar, e fiz algumas perguntas.
    como todo bom oráculo tá cada dia mais laconico e difícil de extrair, me falou coisas ruiins de digerir sobre a politica.
    lula não será preso tão cedo, nem eleito.
    aquele lá não tem chance
    e um outro aí vai emergir
    crise vai continuar: suspender gastos e investimentos ao mínimo necessário para não ruir.
    a proposíto me mandaram um video do silvio santos, ri demais daquilo, juro que essascoisas me assustam, vcs sabem do que estou falando, só não vou falar pra não atrair confusão e sair do objetivo do blog, só queria desabafar essa que foi bem gástrica pra mim.

    anos atrás quando este oraculo me falou que o lula iria se eleger, eu literalmente chorei, sabia o o tipo de vagabundo que ele era e pior ainda a turma em volta dele.]

    Hoje mais amadurecido pretendo não chorar por notícia nenhuma, hoje tenho claro que haja o que houver, temos é que tomar PROVIDENCIAS.
    ME desculpem se a mensagem é ruim, só quero dizer que devemos nos preparar para os cenários mais possíveis, muitas vezes aquilo que não desejamos é justo o que acontece, não podemos mudar o mundo, mas podemos mudar nós mesmos. Desculpa se estou sendo obscuro, eu quero me preservar daquela canseira toda de ficar me justificando, dane-se todos os nomões aí, todos os partidos e ideologias, que prendam todos, sem exceção, conforme as leis e conforme um algo mais pq bem sabemos pra que servem essas leis deles.

    30+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 19 de junho de 2017 at 14:00

    Hoje completa 1 mês que comprei IPCA +6,01% por causa daquele depoimento do Joesley.

    É hoje completa 3,60% de lucro nessa trade maravilhoso que diz com TD.
    Dinheiro vai para LFT até próxima bomba de juros altos.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 14:05

      me sobrou uins caraminguás como há ano não sobrava, achei até um Fgts
      vou todo pra boca de jacaré, TD selic, calculei, tá dando quase 8% real/ano brutos, nenhuma pré paga isso, e pós eu tbm vou fazer quenem vc.

      9+
      • avatar
      • Leonardo M. 19 de junho de 2017 at 14:09

        Ou to pensando em segurar mais um pouco esse TD +6,01% para os juros baixarem.
        Mas aí tem o risco de outra bomba política estourar…
        Enfim brasil

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • perdido no rio 20 de junho de 2017 at 12:03

          Depende da sua estratégia, mas o Temer está balançando e deveria cair a qualquer momento, fora as mil delações a serem homologadas e novas acusações surgindo a todo momento. Valeria a pena garantir ao menos parte (dependendo do montante e de seu apetite ao risco). Eu deixei de realizar os 2045 e estou no vermelho (peguei pouco a 5,97, mas preço médio ainda não compensa). 2019 fui realizando aos poucos na faixa dos 4,xx e valeu e pena. Mesma estratégia que você, tudo no SELIC esperando a próxima!

          1+
  • Lucas 19 de junho de 2017 at 14:03

    CVR roubalheira nos condominios
    fds passado estive numa festinha num condo de nanda mais nada menos que 720 unidade
    imagina a reunião de condominio, as eleições, precisaria dum teatro pra abrigar tudo isso…

    bem, daí fui ver os diabos…
    – condo super enxuto, portaria unica mil controles eletronicos, xoxotecas super reduzidas ao mínimo, academia com quase nada de eletronica, piscinha sem nada demais e ainda faturam bem alugando áreas de festa quase todo fim de semana
    – aí vc pensa, pela cara a taxa não pode passar dos 200 a 400 reais
    – QUE NADA SENHORES, a taxa mais barata é 600 paus, 800 na medianan, vai até 1.200 a depender da unidade, fora prováveis custos extras e IPTU salgado, chutando baixo quase meio milhão de reais/mês de faturamento, pra ter um servicinho básico do básico: portaria/garagem, piscininha, play e academia, o resto todo paga-se a parte.

    40+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 14:05

      Trazendo do tópico anterior…
      Está jorrando muito SANGUE pelos condominios Bananil a fora.
      Condominio está sendo a cabecinha do motumbo que está fazendo estrago na toba bananense.
      Povo já está desesperado para passar pra frente o nabo, na esperança de encontrar o tolo maior.

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 14:08
    • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 14:09

      Véio, esse final de semana, estava meio desocupado e fui dar uma pesquisada em APTOS em SP e Grande ABC.
      Impressionante a quantidade de aptos a venda nos mesmos prédios a sensação é que todo mundo está vendendo, mentira, ninguém está vendendo nada.
      Impressionante anuncios de aptos iguais com variações de preços de 10% a 30% nos valores anunciados.
      Sangue está jorrando para todos os lados, quem está líquido também não quer saber de imobilizar recursos nessa travessia do deserto.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Leonardo M. 19 de junho de 2017 at 14:11

      Roubalheira mesmo!
      O meu condomínio não tem nada e custa R$155

      Esse síndico aí a contratando parente é pagando o dobro do valor de mercado por serviços

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 19 de junho de 2017 at 14:25

      o que falar dos vizinhos que tem carros de 100k ou + e atrasam condominio?

      32+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Leonardo M. 19 de junho de 2017 at 14:30

        E os questão ambiental condomínio, tem caro de 70k, fazem viagem pra Miami todo ano, atrasam condomínio e ainda te pedem dinheiro emprestado?

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Leonardo M. 19 de junho de 2017 at 14:30

          Estão atrasando*
          Maldito corretor

          6+
          • avatar
    • LZ 19 de junho de 2017 at 15:13

      Rapaiz no meu condomînio não é lá aquelas coisas.
      Tem nego com X1, Mercedez e uns carros picas.
      Aluguel de 1000 reais e condomínio de 260,00
      Condomínio tem: 3 churrasqueiras, 1 quadra, Dois salões de festa, Home Office, Gás encanado na cozinha, Academia e Piscina.
      Tudo em ordem e o condomínio possui mais de 200 APs. Uma única portaria, contas do condomínio em dia.
      Administração contratada, não tem síndico.

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 19 de junho de 2017 at 15:22

        raridade

        9+
        • avatar
        • avatar
  • CA 19 de junho de 2017 at 14:21

    CVR (2 = residencial e comercial = aluguel)

    Ano passado nesta mesma época, mudei de apartamento, por um maior, muito melhor situado, andar mais alto, vagas de garagem melhores e menor custo total (no atual, não pago IPTU à parte, inclusive mitiga o risco do aumento de IPTU se refletir em minhas despesas).

    A data de “reajuste” anual do aluguel chegou e já recebi mensagem da imobiliária de que o proprietário não vai reajustar o aluguel…

    Na empresa que trabalho, já haviam negociado redução sensível do preço de aluguel 2 anos atrás e foram atendidos. Agora buscaram nova renegociação e o proprietário foi intransigente. Conclusão: encontraram prédio similar em boa localização e infra similar, em alguns pontos até melhor, onde não vão cobrar o aluguel dos andares por 1 ano e depois disto o aluguel ainda será bem mais barato do que o atual… Já o proprietário do prédio atual, além de já estar com vacância de alguns andares há mais de 1,5 anos, vai perder mais alguns andares e tem outra empresa no prédio fazendo o mesmo movimento de pesquisa para se mudar. Só a saída da empresa já impactará no negócio do snack bar que ficará inviável e deverá abandonar o prédio também, a continuar assim, irá virar MAIS UM prédio fantasma…

    Não esquecendo as promessas de governos federal e estaduais de que vão devolver muitos imóveis alugados e tentarem ocupar mais os imóveis próprios ABANDONADOS, onde o que se concretizou desta promessa até aqui foi MÍNIMO, mas graças a pressão do enorme déficit fiscal, vão ter que acelerar / intensificar e muito, trazendo uma nova disparada na vacância de imóveis comerciais.

    Como sabemos, não só por CVR´s como estes, mas também por notícias vazando pela imprensa a todo momento (várias delas com links em tópico anterior), ao contrário do mundo de ILUSÃO vendido pelo segmento imobiliário e seus asseclas, no mundo real a situação dos proprietários de imóveis que dependem de aluguel está ficando cada vez mais complicada e assim a opção de tentarem vender os imóveis para se livrarem da dor de cabeça vai sendo cada vez mais adotada, o que por sua vez só ajuda a complicar cada vez mais a distorção entre oferta e procura também no caso de imóveis à venda…

    43+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 19 de junho de 2017 at 14:43

      CA, as sardinhas investidoras em imoveis e alguns bagres irão perder. Os tubarões, ancorados nos senhores feudais de Brasilia, NMHO, não. Afinal, com informação e poder, não seriam eles os verdadeiros investidores em TD e em “titulos privados”, como debentures incentivadas? Sabem quando e como o “mercado” irá subir e cair. Ou não?

      Como eles mesmos fazem as delações, e seus socios “sofrem” com elas, por exemplo, por que nao acertar tudo de uma forma que todos os tubaroes saiam ganhando com isso? A banca NUNCA perde. Talvez seja igual ao poker; eles deixam a cabecinha entrar, mas o orificio é falso… Perder uma batalha para ganhar “a guerra”…

      Investindo em TD e titulos “privados” (com garantia prioritaria dos abiguinhos de foro privilegiado) , eles garantem a manutenção dos imoveis fechados no “periodo de seca”. Atravessam a tempestade, tendo lucro a custo dos alugueis permanecerem a preços insanos e os imoveis continuarem absolutamente desproporcionais a renda do VERDADEIRO trabalhador.

      A prova dos 10 virá diante de um crash (oriundo, quem sabe, da inevitavel G.E.E.L.E). Veremos se a banca, quero dizer, o governo, bancar o FGC ou ele irá de forma indireta entregar o ouro aos abiguinhos e deixar os bagres e sardinhas na mão?

      De qualquer jeito, para eles, é um jogo de ganha-ganha. Na baixa, tem garantia dos sócios, e de tempos em tempos, com credito liberado, transformam o falso $$$ do crédito em garantias reais pagas pela viúva. E o $$$ real banca a imensa massa de imveis vazios pelo tempo que for necessário.

      Realidade ou ficção?

      Bem, podemos inventar uma história de romance no meio desse cenário e lançar um livro da bolha, só com contos pré apocalipticos zumbi. Alguem topa?

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 19 de junho de 2017 at 15:30

        socrates
        se eu consigo enxergar uma uncia qualidade nesses 13 anos de PT, talvez seja exatamente nesta questão que vc coloca
        hoje a capilarização da propriedade imobiliária aumentou demais depois desse período de euforia
        Faltaria cobertor pra todos os amigos-do-rei, eles estão lá brigando entre eles quais se salvam quais serão queimados na fogueira do ajuste.

        Acredito que essa estratégia que vc levantou deu certo no passado, hoje não mais.
        Vão todos arder, inútil resistir, quanto mais demorar, pior.
        Mas não digo com certeza não, cara!
        vamos observando as peças se mexerem!

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Lucas 19 de junho de 2017 at 15:31

        capilaridade da corrupção tbm
        lula democratizou a roubalheira

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 15:25

      CA que bairro?
      parece que vc tá falando daqui….
      rsrs
      mas deve ser geral

      5+
      • avatar
      • CA 19 de junho de 2017 at 15:33

        Lucas,

        Duas cidades diferentes. Residencial em Jundiaí, Comercial próximo à Vila Mariana, aquele lugar que tem “pouca oferta” (kkk).

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 14:40

    O queeeee? Lavagem de dinheiro com compra de imóveis???… Não acredito, estou incrédulo de que isso aconteça no Bananil.
    http://paranaportal.uol.com.br/operacao-lava-jato/mpf-pede-sequestro-de-bens-de-filhas-de-palocci/

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 16:03

      DF: ex-senador cassado tem 1.250 imóveis
      Entre os 1.250 imóveis do empresário bloqueados desde 2002 e liberados devido a um acordo com a AGU, estão 30 projeções na área central
      http://noticias.band.uol.com.br/brasil/noticia/?id=100000531420

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 19 de junho de 2017 at 17:47

      Trust, causas ganhas na justiça por parentes ou amigos muitas vezes em paraestatais e concessionarias (“privatizadas”), informação privilegiada na bolsa, tretas com cartorios e registros de todas as especies, golpe e dpvat, fgts e outras “benesses celetistas” etc. etc. etc. E aqueles pé-rapados há uma década atras se vendendo por 20/30k de mensalão? Quanta falta de imaginação!

      10+
      • avatar
      • avatar
  • Gute 19 de junho de 2017 at 14:48

    A CAIXA está atualizando o cadastro de imóveis do Feirão desse ano. Em breve o VivaReal não será o maior site de oferta de imóveis.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Labar 19 de junho de 2017 at 15:13

    Depois de um tempo de molho por conta de mudança e filhos, estou de volta com alguns CVRs pessoais

    CVR 1: Aluguei uma casa no início do ano, asa sul, 3 qts, recém reformada, vou de bike pro trabalho. Pago 3k. Vizinho comprou casa ao lado por 850k, disse que tava acompanhando o mercado e que agora ia voltar a subir. Concordei e disse que se eu tivesse o dinheiro tinha feito o mesmo.

    CVR 2: Na hora de autenticar a papelada, fui ao cartório no carro do corretor. Velocímetro desligado. LOL

    CVR 3: Descobri que tenho 200 reais no FGTS de uns meses que trabalhei no BB há 10 anos atrás. Vou deixar lá com fins didáticos, para mostrar pros meus filhos o tanto que rende essa maravilha

    CVR 4: Esse é provavelmente nosso último carro lá em casa. Próximo passo agora é vender ele, ficar de Uber e alugar um carro aos finais de semana quando precisar. Deixa os filhos crescerem um pouco. De certa maneira é triste pensar que nunca vou ter um Golf GTI pra chamar de meu…

    66+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 19 de junho de 2017 at 16:26

      CVR 1: “Concordei e disse que se eu tivesse o dinheiro tinha feito o mesmo.”
      É isso aí, tem que parabenizar e não ser ‘invejoso’ rsrsrsrsrs sorrir, acenar e concordar.
      CVR 4: “ficar de Uber e alugar um carro aos finais de semana quando precisar.”
      Eu já pensei nisso, mas ou pão duro e tenho medo de deixar de fazer as coisas por causa do preço do aluguel do carro. Pra mim seria mais barato não ter comprado o carro (depreciação + rendimentos do valor do carro aplicado + seguro + IPVA + manutenção + época em que paguei garagem do apartamento que não tinha garagem – pouco uso), mas tenho medo de que vai chegar no fim de semana e não vou fazer determinada opção de lazer porque não vou querer pagar cento e poucos (?) reais “morto” pra alugar o carro.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 16:34

        Gastos reais com o carro
        1° combustível
        2° manutenção de rotina: óleo, filtro, pneus, freios
        3° manutenções inesperadas
        4° depreciação do veículos
        5° impostos e taxas
        6° seguro
        7° estacionamento
        8° custo de oportunidade
        9° tempo gasto ao volante

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 19 de junho de 2017 at 17:52

          sem contar que só dá para sair careta…

          10+
          • avatar
        • Labar 19 de junho de 2017 at 17:56

          Ainda dá pra botar mais:

          10º Lavagens (e o tempo que você perde lavando)
          11º Possíveis acidentes (e o tempo que você perde arrumando o carro)
          12º Multas

          Mas com 2 catarrentos em casa e a família da esposa morando a 80km daqui fica mais complicado. É cadeirinha, bebe conforto, carrinho… Mas daqui há uns anos consigo me livrar do carro

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 19:29

            Na revista 4 rodas, li uma vez que o combustível representava apenas 1/3 dos gastos totais com o carro, mas eu acho que é mais que isso, porque não entrava na conta a desvalorização do veículo e o custo de oportunidade.

            6+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Labar 20 de junho de 2017 at 11:35

              Exatamente como o Lucas disse. No meu caso a gasolina representa 28% do gasto. O certo é cada um fazer o cálculo do km rodado pra saber quanto um carro realmente te custa. Hoje está em torno de R$1.10 meu km rodado. Disso aí, só 30 cents é gasolina

              0
          • Lucas 19 de junho de 2017 at 19:48

            gasosa 25% a 50% do custo total é uma boa faixa de médias

            depende se anda muito ou pouco entre outros detalhes
            50% quando o carro é barato e uso intenso, taxis chegam nisso fácil
            25% auto caro e uso esporádico (melhor vender e andar de taxi)
            pegou a idéia?

            2+
            • avatar
            • Antigo 19 de junho de 2017 at 20:10

              Aí onde ele está morando dá para ir de uber todo dia para o trabalho se quiser que ainda sai muito barato.
              Acho que não passa de 20 reais ida e volta.
              Tudo isso alugando um lugar confortável para a família, sem se preocupar com dívidas.
              Fez tudo certo o cabra. É bom ver gente assim.

              6+
              • avatar
              • avatar
              • Labar 20 de junho de 2017 at 11:47

                Sai exatamente isso. 10 reais cada trecho. Financeiramente compensa e muito, já fiz todos os cálculos. O lance é que com 2 crianças (uma de 3 anos e outra de 3 meses) fica difícil abdicar do conforto do carro. Quem tem filho sabe que a logística é mais trabalhosa. No meu caso ainda tem um agravante que é a família da esposa que mora numa cidade a 80km daqui e umas 2x por mês vamos pra lá, aí já fica ruim ficar sem carro. Por isso que estou fazendo os cálculos pra ver se compensa ficar de Uber durante a semana e alugar um carro só quando for visitar o sogro…

                2+
                • avatar
    • Antigo 19 de junho de 2017 at 17:47

      Vivo de olho nessas casinhas aí. Mas parece tão inseguro por causa das pichações da W3. O que tem achado da experiência?

      2+
      • Labar 20 de junho de 2017 at 11:40

        Eu fui criado nessas casas, há 3 quadras de onde estou agora, então sou suspeito pra falar. Não pode vacilar, como em qualquer lugar hoje em dia. O problema de casa é quando ela está vazia. Vagabundo passa, toca a campainha, depois vem no dia seguinte, toca de novo, se ninguém responde ele arromba e entra. Como em qualquer lugar (bairro ou tipo de moradia), o problema é na entrada e na saída. Você pode ter 10 níveis de barreiras de proteção, mas de qualquer jeito vai ter que abrir elas pra entrar ou sair. É aí que o vagabundo aproveita.

        4+
  • j connors 19 de junho de 2017 at 15:29

    julgado do STJ em 22/10/2014 – dizerodireito
    Imagine a seguinte situação adaptada:
    João adquiriu uma unidade de apartamento na planta. Quando 70% do prédio estava concluído, a construtora foi à bancarrota. Ele e os demais adquirentes, com recursos próprios, contrataram uma empreiteira e terminaram o edifício.
    João ajuizou ação contra a construtora cobrando o valor gasto na conclusão do prédio, tendo sido procedente a sentença, que transitou em julgado.
    De posse do título executivo judicial, João pediu a habilitação desse crédito na falência, procedimento que está previsto no art. 9º da Lei n. 11.101/2005.
    Classificação dos créditos da falência:
    O objetivo da falência é arrecadar valores para efetuar o pagamento dos credores, obedecendo a uma ordem de prioridade estabelecida na lei.
    O art. 83 da Lei n. 11.101/2005 estabelece a ordem em que os créditos concursais devem ser organizados para serem pagos.
    João pediu para que seu título fosse habilitado como crédito privilegiado (art. 83, V, “c” da Lei n.11.101/2005), nos termos do inciso III do art. 43 da Lei n. 4.591/64:
    Art. 43. (…)
    III – em caso de falência do incorporador, pessoa física ou jurídica, e não ser possível à maioria prossequir na construção das edificações, os subscritores ou candidatos à aquisição de unidades serão credores privilegiados pelas quantias que houverem pago ao incorporador, respondendo subsidiàriamente os bens
    pessoais deste;

    O pedido de João deverá ser aceito? Como será classificado o seu crédito? Em qual inciso do art. 83 ele poderá ser enquadrado?
    NÃO. Trata-se de crédito quirografário (art. 83, VI, “a”, da Lei n. 11.101/2005). Segundo decidiu o STJ, quando o adquirente de unidade imobiliária – em razão da impossibilidade de conclusão da edificação por parte da incorporadora responsável, ante a decretação de sua falência – tenha assumido despesas necessárias à conclusão do prédio residencial, os gastos desembolsados pelo adquirente devem ser inscritos no processo de falência da referida incorporadora como créditos quirografários. No caso de João, o valor pleiteado é oriundo de mero ressarcimento dos custos das obras de finalização do
    empreendimento imobiliário. Logo, não se enquadra no art. 43, III, da Lei das Incorporações Imobiliárias que se refere tão somente aos créditos decorrentes das importâncias pagas ao incorporador pela aquisição das unidades autônomas, e não por despesas com construção do prédio residencial.

    3+
    • avatar
  • CA 19 de junho de 2017 at 15:32

    Replico porque ficou muito para cima:

    “Zé do Brejo 19 de junho de 2017 at 13:45
    A indústria da desinformação cambaleia antes do K.O. fatal
    https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2017/06/19/secovi-sp-venda-de-imoveis-residenciais-novos-sobe-25-em-abril.htm

    Destaco 2 trechos, entre “aspas”:

    “O levantamento apontou a comercialização de 1.212 imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo em abril, volume 1,7% inferior a março e 2,5% superior ao resultado de abril de 2016”

    “A cidade teve o lançamento de 959 unidades residenciais em abril, volume 38,3% inferior ao registrado em março e 38,0% acima de abril de 2016”

    O que aconteceu em São Paulo?

    Repetiram em abril/2017 a “fórmula mágica” de março/2017: apesar de estarem com super-estoques, superiores a 1 ano de vendas (*), ainda assim decidiram aumentar os lançamentos em 38% na comparação com mesmo mês de 2016 (**)! Por que adotaram uma ação tão irracional? O motivo é simples, o mesmo de sempre: PEDALAR. Aumentam os lançamentos, aumentam as vendas FALSAS na planta (***), aumenta o número de imóveis que não registram os distratos, aumentam os distratos que são OMITIDOS nos estoques do SECOVI SP porque passaram de 36 meses do lançamento e assim conseguem SIMULAR uma “fantástica” recuperação com crescimento de 2,5% nas vendas!

    (*) Sem contar aqueles imóveis com mais de 36 meses do lançamento que eles OMITEM e mais os distratos “não registrados”, fora o que a CEF não retomou, os que estão em leilão de outros bancos ou de condomínios, os que estão em poder de investidores, os usados, etc, etc, etc…

    (**) Em março 2017 os lançamentos aumentaram 175% na comparação com março/2016!

    (***) No lançamento é o momento mais fácil para realizar a venda FALSA na planta. Por que? São no mínimo 36 meses entre se iniciarem as obras, executar a construção, obter o habite-se e o comprador tentar o crédito imobiliário e descobrir que não tinha renda para isto! Sendo 36 meses, a diluição da entrada de até 20% do valor do imóvel é a máxima possível, ou seja, as parcelinhas são as menores possíveis e é isto que atrai os INCAUTOS para o golpe (as parcelinhas durante a construção “cabem no orçamento”). Para construtoras em situação financeira crítica, com um mercado com índice de vendas muito baixo e ainda, com super-estoques (algumas construtoras com estoques equivalentes a ANOS de vendas), com algumas delas quebrando em virtude deste cenário, não faz nenhum sentido o aumento de lançamentos, no entanto, ao fazerem isto, SIMULAM melhoria via vendas FALSAS na planta, o que ajuda a encobrir parte dos distratos vindos do passado…

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 16:04

      CA
      apenas para ter idéia de escala, um unico site de leilões entre dezenas de outros tenho para 1 mês cerca de 120 a 175 imóveis na praça da capital (neste exato momento está em 127).
      ou seja, tenho em oferta de leilão dum sitezinho mequetrefe cerca de 10% da “demanda-fantasia” de todas as corvolárias associadas ao Secovi que acredito ser 90% do mercado paulistano, leilão tem se tornado algo relevante na movimentação do mercado, e como sabemos os desencalhes giram a valores de 60% a 80% off da avaliação atual que normalmente já é uns 15% a 30% abaixo do fingezap.

      os nefastos bem poderiam caçar e sistematizar esses números.
      mas como sabemos eles estão ocupados demais abalando os pilartes de blogs por aí.

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 19 de junho de 2017 at 15:56

    LZ

    Rapaiz no meu condomînio não é lá aquelas coisas.
    Tem nego com X1, Mercedez e uns carros picas.
    Aluguel de 1000 reais e condomínio de 260,00
    Condomínio tem: 3 churrasqueiras, 1 quadra, Dois salões de festa, Home Office, Gás encanado na cozinha, Academia e Piscina.
    Tudo em ordem e o condomínio possui mais de 200 APs. Uma única portaria, contas do condomínio em dia.
    Administração contratada, não tem síndico.

    proponho um novo indice
    o Inaba
    quantos porcento o valor do condo / aluguel
    no caso acima 26% é um bom valor

    Abaixo de 25%: excelentes condomínios
    De 25% a 50%: o meu está aqui uns 33%, é a faixa normal, custa trabalho manter dentro disto.
    De 50% a 100%: é a faixa de perigo, o condominio tem efeito desvalorizador sobre o imóvel, a naba já coloca a cabecinha
    Mais que 100% (condo maior que o aluguel): a naba entrou com tudo no sardinha, faixa do desespero, corre vender que aguentar isso é só para os largos
    Infinito (aquele oito deitado) ou seja, aluguel zero, o propriotário empurra só pra se livrar da desepesa, se a rentabilidade é zero o valor do imóvel é zero, a posse é um passivo, soluções drásticas como abandonar ou demolir passam a ser cogitadas. É o fundo do poço, já temos exemplos práticos disto acontecendo e crescendo!

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 16:10

      No meu 1.234 de aluguel e 407 de condomínio, num apto de 55m2 com todas as xoxotecas possíveis

      4+
      • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 16:16

      33%,
      o seu inaba tá igual o meu

      4+
      • avatar
      • Antigo 19 de junho de 2017 at 20:24

        Meu Inaba é 57%. Condomínio alto e aluguel o mais descontado possível.
        Sinceramente acho ótimo.
        Ninguém vai querer comprar com um condomínio absurdo desses, aí continuo alugando.
        Gostei daqui. Inclusive na última reunião de condomínio, eleição de síndico, teve uma chapa improvisada na última hora cuja única proposta era reduzir o condomínio, porque estava ‘desvalorizando o imóvel’ dos proprietários.
        Acho é pouco.

        11+
        • avatar
        • avatar
    • fanfarraum 19 de junho de 2017 at 17:21

      Lucas, e esse prédio ai com 3 imóveis pra alugar com inaba 100%+?

      http://www.guarida.com.br/alugueis/rs/porto-alegre/petropolis/cobertura/4-dormitorios/21800
      http://www.guarida.com.br/alugueis/rs/porto-alegre/petropolis/apartamento/3-dormitorios/21750
      http://www.guarida.com.br/alugueis/rs/porto-alegre/petropolis/apartamento/3-dormitorios/24376

      Todos esses estão há pelo menos 4 meses sem alugar (não sei a data que entraram, mas sei que em março estavam pra alugar).
      O primeiro (inaba de 140%) está há mais de ano.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Labar 20 de junho de 2017 at 11:55

        Veja pelo lado positivo. A pessoa vai morar em um Castelo! Vai ser rei ou rainha…

        1+
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 17:40

      sem falar no IPTU altissimo
      pelo privilegio de morar num apê com tapetinho rosa na privada, o must do chic

      7+
      • avatar
  • Oliveira 19 de junho de 2017 at 15:59

    Leilão Zukerman,
    Apartamento ocupado, Osasco.
    1 – Praça: 280k, Encerrado: (Nenhum lance)
    2 – Praça: 140k, Encerrado (Nenhum lance).
    https://www.zukerman.com.br/apartamento-bussocaba-osasco-sp-10720-108660

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 16:13

      3,5 km de distancia da sede nacional do BRADESCO – cidade de Deus
      lugar não é tão ruim quanto parece, tem até ums bairros bons ali na região do golf clube
      chuto eu que 3k o metro é muita coisa, o valor de mercado seria entre 1,5k e 2k o metro²

      laudo de avaliação: 250 mil reais
      justificativa do avaliador: “analisou” 5 anuncios na região, leia-se método fingezap.

      #épracabá

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 16:15
      • perdido no rio 20 de junho de 2017 at 12:28

        Boa prova de que os investidores já desistiram do mercado. Penso que muita gente deve ter ganho bastante no período de valorização absurda, pegando leilões, resolvendo pendencias (inclusive tirar moradores) e repassando os imóveis. Agora, já era.

        1+
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 16:41

      interessante o histórico
      vendido pelo valor de 113 mil em 2011 (na planta), entregue 6 meses depois (apartamento de primeiro andar, o mais barato normalmente)
      pagaram 4 paus de FGTS mais uns 15 paus não sei se de entrada ou de subsidio do MCMV
      os 95k restantes em 300 parcelas amigas de 5,7%+TR, primeira parcela de 770 reais.

      Quando faltava só 9 mil reais, em fev 2015, a Caixa executou eles.
      Ambos os posseiros são bancários.

      salvo melhor entendimento, em resumo foi isso.
      No meu ver, vai desencalhar esse leilão lá pelos 60k no máximo, pra revender por 90k menos custos.

      Daí tirando todos os custos jurídicos vai sobrar merreca pros executados que gastaram quase 113 mil reais pra sentir o gosto de ser dono temporário por 5 anos de um apartamento de 48 m².
      agora reparem nesses juros amigos de 5,6% com a TR não dava nem 9%, abaixo dos 10% de inflação da dilma que se por um lado aliviou o valor real da parcela, por outro criou crise e desemprego. Pra quem sobreviveu até que não foi ruim, quase conseguiram arbitrar juros e ainda moraram de graça, sem pagar aluguel.

      história triste!

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Lord of All 19 de junho de 2017 at 16:05

    CVR
    Acabei de voltar do Chile, passei uma semana de férias lá, esquiando, usufruindo o PMJ.
    Escrevi CVR no título, pq é engraçado saber que os “TripleSix” estão olhando suas fotos nas redes sociais e morrendo de inveja, nem se manifestam kkkkk. (obs: não q eu seja ostentação de rede social, mas umas fotos esquiando não dá pra deixar de não colocar kkk).
    Que ardam!

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 16:16

      To querendo ir no início de agosto de 2018, pensando em ficar 3 dias nos andes e 3 dias em santiago

      3+
      • avatar
      • Lord of All 19 de junho de 2017 at 17:04

        Vale muito a pena, mais pela parte da Cordilheira/Esqui e tbm pela parte dos vinhos (é um paraíso, e cerca de 50% do q custa aqui na terra dos tributos). O centro de Santiago é legal, mas não é muito melhor q CWB, onde moro.

        7+
        • avatar
        • avatar
      • Lucas 19 de junho de 2017 at 17:35

        Cesar, na montanha 3 dias é pouco, vc pega uma nevasca e mal vai conseguir subir.
        pega uns 7 ou 8 dias no minimo é o ideal, mais que 15 começa a dar tédio
        menos que 5 a depender das condições do clima vc vai passar vontade.

        7+
        • avatar
        • avatar
    • desplein 19 de junho de 2017 at 16:49

      Lord of All,
      sabe que esse comportamento dos 666 que vc citou me alertou sobre uma meia dúzia de “amigos” meus no passado?

      Eu sempre gostei de relatos de viagem. Pra todo mundo que ia, pra qualquer lugar, eu dava atenção. Ouvia os mitos as peripecias, me divertia mesmo. Sempre gostei de ouvir historias.

      Ai, depois de uma longa temporada de vida canina, eu decidi que era a minha vez. Esquemao PMJ total. Fui no contrafluxo, tudo otimizado, porque mesmo tendo dinheiro, se fosse pra gastar igual 666 eu nao ia ter o mesmo tesão. E meus “amigos”? só recebi inveja, critica, rebaixamento, defeito. O hotel nao é tao bom quanto o meu. Nossa mas ir agora é ruim… E ai eu vi o padrao! os relatos antigos eram de “eguinhos” querendo ser especiais e únicos na sua capacidade de consumo e nao de amigos querendo dividir experiencia! E os eguinhos se machucavam quando eu tinha uma historia pra partilhar que parecia tao boa quanto as deles… (e pagando um terço!).

      Dessa leva ficaram so os que gostam de contar historia. Os que gostam mesmo de ostentar ja nao falo a tempos heheeh.

      33+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lord of All 19 de junho de 2017 at 17:09

        Me identifiquei 100%. Eu tbm, sempre que ouvi alguém me contar que ia viajar pra algum lugar, sempre elogiei, ficava empolgado, perguntava sobre a viagem. Depois, em 2015, qndo comecei a viajar com frequência para o exterior (e a crise já estava pegando as cigarras), percebi q praticamente todo mundo ao meu redor (incluindo família), faz maior desdém. Claro q não saio anunciando q vou viajar, mas chega uma hora q vc tem q contar, e é aí q sente a inveja nua e crua.
        Que ardam.

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • desplein 19 de junho de 2017 at 18:41

          Tem uns grupos que são complicadissimos. Ando bem curioso com esse tipo de interação sabe? de grupos sobre individuos. Existe uma pressão interna dos grupos pra manter a sua posição relativa nele inalterada. Qualquer modificaçãozinha e o sistema todo reage pra anular sua movimentação. Familia é assim tambem… mas vamos tocando hehe

          6+
          • avatar
  • EngenheiroSP 19 de junho de 2017 at 16:20

    CVRzinho

    Quando fui para Rio Grande em 2015, aluguei uma kitnet por 1300

    Em 2016, mudamos de imobiliaria e foi pra 1000

    Como estou a toa, fui olhar no site pra ver por quanto está sendo anunciado

    650,00

    é soft!!

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 19 de junho de 2017 at 16:37

      Rio Grande teve a loucura do polo naval + bolha imobiliária….
      Meu conhecido aluga ap de três quartos por 1,5k que na época do pólo naval, há quatro anos, era alugado por 2,8k. Quando vagou, o dono queria 2,8k, depois 2,4k, depois 2k, depois recusou 1,8k e passados dois anos sem alugar ele fechou por 1,5k – condomínio de 0,3k.
      Apartamentos de preço de venda de 550/600k já estão por 400k. Os de 1kk já estão por 800/750 no preço ANUNCIADO, porque vender não vende.

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 19 de junho de 2017 at 16:43

        inaba de 20%, muito bom

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Intendente 19 de junho de 2017 at 17:05

      50% OFF, que hemorragia.

      7+
      • avatar
  • Poucas Trancas 19 de junho de 2017 at 16:53

    CVR

    1. Imóvel de Sao Paulo (não vou dizer exatamente onde para não me identificarem), construtora terminou a obra, e estava vendendo “os últimos”, “um ou outro que voltou do distrato”, por R$ 520.000,00. 3 meses se passaram, está vendendo agora por R$ 390.000,00;

    2. Outro imóvel de São Paulo, a 2 quadras de distância do primeiro, outra construtora vendia por R$ 480.000,00, agora que chegou no habite-se, caiu para R$ 380.000,00.

    Em ambos os casos, mesmo assim não vende. Conheço algumas pessoas que estavam namorando esses e outros imóveis (novos, usados, etc.) do mesmo bairro, estão desistindo de comprar, porque acabou o pró-cotista, e acham um absurdo pagar 10% ao ano de juros (como se 7% fosse pouco).

    Meu palpite, dadas todas as informações que temos angariamos e colocamos por aqui no blog, é que essa bolha já estourou faz tempo, mas o que vai expor a bolha na mídia será a falta de liquidez da CEF, cheia de apartamentos, que não consegue vender nem em leilão de oitava praça (tal qual nos Estados Unidos, onde a bolha estourou mesmo em 2005, mas só foram noticiar em 2008, com a insolvência do Lehman).

    Meu palpite é esse porque, para pegar o exemplo 1: a 390 mil não está vendendo, terá que baixar para uns 300 mil para vender, com taxa de juros em 10%. A linha pró-cotista não vai voltar até o fim do ano pelo menos, e no ano que que vem não é garantia de que volta, porque o governo está incorrendo em deficit atras de deficit. Ou seja, se baixar para 300 mil (e dado o período sem pro-cotista, podem ter certeza, vai baixar), os que compraram a 520 mil, se verem a construtora vender a 300 mil, e o financiamento deles por si só já é maior (cerca de 370 mil), provavelmente vão parar de pagar o banco (CEF na maioria dos casos), e deixar o banco tomar, já que o valor financiado é menor que o valor do imóvel.

    Multiplique-se isso ai por tantas vezes quanto isso pode acontecer (dado o estoque monstruoso das construtoras), e dado que a CEF já tem o maior estoque de imóveis (maior do que as construtoras com ações na bolsa somadas, e isso sem tomar de volta todos os que já poderia tomar), com isso acontecendo, não entra grana nem com pagamento de parcelas, nem com venda em leilão, e a CEF pode ficar sem liquidez, e isso pode expor a bolha para a mídia.

    O que vocês pensam a respeito?

    33+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Poucas Trancas 19 de junho de 2017 at 16:56

      Errata: na última linha do quinto parágrafo, “* já que o valor financiado é MAIOR que o valor do imóvel”.

      4+
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 17:03

      NAPOLI?

      3+
      • Poucas Trancas 20 de junho de 2017 at 10:20

        Oi?

        2+
    • odorico 19 de junho de 2017 at 17:04

      Eu acho que não ocorre. A CEF não fica sem liquidez. Será socorrida às escondidas pelo tesouro ou seja lá o que for. Enfim, ela vai dar um jeito de fazer fluxo de caixa, seja fazendo crediário para vender móveis, carros, ventilador. Enfim, se fosse o BB que é parte privatizado até seria possível, mais a caixa não. Ela se arrasta, mas não morre. Lembre-se que, ao contrário dos EUA, os grandes players aqui preferem que a coisa se arraste. Não temos a cultura do “doa a quem doer”, a motumbada vai ser “despacito”. Para nós rentistas acredito que o soft seja melhor também. O Hard pode levar a soluções heterodoxas que ninguém sabe se dará certo ou não.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Poucas Trancas 20 de junho de 2017 at 10:23

        Então… ai é que está minha dúvida sobre o governo socorrer… o governo tá em déficit atrás de déficit, com nada indicando num futuro próximo que isso vá mudar… Como vai dar socorro da ordem dos bilhões? Na minha opinião, só se for no modo Venezuela, imprimindo dinheiro a rodo, ou então… deixa a Caixa quebrar.

        Como você avalia que o governo faria esse socorro?

        1+
    • Brazil mode OFF 19 de junho de 2017 at 17:23

      Como que 100 mil parece que virou nada né. IMPRESSIONANTE

      16+
      • avatar
      • avatar
      • Poucas Trancas 20 de junho de 2017 at 10:24

        Num compra nem um hatch médio… hehe

        4+
    • Lucas 19 de junho de 2017 at 17:48

      entra na pagina do condo e vê o show de horror, 70 inadimplentes na mao do dono do tertreno, outros 40 na mão da construtora
      condo subiu 200% e vai subir mais, já que não se pode leiloar empresa em recuperação
      a piscina furou e tiveram que fechar
      a favela vizinha vive pulando o muro, porteiro nunca viu nada
      no verão agora chuva de pernilongos, todo mundo corre vidrar a sacadinha

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 19:12

      Poucas Trancas
      Na minha opinião, existem bolhas imobiliárias e bolha financeiras
      No EUA foram as duas simultâneas, o que explodiu o financeiros foi principalmente o CDS para as seguradoras e o CDO para os bancos de investimento.
      Mas o deslocamento do valor do imóvel em relação a renda foi de 35% enquanto no Brasil o deslocamento foi de uns 150% (o CA outro dia calculou utilizando o IVG-R)

      http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20160121/guia-para-entender-economes-filme-grande-aposta/336096

      7+
      • Poucas Trancas 20 de junho de 2017 at 10:28

        Então, eu creio em parte que tem uma bolha financeira ai também… porque não dá para o tesouro ir soltando títulos para nós a 10% ad eternum… Não dá para se financiar no mercado indefinidamente… uma hora a torneira tem que fechar, ou vira uma Venezuela da vida… ai não vai adiantar nada termos títulos do tesouro, LCIs, LCAs, ou mesmo imóveis…

        Espero a tréplica, hehe

        4+
        • avatar
        • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 12:47

          Poucas Trancas
          No Brasil, quem está alavancado utilizando sua carteira imobiliária é a CEF e o BB
          Nos outros países apenas criaram um banco para receber os títulos podres.
          Por isso não acho que os bancos irão quebrar
          Mesmo que o valor do imóvel caia abaixo da dívida bancária, ainda muitos irão acreditar que isto será passageiro e logo logo voltará a valorizar 30%aa
          Como em qualquer bolha imobiliária, quem comprou seu imóvel acima do “median line” e não o vendeu, tenderá a perder dinheiro com a desvalorização dos imóveis
          No Japão, teve uma queda intensa no valor dos imóveis em 3 anos, mas continuou caindo lentamente por mais 22 anos, caindo 60% ahhh, e um detalhe, o descolamento do imóvel em relação a renda foi maior no Brasil do que no Japão

          4+
          • avatar
          • avatar
    • O Incrivel Homem-Bolha 20 de junho de 2017 at 17:43

      Velho, não precisa dizer o bairro, mas ao menos diga se é ZN, ZSul, Leste, Oeste e a metragem, por favor!
      Estou que nem você, cercando as construtoras com estoque na mão e contas pra pagar.
      Até o ano passado era 9-10 mil o metro, agora acho sem muito esforço na faixa de 7tão.
      5cão o metro eu até penso, mais que isso fico na minha.
      Pressa ZERO.

      0
  • Lucas 19 de junho de 2017 at 17:02

    ESCULHAMBOCRACIA

    A Época informa que o MP está investigando a petista Miriam Belchior, ex-presidente da Caixa e viúva de Celso Daniel.
    ex-executivo da Odebrecht DEDURA liberação de financiamentos”.

    Processo mais antigo em andamento no Brasil é da família real em briga por palácio
    Desde 1895, herdeiros da Família Real brigam com a União pela posse do Palácio Guanabara

    8+
    • avatar
  • Lucas 19 de junho de 2017 at 17:04

    Leonardo, o turco soltou uns videos furiosos
    acho que vai melhorar antes de piorar denovo

    6+
  • Zé Carioca 19 de junho de 2017 at 17:09

    Não sei se alguém já postou, mas o Sammy Dana agora está com uma coluna no jornal O Globo. Na coluna desta segunda ele explicou mais uma vez pros 666s que imóvel não é um bom investimento. E ainda foi muito bonzinho na comparação, pois não levou em conta o tempo de encalhe entre dois locadores, depreciação, etc. Daqui a pouco chegamos nas quedas de 110% do Lucas!

    https://oglobo.globo.com/economia/discussao-imobiliaria-21490471

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 19:16

      De nada vale a Selic cair se os preços dos imóveis continuam altos. Outro ponto importante é que raramente você conseguirá comprar um imóvel realmente na posição de investidor. Quando uma incorporadora adquire um terreno e constrói um imóvel, ela investe bastante na força de venda. Quando você recebe um folder de um lançamento imobiliário no sinal ou visita um estande com corretores de plantão, você está ali como consumidor final, não como investidor.

      Independentemente de como estiver o mercado, a construtora vai vender aquele imóvel pelo maior preço possível, tendo em vista todos os custos envolvidos e o objetivo de maximizar o valor para seus acionistas. De forma análoga, quando você compra uma roupa no shopping, paga muito mais que o valor de custo dela — e certamente não imagina que vai obter lucro revendendo essa mesma roupa posteriormente. Com imóveis a lógica deveria ser a mesma, mas muita gente tem a ilusão de que o imóvel vai se valorizar constantemente.

      Leia mais: https://oglobo.globo.com/economia/discussao-imobiliaria-21490471#ixzz4kUNtm7yT

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • dermaRoger 21 de junho de 2017 at 02:02

      O CA é o Samy Dana
      Çami dAna

      0
  • Antigo 19 de junho de 2017 at 17:34

    Pessoal, excelentes CVR hoje.
    Mantenham o bom trabalho!
    Somos poucos, mas somos atentos.
    Anos ouvindo mentiras, é bom ler histórias sinceras de companheiros da selva que é esse país.

    Juros rendem, bricklovers ardem, com tendência de estabilidade.
    E o motumbo?
    Leve alta, estável.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Marcos_SP 19 de junho de 2017 at 18:06

    Tópico!!
    Caixa volta a suspender linha mais barata para imóveis de até R$ 950 mil
    “http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/06/1894104-caixa-volta-a-suspender-linha-mais-barata-para-imoveis-de-ate-r-950-mil.shtml”

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • BOLHA JOKER 19 de junho de 2017 at 18:28

      Como eu já havia falado agora soltaram p mídia rs

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 19 de junho de 2017 at 19:12

      imoveis ate 950 mil precisam de credito subsidiado do governo….
      Çomus Rikus

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • odorico 19 de junho de 2017 at 20:14

      Alguém precisa calar esse samy….. gosto muito dele, desde que não atrapalhe meus negócios e meus PMJs

      10+
      • Antigo 19 de junho de 2017 at 21:16

        Não se preocupe. Apesar de todo 666 ter ouvidos, poucos escutam. O estoque é infinito.
        Acho o Samy muito válido para resgatar aquele pessoal que é como fomos um dia: ignorantes da situação, precisando e buscando informação.
        Quem busca merece saber. E nisso ele ajuda.

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • dermaRoger 21 de junho de 2017 at 02:05

          Sammy é incrível.
          CA é I.N.I.G.U.A.L.Á.V.E.L
          Na terra dos livres, CA seria OUTSTANDING!!!

          2+
  • Leonardo M. 19 de junho de 2017 at 19:15

    CVR

    Cobertura em Chapecó no centro da cidade, 260m2, jacuzzi, terraço, churrasqueira, 2 suítes e 4 quartos por incríveis
    R$2.300 o aluguel!!!!
    Não sei quanto é o condomínio mas que é uma pechincha isso é!!!

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 19 de junho de 2017 at 20:06

      Pô, dá para levar um vidão hein.
      Condomínio deve ser uns 700 paus.
      3k por mês para viver com todo esse luxo. Se fosse para comprar seria 1 milho grande e meio.
      Hoje em dia quem é rico é quem tem renda, acabou essa história de patrimônio.
      Liquidez comanda.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Leonardo M. 19 de junho de 2017 at 22:20

        Nesse prédio por ser cobertura deve ser R$1.300.000,00 tranquilamente(padrões de preço Brick lover).
        Aí se o cara tiver isso em TD SELIC da R$10.000,00 por mês
        O cara paga aluguel, condomínio, água,luz,internet,carro bolhudo,comida, reparos, pizza toda semana, vinho, churrasco toda semana e ainda sobra uns R$1.500,00 para reinvestir.

        12+
        • avatar
        • avatar
  • calango_df 19 de junho de 2017 at 19:21

    lembrando q o BB saiu de um prédio alugado no setor comercial sul (vulgo “cebolao”), sendo q este predio ta praticamente vazio ate hj. Este imovel faz parte de um FI administrado pela caixa (codigo bovespa – BBFI11B) que era, ate então, alugado ao BB. Ou seja, tem investidor ai comprado no fundo e tomando fumo com imovel parado. Por baixo, devem ser uns 15 andares desocupados…moleza encontrar inquilino.

    ah, parece q tem um tal de centro administrativo a espera de inquilinos também…vai çin abuiguinhos farta mto imovel. corram!

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,banco-do-brasil-vai-vender-imoveis-e-espera-arrecadar-cerca-de-r-1-bilhao-imp-,1108464

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 19 de junho de 2017 at 20:05

      Comercial Sul anda um lixo. Não sei se sempre foi, porque não tenho muito tempo na cidade. Mas tá abandonado demais, tomado pelos informais vendendo tralha nas ruas, e os prédios mesmos bem vazios.

      5+
    • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 21:01

      Por que o banco vai vender seus imóveis ? Não é um ativo que sempre valoriza ?

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar

      • Antigo 19 de junho de 2017 at 21:13

        Apesar de sua pergunta ter sido retórica, imagino que esteja vendendo pelo mesmo motivo que os motumbados: para fazer caixa frente à despesas correntes.
        Quero ver quando o Caixão liberar geral e fazer o tal do mega portal com todos os imóveis dos feirões. Aí sim vamos ter noção do mar infinito de estoque.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 19 de junho de 2017 at 20:45

    De novo?
    Caixa suspende novamente crédito imobiliário da linha pró-cotista FGTS

    http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/caixa-suspende-novamente-credito-imobiliario-da-linha-pro-cotista-fgts.ghtml

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 19 de junho de 2017 at 23:05

    Loetz: Joinville tem dez mil imóveis à venda
    495 foram vendidas no trimestre ( isso dá pra 5 anos de vendas)..
    do estoque 40% são supereconomicos…
    http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/economia/noticia/2017/06/loetz-joinville-tem-dez-mil-imoveis-a-venda-9819304.html

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 19 de junho de 2017 at 23:21

    Bizarro News

    Por dia, Procon-DF recebe uma queixa de compradores de imóveis

    Entre as reclamações mais comuns, estão descumprimento do prazo de entrega e problemas de estrutura nos imóveis
    http://www.metropoles.com/distrito-federal/moradia/por-dia-procon-df-recebe-uma-queixa-de-compradores-de-imoveis

    – Ville de Montagne: alteração contempla quem já tem imóveis.
    Inicialmente, apenas quem não tinha imóvel residencial poderia participar da compra direta. No entanto, conforme levantamento do condomínio, 40% dos 3.8 mil moradores possuem mais de uma propriedade habitacional.!!!!
    Do ponto de vista dos moradores, se o governo não cedesse a regularização, iria naufragar, afinal quase metade da região não seria regularizada pelas regras iniciais.!!!
    http://noticias.r7.com/distrito-federal/jornal-de-brasilia/ville-de-montagne-alteracao-contempla-quem-ja-tem-imoveis-19062017

    novo processo de regularização
    a meta é regularizar 30mil lotes no Paraná, sem documentação.
    http://maringa.odiario.com/parana/2017/06/cohapar-inicia-novo-processo-para-regularizar-imoveis-no-parana/2380189/

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 20 de junho de 2017 at 07:01

      Brasilzão é massa né.
      Invade a terra, constrói.
      Depois, lastreado no direito de moradia e nas bem-feitorias dos moradores, regulariza tudo.
      Até as dívidas relativas ao imóvel somem!!

      Tá certo que os terrenos não eram privados, ou seja, ‘não eram de ninguém’ mesmo.
      Mas esse estilo brasileiro de resolver as coisas me incomoda.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 19 de junho de 2017 at 23:55

    Estou assistindo café filosófico na cultura, palestra do Alexandre Kalache

    O Brasil é o único país onde a taxa de fecundidade caiu de 6 para menos de 2 filhos por mulher, no espaço de uma geração

    A única faixa etária que hoje está em crescimento é dos acima de 60 anos

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 20 de junho de 2017 at 09:02

      Cesar, dá uma olhada neste artigo, ele levanta alguns pontos interessantes como novelas e emancipação feminina.

      Brazil has undergone a demographic shift so dramatic that it has astonished social scientists. Over the past 50 years, the fertility rate has tumbled from six children per woman on average to fewer than two — and is now lower than in the United States.

      http://www.npr.org/2012/01/15/145133220/brazils-falling-birth-rate-a-new-way-of-thinking

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 10:15

        Carlos
        Esta mudança foi muito rápida
        O problema é que a produtividade do brasileiro está estagnada, a geração milenials é pouco empreendedora e a única faixa demográfica em crescimento é dos acima de 60 anos.
        Ainda não é possível medir o impacto da crise econômica e do zica na taxa de fecundidade estava em 1.79 em 2014 que é igual aos dos países europeus, menor ainda que a taxa francesa.
        A previsão era que em 2040 ela se estabilizaria em 1.50, mas não é impossível que tenha sido atingida em função dos fatores acima.
        De qualquer forma, tipicamente 1 geração após atingir 2.1 a população começará a decrescer. Como na mediana, as mulheres estão tendo filho aos 27 anos e este 2.1 foi atingido em 2005, o esperado é que a partir de 2032 a população irá começar a cair. Mas o IBGE havia previsto isso somente para 2042

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 10:17

          4+
          • avatar
          • avatar
          • Zé do Brejo 20 de junho de 2017 at 10:33

            França solcialista distoando da Europa

            4+
          • Lucas 20 de junho de 2017 at 12:21

            porque em 2042 a expectativa de vida terá subido 10 anos, movendo a taxa de equilibrio da fecundidade
            2,1 é um numero velho, hoje fala-se em 1,9
            e é fácil perceber a quantidade crescente de crianças que hoje conhecem seus bisavôss, que convivem com os avôs, ainda mais na periferia.
            o pico no BR está sendo empurrado pra quase 2050, a pessoa está trabalhando até mais tarde, se aposentando mais velho, até a casa precisa durar mais.

            3+
            • avatar
            • avatar
          • Lucas 20 de junho de 2017 at 12:25

            alias estudo interessante que aind anão vi fazerem direito?
            crescimento de pop por classes de renda + fecundidade X idade de fecundação
            no BR apsoto que denovo temos um abismo entre os A e os E

            3+
            • avatar
            • avatar
      • j connors 20 de junho de 2017 at 10:16

        interessante a matéria, no final dá o ponto: “Before, I wanted four children and had even picked out names. But now I just want one,” she says. “It’s too hard these days; you have to pay for schooling, for health care — there are all kinds of costs.”

        ou seja, a vontade individual da pessoa é jogada no lixo, o Estado controla td, seja por ação ou omissão.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 20 de junho de 2017 at 10:34

          Não é só a vontade do estado, o mundo mudou e não se tem mais a rede familiar de antigamente que ajudava a criar os filhos, as avós e avôs, tias solteironas e outras que tomavam conta das crianças enquanto os pais trabalhavam.
          Era muito comum tb crianças estarem fora da escola ou começarem a estudar depois dos 15 ou 16 anos, sendo que ajudavam a família ou trabalhavam muitas vezes desde os 12 ou menos.
          Aos 18 anos de idade muita gente já estava pronta para o mercado de trabalho e para se casar e constituir família pois tinha feito um curso secundário profissionalizante como a escola do comércio que existia na minha cidadinha, com este diploma podia-se trabalhar como bancário por exemplo ou como assistente de contabilidade de alguma empresa.
          As exigências hoje são muito maiores e duram muito mais, é curso de línguas, escola de futebol ou artes marciais, professora particular, babá, colégio particular porque os públicos perderam muita qualidade quando foram massificados e assim por diante.
          É muito caro mesmo se ter um filho “como se deve” e isto no mundo todo.
          Meu caso é ainda pior, não tenho e não quero ter ainda tenho que me conformar em pagar impostos para que outros realizem seu “sonho” 😀

          10+
          • avatar
          • avatar
  • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 08:08

    A união vai tentar vender novamente 24 imóveis na Asa Norte
    Antes era por 10-11K/m2 e agora estão cerca de 7-8k/m2
    Leilão será dia 20/06 as 09:00. Vamos ver se vai sair algum.
    Os que não receberem lances irão para venda direta na CEF

    http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/uniao-leiloa-imoveis-no-df-lista-inclui-casa-onde-ex-ministro-guido-mantega-morou.ghtml
    http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=16/05/2017&jornal=3&pagina=95&totalArquivos=200

    Cronograma de alienações
    http://www.planejamento.gov.br/assuntos/patrimonio-da-uniao/alienacao-de-imoveis

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • The End 20 de junho de 2017 at 08:19

    Enquanto isso no Hell…

    https://oglobo.globo.com/rio/projeto-da-prefeitura-para-mudar-tributacao-preve-reajuste-de-ate-60-em-valores-de-imoveis-21496115

    Projeto da prefeitura para mudar tributação prevê reajuste de até 60% em valores de imóveis

    – “Crivella quer mexer especialmente na planta de valores do IPTU, que não é alterada desde 1997.”

    – “O número de contribuintes isentos que passarão a pagar IPTU, se o projeto for aprovado, diminuiu, de quase 500 mil para 240 mil, em relação à primeira proposta.”

    – “— Inicialmente, o prefeito queria cobrar IPTU de todos os imóveis com valor venal (corresponde a cerca de um quarto do preço real do imóvel) de R$ 40 mil. Isso acabaria atingindo conjuntos habitacionais carentes das zonas Norte e Oeste. Pelo projeto atual, imóveis com valor venal de até R$ 50 mil permanecem isentos — explicou outro vereador.”

    – “Atualmente, de cerca de R$ 1,9 milhão de contribuintes (residenciais, comerciais e territoriais) inscritos no cadastro de imóveis da Secretaria de Fazenda, pouco mais de 832 mil pagam o imposto (43,1%), além da taxa de coleta de lixo, que é incluída no carnê. Ou seja, há aproximadamente, 1,1 milhão de isentos do imposto. De acordo com a prefeitura, das 106 salas comerciais da cidade, 59 mil não pagam IPTU. Crivella tinha prometido ser mais rigoroso para garantir mais justiça tributária.”

    – “— É muito complicado aumentar imposto, como a prefeitura quer fazer, nesse momento de crise, em que servidores do estado estão, inclusive, sem receber seus salários. Entendo a necessidade de elevar a arrecadação do município, mas as pessoas estão passando por dificuldades — argumentou Rosa.”

    – “O projeto que chegará ao Palácio Pedro Ernesto não eleva apenas o IPTU. As mudanças que a prefeitura quer fazer no Código Tributário Municipal incluem ainda reajuste no ITBI (imposto cobrado em transações imobiliárias). Na reunião de ontem, Crivella confirmou que vai propor passar a alíquota do ITBI de 2% para 3%, com o objetivo de gerar uma arrecadação extra de R$ 300 milhões por ano aos cofres públicos. Já com a adequação do IPTU, a intenção inicial da administração municipal era engordar o caixa do tesouro com mais R$ 700 milhões, a partir de 2018.”

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 08:28

      Em 2016 o ITBI do DF foi aumentado de 2 para 3%
      E, “surpreendetemente” a arrecadação caiu
      Oooohhhh, que legal, eles não conhecem a Curva de Laffer
      https://pt.wikipedia.org/wiki/Curva_de_Laffer

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 20 de junho de 2017 at 08:31

        Acho que Laffer é inocente nessa. O que aconteceu foi que ninguém comprou imóvel mesmo em 2016, e assim o fato gerador do imposto não aconteceu e não houve tanta arrecadação.

        Mas é assustador matematicamente.
        Aumentar um imposto linear em 50% e a arrecadação cair significa dizer que as vendas também caíram mais de 50%.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Intendente 20 de junho de 2017 at 10:50

          Realmente, foi justamente pela redução das vendas de imóveis.
          Acredito que o governo acabou ganhando por ter perdido menos.

          5+
          • avatar
          • avatar
  • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 09:18

    FUTURO SOMBRIO

    Peguei o pib desinflacionado
    Dividi pela população para ver a renda per capita
    ano PIB POP RENDA/PC
    2009 1,15 190,7 6,03
    2010 1,26 191,5 6,58
    2011 1,39 192,4 7,22
    2012 1,40 193,3 7,24
    2013 1,46 201,0 7,26
    2014 1,46 202,8 7,20
    2015 1,35 204,4 6,60
    2016 1,31 206,1 6,36
    Então, pressupondo que a população irá continuar aumentando 0,8%, mas que decairá até que em 2040 o crescimento chegue a 0% ao ano, e que a partir de 2018 ocorra um crescimento contínuo de 2% ao ano no PIB brasileiro teremos.
    2017 1,31 207,7 6,31
    2018 1,34 209,4 6,38
    2019 1,36 210,9 6,46
    2020 1,39 212,5 6,54
    2021 1,42 214,0 6,63
    2022 1,45 215,4 6,71
    2023 1,48 216,8 6,80
    2024 1,50 218,2 6,90
    2025 1,53 219,6 6,99
    2026 1,57 220,9 7,09
    2027 1,60 222,1 7,19
    2028 1,63 223,3 7,29
    2029 1,66 224,5 7,40
    2030 1,69 225,6 7,51

    Somente em 2028 teríamos uma renda per capita igual a de 2013

    O problema é que a conta mudou a partir de 2015, retroativo para 2011, onde a Dilma mandou o IBGE passar a considerar que “investimentos” entrariam como receitas no cálculo do PIB e não como despesas, mas isso é uma pura maquiagem, pois aumenta em 1 centavo a renda per capita real. Como não sabemos exatamente o quanto esta mudança impacta no PIB, mas pelo que já vi é pouco mais de 1%, então, talvez, lá por 2032 a 2035 voltaremos a ter a mesma renda per capita de 2013

    Sendo otimista, com 2% ao ano de crescimento do PIB. se até lá não explodir a bolha imobiliária chinesa, a bolha de derivativos e da bolsa de valores estadunidense, então, quando só quando a população parar de crescer é que voltaremos a “ficar ricos”.

    O problema é que, lá por 2035, a população de aposentados vai estar altíssima, a geração de nem-nem de hoje já vai estar com 40 anos, e eles tem um medo+preguiça enorme de empreender. Dai o prognóstico não é nada animador para o Brasil de daqui 20 anos.

    http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/estimativa2016/serie_2001_2016_tcu.shtm
    http://g1.globo.com/economia/noticia/com-crise-arrecadacao-cai-pelo-2-ano-em-2016-e-tem-pior-resultado-em-6-anos.ghtml

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 09:21

      Ahhh, desculpe, troquei arrecadação por PIB, mas se a carga tributária se mantiver igual neste período, as conclusões serão as mesmas

      6+
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 20 de junho de 2017 at 11:53

        interessante analise
        bom lembrar que são médias
        aqui em SP, esecialmente RM e capital o pico de R/C foi antes de 2010, segundo o SEADE.
        acredito que 2008 às vésperas da crise antingimos o máximo, depois em 2011/12 talvez tenhamos raspado denovo no teto, uns 2 anos antes do resto do BR, o que explica o resultado das eleições e o crescente desprezo pelo PT antes do resto do Br..

        2+
        • avatar
        • avatar
    • Zé do Brejo 20 de junho de 2017 at 09:23

      Não há renda e pelo visto também não há futuro.

      7+
      • avatar
      • avatar
    • j connors 20 de junho de 2017 at 11:07

      http://www.oantagonista.com/posts/a-receita-do-fracasso

      O rombo nas contas públicas vai aumentar.
      A Receita Federal registrou uma arrecadação total de 97,6 bilhões de reais em maio, uma queda de 0,96% na comparação com o mesmo mês de 2016.
      Trata-se do pior resultado para o mês desde 2010.

      2+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 20 de junho de 2017 at 09:34

    TÓPICO

    Caixa suspende, de novo, financiamento mais barato da casa própria
    Publicado em 19/06/2017 – 19:05 Vicente NunesEconomia
    MARLLA SABINO

    Sem dinheiro, a Caixa Econômica Federal suspendeu, novamente, a linha pró-cotista que tem os juros mais baixos para financiamento da casa própria. Alegação: o dinheiro acabou. Essa linha de crédito é destinada a trabalhadores que têm conta no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) há três anos ou mais. Os juros são de 8,6% ao ano, quando os demais clientes do banco pagam, em média, 10,5% anuais.

    http://blogs.correiobraziliense.com.br/vicente/caixa-suspende-de-novo-financiamento-mais-barato-da-casa-propria/

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 09:47
  • Oreia 20 de junho de 2017 at 10:44

    ” CVR 4: Esse é provavelmente nosso último carro lá em casa. Próximo passo agora é vender ele, ficar de Uber e alugar um carro aos finais de semana quando precisar. Deixa os filhos crescerem um pouco. De certa maneira é triste pensar que nunca vou ter um Golf GTI pra chamar de meu…”
    Seu cvr é meu dilema atual kkkk …com carro eu sempre fui “333”… tenho vontade de vender meu carro e passar so a usar uber mas sempre acho que vou acabar deixando de fazer alguma coisa por conta de alugar um carro, principalmente aos finais de semana e como gosto muito e considero até um hobby dirigir, lavar e encerar não considero ficar sem por hora… por isso estou inclinado a trocar meu carro atual por um de menor valor que me de menos custos… Pergunto aos senhores qual carro dos bolhistas aqui do blog???

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • LZ 20 de junho de 2017 at 10:53

      Eu hoje vou trabalhar com o meu carro e levo a patroa tbm.
      Impossível de vender.
      No meu caso atual é ir com o carro até ele parar de andar e os custos ficarem maiores que ter ele.
      Até lá vou levando ele, seguro é uma coisa cara ainda, bem que pago 1000 reais ano, mas mesmo assim gostaria de parar de pagar.
      Quando o carro tiver valando uns 10 mil eu paro, hoje o que tenho vale 25K e o prejuízo de 25K é muito alto.

      7+
      • avatar
    • Zé do Brejo 20 de junho de 2017 at 11:01

      Clio básico opressor no último… hehehehe

      3+
    • Intendente 20 de junho de 2017 at 11:07

      Realmente, meu estágio de evolução bolhista não chegará à venda do carro. Gosto muito de mexer, fuçar, melhorar em algo o bolhudomóvel. É praticamente um hobby. O meu já chegou na faixa dos 10mil, e meu fundo de seguro já passou do valor do carro.

      Obs: nunca paguei seguro, o que fiz desde 2013, quando comprei o bolhudo, foi aplicar em CDB liquidez imediata o possível valor do seguro do bolhudinho. Desde lá foram 5 aportes anuais que continuarão rendendo até o sinistro do meu amado carro ou possível venda para troca.

      Obs²: como o IPVA é barato, no início do ano já deixo 1mil reais na poupança para possíveis manutenções.

      “11º Mandamento: NÃO SE DESCAPITALARÁS.”

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • EngenheiroSP 20 de junho de 2017 at 12:00

        Confesso que seguro é uma coisa da qual não me sinto a vontade de ficar sem.

        Seguro é um vale-f*dasse. Bateu? F*dasse. Roubaram? F*dasse. E um f*dasse hoje em dia está valendo bastante

        6+
        • avatar
        • Lucas 20 de junho de 2017 at 12:14

          os danos a pessoa são da ordem de 300 mil reais
          a lataria é troco perto de outras questões
          não fico sem.
          sugiro fazer no mínimo um que cubra DM e terceiros

          8+
          • avatar
        • Intendente 20 de junho de 2017 at 13:45

          Eu só fiquei sem seguro durante todo esse tempo pelo valor baixo do carro, e desde o início, estava “disposto” a perder o carro.

          Agora que o fundo já vale o carro, estou muito mais tranquilo. Não vou ser hipócrita aqui de falar que nunca fiquei preocupado em certas situações por não ter seguro, mas o pior já passou. Nesse tempo que estou com ele já gastei com funilaria e pintura, justamente por causa de terceiros, batidinhas, sem gravidade. Nunca me envolvi em algum acidente sério e acredito que por não ter o carro segurado, nunca fui inconsequente com o bolhudomóvel.

          Quer um segredo para não ter seguro ? Não bata. Te bateram? Torça para o manolo ter seguro e rache a franquia com ele, kkkkkkkk

          Essa matéria exemplifica os ganhos a longo prazo de não possuir seguro: https://www.noticiasautomotivas.com.br/sinta-se-seguro-sem-seguro/

          2+
    • Lucas 20 de junho de 2017 at 11:59

      uma vez tendo a posse do auto vc incorre em custos fixos, vc deve sempre usar o carro ao invés do uber.
      o uber aqui em SP vem gradativamente substituindo o segundo e terceiro carros muito comum na classe média-alta pra fugir do rodízio e usos esporádicos da família

      Muitos hoje não comprariam um segundo carro, mas tbm não estão vendendo, vejo o carro envelhecer na garagem do sujeito, não será trocado por novo, vão usar até acabar, no momento é a melhor decisão economicamente.

      Morando na periferia a oferta de uber não é tão boa quanto na cidade, mas acredito que em pouco tempo isso mude, não tenho números mas aposto que em poucos anos a frota uber supere o taxi, aliás no transito já é nítida a queda do taxi, muitos motoristas que alugavam a licença no mercado negro, eles simplesmente aderem ao uber.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Intendente 20 de junho de 2017 at 13:52

        Nem sempre, Lucas, mesmo tendo o carro, dependendo da ocasião, o uber acaba sendo mais vantajoso.

        Você está agora a 10km de um centro urbano e precisa ir lá para resolver um compromisso:

        Se colocar na ponta do lápis o combustível(ida e volta) + estacionamento + stress + chance de multa(se for SP) + chance de furto(se for RJ)…

        É melhor perder uns 40 reais nesse dia para o uber.

        4+
        • avatar
    • thcsfea 23 de junho de 2017 at 18:35

      Tbm me identifiquei com esse cvr. Carro é passivo e financeiramente não faz sentido, mas sou similar a vc, gosto de viajar de carro, lavar e encerar e ter conforto e segurança durante as viagens. Separo um percentual sobre o que tenho aplicado para o meu lazer em carro.

      Morei 5 anos em Brasília. Usava metrô para trabalhar e uber quase mas tinha um carro para viajar e usar de fds. Tinha um gti que usei por 2 anos. Mudei para SP e vendi. Aí estou com um cruze mais barato que deixo em RP para usar de fds.

      0
  • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 11:41

    O setor financeiro pode ser um bom servo, mas é um péssimo mestre.

    Bancos lucram com a criação de endividamento. O sonho deles é transformar todo mundo num escravo vitalício de dívida, proporcionando-lhes uma renda eterna. Uma vez que foram removidas as regulamentações que os limitavam, os bancos fizeram a festa.

    Tem um velho ditado no setor que diz: não empreste dinheiro para pessoas que realmente precisam dele. Aí você não corre riscos.
    O problema é que emprestar para quem precisa é – pelo menos no curto prazo – muito lucrativo. Pode-se cobrar pelo risco e ganhar mais. Até, é claro, a casa cair. Porque chega num ponto em que a dívida se torna impagável, e é quando ocorrem os calotes em massa. É a história do colapso financeiro de 2008.

    Aí o Estado passou quantidades enormes de dinheiro para sustentar o setor financeiro. Foi – ou deveria ter sido – o fim do argumento de que não existe uma fábrica de dinheiro para custear investimentos em educação ou infraestrutura.

    Mas em vez de identificar a fonte do problema – a expansão desenfreada de crédito conduziu também a uma crise da dívida privada -, o governo britânico tentou olhar na outra direção. A grande dor de cabeça, argumentava, era a dívida do governo, ou seja, a grana que tinha sido transferida do Estado para os bancos para salvá-los da sua própria ganância.

    A solução, então, era cortar o orçamento e reduzir serviços públicos.

    A politica tem sido malsucedida por onde se aplica. Não apenas não resolve a questão do endividamento estatal, pois reduz o tamanho da economia, como mantém as pessoas afundando em dívida, especialmente para pagar moradia.

    http://www.bbc.com/portuguese/blog-tim-vickery-40281755

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 20 de junho de 2017 at 12:03

      mais um mimimi anticonsimista da BBC
      a questão do empréstimo vc tem que calcular a Tir, simples assim!
      Se for lucrativo emprestar, empresta, se não for não empresta, vc pode monetizar benefícios intangíveis na conta se quiser uma visão mais holística, mas pára por aí, a questão é extremamente técnica

      no caso do BR, emprestou-se pra morar pior, mais longe, pra aumentar os custos de habitação, em troca de benefícios ilusórios, as tais xoxotecas por exemplo.

      a terra que o poste mija no cachorro.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 20 de junho de 2017 at 12:10

      um exemplo pratico, recentemente fiz uma revisão geral no meu velhudinho gastei 1.500 reais para imediatamente passar a economizar em gasolina coisa de pelo menos 80 reais/mês. Em questão de 24 meses o valor se paga, pelo meu custo de oportunidade qualquer coisa que me retorne antes de 80 meses vale a pena, então mesmo que eu precisasse emprestar a juros de 100% me valeria a pena.

      isso vale para por exemplo implantar um sistema de aquecimento solar, para uma maquina nova na fábrica, pra comprar um auto, pra tudo.
      basta calcular, assim evolui a humanidade
      povos que condenam a prática da usura são povos em extinção, o islã por exemplo,
      no ocidente católico só se permite a usura por inst. financeira.

      5+
      • avatar
  • JamesGalt 20 de junho de 2017 at 11:56

    Prezados, só complementando e colaborando: abri uma conta no BoA em NY esse mês, em uma agência na Broadway. Bastou apenas o passaporte e um cartão de crédito internacional (visa ou master). Levei CNH, extratos, nada foi necessário.

    É necessário um endereço e telefone americano (só precisa dizer, não precisa de comprovante). Usei um de um amigo. O gerente nem queria fazer o formulário de estrangeiro não residente. Mas pedi, foi feito, e meu endereço no Brasil aparece na conta.

    Com relação ao cartão: saí da agência com um temporário e o definitivo foi encaminhado para o endereço de meu amigo. Liguei no BoA, falei que não tinha chego a tempo de eu voltar ao Brasil e pedi uma 2a via. Saiu USD15 e deve estar chegando no meu endereço brasileiro.

    Foi simples e fácil, o incômodo é somente ligar e pedir a 2a via, além de ter o endereço e telefone americano. Via transferwise vai sair 2,4% o spread para converter real para dólar. A conta não rende juros e com USD1500 não paga a taxa mensal de USD12. Fica a dica para quem se interessar.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 20 de junho de 2017 at 11:59

    kkk
    Caixa apresenta Mostra Cinema Grego Contemporâneo – “Memórias da Crise”
    “Com efeito, são obras estranhas com personagens grotescos, em meio a situações bizarras e artificiais”.
    (dá pra imaginar: cinema Brasileiro: Família em ap com xoxotecas, bidê rosa, fritando bife, pendurando roupa na sacada gourmet, com cachorro latindo, zé do caixão como produtor..)
    http://solidarionoticias.com/caixa-apresenta-mostra-cinema-grego-contemporaneo-memorias-da-crise/

    5+
    • avatar
    • avatar
  • bolhista fulano de tal 20 de junho de 2017 at 12:19

    Fachin tira de Moro três processos contra Lula e outro contra Cunha

    Leia mais: https://oglobo.globo.com/brasil/fachin-tira-de-moro-tres-processos-contra-lula-outro-contra-cunha-21497107#ixzz4kYXh8NLm
    stest


    E aí… vai?

    3+
    • avatar
  • Longa Manus 20 de junho de 2017 at 12:44

    Sobre seguro, não me atrevo em não tê-lo, por força do meu trabalho, que é na rua e fico exposto a muito risco aqui no meu querido Rio de Janeiro.

    Sobre BOLSONARO, já aparece em primeiro lugar em pesquisas!!!

    http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=82090723546

    5+
    • avatar
  • Alemon Fritz 20 de junho de 2017 at 13:14

    mais Bizarro News
    Um problema e várias implicações

    “Imóveis abandonados não são problema de pequenas proporções”
    150 notificados só esse ano.. Araçatuba

    “Mais de 100 proprietários de imóveis abandonados são notificados em Campos,
    no RJ”.
    São 106 residências em estado de abandono e terrenos baldios, muitos tomados pelo mato alto e lixo acumulado…

    “Com decisão judicial, agentes entram em casas abandonadas e encontram focos do Aedes aegypti”.
    3 imóveis.. Casa com piscina.. Percebemos que as duas casas estavam há meses sem moradores … (Presidente Prudente)

    Cidades Limpas inicia remoção de veículos abandonados em Taguatinga..
    Ação nesta segunda-feira (19) ocorreu no Setor de Oficinas Sul, onde 49 sucatas foram mapeadas e notificadas.
    carros abandonados..

    4+
    • avatar
  • Lucas 20 de junho de 2017 at 13:16

    CRISE SEM FIM
    LAFER WIN
    http://www.valor.com.br/legislacao/5010128/justica-derruba-calculo-de-itbi-com-base-em-pesquisa-de-mercado

    Justiça derruba cálculo de ITBI com base em pesquisa de mercado Por Joice Bacelo | De São Paulo Marília de Prince Rasi Faustino: imposto havia dobrado três meses após início das negociações por cliente, que entrou na Justiça contra valor cobrado Compradores de imóveis têm conseguido, na Justiça, mudar o critério da Prefeitura de São Paulo para calc

    Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/legislacao/5010128/justica-derruba-calculo-de-itbi-com-base-em-pesquisa-de-mercado ou as ferramentas oferecidas na página.
    Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor ([email protected]). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 20 de junho de 2017 at 13:22

    reforma trabalhista REPROVADA
    LÁ VEM BOMBA

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 20 de junho de 2017 at 13:25

      Temer foi pra “União Soviética” para não ser preso… KKKKK

      4+
      • avatar
    • Zé do Brejo 20 de junho de 2017 at 13:27

      Mercado respondendo imediatamente a decisão do congresso

      4+
    • Bolhudo BH 20 de junho de 2017 at 13:27

      Pelo visto as reformas só irão começar a entrar no eixo quando o próximo presidente tomar posse, nisso já estamos falando de 2019 e caso o governo não seja esquerdoide.

      O slogan aqui nunca foi tão perfeito: “A bolha será o menor dos nossos problemas.”

      6+
      • avatar
      • avatar
  • Zé do Brejo 20 de junho de 2017 at 13:34

    Algum site mequetrefe avisou que a crise duraria uma década no mínimo?

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 20 de junho de 2017 at 13:56

    TÓPICO NOVO

    3+
  • frankie 22 de junho de 2017 at 21:03

    Ola a todos. Tenho frequentado o site a anos… mas so agora cadastrei para postar. Moro fora do Brasil a 15 anos e sempre tive o sonho de voltar a comprar uma residência no Brasil (Belo Horizonte) da onde sou originalmente. Tenho que confessar que estive no Brasil de ferias mes passado e me assustei. Não so os preços de lotes e casas estão nas nuvens, mas ao passear pela cidade observei placas de aluga-se on vende-se por toda parte. Cheguei a passar num condomínio para observar um loteamento onde se pedia acima de 400k por um lote de 402m2. Loteamento sem 1 casa sequer, aparentemente muitos vendidos, proximo a linha verde afastado da cidade rumo ao aeroporto de confins. Isso para mim e coisa de louco. Bom…enfim, vamos a pergunta. Qual a fonte para se saber no Brasil o valor real do m2 em uma regiao? Segundo os vários posts aqui encontrados, o “Zap” e a referencia. Não e possível? Tem gente pagando isso por imóveis? Eu estou em Miami, aonde e considerado caro imóveis comparados a outras cidades Americanas, mas o valor que observei no Brasil esta surreal. Com a situação atual do Brasil, por quanto tempo vc’s acham que esta situação se sustente? Desculpa se estou off topic, mas este post foi sobre a diminuição do preço por m2 então achei o mais apropriado para postar.

    grato

    0