PDG recebe punição bilionária da Receita – Veja

Você pode gostar...

Comments
  • John Horse 14 de fevereiro de 2017 at 01:35

    Nem os gráficos em formato de flor salvam essa.

    63+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 01:38

      O brioco de muita gente é que vai ficar em forma de flor }:D

      38+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Bolha de Tudo 14 de fevereiro de 2017 at 18:19

        Flor sem pétalas

        5+
        • avatar
    • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 05:54

      Tinha uns boatos aí de a Caixa emprestar dinheiro para empresas em recuperação judicial.
      Acho que nem com essa ajuda a PDG se salvaria

      A Receita escolheu um momento bem infeliz para cobrar essa dívida também. Se bem que ou é agora ou nunca mais.

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Juros Lover BSB-BH 14 de fevereiro de 2017 at 08:28

        O impacto dessa autuação, entre a PDG recorrer para delegacia de julgamento da Receita, depois pro CARF e finalmente pro judiciario , vai demorar efetivamente vários e vários anos…A questão é que é mais paulada na já arrombada credibilidade da empresa…

        23+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 09:02

          Acontece que, todos as empresas que tem ações na bolsa de valores, tem a obrigação de declarar este tipo de passivo, o que provocará um desabamento no valor das ações.

          21+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Juros Lover BSB-BH 14 de fevereiro de 2017 at 09:06

            Sim…Eu disse somente que o impacto financeiro da autuação em si demora…De qualquer forma o valor da ação da PDG será zero em pouco tempo…

            8+
            • avatar
            • avatar
    • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 08:59

      Nos papers esta notícia deverá sair assim:
      A atual conjuntura econômica, incrementada por pendências com a receita federal e os distratos, criam um ambiente desafiador para a PDG, o que estimula na melhoria de processos gerenciais e produtivos, resultando, a longo prazo, em significativas melhorias no perfil institucional.

      77+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Thiaguinho 14 de fevereiro de 2017 at 09:13

        HAHA bem isso

        7+
        • avatar
        • avatar
      • Mn 14 de fevereiro de 2017 at 14:05

        E a conclusão dos jornais será: “para o consumidor é a hora de comprar pois ano que vem sobe 30%”

        14+
        • avatar
        • avatar
  • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 01:37

    Conhecendo bem o bananistão é bem capaz desta grana voltar para a destrutoras e até para a própria pé de gesso em forma de incentivos governamentais.
    O Brasil é um país onde mesmo quando o governo pune empresas por falcatruas o dinheiro arrecadado acaba trazendo pouco ou nenhum resultado para os pagadores de impostos e mesmo sendo devolvido aos culpados quando a politica muda.

    Mas que foi um martelada nos pés de gesso, isto foi 😀

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • PFernando 14 de fevereiro de 2017 at 13:56

      Só que o governo vai dar os incentivos primeiro e eles não vão pagar essa multa nunca.

      3+
      • Mn 14 de fevereiro de 2017 at 14:06

        Nem com incentivo vai. Que banco vai conceder mais crédito à estes bandidos?

        3+
  • CA 14 de fevereiro de 2017 at 05:37

    O que consta no tópico de hoje não muda nada o destino da PDG…

    Quando começou a decadência da PDG?

    Em 2011, quando ela teve mais de R$ 1 BILHÃO em distratos declarados, algo que nunca havia acontecido na sua história nesta proporção. No ano seguinte, prejuízo de mais de R$ 2 BILHÕES, após mais um ano que teve distrato bilionário. A anomalia dos distratos continuou destruindo seus resultados ao longo dos anos e apesar de empréstimo bilionário na somatória de CEF e BB com condições de pai para filho, de entrada de capital bilionária de controladores, cancelamento de 48 empreendimentos, venda de participações em empreendimentos, downsizing, auxílios mais que suspeitos da BTG, etc, etc, etc, já era sabido aqui neste blog desde 2013, que ela não teria salvação, pois seu golpe foi absurdamente exagerado.

    Só como referência depois da entrada de Enrique Bañuelos (pai da bolha imobiliária espanhola) na PDG em 2007, ela começou a disparar na compra de terrenos, nos lançamentos e vendas FALSAS na planta, a tal ponto de ter se tornado a maior construtora em valor de mercado DAS AMÉRICAS (incluindo os EUA) entre 2010 e meados de 2011 e foi exatamente neste momento, ANTES de divulgarem os distratos bilionarios, que Enrique Bañuelos vendeu sua participação na empresa com lucro bilionário.

    Junto com ela e com apoio de Sam Zell, um dos mega investidores da bolha imobiliária americana, que a Gafisa repetiu a história, tendo tido um montante de distratos em proporção a vendas que ela nunca tinha tido antes nesta proporção, que aconteceu em 2011 também, apesar de àquela época já ser uma empresa com 60 ANOS de história e de já praticar vendas na planta HÁ DÉCADAS.

    Outra que fez o mesmo em 2011 foi a Brookfield, multinacional que tinha acompanhado de perto as bolhas imobiliárias de outros países e que tambem nunca tinha tido distratos nesta proporção antes.

    Em 2012 a Rossi entrou para este grupo e pela primeira vez na sua história de 40 ANOS àquela época ela apresentou distratos de mais de R$ 1 BILHÃO e que nunca tiveram precedentes quanto a sua participação nas vendas em DÉCADAS que eles praticavam vendas na planta, aliás, foi o primeiro resultado anual negativo na história desta empresa.

    Como Thiago FM qualifica a crise do segmento imobiliário que começou com as graves ANOMALIAS que se iniciaram em 2011 e que nunca haviam acontecido desta forma e nesta intensidade para nenhum segmento de negócios, em nenhum momento, nem no Brasil, nem no Mundo?

    Um efeito da crise na economia que se iniciou em 2014. Sim, o segmento imobiliário e seus asseclas mentem de forma despudorada e o tempo inteiro FINGEM que não sabem ou nao entenderam o que consta acima, tentam inventar novas desculpas esfarrapadas sem pé nem cabeça, inventam, distorcem a realidade, subvertem a lógica e fazem de tudo que for necessário para tentarem ENGANAR as pessoas, mas pelo menos neste blog, eles não tem nenhum sucesso neste golpes baixos…

    44+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • thiago fm 14 de fevereiro de 2017 at 07:34

      PDG com certeza já bateu alguns recordes nessa bolha imobiliária:

      – Empresa de construção que mais tempo levou para quebrar;
      – Empresa que mais vezes entrou em recuperação judicial;
      – Empresa com mais tópicos do BIB da história;

      Quando vier a notícia fatídica já virá velha e talvez alguns nem acreditem.

      33+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 14 de fevereiro de 2017 at 07:41

        thiago fm,

        Obrigado!!!

        O fato de você FINGIR que não viu todas as evidências acima ao longo de ANOS e ainda, confirmar que está só FINGINDO, ENGANANDO e MENTINDO ao dizer que a “crise imobiliária” começou só em 2014 com a crise na economia, apesar de todas as EVIDÊNCIAS CLARÍSSIMAS em sentido contrário é um excelente REFORÇO para qualquer um entender como é o seu “caráter”!

        Obrigado mesmo, nada melhor que a FALSIDADE, MENTIRA e ENGANAÇÃO darem sua cara por aqui, personificadas naquele que insiste de forma DOENTIA em estorinhas sem NENHUM fundamento e amplamente DESMASCARADAS.

        Continue assim, precisamos de cada vez mais exemplos de como atua o segmento imobiliário e seus asseclas, de até onde vai sua DESONESTIDADE.

        35+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • thiago fm 14 de fevereiro de 2017 at 07:59

          Por nada, CA… disponha!

          18+
          • avatar
          • avatar
      • CA 14 de fevereiro de 2017 at 08:05

        Ah sim, sobre a PDG ter sido a empresa que “mais demorou para quebrar”, também foi explicado no comentário logo acima, mas é fato que entre descobrirem que há algo errado e a empresa quebrar no Brasil sempre demora ANOS. Vejamos o caso da ENCOL abaixo:

        https://pt.wikipedia.org/wiki/Encol

        Trechos do link acima:

        “Em 1994, o Ministério Público do Brasil abriu um inquérito contra a Encol para investigar indícios de sonegação de impostos e emissão de notas fiscais falsas.”

        “Levada por uma crise de inadimplência, após a inabilidade gerencial de seu fundador, bem como por diversos desvios ilegais de dinheiro (“caixa 2″), após a intervenção do Banco do Brasil, a empresa não conseguiu cumprir suas obrigações e veio à falência em 1999, deixando vários edifícios inacabados no país.”

        Pois é, entre DESCOBRIREM os ilícitos da Encol em 1.994, sendo que já tinham evidências ANOS antes desta descoberta e abrir falência, se passaram 5 ANOS, isto porque, repito, as irregularidades da Encol já tinham evidências ANOS ANTES do Ministério Público descobrir, ou seja, similar ao caso da PDG.

        “Detalhes” de ajudas que a Encol não teve e a PDG teve, só para reforçar o que consta acima:

        – A Encol não teve ajuda de mais de R$ 1 bilhão, de pai para filho, como fizeram CEF e BB com PDG, ao contrário, foi o BB que pediu a falência dela!

        – A Encol não teve apoio de mais de R$ 1 bilhão de controladores como a PDG, ao contrário, foram os controladores da Encol que mais sugaram recursos dela!

        – A Encol, mesmo com todo o tamanho do seu golpe, nunca inflou tanto ao ponto de ser a maior construtora das Américas em valor de mercado, como aconteceu com a PDG;

        – Na época da Encol, praticas como reestruturação de dívidas com renegociações mirabolantes como a PDG fez com credores não eram utilizadas na mesma escala de hoje, aliás naquela época sequer existia recuperação judicial;

        – A época da Encol era aquela em que segundo o próprio Thiago FM a economia era muito menos favorável para o segmento imobiliário, o que era mais um fator para “acelerar” sua falência (embora se considerarmos o momento em que os indícios de irregularidades e problemas APARECERAM, dará o mesmo tempo ou mais do que no caso da PDG).

        Existem ainda muito mais pontos a serem observados, o Thiago FM conhece tudo isto muito bem, afinal já frequenta aqui desde 2012, no entanto, como sempre, ele tem que FINGIR que não sabe de nada do que consta acima. Alguma novidade nesta postura dele e na desonestidade intelectual que pratica o tempo inteiro, sempre para tentar DESESPERADAMENTE enganar as pessoas?

        29+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:00

          isso mesmo CA
          naquela época levava 5 ano, hoje a lei mudou, leva 10 anos
          entre quebrar e quebrar oficialmente corre muita água debaixo dessa ponte
          quando quebra oficialmente é pq já não sobrou mais nada, nem luz no escritorio vazio mais tem, já levaram até as cadeiras

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:04

          outra cosia CA
          devido a relação carnal dos donos da PDG com o governo, seu destino será selado somente após as eleições e a depender do seu resultado
          ainda podemos colocar muitas manobras criativas de Temer o machiavélico de modo a fritar ainda mais o investidor que comprou ou seus vizinhos pela explosão da taxa de condominio que eles não pagam mais faz tempo
          Poeriamos até imaginar uma fusão, um encampamento, a engenharia financeira, assim como a maldade e capacidade de enganar dessa gente é infinita, vide a atitude de seu estagiário-mor e bot-trigger do blog

          4+
      • job 14 de fevereiro de 2017 at 08:12

        thiago fm, acho que não entendi sua ironia. Quer dizer que até dpois de uma notícia dessas (multa bilionária), a PDG tá estável?

        18+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 08:17

          Nem eu. Vai ver ele acredita que a empresa é sólida. Eu acho que a melhor estratégia é deixar ele falando sozinho

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:13

            Lucas

            parte é psicologia barata
            parte são efeitos indiretos do governo pedalando crédito, o dinheiro girando e virando inflação que no caso imob os corvos chamam isso pelo peculiar nome de valorização

            nosso ponto não é a gente tem raiva do crédito e do pobre andar de avião
            a questão é a qualidade e a responsabilidade do crédito
            se vc joga crédito na produção, vc tem efeitos bons reais e sustentáveis
            se vc joga crédito no consumo pra quem não poderá pagar vc tem uma bolha de ostentação

            a princípio crédito imobiliario seria bom, mas no caso surreal deste país, fizamos a bolha mais nefasta do planeta as pessoas tomaram crédito pra morar pior, pra morar mais longe, mais apertado, mais mal localizado e em bombas que são esses pombais construidos na base do tec-bond e ainda pagar mais caro do que custaria alugar antecipando renda acima do limite do razoável via fraudes duma população que lá na frente perde o emprego e vive enconstado no governo.

            Nem nas bolhas mais agressivas do planeta tivemos um conjunto tão grande de erros e egnanações somados, então todo esse mimimi do thiago não entra no cerne da questão, todo esse mimimi é pra desviar do assunto, repara que ele NUNCA responde os argumentos do CA, ele sempre dá a volta, e 3 dias depois repete a mesma asneira, ele não enfrenta, ele vai jogando mais maquiagem uma sobre a outra e depois que todo mundo esquece o que tinha por baixo ele volta a falar naquela primeira, como se nada tivesse acontecido, ele vive num eterno loop.

            Deu pra entender a estratégia?
            tô a anos tentandoexplicar isso, aquele desenho da FLOR faz o serviço em minutos

            18+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • thiago fm 14 de fevereiro de 2017 at 18:19

          É óbvio que a empresa está virtualmente quebrada, assim como milhares de outras empresas estão quebrando pelo país há algum tempo. Hoje mesmo alguém postou que mais de 100 mil lojas fecharam no comércio só em 2016. Antes que digam que os problemas precedem a recessão, isso já não importa mais, pois disfarçados ou não por pedaladas, o que acontecer a partir de agora será entendido pelo mercado como efeito “crise” e não efeito “bolha imobiliária”.

          Para o blog o que interessa ainda discutir sobre a PDG é o que pode acontecer aos preços se a empresa for pro vinagre. Antes de especularmos, é preciso lembrar que a PDG de hoje é só uma sombra da gigante que foi um dia, com um volume de estoques que a meu ver não teria força para contaminar os preços de maneira decisiva. De qualquer maneira acho que há um esforço exagerado para tornar essa empresa uma espécie de ícone ou ainda uma evidência da bolha pela queda monumental que teve, quando a única coisa que caracteriza de fato a explosão de uma bolha imobiliária é a queda monumental nos preços.

          5+
      • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 09:08

        Thiago fm
        Falando sério, os relatórios que você elaborou apresentam um cenário no mercado da construção civil leve que não está tão desfavorável assim, mas o que está acontecendo é a falência de várias pequenas construtoras, diversas incorporadoras com a corda no pescoço e um disparo na quantidade de leilões e no deságio destes.
        Eu acho que está baixa a correlação entre seu relatório apresentado e a situação real, aparentemente seu relatório foi excessivamente otimista.

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:15

          não só isso a bolha de crédito afundou o país inteiro

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 10:18

          aproveitando..

          ThiagoFM, agradeço nos últimos tópicos você ter tirado tempo para responder às minhas perguntas diretas. Sou honesto ao dizer que não acho você troll, ou um enviado do mercado imobilário ao blog para difundir nada. Acho que você acredita no que diz e, de minha parte, vejo nos trabalhos que você faz alguns argumentos razoáveis. Acho também que você (tecnicamente) não obtem muito sucesso em dar um conjunto aos argumentos, em fazê-los convergir a um todo que faça um sentido mais claro (talvez nem seja a sua intenção mesmo).
          Acho que compartilho com você talvez uma sensação: de que (ao menos no mercado em que acompanho mais de perto) talvez não haja quedas vertiginosas nos preços no curto prazo. Talvez divirjamos das razões. Eu acho que o mercado é envolto em muitas variáveis que escapam ao que seria um livre mercado ideal; há muitos interesses que tentarão maquiar / disfarçar / pedalar o máximo possível, e talvez isso tenha o efeito de mascarar a perda, jogando-a por um período mais longo (no fundo a trolha é a mesma, a diferença é mais de por tudo de uma vez ou ir pondo aos poucos). Talvez eu volte a esse ponto com mais calma em um outro momento.
          Sou um entusiasta de análises estatísticas, dados, projeções. Adoro matemática. Mas já vivi o suficiente para ver que eles tem a sua limitação, e a vivência do dia, o feeling, a conversa com as pessoas, tem que fazer parte das nossas conclusões. Numa das respostas a mim você fez referência a algo do tipo “você não conhece um monte de gente que financiou, e mesmo com dificuldade, tá pagando e fazendo girar a roda?”. Sim, conheço vários. Mas meu grupo de referência está no topo 5% da renda no Brasil, e mesmo esses estão sofrendo para pagar; arrumaram dificuldade financeira para 10-15 anos onde não precisavam. Mas ok, eles vão pagar, vão sair dessa, e talvez não se deem conta do erro de suas decisões financeiras. Quando 90% do que vejo ao meu redor me diz que o mercado imobiliário está muito distorcido, não são a esses que me refiro. Refiro-me a classe média real, as pessoas estão aí batalhando a sua vida, o cara com um emprego que paga 6 mil (que para nível Brasil é ótimo), a mulher que é professora e ganha 2, tem 1 ou 2 filhos, esses caras nunca poderão pagar um apto de 80m que custa 500 mil, fazer um financiamento de 1% am por 30 anos; não estatisticamente, não a maioria, não no Brasil. Tem teses que precisam de 15/20 anos para serem confirmadas, acho que ainda precisaremos de mais uns 5, talvez, para confirmar quem estava mais próximo da realidade. Nisso entra a saúde do crédito imolbiário, a mudança de políticas públicas no setor entre tantas outras variáveis de efeito mais no longo prazo. Mas concordo com você num ponto: não dou de barato, como certeza absoluta, que em certos mercados as quedas nominais serão expressivas no curto prazo. Mas pra mim pouco importa: enquanto eu tiver acesso a alugar aptos na faixa 0,2 – 0,3% do valor anunciado, comprar é a última coisa que passa pela minha cabeça.

          43+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:45

            matematica não tem limitação
            incrível ser preciso injuriar a matemática pra dar razão a uma pessoa
            se a matematica não bate com a realidade, não é culpa nem da matematica, muito menos da realidade

            estas pessoas que levam a sério o thiago fm elas estão presas num limbo escuro
            e é esse o castigo maior, estarem sempre tomando surpresas e más decisões

            4+
          • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 11:14

            O Brasil seguirá a Grécia com 10 anos de quedas, ou os outros com 6 anos?

            EUA caiu de Q1/2006 a Q1/2011
            Espanha caiu de Q3/2006 a Q4/2012
            Irlanda caiu de Q2/2007 a Q4/2012
            Grécia atingiu o pico Q4/2007 e está em queda até hoje

            http://www.economist.com/blogs/dailychart/2011/11/global-house-prices

            Image and video hosting by TinyPic

            16+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:21

              antenção nos sources
              são diferentes
              são dados nao comparáveis, ou s ecomparáveis, mediante muitos senões metdoloógicos

              4+
            • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 11:45

              é uma ótima comparação. Acredito que teremos algo mais próximo de 8-10 anos de queda real.

              7+
              • avatar
              • avatar
          • thiago fm 14 de fevereiro de 2017 at 20:50

            to bolhado,

            Entendo seu ponto de vista. Muitos não acreditam, mas de fato não tenho intenção de trollar o blog, até porque são poucos os que chegaram antes de mim. Já fui até “prata da casa” ao lado do CA, que pra quem não sabe ou não se lembra, era o nome de batismo dos que postavam tópicos de autoria própria a favor da bolha imobiliária no blog.

            Sou mais razão que emoção, por isso prefiro a frieza dos dados à volatilidade das percepções, o que não quer dizer que seja um bitolado. Eu sei que uma avalanche de informações e gráficos transmite a impressão de que posso ter fechado os olhos à “realidade” lá fora ou que não dou a devida atenção as minhas impressões pessoais, mas isso não é verdade. Só penso que impressões precisam ser confirmadas e isso só a ciência pode fazer. Foi justamente seguindo minha impressão de que os preços estavam subindo demais que parei aqui e, da mesma forma, anos depois, foi minha impressão de que os preços não estavam caindo como deveriam estar na presença de uma bolha que me fizeram desconfiar de que talvez não estivesse enxergando algo importante nesse processo. Foi então que resolvi pesquisar todos os aspectos inerentes ao assunto, para só depois tentar justificar minha desconfiança.

            Não é por acaso a impressão(sic) sua e de outros de que talvez falte coesão das peças na minha leitura. Isso se deve sobretudo ao fato de que não projetei nada previamente. Esperava obviamente chegar a algum resultado, mas não me importava qual seria este. Nesse caso resolvi levantar todos os dados que consegui encontrar e me deparei com as peças de um quebra-cabeça que não vinham com a imagem da capa para seguir. Quando posicionei algumas delas, notei que elas faziam sentido agrupadas de forma diferente daquela que imaginava anos atrás e resolvi continuar encaixando até que identifiquei uma lógica, uma imagem, mas é óbvio que algumas peças podem faltar ou não se encaixar perfeitamente.

            Na imagem que tenho da realidade, a peça chave é entender que momentos de baixa no mercado imobiliário já aconteceram no passado, inclusive com sintomas semelhantes aos que você citou: preços em leve queda ou corroídos pela inflação e até mutuários com dificuldade de pagar financiamentos. O que pude notar é que cada etapa têm seu contexto por detrás e ainda que a intensidade dos eventos sejam bem distintas e causem estranhamento, a essência parece não ter mudado e o que caracteriza uma bolha de fato não é a intensidade dos altos e baixos, mas a essência que conduz o processo, se é de cunho artificial ou não. No meu entendimento não foi, mas respeito quem pense de forma diferente.

            Um abraço

            7+
            • avatar
            • avatar
  • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 06:05

    #OFF
    Aguardando ansiosamente o cronograma de liberação do FGTS inativo.
    Bora sacar tudo e acabar com essa palhaçada de pró-cotista.

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 06:55

      Podia aproveitar e acabar com o fgts de vez ne…

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • EngenheiroSP 14 de fevereiro de 2017 at 07:12

        E acabar com o imposto preferido da esquerda, o único que confisca seu dinheiro se disfarçando de direito?

        31+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • fanfarraum 14 de fevereiro de 2017 at 07:23

      jan-fev => março
      mar-mai => abril
      jun-ago => maio
      set-nov => junho
      dez => julho

      6+
      • avatar
    • SampaBoy 14 de fevereiro de 2017 at 11:56

      o meu ja esta solicitado, sacarei semana que vem (regra antiga) e vai tudo para renda fixa. É muito bom arrancar esse dinheiro de la e faze-lo trabalhar pra mim agora…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • na_cloaca_do_fernando 14 de fevereiro de 2017 at 12:45

      O governo quer que os 666 usem o dinheiro para quitar dívidas. Vou melar os planos dele, vou colocar em algum CDB dando mais lastro pros 666 se enforcarem.

      6+
      • avatar
      • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 17:24

        Aplique em financeiras
        Daquelas bem safadas que fazem consignado
        Dívida mais cruel que existe

        1+
      • Bolha de Tudo 14 de fevereiro de 2017 at 18:53

        Compra Tesouro Direto IPCA +Juros

        3+
        • avatar
  • Intendente 14 de fevereiro de 2017 at 07:12

    Com isso, menos uma na briga.

    3.6 bilhões ? O governo não vai segurar essa naba.

    Agora é seleção natural, que restem os fortes.

    9+
    • avatar
    • avatar
  • LZ 14 de fevereiro de 2017 at 07:26

    Não dá para salvar todo mundo gente.
    PDG não será salva rs

    4+
    • avatar
  • Alemon Fritz 14 de fevereiro de 2017 at 07:41

    nota-se que é a pressa pra melhorar o pib até julho…

    “FGTS – Para facilitar saque das contas inativas governo vai autorizar o depósito em conta”

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Knolan 14 de fevereiro de 2017 at 07:45
    • thiago fm 14 de fevereiro de 2017 at 07:52

      Segundo a pesquisa caiu R$ 15,00 em 12 meses.

      Acho que agora vai!

      3+
      • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 08:09

        Leve queda/ estável.

        4+
        • avatar
        • avatar
      • fanfarraum 14 de fevereiro de 2017 at 08:10

        A pesquisa indica o valor médio dos preços pedidos nos apartamentos do site VivaReal que não estão sendo vendidos (pois se vender, sai da amostra) caiu R$ 15 reais em 12 meses. Considerando a inflação, temos ai uns 6% de queda real nesse índice.

        Considerando que os apartamentos mais baratos são vendidos, o que joga pra cima a média de valores pedidos no site, temos a certeza que os vendedores estão baixando o preço pedido dos imóveis em mais de 6% nesses últimos 12 meses (pode ser 7% ou 50%, não tem como saber sem ter base outras informações).

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 08:15

          Mesma coisa do Fingezap.
          Esses indicadores baseados em anúncios são uma piada. Estima-se o preço com base nos imóveis que não venderam.

          9+
          • Alemon Fritz 14 de fevereiro de 2017 at 08:19

            só pela inflação já foram -22% de “valorização” (site do banco Bis) pra quem consegui vender…

            4+
            • avatar
          • fanfarraum 14 de fevereiro de 2017 at 08:38

            A leitura que dá pra fazer é: se caiu, é pq caiu mais na vida real.
            Se subiu, não quer muita coisa (pra não dizer nada)

            5+
            • avatar
            • avatar
  • fanfarraum 14 de fevereiro de 2017 at 07:56

    Preço de imóvel em SP cai pelo terceiro mês seguido (VivaReal)
    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/6127829/preco-imovel-cai-pelo-terceiro-mes-seguido

    4+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 14 de fevereiro de 2017 at 08:17

    quando mudarem as regras da previdência vai ter uma corrida para a seguridade:
    diminuindo pra “outros investimentos”

    Banco do Brasil seguros (do Banco do Brasil em seguros e previdência,)
    O volume de contribuições de previdência aumentou 55,5%no período, a captação líquida totalizou 9,7 bilhões de reais, + 68,1% frente ao quarto trimestre de 2015. …!!!

    3+
    • avatar
    • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 08:25

      Povo não sabe o que tá fazendo. Sempre no desespero…
      País tosco.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Ilusionista 14 de fevereiro de 2017 at 08:50

        tudo é assim.
        quanto pior o ensino público se vende ensino pago, quanto pior a saúde mais se paga por planos de saúde. Segurança Pública, idem, empresas de segurança e monitoramento agradecem.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 09:07

          Ilusionista, todas as empresas de segurança que eu conheço estão direta ou indiretamente nas mão de delegados e pessoas ligadas a segurança pública.
          Será que ninguém consegue perceber o claro conflito de interesses?
          Se você quiser entender praticamente qualquer coisa que te deixa grilado no Brasil é só observar quem está se benefiando disto, as vezes isto não é claro e nem fácil de se descobrir mas aposto que sempre vai encontrar um grupo ou grupos.
          As coisas só mudam se um grupo mais poderoso resolver, como no caso do licenciamento de veículos, antigamente muita gente pagava o dispachante para fazer isso, você podia fazer mas o pessol da civil que cuidava disto recebia bola dos dispachantes e te criava problemas. Era só complar o formulário padrão na papelaria, preencher e levar na delegacia, daí o policial falava que tinha alguma coisa errada e tocava você fazer tudo de novo.
          Isto só mudou quando os bancos perceberam a oportunidade de oferecer este serviço e obviamente lucrar com ele.

          Nas sábias palavras do véio: Siga o rio

          26+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 09:11

            Nossa, liguei o modo Hortelino Troca-Letras sem perceber 😀

            2+
            • avatar
          • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 09:57

            PERFEITO
            exceto pela minha sitassão
            o rio corre pro mar

            3+
            • avatar
            • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:16

              Obrigado pela correção mestre 😀

              1+
  • job 14 de fevereiro de 2017 at 08:27

    CVR “brick lover até os ossos”: contei aqui um tempo atrás o CVR de um colega que morava com a família de aluguel, gastava uns 2k (aluguel, condo e iptu) num apartamento grande e bacana, próximo ao centro da cidade. Teve a brilhante idéia de comprar um ap que estava à venda no mesmo prédio. Essa semana estava reclamando que só de juros das prestações “que cabem no bolso (haja bolso)”, gasta mais de 2.2k por mês! Comentou que conseguiu fazer uma poupança de 40k com a esposa no ultimo ano, e adivinhem o que vai fazer com o dinheiro? Comprar um carro novo.

    CVR2: mais um almoço em família, e como de praxe lá pelas tantas os investidores imobiliários se manifestam. Como não sou bobo, simplesmente vazei do recinto e só voltei meia hora depois, quando o assunto já tinha ido pra outra direção. 😉

    CVR3: recebo a visita de um amigo que em certo momento me dá uns conselhos financeiros, “sei que vc não gosta de imóveis, mas a saída pra vc protejer seu patrimônio, vc já sabe”. Respondi que se for pra perder dinheiro, prefiro ir pra Vegas e torrar tudo em acompanhantes, pinga e jogos. Comprar imóvel agora é a melhor maneira de eu mesmo fazer um confisco do meu próprio patrimônio. Gosto é de Liquidez e juros.

    61+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 08:31

      Aprendeu bem!!
      Chega de discutir com bricklover

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Bolha de Tudo 14 de fevereiro de 2017 at 19:07

        – Mestre, qual o segredo da felicidade?
        – Não discutir com idiotas.
        – Não concordo que o segredo seja tão simples assim.
        – Você tem razão.

        19+
        • avatar
        • avatar
    • Juros Lover BSB-BH 14 de fevereiro de 2017 at 08:37

      Poxa, temos é de dar os parabéns pro cara da CVR 1..Agora ele está pagando o que é dele( Tijolos) e o que é nosso tbm (juros)…

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 08:45

      Amigo meu “brick lover” tinha comprado um na planta, creio que da MRV, e vivia tentanto me provar que era um bom negócio.
      Parou de me provocar já faz um tempo e anda chegando de mansinho, falando sobre amenidades e outras coisas.
      Deve ter atingido o despair pessoal, logo logo vai estar chorando as pitangas que foi motumbado no distrato, pode pagar a prestação pois tem emprego estável no estado e os filhos criados mas é inteligente o bastante para chegar na conclusão que fez um péssimo negócio.
      Mais um CVR sendo gestado 😀

      33+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • antifragile 14 de fevereiro de 2017 at 09:42

      Rapaz, por que você vazou da reunião de família? Teria rendido ótimos CVRs. Pense nos seus colegas do BIB…

      27+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 09:55

      NÃO EXISTE ALMOÇO GRATIS
      esses almoço de familia os caras pensam que seu ouvido é pinico
      e TBM não existe Chop grátis
      eles até pode dividir a conta mas depois vão pedir $$$ EMPRESTADO

      BILADA CINO
      EREMITA MODEON

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • job 14 de fevereiro de 2017 at 10:12

        Boa Lucas! hahaha

        1+
      • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:22

        Você não adora aquele parente ou “amigo” que chega na festa com dois kilos de linquiça seara e um fardinho de cerveja Cristal, belco ou qualquer outra porcaria, come só as carnes “boas”, toma a sua cerveja que é descente e vai embora reclamando que acabou a picanha.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:40

          não ligo NADA pra isso cara

          aliás quando convido é pra trazer nada além da fome
          pago tudo, isso é uma regra pessoal minha
          se não quero pagar não convido, simples assim, eu não tenho olho magico pra saber da vida dos outros, se ele tá sem grana, com grana.
          alias nossos churras entre vizinhos dão muito certo assim, cada um traz o que deu, as vezes alguem não traz nada a gente faz a maior força pra não perceber e se perceber, não ligar, são iguaizinhos a mim. Esse ultimo de domingo temrinou com o freezer cheia de alemãs, faltou gente, o de sábado era dum pessoal rico eu teria passado vergonha, se pensasse assim, pq 1 dia vc tá por cima noutro por baixo, eles ali trouxeram angus australiano de 500 paus o kilo e caixas de mini garrafinhas de espumante (eu nem sabia que existia aquilo) que aliás combina muito bem com carne. Uma das regras da educação é nunca reparar na falta de educação dos outros, até pq pode ser simplesmente uma situação passageira, ou não deu tempo de comprar, nas próximas com certeza a pessoa se toca e se não se tocar não tem p´roblema deve ser um loco divertido, ajuda trabalhando na grelha, seilá….

          42+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:42

            só nao pode fazer meu ouvido pinico
            isos sim a maior falta de educação
            festa é pra alegria,
            o cara vem com nuvem negra em cima da gente?
            esse é o unico que eu n convido

            19+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:29

              Sim, tem gente que simplesmente polui o ambiente.

              2+
          • Knolan 14 de fevereiro de 2017 at 14:04

            Sem contar que bavaria, skol, brahma, antarctica, stella (no br), budwiser, é TUDO IGUAL meus amigos. Unicas cervejas em lata que sao diferenciadas: heineken e bavaria premium (sim, bavaria!).
            Eu adoro cerveja, e aqui vale a regra das pontas: pra cervejas boas, a ponta da qualidade, pra cervejas “comuns”, a ponta de estoque. Como resultado, ontem mesmo comprei 4 caixas de bavaria em promoção, por 1,45 a lata, 6 miller 600ml e 4 sulamericana de 1L (sim, prefiro pilsen a lager). O que economizo ao ano na cerveja comum, dá e sobra pra pegar algumas puro malte, de trigo, ipa, etc

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Davy Jones 14 de fevereiro de 2017 at 08:40

    Nada é tão ruim que não possa piorar.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 14 de fevereiro de 2017 at 08:42

    Um parente meu vendeu um imovel em floripa por 600k no centro e comprou outro maior. Também vendeu uma lancha de 36pés e uma land rover freelander…e ainda etá devendo por um bom tempo… cada vez que vc fala com ele ele diz que não pode isso ou aquilo…. porque o dinheiro está curto.!!
    Agora tá com pressa incrível de vender a casa do pai e da mãe (que agora estão com outro imóvel vazio pra onde poderiam ir…) para um amigo dele..
    Vejam a que nivel uma pessoa consegue se enrolar…

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 08:52

      Deve ser algum tipo de vício em tijolos 😀
      E nos tipos de tijolos errados, pelo menos se fosse naqueles tijolos que aparecem nas praias de tempos em tempos o índio velho poderia ter algum lucro.

      6+
      • avatar
  • job 14 de fevereiro de 2017 at 08:50

    CVR “Péssimas escolhas em cadeia” ou CVR “filme de terror” mas que poderia ser chamado CVR “como acabar com seu patrimônio” : Amigo de infância convida pra tomarmos um chope, e começa o desabafo. Conta que quando ganhou cargo de gestão na empresa de advocacia que trabalha, primeira coisa que fez foi comprar uma moto esportiva 0 e um carro 0. Depois financiou um apartamento, e uns meses mais tarde deu a moto e o carro como entrada pra financiar outro apartamento. O resto gastou em festas de terça a segunda e roupas. Conheçeu uma moça que já deu dor de cabeça desde os princípios, e umas semanas mais tarde engravidou ela. Perdeu o cargo de gestão, e hoje está se separando (metade do pouco que sobrou vai embora). Conta que está deprimido, e frustrado com a vida e me pede conselhos sobre como gerenciar seu dinheiro. Dei todas as dicas que tanto falamos por aqui e parece que o rapazinho absorveu muito bem. Mas, só parece, lá pelas tantas comenta que vai se reorganizar financeiramente pra daqui uns anos comprar uma casa de praia, mas sabe que financeiramente não é muito bom, é mais por “satisfação pessoal”, pra deixar a casa arrumada e do jeito que ele quer. Só falei pra ele, amigo, vc realmente arriscaria todo seu patrimônio depois de tantas cagadas em sequência, por satisfação pessoal? Eu gosto muito de tocar guitarra, mas isso não quer dizer que eu iria gastar todo meu patrimônio comprando guitarras pra me satisfazer pessoalmente. Parece que o amigo entendeu a analogia, mais tarde veio me agradecer e falou que estou muito maduro financeiramente falando…

    47+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 08:54

      Esta é velha mas nunca sai da moda.

      Dinheiro na mão é vendaval
      É vendaval!
      Na vida de um sonhador
      De um sonhador!
      Quanta gente aí se engana
      E cai da cama
      Com toda a ilusão que sonhou
      E a grandeza se desfaz
      Quando a solidão é mais
      Alguém já falou…

      …..

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Ilusionista 14 de fevereiro de 2017 at 09:22

    pior resultado em 15 anos..

    distratos afetam materiais de construção e acabamento, queda de – 10,7%
    investimento em estudos afetam a venda de livros, queda – 16,1%

    http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2017/02/14/vendas-no-comercio-caem-62-em-2016-pior-resultado-em-15-anos-diz-ibge.htm

    pequenas empresas ( sem um boa reserva financeira para tempos difíceis e um bom planejamento do mercado em crise), Péssimo Negócio.

    3+
  • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 09:23

    14/02/2017 às 05h00
    PDG recebe da Receita auto de infração de R$ 3,6 bilhões

    A PDG Realty vai apresentar defesa em relação à notificação recebida da Receita Federal de auto de infração de R$ 3,629 bilhões, a respeito de recursos creditados em suas contas correntes no ano calendário de 2012, segundo fato relevante assinado pelo presidente da companhia, Vladimir Ranevsky. Procurada pela reportagem, a PDG não se manifestou.

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 09:44

    Saiu o cronograma do saque do FGTS.

    Vamos ajudar a reduzir a grana disponível pro governo usar.

    Dinheiro extra

    Economia 14.02.17 10:33
    Você já deve ter visto, mas o cronograma dos saques do FGTS foi divulgado hoje:

    10 DE MARÇO – Para quem nasceu em janeiro e fevereiro

    10 DE ABRIL – Para quem nasceu em março, abril e maio

    12 DE MAIO – Para quem nasceu em junho, julho e agosto

    16 DE JUNHO – Para quem nasceu em setembro, outubro e novembro

    14 DE JULHO – Para quem nasceu em dezembro

    O governo conta com esse dinheiro para aumentar o PIB de 2017 em 0,5%.

    2+
    • avatar
  • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 09:51

    OFF #chupa grevistas criminosos

    ONTEM falei que o motim da PM pode gerar penas de 20 anos de cadeia+expulsão e etc

    HOJE outra notícia boa, do pessoal da USP preparando um movimento
    USP Livre

    “O ESTATUDO DO DESARMAMENTO CHEGOU AO FIM!”
    “Preparem-se para uma verdadeira guerra” – Benedito Gomes Barbosa Jr.
    Liberdade e segurança para o povo. Não existe tirania com população armada e segura. As maiores regimes autoritários surgiram no vácuo da falta de proteção proporcionado pelo desarmamento dos cidadãos. O governo, sozinho, é incapaz de garantir a tranquilidade e a paz para todos os indivíduos ao mesmo tempo, seja na sua casa ou na rua. Não ao monopólio da segurança.
    #Euqueromedefender
    https://noticias.uol.com.br/…/apos-dilma-movimentos-agora-q…

    Após Dilma, movimentos agora querem derrubar Estatuto do Desarmamento
    O fim do Estatuto do Desarmamento como forma de tirar do Estado o “monopólio da segurança” e permitir ao cidadão, ainda que sob regras, a posse de armas,

    33+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Juros Lover BSB-BH 14 de fevereiro de 2017 at 10:01

      A ideia é bonita e na teoria seria ótimo cada cidadão se defender…Na pratica se armarem nossa população, cuja maioria é de dementes, vai ser bang bang todo dia toda hora…Em seis meses voltarão atrás e vao proibir de novo…

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:19

        é verdade esse é o efeito sim
        se a população puder se armar, a maioria de dementes vai tentar se defender, uns vão conseguir, outros não
        pelo menos estaremos em situação de igual para os bandidos, esses sim seres calmos plenos e sensatos que só querem o bem.

        38+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 10:26

          Lucas,

          A população inteira não vai se armar. Serão exigidos exames de aptidão técnica e psicológica que são caríssimos. A única coisa que não vai mais ter é a possibilidade da autoridade negar o porte ainda que o pretendente seja habilitado em todas as etapas. A galera não vai sair por aí comprando armamento e munição como se estivesse nos EUA.

          Abaixo você pode ter mais informações a respeito do que é o Projeto de Lei 3.722/2012.
          http://www.deputadopeninha.com.br/placar-pl-3722

          Aqui você tem o inteiro teor
          http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=541857

          Vale a pena também acompanhar o que informam o Benedito Barbosa e o Movimento Viva Brasil, além do defesa.org

          Muita atenção porque a imprensa e a esquerda vai jogar duríssimo com mentiras e falsos dados.

          20+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:34

          Este era um dos meus temores, em 2012, daí decidí botar o pé na estrada.
          Não valia a pena no meu caso ficar no bananistão com uma qualidade de vida de m…
          Creio que teremos os cenários todos do apocalipse moderno em diversas intensidades e misturas dependendo da região onde morar.

          Mad Max
          Apocalypse Now
          Good Morning Vietnam
          Walking Dead
          The Blob
          Django, o original de 1966.
          Terminator

          Enquanto isto na sede da pé de gesso….
          https://www.youtube.com/watch?v=TdUsyXQ8Wrs

          4+
          • avatar
      • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 10:21

        Não procede.

        Até 1997 nem crime era portar uma arma ilegalmente, e nem por isso havia esse bang bango todo. Cuidado porque nem sempre a narrativa que impera no ar é a narrativa correta. Pelo contrário, tudo piorou muito a cada vez que aumentaram as restrições de armamento civil, desde a chegada da esquerda no poder.

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:30

          eu respondi no estilo TRUMP
          vai ter bang-bang sim, E FODA-SE pq agora é o bandido que vai MORRER

          22+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:35

            “Serão exigidos exames de aptidão técnica e psicológica que são caríssimos”

            Onde isto, no Brasil???
            Faz me rir 😀

            2+
            • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:40

              Não se consegue nem fazer um teste básico provando que você não é um retardado completo e pode dirigir um carro no bananistão sem que exista corrupção e todo tipo de falcatrua.
              A turma que faz psicotécnico para motoristas vai fazer um cusinho de final de semana e se tornar apta a certificar que um pacato cidadão bananence está apto a portar um 38.

              Louro, ainda não sei se você é um otimista ao extremo ou está zoando com a nossa cara
              😀

              2+
              • avatar
              • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 10:41

                Como disse, você não sabe do que tá falando.

                12+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 10:44

                  E, de qualquer forma, a maneira correta de combater corrupção é prendendo os corruptos, não limitando o meu acesso e o de outros ao armamento.

                  12+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:51

                    perfeito
                    Não se justifica um crime com outro crime
                    nem se condena por antecipação

                    tem gente que usa moto pra roubar
                    vamos proibir as motos?

                    16+
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
            • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 10:40

              Você obviamente não sabe do que fala… Tenta tirar a simples autorização pra comprar uma arma pra você ver se o que você está dizendo é real.

              5+
              • avatar
              • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:46

                Como vai fazer isto funcionar para milhões de pessoas?
                Vai ter que passar a legalizar casas de armamento e profissionais para dar conta da demanda se a lei mudar.
                Ou não?

                3+
                • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:47

                  Quer dizer então que as armas estarão limitadas aos ricos e ungidos de alguma maneira?
                  O pacato cidadão que se f…

                  Qual a mudança em relação ao que temos hoje?

                  2+
                  • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:50

                    são os caras da USP que estão propondo ssio Carlos
                    vai me dizer que vc é melhor que eles???

                    6+
                    • avatar
                    • avatar
                    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:55

                      Lucas, não estou falando que sou melhor do que eles, estou apenas pensando no lado prático, queria mesmo que isto desse certo.

                      4+
                      • avatar
                    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:12

                      são so doutor da usp mano calros
                      se lig aaí pô
                      vai discutir? os caras são genio

                      7+
                      • avatar
                      • avatar
                • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 10:58

                  Não precisa de nenhum tipo de planejamento. O mercado atenderá a demanda, se não for impedido. Novamente, não tem nada a ver com milhões ou bilhões de pessoas. Tem a ver com liberdade pra quem quiser ou não ter arma.

                  8+
                  • avatar
                  • avatar
                  • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:07

                    Concordo contigo Louro, só não quero estar perto durante o período de ajuste 😀
                    Eu sou libertário mas não acredito em soluções fáceis nem mágicas.
                    Espero francamente que os otimistas estejam certos, tenho amigos e família no Brasil, e tem muita gente boa na Brasil que mereçe uma vida melhor.

                    2+
        • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 10:35

          até os anos 80 era muito comum andar armado. Eu tinha um tio que andava armado, chegava na minha casa e tirava a arma, deixava guardada. Os índices de criminalidade eram muito menores (não só por conta disso). Peguem índices de armamento da população na Suíca, em estados americanos como Texas etc. Aliás essa é uma comparação interessante: relacionar os índices de criminalidade nos EUA por estados x política de armamento da população, a correção é inversa.

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:40

            nos anos 80….

            0
            • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:44

              Só uma das diferenças entre 1980 e 2017…

              Em 1980 não se tinha esta orda de deliquentes resultado de famílias disfuncionais, boa parte criado sem a presença do pai ou figura masculino e que hoje lota as cadeias e achaca os cidadãos nas ruas.
              Se usava arma de fogo raramente em 1980 para crimes comuns, era coisa de roubo a banco por exemplo.

              5+
              • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 10:46

                Mais uma prova de que o desarmamento não funcionou. Bandidagem armada até pra roubar bala de loja. E governo querendo impedir as pessoas comuns de terem armas…

                9+
                • avatar
                • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:49

                  Pessoas comuns com muito dinheiro e meios pois segundo você mesmo o processo vai ser complicado e caro.

                  3+
                  • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 10:56

                    Se você acha que lojistas não tem condição de fazer o processo de posse de arma e comprar uma pistola de 3k pra defender a loja, aí não fui eu quem disse.

                    O processo já é complicado e caro. E continuará sendo. O que tô querendo dizer é que não é qualquer despreparado que vai conseguir obter uma arma pra andar na rua.

                    3+
                    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:58

                      Mas aí como teremos uma “massa crítica” suficiente de pessoas armadas que possa fazer o crime recuar?
                      Entendo o problema da qualidade mas tenho dúvidas quanto a proporcionar quantidade com qualidade.

                      2+
                    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:04

                      não é massa critica
                      é o benficio da duvida do cidadão comum
                      o ladrão nao sabe,
                      no meu condo por exemplo temos 2 militares e um civil armados, eles e as esposas e ainda temos milicia armada do lado de fora
                      só isso dar uma bela tranquilidade em todo mundo, a sensação aqui é outra

                      capaz que se eles se mudarem eu tbm vou emobra

                      12+
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
              • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 10:52

                O chiliquinho que você teve com o alexny no tópico passado foi a gota dágua para mim. A partir daí não respondo seus comentários.

                4+
                • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:53

                  Tá com dózinho do amiguinho trumpete?
                  Não chora não nenê, tô bonzinho hoje 😀

                  2+
                • alexny 15 de fevereiro de 2017 at 13:56

                  seria interessante o dono deste blog colocar uma ferrramenta de filtro , varios contribuintes aqui sao bem informados , alguns puro ego e desinformacao , no brasil tem muito disso , ja colaborei para uma empresa que queria contratar brasileiros para terminar um projeto de software , participei da entrevista com varios , ficamos impressionados como 99% deles nao sabiam 5% do que falavam que sabiam, seus curriculos eram impressiontes “todos sabiam tudo” , incluindo falando q eram fluente em ingles e nem isso era verdade.

                  a fase “Jack of all trades, master of none” , parece que foi feita sobre medida para muitos no brasil, este coitado do carlos eh tipico.

                  1+
          • O Cramulhao de FHCigienopolis45 14 de fevereiro de 2017 at 21:37

            Eu sou libertário, mas não tenho opinião formada a respeito.

            Só sei que os países mais seguros do mundo proíbem portes de arma : Irlanda, Inglaterra , alemanha…
            Alias, antes de morar na Inglaterra, morei na Irlanda e era uma paz abusrda…todas as brigas eram só resolvidas na porrada. Nada de arma. Taxa de homícidio de 1/100k , ou seja: 5 vezes menor que nos EUA, onde há posse de armas…

            Fica aí a análise. Prefiro a dúvida do que a certeza irracional.

            2+
            • avatar
      • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 10:33

        na verdade são discussões diferentes. Uma coisa é você dar o direito ao cidadão que quiser e estiver minimamente preparado para tal se armar. A outra é estimular ou achar que todo mundo tem que fazer isso. E também não precisa ser 8 ou 80. Hoje estamos no 8; os defensores do desarmamento forçaram a barra para fazer um referendo, achando que ganhariam e assim justificariam uma lei rígida, e perderam. Mas que acontece na prática é que o resultado do referendo foi jogado no lixo. É praticamente impossível obter porte de arma legal hoje no Brasil e não ser nas exceções específicas previstas. Acho que a maioria não quer uma liberação irrestrita, embora a verdade prática é quem quer comprar uma arma (ilegal) compra muito fácil. Essa barreira às armas legais é apenas um ilusão. E sim, se mudar essa cultura (de que andar armado é um absurdo etc), e digamos só 3% da população andar armada, pode ter certeza que bandido vai ter muito mais medo. Por ex num arrastão de carros no congestionamento basta um armado num conjunto de 30 carros para causar um estrago grande nos bandidos.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:49

          tem que mandar bala pra todo mundo mesmo
          porque mesmo o cara demente que comprou um exame ele ainda é melhor que o bandido
          se vc não provocar os dementes não vai te acontecer NADA
          quem se preocupa com isso é bandido

          10+
          • avatar
          • avatar
          • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 10:51

            Justamente véio, porisso me mandei antes de virar bang bang 😀

            1+
            • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:58

              kkk
              onde vc tá?
              se for nos eUA seu modo de pensar vai te atraplahr no convicio social
              eu se fosse vc dava uma cleanada na mente

              3+
              • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:02

                Juro que não entendí…
                Justamente nos EUA, provavelmente o país mais diverso do planeta e onde praticamente qualquer pessoa encontra um canto onde possa de identificar.

                3+
                • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:04

                  qual cidade?

                  1+
                  • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:11

                    Ainda não estou entendendo como isto pode me prejudar no convívio social meu caro Lucas.
                    Sempre conviví com todo tipo de gente na boa, e cada tipo que você tb deve conhecer 😀

                    2+
      • tmarabo 14 de fevereiro de 2017 at 10:52

        não haverá bang bang quando o criminoso não sabe se a vítima está armada ou não.
        “ah, mas vão se matar em discussões de trânsito”. no uruguai a maioria dos carros têm uma arma no porta luvas e por isso ninguém inicia uma discussão de trânsito rsrsrsrsrs também, não é conveniente arrombar uma casa por lá com gente dentro, o risco de tomar tiro é enorme.
        enquanto no brasil os bandidos têm armas o quanto quiserem e até preferem invadir a casa com gente dentro pois fica mais fácil de revelar onde estão os bens valiosos.

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:01

          isso de ter arma no carro pra mim não faz o menor sentido
          sou a faor do armamento mas no carro ela vai desmontada e desmuniciada

          no carro vc vai fazer o que com a arma?
          nem se vc for o the flash vc consegue reagir
          e pra quê? um carro?
          seguro é muito +barato que o risco
          inda mais no transito loco do BR

          *execto pra caminhoneiro de estrada

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 11:39

            o risco do carro não é levar o carro. Isso é o de menos. É de te roubarem e te matarem. Ou sequestro relâmpago. Numa cidade como SP o risco que você mais corre é no carro. Nos últimos 3 anos tive 2 conhecidos (não tão próximos) baleados em assaltos no trânsito. Não, eles não reagiram. Ainda assim foram baleados. Graças a Deus ambos estão bem.

            5+
            • avatar
          • tmarabo 14 de fevereiro de 2017 at 14:16

            eu só citei o exemplo do uruguai, país mais armado do continente e com taxas baixíssimas de homicídio e de invasão de residências.

            não corremos o “risco” de ter pessoas com armas no porta luvas, isto sequer está em discussão. o que se quer é flexibilizar a possibilidade de as pessoas ter armas em casa ou no trabalho (a chamada POSSE), o TRANSPORTE continuará sendo feito com ela desmuniciada e dificilmente se terá o PORTE de armas (isto é, carregar a arma municiada, “trazê-la consigo” municiada.).

            2+
        • Rene Fraçoá 14 de fevereiro de 2017 at 11:01

          Eu sou a favor de usar um “freio de mano” no carro, mas….me preocupa a perda de milhares de Programadores,, pintores, e demais profissões por qualquer motivo.

          Discussão por duas cervejas termina em morte de pintor de carros no Petrópolis
          João Lúcio da Silva acabou sendo baleado, por engano, após discussão entre o ex-cunhado dele e cliente de bar.

          Motivo banal: por causa de copo de cerveja em cima de carro, homem é morto com tiro no tórax
          O tiro que matou o programador Jonismar Silva, 42, foi disparado pelo cabo da PM durante uma churrascada com os amigos, no último sábado (23). Na fuga, o policial ainda atropelou um sargento da 12° Companhia Interativa Comunitária (Cicom)

          2+
          • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:09

            seu exemplo é ruim
            o PM já anda armado, estamos falando dos civis, no caso se a vítima puder tero direito de ter arma o PM agiria +pianinho invés de dar uma de machão
            sendo otimista, um matava o outro e tinhamos 2 bandidos a menos

            16+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Rene Fraçoá 14 de fevereiro de 2017 at 11:33

              Boa veio

              2+
          • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 11:49

            René, entendo o seu argumento, mas esse é o tipo de falácia espalhada nos últimos 20 anos que precisamos combater. Veja bem, qualquer um consegue comprar uma arma. Se você de repente um dia acordar e quiser, e cag* pro fato de que vai ser ilegal, em 2 dias perguntando você compra. Nas favelas então (desculpem o politicamente incorreto) isso cai para 3 horas. Então a restrição de compra de armas legais só restringe o cidadão cumpridor de leis (e contamina a filosofia da sociedade a respeito, onde o senso comum é que sequer considerar comprar uma arma ou andar armado é o absurdo dos absurdos). O problema de gente despreparada e/ou ma-intencionada andando com armas por aí já existe, o Brasil tem quase 70 mil homicídios / ano (numa taxa notadamente crescente dos anos 90 para cá). A mudança da legislação visa justamente tornar o cidadão cumpridor de leis um pouco mais apto a, se quiser, poder armar-se também sem infringir leis.

            8+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 19:47

            Eu analiso isso diferente, para mim a notícia é essa: Programador e Pintor foram mortos por pura covardia, já que os assassinos tinham CERTEZA que não portavam armas de fogo para se defender, graças ao nosso Estatuto do Desarmamento.

            2+
          • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 19:57

            E ainda tenho um causo pra te contar: Uma vez um conhecido meu que tinha tido uma briga/discussão feia com outro conhecido meu num jogo de bola, falou pra mim uns dias depois que uma hora ia pegar ele numa quebrada e ia meter bala, aí eu disse: Rapaz vai, mas, vai com vontade, porque ele anda com uma .357 e se ele tiver oportunidade vai ficar pequeno pra você viu, porque ele ainda atira bem. Não precisa nem dizer né que o cara nunca mais falou no assunto kkkkk. Porque nego só é macho na VANTAGEM, pode ficar tranquilo que mais arma = mais respeito, inclusive com mulher e velho no trânsito.

            3+
            • avatar
            • avatar
      • Leonardo M. 14 de fevereiro de 2017 at 14:18

        Escuto isso desde 2003
        Antes milhões de brasileiros tinham armas e não existia Bang Bang na rua, pq será?

        8+
      • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 19:27

        Não confunda burrice com loucura. Nossa população não é diferente da de nenhum lugar do mundo. Aqui em SP quando foi criada a guarda de muralha nos presídios, tinha gente falando o mesmo que você: “meu Deus vai ser um desastre, vão tirar os PMs e vão colocar agentes penitenciários, eles só vão fazer cagadas e vão matar todo mundo ooooó” E hoje são considerados MELHOR que a PM, raríssimas fugas, o primeiro helicóptero que tentou resgatar presos levou tanto tiro que não decolou mais, foi retirado desmontado e ainda assim não mataram o piloto. Policiais, NÃO são melhores que nenhum cidadão, aliás eles eram cidadão até ontem. Você “pensa” que não existe cidadão armado por aí hoje? Sim amigão, existe 11 milhões de cidadadoes brasileiros armados neste exato momento e nem por isso tal “massacre” está acontecendo, aliás, o único massacre acontecendo é o executado por criminosos.

        3+
    • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 10:59

      Nunca ouvi falar de algum país ou estado que ocorreu um aumento de criminalidade após a liberação do porte de armas, mas de locais onde a criminalidade caiu após a liberação, tem um monte.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:01

        ah matematica sua linda

        6+
        • avatar
      • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:03

        Quais são seus exemplos?
        Como eles se comparam ao Brasil?

        1+
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:13

          venezuela e cuba é um bom exemplo,
          desarmaram o povo agora o governo assassina a população a vontade
          ladrão entra na loja pega o que quer vai embora na boa
          na russia e ucrania trocentos anos atrás tbm foi assim

          8+
          • avatar
          • avatar
          • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:20

            Entendo isto e até o fundamento da 2a emenda da constituição americana, pôder emana do povo e este mesmo povo deve deter os meios de destruir aquilo que o ameaça incluindo-se aí outros povos, a monarquia ou o seu proprio governo.
            Não se preocupe, vivo esta tradição “revoltosa” dos ingleses todos os dias e adoro isto.
            O fato que me preocupa e quem em minha opinião pessoal diferencia o Brasil é a nossa pouca capacidade de união e a evidente falta de um ideal daquilo que seja um país chamado Brasil entre os brasileiros.
            Tenho a impressão que se precisa de um certo norte mesmo que fraquinho.

            3+
        • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 12:18

          Carlos

          Casos concretos
          Inglaterra = aumento de 25% nos homicídios e 35% nos assaltos a residências após a proibição de posse de armas em 1997
          Texas = quantidade de crimes praticamente zerou após a permissão de posse ostensiva de armas em 2016 (apesar que já era uma das mais baixas do mundo)

          GRÁFICO DE CORRELAÇÃO ESTATÍSTICA ENTRE HOMICÍDIOS X LEGISLAÇÃO NO EUA

          GRÁFICO SOBRE DIMINUIÇÃO DE HOMICÍDIOS X AUMENTO DE POSSE DE ARMAS DE FOGO NO EUA

          GRÁFICO DE 30 ANOS DEMONSTRANDO QUE CRIMES NA INGLATERRA SOMENTE AUMENTARAM APÓS PROIBIÇÃO DE POSSE DE ARMAS

          Referências
          http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1974
          http://pt.slideshare.net/HDDOSLIVROS/mentiram-para-mim-sobre-o-desarmamento-flavio-quintelabene-barbosa
          https://direitasja.com.br/2014/10/13/inglaterra-autoriza-legitima-defesa-e-uso-de-armas/
          http://noticias.terra.com.br/brasil/referendodesarmamento/interna/0,,OI712994-EI5475,00-Crime+com+arma+aumenta+apesar+de+probicao+inglesa.html

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 12:22

            Se não é em flor, então o gráfico não tem criatividade

            12+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 12:22

              Ops, credibilidade*

              6+
              • avatar
              • avatar
            • Minino do TI 14 de fevereiro de 2017 at 12:30

              Faça amor. Não faça a guerra.
              Mais flores, menos trendlines pfvr

              4+
              • avatar
          • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 12:31

            Bibliografia para estudo sobre o tema ARMAMENTO CIVIL:

            1. Violência e Armas; Joyce Lee Malcom
            2. Preconceito contra as armas; John Lott Jr.
            3. Mais armas, menos crimes?; John Lott Jr.
            4. Mentiram pra mim sobre o desarmamento; Flávio Quintela e Bene Barbosa
            5. Estudo da universidade de Harvard: http://www.theacru.org/harvard_study_gun_control_is_counterproductive/
            6. Reportagem sobre o item 5: https://www.epochtimes.com.br/direito-posse-de-arma-reduz-criminalidade-afirma-harvard/#.WKMv2tIrIdU
            7. Blog do Bene Barbosa, onde diariamente ele demonstra que o armamento civil é benéfico para a segurança pública: http://www.cadaminuto.com.br/noticias/editoria/bene-barbosa

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 12:46

            Conheço estes casos, estou apenas argumentando sobre a validade deles no caso do Brasil e até qual ponto, não podemos comparar o Brasil com a Suiça por exemplo.
            Se a aplicabilidade for boa seria realmente ótimo, gostaria de algo mais próximo da nossa realidade mas não sei como e com que intensidade este tipo de diferença pode se aplicar no caso.
            Estou apenas aprofundando a discussão, ótimo que postou dados, agora podemos prosseguir.

            3+
            • tmarabo 14 de fevereiro de 2017 at 14:22

              aqui é um país realmente diferente, pois não há desarmamento da população, apenas houve o desarmamento daquelas pessoas que jamais cometeriam crimes com as armas (apenas as usariam como defesa).
              isto é, se for aprovado o armamento com todos os cuidados que se propõe, o que se terá é exclusivamente um aumento do número de armas nas mãos de pessoas que jamais intencionariam cometer crimes com elas.

              14+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 22:03

                Nossas leis tem uma pessima qualidade, a pena para apreender um fuzil nas mãos de um bandido foragido OU apreender um revolver .22 desmuniciado nas mãos de um cidadão sem antecedentes, É A MESMA

                5+
  • Lord of All 14 de fevereiro de 2017 at 09:57

    Por existirem muitos Thiagos e Fernandos por aí, que afundam agarrados ao barco, é q ainda continuo ganhando uns trocados com a renda variável.

    PME = paguem minhas especulações.

    7+
    • avatar
    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:21

      são maioria
      pega a audiencia dum site VIVA REAL
      são milhões de clicks por dia
      aqui o contador nunca passou de 300, acho que só quando sortearam o livro que aliás ganhei um

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • na_cloaca_do_fernando 14 de fevereiro de 2017 at 22:10

        O Boss poderia criar o Troféu Gráfico de Flor pra movimentar o blog. O Troféu premiaria a maior fernandice do ano.

        3+
    • Fernando 14 de fevereiro de 2017 at 18:23

      Eu não estou afundando. Aonde estou afundando? Só se for na minha piscina coberta aquecida…
      Do resto, só vejo ganhos… todos os meus investimentos deram lucro, inclusive o meu imóvel, que aliás uso para morar…
      Vcs gostam de pagar aluguel? De fazer mudança? De pagar seguro fiança? Eu detesto.

      6+
      • avatar
      • Lord of All 14 de fevereiro de 2017 at 19:44

        Está sim, só não percebeu ainda.

        6+
      • na_cloaca_do_fernando 14 de fevereiro de 2017 at 19:55

        De novo o papinho de motumbado.

        5+
        • avatar
        • Fernando 14 de fevereiro de 2017 at 22:20

          O maior motumbado do ano é quem aplicou em dólar na latinha que avoa….

          11+
          • avatar
  • Libertario 14 de fevereiro de 2017 at 10:44

    Parece que foi ontem….

    A reconstrução sem fim da PDG
    http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/negocios/20170120/reconstrucao-sem-fim-pdg/451887

    Agora tem mais a multa da Receita.

    7+
    • avatar
  • Cajuzinha 14 de fevereiro de 2017 at 10:52

    Em praticamente todas as ruas do Vieiralves, incluindo as principais, como a João Valério, há imóveis vazios – fotos: Márcio Melo

    Ao menos 30% dos estabelecimentos comerciais do Vieiralves, na Zona Centro-Sul, fecharam ao longo de 2016. A região agora possui um estoque de 150 imóveis comerciais – prédios ou salas vazias -, disponíveis para venda ou aluguel, conforme dados do Sindicato dos Corretores de Imóveis do Amazonas (Sindimóveis-AM).

    De acordo com especialistas do mercado imobiliário, o fechamento é reflexo da recessão que atinge o país. Além disso, o preço elevado que é cobrado pelos donos dos imóveis dificulta o aluguel dos pontos comerciais nesta área da cidade.

    alguns empresários chegam até a baixar o preço do aluguel para não perder o inquilino, mas ainda assim, não conseguem manter a demanda.

    A estimativa da entidade é que há, aproximadamente, 150 imóveis comerciais vazios no Vieiralves, sendo que 60% deles, ou seja, 90 estabelecimentos, estão disponíveis para aluguel, enquanto o restante é ofertado para a venda.

    “Desde 2015 que esse movimento está acontecendo, mas, em 2016, vimos mais lojas fecharem. Até abre algumas, mas depois de uns três meses acabam fechando novamente”, finalizou.

    Proprietário de vários imóveis no Vieiralves, um empresário que pediu para não ter o nome identificado afirmou que nunca viu uma situação de crise tão grande como a atual. “Antes, tínhamos mais facilidades para alugar os imóveis no Vieiralves, porém, hoje, a realidade é outras, e os pontos comerciais permanecem por longo tempo ociosos”, afirmou.

    http://www.emtempo.com.br/empresarios-desistem-de-investir-no-vieiralves/

    5+
    • avatar
    • avatar
  • fanfarraum 14 de fevereiro de 2017 at 10:53

    @to bolhado: “até os anos 80 era muito comum andar armado. Eu tinha um tio que andava armado, chegava na minha casa e tirava a arma, deixava guardada. Os índices de criminalidade eram muito menores (não só por conta disso). Peguem índices de armamento da população na Suíca, em estados americanos como Texas etc. Aliás essa é uma comparação interessante: relacionar os índices de criminalidade nos EUA por estados x política de armamento da população, a correção é inversa.”

    http://www.livescience.com/39754-states-with-more-guns-have-more-homicides.html

    6+
    • avatar
    • avatar
    • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 11:41

      vou dar uma olhada depois. Estudei esse assunto mais profundamente uns 3 anos atrás. A correlação era impressionantemente inversa entre criminalidade de forma geral. Não tenho as fontes de cor para passar agora. Talvez em estados com mais armas o número de homicídios com armas de fogo possa ser maior, o que, convenhamos, faz sentido. Mas a criminalidade como um todo era em grande parte bem menor.

      5+
      • avatar
  • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 10:54

    Vejam que notícia, se o RJ aceitar todas as condições do governo federal, em 10 anos ele chegará ao fundo do poço.

    Cálculos do Tesouro apontam que RJ demoraria dez anos para encontrar estabilidade
    Isso se deixar de conceder aumentos, elevar contribuição previdenciária dos servidores e vender a Cedae

    http://epoca.globo.com/politica/expresso/noticia/2017/02/calculos-do-tesouro-apontam-que-rj-demoraria-dez-anos-para-encontrar-estabilidade.html

    11+
    • avatar
    • avatar
    • MINEIRO SPY 14 de fevereiro de 2017 at 11:00

      Maioria lacrou cabral, paes…lembrando que houve brizola, benedita, maia, etc. É uma sequência catastrófica sem fim. Não precisa ser vidente para saber onde ia desaguar. Que o RJ se alinhe ao que realmente é – um estado em colapso e guerra civil.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Ilusionista 14 de fevereiro de 2017 at 12:39

        por isto já estão enviando as forças armadas em peso para lá, desculpa das manifestações das esposas de Pms ou carnaval não cola muito.
        Em poucos dias começam as votações na AL RJ, praticamente dobrando o desconto da previdência para todos os FPs, aquilo vai ferver….

        17+
        • avatar
        • avatar
      • tmarabo 14 de fevereiro de 2017 at 14:24

        mas será que o Maia não seria o contrário dos demais citados? me parece que sim.

        4+
        • avatar
  • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 10:57

    AlexNY ainda por aqui?
    esquecide comentar ontem, n sei se te passou despercebido naquele video algo muito importante
    a mulher falando que lá é fácil arrumar emprego, pelo face ela encontra na hora.
    isso quer dizer, já estão em pleno emprego
    isso quer dizer TRUMP e suas medidas serão inflacionárias
    isso quer dizer PMI

    go TRUMP
    (n sei se pelos mesmos motivos, mas tamo junto fechado, closed, is we on the tape bro)

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:00

      Positivo véio, muitas apostas em inflação crescente nos EUA neste e nos próximos anos.

      2+
      • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:10

        que estado?
        seu esquerdista dos infrnos rsrs, ironia

        3+
        • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:13

          Acompanho talk shows e de conversa com gente que sabe das coisas, eu sou um zero a esquerda em economia, mas este pessoal sabe.
          E pelo que me lembro esta bola já estava sendo cantada desde a metade de 2016.

          1+
          • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:17

            prometo que não te deduro seu ilegal
            fala pelo menos a costa

            6+
            • avatar
            • avatar
            • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:23

              Não sou ilegal e nem estou nos EUA, estou na Austrália desde 2012, até pensei que soubesse, acho que não particiou de algumas discussões aqui mesmo antes da cisma 😀

              3+
              • avatar
              • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:25

                Aquí é muito pacato mesmo, quase uma roça, tanto que acompanhos a política americana em busca de alguma emoção 😀

                4+
                • avatar
                • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:31

                  brisbane X perth
                  australia é enorme cara

                  3+
                  • avatar
                  • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:36

                    Já tá querendo saber demais, sou maroon desde criancinha agora…

                    Mudando de assunto, lí um artigo muito interessante hoje de manhã falando das políticas de Trump e da bem provável crescimento da inflação na bang-bang landia mas não consigo encontrar o maldito.

                    2+
                    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:55

                      deu trabalho seu yabie, mas pesquei (eu acho?)

                      enfim, trump não é tão idiota assim
                      ele vai apertar dum lado, vai ter que abrir do outro, senão vai faltar faxineira e esse robozinhos aspirador ajudam mas não resolvem tudo
                      por exemplo facilitar pela legalização dos imigrantes

                      eu sou desses que não lê a mídia nem redes,
                      exceto para ver o que aconteceu de fato e ainda duvidar até das imagens
                      prefiro fazer por mim mesmo
                      minha propria produção de conhecimento

                      mas o FED a gente tem que se por na pele deles
                      eles lidam com expectativas
                      e quando muita gente pensa igual, mesmo que o pensamento seja errado
                      eles vão ter que agir pra segurar essa manada

                      em agindo, o dolar voa pra lá
                      este duplo efeito gera juros maiores, lá e cá
                      ou pelo menos frea a redução daqui
                      isso sem comprometer a recuperação
                      teremos bons anos pela frente

                      5+
                      • avatar
    • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 11:43

      lembro que inflação baixa (medo de deflação) era uma preocupação importante do FED nos últimos anos. Inclusive essa foi (alegadamente) a maior razão para o FED ter demorado tanto a aumentar os juros, eles estavam esperando a inflação se aproximar mais da meta de 2%aa para poder aumentar juros.

      1+
    • alexny 14 de fevereiro de 2017 at 16:02

      Lucas , este povo cria muito mais inflacao do que aliviam com seu trabalho , imagine que esta mulher precisou de servicos publicos incluindo , nutricionista , medicos , alimentos , escola ,ela teve coragem de tirar um cartao que eh para mendigos praticamente , ela fez isso mentindo que o marido nao trabalha qando na realidade ele trabalha por cash , nao paga imposto , eh o caso de muitos brasileiros , aqui e na Australia/EU , tirando eles do sistema o povo local pode pagar bem menos em plano de saude / impostos/seguros ,

      metade dos brasileiros aqui (e na australia) podem ja neste momento ser substituidos por uma destas

      https://www.amazon.com/Landroid-Robotic-Mower-28-volt-WG794/dp/B00SJEUFF4

      3+
      • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 21:37

        Eu acho que certo tá o Japão, que deixa imigrante entrar para trabalhar por prazo certo e de forma muito bem organizada, e principalmente, acabou o prazo rua.. eu sinto muito, mas, essa gente ilegal é tudo gente sem estudo, sem profissão e sem coragem de lutar pelo seu lugar ao sol. É gente tão burra e fracassada que ainda não entenderam a lógica da frase: “a grama do vizinho é sempre mais verde”. Trump (nesse ponto) está certo, tem que acabar com ilegal e fomentar AINDA MAIS o LEGAL que este sim ajuda o País, e tem um monte de estrangeiro (até brazuca) nos EUA que entram pela porta da frente com visto e tudo certinho, mas, é tudo gênio, gente estudiosa e capacitada. O Brasil espero que vá pelo mesmo caminho, senão a indiarada da Bolívia vai tomar SP,

        3+
        • avatar
        • alexny 15 de fevereiro de 2017 at 10:50

          Exato , esta conta ja foi feita por trump , o politico que quer o bem do pais corta esta onda de ilegais , os democratas aqui queriam permanecer no poder , liberar para um monte de ignorantes de terceiro mundo entrar fazia parte deste plano , inclusive quando ilegal tirava carteira de motorista durante o governo obama eles eram instruidos a registrar para votar ,
          brasil estava na lista de paises favoraveis a isso , um povo que elege tipos como do PT por tanto tempo eh perfeito para mudar a direcao de um pais bom e destruir tudo.

          1+
  • Julius 14 de fevereiro de 2017 at 11:01

    Pesquisa no Google:
    “a hora de comprar imóvel é agora”
    Aproximadamente 2.130 resultados
    Agora vai!

    6+
    • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 11:12

      O mercado está estável, como sempre

      3+
      • Observador 14 de fevereiro de 2017 at 11:17

        Dona Marisa também ficou estável por vários dias!

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:27

          E a PDG está estável no momento, entubada e em coma induzido 😀

          8+
          • avatar
          • avatar
    • From_The_Tower 14 de fevereiro de 2017 at 11:27

      Comprem !!!! Comprem !!!

      3+
  • From_The_Tower 14 de fevereiro de 2017 at 11:28

    Dólar 3,10
    Vai ser uma boa briga até chegar aos 3,00.
    Dólar futuro abriu com forte queda. Agora corrigiu um pouco.

    3+
    • From_The_Tower 14 de fevereiro de 2017 at 11:28

      Dólar cuspido ao ATM do Santander 3,25 (CET)

      1+
      • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:36

        zerei o cambial faz umas semanas,d evia ter zerado antes
        só agora de uns meses pra cá estou realmente me tocando analisando direito a situação
        dolar vai descer ainda mais e o FED vai elevar o PMI

        minha duvida é um caraminguá que tenho numa renda perfilada que mistura variavel, cambial e fixa é uma previdencia
        pretendo mudar prum perfil mais fixo, a questão é quando?
        palpites?

        3+
        • alexny 14 de fevereiro de 2017 at 16:56

          lucas , o real continua sendo mantido forte artificialmente pq todas as grandes empresas/cidades/estados fizeram grandes dividas em dolar quando estava nos 1.50 sem qualquer hedge , se deixar no valor real que seria uns 7 o pais implode.
          o governo acha que vai melhorar por si proprio ,nao vai , o fluxo de dolar nestes ultimos meses para o brasil foi 99% especulacao
          o BC do brasil esta mantendo a forca o real no mesmo patamar e o juros alto para atrair carry trade e empurrar com a barriga a crise q soh vai piorar , acredite , o brasil esta como um paciente com morte cerebral mantido vivo por artificios esperando um milagre.

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 21:46

            Rapaz, to com você! Eu acho que o Brasil NÃO tem como sair dessa sinuca de bico, eu apostei 75% do meu capital em dólar, sentei e vou esperar. Eu sou comerciante é por isso eu torço pro Temer tirar um coelho da cartola, (a liberação do fgts foi boa ideia), mas, se ele não conseguir (o que eu acredito) eu ganho no câmbio.

            2+
            • alexny 15 de fevereiro de 2017 at 12:52

              pois eh , e este dinheiro do fgts vai para pagar juros de dividas soh, na maioria dos casos,

              0
    • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 11:44

      to abrindo conta na interactive brokers. quero ver se faço a transferência por volta dos 3. No longo prazo é um bom preço.

      1+
  • From_The_Tower 14 de fevereiro de 2017 at 11:29

    DOW 30
    2009: 7.062 pontos
    2017: 20412 pontos

    2+
  • From_The_Tower 14 de fevereiro de 2017 at 11:34

    Dólar australiano 2.38
    Libra esterlina caiu de 6,00 para 3,87

    Eu si divirtu ! Sempre tem oscilação no mundo.

    3+
    • avatar
    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:37

      Batedeiras de juros a todo vapor 😀

      2+
    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:40

      te prometi continuar aquela série sobre o pdoer cognitivo
      olha como são as coisas, fui estudar um pouquinho, entrei num grupo de médicos de alto QI e agora estamos voando longe
      capaz de sair alguma linha de pesquisa para cura dali, tô falando de doenças tratávies mas incuráveis, achamos uma correlação de pirar o cabeção from
      engraçado né, vc quer ajudar alguém, acaba ajudando a gente mesmo, eu sofro aí dum grupo de sintomas, enfim pessoal.
      bem, no meio do caminho encontrei algo divertido bio-hacking e noortrópicos
      não to falando de adolescente drogado, se bem que os há no meio, mas de alta ciência, havard e princeton pra cima
      internet sua linda

      2+
      • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 11:41

        só pra nao fica rmuito no ar
        não é isso, mas é nessa linha do que fizeram o filme o oleo de lorenzo
        https://www.biologiatotal.com.br/blog/entenda-o-filme-o-oleo-de-lorenzo.html

        1+
      • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:42

        Mentes brilhantes unidas multiplicam suas capacidades.

        1+
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 12:09

          e multiplia a merda
          um adolescente hoje compra um noortropico sem qualquer receita médica numa farmácia e corre pro computador achando que pode ficar rico em 1 semana
          o pior de tudo é que alguns realmente conseguem
          estamos vivendo um tempo unico com essa porra de internet

          2+
          • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 12:14

            Este é outro problema, e um antigo dilema da ciência, nem sempre o resultado é para o bem 😀
            Estão justamente pensando em liberar a erva do capeta aqui porque tem muito jovem virando vegetal ou morrendo por usar drogas sintéticas feitas no fundo do quintal ou compradas pela internet.
            Se o cara queimar alguns neurônios ainda poderá servir para alguma coisa mas tem um caso de um garoto de 21 anos que está paralisado vegetando, imagina o custo disto.

            1+
            • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 12:42

              vc misturou muito os assuntos
              noortropico é outra coisa

              1+
      • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:46

        Team work espontâneo véio e não aquela babaquisse de gerente moderninho e questionário de RH.
        Quando isto ocorre coisas inimagináveis acontecem, pena que ng tenha uma fórmula ou manual, é um tipo de alquimia ainda, você joga tudo no calderão e se tiver sorte algo acontece.
        Não é a toa que Google e Amazon por exemplo contratam um monte de gente inteligente e bota todos eles em contato.

        3+
  • Longa Manus 14 de fevereiro de 2017 at 11:49

    Preenchidos os requisitos legais, todo cidadão tem que ter o direito de portar uma arma. Assim, teremos a chance de defender a nossa vida, família e patrimônio. Do jeito que está, não dá mais.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 11:53

      Concordo plenamente, um cidadão comum com ficha limpa deveria ter o direito pelo menos de comprar um 38 e sem a burocracia e sem o processo caríssimo e demorado que inclui até entrevista com o espírito do Dr Freud.

      3+
  • Longa Manus 14 de fevereiro de 2017 at 11:52

    CVR – PM x BANDIDOS

    Semana passada entrei numa comunidade “pacificada” na zona oeste do RJ. Local com 3 pontos de UPP (os militares ficam em containers). Estavam olhando para pipas no alto, acreditam nisso? Não dá pessoal, estamos sozinhos, acreditem!!!!

    6+
    • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 11:57

      Não estavam soltando pipas também?

      Essa situação das UPPs é complicada. Com o tempo os policiais ficam amigos dos líderes locais, que coincidentemente costumam ser os chefes do tráfico na região.

      Com amizade, começa a vista grossa, depois a participação, depois a rivalidade… dá um tempo a polícia forma milícia e expulsa o líder de lá, assumindo o negócio.

      Ser humano sempre vai ser assim. Tinha que colocar uns Terminators lá para tomar conta. Se bem que provavelmente arranjariam um jeito de reprogramar e fazer de aviãozinho…

      7+
      • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 12:07

        UMA VEZ algum doido aqui no blog falou duma solução que resolve metada da encrenca em questão de semanas
        que aliás vinha sendo adotada no mundo inteiro do primeiro ao terceiro mundo
        mas não vai: as pessoas misturam tudo na hora de argumentar

        1+
        • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 12:16

          Véio, para uma solução ter alguma chance de sucesso o primeiro requisito é estar querendo realmente resolver o problema 😛

          2+
          • avatar
          • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 12:38

            e antes disso, escolher qual problema quer se resolver

            sinceramente alguns ditos “problemas” não são problemas nosso ou do eStado, são problemas delas mesmas no maximo da familai delas, não pode a sociedade pagar por problema dos outros, ainda se fosse alguma doença eu entendo, mas problemas vindo de atitudes, perá lá né

            outros como impunidade, corrupção, +cadeia, cadeias +severas, maior fiscalização de transito sem duvida que são boas escolhas

            2+
            • avatar
    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 12:08

      Um fato que eu não consigo entender é o de que o estado te dá o direito de dirigir seu carro, uma carreta com 40 toneladas de carga, um ônibus com 40, e até umas 120 pessoas se for urbano, sob sua responsabilidade, assinar a planta de um prédio, escola ou hospital onde milhares de pessoas vão frequentar mas se você quiser comprar om 3 oitinho precisa passar por um processo caro, complicado e demorado e que envolve até uma entrevista de 4 horas com uma junta de psiquiatras PHDs da USP.

      Juro que não entendo mesmo.

      3+
      • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 12:10

        ué?
        te abduziram?

        2+
        • avatar
        • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 12:19

          Lucas, sou a favor da liberação do porte de arma, até já justifiquei lá atrás, tenho até pavor de pacifistas.
          Creio que não teria uma arma mas defendo o direito de quem precisar e quiser ter a sua com o mínimo de burocracia ao menos para armas de baixo calibre.
          Só estou questionando a burocracia e a operacionalidade da coisa toda.

          3+
          • avatar
          • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 12:33

            A gente sabe que vai ter um período de ajuste, Carlos. Contudo isso também é culpa dos desarmamentistas. Não houvesse o FHC criminalizado a situação toda em 97, estaríamos adaptados.

            10+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 12:39

              desfazer a merda custa 10x mais trabalho
              maldito FHC

              5+
              • avatar
              • Juros Lover BSB-BH 14 de fevereiro de 2017 at 12:45

                Não vão desfazer…Não é interesse dos políticos…

                1+
              • Juros Lover BSB-BH 14 de fevereiro de 2017 at 12:47

                Outro problema, o pessoal da PF que trabalha com Sinarm e porte são completamente autoritários…É um inferno aquilo lá…

                3+
                • avatar
                • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 12:56

                  autoritário com vc
                  já os amigo dono de empresa de segurança aí é só trazer o RG da garotada que tá tudo liberado

                  7+
                  • avatar
                  • avatar
                  • Juros Lover BSB-BH 14 de fevereiro de 2017 at 13:02

                    Da ultima vez entrei com pedido de renovação do registro com um seculo de antecedência…Só foram deferir no ultimo dia…Já tinha até contactado advogado pois em tese ficaria com uma arma sem registro em casa…

                    3+
          • Leonardo M. 14 de fevereiro de 2017 at 14:26

            Carlos
            Não é na Austrália que é mais difícil comprar um 38 enferrujado do que um 747 do presidente dos EUA ?

            3+
            • avatar
            • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 19:40

              Sim, o desarmamento aqui foi e ainda é um caso de sucesso, diminuiu as mortes e tem amplo suporte popular.
              Mas a Austrália tem condições geográficas e culturais únicas, não creio que o sucesso fosse o mesmo em outros países.
              Inclusive o porte de armas está sendo posto em cheque recentemente devido não a violência interna mas ao perigo externo, os animos estão se acirrando na região do pacífico e existe um temor de invasão, talvêz china ou outro país.
              O pessoal ainda considera bem vivos o ocorrido na II Guerra Mundial quando o Japão bombardeou Darwin e tentou invadir o país, tem os esqueletos de dois submarinos japoneses no fundo do rio aqui para não deixar esquecer.
              Creio que o país talvêz tenha um modelo similar ao Suiço no futuro pois é muito caro se manter um exército profissional em prontidão.

              2+
              • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 19:49

                Veja a comparação com os EUA, principalmente os dados sobre crimes violentos pois o resto é bem similar.

                Gun crime > Guns per 100 residents 15 Ranked 41st. 88.8 Ranked 1st. 6 times more than Australia
                Violent crime > Intentional homicide rate 1.16 Ranked 51st. 4.7 Ranked 7th. 4 times more than Australia
                Violent crime > Murder rate 229 Ranked 42nd. 12,996 Ranked 9th. 57 times more than Australia
                Violent crime > Murder rate per million people 10.38 Ranked 73th. 42.01 Ranked 43th. 4 times more than Australia
                Violent crime > Rapes 6,378 Ranked 6th. 84,767 Ranked 1st. 13 times more than Australia
                Violent crime > Rapes per million people 289.05 Ranked 6th. 5% more than United States

                http://www.nationmaster.com/country-info/compare/Australia/United-States/Crime

                1+
  • Babuíno 14 de fevereiro de 2017 at 12:04

    Vi por aí…
    Esse manja
    “Sérggio Monteiro​Ao logo das décadas o melhor investimento é IMÓVEL….. rende dobrado, aluguel + valorização natural…. se n tiver locado, mesmo assim esta valorizando naturalmente…..”

    3+
  • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 12:06

    CONTAS INATIVAS
    Agências da Caixa abrirão 2 h mais cedo para informações sobre saque do FGTS

    Funcionários do Caxão Econômico Funeral vão ter que fazer hora extra para atender tanta gente que virá sacar o FGTS.

    2+
    • SampaBoy 14 de fevereiro de 2017 at 17:40

      Meu FGTS que sera sacado semana que vem ja tem destino fatiado nas respectivas categorias de gastos :

      0% para pagar dividas/financiamentos
      0% para investimento em negocios
      0% para investimento outros quaisquer
      100% para fundos de rendimentos que me paguem juros provenientes dos endividados

      força brasil !

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 17:43

        O melhor de tudo é saber que o thiago vai fazer hora extra.
        Abraço thiago!
        Dia dez passo aí na sua agência para sacar meu FGTS.

        Vou investir tudo também, Sampa, mas ainda não decidi onde. Talvez diversifique em renda fixa e variável.

        3+
        • avatar
  • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 12:07

    Ibovespa a 66666 pontos. Tinha que ser a bolsa brasileira né.

    3+
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 14 de fevereiro de 2017 at 12:11

    Sobre o tópico:
    Conforme comentei no tópico anterior, já já o Temer dá um presentinho igual àquele que as Teles ganharam no final do ano passado, quando o Temerdente da República perdoou dívidas bilionárias daquelas empresas. Peixes grandes sempre se saem bem, agora, ai de um de nós dever R$ 1,00 no IR pra ver.
    E se isso não acontecer, será simples para a PDG, dívidas impagáveis acabam caindo no buraco negro do esquecimento da justiça, levando à liquidação da empresa e deixando fornecedores, ex-funcionários e mutuários na mão. Vide Encol.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 12:20

      Seguidor da Bolha BH, você poderia postar aqui uma referência concreta deste perdão das teles, até agora só vi FAKE NEWS sobre isso

      5+
      • avatar
      • Seguidor do Bolha BH 14 de fevereiro de 2017 at 12:37

        Pesquise por “Perdão da Teles”

        2+
        • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 13:07

          Exatamente, só cai naqueles sites de pseudo jornalismo, por isso te pedi para colocar um link de alguma mídia de qualidade sobre isso

          2+
          • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 13:10

            Este?

            Planalto dará presente bilionário às teles
            18 dez 2016, 07h52 – Atualizado em 19 dez 2016, 15h27

            Um escândalo silencioso: governo e Congresso articulam perdão de multas e a transferência de milhares de bens dos contribuintes a empresas de telefonia.

            http://veja.abril.com.br/brasil/planalto-dara-presente-bilionario-as-teles/

            Me lembrava vagamente do caso, tem tanta lambança no Brasil que é difícil de acompanhar.

            4+
            • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 13:24

              “já o Temer dá um presentinho igual àquele que as Teles ganharam no final do ano passado, ” você colocou o verbo no passado, como se isto já estivesse ocorrido no final de 2016. >>> FAKE

              5+
              • Juros Lover BSB-BH 14 de fevereiro de 2017 at 15:52

                Teve uma decisão do STF contra a votação mandrake na surdina desse perdão que o Renan fez no fim do ano passado…

                3+
                • avatar
              • Seguidor do Bolha BH 14 de fevereiro de 2017 at 20:23

                Pode ter certeza de que algum coelho foi tirado da cartola.

                1+
  • Louro José 14 de fevereiro de 2017 at 12:31

    Bibliografia para estudo sobre o tema ARMAMENTO CIVIL:

    1. Violência e Armas; Joyce Lee Malcom
    2. Preconceito contra as armas; John Lott Jr.
    3. Mais armas, menos crimes?; John Lott Jr.
    4. Mentiram pra mim sobre o desarmamento; Flávio Quintela e Bene Barbosa
    5. Estudo da universidade de Harvard: http://www.theacru.org/harvard_study_gun_control_is_counterproductive/
    6. Reportagem sobre o item 5: https://www.epochtimes.com.br/direito-posse-de-arma-reduz-criminalidade-afirma-harvard/#.WKMv2tIrIdU
    7. Blog do Bene Barbosa, onde diariamente ele demonstra que o armamento civil é benéfico para a segurança pública: http://www.cadaminuto.com.br/noticias/editoria/bene-barbosa

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 14 de fevereiro de 2017 at 12:38

    Cidade Jardim, Serra e Funcionários são os bairros que mais desvalorizaram em BH
    http://bhaz.com.br/2017/02/13/cidade-jardim-maior-desvalorizacao-de-2016/

    1+
  • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 12:42

    Sobre o tópico
    Ações da PDG numa janela de 5 anos.
    http://br.advfn.com/bolsa-de-valores/bovespa/pdg-realty-PDGR3/grafico

    Image and video hosting by TinyPic

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 12:51

      ué, vc não viu a flor do thiago?
      como pode haver crise num ambiente tão colorido?
      A maior construtora da américa (sul e norte) que produz o bem que masi valoriza, mais desejado, mais sonhado, que tem mais demanda ela não pode estar em crise.

      esse malucos falando em quedas de 95% 100% quedas maiores que 100% não pode ser verdade
      porque ninguem em 2011 nos avisou que isso ia acontecer

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • fanfarraum 14 de fevereiro de 2017 at 13:04

      Desde 2007:

      7+
      • avatar
  • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 12:54

    PDG

    a situação da PDG é a sutuação de todo o mercado imob
    cair 100% e ainda vai ficar devendo pra deus e todo mundo
    no caso duma S/A. o risco de perda do sócio se limita ao valor das suas ações, não invadindo bens pessoais, entaõ foda-se, chama o contador, taca-lhe pau nos livros
    Depois a gente manda o estagiario colorir uns graficos floridos contando outra estória enquanto a gente se manda pras barramas

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 13:07

    Mais tá bunito este blog hoje, cheio de figuras.
    Mas tem poucas flores, cachorros e gatinhos 🙁

    4+
    • avatar
  • gabi 14 de fevereiro de 2017 at 13:40

    Achei que corvos eram a pior espécie.
    Procurando apto para alugar, descubro que existem adEvogados que também são corvos ( o que segundo uma amiga advogada é proibido pela OAB )

    Resultado: A pior mestiçagem possível. Pedem telefone, não retornam. Os que retornam exigem tudo e mais um pouco. E ainda por cima querem agendar visita para o dia e horário que eles possam…. q raiva!!!!

    Não têm nenhuma espécie de compromisso com o proprietário muit menos com os possíveis inquilinos. Creio que como eles têm outra fonte de renda, não estão nem aí.

    Percebo que não sacaram ainda que a situação não é mais como antes, quando chovia inquilinos no quintal sem esforço algum.

    Irritada, pensei em dar uma sabatinada nessa CorvoláriAdevoga, mas querem saber: Deixem amargar!!!!

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Minino do TI 14 de fevereiro de 2017 at 13:56

      O meu aluguel tbm é assim. O nome da adevogada eh Xiquinha da Silva. Mas no boleto sai “XS imobiliária” e tudo certo.

      2+
  • Minino do TI 14 de fevereiro de 2017 at 13:57

    *o aluguel que eu pago

    1+
  • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 14:09

    CVR exemplar que todo mundo conhece do meta-capitalismo bananense

    O corintiãns faliu todo mundo sabe, não tem dinheiro pra apgar as parcelinhas do Estadio
    vai lá a Caixa economica Federal e patrocina o time
    com o dinheiro do patrocinio paga as parcelinhas pro banco e pra construtora
    pra resumir: o corintiã nao vai falir pq nós pagamos a conta via impostos e inflação

    PS: a manobra exige liquidez de cash que exige Js bem gordos pra eles nos PMzar: PMJ
    pra resumir 2: a torcida do corintiãns sãos nossos PMJ
    Voa Neymar

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Oliveira 14 de fevereiro de 2017 at 14:15

    Pessoal mesmo considerando este assunto já muito bem revirado no blog e destrinchado pelo CA.
    Uma questão que me ocorre acerca da distorção de preços do mercado imobiliário e que não sei houve
    foco em um aspecto que notei.:

    – Foi bem explicado aqui no blog que a relação renda/preço dos imóveis, é um dos parâmetros muito utilizados
    como forma de acompanhar os preços dos imóveis e uma forma de detectar a distorção de preços.

    – Em sendo o Brasil um pais habituado com a inflação significativa, e que a renda seja corrigida pela inflação provocando também a correção nos preços dos imoveis, para o povo – negocia imovel raras vezes em sua vida e despreza noções básicas de economia – este acumulo de correções transparece como aumento real valorização, no entanto em tempos normais ele surge nos gráficos, como leves aumentos.

    – Por outro lado o que se observa, nos gráficos de aumentos de preços de imóveis é que a partir de 2006/2007,
    um aumento acentuado nos preços dos imóveis, conforme bem evidenciado pelo CA e pessoal aqui no blog, deveu-se à uma seria de medidas de incentivo, segurança jurídica para – entre outras coisas – favorecer a concessão de crédito farto e fácil.

    Por fim, o aspecto que estou considerando é que, as pessoas estão misturando, a correção tradicional e natural – devido a inflação – dos preços dos imóveis com uma distorção temporária causada pela concessão de crédito farto e fácil. E A dificuldade de distinguir umas coisa da outra é o principal empecilho para que compreenda que há uma distorção nos preços do imóveis.

    De forma a argumentar vendedores mais atentos – talvez – esclarecer esta difença entre uma correção que deve permanente (em relação a renda), tradicional e esperada devido a inflação, com uma distorção causada por um elemento provisório e artificial, concessão de de crédito farto e fácil,

    CRV –

    Notei um anuncio de imobiliária que pede hoje 795k um imóvel em Osasco que já havia entrando em contato com o proprietário há cerca de dois anos atrás(quando ele pedia 650k ). Ao entrar em contato novamente com o proprietário
    ele diz que está querendo 750k hoje.
    Efetuais as perguntas clássicas, sobre a existência de propostas em dinheiro à vista? Resposta: Não há nenhuma !! Sobre quanto tempo o imóvel está a disposição para
    a venda? Resposta: 3 anos!!. Qual menor valor aceitaria no imóvel ? Resposta: 720k

    Perguntinha básica, qual valor aplicado à 3 anos (36 meses) atrás em renda fixa numa taxa de 1%a.m me daria hoje 720k ? Resposta: ~ 503k = 720k/(1,01^36).
    Se o sujeito persistir por mais 3 anos, o que acontecerá ? Se nos próximos 3 anos ele não receber uma proposta de até 720k, ele tera perdido
    a oportunidade de ter vendido por qualquer valor acima de 352k, que bem aplicados durante 6 anos (72 meses) lhe daria, muito mais que 720k.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • to bolhado 14 de fevereiro de 2017 at 14:19

      uns 2 meses atrás participei duma conversa parecida. Conhecido numa festa conversando sobre mercado imobiliário, valorização bla bla. Eu ainda participo dessas conversas, acho que sei a hora de parar, mas até lá dou uma provocada. Enfim, camarada contando que lá pelos idos de 2005 vendeu um apto; estava pedindo uns 300k (cerca de 2k o m). que logo de cara teve uma proposta de de 250, mas recusou. No fim “consegui vender pelos 300k, mas demorou um ano e meio”. Sua mente bolhista ao ler isso já identificou a falácia, custo de oportunidade do dinheiro etc, somado ao fato de um ano e meio a mais de pagar condomínio / iptu. Essa é a mentalidade bananense (isso que o cara não é uma besta completa não).

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 16:34

        Acho curioso como qualquer débil mental “investe” em imóvel, mas só uma porcentagem microscópica da população sabe o que é CDB
        Enquanto isso não mudar, as pessoas aqui, mesmo as que ganham bem, vão continuar sendo pobres

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 15:07

      “correção tradicional e natural – devido a inflação”
      isso non ecsiste, os corvos enfiaram na sua cabeça e vc repete

      inflaçao nao compra nem vende imóvel

      renda sim que compra, mas se aumenta o desemprego?
      vc sabia que as médias de renda divulgadas conta somente os empregados?
      e outra coisa, adianta nada o velho rico aumentar a renda, mesmo que ele compre, ele não pode morar em 2 casas ao mesmo tempo, se ele compra pra investir é +1 pro estoque do aluguel ou pra revender.

      muito menos pela lógica do custo que valoriza, é aquela história se eu pagar pra alguem fazer buracos no meu jardim e outro pra tapar eu não valorizei meu imovel em nada.

      é aquili que falo pros outros aqui, é a estratégia de loop infinito dos corvos eles sempre vão repetindo as mesmas besteiras de tempos em tempos, somem depoois volta a mesma asenira. Sem duvida que nos jornais e TV e nos stands funciona perfeitamente bem, haja visto o maior PMJ do planeta, quiçá da galaxia

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Oliveira 14 de fevereiro de 2017 at 15:25

        Lucas,
        Acho que houve uma falha de expressão,
        Não foi corvo que colocou na minha cabeça,
        O que estou dizendo é que no Brasil, como estamos (tradicional) acostumados com a inflação e com renda sendo corrigida pela inflação. Deve haver um PEQUENA correção – que os preço não estão congelados -, nos preços dos imóveis, – do contrários estariam congelados com preços de 1995 até antes da bolha 2005, ou não ? No entanto, a distorção de preços é indiscutível e sua relevância maior e relação com a disponibilidade de credito farto e fácil. Não estou dizendo que os preços estão normais.

        Mas se no mundo a evolução dos preço dos imóveis acompanham a evolução da renda, não seria razoável que a renda sendo corrigida pela inflação – em tempos normais em não há distorção de preços pois o aumento no preço dos imoveis seria compensado pelo ajuste na renda – venha corrigir também os preços dos imóveis ?

        6+
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 15:45

          estas regras não existem
          o que existe por lei é o salario mínimo ser corrigido pela inflação +pib nestes ultimos anos, subindo o piso de quem depende de inss e profissões mais simples

          Qualquer outra coisa fora disso é pura filosofia, os preços são livres pra variar conforme o mercado

          Se fosse assim eu poderia dizer que as açõs na bovespa variam conforme a inflação, ou o preço da bala juqiuinha

          O diferencial dos imóveis é que eles estão sujeitos a uma gang que compra artigos de jornal e o escambau pra que pessoas como vc repitam dogmas como se fosse a coisa mais natural do mundo e não é.

          Sua colocação é sem pé nem cabeça, do inicio ao fim, começa com premissas falsas e termina em lugar nenhum, puro achismo, mas não estou ineressado em te convencer, aqui no blog a gente se interessa mais em observar como que bobagens como estas estão enraizadas na cabeça das pessoas, sim que as inventou foi alguém interessado em lucrar fácil no mercado imob: corvo!

          6+
          • avatar
          • Oliveira 14 de fevereiro de 2017 at 16:00

            Lucas,
            Eu não pretendi supor que há uma relação direta e rígida os suficiente para haver uma transferência, direta, também não seria meu objetivo trazer nenhuma novidade – como citei no início – , mas levantar este aspecto de diferenciar uma EVENTUAL correção influenciada pela inflação de da distorção provocada pelo crédito farto e fácil. No sentido de ler considerações do pessoal e avaliar se esta interpretação está correta. Mas agradeço pela atenção.

            3+
            • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 16:32

              CITANDO:
              “se no mundo a evolução dos preço dos imóveis acompanham a evolução da renda”
              Daonde vc tirou essa outra???

              “no mundo a renda corrigida pela inflação”
              ué. no mundo todo??? aonde?

              “aumentro do preço compensa aumento da renda”
              ué? aumento do preço se chama inflaçao
              aumento da renda é pq a pessoa trabalhou mais ou melhor, produziu mais, se produz mais, as coisas ficam mais “baratas” ao invés de inflação aumento real de renda desinflaciona, ou no seu linguajar desvaloriza imóvel

              Sabe o que parece?
              que vc andou levando a sério as florzinhas e graficos cloridos que certo participante postou

              se pegar frase por frase não sobra uma em pé, todas juntas fazem um frankstein, parece que eu já vi isso ants
              aonde foi mesmo?

              6+
              • avatar
              • Oliveira 14 de fevereiro de 2017 at 19:33

                Caro Lucas,

                Participo do blog como aprendiz e não tenho pretensões e condições de dar grandes contribuições como as suas ao blog. Embora eu deseje retribuir o conhecimento adquirido aqui inclusive as vezes de você.
                Com relação as questões:
                “se no mundo a evolução dos preço dos imóveis acompanham a evolução da renda”
                “..se..” no início já da frase denota meu tom de dúvida, e com certeza “no mundo” foi uma generalização.
                Esta premissa, eu entendi que era um ponto pacífico no blog acordo com o que entendi das explicações e discussões de alguns participante e do CA, e que portanto dispensava fontes e esclarecimentos, posso
                estar enganado mas de onde tirei?:
                Um dos principais argumentos sobre a bolha imobiliária defendidos pelo CA: A relação entre renda e preço do imóvel não é um critério utilizado para evidenciar a distorção em diversos países que tiveram bolha imobiliária ? Esta relação renda/preço, não é um critério válido por ser usado e muitos países no mundo ? Entendi errado ? O distanciamento dele enquanto a renda aumentou dez anos cerca de 2x(duas vezes) e o preço pretendido dos imóveis aumentou cerca de 6x (seis vezes ) não seria uma medida desta distorção ?
                Desta forma o que há errado em assumir como premissa que “… a evolução dos preço dos imóveis acompanham a evolução da renda …”?

                2+
                • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 22:20

                  Eu entendi a posição do Oliveira, ele realmente estava só expondo seu entendimento, inclusive com muita humildade, economia é algo complexo, difícil, até hoje se discute as causas da crise de 1929..

                  6+
                  • avatar
          • Knolan 14 de fevereiro de 2017 at 18:10

            Nesse blog aqui mesmo, muitos anos atrás, o CA da época (que o nome tristemente me foge) fezuma boa pesquisa e demonstrou acima de qlq dúvida razoável que o preço de imóveis acompanham a inflação no longo prazo. Longo mesmo, 100 anos. Pegou dados de varios países para embasar o argumento na época. Claro que com alterações, mudanças de patamar repentinas para casos específicos, picos e vales bolhudos

            3+
            • avatar
            • avatar
        • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 15:55

          e o seu CVR do cara de Osasco é outra coisa questionável
          oras se ele não vendeu, azar o dele, não quer dizer que vale, nem que pode corrigir pela inflação
          se ele acha que 1 dia corrige pela inflação senta lá claudia
          como dizim aqui, imovel não é tomate que estraga, dura pra sempre, custa nada manter ele fechado, rãrã, vai nessa.

          agora se vc pegar osasco onde os alugueis estão afundando a distorção entre preço de venda e aluguel fica absurda
          chega uma hora que com meros 20% do valor bem investidos a pessoa aluga um imóvel no mesmo prédio, o montante ionvestido vai crescendo o aluguel estagnado com a crise ou até caindo fica cada vez +barato, daí num dia durante o passar deste muito e muito tempo aí surge uma oportunidade boa
          eu memso fiz isso passei 5 anos no aluguel procurando até fazer um bom negócio pra mim, vendi outro no pico, comprei aquele o cara numa necessidade de vender. Vou consultar o fingezap eles dizem que ganhei mais de 20% de valorização desde que coimprei em 1,5 anos pq era um bairro esquecido pelo mercado ou seilá que motivo que faz o fingezap andar, eu não me convenço conheço todos os mues vizinhos, se não der 50% de desconto não recebe visita nem de corvo.

          5+
          • avatar
          • avatar
    • odorico 14 de fevereiro de 2017 at 17:57

      Eu torço para isso. Por que? Por que a inflação é silenciosa, até hoje vejo gente dizendo que fez um ótimo negócio num ap comprado por x e vendido por 2x após 10 anos. Enfim, a inflação não é contabilizada pela maioria dos bananenses e isso faz a nossa vida de PNJ mais fácil.

      13+
      • avatar
      • avatar
  • Leonardo M. 14 de fevereiro de 2017 at 14:30

    CVR armas

    O senhor que é meu cabeleleiro faz 18 anos me solta que nunca devolveu seu revolver 22,32 e 38 pro governo e que a última vez que alguém tentou entrar na sua casa levou um tiro de 22 na bunda e na perna. Diz que gritou que nem um menino…Pergunta se o mesmo voltou ou chamou a polícia pra fazer BO??

    39+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • LZ 14 de fevereiro de 2017 at 15:07

      O simples fato do ladrão ter o conhecimento que pode haver armas com a vítima faz ele pensar 20x para entrar no local e não tomar tiro.
      Por que ladrões não se atrevem a entrar em empresas com escolta armada ?
      Pq sabem que se entrarem eles podem revidar e matar eles, simples assim.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 14 de fevereiro de 2017 at 16:12

        Ué, será que é por causa disso que nenhum bandido invade colégio militar ???
        rsrsrsrs

        7+
        • avatar
        • avatar
  • Dr. Estranho 14 de fevereiro de 2017 at 15:50

    Como dizia a propaganda: “Poder De Garantir”. hahahahahahahahahahaha!!!!!!

    3+
    • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 17:29

      The money was from TelexFree, a defunct internet phone company authorities said was a massive pyramid scheme.

      Olha aí, acharam o dinheiro do Telexfree
      Voa telexfree, voa!!

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 17:31
      • Lord of All 14 de fevereiro de 2017 at 19:02

        Pra mim gente que acredita no potencial do mercado imobiliário (tipo os fernandos e thiagos do blog), estão no mesmo balaio de gente que acredita em teoria da terra plana, marketing multinível, contrail venenoso (que o rastro deixado pelos aviões é veneno para controle populacional)

        4+
      • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 22:40

        Antigo: Conheço um CVR bom do Telex Free: Um Advogado amigo meu tem um escritório junto com um outro Adevo, aí tinha um cliente devendo 5 mil e nada de pagar, até que depois de uns meses ele pegou e foi lá na loja do cliente e cobrou ele pessoalmente, para surpresa dele o cliente disse que já tinha dado os 5 mil pro outro adevo já fazia meses, aí ele foi tirar satisfação com o sócio, advinha: O malandrão “muito esperto” pegou os 5 mil e “investiu” na Telex Free.. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk aí tem gente que ACHA que Advogado é esperto kkkkkkk. Com a devida “venia”, Advogado esperto já virou Juiz, Promotor ou Delegado ou no mínimo não compra Telex Free kkkkkkkk..

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 17:44

      ta vendo alex, muitos imigrantes ilegais ou não contribuem para a prosperidade americana
      eles já chegam prontos estudados, portanto aquela conta que vc mostrou guarda sim uma distorção
      claro que tem pessoas como aquele casal, mas posso te garantir do meu convívio uma duzia de pessoas que levaram alguns anos até conseguirem se legalizar e hoje contribuem e muito com seus países de destino, são pessoas que fazem muita falta por aqui, mas tbm tem os lavadores de privado

      não estou tirando sua razão só observo que a conta a ser feita talvez não seja aquela, não sei, pq não vi nada da metodologia dela, eu realmente não confio em contas nenhuma, tanto as da dita esquerda ou direita, ambas enviesadas e embostalhadas de ranço ideológico.

      Mas na questão dos princípios, estou de acordo, óbvio que os ilegais devem ser combatidos, mas tem 2 frentes, expulsar os do mal e legalizar aqueles que vale a pena, isso aí seria o ideal pra vcs. Por mim pessoalmente prefiro que expulsem todos, não sei se v reparou naquele video a moça fala que no mesmo dia ela da match em trabalhos pelo facebook, vcs estão vivendo prestes ao pleno emprego, isso aconteceu aqui com lula/meireles, isso gera um risco inflacionario que pela reação do FED e pela importancia do dolar vai se espalhar pelo mundo na forma de juros. acho ótimo. Go Trump

      3+
      • alexny 15 de fevereiro de 2017 at 12:44

        pleno emprego aqui nao gera inflacao lucas , pleno emprego artificial brasileiro sim , gerou inflacao mesmo com os escravos da china na jogada.

        quando tem mais gente consumindo do que gente produzindo eh no que da , o brasil tinha 20% da pupulacao produzindo , o resto consumindo.

        aqui tem excesso de producao , um americano vale por 3 brasileiros em niveis de producao

        os ilegais fazendo mao de obra aqui eh como falei , vao ser esponjas do governo nos proximos 2 a 5 anos , a realidade eh robo fazendo tudo que eh simples , incluindo levantando paredes , pintando casas , cortando grama , colhendo e plantando alimentos. dirigindo , fazendo entregas por drone.

        o planejamento para este problema ja existe em todos os paises de governo serio , logico que o brasil nao tem governo, ninguem esta olhando isso.

        governo USA/EU/asia calcula/projeta olhando para o presente e para os proximos 10/30/50 anos , o do brasil passa todo seu tempo tentando resolver o que acabou de ficar sabendo q esta acontencendo e como fazer para o sergio moro nao os prender.

        5+
    • Lucas 14 de fevereiro de 2017 at 17:57

      alexny

      lucas , o real continua sendo mantido forte artificialmente pq todas as grandes empresas/cidades/estados fizeram grandes dividas em dolar quando estava nos 1.50 sem qualquer hedge , se deixar no valor real que seria uns 7 o pais implode.
      o governo acha que vai melhorar por si proprio ,nao vai , o fluxo de dolar nestes ultimos meses para o brasil foi 99% especulacao
      o BC do brasil esta mantendo a forca o real no mesmo patamar e o juros alto para atrair carry trade e empurrar com a barriga a crise q soh vai piorar , acredite , o brasil esta como um paciente com morte cerebral mantido vivo por artificios esperando um milagre.

      perdão alexNY quais as fontes destas suas afirmações???
      tenho acompanhado de perto estes numeros o dolar aqui está prestes a romper os 3 reais
      todos os indicadores sociais e economicos pararam de piorar, isto dito por mim um pessimista famoso no blog
      o investimento estrangeiro não é trade curto não até pq com o cambio eles estariam perdendo dinheiro, muito pelo contrario, eu mesmo perdi de ganhar muito saindo atrasado, de 4,2 pra 3,2 aliás me lembrei que foi por ouvir demais bobagens como esta que do evento peru até meio do ano andei tomando decisões financeiras bens ruins
      suas informações estão todas cagalhadas de viés ideológico do mesmo tipo do pessoal do fora Temer, do pessoal da greve da policia, da turma que anda fazendo montinho em cima dos jornalista que não rezam a cartilha sabemo bem daonde
      por mim fora Temer estaria ótimo, melhor ainda o volta Dilma ou algum louco extremista desses que pensa que sabe a solução de tudo
      Infelizmente esse wishfull thinking me faz errar, faz perder dinheiro.
      Inclusive comprei 240 dolares pra latinha quando estava em 3,50 que guardei pruma viagem que graças a PF brasileira levaram 3 meses pra tirar e eu perdi o verão. ou seja estou com parte da latinha deficitária, o rsto não, o resto comprei dum doleiro a 1,50 nos bons tempos, e viajei 4 anos seguidos pro exterior, me resta a verba de +1 viagem bem budget. Mas já fiz as contas não vale a pena vender e recomprar, o custo das lojas de cambio aqui no BR são astronomicas.

      6+
      • avatar
      • alexny 15 de fevereiro de 2017 at 11:44

        Lucas, as minhas informacoes nao vem da midia ,
        vcs precisam entender uma coisa , o brasil nao vende nada para o mundo mas compra tudo do mundo , 80% da populacao se tornaram novos consumidores na ultima decada com dinheiro que o governo nao tem mas distribui , estes novos consumidores compram em geral produtos criados por outros paises os mesmos paises que emprestaram o dinheiro para o governo brasileiro distribuir.

        Brasil tem clima perfeito para agricultura , eh dos maiores produtores de soja/minho/acucar , mas nao processa nada , vende raw para as grandes industrias do mundo , as fazendas produtoras dai estao nas maos de umas 3 familias q na maioria mora fora do brasil , este dinheiro do que eh vendido praticamente nem vai parar ai.

        Milhoes de brasileiros passaram a ultima decada comprado carros , tv de led , ipad , iphone etc , em troca de soja e milho , um cantainer de soja eh equivalente a praticamente soh um ipad

        os numeros que vc acompanha sao falsos , incluindo o PIB , brasil inclue por exemplo industria automobilistica na conta do PIB, soh que nao existe fabirca de automoveis ai , o que existe sao montadoras , eh a mesma coisa a embraer , sao apenas montadoras , o dinheiro nao fica ai. o governo leva 40% de cada venda mas estes 40% sao roubados e tbm gastos no exterior.

        O maior problema agora eh que o brasil perdeu o bonde da globalizacao , sua populacao nao eh educada para competir com nem sequer a africa , mas o povo se acha o mais esperto do mundo . a grande maioria com um diploma inutel na mao se achando.

        nao tem o que fazer , o choque da ultima decada ainda esta por vir , quanto mais o governo empurra pra frente , pior.

        4+
  • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 18:36

    Ooo pessoal! é o seguinte, cuidado quem mora em casa com portão com aquela tranca elétrica de interfone, veja se o miolo de abrir o portão com chave sai mais de 4 milímetros para fora do lado de fora, pois, tem uma onda de assaltos e furtos de bandidos usando CHAVE DE GRIFO, sim chave de grifo daquelas que se usa para consertar torneira, os malacos descobriram que se a chave de grifo conseguir “morder” o “miolo” da chave, ele consegue girar o miolo inteiro e abrir o portão, às vezes até quebra o miolo que sai inteiro abrindo o portão. As portas também podem ser abertas assim, basta o miolo saltar para fora pelo menos uns 4 milímetros que já dá para a chave de grifo morder e quebrar o miolo que sai inteiro abrindo a porta. Tem gente sendo surpreendido dormindo a noite, pois, o arrombamento assim não faz barulho e leva apenas alguns segundos. Na minha casa entraram assim, eu mandei soldar duas chapinhas no portão e porta para por cadeado do lado de dentro. Agora fiquei sabendo que estão arrombando grades de janelas com a chave de grifo, sabe aquelas grades com as garrinhas de ferro apenas pontilhadas de solda, então, os malandros travam a grifo nas barrinhas e giram e aquele pontilhado de solda quebra facilmente. A uns 10 dias um casal foi acordado no meio da noite por dois malacos que os roubou aqui num bairro de Prudente. Fica a dica

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • motorhead 14 de fevereiro de 2017 at 23:12

      A marca A.R.O.U.C.A. tem um modelo no qual o tambor se projeta quase 1 polegada. Tive que arrombar e foi incrivelmente fácil com tal método.

      1+
      • avatar
    • John Horse 15 de fevereiro de 2017 at 01:19

      Essas campainhas com dispositivo no interfone para abrir a tranca do portão são ridiculas. Qualquer idiota com uma bateria de 9v abre o portao facilmente. Piada bananense.

      2+
  • thiago fm 14 de fevereiro de 2017 at 19:26

    Cesar_DF

    Thiago fm
    Falando sério, os relatórios que você elaborou apresentam um cenário no mercado da construção civil leve que não está tão desfavorável assim, mas o que está acontecendo é a falência de várias pequenas construtoras, diversas incorporadoras com a corda no pescoço e um disparo na quantidade de leilões e no deságio destes.
    Eu acho que está baixa a correlação entre seu relatório apresentado e a situação real, aparentemente seu relatório foi excessivamente otimista.

    11+
    • avatar
    • avatar

    César,

    Não foi por acaso eu postar o trabalho na ordem que fiz, partindo do macro para o micro, pois entendo que a noção de tamanho das coisas e dos processos depende da perspectiva da qual se observa ou da comparação que se faz com o todo. Como no blog tratamos só do tema imobiliário, perde-se muito a visão panorâmica e a inserção dos eventos dentro de um contexto.

    Uma bolha é facilmente identificada por seus aspecto singular no espaço e no tempo, ou seja, ela se destaca do todo. Porém quando comecei a comparar a trajetória do setor imobiliário e de construção com a trajetória dos demais setores de atividade, pude perceber que os desvios destoam um pouco em intensidade, mas não muito no que se refere a temporalidade. Em outras palavras, a construção civil tem seguido de forma bastante razoável a tendência geral da economia no aspecto demanda, exceto no quesito crédito, o qual continua tendo forte direcionamento em função de razões que já expliquei. Então o mercado de construção está muito mal das pernas?

    Sim, mas não tão pior do que a grande maioria dos setores da economia, que também estão fechando portas por todos os lados. A diferença é que a indústria da construção tem um tempo de reação diferenciado em relação aos demais mercados, tanto para cima quanto para baixo.

    De qualquer maneira, quem quer analisar esse mercado de forma um pouco menos parcial e ter uma impressão menos tendenciosa, precisa buscar não só o que vai contra, mas aquilo que corre a favor, sendo que por questões óbvias o blog da bolha não é a fonte mais adequada de informação pra isso, ainda que vez ou outra apareça uma bola de cristal.

    É possível que os dados não estejam batendo com a realidade “percebida” de cada um, mas como já disse, por mais que a impressão pessoal tenha validade para o indivíduo, numa coletividade só vale aquilo que se pode provar e isso só se consegue seguindo os dados oficiais.

    1+
  • CA 14 de fevereiro de 2017 at 20:21

    Ah sim, é claro, a demanda por imóvel e demais condições do segmento imobiliário acompanham a normalidade dos demais segmentos em virtude da crise… Vejamos:

    A distorção entre oferta e procura que é mais que o dobro do MÁXIMO aceitável para o segmento, não existe para NENHUM segmento de negócios no Brasil, só para o setor imobiliário…

    O único setor dentre todos onde a distorção entre oferta e procura acima do maximo aceitável já existe desde 2012, é o segmento imobiliário.

    A situação de termos tido 6 construtoras com Ações na BOVESPA que no 3T16 tiveram vendas líquidas negativas, porque tiveram mais cancelamentos do que vendas, também nunca aconteceu para nenhum segmento de negócios em nenhum lugar do Mundo, outro sinal da ABSOLUTA normalidade do segmento imobiliário em relação aos demais.

    A anomalia quanto a distratos, que não encontra paralelo no Brasil das últimas décadas nem em lugar nenhum do mundo ou para qualquer segmento de negócios e que já se manifesta desde 2011, é outra evidência clara de que o segmento imobiliário apenas acompanha o que tem acontecido com os outros segmentos em função da crise que só COMEÇOU a aparecer em 2014…

    Socorros DESESPERADOS do governo ocorrendo TODA SEMANA? Palavras de apelo do segmento imobiliário toda semana chorando na mídia por causa dos distratos? Não acontece desta forma e com esta intensidade para NENHUM segmento de negócios no Brasil, certamente outra claríssima evidência de que o que ocorre com o segmento imobiliário é o mesmo que ocorre com outros segmentos, não é?

    Como sempre, o que consta acima são apenas AMOSTRAS, tem muito mais situações exclusivas que demonstram claramente que a situação do segmento imobiliário tem sido muito pior que demais nos últimos anos.

    Sobre o blog só colocar tópicos a favor da bolha, foi outro truque de comedia: são colocados artigos comprados do segmento imobiliário falando que a hora de comprar é agora, o tempo inteiro, sem contar que 99,9% dos espaços na mídia são para dizer o que o segmento imobiliário e seus asseclas determinam, os 0,01% deste blog ainda tem que aturar e desmascarar não só estes 99,9%, como ainda aqueles que aparecem por aqui com suas “conclusões” sempre “brilhantes”, como as que constam acima…

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 15 de fevereiro de 2017 at 06:39

      Imaginem um fabricante de veículos
      Em um determinado mês tem 5 mil veículos no pátio.
      Durante o mês eles fabricaram mais 1.000.
      No mês seguinte, vão fazer a contagem no pátio e tinha 7.000 veículos kkkkkkkk
      Vendas negativas !!!
      Em quanto tempo este fabricante quebraria ?

      7+
      • avatar
      • thiago fm 15 de fevereiro de 2017 at 06:55

        Seria perfeita sua comparação se houvesse compra de carro “na planta” com possibilidade irrestrita de distrato ou possibilidade de ajuste e parada da produção conforme o ritmo de vendas. Por isso que eu digo que não há parâmetro para comparar gestão de estoque de imóveis com outros bens duráveis e demais segmentos de negócios.

        0
        • CA 15 de fevereiro de 2017 at 07:35

          thiago fm,

          Incoerente DE NOVO? Foi você mesmo que trouxe de volta a comparação de preços de imóveis com carros há poucos dias, agora não são mais comparáveis, já “esqueceu”? Ah, é porque agora estão comparando oferta e procura, algo que na sua “lógica” e do segmento imobiliário, não tem nenhuma relação com preço de vendas, não é (rs)?

          Quer dizer que no segmento imobiliário não existe possibilidade de ajuste de produção conforme o ritmo de vendas??? Caramba, as suas lógicas já saíram do terreno do ABSURDO e agora estão indo para o SURREAL!

          O que você quer dizer é que, se desde 2012 já temos uma proporção entre estoque e vendas que é absolutamente anormal no segmento imobiliário, usando os parâmetros do próprio segmento imobiliário quanto a isto, então isto não teve como ser resolvido até 2017, porque embora eles pudessem ter reduzido até mais drasticamente os lançamentos, não há como ajustar a produção ao ritmo de vendas sequer no período de 5 ANOS, sendo que o prazo de construção é de 3 ANOS??? Significa que eternamente vai ficar o desequilíbrio entre oferta e procura, só porque você e o segmento imobiliário INVENTARAM a “brilhante tese” de que não existe lei de oferta e procura (rs)? Quando você forem revogar a lei da gravidade também, não esqueçam de nos avisar antes, para podermos comprar nossos trajes da NASA…

          É ÓBVIO que você pode comparar a distorção de oferta e procura entre diferentes setores, a única coisa a se considerar é que você deve respeitar o ciclo de produção e vendas de cada segmento diferente, levando em consideração os prazos normais que são NECESSÁRIOS para cada diferente ramo de atividade. Em carros, o prazo é de 45 dias, no caso de imóveis, o MÁXIMO é 1 ano e ainda assim, muito problemático para eles. Hoje, segundo suas próprias informações, eles teriam estoque para 2 ANOS, o que é o DOBRO do máximo aceitável. Os veículos não tem estoque suficiente para 90 dias, que seria o dobro do máximo aceitável para eles, assim como nenhum outro segmento tem esta ABERRAÇÃO, só o segmento imobiliário. Não adiante, uma das suas atitudes estúpidas e desesperadas, de FAZER DE CONTA que não existe lei de oferta e procura, não funciona neste blog, tente no do Amorinha…

          Em tempo: por que em 2016 eles aumentaram os lançamentos mesmo? Ah, é porque no seu MUNDO DE FAZ DE CONTA, eles não precisam vender na planta nem em construção, então alguns apostaram que daqui a 3 anos a economia estaria melhor e resolveram “sair na frente”, esta é a “teoria” que você defende, certo? Outra teoria SURREAL para sua coleção, pois TODOS sabem que eles precisam vender um percentual relevante no LANÇAMENTO até para viabilizar os empréstimos dos bancos para obras e ainda, precisam de outro volume significativo de vendas durante a construção, afinal é o setor que possui o uso mais intensivo de capital durante sua produção e ainda, que tem os maiores custos com estoques!!!

          Sobre o segmento automotivo não ter distratos, na realidade, ele como em QUALQUER setor possui distratos, que é a opção de CANCELAR uma venda, seja ela de produto ou serviço. Se uma loja de veículos vendeu um zero quilometro para você com um prazo de entrega e gerou grande atraso ou entregou com defeito grave, ou percebeu um erro grave no pedido que não pode ser renegociado com o cliente, a venda é CANCELADA, ocorre o DISTRATO. Reitero: o mesmo acontece com qualquer segmento de negócio, é uma prática NORMAL, desde que o percentual destes cancelamentos seja ÍNFIMO, IRRELEVANTE, típico de falhas como as que mencionei neste parágrafo e que deem motivo para que o cancelamento ocorra.

          Ah, mas no segmento imobiliário podem ocorrer cancelamentos de vendas sem nenhum motivo, este é o diferencial e é por isto que hoje eles sofrem tanto. Vou repetir aquilo que também foi explicado e demonstrado para você 1 milhão de vezes, inclusive em comentários no tópico de hoje: construtoras com DÉCADAS de existência no Brasil e que também já praticam vendas na planta HÁ DÉCADAS, tiveram um índice de distratos em proporção a vendas a partir de 2011, que nunca tinham tido antes em toda a sua história de DÉCADAS. Você consegue entender a ANORMALIDADE por trás disto, ou vai continuar FINGINDO que não entendeu??? Sabe como eram os distratos do segmento imobiliário antes de 2011? Exatamente como para qualquer outro setor e consta no parágrafo anterior, ou seja, eram NORMAIS, ao contrário do que são hoje, uma verdadeira ABERRAÇÃO, que só alguém completamente SEM-NOÇÃO, apesar de todas as EVIDÊNCIAS apresentadas aqui, ainda insiste em FAZER DE CONTA que é normal…

          7+
          • avatar
          • avatar
          • thiago fm 15 de fevereiro de 2017 at 18:31

            Automóveis são bens de valor agregado assim como os imóveis e podem ser encontrados em praticamente qualquer lugar do mundo. Sob o aspecto do valor de mercado eles podem ser avaliados e comparados inclusive em relação ao poder de compra da população, o qual foi o ponto de partida do debate anterior. No entanto, como já disse, a gestão de estoque no setor automobilístico é bastante peculiar e na teoria mais fácil de se fazer, visto que o ciclo produtivo é bastante curto, sendo mais facilmente ajustado a demanda tempestiva das concessionárias.

            Isso não ocorre com os empreendimentos imobiliários que além de demandarem tempo para aprovação dos projetos e obtenção de licenças, não podem ser paralisados após o lançamento por questões óbvias, que envolvem cláusulas contratuais e multas por descumprimento do prazo. Ainda que as construtoras possam segurar lançamentos, elas ainda têm que lidar com as desistências que sob as regras atuais são imponderáveis. Por isso eu volto a reafirmar que não dá pra comparar nível de oferta de montadoras com estoque e velocidade de vendas na construção.

            Sobre distratos na compra de automóvel sua comparação é totalmente inapropriada, pra não dizer ridícula. Nesse caso a comparação só seria válida com o setor de construção se o comprador de automóvel pudesse desistir da compra de 2 a três anos depois, como acontece no segmento imobiliário, alegando mero arrependimento ou incapacidade financeira de manter o veículo.

            1+
  • Bolha BOSS 14 de fevereiro de 2017 at 20:42

    O que vou fazer com meu FGTS ?
    Vou trocar tudo por bitcoins

    Barnabezinho pira

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Bolha BOSS 14 de fevereiro de 2017 at 20:51

    CVR off curioso

    Passeando aqui na Patagonia, peguei uma excursão com uns gringos. Ali dentro estava um casal, um suíço e uma brasileira, os dois vivem em Zurique. Depois de muito falar em inglês, descobri que ela era brasileira, e ele também falava português. Ele é do alto escalão de um banco suíço. Fiz varias perguntas sobre economia mundial, sem muita resposta…e a conversa fora foi rolando.
    Comentando sobre os chocolates Lindt, ele só falou “Compre compre compre”. Não entendi a ironia, dai ele falou que tem ações da Lindt na carteira dele, e quanto mais comprar, mais dividendos ele recebe…em tom de brincadeira. O que achei mais curioso: Todo fim de ano, a Lindt manda uma barra de chocolate de 10 kg para eles, como forma de agradecimento por confiar na empresa. Acredito que outros acionistas recebam também.

    No Brasil, tem agrados deste tipo, tipo um tanque de gasolina, ou uma caixinha de cerveja ?

    26+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 21:09

      Creio que seja um tipo de “norma” entre empresas multinacionais boss, algumas por exemplo oferecem os mesmos planos de previdência participativos em todos os países, trabalhei um curto período em uma empresa gringa onde eles dobravam o valor mensal de sua contribuição de aposentadoria do esquema deles, por exemplo, se você escolhece deduzir 250 reais do pagamento para a previdência eles colocavam outros 250, o límite para sacar 100% do total era de no mínimo 10 anos de contribuição, antes disso recebia seus 100% mais os juros e um percentual da contribuição da empresa.
      Várias multis tb dão desconto para se comprar produtos deles e empresas alimentícias como Nestle ou Pepsico tem uma quota mensal de produtos que os funcionários podem retirar sem pagar.
      Os kits de natal e outras festas são bem comuns tb, geralmente são os mesmos que eles dão a parceiros e em eventos chiques, até creio que seja sobra destes eventos em alguns casos 😀
      E no final um funcionário que gosta dos produtos da empresa pode ser um agente de marketing importante, tipo usar camisa com um Nike, Adidas ou Puma gigante impresso bem no meio, mea culpa, comprei uma da Fila assim, mas porque estava em promoção, se a Nike quiser me usar de outdoor teria que me pagar ou estar pagando meus juros 😀

      3+
    • Antigo 14 de fevereiro de 2017 at 22:10

      Não dá ideia…

      Vai que a PDG, Rossi, Viver etc. resolvem dar bolhudinhos de “agrado” aos acionistas.
      Eu que não quero uma trolha dessas. Se bem que já vendi o que tinha desses lixos.

      4+
      • avatar
      • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 22:26

        Aposto que tem muito acionista que já recebeu bolhudinho em vez de ações ou dividendos e tb tem muita gente que recebeu, ou iria receber, bolhudo em troca do pagamento pelos terrenos, acabaram virando acionistas por acaso 😀

        1+
  • CA 14 de fevereiro de 2017 at 21:31

    Falando sobre a normalidade do segmento imobiliário perante a crise, como disse o Thiago FM logo acima, para complementar comentário anterior a este respeito:

    Eventos ANTES da crise de 2014:

    Geração de empregos da construção civil DOBROU a participação em relação ao total do país de 2006 a 2009, para voltar ao normal em 2013, o que não aconteceu com NENHUM outro setor

    De 2008 a 2011 a PDG se tornou a maior do segmento em valor de mercado nas Américas, para ter prejuízo de mais de R$ 2 BILHÕES em 2012, de novo, sem precedentes para qualquer segmento.

    Em 2012, na análise de 12 construtoras na BOVESPA, prejuízo acumulado de mais de R$ 1 BILHÃO, queda de 30% no faturamento, de 40% nos lançamentos, de 20% nas vendas, distratos mais do que DOBRARAM, dívidas líquidas de 5 delas passaram de 100% em relação ao patrimônio liquido. Nada equivalente para qualquer outro setor antes da crise.

    Em 2013, 70% das construtoras do segmento leve com Ações na BOVESPA com valor de mercado inferior ao patrimônio líquido, de novo, nenhum outro setor nesta condição.

    Antes e durante a crise:

    Crédito imobiliário em 2011 de 22 vezes o que era em 2005, para cair 33% em 2015 e 38% em 2016. Nada tão flutuante e ANORMAL para qualquer outro setor.

    Preço dos imóveis que cresceu o TRIPLO da renda em 10 anos, o que nunca aconteceu para este setor ou qualquer outro. O maior crescimento de preços de imóveis do Mundo.

    Tudo isto fora as diversas outras anomalias que mencionei mais acima, em comentário anterior e como sabemos, tem muito mais que isto.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • thiago fm 14 de fevereiro de 2017 at 22:19

      Minha vó diria nas situações citadas que o tombo da construção foi proporcional a altura…

      …porém eu diria que o ditado só não se aplica até agora aos preços

      6+
      • avatar
      • Fernando 14 de fevereiro de 2017 at 22:31

        Complementando… os preços estão subindo pouco menos que a inflação, mas ainda sim sobem… independentemente da crise.
        Lembro de uma fala de um familiar: a Honda não teve crise… mesmo vendendo carros mais caros.

        5+
        • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 22:42

          Não vai comparar carro com imóvel agora né? Ou vai?
          Lembrando que a Honda cresceu enormes 4% e adiou a entrada em operação da fábrica nova em Itirapina – SP

          “http://www.estadao.com.br/jornal-do-carro/noticias/mercado,crise-faz-honda-adiar-nova-fabrica-no-brasil,26460,0.htm

          8+
          • avatar
          • avatar
        • John Horse 15 de fevereiro de 2017 at 01:02

          Que bonitinho, agora eles se juntam para grasnar. Até likes eles trocam!

          8+
          • avatar
          • avatar
          • CA 15 de fevereiro de 2017 at 04:52

            John Horse,

            É a “genialidade” dos argumentos deles que combina.

            Percebeu que ambos amam os preços ANUNCIADOS e vivem comemorando que eles não caíram, além de defenderem o FINGE ZAP, apesar de já termos explicado por aqui durante ANOS que quando imóvel mais barato é vendido, o que é o NORMAL, o anúncio dele sai e o preço médio SOBE. Apesar de saberem que ele foi criado com base em índice de Londres, onde a bolha também é claríssima. Apesar de saberem que este índice foi criado exatamente no início do inflar da bolha.

            A “lógica” SIMPLISTA” deles quanto a carros, dentre outras, também é idêntica, o que o Fernando colocou acima é o mesmo que o Fã-Morinha (FM) colocou outro dia, apesar disto ter sido desmascarado INÚMERAS vezes por uma infinidade de argumentos.

            Ambos também usam sempre os mesmos truques sujos: se são DESMASCARADOS em truques de ENGANAÇÃO de forma muito intensa e com grande número de EVIDÊNCIAS, desistem do argumento por um tempo, depois com a maior cara-de-pau do mundo voltam exatamente com a mesma “ideia”, sempre com a intenção de tentar pegar alguém distraido, de preferência um novato, para que possam tentar ENGANAR.

            Ambos também utilizam VÁRIOS “argumentos” que foram ensinados para eles pelo segmento imobiliário, sem NENHUM espírito crítico.
            Abusam o tempo inteiro da falta de lógica e novamente, quando são DESMASCARADOS e a infinidade de incoerências que dizem aparecem mudam de assunto e depois vão fazendo de conta que nem disseram aquilo, como no exemplo acima do Thiago FM, quando ele disse que não via nada anormal no segmento imobiliário que não tenha acontecido com outros setores em função da crise na economia e quando respondi em 2 comentários com vários exemplos de ANOMALIAS EXCLUSIVAS do segmento imobiliário, com várias delas que explodiram ANTES da crise, ele veio com um papo da avó dele de que aquilo que sobe demais tem queda proporcional. Ora, o DEMAIS já é a característica principal de ANORMAL, como alguém pode usar isto enquanto justifica que aquele assunto é “normal”? Óbvio que ambos também sempre FINGEM ignorar o grande volume de EVIDÊNCIAS que os desmentem e preferem usar estes tipos de frases incoerentes e ilógicas para FUGIREM do debate e fazerem de conta que não foram DESMASCARADOS.

            No caso acima de Thiago FM, de novo, pela nogentésima decepciomesima vez, uma total falta de lógica e coerência, que acontece mais uma vez quando ele insiste em defender uma “normalidade” para um assunto que tem o recorde de EVIDÊNCIAS sobre o quanto é ANORMAL, sendo que ele conhece estas evidências HÁ ANOS.

            Outro exemplo de falta de lógica e coerência que se repete indefinidamente: na parte 1 sobre os duzentos gráficos do FM ele “concluiu” que a crise era cíclica e natural, ao que respondi com uma infinidade de informações qie demonstravam o contrário
            O que ele fez? Mostrou que ele tinha feito também varios gráficos que demonstravam as ANOMALIAS! Caramba, ele mesmo reconhece que sua “conclusão” não tem nenhum fundamento e ainda usa seus próprios gráficos para provar isto. Novamente, acima, no caso da “tese” sobre a normalidade do segmento imobiliário em que ele insistiu junto a César, depois dos vários exemplos que dei quanto a anormalidade, ele colocou 2 graficos que apenas reforçaram o que eu havia dito e com isto colaboraram para comprovar que não há nenhuma normalidade no que aconteceu com o segmento imobiliário!

            O que restou a eles é o conjunto acima, cheio de falta de lógica, incoerências, persistência em tentar enganar com argumentos “N” vezes desmascarados e mais todos os truques de DESINFORMAÇÃO que o segmento imobiliário ensinou para eles…

            8+
            • avatar
            • Cesar_DF 15 de fevereiro de 2017 at 06:50

              CA
              Sobre a diferença entre o valor REAL e o valor ANUNCIADO, um dos poucos lugares que consegui encontrar que utilizam os preços reais, numa amostra com mais de mil imóveis e cruzando com os dados do ITBI foi em Belo Horizonte, onde o FIPEZAP estava anunciando 61,5% acima do real, ou seja, o “desconto” praticado estava sendo de 38,1%

              http://www.ipead.com.br/site/publicacoes/mercadoImobiliario
              Baseado no ITBI, com uma amostra de 1026 apartamentos, o valor por m2 foi de R$ 3.665
              Enquanto isso, o preço médio por anúncio no FIPEZAP é de R$ 5.921

              http://www.bolhaimobiliariabrasil.com/2016/10/04/a-cada-quatro-imoveis-tres-sao-vendidos-com-desconto-clicrbs/#comment-100020

              4+
              • CA 15 de fevereiro de 2017 at 06:59

                Cesar_DF,

                Pois é, sabe o que é pior? Foi uma pesquisa do IPEAD BH, como esta que você mencionou, que o Thiago FM usou para explicar que os preços não caíram tanto… Justo do IPEAD BH que teve a pesquisa suspensa depois de mais de 20 anos porque eles iam mostrar que os preços caíram muito e isto não interessava para seus patrocinadores do segmento imobiliário…

                5+
                • avatar
                • Cesar_DF 15 de fevereiro de 2017 at 07:02

                  CA
                  Se no EUA, Espanha, Irlanda, consideraram ESTOURO DE BOLHA quando a queda foi superior a 20%, qual o nome deverá ser dado quando a queda é de 40%??? rsrsrs

                  4+
              • thiago fm 15 de fevereiro de 2017 at 07:39

                César,

                Cuidado para não comparar alhos com bugalhos. Não é porque existe uma diferença grande entre as médias dos preços absolutos, os quais são medidos por metodologias e instituições diferentes, que você pode obter a média dos descontos reais. Uma coisa é o preço médio efetivo amplo e outra são os descontos de oportunidade tais como o Fernando diz ter conseguido. Para ficar mais claro:

                Notem que os preços negociados obtidos pelo ITBI em BH subiram mais que os preços anunciados, mantendo trajetórias semelhantes. Desconto médio negociado, apurado pela Fipe não chegou a 10% em média.

                1+
                • CA 15 de fevereiro de 2017 at 08:07

                  thiago fm,

                  Trecho que você colocou no link acima:

                  “Desconto médio negociado, apurado pela Fipe não chegou a 10% em média.”

                  De novo a questão do “desconto médio do FINGE ZAP” como “argumento”??? Dois anos atrás, quando você saiu do blog a primeira vez e disse que não ia mais voltar, você estava usando exatamente este “argumento”. Foi explicado “N” vezes porque era INVÁLIDO e você volta a utilizar como se nada tivesse acontecido???

                  Vamos “refrescar a memória” do Thiago FM, quanto ao desconto do FINGE ZAP.

                  Thiago FM, por acaso o desconto médio praticado pelo FINGE ZAP é sobre o preço médio do FINGE ZAP ou é sobre o preço dos imóveis VENDIDOS, que tem uma participação IRRELEVANTE em relação ao total de imóveis anunciados???

                  Como ele NOVAMENTE vai fingir que não entendeu o significado do que consta acima, vou explicar com um EXEMPLO:

                  Temos 5 imóveis de 100 M2, no mesmo prédio e andar, estado de conservação muito similar, ou todos eles novos e entregues, se preferir. Dos 5, 4 deles estão anunciados por R$ 500 mil e 1 deles está anunciado por R$ 400 mil. O que é mais natural que aconteça? O mais comum é que o mais barato seja vendido. Digamos que o imóvel anunciado por R$ 400 mil foi vendido por R$ 360 mil. Qual o percentual de desconto apontado pelo FIPE ZAP em suas pesquisas? 10%. É o percentual de desconto sobre a venda REALIZADA.

                  Qual era o preço médio do FINGE ZAP antes da venda acima? O preço médio do M2 era de R$ 4.800,00. Depois que venderam o imóvel MAIS BARATO e ele teve o anúncio retirado, o que aconteceu com o preço médio? Ele subiu de R$ 4.800 para R$ 5.000 !!!

                  E a “lógica” do desconto do Thiago FM, como ela funciona? Ele diz que o preço médio é de R$ 500 mil e leva as pessoas a crerem que o desconto de 10% é sobre este preço médio, o que NÃO É VERDADE (que “novidade”, Thiago FM tentando enganar as pessoas DE NOVO!!!). O desconto percentual do FINGE ZAP é sobre o preço de venda realizado, se vender o imóvel que tem o menor preço ANUNCIADO, que é natural e além disto, vender com desconto (o que SEMPRE acontece), o preço final da venda fica MUITO INFERIOR ao da MÉDIA.

                  No exemplo acima, o preço médio ANUNCIADO do FINGE ZAP ficou em R$ 5 mil o M2, mas a única venda realizada foi por R$ 3,6 mil o M2, ou seja, com um desconto de 28% em relação à MÉDIA do próprio FINGE ZAP!!! Quanto mais a pirâmide de preços médios ILUSÓRIOS do FINGE ZAP vai crescendo graças aos anúncios com preços menores serem vendidos e retirados, maior fica a DISTORÇÃO entre os descontos fornecidos e a nova MÉDIA FALSA de preços ANUNCIADOS do FINGE ZAP. Só não dispara de vez as distorções, porque vende muito pouco.

                  Como disse no começo deste comentário, o que consta acima já foi demonstrado para Thiago FM 2 anos atrás e ao longo de ANOS aqui pelo blog, já falamos sobre isto e exemplificamos com NÚMEROS, VÁRIAS VEZES, apesar disto, ele continua FINGINDO que nunca foi falado a este respeito e INSISTINDO em tentar ENGANAR as pessoas. Triste, não é?

                  8+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • thiago fm 15 de fevereiro de 2017 at 20:09

                    CA,

                    A diferença entre o que eu faço e você faz é justamente essa. Enquanto você inventa diversas desculpas baratas como essa de que a dinâmica dos preços de oferta não permite captar a realidade das vendas, eu prefiro demonstrar meu ponto com dados reais e gráficos que desmontam toda a sua teoria, que é baseada numa série de suposições:

                    1 – Você supõe que as vendas sobre oferta do ZAP são desprezíveis, mas você não tem essa informação certo? Ou continua achando que a projeção do CRECI para São Paulo é dado seguro para projeção dessa estimativa de menos de 1% de VSO. Aliás já demonstrei que para BH sua estimativa vai para o espaço, o que já invalida a sua tentativa de ampliar isso para o nível nacional

                    2 – Eu sei bem a distinção entre desconto sobre o preço de oferta e preço de venda. Mas você parece ignorar que quem paga oferta num dos portais mais caros do Brasil tem intenção real de vender, ainda que não consiga êxito. Ninguém baixa de uma vez 20-30% o valor de partida, mas testa aos poucos o mercado com as ofertas que recebe. A prova disso é que o desconto final sobre o preço anunciado em média não ultrapassa os 10%, conforme o levantamento complementar da Fipe.

                    2.1 – Se o vendedor não recebe propostas nem próximas ao preço almejado inicialmente, ele vai reduzindo o preço anunciado até o máximo pelo qual se predispõe a vender e esse movimento em escala influencia a variação do índice. O que você ignora é que os vendedores não prestam atenção somente no próprio anúncio, mas nos anúncios concorrentes e, se possível, buscam saber por quanto tem saído os imóveis do mesmo empreendimento com as mesmas características que o dele, até para saber se deve ajustar a pedida inicial ou não para se aproximar da “zona viável de negociação” . Nesse caso, por mais que os imóveis com melhor custo benefício sejam vendidos e eventualmente saiam da amostra, essa venda é percebida pelos concorrentes que provavelmente revisarão seu preço de oferta para cima ou pra baixo conforme a tendência de mercado.

                    O fato é que esses argumentos até podem convencer alguns nesse blog, mas para sair daqui e invalidar um índice que já foi “adotado” pelo mercado, será preciso muito mais que sua lógica de A + B. A verdade é que até agora não há nenhuma pesquisa de preços negociados que tenha invalidado o índice, aceitando-se uma margem de erro. Não é por acaso que ao comparar alguns outros índices de preços (IVG-R, EMBRAESP, IPEAD etc) com os de preços anunciados, nota-se uma certa defasagem temporal deste último, mas que costuma convergir para a tendência geral no médio prazo. Em outras palavras sua teoria não convence.

                    1+
                    • CA 16 de fevereiro de 2017 at 06:01

                      Thiago FM,

                      Só para variar, um monte de blá, blá, blá sem nenhum sentido nem qualquer evidência, o famoso PAPO-FURADO.

                      O Cesar_DF PROVOU com dados de pesquisa do IPEAD de BH, a mesma que você utilizou como referência outro dia, que o preço de venda realizada é muito inferior ao do FIPE-ZAP.

                      Todas as pesquisas anteriores apresentadas, desde CRECI SP, até EMBRAESP e Geoimovel, em diferentes localidades e apresentadas VÁRIAS vezes por aqui provaram exatamente o mesmo, com fatos e dados DEMONSTRADOS.

                      A própria lógica suja do FINGE ZAP que demonstrei MATEMATICAMENTE acima, onde quando você vende o imóvel mais barato o preço médio SOBE, porque você retira o mais caro do anúncio, também é IRREFUTÁVEL e foi DEMONSTRADA com NÚMEROS.

                      Ah, as pessoas não jogam dinheiro no lixo, então porque alguns anúncios ficam publicados por ANOS sem vender???

                      Pegue o número de imóveis novos mais usados anunciados e dívida o número de anúncios do FINGE ZAP pela somatória deles e comprove. Sua pesquisa do IPEAD é a mesma que aponta que o FINGE ZAP está com preços muito superiores, logo acima você disse que não servia para comparar, agora já serve de novo???

                      O truque SUJO do FINGE ZAP e seu de induzir as pessoas ao erro (=DESINFORMAÇÃO) quando fazem as pessoas acreditarem que o desconto é sobre o preço médio do anúncio, vai prevalecer na midia pelas verbas que a imprensa recebe do segmento, se um golpe ou uma pirâmide ou mentiras prevalecem, elas não deixam de ser sujas e baixas e só uma pessoa igualmente baixa é que se orgulha quando suas mentiras e enganações prevalecem para tapear as pessoas…

                      0
                • Cesar_DF 15 de fevereiro de 2017 at 09:11

                  Thiago fm
                  Olhando para dezembro de 2015, enquanto o preço médio anunciado era de =~5.1K o preço negociado era de =~3.6K, um “desconto” MÉDIO de 29,4%, enquanto no gráfico sobre os casos de descontos, alega que apenas em 17% dos casos (10+7) que conseguiram um desconto acima de 20%.

                  Está observando a incoerência entre estes dados ?

                  OU o desconto médio não poderia ser de 29,4% e sim muito menor OU a quantidade de casos com descontos acima de 20% deveria ser superior a 75%

                  Como já havia sido constatado que, em Belo Horizonte, nesta época o “desconto” estava superior a 30%, então a conclusão que os dados do gráfico “Descontos por Faixa Obtidos nas Negociações de Venda e Locação Fechadas através do Portal Vivareal em 2015” são falsos ou não refletem a realidade.

                  1+
                  • thiago fm 15 de fevereiro de 2017 at 20:25

                    César,

                    O que importa é o deslocamento dos preços e em segundo plano a tendência verificada no índice. Basta acompanhar o gráfico que postei para perceber que a diferença já existia desde o começo, com preços de partida diferentes pelas características de cada amostra.

                    Nesse caso comparar valores absolutos de metodologias distintas não prova absolutamente nada. Já reparou que para o levantamento do Vivareal o preço do m2 para São Paulo é de mais ou menos R$ 6800 e para o Fipezap R$ 8600. Quem está errado? Ninguém, visto que o primeiro apura a mediana dos preços de oferta e o outro a média. Se extrapolássemos a comparação para BH essa diferença que você enxerga como desconto real seria muito menor, mas isso não vem ao caso , pois essa diferença não pede ser considerada desconto.

                    Entenda que o preço absoluto no Fipezap é como a Tabela Fipe para os automóveis – uma média de referência. Mesmo que em alguns casos raros se consiga o preço cheio de tabela, em média o mercado gira num patamar abaixo, o que não invalida o levantamento e a variação dos preços médios pelo tempo de fabricação/ ano do modelo.

                    1+
                    • CA 16 de fevereiro de 2017 at 06:18

                      thiago fm,

                      Até quando você vai FAZER DE CONTA que ainda não entendeu que ao vender o imóvel mais barato o preço médio anunciado subir é um truque sujo e baixo para enganar as pessoas?

                      Até quando você vai FAZER DE CONTA que ainda não entendeu que induzir as pessoas ao erro com a informação que o desconto é sobre o preço médio, quando ele é sobre o preço de venda, é apenas outro truque sujo para enganar as pessoas?

                      Até quando você vai jogar sujo sem limites e achar que é algo para ficar orgulhoso que a mentira e enganação prevaleçam na mídia, como fez acima?Ah, esqueci, é uma questão de “caráter”, não tem cura…

                      0
          • Antigo 15 de fevereiro de 2017 at 05:50

            KKK!
            Dois aliados naturais.
            Mas vi uma diferença no discurso.
            O Fernando segue uma linha mais ‘leve alta, estável’.
            Já o Thiago optou pelo pensamento ‘leve queda, estável’.

            6+
            • avatar
      • Cesar_DF 15 de fevereiro de 2017 at 07:00

        thiago fm

        Eu acho que tem um fator que está influenciando tremendamente na percepção desta velocidade de queda dos imóveis.

        Até 2012-2013 o valor PRATICADO era igual ao valor ANUNCIADO.

        Um dos poucos locais que consegui informações a respeito destes 2 valores, em Belo Horizonte, numa amostra de mais de 1.000 imóveis, a diferença em abril de 2016 era de 38,1%

        http://www.bolhaimobiliariabrasil.com/2016/10/04/a-cada-quatro-imoveis-tres-sao-vendidos-com-desconto-clicrbs/#comment-100020

        5+
        • avatar
        • avatar
        • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 07:04

          É exatamente isso. Até um colega anti-bolhista concordou quando falei “a diferença é que em 2011 você anunciava a 9k o m e chovia proposta. Hoje você anuncia a 10 e não tem nem sondagem”

          5+
          • avatar
          • avatar
    • Leonardo M. 14 de fevereiro de 2017 at 23:39

      CA

      Meu pai em 2007 comprou a casa dele juntando apenas 3 anos de economia.
      Hoje o meu pai precisaria de 12-15 anos pra comprar a mesma casa.
      Se isso não é bolha, entao não sei o que é!
      Meus avós compraram casas e apartamentos e lojas na década de 1950/70 com apenas alguns anos de serviço.
      Tenho um grande amigo de 85 anos que me disse que quando foi pra Londrina quando ainda jovem comprava o que hoje são bairros com 20/30 mil habitantes por apenas alguns meses de trabalho.

      Aí eu pergunto:
      Terra acabou no Brasil? Viramos um Japão em tamanho? Alguma Chernobyl estourou em cada estado do Brasil? Existe radiação no solo pra terra ficar tão caro?
      Sério , porque dá varanda gourmet do meu apartamento eu vejo de um lado toda a cidade onde mora é a esquerda do mato,floresta e terra virgem daqui até onde meus olhos podem ver. E ainda querem cobrar R$100.000,00 um pedacinho de 350m² de terreno…Para de mau gosto !!

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 23:42

        É a tal coisa, os preços no Brasil se aproximaram dos do primeiro mundo, mas a qualidade dos produtos e serviços e principalmente a renda das pessoas continuam sendo de terceiro mundo.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Carlos 14 de fevereiro de 2017 at 23:35

    Olá pessoas, compilei uma pequena lista de canais do Youtube que eu particularmente gosto por um motivo ou outro, são pessoas em situações diferentes e com diversas idades, crenças e objetivos.
    Espero que ajude quem estiver procurando saber o que está acontecendo e também pretende morar nos EUA, escolhí canais diversos inclusive porque temos pessoas nas mais diversas situações aqui e algum deles pode ser mais útil no seu caso específico.

    Malandragem
    https://www.youtube.com/channel/UCjMuGxc2lR9ibySdshTYBEA

    Junior Santos
    “https://www.youtube.com/user/jrsantosusa

    Nossa Vida Usa
    “https://www.youtube.com/channel/UCxGJm16z3JAVTFfsbuD69og

    Canal Perguntas com Paulo Paternes
    “https://www.youtube.com/user/CANALPERGUNTAS

    Realidade Americana – Carlinhos Troll
    “https://www.youtube.com/user/realidadeamericana

    Albertinho Gazio
    “https://www.youtube.com/user/albertinhogazio

    Vlog18rodas – Marcão caminhoneiro
    https://www.youtube.com/user/vlog18rodas

    Tem vários canais relacionados a estes aí que podem também oferecer bons conteúdos, evitem as polêmicas e aproveitem a informação.

    2+
  • Leonardo M. 14 de fevereiro de 2017 at 23:45

    Pra quem gosta de CDBs

    Banco Paulista através de corretora Socopa oferecendo 105% do CDI com prazo de 1 ano
    Se gostar de mais tem pra 2 anos 109% do CDI

    Agora quem gosta de um bom risco tem o Banco Indusval com CDB pra 5 anos e 115% do CDI
    Aí é literalmente comprar e esquecer…

    2+
    • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 23:53

      Leonardo os bancos estão kebrados, o Bradesco e o Santander tão fazendo acordos extrajudiciais (dentro do processo) por até 15% do valor devido e ainda dividindo o pagamento em 30x com juro de 1,2%, se vocês procurarem vão achar inúmeros casos assim no Esaj. Eu não tenho dúvida que a curto prazo (até 6 meses) o dólar pode até cair, mas, tudo é onda e a onda vai subir já já.

      2+
      • Leonardo M. 15 de fevereiro de 2017 at 00:07

        Poderia me dar informações sobre isso?
        Mas CDBs não são garantidos pelo FGC ??
        Uma quebradeira de bancos grandes seria catastrófico como aconteceu nos EUA ? Ou nosso governo vai fazer igual lá e assumir a quebradeira e depois repartir o prejuízo com a população?

        3+
        • avatar
        • Antigo 15 de fevereiro de 2017 at 05:56

          Os CDBs são garantidos, assim como a poupança, LCI, LCA e LC (o CDB de financeiras).
          No entanto, ninguém está livre do risco sistêmico. O FGC possui somente uma pequena porcentagem (0.3% se não me engano) de todo valor que ele garante. Se começarem a quebrar muitos bancos, pode ser que falte dinheiro para pagar.

          Mas o ambiente bancário no Brasil é altamente regulado, e acho que vamos ter vários sinais antes de chegarmos a esse ponto. Por exemplo, eu tinha dinheiro no Banco Máxima (já consegui resgatar), que está em situação praticamente insolvente. O que o BC fez? Mandou ele regularizar a situação, e ele vendeu uma parte da carteira de recebíveis para um grupo estrangeiro. Agora está em fase de estabilização, ou seja, não quebrou ainda, e continua vendendo os CDBs dele.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 07:48

            Não quebraram nem no auge da crise, que dirá agora.

            2+
      • cesarkebrado 15 de fevereiro de 2017 at 11:46

        Eu me expressei mal, olha, eu não QUIS dizer que bancos chegarão a quebrar, eu só quero dizer que eu acredito que o Real vai desvalorizar a médio prazo (dentro de 1 ano no máximo). Na minha opinião dentro de alguns meses só se falará em quebra, falência, desemprego, etc.. Aí vocês acham que num cenário desses 3 Real continuará a valer 1 dólar? Eu acho que não.

        0
        • cesarkebrado 15 de fevereiro de 2017 at 12:18

          Eu falei que os bancos estão quebrados, mas, de forma soft, eles estão desesperados por dindin, você percebe isso por 3 coisas: 1: Não pagaram o iss que devem para as prefeituras em 2016 centenas de processos de cobrança estão correndo na justiça; 2: Das centenas de processos monitorios que estão movendo contra os clientes desde fevereiro de 2016, começaram a fazer acordos na média dos 30%; 3: Começaram a oferecer aplicações pagando mais juros. Na minha opinião isso mostra a falta de liquidez por que passam. Vão quebrar (falir)? Não acho que chega a tanto, mas, isso mostra que a m3rda está qualhando aqui no Br.

          0
  • cesarkebrado 14 de fevereiro de 2017 at 23:46

    A redebobo tá começando a toma coragem e dizer que a economia vai mal, mas, nos 13 anos de PT nunca disse um A sobre o gobierno.
    http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/precos-de-novos-alugueis-residenciais-tem-a-1-alta-em-20-meses.ghtml

    5+
    • avatar
    • Cadeludo 14 de fevereiro de 2017 at 23:51

      naturalmente a rede globo fatura pesado com a conta dos governos
      o governo petralha derramou dinheiro neles e eles fazem o serviço sujo
      não é difícil convencer o bananense sem a mínima condição cognitiva
      a mídia se prostitui, quem pagar mais leva!

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cadeludo 14 de fevereiro de 2017 at 23:55
    • Cadeludo 14 de fevereiro de 2017 at 23:58

      “12 mil de utenCílios”
      desconfio que tenha no máximo 5 conto de utenCílios

      2+
      • Cadeludo 15 de fevereiro de 2017 at 00:02

        mas é completa mesmo, só falta as janelas

        2+
        • Antigo 15 de fevereiro de 2017 at 06:05

          Quando tentam passar padaria adiante é porque a crise tá feia. Quando povo para de comprar pão é porque acabou a grana mesmo!
          Ou vai ver era só um negócio amador que tentaram começar e deu errado.

          2+
          • EngenheiroSP 15 de fevereiro de 2017 at 06:37

            em SJC tem um ponto que 3 padarias faliram. Abriu um pet shop e prosperou. Amadorismo ainda é causa n°1 de falencia

            5+
    • From_The_Tower 15 de fevereiro de 2017 at 08:58

      Aham…. coitado. Nossa !
      Sem comentários !

      1+
  • cesarkebrado 15 de fevereiro de 2017 at 00:02

    Quase todos as garagens de venda de carro usado já fecharam só ficou as grandes, eu acho que é porque é mais fácil, já que é tudo carro né, o cara para de pagar aluguel e passa a tentar vender em casa mesmo, agora outros comercios é um puta prejuizo, se desmontar ou parar perde tudo. Hoje eu fui no Shopping e aguela quiosque dos bichinhos motorizados não estava mais, fechou, vai sobrar só aquilo que antes da crise era muito lucrativo mesmo é por isso tem muita gordura pra queimar.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 15 de fevereiro de 2017 at 00:26

      Tem muita garagem que só servia para lavar dinheiro, este também pode ser um motivo.

      4+
      • avatar
      • Ilusionista 15 de fevereiro de 2017 at 08:49

        aqui perto do centro de SP, teve uma grande abertura de “garagens evangélicas”, praticamente uma do lado da outra e com nome diferente.
        Nestes tempos de crise, muita gente procurando solução no Além para os problemas terrestres..

        4+
  • Libertario 15 de fevereiro de 2017 at 00:06

    Fernando

    O maior motumbado do ano é quem aplicou em dólar na latinha que avoa….

    2+

    O maior motumbado do ano é quem tem dinheiro em imóvel e não poderá comprar dólar na baixa

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 07:45

      O cara raciocina como se investir em moeda fosse igual imóvel, que você compra e mantém até o fim da vida e a herança fica na família até a 5ª geração…

      Quem aqui do blog comprou dólar pra investir já realizou. Quem tá segurando é porque tem outros planos.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 15 de fevereiro de 2017 at 08:03

        Por um lado o Fernando tem razão, investi em dólares e perdi uma grana ano passado.
        Minha latinha avoou.

        Mas não tenho vergonha nem acho constrangedor, alguns investimentos dão certo, outros não.
        O pior de imóvel não é nem perder dinheiro com desvalorização, é perder liquidez mesmo. Sabe-se lá quando ou se o mercado imobiliário vai se recuperar.

        5+
        • avatar
        • From_The_Tower 15 de fevereiro de 2017 at 08:57

          Padeiro maluco avisou dezenas de vezes que cairia de 4,00 para 3,20.
          Foi lindo !!!
          Aterriza TD !

          5+
          • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 09:36

            eu fui um pouco teimoso, quis realizar no 4,10, mas esperei e realizei a 3,80 no retorno…mas a entrada foi na faixa de 2,30, então no contexto geral foi bastante lucro. Foi o que deu um up na minha rentabilidade em 2015 (o preju ficou em 2016, mas aí o TD compensou)

            1+
  • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 08:01

    O estado do Rio de Janeiro virou um fim em si mesmo. Existe apenas pra pagar seus funcionários.

    Estado não terá receita para gastos de R$ 3,86 bi para os próximos 30 dias
    Preocupação maior é com os salários dos servidores, que já têm atrasado

    POR CARINA BACELAR E LUIZ ERNESTO MAGALHÃES 15/02/2017 4:30 / atualizado 15/02/2017 7:57

    RIO — À espera de ajuda federal para reequilibrar suas finanças, o governo do Rio faz as contas, centavo a centavo, para se manter pelos próximos 30 dias, prazo que tem para aprovar no Congresso as mudanças na legislação capazes de viabilizar a ajuda da União ao estado e um empréstimo de R$ 3,5 bilhões para pagar o funcionalismo. Sem o socorro financeiro, um novo rombo ameaça agravar ainda mais a situação das contas estaduais. A receita prevista não será suficiente para pagar as despesas dos próximos dias, de pelo menos R$ 3,86 bilhões. Sem falar nas dívidas já acumuladas.

    O governador Luiz Fernando Pezão chegou a dizer que serão “dias difíceis”. Não foi à toa. A arrecadação ficará abaixo dos gastos que vão bater à porta: R$ 3,54 bilhões. A diferença é de R$ 314 milhões, que vão acentuar o déficit do caixa fluminense. Isso sem considerar, no cálculo, as despesa de custeio. Nessa corrida contra o tempo, a preocupação maior é com os salários dos servidores, que já têm atrasado.

    Desta quarta-feira até a próxima semana, o governo estadual terá que repassar as cotas mensais do orçamento (conhecidas como duodécimos) do Tribunal de Justiça, da Assembleia Legislativa, do Ministério Público (MP) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ao todo, será necessário repassar R$ 455 milhões. Também em março, o estado terá que honrar a folha de pessoal de fevereiro. São cerca de R$ 2 bilhões para pagar 466.727 servidores da ativa, aposentados e pensionistas. Além disso, há o restante da folha de janeiro que ainda não foi pago, cerca de R$ 1,1 bilhão. Até agora, apenas os servidores da área de Segurança e da Educação receberam. A dívida com a União também vai exigir um montante de mais R$ 300 milhões.

    — Estamos falando apenas dos próximos 30 dias. Temos projeções de alguma melhoria na arrecadação graças ao pagamento do IPVA no início do ano e à expectativa de incremento na receita do ICMS com a aprovação pela Alerj, no fim do ano passado, do aumento de alíquotas de alguns produtos (cerveja, energia elétrica, telefonia, luz e cigarros, que entram em vigor a partir do fim de março). Mas estamos numa situação ainda pior do que a de fevereiro de 2016 para fechar as contas — disse o secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa, ao GLOBO.

    Com o aumento de 10,2% concedido a funcionários da Segurança, a folha de pessoal do estado sofrerá um aumento de R$ 800 milhões. Os compromissos que precisam ser honrados nas próximas semanas se se somam a outras obrigações do passado, ainda não equacionadas. Parte da receita que o governo espera contar para os próximos 30 dias pode acabar bloqueada. De acordo com Barbosa, o governo do estado tem uma dívida de R$ 880 milhões com a União relativa a parcelas e juros de empréstimos vencidos. Há ainda débitos com instituições bancárias oficiais e compromissos internacionais em que o governo federal foi avalista.

    Entre dezembro e janeiro, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármem Lúcia, concedeu duas liminares favoráveis ao Rio suspendendo o bloqueio de R$ 272 milhões de recursos da União para o estado, relativos aos repasses constitucionais de tributos federais. Esse dinheiro acabou sendo usado para quitar pagamentos atrasados do funcionalismo. No entanto, não há garantia jurídica de que o estado será poupado de novos bloqueios:

    — Pode ocorrer a qualquer momento. E a gente só fica sabendo com dois dias de antecedência — reconheceu o secretário estadual de Fazenda.

    E há ainda outros passivos sem data para serem honrados. A dívida acumulada nos últimos anos com fornecedores chega a R$ 10 bilhões.

    No Palácio Guanabara, a percepção é de que a privatização da Cedae é prioridade absoluta.

    — Nossa situação é de muita gravidade, é de calamidade. O estado não pediu, em momento algum, o não cumprimento do acordo, apenas a antecipação dos seus efeitos. Nesse sentido foi importante a condução do Fux (Luiz Fux, ministro do STF), em que as partes abreviaram esse prazo, compreendendo que é preciso agilidade — disse um funcionário do governo.

    Apesar de ter agravado a crise, o presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), defende que a decisão de Fux de não conceder a liminar que anteciparia a ajuda ao Rio foi “correta”:

    — Avalio que (a decisão de Fux) foi correta. Ele não tinha elementos, já que o empréstimo (de R$ 3,5 bilhões) pressupõe que a Alerj aprove as garantias, que são as ações da Cedae.

    Para o professor de direito administrativo do Ibmec Jerson Carneiro, o governo “não fez a lição de casa” no início da crise, e agora, nesses próximos 30 dias, deverá enfrentar um grande desgaste político para aprovar as reformas necessárias.

    — A situação vai piorar. O governador não tem cedibilidade pra apresentar reformas. E, se elas não forem aprovadas, fica comprometido o acordo entre a União e o estado — opina Carneiro.

    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/estado-nao-tera-receita-para-gastos-de-386-bi-para-os-proximos-30-dias-20928320#ixzz4Ykq2f4kU
    © 1996 – 2017. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 15 de fevereiro de 2017 at 08:05

      Não sei como esse nó pode ser desatado. Pior que no curto prazo nem demitir adianta, há falta de caixa para pagar salários.

      3+
      • avatar
      • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 08:17

        Precisa fazer TUDO o que um político não gosta de fazer. Por isso será 1 década de ajuste.

        Todo o processo de ajuste do estado do rio de janeiro passa pelo corte de pessoal. Tem que mandar embora. Além de cortes minúsculos como cafezinho, telefone, elevador, etc., e de cortes de atividades mesmo. Simplesmente parar de prestar algumas atividades, inclusive na área social, e alocar esse orçamento nos serviços que ficarem. São nessas áreas abandonadas que deve haver as demissões. Se a contribuição sindical deixasse de ser obrigatória facilitaria bastante, pois enfraqueceria os sindicatos.

        O problema é que o governador não tem mais legitimidade pra isso, o que fará a crise se arrastar até o fim de 2018. O próximo governador está f*, porque vai ter que fazer todos esses cortes. Espero sinceramente que seja um governador de extrema esquerda, como o Marcelo Freixo, pra sepultar de vez sua carreira política.

        Abaixo tem um bom exemplo pra começar. Simplesmente extingue as secretarias, cria um pequeno núcleo de assistência social só pra dizer que tem e pega a grana pra outra coisa.

        Secretaria de Estado de Cultura | SEC
        Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos | SEASDH
        Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude | SEELJE
        Secretaria de Estado de Turismo | SETUR

        7+
        • avatar
        • avatar
      • Ilusionista 15 de fevereiro de 2017 at 09:05

        por isto, o governo federal está mandando um grande efetivo das forças armadas, para isolar e transformar o entorno da AL em um “Bunker” para segurança das votações do ajuste proposto pelo Ministério da Fazenda.
        Principalmente no dia da votação que praticamente dobra a contribuição previdenciária dos FPs.

        2+
  • CA 15 de fevereiro de 2017 at 08:11

    Ficou bem para cima, então vale a pena repetir aqui. É MAIS UM exemplo de como o Thiago FM insiste em repetir golpes de DESINFORMAÇÃO que já foram DESMASCARADOS ANOS ATRÁS. Neste caso, os usuários mais antigos provavelmente vão se lembrar, foi o que levou o Thiago FM a prometer que não voltaria a participar do blog da primeira vez…

    Trecho do comentário de Thiago FM mais acima:

    “Notem que os preços negociados obtidos pelo ITBI em BH subiram mais que os preços anunciados, mantendo trajetórias semelhantes. Desconto médio negociado, apurado pela Fipe não chegou a 10% em média.”

    Segue minha resposta:

    De novo a questão do “desconto médio do FINGE ZAP” como “argumento”??? Dois anos atrás, quando você saiu do blog a primeira vez e disse que não ia mais voltar, você estava usando exatamente este “argumento”. Foi explicado “N” vezes porque era INVÁLIDO e você volta a utilizar como se nada tivesse acontecido???

    Vamos “refrescar a memória” do Thiago FM, quanto ao desconto do FINGE ZAP.

    Thiago FM, por acaso o desconto médio praticado pelo FINGE ZAP é sobre o preço médio do FINGE ZAP ou é sobre o preço dos imóveis VENDIDOS, que tem uma participação IRRELEVANTE em relação ao total de imóveis anunciados???

    Como ele NOVAMENTE vai fingir que não entendeu o significado do que consta acima, vou explicar com um EXEMPLO:

    Temos 5 imóveis de 100 M2, no mesmo prédio e andar, estado de conservação muito similar, ou todos eles novos e entregues, se preferir. Dos 5, 4 deles estão anunciados por R$ 500 mil e 1 deles está anunciado por R$ 400 mil. O que é mais natural que aconteça? O mais comum é que o mais barato seja vendido. Digamos que o imóvel anunciado por R$ 400 mil foi vendido por R$ 360 mil. Qual o percentual de desconto apontado pelo FIPE ZAP em suas pesquisas? 10%. É o percentual de desconto sobre a venda REALIZADA.

    Qual era o preço médio do FINGE ZAP antes da venda acima? O preço médio do M2 era de R$ 4.800,00. Depois que venderam o imóvel MAIS BARATO e ele teve o anúncio retirado, o que aconteceu com o preço médio? Ele subiu de R$ 4.800 para R$ 5.000 !!!

    E a “lógica” do desconto do Thiago FM, como ela funciona? Ele diz que o preço médio é de R$ 500 mil e leva as pessoas a crerem que o desconto de 10% é sobre este preço médio, o que NÃO É VERDADE (que “novidade”, Thiago FM tentando enganar as pessoas DE NOVO!!!). O desconto percentual do FINGE ZAP é sobre o preço de venda realizado, se vender o imóvel que tem o menor preço ANUNCIADO, que é natural e além disto, vender com desconto (o que SEMPRE acontece), o preço final da venda fica MUITO INFERIOR ao da MÉDIA.

    No exemplo acima, o preço médio ANUNCIADO do FINGE ZAP ficou em R$ 5 mil o M2, mas a única venda realizada foi por R$ 3,6 mil o M2, ou seja, com um desconto de 28% em relação à MÉDIA do próprio FINGE ZAP!!! Quanto mais a pirâmide de preços médios ILUSÓRIOS do FINGE ZAP vai crescendo graças aos anúncios com preços menores serem vendidos e retirados, maior fica a DISTORÇÃO entre os descontos fornecidos e a nova MÉDIA FALSA de preços ANUNCIADOS do FINGE ZAP. Só não dispara de vez as distorções, porque vende muito pouco.

    Como disse no começo deste comentário, o que consta acima já foi demonstrado para Thiago FM 2 anos atrás e ao longo de ANOS aqui pelo blog, já falamos sobre isto e exemplificamos com NÚMEROS, VÁRIAS VEZES, apesar disto, ele continua FINGINDO que nunca foi falado a este respeito e INSISTINDO em tentar ENGANAR as pessoas. Triste, não é?

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 09:37

      tudo isto seria facilmente desmascarado se o fingezap publicasse toda a série estatística:
      media, mediana, descio padrão, valor max, valor min e pronto só esses e já tinhamos o suficiente
      como o cramulhão fala, o nível de manipulação estatística que eles usam comprova claramente que eles sabem muito bem o que estão fazendo e o objetivo deles

      Repara só CA, desde que o bolha boss ligou o ver likes, repara em quem dá likes pra eles, são os mesmos de sempre, zé carioca e patota, daí s evc correr atrás do que eles escrevem, bingo, são sempre as mesmas enganações ditas de outra maneira, pega o Oliveira por exemplo. Não digo que seja por maldade, mas é perceptível como a enganação entranha de forma subliminar, não que eu queira convencer eles, por mim sorrio e aceno, mas é interessante pra mim perceber a dinamica da coisa, espalha quenem fofoca.

      5+
  • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 08:17
    • CA 15 de fevereiro de 2017 at 08:29

      Louro José,

      Pois é. E o Cesar_DF já havia alertado o Thiago FM sobre o absurdo das vendas negativas de imóveis comparando com o que acontecia com o segmento automobilístico. Vejamos a resposta do Thiago FM, que ficou muito acima:

      “thiago fm 15 de fevereiro de 2017 at 06:55
      Seria perfeita sua comparação se houvesse compra de carro “na planta” com possibilidade irrestrita de distrato ou possibilidade de ajuste e parada da produção conforme o ritmo de vendas. Por isso que eu digo que não há parâmetro para comparar gestão de estoque de imóveis com outros bens duráveis e demais segmentos de negócios.”

      Minha resposta para Thiago FM, só para não deixarmos que mais DESINFORMAÇÃO prevaleça (um outro exemplo GRAVE de DESINFORMAÇÃO do Thiago FM logo acima):

      thiago fm,

      Incoerente DE NOVO? Foi você mesmo que trouxe de volta a comparação de preços de imóveis com carros há poucos dias, agora não são mais comparáveis, já “esqueceu”? Ah, é porque agora estão comparando oferta e procura, algo que na sua “lógica” e do segmento imobiliário, não tem nenhuma relação com preço de vendas, não é (rs)?

      Quer dizer que no segmento imobiliário não existe possibilidade de ajuste de produção conforme o ritmo de vendas??? Caramba, as suas lógicas já saíram do terreno do ABSURDO e agora estão indo para o SURREAL!

      O que você quer dizer é que, se desde 2012 já temos uma proporção entre estoque e vendas que é absolutamente anormal no segmento imobiliário, usando os parâmetros do próprio segmento imobiliário quanto a isto, então isto não teve como ser resolvido até 2017, porque embora eles pudessem ter reduzido até mais drasticamente os lançamentos, não há como ajustar a produção ao ritmo de vendas sequer no período de 5 ANOS, sendo que o prazo de construção é de 3 ANOS??? Significa que eternamente vai ficar o desequilíbrio entre oferta e procura, só porque você e o segmento imobiliário INVENTARAM a “brilhante tese” de que não existe lei de oferta e procura (rs)? Quando você forem revogar a lei da gravidade também, não esqueçam de nos avisar antes, para podermos comprar nossos trajes da NASA…

      É ÓBVIO que você pode comparar a distorção de oferta e procura entre diferentes setores, a única coisa a se considerar é que você deve respeitar o ciclo de produção e vendas de cada segmento diferente, levando em consideração os prazos normais que são NECESSÁRIOS para cada diferente ramo de atividade. Em carros, o prazo é de 45 dias, no caso de imóveis, o MÁXIMO é 1 ano e ainda assim, muito problemático para eles. Hoje, segundo suas próprias informações, eles teriam estoque para 2 ANOS, o que é o DOBRO do máximo aceitável. Os veículos não tem estoque suficiente para 90 dias, que seria o dobro do máximo aceitável para eles, assim como nenhum outro segmento tem esta ABERRAÇÃO, só o segmento imobiliário. Não adiante, uma das suas atitudes estúpidas e desesperadas, de FAZER DE CONTA que não existe lei de oferta e procura, não funciona neste blog, tente no do Amorinha…

      Em tempo: por que em 2016 eles aumentaram os lançamentos mesmo? Ah, é porque no seu MUNDO DE FAZ DE CONTA, eles não precisam vender na planta nem em construção, então alguns apostaram que daqui a 3 anos a economia estaria melhor e resolveram “sair na frente”, esta é a “teoria” que você defende, certo? Outra teoria SURREAL para sua coleção, pois TODOS sabem que eles precisam vender um percentual relevante no LANÇAMENTO até para viabilizar os empréstimos dos bancos para obras e ainda, precisam de outro volume significativo de vendas durante a construção, afinal é o setor que possui o uso mais intensivo de capital durante sua produção e ainda, que tem os maiores custos com estoques!!!

      Sobre o segmento automotivo não ter distratos, na realidade, ele como em QUALQUER setor possui distratos, que é a opção de CANCELAR uma venda, seja ela de produto ou serviço. Se uma loja de veículos vendeu um zero quilometro para você com um prazo de entrega e gerou grande atraso ou entregou com defeito grave, ou percebeu um erro grave no pedido que não pode ser renegociado com o cliente, a venda é CANCELADA, ocorre o DISTRATO. Reitero: o mesmo acontece com qualquer segmento de negócio, é uma prática NORMAL, desde que o percentual destes cancelamentos seja ÍNFIMO, IRRELEVANTE, típico de falhas como as que mencionei neste parágrafo e que deem motivo para que o cancelamento ocorra.

      Ah, mas no segmento imobiliário podem ocorrer cancelamentos de vendas sem nenhum motivo, este é o diferencial e é por isto que hoje eles sofrem tanto. Vou repetir aquilo que também foi explicado e demonstrado para você 1 milhão de vezes, inclusive em comentários no tópico de hoje: construtoras com DÉCADAS de existência no Brasil e que também já praticam vendas na planta HÁ DÉCADAS, tiveram um índice de distratos em proporção a vendas a partir de 2011, que nunca tinham tido antes em toda a sua história de DÉCADAS. Você consegue entender a ANORMALIDADE por trás disto, ou vai continuar FINGINDO que não entendeu??? Sabe como eram os distratos do segmento imobiliário antes de 2011? Exatamente como para qualquer outro setor e consta no parágrafo anterior, ou seja, eram NORMAIS, ao contrário do que são hoje, uma verdadeira ABERRAÇÃO, que só alguém completamente SEM-NOÇÃO, apesar de todas as EVIDÊNCIAS apresentadas aqui, ainda insiste em FAZER DE CONTA que é normal…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 08:50

        Uma simples entrada de um negócio de imóvel na planta já é mais caro que a compra de um veículo

        6+
        • avatar
  • Alemon Fritz 15 de fevereiro de 2017 at 08:40

    kkkk chora e se exploda

    O insuportável aumento do IPTU
    a prefeitura buscou incorporar a valorização imobiliária ocorrida alguns anos antes, determinando algumas travas (20% para imóveis residenciais e 35% para comerciais),…
    Porém, o distanciamento da lei em relação à verdade prejudica sobremaneira proprietários de unidades residenciais ou comerciais, especialmente aquelas destinadas à locação em condomínios. … ficou caro KKKKKKKKKK )( a verdade)

    Deixar imóvel vago é assumir a taxa condominial e o IPTU. Vários cidadãos que, com muito sacrifício, adquiriram imóvel visando complementar renda ou aposentadoria com o aluguel estão recebendo apenas o suficiente para cobrir essas despesas.

    https://www.portogente.com.br/noticias/opiniao/93637-o-insuportavel-aumento-do-iptu

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 15 de fevereiro de 2017 at 08:55

      É o que dá não estudar finanças e fazer gerenciamento de risco.
      Aportar em tijolos possui o mesmo risco que qualquer outro tipo de operação financeira.
      Pessoal ainda está com a cabeça lá nos anos 50.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 09:14

      foda-se sou isento de IPTU
      era um dos parâmetros para eu comprar

      uma pequena cooperação cá entre nós
      vcs sabem que eu comprei
      o outro parametro era valor de venda até o teto de x200 o aluguel
      bem, o valor do condominio explodiu, o do aluguel desabou e mesmo aquele descontão mentiroso me jogou pra cima do x200
      pra vcs ter uma idéia, um vizinho duma casa quase igual (pior) que paga IPTU conseguiu alugar por taxa x500 do valor que eu paguei, ou 0,2% de rentabilidade (e ainda por cima eles andaram pesquisando com outro vizinho pra ver se abaixa ainda mais, ou se aluga uma melhor pelo mesmo valor)
      após minha gestão no condominio como síndico que durou apenas 1 ano e acaba agora, abaixei o condo
      ontem outro vizinho com uma casa ligeiramente melhor acaba de conseguir alugar por uma taxa dentro dox200 exatos x190 ou 0,53% de rent.
      pode ser pura idiotice minha, mas me sinto melhor

      agora, deixando o ego de lado reparem como flutua o valor do aluguel, casas muito parecidas e próximas mais que dobra o valor negociado
      diria que pra quem está no aluguel ainda existem boas opçoes, rapidamente negociáveis, basta gastar sola de sapato.

      5+
      • avatar
      • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 09:16

        ops, faltou o bojetivo
        a cooperação eu digo, que gostaria de ouvir opniões a respeito do tema

        1+
      • cesarkebrado 15 de fevereiro de 2017 at 14:42

        Se o IPTU for reajustado nos bolhudos vais der o tiro de misericórdia, a pá de cal, o último suspiro, kkkkkkkkkk

        1+
    • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 09:38

      essa bola do descasamento entre IPTU e a valorização foi cantada aqui uns 5 anos atrás. Um dia a conta ia chegar; chegou. Ué, o imóvel não vale 1 milhão? 1% de 1 milhão é 10 mil, 10x parcelinha de milzão de IPTU. Ou agora não vale mais?

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 09:49

        O que vai ter de imóvel a venda após esses iptus de 10k serem uma constante não está no gibi hahahaha

        4+
  • Alemon Fritz 15 de fevereiro de 2017 at 08:44

    Isso mostra que o movimento de compra foi dos “velhos” querendo investir em aposentadoria e renda… achando que iria ter demanda infinita..
    fugiram da Vilma e agora não tem ninguem pra comprar ou alugar.. e devem ser aqueles teimosos que não baixam preço pois o corvo disse que vale… kkk

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 15 de fevereiro de 2017 at 08:48

      só ontem eu escutei dois pais dizendo que “ajudaram” os filhos a dar entrada no imóvel e compraram terreno ou casa nova pra investir… essa geração meia idade se lascou na aposentadoria (vai ser feio)…

      6+
      • avatar
      • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 08:51

        Meus filhos terão apenas ensino de qualidade. O resto é com eles.

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 15 de fevereiro de 2017 at 08:56

          (2)

          8+
          • avatar
          • avatar
        • EngenheiroSP 15 de fevereiro de 2017 at 09:19

          Plenamente de acordo. Naquele grupo de RF do facebook vejo muita gente perguntando onde por dinheiro pra dar pro filho no futuro, sendo que poderia pagar uma escola melhor ou algum outro curso. No longo prazo, vai render muito mais do que qualquer titulo do TD

          6+
          • avatar
          • avatar
          • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 09:34

            Não é questão de render mais. É questão de que você não tem que se responsabilizar nem se fuder a vida inteira pelas decisões bizarras que seus filhos vierem a tomar. Você dá educação e ele depois faz as próprias escolhas do que deseja pra vida. Nunca explorei minha família nesse sentido. Nunca pedi terra, apartamento, festa, formatura, dinheiro emprestado, pagar conta pra mim, nada.

            E não quero que meus filhos me peçam. Esse negócio de “papai, banca meus 15/18 anos, meu carro, minha formatura e festa de casamento, por favor?”, não está nos meus planos. Minha filha que, se quiser fazer festa, trabalhe, poupe dinheiro e faça. Garanto que pensará duas vezes antes de fazer a despesa, assim como eu também penso, já que o dinheiro é próprio, não de outro. O que estou construindo será para meu uso, e meu filho que aproveite depois a herança que sobrar, se sobrar. O que darei pros meus filhos é um ensino de qualidade pra que ele não seja 666 por falta de estudo. Se quiser ser 666 com escolaridade, problema dele.

            14+
            • avatar
            • avatar
            • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 09:41

              também fui ensinado assim. Penso em apenas ser um pouco mais flexível do que meu pai foi. Por ex, paguei minha festa de formatura sozinho. Não teria tido problema meu pai ter contribuido para a conta não ter ficado tão pesada, por ex. O que não pode é dar a ilusão pro filho que as coisas vem de graça. Acho que se for conversado e o filho sempre contribuir, na maioria das vezes com a maior parte (até que possa se sustentar 100% sozinho sem prejuízo da sua formação), tá beleza.

              3+
              • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 09:48

                Comigo meu pai disse que não tinha dinheiro pra pagar a faculdade. Fui eu mesmo quem pagou. Festa de formatura então ele jamais teria. E eu me recuso veementemente a pagar esse tipo de festa bolhuda rs

                Daí não fiz.

                9+
                • avatar
                • avatar
                • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 10:49

                  se não tem não tem jeito. Meu pai tinha; era uma combinação de filosofia de educação (com a qual concordo em boa parte) com muquiranisse. Desejo pegar um pouco mais leve nesse segundo item com meus filhos.

                  0
            • Zé Carioca 15 de fevereiro de 2017 at 10:38

              Louro, eu já sou mais flexível nesse aspecto. Acho que a pessoa deve criar os filhos para se responsabilizar por suas atitudes, mas os pais tendo condição devem prover uma boa situação para o filho caso ele se mostre esforçado e cumpridor de seus deveres. Por exemplo, mesmo tendo condição não pagaria uma faculdade para meu filho sabendo que as melhores universidades são públicas. Daria toda a assistência para ele ser aprovado em uma faculdade pública, pagando bons colégios e cursinhos, e caso ele fosse aprovado e tivesse bom rendimento escolar na faculdade daria sim um carro para ele, mas antes deixaria ele andar um bom tempo de ônibus para vivenciar a realidade.

              8+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
        • cesarkebrado 15 de fevereiro de 2017 at 14:45

          Não esqueça de frisar bem ao filhos que: Fazer faculdade não adianta nada, tem que ESTUDAR na faculdade, fazer todo mundo faz, mas, os poucos que ESTUDAM estes sim se dão bem.

          2+
    • CA 15 de fevereiro de 2017 at 09:22

      Alemon Fritz,

      Às vezes os mais velhos dão ótimas dicas e o problema está nos mais novos que são brick-lover (by From) e irracionais, achando que os preços dos imoveis habitam um universo paralelo cheio de arco-Iris e pôneis, como no exemplo abaixo:

      “thiago fm 14 de fevereiro de 2017 at 22:19
      Minha vó diria nas situações citadas que o tombo da construção foi proporcional a altura
      …porém eu diria que o ditado só não se aplica até agora aos preços”

      7+
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 15 de fevereiro de 2017 at 11:52

        Aqui as velhinhas insistem que as filhas tenham imóvel (ainda mais se tiver netinho)
        eu falei que era melhor alugar e quase apanhei. elas acham que aluguel é grana jogada fora… minha mãe uma vez me deu 5k e depois perguntava toda hora se eu já tinha achado um AP pra comprar. kkk.
        A pior: Outra mae deu uma graninha pro filho fazer uma meia agua num terreninho.. sendo que ele queria ir viajar pra outro país com a noiva e vendendo o terreninho..
        Resultado, tá desempregado, a noiva grávida e vivendo num terreninho com uma meia água fuleira cercada de “meliante” . A propria mae disse que se arrependeu… kkkk.

        2+
  • Juros Lover BSB-BH 15 de fevereiro de 2017 at 08:59

    “De acordo com as vítimas, 30 cooperativas ligadas ao ex-deputado distrital Batista das Cooperativas estão envolvidas na fraude”

    Batista das cooperativas…rsrs…Brasil tem cada uma…

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2017/02/15/interna_cidadesdf,573755/cooperativas-habitacionais-sao-confiaveis.shtml

    2+
  • Paulo BolhaBH 15 de fevereiro de 2017 at 09:21

    Em relação ao ITBI em BH, gostaria de esclarecer que a prefeitura está avaliando os imóveis por método próprio e não por valor declarado . Está dando a maior confusão. Brigas, recursos e justiça. Para ganhar mais imposto, os valores da avaliação da prefeitura está altíssimo. Uma conhecida comprou um ap por 420 mil.(valor real de compra) quando foi pagar o Itaú, a prefeitura avaliou o imóvel para a cobrança do imposto em 600 mil . Isso mesmo! Avaliação criteriosa! Ela está com recurso e falou que vai pra justiça ! Os impostos estão lá nas alturas! Culpa dos imóveis que estão caros! Kkk prefeitura esperta!

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 09:28

      TODOS os fiscais de renda municipais tem a autoridade legal pra estimar valores. Por exemplo, se um fiscal no trabalho de auditar uma empresa percebe com base na experiência de trabalho que a dita cuja está ocultando algo, ele, em último caso, pode simplesmente estimar o valor de imposto devido baseando-se em coisas como movimentação financeira, volume de compras, tamanho da empresa, número de funcionários, etc.

      O mesmo pode ser feito com relação a transações imobiliárias. Ele pode simplesmente estimar o valor de mercado do imóvel pra usar como base de cálculo do ITBI.

      gostaram? kkkkkk

      6+
      • avatar
  • Paulo BolhaBH 15 de fevereiro de 2017 at 09:23

    Onde saiu Itaú leia-se ITBI

    1+
  • EngenheiroSP 15 de fevereiro de 2017 at 09:24

    Passando pra lembrar que hoje é dia de pagamentos de juros do TD IPCA. Um dia feliz para todos

    2+
    • avatar
    • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 09:42

      recebi 3 emails da corretora a respeito hoje kkk

      1+
  • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 09:25

    Knolan

    Nesse blog aqui mesmo, muitos anos atrás, o CA da época (que o nome tristemente me foge) fezuma boa pesquisa e demonstrou acima de qlq dúvida razoável que o preço de imóveis acompanham a inflação no longo prazo. Longo mesmo, 100 anos. Pegou dados de varios países para embasar o argumento na época. Claro que com alterações, mudanças de patamar repentinas para casos específicos, picos e vales bolhudos

    Knolan e Oliveira
    OK, concordo com vcs, só faltou avisar a realidade
    me dá o endereço dum unico imóvel residencial civil na banania com 100 anos de idade que vale o mesmo preço de 1917 e eu de hoje em diante passo a concordar com tudo que o TiTiTi fala

    nem na europa existe isso, alguns hoje valem 1 euro, são doados pelo interesse de preservação do patrimonio, outros raros ainda valem alguma coisa a custas de muita muita reforma que só valeu a pena porque a cidade cresceu e eles se tornaram raridades em locais incríveis, mas na banania???

    eu entendo perfeitamente a insistencia do TiTiTiago, anos atrás mostrei a absoluta coincidencia entre o que ele escreve e as bobagens do nucleo de real state da POLI, aliás a mesma arrogancia dos uspianos, que convivi anos com pregador no nariz pq aquilo fede.

    Agora vcs repetir essas asneiras???
    vcs estão fazendo de grátis o que eles recebem para fazer.

    5+
    • Cesar_DF 15 de fevereiro de 2017 at 09:36

      Lucas
      Olhando os gráficos com dados de longa duração – DÉCADAS, vejo que o preço do imóvel tende a acompanhar a RENDA PER CAPITA, claro que existem exceções pontuais, mas veja, se um determinado bairro se torna mais “interessante” ele tende a atrair pessoas com renda maior e se um bairro se torna “careiro” as pessoas com renda mais baixa tenderão a sair de lá.
      Numa determinada cidade, se os imóveis comerciais subiram acima da renda, mais empresas irão ser fechadas, o que resultará em maior vacância, que irá cair o valor da locação dos imóveis comerciais.
      É por isso que o valor da locação varia pouco percentualmente em relação à renda, já o valor de venda vária muito, em função de expectativas e disponibilidade de crédito, por isso os melhores indicadores de bolha são o “rent to price ratio” e o “price to income ratio”

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 09:47

        O valor dos imóveis tende a acompanhar inflação, isso é provado em números de vários países. O que muitos falham na hora de compreender esse dado (e acho que é aí que o argumento do Lucas entra) é que a base de imóveis de 2017 não é a mesma da base de 1917. Ou seja, não se trata de dizer que UM IMÒVEL específico valorizou a inflação, mas que o conjunto de imóveis daquele lugar ao longo do tempo. Um imóvel, assim como qualquer outro ativo, deprecia, perde valor com o passar do tempo. O mesmo imóvel 50 anos depois vai valer menos (em termos reais), é claro. Toda metodologia de avaliação de imóveis séria considera isso. Mas tá lá que “apartamentos de 3 quartos padrão construção tal” subiu 100% em 30 anos, isso não se refere ao imóvel específico que tá 30 anos mais velho, mas leva em consideração que nesses 30 anos foram construídos imóveis melhores e mais novos.

        6+
        • avatar
        • avatar
        • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 09:48

          em períodos mais curtos de tempo (10 anos), esse efeito é pouco notado, mas em períodos mais extensos, 40 ou 50 anos, fica muito claro.

          3+
          • avatar
          • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 10:02

            e pior
            eles sabem disto
            o mesmo instituto fipe faz avaliação de autos duma maneira diferente
            o mesmo instituto
            burrice não é
            ignorancia não é
            o que sobrou então?

            e com aval teórico filosofico do nucleo de real state da poli onde muitos deles vão estagiar na Fipe, dou nome e endereço fica na Ups atrás do prédio da Fea, alias um prédio chiquérrimo em meio a decadência publica. Saindo dali estes mesmos caras estão aptos a seguir uma bela carreira bancária, muitos dos diretores de banco tem essa linhagem, conheço alguns pessoalmente. Estive na USP, como bom aluno universal (universidade) chupei tudo que aquela cidade tinha pra me dar, enquanto a maioria dos colegas fumava maconha ou bebia ou eram workaholics tarefeiros, outro tipo de vício)

            2+
            • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 10:07

              porra procurei no google inteiro não achei uma unica misera foto do local

              1+
        • Cesar_DF 15 de fevereiro de 2017 at 10:02

          To bolhado
          Veja o caso de Hong Kong ou de Estocolmo, olhando ao longo de 100 anos, o valor dos imóveis subiu muito mais que a inflação, isto porque a renda per capita subiu muito mais que a inflação.
          Se o valor dos imóveis acompanhasse a inflação, a medida que a renda per capita subisse acima da inflação, como é natural com a melhoria dos processos produtivos, cada vez mais ser tornaria mais fácil adquirir ou alugar um imóvel, pois esses subiram menos que a renda das pessoas.
          Por isso que falo que o valor do imóvel tende sempre a acompanha a renda das pessoas que moram neles, se fosse diferente disso, então:
          Se valor do imóvel SUBIR ACIMA da renda, então ao longo do tempo seria impossível alguém aluga-lo ou compra-lo
          Se valor do imóvel SUBIR ABAIXO da renda, então ao longo do tempo seria financeiramente irrisório adquirir ou alugar um imóvel.

          4+
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 10:06

            de novo o mesmo erro

            1+
          • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 10:52

            Cesar, você está correto que renda per capita é uma referência melhor do que inflação nesses casos. Mas ainda vale o argumento: o que acompanha é a média de valores do conjunto de imóveis naquele momento, não o imóvel específico. Imóvel e ativo e deprecia. Para mudar isso só uma circunstância específica e passageira local, nada que altere a tendência padrão em 30 anos.

            2+
            • avatar
            • avatar
            • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 11:31

              se fosse possível isolar a variável localização e preservar só a variável valor do imóvel residencial (casa ou apartamento)
              na média é exatamente isto que acontece, ao longo do tempo o valor do imóvel se torna irrisório, assim como o valor de um carro velho, os custos de manutenção se tornam crescentes e comem toda a rentabilidade do carro ou do imóvel, leia-se sai mais caro consertar, leia-se taxa de condomínio absurda

              tirando localização, não se esqueçam
              mas mesmo colocando a localização a coisa fica mais ou menos igual no BR onde temos estoque infinito de terras novas
              se for comparar com Monaco aí teríamos que ajustar as contas a este fato

              0
              • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 11:38

                e Cesar_DF
                se eu não te conhecesse diria que comparar Brasil com Stokholm honk kong paris ny monaco eu diria que é outra velha enganação de corvo
                mas entendo seu esforço no campo teórico, inclusive mais pra frente vou preparar uma coisa que eu acredito que elucida isso, ainda não o fiz pq ainda não está claro dentro da minha cabeça, bamos juntos analisar isso ai. ok?

                1+
          • cesarkebrado 15 de fevereiro de 2017 at 15:14

            Eu sinceramente, só acredito em relação estatistica com qualquer parâmetro em tempos de “paz”, ou seja, em épocas SEM o fato externo que influencie o mercado, o que não é o que ocorre desde que o gobierno PT começou a regar o mercado com crédito. Se o gobierno tivesse subsidiado e financiado a compra de Hilux o preço dela teria subido, opâ perâ..

            0
        • Knolan 15 de fevereiro de 2017 at 10:48

          Perfeitamente.
          É bem claro que um imóvel de 50 anos sem manutenção vale menos do que o valor do terreno (porque tem que embutir o custo de demolição)

          1+
      • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 09:56

        vc é a tipica pessoa que eu tenho certeza que é do bem
        mas vc se enrola

        vou te dar um singelo exemplo pessoal meu
        em 1994 eu gostaria de ter comprado um gol ZERO km que estava por volta de 8 mil reais, na época uma fortuna (n comprei)
        hoje este mesmo gol 1.0 zerinho acabo de consultar ele vale 40 mil reais

        uma valorização de 400%, não é isso?

        É isso o que o fingezap faz…
        e que o Ti Ti Ti repete
        não sei se vc entendeu.

        agora vamos pegar a mesma tabela fipe e ver o valor dum gol 92: preço 6.200 reais
        desvalorização nominal de só 25%,
        quase que uma estabilidade, talvez pegando algum ano aí no meio do caminho eu ache desvalor de zero ou até valorização

        agora vamos considerar a desvalorização real, pela calculadora do cidadão do BC deflator IGPM
        8 mil hoje seria 50 mil reais pelo IGPM
        portanto desvalorização real de 88%

        comparar imovel zero KM de hoje com zero km de 100 anos atrás é uma ENGANAÇÃO
        assim como é enganação dizer que aquele gol vale praticamente a mesma coisa.

        os corvos do mercado imob estão afirmando que um gol ZEROkm valorizou 400% em linha com a valorização da renda per capita
        quando na verdade o golzinho se é que sobreviveu desvaloriouz 88%

        ENGANAÇÃO BRAVA.
        (E olha que nem fiz a conta do custo de oportunidade)

        MAS nao prcisa acreditar em mim, pega o valor médio dos imoveis residencial civis na banania construídos em 1917, soma tudo o que foi gasto, na média, para preservá-lo e me calcula quantos invasores do mst ou crackudos moram lá hoje, ou quanto o dono deve de IPTU.
        Sabe o que eles vão fazer pra te enganar? Pegar uma exceção, pq a média ora importa, ora atrapalha.

        são os Holdinis da matemaGica, sempre escapando da lógica

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 10:28

          quem ler isso aqui
          e ainda assim insistir
          cara, tá mais que desenhado
          e olha que é só uma das malandragens do fingezap
          quem não entendeu, olha a pessoa não vê apenas se não quiser
          não que alguem possa fazer criticas cosntrutivas, ou achar alguma imprecisão, mas se pegaram o cerne da idéia e escreverem de maneira melhor seria enriquecedor

          3+
          • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 11:12

            corrigindo gol 94 vale hoje na média 7 mil
            valor max 8 mil
            valor min 6,7 mil
            alias valores que custava nada o fingezap dizer, só pela assimetria poderiamos encontrar a mediana

            1+
            • avatar
        • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 10:54

          a analogia usada é muito boa. A única diferença relevante entre carro e imóvel é a taxa de depreciação. Alias empresas são obrigadas contabilmente a depreciar construções, assim como veículos, apenas com taxas de depreciação diferentes.

          3+
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 11:04

            o ciclo do produto é diferente, o do imóvel é em média umas 3x(?) mais lento
            e tem outra questão: imóvel (subst.) por ser imovel (adjetivo) está sujeito ao ciclo do produto do bairro, a localização nasce, cresce, come todas, se reproduz, envelhece e morre, este cilco varia muito, de poucas décadas a centenas de anos
            caso dos campos elíseos (champs elysse que agora virou cracolandia)

            por isso não podemos comparar um gol92 com um apartamento92 no bairroX.

            Não nego que se possa investir e lucrar com imóveis, sim podemos, mas não é sentando na espreguiçadeira assistindo o fingezap que vc vai conseguir
            Espero que esteja sendo claro e que o CA ou alguém com masi talento que eu, escreva tudo isto de forma +simples

            2+
    • MINEIRO SPY 15 de fevereiro de 2017 at 09:56

      Lucas
      Talvez tenham esquecido de falar que se gasta o valor do próprio imóvel ao longo de 35 anos para, então, acompanhar a inflação

      7+
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 15 de fevereiro de 2017 at 11:44

        No longo prazo, o preço dos imóveis acompanha o IOcD – Índice de Otários com Dinheiro.

        No Brasil, o número de otários é infinito, mas o dinheiro acabou. Tanto o real, na forma de moeda, quanto o fictício, na forma de crédito.
        Dessa maneira, podemos verificar uma queda drástica no IOcD, fato esse que irá levar a uma inevitável queda no preço dos imóveis.

        Todas as outras variáveis são irrelevantes. Enquanto tiver otário com dinheiro, o preço será alto. Ainda bem é uma espécie em extinção.

        4+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Louro José 15 de fevereiro de 2017 at 09:53

    Beltrame ministro da segurança pública é uma piada. Vai acontecer, esperem pra ver.

    3+
    • avatar
    • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 10:24

      secretario, o q n me parece de todo mal se ele sobreviveu 10 anos ao RJ ele pode qualquer coisa
      pra Min. foi o Veloso aliado de aécio, das esquerdas e super respeitado na direita
      uma no cravo outra na ferradura, diria machiavel, ou se não disse é pq Temer é melhor que a encomenda

      5+
      • avatar
    • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 10:55

      Se o Temer fizer isso é outro tiro no pé tremendo

      0
      • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 11:13

        não acho
        segundo as fontes primárias, os meios militares e o judiciário estão gostando muito do Veloso ainda que aqueles extremistas insistam que a delação da odebrecht vai derrubar o Temer
        são emoções contraditórias, mas eu entendo, até eles precisam fazer política e jogar pra torcida.
        foi +uma de mestre do Temer

        0
        • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 11:17

          estava me referindo ao Beltrame…

          0
          • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 11:25

            conheço pouco dele:
            carioca…
            upps
            parece que saiu no auge
            sepuder me informar agradeço

            0
            • to bolhado 15 de fevereiro de 2017 at 11:29

              aliado do Cabral, celebrado por muito tempo como “grande gênio” quando grande política era avisar antes que ia chegar pros bandidos irem para outro lugar. Hoje imagino que boa parte do eleitorado de “centro-direita” (o que quer que isso queira dizer) reconhece que era mais enganador do que outra coisa. Aí você põe um cara desse para cuidar da segurança…acho que seria um passo (entre outros que o Temer já deu) que vai minando pouco a pouco a credibilidade / expectativa no governo…

              4+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 11:34

                entendi
                bem, nao sou do rJ, então temer me enganou direitinho nessa
                eu nao seria o caso de ser uma boa proxy da média???
                mas concordo tá, enganação!!! like

                0
  • Ilusionista 15 de fevereiro de 2017 at 10:14
  • Cesar_DF 15 de fevereiro de 2017 at 11:26

    PRIMEIRO ATO
    A previsão atual de gastos com a realização dos Jogos Olímpicos, somando as três parcelas, está em R$ 36,7 bilhões, dos quais 58% deve ser bancado pela iniciativa privada por meio de patrocínios ou por Parcerias Público-Privadas (PPPs).
    http://www.jogoslimpos.org.br/destaques/olimpiada-rio-2016-deve-custar-r-367-bilhoes/
    http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/04/rio-apresenta-plano-para-populacao-cobrar-o-que-falta-para-olimpiadas.html

    SEGUNDO ATO
    Olimpíada do Rio de Janeiro superou as expectativas
    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/celso-rocha-de-barros/2016/08/1805616-olimpiada-do-rio-de-janeiro-superou-as-expectativas.shtml

    TERCEIRO ATO
    Rio 2016. Valeu a pena gastar R$ 40 bilhões?
    http://www.infomoney.com.br/blogs/economia-e-politica/terraco-economico/post/5454193/rio-2016-valeu-pena-gastar-bilhoes

    QUARTO ATO
    Quebradeira olímpica – O Rio de Janeiro quebrou.
    Para o TCE, em relatório aprovado hoje, a trajetória do endividamento estadual “é insustentável”.
    O tribunal, segundo o G1, disse que o Rio de Janeiro “iniciou em 2010 um novo ciclo de endividamento, com autorizações para contratação de volumes expressivos em operações de crédito. De acordo com o órgão, entre 2012 e 2015, foram R$ 22,39 bilhões em empréstimos para o Estado do Rio. Deste total, 78,6% foram para custear despesas relacionadas aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, contratados em 2014 e 2015”.
    http://www.oantagonista.com/posts/quebradeira-olimpica

    ATO FINAL …

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 15 de fevereiro de 2017 at 11:42

      quinto ato
      caixa economica federal patrocina flamengo, fluminense, vasco, botafogo, bangu e mais 48 outros times, fora os de volei, basquete, polo, ping-pong

      sexto ato
      boa notícia para os torecedores, flamengo compra o maracanã

      Final:
      Quem paga a conta é vc

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 15 de fevereiro de 2017 at 11:48

    IBGE: resultado de serviços foi ruim e reverte tendência de início de recuperação

    Houve interrupção na melhora no ritmo de queda tanto na comparação com o trimestre anterior quanto em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

    “O resultado do quarto trimestre foi ruim e reverte uma tendência que era de início de recuperação. O volume estava caindo menos. Uma retração nunca é boa, mas quando vai caindo menos, é indício de recuperação. E o quarto trimestre reverteu essa tendência, foi muito ruim”, avaliou Roberto Saldanha, analista da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE.

    http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2017/02/15/internas_economia,847644/ibge-resultado-de-servicos-foi-ruim-e-reverte-tendencia-de-inicio-de.shtml

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 15 de fevereiro de 2017 at 11:52

    http://economiasc.com.br/preco-medio-do-m%C2%B2-para-venda-cai-em-florianopolis/

    O DMI-VivaReal (Dados do Mercado Imobiliário) contempla uma amostra de 30 cidades em diferentes regiões do País e considera mais de 2 milhões de imóveis usados disponíveis para compra ou aluguel.

    1+
    • Cesar_DF 15 de fevereiro de 2017 at 11:59

      Detalhe que é queda NOMINAL, a queda REAL, considerando a inflação é bem maior.

      2+