Caixa prorroga prazo para renegociar dívida habitacional no Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste – G1

Você pode gostar...

Comments
  • Alemon Fritz 28 de junho de 2019 at 14:59

    nada anormal no segmento saudável,, caixão e féritro
    -Santander inicia campanha de renegociação de dívidas vencidas
    EXAME.com-3 h

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • MARK 28 de junho de 2019 at 20:34

      A cortina começa a descer… vamos ver por quanto tempo vão conseguir segurar o estouro das diversas bolhas. A proposta do Santander vai mais é servir para estimular a inadimplência, sei não… Com pouco tempo sabemos que as dívidas com o banco vão ficando quase impagáveis, a proposta do Santander de fazer o parcelamento sem juros como no trecho abaixo, nem é tão desvantajoso para o banco, pois os juros deixaram a dívida bem grande e esse parcelamento possibilitaria receber de fato o dinheiro. Mas pode ser um tiro pela culatra pois quem está pagando em dia pode deixar de pagar as parcelas atuais para depois pegar condições melhores. Será que deixarão os bancos quebrarem?
      “Clientes com mais de 60 dias de atraso podem optar por dividir o débito em até 12 vezes sem juros, ou em um número maior de parcelas, com taxa mensal de 0,49%.”

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Jonny Deep Blue 28 de junho de 2019 at 15:24

    Esse tópico será rotina….pois há vários motivos para a não recuperação da economia. Temos a diminuição do crescimento vegetativo, o avanço da inteligência artificial e a distorção dos valores dos imóveis. 🙁

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 28 de junho de 2019 at 15:36

    https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/06/28/confianca-do-consumidor-tem-a-2a-queda-seguida-em-junho-diz-pesquisa-da-cni.ghtml

    “A queda da confiança em junho é resultado, especialmente, da piora da percepção dos brasileiros sobre o emprego e o aumento do endividamento das famílias”, avaliou a CNI.

    O índice de expectativas em relação ao desemprego, um dos componentes do ICEI, subiu de 54,7 pontos em abril para 56,4 pontos em junho, enquanto o índice de endividamento avançou de 49 pontos para 51 pontos.

    Os indicadores variam de zero a cem pontos. Quanto mais acima dos 50 pontos, maior é a expectativa de aumento do desemprego nos próximos seis meses e maior é o nível de o endividamento das famílias.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Senhor Bolha 28 de junho de 2019 at 15:47
    • Cesar_DF 28 de junho de 2019 at 17:21

      O problema não é o capitalismo, mas sim o CAPITALISMO DE ESTADO

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • o paínha dos CAmaradas 28 de junho de 2019 at 16:38

    Mercosul e UE fecham acordo histórico

    Compartilhe este post com Facebook Compartilhe este post com Messenger Compartilhe este post com Twitter Compartilhe este post com Email Compartilhar

    O chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, e a Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini
    Após 20 anos de negociação, o Mercosul e a União Europeia fecharam um acordo comercial que envolve 25% da economia global e 780 milhões de pessoas – quase 10% da população do mundo.

    Governo francês ‘descobriu pela imprensa’ que Macron teria reunião bilateral com Bolsonaro
    Da guerra comercial à crise nuclear no Irã: o que Bolsonaro defende sobre os 4 temas que dominam o G20
    Segundo estimativas do Ministério da Economia do Brasil, o acordo representará um incremento no PIB do país equivalente a R$ 336 bilhões em 15 anos, com potencial de chegar a R$ 480 bilhões, se forem levados em conta aspectos como a redução de barreiras não tarifárias.

    Para Bolsonaro, fechamento do acordo é histórico; presidente está na cúpula do G20
    O governo brasileiro estima também que as exportações brasileiras para a União Europeia aumentem em cerca de R$ 384 bilhões até 2035.

    Hoje, a União Europeia é o segundo parceiro comercial do Mercosul, que, por sua vez, é o oitavo do bloco europeu.

    Para o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, o fechamento do acordo é histórico. “Esse será um dos acordos comerciais mais importantes de todos os tempos e trará benefícios enormes para nossa economia”, escreveu em seu perfil no Twitter.

    Talvez também te interesse
    Governo federal financia entidades para dependentes químicos denunciadas por maus-tratos e irregularidades
    Macri vs Kirchner: como a crise na Argentina pode influenciar as eleições no país
    O que está em jogo nos dois pontos polêmicos que levaram à saída de Levy do BNDES
    O que muda com a lei sobre drogas que o Senado correu para aprovar?

    Ainda não há informações detalhadas sobre os termos do acordo, que ainda será revisado e chancelado pelos países dos dois blocos econômicos. As complexas negociações envolvem diversas áreas, como marcos regulatórios, tarifas alfandegárias, regras sanitárias, propriedade intelectual e compras públicas. Empresas brasileiras poderão, por exemplo, participar de licitações no bloco europeu.

    Em nota, o Ministério da Agricultura brasileiro afirmou que produtos nacionais terão tarifas eliminadas, como suco de laranja, frutas e café solúvel, e exportadores terão mais acesso, por meio de quotas, para produtos como carnes, açúcar e etanol.

    Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, escreveu no Twitter: “Em meio às tensões do comércio internacional, estamos enviando um forte sinal de que defendemos o comércio baseado em regras. É o maior acordo comercial já fechado pela União Europeia. O resultado é positivo para o meio ambiente e para os consumidores”.

    Criado em 1991 pelo Tratado de Assunção, o Mercosul é hoje o terceiro maior bloco do mundo, depois do Nafta (México e Estados Unidos) e da União Europeia. Seu PIB total é de US$ 2,8 trilhões (R$ 10,4 trilhões). Se fosse um país, o Mercosul seria a quinta maior economia do mundo, atrás apenas de Estados Unidos, China, Japão e Alemanha.

    Em comunicado, a União Europeia cita os principais pontos do acordo fechado com o Mercosul a partir do ponto de vista europeu. Vale lembrar que os termos da negociação ainda serão revisados em detalhes e chancelados pelos integrantes dos dois blocos.

    Barreiras tarifárias
    O acordo prevê remoção da maioria das tarifas de importação do Mercosul a produtos europeus, principalmente os segmentos industrial, agrícola e alimentício.

    Entre os bens industriais, por exemplo, o comunicado cita automóveis, hoje submetidos a alíquotas de 35%, autopeças (de 14% a 18%), maquinário (de 14% a 20%), produtos químicas (tarifas de até 18%), produtos farmacêuticos (até 14%), roupas e calçados (até 35%).

    Produtos agrícolas como chocolates, vinho e destilados, hoje taxados em 20%, 27% e de 20% a 35%, respectivamente, também serão beneficiados pela eliminação de tarifas.

    No acordo também entram laticínios, hoje submetidos a tarifas de importação de 28%, “especialmente” queijos.

    Acordo climático
    Os países signatários se comprometem a implementar e cumprir o acordo climático de Paris, que prevê limites à emissão de gases do efeito estufa e um suporte financeiro de países ricos aos mais pobres a se adaptarem às mudanças climáticas e na adoção de energias renováveis.

    O tema foi discutido em encontro informal nesta sexta-feira (28) entre Bolsonaro e o presidente da França, Emmanuel Macron, no âmbito da reunião do G20, no Japão, horas antes do anúncio do acordo.

    De marco regulatório a barreiras não tarifárias, entenda os termos que vão povoar os debates sobre o acordo Mercosul-União Europeia

    A BBC News Brasil preparou um pequeno glossário dos termos que vão ser frequentes nas discussões sobre o novo acordo entre Mercosul e União Europeia, assinado nesta sexta-feira (28/6):

    Tarifas alfandegárias: As tarifas são taxas pagas por exportadores e importadores. Do ponto de vista dos países que cobram essas taxas, o objetivo pode ser tanto obter receita com o comércio internacional quanto proteger produtos nacionais (impondo, nesse caso, tarifas excessivamente altas).

    Barreiras não tarifárias: São as restrições à entrada de produtos estrangeiros em um determinado país ou bloco que não não são baseadas em impostos e taxas (ou tarifas), mas sim de outros modos. Um dos modos mais comuns é o de impor restrições à importação de alimentos por questões sanitárias.

    Marco regulatório: é o conjunto de normas e leis que regulam o funcionamento de setores nos quais os agentes privados prestam serviços de utilidade pública.

    Quotas: no comércio internacional, são os limites de exportação/importação impostos a determinados produtos (em geral primários, como os agrícolas), de acordo com interesses de países ou determinados setores.

    Regras sanitárias: cada vez mais importantes no comércio internacional, essas regras visam garantir padrões de qualidade a produtos de origem animal e vegetal que sejam importados. O objetivo declarado é proteger a saúde pública e o meio ambiente de eventuais produtos contaminados. Mas também são comuns, no comércio internacional, acusações de que países usem barreiras sanitárias de modo protecionista, ou seja, barrando produtos estrangeiros para proteger os nacionais.

    8+
    • falido_br 29 de junho de 2019 at 16:06

      Sei nao hein, ta me cheirando a quebradeira do setor automotivo nacional. Esse povo vive de apoio governamental, icentivos. Competir com a industria da Alemanha?

      11+
      • avatar
      • socrates 2 de julho de 2019 at 10:04

        Precisamos de uma ampla desregulamentação.

        A regulação deve cobrir o essencial e a má-fé tem que ser punida, simples assim.

        Poderiamos ter muitas montadoras menores. Já se constroi carros no Brasil desde meados do século XX e diversas empresas menores poderiam entrar no mercado não fosse o oligopólio existente. Em tempo de financiamento de fintechs, com aporte de milhões/bilhões em ideias inovadoras, projetos bem estruturados tendem (em um mercado saudável) a prosperar.

        Exemplo : https://www.tecmundo.com.br/mobilidade-urbana-smart-cities/139482-primeiro-carro-eletrico-autonomo-brasileiro-lancado-semestre.htm
        (e tem outras por aqui mesmo e na vizinha Argentina, só para ficar a nível regional)

        Para produzir o primeiro automovel funcional, o custo é alto. A partir daí, a produção em massa toma lugar e, se preciso, a substituição ou incorporação de intermediários faz o preço de construção/montagem despencar (ao estilo da AMBEV, HABIBS, etc..)

        Como universidades estão metidas no meio dos projetos, o knowhow básico para construção de carros deve ser divulgado a todo público. PRONTO. Não dependemos de mais ninguém, mesmo que as fintechs não vinguem. Caso fiquemos reféns de oligopólios externos, poderemos nos mobilizar e , defensivamente e temporariamente, produzir nossos próprios automóveis.

        O melhor dos mundos: teremos os melhores produtos, nacionais ou não , pelo menor preço possível. Caso alguém ou um grupo domine o mercado, nós sabemos como construir e quanto custa construir.

        De tempos em tempos as universidades podem praticar e inclusive manter fábricas em modo standby, com baixo custo de manutenção para períodos sem uso. Muito melhor do que empregarmos nossos melhores cérebros em atividades improdutivas não? Reserva de mercado para que mesmo?

        O mesmo vale para praticamente todos outros setores.

        Li isso em um blog , outro dia. O plano tem algum erro (fora a necessidade de um esquema de seguridade social para cobrir o desemprego temporário)?

        1+
  • o paínha dos CAmaradas 28 de junho de 2019 at 16:40

    Bolsonaro é especial e amado por povo do Brasil, diz Trump

    O presidente Jair Bolsonaro se reuniu nesta sexta-feira (28/06) em Osaka, no Japão, com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. No encontro, à margem da cúpula do G20, os dois líderes fizeram trocas públicas de elogio.

    No G20, Trump e Bolsonaro debatem ações contra Cuba e outros países que financiam Venezuela

    MP arquiva investigação a Dallagnol por conversas com Moro

    Palocci diz que MDB do Senado recebeu para apoiar Dilma

    Investigação do militar preso está sob sigilo, diz FAB

    Afagos e elogios: o encontro de Trump e Bolsonaro em Osaka
    Afagos e elogios: o encontro de Trump e Bolsonaro em Osaka
    Foto: DW / Deutsche Welle
    O tom dos dois líderes foi o mesmo mostrado em março na Casa Branca, quando Bolsonaro visitou Trump. O presidente brasileiro disse torcer admirá-lo e torce pela reeleição do americano , que, por sua vez, afirmou que a relação entre EUA e Brasil vive o melhor momento de sua história.

    “Ele é um cara especial, está indo muito bem, é muito amado pelo povo do Brasil”, afirmou Trump sorrindo a jornalistas, sentado ao lado de Bolsonaro. “Acho que dá para dizer que EUA e Brasil nunca estiveram tão próximos”.

    Bolsonaro convidou Trump a visitar o Brasil e disse “gostar muito” do presidente americano “desde antes da eleição”.

    “Sempre o admirei desde antes das eleições, temos muita coisa em comum. Somos dois grandes países que juntos podem fazer muito pelos seus povos”, afirmou.

    “Iremos ao Brasil”, respondeu Trump, que desde que chegou ao poder em 2017 só visitou um país da América do Sul, a Argentina, e agora disse ter “vontade” de viajar para o país de Bolsonaro.

    Os dois líderes tiveram um encontro a portas fechadas. O porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, disse que entre os assuntos tratados estiveram a crise da Venezuela, o ingresso do Brasil na OCDE e relações comerciais.

    Segundo a Casa Branca, Trump e Bolsonaro também falaram sobre “riscos associados às atividades chinesas no Ocidente”.

    Tanto Bolsonaro quanto Trump têm um encontro privado marcado com o presidente da China, Xi Jinping.

    Venezuela, China e clima
    Após a troca de elogios, os dois presidentes responderam a perguntas da imprensa. Um dos assuntos abordados foi a guerra comercial com a China. Indagado sobre qual seria o papel do Brasil, se o país poderia ajudar os EUA, Trump disse:

    “Não é uma questão de ajuda, é uma questão se vamos ou não fazer algo. Como temos uma boa oportunidade, vamos ver o acontece, no fim as coisas vão acontecer e boas coisas acontecem.”

    Sobre a Venezuela, Trump afirmou, ao ser questionado se o momento para impulsionar uma solução para a crise havia passado, que “as coisas levam tempo”. Ele destacou que “há uma crise humanitária” no país sula-americano e que isso “mostra o que socialismo pode fazer”.

    Brasil e EUA estão entre os países que reconhecem o opositor Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela.

    Bolsonaro é um dos poucos aliados de Trump em uma reunião do G20 tida como uma das mais turbulentas em anos, com disputas sobre comércio, mudanças climáticas e tensões no Oriente Médio na agenda.

    A chegada de Bolsonaro e sua comitiva ao Japão foi conturbada. Pouco depois de desembarcarem, eles reagiram duramente às declarações de líderes europeus que manifestaram preocupação com a política ambiental do Brasil.

    O principal alvo dos brasileiros foi a chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel, que disse desejar ter uma discussão com Bolsonaro sobre o desmatamento.

    O presidente não reagiu bem à fala da alemã e disse que o “presidente do Brasil que está aqui não é como alguns anteriores que vieram para serem advertidos por outros países”.

    Mais tarde, foi a vez de o general Augusto Heleno, titular do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), reagir – de maneira mais exaltada – não só à fala de Merkel, mas também a uma declaração do presidente francês, Emmanuel Macron, de que a França não assinará qualquer acordo comercial com o Mercosul caso o Brasil se retire do Acordo de Paris sobre o clima, como já ameaçou Bolsonaro.

    Assim como Bolsonaro, Trump é considerado um cético em relação às mudanças climáticas. O presidente americano tirou os EUA do acordo climático de Paris e, desde que chegou ao poder, entrou várias vezes em conflito com os europeus, a ponto de a relação transatlântica ser descrita como no pior estado desde a Segunda Guerra Mundial.

    Os países do G20 têm pontos de vista muito diferentes sobre a mudança climática, com o governo de Trump sendo visto como um dos principais opositores das tentativas, encabeçadas pelos europeus, de mudar a economia global em direção a uma menor produção de carbono.

    Ao fim do encontro desta sexta-feira, Bolsonaro publicou no Twitter uma foto ao lado de Trump, fazendo sinal de positivo, e um vídeo da reunião. O brasileiro, assim como ocorreu durante sua passagem pela Casa Branca em março, não foi mencionado pelo americano na rede social.

    5+
  • o paínha dos CAmaradas 28 de junho de 2019 at 16:42

    Homem armado invade imobiliária e faz pai e filha reféns na Zona Sul de Teresina
    Homem identificado como Antônio de Sousa Silva havia sido preso suspeito de participar de assaltos a agências bancárias no Piauí e Maranhão, e usava tornozeleira eletrônica.

    Um homem invadiu uma imobiliária durante a tarde de segunda-feira (24), no bairro Tabuleta, Zona Sul de Teresina, e fez o dono do estabelecimento e sua filha reféns. O suspeito se entregou depois de negociar com os policiais militares. O suspeito sofreu lesões leves, e nenhum refém ou policial ficaram feridos.

    Identificado como Antônio de Sousa Silva, o suspeito usava uma tornozeleira eletrônica. Ele havia sido preso em novembro de 2017, suspeito de participar de assaltos a agências bancárias em várias cidades do Piauí e do Maranhão.

    De acordo com o tenente-coronel Lacerda, comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, os policiais foram acionados e negociaram com o suspeito. “Com a chegada da PM, foi feita a negociação e ele se entregou”, disse o tenente-coronel.

    As vítimas, de acordo com a PM, eram o dono da imobiliária e sua filha. Dois disparos foram feitos dentro do estabelecimento durante o crime, mas ninguém foi atingido.

    “Aparentemente, ele estava drogado ou em surto psicótico”, comentou o tenente-coronel Lacerda. Uma pistola foi apreendida com o suspeito, que foi encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) antes de ser levado para a Central de Flagrantes.

    5+
    • avatar
    • Alemon Fritz 28 de junho de 2019 at 22:33

      esse ai se arriscou entrando em corvolária

      8+
      • avatar
  • Cesar_DF 28 de junho de 2019 at 17:18

    CHINA, ¿la BURBUJA de las CIUDADES FANTASMA? – VisualPolitik
    https://www.youtube.com/watch?v=P9CH2b-REMI

    5+
  • Cesar_DF 28 de junho de 2019 at 18:03

    AS BOLHAS PELO MUNDO

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 28 de junho de 2019 at 18:23

    MAIS DO MUNDO BOLHUDO

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 28 de junho de 2019 at 20:34

    tipos típicos a evitar

    -Corretor de imóveis é preso por crime sexual contra adolescente
    OP9-27 de jun de 2019
    -Justiça prorroga prisão temporária de corretor acusado de negociar …
    Jornal Extra-17 de jun de 2019
    -Operação investiga desvio de R$ 2 milhões na Assembleia Legislativa.
    OP9-25 de jun de 2019 … e o corretor de imóveis Francisco Cardoso de Oliveira Neto, que atualmente … A operação Croupier investiga os crimes de peculato

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • MARK 28 de junho de 2019 at 20:47

    CVR da semana:
    Como tá cheio de propriotário alucinado resolvi fazer uma proposta (neste momento) improvável de ser aceita. Casa na Ponta da Praia, 170m2, 1 milho grande. Montei um texto, disse que o imóvel não valia aquele preço, ainda mais nas condições atuais da economia, e ofereci 600k. O corvo em resposta, veio com uma conversa de que não estava conseguindo localizar o contato do dono e me passou uns imóveis nada interessantes por 1kk. Acho que ele nem falou com o dono e de pirraça mandou links de imóveis improváveis por preço absurdo, como se fosse me dando um troco. Dei risada né… não estão vendendo nada, eles se recusam a baixar e quando o fazem baixam pouco, achando que alguém vai vir pagar um valor desses. Vou continuar na sacada do apartamento, comendo minha pipoca, aguardando os lobos esfomeados perceberem aquilo que já é óbvio pra nós. Fritem!

    57+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Strike 28 de junho de 2019 at 22:24

      Boa noite, Mark. Olha, o cara mais inteligente do blog é o BOSS, que percebeu a hora certa e comprou o AP. Acho que isso faz uns dois anos já, não? Eu sinceramente não acho que os preços vão cair. O Brasil se tornou a bola da vez. Esse acordo com o UE só mostra isso. A UE esnobava o Brasil no tempo dos outros governos. Mas agora, com o atual, que vai buscar liberalizar a economia, a UE viu que se não fechasse um acordo agora perderia o bonde da história. O Brasil tem tudo para se tornar a próxima China. Se isso acontecer, os preços praticados no mercado imobiliário só tendem a subir aceleradamente na próxima década. Acho que o que vai definir é este e o próximo ano, que serão de ajustes e vai depender se estes ajustes serão exitosos ou não, é claro.

      6+
      • Camarada Charles, O isentão, radical 28 de junho de 2019 at 22:40

        “O Brasil tem tudo para se tornar a próxima China.”
        ” os preços praticados no mercado imobiliário só tendem a subir aceleradamente na próxima década.”

        Strike, me diga por favor, qual tipo de droga você anda tomando?
        Não me importo das pessoas usarem drogas, problema delas, mas obviamente você está tomando algo fora da validade ou falsificada 😀

        71+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Jonny Deep Blue 29 de junho de 2019 at 00:48

          Considerando o baixo crescimento vegetativo, o avanço das máquinas inteligentes sobre o trabalho humano e o desaquecimento persistente da economia, a CEF terá que se acostumar a essa nova realidade de desemprego alto. Essa prorrogação de prazos será a nova rotina da caixa..

          23+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • CA 29 de junho de 2019 at 08:08

          O Strike sofre de ALUCINAÇÕES CONTÍNUAS, ele está no estágio de quem já está babando em cima do teclado.

          Outro dia comemorou o lucro recorde da CEF obtido por redução de provisões contra devedores, aliás, sem sequer saber que este era o motivo, de tão sem noção que é.

          Mesmo sabendo agora que já contamos para ele a “novidade” (que constava na noticia que ele mesmo trouxe! Kkkk) deve continuar achando que reduzir provisões contra devedores é normal que aconteça ao mesmo tempo que uma empresa com dívida de R$ 80 BILHÕES está QUEBRADA e não vai pagar devedores, junto com MILHARES de outras, onde a própria CEF tem 2,7 MILHÕES de pessoas inadimplentes e mais 300.000 empresas na mesma situação e fora isso ela ter o maior estoque de imóveis retomados do PLANETA que não consegue vender e uma infinidade de ROMBOS e CRIMES FINANCEIROS.l a tal ponto do MP ter chegado a pedir o afastamento de TODOS os VPs da CEF.

          Ele é só MAIS UM dos que fez LOBOTOMIA antes de atravessar a rua…

          32+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Poucas Trancas 1 de julho de 2019 at 10:28

          “O Brasil tem tudo para se tornar a próxima China.”

          Então é hora de sair daqui.

          5+
      • Ogami 29 de junho de 2019 at 11:08

        Nova China??? Então onde estão a Huawei, Xiaomi, Lenovo, Chery Motors, Logan Motors brasileiras?
        Não tem amigo sabe pq? Pais que não investe em educação e tecnologia não desenvolve sua economia.
        Enquanto a China, EUA, Japão, Coreia e os países de ponta da Europa aumentam os investimentos em educação e pesquisa, a gente está cortando por balbúrdia.
        Não… Não vai!!!!
        Além de não produzimos nada, o setor de serviços está sendo tomando por empresas de outros países, que repassam lucros ao seu país de origem, a ponto de termos estatais de outros países aqui arrematando concessão de aeroporto.
        Brasil é um país cada vez mais Agro, setor mais automatizado, com maquinário importado.

        34+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Ogami 29 de junho de 2019 at 11:08

          *Lifan Motors

          6+
          • avatar
          • avatar
        • socrates 29 de junho de 2019 at 13:44

          Os lobistas vendem as concessoes com contratos longos justamente para mamar. Fossem as privatizacoes por contratos menores ou sem clausulas gilmarmendianas legalistas (que garantem a continuidade do contrato mesmo apos tomada absurda de lucros ou em situacoes em que contratos foram firmados por ladroes), as tarifas cobradas por aqui seriam muito mais baixas, justamente porque seriam prestadas por quem fosse mais eficiente, independente de origem. As remessas de lucros sao absurdas porque os contratos sao absurdos. Tivesse concorrencia, era capaz de eles prestarem os servicos por precos quase sem lucro, ja que o que muitos querem é só “lavar $$$” nas respectivas bananias justificando com investimentos ou receitas obtidas fora delas. A questao é: por que nos brasileiros temos que pagar o pato?

          8+
          • avatar
          • avatar
      • falido_br 29 de junho de 2019 at 16:20

        Não o Brasil nãovai virar uma nova China. Pra começo de conversa temos um povo preguiçoso, que gosta de ter muitos direitos, mas poucos deveres. Nossa educação é uma vergonha. O jeitinho prevalece em todo lugar. Isso aqui vai ser sempre uma zona e colonia de outros povos mais evoluidos. O Brasil não virando uma Venezuela, ficando com renda per capita 60% em relação ao G20 ta otimo. Eu já me conformei.

        39+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • DouglasteR 1 de julho de 2019 at 10:04

        Brazil nova china ? Só se for em tamanho de bolhas.

        2+
      • Paulo Avelar 4 de julho de 2019 at 00:16

        Imóvel na praia é melhor apartamento, casa em área nobre perto da zona central da cidade eu não venderia.Terreno é recurso escasso.

        4+
    • Adriana 29 de junho de 2019 at 19:54

      MARK,
      Na venda da casa da minha mãe, o interessado fez uma carta bem impessoal para apresentar a contraproposta. Acho até que era padrão da imobiliária. Tinha a data, o valor oferecido, os dados do imóvel e endereço. Só isso. Sem juízo de valor e nada sobre crise, economia ou mercado imobiliário da região.

      Quando eu fui comprar o meu ap ano passado, fiz a mesma coisa. Visitei o ap no sábado e na segunda de manhã enviei o valor da contraproposta pelo whatsapp da corretora. Não falei nada sobre local, crise, situação do apartamento. O dono pedia R$ 230 mil, ofereci R$ 210 mil, ele falou que menos de R$ 220 mil não aceitava. Fechamos em R$ 220 mil.

      Aproveitando a deixa: Acabei de gastar R$ 1.475,27 para pintar o apartamento e tirar umas prateleiras de madeira do quarto e da sacada. Material R$ 725,27 e mão de obra R$ 750,00. Até meu pai falou que se o antigo dono visse como ficou o ap ia se arrepender de ter vendido. Agora, só renovar a pintura de 3 em 3 anos e manter o ap conservado. Ele não precisou de nenhum tipo de reforma estrutural. Escolhi esse ap por cauda disso mesmo, inclusive, necessidade de pouca reforma.

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • o paínha dos CAmaradas 29 de junho de 2019 at 21:12

        Adriana, voce só pidiú 8,7% de desconto??? tranquilo dava para conseguir 40% de desconto, mas,
        que bom que comprou o que é seu e ainda saiu no lucro com 20 mil reais ………. é sua grana, os corvos agradecem clientes como voce .

        11+
        • avatar
        • avatar
      • o paínha dos CAmaradas 29 de junho de 2019 at 21:14

        sem duvida teu pai está no certo, o dono tem que estar arrependido de não segurar esses tijolos …….que inveja, gostei do seu cvr, me fez a noite

        9+
        • avatar
        • avatar
        • Adriana 29 de junho de 2019 at 21:20

          Indiobolhista,
          Fiz os cálculos antes… vi mais de 2000 anúncios, varei noites e fins de semana fazendo contas… descobri o monte de porcarias que estão no mercado e vão continuar… para a realidade do Centro de SP, o preço estava encaixado, sim.

          18+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • o paínha dos CAmaradas 29 de junho de 2019 at 23:24

            é possivel que foi o certo

            5+
            • avatar
  • Alemon Fritz 28 de junho de 2019 at 21:47

    kkk, apto de 10m2..
    a netflix dos aps, vc faz assinatura e troca de lugar qdo quer

    -O novo mapa dos microapês
    IstoÉ Dinheiro-10 h
    Inicialmente, o plano é produzir 30 mil apartamentos em sete capitais.
    10blhoes em VGV ( a MRV tinha 6bilhoes pra comparar)

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 28 de junho de 2019 at 21:51

    kkk, caindo estavelmente

    -Lançamentos de imóveis caem 35,2% em abril, diz pesquisa; vendas ficam estáveis.

    no setor de médio e alto padrão chegaram a 1.283 unidades, baixa de 12,0%.
    Os distratos somaram 1.737 unidades em abril, recuo de 33,6%. O volume de distratos foi equivalente a 21,3% das vendas totais no mês.
    O estoque totalizou 121.390 unidades em abril, alta de 6,4%. Considerando o ritmo atual de vendas, seriam precisos 15,2 meses para liquidar esse estoque.
    istoera dinheiro

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Paulo BolhaBH 28 de junho de 2019 at 23:17

    Pessoal, não chamo isso de cvr , pois é só uma percepção minha sobre o que está me cercando. Estou assustado com o que tenho visto aqui, em BH. O desemprego é gigante. Antes, ouvíamos história de pessoas distantes, agora, é o parente, amigo, colega, etc. desempregado, na luta pela sobrevivência. Sempre fui contra aplicativo do Uber, cabify, etc. pois achava concorrência desleal com taxistas que seguem uma legislação. Atualmente, acho que os aplicativos estão cumprindo um papel social importante. É tanta gente que só está comendo devido à eles que mudei minha opinião. Eles fazem muita gente sobreviver nesse país que está beirando o caos.
    Estou ficando chocado com a situação. Por ser funcionário público, não fui afetado diretamente, ainda.
    No comércio ninguém vende nada. Todo mundo entregando ponto. Construção civil morreu e foi enterrada. Mercado imobiliário não existe mais. Conversei com a corretora responsável pelo imóvel que eu alugo e ela disse que o que está segurando a imobiliária é a corretagem de aluguéis, pois não vende mais nada. Ano passado, ela me disse que a imobiliária vendeu menos de meia dúzia de imóveis, ou seja, menos de meio por mês.
    É o fim. As pessoas só não se deram conta, ainda.

    81+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alves 29 de junho de 2019 at 00:13

      Ainda assim há proprietários que se sentem vituperados quando é dito que os seus imóveis estão caros. Mas, no país pois sabem o custo e preço das coisas, poupança e educação financeira quase inexistentes.

      30+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • bolhista cearense 30 de junho de 2019 at 10:20

      Aqui em Fortaleza a situação é igual: só vejo os vendedores dentro das lojas, outras fechadas, placas de “aluga-se”, “vende-se”. Shopping Center só tem gente olhando vitrine, indo aos cinemas ou praça de alimentação.
      Multiplicam-se os pontos de venda de açaí, lanchonetes, sorveterias e camelôs. A Monsenhor Tabosa dá dó; outrora um corredor de venda de confecções, moda praia, lingerie para turistas apresenta as lojas fechadas aos montes.
      Outra coisa que percebi: multiplicaram os “entregadores de mercadorias” nas portas dos supermercados. Pessoas com bicicletas ou motos aguardam telefonemas para deixarem as mercadorias na casa do comprador.
      Até na quantidade de passageiros nas linhas de ônibus percebo redução.
      Apartamentos e casas para vender são aos montes. Vejo também que a construção civil demite, porém a quantidade de apartamentos em construção continua aumentando.
      Taxistas reclamando e motoristas de aplicativos começam a reclamar.

      13+
      • avatar
      • Paulo Avelar 2 de julho de 2019 at 02:26

        As pessoas tem que se reinventar, o fato é que em Fortaleza as coisas para a classe B e A nada mudaram, tem um prédio novo se erguendo todo mês na Aldeota, Meireles e Mucuripe e que eu saiba é quase tudo vendido.
        Já a classe baixa que vive dos armarinhos está num “Deus nos acuda”.
        Quem apostou na noite, no jantar, como as pizarias novas da Aldeota e Meireles estes estão faturando alto.
        Acho que os jovens da classe D e E são abandonados pelos pais, eles não sabem cozinhar, não sabem lavar chão, lavar roupa, porém, nos dias atuais, não tem mais armarinhos para empregá-los como antes, tem shoppings.
        Eles, a maioria, vindo de casas com muitos filhos na escola pública, estão indo para a igreja para pedir esmolas ou querendo uma moto para ser entregadores ou mototaxistas.
        Não tem como prosperar, tem que ver o que fazer com essa gente excedente.
        Hoje em dia um jovem aprender a cozinhar, passar a roupa , lavar tudo, falar inglês fluente é vital para se livrar da falta de trabalho, isso serve até para ser um cuidador de idoso.

        O problema não é a falta de emprego massivo para eles, existe é falta de trabalho. Eles não curtem trabalho, já emprego eles querem, querem emprego no armarinho, mas os armarinhos perderam para o Shoppings mais seguros e limpos.
        Se eu tenho uma loja no ramo de alimentação ou confecções em Shoppings ou lojas especializadas, que são hoje os empregadores massivos, eu não pretenderia empregar quem não fala inglês, não sabe falar com o cliente, não sabe vender o serviço, não faz comida , não lava nada , não é polivalente etc.
        Não adianta se formar em economia, se o emprego está nas microempresas, não precisa de economista, de contabilista, de administrador, tá tudo terceirizado e massificado.
        Não dá nem para sustentar empregado que ganhe mais de dois salários mínimos onde tem emprego.
        As empresas precisam de jovens que saibam as coisas práticas que lhes ofereçam produtividade, esse tempo de filho “Doutor(graduado) em qualquer coisa” já foi, a não ser que eles queiram ser professores universitários, graduados que trabalham na área de humanas e ciências sociais aplicadas são professores da área, não existe emprego para essa gente.
        O futuro já chegou.
        Acordaaaaa.

        5+
    • Cesar_DF 30 de junho de 2019 at 14:39

      O índice de desemprego do DF é um dos maiores do Brasil, foram fechados mais de 10 mil cargos em comissão, população diminuiu 2.1% em 2018. Mais de 120 mil imóveis vagos

      https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2018/08/29/populacao-do-df-cai-21-em-1-ano-e-fica-abaixo-dos-3-milhoes-entenda-as-razoes.ghtml

      8+
      • avatar
      • DouglasteR 1 de julho de 2019 at 13:44

        Problemas inexistentes no Barroeste, segundo uns corvos daqui.

        3+
        • avatar
  • Alemon Fritz 28 de junho de 2019 at 23:46

    pouquinho, só mais de mil imóveis em 4 cidades

    -Audiência pública debate situação de abandono de 368 imóveis em Maceió.
    OP9-30 de mai de 2019
    -Governo do RS tem 71 imóveis ou terrenos sem uso em Porto Alegre
    G1-7 de jun de 2019

    -Prefeitura planeja ocupar 8 prédios do Centro com moradia
    O POVO Online (Blogue)-13 de jun de 2019.
    Foram mapeados mais de 600 imóveis abandonado.

    -Diadema aprova projeto sobre prédios abandonados.
    Repórter Diário-30 de mai de 2019

    (podemos estimar em 400mil se pegar as 400 maiores cidades)

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 29 de junho de 2019 at 00:27

    agrobolha… já falei há 2 anos

    -Startups francesas apostam no agronegócio em Mato Grosso
    AGRONEWS BRASIL-14 horas atrás
    -Presença crescente de startups no agronegócio atrai jovens para o setor
    Grupo Cultivar-8 horas atrás
    -Por que não temos startups unicórnios de agrotech no Brasil?
    Startse-19 de jun de 2019
    -Startups promovem verdadeira revolução digital no setor agrícola.
    Engeplus-22 de jun de 2019

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 29 de junho de 2019 at 08:54

    menos casas, menos casais, menos corvos, ..

    -Jovens cangurus: por que eles demoram tanto para sair da casa dos pais”

    “ao adiar o matrimônio, para alguns é quase automático que irão ficar na casa dos pais” .”Embora tivesse algum tipo de renda, um a cada quatro pessoas de 25 a 34 anos ainda vivia com a família em 2015.”
    Reflexos no mercado de imóveis:
    em 2013, 16,46% dos imóveis para locação em Porto Alegre eram alugados. Em 2018, o percentual caiu para 7,65%.
    Gazeta do povo RS.

    -Crise reduz em 3,7% a realização de casamentos, segundo IBGE.
    Terra-27 de jun de 2019

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 29 de junho de 2019 at 09:44

    -Novo IVG-R Não Evitará o Colapso dos Preços dos Imóveis.
    Ou seja, antes, um colapso de 18%; agora, uma queda de 5,1%.

    Não tentem nem trazer o “crédito” para a mesa. Em tese, o “crédito” vem com uma melhora no PIB. E, como vimos acima, países que voltaram a engatar uma dinâmica positiva no PIB, não estoparam a inércia de queda nos preços dos imóveis; numa perspectiva positiva, podemos apenas conjecturar que o impacto é no longo prazo.
    https://br.investing.com/analysis/novo-ivg-r-n%C3%A3o-evitar%C3%A1-o-colapso-dos-pre%C3%A7os-dos-im%C3%B3veis-200195750

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Camarada Charles, O isentão, radical 29 de junho de 2019 at 09:57

    Acordo Mercosul – UE

    Este acordo me lembra muito aquelas histórias de casamento de conveniência do passado…

    Futuro Dotô da cidade grande conheçe mocinha filha de fazendeiro e os dois se apaixonam.
    O namoro dura uns 20 anos, muita enrolação, muita desculpinha até que e desespero bate nos dois lados porque o dotô porque fez medicina em Vassouras e só consegue trabalho no SUS e o fazendeiro pressiona a filha do outro lado porque está quebrado e a fazenda vai ser tomada pelo banco.
    O casamento acaba sendo consumado com um acreditando que o outro o vai tirar da pindaíba 😀

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 29 de junho de 2019 at 10:07

      Pode até sair uns escambos interessantes 😀

      Alfajor x Toblerone
      pacote de queijo fedido x carreta de soja
      europeus depravados x bundas 220v

      Façam suas apostas.

      23+
      • avatar
      • avatar
  • Inevitable 29 de junho de 2019 at 11:58

    Um apartamento e 26 donos. Esse é o plano da incorporadora BKO para 20 dos 76 imóveis do empreendimento Citizen Paulista, que está em obras na Consolação, região central de São Paulo.
    Em um esquema de cotas, a mesma unidade poderá ter até 26 donos, que terão de se revezar na utilização do espaço. A cota mínima custa R$ 50 mil e dá direito a duas semanas de uso por ano.

    https://www1.folha.uol.com.br/sobretudo/morar/2019/06/1988175-novo-modelo-de-venda-permite-que-um-apartamento-tenha-varios-donos.shtml

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 29 de junho de 2019 at 19:18

      26 donos?
      Você dorme um dia no ao e o resto do mês dorme debaixo do viaduto? 😂

      Falando sério agora, a falta de civilidade e os costumes idiotas dos bananences tornam qualquer tentativa de compartilhamento de qualquer coisa em um dos círculos do inferno….

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Inevitable 29 de junho de 2019 at 12:14

    Estive numa palestra do Grupo Zap
    1) Disseram que para estimar a tendência do preço futuro de venda de um imóvel, eles tem tido um bom resultado acompanhando a trajetória atual do valor do aluguel sobre venda. Então mostraram um gráfico com esta proporção em declínio.
    2) Eles vão lançar o Zap Challenge, premiando em US$ 100 mil (dólares) uma solução em ciência de dados. (bit.ly/desafiogrupozap)

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 29 de junho de 2019 at 12:29

    O filme O 6,66 Sentido
    Vejo bolhas em todo lugar
    -Bolha da arte é a próxima a estourar, diz francês
    -Agricultores franceses atacam acordo UE-Mercosul

    Trunnpy crazy fox do pêlo laranja (conforme previsto)
    -Trump retira veto e permite que Huawei volte às compras nos Estados Unidos.
    -EUA e China concordam em retomar negociações comerciais.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 29 de junho de 2019 at 19:21

      Agora já pode tirar o veto, provavelmente as empresas americanas já tiraram o atraso em relação a Huawei …
      Pelo o que me lembro foi a primeira vez que os chineses saíram na frente na implementação de um padrão.
      Se o tio Sam não abrir o olho isto pode se tornar o novo normal.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Dr. Brown 1 de julho de 2019 at 08:03

      A bolha da arte vai estourar porque durante muito tempo ela foi usada para pagar menos impostos. Aparentemente o povo comprava uma obra de arte e havia um esquema entre críticos, galerias e avaliadores para inflar o valor. Então o dono doava para algum museu e abatia do imposto de renda o novo valor estimado. Os governos começaram a sacar o esquema e o governo do Canadá, por exemplo, começou a não mais aceitar esse valor inflado (não sei com eles definem o valor).
      Parece que tinha até leilão falso para inflar esses valores.
      Com o fim do esquema a bolha vai estourar mesmo. Muito corvetor deve ter virado art dealer pelo jeito…

      5+
  • falido_br 29 de junho de 2019 at 16:11

    To achando que a industria nacional vai falir de vez. Não vejo o povinho que nos temos competindo de igual pra igual com um ALemão workaholic, que investe 50 bilhões de dolares por ano em ciencia e tecnologia. Brasil vai voltar a ser o que era no seculo XVI, colonia agricola

    30+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Strike 29 de junho de 2019 at 19:04

      Eu já penso exatamente o contrário. Quanto mais fechada for mais atrasada será. Pense um pouco, amigo! Ponha a cachola pra funcionar. Mesmo protegida a indústria nacional vem definhando há décadas. Então a conclusão lógica só pode ser a seguinte: a proteção não funcionou e não está funcionando. Abandone isso de uma vez! É justamente a abertura que forçará a indústria nacional a se modernizar, a se tornar eficiente e a se tornar competitiva. Não o contrário!

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Camarada Charles, O isentão, radical 29 de junho de 2019 at 19:25

        Foi esta industria atrasada e monopolista que elegeu seu mito e que enche as barcas do tchutchuca de grana, bom ser dito que elegeu os mitos anteriores também….
        Pode tirar seu cavalinho over otimista e alucinado da chuva 😄

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • socrates 30 de junho de 2019 at 06:46

        A protecao gera lucros exceasivos para bem poucos e produtos mais caros e ruins para a imebsa maioria. Portos fechados para portugal e inglaterra favoreciam a quem?

        7+
    • Cesar_DF 30 de junho de 2019 at 14:26

      Falido_br
      O agronegócio é o setor que o governo menos atrapalha, e veja o sucesso dele.

      7+
      • avatar
      • Jonny Deep Blue 1 de julho de 2019 at 00:13

        Descordo gentilmente. Há muito incentivo para o agronegócio.

        6+
        • rogerio 1 de julho de 2019 at 11:36

          exatamente, o agronegócio é o mais ajudado pelo governo, mas isso é igual em diversos países.

          5+
    • tmarabo 1 de julho de 2019 at 11:48

      e qual o problema em se uma “colônia agrícola”??? é renda que não acaba mais.
      nesta o strike tem razão: chega de ser curral da indústria nacional. não sei se isto vai acontecer, pois não aconteceu plenamente com brasil entrando no mercosul, mas se houver maior abertura comercial quem não se adaptar que quebre.

      3+
    • Paulo Avelar 6 de julho de 2019 at 00:53

      A industrial alemã tradicional de automóveis está falindo, antes eles tiravam o lucro com o mercado de consumo pouco exigente do Brasil e México, mas depois que o mundo abriu mercado quem passou a conhecer Honda, Toyota, Kya não troca carro asiático por um carro alemão.

      1+
  • CA 29 de junho de 2019 at 20:47

    Ah, a visão SIMPLISTA é fantástica!

    Sim, a competitividade do Exterior estimulará indústrias nacionais a se desenvolverem para poderem sobreviver, mas ANTES os impostos sobre produtos nacionais deveriam cair, assim como a burocracia fiscal, a infraestrutura logística teria que se desenvolver MUITO e a educação profissionalizante bem como o uso de tecnologia também e para isto são necessários, por um lado, investimentos MUITO ELEVADOS em infraestrutura, MUITOS ANOS de investimentos e mudanças no caminho quanto à educação e tecnologia, dentre outros fatores.

    Sem que os itens acima tenham acontecido ANTES, as indústrias nacionais que são meras importadoras de componentes de valor agregado para montarem aqui, irão morrer em velocidade ainda mais rápida se for realizada a abertura intensiva para importações.

    Mas o pior mesmo é que o ponto chave nem são as indústrias: nós deveríamos focar em desenvolver serviços mais nobres, porque as indústrias enquanto fomentadoras de empregos mais nobres e de melhorias mais relevantes para economia e sociedade, estão naturalmente em declínio, que é inevitável, ou seja, se fizéssemos o que coloquei acima, ainda assim estaríamos atrasados e fora de contexto.

    Só que o governo atual tem um cara que é tubarão do mercado financeiro e que está pouco se lixando para o que consta acima, ele só se preocupa em fazer MÉDIA com promessas impossiveis e que os empresarios gostam de ouvir, de preferencia que façam a BOVESPA subir, já o conteúdo das acoes deles e a forma de implementar é um DESASTRE.

    Vou dar alguns exemplos do governo metendo os pés pelas mãos e errando feio nas ações em função dos objetivos acima:

    1) Inmetro: em um determinado segmento um produto era obrigatório ter o Inmetro a partir de fevereiro/2019. Agora em junho/2019 decidiram estender para agosto/2019. O empresário que tinha investido antes ficou no PREJUÍZO, beneficiaram os que se atrasaram e não cumpriram a meta (lobby de amigos do governo);

    2) O e-social para medicina e segurança do trabalho era para julho/2019, nesta semana adiaram para janeiro/2020 e prometeram mudanças. Conclusão:empresa que trabalhou sério e investiu / realizou projeto antes, ficou no PREJUIZO e como vão mudar layouts, o que é obrigatório ou não, etc, elas terão retrabalhos e custos dobrados (mais uma vez por lobby de empresas amigas do governo);

    3) BOLSA CALOTE a rodo na CEF, de novo, o.governo privilegiando quem faz errado e prejudicando os que fazem.certo, fora a intensificação das maquiagens contábeis, os incentivos às construtoras do segmento leve e seus GOLPES, etc. De novo, feito para agradar aos amigos do rei.

    O que consta acima, que é a REGRA, estimula o desenvolvimento do país?

    Eles fazem isto o tempo inteiro, para todos os assuntos, é uma tolice imensa acreditar que vão fazer o certo só via ações impensadas, seguindo o acadêmico, para agradar os AMIGOS DO REI e sem considerar a REALIDADE. O que eles estão incentivando de verdade, é o INVERSO da meritocracia, da produtividade, etc…

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • rogerio 1 de julho de 2019 at 17:23

      Sem falar no perdão de dividas, empresa que pagou direitinho perde a competitividade para as que não pagam.

      6+
  • Camarada Charles, O isentão, radical 29 de junho de 2019 at 21:28

    OFF – Novo governo, velhos golpes, em menor escala só porque o dinheiro é pouco.

    Empresa que fará autódromo no Rio tem 0,14% do capital exigido; presidente é sócio de consultoria que ajudou a fazer licitação.

    Criada 11 dias antes do lançamento da concorrência, Rio Motorpark tem capital social de R$ 100 mil, mas edital exigia mínimo de R$ 69,7 milhões. O presidente da empresa, José Antonio Soares Pereira Júnior, é sócio da Crown Assessoria, que ajudou a Prefeitura do Rio a montar o edital da licitação. Empresa e prefeitura negam irregularidades. MPF vê indícios de irregularidade.
    O presidente da empresa que ganhou a licitação para construir e administrar o autódromo de Deodoro, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, é também sócio da empresa que fez estudos do edital da concorrência.

    A única concorrente da licitação foi a Rio Motorpark Holding S.A. O capital social da empresa é de R$ 100 mil, conforme registro na Junta Comercial do RJ. Esse montante equivale a 0,14% dos R$ 69 milhões (item 26.10) de capital social mínimo exigido pelo edital.

    https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/06/29/empresa-que-fara-autodromo-no-rio-tem-014percent-do-capital-exigido-presidente-e-socio-de-consultoria-que-ajudou-a-fazer-licitacao.ghtml

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 29 de junho de 2019 at 21:33

      Que é Antônio Soares Pereira Júnior?

      Delúbio também recebeu pagamentos da Crown Holding e Aquisições, que somaram R$ 214,2 mil em três anos (2009, 2010 e 2011). Apenas em 2010, a Crown transferiu R$ 135 mil. A Crown tem como sócios José Antônio Soares Pereira Júnior e a Templar Investments, empresa holandesa. Pereira Júnior foi citado no relatório preliminar da CPI dos Correios, em 2005, por ter recebido R$ 21,8 mil da SMP&B, uma das empresas usadas pelo publicitário Marcos Valério para repassar valores.

      https://oglobo.globo.com/brasil/delubio-soares-recebeu-235-mil-de-empresa-ligada-ex-dirigente-da-cut-19033935

      E tem trouxa que acredita que Brasil mudou….

      15+
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 29 de junho de 2019 at 21:59

        coincidências estatíticas e kabalísticas improváveis

        de Crown pra Crow é só uma letra, ou será corvo rei

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Camarada Charles, O isentão, radical 29 de junho de 2019 at 22:06

        Painho #mulalivre fez a Arena Corinthians, será que o Bozo ficou com inveja? 😀

        Presidente Jair Bolsonaro vai assinar termo de compromisso para construir autódromo no Rio

        Terreno do Exército no bairro de Deodoro será cedido com a finalidade de se ter um circuito; Fórmula 1 negocia desde o ano passado com a Cidade Maravilhosa para ter corrida em 2020
        O presidente da República, Jair Bolsonaro, vai assinar nesta quarta-feira um termo de compromisso para a construção de um novo autódromo no Rio de Janeiro, no terreno cedido pelo Exército no bairro de Deodoro, na Zona Norte. A informação é do jornal “O Dia”.
        O documento será assinado em conjunto com o prefeito da cidade, Marcello Crivella, e o governador do estado, Wilson Witzel, após uma solenidade que homenageará os pracinhas da Segunda Guerra Mundial.

        https://globoesporte.globo.com/motor/noticia/presidente-jair-bolsonaro-vai-assinar-termo-de-compromisso-para-construir-autodromo-no-rio.ghtml

        Já fiz pipoca pra esperar os bolsomínios defenderem seu mestre de fazer negócios com a tchurma do Delúbio Soares 😀
        Que sina, que sina esta vida de bolsomínion…

        14+
        • avatar
        • socrates 29 de junho de 2019 at 22:57

          Das duas uma, Carlos: ou se trata do famoso caso de “mulher de malandro” e o malandro vai forçar cada vez mais a barra, ou tem interesses pessoais metidos no negocio. É impossivel alguem com 30 anos de vida publica ser tao burro e ainda tao mal assessorado

          10+
          • avatar
          • avatar
        • tmarabo 1 de julho de 2019 at 11:51

          não sei, onde está a falcatrua no autódromo do rio?? ah, já sei, a falcatrua é presumida, já que se o PT roubou então outros vão roubar….
          te garanto que boa parte das obras públicas da odebrecht, que não foram com petistas, não envolveram propinas. mas, claro, pros isentominons é tudo igual.

          3+
          • rogerio 1 de julho de 2019 at 17:25

            a pergunta é? De onde vai sair o dinheiro pro autódromo? BNDES?

            4+
            • tmarabo 1 de julho de 2019 at 23:41

              não sei, tu já sabes?

              2+
  • o paínha dos CAmaradas 29 de junho de 2019 at 23:20

    o sonho dourado dos aqui presentes
    única oportunidade
    Preço: R$ 55.000
    Passo imobiliária Montada em Tijucas
    Com 4 mesas
    12 cadeiras
    Lustre
    Luminárias
    Cozinha com geladeira , Micro-ondas , filtro.
    Ar condicionado
    Grades na Porta
    Letreiro
    Cortinas
    Aceito carro como parte de pagamento
    tels 47 9 9180 9192
    ou 47 9 9180 9193.
    Motivo: Mudança para outra Cidade

    Passo imobiliária Montada em Tijucas
    https://sc.olx.com.br/norte-de-santa-catarina/comercio-e-industria/passo-imobiliaria-montada-em-tijucas-632781169?rec=u

    8+
    • avatar
  • Krakenvader 30 de junho de 2019 at 02:26

    CVR

    Amigo está vendendo casa de altíssimo nível no RJ. Falou que não vale a pena vender agora pelas ofertas que recebeu. 70% do valor foi a mais generosa.

    A percepção está generalizada, é como eu falei, nosso crash não acontece como nos EUA só pela nossa exposição menor aos derivativos e o fato de que muito imóvel ainda é de PF e não PJ.

    34+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 30 de junho de 2019 at 09:22

      A alavancagem é bem menor que nos EUA …
      aqui as famílias só conseguem adquirir um tijolo mágico financiado por vez … e a hipoteca é coisa mais rara ainda . ….
      nos EUA eram 4 a 5 x em média.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 1 de julho de 2019 at 09:06

        e alem disso, la os bancos executavam a divida e liquidavam no mercado.

        Aqui temos a CEF Negocios imobiliarios

        9+
        • avatar
        • Poucas Trancas 1 de julho de 2019 at 10:39

          É, lá o xerife ia tirar o inadimplente da residência.

          5+
          • Money_Addicted 1 de julho de 2019 at 10:44

            nao ouvi relatos especificos como esse, mas la caloteiro nao se cria, diferentemente daqui q o calote eh quase incentivado

            10+
            • avatar
  • o paínha dos CAmaradas 30 de junho de 2019 at 03:02

    70% o cara perdeu uma baita oportunidade de vender seus tijolinhos …… essa sorte dificilmente aparece duas veces

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 30 de junho de 2019 at 06:52

      Area nobre no hell, com certeza. Esta ficando dificil lavar $$ com imoveis. Ficara ainda mais com a digitalizacao de cartorios e transparencia.

      8+
      • avatar
  • CA 30 de junho de 2019 at 07:52

    https://www.terra.com.br/economia/com-juro-menor-investidor-precisa-se-adaptar-ao-risco,f4320fa86678bea32175a3c889681f720qzuj2ti.html

    Resumo da notícia acima:

    CONTINUA a temporada de PEGA-TROUXA na renda variável, com preços SURREAIS de ativos graças a juros ARTIFICIALMENTE bem abaixo da média histórica, venha você também ser mais um SARDINHA para alimentar os TUBARÕES e depois entubar os enormes prejuízos da volta à REALIDADE.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • CA 30 de junho de 2019 at 08:04

      E dá-lhe DOBRAR A META!

      Se não funcionou depois de ANOS de tentativas, é porque ainda não fizemos o suficiente:

      https://www.terra.com.br/economia/mercado-aposta-em-juro-mais-baixo-mas-efeito-na-economia-deve-ser-limitado,8ed689fc1f7b3a8dc09006ec352640162k3iw6xk.html

      E não é só a cegueira dos empresários que faz com que queiram DOBRAR A META dos estragos, o governo está a pleno vapor com a disparada na oferta e nos incentivos ao CRÉDITO, no recorde de BOLSA CALOTE, nas promessas UFANISTAS como nunca antes na história deste país,nas MAQUIAGENS e PEDALADAS via bancos PÚBLICOS e BC, nos incentivos à ações criminosas da construção civil leve, nas ações equivocadas e que incentivam o que é errado prejudicando aqueles que agem certo, só para beneficiar os AMIGOS DO REI (coloquei exemplos acima), nos conluios com criminosos para obras faraonicas (autódromo do RJ) e tudo que foi feito de forma intensa na era PT, durante mais de 10 ANOS e que nos trouxe para a atual situação de PENÚRIA.

      Foi com a “brilhante” lógica acima que a Venezuela chegou onde está…

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • rogerio 1 de julho de 2019 at 17:28

      Não tem problema querer surfar os últimos momentos… eu sou um.

      2+
  • Cajuzinha 30 de junho de 2019 at 08:34

    Sergipe:

    A forte queda nos repasses do FPE aliada ao comportamento ruim das demais receitas estaduais provocaram uma queda na arrecadação do Estado de R$ 136 milhões no mês de junho em comparação com maio, reforçando o cenário de instabilidade da economia

    7+
    • avatar
    • avatar
  • bolhista cearense 30 de junho de 2019 at 08:53

    Mais do mesmo, até parece chover no molhado, contudo, a reportagem já menciona o spread bancário:
    https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/negocios/reducao-da-taxa-basica-de-juros-deve-beneficiar-varejo-e-consumidor-1.2117254

    7+
    • avatar
    • avatar
  • bolhista cearense 30 de junho de 2019 at 09:03
    • From_The_Tower 30 de junho de 2019 at 09:21

      Normal.
      Governantes geralmente entregam produtos / benesses ancorados na crença da população.
      Maioria dos bananenses ficaram acostumados com o crédito e o crédito facilitado para imóveis é coisa recente. Coisa de 14/15 anos.

      Eu sei das implicações …. mas é assim que vai ser.
      Ou vocês pensam que vai existir um governante afirmando que existe uma bolha imobiliária, que os preços estão fora da realidade e que o crédito vai ser reduzido drasticamente e a carteira dos bancos públicos saneada!?
      kkkk

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 30 de junho de 2019 at 09:31

        Mesmo um dia o mercado corrigindo …. mesmo os preços caindo fortemente ….
        se acontecer … vai ser um movimento pontual … porque tá cheio de brasileiro endinheirado que compraria parte desse estoque.
        Eu vejo isso nos leilões … os melhores imóveis já tá cheio de BRICK LOVER só esperando ….

        A parte chata é que geralmente o “remédio” para o colapso é mais do mesmo ….
        expansionismo … endividamento da máquina pública e a alocação dos recursos para salvar a pele de alguém (PJ´s e PF´s)

        15+
        • avatar
        • From_The_Tower 30 de junho de 2019 at 09:36

          cerca de 6 milhões abandonaram os imóveis na crise do sub prime em 2008 a 2009
          trilhões em valor de mercado sumiram
          crise, recessão, correção forte nos ativos e imóveis

          como consertaram!? Pois é… mais do mesmo.
          Me pergunto se aquelas 666 americanas aprenderam a lição ou será que já estão repetindo os comportamentos!?

          15+
          • avatar
          • avatar
  • bolhista cearense 30 de junho de 2019 at 09:47

    Proposta indecente:
    Guedes diz que governo vai liberar R$ 100 bi de compulsório para expandir crédito
    O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira (27) que o governo vai liberar R$ 100 bilhões de compulsório, parcela de dinheiro dos clientes que os bancos não podem usar em operações de crédito e que precisa ficar retida no Banco Central.

    O anúncio acontece um dia depois de o BC anunciar nova redução na alíquota do recolhimento compulsório sobre recursos a prazo, de 33% para 31%, o que representa a liberação de R$ 16,1 bi retidos nos bancos para tentar incentivar empréstimos.
    “Estamos fazendo a desestatização do mercado de crédito. Estamos fazendo a devolução, despedalando os bancos públicos”, disse Guedes após uma reunião na residência oficial do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), da qual participou também o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

    “Ontem já houve uma liberação de R$ 20 e poucos bilhões [na verdade, R$ 16,1 bi] de recolhimento compulsório para ampliar o crédito privado e vem aí mais de R$ 100 bilhões de liberação de compulsório ali na frente. Então, estamos encolhendo o crédito público e melhorando a alocação de recursos, expandindo o crédito privado”, disse o ministro da Economia.
    Os depósitos a prazo são feitos quando o cliente investe em um título do banco. Já o depósito à vista é o dinheiro parado na conta-corrente, que tem compulsório de 25%.

    Segundo a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), o compulsório no Brasil é mais elevado que em outros países, e esse é um dos motivos para que os juros cobrados nos empréstimos sejam mais altos.

    Na prática, quando o compulsório é alto, os bancos têm menos dinheiro para emprestar aos clientes. Para manter o lucro, cobram mais pelos empréstimos, o que aparece no spread (a diferença entre o custo de captação e a taxa de juros cobrados dos clientes).

    O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, comentou nesta quinta-feira (27) a decisão de cortar de 33% para 31% a alíquota para recolhimento compulsório sobre recursos a prazo.

    “O compulsório não substitui política monetária. Não é essa nossa visão, não é essa a nossa intenção”, disse. “Nós temos anunciado que temos uma reforma, uma agenda de reforma de mercado, estruturante. Esse tema está muito mais ligado a uma agenda BC [de medidas estruturais] do que a qualquer tipo de decisão de política monetária”, afirmou.

    Desde 2008, o BC usou o compulsório como forma de estimular ou esfriar a economia, além de criar reservas de valor para reduzir ou aumentar a exposição dos bancos a risco de inadimplência.

    Ao reduzir o percentual a ser coletado, o BC permite que os bancos usem esses recursos e emprestem mais, o que poderia ajudar o país em momentos de crescimento mais lento, como o atual.

    Segundo o BC, a alteração aproxima mais a alíquota dos níveis históricos praticados antes da crise de 2008.

    Em maio daquele ano, os compulsórios somavam R$ 110 bilhões, valor que foi reduzido praticamente pela metade nos 12 meses seguintes.

    Em 2010, diante da necessidade de frear a liberação devido ao aquecimento da economia e do aumento da inadimplência, os compulsórios foram elevados para mais de R$ 200 bilhões. O valor chegaria a R$ 300 bilhões no ano seguinte e a R$ 400 bilhões no início de 2019.
    http://www.oestadoce.com.br/economia/guedes-diz-que-governo-vai-liberar-r-100-bi-de-compulsorio-para-expandir-credito

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 30 de junho de 2019 at 11:00

    detalhes bananenses:
    – analisando a demografia nota-se que o número de crianças de 4 a 9 anos caiu cerca de 8% (são 12-14milhoes de crianças a menos). Isso reduzirá o numero de mortes em acidentes, mas interpretarão que a cadeirinha está salvando mais crianças!!.
    – Menos crianças, menos jovens. A pressão de desemprego em jovens vai diminuir e eles podem ser nem nem sem muitos problemas (mora com mãe, vó e pai paga)
    – A maior população agora é entre 34-39 anos, certa pressão por habitação, mas podem ficar na casa da mãe.
    – Maior número de mulheres indo empreender por causa do “empoderamento” (e + idosas tentando salvar as famílias) A maioria das mulheres fazem trabalho temporário. Isso criou um mercado consumidor com mais mulheres trabalhando.
    – queda nos casamentos (-4%) (menos casas, quem casa quer casa) e aumento de divórcios.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 30 de junho de 2019 at 11:29

      olhem isso:

      -Universidade holandesa proíbe homens de se candidatarem às ofertas de emprego. Detalhado-Visão-24 de jun
      -Vagas só para mulheres? Conheça grupos online que ajudam quem ´procura emprego. Zero Hora-19 de jun
      – Até 2030, participação feminina no mercado de trabalho vai crescer .
      Jornal O Globo-20 de jun
      -Empreendedoras se unem e fazem feira em bairro.
      Portal Tempo Novo-28 de jun

      minha estratégia ,vou investir me ações de igualdade do BB
      -Banco do Brasil inova com fundo de açoes que valoriza empoderamento feminino
      Valor Economico-16 de out de 2018.
      (está bombando)

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Alemon Fritz 30 de junho de 2019 at 13:12

      opah, procurando agora aqui olhem a coincidência:

      -Mortes de crianças caíram 8% após lei da cadeirinha; multa pode ajudar..
      R7-5 de jun de 2019

      9+
      • avatar
      • Camarada Charles, O isentão, radical 30 de junho de 2019 at 13:30

        Mas mas mas, e o prazer de dirigir irresponsavelmente onde fica?

        😂

        10+
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 30 de junho de 2019 at 11:06

    – Lei que obriga bares e restaurantes a darem auxílio a mulher é aprovada.
    A lei determina que os bares e restaurantes devem acompanhar as mulheres até o carro ou chamar a policia caso se sintam em risco. multa de 266 reais

    https://liberal.com.br/cidades/americana/lei-que-obriga-bares-a-darem-auxilio-a-mulher-e-aprovada-1034335/

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 30 de junho de 2019 at 11:53

    O “algorítimo” tentando mudar o mundo

    Google rotulando jornalistas conservadores (Ben Shapiro, Jordan Peterson, Denis Prager) automaticamente como NAZISTAS

    https://www.youtube.com/watch?v=YGxNnJ7ulgM

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 30 de junho de 2019 at 12:41

      O google acertou nos casos do Ben Shapiro e do Denis Prager 😀

      2+
    • Cesar_DF 30 de junho de 2019 at 14:19

      2 deles são judeus e os 3 tiveram parentes mortos em campos de concentração nazistas

      16+
      • avatar
      • avatar
      • Camarada Charles, O isentão, radical 30 de junho de 2019 at 19:46

        Continua não significando nada, o fato dos dois terem descendência judia não muda o de ambos terem ideias racistas, retrógradas e associadas ao nazismo.
        Pensei que não estivesse lendo meus post 😀👋

        8+
        • Camarada Charles, O isentão, radical 30 de junho de 2019 at 20:52

          Pros idiotas que vivem pagaiando lixo ideológico 😀👋
          https://youtu.be/6VixqvOcK8E

          2+
        • tmarabo 1 de julho de 2019 at 12:10

          Ben Shapiro e do Denis Prager têm “ideias racistas, retrógradas e associadas ao nazismo”???
          Nossa, lacrou, miga!!!!

          12+
          • avatar
  • Cesar_DF 30 de junho de 2019 at 14:06

    Alguma aposta para o IBOVESPA de amanhã?

    Talvez seja hora de admitir que o governo Bolsonaro é mais competente do que imaginávamos
    https://www.institutoliberal.org.br/blog/economia/talvez-seja-a-hora-de-admitir-que-o-governo-bolsonaro-e-mais-competente-do-que-imaginavamos/

    Ao vivo: Manifestações a favor de Moro e da Lava Jato
    Atos em defesa do ministro da Justiça e das reformas propostas pelo governo acontecem em pelo menos 150 cidades do país
    https://veja.abril.com.br/politica/ao-vivo-manifestacoes-a-favor-de-moro-e-da-lava-jato/

    6+
    • Alemon Fritz 30 de junho de 2019 at 15:12

      Para julho a bolsa chegará a 109.pontos, um aumento de 8,1% para junho.
      em 15 de julho eu revejo tudo esperando para baixo pois a china mudará investimentos estrangeiros em 30 de julho.

      5+
    • rogerio 1 de julho de 2019 at 17:40

      Voce só pode estar brincando em querer medir um governo pelo índice que ele alcança na bovespa.

      2+
  • Cesar_DF 30 de junho de 2019 at 14:48

    O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou, nesta sexta-feira (28), que imóveis da Barra que ficam fechados o ano inteiro e que servem apenas como camarotes ocasionais durante o Carnaval não terão mais autorização para funcionar nessa atividade.

    https://www.bnews.com.br/noticias/politica/politica/239390,imoveis-que-servem-apenas-de-camarote-na-barra-terao-atividade-proibida-diz-acm-neto.html

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 30 de junho de 2019 at 15:56

    pague vc

    -Câmara aprova projeto que perdoa dívida de R$ 450 milhões de cartórios.
    Fonte local-Jornal O Dia -27 de jun de 2019. A dívida é de 600milhoes, apenas 150 milhoes serão pagos ao RJ

    10+
    • avatar
    • avatar
    • o paínha dos CAmaradas 30 de junho de 2019 at 19:45

      camara do rio de janeiro

      2+
      • avatar
    • EngenheiroSP 1 de julho de 2019 at 09:38

      Pergunto-me que dívidas pode ter um negócio que como insumos tem papel e caneta e possui mercado que é obrigado a consumir seus serviços.

      7+
    • tmarabo 1 de julho de 2019 at 12:15

      teria que ver o projeto, o que é realmente esta dívida de 450kk, se ela existe mesmo ou se é uma “estimativa”.
      a imprensa adora distorcer a respeito.

      2+
  • Adriana 30 de junho de 2019 at 20:34

    Número de contratos para financiamento de veículos a pessoas físicas cresce 3,5% no 1º trimestre

    O total de contratos de financiamento de carros e motos fechados por pessoas físicas nos bancos cresceu 3,5% no primeiro trimestre de 2019 na comparação com o mesmo período do ano passado: de 620.337 para 642.003. O volume de recursos relacionados a esses contratos aumentou de R$ 15,6 bilhões para R$ 17,2 bilhões, uma evolução de 10,5% em relação a 2018.

    Os números fazem parte de um levantamento feito pela FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos com as cinco principais instituições bancárias que operam neste segmento e representam 75% do mercado brasileiro de financiamento de carros e motos.

    Segundo dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), nos três primeiros meses do ano foram vendidos 838.765 carros e motos. Ou seja, as vendas de veículos financiadas pelos bancos com maior participação no setor representam 76,5% do total de unidades comercializadas entre janeiro e março pelas revendedoras.

    “Os números mostram que o bom desempenho do segmento automotivo nas vendas a pessoas físicas em 2019 teve forte sustentação no crédito bancário”, diz Leandro Vilain, diretor de Negócios e Operações da FEBRABAN.

    Os dados sobre financiamento coletados pela FEBRABAN sustentam a avaliação de que, com o apoio do crédito, a comercialização de automóveis tem sido um dos fatores de sustentação do crescimento econômico, na direção contrária à de indicadores que mostram desaceleração da atividade econômica. Além da compra de veículos para uso próprio, a procura de veículos como instrumento de trabalho por parte de pessoas físicas pode ser um dos fatores por trás desse desempenho, hipótese ainda a ser comprovada por estudos mais aprofundados.

    “O setor financeiro tem ajudado as pessoas a driblar o momento econômico desafiador ao oferecer crédito para as famílias e para novos empreendedores”, afirma Vilain.

    Frota mais nova

    O número de veículos novos financiados para pessoas físicas cresceu 7% na comparação entre 2018 e 2019. Percentual bem superior aos 2,5% de aumento de veículos usados, o que pode significar um processo de modernização da frota, embora os veículos usados ainda representem a maior parcela das unidades de veículos financiadas no primeiro trimestre (76,5%).

    Merece destaque o aumento expressivo no número de motos financiadas (30%) de um ano para o outro, de 56.132 para 72.591. Os contratos de financiamento de carros também apresentaram evolução positiva, apesar de tímida, de 564,205 para 569,412 (1%).

    As motos também saem na frente quando o assunto é o total de recursos movimentados pelos contratos de financiamento a pessoas físicas: 37% de aumento no trimestre, em comparação com o mesmo período do ano passado. No mesmo período, o montante financeiro relacionado aos carros cresceu 9%.

    Perfil

    A faixa etária em que houve maior crescimento na tomada de crédito em relação ao ano passado foi a dos jovens adultos, entre 18 e 25 anos (8,5% de aumento), seguido do grupo de adultos entre 36 e 45 anos (6,5%).

    Os compradores mais velhos concentram o maior número de contratos fechados: 36 a 45 anos (27% do total de contratos), 46 a 60 anos (26,6%) e 26 a 35 anos (24,6%).

    Com relação à renda, o grupo com maior evolução no número de contratos foi o de pessoas que ganham entre 6 e 10 salários mínimos (9,7%). A população de renda média (3 a 6 salários mínimos) e baixa (até 3 salários mínimos) concentram a maior parcela de contratos, 40% e 33% respectivamente. Essas duas faixas tiveram crescimento, somado, de quase 2% na comparação com o primeiro trimestre de 2018 (resultado de uma queda de 4,7% na faixa de menor renda compensada pelo aumento de 8% na faixa de renda imediatamente superior).

    O levantamento da FEBRABAN identificou ainda que, entre as pessoas físicas, 63% dos tomadores de crédito para financiamento de veículos e 34% são mulheres. Para 3% dos contratos, não há registro do gênero dos compradores.

    https://portal.febraban.org.br/noticia/3322/pt-br/

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 30 de junho de 2019 at 21:51

    haja paciência
    -Cadastro Positivo terá inclusão de nomes automaticamente em julho.
    reúne informações de aproximadamente 6 milhões de pessoas e com a nova lei pode chegar a 130 milhões…

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 30 de junho de 2019 at 22:29

    -Cadastro Positivo promete limpar nomes, mas vai expor dados pessoais
    Metrópoles-27 de jun de 2019.
    no caso do Cadastro Positivo, caso a pessoa tenha ficado com o nome sujo alguma vez, essa informação ficará 15 anos armazenada.
    lembrando que a lei de proteção de dados só entra em vigor em 2020.

    12+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 30 de junho de 2019 at 23:14

    querem se assustar com o novo sistema, leiam (Direito Civil Atual):

    -Lei dispensa autorização do consumidor para cadastro positivo de crédito.

    -Estabeleceu-se um extenso prazo para que o interessado seja informado e não se definiu, de modo expresso, a quem compete esta importante tarefa – aspecto que fragiliza ainda mais a tutela do consumidor. (= qualquer empresa poderá usar e compartilhar seus dados e ninguém é responsável por avisar)

    – eis que quando desejar pugnar pelo cancelamento em face de um gestor, que não seja o que tenha iniciado o seu cadastro, não se tem garantido que este o comunicará aos demais e muito menos para as fontes, pois a atual redação do parágrafo 6º, do art. 5º, incisos I e II, não mais contempla esta obrigação (= ninguém cancela),

    -Contudo, não houve, no Brasil, a instituição de uma autoridade incumbida especificamente do acompanhamento e da fiscalização do funcionamento dos cadastros positivos de crédito, como visto na Europa,

    https://www.conjur.com.br/2019-jun-17/lei-dispensa-autorizacao-consumidor-cadastro-positivo

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 01:01

    OFF – Maravilhas do outsourcing 😀
    Medo de voar em um avião produzido em um local que tem tarefas com esta: “Provided quick workaround to resolve production issue” 😛

    Boeing’s 737 MAX software outsourced to $12.80-an-hour engineers

    In offices across from Seattle’s Boeing Field, recent college graduates employed by the Indian software developer HCL Technologies occupied several rows of desks, said Mark Rabin, a former Boeing software engineer who worked in a flight-test group that supported the MAX.

    The coders from HCL were typically designing to specifications set by Boeing. Still, “it was controversial because it was far less efficient than Boeing engineers just writing the code,” Rabin said. Frequently, he recalled, “it took many rounds going back and forth because the code was not done correctly.”

    Costly delay

    In one post, an HCL employee summarised his duties with a reference to the now-infamous model, which started flight tests in January 2016: “Provided quick workaround to resolve production issue which resulted in not delaying flight test of 737-MAX (delay in each flight test will cost very big amount for Boeing).”

    https://www.smh.com.au/business/companies/boeing-s-737-max-software-outsourced-to-12-80-an-hour-engineers-20190629-p522h4.html

    3+
    • avatar
    • Alemon Fritz 1 de julho de 2019 at 12:23

      é só copiar partes do flight simulator..

      3+
      • avatar
  • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 06:55

    OFF – Momento comédia 😀
    Pena que perde a graça quando você se lembra que está sustentando estes lixos com seus impostos.

    A MAMATA DO PSL SÓ COMEÇOU | Galãs Feios
    https://www.youtube.com/watch?v=i0ZpH6FnUCo

    7+
    • avatar
  • Cajuzinha 1 de julho de 2019 at 08:09

    https://www.gazetaonline.com.br/opiniao/editorial/2019/06/espirito-santo-tem-grande-desafio-para-reverter-recuo-da-economia-1014187413.html

    Espírito Santo tem grande desafio para reverter recuo da economia

    O maior problema capixaba está na produção industrial, que depende dos mercados interno e externo e acumula queda de 10,3% no ano

    A economia capixaba entra em alerta. A queda de 1,3% do PIB estadual no primeiro trimestre deste ano,
    na comparação com os três meses anteriores, surpreendeu até expectativas pessimistas. É muito maior do que
    o recuo de 0,2% do indicador nacional. A evidência é de que está em curso uma desaceleração muito rápida.
    Isso é muito preocupante, na medida em que prejudica o emprego, a renda e o bem-estar da sociedade.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • socrates 1 de julho de 2019 at 10:43

      o “bem estar da sociedade” deveria ser o último a ser afetado.
      Vejamos como o ES gasta seu $$$…

      3+
      • avatar
  • Cajuzinha 1 de julho de 2019 at 08:14

    PMI industrial da zona do euro cai a 47,6 em junho e marca contração pelo 5º mês

    O resultado final ficou abaixo da prévia de junho e da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 47,8 em ambos os casos.

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 1 de julho de 2019 at 08:19

    conheço 2 profs de universidade que vão fugir, resistência … kk

    -Em média, 6 brasileiros por hora ganham autorização para morar em Portugal.
    Detalhado-Terra-28 de jun
    -Migrações .Nunca houve tantos estrangeiros a viver em Portugal: .
    Detalhado-PÚBLICO-28 de jun

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 1 de julho de 2019 at 08:21

    https://extra.globo.com/noticias/economia/castelar/financiamento-de-imovel-confira-todos-os-custos-alem-dos-juros-da-casa-propria-23772603.html

    O professor Alberto Ajzental, coordenador Desenvolvimento de Negócios Imobiliários da Fundação Getulio Vargas (FGV), mostrou que a diferença entre os juros nominais e o CET é de cerca de um ponto percentual, tanto na cidade do Rio de Janeiro como na capital São Paulo:

    — O cliente precisa olhar os juros do Custo Efetivo Total. Esse é o real custo de financiamento. Às vezes, pode haver diferenças entre os bancos. É preciso pesquisar caso a caso.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 1 de julho de 2019 at 09:21

    Ah tá, ainda bem que está “mantendo” quer dizer que continua, né? Cara de Pau!

    Mercado mantém previsão de queda no crescimento do PIB de 2019
    Relatório Focus divulgado pelo Banco Central prevê crescimento da economia de 0,85% contra 0,87% da semana passada. É a 18ª semana de corte na previsão de crescimento.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 1 de julho de 2019 at 10:11

    https://exame.abril.com.br/economia/atividade-industrial-da-china-encolhe-sob-peso-da-guerra-comercial/

    O Paciente não está reagindo!!!

    Atividade industrial da China encolhe sob peso da guerra comercial
    Leitura fraca sugere que a segunda maior economia do mundo ainda está perdendo força apesar de uma série de medidas de suporte ao longo do último ano

    Pequim — A atividade industrial da China encolheu inesperadamente em junho uma vez que as demandas doméstica e de exportação enfraqueceram, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit nesta segunda-feira.

    A leitura fraca sugere que a segunda maior economia do mundo ainda está perdendo força apesar de uma série de medidas de suporte ao longo do último ano, destacando a necessidade urgente de mais estímulo.

    O PMI de indústria do Caixin/Markit ficou em 49,4 em junho, pior leitura desde janeiro e abaixo das expectativas de economistas de 50,0.

    Foi a primeira vez em quatro meses que o índice ficou abaixo da marca neutra de 50 que separa contração de expansão.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 1 de julho de 2019 at 11:05

      Cajuzinha,

      Sobre o trecho: “A leitura fraca sugere que a segunda maior economia do mundo ainda está perdendo força apesar de uma série de medidas de suporte ao longo do último ano, destacando a necessidade urgente de mais estímulo”

      Tanto lá como cá, a “fórmula mágica” é: se cavar foi o que não funcionou e nos colocou em buraco cada vez mais fundo, vamos cavar mais e DOBRAR A META!

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 1 de julho de 2019 at 10:13

    ECONOMIA: Na indústria, emprego só voltará ao que era antes da crise em 2032
    Imprimir E-mail Detalhes Criado em Segunda, 01 Julho 2019 09:03

    Rendimento – Já o rendimento dos trabalhadores foi de R$ 2.289 no trimestre l encerrado em maio. Esse valor é 1,5% inferior ao registrado nos três meses encerrados em fevereiro (R$ 2.323) e 0,2% menor que o apurado no mesmo período do ano passado (R$ 2.292). (Valor Econômico)

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 1 de julho de 2019 at 10:52

      Isso eles mudam, no melhor estilo bananense, como apontou o Alemon no caso do IVG-R (mais acima)
      Daqui a pouco integrarão ao conceito de “indústria” todas as formas de trabalho artesanais e culinários. Dirão : “indústria no conceito amplo”
      Assim os números ficam mais difíceis de serem comparados.

      Falando nisso, quando os produtos “mudam de tamanho”, eles saem da vista das instituições que medem a inflação?
      Sabemos hoje que a lógica do Grande Irmão está baseada na manipulação da narrativa, misturando ações e consequencias, né?

      4+
      • avatar
    • CA 1 de julho de 2019 at 11:02

      Cajuzinha,

      A participação da indústria no PIB tem caído há mais de uma DÉCADA. Até aí, poderíamos dizer que é uma tendência mundial, em função de um mix de aumento de automação nas indústrias com ganhos de produtividade, etc.

      Só que no Brasil, temos problemas adicionais e muito GRAVES: a nossa indústria só SOBREVIVE graças ao PROTECIONISMO. A ARMADILHA é que se acabarem com o protecionismo rapidamente, ela morre de vez, se por outro lado, mantiverem o protecionismo por prazo indeterminado, ela continuará morrendo aos poucos.

      A solução para impasse acima é que façamos uma abertura de forma GRADUAL, mas FIRME (sem voltar atrás como já ocorreu antes) e em paralelo com este processo, tenhamos redução de carga fiscal combinada com melhorias relevantes em infraestrutura logística, tecnologia, educação e redução de burocracia fiscal, só finalizando a abertura quando estes requisitos estiverem cumpridos. Tudo isto requer muito investimento e tempo, sendo que já faz MUITOS ANOS que se PROMETE o que consta aqui, mas de prático, nada de relevante ainda aconteceu.

      Outro “detalhe”: enquanto tivermos a renda do consumo sendo DIRECIONADA para imóveis via BOLHA, com altos SUBSÍDIOS do governo para o MCMV, crédito “facilitado” via CEF, financiamento em 35 ANOS, super DESINFORMAÇÃO, esquema de vendas FALSAS na planta, etc e também com DIRECIONAMENTO para o setor automotivo via Ubers e demais motoristas de aplicativos em larga escala alugando ou adquirindo veículos novos para trabalharem por falta de emprego formal minimamente decente e PcD ampliado e com fiscalização frouxa, veremos cada vez mais as famílias com seu orçamento ESTRANGULADO para pagar as “parcelinhas” de imóveis e carros e demais setores “morrendo a míngua”, com consumo cada vez mais limitado. DIRECIONAR, SUBSIDIAR, estimular setor de forma artificial via benefícios fiscais setoriais e fiscalização frouxa (PcD), etc, SEMPRE levam a situação a piorar e MUITO. Juntando com o que coloquei no parágrafo anterior, fica fácil de perceber porque a situação não para de piorar para a grande maioria dos setores…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • socrates 1 de julho de 2019 at 11:18

        quanto a abertura, CA, o que nós temos tanto a perder assim?
        Já sabemos produzir carros desde o inicio do século XX. E naquela época pessoas os produziam quase que SOZINHAS.
        Caso exista um oligopolio externo, o que nao teremos capacidade de produzir emergencialmente que é tão essencial?
        E o mais bizarro: mesmo importando, sairá MUITO MAIS BARATO do que comprando dos próprios nacionais.
        Afinal de contas, estamos tentando proteger quem ou o quê? Quantos se beneficiam da proteção e quantos pagam mais caro por ela?
        Se é para criar uma economia FAKE, com proteção, o “lucro” tem que ser dividido entre TODOS , não????????????????????????????????????
        Se não for assim, por que não abrir? Repito: estamos tentando proteger quem?????????

        5+
        • CA 1 de julho de 2019 at 11:55

          socrates,

          Leia com atenção o que escrevi, não falei em NENHUM MOMENTO para manter o PROTECIONISMO! Só disse que leituras SIMPLISTAS, LIMITADAS, não levam a nada, o tamanho do buraco é mais embaixo e requer MUITO MAIS ações EFETIVAS do que um ato ISOLADO de abertura para importações!

          A China virou uma potência industrial porque além de praticar o MERCANTILISMO (manipulação de câmbio, fortíssimo subsídio estatal, PIRATARIA em larga escala, etc), realizou VÁRIOS dos pontos que coloquei acima quanto à educação, infraestrutura logística, tecnologia, etc e ainda, contava com altíssima disponibilidade de pessoas do campo que migrou para cidades grandes.

          Não existe NENHUM país do mundo que se desenvolveu EXCLUSIVAMENTE por ter feito abertura irrestrita e imediata da economia, este ato, quando praticado ISOLADAMENTE, é pura ESTUPIDEZ!

          A PROTEÇÃO da qual você tanto falou, junto com o DIRECIONAMENTO, hoje em dia é PRINCIPALMENTE para os setores imobiliário e automotivo e isto está DESTRUINDO A ECONOMIA. É uma mistura de BOLHA com outras formas de SUBSÍDIOS E DIRECIONAMENTOS, altamente danosos para economia. Isto é parte do que é URGENTE ser combatido e se você até hoje ainda não entendeu isto, está perdendo seu tempo em um blog que se chama “bolhaimobiliariabrasil”.

          Fazer a abertura para importações da noite para o dia, não muda NADA no que consta acima, não resolve NADA, é só outro DESVIO para deixar de combater as ANOMALIAS mais graves e que requerem ações mais URGENTES, criando outros problemas tão ou mais graves.

          Ao destruir algumas centenas de milhares de empregos A MAIS da noite para o dia, quem vai consumir os produtos importados? Pra começar e eu já havia comentado antes, a tentativa de retomar a industrialização por si só já é um retrocesso, o caminho a ser trilhado seria o de buscar os investimentos relacionados a serviços mais nobres.

          Outros pontos:

          Da onde vai sair o dinheiro para importar produtos industrializados se aumentarmos o desemprego em centenas de milhares de posições da noite para o dia? Só a agricultura vai sustentar um país com mais de 200 MILHÕES de habitantes? Serão os Ubers, vendedores de docinhos e afins que “farão a roda girar”? Qual a sua referência mundial neste sentido, de um país que fez a abertura para importações da noite para o dia sem ter feito o que coloquei acima sobre revisão de impostos, infraestrutura logística, tecnologia, educação, etc?

          12+
          • socrates 1 de julho de 2019 at 14:07

            quanto à abertura comercial, no nosso caso, ela não representaria nenhuma “ruptura” com o que já é praticado no restante do mundo. SOMOS MUITO FECHADOS e a complexidade tributária e excesso de regulações nos mantem refens de grupos que só trocam de camisa, desde sempre.

            https://exame.abril.com.br/economia/as-10-economias-mais-fechadas-do-mundo-o-brasil-lidera/

            O que deixariamos de consumir com uma ampla abertura de mercado, sem contrapartidas???????

            O LUXO

            Eis a questão.

            Não conseguiriamos mais pagar pelo luxo, mas teriamos acesso aos bens baratos produzidos mundo a fora.
            Exemplo: Um celular produzido na India sai por até 50 reais. Quem perde por não ter acesso a isso por aqui?

            A diferença é que hoje menos de 20% da população “pode escolher”. Com a abertura de mercado REAL, quase TODOS poderiam. Por que o poder da escolha deve estar restrito a um pequeno grupo?

            Se não vai ter $$$ sobrando para comprar vinhos de milhares de reais ou carros de luxo, isso é ruim para quem? Tanto os vinhos como os carros poderiam custar muito menos E ASSIM CUSTARÃO, ou, simplemente , não vão vender. O real custo de produção deles é muito inferior ao de venda.
            Lógico, que , na prática, PELA NARRATIVA aos outros, eles “inventarão” novas marcas de carros e vinhos (exemplos) para poderem manter o mercado por aqui, sem expor a farsa (o que representaria a “vitória” de quem tanto os denunciou).

            O que é mais importante? Termos dinheiro para um seleto grupo importar itens carissimos ou termos , majoritariamente, acesso a bens mais essenciais em maior quantidade/qualidade? Quem realmente pode pagar por itens com qualdiade hoje sem parcelar (o mote das denúnicas que sempre fazemos)?

            A própria construção civil tem preços inflados porque muitos dos insumos poderiam custar muito menos se importados. Quanto custa cimento, concreto, e outros aqui e lá fora? Na Europa é mais caro , mas e na Indonésia? Por que temos que comprar de europeus e americanos e não de chineses ou indianos?

            E MESMO SE NO FINAL DAS CONTAS , chegássemos à conclusão que “temos um sistema meritocrático” (metafísica forçada turbo gourmet) que justifica sermos um país tão fechado comercialmente falando, o que justifica tamanha disparidade na distribuição de renda interna? Se “somos um só”, como que a miséria, feiura e a violência se encaixam nesse contexto?

            8+
            • CA 1 de julho de 2019 at 14:33

              socrates,

              Você pode comprar o celular da India de R$ 50 sem pagar impostos. Produtos que custam menos que US$ 100 são livres de impostos e nesta categoria, você encontra fones de ouvidos True Wireless e MUITOS produtos sem tarifação, por uma fração do preço pago aqui pelos produzidos nacionalmente.

              Ué, mas então porque o pessoal não importa em massa estes produtos? Porque eles não tem garantia, as pessoas tem medo de defeitos sem consertos e não confiam nos “xing ling”, além de muita gente desconhecer estas opções, mas não existem barreiras neste caso.

              Você não respondeu a pergunta básica: se importarmos carros COMUNS, CELULARES COMUNS, etc, por uma fração do preço, vai ser “bacana”, mas o que você faz com as centenas de milhares de empregos perdidos na indústria? Quem vai ter dinheiro para importar se a redução de empregos e rendas vai ser ainda mais BRUTAL? Você quer que nos adaptemos ao “padrão global” da noite para o dia, então porque não baixar os juros e inflação por decreto, dentre tantas ANOMALIAS? Porque soluções SIMPLISTAS geram MUITO MAIS prejuízos do que benefícios, estamos vendo isto agora mesmo com as BOLHAS.

              15+
              • avatar
              • tmarabo 1 de julho de 2019 at 14:47

                sim, mas nossa “indústria infante” tem mais de 70 anos, até quando vamos protegê-los???
                além disso, pagar mais caro por algo obsoleto traz benefícios pra quem??? é justo que o povo pague caro para proteger os empregos de alguns?
                é a mesma pergunta que os europeus se fazem: “se vamos importar produtos agrícolas do brasil, quem vai protege o emprego dos nossos agricultores”???

                8+
                • avatar
                • CA 1 de julho de 2019 at 16:00

                  Yeah! E viva o raciocínio SIMPLISTA!!!

                  Vamos baixar a SELIC para 1%, afinal, até quando vamos ter este juros abusivo que não combina com um país que quer ser desenvolvido?!

                  E vamos tarifar o frete, afinal, até quando os motoristas vão receber um valor que é insuficiente para sobreviverem?!

                  E vamos liberar R$ 100 BILHÕES dos compulsórios dos bancos, afinal, até quando as pessoas vão querer pagar juros finais maiores para bancos?!

                  E vamos distribuir BOLSAS CALOTES como nunca antes na história, afinal, até quando vamos ter pessoas endividadas travando o consumo?!

                  E vamos ofertar crédito como nunca antes na história do país, afinal, até quando vamos querer que as pessoas fiquem sem consumir só porque temos recorde de super-endividamento e inadimplência?!

                  E vamos fazer promessas UFANISTAS batendo todos os recordes também, afinal, até quando vamos conseguir conviver com esta REALIDADE pessimista?!

                  A galera não tem A MENOR NOÇÃO de causa e efeito, não entendem o que é CONSEQUÊNCIA de uma série de fatores e querem atuar exclusivamente sobre as consequências.

                  Ah, se a CONSEQUÊNCIA é indesejada, vamos acertar ela na MARRETADA que ficará tudo bem!

                  Já estão aptos a trabalharem no governo!

                  kkkkkk

                  9+
                  • avatar
                  • avatar
                  • Poucas Trancas 1 de julho de 2019 at 17:10

                    Acho que eu entendo o ponto aqui.

                    De fato, socrates, não temos que proteger a indústria. POR OUTRO LADO, não dá para abrir o mercado com taxa zero para tudo da noite para o dia, isso porque muitas de nossas empresas (e não só indústrias) iriam à falência quase que imediatamente, devido a nossa carga tributária ser simplesmente A MAIOR do mundo.

                    As empresas de fora conseguiriam oferecer produtos aqui por um terço do que as daqui cobram, porque lá fora encargos trabalhistas e impostos sobre as empresas são muito menores. Até ai tudo bem, eu adoraria pagar menos, porém sem uma REFORMA TRIBUTÁRIA adequada na esteira da abertura comercial, a maioria das empresas daqui iria fechar e colocar todo mundo na rua.

                    Só para ficar no que o governo atual propôs, uma abertura comercial deveria vir acompanhada imediatamente pela aprovação da reforma tributária e da lei da liberdade econômica. Você abre para as empresas de fora, ao mesmo tempo em que gera competitividade para as empresas daqui.

                    5+
                    • avatar
                    • Poucas Trancas 1 de julho de 2019 at 17:14

                      Dito de outra forma, a empresa de fora chega aqui como um Gladiador Romano na arena, e você envia seu lutador para arena tirando dele a armadura, a espada e o escudo.

                      5+
                      • avatar
                    • CA 1 de julho de 2019 at 17:36

                      Poucas Trancas,

                      É ainda PIOR que isto.

                      Aqui as empresas tem DEPARTAMENTOS FISCAIS só para cuidar da INFINIDADE de impostos e de obrigações de entrega de informações eletrônicas, que os concorrentes do Exterior simplesmente NÃO TEM. Ah, mas a DESBUROCRATIZAÇÃO faz parte do “Simplifica” do governo. Sim, só que a implementação está sendo TORTA e dando mais trabalho e custo do que tirando, pelo menos por enquanto (dei exemplos REAIS em comentário mais acima, como no caso do e-Social para medicina e segurança do trabalho que vai dar RETRABALHO para quem já tinha feito o que era obrigatório antes e está beneficiando só quem não tinha feito antes e que por ser amigo do rei exigiu isto).

                      Aqui as empresas tem uma IMPRODUTIVIDADE que tem como DOIS dos fatores-chave, a PÉSSIMA qualidade de educação e em especial, de formação TÉCNICA das pessoas, bem como a TECNOLOGIA utilizada, ambos muito INFERIORES ao dos concorrentes. Se você resolver o que consta acima com uma reforma tributária mais uma SIMPLIFICAÇÃO com qualidade bem melhor do que eles demonstraram até aqui, ainda assim, você não resolverá o problema de IMPRODUTIVIDADE da noite para o dia, até porque esta evolução em EDUCAÇÃO e TECNOLOGIA são muito DEMORADOS.

                      Aqui as empresas e o país tem um problema GRAVÍSSIMO quanto a BOLSA CALOTE, que junto com BOLHAS gerou um círculo vicioso difícil de ser quebrado: o percentual de juros EMBUTIDO nos produtos, é relevante, por causa dos juros finais MUITO ALTOS e com base ainda nas “parcelinhas”. A causa RAIZ disto não é SÓ o déficit fiscal ANORMAL e não vai ser resolvido só pela reforma da previdência. De novo, o buraco é bem mais embaixo, enquanto não atuarmos de frente com as BOLHAS e não acabarmos com a BOLSA CALOTE, a inadimplência, o super-endividamento, os juros abusivos para cobrir estas ANOMALIAS e outras consequências NEGATIVAS continuarão acontecendo e boicotando os investimentos e capital de giro das indústrias e de outros segmentos, se refletindo no preço final dos produtos e em sua competitividade!

                      O fato de estarmos HÁ DÉCADAS sem RESOLVER o que consta acima, não significa que podemos ignorar estes pontos e adotarmos uma mudança da noite para o dia agora atuando só sobre a CONSEQUÊNCIA destes problemas! Você não resolve problemas como estes simplesmente FAZENDO DE CONTA que não existem!

                      Mas sabe o que é PIOR?

                      Nós estamos MUITO ATRASADOS! A indústria em todo o globo já NÃO É mais o carro-chefe do desenvolvimento de um país! Ao contrário, em todos os países do mundo, está ocorrendo DESINDUSTRIALIZAÇÃO. O carro-chefe são os serviços mais nobres, como pesquisa e desenvolvimento de produtos, IA, IoT, serviços financeiros mais sofisticados, etc, etc, etc. Mesmo se fizéssemos o que consta nos parágrafos anteriores, ainda não alcançaríamos o desenvolvimento SUSTENTÁVEL que buscamos, porque o avanço na automação industrial (indústria 4.0 e afins), mais IA, IoT, etc, reduzirão cada vez mais a geração de empregos na indústria e o peso dela para o PIB e desenvolvimento efetivo do país! O fato é que não estamos fazendo NADA do que a tendência. Só estamos crescendo em serviços sem NENHUMA especialização, com baixo valor agregado, gerando DISTORÇÕES entre oferta e procura e daí para pior (exemplo: Ubers e demais motoristas de aplicativos, por exemplo).

                      8+
                      • avatar
                    • CA 1 de julho de 2019 at 17:46

                      Poucas Trancas,

                      Gostei da analogia do gladiador. Vamos imaginar o seguinte:

                      O competidor nacional, antes de entrar na arena, tem que preencher 5 formulários de aptidão física e fazer 10 testes físicos diferentes (a super-burocracia brasileira), com isto, já entra extenuado. Para complementar, ele não tem espada nem escudo, porque estão em falta (improdutividade brasileira) e daí vem uma pessoa e diz que ele tem que usar uma armadura super-pesada porque é a única que temos (o peso dos juros finais abusivos no custo dos produtos), o que rouba seus últimos fôlegos. Daí entra um oponente do Exterior que não tem NENHUM destes problemas e que só se preocupou em treinar, se fortalecer e descansar devidamente, adivinhe quem ganha a luta?

                      E o pior: nem precisava ter este combate, o nosso lutador poderia atuar criando eventos sobre lutas (serviços nobres, como o P&D, por exemplo), só que ele não tem a menor capacitação para isto e nem sabe que este seria o caminho mais lucrativo…

                      6+
                    • rogerio 1 de julho de 2019 at 17:53

                      Poucas Trancas tocou no ponto nevrálgico: REFORMA TRIBUTÁRIA.

                      Só será possível abrir o mercado com REFORMA TRIBUTÁRIA!! Gradativamente substituindo o imposto sobre consumo pelo imposto sobre a renda.

                      4+
                      • avatar
                    • tmarabo 2 de julho de 2019 at 09:51

                      Pobrezinhos de nossos gladiadores: os europeus vão ter que “apenas” transportar por meio mundo suas mercadorias, chegando aqui pagarão impostos sim (em tese somente menos o de importação) vão ter que enfrentar nossa burocracia, transportar os produtos pelo Brasil em nossa infraestrutura capenga … precisamos sim proteger nossos gladiadores, USANDO O POVO COMO ESCUDO, que vai continuar pagando caro por produtos obsoletos.

                      3+
                    • tmarabo 2 de julho de 2019 at 09:52

                      Quanta modéstia, CA, tu és o nosso gladiador, o campeão das argumentações, de quem todos fogem no debate.

                      2+
                    • Poucas Trancas 2 de julho de 2019 at 10:00

                      tmarabo,

                      “pagarão impostos sim (em tese somente menos o de importação)”

                      Quais impostos, fora o de importação?

                      Só sobrou o ICMS entre os estados…

                      2+
                      • avatar
                      • avatar
                    • socrates 2 de julho de 2019 at 10:12

                      aí, sim!
                      Concordo, Poucas Trancas.
                      A reforma tributária É PARA ONTEM.
                      E tem vários níveis de “reforma tributária”.
                      A simplificação , via imposto único sobre produção e serviços (como em TODO O MUNDO DECENTE) já seria um verdadeiro presente. Diminuiria absurdamente a necessidade de burocratas (advogados/contadores), deixando as empresas FOCADAS no que realmente interessa: a produção e o ganho em eficiência.
                      Sem contra que o ganho em segurança jurídica seria enorme. Ninguém mais ficaria tão refém de fiscais corruptos ou governantes lobistas.
                      Mas é aí JUSTAMENTE ONDE MORA O PROBLEMA.
                      Os políticos perderiam poder. Como Cabral e cia conseguiriam atrair tantas empresas e cobrar tanta propina se ninguém dependesse deles para investir no Hell ou no Brasil?

                      1+
                      • avatar
                    • tmarabo 2 de julho de 2019 at 10:22

                      Pagarão IPI, cofins, e todo o resto que os produtos nacionais pagam.

                      2+
                  • tmarabo 2 de julho de 2019 at 09:50

                    Nossa, o CA junta uma série de questões díspares e – dando de barato que sejam simplistas – não demonstram em nada que meu raciocínio seria simplista.
                    Depois dessa o CAzinho vai ter que parar de se vangloriar de que “os outros” fogem do debate….

                    2+
                • socrates 2 de julho de 2019 at 10:06

                  e vou além, tmrabo.
                  Se é para proteger algo, por que alguns tem que ser beneficiados e os outros pagarem a conta? Por que não dividir TODA receita da reserva de mercado e , assim manter a economia fake que nos atrasa há décadas.
                  Qual sua resposta, CA?

                  3+
                  • avatar
              • socrates 2 de julho de 2019 at 10:31

                CA, aí chegamos , mais uma vez, na questão estrutural do estado brasileiro.

                Ou, mais especificamente, no outro viés da reforma tributária que precisamos – a reforma que permitirá a valorização do trabalho com o menor desequilibrio na distribuição de renda (e o que considero o mais importante e ninguém fala: empoderamento do trabalho útil, àquele que outros realmente demandam —*não por imposição burocrática desncessária)

                Com uma seguridade social, que nem precisa ser “forte”, mas apenas justa, todos teriam acesso ao essencial no CURTO período de transição (de quebra, COMO BONUS, não PRECISARIA EXISTIR PREVIDENCIA SOCIAL). Óbvio que é difícil convencer alguém que vive de aparências que ele não precisa de um celular de 2000 reais ou de um carro que vale 100k (LEIA-SE , 58x a renda de um trabalhador médio), mas é isso ou vivermos no atraso eterno.

                Além do mais, como você mesmo disse mais abaixo, a indústria é declinante como participação nas ecomomias decentes há muito tempo e isso é uma tendencia INEVITAVEL. Afina, o ganho em produtividade e automatização tendem LITERALMENTE ao infinito. Enfim, as industrias jamais deixarão de existir, mas elas não precisarão de pessoas para funcionar e isso significa produtos e materiais mais baratos para todos, a não ser, QUE FAÇAMOS FORÇA CONTRARIA justamente como ocorre por aqui.

                No final das contas, a reserva de mercado para grandes indústrias “nacionais” apenas acaba enriquecendo uma pequena parcela da população em detrimento da grande maioria.

                Fiz um comentário mais abaixo sobre como se proteger de oligopólios e como utilizar indústrias como apoio a universidades para pesquisa e produções sazonais.

                Enfim… De qualquer forma, fico bastante feliz em ver o nível de discussão que chegamos. Ao menos aqui já conseguimos ver além do que a mídia tradicional passa, e com certeza já estamos em um andar bem mais alto na piramide, observando como funciona toda a matrix.

                2+
                • avatar
  • Cadeludo 1 de julho de 2019 at 10:55

    CVR
    Fui no supermercado sábado e domingo pois esqueci alguns itens
    sábado lotado, filas gigantes e carrinhos cheios
    no domingo não tinha ninguém, estava as moscas no mesmo horário
    parece que a renda do povo pra fazer rancho dura apenas 1 dia, o primeiro dia do pagamento
    e as fábricas aqui da região fechando….
    fecha pirelli. fecha deca duratex e vai fechando…
    2 mil desempregados apenas nestas duas

    30+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
      • o paínha dos CAmaradas 1 de julho de 2019 at 11:03

        A Pirelli anunciou nesta semana, em sua sede em Milão, na Itália, o fechamento da fábrica de Gravataí (RS), na região metropolitana, onde são produzidos pneus para motocicletas há mais de 40 anos. Conforme comunicado, a produção será transferida para Campinas, em São Paulo. O fechamento total e a extinção da fábrica na região que, segundo informou o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Artefatos de Borracha de Gravataí, conta com 1,2 mil funcionários diretos e indiretos, deve acontecer gradativamente em 24 meses.

        O presidente do Sindicato, Flávio de Quadros, diz que foi uma notícia estarrecedora. “Sempre tivemos diálogo aberto e muita transparência com a empresa. Fomos pegos de surpresa. Por óbvio vamos trabalhar para reverter esta situação, que foi determinada de forma unilateral e desleal. Formaremos uma comissão e vamos buscar apoio junto à Câmara de Vereadores, Prefeitura, Assembleia Legislativa e governo do Estado. O município vai perder muito economicamente com a saída da fábrica da região. Sem falar no desemprego”.

        Segundo ele, na noite de segunda-feira, após a notícia ter sido repassada aos trabalhadores do terceiro turno, houve interferência na produção que apresentou queda. “Isso tudo afeta o psicológico do funcionário. Até o final do ano, a empresa deve manter o quadro e o funcionamento normal. A produção começa a ser reduzida, e os desligamentos feitos, a partir de 2020”.

        O secretário da Fazenda de Gravataí, Davi Severgnini, disse que foi impactante receber a notícia de que uma empresa, mundial, que está instalada há 43 anos na cidade, caminha para encerrar as atividades na região. “O prefeito foi oficialmente informado do fato. Entretanto, também foi informado que a unidade de pneus para caminhões, ônibus e máquinas agrícolas, que opera nas mesmas instalações e pertence à Prometeon, será mantida. Fato que atenua nossa preocupação. Porém, estaremos alertas e monitorando o desenrolar da situação. Da mesma forma, ficamos chateados porque o investimento anuncado pela empresa de US$ 120 milhõesno Brasil, não mais contemplará a cidade de Gravataí”.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Ilusionista 1 de julho de 2019 at 12:48

      “sábado lotado, filas gigantes e carrinhos cheios”

      tem a ver muito com a agravamento da crise. Isto, claro, para os mais sortudos que ainda tem emprego e renda garantidos. São os chefes de família que antigamente levavam nos finais de semana as mulheres e filhos para se divertirem em viagens, shoppings, teatros e cinema, agora, para não ficarem trancados em casa no marasmo beirando a depressão, como última diversão é levar a família inteira para pesquisar preços por longas horas e fazer compras das grandes ofertas nos supermercados. E olhe que tem muita gente que faz peregrinação, desde a manhã até a noite, só em busca de comparativos de ofertas em ao menos quatro mercados próximos.
      Domingão toda família com muitas dores nas pernas para iniciar a rotina da próxima semana.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 1 de julho de 2019 at 12:53

        eu fui na havan no domingo, lotada depois das 15h.. (celulares, brinquedos, e televisões).. mas as filas dos caixas eram pequenas.
        Comprei um liquidificador por 99. e a maioria custa mais de 149.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Alemon Fritz 1 de julho de 2019 at 12:55

          lanchonete cheia… eu acho incrivel essa mania de comer perto de lojas.. é raro eu comer em shopping por ex (se compro não como, nem cafezinho)

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • socrates 2 de julho de 2019 at 10:36

            acho que é porque se parece com as praças de alimentação de shoppings com a vantagem que não se paga estacionamento

            3+
            • avatar
            • avatar
  • Alemon Fritz 1 de julho de 2019 at 12:21

    muito boa essa reportagem:

    -Dois em cada dez consumidores tiveram crédito negado em abril.

    A maioria (52%) dos brasileiros não utilizou nenhuma modalidade de crédito no mês de abril, 18% não têm dívidas, estão folgados.
    A grande maioria (72%) dos consumidores brasileiros tem vivenciado uma situação de aperto com as finanças, ao ficar no limite de seu orçamento.
    Desses, 32% estão no ‘vermelho’ — não conseguem pagar todas as contas com os rendimentos — e 40% ficam no ‘zero a zero
    -21% estão sem pagar as dívidas (rotativo)
    – e 17% tem crédito negado
    http://www.engeplus.com.br/noticia/economia/2019/dois-em-cada-dez-consumidores-tiveram-credito-negado-em-abril

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Murilo 1 de julho de 2019 at 12:42

    O índice de inadimplência lá está bom, apenas 1%. Acho que por ser uma região com econômia agrícola forte. A crise brasileira é menor ou inexistente em cidades que tem agricultura forte.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 1 de julho de 2019 at 14:38

    Passos fecha 540 vagas de emprego em 12 meses após greve dos caminhoneiros e crise no país

    É a pior situação das maiores cidades do Sul de Minas Gerais, segundo dados do Caged. Só em maio desde ano foram 139 desligamentos no município.
    Por Bom Dia Cidade

    01/07/2019

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Pedro de Lara 1 de julho de 2019 at 14:45

    CVR

    voltando do almoço, agora pouco, perto de uma estação do Metrô de SP. Na porta dela, um caboclo barbudinho entregava panfletos de APs para vender. Não tinha quem abordar (ponto de ônibus vazio na frente da estação), posicionou-se na frente da mesma e próximo de um cursinho da Objetivo para entregar os papéis pra quem passasse. A sacada foi enfatizar o preço o tempo todo: “só 149 mil, pessoal, tá bem barato. Moça? Aqui ó, 149 mil, moça… Baratinho!”

    Quando você vê nego oferecendo panfleto de AP como se vendesse dadinho Dizioli e Paçoca Amor, é porque o negócio não parece estar muito bom, né não?

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 1 de julho de 2019 at 14:47

      q barato, todo o mundo tem ou consegue financiar 149k

      7+
      • avatar
    • Minino do TI 1 de julho de 2019 at 21:42

      CVR Hell

      Colocaram um trailler de corretores de uma dessas direcional da vida aqui no Recreio dos Bandeirantes. Detalhe: quase dentro do terminal de BRT, onde ficava o pipoqueiro e o vendendor de bala.

      Óbvio que qualquer pessoa que vá se esmagar pra pegar um ônibus lotado vai querer dar uma paradinha pra comprar uns tijolos, é tão barato… Jenios!

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • socrates 2 de julho de 2019 at 10:38

        e o pior: no hell, em bairros decentes (leia-se , violentos mas sem latrocínios constantes e com transporte público aceitável), não tem nada perto de 149k

        3+
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 1 de julho de 2019 at 15:56

    Aqui irão jazer os últimos 300

    Pesquisa aponta que o ser humano está cada vez menos inteligente

    Pesquisadores noruegueses, após analisarem mais de 730 mil avaliações de QI (Quociente de Inteligência), chegaram à conclusão de que as pessoas estão cada vez menos inteligentes. O estudo verificou uma diminuição de praticamente 7 pontos de uma geração a outra, sendo a última a que apresentou menor inteligência.

    https://br.historyplay.tv/noticias/pesquisa-aponta-que-o-ser-humano-esta-cada-vez-menos-inteligente

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Poucas Trancas 1 de julho de 2019 at 16:42

      Suspeitei desde o princípio.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Pedro de Lara 1 de julho de 2019 at 16:47

      E esse fato mostra que aquele filme “Idiocracia”, de 2006 é, de fato, um presságio.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 17:57

        Se você fundir o Bolsonaro com o Alexandre Frota você acaba com um presidente Camacho 😄😂

        12+
        • avatar
        • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 17:41

      É só olhar para quem as pessoas votaram nos últimos anos: Dilma, Trump e Bolsonaro que óbvio o emburrecimento e a idiotizacao da população.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 17:44

        Se levarmos em conta o resto dos eleitos na figura dos pastores picaretas e da turma da bancada do anabolizante aí a coisa já se parece muito com o Idicracia mesmo.

        10+
        • avatar
        • socrates 2 de julho de 2019 at 10:41

          rapaz, eles não podem ser tão burros.
          São ricos e estão apenas encenando para parecerm burros . Só pode ser

          3+
          • avatar
    • EngenheiroSP 1 de julho de 2019 at 18:44

      Por um acaso estava vendo passa ou repassa esse fds, o nível das perguntas caiu de maneira inacreditável. Perguntas do tipo “uma ilha é cercada por qual líquido?”. Na época de competição entre escolas ainda tinha umas perguntas interessantes, mas agora a mediocridade impera

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 18:48

        Massificação da educação deu errado, muito errado no Brasil.
        A finalidade original que era a de formar pessoas com as habilidades mínimas de leitura e escrita e algum conhecimento científico e obedientes como fonte de mão de obra para a indústria.
        Falhamos nos dois pontos, temos uma geração de jovens ignorantes e indolentes…

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • tmarabo 2 de julho de 2019 at 10:17

          na verdade, a escola obrigatória foi planejada como um instrumento de coletivização, tirando a influência da família e passando a criação para o Estado. é por isso que autoritários em geral adoram “escolas de turno integral” e têm calafrios ao ouvir falar em educação domiciliar (quem os pais pensam que são para dar instrução para seus filhos).
          isto é contado aqui:
          Educação: livre e obrigatória
          eBook Kindle R$ 6,21 – 87 página, barbadinha de ler e muito instrutivo.
          https://www.amazon.com.br/Educa%C3%A7ao-Obrigatoria-Rothbard-Murray-N/dp/8581190340

          9+
          • avatar
    • Flyn 1 de julho de 2019 at 20:18

      Claro efeito das tecnologias.

      2+
  • Cajuzinha 1 de julho de 2019 at 16:58

    01/07/2019 Santander reduz juro do crédito imobiliário e eleva prazo de pagamento | Valor Econômico
    https://www.valor.com.br/financas/6327163/santander-reduz-juro-do-credito-imobiliario-e-eleva-prazo-de-pagamento 1/1

    SÃO PAULO – O Santander anunciou nesta segunda-feira duas mudanças no seu crédito
    imobiliário para pessoa física. A taxa mínima foi reduzida de 8,99% para 7,99% ao ano e o prazo
    máximo passou de 30 para 35 anos. Inicialmente, as condições valerão para julho e agosto.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 1 de julho de 2019 at 19:28

      Cajuzinha,

      Esta é a PEDALADA clássica dos bancos, algo análogo a aumentar os lançamentos e vendas FALSAS na planta que as construtoras fazem para esconder os DISTRATOS vindos das vendas FALSAS do passado e da mesma forma, só AUMENTA o tamanho do problema. Explico:

      O Santander já teve no último exercício um crescimento no percentual de inadimplência, mesmo tendo aumentado o crédito concedido, o que NÃO é normal, porque afinal, o crédito novo em TESE tem menor inadimplência (se você fez uma análise de crédito minimamente decente, não ocorrerão mudanças na capacidade de pagamento do devedor no curto prazo). Qual a “solução”?

      Aumente ainda mais o crédito concedido e de preferência, diminua os juros e aumente o prazo de pagamento para que as parcelinhas “caibam” no orçamento!

      Pela estratégia acima, com crédito novo em maior volume, em TESE terão menor inadimplência NO PRIMEIRO ANO (a não ser que o crédito novo seja MUITO PODRE), leva a queda do percentual de inadimplência sobre o total de crédito concedido e fica PARECENDO que está tudo bem e que mesmo com a piora na inadimplência geral do consumidor que continua batendo recordes, com a degradação dos empregos e renda que não param de PIORAR, dentre outros fatores negativos, o Santander descobriu a “fórmula mágica” para “reduzir a inadimplência” (que na realidade sobe NOMINALMENTE, mas como olham só para o PERCENTUAL…).

      Claro que se no primeiro ano este novo crédito em larga escala não virar inadimplência, certamente irá se transformar nisto nos anos seguintes, mas daí eles contam que vão poder PEDALAR no futuro e aumentar de novo o crédito para esconder os PODRES vindos do passado. Só que uma hora eles vão cair da bicicleta ou ficarem sem fôlego e pararem de pedalar. Por enquanto estão contando com o apoio do governo para AUMENTAR OS ESTRAGOS, com todos os incentivos dados e PROMETIDOS para isto (dentre eles, a PROMESSA de redução de R$ 100 BILHÕES em compulsórios), vamos ver até onde dura este teatrinho…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 19:43

        CA, hora de colocar o nióbio nas suas previsões.
        Aparentemente o Brasil tem 98% das reservas, Bozo andou oferecendo a tecnologia durante o G20, pra se fazer bijuterias com o nobre metal 😀

        Strike, olha aí um bom investimento…
        Indústria de bijous bombando 😀

        Só trocar o Kazakistão por Bananistão, potássio por nióbio…
        E Uzbequistão por Argentina…
        https://www.youtube.com/watch?v=dIV-QdPEx-Q

        6+
        • avatar
        • avatar
        • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 19:48

          Depois ficam choramingando quando são zoados pela esquerda… 😀

          https://www.youtube.com/watch?v=YO4CbISNTNs

          3+
        • tmarabo 2 de julho de 2019 at 10:11

          os esquerdistas sabem que estão sendo maliciosos, mas e os isentominions???? ah, estes levam a sério o “vendedor de bijuterias”.
          então ele mostra que o nióbio sai do brasil e tem relevantíssimo valor para fazer joias (não bijuterias) e os caras querem debochar.
          deixa eu adivinhar: são os mesmos que choramingam porque há 300 anos portugal levou ouro daqui….

          4+
          • Camarada Charles, O isentão, radical 2 de julho de 2019 at 10:45

            Eu achei que a coisas mais ridículas que veria na vida seriam as entrevistas da anta, até o vídeo do Bozo vendendo bijuterias com aquela múmia do general Heleno do lado dele 😝😄😀😃😮😜

            5+
            • Camarada Charles, O isentão, radical 2 de julho de 2019 at 10:48

              E vai ter mais, muito mais…
              Esta turma promete 😀😝😂

              3+
            • tmarabo 2 de julho de 2019 at 12:13

              “vídeo do Bozo vendendo bijuterias”
              é, os isentominions são os idiotas úteis da esquerda. confirmado.

              5+
              • Camarada Charles, O isentão, radical 2 de julho de 2019 at 20:12

                Tu gostou né?
                Aposto que deu boas risadas com estes idiotas completos do Bozo e sua trupe circense 😉

                1+
  • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 18:04

    OFF – “Ascensão meteórica”

    Filho de Mourão vai cuidar de comunicação e marketing do BB
    Brasil 1 de julho de 2019

    O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, resolveu deslocar Antônio Hamilton Mourão, filho do vice-presidente, da assessoria especial para a gerência executiva de comunicação e marketing.

    Em abril, Jair Bolsonaro mandou demitir o chefe da área depois da veiculação de propaganda do aplicativo do BB com foco na diversidade.

    Antônio Hamilton vai manter o salário de R$ 36 mil, mas terá poder sobre a ‘felpuda’ verba de publicidade. Ele não tem experiência em comunicação, mas fontes do banco defendem “seu trânsito com o Palácio do Planalto”.

    https://www.oantagonista.com/brasil/filho-de-mourao-vai-cuidar-de-comunicacao-e-marketing-do-bb/

    8+
    • avatar
    • socrates 2 de julho de 2019 at 10:47

      aí que está.
      Como ter uma seguridade social , com o essencial para todos, quando quem esta no poder acha normal ganhar 36k com $$$ público?

      2+
      • avatar
  • CA 1 de julho de 2019 at 18:56

    Notícia interessante:

    https://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/8452184/tregua-em-guerra-comercial-entre-eua-e-china-deve-durar-pouco-diz-bofa

    Na verdade, é o mesmo de sempre e as alternativas sobre a mesa são as que constam abaixo, primeiro a mais provável e por último, aquela que é BEM IMPROVÁVEL:

    1) Terão um acordo de FAZ DE CONTA, só para reeleger Trump,

    OU

    2) Estas “tréguas” e outros “sinais positivos” serão apenas fogo de palha, sem duração nem intensidade (como dito no artigo acima: “No pain, no deal”). Quando os EUA concluir que está sendo só ENROLADO, não contente com estorinhas de FAZ DE CONTA, voltará a intensificar as barreiras tarifárias ou o boicote a Huawei ou algo do gênero;

    OU

    3) A China teria que abdicar daquilo que lhe é mais precioso e que a transformou na segunda potência do planeta (política MERCANTILISTA baseada em MANIPULAÇÃO do câmbio, PIRATARIA a rodo, super-subsídio governamental, etc). Isto é altamente IMPROVÁVEL, porque talvez a China calcule que o prejuízo final se ela ceder nestes pontos seja ainda maior que as barreiras tarifárias americanas ou outras ameaças dos EUA.

    NENHUMA das 3 alternativas acima resolve o problema da bolha das bolhas americana, da bolha imobiliária chinesa, etc, mas pelo menos servem como DISTRAÇÃO e todo mundo fica achando que o problema é “só” o que consta acima…

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 1 de julho de 2019 at 19:15

    Quanto a notícia do primeiro link abaixo, é uma história que guarda algumas semelhanças com um certo banco americano em 2008… E o mais engraçado, é que esta história de agora está acontecendo exatamente em função da GAMBIARRA que foi feita na esteira da crise de 2008, que deu origem a bolha das bolhas americana e suas imensas extensões ao redor do globo…

    https://www.infomoney.com.br/negocios/grandes-empresas/noticia/8452054/mesas-vazias-e-escapadas-ao-pub-a-rotina-no-deutsche-bank-em-ny

    No caso do link acima, a história de agora, tentaram fusão com outro banco por incentivo do ministro da economia do país de origem do banco, não deu certo, começaram a planejar demissões em massa, mas na verdade, o buraco sempre foi bem mais embaixo. De quem lembramos em 2008 mesmo?

    Lembrando ainda que o Deutsche Bank detém o maior montante de DERIVATIVOS da Europa, sendo que com uma participação RELEVANTE e ainda ESCONDIDA de títulos PODRES, que quando “aparecerem”, vão tornar este caso ainda mais similar ao paralelo americano de 2008, quer dizer, agora com uma escala MUITO MAIOR.

    E para quem acha que este assunto e seus INÚMEROS desdobramentos não tem nada a ver conosco, um pequeno complemento:

    https://www.infomoney.com.br/blogs/investimentos/investimentos-internacionais/post/8404358/salvacao-do-maior-banco-da-alemanha-e-o-pesadelo-de-emergentes-aumentar-os-juros-globalmente

    A conferir…

    P.S.

    Sugestão de filmes para assistir após ler as notícias acima:
    “A grande aposta” ;
    “Too big to fail” e
    “Os últimos dias do Lehmon Brothers”

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 19:27

      Isto me pareçe interessante…

      Large Shareholders acc. to Art. 33, Sec. 1 German Securities Trading Act – as of June 21, 2019
      5.12% held by BlackRock, Inc., Wilmington, DE June 21, 2019
      3.14% held by Douglas L. Braunstein, date of birth: January 15, 1961, (Hudson Executive Capital LP) October 31, 2018
      3.05% held by Paramount Services Holdings Ltd., British Virgin Islands August 20, 2015
      3.05% held by Supreme Universal Holdings Ltd., Cayman Islands August 20, 2015
      3.001% held by Stephen A. Feinberg, date of birth: March 29, 1960, (Cerberus) November 14, 2017
      0.19%1 held by C-QUADRAT Special Situations Dedicated Fund, Cayman Islands March 26, 2019

      https://www.db.com/ir/en/shareholder-structure.htm

      1+
      • CA 2 de julho de 2019 at 05:55

        A número 1 dos investidores acima que é a BlackRock é uma das líderes no esquema de fundos que alimentam DERIVATIVOS ao redor do globo, assim como a BlackStone é um dos fundos líderes em alimentar bolhas imobiliárias ao redor do globo, lembra os nomes que “combinavam” de Freddie Mac e Fannie Mae na bolha imobiliária americana…

        4+
        • avatar
        • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 19:34

      Deutsche Bank and VW pay price for shambolic governance
      Shortcomings of two-tier board structure evident at teetering German titans

      Consider three obvious parallels. Both Deutsche Bank and Volkswagen have been through scandal and existential crisis in the past few years. Both have Qatari investors as leading shareholders. Then, last week, both ditched their chief executives two years earlier than expected.
      The circumstances of the defenestrations of John Cryan at Deutsche and Matthias Müller at VW were quite different of course. Mr Cryan had spent nearly three years successfully raising fresh capital, resolving significant legacy litigation and launching a big cost-cutting effort but he was ousted after failing to turn around performance or lift the share price. Mr Müller did a better job of reviving the stock price following the emissions rigging scandal, but an ambitious successor was standing by to push through a big restructuring of the group.

      Deutsche’s supervisory board was once an emblem of German industrial might. Go back 15 years and half a dozen mighty industrialists — including the heads of Siemens, SAP, Bosch and Henkel — dominated. Much of the German commentariat bemoans the passing of those days. But this was no golden era. Icons they might have been but, the chairman aside, there was zero financial expertise on the board. It was no coincidence that Deutsche pursued a risky strategy of global growth, unrestrained for a decade by an inexpert, blindsided board.

      https://www.ft.com/content/e19c1114-3f29-11e8-b9f9-de94fa33a81e

      2+
    • lion 9 de julho de 2019 at 18:07

      Eu meu marido nos mudamos para a Alemanha há quase 5 anos, temos uma boa qualidade de vida, ambos empregados (eu enfermeira, ele programador), não temos filhos e nem dívidas, mas estou um pouco apreensiva com os rumos da economia, gostaria encontrar por aqui um fórum como esse, mas acho difícil, os alemães têm uma verdadeira obsessão com proteção de dados e portanto muito contidos para escrever. O que vcs projetam para a Alemanha em curto e médio prazo?

      2+
  • Camarada Charles, O isentão, radical 1 de julho de 2019 at 19:30

    OFF – Venezuelização pela direita?

    Antigo e sábio provérbio espanhol:

    “Cría cuervos y te sacarán los ojos”

    CONFUSÃO COM MAMAEFALEI E MBL
    https://www.youtube.com/watch?v=Z9IcxCLww4c

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Minino do TI 1 de julho de 2019 at 21:26

    Pessoal. Eu assisti agorinha na TV, propaganda no horário nobre. Tão absurdo, que achei que tinha alguma piada no fim.
    Só pra começar, É a MAGALU, fazendo propaganda pro Satãnder. ASSISTAM!

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Minino do TI 1 de julho de 2019 at 21:31

      CA, agora vc pode se esbaldar.
      30 segundos de puro suco do que você explica aqui. Turbinado.
      🙂

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 2 de julho de 2019 at 06:12

        Minino do TI,

        PQP, a cara-de-pau da galera não tem limites!

        Isto é uma prova de que NÃO TEMOS Banco Central nem órgãos de auditoria atuantes e com poder de intervenção junto à bancos no Brasil, um completo ABSURDO!

        Falarem na TV e abertamente que para fazer um financiamento imobiliário do Santander, para “comprovar a renda” , você pode juntar a renda do parente, do vizinho, do amigo ou de quem VOCÊ QUISER (e ela disse isto com todas as letras!).

        Isto é o mesmo que dizer: “Sabemos que você não vai pagar depois e que está FAJUTANDO sua renda, mas não tem problema, nós vamos te ajudar a fazer isto, concedendo este crédito PODRE em larga escala, sem NENHUM critério!”

        É exatamente isto que o Santander fez com aquele cartão de crédito para quem estava com o nome sujo e que alertamos desde o ano passado.

        E isto ajuda a explicar porque ano passado ele aumentou o crédito e mesmo assim, de forma ANORMAL, o PERCENTUAL de inadimplência também aumentou, ou seja, ele aumentou os financiamentos concedidos na base de crédito PODRE só para PEDALAR e aumentar o ROMBO futuro.

        Também combina com terem diminuído os juros do crédito imobiliário e aumentado o prazo de financiamento, mesmo estando com volume enorme de imóveis para leiloar que não consegue desovar, que é outro GIGANTE contra-senso e mais uma das INÚMERAS ANOMALIAS do Santander que estão aí, a céu aberto para qualquer um ver!

        E repito, o BC e o novo governo são os mega incentivadores destas PEDALADAS DESCARADAS, seja pela cegueira seletiva, uma marca registrada do governo e dos Bolsominions, ou pela combinação de incentivos ao CRÉDITO PODRE, BOLSA CALOTE e otimismo UFANISTA, dentre outras ABERRAÇÕES…

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Minino do TI 2 de julho de 2019 at 07:52

          A cereja do bolo é… Depois de vc gentilmente usar o contra-cheque forjado do seu (ex)vizinho e tomar um crédito que você irá dar calote ou pagar a vida toda, você ganha uma incrível geladeira! Kkkkkk
          Quando passou a propaganda, eu comecei a rir. Depois que entendi que era “sério”. E fiquei bolado. É óbvio que o povão não tem discernimento de perceber que está tudo errado. Deveria ser crime contra a economia popular, falsidade ideológica ou algo do tipo.

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CA 2 de julho de 2019 at 08:12

            Minino do TI,

            Isso daí é um crime de estelionato a céu aberto e para todo mundo ver, exatamente como o esquema das vendas FALSAS na planta e ainda, contando com subsídios e apoio do governo, do congresso, etc.

            Convidam as pessoas para contraírem crédito imobiliário já tendo a CERTEZA de que elas não vão conseguir pagar as parcelas e que irão tomar os imóveis depois para revender, por isto a analogia perfeita com o esquema das vendas FALSAS na planta.

            Também é uma demonstração clara do nível de DESESPERO desta galera, para chegar a este ponto.

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • EngenheiroSP 2 de julho de 2019 at 08:22

              SANB11 me deu um bom lucro, mas depois dessa bomba vou me desfazer de tudo

              8+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
        • tmarabo 2 de julho de 2019 at 14:33

          será que eles vão amarrar os parentes, vizinhos, amigos como avalistas/fiadores ?????
          aí faz sentido rsrsrsrsrsrs

          2+
          • avatar
          • avatar
    • From_The_Tower 2 de julho de 2019 at 10:29

      PUTA QUE OS PARIU !!!

      3+
      • avatar
    • socrates 2 de julho de 2019 at 10:58

      vale salvar em um pen-drive isolado da rede.
      Assim como:
      1- o pessoal do MDB (Meireles) e Guedes admitindo que sem reforma tributaria sobre a renda , não sairemos do lugar;
      2- o Lula afirmando que precisamos de uma reforma trabalhista hard, mantendo apenas as férias por 30 dias

      Coisas que ão capazes de serem “apagadas” do tempo…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • MARK 1 de julho de 2019 at 22:48

    Pedro de Lara

    CVR

    voltando do almoço, agora pouco, perto de uma estação do Metrô de SP. Na porta dela, um caboclo barbudinho entregava panfletos de APs para vender. Não tinha quem abordar (ponto de ônibus vazio na frente da estação), posicionou-se na frente da mesma e próximo de um cursinho da Objetivo para entregar os papéis pra quem passasse. A sacada foi enfatizar o preço o tempo todo: “só 149 mil, pessoal, tá bem barato. Moça? Aqui ó, 149 mil, moça… Baratinho!”

    Quando você vê nego oferecendo panfleto de AP como se vendesse dadinho Dizioli e Paçoca Amor, é porque o negócio não parece estar muito bom, né não?

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar

    O negócio não está nem um pouco bom para o mercado imobiliário. Tenho reparado o número de casas a venda no site da OLX aqui em Santos/SP. Hoje são 2.157 anúncios, há um ano e meio atrás, lembro bem, eram 996 anúncios de casas. Em um ano e meio, mais que dobrou o número de anúncios. Comprem!!! Comprem!!! Eles valorizam tanto, que cada vez mais temos imóveis para vender, lucro “serto” e garantido. Vai lá abiguinho, compra!

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Camarada Charles, O isentão, radical 2 de julho de 2019 at 03:10

    OFF – Banco central australiano pedalando

    Interest rates slashed to record low 1 per cent
    The Reserve Bank of Australia has cut official interest rates to 1 per cent, the lowest level on record, as it tries to boost the economy enough to drive down unemployment and lift wages.

    Following its monthly board meeting in Darwin, the first time it has met in the Northern Territory capital since 1968, RBA governor Philip Lowe revealed the bank would slice the cash rate by 0.25 percentage points for a second consecutive month.

    https://www.brisbanetimes.com.au/business/the-economy/interest-rates-slashed-to-record-low-1-per-cent-20190702-p523ao.html

    Pessoal metendo a boca nos comentários…

    fizzybeer…. economy, what economy?
    5 minutes ago
    Stimulus package anyone?
    Paid for by whacking the poor with a 50% rise in the GST when they already spend every penny they have on essentials.

    bambam_71
    7 minutes ago
    This gives me no confidence to open my savings accounts and spend any money. This makes me now want to squriel away every $ I earn.

    The RBA will be have no ammunition now to fend off what is around the corner. I hear the printing machines cranking up.

    Wise Man
    26 minutes ago
    Why not just drop it to 0%? We are sitting with a ridiculously low rate that provides no buffer when the next global economic storm hits, so why not move it further into suicidal territory.

    Absolute madness!

    4+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 2 de julho de 2019 at 05:47

      Carlos,

      Muito interessante os comentários!

      Demonstra que lá na Austrália eles têm uma consciência da situação muito mais aguçada que aqui no Brasil.

      Eles sabem que a PEDALADA do governo com juros no menor patamar histórico NÃO aumenta consumo de forma relevante, é só mais um pulinho no fundo do poço, sabem que isto poderá gerar inflação futura e comentam até que estão gastando o “seguro” deles contra crises que vai fazer falta em breve quando explodir a bolha das bolhas americana e demais bolhas em efeito dominó, incluindo a bolha deles.

      No passado a quase unanimidade dos
      frequentadores deste blog, tirando esquerdopatas, corretores e o VP MC da CEF, tinham a mesma certeza quanto à itens acima, hoje uma parte maior fez LOBOTOMIA a partir da entrada do novo governo e APAGOU este conhecimento, achando que aqui no Brasil, graças a algum MILAGRE concedido pelo Messias, é diferente, só na base do Wishful Thinking de que vamos acabar com efeitos perversos da bolha imobiliária só na base do DOBRAR A META da oferta e incentivo ao crédito, combinado com queda da SELIC, BOLSA CALOTE a rodo e promessas UFANISTAS como nunca antes na história do país…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • tmarabo 2 de julho de 2019 at 10:05

        “na base do DOBRAR A META da oferta e incentivo ao crédito”
        Falso, não é o que está acontecendo.
        “combinado com queda da SELIC”
        Falso, a última queda da SELIC foi em fev/2018.
        “BOLSA CALOTE a rodo”
        Falso, as renegociações com bom desconto envolvem pagamento no ato e SEMPRE ocorreram e não!, nunca foram um dogma dos bolhistas.
        “promessas UFANISTAS como nunca antes na história do país…”
        Falso como o dobrar a meta. Em parte já concordei – e outros concordaram – como na época dos contingenciamentos – que o melhor era dar a real sobre a situação dos cortes de gastos, e não dizer que cortavam “por balbúrdia”.
        E, quanto às promessas, está correto o “papo de vendedor” para aprovar a reforma da previdência.

        2+
        • CA 2 de julho de 2019 at 10:36

          “na base do DOBRAR A META da oferta e incentivo ao crédito”
          “Falso, não é o que está acontecendo.”

          Alguns FATOS que já aconteceram e mais as PROMESSAS do “novo” governo, só quanto ao tema aumentar a oferta de crédito e incentivá-la ao máximo e isto apenas nos 6 primeiros meses de governo, algo que não tem paralelo na história do Brasil (e até hoje os Bolsominions NUNCA provaram que algum governo anterior já fez tantas ações e promessas quanto ao crédito nos primeiros 6 meses de mandato como no governo atual):

          http://www.oestadoce.com.br/economia/guedes-diz-que-governo-vai-liberar-r-100-bi-de-compulsorio-para-expandir-credito
          “Ontem já houve uma liberação de R$ 20 e poucos bilhões [na verdade, R$ 16,1 bi] de recolhimento compulsório para ampliar o crédito privado e vem aí mais de R$ 100 bilhões de liberação de compulsório ali na frente.”

          https://bxblue.com.br/aprenda/cef-lanca-cartao-consignado-caixa-sem-anuidade-para-aposentados-inss/

          https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/04/16/caixa-vai-financiar-ate-100percent-da-compra-de-caminhoes-e-onibus.ghtml

          https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/04/16/governo-anuncia-linha-de-credito-via-bndes-de-ate-r-30-mil-para-caminhoneiros-autonomos.ghtml

          https://oglobo.globo.com/economia/caixa-diz-que-serao-liberados-ate-4-bi-para-capital-de-giro-para-empresas-de-construcao-23674354

          https://oglobo.globo.com/economia/emprego/empresa-simples-de-credito-conheca-lei-polemica-de-emprestimo-para-pequenos-empresarios-23659768

          https://www.valor.com.br/financas/6193543/caixa-pode-dobrar-oferta-de-credito-imobiliario-com-securitizacao

          https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/05/02/governo-quer-regulamentar-nova-modalidade-de-credito-com-garantia-em-imovel-quitado.ghtml

          3+
          • avatar
          • tmarabo 2 de julho de 2019 at 13:56

            “até hoje os Bolsominions NUNCA provaram que algum governo anterior já fez tantas ações e promessas quanto ao crédito nos primeiros 6 meses de mandato como no governo atual)”
            hahahah o CA agora quer mudar, disse que “nunca antes” se tinha colocado tanto crédito, “dobraram meta” e agora só vale comparar seis meses de bolsonaro com os “seis meses de começo de mandato” dos outros…. hahahaha
            e, a rigor, nem tu provaste que os seis primeiros meses são maiores do que seis meses anteriores…
            e as “promessas ufanistas” tb só pode comparar com os seis primeiros meses de outros mandatos?? hahahahahahah

            4+
            • CA 2 de julho de 2019 at 14:15

              TrollMavRabo,

              É

              2+
              • avatar
              • CA 2 de julho de 2019 at 14:16

                … Teve um IMBECIL que comparava as ações feitas em mais de 10 ANOS de governo do PT com 6 meses de governo Bolsonaro, por isto, para equalizar e impedir que este MESMO IDIOTA repetisse esta ESTUPIDEZ, tive que deixar claro, mas com completos ANALFABETOS FUNCIONAIS, nem assim eles entendem, não é mesmo?

                4+
                • avatar
        • Camarada Charles, O isentão, radical 2 de julho de 2019 at 10:38

          Pré-çau de painho dá de 11 a zero nestas bijuterias vagabundas do Bozo 😂

          #mulalivre
          #vazajato
          #mouronacadeia

          1+
          • tmarabo 2 de julho de 2019 at 12:10

            sim, bem lembrado, as promessas do presal mostra como eram as promessas ufanistas da época.
            obrigado, Camarada Charles 🙂

            4+
        • CA 2 de julho de 2019 at 10:43

          “combinado com queda da SELIC”
          Falso, a última queda da SELIC foi em fev/2018.

          Um trecho mais completo do que escrevi, para esclarecer, destaco em LETRAS MAIÚSCULAS aquilo que o leitor teve dificuldade básica de entender:

          “…só na base do Wishful Thinking de que VAMOS ACABAR com efeitos perversos da bolha imobiliária só na base do DOBRAR A META da oferta e incentivo ao crédito, combinado com queda da SELIC”

          O VAMOS ACABAR não se refere somente ao que já foi feito pelo novo governo, mas inclui também suas PROMESSAS para o FUTURO. Se fosse EXCLUSIVAMENTE passado, a conjugação verbal seria “já acabamos” ou algo assim. Sobre o FUTURO e a PROMESSA feita, segue a frase do super-ministro:

          https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2019/03/28/internas_economia,745955/impossivel-quantificar-peso-da-reforma-na-selic-diz-presidente-do-bc.shtml

          Trecho do link acima:

          “Após o ministro da Economia, Paulo Guedes, ter dito na quarta-feira, 27, que a aprovação da reforma da Previdência poderia reduzir a taxa básica de juros em 2%…”

          2+
          • avatar
          • tmarabo 2 de julho de 2019 at 13:59

            falso de novo: ninguém disse que vai baixar a SELIC como instrumento de manipulação da economia, mas sim que os juros baixariam como CONSEQUÊNCIA de boas políticas econômicas.
            ou seja, a frase do paulo guedes citada pelo CA DESMENTE O PRÓPRIO CA: “Após o ministro da Economia, Paulo Guedes, ter dito na quarta-feira, 27, que a aprovação da reforma da Previdência poderia reduzir a taxa básica de juros em 2%…”

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk rindo muito aqui!!!!!!!!!!!!!!

            2+
            • CA 2 de julho de 2019 at 14:19

              TrollMavRabo,

              Pobre ANALFABETO FUNCIONAL:

              ÓBVIO que nenhum ministro fala sobre “manipular a economia” ao dizer que vai baixar a SELIC, qualquer IMBECIL sabe disto, com exceção de você, é claro…

              Sobre a minha frase, não só você não sabe ler, como ainda DISTORCE, como sempre…

              “só na base do Wishful Thinking de que VAMOS ACABAR com efeitos perversos da bolha imobiliária só na base do DOBRAR A META da oferta e incentivo ao crédito, combinado com queda da SELIC”

              Acabar com os efeitos perversos da bolha imobiliária não tem NENHUMA relação com “manipular a economia”, foi só MAIS UMA interpretação TOSCA E SEM NOÇÃO, exatamente como você…

              2+
              • avatar
              • tmarabo 2 de julho de 2019 at 14:46

                “TrollMavRabo,”
                “Pobre ANALFABETO FUNCIONAL”
                “IMBECIL “
                “não sabe ler”
                “ interpretação TOSCA E SEM NOÇÃO”
                esperneia mais. não vou te responder neste nível.

                5+
        • CA 2 de julho de 2019 at 11:05

          ““BOLSA CALOTE a rodo”
          Falso, as renegociações com bom desconto envolvem pagamento no ato e SEMPRE ocorreram e não!, nunca foram um dogma dos bolhistas”

          Quanto ao item acima, a mesma coisa dos FATOS e DADOS apresentados antes quanto ao aumento na oferta e incentivo ao crédito: quando tivemos, nos primeiros 6 meses do mandato de um governo, ações envolvendo este volume de clientes e nesta intensidade, como as que constam abaixo?

          https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/05/28/caixa-lanca-campanha-para-inadimplentes-renegociarem-dividas-com-desconto-de-ate-90percent.ghtml
          Trechos do link acima:
          “De acordo com a Caixa, 91% das 2,6 milhões de pessoas físicas com pendências poderão quitar seus débitos com menos de R$ 2 mil.”
          “Temos mais quatro ações. Neste primeiro ponto é uma medida de extremo impacto. São 3 milhões de pessoas e microempresários, e todos os outros anúncios que faremos irão na mesma direção”, adiantou.

          Sobre as “renegociações”, de fato nunca foram um “dogma”, afinal era algo RACIONAL, baseado em FATOS, DADOS, sendo que os problemas associados a isto vem sido alertados HÁ ANOS quanto a seus efeitos NEFASTOS para economia, onde ressaltei INÚMERAS vezes que renegociações MIRABOLANTES da CEF sempre ajudaram a MAQUIAR e PEDALAR com bolhas e não só isto, o próprio Cesar_DF apresentou um trabalho sobre a redução MILAGROSA de rating da CEF baseada nestas mesmas renegociações MIRABOLANTES, sendo que todos elogiaram esta informação, inclusive quando foi referendada pelo relatório de auditoria da CGU em outubro/2018, dentre DIVERSAS outras evidências no blog do quanto estas renegociações para MAQUIAR E PEDALAR com os efeitos das bolhas são PÉSSIMAS para todos.

          2+
          • avatar
          • tmarabo 2 de julho de 2019 at 14:00

            de novo, só pode comparar seis primeiros meses com seis primeiros meses kkkkkkkkkkkkk
            o CA tá igual à grande imprensa (aka extrema imprensa fake news).
            mas é verdade: nenhum governo fez tanto nos seis primeiros meses de mandato como o bolsonaro, não tem como comparar.

            6+
            • CA 2 de julho de 2019 at 14:21

              TrollMavRabo,

              O IMBECIL que quer comparar mais de 10 ANOS de governo PT com 6 meses de governo Bolsonaro, só porque ele é completamente SEM NOÇÃO e acha que todos são IDIOTAS como ele…

              SEM NOÇÃO, você tem que EQUALIZAR as comparações, pegar períodos equivalentes. E estamos falando de ESTRAGOS E DESTRUIÇÃO da economia incentivando crédito PODRE, BOLSA CALOTE e promessas UFANISTAS como nunca antes na história do país, é o CONTRÁRIO de realizações, seu IMBECIL…

              kkkkkkk

              4+
              • avatar
              • tmarabo 2 de julho de 2019 at 14:42

                “TrollMavRabo,” “IMBECIL”
                como sempre, é pego na mentira e começa a apelar.
                se tu dizes que “nunca antes na história do país” se fez algo, então eu posso citar exemplos de algo parecido ou maior em outras épocas. agora tem que “equalizar” nos seis meses por ti escolhidos.
                ninguém está somando tudo o que foi prometido durante X anos para comparar com seis meses, apenas foi demonstrado neste e em outros tópicos promessas “mais audaciosas” e concessões de crédito mais “mais audaciosas” que ocorreram no passado.
                agora queres dizer que o teu “nunca antes na história” é um improvável “nunca antes na história de seis primeiros meses de governo.”

                3+
                • CA 2 de julho de 2019 at 16:23

                  NÃO EXISTIRAM promessas mais ambiciosas do que os 40% do PIB nos TRILHÕES mágicos do IpiraNaGrana, nem aqui, nem em qualquer lugar do Planeta, isto sem contar o restante das promessas SURREAIS e sem pé nem cabeça que constam acima e por isto, nem você nem NINGUÉM provou isto em tópicos anteriores, você está tentando apenas outro PEGA-TROUXA. Se provou que já prometeram mais que isto, traga aqui o seu comentário de tópico anterior e evidencie. Já que você está me obrigando a apresentar pela nogentésima decepcionésima vez as mesmas evidências, comprove o que você disse, traga as promessas superiores as que mencionei mais acima, pode até ser em período maior neste caso das promessas UFANISTAS, afinal, o UFANISMO foi tão absurdo que nem em um ou dois mandatos inteiros alguém conseguiria .

                  5+
                  • avatar
                  • avatar
        • CA 2 de julho de 2019 at 11:12

          “promessas UFANISTAS como nunca antes na história do país…”
          Falso como o dobrar a meta. Em parte já concordei – e outros concordaram – como na época dos contingenciamentos – que o melhor era dar a real sobre a situação dos cortes de gastos, e não dizer que cortavam “por balbúrdia”.
          “E, quanto às promessas, está correto o “papo de vendedor” para aprovar a reforma da previdência.”

          Mais uma vez: quando na história do país, nos primeiros 6 meses de governo tivemos um conjunto de promessas UFANISTAS como as que constam abaixo?

          ——————————————————————————————————————————————————————————————————————-

          CA 25 de junho de 2019 at 14:51
          R$ 1 TRILHÃO com a reforma da previdência em 10 ANOS +
          R$ 1 TRILHÃO com venda de imóveis da União +
          R$ 1 TRILHÃO com a implantação do cadastro positivo +
          R$ 1 TRILHÃO em privatizações

          =

          60% do PIB brasileiro que será gerado nos próximos anos, só com ações tomadas no atual mandato do governo, fenômeno INÉDITO no UNIVERSO!

          Mas a conta não para por aí…

          Teremos superávit nas contas públicas ainda no ano de 2019 (também, com todos os TRILHÕES acima, nada mais natural, não é mesmo?)
          SELIC a 2% (esta é a mais fácil de todas, basta mais algumas CANETADAS)
          8 MILHÕES de empregos gerados a mais em 4 anos após a reforma da previdência
          350 mil empregos gerados a mais só no ano de 2019
          Aumento do PIB de 6% nos 12 meses após a aprovação da reforma da previdência
          PIB com crescimento de 2,59% ainda em 2019 se aprovarem a reforma da previdência
          Garantia de crescimento do PIB nos próximos 10 ANOS se aprovarem a reforma da previdência
          Venderão R$ 100 BILHÕES em títulos imobiliários da CEF via DERIVATIVOS e ela voltará a ser a número 1 no crédito imobiliário com as novas PEDALADAS

          E as promessas UFANISTAS não pararam ainda, segue mais uma:

          https://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/8435541/correcao-guedes—preco-do-gas-pode-cair-40-e-pib-industrial-crescer-846

          Conclusão:

          Continuando neste ritmo, ao final do mandato deste governo:

          1) Seremos a maior potência do UNIVERSO;
          2) O mito e o super-ministro serão canonizados;
          3) O guru terá provado que a Terra é plana.

          OU

          a) Os que acreditaram CEGAMENTE no que consta acima serão expostos ao RIDÍCULO, ao verem a REALIDADE versus as promessas UFANISTAS;
          b) Teremos PIORADO e MUITO as BOLHAS e suas consequências NEFASTAS, graças à DESINFORMAÇÃO acima misturada com incentivo intenso ao CRÉDITO E CALOTE, que alimentam apenas a especulação IRRACIONAL na BOVESPA, nos imóveis e nas PIRÂMIDES FINANCEIRAS;
          c) Descobrirão que colocar como super-ministro um mega TUBARÃO do mercado que está acostumado a plantar otimismo UFANISTA para faturar em cima de SARDINHAS foi um PÉSSIMO negócio, porque ele promoveu um crescimento exponencial desta prática para faturar junto com colegas às custas da economia do país.

          A conferir…

          ———————————————————————————————————————————————————————————————————————

          6+
          • avatar
          • CA 2 de julho de 2019 at 11:15

            E quanto a “utilidade” das promessas UFANISTAS, elas foram ótimas para a popularidade do presidente DESPENCAR em velocidade e intensidade recordes para os primeiros meses de um governo (REALIDADE VS FRUSTRAÇÃO) e será melhor ainda para que este governo assuma 100% da responsabilidade sobre os efeitos das BOLHAS quando não der mais para negar…

            5+
            • avatar
          • tmarabo 2 de julho de 2019 at 14:16

            Claro, na hora de ironizar é como se os trilhões brotassem instantaneamente, quando tu mesmo colocas que no caso da previdência tal se dará em 10 anos.
            Outras, quanto ao trilhão do cadastro positivo, não é uma “promessa de governo”, mas uma citação pelo secretário do ME dos dados da Serasa.
            De resto, as estimativas são da melhor potencialidade das medidas. Obviamente NINGUÉM ANUNCIA (nem tu anunciarias se fosses governo, CA) uma medida com a “mediana” do que pode ocorrer.
            Além disso, tanto eu como outros “bolsominions” já concordamos contigo, ainda que parcialmente, em tópicos anteriores a respeito desses números, entretanto tu usas isso pra “rebater” o que foi dito rsrsrsrsrs

            4+
            • CA 2 de julho de 2019 at 14:27

              Segue o que o IMBECIL disse, colocado em CAPS, e que agora ele “não se lembra mais”:

              “promessas UFANISTAS como nunca antes na história do país…”
              FALSO COMO DOBRAR A META.

              O que fiz? DEMONSTREI MAIS UMA VEZ que NÃO era FALSO. Mas o IDIOTA não consegue entender nem o que escreve, fazer o que…

              3+
              • avatar
              • tmarabo 2 de julho de 2019 at 14:36

                “promessas UFANISTAS como nunca antes na história do país…”
                é FALSO, como é FALSO o dobrar a meta.
                mas agora queres dizer que só pode comparar com seis meses de início de outros governos….
                além de confundires citar um dado do Serasa como promessa ufanista do governo….

                5+
                • CA 2 de julho de 2019 at 15:53

                  Se a ORIGEM do dado é o SERASA, mas se o governo COMPROU esta enorme viagem na maionese e a reverberou como um “resultado esperado”, assim como aqueles que NÃO PENSAM e seguem o governo de olhos fechados, este é um problema do governo. TODA e QUALQUER previsão tem uma fonte de dados, se foi o próprio governo que calculou ou um órgão externo a ele, não afeta em NADA o fato disto constar na lista de promessas IMPOSSÍVEIS do governo.

                  Ah, mas foram os corretores e o FINGE ZAP que determinaram que os imóveis públicos “valiam” R$ 1 TRILHÃO. Se o governo se faz ou é IDIOTA a ponto de acreditar neles e colocar isto em público o problema é do governo e daqueles que são tão idiotas quanto ele para acreditarem nisso. Ou por acaso o governo possui corretores e saiu estimando o valor de cada imóvel público via funcionário público?

                  Idem para a promessa de R$ 1 TRILHÃO com privatizações, se foi feita por empresas de consultoria ou não, de novo, TANTO FAZ, é o governo quem está comprando estes números e vendendo-os para a população.

                  Ao final, TUDO que o governo coloca em público é uma EXPECTATIVA que ele está vendendo INDEPENDENTE da fonte daquela informação e tudo isto compõe as FRUSTRAÇÕES que batem recorde na medida em que as pessoas veem que a REALIDADE é exatamente o CONTRÁRIO das promessas UFANISTAS.

                  Sobre as promessas UFANISTAS em si e o conjunto completo até 25/junho que coloquei acima, NUNCA vi NENHUM governo em qualquer lugar do PLANETA que falava sobre medidas a serem adotadas em um mandato que iriam gerar ao longo de um período um resultado equivalente a 40% do PIB e ainda, com MUITO MAIS promessas além destas que são igualmente impossíveis. Agora, se como todo admirador CEGO do governo, prefere fazer de conta que foram previsões realistas “baseadas nas melhores hipoteses” (kkkkkkk) ou que fazem algum sentido, isto é um problema de quem não pensa e não tem o menor espírito crítico, pré-requisitos para ser fanático pelo governo atual, nenhuma surpresa…

                  Sobre as “promessas realistas baseadas nas melhores hipóteses”, seguem abaixo algumas EVIDÊNCIAS de que nunca passaram de MENTIRAS DESLAVADAS:

                  https://www.dci.com.br/politica/porta-voz-diz-desconhecer-mapa-de-votos-para-previdencia-apos-declarac-o-de-guedes-1.785182

                  https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2019/06/27/apos-fala-de-guedes-bc-diz-que-nao-ha-definicao-de-montantes-e-prazos-sobre-compulsorio.htm

                  3+
                  • avatar
                  • avatar
    • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 11:44

      aplicativo dos esquilos

      https://squirrel.me/

      2+
      • avatar
  • Cajuzinha 2 de julho de 2019 at 08:01

    O Brasil não sairá tão cedo do atoleiro, diz Claudio Adilson Gonçalez
    Economista da MCM Consultores Associados alerta que risco de regresso da inflação elevada está sempre presente e que reformas e o ajuste fiscal são urgentes para garantir a estabilidade

    “A taxa de crescimento potencial brasileira tem sido decepcionante. Minha estimativa é de que está em 0,6%. Há um grau de ociosidade enorme”, justificou. “Com isso, vamos ter queda de renda per capita, que já foi expressiva de 2014 a 2017”, alertou.

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2019/07/01/internas_economia,767202/o-brasil-nao-saira-tao-cedo-do-atoleiro-diz-claudio-adilson-goncalez.shtml

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 2 de julho de 2019 at 08:07

    Duas notícias interessantes e importantes sobre o Santander mais acima, a primeira dando conta que ele reduziu os juros do crédito imobiliário e aumentou o prazo do financiamento dos imóveis de 30 para 35 ANOS e a segunda, uma propaganda veiculada em horário nobre em que a fundadora do Magazine Luíza diz que para fazer financiamento imobiliário no Santander você pode incluir na sua comprovação de renda um parente, um amigo ou QUALQUER UM. Ela fez esta propaganda porque de “brinde” a pessoa ainda “ganha” uma geladeira da Magazine Luíza ao contrair um financiamento imobiliário do Santander.

    Curioso observar o PROFUNDO contra-senso do que está acima: o Santander tem estoque recorde de imóveis retomados por inadimplência e que ele não consegue leiloar, a situação está tão complicada que ele está APELANDO para alugar imóvel retomado, além de “descontos” altíssimos em leilões. Como um contexto deste poderia combinar com reduzirem juros, aumentarem prazo de financiamento e ao mesmo tempo, fazerem propaganda agressiva quanto a crédito imobiliário “facilitado”?

    Junta-se a isto que ano passado o Santander teve aumento do PERCENTUAL de inadimplência mesmo tendo aumentado o crédito ofertado, o que é ANORMAL, porque no primeiro ano de empréstimo a pessoa normalmente não dá calote, a não ser que seja crédito PODRE (avaliação “facilitada” sabendo que vai virar inadimplência logo no começo). Para piorar, também vimos evidências claras do Santander oferecendo cartão de crédito para pessoas com nome sujo desde o ano passado.

    Em paralelo, o que torna tudo isto ainda mais SURREAL, é o fato de vermos a queda do PIB no primeiro trimestre de 2019, juntamente com quedas contínuas na estimativa do PIB para o total do ano de 2019 e 2020, mais um agravamento constante na DEGRADAÇÃO dos empregos e renda, juntamente com novos recordes de super-endividamento e inadimplência, misturado com uma desaceleração cada vez maior na economia global e novas evidências constantes sobre a bolha das bolhas americana estar ameaçando uma explosão cada vez mais letal e neste contexto, de forma novamente CONTRADITÓRIA, termos uma BOVESPA batendo recorde de crescimento e INÚMERAS promessas UFANISTAS que continuam acontecendo por parte do governo!

    Qual a TRADUÇÃO do que consta acima?

    1) A auditoria da CGU apresentada em outubro/2018 que DEMONSTRAVA uma série de IRREGULARIDADES quanto ao crédito imobiliário concedido no Brasil, tanto para bancos públicos quanto privados e que é de conhecimento do novo governo, não foi utilizada para NADA, apenas jogaram a papelada no LIXO e FINGIRAM que nunca tinham visto os alertas;

    2) A ação CONTÍNUA do BC quanto a CEGUEIRA SELETIVA, que já vem de governos anteriores e se INTENSIFICOU no novo governo, juntamente com os INÚMEROS incentivos ao aumento na oferta de crédito, nas BOLSAS CALOTE e no otimismo UFANISTA, estão motivando os bancos de forma geral a aumentarem as PEDALADAS de maneira ABSURDA e DESCARADA, sem o menor constrangimento, ao ponto de termos propaganda em sites sobre cartão de crédito para pessoas com nome sujo e propaganda de televisão em horário nobre oferecendo crédito imobiliário PODRE! ;

    3) As ações do governo de forçar PEDALADAS cada vez mais intensas e non-sense quanto a BOLHAS de forma geral, quando combinadas com ameaças cada vez mais concretas de explosão de bolha das bolhas e outros eventos de degradação da economia global e do Brasil, em conjunto com um sistema financeiro e um setor imobiliário repletos de GOLPES, ROMBOS e GAMBIARRAS que o BC e o governo ajudam a MAQUIAR, fazem com que a probabilidade de todo este esquema EXPLODIR ainda neste primeiro mandato do governo seja cada vez maior e se isto acontecer, como sempre digo, o “novo” governo vai arcar com 100% da RESPONSABILIDADE, pois suas ações apenas REFORÇARAM tudo que vinha sendo feito antes, então eles não terão nenhuma moral para culpar uma “herança maldita” ou algo assim.

    A conferir…

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 09:31

      A gorducha vai DAR uma geladeira pra vc, basta ir no banco. 666 espertalhão sabe muito bem e se lança de cabeça, nada como ter sua casa e uma geladeira nova… Afinal ele pode arriscar entre pagar aluguel e ficar mudando sempre ou ter parcelinhas e ninguém “toma o que é seu”. Num ambiente arriscado para todos pode ser até uma boa estratégia, uma queda de 1% em 270k já são 2,7k a menos na cabeça do cabra e ainda uma geladeira.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 09:44

        dando 30k pro corvo e pagando 240k em 360 meses sem juros seriam parcelinhas de 666,67reais cabalísticos, lembrando do crédito positivo, kkkk

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Minino do TI 2 de julho de 2019 at 10:05

        1000 reais em geladeira, que valem mais que barras de ouro.
        Santos, Silvio em 2019,

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Poucas Trancas 2 de julho de 2019 at 11:15

      3+
      • avatar
      • avatar
    • Jonny Deep Blue 2 de julho de 2019 at 11:40

      Será que o Santander preferiu criar lastro em tijolos ao invés de ouro??? Aposta alta essa! Huahuahua

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • socrates 2 de julho de 2019 at 16:09

        real estate

        3+
        • avatar
        • avatar
    • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 10:00

      Alguém duvida do BC daqui a pouco permitir o aluguel desses imóveis retomados, além de poder utiliza-los como lastro para emissão de moeda fiduciária ?

      3+
      • avatar
  • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 09:18

    corvo avisa
    Parece que as vendas de imóveis serão um pouco afetadas pois a galera estará observando eclipse solar ao invés de comprar. Isso afeta 1/30 (0,033333 ou 3,33% das vendas do mês.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 2 de julho de 2019 at 09:51

    2/07/2019 09:14
    A produção industrial caiu 0,2% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal, divulgou nesta terça-feira, 2, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 2 de julho de 2019 at 09:56

      https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/07/02/producao-industrial-cai-02percent-em-maio-diz-ibge.ghtml

      Sub-título da notícia acima:

      “Produção industrial cai 0,2% em maio, diz IBGE
      No confronto com maio de 2018, entretanto (mês da greve dos caminhoneiros), houve alta de 7,1%. No ano, setor acumula queda de 0,7%.”

      Voltando a analogia mais acima, que foi iniciada pelo Poucas Trancas e complementei, sobre a HIPÓTESE levantada de que uma abertura IMEDIATA à importações de produtos INDUSTRIALIZADOS seria algo bom para o Brasil e aproveitando para melhorá-la:

      O competidor nacional, antes de entrar na arena de combate, tem que preencher 5 formulários de aptidão física e fazer 10 testes físicos diferentes e muito exigentes (as indústrias e a super-burocracia brasileira), com isto, já entra extenuado.

      Para complementar, ele não tem espada nem escudo, porque estão em falta (improdutividade brasileira) e daí vem uma pessoa e diz que ele tem que usar uma armadura super-pesada porque é a única que temos (o peso dos juros finais e impostos abusivos no custo dos produtos), o que rouba ainda mais seu fôlego.

      Como se não bastasse, deram para este lutador, ao longo da última DÉCADA, drogas e bebidas em profusão para “motivá-lo” e deixá-lo eufórico (demanda ARTIFICIAL graças a BOLHAS, junto com crédito FARTO, promessas UFANISTAS, etc) e agora, estão renovando a dose de “motivação”, reforçando as drogas e bebidas em profusão, como nunca antes (novo governo DOBRANDO A META de crédito ofertado e estimulado, junto com recordes de BOLSA CALOTE e otimismo UFANISTA), o que drena cada vez mais suas energias, até que ele fica extenuado e entra já sem fôlego para a luta.

      Daí entra um oponente do Exterior que não tem NENHUM destes problemas e que só se preocupou em treinar, se fortalecer e descansar devidamente, adivinhe quem ganha a luta?

      E o pior: nem precisava ter este combate, o nosso lutador poderia atuar criando eventos sobre lutas (serviços nobres, como o P&D, por exemplo), só que ele não tem a menor capacitação para isto e nem sabe que este seria o caminho mais lucrativo…

      Uma outra forma ainda mais elementar de entender de porque a visão SIMPLISTA quanto a uma abertura intensa e IMEDIATA é um SUICÍDIO, seria esta outra analogia:

      Uma pessoa de 40 anos precisa emagrecer radicalmente, perdendo no mínimo 20 KG para ficar em um patamar mais saudável.

      Este individuo NUNCA praticou atividades físicas, nem controlou suas alimentações, sempre ABUSANDO de alimentos ruins.

      Da noite para o dia vem um “técnico” e diz para ele: corra 15 KM por dia e consuma no máximo mil calorias por dia, te garanto que em menos de 1 mês você cumpre a meta! E você tem que fazer isto, afinal, já esperamos há DÉCADAS que você se torne mais saudável e como não fez nada do que devia, agora vai ter que fazer tudo de uma vez, dane-se!

      O que acontecerá no caso acima, se a pessoa seguir a recomendação do “técnico”? A pessoa vai ter algum problema gravíssimo de saúde e ficará muito pior do que estava. Seus músculos não aguentarão, possivelmente terá um problema cardíaco e até morrerá. Por que? Você não faz MILAGRE da noite para o dia e simplesmente dizer que tem que fazer uma mudança de 180 graus de imediato não resolverá aquilo que não fez por DÉCADAS, ao contrário, só vai PIORAR…

      Por incrível que pareça, para algumas pessoas, é muito difícil de entender o que consta acima…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 2 de julho de 2019 at 10:12

        O governo do PT fez um estrago sem tamanho nas pessoas. De repente todo mudo comprando celular de última geração, carro pago em 60 parcelas… Imagine o que é provar e depois não ter. Essa é justamente a estratégia de traficantes, viciam e depois tiram, o viciado entra em desespero porque não consegue comprar e termina indo para a marginalidade a fim de conseguir um trocado para pagar o vício. Crédito fácil vicia tanto quanto cocaína…

        22+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Ilusionista 2 de julho de 2019 at 10:44

          é o poder do “neurobranding” turbinando a mente das pessoas, nada mais do que técnicas para despertarem desejos pela “emoção” do consumismo e ostentação, aniquilando quase por completo a “razão” de como irá fazer para pagar e manter tais aquisições.

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 10:49

            e lembrando que conheço pessoas da Caixão que alegam que “não tem crise, que imóveis não desvalorizam… a crise e o pânico está sendo criado pra privatizar e ajudar empresários e amigos do gov”. isso mesmo que vc leu.

            8+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • CA 2 de julho de 2019 at 11:44

          Cajuzinha,

          Sim e tem tudo a ver com a analogia abaixo:

          Em uma LONGA festa, durante mais de 10 anos (ERA PT) deram drogas e bebidas a rodo (crédito PODRE sem limites, promessas UFANISTAS, incentivo ao CALOTE), a tal ponto que as pessoas foram parar na UTI (DEGRADAÇÃO profunda dos empregos e renda, super-endividamento, inadimplência ANORMAL). Qual a solução “jenial” (sic) do médico que atende aos pacientes na UTI (novo governo)? DOBRAR A META de bebidas e drogas (oferecendo promessas ainda mais UFANISTAS, novas rodadas de crédito e de incentivos ao CALOTE), porque as pessoas precisam se aquecer e se anestesiar contra uma frente fria que entra pelos buracos das paredes do hospital (os buracos nas paredes são os inúmeros ROMBOS, GOLPES e CRIMES envolvendo o sistema financeiro e o segmento imobiliário, a frente fria que vem de fora é a explosão mais visível da bolha das bolhas americana e demais bolhas ao redor do globo). Conclusão da história? RIP

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • socrates 2 de julho de 2019 at 16:11

          exatamente, Cajuzinha.
          Traidores!

          1+
  • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 10:31

    uééé´……sempre achei que pagar aluguel era péssimo negócio, o paradoxo.

    MRV investe na locação de imóveis

    SP. A combinação de demanda de consumidores por mobilidade urbana com a taxa básica de juros Selic em patamar baixo está levando a MRV Engenharia, maior incorp do país, a apostar no negócio de locação de imóveis residenciais, pela plataforma Lug go. “Sonhamos que “Sonhamos que um quarto da MRV seja de imóveis para locação nos próximos cinco anos”, conta o diretor de marketing…

    valor

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Camarada Charles, O isentão, radical 2 de julho de 2019 at 10:50

    E vai ter mais, muito mais…
    Esta turma promete 😀😝😂

    5+
    • avatar
    • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 11:08

      à “proprósito”:
      Aluga-se Titãs

      A solução pro nosso povo
      Eu vou dá..
      Negócio bom assim
      Ninguém nunca viu
      Tá tudo pronto aqui
      É só vim pegar
      A solução é alugar (o Brasil!…)

      Nós não vamos pagar nada < ==== Lalalalá! Nós não vamos pagar nada <==== É tudo free! Tá na hora agora é free Vamo embora Dá lugar pros gringo entrar Que esse imóvel tá prá alugar Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!... (Os estrangeiros) Eu sei que eles vão gostar Tem o Atlântico Tem vista pro mar A Amazônia É o jardim do quintal E o dólar deles Paga o nosso mingau... Nós não vamos pagar nada Lalalalá! Nós não vamos pagar nada É tudo free! Tá na hora agora é free Vamo embora Dá lugar pros gringo entrar Que esse imóvel tá prá alugar...

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Jonny Deep Blue 2 de julho de 2019 at 11:48

        Alemon ,
        Super oportuno. Cazuza também fez uma leitura bacana com ” Brasil, mostra tua cara, quero ver quem paga para a gente ficar assim.. Brasil, qual o teu negócio, o nome do teu sócio, confie em mim….” Substituindo Brasil por político e sócio por empresas, tudo faz sentido.

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 2 de julho de 2019 at 11:14

    MRV investe na locação de imóveis
    https://www.valor.com.br/empresas/6327939/mrv-investe-na-locacao-de-imoveis

    A desculpa agora é a geração Y.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 2 de julho de 2019 at 11:17

    Santander reduz taxa de crédito imobiliário residencial para 7,99% por 60 dias
    O valor mínimo financiado é de R$ 60 mil e o prazo máximo do financiamento é de 35 anos
    https://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/8452085/santander-reduz-taxa-de-credito-imobiliario-residencial-para-799-por-60-dias

    Bora comprar muquiranas.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 2 de julho de 2019 at 11:28

    Veja bem…

    França diz que no momento ‘não está pronta’ para ratificar acordo com o Mercosul
    País é um dos mais reticentes ao acordo porque teme os efeitos para o setor agrícola, que poderia ser afetado pela grande entrada de produtos sul-americanos.

    O documento acordado entre a Comissão Europeia e os países do Mercosul terá que ser convertido em um verdadeiro texto jurídico, o que levará muitos meses, antes de ser submetido à aprovação dos Estados membros no âmbito do Conselho da UE, a instituição que representa os países.

    A partir deste momento a UE poderá assinar o acordo de forma oficial, à espera da votação no Parlamento Europeu que levará a sua entrada em vigor provisória.

    https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/07/02/franca-diz-que-no-momento-nao-esta-pronta-para-ratificar-acordo-com-o-mercosul.ghtml

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • EngenheiroSP 2 de julho de 2019 at 13:21

      Se eu fosse a UE só faria uma pergunta aos agricultores franceses:

      Vocês acham que o francês quer mais vinho e queijo latino do que o latino quer vinho e queijo francês??

      9+
      • avatar
    • tmarabo 2 de julho de 2019 at 14:28

      nossa, coitados dos gladiadores franceses, lutam sem escudo e sem armas contra os fortes gladiadores brasileiros. não, péra!!!!!!

      5+
      • Camarada Charles, O isentão, radical 2 de julho de 2019 at 20:13

        Nós temos o poder do nióbio, pobres franceses, não terão a mínima chance contra as bijuterias dos nossos guerreiros 😆

        4+
    • socrates 2 de julho de 2019 at 16:13

      factóides para disfarçar a não ocorrencia das reformas estruturais.

      Há décadas vemos isso aqui pelo Hell…

      5+
      • avatar
  • Mr.Brightside 2 de julho de 2019 at 11:40

    Ola. Alguém pode me ajudar
    Conheci o blog pois tenho um ape para morar hoje pago 500,00 na prestação comprei o ape antes de conhecer o blog.
    Temos investido 100 mil em investimentos conservadores, mais cheguei até esta marca no ano passado mais ultimamente só estou gastando grana viajando.
    Nem que seja bate e volta por que realmente eu era estupido e não conhecia meu estado.
    Sou.casado minha esposa trabalha renda nossa é baixa de uns 5000 líquidos e mais os juros das aplicações.
    Não pretendemos ter filhos.
    Aí vem a pergunta!!!
    Será Que é bom parar de investir pesado e continuar curtindo a vida?

    Por que eu e minha esposa seremos nos dois apenas. E queremos viajar para perto. Fazer esportes variados mais para o lazer e nao competição e ter alimentação saudável.
    Nosso maior medo e dar uma hiperinflação.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Poucas Trancas 2 de julho de 2019 at 12:00

      Bom… vocês tem que continuar investindo para garantir a velhice, pois a previdência não vai te salvar, nem seus filhos, dado que você não vai ter. Fora isso, tem que curtir a vida mesmo.

      Uma hiperinflação dá bons sinais antes de acontecer, fique atento. O maior deles é o governo começar a recorrer a “impressão de dinheiro” para amortecer a dívida interna, vide Argentina hoje em dia e Venezuela uns anos antes. Esse é o chamado “calote branco”.

      Tenha também uma boa reserva de liquidez para poder fugir do país caso algum governante populista bote tudo a perder. Seu imóvel, mesmo quitado, não vai te salvar caso isso aqui vire uma Venezuela, e isso pode acontecer a qualquer tempo, e com qualquer partido que esteja no poder, não só durante o governo do PT ou só durante o governo Bolsonaro. Qualquer um pode fazer merda, desde Boulos até Amoedo. O importante é não confiar em promessas nem em governantes, e sempre observar os fatos. Se o Amoedo está no poder e começa a imprimir dinheiro (vide Mauricio Macri na Argentina), é hora de sair daqui.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • tmarabo 2 de julho de 2019 at 14:27

        tens que ver se tuas aplicações rendem mais do que o juros que tu pagas no empréstimo, caso contrário, é interessante usar boa parte do que vocês têm guardado para quitar antecipadamente parcelas do financiamento.
        provavelmente seja vantajoso usar boa parte dos 100k de poupança para abater na dívida do imóvel (ainda que dê uma dor no coração fazê-lo, pode gerar uma economia enorme pra vocês).
        claro, só faça isto se vocês realmente planejam ficar no imóvel por bastante tempo. E levem em consideração se os empregos de vocês são ou não estáveis.
        outra: que bom que vocês são poupadores, tenho certeza que vocês têm segurança financeira abrindo mão de bobagens. ou seja, essa história de investir x “curtir a vida” pra mim é papo de quem quer gastar em coisas desnecessárias rsrsrsrsrsrs
        não é fácil viver como se diz popularmente “um pouco abaixo do padrão” para poder poupar dinheiro, mas é algo saudável financeiramente e que vai sim trazer prosperidade pra vocês no futuro.
        é difícil saber sem ter os valores, mas vocês podem se dar ao “luxo” de viajar pra perto, praticar esportes e ter alimentação saudável. Será mesmo que é disso que vocês abrem mão para poder poupar??
        “Nosso maior medo e dar uma hiperinflação.” Eu duvido muito disto. discordo do “poucas trancas” quanto a isso.

        O que os colegas do blog acham??

        8+
        • avatar
        • Poucas Trancas 2 de julho de 2019 at 16:27

          ““Nosso maior medo e dar uma hiperinflação.” Eu duvido muito disto. discordo do “poucas trancas” quanto a isso.”

          A superinflação da Venezuela não é nem um grãozinho de areia perto da hiperinflação “recente” que o Brasil já teve, que só acabou graças ao Plano Real 25 anos atrás. Eu não duvidaria, diria que temos até chances razoáveis de voltar a ter superinflação num futuro não tão distante, primeiro pelo nosso histórico, segundo pela nossa política, terceiro pelo mar de cidadãos brasileiros que custa a aceitar qualquer tipo de corte em seus “direitos” e “benefícios”.

          Para a gente fugir de um destino primeiro argentino, depois venezuelano, temos que fazer, como sociedade, muita coisa dar certo, e não podemos mais errar. O governo do PT/MDB pegou todos os erros econômicos que podíamos cometer ao longo de uns 100 anos e colocou todos juntos num intervalo de 16 anos. Agora a gente precisa de uns 74 anos só de acertos decisivos na nossa economia, acertos esses que o governo atual não está necessariamente fazendo.

          Dito de outra forma, perto do nível de hiperinflação que o Brasil já teve, a Venezuela ainda tem muito o que aprender.

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Poucas Trancas 2 de julho de 2019 at 16:29

            Onde eu disse 74 anos, leia-se 84 🙂

            De qualquer forma eu exagerei um pouco rs

            5+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • tmarabo 3 de julho de 2019 at 11:00

            bom, em se tratando de Brasil nada é impossível. basta ver que saímos de mais de década de superávit primário para um déficit de 200 bi por ano, só gastando em bobagens.
            não há como duvidar de que daqui a quatro anos alguém vá querer emitir 200 bi a mais em dinheiro para cobrir o déficit. é improvável, pois mesmo que queira hoje há mais barreiras, mas também não é impossível.

            5+
            • avatar
  • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 12:33

    tá bom o mercado, vizinhos de luxo,

    -Ação da PF confisca R$ 75 milhões em barcos, carros e casas do Tráfico em SC…
    Istoe-1 h. Foram bloqueados 25 imóveis de luxo em SC (Balneário, Itajaí, barra velha), veículos e embarcações.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 12:36

    23 carros: (ferraris, lambos, bmws

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 2 de julho de 2019 at 14:52

    https://diariodorio.com/mercado-imobiliario-do-rio-ve-coisas-boas-comecando-a-acontecer/

    Às vésperas da (bem possível) aprovação da reforma da previdência, o setor imobiliário começa, ainda que lentamente, sentir os resultados das políticas públicas e, talvez, da própria queda dos preços dos imóveis na cidade, que, segundo especialistas, chegou, em alguns casos, a 60%.

    “Enquanto os grandes investidores estão claramente esperando a aprovação das reformas, os compradores de imóveis de valores até um milhão de reais já começaram a comprar”, garante Victor Jessula, Diretor de Vendas do departamento de imóveis comerciais da septuagenária imobiliária Sergio Castro, com 4 escritórios e um badalado Centro Cultural na Rua das Laranjeiras.

    Segundo ele, a própria crise econômica que causou a queda dos preços é a atual responsável por tantas pessoas estarem conseguindo comprar imóveis que considera de ótimo nível, em um bairro que – se não tem a tradição de Méier ou Tijuca – conta com uma maior sensação de segurança e um clima praiano que o torna mais desejável do que os bairros das zonas suburbana e norte para o carioca médio.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Festa Ploc 2 de julho de 2019 at 15:10

      O mercado imobiliário está tão bom que a MRV virou locadora, e o Santander reduziu os juros e aumentou o prazo. Se o mercado continuar melhorando assim, vamos morar de graça.

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Seguidor do Bolha BH 2 de julho de 2019 at 15:22

        GREAT! 🙂

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 15:34

        e a MagaBru virou corretora de imóveis, visite o decorado com uma geladeira…

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • socrates 2 de julho de 2019 at 16:16

        para morar em determinados bairros do Hell só mesmo sendo figurante e pago para isso

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 15:29

    só uma inundação- tsunami

    -8 em cada 10 Millennials preferem alugar ao invés de comprar um imóvel..
    Consumidor Moderno ()-1 de jul de 2019
    -União quer vender imóveis públicos em Santa Catarina
    NSC Total (liberação de imprensa) (Blogue)-5 h.
    -Justiça do Trabalho vai leiloar R$ 102 milhões em IMÓVEIS na região
    Jundiaí Agora-13 h
    -Leilão de bens de empresa falida tem imóveis no ES a partir de R$ 18mil …
    Gazeta Online-18 h. De 18 a 4,5milhoes.
    -Ocupar imóveis ociosos é fazer cumprir a lei.
    Sindicato dos Bancários SP-20 h

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 09:54

      Lei da oferta X procura

      Nos próximos 20 anos vejo a procura caindo cada vez mais. Somente em algumas cidades específicas vejo um aumento de procura de imóveis comerciais / industriais.

      Com esses mais de 10 milhões de imóveis residenciais vagos e cada vez menos imóveis comerciais sendo ocupados, a oferta permanecerá elevada. Se realmente der certo o aluguel de imóveis para as classes D e E, a atual demanda represada destes casos será atendida, sem que caia a quantidade de imóveis vagos no mercado.

      3+
  • Cajuzinha 2 de julho de 2019 at 15:42

    02/07/2019 11:52
    A Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) cortou a previsão para o mercado de veículos novos em 2019, de crescimento de 11,1% para alta de 8,4%. Com isso, o volume estimado cai de 2,852 milhões de unidades para 2,781 milhões de unidades, em conta que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • From_The_Tower 2 de julho de 2019 at 16:33

    CVR
    Estive na casa de um cliente ontem.
    Aposentado de renda alta mas continua com empresa de representação.

    Tem 03 imóveis quitados.
    Em 2018 comprou + 2 apês para as filhas na faixa dos 34/35 anos. Um para cada. Á vista.

    Sei que é exceção …. mas tem Brick Lovers endinheirados … na nossa família é majoritário o investimento em tijolos … média de 3 por núcleo familiar.

    30+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 2 de julho de 2019 at 16:34

      Geralmente compram de pessoas com baixa liquidez….
      em uma crise aguda essa galera compra + ainda.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 2 de julho de 2019 at 16:38

        Meus tios de BC tb compraram 02 apês para os filhos.
        Um em Floripa em 2004 por 90k… agora no bairro anunciam por 550k
        e outro em BC permuta de terreno.

        Ou seja…. filhos ganhando imóveis de pais bem sucedidos…. porque se dependesse da própria renda estaria bem complicado.

        23+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cajuzinha 2 de julho de 2019 at 16:40

          Isso é uma realidade. E mais, muitas vezes esses pais ganharam grana em algum esquema de corrupção…

          20+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • MARK 2 de julho de 2019 at 22:14

            Verdade… difícil juntar uma boa grana simplesmente trabalhando, ainda mais pra comprar imóveis a preços absurdos.

            14+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • Cadeludo 2 de julho de 2019 at 21:05

          pelo inpc seria pouco mais de 200 mil
          como estamos na banânia ele tenta 550 mil
          o cara oferece pelo preço que quiser
          difícil e quase impossível é realizar o lucro nos dias de hoje

          14+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 3 de julho de 2019 at 09:18

            Mas não falei que ele tenta
            falei que é a média de anúncios no bairro

            meu primo já mora lá há 15 anos. Vai morar para sempre.

            5+
            • avatar
            • avatar
            • Cadeludo 4 de julho de 2019 at 20:36

              ok, linkei o ” anunciam ” com os tios

              1+
              • avatar
    • tmarabo 3 de julho de 2019 at 10:56

      sim, quando o preço dos imóveis não estavam bolhudos, era possível fazer excelentes negócios comprando de pessoas que passavam por apertos financeiros.
      agora as pessoas em aperto financeiro vão fazer o quê?neste exemplo do imóvel que comprou por 90k, disseram acima que com correção daria 200k e os valores anunciados são de 550k. então quem estiver em “aperto” financeiro vai querer vender por 400k (72% de 550k), que ainda é o DOBRO do valor corrigido, e achar que está perdendo muito dinheiro.
      ou seja, mesmo comprando de quem está “apertado” não vale a pena para investir.

      6+
      • avatar
  • Coelho da pascoa 2 de julho de 2019 at 19:00

    E aí pessoal, acabo de achar num jornal chinês http://portuguese.cri.cn/news/china/407/20190701/310898.html

    Venda de casas revendidas de Beijing atingirá nível mais baixo em cinco anos no primeiro semestre
    Fonte: Xinhua Published: 2019-07-01 19:45:47 Comment
    Share
    A previsão para o primeiro semestre do ano relativa ao volume de vendas das casas revendidas de Beijing é de 72 mil unidades, registrando o nível mais baixo dos últimos cinco anos, de acordo com os dados da agência imobiliária chinesa Centaline Property.

    Segundo a agência, o volume caiu 6% ante o mesmo período do ano passado. Um total de 16 mil novas residências será comercializado no primeiro semestre de 2019, mais que o dobro do volume do mesmo período em 2018.

    Em maio, o mercado imobiliário da China mostrou alguns sinais de resfriamento, com os preços das casas revendidas em quatro cidades de primeiro nível, Beijing, Shanghai, Shenzhen e Guangzhou, subindo 0,1% mês a mês, queda mensal de 0,3 ponto percentual.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 2 de julho de 2019 at 22:21

    parece ser uma boa oportunidade (para investir $$)

    -Cerca de 10 mil idosos farão o Enem 2019
    O São Gonçalo-12 h. (com mais de 60 anos.

    Roberto S. Rosa, Com 58 anos e funcionário público aposentado, mesmo ainda não estando na faixa etária de idoso, seu percurso é de superação. Alimentando o sonho de ser jornalista desde muito cedo, o gonçalense realizou o ENEM depois que se aposentou, aos 54 anos, e hoje cursa jornalismo na Universidade Federal Fluminense.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 2 de julho de 2019 at 23:57

      ENEM e nióbio

      Strike pira…

      2+
    • Inevitable 3 de julho de 2019 at 09:10

      desperdício de dinheiro público! Investir em ensino superior (caro!) em um recurso humano que não voltará para o mercado.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 3 de julho de 2019 at 09:21

        Pois é, conheço gente que também já é formada voltando pra federal pra fazer curso do que gosta…. acho que tinha de pagar.
        Fora as centenas que ficam trocando de curso ou reprovando mais de 2x… teria de pagar… eu acho que a primeira seria livre… depois pague… Na alemanha é assim.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • tmarabo 3 de julho de 2019 at 10:49

      “depois que se aposentou, aos 54 anos,”….
      vai ficar 30/40 anos sem ter o que fazer e então resolveu fazer um curso superior….

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 3 de julho de 2019 at 00:11

    Mimimi em metro

    -Acabou o papel? P&G lança rolo gigante de papel higiênico pensando nos millennials e nos idosos.
    Seu Dinheiro-3 de jun. “Charmin Forever Roll”, o modelo é vendido em dois tamanhos: um de 30 centímetros e outro de 22 centímetros (não se confunda com motumbo’s forever roll)

    -Does Frisco’s Success Mean Millennials No Longer Love Cities?
    D Magazine-9 h.

    -Millennials Love the Burbs. (suburbs)
    Mother Jones-1 de jul de 2019

    JPMorgan’s Dimon: We are winning with millennials
    Yahoo Finance-15 horas atrás
    JPMorgan Chase (JPM) CEO Jamie Dimon says the U.S.’s biggest bank is winning with millennial customer.

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 3 de julho de 2019 at 08:25

      é bom ficar “de olho” nessa fuga das cidades..acho que aqui tbm logo acontece.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • Fino 3 de julho de 2019 at 09:07

        hoje no bom dia brasil jã mostrou essa realidade, onde pessoas estão preferindo morar longe das capitais(leia-se são obrigadas por não conseguem arcar com os custos de vida), e estudar/trabalhar nelas, mostrou um cara que mora em jundiai 50km de sp, gasta 3 horas para vir pro trabalho.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 9 de julho de 2019 at 09:28

          se o trem funcionasse bem poderia ser menos de 30 minutos

          0
  • Camarada Charles, O isentão, radical 3 de julho de 2019 at 01:27

    Interessante

    Renting vs. Buying a Home: The 5% Rule
    https://www.youtube.com/watch?v=Uwl3-jBNEd4

    3+
    • avatar
  • Camarada Charles, O isentão, radical 3 de julho de 2019 at 06:21

    Mais bolhas sendo pedaladas.

    Easy money revives asset bubble fears

    The record low cash rate risks reflating asset bubbles in shares, property and more speculative investments, as central banks around the world make a forceful return to policy easing to rescue growth.

    The Reserve Bank of Australia’s second consecutive rate cut takes the key rate to 1 per cent. It follows interest rate reductions this year from the Reserve Bank of New Zealand, Malaysia and Iceland. Sweden’s central bank meets on Wednesday, and the US Federal Reserve is widely expected to bow to pressure to cut in 2019.

    https://www.afr.com/news/economy/monetary-policy/easy-money-revives-asset-bubble-fears-20190702-p523f6

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 3 de julho de 2019 at 08:08

    XANGAI (Reuters) – Os principais índices acionários da China caíram na quarta-feira em meio à redução do otimismo do investidor com as negociações comerciais com os Estados Unidos, e com novos dados do setor de serviços chinês ampliando os sinais de desaceleração doméstica.

    O crescimento do setor de serviços da China desacelerou para a mínima de 4 meses em junho uma vez que as novas encomendas do exterior caíram, mostrou nesta quarta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês). O resultado amplia os sinais de desaceleração econômica conforme a guerra comercial com os EUA se arrasta.

    https://extra.globo.com/noticias/economia/indices-da-china-caem-com-menor-otimismo-sobre-tregua-comercial-23780165.html

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 3 de julho de 2019 at 08:26

    TÓPICO!

    Preços de imóveis subiram abaixo da inflação no primeiro semestre, aponta FipeZap
    De janeiro a junho, imóveis residenciais ficaram em média 0,29% mais caros; inflação do período é estimada em 2,19%.

    Na outra ponta, João Pessoa teve o maior recuo de preços, de 5,51%, seguida por Curitiba (-2,94%). Caíram também os valores de venda dos imóveis residenciais no Rio de Janeiro (-0,6%), Belo Horizonte (-1,24%), Salvador (-1,44%), Fortaleza (-0,95%), Recife (-1,39%) e Campo Grande (-0,35%).

    https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/07/03/precos-de-imoveis-subiram-abaixo-da-inflacao-no-primeiro-semestre-aponta-fipezap.ghtml

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 3 de julho de 2019 at 08:51

      LEMBRAR: Preço Anunciado

      Após recuar 0,06% em maio, o preço médio dos imóveis residenciais no País sofreu uma nova queda, de 0,03% em junho.

      Os dados são da pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que é feita a partir de anúncios de moradias em 50 cidades no site Zap.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 3 de julho de 2019 at 09:02

      3% em Curitiba e quase 0% no Hell.
      O que justifica isso? A falta de transparencia no hell??

      5+
      • avatar
    • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 09:50

      O que anunciam é que os “descontos” estão cada vez maiores
      Se em 2012 estes “desconto” era zero, em 2018 estava em 28% (de acordo com o FH Martins), e hoje deve estar acima de 30%.

      Na minha opinião, após um pico de contratação de empréstimos, a tendência é que vá caindo o grau de endividamento das famílias, mas a dívida imobiliária é de longo prazo, normalmente em torno de 20 anos.

      Só os INVESTIDORES muito estúpidos (que não sabem fazer a conta da rentabilidade real) é que poderão voltar a colocar dinheiro no mercado imobiliário, e imagino que isso seja uma minoria, pois o dinheiro e uma pessoa tola não permanecem muito tempo juntos.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 09:55

        Correção: O que NÃO anunciam …

        4+
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 3 de julho de 2019 at 08:54

    Muito Triste:

    Desigualdade de renda no Brasil atinge o maior patamar já registrado, diz FGV/IBRE
    A pesquisa também demonstra que as pessoas que ganham menos sofreram mais os efeitos da crise e estão demorando mais para se recuperar.
    Por G1

    https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/05/21/desigualdade-de-renda-no-brasil-atinge-o-maior-patamar-ja-registrado-diz-fgvibre.ghtml?fbclid=IwAR35YLcQL3myFiSWygyMYxoBtKYor9HmYWl_IBG9v0b3HYW23iZu_4nfuFA

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 09:44

      O problema não é a DESIGUALDADE, mas sim a POBREZA
      Nos últimos 20 anos a desigualdade aumentou na China, mas todos ficaram mais ricos, em compensação, nos anos FHC, Lula e Dilma a desigualdade diminuiu.
      Desigualdade não significa nada, apenas mais um discurso vazio da esquerda.
      https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2893

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • rogerio 3 de julho de 2019 at 10:12

        Desigualdade aumenta violência.

        5+
        • avatar
        • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 10:15

          Errado, isso é um mito, não existe correlação estatística entre desigualdade e violência.
          A desigualdade caiu no Brasil e a violência disparou
          IMPUNIDADE aumenta a violência

          24+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
            • Money_Addicted 3 de julho de 2019 at 13:35

              Maia Szalavitz seria a maria rosario deles kkk

              3+
              • avatar
            • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 13:58

              Os 3 países com a maior IGUALDADE (índice GINI quanto menor o índice, maior a igualdade)
              – Coreia do Norte
              – Cuba
              – Venezuela

              6+
              • avatar
            • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 14:04


              Violência homicida no nordeste brasileiro: uma refutação às explicações baseadas na desigualdade e na pobreza

              https://journals.openedition.org/aa/895

              5+
              • Um dois 3 de julho de 2019 at 15:33

                -https://diegobasch.com/more-charts-murders-gdp-inequality
                alguma coisa travou na moderação

                3+
                • Cesar_DF 4 de julho de 2019 at 15:05

                  Um dois
                  Exatamente, um Murder rates vs. Gini indexes. r = 0.5 indica claramente que não existe qualquer correlação estatística.

                  0
          • rogerio 3 de julho de 2019 at 15:59

            Em Cuba não tem criminalidade, qual a sua explicação?

            1+
            • avatar
            • rogerio 3 de julho de 2019 at 16:05

              E eu não quis dizer que desigualdade seria o único responsável pela criminalidade, vai muito mais além…
              O poder, a renda alta, a possibilidade de consumo são inalcançáveis para a população de baixa renda. Tudo isto num mundo que te manda consumir 24 horas por dia. O resultado: inconformidade.

              3+
              • avatar
        • Money_Addicted 3 de julho de 2019 at 10:34

          esse eh mais um discurso da esquerda

          14+
          • avatar
          • avatar
          • Money_Addicted 3 de julho de 2019 at 10:35

            me refiro a esse comentario do rogeiro -> ” Desigualdade aumenta violência.”

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 10:40

              Sim, é aquela falácia coletivista de que O INDIVÍDUO É UM MERO PRODUTO DA SOCIEDADE

              15+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Money_Addicted 3 de julho de 2019 at 11:26

                da nojo soh de pensar nessa falacia (na voz da maria do presidiario)

                9+
                • avatar
              • Um dois 3 de julho de 2019 at 11:44

                O indivíduo não é um mero produto da sociedade, mas se você acha que a cultura e sociedade em que se cresce não influenciam o indivíduo então você está sendo ingênuo.

                12+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 14:09

                  Exatamente, é um influenciante e não um determinante
                  Dizer que a sociedade é um determinante é a mesma coisa que dizer que não existe um livre arbítrio, esta é a principal argumentação para dizer que bandidos são “vítimas da sociedade”

                  9+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
        • o paínha dos CAmaradas 8 de julho de 2019 at 10:59

          Rogério ……… olha só Venezuela, nosso futuro nas mãos dos esquerdopatas seria assim como na Venezuela depois de 10 anos de governo de Hugo Chávez e ao mesmo tempo com suas vitorias sociais Caracas é a cidade mais violenta e perigosa do mundo https://www.youtube.com/watch?v=CSHgjI2sXts
          Desigualdade na Venezuela é a menor da América Latina, diz instituto
          TuitarCompartilhar Encaminhar Enviar por e-mailImprimir
          Desigualdade na Venezuela é a menor da América Latina, diz instituto

          A Venezuela é o país com o menor nível de desigualdade social da América Latina, após reduzir a pobreza de 49% para 26,4%, nos dez anos da gestão de Hugo Chávez na presidência, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE).

          A pesquisa, publicada na semana passada, mostra que a desigualdade caiu de 0,4865, no primeiro trimestre de 1998, para 0,4068, no mesmo período deste ano. Os dados são medidos com base no coeficiente Gini, sistema usado para mensurar a desigualdade, que vai de 0 a 1. Quanto menor o coeficiente, mais igualitária é a distribuição de renda, sendo que o 0 corresponde à perfeita igualdade.

          A extrema pobreza também caiu de 21% para 7%, de acordo com o estudo.

          “Obrigada, Senhor, porque temos um presidente que tem feito tanto para ajudar os pobres”, diz Carmen Liendo, de 39 anos, ao sair do Mercal, um mercado com preços subsidiados pelo governo, com produtos 40% mais baratos, localizado no bairro de San Agustin, em Caracas. “Aqui, aqueles que têm menos economicamente podem comprar sua comida”. Liendo, mãe de oito filhos, recebe cerca de 640 BF (bolívares fortes) – aproximadamente 297 dólares – por mês da Mision Madres del Barrio (Missão Mães do Bairro), projeto social que ajuda mães de comunidades carentes da Venezuela.

          Leia também:
          Revolução de Chávez tenta resistir à queda do petróleo

          Contestação

          Críticos, porém, afirmam que a redução da pobreza na Venezuela coincide com o período do boom do petróleo, com a entrada de 900 bilhões de dólares na Venezuela em dez anos, e que a porcentagem de dinheiro investido no combate à pobreza no país é quase o mesmo aplicado antes de Chávez entrar no poder.

          “Eu não questiono sua metodologia, mas o que podemos questionar é a taxa de câmbio que o Instituto Nacional de Estatística utiliza para compor a renda, a taxa oficial, que é pura ficção”, diz Friedrich Welsch, cientista político da Universidade Simon Bolivar, de Caracas. “A maioria da comida que os venezuelanos consomem é importada, portanto não pode ser considerado o dólar oficial e, sim, um mais caro”.

          A taxa de câmbio na Venezuela está fixada em 2,15 bolívares de dólar e, devido às restrições impostas pelo governo no acesso a dólares, muitos importadores têm de comprar dólares no mercado negro, que opera em valor cerca de três vezes maior, tornando a comida e outros itens essenciais mais caros.

          Welsch disse ainda que, enquanto a renda na Venezuela é alta em comparação com outros países latino-americanos, a escassez crônica de cerca de dois milhões de moradias significa que muitos venezuelanos vivem em casas carentes de necessidades básicas, como água encanada.

          Entretanto, Manuel Sutherland, da Associação Latino-Americana de Economia e Política Marxista, acredita que os resultados podem ser atribuídos diretamente às políticas de governo, a exemplo da regulamentação de preços de alimentos básicos e da nacionalização de alguns setores da economia.

          “Preços [de alguns produtos] não têm aumentado há cinco anos, apesar de a inflação do último ano ter sido de 30,9%, o que tem significado crescimento no salário das pessoas, que podem comprar mais comida. Assim, Chávez tem reduzido a pobreza”.

          0
      • tmarabo 3 de julho de 2019 at 10:27

        Concordo 100% com as premissas do César DF, mas o problema é que hoje a desigualdade aumentou pois os pobres sentiram mais os efeitos da crise do que os mais ricos, embora todos tenham sentido.
        Os “pobres empobreceram” mais e por isto a igualdade aumentou.

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Strike 4 de julho de 2019 at 13:21

          Que crise, fera?????

          0
  • Cajuzinha 3 de julho de 2019 at 08:57

    Devendo R$ 438 milhões, fabricante de ônibus do RS começa a executar plano de recuperação judicial
    Prazos de pagamento chegam a passar de 23 anos

    https://gauchazh.clicrbs.com.br/colunistas/giane-guerra/noticia/2019/07/devendo-r-438-milhoes-fabricante-de-onibus-do-rs-comeca-a-executar-plano-de-recuperacao-judicial-cjxn66isf053p01o94myju8be.html

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 3 de julho de 2019 at 09:12

    Mesmo com todos esses fatores em jogo, o mercado vem dando alguns sinais de que essa é uma boa hora para quem pensa em comprar imóveis para investir. Nos últimos quatro anos, o valor nominal das unidades ficou praticamente constante, mas de alguns meses para cá os indicadores do setor têm observado uma nova inflexão de preços.

    Na prática, isso significa que o mercado está sim em um processo de reaquecimento e, à medida que a demanda for voltando a crescer, os preços tendem a subir mais. Na ponta do lápis, isso se traduz assim: a hora de entrar no mercado residencial e comprar barato é agora.

    Com a grande quantidade de novos lançamentos, você terá mais opções no mercado, ganhando margem para a boa e velha barganhas.

    https://www.seudinheiro.com/onde-investir-2-semestre-imoveis/

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 3 de julho de 2019 at 09:16

      e Duratex e braço da Nestlé vazaram do Rio Grande do Sul …..

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • From_The_Tower 3 de julho de 2019 at 09:25

      Putz… era reply para o comentário acima ….

      eu comprei tijolo mágico em 2018….
      mas sei que não está reaquecendo porcaria nenhuma
      a renda e a produtividade do bananense até piorou um pouco.

      Mercado era mais consistente no começo dos anos 90 do que agora.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 3 de julho de 2019 at 09:30

        Há quantos anos nós colocamos postagem aqui com essa notícia?

        “a hora de entrar no mercado residencial e comprar barato é agora.”

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 3 de julho de 2019 at 09:32

          SINCE 2014
          kkkk

          Quero ver alguém te enganar em AJU … tem print e imagino que até planilha de preços ….
          Sei que eles tentam colocar um véu e relançar as ofertas. kkkk

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cajuzinha 3 de julho de 2019 at 09:42

            kkkkkkkkkkkkkkkkkk

            Meus colegas de trabalho comentam: “quero ver o corretor macho que vai conseguir vender um ap pra você”

            Tenho tabela de lançamento de vários prédios e o engraçado é que na época eu dizia aos corretores “esse preço eu não tenho condições de pagar e olhe que a minha renda é boa em relação à média do estado” hoje eu digo: “lembra quando eu dizia que estava caro? pois é, baixou, mas ainda está caro e detalhe, a economia não vai bem logo, quem realmente quiser vender vai ter que aceitar a realidade e baixar o preço”

            Um colega de trabalho já tirou 200k de ap que está tentando vender desde agosto do ano passado e só apareceu uma proposta até agora com parte do pagamento com outro imóvel menor.

            16+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Alemon Fritz 3 de julho de 2019 at 09:36

    os imóveis estão congelados “estavelmente” desde 2014.
    Ano que vem e 2021 começam a valer as novas regras aplicáveis de distratos… vamos ver a choradeira…

    bom momento
    Brasileiros já investiram 50,5 milhões de euros em “Golden Visa” este ano em Portugal…
    EXAME.com-17 horas atrás

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 3 de julho de 2019 at 09:58

    Publicado em 03/07/19 às 09:28
    (Reuters) – Empresas privadas dos Estados Unidos criaram 102 mil vagas de empregos em junho, abaixo das expectativas dos economistas, mostrou um relatório da processadora de empregos ADP nesta quarta-feira.

    Economistas consultados pela Reuters projetavam que o Relatório Nacional de Empregos da ADP mostraria um ganho de 140 mil empregos, com estimativas variando de 75 mil a 190 mil.

    4+
    • avatar
  • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 10:05

    Crowdfunding de imóveis projeta retorno de 200% do CDI

    Ao menos quatro plataformas já oferecem a modalidade de investimento há pelo menos um ano, enquanto quatro começam a explorar o mercado

    O principal atrativo dessa modalidade de investimento é o alto retorno projetado: cerca de 13% ao ano, o equivalente a 200% do CDI. É possível investir a partir de 1 mil reais em cada projeto imobiliário, como condomínios de casas, apartamentos, empreendimentos comerciais e até bairros planejados.

    https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/crowdfunding-de-imoveis-promete-retorno-de-ate-200-do-cdi/

    5+
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 3 de julho de 2019 at 10:29

      bom, possivelmente seja melhor para construtoras se financiarem pagando 13% ao ano do que ir ao banco pedir emprestado.
      porém, teria que ver se esta rentabilidade está ou não atrelada a “resultados de vendas” dos imóveis.
      claro, além do risco de perder tudo, não há proteção nestes crowdfundings.

      2+
      • avatar
      • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 13:03

        tmarabo

        Eu acho que esta rentabilidade está INFLADA, mas o crowfunding tem a tendência de uma rentabilidade semelhante a situação onde a pessoa compra um terreno, contrata um construtora para construir e depois vende ou aluga este imóvel.

        Daqui uns 2 anos dará para saber a real rentabilidade disso, mas acho que será caso a caso, de acordo se foi feito corretamente um estudo da demanda local.

        2+
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 13:05

        O que eu faria para entrar no crownfunding seria estudar a rentabilidade do ALUGUEL, por exemplo, se eu visse que um imóvel semelhante na mesma localização está alugado por R$ 20/m2 e a cota fosse de R$ 2K/m2 então isso me daria um FatorX = 100

        2+
        • avatar
  • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 10:06

    Em recuperação judicial desde 2009 após o auge do consumo de etanol no país, o Grupo Infinity Bio-Energy fará, por determinação judicial, um leilão de imóveis rurais e urbanos pertencentes a massa falida da indústria sucroalcooleira. Ao todo, serão 12 lotes em áreas de Pedro Canário e Montanha, no Espírito Santo, e Mucuri, na Bahia.

    Só no Estado são 11 unidades leiloadas, 10 delas em Pedro Canário. O lote mais em conta é um imóvel rural de 48.400 m² por R$ 18 mil. Já o mais caro, que possui 4.107.028 m², tem o lance mínimo de R$ 4,85 milhões.

    Ainda em Pedro Canário também está a venda um terreno dentro da cidade de 48.400m², com 60 casas de aproximadamente 90m² cada, pela oferta mínima de quase R$ 2,3 milhões. Há ainda três imóveis residenciais no município, com valores iniciais entre R$ 47,6 mil e R$ 149,3 mil.

    https://www.gazetaonline.com.br/noticias/economia/2019/07/leilao-de-bens-de-empresa-falida-tem-imoveis-no-es-a-partir-de-r-18-mil-1014187588.html

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 10:08

    construtoras encolhem 85% em 3 anos

    As maiores construtoras brasileiras, que estiveram no coração da Operação Lava-Jato, encolheram drasticamente num curto espaço de tempo. Do auge vivido em 2015 até o fim de 2018, a receita líquida das líderes registra um tombo de 85%, de R$ 71 bilhões para R$ 10,6 bilhões

    https://www.valor.com.br/empresas/6326143/construtoras-encolhem-85-em-3-anos

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 3 de julho de 2019 at 10:28

    ataca como um corvo

    -Clientes do Banco do Brasil, Itaú e Santander estão em risco com novo virus.
    Seu Crédito Digital -1 h

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 3 de julho de 2019 at 10:42

      obrigado pelo aviso.

      1+
    • Alemon Fritz 3 de julho de 2019 at 12:26

      HannaHydra, quando instalado, finge um alerta para o usuário que diz que há um
      problema na conta bancária dele, e deve recadastrar senha etc…

      1+
  • chainsling 3 de julho de 2019 at 10:36

    Ola pessoal, estou com uma duvida sobre mercado secundario/venda de titulos publicos e imagino que os senhores letrados devem saber me responder.
    Ando lendo que os titulos emitidos ha uns anos estao “valorizados”, e muitos aconselham a vende-los. O que eu nao entendo é a influencia do “preço” de um titulo em sua remuneracao no mercado secundario.
    Por exemplo, digamos que em 2016 eu comprei 20 cotas de um titulo de 1000 reais, a 12% ao ano com vencimento 2020. Ou seja, 4 anos.
    Chegamos a 2019, e (exagerando para facilitar a visualizacao) se eu vender este titulo eu terei 30000 reais, 50% de ganhos.
    Minhas perguntas sao,
    1.o que realmente se valorizou ai ? o valor da cota ?
    2.Quem comprar esses titulos a 30000 reais, os 12% ao ano que ele ganhara sera sobre 20000 (o principal original) ou sobre 30000 (o valor atual)?
    3.Se eu continuar com esses titulos, que agora valem 30000 reais, o meu ultimo ano de custodia vai render 12% sobre 30000 ou 20000 ?
    Agradeço se puderem responder, e desculpem-me se disse alguma burrice muito grande nas minhas hipoteses.

    1+
    • Um dois 3 de julho de 2019 at 11:51

      O ganho é a diferença de remuneração dos juros do título comprado para o valor atual.
      O “problema” de vender agora é saber onde investir o dinheiro.

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Dr. Brown 3 de julho de 2019 at 12:18

    Ainda agora no LinkedIn:
    “Dica da Luiza Trajano: só no Santander, você financia em 35 anos, compõe renda com quem quiser e ainda leva pra casa nova uma geladeira do Magazine Luiza. Isso é o que a gente faz pra você ser feliz hoje e por muitos anos. Aproveite.
    https://lnkd.in/dU36MKC

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • DouglasteR 4 de julho de 2019 at 09:23

      A geladeira é pra resfriar o traseiro pelo período do financiamento. Só que ela só funciona por no max 10 anos.

      0
  • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 12:57

    CAIXA-PRETA DO BNDES

    O ex-ministro Antonio Palocci afirmou na CPI do BNDES na terça, 2, que a nota de risco de Angola foi rebaixada para permitir que o BNDES aumentasse o volume de empréstimos que atendeu a obras da Odebrecht no país africano.

    Aos deputados, Palocci afirmou que tratava assuntos relativos ao banco diretamente com o ex-presidente da instituição Luciano Coutinho. O depoimento à comissão foi feito a portas fechadas e envelopadas para evitar que o ex-ministro fosse filmado e fotografado. Assessores e imprensa não tiveram acesso. As declarações foram confirmadas pelo Estado com dois deputados presentes.

    É a primeira vez que Palocci fala na comissão instalada para investigar o uso do banco de fomento para alimentar o esquema de corrupção durante os governos do PT. O ex-ministro esteve a frente da Fazenda, no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e da Casa Civil, no governo da presidente cassada Dilma Rousseff.

    Palocci, de acordo com deputados, disse que a taxa de risco dos empréstimos para Angola foi rebaixada por uma “decisão política” que partiu “da Presidência da República” durante o governo Lula. Os parlamentares relataram que a manobra, segundo Palocci, teria permitido que um conjunto de empréstimos saltasse de R$ 600 milhões para R$ 1 bilhão. Os valores teriam rendido mais de R$ 60 milhões ao PT.

    https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,na-cpi-do-bndes-palocci-diz-que-nota-de-risco-de-angola-foi-rebaixada-para-garantir-propina-ao-pt

    8+
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 3 de julho de 2019 at 16:06

      isso não é nada pois agora estamos dobrando a meta. é fatão.
      opa!!! será que os fatos relatados pelo palocci foram nos “seis primeiros meses” dos mandatos do lula??? se não forem e estarei infringindo a “regra de ouro do CA” de comparação entre os governos e minha análise será inválida :((((((( e o CA vai ficar uma arara :((((

      5+
    • socrates 4 de julho de 2019 at 09:55

      pois é, Cesar

      muitos economistas titulados até a alma, no Brasil e no exterior, faturando/mamando + de 1kk / ano por “saber” explorar as brechas em nossa burocracia remendada por uma legislação propositalmente complexa. As mais conceituadas universidades do mundo a serviço da propagação da corrupção e miséria. O que faz uma pessoa ser bem educada mesmo?

      Legislação feita e protegida por parasitas para explorar o trabalho alheio e promover o “mérito” dos exploradores de brechas. Que país decente consegue ser bom assim*? (*não considerando os países que empurram inflação para “países” periféricos)

      Enfim, focando no post, o que é de se esperar quando algum dos “grandes” economistas chega a um cargo público?

      Que ele vá agir no sentido de fechar as brechas, SEM REMENDOS, mas de forma estrutural, não? Salvo isso, ele jamais estará agindo na direção do interesse público e nunca deveria sequer ter assumido o cargo público.

      Bem… Isso para ficar só no campo da moral. Infelizmente sabemos que fatos comprovarão que a questão foi muito além de desvios morais. (desvios que passarão aos filhos dos “exploradores de brechas”. Crianças corrompidas desde a origem por pais cegos. Agora dá para entender que argumento o advogado da Adriana Ancelmo deve ter usado para fazer ela ficar com os filhos e não na prisão, né? Se uns podem, e tudo LEGALMENTE, por que outros não?)

      3+
      • avatar
      • avatar
  • odorico 3 de julho de 2019 at 13:04

    Desde o mês passado e nos próximos meses tenho títulos de CDBs vencendo, onde tem investido? Eu até vi uns CDBs Pré interessantes (8% por 3 anos), mas tem o risco inflacionário. Outros ipca (ipca+3) por 2 anos e outros 120% CDI por 2 a 3 anos. Nas LCI e LCAs meio equivalente. Onde vocês tem investido? latinha? debs? Tesouro?

    6+
    • avatar
    • Money_Addicted 3 de julho de 2019 at 13:38

      tenho colocado em TD selic e aguardando……

      8+
      • avatar
      • avatar
      • odorico 3 de julho de 2019 at 13:40

        Valeu…. vou olhar…

        2+
  • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 13:30

    Ideias Radicais

    A Liberdade está vindo!
    O que era bonito conseguiu melhorar. A MP881, da Liberdade Econômica, agora tem mais dispositivos para proteger a sua propriedade contra o estado e punir quem gera danos aos geradores de emprego e renda do país.

    https://www.youtube.com/watch?v=J2sf1AdWo0M

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 13:45

      Este trecho é ÓTIMO, é surpreendente que isso tenha passado, deu até para sentir um cheirinho de Nova Zelândia e Cingapura.
      https://youtu.be/J2sf1AdWo0M?t=680

      3+
      • tmarabo 3 de julho de 2019 at 15:51

        não sei não, acho que o pessoal está entusiasmado demais com esta MP.
        liberdade econômica é uma crença, um sentimento, um know-how etc. etc. que não se muda por lei, embora seja uma ferramenta social importante.
        vejam isso: “MP da Liberdade Econômica pode fazer Brasil subir 100 posições entre mais livres (diz) Nota Técnica da Secretaria Especial de Fazenda em parceria com a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia”, “menas, gente, menas”. Aí o CA vai ficar furioso com esta “promessa ufanista” e desta vez vou dar razão pra ele.
        a “APROVAÇÃO” da MP JAMAIS FARÁ ISSO, de subir 100 posições.
        eu diria que se a MP “pegar”, isto é, se os dispositivos dela forem de fato incorporados às nossas “crenças, sentimentos, instituições etc. etc.” aí sim subiremos as tais 100 posições.
        por enquanto, corremos o sério risco, ironicamente, de que esta MP seja mais uma burocracia, isto é, uma lei que enuncia um monte de coisas que não são cumpridas, ESPECIALMENTE CONHECENDO O JUDICIÁRIO QUE TEMOS, ele próprio burocratizante a não mais poder.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • tmarabo 3 de julho de 2019 at 15:55

        não estou desdenhando da MP, mas ela é um “instrumento” para atingir um objetivo. será que saberemos ou conseguiremos usá-lo??
        de qualquer forma, é “mágico” que tenha sido produzida uma “lei” com tais “ferramentas sociais”.

        3+
        • avatar
      • Jonny Deep Blue 3 de julho de 2019 at 23:04

        Essa MP conflita com outras resoluções de outros ministérios. Tá uma salada. O mesmo para a MP do armamento. Está bateu de frente com LEI Federal. E para completar, o Rodrigo Maia começou a dar uma de presidente do executivo. Tá uma bagunça. 🙂

        2+
        • avatar
    • o paínha dos CAmaradas 3 de julho de 2019 at 16:42

      99% dos parasitas e prefeitos de santa catarina estão cagando para a MP881, FILHOS DA PUTA OS PARASITAS dos politicos e seus babaovo que contrataram ou concursaram

      2+
  • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 13:34

    Mês que vem seria a apuração do ICS. Minha dúvida é se o IBOPE será imparcial ou se irá fazer a manipulação por territorialidade, fazendo todas as entrevistas, por exemplo no interior do Piauí.

    Confiança do brasileiro nas instituições é a mais baixa desde 2009
    http://www.ibopeinteligencia.com/noticias-e-pesquisas/confianca-do-brasileiro-nas-instituicoes-e-a-mais-baixa-desde-2009/

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Camarada Charles, O isentão, radical 3 de julho de 2019 at 20:52

      Por IBOPE imparcial você significa a favor do governo ou a gosto do governo?

      Deixa de ser ridículo, não é burro desta maneira, só pode estar é sofrendo de alguma daquelas doenças que aparentemente só atacavam os esquerdistas 😀

      1+
  • Cesar_DF 3 de julho de 2019 at 14:46

    MRV deve investir na locação de residências por meio de FIIs

    A MRV Engenharia (MRVE3), a maior construtora brasileira, está investindo no negócio de locação de imóveis residenciais. O investimento deverá ser realizado por meio de fundos de investimento imobiliários (FIIs).
    A operação de aluguel de casas é realizada em parceria com a plataforma Luggo. Dentre os fatores que incentivaram a MRV a enfocar no segmento de locação estão:
    – Taxa Selic: juros básicos da economia no patamar mais baixo já registrado, a a 6,5%;
    – Baixa demanda dos consumidores pelo imóvel próprio e consequentemente maior demanda das pessoas por mobilidade urbana.

    “A geração Y não quer ter um lugar definitivo para morar e, muitas vezes, tem renda abaixo da capacidade de poupança”, defendeu o fundador da MRV, Rubens Menin.
    Na comparação com os moldes norte-americanos, que já aderiram em larga escala aos aluguéis