Preço de imóveis residenciais mantém ritmo pré-pandemia e sobe 0,23% em maio – Valor Investe

Você pode gostar...

Comments
  • CArlos 4 de junho de 2020 at 04:55

    Tá fácil vender porisso os preços subiram 😉

    Com pandemia, dispara número de imóveis vagos no Rio
    Crise financeira tem feito muita gente deixar de morar de aluguel. Para muitos, alternativa é voltar para a casa dos pais

    Famílias deixam imóveis alugados devido à crise da pandemia

    Com a crise financeira provocada pela pandemia do coronavírus, muita gente tem procurado alternativas para sair do aluguel no Rio de Janeiro. Com isso, disparou o número de imóveis vagos.

    Para a turismóloga Alessandra Almeida, a opção foi voltar para a casa dos pais. “Voltar para a casa dos pais é bom por esse acolhimento, mas triste em relação a essa pandemia”, disse.

    A pandemia acertou em cheio os passeios turísticos que ela promovia no interior do Rio. Há seis meses ela morava de aluguel em Guapimirim, onde pagava R$ 600 por mês. Com a queda no número de clientes, ela teve que deixar o apartamento.

    “Eu confesso que fiquei muito chateada [por ter de voltar para a casa dos pais]. Porque, assim, é um sonho, né?. A gente está falando de um sonho. Muito tempo de estudo”, disse Alessandra.

    Pedro também fez o caminho de volta para a casa da mãe depois de ficar desempregado. “É triste ter que recomeçar do zero, porque bem ou mal eu já tinha uma independência. Mas, foi preciso. Graças a Deus com vida e graças a Deus com um teto, que é a casa da minha mãe”, contou Pedro.

    Um levantamento feito nos meses de março e abril mostrou que o índice de imóveis vagos vem aumentando no Rio e já chega a 14% do total disponível. A Região Norte é onde essa taxa mais aumentou – já está em 24%.

    “Esse índice saudável para a cidade reside entre 8% e 10%. É um índice que permite que você tenha imóvel disponível, mas esse imóvel em seu estoque é suficiente para atender à demanda que você tem de pessoas se mudando. Quando você chega a números como o de 2017 e agora, de 14%, acende o sinal de alerta”, disse o gerente geral de imóveis Giovani Oliveira.

    A microempresária Sarah Peçanha também deixou o aluguel para trás quando viu as vendas do próprio negócio despencarem.

    “Agora, devido a essa pandemia, eu tive mais de 80% do meu lucro reduzido. Eu morava de aluguel e as coisas ficaram difíceis para mim e para minha família e eu precisei me mudar. Eu tive uma casa cedida pela minha tia, que estava fechada, e ela emprestou para eu morar com a minha família”, contou

    A orientação aos proprietários de imóveis é para aguardar até que o mercado de adapte.

    “A economia do estado que conta com essa rentabilização começa a sofrer uma paralisia. Por isso, a nossa recomendação tem sido no sentido de que se acautele, de que permaneça com seus imóveis disponíveis. O mercado ele vai sofrer um pouco, mas vai se adaptar”, disse Giovani Oliveira.

    https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/05/30/com-pandemia-dispara-numero-de-imoveis-vagos-no-rio.ghtml

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 4 de junho de 2020 at 06:56

      Carlos,

      E o incrível é ter usuário do blog pensando em comprar imóvel e colocar para alugar em momento em que algumas cidades como São Paulo.e Rio de Janeiro tem forte êxodo de pessoas voltando para outras regiões do pais por terem ficado desempregadas e não verem oportunidade de se recolocar no curto prazo, ao mesmo tempo que a queda relevante de renda leva número recorde de famílias a desistirem do aluguel e se juntarem a outros familiares e este conjunto, garante vacância relevante de imoveis e força queda nos preços dos aluguéis, fora um número cada vez maior de proprietários que não terá inquilinos e arcará com despesas de condomínio, IPTU, etc, sem ter nenhuma renda.

      E com a inevitável dificuldade de vender, MUITOS proprietários vão desistir e colocarem seus imóveis para alugar e as DISTORÇÕES do parágrafo acima e os prejuízos para aqueles que querem alugar seus imóveis, irão aumentar ainda mais…

      33+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • RPL 4 de junho de 2020 at 20:17

        Fala CA!
        Respondendo ao meu post anterior, eu acabei não comprando o imóvel. Por incrível que pareça, ele foi vendido antes de eu optar por fazer uma proposta. O ponto é que naquele caso específico, eu realmente achava que podia ser um bom negócio (óbvio que se o proprietário aceitasse uma canelada de 20% de desconto) já que eu pagaria boa parte com o FGTS. Ou seja, o aluguel com todos os desastres ainda seria melhor que o rendimento do FGTS.

        O que noto de maneira geral é que o preço dos imóveis já vem caindo absurdamente. Principalmente imóveis que têm condomínio mais caro. Exemplo: casa com 300m² em um condomínio em SP – em 2015 -> R$ 990 k. Casa similar no mesmo condomínio hoje -> R$ 670k.

        11+
        • avatar
        • CA 5 de junho de 2020 at 07:42

          Fala RPL,

          A GOME (Grande Onda Marrom Esverdeada) mal começou!

          Ainda teremos uma ladeira bastante íngreme pela frente, tanto na economia de forma geral, quanto para os imóveis e seus preços de vendas.

          O Brasil é o país que mais amplificou o efeito das BOLHAS antes da PANDEMIA, é o país que teve as PIORES contra-medidas DURANTE a pandemia, é o UNICO onde o governo inventa CRISES POLÍTICAS toda semana e que tem um governo completamente ALOPRADO.

          Pelo resumo acima, seremos o pais mais afetado pela PANDEMIA em todo o Mundo e imóveis que hoje operam completamente ALIENADOS da REALIDADE da renda das famílias, com preços ainda BOLHUDOS, vão ter MUITO ESPAÇO para DESPENCAREM de preços.

          A conferir…

          17+
          • avatar
    • Cajuzinha 4 de junho de 2020 at 08:56

      “acende o sinal de alerta”

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 4 de junho de 2020 at 06:50

    Sobre o tópico, só para lembrar como funciona o FINGE ZAP:

    Se você tem 4 imóveis idênticos, 3 deles anunciados para venda por R$ 500 mil e 1 deles por R$ 400 mil e cancela o anúncio do imóvel de R$ 400 mil porque o vendeu, ou retira o anúncio de R$ 400 mil por ter desistido, o índice FINGE ZAP sobe, sem que tenha ocorrido NENHUM aumento de preço!!!

    Isto ocorre porque o preço médio é calculado com base nos ANÚNCIOS e NÃO NAS VENDAS.

    Então, em situação de crise extrema, aquele pessoal mais REALISTA que já havia reduzido o preço anunciado para TENTAR vender, percebe que nem assim consegue e cancela o anúncio, ou alguém que tinha reduzido o preço TROCOU por outro imóvel com pagamento da diferença, ou alguém que vendo a crise anunciou por um preço BEM MENOR que os outros, por milagre conseguiu vender e daí retira o anúncio. Tudo isto faz o preço subir no FINGE ZAP, sem que tenha aumentado no mundo REAL.

    Outra hipótese, não excludente em relação ao que consta acima, é que algumas imobiliárias podem fazer um movimento coordenado e aumentarem os preços dos ANÚNCIOS ou retirarem ANÚNCIOS com preços menores que já haviam sido vendidos e que elas tinham deixado lá só para poder retirar em algum momento em que quisessem SIMULAR aumento de preços.

    E pra que alguém inventa um índice que sobe de preço refletindo o CONTRÁRIO da REALIDADE e que é tão facilmente FALSIFICÁVEL e MANIPULÁVEL pelos agentes que tem INTERESSE FINANCEIRO em fazer isto (exemplo: corretores e imobiliárias)?

    Porque os responsáveis pela invenção deste índice esdrúxulo ganham dinheiro com a FARSA. O Zap Imóveis, ao SIMULAR aumento de preços, garante mais vendedores de imóveis pagando para ele por publicar os anúncios, já do lado do Real Estate da FIPE, TODOS os integrantes tem sua renda DEPENDENTE do setor imobiliário e também precisam SIMULAR melhorias para ENGANAREM mais pessoas e poderem faturar mais.

    Pois é, como SEMPRE, apenas ILUSIONISMO, que garante DISTORÇÕES cada vez mais PROFUNDAS, como por exemplo, MILHÕES de imóveis à venda, graças ao crescimento exponencial dos ANÚNCIOS e muitos deles sem conseguir vender HÁ ANOS e estes proprietários DESINFORMADOS e ILUDIDOS sem entenderem porque não conseguem vender após ANOS, nem mesmo reduzindo o preço, enquanto o FINGE ZAP diz que os preços estão “subindo”…

    18+
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 4 de junho de 2020 at 07:22

    Engraçado, quando a economia geral do Brasil está falando em deflação, os imóveis estão aumentando de valor. Justo os imóveis, que são bens de alto valor e de difícil aquisição.

    37+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 4 de junho de 2020 at 11:53

      Lord of All,

      Quero ver como vão fazer para esconder esta PROFUNDA INCOERÊNCIA sem desmascarar a FALSIDADE do FINGE ZAP…

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • socrates 4 de junho de 2020 at 13:53

        vai quebrar lá fora primeiro.
        Aí terão a desculpa de que o mercado aqui só caiu por causa da crise com os “gringos”

        “imprevisível”

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 4 de junho de 2020 at 10:56

    Venda de imóveis novos caiu à metade entre fevereiro e abril
    Dados são da plataforma AoCubo, que reúne números de 90 incorporadoras brasileiras. Segundo levantamento, queda foi maior entre imóveis mais caros
    Por Rafael Gregorio, Valor Investe — São Paulo

    04/06/2020 06h00 Atualizado há 4 horas

    Já entre imóveis acima de R$ 400 mil, a queda foi ainda maior, de 58%. A plataforma apurou ainda uma queda de 48% nas vendas de imóveis comumente procurados por compradores de perfil investidor.

    Os dados são de 90 incorporadoras que atuam no Brasil e foram compilados pela AoCubo, que se denomina uma “proptech”, ou seja, uma empresa que mescla tecnologia e serviços imobiliários.

    https://valorinveste.globo.com/produtos/imoveis/noticia/2020/06/04/venda-de-imoveis-novos-caiu-a-metade-entre-fevereiro-e-abril.ghtml

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 4 de junho de 2020 at 11:59

      Cajuzinha,

      Se no caso de novos as vendas caíram pela METADE, mesmo com todo o SUBSÍDIO e CRÉDITO PODRE via CEF direcionado para eles, mesmo com volume gigante de vendas FALSAS na planta, para quem não tem a menor condição de adquirir o crédito imobiliário no ato da entrega do imóvel, imagine então como estão as vendas no caso dos imóveis usados.

      E para imóveis usados, em que a procura DESPENCOU ainda mais do que para novos, por não contar com as “facilidades” acima, vem o FINGE ZAP e diz que o “preço médio está subindo acima da inflação”. Mas o PIOR de tudo, é que tem gente que acredita que o preço subiu!!! kkkkkkk

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Lord of All 4 de junho de 2020 at 11:24

    “Cantora gospel Fabiana Anastácio morre vítima de Covid-19 em SP”

    ué, os evangélicos não estavam imunizados por deus?

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 4 de junho de 2020 at 11:38

      Glória! Foi falar com jesuis antes de todo mundo….

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Falido.com 4 de junho de 2020 at 12:50

      Fica quieto seu herege..,
      Tenho aqui o álcool gel ungido por Deus a 300 temerá e o feijãozinho santificado com a terra santa de Israel a “apenas” 1000 biroliros…talkey?

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 4 de junho de 2020 at 13:51

      “vontade de deus”?

      Tal qual a tortura ao João Hélio
      https://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Jo%C3%A3o_H%C3%A9lio

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • tmarabo 4 de junho de 2020 at 16:18

    Retraction: “Hydroxychloroquine or chloroquine with or without a macrolide for treatment of COVID-19: a multinational registry analysis”
    https://www.thelancet.com/lancet/article/s0140673620313246?utm_campaign=tlcoronavirus20&utm_source=twitter&utm_medium=social

    3+
    • CArlos 4 de junho de 2020 at 17:22

      CArlos 3 de junho de 2020 at 07:47

      Se tiver que ser refutado vai ser, é assim que a ciência faz progresso… 😉

      1 – Quem tem certezas absolutas são os gurus e vendedores de óleo de cobra.
      2 – Refutar artigo que diz que não funciona não prova o contrário 😉

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lord of All 4 de junho de 2020 at 17:46

        Brasil é a prova mundial de que a cloroquina não funciona, quanto mais essa substância é incentivada, mas mortes nós temos.

        11+
        • avatar
        • avatar
      • tmarabo 4 de junho de 2020 at 18:57

        não se trata de ter certezas e mudar de ideia conforme a evolução da ciência, é NÃO VER UMA PATENTE FRAUDE e ainda debochar e querer calar quem viu isso desde o início e tentou alertar vocês:
        Fraude Científica Reconhecida: Autores do Estudo da Lancet Reconhecem Fragilidade das Fontes da Pesquisa
        https://noticias.criticanacional.com.br/2020/06/04/fraude-cientifica-reconhecida-autores-do-estudo-da-lancet-reconhecem-fragilidade-das-fontes-da-pesquisa/

        6+
        • avatar
        • CA 5 de junho de 2020 at 07:50

          Pessoal, cuidado com os sites de FAKE NEWS, como o da “notícia” acima, que DISTORCE por completo as conclusões que sequer existem ainda. Estes sites são a versão do Brasil 247 do PT e servem só para uma coisa: demonstrar que Bozo e DEMEBOZOS são apenas o outro lado da moeda em relação ao PT.

          Esta é prática antiga de GENOBOZOS, já foram publicadas aqui várias listas de MENTIRAS deles, por isto, parem de alimentar os TROLLS…

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • likebolhas 5 de junho de 2020 at 00:02

    Preço médio de R$7294. Um caixote de 50m2 custando em média R$360k. Num país com renda média de R$2k por mês. Tá bem certa essa conta aí. A minha impressão é que todo dono de Imóvel quer ganhar na Loteria, não vender seu cortiço. Aqui no meu condomínio, tem uns aps que estão à venda a tanto tempo que acho que o anúncio deve ser código para alguma sociedade secreta, só pode. Não aceitam a realidade nem a pau. Tem Aps a venda com R$100k de diferença, e sem reforma faz 20 anos. Só que aqui do lado tem uma dúzia de prédios que foram entregues recentemente, na mesma faixa de valor. Bem mais negócio.

    Eu passei por uma fase de procurar casa de rua para morar aqui em SP (não sei onde estava com a cabeça, eu sei). A coisa é ainda mais bizarra. O que tem de casa da década de 80~90, que desde então não é reformado, em rua que parece a lua, com pixação na parede e um chevete velho na garagem, pedindo R$600k, não está no Gibi. E não é o caso de alguém esperando construtora comprar para fazer prédio, pq tem muito lugar que nem cabe prédio nem nada.

    O único destino é virar casa de crackudo lá na frente quando os donos falecerem e a casa ficar 30 anos em processo de herança.

    ê Brasil

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 5 de junho de 2020 at 09:49

      Maluf, Marta, Serra, Hadad, Covas…

      E a função social da propriedade…

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 5 de junho de 2020 at 08:08

    Como sempre digo: quanto mais um governo atrás do outro tenta salvar a BOLHA IMOBILIÁRIA, mais DESTRUIÇÃO causa para a economia como um todo, POR VÁRIOS CANAIS. Abaixo, apenas um EXEMPLO disto:

    https://istoe.com.br/chef-henrique-fogaca-fecha-restaurante-no-rj-e-demite-200-funcionarios/

    “Um mês você segura; dois meses você vai pro buraco”, afirmou Fogaça. Segundo o chef, os gastos com o shopping no Rio de Janeiro, onde ficava o restaurante do Rio, o obrigaram a tomar a decisão.

    “Só nesses quatro meses, estamos com meio milhão de prejuízo. É complicado; o shopping é tipo um sócio seu, participa com 8% de faturamento do grupo, tem que pagar ajuda de fundo, etc. Shopping explora e suga tudo”, afirmou Fogaça no Canal do Datena.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 5 de junho de 2020 at 08:46

    OFF Mercados – Seremos surpreedindos novamente? Muito provavelmente que sim e de maneira aida mais severa…

    Aparentemente muita gente é Alice ou caiu na propagando dos governos locais e pensa que a vida vai voltar a ser como era antes da pandemia…
    A segundo onda de contaminação vai trazer a segunda crise e pensa-se ainda muito pior.

    Bônus:
    Fábula do engraxate versão pandemia.

    Muitos americanos usaram parte do cheque de estímulo ao coronavírus para negociar ações
    https://www.cnbc.com/2020/05/21/many-americans-used-part-of-their-coronavirus-stimulus-check-to-trade-stocks.html

    Enquanto isto no Brasil…

    Vendas patinam nas regiões que reabriram o comércio
    https://gauchazh.clicrbs.com.br/economia/noticia/2020/06/vendas-patinam-nas-regioes-que-reabriram-o-comercio-ckb0x2714001h01o4p6df7oe8.html

    Reabertura de lojas é marcada por gente na rua e vendas fracas, aponta CDL
    https://www.acritica.com/channels/manaus/news/reabertura-de-lojas-e-marcada-por-gente-na-rua-e-vendas-fracas-aponta-cdl

    Regiões que reabriram o comércio apresentam vendas baixas
    https://www.jornalcorreiodamanha.com.br/economia/2092-regioes-que-reabriram-o-comercio-apresentam-vendas-baixas

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 5 de junho de 2020 at 09:38

      Ué, mas a selic baixa não ia estimular a economia?

      12+
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 5 de junho de 2020 at 09:53

        PAULO GUEDES [email protected]
        ᴀ ᴘʀɪᴠᴀᴛɪᴢᴀçãᴏ ᴅᴏ ᴀʀ ᴘᴏᴅᴇ ʀᴇɴᴅᴇʀ ᴀᴛé 750 ʙɪʟʜõᴇꜱ ᴅᴇ ʀᴇᴀɪꜱ

        https://twitter.com/pauloguedesbot

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lord of All 5 de junho de 2020 at 10:19

          Aliás hj é sexta, dia de criar uma má-notícia pra derrubar a B3 no fim do dia de propósito e pegar uma xepa.
          Daí no fds é só soltar alguma boa notícia, e vender com lucro na segunda.
          modus operandi manjadão.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • CArlos 5 de junho de 2020 at 10:56

            BNDES aprova R$ 2 bi em socorro a fornecedores de grandes empresas
            Nova linha de crédito vai eleger empresas ‘âncoras’, que ficarão responsáveis por repasse de recursos a seus parceiros comerciais

            RIO – Em meio às medidas para mitigar a crise causada pela covid-19, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou ontem a criação de uma linha de crédito para financiar a cadeia de fornecedores de grandes empresas, que funcionarão como “âncoras” das operações. A linha terá orçamento inicial de R$ 2 bilhões, e as empresas do varejo deverão ser as primeiras a tomar os empréstimos, como mostrou o Estadão/Broadcast no mês passado.

            Pelo modelo, que foi usado pela primeira vez pelo BNDES numa operação com a rede O Boticário, em 2013, a empresa “âncora” toma o empréstimo e repassa o financiamento a seus fornecedores, a maioria firmas de menor porte. A linha é uma estratégia para fazer o crédito chegar às médias, pequenas e microempresas, justamente as que têm maior dificuldade de conseguir empréstimos em momentos de crise.

            https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,bndes-aprova-r-2-bi-em-socorro-a-fornecedores-de-grandes-empresas,70003325319
            ——————————————————————-

            Duvida sincera: empresas ‘âncoras’ são aquelas que seguram a gente no século XIX?

            7+
            • avatar
            • avatar
            • CA 5 de junho de 2020 at 12:02

              Este “novo” governo, o que mais faz é REQUENTAR ações da Dilma!

              Ah, precisa estimular o crédito? Vamos aumentar a liberação do compulsório, baixar a SELIC e DISPARAR na concessão de crédito PODRE via CEF e BB, vamos bater o recorde de BOLSA CALOTE, criar novas modalidades de crédito consignado e principalmente, liberar uma grana a mais para os AMIGOS DO REI!

              Ah, precisa estimular os empregos? Vamos criar um programa para reduzir os custos das empresas, permitir congelar salários, reduzir salários e daí por diante, desde que proíba a empresa de demitir, aumentando a INTERVENÇÃO do Estado!

              Ah, precisa inflar ARTIFICIALMENTE a BOVESPA e os esquemas de PIRÂMIDES FINANCEIRAS, inclusive o das vendas FALSAS na planta? Vamos deixar um ministro da economia fazendo promessas SURREAIS, sem pé nem cabeça, vamos conceder o maior pacote de apoio para o segmento imobiliário, dentre todos.

              Tem MUITO MAIS, acima, como SEMPRE, só AMOSTRAS.

              Ué, se era para o governo “liberal” fazer tudo igualzinho aos SOCIALISTAS BOLIVARIANOS do PT, pra que “mudamos” de governo?!?!?!

              PIOR: o governo atual foi além, SUPERANDO as MAZELAS PETISTAS, seja por encher de militares no governo e estimular MILÍCIAS físicas e virtuais planejando GOLPE no melhor estilo Chavez, nas crises SEMANAIS e ININTERRUPTAS, na postura completamente ALOPRADA perante a PANDEMIA ou em “N” outros pontos em que foram muito além das PIORES EXPECTATIVAS…

              12+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • socrates 5 de junho de 2020 at 14:51

                realmente não dá para entender.

                Muitos, com razão, xingam o PT por ter pegado $$$ emprestado do futuro ignorando as gerações futuras e… apoiam o que o Trump faz no EUA!!!
                Sendo que ele faz em escala 10000000x maior porque a maçã vale bem mais que a banana.

                Dá até para entender alguns economistas quando eles falam que “pegar $$$ do futuro” (endividar-se) não é ruim se for para investimentos produtivos, tais como transportes e logística. No futuro, quando as obras estiverem concluídas, a plebe acabará dependendo menos da zelite e a maior produtividade tornará todos mais ricos.

                É o que a China fez. Alavancou a economia e hoje tem estradas de primeiro mundo e ferrovias dignas de dar inveja aos europeus.
                Por aqui nos endividamos fazendo estádios para o gado, parque olimpico mal assombrado e obras absolutamente desnecessarias mesmo que em areas essenciais (vide vlt de Cuiaba ou Rio de Janeiro – esse, apesar de “funcional” e “bonitinho”, vai impedir a extensão do metro até o Santos Dumond e Rodoviaria além de obrigar cariocas e turistas a pagarem uma passagem a mais do que deveriam…)

                8+
                • avatar
                • avatar
        • CA 5 de junho de 2020 at 11:53

          Fantástico este perfil do Paulo Guedes BOT no twitter! Não tinha visto e rachei o bico. Só tem um problema: você não consegue distinguir entre promessas SURREAIS inventadas e o que o IPiraNaGrana de fato disse!!! kkkkkkkkkk

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CArlos 5 de junho de 2020 at 12:27

            Sim, esta é a parte mais divertida 🙂
            E o dono do perfil mistura fake guedes bullshit com m.. que ele realmente disse.

            3+
      • homelessbubbles 5 de junho de 2020 at 11:44

        Selic baixa só estimula a bolsa de valores.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 5 de junho de 2020 at 11:47

          Em meio a EXPLOSÃO DE BOLHAS, estimula também PIRÂMIDES FINANCEIRAS, crédito imobiliário PODRE, DISPARADA do dólar e outras DESTRUIÇÕES para economia…

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CArlos 5 de junho de 2020 at 12:37

            Pessoal tá só esperando a “reabertura” gringa fazer a realidade bater na cara das Alices gringas para a segunda “onda” de tombos dos mercados…

            Dow dispara mais de 800 pontos para terminar a semana após aumento recorde de empregos nos EUA

            As ações recuperaram na sexta-feira após um aumento histórico e surpreendente de empregos nos EUA, aumentando a esperança de que a economia esteja começando a se recuperar da pandemia de coronavírus.

            O Dow Jones Industrial Average saltou mais de 800 pontos, ou 3,2%. O S&P 500 foi negociado 2,6% mais alto. O Nasdaq Composite avançou 1,9%. O Nasdaq-100, que acompanha as 100 maiores empresas não financeiras do composto, subiu 1,6%, para um recorde.

            O rali de sexta-feira reduziu o S&P 500 em apenas 1,2% em 2020. Em um ponto este ano, o índice mais amplo do mercado caiu 30,3%. O Dow caiu apenas 5,4% no acumulado do ano, depois de ter caído 34,6% em 2020. O Nasdaq Composite agora subiu mais de 8,7% este ano.

            “Estamos de volta”, disse Jim Cramer, da CNBC, em “Squawk Box”. “Acho que muitas pessoas acharam que as demissões seriam permanentes e é óbvio que há tanta demanda que as pessoas precisam trazer as pessoas de volta”.

            O Dow subiu 6,9% na semana até o momento. O S&P 500 subiu 4,9% e o Nasdaq Composite subiu 1,9%.

            Os empregadores dos EUA adicionaram 2,5 milhões de empregos chocantes no mês passado – o maior ganho já registrado – enquanto a taxa de desemprego caiu para 13,3%, informou o Departamento do Trabalho na sexta-feira. Economistas consultados pela Dow Jones esperavam uma queda de mais de 8 milhões de empregos e a taxa de desemprego quase chegando a 20%, o que seria o mais alto desde a década de 1930.

            “A taxa de desemprego era sólida; a taxa de participação foi maior. Isso verifica todas as caixas para um relatório sólido ”, disse Drew Matus, estrategista-chefe de mercado da MetLife Investment Management. “Portanto, mesmo que este relatório tenha sido horrendo no mês anterior, não há nada que grite que isso seja algum tipo de erro que possa ser ignorado. Se alguma coisa, sugere que devemos procurar mais boas notícias no próximo mês.

            O presidente Donald Trump divulgou os dados fortes em uma série de tweets, dizendo: “É um número estupendo. É alegre, vamos chamar assim. ”

            O relatório aumentou a confiança de uma rápida recuperação econômica entre os traders, levando-os a ações que beneficiariam mais uma ampla reabertura.

            As ações das companhias aéreas saltaram, aumentando seus grandes ganhos nesta semana, à medida que a indústria adicionava mais vôos de verão. A American Airlines saltou 28,6%. As ações da United Airlines subiram 21,3%. O ETF dos EUA Global Jets subiu 44,6% nesta semana. Operadores de linha de cruzeiros, como Norwegian Cruise Line e Carnival, avançaram mais de 17%, enquanto a Royal Caribbean ganhou 13,2%.

            O MGM Resorts saltou 8,2%, enquanto Kohl’s e Nordstrom avançaram mais de 12% cada. A operadora de shopping Simon Property ganhou 14,1%.

            As ações dos bancos, que foram dizimadas durante a pandemia à medida que as atividades de empréstimos e as margens secaram, dispararam quando o relatório de empregos sugeriu uma rápida recuperação da economia. JPMorgan Chase, Citigroup, Wells Fargo e Bank of America cresceram pelo menos 5%.

            Esses ganhos ocorreram em grande parte às custas das ações que se beneficiaram das pessoas que ficaram em casa nos estágios iniciais da pandemia de coronavrius. A Netflix caiu 0,8% e o Zoom Video perdeu 3,5%. A Amazon caiu 0,2%.

            “A economia e o mercado de ações geralmente se movem na mesma direção ao longo do tempo, embora raramente estejam travados”, disse Willie Delwiche, estrategista de investimentos da Baird, em nota. “O abismo entre as manchetes atuais de Wall Street (melhor manifestação de 50 dias do S&P 500) e Main Street (um em cada quatro trabalhadores americanos agora solicitaram benefícios sem emprego) parece mais extraordinário do que o normal”.

            “Apesar de não olhar para além da dor atual, a esperança é que, a partir desses momentos de incerteza, surja um caminho para um futuro mais promissor (e uma participação econômica mais robusta)”, disse Delwiche.

            Os ganhos de sexta-feira elevaram o S&P 500 em mais de 45%, ante uma baixa intradia de 23 de março e menos de 6,5% em relação ao recorde de 19 de fevereiro. O Nasdaq Composite subiu mais de 47% nesse período e fica a menos de 1% da sua máxima histórica.

            https://www.msn.com/en-us/money/markets/dow-futures-point-to-more-than-300-points-opening-jump-as-jobs-report-looms/ar-BB14ZPEQ

            3+
            • avatar
  • CArlos 5 de junho de 2020 at 12:39

    OFF – Governo de genocidas

    Covid-19: Bolsonaro ordenou atrasar boletins para não passar em telejornais

    Após a decisão, que foi tomada nesta semana, as informações diárias sobre a pandemia passam a ser divulgadas às 22 horas

    A ordem para atrasar a divulgação de boletins epidemiológicos sobre a disseminação do novo coronavirus no país partiu direto do presidente da República, Jair Bolsonaro. De acordo com uma fonte no alto escalão do governo, a decisão é permanente e, a partir de agora, a divulgação será apenas às 22 horas.

    A estratégia da Presidência é evitar que os dados estejam disponíveis no horário dos telejornais noturnos, período em que as televisões têm maior audiência, pois muitos dos brasileiros estão em casa. Mesmo sem anúncio oficial, a ordem foi dada para que os dados sejam enviados à imprensa apenas no final da noite, mesmo que estejam prontos às 19 horas.

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2020/06/05/interna_politica,861307/covid-19-bolsonaro-ordenou-atrasar-boletins-nao-passar-em-telejornais.shtml

    7+
    • avatar
    • avatar
    • CA 5 de junho de 2020 at 13:02

      Carlos,

      Os números de morte pela Covid-19 BATENDO RECORDE diariamente???

      O que consta acima é negativo para um presidente completamente ALOPRADO que chamou isto de “gripezinha”, disse que é “insignificante” comparado a outras doenças e mortes e defende fazer como a Suécia, que é o PIOR exemplo quanto à MORTES e reflexos para ECONOMIA dentre todos os países escandinavos, fora DIVERSOS OUTROS ABSURDOS e o fato do governo ser completamente ALIENADO e INDIFERENTE, levando o país a ficar entre os PIORES DO MUNDO no combate á pandemia???

      Os seus problemas acabaram!!! No governo mais TOSCO da história, a “solução” genial é atrasar a divulgação para que a REALIDADE não ganhe tanto destaque!!!

      SURREAL termos um governo tão PODRE e SEM-NOÇÃO, que está só preocupado em ESCONDER A REALIDADE ao invés de se preocupar em como colaborar para resolver um problema GRAVÍSSIMO!!!

      13+
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 5 de junho de 2020 at 14:38

    OFF – hahahaha, hahahaha e hahahaha de novo.
    Pena que é trágico 🙁

    Trump acaba de dar uma forte pancada em Bolsonaro! Disse que, se tivesse agido como o Brasil, os EUA chegariam a 2,5 milhões de mortos. Até o aliado de Bolsonaro reconhece a desgraça que é o governo! Bolsonaro envergonha o Brasil. Precisamos voltar a ser um bom exemplo pro mundo.

    https://twitter.com/alessandromolon/status/1268948185063591936

    13+
    • avatar
    • avatar
      • CArlos 5 de junho de 2020 at 14:44

        Seremos o pária dos párias….

        Parabéns desgoverno Bolsobosta e gado acéfalo.

        16+
        • avatar
        • avatar
        • CA 5 de junho de 2020 at 15:55

          CArlos,

          CAPACHOS servem para isto, para serem PISADOS. O Bozo até que foi um CAPACHO legal para o Trump se desviar da responsabilidade DELE pelos recordes dos EUA nos ESTRAGOS da PANDEMIA. E esta tendência MASOQUISTA já foi seguida pelos ZUMBOZOS por aqui muito antes: quanto mais passavam VERGONHA, quanto mais as FAKE NEWS deles eram desmascaradas, mais voltavam para repetir a dose!

          E os DEMEBOZOS ainda voltarão aqui para dizerem que amariam voltarem a ser maltratados pelo Trump, que é mil vezes melhor ser um CAPACHO dos EUA do que da China, ou então, vão dizer que o Trump é comunista… kkkkkkkkkk

          14+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • CArlos 6 de junho de 2020 at 07:28

    OFF – Governo genocida, para quem ainda tem dúvidas.

    Ministério da Saúde vai recontar mortos pela covid-19 porque diz ver “dados fantasiosos”

    O Ministério da Saúde vai recontar o número de mortos no Brasil vítimas da covid-19. Segundo Carlos Wizard, que já despacha na pasta e que assumirá a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, os dados atuais seriam “fantasiosos ou manipulados”.

    À coluna, Wizard afirmou que o número de mortos, que ontem chegou a 35.026 pessoas, conforme dados oficiais, estaria inflado, apesar de pesquisas já terem demonstrado e do próprio Ministério da Saúde ter admitido, em outras gestões, que há um grande número de subnotificações.

    – Tinha muita gente morrendo por outras causas e os gestores públicos, puramente por interesse de ter um orçamento maior nos seus municípios, nos seus estados, colocavam todo mundo como covid. Estamos revendo esses óbitos. – afirmou.

    Nesta sexta-feira (5), o governo Bolsonaro suprimiu o número total de mortos e contaminados pela doença, informações que eram divulgadas pelo Ministério da Saúde desde início da pandemia. Também retirou do ar o site que continha esses dados. Nos últimos dias, o governo tem atrasado a publicidade do balanço sobre o coronavírus com o objetivo de prejudicar a veiculação nos telejornais do horário nobre.

    Segundo Wizard, a pasta tem convicção que o número de mortos no Brasil seria menor que o divulgado até agora.

    – Eu acredito que vai ter um dado mais real, porque o número que temos hoje está fantasioso ou manipulado.

    O futuro secretário disse à coluna que participou da decisão de rever o levantamento e que um balanço atualizado deve ser publicado dentro de um mês. As informações divulgadas diariamente pelo Ministério da Saúde são resultados das soms de casos e mortes contabilizados pelas secretarias de saúde de cada estado.

    https://blogs.oglobo.globo.com/bela-megale/post/ministerio-da-saude-vai-recontar-mortos-pela-covid-19-porque-diz-ver-dados-fantasiosos.html

    ***********************************************************************************************************************************************************

    E como está a morte em excesso no Brasil como um todo no ano de 2020 e por idade, sexo e aqueles ocorrendo em casa?

    O gráfico mostra o acumulado de óbitos diários entre 2020 menos 2019, por causas naturais de 01/01/2020 até 21/05/2020

    https://twitter.com/otavio_ranzani/status/1269093207306100739

    ***********************************************************************************************************************************************************

    Ministério da Saúde só desembolsou 10% do total para ações contra a Covid-19

    De R$ 10,3 bilhões no caixa, só R$ 1 bi foi pago; outros R$ 1,8 bilhão já foram contratados, mas ainda não pagos
    https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2020/06/ministerio-da-saude-so-desembolsou-10-do-total-para-acoes-contra-a-covid-19.shtml

    5+
    • avatar
  • CArlos 6 de junho de 2020 at 08:30

    OFF – Bananistão lá vamos nós…
    Já não bastam os crentinos agora tem os canalhatólicos…

    Por verbas, TVs católicas oferecem a Bolsonaro apoio ao governo

    Padres e leigos conservadores que controlam parte do sistema de emissoras ligadas à Igreja prometem ‘mídia positiva’ para ações do Planalto na pandemia da covid-19

    BRASÍLIA – A queda de popularidade do presidente Jair Bolsonaro tem atraído propostas de alianças em troca de recursos públicos. Uma das mais tentadoras partiu de padres e leigos conservadores que controlam boa parte do sistema de emissoras católicas de rádio e TV. Ligados à ala que diverge politicamente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) dentro da Igreja, eles prometeram “mídia positiva” para ações do governo na pandemia do novo coronavírus. Pediram em contrapartida, porém, anúncios estatais e outorgas para expandir sua rede de comunicação.

    O padre e cantor Reginaldo Manzotti, da Associação Evangelizar é Preciso, com rádios e TV próprias, cobrou agilidade e ampliação das outorgas e destacou o contraponto que os católicos podem fazer para frear o atual desgaste na imagem de Bolsonaro e do governo.

    “Nós somos uma potência, queremos estar nos lares e ajudar a construir esse Brasil. E, mais do que nunca, o senhor sabe o peso que isso tem, quando se tem uma mídia negativa. E nós queremos estar juntos”, observou Manzotti, dirigindo-se ao presidente.

    O empresário João Monteiro de Barros Neto, da Rede Vida, afirmou que “Bolsonaro é uma grande esperança”. Argumentou, ainda, que veículos católicos precisam ser “verdadeiramente prestigiados”. Barros Neto pediu não apenas mais entrevistas, como também a participação do presidente em eventos promovidos por católicos. “A Rede Vida é a quarta maior rede de TV digital do País, mas, para que possamos crescer, precisamos ter mais investimentos”, resumiu ele.

    ‘Ciúmes’

    Emissoras de TV ligadas a grupos religiosos receberam, no ano passado, R$ 4,6 milhões em pagamentos da Secom por veiculação de comerciais institucionais e de utilidade pública. Os veículos católicos ficaram com R$ 2,1 milhões e os protestantes, com R$ 2,2 milhões. Em 2020, emissoras de TV católicas receberam, até agora, R$ 160 mil, enquanto as evangélicas, R$ 179 mil, de acordo com planilhas da Secom.

    https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,por-verbas-tvs-catolicas-oferecem-a-bolsonaro-apoio-ao-governo,70003326526

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 6 de junho de 2020 at 08:31

      OBS: A fala deste FDP lembra muito os textos daquele outro blog de retardados…

      Na videoconferência com Bolsonaro, o padre João Henrique, da Aliança de Misericórdia, descreveu o presidente como alguém que enfrenta uma “batalha espiritual” que exige “armas espirituais”. “A gente se identifica muito com as batalhas que o senhor está travando, somos muitos na Igreja Católica que oramos pelo senhor. Sentimos saudade do senhor. A Igreja Católica quer abraçar o seu filho e desejaria tê-lo mais próximo e mais atuante dentro da Igreja”, insistiu.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 6 de junho de 2020 at 13:32

      Pequenas Igrejas, Grandes Negócios

      a imensa maioria das igrejas evangélicas papa niqueis usam o argumento de que se as grandes roubam, elas podem roubar também.

      Treta por treta, saudades da Marcela…
      O Bozo ainda tem que colocar a esposa para encantar o gado…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 6 de junho de 2020 at 10:06

    O que falta para o setor é termos operando os estantes de vendas, é fundamental que estejam abertos para que nós possamos vender os produtos. Nós estamos investindo muito, estamos gastando dinheiro, mantendo empregos e agora precisamos vender.”

    O setor aguarda aval da prefeitura de São Paulo para a reabertura dos pontos de vendas de imóveis. O mercado de baixa renda, Minha Casa Minha Vida, mantém bom desempenho na crise, diferente dos resultados no médio e alto padrão.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 6 de junho de 2020 at 11:17

    E uma das mais recentes iniciativas ALOPRADAS do governo: vão recontar os mortos pela Covid-19!!!

    Como o vídeo FAKE de caixão vazio foi DESMASCARADO.

    Como os vídeos FAKES de UTI´s de hospitais públicos vazias foram DESMASCARADOS.

    Como tem uma ação da PF contra sites de FAKE NEWS de amigos do governo.

    Qual a “brilhante” solução? Estatísticas FAKE para salvar o governo!!!

    E como vão explicar que o número TOTAL de mortes em 2020 na comparação com 2019 cresceu ainda mais do que O TOTAL das mortes por Covid-19 e seguindo a mesma curva de crescimento da PANDEMIA???

    Simples, vão se utilizar da metodologia M.E.N.T.I.R.A (*) divulgada pela A.C.E.F.A.L.O (**) !!!

    (*) M.E.N.T.I.R.A = Manipulação Estatística Nova Trazendo Informações Rapidamente Adulteradas

    (**) A.C.E.F.A.L.O = Associação de Comunicação Estatal Fabricando Animadas Lorotas Ostensivamente. Esta associação tem como Diretor Presidente, TrollMavRabo.

    A nova “metodologia” que será adotada pelo governo, a M.E.N.T.I.R.A, terá como “médico” que fará a revisão das autópsias, o “conceituado” Osmen Tira, o mesmo que inventou a tese da Gripezinha, menos significativa que o H1N1, irrelevante quando comparada a outras doenças, onde a Suécia é o exemplo “vivo” de sucesso mundial e daí para pior, MUITO PIOR…

    E como funciona a “metodologia” M.E.N.T.I.R.A que será adotada pelo governo? Dois exemplos para ilustrar:

    Se a pessoa que morreu tinha gases, na autópsia revista pelo Osmen Tira, esta terá sido a causa raiz para insuficiência respiratória aguda que levou à morte! Como? Simples: a pessoa tinha gases e o Osmen Tira inferiu que ela também tinha prisão de ventre, logo, os gases subiram para o pulmão e a pessoa não conseguia mais respirar!!!

    Se a pessoa que morreu tinha uma unha encravada, na autópsia revista pelo Osmen Tira, esta terá sido a causa raiz para insuficiência respiratória aguda que levou à morte! Como? Simples: a unha encravada, na inferência do Osmen Tira, infeccionou, a infecção passou pela corrente sanguínea e chegou no pulmão, daí a pessoa não conseguia mais respirar!!!

    E como vão divulgar as informações acima?

    O A.C.E.F.A.L.O do TrollMavRabo, contando com o apoio do I.E.E. (Instituto de Estatísticas Enviesadas) do Cesar_DF, pegarão o gráfico que DEMONSTRA que o aumento de mortes de 2019 para 2020 foi ainda maior que o de mortes causadas pelo Covid-19 e seguindo a mesma curva de crescimento e irão VIRAR DE CABEÇA PARA BAIXO, alegando que o Brasil é o único país do mundo que não só não teve nenhuma morte pela Covid-19, como ainda, as mortes totais caíram!!!

    Mas e quando descobrirem a FARSA acima? O Cesar_DF dirá que foi um “engano”, como já fez por aqui antes e daí, ele e o fiel escudeiro TrollMavRabo trarão outras ideias “brilhantes”:

    Os cartórios que registram mortes no país são todos comunistas lacradores e estão falsificando atestados de óbitos só para parecer que as mortes TOTAIS comparadas a 2019 estão crescendo seguindo a mesma curva das mortes pela Covid-19!!!

    Se a “brilhante” tese acima não colar, eles irão dizer que os governos estaduais que são de oposição ao governo federal, estão “fabricando mortes”, ou seja, assassinando as pessoas, antes disto injetando o Covid-19 nelas para fazer parecer que esta foi a causa da morte!!!

    E se não colar, não se preocupem, irão pensar em outras “teorias”.

    Pois é, ainda tinha gente que achava que a Dilma era insuperável na arte de fazer o Brasil passar vergonha, mas era porque não conheciam o BOZO e sua trupe de PALHAÇOS…

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Falido.com 6 de junho de 2020 at 11:30

      Só uma pergunta: depois de tanto tempo como ainda consegue lutar contra? Vc realmente é um guerreiro de causas perdidas… Continue!

      3+
      • CA 6 de junho de 2020 at 16:33

        Falido.com,

        É importante zoar com o GADO, para ver como estão MUGINDO. Isto é um sinal do grau de LOUCURA e COMPLETA ALIENAÇÃO do governo. E quanto mais alto o MUGIDO e mais ABSURDA a “tese” que defendem, mais temos que nos precaver, porque sempre significa um BURACO mais fundo onde estão enterrando TODOS NÓS!

        TOLICE achar que o COMPLETO DEVANEIO de governo e ZUMBOZOS é algo que não afeta a vida das pessoas. Cada nova crise política, cada nova ALUCINAÇÃO do governo e dos FANÁTICOS, são menos exportações do Brasil (alguns países já se aproveitando disto para fazerem BOICOTES ao Brasil), menos investimentos externos e internos, consequentemente, menos PIB, menos emprego, menos renda e daí para PIOR. E repito, isto afeta a TODOS, das mais variadas formas, desde aumento no número de mortes, passando pelo fato do Brasil se tornar o país que terá os maiores impactos negativos para economia e sociedade como um todo, servindo de EXEMPLO NEGATIVO do quanto é suicídio termos um governo ALOPRADO como este. Isto sem contar o levante que o governo quer criar usando o gado e o exército, para nos levar rumo a sermos uma Venezuela, ou quem sabe, a esta altura, uma Coréia do Norte…

        Falando nisto, como o governo e ZUMBOZOS vão explicar um aumento de 69% nas mortes em São Paulo no mês de maio/20 comparado à maio/19, se na “visão” deles, os números do Covid-19 quanto a mortes são falsos? O que então fez esta DISPARADA nas mortes? Foi o prefeito e governador que são anti-governo federal e saíram assassinando pessoas? Estes “pensamentos” refletem o nível de DEMÊNCIA que está DESTRUINDO o país e as pessoas nem se dão conta disto…

        https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/06/06/numero-de-enterros-cresce-69percent-em-sp-em-maio-diz-levantamento.ghtml

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Falido.com 7 de junho de 2020 at 11:45

          Hahahaha👍😂

          0
  • Cajuzinha 6 de junho de 2020 at 17:11

    Leilão vende 200 imóveis residenciais com descontos de até 76% nos valores
    Os bens foram retomados pela instituição financeira por falta de pagamento dos financiamentos
    Por Júlia Lewgoy, Valor Investe — São Paulo

    06/06/2020 07h30 Atualizado há 57 minutos

    O banco Santander vai leiloar mais de 200 imóveis residenciais por valores até 76% abaixo das avaliações de mercado. Os bens foram retomados pela instituição financeira por falta de pagamento dos financiamentos. Os leilões serão realizados pela empresa Sold e os lances podem ser feitos pelo site da empresa.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 7 de junho de 2020 at 02:05

    OFF – Qual a palavra depois de párias?

    Bolsonaro retira número de mortos e totaliza casos de atualizações de coronavírus no Brasil

    Contagens eliminadas em aparente movimento para diminuir o status de terceiro pior país para mortes e segundo pior para infecções

    O governo do Brasil parou de publicar um total contínuo de mortes e infecções por coronavírus em um movimento extraordinário que os críticos chamam de tentativa de esconder o verdadeiro número de vítimas da doença.

    A decisão foi tomada após meses de críticas de especialistas, dizendo que as estatísticas do Brasil são terrivelmente deficientes e, em alguns casos, manipuladas, o que significa que talvez nunca seja possível obter uma compreensão real da profundidade da pandemia no país.

    Os últimos números oficiais do Brasil mostraram que registrou mais de 34.000 mortes relacionadas ao coronavírus – o terceiro maior número do mundo, logo à frente da Itália. Ele relatou quase 615.000 infecções, colocando-a na segunda maior, atrás dos Estados Unidos. O Brasil, com cerca de 210 milhões de habitantes, é a sétima nação mais populosa.

    Na sexta-feira, o Ministério Federal da Saúde derrubou um site que mostrava dados diários, semanais e mensais sobre infecções e mortes nos estados brasileiros. No sábado, o site retornou, mas o número total de infecções por estados e por todo o país não estava mais lá. O site estava mostrando apenas os números das 24 horas anteriores.

    https://www.theguardian.com/world/2020/jun/07/bolsonaro-strips-death-toll-and-case-totals-from-brazils-coronavirus-updates

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 7 de junho de 2020 at 07:19

    Também para a economista Monica De Bolle, do Peterson Institute, o mercado brasileiro não tem razão alguma para ficar otimista. No Brasil, nada vai melhorar, as coisas estão em franca trajetória de piora, diz. “O excesso de otimismo é uma marca do mercado brasileiro, que só sabe apostar para cima.”

    Os dados de comércio exterior, por exemplo, dão pouca margem para otimismo. “A Bolsa tem decisões que não têm sentido prático. É um indicador, mas não é um fato por si mesmo. A pandemia jogou as exportações de manufaturados para 23% do total, o País voltou ao patamar em que estava em 1974”, diz José Augusto de Castro, da Associação Brasileira de Comércio Exterior.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 7 de junho de 2020 at 08:56

      Cajuzinha,

      O aumento do desemprego pra valer, AINDA não aconteceu.

      Muitas empresas ainda estão esperando para ver como será o pós volta de comércio e serviços não essenciais nos maiores centros, na esperança de que haverá uma avalanche de demandas e de que voltaremos aos níveis pré-pandemia ou até superiores da noite para o dia, por isto AINDA não demitiram muitos funcionários.

      Muitas destas empresas estão operando com esquema de redução de salários por 2 ou 3 meses e estabilidade pelo mesmo período depois.

      Inclusos nas situações acima, temos concessionárias e montadoras de veículos imobiliárias e construtoras, etc, etc, etc…

      Outro grande contingente de empresas, está sem caixa para fechar e “empurrando com a barriga”.

      Donos de imóveis comerciais os mantém fechados com seus preços SURREAIS que já eram DESPROPORCIONAIS desde antes da pandemia na esperança de que depois tudo volte ao que ELES ACHAVAM normal rapidamente.

      O que MUITOS ainda não entenderam?

      O Brasil foi um dos países que mais PEDALOU com BOLHAS imediatamente antes da pandemia, tanto na disparada de crédito em meio a recorde de INADIMPLÊNCIA, quanto na maior BOLSA CALOTE de todos os tempos e INÚMERAS outras ações DESTRUTIVAS para economia e sociedade, garantindo que chegássemos à crise da PANDEMIA com a economia na UTI, em 2019 tendo tido o PIOR PIB em 3 anos de PIB ANEMICO, com RECORDE em 2019 quanto à DEGRADAÇÃO dos empregos e renda via RECORDE de DESALENTADOS, SUBempregados, mais desempregados e empreendedorimo INFORMAL por NECESSIDADE, com RECORDE de INADIMPLÊNCIA das famílias em fevereiro/2020, onde no primeiro trimestre de 2020 tivemos QUEDA no PIB, mesmo com as medidas restritivas da pandemia tendo ocorrido só na segunda quinzena de março, dentre DIVERSOS OUTROS indicadores extremamente NEGATIVOS e que já apareceram ANTES de qualquer efeito de pandemia.

      Para PIORAR e MUITO o que consta acima, tivemos a PIOR reação frente à pandemia dentre todos os países do MUNDO: praticamos o NEGACIONISMO da RIDÍCULA Aliança dos Avestruzes, o governo federal SUBESTIMOU a doença desde o início ATÉ HOJE, tivemos crises políticas SEMANAIS em paralelo à pandemia sendo alimentadas pelo governo federal, as contra-medidas econômicas foram ABSURDAMENTE INEFICAZES por serem FALHAS, INSUFICIENTES E MAL-DIRECIONADAS de todas as formas possíveis e imagináveis, criamos atritos com outros países e tivemos INÚMERAS frases IDIOTAS e AGRESSIVAS contra o meio-ambiente, outros países, judeus, etc, que no conjunto estão servindo para DERRUBAR ainda mais as nossas já precárias relações exteriores e exportações e agora, como se não bastasse tudo isto, estamos MAQUIANDO os casos e mortes trazidos pela pandemia como mais uma “brilhante solução” dada pelo governo mais ridicularizado do PLANETA na atualidade!

      Fora o que consta acima, teremos ainda os efeitos NATURAIS do NOVO NORMAL, com crescimento relevante de e-commerce e home office DESTRUINDO o setor de imóveis comerciais, super-endividamento e inadimplência ainda maiores e mais proibitivos para qualquer recuperação rápida, em especial para bens mais caros como imoveis e carros e daí por diante.

      Quando as CONSEQUÊNCIAS de tudo que coloquei acima ficarem claras, daí é que veremos a disparada no desemprego e na renda em círculo vicioso altamente DESTRUTIVO para TODOS.

      Repito: graças ao que consta acima, o Brasil será um dos países com a PIOR DESTRUIÇÃO da economia no pós pandemia, dentre TODOS os países do MUNDO!!!

      Sobre a BOVESPA, basta lembrar que subiu mais de 30% e foi melhor investimento do país em 2016, bem no ano de QUEDA RECORDE do PIB. É o mesmo que veremos este ano e o que já se repete DESDE 2016, ou seja , a BOVESPA refletindo o CONTRÁRIO do mundo REAL.

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • socrates 7 de junho de 2020 at 18:57

        acho que é bem pelo que você sempre diz, Ca. A informalidade e o subemprego mascaram os dados. O gado vai dizer que sempre foi assim que o IBGE trabalhou (e nisso eles tem razão). Mas de agora em diante a informalidade e o subemprego vão ser ainda mais alarmantes a ponto de desacreditar os números oficiais.

        E isso não só aqui na Banania. No próprio EUA, ex. do Bozo, parte da mídia e a sociedade pensante já debate mais os dados que destacam à parte o subemprego e informais. Antes só a Espanha divulgava números próximos a 20% quando todos outros mostravam algo quase sempre inferior a 10%.

        5+
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 7 de junho de 2020 at 08:35

    Essa foi ótima! Kkkkkkk

    Questionado, Nicastro disse que “vai haver, sim, a devolução de imóveis por causa da crise da Covid-19”, mas a SiiLA Brasil estima que isso só deve acontecer entre o terceiro e o quarto trimestre deste ano.

    “Para devolver um imóvel é preciso estar presencialmente nele, inclusive para vistoria, e ainda estamos em período de isolamento social”, ponderou.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
      • CA 7 de junho de 2020 at 08:58

        Pelo jeito o NEGACIONISMO SURREAL do governo federal está virando moda!

        😂😂😂😂😂😂😂😂

        7+
        • avatar
        • avatar
      • CA 7 de junho de 2020 at 14:21

        Só para lembrar:

        Por que a vacância estava no menor patamar dos 5 últimos anos antes da pandemia, tanto para escritórios, quanto lojas de shopping e de rua, dentre outros?

        MATEMÁGICA!

        Nos escritórios, as construtoras foram atrasando as obras por ANOS, assim não acrescenta na vacância. Outra ação foram as “promoções” de ano ou anos sem pagar aluguel, ou com “descontos” de 50% ou próximo disto. Mais um motivo, do lado da procura, foram os Unicórnios que pegaram altas somas de investidores em troca de promessas MIRABOLANTES de que se tornariam o novo Google, a nova Apple e daí por diante, montando seus escritórios caros e acumulando PREJUIZOS intermináveis nos resultados…

        Tivemos ainda uma DISPARADA em lojas vazias de shoppings que foram transformadas em áreas de serviços GRATUITOS para clientes, como locais para acesso WiFi, com mesa e cadeira, uma “We Work” gratuita, ou então área que era de loja com TAPUMES com grafites de “arte urbana”, área para esperar com pets, também em local antes ocupado por loja, etc, etc, etc…

        Daí, tudo que consta acima, vira “redução de vacância”. Simples, “mágico” e fácil, não é mesmo?

        Pena que isto trouxe aumento do condomínio para todas as lojas, em especial as pequenas, que viram o seu negócio ficar cada vez mais inviável e assim, continuavam fechando e aumentando a vacância, que depois virava área de serviços para clientes e o ciclo continuava…

        No caso das lojas de rua, foram batendo todos os recordes de imóveis ABANDONADOS, que deixaram de entrar na conta de vacância. Aqui é a mesma MATEMÁGICA dos DESALENTADOS no caso da estatística do desemprego.

        E é ÓBVIO que o pós pandemia vai ACELERAR a volta à REALIDADE, destruindo muito do ILUSIONISMO que consta acima.

        A conferir…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Falido.com 7 de junho de 2020 at 11:47

    Olavo de Carvalho, o guru do bolsonarismo finalmente rompe com seu discípulo e vaticina:
    Pegue suas medalhas e enfie no C…..
    Parece que o rei ficará nú…#mito🤪😉

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 7 de junho de 2020 at 12:17

      Rompeu bosta nenhuma, o velho demente canceroso ainda não está satisfeito, o FDP quer uma guerra civil.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Falido.com 7 de junho de 2020 at 15:59

        Mas ele gravou falando um monte? É só zueira?

        3+
        • avatar
        • CArlos 7 de junho de 2020 at 18:09

          Tudo canalha…

          O escritor Olavo de Carvalho, considerado o guru intelectual do governo Jair Bolsonaro, publicou 1 vídeo na noite de sábado (6.jun.2020) no qual declara que o presidente nunca foi seu amigo e que derrubaria esse “governo de merda”. Depois da repercussão, voltou atrás e disse que ainda está do lado do Bolsonaro, mas que o presidente não espere mais “palavras doces“.

          https://www.poder360.com.br/midia/olavo-rompe-com-bolsonaro-ameaca-derruba-lo-e-depois-volta-atras/

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CA 7 de junho de 2020 at 21:27

            Carlos

            O que mais tem nesse governo é o “voltar atrás”, desistir antes sequer de começar, falar depois desmentir, ser demitido depois de um dia no cargo e assim por diante…

            Abaixo, MAIS UM EXEMPLO:

            https://www.terra.com.br/noticias/coronavirus/carlos-wizard-desiste-de-assumir-secretaria-em-ministerio,625c1329634d8871e1d3b89c545967bfkp4x2n5y.html

            Depois da declaração bombástica de que tinha super-avaliação do número de mortes pela Covid-19 e que iam rever os critérios, desistiu do cargo e voltou atrás até no que disse sobre os dados serem fajutados por prefeituras e governos estaduais.

            Certamente ele não esperava que existissem tantos FATOS E DADOS que desmentiriam à ele e não o contrário…

            Depois de falar SEM PENSAR, SEM NENHUMA EVIDÊNCIA, percebeu que uma coisa era soltar aquelas FAKE NEWS em sites de ZUMBOZOS, outra era ter um cargo público e ser OBRIGADO a provar o que dizia…

            Deve ter percebido também que a tal “recontagem” era um tremendo TIRO NO PÉ, não só pelo que especialistas de Fiocruz e outros que acompanham isso no dia-a-dia já sinalizam faz tempo, de que o que existe na REALIDADE é SUB-notificação de MORTES pela Covid-19, mas também em função de NÚMEROS, FATOS E DADOS, como por exemplo, o aumento no total de enterros na cidade de São Paulo, de mais de 50% em abril de 2020 e de mais de 69% em maio de 2020, ambos na comparação com mesmos meses de 2019, ou ainda, o CRESCIMENTO de mortes registradas nos cartórios que é até superior ao total da Covid-19 na evolução de 2019 para 2020, fora os vídeos de UTIs, os depoimentos desesperados de médicos e enfermeiros e uma INFINIDADE de EVIDÊNCIAS que DEMONSTRAM o CONTRÁRIO do que os DEMEBOZOS defendem, como SEMPRE, sem que eles tenham QUALQUER EVIDÊNCIA quanto ao que dizem, apenas se sustentando em vídeos FALSOS, sites de FAKE NEWS e estatísticas ENVIESADAS.

            O Mr. Wizard, um dos magos da DESINFORMAÇÃO do time do Bozo, percebeu que ia queimar sua reputação em tempo RECORDE e PULOU FORA enquanto pôde. Já os FANÁTICOS DEMEBOZOS, estes vão continuar defendendo suas teses 100% IRRACIONAIS e BATENDO CABEÇA entre si com as briguinhas espúrias que inventam para tentarem distrair os outros quanto à PROFUNDA GRAVIDADE da pandemia, versus o total DESPREZO do governo quanto à ela e pelas mortes geradas, fora o impacto péssimo para economia, ambos muito agravados por um governo ALOPRADO e SEM NOÇÃO, o PIOR DO MUNDO frente à PANDEMIA…

            7+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • CA 7 de junho de 2020 at 21:40

              E o que o governo “ganhou” pela sua PROFUNDA ESTUPIDEZ de fazer acusações SEM PROVAS, ESCONDER mortos e casos da Covid-19 e outras ações extremamente SUJAS, típicas de um governo BAIXO e SEM LIMITES em suas BAIXEZAS, desrespeitando TUDO e TODOS, inclusive parentes de mortos e a população de forma geral?

              Cada vez mais visibilidade de suas BAIXEZAS, cada vez mais gente revoltada contra o governo, cada vez mais órgãos e pessoas com nojo desse governo asqueroso. E como nesse governo são e sempre serão COVARDES, fogem quando veem as possíveis consequencias de suas BAIXEZAS, abaixo UM EXEMPLO de porque o MÁGICO da DESINFORMAÇÃO do Bozo, o Mr. Wizard, pulou fora…

              https://oglobo.globo.com/sociedade/582327-secretarios-estaduais-lancam-contagem-propria-sobre-covid-19-nas-ultimas-24h-foram-registradas-1113-mortes-24467748

              “Em reação à decisão do Ministério da Saúde de esconder os dados totais de casos e óbitos decorrentes da pandemia do novo coronavírus no Brasil, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) lançou na noite deste domingo um painel próprio ”

              “Em reação à decisão do Ministério da Saúde de esconder os dados totais de casos e óbitos decorrentes da pandemia do novo coronavírus no Brasil, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) lançou na noite deste domingo um painel próprio 
              No sábado, o Conass divulgou nota em repúdio a declarações de Carlos Wizard, que assumirá a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde. À coluna da jornalista Bela Megale, no GLOBO, ele disse que a pasta vai recontar o número de mortos no Brasil pelo novo coronavírus. Segundo ele, os dados atuais seriam “fantasiosos ou manipulados”. ”

              “Ao afirmar que secretários de Saúde falseiam dados sobre óbitos decorrentes da Covid-19 em busca de mais ‘orçamento’, o secretário, além de revelar sua profunda ignorância sobre o tema, insulta a memória de todas aquelas vítimas indefesas desta terrível pandemia e suas famílias”, diz nota assinada por Alberto Betrame.Para o Conass, “a tentativa autoritária, insensível, desumana e anti-ética de dar invisibilidade aos mortos pela Covid-19, não prosperará”.

              “Nós e a sociedade brasileira não os esqueceremos (os mortos) e tampouco a tragédia que se abate sobre a nação. Ofende secretários, médicos e todos os profissionais da saúde que têm se dedicado incansavelmente a salvar vidas. Wizard menospreza  a inteligência de todos os brasileiros, que num momento de tanto sofrimento e dor, veem seus entes queridos mortos tratados como ‘mercadoria’. Sua declaração grosseira, falaciosa, desprovida de qualquer senso ético, de humanidade e de respeito, merece nosso profundo desprezo, repúdio e asco. Não somos mercadores da morte”, completa a nota do Conass.”

              8+
              • avatar
              • avatar
              • CArlos 8 de junho de 2020 at 03:59

                É o próprio símbolo da demência e falta de qualquer preocupação com as vidas das pessoas por parte da seita olavista.
                Agora temos estes kamikazes que aparecem do nada, fazem uma merda gigantesca e desaparecem….

                7+
                • avatar
                • avatar
  • Cajuzinha 8 de junho de 2020 at 07:37

    Arminio vê com preocupação situação das contas públicas
    Ex-presidente do BC alerta para situação das contas públicas e para “tensão política crescente”
    Por Claudia Safatle — De Brasília

    Arminio Fraga: No Brasil, a covid-19 “vem junto de uma situação econômica que já era ruim, de um colapso fiscal não resol

    https://valor.globo.com/brasil/noticia/2020/06/08/arminio-ve-com-preocupacao-situacao-das-contas-publicas.ghtml

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 8 de junho de 2020 at 09:14

      Cajuzinha,

      Claro que como regra geral em todo o globo, a Covid-19 foi uma mescla de alfinete de bolhas com cisne negro e bode expiatório para os próprios efeitos da bolha. Na prática, tudo está sendo jogado na conta da Covid-19.

      MAS, é natural que alguns alertem para os ESTRAGOS que já haviam ANTES de qualquer PANDEMIA:

      – ANTES da Covid-19, o Brasil já tinha uma relação entre dívida e PIB que era 50% acima da média dos países emergentes;

      – ANTES da Covid-19, tínhamos RECORDES de DEGRADAÇÃO dos empregos, INADIMPLÊNCIA e outras MAZELAS;

      – ANTES da Covid-19, tínhamos PIBinho de 2019 com o MENOR RESULTADO em 3 anos seguidos de PIBinho irrelevante, sendo que no primeiro trimestre de 2020 tivemos QUEDA no PIB e os efeitos da PANDEMIA só começaram na segunda quinzena de março/2020, bem no finzinho do trimestre;

      – ANTES da Covid-19, já tínhamos INÚMEROS FRACASSOS acumulados quanto à promessas UFANISTAS feitas pelo IPiraNaGrana.

      E sobre a crise política SEMANAL do governo, é mais um componente que se junta ao que consta acima e também à PIOR REAÇÃO À PANDEMIA EM TODO O MUNDO!

      REPITO: não dá para esperar nada positivo. É CERTEZA que o Brasil terá um resultado MUITO PIOR que a MÉDIA dos países no pós pandemia, só resta confirmarmos se seremos o PIOR de todos ou apenas ficaremos entre os 5 PIORES…

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Lord of All 8 de junho de 2020 at 08:51

    A pergunta que fica é: Olavo tem ou não razão?

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Loucodf 8 de junho de 2020 at 12:12

    Companhias já aderem ao home office permanente
    Algumas empresas entregam escritórios e enxugam custo físico, enquanto outras ampliam o trabalho remoto até fim do ano

    Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://valor.globo.com/carreira/noticia/2020/06/08/companhias-ja-aderem-ao-home-office-permanente.ghtml ou as ferramentas oferecidas na página.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 8 de junho de 2020 at 12:23

      LoucoDF,

      Fiquei sabendo há pouco de uma consultoria multinacional que tem escritórios no Brasil que já aderiu à um plano que chamam de 25×25, que na prática significa 25% das pessoas trabalhando no escritório e o restante home office, até 2025.

      Já era!

      A galera alucinada do IMOB pode pagar para publicar a manchete que quiser, como o menor indice de vacância em escritórios comerciais de alto custo em São Paulo nos últimos 5 anos, mas não será a DESINFORMAÇÃO que vai fazer com que as empresas continuem nos escritórios.

      MUITAS já negociaram descontos relevantes, outras conforme os contratos forem vencendo, irão renovar áreas MUITO MENORES, este será o NOVO NORMAL.

      Os NEGACIONISTAS, sejam do IMOB, do governo, ou quaisquer outros, estão no mundo do wishful thinking, são como os músicos do Titanic…

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 8 de junho de 2020 at 15:59

    Por meio de nota, a Petrobras justificou as medidas. “Em linha com as medidas de proteção do caixa da companhia adotadas até o momento, buscando preservar a sustentabilidade da empresa, a Petrobras decidiu pela redução de sua frota contratada de sondas terrestres de produção para operação em campos maduros nos estados da Bahia, Sergipe, Rio Grande do Norte e Espírito Santo. De um total de 48 sondas, serão encerrados os contratos de 19 sondas associadas a atividades que não apresentam viabilidade econômica devido aos baixos preços de petróleo.

    https://infonet.com.br/noticias/economia/reducao-na-operacao-de-sondas-provoca-demissao-em-massa-na-petrobras/

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • tmarabo 8 de junho de 2020 at 16:40

    Pacientes infectados com a Covid-19, que não apresentam sintomas, não estão a contribuir para a propagação do vírus.

    O alerta foi dado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), esta segunda-feira, lançando dúvidas sobre as preocupações de alguns investigadores, de que o vírus possa ser difícil de conter devido a casos assintomáticos, avança a ‘CNBC’.

    «A partir dos dados que temos, é raro que uma pessoa assintomática realmente transmita (o vírus) para um outro indivíduo», disse Maria Van Kerkhove, directora do programa de emergências sanitárias da OMS, em entrevista à Organização das Nações Unidas (ONU).

    https://executivedigest.sapo.pt/covid-19-pacientes-assintomaticos-nao-contribuem-para-a-propagacao-do-virus-alerta-oms/

    2+
  • tmarabo 8 de junho de 2020 at 16:46
  • CArlos 8 de junho de 2020 at 17:07

    OFF – Desgoverno genocida, criminoso e completamente inepto.
    Coréia do Norte style, Bolsobosta afirmou publicamente que admirava Kim Jong-un e Hugo Chaves, e nestas vezes estava dizendo a verdade.

    Mudança de divulgação ocorreu após Bolsonaro exigir número de mortes por covid abaixo de mil por dia

    Solução foi separar os óbitos ocorridos nas últimas 24 horas das mortes de datas anteriores, mas que só foram confirmadas naquele período

    BRASÍLIA – A ginástica operada pelo Ministério da Saúde para manipular os dados da pandemia da covid-19 ocorreu após determinação do presidente Jair Bolsonaro para que o número de morte pelo coronavírus fique abaixo de mil por dia. Para se enquadrar no limite imposto pelo chefe do Executivo, a solução foi separar os óbitos ocorridos nas últimas 24 horas das mortes de datas anteriores, mas que só foram confirmadas naquele período. Até a semana passada, o Ministério da Saúde somava todas as mortes confirmadas em um mesmo dia, independentemente de quando ela havia ocorrido.

    A estratégia do Palácio do Planalto é uma tentativa de demonstrar que não há uma escalada da doença fora de controle e, ao mesmo tempo, apontar que há um exagero da imprensa. A ideia de Bolsonaro é mostrar que o número de mortes nunca esteve acima de mil por dia, mas apenas a consolidação dos dados de pacientes que morreram em datas anteriores. O Brasil tem 37.312 óbitos e 685.427 casos confirmados da covid-19. É o segundo país em número de contaminados, e o terceiro em mortes.

    https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,mudanca-de-divulgacao-ocorreu-apos-bolsonaro-exigir-numero-de-mortes-abaixo-de-mil-por-dia,70003328525

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 8 de junho de 2020 at 21:49

      ” Bolsonaro exigir número de mortes por covid abaixo de mil por dia”
      tem video dele dizendo isso ou é mais uma “fonte” da extrema imprensa??

      1+
  • CArlos 8 de junho de 2020 at 17:16

    OFF – De exemplo a párias. Parabéns bolsonarismo!

    Como o Brasil se tornou uma história de sucesso

    Na luta global contra a Aids, o Brasil se destaca pelo conjunto pioneiro de políticas de Aids que adotou nos anos 90. Um dos primeiros países a garantir a todos os cidadãos o acesso a medicamentos anti-retrovirais que salvam vidas, o Brasil também foi um dos primeiros a implementar programas de troca de seringas e a tornar os direitos humanos o foco principal das políticas governamentais de aids.

    Como essas políticas se desenrolaram? Meu novo livro, “Ativismo Patrocinado pelo Estado”, extrai lições do Brasil sobre o papel da advocacia comunitária na sustentação das realizações das políticas de Aids.

    Igualmente notável é a história não contada de como o Brasil manteve e implementou suas políticas progressivas de aids nas próximas duas décadas. Para os formuladores de políticas nacionais transformarem diretrizes gerais em programas governamentais concretos, eles tiveram que superar a constante ameaça de oposição política. Os conservadores religiosos na legislatura brasileira, por exemplo, propuseram legislação discriminatória que contradiz as diretrizes de direitos humanos do governo, incluindo um projeto de lei que exigiria que os hospitais publicassem os nomes de qualquer pessoa diagnosticada com HIV. Governadores e prefeitos, desmotivados para investir em serviços locais de Aids, deixaram o financiamento federal correspondente à Aids para definhar em contas bancárias intocadas.

    Os novos líderes do Brasil estão desafiando a tradição da democracia participativa. Aqui está o porquê.

    Muitos programas nacionais de saúde no Brasil sofreram com esses tipos de desafios à implementação de políticas. Mas a maioria dos programas de saúde do Brasil teve muito menos sucesso em superar esses obstáculos. Em 2010, os brasileiros costumavam falar sobre a política nacional de aids como “o sistema de saúde que realmente funciona”.

    https://www.washingtonpost.com/politics/2019/12/01/brazils-hivaids-policies-proved-success-here-are-new-challenges/

    6+
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 8 de junho de 2020 at 17:18

      Ninguém pode argumentar que a maneira de o Brasil combater a propagação do HIV / AIDS não funcionou.

      m 1991, o Brasil e a África do Sul tinham taxas de prevalência de HIV de pouco mais de 1% da população. Uma década depois, a taxa da África do Sul disparou para 25%. A taxa do Brasil permaneceu em 1%.

      Em meados da década de 1990, o Brasil tinha meio milhão de pessoas soropositivas, a maioria delas vivendo nas grandes cidades do Brasil onde o estigma e o desespero floresceram. O governo havia construído clínicas de Aids em bairros pobres, mas disse que não podia dar aos pacientes a tripla terapia de coquetel para o HIV.

      Mas então, o professor Nair Brito, que havia sido infectado pelo HIV por um namorado, processou o governo pelo acesso às drogas – e venceu. Quando ela estava perto da morte em sua cama de hospital, um juiz decidiu que ela tinha direito às drogas imediatamente. Logo depois, o Brasil aprovou uma lei que garante o acesso aos medicamentos para o HIV para todos os cidadãos que deles precisam.

      O governo introduziu um serviço nacional de saúde, o Sistema Único de Saúde (SUS), que começou a adquirir medicamentos para o HIV / AIDS, enquanto autoridades e estados locais administravam tratamento para infecções oportunistas e doenças sexualmente transmissíveis. Um programa multicamada de cuidados, prevenção, aconselhamento e tratamento foi desenvolvido por meio de colaboração com grupos da sociedade civil e organizações religiosas, e auxiliado por grandes empréstimos do Banco Mundial.

      Mas o tesouro do Brasil estava sendo pesadamente tributado. Apesar de ter prometido acesso universal aos anti-retrovirais, não havia como o país continuar a pagar os altos preços pelos produtos farmacêuticos de marca. Então, os laboratórios brasileiros começaram a fabricar medicamentos genéricos contra a Aids. E com essa alavancagem, o Brasil negociou preços mais baixos da indústria farmacêutica global, que detinha as patentes do coquetel triplo.

      Enquanto muitos pensavam que um país em desenvolvimento como o Brasil não podia se dar ao luxo de sustentar um programa de tratamento universal gratuito, o governo argumentou que era realmente rentável. Apesar de gastar milhões de dólares em medicamentos anti-retrovirais, o governo estima que o acesso antecipado ao tratamento economizou ao Brasil mais de US $ 2 bilhões em custos com saúde desde o início da epidemia.

      O tratamento medicamentoso foi uma importante ferramenta de prevenção, pois mantém baixos os níveis do vírus no organismo, dificultando a propagação. Mas os brasileiros também perceberam que era necessária uma vigorosa campanha educacional para interromper novas infecções, alterando comportamentos que ajudam a espalhar o HIV. Então, exibindo sua abertura cultural sobre sexualidade, o Brasil lançou uma campanha publicitária nacional nos anos 90 com uma mensagem otimista – O sexo ainda pode ser divertido, você não precisa se preocupar em morrer, basta usar camisinha!

      Obviamente, em um país onde mais de 70% da população é católica romana, houve algum debate sobre o uso de preservativos na Igreja Católica. Um padre “rebelde” no distrito de São Paulo foi ameaçado de excomunhão quando produziu um vídeo pedindo às pessoas que usassem preservativos. Mas o padre Paitoni diz: “Dada a realidade do mundo de hoje, dado o tipo de sociedade em que vivemos, se queremos manter nossos pés firmemente no chão, não podemos pensar que podemos usar valores evangélicos para nos opor a uma pandemia de escala como essa”. como HIV / AIDS. Portanto, se você não pode viver plenamente os valores evangélicos, pelo menos ouça o que a ciência diz e use um preservativo “.

      O debate da moralidade em torno da prevenção da Aids no Brasil se estendeu além das fronteiras do país. Em 2005, o governo dos EUA insistiu que os grupos que receberam financiamento dos EUA para a AIDS assinassem uma declaração condenando a prostituição. A prostituição é legal no Brasil, e o governo vê as profissionais do sexo como parceiras para ajudar a educar seus clientes. Em desafio, o Brasil recusou US $ 40 milhões em assistência dos EUA.

      O Brasil também continuou pressionando as empresas farmacêuticas globais. Desde 2000, as batalhas por preços começaram novamente e o Brasil ameaçou quebrar patentes. Em 1º de dezembro de 2004, diante do aumento dos custos de tratamento, as autoridades anunciaram que o Brasil quebraria patentes em 2005 para conter os custos. Em 14 de março de 2005, o Brasil solicitou a três empresas de pesquisa – Merck, Abbott Laboratories e Gilead – a concessão de licenças voluntárias para medicamentos específicos produzidos por essas empresas. O Ministério da Saúde do Brasil concedeu a essas empresas norte-americanas apenas até 4 de abril de 2005, concordar em transferir tecnologia para os produtores de drogas brasileiros para que eles pudessem iniciar a produção.

      Após uma longa luta, em outubro de 2005, o ministro da Saúde do Brasil, José Saraiva Felipe, anunciou que havia sido alcançado um acordo com a Abbott, e em 30 de novembro o CEO da Abbott confirmou um acordo no Financial Times, mas enfatizou que os ataques contínuos às patentes enfraqueceriam. pesquisa e desenvolvimento futuros.

      Em entrevista à FRONTLINE, o ex-presidente Bill Clinton resumiu a história do Brasil da seguinte maneira: “Todos nós nos países ricos temos que entender que nosso impacto será muito limitado, a menos que os países em questão sejam realmente comprometidos … você olha para o maravilhoso trabalho feito pelo Brasil, no qual você tinha o compromisso do governo, da sociedade civil, da igreja e do nível de base, de mudar isso, e eles fizeram. É isso que precisamos ter em todo lugar “.

      Mas problemas recentes com o acesso a drogas ameaçaram o progresso do Brasil. Em abril de 2005, o Brasil sofreu uma crise menor quando o governo ficou sem suprimentos de tenofovir, membro de uma classe de medicamentos conhecida como Inibidores da Transcriptase Reversa Nucleosídeo (NRTIs). Alguns brasileiros atribuíram a culpa pelo mau planejamento; outros com preços altos e incapacidade de fabricar uma forma genérica de tenofovir.

      Seja qual for o motivo, as implicações são impressionantes e os efeitos são potencialmente devastadores. A crise da primavera passada foi evitada, quando o governo comprou suprimentos da vizinha Argentina. Em maio de 2006, a Brasil Gilead chegou a um acordo para reduzir o preço do tenofovir, que o ministério diz que economizará ao governo US $ 15,2 milhões anualmente. Mas as preocupações dos pacientes em todo o país que estavam temporariamente sem tratamento estão apenas começando. Muitos temem que se tornem resistentes a medicamentos ou que os medicamentos acabem novamente.

      O resto do mundo agora enfrenta os mesmos problemas em potencial. Muitos especialistas temem que, quando o Fundo Global e o Plano de Emergência do Presidente Bush para Combate à Aids (PEPFAR) ficarem sem dinheiro em 2008, os pacientes terão que ser retirados de seus medicamentos. Cientistas e ativistas de todo o mundo estão alertando os governos a agirem agora. Talvez o mundo deva prestar atenção para ver como o Brasil lida com a situação. Porque quando se trata de combater a aids, o Brasil segue seu próprio caminho, com notável sucesso.

      https://www.pbs.org/wgbh/pages/frontline/aids/countries/br.html

      7+
      • avatar
      • avatar
      • bolhista cearense 9 de junho de 2020 at 14:30

        Carlos, parabéns pelo texto. Muito desta história eu desconhecia. BOSS, que foi que aconteceu com este blog? Bloqueou meu acesso sem motivo. tentei acessar várias vezes e nada.

        2+
        • avatar
    • bolhista cearense 9 de junho de 2020 at 14:32

      Deveriam criar um novo movimento: O BOZOASNISMO! 😀

      2+
  • Lord of All 8 de junho de 2020 at 21:53

    E o Olavo, tem razão ou não sobre a prevaricação?

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 8 de junho de 2020 at 22:04

      o que o Olavo chama de não prevaricar, pra vocês é dar golpe, prendendo os ministros criminosos do STF;
      mas duvido que tenhas visto o vídeo,deves estar só nas frases soltas da extrema imprensa fakenews.

      3+
    • CA 9 de junho de 2020 at 06:42

      Lorde of All,

      Prevaricação sem dúvida é UM dos inúmeros crimes do Bozo.

      OITRO crime foi a FALSIDADE IDEOLÓGICA na demissão do diretor da polícia federal ao mandar incluir a ASSINATURA ELETRÔNICA do Moro, que foi confirmada pelo próprio FATO de mandar REPUBLICAR depois sem a assinatura do Moro.

      O crime de advocacia administrativa também tem prova cabal no Whatsapp para o Moro em que diz que tem que mandar embora o diretor da polícia federal porque tem vários apoiadores do presidente que estão sendo investigados.

      O fatídico vídeo.em que o Bozo é pego em flagrante dizendo que tem problema com segurança dos AMIGOS, o que não tem NENHUMA proteção de GSI, mais as movimentações prévias do GSI e correlatos demonstrando o CONTRÁRIO do que o Bozo alegou e, combinados com os FATOS acima e outros, também são evidências mais do que suficientes dos CRIMES cometidos pelo BOZO.

      A MANIPULAÇÃO DESCARADA de dados sobre MORTES, infecções e relacionados do Covid-19 em meio a uma epidemia GRAVÍSSIMA e depois de ter desmantelado por completo o ministério da saúde, é outro crime GRAVÍSSIMO.

      O acobertamento EXPLÍCITO aos CRIMES dos filhotes, das mais variadas formas e para isto inclusive movimentando seu GADO de forma a promover manifestações que pedem a derrubada de outros poderes, é mais um exemplo de CRIME.

      E o Bozo vai continuar cometendo inúmeros crimes, um atrás do outro, até que sua crescente IMPOPULARIDADE vai derruba-lo, seja pela pressão pública contra o PGR que é visivelmente e ridiculamente VENDIDO, seja pelo congresso que mesmo com a imensa compra de votos do centrão não vai segurar a onda, ou simplesmente por uma derrota esmagadora e humilhante nas próximas eleições.

      E é pelo que consta acima que o Bozo FORÇA A BARRA na MANIPULAÇÃO do GADO ACÉFALO, para se vitimizar e forçar um movimento civil golpista, no melhor estilo de Chávez e Mussolini, tentando armar as milícias físicas, cooptando o exército e forçando CRISES POLITICAS semanais em meio a uma PANDEMIA, dentre outras ações ESPÚRIAS e CRIMINOSAS…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • tmarabo 9 de junho de 2020 at 00:29

    The lack of evidence lockdowns actually worked is a world scandal
    There is still not a shred of real proof that the planet’s reckless stay-at-home experiment made any difference
    We have detonated the global economy to pursue a lockdown experiment that may not have worked, according to the latest evidence.
    https://www.telegraph.co.uk/politics/2020/05/28/lack-evidence-lockdowns-actually-worked-world-scandal/

    4+
    • CArlos 9 de junho de 2020 at 09:18

      Grande fonte, next… 😉

      https://en.wikipedia.org/wiki/Sherelle_Jacobs

      Ela apareceu no painel do período de perguntas da BBC em novembro de 2019 e em Qualquer dúvida? em maio do mesmo ano. [3] [4] Jacobs é um defensor do Brexit e foi elogiado pelo site The Conservative Woman como uma estrela em ascensão. Jacobs é cética em relação aos elementos das reivindicações dos movimentos ambientais de uma emergência climática, enquanto ainda acredita que a mudança climática é um problema existencial.

      2+
      • avatar
      • tmarabo 9 de junho de 2020 at 12:21

        nossa, uma conservadora??? então não vamos nem ler a opinião. (ironia)

        4+
  • Cajuzinha 9 de junho de 2020 at 08:55

    08/06/2020 | – A Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), apurou que 1.923 unidades residenciais novas foram comercializadas em abril na capital paulista. O valor é 28,3% menor do que o registrado no mês anterior, quando as vendas alcançaram 2.683 mil unidades, e 27,7% abaixo das vendas de abril do ano passado (2.658 unidades).

    https://www.aecweb.com.br/revista/noticias/venda-de-imoveis-residenciais-cai-283-em-abril-diz-secovisp/20099

    5+
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 9 de junho de 2020 at 09:08

    OFF – Já que os retardados bovinos dizem que isolamento e lock down não funcionam…

    Como o coronavírus “eliminado” da Nova Zelândia

    Devido a uma mistura rigorosa de quarentena, restrições de viagem e testes generalizados, a Nova Zelândia não relatou novos casos de coronavírus por 17 dias e não possui casos ativos. O país planeja suspender quase todas as restrições na terça-feira.

    https://www.forbes.com/sites/alexandrasternlicht/2020/06/08/how-new-zealand-eliminated-coronavirus/#161611d11bbd

    7267 casos e 102 mortes…

    Coronavirus Austrália: Zero novos casos adquiridos localmente registrados

    Hoje, a Austrália não registrou novos casos de coronavírus adquiridos localmente, pela primeira vez desde que atingimos o pico da pandemia.

    https://www.news.com.au/world/coronavirus/australia/coronavirus-australia-zero-new-locally-acquired-cases-recorded/news-story/7b820ee82a77152e1730542c6e82566b

    6+
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 9 de junho de 2020 at 09:13

      Só um lembrete: Isolamento tardio e meia-boca como o feito na Inglaterra não conta… 😉

      3+
      • avatar
      • CArlos 9 de junho de 2020 at 09:13

        E obviamente não funciona muito bem…

        3+
        • Lord of All 9 de junho de 2020 at 09:38

          O que ficou bem comprovado no Brasil:
          aumento de circulação de pessoas + remédio “pega-trouxa” = aumento do número de mortes.

          7+
          • avatar
          • avatar
  • CArlos 9 de junho de 2020 at 11:30

    OFF – Coronavirus

    Thomas Conti @ThomasVConti

    IMPORTANTE. Hoje circulou a notícia que agora a OMS diz que a transmissão do coronavírus por assintomáticos seria “muito rara”. O que isso significa? Li epidemiologistas internacionais na fronteira do tema comentando e eles recomendam cautela. Segue o fio explicando a situação

    Primeiro, a divisão não é apenas entre assintomáticos e assintomáticos. São três categorias:
    1) sintomáticos (apresentam sintomas)
    2) pré-sintomáticos (ainda não apresentaram sintomas, mas vão apresentar)
    3) assintomáticos (não apresentam sintomas)

    Desafio é diferenciar 2) de 3)

    Aviso: Ao longo desse fio que eu fizer referência à “sintomático”, “pré-sintomático” e “assintomático” estarei seguindo à risca o significado acima.

    E “pessoas sem sintomas” podem ser tanto pré-sintomáticos quanto assintomáticos. Voltamos ao desafio de como diferenciar

    É um desafio porque mesmo se os assintomáticos transmitirem pouco, você não tem como saber com antecedência quem será assintomático de fato e quem só ainda não apresentou sintomas. Não há uma linha clara dividindo um do outro e sintomas do covid podem aparecer de repente.

    Pior, já se estimava que transmissões tendem a ocorrer mais nos primeiros dias dos sintomas. Porque quando os sintomas são fortes as pessoas ficam alertas e se isolam mais. Estão mais contagiosas, porém por estarem isoladas com sintomas em casa ou no hospital, transmitem menos.

    Por isso que é justamente nesse limiar entre ter e não ter sintomas que fica o desafio de conter a transmissão. Mesmo se houvesse certeza de zero transmissão por assintomáticos, não se resolveria o problema de quem está pré-sintomático ou nos primeiros dias de sintomas.

    Na opinião do epidemiologista Carl Bergstrom, a bagunça se deu porque o anúncio da OMS teve falta de informações mais detalhadas e não explicou bem a diferença entre assintomáticos e pré-sintomáticos. E que não falam sobre transmissão pré-sintomática.

    Detalhes aqui:

    https://twitter.com/ThomasVConti/status/1270186144978939904

    0
    • CA 9 de junho de 2020 at 12:04

      Carlos,

      Vamos imaginar o seguinte:

      O vírus pode ficar incubado sem se manifestar por 14 dias.

      Se você INFERIR que a pessoa por princípio é ASSINTOMÁTICA ou que simplesmente ainda não contraiu o vírus porque não percebe nada de errado com esta pessoa e assim assumir que nestes dois casos não há risco de transmissão e se aproximar muito dela e facilitar o contágio, o que poderá acontecer?

      Toda vez que a pessoa for PRÉ-SINTOMÁTICA, ou seja, vírus incubado que ainda não se manifestou, você poderá contrair a doença sem saber e assim espalhar para VÁRIAS outras pessoas! Esta dinâmica, neste caso, não mudou absolutamente nada.

      Só que o comunicado da OMS não foi claro nem detalhado o suficiente para explicar este ponto, logo, sites de DESINFORMAÇÃO estão deitando e rolando inventando “N” estorinhas SEM PÉ NEM CABEÇA, como se fosse a “festa do caqui” e toda vez que você visse alguém que não demonstra os sintomas, não precisaria mais de prevenção!!!

      O resumo da ópera é que a informação da OMS não muda em nada a prevenção: é IMPOSSÍVEL detectar a olho nu e no dia-a-dia, quem é pré-sintomático e quem é assintomático. Se você TOLAMENTE assumir que todos que não DEMONSTRAM estar doentes não irão transmitir, o quanto a doença vai se espalhar AUMENTARÁ E MUITO, com novas ondas de crescimento EXPONENCIAL! A única vantagem é que Darwin poderá fazer um serviço à população: os sites de DESINFORMAÇÃO são exatamente o que os ZUMBOZOS respiram e nos quais acreditam CEGAMENTE, logo…

      P.S. Em algum momento, vão divulgar que a Covid-19 tem várias cepas, algumas delas inofensivas, outras extremamente agressivas, o que explica, juntamente com características intrínsecas dos infectados, porque às vezes pessoas muito saudáveis morrem rapidamente enquanto outras com comorbidades graves sobrevivem sem traumas, dentre outras combinações. Daí voltarão as teses de DESINFORMAÇÃO, com as pessoas assumindo de novo que se não aparecer sintoma não tem com que se preocupar e é até bom você se contaminar com aquela pessoa porque pega a “versão” mais leve do vírus e se protege até contra a mais “pesada”, só que na prática, de novo, você não vai ter como distinguir as situações mais acima e de novo, Darwin fará seu serviço…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • Lord of All 9 de junho de 2020 at 14:20

        É exatamente por isso que acho maior bobagem essa história de medir a temperatura das pessoas antes de entrar no mercado.
        A pessoa pode estar sem sintomas e ainda assim transmitindo o vírus.

        7+
        • avatar
        • avatar
  • CArlos 9 de junho de 2020 at 11:39

    OFF – Momento comédia do dia 🙂

    https://twitter.com/i/status/1269986542283403268

    0
  • Poeteiro Bolhista 9 de junho de 2020 at 11:46

    Fiquei um tempão sem poder postar aqui.
    Meu login estava dando como inválido.
    Tentei hoje de novo e consegui!
    =D
    Feliz em voltar a esta comunidade!

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • MARK 9 de junho de 2020 at 11:51

      Seja bem vindo de novo, Poeteiro!

      5+
      • avatar
  • if 9 de junho de 2020 at 16:27

    Prezados(as), boa tarde!
    Sem querer entrar em discussões políticas, gostaria de saber dos nobres colegas qual a melhor forma de preservar o patrimônio (saldo bancário, líquido) contra um eventual golpe militar.
    Minha esposa está pensando nessa possibilidade e está sugerindo (pasmem) a compra de um imóvel. Por isso, quero dicas de investimento seguro (mesmo que não seja rentável) para depois não ouvir ela dizer: “eu disse pra comprar um imóvel”

    5+
    • CArlos 9 de junho de 2020 at 16:56

      Mode mandar a grana para fora ou usar os métodos que os judeus e outros povos vem usando a séculos: comprar ouro, obras de arte, etc e esconder tudo 😉

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CArlos 9 de junho de 2020 at 16:57

      Se não puder mandar sua grana para fora arrume um advogado e prepare um divórcio. 🙂

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 9 de junho de 2020 at 16:44

    “Vamos oferecer descontos de até R$ 65 mil e condições exclusivas de negociação em um momento excelente para quem deseja realizar o sonho da casa própria ou fazer um investimento rentável e seguro”, diz.

    https://paranashop.com.br/2020/06/mercado-imobiliario-pandemia-leva-consumidor-a-comprar-imoveis-online/

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Loucodf 9 de junho de 2020 at 17:09

    Reforma administrativa com mais coisas?
    Vamos ver.
    Eu duvido!

    — Certamente, ela (reforma) vai ser mais dura do que a que o governo tinha preparado, porque se a dívida (pública) é maior. A necessidade de economia será maior. Então, qual reforma que o governo vai encaminhar e quando? — comentou Maia, durante um seminário que discutiu o retorno da atividade econômica após o isolamento social
    https://extra.globo.com/emprego/servidor-publico/reforma-administrativa-deve-voltar-pauta-do-congresso-com-foco-no-ajuste-fiscal-24451491.html

    4+
    • avatar
    • avatar
  • bolhista cearense 9 de junho de 2020 at 21:09
  • bolhista cearense 9 de junho de 2020 at 21:11
  • bolhista cearense 9 de junho de 2020 at 21:13
  • bolhista cearense 9 de junho de 2020 at 21:16

    O cara falou aquilo que já sabemos há tempos:
    https://www.oestadoce.com.br/economia/somos-campeoes-mundiais-em-juros-altos/

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 10 de junho de 2020 at 07:45

      Mas a Selic não está em 3% e a inflação controlada?

      7+
      • avatar
      • bolhista cearense 11 de junho de 2020 at 00:18

        Os juros finais (dos tomadores de empréstimos) não. Inflação controlada? Desemprego, quebradeira e liseira descontrolados isso sim.

        7+
        • avatar
  • Cajuzinha 10 de junho de 2020 at 08:46

    59% dos brasileiros fará empréstimo pessoal para lidar com gastos na pandemia
    Com o isolamento pela pandemia e seus efeitos sobre a economia mais da metade dos brasileiros terão que fazer algum tipo de empréstimo para poder pagar seus gastos básicos. Entre as modalidades de empréstimos mais escolhidas estão os empréstimos pessoais, consignados e o cartão de crédito

    https://economia.ig.com.br/2020-06-10/59-dos-brasileiros-fara-emprestimo-pessoal-para-lidar-com-gastos-na-pandemia.html

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Pedro de Lara 10 de junho de 2020 at 09:18

    Tive uns parangolés com o login. Depois de tentar novamente uns meses depois, deu certo. Estou de volta pra contribuir com o que puder. 🙂

    CVR – trabalhando de casa por conta da pandemia, guardando o máximo que posso de grana pra, quem sabe um dia, largar tudo e, sei lá, viver de substistência. kkkk

    Saudações a todos!

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 10 de junho de 2020 at 09:48

      Salci fufu!

      A cloroquina tá ressuscitando um monte de gente 🙂

      Poetero, Pedro de Lara, tá ficando animado…

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • tmarabo 10 de junho de 2020 at 11:29

    O escândalo da hidroxicloroquina: estudo contra foi mentiroso
    Misturar política com ciência acabou resultando em adesão precipitada a conclusões negativas de uma pesquisa condenada por especialistas
    “Tem pessoas defendendo a hidroxicloroquina porque gostam de Donald Trump e pessoas se opondo a ela porque não gostam de Donald Trump.”

    “Este assunto deveria envolver dados, não opiniões, muito menos política. O mundo enlouqueceu.”
    Impossível definição melhor do que a do médico catalão Carlos Chaccour, em entrevista ao Guardian, o mais tradicional jornal de esquerda da Inglaterra.

    A simpatia ideológica do Guardian é mencionada para ressaltar o mérito da imparcialidade do jornal ao ser o primeiro a tratar de um assunto que saiu da medicina e caiu na política, com os péssimos e previsíveis resultados.
    Aparentemente, a questão também pode ter sido manipulada por aproveitadores.

    O estudo sobre a hidroxicloroquina que apareceu na revista médica The Lancet já foi chamado por um jornal indiano de um dos maiores escândalos científicos do século.

    Indiano porque envolve dois autores originários da Índia, o cardiologista Mandeep Mehra, o diretor de um hospital importante em Boston, e Sapan Desai, criador de um agora suspeitíssimo site com informações médicas em tempo real chamado Surgisphere.

    Motivo das suspeitas: dois estudos, com dados impossíveis ou desmentidos, um sobre a hidroxicloroquina, outro sobre um vermífugo também usado, em base emergencial, para pacientes com Covid-19. Ambos usaram o banco de dados da Surgisphere.

    Sobre a hidroxicloroquina, os autores disseram que não apenas não tinha efeito positivo como aumentava a letalidade, em mais de 20% o que provocou um impacto enorme, inclusive por causa da politização do assunto e o desejo de deixar Donald Trump em apuros – com o equivalente brasileiro, claro.

    Os perfis profissionais de pessoas no comando do site Surgisphere foram criados há apenas dois meses e incluem uma modelo de fotos de “conteúdo adulto”.

    “Muitos pacientes leram a respeito. Milhares estavam fazendo os testes. Como poderiam continuar?”, disse Chaccour, o médico que já havia tido suspeitas sobre o estudo com a outra substância, o invermectin, também baseado num banco de dados improvável.

    Em honra da ciência amparada na ética e nas práticas consagradas, o estudo foi imediatamente repudiado por médicos e pesquisadores, inclusive contrários ao uso da hidroxicloroquina.

    A Organização Mundial de Saúde, cuja reputação foi arruinada sob o atual diretor, o etíope Tedros Adhanom, tomou a medida mais precipitada: anunciou imediatamente que estava suspendendo seu estudo internacional, o mais amplo, sobre a droga antimalária. Depois, voltou atrás.

    Mais um vexame na conta da OMS, que se deixou alegremente enganar pelos chineses no começo da epidemia.
    texto completo https://veja.abril.com.br/blog/mundialista/o-escandalo-da-hidroxicloroquina-estudo-contra-foi-mentiroso/amp/

    4+
    • tmarabo 10 de junho de 2020 at 11:30

      Olha esse trecho “Entre outras afirmações, o estudo dizia que tinha sido baseado em dados de 96 mil pacientes em 12 mil hospitais ao redor do mundo. Como uma start-up iniciante poderia ter tido acesso a uma base de dados tão grande e variada, inclusive em hospitais africanos sem as mínimas condições de conectividade?”

      EU FALEI ISSO AQUI PRA VOCÊS, BASTA SER ALFABETIZADO E NÃO FICAR DE MIMIMIM POLÍTICO.

      4+
      • tmarabo 10 de junho de 2020 at 11:32

        Não se trata de “ciência” que trouxe uma hipótese que outros cientistas mostraram que não era verdadeira, como o CArlso CINICAMENTE postou.
        Trata-se de uma ESCANCARADA FRAUDE, e só mesmo o ÓDIO POLÍTICO contra o Bolsonaro fez com que vocês não se dessem conta disso.

        4+
        • tmarabo 10 de junho de 2020 at 11:35

          O que o CArlos vai fazer??? botar a mão na consciência e parar de ficar burro por ódio político??? não, vai jogar o nome da Vilma Gryzinski (que escreveu o texto) no google pra tentar achar alguma coisa pra falar mal dela. ou vai cavar alguma coisa da Veja.

          4+
          • CArlos 10 de junho de 2020 at 11:45

            😉

            2+
  • tmarabo 10 de junho de 2020 at 14:46

    600 médicos dizem que lockdown são um ‘incidente com vítimas em massa’ https://www.forbes.com/sites/gracemarieturner/2020/05/22/600-physicians-say-lockdowns-are-a-mass-casualty-incident/#3fab453150fa
    600 genocidas, zumbis do trump, certamente.

    6+
    • tmarabo 10 de junho de 2020 at 14:49

      – Patients fearful of visiting hospitals and doctors’ offices are dying because COVID-phobia is keeping them from seeking care.
      – Other silent casualties: “150,000 Americans per month who would have had new cancer detected through routine screening.”

      4+
    • tmarabo 10 de junho de 2020 at 14:49

      Em breve vai sair na grande mídia e aí vocês vão acreditar.

      4+
      • CArlos 10 de junho de 2020 at 15:24

        Saiu 😉

        Partido Republicano lidera médicos ‘pró-Trump’ para prescrever reabertura rápida

        WASHINGTON (AP) – Operadores políticos republicanos estão recrutando médicos “extremamente pró-Trump” para irem à televisão prescrever reviver a economia dos EUA o mais rápido possível, sem esperar para atender aos parâmetros de segurança propostos pelos Centros federais de controle e prevenção de doenças para diminuir a velocidade a disseminação do novo coronavírus.

        O plano foi discutido em uma teleconferência de 11 de maio com um funcionário sênior da campanha de reeleição de Trump, organizada pela CNP Action, afiliada do Conselho de Política Nacional alinhado ao Partido Republicano. Uma gravação vazada da ligação de uma hora foi fornecida à Associated Press pelo Center for Media and Democracy, um grupo de vigilância progressiva.

        A Ação CNP faz parte da Coalizão Save Our Country, uma aliança de think tanks e comitês políticos conservadores, formada no final de abril para encerrar os bloqueios estaduais implementados em resposta à pandemia. Outros membros da coalizão incluem a FreedomWorks Foundation, o Conselho de Intercâmbio Legislativo Americano e os Patriotas do Tea Party.

        https://apnews.com/4ee1a3a8d631b454f645b2a8d9597de7

        6+
        • avatar
  • CArlos 10 de junho de 2020 at 15:03

    Pandemia de bolhudos

    Diálogo é alternativa para aluguéis de imóveis atrasados
    https://globoplay.globo.com/v/8610756/

    Pandemia provoca aumento de devolução de imóveis e queda de valor de locações no Grande Recife

    Segundo Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), taxa de devolução de imóveis comerciais chegou a 20%. Queda de preços atingiu a marca de 40%.
    Enquanto os inquilinos tentam se livrar de dívidas, para os proprietários fica obrigação de pagar Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e taxa anual para o Corpo de Bombeiros.
    Além disso, é necessário correr atrás e tentar alugar o imóvel outra vez. Só que, agora, com o mercado em baixa.
    Outro problema registrado com a pandemia é a redução significativa dos valores dos alugueis. O mercado estima que a queda ocorreu por causa da necessidade de renegociação de contratos entre inquilinos e proprietários.
    O Cresci informou que, atualmente, a procura é para locação de imóveis de até R$ 2 mil mensais, em média.
    De acordo com o corretor Alexandre de Paulo, de 56 anos, que atua há sete no mercado imobiliário, os imóveis residenciais tiveram uma redução de cerca de 10% nos valores. Entre os imóveis comerciais, esse percentual chegou a 40%.

    https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2020/06/04/pandemia-provoca-aumento-de-devolucao-de-imoveis-e-queda-de-valor-de-locacoes-no-grande-recife.ghtml

    11+
    • avatar
    • avatar
  • CA 10 de junho de 2020 at 18:45

    Sobre uma previsão de 1,5 meses atrás:

    —————————————————————————————————————————————————————————————————-
    “CA 22 de abril de 2020 at 19:47

    (…)

    Como falei antes, não seria difícil chegarmos a 20% de desemprego e isto só seria evitado se fosse “compensado” por uma combinação de SUBemprego e DESALENTO, ou seja, estatisticamente não alcança os 20%, mas a DEGRADAÇÃO dos empregos e renda pode ser ainda PIOR.”
    —————————————————————————————————————————————————————————————————

    Informação de HOJE, sobre o que já havia acontecido, mas ainda não aparecia em nenhuma estatística:

    OBS: o título da notícia = “além da imaginação”, não contava com a NOSSA imaginação…

    https://www.infomoney.com.br/colunistas/alexandre-schwartsman/alem-da-imaginacao/

    Trecho do link acima, que fala sobre uma abertura feita por economistas nos dados do último PNAD do IBGE, entre “aspas”:

    “Caso a força de trabalho tivesse se mantido inalterada (isto é, os demitidos passassem imediatamente a buscar emprego), a taxa de desemprego estaria agora um pouco acima de 20%, a maior da história.”

    —————————————————————————————————————————————————————————————————

    E daqui pra frente?

    A reabertura vai causar alguma euforia em setores localizados, mas o “NOVO NORMAL” tende a cobrar um preço muito alto quanto aos empregos e a renda também, alguns exemplos:

    Itens BOLHUDOS e de altíssimo CUSTO, tendem a ter QUEDAS mais relevantes na procura, afetando toda a cadeia do setor imobiliário e de automóveis, retroalimentando o alto desemprego e perda de renda.

    Como exemplo, Ubers e afins NÃO vão salvar a pátria desta vez, porque de cara muita gente vai evitar este tipo de transporte, outros vão estar em home office, o número de viagens tende a cair de forma relevante e já estávamos com SUPER OFERTA desde antes da PANDEMIA.

    Outro exemplo: MCMV com crédito PODRE também não vai salvar, porque o círculo vicioso do desemprego e QUEDA da economia continuará ativo por um bom tempo e nestas condições, a APELAÇÃO da CEF teria que ser SURREAL. Outras categorias de imóveis com menos crédito PODRE e FACILIDADES via CEF, vão continuar despencando ainda mais.

    Estes setores e alguns outros, por enquanto estão tentando não gerar disparada no desemprego, utilizando-se dos recursos aprovados para crise (redução de salários, suspensão de contratos, etc), no entanto, a tendência é que caia a ficha sobre o que consta acima nos próximos meses e daí eles não poderão conter as demissões.

    A conferir…

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 10 de junho de 2020 at 20:31

      CA, isso só pode ser alarmismo do BIB 247 (cade o índio?????)

      Afinal, o Bozo + Guedes + Centrão (Marun, Jefferson, Pastores e cia) vão fazer a Banania explodir em um ciclo virtuoso patriota nunca antes visto nesse país…

      Antes da pandemia estava bem ruim…
      Imagina no pós…

      Alguém tem notícias do Pai Xicão? Estamos no meio da G.O.M.E com a G.E.E.L.E batendo na porta…
      Precisamos de nova luz!

      10+
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 11 de junho de 2020 at 01:21

    OFF – Prioridades…

    Ministério da Verdade a cargo de SS et caterva.

    Bolsonaro recria Ministério das Comunicações com genro de Silvio Santos

    O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou hoje em sua página no Facebook que vai recriar o Ministério das Comunicações e nomear como titular da pasta o deputado federal Fabio Faria (PSD-RN). O parlamentar é casado com a apresentadora Patrícia Abravanel, filha de Silvio Santos, dono do SBT. O decreto já foi publicado no “Diário Oficial da União”.

    Segundo Bolsonaro, será publicada uma MP (Medida Provisória) para desmembrar o atual Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que atualmente é chefiado por Marcos Pontes.

    O então presidente interino Michel Temer foi o responsável pela extinção da Pasta, que foi criada ainda na ditadura militar pelo presidente Humberto de Alencar Castello Branco, em 1967. Nos últimos quatro anos as funções sempre estiveram com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

    Após vencer as eleições de 2018, Bolsonaro adotou o discurso do corte de ministérios. Assumiu o governo com 22 pastas, embora tivesse falado em 15 durante a campanha e que “não chegaria a 20” já como presidente eleito.

    A avaliação de fontes no PSD é de que Faria é muito próximo ao presidente Bolsonaro. Nas últimas semanas passou a monitorar, para o presidente, redes sociais para ver quem era fiel ou não ao bolsonarismo.

    Faria ocupa a 3ª Secretaria da Mesa Diretora da Câmara, um novo nome deve ser indicado pelo PSD. Dentro da bancada há um entendimento de que a nomeação é por apelo pessoal de Bolsonaro e proximidade de Silvio Santos.

    No entanto, o PSD faz parte do grupo chamado centrão e recentemente nomeou um cargo para Funasa.

    https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/06/10/bolsonaro-recria-ministerio-das-comunicacoes-com-genro-de-silvio-santos.htm

    5+
    • avatar
  • perdido no rio 11 de junho de 2020 at 03:14

    Fiquei muito tempo sem vir aqui, mas foi uma boa reler o conteúdo, que continua de excelente nível, salvo poucas exceções. Não vou me estender, dado o adiantado da hora. Mas quero agradecer a CA, CArlos, bolhista cearense e socrates pelas postagens.

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 11 de junho de 2020 at 06:55

    TESTE DE CONHECIMENTOS GERAIS:

    De quem estamos falando abaixo?

    – Militar, oficial para-quedista. Nascido no interior do país. Eleito com 56,2% dos votos, derrotando partidos tradicionais. Se apresentava como salvador da pátria, anti-establishment., e com a missão de aniquilar a corrupção.

    – Costumeiras afirmações-esperneios-histerias do tipo “querem violar nossa soberania!!!!”

    – No regime que criou há um ódio declarado contra a Alta Comissária da ONU para Direitos Humanos, Michelle Bachelet. Além disso, tem uma patológica obsessão contra a imprensa. E, de quebra, criador de fake-news sobre jornalistas.

    – Teve quatro filhos, praticantes do “dolce far niente”, que vivem de cargos do Estado (uma das quatro descendências teve designação para uma embaixada nos Estados Unidos)

    – Um terço do gabinete composto por militares

    – Defensor e saudosista da última ditadura militar de seu país

    – Continência para saudar até os civis

    – Contra energias alternativas (defesa da continuidade do uso do petróleo) (aliás, quando houve um derramamento de petróleo, colocou a culpa em setores do exterior…)

    – Categoricamente contra o aborto

    – Fez carreira militar primeiro e depois partiu para a carreira política (jamais trabalhou na iniciativa privada, pois sempre viveu do Estado)

    – Tentou uma rebelião militar e fracassou.

    – Homofóbico

    – Péssima pronúncia do inglês.

    – Anti-globalização.

    – Nacionalista.

    – Apreço colossal pelas mais tresloucadas teorias da conspiração.

    – Odeia os jornalistas, aos quais culpa de todos os males

    – Permanente confusão sobre dados históricos.

    – Misógino.

    – Seu último casamento com uma mulher muito mais jovem do que ele.

    – Ódio contra presidente da França.

    – Declarou várias vezes que os poderes celestiais o levaram à presidência da República

    – Frenesi por desfiles militares, exaltação de generais do passado

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 11 de junho de 2020 at 07:02

      Acertou quem respondeu Hugo Chávez!!!

      Não é a toa que em uma das POUCAS demonstrações de sinceridade do Bozo, no passado ele rasgou elogios para o Chávez, eles parecem ser a mesma pessoa!!!

      E no artigo abaixo, uma coletânea de outras similaridades e frases repetidas ou adaptadas pelo BOZO em homenagem à outros fascistas e ditadores ao redor do globo, passando por Mussolini, Daniel Ortega e daí por diante, vale a pena a leitura:

      https://epoca.globo.com/ariel-palacios/coluna-as-semelhancas-entre-jair-bolsonaro-hugo-chavez-24468235

      13+
      • avatar
      • avatar
  • bolhista cearense 11 de junho de 2020 at 07:45

    Subemprego dispara:
    Procura por trabalho com aplicativos de entrega cresceram 831%
    Levantamento feito pela SEMrush indica que os brasileiros têm buscado os serviços de entrega como fonte de renda durante pandemia do novo coronavírus
    A pandemia da Covid-19 está impactando negativamente na economia do País. Mesmo com o cenário ruim, os serviços relacionados ao trabalho com aplicativos de entrega surge como alternativa para amenizar os efeitos da pandemia. É o que mostra pesquisa feita pela SEMrush – software de busca competitiva. O levantamento informa que as buscas na internet relacionadas a iFood, Rappi e Uber Eats tiveram um aumento de 831%, entre janeiro e abril.

    Com as medidas restritivas de circulação impostas no País, a demanda por entregas via delivery aumentou consideravelmente. Os pedidos dos consumidores variam entre restaurantes, mercados e até petshop.

    A pesquisa ainda indicou que o termo “mochila de entrega”, que é um equipamento importante para os trabalhadores de delivery, cresceu 184%, entre janeiro e abril deste ano. Além disso, as buscas por “vagas de entregador” e “entregador por aplicativo” cresceram 51% e 50%, respectivamente

    O mesmo levantamento observou a queda de 63% nas pesquisas com os termos “vagas de emprego” e “concurso público” neste período. Segundo o IBGE, no primeiro trimestre de 2020, o desemprego aumentou 15% em 12 estados, o que impactou no aumento de 173,4% na busca pelo termo “desemprego” e crescimento de 130% pela palavra “recessão”.
    https://www.opovo.com.br/noticias/economia/2020/06/10/procura-por-trabalho-com-aplicativos-de-entrega-cresceram-831.html

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 11 de junho de 2020 at 10:20

    OFF – Párias

    Europa vai barrar a entrada de brasileiros enquanto pandemia não estiver controlada

    União Europeia e zona Schengen terão lista de países liberados quando reabrirem fronteiras externas, o que está previsto para 1º de julho

    Bruxelas

    Países europeus vão barrar a entrada de quem vive em locais em que a pandemia de coronavírus não está controlada, quando abrirem suas fronteiras externas, o que está previsto para 1º de julho, informou nesta quinta (1) a Comissão Europeia (poder Executivo do bloco).

    A lista de países que terão entrada permitida começará a ser elaborada nesta quinta; na prática, residentes no território brasileiro serão impedidos de entrar na Europa enquanto o Brasil não controlar a doença.

    Segundo a comissária para os Assuntos Internos, Ylva Johansson, a situação epidemiológica de cada nação será o principal critério de decisão sobre quem terá acesso ao território europeu, e a lista será ampliada aos poucos.

    https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/06/europa-vai-barrar-a-entrada-de-brasileiros-enquanto-pandemia-nao-estiver-controlada.shtml

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Krakenvader 11 de junho de 2020 at 13:03

    Meu setor foi duramente afetado (Transporte aéreo) pelo vírus chinês. Empresas estão propondo redução temporária dos salários fixos (variáveis já eram).

    Preocupação das pessoas?

    – Se reduzir, não consigo pagar a parcela do meu apartamento! Quem vai assumir o prejuízo depois?

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • homelessbubbles 11 de junho de 2020 at 13:03

    Suécia suspenderá informações diárias sobre covid, dada a perda de controle sobre a doença
    https://fortune.com/2020/06/10/sweden-coronavirus-briefings-scandal/

    Suécia também já é o quarto país com mais mortes por milhão, sendo que sua taxa vem aumentando mais do que as dos três primeiros
    https://www.statista.com/statistics/1104709/coronavirus-deaths-worldwide-per-million-inhabitants/

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 11 de junho de 2020 at 13:31

      homelessbubbles,

      Lembrando que a Suécia também é o país com previsão de uma das MAIORES QUEDAS do PIB.

      Por isto que ela é o exemplo do BOZO e dos GENOBOZOS, afinal, eles buscam dois RECORDES simultâneos, o de MORTES e o de DESTRUIÇÃO DA ECONOMIA!

      De quebra, ainda vão buscar um novo RECORDE: o de PÉSSIMA condução do país frente à PANDEMIA. Parte da “fórmula mágica” para buscar este terceiro RECORDE é ESCONDER os dados de MORTES quando estão no ÁPICE estão sendo vistos pelo RESTO DO MUNDO, ou seja, FUGIR COVARDEMENTE do problema GRAVÍSSIMO por fins meramente POLITIQUEIROS, SUJOS E BAIXOS…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 11 de junho de 2020 at 13:42

        Eles já vinham em crise daí decidiram apostar em não fazer isolamente para tentar evitar a agravamento, fail….
        Lembra muito qual país mesmo?

        Suécia em ‘Crise Econômica Muito Profunda’, apesar do bloqueio suave

        A resposta altamente contestada da Suécia ao Covid-19 deixou grande parte da economia aberta. Mesmo assim, o país está agora em sua pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial.

        A maior economia da Escandinávia vai encolher 7% este ano, disse a ministra das Finanças Magdalena Andersson na terça-feira. Logo depois que ela falou, o escritório da dívida revelou um aumento histórico de 30 vezes nos empréstimos para cobrir gastos emergenciais em meio a perdas recordes de empregos. Uma pesquisa separada mostrou que 40% das empresas do setor de serviços da Suécia agora temem a falência.

        Houve intensa especulação sobre o modelo controverso da Suécia para combater a propagação do coronavírus. Embora o país tenha visto consideravelmente mais mortes por Covid-19 do que seus vizinhos nórdicos, alguns teorizaram que ele poderia ao menos sofrer menos dor econômica. Mas os dados mais recentes desafiam essa ideia.

        https://www.bloomberg.com/news/articles/2020-05-19/sweden-in-very-deep-economic-crisis-despite-soft-lockdown

        ——————————————————————————————————————————————————————————————–

        OBS: Artigo de 2016

        No vermelho: a Suécia caminha para uma profunda crise econômica

        Os custos crescentes da imigração e uma bolha imobiliária abriram o caminho para uma crise econômica “profunda” na Suécia e a situação já começou a se deteriorar além do reparo, escreveram três economistas suecos em um artigo de debate na Dagens Industri.

        Fredrik N.G. Andersson, Andreas Bergh e Anders Olshov, todos representantes do grupo de inteligência Intelligence Watch, observaram que a situação atual na Suécia é semelhante à de países como Espanha, Portugal e Irlanda nos anos anteriores à crise financeira de 2008.

        Dois grandes desequilíbrios foram apontados como a razão da crise que se aproxima: crescimento maciço da dívida das famílias, que em breve se acredita exceder 180% da renda disponível, bem como o forte afluxo de requerentes de asilo da Ásia e da África.

        https://sputniknews.com/europe/201605041039049738-sweden-crisis-economy/

        7+
        • avatar
        • avatar
      • CArlos 11 de junho de 2020 at 13:46

        Sem falar que a Suécia muito citada pelo gado, esta Suécia mesmo tem um governo social-democrata com fortes tendências para a esquerda, como pode ser notado nas políticas de imigração…

        Mas como gado é completamente ignorante mesmo e ficam falando do caso deles. 😉

        4+
        • avatar
        • avatar
  • CA 12 de junho de 2020 at 08:38

    https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/06/12/numeros-mostram-que-brasil-ainda-faz-brutalmente-menos-testes-para-coronavirus-do-que-deveria-estamos-no-escuro-diz-especialista.ghtml

    A informação da matéria acima apenas confirma algo percebido desde o início da pandemia:

    O Brasil é um dos países que faz menos testes no mundo todo.

    E isto, por si só, ajuda a esclarecer como o nosso governo e seus seguidores FANÁTICOS são COMPLETAMENTE ALIENADOS:

    Lembram que o governo e FANÁTICOS sempre usaram a Coreia do Sul como exemplo de que não precisa de quarentena para combater o vírus?

    Pois é, acontece que a Coreia do Sul é dos países que MAIS fez testes no Mundo, desde o início da pandemia, enquanto o Brasil é o país que MENOS fez testes desde o início da pandemia.

    E de quem é a responsabilidade por estes testes em massa para todo o país?

    Do governo federal, o mesmo que usou como exemplo a Coreia do Sul!

    E o máximo que temos até agora, é aquela promessa completamente UFANISTA feita pelo IPiraNaGrana, de que teríamos 40 milhões de testes por mês, vindas de um amigo dele de Londres, o que como sabemos, assim como em todas as promessas SURREAIS do Ciro Guedes, não vai acontecer!

    E ao invés de buscar recursos e agir para termos testes em massa em quantidade minimamente suficiente, para daí sabermos qual a melhor estratégia perante o vírus a cada momento, o que o governo faz?

    Fica criando crises POLITIQUEIRAS semanalmente, ESCONDENDO os números da pandemia, MANIPULANDO o GADO e fazendo manifestações baseadas em DESINFORMAÇÃO, dando PESSIMOS exemplos via presidente e seguidores FANÁTICOS quanto à não prevenção, espalhando FAKE NEWS de que se a pessoa não aparenta estar doente, não há com que se preocupar, faz pressão absurda via presidente, FANÁTICOS e empresários cooptados sobre governos estaduais e prefeituras para tirarem qualquer restrição em meio a RECORDE DE MORTES e FALTA DE INFORMAÇÃO e daí para PIOR, MUITO PIOR…

    E qual a consequência do que consta acima?

    Durante a pandemia teremos “idas e vindas”, liberando circulação, vendo disparada nas mortes e depois fechando de novo e assim, prorrogando o sofrimento mais do que qualquer outro país e desta forma, seremos um dos países que sairá da pandemia estando entre os recordistas em número de casos mortes e também um dos recordistas quanto à QUEDA no PIB, graças a termos tido um dos PIORES ou o PIOR governo do mundo no combate à PANDEMIA.

    Os números já estão começando a demonstrar o que consta acima, vamos continuar acompanhando…

    9+
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 12 de junho de 2020 at 09:59

      Exatamente, não tem mais casos porque simplesmente muitas cidades e estados não estão testando.

      Quando se fazem testes, BOOM!

      Na noite da última segunda-feira (8), a Prefeitura de São Carlos divulgou novos números da covid-19. Os dados causaram certo impacto na sociedade, por isso o São Carlos Agora ouviu as explicações do secretário de Saúde, Marcos Palermo, sobre o assunto.
      Sobre os novos casos, Palermo explicou que uma empresa de São Carlos realizou testes em 115 colaboradores – destes, 43 testaram positivo para o novo coronavírus.

      https://www.saocarlosagora.com.br/coronavirus/secretario-explica-explosao-de-casos-de-coronavirus-em-sao/126664/

      5+
      • avatar
  • Loucodf 12 de junho de 2020 at 08:42
    • CArlos 12 de junho de 2020 at 10:02

      É um demente criminoso, como se precisasse incentivar o gado acéfalo a fazer coisas idiotas….
      No mais brasil apenas mostrando que uma boa parte da sua população é racista, fascista, higienista, escravocrata e FDP mesmo.

      10+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 12 de junho de 2020 at 10:30

    País tem deflação de 0,38% em maio, menor índice em 22 anos
    Em 12 meses, IPCA acumula alta de 1,88%, bem abaixo do centro da meta do governo. Com pandemia, alimentos voltam a ser principal despesa do orçamento das famílias, mostra IBGE.

    Aracaju tem deflação em maio, com variação de -0,50% nos preços
    ECONOMIA
    em 12 jun, 2020 9:02

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 12 de junho de 2020 at 10:33

      Hábitos de consumo vão mudar após pandemia do coronavírus, aponta pesquisa
      Segundo pesquisa encomendada pela Febraban, quase metade dos entrevistados diz que reduzirá consumo em bares e shoppings. Levantamento ouviu mil pessoas entre os dias 1º e 3.

      https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/06/12/habitos-de-consumo-vao-mudar-apos-pandemia-do-coronavirus-aponta-pesquisa.ghtml

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • homelessbubbles 12 de junho de 2020 at 11:05

        Quero ver se o povo vai aprender a fazer poupança.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CArlos 12 de junho de 2020 at 11:41

          A grande maioria nunca vai fazer, só ver a quantidade de debilóides fazendo self nos shoppings..
          E quem é prevenido fez poupança antes da crise, falta de aviso não foi.

          Rumamos para a economia baseada na escravidão do débito, lembra muito aquele pessoal que vinha para o brasil no pós-guerra e tinha que pagar alojamento e comida para os donos das fazendas.

          Donos das fazendas = banqueiros
          Alojamento = prestação do bolhudo = banqueiros de novo
          Comida = juros do cartão, dammit, banqueiros, surprise suprise 😉

          Nesta idade e não aprenderam nada…

          RJ: ‘Realizados após quarentena”, diz casal de idosos em shopping reaberto

          Um calçado confortável nos pés, uma bolsa no ombro e o celular sempre em punho para registrar os melhores momentos. O casal Paulo Roberto da Silva, 69, e Soraia Abreu Alves, 60, desbravou na tarde de hoje os corredores do BarraShopping, na zona oeste do Rio, reaberto após a quarentena.

          Os sorrisos não escondiam a animação pela reabertura do shopping, antecipada do dia 17 para hoje, por decreto do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos). Parte do grupo de risco para o coronavírus, eles dizem que não viam a hora de o isolamento social ser flexibilizado para voltarem a sair de casa, mesmo sendo mais vulneráveis à doença.

          https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/06/11/realizados-apos-quarentena-diz-casal-de-idosos-em-shopping-reaberto.htm

          Wall Street Economy
          https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2020/06/11/apple-se-torna-primeira-empresa-dos-eua-a-valer-us-15-trilhao.ghtml

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Pedro de Lara 12 de junho de 2020 at 16:07

            Estou bobo de ver o movimento nas ruas em SP por conta do dia do comér… Digo, dia dos marmotados 😀
            Acompanhando pelo waze, tem rua que tá com trânsito igual às épocas de final de ano. Lojas “abrindo por 4h” lotadas. Muita gente saindo de casa sem dinheiro. Seja pra dar uma pernada e pegar/passar coronguinha, seja pra fugir do mofo da parede do bolhudo… Um luxo só.

            5+
            • avatar
        • Jonny Deep Blue 16 de junho de 2020 at 14:01

          Mais importante do que ficar em casa, é ter poupança para isso.

          1+
          • avatar
  • Cajuzinha 12 de junho de 2020 at 11:21

    Milícias expulsam moradores de casa em Itaboraí, Magé e Rio e colocam imóveis à venda
    Vítimas perdem as casas por não ter dinheiro para pagar taxas impostas pelos criminosos e tiveram que deixar imóvel em 48 horas, só com a roupa do corpo.

    https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/06/12/milicias-expulsam-moradores-de-casa-em-itaborai-mage-e-rio-e-colocam-imoveis-a-venda.ghtml

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 12 de junho de 2020 at 13:23

      Cajuzinha,

      Região dominada pela familícia do Bozo.

      Este é UM dos motivos pelos quais o governo atual NÃO vai atuar de verdade contra a bolha imobiliária: ela é LUCRATIVA para os “sócios” da Milícia, quanto mais caros os imóveis, mais eles ganham ao revender, alugar, etc. e PIOR, em cima daquilo que nem pertence a eles e praticando isto de forma PÚBLICA, afinal quem vai mexer com os AMIGOS DO REI?

      Outro motivo é que um dos filhotes do Bozo também já se utilizou e pode voltar a se utilizar de imóveis para LAVAGEM DE DINHEIRO e quanto mais INFLADOS ARTIFICIALMENTE estiverem os preços, mais ajuda a MAQUIAR os esquemas SUJOS dele. Se bem que ele também foi tão DESCARADO, que os imóveis que ele comprou “TRIPLICARAM” de preço justamente em ano que os preços de imóveis, mesmo pelo FINGE ZAP, não subiram quase nada e no mundo REAL, estavam com preços em QUEDA!

      Como se não bastasse, temos que lembrar dos interesses ESPÚRIOS do IPiraNaGrana: ele foi membro do conselho administrativo da PDG, na época em que ela era LÍDER do esquema das vendas FALSAS na planta, que havia sido idealizado pela própria PDG anos antes. Ele também tem vínculos com a BTG, que por sinal, é uma das empresas “bem relacionada” não só com a PDG, como com a CEF, onde a BTG já participou de ESQUEMAS de vendas de FALSOS títulos podres do setor imobiliário pela CEF, com alto lucro. Isto sem contar as “parcerias” deste MEGA TUBARÃO com outros TUBARÕES, para buscar manter INFLADOS ARTIFICIALMENTE os valores das ações das construtoras, via INÚMERAS promessas UFANISTAS e um sem-fim de ações para beneficiar este setor em específico com dinheiro PÚBLICO e SUBSÍDIOS.

      E mesmo assim, tudo isto será o suficiente para “salvar” o setor imobiliário dos efeitos pós pandemia versus a PROFUNDA DISTORÇÃO que existe neste segmento, seja quanto a oferta versus procura, preço versus renda, etc, recorde PLANETÁRIO de imóveis à venda pela CEF em função de INADIMPLÊNCIA, RECORDE PLANETÁRIO de INADIMPLÊNCIA do crédito imobiliário sendo MAQUIADO pela CEF, etc, etc, etc???

      NÃO!!! Por que não?

      Em primeiro lugar, parte da resposta está na própria pergunta: as DISTORÇÕES são muito GIGANTES, não são SUSTENTÁVEIS INDEFINIDAMENTE.

      Segundo, porque estas DISTORÇÕES vão aumentar e MUITO no pós pandemia: o desemprego, combinado com SUBemprego, DESALENTADOS e empreendedorismo por NECESSIDADE, que em seu conjunto caracterizam a DEGRADAÇÃO DOS EMPREGOS E DA RENDA, irá disparar “como nunca antes na história do país” e isto inclusive, já está começando a ser mensurado, como em artigo de ex-presidente do BC que coloquei acima, onde se não tivéssemos uma disparada RECORDE nos DESALENTADOS, já teríamos batido o recorde de DESEMPREGO no país.Uma DESTRUIÇÃO sem precedentes em emprego e renda, inviabiliza por completo se sustentar preços FORA DA REALIDADE e extremamente elevados como ainda existem no segmento imobiliário.

      Terceiro, porque também no PÓS-PANDEMIA, o governo vai ter que fazer um AJUSTE FISCAL e desta vez, AINDA MAIS RIGOROSO do que estava planejando antes da pandemia, porque os ROMBOS aumentaram demais, como consequência do governo ter que dar inúmeros “APOIOS” para famílias e empresas.

      Quarto, porque como já tem sido DEMONSTRADO por aqui, o Brasil será um dos países que terá a maior demora para superar os efeitos mais DANOSOS da pandemia, com as PIORES contra-medidas por parte do governo e com um governo completamente INEPTO para puxar ações que visem a recuperação da economia no pós pandemia e isto irá AGRAVAR tudo que consta acima.

      Existem outros fatores pelos quais a bolha imobiliária tenderá a ter uma explosão cada vez mais visível, em especial no pós pandemia, acima, como sempre, apenas AMOSTRAS…

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 12 de junho de 2020 at 12:25

    OFF – Coronavirus

    Usem máscara: Simples, barato e efetivo

    Identificação da transmissão aérea como a via dominante para a propagação do COVID-19

    Significado

    Elucidamos as vias de transmissão da doença de coronavírus 2019 (COVID-19) analisando as medidas de tendência e mitigação nos três epicentros. Nossos resultados mostram que a rota de transmissão aérea é altamente virulenta e dominante para a propagação do COVID-19. As medidas de mitigação são discerníveis das tendências da pandemia. Nossa análise revela que a diferença com e sem cobertura de face obrigatória representa o determinante na definição das tendências da pandemia. Esta medida de proteção reduz significativamente o número de infecções. Outras medidas de mitigação, como o distanciamento social implementado nos Estados Unidos, são insuficientes por si só para proteger o público. Nosso trabalho também destaca a necessidade de que uma ciência sólida seja essencial na tomada de decisões para as atuais e futuras pandemias de saúde pública.

    https://www.pnas.org/content/early/2020/06/10/2009637117

    5+
    • avatar
    • avatar
  • CA 12 de junho de 2020 at 14:07

    Sobre a notícia colocada por LoucoDF acima:

    https://oglobo.globo.com/sociedade/coronavirus/bolsonaro-pede-apoiadores-que-entrem-em-hospitais-para-filmar-leitos-24475348

    Este é um SINGELO exemplo de porque NÃO VAI! Um presidente DEMENTE que só faz PALHAÇADA para servir de PASTO para um GADO de DEMEBOZOS (dementes do Bozo)!

    Por que o presidente não mandou filmar Manaus quando estava NO AUGE DO CAOS, com pessoas morrendo nos corredores sem atendimento, aluguel de freezer para cadáveres e assim por diante?

    Por que o presidente não mandou filmar São Paulo e Rio de Janeiro quando eles estavam no AUGE da ocupação de leitos em UTI´s de hospitais PÚBLICOS e esperou a reabertura ser autorizada, em função de uma QUEDA na ocupação de leitos de UTI´s, para só depois disto pedir para o pessoal filmar?

    Aliás, porque ele que é o presidente não foi até os hospitais PÚBLICOS no AUGE da pandemia para fazer os exames dele, mas sim, em um hospital com acesso ultra restrito como o do exército, se ele acha que não tem nenhum problema?!?!

    Ah, existem desvios de verba de governadores e prefeitos. Sem dúvida! Estão superfaturando equipamentos à rodo!

    Mas achar que estão “inventando cadáveres” e fantasiando a GRAVIDADE da pandemia no Brasil, daí só DEMONSTRA o quanto o BOZO é DEMENTE, assim como os DEMEBOZOS que o seguem!!!

    Por acaso o número de ENTERROS em São Paulo cresceu mais de 50% em abril/2020 na comparação com abril/2019 e mais de 69% em maio/2020 na comparação com maio/2019, a troco de que??? Por acaso o prefeito e o governador, por serem oposição ao governo federal, cismaram de assassinar as pessoas e antes disto injetaram o vírus nelas??? Ou então, o Bozo e os DEMEBOZOS acham que é um “complô” e enterraram um monte de caixotes vazios?!?!

    E no caso do registro de mortes nos cartórios, também são todos “fajutados”??? Porque o CRESCIMENTO das mortes no Brasil de 2019 para 2020 foi até SUPERIOR ao número de mortes da Covid-19 e ainda, seguindo a mesma curva de crescimento, então, como o Bozo e DEMEBOZOS explicam isto??? Por acaso todo mundo que trabalha nos cartórios é “comunista” e por isto está “falsificando” as mortes?!?!?!

    Repito: a DEMÊNCIA de BOZO e DEMEBOZOS é INFINITA e isto só faz com que o país AFUNDE cada vez mais. Precisávamos de testes em massa desde o começo, um governo que desde o início levasse a SÉRIO a pandemia, que planejasse contra-medidas EFETIVAS aos INEVITÁVEIS impactos para economia, ou que se não conseguisse testes e isolamento em massa DESDE O INÍCIO como a Coréia do Sul, fizesse um Lock Down ultra rigoroso como na China ou em outros países desde o início, que coordenasse de forma conciliatória as ações entre o governo federal, estaduais e federais, que servisse de EXEMPLO nos cuidados e na prevenção, mas não, o que temos é o CONTRÁRIO de tudo isto, temos o PIOR governo do mundo no combate à PANDEMIA, que ATRAPALHA em tudo que puder, de todas as formas possíveis e imagináveis, tudo EXCLUSIVAMENTE para gerar PASTO para o GADO e tentar INVENTAR motivos para guerrilhas e outras ações feitas por alguém muito parecido com o Bozo e que por sinal ele admira, o Hugo Chávez…

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • perdido no rio 12 de junho de 2020 at 14:36

      É isso aí CA, as mortes estão aumentando muito mais do que o número oficial de COVID. Uma pena que esses dementes não morram todos, porque o acesso ao tratamento permite recuperação dos criminosos ricos que sustentam esta milícia no planalto.

      https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2020/06/09/mortes-por-sindrome-respiratoria-aguda-grave-e-quase-12-vezes-maior-do-que-por-covid.ghtml

      Em capitais, mortes por síndrome respiratória aguda grave chegam a ser 12 vezes maiores do que por Covid
      Pesquisa cruzou os dados de morte por coronavírus e síndrome respiratória aguda grave por causa inespecífica, ou seja, já descartando os casos de influenza e pneumonia.
      Por Jornal Nacional

      09/06/2020 21h41 Atualizado há 2 dias

      7+
      • avatar
      • avatar
    • Ilusionista 12 de junho de 2020 at 18:04

      bem, se ele tivesse alguma desconfiança do que poderia estar acontecendo nos hospitais simplesmente mandaria a PF ou fiscais do MSaúde para apurar, obvio que todo paciente tem um registro de internação, com datas, identificação, custos hospitalares para eventual fiscalização. Só irá ter uma infinidade de vídeos deprimentes de doentes entubados circulando pelas redes sociais.
      Bolsominions são iguais a corno, você tenta falar a verdade, mostra fotos, vídeos e mesmo assim eles não acreditam, e ainda corre o risco de perder o amigo ou um parente seu virar a cara para você (apesar que de gente assim é melhor manter distância).
      A que ponto chegamos, aqui um vídeo do Bugalho com cometários a respeito da manifestação das vítimas do coronavirus nas areias de Copacabana..

      https://youtu.be/Vkfe8RXlVtk

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 12 de junho de 2020 at 15:29

    Será que vai funcionar? 😉

    Lojistas veem movimento fraco e pedem horário maior para shoppings em SP

    As entidades que representam o comércio não estão satisfeitas com o modelo de reabertura das lojas de rua e shoppings feito pela Prefeitura de São Paulo. Após o fim das medidas mais restritivas por causa da quarentena pela pandemia do coronavírus, a capital permitiu nesta semana a reabertura desses estabelecimentos. Shoppings podem ficar abertos por apenas quatro horas, entre 6h e 10h ou entre 16h e 20h.

    Com um balanço de movimento fraco no primeiro de dia de reabertura, eles querem pleitear a expansão do horário. “Do ponto de vista do lojista, do ponto de vista financeiro, de venda, não vai fechar a conta, é impossível com quatro horas, é prejuízo na certa”, disse Nabil Sahyoun, presidente da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), em entrevista à CNN Brasil.

    https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2020/06/12/representantes-de-lojistas-veem-movimento-fraco-e-pedem-horario-maior-em-sp.htm

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Ilusionista 12 de junho de 2020 at 17:07

      sempre há um fio de esperança em que tudo volte a ser como era antes, na ilusão daquele clima de consumismo que lotavam shoppings como no passado.
      A dura realidade virá nas próximas semanas quando retornarem ao horário normal e perceberem que grande parte dos clientes antigos sumiram, ou porque perderam o emprego, faliram, ou bateram as botas, etc.
      E, mesmos aqueles mais sortudos que não tiveram alteração na renda, mas não irão querer gastar além do simplesmente necessário e se endividar e correr o risco de não ter como pagar.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 12 de junho de 2020 at 17:13

        Aqui em Aracaju:

        “Quando os dois principais shoppings centers da cidade reabrirem suas portas, levará uns três ou quatro dias até que possa receber seu público de volta. É o tempo necessário para a desinfecção causada pelo mofo. O publico, porém, sentirá falta, entre outras coias, da casa de lanches chamada Casa Alemã, uma nos Jardins, outra no Rio Mar. Os proprietários resolveram se desfazer delas, pelo alto custo operacional de se manter lojas deste tipo nos shoppings. A principio a ideia era encerrar as atividades de outras lojas no centro da cidade mas por fim falou a voz do bom-senso.”

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • CArlos 12 de junho de 2020 at 17:14

        Eu ando percebendo isto, as pessoas querem que forçar uma volta a normalidade, muita gente ainda não entendeu e outros não aceitam que muitas coisas já mudaram e outras ainda o vão, independente da vontade delas ou do lero-lero dos políticos e outros interessados em manter seus status quo.
        Estamos meio que na fase de negação no Brasil desde que os brasileiros tem um problema sério em perceber e aceita a realidade, comportamento beira ao infantil, só cobrir a cabeça e fingir que o perigo não existe que o bicho papão vai embora.

        9+
        • avatar
  • Pedro de Lara 12 de junho de 2020 at 16:00

    CVR.
    Colegas do serviço na incerteza de manter o emprego, mas pagando faculdade pra cônjuge que não trabalha (o que paga disse que o outro não precisa trabalhar, mesmo que quisesse) e salivando pra comprar um Playstation 5, assim que lançarem no final do ano, sofrendo com as prestações do SUV bolhudo altinho e com as cafeteiras gourmet diferentes (dizem que é melhor ter todas, porque a cápsula de uma não entra na outra)…

    Tudo bem, então. Eu si divirtu… Só segue o féretro 😀

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 12 de junho de 2020 at 16:51

    OFF – Os retardados bolsomínions que acreditam que são “jênios” dos negócios, e que estão com a bola toda…
    Mas não esquecem do velho BIB 😉
    Boss, obrigado por manter o blog e pode jogar AGE II o quanto quiser 🙂
    A inveja é uma bosta 🙂
    ———————————————————————————————————
    Sapato Furado 12 de junho de 2020 at 13:30

    BiB tá naufragando, é isso?

    From_The_Tower 12 de junho de 2020 at 13:31

    Mas passa bem.
    😉

    Dono nem lê o próprio blog. Ele quer os USD que pingam.. e ficar jogando AGE II com o Pandeiro e outros parças. kkk

    Barnabezinho 12 de junho de 2020 at 13:33

    Podia passar a senha pra gente, até uns views a mais a gente conseguia, só de postar uma vez por semana um resumo do que a gente mais xinga por aqui já agitava o esquema. Nem pedia nada, só pela gratidão para com aquele bosta…

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 12 de junho de 2020 at 17:06

    Achei que ia demorar mais.

    ————————————————————————————————————————————-

    Medo da segunda onda da pandemia

    Aumentaram as evidências de um rebote global do novo coronavírus, justamente quando a atividade econômica começava a ser retomada

    Os mercados globais desabaram nesta quinta-feira (veja o gráfico) porque aumentaram as evidências de que uma segunda onda do coronavírus já está atuando globalmente, justamente quando a atividade econômica começava a ser retomada – e não só nos países avançados, mas também no País.

    Pelo feriado de Corpus Christi, no Brasil, o impacto sobre os mercados internos só ficará claro nesta sexta-feira. O número de mortos por aqui já ultrapassa os 40 mil e o de infectados, mais de 790 mil.

    As grandes aglomerações que aconteceram na Europa e nos Estados Unidos, nos protestos contra a escalada no racismo, realizadas sem a observância mínima de cuidados, são a hipótese com maior probabilidade de se confirmar como o fator disparador mais importante desse novo agravamento. Mas não é a única. A abertura gradual e possivelmente prematura do comércio, das atividades escolares e da convivência social em alguns países também levanta suspeição.

    Antes das manifestações, os epidemiologistas dos Estados Unidos e da Europa temiam possível segunda onda apenas lá por setembro ou outubro. Mas à medida que os protestos tomaram corpo, eles passaram a disparar novos sinais amarelos. Nesta quinta-feira, novas projeções da Universidade de Washington apontam o novo pico de uma nova onda na segunda semana de setembro e um total de 170 mil mortes nos Estados Unidos até 1.º de outubro.

    No Brasil, onde também houve manifestações contra e a favor do governo – e menos contra o racismo –, também poderá haver novo alastramento dos casos em consequência do afrouxamento do distanciamento social. Até o fim deste mês, poderão ser contabilizadas mais de 60 mil mortes. As autoridades operaram no escuro quando exigiram a quarentena e continuam a operar no escuro com o relativo afrouxamento. O que poderia mudar essa situação seria a aplicação maciça de testes, de maneira a apenas isolar os infectados. Mas, apesar das promessas, não há esses testes.

    No Hemisfério Norte, aumentaram as pressões pela flexibilização do distanciamento social e pela reabertura gradual dos negócios como condição necessária para aproveitar o início da temporada de verão.

    Se esse rebote do vírus for confirmado, já se podem prever mais prejuízos para o comércio, para o setor produtivo, para o consumo de petróleo e de energia, para o turismo e para as viagens internacionais, para as competições esportivas e, certamente, novo impacto sobre o PIB global. Nesta quinta-feira, os preços do petróleo tipo Brent para entrega em agosto mergulharam nada menos que 3,4%.

    É a essa lógica que os mercados passaram a responder. Na semana passada, o presidente Trump havia manifestado euforia com a criação de 2,5 milhões de empregos em maio: “É mais do que uma recuperação em V”, disse ele. Infelizmente, essa é mais uma impressão ameaçada agora de desmanche. Os analistas voltaram a prever novo agravamento do desemprego no mercado americano.

    O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) já havia avisado na última quarta-feira que os juros se manteriam muito perto de zero por cento ao ano, de modo a atender às necessidades de liquidez da economia. A pandemia continua solapando a reeleição do presidente Trump para um segundo mandato nas eleições de novembro.

    Ninguém tem noção sobre as proporções dessa agora mais provável segunda onda da pandemia. Em parte, vai depender da capacidade dos governos de conseguir a observância do distanciamento social. Mas podem surgir novos fatores-surpresa, uma vez que muitos desdobramentos da atuação do coronavírus são desconhecidos e uma vacina eficaz ainda parece muito distante.

    No Brasil, a flexibilização da quarentena sofre um duro golpe. Governadores e prefeitos podem se sentir obrigados a um recuo estratégico e voltar a urgir o recolhimento social. A conferir.

    https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,medo-da-segunda-onda-da-pandemia,70003331745

    5+
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 12 de junho de 2020 at 17:09

    Autoridades da Casa Branca minimizam a chance de ‘segundo pico’ do COVID-19

    As autoridades econômicas da Casa Branca na sexta-feira minimizaram as preocupações com os recentes picos nos casos do novo coronavírus em vários estados dos EUA em meio a temores em Wall Street sobre uma nova onda de COVID-19.

    O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse na “Fox & Friends” que os desenvolvimentos não significaram um “segundo pico” nacional do COVID-19, citando conversas com especialistas em saúde da Casa Branca na noite anterior.

    Falando mais tarde na Fox News, o consultor econômico da Casa Branca Kevin Hassett descreveu algumas “brasas que explodem” em vários estados, apontando para dados preocupantes na Carolina do Sul e no Arizona, mas ele insistiu que os casos em todo o país continuam em declínio.

    “A batalha ainda não acabou, mas as tendências que têm sido tão positivas nas últimas semanas não se desviaram muito … embora ainda haja alguns pontos quentes em todo o país”, disse Hassett.

    O número médio de casos confirmados em duas semanas duplicou ou mais no Arizona, Arkansas, Oregon e Utah. Carolina do Sul, Nevada, Carolina do Norte e Flórida estabeleceram novos máximos em uma média móvel de sete dias.

    Oregon e Utah interromperam a reabertura em meio a casos crescentes.

    O Oregon registrou 178 novos casos de COVID-19 na quinta-feira, um recorde histórico para o estado, enquanto Utah confirmou um novo recorde de 556 novos casos na última sexta-feira.

    Ambos os estados estavam em processo de planos de reabertura em fases, mas não seguirão adiante enquanto investigarem os aumentos.

    “Esta é essencialmente uma ‘luz amarela’ em todo o estado. É hora de pressionar a pausa por uma semana antes de qualquer nova reabertura”, disse a governadora do Oregon, Kate Brown (D), em comunicado na noite de quinta-feira.

    As ações dos EUA despencaram na quinta-feira, com os três principais índices registrando suas maiores perdas em um dia desde março. A queda do mercado foi em parte atribuída a preocupações com os casos em ascensão.

    O governo Trump sinalizou que não tem interesse no país ter uma nova série de bloqueios, devido aos danos econômicos que o país já teve sobre o país.

    A pandemia de saúde atingiu os Estados Unidos durante um ano eleitoral, e os números da pesquisa do presidente Trump caíram na esteira da crise.

    Kudlow enfatizou que o governo Trump não apoia o desligamento da economia dos EUA no caso de uma segunda onda, e ele disse que os Estados Unidos estão mais preparados para lidar com um aumento de casos agora do que há meses atrás.

    “O que você tem é que certos pontos estão vendo um salto, algumas pequenas áreas metropolitanas estão vendo”, disse Kudlow. “O CDC e a equipe de saúde estão por toda parte, eles enviaram algumas forças-tarefa para lidar com isso. Atualmente, temos equipamentos muito melhores, muito mais experiência, muito mais testes. ”

    Hassett, ao fazer seus comentários, citou especificamente as conversas que teve com Deborah Birx, coordenadora da força-tarefa de coronavírus da Casa Branca.

    A força-tarefa de coronavírus da Casa Branca realizou reuniões a portas fechadas nesta semana, incluindo uma na quinta-feira, mas autoridades de saúde como Birx e Anthony Fauci desempenharam um papel consideravelmente menos público desde que a Casa Branca encerrou os briefings diários de coronavírus em abril. Kudlow sinalizou na sexta-feira que era possível que Birx falasse com alguma capacidade para os meios de comunicação ainda na sexta-feira, mas não forneceu mais informações.

    Especialistas em saúde alertaram que os estados podem precisar reverter o curso e reajustar as medidas se os casos continuarem a aumentar, o que poderia prejudicar ainda mais a economia. Trump insistiu que não quer que o país seja fechado novamente em caso de uma segunda onda, embora a decisão sobre futuros fechamentos caia finalmente nos estados.

    Na sexta-feira passada, Trump comemorou um surpreendente relatório federal sobre empregos, mostrando que os EUA adicionaram 2,5 milhões de empregos durante o mês de maio, descrevendo o país como o “maior retorno da história americana”.

    https://thehill.com/homenews/coronavirus-report/502470-white-house-officials-downplay-second-spike-of-covd-19

    4+
    • avatar
  • CArlos 12 de junho de 2020 at 17:18

    Estamos a um pouco mais de uma centena de mortos para atingir a segunda posição.

    Coisa triste mesmo, com a palavra os negacionistas e vendedores de óleo de cobra.

    USA 2,107,872 +18,171 116,626
    UK 292,950 +1,541 41,481
    Brazil 809,398 +3,749 41,162

    7+
    • avatar
    • CArlos 12 de junho de 2020 at 17:19

      Ops, algumas centenas…
      Mais um dia.

      2+
  • CArlos 12 de junho de 2020 at 17:31

    Existem limites para a imbecilidade?
    Quando vc pensa que esta b… não pode piorar…

    Estes dementes tem que ser presos e indiciados, e rápido.

    Grupo invade alas de pacientes com Covid-19 no Ronaldo Gazolla, chuta portas de leitos e atira computadores no chão

    Segundo relatos, seis pessoas, que seriam parentes de um paciente que morreu, gritavam, pedindo para checar os leitos

    RIO – Um grupo formado por pelo menos seis pessoas entrou no Hospital municipal Ronaldo Gazolla, unidade de referência no tratamento da Covid-19 no Rio, e invadiu alas restritas a médicos e pacientes na tarde desta sexta-feira. De acordo com relatos de profissionais, uma mulher, pertencente ao grupo, muito alterada, teria chutado portas, derrubado computadores e até tentado invadir leitos de pacientes internados.

    Fontes disseram ao GLOBO que as pessoas seriam parentes de uma pessoa que morreu por coronavírus na unidade. Revoltados, eles gritavam, pelo quinto andar da unidade, que tinham direito de verificar os leitos, para ver se estavam mesmo ocupados, e por vezes, ainda segundo relatos de quem presenciou tudo, também gritavam: “Mentira! mentira!”

    https://oglobo.globo.com/rio/grupo-invade-alas-de-pacientes-com-covid-19-no-ronaldo-gazolla-chuta-portas-de-leitos-atira-computadores-no-chao-24477088

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Ilusionista 12 de junho de 2020 at 18:07

      repetindo meu comentário acima.

      bem, se ele tivesse alguma desconfiança do que poderia estar acontecendo nos hospitais simplesmente mandaria a PF ou fiscais do MSaúde para apurar, obvio que todo paciente tem um registro de internação, com datas, identificação, custos hospitalares para eventual fiscalização. Só irá ter uma infinidade de vídeos deprimentes de doentes entubados circulando pelas redes sociais.
      Bolsominions são iguais a corno, você tenta falar a verdade, mostra fotos, vídeos e mesmo assim eles não acreditam, e ainda corre o risco de perder o amigo ou um parente seu virar a cara para você (apesar que de gente assim é melhor manter distância).
      A que ponto chegamos, aqui um vídeo do Bugalho com cometários a respeito da manifestação das vítimas do coronavirus nas areias de Copacabana..

      https://youtu.be/Vkfe8RXlVtk

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Master Yi 12 de junho de 2020 at 18:44

    Depois de meses tentando fazer o login, consegui entrar nessa bagaça!!

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Bs 12 de junho de 2020 at 18:56

    Carlos, CA, boa noite! Obrigado pela insistência, combatividade. Não é ironia! Bons entendedores entenderão. Dizem que o tempo é o senhor da verdade, não é? Aqui neste espaço quase nada passa despercebido, motivo, dentre outras coisas, de aqui ter sido meu único refúgio nessa guerra que travamos, a despeito da deterioração que espaço tenha sofrido. Acompanho há muitos anos. Estou de olho em tudo! Não só aqui. Vcs me entendem.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • tmarabo 13 de junho de 2020 at 06:15
  • Cajuzinha 13 de junho de 2020 at 10:26

    “Pandemia não é bom para ninguém. Mas, se alguns estudos já mostraram que 50% das pessoas que queriam adquirir um imóvel desistiram, em contrapartida, já percebemos que o momento acelerou o processo dos outros 50% que não desistiram”, diz Landim.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 13 de junho de 2020 at 13:38

    https://oglobo.globo.com/economia/queda-na-arrecadacao-do-fgts-pode-atrasar-saque-de-1045-24478190

    O FGTS desde ANTES da pandemia já tinha sérios problemas:

    1) MCMV: cresceu EXPONENCIALMENTE e com financiamento em 35 anos, ou seja, prazo super elevado para o dinheiro retornar ao FGTS. Para PIORAR, a INADIMPLÊNCIA ANORMAL do MCMV e o uso de dinheiro do FGTS a fundo perdido no próprio MCMV para faixa 1, também vão SUGANDO os recursos do fundo;

    2) Mau uso de dinheiro do FGTS em FI-FGTS, projetos para amigos do rei em governos anteriores, com PREJUIZOS BILIONÁRIOS;

    3) PROFUNDA DEGRADAÇÃO dos empregos que já dura mais de uma DÉCADA: foram fechadas mais de 1 MILHÃO de vagas gerenciais no período de 10 anos, ao mesmo tempo que chegamos a mais de 40 MILHÕES de informais e o menor patamar de funcionários em regime de CLT proporcionalmente ao total de empregados, fora SUBempregados e DESALENTADOS em patamar RECORDE, tudo isto, prejudicando e MUITO a arrecadação.

    Agora o AGRAVAMENTO é RÁPIDO e PROFUNDO:

    4) Empresas dispensadas de depositar o FGTS por MESES e podendo prorrogar (propostas para isto no congresso);

    5)Alto volume de demissões sem justa causa drenando recursos do FGTS;

    6) Funcionários com salários reduzidos, SUBEMPREGO e DESALENTADOS disparando como nunca, junto com novas ondas de INFORMALIDADE para SOBREVIVÊNCIA;

    7) Novos saques emergenciais de R$ 1.045 por conta como parte das medidas anti-crise

    E quais as soluções PALIATIVAS adotadas até aqui?

    a) Usaram R$ 31 BILHÕES de PIS / PASEP que estava parado há muitos anos sem ser sacado, transferindo para o FGTS;

    b) Provavelmente vão pagar os R$ 1.045 por conta distribuído ao longo do ano;

    c) Vão aportar dinheiro do Tesouro Nacional para ajudar a cobrir os ROMBOS.

    E o que consta acima, vai durar para sempre e “salvar” a verba do FGTS? Não! Em algum momento não terão mais como fazerem GAMBIARRAS, então serão OBRIGADOS a reduzirem o dinheiro destinado ao MCMV, principalmente no pos-pandemia e quando o ajuste fiscal tiver que ser muito mais rigoroso do que estava planejado antes.

    E com verbas e SUBSIDIOS minguando, será MAIS UM alfinete para a bolha imobiliária…

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 14 de junho de 2020 at 00:27

    OFF – Párias

    “Não haverá maneira de recuperar a imagem do presidente brasileiro no mundo”, diz @OliverStuenkel .

    O professor de Relações Internacionais da FGV não vê como o Brasil pode se reinserir no debate global enquanto jairbolsonaro estiver no poder.

    https://twitter.com/Headline_BR/status/1271480119400574977

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 14 de junho de 2020 at 08:05

    https://oglobo.globo.com/economia/pela-1-vez-mais-da-metade-da-populacao-em-idade-de-trabalhar-esta-fora-do-mercado-24478822

    Trechos do link acima, entre aspas:

    “Pela 1ª vez, mais da metade da população em idade de trabalhar está fora do mercado”

    “— De fato, esse choque tem sido muito forte. O nível de ocupação é uma variável que, historicamente, não sofre grandes flutuações. Essa variação muito rápida tem chamado atenção particularmente. É uma evidência do quanto esse choque é muito forte e afeta todo mundo — avalia Thiago Xavier, economista da Consultoria Tendências.”

    “Marcas profundas

    Para o economista-chefe da MB Associados, Sergio Vale, as empresas ainda vão demorar a voltar a contratar. A mudança estrutural no mercado de trabalho vai ser de “difícil reversão” e torna a retomada da economia ainda mais lenta:

    — Corremos o risco de ter uma onda da pandemia estendida no Brasil, não uma segunda onda, que pode perdurar o ano inteiro. A situação vai continuar piorando, com as empresas com mais dificuldade, em recuperação judicial ou em falência.

    O economista prevê queda de 7,8% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano e, para o próximo, de 2%. Taxa longe de recuperar as perdas com a crise, em uma economia que ainda não tinha conseguido retomar o nível de antes da recessão de 2015 e 2016.”

    “— Já vinhamos de uma retomada lenta historicamente. Vamos discutir os efeitos por bastante tempo, que serão cada vez mais permanentes — alerta Xavier, da Tendências.”

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 14 de junho de 2020 at 08:11

      https://oglobo.globo.com/economia/2270-desemprego-ja-deve-estar-acima-de-17-diz-sergio-vale-24478831

      Complementando as informações do comentário anterior, seguem trechos do link acima, entre aspas:

      “A instabilidade política vai agravar o quadro?

      Isso afasta investimentos nos próximos anos. Estamos discutindo impeachment do terceiro presidente seguido. Isso mostra um ambiente conturbado e instável. Houve mudança radical na imagem do Brasil na questão do meio ambiente, viramos um pária internacional na questão da Covid-19. O investidor quer investir num país ambientalmente correto, que segue regras internacionais. Lutamos tanto para mostrar que o desmatamento na Amazônia estava diminuindo. Essa situação torna o crescimento frágil. Há impacto de longo prazo que não pode ser desconsiderado, não é só a questão fiscal, tem a imagem negativa.”

      “Vamos demorar para absorver esses novos desempregados?

      Uma economia que não cresce não consegue absorver minimamente essa massa da população. Vai aumentar informalidade, com as pessoas sem conseguirem se reinserir. Só se houver um espírito reformista que aumente de forma radical a produtividade.

      E a questão fiscal?

      Vamos chegar a um déficit primário de 10%, com a dívida atingindo 95% do PIB. O ajuste deve vir por aumento de impostos.”

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 14 de junho de 2020 at 13:57

      o Zumbozo e a famiglia toda estão bem empregados.
      A maioria políticos e os que não são acabam ganhando cargos ou afins. 30 anos de “experiência”.

      Para que combater a informalidade sob a perspectiva dele?
      Todos dele estarão empregados mesmos. Inclusive os que nem nasceram.
      Se não vai ter empregos formais para as outras famílias… Bem… “Problema delas”. Cada um protege a sua sob a ótica do nosso “líder”;

      Sem contar que a informalidade beneficia a corrupção de agentes públicos e as milícias. Muita gente ganhando “extra”. Isso explica o porquê de diversos países já terem agido na legalização das drogas, abrindo diversas novas oportunidades de empregos formais e as bananias corruptas da América Latrina majoritariamente não (até mesmo Israel e Líbano – esse último de maioria muçulmana!!!! já deram avançados passos).

      Quem estudou e buscou agir certo a vida toda?????

      Que vá morar em Miami ou na Europa!!!!!!! Na Banania não há espaço para quem age certo

      Vítimas da “seleção natural” bozoniana.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 14 de junho de 2020 at 18:18

        Vá morar em Miami se quiser pegar um coronavírus gringo, deve ser mais chique 🙂

        4+
        • avatar
        • avatar
  • CArlos 14 de junho de 2020 at 18:17

    A pandemia foi o bastão na roda que fez a bicicleta capotar de vez, acabou o gás pra pedalar.

    Índice MCG (Monza, Corcel, Gol quadrado) em crescimento enquanto a chamada “classe média” vai voltar a ter como sonhos de consumo Astra, Santana e Escort…
    ———————————————————————————————————————-

    Frota de veículos envelhece há seis anos consecutivos

    Com previsão de tombo de 40% nas vendas em 2020, idade média dos automóveis que circulam pelo País deve superar os 10 anos

    A frota brasileira de veículos vem ficando mais velha há seis anos consecutivos. Com o tombo das vendas de modelos novos previsto para este ano – de cerca de 40%, segundo previsão dos fabricantes –, a idade média dos automóveis em circulação no País deve superar dez anos.

    Hoje essa média é de 9 anos e 10 meses, um ano e 4 meses a mais do que em 2012, quando o mercado registrou venda recorde de 3,8 milhões de veículos novos. A idade média dos caminhões é ainda maior, de 11 anos e 7 meses, segundo o mais recente estudo do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) com base em dados de 2019.

    Atualizado anualmente desde a década de 60, o relatório mostra que, entre os pouco mais de 2 milhões de caminhões em atividade, 45% têm entre 11 e 20 anos e 13% têm mais de duas décadas. Entre os 37,9 milhões de automóveis, 18% têm até três anos (considerados seminovos), taxa que era de 25% em 2014. “A renovação da frota está ligada à proporção de veículos novos que entram no mercado”, diz Elias Mufarej, diretor do Sindipeças e responsável pela pesquisa. Se a venda de zero quilômetro cai, a idade média aumenta.

    O setor ainda não conseguiu repor a queda de vendas de carros novos registrada de 2013 a 2016, de quase 50%, mesmo com a melhora apresentada nos últimos três anos. Com a retração de 40% esperada para este ano, a idade média dos automóveis vai passar de uma década, “o que é muito ruim pois quanto mais velhos, mais poluentes e mais perigosos os veículos se tornam”, diz Mufarej.

    Ele pondera, contudo, que os automóveis atuais tem mais qualidade, tecnologia e segurança e podem durar mais – o que significa que o consumidor também pode demorar mais a fazer a troca por outro mais novo, colaborando assim com o aumento da idade média.

    O presidente da Bright Consulting, Paulo Cardamone, reforça que veículos mais antigos aumentam o número de acidentes e de mortes, assim como o de congestionamentos por quebra nas ruas e estradas. Consequentemente, os gastos do governo nas áreas de saúde e infraestrutura são maiores. Ele cita também que a permanência de uma frota mais antiga retarda a evolução tecnológica dos veículos.

    Outro dado, ressalta Cardamone, é a maior emissão de poluentes nocivos à saúde como NOX e particulados. “Veículos com mais de cinco anos podem emitir até 2,5 mais CO2 que os atuais”, exemplifica. Em todo o País há cerca de 33 milhões de veículos acima dessa faixa, ou 72% da frota atual.
    Sexta maior

    Na soma de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, a frota brasileira hoje é de 45,9 milhões de veículos, a sexta maior do mundo. Segundo o diretor do Sindipeças, está atrás de Estados Unidos (264 milhões), China (172 milhões), Japão (77 milhões), Rússia (51 milhões) e Alemanha (48 milhões). Já a frota de motocicletas é composta de 13 milhões de unidades com idade média de oito anos.

    Com essa posição no ranking global, Mufarej afirma que o Brasil é um mercado atraente para o chamado after marketing (mercado de reposição de peças) e coloca o País na rota de investimentos no setor, inclusive internacionais. “Essa frota demanda muitas peças, produção local, trabalho e gera mão de obra”, diz. Como exemplo, ele cita a quantidade de velas e de baterias que os veículos demandam anualmente.

    Do total de veículos em circulação, 64,3% estão concentrados em São Paulo (que sozinho fica com 30% da frota), Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Há cinco anos esses Estados abrigavam 72,8% dos veículos em circulação no País. A queda da participação está relacionada à expansão das vendas de veículos em outras regiões, especialmente aquelas em que a economia está a reboque do agronegócio, como Mato Grosso, Tocantins e cidades do interior de São Paulo. Uma parte dessa mudança também pode ser explicada pela tendência de desmotorização que vinha ocorrendo nos últimos anos em grandes capitais. Muitas pessoas passaram a dar preferência ao uso de veículos de compartilhamento ou mesmo por meio de aplicativos ou mesmo a bicicletas e ao transporte público a ter o carro próprio.

    Menos pessoas por carro

    O estudo mostra ainda que o Brasil tem hoje 4,6 habitantes por veículo. Há dez anos eram 6,5 pessoas por veículo, ou seja, com o crescimento mais lento da frota essa proporção tende a ser menor.

    Nos Estados Unidos a relação é de 1,2 habitante por veículo, enquanto na China é de 8,4, no Japão de 1,6, na Rússia de 2,8 e na Alemanha de 2,7.

    Renovação em debate

    O estudo anual do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) serve de subsídio para as empresas do setor programarem a produção de peças para o mercado de reposição em paralelo à produção para as montadoras.

    Parte dele, que é divulgada apenas aos associados do Sindipeças, inclui o número de veículos por modelo e até por cores, tendo como base o Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam). A entidade gostaria que, ao mostrar a grande quantidade de veículos velhos em circulação no País, o relatório também servisse para alertar as autoridades da necessidade de um programa de renovação de frota, tema que o setor automotivo tenta colocar na pauta governamental há muitos anos, principalmente para o segmento de caminhões. As discussões não vão adiante porque exigiria adotar subsídios, como juros bem mais em conta para os proprietários promoverem a renovação.

    O assunto estava voltando às discussões das empresas com o novo governo federal, e estava agora sendo tratado como um programa de reciclagem nacional. Com a crise econômica provocada pelo novo coronavírus, porém, Elias Mufarej, diretor do Sindipeças e responsável pela pesquisa, acredita que não haverá esforços governamentais para levá-lo adiante nesse momento.

    https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,frota-de-veiculos-envelhece-ha-seis-anos-consecutivos,70003332732

    3+
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 14 de junho de 2020 at 18:21

      A velha novela da necessidade de renovação de frota, tome dinheiro público enfiado no rabo das montadoras…

      19 de março de 2000

      Conheça o plano de renovação da frota

      O programa de renovação da frota automobilística nacional é um plano proposto pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) ao governo federal.
      Os objetivos são, numa só tacada, contribuir para alavancar as vendas, reduzir a frota de veículos poluentes e garantir os níveis de emprego nas montadoras.
      De acordo com o plano, a União concederia R$ 700 de isenção de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), e os Estados, R$ 500 de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), como bônus para a troca de um veículo com idade superior a 15 anos por um zero-quilômetro.
      As montadoras dariam descontos de R$ 600, sendo R$ 300 por parte da própria empresa e R$ 300 das revendas autorizadas. Assim, o bônus total seria de R$ 1.800.
      Os especialistas da Anfavea estimaram em R$ 170 milhões o montante de renúncia fiscal dos governos federal e estadual só no primeiro ano do programa.

      Contraproposta
      Temendo uma queda elevada na arrecadação em um período de dificuldade no equilíbrio das contas públicas, técnicos do Ministério da Fazenda manifestaram-se contrários, em princípio, ao programa da associação.
      Posteriormente, a Anfavea levou ao Ministério do Desenvolvimento uma contraproposta: a isenção de impostos somente incidiria sobre o incremento de vendas que o programa gerasse.
      Como o setor comercializou 1,19 milhão de veículos em 1999, somente quando as vendas superassem esse montante o governo abriria mão do imposto.
      O Ministério do Desenvolvimento respondeu com uma meta mais elevada: a isenção somente se daria a partir de um volume de vendas entre 1,35 milhão e 1,4 milhão de unidades. Até o momento, a Anfavea está estudando as possibilidades do novo índice.
      Também está em estudos a possibilidade de reduzir para dez anos a idade dos veículos a ser beneficiados com o bônus a partir do segundo ano do programa.

      https://www1.folha.uol.com.br/fsp/veiculos/cv1903200006.htm

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 14 de junho de 2020 at 19:22

        Carlos,

        Não tenho as estatísticas, mas não me parece provável que tenhamos um volume muito elevado de troca de carros com mais de 15 anos por zero quilometro, afinal, as concessionarias pagam MUITO AQUÉM do valor de mercado por um semi-novo, para carros mais antigos, não devem pagar QUASE NADA.

        Sendo assim, na tal troca, o interessado teria que pagar uma grande parte do valor do zero quilometro e mesmo com financiamento de longo prazo, o “desconto” correspondente aos benefícios fiscais não seria o suficiente para tornar o negócio viável, haja visto que os preços dos veículos também estão incompatíveis com a renda e sobreviviam às custas de benefícios fiscais maiores para PcD e vendas diretas para locadoras de veículos, sendo que as vendas para locadoras de carros devem cair em função da queda de Ubers e afins.

        Acho que a estratégia é usar 15 anos agora, depois 10 anos em 2021 e se conseguirem, ainda menos nos próximos anos. Vamos ver até onde os SUBSÍDIOS SETORIAIS da Dilma replicados pelo governo irão se perpetuar e ter algum efeito.

        Como já cansamos de ver, quanto mais as DISTORÇÕES forem alimentadas, maiores serão os prejuízos futuros para a economia como um todo…

        5+
        • avatar
        • avatar
        • CArlos 14 de junho de 2020 at 19:43
          • CArlos 14 de junho de 2020 at 19:44

            A frota de veículos em circulação no Brasil compreendia mais de 44 milhões em 2018, como visto anteriormente. Desse montante, 28% apresentava idade média de até 5 anos, 55% entre 6 e 15 anos e 17% acima de 16 anos. Com relação ao futuro, a tendência projetada é de contínuo envelhecimento da frota. Aproximadamente 20 milhões de veículos terão idade média superior a 11 anos e 19,4 milhões entre 4 e 10 anos

            3+
            • avatar
  • CArlos 14 de junho de 2020 at 19:21

    A pedido do centrão?

    O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, comunicou a Paulo Guedes que vai deixar o governo.

    Mansueto sairá nas próximas semanas e deverá cumprir quarentena antes de ir para a iniciativa privada.

    É a primeira baixa na equipe econômica de Jair Bolsonaro. Mansueto é um defensor ferrenho do controle das contas públicas.

    Não é bom sinal, por mais que se diga que a saída já estava combinada com Guedes e que o próprio Mansueto avaliou que a sua demissão neste momento não causaria maiores turbulências, uma vez que as principais medidas econômicas para enfrentar a pandemia já teriam sido tomadas.

    https://www.oantagonista.com/brasil/mansueto-anuncia-saida-do-governo/

    4+
    • avatar
    • CArlos 14 de junho de 2020 at 19:24

      Saída de Mansueto do Tesouro se aproxima e já discutem sucessor

      Mansueto tem sido enfático na defesa de que ampliação de gastos em decorrência da pandemia deve se limitar a este ano e a política fiscal precisa voltar à normalidade

      A saída do secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, está próxima. Ele já está discutindo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, um nome para sucedê-lo no comando do caixa do governo, cargo que ocupa desde 2018, último ano do governo Michel Temer.

      A informação sobre a preparação da saída dele foi publicada hoje na coluna do jornalista Lauro Jardim e confirmada pelo Valor com integrantes da área econômica.

      No fim do ano passado, Mansueto já manifestado a intenção de deixar a equipe econômica, mas acabou sendo convencido a ficar diretamente por Guedes, que tem uma avaliação muito positiva do trabalho dele. O próprio ministro, no início do ano, já havia sinalizado a possibilidade de saída do secretário em 2020, embora queira que ele faça parte do conselho fiscal da República, a ser criado se for aprovada a PEC do pacto federativo. Ainda não haveria um nome definido para sucedê-lo, segundo fontes.

      Política fiscal

      Mansueto tem sido muito enfático na defesa de que ampliação de gastos em decorrência da pandemia tem que se circunscrever a este ano e a política fiscal precisa voltar à normalidade após o fim da calamidade, definido para 31 de dezembro.

      Quando o Valor em novembro do ano passado noticiou a intenção de saída dele e o esforço do ministro para mantê-lo, Mansueto disse que tinha como metas resolver a questão do ajuste fiscal dos Estados com o PEF [Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal] e com o RRF [Regime de Recuperação Fiscal] e aprovar as reformas fiscais que constavam do novo pacto federativo.

      Essas medidas, contudo, não avançaram e, com a pandemia, estão fora da pauta, embora a equipe econômica pretenda retomar esses temas, em especial as PECs do pacto federativo, assim que o país retomar a normalidade econômica.

      https://valor.globo.com/brasil/noticia/2020/06/14/saida-de-mansueto-do-tesouro-se-aproxima-e-ja-discutem-sucessor.ghtml

      2+
    • CArlos 14 de junho de 2020 at 19:28

      Mansueto Almeida pede demissão e deve deixar governo nas próximas semanas

      Secretário do Tesouro Nacional já discute nome de seu substituto com o ministro da Economia, Paulo Guedes

      Mansueto já está discutindo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, um nome para sucedê-lo no cargo, cuja missão é controlar o caixa do governo. Ele estava no posto desde abril de 2018. É a primeira perda importante na equipe de Guedes.

      Mansueto já vinha discutindo sua saída do governo com o ministro. A informação de que sua demissão está próxima foi revelada neste domingo pelo colunista Lauro Jardim, de O Globo, e confirmada por um integrante da equipe econômica ao Estadão/Broadcast.

      Guedes já havia manifestado o desejo de nomeá-lo diretor-executivo do Conselho Fiscal da República, colegiado a ser criado pela PEC do Pacto Federativo. Mas a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus acabou atrasando a tramitação de propostas estruturais no Congresso Nacional, e essa saída acabou ficando mais distante.

      ‘Quarentena’

      Segundo apurou a reportagem, Mansueto manifestou compreensão em relação à prioridade que será dada às medidas de retomada da economia, colocando a criação do Conselho Fiscal da República em segundo plano no momento. Por isso, demonstrou o desejo de sair no fim do primeiro semestre deste ano para cumprir a quarentena exigida para ocupantes de cargos estratégicos (como é o comando do Tesouro Nacional) até que possa ir para a iniciativa privada.

      O atual secretário do Tesouro sempre foi considerado “guardião” dos cofres do governo e fiador do processo de ajuste das contas públicas. Rumores de sua saída sempre geraram preocupação no mercado financeiro sobre a continuidade dessa agenda.

      Segundo um integrante da equipe econômica, a saída de Mansueto não deixará o governo como um “time liquidado quando o craque vai sair”. A avaliação dessa fonte é que o próprio secretário do Tesouro não tomaria essa decisão se houvesse a avaliação de que isso provocaria maior turbulência.

      A percepção é de que o próprio Mansueto esperou passar o momento mais crítico da crise do novo coronavírus, quando o governo foi pego de surpresa e precisou correr para desenhar políticas emergenciais para conter seu impacto, e decidiu sair quando teve a certeza de que isso não seria tão decisivo em termos negativos para o País.

      https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,mansueto-almeida-pede-demissao-e-deve-deixar-governo-nas-proximas-semanas,70003333267

      2+
    • CArlos 14 de junho de 2020 at 19:30

      Ministérios podem voltar a existir em negociação com o centrão

      Na tentativa de reaproximação do governo, há uma articulação com partidos do centrão para dividir o Ministério da Economia em quatro pastas.

      Quatro ministérios podem voltar a existir. Eles seriam distribuídos aos partidos de centro para a manutenção da base de apoio ao governo. A distribuição das pastas, prevista para ter início após o período da crise provocada pela pandemia da Covid-19, deve ficar assim:

      Ministério da Fazenda – Ministro Paulo Guedes permanece no comando da pasta
      Ministério do Planejamento – O atual secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, assume o comando. Indicação será feita pelo PSDB
      Ministério do Trabalho – Receberá uma indicação do PTB para comandar a pasta
      Ministério da Indústria e Comércio Exterior – Receberá uma indicação do REPUBLICANOS

      Além disso, no decorrer do segundo semestre, já estão programadas as nomeações no segundo e terceiro escalão para acomodar as siglas que servirão de base de apoio ao governo no Congresso Nacional.

      https://www.cnnbrasil.com.br/politica/2020/05/06/ministerios-podem-voltar-a-existir-em-negociacao-com-o-centrao

      4+
      • avatar
      • bolhista cearense 14 de junho de 2020 at 22:12

        Queria ver o circo pegar fogo se o tchutchuca saísse…

        4+
        • avatar
        • avatar
    • CArlos 14 de junho de 2020 at 19:39

      Tá 😉

      ENTREVISTA: Mansueto: “Não muda nada no ajuste fiscal”
      Geraldo Samor

      Nessa entrevista com o Brazil Journal, o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, confirma que deverá sair do governo entre julho e agosto, mas antes de sair quer ajudar na própria transição para que não haja ruídos desnecessários quanto ao compromisso do governo com o ajuste fiscal.

      Mansueto diz que sua saída não muda em nada o compromisso do governo com o ajuste, o qual, na sua opinião, depende muito mais da posição do Presidente da República, do Ministro da Economia e do apoio político do Congresso Nacional.

      Não é cedo para sair, dado que o ajuste fiscal ainda está incompleto?

      Vamos ser claros. Primeiro, o fato de eu sair não altera em nada o esforço de ajuste fiscal que este governo e o próximo precisam fazer. Sim, o ajuste fiscal não se esgotará neste governo. O próximo presidente terá que continuá-lo ao longo de todo o seu mandato. O que se pode debater é a intensidade, ou seja, a velocidade do ajuste fiscal.

      Segundo, numa democracia na qual 94% da despesa é obrigatória e com um volume excessivo de receitas vinculadas e regras de indexação no orçamento que pesam no crescimento da despesa, o aprofundamento do ajuste fiscal depende de mudanças infraconstitucionais e constitucionais. Assim, vamos precisar de um bom debate político para se criar o apoio da sociedade para essas mudanças.

      Terceiro, o ajuste fiscal no Brasil está na Constituição Federal com o teto dos gastos. Sinceramente, isso é mais importante que o titular da Secretaria do Tesouro Nacional. O mais importante é termos o apoio político do Executivo e do Legislativo para o cumprimento do teto dos gastos.

      Ok, mas vamos ser sinceros: existe o risco do próximo Secretário do Tesouro não ter firmeza para dizer ‘não’ para muitas demandas políticas que naturalmente existem.

      Eu não vejo isso como um risco porque quem quer que seja o próximo secretário do Tesouro, ele vai seguir as diretrizes do Ministro Paulo Guedes que, no final, segue as diretrizes do chefe do Poder Executivo que é o Presidente Jair Bolsonaro.

      Eu vou ajudar nessa transição e toda minha equipe de subsecretários que está no Tesouro desde o governo passado vai continuar com o novo secretário porque eles são todos funcionários púbicos comprometidos com o ajuste fiscal.

      E tem um lado positivo na troca do Secretário do Tesouro. As pessoas vão notar que nada vai mudar. Isso é importante do ponto de vista institucional porque o trabalho de uma instituição não pode depender de quem é o titular. E o Tesouro Nacional passou mudanças institucionais muito positivas desde 2015.

      Por trás do meu trabalho no Tesouro tem uma equipe de cerca de 600 funcionários públicos extremamente competentes. Meus subsecretários formaram nos últimos anos comitês de governança que se reúnem mensalmente e mandam atas das reuniões para o TCU. Eu participo dessas reuniões como convidado, mas são funcionários públicos do Tesouro Nacional que coordenam e escrevem as atas dessas reuniões. Se alguém não respeitar essa governança ou tentar interferir nesse trabalho, essa pessoa terá sérios problemas com o TCU. Por isso que afirmo que, quando eu sair, nada muda.

      Qual é exatamente o tamanho do ajuste fiscal que estamos falando para este e o próximo governo?

      Este ano vamos ter um déficit primário do setor público que, em uma visão otimista, será de R$ 700 bilhões (7% do PIB). No ano passado esse número foi de R$ 61 bilhões (0,9% do PIB). Mas com a renovação de alguns programas da covid-19 e com novas frustrações de receita o déficit primário poderá passar de R$ 800 bilhões, ou seja, acima de 11% do PIB, sem incluir aqui a conta de juros.

      Com o conceito mais amplo, que chamamos de déficit fiscal ou resultado nominal, estamos falando de um buraco fiscal este ano acima de R$ 1 trilhão, algo como 15% do PIB ante R$ 429 bilhões (5,91% do PIB) no ano passado. Ou seja, o nosso buraco fiscal no conceito mais amplo será quase 3 vezes maior que o resultado do ano passado, e isso significa que a dívida bruta crescerá entre 15 a 20 pontos do PIB em um ano, um crescimento muito forte para um país que já tem a dívida pública muito alta.

      Qual o tamanho do ajuste fiscal? No próximo ano mais de R$ 400 bilhões de despesas primária deste ano ligadas à covid-19 vão desaparecer, mas ainda vamos ficar com um déficit primário entre 2,5% a 3% do PIB, que precisa se transformar um resultado primário de pelo menos 2,5% a 3% do PIB. Ou seja, estamos falando de um ajuste fiscal para os próximos anos de 5 a 6 pontos do PIB — ou seja, algo entre R$ 350 a R$ 420 bilhões — que não termina neste governo.

      Você enfatiza muito a necessidade do apoio politico para a o ajuste fiscal no Brasil. O governo não tem como avançar no ajuste fiscal independentemente do Congresso?

      Não. O Congresso em uma democracia é quem aprova as leis e o Orçamento. Cabe ao Executivo estabelecer o diálogo político com o para criar o consenso do ajuste fiscal que, em muito casos, exige mudanças constitucionais. Esse debate terá que continuar e o governo precisa organizar sua base política para ter apoio para dar continuidade ao ajuste fiscal.

      Ë bom que todos, inclusive o Judiciário, tenham a dimensão dos desafios que temos à frente. O Brasil há cinco anos atrás tinha uma inflação acima de 10% ao ano, uma taxa de juros Selic acima de 14% ao ano e uma conta de despesa com previdência que era insustentável. Isso tudo já mudou, mas precisamos fazer mais. O que foi feito ainda não nos garante o ajuste estrutural que precisamos.

      Temos que garantir o ajuste fiscal estrutural para assegurar o cenário de inflação e juros baixos e, com as demais reformas estruturais, o crescimento do nosso PIB potencial e, assim, garantir um cenário sustentável para nossa dívida pública.

      Mas se os poderes da República falharem no diálogo politico necessário, que é o primeiro passo na busca do consenso para aprovar as reformas, não vamos ter recuperação forte do crescimento e haverá o risco de aumento dos juros no futuro. Ajuste fiscal é por natureza um desafio político a partir de um diagnóstico técnico. Mas o que se vai cortar, se haverá ou não mudança em alguns impostos, etc. é por natureza um debate político.

      Você tem receio de algum problema no financiamento da dívida? Sua eventual saída poderia causar algum problema?

      O FED anunciou recentemente que as taxas de juros nos EUA ficarão próxima de zero até 2022. E no Brasil o cenário de inflação está bem-comportado e vamos também usufrui de um cenário de juros baixos por um bom tempo, o que vai nos ajudar a ganhar tempo para aprovar medidas e avançar no ajuste fiscal e nas reformas importantes como a administrativa e a tributária. O período de juros baixos abriu um janela para conseguirmos criar o consenso politico necessário para aprovarmos as reformas necessárias tanto para crescermos mais quanto para fazer o ajuste fiscal.

      E a situação dos estados e municípios no Brasil? Eles sairão da crise mais endividados e ainda com a necessidade de fazer o ajuste fiscal que ainda não conseguiram. O que vai acontecer?

      Vamos ter que retomar a agenda que já estava posta antes da covid-19. Aqui vamos precisar de mudanças na Constituição e parte dessa agenda já está na PEC Federativa que está no Senado desde o ano passado.

      Eu sempre tive um bom diálogo com a grade maioria dos governadores, independentemente de partido politico ou de suas preferências ideológicas. Mas esse diálogo tem que evoluir para uma boa coordenação política porque será essencial no debate do PLP 101/2020, o Plano de Equilíbrio Fiscal (PEF), e nas mudanças necessárias do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) e na própria Constituição Federal.

      Na semana passada tive uma reunião com um grupo de secretários da fazenda e o que mais me surpreendeu em uma conversa aberta e transparente foi a convergência de ideias e proposta deles com o governo federal. Mas todos alertaram que o diálogo entre eles o governo federal precisa melhorar. Este é o desafio. Temos muita convergência, mas precisamos transformar essa potencial convergência do que fazer em uma atuação conjunta e coordenada para avançar no ajuste fiscal dos entes subnacionais.

      Não é ruim você sair do debate do ajuste fiscal quando você próprio fala que ainda vamos ter pelo menos mais seis anos de ajuste pela frente?

      Mas quem falou que vou sair do debate? Vou continuar ajudando no debate do ajuste fiscal da melhor forma possível com o meu sucessor e com qualquer um que venha depois dele. A minha experiência aqui vai me levar, necessariamente, a ter mais responsabilidade no debate público para ajudar no ajuste fiscal.

      Temos que criar o hábito positivo de respeitar o contraditório, tornar o debate das reformas um debate de ideias e não atacar aqueles que propõem políticas radicalmente diferentes. Muitas vezes as pessoas não aprovam determinadas reformas porque não entendem o seu benefício ou mesmo o custo de não mudar. Todos nós — dentro ou fora do governo — temos que ajudar nesse debate, mas sem transformar o debate político necessário e desejável uma luta do bem contra o mal.

      Em resumo, não vou sair do debate fiscal e espero continuar com o bom diálogo que tenho com políticos, governadores e meus colegas de governo. Mas para fazer isso, preciso estar no governo? Não.

      https://braziljournal.com/entrevista-mansueto-nao-muda-nada-no-ajuste-fiscal

      4+
      • avatar
  • bolhista cearense 14 de junho de 2020 at 22:11

    Pergunta (a quem souber responder):
    Desde o ano passado, leio notícias de que os investidores estrangeiros retiraram suas aplicações na bolsa de valores daqui. Li também que estes mesmos investidores retiram seus investimentos de várias outras bolsas no mundo. Ocorreu uma queda no total de pontos da B3 e esta mesma oscila muito desde o início do desgoverno bozo bozonaro bozolóide de um pico de cem mil pontos até sessenta mil. Se os investidores gringos retiraram os investimentos e o povo daqui não tem tanto dinheiro assim para investir então como explicar a subida da bolsa?

    7+
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 15 de junho de 2020 at 00:06

      Vale sardinhada?

      Número de pessoas físicas na B3 tem alta recorde e bate 2,24 milhões em março

      Investidor mostra sangue-frio e aporta R$ 17,6 bi na bolsa em março

      O mau desempenho da bolsa no mês de março, com a pior queda mensal (-30%) em 22 anos, não foi suficiente para espantar o investidor pessoa física. Pelo contrário, em relação a fevereiro, a base de CPFs registrados como investidores na B3 teve sua maior alta, de 15%, atingindo novo recorde com 2,24 milhões de pessoas físicas.

      De acordo com a B3, no entanto, alguns desses CPFs podem se repetir na base, então se a pessoa tiver conta em mais de uma corretora ela pode ser contabilizada mais de uma vez pelo cadastro do agente de custódia.

      Em comparação a 2019, que já foi um ano de recorde de pessoas físicas, o salto no número de CPFs foi de 33%. E ainda estamos no primeiro trimestre. No perfil, a maioria, 76,3%, ainda são de homens, enquanto 23,7% são mulheres. Da base de faixa hetária, a maior fatia, de 36% têm mais de 66 anos.

      Se os investidores estrangeiros batem recordes consecutivos de retirada de recursos da bolsa brasileira, com destaque para o mercado secundário, os investidores locais seguem resilientes apesar de toda a turbulência do mercado.

      Num mês marcado por uma queda de 29,90% do Ibovespa, a maior desvalorização mensal em 22 anos, com direito a seis circuit breakers, as pessoas físicas fizeram um aporte de líquido de R$ 17,6 bilhões na bolsa brasileira.

      https://valorinveste.globo.com/objetivo/hora-de-investir/noticia/2020/04/03/numero-de-pessoas-fisicas-na-b3-tem-alta-recorde-e-bate-224-milhoes-em-marco.ghtml

      8+
      • avatar
      • avatar
    • CArlos 15 de junho de 2020 at 00:08

      Tinha gente usando o cheque da covid pra investir em ações nos EUA, postei acima 😉

      6+
      • avatar
      • avatar
    • CA 15 de junho de 2020 at 06:14

      bolhista cearense,

      É o que sempre digo:

      Quando o governo baixa a SELIC sucessivamente, sempre batendo o recorde histórico de baixa, muitas pessoas tiram seu dinheiro da renda fixa e investem na BOVESPA, principalmente quando a Info171Money e outros meios de comunicação, no melhor estilo PEGA-TROUXA, dizem que as Ações estão com preços “muito baixos” e que a tendência é de subir, sem que haja NENHUM FUNDAMENTO para isto.

      Tal situação já ocorre desde 2016 quando tivemos a maior queda histórica do PIB até então, junto com um crescimento da BOVESPA de mais de 30%, tendo sido o melhor investimento do ano. Desde então, a BOVESPA tem refletido o CONTRARIO da economia REAL.

      Observe que para 2020 os indicadores da economia REAL não param de despencar. Por que a BOVESPA sobe então?

      Porque todos sabem que com o agravamento da crise, o governo vai baixar ainda mais a SELIC, o que levará a aumentos relevantes de investidores que TIRAM de renda fixa e aplicam em Ações,
      com novas subidas na BOVESPA.

      Observe que é TRANSFERÊNCIA de uma aplicação para outra e não aumento de riqueza. O saldo da somatória de todas as aplicações deve estar caindo, em virtude da crise, mas daquilo que SOBRA, você transfere uma parte relevante para BOVESPA e ela tem crescimento como estamos vendo.

      Esta subida da BOVESPA é totalmente ARTIFICIAL e NON-SENSE, na prática a ideia é de que “quanto PIOR a economia, melhor será para as empresas na BOVESPA” (?!?!?!) e este PROFUNDO CONTRA-SENSO, vai levar a novas quedas drásticas na BOVESPA em breve…

      Mas é isto que gera grana para os TUBARÕES e eles vão continuar alimentando esta especulação IRRACIONAL para faturarem alto, enquanto os investidores estrangeiros fogem desta ARAPUCA e a mídia vendida divulga que “ixpertos” (sic) são os brasileiros… 🤣🤣🤣🤣

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 15 de junho de 2020 at 05:57

    Já havia colocado noticia a respeito mais acima. É apenas outra leitura sobre o mesmo tema, que menciona de forma superficial a total inação do governo e as consequências disto para todos nós, algo que sempre reforço por aqui:

    https://noticias.uol.com.br/colunas/balaio-do-kotscho/2020/06/14/a-tragedia-brasileira-metade-da-populacao-esta-fora-do-mercado-de-trabalho.htm

    Trechos do link acima, entre “aspas”:

    “Guedes se limitará a dizer que o dinheiro acabou, sem apresentar nenhum plano para a criação de empregos, e que a situação só irá melhorar com a aprovação de reformas, como repete feito um realejo desde o início do governo. A pandemia apenas agravou um cenário recessivo em que o PIB cresceu apenas 1% no ano passado e a taxa de desemprego continuava em torno de 12%. A quarentena poderia ter servido para que a equipe econômica elaborasse um plano de ação com começo, meio e fim para o pós-pandemia. Até agora, não há nem sinal disso.

    Com a inação do governo, o Brasil corre agora o risco de ser campeão em tudo: não só no número de mortos pela pandemia, mas também na taxa de desempregados e na queda do PIB.”

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 15 de junho de 2020 at 07:50

    Os efeitos são sentidos na queda do poder aquisitivo e na capacidade de consumo das famílias. Conforme mostrado pela Agência Brasil, o percentual de famílias com dívidas, em atraso ou não, chegou a 66,6% em abril deste ano – recorde desde janeiro de 2010. As projeções a médio prazo também despertam atenção. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) prevê que os brasileiros possam chegar até 8% mais pobres em 2021, na comparação com 2019.

    “É um momento muito complicado, as famílias já estavam endividadas. A redução de renda é muito grave porque há pessoas passando necessidade”, diz o economista Ronalde Lins. “Quem perdeu o emprego não vai conseguir recuperar em curto prazo, mesmo que aceite salário mais baixo”, afirma Newton Marques, também economista.

    “Dizer que não vai pagar para quem tem a receber é outro complicador. Uma bola de neve. A não paga B, B não paga C, e assim a economia quebra”.

    Ronalde Lins é consultor de empresas privadas e observa que seus clientes sofrem com percalços para obter novos empréstimos ou rever condições de antigas operações de crédito.

    “Os bancos estão fazendo propaganda que não estão cumprindo, ou beneficiando poucos. Todos os bancos estão dizendo que têm recursos. Infelizmente, os bancos não têm tido esse compromisso. Diversos clientes meus, pessoas jurídicas, não conseguiram recursos com benefício de taxa mais baixa e prolongamento de prazo. Estão colocando muita dificuldade”.

    https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-06/economistas-recomendam-austeridades-familias

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 15 de junho de 2020 at 10:00

      Cajuzinha,

      Os bancos estão fazendo o mesmo de sempre:

      PROMETEM na mídia, para todo mundo ver e ouvir, inclusive com propagandas pagas e explícitas quanto a isto em Canal aberto e horário nobre, que estão renegociando as dívidas, prorrogando os prazos e reduzindo os juros, de forma “ampla, geral e irrestrita”.

      Na PRÁTICA, só fazem o que SEMPRE fizeram, ou seja, a prorrogação das dívidas e os juros reduzidos, são só para aqueles que nunca precisaram disto antes e que agora precisam, o que é um percentual MÍNIMO das empresas e das pessoas físicas, porque muito antes desta crise, as BOLHAS já tinham feito com que o super-endividamento e a INADIMPLÊNCIA disparassem para todos os agentes, fossem governos, empresas ou famílias.

      Os bancos PRIVADOS não vão gerar uma super exposição à INADIMPLÊNCIA bem neste momento e DESTRUIR os resultados financeiros deles para “salvarem” a economia, é muita inocência acreditar que fariam isto. No máximo, os bancos privados FINGEM que vão fazer isto e esperam que o governo, como sempre e via MORAL HAZARD, aumente os BURACOS da INADIMPLÊNCIA via CEF e suas “renegociações milagrosas”, que não passam de MAQUIAGEM para esconder o tamanho do ROMBO.

      E a situação acima quanto à saúde financeira dos agentes antes da crise, como sempre digo, é um dos GRANDES AGRAVANTES para situação atual: um contingente GIGANTESCO e RECORDE HISTÓRICO de governos, empresas e famílias já chegaram super-endividados e INADIMPLENTES, com isto, a crise os colocou em uma situação EXTREMAMENTE CRÍTICA, onde sem ajuda assistencial do governo, teríamos um recorde histórico de famílias passando por necessidades básicas. Daí vem outra questão: se o governo reduzir muito o apoio assistencial, veremos um contingente sem precedentes passando fome. Só que o próprio governo, já estava QUEBRADO desde ANTES, com uma relação dívida / PIB 50% acima da média dos emergentes e mesmo com auxílios assistências modestos na comparação com outros países, esta relação vai PIORAR e MUITO, mesmo na comparação com outros emergentes, afinal, demais países na mesma classificação que o Brasil reagiram MUITO MELHOR à PANDEMIA e isto se refletirá nos impactos para o PIB destes países, sendo um processo menos doloroso que para o Brasil.

      Situação MUITO DIFÍCIL, que PIORA pelo fato de não termos NENHUM plano por parte do governo, seja para enfrentar a crise, ou no pós crise, como destaquei acima. As “reformas milagrosas” do IPiraNaGrana, como TUDO que ele promete, são UFANISTAS, completamente FORA DA REALIDADE, JAMAIS irão alcançar os resultados PROMETIDOS, isto SE vierem a fazer boa parte destas reformas no pós-pandemia e assim, como consequência de tudo isto, poderemos ter até a eclosão de conflitos sociais quando a miséria se espalhar, a não ser que o governo abandone de vez a questão fiscal e mantenha por muito mais tempo os auxílios assistenciais, no mínimo nos montantes atuais.

      É fato que os SUBSÍDIOS SETORIAIS no melhor estilo Dilma (*), que o governo atual está replicando com Imob e com setor automobilístico, não irão resolver nem colaborar com NADA do que consta acima, ao CONTRÁRIO, servirão apenas para aumentar as DISTORÇÕES e assim, garantir que as consequências ao final sejam ainda PIORES.

      (*) Como SEMPRE o governo PLAGIANDO a Dilma

      A conferir…

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 15 de junho de 2020 at 10:40

        Seu pessimista 😛

        ᴀ ᴀᴅᴏᴄᴀᴏ ᴅᴏ ғᴇɴɢ sʜᴜɪ ᴘᴇʟᴏ ᴍɪɴɪsᴛᴇʀɪᴏ ᴅᴀ ᴇᴄᴏɴᴏᴍɪᴀ ᴘᴏᴅᴇ ɢᴇʀᴀʀ ᴜᴍ ɪᴍᴘᴀᴄᴛᴏ ᴀᴅɪᴄɪᴏɴᴀʟ ᴅᴇ 7 ᴛʀɪʟʜᴏᴇs ᴇᴍ 5 ᴀɴᴏs

        https://twitter.com/pauloguedesbot/status/1272457831854243843?s=19

        5+
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 15 de junho de 2020 at 10:11

    Pensei que era confortável morar em 14m2 kkkkkkk

    De acordo com a pesquisa, para 45% dos ouvidos, o período de isolamento social desperta o interesse por apartamentos maiores.

    Há outros achados interessantes. O possível aumento do metro quadrado acompanha o desejo por uma área reservada ao trabalho remoto (70%). Além de profissionais virtuais, o momento pós-pandemia trará novos chefs, profissionais ou amadores: 46% estão utilizando mais a cozinha e reconhecendo o valor desse espaço na vida diária. O resultado é superior à expectativa dos respondentes pela utilização intensa nos próximos meses de serviços de entrega de alimentação (22%).

    https://valorinveste.globo.com/blogs/seu-negocio/post/2020/06/os-desejos-do-cliente-do-novo-normal-no-mercado-imobiliario.ghtml

    https://valorinveste.globo.com/blogs/seu-negocio/post/2020/06/os-desejos-do-cliente-do-novo-normal-no-mercado-imobiliario.ghtml

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 15 de junho de 2020 at 10:13

    AGORA É A HORA!

    “O que se percebe é que como as pessoas estão com mais tempo para analisar as opções, o cliente tem visto uma oportunidade de investimento. No momento de incerteza, quem tem um capital procura investir em algo mais seguro e o imóvel não tem desvalorização. Para quem já estava planejando comprar a sua casa própria este é o melhor momento, porque os preços estão mais baixos e as condições estão melhores”, explica.

    https://www.acordacidade.com.br/noticias/228550/mercado-imobiliario-mantem-condicoes-especiais-e-lancamentos-durante-o-isolamento-social-em-feira-de-santana-.html

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 15 de junho de 2020 at 11:27

      Mas para quem tem condições e pretende comprar imóvel para residir ou investir, este é um bom momento porque é melhor investir quando os preços estão baixos.

      – É como se estivéssemos começando do zero. A pandemia deu um resset no ciclo. Então, as pessoas podem comprar no começo do ciclo de novo porque as construtoras, ou seguraram os preços ou fizeram algum reajuste nas suas tabelas para baixo. Esse é o momento certo para comprar – explica Obenaus.

      Os segmentos mais afetados pela crise econômica do novo coronavírus, segundo Obenaus, são os voltados para a classe média porque essas pessoas têm dúvidas se continuarão empregadas, e os focados na classe A. Esse pessoal de maior renda, que já mora bem, decidiu não trocar de imóvel durante a pandemia.

      https://www.nsctotal.com.br/colunistas/estela-benetti/este-pode-ser-um-bom-momento-para-comprar-imovel

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 15 de junho de 2020 at 12:23

        Cajuzinha,

        Pois é, em momento de CRISE INTENSA e uma incerteza absurda se vai continuar empregado e/ou se o negócio vai continuar viável, onde o caixa é o mais importante de TUDO (cash is king), por que não IMOBILIZAR todo o seu dinheiro em um imóvel e de preferência ainda fazer uma dívida vultuosa para pagar em DÉCADAS, de tal forma que se o risco ocorrer e você ficar sem renda, vai ter que se desfazer do imóvel a preço de banana e isto se conseguir vender, ou então, perder o imóvel indo parar no estoque dos bancos, que já estão com RECORDE PLANETÁRIO de imóveis retomados por INADIMPLÊNCIA e que eles simplesmente não conseguem vender?

        Não é uma “excelente oportunidade” de meter o pé na jaca e cometer um GIGANTESCO SUICÍDIO FINANCEIRO? E quanto mais a REALIDADE aflorar durante e principalmente no PÓS-PANDEMIA, quando o UFANISMO da “recuperação em V” do IPiraNaGrana cair por terra, mais a DISTORÇÃO entre oferta e procura vai aumentar, assim como o DESESPERO por vender, o que poderá ensejar o famoso EFEITO MANADA, com MUITOS VENDEDORES reduzindo o preço para fazerem dinheiro e com tanto volume, empurrando o preço para baixo rapidamente e de forma intensa.

        A conferir…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • CA 15 de junho de 2020 at 13:39

    Antes tarde do que nunca, se bem que, estão começando pelos “peixes pequenos”, a “ex”-Neo Nazista e atual BOZONAZI…

    Seguem mais notícias sobre uma das “ídolas” dos GENOBOZOSOS, a líder dos “300 que não chegam a 50” (mas não faz mal, ACÉFALOS não sabem contar mesmo):

    https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2020/06/15/ativista-sara-winter-e-presa-pela-policia-federal-em-brasilia.ghtml

    Trecho do link acima, entre “aspas”, onde destaco o quanto a “ex-“Neo Nazista está aplicando seus “conhecimentos” no novo grupinho de BOZONAZI:

    “No último sábado (13), integrantes do grupo 300 do Brasil participaram de ato em que manifestantes lançaram fogos de artifícios contra o prédio do STF. E, em 30 de maio, Sara chefiou uma manifestação com REFERÊNCIAS A GRUPO NEONAZISTAS E DE SUPREMACISTAS BRANCOS AMERICANOS, na Esplanada dos Ministérios.”

    https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/06/15/lider-de-movimento-feminista-diz-que-sara-winter-foi-expulsa-por-sumir-com-dinheiro-para-protesto-e-espalhar-mentiras.ghtml

    Trechos do link acima, onde DESTACO a parte da experiência prévia que é totalmente compatível com a atual FÁBRICA DE FAKE NEWS do Governo do BOZO:

    “A ativista Sara Winter, presa nesta segunda-feira (15) em Brasília em uma investigação sobre movimentos antidemocráticos, foi excluída do grupo feminista Femen em 2012 acusada de “desaparecer” após receber dinheiro para fazer protesto que não foi realizado e ESPALHAR MENTIRAS sobre a organização. As afirmações são de Inna Schevchenko, líder do Femen, em entrevista ao G1 por e-mail.”

    6+
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 15 de junho de 2020 at 13:51

      O fato de que a nova direita conservadora, “família” e religiosa idolatrar esta vagaba escrota que adotou o pseudômino de uma espiã nazista já diz muito sobre o movimento.

      Hipócritos, safados e sem nenhum caráter…

      4+
    • CArlos 15 de junho de 2020 at 13:54

      Fundadora do Radical Pró-Aborto, Grupo Feminista em Topless se Torna Pró-Vida, pede desculpas

      A fundadora do grupo feminista radical Femen Brasil, Sara Fernanda Giromini (conhecida como Sara Winter nos círculos feministas), tornou-se incrivelmente pró-vida, pediu desculpas aos cristãos por comportamentos passados ​​e atualmente está atuando para expor a corrupção dentro do movimento feminista, relata Life News.

      Para dizer que Giromini, 19 anos, viveu radicalmente sua visão feminista antes que sua transformação fosse um eufemismo.

      Por Life News, no ano passado, o grupo feminista pró-aborto que ela fundou levou para a Praça de São Pedro, no Vaticano, em topless e “simulou sexo anal usando crucifixos”, em um esforço para chamar a atenção por sua causa antipapa e pró-aborto. Sob a liderança de Giromini, ativistas do Femen em topless “se infiltraram em uma igreja católica em Estrasburgo, na França, para protestar contra um discurso do papa Francisco no Parlamento Europeu”. E em outubro, os ativistas do aborto do Femen “tentaram profanar uma catedral argentina e jogaram pedras e garrafas em católicos rezando o rosário em frente à igreja no domingo”.

      https://www.dailywire.com/news/founder-radical-pro-abortion-topless-feminist-amanda-prestigiacomo

      4+
      • avatar
  • CArlos 15 de junho de 2020 at 14:47

    Surprise surprise

    Agência americana revoga liberação de emergência da hidroxicloroquina como tratamento para a Covid-19

    FDA divulgou documento nesta segunda-feira e disse que ‘não é mais razoável acreditar que as formulações orais de hidroxicloroquina e de cloroquina podem ser eficazes’.

    A FDA (Food and Drug Administration, em inglês), agência que atua como a Anvisa nos Estados Unidos, revogou a permissão de emergência para o tratamento com a hidroxicloroquina contra a Covid-19. O órgão americano disse em documento nesta segunda-feira (15) que “não é mais razoável acreditar que as formulações orais de hidroxicloroquina e de cloroquina podem ser eficazes”.

    “Nem é razoável acreditar que os fatores conhecidos e os potenciais benefícios desses produtos superem seus riscos conhecidos e potenciais. Por conseguinte, a FDA revoga o uso emergencial de hidroxicloroquina e cloroquina nos EUA para tratar Covid-19”, disse o documento.

    A agência explica que tomou a decisão com base em novas informações e em uma reavaliação dos dados disponíveis no momento da liberação de emergência para pacientes com Covid-19 no país, publicada em 28 de março.

    https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/06/15/agencia-americana-revoga-liberacao-da-hidroxicloroquina-como-tratamento-para-a-covid-19.ghtml

    8+
    • avatar
  • CArlos 15 de junho de 2020 at 15:21

    PAULO GUEDES [email protected]
    𝗖𝗼𝗺 𝟱 𝗯𝗶𝗹𝗵𝗼𝗲𝘀 𝗮 𝗴𝗲𝗻𝘁𝗲 𝗮𝗻𝗶𝗾𝘂𝗶𝗹𝗮 𝗼 𝗰𝗲𝗻𝘁𝗿𝗮𝗼

    6+
    • avatar
    • avatar
    • CA 15 de junho de 2020 at 16:09

      Carlos,

      Este post está desatualizado e extremamente baixo para os padrões IPiraNaGrânicos! O mais atual e com as cifras corretas é: “Com 10 TRILHÕES a gente COMPRA o centrão!”

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 15 de junho de 2020 at 21:41

    Hahahaha

    O sonho do imóvel novo não foi deixado para trás por causa da crise

    O atual cenário econômico é preocupante para quase todos os setores do país. Para o mercado imobiliário não é diferente, embora seu poder de recuperação seja muito maior do que se imagina. Digo isso porque o segmento já passou por longas crises e se viu obrigado a se reinventar diversas vezes. Em 2018, por exemplo, nos recuperamos de nossa crise mais recente que havia se iniciado em 2014, originado pelo enfraquecimento na economia nacional. No contexto de pandemia que vivemos hoje, para continuar tocando os negócios de maneira sustentável, empreendimentos e construtoras estão digitalizando seus serviços e fechando contratos online. Sim, muitas pessoas estão comprando imóveis durante a pandemia. E é esse o ponto que eu quero abordar aqui. Por que as pessoas continuam comprando imóveis?

    Isso se deve a muitos fatores. Talvez o principal deles seja o fato de que as pessoas estão com o dinheiro guardado, se planejando há anos para esse momento, vale pontuar que para a maioria das pessoas, o espaço entre tomar a decisão da compra e efetuá-la pode demorar meses. Mas, existem outras circunstâncias importantes acontecendo também, como a nova queda histórica da Selic, de 3,75% para 3% ao ano, anunciada pelo Copom, que tem impulsionado muitos brasileiros a conquistarem seu novo imóvel.

    Parece que as condições nunca estiveram tão favoráveis. Além da queda da Selic, o Brasil apresenta um cenário de baixa rentabilidade da poupança e da renda fixa, alta volatilidade no mercado de ações e subida dos preços dos imóveis em ritmo abaixo da inflação. Ou seja, para aquela família que planeja adquirir seu apartamento a oportunidade é agora. Para aquele casal que vai financiar seu apartamento, a Caixa Econômica Federal também adiou as prestações em 4 meses. Essa nova onda de possibilidades só estimula, quem já tinha um plano e agora pode tirar do papel.

    Também não podemos nos esquecer daqueles que querem aproveitar o momento para adquirir um imóvel como forma de investimento. Segundo estudo realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 28,8% dos brasileiros são proprietários de imóveis e, assim, também podem capitalizar com a locação.

    Mas, como comprar um imóvel em meio ao isolamento social? A digitalização do mercado imobiliário já era uma realidade, mas que tomou mais forma após o início da quarentena. E tudo pode ser feito de forma online, desde a busca pelo novo lar, passando pelo tour virtual, que consegue dar dimensões reais do tamanho dos espaços, relacionamento via chat e até o contrato pode ser assinado.

    Ao passo que as pessoas pesquisam e procuram novas oportunidades, é possível prever uma perspectiva mais otimista para o segundo semestre. Afinal, não queremos adiar o sonho do imóvel novo e sim, torná-lo possível. A forma como o mercado busca se aquecer é um dos fatores que vai determinar a rapidez da retomada. Pela minha experiência sei que conseguimos criar novos caminhos e buscar formas de estimular os consumidores a realizarem seus objetivos. Afinal, para adquirir um apartamento é preciso planejamento.

    *Alex Frachetta, CEO do Apto

    https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/o-sonho-do-imovel-novo-nao-foi-deixado-para-tras-por-causa-da-crise/

    3+
    • avatar
  • CArlos 15 de junho de 2020 at 21:46

    Hahahaha 2 (já meio velho)

    Os desejos do cliente do novo normal, no mercado imobiliário

    Maior utilização da cozinha, busca por espaços destinados ao home office e inclinação por imóveis maiores: características do consumidor pós-Covid começam a se revelar

    Pesquisa inédita que ouviu mais de 1,4 mil pessoas em São Paulo e no Rio de Janeiro mostra tendências valiosas sobre o consumo no Brasil num contexto pós-covid. O trabalho, realizado pela Loft, ouviu consumidores e corretores de imóveis no final de maio passado, período em que hábitos do “ novo normal” já vinham se sedimentando no coração e mentes de todos nós.

    Um primeiro achado claro: as pessoas estão conferindo maior valor aos seus lares. Todos nós estamos passando e vamos passar mais tempo em nossas casas, a partir deste novo contexto. Sinal disso é o desejo manifestado pelos entrevistados por mais espaço. De acordo com a pesquisa, para 45% dos ouvidos, o período de isolamento social desperta o interesse por apartamentos maiores.

    Há outros achados interessantes. O possível aumento do metro quadrado acompanha o desejo por uma área reservada ao trabalho remoto (70%). Além de profissionais virtuais, o momento pós-pandemia trará novos chefs, profissionais ou amadores: 46% estão utilizando mais a cozinha e reconhecendo o valor desse espaço na vida diária. O resultado é superior à expectativa dos respondentes pela utilização intensa nos próximos meses de serviços de entrega de alimentação (22%).

    O cliente do pós-Covid investe na cozinha e pensa em fazer o mesmo com os outros espaços: quase ⅓ considera realizar pequenas reformas no lar (32%), o que abre uma série de novas demandas de decoração e aperfeiçoamento de espaços anteriores que não existiam no “antigo normal”.

    Paralelamente, há também uma valorização dos bairros e da atividade local. Com as medidas de isolamento social, 43% está priorizando os serviços de produtores e comerciantes da vizinhança.

    Corretores – A pesquisa aponta também que os profissionais do mercado imobiliário estão otimistas com os rumos do mercado neste ano (77%). Com os novos desafios, 58% afirmam que aprenderam uma maneira nova de trabalhar – geralmente associada à praticidade e velocidade da realização dos negócios, resultante do aumento dos hábitos digitais dos clientes durante a pandemia – e 44% já notam mudanças nos desejos dos seus clientes para os imóveis.

    https://valorinveste.globo.com/blogs/seu-negocio/post/2020/06/os-desejos-do-cliente-do-novo-normal-no-mercado-imobiliario.ghtml

    2+
    • avatar
  • CArlos 15 de junho de 2020 at 21:47

    Hahahaha ao quadrado

    Crise no mercado imobiliário? MRV e LOG passam longe, segundo CEOs

    Rafael Menin e Sérgio Fischer demonstram otimismo para o mercado imobiliário do país no pós pandemia

    Apesar do cenário negativo, Rafael Menin, CEO da MRV, afirmou durante live promovida pelo InfoMoney e pelo especialista em mercado imobiliário, Ricardo Reis, que a construtora está caminhando na contramão da crise e segue com bom desempenho, principalmente no e-commerce.

    “O ano começou muito forte, mas a partir da segunda quinzena de março houve um pouco de inquietude por parte do comprador. De fato, essa é uma crise muito séria, mas a MRV está tendo um desempenho diferenciado durante esses meses de pandemia. No primeiro trimestre crescemos 25% em relação ao ano passado. Os meses de abril e maio também foram muito bons”, diz Menin.

    O executivo segue otimista em relação ao futuro do mercado imobiliário, diante do cenário de juros baixos e das perspectivas de recuperação econômica para os próximos anos.

    Menin pontua também que o aspecto demográfico do país contribui para essa visão positiva – já que mais de um milhão de novas famílias são formadas no Brasil por ano e essa condição aquece o mercado, sobretudo o de imóveis para famílias de baixa renda, foco da MRV.

    “Tudo leva crer que teremos uma inflação baixa e isso é fundamental. Acredito que teremos também um crescimento econômico continuado, por mais que o Brasil esteja passando por um momento mais difícil, as reformas devem prosseguir no país e o nosso mercado vai explodir, dobrando de tamanho. E, sem dúvida, esse mercado de baixa renda será o mais impactado por essa mudança demográfica e socieconômica”, afirma.

    Sérgio Fischer, CEO da LOG, também participou da conversa e disse que a pandemia contribuiu positivamente para o setor de galpões. Com a digitalização de vários negócios, a companhia que atua na incorporação, construção e locação de condomínios logísticos, shoppings e loteamentos industriais, tem visto um aumento das operações à medida que a participação de mercado do e-commerce cresce no varejo.

    Segundo Fischer, muitos dos clientes da empresa atuam no setor de e-commerce e, como suas vendas aumentaram durante a crise, agora eles estão buscando mais espaço para dar vazão à ampliação das operações. “Estamos com uma carteira de clientes envolvidos com a companhia, que querem expandir seus negócios, e esses clientes têm ditado o nosso ritmo de crescimento de portfólio”, afirma.

    https://www.infomoney.com.br/negocios/crise-no-mercado-imobiliario-mrv-e-log-passam-longe-segundo-ceos/

    4+
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 15 de junho de 2020 at 21:54

    Será que o Mansueto vai reativar o Blog agora que está fora do governo? E com os posts antigos?

    5+
    • avatar
  • CA 16 de junho de 2020 at 07:15

    Pelo número de artigos PAGOS logo acima, tendo com fonte de DESINFORMAÇÃO os mais variados empresários da área imobiliária, podemos perceber o tamanho do DESESPERO do setor: é como se um dia antes do abate geral, todas as vacas se reunissem com placas “coma frango, carne de vaca faz mal para saúde”…

    Os “argumentos jeniais” (sic):

    SETOR LOGÍSTICO:
    – Não faz mal se uma imensidão de lojas físicas está QUEBRANDO e elas TAMBÉM usam galpões logísticos que fatalmente terão QUEDA na utilização, ao mesno tempo que uma parte das grandes lojas poderá até virar galpão logistico e ampliar a oferta, sem aumento de demanda correspondente, é só FINGIR que isto não existe e tudo ficará bem!
    – Não faz mal se um grande número de indústrias irá reduzir sua produção ou deixar de existir e se MUITOS destes galpões industriais irão virar logisticos, se FINGIRMOS não ver nem saber disto, vamos ficar “de boa”!
    – Não faz mal se a DEGRADAÇÃO dos empregos e da renda estão sendo ainda mais PROFUNDOS, assim como os impactos para super-endividamento e INADIMPLÊNCIA e que a tendência é disto PIORAR, ao mesmo tempo que vai secar a fonte do auxilio assistencial do governo, é só FAZER DE CONTA que nada disto existe e que o consumo vai se manter alto para pessoas sem emprego, sem renda, super-endividadas e inadimplentes e assim sustentar mais compras ao longo do tempo!

    IMÓVEIS DE BAIXO CUSTO (MCMV):
    – Ah, a miséria vai levar o número de famílias nas classes “D” e “E” a DOBRAR, logo o mercado do MCMV aumentará como NUNCA! Todo mundo que é classe média que ficará sem renda e migrará para classe pobre vai adorar comprar um MCMV e mesmo passando por enormes apuros para SOBREVIVER, vai “tirar de onde não tem” para comprar um imóvel popular!
    – O FGTS será ETERNO, assim como o dinheiro do governo e da CEF! A CEF poderá continuar aumentando exponencialmente o BOLSA CALOTE por DÉCADAS, assim como o governo poderá passar dos 200% ou 300% da dívida em relação ao PIB, sem problemas! Também não faz mal se o FGTS tem tido resultados negativos em BILHÕES de Reais nos últimos meses e se a tendência é disto PIORAR em função do aumento da PROFUNDA DEGRADAÇÃO dos EMPREGOS e da RENDA, junto com a utilização apelativa anti-crise do dinheiro do fundo e com novas disparadas em CALOTES no MCMV, o “fato” é que o dinheiro do FGTS também é eterno! Se FIZERMOS DE CONTA que o que consta acima é verdade, o futuro para o setor de baixa renda que é
    SUPER DEPENDENTE de SUBSÍDIOS e dinheiro a FUNDO PERDIDO do governo e do FGTS mais CRÉDITO PODRE em larga escala via CEF, é super promissor!
    – “QUERER É PODER”: todo ano teremos 1 milhão de familias novas se formando, logo, como elas não precisam de dinheiro para comprar um imovel, nem de renda, basta o DESEJO delas de assinar uma compra na planta e o interesse dos corretores e construtoras em aplicar o golpe das vendas FALSAS na planta, basta que assinem.documentos e mesmo sem conseguirem pagar ao longo do tempo, as construtoras ficarão ricas “virtualmente” e não haverá nenhum problema em MULTIPLICAR os CALOTES BILIONÁRIOS em ALGUMAS VEZES!

    IMÓVEIS PARA INVESTIDORES:
    – Com juros e inflação extremamente baixos em função da CRISE, todos os investidores que tem muito dinheiro aplicado (que NÃO EXISTEM nos volumes SONHADOS pelo setor imobiliário), observando o ÊXODO de milhares de pessoas voltando para suas cidades de origem, ou famílias se espremendo e se agrupando em residências porque não conseguem pagar sozinhas pelo aluguel, mais o trabalho remoto também ajudando a impulsionar a FUGA dos grandes centros, irão buscar imóveis para comprar nos grandes centros e poderem colocar para alugar mesmo sabendo que a VACÂNCIA e os PREJUÍZOS com estes imóveis (arcando com despesas e sem receitas durante a VACÂNCIA) só tendem a CRESCER, mas todos são MASOQUISTAS e/ou extremamente mal-informados e por isto teremos nova legião de investidores fazendo estas apostas!
    – Vamos fazer de conta também, que o pessoal que investe na BOVESPA em massa hoje, onde a IMENSA MAIORIA tem apenas UMA PEQUENA FRAÇÃO investida daquilo que seria necessário para comprar um imóvel, na realidade teria várias vezes aquele montante (quem sabe, escondido no exterior) e daí vai utilizar tudo isto para “investir” em imóveis em função da volatilidade da BOVESPA. É só acreditar na UTOPIA dos milionários SARDINHAS com grana no Exterior e “tudo bem”.
    – Vamos FAZER DE CONTA também, que ninguém verá a PROFUNDA DEGRADAÇÃO dos EMPREGOS e da RENDA fazendo com que a INADIMPLÊNCIA do aluguel DISPARE ainda mais e assim, os CEGOS investidores em imóveis irão crescer e muito, por um lado, ansiosos em desfrutarem do PREJUIZO de arcar em com despesas sem receitas, por outro, não vendo a hora de ficar completamente sem liquidez em um momento de CRISE AGUDA em que poderão precisar de reservas DE IMEDIATO.

    Pois é, como SEMPRE, este setor tentando SOBREVIVER às custas de DESINFORMAÇÃO e como a CRISE é MUITO AGUDA, eles apelam para as MENTIRAS mais DESCARADAS e NON-SENSE de todos os tempos e o PIOR é que tem gente que ainda acredita!!!

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 16 de junho de 2020 at 10:54

      Compre Batom, Compre Batom… Amorinha ataca novamente…

      Em uma iniciativa inédita no mercado imobiliário, a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Alagoas (Ademi-AL) lança esta semana o movimento Imóvel é Mais Negócio, um conjunto de ações que, ao longo dos próximos meses, tem o objetivo de incentivar a aquisição de imóveis, chamando a atenção sobre as vantagens deste tipo de investimento.

      Para marcar o lançamento do movimento Imóvel é Mais Negócio, a Ademi-AL convidou o economista Ricardo Amorim, apresentador do programa Manhattan Connection e um dos maiores influenciadores na área de Economia do país, para um encontro virtual no dia 18/06, às 17h, por videoconferência.

      “Mais do que uma simples campanha, este é um movimento educativo que conta com o apoio de toda a cadeia ligada ao mercado imobiliário, engajando construtoras, corretores, imobiliárias, fornecedores e projetistas”, afirma Ronald Vasco, diretor financeiro da Ademi-AL.

      https://www.tnh1.com.br/noticia/nid/ademi-al-lanca-movimento-imovel-e-mais-negocio-na-proxima-quinta-feira/

      7+
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 16 de junho de 2020 at 11:33

        Só quem ganha com isto é o próprio Amorinha, qual será o cachê da criatura? Este aí de bobo não tem nada, apenas vende seu óleo de cobra e bem caro.
        • Comunicação clara, objetiva, simples e focada, sem “economês”.

        • Visão abrangente do Brasil, de alguém treinado a olhar o país e sua economia a partir do contexto global e suas transformações.

        • Palestras em português, inglês, espanhol e francês.

        • Grande capacidade de antever tendências futuras, alertando para riscos e oportunidades específicos para cada setor. Veja aqui algumas de suas previsões econômicas que já se tornaram realidade.

        http://www.ricamconsultoria.com.br/palestra-de-economia.php

        4+
        • avatar
  • Lord of All 16 de junho de 2020 at 07:17
    • Jonny Deep Blue 16 de junho de 2020 at 15:14

      Coincidência bizarra…

      5+
      • avatar
  • Cajuzinha 16 de junho de 2020 at 10:57

    2020 também está sendo um ano surpreendente…

    ‘Vamos prosseguir com nossas reformas e a economia vai supreender’, diz Guedes
    Estadão Conteúdo

    16/06/20 – 10h45

    8+
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de junho de 2020 at 12:45

      Cajuzinha,

      A recuperação, como nos “ensinou” o IPiraNaGrana, será em “V”…

      Só que este “V” não é o formato da curva de recuperação, é “V” de VERGONHA!

      Não temos NENHUM plano e muito menos ações, a não ser promessas UTÓPICAS DO IPiraNaGrana e um governo ALIENADO e que cria crises políticas à toa toda semana, fora o comportamento ALOPRADO perante a PANDEMIA do governo e termos inflado BOLHAS o máximo que pudemos antes da BOLHA e agora, o governo estar se saindo com a “jenial” (sic) “solução” de SUBSÍDIOS SETORIAIS para o Imob e Automobilístico, o que só AGRAVA os problemas e suas consequências… Vai? Não, não vai! A não ser que o “vai” é para o BURACO…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 16 de junho de 2020 at 11:00

    Não tá fácil pra ninguém…

    https://extra.globo.com/tv-e-lazer/tais-araujo-lazaro-ramos-colocam-venda-casa-de-59-milhoes-no-rio-veja-fotos-24481790.html

    Taís Araujo e Lázaro Ramos colocam à venda casa de R$ 5,9 milhões no Rio; veja fotos

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 16 de junho de 2020 at 11:17

      R$ 5,9 milhões não compra nada nos bairros “chics” do hell 🙂

      3+
      • avatar
  • Cajuzinha 16 de junho de 2020 at 11:38

    Pandemia eleva inadimplência no setor de aluguéis, mostra pesquisa
    O calote no pagamento de aluguel está acima da média histórica em Salvador, Fortaleza, Maceió, Recife e na capital fluminense
    Por Rafael Rosas, Valor — Rio

    15/06/2020

    O estudo da Apsa mostrou também que o fechamento de shoppings e comércios no país devido à covid-19 afetou com mais força os aluguéis de lojas e salas. Enquanto a média de inadimplência nas cinco cidades nas residências foi de 11% em maio, no segmento não comercial chega a 26%

    https://valorinveste.globo.com/produtos/imoveis/noticia/2020/06/15/pandemia-eleva-inadimplncia-no-setor-de-aluguis-mostra-pesquisa.ghtml

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de junho de 2020 at 12:48

      Cajuzinha,

      E o setor imobiliário vendendo a “jenial” (sic) ideia de que imóvel para alugar é um “excelente investimento”. Sim, é excelente, para quem quer lidar com altíssimos CALOTES, VACÂNCIAS, PERDA DE VALOR, DESTRUIÇÃO DO IMÓVEL e INÚMEROS outros PREJUÍZOS, ou seja, é ótimo para quem é MASOQUISTA!

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 16 de junho de 2020 at 11:54

    Bom dia bolhardarios..
    Cajuzinha(que alguns dizem ser o auterego do CA) postou sobre o arrependimento(SIC) de quem comprou seu apartamento de 15mt quadrados..
    Alguém com a opinião técnico/científica/psicológica sobre o tal feito?

    Será que foi apenas burrice ou desatenção??
    A pandemia, ao final das contas, está sendo “boa” pra esse tipo de análise?

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 16 de junho de 2020 at 12:01

      Tem um monte de fatores…

      Modinha
      Bolha tornando o preço de qualquer imóvel razoavel impossível de ser comprada por 99.99% dos brasileiros
      Tudo é bacana no começo, muita gente que sempre viveu com os país comprando gaiolas
      Mais tempo em casa devido ao isolamento, antes a pessoa praticamente só dormia na gaiola, como num daqueles hotéis cápsula da ásia.
      Cidadão(ã) se casa / mora junto e percebe como é “bacana” ter que ficar colado na tampa da panela / amor da vida o tempo todo 😛

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Pedro de Lara 16 de junho de 2020 at 13:57

        Fora que as estratégias de mercado das incorporadoras era de fazer que esses poleiros fossem apenas “dormitório”. O público alvo que queriam atrair eram esses barbudinhos boêmios que “respiram o dinamismo das metrópoles”: vivem em bares, shows, cursos, possuem vida “dinâmica e diferentinha” e ligam pouco para posses materiais. Eis o tal “minimalismo”. É o povo que não tem carro (prefere patinetes, bicicletas)… São “tolerantes”, pois “sabem conviver em harmonia com os vizinhos”… tanto é que vários empreendimentos desses possuem cozinha e lavanderias coletivas, além de espaços de convivência pra poder fugir do quadrilátero caso se sentir claustrofóbico. Dentro do ap, mal cabe um frigobar.

        Em tempos de pandemia eu tento imaginar como o barbudinho hare-krishna progressista usará a cozinha pra fazer seus lanches veganos, mas precisar respeitar o horário da patricinha-fitness cabeça de vento fazer seu “smoothie orgânico” junto com o colega não-binário 437GHJ. Dá-lhe Ifood pra entregar os quitutes da criançada. Como disse o CArlos, é exatamente isso: o pessoal comprou pra seguir a tendência marcada de ficar dentro por poucas horas, mas nunca imaginou que ia precisar ficar preso nisso por dias a fio.

        Já vejo até que os móveis (caros e planejados pra caber nisso) vão se deteriorar mais rápido e a manutenção vai ser ainda mais necessária. Com tudo isso a gente vê a o pessoal se arrependendo e pensando na b*rrada que fez ao financiar um negócio desses em “suaves” que cabem no bolso 😀

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Burbuja 16 de junho de 2020 at 18:39

          Pelo que tenho percebido no meu círculo de contatos, o nível de agonia com esta quarentena está diretamente ligado ao tamanho do “apertamento”: todos que moram em poleiros encontram-se desesperados, enquanto quem tem uma moradia minimamente digna está encarando da melhor forma possível.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • CArlos 16 de junho de 2020 at 12:07

      Já tinha postado aqui, veja os comentários.

      Manhattan shoebox apartment: a 78-square-foot mini studio

      https://www.youtube.com/watch?v=Q4FoAr8i26g

      5+
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 16 de junho de 2020 at 12:12

        Leif Harmsen
        2 meses atrás
        Imagine-se isolando lá.

        chasenip2
        3 meses atrás
        “Eu faço ovos no meu microondas, que todo mundo acha estranho” DUDE! Essa é a última coisa que achamos estranha nessa cena triste. Não sei dizer se os nervos dele estão rindo ou chorando. Ugh …. um pedaço da minha alma morreu apenas assistindo isso.

        conversiamo1
        há 4 meses
        Isso é tão deprimente. Projeta boas casas para viver, vive em um armário por 800 dólares por mês. Ele trabalha online, então por que ele precisa “morar” em Manhattan?

        Tim B
        há 4 meses
        Sejamos honestos aqui, ele está pagando US $ 800 / mês para ficar quase sem teto em Manhatten. Ele poderia estar pagando uma casa inteira na maior parte do país

        Annie McKnight
        7 meses atrás
        Ele está rindo como se estivesse a um passo de chorar

        7+
        • avatar
        • avatar
    • CA 16 de junho de 2020 at 13:21

      Falido.com,

      Foi um GIGANTESCO PEGA-TROUXA.

      No início de 2013, o governo baixou a SELIC de forma ARTIFICIAL, para o menor patamar histórico ATÉ ENTÃO, incentivando investimentos de risco como Imob e Imóveis. Adicionalmente, “N” promessas UFANISTAS feitas pelo governo, como por exemplo, o “trem-bala” bilionário entre São Paulo e Rio de Janeiro. Já o setor imobiliário, PROMETIA uma INVASÃO de estudantes de outros Estados que viriam à São Paulo, graças a “expansão sustentável” do FIES e mais uma invasão de empresários que buscariam flats no lugar de quartos de hotéis, dentre outras UTOPIAS.

      Naquela época o preço do M2 já era ABSURDO. Qual a “solução mágica” vendida para os SARDINHAS do Imob?

      Fizeram uma INFINIDADE de lançamentos no centro expandido de São Paulo, para imóveis MINÚSCULOS (para caber no dinheiro disponível dos investidores “jeniais” (sic)), próximos a estações do metrô e destacando a mobilidade que seria excelente para estudantes e empresários (que ficariam livres do trânsito nos deslocamentos), com a PROMESSA de que em virtude deste conjunto e das promessas MIRABOLANTES acima, estes imóveis seriam fáceis de alugar, por 0,60% do valor do imóvel, mesmo com M2 acima de R$ 10K.

      Conclusão: no primeiro semestre de 2013, os lançamentos e vendas na planta de imóveis de 1 dormitório em São Paulo, simplesmente QUADRUPLICOU em relação à média dos 10 anos anteriores! Depois, na época do lançamento, mais de 20.000 flats VAZIOS anunciados, com preço de aluguel mais condomínio completamente INVIÁVEIS e MOFANDO ao longo dos ANOS desde então. Depois reaplicaram o golpe de informação cerca de 2 anos atrás e a DISTORÇÃO entre oferta e procura DISPAROU ainda mais, agora são algumas DEZENAS DE MILHARES de SARDINHAS no PREJUÍZO. “Detalhe”: prejuízo ELEVADO, porque o condomínio é CARÍSSIMO em função de terem enchido de infraestrutura de lazer para atrair a SARDINHADA.

      A situação da BOVESPA não é muito diferente do que consta acima: a BOVESPA é uma ROLETA RUSSA, todo mundo sabe que os preços elevados das Ações não tem NENHUM FUNDAMENTO, que ela está com comportamento CONTRÁRIO à REALIDADE da economia e das empresas que tem Ações na BOVESPA, mas tem um monte de gente apostando na Bolsa só porque os juros estão baixos e tem um monte de promessa IMPOSSÍVEL E PEGA-TROUXA. MUITOS que não saírem do mercado de Ações ANTES da volta à REALIDADE, serão os próximos a ficarem chorando por aí e outros estão “felizes e faceiros” porque a bala ainda não está prestes a ser disparada…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cajuzinha 16 de junho de 2020 at 14:46

      Aprendi muito com todos aqui e por sorte sempre ouvi o que o CA falou, seja como for a GOME chegou…

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 16 de junho de 2020 at 13:05

    Teste👍😂

    3+
    • avatar
  • Loucodf 16 de junho de 2020 at 13:12

    4+
    • avatar
      • Loucodf 16 de junho de 2020 at 13:13

        Nenhum comentário é meu.

        Newton • 6 hours ago
        Matéria paga, com certeza!

        Várias famílias perderam renda. Há muita incerteza sobre os empregos. Talvez, com isso, essa gente acorde e pare de pedir R$ 9 mil no metro quadrado de um apartamento septuagenário na Asa Sul, por exemplo, e que nem compraram; ganharam do governo.

        Ruy Coitinho • 6 hours ago
        Isso é matéria paga?

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • CA 16 de junho de 2020 at 13:58

      LoucoDF,

      Resumindo e complementando o que coloquei acima sobre os INÚMEROS artigos pagos simultâneos veiculados pelo setor imobiliário, com vários deles colocados pelo Carlos mais acima:

      1) DESESPERO: as vacas um dia antes do abate geral, colocam placas “coma frango” no pescoço. Se algo fosse “tão bom” como prometem, não precisariam estar gastando fortunas em “artigos” PAGOS para tentarem convencer as pessoas;

      2) Demanda por imóveis não caiu, ela DESPENCOU para menos de 50% do que era antes para NOVOS e isto sem excluir desta conta as vendas FALSAS na planta, se excluir estas, que NÃO vão se concretizar no ato da entrega dos imóveis por falta de renda dos “compradores” para financiamento, a queda REAL deve ser de mais de 70%;

      3) RECORDES de VACÂNCIA e INADIMPLÊNCIA de aluguel, sendo batidos agora, juntamente com ENORMES e CRESCENTES DISTORÇÕES entre oferta e procura, que já existiam antes da pandemia e vão se agravar MUITO agora com o APROFUNDAMENTO DA DEGRADAÇÃO DOS EMPREGOS E RENDA, combinadas com o fato que é o PIOR momento do mundo para IMOBILIZAR seu dinheiro frente à CRISE AGUDA que vivemos (a qualquer momento pode precisar das reservas e se estiver super-endividado vai ter que vender imóvel A PREÇO DE BANANA), GARANTEM que imóvel é o PIOR “investimento” possível , quanto mais para se comprar e depois se colocar para alugar.

      Mais acima, a versão detalhada que DEMONSTRA estes pontos, com diversos outros TRUQUES de DESINFORMAÇÃO do Imob devidamente DESMASCARADOS…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 17 de junho de 2020 at 00:27

      eles tem um FGTS inteiro para continuar bancando a festa de poucos…

      3+
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 16 de junho de 2020 at 16:37

    Não, não é aquela conta de zueira, é o original mesmo.

    Guedes sugere que crise ficará para trás “lá para setembro, outubro”

    Segundo o ministro, a pandemia do novo coronavírus caiu como uma “bomba biológica” na economia brasileira

    Mesmo assim, Guedes disse estar confiante de que o Brasil vai conseguir atravessar as duas ondas do coronavírus. Ou seja, a crise da saúde e a crise da economia. Essa missão de enfrentar as diversas faces da covid-19, contudo, deve se estender até quase o fim do ano, segundo ele.

    “Vamos em frente. Acho que vamos atravessar as duas ondas. E acho que lá para setembro, outubro, novembro, nós já estamos em um novo país, com um ano ano novo muito bom pela frente. Eu acredito nisso e vamos lutar por isso”, concluiu Guedes.

    Artigo completo:
    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2020/06/16/internas_economia,864221/guedes-sugere-que-crise-ficara-para-tras-la-para-setembro-outubro.shtml

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 16 de junho de 2020 at 17:30

      kkkkkkkkkk Pior que corvo falando que o mercado está vendendo bem. E tem gente que acredita. Cada dia que passa tenho mais certeza que sou uma mulher fora da curva – não acredito em papo/conversa mole kkkkkkkkkkkkkkkk

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 16 de junho de 2020 at 17:33

      CArlos,

      Acho que UM dos problemas no caso do IPiraNaGrana, é que ninguém da imprensa se deu ao trabalho até aqui, de fazer um comparativo simples entre os COMPLETOS ABSURDOS que ele diz e a REALIDADE, listando um por um e DEMONSTRANDO o quanto ele diz BESTEIRAS GROSSEIRAS, sem absolutamente NENHUM FUNDAMENTO e sem NENHUM CRITÉRIO, de forma INCESSANTE.

      Na época da dupla Dilma / Mantega, as previsões completamente FURADAS quanto ao PIB até que ganhavam destaque. Acho que no caso do IPiraNaGrana, o problema de não focarem nele, é a COMPETIÇÃO dentro do próprio governo e no entorno dele!!! Imagine um Bozo soltando suas “pérolas” toda semana, militares ameaçando poderes, a Damares e suas LOUCURAS, os outros ministros falando coisas ABSURDAS quanto a judeus, outros poderes, etc, os filhotes do Bozo e suas aventuras criminosas e de espalhar FAKE NEWS por aí, crises políticas SEMANAIS, DEMEBOZOS e suas manifestações anti-democráticas e daí para PIOR…

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 16 de junho de 2020 at 21:00

        Tem isso aqui:

        De economia prestes a decolar a PIB meio anêmico: relembre declarações de Guedes
        Ministro chegou a dizer que Nova Previdência abriria caminho para retomada de crescimento de 10 anos – FOLHA

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lord of All 17 de junho de 2020 at 07:14

      Tá difícil de identificar quem é o verdadeiro e quem é o falso.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 16 de junho de 2020 at 21:04

    Hahahahahaha

    Construtora comprou fábrica da Ford em SBC por R$ 550 mi, diz prefeito

    Orlando Morando (PSDB), o prefeito de São Bernardo do Campo (SP), informou a UOL Carros que a Construtora São José adquiriu o terreno da fábrica da Ford instalada no município do ABC Paulista, que encerrou suas atividades no ano passado.

    “Já informei o governador [João Doria] sobre a venda. Recebi da Construtora São José a informação de que o foco principal é buscar uma montadora para utilizar as instalações mediante contrato de aluguel. A parte do terreno que restar seria utilizada como centro logístico”.

    “Acende uma esperança. Nossa preocupação principal é de que a área seja utilizada como polo gerador de empregos”, complementa.

    Procurada, a Ford não confirma a concretização do negócio, mas informa que a São José é um dos “potenciais compradores”.

    “A Construtora São José é um dos potenciais compradores, porém, não temos nada para anunciar no momento. Forneceremos informações adicionais quando avançarmos para uma decisão final sobre a venda da planta de São Bernardo do Campo.”

    https://www.uol.com.br/carros/noticias/redacao/2020/06/16/fabrica-da-ford-e-vendida-e-deve-virar-centro-logistico-diz-site.htm

    4+
    • avatar
    • avatar
    • CA 17 de junho de 2020 at 09:32

      Trecho do link acima, entre “aspas”:

      “A parte do terreno que restar seria utilizada como centro logístico”.

      ————————————————————————————————————————————————————————————–

      Está em linha com o que eu havia comentado antes e tem MUITO MAIS no mesmo sentido em todo o país:

      ————————————————————————————————————————————————————————————-

      “CA 16 de junho de 2020 at 07:15

      (…)

      Os “argumentos jeniais” (sic):

      SETOR LOGÍSTICO:
      (…)
      – Não faz mal se um grande número de indústrias irá reduzir sua produção ou deixar de existir e se MUITOS destes galpões industriais irão virar logisticos, se FINGIRMOS não ver nem saber disto, vamos ficar “de boa”!
      (…)

      4+
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 17 de junho de 2020 at 10:05

        Este negócio todo não tem pé nem cabeça….
        Só enrolation, nova montadora de carros, centro logístico, espaço pra circo, sei lá….

        4+
        • avatar
      • MARK 17 de junho de 2020 at 13:15

        Esse pessoal do setor da construção é tudo raposa velha, já devem estar alinhavando uma mudança no zoneamento pra depois fazer bolhudinhos residenciais, mas pra não chamar muito atenção agora apostam numa nova montadora.

        3+
  • Lord of All 17 de junho de 2020 at 07:18
    • CArlos 17 de junho de 2020 at 08:20

      Jesuis as vezes dá uma dormitada…

      3+
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 17 de junho de 2020 at 08:19

    Humoristas perdendo o emprego, não tem como competir com este desgoverno…

    Vejo um futuro brilhante porque é muito difícil a gente piorar, diz Guedes sobre recuperação econômica

    Em evento, ministro da Economia, afirmou que a democracia está ‘cada vez mais robusta e flexível’

    O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, nesta terça-feira (16), que os embates entre os poderes são o “ruído de uma democracia vibrante”.

    “Eu não compartilho do pessimismo de quem olha para isso e teme o caos, acha que o Brasil vai se incendiar a qualquer momento, o meu acompanhamento da história brasileira é outro, meu acompanhamento é que a democracia está cada vez mais robusta e mais flexível”, disse em evento virtual do IGP (Instituto de Garantias Penais).

    “Ela [a democracia] tinha viajado todo espectro para esquerda até a extrema-esquerda, agora viajou pelo espectro da centro-direita e está indo até a direita mais extrema. Tem a capacidade de absorver os choques, os ruídos são naturais”, completou.

    “O Brasil vai surpreender e atravessar as duas [ondas], o congresso está conversando e vamos prosseguir com as reformas”, declarou.

    Guedes defendeu ainda a reforma tributária e a aprovação do pacto federativo.

    “Se fizermos a reforma tributária de forma adequada, vão desaparecendo aqueles lobbies pela desoneração de um lado e aqueles contenciosos, que podem chegar a R$ 1 trilhão, do outro lado, que na verdade oneram o verdadeiro pagador de impostos”, destacou.

    Em seu ponto de vista, o modelo tributário atual onera excessivamente apenas um terço dos contribuintes.

    Ele defendeu o que chamou de “passaporte tributário”, em que o contribuinte pagaria um valor mais baixo para quitar seus débitos fiscais. “Eu deixo você entrar nesse regime novo mediante um pequeno acerto de contas do passado […] temos que oferecer uma chance a quem quiser comprar esse passaporte a um preço moderado, baixo”, explicou.

    Segundo ele, a retomada econômica após a crise deve começar até novembro. “Vejo um futuro brilhante porque é muito difícil a gente piorar, nosso viés cultural já nos botou num buraco, então nós vamos ter que melhorar”, concluiu.

    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/06/embates-entre-os-poderes-sao-ruido-de-uma-democracia-vibrante-diz-guedes.shtml

    4+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 17 de junho de 2020 at 09:33

      Como disse mais acima, o IPiraNaGrana está certo, teremos uma recuperação em “V”… Só que será “V” de Vergonha!!!

      5+
      • avatar
      • avatar
    • Cajuzinha 17 de junho de 2020 at 09:52

      kkkkkkkkk tipo assim: do chão não passa kkkkkkkk

      8+
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 17 de junho de 2020 at 10:02

        Alguém por favor me traduza esta parte:

        “a democracia está ‘cada vez mais robusta e flexível’”

        6+
        • avatar
  • Cajuzinha 17 de junho de 2020 at 09:54

    Brasil tem quase a população do Canadá em desemprego
    Atualmente são 36,6 milhões de brasileiros sem trabalho; Nação anglo-saxã tem cerca de 37,59 milhões de habitantes

    De acordo com Daniel Duque, pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), neste período inicial da crise da Covid-19 , há uma “falsa estabilidade da taxa de desemprego”, porque os trabalhadores estão perdendo o emprego, mas, num primeiro momento, não estão buscando novas vagas – pela metodologia internacional dos estudos sobre trabalho, só é considerado desempregado quem busca um emprego.

    https://economia.ig.com.br/2020-06-17/brasil-tem-quase-a-populacao-do-canada-em-desemprego.html

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 17 de junho de 2020 at 10:00

    kkkkkkkkkkk

    Corretora de imóveis, Zenaide Dias foi uma das participantes e relatou que no início da quarentena muitos profissionais da área se viram paralisados, mas a reação veio após a flexibilização.

    “Quando as pessoas viram a necessidade de ficar dentro de casa, muitos pensaram que podia comprar uma. Quem compra imóvel nunca erra. O mercado está com preço bom”, disse.

    https://portal6.com.br/2020/06/16/construcao-civil-e-mercado-imobiliario-em-anapolis-e-hora-de-investir-construir-ou-vender/

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 17 de junho de 2020 at 10:03

      Pessoal que mora debaixo da ponte também deve ter pensado em comprar um bolhudo, aposto que eles pensam nisso todos os dias 🙂

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 17 de junho de 2020 at 10:06

    Isso em um local cheio de servidores públicos que estão tendo renda…

    Queda do varejo é maior no DF do que a média nacional, aponta IBGE
    Em relação à março, o recuo do varejo no DF foi de 16,6%. Estes são os piores resultados em 20 anos

    uma queda de 22,3% no setor em abril, comparado ao mesmo período de 2019, índice acima da média nacional, de 16,8%. Em relação à março, o recuo do varejo no DF foi de 16,6%.

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2020/06/17/interna_cidadesdf,864369/queda-do-varejo-e-maior-no-df-do-que-a-media-nacional-aponta-ibge.shtml

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 17 de junho de 2020 at 10:09

      Em abril de 2020, o comércio varejista em Sergipe recuou 17,4% frente a março

      Na série sem ajuste sazonal, no confronto com abril de 2019, o comércio varejista recuou 25,0% no volume de vendas.

      https://infonet.com.br/noticias/economia/vendas-no-varejo-sergipano-recuam-174-em-abril/

      5+
      • avatar
      • avatar
    • socrates 17 de junho de 2020 at 10:16

      e as perspectivas com o Zumbozo….

      Vão ser dois anos e meio SUPIMPA pela frente!!!

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Lord of All 17 de junho de 2020 at 10:20

        as perspectivas são as piores possíveis:
        a) descontrole do coronavírus;
        b) economia destruída, já que o BR está sendo visto no exterior como uma ditadura de contaminados.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • socrates 17 de junho de 2020 at 13:31

          o governo contava com o crescimento da economia para conter o deficit fiscal….

          E já não estava crescendo quase nada!

          2+
  • Lord of All 17 de junho de 2020 at 10:16

    E a provável Selic em 1% até o final do ano?
    Isso pra mim tem cara de confisco, pois faz a população que poupa (e que pensa) ficar mais pobre.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 17 de junho de 2020 at 10:48

      PAULO GUEDES BOT @pauloguedesbot

      Vou recriαr α CPMF mαs vou bαtizαr com outro nome, o que αchαm chαmαr elα de Robson?

      8+
      • avatar
      • avatar
      • CA 17 de junho de 2020 at 11:17

        CArlos,

        Vou traduzir:

        O IPiraNaGrana está se baseando naquele papo motivacional, de que “a tempestade em alto-mar é que faz o bom marinheiro”.

        No caso, a “tempestade” que AMEAÇA a democracia o tempo inteiro é o BOZO e quanto mais ele e os NAZOBOZOS ameaçam a democracia, mais ela se fortalece, seguindo os “princípios” acima…

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 17 de junho de 2020 at 11:19

          Saiu no lugar errado, era em resposta a este comentário:

          “CArlos 17 de junho de 2020 at 10:02
          Alguém por favor me traduza esta parte:

          “a democracia está ‘cada vez mais robusta e flexível’” “

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Cajuzinha 17 de junho de 2020 at 11:06

    Impactado pela pandemia, setor de serviços despenca 11,7% em abril
    Queda é a maior desde 2011 e reflete o impacto recessivo da pandemia do novo coronavírus

    Por conta disso, o setor caiu 1% em fevereiro, 6,9% em março e mais 11,7% em abril. E essa queda de abril é ainda maior quando se compara o mês com o mesmo período do ano passado: 17,2%. “Nesses dois últimos meses, há uma perda acumulada de 17,9%, o que traz o volume de serviços para um patamar 27% abaixo do ponto mais alto da série, em novembro de 2014”, revelou o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo.

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2020/06/17/internas_economia,864476/impactado-pela-pandemia-setor-de-servicos-despenca-11-7-em-abril.shtml

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 17 de junho de 2020 at 12:27

      Pessimistas, parem de torcer contra…

      PAULO GUEDES [email protected]

      Exportação de carne de Javaporco pode gerar até 6 trilhões de reais por ano

      8+
      • avatar
      • avatar
  • CArlos 17 de junho de 2020 at 12:36

    OFF – Avisem o tchtchuca que sempre tem como piorar

    Seguidor de Olavo, secretário de alfabetização é cotado para assumir MEC no lugar de Weintraub

    Possível substituto, Carlos Nadalim agrada ala ideológica; atual ministro seria indicado para vaga em banco no exterior

    BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro estuda nomear o secretário nacional de Alfabetização, Carlos Nadalim, para o lugar de Abraham Weintraub no comando do Ministério da Educação. A exemplo de Weintraub, Nadalim é seguidor do guru bolsonarista Olavo de Carvalho e defensor do homeschooling – a educação domiciliar, sem precisar necessariamente da escola regular.

    A solução caseira atenderia ao desejo da ala ideológica do governo em ter um substituto que agrade a base bolsonarista. A demissão de Weintraub é um aceno para uma pacificação com o Supremo Tribunal Federal (STF) e com o Congresso, que pressionam para a saída do ministro.

    https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,seguidor-de-olavo-secretario-de-alfabetizacao-e-cotado-para-assumir-mec-no-lugar-de-weintraub,70003336161

    4+
    • avatar
    • avatar
    • MARK 17 de junho de 2020 at 13:05

      Carlos, se a troca do ministro da educação for por alguém no nível do atual e dos seus antecessores, vai passar uns meses e de novo vão pedir a cabeça dele. Esse desgoverno não tem jeito mesmo.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 17 de junho de 2020 at 13:49

        Weintraub, que é economista, deve assumir um cargo num banco no exterior. O ministro tem o apreço da família Bolsonaro e o presidente buscou ao longo de toda essa semana buscar uma saída “sem traumas” para o auxiliar. O desfecho, segundo auxiliares do Planalto, foi costurado em conversas reservadas entre o presidente e o ministro.

        2+
  • Loucodf 17 de junho de 2020 at 13:10

    OMS diz que dexametasona é avanço contra a covid-19.

    Cientistas britânicos anunciaram ontem que a dexametasona, um esteroide barato e amplamente disponível, reduziu a mortalidade em pacientes em respiradores em até um terço, e naqueles que precisavam de oxigênio, em um quinto. Esses resultados só foram observados em pacientes em estado grave. O estudo foi efetuado por vários cientistas e ainda não foi revisado por outros especialistas…

    https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/deutsche-welle/2020/06/17/oms-diz-que-dexametasona-e-avanco-contra-a-covid-19.htm

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 17 de junho de 2020 at 13:53

      Já até avisaram que é pros idiotas não correrem as farmácias e tomarem este medicamento por conta própria, coisa que fatalmente vai ocorrer.

      Efeitos colaterais mais graves

      Chame imediatamente o seu médico se tiver efeitos secundários graves, que podem incluir o seguinte:

      – Fadiga anormal
      – Tonturas incomuns
      – Problemas digestivos, como: dor de estômago, náusea ou vômito
      – Sangue nas fezes ou fezes pretas
      – Sangue na urina
      – Hemorragia ou sangramento incomum
      – Inchaço em todo o corpo, ou inchaço no abdômen
      – Sintomas de infecção, como: febre, dores musculares, dor nas articulações
      – Alterações de humor severas
      – Euforia (um sentimento de felicidade intensa)
      – Dificuldade para dormir
      – Mudanças de personalidade
      – Reação alérgica grave: febre e problemas respiratórios
      – Insuficiência adrenal: cansaço, náusea, pele escurecida, tonturas quando em pé
      – Úlceras estomacais que causa dor no abdômen
      – Insuficiência cardíaca congestiva: falta de ar, cansaço, pernas inchadas, batimento cardíaco acelerado
      – Osteoporose

      https://dicassobresaude.com/para-que-serve-e-quais-os-efeitos-colaterais-da-dexametasona/

      1+
  • Wolf 17 de junho de 2020 at 14:16

    Pessoal, vim plantar um treta aqui.
    Quem me conhece de tempos antigos sabe que eu tento ser ponderado, nem otimista demais e nem pessimista demais.
    Tenho uma tese que muitos do mercado financeiro estão falando a mesma coisa.
    Com juros podendo ir a 2,50 / 2,25% hoje, o que vcs acham que irão fazer com os 7 trilhões de reais que estão em renda fixa?
    Institucional vai procurar renda variável > Bolsa
    Pessoa física, uma parte mais jovem vai para a bolsa, outra parte mais velha e avessa a risco, porém com volumes maiores de dinheiro vai procurar o famoso imóvel.

    Não iremos ver esse ano o aquecimento, mas nos primeiros sinais de recuperação da economia, me desculpem os pessimistas, mas vai ter corrida atrás de imóveis e já sabem o que ira acontecer com os preços.

    Falo bastante de investimentos na bolsa no meu twitter se alguém quiser me seguir https://twitter.com/InvestWolf

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Wolf 17 de junho de 2020 at 14:29

      Existe também uma parcela que não é a que tem dinheiro em renda fixa, mas está comprando pelo medo dos juros voltarem a subir, essa geralmente é o tipo que tem emprego garantido, FP etc.
      Essa semana meu cunhado fechou um apartamento em Floripa por esse racional.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Burbuja 17 de junho de 2020 at 15:21

        Acho que o que enriquece é trabalhar e aportar continuamente. Considerando só investimento em RF, rendendo 14,25% ou 3% meu patrimônio cresceu significativamente nos últimos anos. Como o Carlos já falou, manada é manada e aí é problema deles o que vão fazer com o dinheiro.
        Penso que essa preocupação com rentabilidade atinge só um percentual dos poupadores – que já são minoria absoluta da população – que são aqueles que tem mixaria ou dinheiro parado (sem aportar regularmente) à espera de um objetivo X. Esses sim vão cansar de ver o dinheiro rendendo pouco e partir pra outra coisa, mas a essa altura não acho que seja nada que vá mudar o rumo de nenhum setor.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • homelessbubbles 17 de junho de 2020 at 15:55

          Acho que você tem razão se pensarmos apenas em meros mortais, o qual me incluo, os quais tem como principal fonte de aumento de capital o trabalho. Mas existem pessoas que realmente já passaram desse ponto. Vou exagerar um pouco, mas é pra ficar mais didático: Um cara como o Luis Barsi, por exemplo. Pra ele, é altamente relevante a selic estar em 3% ou em 13%. Vai ser uma diferencinha de alguns milhões por mês. Determinante para decidir onde aportar, na renda fixa ou variável.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Burbuja 17 de junho de 2020 at 16:08

            Sim, mas será que esses caras não já tem investimentos suficientes em imóveis pra ir correndo aumentar o portfólio deles? Sei não, mas acho que pensar em qualquer tipo de movimento brusco é pensar em como a manada se comporta e isso não me interessa.

            5+
            • avatar
            • homelessbubbles 17 de junho de 2020 at 16:18

              Achei que você estava ponderando sobre renda fixa vs renda variável. Não considerei imóveis. Não sei se um cara como o Barsi investe em imóveis, mas chutaria que não de maneira relevante.

              3+
              • avatar
      • Cajuzinha 17 de junho de 2020 at 15:31

        Talvez por isso fala-se que a venda de imóvel de padrão inferior está acontecendo e o de padrão médio e alto não está vendendo nada.

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 17 de junho de 2020 at 15:52

          Cajuzinha,

          “Alto volume de vendas de imóveis populares” = DISPARADA em vendas FALSAS na planta, em especial no MCMV, uma vez que a população mais pobre sempre foi a vítima preferida deste golpe (NUNCA pede para advogado rever contrato, assina “na confiança cega” no corretor ou imobiliária, etc) + DISPARADA no crédito PODRE + BOLSA CALOTE da CEF em especial via MCMV (agora com 4 meses sem cobrar a primeira parcela) + falta de noção da ARAPUCA em que está se metendo + DESINFORMAÇÃO em larga escala para este público + influência familiar e de amigos que fizeram o mesmo.

          Na prática, o que consta acima vai se traduzir em AUMENTO nas ABERRAÇÕES: se ANTES da PANDEMIA já havíamos passado de 35% na INADIMPLÊNCIA do MCMV faixa 1, depois que não tivermos mais ações na justiça bloqueando cobranças em alguns grandes Estados, como temos agora, este número facilmente passará de 50%. E para os MCMV faixas 2 e 3, que já possuíam antes uma INADIMPLÊNCIA bem maior do que em outras modalidades de crédito imobiliário, também veremos estes números DISPARAREM.

          Sobre os DISTRATOS, que são uma CONSEQUÊNCIA das vendas FALSAS na planta e que já são de alguns BILHÕES DE REAIS todos os anos, veremos aumentar ainda mais, agora com a DESCULPA que é porque a “recuperação” não veio tão rápido como todo mundo achava.

          Por que a QUEDA nas vendas de imóveis é mais perceptível para média e alta renda? Porque o percentual destas pessoas que ainda não tem imóvel é menor, ao mesmo tempo que o percentual dos que caem no GOLPE das vendas FALSAS na planta também é menor e em alguns casos, não conseguem os “benefícios” do crédito PODRE e da BOLSA CALOTE do MCMV, então, os negócios ficam restritos àqueles que continuam acreditando que “quem compra terra não erra” e que tiveram a SORTE de não ficarem DESEMPREGADOS nem terem PERDA RELEVANTE na RENDA, seja em seus empreendimentos ou empregos, como vemos hoje a MAIORIA sofrendo com isto. Claro que sempre sobram aqueles que “aproveitam o momento” para cometerem SUICÍDIO FINANCEIRO e fazerem um SUPER-ENDIVIDAMENTO, às vezes por DÉCADAS, via imóveis com preços ainda FORA DOS FUDAMENTOS, em meio a uma CRISE AGUDA, ou seja, IMOBILIZANDO CAPITAL em momento de ALTO RISCO de que tenha que vir a precisar de dinheiro rapidamente para uma EMERGÊNCIA, aqueles que praticam o contrário do “cash is king”, que todo mundo sabe que é FUNDAMENTAL nestes tempos, mas nada que seja assim tão relevante para mudar esta REALIDADE da DEGRADAÇÃO PROFUNDA da procura por imóveis também…

          4+
          • avatar
    • homelessbubbles 17 de junho de 2020 at 14:30

      Concordo contigo. Inclusive comentei isso aqui em meados de maio.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Wolf 17 de junho de 2020 at 14:34

        Acabou a festa do deixo o grana na RF e com os juros pago o aluguel e sobra.
        Para quem não quer pagar prêmio por imóvel, e não mora em grandes cidades, a melhor coisa é comprar terreno e construir.
        Se for empreendedor, opte por terrenos que tenham vocação comercial, façam salas comerciais na parte de baixo, e sua casa na parte de cima. É uma forma de transformar um passivo que é sua casa em uma fonte de renda.
        Muita gente faz isso aqui no Sul.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • homelessbubbles 17 de junho de 2020 at 14:47

          Eu moro em Floripa e fui olhar um terreno esses dias. Longe do trabalho e preço razoável para a cidade. Mas depois, pensei melhor e não tive coragem de colocar tanta grana num terreno e preferi seguir minha estratégia na bolsa.

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • MARK 17 de junho de 2020 at 15:47

          Eu só compro alguma coisa se o preço for bom mesmo, a locação continua sendo vantajosa e posso sair daqui quando eu quiser. Mas compreendo sua reflexão, Wolf, tem gente que vai achar que está ganhando muito pouco na RF e pode sim comprar imóvel. Tenho visto alguma coisa sendo vendida em Santos, nem esperava, mas com o tempo disponível vejo que alguns negócios foram fechados.

          7+
          • avatar
          • avatar
    • socrates 17 de junho de 2020 at 14:51

      você faria isso, Wolf?

      É melhor “render” 0% do que sofrer desvalorização + impostos + gastos com manutenção, não?
      Como os preços estão muito deslocados da renda, não há como manter-se nas alturas por muito tempo…

      Sem contar que com a inflação voltando (e isso vai acabar acontecendo pois o governo não estanca o deficit fiscal) , os juros irão subir novamente. Não?

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 17 de junho de 2020 at 15:35

        Nós, bolhistas, não faríamos isso, mas esse não é o raciocínio da maioria que ainda pensa que “quem compra terra não erra” E agora ainda estão com o discurso de que dinheiro na renda fixa não vai render mais nada.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • CArlos 17 de junho de 2020 at 15:03

      Creio que o ponto nem seja ser pessimista e sim cuidar dos nossos investimentos, a manada sempre vai ser manada.
      O pessimismo é mais na questão te ter mais gente se afundando em dívidas e fazendo negócios ruins, coisa que de uma maneira ou outra acaba impactando em nossas vidas.
      Este blog e as pessoas aqui (uma boa parte) sempre foram um ponto fora da curva e vão continuar sendo, o negócio é continuar discutindo e aprendendo, eu não tenho interesse em salvar o mundo 🙂

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 17 de junho de 2020 at 15:38

      Wolf,

      E como estão os imóveis que você construiu, já valorizaram bastante? Parabéns pelo empreendimento! Lembro que você estava reduzindo os negócios na loja física e partindo para construção de uma casa que usaria como um depósito para o seu negócio de e-commerce. E o período em que você fez foi bem favorável para usufruir desta disparada no comércio eletrônico que vemos agora, não é mesmo?

      E aí, você acha que as vendas de produtos e serviços de forma geral vão DISPARAR e com isto pagarão os investimentos de todos que fizerem o mesmo que você, conforme sua sugestão acima? Teremos então uns R$ 7 TRILHÕES despejados na economia, seja na BOVESPA, no consumo ou na compra de imóveis, todos saindo da RF, é isto mesmo? NINGUÉM vai precisar “rapelar” sua grana da RF para SOBREVIVER ou para MANTER UM NEGÓCIO VIVO porque sua loja física ficou sem operar por MESES, OU porque ficou SEM EMPREGO, OU porque teve o salário REDUZIDO ou CONGELADO, mesmo sabendo-se que esta situação das lojas afetou a IMENSA MAIORIA DELAS (a quase totalidade nos GRANDES CENTROS) e que temos mais de 50% da população economicamente ativa afetada diretamente por QUEDA na renda, certo? Parabéns, nem o IPiraNaGrana foi tão longe (AINDA)! Ele precisou de umas 4 promessas UFANISTAS para chegar em R$ 4 TRILHÕES e você de cara, em apenas um comentário, já quase DOBROU A META!!!

      Ah tá, então vai valorizar os imóveis porque tá cheio de velhinho cheio da grana na RF que vai sair correndo para comprar imóveis e temos MUITOS nesta situação, com grana para comprarem imóveis e só esperando o “momento certo”, é isto mesmo? E aqueles RECORDES que já existiam antes da PANDEMIA, onde tínhamos SUPER-DEPENDÊNCIA de IDOSOS e das APOSENTADORIAS deles, será que combina com toda esta “exuberância” de grana disponível por grande volume de velhinhos? E o fato dos velhinhos liderarem o ranking de SUPER-ENDIVIDADOS e INADIMPLENTES, em sua imensa maioria em virtude de empréstimos CONSIGNADOS e como CONSEQUÊNCIA da super-dependência das APOSENTADORIAS deles por outros familiares, combina com toda a “exuberância” deles na RF que você mencionou? Poderia compartilhar a estatística que você dispõe e que demonstra este volume de velhinhos milionários ansiosos para entrarem no imob e que tem muita grana na RF, a ponto de afetar o mercado imobiliário? Estou MUITO curioso para ver estes dados, porque NUNCA vi nada neste sentido até hoje aqui no Brasil, só o CONTRÁRIO, como nos exemplos que mencionei neste parágrafo.

      E sobre o aumento do consumo para servir de retorno para os investimentos na construção de um comércio próprio, virão de onde? Seria por acaso da DISPARADA sem precedentes na história do país quanto à DEGRADAÇÃO DOS EMPREGOS, seja através dos novos recordes que estão sendo batidos quanto à somatória de DESEMPREGADOS, mais DESALENTADOS, mais SUB-EMPREGADOS e INFORMAIS do empreendedorismo por NECESSIDADE, combinado com uma PERDA DE RENDA sem precedentes no país também? Será que vai ser a completa FALTA de grana que vai gerar o aumento de consumo para pagar pelo investimento em novas lojas? Pensava até aqui que isto levaria MUITAS lojas a FECHAREM e não ser a justificativa para construir novas lojas, mas achei “fantástica” sua ideia, reverte por completo a lógica do mercado, foi “disruptiva”! Enquanto alguns tolos por aqui acreditam que poderemos ter um volume de fechamento de lojas ainda maior do que já aconteceu em 2016, graças a uma crise de agora que é MUITO MAIS AGUDA do que daquela época, complementada por disparada nas vendas pela Internet e que isto fará com que os imóveis comerciais e as lojas ou depósitos físicos tenham uma SUPER-DESVALORIZAÇÃO em virtude da SUPER-OFERTA (e já é VISÍVEL a DISPARADA na oferta de imóveis comerciais para alugar ou vender), você nos ensina que é tudo ao CONTRÁRIO disto, puxa, revolucionário, obrigado!!!

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Burbuja 17 de junho de 2020 at 15:44

        Tô começando a achar o meu entorno uma desgraça! Não tenho velhinho por perto de jeito nenhum, só aposentado morrendo de fome que ainda tem que sustentar filhos e netos ou sugando-os, mas nunca na abundância ou tranquilidade financeira.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CArlos 17 de junho de 2020 at 16:20

          Falei com um Sr que conheço hoje, família desesperada botando pressão porque querem financiar e ele já estourou o límite do empréstimo consignado, conheço outros casos tb.
          Também tenho dúvidas sobre a aparente “tranquilidade financeira”, sei de não poucas pessoas que tem “investimentos” e um monte de dívidas, praticamente tudo o que eles tem está comprometido de uma maneira ou de outra.

          O saldo investimentos – dívidas é negativo, mas muita gente aparentemente acredita que está ganhando quando na realidade está só pagando juros que garantem o ganho de outros.

          5+
          • avatar
          • avatar
          • Burbuja 17 de junho de 2020 at 16:41

            Pois é, sei que o umbigo da gente não é parâmetro pra nada, mas é de onde podemos tomar os exemplos que temos, que não raras vezes se multiplicam por aí: na minha família, que é gigantesca, não conheço ninguém que vive em situação de tranquilidade financeira, independente do padrão de vida. Aqueles 10% que possui os salários mais altos vivem endividados porque estão o tempo todo sustentando mulher e filhos.

            12+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • CArlos 17 de junho de 2020 at 16:47

              O negócio é fazer dívida e pagar com o lucro dos investimentos. Mas os ganhos dos investimentos são menores do que os juros… Ferrou …
              Nego não faz conta, a maioria bem sabe, e fica pulando de investimento mágico em investimento mágico.
              Daí acabam em nada de uma hora pra outra como vi várias vezes acontecer.
              Em nada é relativo, as dívidas permanecem.

              9+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
            • MARK 17 de junho de 2020 at 17:34

              Realmente o povo não faz conta não, e não estou falando só do pobretão, falo da classe média e média alta, não fazem conta. Sempre fui avesso a financiamentos e pagamento a prazo, trauma dos tempos de hiperinflação. Pois bem, em dado momento fui ver a possibilidade de financiar um apartamento ou casa, nem lembro, mas era imóvel, fui ao Satãnder pois um amigo tinha falado das ótimas e baixas taxas de lá. Sentei com os lobos do banco, três vieram conversar comigo, uma descontração só, um sentou até no canto da mesa. Foram me explicando e eu perguntando das taxas. Foi ali que eu percebi a TR e os juros compostos, fui perguntando até que me dissessem que sim era bem mais caro financiar, acho que eu mesmo estava sabotando a minha vontade de financiar. No geral não é isso que se vê. Lembro de conhecidos que financiaram o carro em cinco anos, em dois anos enfim pararam para fazer os cálculos e descobriram que já haviam pago uma vez e meia o carro, isso no segundo ano de pagamento. Não se vê nem planejamento da compra ao menos, é sempre o sonho disso ou daquilo que depois vira pesadelo, tudo por culpa dos outros.

              12+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • CA 17 de junho de 2020 at 17:58

                MARK,

                Enquanto CONSEGUEM se endividar para aquisição de bens mais caros, só que o número de pessoas que CONSEGUEM se endividar para este tipo de produto também está se reduzindo DRASTICAMENTE e ao CONTRÁRIO das propagandas de Itaú, Bradesco, etc, eles não estão concedendo crédito “à rodo”, estão apenas fazendo o BASICÃO e o de SEMPRE: melhores condições para quem não está enrolado em dívidas e só para estes. Quem precisa de crédito emergencial, se tem histórico ruim, pega juros muito alto ou nem consegue empréstimo.

                E este é o “X” da questão no momento atual: o crédito atual é focado em SOBREVIVÊNCIA para a GRANDE MAIORIA, para cobrir PERDA de renda de quem é CLT e perdeu emprego, perdeu parte da renda ou teve salário suspenso (mais de 50% de todos os trabalhadores), ou ainda, para cobrir MESES de seu negócio parado e sem renda ou com renda também muito REDUZIDA porque está 100% dependente de delivery (também a MAIORIA dos casos).

                Veremos sempre alguns casos, inclusive próximos, de pessoas que vão “aproveitar” para entrarem em financiamentos de montantes maiores e por prazos mais longos, como se “agora fosse o melhor momento para comprar um imóvel ou carro”, mas estão LONGE de ser a regra.

                Sim, as pessoas de forma geral não tem a MENOR NOÇÃO do que é patrimônio liquido NEGATIVO, de que em tempos de crise, MAIS DO QUE NUNCA, “CASH IS KING”, outros estão achando que no PÓS PANDEMIA, de forma MILAGROSA, teremos o “crescimento em V” prometido pelo IPiraNaGrana e daí para PIOR, mas a REALIDADE vai ficar cada vez mais clara nos próximos meses e estaremos assistindo “de camarote”…

                10+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
              • Burbuja 18 de junho de 2020 at 01:35

                Sim, um adendo importante que esqueci no meu post acima é que eu me referia às pessoas acima dos 50 anos na minha família. Pessoa de classe média que tiveram ganhos medianos ou bons a vida toda e agora não conseguem desfrutar de uma mínima tranquilidade financeira, pois viveram na vida a corda bamba e aqueles em melhores condições tem esposa e filhos (alguns de 40 ANOS!!) pra “sustentar”.

                6+
                • avatar
  • Cajuzinha 17 de junho de 2020 at 16:29

    Por Sabrina Valle e Gram Slattery

    RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Petrobras decidiu manter cerca da metade de sua equipe administrativa trabalhando em casa permanentemente, disse a empresa à Reuters, em um dos exemplos mais fortes até agora de como a pandemia fez empresas repensarem o conceito de escritório.

    Desde março, a petroleira mandou para casa até 90% de seus 21 mil funcionários da área administrativa, de forma a conter a disseminação do novo coronavírus.

    Empresas de tecnologia como o Twitter tomaram a dianteira em anunciar a adoção do trabalho remoto permanente no pós-pandemia, em uma transformação que está se espalhando para diferentes setores, com empresas buscando reduções de custos, flexibilidade para seus funcionários, ou ambos.

    https://extra.globo.com/noticias/economia/exclusivo-petrobras-mantera-metade-do-pessoal-administrativo-em-home-office-permanente-24483948.html

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CArlos 17 de junho de 2020 at 16:41

      Não deve fazer muita diferença, Petrobras sempre foi um cabide de empregos gigantesco, especialmente para familiares de milicos
      21 mil funcionaros administrativos é uma quantidade obscena de gente.
      Por isso tem que subir os combustíveis 😉

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • socrates 17 de junho de 2020 at 23:32

        isso ajuda a explicara bolha no Hell

        E Bsb

        5+
        • avatar
    • CA 17 de junho de 2020 at 18:13

      Cajuzinha,

      Todas as empresas que estão em período de término de contrato de aluguel comercial, COM CERTEZA irão repensar sua estratégia de profissionais presenciais versus home office e só isto já irá representar grande decréscimo na ocupação, ou seja, nova DISPARADA na VACÂNCIA de imóveis comerciais, neste caso os escritórios.

      Falei sobre multinacional que fez o 25×25, que é 25% dos empregados trabalhando no escritório daqui até 2025, inclusive nos escritórios no Brasil.

      Temos DIVERSOS casos similares, o da Petrobrás, é MAIS UM.

      Já tínhamos MUITOS condomínios de escritórios com elevadíssima VACÂNCIA, em todo o país, com o pós pandemia, veremos um novo CRESCIMENTO EXPONENCIAL, o dos escritórios VAZIOS e isto também com várias “ondas”, conforme o tempo passa e cada vez mais empresas vêem seus contratos de aluguel prestes a vencerem e aproveitando para REDUZIREM a ocupação de escritórios.

      Algo análogo ao que consta acima para lojas, shoppings, etc, por motivos como o comércio eletrônico, a perda da renda de forma relevante para grande parte da população, etc…

      Só que como estamos vendo, o Brasil será um dos países com a primeira onda mais longa quanto ao vírus, graças a ter ações ERRÁTICAS e um governo federal completamente ALIENADO e isto significa que o pessoal vai demorar mais para enxergar a REALIDADE, o que também significará que quando verem, já estará MUITO PIOR do que em outros países…

      11+
      • avatar
      • avatar
  • Lord of All 17 de junho de 2020 at 17:50

    Vou dar meu pitaco sobre o assunto aí de cima acerca de comprar um imóvel em razão da selic baixa.
    Já cogitei de pegar uma parte da minha grana e comprar um apartamento de baixo padrão para alugar.
    Mas só de pensar no transtorno com inquilinos, inadimplência, destruição do imóvel etc … logo desisti.
    Tbm acho q esse momento dos juros baixos é momentâneo, duvido que dure mais que um dois anos (sendo pessimista).
    Já a compra de um imóvel é um pepino que vc poderá ter q carregar por longos anos, considerando sua baixa liquidez.
    Pra quem não quer perder muita grana, o negócio é diversificar, parte em dólar, ouro, rv, rf etc…

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Fino 17 de junho de 2020 at 17:54

      E nesse cenário seria crível achar que os bancos teriam cacife para um desembolso em massa da RF?

      3+
    • MARK 17 de junho de 2020 at 19:29

      Lord, também já tive pensamento semelhante, era uma casa bem bacana na Ponta da Praia com um preço muito bom. Pensei em comprar e colocar pra alugar pois não pretendo morar naquele bairro, embora seja um bom bairro. Aí eu lembrei da minha experiência como locador, a inquilina me enchendo o saco mês a mês, pra tudo aquela mulher ligava pra mim. Quando me livrei dela só quis vender, recusei todas as proposta de locação. Vazamento, entupimento, elétrica, problemas com o outro vizinho… Ah não! Não mesmo! Não tenho perfil pra esse tipo de negócio, locação.

      10+
      • avatar
      • avatar
    • socrates 17 de junho de 2020 at 23:36

      Lord, eu tambem levaria em consideração não navegar contra o que seria o melhor futuro para nós mesmos

      Sério:
      se for para vivermos bem tem como ter uma legião de pessoas viver pagando 1/3 da renda para outros só para “estra em algum lugar”?

      Para esse modelo dar certo temos que apostar contra a própria sociedade!

      Como explicar isso para os filhos e netos?

      6+
      • avatar
  • homelessbubbles 17 de junho de 2020 at 18:37

    Selic em 2,25%. Não creio que seja o fundo.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 17 de junho de 2020 at 20:56

      Não existem limites para ações APELATIVAS que visam apenas INFLAR ARTIFICIALMENTE à BOLHAS, Bolsas, Piramides Financeiras e afins, assim como não afetam em NADA MAIS a economia REAL. Vide Japão e outros países que chegaram nos juros NEGATIVOS. É algo para “Inglês ver” , para o BC dizer que “cumpre com sua obrigação de tentar ajudar a reaquecer a economia com a arma que possui”…

      A reversão disto para um país SUBdesenvolvido, que NÃO é Japão e nem Europa, virá via intensificação da fuga de dólares, porque a diferença de juros com outros países não justifica investimentos do Exterior aqui, ao mesmo tempo que somos os PIORES no combate à PANDEMIA, temos séries crises políticas toda semana e daí para PIOR. Pode ajudar desta forma a gerar uma crise cambial e também aprofundar o mergulho no fundo do poço para as BOLHAS, piramides e GOLPES quando da volta à REALIDADE…

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Loucodf 17 de junho de 2020 at 19:20

    Eu acho a reflexão do wolf válida.
    O cara não está dizendo “Comprem, comprem a hora é essa!”, “O imóvel vai valorizar MUITO”.
    Inclusive, assumiu que imóvel é passivo e deu uma dica sobre como melhorar essa estratégia. (Com imóvel comercial junto)

    Teve muita gente nesse blog que acabou caindo aqui buscando informações sobre compra de imóvel e entendeu que em 2015 não era um bom momento. Era melhor investir e se capitalizar.

    Talvez para alguns, essa seja a hora de fazer uma aquisição com o patrimônio que foi acumulado nesses últimos 5 anos.

    Agora é claro, não significa que nós vamos ter uma busca por imóveis por aí.
    Aqui estamos num grupo de pessoas ligadas no cenário econômico, murrinhas, econômicos.

    É bem diferente do meu ciclo social.
    Essa conversa não vale pra essa galera.

    Ao meu ver, ao menos.

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 17 de junho de 2020 at 21:07

      Imovel comercial, frente às expectativas REALISTAS, faz com que o imóvel deixe de ser um PASSIVO, ou ao contrário, tem tudo para ser um sugadouro de dinheiro sem NENHUM retorno?

      A SUPER-OFERTA de imóveis comerciais vai só aumentar, graças a novos recordes de fechamento de lojas, então esta seria uma boa forma de você transformar imóvel em fonte de renda, ou de transformar seu dinheiro em algo IMOBILIZADO e SEM RETORNO em momento de CRISE AGUDA, onde todos sabem que CASH IS KING?

      Juro que não consigo entender este racional. Só vejo as pessoas falando sobre “senso comum: “ah, abra um negócio agora, construindo um espaço comercial, é um ótimo momento para isto e você transforma seu imovel em fonte de renda… ”

      COMO isto poderia acontecer no contexto ATUAL e PREVISTO, NINGUÉM fala, tudo é tratado de forma extremamente SIMPLISTA e completamente ALIENADA do que está acontecendo a sua volta e confesso, não consigo acompanhar este tipo de “conclusão”, deve ser uma deficiência cognitiva grave de minha parte…

      5+
      • avatar
    • socrates 17 de junho de 2020 at 23:44

      a questão é que não vai ter muita gente com dinheiro sobrando assim…

      E para cair em investimentos tão ruins , o cara vai ter que ter experiência 0 com investimentos. Sem noção mesmo.

      Pode ser o caso de:

      – herdeiros que nunca precisaram ralar e por isso não fazem a menor ideia do que é o mundo fora da matrix;
      – novos bandidos e corruptos com ascensão meteórica. Ganharam dinheiro ilegalmente e aceitarão perder boa parcela para “legalizar” o $$$

      O segundo caso parece “exceção” mas não é! Principalmente no Hell!!!
      Milicias, informalidade, cartórios privados e em papel…

      Parece que a economia “underground” é maior que a real por aqui…
      O arroz custa 3 reais o kg e a maconha 5 a grama. A cocaína mais cara ainda… Mas o estado proibe as últimas e deixa os amiguinhos lucrarem quando podia estar arrecadando horrores no lugar dos corruptos e empregando boa parte da população ao invés de traficantes e milicianos.
      Mas as contas do Hell nem estão no vermelho, né? O resto do Brasil nem banca o Hell com as ajudas constantes , agora disfarçadas pelo Bozo e Maia…

      7+
      • avatar
  • Loucodf 17 de junho de 2020 at 19:20

    Odorico, cadê você?
    Pegou corona-virus?

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CArlos 17 de junho de 2020 at 20:58

    Muy amigo, vamos ter é continuar trocando flango com muamba pro velho da havan vender, o gado goste ou não.

    ‘Não há plano de livre comércio com Brasil no momento’, afirma representante do governo Trump

    Declaração veio após parlamentares dos Estados Unidos assinarem uma carta ao governo em que diziam ser contra qualquer tipo de acordo com o País

    WASHINGTON – O representante comercial americano, Robert Lighthizer, afirmou a deputados nesta quarta-feira, 16, que os Estados Unidos não pretendem negociar um acordo de livre comércio com o Brasil neste momento. A fala do americano deixa claro que a negociação comercial feita com os brasileiros neste momento, com promessa de assinatura de um pacote de medidas até o final do ano, é limitada.

    “O que estamos fazendo agora com o Brasil é tentando resolver problemas específicos para o País se abrir e para criar empregos para a América. No momento, não temos planos para um FTA (sigla de acordo de livre comércio, em inglês) com o Brasil”, afirmou Lighthizer. A afirmação foi uma resposta do representante do governo Trump a pergunta da deputada Stephanie Murphy, democrata da Flórida, sobre as negociações com o governo brasileiro.

    A parlamentar foi a única integrante da oposição da Comissão de Orçamento e Assuntos Tributários da Câmara americana que não assinou uma carta a Lighthizer em que deputados disseram se opor à negociação comercial com o Brasil. Em uma comunicação a Lighthizer, 24 deputados – incluindo o presidente do colegiado, Richard Neal – afirmaram que o presidente Jair Bolsonaro é “um líder que desconsidera o estado de direito e tem desmantelado árduo progresso nos direitos civis, humanos, ambientais e trabalhistas” no País.

    “Eu compartilho das sérias preocupações que meus colegas levantaram sobre a direção e a natureza das políticas do governo brasileiro”, afirmou a deputada. Ela disse não ter assinado o documento, no entanto, porque o Brasil é o maior parceiro de exportações da Flórida. A parlamentar quis saber como os EUA irão assegurar que o País está comprometido com os valores americanos como proteção ao estado democrático e garantias trabalhistas e ambientais ao fazer o acordo com o país. O representante comercial do governo Trump se limitou a dizer que não há acordo de livre comércio na mesa com o Brasil no momento.
    Acordo

    Depois de se reunir com Trump em Mar-a-Lago, na Flórida, em março, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que havia sido dado “o primeiro passo para um acordo de livre comércio”. O termo também já foi dito por Trump, ao falar sobre a amizade com o presidente brasileiro e as relações com o País.

    https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,nao-ha-plano-de-livre-comercio-com-brasil-no-momento-afirma-representante-do-governo-trump,70003336571

    4+
    • avatar
    • avatar
    • homelessbubbles 17 de junho de 2020 at 21:34

      Pra pensar: O que o Brasil tem que os americanos não tem? E o que os EUA tem que os brasileiros possam querer? É uma situação assimétrica demais. Um acordo de livre comércio seria muito melhor para os EUA do que para o Brasil. Se nem assim eles querem, é porque tá feia a coisa aqui mesmo.

      12+
      • avatar
      • avatar
    • socrates 17 de junho de 2020 at 23:46

      por que a metrópole vai querer fazer acordo de livre comércio com a colonia????

      Isso non existe!!!

      Ainda mais com o capacho-mor no poder

      9+
      • avatar
      • avatar
      • CArlos 18 de junho de 2020 at 01:24

        O objetivo dos EUA é barrar o avanço dos chineses, pouco importam os resultados comerciais.
        Estão botando pressão no governo sobre a 5G (Huawei) , quem paga é o brasileiro que vai ter que esperar mais pela tecnologia e muito provavelmente pagar mais caro.

        SÃO PAULO (Reuters) – Os Estados Unidos estão conversando com o Brasil e suas empresas de telecomunicações locais sobre o financiamento da aquisição de equipamentos de quinta geração produzidos pela Ericsson e Nokia, disse o embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, ao jornal brasileiro Folha de S.Paulo.

        Em uma entrevista publicada na noite de quinta-feira, Chapman disse que esse tipo de financiamento é uma questão de “segurança nacional” para Washington e tem como objetivo “proteger dados e propriedade intelectual, além de informações confidenciais das nações”.

        Suas declarações foram um duro golpe para a maior fabricante de equipamentos de telecomunicações do mundo, a China Huawei Technologies Co Ltd [HWT.UL], que consolidou sua presença no Brasil nos últimos 20 anos.

        A Huawei não respondeu imediatamente ao pedido de comentário da Reuters.

        A empresa chinesa conduziu com sucesso os testes 5G com todas as quatro principais operadoras – Telefonica Brasil SA, TIM Participações SA, Claro Movéis e America SA da America Movil – e está ajudando a modernizar sua infraestrutura antes de um tão esperado leilão de espectro 5G.

        https://www.reuters.com/article/us-brazil-usa-telecoms/u-s-brazil-in-talks-on-funding-to-buy-5g-gear-from-ericsson-nokia-paper-idUSKBN23J2P1

        4+
        • avatar
  • CArlos 17 de junho de 2020 at 21:03

    China ultrapassou o Brasil como o maior parceiro comercial da Argentina em abril

    A Argentina registrou um superávit de US $ 98 milhões com a China em abril, comparado a um déficit de US $ 351 milhões no mesmo mês do ano anterior, diz a câmara de negó