Preço do aluguel tem queda real pelo quarto ano seguido em 2018 – Exame

Você pode gostar...

Comments
  • CA 16 de janeiro de 2019 at 09:27

    Sobre o tópico:

    Isto porque no FINGE Zap estão sempre MAQUIANDO os dados para fazer parecer que a situação não está tão ruim para o segmento imobiliário, como expliquei no tópico anterior, imagine no mundo REAL…

    No meu caso, estou com reajuste ZERO no aluguel nos últimos 31 meses, contando agora com janeiro/2019, ou seja, queda real maior do que a apurada pelo FINGE ZAP e vejo muitos casos de pessoas reduzindo preços pedidos de aluguéis porque não aguentam mais lidar com a VACÂNCIA ANORMAL, que traz despesas de condomínio, IPTU, etc, sem NENHUMA contra-partida financeira, 100% de prejuízo, ao mesmo tempo que a pessoa observa que o preço do seu imóvel continua caindo (duplo prejuízo relevante)…

    E aqueles que estão com seus imóveis vazios HÁ ANOS sem conseguir vender, também arcando com os prejuízos acima, entram no esquema do “vende-se ou aluga-se”, entupindo ainda mais a já distorcida relação entre oferta e procura no caso de imóveis para alugar.

    Quer piorar a situação?

    Construtoras no desespero porque não conseguem vender e tem sérios problemas de caixa, APELAM para alugarem imóveis novos, para pelo menos pingar algum dinheiro e cobrir um pedacinho do PREJUÍZO, já que vender é quase impossível. De novo, mais SUPER-OFERTA de imóveis para alugar.

    De tempos em tempos, as construtoras lançam novas rodadas de PEGA-TROUXA para investidores, especialmente na cidade de São Paulo, oferecendo JAULAS a preço de ouro, para que os investidores comprem e coloquem para alugar, alimentando mais uma vez as distorções.

    Até os bancos, cansados com os prejuízos com imóveis que não conseguem leiloar nem na segunda praça, nem conseguem vender abaixo do saldo devedor, também estão APELANDO e colocando parte dos imóveis retomados por inadimplência para alugar.

    Em paralelo ao que consta acima, hoje temos o recorde histórico de déficit habitacional que tem como causa o preço excessivo do aluguel em proporção à renda das famílias e graças a isto, a demanda está cada vez mais COMPRIMIDA, com cada vez mais pessoas deixando seu imóvel alugado e indo morar com parentes e amigos.

    Em resumo, a distorção ABSURDA entre oferta e procura para imóveis residenciais alugados, com MUITO MAIS imóveis ofertados do que clientes habilitados, cresce sem parar e de forma intensa, pelos mais variados canais, o que é a garantia de que no mundo REAL as quedas de preços de aluguéis são maiores do que no FINGE ZAP e que ainda tem MUITO PARA CAIR até que possa voltar à NORMALIDADE!

    Isto tudo, sem falar nos imóveis comerciais, onde a situação é igualmente crítica e não para de piorar.

    Recorde histórico de VACÂNCIA também, onde diversos governos (Federal, Estaduais e Municipais) que estão em situação fiscal CRÍTICA, planejam desovar uma enorme quantidade de imóveis próprios no mercado, concorrendo com imóveis comerciais, seja através de venda ou aluguel, novamente alimentando as distorções ABSURDAS já existentes.

    E para piorar neste caso, o “apocalipse do varejo” sequer engrenou AINDA no Brasil e quando isto acontecer, daí não vai restar outra solução a não ser demolir imóveis sob o pretexto de melhorar a circulação de veículos (abrindo novas vias) ou algo assim, porque nem em DÉCADAS vão poder voltar a ter uma situação de equilíbrio SAUDÁVEL entre oferta e procura…

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 16 de janeiro de 2019 at 11:25

      CA
      Acho que no caso dos aluguéis a maquiada é bem pequena
      O que eles não falam é que a RENTABILIDADE dos alugueis caiu absurdamente nos últimos anos.
      Ainda mais que eles noticiam sempre a rentabilidade bruta e não a liquida
      RENTABILIDADE LÍQUIDA =
      (valor do aluguel / valor do imóvel)
      – (vacância)
      – (taxa de administração)
      – (imposto de renda)
      – (depreciação)
      – (gastos com iptu e condomínio durante a vacância)
      – (gastos com advogados e manutenção nos casos de locatários problemáticos)
      + (valorização do ativo / 12) “atualmente negativo”

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 16 de janeiro de 2019 at 11:48

        Cesar_DF,

        O problema é a “metodologia”:

        5 imóveis equivalentes anunciados, 4 pelo mesmo preço e o quinto deles, por um preço menor. O que normalmente acontece?

        Aquele que tem o preço anunciado menor, com alguma negociação no preço final, consegue ser alugado. Obviamente o proprietário retira o anúncio.

        Restam anunciados só os mais caros, consequência?

        No mundo REAL o preço do aluguel caiu, no FINGE ZAP, subiu!

        Para piorar, aqueles que continuam anunciando veem o preço médio do aluguel subir e se empolgam, pensando: “Ah, o meu é melhor ainda que a média, então vou aumentar meu preço no anúncio”

        Pronto, nova subida sem fundamento no FINGE ZAP…

        Daí alguém tem imóvel equivalente e vai colocar para alugar. Pesquisa no FINGE ZAP, vê um preço completamente FICTÍCIO, acredita que é verdadeiro e decide anunciar mais caro que a média, afinal, o imóvel dele é melhor que a média (e via de regra as pessoas pensam que o que é deles sempre vale mais!).

        Daí o círculo vicioso acima se retroalimenta e este índice vai ficando cada vez mais longe da realidade, os anúncios ficam sem clientes por cada vez mais tempo, a ZAP Imóveis que pertence a globo e demais empresas da globo, que recebem por anúncio publicado, faturam cada vez mais e as distorções absurdas quanto a REALIDADE só aumentam…

        E mesmo com toda a IGNÓBIL ALIENAÇÃO que consta acima, eles sequer conseguem SIMULAR um crescimento do preço do aluguel acima da inflação, o que dá uma ideia de como no mundo REAL a situação está bem crítica e as quedas nos preços são muito maiores que as noticiadas…

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 16 de janeiro de 2019 at 12:06

          CA
          Tenho um CVR sobre isso
          No último trimestre de 2017 comecei a monitorar cerca de 50 imóveis (wimoveis.com.br) para locação no primeiro trimestre de 2018.
          Entre janeiro de 2018 os 30% de menor valor por m2 destes 50 imóveis foi alugado. Em fevereiro foram mais outros 20%, sempre os com menor valor por m2.
          Os 50% restantes, com os maiores valores por m2, não foram alugados.
          Então, aqueles com valores de R$ 22/m2 a R$ 30/m2 cairam fora da lista, enquanto os acima de R$ 30/m2 permaneceram na lista.
          Meses depois, já por junho de 2017, e vi que cerca de 30% destes 50 imóveis ainda não haviam sido alugados, justamente os de maior valor por m2.

          19+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 16 de janeiro de 2019 at 12:14

            Correção “Meses depois, já por junho de 2018”

            7+
          • CA 16 de janeiro de 2019 at 12:20

            Cesar_DF,

            Sim, é isto mesmo!

            E como o FINGE ZAP só considera no cálculo os imóveis anunciados e NÃO os vendidos, podemos dizer que ele é o índice de preços dos imóveis NÃO vendidos utilizado para SIMULAR preços maiores do que os reais negociados e assim, garantir o otimismo daqueles que pagam para anunciar no Zap Imóveis e também da galera da FIPE que ajudou a criar e manter o índice e que tem todos os seus rendimentos vinculados a este setor.

            Fácil de entender porque criaram um índice tão FAJUTO em 2008, quando já haviam outros índices baseados em preços NEGOCIADOS que eram MUITO MELHORES, não é mesmo?

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • socrates 16 de janeiro de 2019 at 14:27

              Ca, isso ainda deveria ser topico a ser questionado ao “presidente “ou ao “ministro da economia”. A partir do momento que afeta impostos e decisoes na justiça entre terceiros, afeta sim a economia geral e afeta a todos,mexendo com o poder de compra e consumo geral. Temos que inundar o Mp e outros orgaos com essa questao. Eles tem o dever de agir. Ou se esquivarao?

              4+
              • Cesar_DF 16 de janeiro de 2019 at 14:43

                Socrates
                Quando o FIPEZAP começou a cair muito, o BCB mudou a fórmula de cálculo dos imóveis para o IVG-R “NEW FORMULA” kkk

                https://dadosabertos.bcb.gov.br/dataset/21340-indice-de-valores-de-garantia-de-imoveis-residenciais-financiados-ivg-r

                Novo IVG-R Não Evitará o Colapso dos Preços dos Imóveis

                Se alguém no Brasil, ou no mundo, suspeitava que o Banco Central do Brasil estava preocupado com o eventual estouro de uma também ‘eventual bolha imobiliária”, não há mais surpresas.

                O Banco Central anunciou há 17 dias, no dia 01-06-2017, por meio de uma coletiva de imprensa, mudanças na metodologia do IVG-R (Índice dos Valores de Garantia dos imóveis financiados ). Mais….anunciou a criação de um outro indicador, o “MVG-R” (Mediana dos valores de Garantia dos imóveis financiados ), que, assim como o IVG-R, tem como objetivo traçar um quadro mais preciso da tendência dos preços dos imóveis no Brasil

                https://br.investing.com/analysis/novo-ivg-r-n%C3%A3o-evitar%C3%A1-o-colapso-dos-pre%C3%A7os-dos-im%C3%B3veis-200195750

                5+
                • avatar
                • avatar
              • CA 16 de janeiro de 2019 at 14:56

                socrates,

                Tem uma INFINIDADE de situações extremamente GRAVES cercando o segmento imobiliário. Daria uma nova LAVA JATO, do mesmo tamanho em que está a atual, só para esmiuçar a ENORMIDADE de podridões ao redor de nossa bolha imobiliária.

                MAS, INFELIZMENTE, o atual super-ministro IPiraNaGrana JAMAIS faria uma devassa. Ele foi fundador da BTG e presidente do conselho da PDG, fora os rolos com os fundos de pensão de empresas públicas… Só para lembrar alguns cases de CRIMES relacionados ao setor, que possuem FARTURA de evidências:

                Entre 2006 e 2007, 13 construtoras fizeram abertura de Capital na BOVESPA levantando BILHÕES DE REAIS dos investidores. Ainda em 2007 estas construtoras compraram uma enormidade de terrenos em todo o país para começarem a ampliar os lançamentos de imóveis de forma EXPONENCIAL. DEPOIS disto, em outubro/2007, a FIFA escolheu o Brasil para sediar a copa do Mundo, o que gerou fortíssima ESPECULAÇÃO sobre as melhorias viárias que “valorizariam” os imóveis e adivinhe, coincidentemente nas mesmas cidades que foram escolhidas como cidades-sede, tinha sido onde as construtoras mais tinham comprado terrenos… Coloque no Google “Construção Civil Lula FIFA corrupção” e por aí já temos uma pista de quem se uniu e porque para termos tantas “coincidências” altamente lucrativas para este setor…

                Enrique Bañuelos, que responde pela alcunha de “pai da Bolha Imobiliária espanhola” entrou na PDG em 2007, Sam Zell, um dos mega-investidores por trás da bolha imobiliária americana, entrou na Gafisa em 2005. Em 2008, Gafisa e PDG tiveram um salto BILIONÁRIO nos lançamentos e vendas de imóveis NA PLANTA e continuaram assim até 2011. Em 2010, graças ao crescimento EXPLOSIVO em lançamentos e vendas na planta, Sam Zell vendeu mais de 90% das Ações dele da Gafisa com lucro BILIONÁRIO. Em julho/2011, a PDG era a maior empresa do segmento de construção civil das Américas em valor de mercado e Enrique Bañuelos vendeu as Ações dele, também com lucro BILIONÁRIO. Depois disto, nos resultados de 2011, pela primeira vez na história do Brasil, tivemos DISTRATOS BILIONÁRIOS exatamente por parte de PDG e Gafisa, apesar das vendas na planta e destas construtoras existirem e praticarem este tipo de vendas há DÉCADAS, sem nunca terem tido este tipo de problema antes. A causa? Vendas FALSAS na planta! Vendia na planta para quem não teria condições para adquirir o crédito imobiliário na entrega do imóvel, durante o “primeiro lote”, de 2008 até 2011, só apareciam os aumentos dos lançamentos e “vendas” na planta, o corretor de imóveis recebia a comissão no ato da venda na planta, as construtoras viam o preço de suas Ações dispararem, os tubarões do Exterior vendiam então sua participação com lucro BILIONÁRIO e depois, quando vieram os distratos ANORMAIS a partir de 2011, sem qualquer relação com a crise que começou a aparecer na economia, os prejuízos ficaram com os SARDINHAS da BOVESPA, com aqueles que caíram nesta pirâmide financeira das vendas FALSAS na planta e para a economia e sociedade como um todo, como em qualquer bolha imobiliária.

                Tem MUITO MAIS golpes aplicados por este setor, incluindo VÁRIAS MARACUTAIAS que a CEF patrocinou com uso do FGTS, como o projeto no Rio do “Alice no País do Porto Maravilha”, mas não conte com o novo governo para as denúncias, o atual presidente da CEF é ex-BTG, a BTG já comprou FALSOS títulos podres da CEF com 90% de desconto (títulos bons sem inadimplência = GOLPE), do mesmo jeito que usaram a CEF em negociação MIRABOLANTE para comprar o Panamericano e além disto, este mesmo presidente da CEF já falou que quer fazer “securitização” dos títulos PODRES da CEF (vender para terceiros) e pegar mais dinheiro do FI FGTS, tudo com a finalidade de conceder mais R$ 150 BILHÕES em empréstimos imobiliários nos próximos anos (=PEDALAR com crédito em meio a recorde histórico de inadimplência!), ou seja, ele planeja fazer exatamente o que já fizeram na bolha imobiliária americana para ampliar ao máximo a DESTRUIÇÃO causada pela bolha. Não tem como apostar nestes caras, sinto muito…

                10+
                • avatar
                • avatar
  • Cajuzinha 16 de janeiro de 2019 at 09:29

    Valeu Boss!

    Sob pressão da guerra comercial de Estados Unidos e China, a União Europeia está prestes a votar medida de restrições ao aço de diversos países, incluindo o brasileiro. A Sputnik Brasil ouviu José Augusto de Castro, presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), que explicou quais as consequências globais e locais da medida.

    As possíveis restrições serão votadas na quarta-feira (16) e passariam a valer no dia 2 de fevereiro. As restrições econômicas seriam impostas a 28 produtos, dos quais sete afetam as exportações brasileiras.

    “Toda restrição é uma forma de você fazer com que o comércio tenha retração mundial. Para o Brasil, claro que não é boa notícia, ainda mais que foi pego de surpresa, porque ninguém nesse momento estava imaginando que tivesse uma reunião por conta da União Europeia — ainda que a União Europeia não tenha um peso muito grande nas exportações brasileiras”, aponta, em entrevista à Sputnik Brasil, o presidente da AEB, alertando que a medida pode abrir caminho para cortes em outros produtos.

    https://br.sputniknews.com/economia/2019011513117166-china-eua-brasil-aco-brasileiro-uinao-europeia/

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de janeiro de 2019 at 09:47

      Cajuzinha,

      O problema da guerra comercial EUA X China e também dos embates comerciais que os EUA iniciaram com outros países e blocos ao longo do último ano, é que isto vai virando uma BOLA DE NEVE. Uma ação de restrição contra um produto por PROTECIONISMO, leva o outro lado a buscar uma resposta equivalente para proteger o seu mercado interno e depois isto vai se espalhando para outros países, outros produtos, até os consumidores reduzem seus gastos e as empresas seus investimentos com medo deste contexto e no final, constatam o ÓBVIO, que o fechamento comercial acabou diminuindo o crescimento global.

      A história acima aconteceu também em 1.929, durante o crash da bolsa americana. Na época também lançaram mão da medida EQUIVOCADA de protecionismo nos EUA para buscarem a recuperação da economia. Agora, embora o timing seja diferente, as ações de Trump visavam PREVENTIVAMENTE dar um gás na economia americana, mesmo que de forma temporária, mas ficou muito claro que a leitura dele foi SIMPLISTA e EQUIVOCADA, trazendo mais prejuízos do que lucros para o país.

      E é neste tipo de medida PROTECIONISTA em que Trump está PERSISTINDO NO ERRO na questão do muro versus o orçamento, paralisando vários órgãos públicos por tempo excessivo e gerando diversos efeitos CONTRACIONISTAS para a economia americana, de novo, mais prejuízo do que lucro.

      Por um lado, com ações acima Trump desvia a atenção da bolha das bolhas americana e das questões relacionadas, como a perda de valor das FAANG (perderam mais de US$ 1 TRILHÃO em valor de mercado em 1 ano) ou a subida de juros do FED, a velha estratégia de colocar o bode mal cheiroso na sala para desviar a atenção de outros problemas GRAVES para os quais eles NÃO TEM solução.

      Por tabela, Trump vai conseguir por este conjunto de medidas equivocadas, desacelerar bastante o crescimento da economia americana e assim, o FED não teria motivos para manter a estratégia de acelerar mais a subida dos juros básicos da economia americana, ou seja, Trump também estaria ganhando tempo e assim, adiando a INEVITÁVEL explosão da bolha das bolhas americana.

      Seria o suficiente para ele concluir o mandato dele sem esta explosão mais visível da bolha das bolhas americana?

      É difícil, mas certamente esta é a aposta de Trump para se reeleger.

      O fato é que o contexto acima afeta diretamente ao Brasil e nossas ENORMES distorções na economia.

      Aqui também temos o nosso bode mal cheiroso na sala, que é a reforma da previdência.

      A previdência não teve NENHUMA mudança significativa nos últimos 10 ou 15 anos, mas da noite para o dia, a reforma da previdência se transformou no nosso Santo Graal que dará vida eterna ao nosso crescimento da economia, fazendo com que situações como o recorde histórico de inadimplentes, de profunda degradação contínua dos empregos e de diversos outros indicadores, que cresceram exponencialmente nos últimos anos, sejam resolvidos “da noite para o dia”.

      Curioso, não é? Como algo que não mudou em 10 ou 15 anos poderia ser responsável por mudanças agudas, exponenciais e negativas para indicadores críticos de nossa economia?

      Completamente ILÓGICO, mas não faz mal, a população em geral não tem espírito crítico, somos o terceiro país do mundo mais ignorante quanto a si mesmo, então todos ENTUBAM isto sem sequer questionar…

      De qualquer forma, se encaminharem bem a reforma ou a mesma for efetivamente votada, nova onda de otimismo UFANISTA, para depois de algum tempo “descobrirem” que não existia este Santo Graal e que muitos problemas não se resolveriam da noite para o dia por algo que não tinha relação com eles…

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 16 de janeiro de 2019 at 10:22

        ” nova onda de otimismo ” esse é grande problema…

        E assim tudo vai continuando na mesma. Percebo que as pessoas realmente voltaram às compras, pessoas que conheço que trabalham no comércio confirmam isso, a questão é se vão pagar e se não pagar qual seria a nova onda de otimismo?…

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 16 de janeiro de 2019 at 10:48

          Cajuzinha,

          Sim, como falamos no tópico anterior, o otimismo UFANISTA ou IRRACIONAL, só agrava os problemas.

          Vale lembrar este trecho sobre a empolgação com o Black Friday estendido e antecipado em nov/18:

          https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/11/varejo-antecipa-e-estica-black-friday-para-tentar-salvar-ano-complicado.shtml

          Trechos do link acima:

          “A empolgação do consumidor, no entanto, também é motivo para preocupação, num cenário de desemprego ainda elevado.
          Para Marcela, do SPC, os dado mais alarmantes na pesquisa da entidade são os que mostram a falta de planejamento financeiro.
          Entre os entrevistados que vão fazer compras, 25% afirmam que costumam gastar mais do que podem e 21% têm alguma conta atrasada —desses, 69% estão com o nome sujo.
          “A ideia de que não se pode perder a oportunidade é o grande vilão”, afirma o professor de gestão financeira da FGV, Ricardo Teixeira. Para ele, o país ainda vive uma retomada, e não é hora de fazer compras sem pensar.
          Compras devem ser feitas somente quando se tem segurança absoluta de que haverá dinheiro para pagá-las, afirma. E servidores não devem contar 100% com o 13º, dada a crise dos estados.
          Marcela, da SPC, concorda. “Muita gente compra a prazo pela empolgação. E aquilo que era muito barato pode ficar mais caro do que o valor cheio, se o consumidor não conseguir pagar a fatura do cartão.” ”

          Em resumo, pela pesquisa do SPC, 1/4 gasta MAIS DO QUE PODE (= alimentar o super endividamento ou a INADIMPLÊNCIA) e 1/5 tem alguma conta atrasada, sendo que deste último grupo, a grande maioria já está com o NOME SUJO (=certeza de aumentar a INADIMPLÊNCIA). Em outras palavras, mais de 40% dos consumidores irão se complicar financeiramente…

          Depois o pessoal não sabe porque a INADIMPLÊNCIA sobe ano após ano e temos mais de 63 MILHÕES de inadimplentes, ou mais de 60% de toda a população economicamente ativa, algo completamente ABSURDO!

          Algo similar acontece com as empresas:

          Aquelas lojas que já estão INVIÁVEIS há meses ou às vezes, por ANOS, sendo sustentadas por terceiros com rendimentos não relacionados ao negócio, buscam uma SOBREVIDA com “teorias” do tipo: “Ah, mas o Bolsonaro vai entrar, a economia vai se recuperar de imediato junto com os empregos e o consumo, logo, se eu fechar minha loja agora, vou me arrepender depois! Vou fazer mais alguma dívida aqui e ali, dar um calote a mais e depois com a melhora da economia, tudo se acerta!”. Quando ocorre o retorno ao mundo REAL, a situação ficou PIOR ainda.

          Análogo para indústrias, que compram mais matérias-primas, contratam mais funcionários e depois quando vem a volta á REALIDADE, são obrigadas a diminuírem mais do que haviam aumentado, para cobrirem as despesas financeiras de juros e outros endividamentos adquiridos para a “expansão” INSUSTENTÁVEL.

          Sem contar aqueles que aproveitam para disparar com as SIMULAÇÕES, como no setor de construção civil disparando com lançamentos e vendas FALSAS na planta e com isto, atraindo grande número de SARDINHAS que terão prejuízo relevante na BOVESPA. Nova onde de prejuízos com a volta a REALIDADE, com aumento nas distorções entre oferta e procura, aumento do desemprego no setor, etc.

          Lamentavelmente, não aprendemos NADA com as PEDALADAS da Dilma e suas consequências, nem com o otimismo UFANISTA praticado sempre ao final de um ano e início de outro, que depois gera FRUSTRAÇÃO e ampliação dos prejuízos, como já acontece desde o final de 2016…

          14+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cajuzinha 16 de janeiro de 2019 at 11:21

            “Aquelas lojas que já estão INVIÁVEIS há meses ou às vezes, por ANOS, sendo sustentadas por terceiros com rendimentos não relacionados ao negócio, buscam uma SOBREVIDA com “teorias” do tipo: “Ah, mas o Bolsonaro vai entrar, a economia vai se recuperar de imediato junto com os empregos e o consumo, logo, se eu fechar minha loja agora, vou me arrepender depois! Vou fazer mais alguma dívida aqui e ali, dar um calote a mais e depois com a melhora da economia, tudo se acerta!”. Quando ocorre o retorno ao mundo REAL, a situação ficou PIOR ainda.”

            Conheço um caso exatamente assim! É aquilo que falamos sobre saber a hora de parar. Essa sabedoria é para poucos.

            17+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
      • Cesar_DF 16 de janeiro de 2019 at 11:30

        Apenas lembrando que a Grande Depressão não aconteceu por causa da quebra da bolsa de valores em 1929, mas sim pela implantação do protecionismo via o Ato da Tarifa Smoot-Hawley

        https://exame.abril.com.br/economia/o-trump-de-29-que-arruinou-os-eua/

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • socrates 16 de janeiro de 2019 at 10:00

      As restriçoes ao comercio e importaçao empobrecem a populaçao local e so favorecem aos grandes “empresarios”, que tem uma linda reserva de mercado a explorar. A limitaçao às inportaçoes tambem pode ocorrer de outras formas, como por logistica absurdamente burocratica e complexa (nossos portos mandam abraços) e sistema tributario esdruxulo que impede a entrada de players de fora (o icms e a guerra fiscal entre estados estao sempre ai…). Gostaria de acreditar que o Bolsonaro fosse acabar com a mamata dos amigos do Aecio, mas , assim como muitos aqui, duvido. Por que ele faria isso? O passado condena diretamente o filho dele e provavelmente ele proprio tb. Infelizmente , nada mudara. Tudo com a bençao da “oposiçao”, que continuara com seu showzinho

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Master Yi 16 de janeiro de 2019 at 10:09

    Galera, recentemente ouvi sobre um caso de violência que me deixou em alerta.
    O bandido entrou no carro de uma pessoa, obrigou ela a acessar o aplicativo do banco e fazer uma transferência, levou o celular e foi embora.
    Eu tenho aplicativo de todos os meus bancos, corretoras e administradoras de cartão de crédito. Uma medida de segurança que uso é trocar os ícones dos app. Deixo apenas visíveis os aplicativos dos bancos mais comuns, nos quais geralmente deixo pouco recursos.
    Enfim, fiquei meio receioso com a situação. Alguém tem mais alguma dica de segurança?

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Louro José 16 de janeiro de 2019 at 10:17

      Eu tenho instalado o Apex Laucher que toma o lugar do Google Laucher e te permite esconder aplicativos.

      5+
      • avatar
    • Antigo 16 de janeiro de 2019 at 10:39

      Para transferir valores relevantes tem que ter o beneficiário cadastrado previamente, não?
      Além do mais, eu não me preocuparia, tá tudo imobilizado em investimentos mesmo.
      É mais fácil me matarem por frustração do que conseguirem o dinheiro.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Master Yi 16 de janeiro de 2019 at 11:33

        Isso, geralmente a transferência é baixa. Mas essa não é a questão. Imagina se o bandido entra no app da sua corretora ou na administradora de cartão de crédito e percebe que você tem um bom patrimônio/limite? A situação poderia facilmente se tornar um sequestro relâmpago. Esse é meu medo.

        8+
        • avatar
    • bolha_dos_pampas 16 de janeiro de 2019 at 11:32

      O Microsoft Launcher permite esconder apps (liberar por senha), além de possibilitar trocar o ícone e o nome do app.

      4+
      • avatar
  • Cajuzinha 16 de janeiro de 2019 at 10:32

    Japão apela a Londres e à UE que Brexit tenha menor impacto possível na economia

    A dois meses e meio da data prevista para a saída britânica da UE, os deputados da Câmara dos Comuns rejeitaram o acordo de saída, apesar do último apelo feito pela primeira-ministra, imediatamente antes da votação, contra “a incerteza” que a rejeição do texto provocaria.

    Com mais de mil empresas, que empregam cerca de 150 mil pessoas, o Japão é o segundo maior investidor estrangeiro no Reino Unido depois dos Estados Unidos, pelo que Tóquio exigiu de Londres garantias de que estas empresas não serão prejudicadas durante o período de transição.

    https://www.dinheirovivo.pt/economia/japao-apela-a-londres-e-a-ue-que-brexit-tenha-menor-impacto-possivel-na-economia-global/

    7+
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de janeiro de 2019 at 11:06

      Cajuzinha,

      Um ponto interessante:

      Em Londres eles tem uma bolha imobiliária, assim como no Brasil. Inclusive, se não me engano, foram eles que inspiraram aquela “metodologia” FAJUTA do FINGE ZAP.

      A dúvida é: como poderão manter a bolha imobiliária com o BrExit? Explico:

      Boa parte do crescimento assombroso de preços do mercado imobiliário londrino, veio pelo estabelecimento em Londres de unidades de grandes bancos e empresas financeiras que tem matriz em outros países, mas se o BrExit se efetivar, automaticamente MUITOS destes estabelecimentos deixarão de operar em Londres. Analogamente para diversos outros negócios que abriram unidades em Londres como ponto estratégico para interação e comércio com outros países do bloco.

      Fazendo uma analogia, caso o BrExit se efetive, poderemos ter em Londres algo similar ou até ampliado quanto ao CAOS financeiro que assolou o RJ. No RJ, quando explodiram as contas públicas graças a aumentos desproporcionais para o funcionalismo público, junto com a explosão do mega esquema de corrupção da Petrobrás e descontinuidade dos projetos mirabolantes previstos para o RJ no segmento petrolífero, mais o fim de expectativas utópicas quanto à Copa do Mundo e Olimpíadas e a própria distorção da bolha imobiliária, chegaram na situação extremamente CRÍTICA que vemos hoje. Em Londres, embora tenham menos fatores combinados, ainda assim estes fatores poderão ser muito mais IMPACTANTES localmente, acelerando a explosão da bolha imobiliária por lá também.

      A conferir…

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • socrates 16 de janeiro de 2019 at 11:45

        Talvez assim um ingles volte a ter o poder de morar na propria capital. Salvo, claro, se os preços demonstrados eram quase sempre so para “os de fora” da patota. Qual a regra de submissao para entrar na patota mesmo?

        6+
        • avatar
        • avatar
  • Antigo 16 de janeiro de 2019 at 10:49

    Outra maneira de dizer a mesma coisa que o tópico afirmou:

    Índice FipeZap de Locação Residencial encerra dezembro de 2018 com alta nominal de 0,38%
    Janeiro 16, 2019

    http://www.investimentosenoticias.com.br/noticias/mercado-imobiliario/indice-fipezap-de-locacao-residencial-encerra-dezembro-de-2018-com-alta-nominal-de-0-38

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de janeiro de 2019 at 12:27

      Antigo,

      E este artigo que você colocou, com certeza recebeu muito mais anúncios do segmento imobiliário e faturou bem mais com eles, tudo graças a meros TRUQUES com as palavras…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 16 de janeiro de 2019 at 11:40

    Desde 2016 que o FIPEZAP não publica mais os dados sobre QUEDA ACUMULADA

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/07/aluguel-de-imoveis-comerciais-tem-queda-real-de-18-em-12-meses.html

    Aluguel de imóveis comerciais têm queda real de 18% em 12 meses

    O preço médio do aluguel de imóveis comerciais teve queda real (considerando a inflação) de mais de 18% nos últimos 12 meses terminados em junho e o de venda, mais de 10%, segundo pesquisa FipeZap divulgada nesta quinta-feira (21).

    Os dados consideram o preço de venda e locação de salas e conjuntos comerciais de até 200 m² em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

    Para locação, os preços caíram nominalmente 11,35%. Se considerada a inflação do período de 8,84% medida pelo IPCA, a queda real do custo de aluguel de um imóvel comercial caiu 18,56%.

    Para venda, os preços tiveram queda nominal de 3,05% em 12 meses. Considerando a inflação, a queda real foi de 10,92%.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de janeiro de 2019 at 12:23

      Cesar_DF,

      Pois é, não interessa divulgar isto, afinal o Zap Imóveis e demais empresas da Globo perderiam anunciantes se estes soubessem sobre a queda se preços, não só os INCAUTOS que acreditam no FINGE ZAP, como também os TUBARÕES do segmento imobiliário que pagam as matérias para enganarem os SARDINHAS…

      9+
      • avatar
      • avatar
  • From_The_Tower 16 de janeiro de 2019 at 11:56

    CVR

    Chegou carnê do IPTU.
    pagarei R$ 370,00.
    😉

    Casa alugada anterior era 740,00.
    Taxa de lixo anual ficou em 270,00.

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 16 de janeiro de 2019 at 11:57

      em BC eu pagava 2k por ano. IPTU do apê + IPTU das 02 vagas de garagens + lixo.

      10+
      • avatar
  • DouglasteR 16 de janeiro de 2019 at 12:03

    BC ?

    3+
    • From_The_Tower 16 de janeiro de 2019 at 12:03

      Balneário Camboriú- SC.

      6+
      • avatar
      • DouglasteR 16 de janeiro de 2019 at 12:11

        Pessoal ta coletando lixo com drone ? Que IPTU caro do kct

        5+
        • avatar
        • From_The_Tower 16 de janeiro de 2019 at 12:15

          22,00 por mês no meu caso.
          Tá de boa !

          Complicado é pagar parcela para banco, condomínio e IPTU bolhudo.
          Eu tô fora disso.
          Só IPTU baratinho e nada mais.

          8+
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 16 de janeiro de 2019 at 12:18

            Mas IMPOSTO é ROUBO !
            😉
            Propriedade no caso pode ser questionável … que propriedade é essa em que se eu não pagar posso perder o tijolo mágico ?
            kk

            11+
            • avatar
            • avatar
    • Alemon Fritz 16 de janeiro de 2019 at 13:55

      há 3 semanas eu sugeri uranio ou prata.. a prata estava valorizando 1,3% e o ouro a 0,89…até cobre (fios de eletricidade) deve ser bom investimento

      5+
      • avatar
    • tmarabo 16 de janeiro de 2019 at 14:16

      mas não cobram custódia do ouro? não são caras as taxas de administração?
      volto a dizer: seria interessante reutilizar o tópico fixo de investimentos, essas conversas ficam perdidas por aqui.

      6+
      • avatar
      • CA 16 de janeiro de 2019 at 14:31

        tmarabo,

        Ouro teve o rendimento líquido mais rentável e o segundo colocado foi o dólar, dentre todas as opções em 2018, no entanto, NÃO RECOMENDO entrar em ouro, dólar, etc, com o intuito de ESPECULAR, eles são claramente como SEGUROS contra desastres na economia, principalmente aqueles com efeitos globais, inclusive foi por isto que tiveram tanta valorização em 2018. Como seguros, você pode, por exemplo, perder no curto prazo enquanto estiverem no mundo da FANTASIA e ganhar no médio / longo prazo conforme a REALIDADE aparecer, mas para isto, requer paciência e não se precipitar…

        Observar que no curto prazo, a tendência no Brasil é de euforia UTÓPICA em função da possível aprovação do Santo Graal, a Reforma da Previdência que vai garantir a continuidade de nosso crescimento na economia por toda a eternidade, logo, no curto prazo pelo menos a tendência é de que ouro e dólar tenham baixa em suas cotações (*), o que poderia ser um bom momento de entrada (indo no sentido contrário ao da MANADA).

        (*) Apenas devemos tomar cuidado com as ameaças externas, porque se o preço das Ações das FAANG despencar ainda mais e/ou a guerra comercial EUA X China e efeitos de redução no comércio global se intensificarem e/ou a bolha imobiliária chinesa, a bolha das bolhas americana, o BrExit, o impasse orçamentário americano ou outras situações no Exterior tiverem evolução muito relevante no curto prazo, é possível que ouro e dólar disparem em suas cotações e não tem como prever se algum ou alguns destes eventos ocorrerão no curto prazo.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Alemon Fritz 16 de janeiro de 2019 at 14:38

          Pois então o Ouro está subindo em função do Brexit… Existem 6 cenários possíveis do brexit, sendo 2 opostos e mais radicais..
          essa novela pode ir até março… e outro que pode acontecer é…não acontecer nada e o ouro descer nesse prazo.. e provavelmente o efeito do brexit já foi contabilizado e considerado. A menos que tenham efeitos que ninguém pensou ou que acham impossíveis de acontecer e aconteçam por politica.

          3+
  • Falido.com 16 de janeiro de 2019 at 15:07
    • Alves 16 de janeiro de 2019 at 19:44

      Como de costume jogando para a plateia, à exemplo do Kalil e do Messias.

      5+
      • avatar
    • tmarabo 17 de janeiro de 2019 at 10:16

      ou isto acontece porque a máquina pública se acostumou a funcionar na base de CCs, sendo ilusão achar que se poderia acabar com todos no curto prazo.
      por exemplo, se fala em dezena de milhares de CCs no governo federal. acham mesmo ser possível extinguir tudo isso sem prejuízo ao funcionamento do governo??
      claro, no médio prazo estes cargos de confiança deveriam ser tornados cargos definitivos/de carreira (só se cria cargo efetivo mediante lei), abrindo-se concurso público. mas enquanto isto não acontece, é possível demiti-los a roldão?
      eu lembro em uma câmara de vereadores cuja TV era composta toda de CCs. considerando que CCs só podem existir para funções de “direção, chefia e assessoramento” – o que evidentemente não é o caso – o ministério público entrou com uma ação e foi deferida liminar para que eles fossem exonerados. só que se isto fosse feito, a TV pararia de funcionar, então o juiz tolerou e deu um prazo de um ano para abrirem concurso.

      2+
    • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 11:18

      Reportagem desonesta,
      1) não disse que antes exonerou mais de 6 mil,
      2) não disse que a recondução aos cargos destes quase 900 são de concursados

      13+
      • avatar
      • avatar
  • Senhor Bolha 16 de janeiro de 2019 at 15:12

    Quando a euforia aumenta no mercado seguros e cotas de fundos especializados que ADM risco cai.

    Consequentemente fica mais barato você fazer hedge na carteira: A máxima do mercado é valida:
    Compre seguros quando ninguém quer , ou quando avistar catástrofes , bolha etc se formando no mercado.

    No meu caso a quebra do sistema por meio de crises cada vez maiores é algo já esperado.
    Uns 30 anos atrás se você fala-se para um economista por mais desenvolvimentista que foste a formação dele, o mesmo diria a ti que nunca acreditaria num endividamento global tão grande fomentado pelos excesso de liquidez promovida pelos bancos centrais.

    E aqui estamos nós 30 anos depois batendo recordes.

    No EUA você pode comprar barra de ouro físicas entregues pelo correio e como certificados , conheço vários traders , especuladores e investidores que tem ouro físico no exterior.

    Na outra ponta existe fundo especializados a qual você paga uma taxa de custodia para ADM ouro em cofres privados de bancos.
    Basicamente estes fundos servem como ” Seguros para catástrofes” e tendem a ter o preço de cotas catapultado as alturas quando algo da errado no sistema financeiro.

    Reparem que até ocorrer uma nova injeção de dinheiro pelos bancos centrais em 2008. O preço do ouro catapultou no mercado financeiro. Basicamente os grandes especuladores vão estocando seguro na época de euforia a preços baixos e vendem parte na época de grandes crises para comprar empresas a preço de banana ou pelo menos pelo valor justo.

    Voltam estocar mais seguro tão logo outro ciclo de euforia se perpetue pelo sistema financeiro: Obviamente exige um conhecimento de prévio de como e quando comprar.

    Porém atualmente dado déficits crescentes e demografia desfavorável : Só temos um certeza para o futuro , crises cada vez mais recorrentes e longas.

    https://goldprice.org/pt/gold-price-brazil.html

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Falido.com 16 de janeiro de 2019 at 19:12

      Como está querido amigo? suas postagens fazem muita falta aqui….
      Espero que o ano esteja começado bem pra vc e a familia….
      Gostaria que vc falasse sobre as ações da Forja Taurus…. Viu que mesmo com o decreto da pistola as ações caíram?
      Será que é a última chance da Taurus o bolsonaro?
      .
      https://www.infomoney.com.br/taurusarmas/noticia/7869989/do-ceu-ao-inferno-apos-o-decreto-de-bolsonaro-afinal-a-taurus-e-oportunidade-ou-cilada-na-bolsa

      1+
      • socrates 16 de janeiro de 2019 at 19:20

        se cair monopolio no Brasil…
        O governo é liberal?

        2+
        • avatar
        • avatar
      • Senhor Bolha 17 de janeiro de 2019 at 09:16

        Falido: Empresa porcaria que opera em regime de monopólio.
        Percepção de mercado e consumidores: possui produtos de qualidade duvidosa.

        Balanços:

        Dívida crescente há mais de 10 anos. Fluxo de caixa insuficiente para rodar a grande dívida.

        Empresa literalmente falida : Conhecida como mico especulativo

        Indicadores de dívida líquida:

        http://fundamentus.com.br/graficos.php?papel=FJTA4&tipo=1

        Indicadores de lucro operacional
        http://fundamentus.com.br/graficos.php?papel=FJTA4&tipo=2

        Valuation básico.

        Valor de mercado:Valor de mercado 328.615.000
        Valor da firma 1.163.670.000

        Valor da firma = ( Enterprise Value)
        Calculado somando valor de mercado da empresa a sua dívida líquida:

        Quando valor da firma é menor que o valor de mercado = Comprar uma nota de 100 por 50. E quando maior igual comprar uma nota de 100 por 200.

        NO caso da tauros você esta comprando uma nota de 100 por 300

        Geração de caixa
        Ebit Negativo
        EBitda negativo

        Resumo não tem lucro operacional sendo gerando para abater dívida gerando capex etc

        Resultado = Diluição do acionista minoritário por meio de subscrição e captação.

        Resumo da obra: A empresa sempre foi e sempre vai ser um lixo. O que existe é um bando de sardinha especulativa comprando empresas falidas para ganhar nas variações.

        Especuladores novatos que não sabem avaliar um boteco de esquina quanto mais uma empresa na bolsa. Lembrando que para alguns ganhar na especulação outros tantos vão perder.

        Ao meu ver é típico clássico de micos que as pessoas saem comprando porque o vizinho teve ações valorizando 100%. Geralmente as sardinhas compram no topo e vendem quando cai. Operam noticias etc.
        Psicologia de mercado = Efeito manada

        Conselho: Se mantenha longe de micos especulativos, e se o fizer tenha certeza que vai comprar antes do estouro da boiada e com um parcela ínfima do seu patrimônio, vender tudo na primeira estilingada que o papel der sem pestanejar.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • Falido.com 17 de janeiro de 2019 at 16:45

          Muita coisa heim? Vou estudar tudo isso com calma pra entender…com sempre obrigado por postar seu conhecimento aqui amigo. 🙂

          3+
  • Cajuzinha 16 de janeiro de 2019 at 15:36

    Especialistas lançam dúvidas sobre o crescimento chinês…

    Vários economistas chineses e estrangeiros suspeitam há algum tempo que as estatísticas do governo são manipuladas, como indica o fato de o crescimento anual sempre corresponder à meta oficial fixada de antemão. O governador da província de Liaoning admitiu, em 2017, que esta região industrial do nordeste da China tinha falsificado seus dados ao longo de anos. De acordo com uma nota confidencial publicada pelo WikiLeaks em 2010, o atual primeiro-ministro Li Keqiang afirmava, em 2007, quando governava a província, que alguns dados eram “inventados”…. – V

    De acordo com Hoffman, se as estatística de sua organização estiverem certas, isso “significa que reformas econômicas substanciais são urgentes” na China, especialmente em um contexto de conflitos comerciais e desaceleração da demanda mundial. A China admite ter um problema com dados econômicos, e o BNS anunciou recentemente o lançamento inédito de uma ofensiva contra a falsificação de estatísticas e a criação de um sistema unificado e nacional para calcular o crescimento. Segundo Gao Yuan, economista da Conference Board, as pressões externas sobre a economia chinesa “devem se manifestar de forma mais significativa” em 2019…. – Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/afp/2019/01/16/especialistas-lancam-duvidas-sobre-o-crescimento-chines.htm?cmpid=copiaecola

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Brazil mode OFF 16 de janeiro de 2019 at 15:41

      A duvida ja leva a quebradeira

      4+
    • Senhor Bolha 16 de janeiro de 2019 at 15:48

      Nada novo. Quem se guia por estatística ” Oficiais” é louco, desinformado ou trabalha no governo.

      8+
      • avatar
      • avatar
    • CA 16 de janeiro de 2019 at 16:34

      Cajuzinha,

      Pois é, já se falam sobre estas “dúvidas” quanto à “qualidade” do PIB da China, que na verdade são CERTEZAS, há bastante tempo…

      Assim como o mundo inteiro já sabe há MUITO TEMPO sobre a bolha imobiliária chinesa e o seu sistema bancário “sombra”, que opera à margem dos números oficiais, com aprovações de crédito que colocaram no chinelo as PIORES PRÁTICAS da época do subprime americano…

      E da mesma forma, quem já não sabia, FAZ TEMPO, que aqueles TRILHÕES DE DÓLARES despejados pelos EUA a partir de 2009, baixando os juros no FÓRCEPS em todo o planeta, iriam dar problema quanto tivessem que fazer a “normalização monetária” via FED?

      Quem não sabia que as FAANG (Facebook, Amazon, Apple, Netflix e Google), com seus valores de mercado em TRILHÕES DE DÓLARES no total, NUNCA valeram isto, pelo simples fato que não descobriram a cura do câncer, como fazer um teletransporte ou o segredo da vida eterna?

      Tem uma INFINIDADE de “eventos” que já são de conhecimento PÚBLICO há muito tempo, dentro desta categoria “relevante” e que pode gerar uma crise global. Só que o mundo continua FINGINDO não saber de tudo isto e seguindo com movimentos especulativos absurdamente IRRACIONAIS. Alguns exemplos:

      – A China adotou medidas APELATIVAS e no DESESPERO, para TAPEAR os efeitos da REALIDADE, MAQUIANDO assim o que está acontecendo e PEDALANDO com os problemas? Comemoram, a bolsa de valores da China dispara, gera euforia no resto do mundo e tudo isto, porque eles estão adotando ações no DESESPERO para MAQUIAR E PEDALAR com o problema!

      – O FED falou que não vai mais subir os juros no curto prazo, porque os GRAVES PROBLEMAS que estão sendo gerada pelo Trump para a economia americana, como no caso da guerra comercial com a China ou no caso do impasse do orçamento por prazo RECORDE, já estão causando uma forte DESACELERAÇÃO na economia e isto não viabiliza aumento de juros? Comemoram, as bolsas de valores americanas disparam, gera euforia no resto do mundo e tudo isto porque acharam sensacional um presidente estar provocando prejuízos propositais na economia para desviar o foco de outro problema muito grave e sem solução visível!

      – As FAANG perderam US$ 1 TRILHÃO de dólares em valor de mercado no último ano, mas cada uma delas faz novas “promessas” de que agora vai, sem NENHUM fundamento que justifique MINIMAMENTE seu valor de mercado? Comemoram, as bolsas de valores disparam nos EUA e os efeitos se espalham pelo mundo, todos FINGINDO que acreditam no impossível!

      Tem MUITO MAIS exemplos, inclusive aqui do Brasil quanto a EUFORIA IRRACIONAL dos últimos anos, a Reforma da Previdência que será o Santo Graal a garantir o crescimento do país pela eternidade e daí para pior.

      O fato é que estamos imersos em um monstruoso mundo de FAZ DE CONTA globalmente e já faz tempo, ou seja, a volta à REALIDADE vai ser MUITO DOLORIDA!

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 16 de janeiro de 2019 at 16:12

    O presidente americano também atacou a oposição: “quanto sangue americano terá que ser derramado até que o Congresso aprove?
    .
    https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/01/09/trump-faz-pronunciamento-sobre-muro-na-fronteira.ghtml

    5+
    • avatar
    • Cajuzinha 16 de janeiro de 2019 at 16:56

      É um traste mesmo!

      “Em dezembro, o presidente havia afirmado que daria início à paralisação do governo, dizendo em uma reunião com os democratas que “tomaria a responsabilidade” e “não os culparia por isso”. Recentemente, ele mudou sua política e vem tentando atribuir a longevidade do congelamento ao partido de oposição.”

      https://veja.abril.com.br/mundo/eua-duplicam-estimativas-de-perdas-economicas-com-paralisacao/

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 06:46

      Este muro foi uma criação do democrata Bill Clinton, ampliado pelo republicano George W Bush e pelo democrata Barack Obama, e foi promessa de campanha, ou seja, foram os eleitores que escolheram AMPLIAR o muro.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 17 de janeiro de 2019 at 08:25

        A questão é ele ter afirmado que ele iria assumir os riscos e depois, quando o estrago está aparecendo, ele diz que a culpa é dos outros. Bem típico de gente imatura.

        4+
        • avatar
        • tmarabo 17 de janeiro de 2019 at 10:19

          tem que ver se é bem disso que ele disse. no site da veja existem seguidamente “erros de tradução” a respeito do trump, o que me fez cancelar a assinatura da revista há uns dois anos.

          4+
          • avatar
          • tmarabo 17 de janeiro de 2019 at 10:26

            ele disse mesmo que iria fechar o governo por entender que o muro é importantíssimo e que não iria culpar o líder democrata por isso.
            todavia, é fato que inúmeros outros governos já foram paralisados por impasses e o “engraçado” é que quando era o obama que teimava, os republicanos eram os malvados por paralisarem o governo. agora os democratas não podem ser chamados à responsabilidade.
            é evidente que trump errou ao dizer que não iria culpá-los pois os eximiu de uma responsabilidade que é também deles.
            o muro entre eua x méxico existe há quase um século. há bons filmes dos anos 40 que mostram o tráfico ilegal de mexicanos para os eua (já que havia cercas e fronteira vigiada), o que mostra que o muro não é uma “invenção” do trump:
            “Mercado Humano” (“Border Incident”, 1949, 95 min.)
            De Anthony Mann. Com Ricardo Montalban, George Murphy e Howard Da Silva.
            Um mexicano e um agente federal americano enfrentam uma gangue que explora o tráfico ilegal de mexicanos. Com espetacular fotografia de John Alton, este é um dos melhores filmes do ciclo noir do mestre Anthony Mann (“Entre Dois Fogos”).
            http://www.dvdversatil.com.br/filme-noir-3/

            3+
          • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 20:25

            tmarabo
            Eu cancelei minha assinatura da Super Interessante ha 3 anos, tava muito chata a lacração em detrimento ao pouco rigor científico
            Era assinante deste 1987

            6+
            • avatar
            • avatar
  • Cajuzinha 16 de janeiro de 2019 at 17:07

    Para outros, há motivos para preocupação. Um estudo divulgado em novembro pelo Fundo Monetário Internacional alertou que a sincronia dos preços dos imóveis residenciais nas cidades globais significa que choques locais podem abalar mercados no mundo todo. Várias cidades globais afetam “o sentimento sobre a percepção de risco”, disse Albert Saiz, professor de economia urbana do Massachusetts Institute of Technology (MIT). “Se Nova York ou Londres escorregam, sua importância talvez seja suficiente para ter impacto sobre o mercado inteiro.”…

    Em outras partes do mundo, observa-se uma dinâmica parecida. O número de casas vendidas em Vancouver desabou 32 por cento em 2018, após a aplicação de novos impostos, regras mais rigorosas para financiamento imobiliário e alta dos juros. Em Auckland, os preços caíram pela primeira vez desde 2008 após a Nova Zelândia aprovar leis para limitar as compras por estrangeiros, argumentando que colaboravam para a disparada dos custos de moradia. Em Sydney, os preços dos imóveis residenciais diminuíram 11 por cento em relação ao pico atingido em 2017 após o aperto do crédito e a imposição de restrições às compras por estrangeiros….

    Agora, o mercado imobiliário americano atravessa um período de desaceleração, com compradores recusando preços elevados e preocupados com a alta de juros e com a perspectiva de pagamento diante da volatilidade do mercado acionário…. – Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/bloomberg/2019/01/16/acaba-imunidade-das-metropoles-a-queda-do-mercado-imobiliario.htm?cmpid=copiaecola

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de janeiro de 2019 at 17:30

      Cajuzinha,

      “Bonitos” os termos que eles usam, não é mesmo? Destaco este trecho: “Várias cidades globais afetam “o sentimento sobre a percepção de risco”, disse Albert Saiz, professor de economia urbana do Massachusetts Institute of Technology (MIT).”

      É um festival de EUFEMISMOS! Quando a DESINFORMAÇÃO intensa que cerca os mercados ao redor do globo quanto ao preço fora dos fundamentos dos imóveis é DESMASCARADA por pequenos indícios de realidade, é claro que isto afeta a todos, afinal, o mundo de FAZ DE CONTA se desfaz temporariamente! Pelo menos até contarem outra estória da carochinha.

      A questão do “sentimento sobre a percepção de risco” é a desculpa número 1 para as bolsas ao redor do mundo baixarem suas cotações, mas nada mais é que uma FRASE VAZIA, esta situação não tem NADA de “sentimento”, todos tem é CERTEZA que aquilo é MAIS UM indicador que está ficando cada vez mais difícil FUGIR DA REALIDADE!

      Isto me lembra os papinhos furados do VP MC da CEF e as estorinhas sem pé nem cabeça que ele colocava por aqui. Lembro-me de quando ele jogou uma frase do tipo “se tudo é bolha no mundo, então bolha é algo normal, não é problema” e a Margarida de forma genial replicou algo como “Ah, então se o câncer passou por metástase e se espalhou por todo o corpo, significa que a pessoa não tem problema com o câncer?”. Pois é, se aplica ao caso acima também…

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Falido.com 16 de janeiro de 2019 at 19:13

        Só leio suas postagens pra alegrar meu dia… Cada dia mais afiado mano… 🙂

        4+
        • avatar
    • socrates 16 de janeiro de 2019 at 18:11

      especular com moradias em areas onde elas IMPORTAM.
      Pode isso?

      2+
      • avatar
    • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 06:40

      Cajuzinha
      Eu acho que a baixa taxa de juros pagas pelos papeis do governo e a aversão ao risco das ações fez com que muitos investidores migrassem para o mercado imobiliário.
      Na época que as mulheres tinha 5 filhos, ainda daria certo, mas agora tendo 1.5 filhos, tem muito mais imóveis do que pessoas para morarem neles. Um exemplo é o Japão com vacância de 35%, e o Hell de Janeiro chegando lá.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 16 de janeiro de 2019 at 18:41

    A novela
    Vendemos a casa do meu pai e demos entrada nos papeis em 16 de dezembro.
    O cartório de imóveis mandou a matricula errada pra fazer o inventario. resultado tem de corrigir o inventario. Diz que faltou citar as esposas como anuentes no começo do texto. Já fui a floripa 4 vezes pra lidar com cartório. Foi corrigido. 10 dias esperando. A compradora já está se arrependendo. Bom.. hoje ligam e dizem que ainda tem erro!!! e é a mesma coisa.. PQP. Detalhe o cartório rasgou o inventario anterior, acho que pra sumir com a bagunça. Temos até dia 30 pra entregar a casa e a mulher quer sair processando todo mundo. PQP. como alguem ainda quer comprar e vender imóvel nesse paiseco de merda…

    34+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Falido.com 16 de janeiro de 2019 at 19:07

      Só uma coisa pra vc: Calma! senão os caras te matam véi….. Esse país aqui não é pra amadores mesmo! força! fé!

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 16 de janeiro de 2019 at 19:18

      será que com o Moro agora vai mudar isso?
      Alguem de Curitiba sabe se no circulo de amizades dele tinha donos de cartorios?

      6+
      • avatar
      • avatar
    • MARK 16 de janeiro de 2019 at 19:21

      Alemon, eu confiro absolutamente tudo o que o cartório faz, do texto aos documentos e de forma bem atenta. Acho que há muito tempo atrás eles eram bem concentrados, hoje em dia com o loteamento dos cartórios vejo que pegam qualquer estupor mal letrado para cuidar da documentação.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 16 de janeiro de 2019 at 20:08

        A gente conferiu mas é algo entre eles… a guria ligou reclamando, estou achando que ficam olhando o zap e passam o olho de qualquer jeito. Tipo qdo vc lê e-mail e depois liga ou escreve no face as perguntas que estão no post respondidas (aceita troca, qto custa, onde pega,..) e a gente tava na pressa fora que os caras sumiram com a original e copias anteriores.. se a gente soubesse que iam fazer isso dava pra conferir..

        3+
        • avatar
  • Alemon Fritz 16 de janeiro de 2019 at 20:12

    valeu a força!!!!
    .. mas é inacreditável a perda de tempo…
    cada vez que vou a floripa me custa de 100 a 208 reais (estacionamentos, comida, tempo, xerox, combustivel)

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 07:26

    Na busca por maior rendimento, investidores internacionais despejaram dinheiro em propriedades nas cidades mais caras do mundo, elevando ainda mais os preços. As autoridades reagiram com restrições aos fluxos de capital externo. Ainda neste mês, parlamentares britânicos publicarão detalhes sobre o imposto sobre a compra de imóveis por estrangeiros em Londres, após o aumento das taxas sobre casas compradas por empresas e sobre imóveis comprados por quem já tinha a casa própria. O governo também eliminou isenções tributárias para quem financia a compra de imóveis para aluguel. Nos bairros mais caros de Londres, os preços das casas caíram 19 por cento desde o pico atingido em 2014, segundo dados da Savills, mas os esforços para restringir as compras para fins de investimento ainda estão em curso.

    Nos EUA, construtoras de imóveis de alto padrão saíram da recessão com perfil de crédito relativamente forte, segundo Daryl Fairweather, economista-chefe da Redfin. O resultado foi o excesso de apartamentos com preço acima de US$ 1 milhão em vários mercados importantes. Por outro lado, a pouca oferta de residências mais modestas causou alta dos preços desses imóveis. Agora, o mercado imobiliário americano atravessa um período de desaceleração, com compradores recusando preços elevados e preocupados com a alta de juros e com a perspectiva de pagamento diante da volatilidade do mercado acionário.

    https://economia.uol.com.br/noticias/bloomberg/2019/01/16/acaba-imunidade-das-metropoles-a-queda-do-mercado-imobiliario.htm

    6+
    • avatar
    • socrates 17 de janeiro de 2019 at 08:17

      “Ainda neste mês, parlamentares britânicos publicarão detalhes sobre o imposto sobre a compra de imóveis por estrangeiros em Londres, após o aumento das taxas sobre casas compradas por empresas e sobre imóveis comprados por quem já tinha a casa própria. O governo também eliminou isenções tributárias para quem financia a compra de imóveis para aluguel.”

      Isso sim!!!! Sonho para o Brasil e uma causa a se lutar.

      A pobre Suécia desistiu dos planos olímpicos para investir em habitações populares…
      https://www.hypeness.com.br/2016/05/suecia-desiste-de-sediar-olimpiadas-para-construir-moradias-populares/

      Voltando à Jabuticabaland, quem já tem um imóvel não deveria poder ter outro em áreas de grande interesse social, como as regiões mais densas e com farto acesso ao transporte público (facilimo de controlar pelo CPF).

      Imposto progressivo é outra opção.

      Mas para isso, o cadastro de imoveis (registro) teria que ser único, transparente e digital. Cartório privado existir em 2019 é uma aberração sem fim. O registro de um imóvel é carissimo e complicado, enquanto o de um carro é muito mais simples (e poderia ser ainda mais simplificado!)

      3+
      • avatar
  • Cajuzinha 17 de janeiro de 2019 at 08:16

    Organização diz que Fórum de Davos está envolto numa “profunda incerteza global”
    O Fórum Económico de Davos, na Suíça, que terá início na próxima semana, estará envolto numa “profunda incerteza global”, disseram hoje os organizadores, considerando que o Presidente brasileiro deverá estar em destaque devido à ausência do líder norte-americano.

    “Estamos a entrar num período de profunda instabilidade global”, alertou o fundador e presidente executivo da WEF, Klaus Schwab, apontando as mudanças das novas tecnologias, mas também para as alterações nos equilíbrios geopolíticos.

    https://www.dn.pt/lusa/interior/organizacao-diz-que-forum-de-davos-esta-envolto-numa-profunda-incerteza-global-10444450.html

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 17 de janeiro de 2019 at 08:20

    “Estamos a ser esmagados”. Os desabafos de Donald Trump após 27 dias de “shutdown”
    17/1/2019, 8:10
    12
    O presidente norte-americano não desiste da construção de um muro na fronteira entre os EUA e o México. Nos bastidores, revela o lado mais impaciente. É o 27.º dia de paralisação parcial do Governo.

    Donald Trump diz não ceder enquanto não vir a construção de um muro na fronteira entre os EUA e o seu vizinho do sul, o México, avançar. No entanto, os bastidores das negociações têm mostrado uma história diferente e um lado mais frustrado e impaciente do presidente norte-americano.

    De acordo com o New York Times, Trump estará incomodado com a mais recente cobertura jornalística feita ao “shutdown”, bem como com a resistência dos democratas em aceitar a construção do muro. “Estamos a ser esmagados!”, terá dito ao chefe do gabinete, de acordo com uma fonte próxima dos dois. E, de seguida, vem a questão que tem perguntado várias vezes: “Porque é que não conseguimos um acordo?”

    https://observador.pt/2019/01/17/estamos-a-ser-esmagados-os-desabafos-de-donald-trump-apos-27-dias-de-shutdown/

    3+
    • tmarabo 17 de janeiro de 2019 at 10:31

      fosse o obama a querer construir o muro e os republicanos a bater o pé, obama seria um mártir e os republicanos os vilões.
      mas o partido democrata sempre vai ter a complacência da grande mídia americana.

      4+
      • avatar
      • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 10:41

        Era só o Obama falar que estavam morrendo muitos imigrantes mexicanos na travessia do deserto e que o muro era para a própria proteção deles.
        kkkkkkkkkkkkkkk

        8+
        • avatar
        • avatar
  • CA 17 de janeiro de 2019 at 08:42

    “Equações” sobre o que tende a acontecer quanto aos preços dos imóveis globalmente – 4 AMOSTRAS baseadas em combinação de eventos, onde alguns são INEVITÁVEIS, outros PROVÁVEIS e demais POSSÍVEIS (maioria = INEVITÁVEIS e segundo maior grupo = PROVÁVEIS):

    – EUA: explosão da bolha das bolhas americana via aumentos de juros do FED e/ou derrocada das FAANG e/ou efeito dominó de grandes tubarões se desfazendo de investimentos em Ações de forma relevante reforçando a volta à REALIDADE + efeitos de guerra comercial EUA X China com desaceleração global + muro VS orçamento causando perda relevante no PIB americano + efeitos de BrExit, explosão de bolha imobiliária chinesa e demais eventos relacionados de outros países sobre a economia global + preços dos imóveis incompatíveis com renda da imensa maioria da população = aumentam receios de potenciais compradores quanto a assumirem dívidas elevadas e por longo prazo neste contexto + perda de rendimento dos potenciais compradores + falta de liquidez no mercado como um todo + profunda e visível distorção entre oferta e procura + maiores restrições para empréstimos imobiliários + maiores juros para empréstimos imobiliários + bancos precisando se desfazer de imóveis com necessidade ampliada para recuperarem o mínimo de LIQUIDEZ saudável e com isto intensificando leilões e outras ações para desovarem seus estoques = QUEDA relevante no preço dos imóveis.

    – Londres: BrExit aprovado levando a FUGA de grande número de empresas financeiras e de outros segmentos da região mais central e cara de Londres, gerando desequilíbrio entre oferta e procura por imóveis + ações do Governo para coibir especulação imobiliária DESENFREADA (ações TARDIAS, mas que geram efeitos ainda) + efeitos sobre a economia global das ameaças relatadas no item “EUA” acima e também no item “China” abaixo + preços dos imóveis incompatíveis com renda da imensa maioria da população = aumentam receios de potenciais compradores quanto a assumirem dívidas elevadas e por longo prazo neste contexto + perda de rendimento dos potenciais compradores + falta de liquidez no mercado como um todo + profunda e visível distorção entre oferta e procura + maiores restrições para empréstimos imobiliários + maiores juros para empréstimos imobiliários + bancos precisando se desfazer de imóveis com necessidade ampliada para recuperarem o mínimo de LIQUIDEZ saudável e com isto intensificando leilões e outras ações para desovarem seus estoques = QUEDA relevante no preço dos imóveis.

    – China: explosão mais visível da bolha imobiliária chinesa + PIBs FALSOS que não conseguem enganar a maioria dos investidores no país levando a intensa fuga de capitais e aumento nas preocupações com a situação REAL da China com FORTES impactos sobre a economia chinesa e global + efeitos dos eventos relacionados nos itens EUA e Londres acima sobre a economia global + profunda distorção entre oferta e procura por imóveis na China + preços dos imóveis incompatíveis com renda da imensa maioria da população = aumentam receios de potenciais compradores quanto a assumirem dívidas elevadas e por longo prazo neste contexto + perda de rendimento dos potenciais compradores + falta de liquidez no mercado como um todo + profunda e visível distorção entre oferta e procura + maiores restrições para empréstimos imobiliários + maiores juros para empréstimos imobiliários + bancos precisando se desfazer de imóveis com necessidade ampliada para recuperarem o mínimo de LIQUIDEZ saudável e com isto intensificando leilões e outras ações para desovarem seus estoques = QUEDA relevante no preço dos imóveis.

    – Brasil: dificuldades de manter / expandir vendas FALSAS na planta devido a nova regulação de distratos que assusta INCAUTOS / investidores SARDINHAS + dificuldades de caixa de muitas construtoras para manter a pirâmide das vendas FALSAS com aumentos contínuos de lançamentos + aumentos contínuos em INADIMPLÊNCIA do crédito imobiliário e em imóveis retomados e colocados em leilão por bancos SEM SUCESSO, com dificuldade cada vez maior para MAQUIAREM E PEDALAREM com soluções MIRABOLANTES para esconder a realidade + degradação profunda dos empregos / renda, da inadimplência e dos negócios de forma geral e contínua ao longo de ANOS + INVIABILIDADE da CEF continuar PEDALANDO via FGTS / Poupança e dificuldade para mudar o esquema para PEDALAR via créditos PODRES vendidos a empresas abutres, como proposto por novo presidente da CEF, por falta de interessados no VOLUME NECESSÁRIO para ser relevante + efeitos dos eventos relacionados nos itens EUA, Londres e China acima sobre a economia global + profunda distorção entre oferta e procura por imóveis + preços dos imóveis incompatíveis com renda da imensa maioria da população = aumentam receios de potenciais compradores quanto a assumirem dívidas elevadas e por longo prazo neste contexto + perda de rendimento dos potenciais compradores + falta de liquidez no mercado como um todo + profunda e visível distorção entre oferta e procura + maiores restrições para empréstimos imobiliários + maiores juros para empréstimos imobiliários + bancos precisando se desfazer de imóveis com necessidade ampliada para recuperarem o mínimo de LIQUIDEZ saudável e com isto intensificando leilões e outras ações para desovarem seus estoques = QUEDA relevante no preço dos imóveis.

    Em resumo, no lado esquerdo de cada equação, situações locais amplificadas por impactos de outros eventos globais e do lado direito, de forma mais generalista, o mesmo script que sempre leva no final a redução de preços dos imóveis…

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 09:53

      CA
      Alguns megatrends globais
      1) Fim do crescimento populacional (taxa de fecundidade menor que 2.1)
      2) Compartilhamento de recursos (veículos, imóveis, etc)
      3) Teletrabalho
      4) Vendas pela internet (conversão de prédios comerciais em residências)
      5) Geração canguru
      6) Redução do tamanho das famílias
      7) Priorizar experiências ao invés de patrimônio
      8) Morar próximo ao trabalho

      De 1 a 7 contribuem para a redução do mercado imobiliário e aumento da vacância, e apenas o item 8 resultaria em mais construções.

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 17 de janeiro de 2019 at 10:09

        Cesar_DF,

        Bem lembrado!

        E é por isto que construtoras, bancos e proprietários de imóveis estão PERDIDOS quanto ao que fazer, conforme mencionei no próximo comentário.

        Fora as diversas situações que irão FORÇAR reduções de preços e que mencionei acima, temos estas grandes mudanças globais que você mencionou. Daí começam a apelar e construir para alugar, ofertar imóvel retomado para alugar e daí por diante, mas NÃO RESOLVE nada, no final, só aumenta as distorções e suas consequências negativas para o próprio setor imobiliário e “brick lovers” (by From The Tower), conforme detalhei mais abaixo.

        O curioso no que você colocou é que temos uma profunda mudança CULTURAL, a qual, MUITAS pessoas se recusam a entender, porque ao longo de anos ou DÉCADAS, foram “doutrinados” com uma série de frases prontas (exemplo: “quem compra terra não erra”) que neste novo contexto, as levam ao SUICÍDIO FINANCEIRO!

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 10:24

          CA
          Estas mudanças de paradigmas já estavam previstas, é só olhar para o Japão e já dará uma ideia do que tende a acontecer com o mundo 20 anos depois.
          Acontece que existem pessoas que surfam nestes paradigmas e outros que irão morrer afogados nestas ondas.
          Na verdade, construir e alugar é um negócio interessantíssimo, pois do ponto de vista de fluxo de caixa, permite cobrir as despesas fixas de uma construtora.

          8+
          • avatar
          • CA 17 de janeiro de 2019 at 13:15

            Cesar_DF,

            Dentro do contexto atual de SUPER OFERTA de imóveis para alugar, construir COM A FINALIDADE de alugar como consta na matéria acima, DESTRÓI o fluxo de caixa. Bancos e construtoras que fizerem isto porque estão com super-estoque sem vender, o fazem para DIMINUIR os prejuízos já existentes, mesmo assim, MUITO POUCO, mas daí é outra situação. Explico abaixo porque construir para alugar, principalmente no contexto atual, é uma grande ROUBADA para o fluxo de caixa:

            Durante a construção e até a entrega, desembolsam 100% do preço de custo do imóvel construído.

            Para as construtoras menos capitalizadas, a maioria, arcam no processo de construção com DÍVIDAS junto à bancos, sobre uma boa parte do que gastaram. Depois de construído, SE e QUANDO conseguirem alugar o imóvel, o quanto receberão mensalmente vai cobrir os juros do que eles devem para os bancos no mês e mais uma parcela PEQUENA do principal, por mais que tenham economizado no custo de construção. E isto vai ficando cada vez pior conforme ENTOPEM o mercado com mais e mais imóveis para alugar, aumentando a vacância e forçando novas reduções nos preços dos alugueis, daí elas recebem cada vez menos e cobre uma parte cada vez menor das dívidas!

            Mesmo aquelas construtoras que como exceção conseguiram se manter capitalizadas, como no caso da MRV graças a ter sido a RECORDISTA na transferência de crédito PODRE para a CEF, a campeã em “não reconhecer distratos” por meses ou ANOS, além do baixo custo via ser a recordista nacional em mão-de-obra ESCRAVA e utilizar material de BAIXA QUALIDADE, ainda assim, o custo de oportunidade versus a opção de deixar este dinheiro aplicado, não compensa o negócio, principalmente ao considerar despesas sem receitas pelo período que não vão conseguir alugar (que sempre vai acontecer e será intensificado conforme eles mesmos estão piorando a relação entre oferta e procura para aluguéis), despesas com imobiliárias (10% do aluguel por mês), imposto de renda (25% sobre valor do aluguel), custos internos de administração destes imóveis ao longo do tempo, dentre outros.

            Nos casos acima, as construtoras QUEIMAM 100% do preço de custo durante 3 anos de construção e só começam a receber uma pequena parcela, que não cobre sequer o custo de capital a partir daquele momento, quanto mais o custo de capital dos 3 anos que se passaram.

            Exemplo: constroem um imóvel que custou para eles no total R$ 300.000,00 e com preço de venda hipotético de R$ 600.000,00. Este mesmo imóvel, digamos que alugarão pelo preço de R$ 2.500,00 por mês. Imagine que pegassem estes R$ 300.000,000 e tivessem aplicado, em QUALQUER aplicação, quanto teriam ao final de 3 anos? E depois disto, continuariam recebendo juros sobre o dinheiro aplicado. Considerando-se os impostos e demais gastos para manter os imóveis alugados, para que o preço do aluguel compense o desembolso da construtora mais o custo de capital correspondente ao longo dos anos de aluguel, gerando o famoso “Payback”, seria necessária mais de uma DÉCADA, isto se todas estas condições fossem mantidas estáveis, o que é altamente improvável, principalmente pelas distorções CRESCENTES entre oferta e procura.

            Por que mesmo com todo o impacto acima, as construtoras optam por montar este esquema de construir para alugar?

            Para se manterem VIVAS e SIMULAREM que encontraram uma “solução genial”, ao mesmo tempo, ESCONDENDO os SUPER-ESTOQUES de imóveis sem vender, exatamente o mesmo motivo pelo qual, tendo SUPER ESTOQUES, completamente DESPROPORCIONAIS em relação à demanda, de tempos em tempos aumentam e muito os lançamentos e vendas FALSAS na planta. Fazem isto porque os SARDINHAS da BOVESPA entram em peso, valorizando as Ações das construtoras, afinal, estes INCAUTOS não tem a MENOR IDEIA do que consta acima e acham que o segmento encontrou uma nova solução genial e criativa, altamente lucrativa e com potencial para gerar caixa positivo, quando é exatamente o CONTRÁRIO! Como tudo isto, na prática vai destruindo o caixa destas construtoras, é por isto que elas NÃO praticam esta modalidade em LARGA ESCALA, fazem só o suficiente para ENGANAR os INCAUTOS.

            Agora, imagine que não fizessem o esquema acima de construir para alugar em nem vendas FALSAS na planta e optassem por parar de construir, até que desovassem o estoque existente e o mesmo ficasse em patamar normal em relação à demanda existente, que é o que mandam as MELHORES PRÁTICAS para qualquer negócio no Mundo, o que aconteceria?

            Apareceria para todos que temos SUPER OFERTA, o que automaticamente empurraria de venda os preços dos imóveis para baixo, forçando um ajuste mais rápido. Junto com isto, as Ações destas construtoras despencariam IMEDIATAMENTE. O que eles estão fazendo, inclusive quanto ao fluxo de caixa, no caso de construir para alugar e não simplesmente alugar o estoque existente que não conseguem vender, é só aumentar ainda mais os problemas de caixa no segmento, fazendo com que aquelas que ainda tem caixa, queimem para manter as aparências…

            7+
            • avatar
            • avatar
            • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 13:57

              CA
              Na minha opinião, para as construtoras é melhor alugar do que não vender, pois o custo de administração deverá ser baixo (2%-4%), por utilizarem uma estrutura operacional já existente, o imposto de renda para empresa é de 15%, bem inferior aos 27.5% de pessoa física, os imóveis como estão em sua propriedade poderão ser utilizados como garantias em financiamentos.
              Nos imóveis comerciais eles até poderão oferecer em leasing!
              Apesar de render bem menos do que uma aplicação financeira conservadora, é melhor do que deixar parado. É equivalente aquela pessoa que aluga o imóvel “de graça” para se livrar de uma alta taxa de condomínio.

              7+
              • avatar
              • CA 17 de janeiro de 2019 at 14:23

                Cesar_DF,

                Este contexto é válido para o que já foi construído antes, está sem vender há um tempo e sem previsão de achar alguém para vender, como política para DIMINUIR os prejuízos, mesmo que pouco. Só que na notícia mais acima falam sobre construir para alugar, daí já cabe a conta e ponderações que coloquei acima, ou seja, desembolsa algumas centenas de milhares de reais e pega de volta, depois de ANOS, apenas uma MÍNIMA fração disto por mês, ou seja, DESTRÓI o fluxo de caixa, sem dúvidas…

                7+
                • avatar
                • avatar
                • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 18:01

                  Sim, com a vacância e rentabilidade atuais, só valeria a pena se já estiver construído

                  4+
                  • avatar
  • Cajuzinha 17 de janeiro de 2019 at 08:53

    TÓPICO

    Em vez de vender imóvel, aluguel vira opção para construtoras
    As construtoras MRV e Vitacon partem para um novo mercado, o de locação, com objetivo de atender aqueles clientes que não têm condições ou não querem comprar um imóvel

    “A tendência é cada vez maior de as pessoas não comprarem, mas alugarem imóveis, inclusive entre as pessoas de menor renda, que sempre tiveram a aspiração de ter a casa própria”
    Alexandre Lafer Frankel, presidente da Vitacon

    A medida que o projeto avançar, poderá ser oferecida, por exemplo, a possibilidade de compra para quem fez o contrato de aluguel, com algumas facilidades na negociação que levem em consideração o valor já pago durante o período de locação.

    https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2019/01/17/internas_economia,1022060/em-vez-de-vender-imovel-aluguel-vira-opcao-para-construtoras.shtml

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 17 de janeiro de 2019 at 09:22

      Cajuzinha,

      Com a bolha imobiliária brasileira, a partir de 2008 o número de investidores na planta que compravam com o objetivo de revender ou colocar o imóvel para alugar simplesmente QUADRUPLICOU, saindo de 10% do total de vendas, para mais de 40%. E isto ocorreu sobre uma base de imóveis lançados e vendidos que cresceu EXPONENCIALMENTE, ou seja, hoje temos VÁRIAS VEZES o número de imóveis novos que foram colocados para alugar do que tínhamos antes de 2008.

      Mesmo daqueles no grupo acima que compravam para revender com lucro, em especial nos últimos anos, muitos não conseguiram e nem fizeram o distrato, convencidos por corretores e construtoras de que depois a situação ia melhorar. Como solução para não arcarem com altos custos de manutenção (IPTU, condomínio, etc) sem nenhuma receita, o que fizeram? Anunciaram seus imóveis para alugar.

      Acima, a confirmação que as construtoras estão colocando imóveis novos para alugar porque NÃO CONSEGUEM vender. O mesmo quanto a bancos que começam a fazer isto porque NÃO CONSEGUEM leiloar seus imóveis, sendo que os bancos estão com estoque de imóveis que é recorde histórico nesta situação.

      Se por um lado houve um aumento BRUTAL na oferta de imóveis para locação como consequência dos fatos acima, por outro, batemos o recorde histórico do déficit habitacional que tem como causa o custo excessivo do aluguel para as famílias, com isto, temos cada vez mais pessoas que voltam a morar com familiares e amigos. Isto também foi causado por preços de alugueis que subiram descolados da renda, como parte dos efeitos de nossa bolha imobiliária.

      Em outras palavras, uma oferta cada vez maior de imóveis para alugar e cada vez menos clientes habilitados para conseguirem alugar estes imóveis. Quais as consequência INEVITÁVEIS pela lei de oferta e procura?

      Preços de aluguéis tendem a sofrer novas quedas, o que por sua vez, fará com que o aluguel seja cada vez mais vantajoso em relação à compra do imóvel, forçando a redução dos preços de vendas dos imóveis (novas dificuldades para vender imóveis).

      Teremos também cada vez mais proprietários PERDIDOS sobre o que fazer e alternando as distorções do mercado entre venda e aluguel: tenta vender e não consegue, anuncia para alugar e não consegue, volta a tentar vender, com menor preço, mas não o suficiente e não vende, tenta alugar de novo com preço reduzido, sem sucesso, até que cada vez mais proprietários terão que fazer reduções cada vez maiores em preços, seja de venda ou aluguel, por NECESSIDADE após ANOS de tentativas.

      Como sempre, as GAMBIARRAS de construtoras, bancos e outros agentes para ganharem tempo quanto às distorções entre oferta e procura por imóveis e sua INEVITÁVEL consequência de forçar a REDUÇÃO dos preços para que voltem à NORMALIDADE, no final apenas agravam estas ANOMALIAS e forçam reduções de preços cada vez maiores. De novo, estão apenas cavando um buraco cada vez mais fundo para se enterrarem…

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 17 de janeiro de 2019 at 13:34

        Ah sim, coloquei mais acima detalhadamente em resposta ao Cesar_DF, mas cabe observar o tamanho do ROMBO que as construtoras que fizerem construção para alugar irão gerar no fluxo de caixa, resumirei aqui:

        DESEMBOLSA R$ 300 mil para construir UM imóvel, ao entregar, aluga por R$ 2.500 por mês. Sobre o valor recebido mensal, abater custo de vacância que fatalmente ocorrerá pela distorção entre oferta e procura que por sinal vai se agravar com esta ação deles (5% do valor do aluguel), imposto de renda (25% do valor do aluguel) e custo com imobiliária ou para administrar por si só o aluguel (10% do preço do aluguel). Em quanto tempo o dinheiro recebido mensalmente (líquido próximo de R$ 1.500) demora para cobrir o desembolso JÁ REALIZADO de R$ 300 mil ao longo de 3 ANOS? Considerando o custo do capital ao longo do tempo ou pior ainda, o custo de oportunidade de ter pego os R$ 300 mil 3 ANOS ATRÁS e aplicado, o payback DEMORARIA mais de uma DÉCADA se fossem mantidas as condições atuais, mas na verdade, NUNCA vai ter payback, pois conforme agravam a distorção entre oferta e procura, o preço do aluguel cai, a vacância aumenta e por aí vai…

        Então, pra que fazerem isto? Para SIMULAR que encontraram outra solução genial e atraírem SARDINHAS para a BOVESPA aumentando o preço de suas Ações!

        Imaginem que parassem com os lançamentos até obterem o equilíbrio entre oferta e procura, que é o que as boas práticas para qualquer negócio do mundo recomendam e também que não fizessem o esquema de aluguel, o que aconteceria? Super-estoques, vendas ÍNFIMAS e uma INFINIDADE de outros problemas apareceriam, com isto, acelerando a queda do preço dos imóveis e das Ações das construtoras. Em resumo, isto é uma ação de marketeiro no melhor estilo PEGA-TROUXA e fazem em baixa escala para não destruir demais o caixa e ser só o suficiente para atrair os SARDINHAS…

        8+
        • avatar
        • CA 17 de janeiro de 2019 at 14:04

          Muita gente não tem ideia do grau de DISTORÇÃO dos preços de alugueis versus a renda da população. Vou colocar uma pesquisa do CRECI SP de fevereiro/2014 sobre a cidade de São Paulo, só como EXEMPLO. Imaginem que esta situação PIOROU ENORMEMENTE nos últimos anos, porque a oferta só aumentou enquanto a demanda habilitada ficou cada vez mais retraída e com menos renda / empregos, até por isto que o segmento imobiliário resolveu não tocar mais no assunto, para não chamar a atenção para o problema…

          Acessar o link abaixo para fazer o download da pesquisa:

          https://www.crecisp.gov.br/comunicacao/pesquisasmercado/capital?Year=2014&Month=2

          Trecho da pesquisa do CRECI SP sobre a cidade de São Paulo em fevereiro/2014:

          “Salário mínimo não paga aluguel nem de quitinete em várias regiões de São Paulo

          Alugar uma quitinete com pouco mais de 30 metros quadrados na cidade de São Paulo custa mais que
          um salário mínimo por mês em várias regiões da Capital. Nas Zonas A e B, nenhum apartamento desse tipo
          tinha em fevereiro aluguel inferior ao salário mínimo – tanto o nacional de R$ 724,00 quanto o regional paulista
          de R$ 820,00.

          Pesquisa feita com 402 imobiliárias pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São
          Paulo (CRECISP) constatou que o aluguel desse tipo de imóvel na Capital variava em fevereiro de R$ 1.200,00
          em bairros da Zona A, como Itaim Bibi e os Jardins, a R$ 935,00 nos bairros da Zona B, como Aclimação e
          Brooklin. Nessa mesma zona de valor estão bairros típicos de classe média, como Paraíso e Pinheiros.

          “O aluguel está estrangulando, literalmente, a renda de muitas famílias, o que fica evidente quando se
          considera que o rendimento médio real dos assalariados da Capital era de R$ 1.854,00 em fevereiro”, afirma
          José Augusto Viana Neto, presidente do CRECISP. “Pressionadas, as famílias se vêem obrigadas a morar cada
          vez mais longe, acomodar-se em moradias precárias ou até mesmo apelar para as invasões como último
          recurso”, acrescenta.”

          6+
          • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 14:14

            Só corroborando

            Mais de 3 milhões de famílias brasileiras comprometiam valor superior a 30% do seu orçamento com aluguel da moradia em 2015, alta de quase 80% em relação a 2007, início da série histórica da Fundação João ​Pinheiro.

            Em 2007, cerca de 1,7 milhão de famílias encontrava-se nessa situação, chamada de ônus excessivo com aluguel, que considera moradores de áreas urbanas com renda familiar de até três salários mínimos.

            O déficit habitacional da região metropolitana de São Paulo passou de 9,7% em 2007 para 8,9% em 2015, equivalendo a 643,2 mil domicílios

            Na região metropolitana de São Paulo, por exemplo, o ônus excessivo com aluguel representava 58% do déficit habitacional da região em 2015.

            Em termos absolutos, o maior problema é exatamente o ônus excessivo com aluguel: 373,1 mil famílias comprometiam mais de 30% da renda com locação em 2015.

            O número de moradias precárias caiu 46% desde 2007, de 51,6 mil para 27,9 mil domicílios.

            O custo do financiamento imobiliário também é um inibidor para a saída do aluguel. Novos indicadores da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) mostram que, em 2015, uma família de renda média precisaria de cerca de 14 anos para conseguir comprar um imóvel de 70 m² e comprometeria 37% da renda.

            Segundo Pirondi, a solução do déficit passa pela ocupação de espaços já existentes em zonas centrais urbanas. “É preciso ocupar propriamente o que já existe. Em São Paulo são mais de 400 mil m² vazios no centro expandido, com toda a infraestrutura ali embaixo, só que não usamos.”

            A pesquisa da fundação aponta que havia mais de 7,9 milhões de domicílios vagos no Brasil com potencial de serem ocupados ou em reforma, mas, segundo a fundação, é possível que muitas dessas moradias não sejam adequadas ao perfil do consumidor de baixa renda que realmente precisa ser atendido.

            https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/05/gasto-excessivo-com-aluguel-pressiona-deficit-habitacional-no-brasil.shtml

            6+
            • avatar
            • avatar
            • CA 17 de janeiro de 2019 at 14:20

              Cesar_DF,

              Perfeito, é isto mesmo!

              Tem muitas situações ABSURDAS que a grande maioria não percebe quanto aos discursos do segmento imobiliário. Coloco mais um exemplo logo abaixo.

              3+
              • avatar
        • CA 17 de janeiro de 2019 at 14:19

          E o grau de distorção entre oferta e procura para alugueis?

          Mais uma vez, vou usar como exemplo a cidade de São Paulo.

          No primeiro semestre de 2013, foi gerada uma euforia IRRACIONAL graças a SELIC em seu menor patamar histórico até aquele momento e mais PROMESSAS MIRABOLANTES da prefeitura como a uma reforma geral no centro de São Paulo e ainda, um crescimento sem precedentes da economia que estaria por vir, sendo que o setor de construção civil espalhava a estória de que teríamos uma ENORMIDADE de estudantes vindos de outras cidades para São Paulo, com a finalidade de estudarem em faculdades privadas que tinham ampliado muito seus cursos e número de alunos graças ao FIES SUPER SUBSIDIADO e ainda, graças aos empresários que prefeririam flats do que hotéis para se hospedarem em viagens de negócios.

          Com toda a VIAGEM NA MAIONESE que consta acima, conseguiram fazer lançamentos e vendas na planta de um volume que foi o QUÁDRUPLO do recorde de 10 ANOS na estatística do SECOVI SP quanto a vendas de flats, quitinetes e afins na cidade de São Paulo, sendo que 80% destas vendas foram feitas para investidores que pretendiam receber estes imóveis e colocarem para alugar cobrando 0,60% do preço que pagariam ao mês e a euforia foi tão IRRACIONAL, que aceitaram pagar mais de R$ 10 MIL o M2 para imóveis que muitas vezes estavam bem no meio da CRACOLÂNDIA, só em função das PROMESSAS VAZIAS constantes no parágrafo anterior.

          Qual a consequência ÓBVIA do que consta acima?

          Só de flats e apenas na cidade de São Paulo, mais de 46.000 OFERTAS ANUNCIADAS neste momento, em apenas 1 site. Ah, mas no DESESPERO por não conseguir alugar, coloca mais de 1 anúncio, então não é tudo isto. Sim, apenas não esquecer que estamos falando só de 1 site, tem investidor com mais de 1 imóvel no mesmo prédio que anuncia só 1 por vez, tem quem não anuncia neste site, mas em outros, ou seja, tirando as distorções, ainda assim devemos ter DEZENAS DE MILHARES de flats VAZIOS e disponíveis para serem alugados só na cidade de São Paulo!

          Observem acessando alguns anúncios, que para piorar, o preço do condomínio muitas vezes é PROIBITIVO para este tipo de imóvel e localização (muitos com condomínio acima de R$ 1.000, outros acima de R$ 2.000), porque criaram super infraestruturas dentro da UTOPIA que foi vendida e consta mais acima, do super-enriquecimento do país, sustentabilidade do FIES, etc, e como se não bastasse, tudo isto muitas vezes na proximidade da CRACOLÂNDIA que continua lá, PIORADA…

          Vejam ainda os preços pedidos pelos alugueis de grande parte deles, completamente FORA DA REALIDADE, segundo o site abaixo, em média em torno de R$ 3.700 para este tipo de imóvel!

          https://www.imovelweb.com.br/apartamentos-flat-aluguel-sao-paulo-sp.html

          Agora, façam a conta de formas diferentes, olhando o outro lado da equação:

          – Quanto os proprietários estão perdendo de dinheiro TODOS OS MESES, pagando por IPTU, condomínio e manutenção para manterem estes imóveis VAZIOS?
          – Com o item anterior, quanto da LIQUIDEZ da economia está sendo DESTRUÍDA por todo este dinheiro parado, quanto de dinheiro não deixa de circular na economia? Quanto da capacidade de consumo e investimento destes proprietários deixa de se realizar?

          Por fim, neste contexto, qual o sentido de construir imóveis para alugar???

          6+
          • avatar
          • avatar
  • Cajuzinha 17 de janeiro de 2019 at 10:07

    Atividade econômica cresce 1,38% em 11 meses de 2018

    Em 12 meses terminados em novembro de 2018, a expansão chegou a 1,44%. Em novembro do ano passado, comparado ao mesmo mês de 2017, houve crescimento de 1,86%

    https://www.gazetaonline.com.br/noticias/economia/2019/01/atividade-economica-cresce-1-38-em-11-meses-de-2018-1014163822.html

    Acho que essa informação do comparativo diz tudo…

    4+
    • avatar
    • Cajuzinha 17 de janeiro de 2019 at 17:31

      Indicadores da FGV oscilam em torno da tendência de recuperação gradual

      Estadão Conteúdo
      postado em 17/01/2019 14:27
      O Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace) para o Brasil fechou o mês de dezembro em retração de 0,8% na comparação com novembro, aos 115,8 pontos, informou o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e The Conference Board (TCB).
      “Os resultados do Iace e Icce em dezembro representam oscilações em torno da tendência de recuperação gradual, e não sinais de reversão do ciclo de atividades”, avalia o economista do Ibre/FGV Paulo Picchetti.

      2+
  • Cajuzinha 17 de janeiro de 2019 at 10:13

    “E não sei o que vai acontecer…”

    Vulnerabilidade. Para o presidente do Instituto Aço Brasil (IABr), Marco Polo de Mello Lopes, a decisão da UE já era esperada diante da superoferta global da matéria-prima e da guerra comercial entre China e EUA. “Já prevíamos que isso aconteceria dada essa onda protecionista e claro que todo fechamento de mercado é ruim para a nossa indústria. Nosso grande de vulnerabilidade só aumenta.”

    De acordo com ele, a medida dificulta ainda mais uma possível recuperação da indústria siderúrgica brasileira, que atualmente opera com 70% de sua capacidade instalada, segundo dados do Instituto: “Se estamos com um mercado interno fraco, a saída é exportar, mas também temos dificuldade em fazer isso com essas barreiras. Nossa indústria perde competitividade e não sei o que vai acontecer.” (COLABORARAM ANA NEIRA e MÔNICA SCARAMUZZO) As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 17 de janeiro de 2019 at 13:15

    Do Brexit às crises políticas a que se assistem um pouco por todo o mundo, passando pela bolha imobiliária chinesa e à possível saída de Itália da União Europeia, a plataforma online XTB elencou sete riscos que poderão pôr a ‘economia mundial’ em sentido.

    Brexit
    As previsões do Banco de Inglaterra assustam. O PIB do Reino Unido pode cair 8%, a taxa de desemprego pode duplicar e a inflação pode disparar. Tudo somado, isto seria um choque para os mercados financeiros e afetaria de o valor da libra esterlina face ao dólar.

    Bolha Imobiliária na China
    Um estudo recente demonstrou que 22% das habitações chinesas estão devolutas, o que equivale a 50 milhões de casas. O mercado imobiliário tem tido bastante investimento com recurso a crédito da banca, que encareceu o preço das casas. No pior dos casos, o donos das casas vão começar a vender a preços reduzidos, provocando uma descida dos preços. A bolha imobiliária na China poderia ter repercussões na economia mundial.

    Italiaexit
    Se o crescimento global arrefecer e Itália entrar em recessão económica, a dívida italiana poderia custar mais 65 mil milhões de euros por ano, causando consequências “fatais”, porque o país é demasiado grande para ser salvo, escreve a XTB. “Para ser resgatada, a Itália poderia ser forçada a sair da zona euro”. No final de 2017, a dívida soberana italiana superava os 2.260 milhões de euros e a XTB prevê que, com o ritmo de crescimento atual, o PIB per capita italiano será ultrapassado pela República Checa em 2020 e pela Polónia em 2027.

    Guerra Comercial EUA-China
    O confronto entre as duas maiores potências económicas mundiais poderá causar (mais) danos. Uma vez que as importações norte-americanas de produtos chineses são 5 vezes superiores às exportações dos EUA para a China, as bolsas comerciais poderão ser as principais vítimas da guerra comercial.

    Conflitos no Médio Oriente
    Os preços do petróleo caíram durante o segundo semestre de 2018, no entanto a situação poderá alterar-se em caso de conflito no Médio Oriente, nomeadamente um confronto entre os Estados Unidos e o Irão. Donald Trump rompeu o acordo nuclear com este país que controla o estreito de Ormuz, por onde passa cerca de 20% da produção mundial de petróleo.

    Bancos Centrais
    Desde 2012 que os três maiores bancos centrais do mundo – Reserva Federal norte-americana, Banco Central Europeu e o Banco Central do Japão – estão a injetar a economia mundial com liquidez, o que está a inflacionar o valor de certos ativos, que poderá cair entre 20% a 40%.

    Crises Políticas
    O ano passado demonstrou como a política pode agitar os mercados. A lira turca depreciou mais de 50% face ao dólar, o peso mexicano caiu 30% em 2016 por causa da vitória de Trump. Riscos como estes poderão surgir em 2019 e afetarão os países emergentes.

    https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/do-italiaexit-a-bolha-imobiliaria-na-china-sete-riscos-economicos-para-2019-398202#lg=1&slide=0

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 17 de janeiro de 2019 at 16:11

    Em jeito de antecipação do que a presidência Trump pode reservar, o Nobel da Economia refere que “as coisas pioraram e ficaram ainda mais imbecis” mas a atual administração norte-americana “ainda não atingiu o ponto mais baixo”.

    “Trump tem uma equipa de idiotas”, afirma Nobel da Economia
    Paul Krugman considera que o presidente norte-americano rodeia-se de pessoas de “extraordinária baixa qualidade” e avisa que a administração Trump “ainda não atingiu o ponto mais baixo”.

    https://www.noticiasaominuto.com/mundo/1180892/trump-tem-uma-equipa-de-idiotas-afirma-nobel-da-economia

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 17 de janeiro de 2019 at 17:17

    OFF – Será que Guedes vai tentar algum tipo de foro privilegiado também?
    Outra coisa, estou achando muito estranho este amor todo entre o grão-liberal e os comunistas chineses. Tem boi nesta linha, só esperando os próximos capítulos.

    13+
    • avatar
    • avatar
  • CA 17 de janeiro de 2019 at 17:38

    Estória fictícia, qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência…

    Em uma galáxia muito distante, no reino da Bananalândia, Fatura Bolsinho era DEPUTADO, SEM FORO PRIVILEGIADO junto ao STF na época do ocorrido (jurisprudência aponta que foro privilegiado no STF é só para deputado federal e senador). Ele mandava seu assessor, “o Rei da Sucata”, coletar uma graninha junto a outros funcionários fantasmas do gabinete mensalmente (prática comum na Câmara do Hell de Fevereiro) e para LAVAR esta grana de tempos em tempos, Fatura Bolsinho fazia negócios pra lá de MIRABOLANTES, como comprar um imóvel em um ano por preço abaixo do valor de mercado junto a vendedores que queriam fraudar o lucro transformando em prejuízo, para não pagarem imposto de renda, para depois o Fatura Bolsinho vender por mais que o DOBRO do preço “oficial” menos de 1 ano depois, ou então, comprava na planta e vendia pelo QUADRUPLO do preço 3 anos depois para quem queriam encobrir patrimônio simulando oficialmente que pagava uma valor maior que o real. Pior, estas negociatas em plena época em que TODAS as pesquisas apontavam QUEDAS no preço dos imóveis, dentre outros golpes análogos a este, que também sempre foram muito comuns, em especial em época de bolha imobiliária…

    Mas o assessor “Rei da Sucata” foi pego em flagrante por um órgão de investigação, qual a “brilhante solução”?

    Primeiro o assessor adiou por 4 vezes seu depoimento. Em uma ou duas tinha relação com cirurgia de emergência. Passada a cirurgia, qual a nova “solução”? Recurso junto ao STF para suspender o processo, alegando foro privilegiado do FUTURO SENADOR Fatura Bolsinho! Contrariando a jurisprudência do próprio STF, o processo foi suspenso! Ganharam tempo novamente, BARRIGARAM de novo, afinal, este sempre foi o objetivo desde o início…

    O que os fanáticos não conseguem entender sobre o que consta acima:

    1) O governo PERDE MORAL tremendamente com estas ocorrências, algo que é PÉSSIMO às vésperas de possíveis votações críticas e polêmicas como a da reforma da prudência na Bananalândia. Primeiro perde moral com parte da população que não é alienada e já entendeu que em termos de corrupção, é só mais do mesmo e com isto, perdem parte da popularidade necessária para votar estas medidas críticas, depois, perde moral com os próprios aliados na política, que também já estão criticando. A cada nova “barrigada”, quanto mais APELATIVA como a última junto ao STF, PIOR fica e maior vai ser o “preço” cobrado mais a frente para manterem o apoio, seja por reduzir o conteúdo da reforma para beneficiar o lobby “A” ou “B”, seja para desidratá-la a ponto de perder o sentido ou algo do gênero, SEMPRE com prejuízo à economia e sociedade;

    2) As GAMBIARRAS feitas também são parte de outros efeitos muito danosos à economia e sociedade: ANOS em que muitos políticos fizeram isto no Hell de Fevereiro, ajudaram a colocá-lo no CAOS fiscal que está hoje, faltando dinheiro para o BÁSICO, como saúde, educação e segurança. Sem contar que os negócios FAJUTOS no segmento imobiliário feitos em larga escala por alguns políticos, para LAVAR DINHEIRO, também ajudam a DISTORCER os preços apurados, colaborando com a DESINFORMAÇÃO que cerca toda bolha imobiliária e por tabela, colaboram para as destruições para economia e sociedade trazidas por toda bolha imobiliária;

    3) O que esperar agora que todos da família Bolsinho foram içados a novos patamares de poder na Bananalândia? Qual a moral que restará para tão ilibado ministro da justiça para promover uma limpeza geral quanto à corrupção, se tudo acabar em pizza? ;

    4) Por fim, mas não menos importante, no passado e na Bananalândia, já viram presidente ser deposto por muito menos, meras histórias relacionadas a um Fiat Elba. E agora, não é só do filhote que temos evidências, o papi também está envolvido nas histórias quanto ao próprio rei da sucata e sua família, fora as histórias já conhecidas quanto ao ministro IPiraNaGrana e o pior de tudo: o governo mal começou e já tem mais evidências e “problemas” a esclarecer do que qualquer presidente anterior teve nos momentos logo após assumir, seja em virtude de uma evolução da “transparência”, do combate à corrupção, das ações investigativas (ou vingativas) dos meios de comunicação ou mais provavelmente, uma combinação de tudo isto, mas o fato, é que nos OMITIRMOS não eliminam as situações mencionadas aqui, ou seja, não adianta virar mais uma versão de blog bolha171, se fingindo de cego, surdo e mudo, pois não altera NADA o que consta aqui e suas CONSEQUÊNCIAS. O negócio é continuar acompanhando e como vão se dar o desenrolar dos fatos, mas que é preocupante, por tudo que consta acima e ainda, relacionado com o tema bolha, sem dúvida que é…

    26+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Falido.com 17 de janeiro de 2019 at 17:50

      Mas não é possivel… 🙂
      “CA 17 de janeiro de 2019 at 17:38
      Estória fictícia, qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência”

      4+
      • avatar
    • Carlos 17 de janeiro de 2019 at 18:05

      Malditos petistas, malditos chineses, mal posso ver seus movimentos.

      11+
      • avatar
      • avatar
    • socrates 17 de janeiro de 2019 at 18:14

      “Sem contar que os negócios FAJUTOS no segmento imobiliário feitos em larga escala por alguns políticos, para LAVAR DINHEIRO, também ajudam a DISTORCER os preços apurados, colaborando com a DESINFORMAÇÃO que cerca toda bolha imobiliária e por tabela, colaboram para as destruições para economia e sociedade trazidas por toda bolha imobiliária”

      É muita sabotagem ao Hell.
      Como se os próprios moradores já não fossem o suficiente para fazer do hell o hell…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 17 de janeiro de 2019 at 20:28

        Sócrates,

        E isto que você falou é só um pequeno pedaço da história.

        Você tem que lembrar que, temos aqueles valores mensais que são do dinheiro dos impostos, que nós pagamos, que são transferidos para funcionários fantasmas, que por sua vez, devolvem uma parte para os políticos, como no veado acima.

        Se você multiplicar o que consta acima por centenas de políticos ao longo de anos, veremos que estes desvios equivalem a bilhões de reais e fazem muita falta para saúde, educação e segurança, em especial em uma cidade como a do Hell, onde você mesmo salientou o tamanho do caos pelo qual eles estão passando…

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 18 de janeiro de 2019 at 07:30

          A frase correta era: “…como no CASO acima”. Utilizando a escrita deslizando o dedo no teclado do celular, saiu algo TOSCO, sorry…

          4+
          • avatar
    • Carlos 17 de janeiro de 2019 at 18:40

      Liberal lava mais branco?

      The state company has signed with CNODC, a subsidiary of China’s CNPC, an agreement to complete work on the Comperj refinery, paralyzed since 2014 after reports of corruption revealed by authorities in Operation Lava Jato. The business still involves investments in the Marlim cluster, in the Campos Basin.
      “President-elect Bolsonaro must understand that it is far better to end the Comperj than to let it rot … you have to thank God that the Chinese want to come to an end,” Tang said.
      Bolsonaro received on Monday a group of Chinese, led by China’s ambassador to the country, Li Jinzhang. The meeting was attended by the economist Paulo Guedes, future Minister of Economy. The Chinese diplomat left the meeting without making any statement.

      https://www.stategrid.com.br/en/chinese-wait-for-signs-of-bolsonaro-to-define-investments-says-brazil-china-chamber/

      1+
    • MARK 17 de janeiro de 2019 at 18:54

      A família Bolsonaro está dando um tiro no pé com essa lambança toda. Quanto mais fogem da realidade, mais o presidente se encrenca e perde força. Só do Queiroz, sua família e o filho do Bolso não comparecerem para prestar depoimento só mela mais ainda todos eles. E como o CA muito bem coloca, medidas importantes que dependem da aceitação e da popularidade desse governo vão indo por água abaixo.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • indiobolhista 17 de janeiro de 2019 at 23:35

        mark escreve isso la no ocarcara.org para voce conferir como é barrado seu post, sou de direita mais sou mais amigo da verdade

        7+
        • avatar
  • CA 17 de janeiro de 2019 at 18:13

    Ah sim, sem contar que manobras APELATIVAS e EVASIVAS deixam os investigadores “P” da vida e daí partem, por exemplo, para investigarem a fundo os parentes do “rei da sucata” e sabemos que sempre há a probabilidade de encontrarem mais alguma coisa e do que consta acima ser apenas uma linha visível de um novelo de lã…

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 17 de janeiro de 2019 at 18:34

    OFF – Confesso que o circo anda me supreendendo, e olha que estreiou a um pouco mais de 15 dias 😀

    Idiotas úteis, aqueles mesmos, querem a expulsão dos representates do PSL que foram turismar na china, como são idiotas…
    Detalhe, estes mesmos idiotas trouxas alegam que o Bozo não sabia dos negócios do seu pimpolho, o que é um atestado de imbecilidade para seu messias. Bozo esteve na política carioca por 30 anos e não sabe como ela funciona? Não sabe sobre os negócios do filho com seus amigos e muito menos dos seus assessores diretos? E este é o “messias” que vai transformar o bananistão em um reino de incenso e mirra?

    Depois do arquivo X temos o Arquivo B: Eu quero acreditar.

    Bancada do PSL vai à China conhecer sistema que reconhece rosto de cidadãos
    Governo chinês pagou pela viagem; deputados apresentarão projeto de lei para reconhecimento facial
    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/01/bancada-do-psl-vai-a-china-importar-sistema-que-reconhece-rosto-de-cidadaos.shtml

    Esperando o palhaço do OC se manifestar…

    Authoritarians Are Exporting Surveillance Tech, And With it Their Vision for the Internet
    Chinese telecom giant ZTE is exporting surveillance technology to Venezuela, according to a recent Reuters investigation. Venezuelan officials allegedly visited Shenzhen, the Chinese technology hub, to learn about the country’s national identity card technology. “Using vast databases to store information gathered with the card’s use,” Angus Berwick wrote for Reuters, “a government could monitor everything from a citizen’s personal finances to medical history and voting activity.” It’s an insidious tool for population control, and its export—along with the export of other digital surveillance systems—is lending to the diffusion of an increasingly consolidated authoritarian model for internet governance and control.

    https://www.cfr.org/blog/authoritarians-are-exporting-surveillance-tech-and-it-their-vision-internet

    9+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 17 de janeiro de 2019 at 18:36

      Ops, OC já abriu a boca imunda e fétida…

      Deputados e senadores eleitos do PSL em viagem à China estão sendo massacrados nas redes sociais por terem ido ao país comunista com o propósito de conhecer tecnologia de uma empresa para o reconhecimento facial. Um dos principais críticos foi o filósofo Olavo de Carvalho , que chamou os viajantes de “semianalfabetos”. Quem saiu em defesa da turma foi o também deputado federal eleito Alexandre Frota (PSL-SP). Ele desafia os críticos a falar mal do ministro da Economia, Paulo Guedes, que terá uma reunião com o embaixador chinês em breve:“…o Paulo também é analfabeto?”. Frota também lembra que a China é o destino de 26% das exportações brasileiras.

      https://epoca.globo.com/expresso/alexandre-frota-cita-paulo-guedes-ao-defender-visita-de-colegas-do-psl-china-23378990

      4+
      • avatar
      • Rico 18 de janeiro de 2019 at 06:42

        Reconheço que o Olavo de Carvalho está evoluindo… Já está reconhecendo que tem pessoas no governo no mesmo nível que ele (semianalfabeto).

        10+
        • avatar
    • Falido.com 17 de janeiro de 2019 at 19:17

      Eu só acho que o processo de fritura tá muuuuito rápido tem só 15 dias… a Sanha assassina da oposição está grande….

      4+
      • Carlos 17 de janeiro de 2019 at 19:54

        Oposição de quem cara pálida?

        Até a oposição está sem estratégia devido ao número enorme de [email protected] do messias e seus discípulos…
        É tanta palhaçada que fica até difícil fazer oposição, melhor esperar que eles mesmos se destruam 😀

        14+
        • Falido.com 17 de janeiro de 2019 at 20:34

          A oposição de sempre Carlos… o Putê, os mdbistas, os psdbistas e os contra o BR… fica a eu critério…. Oposição sempre existirá mesmo que não queiroz… ops, queiramos…
          Só quem perde é o país…
          É patético o que a familia do re mi está fazendo…. Se continuar assim não chega ao fim do mandato….

          6+
          • avatar
    • EngenheiroSP 18 de janeiro de 2019 at 12:09

      “Detalhe, estes mesmos idiotas trouxas alegam que o Bozo não sabia dos negócios do seu pimpolho”

      Essa história de “eu não sabia” me lembra alguém…

      3+
      • avatar
      • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 12:22

        Nem vou comentar… e eu votei nos 2.. no Lulinha painho e no Bozo…. será possivel errar nas 2?

        1+
  • tmarabo 17 de janeiro de 2019 at 20:13

    CVR:
    Apartamento era anunciado por 650k, agora está por 525k, 80% do valor, fora a inflação de dois anos.
    O que será que houve??????????????
    http://www.procuraseimovel.com.br/portal/imovel/apartamento-venda-em-rio-grande-rs-no-bairro-centro+4-dormitorios+1-suite+3-banheiros+1-vaga+itr-I051049031803

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 17 de janeiro de 2019 at 22:47

    Olá seus opressores
    Quem tiver CDB no Santander está recebendo juros opressor de minha pessoa que agora estou pagando com meu bolhudo da Volkswagen em 60X sem entrada.

    Mas calma, é para fins de trabalho então é para fazer mais dinheiro.
    Estou usando o sistema para meu favor.

    Foi a coisa mais fácil financiar
    Score 970
    Liberaram em 2h o crédito
    No dia seguinte peguei meu gol possante

    Fiz umas contas malucas e o que gastava com manutenção + gasolina pela ineficiência de Km por litro que meu Clio fazia não compendavaais ficar com ele.

    Clio
    Manutenção média de R$600 por mês
    Fazia 9.5km litro gasolina

    Gol 0km
    Manutenção R$0,00
    12 km por litro de gasolina

    O que economizo em manutenção + gasolina paga 85% do financiamento opressor do Santander de 0.89% ao mês
    Obs: Tinha mês que gastava R$2 mil de gasolina com o Clio, agora estou gastando entre R$1300/1400

    Intenção é trocar todo ano para evitar manutenção. Fazer o mesmo esquema que as grandes empresas de locação de veículo fazem.
    Usam o carro até o talo e depois repassam para alguém assumir a bronca.

    Tenho zilhoes de cvrs
    Nosso casal querido atacou muito nesses meses que estive ausente do blog
    Mas isso eu conto depois

    Saudações

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 17 de janeiro de 2019 at 22:50

      Obs: Trabalho como motorista de aplicativo então o carro não é para desfilar pela cidade e sim fazer $$$$$
      Já rodei 4mil km em apenas um mês
      Hhehehehe aqui eu não tenho dó de objeto.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rico 18 de janeiro de 2019 at 08:00

        Esses motores novos 3 cilindros são uma joia da engenharia. Andam bem, gastam pouco e são resistentes e pouco poluidores.
        Tem muito mecânico reclamando da manutenção, mas a maioria é da mesma categoria que a 30 anos reclamavam de Fiat e hoje acham duráveis. Falta de treinamento e a maldição do Brasil de a maioria ser semi-analfabeto.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Leonardo M. 20 de janeiro de 2019 at 20:00

          Intenção é não levar nunca no mecânico
          Cansei dessa raça
          99,9% só sabem trocar peças

          0
          • Rico 21 de janeiro de 2019 at 17:03

            Temos uma garagem para manutenção de nossos veículos. Tudo que podemos fazemos lá.
            Temos mais ferramentas de precisão que a maioria das oficinas. Tenho formação de mecânica, o que ajuda muito em metrologia para apertar os parafusos. Tenho conhecimento da língua inglesa e mais conhecimentos de eletrônica e informática que a maioria dos mecânicos, o que não nos limita a literatura em português.
            Temos uma van com 250 mil km, outro carro com 160 mil km e 112 mil km respectivamente e uma moto de uso com quase 140 mil km, sem frescura, só manutenção preventiva e algumas corretivas. Todos em ótimas condições de uso.
            Estamos pensando em abrir uma oficina, o problema é achar gente que esteja disposta a pagar o que valemos, ou seja, mais do que pedir a conta de nossos empregos e se meter em uma garagem a consertar carros.
            Só levo carro no mecânico para trocar peça, já chego com o serviço que quero e muitas vezes peço para acompanhar o serviço. Se o cara não está afim de deixar agradeço e vou para outro.
            Conto nos dedos os mecânicos bons que conheço. A maioria tem oficina cheia e trabalha de porta fechada, só por indicação.

            0
    • indiobolhista 17 de janeiro de 2019 at 23:38

      essa novela é boa ….. nao esqueça contar a novela do casal mais querido do brogui

      7+
      • avatar
      • avatar
    • Pedro de Lara 18 de janeiro de 2019 at 06:49

      Seus CVRs do casal são sensacionais!
      Que continue postando quando possível. Sobre o carro, parabéns! E meus CDBs do Satã quem sabe subirão um pouquinho.

      Abraços!

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Rico 19 de janeiro de 2019 at 06:02

      Sobre o financiamento estão ligando até para oferecer parcelamento de fatura de cartão de crédito.
      Sinto que os bancos estão precisando fazer alavancagem (basicamente emprestar dinheiro para gerar recebíveis e aumentar ativos), pois a taxa de novos empréstimos deve estar realmente muito baixa.

      2+
  • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 04:23

    OFF – Bolha down under – Ploc plac boom
    Obviamente que eles não sabem que o Finge-Zap é um “índice fantasia”.

    Australia to see world’s biggest drop in property prices, predictions say

    Dire warnings have been issued over falling house prices in Australia, with two separate reports predicting they will plummet more than anywhere else in the world this year.
    One report predicts prices could drop by as much as ten percent, while the other expects a 5 per cent fall on top of the almost 7 per cent dive they’ve already seen.
    Citi Research said Australia is just one of 60 which could experience the double-digit decline.
    “Among the roughly 60 economies under coverage, only 11 are at significant risk of notable home price falls over the next 12 months, and only one — Australia — might experience year-on-year declines exceeding 10 per cent,” Citi said.
    https://finance.nine.com.au/2019/01/17/14/55/house-prices-australia-predictions-biggest-drop-world-news

    4+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 18 de janeiro de 2019 at 06:35

      eles falam abertamente sobre o tema
      os outros não o fazem. Por essas e outras a Australia nao tem desemprego ha decadas e o tsunami no resto do mundo acaba sendo marolinhas para eles.
      Algo parecido acontece com estatitica de suicidios: alguns países sao mais honestos e transparentes e por isso tem indices bem altos; outros camuflam e aí parece que tudo está bem por lá.
      Inveja verde dos países menos egoístas, mais bem resolvidos e transparentes

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 18 de janeiro de 2019 at 07:50

    https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2019/01/18/recurso-de-filho-de-bolsonaro-desgasta-governo.htm

    Trechos do link acima:

    “Nos bastidores, auxiliares do presidente Jair Bolsonaro e ministros disseram que a estratégia usada por Flávio tem potencial para provocar mais desgaste ao novo governo”

    “A estratégia usada por Flávio foi classificada por dois auxiliares de Bolsonaro como “um tiro no pé” porque pode contaminar o governo…. ”

    “Aliados de Bolsonaro afirmaram que Flávio não deveria ter recorrido ao STF porque, com a iniciativa, deu a entender que teme a investigação…”

    8+
    • avatar
    • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 10:47

      Também acho que foi o maior tiro no pé

      Eles não tem a experiência dos “experts” como Renan Calheiros, Rodrigo Maia, Eduardo Cunha, José Sarney, etc

      6+
      • avatar
  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 07:58

    No capítulo de hoje…

    Trump se ‘vinga’ de presidente da Câmara e cancela viagem oficial
    Na última hora, presidente ordena cancelamento de viagem que a democrata Nancy Pelosi faria a Bruxelas e ao Afeganistão para reuniões com aliados

    O cancelamento aconteceu pouco tempo antes da decolagem e pegou de surpresa o staff de Pelosi, o comando das forças armadas dos EUA no Afeganistão e até mesmo a Força Aérea do país, que levaria a deputada e sua comitiva, segundo a imprensa.

    Trump usou a paralisação do governo federal como justificativa para se ‘vingar’ de Pelosi.

    https://noticias.r7.com/internacional/trump-se-vinga-de-presidente-da-camara-e-cancela-viagem-oficial-17012019

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 08:03

    Quem?! Quem?!

    BNDES divulga lista com os 50 maiores clientes do banco
    Banco criou página para organizar informações que já estavam disponíveis, mas de forma fragmentada e de difícil acesso. Ferramenta mostra operações com clientes nos últimos 15 anos.

    Desde 2004, figuram entre os cinco maiores clientes do banco: Petrobras, Embraer, Norte Energia, Vale e a construtura Odebrecht, envolvida em escândalos de corrupção na Operação Lava Jato.

    Cinco maiores tomadores de recursos do banco nos últimos três anos (2016-2018):

    Embraer SA
    Xingu Rio Transmissora de Energia
    Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul
    Fibria Celulose SA
    Belo Monte Transmissora de Energia SA

    https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/01/18/bndes-divulga-lista-com-os-50-maiores-clientes-do-banco.ghtml

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 08:06

    Cenário global está mais frágil, avalia gestora de recursos
    A maior gestora de recursos do mundo, a BlackRock, vê um cenário global cada vez mais frágil

    “A frustração com anos de salários estagnados, o efeito da tecnologia nos postos de trabalho e a incerteza com o futuro têm instigado xenofobia, nacionalismo e insatisfação popular”, destaca ele.

    O resultado dessa insatisfação da população, avalia o executivo, é que algumas das principais democracias do mundo “entraram em uma dolorosa disfunção política, que tem agravado, em vez de reduzir, essa frustração da população”. “A confiança nas instituições oficiais e no multilateralismo está em decadência”, afirma o executivo na carta.

    Esse cenário mais adverso afeta as empresas e Fink destaca que cada companhia precisa de uma estrutura para lidar com esse ambiente e, também, deve começar a definir seu objetivo no modelo de negócios e na sua estratégia corporativa. “Como diretor executivo, conheço bem as pressões que as empresas sofrem no ambiente polarizado atual.” O executivo observa que tem havido pressão nas companhias para enfrentar as questões sociais e políticas, “especialmente porque entendem que os governos não conseguiram fazê-lo de forma satisfatória”.

    https://epocanegocios.globo.com/Economia/noticia/2019/01/epoca-negocios-cenario-global-esta-mais-fragil-avalia-gestora-de-recursos.html

    2+
  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 08:18

    Ex-advogado de Donald Trump manipulou pesquisas nos EUA
    A ideia era que uma empresa contratada criasse uma rotina de computador para votar repetidamente em Trump em duas pesquisas online

    Michael Cohen, ex-advogado do presidente dos EUA, Donald Trump, admitiu nessa quinta-feira (17/1), que pagou para manipular pesquisas online e beneficiar seu cliente e candidato à Casa Branca. Cohen confirmou a informação publicada pelo Wall Street Journal de que o pagamento de US$ 12 mil foi feito a John Gauger, diretor da RedFinch Solutions, uma empresa de tecnologia, para que ele inflasse os votos de Trump em sondagens da emissora CNBC e do site Drudge Report, popular entre os conservadores.

    “O que eu fiz foi sob comando e em único benefício de Donald Trump. Eu realmente me arrependi de minha lealdade cega a um homem que não merece isso”, tuitou o ex-advogado do presidente americano.

    http://www.metropoles.com/mundo/exadvogado-de-trump-manipulou-pesquisas

    4+
    • avatar
  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 08:22

    Em Fortaleza, há aproximadamente sete mil apartamentos à venda. Desse total, 60% possui 3 dormitórios e, 25% das oportunidades, são de imóveis com 2 dormitórios.

    “A estabilidade do mercado imobiliário está sendo percebida em Fortaleza, assim como em outras grandes capitais brasileiras, como Brasília. A expectativa é que, em 2019, os preços dos imóveis permaneçam estáveis e o setor retome o crescimento”, comenta o CEO do Imovelweb, Leonardo Paz.

    https://olagoa.com.br/fortaleza/mercado-imobiliario-em-fortaleza-registrou-valorizacao-de-23-em-2018/

    6+
    • avatar
    • avatar
  • CA 18 de janeiro de 2019 at 08:34

    São MUITOS pratinhos sendo equilibrados ao redor do globo, uma hora alguns caem e o malabarista vai junto…

    EUA com o impasse do muro vs orçamento, mais guerra comercial EUA vs China, mais a normalização monetária, na Inglaterra, BrExit e bolha imobiliária de Londres, China com resultados FAKE do PIB mais uma imensa bolha imobiliária e um sistema financeiro “shadow” cheio de ANOMALIAS e GRAVES problemas, Brasil com recrudescimento da crise pelos indicadores do mundo REAL, mais uma bolha imobiliária altamente perniciosa para economia, com parte do sistema financeiro altamente contaminada, como no caso da CEF e situação fiscal fortemente degradada para governos federal, estadual e municipal, fora “N” ameaças nas mais variadas localidades ao redor do globo.

    O que consta acima, para piorar, é só uma pequena parte da história. A evolução tecnológica apenas começa a roubar postos de trabalho antes que exista qualquer compensação por novas atividades mais nobres no setor de tecnologia na mesma ESCALA, ou seja, por enquanto está colaborando para o DESEMPREGO, como no caso do “apocalipse do varejo”, ao mesmo tempo que escândalos aqui no Brasil começam a atrapalhar um governo que MAL INICIOU e a condução DESASTRADA do tema, na base do “tiro no pé”, só está gerando novos riscos e inseguranças. Em outras localidades, os efeitos da guerra comercial saem do eixo China e EUA, há um desgaste geral das populações quanto aos governantes e instituições e pelo conjunto acima, o clima de insegurança de consumidores e empresas afeta seus gastos e no final, como sempre, aqui são apenas AMOSTRAS, tem muito mais que isto.

    Por isto que sempre digo: abandonem soluções SIMPLISTAS, não existe uma solução ÚNICA, UNIVERSAL, que vai resolver a MIRÍADE de problemas que existem acima, aliás, nenhuma solução individualmente resolve sequer 5% do que consta acima. Não tem MILAGRES e nesta mesma linha, acreditar que a reforma da previdência resolve tudo no Brasil é uma IMENSA ESTUPIDEZ, no máximo ela resolve cerca de 20% dos problemas, isto se for bem feita, se não boicotarem como aconteceu quando tivemos os escândalos com o Temer e JBS, ou se não ficar MEIA-BOCA para abrir concessões em função de PERDA DE MORAL do governo, sem contar que, o IPiraNaGrana e seu assecla da CEF já estão planejando securitização dos títulos PODRES da CEF e com o dinheiro obtido, disparada em nova rodada de crédito imobiliário PODRE, no mesmo esquema feito com o subprime americano, para aumentar ao máximo a destruição da economia, em uma contra-partida mais danosa do que os benefícios esperados de uma reforma da previdência…

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Ziegelsteinlieber 18 de janeiro de 2019 at 08:45
    • rafa_fv 18 de janeiro de 2019 at 10:28

      Ruim para o investidor é imóvel vago, pois ai o retorno é negativo.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 10:43

        rafa_fv
        Pelos meus cálculos uma rentabilidade bruta menor que 0,36% ao mês já significa uma rentabilidade liquida NEGATIVA

        3+
        • avatar
        • rafa_fv 23 de janeiro de 2019 at 07:25

          Mas o brasileiro em geral não faz conta, se estiver pingando alguma coisa ele pensa que está ganhando, mas quando tem que pagar condomínio e IPTU ai sim eles sentem.
          Mês que vem chega o carne para alegria dos proprietários.

          0
    • rafa_fv 18 de janeiro de 2019 at 10:29

      Também não dá para comparar o retorno sobre um valor fantasia que mesmo que o investidor queira vender não vai conseguir.

      1+
  • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 08:49
  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 09:30

    China: os estímulos à economia estão menos eficazes?
    Gigante asiático anunciou novo programa de estímulos, mas economistas apontam que caminho mais sustentável passa por mudança no perfil do crescimento da atividade

    CA, é você meu filho?!, rs

    Por outro lado, em meio a esse cenário, quanto mais as economias tomarem medidas para postergar a crise,
    maior ela será quando estourar, avalia Eduardo Cavendish, colunista do InfoMoney e sócio da Ciga Invest,
    assessoria de investimentos credenciada pela XP Investimentos. Ele ressalta que, entre o fim de 2015 e o
    início de 2016, houve uma desaceleração de magnitude semelhante à atual na economia chinesa, que foi
    revertida em meio a mais estímulos.
    O momento, porém, era diferente. Os grandes bancos centrais mundiais, caso do BCE (Banco Central
    Europeu), Federal Reserve e Bank of Japan, estavam em um movimento forte de flexibilização monetária.
    Com essa ação coordenada, houve uma verdadeira enxurrada de dinheiro barato na economia mundial – o
    que ajudou a China a se recuperar economicamente.
    Atualmente, o Fed está elevando juros e o BCE e o BoJ, ainda que continuem com taxas reduzidas, estão
    preocupados com seus balanços e tomando medidas para diminui-los, em linha com o que está acontecendo
    com o Fed. Em dezembro, o banco europeu encerrou oficialmente o seu programa de compra de ativos que
    colocou € 2,6 trilhões no sistema, pouco menos de um ano depois do anúncio do Fed, que iniciou a
    diminuição de seu balanço, ainda que a passos mais lentos do que o inicialmente esperado.

    https://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7875453/china-os-estimulos-a-economia-estao-menos-eficazes-

    6+
    • avatar
    • CA 18 de janeiro de 2019 at 09:47

      Cajuzinha,

      KKKKK

      Não é que, de vez em quando, o pessoal deixa escapar pedacinhos da verdade na mídia mainstream? Acho que passou sem querer, o responsável pela censura, que garante os intere$$e$ dos patrocinadores que querem atrair mais e mais SARDINHAS, não deve ter visto…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 09:42

    Na Ásia, os sinais de desaceleração na China já são evidentes em vários setores da economia, por exemplo no abrandamento dos preços imobiliários ou na diminuição das vendas de veículos. Estes sinais têm-se traduzido na consecutiva revisão em baixa das previsões das organizações mundiais para as diferentes regiões do mundo, ainda que de forma moderada.

    Perante estas condicionantes, a capacidade de fazer reformas estruturais é fundamental, mas o tempo político não é favorável a mudanças que, beneficiando todos no longo prazo, possam ter custos no curto prazo. As lideranças de alguns dos maiores países do mundo estão mais orientadas para defender as suas fronteiras e proteger os seus mercados do que preparar os seus países para os desafios da crescente globalização. É o caso por exemplo dos Estados Unidos, do Reino Unido, ou da Itália.

    https://observador.pt/opiniao/2019-no-mundo-e-em-portugal/

    5+
    • avatar
    • avatar
    • CA 18 de janeiro de 2019 at 10:01

      Cajuzinha,

      Sobre o trecho: “…por exemplo no abrandamento dos preços imobiliários”. E dá-lhe EUFEMISMO! Doeria demais para a economia, falarem a verdade, sobre preços negociados despencando em função de explosão da bolha imobiliária, é melhor tentar manter o mundo de FAZ DE CONTA o mais intacto possível…

      Não tem “reforma estrutural” que seja “indolor”, a SOLUÇÃO DE VERDADE, passa por pararem de postergar o que deve ser feito, pararam de adiar o INEVITÁVEL através de GAMBIARRAS e encararem DE FRENTE os problemas e soluções, como consta em outro artigo logo acima.

      Falando sobre UMA das gambiarras em que a China bateu todos os recordes nos últimos anos e que também foi adotada em patamar recorde no Brasil no mesmo período e pelos mesmos motivos, o esquema de liberar o máximo possível de compulsórios para FORÇAR os bancos a emprestarem mais em meio a super-endividamento e inadimplência anormal, reforço analogia já feita por aqui:

      É como cancelar o seguro de um carro de corrida para colocar pneus slick (sem ranhura, para pista seca e em ótimas condições) em dia de fortíssimas tempestades e em vias com condições PRECÁRIAS, ou seja, é fazer o possível para gerar uma catástrofe e sem nem ter para onde recorrer depois…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 18 de janeiro de 2019 at 10:06

        Ah sim, sem contar o outro ABSURDO proposto pelo novo presidente da CEF:

        Vender uma enormidade de títulos PODRES da CEF e com o dinheiro capturado, PEDALAR voltando a turbinar o crédito imobiliário PODRE!

        Isto porque já temos 35% de inadimplência no MCMV faixa 1, inadimplência ANORMAL nas outras linhas do MCMV, uma ENORMIDADE de MAQUIAGENS, ROMBOS e CRIMES FINANCEIROS na CEF e agora ele pretende TURBINAR o esquema e repetir o que fizeram com o subprime americano para aumentar ao máximo possível a destruição financeira mais à frente, levando mais uma enormidade de famílias ao SUICÍDIO FINANCEIRO!

        É isto que os governos usualmente fazem, FOGEM da realidade e PEDALAM o quanto puderem, aumentando assim os estragos, mas sempre na expectativa de deixar as consequências FUNESTAS para o próximo governante, vide as ações de Trump nos EUA também…

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 10:41

      “ABRANDAMENTO DOS PREÇOS”
      “CENÁRIO DESAFIADOR”
      “VALORIZAÇÃO NEGATIVA”
      O pessoal do mercado imobiliário deve ter um DICIONÁRIO DE EUFEMISMOS
      kkkk

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 09:47

    kkkkkkkkkkkkkk

    Agora a conversa é essa:

    Também é um cenário favorável para quem pretende trocar de imóvel e possui recursos próprios. “É possível às vezes barganhar em cima das permutas, ou até mesmo somente sobre a nova aquisição, pois para quem vende sair da situação de capital imobilizado para recurso na mão é muito mais atraente, ainda que o lucro não seja aquele que se esperava”, completa o presidente da ABMH.

    http://www.investimentosenoticias.com.br/noticias/mercado-imobiliario/recuo-no-preco-de-venda-dos-imoveis-e-uma-boa-oportunidade-para-se-investir-no-setor

    8+
    • avatar
    • avatar
    • CA 18 de janeiro de 2019 at 09:53

      Cajuzinha,

      Ué, mas se para quem vende está ruim por ter um imobilizado e não ter LIQUIDEZ, com “lucro” decepcionante, por que seria bom para alguém comprar este PROBLEMA?!

      KKKKK

      São tão incoerentes nas tentativas de atrair SARDINHAS que dá até pena. Pior mesmo é quem cai nestes contos do vigário pra lá de FAJUTOS!

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 09:52

    PAULA SALATI • SÃO PAULO

    Publicado em 18/01/19 às 05:00

    A expansão dos investimentos ao longo de 2019 será mais dependente de uma reação maior da demanda interna, tendo em vista que a economia mundial passar por um período de desaceleração.É o que avalia o economista do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Leonardo Mello de Carvalho “Não teremos tanta ajuda da economia internacional como já tivemos em anos anteriores. Nosso principal mercado de exportação de veículos, por exemplo, a Argentina, está em crise e isso derrubou os indicadores do setor”, diz Carvalho.

    https://www.dci.com.br/economia/com-incerteza-mundial-investimento-dependera-mais-de-demanda-interna-1.773602

    5+
    • avatar
    • CA 18 de janeiro de 2019 at 10:11

      Cajuzinha,

      Não tenha dúvida que a “desaceleração da economia global” será outro bode mal cheiroso na sala, para levar a culpa pela não recuperação da demanda “como o esperado pelos especialistas economistas”. Eles NUNCA vão reconhecer publicamente que enquanto as bolhas não forem combatidas de frente, não teremos melhoria REAL, vão tentar continuar enganando os INCAUTOS com seus bodes e o que é pior, com isto só garantindo que não atuarão sobre a causa raiz dos problemas e que vão continuar apagando incêndio com gasolina, LAMENTÁVEL!

      8+
      • avatar
      • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 10:16

        Entendo que ele já disse o seguinte: olhe, capital de fora não vai ter, a solução seria a demanda interna – Só deixou de dizer que não há e não haverá demanda interna enquanto a raiz do problema não for atingida. Não quis dizer toda a verdade para não chocar. Concorda?

        8+
        • avatar
        • avatar
        • CA 18 de janeiro de 2019 at 11:11

          Cajuzinha,

          Concordo!

          Estou apenas me antecipando as justificativas que virão quando não tivermos nenhum crescimento relevante no consumo, nenhuma melhoria sensível na situação REAL dos empregos, nenhuma evolução significativa na redução da inadimplência e assim por diante. Os possíveis retrocessos ou evolução extremamente lenta nestes assuntos, terão como “justificativa” a desaceleração global e não as causas reais, este é nosso eterno problema, o de tapar o sol com a peneira e com isto, deixar de atuar sobre o que deveríamos.

          9+
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 11:30

            CA
            Eu acho que, existe um dinheiro dos investidores NACIONAIS, que estava represado aguardando a definição da eleição.
            Acredito que, já na metade de fevereiro, o IBGE irá divulgar que ocorreu um aumento considerável na FORMAÇÃO DE CAPITAL FIXO
            Só com isso acho que já será o suficiente para, no segundo semestre, o rating do Brasil passar do atual BB- para BB e no começo de 2020 passar para BB+.
            Investidores estrangeiros só depois da reforma da previdência, e ainda assim, eles só viriam em grande volume se o rating do Brasil passar para BBB-

            https://www.fitchratings.com/site/pr/10058687

            6+
            • avatar
            • CA 18 de janeiro de 2019 at 13:52

              Cesar_DF,

              Respondi mais abaixo, quando mostrei o AUMENTO NAS DEMISSÕES da indústria de SP em dezembro/2018, DEPOIS das eleições, que contraria NA PRÁTICA o otimismo e disponibilidade de caixa para apostar mais alto. Não existe automação relâmpago onde compram maquinários em dez/18 e mandam as pessoas embora no mesmo mês, ainda mais sendo um mês de natal, ano novo e férias coletivas para as indústrias, NINGUÉM faz milagre de realizar tudo isto no mesmo mês e em outubro e novembro/2018 já tiveram QUEDA no investimento, se excluirmos as plataformas da Petrobrás em nov/18 que NÃO TEM relação com automação.

              Fica então a esperança de que CONTRARIAMENTE ao que os empresários da indústria de SP DEMONSTRARAM em dez/18 com o aumento das demissões, eles mudem de ideia e decidam aumentar investimentos, linhas de produção e contratações a partir de jan/19 (repito: não se automatiza da noite para o dia, não é só receber maquinário e instalar demitindo de imediato as pessoas), o que seria um enorme CONTRA-SENSO, uma vez que as demissões no Brasil custam MUITO CARO, não faz sentido demitir para LOGO DEPOIS contratar, mas enfim…

              OBS: creio que aqueles empresários do segmento industrial que NÃO ESTÃO super-endividados (MINORIA), podem sim estar aguardando para ver sobre a reforma da previdência e se for favorável, com todo o otimismo UFANISTA que será gerado, tenderão a aumentarem investimentos, contratações, etc, no entanto, existem GARGALOS GRAVÍSSIMOS na economia deixados de lado e que irão impactar do lado da demanda, relacionados à super-inadimplência RECORDE HISTÓRICA, profunda DEGRADAÇÃO dos empregos, FALTA DE LIQUIDEZ na economia, fora os efeitos dos eventos internacionais que não param de serem sentidos e tudo isto, sem contar situações específicas como a derrocada da Argentina versus a perda de exportações de alguns setores do Brasil para lá (exemplo: automóveis onde o principal importador era a Argentina), etc, etc, etc, portanto, teorias de que a mera empolgação salva tudo, já usadas em excesso desde os tempos de Dilma / Mantega com aquelas estatísticas, PEDALADAS e DESINFORMAÇÃO monstruosos, nunca funcionou, vamos ver agora…

              5+
              • avatar
              • avatar
  • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 10:16

    Contratos de apoio à exportação brasileira para obras no exterior
    https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/transparencia/consulta-operacoes-bndes/contratos-exportacao-bens-servicos-engenharia

    Angola
    Argentina
    Costa Rica
    Cuba
    Equador
    Gana
    Guatemala
    Honduras
    México
    Moçambique
    Paraguai
    Peru
    República Dominicana
    Venezuela

    Coloco aqui, como exemplo, somente os de Angola

    2ª etapa da construção da avenida N’Gola/Killuange (Pacote 2)
    2ª etapa da construção da via expressa Luanda/Kifangongo (pacote 2)
    Abast. Agua – Polo Industrial Viana – Pacote 3
    Aeroporto Internacional de Catumbela – Benguela (PDF – 33 MB)
    Aditivo epistolar
    Águas de Benguela – 2ª Etapa
    Alteamento da Barragem e Vertedouro Lateral do AH Cambambe
    Aditivo epistolar
    Auto-Estrada Periférica – Fase 1C – 2ª etapa
    Auto-Estrada Periférica de Luanda – Fase 1D – 2ª etapa
    Auto-Estrada Periférica de Luanda – Fase 2C
    Aditivo
    Auto-Estrada Periférica de Luanda – Fase 2C Viana Cabolombo
    Aditivo epistolar
    Auto-Estrada Periférica de Luanda – Fase 2C – 2ª etapa
    Avenida N’Gola Kiluange – Pacote 1 – 2ª etapa
    Avenida N’Gola Kiluange – Pacote 1 – 3ª tranche
    Aditivo epistolar
    Avenida N’Gola / Kiluange – Pacote 2 – 3ª tranche
    Avenida 21 de Janeiro – 5ª fase
    Aditivo 1
    Aditivo 2
    CINFOTEC
    Construção da avenida N’Gola/Killuange – Luanda – Pacote 2
    Aditivo epistolar
    Aditivo epistolar
    Construção da Avenida N’Gola Kiluange Pac 1
    Aditivo epistolar 1
    Aditivo epistolar 1.1
    Construção da auto-estrada Luanda face IC – Trecho Cacuaco/Viana
    Aditivo epistolar
    Construção da auto-estrada Luanda face ID (ponte) – Trecho Cacuaco/Viana
    Aditivo epistolar
    Construção da escola nacional de administração
    Construção da Quarta Avenida
    Aditivo epistolar
    Construção da Quarta Avenida – 2ª etapa
    Construção da Quarta Avenida – Etapa 2 – 3ª tranche
    Construção da Quarta Avenida – Etapa 2 – 4ª Tranche
    Construção da Via Expressa Luanda/Kifangondo (pacote 2)
    Aditivo epistolar
    Construção da Via Expressa Luanda Viana, Pacote 3, Etapa 2
    Construção da Via Expressa Luanda Viana – Pacote 1 – 4ª Etapa
    Construção de 3 novos centros integrados de formação tecnológica
    Construção Loteamento Zango – Angola
    (EPAL3) Abast.de Água Pólo Ind.de Viana, Etapa II, Pacote 3
    Aditivo epistolar
    (EPAL1) Abastecimento de Águas de Luanda, Pacote1, Etapa II
    Aditivo epistolar
    Estrada Golfe/Viana e Rua do Sanatorio
    Aditivo epistolar
    Estrada Golfe/Viana e Rua do Sanatório – 2ª etapa
    Estrada do Golfe / Viana e Rua do Sanatório – 3ª Etapa
    Estr do Golfe – Troço Gamek / Antigo Controlo
    Aditivo
    Estrada da Samba – 4ª fase
    Aditivo 1
    Aditivo 2
    Estrada Viana / Kikuxi
    Aditivo
    Estrada Periférica de Luanda 1C, Cacuaco Viana 3ª Tranche
    Estrada Periférica de Luanda, Fase 1D, Troço Cacuaco Viana
    Estrada Periférica de Luanda – Cacuaco Viana fase1D – ETAPA2
    Estrada Periférica de Luanda 1C, Cacuaco Viana 4ª Tranche
    Aditivo epistolar
    Hidroelétrica de Cambambe – Fase 2
    Aditivo epistolar
    Hidroelétrica de Cambambe
    Aditivo epistolar
    Implantação do Aproveitamento Elétrico de Laúca
    Implantação do Aproveitamento Elétrico de Laúca
    Implementação do programa de construção de infra-estruturas rodoviárias de Boavista, pacote b (lotes 3/6)
    Infra-estrutura Rodoviárias de Boavista (Lotes 1/2)
    Aditivo epistolar
    Infraestrutura de Benguela – 1ª etapa
    Infraestrutura de Benguela – 2ª etapa
    Infraestruturas Província de Kwanza Sul – 1ª etapa
    Linha de Transmissão de 220 kV – Lucala – Pambos de Sonhe
    Aditivo epistolar
    Linha de Transmissão UÍGE – Maquela do Zombo
    LT Lucala-Pambos de Sonhe-Uige
    Aditivo epistolar 1
    Aditivo epistolar 2
    Plano de Desenvolvimento Província do Kwanza Sul – Fase II
    Polo Agroindustrial de Capanda
    Programa Formação, Trabalho e Desenvolvimento
    Projeto Águas de Benguela Terceira Etapa / Fase B
    Projeto Capanda – Usina Hidrelétrica
    Quinta Avenida
    Aditivo epistolar 1
    Aditivo epistolar 1.1
    Quinta Avenida – 2ª etapa
    Reabilitação da estrada Viana/Calumbo
    Aditivo epistolar 1
    Aditivo epistolar 2
    Reabilitação Estrada Viana / Calumbo – 3ª Linha de Crédito
    Reabilitação Estrada Viana / Calumbo – 4ª Linha de Crédito
    Regularização Rios Coropolo, Cavaco e Catumbela – Rios CCC
    Aditivo epistolar 1
    Aditivo epistolar 2
    Saneamento Básico Luanda / Angola – 6ª Fase
    Sexta Avenida
    Aditivo epistolar 1
    Sexta Avenida – 2ª etapa
    Sexta Avenida – 3ª Fase – 2ª linha de Crédito
    Sistema 3 de Abastec. água de Luanda – Pac 1
    Troço Gamek 2ª etapa
    Uige – Maquela do Zombo
    Unidades Habitacionais Zango – 4º Linha de Crédito
    Aditivo epistolar
    Via Expressa Luanda-Viana – Pacote 1
    Aditivo epistolar
    Via Expressa Luanda-Viana – Pacote 1 – 2ª etapa
    Via Expressa Luanda-Viana – Pacote 1 – 3ª etapa
    Via Expressa Luanda-Viana Troço 3
    Aditivo
    Via Expressa Luanda-Viana – Troço 3 – 2ª etapa
    Via Expressa Luanda-Viana – Troço 3 – 4ª etapa
    Aditivo epistolar
    Via Expressa Luanda-Kifangondo – Pacote 1
    Aditivo
    Via Expressa Luanda-Kifangondo – Pacote 1 – 2ª etapa
    Aditivo epistolar
    Via Expressa Luanda-Kifangondo – Pacote 1 – 3ª tranche
    Aditivo epistolar
    Via Expressa Luanda-Kifangondo – Pacote 2 – 3ª tranche
    Via Expressa Luanda-Kifangondo – Pacote 2 – 4ª tranche
    Via Marginal Sudoeste
    Viana/Cabolombo e Ligação Cabolombo/Futungo 4ª
    Aditivo epistolar

    7+
    • avatar
  • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 10:24

    SP E RJ TÊM TRANSPORTE PÚBLICO MAIS CARO ENTRE 38 CIDADES DO MUNDO, DIZ HERE

    Pois a empresa constatou que o paulista é que mais gasta dinheiro entre todos os outros com o transporte público: 13,7% de seu orçamento é gasto todo o mês para se locomover na cidade. O Rio de Janeiro tem o segundo transporte público mais caro: o carioca gasta 11,65% de sua renda com isso. A cidade mais barata nesse quesito é Bombaim, na Índia, onde seus moradores gastam apenas 0,9% de sua renda com transporte público.

    http://www.telesintese.com.br/sp-e-rj-tem-transporte-publico-mais-caro-entre-38-cidades-do-mundo-diz-here/

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 18 de janeiro de 2019 at 12:06

      gilmar mendes soltando o pessoal do onibus do rio…

      vai vendo

      3+
      • avatar
    • indiobolhista 19 de janeiro de 2019 at 18:23

      5 reais em jaraguá do sul cidadezinha de 170k mil pessoas o preço de transporte público, quanto é em sp e rj? 6? 7? alguem sabe? em lima perú cidade de 10 milhoes o preço maximo é por 40 kilometros 3.50 reais e o minimo 0.50 centavos para 1 kilometro e 1.50 reais para 10 kilometros e o preço da gasolina no Perú custa o mesmo que no Brasil

      1+
  • Money_Addicted 18 de janeiro de 2019 at 10:26

    CVR – Uber (alo Leonardo)

    conversando com o motorista ele me disse que esta fazendo Uber soh durante as ferias do trabalho principal dele, mlk relativamente novo, me disse que esta fazendo isso para guardar dinheiro para o AP q comprou na planta.

    Perguntei se ele nao tinha medo da obra nao ser entregue, ele me disse que nao, pois comprou da MRV e ainda disse q o pai dele se preocupa por causa de uma construtora q foi a falencia mto tempo atras (ele nao lembrava o nome) perguntei se era encol, ele disse essa mesmo (me senti bem velho aqui kkk)

    perguntei se o preco era fixo, ele disse que sim, q tinha somente atualizacao pela inflacao.

    Acabou a corrida eu desejei “boa sorte”

    Ps.: fazendo uber com um Fiat Argo novinho

    [ ]s

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 10:51

    Este dinheiro sairá do nosso bolso

    Tesouro pagará R$ 323 bi em subsídios ao BNDES até 2060

    O Tesouro Nacional deverá gastar R$ 323,2 bilhões com subsídios nas operações com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) até 2060, segundo estimativa da Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Desse montante, R$ 123,1 bilhões se referem a uma despesa ocorrida entre 2008 e 2015. Os demais R$ 200,1 bilhões são referentes ao custo dos subsídios projetado de 2016 a 2060, último ano em que eles ocorrerão.

    No período de 2008 a 2015, os empréstimos do Tesouro ao BNDES foram feitos com o objetivo de reduzir o impacto da crise financeira internacional sobre o Brasil, segundo o governo. Após 2009, quando a economia já havia se recuperado, os créditos continuaram sendo concedidos sob o argumento de que eram necessários para apoiar os investimentos de longo prazo. O último empréstimo foi feito em 2014. O saldo total desses créditos estava em R$ 523,86 bilhões no fim de 2015, equivalente a 8,8% do Produto Interno Bruto.

    http://www.psb40.org.br/noticias/tesouro-pagara-r-323-bi-em-subsidios-ao-bndes-ate-2060/

    7+
    • avatar
  • Abestado abc 18 de janeiro de 2019 at 10:57

    Olha a zona….

    Nova regra do distrato tem brecha para aplicação em contratos anteriores à lei

    Juiz da 1ª instância avaliou que rescisão tem efeito pendente e, por isso, cabe nova lei

    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/01/nova-regra-do-distrato-tem-brecha-para-aplicacao-em-contratos-anteriores-a-lei.shtml

    4+
    • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 11:20

      Acho que esta cláusula não seria legal “devolver o que dizia constar em contrato: 12% do valor total da venda”

      1+
  • MARK 18 de janeiro de 2019 at 11:00

    Cajuzinha

    Em Fortaleza, há aproximadamente sete mil apartamentos à venda. Desse total, 60% possui 3 dormitórios e, 25% das oportunidades, são de imóveis com 2 dormitórios.

    “A estabilidade do mercado imobiliário está sendo percebida em Fortaleza, assim como em outras grandes capitais brasileiras, como Brasília. A expectativa é que, em 2019, os preços dos imóveis permaneçam estáveis e o setor retome o crescimento”, comenta o CEO do Imovelweb, Leonardo Paz.

    https://olagoa.com.br/fortaleza/mercado-imobiliario-em-fortaleza-registrou-valorizacao-de-23-em-2018/

    4+
    • avatar

    Queda constante estável, venham 666s, comprem, comprem, comprem. Está prestes a aumentar.

    4+
    • avatar
  • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 11:34

    Do twitter..
    .
    Cara, o pib da Venezuela é algo em torno de 320 bi. Acho q compramos a venezuela umas 2x. Tá na hora de buscar a mercadoria 🙂
    ;
    Caixa preta BNDES

    11+
    • avatar
    • avatar
  • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 12:03

    eu sabia que tinha algo por trás do Queiroz…
    .
    do outro lado da rua,,
    .
    99,999999% da internet acredita inocentemente que o Flavio Bolsonaro deve se submeter bovinamente a uma investigação do MP, sem tentar JUDICIALMENTE impedi-la. Isso é infantilidade, e eu vou explicar o porquê.
    Se estivéssemos diante de um cidadão comum, eventualmente a filosofia “quem não deve não teme” até poderia funcionar.
    Mas o Flavio é APENAS o filho do Presidente. E não é de qualquer Presidente: é do Presidente que está demitindo milhares de macacos velhos de Brasília e ameaçando reformar a Previdência dos servidores públicos contratados antes de 2003, que têm aposentadoria integral, mas que podem perder esse privilégio.

    Abrir uma investigação contra Flavio é a chance perfeita para se investigar indiretamente o Presidente (cheque da Michelle ou o que mais aparecer com o Queiroz). Vão procurar pelo em ovo para tentar transformar o Presidente em um Temer e paralisar seu governo, como fez o Janot.
    O risco de uso político dessa investigação é altíssimo, OBVIAMENTE. Aconteceu isso com o Temer e está acontecendo isso hoje até mesmo com o Trump, nos Estados Unidos, que está sendo devassado violentamente sem motivo justo.

    Se o Flavio tem argumentos jurídicos para barrar a investigação deve usá-los todos, porque isso pode virar uma caça às bruxas, simplesmente por ser ele quem ele é. Seu caso NUNCA será investigado como se ele fosse um cidadão comum, com base na Constituição ou na lei.

    E se o Flavio conseguiu uma liminar no STF, acreditem, é porque ele tem ao menos um princípio de razão. Esse STF é hostil aos Bolsonaros. Só sai liminar favorável ali para Bolsonaros se houver bons fundamentos.

    NÃO SEJAM INOCENTES. ISSO NÃO TEM NADA A VER COM CONSTITUIÇÃO, LEIS, DIREITO OU JUSTIÇA.

    E vejam como eu estou certo: no caso dos cheques da Michelle, que é um desdobramento do Queiroz e do Flavio, FIZERAM UM ESCÂNDALO ANTES DE TERMINAREM A INVESTIGAÇÃO. Se o propósito fosse de apurar apenas, sem uso político, ISSO NÃO TERIA OCORRIDO.

    Não podemos exigir SUBMISSÃO do Flavio e do Presidente. Eles têm que lutar. E até que apareçam provas, não podemos nos afrouxar e retirar apoio. Em uma briga, primeiro você ajuda o amigo a bater e se defende junto, para DEPOIS você ver quem é que está certo. Mas SUBMISSÃO jamais!

    Um processo judicial tende a ser uma guerra simétrica. Mas processos judiciais politizados são palcos de guerra assimétrica, irregular. Jogo sujo.

    O Olavo tem um video dizendo que Watergate foi pretexto para derrubar Nixon. A JBS foi pretexto para derrubar Temer. E querem transformar o Queiroz em pretexto para derrubar Jair Bolsonaro. Não caiam nessa.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • CA 18 de janeiro de 2019 at 12:23

      Falido.com,

      Tem e vão achar as conexões mesmo com os bloqueios via STF, aliás, estes bloqueios apenas ESTIMULARAM o COAF a investigarem os demais familiares de Queiroz que não estariam sob a proteção desta medida protetiva do STF e é bem provável que encontrem outras conexões e situações “suspeitas” com relação mais direta com o presidente, sendo que novamente terão que APELAR para o STF.

      SEMPRE buscam evidências de crimes contra presidentes e aqueles diretamente relacionados, PRINCIPALMENTE quando eles se intitulam como caçadores de marajas, anti-corrupção, etc, aí é que os opositores se mobilizam com fervor, mas uma coisa não justifica a outra: dado o volume de evidências claras neste caso, apoio CEGO NUNCA é minimamente razoável.

      Mas é claro que fundamentalistas nunca aceitarão este argumento, vide asseclas do Lula, tem MUITO idiota útil que acredita nele até hoje e o defende com unhas e dentes, utilizando-se do mesmo relativismo moral, falácia, “filosofia” do tipo “os fins justificam os meios” e cegueira seletiva que constam no comentário que você colocou acima, o script não muda…

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 18 de janeiro de 2019 at 13:02

        O mais “engraçado” dos “argumentos” acima:

        Os assessores depositam com frequência valores na conta de um dos assessores, ao longo de um ano. Em plena câmara do RJ, onde TODOS SABEM que rola o esquema de funcionário FANTASMA que recebe sem trabalhar e depois devolve uma parte para o deputado, esta não é uma prova, apenas uma evidência, certo?

        Daí o cara faz negócios pra lá de MIRABOLANTES no segmento imobiliário: ganhos de 256% de um ano para o outro com 2 imóveis e para um terceiro, imóvel que QUADRUPLICA de preço em 3 anos, em ambos os casos, para períodos em que TODAS as estatísticas de preços de imóveis apontavam QUEDA, até o FINGE ZAP! Mas, de novo, não era prova, apenas evidências, certo?

        Qual a diferença para o discurso dos defensores do Lula, Temer e cia ltda? NENHUM deles assinou documento dizendo ter desviado dinheiro, não existe prova cabal em nenhum caso, então porque para eles as mesmas pessoas acima diziam que eram culpados e estava se aplicando a lei e agora, defendem com unhas e dentes que os novos governantes não sejam investigados? Os dois pesos e duas medidas, tão criticados na oposição, praticados agora, sem o menor pudor…

        22+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 14:43

        pois é….

        2+
        • avatar
        • CA 18 de janeiro de 2019 at 16:05

          Falido.com,

          Veja o caso abaixo:

          https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2019/01/18/lula-recebeu-dinheiro-em-especie-de-propina-da-odebrecht-diz-palocci-em-delacao.ghtml

          Alguém tem prova CABAL de que o Lula recebeu em espécie da Odebrecht? Uma foto, um vídeo, uma confissão assinada pelo Lula? NÃO. Ao contrário, ele e o PT já deram certeza que ele não tem culpa!

          Poderíamos até dizer que isto casa com uma “possível” lavagem de dinheiro do casal onde eles acumularam mais de R$ 11 milhões em patrimônio graças à “palestras e consultorias” do Lula, dentre outras fontes para esta riqueza, todas elas, tão suspeitas quanto enriquecimentos MIRABOLANTES com o segmento imobiliário, como pudemos ver no caso do Fatura Bolsinho, mas nada que tenha prova CABAL de lavagem de dinheiro…

          Sendo assim, tem que soltar uns 90% dos presos do país, tenho certeza que faltam provas cabais contra eles e também, que se você perguntar, eles vão dizer que são inocentes!

          Ou então, solta só os “amigos”, afinal, como dito acima, primeiro defende só os que forem amigos de alguém, DEPOIS vai pesquisar se tem culpa ou não, certo?

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 12:24

      Falido.com
      É complicado
      No EUA ficam utilizando o judiciário como mecanismo para queimar a imagem do Trump, e olha que lá, por exemplo, estas mais de 300 ações que a defesa do Lula entrou, já seriam consideradas a muito tempo como litigância de má fé.

      O objetivo da esquerda é queimar a imagem do Jair Bolsonaro e esta exposição do Flávio Bolsonaro acaba dando uma munição enorme para eles. Eu acho que ele não deveria ter entrado com esta ação no STF.

      Na minha opinião, com o que eu sei HOJE do Bolsonaro, Haddad e Ciro Gomes, eu ainda continuaria votando no Bolsonaro, pois do Haddad nem preciso falar da questão da venezuelização, pois foram os únicos que foram para a posse do Maduro, mas quanto ao Ciro Gomes, além da descoberta de que eles fizeram um acordo com o PCC para “baixar” os índices de violência do Ceará, também descobriu-se a fraude na educação, dai vindo a explicação do porquê o IDEB tinha uma nota tão alta e o ENEM era tão baixa.
      https://istoe.com.br/tem-ate-educacao-fake-na-sobral-de-ciro/

      5+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 17:34

        Trump não precisa que ninguém lhe queime a imagem.
        Engraçado que muita gente adora encontrar um messias e ser feito de trouxa por ele, alguns não se contentam em serem feitos de trouxa por apenas um messias e sim vários ao mesmo tempo.
        Vai saber 😂

        7+
  • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 12:09
    • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 12:41

      Ela quer parar de pagar 1 milhão por mês de aluguel e mudar para algum prédio vazio do governo.

      5+
  • CA 18 de janeiro de 2019 at 12:33

    Lembram da melhora na economia que segundo o VP MC da CEF já tinha começado no segundo semestre de 2017 e ia se intensificar ao longo de 2018?

    Lembram da PIORA em 2018 quanto a desempregados mais desalentados mais SUBempregados, junto com novo RECORDE de inadimplência, novo crescimento da pobreza em todas as suas faixas de classificação, o RECORDE de vendas de bens e super-dependência de aposentados, em ambos os casos para sobrevivência?

    Lembram da queda nos convênios médicos, nas matrículas de escolas particulares, nos voos, no consumo de combustível, nos assinantes de TV a Cabo, nas vendas de celulares e diversos outros que denotavam a derrocada da classe média em 2018?

    Lembram do aumento do número de empresas com DECADAS de existência de variados setores que entraram em recuperação judicial em 2018?

    Segue mais uma…

    https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2019/01/18/industria-de-sp-fecha-345-mil-vagas-em-dezembro-e-385-mil-em-2018-diz-fiesp.htm

    Trecho do link acima:

    “Ao longo do ano passado, o setor industrial de São Paulo encerrou 38,5 mil postos de trabalho, após ter fechado 34 mil vagas em 2017. O movimento refletiu principalmente o expressivo número de demissões em dezembro, quando 34,5 mil trabalhadores perderam o emprego….”

    Duas observações sobre trecho acima:

    1) Demitiu MAIS em 2018 do que em 2017, ou seja, PIOROU em 2018;

    2) Demissões elevadas em dezembro, na prática, onde fica o otimismo UFANISTA pos-eleição?

    9+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 12:40

      E aquele monte de imóveis vendidos no final de 2017, será que os prédios continuam sendo construídos por robôs utilizando barro ?

      6+
      • avatar
      • CA 18 de janeiro de 2019 at 12:54

        Cesar_DF,

        Sobre seu comentário mais acima:

        “Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 11:30
        CA
        Eu acho que, existe um dinheiro dos investidores NACIONAIS, que estava represado aguardando a definição da eleição.
        Acredito que, já na metade de fevereiro, o IBGE irá divulgar que ocorreu um aumento considerável na FORMAÇÃO DE CAPITAL FIXO”

        Como o seu comentário acima combina com o volume expressivo de demissões na INDÚSTRIA de SP em DEZEMBRO/2018, ou seja, DEPOIS das eleições?

        Como “combina” com o que estava “represado” de APOSTA e que se soltaria após as eleições?

        Vão aumentar os investimentos por confiarem no governo, mas logo depois de confirmado o governo em que confiam, aumentam as demissões, como estas contas fecham, não entendi?

        6+
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 12:59

          A FORMAÇÃO DE CAPITAL FIXO demora meses para impactar na economia, além disso, ela é muito ligada a AUTOMAÇÃO, o que normalmente resulta em demissões.

          http://www.ipea.gov.br/cartadeconjuntura/index.php/tag/indicador-ipea-mensal-de-fbcf/

          2+
          • CA 18 de janeiro de 2019 at 13:02

            Ah, então PRIMEIRO demitiram em dez/2018 e depois é que vão automatizar? E enquanto isto, para a produção?

            6+
            • avatar
            • CA 18 de janeiro de 2019 at 13:04

              Outra coisa:

              As P-L-A-T-A-F-O-R-M-A-S mencionadas no artigo que você colocou, são utilizadas para automação industrial também???

              TÍTULO do artigo que você mesmo colocou para justificar o crescimento nos investimentos:

              “Indicador Ipea de FBCF – novembro de 2018
              Investimentos crescem 1,7% em novembro, impulsionados pela importação de plataformas”

              5+
              • avatar
              • CA 18 de janeiro de 2019 at 13:09

                Para deixar ainda mais claro, outro trecho do artigo que você mesmo colocou, que demonstra que sem as plataformas teríamos QUEDA dos investimentos e não crescimento, destaco com CAPS o ponto principal:

                “Esse resultado, no entanto, decorre do forte crescimento das importações de máquinas e equipamentos no período, ESPECIFICAMENTE das importações de PLATAFORMAS DE PETRÓLEO. Sem esse efeito, os investimentos teriam recuado 2,3% na margem. “

                7+
                • avatar
                • avatar
                • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 14:15

                  CA
                  Você leu o trecho sobre a queda do FBCF da construção civil ?
                  Pensei que não fosse possível cair mais nada, por eles não ter motivo em investir em equipamentos.
                  Mas com a “explosão de vendas de imóveis no final de 2017” não deveria ter aumentado o FBCF, afinal de contas para construir é necessário investir em maquinário?
                  kkkkk

                  3+
                  • CA 18 de janeiro de 2019 at 15:19

                    Cesar_DF,

                    Sim e tivemos outras “explosões de lançamentos” localizadas, como no caso do começo do ano em São Paulo. Realmente estranho, mas esta indústria é altamente dependente de mão-de-obra, não tem tão alto grau de investimento e já contava com alta ociosidade para maquinário mais pesado, o mais intrigante é continuar sangrando nos empregos. Se bem que vão culpar o segmento de construção civil pesado que está PARALISADO, tanto pela falta de dinheiro do governo, quanto pelas empresas cada vez mais QUEBRADAS da Lava-Jato. Mesmo assim, há uma INFINIDADE de incoerências e DISTORÇÕES cercando o segmento imobiliário, eles são um dos INÚMEROS pratinhos nas mãos dos equilibristas que mencionei mais acima e daqueles que estão ficando cada vez mais desequilibrados…

                    2+
              • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 13:09

                O FBCF do 4T/2018 deverá ser divulgado até o final de fevereiro ou começo de março. Vamos ver.

                2+
                • CA 18 de janeiro de 2019 at 13:36

                  Cesar_DF,

                  O que tenho visto é um encolhimento relevante nas indústrias ao longo do ano de 2018, com mais algumas entrando em recuperação judicial, outras saindo do país e as demais, a maioria reduzindo pessoas e quando podiam, instalações (sub-locar espaço em galpões indústrias e logísticos, vender unidade fabril com baixo retorno, etc).

                  Outra situação que observei quanto ao segmento industrial, foi aumento no ESTRANGULAMENTO DE CAIXA, ou seja, cada vez MENOS disponibilidade de dinheiro para investimentos ou mesmo para o dia-a-dia, o que também se traduziu em aumento nos calotes quanto à impostos, apostando em REFIS futuro para acertar as contas, calotes RELEVANTES em fornecedores do Exterior (para vários setores, são meros montadoras dependentes de MUITA IMPORTAÇÃO de componentes) que até prejudicaram os negócios com atraso em recebimento de componentes e perdas de vendas e daí por diante.

                  Pelo que acompanho, temos uma enorme perda de LIQUIDEZ na economia como um todo, com VÁRIOS efeitos em cascata nos mais diversos segmentos e inclusive, foi por isto que vimos empresas com DÉCADAS de existência e de diferentes setores entrando em recuperação judicial neste ano de 2018. Vejo mais do que nunca, indústrias PEDALANDO dando boletos para bancos para anteciparem recebíveis, renegociando com fornecedores para prorrogar prazos, etc.

                  Este estudo é mais antigo, de 2016, mas já estimativa a evolução das dívidas das indústrias versus o EBITDA, de forma NADA saudável e pode ter certeza, está sendo pior que o previsto:
                  http://www.fiesp.com.br/noticias/estudo-da-fiesp-aponta-que-divida-da-industria-vai-subir-200-ate-2020/

                  Por fim, sobre aguardarmos os resultados de investimentos do 4T2018:

                  Teríamos uma “automação relâmpago”?

                  Importa, mal chegou o produto já coloca em linha de produção, nem testa e já sai demitindo as pessoas, tudo isto em dezembro/2018?

                  Pergunta acima porque em outubro/2018 caíram os investimentos, em novembro/2018, excluindo-se as plataformas que não tem NADA A VER com automação, também teria caído o investimento, então só poderia ter subido em dezembro/2018.

                  Daí com os investimentos em dezembro/2018, mês de festas de Natal e Ano Novo e de férias coletivas nas indústrias e mesmo com calendário reduzido já conseguiram comprar, implementar e demitir as pessoas? Uau, estou IMPRESSIONADO com esta dinâmica, nunca vi nem ouvi falar na minha vida sobre algo assim, estas indústrias que você acompanha são EXCEPCIONAIS, parabéns!

                  7+
                  • avatar
                  • Cajuzinha 18 de janeiro de 2019 at 14:37

                    18/01/2019 às 10h46 6 Brasil levará anos para recuperar grau de investimento, diz Ilan

                    “Em um perspectiva otimista, pode levar menos anos. Mas não são questões de meses, são anos.
                    Questionado sobre o crescimento econômico ainda fraco do Brasil, ele respondeu que a política monetária não é
                    a única determinante no crescimento.
                    “A política monetária é às vezes estimulativa, como acredito que ela esteja agora. No mais, depende de algumas
                    outras questões. […] Falta ainda completar o ciclo de reformas para depois conseguir ter mais investimento,
                    mais consumo, e com isso, crescimento maior”, explicou.
                    Sobre os principais riscos para o Brasil atualmente, Ilan disse que o cenário internacional não é mais tão
                    positivo como em junho de 2016, quando ele assumiu o comando do BC.
                    “Não significa que vai piorar sempre, mas acho que aquele cenário de juro muito baixo, com a economia
                    internacional crescendo, já não vai ter mais”.

                    “A grande questão é a China. Como nós temos um comércio relevante com a China, a desaceleração mundial
                    para a gente é o que acontece na China e se isso vai gerar algum impacto no preço das commodities e se isso vai
                    acabar influenciando a nossa economia. Esse é o risco hoje”.
                    .
                    “É claro que a reforma da Previdência vai gerar impactos. Nós temos dito que no médio, longo prazo – não é
                    uma questão de 2019 – não tem como manter uma inflação baixa e juros baixos se não forem feitas as reformas.
                    Principalmente a reforma da Previdência”, afirmou.

                    Ainda segundo Ilan, não é só a questão da Previdência que vai influenciar a inflação neste ano, cuja meta é
                    menor, de 4,25%. Ele citou variáveis como a atividade, a inércia, eventuais choques.

                    https://www.valor.com.br/brasil/6070261/brasil-levara-anos-para-recuperar-grau-de-investimento-diz-ilan

                    6+
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • CA 18 de janeiro de 2019 at 15:12

                      Cajuzinha,

                      E isto porque ele, como presidente do BC que era até bem recentemente, tem que manter o otimismo UFANISTA.

                      E isto porque ele SABE, embora NUNCA vá admitir, que a SELIC muito baixa teve efeito NULO, exatamente por ter sido colocada lá de forma ARTIFICIAL, em meio a crescimento de dívida do governo federal na ordem de mais de R$ 100 BILHÕES por ano, com o país tendo tido o terceiro maior crescimento na cotação do dólar entre os países em desenvolvimento no primeiro semestre de 2018 como prova do quanto eramos vistos como uma economia de alto risco por investidores estrangeiros (sendo que a saída de dólares da BOVESPA continuou mesmo DEPOIS das eleições) e com o nosso CDS (critério internacional de avaliação de risco) tendo PIORADO muito nos últimos anos, tudo isto e mais as intensas ameaças externas, maquiagens no sistema financeiro nacional, inadimplência absurda e outro grande conjunto de RISCOS internos e externos que requeriam uma SELIC MUITO MAIOR do que aquela praticada por ele.

                      E isto porque ele sequer mencionou a bolha das bolhas americana e seus problemas nativos, como as FAANG ou a normalização monetária do FED, não mencionou as questões do orçamento americano impactado pelo impasse do muro, não mencionou o BrExit que se vier a se concretizar trará outros impactos globais, incluindo maior visibilidade da bolha imobiliária londrina. No caso da China, deixou subentendido que a preocupação era com a “desaceleração” deles, mas não mencionou a maquiagem do PIB chinês, o tamanho absurdo da bolha imobiliária chinesa, o “shadow banking” chinês e uma INFINIDADE de outros problemas que eles tem, ameaças MUITO MAIS relevantes do que ele insinuou para o maior importador do Brasil, não mencionou a situação crítica da Argentina, que é a maior importadora de veículos e de alguns outros produtos do Brasil, dentre outros.

                      Ele continuou tratando a inflação baixa como uma das heranças benditas dele, quando na realidade, foi UMA das DIVERSAS evidências do enfraquecimento da economia ao longo de 2018, ou seja, nem mesmo a menor SELIC de todos os tempos mantida ao longo de ANOS foi o suficiente para gerar qualquer recuperação no consumo, até porque, como explicado acima, foi uma baixa ARTIFICIAL então não tinha como gerar este efeito.

                      E isto porque ele tem que FINGIR que o endividamento e a inadimplência das famílias está caindo, considerando só o que as famílias tem de dívidas com o sistema financeiro e não o total, que cresce sem parar segundo diferentes órgãos de apuração, tem que FAZER DE CONTA que a situação dos empregos está melhorando, quando é exatamente o CONTRÁRIO, com o menor patamar histórico de pessoas com registro em carteira, o recorde histórico de informalidade para SOBREVIVÊNCIA, o recorde histórico na somatória de desempregados mais subempregados mais desempregados, assim como tem que viver no mundo de Alice no País das Maravilhas e FAZER DE CONTA que o crescimento da pobreza em todas as faixas e DIVERSOS outros indicadores de DEGRADAÇÃO da classe média no país, que mencionei acima novamente, sequer existiram (quedas em 2018 de convênios, matrículas em escolas particulares, voo, combustível, assinatura de TV a cabo, vendas de celulares, etc, etc, etc).

                      Pelo menos ele reconheceu que os efeitos da reforma da previdência são, no melhor cenário, para colaborar com a redução do déficit público no médio e longo prazo e não de imediato ao longo de 2019, mesmo assim, ele ignorou que uma reforma como esta, no curtíssimo prazo, tem alguns efeitos contracionistas solenemente ignorados na mídia, como mais pessoas poupando para o futuro para a previdência privada e com isto diminuindo seu consumo, ou mesmo, a manutenção de idosos por mais tempo nos empregos, tirando oportunidades para outros entrarem no mercado e ainda, com isto tirando também aquela fonte de renda de novos aposentados para ajudar a cobrir o aumento da super-dependência de aposentados, dentre outros, que no mundo de FAZ DE CONTA da mídia, não existem.

                      Tem muito mais, o fato é que nem com toda a ALIENAÇÃO, que é PROFUNDA, como demonstrado acima, conseguem vender o peixe sobre a recuperação de rating de investimento no Brasil ainda em 2019, não dá, por mais que forcem a barra. E isto é apenas UM dos DIVERSOS IMPASSES para o Tsumoney. Sim, deveremos ter aumentos de investimentos por conta do otimismo UFANISTA, mas não será IMEDIATO e em LARGUÍSSIMA escala, ao contrário, como tudo até aqui, irá frustrar as previsões dos especialistas economistas.

                      6+
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
  • CA 18 de janeiro de 2019 at 15:30

    As vezes determinadas situações são tão REPETITIVAS e ÓBVIAS, que até irritam!

    https://www.infomoney.com.br/gafisa/noticia/7876352/gafisa-vira-1-decepcao-dos-analistas-na-temporada-de-previas-de-construtoras-

    Titulo da notícia acima:

    “Gafisa virá 1a decepção dos analistas na temporada de previas de construtoras”.

    Segue abaixo um dos questionamentos sobre a DISPARADA nos preços das Ações da Gafisa, duas semanas atrás:

    “marchi 6 de janeiro de 2019 at 09:32
    Olha o Golpe aí gente …….. ( Gafezes ) Vão deixar muita gente na mão ….
    Gafisa dispara 51% com estratégia de recompra de ação de novo controlador
    A empresa está sendo despejada , mandou centenas de funcionários embora e não está pagando fornecedores.
    como pode valorizar ???
    CA , pode ser golpe ???
    https://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7852988/com-estrategia-de-recompra-de-acao-de-novo-controlador-gafisa-sobe-51

    Agora, o que eu havia comentado a respeito, em resposta a outro comentário de Alemon Fritz a este respeito:

    CA 6 de janeiro de 2019 at 11:50
    Alemon Fritz,

    PEGA-TROUXA, dos mais antigos que existem, um programa de recompra de Ações: a Gafisa compra suas próprias Ações e coloca em Tesouraria, com isto, SIMULAM que acreditam no crescimento do preço das Ações e os SARDINHAS acreditam nisto e compram Ações.

    Adicionalmente, veem com a estorinha de que a nova regra dos distratos, a SELIC baixa e a reforma da previdência vão fazer com que o segmento imobiliário “decole”, exatamente o mesmo que disseram no final de 2016 e no final de 2017 e que em ambos os casos, levou a disparada nos preços das Ações, para depois, ao longo do ano, descobrirem que era tudo ENGANAÇÃO, com os RESULTADOS das construtoras PIORANDO, sendo que agora, estão fazendo exatamente igual pela terceira vez seguida e na mesma época!

    E não é que os SARDINHAS caíram no mesmo golpe de novo? Logo depois de todos saberem que a Gafisa estava dando CALOTE no imóvel que aluga de um fundo da BTG, depois de saberem de “N” outros CALOTES para os mais variados fornecedores, inclusive valores para quem pede distrato, eles se saem com PEGA-TROUXA, análogo ao que a PDG fez em janeiro/2017, quando ela foi a primeira ação da BOVESPA a DOBRAR de valor e menos de 1 mês depois, ela entrou em Recuperação Judicial…

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 18 de janeiro de 2019 at 15:36

      Na boa, esta situação já está pra lá de RIDÍCULA!

      Como venho dizendo desde o segundo semestre de 2018, parte da euforia UTÓPICA com as PROMESSAS da reforma da previdência, a SELIC historicamente baixa e a revisão das regras de distratos, pelo TERCEIRO ANO SEGUIDO e exatamente pelos MESMOS ARGUMENTOS e nos MESMOS PERÍODOS, levaria DE NOVO à disparada IRRACIONAL no preço de Ações de construtoras seguida de FRUSTRAÇÃO com os resultados.

      E os SARDINHAS caíram no mesmo golpe de novo?

      Aquelas estatísticas trazidas pelo Carlos, de que somos o terceiro país do Mundo mais ignorante quanto a si mesmo estão completamente furadas! Somos o PRIMEIRO, sem sombra de dúvidas, aqui o nível de ignorância é hors concours, não tem pra ninguém!

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 18 de janeiro de 2019 at 15:45

      Um “singelo” exemplo de como o otimismo UFANISTA em seguida gera prejuízos para economia e sociedade, fora os eternos prejuízos para os SARDINHAS da bolsa de valores (uma “consolação” para quem foi enganado pela Gafisa por aqui)…

      https://www.infomoney.com.br/negocios/grandes-empresas/noticia/7876560/tesla-anuncia-demissao-de-7-dos-funcionarios-e-acoes-despencam

      Título da notícia acima:

      “Tesla anuncia demissão de 7% dos funcionários e ações despencam”

      9+
      • avatar
      • avatar
    • CA 18 de janeiro de 2019 at 16:29

      Cadeludo,

      Pois é, olhe que situação interessante:

      Prefeituras e Governos, de forma geral, estão com o caixa abarrotado, não é mesmo? Eles estavam só esperando as eleições para gastar! Esqueça aquilo que uns idiotas dizem sobre déficit fiscal proibitivo para aumento de gastos e outras bobagens, não significa nada! Do mesmo jeito que o Cesar_DF colocou acima sobre os empresários das indústrias, esta galera do governo já está com o dedo no gatilho para disparar com aumento de gastos e estes daí, já estão atirando!

      Então, porque não aproveitar toda este “riqueza” e a prefeitura alugar imóveis para os sem-teto, com a prefeitura pagando 100% do preço para os proprietários destes imóveis? Resolve por um lado onde gastar toda esta sobra de dinheiro do poder público e por outro, diminui a enorme e ABSURDA distorção entre oferta e procura de imóveis para alugar!

      E não é que nem assim conseguem mobilizar a população para que cadastrem seus imóveis e os coloquem para alugar com pagamento “garantido” por órgão de governo que usualmente não dão calote, não atrasam pagamento e sempre estão muito ricos!? E não confiam justo nos moradores de rua, que vão cuidar dos imóveis DADOS para morarem como se fossem deles?!

      Quanta desconfiança e ingratidão, em um país com governos federal, estadual e municipal tão ricos, com tanta sobra de dinheiro, por que não ampliar as experiências de SUPER-SUBSÍDIO, que sempre deram tão certo?

      Como ignorar o “sucesso retumbante” do Minha Casa Minha Vida faixa 1, orientado para as famílias de menor renda, com módica inadimplência de 35%? Este caso de sucesso não é motivador? Foram BILHÕES de prejuízos para governo, quem nem retoma os imóveis para não ampliar a completamente ABSURDA distorção entre oferta e procura que já existe…

      E o MCMV nas demais faixas, com taxas de inadimplência maiores do que dos financiamentos sem subsídio do FGTS, não é motivador?

      E os atrasos constantes do governo nos repasses do MCMV, por falta de dinheiro, não é inspirador quanto a confiabilidade de pagamento dos governos?

      E os efeitos dos super subsídios do FIES, com a criação de uma infinidade de cursos superiores SEM QUALIDADE, gerando uma horda de pessoas com diploma, mas sem emprego e depois, quedas de dezenas de milhares de inscrições em faculdades particulares todos os anos, além da demissão em massa de professores, falta de empregos para mestres e doutores, inadimplência igualmente ABSURDA que sugou muitos BILHÕES DE REAIS do governo e todos estes resultados fantásticos não incentivam mais e mais subsídios?

      Não vamos esquecer do Minha Casa Melhor e seus 50% de inadimplência, de novo nas costas do governo, ou então o subsídio, parcelamento muito longo e facilidade de crédito para carros, até 100 meses para financiar, depois uma infinidade de carros retomados e mesmo assim, sobraram prejuízos de mais de R$ 20 BILHÕES para os bancos, tudo isto não nos motiva a apostar cada vez mais em subsídios?

      E o sucesso retumbante do super subsídio que o BNDES deu para o financiamento de caminhões alguns anos atrás, que fantástico, certo? Gerou super-oferta de fretes, o preço do frete despencou pela lei de oferta e procura, os combustíveis e demais despesas aumentaram, a situação de MUITOS caminhoneiros ficou extremamente CRÍTICA e tivemos uma greve sem precedentes dos caminhoneiros, que ajudou a destruir o PIB de 2018. Quer melhor exemplo do sucesso que os subsídios governamentais oferecem?

      Não podemos deixar de lado as experiências do BNDES com subsídios altíssimos para empresas, em especial, os amigos do Rei. Ah, não geraram nada de crescimento, criaram competições injustas para concorrentes com prejuízos diretos para economia e sociedade e ainda, prejuízos de centenas de bilhões de Reais para o Tesouro a serem pagos por ainda mais alguns ANOS, que resultado maravilhoso!

      Tem muito mais, acima, só amostras. É, não dá para entender porque não apostar nos super-subsídios governamentais, não é mesmo?

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 18 de janeiro de 2019 at 17:07

    Será que a galera já tem um “plano B”? Talvez apelar para o plenário do STF, sei lá, não entendo destas GAMBIARRAS protelatórias… Como disse o Cesar_DF, eles não tem a mesma experiência que os Sarney, Rodrigo Maia e Renan Calheiros, só fizeram a parte introdutória do curso, sobre como fazer as operações MIRABOLANTES, faltou o TCC sobre “como escapar impune”, para o qual, recomenda-se não buscar apoio de Lula, Cunha e tantos outros que também não concluíram o curso…

    https://g1.globo.com/politica/blog/andreia-sadi/noticia/2019/01/18/marco-aurelio-diz-que-vai-assinar-decisao-sobre-pedido-de-flavio-bolsonaro-no-dia-1o-de-fevereiro.ghtml

    Trecho do link acima, com declarações do Ministro Marco Aurélio do STF, a quem o caso foi endereçado:

    “ Já na sexta-feira, pela manhã, assinarei a decisão – sexta, dia 1º de fevereiro”, afirmou o ministro.

    Perguntado sobre qual será o caminho, o ministro respondeu: “O Supremo não pode variar, dando um no cravo outro na ferradura. Processo não tem capa, tem conteúdo. Tenho negado seguimento a reclamações assim, remetendo ao lixo”, afirmou Marco Aurélio.

    “Não é antecipação de decisão. É só coerência com o que, até aqui, fiz”, completou o ministro.

    Em decisões anteriores, ele tem rejeitado liminares parecidas com a da defesa de Flávio Bolsonaro.”

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 17:43

      Renan está com um pé no governo “diferente” e “sagrado”, o partido de Mourão quer o Collor, logo logo terão toda a experiência de que precisam.
      O César obviamente esqueceu de mencionar o Malafaia, Edir Macedo, Marco Feliciano e outros que já fazem parte do atual governo diferente mas igual.
      Arquivo B – eu quero acreditar.

      6+
      • avatar
      • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 17:47

        Esqueci de mencionar outro que é liso até os ossos: Paulo Guedes.
        Este não é um messias mas foi alçado a santidade por uma suposta ideologia que alguns dizem que pratica, se faz isso em proveito próprio ou para ajudar o país realmente não importa, só que tenha a cor correta.

        6+
      • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 18:30

        Carlos
        A lista é grande dos “escorregadios”, mas dificilmente conseguirão superar o José Sarney e o Paulo Maluf, estes 2 tem doutorado nisso kkkkk

        4+
        • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 18:43

          É um concurso de pilantras agora?
          Pois se é eles podem superar sim já que se passaram menos de 20 dias, tem pelo menos mais 4 anos.

          5+
          • avatar
    • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 18:29

      Eu acho que foi um tiro no pé o Flávio solicitar foro privilegiado no STF, ainda mais que isso vai paralisar o processo contra o PT que é 50X maior que o do Fabrício Queiroz.
      Se confirmada a prática da “rachadinha” que é um patrão ficar com parte do dinheiro de seu funcionário, ainda não sei o tipo penal correto.
      – Corrupção seria oferecer dinheiro para obter vantagem indevida, o que não é o caso.
      – Peculato seria se apropriar de dinheiro público, que alguns juízes entendem ser o caso.
      Por alguns processos que eu li tipo penal que mais se aproxima a isso, seria a Apropriação Indébita por “Coação Moral Irresistível”.
      Se for considerada “Apropriação Indébita”, mesmo ele sendo senador o processo irá para a justiça comum, pois o STF já tem entendimento formado que não sendo um CRIME PRÓPRIO de funcionário público, mas sim um CRIME COMUM, então não é cabível o julgamento no supremo.
      A esquerda acha isso ótimo, pois tira o foco da corrupção do governo PT, que deixou uma herança de quase 400 bilhões de reais no BNDES que sairão do nosso bolso pelos próximos 30 anos.
      http://www.psb40.org.br/noticias/tesouro-pagara-r-323-bi-em-subsidios-ao-bndes-ate-2060/

      8+
      • avatar
      • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 18:44

        Tem gente que gosta de ser feita de idiota.
        Juro que nunca entendi a razão.

        10+
        • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 19:39

          Carlos
          Não sei se é verdade, mas o advogado dele alegou que foi feita a quebra do sigilo bancário e fiscal SEM ORDEM JUDICIAL.
          Pelo que sei, isso não poderia ser feito CONTRA QUALQUER PESSOA.
          Não acho isso impossível, só lembrando que o MP do RJ foi aparelhado pelo Pezão e os conselheiros do COAF pelo Lula, pois a Dilma e o Temer mantiveram os mesmos.
          https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/01/investigacao-mira-flavio-bolsonaro-desde-o-inicio-diz-defesa-em-nota.shtml
          https://oglobo.globo.com/opiniao/pt-confirma-aparelhar-em-nome-do-projeto-19347564

          Só lembrando deste caso do COAF, inclusive seu presidente, Antônio Gustavo Rodrigues, foi nomeado pelo FHC e ficou até poucos meses atras.
          Caseiro passa de vítima a investigado pela PF
          Vítima de violação de sigilo bancário, o caseiro Francenildo dos Santos Costa prestou depoimento ontem na Polícia Federal, em Brasília, na condição de pessoa investigada sob suspeita de prática de lavagem de dinheiro.
          Essa linha de investigação foi aberta a pedido do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão subordinado ao Ministério da Fazenda, que na segunda-feira encaminhou à PF relatório no qual aponta movimentações atípicas na conta do caseiro na Caixa Econômica Federal.
          O caseiro recebe R$ 700 mensais de salário. Entre janeiro e março deste ano, recebeu depósitos que somam cerca de R$ 25 mil. O caseiro sustenta que o dinheiro foi repassado por seu suposto pai biológico, o empresário Eurípedes Soares da Silva, que tem uma empresa de ônibus em Teresina.
          “Talvez possa ter procedência [o pedido do Coaf], porque a mãe dele [caseiro] é lavadeira. Pode ser que sobrou um dinheiro na calça e ela tenha lavado esse dinheiro”, protestou Wlício Chaveiro, advogado de Francenildo, logo após seu depoimento à PF. A investigação sobre o dinheiro interessa ao governo, que tenta desqualificá-lo levantando suspeitas de que ele tinha recebido auxílio financeiro para atingir Antonio Palocci.
          O pedido de abertura da investigação foi assinado pelo presidente do Coaf, Antonio Gustavo Rodrigues, nomeado por Palocci. O documento foi produzido pelo órgão em tempo recorde: a CEF postou no Sisbacen o informe sobre os supostos problemas na conta do caseiro às 19h10 de sexta. Na segunda, o Coaf analisou as informações, viu indícios de irregularidades e fez o relatório.
          Além de rápida, a decisão do Coaf é muito rara: em 2004, as instituições financeiras do país fizeram 85.152 comunicações de supostas práticas de crimes, mas só 453 casos (0,5%) foram informados pelo Coaf às autoridades.
          https://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2403200605.htm

          Coaf não agiu porque estava ‘sobrecarregado’, diz presidente à CPI do HSBC
          http://www.jornalgrandebahia.com.br/2015/04/coaf-nao-agiu-porque-estava-sobrecarregado-diz-presidente-a-cpi-do-hsbc-senado-federal-portal-de-noticias/

          6+
          • avatar
  • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 18:02

    OFF – Ratos reconhecem uns aos outros.

    Renan sai em defesa de Flávio Bolsonaro e faz aceno a governo
    Candidato ao comando do Senado, emedebista diz que filho do presidente não pode ser investigado no Rio ou no Senado

    https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/01/renan-sai-em-defesa-de-flavio-bolsonaro-e-faz-aceno-a-governo.shtml

    10+
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 18 de janeiro de 2019 at 20:23

      bom, o que o renan disse é o correto, exceto pelo fato de que o barroso, achando que estava com muito serviço, resolveu bagunçar este entendimento e agora ninguém mais sabe a extensão do foro privilegiado.

      3+
      • avatar
    • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 20:07

      FatorX de 547
      Rentabilidade bruta de 0,18%
      Condomínio de R$ 1.600
      Rentabilidade líquida de aproximadamente -0.20% A -0.25% (NEGATIVOS)

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Nunes 18 de janeiro de 2019 at 20:39

    Ola pessoal quanto tempo. Primeiramente quero deixar um abraço a todos.
    Criei um site de direita e quem quiser ficar a vontade para visitar, comentar e ajudar, fiquem a vontade
    Postagem de Hoje https://vidadestra.org/bndes-e-os-caloteiros-brasil/

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 20:41

      Valeu Nudes!!! Sucesso sempre!!!

      4+
    • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 21:17

      Espero sinceramente que não tenha troika podando comentários e bloqueando usuários até virar uma eco chamber de asnos zurrando e demência coletiva como um outro fórum que bem conhecemos.

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 21:27

        Caracoles! tive que pesquisar troika e echo chamber no google… assim não dá não,,,, 🙂

        5+
        • avatar
        • avatar
  • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 20:40
    • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 20:46

      O @flaviobolsonaro recebeu R$ 96.000 em um mês, em 48 depósitos iguais de R$ 2 mil, feitos em agência bancária dentro da @Alerj. Em 09/06/2017, ele recebeu VINTE MIL REAIS em 5 minutos. Uma semana depois, R$ 10 mil em 3 minutos. 12 dias depois, mais R$ 10 mil em UM MINUTO #JN

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 18 de janeiro de 2019 at 21:04

      Falido.com,

      Vão pedir para anular seu comentário porque foram R$ 96 mil e não R$ 100 mil, daqui a pouco o advogado vai dar entrada lá no STF…

      A coisa está escancarada, pelo menos do lado da “rachadinha”, a esta altura, todo mundo sabe…

      Curiosamente, não vão associar os negócios MIRABOLANTES do segmento imobiliário que provavelmente são a parte de lavar este dinheiro recebido, estes vão ficar por isto mesmo, não vão montar o quebra- cabeças…

      E a tendência é de que quanto mais fuçarem, mais vão achar. Daí alguém vai dizer: é perseguição, estão fazendo uma investigação assimétrica e injusta, isto é um absurdo, a coisa mais normal do mundo é fazer alguns depósitos de alguns milhares de Reais, sempre abaixo do que a lei obriga a relatar para o COAF, com poucos minutos de diferença entre os depósitos e várias vezes ao dia, todo mundo faz isto, não é nada que comum no mundo do crime, imagine, que absurdo!

      Depois: mas o BNDES desviou muito mais bilhões, no concurso de quem rouba mais o meu bandido favorito ainda está lá atrás, relativismo moral é algo legal (e até rima!), se os outros faziam mais, o dele é miséria, troco de pão, até na rachadinha o PT faturava mais, acho que deviam anular porque o roubo é pequeno, sugiro colocar uma quota de roubo permitido e por aí vai.

      Por fim depois de serem ridicularizados ao extremo, sendo expostos dia após dia por insistirem em defender o INDEFENSÁVEL e já sem o menor senso de ridículo: mas os colegas bolivarianos da Venezuela já nos ensinaram que os fins justificam os meios, pega um soldado e um cabo e fecha o STF, vamos montar uma assembleia chapa-branca e fazemos o que quisermos e viva la revolucion bolivariana e o grande Chaves!

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 21:07

        Talkey? 🙂

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 21:12

        Bozo obviamente não sabe de nada sobre os negócios dos filhos e de seus assessores diretos.
        Como poderia saber?
        Só fez parte da política carioca por 30 anos.

        22+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 18 de janeiro de 2019 at 21:19

          Carlos,

          Como na berlinda eles seguem os passos dos mestres do PT, ele vai disser que a xerox dele não é filho e ele nem conhecia…

          15+
          • avatar
          • avatar
        • Brazil mode OFF 21 de janeiro de 2019 at 10:21

          Lula da direira rsrs. Vai dizer que nao sabia de nada

          1+
  • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 20:42

    A S&P Global Ratings, em seu relatório analítico que não tem caráter de avaliação de rating de instituições brasileiras ou do país, afirma que a posição de capital da Caixa é confortável, mas que a venda de ativos é necessária para o pagamento de instrumentos híbridos. “Para que

    https://www.valor.com.br/valor-investe/casa-das-caldeiras/6070161/sp-capital-da-caixa-e-confortavel-mas-venda-de-ativos-e-nec

    Aqui o relatório original
    https://www.capitaliq.com/CIQDotNet/CreditResearch/RenderArticle.aspx?articleId=2152787&SctArtId=465429&from=CM&nsl_code=LIME&sourceObjectId=10835539&sourceRevId=8&fee_ind=N&exp_date=20290114-21:54:36

    4+
  • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 20:44

    VIDEO

    Mercado imobiliário busca recuperação após queda nos últimos anos
    Cidade Alerta RJ | 4 visualizações

    Após anos em queda, o mercado imobiliário tenta se recuperar no Rio de Janeiro. Muitas pessoas estão buscando um local mais seguro e tranquilo para morar. Além disso, segundo um estudo recente, lugares com áreas verdes e com espaços para animais domésticos são os mais procurados.

    https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/cidade-alerta-rj/videos/mercado-imobiliario-busca-recuperacao-apos-queda-nos-ultimos-anos-18012019

    5+
    • bolhista cearense 20 de janeiro de 2019 at 08:26

      O mercado imobiliário busca; porém, conseguir é outra história.

      2+
  • odorico 18 de janeiro de 2019 at 20:45

    Dúvidas: sobre a reportagem do ilan , porque não é possível mantermos juros baixos e inflação baixa por longos períodos? Afinal estamos sem demanda, tudo parado,….

    4+
    • Cesar_DF 18 de janeiro de 2019 at 21:07

      Juros é o aluguel de dinheiro
      Pela lei da oferta e procura, quanto maior a oferta de dinheiro e menor a procura, menor o juros
      Mas a poupança do brasileiro é baixíssima, ou seja, pouca oferta, além do alto fator de risco devido a insegurança jurídica.

      10+
      • avatar
  • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 21:06

    BNDES feelings,,
    ,
    Do Twitter
    .
    Tecnicamente, Angola é nosso vigésimo sétimo estado… 🙂

    5+
    • avatar
    • Carlos 18 de janeiro de 2019 at 21:14

      Uma boa parte da grana foi para estatais que os militares adoram e não quererem privatizar por nada neste mundo

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 18 de janeiro de 2019 at 21:46

    Quando até o demônio (o mestre da mentira) acusa golpe (ele é minion conhecido!)
    ;
    capeta
    ‏.
    @srdeabo
    .
    Sinceramente se este perfil cair eu nem volto mais, tiramos o PT do poder, tornamos o mundo menos politicamente correto, vo fazer outra coisa e foda-se.

    4+
  • Alemon Fritz 19 de janeiro de 2019 at 08:32

    kkk muito justo… distratos antigos
    – Multa de 50% para desfazer compra de imóvel pode valer para ações antigas.
    Gazeta do Povo – Justiça (Blogue)-há 22 horas

    7+
    • avatar
    • avatar
  • CA 19 de janeiro de 2019 at 09:21

    CVR

    Ao sair da Avenida Prefeito Luiz Latorre e virar na Avenida Nove de Julho, que é a principal de Jundiaí, na mesma quadra onde ficam Bradesco e Itaú, fechou uma loja de móveis que era grande, a área já está disponível para aluguel.

    Na próxima quadra da Nove de Julho, a Tchoy que é uma revenda Mitsubishi tinha duas lojas lado a lado, uma de novos, outra de usados. Fecharam a loja de usados e colocaram os carros usados junto com os novos, todos espremidos. Agora a área da loja de usados também está disponível.

    O que consta acima é só o que mudou de uma semana para a outra, literalmente, e isto, só por um trecho mínimo em que círculei por Jundiaí hoje pela manhã.

    Esta mesma Avenida Nove de Julho, é onde temos um condomínio da Encol que ficou DÉCADAS para ser concluído, com altíssimo prejuízo para os compradores de imóveis, uma vez que, não só os apartamentos ficaram desvalorizados em relação à média do bairro, como também eles tiveram uma infinidade de reuniões e de dor de cabeça para decidir a todo momento de quanto seria a vaquinha que fariam e qual seria a próxima prioridade no condomínio, um verdadeiro inferno, para quem conhece reuniões de condomínios.

    Também é a mesma Avenida Nove de Julho de Jundiaí onde estão construindo há alguns anos um prédio comercial, em que a construtora quebrou e mais uma vez, os felizes compradores estão arcando com custos muito maiores do que os previstos, prazos muito maiores para andar com a obra e a eterna dor de cabeça de reuniões constantes para fazer vaquinhas e definir o que poderá ser feito em seguida, de novo, um outro Inferno para quem entrou nesta roubada.

    Ainda nesta mesma Avenida Nove de Julho, temos mais algumas lojas e restaurantes que fecharam antes e com os imóveis ainda disponíveis, fora alguns terrenos abandonados e prédios se degradando e por fim uma enorme vacância em prédios comerciais novos.

    Como se não bastasse tudo isto, o shopping mais novo de Jundiaí, que foi construído nesta Avenida, tem também uma vacância elevada, que é tapeada com propaganda de lojas e com serviços adicionais oferecidos aos clientes.

    Qual a tradução do que consta acima?

    Estamos falando da principal Avenida de Jundiaí, que mesmo assim, possui evidências claras de vacância excessiva, negócios imobiliários que foram uma enorme roubada, terrenos que não conseguem viabilizar empreendimentos e daí para pior, sendo que a continuidade do fechamento de lojas que estamos observando agora no início de 2019, é apenas mais uma evidência de que a situação continua degradando.

    A REALIDADE está aí para quem quiser ver, o que consta acima se replica por MILHARES de vezes em MILHARES de cidades no País, só não vê, quem não quer, aqueles que estão tapando o sol com a peneira com seus wishful thinking, ou aqueles que estão o tempo inteiro sendo atraídos como SARDINHAS para arcarem com os prejuízos do segmento imobiliário…

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 19 de janeiro de 2019 at 09:22

    Tudo considerado, há boas razões para considerar as perspectivas de 2019 em diante mais nebulosas do que jamais estiveram, em anos.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • CA 19 de janeiro de 2019 at 09:52

      Cajuzinha,

      Sim, sem dúvida, só que o cenário nebuloso é aplicável tanto para o Exterior, como mencionado no artigo acima, quanto para o Brasil.

      Aqui no Brasil, já tínhamos contratada uma expectativa de otimismo UFANISTA, em virtude do Santo Graal da reforma da Previdência, que sozinha, não só resolveria todos os problemas gravíssimos que temos, como ainda garantiria o eterno crescimento da economia!

      E não é que, de uma hora para outra, já começaram a aparecer, em tempo recorde, escândalos relacionados a um dos componentes da família Bolsonaro, escândalos estes que colocam em risco a moral do governo e assim, podem vir até a prejudicar a votação da reforma da Previdência?

      O pior, é que por enquanto, o que descobriram ainda é muito pouco perto daquilo que ainda vão descobrir!

      O esquema do Fatura Bolsinho, por exemplo, não foi exclusivamente daqueles R$ 96.000,00 que descobriram de ontem para hoje, literalmente.

      Na realidade, estamos falando de milhões de reais.

      É fácil de saber isto, porque a quantia lavada com compra e venda de imóveis, de forma mirabolante, foi de milhões de reais e não de centenas de milhares de reais.

      Se a lavagem de dinheiro foi de milhões de reais, é porque o dinheiro sujo que deveria ser lavado, era na mesma quantia.

      Simples assim.

      Agora, o Governo está em uma corrida contra o tempo, em função da situação acima.

      Eles precisam ganhar tempo e não deixar que se descubram os outros podres que geraram este dinheiro sujo, para que isso não não ganhe repercussão demais e atrapalhe a votação da reforma da Previdência.

      Só que, por outro lado, o congresso novo ainda não assumiu, então, não tem como acelerar demais a reforma da Previdência.

      O que ajuda um pouco o governo, é o fato de que o STF está de férias e o ministro que vai analisar o pedido de suspensão do processo contra o Queiroz, só irá retornar de férias em 1 de fevereiro. Aqui, eles já ganharam algum tempinho.

      Só que, independente disto, o assunto continuará tendo grande repercussão negativa na mídia contra o governo, o expondo perante a população e assim garantindo que ele terá uma perda de popularidade em prazo recorde.

      Junto com isto, é claro, virão os ratos do congresso, que não ficarão mais tão próximos de um governo que está perdendo popularidade rapidamente e que se sentirão mais à vontade para abandonar o barco.

      E isto, porque estamos falando de apenas um caso nebuloso aqui do Brasil.

      Sabemos muito bem, que aqui no Brasil, existem esquemas de maquiagens e pedaladas no sistema financeiro, principalmente na Caixa Econômica Federal.

      Sabemos ainda, das profundas distorções e dos esquemas que também existem no segmento imobiliário.

      Correndo por fora, temos uma série enorme de ameaças no exterior, as mais variadas possíveis, PARTE delas consideradas no artigo que você colocou acima.

      É graças a este conjunto e a uma grande quantidade de indicadores que tem demonstrado de forma consistente a piora da economia no mundo real aqui no Brasil, que tenho muita dificuldade em acreditar que os empresários no país já estariam apostando firmemente em aumentarem os investimentos, contratações, etc.

      Acho muito difícil, perante um cenário extremamente nebuloso como este e depois de anos de frustrações com promessas vazias, idênticas às atuais, que depois sempre se demonstravam superestimadas, que os empresários novamente caiam nos mesmos golpes!

      Por mais incautos que sejam, normalmente os menos sábios são os primeiros a ficarem sem dinheiro, então, mesmo que eles queiram, não terão capacidade financeira para caírem nestes golpes de desinformação!

      Vamos continuar acompanhando…

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 19 de janeiro de 2019 at 18:46

        CA
        Eu estou achando que o PT irá com a estratégia do quanto pior melhor, travando todas as tentativas de reforma.
        Mas surgiu um Ciro Gomes que tenta se posicionar como a “nova esquerda” e se ele conseguir atrair os deputados federais e senadores do nordeste, existe uma grande chance das reformas acontecerem.
        Se travarem mesmo a pauta, até mesmo o decreto para complementação de orçamento não sairia no final de 2019, o que resultaria num pedido de impeachement em 2020.
        De qualquer forma, 2019 será um ano muito “agitado”

        9+
        • CA 19 de janeiro de 2019 at 20:18

          Cesar_DF,

          Você está dizendo que acreditou no discurso do Ciro Gomes dizendo que ele ia fazer uma oposição responsável e que apoiaria tudo que fosse bom para a população?

          Você acha que ele sendo um populista demagogo, do tipo que oferece banco público para cobrir calote com juros reduzidos e subsidiados, é o perfil do cara que vai apoiar o governo para defender os interesses do país, não agindo como um populista demagogo? Ou seria pelo amor dele ao Bolsonaro?

          Caramba, fico cada vez mais surpreso, quem diria, o Ciro apoiar a reforma proposta pelo Bolsonaro ao invés de se aproveitar dos podres que começam a aparecer e de forma populista e demagógica, achar pelo em ovo na proposta de Bolsonaro para no intuito de “defender os mais pobres” comandar um boicote a proposta do governo, puxa, nunca poderia pensar em algo assim, obrigado pelas dicas!

          7+
          • avatar
  • Ziegelsteinlieber 19 de janeiro de 2019 at 15:15

    Olá colegas, algumas vezes vocês mencionam que a bolha das bolhas esta se formando no lado norte, e eu estava justamente pensando em fazer um job reset lá nesse ano, inclusive com objetivo de aprender a lavar pratos devido não ter carta verde, isso tudo para garantir um futuro melhor para minha prole. Estamos em situação muito confortável agora na banania, porem sem chance de manter padrão daqui a 10 anos quanto terei que sair do emprego por estar com 55 (norma da firma). Estamos aqui na banania não tenho esperança que a corrupção seja reduzida tão cedo.
    Alguém aqui já passou por esse dilema?

    10+
    • avatar
    • MARK 19 de janeiro de 2019 at 16:56

      Então, Ziegelsteinlieber… Tenho dois irmãos que foram para a Grã-Bretanha. O modo de vida lá de fato é bem mais suave comparado com o nosso, isso já aconteceu há uns 17 anos. Os dois compraram casa lá, depois venderam, voltaram para o Brasil, saíram daqui novamente… Um foi para a Irlanda do Norte e mora numa casa lindíssima, no momento é cuidador de idosos. O outro, achou maravilhosa a experiência, mas não gosta de lá, é frio. Ora está no Brasil, ora está lá. Resumindo, vejo que eles perderam meio que o eixo territorial, quando estão aqui, querem voltar pra lá; quando estão lá, querem vir para cá. Eu mesmo, quando era moleque, sonhei em fazer a vida no exterior sem me preocupar qual fosse a função a ocupar. As condições não foram favoráveis e eu não consegui ir. Depois de fazer a facu e de ver esse dilema que os dois vivem, ir e vir, pondero que o melhor é ficar por aqui. Minha vida está estabilizada e, graças à ajuda dos amigos do blog, a poupança está só aumentando. Nenhum lugar será fácil, muito menos na Banânia, mas prefiro os trópicos.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 19 de janeiro de 2019 at 18:48

      Ziegelstein Lieber
      Esse pseudônimo de TIJOLO CARO ficou ótimo rsrsrs

      7+
      • avatar
    • Carlos 19 de janeiro de 2019 at 21:46

      Sim, conheço vários casos, o meu é um pouco diferente.
      Fica realmente complicado devido a sua idade mas se os teus filhos tiverem idade suficiente e vontade eles podem aplicar com o seu suporte.
      Sugiro que eles estudem fora em algum país que ofereça visto de trabalho depois da formatura como a Austrália por exemplo.
      Está difícil conseguir cidadania para pais mas se algum dos seus filhos conseguir já abre as portas para os outros e mesmo para você pois terá acesso a outros tipos de facilidades devido a ter alguém com cidadania na família.
      Asiáticos fazem isto o tempo todo e a séculos, vão trazendo as famílias aos pouquinhos.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 19 de janeiro de 2019 at 21:51

        Lembrando que a Austrália está dificultando o visto de cidadão para quem fizer este esquema de estudar 2 anos ou mais e depois trabalhar
        Tem que ficar de olho nestas mudanças em qualquer país tenha interesse. Aqui isto tudo pode mudar se o governo mudar de mãos por exemplo. Os conservadores estão mau das pernas e tem umas tendências xenofobicas estilo Trump e seus acólitos, só não rodaram ainda porque os trabalhistas não tem um bom candidato.

        5+
        • avatar
    • chainsling 21 de janeiro de 2019 at 07:41

      Não respondendo a sua pergunta, mas estou curioso com algo. Se vc já sabe que em 10 anos vc sairá da empresa, isso não é tempo de sobra pra apertar um pouco os cintos e depois desses 10 anos só viver de rendimento, ou ao menos não depender de um trabalho?
      Como vc mesmo disse sua situação tá boa…
      Eu entendo que a experiência internacional para os seus filhos não pode ser precificada, más pensando meramente no financeiro, na minha opinião 10 anos de estabilidade em uma situação boa é tempo pra cacete pra poupar e despreocupar.

      1+
  • Carlos 19 de janeiro de 2019 at 18:57

    OFF – Recupação onde? Mais do mesmo: Montadoras mandando recado para ver se o governo orereçe suas tetas.

    GM ameaça sair do País se não voltar ao lucro

    Sob pressão da matriz, presidente da empresa no Mercosul, Carlos Zarlenga, informa aos funcionários que a situação da empresa “é crítica e exigirá importantes sacrifícios de todos”
    Em comunicado enviado aos funcionários por e-mail e também fixado no quadro de avisos das cinco fábricas do grupo no Brasil, o presidente da General Motors Mercosul, Carlos Zarlenga, informou ontem que “investimentos e o futuro” do grupo na região dependem da volta da lucratividade das operações ainda este ano. O aviso foi entendido pelos trabalhadores como uma ameaça de deixar o País.
    No comunicado, Zarlenga reproduziu matéria publicada na semana passada pelo jornal Detroit News afirmando que, ao divulgar o balanço financeiro de 2018 aos acionistas, a presidente mundial da companhia, Mary Barra, deu sinais de que está considerando sair da América do Sul, onde mantém fábricas no Brasil e na Argentina.
    “Não vamos continuar investindo para perder dinheiro”, disse a executiva. Segundo ela, os maiores mercados sul-americanos continuam sendo desafiadores e “partes interessadas” na região trabalham com a empresa para tomar ações necessárias para melhorar o negócio “ou considerar outras opções.”
    Zarlenga afirmou que a GM teve prejuízo significativo de 2016 a 2018 e que “2019 será um ano decisivo para nossa história”. Segundo ele, a empresa vive momento crítico “que vai exigir importantes sacrifícios de todos”. Um plano que foi apresentado à matriz requer apoio do governo, concessionários, empregados, sindicatos e fornecedores. “Do sucesso desse plano dependem os investimentos da GM e o nosso futuro”.

    Flexibilização

    Na fábrica do ABC, os cerca de 4,5 mil funcionários da área produtiva estão em férias coletivas desde 23 de dezembro e só retornam no dia 28. “A produção está parada porque a fábrica está sendo preparada para a produção de novos veículos”, disse o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano, Aparecido Inácio da Silva, que recebeu o comunicado de Zarlenga com apreensão. Ele foi convocado para uma reunião com a direção da GM na próxima semana.

    https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,gm-ameaca-sair-do-pais-se-nao-voltar-ao-lucro,70002686125

    8+
    • avatar
    • avatar
    • CA 19 de janeiro de 2019 at 19:58

      Carlos,

      A Ford está na mesma situação. Mas deve ter muito empresário com o dedo no gatilho para aumentar a aposta, só não disseram quem é, porque, de onde sairia o dinheiro, etc, mas deve existir, nós que não conseguimos adivinhar ainda…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 19 de janeiro de 2019 at 21:33

        Ford e GM estão costurando um acordo para compartilhar plataformas, para mim o downsizing é eminente.
        Por estes lados GM praticamente morta e Ford respirando por aparelhos, sobrevive ainda pelas boas vendas da Ranger.
        Lembrando que a Ford desistiu de fabricar carros para o primeiro mundo, agora só carroças para mercados “emergentes”

        6+
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 19 de janeiro de 2019 at 19:31

    -Contenção nos mercados em 2019, com olhos no ‘Brexit’ e nos EUA
    DNoticias-há 10 horas
    Especialistas consideram que 2019 será um ano melhor que 2018, mas é preciso cautela porque um ‘hard Brexit’ pode agitar os mercados.
    -Alerta à Europa. Hard Brexit pode ser tão grave como a falência do Lemhan Brother
    ZAP-há 8 horas

    5+
    • avatar
    • avatar
    • CA 19 de janeiro de 2019 at 20:08

      Alemon Fritz,

      Não vai ter contenção por causa do BrExit, não vai ter contenção por causa da guerra comercial dos EUA, da normalização do FED, da derrocada das FAANG, da bolha imobiliária chinesa, do shadow banking chinês, do PIB fake chinês nem nada, os especialistas economistas já garantiram que os investidores virão com tudo para o Brasil e eles sempre acertam, não é mesmo?

      E agora, o Cesar_DF acabou de nos explicar que o Ciro Gomes, que adora o Bolsonaro, ele que é um cara super equilibrado, figura coerente e que apesar de ser contrário à maior parte das propostas de reforma da previdência, por não ser demagogo nem populista, vai liderar o apoio da oposição para o Bolsonaro poder aprovar a reforma da previdência!

      Eu é que vivo em outro planeta por achar que andam consumindo muito psicotrópicos, o pessoal aí é super coerente com o que sabemos sobre os assuntos…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Carlos 19 de janeiro de 2019 at 21:11

    OFF – Mais do menino safadinho.

    Bolsonaro pagou título de R$ 1 mi, diz TV
    Reportagem do Jornal Nacional revela novo trecho de relatório sobre movimentações bancárias suspeitas envolvendo filho do presidente

    https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,coaf-mostra-que-flavio-bolsonaro-pagou-titulo-de-r-1-mi-diz-tv,70002686668

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 19 de janeiro de 2019 at 21:14

      SÃO PAULO – Relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) mostra que o deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) pagou um título bancário da Caixa Econômica Federal no valor de R$ 1.016.839. O novo trecho do documento foi revelado neste sábado, 19, pelo Jornal Nacional, da TV Globo.

      Segundo a reportagem, o Coaf não conseguiu identificar o favorecido pelo pagamento feito pelo filho do presidente Jair Bolsonaro. Também não há data e nenhum outro detalhe da transação.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Ziegel Liebhaber 20 de janeiro de 2019 at 02:34

    Prezado amongyou, obrigado pela dica. Agora sim meu pseudônimo é amante de tijolo, em alemão (ironicamente é claro!) – para lembrar uma fase da minha vida que já passou.
    Depois de acompanhar o BIB por um tempo, hoje me considero um bolhista iniciante.
    Segue um relato do meu próprio CVR:
    Moro em Santo André, trabalho em São Bernardo do Campo, e minhas crianças estudam no SESI em São Caetano do Sul desde 2015.
    É tudo perto, mas para melhorar a qualidade de vida, devido trânsito intenso, decidi procurar imóvel próximo da escola. Minha intensão era permuta em imóvel de maior valor, onde eu iria financiar boa parte da diferença. Em 2015 tambem troquei um seda grande por um carro popular, para ajudar na permuta.
    Foi um grande período de pesquisa, onde minha fonte eram anúncios particulares do OLX. Nesse período conheci o BIB, onde reconheci que a estratégia do financiamento seria uma furada, sem contar que a maioria dos imóveis em SCS estavam e ainda estão super valorizados.
    Hoje minha patroa e eu nos acostumamos com a logística e não temos mais tanto entusiasmo em mudar de imóvel. Ela ainda utiliza um SUV, mas eu me acostumei bem com o carrinho popular básico 2011… tudo é barato,: IPVA, seguro, manutenção.
    Agora só preciso aprender a investir melhor uns trocados que hoje estão na poupança.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • bolhista cearense 20 de janeiro de 2019 at 07:38

    A economia dos hermanos não iria recuperar-se? A nossa não estava melhorando? Parece que não. O recado está dado:

    http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/negocios/online/gm-ameaca-sair-do-pais-se-nao-voltar-ao-lucro-1.2051885

    2+
    • Cajuzinha 20 de janeiro de 2019 at 08:02

      Economia
      Crise
      General Motors ameaça sair do País se não voltar ao lucro
      Sob pressão da matriz, presidente da empresa no Mercosul, Carlos Zarlenga, informa aos funcionários que a situação da empresa “é crítica e exigirá importantes sacrifícios de todos”
      Compartilhar:
      Facebook
      Twitter
      LinkedIn
      Whatsapp
      Publicado em 19/01/2019 às 17h10
      Atualizado em 19/01/2019 às 17h15
      Estadão

      GM ameaça sair do País se não voltar ao lucro
      Foto: Reprodução Instagram

      Em comunicado enviado aos funcionários por e-mail e também fixado no quadro de avisos das cinco fábricas do grupo no Brasil, o presidente da General Motors Mercosul, Carlos Zarlenga, informou ontem que “investimentos e o futuro” do grupo na região dependem da volta da lucratividade das operações ainda este ano. O aviso foi entendido pelos trabalhadores como uma ameaça de deixar o País.

      No comunicado, Zarlenga reproduziu matéria publicada na semana passada pelo jornal Detroit News afirmando que, ao divulgar o balanço financeiro de 2018 aos acionistas, a presidente mundial da companhia, Mary Barra, deu sinais de que está considerando sair da América do Sul, onde mantém fábricas no Brasil e na Argentina.

      “Não vamos continuar investindo para perder dinheiro”, disse a executiva. Segundo ela, os maiores mercados sul-americanos continuam sendo desafiadores e “partes interessadas” na região trabalham com a empresa para tomar ações necessárias para melhorar o negócio “ou considerar outras opções.”

      5+
      • avatar
      • avatar
      • MARK 20 de janeiro de 2019 at 09:48

        “Não vamos continuar investindo para perder dinheiro”, disse a executiva. Segundo ela, os maiores mercados sul-americanos continuam sendo desafiadores e “partes interessadas” na região trabalham com a empresa para tomar ações necessárias para melhorar o negócio “ou considerar outras opções.”
        Acho que não é só uma questão de perder dinheiro, pois sempre tiveram um lucro fenomenal aqui na América Latina nos oferecendo latas velhas e sub equipadas. É que agora não dá para ganhar tanto dinheiro como ganhavam e as montadoras não são muito chegadas a uma concorrência mais honesta. Hasta la vista, baby!

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 20 de janeiro de 2019 at 10:59

          na patria da GM , ela só sobreviveu porque o governo injetou $$$ na cara de pau.
          Por aqui querem a mesma coisa.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • CA 20 de janeiro de 2019 at 11:11

          MARK,

          A verdade é que não teremos de volta aquele volume de vendas de veículos que tivemos no AUGE das bolhas imobiliária e de consumo no Brasil.

          Para complicar no caso de GM e Ford, exatamente pelas empolgações com o aumento de vendas durante as bolhas, as estorinhas sobre os BRICS e as PROMESSAS UTÓPICAS, vieram novas montadoras para o país, outras ampliaram sua capacidade de produção e quando tivemos a volta à REALIDADE, ficamos com muitas montadoras para bem menos vendas…

          Outros “detalhes” sobre a “recuperação” das vendas de automóveis nos últimos 2 anos e porque as montadoras não estão empolgadas com isto:

          – 2017 focado em vendas para empresas, renovação de frotas que estava represada de anos anteriores, só que isto não é algo contínuo e sustentável, apenas efeito temporário;

          – 2017 / 2018: governo facilitou DEMAIS o PcD, de vendas diretas para pessoas com deficiência com elevados descontos de impostos, o famoso SUBSIDIO MAQUIADO, só que o principal efeito já foi, não vai continuar crescendo de forma contínua nestes volumes e gera grande impacto para concessionárias e venda de semi-novos (vende bem menos semi-novo, afinal novo com PcD fica mais barato que o semi-novo de mesmo modelo) , com isto, dificulta a troca do semi-novo pelo novo, resolve de um lado, prejudica de outro;

          – 2017 / 2018: disparada de Ubers que se MULTIPLICARAM por 10 do final de 2016 para o final de 2017, o empreendedorismo para SOBREVIVÊNCIA, como UM dos efeitos da PROFUNDA degradação dos empregos. Quem estava com carro mais velho e conseguia, comprava um novo, outros alugavam de empresas especializadas que por sua vez, tinham que comprar das montadoras e isto gerava novos aumentos de demanda para montadoras. De novo, nada “empolgante” e muito menos sustentável nestes níveis de crescimento ao longo dos anos;

          – 2017 / 2018: para se aproveitar de câmbio favorável e melhorar a utilização da capacidade fabril que estava muito ociosa no Brasil, centralizaram a produção por aqui, contando com aumento de vendas para Argentina. Com o agravamento da crise na Argentina, mais uma expectativa frustrada. Também tende a piorar com novas voltas a REALIDADE, tanto quanto a ameaças locais para Brasil e Argentina, quanto a as globais.

          As montadoras sabem do que consta acima e de muito mais, por isto que não tem como ficarem “empolgadas” com o otimismo UFANISTA e saírem investindo e gastando a rodo apostando no novo governo, isto sem contar os escândalos que estão se avolumando com o Fatura Bolsinho e o risco que as pessoas e empresas vão COMEÇAR a perceber quanto a reforma da previdência…

          7+
          • avatar
          • avatar
      • socrates 20 de janeiro de 2019 at 10:57

        o Bolsonaro já revogou aquelas aberrações que o Temer assinou no final do mandato dele, incluindo a bizarra farra para o regime automotivo?

        Alias: falando nisso, por que o Temer ainda nao esta preso?

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • bolhista cearense 20 de janeiro de 2019 at 08:08
  • Cajuzinha 20 de janeiro de 2019 at 08:11

    COM VENDA DE ATIVOS
    Dívida das empresas cai 17,7%, mas investimento ainda deve demorar

    Companhias conseguiram melhorar perfil de endividamento no ano passado, com venda de ativos e renegociação de débitos, ganhando fôlego de caixa

    5+
    • avatar
    • Cajuzinha 20 de janeiro de 2019 at 08:16

      maior.

      A mudança no perfil de endividamento, no entanto, não deve se converter imediatamente numa retomada de investimentos, tanto pela posição mais cautelosa das empresas quanto pela capacidade ociosa – herança da recessão prolongada. “Embora as empresas estejam em um momento ‘pé no chão’, algum investimento será necessário para recuperar a capacidade ociosa. Será um processo gradual”, diz Eduardo Seixas, diretor da consultoria Alvarez & Marsal.

      Trabalho a fazer. Apesar da melhora no perfil da dívida, os dados da Economática mostram que, quando Petrobrás e Vale são excluídas da conta, os débitos de todas as empresas listadas na Bolsa brasileira somavam R$ 550 bilhões em setembro de 2018 – queda de apenas 2,5% em três anos. Isso, segundo analistas, mostra a necessidade de as companhias seguirem atentas ao endividamento, principalmente em meio ao processo de retomada de investimentos.

      5+
      • avatar
    • CA 20 de janeiro de 2019 at 10:15

      Cajuzinha,

      Venda de Ativos E renegociação de débitos.

      Lembra dos diversos casos de recuperação judicial, recuperação extrajudicial e reestruturação de dívidas ao longo dos últimos anos e ainda, aqueles casos que falamos aqui de empresas com DÉCADAS de existência e/ou faturamento BILIONÁRIO que entraram nesta situação exatamente no ano passado?

      Então, em cada um dos casos acima, ajudaram na “redução de dividas”, ao darem PREJUÍZOS aos credores, que foram obrigados a darem “descontos relevantes” nos valores devidos, reduzir o quanto seria cobrado de juros daqui pra frente, também de forma significativa, aceitar ativos PODRES ou super valorizados como “pagamento” de parte da dívida e daí por diante.

      Reduzir dívida desta forma, em troca de imensos calotes para credores e venda de Ativos, obviamente não é saudável e muito menos é o ambiente que nos faz pensar que os empreendedores nacionais estavam com os dedos no gatilho para saírem investindo graças a empolgação com novo governo.

      Fora a PROFUNDA FRUSTRAÇÃO dos anos anteriores, que graças ao otimismo UFANISTA fez com que estas empresas ficassem em situação financeira ainda pior, temos agora as frustrações com os escândalos envolvendo familiar do presidente e as ameaças externas constantemente presentes na mídia, sem contar que a ociosidade ainda é muito elevada e precisaria de uma subida repentina e pujante na demanda para justificar aumento de investimentos, sendo que acabamos de bater o recorde histórico de inadimplência do consumidor, de onde viria tal crescimento de demanda nesta proporção e velocidade?

      O que vemos DE FATO, são situações como da GM e Ford, que estão pensando é em desistir da América do Sul, isso sim.

      Enfim, se alguém tiver FATOS e DADOS em sentido contrário serão bem-vindos, apenas recomendo não embarcar CEGAMENTE nos discursos VAZIOS, que como já vinha alertando desde o segundo semestre do ano passado, fatalmente aconteceriam no último trimestre de 2018 e primeiro trimestre de 2019, como já aconteceu exatamente neste mesmo período nos dois últimos anos e inclusive, com as mesmas estorinhas para boi dormir…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 20 de janeiro de 2019 at 10:22

    Lembram que comentei mais acima que o governo está em uma corrida contra o tempo, para tentar aprovar a reforma da previdencia antes que apareçam muito mais PODRES e ele fique sem condições morais para tal, porque os rolos do Fatura Bolsinho são de milhões de Reais e isto é fácil de saber, porque foi neste montante que ele realizou a lavagem de dinheiro no segmento imobiliário (se lavou milhões, é porque recebeu milhões em dinheiro sujo)?

    Pois é, parece que o governo está perdendo esta corrida, pelo menos, por enquanto:

    https://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/os-r-7-milhoes-do-queiroz.html

    Na reportagem acima, a informação de que Queiroz movimentou R$ 7 MILHOES ao longo de anos, ou seja, as movimentações atípicas não foram apenas daquele R$ 1,2 milhão.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • MARK 20 de janeiro de 2019 at 10:32

      CA, voto em você como ministro da economia, iria dar um banho de competência e astúcia em todos os anteriores. Exatamente isso, está tão na cara da gente que não enxergamos “…os rolos do Fatura Bolsinho são de milhões de Reais e isto é fácil de saber, porque foi neste montante que ele realizou a lavagem de dinheiro no segmento imobiliário (se lavou milhões, é porque recebeu milhões em dinheiro sujo)?”.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cadeludo 20 de janeiro de 2019 at 12:08

    na minha cidade tem 3 mil imóveis a venda e 90 para aluguel
    será que vende?
    o sonho da casa própria virou o sonho do próprio dinheiro

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 20 de janeiro de 2019 at 12:41

    O Bolsonaro ganhou o benefício da dúvida de que seguiria com uma agenda reformista. Se esses conflitos se sobressaírem e as reformas não seguirem…

    A mensagem básica é a seguinte: o Brasil tem seis meses aproximadamente para apresentar uma proposta abrangente, coerente e crível de ajuste fiscal, cujo capítulo primordial é a reforma da Previdência. Tem plenas condições de fazer, mas não é fácil.

    E se agenda não for adiante, quais serão as consequências?

    O país precisa de ancoragem fiscal, precisa haver a percepção justificada de que a dívida pública brasileira não vai permanecer subindo de forma explosiva. Se não aparecer esta ancoragem fiscal, nós vamos ter uma crise de confiança na solvência do Estado brasileiro e aí pode-se repetir um quadro muito ruim, como já ocorreu com alguns Estados brasileiros, especialmente com o Rio de Janeiro.

    A diferença é que o governo central, ao contrário dos Estados, tem o Banco Central e pode monetizar o pagamento dos seus compromissos, mas isso nos leva para o caminho inflacionário e a um círculo vicioso gravíssimo. Vai haver fuga de capitas, que vai levar a desvalorização cambial, ao aumento da inflação, o que vai fazer o Banco Central subir os juros. Haverá um aumento da desconfiança da solvência brasileira e aí vamos voltar para a UTI, com uma nova recessão.

    6+
    • avatar
    • avatar
      • CA 20 de janeiro de 2019 at 14:10

        Cajuzinha,

        Por um lado, COMEÇARAM a perceber que existem riscos da reforma da previdência não acontecer como deveria, depois do terceiro presidente fazendo a mesma tentativa em sequência e pelo fato de estarem apenas COMEÇANDO a aparecer os podres do Fatura Bolsinho…

        De qualquer forma, continua a visão SIMPLISTA, de que esta reforma é milagrosa, resolve tudo e assim, como sempre, vão subestimando as bolhas, que foram as grandes impulsionadoras para a derrocada dos empregos, a inadimplência e aliás, a própria crise fiscal, pois a Dilma só começou a disparar com a irresponsabilidade fiscal em 2012 porque aquele foi o pior ano da história para o segmento imobiliário e ela queria “compensar” os estragos a qualquer custo, análogo ao nascer da bolha das bolhas americana em 2009 para compensar a bolha imobiliária americana…

        7+
        • avatar
        • avatar
    • amongyou 20 de janeiro de 2019 at 13:55

      Se o próprio pai da Odebrecht disse que os esquemas de corrupção não é nada novo, que na época dos militares também era reinante, agora com bolsonaro no poder nada muda, só a carapuça. Banania, país da ilusão e das desilusões, pesadelos sem-fim. Uma goiaba recheada de bichos. Bah! America Latrina.

      11+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 20 de janeiro de 2019 at 15:22

    Empresas de alimentos concentram dívida

    Mônica Scaramuzzo e Fernando Scheller
    São Paulo
    20/01/2019 11h00
    A busca pela redução do endividamento continuará sendo tarefa prioritária de grandes empresas brasileiras em 2019. Além de pedir mais prazo para bancos e credores, corporações que antes focavam a expansão dos negócios – mesmo que à custa de mais endividamento – deram início a um plano agressivo de venda de ativos para melhorar a rentabilidade. A tendência deve ser notada na maioria das dez companhias mais endividadas do País, grupo que viu suas obrigações crescerem 8,1% entre setembro de 2015 e setembro de 2018, para R$ 219,8 bilhões, segundo a Economática.

    6+
    • avatar
    • CA 20 de janeiro de 2019 at 15:59

      Cajuzinha,

      Este é outro bom exemplo do que tenho visto nos últimos tempos, empresas aumentando seu endividamento, vendendo ativos para sobreviverem e por aí vai, como na outra reportagem que você colocou acima e eu havia comentado antes.

      Tenho MUITA curiosidade de saber quais teriam sido as empresas que preservaram ou aumentaram o caixa e estão aumentando seus investimentos apostando no novo governo e no milagre que virá com a reforma da previdência.

      Quem seriam as empresas que acreditam em aumento rápido e relevante do consumo logo depois de ser batido recorde de inadimplência geral dos consumidores? Como e por que acreditam nisto?

      Com a ociosidade enorme que tem por aí, vão comprar maquinários no curto prazo e sem expectativa de crescimento rapido e relevante de demanda, para que?

      Mesmo as grandes exportadoras, agora que todos falam sobre a desaceleração global e todos os prejuízos ao comércio exterior em função da guerra comercial EUA X CHINA, vão aumentar os investimentos pensando em uma demanda que deve cair?

      Os bancos ENTUBANDO prejuízos em série, a cada nova empresa que quebra e deixa de pagar por várias dívidas ou empurra ativos a preço de ouro como parte do pagamento. Qual a consequência? Bancos com juros finais muito elevados para cobrir os prejuízos destes calotes e os riscos elevados, como as empresas vão capturar grandes quantias para apostarem no novo governo, com estes juros?

      Queria mesmo entender, mas só contam o milagre, não dizem como vai se realizar…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 20 de janeiro de 2019 at 16:45

    Fundo imobiliário de SP irá vender 200 imóveis públicos em março

    Após passarem por uma análise criteriosa, de acordo com o governo, mais de 200 imóveis públicos que fazem parte do Fundo de Investimento Imobiliário (FII) do Governo do Estado de São Paulo estarão disponíveis para comercialização em março.

    São 264 áreas apresentadas nessa primeira fase, todas sob administração do consórcio Socopa & TG Core, que ficará responsável pelo fundo por cinco anos, com direito à prorrogação. A empresa terá 0,2% de cada imóvel vendido.

    3+
    • avatar
  • indiobolhista 20 de janeiro de 2019 at 17:32

    prefeitura de schroeder vai leiloar o 14 de fevereiro pela serpa leiloeiro 14 terrenos seu com preços iniciais 300% acima do valor de mercado, será que tem bananense que compra?

    1+
    • avatar
  • Falido.com 20 de janeiro de 2019 at 18:09
    • Carlos 20 de janeiro de 2019 at 19:26

      Logo logo o messias vai repetir o diabo e dizer que não sabia de nada

      3+
      • avatar
      • avatar
      • Falido.com 20 de janeiro de 2019 at 19:50

        Assim que ele voltar de Davos….. ele precisa tentar se salvar.. senão será outra Dilma na nossa história…

        5+
        • avatar
  • Cajuzinha 20 de janeiro de 2019 at 20:57

    Aliados temem que governo Bolsonaro não consiga mais se blindar de Caso Queiroz

    Revelação sobre os R$ 7 milhões movimentados por Queiroz nos últimos três anos ampliou o temor de que repercussão negativa tenha impacto sobre o governo

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 20 de janeiro de 2019 at 21:14

    Flávio Bolsonaro diz que depósitos fracionados são de venda de imóvel
    Metrópoles-há 17 minutos
    Em entrevista à TV Record, filho do presidente afirma que título de R$ 1 milhão foi usado para pagar o mesmo apartamento.
    (gostaria de entender estes meios de compra e venda, não consigo saber como funciona, ainda mais que estou tentando vender um de 300k e só estou me incomodando)

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Falido.com 20 de janeiro de 2019 at 21:58

      Quem manda vc ser calouro nessa arte…. talkey? 🙂

      5+
    • CA 21 de janeiro de 2019 at 04:24

      Alemon Fritz,

      R$ 1 milhão foi em boleto pago para CEF para quitar pagamento de um imóvel que ele havia comprado e tinha este valor financiado pendente junto ao banco, ele disse que vai demonstrar isto.

      O que ficou ridículo foi dizer que teve que fazer 48 depósitos de R$ 2 mil por ser o limite por depósito no caixa eletrônico, sendo alguns deles de forma sequencial e com diferença de poucos minutos. Qualquer ser humano normal levaria esta quantia até o caixa de um banco e não faria vários depósitos seguidos. Aliás, quem é que paga por imóvel com dinheiro vivo e em quantia equivalente a quase R$100 mil sem ser contraventor, criminoso, etc?

      Esta estória é tão inverossímil quanto as demais. Só para lembrar, os negócios com imóveis foram completamente fora da realidade: em momento de queda nos preços segundo todas as pesquisas, em um negócio ele ganhou 256%, de um ano para o seguinte e no outro comprou por um preço na planta e vendeu pelo QUÁDRUPLO três anos depois, ou seja, as mesmas desculpas esdrúxulas usadas pelo filho do Lula e pelo próprio Lula. Qualquer um sabe que são mentiras, o ponto é quão a fundo vão investigar ou se vão fingir que acreditam, como fazem os fanáticos seguidores do Bolsonaro…

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 21 de janeiro de 2019 at 07:29

      É uma questão de prioridades que revelam a agenda dos meios jornalísticos.

      Durante a semana de 14 a 19 de janeiro, a Globo usou cerca de 60 minutos falando do caso Flávio Bolsonaro + Fabrício Queiroz, e se usou 5 minutos sobre o BNDES foi muito.

      Nestes mesmos dias a Record apresentava uma reportagem sobre o BNDES, dividida em 5 partes, totalizando quase 60 minutos, sobre uma questão que tirará da carteira de todos os brasileiros cerca de 400 bilhões até 2060.
      https://www.youtube.com/watch?v=nqdxIjrSD98

      A FRAUDE da Globo de 358 milhões estava na fase de execução desde 2014, alguns falam que este valor atualizado mais a multa ultrapassará 1 bilhão, será que agora será executada ?
      https://www.youtube.com/watch?v=7VFPJ8Rni10
      https://traducaodonovomundodefendida.wordpress.com/2019/01/17/aqui-o-documento-comprova-a-divida-da-globo-em-impostos-de-r-358-milhoes/

      6+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 20 de janeiro de 2019 at 21:20

    Lima também vê a economia dos EUA perdendo força nos próximos meses. “Não é nem risco, já é certeza que uma desaceleração já está acontecendo. O risco é de recessão, naquele conceito de dois trimestres de variação negativa (do PIB).”
    “A economia americana é muito clara no que diz respeito a ciclos. Na medida em que se chega ao auge, naturalmente a economia entra num processo de arrefecimento. O grande detalhe é que Trump não admite isso”, analisa Nogami.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 20 de janeiro de 2019 at 21:24

      “A gente não tem esse instrumento de política fiscal para utilizar como em 2008, a capacidade que o Brasil tem de reagir agora é bem menor agora. O único instrumento que a gente tem hoje é a taxa de juros”, diz Dutra sobre as possibilidades que o país teria para estimular o consumo em caso de uma crise internacional.
      Nogami faz outra comparação, e aponta que a crise de 2008 teve origem no mercado financeiro, enquanto uma crise agora seria “estritamente econômica”, e, portanto, atingiria o Brasil com mais força.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Falido.com 20 de janeiro de 2019 at 22:06

    O twitter não perdoa…
    .
    Gustavo
    ‏.
    O Flavio Bolsonaro pelo menos deve ser fiel a mulher, pq o sujeito não sabe mentir, conta uma história mais improvável que a outra. 🙂

    13+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 20 de janeiro de 2019 at 22:31

      Talvez porque seja burro mesmo, junto com a certeza de impunidade e ter o paizão messias que nadou na podridão da política carioca por 30 anos

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 21 de janeiro de 2019 at 06:29

        Falido.com e Carlos

        Vale lembrar que este é um PADRÃO para filhos de presidente:

        Lembra que um dos filhos do Lula enriqueceu porque fez um aplicativo para celular encomendado pela Oi e pelo qual a Oi pagou alguns milhões de reais? Foi uma retribuição da Oi pelos benefícios que obteve do Lula

        Lembra do outro filho do Lula que fez o copiar e colar de um artigo na Internet e teria recebido mais de dois milhões de reais de um escritório de advocacia? Foi a retribuição de empresas do segmento automobilístico por alguns benefícios recebidos do Lula.

        Os casos acima não deram em nada! E foi esta impunidade que motivou a continuidade dos golpes…

        Agora, cabe lembrar que os golpes aplicados pelo Fatura Bolsinho foram realizados enquanto o pai dele ainda não era presidente da república e estão vinculados ao cargo que o próprio Fatura Bolsinho exercia, de fato não tem nenhuma relação direta com o presidente, a não ser que tenha sido ele quem ensinou como fazer estes esquemas.

        Claro que isto também acaba chamando a atenção para as outras irregularidades, como a questão da filha do Queiroz como assessora fantasma do Bolsonaro, mas este é um problema bem menor, que o pessoal esquece rápido.

        Já sobre os golpes em si do Fatura Bolsinho, tudo indica que foi o esquema da rachadinha, onde o deputado empregava funcionários fantasmas, que em troca devolviam parte do salário para ele. Para lavar este dinheiro, o Fatura Bolsinho fez negócios pra lá de mirabolantes no segmento imobiliário, como os que mencionei acima, com uma valorização do imóvel simplesmente inacreditável em um momento em que todos os preços caíam, por qualquer pesquisa utilizada. Crescimentos absurdos como imóvel quadruplicar de preço em três anos, por exemplo.

        Se vocês compararem o esquema do Fatura Bolsinho com os dos filhos do Lula, verão que o dele até que não é tão ruim assim.

        Agora que o Fatura Bolsinho teve que revelar os negócios com Imóveis, vamos ver se a Folha de São Paulo voltará a lembrar sobre os absurdos destas negociações imobiliárias, para aproveitar o momento, ou se eles vão guardar esta carta para ser usada mais para frente.

        É a continuidade daquela corrida sobre a qual falei mais acima, onde o governo espera conseguir votar a reforma da previdência, antes que os absurdos destas estorinhas da carochinha ganhem maior proporção na mídia…

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 21 de janeiro de 2019 at 07:15

          CORREÇÃO sobre o trecho: “…vamos ver se a Folha de São Paulo voltará a lembrar sobre os absurdos destas negociações imobiliárias, para aproveitar o momento…”:

          A Folha/UOL já retomou imediatamente o assunto:

          https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/01/filho-de-bolsonaro-comprou-r-42-mi-em-imoveis-em-3-anos.shtml

          Trecho do link acima, já fazendo a associação entre o que foi recebido na rachadinha e a lavagem do dinheiro:

          “…o período da aquisição dos imóveis pelo filho de Jair Bolsonaro é o mesmo em que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) teria detectado movimentação de R$ 7 milhões nas contas de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, segundo reportagem do jornal O Globo publicada neste domingo (20).”

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Libertario 20 de janeiro de 2019 at 23:13

    Brasileiros buscam alternativas no mercado de trabalho informal.

    Para sobreviver à falta de emprego, muitos se dispuseram a desbravar outras áreas para garantir uma renda.

    http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/Geral/2019/01/671387/Brasileiros-buscam-alternativas-no-mercado-de-trabalho-informal-

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 21 de janeiro de 2019 at 04:29

      Libertário,

      É isto o que alguns chamam de “recuperação dos empregos e da economia”, uma busca desesperada e apelativa por qualquer fonte de renda para SOBREVIVER. O que consta acima é só um pequeno pedaço da REALIDADE sobre a qual sempre falamos por aqui…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 21 de janeiro de 2019 at 07:28

    Bom dia Banania da Globo
    Aumentou o número de imóveis abandonados da união… de 18mil para 20.200. e 300milhoes em inquilinos com atrasos.
    Fora aluguel de imóveis que o gov usa e quer trocar….. leve alta estável do mercado.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 21 de janeiro de 2019 at 07:36

      Enquanto existem um monte de imóveis vagos, muitos outros pagam alugueis milionários

      Sede da FUNAI tem aluguel de 1 milhão por mês – Damares quer auditoria completa no órgão
      https://www.muquiranas.com/sede-funai-aluguel-1-milhao-por-mes/

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 21 de janeiro de 2019 at 07:41

        Aqui em Floripa o gov alugava um predio por 1 milhão ao ano… resolveram comprar um de 21milhoes (que não vale 15)..as exigencias para o predio só eram atendidas pelo de um conhecido, nem teve pesquisa ou concorrencia… kkk vai que acontece isso.. na FUNAl..

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Alemon Fritz 21 de janeiro de 2019 at 08:32

          opah, era
          -Alesc compra prédio por R$ 83 milhões para substituir imóveis alugados.
          Diário Catarinense-26/01/2018

          5+
          • avatar
          • avatar
    • CA 21 de janeiro de 2019 at 07:42

      Alemon Fritz,

      Quando o Posto IPiraNaGrana falava sobre vender os imóveis do governo por R$ 300 BILHÕES, eu achava uma enorme viagem na maionese, devido a toda a SUPER-VACÂNCIA de imóveis comerciais, que seria o fim tradicional de uso para estes imóveis do governo, mais as quedas de preços claríssimas, inegáveis nos últimos anos, o estado de abandono e dívidas associados a estes imóveis, alguns invadidos e destruídos, dentre outros motivos, daí eu pensava: como poderiam conseguir vendas de imóveis do governo nestes montantes de R$ 300 BILHÕES?

      Mas depois que eu vi a “capacidade” do Fatura Bolsinho de se tornar milionário neste segmento e ainda, com altos lucros em período em que todo mundo tem prejuízo, talvez R$ 300 BILHÕES seja pouco! Esta é a avaliação “oficial”, mas nas mãos dele se transforma em no mínimo R$ 1 TRILHÃO! Se ele sozinho não for o suficiente, tem outro corretor imobiliário que também faz MILAGRE, o Eduardo Cunha, só que este último já está na prisão, não sei se poderia ser liberado para ajudar nesta empreitada…

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 21 de janeiro de 2019 at 07:33

    Demanda
    -Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
    Fonte local-Jornal Extra-1 h atrás
    -Número de mortes por afogamento cresce 65% em Santa Catarina
    O Município Blumenau-19/01/2019
    – Número de mortes violentas no Brasil bateu recorde em 2017
    CBN-17/01/2019 (descobriram agora)
    -Tromba d’água deixa um morto e 8 desaparecidos em Itatiaia
    BandNews FM – Rio -há 10 h (9 mortes então)

    5+
    • avatar
    • avatar