Custos com moradia obrigam mineiros a renegociar aluguel – O Tempo

Você pode gostar...

Comments
  • Loucodf 17 de setembro de 2018 at 13:29

    Servidores públicos superendividados vão à Justiça contra bancos no DF
    Trabalhadores chegam a ter 100% dos salários retidos para pagamento de dívidas. Em um caso, prejuízo de PM alcançou a cifra de R$ 3,5 bi

    ““O problema é que as pessoas são permissivas, não assumem que parcelas são dívidas, mas isso engessa muito o orçamento. Compromissos de mais de 30 anos, de parcelamentos ou empréstimos, são um ‘suicídio financeiro’”, disse.”

    52+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Gute 17 de setembro de 2018 at 13:30

    Comentário da página: “Freedom Always
    Muitos proprietários preferem deixar o imóveis fechados do que alugar. Ou deixam nas mãos de imobiliárias que também ficam segurando os preços ou exigem mil e uma garantias. Desse jeito não aluga mesmo. E que continuem a cair os preços.”

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Gute 17 de setembro de 2018 at 13:32

      Ainda tem proprietário que não investe no negócio. Tenta alugar/ vender sem armários, sem pintura, sem limpeza.
      As garantias pedidas pelas imobiliárias dificultam bastante a locação. Do ponto de vista do proprietário, é isso ou correr o risco de perder tempo e/ou dinheiro lidando com o locatário

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Loucodf 17 de setembro de 2018 at 13:38

    Loteamento do Minha Casa Minha Vida vira cenário de abandono
    “Sonho de casa própria se transforma em ruína depois que trabalhadores perdem o emprego, deixam de pagar prestações e os imóveis, leiloados, ficam sem comprador”

    “Em alguns trechos, o cenário é de guerra, com ruínas do que já foram casas de verdade. Portas, pias, janelas e até telhas foram removidas por saqueadores das unidades abandonadas. Foram arrematadas em leilão por empresários que não conseguiram encontrar novos compradores. E o ciclo pode recomeçar, já que muitos dos moradores da região estão inadimplentes e correm o risco de ser despejados e ter o imóvel vendido. Trata-se de uma amostra de algo que se vê em muitas outras cidades do Entorno e do país.

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/09/17/internas_economia,706323/loteamento-do-minha-casa-minha-vida-vira-cenario-de-abandono.shtml

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 17 de setembro de 2018 at 13:56

    O título da matéria não combina com a “explicação” que consta nela:

    “Custos com moradia obrigam mineiros a renegociar aluguel”

    E no conteúdo:

    “Outro efeito nocivo da crise…”

    O custo com a moradia é a CAUSA. Quanto ao “outro efeito nocivo da crise” é só a DESCULPA ESFARRAPADA, por isto a incoerência. Aliás, vale lembrar que crise é CONSEQUÊNCIA e não causa! Crises não aparecem “do nada” e sem serem chamadas, elas são plantadas por estratégias ESTÚPIDAS e altamente prejudiciais à economia e sociedade, como as bolhas imobiliária e de consumo, por exemplo.

    E daí por esta notícia do tópico e VÁRIAS outras, verificamos, de mais de uma forma, os prejuízos da bolha imobiliária, que é a causa RAIZ dos problemas:

    1) Preço dos imóveis subiu muito mais que a renda, seja no aluguel ou na venda. Consequência? Cada vez mais pessoas não conseguem pagar o aluguel, muitas reduzindo outros gastos para conseguirem pagar aluguel ou financiamento, o que reduz o resultado das empresas dos mais variados setores, que tem consumidores com menos poder aquisitivo;

    2) Do lado dos proprietários de imóveis para alugar ou vender, ANOS de imóveis VAZIOS, só arcando com despesas, de novo, reduzindo seu poder aquisitivo e reduzindo o faturamento das empresas que veem seus produtos e serviços micando (sic). Combinado com item 1, isto reduz e muito a LIQUIDEZ da economia, além de ajudar a aumentar super-endividamento e inadimplência, tanto de consumidores quanto empresas;

    2) Em paralelo ao que consta acima, com super-oferta, construtoras reduzem lançamentos e empregos no segmento. Nova redução do mercado consumidor e de dinheiro circulando na economia;

    3) Com grande perda de liquidez, combinada com super-endividamento e inadimplência anormais, bancos mantém juros elevados, em patamar recorde de distância em relação à SELIC, o que dificulta qualquer retomada do consumo ou de investimentos;

    4) Pessoas no DESESPERO e por necessidade de SOBREVIVER, vão gerando crescimento EXPONENCIAL em bicos, vendas de bens, cortes no orçamento e super-dependência de aposentados, gerando DISPARADAS em INFORMALIDADE, o menor patamar histórico em empregos com registro em carteira, ANOS acumulados de perda de vagas para pessoas com mais de 40 anos, perda de 1 milhão de vagas gerenciais na última década (pior nos últimos anos) e por fim, geração de empregos focados exclusivamente em quem ganha até 2 salários mínimos. Esta PROFUNDA DEGRADAÇÃO nos empregos, na renda e condição de sustento das famílias, mais uma vez leva a aumentos em super-endividamento e inadimplência, o que não combina com preços de imóveis COMPLETAMENTE FORA DA REALIDADE, o que só retroalimenta o ciclo acima, a partir do item 1.

    Não tem jeito, enquanto continuarem com diagnósticos completamente ERRADOS, apagando incêndio com gasolina através da manutenção e aumento dos SUBSÍDIOS ao setor imobiliário, aumentando cada vez mais suas DISTORÇÕES ABSURDAS, mais estarão por tabela destruindo economia e sociedade.

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • rpoa 17 de setembro de 2018 at 14:05

    o mar não anda para peixe. Muita coisa para vender e alugar e a população com menos recursos em caixa…

    todavia, pelo portal da transparência venho acompanhando a arrecadação de ITBI de Porto Alegre/RS,e, após quatro (4) anos de QUEDA, em 2018 (se computado de janeiro a agosto de cada ano) a arrecadação aumentou…..

    a maior queda tinha sido 2017…13,7% em termos reais (ajustado pelo IPCa), e agora em 2018 aumentou 11,1% nominal e 7,9% real (ipca de jan a jul é o mesmo do ano do 2017). será 2017 o fundo do poço????

    ITBI – JAN a AGO Crescimento IPCA Crescimento REAL
    2018 98,2 11,1% 2,94% 7,9%
    2017 88,4 -11,2% 2,94% -13,7%
    2016 99,5 3,6% 6,29% -2,5%
    2015 96,0 2,6% 10,67% -7,3%
    2014 93,6 2,3% 6,41% -3,9%
    2013 91,5 9,6% 5,91% 3,5%
    2012 83,5 15,8% 5,83% 9,4%
    2011 72,1 25,7% 6,50% 18,0%
    2010 57,4

    claro que se comparado com 2013 (em IPCA), ainda temos uma queda de 19,1% na arrecadação (e negócios)… será que vai começar a reverter???

    arrecadação 2013 91,50
    ipca 2014 a jul2018 32,6%
    atualizado 2013 121,37
    arrecadação 2018 98,21
    queda -19,1%

    10+
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 17 de setembro de 2018 at 14:07

      É zueira né?

      5+
    • Cesar_DF 17 de setembro de 2018 at 20:37

      rpoa
      Existe um delay entre a quantidade de vendas e e valor dos imóveis
      No EUA a quantidade de vendas atingiu um pico em 2005 e o vale foi no final de 2010

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 17 de setembro de 2018 at 14:07

    argentina esta tremendo com os vencimientos de lebacs de amanha terça feira, De los más de $400 mil millones de pesos que vencen este martes, $100 mil millones están en manos de bancos. Los otros $300 mil millones los tienen otros tenedores. em dolares sao 10 mil milhoes teoricos que vencem amanha, se a maioria de tenedores pedir as contas vai receber dinheiro á vista em pesos, e eles vai correndo procurar dólares, provocando uma corrida cambiaria desastrosa para a moeda argentina, que continuara derretendo…… o governo acha que vai ter uma demanda de 2400 milhoes de dolares por parte dos investidores …….. o governo sempre esta errado (disfarçam a realidade costume bem argentina) por isso da no que dá https://www.a24.com/economia/vencimientos-de-lebacs-estos-son-los-numeros-de-otro-supermartes-que-puede-preocupar-al-gobierno-09172018_HyB9tQpuX

    8+
    • avatar
    • avatar
    • DouglasteR 17 de setembro de 2018 at 14:51

      Haja pipoca.
      Grécia é o futuro do Brasil, Argentina é o amanhã.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lord of All 17 de setembro de 2018 at 16:26

        Não sei não.
        As causas das crises até são semelhantes, mas a Grécia faz parte da UE e a Argentina tem um povo “um pouco” mais intelectualmente desenvolvido que o da banânia.
        Por aqui, se ocorrer o que está se desenhando num futuro próximo, estamos mais para venezuela.

        22+
        • avatar
        • avatar
    • Nelson Schadenfreude 17 de setembro de 2018 at 17:17

      Diferença entre Brasil e Argentina: argentinos tem dívida em USD. Sobe o dólar, a situação fiscal piora, a fuga de capitais aumenta, pressionando ainda mais o dólar, e realimentando o ciclo.
      O governo brasileiro tem ativos em dólar. Se o dólar sobe, a dívida líquida cai. Além disso, as dívidas privadas em moeda estrangeira são em grande medida devidas por filiais de multinacionais (que não vão quebrar, pois devem à matriz) e por exportadores (que tem hedge no preço da sua produção).
      No curto prazo, o Brasil não é vulnerável a fugas de capital. Mas, se entrarmos na rota econômica bolivariana, aí está tudo perdido.

      35+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Nelson Schadenfreude 17 de setembro de 2018 at 17:31

        Em 2002, estávamos numa situação semelhante à dos hermanos. Chegamos a ter 50% da dívida do governo em dólar (os hermanos tem ~80% hoje). Tivemos que recorrer ao FMI.
        Dando o braço a torcer, uma das coisas boas que foi feita pelo ministério da Fazenda do 1o mandato do Lula (Palocci, Marcos Lisboa) foi praticamente acabar com a dívida do governo em dólar, aproveitando os ventos favoráveis da alta dos preços das commodities que exportávamos. Ao mesmo tempo, a medida reduziu o impacto do ganho de termo de trocas no Real (impediu valorização excessiva) e eliminou uma vulnerabilidade importante e histórica que tínhamos.
        E me lembro do Gustavo Franco falando contra. O panaca dizia ” porra, agora tá barato tomar em dólar. vamos nos endividar mais!”.

        Saudades do Malan…

        34+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Libertario 17 de setembro de 2018 at 15:13

    Rico 16 de setembro de 2018 at 18:44
    Libertário,
    Nunca fui adepto a causa esquerdista. Quando digo “justiça social” é dar condições para quem venha da miséria se desenvolver. Comida saúde e estudo. No liberalismo dos EUA as pessoas sabem para alimentar os homeless nas ruas. A comunidade do bairro se sente responsável por dar uma refeição digna para eles. Isso acontece em muitas cidades.
    Eu participei por muitos anos de ações sociais onde atendia uma vez por semana cerca de 70 pessoas. Alguns que tinham saído do crime, davamos tratamentos alternativos em uma igreja. Alguns no café antes conversavam comigo e a frase era sempre a mesma: saí do crime, mas a molecada não sai porque não tem perspectiva e não tem nada a perder. Quando saem para assaltar enche a cabeça de droga e sai para matar ou morrer. Inclusive eu parei de ir por motivos profissionais e porque estava ficando muito perigoso ir ao local, já que me deslocava de moto a noite.
    A única forma de acabar com a criminalidade é punição em curto prazo e educação a médio prazo. Passar a mão na cabeça de bandido e deixar a criança virar o “nem nem” é a formula para convulsão social.
    Quanto as armas a maioria não vai nem aderir. Tive armas minha vida inteira dentro de casa, carro em casa sempre teve arma embaixo no banco. Não imagine que depois que o Bolsonaro entrar haverá uma corrida as lojas de armamentos. Não vai mudar nada.
    Sobre o porte de armas releia o artigo que postou e veja que a definição é dúbia. Conheço pessoas que portam armas e são registrados como esportistas e nunca tiveram problemas.

    Sobre ser de esquerda o Money_Addicted insiste nisso, pois não concordo com algumas posições dele. É a polarização do país, onde um torce pelo afundamento do seu lado do barco, sem levar em conta que o barco todo vai naufragar, triste isso, tanto da esquerda como direita.

    Se precisa de um rótulo, me posiciono mais a centro-direita.

    Rico,
    Voce acredita que se posiciona mais centro direita, mas ja expressou por aqui seu descontentamento com condominios fechados no Brasil,e disse que isso de certa forma estimulava a violência.
    Com todo respeito, é um absurdo de causar inveja até ao Paulo Freire!

    Com relação a justiça social:
    Os paises que a população apresenta maior engajamento civico, coincidentemente são os paises mais livres economicamente. O que comprova que a “justiça social” não precisa e nem deve ser terceirizada para o governo.

    Sobre as armas:
    Precisar de um advogado para justificar o simples porte de armas, não lhe parece um dificultador para que mais pessoas possam ter o direito a sua auto defesa ?
    Porque usar do argumento que pretendem “distribuir armas para população” ?

    Politica:
    Voce disse que o grande problema do Brasil é o deficit e nenhum candidato tem proposta para isto, mas que o candidato que mais se aproxima seria o Amoedo.
    Então volto a perguntar:
    Que diferença voce viu na proposta economica do Amoedo para a proposta do Bolsonaro/Paulo Guedes ?

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 17 de setembro de 2018 at 16:42

    Alguém por aqui já se planejou em caso de se confirmar o cenário político que está se desenhando, e o Xiro ou o Andrade forem eleitos?
    (Estou considerando o pior cenário possível, Xiro dando moratória geral, metendo o loko no câmbio e na inflação; Andrade indultando o molusco e o colocando como ministro chefe etc.)
    Opções? (não vale abandonar o país e nem mandar grana pra fora).
    – dólar em espécie em casa?
    – ouro?
    Tenho pra mim que qualquer título de renda fixa vai virar pó com as medidas econômicas desses “jênios” aí.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • LZ 17 de setembro de 2018 at 16:51

      Se ciro ganha, pode comprar dólar até não querer mais.
      Se BTC não fosse tão volátil era uma boa tbm, pois segue o valor em Dolar.
      Porém o jeito é comprar Euro ou Dolar mesmo e esperar pelo fim.
      Não adianta comprar IPCA + 7.5% por exemplo, o Real vira pó e sua grana não vai servir nem para comprar uma passagem só de ida para fora do país.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Zé do Brejo 17 de setembro de 2018 at 16:58

      Secessão seria a solução.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 17 de setembro de 2018 at 17:08

      Dolar é tudo ou nada. Se um esquerdista ganha, vai a 5, 6 ou mais. Se um candidato de direita ganha , volta para uns 3.70 ou menos. Muito incerto. Quem ia imaginar Bozonaro esfaqueado 2 semanas atrás?
      Enfim, tô ficando quietinho com minha posição atual de LFTs. Não vão virar pó até o começo do segundo turno. Depois eu reavalio.

      Outra opção arriscada é comprar ações de empresas “imunes” ao problema fiscal (se é que existem). Exportadoras, empresas sem controle do governo. Vão oscilar, mas são ativo tangível, embora correlacionadas com dólar (VALE3, FIBR3, WEGE3, …)

      Mas, sinceramente, não fique assustado com medo de calote da dívida. Isso arrebentaria o sistema financeiro e você veria um impeachment relâmpago do PTista de plantão. O que um PT da vida faria seria aumentar a tributação antes de ter que encarar uma reforma tributária. Veríamos um pouco de desvalorização cambial e inflação, e aumento dos juros longos, mas as LFTs sofreriam menos.

      Outra sugestão? Compre imóveis. Quem compra terra não erra. Mas tem que conseguir um haircut de 50%…

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Nelson Schadenfreude 17 de setembro de 2018 at 17:10

        Errata: ” …aumentar a tributação antes de ter que encarar uma reforma FISCAL…”

        4+
        • avatar
      • Nelson Schadenfreude 17 de setembro de 2018 at 17:11

        Agora, se o Pochmann for nomeado ministro da Fazenda pelo PT, largue tudo que estiver fazendo e corra para o aeroporto.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 18 de setembro de 2018 at 07:25

          Nelson
          Na minha opinião, o Ciro seria pior que o Haddad para a economia.
          Ele tem aquela combinação perigosissima, semelhante a Dilma: acha que entende de tudo e está sempre certo.
          Já o Lula é desonesto, sabe que precisa mentir para ganhar o poder mas que não pode matar a vaquinha
          O PSDB soube cuidar muito melhor da vaquinha, pois os planos deles era de um gradualismo para o socialismo.
          Álvaro Dias, Amoedo e Bolsonaro seriam os desruptivos

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • tmarabo 18 de setembro de 2018 at 10:33

            essa história de gradualismo é piada. até o olavo de carvalho já disse pra pararem de ver socialista fabiano “até embaixo da cama”.
            o papo de psdb gradual e fabiano é papo eleitoral.
            “Álvaro Dias, Amoedo e Bolsonaro” são disruptivos??? alvaro dias esteve no psdb até 2015 e só saiu pois queria ser presidente, se o psdb lhe desse candidatura, seria tucano até hoje. pelo mesmo motivo o bolsonaro saiu do PP em 2014, senão estaria no PP até hoje.
            pra quem acredita em gradualismo e fabianismo, o amoedo tem muitas características de “seguir a nova ordem mundial”.
            ou seja, não há NADA de disruptivo nestes, até porque “disruptivo”, gradualismo e fabianismo são BALELAS para explicar por que não se deve votar no PSDB se os tucanos têm agenda econômica parecida com a que o Bolsonaro DIZ que tem.

            5+
            • avatar
          • Paulo Avelar 24 de setembro de 2018 at 23:01

            Com certeza vc não entende como funciona a organização econômica e política do Brasil e principalmente de economia brasileira, pois comparar o Ciro que tem uma uma estrutura de raciocínio em economia e direito a toda prova com aquele “poste estocador de vento” que é a Dilma, com certeza é porque vc não conhece o Ciro, nunca ouviu uma entrevista dele ou debate e nunca teve acesso a algum conhecimento técnico em economia e direito, além da formação econômica do Brasil, na qual o Ciro é o único entre jornalistas e políticos que sabe a história do Brasil na ponta da língua.Sou cearense e posso garantir com toda certeza que ele foi o administrador público mais competente que o meu estado já teve. Se vc acha que o Ciro enrola como a Dilma é pq vc não entende nada sobre economia, politica ou história do Brasil.

            1+
            • Carlos 25 de setembro de 2018 at 00:34

              O sonho do pessoal de elite no Ceará continua sendo estudar em Harward?
              Coronéis com diploma 😀

              0
  • Knolan 17 de setembro de 2018 at 17:19

    Libertario

    Com relação a justiça social:
    Os paises que a população apresenta maior engajamento civico, coincidentemente são os paises mais livres economicamente. O que comprova que a “justiça social” não precisa e nem deve ser terceirizada para o governo.

    Seria preciso definir o que é engajamento cívico.
    Os EUA são considerados o 8o país mais livre economicamente, e mais de 40% dos eleitores registrados nem votaram na última eleição. Voto, para mim, é a mais importante forma de engajamento cívico que existe, mas talvez existam outras formas de avaliar isso.

    Eu compartilho a ideia de que condomínios podem, em última analise e no longo prazo, contribuir com a violência. Um condomínio isola a elite, que, de certa forma, conduz um país. Ao isolar-se atrás de muros, acontece uma desconexão com o que acontece com o restante da população. Muito parecido com um rei que, por viver isolado, só descobre o grau de descontentamento da população quando derrubam os portões do castelo.

    Por isso sou pessimista quanto ao futuro da humanidade, e não apenas no Brasil. A renda continuará a se concentrar, as diferenças sociais vão aumentar, com a proliferação da tecnologia vai aumentar mais ainda, e, historicamente, quando muito poucos tinham uma quantidade absurda da riqueza de uma sociedade, isso só foi alterado via revolução e guerras. E nesse processo, muito da própria riqueza e prosperidade criada é destruída. Pode demorar mais tempo ou menos tempo, mas esse tempo invariavelmente chega. Quando os donos da riqueza são espertos, tratam logo de dividí-la antes de encontrarem a guilhotina, e dessa forma podem ainda reter grande parte para si. É o caso clássico das monarquias européias modernas, que tomaram o poder na base da violência, mas trataram de abolí-la, para não serem vítimas do mesmo processo que lhes deu esse poder.

    Mas hoje vivemos em um mundo de S/A. Tirando alguns poucos bilionários que entenderam para onde o mundo vai, boa parte da elite, nós inclusos, não acredita que esse dia chegará. Mesmo que você seja um mago do mercado de capitais, que tudo na sua vida inspire e transpire capitalismo como Paul Tudor Jones, que fez bilhões no mercado, ao d izer que as fortunas precisam ser taxadas fortemente você será chamado de comunista, socialista, ou qualquer outro ista de forma pejorativa. Não importa que sua única preocupação seja simplesmente a sobrevivência e bem-estar de suas próprias gerações futuras.

    Esse é um exemplo do problema da polarização. Você pode ser um expoente do capitalismo. Se falar (com enorme conhecimento, diga-se de passagem) que isso não funciona, fica mais fácil te rotular de inimigo e tampar os ouvidos do que estudar sobre o que você está falando. Afinal, estudar dá trabalho, e brasileiro é preguiçoso pra caralho

    Então, em resumo: Não, não vai.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 17 de setembro de 2018 at 17:43

      A singularidade vai chegar, mas demora umas décadas. E, como a população da maior parte do mundo com renda alta ou média está em trajetória de estabilização e posterior redução (EUA, Europa, Japão, Canadá, Austrália, Rússia, China, América Latina, Sudeste Asiático), vai levar um tempinho. A miséria vai estourar primeiro nos países miseráveis que ainda estão com explosão demográfica (África, principalmente), onde a situação é sem esperança.
      O reflexo do que você fala acima começa a aparecer nas crises imigratórias dos países desenvolvidos.

      7+
      • avatar
      • avatar
    • Zé do Brejo 17 de setembro de 2018 at 17:46

      Sabe Knolan é legal, é bonito, é poético, mas não funciona. A injustiça social existe desde quando o primeiro macaco “aprendeu” usar um pedaço de osso e deu uma porretada na cabeça do que ainda não tinha aprendido. Seria bonito se fosse diferente, mas não é, somos egoístas e não é papel do estado mudar a natureza. O que os libertários defendem é que quanto mais liberdade você tiver, maiores serão suas chances.
      A injustiça social é uma característica humana, não mudaremos isso nem em + 5k anos. Exemplo do que estou dizendo: O traficante ganha muito dinheiro e a favela continuará sendo SEMPRE uma favela? Ele age apenas para os interesses dele, ele não melhora a vida das pessoas, quem quiser melhorar de vida que saia de lá e pare de estar sujeitas aquele bandido. Não existe outro caminho.
      Querer justiça social é o mesmo que querer que o seres humanos não cometam assassinatos, seria ótimo, mas isso nunca vai acontecer, infelizmente.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Knolan 17 de setembro de 2018 at 18:32

        Concordo 100% Zé.
        Você só fez uma constatação. Eu fiz outra. Quando uma parte grande o suficiente leva uma vida indigna, temos uma revolução. Ou controla-se a população na base da bala e do terror, o que destrói a produção de riqueza.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • socrates 17 de setembro de 2018 at 19:52

        Escandinavos, canadenses e alguns asiaticos nao deixam a afirmacao da “desigualdade natural” perdurar… E mesmo na America do sul. Uruguai, Chile (excecao) e Argentina (ainda) sao bem melhores que os.vizinhos. E bem menos desiguais.

        5+
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 17 de setembro de 2018 at 22:55

          Exato socrates, não é favelizando o Canadá, Escandinavos ou EUA que vai diminuir a desigualdade. Por isso eles controlam muito bem suas fronteiras. É com trabalho, geração de riqueza e desburocratização que se ajuda a criar um ambiente favorável para diminuir as desigualdades sociais.

          9+
          • avatar
          • avatar
      • DAN 23 de setembro de 2018 at 20:23

        Pera aí colega. A ideia não é eliminar, é minimizar essas questões. Compare quantos homicídios há no Japão e qua tia há no Brasil e Suécia. Se chegarmos a ser um Japão no número de homicídios, estará lindo!!

        0
    • Libertario 17 de setembro de 2018 at 18:06

      Knolan,
      O engajamento civico que me referia era sobre a caridade. Os paises mais livres economicamente são os mais caridosos.
      Taxar grandes fortunas não deu certo em nenhum lugar do mundo. Aumentar impostos sobre os ricos é uma medida economicamente destrutiva.
      Desconfie dos grandes empresarios/investidores que sugerem mais impostos. Certamente eles querem menos concorrentes e mais proteção.

      Como bem explicou Thomas Sowell:

      No mundo real, só é possível confiscar a riqueza que já existe em um dado momento. Não é possível confiscar a riqueza futura; e é menos provável que essa riqueza futura seja produzida quando as pessoas se derem conta de que ela também será confiscada.
      Na indústria, no comércio e nos serviços, as pessoas também não são objetos inertes. Os industriais, por exemplo, e ao contrário dos agricultores, não estão amarrados ao solo de nenhum país. Os financistas são ainda menos amarrados à sua terra, especialmente hoje, quando vastas somas de dinheiro podem ser enviadas eletronicamente, a um simples toque no computador, a qualquer parte do mundo.
      Aqueles que sabem que serão o alvo preferencial dos futuros confiscos podem imaginar o que está por vir e, consequentemente, agir de acordo — normalmente, enviando seu dinheiro para o exterior ou simplesmente saindo do país.

      E conclui:

      Entre os ativos mais valiosos de qualquer país estão o conhecimento, as habilidades práticas e a experiência produtiva — aquilo que os economistas chamam de “capital humano”.
      Quando pessoas bem-sucedidas e com um grande capital humano deixam o país […] haverá um estrago duradouro na economia desse país.
      As políticas confiscatórias de Fidel Castro fizeram com que vários cubanos bem-sucedidos fugissem para a Flórida, vários deles deixando grande parte da sua riqueza física para trás. Mesmo refugiados e completamente destituídos, eles cresceram e voltaram a prosperar na Flórida, tornando-se uma das comunidades mais ricas daquele estado. Já a riqueza que eles deixaram para trás em Cuba não impediu que as pessoas de lá se tornassem indigentes no governo de Fidel. A riqueza duradoura que os refugiados levaram consigo era o seu capital humano. A riqueza material que ficou para trás foi consumida e não foi replicada.

      Trecho retirado deste artigo: https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2740
      (Quatro consequências inesperadas de se aumentar os impostos sobre os mais ricos).

      Sobre a questao dos condominios fechados :
      Condominios fechados existem em varios paises do mundo! EUA e EUROPA principalmente.
      Ou voce acha que o Cristiano Ronaldo por exemplo não mora em um ambiente mais privado ?
      Por culpa do marxismo cultural estamos cada vez mais enterrados na cultura da INVEJA.
      E para isso eu deixo esse video curto (2 min) porem sensacional da inesquecivel AYN RAND
      AYN RAND (A era da inveja)
      https://www.youtube.com/watch?v=gaA_nlho6Kw

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Knolan 17 de setembro de 2018 at 19:08

        Eu entendo os argumentos Libertário, o que não significa que concorde com eles.
        Dizer que um bilionário que defende taxar fortunas só quer eliminar a concorrência (uma vez que a teoria da inveja não cola nesses caras), para mim, é uma crítica preguiçosa de uma ideia. E pior, um ad hominem
        Mas no fim, como o Nelson fala, isso é sexo dos anjos. Que cada um viva, vote e invista como manda sua consciência. Só não vale investir em tijolos =)

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Libertario 17 de setembro de 2018 at 20:25

          Knolan
          No caso do Paul não sei quais os motivos o levam a pensar que a taxação de grandes fortunas possa ser uma boa alternativa para resolver o problema da desigualdade. Será que darmos ainda mais dinheiro para os governos/burocratas é mesmo o melhor caminho?
          O inferno está cheio de boas intenções.
          Entre a opinião, simploria diga-se de passagem, de um bilionário de fundos de risco (que acha que a obsessão pelo lucro é um problema) contra todo o embasamento que a escola austríaca nos oferece de suporte, permitindo vislumbrar as consequências desses pensamentos ao longo da historia, prefiro ficar com a escola austríaca.

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Knolan 17 de setembro de 2018 at 21:00

            Não acho que seja a bala de prata Libertario.Pelo contrário. É mais uma observação pessoal, de que eu não me importaria de pagar mais imposto de renda do que minha empregada, e considero um modelo progressivo justo. E se deixar 10 milhões de dólares pros meus filhos, não me importaria de ser taxado em 30% disso (desde que soubesse ser bem aplicado), porque além de 7 milhões de dolares, eu deixaria a eles a melhor educação que o dinheiro pode comprar. Se eles se ferrarem numa situação dessas, então eu fui um lixo de pai e eles tem mais é que se ferrar mesmo.

            Conheço pouco, mas o que conheço, gosto muito da escola austríaca.
            Mas também no libertarianismo existe coisa errada… correto?
            Lembro de um artigo que li, acho que uns 4 anos atrás no Mises, onde o cabra defendia que até os tribunais deveriam ser privados, e discorreu belamente, citando autores de todas as estirpes, sobre por que isso funcionaria e por que as pessoas e empresas iriam utilizar apenas os tribunais com as decisões mais justas, e os tribunais injustos iriam à falência. Ri alto. Uma proposta dessas é de uma ingenuidade, utopia ou má-fé que eu só vi antes nos discursos da extrema esquerda

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Libertario 17 de setembro de 2018 at 21:15

              O problema é que na prática, quem tem renda retira ela do país ao aumentarem os impostos, diminuindo investimentos (que é o que gera riqueza) e segundo, você deixaria o dinheiro na mão de burocratas/governantes que certamente estão mais preocupados com os interesses deles.
              Sobre a questão de justiça privada isso não faz parte da escola austríaca (que defende o minarquismo).
              Essa é uma teoria anarco capitalista, da qual não concordo, mas também não vejo problemas.

              6+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
            • Cesar_DF 17 de setembro de 2018 at 21:26

              Justiça esportiva é PRIVADA
              Para ter justiça privada seria só tirar a cláusula de monopólio do tribunal arbitral

              7+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
      • Paulo Avelar 30 de setembro de 2018 at 01:11

        Todo mundo sabe que , por exemplo, na escandinávia inteira (Noruega, Finlândia, Suécia etc) o imposto de renda mínimo para grandes fortuna é colossal alíquota de 50% da renda, se a Escandinávia inteira não deu certo,com esse maga blaster IGF, não sei o que é dar certo para vc, então….

        0
    • Cesar_DF 17 de setembro de 2018 at 20:47

      (FRONTEIRAS DE PAÍSES – PORTÕES DE CONDOMÍNIOS – PORTAS DE CASAS) ” podem, em última analise e no longo prazo, contribuir com a violência.”
      TÁ ÇERTU
      Forte correlação estatística entre violência só existe com o fator IMPUNIDADE, não conheço nenhum outro fator que tenha uma correlação estatística tão grande como esse

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Knolan 17 de setembro de 2018 at 20:52

        Deve ser o fator mais relevante mesmo.
        Mas certamente não o único.
        Honolulu – Havaí, tem uma das menores taxas de solução de crimes no EUA, mas a criminalidade vem caindo consistentemente.
        Sabe o que tem mudado? A distribuição da renda local kkkk
        E pior que não, não estou brincando

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 17 de setembro de 2018 at 21:02

          Existem outros fatores
          Devido a mudança na legislação, 45% das residências no Hawaii tem uma arma.

          16+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Libertario 17 de setembro de 2018 at 21:08

          Curioso hein.
          Se puder passar a fonte para olharmos os dados.
          Por aqui tivemos o resultado inverso.
          Aumento na distribuição de renda e aumento de crimes.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 17 de setembro de 2018 at 21:20

            Jim McMahon/Mapman®
            SOURCE: Injury Prevention, 2013 data

            4+
            • avatar
            • avatar
          • Cesar_DF 17 de setembro de 2018 at 21:21

            5+
            • avatar
            • avatar
            • Libertario 17 de setembro de 2018 at 21:24

              Me referia a distribuição de renda com diminuição de criminalidade.

              3+
              • avatar
              • Cesar_DF 17 de setembro de 2018 at 21:29

                Ahhh, desse não tenho dados
                Sei que por exemplo, o índice GINI melhorou nos últimos 20 anos no Brasil e a violência disparou.
                Sei que o índice GINI piorou muito na China, mas as pessoas estão mais felizes e prósperas.
                Sei que o país que tem o melhor índice GINI, ou seja, a menor desigualdade é a Coreia do Norte, seguido por Cuba e Venezuela

                12+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
              • Cesar_DF 17 de setembro de 2018 at 21:37

                Desigualdade como causa dos problemas foi uma falácia criada pelos JACOBINOS, os criadores do REGIME DO TERROR.

                Na Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão de 1789 a palavra igualdade não é citada nenhuma vez, mas a palavra liberdade é utilizada 3 vezes. É uma constituição do tipo libertarianismo minárquico.

                Os jacobinos (os que se sentavam a ESQUERDA no parlamento) é que 3 anos depois, inspirados por Rousseau, fizeram aquela merda toda na França

                10+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
          • Knolan 18 de setembro de 2018 at 08:59

            Eu tinha feito a busca na hora. Como EUA tem estatísticas um pouco mais confiáveis, busquei os lugares com pior taxa de solução de crimes. Veio uma lista com alguns lugares conhecidos por sua violência, e alguns que nunca imaginei, como Honolulu. Busquei as taxas de crimes e vi que vinha caindo. Busquei por equality e gini Index e veio o histórico. Não salvei as páginas, muitas acessei via Wikipédia, que deram o acesso a fontes externas.
            Muito bom isso das armas, não sabia. Vale levantar os dados no tempo

            3+
            • avatar
            • avatar
    • tmarabo 18 de setembro de 2018 at 10:38

      o Knolan deveria postar essas baboseiras em blog de extrema esquerda e não ficar poluindo por aqui…..

      6+
      • Knolan 19 de setembro de 2018 at 21:56

        É que eu ganhei muito dinheiro com o oceano de melhorias do Temer, aí fiquei com tempo livre 😉

        4+
  • Zé do Brejo 17 de setembro de 2018 at 18:02

    Estava vendo que a grande maioria dos atores/atrizes da globo estão em campanha contra o Bolsonaro.
    Será que é porque a lei Rouanet corre perigo?

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Knolan 17 de setembro de 2018 at 19:09

      A maioria já tem inclinações esquerdistas. A Rouanet é só pra reforçar kk

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 17 de setembro de 2018 at 21:08

    Smartmatic a empresa Venezuelana que fabrica as Urnas Eletronicas Brasileiras.
    https://www.youtube.com/watch?v=i_yrQdB2twA https://es.wikipedia.org/wiki/Smartmatic#El_Salvador_2018
    A FRAUDE ELEITORAL EM 2014. EXPLICADO COMO FIZERAM A FRAUDE.
    https://www.youtube.com/watch?v=XcOe5Mn9ZKA

    6+
    • avatar
  • Dr. Estranho 17 de setembro de 2018 at 21:08

    Capital nao corrige problemas e nem passa por cima deles. Apenas contorna-os.

    6+
    • avatar
    • avatar
  • MARK 17 de setembro de 2018 at 21:20

    Sobre o tópico, gostei dos 25%:
    “Identificamos redução de cerca de 25% no preço do aluguel nos últimos 4 anos.”
    Muito embora seja muito perceptível a queda no valor dos aluguéis, os imóveis à venda resistem o que podem ou que não podem para não baixar o preço. Aqui em Santos vejo os apartamentos baixando entre 1 e 5% em média, são diminuições pequenas, mas vão se repetindo aos poucos. Porém as casas resistem, não cedem fácil no preço. Qualquer choupana custa, pelo menos, entre 800 e 1,5kk. Como está a queda no preço das casas na região de vocês?

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 18 de setembro de 2018 at 00:38

      os preços pedidos são altos, mas negociados abaixo.. Minha família está negociando um por 24% abaixo do divulgado pela imobiliária em floripa. Os corvos tentam valorizar áreas próximas chamando de “Nova Campeche”, “Pedra Branca”, “Nova Biguaçu…”…

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 17 de setembro de 2018 at 21:33

    e com qualquer presidente de esquerda em quanto ficaria o preço dessas casas daqui a 5 anos? 800 milhoes?? 900 milhoes??? estilo venezuela ……. 10 milhões até faz 3 semanas foi o preço dum frango mais esquerda Brasil vai para a merda dolares vai voar …… com certeza …

    3+
  • indiobolhista 18 de setembro de 2018 at 00:31

    bom dia rojos caminho da bananazuela preços cuidados kkkkkkkk esses idiotas preocupados com os funcionarios fiscalizadores para cuidar dos preços ….. nem sabem que merda é livre mercado lei de oferta e demanda https://www.argentina.gob.ar/precios-cuidados https://www.youtube.com/watch?v=xlpJITvJQxw

    6+
    • avatar
  • Cesar_DF 18 de setembro de 2018 at 07:33

    Imóveis são abandonados em condomínio vizinho a local da chacina do Cabula
    Moradores denunciam medo diante de traficantes e contam que após a chacina, há sentinelas armados

    À primeira vista, as placas de “vende-se” e “aluga-se” espalhadas em condomínios residenciais que margeiam o Horto Florestal de Mata Escura podem nem chamar a atenção. Mas, do lado de dentro, cresce o número de apartamentos abandonados, à espera de compradores. Três anos após a Chacina do Cabula – em que 12 pessoas foram mortas por policiais militares, em fevereiro de 2015 –, os imóveis do entorno são oferecidos a valores abaixo do mercado – mesmo assim, não se acha compradores. Por conta do tráfico de drogas que toma conta da região, há pelo menos dez imóveis vazios.

    https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/imoveis-sao-abandonados-em-condominio-vizinho-a-local-da-chacina-do-cabula/

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 18 de setembro de 2018 at 08:27

      isso mostra a relação demanda e a demografia no “mercado” imobiliário.
      são 10 imóveis desvalorizados abandonados e 12 pessoas mortas (4 imóveis a menos).

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Marcio 18 de setembro de 2018 at 08:41

    https://www.oantagonista.com/brasil/centrao-deve-trocar-alckmin-por-bolsonaro/
    Como diz o ditado: os ratos são sempre os primeiros a abandonar o barco.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 18 de setembro de 2018 at 10:43

      vão se dividir entre bolsonaro e malddad.
      mas se o centrão passar a apoiar bolsonaro e malddad, veremos evaporar a narrativa de “centrão malvado” apoia o alckmin, e veremos narrativas do tipo “se o centrão apoia bolsonaro e malddad então estes candidatos não são radicais”.
      a narrativa do centrão, que usa o apoio do centrão como algo ruim ao alckmin, agora vai virar “legitimador” de bolsonaro e malddad, aguardem só.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 18 de setembro de 2018 at 11:02

        Boa análise tmarabo, vamos aguardar e acompanhar isso aí 😉

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Alemon Fritz 18 de setembro de 2018 at 14:15

          imaginem então nessa lógica qual será o apoio do FH C e do Temehroso. Eles podem apoiar o XVII e afundar o barco dele..

          5+
          • avatar
          • avatar
          • tmarabo 18 de setembro de 2018 at 14:39

            FHC e Temer só funcionam em bastidores – e olhe lá – ou quando falam bobagem para afundar. Para “fazer o bem” eleitoralmente a influência deles é muito pequena. Ou seja, quando falam bem não favorecem mas quando falam bobagem prejudicam.

            6+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Alemon Fritz 18 de setembro de 2018 at 16:51

              só esperando o THC fazer-falar alguma bobagem esquerdista e ainda beneficiar o XVII e afundar o Walkin ou botoxdad… kkk

              5+
              • avatar
              • avatar
  • Dr. Estranho 18 de setembro de 2018 at 08:55

    Zé do Brejo

    Secessão seria a solução.

    6+
    • avatar

    A questao eh: quem ira pegar em armas?

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Loucodf 18 de setembro de 2018 at 09:05
    • Saporetti 18 de setembro de 2018 at 09:21

      só para assinantes do Bobo 🙁

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Loucodf 18 de setembro de 2018 at 10:10

        Rapaz, não sou assinante.
        Acho que eles deixam ver 1 artigo do site por IP.
        Algo assim.
        Acabei lendo.

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • fanfarraum 18 de setembro de 2018 at 10:19

          Carl Jensen teve o que chama de “despertar” em 2012.

          Ele trabalhava como engenheiro de software em um subúrbio de Denver, no Colorado, escrevendo códigos para um dispositivo médico. O emprego era de alta pressão: ele tinha que documentar todos os passos para a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA, e um erro de codificação poderia levar a danos ou até mesmo à morte dos pacientes.

          Jensen ganhava cerca de US$110 mil por ano e tinha benefícios, mas o estresse não parecia valer a pena.

          Depois de um dia de trabalho especialmente brutal, ele fez uma pesquisa on-line: “Como me aposentar mais cedo?” E seus olhos se abriram. Ele conversou com a esposa e elaborou um plano: reduziram drasticamente as despesas e economizaram uma parte considerável de sua renda nos cinco anos seguintes, até que seu patrimônio líquido chegasse a cerca de US$1,2 milhão.

          Em 10 de março de 2017, Jensen ligou para seu chefe e deu o recado após 15 anos na empresa. Ele não estava exatamente desistindo. Havia se aposentado. E tinha 43 anos.

          Embora a história de Jensen possa parecer excepcional, ele faz parte de um crescente movimento de jovens profissionais que estão bastante concentrados na ideia de abandonar seus empregos para sempre.

          Hackeando o seu caminho para a aposentadoria

          Vários integrantes da geração do milênio estão abraçando o chamado movimento FIRE – a sigla significa independência financeira e aposentadoria cedo – vendo-o como uma saída para um trabalho que suga sua alma e rouba seu tempo e para uma economia alimentada pelo consumismo.

          Os seguidores do FIRE tendem a ser homens e a trabalhar na indústria de tecnologia.

          Grande parte da conversa em torno do FIRE, em quadros de avisos do Reddit ou blogs como o Mr. Money Mustache, gira em torno de cortar gastos: estratégias para aumentar a taxa de poupança para os consagrados 70%, dicas de viagens baratas por meio de cartões de recompensas de companhias aéreas, maneiras de economizar centavos no mercado.

          Alguns praticam “lean FIRE” (frugalidade extrema), outros “fat FIRE” (mantendo um padrão de vida mais normal enquanto poupam e investem), e ainda outros “barista FIRE” (trabalhando meio período na Starbucks depois de se aposentar, para aproveitar o seguro saúde da empresa). Estar em “firing” é cortar as despesas para maximizar a poupança, ao mesmo tempo em que acumula investimentos que gerem renda suficiente para se sustentar. Ser “fired” é ter alcançado esse objetivo.

          – Muitas pessoas pensam que você é um hippie new-age – diz Jensen, que vendeu sua casa de quatro quartos e quatro banheiros, descobriu uma residência mais modesta e ampliou as contas para a aposentadoria enquanto estava se preparando. – Eles não conseguem sequer pensar no assunto.

          Na aposentadoria, Jensen, sua esposa e as duas filhas vivem com cerca de US$40 mil por ano gerados por investimentos. Como sua esposa trabalha, eles ainda podem se valer desse dinheiro. É uma vida rica em tempo, mas curta em luxos: os mantimentos são comprados na Costco e os reparos no carro e na casa são feitos por ele.

          – As pessoas sempre assumem que há uma circunstância externa: ‘você deve ter recebido uma herança’. Escolhemos viver muito abaixo de nossos meios. Isso em si é uma ideia radical – diz Jensen.

          Igualmente radical é sair da força de trabalho em seus 30 ou 40 anos, um período da vida em que homens e mulheres estão normalmente melhorando em suas carreiras ou, com menos felicidade, suportando a rotina diária de pagar as contas.

          Jason Long, farmacêutico da área rural do Tennessee que se aposentou no ano passado aos 38 anos, conta que seu pai teve dificuldade em entender por que ele não podia continuar a trabalhar e receber seu salário de US$150 mil.

          Mas Long explica que estava profundamente infeliz no emprego, onde, ao longo de sua carreira, testemunhou o aumento vertiginoso dos custos dos medicamentos, pessoas doentes que lutavam contra as seguradoras de saúde, a prescrição excessiva de opioides e a crise do vício. Seus clientes, zangados e financeiramente sobrecarregados, muitas vezes atacavam as pessoas atrás do balcão.

          PUBLICIDADE
          – Havia dias em que tinha turnos de 12 ou 14 horas e nem usava o banheiro, não comia, porque havia muito trabalho acumulado – diz Long.

          Como Jensen, Long havia economizado uma parte considerável de sua renda na década anterior, junto com a esposa tinha uma casa paga e uma carteira de investimentos no valor de pouco mais de US$1 milhão. Por que continuar assim?

          – A realidade é que os números me ajudam. Não faz sentido encher mais a conta bancária neste momento fazendo um trabalho que me deixa infeliz todos os dias.

          Por que eles odeiam trabalhar?

          Uma das bíblias do movimento FIRE, “Your Money or Your Life” (Seu dinheiro ou a sua vida), que ensina os leitores a reduzir os gastos e a valorizar o tempo (ou “energia da vida”) sobre o ganho material, foi publicada em 1992.

          No entanto, Vicki Robin, que escreveu esse guia financeiro com Joe Dominguez, explica que a multidão FIRE é uma espécie diferente daqueles seguidores dos anos 1990.

          – Nosso objetivo não era apenas ter um monte de pessoas que deixassem seus empregos. Nosso objetivo era reduzir o consumo para salvar o planeta. Nós atraímos pessoas que tinham uma vida simples há muito tempo, religiosos, ambientalistas – afirma Robin.

          Os defensores do FIRE são, ao contrário, “muito orientados para os números, fascinados pelas minúcias de impostos e da contabilidade”, diz ela.

          Por que eles estão tão determinados a abandonar a força de trabalho?

          Segundo ela, tem a ver com ter controle:

          – O trabalhador nesta economia tem muito pouco senso de controle sobre sua existência. As pessoas são dispensáveis. Você é jovem e olha para frente e diz: ‘O que esperar do futuro?’

          Isso descreve com precisão como Kristy Shen e Bryce Leung se sentiam. O casal de Toronto tornou-se quase uma celebridade quando se aposentou de seus empregos em tecnologia em 2015 para viajar o mundo em tempo integral. Eles tinham 30 e poucos anos na época.

          O momento de despertar de Shen aconteceu quando ela viu um colega de tecnologia da informação entrar em colapso em sua mesa depois de passar 14 horas trabalhando todos os dias. Antes disso, por vários anos, ela e Leung, seguindo o caminho traçado por seus pais, tentaram comprar uma casa no pujante mercado imobiliário de Toronto. No entanto, explica Shen:

          – Não importava o quanto você tivesse economizado, aquilo era apenas um objetivo que continuava se distanciando. E eu só ficava vendo as pessoas estressadas pagando suas hipotecas.

          Embora tivessem bons estudos e empregos bem remunerados no setor tecnológico em expansão, Shen e Leung enfrentavam as ameaças da terceirização e da inteligência artificial e não tinham esperança de contar com uma aposentadoria.

          Ao mesmo tempo, seus empregos eram exaustivos. Em vez de se prenderem a uma hipoteca cara e, portanto, a empregos de muita pressão, o casal decidiu colocar seu dinheiro em uma carteira de investimentos e sair em paz.

          – Os manuais que nossos pais nos deram são conselhos perfeitos para 1970. Precisamos jogar fora essas regras e escrever novas – diz Shen.

          Leung falou dos desafios que sua geração enfrenta de maneira mais direta.

          – Não temos mais um emprego que cuida de nós. Precisamos nos cuidar sozinhos – explica.

          25+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Loucodf 18 de setembro de 2018 at 10:23

            Mandou bem!

            10+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • tmarabo 18 de setembro de 2018 at 10:46

            “elaborou um plano: reduziram drasticamente as despesas e economizaram uma parte considerável de sua renda nos cinco anos seguintes, até que seu patrimônio líquido chegasse a cerca de US$1,2 milhão.”

            ou seja, se aposentar cedo só serve pra quem sabe poupar pesadamente. não é pro brasileiro.
            mas estas experiências deveriam ser ensinadas no Brasil. o brasileiro médio não conseguirá nunca economizar parte considerável de sua renda, mas se conseguíssemos fazer boa parte do povo 666 conseguir viver sem dívidas teríamos um país mais próspero.

            24+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Alemon Fritz 18 de setembro de 2018 at 11:01

              o cara se diz anticapitalista e anticonsumista… mas guardou grana e trabalhou feito condenado 5 anos.. e agora está “aposentado” kkk ainda está no sistema.

              20+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Pedro de Lara 18 de setembro de 2018 at 11:13

                E imagino um monte de millennial por aí tentando fazer a mesma coisa acreditando que vai dar certo. “Se deu pra um, claro que pra mim também vai dar!”. Vai dar sim abiguinho. É verdade esse bilete.

                Um Millennial por natureza costuma ser tão hedonista quanto um hippie. Adoram gadgets tecnológicos que custam uma fortuna e não conseguem viver sem isso. Precisam ostentar, logo dificilmente irão poupar um tostão. Por conta disso são geralmente os mais esmagados por faturas de cartões e renegociar dívidas para eles virou clichê.

                Muitos também vão pelo fator psicológico: “Pra quê vou aposentar cedo, sendo que o ‘prime time’ da minha vida é agora, nos early/late 20s?”. Aí o cabra desiste e prefere caçar pokémons achando que está tudo lindo e maravilhoso em sua vida com filtro de instagram.

                Há pontos fora da curva? Sim, de fato! Mas pra maioria, principalmente sob a realidade bananense, só resta um grande “Não, não vai.”

                21+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • DouglasteR 18 de setembro de 2018 at 11:15

                  Direto eu falo isso. Quando procura Pokemon durante o dia, geralmente é NEM NEM. Claro que tb tem exceções, mas a regra não falha.

                  8+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • Pedro de Lara 18 de setembro de 2018 at 11:40

                    Esse povo é meio natimorto mesmo.
                    O que me deixa chateado é que uma parte bem razoável deles é desse jeito. Procriarão e terão gerações piores até conseguirmos melhorar de novo dobrando a curva sabe-se-lá quando.

                    5+
                    • avatar
          • Parcelinha 24 de setembro de 2018 at 20:21

            Muito interessante, ouvi esse termo FIRE há alguns anos já em alguns blogs pequenos, praticamente desconhecidos, de um pessoal que publicam suas carteiras, estratégias, como aa40, sir365, alem da poupança. As vezes quando vejo já perdi horas lendo. Aqui também, já escapei de fazer algumas besteiras financeiras.

            1+
        • Cesar_DF 18 de setembro de 2018 at 10:25

          Loucodf
          Instale o “NoScript” no Firefox que dai a Globo e UOL não irão bloquear sua leitura.

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Libertario 18 de setembro de 2018 at 15:34

            Existe alguma alternativa para os textos do site clicrbs ?
            Esse não funcionou.

            1+
    • Alemon Fritz 18 de setembro de 2018 at 09:29

      LEIA MAIS:

      Millenials: geração imediatista que não liga para a aposentadoria. (globo)

      Meu irmão e minha irmã estão fazendo isso, pegaram a grana que minha madrasta herdou e agora estão queimando patrimônio de metade da herança deles, fazendo dívidas novas com patrimônio antigo

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Alemon Fritz 18 de setembro de 2018 at 09:47

      conheço anticonsumistas e anticapitalistas que têm ONGs girando 1,5milhoes ao ano e que vão a França e Holanda todo ano..beber uma champagne anticapitalista. Outro anticapitalista e ambientalista recebe grana da Pretobraz

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Godinez 18 de setembro de 2018 at 14:04

        Conheci um na época da faculdade (namorava uma garota que morava na república da minha namorada), que era militante do PSOL e levava chocolate Godiva para o jantar (foi quando eu soube que isso existia), detalhe, comprado com a grana do papai capitalista malvadão diretor de multi-nacional!

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • desplein 18 de setembro de 2018 at 11:35

      “Igualmente radical é sair da força de trabalho em seus 30 ou 40 anos, um período da vida em que homens e mulheres estão normalmente melhorando em suas carreiras ou, com menos felicidade, suportando a rotina diária de pagar as contas.”

      O que eu vejo é o contrario… homens e mulheres NORMALMENTE suportando a rotina diária de pagar as contas e ALGUNS melhorando em suas carreiras.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 18 de setembro de 2018 at 13:25

      Frouxos e burros. É uma questão de tempo até serem obrigados a voltar ao mercado de trabalho por necessidade.

      É realmente odioso ter que ser escravo do trabalho mesmo (e especialmente quando está) ganhando bem. Aí neguinho não aguenta a pressão e resolve largar tudo para viver vida “simples” de hippie numa casa de campo. Nada inovador, tem gente fazendo isso desde quando eu era pequenininho.

      A melhor solução é acumular grana o suficiente (tipo, bancar despesas por 10 anos) para poder se despreocupar com o curto prazo e fazer planos de longo prazo, pesando qualidade de vida com renda. Foi o meu caminho. Ainda “preciso” trabalhar, se quiser manter o padrão de vida, mas tenho reservas para manter a família por muuuito tempo. Dá tranquilidade. Nada de chutar o balde.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 18 de setembro de 2018 at 13:31

        Estes caras conseguem voltar facilmente para o mercado de trabalho
        Quem nunca consegue se inserir no mercado de trabalho são os VITIMISTAS
        Imagina se uma empresa quer um funcionário que fique acusando seus colegas e superiores de RACISTAS, MACHISTAS, ASSEDIADORES, ETC

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Nelson Schadenfreude 18 de setembro de 2018 at 13:42

          Capital humano também deprecia. Neguinho de TI dez anos fora do mercado vivendo de artesanato em Trindade está profissionalmente morto.

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • Rico 18 de setembro de 2018 at 13:45

        Todo mundo é escravo de alguma coisa. Isso não existe. No mínimo é escravo do bolso. Se não é do bolso, é da mulher.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Libertario 18 de setembro de 2018 at 15:46

        Nelson,
        Um dos livros que me motivou a experimentar esse estilo de vida foi o “Trabalhe 4 horas por semana” do Timothy Ferriss.
        Entre outras coisas o autor explica que não basta simplesmente parar de trabalhar. A pessoa pira por varios fatores, mudança radical na rotina, falta daquela convivencia marota de escritório, de ambições, projetos, etc.
        Então é essencial ela preparar uma “musa” como ele descreve uma empresa/atividade nova, e que será a sua ocupação dali pra diante.
        É essa musa que vai lhe ajudar com as despesas sem ter que mexer nas economias, enquanto voce aproveita a vida com frugalidade porém com bastante tempo.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Pedro de Lara 18 de setembro de 2018 at 11:13

    Ixe Boss
    Meus posts caem na moderação quando digito “Caboclo” kkkkkkkkkkkkk

    #ajudaí

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Melekento 18 de setembro de 2018 at 12:08

    Bom dia!
    CA, Sera?
    Mercado imobiliário só decola com ajuste nas contas públicas, diz Eduardo Zylberstajn – InfoMoney
    Veja mais em: https://www.infomoney.com.br/noticias/noticia/7619508/mercado-imobiliario-so-decola-com-ajuste-nas-contas-publicas-diz-eduardo-zylberstajn?previewing=true&booster=636728557997421682
    Abs!

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 18 de setembro de 2018 at 13:20

      Para “recuperação do mercado” ou seja, vender o que está em oferta precisará
      1) Demanda = pessoas desejando adquirir
      2) Recursos financeiros = renda e/ou financiamento
      Não vejo num futuro próximo estes ingredientes

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 18 de setembro de 2018 at 15:26

        Cesar_DF,

        Complemento: como a Cajuzinha mencionou recentemente, há mais um problema = pouquíssimas pessoas com LIQUIDEZ para entrar nessa e ainda, destas, muitas sabem que o preço está descolado da realidade e mesmo podendo, irão preferir NÃO comprar.

        Melekento,

        Ironinc Mode ON

        Sobre a PANACEIA do “ajuste nas contas públicas”, que vai resolver a enorme distorção entre preço dos imóveis e renda, a enorme distorção entre oferta e procura, o recorde histórico de leilões, o recorde histórico de PEDALADAS e MAQUIAGENS, o recorde histórico de construtoras quebrando, o recorde histórico de distratos, o recorde histórico de CRIMES FINANCEIROS perpetrados pela CEF, o recorde histórico de GAMBIARRAS do BC para esconder tudo isto e o recorde histórico de DESINFORMAÇÃO, é claro que sim, como duvidar que o super-poderoso ajuste nas contas públicas resolveria isto? É algo simples e fácil, está na cara que toda esta enorme ABERRAÇÃO se resolve de forma simples e fácil, em uma tacada só, mediante uma reforma da previdência que vai resolver todos os problemas fiscais do país (*), todos estes itens mencionados aqui e mais o desemprego, a falta de consumo, o super-endividamento, a inadimplência anormal e tudo mais que quiserem colocar na lista !

        (*) Lembrando que além da reforma da previdência ser algo extremamente fácil de acontecer, que com certeza será efetiva e implementada logo nos primeiros meses do novo governo, ela vai resolver não só o BURACO gigantesco da previdência com efeitos IMEDIATOS (embora muitas medidas só COMECEM a surtir efeito depois de ANOS, em virtude das inevitáveis regras de transição, o que é só um “mero detalhe”), exterminando todas as distorções, gerando até superávit (afinal, vão acabar com os super-privilégios de políticos, ministros da justiça e a casta “especial” de brasileiros privilegiados, vão equacionar as contas para previdência do exército e previdência rural, vão resolver também nas previdências estaduais, tudo isto apesar dos diversos lobies envolvidos e atuando em sentido contrário), sem contar que, de quebra, mesmo sem ter NENHUMA relação com DIVERSOS outros BURACOS no orçamento, como por exemplo, as amarrações onde o governo não tem autonomia sobre mais de 85% ou 90% do orçamento e só vê as contas lá que tem que ser pagas OBRIGATORIAMENTE, além de resolver tudo que a justiça e o congresso inventam de BILHÕES E BILHÕES a mais de gastos TODOS OS ANOS, sem falta, dentre toda e qualquer outra ameaça para nosso equilíbrio fiscal!

        Sim, tudo que consta acima acontecerá e ainda, a reforma da previdência vai afastar o fantasma da normalização monetária dos EUA, da bolha imobiliária chinesa, da guerra comercial EUA versus China, mais as MAQUIAGENS de grandes bancos privados quanto a empresas de porte que estão QUEBRADAS e eles fingem que estão vivas, etc, etc, etc…

        Com o conjunto acima, fica mais do que claro que, para decolar, o segmento imobiliário depende única e exclusivamente de uma reforma da previdência que resolverá o nosso desequilíbrio fiscal e por tabela todas estas situações, em um “estalar de dedos”. Como duvidar disto?

        Ironic Mode Off

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • EngenheiroSP 18 de setembro de 2018 at 13:13

    CVR – nada de novo

    No barbeiro da minha querida SJC (barbeiro raiz, não nutella que cobra 70 reais porque tem um copo de chopp), conta que 3 pontos comerciais ao redor fecharam nos últimos 2 meses.

    Motivo? Aluguel insuportável, em todos os casos

    37+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 18 de setembro de 2018 at 13:23

      Caro esse chopp hein?

      5+
    • socrates 18 de setembro de 2018 at 17:44

      todos os casos… isso é sintomático

      4+
      • avatar
    • FabianoSJC 18 de setembro de 2018 at 22:10

      Engenheiro se você é de SJC sabe que de 1 ano pra cá ocorreu uma explosão de barbearias , tem alguns lugares aqui em SJC que no mesmo quarteirão você encontra 3 barbearias gourmet , conheço uma aqui na Vila Adyanna bairro nobre que tem fliperama , mesa de sinuca , cerveja artesanal e que o dono me confidenciou que esta com o aluguel atrasado tem 2 meses .
      Disse que a cada demissão na GM , Embraer e Jonhson depois de uma semana aparecem mais umas 3 barbearias novas rs ..
      Bolha das barbearias gourmet ?????

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • EngenheiroSP 19 de setembro de 2018 at 12:53

        Pois é, e muitas em bairros que não tem nada a ver com esse tipo de coisa gourmet. Outra onda que surgiu na cidade foi das hamburguerias

        O ápice de mimos que tem nesse que eu frequento é uma pilha de revista velha e um radinho

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • FabianoSJC 24 de setembro de 2018 at 12:36

          Verdade primeiro foi a onda dos Food Trucks , hoje não vejo mais nenhum pela cidade somente quando tem algum evento é que aparecem uma meia duzia , olha eu até fui numa dessas Hamburguerias gourmet por causa da patroa , mas desculpe eu não consigo engolir aquele papinho de “BLEND” de carnes selecionadas o cara querer cobrar 35 , 40 paus num hamburguer com queijo e umas ervas salpicas por cima rs , podem me chamar de pão duro.

          3+
          • avatar
          • avatar
  • loucola 18 de setembro de 2018 at 13:23

    https://www.cadaminuto.com.br/noticia/326351/2018/09/12/construtora-alagoana-entra-com-pedido-de-recuperacao-judicial

    A choradeira tá grande em maceió, mais uma. Essa atuava em Alagoas e Pará.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 18 de setembro de 2018 at 13:37

      Construção é muito procíclica. Economia vai bem, eles bombam, economia vai mal, eles quebram.

      Dito isso, comprei de novo EZTC3. Acho que estamos próximos ao mínimo do ciclo. Para registro: comprei há anos atrás EZTC3 a 15.50, recebi uns 3.50 de dividendos, vendi no começo do ano a 22.50 (chegou a roçar nos 25) e agora comprei de novo há pouco a 16.10. Tô “otimista”, mas só to especulando com 10% da minha carteira. O resto tá indexado a CDI.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Lord of All 18 de setembro de 2018 at 13:41

        Estou esperando o Coronel Xiro ganhar, pq no dia seguinte às eleições vou comprar BBAS3 por R$0,000001.
        Só pra lembrar, ele prometeu q se ganhar vai meter a mão no BB e na CEF pra distribuir entre os pobres.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Nelson Schadenfreude 18 de setembro de 2018 at 13:43

          E ainda assim você perderá dinheiro…

          6+
          • avatar
          • avatar
          • DouglasteR 18 de setembro de 2018 at 13:48

            Exatamente. Na verdade vc vai pagar 2x.
            Vc vai comprar ação que vai cair ainda +
            Vc vai “ajudar” por meio dos impostos, a manter o sangue circulando.

            NÃO HÁ FUGA. (só no dólar).

            8+
            • avatar
      • CA 18 de setembro de 2018 at 17:18

        Nelson Schadenfreude,

        Construção é muito procíclica… E as Ações destas construtoras, também são “procíclicas”?

        Por exemplo, em janeiro/2017, quando as Ações da PDG foram as que tiveram a maior valorização dentre todas as ações da BOVESPA, independente do setor, tendo sido as primeiras Ações a DOBRAREM de valor no ano de 2017, ao mesmo tempo que o conjunto de construtoras da BOVESPA representaram o segmento que teve o maior crescimento dentre todos da BOVESPA, considerando a tese de que isto é “consistente” com a economia e portanto, “prociclico”, significou que a economia estava “bombando” e com desempenho excepcional como nunca antes na história deste país para justificar este “resultado” do segmento imobiliário?

        E quando a mesma Ação acima, da PDG, foi para o vinagre, junto com a própria construtora que pediu recuperação judicial menos de 1 mês depois, isto significa que a economia foi “do céu para o inferno” em 1 mês, de janeiro para fevereiro, é esta a teoria “prociclica”?

        Incrível minha ignorância sobre o tema, eu jurava que o que consta acima foi uma MEGA ESPECULAÇÃO sem NENHUM FUNDAMENTO, pela combinação de uma promessa FURADA de reforma da previdência, mais o PEGA-TROUXA da SELIC em patamar de baixa histórica (que SEMPRE atrai muitos SARDINHAS para BOVESPA e em especial para construtoras), mais a PROMESSA de uma revisão das regras dos distratos, que como sabemos, vai afastar os INCAUTOS das vendas FALSAS na planta e gerar mais prejuízo do que lucro para construtoras, ao contrário da DESINFORMAÇÃO que elas plantam. Em outras palavras, na minha ignorância, achava que tudo não passava de um truque de ILUSIONISMO, ainda bem que aprendi que o resultado das construtoras é consistente com a economia!

        E quando repetiram os “resultados” ao final de 2017 e início de 2018? No último trimestre de 2017 as construtoras em São Paulo aumentaram em mais de 100% os lançamentos e “vendas” na planta na comparação com mesmo período de 2016. Em janeiro/2018, as construtoras em São Paulo aumentaram em 1.000% os lançamentos na comparação com janeiro/2017! Em paralelo, graças a estes movimentos “consistentes” com a economia, “prociclicos”, os preços das Ações das construtoras aumentaram, claro, com a repetição das PROMESSAS INFUNDADAS relacionadas à reforma da previdência, novas regras para distratos e a SELIC que ainda estava em patamar recorde de baixa, ou seja, só REPETIRAM exatamente os mesmos PEGA-TROUXA de 1 ano antes e complementaram com uma EUFORIA IRRACIONAL de aumento EXPONENCIAL em lançamentos, que como SEMPRE ocorre desde 2008, vai representar um aumento igualmente exponencial em DISTRATOS no ato da entrega destes imóveis!

        Tudo isto que consta no parágrafo anterior foi impulsionado por um crescimento MILAGROSO, ESPETACULAR e pra lá de INSUPERÁVEL em nossa economia, em especial em São Paulo? Será que podemos traduzir tal aumento pelo fato de termos tido um aumento de 35% no número de pessoas ABAIXO DA LINHA DE POBREZA na região metropolitana de São Paulo só de 2016 para 2017? Ou será que toda esta FANTÁSTICA pujança na economia paulistana tem relação com o fato de termos a cidade de São Paulo como o “ícone” do Uber em todo mundo, a capital com o maior número de viagens e ubers do Mundo, como fruto do empreendedorismo por NECESSIDADE de quem não consegue emprego formal para SOBREVIVER? Ou seria a pujança do “crescimento negativo” (sic – by Segmento Imobiliário) do PIB de São Paulo? É, devemos ter tido um crescimento realmente excepcional na economia para cidade de São Paulo entre o último trimestre de 2017 e o primeiro mês de 2018 para gerar estes “resultados prociclicos” do segmento imobiliário, certo?

        E o pior, depois disto, a economia que mais uma vez tinha tido um resultado tão excepcional para “justificar” os números do segmento imobiliário, foi à bancarrota logo em seguida, de novo! E junto com ela, o otimismo e os “brilhantes resultados” do segmento imobiliário, que agora, como destacado pelo Melekento mais acima, depende de uma MILAGROSA reforma da previdência que resolverá todos os problemas do déficit público e demais situações gravíssimas que enfrentamos, “da noite para o dia”, garantindo nova rodada MIRABOLANTE de crescimento nos preços das Ações das Construtoras, de forma “prociclica” com a recuperação da economia, certo?

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Nelson Schadenfreude 18 de setembro de 2018 at 18:19

          É justamente por ser procíclico que o setor imobiliário é campo fértil para especulações e bolhas. Juros “baixos” e crédito farto impulsionam os preços de imóveis, e a construção civil segue aumentando fortemente a oferta, mas com uma defasagem. Falta engenheiro no mercado e as empreiteiras disputam a tapa (e $$$). Na baixa do ciclo, as novas obras minguam e os engenheiros passam anos assombrados pelo desemprego.
          Evidentemente, abre-se bastante espaço para especulação e ixpertus passando a perna nos investidores deslumbrados com a euforia. OS caras que sabem onde estão se metendo, como o Sam Zell, se dão bem.

          Mas, na minha humildíssima opinião, o estrago aqui não teria sido tão grande se o governo do PT não tivesse tocado pau na máquina no crédito imobiliário.

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CA 19 de setembro de 2018 at 09:38

            Nelson Schadenfreude,

            O que os números demonstram é que foi ESPECULAÇÃO PURA, absolutamente NADA de fundamentos ou de relação com a REALIDADE da economia.

            De novo:

            Onde estavam os fundamentos para as Ações da PDG crescerem mais de 100% em jan/17 e ela entrar em recuperação judicial em fev/17???

            Onde estavam os fundamentos para as Ações de Construtoras terem o maior crescimento dentre todos os segmentos no início do ano de 2017???

            Onde estavam os fundamentos para aumentarem mais de 100% os lançamentos e “vendas” na planta no 4T17 em São Paulo???

            Onde estavam os fundamentos para aumentarem mais de 1.000% os lançamentos de imóveis em jan/18 em São Paulo???

            Todos os casos acima e VÁRIOS outros, onde vimos crescimento EXPONENCIAL, não existiram para NENHUM outro segmento de negócio do país, foi uma verdadeira ABERRAÇÃO!!!

            Será que justamente onde os preços estão completamente descolados da realidade, para os produtos mais caros que existem, é que ocorreria uma recuperação VERTIGINOSA como os números acima indicam, sendo que não existiu NENHUMA recuperação da economia neste período, ao contrário, ela continuou degringolando, como já DEMONSTRADO por aqui das mais diversas formas???

            É tão difícil assim entender a ABSURDA dissonância entre o segmento imobiliário e a economia pelos NÚMEROS, FATOS E DADOS acima??? É tão difícil entender que o que consta acima é exatamente o CONTRÁRIO do “prociclico” e reflete um mundo de Alice no País das Maravilhas, completamente descolado da REALIDADE???

            4+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 14:29

              O crédito imobiliário subiu de 1,5% do pIB em 2006 para 10% do PIB em 2014. Esse é o principal “fundamento”.

              2+
        • Nelson Schadenfreude 18 de setembro de 2018 at 18:24

          A propósito: uma parte importante do movimento dos preços das ações de construtoras segue o humor geral da bolsa. Eu ganhei com EZTC3 sobretudo por causa do movimento geral do IBOVESPA, que disparou com o impeachment da Dilminha.

          5+
          • avatar
          • avatar
          • CA 19 de setembro de 2018 at 09:41

            Nelson Schadenfreude,

            Quando em jan/17 a PDG foi a primeira Ação a DOBRAR de valor na BOVESPA e o segmento imobiliário foi o que teve a maior valorização dentre TODOS os segmentos, isto não foi simplesmente “seguir o humor da Bolsa”, foi muito mais que isto, este segmento PUXOU a euforia IRRACIONAL da BOVESPA!!!

            Quando no último trimestre de 2017 lançamentos e “vendas” na planta aumentaram mais de 100% e em jan/18 lançamentos aumentaram mais de 1.000%, tudo isto para a cidade de São Paulo, isto não tinha nada a ver com o “humor da BOVESPA”, o “humor da economia”, ou qualquer outro humor, isto foi uma monstruosa VIAGEM NA MAIONESE, mais uma vez PUXADA pelo segmento imobiliário e isto sim é que foi usado como “referência” da recuperação da economia, embora só este setor apresentasse crescimento EXPONENCIAL que era uma verdadeira ABERRAÇÃO!!!

            7+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
      • Cesar_DF 18 de setembro de 2018 at 18:22

        Nelson Schadenfreude

        A demanda da construção civil é originada de um crescimento populacional
        Se parar o crescimento populacional e/ou se os filhos não querem mais sair da casa dos pais, então CADÊ A DEMANDA???
        Complementar a isso, temos a mudança do comércio para o telecomércio, o que resultará numa redução monstruosa na quantidade de imóveis comerciais.

        Na cidade que nasci tinha uma fábrica de chapéus chamada Sarkis, ocupava um quarteirão inteiro, mais de 4 hectares no centro da cidade. Antes dela fechar dizia-se que era a melhor fábrica do Brasil e uma das melhores do mundo.
        Ela fecho não porque não tinha qualidade, e nem preço competitivo, mas porque a DEMANDA ACABOU.

        http://tempossaudososplinio.blogspot.com/2012/05/fabrica-de-chapeus-sarkis-quiriolli.html

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Nelson Schadenfreude 18 de setembro de 2018 at 18:37

          E também da renda. Se a renda aumentar, o pessoal da favela compra casas decentes, o pessoal de classe média compra casas maiores, os filhos saem de casa mais cedo, etc…
          E das migrações. A urbanização (que já acabou) gerou aumento de demanda por imóveis nas cidades. O Centro -Oeste e o Norte estão recebendo imigrantes e a população está crescendo. Brasília e Goiás crescem a 1.4% ao ano em população. A demanda por imóveis continuará firme lá. Já o Nordeste cresce a uma taxa inferior à do Brasil, devido à emigração. E mesmo lá, há heterogeneidade. As capitais crescem ainda mas o interior perde gente.

          https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/

          6+
          • avatar
          • avatar
          • CA 19 de setembro de 2018 at 09:49

            Nelson Schadenfreude,

            A demanda por Ferraris está maior do que nunca!!! Quem não deseja ter uma???

            OK, no caso dos imóveis, o preço MÉDIO em São Paulo equivale a uma Ferrari com 2 anos de uso, tem uma infinidade de imóveis ANUNCIADOS por preços muito superiores a de Ferraris, então, se existe demanda, por que não vendem??? A propósito, por que a Ferrari não multiplica por 10 a sua produção, afinal, existe demanda!!!

            Por que recorde de leilões que vão para segunda praça sem vender, SEM MORADOR (sem “bicho de goiaba”) e por preços 50% ou menos que o “valor de mercado”, se existe demanda???

            A questão da demanda tem que ser encarada sob o ponto de vista da REALIDADE. Se a renda QUADRUPLICAR no curto prazo, que é uma profunda UTOPIA e ALIENAÇÃO DA REALIDADE, digna de completos MALUCOS (exemplo: VP MC da CEF), daí TALVEZ possam escoar os imóveis por preços de Ferrari, até lá, a tese da demanda crescente para preços SURREAIS é só mais um conta da carochinha…

            13+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:36

              Uma coisa é o comportamento cíclico, outro são os fundamentos. Estamos na descendente da bolha, então os preços dos imóveis ainda estão altos e a demanda baixa. Sem discussão.
              Outro ponto, que é o do Cesar (ele vez por outra toca na questão demográfica) é que a demanda de longo prazo depende bastante do crescimento populacional. Concordo também, mas tem mais coisas. Se houver uma revolução liberal, a idade mínima de aposentadoria passar a ser 70 anos, privatização extensa de estatais ineficientes, simplificação do marco regulatório, redução de subsídios, abertura comercial, investimento estatal massivo em educação básica e pesquisa de base, melhoria do marco regulatório para concessões de infra-estrutura(aeroportos, estradas, ferrovias, hidrovias, telecomunicações, saneamento, …), liberalização da regulação financeira para aumentar a competitividade no setor, diminuir as proteções excessivas aos devedores, facilitando a penhora de bens (envolve reduzir tendências esquerdistas do Judiciário), se houver tudo isso, teríamos um longo ciclo de crescimento de produtividade, e o país facilmente atingiria um patamar sustentável de crescimento de uns 4-5%aa por uma ou mais décadas. Nesse cenário utópico, mesmo sem aumento populacional, a maior renda da população ensejaria uma maior demanda por imóveis, tanto em tamanho quanto em quantidade (casas de praia, de sítio,…). Parte da “bolha” chinesa é isso. O mané tem que comprar um imóvel para sinalizar ao mercado matrimonial que é um bom partido. Cauda de pavão.

              5+
              • avatar
  • loucola 18 de setembro de 2018 at 14:03

    Essa funcionava de uma maneira diferente dos convencionais “na planta”: http://www.marroquim.com.br/conheca-o-sim/
    Se é menos pior ou não, não sei. Mas tem várias situações complicadas, parece que desde o início tem uma associação dos futuros moradores que tocam a obra, e os trabalhadores ficam vinculado à essa associação.

    4+
    • avatar
    • Money_Addicted 18 de setembro de 2018 at 17:49

      qquer coisa q envolva “parceria” com bananense eh bilada, principalmente se tiver que pagar algo adiantado!

      4+
      • avatar
  • loucola 18 de setembro de 2018 at 14:04

    Essa aqui funcionava de uma maneira diferente dos convencionais “na planta”: h ttp://www.marroquim.com.br/conheca-o-sim/
    Se é menos pior ou não, não sei. Mas tem várias situações complicadas, parece que desde o início tem uma associação dos futuros moradores que tocam a obra, e os trabalhadores ficam vinculado à essa associação.

    5+
  • loucola 18 de setembro de 2018 at 14:04

    E Essa funcionava de uma maneira diferente dos convencionais “na planta”: http://www.marroquim.com.br/conheca-o-sim/
    Se é menos pior ou não, não sei. Mas tem várias situações complicadas, parece que desde o início tem uma associação dos futuros moradores que tocam a obra, e os trabalhadores ficam vinculado à essa associação.

    3+
  • Alemon Fritz 18 de setembro de 2018 at 16:07

    um “mercado” natural (só o cheiro que é estranho)

    -Leilões do Santander vendem 143 imóveis até 62% mais baratos.
    EXAME.com-há 6 horas São Paulo – Até 28 de setembro, a Sold Leilões realiza três leilões de 143 imóveis do Santander, com preços até 62% abaixo do valor de …
    – Itaú, Bradesco, Santander e Pan farão leilão de 300 imóveis
    O POVO Online (Blogue)-há 21 horas

    -Operação contra fraudes em negociação de imóveis cumpre mandados em AL e PB.
    A Operação Fratelli, que investiga uma associação criminosa internacional especializada na abertura de empresas e negociação de imóveis, responsável por fraudes a possíveis compradores que podem superar a quantia de R$ 5 milhões.
    … foram apreendidas cerca de dez pastas com documentos, como extratos bancários e outros ligados a construtoras e vendas de imóveis.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 18 de setembro de 2018 at 18:14

    do facebook https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/ Thiago Emanuel de Souza Aqui na minha casa todos nós vamos votar em candidatos diferentes, e nem por isso somos inimigos. Por exemplo: minha mãe vai votar no Jair, meus irmãos no Messias e eu vou votar no Bolsonaro, além do meu pai que disse que vai digitar 17 e confirmar.🤗

    17+
    • avatar
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 18 de setembro de 2018 at 18:21

      Ainda bem que estão todos em harmonia. Caso contrário, se já tivessem cada um uma arma na mão como prega o Bozonaro, ia ser uma chacina.

      10+
      • avatar
      • Zé do Brejo 18 de setembro de 2018 at 20:20

        Vou entender que esse comentário não é sério.
        Como zueira toma meu like 🙂

        11+
        • avatar
        • Porto-alegrense 19 de setembro de 2018 at 10:55

          Não sei porque as pessoas associam o Jair com “todo mundo saindo por aí com arma na mão”.
          Ele já disse diversas vezes publicamente que é para o cidadão poder ter uma arma EM CASA e defender sua família, coisa que hoje é praticamente impossível dada a burocracia e o estatuto (fraude?) do desarmamento.
          Não vejo onde está o absurdo nisso.

          14+
          • avatar
          • avatar
          • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:14

            Acho maldade comprar uma arma e deixar trancada em casa. Ela vai ficar triste, entrar em depressão. Como o brasileiro em geral é cordial e de coração mole, a maioria vai levar elas para passear e brincar um pouquinho lá fora.

            9+
            • Porto-alegrense 19 de setembro de 2018 at 14:32

              Se tiver o porte de arma apropriado para isso, por mim tudo bem.
              Só não atira em mim ou na minha família (posso ter o mesmo porte e atirar de volta).

              7+
              • avatar
  • indiobolhista 18 de setembro de 2018 at 18:41

    Estamos em harmonia http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/brasil/2017/05/09/interna_brasil,702899/brasil-lidera-numero-de-assassinatos-no-mundo-60-mil-mortes-no-ano.shtml ??? só bandido tem direito a matar?, só bandido é a verdadeira vitima segundo os esquerdopatas?, Hitler ficou com inspiração no marxismo para levar ao poder o NACIONAL-SOCIALISMO, milhões de inocentes foram assassinados de crime cometidos no mundo pelos socialistas, na Venezuela tem os bandidos das milicias pro-maduro que usam motocicletas e armamento e são ex presidiários que cobram salario do governo para conter e assassinar manifestantes pro-democracia, estamos caminho da venezuela graças aos socialistas brasileiros isso não é fake GENERAL RUSSO QUE COMANDOU IMPLANTAÇÃO COMUNISTA NO BRASIL
    confere a vontade identidades e tradução
    https://www.youtube.com/watch?v=0WQG5sxG_Wo uma amiga brasileira tiveu o pai morto quando roubaram uma bicicleta velha em minas gerais, ele tinha 60 anos de idade pessoa humilde e trabalhadora, um crackeiro foi o homicida, mais os esquerdopatas defendem ele por ser uma vitima da sociedade para voce defensores de bandidos, se voce nao gosta de usar armas bem por voce, eu no meu pais transportava para o banco cada dia no meu comercio uma media de 50 mil reais sem armas e nunca fui assaltado no caminho a Deus graças, nunca usei armas, fui assaltado na minha propria loja 2 vezes, e fui sequestrado junto com a minha familia uma vez ….. quase me matam mesmo que levaram as vendas do dia 50 mil reais, nimguem é obrigado a usar armas, mais nao atrapalhe quem precisa se defender ….. alem que no melhor dos casos nimguem vai precisar se defender, é só fechar as prisoes brasileiras, nem precisamos alimentar de graça.

    6+
    • avatar
  • indiobolhista 18 de setembro de 2018 at 18:53

    cvr meu negocio acabou no meu país porque apareceram melhores empresários chegados da China e outros cantos, e eu ja estava com 0% de lucro …. então pensei em viver de juros na terra da minha esposa, assim foi como cheguei na banania, agora só disfrutar da familia, vida caseira, vivo como se fosse muito pobre, porque nem curto para luxos como alguns primos socialistas meus que só ficam passeando pelo mundo e se amostrando em restaurantes de luxo, bem por eles, que eu saiba torram tudo seu salario como bons socialistas, e mesmo sindo família somos tao diferentes que não dá para nós relacionar , são gente muito superficial e vazia, e se acham socialistas …. kkkkkkkkk, o capitalista que vive de jeito humilde, e os socialistas de bom salario que torram tudo em vaidades ….. meus primos até parecem bananenses.

    20+
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 18 de setembro de 2018 at 18:57

    Se Brasil não tivesse criminalidade e corrupção, corrupção e bandidagem tem que ser tratados como traição á pátria em tempos de guerra. Se isso acontecer Brasil vai bombar mais que Chile porque Brasil é muito mais rico que Chile em recursos naturais privilegiado por Deus. Por isso a unica esperança é o 17

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • MARK 18 de setembro de 2018 at 19:29

    CA

    Cesar_DF,

    Complemento: como a Cajuzinha mencionou recentemente, há mais um problema = pouquíssimas pessoas com LIQUIDEZ para entrar nessa e ainda, destas, muitas sabem que o preço está descolado da realidade e mesmo podendo, irão preferir NÃO comprar.

    Melekento,

    Ironinc Mode ON

    Sobre a PANACEIA do “ajuste nas contas públicas”, que vai resolver a enorme distorção entre preço dos imóveis e renda, a enorme distorção entre oferta e procura, o recorde histórico de leilões, o recorde histórico de PEDALADAS e MAQUIAGENS, o recorde histórico de construtoras quebrando, o recorde histórico de distratos, o recorde histórico de CRIMES FINANCEIROS perpetrados pela CEF, o recorde histórico de GAMBIARRAS do BC para esconder tudo isto e o recorde histórico de DESINFORMAÇÃO, é claro que sim, como duvidar que o super-poderoso ajuste nas contas públicas resolveria isto? É algo simples e fácil, está na cara que toda esta enorme ABERRAÇÃO se resolve de forma simples e fácil, em uma tacada só, mediante uma reforma da previdência que vai resolver todos os problemas fiscais do país (*), todos estes itens mencionados aqui e mais o desemprego, a falta de consumo, o super-endividamento, a inadimplência anormal e tudo mais que quiserem colocar na lista !

    (*) Lembrando que além da reforma da previdência ser algo extremamente fácil de acontecer, que com certeza será efetiva e implementada logo nos primeiros meses do novo governo, ela vai resolver não só o BURACO gigantesco da previdência com efeitos IMEDIATOS (embora muitas medidas só COMECEM a surtir efeito depois de ANOS, em virtude das inevitáveis regras de transição, o que é só um “mero detalhe”), exterminando todas as distorções, gerando até superávit (afinal, vão acabar com os super-privilégios de políticos, ministros da justiça e a casta “especial” de brasileiros privilegiados, vão equacionar as contas para previdência do exército e previdência rural, vão resolver também nas previdências estaduais, tudo isto apesar dos diversos lobies envolvidos e atuando em sentido contrário), sem contar que, de quebra, mesmo sem ter NENHUMA relação com DIVERSOS outros BURACOS no orçamento, como por exemplo, as amarrações onde o governo não tem autonomia sobre mais de 85% ou 90% do orçamento e só vê as contas lá que tem que ser pagas OBRIGATORIAMENTE, além de resolver tudo que a justiça e o congresso inventam de BILHÕES E BILHÕES a mais de gastos TODOS OS ANOS, sem falta, dentre toda e qualquer outra ameaça para nosso equilíbrio fiscal!

    Sim, tudo que consta acima acontecerá e ainda, a reforma da previdência vai afastar o fantasma da normalização monetária dos EUA, da bolha imobiliária chinesa, da guerra comercial EUA versus China, mais as MAQUIAGENS de grandes bancos privados quanto a empresas de porte que estão QUEBRADAS e eles fingem que estão vivas, etc, etc, etc…

    Com o conjunto acima, fica mais do que claro que, para decolar, o segmento imobiliário depende única e exclusivamente de uma reforma da previdência que resolverá o nosso desequilíbrio fiscal e por tabela todas estas situações, em um “estalar de dedos”. Como duvidar disto?

    Ironic Mode Off

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar

    __________________________
    CA é exatamente isso que percebo por aqui.
    “…pouquíssimas pessoas com LIQUIDEZ para entrar nessa e ainda, destas, muitas sabem que o preço está descolado da realidade e mesmo podendo, irão preferir NÃO comprar.”
    Noto pouquíssima coisa sendo vendida, quase nada mesmo. As poucas pessoas em condições não estão dispostas a pagar as fortunas pedidas por razões óbvias. Eu tenho feito algumas ofertas, mas sempre com valor 40% inferior ao pedido.Os corvos ficam estupefatos com a minha oferta, tratam como se fosse uma ousadia da minha parte e alguns até se recusam a enviar a proposta ao proprietário. Eu sorrio e aceno… quero ver pra quem eles vão vender, ainda mais nesses preços….

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 18 de setembro de 2018 at 20:25

      Mark, atualmente quem depende do mercado e não de estatais, não sabe se estará empregado na mesma empresa nos próximos 6 meses.
      O mercado imobiliário finge não enxergar a realidade, proprietários acreditam que ainda aparecerá um tolo maior, é disso que se alimentam as esperanças.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 18 de setembro de 2018 at 23:32

        Eu percebi que os corvos estão jogando com o desespero..quiseram fazer troca no terreno do meu pai, eu disse não, o corvo quase teve um treco, apareceu depois uma proposta de 250k, e depois uma de 280k do mesmo casal… mas o terreno estava avaliado em 380k e seria em vendido até 330k… dizem que na região vale 480k… tem que ter sangue frio. um corvo mais desesperado tenta queimar e ganhar 15k em galinha morta e desespero da familia. meus irmãos agora já tão de olho e é provavel que querem subir mais. Tem que ter cuidado com corvos e família..

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • MARK 19 de setembro de 2018 at 10:38

          Alemon, passei por isso quando também quando começaram a me oferecer permutas, os corvos não estão nem aí quando é permuta, pois eles pra eles não faz diferença alguma, querem receber a comissão pelo valor imaginário do imóvel, é uma vantagem pra eles. Quanto ao valor oferecido de 280 e vocês aceitando no mínimo 330, permita-me o conselho. Quem chegou a 280 chega a 300, por que não vender a 300? Como o CA e o César bem nos lembram a liquidez está muito baixa, tem pouca gente com dinheiro pra comprar, eu mesmo aceitei um parcelamento em 14 vezes. Pode ser que esse seja o único interessado (com dinheiro) por um bom tempo. Outro problema é começar a demorar a venda e os familiares começarem a viajar na maionese, empacando a venda. rs

          5+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Alemon Fritz 19 de setembro de 2018 at 12:21

            é 300 mas ficará em 280 e poucos porque minha irmã envolveu os malditos corvos..

            3+
            • avatar
            • avatar
  • Dr. Estranho 18 de setembro de 2018 at 20:07

    Cesar_DF

    A secessão na Iugoslávia foi por um plebiscito pacífico, dividindo-se em 6 países
    Depois disso que em um desses países, a Sérvia, que teve a guerra do Kosovo
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Jugosl%C3%A1via

    2+
    • avatar

    César. Foi um dos maiores genocídios da História da humanidade. A OTAN só interveio depois de consumado um desastr humano. Quem não pegou em armas, morreu.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 18 de setembro de 2018 at 20:34

      Exatamente, se separaram por causa de diferenças culturais. É como se ocorresse uma secessão no Brasil de cada uma das regiões e o nordeste entrasse depois em guerra, melhor do que no Brasil inteiro né.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • indiobolhista 18 de setembro de 2018 at 22:19

        como aqui tem apaixonados pelo socialismo ……. e o nordeste ser socialista de coraçao …… se tiver 50 % mais 1, daqui umas décadas o nordeste estivesse nivel australia socialista ….. é???? kkkkk e o sul virando para dereita mais que nunca …… seria tao pobre como Chile?? socialistoides nas suas fantasías ……. australia socialista kkkkkkkk é como a china comunista no político, ditadura naturalmente, no econômico supercapitalista de dereita libre mercado

        4+
  • Dr. Estranho 18 de setembro de 2018 at 20:29

    CVR.
    O que tem a ver meu CVR com a bolha imobiliária? A certeza que vai se dar bem as custas dos outros está no cerne do corvo e do pseudo investidor. Então vou narrar o fato para vocês observarem até aonde vai o “Ixperto”. Omitirei nomes, pois foi meu acordo com a pessoa jurídica.
    – Estava em outro Estado e um momento de descontração encontrei meu perfume de uso diário na promoção. A vendedora sorriu e brincou com o fato de eu ser carioca. Larguei no hotel a caixa e nota fiscal e joguei o perfume na mochila. No Rio fui usar e vi o frasco vazio. Achei que tinha vazado, mas a mochila não tinha o menor sinal de odores. Que dirá de um vazamento de frasco inteiro. Comuniquei à PJ o ocorrido. Se prontificaram a mandar outro perfume com base apenas na minha palavra e na fatura do cartão, pois eu não tinha como fazer prova , mas pediram para eu devolver o frasco. Fiz isso hoje. Os valores são suportáveis e não precisava me estressar com isso. Só disse que poderia ter havido um problema na linha de produção. Por que eu comuniquei ao fabricante? Verifiquei que o dosador estava bastante machucado pelo uso. É claro que trocaram e aproveitaram enquanto fui ao caixa, pois eu não voltaria para reclamar. Tinha avisado que já estava indo embora. Basta cruzar os dados do lote e terão uma ideia do ocorrido. Espero que o franqueado ponha câmeras escondidas na loja e aprenda a contratar um funcionário com base em qualidades inerentes ao homem médio. No mais só recomendo uma coisa: abram as embalagens na frente do vendedor e não tirem o olho da mercadoria. O país está repleto de moleques.

    62+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • DouglasteR 19 de setembro de 2018 at 10:54

      Isso me lembrou do conselho do antigo açougueiro (ou sei lá o nome do cara que corta presunto e queijo no supermercado), “SEMPRE pegue o penúltimo presunto e queijo na prateleira”. O que tem de gente que come coisa vencida e não sabe, não está no gibi.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:49

      Carioca vai pra outro estado e se descuida… Pode ter o azar de encontrar outro carioca…

      13+
      • avatar
      • avatar
    • FugidoRJ 29 de setembro de 2018 at 11:17

      Por isso me mandei do Brasil, não suportava mais viver no pais. Fundo do poço é certo!

      1+
      • avatar
  • jodorowsky 18 de setembro de 2018 at 22:29

    Roda Viva dos economistas ontem: https://www.youtube.com/watch?v=MGYaf3crANs

    3+
    • avatar
  • indiobolhista 19 de setembro de 2018 at 00:43

    ‘Excesso de gastos corrompeu a democracia e travou a economia’, diz economista de Bolsonaro https://www.youtube.com/watch?v=4Mov_nWXh3U

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 19 de setembro de 2018 at 01:43

    Expulso da aula por falar “Bolsonaro” https://www.youtube.com/watch?v=WO67wE7inkE

    7+
    • avatar
  • Manoel Joaquim 19 de setembro de 2018 at 07:41

    Atualização CVR, compra de imóvel e novamente opinião dos bolhistas

    Prezados bolhistas,

    Atualização:
    Algumas semanas atrás, havia solicitado a opinião de vocês sobre aceitar ou não uma oferta de Pós-Doutorado na terra dos livres, pedir demissão do emprego e deixar a banânia. Acabei não aceitando a oferta e decidi, por enquanto, permanecer aqui. Dois quesitos pesaram bastante que foram: 1 – O visto era de intercâmbio, sujeito a regra obrigatória de voltar ao Brasil por 2 anos; 2 – O montante e benefícios da oferta eram substancialmente menores do que eu ganho aqui. Agradeço a todos que deram o seu ponto de vista.

    Compra de imóvel:
    Moro no interior de SP e surgiu a oportunidade de negociar um terreno de 700 m2 em condomínio fechado. Preço do anúncio R$ 170.000. Os meus planos são de construir o menor tamanho possível, que são 140 m2 (20% da área) e morar sozinho. Pensei em um projeto moderno, com no 1 quarto e 1 escritório, porém com possiblidade de expansão caso decida vender. A ideia é ter o mínimo de manutenção possível, tanto para limpeza semanal quanto a estrutura em si.

    Pergunta 1: Quanto eu gastaria para construir 140 m2 com um acabamento médio/alto padrão?

    Pergunta 2: Quanto seria certo oferecer por esse terreno, considerando o preço pedido de R$ 170.000? Está anunciado há um bom tempo.

    Pergunta 3: É muito arriscado construir um imóvel nessas características em um condomínio cujas casas vão muito além dessa metragem, digo com relação a liquidez? >300 m2.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 19 de setembro de 2018 at 08:36

      eu se fosse morar em terreno e casa média a pequena faria de madeira.. ficam bem bonitas e poderia ser até maior, e até container pra anexos… qualquer coisa vc desmonta e transfere. e libera terreno.. (acho)… e sai mais barato ainda..

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • MARK 19 de setembro de 2018 at 10:18

      Manoel, quanto ao preço já não faço ideia agora, mas no meu caso foi viável sim, na venda obtive um lucro de quase 100%. Quanto ao tamanho, acho uns 140m2 muito bom, principalmente pela manutenção, já morei em casas maiores e o custo para manter era infernal. Pensar a construção como um embrião ajudaria numa possível expansão futura. A vantagem de construir é que fica do jeito que você quer, com a sua cara. A desvantagem é que dá trabalho sim e os custos aumentam pois sempre há desperdício.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Godinez 19 de setembro de 2018 at 10:29

      Não sei te responder sobre custos de produção, mas vou meter minha colher e sugerir que estude muito bem a decisão de compra e construção de imóvel, levando em consideração que seu perfil profissional pode lhe permitir empregabilidade em diversos lugares do mundo, o cenário econômico da Brasil pode ser negativamente impactado caso um esquerdista como Haddad ou Ciro vença as eleições e queira dar uma guinada à esquerda, e ter esse ativo imobilizado na sua carteira pode vir a se tornar um estorvo a depender de suas decisões de carreira nos próximos 10 anos. Pelo que entendi você não está casado e não tem filhos, portanto, baixa pressão para compra de imóveis.

      Quando eu for comprar um imóvel, vou querer fazer algo similar ao que você imaginou aí (terreno em condomínio fechado + tocar obra). Tenho conhecidos e parentes que fizeram isso e a experiência foi de “tudo quase certo” até “grande desastre financeiro” (colega que contratou empreiteiro que faliu e deixou a obra na metade, após consumir grande parte do orçamento da obra).

      Caso decida ir em frente e comprar o terreno, quanto à proposta de valor, eu entraria com 40% abaixo do pedido, só para sentir (se o proprietário achar ofensivo, você pode falar que é esse patamar de investimento que está disposto a fazer, e que irá negociar com outros proprietários até achar algo que se encaixe no orçamento).

      Pergunta 3…nesse caso acho sim arriscado. Uma boa parte do perfil de quem procura imóvel em condomínio é de gente que não quer ficar apertado em apartamento, daí, a casa permite espaços mais amplos e uma sensação de conforto maior. Um imóvel de 140 m2 não é pequeno, mas se tratando de uma casa, as pessoas costumam esperar mais área. Corre-se o risco também de seu imóvel ser visto como o patinho feio do condomínio, o que para você pode não ser relevante, mas que tem grande chances de impactar negativamente futura venda, caso você queira revendê-lo sem ampliar a metragem para um valor mais próximo do que existe na média do condomínio.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:39

      Casa pequena em condomínio de casas grandes é só entulho que o novo proprietário vai receber quando comprar o lote para demolir a casa atual e fazer outra. Dependendo da discrepância entre o tamanho da sua casa e as da vizinhança, vai agregar pouco valor ao terreno.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • pantera 19 de setembro de 2018 at 08:18

    Bom dia meus caros companheiros!
    preciso de um auxilio aqui de voces, vou alugar um ap em Florianopolis de temporada 1 mes atraves da imobiliaria o que me chama a atencao e que nenhuma delas possue debito automatico aquela maquina que tem nos mercados,farmacias, salao de beleza, postos de gasolina etc
    e ate pipoqueiro!!!! o que me intriga por que eles nao usam esse instrumento? burlar o fisco ou falta de liquidez????

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • tmarabo 19 de setembro de 2018 at 09:48

    Vocês já investiram em debêntures?? É tranquilo negociá-las antes do prazo??? Volta e meia aparecem umas da Cemig muito boas.

    1+
    • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 09:56

      É uma bilada Cino!

      8+
      • avatar
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:05

      In FGC I trust.
      In debentures, not so much… CDB, LCI, LCA are kings!

      4+
      • avatar
      • avatar
      • BolhistaBR 28 de setembro de 2018 at 15:35

        Estou querendo redirecionar uma parte dos TDs que tenho para CDB de banco pequeno (fator, máxima) mas tenho umas dúvidas com relação ao FGC.
        No “apprendafixa.com.br” consta lá “Aporte máximo FGC R$ 60.000,00″….

        O aporte garantido pelo FGC não é 250 mil/ CPF ?
        Alguém sabe me explicar?

        Outra coisa: Os 250 mil incluem os rendimentos, correto?

        0
    • tmarabo 19 de setembro de 2018 at 15:09

      mas tem debênture da cemig com inflação + 7,5% (vence em 2024), com 15% de IR. já teve de inflação + 10,5%. tem ou teve CDB, LCI, LCA com este rendimento????
      nestas grandes empresas não tem calote de debênture, que me conste, para se preocupar com o FGC.
      na real eu investiria pouco, pensando em não mexer até o vencimento, mas minha grande dúvida era se seria tranquilo de passar adiante acaso houvesse necessidade (ainda quem com deságio, acaso as futuras emissões tenham juros maiores). alguém já lidou com debêntures??

      2+
      • avatar
      • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 15:12

        HAHAHAHA “grandes empresas não tem calote de debênture” ganhei o dia 😛

        7+
        • avatar
        • tmarabo 24 de setembro de 2018 at 10:37

          bom, eu só quero saber UMA coisa: se é tranquilo transferir debêntures antes do vencimento. pena que ninguém saiba responder.
          de resto, fiquei curioso em saber das empresas do tipo CEMIG que tenham dado calote.

          0
          • Awulll 25 de setembro de 2018 at 13:00

            Eu peguei da CEMIG já faz um bom tempo e nunca tive problemas.
            O que eu notei é que a cada 6 meses ou 12 meses eu recebo um tanto de juros e depois começar a acumular de novo em cima do principal.
            Agora pra resgatar antes eu não sei como funciona pois nunca precisei.

            1+
            • avatar
  • Tem Mas Acabou 19 de setembro de 2018 at 11:29

    Off – Cinemateca
    Olá! Assisti novamente o filme Margin Call – O dia antes do fim, sobre a crise de 2008. Já foi citado pelos frequentadores do blog o ensinamento do chefão do Banco de Investimentos sobre as três formas de ganhar dinheiro no mercado: Ser mais rápido, ser mais esperto e trapacear.
    Mas me chamou a atenção outro trecho, que parece ter sido escrito para os bolhistas daqui. Um executivo médio volta do Brooklyn em seu carro conversível conversando com um júnior da empresa. Ele descreve que o estilo de vida dos 666 americanos são sustentados por profissionais como eles, que financiam suas dívidas, mas quando tudo der errado, vão culpar esses profissionais por serem “sanguessugas” da sociedade. Por outro lado, se não acontecer nenhum problema, os financistas serão tidos como otários. O júnior pergunta se o executivo médio achava que haveria um problema e este responde: “Eles estão completamente ferrados”.
    O que me marcou nessa passagem é que, volta e meia, dá vontade de avisar que há problemas econômicos, que se está guardando dinheiro para as vacas magras, que se está ganhando dinheiro opressor com juros rentistas. Mas isso pode acarretar problemas. Já percebi uma sondada de leve de um colega de trabalho (petista/psolistas, que tem um bolhudo novinho, mas anda sem carro porque não tem dinheiro pra comprar, embora ganhe mais que eu) sobre a possibilidade de eu emprestar dinheiro pra ele.
    Em resumo, a filosofia do Sorria e Acene, enquanto segue o féretro e PNJ, parece ser a escolha mais inteligente. Que me tirem pra pobretão. Melhor assim.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Money_Addicted 19 de setembro de 2018 at 11:36

    Recebido por email:

    AGENDE SEU ATENDIMENTO
    ENTRE EM CONTATO E RECEBA UMA APRESENTAÇÃO COM EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE NA LOCAÇÃO MOBILIADA QUANDO PRONTO

    To indo correndo #sqn

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:21

      Sempre me surpreendo com a caridade desse pessoal. Eles tem um negócio incrível nas mão, mas vão vender pra você por um preço módico e abrir mão de toda essa rentabilidade.
      A cada dia nasce um otário. E a seleção natural logo dá cabo dele.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 12:11

    Pensamento do dia:
    “Se o Lula tivesse realmente tirado o povo da pobreza, não haveria 63 milhões no SPC para o Ciro fazer campanha.”

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Pedro de Lara 19 de setembro de 2018 at 12:14

    Direto do Linkedin.
    Um cara lá postou isso aqui:

    =======
    [Uma empresa em franca expansão chamada ALUGA-SE]

    É assustador a quantidade de pequenas empresas que foram fechadas aqui na minha cidade Campinas-SP que deu lugar a “empresa ALUGA-SE”.

    Um dia andando pelo centro passamos por uma rua que era repleta de pequenas lojas de roupas. Todas permanentemente fechadas.

    A minha esposa comentou com tristeza porque se tratava de pessoas com sonhos e expectativas que tiveram as lojas fechadas. A crise realmente assolou essas famílias.

    Depois disso passei a reparar mais. Em todos lugares que eu passo sempre há uma placa ALUGA-SE onde antes era um negócio.

    Muitos desses negócios foram fechados por não conseguirem gerar receita.

    Passei a pensar que esses negócios, pessoas e famílias poderiam ter sido salvos se eles soubessem apenas como se comunicar melhor com os seus clientes.

    E se os vendedores tivessem além de um bom atendimento, algumas técnicas de persuasão para que os negócios continuassem vendendo todos os dias e gerando receita?

    Se os donos das lojas criassem um ambiente persuasivo para fazer com que os seus clientes decidissem comprar os seus produtos?
    Com certeza a realidade seria outra.
    ==============

    Até concordo com o ponto de vista do cara em partes , mas ainda acho que mais tem a ver com a situação de crise que passamos, pela carga tributária, pela dificuldade imensa de se manter negócio aqui no Brasil além de ter sido o fato de que muitos abriram negócio mais por necessidade do que por algum outro fator, desconhecendo muita coisa, achando que seria só “abrir e já era”…

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:01

      “…Se os donos das lojas criassem um ambiente persuasivo para fazer com que os seus clientes decidissem comprar os seus produtos?…”
      Resposta: não faria diferença, pois seus clientes perderam seus empregos e não tem poder aquisitivo. Um marketing extremamente competente pode salvar um ou outro, mas às custas do market share do demais. No agregado, o que conta são as condições gerais da economia.

      Há uns anos atrás, fez sucesso mundial um livro picareta chamado “O Segredo”, cujo principal argumento é que, se você pensar positivo, o universo conspirará a seu favor. O fato de um livro cujo cerne é o pensamento mágico ter feito tanto sucesso é um péssimo sinal sobre a inteligência da população alfabetizada. O argumento desse cara, sugerindo que marketing eficiente salvaria todas as empresas, beira o pensamento mágico.

      28+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 19 de setembro de 2018 at 14:17

      Pedro de Lara,

      Sobre o trecho: “Muitos desses negócios foram fechados por não conseguirem gerar receita.”

      Os negócios foram fechados por não conseguirem gerar receita?

      Ou será que muitos deles, inclusive alguns que existiam HÁ DÉCADAS, não conseguiam gerar receita SUFICIENTE para pagarem o aluguel, uma vez que entre 2007 e 2011 a RENTABILIDADE do aluguel comercial simplesmente TRIPLICOU e mesmo depois disto continuou em patamar anormal e incompatível com a realidade da economia? Quanto as vendas / receitas daquele negócio teriam que crescer para fazer com que continuasse MINIMAMENTE VIÁVEL, só para pagar o aluguel, demais custos e ainda sobrar algo para remunerar o proprietário pelo negócio???

      Gráfico com a evolução exponencial da rentabilidade do aluguel de 2007 a 2011, segundo indicador apurado pela FGV (IGMI-C):

      http://defendaseudinheiro.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Post-45-imagem-5-rentabilidade-do-aluguel-at%C3%A9-2011.png

      Ou será que, como acontece em TODA bolha, ao verem o crescimento FANTÁSTICO no lucro que consta acima, se empolgaram e de forma IRRACIONAL tivemos um aumento EXPONENCIAL na construção de imóveis comerciais em todas as localidades do país, colaborando para uma SUPER-OFERTA, que frente a demais fatores constantes aqui, levará boa parte destes a NUNCA terem utilidade para fins comerciais e talvez até serem convertidos em imóveis residenciais, como já aconteceu em outros países que passaram por bolhas imobiliárias?

      Ou será que muitos destes negócios, inclusive alguns que existiam HÁ DÉCADAS, não conseguiam vender nos volumes que fossem o suficiente para manter o negócio funcionando, porque foi gerado um SUPER-ENDIVIDAMENTO com inadimplência ANORMAL dos consumidores destes produtos e serviços, onde estas ANOMALIAS tiveram crescimento EXPONENCIAL exatamente durante o inflar e explodir das bolhas imobiliária e de consumo e como consequência delas, sendo que esta ENORME parcela de consumidores sem capacidade de compra era OBRIGADA a reduzir seu consumo? Pelo BACEN vemos dívidas com o crédito imobiliário que SEXTUPLICARAM em relação à renda e pelo SERASA, vemos que a inadimplência geral do consumidor cresceu quase 30% entre 2005 e 2010 e de 2010 a 2015 cresceu 2,5 VEZES mais rápido que no período anterior em que já teve crescimento anormal! Exatamente o período de inflar e explodir das bolhas. Para piorar, o crescimento ARTIFICIAL e INSUSTENTÁVEL do consumo levou muitos lojistas a ficarem super-endividados apostando que aquele consumo maior duraria “para sempre” e depois, quando tivemos a volta à REALIDADE, aquelas dívidas se demonstraram impagáveis e tiveram que fechar suas lojas.

      Gráfico com dados do BACEN, demonstrando que a proporção da dívida com o crédito imobiliário em relação à renda SEXTUPLICOU de 2005 a 2015 e no total do endividamento, incluindo consumo, esta dívida mais do que DOBROU neste período:

      http://defendaseudinheiro.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Post-45-imagem-11-d%C3%ADvida-das-fam%C3%ADlias-com-o-sistema-financeiro.png

      Gráfico com dados do SERASA demonstrando o crescimento ANORMAL da inadimplência como consequência das BOLHAS:

      http://defendaseudinheiro.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Post-45-imagem-12-inadimpl%C3%AAncia-geral-das-fam%C3%ADlias-SERASA.png

      E a DERROCADA do consumo das famílias apurada pelo IBGE, acontece exatamente a partir da intensificação da inadimplência, conforme abaixo:

      http://defendaseudinheiro.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Post-45-imagem-14-despesas-das-fam%C3%ADlias.png

      Ou será que muitos destes negócios, inclusive alguns que existiam HÁ DÉCADAS, além dos efeitos ÓBVIOS das bolhas DEMONSTRADOS acima, tiveram ainda que lidar com o famigerado “Apocalipse do Varejo”, ou seja, uma mudança tecnológica e muito relevante, com o e-commerce e os meios digitais para leitura de revistas, livros, etc, ganhando impulso e DERRUBANDO as vendas das lojas físicas, como vimos nos casos de livrarias que tinham se transformado em lojas de produtos diversos, tais como Saraiva, FNAC, Cultura, etc e que ainda veremos muito mais quanto ao comércio varejista de forma geral ao longo dos próximos anos?

      Ou será que muitos destes negócios, simplesmente se tornaram inviáveis para serem abertos, porque diziam respeito a variantes da bolha de consumo, onde profissionais que iriam se formar na INFINIDADE de custos “bancados” pelo Governo (nossos impostos) via FIES e que simplesmente viram o FIES e a quantidade de cursos / alunos DESPENCAREM, com muito menos advogados, médicos, contadores e outros que antes poderiam engrossar a lista de aluguel das “salinhas comerciais”?

      Na realidade, é tudo que consta acima e MUITO MAIS, só que vão continuar com as teorias ESTAPAFÚRDIAS para tentarem esconder o ÓBVIO, como sempre…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Pedro de Lara 19 de setembro de 2018 at 14:41

        Valeu CA e Nelson!

        Sem dúvida, CA, o cara lá se manteve na lógica simplista de acreditar que o erro é muito mais do administrador do negócio e minimizando os efeitos externos que, como vistos em sua pontuação, são inúmeros, gritantes e expoentes se comparados ao processo de não gerar receita porque o indivíduo simplesmente não soube de estratégia ou coisa parecida.

        Eu queria muito ter colocado o link da conversa aqui também. Vi hoje cedo e cometi a besteira de não salvar e compartilhar aqui para vermos o quanto a conversa rendia. Muitos dos debatedores defendiam a ideia de que a culpa era principalmente da estratégia incorreta, ou que simplesmente não gerava receita por mal posicionamento ou outras desculpas. O problema em si é que a intenção, mesmo que boa, não gera resultado algum se todo processo que sustentaria isso (o macro) estiver deteriorado, ausente… E a cereja do bolo, qual seria? Tcharaaaam! O cara parece ser coach corporativo (Linkedin, pelo visto, está cheio de Bel Pesces espalhadas por pixel quadrado naquele espaço) 😉

        Fazendo um paralelo, CA, vejo a situação bem semelhante na região onde estou na cidade de São Paulo. Diversas lojas de um bairro comercial de uma mesma avenida fecharam as portas. As que sobraram, migraram dos salões comerciais que ocupavam para salões menores. Outras duas fecharam, tiveram sua estrutura demolida e se transformaram em estacionamento (fato que aconteceu de forma gradual no centro de São Paulo a partir do começo dos anos 2000). Até mesmo a FNAC da Av. Paulista fechou as portas e é mais uma da lista a ser riscada dos planos de operação da loja aqui no Brasil.

        De fato, o buraco é muito mais embaixo, indo muito além de não gerar receita se comparar com a crença do rapaz do Linkedin.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 19 de setembro de 2018 at 15:01

          Pedro de Lara,

          Pelo jeito o cara queria vender o “Coaching” dele, com soluções MIRABOLANTES, “simples e rápidas”. E o pior é que tem muito TROUXA que cai nesta, por total falta de espírito crítico, por não procurar outras fontes de informação, por ser influenciável e ter preguiça de pensar, etc, etc, etc…

          Como o Nelson colocou acima, foi uma versão de “O segredo”, sendo que “O segredo” era uma “reedição não autorizada”, cheia de floreios, de um livro de mais de 3 DÉCADAS atrás, chamado “O poder do subconsciente” de Joseph Murphy…

          https://www.saraiva.com.br/o-poder-do-subconsciente-4642275.html?pac_id=123134&gclid=EAIaIQobChMI9IyuiNHH3QIVEYWRCh1EogAQEAQYASABEgIns_D_BwE

          É exatamente este tipo de “mentalidade” que infelizmente influencia as pessoas, as teses SIMPLISTAS, que não guardam NENHUMA relação com a realidade! Lembra as teorias “mirabolantes” sem pé nem cabeça que o VP MC da CEF defende por aqui, como por exemplo, “o governo super-poderoso”, “é só imprimir dinheiro que resolve tudo”, ect, estas teses são apenas variantes igualmente POBRES destes “raciocínios”, algo como “é só a pessoa ter pensamento positivo”, “é só rever a estratégia da loja e “acreditar” na recuperação” e por aí vai, um grande festival de ESTUPIDEZ.

          O que mais vemos por aí, são pessoas dando explicações que constam no capítulo 1 de qualquer livro de economia, que depois tem uma INFINIDADE de fatos e dados que os desmentem e eles não entendem, ou pior, “dobram a meta” e se saem com “explicações” para lá de estapafúrdias, tudo porque em tempos de bolhas, seja no inflar ou explodir, as teorias econômicas “básicas” não funcionam da mesma forma.

          Um exemplo “clássico” do que consta acima: onde estão os efeitos de recuperação da economia que seriam “garantidos” pelo fato de termos alcançado a menor SELIC de todos os tempos e permanecermos por prazo recorde neste patamar??? Sequer conseguimos gerar uma inflação como recuperação de consumo, que seria o esperado ao se ler o capítulo 1 do livro de economia, mas “curiosamente”, é o mesmo que ocorreu em toda explosão de bolha imobiliária ao redor do mundo e acontece aqui no Brasil de forma muito visível para qualquer um…

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Lulubolhista 19 de setembro de 2018 at 12:18

    Olá! Acompanho o blog há um bom tempo, mas só agora fiz o login.
    Vcs viram isto? Confesso que fiquei com o pé bem atrás.
    Obs: A própria Constituição prevê a Contribuição Patronal (195, I) e a progressividade do IR (153). Então, além de essas medidas dependerem de lei aprovada pelo Congresso, sua constitucionalidade é muito questionável.

    https://bit.ly/2NkvHFP

    1+
  • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:17

    Que merda. Tô quase pregando o voto útil no Bozonaro para eliminar o PT no 1o turno.

    Estamos fodidos.

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 13:23

      Também estou nessa, é Bolsonaro pra presidente e NOVO30 para o congresso.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:40

        Para presidente, senador e governador, voto ÚTIL.
        Para deputados, voto 30!

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Loucodf 19 de setembro de 2018 at 13:40

          Haddad subindo nas pesquisas foi foda.
          O pior dos piores.

          16+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Loucodf 19 de setembro de 2018 at 13:41

            Não confundam o vermelho da minha imagem com outra coisa pessoal.
            kkkk

            13+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Rico 19 de setembro de 2018 at 13:42

              Se o capeta concorrer com PT eu voto no 666.
              17 na cabeça.

              18+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • DouglasteR 19 de setembro de 2018 at 14:07

                Cuidado que a Urna pode tocar o jingle do “Eymael”.

                Ai o presidente da seção vai te levar pra sala ao lado de onde nenhum eleitor jamais saiu.

                7+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
              • Lulubolhista 19 de setembro de 2018 at 14:30

                Meu pensamento tem sido esse somado com a ideia de que o Paulo Guedes, se for mantido na economia, pode trazer coisas boas (porque em relação às outras questões, é doloroso votar Bolsonaro).
                Mas aí a gente vê isso, e desanima por completo.

                5+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
          • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:45

            Andrade tem TV, Bozo não.

            5+
            • avatar
            • avatar
    • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 13:44

      Adendo: o Bolsonaro tem pior desempenho entre pobres e gente com pouca instrução, e melhor desempenho entre gente rica e com ensino superior. Por quê? Porque esses últimos tem mais acesso à informação, e o Bozonaro não tem propaganda na TV.
      Se houver um segundo turno (espero que não) entre PT e Bozonaro, é fundamental para o Bozo ter uma campanha inteligente e competente na TV (o PT tem) para pescar no eleitorado que ainda não o conhece. Os caras tem que começar a se preparar para um possível segundo turno, tanto em termos de coalizão como em patrocínio e propaganda de TV.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rico 19 de setembro de 2018 at 13:50

        Em todo caso precisamos deixar o Pandeiro de sobreaviso para fretar um vôo charter para nós em direção ao States ou Europa.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Pedro de Lara 19 de setembro de 2018 at 15:36

        O chato das propagandas do PT é o trunfo mais forte: eles sabem manipular muito bem com imagem, trilha sonora… Vc assiste e do nada dá vontade de chorar! Ganham até dos programas do Gugu quando tava no SBT e fazia matéria sensacionalista. Marqueteiros dos bons.

        Em compensação o PSDB tenta colocar a pecha de cara bonzinho no Walkman. O cara vindo com um pedaço de bolo de açaí pra uma menina e ela sorri como se tivesse ganhado um presente é impagágel. Ele faz as caras de quando costuma comer pastel nos “corpo a corpo” nas ruas por aí. Chuchu ali é mais que apelido: incorporou forte!

        6+
        • avatar
        • avatar
  • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 14:11

    Paulo Guedes falando em nova CPMF.
    Disenteria verbal?
    Cara, deixa o Bolsonaro falar as merdas, porque ele é bom nisso. Fica quieto e apenas repita: “Economia de mercado é boa, imposto é mau. Economia de mercado é boa, imposto é mau. Economia de mercado é boa, imposto é mau…”

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 14:12

      Posto Ipiranga tá vendendo gasolina adulterada?

      6+
      • avatar
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 14:13

      Tá faltando alguém por o pau na mesa nessa campanha do Bozonaro.

      2+
    • tmarabo 19 de setembro de 2018 at 15:21

      é que no brasil se pegou a mania de mimimimi toda a vez que o governo fala em mais impostos.
      às vezes precisa sim no curto prazo, pois é impossível debelar o déficit primário em pouco tempo (um ou dois anos).
      e como diz o gustavo franco: “a dívida de hoje é o imposto de amanhã”.
      então é MENTIRA q

      4+
      • tmarabo 19 de setembro de 2018 at 15:22

        então é MENTIRA que “liberal” vá sempre defender menos impostos, como se fosse um tabu, é uma infantilidade que se vê em MBL, Novo, “liberais” de todo o tipo…. é demagogia.

        3+
        • Libertario 19 de setembro de 2018 at 16:08

          Liberal que defende mais imposto é novidade pra mim.
          A princípio o que o Paulo Guedes falou e, pra variar foi distorcido pela mídia, é uma substituição do imposto patronal por um do tipo CPMF.
          Mas em nenhum momento ele falou em INCREMENTO da carga tributária.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • socrates 19 de setembro de 2018 at 21:15

            libertario, a palavra liberal, se significar liberdade, está muito mais próxima de uma concepção escandinava de sociedade do que de uma concepção paraguaia, não acha?
            Alguem aqui conhece algum país mais liberal que o Paraguai?

            1+
      • tmarabo 19 de setembro de 2018 at 15:29

        aliás, o que mais tem no facebook é “liberal” na hora de pagar menos imposto (e quem não é nesta hora???) mas não ser liberal naquilo que tem de essencial: honrar contratos, cumprir os compromissos.
        Eu prego a diminuição do Estado e CONSEQUENTE necessidade de menos tributos. Mas sou liberal também na parte ESSENCIAL e DIFÍCIL: sabendo que o Estado está em déficit por compromissos LEGITIMAMENTE assumidos, sei que é preciso no curto e médio prazo aumentar os tributos até que o tamanho do Estado seja diminuído.

        7+
        • avatar
        • EngenheiroSP 19 de setembro de 2018 at 17:22

          Mas como defender a legitimidade de 600 parlamentares custarem o dobro dos quase 100k alunos da maior universidade do país (que já não é lá um grande exemplo de gestão de recursos) para justificar mais imposto?

          A legitimidade de garçom, motorista e office boy da câmara municipal ganhando 14k?

          Se, e somente se, esse tipo de distorção for corrigida, pode-se discutir se realmente é necessário aumentar a tributação

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • socrates 19 de setembro de 2018 at 21:11

            exato.
            E olha que sou xiita na defesa de reformas tributarias

            0
            • socrates 19 de setembro de 2018 at 21:12

              aprimorando, xiita em defender reformas tributarias que certamente seriam apoiadas por menos de 5% dos participantes deste forum

              acerca da necessidade das reformas em si, acho que é impossivel contestar

              0
          • tmarabo 21 de setembro de 2018 at 16:58

            claro que se pode opor populismos do tipo “já viu o gasto com parlamentares” para não aceitar novos impostos.
            a questão é: se estamos em déficit primário, o déficit de hoje é MAIS IMPOSTOS amanhã. NÃO TEM COM FUGIR DISTO, é mais imposto amanhã ou CALOTE da dívida.
            também, do grosso do déficit primário não se debela com “duas ou três leis” e nem mesmo no curto prazo (um ou dois anos).
            então se tudo der certo, sendo OTIMISTA vamos ter déficit primário nos próximos dois anos (acho que vai demorar mais, se não for como na Argentina) e este déficit significa mais imposto amanhã ou calote.
            o que fazer? continuar emitindo títulos da dívida pra cobrir o déficit e pagar amanhã MAIS IMPOSTOS ou aumentar os impostos desde já para ajudar a debelar o déficit.
            o perigo é conhecido: “ah, se aumentar impostos todo o mundo relaxa nas leis pra acabar com o déficit”, mas de todo o modo tendo déficit é MENTIRA que deixar de aumentar os tributos HOJE não teremos maior carga tributária; poderemos ter menos carga AGORA mas teremos mais AMANHÃ.
            alternativamente podemos debelar déficit vendendo empresas e bens em geral, repatriando reservas em dólar mas pra mim isso é anestésico.

            0
      • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 15:30

        O problema é que CPMF é o pior imposto que existe. Incide em cascata, e não tem nenhuma racionalidade econômica.

        É preferível um imposto sobre o peido. Vai reduzir externalidades negativas.

        6+
  • loureiro_bsb 19 de setembro de 2018 at 15:13

    Prezados Senhores,
    É como diz o ditado: “Em casa de ferreiro…”
    Minha mãe caiu na bola de neve do cartão de crédito. Deixou de pagar a fatura de agosto e parece que agora estão vindo duas juntas, totalizando 18k (com encargos embutidos). Como filho único, vou ter que dar minha parcela no pagamento desse rombo (afinal, mãe é mãe…).
    Minha dúvida é: pago esse valor sem chorar; vou até o banco e tento “pechincar” algum abatimento de encargos; espero mais uns 3 meses para tentar negociar… Alguma sugestão??

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 15:20

      Nunca vi ninguém renegociar em prazo curto, quando muito diminuem um pouco as multas apenas.
      Mas confesso que não tenho experiência nenhuma nesse assunto, o que sei é de ouvir dizer.

      4+
      • avatar
    • Rico 19 de setembro de 2018 at 15:40

      Você só vai conseguir negociar com mais de um ano, mas até aí o nome da sua mãe já virou um pau de galinheiro.
      Perto dos 4 anos deve conseguir coisa de 80% de desconto da dívida, já acrescida de uns 1500% de juros.
      Resumindo, paga logo e toma cuidado para não cair de novo. Deixe no débito automático. Melhor ver a conta no negativo do que esquecer de pagar a fatura.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • rpoa 19 de setembro de 2018 at 15:42

      bancos são bandidos… se notarem que você pode pagar vai ser difícil obter desconto…. o desconto só vem após cancelamento do cartão, botar no SPC, etc.. aí veem que o sujeito não vai pagar mesmo e negociam….

      isso me lembra a decisão de uns meses atrás de acabar com o rotativo do cartão. Nunca o usei… mas nos extratos mensais vinha tipo assim… rotativo 10% ao mês…. e parcelamento em 24x com 2% a.m….. acabaram com o rotativo e agora o que aparece…. financie sua fatura em 24x com 9,50% a.m….. fala sério… tinha que prender esses caras…..

      6+
      • avatar
      • loureiro_bsb 19 de setembro de 2018 at 16:45

        Farei isso, então, e entrarei com uma “ação de interdição” de minha mãe…. risos…

        6+
        • avatar
        • avatar
      • Money_Addicted 19 de setembro de 2018 at 16:47

        banco bandido? infelizmente a mae do nosso colega esqueceu de pagar a fatura na data acordada e esta pagando o juros previamente acordado.

        6+
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 17:07

          Money, não estou levantando a bandeira do coitadismo, mas no Brasil por falta do livre mercado e livre concorrência são formados alguns cartéis.
          Os bancos, construtoras, montadoras, etc. Rola muitas práticas imorais e algumas até ilegais.

          5+
          • avatar
          • avatar
          • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 17:20

            Exemplo, muitos bancos mandam cartões de crédito para idosos que nunca usaram e nunca o usarão, mas não perdem a oportunidade de meter uma anuidade para o idoso pagar, por um produto que ele não quer ou tão pouco pediu, nem 1% dos casos movem ações contra os bancos ou por falta de conhecimento ou por incapacidade mesmo, para os bancos no final tal prática é extremamente vantajosa.

            8+
            • avatar
            • avatar
            • andrezinho 19 de setembro de 2018 at 17:49

              Mimimi. Se chegar um cartão na sua casa que você não solicitou e você nunca usou, você tem é que torcer pro banco te cobrar a anuidade, sujar seu nome, etc, porque ai você processa e ganha danos morais. Jamais um banco que manda um cartão não solicitado e cobra anuidade vai ganhar.

              3+
              • avatar
              • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 18:23

                Ser contra práticas anti-éticas é mimimi? Beleza, deixa você passar por uma situação dessa ou alguém da sua família e mantenha a calma.
                Eu e você sabemos como proceder e vamos atrás, agora vc consegue imaginar o dano em um grupo de alguns milhões de idosos?
                A prática é desonesta mesmo. E os produtos bancários como tit de capitalização que são empurrados para os idosos como se fosse uma poupança?
                Darei outro exemplo, EU tive uma puuuuuuuta encheção de saco para cancelar a NET e me enviaram cobrança indevida.
                Me ligaram várias vezes “cobrando” o que eu não devia. Resolvi, mas tive um baita desgaste.
                A má fé é padrão operacional no Brasil, por isso aqui não é para amadores.

                10+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
              • bolha_dos_pampas 19 de setembro de 2018 at 23:02

                Trago o exemplo do meu pai que foi em uma agência pedir que integrassem a conta dele com uma conta poupança e vincularam a um CDB que “”rende”” 50% do CDI em um mês e 100% se você manter o dinheiro por 10 anos. Já foi um estresse lembrar que eu tinha me prontificado a ir com ele e que imaginava que algo assim pudesse ocorrer quando o extrato de sua conta ficou ilegível. Imagina eu tentar convencê-lo a fazer reclamações no SAC, Ouvidoria do Banco, Ouvidoria do BACEN ou ainda ajuizar uma ação?

                5+
                • avatar
                • avatar
    • Lord of All 19 de setembro de 2018 at 17:06

      Vota no Ciro.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 19 de setembro de 2018 at 17:11

      loureiro_bsb
      Se esse problema ocorreu devido ao fluxo de caixa ter sido afetado por algum Imprevisto é uma coisa, mas se esse problema ocorreu porque hoje as despesas regulares dela são acima dos rendimentos, então este problema NUNCA VAI TERMINAR.

      4+
      • avatar
      • avatar
    • JeceValadao 19 de setembro de 2018 at 17:30

      entra no site do tjdft e procura a aba de mediacao para os superndividados. é bom que ainda obrigam ela, antes de negociar a divida, a fazer um programa de educação financeira.

      depois partem pra negociacao junto ao banco…

      5+
      • avatar
      • avatar
  • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 16:14

    Nelson Schadenfreude

    Acho maldade comprar uma arma e deixar trancada em casa. Ela vai ficar triste, entrar em depressão. Como o brasileiro em geral é cordial e de coração mole, a maioria vai levar elas para passear e brincar um pouquinho lá fora.

    0

    Como era o Brasil pré-Estatuto do Desarmamento?
    Era o caos que é pintado atualmente por quem é contra o porte de arma?
    As vezes tenho a impressão que foi Pedro Alvares Cabral ou Dom Pedro I que instituiu o estatuto do desarmamento.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Rico 19 de setembro de 2018 at 16:24

      Era igual. Paulistano de modo geral não entrava em briga de trânsito porque acabava na bala. Por esse subconsciente histórico as pessoas costumam ser mais educadas no trânsito de SP do que em outras cidades.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 16:30

      Lembrando que o estatuto do desarmamento entrou em vigor em 23 de Dezembro de 2003
      https://g1.globo.com/politica/noticia/taxa-de-homicidios-no-brasil-aumenta-mais-de-10-de-2005-a-2015.ghtml

      4+
      • avatar
      • avatar
    • Pedro de Lara 19 de setembro de 2018 at 16:40

      Como era o comércio legal e o que era necessário fazer para ter uma arma em 1979.
      Trecho exato daquele documentário da TV Cultura.

      https://youtu.be/Q4BT9AlBx3k?t=22m37s

      É interessante ver a entrevista com o dono da loja (que parece o Seu Barriga, inclusive), dizendo que muitas pessoas (na época) têm o costume de ter a arma em um canto da casa e as munições guardadas dentro dum cofre. Imagino quanto iria ajudar uma arma não municiada num caso de invasão. Se o psicológico do bandido se abalar ao vê-la apontada para si e fugir, maravilha. Mas se o cara reagir e atirar?

      3+
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 16:43

        É aquela história só você sabe o que é melhor pra você mesmo.
        Quem não quiser ter arma, continuará tendo esse direito.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • Pedro de Lara 19 de setembro de 2018 at 16:44

          Sim, Zé.
          Confidenciando, temos o mesmo raciocínio e compartilhamos da mesma ideia. Fiz um contraponto da opinião do vendedor e uma prática que tinham na época que me fez parar para pensar no assunto.

          3+
          • avatar
          • avatar
      • Rico 19 de setembro de 2018 at 23:48

        “Atualmente existe 1 milhão de armas registradas. Mas clandestinamente, existem outros 2 milhões”.
        Ou seja, mudou nada.

        2+
        • avatar
  • Pedro de Lara 19 de setembro de 2018 at 16:52

    G1 – ¼ dos municípios brasileiros não tem política ou plano de gestão do saneamento básico, aponta IBGE

    https://g1.globo.com/economia/noticia/2018/09/19/dos-municipios-brasileiros-nao-tem-politica-ou-plano-de-gestao-do-saneamento-basico-aponta-ibge.ghtml

    Bora incluir nessa a maioria dos imóveis do MCMV que entregam sem infraestrutura alguma nos rincões do Brasil?

    3+
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 17:03

      Mas o PT não é o partido que se importa com os pobres e com as periferias e não governou por 13 anos? Ué, o que mudou na vida deles?
      Ah sim lembrei, agora eles tem geladeira, fogão, maquina de lavar e um nome mais sujo que pau de galinheiro.
      PT destruiu a economia, a Petrobrás, a CEF, roubou tudo que podia e o que não podia, tudo em nome dos mais pobres.
      Lula tirou milhões da pobreza e os deixou miseráveis.

      7+
      • avatar
      • Pedro de Lara 19 de setembro de 2018 at 17:08

        E isso porque ainda tinham o famoso “PAC”

        Programa de Aceleração da Crise 😉

        4+
        • avatar
        • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 17:31

          Mas teve Copa do Mundo e Olimpíadas que era muito mais importante que saneamento básico.
          Está aí o governo do povo: “Pão e circo” e o povão feliz!
          https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2018/09/19/governo-gastou-r-53-bi-em-estadios-que-nao-chegaram-nem-a-copa-america.htm

          2+
          • avatar
          • Pedro de Lara 20 de setembro de 2018 at 07:56

            E isso porque o PT se diz um partido que se preocupa com a qualidade de vida do pobre. Ora, sabem melhor do que ninguém das imensas favelas que se formaram nas últimas décadas. Fizeram o possível para que os terrenos não fossem retomados e, aqui em São Paulo, quando prefeita pelo PT, a Marta Suplicy encheu os moradores de várias delas de mimos, de promessas de que iam fazer canalização de esgotos, iam ter asfalto, guias de calçada (como se favela tivesse calçada, com a porta da frente da sala da casa já dando pra rua…).

            Ia colocar CEUs em inúmeras delas para garantir que a juventude não saísse por aí matando e roubando mas fazendo oficinas onde iam aprender a tocar o próprio corpo, cultivar pelos no sovaco e gritar “Golpistas!” quase 20 anos depois.

            E, tá aí o “saneamento” em uma região que conheci na infância:

            https://www.google.com.br/maps/@-23.4614743,-46.6639796,3a,41.3y,4.34h,84.34t/data=!3m6!1e1!3m4!1sKem7b11S1aTO0KxksAFxpw!2e0!7i13312!8i6656?hl=en

            E tão escatológico quanto esse estádio, Zé, lembrei daquela arena no Amazonas. Nem time de futebol tem pra usar, eventos cada vez mais escassos pra uso da estrutura… Vão desmantelando com o tempo e o dinheiro vai se dilapidando com o descuido.

            Banânia true way of life 🙂

            3+
            • avatar
            • Zé do Brejo 20 de setembro de 2018 at 09:07

              Me lembro quando o Brasil foi “escolhido” como país sede da Copa e eu dizia entre meus amigos e colegas: “Essa é a pior MERDA que poderia nos acontecer”, TODOS, sem exceção me taxaram de louco e pessimista.

              10+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Pedro de Lara 20 de setembro de 2018 at 10:04

                E lembrei da festa que o Lula e o Pelé fizeram. Parecia que, naquela hora, o Brasil tinha sido escolhido pra coisa melhor, tipo se tornado a primeira nação do mundo ou assinar um tratado que ia resolver todos os problemas de todo mundo no dia seguinte! Lembro também que na Deutsche Welle (canal que acompanhava muito na época) eles noticiaram o “sucesso” na escolha e, ao mesmo tempo, o abatimento daquele helicóptero da polícia que sobrevoava uma favela qualquer no RJ, já tentando fazer a alusão se daria certo ou não.
                E outros veículos pintavam o nome do país aí fora como algo fantástico. Brazil is booming! Brazil is growing steady… pffffffff

                – Eu pularia de alegria e gritaria feito louco daquele jeito se pudesse sair na rua de onde moro e ir pra qualquer lugar sabendo que voltaria vivo e inteiro, com minhas posses intactas;
                – Ficaria daquele jeito se pudesse ter salvo parentes que perdi em hospital público;
                – Teria aquele comportamento se não precisasse jogar rugby nos ônibus ou no metrô para ir e voltar do trabalho, ou dirigir um tanque de guerra pra enfrentar o trânsito…

                Desculpe o desabafo kkkkkkkkkk Mas tá fogo.

                9+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • Carlos 20 de setembro de 2018 at 18:34

                  Povaréu gosta de circo, ou como disse um famoso ex político: “ninguém gosta de obra enterrada”.

                  3+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
  • Zé do Brejo 19 de setembro de 2018 at 17:34

    Nelson Schadenfreude

    Para presidente, senador e governador, voto ÚTIL.
    Para deputados, voto 30!

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar

    Estamos juntos nessa!
    https://g1.globo.com/politica/blog/julia-duailibi/post/2018/09/19/antipetistas-ricos-deixam-marina-e-amoedo-e-migram-para-bolsonaro.ghtml

    4+
    • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 17:42

      O foda é que os caras não ajudam…

      Olha só isso. Samba do criolo doido do Paulo Guedes. Eles tão querendo me forçar a votar no Andrade. E depois fugir do país.;
      Do Estadão, que não é antro bolivariano: https://politica.estadao.com.br/noticias/eleicoes,compromisso-de-bolsonaro-e-com-a-simplificacao-e-reducao-de-impostos-diz-paulo-guedes-,70002509555

      Em entrevista exclusiva ao site BR18, Guedes disse que os estudos de uma reforma tributária, feitos pelo grupo de economistas que trabalha com ele na campanha, preveem a substituição de todos os impostos federais não compartilhados com Estados e municípios por um único imposto, em linha com o projeto lançado pelo economista e ex-deputado federal Marcos Cintra, em 1990.

      Segundo Guedes, o novo imposto incidiria sobre as transações financeiras, com base de incidência semelhante à antiga CPMF. A Folha de S.Paulo publicou parte do plano de Guedes na edição desta quarta. Ao BR18, o economista disse que a equipe econômica de Bolsonaro ainda está avaliando os efeitos que a incidência em cascata do novo imposto pode provocar na economia, suas vantagens e desvantagens, antes de bater o martelo na proposta, que ainda não foi aprovada pelo candidato.

      A alíquota do novo imposto, caso Bolsonaro vença as eleições, também não foi definida ainda. Mas Guedes calcula que ela poderá ficar entre 0,40% e 0,50% sobre cada transação financeira. A ideia, afirmou, é tornar os impostos progressivos e socialmente mais justos, para que os mais ricos paguem mais, e não regressivos, como são hoje, deixando a conta mais salgada para os mais pobres.

      Com os dois projetos, de acordo com Guedes, o País teria apenas dois tributos federais, ambos sobre transações financeiras, em vez dos cerca de 50 existentes hoje, um para a Previdência e outro para impostos e contribuições. No total, a alíquota chegaria a cerca de 0,8o% sobre as transações.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 17:45

        Imposto em cascata. Afeta toda a cadeia produtiva. Uma merda de imposto desse penaliza a divisão e especialização de trabalho, e favorece estruturas de produção verticalizadas.
        É um imposto contra a eficiência. Não existe em nenhum lugar civilizado do mundo. Coisa de jênio.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 19 de setembro de 2018 at 17:49

        Tá muito estranho isso
        Qualquer criptomoeda quebraria este raciocínio de imposto sobre transações financeiras.

        7+
        • avatar
        • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 17:51

          Isso! Acho que o cara quer bombar o mercado de criptos, que está se desfazendo. É hora do NIÓÓÓÓBIUMMM!

          5+
      • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 17:54

        O negócio é simplificar! Tudo é muito complicado!
        Por exemplo, ao invés de eu ter um cardápio enorme no restaurante, com um monte de opções que é difícil escolher, é melhor colocar um só prato: MERDA.
        Viu, só? Quanto mais simples, melhor!

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 17:55

        Tô começando a achar que esse Paulo Guedes é senil…

        7+
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 19 de setembro de 2018 at 18:37

          To começando a achar que essa notícia é falsa

          10+
          • avatar
          • avatar
          • Nelson Schadenfreude 19 de setembro de 2018 at 18:49

            Só se o Estadão começou a publicar fake news…

            7+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • DouglasteR 20 de setembro de 2018 at 15:17

              50% de chance.

              Hoje em dia ninguém tem tempo de verificar a fonte (a fundo, e não parar no 1º que aparece). Assim as fake news continuam a pujança.

              4+
            • Carlos 20 de setembro de 2018 at 18:37

              Tudo aquilo que vai contra minha opinião é fake news ou mi mi mi.
              Coisa de fanáticos ou desonestidade intelectual mesmo…

              6+
              • avatar
              • avatar
              • Zé do Brejo 20 de setembro de 2018 at 19:27

                Tem total coerência sua observação Carlos.
                Mas nesse caso especifico também fui buscar mais informação e não encontrei nada.
                De fato não podemos acreditar em tudo, é sempre bom/saudável desconfiar e pesquisar.

                5+
                • avatar
                • avatar
                • Carlos 20 de setembro de 2018 at 20:18

                  Paulo Guedes nega proposta de ‘nova CPMF’, mas estuda tributação única sobre transações financeiras
                  Segundo economista de Bolsonaro, medida substituiria outros impostos federais
                  https://oglobo.globo.com/brasil/paulo-guedes-nega-proposta-de-nova-cpmf-mas-estuda-tributacao-unica-sobre-transacoes-financeiras-23083434

                  Paulo Guedes propõe criação de imposto semelhante à CPMF
                  Provável ministro da Fazenda caso Bolsonaro seja eleito também quer IR único de 20%; declaração de economista foi feita em evento fechado
                  https://veja.abril.com.br/politica/paulo-guedes-propoe-criacao-de-imposto-semelhante-a-cpmf/

                  Assessor econômico de Bolsonaro quer recriar imposto nos moldes da CPMF
                  Paulo Guedes falou sobre o pacote tributário que deve implementar caso o candidato seja eleito
                  https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2018/09/assessor-economico-de-bolsonaro-quer-recriar-imposto-nos-moldes-da-cpmf.shtml

                  2+
                  • Carlos 20 de setembro de 2018 at 20:19

                    O economista Paulo Guedes, que comandará o Ministério da Fazenda caso Jair Bolsonaro (PSL-RJ) seja eleito, anunciou na terça (18), para uma plateia restrita, o pacote tributário que pretende implementar no governo.
                    CAIXA 

                    Guedes quer recriar um imposto nos moldes da CPMF, que incide sobre movimentação financeira, pretende criar uma alíquota única do IR (Imposto de Renda) de 20% para pessoas físicas e jurídicas —e aplicar a mesma taxa na tributação da distribuição de lucros e dividendos.
                    TAXA ZERO 

                    Por outro lado, estuda eliminar a contribuição patronal para a previdência, que incide sobre a folha de salário —que tem a mesma alíquota, de 20%.
                    POUCOS 

                    As revelações foram feitas a um grupo reunido pela GPS Investimentos, especialista em gestão de grandes fortunas. O publicitário Roberto Justus era um dos convidados.
                    AO LADO 

                    Guedes afirmou que está sendo auxiliado pelo economista Marcos Cintra —foi ele que o convenceu, por exemplo, a criar um imposto nos moldes da CPMF.
                    NO FIM 

                    Cintra confirma o teor das propostas e diz estar finalizando o projeto de reforma tributária. O novo imposto sobre movimentações financeiras se chamaria CP (Contribuição Previdenciária) e seria destinado a financiar o INSS.
                    BALANÇA 

                    Segundo ele, a equipe defende o modelo de capitalização para a Previdência. O atual, no entanto, seguiria existindo paralelamente. Para garantir a sua solvência, seria criada a contribuição.
                    NÃO, OBRIGADO 

                    Na conversa na GPS, Guedes contou que Dilma Rousseff o convidou para ser ministro da Fazenda em 2015. Ele não aceitou.
                    ALÔ? 

                    Guedes afirmou ainda que sempre foi bem tratado pela imprensa. Mas foi só anunciar apoio a Bolsonaro que as coisas mudaram. Disse que recebeu telefonema até de João Roberto Marinho, do Grupo Globo, com ressalvas à sua opção.
                    IRREAL 

                    O telefonema, segundo interlocutores de Marinho, nunca existiu —nem, muito menos, qualquer crítica.

                    1+
    • Cesar_DF 19 de setembro de 2018 at 19:43

      Esquerda e direita partindo para o voto-útil

      Análise dos últimos números do Ibope mostra que, em cerca de 15 dias, a candidata da Rede, Marina Silva, e João Amoêdo, do Novo, perderam votos entre os eleitores mais ricos. Marina perdeu mais da metade da intenção de voto entre os que têm renda familiar de mais de cinco salários mínimos, passando de 8% para 3%. Amoêdo, que tem o seu melhor desempenho entre os mais icos, também perdeu fôlego: passou de 10% para 6%.

      Movimento contrário aconteceu com Jair Bolsonaro (PSL), que ampliou ainda mais a influência entre esse estrato de renda. O ex-capitão do Exército passou de 30% das intenções de voto para 41%. O mais provável, segundo analistas de pesquisas com quem o blog conversou, é que os votos antipetistas que estavam com Marina e Amôedo migraram para Bolsonaro, como voto útil – nas pesquisas, o voto da candidata da Rede aparece como o menos convicto entre os candidatos mais bem posicionados na corrida eleitoral.

      9+
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 19 de setembro de 2018 at 17:40

    Leilão de apto de 65m2 no Guará – DF
    https://www.zukerman.com.br/apartamento-guara-i-brasilia-df-14337-124002

    Vendido em abril de 2013 por 300K
    Consolidação de alienação fiduciária em novembro de 2017, com dívida de 216K e valor de avaliação de 380K
    Em fevereiro de 2018 a propriedade foi consolidada ao banco, por conta de leilão deserto de 2ª praça
    Agora sendo vendido por 202K e RECEBEU 1 LANCE kkkk
    https://files.zukerman.com.br/I15739lote089matricula.pdf

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 19 de setembro de 2018 at 17:47

    Leilão de apto de 49 m2 no Reserva Taguatinga – DF
    https://www.zukerman.com.br/apartamento-taguatinga-norte–brasilia-df-14337-124003

    Sendo oferecido por 116K + comissão do leiloeiro + custo de retirada do bichinho da goiaba
    Na internet sendo oferecido por menos de 130K – FORA O CHORINHO kkk
    https://www.wimoveis.com.br/propriedades/2-e-3-quartos-lazer-completo-9.84040918-reserva-2930754130.html

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 19 de setembro de 2018 at 19:32

    teletransportação foi inventada pelos criminosos esquerdopatas da banania?? quem tentou matar o melhor candidato á presidência estava cometendo o crime ao mesmo tempo que estava visitando o congresso brasileiro o mesmo dia, https://www.youtube.com/watch?v=b54_57W3zUU&feature=youtu.be coartada sem duvida manipulação de dados,

    3+
  • Senhor Bolha 19 de setembro de 2018 at 23:35

    O básico sobre orçamento público. ( 10 mandamentos )

    1 Todo governo vai sempre gastar mais do que arrecada.
    Governo sempre vai gastar mais do que arrecada! E adivinhem?¹ não é só no Brasil. O caso do Brasil é ainda mais complicado que o de outros países. Por aqui mais de 90% do orçamento é engessado, apenas 6% ou 5% entra com margem fiscal.

    2 Gastos sociais vão sempre crescer acima das receitas.
    O número de pessoas&empresas que vive encostadas em algum programa do governo tende aumentar ao passar dos anos ; muito disso porque a mentalidade da massa é paternalista, ou seja. O número de pessoas que produz sempre vai ser menor do que as pessoas que recebem do governo. A tendência geral é que com o passar do tempo as pessoas que mantém a roda girando vão se cansar e passar integrar o segundo time.

    3 – Gastos com funcionalismo vão sempre crescer acima da receitas.
    Existe uma grande casta do funcionalismo que goza de muitos privilégios, consequentemente a classe política visando ganhar eleições sempre promete vagas efetivas e cargos de confiança no ( serviço público). E é Justamente tais vagas que vão sobre dimensionar gastos do governo com ( Folha de pagamento). Sabemos por analogia contabil simples: A iniciativa privada paga o salário do funcionalismo por meio de impostos.

    Equação simples: + funcionalismo + gastos = + impostos.

    Boa parte dos cargos burocráticos poderia ser extinto ou substituído por tecnologia da informação, consequentemente sobraria mais dinheiro para outras áreas. A folha de pagamento no Brasil 2018 é da ordem de 300 bilhões a.a! Infelizmente as contas indicam que este gasto vá subir + 20 bilhões até final de 2019, ou seja, vamos terminar o ano de 2019 com uma folha de pagamento de 320 bilhões a.a. Numa breve consulta as contas públicas teremos um gasto projetado de aproximadamente 450 bilhões daqui 5 anos.

    4 – Amanha estaremos todos mortos ( Lord Keynes)
    Como todo picareta de marca maior. A preferência intertemporal da massa& governo, é consumir hoje em detrimento do amanhã. Não é preciso ser um gênio para perceber que todo no governo é feito pensando na próxima eleição, e quase nada é feito pensando no médio&longo prazo. Até mesmo o mandando de um presidente, senador etc; é curto prazo ( 4 anos). Logo o sistema política e de economia sempre vai ser baseado em ciclos curtos ( 4 anos). A priori as decisões de curto prazo sempre vão sobrepujar as decisões de longo prazo . Sabemos por experiência própria que as decisões de longo prazo são responsáveis pelas grandes mudanças na sociedade para melhor ou pior. Logo após levar conta que todo sistema de poder é estruturado no curto prazo, fica muito difícil acreditar que algo seja feito além do próximo mandato.

    5 – A previdência é uma pirâmide.

    Os gastos da previdência sempre vão estourar porque sua estrutura contabil é similar a uma pirâmide! E muito disso por causa da demografia. A pirâmide só funciona enquanto o número de beneficiários for maior que o número de contribuintes. Não precisa escrever uma teoria unificada da relatividade e nem pagar de economista. Qualquer um com noção de aritmética básica deveria saber: toda pirâmide cai quando o número de contribuintes fica menor do que o número de beneficiários do regime.

    O grosso do déficit esta situado no regime do funcionalismo público, logo não espere muita mudança no regime geral nos próximos anos, principalmente quando um ajuste vai contra uma categoria bem organizada e fortemente sindicalizada.

    6 – As pessoas acreditam no mito do almoço grátis.

    – As pessoas não sabem quanto pagam em impostos. ( diretos&indiretos)
    – As pessoas não sabem para onde vão estes impostos.

    O brasileiro acredita no mito do almoço grátis! Para a classe baixa, média e até rica esta tudo bem em pagar mais impostos, segundo alguns gênios: Tudo bem pagar mais impostos, desde que seja bem empregado. Você já se perguntou se quem repete estes besteiras sabe que anda pagando impostos elevados para rodar dívida pública, previdência e folha de pagamento? No mínimo 80% gastos do governo ou mais é empregado nestes 3 segmentos. E não se engane, é assim no mundo inteiro.

    7 – Não existe estado eficiente, mas sim estado (grande, médio e pequeno.)

    O gastos do governo por si só em sua grande maioria são ineficientes . O gastos do governo não são lastreados no conceito de lucro&prejuizo, e também no livre espontâneo contrato entre partes. O monopólio da Lei, justiça, segurança e infra estrutura por parte do estado acarreta em elevados custos para sociedade justamente por possui o monopólio do serviço. Sabendo de sua deficiência governo adota modelo de economia mista ( Um meio termo entre economia de mercado e intervenção estatal.) Embora melhor que o primeiro sistema , ainda sim pior que um sistema de mercado com pouca intervenção.

    8 – As pessoas sempre querem receber mais do que estão dispostas a pagar.

    O ser humano é um vagabundo costumaz: Repito nem eu , nem você , nem seu vizinho quer ser produtivo . Nos queremos sombra comida e água fresca.Até por isso automação é muito mais que um tendência de mercado, é uma necessidade do ser humano. Nos não queremos ser produtivos! O pensamento coletivista &vitimista anda sendo exaltado a todo momento na sociedade. Nos queremos receber do governo e foda-se a sociedade! Nos queremos ter liberdade , mas não queremos arcar com as responsabilidade de nossos atos. Sabendo disso a classe política se aproveita para insuflar os menos afortunados da sociedade. O ser humano é um poço de preguiça , inveja e ignorância que adora receber benefícios sem contrapartida ter produzido algo. Nessas oportunidades o primeiro que oferecer o maior benefício a custo de todos os demais produtivos ganha o jogo.

    9- A verdade não interessa!

    As pessoas não querem ouvir a verdade, logo mentir tornou-se uma necessidade.
    A alma da propaganda foi toda baseada na mentira: Uma mentira contatada mil vezes acaba se tornando verdade no quociente coletivo.

    10 – O futuro de todo governo é quebrar por terceirização de custos sociais.

    O futuro de todo governo é quebrar: Não existe verdade mais clarificada como estas que lhe digo.
    Ao longo da história presenciamos inúmeros governo quebrando por má gestão. E isso não é exclusividade de países emergentes. Todos governos vão quebrar, unas mais tarde outros mais cedo. Isso faz parte do script do sistema: Afinal todo governo é ineficiente por natureza.

    No fundo todos querem receber do governo, mas não querem pagar ao governo. Impossível ter uma gestão competente quando seu eleitorado quer sempre mais.

    As bases dos sistemas são podres:E adivinhe você faz parte de tudo aquilo que tanto crítica.
    Você quer que o estado resolva os problemas que você mesma cria. Impossível algo dar certo neste arranjo.

    33+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 20 de setembro de 2018 at 09:17

      Sistemas de previdência:
      REPARTIÇÃO – a famosa pirâmide
      CAPITALIZAÇÃO – igual a previdência privada
      Países que mudaram de repartição para capitalização, como Chile e Suécia, não tem qualquer problema com o item 5

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lulubolhista 20 de setembro de 2018 at 12:26

        Aproveitando esse espaço com várias pessoas inteligentes, será que vcs poderiam me tirar uma dúvida?
        Me parece óbvio que a única forma viável de termos previdência a médio/longo prazo é mudar para o regime de capitalização. Porém, além da questão de vontade política, como isso seria viável em termos econômicos?
        Alguém que hoje já tem 20 anos de tempo de contribuição. Todo esse dinheiro foi usado para pagar o benefício de outras pessoas ao longo do tempo. Se mudássemos para um regime de capitalização, ele teria de ser “devolvido” para essa ficar vinculado a essa pessoa. Além disso, qual parâmetro seria usado para calcular o rendimento que o dinheiro teria tido nesse tempo?

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Flyn 20 de setembro de 2018 at 12:50

          Na minha opinião não tem saída. Os que já estão no sistema algum tempo não podem ser jogados de lado, o tesouro vai bancar esses, até morrerem todos. Os futuros trabalhadores estarão cobertos com sistema capitalização. Isso se for bem administrado por profissionais honestos e não sindicalistas.
          Uma possível melhora no déficit da previdência viria de desconto na fonte de percentual maior, inclusive e principalmente dos já aposentados.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Zé do Brejo 20 de setembro de 2018 at 13:33

          Paulo Guedes explicou muito bem o plano no link que o Indiobolhista postou aqui (19 de setembro de 2018 at 00:43)

          1+
        • Cesar_DF 21 de setembro de 2018 at 07:26

          Lulubolhista
          O Chile fez esta transição
          A grande questão filosófica sobre os dois sistemas é : as pessoas imprevidentes devem ser tuteladas pelo estado ?

          https://www.bbc.com/portuguese/internacional-39931826
          https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1924
          http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=85138

          1+
          • avatar
          • Lulubolhista 22 de setembro de 2018 at 00:01

            Minha questão não é essa. Até porque na realidade demográfica atual, regime contributivo para mim é necessariamente pirâmide financeira. Então acho que é uma questão puramente de matemática. No entanto, tenho muita dificuldade de entender o que seria feito com quem já está inserido no regime contributivo.

            0
  • Dr. Estranho 19 de setembro de 2018 at 23:41

    Nelson Schadenfreude

    Carioca vai pra outro estado e se descuida… Pode ter o azar de encontrar outro carioca…

    2+
    • avatar

    Na verdade o risco eh outro. Meu receio limita-se aos drogados e crime comum. Em regra nao narrei o primeiro golpe que sofri. Recebi mais de 400 cheques sem fundos. Nem cobrei. Joguei tudo fora. Apenas baixei a PJ e voltei ao mercado de trabalho. Cariocas sao folgados. Isso eu concordo. Mas pilantras nao faltam em qualquer direçao. Veja a politica e o mercado financeiro.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Loucodf 20 de setembro de 2018 at 08:41

    “Se você um dia precisar de um financiamento junte dinheiro pra dar o máximo possível na entrada, depois disso economize até o arroz que você come para terminar de pagar as parcelas restantes. Tente arrumar quatro ou cinco empregos incluindo todas as noites e as 48h do final de semana pra ajudar a pagar seu financiamento, qualquer coisa diferente disso você está tecnicamente morto nessa vida.

    Compre sempre PRAZO para liquidar o mais rápido a dívida mortal e cruel. Qualquer dinheiro extra que entrar COMPRE PRAZO. Não tente investir dinheiro se tiver um financiamento pra pagar, nem faça contas extra fora o básico do básico. Quem espera 30 anos pra pagar um imóvel financiado é um morto vivo, um escravo bancário”.

    http://valoresreais.com/2018/07/30/guest-post-financiamento-de-imovel-o-que-nao-contam-para-voce/

    Gostei!

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 20 de setembro de 2018 at 09:02

      Loucodf,

      Boa definição e pelo volume de inadimplência, imóveis retomados e leilões, muitos que se enfiaram nesta ESCRAVIDÃO estão aprendendo na prática!

      PIOR: mesmo com aprendizado acima, continuam votando em quem os tornou escravos deste financiamento, o PT! Caso clássico da síndrome de Estocolmo…

      E o Lula e seu novo poste saem “ilesos” da enorme destruição causada à economia e sociedade por esta nova forma de escravidão, aliás, são vistos até como “heróis” porque “no tempo do Lula tudo era melhor”. Esta situação ANÔMALA só é possível graças a cumplicidade CRIMINOSA do MDB, que em virtude de seu feudo de corrupção e crimes financeiros na CEF, abriu mão de fazer o básico, que seria uma auditoria em empresas públicas para escancarar o tamanho REAL do ROMBO, da inadimplência e dos diversos problemas e IRREGULARIDADES existentes.

      Agora, não adianta chorar. Neste momento Hadad ainda em crescimento, pesquisa do IBOPE para segundo turno indicando empate técnico entre Hadad e Bolsonaro, com rejeição de Bolsonaro em 42% e de Hadad, apesar de ter crescido muito, ainda em 29%, ou seja, se seguirmos “à risca” o critério de desempate racional neste momento quanto ao segundo turno, que é a rejeição, Hadad seria o eleito.

      Temos poucas semanas até as eleições. Se a rejeição de Hadad crescer de forma exponencial, se o antí-lulismo se “cristalizar”, poderemos ter esperança de que não “dobrem a meta” dos estragos já realizados por PT / MDB ao longo de mais de uma DÉCADA. Esta é a esperança que restou…

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • DouglasteR 20 de setembro de 2018 at 09:24

        “Já me disseram poder vislumbrar o futuro, mas não consigo ver além daquela grande nuvem escura, relampejando.”
        2019 vai vir com cinto de segurança de 3 pontas.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 20 de setembro de 2018 at 17:37

          Nao era em 2019 que o mundo iria acabar mais una vez? Depois dos maias (2012), nibiru 2017 , agora era a vez do fim do mundo na versao do chico xavier ( ou o que atribuem a ele)

          2+
      • Knolan 20 de setembro de 2018 at 09:48

        Bola cantada aqui no blog heim CA.
        No pré-impeachment, falamos que a saída da presidanta só ia tirar o pt do alvo, dissociando a situação econômica atual do partido. Agora corre o risco deles voltarem 2x piores, uma vez que o chefe e metade da diretoria já foi em cana, eles não tem mais nada a perder, e a era do paz & amor acabou.

        E o fato dele dizer que não daria indulto ao Lula não tem nada a ver com postura democrática. Esse é o caso onde as FFAA entrariam em ação. Por isso a necessidade da saída pro barbudo ser via stf.

        Infelizmente, grandes chances do malddad levar.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 20 de setembro de 2018 at 17:41

          As forças armadas ESTAO em acao no hell. O que mudou? Agora os bandidos de terno tem seguranca federal

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • CA 20 de setembro de 2018 at 09:58

        Ah, lembrando sobre o novo poste do Lula:

        No primeiro semestre de 2013 na cidade de São Paulo, os lançamentos e vendas na planta foram o TRIPLO do recorde de 10 ANOS apurado pelo SECOVI SP.

        Quais os motivos para um crescimento tão explosivo?

        Atraíram um volume sem precedentes de investidores SARDINHAS (80% das vendas realizadas), utilizando um enorme volume de DESINFORMAÇÃO:

        – Teríamos o “trem-bala” entre São Paulo / Campinas / Rio de Janeiro, isto aumentaria muito as viagens entre estas localidades e as pessoas que desejariam se hospedar em flats nas regiões centrais de São Paulo, ficando aqui por 1 ou 2 dias e depois voltando a sua cidade de forma “rápida e prática”;

        – Teríamos uma “invasão” de estudantes vindos de outros estados para morarem em São Paulo e poderem estudar em Faculdades daqui, uma vez que os cursos e alunos cresciam de forma relevante graças ao FIES, nova enorme demanda “garantida”;

        – Teríamos uma “invasão” de empresários vindos de outros estados em função da melhora “pujante” que teríamos na economia, uma vez que a SELIC estava em seu menor patamar histórico, o que era mais um motivo para diversificar e ESPECULAR com imóveis residenciais;

        – Muitos investidores em imóveis comerciais, já percebendo mais claramente o efeito desta bolha, mas observando a SELIC em recorde de baixa na época, decidiram “diversificar” e apostar em imóveis residenciais (outro caso da síndrome de Estocolmo);

        – A prefeitura PROMETIA, mais uma vez dentre inúmeras outras ao longo de 20 ANOS, que faria uma grande reforma no centro de São Paulo e isto iria valorizar muito os imóveis novos construídos naquela região.

        Sobre o último estratagema de ENGANAÇÃO acima, quem era o prefeito de São Paulo naquela época e fez esta FALSA promessa para ajudar o segmento imobiliário a ILUDIR os SARDINHAS? Hadad…

        E qual foi mesmo o resultado do GOLPE acima?

        “Investidores” compraram flats pagando na planta mais de R$ 10 mil o m2, acreditando que alugariam fácil recebendo 0,60% do valor pago por mês a título de aluguel (fora a valorização esperada no preço do imóveis), mas no ato da entrega destes flats, tivemos recorde de DISTRATOS, quando os “investidores” perceberam a SUPER-OFERTA e que TODAS as promessas eram MENTIRA, sendo que até hoje temos dezenas de milhares de flats anunciados para aluguel no centro expandido de São Paulo, onde os felizes SARDINHAS pagam um condomínio muito elevado todos os meses (afinal algo tão “chique” tinha que ter uma infra à altura) sem ter NENHUMA receita e ainda, com o imóvel bem no meio da CRACOLÂNDIA, onde não houve nenhuma melhora, ao contrário, só piorou quanto a insegurança, indigentes, tráfico de drogas, o que intensifica a inevitável desvalorização constante destes imóveis.

        Então, se o Lula sem dúvida foi o “pai das construtoras” , a Dilma foi a “mãe das construtoras”, o Hadad, se eleito, será o “tio das construtoras”, ou talvez até, o “padrasto generoso das construtoras”. A conferir…

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Pedro de Lara 20 de setembro de 2018 at 10:19

          Bem pontuado, CA!

          Tanto é que eu comecei a procurar imóvel pra comprar/alugar aqui em São Paulo nessa época (2012,2013). Época em que atendentes de imobiliárias me humilharam dizendo que eu era pobre e que nada era pra mim. Foi o ponto de partida pra começar a pesquisar o porquê desse descolamento tão grande da realidade e por que todo mundo andava de Freemont, tinha apartamento e fazia viagem, menos eu. Cheguei a pegar folhetos e me preparar pra ir em uma agência da caixa assinar meu suicídio financeiro de 360 meses com parcelinhas decrescentes e que cabem no bolso por uma caixa de papelão que pode cair em poucos anos.

          Aí conheci esse blog e estou curado! 😀

          42+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Money_Addicted 20 de setembro de 2018 at 13:11

          eu me mudei pra campinas mais ou menos na epoca do anuncio do trem bala, na epoca eu quase comprei por medo de depois do trem estar operando ficar tdo MTO caro, ainda bem q nao cai na armadilha

          16+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Zé do Brejo 20 de setembro de 2018 at 13:25

            Em 1985 minha família foi parar na Vila Prudente em SP e já existia o projeto do Metrô que foi entregue em quase 30 anos depois.
            Fora que o fura-fila (projeto de 1996) ainda não está finalizado e a linha 15-Prata que era para ser entregue antes da Copa14, já acabou a Copa18 e continua sendo fonte de desvios e sem previsão de entrega também. Quem faz projeto de vida no Bananil contando com ações governamentais tá ferrado.
            Bananil não é para amadores.

            19+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Rico 20 de setembro de 2018 at 13:51

              Para quem é de São Paulo e conhece a 23 de maio, o Viaduto Pedroso foi construido com uma estação de Metrô embaixo, isso em 1963.
              Passados 55 anos o que temos é isso:
              Smiley face

              15+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
            • Pedro de Lara 20 de setembro de 2018 at 16:09

              São Paulo tinha começado a planejar metrô na década de 1920. Mas segundo as gestões municipais o orçamento era inexequível. Por conta do trânsito insuportável, a especulação imobiliária e o êxodo rural que só fazia a situação da cidade piorar, desengavetaram o plano em 1966 e criaram o consórcio para iniciar as construções em 1967. Uma empresa brasileira e duas alemãs encabeçaram os projetos anos antes, o que resultou em 1968 num relatório de impacto ambiental e viabilidade econômica (o qual tive a sorte de achar num leilão e arrematar para fazer um TCC sobre o metrô).
              Algumas imagens aqui: https://bit.ly/2DhgcKe

              Pensem em uma cidade onde tinha linhas de ônibus operadas por uma empresa pública (a CMTC) que detinha quase todo o monopólio de transporte público na cidade, dividindo espaço com algumas empresas particulares. Poucas linhas, poucos ônibus… Dezenas de alterações de itinerários por semana! Imagina só você morar em uma rua, ver um ônibus passando por ela e pensar “Agora sim, vou trabalhar tranquilo” e na semana seguinte esse ônibus passar quatro quarteirões pra baixo da sua casa até ser extinto ou substituído por outra linha nada a ver. Além da previsão das linhas verde, vermelha e amarela, a linha azul também tinha um ramal que ia até o bairro nobre de Moema. Ao andar pela estação Paraíso ainda é possível ver trecho desse ramal se olhar na ponta de uma das plataformas da estação e os trilhos que foram cobertos no hall por um tablado de madeira.

              Essa tese aqui também é bem bacana pra conhecer mais um pouco da história de como chegou no que é hoje, tanto o Metrô de São Paulo quanto o sistema de Transportes de SP

              http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16134/tde-27052010-101648/en.php

              7+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Rico 21 de setembro de 2018 at 09:42

                Bom você como arquiteto já deve saber disso, mas Moema, Planalto Paulista, Saúde e Vila Mariana vieram a serem considerados bairros nobres a partir de 1990, sendo antes vilas formadas entre o caminho da Cidade de Santo Amaro e São Paulo. Planalto Paulista foi ter sistema de esgoto só a partir dos anos 70, tendo muitas ruas de terra batida ainda:

                3+
                • avatar
          • Rico 20 de setembro de 2018 at 13:48

            Em 2010 já via anúncio de apartamento do lado da estação Vila Sônia. Até hoje não está pronto e sem previsão de abertura.

            9+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Zé do Brejo 20 de setembro de 2018 at 11:12

    Para tudo!!! Não estou entendendo mais nada… Lula e Dilma DESTRUÍRAM o país e o Bolsonaro é que é o perigo?
    Quer dizer que Cirão ou Malddad com seus planos econômicos EXPLOSIVOS são a solução?
    É cada uma que a gente tem que ver que dá NOJO!
    https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/09/20/bolsonaro-e-uma-ameaca-para-brasil-e-america-latina-diz-the-economist.htm

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 20 de setembro de 2018 at 11:35

    enquanto isso na Batcorverna:

    -Projeto sobre distrato na compra de imóveis volta para análise em comissão .

    ” O que estamos vendo hoje é uma situação de quebradeira no setor imobiliário, uma situação extremamente grave, e isso compromete não só quem quer devolver o imóvel, …” ué e o mercado natural estável…
    . senado.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 20 de setembro de 2018 at 11:47

    -Aécio devolve casa de 2 mil m² e vai para imóvel funcional.
    Política Estadão-há 6 horas
    Aécio devolve casa de 2 mil m² e vai para imóvel funcional … que tem direito, de R$ 5,5 mil, para custear o aluguel do imóvel.
    o valor do aluguel, mas um casa na mesma região custa, por mês, entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por mês.
    A casa tem 2500m2.
    (kkkk uma casa de 10 milhões (considerando 5ko m2) rendendo no máximo 10k… imóvel é um bom negócio.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar