Empresas de construção civil não veem perspectiva de melhora – UOL

Você pode gostar...

Comments
  • Cajuzinha 14 de julho de 2018 at 18:41

    Valeu, BOSS!

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 07:57

      16 trimestres de queda consecutiva = 4 anos
      Talvez em mais 4 anos pare de cair, talvez

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Joe banana 14 de julho de 2018 at 19:10

    Até faz sentido a afirmação, diminuiu a queda, ou seja , do chão não passa….
    Até descobrirem que tem alçapão…

    45+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Brazil mode OFF 18 de julho de 2018 at 08:36

      E no alcapão tem argentinos kkkkkkk

      1+
  • Bengalele Motumbo 14 de julho de 2018 at 19:11

    Isso. O lucro a gente privatiza, o prejuízo a gente socializa. Quero mais é que esses brick lovers trilhem o caminho do inferno.

    54+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 14 de julho de 2018 at 19:13

    Sobre o tópico e esse trecho especificamente:

    “Em nenhum momento a situação do setor (da construção civil) melhorou de verdade. O que estamos enxergando é que o ritmo da queda está diminuindo, mas continua caindo”, avalia o vice-presidente de Economia do SindusCon-SP

    Comento (CA):

    O VP MC da CEF não tinha falado no final do ano passado que havia uma infinidade de indicadores de que tínhamos uma recuperação para este setor e para a economia como um todo?

    Ele não trouxe uma infinidade de gráficos adulterados para desinformar a todos e tentar enganar, fazendo de conta que a recuperação já havia começado e que continuaria durante o ano de 2018?

    Como sempre, as mentiras que ele inventa e com as quais tenta enganar todo mundo, caem por terra o tempo inteiro, até mesmo por declarações dos comparsas dele do próprio segmento imobiliário…

    66+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 14 de julho de 2018 at 20:19

      Perfeito, CA!

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 14 de julho de 2018 at 20:23

        Parece aquela música antiga: “Esperanças, nada mais, sustentaram nossa vida…” kkkkkk


        Zaidan também projetava que 2018 seria o ano da recuperação, mas a realidade tem se mostrado diferente, diz. “Até maio, tínhamos a expectativa de que a economia pudesse reagir, mas, depois disso, tudo mudou. O otimismo desapareceu.””

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Bengalele Motumbo 14 de julho de 2018 at 21:04

          A desculpa da vez agora é a greve dos caminhoneiros. Tudo de errado é culpa deles, até venda de imóveis. Esse povo não escrúpulos nenhum isso sim.

          33+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CA 14 de julho de 2018 at 21:44

            Sim, a greve dos caminhoneiros é a grande culpada pela frustração dos resultados da economia no primeiro trimestre de 2018 antes de qualquer greve que foi só no segundo trimestre…

            O mesmo se aplica ao aperitivo da bolha das bolhas americana, que fez com que o dólar começasse a disparar no Brasil e prejudicar a vários negócios, antes mesmo de qualquer greve dos caminhoneiros…

            Também foi culpa da greve dos caminhoneiros, o fato de não terem aprovado a reforma da Previdência e termos agravamento na situação fiscal, que já era extremamente crítica, tudo isso que ocorreu muito antes de maio e da greve…

            O emprego real que nunca cresceu e foi só mascarado, através daqueles contratos fajutos, onde a pessoa assinava como intermitente, mas não era para começar a trabalhar e nem receber nada, só que estava lá como se estivesse empregado, ou ainda, aquele crescimento absurdo nos Ubers para sobreviver, em grande parte porque não conseguiam um emprego formal, ou o emprego formal que só gera vaga para até 2 salários mínimos, dentre tantas e tantas evidências de que não houve nenhuma recuperação dos empregos e todas essas situações que já vinham sendo apresentadas por aqui muito antes de qualquer greve dos caminhoneiros…

            Poderíamos falar também sobre o crescimento na inadimplência e no endividamento das famílias e das empresas, o crescimento quanto as recuperações judiciais, dentre tantas e tantas outras evidências que também cansamos de apontar por aqui quanto à NÃO recuperação da economia, de novo, tudo isto demonstrado neste blog muito antes de qualquer greve dos caminhoneiros…

            E não é só o pessoal do segmento imobiliário que fez essas declarações no tópico, que fazem essa grande viagem na maionese, tentando enganar a todo mundo, ainda nesta semana, o MaurícioSP veio com essa estorinha para boi dormir, de que ele só tinha errado a previsão do PIB, porque não tinha previsto a greve dos caminhoneiros, como se tudo que consta cima, nunca tivesse existido, em mais um exemplo de extrema cara de pau, assim como o VP MC da CEF já cansou de fazer por aqui…

            38+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Bengalele Motumbo 14 de julho de 2018 at 22:42

              Como sempre muito bem colocado CA. E mesmo com esses indícios todos, o que mais me assusta é a a apatia geral da população. Estamos assistindo um trem descarrilhando morro abaixo em direção a um abismo e vejo uma infinidade de incautos fazendo dívida com essa promessa de melhora da economia. Não, não vai. Quem viveu os anos 80 tem gravado a ferro quente no DNA a lembrança de quão fundo é o poço da incompetência de quem nos governa. E na boa, acho que em pouco tempo as lembranças dos anos 80/90 serão nostálgicas e felizes.

              32+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
            • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 08:57

              CA
              Na hipótese da greve dos caminhoneiros ser o grande causador desta queda no PIB
              Se um evento tão pequeno como esse, com duração de apenas 10 dias causou todo este estrago, o que acontecerá na economia brasileira quando ocorrer um big crash internacional ???

              18+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
    • bolhista cearense 15 de julho de 2018 at 09:14

      A mentira tem perna curta. Será que, finalmente, este pessoal do Sinduscon está colocando a mão na consciência e admitindo que o setor vai de mal a pior? Ainda jogam a crise nos outros (greve dos caminhoneiros), e culpam os distratos, porém começam a mencionar que não tem esperanças de melhora. Admitem a queda, algo que não se via antes.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 15 de julho de 2018 at 09:27

        Exatamente. Agora já admitem!

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • indiobolhista 14 de julho de 2018 at 21:27

    O bom de culpar os caminhoneiros de todos os problemas do pais é que um dia desses vai ter resposta dessa mafia tranportista porque esses safados sao mediaticos e tudo privilegio é pouco para eles um dia desses vai ter resposta com certeza ….. dessa que vai pedir aqueles xeques do transporte bolsa trailer ….. bolsa diesel ….. a safadeza nao tem limite

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 14 de julho de 2018 at 22:26

    Amanha vai passar no Fantastico sobre centenas de imoveis inacabados ou nao entregues do mcmv.
    qual será a “motivação”… imagina os bananenses o que vao “pensar”.

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 14 de julho de 2018 at 22:54

    A tal função social….

    Fantástico: mais de 200 mil imóveis do ‘Minha Casa, Minha Vida’ viraram obras inacabadas
    https://globoplay.globo.com/v/6873034/

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Paulo BolhaBH 14 de julho de 2018 at 22:56

    Eu entendo que os custos da construção civil, no Brasil, são altos sim. Legislação trabalhista pesada, 1001 regras, materiais nas alturas, etc. Agora, daria para reduzir os preços finais até mesmo por uma questão de inteligência. Se faz um empreendimento com 105 apartamentos (caso real), vendendo na planta e, agora no final, ainda faltam mais de 70 para venda, o que manda a lógica? Reduzir preço, nem que seja a preço de custo para livrar urgente de IPTU e condomínio. Por ano, a construtora perde mais de um apartamento só com as taxas, sem contar manutenção ( repintura, etc). Só que não! Preferem manter os mesmos preços. Porque ? Alguém me explique a lógica brilhante. Esse empreendimento fica em BH, num bairro bom, vizinho a um bairro nobre. A construtora famosa anunciou como se tivesse no bairro nobre. 11500/ m2. Não dá nem pra chamar de divisa, pelo menos 500 metros para dentro do bairro menos caro.
    Não seria propaganda enganosa?
    Desse jeito, não vai.
    Podem não vender nada, mas não ajudam a estourar a bolha.

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 14 de julho de 2018 at 23:10

      Talvez, porque não precisem. O real motivo da falta de transparência quanto aos credores do governo é qual? Os abiguinhos podem estar ganhando nas duas pontas – ou alguém acha que esse blog foi o primeiro a descobrir o tesouro direto e debentures? Podem manter o preço que bem entendem, pois os custos sao bancados com os juros que o proprio governo paga.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Luke Bolha 14 de julho de 2018 at 23:12

      Eu vejo casas por R$ 3.000,00 / m2 e ainda acho muito caro, sou muito interest lover, não me consigo imaginar torrando em algo por R$ 11.500,00 / m2 nunca.

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • bolhista cearense 15 de julho de 2018 at 09:22

      A legislação trabalhista é pesada? Sim, mas a ganância desesperada é incomparavelmente maior, já ouvi de donos de imobiliárias que o custo de levantar uma casa lá na cidade onde trabalho é de 40k e eles querem vender por 120k. Aí vem o corvo e coloca 5% de comissão, a Caixa bota para vender com 20 anos de financiaumento e o valor final sobe para 250k, aí reclamam que a culpa é da falta de lei dos distratos, greve dos caminhoneiros, exceto o preço alto, este não tem culpa alguma.

      43+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 15 de julho de 2018 at 19:54

        Ganância pode!
        Ganância move o mundo e no longo prazo faz tudo ficar melhor.
        O que não pode é o governo usar dinheiro de imposto, forçadamente recolhido (roubo) para alimentar a ganância dos amigos do rei. Isso é inaceitável.
        Todos acham que os políticos são só idiotas com super poderes, quando na verdade são supervilões com superpoderes.

        O super dinheiro roubado da população, a super caneta para restringir e liberar conforme convier e a super mídia para garantir que serão perpetuados no poder… Nenhum desses poderes vem de algum supertalento ou supertrabalho, daí a origem de tudo que é Nefasto na política econômica.

        28+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • perdido no rio 16 de julho de 2018 at 19:58

        Não é ganância, é a certeza de quem tem muito político no bolso e sabe que vão sempre trabalhar por eles. Situação parecida é a indústria automobilística. Não preciso repetir o preço dos carros aqui. Quando não vende, não abaixa o preço, mas ameaça demitir em massa, mudar fábrica. Aí o gobierno em vez de mandar enfiar a fábrica no c* e procurar interessados para abrir outras, dá todo o tipo de isenção fiscal possível, empréstimo subsidiado, quebra o país para a montadora não sair de onde está.

        Não vai, nunca.

        5+
        • avatar
  • Alemon Fritz 14 de julho de 2018 at 23:50

    vai safadão kkk:
    o jornal O Dia, teve acesso às tabelas de gatos de Wesley Safadão com o filho Yhudy, de 7 anos, fruto do relacionamento com Mileide Mihaile. Em 3 anos, o cantor já desembolsou com a criança quase R$ 3 milhões.

    No processo de revisão de pensão movido por Safadão, constam dívidas de Mileide, que foram pagas pelo cantor, apartamento de R$ 2,1 milhões, comprado em 2017, carro zero blindado, avaliado em R$ 120 mil.

    Uesley teria dado uma loja de multimarcas femininas para Mileide e uma filial de rede de salão de cabeleireiros. segundo o colunista, ambos empreendimentos faliram e, por isso, Mihaile estaria atolada em dívidas e com o nome protestado em cartórios da Capital cearense.

    41+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Abomineve Homem das Naves 15 de julho de 2018 at 00:00

      CABOU-SE!

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Rico 16 de julho de 2018 at 10:19

      Não curto isso. Nunca ouvi uma música dessa pessoa, não faço a mínima ideia do que ele toca e não tenho a mínima curiosidade em suas músicas muito menos na vida pessoal dele.

      9+
      • avatar
      • avatar
    • Paulo Avelar 19 de julho de 2018 at 01:22

      Essa mulher é muito jovem para viver de encosto , uma pensão de 6 a 10 mil reais já daria para ela se sustentar e ao filho até a criança completar 19 anos e ela trabalhar ou se casar como uma mulher normal, capaz. Mas no Brasil ela que ser sócia do ex-marido, quer se aposentar ou ter emprego e carreira como ex-mulher.

      1+
  • Margarida 14 de julho de 2018 at 23:55

    Paulo BolhaBH, essa construtora citada aí na matéria, esses que falam que “não vão lançar mais do que devem”, são da minha área aqui. Tem muita coisa deles pronta há mais de um ano praticamente vazia. Tem outros prontos há mais de dois anos ainda à venda. Não baixam.

    Se baixarem, provocam vários efeitos. Eu imagino que quem ainda tem intenção e dinheiro pra comprar, que já não é muita gente, de repente começar a ver os preços baixarem mais visivilmente. Vai suspender a compra e esperar, isso afeta até os usados, trava tudo. Do mesmo jeito que todo mundo antes queria comprar imediatamente e rápido quando os preços estavam subindo, agora acontece o contrário.

    Mas essa é minha percepção dos motivos talvez menores, menos importantes e mais óbvios. Tem várias coisas que eu não consigo estimar, mas o pessoal daqui com mais dados fala com muito mais propriedade.

    Eu também gostaria de saber mais sobre a opinião das pessoas aqui sobre isso, especialmente sobre as construtoras saberem que, se baixarem, tornam evidente pra pessoas comuns que não lêem o BIB, que os preços estão em queda e não se sabe até onde vão cair, e isso travaria mais ainda as vendas. Só que no momento eles estão pagando (literalmente) pra fazer isso, e minha curiosidade é sobre quanto fôlego eles ainda têm.

    Acabou. Não tem mais saída. Não tem mais dinheiro, não tem mais venda, não tem mais incentivos do governo, e não tem mais artifícios pra sair dessa roubada. Uns anos atrás se discutia quando a bolha ia estourar. A gente sabe que o preço caiu muito, mas que ainda falta uma ‘segunda onda’ de queda. Vai ser agora?

    Eu vou tomar pedradas especialmente do CA, que preza tanto a precisão dos dados pra conclusões, porque eu vou dizer uma coisa sem dado nenhum mesmo, pelo que vejo nos noticiários e pelo que ouço por aí (vários pequenos detalhes): puro chute, palpite, “feeling”, coisa assim que pode estar totalmente errado, mas agora eu estou “sentindo” mais que nunca que a queda vai ser pronunciada e vai ser mais rápida agora.

    (Zé do Brejo, vai uma aposta aí? Valendo quanto?)

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 15 de julho de 2018 at 00:10

      Margarida,

      A impressão que eu tenho, é que o governo Temer está gastando todas as fichas de gambiarras neste ano de 2018 e que não vão sobrar muitas alternativas de contingência para o próximo ano, mas a verdade é que a criatividade, o mau-caráter e a desfaçatez do governo, do segmento imobiliário e demais asseclas para pedalar e maquiarem com a realidade, tem sido impressionantes nos últimos anos, então não dá para adivinhar se as ações apelativas vão se extinguir no ano que vem ou não.

      Agora, de uma coisa nós podemos ter certeza: quanto mais eles PEDALAREM, piores serão as consequências, mais os preços dos imóveis terão que cair, maior será o impacto negativo para economia e sociedade. No meu comentário imediatamente anterior a este, temos um exemplo claro quanto a isso em um artigo que fala sobre o fato da reforma da Previdência agora ter que ser muito mais dura do que na versão anterior, exatamente porque pedalaram com o problema…

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Margarida 15 de julho de 2018 at 00:37

        Verdade. Não dá pra saber que tipo de coelho eles ainda podem tirar da cartola. Por isso que eu disse, é só intuição, é uma impressão que eu não tive antes nesse tempo todo. Alguma coisa me diz que agora começa a descida mesmo. Ou então depois das eleições brasileiro trouxa e brasileiro picareta se animam, cada um no seu papel, e começa o oba-oba de sempre. Sei lá.

        Mas nem no começo da crise, com todo o pessimismo, susto e medo daquele ano, eu percebi um desalento como o atual.

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cajuzinha 15 de julho de 2018 at 05:25

          ” estou “sentindo” mais que nunca que a queda vai ser pronunciada e vai ser mais rápida agora.”

          Comentei isso na primeira semana do segundo semestre. Sinto isso ao ver o olx. A “Tossi” começou a ANUNCIAR desconto fe 45% para ap. de até 90m no primeiro semestre. Agora no segundo já anuncia 45% para ap. de 90 a 120m. Só falta agora anunciar esse desconto para os de “alto luxo” a partir de 200m

          17+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Zé do Brejo 15 de julho de 2018 at 20:23

            Continuo batendo nessa tecla, não adianta DESCONTOS se o dinheiro não existir.

            15+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • bolhista cearense 15 de julho de 2018 at 09:29

          Na minha modesta opinião, a bolha não estoura; ela vai murchar. A grande pergunta é: murchar em qual velocidade? Se for lenta, os preços cairão devagar graças às maquiagens e pedaladas. Se for rápida, a quebradeira será geral, o efeito manada será evidente.

          14+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Rico 16 de julho de 2018 at 10:17

            Vai desinflar bem lentamente. Na verdade a pressão externa (do ar) que vai aumentar desinflando a bolha.
            A maioria vai morrer abraçada aos tijolos mágicos. Como o Gollum e seu anel.

            13+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
    • Zé do Brejo 15 de julho de 2018 at 20:21

      A bolha é o câncer metastático que o governo faz questão de alimentar.
      Diria que o Brasil é o paciente em fase terminal, já tomou todo o corpo.
      O que daria pra ser feito, foi negligenciado. “Os Médicos” (Economistas) mandaram o paciente pra casa pra ver o que acontece.
      Neste momento o preço tem pouquíssima importância, sabe porque?
      Porque o dinheiro NÃO EXISTE! Quem baixar os preços talvez consiga vender, mas a grande questão é que a bolha contaminou tudo.
      Nosso explosão será sistêmica, ninguém (no Brasil) sairá ileso. Quem estiver líquido e tiver com os passaportes em dia, sofrerá menos.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 14 de julho de 2018 at 23:56

    Quanto mais adiam, quanto mais pedalam, piores vão ficar os problemas, mais negativas vão ficando as consequências e maior vai ficando a dose do remédio a ser aplicado, o que dificulta cada vez mais que o problema seja resolvido.

    Se antes, mesmo com todos os cortes que tivermos, já era difícil de se aprovar uma reforma da Previdência, imagine ter que aprovar uma reforma ainda mais dura e isto sem contar que, como cansei de falar por aqui, a reforma da Previdência sozinha não é uma panaceia, não vai resolver todos os problemas sozinha.

    O que consta na notícia abaixo, como sempre, é só a ponta do iceberg. Além de agora precisamos de uma reforma da Previdência muito mais rigorosa do que antes, quando nem conseguimos aprovar, também precisamos de uma revisão quanto à Constituição de 1988, para diversos itens relacionados a despesas obrigatórias, sem contar o que está completamente fora do radar deles quanto às consequências da bolha Imobiliária brasileira, da bolha das bolhas americana e várias outras ameaças…

    https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,previdencia-exigira-reforma-mais-dura,70002401735

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 15 de julho de 2018 at 00:04

    dividas bananenses:
    -Atolados em dívidas: índice de quem não consegue honrar compromissos dobrou em BH:
    olhem só:
    – Vilões :O cartão de crédito, aliás, é a principal motivo de endividamento do belo-horizontino.
    Conforme o levantamento da Fecomércio-MG, 79,4% das pessoas entrevistadas devem às operadoras do dinheiro de plástico.

    Financiamento de veículos aparece em segundo lugar, com 19,8%. (!!!!!!)
    Depois, vem o crédito pessoal, com 11,7%, seguido pelos carnês, com 10,5%. Financiamento de casa: 11,2%

    Na cidade, as contas em atraso aumentaram de 23,6% em junho do ano passado para 26,1% no período deste ano. Em média, o consumidor demora 72 dias para honrar o compromisso financeiro.

    Perfil
    Das famílias que residem em Belo Horizonte, 26,1% possuem algum compromisso financeiro em atraso. O índice é maior entre as famílias com renda igual ou maior a 10 salários mínimos e chega a 27,4%.
    Nas residências cuja renda familiar é superior a 10 salários, o atraso nas contas está em 17,8%.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 15 de julho de 2018 at 00:16

      Alemon Fritz,

      Por que esta situação cresce sem parar ano após ano?

      Exatamente porque PEDALAM sem parar, como coloquei nos comentários anteriores.

      Quando o governo baixa a SELIC na canetada, reduz os compulsórios em patamar recorde histórico, faz intervencionismo na relação entre bancos, administradoras de cartão de crédito e clientes, dentre outras DIVERSAS ações sempre com o mesmo objetivo de tentar estimular cada vez mais o crescimento do endividamento das famílias, não poderíamos ter outra consequência a não ser a disparada da inadimplência continuar…

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Margarida 15 de julho de 2018 at 00:52

      Não tem um erro aí no trecho sobre o perfil? O correto seria:

      “26,1% das famílias da cidade possuem algum compromisso financeiro em atraso. Esse índice é maior em famílias com renda igual ou *inferior* a dez salários mínimos (27,4%).”

      http://www.fecomerciomg.org.br/wp-content/uploads/2018/07/06.2018-Peic-BH.pdf
      (pág. 5)

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Leonardo M. 15 de julho de 2018 at 01:04

    Termômetro da economia

    Sex/Sab passado foi dia de pagamento.
    Cidade e comércio bombou. Chamadas de Uber não paravam e o que ganhei nesses 2 dias levaria 5 dias normais pra ganhar.

    Sex/sábado dessa dessa semana queda de 30% nas chamadas de Uber na sexta e 40% no sábado.
    Senti já o povo sem grana e mendigando R$0,10 de troco.

    Não quero nem pensar na próxima sexta/sábado

    Acabou o dinheiro, acabou o amor.

    Çanguiiiiiii

    52+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 15 de julho de 2018 at 08:50

      Chapecó e milhares de cidades são assim.
      Povo recebe e corre gastar. Já dá aquela agonia saber que tem o dinheiro e não poder gastar.
      Anos 80 e 90 ganhamos muita grana fornecendo supermercados… tinha a cultura do rancho ainda. (grande compra no mês)

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 15 de julho de 2018 at 01:43

    bom dia bolhistas, alguém entende que tao lucrativo é ter uma casa de troca de moedas (especialmente dólares).

    5+
    • avatar
    • Leonardo M. 15 de julho de 2018 at 02:44

      Trabalhei 3 anos na tesouraria da Prosegur
      Empresa lucra entre R$2bi e R$3bi por ano

      Salário de base da categoria
      Tinha dia que o cofre tinha R$300 milhões em espécie.
      Mecher com dinheiro e se manter custos baixos com funcionário da muito mas muito dinheiro.

      27+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • willianbolha 15 de julho de 2018 at 04:14

    Eu tenho visto imóveis e cogitado comprar, cheguei em um ponto onde estou faz bastante tempo sondando imóveis e fazendo propostas.
    Esse ano eu tenho jogado lá em baixo as propostas, e pra minha surpresa tive até vários quase aceites e muitas contra propostas próximas.
    Propostas consideradas “malucas” até 2016 hoje são realistas para os donos.
    Então talvez eu venha a fechar algo, mas é pq eu quero morar bem e não vai me descapitalizar em nada.
    Home Club com piscina aquecida, piscina com borda infinita, 3 vagas de garagem, localização perfeita pro meu caso, em um local onde simplesmente não tem mais terrenos como o dele que possui mais de 10.000m², móveis planejados dentro, ou seja, vou ser bem feliz lá. Por um preço similar ao de lançamento em 2012 sem nada dentro. Tenho visto imóvel do MCMV por 3k o m², e nesse home club ta 5,5k a área útil só do AP, se for área total cai pra menos de 3,3k.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 15 de julho de 2018 at 08:49

      Viu como vale a pena esperar.
      Pegamos uma grande janela de juros e câmbio.. e analisarmos bem já estamos na terceira onda de juros desde Setembro de 2015. (marcação a mercado).

      Agora temos a faca e o queijo na mão. Dormimos bem e podemos escolher com calma.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 15 de julho de 2018 at 05:32

    O presidente do Sindicato da Habitação da Bahia (Secovi-BA), Kelsor Fernandes, também acredita em recuperação dos preços de mercado em um segundo momento, a partir do ano que vem. “Infelizmente, este ano, estamos ainda sob muita insegurança jurídica, diante das incertezas políticas do País”, lamenta.
    “É uma questão que afeta toda a economia nacional, e o mercado imobiliário não passaria incólume a esse fato”, completa.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 15 de julho de 2018 at 09:02

      Cajuzinha,

      Ironic mode on

      Claro, essa questão afeta todos os segmentos, não só o imobiliário, né? Por isso que no segmento imobiliário eles têm estes problemas gravíssimos desde 2012, muito antes de aparecer qualquer crise na economia…

      Ironic mode off

      Eles tentam desta forma se justificar perante os investidores em imóveis que eles acabaram de enganar no começo deste ano, ou aqueles que eles enganaram anos atrás e que receberam seus Imóveis agora, percebendo que os mesmos estavam sendo vendidos pelas construtoras, por um preço bem menor do que aquele que estes investidores pagaram com “desconto” na planta. Tal situação já acontece, no mínimo, desde 2013. Inclusive eu fiz um compilado de vários depoimentos nesse sentido e publiquei por aqui naquela época. É mais um exemplo da extrema cara-de-pau deste pessoal…

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Carlos 15 de julho de 2018 at 08:30

    OFF – Tentativa de Elon Musk de capitalizar em cima do resgate dos meninos na Tailândia continua rendendo 😀

    “He can stick his submarine where it hurts,” Vern Unsworth told CNN on Saturday.

    Thailand cave diver dismisses Elon Musk’s mini sub offer as a stunt
    https://www.brisbanetimes.com.au/world/asia/thailand-cave-diver-dismisses-elon-musk-s-mini-sub-offer-as-a-stunt-20180715-p4zrme.html

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Money_Addicted 15 de julho de 2018 at 09:15

    Cvr – olhando opções de imóveis, vejo essa:
    Aluguel
    R$ 500
    Condomínio
    R$ 2.500

    Pra cada mês fechado ele precisa de 5 de aluguel só pra empatar com a despesa de um mês de condo

    46+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • antifragile 15 de julho de 2018 at 09:54

      As dívidas de condomínio estão se tornando uma bola de neve que produzirá efeitos ainda incalculados nessa bolha.

      Conheço alguns casos de pessoas que estão devendo valores de condomínio na casa das dezenas de milhares de reais.

      É muito simples:

      Se um morador deixa de pagar o condomínio, aumenta o valor para todos os outros.
      Isso, por sua vez, aumenta as chances dos outros moradores deixarem de pagar o condomínio também.

      E aí começam os efeitos da inadimplência:

      Piscinas vazias.
      Jardins e gramados com necessidade de capinação.
      Desativação do elevador de serviço, ficando apenas o social.
      Playground desativado porque uma criança se machucou porque o equipamento não recebia mais manutenção.
      Salões de festas proibidos de serem utilizados, porque ninguém quer pagar pela conta de energia da festa do vizinho.
      Fofocas e hostilidades entre os condôminos adimplentes e inadimplentes.
      Muros dos prédios com assinatura de gangueiro e a data de 2015.
      Porteiros, jardineiros e zeladores demitidos ou substituídos por porteiros eletrônicos.
      Edifícios com aspecto exterior feio e sujo, diminuindo ainda mais o valor dos imóveis.

      Esse ciclo de inadimplência vai se retroalimentando, e quebrá-lo será muito mais difícil.

      Por quanto tempo os condôminos adimplentes aguentarão arcar com os custos dos inadimplentes?
      Serão vários experimentos de micro-socialismo espalhados pelo Brasil.

      A única coisa boa disso tudo é que a gestão dos condomínios será OBRIGADA a se tornar muito mais eficiente.

      Na minha opinião, o valor do condomínio ainda é uma variável sub quantificada no estourar dessa bolha, porque ela vai comendo pelas beiradas.

      53+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • bolhista cearense 15 de julho de 2018 at 10:00

        Lanço a pergunta: o síndico não pode exigir a venda do imóvel para pagar as despesas de condomínio atrasadas?

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 15 de julho de 2018 at 10:03

          Sim… tem que entrar com processo na Vara da Fazenda Pública. No antigo condomínio que eu morava em BC tinha uma 666 que atrasou muitos meses o condomínio e as parcelas para a construtora. Levamos cerca de 15 meses para retomar o imóvel. Nem foi a leilão pois era da construtora ainda.

          25+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • antifragile 15 de julho de 2018 at 10:08

          Pode sim. Inclusive saíram notícias recentemente na imprensa sobre isso.

          Exemplo: https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/condominio-atrasado-pode-levar-a-penhora-do-imovel-em-3-dias/

          Mas ainda tou pra ver alguém perder o imóvel por causa disso. No meu condomínio, teve um que ficou 70 meses sem pagar e nada aconteceu. Mesma coisa com os outros casos de que ouvi falar. Entram na justiça e protelam tudo.

          19+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Margarida 15 de julho de 2018 at 12:39

            Eu tenho visto vários casos. De vez em quando olho os leilões e os processos (o número do processo vem anotado na descrição do bem, geralmente), só pra ver como estão acontecendo, em que quantidade e por que motivos.

            Tem muitos casos assim, dívidas cobradas rapidamente. Só poucos casos são de dívidas mais antigas, maiores. Muitas são recentes. Os administradores estão mais ágeis e já cobram na justiça a penhora do imóvel.

            Claro que tem uma demora, mas geralmente por erros no processo (falta notificação de algum interessado, coisa assim) ou recursos interpostos, mas as decisões têm sido até rápidas. Em vários casos a medida judicial funciona pra “assustar” o devedor, e ele negocia o débito e paga, suspendendo o leilão.

            O problema ainda é o laudo de avaliação, que frustra uma quantidade enorme de leilões. Aí a dívida cresce, repete-se o leilão, e de novo, e de novo. Aí não se resolve nunca. Não é questão de demora, isso fica sem solução enquanto os laudos de avaliação forem fundamentados em anúncios do zap e de imobiliárias, que têm enorme distorção (contei acho que no tópico anterior sobre um apartamento anunciado por vários preços, de 290k a 380k).

            Também já ouvi falar de vários casos que o devedor acaba entregando o imóvel pro condomínio e este vende, tudo isso acordado entre as partes mesmo, sem envolver o judiciário.

            18+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • socrates 15 de julho de 2018 at 13:30

              esses casos judiciais com laudos absolutamente irreais tem participação de representante do MP? Perda de eficácia do ato público, diminuição da produtividade e efetividade do judiciário, efeitos pertubadores à economia e à segurança jurídica… o MP precisa ser alertado que os avaliadores estão fazendo o trabalho errado e cobrar que os preços tenham como base aqueles efetivamente praticados em outros leilões, nao?

              5+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Margarida 16 de julho de 2018 at 10:11

                Não, socrates. A parte interessada tem que argumentar isso no processo. Em caso de condomínio, a ação é entre dois particulares, MP não tem nada com isso.

                4+
                • avatar
                • avatar
                • socrates 16 de julho de 2018 at 18:51

                  Margarida, mas o valor fictício que serve de referencia para o laudo não é aquele utilizado pelo governo em alguns impostos? E quando o governo (ou bancos que tem o governo como garantia e/ou financiador via juros baixos) concede beneficios como subsidios, ele nao aceita por base o valor ficticio, “desperdiçando” consequentemente bilhoes de reais? Não fere o interesse público uma ficção que beneficia poucos e prejudicas milhões, sobretudo em um assunto (habitação) aboslutamente essencial a todos?

                  0
                  • Margarida 16 de julho de 2018 at 21:21

                    Não, socrates, o laudo deve ser elaborado por um perito apontado pelo próprio juiz, usando critérios que só ele sabe quais são e seu vastíssimo conhecimento do mercado imobiliário. Algumas vezes apontam engenheiros que fazem um laudo complicado (pra dar ideia de seriedade e receber a bolada que o judiciário paga pra esses “experts”, sem deixar claro que o laudo é um lixo e não obedece às normas que deveria) com vários cálculos que tomam por base o preço anunciado naquele portal conhecido de todos, o zap. Outras vezes um oficial de justiça que pega três anúncios de imóveis parecidos nesse mesmo portal, faz a média e tá pronta a avaliação. E outras vezes qualquer coisa entre essas duas, com maiores ou menores detalhes, sempre com base nos mesmos anúncios – o que resulta na mesma coisa: preço distorcido enormemente, pra cima.

                    Nesses casos uma das partes poderia questionar o laudo, mas qual? A que tem uma dívida pra receber que é maior que o valor da avaliação vai querer vender por menos, e receber menos? A parte que deve, e que tem esperança de ficar com a sobra do apurado no leilão? Não acontece, ou só raramente. Eu nunca vi. Ninguém questiona os laudos! Hoje vi uma petição de um credor pra que o juiz permitisse a arrematação por 50% do valor de avaliação, porque já tinham tentado leiloar duas vezes antes, mas o juiz não permitiu. Só acima de 60%. Se o advogado ignorante tivesse questionado a avaliação, poderia ter conseguido um resultado diferente, mas ia ter que apresentar sua própria perícia, paga por ele mesmo, e aí é mais despesa pra quem já está afogado.

                    No caso dos leilões extra judiciais, a avaliação é a que foi feita pelo banco do imóvel que garantiu a dívida. Veja nas matrículas, nos leilões de imóveis retomados por falta de pagamento. Sempre tem esse valor ali.

                    No caso dos imóveis subsidiados pelo MCMV acho que em caso de inadimplência o imóvel tem que ser vendido pra outro beneficiário, não vai a leilão, pelo menos ouvi alguma coisa assim sobre os imóveis da “faixa 1”. Não conheço, não posso dizer se é isso mesmo.

                    Nos outros casos de financiamento com juros subsidiados, em teoria não há nenhum prejuízo, pois o banco retoma o imóvel e vende no leilão, recuperando o crédito e devolvendo a diferença apurada pro comprador que ficou inadimplente. Pura matemática. Dá tudo certo, sem problemas.

                    Agora… Se a caixa vendeu concedendo benefícios com seus agentes orientando os compradores a usar ardis pra “compor” renda, se usou laudos fictícios, se indicou engenheiros “conhecidos” que podiam elaborar um laudo “na medida da necessidade”, entre tantas outras coisas que a gente sabe que aconteceram, sim, o MPF deveria investigar. Mas o problema que você fala foi na concessão dos empréstimos, não na venda, agora, nos leilões.

                    O que talvez você esteja pensando, se eu entendi direito, é se a própria caixa ou outro banco pode questionar o laudo de avaliação pra reduzir o preço e se o ministério público não deveria questionar por quê a caixa não está fazendo isso, pois só dando vazio nos leilões, fica aumentando seu prejuízo, e aí sim, é prejuízo de um banco público (sobre isso o CA escreve aqui muuuuito, toda semana: a caixa não pode assumir que os imóveis desvalorizaram (nem os outros bancos, aliás). Acho que aí poderia, sim, o MP intervir.

                    Você acha que existe alguma possibilidade do MPF se meter nessa treta? Com o governo, com a caixa, com os bancos privados, com o mercado financeiro, com as gigantes incorporadoras, com a política econômica, com o BC, com a população beneficiada pelos programas, etc? E… né? A gente acha mesmo que o mp não sabe de nada sobre isso?

                    (Nossa, agora que vi que escrevi demais. Desculpe o excesso. 🙂 )

                    6+
        • antifragile 15 de julho de 2018 at 10:12

          Aqui uma matéria que saiu sobre isso na Globo, no programa da Ana Maria Braga:

          Deixar de pagar o condomínio é arriscar perder o imóvel
          https://globoplay.globo.com/v/6852176/

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Rico 15 de julho de 2018 at 19:05

          Fizemos muito negócios assim, comprando apartamentos de divída de condomínio. Deram muito lucro na época. Mas eram aptos antes da bolha e vendidas no auge.

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • From_The_Tower 15 de julho de 2018 at 10:05

      é o FAMOSO CONDUGUEL !!!
      Condomínio mais alto que aluguel !!!
      kuáááá

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • antifragile 15 de julho de 2018 at 09:20

    Os problemas mais comuns com construtoras (print do Reclame Aqui):

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • bolhista cearense 15 de julho de 2018 at 09:35

      MRV bombando!

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 15 de julho de 2018 at 09:34

    Colocar a culpa nos outros é coisa de gente fraca mesmo. Na minha vida sempre que algo dá errado vou procurar saber onde EU errei, mas sei que isso é só para os fortes como a gente. E mais! Sempre aprender com o erro.

    “EFEITO CASCATA

    Os 11 dias que abalaram a economia do país
    Greve dos caminhoneiros em maio deve tirar, até o fim do ano, R$ 64 bilhões do mercado

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 15 de julho de 2018 at 09:37

      E quando o estoque é de imóveis? Kkkkkkkkj

      ““A greve trouxe um choque de oferta, que para se normalizar leva um tempo”, avalia Isabella.

      Sem vender o esperado, as lojas ficaram com estoques cheios, e a indústria também sentiu. Segundo o IBGE, a produção industrial recuou em 14 dos 15 locais pesquisados, na passagem de abril para maio. Em Minas Gerais, a redução foi de 10,2%. Na média nacional, a queda do setor foi de 10,9%, segundo o instituto.”

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • bolhista cearense 15 de julho de 2018 at 09:55

        Imagine a cena: os shoppings com as portas fechadas; a multidão lá fora berrando: queremos comprar, queremos gastar! Os comerciantes, desesperados sem ter mercadorias para vender,já tinham vendido tudo, com as mãos a cabeça, telefonando aos depósitos pedindo reposição de mercadorias urgente e os fornecedores gritando ao telefone dizendo que não tinham mais nada para vender culpando os caminhoneiros, em greve, pela falta de estoques. A reportagem chega e começa a filmar o quebra quebra na entrada. Gente desmaiando na porta. A polícia chega e tenta por ordem no lugar, bombas de efeito moral e gás lacrimogênio são lançadas e a turba repele com paus e pedras. Bombeiros chegam para combater focos de incêndio na entrada do Centro Comercial.
        Alguém presenciou isto em algum lugar?
        Culpa dos caminhoneiros.

        27+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • From_The_Tower 15 de julho de 2018 at 10:05

        kuááááá

        Quais já foram as desculpas esfarrapadas mesmo?

        Feriados em excesso
        Protestos 2013
        Seca nos reservatórios
        Copa do Mundo 2014
        Protestos 2015 / Impeachment
        Olimpíada 2016
        Campeonato de Truco na Vilá Inhocumé
        Congresso de Literatura em São Tomé das Letras
        Greve dos Caminhoneiros

        43+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Deralian 20 de julho de 2018 at 23:12

          Falta a Copa do mundo e as eleições.

          0
  • Paulo BolhaBH 15 de julho de 2018 at 09:58

    Margarida, não tenho tanta certeza não! É surreal! Definitivamente, a lógica desse povo contraria qualquer cabeça que pensa. Eles podem fechar as portas, porém não mudam a forma de atuar. Por incrível que pareça, a MRV é a única, em BH, que vi ter uma atitude coerente. Logo quem!
    Ano passado, ela fez uma “promoção” onde vendia à vista, no dinheiro, sem financiamento, por até uns 40% do valor real inicialmente vendido. Num condomínio em que eles vendiam casas de 4 quartos (teoricamente de luxo) por 850 k, chegaram a vender por 480 k. Tudo para queimar as unidades que ainda estavam de posse deles. Deixou muitos proprietários com raiva.
    Agora, as de segmento de alto luxo, que vendem aps de 1 até 3 ou 4 kk, já vi empreendimentos com 40% de desocupação, parado, sem redução de um centavo. Justamente o contrário, reajustaram a tabela! Isso mesmo! Corrigiram para cima!
    Desafio à lógica de mercado!

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 15 de julho de 2018 at 10:07

      Isso é esperteza !
      Saber fazer o giro da grana.
      Eles constroem muito rápido. Pegam equipes e prestadores de serviço e pulam de obra em obra rapidamente.
      Fora o bom trabalho que tem feito no Banco Inter.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 15 de julho de 2018 at 10:28

    chora, kkkkkkk

    -inferno está cheio de boas intenções:
    Velho oportunismo à brasileira, distrato prejudicará os compradores de novos imóveis.
    -afinal ele implica maior risco e custo para o financiamento das construções, reduzindo a oferta e aumentando o seu preço.

    kkkk. lógica nenhuma do corvo.

    -muitos empreendimentos são iniciados apenas porque um número mínimo de unidades foi vendido previamente. Com o distrato, a garantia da venda inicial deixa de existir, inviabilizando muitos empreendimentos.

    -Qualquer que seja a razão do comprador de não mais querer o imóvel, o incorporador nada tem a ver com isso.

    -trata-se do velho oportunismo à brasileira. Quando os preços dos imóveis subiam, como nos anos 2000, seus compradores podiam vendê-los por preço maior do que haviam pago, embolsando a diferença.

    -Agora, como o preço caiu, nada como empurrar o prejuízo para o incorporador.

    https://www1.folha.uol.com.br/colunas/marcos-lisboa/2018/07/o-inferno-esta-cheio-de-boas-intencoes.shtml

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 15 de julho de 2018 at 10:57

    “-Agora, como o preço caiu, nada como empurrar o prejuízo para o incorporador.”

    que eu saiba o preço está estável ou valorizando…. kkkk

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Intendente 15 de julho de 2018 at 11:15

    Aos poucos eles começam a perceber que a água tá chegando no pescoço. O certo seria logo adminitr que não dá mais, porém continuam postergando o grande final com esses índices amortecidos.

    Só quero a minha pipoca e assistir esse circo pegar fogo.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Intendente 15 de julho de 2018 at 11:26

    CVR – Carro do ovo

    Passou na rua o carro do ovo e fui eu correr e fazer a comprinha semanal (30 ovos 10brl).

    Comprimento o camarada, e pergunto se tá tudo bem.

    Daí ele começa a desabafar, dizendo que está tudo ruim, está sem emprego há 2 anos e diz que não vale a pena ser empregado, pois pagam muito pouco s se trabalha muito. Disse que tem 52 anos e já viveu uma bonança nos anos 90, foi fiscal do cais do porto do RJ, tirava muita grana, cerca de 10 salários mínimos.

    Ele falou que o filho dele estava desempregado há 6 meses, porém está na mesma que ele, vendendo ovos e frutas pelas ruas do RJ.

    Perguntei o quanto dava pra tirar, ele respondeu que garante uns 500 por semana, mas depende muito do preço que ele consegue no ceasa.

    Sugeri a ele e o filho manterem nessa rotina e pagarem o inss, porque realmente não compensa ser empregado para ganhar mil reais ao mês.

    O camarada confirmou e agradeceu a atenção. Desejei sorte a ele e que a bonança retorne à casa dele.

    É, pessoal, não está fácil.

    48+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • willianbolha 15 de julho de 2018 at 11:45

      É o estado roubando do setor produtivo via gambiarras, canetadas, taxas, licenças, etc etc.
      Menos $ na mão do empresário, menos emprego, menos renda, menos tudo na real.
      Em breve vão criar uma lei pra acabar com a gravidade, espere e verá !
      O RJ é o um buraco negro atualmente, tudo que você manda pra lá desaparece.

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • socrates 15 de julho de 2018 at 13:37

      salario minimo de 900 reais.
      tente achar o hell aluguel ou financiamento por 300 reais por mes. Nao acha nem nas favelas… quanto mais em lugar decente

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Carlos 15 de julho de 2018 at 17:52

      Ganhava bem mas torrou toda esta grana na época das vacas gordas e agora não tem nenhuma “poupança” e arrisca ficar miserável….
      O próprio retrato de uma boa parte das pessoas.

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Leonardo M. 15 de julho de 2018 at 21:55

      Pô®@!!!!
      O cara tirava 10 salários mínimos e nunca investiu em nada, nem tijolos?

      Eu se tirasse 10 salários por mês durante 3 ou 4 anos eu me aposetanva, literalmente.

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Intendente 16 de julho de 2018 at 17:41

        Pois é, teve uma grande oportunidade e a desperdiçou.

        6+
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 15 de julho de 2018 at 12:45

    Nota-se que as famílias afundaram, sendo os primeiros atingidos os filhos que primeiro voltaram pra casa. Só essa semana vi 2 casos desses. Num a moça perdeu a bolsa na faculdade e não vai poder continuar, ela se ajuntou e estava construindo… agora vai pedir socorro pro pai. Noutro o filho estava em floripa, não recebeu salário e teve de voltar pra mamãe.
    Mas detalhe: esses 2 tinham recusado estágio e emprego pagando 2 salários. A guria estava ganhando bolsa e não quis pegar estágio. Se arromba todo mundo agora.
    Minha irmã também está indo numa dessa, diminui o número de aulas na facu onde é professora, e agora vai voltar a morar com minha mãe, dizendo que vai cuidar dela… coisa que nunca fez.

    52+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 19 de julho de 2018 at 14:20

      só pra ajudar no “ctrl F”: CVR

      2+
  • darth-vader 15 de julho de 2018 at 14:35

    Menos investimento públicos em
    Infra, menos projetos, automação em alta, e uma nova ordem surgindo!

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 15 de julho de 2018 at 15:04

    ¿Por qué el DÓLAR es la divisa MÁS IMPORTANTE del MUNDO? – VisualPolitik
    ¿Por qué o DÓLAR é a divisa MÁIS IMPORTANTE do MUNDO? – VisualPolitik
    https://www.youtube.com/watch?v=YiN4fE0i6r0
    Hay miles de teorías de la conspiración que subrayan la hegemonía del dólar como eje fundamental del poder Estadounidense. Según muchos, el Nuevo Órden Mundial, los Rothchild, los Illuminati y, posiblemente, el Club Bildelberg, están dispuestos a todo para mantener la supremacía del dólar sobre otras divisas. Por supuesto, ninguna de estas teorías tiene el más mínimo sentido. Pero una cosa es cierta: el dólar estadounidense es la moneda de referencia en todo el mundo. El 60% de las reservas extranjeras de los bancos centrales están denominadas en USD, casi todos los países del mundo emiten su deuda en dólares y muchas transacciones internacionales se hacen también en esta moneda.
    ¿Pero qué significa realmente que el dólar sea la moneda hegemónica? ¿Qué ventajas le reporta a Estados Unidos el hecho de que su moneda sea un referente internacional? ¿De verdad es algo tan importante? En este vídeo responderemos a todas estas preguntas.

    7+
    • avatar
    • avatar
  • DAN 15 de julho de 2018 at 15:38

    Pois é turma. Ex presidente da CEF recebe o ministério da Saúde. É isso aí….querem acabar com a saúde pública também. Não basta só a CEF.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • socrates 15 de julho de 2018 at 21:21

      se a saúde pública funcionasse bem, metade dos brasileiros que saíram do país não teriam deixado a Banania, mesmo com a crise… Para ficar “vivível” , ainda restaria resolver o problema do custo de vida básico (alvo do blog), transporte e segurança.

      8+
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 15 de julho de 2018 at 15:52

    bolhistas um video dum venezuelano que voltou do estrangeiro e comprou uma enpanada que é muito parecido com um pastel de frango ele pagou 500 mil bolívares o preço dum celular faz 1 ano, mais ele comprou a mais pequena porque tambem tem pastel de 1 milhao e 1 milhao duzentos mil ….. esses comunistas filhos da puta destruíram venezuela, o objetivo deles é que tudo mundo seja pobre, e eles os unicos empregados publicos federal de escala meia para acima o burgueses da republica ….
    https://www.youtube.com/watch?v=Xw0MSbZ71cE

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 15 de julho de 2018 at 18:27

    vídeo da zona franca de falcon (Bananazuela original), uma cidade que no passado você não podia nem caminhar pelo excesso de carros e pessoas comprando nas lojas agora parece cidade fantasma com o 99% de lojas fechadas ….
    os venezolanos que desde sempre foram parte do poder gozaram de altos salários estatais porque eles mereciam, passaram em concurso publico federal kkkkkkk, estudaram muito tanto que até escreviam livros de ciência (ficção) https://www.youtube.com/watch?v=I7jtPfaanWE atualmente o salario minimo em Venezuela é 5 milhões de bolívares ao mês, e a empanada (especie de pastel pequeno) mais pequena custa 500 mil bolívares, essas que nos postos de combustível custam 1 real nas segundas feiras, então com essa salario você tem para comprar 10 coxinhas , e comer 1 cada 3 dias 🙂 , estamos no caminho certo parasitas do estado. E depois alguns falam porque falamos mal dos funcionários públicos federais. O funcionalismo e os salários altos são necessários dissem muitos para manter a unidade federativa num pais tao grande, Venezuela não é tao grande e foram assim de estúpidos, e Cuba só tem 11 milhões de pessoas e também se lascaram, e Nauru também viviam como parasitas …. quando precisam justificar o injustificável tem muitos considerandos para esgrimir como defesa do sofrido povo dos funcionários públicos federais. Corrupção, esquerdismo e outras ervas são a formula completa para destruir qualquer economia.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 15 de julho de 2018 at 21:59

      Cara entenda uma coisa

      O problema não são funcionários públicos e sim os comissionados.
      Esses gastam mais que a folha de funcionários públicos.

      Minha esposa trabalha em esfera federal e só o gasto com funcionário comissionados recebem da mais que a folha de pagamento do setor dela.

      É só cortar os comissionados que resolve muita coisa, tem que entender como funciona as coisas antes de sair expumando raiva

      28+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 15 de julho de 2018 at 22:09

        São dois problemas.
        Comissionado é uma coisa absurda que não deveria nem existir. É puro cabide de emprego, não é feito nem esforço para disfarçar…
        Esses deveriam ser eliminados da folha de pagamento o mais rápido possível, e se realmente houver demanda real pelo serviço que eles fazem, preencher com concurso. Ponto, nesse assunto não tem nem o que argumentar.

        O segundo problema são os salários totalmente fora de realidade do serviço público. São muito altos, e a produção é pouca ou nula. Acho que um bom começo é um congelamento dos salários por dez anos e deixar a inflação fazer o resto.

        MAS, justificar o buraco que o país vive a somente esse aspecto do problema é um erro. É só uma das várias distorções que um estado gigante causa.
        Eu por exemplo me considero competente no trabalho. Aprendo coisas complexas e produzo com qualidade. NO ENTANTO, em vez de empreender, de ir para o exterior ou participar de um programa trainee em uma grande empresa, escolhi o caminho mais fácil, estudei 1 ano e hoje sou funça.

        A culpa é minha? Em pequena parte, talvez. Mas fazer concurso foi uma escolha racional baseada nos estímulos do meio que eu vivo. E o meio que eu vivo é um país em que tudo gira em torno do Estado.

        É exatamente esse “Estadocentrismo” que afunda o país, é a causa dos problemas!

        28+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Leonardo M. 16 de julho de 2018 at 00:27

          Pra isso acontecer teria que acabar com a constituição de 88

          Impossível manter 10 o mesmo salário para todos.
          90% dos funcionários públicos no Brasil ganham menos de R$2.200
          Minha esposa está nesse meio, acha que economizando R$30/50 de aumento por ano vai melhorar o Brasil?

          10% da casta alta dos funcionários públicos são da esfera da justiça e outros que são considerados “pikas das galáxias”
          Mecher com esses caras é mecher com gente poderosa d+
          Tá cheio de filho de empresário, governador, etc nessas esferas

          Se prega tanto o fim do funcionalismo público no Brasil que muitos acham que eliminando isso resolveria todos os problemas do Brasil.
          Não, acabando o funcionalismo público da noite para o dia só pioraria a situação. 80% da nossa população ou mais que isso não sabe viver sem o papai estado.

          Vai dizer pra dona Joana que a creche dela vai fechar e agora ela terá que pagar uma escolinha particular para seus 2 filhos ver o que acontece…em 2 dias qualquer presidente que dizer/fizer isso cai.

          22+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • indiobolhista 16 de julho de 2018 at 00:37

            Nao falava dos que ganham menos de 2200, eu falava dos einstein que esta na faixa de 5 mil para acima …. sao tao generosos , que não vai para setor privado que com certeza ali ganhariam 100 mil ao mês no minimo 🙂 (sarcasmo) , eles os que ganham 5, 10, 20, 40 mil ao mês ou mais ….. só estão se sacrificando pela banania .

            9+
            • avatar
            • avatar
            • Leonardo M. 16 de julho de 2018 at 00:41

              Ah sim, esses desembargadores e juízes ganhando R$30/40/50mil por mês eu prefiro bem comentar.
              Esses caras devem fazer aviões de U$100 milhões para exportação, só pode!

              14+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
  • The End 15 de julho de 2018 at 19:19

    CVR

    Acabei de recomendar o blog pra um grande amigo que está passando por um momento difícil de uma separação e tem que se livrar do bolhudo que adquiriu em suaves prestações com a esposa.

    Se você leu até o final, me agradeça em off, veja os posts mais antigos e bem vindo ao mundo dos bolhistas.

    Estou nesse blog desde 2011 e esse lugar foi a melhor coisa que me aconteceu depois do meu diploma.

    62+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Poucas Trancas 16 de julho de 2018 at 11:17

      Esse blog aqui foi bem melhor que o meu diploma, te garanto!

      Aprendi bem mais aqui do que em anos de faculdade…

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Zé do Brejo 15 de julho de 2018 at 20:37

    CVR
    Almoço em família e meu primo conversa que estava pesquisando imóveis no ABC-SP e fez uma proposta para um apto.
    Perguntei dos detalhes, ele disse que tinha gostado do apto, 96m2 3dorm, 2ban, 2vagas, anunciado por 360mil e ele me disse que ofereceu 300mil pq estava raspando todas as economias, pegando FGTS e ainda pegando uma boa parte da grana com o pai dele.
    Neste ponto imaginei que ele teria feito um péssimo negócio e realizaria a compra, mas pra minha surpresa ele disse que o proprietário recusou a oferta dele. Ele me pareceu meio chateado, mas aí disse pra ele ter paciência, deixar a grana rendendo que em breve coisa muito melhor vai aparecer por muito menos. Aproveitei pra indicar o blog também 😛
    Primo, se estiver lendo nóiz aqui AQUELE ABRAÇO!!!

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 15 de julho de 2018 at 21:50

    Pode comprar. A PE de Gesso garante. Alias, a propaganda fazia o trocadilho com Poder de Garantir. Ela garantiu que vc nao recebera pelo distrato. UHauuauahauahh

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 15 de julho de 2018 at 22:05

    demografia 2020:

    -Pelo menos 13 pessoas morreram em acidentes nas rodovias em SC.
    Notícias do Dia Online-há 2 h

    -Confirmações de mortes por gripe no Paraná sobem para 49, …
    Globo.11/07/18. O Paraná registrou 10 confirmações de mortes por gripe em uma semana.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 15 de julho de 2018 at 22:31

    OFF – Ele voltou, e melhor do que nunca.
    Sacha andou entrevistando políticos e outras pessoas importantes usando seus novos “personagens” por um ano, o resultado vem agora e é muito, muito interessante.

    https://www.youtube.com/watch?v=QkXeMoBPSDk

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • From_The_Tower 15 de julho de 2018 at 22:45

    Motor do PIB, desempenho da construção regrediu ao nível de 2009

    Considerado um dos setores que dariam impulso à economia neste ano, a construção civil decepcionou. O setor encolheu 20,5% nos últimos quatro anos, fechou 1,2 milhão de vagas em todo o País e se mantém no mesmo patamar de 2009, para onde retrocedeu após a crise.

    O desempenho só não é pior que o registrado no início da “década perdida”, quando a construção recuou 22,5% entre 1981 e 1984.

    No fim do ano passado, o consumo de matéria-prima do setor começou a reagir, indicando que poderia haver uma retomada em 2018, o que impulsionaria a economia do País.

    “Foi alarme falso. O começo deste ano já veio mais fraco”, diz o economista-chefe da LCA Consultores, Bráulio Borges.

    As projeções de crescimento para o setor estão entre as que mais mudaram nos últimos meses. Na LCA, por exemplo, enquanto a estimativa do PIB do País foi reduzida em 0,8 ponto percentual, a da construção foi revista em 2,8 pontos.

    Antes, a consultoria previa um avanço de 2,6%; agora, queda de 0,23%. A aposta do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da FGV, é que o setor cresça 0,5% – a previsão inicial era uma alta de 2%.

    “A gente continua com uma expectativa de crescimento, mas revimos o percentual. O ritmo lento da economia e as incertezas políticas nos levaram a mudar a projeção”, afirma Ana Castelo, coordenadora de Projetos da Construção do Ibre.

    Dependente de investimentos de longo prazo, que, por sua vez, demandam confiança do empresariado e do consumidor, a construção também foi afetada pela paralisação dos caminhoneiros.

    “É um dos setores mais prejudicados, porque a greve afetou a confiança e as decisões de investimento”, acrescenta o economista-chefe da MB Associados, Sergio Vale.

    A construção civil foi o setor que mais sofreu na recessão e agora é o que tem mais dificuldade de deixá-la para trás, destacam os economistas. Houve um excesso de investimentos antes da crise que, na área imobiliária, resultaram em imóveis encalhados.

    “Leva tempo para digerir o excesso”, diz Ana Castelo, do Ibre, que lembra ainda que as obras públicas também estão paradas, travando a recuperação econômica.

    A diferença da construção em relação aos demais setores é que ela é uma das atividades que mais demandam mão de obra.

    Uma recuperação na área impulsionaria o mercado de trabalho e, consequentemente, a economia.

    Bráulio Borges, da LCA, afirma que, para o PIB do País apresentar um resultado melhor do que o atual – o mercado estima uma alta de 1,53% neste ano –, a construção tem de avançar em um ritmo semelhante. “O ideal é que seja até mais, já que a base de comparação é muito baixa”, afirma.

    https://dcomercio.com.br/categoria/negocios/motor-do-pib-desempenho-da-construcao-regrediu-ao-nivel-de-2009

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 15 de julho de 2018 at 22:47

      ” resultaram em imóveis encalhados.”

      ARDAM !!!
      ARDAM !!!
      ARDAM !!!

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cadeludo 15 de julho de 2018 at 23:08

    500 bilhoes de reais para o MCMV é fantástico, imaginem quanto não foi tungado….
    Vi uma anúncio no face ” preciso de 100 pessoas que estejam com o nome sujo”
    em meio turno já tem 700 dizendo ” eu queroi” kkk
    será que vai?

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 15 de julho de 2018 at 23:14

    500bi pra 4milhoes de casas..
    isso dá 125mil pra cada casa… cada uma custou no máximo 66,666mil… o resto sumiu mesmo.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 15 de julho de 2018 at 23:37

    Estive refletindo e peço desculpas ao funcionários públicos federais, ao comissionados, ao políticos brasileiros, ministros e todos os demais cidadãos honestos de bem ….. os verdadeiros culpados não são o sofrido povo brasileiro, são os yanquis, os chineses, os rusos, os indígenas estrangeiros que trazem seus trocados para viver como parasitas do nosso sistema financeiro. Esses são os culpados de todo, e também os malditos caminhoneiros caminhoneiros. Se a banania tivesse a renda universal …. para todos os cidadãos pelo simples fato de morar na banania. Sem pensar no lastre que isso significaria á economia. Peço desculpas novamente nao somos uma imitaçao de Nauru, nao somos culpados de nada, a banania ja foi desenhada desse jeito desde a colonia dos portugueses, entao eles tambem sao culpados, mesmo que os colonos originais estão mortos. Malditos caminhoneiros eles são as parasitas do nosso inocente sistema parasitário federal. sou culpavel

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Senhor Bolha 17 de julho de 2018 at 01:49

      Sim a culpa também é do funcionalismo.
      Não sou eu quem digo são os números.
      Os comissionados não representam grande fatia do que é direcionado a folha de pagamento.

      A questão é que inflaram bastante a folha de pagamento para fazer política social. Só não percebe isso quem recebe na outra ponta.

      Lembre-se o cão não morde a mão que o alimenta.

      Segundo a LOA dos últimos anos a folha salarial( Sem comissionados ) cresceu muito acima da receitas do governo.

      Existe cidade aonde a força de trabalho é 40% compostos por funcionalismo. E ainda o gasto com % do pib em relação outros países é gritantes. Porém tem gente pedido mais cargos ainda.

      Veja matéria antiga:
      https://exame.abril.com.br/brasil/as-30-cidades-brasileira-onde-ha-mais-funcionarios-publicos/

      Agora vejo o que dizem especialista de órgão aparelhados em mentira dos sindicados governo e demais entidades.
      Como sempre saem correndo para comparar a gente com países nórdicos. Aonde fecham a conta com poupança externa e royalties de petroleo. E também onde demografia é do tamanho de um estado pequeno do Brasil; e tudo isso com pib comparável aos estados mais ricos do Brasil.

      https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2016/10/30/internas_economia,555328/brasil-tem-menos-servidores-publicos-do-que-os-paises-desenvolvidos.shtml

      A realidade: A folha de pagamento com funcionalismo é de 300 bilhões LOA 2018
      No próximo ano vamos ter uma adição de 20 bilhões. Que vão ser pagas com mais impostos.

      O funcionário chão de fabrica diz que seus salário não são reajuste correntemente. Isso até pode ser verdade para escalões mais baixos do funcionalismo.
      Porém a elite do funcionalismo não só recebe reajuste como este ainda votam seus próprios salários ( Deputados) ( Judiciário) e outros marajás.

      O que esta levando o governo a loucura tentando congelar os salário para não estourar a folha . Sim o funcionalismo também contribui para estouro e déficits.

      Sim abrir concursos e sobre dimensionar maquina pública é uma das estratégia mais antigas da esquerda radical : Ocupação de espaços, uma vez dentro o funcionalismo. O sujeito trabalha para o partido visando aumentar a maquina pública.

      Assim eles fazem o que chamamos de distribuição de renda as avessas: + Impostos direcionados para funcionalismo sem que o governo preciso de tanto cargos assim.

      6+
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 15 de julho de 2018 at 23:45

    Milhares de imóveis quase prontos deixam de ser entregues à população
    Obras inacabadas do programa de habitação Minha Casa, Minha Vida se arrastam durante anos e deixam pessoas carentes sem ter onde morar. http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2018/07/milhares-de-imoveis-quase-prontos-deixam-de-ser-entregues-populacao.html tem vídeo incluso.

    6+
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 16 de julho de 2018 at 00:59

    https://www.vivareal.com.br/imovel/casa-2-quartos-centenario-bairros-campina-grande-com-garagem-venda-RS88508-id-1038635719/?__vt=lfnl:a
    Casa com 2 Quartos à Venda por R$ 88.508
    Recebimento de propostas a partir de 25/5/2018. Imóvel disponível para venda até 19/10/2018
    será que erraram??? colocaram 88.508 talvez queriam disser 18.508 , que é o custo real da casa mais redondo 18 para fazer caridade ….. …. ainda estão alucinando. Naturalmente vai ter 0 interessados.

    5+
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 16 de julho de 2018 at 02:09

    Só em junho o superávit na balança comercial de China foi de 30 mil milhões de dólares, respeito a U.S.A. isso deu mais raivinha no pato donald e agora EUA redobram pressão sobre a China com novas tarifas em 6.000 produtos …… Donald Trump ordenou a ativação do processo para fixar novas tarifas de 10% sobre mais mercadorias, cujo valor de importação ronda os 200 bilhões de dólares ….
    No 2017 Os Estados Unidos exportaram US$ 130,4 bilhões em bens para a China em 2017 e importou do país asiático US$ 505,6 bilhões, segundo o Departamento de Comércio americano.
    https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:sW12KKW-IeoJ:https://oglobo.globo.com/economia/guerra-comercial-veja-relacao-entre-estados-unidos-china-em-numeros-22518722+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br https://brasil.elpais.com/brasil/2018/07/11/economia/1531267068_205262.html

    4+
    • avatar
  • Strike 16 de julho de 2018 at 03:10

    Pelo menos para a MRV parece que as coisas vão muito bem…
    MRV comemora ‘melhor 2º trimestre da história’
    “Atingimos R$ 1,53 bilhão em vendas no 2T18 aumento de 5,4% em relação ao 2T17”, afirmou a companhia.
    https://financenews.com.br/2018/07/mrv-comemora-melhor-2o-trimestre-da-historia/

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de julho de 2018 at 05:24

      Strike, se você confiar cegamente nos números que ela apresenta, sem nenhum espírito crítico e sem considerar a infinidade de evidências de golpes que foram aplicados e demonstrados por aqui (aumento em vendas FALSAS na planta, adiar reconhecimento de distratos por meses ou ANOS, transferir crédito PODRE para a CEF, etc, etc, etc) o resultado dela está tão maravilhoso como estava o da BOVESPA quando você apostou no sucesso dela e logo em seguida ela DESPENCOU, ou como estava a Petrobras, quando você deu um all in e as ações foram lá para baixo, ou ainda, se preferir, o resultado dela está tão maravilhoso quanto o da PDG quando ela se tornou a maior empresa do segmento nas Américas e por aí vai…

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Carlos 16 de julho de 2018 at 07:33

      Vai lá Strike 😀

      Como dobrar, triplicar ou 10x sua internet de forma rápida e de graça!
      https://www.youtube.com/watch?v=Vaq4iLUwfKo

      Muito, muito mais confiável do que as notícias oficiais sobre as destrutoras brasilinas. 😀

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 16 de julho de 2018 at 03:17

    moeda paraguaia o guaraní leva muitos anos de relativa estabilidade, provocada por uma boa balança comercial, equilibrio de contas publicas e demas ervas. Crece la cantidad de argentinos con cuentas en bancos paraguayos. Se incrementó la apertura de cuentas bancarias de argentinos en el país vecino. Noticia do 2012, que é tao atual e aí bolhistas alguem abriu continha em cidade do leste, como vai os juros em guaraníes, que olha pelo tipo de cambio do proximo ano, podem ganhar 10 ou 20% adicional, em 5 anos quem sabe 100% só pela taxa de troca da moeda, imaginem 8 reais por dolar …. levam 100 mil, + juros, + tipo de cambio e podem ter quanto 250?
    http://fortunaweb.com.ar/2012-09-13-103429-crece-la-cantidad-de-argentinos-con-cuentas-en-bancos-paraguayos/

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 16 de julho de 2018 at 03:50

    Bom dia, galera!

    Quais os escândalos que temos pra hoje?
    😀

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 16 de julho de 2018 at 07:06

    Reportagem do Fantástico – 200.000 imóveis não entregues.
    Dinheiro público torrado, corrupção, falta de fiscalização, zona total, ambiente onde os nefastos se reproduzem e prosperam.

    Milhares de imóveis quase prontos deixam de ser entregues à população
    Obras inacabadas do programa de habitação Minha Casa, Minha Vida se arrastam durante anos e deixam pessoas carentes sem ter onde morar.
    http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2018/07/milhares-de-imoveis-quase-prontos-deixam-de-ser-entregues-populacao.html

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 16 de julho de 2018 at 07:32

      Detalhe mais interessante da matéria, o custo oficial de cada casa é de 48k.
      Então vem a perguntas que não querem calar:
      1) Essas casas não deveriam ser comercializadas a preço de custo, por se tratar de função social?
      2) Se o custo é de 48k por que o piso do MCMV é de 96k?
      3) Como o faixa 2 desse programa (grande maioria) pode ter um valor base de 225k?
      4) Esse programa não serve apenas para alavancar os preços das construtoras dos amigos do rei?
      5) Não sairia muito mais barato “DAR” as casas ao preço de custo do que criar essa bolha artificial?
      6) A classe média, que sempre comprou casas, não consegue mais sem “AJUDA” do governo?
      7) Não está mais do que provado que essa aberração já deveria ter acabado?

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 16 de julho de 2018 at 07:45

        Esperando o nefasto explicar usando gráficos coloridos e fórmulas mirabolantes….
        Mas eu, você e vários outros aqui do pedaço sabemos muito bem qual é a verdadeira “função social” deste tipo de programa, não me surpreendo mais com o banânia way of doing business.

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 09:37

          Desde que a profecia de recuperação do setor imobiliário no primeiro semestre de 2018 não se realizou, ele só passa aqui para ler os comentário, não se pronunciou mais.

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • amongyou 16 de julho de 2018 at 11:25

      Já repararam quantas vezes foi mencionada a palavra “sonho”?
      Pessoalzinho crente na magia da palavra “sonho”. Acordar que é bom, nada.
      País de zumbis!

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 16 de julho de 2018 at 11:37

        Sonho da casa
        Sonho do aífone
        Sonho da railuquis
        Sonho de virar seu próprio chefe (Vocês tem reparado como todos os bancos estão incentivando aos desalentados a investirem em seu próprio negócio?)
        De sonho em sonho o bananeiro não se cansa de tomar no toba… Ele vê o motumbo com ereção e não perde a oportunidade, corre sentar no seu colo.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 16 de julho de 2018 at 07:33

    Eita caminhoneiros…kkkkkk

    Cota de fundos imobiliários fica mais barata e atrai novos investidores
    Economia & Negócios Estadão-2 horas atrás
    O baque da greve dos caminhoneiros sobre a economia nacional e a volatilidade nos mercados globais colocaram em xeque a recuperação

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 16 de julho de 2018 at 07:36

    Caos financeiro avança em Minas Gerais
    Economia & Negócios Estadão-2 horas atrás
    Sem repasses, sistema de saúde é o que mais vem sofrendo com a crise fiscal; médicos estão em greve e já faltou até soro em hospital. 0

    Em Sergipe está pior, já houve até morte por falta de material para colher doação de sangue: https://a8se.com/tv-atalaia/jornal-do-estado/video/2018/07/141499-familia-denuncia-a-hemose-por-nao-conseguir-realizar-doacao-de-sangue.html

    Outra criança morre após Hemose não ter materiais para transfusão de plaquetas – BGM: https://www.youtube.com/watch?v=6iuXUSZEWRY

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 16 de julho de 2018 at 07:45

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/10720/dirceu-toma-cano-de-r-100-mil-de-inquilino

    Dirceu toma ‘cano’ de R$ 100 mil de inquilino

    Um inquilino do meliante José Dirceu, em São Paulo, está com um débito que ultrapassa R$ 100 mil reais em
    alugueis atrasados.
    A dívida refere-se a locação de um imóvel na capital paulista e o petista já ingressou com ação judicial de
    despejo cumulada com execução dos aluguéis em atraso, que tramita no fórum de São Paulo.
    Trata-se do mesmo imóvel bloqueado pelo juiz Sérgio Moro e que está sendo levado a leilão para repor à União
    uma pequena parte do dinheiro roubado pelo ex-ministro de Lula.
    A divulgação do caso, que coube originalmente à Revista Época, fatalmente resultará no bloqueio dos créditos
    de Dirceu com o inquilino.
    Perdeu o imóvel e perderá o crédito dos aluguéis.
    E brevemente perderá definitivamente a sua liberdade.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 16 de julho de 2018 at 07:55

      6+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 16 de julho de 2018 at 08:12

        Cara, eu não chamaria José Dirceu de idiota, com este tipo de pessoa você nunca sabe o que estão tramando.
        Melhor não subestimar o mentor intelectual do petismo, este cara quieto é sinal de perigo.

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 16 de julho de 2018 at 08:17

          Essa postagem foi pra uma nova rica que foi gastar seu dinheiro com casa de luxo e caprichos 😛 e provavelmente num futuro próximo, leremos reportagens que a pessoa está desalentada e não sabe como foi que perdeu tudo…

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Carlos 16 de julho de 2018 at 08:18

            Falha minha Zé 😀

            5+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Cajuzinha 16 de julho de 2018 at 08:44

    “Estamos chegando no fundo do poço, mas ainda acho que vamos ter um segundo semestre um pouco difícil.’

    Devolução de imóveis comprados na planta preocupa setor da construção civil
    Compradores podem perder 100% do valor pago ao romper contrato de aquisição de imóvel

    Além dos distratos, outra preocupação do setor é em relação à volatilidade da economia brasileira que não ajuda em nada, pelo contrário, afasta investidores e fomenta o desemprego. Só no segmento de incorporadoras, o número de postos de trabalho foi reduzido de 2,5 milhões de trabalhadores, em 2014, para o atual 1,3 milhão. Boa parte dos cortes, diz o executivo, pode colocar na conta das devoluções de imóveis. A outra parte se deve à crise econômica. Melhora só em 2019, depois de definidas as eleições e realizadas as reformas necessárias.

    O segmento de imóveis de baixa renda continuou forte. No Brasil, esse segmento é apoiado pelo programa Minha casa Minha Vida, um dos melhores programas estruturados para a habitação popular. Entregamos um volume de quase 5 milhões de moradias em todo o país. Essa faixa foi extremamente resiliente à crise. Isso se dá em função do grande deficit habitacional na moradia popular. Porém, temos outros segmentos que não foram resilientes, que são os de imóveis de médio e alto padrões.

    É um fato que a gente, o mercado, sabe. Não temos estatística, mas é o que a gente tem observado em todas as empresas. Todo esse problema dos distratos no segmento de média e alta renda acabou culminando em uma perda de 1 milhão de empregos no setor da construção entre 2010 e 2016. Se não tivesse esse número grande de devoluções, não tenho dúvidas de que o mercado estaria entregando os imóveis, não haveria atrasos e, mais do que isso, quando se faz um distrato, o mesmo apartamento que foi vendido precisa ser repassado para outro comprador. Se não tivesse o distrato, esse mesmo comprador estaria comprando outro apartamento em construção. Sem os distratos, mesmo com o mercado em crise, o setor estaria em uma posição melhor no segmento de média renda, teríamos um nível de emprego melhor.

    Estamos chegando no fundo do poço, mas ainda acho que vamos ter um segundo semestre um pouco difícil. Não dá para dizer que teremos uma reação forte, porque, além de toda a volatilidade causada pela crise política, vamos ter as eleições. A volatilidade vai continuar, mas passando o pleito e resolvendo adequadamente alguns problemas que devem ficar das eleições, não tenho dúvida de que o próximo presidente terá de enfrentar todas as reformas estruturais do Brasil.

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/07/16/internas_economia,695134/devolucao-de-imoveis-comprados-na-planta-preocupa-construcao-civil.shtml

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 16 de julho de 2018 at 09:06

      Gosto bastante de ler essas reportagens de pessoas do segmento imobiliário desanimadas, cheias de lamúrias e dúvidas.
      Para quem durante tanto tempo esteve com otimismo exacerbado, é uma mudança radical de ponto de vista.
      Segue o bonde… Descarrilhado!

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 16 de julho de 2018 at 09:28

      Cajuzinha,

      Como sabemos, tem uma INFINIDADE de MENTIRAS, DESINFORMAÇÃO e tentativa de ENGANAÇÃO na notícia acima, abaixo algumas AMOSTRAS:

      1) A ANOMALIA dos distratos começou a aparecer em 2011, mais de R$ 2 BILHÕES só entre PDG, Gafisa e Brookfield, percentualmente em relação à vendas ou nominalmente, sem precedente na história do Brasil ou do Mundo, independente do segmento de negócios, ou seja, sem ser “consequência” de qualquer crise na economia;

      2) A anomalia dos distratos desde o começo sempre atingiu os imóveis populares. Em relatórios oficiais as construtoras desde o começo sempre apontaram que a grande maioria dos distratos eram nos imóveis populares. Como sabemos, isto se deve porque é neste segmento que os clientes são mais fáceis de serem ENGANADOS, uma vez que muitos não leem os contratos, acreditam piamente no que o corretor fala, etc;

      3) Sobre o MCMV, uma inadimplência de mais do que 33% na faixa 1 e nas demais faixas com uma inadimplência maior do que no SBPE (verba da poupança), demonstram claramente que o segmento imobiliário está desviando o crédito PODRE para a CEF, apesar de também estar gerando muita venda FALSA na planta para imóveis populares, como mencionado acima;

      4) Eles precisam MENTIR e ENGANAR quanto ao segmento popular, pois é nele que estão PEDALANDO como nunca, assim como nos micro-apartamentos para “investidores”;

      5) Sobre estarem “chegando no fundo do poço”, como citado na notícia acima: repetem isto desde 2012! Todo ano, no ano seguinte vai “melhorar, com certeza”. O próprio VP MC da CEF já tinha dito com todas as letras no final do ano passado que já haviam chegado no fundo do poço e agora era a recuperação, mais uma vez um outro assecla do segmento imobiliário desmente o que ele disse, nenhuma novidade.

      Eles MENTIRAM, ENGANARAM e tentarem DESINFORMAR, mesmo mencionando pequenos trechos de verdade para fazer “parecer” que estão dizendo a verdade “no todo”, é o que resta a eles para tentarem atrair SARDINHAS para a BOVESPA ou “investidores” para imóveis na planta, “com base em uma “recuperação esperada devido à mudança quanto à distratos”, assim como atrair INCAUTOS para comprar imóveis na planta, sendo que a estratégia está sendo cada vez mais ineficiente frente à REALIDADE explícita do setor e da economia como um todo.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 09:32

      Este “CHEGAMOS NO FUNDO DO POÇO” os japoneses ficaram repetindo por mais de 20 anos kkkkkkk

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Seguidor do Bolha BH 16 de julho de 2018 at 14:36

      Isso pra mim é TÓPICO.

      2+
      • avatar
  • Alemon Fritz 16 de julho de 2018 at 09:29

    são 40mil distratos, o curioso é que menos de 1% desse mercado estaria afetando o mercado todo.
    Eles agora falam em especuladores que eles mesmos criaram, mas não citam números… kkk. mas as contas não fecham. É pouco distrato pra muito “mercado”… ou será que estão mentindo.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 16 de julho de 2018 at 09:30

    Economia encolhe 3,34% em maio após greve dos caminhoneiros, mostra BC
    Paralisação interrompeu alta do IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) apresentada em abril
    Por Da redação access_time 16 jul 2018, 09h27

    O IBC-Br caiu de 138,01 para 133,40 pontos, pior resultado desde dezembro de 2016, quando o número ajustado foi de 132,87 pontos.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 16 de julho de 2018 at 09:34

    16/07/2018 às 09h14 FMI prevê riscos para evolução do crescimento da economia no Brasil

    Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://www.valor.com.br/brasil/5661291/fmi-preve-riscos-para-evolucao-do-crescimento-da-economia-no-brasil ou as ferramentas oferecidas na página.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Zé do Brejo 16 de julho de 2018 at 09:47
  • Zé do Brejo 16 de julho de 2018 at 10:01

    Tá aí, era exatamente isso que estava faltando, AGORA VAI… hahahaha
    https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2018/07/15/test-drive-sapato-colchao-lingerie-apartamento-empresas.htm

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 16 de julho de 2018 at 10:09

      Será que no test drive dos apartamentos eles já incluem as infiltrações, os vizinhos com crianças barulhentas em cima, mãe delas andando de salto e cachorro labrador latindo na varanda gourmet?

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 16 de julho de 2018 at 10:14

        Será que seu carro ficará riscado ou amassado no estacionamento durante o test-drive também? 😛

        7+
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 10:45

    Crise emperra recuperação de construtoras

    Das 23 companhias que foram inicialmente proibidas de fazer negócios com a Petrobrás em 2014, por causa de corrupção nos contratos com a estatal, dez foram consideradas inidôneas e não podem fazer negócios com o poder público e oito estão em recuperação judicial. Dessas, apenas uma conseguiu sair da recuperação e outra teve a falência decretada. “Na nossa visão, algumas não vão conseguir sobreviver”, diz Leonardo Coelho, diretor da Alvarez & Marsal (A&M), consultoria especializada em reestruturação de empresas.

    A Camargo Corrêa, por exemplo, cinco das nove obras conquistas recentemente têm orçamento abaixo de R$ 200 milhões. E, apesar de serem menores, exigiram descontos de até 44% para a empreiteira vencer as licitações.

    https://www.terra.com.br/economia/crise-emperra-recuperacao-de-construtoras,33d1e72dc3cf8cf5050d4967f7f204a7o32kg1f1.html

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • From_The_Tower 16 de julho de 2018 at 10:48

    ao contrário do que muita gente pensa, a maioria dos que estão devolvendo os imóveis não é de trabalhadores que perderam seus empregos, mas de investidor que desistiu da compra por conta das correções nos preços dos imóveis. ”

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/07/16/internas_economia,695134/devolucao-de-imoveis-comprados-na-planta-preocupa-construcao-civil.shtml

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Seguidor do Bolha BH 16 de julho de 2018 at 14:37

      TÓPICO.

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 10:49

    Velho oportunismo à brasileira, distrato prejudicará os compradores de novos imóveis

    A confusão vem de longa data. Compradores podem não mais querer possuir um imóvel adquirido na planta. Nesse caso, devem vendê-lo no mercado.

    Com a crise econômica, porém, alguns descobriram que o preço dos imóveis caíra e passaram a demandar devolvê-los ao vendedor e receber o que haviam pago, mesmo que tivessem sido adquiridos anos antes e estivessem quase concluídos.

    Trata-se do velho oportunismo à brasileira. Quando os preços dos imóveis subiam, como nos anos 2000, seus compradores podiam vendê-los por preço maior do que haviam pago, embolsando a diferença.

    Agora, como o preço caiu, nada como empurrar o prejuízo para o incorporador. A isso chamou-se distrato, que foi referendado pelo Judiciário e representou 44% das vendas em 2017 (sem o Minha Casa, Minha Vida), segundo dados da Abrainc. Nada semelhante existe numa dezena de países analisados, desenvolvidos ou emergentes.

    https://www1.folha.uol.com.br/colunas/marcos-lisboa/2018/07/o-inferno-esta-cheio-de-boas-intencoes.shtml

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 16 de julho de 2018 at 10:52

      Ai que pena !
      .
      .
      .
      .
      .
      .
      .
      PASSOU !!!
      😉

      Já disse ARDAM hoje?

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Margarida 16 de julho de 2018 at 21:25

      Eu ri.

      6+
      • avatar
      • avatar
    • Bsbguy 17 de julho de 2018 at 16:07

      assim como não existe venda na planta nesses ditos países.

      2+
      • avatar
  • Alemon Fritz 16 de julho de 2018 at 10:58

    tomara que aprovem o distrato e todos ardam… kkk
    o discurso de imóvel como “investimento” se acaba, recebe a pá de cal.
    Isso que ainda nem apareceram todos os efeitos das taxas de iptu, itbi, cartórios e condominios de xoxotecas..
    fora o e-social que vai entrar em condomínios que arrecadam mais de 3,8 milhoes…kkk

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 16 de julho de 2018 at 11:01

      imóvel residencial na BNN nunca foi investimento para a maioria das pessoas
      foi uma fuga na busca por segurança devido aos mirabolantes planos econômicos.
      Poucos conseguem ter lucro com imóveis residenciais .. geralmente são os simples … sem custos de condomínio e sem recolhimento de IR.
      Imóveis comerciais em pontos estratégicos foram e em alguns casos são muito bons.
      Mas até nisso teve bolha com as SALINHAS MÁGICAS.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 16 de julho de 2018 at 11:47

        sim, e tem a velha questao da inflacao e juros altos nessa terra q gera a sensacao q no passado foi um bom negocio.

        tenho um CVR sobre isso, esses dias conversando com um parente (gente boa, nao ostentador) falou sobre um terreno q comprou em 2004 (se nao me engano) e que pagou 20k na epoca, e q agora os corvos falam q vale 100k, na mesma hora eu entrei no site do banco central q calcula os valores e vi q se fosse colocado 20k em cdi em 2004 hj valeriam 130k (esse calculo eu nao mostrei pra ele) soh respondi que bom….vc realmente fez um bom negocio (nao iria tirar esse gostinho dele)

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Dr. Estranho 16 de julho de 2018 at 11:01

    G1 falhando da bolha de doutores.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 16 de julho de 2018 at 11:04

      e outros sites falando da Bolha do FIES e Uniesquinas.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Festa Ploc 16 de julho de 2018 at 11:31

      Infelizmente a pós-graduação no Brasil geralmente prepara o sujeito para trabalhar no próprio lugar onde fez o curso. Além do que, muitos emendam um curso no outro, mestrado, doutorado, e vão seguindo em pós-doutorados com bolsas. Muitos passam dos 40 anos sem ter tido um emprego de carteira assinada sequer. Se não entrarem num concurso para uma universidade, praticamente não sobra opção. São considerados inexperientes com alta formação. Deveríamos dar formação mais voltada para o mercado de trabalho fora do meio acadêmico. Não adianta a pós-graduação ser de excelência mas só preparar para o meio acadêmico.

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 16 de julho de 2018 at 12:47

        Na realidade eu acho que um país como o nosso não precisa de doutores.
        Nivelar todo mundo na categoria curso técnico já tornaria o país infinitamente melhor, com todos produzindo e entregando valor real.
        Para um doutor ser necessário em uma sociedade, o avanço tecnológico tem que estar bastante desenvolvido. Ou acaba que acontece que nem no brasil, que as pós graduações são voltadas para dentro de si mesmas, professores ensinando futuros professores…

        Existem vários níveis de produtividade:
        1) Resolver alguma coisa e acertar às vezes
        2) Resolver alguma coisa sempre do mesmo jeito
        3) Resolver o problema de alguém às vezes
        4) Resolver o problema de alguém sempre do mesmo jeito
        5) Resolver o problema de alguém sempre do mesmo jeito sendo esse o mais eficiente possível
        6) Idem ao 5, mas sempre buscando formas mais eficientes.

        Eu diria que o Brasil está no nível 1 ou 2. Em algumas indústrias como o agronegócio talvez esteja no nível 4.
        Para precisar de doutores a sociedade tem que ter vários ramos no nível 5 ou 6. Não é nosso caso…

        25+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
          • Antigo 16 de julho de 2018 at 13:02

            “Karen Carvalho, doutora em neurociências, hoje trabalha como corretora de imóveis (Foto: Arquivo Pessoal)”

            Que triste fim para uma jovem cientista… Prova que o Brasil valoriza mais tijolo do que o cérebro.
            A gente já sabia!

            28+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Alemon Fritz 16 de julho de 2018 at 13:07

              isso prova que o doutorado não prova que a pessoa é inteligente… virar corva é justamente a prova que ela nem devia ter doutorado…. ou esperança é que ela use o que aprendeu pra comer os olhos dos 666

              19+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
        • Rico 16 de julho de 2018 at 15:51

          Antigo, por ser Técnico e ter graduação atualmente de MBA, posso fazer um depoimento de todas as áreas da minha vida:
          – Quando me formei Técnico, as empresas queriam formação superior;
          – Quando me formei no Superior, todos também tinham;
          – Quando me formei MBA, o que sabia fazer um Técnico fazia, portanto era overqualified para as vagas.

          Conclusão: Estude o quanto achar interessante, o que vai definir sua carreira é o que você faz que os outros precisam mas não sabem fazer ou o quanto você aceita ganhar para fazer o mesmo que os outros fazem.

          26+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Luke Bolha 17 de julho de 2018 at 00:17

      Quando projetaram essa meta de 25 mil doutores formados por ano, em ano de eleição, eles estavam esperando um cenário extremamente otimista para o pais, assim como várias empresas na área de construção civil trabalhavam com projeções otimistas ( com tudo já apontando para o oposto ), o tempo passou e o que aconteceu foi o já esperado fiasco para os realistas, agora o que restou foi um exercício constante de retórica tentando provar que a meta estabelecida de 25 mil doutores ainda faz sentido mesmo que para qualquer dado que se olhe mostra que isto apenas causa um excesso. Com certeza é a menor das bolhas, quando explodir vai afetar praticamente ninguém e no pior dos casos haverá apenas uma normalização adequando a quantidade de novos doutores com a demanda atual.

      4+
  • Alemon Fritz 16 de julho de 2018 at 11:12

    e essa geração mimimi agora vai ter que aceitar trabalhar em qualquer oportunidade ou ficar na casa da mamis.
    Muitos recusavam empregos ou estágios (contei 2 casos lá acima).. agora estão chorando na mamis.
    o cara de 26 a 30 anos que nunca trabalhou e queria receber mais de 8k…kkkk com pós doutorados (bolha do pós doutorado) conheço alguns que fiizeram ganhando bolsa e agora dançaram…

    33+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 16 de julho de 2018 at 11:15

      Avós endividados
      pais frustrados e com filhos adultos em casa
      filhos sem perspectiva e rumo

      27+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • rogerio 16 de julho de 2018 at 11:19

      Se esses caras forem espertos devem tentar ir pra fora…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 16 de julho de 2018 at 11:28

        mas depende a mentalidade
        ir para fora tem uma série de implicações:

        tem os que vão para fora… e não querem submeter-se ao trabalho braçal
        tem os que vão para fora em intercâmbios pagos pelos pais . Eles só esperam a mesada cair na conta
        tem os que vão para fora… mas levam a BNN junto… ai não dá !

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • rogerio 19 de julho de 2018 at 10:41

          Em todas as opções que você citou ainda é melhor ir pra fora…já que aqui faria ficaria a mesma situação, lá de repente melhora o inglês, faz contatos e está mais fácil conseguir emprego. Aqui doutores estão desempregados e sem perspectivas…

          1+
          • avatar
    • Luke Bolha 17 de julho de 2018 at 00:43

      Quando se analisa os valores das bolsas tendo as grandes capitais como referência os valores parecem baixo, porém uma coisa que acontece muito é que as bolsas são concedidas para cidades no interior, em grande escala, e aí a coisa muda de figura, quem pode sair da graduação já ganhando R$ 2 mil no interior e ainda investindo na carreira acadêmica vê que é a melhor opção, aí termina e entra no doutorado ganhando mais de R$ 3-4 mil, no interior é um salário respeitável, principalmente pq é livre de impostos. O problema é que o pessoal pensa que esses salários são comuns em empresas no interior, e o pior, pensa que vão conseguir muito mais!

      Aí saem pra ver a realidade na cidade em que vivem fora da bolha acadêmica e vê que podem voltar a salários no nível da bolsa de mestrado, muitas vezes menores, e percebem que a saída é tentar pós-doc, porém cada vez mais pessoas chegam a mesma conclusão e a conta não fecha.

      Existe um descompasso com o progresso da iniciativa privada e a educação brasileira, se o pessoal acha q a educação precisa de investimento a iniciativa privada precisa ser facilitada muito mais para chegar em um nível aceitável para começar a absorver essa nova onda de formados que temos por aí, acredito que a iniciativa privada está mais de uma década atrasada em relação ao nível atual da educação, por pior que o pessoal acredite que a educação esteja.

      5+
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 16 de julho de 2018 at 11:46

    bananense não gosta de dinheiro, só querem trocar casa kkkkk … bom na verdade perderam a esperança de olhar dinheiro ao vivo https://sc.olx.com.br/norte-de-santa-catarina/imoveis/troca-se-casa-506061166

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 16 de julho de 2018 at 11:57

      Olha a queda na arrecadação aí gente 😛

      5+
      • avatar
  • andrezinho 16 de julho de 2018 at 12:31

    Falsa promessa de espaço de lazer ensejou indenização.

    A 30ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou uma imobiliária e um corretor a pagar, solidariamente, indenização a cliente que alugou apartamento após falsa promessa de que o imóvel possuía espaço de lazer para que seus filhos pudessem brincar. O valor foi fixado em R$ 5 mil, a título de danos morais.
    Consta dos autos que a autora alugou apartamento ofertado pelos réus com a promessa de que o local oferecia excelente espaço para que seus filhos pudessem brincar livremente, inclusive na garagem do prédio, e que não havia nenhuma objeção em relação ao fato de possuírem um cão. No entanto, após mudarem para o imóvel, a requerente constatou falhas estruturais no bem, restrições impostas às crianças quanto ao lazer e várias regras condominiais.
    Para o relator da apelação, desembargador Marcos Antonio de Oliveira Ramos, o conjunto probatório demonstra que a promessa feita, no sentido de que o bem possuía espaço de lazer para os filhos da autora, foi ponto determinante para a celebração do pacto locatício, sendo reconhecida a aplicação do Código de Defesa do Consumidor, mediante evidente falha na prestação dos serviços e apresentação de informações insuficientes e inadequadas sobre o imóvel locado. “Exsurge evidente prejuízo moral, ínsito aos fatos, vez que notório o constrangimento e desgaste psicológico sofrido pela autora, obrigando-se a socorrer do Poder Judiciário a fim de ver satisfeita sua pretensão”, escreveu.
    O julgamento foi unânime e contou com a participação dos desembargadores Alberto de Oliveira Andrade Neto e Maria Lúcia Ribeiro de Castro Pizzotti Mendes.

    Apelação nº 1002892-93.2017.8.26.0477

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 16 de julho de 2018 at 12:57

    cesar df uma pergunta ….. para você TRUMP esta tentando destruir estados unidos com sua politicas de impostos para as importações?

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 16 de julho de 2018 at 13:23

      Eu estava pensando nisso outro dia atrás. Acho q essas maluquices do Trumpete no fundo são uma boa coisa para o resto do mundo. Se continuar assim o mercado econômico da Gringolândia tende a ficar cada vez mais isolado. Oportunidades para quem é de fora (Mercosul, China e Zona do Euro) e souber negociar.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • RalphWEmerson 16 de julho de 2018 at 13:25

      Caro indiobolhista, acho que você anda assistindo muita Globo News… Não se esqueça que são os mesmos que promovem os investimentos imobiliários como excelentes negócios… Tente pensar fora do que se vê sempre na grande mídia…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Flyn 16 de julho de 2018 at 13:36

        Mas, não foi justamente com mercado imobiliário que Trump ficou bilionário?
        Quanto da crise de 2008 tem a interferência do grupo dele?

        5+
        • avatar
        • avatar
        • RalphWEmerson 16 de julho de 2018 at 13:42

          Meu deus… estou comentando da parcialidade da mídia e o cara acha que o Trump causou a crise de 2008 hahaha.. o FED e suas políticas não tiveram nada a ver com a crise não é mesmo?

          2+
          • Flyn 16 de julho de 2018 at 13:44

            Leia de novo o q escrevi, refaça seu comentário

            3+
            • avatar
            • RalphWEmerson 16 de julho de 2018 at 13:51

              Mantenho o comentário…

              1+
              • Flyn 16 de julho de 2018 at 14:14

                Mercado imob. é bom investimento, quando se sabe a hora certa de entrar e sair.
                Não disse q foi Trump q causou crise, mas q grupo dele pode ter participação nela, e quanto dessa participação? Ou só aqui q poder econômico exerce influência sobre poder político?

                2+
                • avatar
                • RalphWEmerson 16 de julho de 2018 at 14:20

                  Ok Flyn, mas penso que você desviou do foco do assunto que eram as políticas protecionistas. O mercado imobiliário pode ser um bom negócio mas, em geral, que ganha dinheiro são as incorporadoras/construtoras (como a do Trump, por exemplo), os compradores normalmente são as sardinhas do negócio… Critiquei os xxxpecialistas da mídia que sempre propagam que o imóvel é um ótimo negócio não importando a existência de bolha ou não.

                  6+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • Flyn 16 de julho de 2018 at 14:24

                    Agora assino embaixo

                    4+
                    • avatar
                  • Flyn 16 de julho de 2018 at 14:30

                    E desculpe a falta de educação…

                    4+
                    • avatar
                    • RalphWEmerson 16 de julho de 2018 at 15:11

                      Sem problemas, eu também exagerei na ironia, o texto escrito não tem todas as nuances de uma conversa ao vivo hehe, este é um dos motivos de ocorrem tantas discussões agressivas nos fóruns online.

                      6+
                      • avatar
                      • avatar
            • RalphWEmerson 16 de julho de 2018 at 14:11

              Apenas para finalizar, o livre comércio é ótimo quando vale para os dois lados… a União Européia cobra taxas de importação mais altas que os EUA e agora estão reclamando??? (https://global.handelsblatt.com/politics/trump-may-point-eu-tariffs-ifo-says-899083), já a China obriga a todas as empresas que desejem entrar no seu mercado a associar-se a uma empresa chinesa. Isso lhe parece livre comércio??????

              https://www.cnbc.com/2018/03/26/kevin-hassett-us-firms-get-crushed-by-chinas-forced-joint-ventures.html

              “The office of the U.S. Trade Representative accuses China of using “joint venture requirements, foreign investment restrictions, and administrative review and licensing processes to force or pressure technology transfers from American companies.””

              https://www.reuters.com/article/us-china-congress-companies/exclusive-in-china-the-partys-push-for-influence-inside-foreign-firms-stirs-fears-idUSKCN1B40JU

              “Compani worry about.
              es in China, including foreign firms, are required by law to establish a party organization, a rule that had long been regarded by many executives as more symbolic than anything to
              One senior executive whose company was represented at the meeting told Reuters some companies were under “political pressure” to revise the terms of their joint ventures with state-owned partners to allow the party final say over business operations and investment decisions.”

              9+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
    • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 13:36

      Acho que o Trump está fazendo o que a maior parte dos presidentes não fazem: cumprindo promessas de campanha, por mais idiotas que elas sejam

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 16 de julho de 2018 at 13:39

        Cesar_DF,

        Sim, isto é verdade. Está tentando se manter fiel ao que prometeu a quem o elegeu, aquele pessoal à margem dos bons empregos, muitos que perderam empregos no setor industrial e não viam nenhuma chance de volta dos mesmo, os “red necks” que estavam à margem das políticas públicas. No entanto, esta “estratégia” é extremamente míope, como mencionei no próximo comentário.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • CA 16 de julho de 2018 at 13:37

      indiobolhista,

      Eu acho que não é uma mera “coincidência” que exista uma reação extremamente protecionista quanto ao mercado interno diminuindo / dificultando o comércio internacional em meio a uma euforia irracional com Ações e ameças concretas de explosão da bolha das bolhas americana, analogamente, mas não na mesma ordem / intensidade, com o que ocorreu em 1.929 nos EUA e que afetou todo o mundo…

      Em determinado momento, consciente que acabou o fôlego para pedalar com euforia IRRACIONAL via um crescimento ARTIFICIAL e INSUSTENTÁVEL na bolsa de valores, um populista tentará sempre soluções APELATIVAS e frente a uma balança comercial de produtos MUITO DESFAVORÁVEL, combinada com um mercado consumidor ainda aquecido e gigantesco, é tentador para um populista adotar estas soluções protecionistas para agradarem aos seus eleitores e ao mesmo tempo, tendo uma expectativa de que possa, no curto prazo, aquecer segmentos antes “jogados para escanteio”, como o de produção industrial nos EUA, quem sabe, vindo a gerar uma nova bolha de consumo interna que gerasse euforia por anos até ele se reeleger e se viessem consequências negativas, que em tese só viriam depois dele ter se garantido no poder (reeleito).

      Entendo que tal “solução” é míope, uma vez que ignora por completo o que a história já ensinou nos EUA quanto à isto, sendo que o efeito colateral pode aparecer muito antes dele ter se reeleito, sem contar que como na experiência de 1929, tal “estratégia” só vai piorar as consequências negativas da explosão da bolha das bolhas americana…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 16 de julho de 2018 at 13:52

        Exemplo de inversão de causa e consequência, como SEMPRE:

        https://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7517481/maior-gestora-mundo-alerta-guerra-comercial-pode-derrubar-mercados

        No mundo REAL, os “mercados” foram inflados ARTIFICIALMENTE via QE´s multibilionários por longos períodos, acumulando TRILHÕES despejados no mundo todo, tornando os juros extremamente BAIXOS em relação a seus patamares históricos em MUITOS países, o que AJUDOU a construir “N” BOLHAS de todos os tipos, em especial imobiliárias e de consumo ao redor do mundo e dentro deste esquema, os “mercados acionários” foram inflando e disparando como NUNCA, de forma totalmente INSUSTENTÁVEL, em parte porque a queda dos juros da renda fixa empurrava para investimentos mais arriscados para obter mais juros, como bolsa de valores ou aplicar em mercados emergentes mais arriscados, em parte porque as BOLHAS faziam parecer que muitas empresas valiam muito mais do que o real, levando-as a SUPER-AVALIAÇÃO.

        Conforme aparecem os sinais de que este esquema está EXPLODINDO, como por exemplo os APERITIVOS da bolha das bolhas americana, daí primeiro os governos tentam lançar mão de medidas PSEUDO SALVADORAS, que como em toda PEDALADA, só pioram o tamanho do problema, como no caso das medidas de protecionismo adotadas por Trump, depois, aquelas medidas irão virar a PSEUDO CAUSA da derrocada inevitável daqueles mercados inflados ARTIFICIALMENTE via bolhas. Análogo à inversão de causa e consequência entre bolha imobiliária e crise na economia no Brasil, ou colocarem os distratos como causa dos problemas do setor imobiliário quando eles são consequência, dentre tantos e tantos exemplos que permeiam todos os tipos de bolhas, na eterna tentativa de manter o ILUSIONISMO e MASCARAREM as causas reais e o tamanho do problema que foi gerado de forma CONSCIENTE…

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cajuzinha 16 de julho de 2018 at 14:37

          UE pede a China, Rússia e EUA que evitem “caos” de guerra comercial

          O presidente do Conselho Europeu disse que é um dever desses países melhorar a ordem mundial e não iniciar guerras comerciais que levam a conflitos abertos

          “Ainda dá tempo de evitar o conflito e o caos”, declarou Tusk durante um encontro com o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, lembrando que, no passado, as guerras comerciais deram lugar, com frequência, a conflitos abertos.

          “Todos estamos conscientes de que a arquitetura mundial está mudando diante dos nossos olhos”, afirmou Tusk, lembrando que “o mundo que construímos durante décadas (…) trouxe uma Europa em paz, o desenvolvimento para a China e o fim da Guerra Fria”.

          5+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Lord of All 16 de julho de 2018 at 13:27

    Desde que o Vampiro assumiu o IPCA começou a milagrosamente baixar, levando consigo a Selic. E desde essa mesma época eu tenho contestado essa baixa aqui no blog.
    Pra mim as contas não fecham.
    Parece que tudo continua mais caro.
    Daí os caminhoneiros querem receber mais pelos fretes.
    Daí as operadoras de planos de saúde querem receber 40% a mais.
    Daí o leite no mercado aumentou 200%.
    Daí a tarifa de energia aumentou mais de 30%.
    Mas o IPCA (e a Selic) continuam “baixinhos”.
    Não me venham com essa história de que “o IPCA é uma cesta de produtos e serviços”.
    Não me interessa se o preço do açaí baixou em Roraima.

    37+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Strike 16 de julho de 2018 at 14:06

      E o dólar? Parece sinalizar que o pior já passou…

      5+
      • avatar
      • CA 16 de julho de 2018 at 14:22

        Strike,

        É mesmo, né?

        No fechamento do primeiro semestre de 2018, que foi “outro dia” (17 dias atrás), chegamos a conclusão que o Brasil foi o terceiro país em desenvolvimento que teve a maior DESVALORIZAÇÃO CAMBIAL no Mundo, ficando atrás apenas de Argentina e Turquia! Isto aconteceu apesar de reservas internacionais de mais de US$ 380 bilhões e apesar do Brasil ter batido todos os recordes de uso de Swap para conter a cotação do dólar NA MARRA!

        Mas agora, passados já 17 dias do resultado “excepcional” acima, que demonstra o quanto os investidores internacionais “confiam” no Brasil, temos tido ainda eventos de aumento relevante da cotação do dólar em relação ao REAL, como no dia 11/julho, quando ele subiu mais de 2%. HOJE mesmo, neste instante, o dólar está em alta em relação ao Real. Ah, mas desde 1/julho ainda não DISPAROU de novo, então é sinal de que “agora vai”, certo? Afinal estamos muito bem “blindados”, por um lado pela reforma da previdência que não foi votada e ninguém sabe quando será, complementada por demais ROMBOS do orçamento público que estão mais do que garantidos e não param de crescer (ver medidas recentes do Congresso sobre LDO 2019), sem contar as incertezas que crescem quanto às eleições, a guerra comercial EUA versus resto do Mundo, a continuidade da queda nas previsões do PIB para 2018, a continuidade dos efeitos da “greve dos caminhoneiros” que virou bode expiatório para uma série de resultados negativos que continuam aparecendo, a continuidade do desemprego e mais uma infinidade de fatores que demonstram a FRAGILIDADE da nossa economia e ao mesmo tempo, afastarão cada vez mais os investidores estrangeiros, mas enfim, você deve ter algum “racional” para o que está dizendo, só não quer compartilhar, certo?

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Zé do Brejo 16 de julho de 2018 at 15:23
        • Rico 16 de julho de 2018 at 15:47

          Zé, se não me engano em 2012 estávamos próximos do pleno emprego.
          Segundo uma propaganda antiga do próprio jornal “É possível contar um monte de mentiras falando somente a verdade”.
          Trolha de São Paulo, O jornal que não se compra, e sempre se vende.

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • socrates 16 de julho de 2018 at 19:14

            a folha saiu do facebook… como manter uma visao claramente deturbada quando os comentarios denunciavam as tretas e hipocrisias?

            12+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 19:48

              Eu não sei como a Globo ainda não saiu do Facebook, normalmente é um massacre em cima dos estagiários que escreveram as matérias

              8+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
    • andrezinho 16 de julho de 2018 at 14:45

      Concordo em gênero, número e grau. Uma coisa que não entendo é: porque os agentes do mercado financeiro não contestam o IPCA? porque confiam cegamente no que o governo diz?

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lord of All 16 de julho de 2018 at 16:05

        Um dia me dei ao trabalho de abrir a lista de itens que compõem o IPCA. Lá tem um monte de coisas inúteis, como peixe-serra (alimento) e locação de DVD.

        22+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 13:33

    Doutorado em corretagem de imóveis

    “No Brasil, a gente é tratado como ‘só estudante’ durante a pós. Falta olhar para o cientista como um profissional, muitas vezes muitíssimo qualificado. Você se mata para fazer mestrado e doutorado, e depois pensa: e agora, vou fazer o que com os títulos?”, disse a doutora, hoje corretora de imóveis, Karen Carvalho.

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 16 de julho de 2018 at 13:45

    fora a bolha de bolsas pra pós doutor… conheço 3, cada um com 2 pós doutorados.!! na reportagem tem um matemático com 3 posDoc… ele não aprendeu que não adianta..

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 16 de julho de 2018 at 13:55

      É difícil sair para procurar emprego depois de estudar tanto. É muito longe da zona de conforto ficar enviando currículo e fazendo entrevista com recrutador imbecil.

      Na verdade é uma diferença da filosofia de vida. Enquanto estudando, você depende só de você, no máximo do orientador e da banca examinadora. No mercado de trabalho a dependência dos outros é completa…É um baque muito grande ter que fazer essa transição.

      Mas se não for para aplicar o conhecimento, para que serviu aprender? Se pelo menos tivéssemos núcleos de pesquisa relevantes que pudessem absorver essas massas encefálicas, menos mal, mas nem isso tem. Faltam vagas.

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 16 de julho de 2018 at 15:05

        Antigo,

        O “sistema” está totalmente DISTORCIDO, o que lembra muito o comportamento das bolhas.

        Por um lado, a política “salvadora” do Brasil SERIA o investimento em Educação, Pesquisa & Desenvolvimento e Logística. Esta é a combinação que usualmente leva a ganhos de produtividade, que por sua vez, são o melhor caminho para se buscar um crescimento econômico consistente ao longo do tempo, de forma SAUDÁVEL.

        Por outro lado, o que temos, na PRÁTICA:

        1) O governo em função dos efeitos das bolhas imobiliária e de consumo (esta última em diversas vertentes), mais uma profunda irresponsabilidade fiscal amplificada pelo Congresso, combinada com uma legislação de 1988 e corrupção institucionalizada como nunca antes, está em situação extremamente crítica e sem perspectivas concretas de melhoria quanto a seu déficit fiscal e o que ele tem feito? Desarmou a bolha do FIES, reduziu ao máximo os investimentos relacionados a pesquisa e desenvolvimento / infraestrutura, dentre outras ações que vão em sentido contrário aos drivers de crescimento “Educação, Pesquisa & Desenvolvimento e Infraestrutura”;

        2) Na época da bolha de consumo tínhamos as “sub-bolhas” do FIES, do Ciência sem Fronteiras (vulgo “Turismo Sem Fronteiras”), das bolsas de mestrado e doutorado, etc, levando a um volume recorde de pessoas a buscarem formação como mestres e doutores, até porque o FIES estimulou a criação de uma infinidade de cursos superiores de qualidade duvidosa, para os quais, os mestres e doutores poderiam conseguir empregos, dando aulas em faculdades. Ocorre que a bolha do FIES explodiu graças a super-inadimplência e QUEBRA do governo federal, com isto ele se reduziu muito e assim, muitos empregos deixaram de estar disponíveis para os mestres e doutores. Juntando com a redução drástica de investimentos do governo explicadas no parágrafo anterior, a distorção entre oferta e procura por estes doutores ficou ainda mais acentuada;

        3) Por outro lado temos alguns “incentivos” aos trabalhos de pesquisa e desenvolvimento por empresas privadas. Exemplo: PPB – este programa governamental possibilita deixar de pagar uma parte dos impostos devidos e utilizar este dinheiro para pesquisa e desenvolvimento, projetos inéditos, de preferência que aumentem a produtividade das empresas. Como “funciona” no Brasil? INVENTAM projetos “mirabolantes”, que não tem NADA de pesquisa e desenvolvimento e repassam para institutos autorizados a desenvolverem os projetos (que são obrigados a terem Universitários inexperientes e com isto ajudar na formação dos mesmos, que por sua vez, teriam coordenação de mestres e doutores, tudo isto, EM TESE, na prática estes requisitos também são BURLADOS). Como não são P&D de verdade, são projetos do “dia-a-dia”, na prática, demandam MUITO MENOS mestres e doutores do que se fosse P&D de verdade. Sem contar que como impostos direcionados ao PPB dependem de faturamento, que está em queda constante como efeito das bolhas, a verba disponível vai ficando cada vez menor. Outra fonte de produtividade totalmente DESPERDIÇADA;

        4) De forma análoga ao item 3, temos também uma distorção do lado dos formandos: alguns são “mestres e doutores profissionais”, transformaram o meio em um fim, ou seja, focaram em ficarem estudando eternamente porque é “mais legal” e tem uma dinâmica com a qual já se acostumaram, não estão com muita vontade de se dedicarem a uma empresa, um trabalho formal, um “chefe”, etc. Por outro lado, não produzem pesquisa, não fazem papers nem nada disto, afinal não possuem “oportunidades” no meio científico. Ficam no limbo, sem aproveitar NADA do conhecimento adquirido, outro desperdício gigantesco. Às vezes, mesmo com oportunidade de atuarem em projetos de pesquisa e desenvolvimento, não se empolgam, para alguns, o que queriam era uma boa desculpa para não ter que trabalhar e continuarem morando e sendo dependentes dos pais e de “bolsas” do governo.

        Tem mais do que consta acima, como sempre foram apenas AMOSTRAS. Esta é nossa triste realidade, completamente DISTORCIDA, INEFETIVA, um enorme DESPERDÍCIO, que ajuda a explicar UM dos inúmeros motivos pelos quais não temos NENHUMA expectativa de um crescimento contínuo, sustentável no longo prazo, ao contrário de outros países que investiram pra valer, sem distorções e de forma contínua nestes itens, como a Coreia do Sul, por exemplo.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 16 de julho de 2018 at 14:08

    antigamente o doutorado vinha ao longo da carreira… o cara fazia graduação, mestrado… concurso… com 40-45 tirava o doutorado.. hoje até o pos doc vem antes da carreira…

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 16 de julho de 2018 at 14:28

    Nas guerras comerciais, todos perdem geralmente … alguns tem vitorias pírricas, USA importa equipamento de tecnologia alemã que USA não fabrica, mais finalmente mesmo nas estupidas guerras pírricas, primeiro afunda o mundo antes que os yunaites ,,,,, quem acha que estados vai se lascar numa guerra comercial de verdade pode falar para me alegrar a tarde rindo …… shuashuashuashua adiantado. Se tiver guerra de verdade primeiro se lascam todos, só USA por ultimo não se esqueçam. Eles esternudam e o mundo vai ter pulmonia, incluído a diversificada “primeira” potencia do mundo: CHINA.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de julho de 2018 at 15:13

      indiobolhista,

      TODOS perdem, INCLUINDO os EUA. Diferenças de timing existem, mas são CURTAS, acontece para um país e pouco depois para outro. Veja sobre o caso de 1929 e a grande depressão, o quanto os EUA como líderes da iniciativa estiveram entre os mais prejudicados. Embora muita coisa tenha mudado de lá para cá e saibamos que os emergentes serão os primeiros da fila dos prejudicados, como os APERITIVOS da bolha das bolhas americana está demonstrando, ainda assim sobrarão graves consequências para os EUA e não irá demorar muito…

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cadeludo 16 de julho de 2018 at 16:05

    corvaiada pirando nas madrugadas… seria ansiedade?
    é corvo ou é coruja? os anúncios do olx bombam na madrugada
    os preços são impeditivos, melhor eles irem dormir
    apezinho fuleiro de 36m2 JAMAIS poderia custar mais que 50 mil

    o governo meteu 500 bilhões e ligou o phoda-se
    percebi que todos que aguardavam sua casinha MCMV estavam desempregados
    sem emprego nada nunca vai dar certo

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 16 de julho de 2018 at 16:12

    Matéria da Info:
    Segundo o site, é a hora de guardar dinheiro pra comprar um imóvel à vista. O valor médio em SP é de 430k para 50 metros quadrados. Se vc guardar 6 pilas por mês, em cerca de 5 anos conseguirá realizar o sonho da casa própria.
    .
    kkkkk, em que mundo esses caras vivem?
    .
    Vejo por aí centenas de pessoas por dia que ganham o suficiente pra economizar 6k por mês livre.
    .
    https://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/7517646/onde-quanto-investir-para-comprar-imovel-vista-anos

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 16 de julho de 2018 at 16:20

      Deve ter um ou outro médico, advogado ou empresário. Mas duvido que algum deles queria comprar um imóvel de 50 metros quadrados.

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Festa Ploc 16 de julho de 2018 at 16:22

      Realmente, o sujeito que consegue economizar R$6000,00 por mês vai ficar feliz em morar em 50 m2 na periferia. Só quem não entende nada de imóveis é que vai morar em 120 m2, bem localizado por menos de R$3000,00 por mês, pagando aluguel, e deixando o dinheiro render. O artigo diz “imóveis de 50 metros quadrados valendo 430 mil” confundindo “valor” com “preço”.

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • DouglasteR 16 de julho de 2018 at 16:36

    CVR – A crise tem memória de elefante

    Recebi essa última sexta a ligação dum corvão oferecendo um puta dum apartamento em Aguas Claras – DF, 140m², de esquina, andar alto, pé direito pra giraffa, todo ventilado, 3 vagas na garagem.
    Lembrei na hora do cara, pois ele tem um nome beeem diferente (Joélington, sim, com ênfase no “e”). Última vez q falei com ele foi em 2016, onde o mesmo apt estava por apenas 1kk, me ofertou por 650k, “preço de banana”.
    – Perguntei quanto tava o condomínio e se já estava desocupado e ele disse “sim, desocupado, tem q dar uma reformadinha mas mais pra limpeza mesmo”, condomínio ele tinha que confirmar, mas não era mais que 1k e o preço tem mais xoxotecas que muito Shopping por aí.
    – Respondi que não tem nem ideia do que é esse dinheiro, falei inclusive que estou a pé pois vendi o carro.
    – O tom da conversa mudou pra fim de propaganda em horário nobre (elenco passando voando e locutor falando mais rápido do que o cara do Scatman) e ele falou que se eu conseguisse algo perto, que “ligasse pra ele”.

    Mal sabe ele que vendi o carro pois consigo viver sem.
    Mal sabe ele que achei o ap na net em andar mais alto, já pronto pra mudar pelo mesmo valor praticamente.
    Mal sabe ele que liguei no prédio e o condomínio está na casa dos 1200 R$ e o porteiro falou que tem vários outros apartamentos alugando ou vendendo.
    Mal sabe ele que acesso o bib haha

    O AP em questão: https://www.vivareal.com.br/imovel/apartamento-3-quartos-norte-bairros-aguas-claras-com-garagem-144m2-venda-RS680000-id-91364339/?__vt=lfnl:a

    Detalhe, a queda é çoft q nem o meteoro do impacto profundo, de 1kk pra 650k em apenas alguns anos. Imagina em 2020. Só imagina.

    48+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • DouglasteR 16 de julho de 2018 at 16:37

      Ah sim, vou mudar meu número de celular. Tem muito esqueleto nesse número !

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Intendente 16 de julho de 2018 at 17:54

      Se tá assim agora, imagina na próxima copa, kkkkkkk

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 19:38

      Que tal um prédio em Águas Claras, o Sagitarius na quadra 206, que dos 60 apartamentos 42 estão a venda ?
      São 2 apartamentos de 280 m2 por andar, com 30 andares.

      https://www.wimoveis.com.br/apartamentos-venda-distrito-federal-goias-q-sagitarius.html
      https://www.google.com/maps/@-15.8426177,-48.0230483,167a,35y,224.72h,58.6t/data=!3m1!1e3

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • DouglasteR 16 de julho de 2018 at 19:49

        Só 2kk o condo. Só-ft

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 20:06

          Se você clicar em ALUGAR, verá que é ZERO ofertas, todos estão apenas para venda.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 20:50

          De acordo com o FIPEZAP em Brasília o valor dos apartamentos de 4 quartos hoje é o mesmo de agosto de 2010, apesar do IGP-M neste período ser de 60% e o CDI de 120%

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 17 de julho de 2018 at 07:43

            Com um IGP-M de 60%, quem comprou um apartamento de 4 quartos em 2010, pagando 2 milhões, com 20% de entrada + 240 parcelas, pagará ao final das parcelinhas um total de 4 milhões, por algo que hoje vale 800 mil.

            Se em 2010 tivesse colocado numa LCI com rendimento de 95% do CDI, hoje estaria com 4.28 milhões.

            A perda por desvalorização, nesse caso, foi de 1.2 milhões e o custo de oportunidade de 2.28 milhões.

            Dai a pessoa, mesmo rica, não entende porque caiu sua qualidade de vida, ai fica desesperado para passar este imóvel para frente.

            9+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Alemon Fritz 16 de julho de 2018 at 18:03

    Frutinha amorinha diz que já estamos na fase de recuperação, do ciclo normal
    kkkk, vejam que normal:

    -Compra e venda de imóveis irregulares vira rotina na região Baixada …
    A Tribuna-1 h atrás.
    -Devolução de imóveis comprados na planta preocupa setor da construção.
    Correio Braziliense-há 11 h
    -Milhares de imóveis quase prontos deixam de ser entregues.
    Globo.com-há 18 h
    -Valorizado, BNH tem sobra de imóveis para venda e aluguel
    A Tribuna-13/07/

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 19:28

      11/10/2017 – A virada no mercado imobiliário mostra a força da recuperação
      https://www.gazetadopovo.com.br/blogs/ricardo-amorim/2017/10/11/virada-no-mercado-imobiliario-mostra-forca-da-recuperacao/

      Comentários:
      esse otimista tinha que começar a andar nas ruas e ver o Brasil real

      Ricardo leia a materia da gazeta que contradiz tudo que vc escreve… http://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/por-que-a-caixa-economica-precisa-de-socorro-bilionario-5ja5dz47wpj5mt535aiil2ere simplesmente a principal provedora de financiamentos imobiliários.

      Hei ! A vocês todos que opinaram neste Blog…psssssiummm fiquem quietos para não despertar esse Jornalista … Ele está SONHANDO …

      É comovente o esforço do bloguista, em tentar novamente emplacar sua Fake News. Esta coluna caberia muito bem em algum jornal português, pois “Portugaeel” esta sendo invadido pelos coxinhas brasileiros, desiludidos com o TEMER. Bons tempos aqueles, em que o Jornalismo era coisa séria. Bons tempos aqueles, em que o jornalismo era coisa séria. Infelizmente a GP descolou da realidade. Bons a tempos aqueles, em que o jornalismo era coisa séria.

      Acorda Alice! Vc nao esta no País das maravilhas…

      vejam que incrível, não existe nenhuma conexão entre o conteúdo da matéria e a realidade do país.. fico feliz que a maioria das pessoas já tenha percebido isso.. de uma maneira geral, esses jornais privados, bem como seus editores, claro, estão trabalhando para alguém.. e não é para vc.. descolaram da realidade, abriram mão da verdade, falam o que o patrão quer..

      Ele já vem há tempos tentando implicar essa suposta notícia de que o mercado imobiliário estaria se recuperando. Não é verdade.

      Até tu Ricardo Amorim? Da uma checada melhor nas informações que anda recebendo.

      Mentira. Essa cara dizia que não tinha bolha, quando os preços estavam estratosféricos. Era garoto propaganda da Cyrela. Isso é matéria paga. O mercado imobiliário está parado. As contrutoras estão alugando os imóveis.

      Eu gostaria de saber que país estamos falando aqui e onde o autor realmente vive? A explicação é simples, tanto a bolsa e o mercado imobiliário estão melhorando porque a taxa de juros baixou e o capital financeiro migrou de investimento. A Bolsa pode suportar isso mas o mercado no fim é feito de pessoas, que pagam aluguel ou compram imóveis, pessoas que trabalham, não apenas investidores. Saímos do fundo do poço? Talvez, mas virada é bem exagerado ainda pra afirmar.

      Recuperação do mercado imobiliário? Só rindo.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 19:30

      Matéria da Infomoney sobre palestra de Ricardo Amorim sobre 10 razões de otimismo e oportunidades na economia brasileira após as eleições, apesar dos desafios do segundo semestre e 2015

      Não existe bolha imobiliária e setor vai ganhar força depois da Copa, diz Ricardo Amorim

      http://ricamconsultoria.com.br/news/entrevistas/palestra_infomoney_oportunidades

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 16 de julho de 2018 at 18:51
  • perdido no rio 16 de julho de 2018 at 20:04

    https://financenews.com.br/2018/07/tenda-divulga-previa-dos-resultados-operacionais-de-2t18/

    A Construtora Tenda (TEND3) divulgou nesta segunda, 16, após o pregão, a prévia de seus resultados operacionais no 2° trimestre de 2018.

    Os lançamentos totalizaram R$ 539,1 milhões no 2T18 e R$ 805,4 milhões no acumulado de 2018, representando um crescimento de 21% na comparação com o 2T17 e de 8% contra o 1S17.

    As vendas líquidas atingiram R$ 481,3 milhões nesse trimestre, 14% superior na comparação anual e R$ 905,5 milhões no 1S18, um crescimento de 25% em relação ao 1S17.

    A velocidade de vendas (VSO Líquida”) encerrou o trimestre em 33%, incremento de 4,2 p.p. frente ao 2T17, no 1S18 a VSO atingiu 49% uma variação positiva de 8,5 p.p. contra o mesmo período de 2017. A ampliação do banco de terrenos avançou para R$ 7,1 bilhões com a aquisição no volume de R$ 798,6 milhões no 2T18, encerrando o semestre com R$ 1,2 bilhão de VGV, este resultado representa uma evolução de 40% do landbank em relação ao 2T17.

    A Tenda finalizou o 2T18 com 39 obras em andamento, um incremento de 15% no comparativo do 2T17, e 3,7 mil unidades entregues, 165% de crescimento em relação ao 1T18 e 74% contra o 2T17.

    O percentual de distratos sobre as vendas líquidas ficou em 9% no 2T18, “consistente com o patamar apresentado nos últimos trimestres, demonstrando sua estabilidade”, afirmou a Tenda.A velocidade sobre a oferta (“VSO Líquida”) atingiu 33,3% no 2T18, um incremento de 7,1 p.p. em relação ao mesmo período de 2017 e 4,2 p.p. frente ao 1T18.

    Leia mais detalhes clicando aqui para acessar o release fornecido pela empresa.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de julho de 2018 at 22:42

      perdido no Rio,

      Assim como a MRV, PEDALANDO a pleno vapor com vendas FALSAS na planta em LARGA ESCALA…

      Lembrando: o volume de vendas falsas na planta da Tenda em 2008 e 2009 foi tão elevado, que o grupo Gafisa quase quebrou no ano de 2012, ficando com uma dívida líquida muito superior a todo o seu patrimonio liquido e tendo sido obrigado a vender no ano de 2013, 70% do segmento Alphaville, que era a galinha dos ovos de ouro, exclusivamente para poder pagar as dívidas.

      Óbvio que em 2013, em função da situação acima, eles ficaram sem condição de pedalar e portanto, em 2016 como haviam entregas relacionadas à vendas falsas na planta em volumes muito menores vindos dos lançamentos de 2013, eles SIMULARAM uma melhora e conseguiram vender 30% da Tenda para investidor americano, ou seja, apenas reaplicaram o golpe, sendo que no ano seguinte, só para variar, os distratos voltaram com tudo.

      Agora estão indo já para a terceira edição do mesmo golpe e ainda tem gente que se empolga com eles…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Paulo BolhaBH 16 de julho de 2018 at 20:22

    O CA vai gostar dessa. Não sei se já postaram aí, para cima.

    “Temer edita decreto para antecipar metade do 13º salário dos aposentados

    Informação foi divulgada nesta segunda-feira (16) pelo Palácio do Planalto. Governo federal estima que medida representará injeção de R$ 21 bilhões na economia “

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 20:29

      Politicamente não fará qualquer diferença, o PIB do 3º trimestre somente será divulgado em novembro, depois das eleições.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 16 de julho de 2018 at 22:34

      Paulo BolhaBH,

      Agora o Temer conseguiu piorar o que já era ruim: se antes ele era um Dilmo, agora ele está se tornando um Maduro 2…

      Só falta ele criar um outro dia de Natal para que os ganhos possam ser maiores para o comércio naquela data, aquelas ideias “jeniais” (sic) de “brilhantes” governos socialistas, completamente alienados da realidade…

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Paulo BolhaBH 17 de julho de 2018 at 07:39

        CA , qual o risco da MRV influenciar no banco Inter? Há possibilidade de uma possível falência puxar a outra?

        2+
        • avatar
  • Silas 16 de julho de 2018 at 21:39

    Tenho observado mudança no perfil do mercado de trabalho, e quebra de paradigmas, no meu prédio mesmo, os novos funcionários da empresa de limpeza são aparentemente mais educados,bem mais jovens e bem aparentados e com certeza jovens de classe media que se sujeitaram a qualquer emprego para ajudar a família. Tenho visto também mutos filhos de amigos de classe media alta trabalhando de UBER com carros financiados pelos pais. Este novo fenômeno com certeza ira agravar a desigualdade social e violencia

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de julho de 2018 at 22:29

      Silas,

      Tem filho de parente da minha esposa para o qual o pai comprou um caminhão para ele trabalhar, um pouco antes de explodir a bolha dos caminhões e a greve dos caminhoneiros.

      O cara tem curso superior completo e já havia tentado carreira em várias áreas sem sucesso. Esta foi a alternativa que ele encontrou para se manter, contando com o financiamento do pai também.

      No caso dele, há uma vantagem, porque o pai dele trabalhou mais de 30 anos na Volkswagen na área de engenharia e tem muitos contatos lá dentro, ele acaba conseguindo muitos fretes para transferir componentes entre unidades. Acaba sendo um negócio mais garantido e não tão prostituído como estão os fretes de forma geral, mas ainda assim, com utilização ZERO dos conhecimentos adquiridos na formação dele e quanto mais tempo ele ficar distante de exercer a carreira para a qual se formou, mas inviável ela irá se tornar…

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 16 de julho de 2018 at 23:44

        Nobre CA, permita-me discordar, no caso desse filho do seu amigo PODE ser q ele consiga prosperar (partindo do principio que ele tera demanda por fretes com base nos contatos do pai)

        Se ele trabalhar direitinho consegue manter os fretes e ate aumentar a demanda.

        O curso q ele fez (nao sei qual) pode ser util caso seja algo na area de exatas e/ou administracao.

        Mas sim, infelizmente eh mais facil dar errado ….

        [ ]s

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 17 de julho de 2018 at 07:25

          Money_Addicted,

          Toda pessoa pode prosperar em qualquer área de atuação. E por incrível que pareça, isso se aplica até mesmo em mercados saturados que estejam com super oferta e desequilíbrio profundo entre oferta e procura, como é o caso que mencionei acima.

          A diferença é que na situação que coloquei acima, que é mais desafiadora, ele vai precisar contar com uma combinação de um nicho de mercado protegido, que ele já tem graças ao contato do pai dele, um investimento elevado para poder operar nesse mercado, que ele já teve graças ao pai dele e também muita competência e até uma certa dose de sorte para conseguir se manter nisso de forma contínua e quem sabe crescer.

          Não disse em momento algum que ele não iria prosperar ou que ele estava fadado ao fracasso.

          O que eu disse e reforcei acima, é que ele é mais um dos profissionais que se afastaram muito da sua área de formação. Ser caminhoneiro autônomo, fazendo fretes praticamente dedicados a uma empresa como um subcontratado terceirizado, não exige nem utiliza em nada conhecimentos de nível superior, de qualquer que seja a formação.

          O nível superior em Administração, é o famoso remédio genérico que tem a pretensão de ser uma panaceia. Você pode justificar que utiliza os conhecimentos desse curso superior em qualquer atividade que você tiver na sua vida, mas a verdade é que no caso dele, só irá utilizar de verdade se ele atuar em áreas administrativas de uma empresa, se atuar como Um gestor ou virar um empresário, algo do qual ele ainda está muito longe. Ponderar que ele já está há alguns anos pulando de um emprego para outro, sempre em funções não relacionadas diretamente a sua função, em diferentes áreas, como vendedor de artigos esportivos, de remédios e agora caminhoneiro. Pode ser que algum dia ele venha a se tornar um empresário ou gestor no setor de Transportes e utilize de verdade estes conhecimentos, mas até lá e durante um bom tempo, esses conhecimentos continuarão sendo desperdiçados como mencionei acima, assim como vemos em muitos outros casos com recém formados ou até aqueles que se formaram nos últimos anos. Este é o ponto.

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • desplein 17 de julho de 2018 at 11:47

      CRV – mais do interior

      1) Vizinha comenta com minha mãe que o marido “acumula” tres atividades: tem uma aposentadoria, continua trabalhando num negocio paralelo E passa as noites dormindo como cuidador de um idoso vizinho com problemas de locomoção, mas….
      eles mesmo só ficam com 1/ dessa renda. Do que sobra, 1/3 vai para ajudar o filho casado e empregado a manter a familia e o outro 1/3 vai para a filha, casada e empregada para manter a familia.

      2) Em conversa, começaram a computar o numero de idosas (a multiplicação das viuvas é fato, dada a expectativa de vida maior) morando sozinhas em casas urbanas. Essas mulheres recebem pensoes e aposentadorias que movimentam o fraco comercio local ou injetam indiretamente grana na vida de seus dependentes (namorados, filhos, netos, parentes). E quando elas mesmas se forem?

      3) Familia de grandes proprietarios perdeu o patriarca e as movimentações para divisão dos bens iniciaram. Então colocaram um lote a venda para custear as despesas do inventario. Mas porque gente tão rica e distinta, que nunca vende terras esta fazendo isso? porque nenhum tem liquidez para gastar com essas burocracias, a perspectiva de retorno desse dinheiro depois de feita a divisao nao existe uma vez que nada é produzido nas terras e destino para a herança todo mundo já tem…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Silas 16 de julho de 2018 at 21:49

    Olhem o tamanho da crise imobiliária, quando falam que BH ainda não acordou para crise e a bolha não vai estourar por esta terras, vejam que belo exemplo;
    Condomínio de luxo onde lotes foram lançados em 2010 a preço de ouro, 600 mil, com propaganda de que seria sucesso , com presença da alta sociedade, jogadores de futebol, quando sondei a época, a máxima era que o Tardelle tinha comprado para investir, Ronaldinho Gaúcho etc.
    Hoje lotes a 320 mil preço de anuncio em site referencia nacional. Mas a perola é que em um empreendimento com pouco mais que 400 lotes, ha a venda 319 anúncios. Alem disto depois de quase 10 anos o índice de ocupação deve ser de no máximo 30% com condomínio beirando a 1500,00 mês
    E li em algum lugar aqui no blog que segmento de imoveis de luxo não esta em crise.

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Silas 16 de julho de 2018 at 21:51

      Esqueci de mencionar condomínio Quintas do Sol em Nova LIma

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 16 de julho de 2018 at 21:49

    Um país de analfabetos financeiros

    Segundo o exame PISA, realizado entre estudantes de 15 anos de 15 países, os jovens brasileiros são os mais ignorantes em finanças. Até os peruanos, que são muito mais pobres que os brasileiros, estão à nossa frente. Os chineses lideram a pesquisa. Será coincidência que a renda per capita deles, que em 1980 era 6% da nossa, hoje seja maior do que a nossa? Isto mesmo, o chinês médio já ganha mais do que a maioria dos brasileiros.

    À luz da ignorância financeira que reina no país, fica fácil compreender como dezenas de milhões de brasileiros assumiram dívidas impagáveis, comprometendo seus futuros financeiros. A maioria ignora o efeito brutal dos juros compostos sobre dívidas e investimentos, ainda mais levando-se em consideração as enormes taxas de juros brasileiras. Por exemplo, considerando-se uma taxa de juros de 400% a.a. – próxima à praticada no cheque especial ou cartão de crédito – uma dívida de R$3.000,00 contraída para a compra de uma televisão em maio de 2015 teria se transformado em R$15.000,00 um ano depois, em R$75.000,00 dois anos depois e em R$375.000,00 hoje. Quem comprou uma televisão há três anos deve hoje um apartamento. Sabendo disso, será que tanta gente teria assumido dívidas como esta?

    https://www.linkedin.com/pulse/um-pa%C3%ADs-de-analfabetos-financeiros-ricardo-amorim

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 16 de julho de 2018 at 22:22

      Cesar_DF,

      LinkedIn do Ricardo Amorim?

      Taí um cara com autoridade para falar do assunto, o ídolo do VP MC da CEF, de quem ele faz um copiar e colar das “brilhantes” teses e dos gráficos de DESINFORMAÇÃO para se utilizar exatamente deste analfabetismo financeiro sobre o qual se fala acima…

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 17 de julho de 2018 at 07:11

        CA
        Eu também acho ele um profeta de araque, que mais erra do que acerta, mas o texto que ele colocou está correto, não levo paro o lado do argumentum ad hominen reverso kkk

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 17 de julho de 2018 at 07:19

          Sim, está correto, pelo menos na leitura diagonal que fiz.
          Mas convenhamos que ver o amorinha criticando analfabetos financeiros é cuspir no prato que comeu.
          Ele só é consultor por causa dessas pessoas! Duvido que em países na cabeça desse ranking um picareta como esse prosperasse, afinal, alfabetizado financeiramente não compra imóvel bolhudo.

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 17 de julho de 2018 at 07:32

            Só acredito nestes “VIDENTES” quando eles são gestores de carteiras de sucesso, porque até mesmo um relógio quebrado apresenta a hora certa duas vezes por dia.

            8+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • CA 17 de julho de 2018 at 09:20

          Cesar_DF,

          Mas o que eu disse foi exatamente isto, que ele é o maior especialista em se aproveitar do analfabetismo financeiro e o conhece melhor que ninguém, por isto que aquilo que ele colocou acima está CORRETO! Não questionei em momento algum a qualidade DESTE texto, só tinha a elogiar quanto ao mesmo, que fique claro…

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • indiobolhista 16 de julho de 2018 at 22:27

    acabo de achar uma piada muito boa na internet … e ahi bolhistas alguem achou a sacola louca money bags ….. alucinante o povo bananense fica achando que prosperidade chega por sorte …….. Uma mensagem que voltou a circular nas redes sociais diz que julho será um mês próspero para todos. O motivo, segundo o texto, seria um fenômeno raro na disposição dos dias. “Este ano Julho terá 5 sextas-feiras, 5 sábados e 5 do… https://noticias.uol.com.br/confere/ultimas-noticias/2018/07/13/fenomeno-que-promete-prosperidade-em-julho-nao-e-raro-nem-existe-neste-mes.htm

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 17 de julho de 2018 at 07:10

      kkkkkk Sacola louca money bags

      Com cinco semanas o povo tem mais tempo para produzir! Infelizmente o resultado não será positivo porque tivemos a greve dos caminhoneiros, mas se não fosse isso teríamos prosperidade. Isso é, se realmente julho tivesse cinco semanas… kkkk
      A impressão que eu tenho é que essas correntes de whatsapp estão cada vez mais imbecis. E eu que achava que o negão espadaúdo era o fundo do poço…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 17 de julho de 2018 at 03:18

    Bom dia, galera!

    O que temos de escândalos pra hoje?

    😀

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 17 de julho de 2018 at 07:24

    OFF – A palhaçada de Elon Musk continua rendendo.

    Tesla sheds almost $US2b after Elon Musk’s ‘pedo’ attack on British diver
    amp.abc.net.au/article/10002108

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 17 de julho de 2018 at 07:25

    Número de consumidores inadimplentes chega à 63,6 milhões
    Na comparação do mês de junho deste ano com o mesmo período do ano passado, o crescimento foi de 4,07%, segundo o SPC. Especialistas creditam a alta ao aumento no número de desempregados no país

    “O desemprego estacionou em um patamar muito alto. O orçamento restrito do brasileiro dificulta que ele pague as dívidas”, explicou.

    Marcela projeta que a situação deve continuar.

    Lucineide Silva, de 52 anos, é encarregada de serviços gerais em uma empresa particular de Brasília. Ela conta que trabalha com cerca de 70 funcionários e, naturalmente, ouve reclamações de dívidas por parte deles. “Eu vejo muitos reclamando que o salário mal entra na conta e já acaba”, contou. Ela também vê a situação das dívidas cada vez mais difícil. “Eu tenho dívidas pequenas, que vou conseguir pagar, mas tá cada vez mais difícil para o povo”, disse. Lucineide admite que a maior parte de suas dívidas vem do cartão de crédito.

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/07/16/internas_economia,695210/numero-de-consumidores-inadimplentes-chega-a-63-6-milhoes.shtml

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 17 de julho de 2018 at 07:26

    Trump dizendo que confia mais nos russos do que nós serviços de segurança americanos?
    O grande negociador, que piada ????

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Abomineve Homem das Naves 17 de julho de 2018 at 18:00

      Quem começou com essa estória foram os democratas ao afirmarem que os russos invadiram o sistema eleitoral dos States.
      Então concluímos que os democratas não confiam no sistema de criptografia americano usado nas eleições.
      😉

      3+
      • avatar
    • socrates 17 de julho de 2018 at 18:55

      Carlos, voce acredita na seriedade das eleições de lá?

      0
  • Cesar_DF 17 de julho de 2018 at 07:28

    Preço do aluguel tem queda real de 0,68% no 1º semestre

    A queda real é registrada quando o valor de um determinado bem sobe menos que a inflação, medida pelo IPCA. Nos primeiros seis meses de 2018, o preço médio do aluguel subiu 1,93%. enquanto a inflação foi de 2,60%.

    Rio de Janeiro teve uma queda nominal de 6,14% e real de 8,74% nos últimos 12 meses

    https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/preco-do-aluguel-tem-queda-real-de-068-no-1o-semestre/

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Festa Ploc 17 de julho de 2018 at 08:14

      Se o aluguel cai mais do que o preço de venda, a rentabilidade diminiui, é obvio. A questão que fica é: ou aluguel está barato ou o preço de venda é que está alto? Se o aluguel está barato, por que continua baixando? Vou parar aqui com a ironia. Será que quem faz esses gráficos se dá ao trabalho de interpretá-los? Será que ninguém fora deste blog vai enxergar o que está na cara de todo mundo?

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 17 de julho de 2018 at 09:32

        Festa Ploc
        Em Copacabana, pelo ZAP, o m2 estaria R$ 10.856 para venda e R$ 38 para alugar.
        Isto dá um FatorX de 286 e uma rentabilidade bruta de 0,35% ao mês
        Qualquer rentabilidade bruta abaixo de 0,36% ao mês significa uma rentabilidade liquida NEGATIVA, o proprietário estaria pagando para o inquilino morar lá.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 17 de julho de 2018 at 18:59

          na pratica nao consigo visualizar ainda esses preços, nao. Quitinetes de 20m2 por 200k em copacabana, só nas favelas. Quanto ao aluguel, considerando as mesmas quitinetes, 750 por mes nao existe mas se levarmos em considerção os condominios beeeeem salgados do “bairro”, isso pode vir a ser verdade

          0
      • Cesar_DF 17 de julho de 2018 at 10:00

        Festa Ploc, esta questão da queda no aluguel estar mais acelerada do que o valor do venda é bastante interessante, pois realmente, isto diminui a rentabilidade

        Fiz um estudo
        Entrei no ZAPIMOVEIS só para ter acesso ao histórico do valor em Copacabana

        Aluguel – setembro/2014 = R$ 53 (R$ 67 hoje pelo IGP-M) – hoje R$ 38 (queda de 43,3%)
        Venda – Abril/2015 R$ 11.696 (R$ 14.241 hoje pelo IGP-M) – hoje R$ 10.856 (23,8% de queda)

        Valores em janeiro

        ANO VENDA ALUG FATORX
        2018 11.013 38 290
        2017 11.381 42 271
        2016 11.432 45 254
        2015 11.680 51 229
        2014 11.326 51 222
        2013 10.359 45 230
        2012 9.534 42 227
        2011 7.707 36 214
        2010 5.305 28 189
        2009 4.235 26 162
        2008 3.637 22 165


        A conclusão deste estudo é que este é o pior momento para comprar um imóvel em Copacabana, pois o aluguel está caindo bem mais rápido que o valor de venda e o FatorX atual de quase 290 tende a longo prazo a cair para 160.

        Referências
        Quadro “variação de preço” – “todo o período”
        Aluguel – https://www.zapimoveis.com.br/superdestaque/aluguel+apartamento+2-quartos+copacabana+zona-sul+rio-de-janeiro+rj+130m2/ID-19194747/
        Venda – https://www.zapimoveis.com.br/superdestaque/venda+apartamento+1-quarto+copacabana+zona-sul+rio-de-janeiro+rj+28m2/ID-18394633/
        Calculadora do cidadão – https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/corrigirPorIndice.do?method=corrigirPorIndice

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Festa Ploc 17 de julho de 2018 at 10:31

          Perfeita a análise.
          E quem é inquilino sabe que a queda efetiva é maior ainda. No ZAP é o aluguel pedido pelo proprietário, que muitas vezes fecha o contrato com desconto. Agora mesmo tenho uma amiga mudando para apartamento melhor pagando menos, e o condomínio novo é metade do antigo. Aluguei em 2016 e o proprietário não me deu reajuste até hoje. Ele prefere ignorar o IGPM, mesmo positivo.
          Mas para a população em geral imóvel é sempre um ótimo investimento.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Cesar_DF 17 de julho de 2018 at 07:29

    Multirão provoca valorização dos imóveis no Guarujá

    Do total de 1.255 imóveis vistoriados por agentes de combate às endemias em Guarujá, no sábado (14), 20%, ou seja, 251 unidades apresentaram focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika. Os dados são da Prefeitura

    http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/guaruja/guaruja-encontra-focos-do-aedes-em-20-dos-imoveis-vistoriados/?cHash=ce89a4ef665d3c5430593a230b84e40c

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 17 de julho de 2018 at 09:31

      Mosquito Index com leve alta.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 17 de julho de 2018 at 09:34

        Segue um video interessante de como Walt Disney World lida com os mosquitos, mesmo estando localizado no meio de um pântano.
        https://www.youtube.com/watch?v=_30jPKzWdN0

        Aliás, a Flórida inteira é um pântano, e não escutamos falar dessas doenças de mosquito por lá. Falta competência aqui no BR?
        Tem vinte anos que esse mosquito está dando uma surra no Brasil. Não me conformo.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Antigo 17 de julho de 2018 at 08:11

    Só passando para comentar que gostei muito da ideia do CA de termos dois natais por ano (está logo ali em cima, soluções mirabolantes do governo)
    Sem dúvida é a solução para a crise no Brasil.

    Teríamos dois décimos terceiros, um em julho outro em dezembro. O de julho passará a chamar décimo quarto para facilitar.

    Termos um natal em período de férias escolares será muito bom pois as crianças já poderão estrear os presentes imediatamente, atendendo a demanda reprimida por brinquedos. O cidadão poderá usar o seu décimo quarto para viajar, caso prefira, fortalecendo o turismo.

    Fica convencionado que no Natal de Julho o papai noel usará roupas azuis, conduzirá um trenó puxado por girafas e terá a risada HEHEHE em vez de HOHOHO. Fica pré combinado também que em vez de coca-cola a bebida oficial do Natal de Julho será o guaraná Dolly, para estimular a indústria nacional.

    Feliz Natal de Julho, pessoal!

    28+