Valor do imóvel na planta deve recuar após aprovação de regras para distratos – DCI

Você pode gostar...

Comments
  • renanfch 11 de junho de 2018 at 12:14

    Hoje em dia querem cobrar mais caro na planta do que pronto, rs, antigamente era o inverso. Deve diminuir é nada.
    Nao entendo esse mercado não, nao vendem, mas nao baixam os preços. Tá se mantendo a vários e vários meses os preços, cai um pouco, nesse ritmo só daqui uns 15 anos ou mais os preços vão estar bons, rs.

    51+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Antigo 11 de junho de 2018 at 12:16

    Valor recuar significa que vai ficar mais barato comprar imóvel?
    Ué, mas e a valorização, como assim?

    De toda forma, não é época de imóvel na planta mais. A euforia passou. É época de incendiar a lavoura para limpar o terreno para a próxima bolha.
    Todo mundo sabe que com imóvel não vai ganhar dinheiro mais.

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 11 de junho de 2018 at 12:41
    • Antigo 11 de junho de 2018 at 13:42

      Leve queda, estável

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 11 de junho de 2018 at 13:44

        Mas esse gráfico é desonesto. A escala já começa em valores muito altos (1.75)
        Dá impressão que a queda é maior que na realidade.

        Todo mundo aqui sabe que o PIB deve ser negativo ou zero vírgula alguma coisa. Não sei o porque do espanto desses especialistas.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 11 de junho de 2018 at 16:33

          Antigo
          Dar um zoom na área de interesse não é desonestidade
          Mudar a fórmula de cálculo do IVG-R ou do PIB quando viram que não seria mais favorável a fórmula original é sim desonestidade

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Alemon Fritz 11 de junho de 2018 at 12:46

    corvos enrolados:
    valor deve recuar, mas o valor é estável, mas os lançamentos diminuíram, mas os distratos continuam em 33kimóveis ao ano, mas a Regulamentação dos distratos pode expandir lançamentos mesmo com mais custo ao comprador, mas Construtoras operam em queda mesmo com avanço dos distratos, mas Setor imobiliário perde 1 milhão de empregos com distratos em 3 anos, mas vai aumentar…

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 11 de junho de 2018 at 12:48

    Valorizaçao garantida de 30% apos a publicaçao da lei. Agora eh a hora. Comprem!

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 12:50

    Desculpa perfeita para não baixar juros.

    Show desinformação

    Incertezas no mercado devem interromper queda de juro bancário
    Instituições anunciaram nas últimas semanas uma série de cortes nas taxas das principais linhas. A forte instabilidade nos mercados deve interromper o processo de redução das taxas de juros cobradas pelos bancos, que começava – ainda que timidamente – a ganhar corpo. As instituições anunciaram nas últimas semanas uma série de cortes nas taxas das principais linhas ao consumidor e pequenas empresas, desde o crédito imobiliário até o cheque especial.

    Risco de ataque ao real deixa BC em estado de alerta máximo

    O Banco Central não diz e nem vai dizer, mas está preocupadíssimo com a possibilidade de um ataque especulativo ao real.

    Os principais motivos, igualmente inconfessáveis, são o avançar da campanha eleitoral – na qual os candidatos vão apresentando seus programas de governo, que simplesmente desmontam a gestão Temer –, e as trapalhadas do atual mandatário e equipe, que perderam o controle das reformas, das medidas microeconômicas e das negociações com as entidades de classe.

    Existem ainda as externalidades, tais como um inconveniente rebaixamento da nota do Brasil pelas três irmãs – Fitch, S&P e Moody’s –, algum relatório de análise de uma dessas pitonisas do mercado de capitais, e, , um default mais grave desses países que estão com a corda no pescoço.

    Resumo: Já existe fundo apostando contra o real .

    Candidatos políticos de esquerda na ponta do lapis

    http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/7467513/bandeira-liberal-perde-forca-com-piora-economia

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cadeludo 11 de junho de 2018 at 12:53

    A gente não faz ideia, não tem noção, nesse brasilzão de merda a quantidade de incorporadoras que deixaram uma multidão no pincel não há precedentes
    a trolha é generalizada, em todas as regiões
    tudo vai parar no judiciário
    infeliz de quem tá triste

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 11 de junho de 2018 at 12:54

    Aviso aos “investidotes”. Peçam distratos antes da publicaçao da lei. Depois, o imbroglio juridico arastara açoes pode decadas face as discussoes sobre validade de contratos, jurisprudencia e bla bla bla. Pe de Gesso, ainda que nao possa usara a nova lei. Tudo se resolvera no STF daqui a 20 anos. Ra ra ra.

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 11 de junho de 2018 at 13:03

      kkk os corvos conseguiram acabar com os “na planta”… ainda mais com a moda de prédio rachando e caindo…até na novela. Pelo menos tem golpe que não construiu nada…( menos imóveis no mercado, mas mais gente falida).
      calculo que mais de 1 milhão de pessoas se ferraram em golpes, falências, invasões, enrolação, cartórios…

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 11 de junho de 2018 at 12:56

    kkk
    -Credor hipotecário pode propor ação para exigir padrão em construção, decide STJ.

    Credora hipotecária pode propor ação para pedir a demolição de prédio que não atende especificações do contrato. Mas deve se basear na possibilidade de depreciação do bem dado como garantia real de crédito e na previsão no contrato de observância dos padrões construtivos do loteamento habitacional.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 13:32

      Essa é nova!
      kkkkk

      5+
      • avatar
      • avatar
      • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 13:33

        Já bastava aquele “negócio” de inverter a ordem de pagamento das parcelas.
        kkkkk

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Alemon Fritz 11 de junho de 2018 at 13:38

          isso foi pra um loteamento, condomínio era pra ser de alvenaria mas construiram de madeira e fora de padrão… kkkk o credor quer demolição pra garantir a garantia no futuro… kkkk

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Antigo 11 de junho de 2018 at 13:41

            Já pensou se a moda pega? kkk
            Fininvest, Losango, Financeira Alfa dando palpite na vida pessoal do 666 para garantir que ele vai conseguir honrar a dívida?
            “Não exagere nas gorduras e sódio”
            “Pare de fumar”
            “Seja precavido para não ter filhos não planejados”
            “Não compre na planta”

            etc etc

            21+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Alemon Fritz 11 de junho de 2018 at 14:01

    distratos, vai dar tudo certo sim:

    “-Paralisação de obras de diferentes construtoras em Jacarepaguá leva compradores a reagirem.”
    Nem sentenças favoráveis da Justiça são suficientes para o pagamento de indenização, já que empresas alegam não ter dinheiro…
    um grupo com cerca de 50 pessoas se reuniu para debater o problema, e uma comissão com cinco compradores.
    — Meu projeto atrasou oito anos por causa disso tudo. Hoje eu nem tenho mais coragem de comprar um imóvel na planta — afirma o empresário, que chegou a pagar cerca de 1/3 do valor da sala no Duo Life.

    Leia mais: https://oglobo.globo.com/rio/bairros/paralisacao-de-obras-de-diferentes-construtoras-em-jacarepagua-leva-compradores-reagirem-22750912

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 14:09

      “Duo Life”… tá certo, sim.
      Duas vidas para reaver o dinheiro sem correção.

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 14:13

        Isso tudo começou com os egípcios… as pirâmides.
        E atualmente quem ri disso tudo ?
        Lógico, o deus Rá.
        😉

        26+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Joe banana 11 de junho de 2018 at 14:43

          Também conhecido como Ka
          kaka
          rararara!

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Lord of All 11 de junho de 2018 at 14:13

    Essa lei dos distratos deveria obrigar as destrutoras a colocarem nos “stands” de venda uma placa bem grande, alertando os compradores sobre a existência da multa em caso de desistência.
    No mundo das ciências jurídicas isso se chama: dever de informação e boa-fé objetiva.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 14:17

      “Boa-fé” é palavrão para os 666´s, Lord.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • JJJ_brasilia 11 de junho de 2018 at 14:20

      Lord of All,

      Quando um coRvo vai ter boa fé? O objetivo do coRvo é pegar a comissão dele e o comprador que se lasque.

      Para ajudar o mercado a comissão do coRvo seria paga conforme o pagamento do imóvel, se demorar 35 anos o coRvo recebe neste prazo, mas do jeito que é não vai, o 666 só vai olhar se a parcela caba na sua renda, mais nada, na hora que der ruim ele vai reclamar, tanto que o distrato não existia, o judiciário arrumou isto para a destrutora não enriquecer sem causa as custas do 666.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 11 de junho de 2018 at 14:21

      Corvo e boa-fé são duas coisas mutualmente exclusivas.
      É pré-requisito da profissão omitir detalhes. Se pensar muito ninguém compra imóvel, ainda mais na planta.

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 14:29

    OFF – Bolsa:
    Os 666´s não estão mais comprando no cartão?

    Cielo (CIEL3) R$15,81 -3,71%

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Poeteiro Bolhista 11 de junho de 2018 at 15:21

      To full comprado de Cielo.
      Tenho umas 4500 ações!
      Tô nem olhando mais pra não ficar triste, rsrsrsrsrs.
      Agora é esperar voltar e achar um ponto de saída!

      3+
      • Bsbguy 11 de junho de 2018 at 15:39

        CIEL bater 10 eu entro!

        2+
        • Antigo 11 de junho de 2018 at 15:42

          Tem que ficar de olho nas promoções mesmo.
          Sou leio e prefiro não arriscar, mas é nesses momentos que se ganha dinheiro. Compra no pânico, vende na euforia.

          3+
          • avatar
          • Poeteiro Bolhista 11 de junho de 2018 at 15:54

            Eu to comprando a ação durante toda a queda.
            Comprei ela de todo preço.
            O pior que eu acho é que não saber onde colocar o dinheiro, nessa tempestade que está por vir.
            Se colocar no Tesouro, corremos o risco com inflação e default.
            Comprar CDB de banco pequeno e contar com o FGC é arriscado igual.
            Ação, sabe-se lá quem vai sobreviver à hecatombe.
            É difícil saber onde aportar se olharmos o cenário macro.
            (PS: diversificar numa cesta de frutas podres não adianta muito pro intestino né?)

            18+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Paulo BolhaBH 11 de junho de 2018 at 19:52

              Falou tudo. Estou com o mesmo problema. Onde alocar o rico dinheirinho? Está difícil arrumar uma opção menos pior.

              7+
              • avatar
            • Intendente 11 de junho de 2018 at 20:15

              Estamos juntos nessa jornada contra a manada.

              Por mais que falem em concorrência, margem etc, é uma excelente empresa, tem caixa e possui ótimos fundamentos.

              Fiz uma compra boa na sexta, quando bateu 15,75.

              5+
              • avatar
              • avatar
  • pedrovinix 11 de junho de 2018 at 14:39

    O país afundando, e governo falando que está tudo bem, antes da tempestade a calmaria. Não fiquei com tanto medo desde a Dilma, e olhe que lá parecia estar melhor que atualmente.
    TD abaixo do esperado.
    Dólar caindo.
    Bovespa segurando pra nao despencar.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 11 de junho de 2018 at 14:45

      To com medo tem algumas semanas já.

      Mas os colegas aqui do blog disseram que eu não era ‘antigo’ o suficiente, que no passado era muito pior kkkkk
      Fiquei mais tranquilo. Ainda continuo com a impressão que está mais perigoso agora, mas confio na opinião geral do blog, geralmente ela está na direção certa.

      São águas turbulentas mas a nau continua a navegar. Ainda não afundou. Ainda.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 11 de junho de 2018 at 14:57

        Antigo
        Na época da Dilma o Brasil seguia a passos firmes a virar uma Venezuela
        O brasileiro ainda gosta do estado paternalista, mas hoje existe uma percepção cada vez maior que o estado mais atrapalha do que ajuda.
        O projeto de hegemonia da esquerda está naufragando, tanto nas áreas de educação, cultural e legislativa, só na área da justiça que vai demorar um pouco para desmontar a estrutura, pois as mudanças acontecem bem lentamente nesta área.

        22+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Loucodf 11 de junho de 2018 at 15:01

          Cesar, o que seria “desmontar essa estrutura”?

          2+
        • CA 11 de junho de 2018 at 15:12

          Cesar_DF,

          Pequeno trecho de comentário ao final do tópico anterior, só para lembrar quanto à questão do estado paternalista e a “percepção” que o estado mais atrapalha do que ajuda:

          https://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,os-avestruzes,70002344345

          Trechos do link acima:

          “A maioria absoluta dos eleitores brasileiros (61%) não votaria em candidatos a presidente que propusessem a privatização da Petrobrás, mostra pesquisa da Ipsos veiculada pelo jornal Valor. O porcentual de rejeição chega a 62% quando a pergunta é sobre a privatização do Banco do Brasil. Também é bastante significativo – 57% – o índice dos que descartam votar em quem defende a reforma da Previdência.”

          “Essa mesma incapacidade de discutir as consequências das decisões econômicas é amplamente disseminada entre os candidatos à Presidência. Ao que parece, ninguém está realmente disposto a assumir o ônus de revelar aos eleitores que os recursos do Estado são finitos e que, por isso, é necessário estabelecer prioridades. ”

          Resumindo o que consta acima, o maior risco que temos para as próximas eleições é que os brasileiros querem o IMPOSSÍVEL e sempre que é assim, vence quem mentir mais…

          Sem contar que o que consta acima é só a ponta do iceberg, tem uma infinidade de outros problemas submersos que mencionei no final do tópico anterior…

          E daí você ainda vê o DEM e o PP pensando em apoiar o Ciro Gomes porque apostam que Rodrigo Maia e Alckmin não tem a menor chance e a melhor alternativa deste esquema naufragar depende da boca grande do Ciro Gomes, que diz o que não deve depois tem que corrigir…

          https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/agencia-estado/2018/06/10/apos-declaracao-polemica-ciro-tenta-conter-mal-estar-com-dem-e-pp.htm

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 15:24

            CA brasileiro é analfabeto financeiro.

            Não pode esperar que este anencéfalos saibam diferenciar alguma coisa, isso porque quando você vai debater com os analfabetos economicos ditos de direitas, este por sua vez defendem o modelo falido social democrata europeu.

            Botam uma venda no olho e querem finger que não é com eles !
            Brasileiro é síntese da burrice em pessoa: todo querem benesse do estado , mas ninguém quer pagar pela mesma.

            Eu já logo jogo pau na mesa e falo seguinte e mete as contas públicas nas caras de qualquer que venha debater comigo. A grande maioria se recusa debater os números e creditaram toda culpa a corrupção como sempre.

            17+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 15:24

              Cesar o país segue passos firmes rumo a Venezuela na mudou no status do brasileiro médio: Quer as coisas de graça , mas não quer pagar por isso.

              19+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
            • CA 11 de junho de 2018 at 15:34

              Senhor Bolha,

              Infelizmente, esta é a realidade e o grande “risco da virada à esquerda”.

              Reforçando: “quando querem o IMPOSSÍVEL, vence o mais mentiroso”. Quem sabe mentir melhor que a esquerda? A partir daí, a Venezuela nos diz: “eu sou você amanhã”.

              Espero que algo mude e possa reverter esta tendência que parece estar nascendo, inclusive pela formulação dos apoios partidários, que liberam mais tempo na TV para mentir e enganar. O Ciro sabe enrolar como ninguém, quando pega os leigos, desinformados e incoerentes eleitores, com muito tempo de TV, pode fazer a festa…

              Quem não lembra do “sucesso” da Dilma que conseguiu se reeleger com aqueles vídeos SIMPLISTAS e repletos de DESINFORMAÇÃO em 2014? Foi feito por marketeiros, claro que agora a ação deles está mais “coibida” pelas prisões da Lava Jato, mas vamos ver até onde irá a ENGANAÇÃO…

              21+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 15:40

                Nunca ouve virada a direita, o que eles querem é estatismo seja esquerda ou direita.

                20+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 15:42

                  O Brasil é um pais de parasitas que trabalham em repartições públicas, estatais e afins.
                  Qualquer reforma já começa sendo barrada por sindicatos e entidades de classe mamadoras.
                  Chego conclusão que a melhor coisa que pode acontecer ao Brasil é virar logo uma Venezuela para este povo burro se ferrar.

                  19+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • Loucodf 11 de junho de 2018 at 15:47

                    Não sou servidor público.
                    Trabalho na iniciativa privada,mas acho que aí é generalizar demais.

                    10+
                    • avatar
                    • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 16:17

                      Não tem esta generalizar porque vive a minha vida toda em repartições públicas, ou seja sei bem como a banda toca.

                      Não leve para o lado pessoal trabalhar não significa ” produtividade e custos”

                      A questão é que 4 a cada 5 brasileiros sonha em trabalhar para o estado. E isso esta sim incrustado do DNA do brasileiro.

                      Acontece que nas contas públicas 2018 gastos com funcionalismo é da ordem 300 bilhões a.a , e no próximo ano teremos orçado um aumento de 20 bilhões totalmente integrado ao funcionalismo público.

                      A maioria que se diz bem sucedida no Brasil trabalha com o governo ou indiretamente no governo: Acontece que contabilmente o funcionário público não produz riqueza , a receita oriunda do seu salário advém de tributos federais.

                      Logo quanto maior a folha de funcionalismo, consequentemente mais é precisa aumentar tributação no setor privado, e quanto mais estatais mais o rombo aumenta nas contas públicas.

                      Ademais não se insere na conta infinidade de cargos comissionados inclusive alguns que espreitam este fórum, e também a infinidade de salários acima do teto constitucional no judiciário.

                      Todas as reformas são barradas pelas entidades de classe: Nas estatais, no judiciário e na justiça trabalhista.

                      E porque fazem isso? Porque não querem cortar suas mordomias , consequentemente visão repassar conta para setor privado, desculpa se alguém aqui trabalha no governo mas esta é a realidade das entidades de classe sindicais do funcionalismo público.

                      Lanço desafio, faça seguinte analise como a conta fecha quando 4 a cada 5 pessoas sonha em trabalha no governo, consequentemente folha pagamento cresce muito acima da inflação todo ano.

                      E como a conta fecha se todos partidos expandem a folha de pagamento ano após aumento número de concursos públicos para angariar base eleitoral.

                      Logo a conta não fecha , porque isso advém da mentalidade social democrata tupiniquim.

                      O regime da aposentados públicos fica com maior fatia da seguridade social , nem da comparar ao demais setores.

                      31+
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                  • Antigo 11 de junho de 2018 at 15:54

                    Parasitas eu concordo, mas não precisa focar só nos funcionários públicos.
                    Aqui na Banânia todos querem uma boquinha:
                    Classe baixa tem bolsa família
                    Classe média tem fies, ‘direitos trabalhistas’, e possibilidade de fazer concurso público
                    Classe alta tem financiamentos, leis sob medida e proteção de mercado.

                    Todos, repito, todos vivem sob o manto estatal. Quem ousa empreender aqui leva porrada de todo lado… alguns conseguem mas é nível HARD!

                    43+
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • Antigo 11 de junho de 2018 at 16:01

                      Aliás, outro dia eu falei que era fã do Wolf, esse é o principal motivo.
                      Ele empreende e consegue. Isso é sinal de heroísmo aqui na banânia.

                      Só um pequeno parenteses, a revolução industrial só aconteceu porque pouco a pouco a classe comerciante foi tomando espaço na europa no fim da idade média, substituindo aquela ideia de que ter terra e títulos era o que importava, por outra de que entregar às pessoas aquilo que elas querem é que importa (comércio, mercado). Foi o capitalismo que nos trouxe no ápice da evolução tecnológica humana. O brasil segue na direção contrária, parece que está querendo voltar ao feudalismo, do obscurantismo científico aos títulos nobiliários e loteamento de influência… Ou talvez nunca tenhamos saído de lá.

                      17+
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                      • avatar
                  • DAN 16 de junho de 2018 at 17:59

                    Mesmo empresas privadas não pagam impostos. Querem ser amigos do rei. E ainda tem o mercado das terceirizações de serviços públicos por licitações duvidosas, que nem sempre traz eficiência e eficacia.

                    0
                  • DAN 16 de junho de 2018 at 18:08

                    Bem sempre terceirização de serviços público é sinônimo de eficiência e eficácia. Pois, temos as licitações duvidosas e serviços terceirizados ruins.

                    0
                • CA 11 de junho de 2018 at 15:48

                  Senhor Bolha,

                  Até onde pude verificar, Bolsonaro tinha uma visão de “mão forte do estado” muito mais do que a “mão invisível do mercado”, como sempre foi comum no Brasil, principalmente nos regimes militares, no entanto, o atual “guru” dele para economia tem uma visão oposta, muito mais liberal, ou seja, em TESE, ele poderia aceitar esta guinada com muito mais facilidade e comparado ao Ciro Gomes, seria melhor, porque no caso do Ciro Gomes temos a certeza que ele vai defender o impossível, vai tentar a continuidade do “keynesianismo sem fronteiras”, vai tentar forçar a mão no mega POPULISMO, vai ceder às soluções SIMPLISTAS e com isto, não tenho dúvidas que estaremos a caminho da venezualização (sic) com probabilidade muito maior que no caso do Bolsonaro…

                  24+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • Cesar_DF 11 de junho de 2018 at 16:43

                    CA
                    Concordo contigo, apesar dos inúmeros defeitos do Bolsonaro ele admite que não sabe de tudo e quer colocar pessoas extremamente competentes nos ministérios, já o Ciro é igual a Dilma, acha que sabe de tudo e não precisa que ninguém lhe dê opinião.
                    Se o Hitler tivesse delegado ao Romel a condução da guerra, hoje provavelmente estaríamos falando alemão.

                    https://pt.linkedin.com/pulse/o-efeito-dunning-kruger-e-s%C3%ADndrome-do-impostor-helder-ferreira

                    16+
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
        • Antigo 11 de junho de 2018 at 15:25

          Não sei Cesar, acho que a maioria dos brasileiros nem entende direito o que é Estado.
          Para eles o governo sempre existiu. Como uma árvore, ou Deus (não vou entrar nesse mérito…)

          E como tal, ele tem o dever de cuidar de mim. Afinal, eu pago imposto para isso não é?
          A culpa não é do Estado, não se chega nem nesse grau de abstração, na verdade. A culpa é do político corrupto que rouba a merenda das crianças.
          Se não fosse a corrupção, o salário mínimo seria 3000 reais e o SUS teria dinheiro para atender a todos.

          As últimas 3 frases acima são absurdas, mas esse é o pensamento do brasileiro médio.
          O brasileiro não gosta de pagar imposto, e nem de fiscalização, burocracia ou multa. Mas é incapaz de pensar que se isso tudo acabasse, a teta também acabaria. Ele quer a vaca e o capim ao mesmo tempo…

          31+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 15:29

            Antigo a coisa só vai piorar isso é fato consumado.

            14+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • DAN 17 de junho de 2018 at 11:28

            Discordo colega. Diminuindo a corrupção, surgirá novas oportunidades para o país. O tamanho do Estado diminuiria, sendo essa uma das melhores estrategias de combate a corrupção para o Brasil, inclusive.

            0
    • rafa_fv 11 de junho de 2018 at 14:48

      Pedro discordo com você que o TD esteja abaixo do esperado, na verdade ele começou a subir antes do que previa. Ainda estamos a mais de 2 meses do início efetivo do período eleitoral e ele já deu um bom salto e já temos um juros real no TD entre 5,8 e 8% dependendo da modalidade.

      10+
      • avatar
      • avatar
  • CA 11 de junho de 2018 at 15:19

    https://brasil.elpais.com/brasil/2018/06/08/economia/1528478931_493457.html

    Título da notícia acima:

    “Bomba da dívida mundial ameaça explodir”

    Trechos do link acima:

    “Um nível de endividamento jamais visto desde a Segunda Guerra Mundial ameaça inocular o veneno da próxima crise”

    “Você e eu estamos sentados em uma montanha de dívida pública e privada. A cota para cada habitante do planeta é de 21.866 euros, ou 95.554 reais. Uma bola de neve gigantesca e voraz. A fatura total chega a 164 trilhões de dólares (608 trilhões de reais), quantia equivalente a 225% do PIB mundial. Viver a crédito foi a saída natural da crise financeira. Os empréstimos permitiram cobrir os desequilíbrios das contas públicas e reanimar o crescimento. Mas convém não ultrapassar determinadas linhas vermelhas. Um nível de endividamento jamais visto desde a Segunda Guerra Mundial é uma bomba-relógio que pode explodir a qualquer momento. Argentina e Itália são dois exemplos recentes de como ressuscitam facilmente os fantasmas mal enterrados.”

    ““Com o tempo, a dívida deixa de estimular a atividade. Cada vez se necessita de mais acúmulo de empréstimos para gerar um ponto percentual adicional no PIB. O crescimento impulsionado pela dívida pode ser divertido no início, mas simplesmente traz para o presente o consumo futuro, do qual sentiremos falta depois”, diz Alfredo Álvarez-Pickman, economista-chefe do Key Capital Investment.”

    “Momento delicado
    A bolha chega, além disso, em um momento muito delicado. A Reserva Federal dos EUA começou a reduzir seu saldo − já não compra títulos públicos e amortiza os que tem no vencimento −, medida que vem acompanhada por aumentos das taxas de juros. O Banco Central Europeu (BCE) continua comprando dívida soberana, mas planeja fechar a torneira em setembro e seguir o caminho de seu homólogo americano. O plano traçado pelos dois organismos prevê um endurecimento monetário progressivo e moderado. Para que se materialize, é preciso que se cumpra a outra parte da equação: que os preços continuem sob controle.”

    “Como os problemas nunca vêm sozinhos, à elevada dívida pública é preciso somar a também delicada situação do endividamento privado, que dobrou em uma década e já alcança 120% do PIB mundial. “O endividamento das famílias é um problema principalmente quando é o resultado de um boom no mercado imobiliário””

    ” “A natureza do problema da dívida não mudou. É um problema que afeta mais o mundo emergente do que o desenvolvido, porque a confiança do mercado em sua capacidade de pagamento é menor e, além disso, a situação pode mudar bruscamente, como vimos recentemente com o título argentino com prazo de 100 anos”, explica Agnieszka Gehringer, analista do Instituto Flossbach von Storch.”

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 11 de junho de 2018 at 16:37

      Putz, na hora que o BCE parar de comprar os títulos italianos e gregos, eles vão quebrar

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 11 de junho de 2018 at 15:46

    bancos malvados e capitalismo opressor

    Professor tenta há 4 anos renegociar dívidas…

    O total de sua dívida chegou a bater em R$ 600 mil, cujas prestações comprometiam 120% de sua renda.
    Ele diz que nunca se dirigiu a um banco para levantar empréstimo. As ofertas chegaram até ele, por telefone. Sem critérios na escolha de crédito, ele foi trocando um pelo outro, nas mais diferentes modalidades, fazendo seguros e aceitando
    “E tudo apenas para a cobertura do rombo financeiro, sem aquisição de bens ou o uso do dinheiro para ter uma vida mais confortável.”…

    … – Veja mais em https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2018/06/11/professor-tenta-ha-4-anos-renegociar-dividas.htm

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 11 de junho de 2018 at 15:52

      Alemon Fritz,

      Este é um exemplo clássico do “keynesianismo sem fronteiras”, que o Temer tenta dar sobrevida a qualquer preço e que o VP MC da CEF, o MauricioSP, o tmarabo e mais meia dúzia que frequenta o blog acham bom, porque vai gerar “crescimento” na economia. Só estão aumentando a bola de neve que vem acelerando em nossa direção…

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • tmarabo 12 de junho de 2018 at 14:44

        que besteira atribuir ao temer crédito farto que já existia bem antes. ainda mais me citar em notícia como esta, se eu fosse aderir ou defender como a melhor opção tudo o que o temer fez, só porque no governo dele se teve um OCEANO DE MELHORIAS em relação à Dilma.

        4+
    • desplein 11 de junho de 2018 at 23:15

      Considerando que o prof. nao tem um homonimo, o google e o portal de transparência revelam: salário liquido do professor é de 21.042,66 em dez/2017

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • indiobolhista 12 de junho de 2018 at 00:09

        21.042,66 reais por mes??? professor universitario??? professor de economia ???

        7+
        • avatar
        • avatar
        • Abomineve Homem das Naves 12 de junho de 2018 at 00:52

          Exato. Ele é professor universitário aposentado.

          O engraçado é que ele faz palestras sobre o crack, mas parece ser viciado em financiamentos kkkk
          Bananense apto a ser estudado rsrsrs

          Em http://novahygeia.fsp.usp.br/site/pessoas , clique em “Aposentados”. Só aparece ele kkk

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Abomineve Homem das Naves 12 de junho de 2018 at 01:00

            Faculdade de Saúde Pública da USP

            5+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • desplein 12 de junho de 2018 at 12:01

            Pra voces verem que hiper qualificação em uma área NÃO qualifica voce a sair tomando decisoes EM OUTRA área. Voce pode ser PhD em levantamento de peso, vai tomar bucha numa mesa de ping-pong. Muito PhD sai palpitando em tudo, montado no titulo, e muita gente cai nessas…

            10+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Cajuzinha 11 de junho de 2018 at 15:52

    Agora vai!

    11/06/18 15:24 Atualizado em 11/06/18 15:42
    Caixa aumenta para 80% limite de financiamento de imóveis para servidor público

    “Antes reduzimos a taxa de juros dos imóveis, agora estamos oferecendo para os clientes que possuem a menor inadimplência da nossa carteira, o servidor público, condições ainda melhores para a compra do imóvel usado”, declarou.

    https://extra.globo.com/noticias/economia/caixa-aumenta-para-80-limite-de-financiamento-de-imoveis-para-servidor-publico-22767046.html

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 11 de junho de 2018 at 15:57

      Cajuzinha,

      Mais um caso do “keynesianismo sem fronteiras”… Endivide-se, endivide-se, em especial com o crédito imobiliário… Trecho de link que coloquei logo acima sobre a bolha das bolhas:

      “O endividamento das famílias é um problema principalmente quando é o resultado de um boom no mercado imobiliário”

      E outra, o funcionário público rei dos consignados é o “menos inadimplente” da CEF graças à soluções MIRABOLANTES que fizeram com que todas as linhas de crédito tivessem redução na inadimplência sem NENHUMA recuperação na economia ou nos empregos, o “milagre da fé” da CEF…

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 11 de junho de 2018 at 15:52

    Em Portugal…

    Casas. Risco de bolha imobiliário já fez disparar alarmes
    Sol-15 minutos atrás
    Comprar um imóvel nas grandes cidades está cada vez mais caro e a tendência é para que os preços continuem a agravar-se. Esta “loucura”

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 11 de junho de 2018 at 15:56

      Cajuzinha,

      Isto que eu observo, acho que você também: em Portugal este assunto é discutido e publicado, nos Estados Unidos também, mas aqui na banânia o setor imobiliário não deixa este tipo de discussão acontecer, parece que é assunto tabu.

      Hoje pode falar de sexo na TV, mas de BOLHA IMOBILIÁRIA, jamais.

      32+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Margarida 11 de junho de 2018 at 22:33

        Verdade. Olha o link do estadão que foi postado logo acima, onde em sete parágrafos conseguem escrever DUAS vezes que “não há bolha imobiliária no Brasil”.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 11 de junho de 2018 at 15:56

    Que queda?!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    11/06/2018 às 05h00 2 Incertezas no mercado devem interromper queda de juro bancário

    Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/financas/5584253/incertezas-no-mercado-devem-interromper-queda-de-juro-bancario

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 11 de junho de 2018 at 16:23

    Banco Central vai reduzir projeção de crescimento econômico para menos de 2%
    Publicado em 11/06/2018 – 12:05 Vicente NunesEconomia

    O BC, em seu relatório, não jogará a toalha, até porque esse não é o seu papel. Mas, mesmo ressaltando que a economia brasileira tem bons fundamentos para enfrentar a atual crise, destacará que a onda de incertezas aumentou muito, tanto no plano doméstico, por causa das eleições e da não aprovação da reforma da Previdência, quanto no plano externo, diante da mudança na política monetária dos Estados Unidos.

    Na avaliação de analistas que têm canal direto com o BC, o Brasil sofre por ter um governo fraco, rejeitado por 82% da população e que perdeu a capacidade de articulação com o Congresso. Por isso, o trabalho da autoridade monetária para manter o mínimo de ordem da economia será maior. Até bem pouco tempo atrás, mesmo ciente das fragilidades do governo de Michel Temer, o mercado mantinha uma postura complacente. Depois da greve dos caminhoneiros, que explicitou um governo sem rumo, essa complacência se esvaiu por completo. O dólar disparou e a Bolsa de Valores derreteu.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 16:53

    Vamos as contas:

    TABELA 13 . COMPOSIÇÃO DO RESULTA DO PRIMÁRIO – LOA X PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA
    X IFI (R$ BILHÕES E %PIB)

    Despesas Obrigatórias
    – Benefícios Previdenciários = 596,3
    – Pessoal e Encargos Sociais = 296,9
    – Abono e Seguro Desemprego = 62,6
    – BPC = 56,0
    – Compensação pela Desoner.da Folha = 11,5
    – FUNDEB (Complem. União) = 14,1
    – Sentenças Judiciais e Precatórios OCC 14,6
    – Subsídios, Subvenções e Proagro 20,3
    – Demais 19,1
    – IV.2 Despesas com controle de fluxo = 282,0
    V. RESULTADO PRIMÁRIO GOV.CENTRAL – 155,5

    Fonte:http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/542807/RAF17_JUN2018.pdf
    Carga tributária:
    http://idg.receita.fazenda.gov.br/dados/receitadata/estudos-e-tributarios-e-aduaneiros/estudos-e-estatisticas/carga-tributaria-no-brasil/ctb-2015.pdf

    A metodologia do PIB é distorcida assim como indicadores do BC, os técnicos da IBGE usam uma metodologia para inflar o PIB e diminuir carga tributária igualmente o fazem com indicadores do mercado imobiliario.

    Quais os maiores gastos de um estado?

    – Previdência
    – Juros da divida
    – Folha de pagamento do funcionalismo.

    O resto é como diria são pequenos ou inócuos frente ao rombos das contas públicas.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 16:59
  • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 17:00

    Posso passar a tarde inteira jogando dado aqui de entidades do funcionalismo aumentando seus próprios salários e arrochando apenas em cima da iniciativa privada.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • SampaBoy 11 de junho de 2018 at 17:33

    Nem tudo esta perdido , as vezes aparecem noticias boas :
    TRT derruba liminar que impedia venda de distribuidoras da Eletrobras
    http://www.valor.com.br/empresas/5586223/trt-derruba-liminar-que-impedia-venda-de-distribuidoras-da-eletrobras
    menos func publico = progresso

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 11 de junho de 2018 at 18:22

    Ações do Banco do Brasil cairam 14% em 30 dias

    As ações do Banco do Brasil (BBAS3) serão negociadas “ex-juros” no próximo pregão, segundo comunicado enviado pela B3 nesta segunda-feira (11). Levando em conta o último fechamento dos papéis, o yield (provento pago por ação dividido pela cotação do papel) chega em 0,28%.

    As ações da estatal apresentam o pior desempenho mensal entre os principais bancos negociados na Bolsa brasileira. Enquanto os papéis do Itaú (ITUB4) e Bradesco (BBDC4) acumulam, respectivamente, queda de 6% e 8% neste começo de mês, as ações do Banco do Brasil recuam 14%.

    http://www.infomoney.com.br/bancodobrasil/noticia/7468435/acoes-banco-brasil-destaque-queda-entre-bancos-serao-negociadas-proximo

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 11 de junho de 2018 at 18:24

      Se BBAS3 for abaixo de R$ 18,00 eu tô dentro, dá um yeld legal.

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Senhor Bolha 11 de junho de 2018 at 18:51

    Ibovespa, queda e saída de R$ 2 bi de estrangeiros no mês

    Na bolsa, o Índice Bovespa fechou em queda de 0,87%, aos 72.307 pontos. O volume negociado foi de R$ 9,755 bilhões, abaixo da média do ano, de R$ 11 bilhões. Os estrangeiros foram destaque na venda de ações, reforçando a saída deste mês, que já chega a R$ 2,047 bilhões apenas até dia 7, último dado disponível da B3. No ano, os estrangeiros já tiraram R$ 6,059 bilhões da bolsa brasileira.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 21:39

      E hoje os DI´s subiram, com exceção do DI1F19, que fechou em -1,1% cotado a 7,17%.
      O mercado quer mais!
      😉

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 11 de junho de 2018 at 19:50

    Caixa eleva teto de financiamento de imóveis para servidores públicos
    http://hojeemdia.com.br/primeiro-plano/caixa-eleva-teto-de-financiamento-de-imóveis-para-servidores-públicos-1.628849
    “Banco informou que o aumento do limite para os servidores públicos tem como objetivo beneficiar o segmento com a mais baixa inadimplência e estimular o relacionamento de longo prazo”

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Intendente 11 de junho de 2018 at 20:17

      Famoso apagar o fogo com gasolina.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 11 de junho de 2018 at 21:00

        Acho interessante como que o segmento que recebe os mais altos salários no brasil não consegue dinheiro para 30% do valor do imóvel, precisa de ‘ajuda’.
        É de um retardamento mental que precisa ser estudado pela ciência.

        27+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Paulo BolhaBH 11 de junho de 2018 at 22:05

          É um engano achar que funcionário público recebe rios de dinheiro. A gente acaba confundindo com os promotores, juízes, desembargadores, entre outros, do judiciário. Esses sim são endinheirados. A grande maioria vive pessimamente. Professores sem piso mínimo, profissionais da saúde com salários ridículos (não coloco médico com 3 empregos nesse bolo) , etc. O que a CEF busca é gente que não corre risco de perder emprego. Somente isso. Eles não têm esperança de que funcionário público ganhe bem o suficiente pra mudar o mercado imobiliário não. É só mais uma tentativa desesperada.

          28+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Antigo 11 de junho de 2018 at 23:00

            Eu entendo. Mas até os professores recebem mais do que a média. É sério…
            Os professores de MG, por exemplo, recebem 2100. A média salarial brasileira é 1800, valores aproximados.
            Não estou entrando no mérito de isso ser justo ou não, mas é só uma constatação. Maioria do povo recebe um salário mínimo, isso quando tem a ‘sorte’ de ser registrado com carteira assinada. Os cinco, seis paus que o funça recebe já estão muito acima da média.
            Falo isso com experiência própria. Eu mesmo sou funça e vejo vários colegas de trabalho com muitas dívidas e consignados no salário. É claro que isso é má gestão financeira…

            28+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • Seguidor do Bolha BH 12 de junho de 2018 at 07:51

            GREAT! 🙂

            5+
            • avatar
          • Intendente 12 de junho de 2018 at 08:34

            Essa de generalizar FP como vagabundo para mim é frustração pessoal extravazada.

            A maioria dos FP não possui reserva de emergência, gasta todos os meses todo o vencimento, quando não se enforca em consignados e cartões de crédito.

            Como o indivíduo não possui disciplina financeira, ele se deixa levar pelo fluxo de caixa eterno.

            Ao invés de criar mais fluxos contínuos crescentes, ele compromete toda a fonte de renda, quando não troca consumo futuro com consumo presente.

            Enquanto isso, vou crescendo o meu bolo.

            #paz

            17+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 21:36

    OFF – Confio mais na minha estimativa de 0,8% para o PIBinho de 2018

    https://moneytimes.com.br/planejamento-preve-crescimento-menor-se-pais-nao-aprovar-reformas/

    😉

    5+
    • avatar
    • Intendente 12 de junho de 2018 at 08:35

      Lá pra setembro eles confirmarão a queda do pib.

      3+
      • avatar
      • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 22:02

    OFF – Alguém avise ao José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), que existem riscos em qualquer negócio que se pretende fazer no mundo

    “Contratamos uma obra que vai ficar três, quatro anos em construção e eu tenho que ter o mínimo de previsibilidade naquele meu contrato. Se eu começar a prever variações de 20%, 30%, 40% não vai ter contrato que se sustente”

    https://moneytimes.com.br/industria-pede-ajustes-para-se-recuperar-de-prejuizos-da-paralisacao/

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • desplein 11 de junho de 2018 at 23:06

      A ideia de risco e retorno, e de tomar risco nao existe na mente de patroes, empregados, empreendedores e consumidores no BR. Todo mundo quer o maximo de lucro e zero risco.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 22:31

    PRIVATIZAÇÃO

    Chola nenem kkkk

    “O diretor da Confederação Nacional dos Urbanitários e da Associação dos Empregados da Eletrobras, Emanuel Mendes, disse que a greve tem a adesão de 90% dos funcionários, apesar de decisão judicial do Tribunal Superior do Trabalho que determinou que 75% dos funcionários continuem trabalhando.”

    Heróizinho de nona categoria kkkk

    “Na nossa avaliação, isso trará prejuízo para a sociedade, com reajustes na conta de luz.”

    https://moneytimes.com.br/funcionarios-da-eletrobras-fazem-greve-contra-privatizacao/

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Margarida 11 de junho de 2018 at 22:52

    Antigo

    Acho interessante como que o segmento que recebe os mais altos salários no brasil não consegue dinheiro para 30% do valor do imóvel, precisa de ‘ajuda’.
    É de um retardamento mental que precisa ser estudado pela ciência.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar

    Antigo, eu agora vou até contar um CVR. Não é relacionado a funcionalismo público, mas a lógica – ou falta dela – é a mesma.

    Estive conversando com uns corvos e dois me disseram que os preços e as vendas estão fortemente influenciados pelos valores dos condomínios. Que se for acima de 400-500 reais o comprador perde o interesse e o vendedor tem que baixar. Dizem que é por isso que atualmente se acha fácil um apartamento com o dobro do tamanho com preço 20% maior que de outro que tem condomínio mais baixo. Que eles têm percebido que uma diferença de cem reais na taxa de condomínio já afasta os compradores.

    Cem reais! O cara acha normal se meter numa dívida pra comprar um imóvel na faixa de 300k, mas se o condomínio for 600, e não 500 reais, ele desiste porque não consegue pagar. Não é uma coisa incrível?

    45+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 11 de junho de 2018 at 23:03

      Eu entendo o efeito psicológico do condomínio.
      O 666 compra imóvel na esperança de se livrar da dor ‘mental’ de abrir o bolso todo mês para ‘jogar dinheiro fora’. Compra imóvel na certeza e na tranquilidade que NUNCA mais vai precisar gastar com moradia, negligenciando totalmente custos de manutenção. Um condomínio alto se assemelha a um aluguel que ele vai ter que continuar pagando, ou seja, a dor continua…

      Mas que é irracional, isso é!

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Intendente 12 de junho de 2018 at 08:39

      Acho que o 666 já deve contar com os aumentos das taxas do condoguel.

      Se agora já tá batendo 500, imagine daqui a 5 anos?

      Se tem gente chorando por 100 reais pra entrar em condomínio, para quê procurar apt nesse patamar?

      666 e o seu superpoder de colocar a mão onde não alcança.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Abomineve Homem das Naves 12 de junho de 2018 at 16:17

        Sem contar que os reajustes sempre são acima da inflação “oficial”, mesmo em épocas de crise generalizada como essa.
        Síndico dono de empresa de serviços contratados pelo condomínio, sabe como é…

        3+
  • Paulo BolhaBH 11 de junho de 2018 at 23:02

    Quanto ao tópico, será que construtoras não percebem a bobagem que está sendo instalada? Quem comprará imóvel na planta, podendo pagar até 50% de multa, caso desista? Só louco! Estão conseguindo acabar com o que já era péssimo .

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 11 de junho de 2018 at 23:12

      ´Continua tudo igual Paulo.
      Eles continuam omitindo que existe a multa e continuam vendendo.
      O porcelanato e a varanda gourmet são mais chamativos aos olhos do que as letras miúdas do contrato.
      O interessante do arrependimento é que sempre, sempre, ele vem depois.

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 11 de junho de 2018 at 23:36

    Aiaiai…

    “Os grandes bancos brasileiros estão lançando nesta semana seu bureau de crédito, sob a marca Quod, que vai competir com marcas estabelecidas como Serasa e Boa Vista SCPC, num momento em que o setor amplia o foco em operações tidas como de menor risco”

    https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2018/06/11/bancos-brasileiros-lancam-bureau-de-credito-quod.htm

    7+
    • avatar
    • avatar
  • SampaBoy 11 de junho de 2018 at 23:50

    CVR : Outro dia fui em um lançamento em sao paulo – paraiso. Ap de 170m, 2,5kk. No inicio um corvo filhote me mostrou o decorado e ate foi bem gentil, so me evidenciando as qualidades e fazendo uma descrição do que seria oferecido , sem insistir em nada e nem exagerar nas qualidades. O legal foi quando eu perguntei no final da visita dos preços e formas de pagamento. Foi entao que ele me pediu pra sentar em uma mesa e chamou o corvo “pai” para assumir o controle e ele ficaria so de lado participando. Ai sim começou a diversao, eu queria ter gravado tudo que ele falou, era uma frase melhor que a outra. No inicio ele me contou a historia do dono da contrutora, exaltando que ele era um homem de garra e que tinha conquistado o mercado de forma impressionante. A seguir ele me falou que ao redor do ibirapuera o metro quadrado tinha subido muito e valores como 28 , 30 mil o metro eram frequentes dependendo do bairro e portanto os 15 mil que eles pediam era totalmente condizente, talvez ate uma pechincha,,,O legal foi a parte da forma de pagamento, ele começou a rabiscar no papel milhares de opcoes de entrada e financiamento ao mesmo tempo que soltava frases como “eu estou do seu lado..”, “estamos aqui juntos nisso…” e o arremate final com “esta quase tudo vendido” , “no primeiro final de semana foi vendido 80%” , “voce tem que fechar este final de semana”
    Achei que nao existissem mais essas especies tradicionais de corvo, mas é incrivel que eles ainda existem e atuam da mesma forma.
    No final falei que tinha compromisso e tinha que sair, o corvo filhote me acompanhou ate a saida e fiquei com do dele, porque ele tinha começado bem o trabalho (se bem que eu nao iria comprar nada mesmo) e o chefe dele estragou tudo. Chamei ele de lado e falei : olha, nunca faça isso, nunca venda um imovel da forma como seu chefe tentou vender agora, faça no maximo como voce fez no incio , uma descrição do que é oferecido e mais nada….se eu fosse comprar alguma coisa posso te dizer que o seu chefe me convenceu a nao comprar nada, ..jamais eu iria comprar alguma coisa de alguem que esta evidentemente me empurrando de forma forçada para um negocio…..
    o garoto deu uma risada disfarçada e concordou , no fundo ele tambem se sentiu ridiculo no meio daquilo…

    50+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 12 de junho de 2018 at 12:27

      O ídolo dos coRvos são os construtores e quando o coRvo falou: ” No inicio ele me contou a historia do dono da contrutora, exaltando que ele era um homem de garra e que tinha conquistado o mercado de forma impressionante.”

      O CoRvo quis dizer: Este homem de garra precisa de alguns otários para ganhar dinheiro e um deles pode ser você, via perder esta oportunidade?

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • andrezinho 12 de junho de 2018 at 12:42

      Fui ver um decorado esse final de semana e me deparei com a mesma situação: um corvo apresenta a ilusão, mas quando é pra tratar de valores, vem um outro, com tabelas e uma HP 12C que ele mal sabe usar.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abomineve Homem das Naves 12 de junho de 2018 at 00:10

    Com relação ao corvo “pai” tentar colar um ap:
    “Tradição é tradição”
    hehehe

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • indiobolhista 12 de junho de 2018 at 00:59

    Bom dia bolhistas, opiniões do app warren mencionado no canal do otário? https://www.youtube.com/watch?v=AxI32yZVuL0

    2+
    • andrezinho 12 de junho de 2018 at 11:36

      É um robô de investimentos que monta uma carteira automática pra vc e te cobra por isso. Prefiro estudar e investir eu mesmo. Mas, pra quem é mais “preguiçoso” e prefere deixar no automático, pode ser uma boa opção. Existem outros parecidos, como o vérios, monetus, etc.

      3+
      • avatar
      • avatar
  • antifragile 12 de junho de 2018 at 02:54

    Pessoal, estou quase me tremendo de raiva.

    Estamos presenciando uma maquiagem escancarada por parte do nosso Banco Central.

    Explico:

    Faz pouco mais de um ano que eu acompanho o IVG-R, o índice do BC que mostra a evolução dos preços dos imóveis financiados.

    Assim, todo mês eu vou lá no site do BC e baixo os novos números que compõem o IVG-R.

    Desde o começo de 2018 eu vinha notando que eles vinham modificando sutilmente os valores dos últimos meses (justamente quando os preços começaram a cair mais visivelmente).

    Quem acompanha o blog sabe que eu já vinha chamando atenção para este fato há algum tempo.

    Até recentemente, essas alterações no IVG-R eram bem sutis, coisa que eles poderiam explicar com mais dados que coletaram ou coisa que o valha.

    Mas agora que baixei os números mais atuais (que vão até MAR/2018), eu quase caí pra trás.

    A maquiagem virou uma putaria escancarada.

    Uma amostra:

    O que podemos observar:
    1) Amenizaram a queda do índice em 6 pontos sem nenhuma explicação.
    2) Percentualmente, as quedas que vinham acontecendo, de cerca de 0,14% ao mês, foram “suavizadas” para 0,02% ao mês.
    3) A revisão dos números remonta até novembro de 2014 !

    PA-LHA-ÇA-DA.

    Eu só sei disso porque todo mês eu salvo os arquivos CSV com os dados do IVG-R e os comparo com os números que baixei do mês anterior. Mas se você procurar pelo IVG-R no site do BC, você só vai ter acesso aos números mais recentes. Todas as versões anteriores foram excluídas. E como eles não divulgam que houve revisão dos números, as pessoas acham que está tudo bem.

    Lembrete: um dos objetivos com a criação do IVG-R, em 2013, era verificar a possibilidade de uma bolha imobiliária no país. É importante averiguar isso porque, segundo o relatório de estresse econômico do Banco Central, uma queda de 25% no valor dos imóveis levaria o sistema financeiro do país a níveis críticos. Já uma queda de 35% levaria os bancos ao colapso.

    Mas se o BC insiste em revisar os números para cima todo santo mês, como podemos ter qualquer confiança nesse índice?

    Se os números não fossem revisados todo mês, será que já estaríamos no chamado nível crítico?

    Ou será que já estamos rumo ao colapso?

    52+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 12 de junho de 2018 at 06:21

      antifragile,

      A partir de 2008 e por alguns anos, quando o IVG-R crescia de forma completamente ANORNAL, o BC NUNCA viu nada de errado, NUNCA achou que precisava rever metodologia, mix, ou qualquer outra variável.

      A variação ABSURDA, de mais de 300% acima da variação da renda, no pico mais de 200% acima do preço de custo, muito mais que o aluguel, que as aplicações financeiras ou qualquer outra variável, NUNCA foram o suficiente para reverem o índice, ou sequer para pelo menos cogitaram que poderia haver algum problema e tomar alguma ação corretiva.

      Foi este “comprometimento” com a bolha desde o inicio, que depois obrigou o BC a ir DOBRANDO a aposta e mentindo cada vez mais e de forma mais descarada e desrespeitosa, afinal ele não podia assumir ter sido cúmplice de uma gigantesca bolha imobiliária que tem efeitos tão destrutivos para economia e sociedade, ele se sente na obrigação de perseverar na mentira enquanto conseguir…

      Foi só o IVG-R começar a cair e chegar a um percentual de queda equivalente ao ápice da explosão da bolha imobiliária americana no periodo de 1 ano, com isto começando a aparecer na midia, que daí passaram a “rever” a fórmula de cálculo e curiosamente, as quedas começaram a ser suavizadas mais e mais a cada revisão, ao mesmo tempo que víamos as construtoras reduzindo sensivelmente os preços de seus imóveis em suas vendas, em seus estoques e os bancos com reduções ainda maiores nos leilões e quando não reduziram, simplesmente não desovavam os imóveis…

      Algumas construtoras reconheceram quedas nos preços dos seus imóveis e os bancos nos leilões, mas os bancos nunca realizaram um impairment, que é a revisão dos preços disponíveis em garantia em seus balanços, para reduzirem os preços de acordo com a realidade que observavam, sequer reduziram os precos dos imóveis em garantia das próprias construtoras que tinham reconhecido que os imóveis delas mesmas tinham caído de preço! Os bancos sabiam mais do preço do que aqueles que produziam e comercializavam aquele produto??? Qual a ação do BC frente a isto? NADA. Se fez de cego, surdo e mudo.

      O BC ainda refez a fórmula de cálculo que trata da resiliência dos bancos perante quedas de preços dos imóveis e adivinhe o resultado? Sim, após a nova fórmula REFEITA pelo BC, a resiliência dos bancos aumentou! Eles se tornaram mais seguros, da noite para o dia!

      A CEF, em poucos anos, multiplicou por mais de 40 vezes o total de seus títulos classificados como “AAA”, aqueles que seriam “a prova de inadimplência”, que representavam risco mínimo de inadimplência. Isto ocorreu em período de baixa na economia, empregos, etc, algo que não encontra precedentes nesta proporção nem mesmo em bolhas imobiliárias mais do que reconhecidas, como dos EUA e Espanha. Por acaso o BC considerou isto estranho e foi verificar a situação? NÃO!

      A CEF tem ROMBOS de dezenas de bilhões de reais vindos de uma infinidade de golpes e crimes financeiros, com alguns vice-presidentes presos, outros sob investigação, com o ministério público tendo pedido o afastamento de todos os vice-predidentes de uma vez só, tamanho o volume de falcatruas! A CEF bateu recorde de lucro com recorde de redução de provisões, provisionado a menos prejuízos que ela já sabia que teria e que estavam inclusive sendo divulgados na midia, como por exemplo, a provisão a menor em R$ 2 BILHÕES para o processo na justiça sobre a poupança das décadas de 80 e 90 ou o plano de recuperação judicial aprovado da PDG, dentre VÁRIOS outros exemplos. O BC auditou a CEF por isto? NÃO!

      Outros bancos fazendo provisões de perdas a menor para inflar lucros e o BC, de novo, se fazendo de cego.

      Para ajudar a MAQUIAR e PEDALAR com os problemas, o BC permitiu deixar imóvel sem retomar por 12 meses ao invés dos 3 meses anteriores e até incentivou isto, liberando o uso do FGTS para cobrir até 12 meses de atraso, ele não cobra mais o prazo de 1 ano para banco revenser imóvel retomado, ele não estranha os 35% de inadimplência do MCMV faixa 1 nem toma nenhuma ação para coibir um absurdo destes, ele baixou a SELIC na CANETADA como demonstre com uma i cidade de evidências no tópico anterior, ele bateu todos os recordes se liberação de compulsórios e de INTERVENÇÕES 0ara diminuire o custo dos juros para renegociação com inadimplentes, em ambos os casos para FORÇAR bancos a emprestaram mais, ele bateu o recorde de uso de swaps para tentar conter a disparada do dólar, dentre uma infinidade de outras ações APELATIVAS e DESESPWRADAS , que por si só já indicam o tamanho dos problemas e das consequências quanto a nossas bolhas imobiliária e de consumo…

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 12 de junho de 2018 at 07:33

        Ah sim, esqueci de mencionar um pequeno “detalhe”:

        A dívida das famílias com o financiamento imobiliário em PROPORÇÃO à sua renda dos últimos 12 meses simplesmente SEXTUPLICOU no período de 10 ANOS! Um crescimento exponencial e absurdo como este só existe em bolhas imobiliárias! No nosso caso, isto foi detectado por gráficos e informações do próprio Banco Central e depois que eles já tinham visto este tipo de sintoma de bolhas imobiliárias nos EUA e Espanha e sabiam melhor do que ninguém os estragos que isto promove…

        http://defendaseudinheiro.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Post-45-imagem-11-d%C3%ADvida-das-fam%C3%ADlias-com-o-sistema-financeiro.png

        Sabem qual o “posicionamento” do Banco Central frente ao que consta acima, que eles colocavam em seus relatórios oficiais sobre o cenário econômico no país?

        “A dívida com financiamento imobiliário é uma dívida boa, substituiu o aluguel”.

        Repito trecho recente em reportagem do El País que coloquei mais acima:

        “O endividamento das famílias é um problema principalmente quando é o resultado de um boom no mercado imobiliário”

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Tagore 12 de junho de 2018 at 06:29

      “No Brasil nem o passado é previsível” Pedro Malan

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 07:25

      antifragile
      Referente dezembro de 2017, uma queda de 521.7 para 514.7 é muita coisa, carregou na maquiagem.

      A mesma coisa está acontecendo no Relatório de Estabilidade Financeira
      Apesar do LOAN TO VALUE ter piorado de 56,0% para 62,2%, inacreditavelmente o risco de insolvência somente aconteceria se os imóveis caíssem 50%, enquanto 6 meses antes era de 35%. Isso não tem lógica nenhuma, ainda mais num cenário de alta inadimplência.
      Além disso, o LTV não mudou absolutamente nada em 6 meses, de outubro de 2017 para abril de 2018.
      http://www.nvalores.pt/calcular-o-ltv/

      Veja na versão de abril de 2017,
      A simulação de reduções sequenciais nos preços de imóveis demonstrou que não há desenquadramentos e/ou restrição à distribuição de lucros para quedas nominais de até 25%. Apenas uma queda de 35% ou mais nos preços provocaria situação de insolvência, caracterizada por capital principal negativo. O Gráfico 1.5.2.2 detalha os resultados.
      Em dezembro de 2016, o estoque da carteira de crédito imobiliário residencial apresentou loan-to-value (LTV) médio de 56,0%, considerando tanto a atualização do valor das garantias pelo Índice Fipezap43 quanto a do saldo devedor por juros e amortizações
      http://www.bcb.gov.br/htms/estabilidade/2017_04/refPub.pdf

      A versão de abril de 2018 está idêntica a versão de outubro de 2017
      A simulação de reduções sequenciais nos preços de imóveis residenciais demonstra que não há desenquadramentos e/ou restrição à distribuição de lucros para quedas nominais de até 30%. Somente uma queda de 50% ou mais nos preços provocaria situação de insolvência, caracterizada por capital principal negativo (Gráfico 1.5.2.2).
      Em dezembro de 2017, o estoque da carteira de crédito imobiliário residencial apresentou loan-to-value (LTV) médio de 62,2%
      http://www.bcb.gov.br/htms/estabilidade/2018_04/refPub.pdf
      http://www.bcb.gov.br/htms/estabilidade/2017_10/refPub.pdf

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 07:35

        O detalhe é que o LTV pioraria mmmmuito mais se eles estivessem seguindo a metodologia original do IVG-R

        Um LTV de 80% significa que basta uma queda de 20% no valor do imóvel para que este valha menos do que a dívida imobiliária, valendo a pena simplesmente deixar de paga-la.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Intendente 12 de junho de 2018 at 08:42

      1984 feelings

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 12 de junho de 2018 at 09:12

      Nossa, que achado esse seu, antifragile…
      Baita palhaçada isso…

      É uma espécie de efeito Dilma ao contrário: em vez de deixar o planejado aberto e dobrar quando alcançar, deixa o realizado aberto e reduz pela metade quando convier.

      É de uma desonestidade ímpar. Revisar a metodologia, SEM NENHUM AVISO, e mudar os valores antigos…
      A gente aqui já desconfiava desses valores próximos e repetidos, eu sempre fazia piada disso. Mas fazer ‘conta de chegada’ com valores do passado, passou de todos os limites. Pior que eu ainda tinha um pouquinho de fé no BC…

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Knolan 12 de junho de 2018 at 11:19

      Sensacional Antifragile!
      Muito bom!
      E o (des)governo segue cozinhando os livros e as estatísticas. Junto com o material do Cesar, já tem 2 delações made in BiB. Sem contar as denúncias constantes do CA e contribuições dos bolhistas. Aqui sempre foi uma ilha de verdade em um oceano de mentira. Mas nos últimos anos, também virou um dos únicos faróis que temos para navegar nessas águas turbulentas.
      Muito obrigado!

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 11:35

        Knolan
        Formalmente temos:
        ARTIFICIALISMO
        a) Mudança na fórmula de cálculo do PIB, onde até investimentos que deram errado (não achar qualquer gota de petróleo num poço perfurado) entram como POSITIVO no cálculo do PIB.
        b) Mudança na fórmula do IVG-R onde passara a desconsiderar os imóveis da MCMV.
        c) Bancos públicos mudando o estatus de inadimplente para adimplente bastando apenas parcelar dívida em 24X e pagando apenas uma parcela.
        d) Dizer que o déficit habitacional está aumentando, quando existem mais imóveis vagos do que pessoas para morarem neles (seria como dizer que existe um deficit de comida no Brasil kkkk)
        DESONESTIDADES
        1) Alteração retrógrada do IVG-R, sem conexão com as regras legais.
        2) Alteração do rating dos contratos da CEF, onde os contratos AA passaram 1,5% em 2013 para 62,5% em 2016
        3) Mudança no limite de insolvência do mercado, de 35% para 50% na queda do valor dos imóveis, mesmo com a deterioração da inadimplência e aumento do LTV
        4) Imóveis permanecendo por mais de 1 ano sem ir para leilão, desrespeitando o Acordo da Basileia

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • socrates 13 de junho de 2018 at 16:39

      Tantos leitores neste blog e nenhum trabalha no ministerio publico? Digo, trabalha la e tenha entrado por merito? Anti, sera que TODA imprensa esta junta neste caso?

      2+
  • Cajuzinha 12 de junho de 2018 at 07:49

    kkkkkkkkkkkkkkkk

    Secovi vê reação à pior crise do setor
    Economia & Negócios Estadão-2 horas atrás
    Para o presidente do Secovi, Flavio Amary, os fundamentos da economia deram impulso para uma “recuperação consistente” do mercado em …

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 12 de junho de 2018 at 07:53

      kkkkkkkkk

      https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2018/06/12/construtoras-buscam-retomar-expansao.htm

      Claro! O comprador precisava da carona do caminhoneiro para ir às compras de imóveis. kkkkkkkkkkk

      No mês passado, por cerca de cinco dias, a Cury, parceira da Cyrela no mercado imobiliário de
      baixa renda, chegou a ter 80% dos canteiros parados. No fim de semana da greve dos
      caminhoneiros, as vendas caíram pela metade, conta o vice-presidente, Fábio Curi, que assumirá
      a empresa familiar em breve. “A situação já está normalizada, mas esse processo não é rápido”,
      pondera, lembrando que a efetivação das vendas depende de agendamentos de visitas.
      Na Eztec, incorporadora que atua no ramo de imóveis de médio e alto padrão, o tempo perdido
      com as paralisações dos canteiros totaliza três semanas, explica o diretor de relações com
      investidores, Emílio Fugazza. Esse período engloba as paradas de obras e o tempo necessário
      para reposição de insumos, como concreto e massas, que não são estocados.
      Como consequência, a companhia espera um balanço mais fraco no trimestre, já que as receitas
      do setor são contabilizadas de acordo com a evolução das obras. “Vamos ter um impacto de três
      semanas de um total de 12 semanas no balanço do trimestre”, aponta Fugazza, além da redução
      das vendas pela metade durante o ápice da greve.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 12 de junho de 2018 at 08:21

      Cajuzinha,

      Trecho do link acima, sobre o “mágico” mercado imobiliário de São Paulo:

      “Capital paulista respondeu por 35% dos lançamentos e 25% das vendas do País, carregando o crescimento acumulado de todas as regiões”

      Resumindo: de mais de 5.000 cidades no país, caiu em todas, menos em São Paulo que compensou a queda de algumas milhares delas. Normal, não é?

      Claro, se pensarmos que desde 2.008 TODA VEZ que tivemos disparada nos lançamentos e nas vendas na planta, no ato da entrega 3 anos depois tivemos uma disparada idêntica nos DISTRATOS, isto “talvez” indique que este crescimento seja apenas em vendas FALSAS na planta, para SIMULAR recuperação…

      Vejamos alguns exemplos de disparadas em lançamentos e vendas na planta levando a igual disparada nos distratos no ato da entrega dos imóveis:

      http://defendaseudinheiro.com.br/wp-content/uploads/2014/10/Post-31-imagem-3.png

      http://defendaseudinheiro.com.br/wp-content/uploads/2014/10/Post-31-imagem-7.png

      Pois é, em 2.008 a PDG aumentou os lançamentos e vendas na planta em R$ 1,5 bilhão, em 2011 no ato da entrega destes imóveis, tiveram R$ 1,3 bilhão em distratos, algo que NUNCA tinham tido antes nesta proporção, algo que até aquele momento não tinha precedentes no Brasil ou no mundo, para qualquer segmento de negócio!

      Em 2009 a PDG cresceu R$ 2 bilhões em vendas a maioria de vendas na planta, no ato da entrega em 2012, os distratos foram de R$ 1,4 bilhão.

      Gafisa, Brookfield, Rossi, Viver e uma série de outras repetiram números similares ao que consta acima, algumas delas também são apresentadas nos gráficos dos links acima.

      Interessante como este pessoal do segmento imobiliário e asseclas são DESCARADOS e não se incomodam em repetir o golpe de DESINFORMAÇÃO ao longo de ANOS, não é mesmo?

      Pior é eles falarem que os “fundamentos” da economia é que permitem tal “recuperação”, quando sabemos que a queda da SELIC não teve NENHUM fundamento, ao contrário, ignorou todos eles!

      Continuam arrastando a economia e sociedade para o abismo, continuam manipulando as informações e INCAUTOS para estas armadilhas e como sempre, com todo o apoio do governo e da mídia…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 12 de junho de 2018 at 08:43

        “Interessante como este pessoal do segmento imobiliário e asseclas são DESCARADOS e não se incomodam em repetir o golpe de DESINFORMAÇÃO ao longo de ANOS, não é mesmo?”

        Impressionante!

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 12 de junho de 2018 at 08:15

    Que Bom! Quem sabe um dia as pessoas desse país entendam realmente o que é importante:

    Às vésperas da estreia da Seleção, temas como desemprego, corrupção e eleição chamam mais a atenção dos brasileiros. E há quem tente separar a paixão pelo futebol do verde-amarelo

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Intendente 12 de junho de 2018 at 08:45

      Essa copa vai ser tipo um antibiótico mal administrado.

      Melhorar até o paciente melhora, mas depois a coisa desanda ainda mais.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 12 de junho de 2018 at 09:30

        E ainda cria superbactéria. No caso, o efeito fim de copa: a revolta acumulada pode muito bem explodir com o fim do ‘circo’.
        Se o Brasil der fiasco então…

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Rico 12 de junho de 2018 at 10:14

          Que copa?

          7+
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 11:18

            Aquela do 7X1

            4+
            • avatar
          • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 11:20

            Eu acompanharei a abertura da COPA.

            Da Aurora. Vou fatiar bem fininho… umas gotas de limão !
            Coisa linda !

            9+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 08:15

    O mundo a esquerda
    Depois de Londres ter eleito um prefeito muçulmano, agora eles estão implantando a SHARIA
    Parece aquele livro do Kafka – O PROCESSO, acontecendo num país supostamente democrático.
    https://www.youtube.com/watch?v=27zrF6eola8

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 12 de junho de 2018 at 09:35

      o livro é “submissão”:
      https://www.amazon.com.br/Submiss%C3%A3o-Michel-Houellebecq/dp/8579623820?__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&keywords=submiss%C3%A3o&qid=1528806918&sr=8-1&ref=sr_1_1
      O novo romance do vencedor do Prêmio Goncourt Michel Houellebecq, um dos livros mais discutidos no mundo depois dos atentados em Paris. França, 2022. Depois de um segundo turno acirrado, as eleições presidenciais são vencidas por Mohammed Ben Abbes, o candidato da chamada Fraternidade Muçulmana. Carismático e conciliador, Ben Abbes agrupa uma frente democrática ampla. Mas as mudanças sociais, no início imperceptíveis, aos poucos se tornam dramáticas. François é um acadêmico solitário e desencantado, que espera da vida apenas um pouco de uniformidade. Tomado de surpresa pelo regime islâmico, ele se vê obrigado a lidar com essa nova realidade, cujas consequências — ao contrário do que ele poderia esperar — não serão necessariamente desastrosas. Comparado a 1984, de George Orwell, e a Admirável mundo novo, de Aldous Huxley, Submissão é uma sátira precisa, devastadora, sobre os valores da nossa própria sociedade. É um dos livros mais impactantes da literatura atual.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Abomineve Homem das Naves 12 de junho de 2018 at 11:05

        RIP ingleses.

        3+
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 11:42

          Prevejo uma debandada de londrinos, semelhante ao que aconteceu com a fuga de cérebros na África do Sul

          1+
          • avatar
  • João Adamastor 12 de junho de 2018 at 08:38

    Olhando as casas de leilão pelo site, deparo me com uma casa até que interessante. Vi o edital com as características do imóvel e achei muito bom o preço, 110k. Casa simples de cidade pequena.

    Pulei para o OLX para ver os anúncios e o que vi no site? A casa que está em leilão.
    Até aí tudo bem, o que achei estranho foi que o anunciante é um CORECTOR
    No anúncio ele pede 170k e caso pagar a vista, dá 10% de desconto. Heheheheheeeeeee…

    “Formas de Pagamento:
    – A vista com 10% de desconto;
    – Parcelado em até 60 vezes*;
    – Financiamento Imobiliário Santander em até 420 meses*”

    É o fim da picada.
    Os passarinhos entrando para o leilão.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 12 de junho de 2018 at 08:41

    OFF – Bananistão é uma festa.

    Aí um/uma idiota faz uma tatuagem besta e depois se arrepende e decide remover…
    Mas é caro então papai estado vai ajudar, quem paga a conta são vocês caros amiguinhos.
    Não duvido que seja aprovado.

    Remoção de tatuagem passional ‘vexatória’ pelo SUS pode virar lei no RJ
    Autor do projeto de lei votado nesta terça reconhece que custo é alto. Ele cita também eventuais pacientes que passaram para concurso ou abraçaram uma nova ‘profissão de fé’.

    https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/remocao-de-tatuagem-passional-vexatoria-pelo-sus-pode-virar-lei-no-rj.ghtml

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Marcio 12 de junho de 2018 at 09:12

      Eu até entendo esse tipo de lei para remoção de tatuagem no RJ. Tá sobrando dinheiro, eles não sabem o que fazer, aí acabam gastando em futilidades…

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 12 de junho de 2018 at 09:19

      Tudo bem. Também existem leis que garantem saúde, educação, moradia e lazer, e o brasileiro não tem acesso a nada disso.
      Papel aceita tudo. Se não tiver outro tipo de papel, o papel moeda, nada acontece.

      Mas só o fato de existir um ser humano sendo remunerado para ter esse tipo de ideia idiota já me causa revolta.

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rico 12 de junho de 2018 at 09:25

        Raspa no asfalto que sai. Experiência própria. O custo do SUS deve-se limitar a antitetânica.

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 12 de junho de 2018 at 09:28

          kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          Fazia tempo que eu não ria tanto. Com as duas frases.

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Rico 12 de junho de 2018 at 10:13

            Motociclista a 25 anos. Imagina…
            Ainda me acho sortudo de não ter nenhum pino e passar pela porta giratória dos bancos tranquilamente.

            10+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Cajuzinha 12 de junho de 2018 at 08:46

    Crise persistente leva à disparada dos pedidos de recuperação judicial
    Jornal O Globo-17 horas atrás
    Os pedidos de recuperação judicial cresceram 30% de janeiro a abril deste ano, segundo matéria da repórter Ana Paula Ribeiro, do jornal O …

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 12 de junho de 2018 at 10:01

      Cajuzinha,

      Segundo o VP MC da CEF, temos uma melhoria consistente quanto a isto desde a segunda metade do ano passado… Como SEMPRE, ele tentou MENTIR, ENGANAR, induzir as pessoas ao erro, NENHUMA novidade…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 12 de junho de 2018 at 09:01

    Bom dia Bananazuela mostrando os distratos. Afetou 32.800 imóveis. A proposta foi pra discussão.
    Mostrou uma aposentada que “investiu” em quitinete e se ferrou. Cerca de 30% dos contratos distratados (isso que as construtoras seguraram, pedalaram, esconderam). Imaginem agora sendo distrato vantagem para elas. esse número vai subir muito, ou elas acham que o banabense vai continuar pagando. Vai desestimular qualquer um comprar (a maioria não entende o que é, mas vai perder 50%).
    Até parece que vai subir lançamentos ou vendas com novas regras de distratos.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 09:05

      Estou curioso sobre o princípio legal do equilíbrio entre as partes contratadas
      No caso de um lançamento, onde a incorporadora não consegue vender a quantidade necessário para e empreendimento sair do chão, ela terá que pagar esta multa de 50% ao cliente ?

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Louro José 12 de junho de 2018 at 09:05

    Essa legislação sobre distratos é extremamente desfavorável ao comprador.

    Que ardam.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 09:08

    RISCO MORAL
    A certeza de que o governo irá salvar os investidores faz com que eles corram altos riscos sem se preocupar
    https://www.youtube.com/watch?v=iwTBw_0zaxc

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • tmarabo 12 de junho de 2018 at 09:17

    Índice de Atividade da Construção Imobiliária já despencou 14,8% este ano

    O índice de Atividade da Construção Imobiliária (IACI) apresentou retração de 0,6% na passagem de abril para maio, na série livre de efeitos sazonais, conforme divulgado ontem no Monitor da Construção Civil (MCC), elaborado pela consultoria Tendências em parceria com a Criactive.

    Na leitura anterior, houve recuo de 0,7%.

    O resultado de maio refletiu a queda ante o mês anterior da fase de acabamento, enquanto os índices de fundação e de estrutura registraram altas na margem.

    Lançamentos – Por sua vez, o índice de lançamentos, que apresenta defasagem de dois meses em relação ao IACI, retraiu 8,2% em março ante fevereiro, também na série dessazonalizada, acumulando queda de 24,0% nos últimos doze meses. Em suma, o dado reportado sugere um desempenho fraco do referido indicador, que acumula retração de 14,8% nos primeiros cinco meses do ano.
    http://polibiobraga.blogspot.com/2018/06/indice-de-atividade-da-construcao.html

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 09:21

      mas mas mas o thiago fm falou no final do ano passado que tinha informações reservadas que a construção de imóveis iria aumentar muito em 2018

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 12 de junho de 2018 at 09:24

        no aguardo…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • tmarabo 12 de junho de 2018 at 09:36

        aumentou 14,8% pra baixo.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Marcio 12 de junho de 2018 at 09:38

        Acho que o “insider” dele não colocou na conta a copa do mundo. Ouvi dizer que muito prejudicial a copa ao segmento imobiliário, pessoa deixa de comprar imóvel para assistir um jogo.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 09:53

        thiago fm
        No gráfico que você colocou, as vendas liquidas estavam em ascensão, tem alguma atualização deste gráfico ?
        Se as vendas líquidas ainda estão em ascensão, o que estaria provocando este descasamento com a construção do que foi vendido ?

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 12 de junho de 2018 at 09:57

          Cesar_DF,

          Ele utilizou os dados da cidade de São Paulo, comentei mais acima. Em mais de 5.000 cidades no país, São Paulo foi a única que teve disparada nos lançamentos e nas vendas FALSAS na planta, para SIMULAR recuperação… No total do Brasil, como consta mais acima, QUEDAS sem parar. É tudo parte do show de ILUSIONISMO do segmento imobiliário, um pouco acima coloquei o nível de distrato que dispara na entrega dos imóveis que tiveram lançamentos e vendas com “crescimento recorde e surpreendente” como o de São Paulo, algo que já acontece desde 2008 e até hoje o segmento imobiliário e asseclas, como o VP MC da CEF, FINGEM que não veem…

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Alemon Fritz 12 de junho de 2018 at 09:59

            SP triplica lançamento de imóveis até R$ 240 mil
            Secovi diz que foram 14,3 mil unidades no ano passado contra 4,8 mil em 2016, registrando crescimento de 197%

            4+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • CA 12 de junho de 2018 at 10:02

              Alemon Fritz,

              Os lançamentos em São Paulo em jan/18 subiram mais de 1.000% acima dos lançamentos em jan/17. Eles precisavam de ultra super munição para DISPARAREM nas vendas FALSAS na planta, pisaram fundo no acelerador da maior pirâmide financeira do Brasil de todos os tempos…

              7+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 10:12

                CA
                Eu não sei o que é mais grave
                1) Os dados de vendas serem falsos
                2) Os dados de vendas serem verdadeiros e eles nunca construírem o que venderam, pois de forma consistente, todos os números que refletiriam a construção de imóveis (mão de obra e insumos) estão em queda

                9+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
          • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 10:02

            CA
            Verdade, ele usou dados de São Paulo
            Mas o de empregos que posto aqui abaixo é do CAGED
            O que importa é que já tínhamos chegado a conclusão que a “recuperação” que estava ocorrendo no mercado era a base de crédito e não dos fundamentos reais da economia

            5+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • CA 12 de junho de 2018 at 10:20

              Cesar_DF,

              Se aumentaram mais de 100% os lançamentos e vendas FALSAS na planta em São Paulo no último trimestre de 2017, sendo que no resto do país caiu, dada a representatividade de São Paulo e considerando que boa parte dos lançamentos iniciará construções no próprio trimestre, isto por si só já gera crescimento nos empregos na construção civil.

              De 2007 a 2009, quando iniciou a disparada nos lançamentos e vendas FALSAS na planta no total do Brasil, com muito mais cidades neste esquema de PIRÂMIDE FINANCEIRA, as vagas formais da construção civil em relação ao total do Brasil, com dados do CAGED, simplesmente DOBROU, saindo de 8,4% do total para 16,9% do total. Com a DISPARADA dos distratos a partir de 2011, já em 2013 o percentual da construção civil em relação ao total foi para 9,3% e a partir de 2014 ela passou a puxar o fechamento de vagas formais no país, na combinação de lava-jato com distratos / distorção absurda entre oferta e procura por imóveis.

              Agora no começo de 2018, o ABSURDO foi ainda maior: aumentaram mais de 1.000% os lançamentos de imóveis em janeiro/2018 na comparação com janeiro/2017. É isto que “gera empregos”, a disparada nas vendas FALSAS que na entrega viram DISTRATOS, as consequências serão as de sempre: agravar os prejuízos para economia e sociedade, as distorções entre oferta e procura REAL continuarão aumentando sem parar levando a nova disparada de desemprego na construção civil quando e se entregarem estes imóveis e tiverem super-estoques ainda mais anormais, o número de pessoas que perdem uma quantia relevante de dinheiro com os distratos, a liquidez da economia indo cada vez mais pelo ralo com as famílias super-endividadas por décadas, as construtoras que mais aplicaram o golpe quebrando e tudo mais que temos assistido de camarote há uma década se intensificando…

              7+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
      • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 09:56

        thiago fm 30 de dezembro de 2017 at 16:24
        CRESCIMENTO DA CONSTRUÇÃO

        Eu já disse um milhão de vezes que o setor de construção tende a sentir mais e por mais tempo a queda da atividade, pois depende sobretudo de confiança e poupança para investir num novo ciclo de produção que em geral leva anos para se completar, sobretudo no segmento residencial. A queda da atividade da construção em 2017 será forte ainda porque as obras iniciadas pouco antes da eclosão da crise estão sendo concluídas agora, mas se analisarmos do ponto de vista de perspectiva, o pequeno aumento dos lançamentos e vendas nesse ano, combinados com a desaceleração robusta das demissões no setor e a recuperação da produção e vendas de alguns insumos, já sugerem que a queda expressiva dos anos anteriores não vai se repetir.

        Por outro lado se considerarmos o fato de que pairam ainda muitas incertezas sobre os rumos políticos do país e sobre a capacidade de realizar as reformas necessárias no curto e médio prazos, que são essenciais para garantir o cenário de estabilidade que a construção civil demanda para crescer, minha leitura “nefástica” não “otimística” não vai garantir um crescimento significativo para 2018, mas posso compartilhar de novo para quem não prestou atenção como o sabichão, a leitura que o Banco Central faz para o setor :

        “Importante ressaltar a evolução recente da produção de insumos de CONSTRUÇÃO CIVIL e de bens de capital associados ao setor – essas estatísticas, em conjunto com a evolução do indicador de confiança dos empresários da construção, sugerem que o setor, que responde por mais da METADE DO IVESTIMENTO TOTAL na economia, COMEÇA A REAGIR após expressivo CICLO DE RETRAÇÃO nos anos anteriores.”

        http://www.bcb.gov.br/htms/relinf/port/2017/12/ri201712P.pdf

        Essa é do governo que tende a ser mais “otimístico”…

        “Na visão da área econômica do governo, máquinas e equipamentos serão os motores desse movimento, mas a CONSTRUÇÃO CIVIL deve começar a contribuir positivamente daqui para a frente. A taxa de juros baixa é considerada um elemento essencial nesse cenário, facilitando não só o crédito, mas reduzindo a disposição de manter dinheiro parado em aplicações financeiras já não tão rentáveis”

        http://www.valor.com.br/brasil/5237363/fazenda-ve-investimento-de-dois-digitos-puxando-economia-no-ano-que-vem

        Essa outra é da FGV ….

        “A confiança do setor da construção segue a tendência de uma alta paulatina, mas contínua. O cenário para 2018 é de continuidade desse processo, a não ser que mudanças bruscas na economia ou na política causem turbulência (…) Se não tiver nenhum choque externo ou interno nem incerteza política ou econômica, o setor vai continuar melhorando”, ressaltou Bezerra.”

        http://www.valor.com.br/brasil/5236207/recuperacao-da-confianca-do-setor-de-construcao-deve-seguir-lenta-mas

        Notem que eu tenho sido até bem cauteloso e “pessimístico” na comparação com a visão de alguns agentes…

        2+
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 12 de junho de 2018 at 09:51

    isso já mostra o desequilibrio:

    -Extremos do mercado têm melhores resultados
    Além dos populares, se destacam projetos de alto padrão com a queda da taxa Selic.
    Na outra ponta do mercado, com os apartamentos acima de R$ 1,5 milhão, destinados a um público de maior poder aquisitivo, o mercado também registrou elevação nas vendas. “Sem dúvida, existe uma demanda reprimida por imóveis do segmento econômico, que foi o menos afetado no País pela crise no setor”
    imóvel sempre foi um bom investimento.”
    Ele vê sinais de retomada. “O mercado está em crescimento.”

    https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,extremos-do-mercado-tem-melhores-resultados,70002346414

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Louro José 12 de junho de 2018 at 09:53

    CVR

    Estive ontem próximo ao Norte Shopping, região que nos áureos tempos imobiliários era pródiga em lançamentos.

    Eis que uns 5 anos depois de lançado, o empreendimento Dom, da PDG, ainda não está pronto.

    O lançamento foi em 2013, segundo o folclórico “Verdade Imóvel”: http://verdadeimovel.blogspot.com/2013/10/dom-condominio-club-pdg.html

    Repare na pérola:

    “Atualização 22/11/2013:
    O produto derreteu em questão de horas. Como foi dito aqui, o sala-quarto era o melhor investimento imobiliário do momento.”
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Veja um comentário de janeiro de 2017 nesta mesma página humorística:

    “Sou proprietário do Dom office e do Residencial e as obras esse mês completa 1 ano que paralisaram e esta sob afetação total, sem previsa de retomada das obras.

    No Office a estrutural, nem chegou nos andares das salas.

    No residencial a estrutural chegou ao ultimo andar.

    Em janeiro de 2016 as obras paralisaram e atè a presente data, não tem nenhum trabalhador realizando quelquer obra.

    Muitos empreendedores entram com pedido de Distrato e ninguém recebem nada pela desistência da compra. Tem alguns que entram a mais de 6 meses.

    A PDG não passa nenhuma informação de quando vão retomar as obras. o futuro dessa empresa está em check, pos eles venderam os imóveis mesmo ela estando sob AFETAÇÃO TOTAL.

    Quem comprou já estão procurando advogados, para receberem seus investimentos. São mentirosos, tanto a PDG, Patrimóvel Brookfield, etc, que pensando em suas comissões, venderam os imóveis, mesmo sabendo que estavam com problemas financeiros.”

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 11:29

      Só Anta…. compra ….

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 10:30

    A quinta estimativa de 2018 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 228,1 milhões de toneladas, 5,2% inferior à de 2017 (240,6 milhões de toneladas), redução de 12,5 milhões de toneladas.

    https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/21412-em-maio-ibge-preve-safra-5-2-menor-que-2017.html

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 12 de junho de 2018 at 11:00

      Somando safra menor com as perdas que aconteceram na greve dos caminhoneiros (e que podem voltar a acontecer!), com certeza teremos uma produção total de 2018 bem menor que a do ano passado.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 11:06

    EXTRA, EXTRA, EXTRA – quem irá construir estes imóveis vendidos ?

    Apesar do aumento anunciado pelo SECOVI-SP de 197% na venda de imóveis de 2016 para 2017 o SEADE informou que foram INACREDITAVELMENTE DEMITIDOS 39 MIL TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL entre fevereiro e março de 2018, cerca de 6,5% da força total de trabalhadores.

    http://www.seade.gov.br/produtos/midia/2018/04/Apres_PED_RMSP_400_mar_2018.pdf
    http://www.seade.gov.br/produtos/boletim-ped/aumenta-a-taxa-de-desemprego/?id=periodo

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 11:08

      Entre dezembro de 2017 (648K) e março de 2018 (576K) foi eliminada 11,1% da força de trabalho da construção civil em São Paulo

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 11:11

        Desemprego sobe na Grande São Paulo, aponta Seade
        Valor Econômico – 25/04/2018

        A taxa de desemprego aumentou para 16,9% em março, de 16,5% em abril, na região metropolitana de São Paulo, de acordo com a Fundação Seade.

        São 59 mil desempregados a mais, que integram um contingente de 1,86 milhão de pessoas. Isso é resultado de 36 mil demissões e de 23 mil pessoas que entraram no mercado de trabalho, mas não encontraram ocupação.

        Na comparação com março de 2017, quando o desemprego atingia 18,5% da população economicamente ativa (PEA), houve queda na taxa. O número de desempregados nessa comparação caiu 206 mil. Mas esse recuo foi provocado mais pela saída de pessoas do mercado de trabalho (162 mil) do que pela criação de vagas (44 mil).

        Na comparação de março com fevereiro, a construção civil liderou as demissões na Grande São Paulo. O contingente de trabalhadores nesse setor ficou 6,3% menor, ou 39 mil menos pessoas. Em seguida vieram os serviços, com menos 31 mil (-0,6%) e a indústria, que demitiu 15 mil (-1,1%). O comércio teve um saldo positivo de 30 mil empregos em março, aumentando o contingente de vagas no setor em 1,9%.

        http://www.seade.gov.br/desemprego-sobe-na-grande-sao-paulo-aponta-seade/

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 11:14

        PIB do Estado de SP recua 0,5% no primeiro trimestre do ano

        Em comparação com o quarto trimestre do ano passado, o Produto Interno Bruto (PIB) paulista do primeiro trimestre de 2018 apresentou um recuo de 0,5%, considerando a série livre de efeitos sazonais.

        De acordo com os cálculos da Fundação Seade, o resultado é consequência do desempenho negativo de todos os setores: agropecuária (-2,4%), indústria (-1,2%) e serviços (-0,2%).

        A agropecuária apresentou esse resultado por causa da época do ano, a indústria também teve uma queda e os serviços caíram, apesar do crescimento muito leve do comércio. Então, todos os segmentos puxaram o dado para baixo. A economia como um todo deu uma derrapada. Não foi um setor específico, como na época da crise, que a indústria puxou o recuo, explicou o gerente de indicadores econômicos da Seade, Vagner Bessa. Entre os meses de fevereiro e março deste ano, o recuo foi de 0,2%. O único setor que apresentou crescimento foi o de serviços, com 0,4%. Já a indústria e a agropecuária apresentaram reduções de 0,6% e 0,8%, respectivamente. No caso da indústria, a taxa foi negativa da construção civil (-2,8%)

        http://www.seade.gov.br/pib-do-estado-de-sp-recua-05-no-primeiro-trimestre-do-ano/

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 12 de junho de 2018 at 11:25

          Cesar_DF,

          Como sempre, temos uma infinidade de INCOERÊNCIAS no que diz respeito à construção civil.

          Lançamentos e vendas na planta dispararam no último trimestre de 2017 e também no primeiro trimestre de 2018, ambos na comparação com mesmo período nos anos anteriores.

          No entanto, como ocorreu este “milagroso” crescimento se o PIB de São Paulo diminuiu, se o desemprego em São Paulo aumentou? O setor imobiliário não depende da economia nem dos empregos? É normal crescer os lançamentos em 1.000% em jan/18 na comparação com jan/17 dentro deste contexto???

          Já sobre o aumento do desemprego ser puxado pela construção civil, uma parte do motivo pode ser porque de todos os lançamentos feitos, temos parcela possivelmente relevante que não teria começado as obras ainda e adicionalmente, considerar que o segmento pesado (infraestrutura) está praticamente parado em função de redução drástica de investimentos públicos em função do déficit fiscal. Os lançamentos e vendas podem disparar nas “estatísticas oficiais” do segmento, sem ter nenhuma relação com o mundo real, afinal vendas na planta são apenas VENDAS DE PAPEL…

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • pedrovinix 12 de junho de 2018 at 11:13

    Brasil está entre países com sistemas bancários mais concentrados, aponta BC
    Estadão Conteúdo
    Fabrício de Castro
    Brasília 12/06/2018 – 10h04

    O Banco Central fez nesta terça-feira (12), um diagnóstico sobre a concentração bancária no país e seus efeitos sobre a concorrência. No Relatório de Economia Bancária (REB), publicado pela manhã, a instituição pontuou que, na maioria dos países, a concentração aumentou após a crise financeira global de 2008.

    “Por essa medida, o Brasil apresentou aumento do nível de concentração no período, figurando em 2016 no grupo de países com os sistemas bancários mais concentrados, que inclui Austrália, Canadá, França, Holanda e Suécia”, disse o BC, citando dados do BIS (Banco de Compensações Internacionais).

    Pelos números, os cinco maiores bancos do Brasil concentraram 82% dos ativos totais em 2016. Dez anos antes, em 2006, este porcentual era de 60%. Entre outros países emergentes, a China aparece com porcentual de 37% em 2016, a Coreia do Sul soma 62%, a Índia soma 36%, o México tem 70% e Cingapura registra 42%.

    “O BCB monitora a concentração do SFN e está atento aos riscos para o sistema e aos possíveis efeitos sobre o spread bancário e outros preços”, disse o Banco Central no relatório. “Entretanto, a relação entre concentração e spreads não é tão direta quanto o senso comum pode sugerir”, acrescentou o BC. O spread corresponde à diferença entre o custo de captação de recursos pelos bancos e o que é efetivamente cobrado de pessoas físicas e empresas.

    Conforme o BC, “alguns estudos encontram relação inversa, ao invés de direta, entre concentração e custo do crédito”. “De fato, diversos fatores que não têm relação com concentração podem influenciar no custo do crédito, tal como ineficiência regulatória, rigidez informacional e limitada educação financeira.”

    Calotes e impostos
    Ao abordar o caso brasileiro, tendo como referência o Indicador de Custo de Crédito (ICC) – índice que reflete a taxa de juros média efetivamente paga pelo brasileiro nas operações de crédito contratadas no passado e ainda em andamento -, o Banco Central afirmou que o spread pode ser explicado, em ordem decrescente de grandeza, por “inadimplência, custos administrativos, impostos e margem financeira”. A margem financeira engloba os lucros dos bancos e outros fatores.

    Conforme o relatório, a inadimplência representou 38,27% do spread em 2016, as despesas administrativas somaram 25,55%, os tributos e o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) representaram 22,13%, os lucros e outros fatores (margem financeira) atingiram 14,04%.

    “Ainda que esse seja o componente com menor peso no spread do ICC, ampliar a concorrência é prioridade e se insere no pilar ‘Crédito mais barato’ da Agenda BC+”, afirmou o Banco Central no documento divulgado. “O BCB tem se empenhado em aumentar a concorrência como uma das formas de reduzir o custo do crédito.”

    A instituição defendeu ainda que maior concorrência significa menor custo do crédito e maiores benefícios para a população. No entanto, ponderou que é crucial entender dois aspectos relacionados à questão. “Em primeiro lugar, maior competição não requer necessariamente menor nível de concentração bancária. Em segundo lugar, concorrência não é uma questão dicotômica, ou seja, não se pode resumir a questão a uma pergunta se há ou não concorrência. A questão relevante é qual o grau de competição”, disse o BC.

    https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2018/06/12/brasil-esta-entre-paises-com-sistemas-bancarios-mais-concentrados-aponta-bc.htm

    1+
    • JJJ_brasilia 12 de junho de 2018 at 12:23

      Ainda bem, eu compro ações de bancão e o 666 paga juros mais altos, só alegria.

      2+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 12 de junho de 2018 at 11:19

    SUPER TÓPICO

    https://globoplay.globo.com/v/6803468/programa/

    Um em cada três contratos de financiamento da casa própria foi desfeito
    4 min
    Exibição em 12 jun 2018
    Prejuízo pode ser ainda maior se as novas regras forem aprovadas no Congresso.

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 11:25

      2014: O ano em que faremos DISTRATO !
      😉

      Eu si adivirtu…..

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 12 de junho de 2018 at 11:40

        KKKK
        Hoje vocês estão inspirados

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 11:47

          Antigo
          Esse panorama de anunciar simultaneamente quedas e subidas, tanto na quantidade como no preço, faz parte do cenário clássico da bolha imobiliária FEAR+CAPITULATION

          Para o DESPAIR começar ainda vai ter que cair mais uns 50%. No EUA a injeção de trilhões de dolares na economia impediu a ocorrência de um vale profundo no momento do despair, mas o Brasil não tem cacife para isso.

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Alemon Fritz 12 de junho de 2018 at 11:39

      50% nos distratos, os fundos abutres vão gostar disso. Qual a diferença em ficar inadimplente, perder tudo, ficar sem ap… aí mesmo que não paga mais nada e não recebe nada e não faz distrato.. fica no limbo!!. Bancos vão adorar

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 12:03

        “O projeto ainda prevê que em caso de atraso na entrega da obra seja estipulada indenização de 1% sobre os valores pagos. Nesta matéria, o Poder Judiciário estabelece que a indenização mínima é de 0,5% do valor total do imóvel por mês de atraso”. Sendo assim, além de reduzir o direito do consumidor, o projeto também reduz consideravelmente a indenização que deverá ser paga ao consumidor, que poderá ficar por vários anos aguardando a entrega do imóvel.

        O projeto inicial é de autoria do deputado Celso Russomanno, reconhecido por seu engajamento na defesa do direito do consumidor. No entanto, o projeto inicial sofreu diversas alterações, por outros deputados, e foi aprovado na Câmara na forma de um substitutivo do relator, deputado Jose Stédile (PSB-RS). Diferentemente do projeto inicial, o projeto aprovado determina uma redução no direito do consumidor e um catalizador no aumento da receita das construtoras.

        https://exame.abril.com.br/negocios/dino/favoravel-a-construtoras-multa-de-50-no-distrato-de-imovel-e-aprovada-na-camara/

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • MauricioSP 13 de junho de 2018 at 11:18

          Esse ponto é importante. Imagine um apto de 200 mil. O comprador na planta paga 30% de entrada durante a construção e financia o saldo restante na entrega do apartamento. Ou seja ele paga 60 mil (desconsiderando correção do INCC). Se houver atraso na entrega, e ele receber de indenização 1% sobre o que pagou, será 600 reais por mês, ou seja um valor menor que o aluguel de um apartamento equivalente. Enquanto isso, durante o atraso o saldo devedor continua sendo corrigido pelo INCC, que está em média em 6% ao ano. Ou seja, na prática o comprador na planta de um imóvel com atraso na entrega não receberá NADA!

          3+
          • avatar
          • avatar
  • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 11:27

    CVR

    Minha sogra esteve aqui em casa.
    Contando que minha cunhada está cansada e os custos de moradia aumentaram muito. P.s. Ela ainda não conseguiu mobiliar o apê.

    Parcelinha na CEF: 1.800,00 reais por mês.
    Condomínio Club: 600,00 por mês.
    IPTU: 2k por ano
    Imóvel de 45 metros quadrados. Rossi.

    p.s. o meu custo de moradia em um sobrado novo de 180 a 200 metros quadrados é menor o que o dela.
    Será que está ardendo?

    48+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 11:32

      P.s. Renda de 3k por mês.
      Renda do noivo: variável. Negócio próprio.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Senhor Bolha 12 de junho de 2018 at 12:03

    Sobre a maquiagem contábil acima.

    Eis mais um motivo porque nunca se deve confiar cegamente em estatísticas enviesadas do governo. O PIB e a carga tributária nossa também sofreu uma serie de maquiagens para distorcer relação da carga tributária em % do PIB.

    Pela metodologia antiga nossa carga tributária é de uns 36% do PIB .
    Resumo quando vai subindo pelegos dos governo a frente dos órgão oficiais vão logo maquiando para dizer que não existe nada de errado.

    E como todo economista ” Especialistas” recorrem as fontes oficiais totalmente fraudadas qualquer um que questione a metodologia, amostragem e demais fatores é logo chamado de teórica da conspiração.

    Quem estudou o mínimo sobre contabilidade, estatísticas e metodologia científica sabe os furos que existe na metodologia do governos mundo a fora. Porém quem ousa questiona os pseudos especialista, cientistas e toda patota que é beneficiada pela fraudes contábeis deve ser logo acusado de conspiracionista.

    Segue anexo com matéria da época:

    https://oglobo.globo.com/economia/revisao-de-metodologia-do-ibge-fez-valor-em-reais-do-pib-crescer-649-em-2013-15713855

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/03/entenda-o-novo-calculo-que-aprimora-e-muda-o-tamanho-do-pib.html

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 13:39

      Senhor Bolha
      Vou fazer uma afirmativa baseada em Cálculo Hipotético Utilizando Técnica Empírica – CHUTE

      Nossa carga tributária LEGAL é de 60%

      Se todo mundo estivesse empregado, não existisse sonegação nem desonerações tributárias, se a todas as regras fossem cumpridas a risca, nossa carga tributária não seria de 34%, mas seguramente acima de 60%

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 12 de junho de 2018 at 12:03

    ah distratos
    Lembrando que o projeto inicial é de autoria do deputado Celso Russomanno, reconhecido por sua defesa do direito do consumidor. No entanto, o projeto inicial sofreu diversas alterações, por outros deputados, e foi aprovado na Câmara na forma de um substitutivo do relator, deputado Jose Stédile. kkkk

    5+
    • avatar
  • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 12:04

    Imóvel avaliado em 1kk
    600k de crédito liberado

    hoje em leilão por 588k

    https://www.zukerman.com.br/casa-bairro-portao-curitiba-pr-13646-120956?utm_source=newsletter&utm_medium=mkt
    as matrículas não mentem

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 12:04

    A Caixa Econômica Federal vai fazer, pela primeira vez, um leilão de imóveis por atacado. Segundo o banco, seis mil propriedades em todos os estados do país serão ofertadas em apenas dois grandes lotes. O valor mínimo global será de R$ 1,17 bilhão. Neste caso, informou a instituição, já está aplicado o desconto médio de 30% em relação ao valor de avaliação dos bens.

    Ainda de acordo com o banco, 95% dos imóveis que constam dos dois lotes são residenciais. Esses bens foram recebidos como garantia de operações de crédito imobiliário que não foram honradas, e já foram oferecidos em leilões promovidos pelo banco (venda individual).

    https://extra.globo.com/noticias/economia/caixa-vai-leiloar-seis-mil-imoveis-no-atacado-para-levantar-recursos-venda-sera-em-2-lotes-22770266.html

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 12 de junho de 2018 at 12:11

      Saldão por atacado!!! 1 bilhãozinho leva.
      É cada ideia de jerico, pela madrugada

      E ainda querem vender com 30% off. Para vender precisaria de pelo menos 70%, e o comprador ainda estaria assumindo risco de ficar com trolhas.
      Caixa não pode ver uma vergonha que já quer logo passar.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 12:15

        Antigo
        Fui ver a lista de imóveis, nos 2 casos que vi em Brasília parece realmente que estão dando 30% de desconto sobre o VALOR FANTASIA
        Será que alguém vai querer comprar ?

        http://www.caixa.gov.br/Downloads/EditalVendaDisputaFechada00012018CELSP.PDF

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Antigo 12 de junho de 2018 at 12:16

        Cara, eu não to acreditando.
        Vejam o edital!
        http://www.caixa.gov.br/Downloads/EditalVendaDisputaFechada00012018CELSP.PDF

        São INÚMEROS imóveis populares espalhados pelo país, em vários estados. É como um grande pacote de lixos sendo vendidos.
        Risco imenso de mercado.

        25+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Abomineve Homem das Naves 12 de junho de 2018 at 12:26

          E vai aumentar 30%… a quantidade de imóveis em leilão.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • bolhista fulano de tal 12 de junho de 2018 at 12:30

          De fato… no leilão todos os imóveis são lixo aqui na minha cidade… pelo preço já se desconfia.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • bolhista fulano de tal 12 de junho de 2018 at 12:36

          5 – DO PREÇO MÍNIMO E DAS FORMAS DE PAGAMENTO
          5.1 – O preço mínimo da venda, para cada lote de imóveis, corresponde ao valor
          registrado no campo “Valor de Venda” constante no Anexo II – Relação de Lote de
          Imóveis, deste Edital, admitindo-se somente pagamento à vista em Reais (R$).


          Preços irreais a serem pagos à vista em Reais.

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • andrezinho 12 de junho de 2018 at 12:39

          Fui pesquisar aqui na cidade onde eu moro, e o preço de avaliação é irreal. O valor mínimo é mais ou menos o praticado em anúncios. Ou seja, caro.

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 13:11

          Dia 10/08/2018 saberemos do resultado
          Desconfio que não vai ter proposta
          Teriam que baixar 50-60% do valor de avaliação para valer a pena

          Não entendo uma coisa, a CEF estava vendendo contratos inadimplentes com deságio de 95%.
          Só para a EMGEA ela vendem 24 bilhões em créditos podres, recebendo apenas 2.1 bilhões por isso, um deságio de 91%.
          Estava fazendo leilão de imóveis com deságio de 50-80%.
          Agora ela quer vender 1.7 bilhão de imóveis com deságio de apenas 30% ?

          https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,tcu-ve-ilegalidade-na-venda-de-creditos-podres-da-caixa,10000066124

          16+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • DAN 17 de junho de 2018 at 12:29

          Já é um começo dar publicidade a isso. Vamos ver a evolução disso.

          0
    • bolhista cearense 17 de junho de 2018 at 10:36

      Ei pessoal, vamos levar o carrinho de mão e encher de casas. Será este o inicio da fase do “dispair”? Vai a leilão mas será que tem comprador? E devem existir milhares de bichinhos da goiaba esperando para aprontarem das suas para sairem dos imóveis. Quem vai querer, olha aí, olha o apartamentoooooo! Na minha mão é mais baratoooooo! Compre um e talvez more neleeeeeeeee.
      Baixar o preço que é bom…
      Ei CEF, tá começando a dar na vista!

      0
  • Melekento 12 de junho de 2018 at 12:11

    Bom dia!
    Mais dos mesmo, desinformacao e mentiras:
    https://urbe.me/lab/mercado-imobiliario-reaquecido-a-oficializacao/
    Vou la compra dois, uma pra morar e outra investir!
    O colapso vai ser medonho, estejam liquidos!
    Abs!

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 12:59

      Eu vi um desses relatórios de estimativa de rentabilidade da UrbMe
      Eles comparam o valor do empreendimento com os outros de VALORES ANUNCIADOS do FIPEZAP kkkkkkkkk
      Fazem uma comparação da rentabilidade liquida dos títulos do governo com a rentabilidade BRUTA dos alugueis kkkkkk
      Mudam a isca mas o anzol continua o mesmo

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • pedrovinix 12 de junho de 2018 at 12:28

    Td a 5,89
    Reunião do fed americano amanha.
    Aporto mais uma fatia ?

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Porto-alegrense 12 de junho de 2018 at 12:51

      Segura até amanhã, viés de alta no FED.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 12:35

    O SECOVI-SP É UMA PIADA

    01/03/2018 – Mercado Imobiliário de São Paulo apresenta bons resultados em março de 2018
    01/02/2018 – Mercado Imobiliário de São Paulo apresenta bons resultados em fevereiro de 2018
    01/01/2018 – Mercado imobiliário de São Paulo apresenta bons resultados em janeiro de 2018
    01/12/2017 – Mercado Imobiliário de São Paulo apresenta bons resultados em dezembro de 2017
    01/11/2017 – Mercado Imobiliário de São Paulo apresenta bons resultados em novembro de 2017
    01/10/2017 – Vendas de imóveis novos mantêm ritmo de crescimento na capital paulista
    01/09/2017 – Vendas e lançamentos de imóveis novos crescem em São Paulo
    01/08/2017 – Vendas e lançamentos de imóveis novos em São Paulo retomam o crescimento no mês de agosto
    01/07/2017 – Vendas de imóveis residenciais novos crescem em julho na Capital
    01/06/2017 – Mercado imobiliário reaquece no primeiro semestre de 2017
    01/05/2017 – Mercado imobiliário apresenta bons resultados no mês de maio

    http://www.secovi.com.br/pesquisas-e-indices/pesquisa-mensal-do-mercado-imobiliario

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • bolhista fulano de tal 12 de junho de 2018 at 12:38

      Tá parecendo aquele cara que fez uma compilação de reportagens fake news imobiliaria na bolha imobiliaria da Espanha.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 12 de junho de 2018 at 12:54

      Nos últimos meses eles desistiram e passaram a copiar e colar mudando o mês só

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • indiobolhista 12 de junho de 2018 at 12:59

    Nao é brincadeira quem topa comprar uma casa de 3 mil reais, que nem elon musk faria por esse preço, com total ordem e segurança jurídica nacional. https://sc.olx.com.br/norte-de-santa-catarina/imoveis/casa-na-invasao-493834785?xtmc=dinheiro&xtnp=1&xtcr=1

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 12 de junho de 2018 at 13:36

    “No ano passado, o lucro dos maiores bancos do país voltou a crescer, subindo 14,6%, para R$ 57,63 bilhões, na comparação com R$ 50,29 bilhões em 2016.
    De acordo com a instituição, o componente da inadimplência é aquele que têm mais peso na definição do custo do crédito, respondendo por 38,27% do total no ano passado, seguida pelas despesas administrativas (25,55%) e tributos e Fundo Garantidor de Crédito (FGC) – com 22,13%.”
    .
    Ué, mas não dizem por aí que a inadimplência é uma das mais baixas da história?

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 12 de junho de 2018 at 13:37

    antifragile
    Manda um e-mail no BC questionando esses dados, só pra ver como q eles respondem 😉

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 13:39

      irão chamar ele de Fake News e colocá-lo na mira da RFB

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 12 de junho de 2018 at 13:43

      Se houver resposta, será evasiva e genérica. ‘O BC trabalha constantemente para aperfeiçoar seus mecanismos de cálculos de índices, de modo a melhor refletir a situação real do mercado imobiliário brasileiro’

      32+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 13:45

        acertou mizerávi !
        😉

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Libertario 12 de junho de 2018 at 14:21

      Mas se for mandar usa um email fake, pois vais mexer num vespeiro perigoso.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • antifragile 12 de junho de 2018 at 16:24

      Lord of All,

      Vou fazer isso, e convido os colegas a fazerem o mesmo. Acho difícil conseguir qualquer tipo de resposta.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 12 de junho de 2018 at 14:09

    12/06 às 10h27 – Atualizada em 12/06 às 10h33
    BTG Pactual: equilíbrio da Selic pode ir de 7% a 13% após eleições

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 14:16

      Seria ótimo acima de 8,5% já em 2018 e 9% em 2019. A gloriosa TR voltaria.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 12 de junho de 2018 at 14:17

        13% será se votarem 13?

        13 e confirma?

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 12 de junho de 2018 at 14:24

    floripa como eu digo, tudo abandonado no centro…

    -Degradação do centro histórico de Florianópolis provoca a falência do comercio

    O número de imóveis para alugar e vender aumenta a cada dia.
    A reportagem do ND identificou oito imóveis fechados. Na rua Tiradentes, a situação não é diferente.
    A cada quatro comércios abertos, existe um fechado. “A situação de abandono com o Centro Histórico Leste desestimula os empresários. A praça XV virou dormitório e banheiro.

    https://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/degradacao-do-centro-historico-de-florianopolis-provoca-a-falencia-do-comercio-local

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 14:55

      Acho que uma boa parte dos imóveis comerciais pertencem a idosos, que não aceitam baixar o valor do aluguel
      Seu orgulho fala mais alto que seu bolso
      Baixar o valor seria admitir que fizeram um mal negócio
      Morrem abraçados com seus castelos de vento construídos com tijolos mágicos
      Depois vem aquele monte de filhos disputando o espólio por mais de 10 anos
      Quando está resolvido, o imóvel se deteriorou tanto que a única coisa que vale é o terreno.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 15:00
    • Alemon Fritz 12 de junho de 2018 at 15:05

      Ali perto do terminal virou rua de comercio alternativo, bares alternativos, lojas alternativas, pessoas estilo Che quervara, que ficam discutindo o golpe e se é A pablo ou O pablo cantor, galera sem grana de coletivos..sem teto alternativos e a galera ficou sem alternativa e a grana não passa…

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 12 de junho de 2018 at 15:33

        Praticamente um poeta kkk
        Viva a sociedade alternativa

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 12 de junho de 2018 at 15:07

    Desde 2010 já existia um artigo no Mises de quando a bolha imobiliária brasileira explodiria: uma combinação de baixa demanda, alta oferta e taxa de juros elevada.
    – A alta oferta acho que começou em 2012
    – A baixa demanda a partir de 2014
    – Agora só está faltando a subida do juros
    Quando isto acontecer a baixa rentabilidade do aluguel fará com quem muitos investidores saiam deste mercado e irão para o de títulos do governo, ao mesmo tempo que muitos mutuários não conseguirão pagar as parcelinhas.

    https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=611

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • antifragile 12 de junho de 2018 at 16:29

      Muito bom. Tem até comentário do BOSS por lá, com direito a resposta do autor.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Abomineve Homem das Naves 12 de junho de 2018 at 20:07

        É o que o Senhor Bolha disse: os grandes bancos estão reduzindo o PDD para maquiar supostos lucros maiores..

        5+
        • avatar
        • avatar
        • Abomineve Homem das Naves 12 de junho de 2018 at 20:07

          maquiar = justificar supostos lucros maiores

          3+
          • avatar
  • Rico 12 de junho de 2018 at 15:07

    Como a Índia conseguiu invalidar 86% do seu dinheiro em circulação
    http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/consumo/noticia/7469344/como-india-conseguiu-invalidar-seu-dinheiro-circulacao
    Ainda acham que o Bitcoin vai virar moeda livre de governo… Vai sim amiguinho, pode comprar bastante!

    7+
    • avatar
  • andrezinho 12 de junho de 2018 at 15:08

    No UOL: “Brasileiro passa a se endividar mais com carro, cartão, consignado e cheque”

    Nos comentários mias curtidos: “Se for dívida com terreno ,casa, apartamento, é considerado uma DIVIDA BOA!! Se não for, esqueça !!!”

    Como dizem por aqui, não, não vai.

    https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2018/06/10/juros-caem-e-brasileiros-fazem-mais-emprestimos.htm

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 12 de junho de 2018 at 15:13

      A única dívida que pode ser considerada boa é aquela contraída para investir em atividade produtiva, desde que a pessoa saiba bem o que está fazendo.
      Equipamentos, máquinas, tecnologias. Repito, desde que a pessoa saiba o que está fazendo.
      É o dinheiro que vai gerar mais dinheiro.

      Todo o resto é desperdício, descontrole e afobação. Ainda mais dívida de imóvel que os juros são o dobro do valor do aluguel…

      33+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Festa Ploc 12 de junho de 2018 at 15:19

        É por isso que quando me perguntam onde aplico meu dinheiro, eu respondo que aplico em dívidas. Geralmente saem rindo e mantenho minha fama de ferrado. Assim não pedem nada. Só não digo que as dívidas que aplico meu dinheiro são as dívidas do governo, ou dos 666 através do PMJ.

        43+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Money_Addicted 12 de junho de 2018 at 16:05

          gostei dessa 🙂

          eu falo q nao tenho dinheiro, agora vou “melhorar” dizendo q aplico dividas kk

          valeu

          19+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Libertario 12 de junho de 2018 at 22:57

            Cuidado, pois podem querer fazer uma dívida com vc

            5+
            • avatar
    • Alemon Fritz 12 de junho de 2018 at 16:15

      foi pra disney, ficou com dívidas, mas pelo menos “se divertiu”… isso é o que eu já ouvi.. ou “eu mereço” um passeio de navio até a Argentina, mesmo desempregado.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • andrezinho 12 de junho de 2018 at 16:22

        Já ouvi, mais de uma vez, que “lembrança o banco não toma, por isso gasto tudo em viagens”.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Rico 12 de junho de 2018 at 16:22

    Paralização de caminhoneiros afeta produção de alcool combustível por falta de diesel.
    Pronto a piada é essa:
    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/06/paralisacao-de-caminhoneiros-faz-producao-de-acucar-e-etanol-despencar.shtml

    4+
  • Loucodf 12 de junho de 2018 at 16:38

    Bitcoin: R$ 25.300,00

    4+
  • Master Yi 12 de junho de 2018 at 16:42

    Não estou conseguindo lidar com esse TD IPCA+ 5,9%. É muita tentação.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Loucodf 12 de junho de 2018 at 16:44

      To segurando tambem.
      Mas já tinha pego um pouco.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 12 de junho de 2018 at 17:42

        eu tenho 2035 pagando 7.62%, nao aceito menos q isso 🙂

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 12 de junho de 2018 at 18:37

          7,47% aqui
          7,82% nas 2020
          kkkk
          PMJ!

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Alves 12 de junho de 2018 at 21:19

          Que inveja! Será que chega lá?

          3+
    • Paulo BolhaBH 12 de junho de 2018 at 23:17

      A tentação pode ser grande, porém, vc deve saber que terá que levar até o fim. A tendência é os juros aumentarem, dessa forma, a medida que forem subindo, o valor do título vai diminuindo, ou seja, se resgatar vai ficar no prejuízo.

      5+
      • avatar
  • Cajuzinha 12 de junho de 2018 at 17:15

    SUPER TÓPICO

    Publicado em 12/06/18 11:41 Atualizado em 12/06/18 14:59
    Caixa vai leiloar seis mil imóveis no atacado, para levantar recursos. Venda será em 2 lotes

    Segundo ele, o objetivo é reduzir o estoque de imóveis retomados de devedores, bem como cortar despesas como IPTU e cota de condomínio. A instituição ainda quer evitar gastos com o controle e a gestão desses bens. No Estado do Rio, 308 imóveis serão vendidos nos dois lotes.

    https://extra.globo.com/noticias/economia/caixa-vai-leiloar-seis-mil-imoveis-no-atacado-para-levantar-recursos-venda-sera-em-2-lotes-22770266.html

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Abestado abc 12 de junho de 2018 at 17:30

      “A Caixa esclareceu que será responsável pelo pagamento de todas as dívidas anteriores à venda, como dívidas de condomínio e IPTU.”

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • andrezinho 12 de junho de 2018 at 18:03

        Alguns aí então ela ai “dar de graça”.

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 12 de junho de 2018 at 17:34

    hmmm isso significa que ela não está pagando, ou vai pagar com parte do seu dinheiro kkkk pedalada no rolo

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Money_Addicted 12 de junho de 2018 at 21:47

    From_The_Tower

    CVR

    Minha sogra esteve aqui em casa.
    Contando que minha cunhada está cansada e os custos de moradia aumentaram muito. P.s. Ela ainda não conseguiu mobiliar o apê.

    Parcelinha na CEF: 1.800,00 reais por mês.
    Condomínio Club: 600,00 por mês.
    IPTU: 2k por ano
    Imóvel de 45 metros quadrados. Rossi.

    p.s. o meu custo de moradia em um sobrado novo de 180 a 200 metros quadrados é menor o que o dela.
    Será que está ardendo?

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar

    Tenho um CVR semelhante, hj mesmo almocei com um colega q nao vi fazia tempo e conversa, conversa vem falamos onde estavamos morando, ele como bolhudinho devidamente financiado em bairro ruim, eu no aluguel em bairro e casa melhores q o dele.

    enfim, cada tem suas escolhas e a minha eh receber juros 😉 e acima de 7, menos nem fale cmg kk

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Money_Addicted 12 de junho de 2018 at 21:49

    Piadinha – dos dias dos namorados

    Temer chega pra Marcela e pergunta – vamos comer em casa ou fora nessa data de hj ?
    Ela responde – Fora, Temer.

    (ta certo q a piada vem da raca petista/esquerdisa mas achei “criativa” e engracada) kkkk

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cadeludo 12 de junho de 2018 at 22:29

    CVR
    investitonto guloso vendeu cobertura por 350 mil em 2015
    financiou 500 mil e construiu casa bacana em terreno grande
    meteu piscina, meteu 5 split, meteu tudo e foi metendo…
    hipotecou se lascou, chamou o príncipe de ébano pra suruba
    prestação 5 mil
    não percebe mais dinheiro como antes, as vendas minguaram, o emprego virou profissão perigo
    tentou vender por 900 mil…nada
    tentou os 850 mil… nada
    tenta 800 mil com a esperança ferida
    já escapou de um leilão
    filme de terror
    a tempestade ainda nem começou
    caixão pro bruxo

    só pode ser tudo culpa minha que sou pagador de aluguel, falido, olhudo e rentista secreto
    PMJ

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cadeludo 12 de junho de 2018 at 22:42

    o negócio é sinistro
    isso que eu chamo levar na mão grande
    https://www.reclameaqui.com.br/porti-incorporadora/que-fim-levou-a-porti_m0Lq8urJmkYSWEjr/

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cadeludo 12 de junho de 2018 at 22:48
    • Antigo 12 de junho de 2018 at 23:02

      “Adquiri um imóvel no Residencial Triana com muito esforço paguei 40 mil de entrada das minhas economias de mais de 10 anos de trabalho acreditando em um sonho na qual estava prometido a entrega em julho de 2017, já se passaram quase um ano e sumiram com meu dinheiro e com meu sonho”

      Deu pena. Provavelmente a pessoa juntou mesmo durante dez anos para ter essa quantia.
      País aqui é sinistro

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Leonardo M. 12 de junho de 2018 at 23:14

        Eu quando comprei meu Clio só transferi o dinheiro depois que fomos no cartório passar para meu nome o documento.

        Imagina transferir essa grana só em promessas?
        Povo não aprende mesmo…

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cadeludo 12 de junho de 2018 at 23:23

    os papos no facebook são desanimadores…
    “Sei que esse grupo e para cliente ! Mas aconselho todos clientes buscar seus direitos pois construtora ta quebrada ! Sou um do empreiteiros que executo alguns serviços para contrutora ! Todos empreiteiros estao com empresa na justica por falta de pagamento ! So para minha empresa eles deve 420 mil ! Funcionários que eles tinham demitiram e nao pagaram as rescisões! Todas obras estão paradas ! Boa sorte todos pois sou empreiteiro mas estou no mesmo barco que todos vcs !”

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar