Donos de imóveis quitados vão à Justiça contra nova dívida – Extra

Você pode gostar...

Comments
  • Rico 26 de abril de 2018 at 09:10

    Bom dia.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 26 de abril de 2018 at 09:28

      Sobre a notícia, repito:
      Pagou durante 20 anos para ao fim do período ter uma dívida maior que o valor do imóvel.

      Todo brasileiro deveria conhecer esse caso antes de entrar num contrato de financiamento.
      Eu sei, eu sei, trata-se de um regime antigo que não se aplica mais, mas o motumbo hoje em dia só mudou de roupa, continua motumbo.

      70+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rico 26 de abril de 2018 at 09:30

        Isso era comum nos financiamentos da caixa antigamente.

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 26 de abril de 2018 at 09:11

    Valeu, Boss!

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • andy.gamme 26 de abril de 2018 at 09:15

    Mas estão reclamando do que? Após 20 anos e uma valorização absurda que são 200 mil Temers pra finalmente serem considerados PROPRIETÁRIOS. Afinal esse ´r um título de nobreza que custa caro. Vale a pena o esforço…

    58+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 26 de abril de 2018 at 09:17

    Março tem saída recorde de capital estrangeiro
    EC Estadão Conteúdo
    postado em 26/04/2018 08:06

    Estrangeiros se desfizeram de parte dos investimentos financeiros no Brasil e remeteram ao exterior US$ 7,8 bilhões no mês passado que estavam em ações e títulos de renda fixa no País. Essa foi a maior saída de capitais financeiros registrada em março em toda a série do Banco Central, iniciada em 1995. Uma parte desse dinheiro voltou nos últimos dias e US$ 4,4 bilhões ingressaram em 23 dias de abril.

    https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2018/04/26/internas_economia,954391/marco-tem-saida-recorde-de-capital-estrangeiro.shtml

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • danielbh 26 de abril de 2018 at 14:36

      Esse é o ponto que venho levantando frequentemente em conversas informais sobre o assunto: Com os juros americanos se aproximando de 2%, com FED declarando abertamente que não vai parar por aí, o Brasil vai amargar o segundo tempo dessa crise econômica, a evasão de dólares vai pressionar os juros absurdamente ao ponto do BC se ver obrigado a encerrar o ciclo de baixas recordes e voltar ao patamar até de dois dígitos, vai saber. A questão é: economia vai continuar patinando nos próximos anos, parece inevitável.

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • rpoa 26 de abril de 2018 at 09:20
    • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 09:33

      Esta denúncia está incorreta, o tipo penal PECULATO é um crime próprio, aplicável apenas a funcionários públicos, o que não é o caso

      TÍTULO XI – DOS CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
      CAPÍTULO I – DOS CRIMES PRATICADOS POR FUNCIONÁRIO PÚBLICO CONTRA A ADMINISTRAÇÃO EM GERAL

      Peculato
      Art. 312 – Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio:
      Pena – reclusão, de dois a doze anos, e multa.
      § 1º – Aplica-se a mesma pena, se o funcionário público, embora não tendo a posse do dinheiro, valor ou bem, o subtrai, ou concorre para que seja subtraído, em proveito próprio ou alheio, valendo-se de facilidade que lhe proporciona a qualidade de funcionário.

      http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del2848compilado.htm

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Marcos CG 27 de abril de 2018 at 09:43

        Está correta. Conselhos profissionais são considerados autarquias.
        CP:
        Funcionário público

        Art. 327 – Considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, embora transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função pública.

        § 1º – Equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou função em entidade paraestatal, e quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou conveniada para a execução de atividade típica da Administração Pública. (Incluído pela Lei nº 9.983, de 2000)

        6+
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 09:28

    OBSERVEM QUE A INADIMPLÊNCIA DA CEF ESTÁ EM 2,0% MAS ESTÃO LEILOANDO POR ENQUANTO APENAS 0,35%

    A melhora do cenário econômico, com queda de juros, inflação controlada e aumento na geração de emprego, ainda não teve reflexos para mutuários da Caixa Econômica Federal. De acordo com levantamento da Associação dos Mutuários e Moradores de Minas Gerais (AMMMG), o número de imóveis retomados de consumidores inadimplentes e colocados em leilão pela Caixa em Minas no primeiro trimestre deste ano chegou a 1.089, uma alta de 40% em relação a igual período do ano passado, quando foram retomados 773 imóveis. O levantamento foi feito com base em leilões públicos.

    A assessoria de imprensa da Caixa informou ontem que ainda não há balanço dos imóveis retomados de inadimplentes em 2017 e neste ano. Segundo dados do banco, em 2015, foram 9.305 imóveis retomados de mutuários inadimplentes, o que correspondia a 0,13% do total de contratos. Em 2016, o número saltou 82%, passando para 16.912, com representatividade de 0,35% do total de contratos.

    https://www.procob.com/porque-cresce-a-retomada-de-imoveis-por-inadimplencia/

    Cresce a Retomada de Imóveis por Inadimplência: saiba o que fazer para escapar dessa. No final de 2016, a Caixa Econômica tinha à venda 24 mil imóveis que foram tomados dos mutuários. No Paraná, os imóveis levados à leilão tiveram salto de 26%, em relação ao ano anterior.

    Em pouco mais de dez anos:
    – a inadimplência passou de 1,8% dos contratos de financiamento imobiliário para 2% na Caixa Econômica Federal;
    – esse avanço parece pequeno frente ao aumento estrondoso (de R$ 70 bilhões para R$ 401 bilhões) que essa carteira de ativos teve no mesmo período;
    – mas esses mesmos dados lidos de uma maneira diferente indicam que se em 2009 o equivalente a R$ 1,2 bilhão em contratos estava em risco por falta de pagamento;
    – hoje esse montante passa dos R$ 8 bilhões no país.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 26 de abril de 2018 at 10:02

      Cesar_DF,

      Queda recorde e sem equivalente em todo o mundo na taxa de inadimplência.

      Mesmo assim, o percentual de inadimplência aumentou frente a um crescimento EXPONENCIAL no credito imobiliário concedido, quando neste contexto deveria ter CAÍDO e MUITO.

      Por que um crescimento exponencial no crédito imobiliário concedido deveria levar a queda no percentual de inadimplência? Porque se o crédito foi bem analisado antes de conceder, a taxa de inadimplência nos primeiros anos de financiamento deveria ser MÍNIMA, muito abaixo da média que inclui financiamentos mais antigos, fazendo com que esta própria média caísse.

      Então, o que temos na CEF é que além de estarem FALSIFICANDO a inadimplência com renegociações MIRABOLANTES, como por exemplo, deixar de pagar 12 meses e ao quitar 1 tirar da inadimplência e repetir o truque anualmente, empurrar a dívida para o final do contrato, contar com descontos “mágicos” de 80% sobre a dívida, etc, etc, etc, ela ainda assim conseguiu ter um crescimento ANORMAL na inadimplência!

      Para PIORAR o que consta acima, graças a intervenções do BC para ajudar a MAQUIAR as ANOMALIAS, a CEF não tem mais obrigação de retomar os imóveis depois de 3 meses de inadimplência, pode esperar até 1 ano para fazer isto e ainda, permitir que o inadimplente use o FGTS para dívidas de até 1 ano também, sem contar que mesmo com tudo isto, o BC ainda lançou mão de outras ações APELATIVAS, como por exemplo, permitir que a CEF fique com um imóvel retomado sem leiloar por mais de 1 ANO!

      E mesmo com tudo que consta acima, a CEF tem retomado apenas a menor parte dos imóveis inadimplentes OFICIALMENTE!

      Daí a CEF precisa PEDALAR, afinal estamos em ano eleitoral e o que ela faz?

      Não contente com o que consta acima, FALSIFICA os resultados de 2017 para gerar lucro RECORDE, incluindo reduções MIRABOLANTES de provisão, como os R$ 2 bi do processo da poupança das décadas de 80 e 90 que viraram “furo” tão logo fizeram as contas, falta de provisões para empresas QUEBRADAS e que no “plano de recuperação judicial” já assumiram que não vão pagar nada, apenas oferecer ativos PODRES (exemplo: PDG), dentre VÁRIOS outros TRUQUES CONTÁBEIS, a maioria enquadráveis em CRIMES FINANCEIROS, para pegar este “fantástico lucro” e transformar em dividendos retidos que depois são multiplicados por 20 e servem de “segurança” para aumentarem empréstimos imobiliários, para o consumo e para empresas.

      Claro que aquilo que consta acima ainda não era o suficiente para PEDALAR, daí o BC que em 2017 já tinha APELADO com liberação de BILHÕES em compulsórios para forçar os bancos a emprestarem mais, prorroga a ação para 2018 e a CEF pega este dinheiro que seria o seu “seguro” contra o que consta acima e uma infinidade de outros ROMBOS e utiliza para PEDALAR ainda mais com o crédito ofertado em 2018!

      ÓBVIO que as anomalias, golpes, crimes financeiros, etc, não param por aí. A CEF tem DEZENAS DE BILHÕES EM ROMBOS, desde desvios relacionados ao FI FGTS que já levaram para a cadeia dois vice-presidentes da CEF, passando pelo golpe do Panamericano em conjunto com a BTG, os FALSOS títulos PODRES vendidos para BTG, os BILHÕES do FGTS intermediados pela CEF e jogados no lixo no projeto “Alice no País do Porto Maravilha”, a participação da CEF e necessidade de ajudar a cobrir os ROMBOS BILIONÁRIOS do FUNCEF, as centenas de processos de corrupção no MCMV em todo o país, incluindo em várias delas os funcionários da CEF, os “auxílios” dados a “amigos do rei” com juros mais do que subsidiados e muitas vezes para empresas QUEBRADAS, os mais de R$ 27 BILHÕES tomados do Tesouro de 2009 a 2014 que ajudaram a PEDALAR com o crédito imobiliário, mas que o TCU informa que tem que ser devolvidos, os diversos empréstimos SEM GARANTIAS dados a Governos Estaduais nitidamente QUEBRADOS, etc, etc, etc. Este conjunto representa, no mínimo, DEZENAS DE BILHÕES DE REAIS em ROMBOS FINANCEIROS, que se juntam à grande quantidade de problemas que constam acima.

      Depois de muito “esforço” do governo e da CEF e também em virtude de vários outros problemas e ameaças na economia, fora a própria FRUSTRAÇÃO com os resultados da economia que vemos em notícias diárias (frustração e surpresa para os INCAUTOS e “especialistas economistas”, nada surpreendente para quem frequenta o blog), a CEF finalmente conseguiu sair das páginas policiais, mas o fato é que não só os problemas acima continuam, como eles crescem a cada momento e a cada nova GAMBIARRA e AÇÃO PALIATIVA que promovem, sempre no intuito de alimentar o otimismo UFANISTA, especialmente agora que estamos em ano eleitoral…

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 10:44

        Lembrando que a CEF estava vendendo os contratos imobiliários inadimplentes para a AGEA com 95% de DESÁGIO, até que o TCU melou isso.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 10:45

        CA
        No último relatório da CEF ela ainda não fez a provisão dos 27 bilhões que terá que devolver
        Assim é fácil ter LUCRO RECORDE
        http://www.valor.com.br/financas/5182601/tcu-quer-cobrar-r-39-bi-de-caixa-bb-basa-e-banco-do-nordeste

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 26 de abril de 2018 at 11:10

          Cesar_DF,

          Todas as provisões se reduziram, inclusive aquelas em que a CEF já tem CERTEZA do prejuízo, assim fica fácil gerar lucro…

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Lucas 26 de abril de 2018 at 11:53

          se o BR recuperar da crise não vão ter prejuízos
          mas pra recuperar da crise envolve esconder esses prejuízos, e criar um novo clima de euforia
          esconder esses prejuízos vão gerar uma crise maior lá na frente

          Estamos presos num loop infinito
          um loop bipolar euforia/depressão

          25+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Bsbguy 26 de abril de 2018 at 09:28

    noticia antiga boss…mas blz.!

    6+
    • avatar
    • Rico 26 de abril de 2018 at 09:31

      O que importa aqui é espaço para manter nosso boteco aberto.

      31+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 26 de abril de 2018 at 09:33

        Exatamente. As notícias em si não importam tanto. Afinal, não são nada diferente daquilo que já sabemos.

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • amongyou 26 de abril de 2018 at 09:57

          Hoje, mas há vinte anos atrás, será?

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Rico 26 de abril de 2018 at 10:19

            Provavelmente só nos livros de história, assim como o plano Cruzado.

            7+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Cadeludo 26 de abril de 2018 at 09:45

    quanto mais pobre e chinelão é o bananense mais caro custa seu imóvel e menos chance de vender ele tem

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • amongyou 26 de abril de 2018 at 09:58

      Claro, o que esperar duma política que tende aos cidadãos à miserabilidade.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abestado abc 26 de abril de 2018 at 09:57

    Pra quem curte : Sofisa tá com LCA/LCI 92% pra 90 dias.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • amongyou 26 de abril de 2018 at 09:59

      Mudam rápido heim, há alguns dias estava a 90%

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • SampaBoy 26 de abril de 2018 at 12:33

      Como aquele daycoval consegue 100% ?

      6+
      • avatar
      • avatar
  • João Adamastor 26 de abril de 2018 at 10:04

    Fala meu povo!
    Gostaria de saber como está a situação nas cidades de vcs?

    Sou de Marília SP, por aqui está bem devagar, muitas placas (venda/aluga) nos portões das casas e nos terrenos. Nos anúncios, percebi uma GRANDE diminuição na oferta (percebi que alguns anúncios de valores altos são automáticos e estão ali a muito tempo, anos). Os valores estão PARADOS desde 2016, alguns sobem e outros descem, mas no geral os valores estagnaram. Antes, via muita gente procurando imóveis/terrenos nos classificados, hj não os vejo mais.
    Outra coisa que me chamou a atenção, foi a quantidade de lojas fechadas no comércio, faixas de “passa-se o ponto” e placas de aluga-se.

    E aí, como anda a cidade de vocês?
    Obrigado!

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Paulo BolhaBH 26 de abril de 2018 at 10:46

      Aqui,em BH, acompanho 3 bairros sistematicamente. (Prado, Santo Agostinho e Gutierrez)
      Percebo os mesmos anúncios, desde 2016. Ou seja, ninguém está vendendo nada. Agora, já falei, aqui, tempos atrás, que mineiro era teimoso e orgulhoso. Mantenho minha percepção. Em sua grande maioria, os preços não tiveram redução. Mesmo não vendendo, as imobiliárias e os particulares insistem com os preços altos. Não há correção pela inflação (o que já demonstra grande perda, nos últimos 2 anos) , mas também não reduzem. Se na hora de fechar negócios a negociação está derretendo os preços, eu não sei, porém, em anúncio não há grande redução.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 10:48

      Na traseira do meu prédio tem um apartamento com uma placa de ALUGA-SE que irá completar 3 anos daqui uns 2 meses
      Fica sem alugar mas não baixam R$ 200
      Que ARDAM!

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Zé do Brejo 26 de abril de 2018 at 10:54

      Em SP tenho observado os novos anúncios -10k ou -20k do valor do anuncio original.
      Curiosamente, ninguém vende nada 😛

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Oliveira 26 de abril de 2018 at 10:20

    CVR – Anuncios OLX
    Pessoal tenho notado um fato curioso e gostaria de saber se vcs tambem já observaram isso:
    Diferentemente do que ocorria há mais de 10 meses atras observo que os anunciantes do OLX não respondem mais perguntas feitas no CHAT.
    tenho observado na cidade que monitoro (OSASCO-SP) um aumento dos anuncios.
    suspeito que corvos estejam publicando anúncios a preços muito altos (já que observei eles utilizando vários artifícios ) apenas para influenciar a percepção sobre os preços de forma que o que eles vedem caro não pareça tão caro em relação à percepção baseada nos imoveis anunciados no OLX.

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 26 de abril de 2018 at 10:22

      Eu nunca tive sucesso com esse chat do OLX. Povo quer que telefonem sempre.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • amongyou 26 de abril de 2018 at 11:23

        Telefonar acho normal, ruim são os “encontrinhos” em metrô!

        4+
        • avatar
    • desplein 26 de abril de 2018 at 11:26

      POis é Oliveira,
      tambem desconfio que exista uma estrategia de ancoragem nos sites com anúncios.

      Nao estamos falando de sapatos aqui, mas acho que a analogia vale. Comerciante amigo meu, das antigas, numa conversa de boteco, me disse que o perfil do consumidor mudou completamente nas ultimas decadas. Que nos idos dos 90/80, o cara entrava na loja para ser “apresentado” às possibilidades.

      Vc chegava querendo um sapato, e o vendedor te apresentava as possibilidades disponiveis, ele te “tutoriava” na compra. Segundo ele, com a internet, o cara chega de casa sabendo o que quer, a cor especifica e o preço. Se o preço estiver muito diferente ele desconfia (muito caro nao leva, muito barato pergunta se é falso e desconfia). Saida? Ele passou a “alinhar” os precos com o Mercado Livre…

      35+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Antigo 26 de abril de 2018 at 10:30

    https://g1.globo.com/economia/noticia/em-meio-a-crise-cresce-o-numero-de-brasileiros-que-moram-de-favor-aponta-ibge.ghtml

    Em meio à crise, cresce o número de brasileiros que ‘moram de favor’, aponta IBGE
    Entre 2016 e 2017 cresceu em 7% o total de domicílios ocupados mediante empréstimo no país. Aluguel aumentou somente 1,5% no mesmo período.

    Ué, ninguém aqui nunca comentou nada disso.

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 26 de abril de 2018 at 10:33

    Corvos tendo um ataque de nervos….
    É soft… só que não é.

    m meio à crise, cresce o número de brasileiros que ‘moram de favor’, aponta IBGE
    Entre 2016 e 2017 cresceu em 7% o total de domicílios ocupados mediante empréstimo no país. Aluguel aumentou somente 1,5% no mesmo período.

    ———————————————————————————————————————————————————————————————————————–
    De acordo com o levantamento, entre 2016 e 2017 aumentou em 0,8% o total de domicílios no país. Isso significa que foram construídos 549 mil imóveis no período, chegando ao total de 69,8 milhões.

    Já o número de imóveis cedidos cresceu 7% no ano passado, passando de 5,6 milhões para 6 milhões, exatos 396 mil a mais. Na prática, 70% das novas residências do país passaram a ser classificadas nessa categoria.

    Entre as outras categorias de moradia, 147 mil residências a mais foram classificadas como casas própria e quitada (alta de 0,3%) no ano passado, enquanto outras 188 mil novas unidades foram alugadas (1,5% a mais). Houve uma redução de 184 mil unidades financiadas, cerca de 4,5% de queda em um ano.

    Ao analisar a condição de ocupação dos domicílios brasileiros em 2017, o IBGE constatou que:

    67,8% eram próprios e já quitados
    17,6% eram alugados
    8,7% eram cedidos
    5,6% eram próprios, mas ainda estavam sendo pagos
    0,2% eram invadidos

    Imóveis cedidos cresceram na crise

    Os imóveis cedidos são aqueles emprestados por terceiros, no qual nenhum dos moradores paga pela moradia. “O morador pode pagar apenas os gastos correntes, como condomínio e serviços como fornecimento de água e luz”, destacou a gerente da pesquisa, Maria Lúcia Vieira.

    ———————————————————————————————————————————————————————————————————————–
    https://g1.globo.com/economia/noticia/em-meio-a-crise-cresce-o-numero-de-brasileiros-que-moram-de-favor-aponta-ibge.ghtml

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 11:11

      Cálculo Hipotético Utilizando Técnicas Empíricas – CHUTE

      Se em 2010 existiam 57 milhões de residências ocupadas, 10 milhões de residências não ocupadas.
      Desta não ocupadas, 4 milhões eram de veraneio e 6 milhões de imóveis vagos (8,95%)
      Se de 2010 a 2015 foram construídos imóveis numa quantidade 1% acima do crescimento vegetativo, então a vacância teria ido para 15%
      Mas neste período muitos imóveis de veraneio (campo ou praia) foram colocados para venda, se for metade seria mais 2 milhões a venda
      Diversos filhos voltaram para a casa dos pais, liberando imóveis de 1 quarto e kitchenet
      Diversas famílias não deram conta de pagar as contas e fizeram um puxadinho na casa de parentes
      Não acharia nada estranho se hoje tiver 12 milhões de residência não ocupadas vagas
      E ainda nem começou aqui no Brasil o movimento de conversão de imóveis comerciais (que não entram no censo) para imóveis residenciais (hoteis, shoppings, escritórios, etc)

      CENSO 2010 – https://censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?dados=16&uf=00
      Particular 67.459.066
      Particular ocupado 57.428.017
      Particular não ocupado 10.031.049
      Particular não ocupado uso ocasional 3.933.271
      Particular não ocupado vago 6.097.778

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Hunter 26 de abril de 2018 at 11:50

        Hehehehe…
        Eu diria que CHUTE é Cálculo Hipotético Utilizando Técnicas Esquizofrênicas.

        6+
        • avatar
        • avatar
      • Alemon Fritz 26 de abril de 2018 at 16:20

        E esses imóveis cedidos não brotaram do nada. apenas estão aparecendo com as declarações recentes. Não é fato novo só que agora a galera tá escondendo o aluguel. pra não declarar… ou pelo menos uma porcentagem.. outros estão no Airbinbo ou compartilhando.

        news
        -Brasília tem o menor número de imóveis quitados no país
        Globo.com-há 3 minutos

        – Com crise, cresce número de brasileiros que deixam de morar em imóveis financiados – Jornal do Comércio imoveis-financiados.
        isso mostra o quanto a caixão esta perdendo… e Aumentou o numero de carros e motos por residência… kkk
        (filhos deslumbrados e velhinhos malucos gastando em carro).
        outra coisa é que muitos se endividaram e agora aparece o saldp residual… surpresa !! o motumbado achando que tinha dado tudo certo e era investimento… e já deu um imóvel pra alguma filha provavelmente….

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Lucas 26 de abril de 2018 at 10:38

    O tópico de hoje está meio mal explicado, vou tentar complementar para quem leu o artigo inteiro da fonte.

    Antigamente 20 anso atrás os juros e encargos eram altissimos, mas tbm a selic era altissima, o PMJ era altissimo, tudo era muito alto, o BR vivia uma grande paralisia, troca de moedas, presidente recem impichado, Encol falida, todas essas coisas levavam a uma grande insegurança financeira e jurídica

    Como banco não é papai noel nem pai dos pobres, eles cobravam caro por toda essa insegurança

    Mas, contudo, havia um problema, por lei a prestação da casa própria nunca pode ultrapassar 30% da renda do mutuário, lei bonzinha para proteger o comprador de passar fome por causa da parcela do imóvel, aprovada pelos nossos lindos deputados que só pensam np bem da gente. Os banco que precisam lucrar senão fecha, então eles criaram esse ente chamado saldo residual, então toda vez que a parcela passar os 30%, o banco só poderia cobra até o teto dos 30 e o resto cai numa conta chamada saldo residual, que por sua vez também cresce na velocidade dos juros.

    O governo tbm muito preocupado com o povo criou esse fundo de compensação salarial, uma espécie de seguro para proteger o credor de si mesmo, ele arcaria com essa diferença, na verdade um modo de subsidiar a casa própria e aqui no blog como vcs estão carecas de saber, tudo que o governo dá pra um ele tira de outro, tira de todo mundo para salvar a pele de quem fez merda, mas a coisa atinge tal desproporção que todos se fodem juntos, não adianta vc estar no camarote do titanic, tu vai afundar do mesmo jeito

    Esse fundo é obra do delfim neto/bresser et caterva dos anos 80, foi o que deu pra segurar a falencia do BNH e estender por mais alguns anos, via de fato deveria ter sido fechada em 79 mas durou pela metade dos 80 ou mais, não lembro, alias o mesmo que acontece hoje, deviam fechar o MCMV, e não tentar repedalar. Pra vcs terem uma ideia o tesouro nacional deve alguma dezena de bilhões de reais à Caixa por conta deste Fundo de compensação, até hoje, 30 anos depois a bolha do bnh ainda não foi paga, vão rolando, vão rolando.

    Bem. Essa época de 92 até o fim dos anos 90 foi considerado os anos do neoliberalismo, Vcs tem aí o CVR pratico do nosso amigo Falido que se enforcou nessa época, indexado no dolar e sem fundo de coisa nenhuma, ou o caso do tópico acima. A dívida voando a juros compostos cria um resíduo que pode até mesmo ficar maior que o valor do proprio imovel. E não tem nada de estranho nisso, no país do maior PMJ do mundo é estupidez comprar, melhor sempre alugar, acontece que se todo mundo pensa assim o aluguel sobe e o mercado se ajsuta denovo

    O apice disso do neoliberalismo deu em 2002 quando um imovel custava apenas 80 meses de aluguel, nosso velho e bom fator x que na bolha vimos pra 400x, até 900x, que hoje em 200x estaria em ponto de compra, lá por idos de 2002 era 80x, uma pechinhca mas nem assim ninguem queria comprar, dado a desmoralização do setor causada pro cagadas e mais cagadas do governo e ainda o custo de oportunidade, houv epeopca que o PMJ dava mais de 3% ao mês, então mesmo o aluguel custando 1,5% até 2% do valor do imovel, ainda assim valia a pena não comprar, porque a renda fixa rendia mais.

    Foi nessa situação que veio o lula com seu MCMV, dando crédito barato para construir, o juros caindo, valia muito a pena investir em imovel lá no comecinho da bolha, em 2004/05, daí sai do ponto otemo, mas a euforia continuou, deu um soluço em 2008/9 onde voltou a valer a pena, mas logo a euforia desmedida levou a preços impraticáveis a partir de 2009/10 quando a bolha estourou do ponto de vista matematico, mas continuaram a pedalar e enganar trouxas até 2012 masomenos, ou até 2015 a depender da praça, tipo o Hell.

    O que mais assuta nesse processo é que imoveis baratinhos subsidiados que deveriam custar 20, 30 mil no max 50 mil, eles triplicaram de valor e foi a old classe média ter que se apertar em bairros distantes porque derrepente com a euforia tudo passou a ser anunciado por 3x 4x o seu valor real. Alguns se deram bem conseguindo passar a batata quente, outros empataram, mas um monte de gente se deu muito mal, taí a crise economica persistente que não me deixa mentir, os reflexos deste estouro imob vamos sentir por mais 20 ou 30 anos (contas By Cesar)

    Expliquei?

    77+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 26 de abril de 2018 at 10:42

      Bela aula de história.
      Contada de um jeito honesto, coisa rara de se ver quando se faz pesquisas em sites por aí.
      Certos conhecimentos a gente só consegue aqui.

      41+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Brazil mode OFF 26 de abril de 2018 at 11:05

      O que fala desse cara… sem comentarios, parabéns.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 26 de abril de 2018 at 11:11

      agora sigamos com o que importa…

      Hoje existe saldo residual?????
      Existe o perigo de se repetir os problemas daquela época

      A resposta correta é confusa e peço paciencia vou ver se eu consigo explicar.
      R: SIM e Não, depende.

      Bem, oficialmente falando NÂO, que não existe mais a figura do saldo residual, os indexadore mudaram, a economia está muito melhor e mais estável que na epoca do cruzado/cruzeiro e inicio do REAL, a inflação anda dentro dum patamar previsivel (exceto os anos dilma2) o cambio (dolar) tem a tal variação suja o BC intervem abatendo picos e evitando panicos, temos colchão de dolar pra isso, os juros nunca mais foram o que já foi. MAS ainda tem a TR, que é um resquicio lá dos anos 80/90, banco não é bobo deixaram lá essa pequena armadilha contra malandragens, o zero virgual qualquer coisa foi mais que suficiente pra derrubar a nova matriz economica e voltar a realidade real e concreta, não existe free lunch, viu mauricio, imprimir dinheiro azeda a situação, maquiar contabildiade que no fim tem o mesmo efeito pratico de imprimir piora a situação, inclusive pros endividados, uma questão de abstração matematica que eu tenho dificuldade de explicar, só peço que olhem o que aconteceu com a parcela e o aluguel nos ultimos anos, no fim é isso

      Mas dizer Não, não é dar toda a resposta, porque além da TR, existe algo mais subrepticio e neste caso peço a vcs que leiam o que o cA escreveu acima sobre as renegociações mirabolantes da CEF com o mutuário,

      – Então a resposta correta é SIM, ainda existe o tal saldo residual…

      ,mas agora é com outro nome, em outra conta em outra dívida e o efeito é exatamente o mesmo, a dívida fica impagável com o detalhe que não há garantias concretas com essa nova dívida, o governo distribuindo créditos ao inadimplente, via CEF, na verdade eles mesmos (e nós) que estamos apgando esta conta ao pagar impostos ao governo e o govenro tbm não produz dinheiro, ele precisa ir ao mercado pagar nosso PMJ para cobrir o rombo da CEF deividamente maquiado, maniupulado, disfarçado (ver CA) um claro replay do que aconteceu nos anos 80, como disseram acima, o Motumbo trocou de roupa, pos camisinha, mas o motumbo continua firme e forte.

      Dilma estava certa, quem ganha não ganha, quem perde, deixa de ganhar, vamos todos perder, exceto oportunistas e amigos-do-rei
      Uns mais, outros menos vamos todos arcar com isso aí, o PMJ é apenas um alento, saber comprar, alugar, investir, saber fazer contas é fundamental.
      Se vc conseguir se manter do jeito que está, enquanto todos estão empobrecendo, vc será o cara do bairro, vai pegar todas as menininhas da cidade.

      Para referencia completa desta resposta ler o comentário do CA acima que começa com
      _____________________________
      CA 26 de abril de 2018 at 10:02
      Cesar_DF,

      Queda recorde e sem equivalente em todo o mundo na taxa de inadimplência.

      Mesmo assim, o percentual de inadimplência aumentou frente a um crescimento EXPONENCIAL no credito imobiliário concedido, quando neste contexto deveria ter CAÍDO e MUITO.

      Por que um crescimento exponencial no crédito imobiliário concedido deveria levar a queda no percentual de inadimplência? Porque se o crédito foi bem analisado antes de conceder, a taxa de inadimplência nos primeiros anos de financiamento deveria ser MÍNIMA, muito abaixo da média que inclui financiamentos mais antigos, fazendo com que esta própria média caísse.

      Então, o que temos na CEF é que além de estarem FALSIFICANDO a inadimplência com renegociações MIRABOLANTES, como por exemplo, deixar de pagar 12 meses e ao quitar 1 tirar da inadimplência e repetir o truque anualmente, empurrar a dívida para o final do contrato, contar com descontos “mágicos” de 80% sobre a dívida, etc, etc, etc, ela ainda assim conseguiu ter um crescimento ANORMAL na inadimplência!

      Para PIORAR o que consta acima, graças a intervenções do BC para ajudar a MAQUIAR as ANOMALIAS, a CEF não tem mais obrigação de retomar os imóveis depois de 3 meses de inadimplência, pode esperar até 1 ano para fazer isto e ainda, permitir que o inadimplente use o FGTS para dívidas de até 1 ano também, sem contar que mesmo com tudo isto, o BC ainda lançou mão de outras ações APELATIVAS, como por exemplo, permitir que a CEF fique com um imóvel retomado sem leiloar por mais de 1 ANO!

      E mesmo com tudo que consta acima, a CEF tem retomado apenas a menor parte dos imóveis inadimplentes OFICIALMENTE!
      ______________
      (leiam até o fim por favor, e tbm as antes que geraram esta explicação)

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Falido.com 26 de abril de 2018 at 11:19

      Exatamente…. O meu contato era reajustado anualmente pelo IGPM e, na época que comprei o terreno nao sabia patavinas do que se trata, mas além de ler o contrato perguntei ao “corvo” o que era… me disse que era reajuste igual ao salário mínimo(pinocchio detected!), coisa de 30,00 a época… Meu grande erro foi não investigar, ir atrás, duvidar…. No 2o mandato do FHC o IGPM estava galopante chegando a mais de 20% ao ano então vi minha prestação num decorrer de apenas 5 anos mais que duplicar… Fui processado, gastei com advogados, virei a ovelha negra da família, fui novamente enganado por advogado(perdeu o prazo pra apresentar ao juíz as razões), foi pra 2a instância e acabei fazendo acordo pra não perder quase tudo que paguei + o imóvel que construi… Enfim, aprendi com sem motumbada… 🙂

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Festa Ploc 26 de abril de 2018 at 11:37

    Tentei acrescentar algumas informações ao que disse o Lucas sobre o resíduo mas o comentário caiu na moderação do Blog. Não sei qual o critério, mas o comentário se restringe a passar informações da época.

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 26 de abril de 2018 at 11:49

      tenta denovo, minha memoria não é la essas coisas, fiz de correndo, o assunto é importante agradeço correções, coomplementações
      pelo que sei só bloqueia quando tem masi de 1 link

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Festa Ploc 26 de abril de 2018 at 11:58

        Escrevi direto na caixa e era meio grande. Vou refazer depois se não for liberado.

        3+
        • avatar
      • Hunter 26 de abril de 2018 at 12:02

        Não tenho o que acrescentar, Mr. Lucas, se não que o relato foi exatamente isso.
        Era criança/adolescente nos anos 80 e lembro bem desse perengue, que era comprar e pagar casa do BNH.
        Lembro que meu pai, durante um tempo, simplesmente decidiu “não pagar” o financiamento, com fundamento no robusto argumento de que “ninguém paga, então também não vou”, ou seja: muita gente, não pagava.
        O que me impressiona nisso tudo, é como a gente, enquanto povo, não consegue aprender com umas cacetadas tão scrotas como essas.
        E no fim das contas, a gente ainda tem pessoas como Delfim e Bresser sendo tratados como figuras relevantes nesse debate sócio-econômico.
        É muita deficiência cognitiva e é pra colocar a esperança de qq um no chão.

        31+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 26 de abril de 2018 at 12:06

          Claro que são relevantes, são gênios do mal.
          A coisa aqui no Brasil é uma mistura de oculto com escancarado, é uma cacetada tão scrota, como você disse, que é de se assustar que o povo de um modo geral não aprenda com ela.

          17+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 26 de abril de 2018 at 12:28

            complexo de eterna Geni
            feita pra usar, feita pra cuspir

            6+
            • avatar
            • avatar
  • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 12:05

    Um país onde homens brancos são uma minoria oprimida

    Em 2017, a população residente no Brasil foi estimada em 207,1 milhões de pessoas, 4,2% maior que em 2012, quando somávamos 198,7 milhões. No ano passado, 90,4 milhões de pessoas ou 43,6% do total se declarou branca, ao passo que a população preta era de 8,6% (17,85 milhões) e pardos correspondiam a 46,8% (96,95 milhões).

    Enquanto os homens representavam 48,4% da população ou 100,12 milhões em 2017, as mulheres correspondiam a 51,6% ou 106,7 milhões. Com relação ao sexo o IBGE também não identificou alteração relevante nessas participações entre 2012 e 2017.

    Leia mais: https://oglobo.globo.com/economia/populacao-que-se-declara-preta-cresce-22-em-cinco-anos-no-brasil-22625501#ixzz5Dn7KecCF
    stest

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • careca666 26 de abril de 2018 at 12:07

    CVR próprio:
    Acabei de fazer a Declaração do IR…
    Em resumo, tinha um salário bom, esposa e um filho, comprei um apto pequeno em 2005 por 50 mil e vendi em 2012 por 250 mil.
    Aí começa a desgraça: comprei um de 500 mil (“completo”) na planta, financiado em 30 anos.
    Mulher ficou desempregada e meu salário caiu para quase metade em 2016.
    Resultado: Consegui vender o bolhudo em 2017 (ufa!), pelos mesmo 500 mil. Ao apurar as contas:
    – Não tenho mais apto, perdi uns R$ 130 mil só no apto (quitação do finame, juros, escrituras, reforma, etc);
    – Não tenho mais carro (deu PT em 2014, recebi o seguro e paguei dívidas);
    – Estou zerado (o valor recebido só deu para cobrir as dívidas);
    – Mudança de escola (consegui bolsa parcial para a criança);
    – Mudança de bairro, agora pago aluguel, mas faço tudo a pé;
    – Ralando para conseguir fechar as contas no fim do mês. Pelo menos não perdi a dignidade, paguei todas as dívidas e estou morando melhor que antes..(vai entender)
    RESUMO: nada soft, foi bem hard!!! Acho que só não foi pior porque conheci esse site em meados de 2016, e aí percebi que era melhor realizar o prejuízo do que ficar na espiral louca de 666. (ainda sou bastante 666, mas pelo menos sei onde erro ou errava…casa própria e carro nunca mais. Podem criticar à vontade, mas acho que o pior passou). Abs e obrigado BIB.

    154+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 26 de abril de 2018 at 12:09

      É isso aí.
      Parabéns pela honestidade.
      A maioria enfia a cabeça no buraco e faz mais dívida para tentar salvar o que é o do banco.

      em breve vc irá se recuperar e dormir tranquilamente. É um peso que sai dos ombros.

      61+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 12:10

      Pontos a favor: saiu sem dívida e aprendeu com os próprios erros

      48+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 26 de abril de 2018 at 12:21

      De forma de nenhuma você será criticado.
      Você começou como 666 mas deu a volta por cima, e inverteu a situação virou 999.
      Esse CVR é um exemplo que todo mundo deveria seguir… Foram algumas escolhas ruins, mas percebeu a tempo e está a caminho de acertar sua vida.
      Parabéns por ter aprendido! A partir de agora sua vida vai melhorar, com certeza. Ainda que tenha menos dinheiro, tem mais noção, e isso faz toda diferença.

      42+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 12:23

      careca666

      Só de curiosidade, quando você descobriu este antro de pessimistas, digo forum/blog de bolhistas? kkk

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • careca666 26 de abril de 2018 at 14:23

        Desde meados de 2013…logo após comprar o imóvel com “desconto de 30% na planta”. Algo não batia, quem comprou primeiro antes dançou… À época ainda me achava esperto, pensando que o desconto valia a pena o risco. Quando entregaram em 2014, percebi que se tivesse comprado pronto sairia ainda mais barato… Mas segui a vida. Quando as coisas apertaram em 2016, revi meus conceitos e entendi que vcs estavam certos! Não era soft, e a bolha era o menor dos meus problemas. Para ter uma idéia, até hoje tem uns 20 aptos vendendo no mesmo prédio pelo preço médio de 700 mil… Alguns há mais de dois anos. Queimei no final de 2017 por 500 (mesmo preço de avaliação de 2013), e dei graças a deus, mesmo perdendo uma pequena fortuna e sendo chamado de loucos pelos vizinhos e parentes. Mas se continuasse bricklover, dali em diante eu seria um mendigo, pois já devia para todo mundo, e a coisa só ia piorar. Valeu!

        57+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 15:18

          Rico não é quem ganha muito, mas quem consegue viver feliz com pouco

          39+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Rico 26 de abril de 2018 at 15:19

            Rico sou eu.

            38+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • Bsbguy 26 de abril de 2018 at 18:16

          e te falar que a tranquilidade emocional que vc ganhou nesse processo. Aceitar uma perda é altamente positivo, vc começa a olhar para frente, zerou o jogo, perdi uma batalha, mas não perdi a guerra. vamos denovo, novos conceitos, novos pensamentos.
          Pior situação é ficar exposto ao risco acima do que vc suporta e com um valor muito alto (digo em qlqr quesito, desde imóveis , a trabalhos precários (no significado jurídico mesmo), moedas (o que vejo de gente muito alavancada em moedas, ainda mais em bear market ai pesado…)…etc..

          cada um sabe o risco e o retorno que aceita assumir. Mas o mais importante é se informar, quanto mais informações melhor!

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Bsbguy 26 de abril de 2018 at 18:20

            *perde…perde…

            2+
            • avatar
            • avatar
    • Lucas 26 de abril de 2018 at 12:24

      passamos por isso, sai dum apê de 150 metros num dos bairros mais nobres de uma capital pára um kitnet de 40 com lavanderia coletiva em 92/3, isso após breves meses morando numa casa sem reboco que aqui na perifa chama parece casa de maribondo.

      os russos venceram a guerra recuando, deram moscou em chamas para napoleão, deram saõ petesburgo em chamas para os alemães.

      Vc soube recuar, se livrou do peso, agora bola pra frente, recuperar o tempo perdido, perder não é vergonha nenhuma, faz parte do jogo, se perdeu que não perca a lição, daqui 10 ou 20 anos quando vc estiver muito bem denovo, vc estará ensinando aqueles que querem aprender

      64+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 26 de abril de 2018 at 12:31

        Hoje você tá inspirado.

        25+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • From_The_Tower 26 de abril de 2018 at 12:31

        clap, clap, clap !!!

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Lucas 26 de abril de 2018 at 15:10

        corrigindo: a kit tinha 34 metros quadrado,
        já falei dela, dava pra usar o vaso sanitario e fritar um ovo ao mesmo tempo,
        Em 1992 era um absurdo de pequena, na verdade era um flat falido da epoca da bolha de flats, convertido em apartamentos para familias
        hoje eu fico vendo, 34 metros quadrasos é mais de 3x maio do que alguns imoveis que valem milhão na vila olimpia ou na ZO perto da Puc.

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • careca666 26 de abril de 2018 at 17:29

          Pois é, meu bolhudo era mais ou menos perto da PUC, só que pros lados da Pompéia, ladeira pra todo lado e pouca opção de lazer para crianças. Agora pago um aluguel mais barato do que a prestação, morando em um apartamento com 30 metros a mais em um condomínio melhor, em uma região muito melhor e com tudo perto, inclusive escola e trabalho. Detalhe: o que pago de aluguel demoraria 500 meses para comprar. Isso o BIB me ajudou, pois percebi que tá mais barato morar em bairro nobre do que longe. E ainda economizo com transporte, iptu isento e água (não é individualizada, e o condo é baratinho).

          21+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Bsbguy 26 de abril de 2018 at 18:24

          já morei em 25 m² aqui…34 não parece tão ruim hahaha

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 26 de abril de 2018 at 20:47

            sozinho ou com a familia? gato cachorro papagaio?

            4+
            • avatar
            • avatar
            • Senhor Bolha 26 de abril de 2018 at 23:03

              Moro em 38 m2 e já acho uma bela gaiola, mas o que pago de aluguel aqui é tão ínfimo frente aos preços dos imóveis na região que sobra para aporta e ainda rentabilizar em cima deste dinheiro adicional.

              13+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Senhor Bolha 26 de abril de 2018 at 23:09

                Pago 600 conto de aluguel + 260 condomínio.

                A mesma gaiola é vendida por 200k o que daria um fator X de aproximadamente 330 pelo aluguel corrente.
                OBS: Moro no centro da cidade próximo a todos grandes comércios regionais, minha esposa trabalha apenas 3 quarteirões do local, o que elimina necessidade de carro e transporte para longas distancias na periferia regional.

                Nos últimos 4 anos o que rentabilizei em cima do dinheiro da parcelinha não é brincadeira, quase dobrei valor investido no mercado financeiro.

                12+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
            • Bsbguy 2 de maio de 2018 at 15:47

              Na época sozinho! era um quartão no final das contas!

              0
          • Rico 27 de abril de 2018 at 10:34

            Morei em 27m3. O problema era o vizinho que tinha dois estados: Ou estava fumando ou estava dormindo. a fumaça ia direto para o meu apertamento.

            4+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
      • Leonardo M. 26 de abril de 2018 at 23:00

        Lucas

        Os russos nunca perderam São Petersburgo (antiga Leningrado) para os alemães.
        Os alemães sitiaram a cidade e mataram mais de 1 milhão de russos por fome.
        São Petersburgo só saiu do sítio alemão em 1944, foram mais de 3 anos de sítio e uma batalha sangrenta.
        A batalha de Leningrado ao perdeu em número de mortes para Stalingrado onde mais de 3 milhões de russos alemães, italianos,húngaros, romenos e outros perderam a vida.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Porto-alegrense 26 de abril de 2018 at 14:23

      Como o Yoda falou pro Luke no último Star Wars: “O fracasso é o melhor professor”.

      Parabéns por ter dado a volta por cima, o pior com certeza já passou.
      Agora é focar em multiplicar teu dinheiro (poupando, investindo, etc).

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • tmarabo 27 de abril de 2018 at 16:26

      Careca, se tivesses ficado no imóvel ias dar calote no empréstimo imobiliária,calote no condomínio, iam retomar o imóvel cedo ou tarde e irias ficar com dívidas a não mais poder. Irias levar no mínimo cinco anos, com sorte, para te reergueres.
      Agora estás morando melhor, segundo dizes. Já sei: trocou caixa de sapato em prédio novo por um prédio antigo e confortável (cômodos espaçosos). Como eu fiz rsrsrsrsrsrsrs
      Quem dera mais brasileiros soubessem fazer isso, ou seja, soubesse a hora de apertar os cintos, teríamos um país bem melhor.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • careca666 27 de abril de 2018 at 17:29

        Isso mesmo! Vendi na bacia das almas, quando já não tinha mais onde pegar empréstimo para quitar as dívidas básicas. Até todo o FGTS foi usado para abater 80% das parcelas, o próximo passo era inadimplência e leilão, além das dívidas já acumuladas. Já tava andando igual uma alma penada, pré-depressão, escondendo dos “amigos”.
        Troquei 60 e poucos metros mal acabados (“chique”, c/ um monte de espaços de lazer ridículos, mal localizado) por mais de 90 metros bem construídos, bem mais confortável , prático e de qualidade infinitamente melhor (antigo e famoso).
        Aproveitei os ensinamentos aqui para fazer uma proposta de aluguel 50% abaixo…fechei em 30%. E o condomínio oferece muito mais, pela metade do preço do outro…sem contar IPTU isento (o outro era R$ 300,00 por mês!).

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • From_The_Tower 26 de abril de 2018 at 12:10

    Olhem esse apêzinho litoral de SP

    https://www.zukerman.com.br/apartamento-guilherme-praia-grande-sp-13196-119910?utm_source=newsletter&utm_medium=mkt

    114 k no leilão

    foi vendido por 175k e garantia bancária de 142k.
    SOFT !

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • EngenheiroSP 26 de abril de 2018 at 12:17

      Duro é o bichinho de goiaba. Isso ai tem que deixar para os agiotas que tem seus cobradores

      7+
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 26 de abril de 2018 at 12:19

        Mas a minha intenção é mostrar que até mesmo os bancos estão perdendo em alguns casos.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • EngenheiroSP 26 de abril de 2018 at 12:44

          Pois é, é o bichinho torna ainda mais difícil conseguir se livrar dele. O banco vai arder muito ainda até recuperar o que pretende

          4+
          • avatar
          • avatar
    • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 12:19
      • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 12:21

        180K em julho de 2014 viraram agora R$ 217.861 pelo IGPM
        Queda de 47,7%

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 26 de abril de 2018 at 12:24

          Essa conta não existe para os BRICK LOVERS!
          Seu pessimista !!!
          😉

          16+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 26 de abril de 2018 at 12:31

            Imóvel é moeda forte.
            não importa se não bate a renda fixa , a inflação dos preços e ou rentabilidade mínima no aluguel.
            Imóvel é um estado de espírito. Imóvel é a nuance que permeia a segurança. É um tipo de magia. É inexplicável. 😉

            26+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Antigo 26 de abril de 2018 at 12:34

              Imóvel no princípio, agora e sempre, amém.

              10+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • From_The_Tower 26 de abril de 2018 at 12:36

                HABEMUS TIJOLUM……..ummmm…… ummmmm
                🏠🙏
                (mantra dos brick – lovers)

                14+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
            • Rico 26 de abril de 2018 at 15:14

              Brasil is not sinking!!!!

              3+
      • From_The_Tower 26 de abril de 2018 at 12:22

        5k foi milho pro corvo
        😉

        7+
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 26 de abril de 2018 at 15:08

          sabe o que me assombrou nesse leilão
          a aparencia de chic aquela varandona imensa na fachada e o imóvel só tem 40 e poucos metros quadrados

          8+
          • avatar
          • avatar
          • Rico 26 de abril de 2018 at 15:17

            Menos metragem, já que área de sacada não é área construída, consegue encaixar como imóvel mais popular.

            5+
            • avatar
            • avatar
            • Controladinha 1 de maio de 2018 at 02:43

              É isso mesmo. Agora estão todos assim. 1/3 do apto é sacada e os corretores ainda querem te enganar que isso é uma coisa boa. A última coisa que ouvi é que a família quer viver reunida, por isso os quartos podem ser pequenos, porque ninguém fica mais no quarto!!!!!!! Oi?!!!!!!! Armário pra guardar coisas então ninguém precisa mais também, pois há o incrível depósito na garagem (cobrado como área de m2 do apto), onde você pode guardar todas as suas coisas (e torcer para ratos e baratas que vivem na garagem não infestarem o seu valioso depósito de 14.000 temers/m2 – valor em Pinheiros/SP).

              3+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
          • Margarida 27 de abril de 2018 at 12:54

            Aqui em SBC tem um monte assim.

            4+
            • avatar
            • avatar
    • Onix 1 de maio de 2018 at 06:34

      Esta caro,PG tem duzias de apt por 100k vazio.Estou tentando vender uma casa lá,valor de imobiliárias 250,ja anunciei por 150 é nada.

      1+
      • avatar
  • Cadeludo 26 de abril de 2018 at 12:46

    você são muito pessimistas
    não entendem nada de esperança kkk

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 26 de abril de 2018 at 12:47

      Meu tijolo é minha fortaleza e nada me faltará !!!

      Oremos !

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Flyn 26 de abril de 2018 at 13:37

    https://g1.globo.com/economia/noticia/em-meio-a-crise-cresce-o-numero-de-brasileiros-que-moram-de-favor
    Em meio à crise, cresce o número de brasileiros que ‘moram de favor’, aponta IBGE

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lord of All 26 de abril de 2018 at 14:19

    Cesar_DF
    O conceito de agente público para o Direito Penal é amplo. Até estagiário entra aí.
    Funcionário público
    Art. 327 – Considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, embora transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função pública.
    § 1º – Equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou função em entidade paraestatal, e quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou conveniada para a execução de atividade típica da Administração Pública.

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Oliveira 26 de abril de 2018 at 14:31

    Frase do ano: “DouglasteR
    Governo não sabe o que é autofagia. Vamos ver quantos metros do próprio rabo a cobra come antes de começar a passar mal.” kkkkk

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Strike 26 de abril de 2018 at 15:22

    Parece que a Dessembléia de MG abriu processo de impeachment contra o Pimenteira… agora, no fim do mandato!!!!
    MG vai fechar com um déficit de só 8 bi… troco de pinga!!!
    E tudo no Bananil vai indo normalmente, como se não houvesse amanhã…

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 26 de abril de 2018 at 15:25

      Esse maldito não deveria nem começado o mandato. Já entrou todo sujo.
      Decerto não conseguiu arcar com os favores políticos com a assembleia e agora está sendo fritado.
      MG não é para ter déficit. É um estado grande, com produção e com economia própria. Tem que gerir de forma minimamente coerente, só isso.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Strike 26 de abril de 2018 at 15:30

        É um estado muito grande em vários sentidos, inclusive em número de municípios… Talvez esse seja o problema, a estrutura estatal é igualmente enorme. Para não ter déficit, precisa de uma reorganização drástica da máquina pública…

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 15:25

    Um gráfico que mostra o início do fim da era do petróleo

    Estou achando que nosso próximo vetor de transporte será majoritariamente constituído de vans com pilotagem autômata.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Rico 26 de abril de 2018 at 15:35

      Faltou citar o Petroleo de Xisto produzido a partir de 2010 pelos EUA que gerou sobre oferta do petróleo e fez os preços caírem.

      5+
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 26 de abril de 2018 at 15:39

      gostei do titulo, rsrs
      fui procurar a fonte, será que esqueceram de deflacionar o dolar?

      2+
    • Lucas 26 de abril de 2018 at 16:28

      tem nada a ver, mas tem a ver, como disse ontem troquei a bateria do carro (5 anos de duração, não economizem, comprem sempre uma boa bateria)
      bem, fiquei assombrado com a evolução delas, cada dia mais faceis de manejar, mais duráveis, leves, mais baratas, não precisa mais por água nelas, paguei 240 numa que custaria 350 4 ou 5 anos atrás.
      Logicamente que não necessariamente tem a ver com causa ambiental, baterias tem produtos quimicos que podem ser toxicos, as minas tbm são danosas, já o petroleo basta um furo é algo que já esteve na naturea, basicamente carbono, feito do que somos feitos, mas seja um seja outro, o que assombra é a evolução tecnologica, fazemos hoje muito mais com muito menos, e pensar que antigamente se usava oleo de baleia, pra quem leu mobby dick sabe do que estou falando.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Carlos 26 de abril de 2018 at 22:09

      Dá uma olhada nisto Cesar.
      De quebra tem um resuminho histórico.

      China’s “Petro-Yuan” : The END of the Dollar HEGEMONY?
      https://www.youtube.com/watch?v=R-ljda7thl4

      2+
      • avatar
      • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 08:12

        Petrodolar é um arranjo que beneficiou principalmente os árabes
        Quando o petróleo deixar de ser importante, a maior parte daqueles países irá virar

        3+
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 08:14

          virar QUARTO MUNDO
          São como crianças mimadas, acostumadas com o dinheiro fácil dos petrodolares
          Mas, pelo tamanho da compra de armamentos que a Arábia Saudita fez rescentemente, eles sabem que a troca de petróleo por proteção está no final.

          5+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Senhor Bolha 26 de abril de 2018 at 15:44

    Insuficiência para regra de ouro fica em R$ 28,3 bilhões em 12 meses
    O governo ultrapassou em R$ 28,3 bilhões o limite imposto pela regra de ouro, que impede a emissão de dívida para pagar despesas correntes como salários, nos 12 meses até março.

    E agora José?

    Minha contribuição sobre distorções causadas no mercado real quando se imprimi dinheiro para pagar despesas corrente. Qualquer pessoa ao raciocinar abertamente sobre determinado assunto, munida da lógica mais elementar possível consegue perceber que vivemos numa economia de recursos finitos cerceada por um planeta com recursos escassos; muito embora os novos socialistas advoguem em direção há um século de pós escassez.

    Não é o que se evidência na realidade: Numa economia de escassez a melhor alocação de recursos se faz por meio de mecanismos de preços. Quem dá mais valor a determinado bem leva; e assim se organiza toda cadeia de produção no capitalismo. Agora na economia socialista governo distribui recursos em partes iguais, porém no fundo não é isso que acontece na prática. Alguns itens mais escassos no mercado são partilhados pelo alto escalão do partido ( Amigos do rei). E por que isso acontece? Porque sendo recursos escassos dentro de uma economia planificada restaria ao planejador central decidir quem recebe X ou Y. Não existe produtos para todos , logo alguém vai receber este item sem gerar valor para sociedade.

    A economia capitalista pura funciona da seguinte forma: Na sociedade existe demandas e problemas para serem resolvidos , ganha mais dinheiro aquele que oferecer serviços e soluções demandados pela população. O serviço sendo demandado ocorre incentivo para se criar novas tecnologias e procedimento para aumentar produtividade visando baixar custos. Por isso hoje podemos comprar itens que há um século atrás custariam olho da cara. A escassez ainda existe, porém as novas tecnologias e melhor alocação de recursos massificou a produção destes produtos demandados pela população.

    Na economia planificada como não existe sistema de preços genuíno é impossível calcular demanda real por meio de alocação inteligente de recursos, consequentemente a produtividade cai, e este processo continuo faz com que não aja novos incentivos a renovação. Qual foi solução aventada pelos novos socialistas? Responde a economia desenvolvimentista, uma simbiose entre economia planificada e adulteração da contabilidade no capitalismo genuíno, neste sistema se cria dinheiro a partir de concessão desmedida de crédito em vez de auferir aumento de produtividade , não só ocorre completamente opostos do inicial planejado como não foi produzido nada em troca,, e como não se bastasse ainda foi distorcido sistema de preços dos produtos e bens na sociedade; ou seja: uma vez que existe mais dinheiro na economia estes itens continuam sendo escassos mesmo com a melhora da produtividade promovida pelas inovações.

    EX: Supondo que dispomos de 50 casas cada uma valendo uma unidade de 50 mil reais.

    No sistema de crédito lastreado em poupança seria preciso haver dinheiro poupado para concessão de crédito no mercado.No sistema inflacionista não é necessário que aja poupança acumulada e aumento de produtividade real , neste sistema simplesmente o burocrata pode decidir quantidade de crédito por meio de políticas públicas.Neste sentido amplo da palavra, primeiro você tem 50 casas que antes da injeção de crédito sem lastro valiam em torno de 50 mil cada, supondo que tudo dentre deste modelo venha de uma produtividade constante dentro de uma economia de itens escassos, consequentemente a quantidade de dinheiro maior na economia causaria distorções, dinheiro este que chegou por meio de concessão desmedida de crédito cria enormes distorções no mercado, adiante pergunto: O que acontece com preço das casas? Exato ele sobe rumo ao infinito.

    E aquelas pessoas que antes possuíam apenas 50 mil unidades de dinheiro para comprar um bem no mercado vão precisar agora de 5 vezes mais dinheiro. Quais os principais beneficiários deste esquema?

    – Num sistema inflacionista quem recebe o dinheiro primeiro sai na frente dos demais, ou seja quem pegou crédito primeiro são os primeiros se beneficiar da euforia.

    – No segundo caso quem construiu a casa se beneficia da venda por preços maiores amealhando um valor econômico maior.

    – No terceiro caso todos na cadeia de construção se beneficiam indiretamente.

    E quem perde com isso? Todos aqueles que compraram item após determinado valor, ou seja os últimos receber dinheiro são os mais prejudicados, uma vez que o poder de compra do dinheiro quando chega na mão deste indivíduo vale metade ou até menos.

    Aonde entra governo nisso: O governo ao descumprir regras de ouro cria distorções nos preços dos ativos mandando sinais errados ao mercado , isso faz com quem itens que seriam demandados a preços baixos alcancem proporções catastróficas para os pobres, e muito disso se da quanto governo imprimi dinheiro, consequentemente quem receber primeiro este dinheiro se benéfica a custa de todos outros participantes do mercado. Logo políticas inflacionistas causam aumento da concentração na renda das pessoas que recebem primeiramente este dinheiro imprimido.

    EX: O governo hoje dispõem de uma folha de pagamento de 300 bilhões referente ao setor de funcionalismo, supondo que o governo não consiga honrar este pagamento por meio de endividamento futuro ( Hipotecar novas gerações), e por meio da tributação progressiva do setor produtivo, consequentemente o faça mediante impressão de dinheiro. Pergunto quem se beneficiaria inicialmente com este arranjo.Respondo: Todos funcionários que receberem dinheiro imprimido inicialmente. A distorções seriam ainda maiores no caso do governo imprimir dinheiro para pagar despesas correntes.

    Quem aqui lembra como foi construida Brasília? Exato a custa de muita malabarismo contábil e até hoje pagamos por isso.

    – Para pirâmide social funcionar:
    O governo precisa de cada vez mais ” Gado “, pessoas escravas de dívidas.
    Isto não basta! O governo precisa tributar pesadamente o setor produtivo.
    Isto também não basta! O governo precisa incorrer em dívida futuro para pagar dívida presente ( Rolagem), bom e o que acontece quando esta dívida estiver maior no futuro? Não é problema do governo atual! até lá mudou partido no poder, porém a dívida contraída no passado fica para gerações futuras por meio do aumento de alíquotas de imposto progressivos.

    Este sistema é muito bom para políticos uma vez que você antecipa demanda futura jogando na economia presente,mas em troca de hipotecar o futuro.

    Por isso a economia funciona em ciclos de alta conjuntura e baixa conjuntura, e por isso a variável mais importante para medir inflação é expansão da base monetária junto a oferta monetária.

    Já faz 100 anos que estamos repetindo as mesma políticas públicas e obtendo os mesmos resultados. E porque as crises estão sendo cada vez piores? Uma vez que o sistema financeiro baniu padrão outro há 50 anos atrás que limitava este processo, fez com que estados mundiais construíssem dívidas cada vez maiores; dívidas estas contraídas por meio de injeção de dinheiro na economia real. Simplesmente fazem este procedimento para tentar controlar ciclos de baixa e alta conjuntura como ( Boom) ( Recessão), ( Depressão). Num cenário de alta conjuntura a inflação monetária das as caras , consequentemente estado se vê obrigado retrair a base monetária, posteriormente quando estado enxuga liquidez no mercado acontece o Clash . Adiante o estado injeta mais dinheiro na economia para tentar conter depressão, assim como manda manual clássicos do pós keynesianismo, este procedimento ato continuo cria distorções cada vez maiores que vão ser pagas por gerações que ainda nem nasceram.

    Este joguinho de por e tirar dinheiro da economia: Hoje é conhecido como política monetária, este ato continua causa ciclos de alta e baixa conjuntara, e também é responsável por cada vez mais distorções no futuro. Simplesmente não há solução para equação. A priori vão jogando a bomba de geração em geração até que aconteça um master reset que empobrece a todos na sociedade. A recuperação pode demorar até décadas para acontecer, e tudo isso depende unicamente da escala da intervenção anterior.

    No Brasil o mesmo procedimento foi usado por Juscelino kubitschek para construir Brasília, isso causou algumas crises nos anos 60.
    O mesmo procedimento também foi usado na década de 70 no ( milagre econômico) , isso causou a década perdida ( Anos 80).

    Em meados da década de 90 governo FHC resolveu apenas uma parte da equação ( A que diz respeito maneira que se imprimia dinheiro), atualmente para o governo imprimir dinheiro só pode fazer por meio de emissão de dívida ( governo não pode ligar para casa da moeda e mandar imprimir dois milheiros, em vez disso governo precisa emitir dívida no mercado para pagar despesas corrente que não são cobertas pela receita de impostos. Porém isso faz com que governos populistas tentem emitir mais e mais dívida no mercado para fazer seus programas sociais e ganhar votos no presente a custa do endividamento de gerações futuras, porém ao fazer isso em ato continuo é necessário cada vez mais impostos no futuro( Até por isso quando se fala em socialismo moderno é exatamente em cima deste mecanismo), você pode privatizar tudo numa economia , e mesmo assim economia ainda ser socialista ( Uma vez que carga tributária atinge níveis imorais como 50% do PIB. A economia produtiva não pode mais crescer de maneira orgânica, já que todo dinheiro é direcionado ao estado, consequentemente ficamos num estado de semi socialismo aonde economia não cresce por causa do tamanho do estado, mas quem olha de fora acredita que cresce por causa dos ciclos economicos de alta e baixa conjuntura causados pelos sistema monetário global.

    Ainda nos 2000 o governo tentou resolver segunda parte da equação ( Limitar gastos públicos) por meio da LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias, mas o mecanismo usado é totalmente desconexo da realidade.

    E atualmente governo tentou novamente resolver segunda parte da equação sem sucesso aparente com o famigerado ” teto de gastos.”

    Insanidade é continuar fazendo a mesma coisa esperando resultados diferentes. Albert Einstein

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 26 de abril de 2018 at 16:05

      esse povo pessimista que fica escrevendo textão e citando ainstain no final
      eles não sabem nada de esperança

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Rico 26 de abril de 2018 at 16:16

        Melhor esperar virar filme, né Lucas?

        3+
        • avatar
        • Lucas 26 de abril de 2018 at 16:30

          alguem diz pra ele que era ironia, se eu disser vai ficar chato
          … ops

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Strike 26 de abril de 2018 at 16:46

            Lucas, pelo menos a performance da bolsa tem sido muito boa… Isso ninguém pode negar.

            2+
            • avatar
            • CA 26 de abril de 2018 at 17:00

              Strike,

              Segue abaixo a evolução dos últimos 30 dias encerrados da BOVESPA (sem contar hoje, neste instante sem número final).

              De 22 dias úteis, tivemos QUEDA na cotação da BOVESPA em 11 deles ou 50%.

              É isto que significa uma performance muito boa, uma volatilidade extrema que demonstra altíssima INSEGURANÇA, onde qualquer “espirro” lá fora vira gripe por aqui porque NINGUÉM confia no Brasil???

              Data %
              25/4 -0,50%
              24/4 -0,16%
              23/4 0,06%
              20/4 -0,32%
              19/4 0,06%
              18/4 2,01%
              17/4 1,48%
              16/4 -1,75%
              13/4 -1,30%
              12/4 0,23%
              11/4 0,87%
              10/4 1,44%
              9/4 -1,78%
              6/4 -0,46%
              5/4 1,01%
              4/4 -0,31%
              3/4 -0,05%
              2/4 -0,82%
              30/3 1,78%
              29/3 0,08%
              28/3 -1,50%
              27/3 0,84%

              4+
              • avatar
              • avatar
              • CA 26 de abril de 2018 at 17:02

                Ops, pequena correção nas datas finais (percentuais corretos):

                29/3 1,78
                28/3 0,08
                27/3 -1,50%
                26/3 0,84%

                2+
                • CA 26 de abril de 2018 at 17:06

                  Vamos olhar sob outro aspecto:

                  No pico da BOVESPA, que foi em fev/18, alcançou mais de 87.000 pontos, mas desde então não conseguiu voltar a este patamar. Esta é uma performance excelente, inquestionável?

                  2+
                  • avatar
                  • Lucas 26 de abril de 2018 at 17:46

                    CA, tem oscilado bastante, o que favorece gestões agressivas e alguns fundos, mas a preço real, se a gente cotar em dolar, tá fraco sim.

                    2+
                    • avatar
              • CA 26 de abril de 2018 at 17:22

                Sobre as ameaças constantes da bolha das bolhas americana nos últimos tempos, vale lembrar o que a história nos ensina sobre os períodos de pico SEM NENHUM FUNDAMENTO seguidos por ALTA VOLATILIDADE:

                http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/1582486/pregoes-incriveis-fatores-por-tras-crash-1929-onda-panico-nova

                Trecho do link acima:

                “Depois do seu pico, o Dow Jones cedeu à instabilidade. Passou dois meses de muita volatilidade, com duras baixas seguidas de recuperação. Até chegar o pregão de 24 de Outubro de 1929, o crash”.

                Sim, volatilidade elevada na Bolsa, logo depois de um PICO = FRAGILIDADE na economia = há algo MUITO errado = …

                6+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
            • Nelson Schadenfreude 26 de abril de 2018 at 19:52

              Tá oscilando sem tendência de queda ou subida. Tô aproveitando para realizar o lucro e reduzir posição.
              PETR4 tá resiliente, hein?

              2+
              • Senhor Bolha 26 de abril de 2018 at 21:47

                Operar ciclos economicos a maravilha do século 21 , a dificuldade reside justamente em desvendar a contabilidade criativas e inúmeras armadilha ” Falsos sinais no mercado”.
                Quem domina arte ao menos consegue antecipar as tendência antes dos desastres.

                Benchmark no ano

                Ibove no ano 13%
                Carteira no ano 17%
                Alpha + 4%

                Ainda tenho uma carta na manga que pode ampliar esta vantagem em no mínimo mais 3% nos próximos meses.

                Diferencial até momento: ter montando hedge em ativos com receita dolarizada quando dolár estava em torno de 3,10. Há pelo menos uns 5 meses percebi que tinha algo errado com cambio e logo me atentei para esta descalabro ! E na minha modesta opinião ainda vai vir chumbo grosso no próximos anos dada qualidade dos candidatos a presidência que temos.

                Os gringos responsáveis pela tendência no mês já estão positivos no ano novamente, mas a resposta até quando este capital especulativo vai se manter por terras tupiniquins, eis a questão.

                Quando puxarem o tapete na terra do tio som : Recolher liquidez no mercado a bolsa vai virar para tendência de baixa.

                5+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • Senhor Bolha 26 de abril de 2018 at 21:47

                  Petro ta seguindo brent internacional.

                  2+
                  • avatar
          • Rico 27 de abril de 2018 at 08:39

            Mas no meu caso foi ironia somada a sua .

            1+
    • DouglasteR 26 de abril de 2018 at 17:33

      Regra de ouro ?? pffft. Regra boa é a do tijolo, prq não erra. SQN.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 26 de abril de 2018 at 20:05

      Estamos num sistema de metas para inflação. Funciona bem enquanto a política fiscal estiver equacionada. Não está hoje. Mas pode ficar. Mercado tolera porque está esperando saber quem vai governar.
      Eu olho pros candidatos e desanimo. únicas opções toleráveis são Alckmin, Doria, ou Barbosa. O resto é fanfarrão populista que vai venezuelar o país. Talvez o Barbosa seja também um destes. Não disse ainda a que veio.
      Mas NENHUM candidato vai falar em reforma. Ganha-se eleição com promessa. Então a gente que que identificar qual canditato está mentindo sobre suas intenções e votar nele.

      7+
      • avatar
      • Nelson Schadenfreude 26 de abril de 2018 at 20:14

        Imagina que você tem 5 mins para convencer a tua empregada a votar em você.
        Isso é eleição.

        Que você faz? Disserta sobre economia de mercado? Ou diz que vai melhorar o posto de saúde?

        6+
        • avatar
        • avatar
        • Senhor Bolha 26 de abril de 2018 at 21:54

          O X da questão não é este , mas a contabilidade por de trás.

          Tanto faz o que se vende na frente das câmeras e dos discursos, o que importa é o que se faz por de trás da caixa preta. Assunto deste calibre não foi feito para ouvidos da massa, é evidente que povo só quer saber de corrupção , regalias e vales esmolas.

          Você já assistiu o filme idiocracia? A política brasileira segue mais ou menos esta linha.

          Até por isso o sistema caminha passos largos para o buraco . Estou cagando para o que os falastrões tem a dizer sobre assunto. O importante é o resultado final , este que uso para comprar ou vender . Para montar desmontar posições. A prática precede teoria sempre.

          Skin in the game

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Rico 27 de abril de 2018 at 08:43

          Falo que só consigo manter ela se ela votar no candidato X.

          2+
          • avatar
  • Oliveira 26 de abril de 2018 at 17:07

    Dúvida:
    Ouro como comprar ? Onde manter ? vale a pena ?

    3+
    • Tem Mas Acabou 26 de abril de 2018 at 17:18

      Estou estudando o fundo da Órama. Tem um na XP e tem o papel direto na Bolsa. Há empresas como a Ourominas e Parmetal. E o cartão Magnético da empresa do Peter Schiff. Ainda estou avaliando. Por enquanto, penso em abrir uma conta na Órama. Quaiquer sugestões, são bem aceitas.

      2+
      • Antigo 26 de abril de 2018 at 18:32

        Pode abrir conta na Órama, que o serviço deles é ótimo.
        Quanto ao fundo, não sei opinar. Dê uma lida nas lâminas, veja as taxas de administração e também a rentabilidade passada. Compare com outros.
        O básico.

        3+
        • avatar
        • avatar
        • Nelson Schadenfreude 26 de abril de 2018 at 20:00

          A principal informação de qq fundo é a taxa de administração.
          Tem que ser baixa. Dou preferência a fundos passivos com baixa taxa de administração.
          Nenhum gestor bate o mercado no longo prazo. O cara que consegue (com inside info) vai guardar para ele. Nenhum gestor vale taxa de administração alta.
          Tenho trocados em fundos RF por preguiça. Taxa de admi 0.3%aa.
          O grosso em TD, bolsa, USD, CDB, LCI LCA.
          Prefiro eu mesmo montar uma carteira diversificada na bolsa do que pagar um moleque pra fazer isso. Economizo na taxa de administração e nos impostos. Se movimentar pouco por vez, acabo não pagando IR na bolsa.

          17+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Antigo 26 de abril de 2018 at 21:50

            É bom ver também no que o fundo investe. Geralmente a lâmina fala isso.
            Pode parecer óbvio e até uma idiotice, mas fundos tipo multimercado investem em cada coisa que a gente nem imagina. No caso do colega ouro deve ser ouro mesmo, então não tem muito mistério. Mas adquiri o hábito de sempre ir atrás dessa informação depois que um fundo que eu tinha desabou por causa do preço do algodão (ou era milho? nem lembro) e eu fiquei sem entender inicialmente.

            7+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
    • Senhor Bolha 26 de abril de 2018 at 22:39

      Ouro no exterior é mais fácil chega até pelos correios.

      No Brasil é mais burocrático : Tem ouro certificado pelo banco central que se não me engano é vendido por uma empresa chamada ouro minas.E da para comprar fundos que investem em ouro.

      2+
      • avatar
  • Margarida 26 de abril de 2018 at 17:13

    Ficou no tópico anterior a resposta pro Cesar_DF sobre a questão dos laudos. Vou colar aqui porque o que eu escrevi no outro tópico é relevante:

    AVALIAÇÕES DA CEF com diferença de 36% de 2015 até hoje. Significa que até agora, pela avaliação deles o valor caiu 36%. Dá pra ser mais oficial do que isso?

    A garantia desvalorizou tudo isso e está começando a aparecer nas avaliações da própria caixa. Até pouquíssimo tempo atrás, nos leilões você via descontos, mas o valor de avaliação não diminuía. Agora a história é outra.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 26 de abril de 2018 at 17:40

      Lembrando que o HARD LANDING da bolha do EUA foi de 34% em 3 anos
      36% de queda na CEF é ÇOFT

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Margarida 26 de abril de 2018 at 17:45

        Pior, deve cair mais, porque não estão vendendo nesses valores, ainda.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lucas 26 de abril de 2018 at 17:55

      com o perdão da expressão
      mas achar o motumbo soft, o cara tem que ser muito arrombado

      nosso estouro está sendo tão grossoe quanto o americano/espanhol e será tão longo quanto o estouro japonês

      detalhe interessante, até a grécia ja saiu da crise e nois ainda aqui
      http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6815703/altera-perspectiva-rating-grecia-estavel-para-positiva

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Money_Addicted 26 de abril de 2018 at 18:19

      e um GRANDE diferencal da nossa bolha (em cxa alta mesm) eh q o q foi construido eh LIXO literalmente.

      eu falei sobre isso em uns CVR um tempo atras, recentemente eu visitei dezenas de casa para alugar e na maioria nao moraria por 50% do pedido.

      isso sem contar um casal de amigos q recebeu o imovel na planta em bairro de “alto padrao” e teve infiltracoes por 3 vezes…..e se perguntar o valor vao falar em 500k pra cima, agora eu pergunto, passada a euforia quem pagara esse valor? eu nao pagaria 200k (serio) pra morar em 60mts

      realmente esta/vai ser interessante o desenrolar dessa bolha -> q explode em camera lenta(?)

      [ ]s

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 26 de abril de 2018 at 17:17
  • Alemon Fritz 26 de abril de 2018 at 17:25

    Cvr
    A faxineira aqui da empresa entrou chorando e dizendo que assaltaram a casa dela. Levaram a TV e 6.300 reais em grana.
    Como vc guarda tanta grana em casa? era pra reformar a casa.. já estava guardando ha 2 anos. Os meliantes vasculharam tudo. (e ela tem carro financiado e moto).
    Donde se deduz que: muita gente deve ter boa grana guardada em casa.. fugindo do banco. Deve ser padrão para os meliantes perderem tempo investindo nisso em casa de pobre que faz faxina. (estava no fundo abaixo de um armário).. Por que não deixar numa poupança que seja…

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • DouglasteR 26 de abril de 2018 at 17:35

      Muito comum.

      Esse pessoal prefere receber semanalmente e em espécie prq sabe que se cair na conta, já era (banco e judiciário trava na hora).

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 26 de abril de 2018 at 18:30

      “O banco rouba o dinheiro dagente”

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • desplein 26 de abril de 2018 at 19:22

        Eventualmente a pessoa esta devendo no cheque especial e qualquer saldo que caia na conta corrente, o banco literalmente confisca (parece que é ilegal isso, mas ainda sim, 30% pode)…

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 26 de abril de 2018 at 17:30

    Seu Dinheiro – Continua difícil ganhar com aluguéis
    A rentabilidade mensal dos fundos imobiliários, com base nos aluguéis de seus imóveis, tem diminuído, mostra um estudo da corretora Coinvalores
    Por Mariana Segala | [email protected] access_time 26 abr 2018, 05h47

    Os fundos imobiliários têm atraído o interesse dos investidores, mas, para quem pretende aplicar nesses produtos agora, vale um alerta: a rentabilidade mensal dos fundos, com base nos aluguéis de seus imóveis, tem diminuído. Segundo um levantamento da corretora Coinvalores, o retorno mensal, que já foi de 0,91%, em 2016, caiu para 0,67%, em 2017, e hoje está em 0,52%.

    A taxa de vacância começou a cair, só que o valor dos aluguéis não está subindo de forma consistente. Muitos proprietários ainda dão desconto para conseguir alugar”, diz Anita Scal, sócia responsável pela área de investimentos imobiliários da gestora Rio Bravo.

    https://exame.abril.com.br/revista-exame/e-dificil-ganhar-com-alugueis/

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Filósofo 26 de abril de 2018 at 20:43

    CVR/CVB
    O facão está comendo solto no plano de saúde da empresa. Vão mudar a operadora e diminuir as coberturas.
    Um colega que ganha seus R$ 10 k bradava desesperado: quem é que tem R$ 30 mil pra pagar uma cirurgia??
    Só pude sorrir e acenar.
    – É mesmo, quem tem isso? – Concordei com ele.

    41+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 26 de abril de 2018 at 21:46

      Iam cortar/reduzir o plano de saúde do pessoal da Caixa também.
      Quando até os funcionários dessa empresa que vive dando lucros recordes sofrem cortes na saúde, o que esperar das empresas que estão realmente estão passando por crises?

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • careca666 27 de abril de 2018 at 08:31

      Todas as empresas estatais vão ter que mudar as regras dos planos de saúde.
      Detalhe: proibido a entrada nos planos antigos nos novos concursos, e os antigos FP vão ter que dividir meio a meio o custo dos atuais planos. Olhem aí:
      http://www.planejamento.gov.br/assuntos/empresas-estatais/legislacao/resolucao-no-23-de-18-de-janeiro-de-2018-diario-oficial-da-uniao-imprensa-nacional.pdf

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Krakenvader 28 de abril de 2018 at 06:06

      Cara, é isso o que me assusta do brasileiro.

      Eu vejo mais ou menos pelo meu círculo profissional. Conheço pai de trigêmeos que ainda consegue poupar 5-10% do salário todos os meses. Tem solteiro que ganha a mesma coisa e consegue ficar devendo!!

      Dia desses, no cafézinho, conversei com um camarada que estava reclamando da grana e ouvi o seguinte: “Quando recebo 9, gasto 9, quando recebo 7, gasto 7. Quando recebo 5, pego 2 emprestado no banco”. Aí vc vai ver a rede social do cara, é só festa, balada, viagem, hotel, etc.

      Se ficar doente, as contas acumulam.
      Se a doença for grave, vai passar um perrengue.
      Se perder o emprego, aí lascou de vez.

      Eu acho que diria a mesma coisa: “É mesmo né, quem será que tem 30 mil pra pagar uma cirurgia?”

      Imagina a hora que ele descobrir quanto custa retirar um tumor da cabeça, tratar um câncer, etc…

      Também sou desses que pagaria tranqüilamente por um seguro saúde ao invés de um plano. Volta e meia, quando preciso de médico, escuto aquela conversa mole “Não tem horário na agenda para esse plano”. Se estou com pressa, pago em dinheiro e boa.

      Uma vez fiquei sentado 30′ esperando por uma tomografia. Fui perguntar o que estava acontecendo e responderam que a autorização do plano costumava demorar “um pouquinho” mesmo. Cheguei a falar “Minha dor não tá curtindo esperar ‘um pouquinho’, eu pago por conta própria, onde fica a sala?”, e assim fui. Depois, na hora de pagar, a secretária falou que o plano autorizou durante a realização da tomografia.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Senhor Bolha 26 de abril de 2018 at 22:04

    Uma das coisas que mais me aterroriza são os gastos de saúde, inclusive faz cerca de um ano eu montei um reserva somente para este tipo de gastos: Estou engordando mês a mês.

    Estes convenio barato não tem cobertura para nada. Ai fica difícil. O 666 que ganha 10k é liquido ou bruto? Porque se for líquido já cai para uns 7 mil baixo.

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • antifragile 26 de abril de 2018 at 23:51

      Se plano de saúde não fosse tão controlado pelo estado, os preços cairiam.

      Daí então eu finalmente poderia ter um.

      Para mim, bastaria um que cobrisse doenças como câncer e acidentes graves.

      O resto eu consigo pagar com o fundo que montei só para questões de saúde.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 27 de abril de 2018 at 06:46

        Correto seu pensamento.
        Aqui a gente fala plano de saúde mas o certo seria termos seguro de saúde.
        Ele cobre em caso de sinistro, ou seja, alguma doença grave, incomum ou que inspire cuidados diferenciados.
        Para todas as outras, as pessoas se viram e pagam as consultas e os procedimentos, como elas já fazem com a manutenção do carro, por exemplo.
        Não me lembro de ter ouvido falar de ‘plano de carro’ que cobre tudo. Mas seguro de automóvel é comum e todos tem.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • DAN 27 de abril de 2018 at 07:44

      Plano de saude é um buraco negro sem fundo nas finanças. Hoje, cerca de 70% das pessoas são atendidas pelo SUS. Esse número só aumenta. O modelo atual das seguradoras é inviável. A inflação médica chega a 15%, 18% ao ano. Outra coisa, tem serviços que só existem no SUS. É inviável para uma empresa fornecer certos tratamentos. Eu não vejo outro caminho, senão o investimento nas unidades de saúde pública.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Abomineve Homem das Naves 27 de abril de 2018 at 08:13

        Pra contornarem isso, reutilizam coisas que ERAM para ser usadas um ÚNICA VEZ.
        Isso é só um exemplo que ocorreu no Hell de Janeiro.

        3+
        • avatar
        • avatar
      • Rico 27 de abril de 2018 at 09:21

        Trabalhava em um banco de investimentos que não posso falar o nome, mas tem uns cdb’s muitos bons sendo ofertado direto aí… Nesse banco tinha um diretor que tinha sido diretor de um grande hospital público, que também não posso falar o nome mas é o mais conhecido hospital público de São Paulo.
        Enfim, conversava muito com ele no fumódromo na época que gostava desse vício… dizia que muitos dos equipamentos lá eram comprado em convênios com hospitais particulares, devido ao seu preço e os procedimentos feitos eram feitos pelo hospital público pelo SUS com parte do atendimento bancada pelo plano de saúde ou hospital privado.
        Outro problema que ele dizia é que o cabra encrava a unha e queria ser atendido nesse hospital, aumentando muito a fila de atendimento, dispensado em procedimentos que muitas vezes poderiam ser feitos em postos de saúde. Outro problema também é que existem postos de saúde que são vazios, geralmente em bairros mais ricos. Já passei por atendimento em um e saí com todos os exames marcados e fui melhor atendido do que no plano de saúde. O estado de São Paulo possui uma central de exames na baixada do Glicério. Você chega com hora marcada e é atendido. Outra coisa que também falo é que o povo gosta de sofrer e de uma fila. O cara não é capaz de pegar um ônibus para ir para o posto no bairro vizinho porque é longe… Prefere ficar 10h na fila sofrendo para aparecer no Ratinho.
        Quando vejo a princesa britânica fazer o parto normal em hospital público e ser liberada em menos de 24 horas vejo o quanto precisamos evoluir.

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • DAN 28 de abril de 2018 at 10:34

          Os sistemas de saúde em geral são complexos, hierarquizados e especializados. Infelizmente a politica brasileira não conseguiu acompanhar os avanços organizacionais necessários para implementá-los eficazmente. No brasil o investimento em prevenção de doença é baixo. Creio que seja por não fornecer votos. A doença e a promessa de cura dá muito mais votos. Portanto, há muito investimento em hospital e UPA. Ou no pior cenário, em ambulância para levar o paciente de uma região sem hospital para outra com hospital. A saúde não deveria ser mercantilizada em uma sociedade avançada. Colocar a saúde na mão do mercado que só visa lucro é medieval e arcaico.

          3+
          • avatar
          • tmarabo 30 de abril de 2018 at 15:14

            ” A saúde não deveria ser mercantilizada em uma sociedade avançada. Colocar a saúde na mão do mercado que só visa lucro é medieval e arcaico.”
            mimimimimimimimimi

            0
            • DAN 1 de maio de 2018 at 00:54

              Existem vários caminhos ou modelos para buscarmos o melhor para a sociedade. Eu creio que o modelo de capitalismo baseado na livre concorrência, mesmo com seus defeitos, é o melhor que a humanidade conseguiu até agora. É natural que pessoas com menos recursos morram antes daquelas que possuam mais recursos. Porém, doenças contagiosas oriundas de ausência de saneamento trazem o memso transtorno para ricos e pobres. A Zika trouxe a microcefalia sem respeitar sexo, cor o condição social da pessoa. Trazer mais saúde aos pobres ajuda a controlar também a doença nos mais ricos. Esse ponto de vista já é consensual em relação às campanhas de vacinação, como já foi dito nesse blog pelo colega Lucas. Não creio que seja mínimo. Porém, é difícil definir até onde o Estado segue na assistência. Pela CF de 88, essa assistência é focada na prevenções e manutenção da saúde. Porém, isso foi distorcido e corrompido no Brasil. Hoje o foco é a cura da doença e hospitais públicos.

              2+
              • avatar
              • tmarabo 2 de maio de 2018 at 10:17

                melhorou a conversa!!!!

                0
  • Leonardo M. 27 de abril de 2018 at 01:03

    CVR

    Chapecoense construiu um prédio
    Alguns APs em cima e uma grande sala comercial de 380m² no térreo.
    Ano passado quando terminou a construção pedia R$8 mil, nunca consegui seguiu alugar.

    Hoje vejo anúncio no FB(coisa que nunca fez pois era só por imobiliária)
    R$4.950,00 negociáveis
    Hehehe se alguém chegar lá e oferecer R$3.500 leva
    Mas ainda sim vai ser difícil pois o local é bem afastado do centro e por ser grande d+ teria que abrir uma mega loja

    Mas enfim
    Sofity ou hard?

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 08:08

      7 lojas numa ótima localização
      Av Castanheiras X Rua das Pitangueiras, a 100 metros do metrô
      Somente a da esquina estava locada, uma loja de cosméticos
      Nas outras tinha faixas de R$ 8.500 as do meio e R$ 13.000 a da direita, perto da portaria
      Ficou assim por uns 2 anos, até que tirou as faixas, baixou o preço e dai conseguiu alugar
      Das 7, hoje, 5 estão alugadas

      https://www.google.com/maps/@-15.8347772,-48.0166044,3a,75y,126.27h,89.45t/data=!3m6!1e1!3m4!1sv3wKIvqOK9HrBNDyULKrGw!2e0!7i13312!8i6656

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 27 de abril de 2018 at 09:03

        Isso porque Águas Claras é razoavelmente compacta, verticalizada e habitada por servidores públicos de médio e alto escalão.
        Ou seja, muito poder de compra concentrado em região pequena. Seria o paraíso para imóvel comercial estilo loja, e mesmo assim há dificuldade de locação.
        Disso concluímos claramente que os preços fora de realidade estão travando o estabelecimento de comércios/serviços na região.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 27 de abril de 2018 at 09:12

    O Indicador de Incerteza da Economia, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 5,5 pontos de março para abril e alcançou 113,2 pontos. Com o resultado, ele acumula 10,7 de alta em um bimestre e volta ao patamar considerado de “incerteza elevada”, que vigorou de 2015 a 2017.

    Segundo a FGV, a incerteza econômica “continua em alta e parece não dar sinais de arrefecimento. Além dos motivos internos, como as eleições em outubro e a situação fiscal, que continuam em aberto, parece que o mundo também resolveu exportar incerteza para o Brasil.

    https://istoe.com.br/indicador-de-incerteza-da-economia-sobe-55-pontos/

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 27 de abril de 2018 at 09:18

      Confiança empresarial cai e volta ao patamar de dezembro de 2017
      Queda reflete desapontamento do setor produtivo com o ritmo lento de atividade e aumento das incertezas com o período eleitoral.

      economia.uol.com.br/noticias/valor-online/2018/04/27/confianca-empresarial-diminui-em-abril-aponta-fgv.htm

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 27 de abril de 2018 at 09:28

        Ou seja, perceberam que quem tava voando era uma galinha e não um gavião?

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • DouglasteR 27 de abril de 2018 at 13:44

          Ou um caixão ?
          Imagina quando “pousar”

          2+
          • avatar
  • Carlos 27 de abril de 2018 at 09:31

    Mais da sério: É bom mas é ruim, ou será o inverso?

    Serviços perdem força e devem contribuir para segurar inflação nos próximos anos
    https://g1.globo.com/economia/noticia/servicos-perdem-forca-e-devem-contribuir-para-segurar-inflacao-nos-proximos-anos.ghtml

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 27 de abril de 2018 at 09:33

      A Fabíola é uma otimista, graças em parte aos nefastos.

      “Fabíola acha que vai conseguir voltar ao ter seus “mimos” de volta só ano que vem, quando prevê que a economia irá se estabilizar.
      “As vendas de imóveis tiveram uma baixa considerável nos últimos anos. Mas agora com a Caixa Econômica reduzindo os juros e os bancos privados fazendo concorrência, acredito que no ano que vem dê uma melhorada. Neste ano não vai acontecer porque tem a Copa e as eleições”, diz.”

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 27 de abril de 2018 at 09:35

        Que que este povo anda tomando?

        “Saída da recessão
        O Brasil tem um cenário bastante positivo para a inflação nos próximos anos, o que é raro quando se analisa a história econômica do país. Hoje, o Brasil alcançou um patamar inflacionário próximo ao de economias maduras e de outros países emergentes que servem de modelo, como é o caso do Chile.”

        Estou publicando a conta-gotas porque é muita m… em uma matéria só 😀

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Zé do Brejo 27 de abril de 2018 at 09:47

        Ué, cadê a EVOQUE, RAI-LUQS, não estavam todos milionários?
        ARDAM CORVOS… HAHAHAHAHAHAHAHA

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Carlos 27 de abril de 2018 at 09:45

    Feirão da Caixa vai oferecer quase 203 mil imóveis; veja o calendário

    “Entendemos que em 2018 vamos superar todos os feirões dos anos anteriores”.

    Agora é a hora, com os erros de ortografia e fraseamento mesmo, maldito estagiário do G1, interessante que outro dia tinha 3 erros aberrantes na página inicial do Uol, corte de pessoal?

    “A caixa reduziu as taxas de juros com funding sbpe, isso nao acontecia desde novembro de 2016, acredito que isso ja criou, ja tem bancos reduzindo as taxas de juros tambem, quem ganha é quem esta comprando seu imóvel , acreditamos que as taxas estão competitivas e é momento adeuqado par aa realização do somnho da casa própria.. ”

    https://g1.globo.com/economia/noticia/feirao-da-caixa-vai-ofertar-quase-203-mil-imoveis-veja-o-calendario.ghtml

    3+
    • avatar
    • avatar
  • andy.gamme 27 de abril de 2018 at 09:46

    Pelo menos pra quem tem imóveis o tempo continua límpido…céu de brigadeiro…O melhor investimento de todos os tempos, nunca perde para nenhum outro ativo financeiro – vejam só – Primeiro os proprietários surfaram acima dos bitcoins com valorizações de 1000%, depois que a marola passou a valorização ancorou-se nos juros altos, os imóveis valorizam mais que os juros, agora que os juros caíram e o dólar aumentou irão vincular o preço do tijolo ao dólar e, finalmente assim temos um “vileiro” com seu barraco irrompendo aos brados ser milionário e que não solta sua morada na “Vila Zaproide” por menos de “1 milão de dólar”…Eis a imagem do pândego brazuca passando vergonha perante o mundo mas se achando o ser mais esperto da galáxia.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 27 de abril de 2018 at 09:52

    Que novidade, nego recebeu o bolhudo e está tentando vender no mesmo dia, assistam….
    Mas o caixão de m… não fiscaliza? Hora de fazer os nefastos trabalharem? Todos sabemos que isto nunca vai ocorrer 😀

    Beneficiários do Minha Casa, Minha Vida vendem apartamentos ilegalmente, em Salvador
    https://globoplay.globo.com/v/6692324/programa/

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 27 de abril de 2018 at 09:53

    https://g1.globo.com/economia/noticia/nas-grandes-e-medias-empresas-demissoes-ainda-superam-contratacoes-em-2018.ghtml

    Título da notícia acima: “Nas grandes e médias empresas, demissões ainda superam contratações em 2018”

    Trechos do link acima:

    “No acumulado do 1º trimestre de 2018, os pequenos negócios criaram 196.038 vagas formais, respondendo por 96% dos empregos gerados. Já as médias e grandes empresas, mesmo com saldo positivo em março, ainda acumulam nos 3 primeiros meses do ano uma perda de 4.888 postos de trabalho, mostra o levantamento.”

    “O setor de serviços, mais uma vez, foi o que gerou mais emprego nos pequenos negócios, segundo o Sebrae. Foram 34,3 mil postos de trabalho, destacando as empresas que atuam na área de ensino, que abriram mais de 12,2 mil vagas, seguidas pelas do ramo imobiliário, que empregaram 11,6 mil pessoas.”

    Quem olhar para as informações acima e tiver algum conhecimento anterior sobre o assunto, poderia pensar: “Ah, tivemos as bolhas do FIES e imobiliária, mas agora estamos em franca recuperação e com estes setores puxando a recuperação dos empregos”

    Será?

    O mais provável é que esteja ocorrendo uma movimentação natural, como consequência do forte baque nas empresas de médio e grande porte ao longo dos últimos anos. Explico:

    Se uma pessoa trabalhou vários anos em uma grande instituição de ensino ou como corretor em uma imobiliária, em ambos os casos empresas de grande ou médio porte e saiu, não encontrando nenhuma oportunidade em empresas de mesmo porte, o que lhe resta?

    Muitos devem ter tentado abrir seu próprio negócio, precisando de reforços para fazer o negócio “dar os primeiros passos” (ramp up), desde secretárias para atendimento, corretores, professores, etc. Aqueles que não tiveram “cacife” ou coragem para isto, se transformaram em Ubers, vendedores de docinhos, etc. e impulsionaram o emprego informal via empreendedorismo por NECESSIDADE.

    Na realidade, em ambos os casos acima, tanto daqueles que abriram empresas e contrataram pessoas, quanto nos que trabalham como autônomos prestando serviços para empresas de aplicativos do tipo Uber e afins ou mesmo vendendo docinhos, temos o empreendedorismo por NECESSIDADE, por falta de opções, para buscar SOBREVIVÊNCIA.

    Quais os problemas por trás do formato acima? No caso dos empreendedores que contrataram mais pessoas para tentar fazer o negócio decolar, um dos maiores problemas é a taxa de mortalidade das novas empresas no país. Sabemos que o “índice de mortalidade de empresas” é muito elevado, em função de falta de conhecimento de gestão do negócio, falta de planejamento, dificuldade de acesso a financiamentos, inclusive para o capital de giro, questões legais / fiscais / trabalhistas / improdutividade dos funcionários que geram forte ENTRAVE para a SOBREVIVÊNCIA de qualquer pequeno empreendimento e assim por diante.

    No contexto acima, a taxa de mortalidade das ME (Micro Empreendedor) tem sido muito maior que o das MEI (Micro Empreendedor Individual) há muitos anos, exatamente porque as MEI tem menos problemas trabalhistas (não tem empregados), menos dificuldades legais / fiscais, menos dependência de linhas de crédito, etc. Quando vemos que as ME ajudam a sustentar o aumento dos empregos hoje, mas ainda puxado por questões de NECESSIDADE e não opção pessoal frente a um mercado favorável, podemos deduzir que a tendência é de que a taxa de mortalidade para estas micro empresas volte a crescer no curto / médio prazo, especialmente porque a demanda não sobe na mesma proporção.

    É claro que quando temos um crescimento de 1.000% nos lançamentos de imóveis em São Paulo em jan/18 na comparação com jan/17, isto gera euforia e todo mundo se empolga, motiva até a criar sua micro empresa, contratar pessoas, etc. Mas também é ÓBVIO o quanto isto não é SUSTENTÁVEL, o quanto isto é ARTIFICIAL, baseado em vendas FALSAS na planta, para clientes que não terão a menor condição de adquirir o crédito imobiliário na entrega dos imóveis, ou ainda, que não terão mais as verbas generosas de CEF / FGTS nas mesmas proporções (não, a oferta de financiamento de CEF / FGTS não vão crescer 1.000%, aliás, a tendência é que tenham forte queda quando revelarem os rombos de dezenas de bilhões de reais da CEF, da mesma forma que o FGTS deve estabilizar em patamar menor que o atual).

    “Ah, mas até “descobrirem” o rombo acima, já se passaram mais 3 anos de euforia…”. Não é bem assim, as construtoras não tem caixa nem conseguem empréstimos em volume suficiente para manter as PEDALADAS com vendas FALSAS na planta, isto foi para gerar EUFORIA, atrair investidores desesperançados com a SELIC muito baixa e daí por diante. Tudo isto, sem contar ameaças internas e externas, DIVERSAS, desde CEF e FGTS citadas acima, passando por déficit fiscal, ameaças externas, etc.

    Resumindo os pontos acima, é bem provável que no médio prazo venhamos a observar notícias com “surpresas” dos especialistas / economistas pelo fato deste “fenômeno” de expansão das ME não ter se consolidado, ter recuado, estar gerando aumento no índice de mortalidade destas empresas que já era muito alto e daí por diante…

    Voltando ao ponto das empresas pequenas / micro serem responsáveis pelo crescimento de vagas formais, isto também ajuda a explicar o que já acontece há uma década quanto a perda intensa de vagas gerenciais (empresas pequenas simplesmente não tem estas posições), ao mesmo tempo que explica também a redução dos salários das ocupações que tem o maior crescimento, as top 10 do ranking de mais vagas geradas, todas na base da pirâmide.

    Claro que parte daqueles que antes eram gestores viraram micro empreendedores, pela falta destas posições disponíveis nas empresas de médio / grande porte, mas tudo isto, vale ressaltar, como parte do empreendedorismo por NECESSIDADE, sem o conhecimento / planejamento para tocar um negócio “do zero” e liderando TODAS as iniciativas e ainda, contando com seríssimos problemas legais / fiscais / trabalhistas e mais a improdutividade dos funcionários, que são características do nosso custo Brasil, o que juntando com demanda que não cresceu proporcionalmente, certamente levará a retrocessos no futuro próximo, como o aumento na taxa de mortalidade destas ME.

    As notícias sempre são divulgadas “fora de contexto”, no caso acima, o SEBRAE tenta exaltar o seu papel e o quanto são as pequenas e micro empresas que “sustentam o crescimento” dos empregos e portanto deveriam ser as mais beneficiadas por políticas públicas, financiamentos subsidiados, etc e neste contexto, é ÓBVIO que não vão explicar o que está por trás deste fenômeno e quais as consequências, isto é natural. Cabe a nós termos espírito crítico para entendermos estas nuances e dissecarmos o assunto para termos as expectativas mais REALISTAS quanto ao tema…

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 27 de abril de 2018 at 10:00

      Seu pessimista organizado pelo fracasso 😛

      ‘É fácil bater no Michel Temer, quero ver fazer’, diz presidente na TV
      Em pronunciamento em tom otimista, presidente atacou o que chama de ‘torcida organizada pelo fracasso’ e citou recuperação econômica

      https://veja.abril.com.br/politica/e-facil-bater-no-michel-temer-quero-ver-fazer-diz-presidente-na-tv/

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 27 de abril de 2018 at 10:02

        Carlos,

        kkk

        Quisera eu acreditar que a economia está bombando 10% do que o ILUSIONISTA do Temer diz… Só que tem que ser MUITO ALIENADO para acreditar nisto, é só ver a taxa de rejeição do Temer, até a parte mais desinformada da população tem uma visão CLARA do quanto NÃO está evoluindo…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 27 de abril de 2018 at 10:04

          A Fabíola acredita que vá melhorar 😛

          5+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Carlos 27 de abril de 2018 at 10:12

          Seu pessimista parte || 😛

          “O Índice de Expectativa do Mercado Imobiliário (IEMI) do primeiro trimestre de 2018, realizado pela Alphaplan Inteligência em Pesquisas, aponta para um recorde de otimismo do setor em Porto Alegre, atingindo o maior valor desde o início do estudo em agosto de 2015. A pesquisa ficou em 121 pontos, crescimento de 1,2% em relação ao 3º trimestre do ano passado (119,6). Em março de 2017, era de 107,5 pontos. O zero seria o pessimismo absoluto e o 200 o otimismo absoluto.”

          http://www.tvpampa.com.br/jornal-da-pampa/mercado-imobiliario-mais-otimista-6727.html

          2+
          • avatar
          • Festa Ploc 27 de abril de 2018 at 10:16

            Neste caso, todo otimista é acima de tudo mal informado.

            7+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
    • Carlos 27 de abril de 2018 at 10:03

      Empiri-cus acha a imprensa pessimistas, imagine se achassem o inverso.
      Ou: Amorinha tem um concorrente sério.

      “Com a bola de cristal devidamente lustrada, cravo aqui minha previsão para o índice da Bolsa brasileira em cinco anos.”

      Ibovespa a 300 mil pontos
      Por Caio Mesquita, há 3 meses
      O ano virou e noto otimismo nos profissionais do mercado. Claro que você não lerá isso na imprensa, tampouco nos telejornais ou na mídia especializada.
      https://www.empiricus.com.br/newsletters/empiricus-247/otimismo-do-mercado-em-2018/

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abestado abc 27 de abril de 2018 at 09:57

    Desemprego vai a 13,1% e é o maior desde maio; 13,7 milhões não têm emprego.
    https://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2018/04/27/desemprego-pnad-ibge.htm

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 27 de abril de 2018 at 10:21

      Abestado abc,

      Trechos do link acima (“entre aspas”):

      “Carteira assinada em baixa O total de empregados no setor privado com carteira de trabalho assinada (sem contar trabalhadores domésticos), foi de 2,9 milhões de pessoas, queda de 1,2% em relação ao trimestre anterior. Também houve queda, de 1,5%, quando a comparação é com o mesmo período do ano passado. O emprego também caiu no mercado informal. No início do ano, o número de empregados no setor privado sem carteira de trabalho assinada (10,7 milhões de pessoas) recuou. Foram 402 mil pessoas a menos trabalhando. Em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, houve alta de 5,2% (mais 533 mil pessoas).”

      Para refletir:

      No setor privado, QUEDA na ocupação FORMAL em qualquer comparação, seja com trimestre anterior ou mesmo período de ano anterior, respeitando sazonalidade. Isto é preocupante, porque demonstra que NÃO está havendo recuperação do emprego formal no setor privado e que eventuais números “positivos” vem do serviço público, o que significa, ao mesmo tempo, um agravamento em situação fiscal já crítica para o governo, apenas para gerar indicadores positivos em ano de eleições.

      Já no caso da INFORMALIDADE, na comparação que respeita sazonalidade, houve um crescimento, o que era de se esperar e já foi amplamente explicado por aqui, relacionado ao empreendedorismo por NECESSIDADE, frente a um bastante PROLONGADO período de queda no emprego formal e a SOBREVIVÊNCIA que se faz necessária, no entanto, este crescimento da INFORMALIDADE gera uma série de prejuízos para as políticas públicas, impacta diversos setores e acaba prejudicando a economia / sociedade por outros canais…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Abestado abc 27 de abril de 2018 at 10:29

        CA, e até os empregos informais começaram a diminuir (sem considerar a sazonalidade)…. Tenso.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Rico 27 de abril de 2018 at 10:54

          Tenso bagarai. Estados quebrados, sociedade indo para o colapso.
          Prevejo um momento de ruptura. Espero que o Brasil que nasça disso seja muito melhor. Acho que não vamos assistir a isso.

          6+
          • avatar
          • avatar
  • andy.gamme 27 de abril de 2018 at 10:20

    careca666

    CVR próprio:
    Acabei de fazer a Declaração do IR…
    Em resumo, tinha um salário bom, esposa e um filho, comprei um apto pequeno em 2005 por 50 mil e vendi em 2012 por 250 mil.
    Aí começa a desgraça: comprei um de 500 mil (“completo”) na planta, financiado em 30 anos.
    Mulher ficou desempregada e meu salário caiu para quase metade em 2016.
    Resultado: Consegui vender o bolhudo em 2017 (ufa!), pelos mesmo 500 mil. Ao apurar as contas:
    – Não tenho mais apto, perdi uns R$ 130 mil só no apto (quitação do finame, juros, escrituras, reforma, etc);
    – Não tenho mais carro (deu PT em 2014, recebi o seguro e paguei dívidas);
    – Estou zerado (o valor recebido só deu para cobrir as dívidas);
    – Mudança de escola (consegui bolsa parcial para a criança);
    – Mudança de bairro, agora pago aluguel, mas faço tudo a pé;
    – Ralando para conseguir fechar as contas no fim do mês. Pelo menos não perdi a dignidade, paguei todas as dívidas e estou morando melhor que antes..(vai entender)
    RESUMO: nada soft, foi bem hard!!! Acho que só não foi pior porque conheci esse site em meados de 2016, e aí percebi que era melhor realizar o prejuízo do que ficar na espiral louca de 666. (ainda sou bastante 666, mas pelo menos sei onde erro ou errava…casa própria e carro nunca mais. Podem criticar à vontade, mas acho que o pior passou). Abs e obrigado BIB.

    67+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar

    Em 2010 a 2014 vi muita gente vender o imóvel próprio quitado para dar um “UP grade” na vida indo morar em um ap “maior” (Maior só nas dependências mas pouca coisa na metragem real” porém assumindo uma larga, comprida e grossa dívida. Sempre pensei…o cara ja tinha um imovel pago a agora não tem mais – apenas tem tem uma dívida. Sempre achei isso uma insanidade mas todos ao meu redor aplaudiam e incentivavam o camarada dizendo que p ser humano sempre deve almejar coisas melhores na vida – e quem não se endivida não sai da [email protected] O tempo passou e agora começam a aparecer os resultados. Aqueles que aplaudiam sumiram e os que tentaram alertar são tidos como culpados – olho gordo. Eis a moral do brasileiro médio padrão…a culpa e sempre dos outros…ele nunca erra – mas vc pelo menos teve a inteligência de repensar sua situação e sair dela bastante prejudicado mas não arruinado. Outros, diferente de vc precisarão passar pela falência completa, pondo em risco a vida e a família, tudo para satisfazer – sem planejamento e possibilidades econômicas uma vontade frívola que lhe propiciou por algum tempo algum status idiota – ao qual apenas os idiotas que o cercavam e ele mesmo davam importância a isso. É agora José?

    26+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • bolhista fulano de tal 27 de abril de 2018 at 10:24

      “… e os que tentaram alertar são tidos como culpados – olho gordo. Eis a moral do brasileiro médio padrão…a culpa e sempre dos outros…ele nunca erra ”

      Isso é uma característica orgânica do bananense.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 27 de abril de 2018 at 10:36

        Verdade verdadeira.
        Esse lance do olho gordo é muito falado por aí. Já ouvi de muitas pessoas.
        “Estava indo muito bem, pagando a vigésima terceira parcela, mas aí você sabe né… os invejosos, olho gordo, maledicentes secaram meu imóvel e eu perdi o emprego, minha esposa me largou, meu cachorro comeu um rato e morreu. Pior coisa é olho gordo”
        Nesse sentido, nós aqui somos todos portadores de olho gordo.
        Precisamos de Colírio Diet

        23+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lucas 27 de abril de 2018 at 11:59

      aandy.ame seu comentario é uma pintura, sem mais nada a acrescentar

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 27 de abril de 2018 at 10:35

    Ohhh. Estou surpresa!

    A semana fecha com um balde de água fria jogado pelos dados de emprego do IBGE. A taxa de desemprego fechou o trimestre em 13,1%. Apesar de menor do que os 13,7% do início de 2017, é bem acima dos 11,8% do último trimestre de 2017.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 27 de abril de 2018 at 10:48

      Cajuzinha,

      Isto porque não estão nem analisando o contexto. NÃO HOUVE recuperação no emprego formal do setor privado quando analisado respeitando-se a sazonalidade, o que cresceu no emprego formal foi via governos prejudicando ainda mais o equilíbrio fiscal, só para gerar euforia em ano eleitoral. Cresceu em emprego informal, quando respeitada sazonalidade, mas de novo, baseado em empreendedorismo por NECESSIDADE, nada positivo para economia / sociedade. Tem ainda outros agravantes que mencionei em comentários anteriores.

      Sobre o “balde de água fria”, só ocorre porque venderam por muito tempo um otimismo UFANISTA. É no mínimo curioso esperarem uma “recuperação consistente”, a volta a um crescimento da economia / empregos de forma que seja confiável / sustentável, sendo que não foi feito absolutamente NADA quanto a ações estruturais para resolver os problemas, só apagaram incêndio com gasolina, criaram uma série de medidas PALIATIVAS e ainda, estão fazendo uma infinidade de PEDALADAS e MAQUIAGENS.

      Se DESINFORMAÇÃO gerasse emprego de forma consistente e impulsionasse a economia, seríamos uma potência mundial…

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • CA 27 de abril de 2018 at 10:39

    Ficou muito para cima, replico aqui:

    ——————————————————————————————————————————————————————————————————————–

    Cajuzinha 27 de abril de 2018 at 09:12
    O Indicador de Incerteza da Economia, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 5,5 pontos de março para abril e alcançou 113,2 pontos. Com o resultado, ele acumula 10,7 de alta em um bimestre e volta ao patamar considerado de “incerteza elevada”, que vigorou de 2015 a 2017.

    Segundo a FGV, a incerteza econômica “continua em alta e parece não dar sinais de arrefecimento. Além dos motivos internos, como as eleições em outubro e a situação fiscal, que continuam em aberto, parece que o mundo também resolveu exportar incerteza para o Brasil.

    https://istoe.com.br/indicador-de-incerteza-da-economia-sobe-55-pontos/

    Cajuzinha 27 de abril de 2018 at 09:18
    Confiança empresarial cai e volta ao patamar de dezembro de 2017
    Queda reflete desapontamento do setor produtivo com o ritmo lento de atividade e aumento das incertezas com o período eleitoral.

    economia.uol.com.br/noticias/valor-online/2018/04/27/confianca-empresarial-diminui-em-abril-aponta-fgv.htm

    ———————————————————————————————————————————————————————————————————–

    Achei muito interessante o seguinte trecho do primeiro artigo acima:

    “…parece que o mundo também resolveu exportar incerteza para o Brasil.”

    Estre trecho traduz algo típico na imprensa, uma combinação de “vitimismo” com inversão entre causa e consequência. O mundo não está exportando nenhuma incerteza para o Brasil, é exatamente o contrário! Inflamos bolhas absurdas, para as quais estamos apagando incêndios com gasolina, não fizemos NADA da nossa lição de casa para tentar chegar a um equilíbrio fiscal, com isto nossos indicadores são contraditórios e cada vez mais está caindo a MÁSCARA de ILUSIONISMO que foi plantada via OTIMISMO UFANISTA. O que o “mundo” está fazendo em relação a isto é apenas uma CONSEQUÊNCIA de estarem vendo a realidade sobre o país, combinado com o fato de termos a bolha das bolhas americana ficando cada vez mais visível e isto levar a preocupações muito maiores quanto a países FRAGILIZADOS como o Brasil, lembrando, fragilizados por suas próprias decisões e ações ao longo de vários anos…

    Sobre a segunda notícia e também relacionado com a primeira, o “desapontamento” com o ritmo lento da atividade só ocorre porque a expectativa foi inflada ARTIFICIALMENTE via otimismo UFANISTA e como sempre ressaltamos por aqui, quanto maior o ILUSIONISMO, maior a frustração e o resultado final sempre fica pior…

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Loucodf 27 de abril de 2018 at 11:22

    Pessoal, eu achei interessante a galera mais acima falando sobre os custos de saúde no Brasil.
    Vamos falar mais sobre isso? o que cada tem feito de estratégia em relação a esse assunto?

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Loucodf 27 de abril de 2018 at 11:23

      Meu caso: Empresa paga 50% do plano. Não é dos melhores, mas estou assistido de alguma forma.
      Família: Mãe tem plano, pai não.
      O que vejo é que os custos vão acabar fincando inviáveis para minha mãe uma hora.
      Aumento mínimo de 15% ao ano.
      Estamos pensando seriamente em montar um fundo para emergências e em caso de um problema impagável recorrer ao SUS.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rico 27 de abril de 2018 at 11:32

        O SUS não é ruim, é só mal administrado e mal usado. Meu pai teve toda internação paga pelo SUS em hospital de excelência, mesmo ele sendo estrangeiro (acordo de reciprocidade assinado entre o Brasil e o país).
        Plano de saúde não deveria existir. O governo tem que garantir 3 coisas: Saúde, Educação e Segurança. Em saúde enquadra-se o mínimo para que todo cidadão viva com dignidade. O estado deve existir para cuidar de nós. O resto se vira.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 27 de abril de 2018 at 11:42

          O SUS é muito grande, grande como o Brasil.
          Em alguns lugares ele funciona melhor do que a rede credenciada dos planos de saúde. É sério.
          Geralmente o SUS se torna ruim em cidades que sofreram com inchaço rápido devido a serem polos migratórios.
          Aí não há rede pública que aguente.

          A ideia do SUS por definição é ruim, um sistema único de saúde que se propõe a resolver qualquer problema de saúde…
          Existem problemas fáceis, rápidos e baratos que muitas vezes poderiam salvar a vida da pessoa em um procedimento de dez minutos. Para esses casos, mesmo sendo defensor de estado mínimo, eu entendo que não haja mal nenhum na rede pública atender. O custo é baixo e salvar vida é sim uma coisa boa.

          Mas alguns procedimentos caros, remédios de milhares de dólares, doenças raras… Geralmente o SUS é obrigado a atender por decisão judicial. Aí nesse caso eu não sou a favor. O ônus para sociedade é alto demais, e vivemos num mundo de recursos finitos.

          Mas respondendo ao loucodf, planos de saúde para idosos estão caros demais. De dois mil reais por mês para cima. Acaba que se torna inviável…
          A rede pública aqui em Brasília é até boa, o problema é que está superlotada com o pessoal de diversas regiões que vem buscar tratamento na cidade.
          No seu caso, eu tentaria pagar o plano de saúde dos velhos enquanto for possível. Se o ônus se tornar alto demais, tenta investir o que estava pagando em um fundo de emergências para cobrir os procedimentos que vierem a ser necessários.

          5+
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 12:27

            Como melhorar a saúde pública através dos vouchers?
            Partido NOVO – 28 de setembro de 2016

            A ideia de utilizar voucher para as necessidades básicas, como saúde e educação, pode não parecer atraente à primeira vista, porém, colocando na ponta do lápis, é uma saída viável para o caos atual da saúde pública nacional.

            Mas como implantar o sistema de vouchers na conjuntura atual? Inicialmente é preciso criar um sistema de vales para contribuir na solução de um problema específico: Saúde da mulher ou do idoso, atendimento à bebês de até 2 anos etc. O objetivo é fazer algo similar às parcerias de prefeituras com creches particulares ou ao FIES a nível nacional.

            Para isso, o ideal é firmar parcerias com clínicas populares e médicos autônomos, pois ambos possuem tempo ocioso ao longo do dia que podem ser aproveitados a um custo reduzido.

            Após a implantação, é preciso uma fiscalização e acompanhamento de resultado do programa para evitar fraudes e corrupção.

            5+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • Loucodf 27 de abril de 2018 at 16:34

            Antigo, a ideia básica de não levar isso ao máximo até onde não conseguir pagar seria o seguinte:
            Em 5 anos, eu monto um fundo de 100 mil reais.
            Se eu ficar esperando o dinheiro acabar, fico na “mão” em relação a dinheiro.
            Claro que nesses 5 anos eu ficaria protegido.
            Mas entendeu qual a ideia da coisa?

            Eu sei que se tiver um problema grave, uma conta chega fácil em 500k.

            Mas aí é onde eu falo de recorrer ao SUS.

            1+
      • Lucas 27 de abril de 2018 at 11:55

        de saúde posso escrever um livro deste assunto, pra resumir, eu PRECISO de um bom plano, bom e caríssimo, ainda assim preciso brigar para eles me darem o que eu pago, as vezes burocracia, as vezes malentendimento, as vezes maus profissionias. Todo ano quase tenho enfarte com os reajustes, isso quando não subo de nivel pela idade e reajustam 2x num mesmo ano

        Já contei aqui, um dos porblemas que enfrento levei 10 anos para achar um cirurgião formado em massachussets que fizesse a cirurgia que precisava, vão fazer 3 meses semana que vem, quando devo repetetir dezenas de exames caros. A cirurgia em si chegaram a me levantar um custo de 14 mil reais por fora, mas esse anjo massachusests, matou no peito, enfrentou o plano e fez de graça tudo, em hospital de ponta daqui de SP capital lá no meio dos bolhundinhso apinhados de placas de vende-se area super nobre, tão nobre que dá pra estacionar na rua. O tal doutor massuchusstes (adoro falar isso) tem nome e cargo no mercado, senão eu estava até hoje brigando na justiça contra o plano que muda o nome das coisas pra não pgar. Leio nos jornais que eles cosneguem barrar 30% das cirurgias usando tais métodos maldosos

        O SUS, kkkk, eles nem sabem que nós existimos, pode ser mesmo bom para algumas coisas, transplantes por exemplo somos os melhores do mundo e tudod e graça, mas saiu uma virgual pra fora do basico eles não tem ideia do que fazer com vc. ainda mais problemas raros, esquece.

        Os parentes da periferia, quase todos tem plano nenhum, surge alguma coisa é rezar pra ela ir do jeito que veio. De resto distribuem de graça omeprazol, pilula pra pressõa ou pra diabetes que resolve 90% das situações, mas caso surja algo é um deusnusacuda, mas por sorte surgiu aqui em SP essas clinica spopulares, por 50tão em 15 minutos eles te dão um bão UP na sua necessidade, mas fica na consulta, exames, procedimentos, todo o resto s eprecisar a moeda da medicina é de mil em mil, eles nem contam os trocados, é 4 mil, 5 mil, 20 mil. Um stent por exemplo chega a custar mais der 100 mil reais, uma pecinha minuscula de angioplastia, leva 5 minustos te enfiarem 100 mil reais no corpo, só a pecinha, fora o resto, internação, anestesia, medico. Se vc não tiver coberto Tu tá Fudido

        22+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 27 de abril de 2018 at 11:57

          ps: fazer a tral cirurgia foi emoção até o ultimo minuto o plano entrando com papelada pra suspender o procedimento, fora os adiamentos, olha foi uma das epocas mais tensas da minha vida, até ontem ainda estva vomitando verde por causa daqueles dias, de nervosismo.

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • DAN 28 de abril de 2018 at 11:07

            Caro Lucas, certeza que esse médico não encara a saúde de forma mercantilizada. Se ele tivesse se formado em Chicago…vai saber….

            2+
            • avatar
            • Lucas 2 de maio de 2018 at 09:36

              uma alma de luz, tanto pelo lado burocrático
              quanto pela coragem em enfrentar o que ninguem enfrentou
              em fazer o que ninguem fez

              0
    • Intendente 27 de abril de 2018 at 17:33

      Estou passando justamente por isso com a minha mãe. Terminando a romaria que estou passando por aqui, posto meu CVR sobre o SUS no Hell de Janeiro.

      Adianto que agora a situação está melhorando, acho que tudo será resolvido.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cadeludo 27 de abril de 2018 at 11:42

    “O estado deve existir para cuidar de nós” isso é humanismo ou comunismo?

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Rico 27 de abril de 2018 at 11:45

      Humanismo. Comunismo é quando o estado é proprietário de tudo. Cuidar de nós está no contexto de retornar o que você paga de imposto.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 27 de abril de 2018 at 11:47

      Essa frase me deu calafrios

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Flyn 27 de abril de 2018 at 12:08

      Acho que nenhum dos dois. Trata-se de um contrato: sociedade paga imposto para organização Estado cuidar de certas coisas que não podemos cuidar. Ex: segurança

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Flyn 27 de abril de 2018 at 12:25

        Se o sentido da frase é “o papai estado tem que me dar comida na boca” aí é fidelcastrianismo mesmo.

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 27 de abril de 2018 at 12:50

          Curiosa essa frase, porque os países de regimes socialistas/comunistas é onde mais se passa fome.

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Rico 27 de abril de 2018 at 13:02

          O o sentido da frase é “O estado tem que dar saúde e educação para todos para que eles possam se desenvolver sozinho”. Em Portugal mendigo fala 3 linguas porque ele teve acesso a ensino público de qualidade. Se ele resolveu virar mendigo e se meter nas drogas, é problema dele e ninguém tem que pagar por isso.
          Aqui se você nasceu pobre e depende de estudos para se desenvolver, tá fudido.

          18+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Flyn 27 de abril de 2018 at 13:27

            Já falei isso em posto passado. Saúde e educação de qualidade pra todos até 2o grau, a partir daí está por conta própria. Igualdade no início da vida, depois cada um faça suas escolhas.

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
      • Cadeludo 27 de abril de 2018 at 12:59

        contrato unilateral mas não gratuito

        1+
    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 12:22

      Da wikipedia – humanismo tem a ver com ética
      1)movimento intelectual difundido na Europa durante a Renascença e inspirado na civilização greco-romana, que valorizava um saber crítico voltado para um maior conhecimento do homem e uma cultura capaz de desenvolver as potencialidades da condição humana.
      2)conjunto de doutrinas fundamentadas de maneira precípua nos interesses, potencialidades e faculdades do ser humano, sublinhando sua capacidade para a criação e transformação da realidade natural e social, e seu livre-arbítrio diante de pretensos poderes transcendentes, ou de condicionamentos naturais e históricos.

      Só um estado paisão obeso tem a capacidade de cumprir o objetivo de “O estado deve existir para cuidar de nós”, ou seja, é o coletivismo do SOCIALISMO, doutrina que sacrifica a LIBERDADE em favor da IGUALDADE

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • DAN 28 de abril de 2018 at 11:11

        O SUS está baseado na igualdade. Isso é fato. Se esse modelo é correto ou utópico, aí já não sei. Só sei que é uma cópia, ou quase um cópia do modelo CANADENSE.

        1+
    • Libertario 27 de abril de 2018 at 13:05

      Por conta deste tipo de pensamento que criam as leis estapafurdias para proibir o saleiro nas mesas, que proíbem fumar em qualquer ambiente fechado (indiferente da opinião do proprietário), ou que querem proibir a cerveja doce e as festas open bar.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 27 de abril de 2018 at 11:45

    Oia kkkkkkkkkkkkkkk

    Ilan repete que recuperação da economia brasileira é “ainda gradual”

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 27 de abril de 2018 at 13:29

      Cajuzinha,

      kkkkk

      Com tantas EVIDÊNCIAS em sentido contrário ao da “recuperação da economia”, fica até difícil de manter o otimismo UTÓPICO, mesmo para um presidente de BC, que tem a “obrigação” de fazer isto…

      6+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 27 de abril de 2018 at 11:53

    Investimento público cai e atinge menor nível em 50 anos

    União, Estados e municípios investiram, no ano passado, R$ 76,9 bi, mas recursos não foram suficientes sequer para garantir a manutenção da estrutura pública que já existe

    27/04/2018 Investimento público cai e atinge menor nível em 50 anos – Economia – Gazeta Online
    https://www.gazetaonline.com.br/noticias/economia/2018/04/investimento-publico-cai-e-atinge-menor-nivel-em-50-anos-1014128959.html 1/1

    O chamado “investimento líquido negativo” já aparece nas contas do Tesouro em 2016, mas se agrava em
    2017. A série histórica dos investimentos construída pelos economistas Rodrigo Orair e Sergio Gobetti, do
    Ipea, indica que, antes de 2017, os episódios de menor investimento público foram registrados em 1999 e
    2003, quando atingiram cerca de 1,5% do PIB, mas logo voltaram a crescer. Agora, entretanto, há um
    processo contínuo e gradual de redução depois do pico de 2,8% do PIB em 2010

    A queda dos investimentos públicos vai na contramão do que prometeu o presidente Michel Temer. A
    estratégia apresentada, no início do atual governo, incluía também o aumento dos investimentos públicos e
    parcerias com a iniciativa privada. A restrição orçamentária e o aumento dos gastos e perda de receitas por
    conta de concessões feitas pelo Congresso limitaram o espaço de ação da equipe econômica que teve de
    passar a tesoura nos investimentos. Nos Estados e municípios, o quadro foi semelhante, com o agravante das
    restrições para obterem crédito nos bancos.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 12:17

      Investimento público negativo = voo de galinha

      5+
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 27 de abril de 2018 at 12:07

    VALOR: Comércio, construção e indústria são os que mais demitem no trimestre

    O quadro também foi bastante negativo para a construção. De acordo com a pesquisa do IBGE, o total de pessoas ocupadas no setor recuou de 6,9 milhões no último trimestre de 2017 para 6,5 milhões nos três primeiros meses deste calendário, uma baixa de 5,6% nessa comparação

    http://www.valor.com.br/financas/5488155/comercio-construcao-e-industria-sao-os-que-mais-demitem-no-trimestre

    PS: Tijolos mágicos: aumenta-se as vendas em até 100% de algo que tem cada vez menos gente trabalhando para fazer.
    Será que tijolo dá em árvore?

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar

    • Antigo 27 de abril de 2018 at 12:49

      Tijolo na planta.

      Aí vem os corvos dizendo que a diminuição dos lançamentos e o ritmo lento da construção civil vão reduzir a oferta de imóveis e aumentar os preços.
      Nada de novo, previsível.

      6+
      • avatar
      • avatar
  • andy.gamme 27 de abril de 2018 at 12:17

    Rico

    O SUS não é ruim, é só mal administrado e mal usado. Meu pai teve toda internação paga pelo SUS em hospital de excelência, mesmo ele sendo estrangeiro (acordo de reciprocidade assinado entre o Brasil e o país).
    Plano de saúde não deveria existir. O governo tem que garantir 3 coisas: Saúde, Educação e Segurança. Em saúde enquadra-se o mínimo para que todo cidadão viva com dignidade. O estado deve existir para cuidar de nós. O resto se vira.

    1+

    “O Estado deve cuidar se nós”…isso me remete a uma velha piada que conta a história de de um cara que tava apanhando quando chega um “amigo” pra defendê-lo e diz para o agressor:
    — Quero ver vc bater nele na minha frente! O agressor, sem hesitar da um tapão na orelha do já machucado “agredido”.
    Diante da cena de agressão do amigo do peito o “amigo” diz novamente para o agressor
    — Não acredito que vc fez isso na minha frente….se for homem faça de novo pra eu acreditar. E ouviu-se um sonoro soco desferido na cara do infeliz que mal conseguia manter-se em pé.
    Quando o “amigo” ia pronunciar outras palavras…foi imediatamente interrompido pelo combalido amigo que lhe diz….—Por Favor…., não me ajude mais.
    Se for ver a fundo é exatamente esse o cuidado que o estado tem por cada um de seus contribuintes.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 12:25

      Rico

      O estado é um péssimo gestor de recursos escassos

      Só o livre mercado permite uma alocação dos recursos da forma mais eficiente possível

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rico 27 de abril de 2018 at 13:08

        Cesar,
        O estado Brasileiro é pessimo em gerir recursos públicos e privados (não permite a livre iniciativa). A culpa é nossa que não fiscaliza.
        Sou contra serviços básicos serem privados. Idoso não dá lucro, doente mental não dá lucro, então esses serviços seriam feitos por concessão. Então a iniciativa privada fornecerá um serviço de qualidade no limite da legislação.
        Quem acha a iniciativa privada uma maravilha deveria visitar uma empresa de telefonia espanhola…

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:11

          Rico
          Todo monopólio, seja ele público ou privado é ruim

          5+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Rico 27 de abril de 2018 at 13:13

            Concordo.
            O que está errado é o conceito de administração do erário. Toda prestação de contas deveria ser impressa na capa dos jornais e qualquer cidadão tem o dever de questioná-los.

            4+
            • avatar
            • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:16

              Errado, o poder está na ESCOLHA e não na FISCALIZAÇÃO.
              Toda pessoa deveria poder ter o poder de escolha entre 2, 3 ou mais prestadores de um determinado serviço, ou você acha que alguem fica fiscalizando prestação de serviços de UBER ou de AIRBNB?

              11+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Zé do Brejo 27 de abril de 2018 at 13:22

                Concordo discordando 🙂
                Acho que a lógica está certa mas ela não abrange todos os cenários.
                Resumindo, acredito que (NMHO) o ideal seria ter ESCOLHA através do LIVRE mercado, mas uma FISCALIZAÇÃO verdadeira para proibir cartéis.
                Enfim estamos muito longe de tudo isso, livre mercado ou fiscalização séria.

                10+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
            • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:20

              Rico
              A prestação de contas era útil na época da assimetria da informação, onde não existia internet. Hoje o compartilhamento da avaliação da qualidade do serviço é bem mais eficiente do que o controle da prestação de contas.

              Isso é de 1789
              Art. 13º. Para a manutenção da força pública e para as despesas de administração é indispensável uma contribuição comum que deve ser dividida entre os cidadãos de acordo com suas possibilidades.
              Art. 14º. Todos os cidadãos têm direito de verificar, por si ou pelos seus representantes, da necessidade da contribuição pública, de consenti-la livremente, de observar o seu emprego e de lhe fixar a repartição, a coleta, a cobrança e a duração.
              Art. 15º. A sociedade tem o direito de pedir contas a todo agente público pela sua administração.

              http://www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Documentos-anteriores-%C3%A0-cria%C3%A7%C3%A3o-da-Sociedade-das-Na%C3%A7%C3%B5es-at%C3%A9-1919/declaracao-de-direitos-do-homem-e-do-cidadao-1789.html

              7+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Rico 27 de abril de 2018 at 13:25

                E quem olha isso?

                2+
                • avatar
      • Zé do Brejo 27 de abril de 2018 at 13:12

        Cesar,
        A iniciativa privada é composta por pessoas, essas tão corruptíveis quanto os servidores públicos.
        Na minha opinião a vantagem do livre mercado (LIVRE DE VERDADE, SEM OS CARTÉIS INSTITUÍDOS) é que o ciclo deste é muito mais dinâmico e o público é engessado. O mal funcionário é demitido e o servidor é afastado gerando ainda ônus para os contribuintes.
        Também prefiro e defendo o livre mercado, só não me iludo que será uma maravilha.
        Bananense torna qualquer sistema mais complicado. Temos o DOM de cagar na entrada ou na saída.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Rico 27 de abril de 2018 at 13:14

          É isso aí, vc resumiu meu pensamento.

          3+
          • avatar
          • Rico 27 de abril de 2018 at 13:14

            Você já percebe que vai dar errado quando chega na casa da pessoa e está cheio de envelopes vai-vem da emrpesa.

            4+
            • avatar
            • avatar
        • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:14

          Se é “complicado” significa que é regulamentado, ou seja, não é livre mercado

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Rico 27 de abril de 2018 at 13:16

            São pessoas, pessoas sempre darão um jeito de tirar vantagem, seja no livre mercado ou na estrutura pública. Lembrando que o mercado nasceu desregulamentado e as regulamentações nasceram para evitar abusos.
            O Libertarismo já foi tentado em todas as esferas.

            6+
            • avatar
            • avatar
            • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:27

              Rico
              A Nova Zelândia em 1980 estava numa situação parecida com a do Brasil atual
              Foi justamente o libertarianismo que tirou ela desta situação
              https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2260

              8+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Zé do Brejo 27 de abril de 2018 at 13:32

                Com a nossa constituição, vc pode trazer o reino dos ceús aqui no Brasil que não vai adiantar.
                Antes de qualquer coisa, o Brasil precisa jogar essa constituição no LIXO, precisamos de reformas profundas, a começar pelas nossas leis.
                Sem modernizar nossa estrutura, qualquer tentativa é passar reboco no prédio prestes a desmoronar.

                12+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:37

                  Vi uma entrevista sobre o relator da CF88
                  Ela foi escrita com o objetivo de evitar presos políticos e de um wellfare estate europeu
                  Nosso ECA foi pensado para ser implantado na Suécia
                  O utopismo é uma merda

                  10+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:38

                    * “e de criar um wellfare europeu”

                    1+
        • MARK 27 de abril de 2018 at 15:42

          Exato, Zé… Eu vi a tão alardeada eficiência da terceirização no serviço público aqui no litoral. A limpeza e a segurança foram terceirizadas e foram convidados a trabalhar os amigos dos vereadores, pessoas cheias de aptidão e gosto pelo trabalho. Você entrava nas repartições e o guarda, às vezes mulheres, passavam o dia todo no celular, sequer olhavam para a cara de quem entrava, nem para dar bom dia ou ajudar a localizar alguma coisa. Um dia eu acreditei que era a solução, mas como você bem disse, o bananense distorce tudo.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • amongyou 27 de abril de 2018 at 18:36

          Para mim disse tudo. Na prática não existe solução ideal. Onde tem serumano, vai ter hora que qualquer sistema vai desandar e teria que ser revisto.

          3+
          • avatar
          • avatar
  • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 12:58

    Desemprego sobe a 13,1% em março e atinge 13,7 milhões de pessoas
    Trata-se da 3ª alta trimestral seguida e do maior nível desde maio do ano passado. Número de trabalhadores com carteira é o menor da série histórica, iniciada em 2012.
    Por Daniel Silveira e Darlan Alvarenga, G1, Rio de Janeiro e São Paulo
    27/04/2018 09h00 Atualizado há 30 minutos

    4+
    • avatar
      • CA 27 de abril de 2018 at 13:34

        Cesar_DF,

        O pior de tudo é a combinação de fatores:

        Desemprego no setor privado para quem tem registro em carteira aumentou, enquanto no segmento público diminuiu, ou seja, na prática o desemprego formal não diminuiu, os governos apenas estão contratando mais porque é ano de eleições e eles não estão nem aí para a situação fiscal…

        Outra: emprego informal do empreendedorismo por NECESSIDADE continua crescendo, como consequência natural do que consta acima, ou seja, após ANOS da iniciativa privada demitindo mais do que admitindo no caso de empregos formais, a pessoa que precisa SOBREVIVER vira Uber, vai vender doces, ou abre algum negócio próprio, nada assim tão “empolgante”.

        O conjunto acima explica porque NÃO temos uma recuperação real nos empregos. Ah, no caso das empresas pequenas que tem respondido por mais de 95% das vagas formais criadas, é uma reação à perda de empregos nas grandes e médias, ao mesmo tempo que também não traz expectativas positivas, por uma série de fatores.

        Detalho estes pontos em alguns comentários mais acima.

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:32

      Pouca gente entende que o “valor” é uma informação sobre algo, que indica todo o trabalho e recursos agregados na produção de algo, e o “preço” é o valor dentro de um ambiente de oferta X procura

      3+
      • avatar
    • Oliveira 27 de abril de 2018 at 13:38

      Neste caso havendo inflação pela impressão de dinheiro, os bancos teriam que corrigir o valor aplicado enquanto que os salários teriam que permanecer estagnados este cenário seria melhor ou pior para bolhistas ?

      3+
      • avatar
  • Lucas 27 de abril de 2018 at 13:37

    off
    Um Retrato da GERAÇAO MIMIMI

    para quem tem filhos, não que eui esteja recomendando tudo o que está no artigo mas que veja o que eles estão “enfrentando” (muitas aspas)
    talvez nós os mais velhos tenham enfrentado essa fase no cabo da enxada, na colher do pedreiro, ou lavando a louça

    https://www.asomadetodosafetos.com/2018/04/a-incrivel-geracao-de-fotos-sorridentes-e-travesseiros-encharcados.html

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:46

      Lucas
      Na constituição do EUA todo mundo tem o direito a BUSCA PELA FELICIDADE

      Na CF88 brasileira a felicidade é um “direito”

      No primeiro caso a pessoa terá que lutar por ela, no caso brasileiro o estado deverá fornecer ela.

      DIREITO À FELICIDADE NA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA DE 1988: UTOPIA OU REALIDADE?
      https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/cadernovirtual/article/viewFile/1112/686

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rico 27 de abril de 2018 at 13:50

        Na CF88 está que é direito a busca da liberdade. Se você fugir da prisão sua pena não será agravada por isso…

        4+
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 14:04

          Verdade
          Na do EUA a “right to pursuit of happiness” é fundamentada na LIBERDADE
          A CF brasileira é fundamentada na IGUALDADE
          Para conseguir a IGUALDADE você precisa de um estado grande, já para desfrutar da LIBERDADE é necessário um estado pequeno.

          3+
          • avatar
          • avatar
    • Rico 27 de abril de 2018 at 13:54

      Eu não tinha tempo de ficar depressivo. Minha adolescência foi casa, comida e se vira. Ficava entre o colégio técnico e o estágio. Quando fui efetivado na empresa comecei minha faculdade. Quando fui demitido tranquei tudo e fui estudar ingles na Inglaterra. Depois casei. Separei. Comprei uma moto de novo. Quando tive tempo de ficar depressivo estava sozinho em uma montanha vendo o por do sol e achei que estava muito velho para isso.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Senhor Bolha 27 de abril de 2018 at 13:40

    Sobre questão do sistema público de saúde.

    Acreditar em eficientismo no setor de saúde é tão utópico quanto aqueles que criticam livre iniciativa dizendo ser coisa de adolescentes. Tudo começa com custos e termina com números de beneficiários.

    Os melhores sistema de saúde pública a nível mundial tem uma base baixa de usuários , este por sua vez não sobre dimensionam a rede.

    Saúde é um setor caro tanto para rede privada ou pública, e não governo não consegue prover saúde universal de qualidade. A não ser que você viva num país com demografia favorável e com pessoas ricas suficientes para manter o sistema.

    Exemplo Brasil: 200 milhões pessoas 70% usando rede pública para especialidades e generalidades.
    Canadá saúde pública 30 milhões usando rede pública para especialidade e generalidades.

    Porque funciona no primeiro e porque não funciona no segundo?

    – Número de beneficiários menor
    – Prevenção maior ( menos pessoas doentes por m2)
    – PIB maior que o brasileiro

    PiB canada
    https://pt.tradingeconomics.com/canada/gdp

    PIB brasil
    https://pt.tradingeconomics.com/brazil/gdp

    PIB per capita canada
    https://pt.tradingeconomics.com/canada/gdp-per-capita

    PIB per capita brasil
    https://pt.tradingeconomics.com/brazil/gdp-per-capita

    Não funciona na Inglaterra vai funcionar no Brasil.

    Quem defende estas aberração tem que fazer o seguinte aumentar o PIB do Brasil em umas 3 vezes e renda per capita umas 5 vezes .
    Ai depois conversamos sobre sistema público de saúde que funciona.

    Se não fizer isso a conta não fecha pois temos um números de usuários muito grande o que sobre dimensiona todo sistema.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Rico 27 de abril de 2018 at 13:51

      Porque o sistema de saúde público americano não funciona sendo que tem o maior PIB do mundo?

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:55

        A resposta está na sua pergunta “saúde público”,
        o privado funciona muito bem, tanto que vai um monte de gente para se tratar lá

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Rico 27 de abril de 2018 at 13:58

          Quem tem dinheiro. No interior do país está cheio de gente que tem 2 empregos para se sustentar e manter o plano de saúde.
          Quem não consegue?

          4+
          • avatar
          • Zé do Brejo 27 de abril de 2018 at 14:10

            Já assistiu REPO MEN?

            2+
            • avatar
            • Rico 27 de abril de 2018 at 14:14

              Fui ler a respeito parece interessante, vou colocar na lista.
              Já assiti SICKO.
              Uma coisa que não citei. Dos países que tenho experiência com saúde pública (Inglaterra e Portugal) o sistema de saúde pública NÃO É GRATUÍTO. Você paga por exames e remédios, claro que não valores absurdos, mas tudo é pago. Escola, Saúde é tudo pago. Para ter direito a gratuidade é necessário ter declaração de pobreza, o que não é fácil.

              7+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 14:31

                Rico
                Acho que sempre deve existir um fator moderador para evitar o abuso, uma COPARTICIPAÇÃO.
                É a falta disso que está detonando com o OBAMACARE

                4+
                • avatar
                • avatar
      • Senhor Bolha 27 de abril de 2018 at 13:58

        Número de beneficiários maior em relação ao PIB.

        Se leu o que escrevi acima esta explicado que demografia é fator chave.

        Se você tem 5 hospitais públicos de qualidade custando alguns milhões para um número X de beneficiários funciona, se dobra este números não funciona.

        A segunda fator esta na prevenção que é muito mais barato que gastar bilhões em equipamento caros e especialistas de carreira.

        Segundo organização de saúde o EUA é um dos países com maior números de Obesos por m2 do planeta.
        Isso encarece o custos com cardiologista e especialistas médicos , e mais uma vez prevenção é mais barato do que gastar 30% do PIB com saúde.

        – Demografia
        – Renda per capita elevada
        – Número de beneficiários menor
        – Prevenção

        4+
        • avatar
        • avatar
        • Senhor Bolha 27 de abril de 2018 at 15:00

          Embora pib não seja melhor indicador para medir riqueza, na falta de outro vai ele mesmo .

          EX EUA 325,7 milhões (2017)
          PIB Per capita 57.466,79 USD ‎(2016)
          Produto Interno Bruto 18,57 trilhões USD ‎(2016)
          Expectativa de vida 78,74 anos ‎(2015)

          A epidemia crescente de obesidade nos Estados Unidos já atinge 40% das mulheres, 35% dos homens e 17% das crianças e adolescentes, segundo dois estudos divulgados na terça-feira (7). Os esforços para incentivar os americanos a perderem peso têm surtido pouco efeito, de acordo com as pesquisas realizadas pelos Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

          Imagina quando este pessoal invadir o sistema público de saúde .

          atient Protection and Affordable Care Act. O Patient Protection and Affordable Care Act (PPACA ou Lei de Proteção e Cuidado ao Paciente) chamado comumente como Affordable Care Act (ACA) ou “Obamacare”, é uma lei federal dos Estados Unidos sancionada pelo presidente Barack Obama em 23 de março de 2010.

          Uma das grandes bandeiras de campanha de Barack Obama foi a reforma do sistema de saúde o “Obamacare”, de forma a tornar os cuidados de saúde mais acessíveis a um maior número de norte-americanos.

          Nos Estados Unidos, se a pessoa não possui um plano de saúde e sofre um acidente ou tem alguma doença que demanda muitos procedimentos e tempo no hospital ela tem que pagar os custos médicos à instituição. O que muitas vezes acontecia era, que uma pessoa saudável, que aparentemente não precisasse de plano de saúde e tivesse que usufruir de tratamento médico, recebia contas milionárias e poderia até acabar falindo.

          Os custos de saúde dos Estados Unidos não são pagos pelo governo a não ser para cidadãos abaixo da linha da pobreza ou acima de 65 anos. E apenas serviços mais básicos. Em um caso ou outro, a pessoa pode ir até a corte pedir para que o governo arque com os custos. Mas são casos isolados e demoram um tempo ate que o juiz decida.

          O Obama Care partiu de um pré suposto bem simples. Se todos os cidadãos pagassem por um plano de saúde básico, todos estariam cobertos e não correriam o risco de gastar uma grande quantidade de dinheiro caso acontecesse alguma emergência. Para se ter uma ideia, o custo de uma internação em um hospital pode chegar a U$10 mil por dia e um simples braço quebrado a U$4 mil.

          Outra questão do OC é que a lei proíbe as seguradoras de recusar segurar um cliente que já tenha uma doença pré-existente, ou que esteja em idade avançada (que tradicionalmente necessitariam de mais procedimentos médicos). Com isso em mente o ObamaCare garante que os custos de todos que não tenham doenças e não utilizem o plano (mas paguem pelo seguro) cubram os custos dos que mais utilizam o mesmo.

          A Lei foi votada em 2010 e em 2014 entrou em vigor as novas diretrizes sancionadas pelo presidente Obama.

          Porque não funciona? Custos!! A estes custos KKKKk

          Você obriga indivíduos saudáveis e outros não tão saudáveis a pagar por um seguro, na outra ponta você obriga prestadoras de serviços atender todos estes mundaréu de beneficiários a um custo Fixo, mesmo cada um tendo uma doença especifica.

          Ai meu amigo a conta não fecha!! Aqueles que não podem pagar são subsidiados pelo estado com mais receita tributária.

          Aqueles que pode pagar, mas não precisão pagam do mesmo jeito e assim o sistema fica uma perfeita zona.

          Porque o custo de se trata um doença X é diferente de trata uma doença Y, por isso não da para massificar tudo em plano universal de saúde seja ele público ou privado. Isso envolve controlar preço e custos e isso, literalmente inviável.

          Por isso falo tudo se resume a custos: Saúde é setor mais caro que existe no planeta, enquanto não baratear o custo da saúde e investir em prevenção é chover no molhado.

          Agora junte tudo isso com uma população extremamente obesa e sentaria e esta feita merda. O custo para se manter um plano de saúde é proibitivo porque você é obrigado pagar por uma cobertura mínima estipulada pelo governo mesmo sendo perfeitamente saudável.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 15:17

            Tem outros problemas
            – Não existe um período de carência, a pessoa pode se inscrever de manhã e já ser tratado por uma doença pré-existente a tarde
            – Não existe um limitador de abuso de uso, como uma cobrança do tipo co-participação
            – Não importa se a pessoa tem um estilo de vida saudável, ela pagará o mesmo que um glutão-fumante-alcoolatra
            – Não existe um rol de cobertura simplificado, estilo um plano econômico para quem tem menos dinheiro.

            As utopias detonam com o sistema – O ÓTIMO É INIMIGO DO BOM

            5+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Senhor Bolha 27 de abril de 2018 at 13:48

    Como amenizar: Clinicas populares para generalidades.

    Muitos casos não precisam ser atendidos nos hospitais para especialidades, até mesmo farmácia daria conta de algumas questões mais simples.

    Prevenção: Ainda é mais barato do que gastar bilhões em equipamentos de saúde, só de oferecer saneamento básico para população você reduziria o número de doenças graves no Brasil em uma grande proporção.

    Resumo da obra: Mais fácil investir em prevenção do que sistema de saudade pública eficiente, dado que não temos dinheiro para atender o números elevado de beneficiários.

    Saúde não é um setor lucrativo fato! Por isso mesmo que você joga uns 20% do PIB em saúde ainda vai dar prejuizo.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 13:58

      Clinicas populares são ótimas
      Tanto é que o governo quer proibir
      https://www.youtube.com/watch?v=RncEQs3Jnec

      Leis sobre saúde, e não apenas a brasileira:
      – É proibido o médico divulgar preços
      – É proibido divulgar casos de sucesso
      – É proibido que seus clientes pontuem ou qualifiquem seus serviços

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 27 de abril de 2018 at 14:07

        Se houvesse uma preocupação real com a saúde, o setor seria 100% livre de impostos, e a burocracia e fiscalização deveriam ficar em níveis mínimos.
        Ainda que isso expusesse um risco maior inicialmente, iria estimular o setor e criar novos negócios que melhorariam os serviços prestados ao longo do tempo.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 27 de abril de 2018 at 14:12

          Problema de qualquer coisa 100% livre de impostos vira uma lavanderia desgraçada, vide as igrejas e ongs.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • Antigo 27 de abril de 2018 at 14:17

            Bom, aqui perto de onde eu moro tem umas dez igrejas num raio de 400 metros.
            Eu preferia que fossem dez clínicas populares.
            Ainda que houvessem falcatruas, o aumento da oferta do serviço seria uma coisa desejável, no meu entendimento.

            15+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Antigo 27 de abril de 2018 at 14:28

              houvesse*

              2+
    • Senhor Bolha 27 de abril de 2018 at 14:06

      Faça as contas de quanto custa manter um tratamento de câncer: Agora multiplique o números de pessoas com câncer por alguns centenas de milhões e jogue na rede pública.
      Entendeu porque prevenção é mais barato que tratar doenças graves num sistema universal.

      Quem não tem dinheiro vai para rede pública: O x da questão é o sistema universal que atende a todos e tudo com qualidade. Isso é utopia , nem se você jogar 20% do PIB aqui vai resolver a questão.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 27 de abril de 2018 at 14:14

        O que aconteceria com o sistema de saúde se todos fossem saudáveis?
        Não se enganem, os médicos não querem sua cura, querem sua dependência.

        11+
        • avatar
        • Senhor Bolha 27 de abril de 2018 at 14:22

          Isso é fato , mas muitas remédios receitados tem efeito colaterais indesejados.

          O famoso melhora uma coisa e piora outra, porém isso é o que acontece.

          Saúde não da dinheiro ao contrario só da prejuizo: Tratar um paciente com uma doença grave custa até milhões para o setor público. Por isso o sistema só funcionária para doenças digamos menos graves.

          Agora se jogar um monte de gente com doença grave: Ai meu amigo vai explodir todo sistema e nem se você joga todo PIB em saúde vai resolver.

          O importante é pessoal prevenção é mais barato que um sistema que atenda todas especialidades, por isso propagando proibindo cigarro e afins são mais importantes do que fazer um sistema de saudade que atenda dos cancerosos do tabaco.

          8+
          • avatar
          • avatar
        • DAN 28 de abril de 2018 at 11:30

          E os políticos também….

          3+
          • avatar
    • amongyou 27 de abril de 2018 at 19:17

      Prevenção: educação alimentar. Não colocar porcaria na boca que te deixará cronicamente doente em pouco tempo.

      4+
  • CA 27 de abril de 2018 at 14:01

    Outro destaque interessante que ficou mais para cima, replico aqui:

    ——————————————————————————————————————————————————————————————————————-
    Cajuzinha 27 de abril de 2018 at 11:53
    Investimento público cai e atinge menor nível em 50 anos

    União, Estados e municípios investiram, no ano passado, R$ 76,9 bi, mas recursos não foram suficientes sequer para garantir a manutenção da estrutura pública que já existe

    27/04/2018 Investimento público cai e atinge menor nível em 50 anos – Economia – Gazeta Online
    https://www.gazetaonline.com.br/noticias/economia/2018/04/investimento-publico-cai-e-atinge-menor-nivel-em-50-anos-1014128959.html 1/1

    O chamado “investimento líquido negativo” já aparece nas contas do Tesouro em 2016, mas se agrava em
    2017. A série histórica dos investimentos construída pelos economistas Rodrigo Orair e Sergio Gobetti, do
    Ipea, indica que, antes de 2017, os episódios de menor investimento público foram registrados em 1999 e
    2003, quando atingiram cerca de 1,5% do PIB, mas logo voltaram a crescer. Agora, entretanto, há um
    processo contínuo e gradual de redução depois do pico de 2,8% do PIB em 2010

    A queda dos investimentos públicos vai na contramão do que prometeu o presidente Michel Temer. A
    estratégia apresentada, no início do atual governo, incluía também o aumento dos investimentos públicos e
    parcerias com a iniciativa privada. A restrição orçamentária e o aumento dos gastos e perda de receitas por
    conta de concessões feitas pelo Congresso limitaram o espaço de ação da equipe econômica que teve de
    passar a tesoura nos investimentos. Nos Estados e municípios, o quadro foi semelhante, com o agravante das
    restrições para obterem crédito nos bancos.

    ——————————————————————————————————————————————————————————————————————-

    MAIS UMA situação em que o ILUSIONISMO governamental está caindo por terra…

    Em virtude do ajuste fiscal, da compra de votos no congresso para não ter impeachment do Dilmo, das dificuldades de usar bancos públicos para emprestarem para governos QUEBRADOS e pelo fato de termos muita rigidez orçamentária por conta de nossa constituição, o que OBRIGA a cortar investimentos e ainda, NINGUÉM ter se mobilizado para resolver estes entraves, não tendo aprovado sequer a reforma da previdência para pelo menos tentarem reinflar o “otimismo UFANISTA”, batemos o recorde, com os menores investimentos públicos em 50 ANOS!

    Lembrando que o Governo brasileiro tem participação relevante nos investimentos totais feitos no país e que para qualquer crescimento SUSTENTÁVEL, o aumento de investimentos é IMPRESCINDÍVEL.

    Para piorar, o Dilmo (Temer) PROMETEU o que a EmpiriCUS já vinha dizendo há tempos: uma invasão de estrangeiros vindo para o Brasil e investindo centenas de bilhões em projetos de privatização de infraestrutura pública, concessões, parcerias público privada, etc, etc, etc. Na prática, como sempre vimos desde o primeiro show de desinformação da EmpiriCUS, NADA aconteceu…

    De novo, NENHUMA ação estrutural para resolver problemas, um monte de PALIATIVOS, GAMBIARRAS, PROMESSAS FALSAS e daí para pior, ÓBVIO que o resultado não poderia ser o “esperado”…

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 27 de abril de 2018 at 14:26

      CA,

      Eu ACHO que para o Bananil entrar nos trilhos, o próximo presidente será um Collor, fará o trabalho “sujo”, será altamente impopular e não chegará a concluir o mandato. Teremos +1 presidente impeachado, mas com algumas mudanças importantes realizadas, criando assim condições para um próximo presidente governar com um cenário menos tempestuoso. Ou seja, dando tudo certo, nossa retomada a um cenário “normal” se daria apenas em meados de 2022/23.
      Antes do Dilmo assumir, eu sinceramente achava que ele seria O CARA que faria isso, mas aquele filhote de Drácula com o Zangado, não fez absolutamente NADA a não ser tentar salvar a própria pele.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rico 27 de abril de 2018 at 14:30

        Concordo, mas Collor é pouco, teria que ser um Pinochet.

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 14:43

          O Pinochet deve estar se revirando no túmulo
          O modelo de sucesso da educação chilena, que deu tanto certo, que tirou do atraso e colocou numa posição que é considerada a melhor da América Latina, acabaram de ser estatizada
          É isso que dá um governo esquerdista “bem intencionado”, pois pega alguma coisa que está funcionando bem e o joga no lixo, pois não segue um ideal utópico.
          http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2018-01/congresso-do-chile-aprova-lei-de-gratuidade-do-ensino-superior

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • DouglasteR 27 de abril de 2018 at 14:45

            Vamos ver daqui a 10 anos.
            Prevejo uma Chilezuela ! (commodities caindo, nação esquerdando d+ = zuela)

            9+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 15:03

              É interessante que isso acontece muito pelo mundo
              Quando o pais está indo mau, ele vai para a direita
              Quando o pais está indo bem, ele resolve ir para a esquerda

              Na minha opinião, quando vai mau, a pessoa é REALISTA, e quando vai bem, a pessoa é IDEALISTA.
              O cúmulo do idealismo é a utopia: uma agradável ilusão de um paraíso na terra, onde todo mundo é bonzinho, tudo funciona corretamente, etc

              23+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • DouglasteR 27 de abril de 2018 at 15:08

                É o ciclo da mediocridade do ser humano:

                -> tempos difíceis formam homens fortes -> homens fortes criam tempos melhores-> tempos melhores criam homens fracos -> homens fracos acabam criando tempos difíceis.

                É o ciclo, a história se repete e para quebrá-lo, muito sangue tem que ser derramado.

                28+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
              • Senhor Bolha 27 de abril de 2018 at 15:34

                Simples é assim que funciona porque: O novo socialismo é gradualista que busca um estado de bem estar social que atender necessidades de todos, e isso virtualmente impossível , ainda mais numa economia de recursos finito e tecnologia pré histórica.

                Ademais como este sistema não funciona sobre um sistema de preço não tem como calcular custo e fazer alocação inteligente de recursos.

                E ai pessoal vai avançando para esquerda: Porque existe pessoas que não querem produzir , mas sim parasitar o sistema público.

                Exemplo: Se oferecer um serviço aqui” Grátis” , mas na verdade não é grátis e sim pago com impostos.
                Logo aquele ente X não se esforça para criar valor para sociedade , já que existe outra pessoa tendo que trabalhar duas vezes mais e pagar mais imposto para aquela pessoa X que não produz valor social algum.

                Conforme o estado vai avançado na educação, sistema público e afins. O partido ganha poder e isso faz com que aja cada vez mais pessoas beneficiarias querendo parasitar o ente público.

                No começo é mil maravilhas, seria como você gastar o dinheiro que seus antepassados demoraram décadas para juntar : Quando dinheiro acaba ai meu filho vai tudo para o saco.

                Por isso a esquerda se fortalece em época de bonança , porque governo mais ortodoxos sanearam as contas públicas, consequentemente ao ter dinheiro em caixa o político populista é apto assumir compromissos públicos com dinheiro acumulado em mandatos anteriores.

                E ai começa expansão do estado! Por isso eu sou muito cético com estado mínimo. A história prova que nenhum estado permanece mínimo por muito tempo.

                O importante não é mudar o mundo , mas saber quando estado anda esquerdando muito . Neste cenário o ideal é mandar dinheiro para for do país. E só voltar quando ninguém mais quiser saber de socialismo, neste cenário da pra comprar muita coisa boa a preço de banana.

                Assim que o grande capital se movimentado ao redor do mundo: Até poderia escrever sobre isso como ganhar dinheiro no socialismo.

                Não só é possível como muitas fortunas advém deste processo, vide arranjo brasileiro..

                11+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 15:43

                  Senhor Bolha
                  O parasitismo social dos imigrantes já começou a detonar o sistema britânico
                  Elegeram o prefeito de Londres só por ser um árabe
                  O NHS está parecendo o SUS
                  http://outraspalavras.net/outrasaude/2018/02/19/dois-sistemas-duas-crises/

                  6+
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • avatar
                  • Senhor Bolha 27 de abril de 2018 at 16:08

                    De acordo com Gastão, vivemos um paradoxo: “Há uma concentração de renda e de poder político, um reforço do discurso do liberalismo radical, uma desconstrução da legitimidade das políticas públicas. Mas, ao mesmo tempo, a necessidade social desse tipo de iniciativa é cada vez maior. E aí não é só envelhecimento: a degradação urbana, a desregulamentação do uso de agrotóxicos, a especulação imobiliária, etc. aumentam a necessidade de intervenções coletivas”.

                    Vejamos que liberalismo radical KKKKK: Os caras fazem um puta welfare state na Disneylândia e depois que da errado como sempre deu acusarão liberalismo. Então o que sugere nacionalização da porra toda. hahaha

                    A concentração de renda se da pela: Cartelizar do mercado e pela inflação monetária.

                    Já foi explicado quem recebe o dinheiro imprimido primeiro ganha sobre todos demais participantes do mercado. Aqueles que tem conexões com setor público recebendo licitações ganha sobre todos outros participantes do mercado.

                    Ai esta o porque a renda concentra: Porque as empresas ditas privadas são para estatais , e a regulação ( Captura regularia). Cria cartéis nos setores.

                    Ex de setores Totalmente cartelizados e protegidos.
                    Setor bancário , petroquímico e automobilístico nacional

                    Setor onde barreira regulatória é menor e a concorrência tora, apesar de ter safado também.
                    Agronegócio.

                    Agora explica porque agronegócio: Carrega o Brasil nas cotas e todos outros apenas parasitam o mercado nacional.

                    6+
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • avatar
                    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 16:51

                      Efeito Cantillon
                      Os mais beneficiados pela impressão de dinheiro são os amiguinhos do governo
                      https://pt.wikipedia.org/wiki/Richard_Cantillon

                      3+
                      • avatar
                      • avatar
                    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 16:53

                      Senhor Bolha
                      É igual aquela estorinha que contam nas escolas, que a quebra de 1929 foi devido ao capitalismo liberal
                      Putz, desde 1921 o banco central manipulava a taxa de juros e imprimia dinheiro a um nível max-keynesiano e a culpa depois foi do “liberalismo” kkkk

                      5+
                      • avatar
                      • avatar
                    • Cesar_DF 27 de abril de 2018 at 16:56

                      E a quebra de 1929 poderia ter se recuperado em poucos meses, se não fosse pela implantação das medidas protecionistas, especialmente da tarifa Smoot-Hawley de 1930, que veio se somar com a tarifa Fordney-McCumber de 1922

                      4+
                      • avatar
                      • avatar
            • Rico 2 de maio de 2018 at 13:41

              Did you mean: Argentina?

              0
      • CA 27 de abril de 2018 at 16:00

        Zé do Brejo,

        Também achei antes do Temer assumir que ele PODERIA fazer algo, mas foi tolice minha, afinal o MDB tem m*rda acima do pescoço quanto à CEF e vários outros PODRES, óbvio que ele não ia mexer nisso e se sujar bem como a todo seu partido…

        Já sobre o próximo presidente, supondo que seja o Bolsonaro e ele seja muito bem assessorado quanto a assuntos de Economia, quem vai apoiá-lo no congresso? Idem para o Amoedo. Falando sobre aqueles que concentram grande parte do congresso e tendem a continuar com esta dominância, são os que tem a menor chance de se elegerem e mesmo que se elejam, tendem a manter o “legado” do Temer, que inclui não mexer nas caixas de marimbondos de CEF, BNDES, etc e continuar plantando o otimismo UFANISTA sem adotar as medidas impopulares de reforma da previdência e outras, só mantendo as PROMESSAS, até quando a bomba explodir, com efeitos cada vez maiores quanto mais tempo passar. Se forem os candidatos de esquerda, incluindo Marina Silva que é das mais cotadas e alguns pseudo-centro com visão socialista como o Barbosa, o problema é tentar ser POPULISTA a qualquer custo e AGRAVAR muito mais a situação da economia.

        Continuo vendo um beco sem saída e torço sinceramente para que eu esteja completamente ERRADO quanto a isto…

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • tmarabo 27 de abril de 2018 at 16:39

          eu só discordo de que o Temer tenha deixado de fazer as reformar por ter merda até o pescoço. O Temer tentou e foi sabotado de todas as formas pela imprensa, partidos políticos aliados e de oposição etc.
          além, é claro, da instabilidade política que lhe tirou poder de articulação.
          se dependesse do temer e do núcleo duro do PMDB, as reformas de que precisamos estariam feitas.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 27 de abril de 2018 at 16:45

            as 2 coisas:
            temer foi mesmo sabotado por dentro e por fora
            mas ele tinha e tem mesmo merda até o pescoço, alias os inimigos usaram isto contra as reformas
            engraçado, alguns muitos dos do-contra são os mesmos que recebem salario do estado, será que les pensam que dinheiro do governo dá em árvore?

            8+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • CA 27 de abril de 2018 at 16:52

            tmarabo,

            Os dois vice-presidentes da CEF PRESOS são do MDB. O tráfico de influências, beneficiamento ilícito e outras mazelas conduzidas via CEF sempre tiveram uma forte participação dos políticos do MDB.

            http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/2018/01/1952116-a-caixa-e-a-petrobras-do-mdb.shtml

            9+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • CA 27 de abril de 2018 at 17:02

              tmarabo,

              Já sobre as reformas em si, volto a ponto sobre o qual já falei antes:

              Por que só começaram a trabalhar “pra valer” a favor das reformas ao final de 2017? Não era prioridade máxima? Não era urgente urgentíssimo? Por que a reforma da previdência não foi o primeiro ato do Temer perante o congresso logo no terceiro trimestre de 2016, quando o impeachment da Dilma foi confirmado, ele estava com toda a força política e apoio dos meios de comunicação?

              Na realidade, no caso acima ele já sabia que se resolvesse “muito rápido” a questão da previdência, outras questões estruturais se apresentariam ANTES das eleições de 2018 mostrando que este não era o ÚNICO problema a ser enfrentado e fragilizando-o por ter vendido uma promessa vazia, então ele ADIOU esta ação urgente urgentíssima para que não desse tempo de aparecer a REALIDADE antes das eleições e ele pudesse se beneficiar de todo o otimismo UFANISTA que seria gerado logo após esta reforma, com isto ocorrendo imediatamente antes das eleições. Ele foi CALCULISTA, pensando nas eleições e nos seus interesses particulares por trás destas eleições (continuar faturando por fora pela proximidade do poder junto a alguém que ele apoiaria e estaria no governo).

              Daí vem a segunda parte do problema: ele NUNCA quis botar a mão de verdade contra a bolha imobiliária e outros problemas estruturais. Veja manchetes de hoje sobre beneficiamento ilícito envolvendo imóveis para familiares de Temer, construtoras também tiveram seus esquemas com o Temer, ele também tem o rabo-preso e além disto, tem todo o esquema da CEF mencionado no comentário anterior. Oras, se tivesse proposto a reforma da previdência NO TEMPO CERTO, que ele sabia DESDE O COMEÇO qual era este tempo, não teria aparecido o escândalo do Joesley e todos os outros pontos que você mencionou acima e que por fim impediram a estratégia CALCULISTA e em BENEFÍCIO PRÓPRIO praticada pelo Temer…

              15+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • tmarabo 30 de abril de 2018 at 12:13

                quanto à cronologia das reformas, discordo novamente!
                o governo conseguiu votar teto de gastos, terceirização, reforma trabalhista. não foi pouca coisa!!!
                e a reforma previdenciária foi sim apresentada a tempo de ser votada antes da eleição (até mesmo no ano passado) mas a agenda do “Estado Policial” por puro corporativismo, para não perder a boquinha paga pelo povo brasileiro, não deixou a reforma ir adiante.
                se o temer houvesse colocado em primeiro lugar a reforma da previdência, não a teria aprovado, como visto e ainda não teria conseguido teto de gastos, terceirização, reforma trabalhista. etc.

                1+
            • tmarabo 30 de abril de 2018 at 12:09

              eu nunca disse que o PMDB não seria corrupto. mas a oposição às reformas NADA TÊM a ver com isso. Agora, duas coisas:
              1 – nem toda corrupção do MDB é corrupção do Temer: qualquer um sabe que Renan Calheiros, Sérgio Cabral, Eduardo Cunha etc. eram INIMIGOS do Temer no partido ou no máximo o toleravam. Atribuir ao Temer toda a roubalheira do MDB é fazer uso da narrat