Florianópolis tem maior queda em preço de imóveis entre capitais – ClicRBS

Você pode gostar...

Comments
  • fanfarraum 5 de junho de 2017 at 11:24

    comentário lá:
    “Não vi nenhum aluguel decrescendo em todos os imóveis que vi, nem casas, nem apês, comparando com o valor anterior de quem saiu. No condomínio onde moro há vários para alugar, os que eram entre 750 e 800 foram para mil reais, os que já estavam por mil (mobiliados merrecas) foram para bem mais de 1 mil e cem. No Continente, fácil acesso a todo lugar. Tem gente tentando vender há oito anos e não consegue, bem antes da ”crise” portanto. Uma quitinete por mais de 100 mil? Sem garagem nem mesmo rotativa e elevador? Prédios velhos e de manutenção altíssima? Vão roubar no inferno! Pombal mais caro do mundo é por aqui, não escapa nem São José, Palhoça e Biguaçu, MCMV no c do mundo por valor impagável até para quem emprego sem risco de perder. Cobram por uma salinha comercial, loja ou escritório, nada além de 25m² com reles WC, nem banheiro é, só uma privadinha e uma torneira (pia tem de colocar) o valor de um apartamento de dois quartos na mesma rua! Se for prédio novo comercial então dá para comprar 2 apartamentos! É nonsense! Por isso está tudo vazio, estoque não vende e quase sequestram alguém que vai só para fazer pesquisa até em feirões de imóveis.”

    43+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Observador 5 de junho de 2017 at 11:45

      Em Campinas acabei de negociar (email enviado e resposta em 30 minutos) aluguel que era R$ 1.880,00 e teria reajuste em Agosto para R$ 1.600,00 pelos próximos 12 meses. Preço de venda no mesmo prédio um por 799.000 e outro por 900.000

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 12:15

        0,20% de rentabilidade nominal!?

        tijolo é moeda forte….. podi confiá !!!

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • odorico 5 de junho de 2017 at 14:22

        Esses dias conversei com um proprietário de 2 apês onde alugo. Pelo que entendi, ele é daquele que olha o rendimento em relação ao preço pago. Ele disse que pagou 450 mil nos apês e que vale 600 mil. Ele aluga por 1800 . Falei que o retorno era de 0,3% e ele disse que era 0,4% (ainda assim ruim). Enfim, entendi que na lógica dos props. o que vale é preço pago. Não concordo, mas sorri e acenei. Ainda dei tapinha nas costas com um “eu ainda chego lá”…

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 12:17

      Olhem só como esse mercado está se comportando…..
      são milhares de brick lovers orgulhosos que ficam com os tijolos nem-nem: nem aluga e nem vende.
      kkkk
      aí as pessoas interessadas ficam se questionando se embarcam na aventura dos tijolos fraquinhos financiados em 35 anos….
      o sistema é perverso…..

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 5 de junho de 2017 at 13:10

        Morrerão “Ricos”

        Morrerão acreditando que deixaram heranças maravilhosas para garantir o futuro dos filhos
        os filhos por sua vez vão gastar e consumir como se não houvesse amanhã, afinal tem a vida garantida
        sinto pena dos netos do Fernando

        35+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Antigo 5 de junho de 2017 at 12:15

    Ué, não era a ilha da magia?

    Chamem o Merlin, Gandalf, Harry Potter e Mister M. para fazer uma força tarefa mágica para ver se evita a derrubada de preços nesse lugar tão maravilhoso.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 13:13

      a Ibiza brasileira

      por sinal estive na ILHA original durante a crise européia
      paguei 20 euros dividindo com amigo, cotação 1,60, hotel 3 estrelas, que no BR valem 5
      custou menos de 40 reais a diária, paguei metade: uns 20 reais.

      Hoje o mesmíssimo hotel com a cotação atual custaria uns 200 a diária (ainda vale a pena), mas eu não acharia ninguém pra dividir, todo mundo tá ferrado de grana.

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 12:17

    Dólar querendo chegar nos 3,30……

    veremos a quanto vai até o final de semana….
    TD abriu pagando mais…. e agora pagando mais ainda …..
    juros futuros em alta (pressionando)

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 12:55

      Eu sempre tive comprando.
      Comprei 6,01%,5,49% e agora vou comprar 5,77% + IPCA

      Avoaaaa juros!!!! Avoaaaaaaa

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • vigilante 5 de junho de 2017 at 12:18

    Interessante análise do Mike Maloney sobre as bolhas ao redor do mundo e o papel da China.

    http://www.zerohedge.com/news/2017-05-17/everything-bubble-why-coming-collapse-will-be-even-worst-last

    Bolha na bolsa, bolhas imobiliárias, bolhas de títulos públicos. Estive recentemente em um evento com chineses e fiquei bastante impressionado com a voracidade dos investimentos fora do país. Esse “desespero” em tirar dinheiro da China investindo no exterior me parece a antecipação de algo muito grande.
    Me chamaram atenção as tendências apontadas em relação à economia chinesa, sendo a substituição de moeda fiduciária por criptomoedas em larga escala a primeira delas. Através de aplicativos como o Ali Pay (uma espécie de plataforma de pagamento integrada a um aplicativo de mensagens, similar ao Whatsapp) é possível comprar até no comércio de rua sem dinheiro ou cartão de crédito.

    No vídeo a abordagem sobre as bolhas imobiliárias começa em 13:10. Não cheira bem.

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 12:25

      um peido na china = diarreia na Banânia
      (se as commodities caírem forte de preço)

      10+
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 13:15

      siga os bitcoins

      6+
  • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 12:19

    Aluguel a 20,00 o metro em Floripa!?
    Tá bolhudinha, hein!?
    a capital dos funças públicos e tb dos manézinhos brick lovers

    aqui na república de curitiba eu pago 10,00 o metro….

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 13:00

      Em Floripa em uma kitnet/pombal no Carianos eu achava R$23 o m²
      Aqui em Chapecó R$12

      E já achei lugares mais baratos o m² por imobiliária.
      Mas como fiz uma mudança de 600km quero curtir mais um ou dois anos aqui. Depois eu vejo outra mudança pois TB cansa mudar toda hora.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Lord of All 5 de junho de 2017 at 13:06

    CVR
    Conversando ontem com conhecida que trabalha no setor financeiro de um grade atacadista, aqui no Paraná, que por sua vez distribui pra grandes redes de supermercados:
    Me relatou pelo menos dois grandes supermercados (tradicionais) que já estão com o “nome sujo”, e firmes na rota à falência.
    Se até os mercados, que normalmente são os últimos a serem afetados pela crise, estão assim, imagina o resto da economia? Mas pode confiar que a galera tem grana pra comprar imóveis por aí.

    43+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 13:12

      Pode falar o nome dos dois mercados?

      7+
      • avatar
      • Lord of All 5 de junho de 2017 at 13:19

        Não, por uma questão ética, mas um deles é bem antigo e atua mais nos bairros, sendo que o dono andou se envolvendo em política (se vc é de CWB vai pescar), e e outro ficou famoso vendendo chocolate abaixo do preço, lá pelos anos de 2005 em diante. Nenhum dos dois é aquela rede famosa que tem por aqui, se é isso que vc quer saber.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 5 de junho de 2017 at 13:29

          Brasil é o paraíso dos varejos. Tanto loja de departamento quanto supermercado. Quando supermercado vai mal, MEU AMIGO…

          Eu tenho notado cada vez mais compra de cestinha. Eu mesmo sempre compro na cestinha para pegar as promoções de mercados próximos. Eu tenho ido no caixa normal, porque o caixa rápido não é mais necessário, todo mundo passando poucos itens.

          Eu acho que a gente ainda não se deu conta do buraco que estamos. Quer dizer, a gente aqui do bolha já sabe, mas o povão em geral nem imagina.

          42+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 13:30

          Atende famosa eu já trabalhei quando tinha 18 anos no meu primeiro emprego.
          Esses aí não vão nunca a a falência. Lá em 2005 os caras já tinham lucro de R$200 milhões imagina agora?
          Em Londrina e região são se não me engano 18 unidades dessa rede famosa. Os caras tão dominando o PR

          5+
          • avatar
  • antifragile 5 de junho de 2017 at 13:06

    Pessoal,

    Eu fiquei muito alarmado com o desaparecimento dos dados do IVG-R, que não podiam mais ser encontrados no site do Banco Central. Então hoje liguei pra lá, pra perguntar onde é que ele estava.

    O funcionário me orientou pelo site, e consegui achá-lo. Quem quiser procurá-lo também, vá no site do Banco Central e acesse: Economia e Finanças > Séries Temporais > Acesso ao SGS > Atividade Econômica > Imóveis > Selecione IVG-R > Clique em Consultar séries.

    Analisando o índice, temos uma notícia boa e outra ruim.

    A boa é que eles continuam atualizando o índice trimestralmente. Antes tínhamos dados só até novembro/2016. Agora eles vão até março/2017.

    A ruim é que os preços continuam caindo. São 26 meses de queda consecutiva. E essa queda está se acelerando.

    Será que vamos chegar ao ponto de insolvência econômica mencionado pelo Cesar_DF?

    98+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 13:11

      Isso que eu chamo de consultar a fonte primária .
      Ligou pro BACEN.
      clap, clap, clap !!!
      kkkkk

      56+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 13:14

      Esse rapaz merece ter um juros de 7% + IPCA kkkkkk

      59+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 13:16

      essa mitada merece um tópico especial com link e tudo

      56+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 13:17

      ainda que se vcs repararem bem o IVG-R é um fingezap saneado.
      zero qualquer coisa como sempre.
      se o banco tentar leiloar pelo desconto que o ivg-R dá, podem esperar deitado desencalhar.

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 13:21

        o Finge-Zap e o IVG-R é como se fossem o ambulatório de uma clinica psiquiátrica….
        tem que dosar os remedinhos de forma bem controlada… de maneira que não permita que os pacientes tenham contanto com a realidade

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • antifragile 5 de junho de 2017 at 13:24

          Ah, uma observação. O funcionário disse que houve uma revisão da metodologia do IVG-R. Não perguntei detalhes, mas deve ser tipo as coisas que o IBGE faz, pra transformar o PIBinho em PIBão.

          34+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 13:27

            Então multiplica esses números negativos em 3X e teremos quedas de 0,60% para baixo….

            7+
            • avatar
            • Lucas 5 de junho de 2017 at 13:44

              nominais daria uns 5%

              colocando inflação de 2 anos e2m
              queda real duns 20%.
              +custo de oportunidade, forma um gap de pelo menos uns 40%.

              Acho que é muito pouco pelo que tenho visto na vida real,
              NMHO estes valores estão descolados no tempo, estãs foram as quedas apartir de meados de 2012 ou 2013 até o período 2014/15, pelo menos pra SP capital.

              10+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
    • Antigo 5 de junho de 2017 at 13:39

      Excelente!!
      Meus amigos, esse índice caindo mês a mês mostra claramente a desvalorização imobiliária. Só não vê quem não quer.

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • EngenheiroDF 5 de junho de 2017 at 15:23

      Será que o cesar DF vai nos presentear com um gráfico com esses números pra comparar com o fipe zap e com a inflação?

      5+
      • avatar
    • EngenheiroDF 5 de junho de 2017 at 15:30

      Em março de 2001 0 IVGR era 100. Em março de 2017 estava 520,9. Isso significa um aumento de 420,9%? Como é calculado esse aumento?

      6+
      • avatar
      • avatar
      • antifragile 5 de junho de 2017 at 18:01

        Acho que sim.

        No link que indiquei tem mais informações sobre a metodologia, mas confesso que não entendi muito dos filtros que eles usam para fazer o cálculo.

        1+
    • Cesar_DF 5 de junho de 2017 at 22:42

      Antifragile
      O relatório de estresse econômico do BCB tem uma grande fragilidade, eles consideram o saldo financiado X o valor dos imóveis pelo FIPEZAP
      Nos últimos 26 meses o valor ANUNCIADO de venda de um apartamento de 2 quartos no Hell de Janeiro caiu 45%
      Em 2010 a diferença entre o valor anunciado é o valor efetivamente fechado era quase zero e hoje deve estar em 30%
      Com isso, o limite máximo de 35% de queda já foi ultrapassado, soando todos os alarmes do BC

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 6 de junho de 2017 at 00:29

      #Pra quem quiser automatizar o download desses csv , pra receber todo mês, eu tenho esse código:
      #As depedencias são Python3.X , Pandas e B.Soup

      import pandas as pd
      from bs4 import BeautifulSoup
      import requests
      url = ‘https://www3.bcb.gov.br/sgspub/localizarseries/localizarSeries.do?method=prepararTelaLocalizarSeries’
      soup = BeautifulSoup(requests.get(url).text,”lxml”)
      # print(soup). – Descomente essa linha se quiser ver antes de construir o dataframe

      soup = pd.DataFrame(soup)

      #Algumas pessoas terão que usar o click do B.Soup dependendo do Browser.
      #Depois é só agendar no Crontab (Linux) (digitar crontab – e e colocar a instância) e vc tem a tabela atualizada…até que os sem-vergonha do BACEN troquem o link novamente.

      4+
      • avatar
  • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 13:23

    Banco Indusval com 10 trimestres de prejuízo
    perdendo bastante depósitos tb
    Indice de Basiléia feio na foto……
    Imobilização pior ainda

    tenho grana lá…..
    IN FGC I TRUST !!!
    kkkk

    https://bancodata.com.br/relatorio/indusval/

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 5 de junho de 2017 at 13:30

      Meus indusval venceram…
      Mas eu tenho grana em cada financeira de fundo de quintal que vou te contar viu…
      Louvado seja o santo protetor dos consignados, seja lá qual for…

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 13:31

        os banquinhos de consignados possuem uma dinâmica diferente…..
        o indusval possui uma carteira mais voltada para empresas…. (PJ´s)

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 5 de junho de 2017 at 13:49

          Sim, isso mesmo.
          Geralmente faço um mix dos bancos mais voltados pros PJs e as financeiras que lucram nos aposentados/pensionistas.
          Em geral as financeiras pagam um pouco mais nas LCs que os bancos médios nos CDBs, mas claro que por serem menores sempre tem um risco embutido. Tento minimizar esse risco pegando prazos de até dois anos, o que dá uma certa liquidez e margem de manobra para pular fora em caso de problemas.

          Tudo bem por enquanto. Faz algum tempo que não tem notícia de banco quebrando, e foram poucos que quebraram ao longo da história recente.

          8+
          • avatar
          • avatar
      • odorico 5 de junho de 2017 at 14:40

        Eu também… Caruana, Indusval, fibra, pouco mais se a quebra for sistêmica o tombo é legal….

        4+
        • avatar
        • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 14:42

          Fibra é o que eu mais tenho
          😉

          4+
          • avatar
          • Lucas 5 de junho de 2017 at 14:47

            recolher velas?
            marujos
            the winter is coming, or do not?

            6+
            • avatar
            • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 15:00

              i really don´t know

              5+
              • avatar
              • avatar
            • Cesar_DF 5 de junho de 2017 at 22:47

              Nos últimos dias de agosto será apresentado o PIB do 2T/2017
              Se for negativo poderá ser a gota d’água para uma quebra geral na confiança
              Apocalipse Now

              3+
              • avatar
              • avatar
    • Master Yi 5 de junho de 2017 at 14:22

      Tenho uma graninha boa lá. Vence em novembro. Vamos que vamos!

      4+
      • avatar
  • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 14:00

    Que a bolha já estourou nós já sabemos
    eu estou preocupado mesmo é como o bananense vai lidar com o fato…….
    ficar na ilusão muito tempo deixa a pessoa completamente sem preparo para o momento de adversidade…..
    a Banânia já é uma das campeãs no consumo de psicotrópicos ……
    os suicídios estão na operação abafa…..

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 14:13

      Por enquanto ele tá segurando o rojão achando mais bonito estourar na mão, claro gravando vídeos e colocando no FB dizendo “olha sou o machão que estourou rojão na mão e não aconteceu nada”. Até o rojão vencer a validade, estourar 3 dedos do cara e dar boshta…
      Mas aí vai reclamar que o governo tem que dar uma pensão para ele a vida toda de R$1.500,00…

      Ahhhhh Bananistão….sempre o governo pra ajudar

      4+
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 14:41

      desilusão?
      duvido
      prevejo psicotrópicos mais fortes sendo aprovados e consumidos.

      – quando a verdcade inconsciente conflita com a fantasia consciente, esse conflito interno pode enlouquecer a pessoa, pode sintomatizar em outras doenças, o famoso processo de somatização
      aqui vai um link que foi o primeiro que eu vi, e mal li, não é recomendação, é só pra contextualizar http://www.personare.com.br/estresse-acumulado-gera-somatizacao-m1529

      2+
      • odorico 5 de junho de 2017 at 14:47

        Eu sou brasileiro não desisto nunca (de vender meu imóvel pelo preço que vale, nem que seja daqui 20 anos descontado a inflação).

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 14:59

          kkkkkk
          em 2037 vai !!!

          12+
          • avatar
          • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 14:47

        tem razão , me equivoquei
        é melhor dobrar a dose do remédio…. ir levando como dá……
        espera passar 08 anos e depois afirma que não houve bolha….
        Portugal feelingss

        7+
        • avatar
    • Lord of All 5 de junho de 2017 at 14:49

      Isso mesmo, soube ainda hj de um suicídio aqui em CWB. Não sei o motivo, mas não duvido q tenha relação com “a crise”. Aliás, se não tiver relação imediata, com ctza tem mediata..

      8+
      • avatar
      • avatar
  • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 14:12

    Olhe o naipe de quem tem dívida imobiliária!
    https://www.reclameaqui.com.br/banco-do-brasil/bloqueio-de-conta_Ave6XOkDgXp6zHzq/

    “Dia 16/05/2017 fiz um acordo pelo site do banco do brasil onde parcelava meu valor devedor do cheque especial, sendo que ao fazer o acordo gerar os boletos e pagar adiantado a primeira pacela o banco automaticamente bloqueou minha conta,me impedindo de fazer o deposito da parcela de meu financiamento imobiliario que é debito em conta e tem como vencimento o dia 25/05/2017, tentei por diversas vezes efetuar o deposito mais so dava conta inativa, fui ate a agencia e ao falar com a atendente fui infomarda que em nada o banco poderia me ajudar a nao ser que eu abrisse outra conta corrente,sendo que em meu contrato sita apenas esta conta para deposito,pedi um boleto recusaram,pedi pra cancelarem o acordo recusaram, entrei em contato com o sac do banco do Braisil e o atendente me garantiu que o acordo seria cancelado, tentei depositar novamente, nada… resumindo o banco usou de [editado pelo Reclame Aqui] na minha boa vontade de quitar o debito existente, me impediu de quitar meu compromisso mensal de meu imovel e ainda por cima esta me cobrando juros por atraso,fui muito mal atendida na agencia de maracanau, e ainda por cima fui obrigada a pedir emprestimo em outro banco para quitar adiantado o acordo feito, paguei as parcelas adiantado pra ter de volta minha conta que é de uso do pagamento d emeu imovel, nada o banco do Brasil fez para me ajudar, a opção de solução de dividas so atrapalha a vida do cidadão que mesmo devendo com muito esforço tentou solucionar o problema. Revoltada!
    Mal atendida!
    Agencia e atendentes pouco se importam com cliente,fora a demora e a lotação da agencia.”

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 14:45

      repara só
      ela prefere ficar em dia com a dívida cara, o cheque especial em 400%aoano.
      do que ficar devendo na dívida da casa que é só 10%aoano.
      FINANCEIRAMENTE falando está errado isso, essa atitude somente acelera o processo de baleia azul financeira familiar daqueles que acreditaram no conto do Fernando. Serão anos/década para a família se recuperar. Eu sei, eu vi isso pessalmente, não exatamente nestes termos!

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 14:48

        o segredo está nos detalhes
        😉

        7+
        • avatar
        • Lucas 5 de junho de 2017 at 14:52

          fora que a pressão imob nos bancos está muito maior
          esse dinheirinho do juros do cheque especial os bancos estão acostumados a isso, já deram como perdido mesmo, um a mais ou a menos não faz diferença, passou de 15 dias o banco sabe que a grana nunca mais vai voltar
          pressionar o banco na dívida imob acho que no geral teria efeito muito melhor em copnseguir renegociações.

          Prevejo explosão de associações de mutuários fazendo propaganda na novela das 8 (igual na década de 80)

          11+
          • avatar
          • avatar
  • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 14:49

    Copiei e colei do outro lado da rua
    “CVR- naum me deixam pagar 20% ao mes de juros a crefisa! queru meos dereitchos!!

    Falta de respeito com o consumidor
    Crefisa

    Passos – MG ID: 26652452 05/06/17 às 12h32
    denunciar

    Estou indignado e aborrecido com o tratamento a mim concedido demoraram duas semanas para me liberar um empréstimo,fui três vezes na agência de Guarapari ,repeti por três vezes o mesmo procedimento de cadastramento e assinaturas e fotos ,para no final de tudo chegarem para mim através de telefone é falar que meu salário não é compatível com a instituição sendo que sou funcionário público efetivo há 25 anos ,achei uma falta de respeito para o critério de análise então não faz o cliente dar tantas viagens gastar dinheiro com combustível já que moro em outro município, achei uma covardia parecia um procedimento intencional vou divulgar onde eu puder me senti descriminado ,constrangido e envergonhado ,se for para tratar o cidadão trabalhador desta forma então não prose como uma instituição seria e sim uma instituição descriminadora e com critérios diferenciados para cada perfil estou muito decepcionado e vou divulgar minha indignação aonde eu ver uma postagem ou propaganda da crefisa”

    pense numa vergonha…. ser negado pela CREFISA
    kkkk

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 14:54

      aqui em SP a zoeira é que a crefisa não rejeita nem o Palmeira

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 5 de junho de 2017 at 14:49

    Essa queda de 1,21% em Floripa só pode ser algum erro do estagiário
    alguém esqueceu que o calculo não pode nunca passar de zero qualquer coisa

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 14:53

      hehehehe
      é IMPOSSIBURU !!!!

      6+
      • avatar
  • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 14:53

    Trecho do Blog Valores Reais (eu acompanho há muito tempo)

    Evitando altos gastos de dinheiro identificando falsas oportunidades
    Posted: 04 Jun 2017 08:02 PM PDT
    O blog Valores Reais tem o orgulho de apresentar mais um guest post vindo de seus leitores mais assíduos, especificamente da leitora Alice. 😀

    Ela conta a história de como conseguiu identificar uma aparente oportunidade que, na essência, não era tão vantajosa assim em termos financeiros, e, com isso, conseguiu evitar o gasto de uma alta soma de dinheiro.

    Economizando

    Muitos de vocês, ao lerem a história da Alice, certamente se identificarão com as circunstâncias narradas por ela. Afinal de contas, a todo o momento o comércio e os vendedores de produtos e serviços querem fazer a cabeça da gente, e criar a ilusão de que perderemos muita coisa se não aproveitarmos a oportunidade naquele exato instante.

    Preste bem atenção: uma das técnicas que eles utilizam é a expressão “só hoje”, ou “só nesse momento”, ou ainda “somente nessa negociação”. Além disso, eles costuma “se ancorar” num determinado preço, digamos R$ 300, fazendo com que nós percamos a referência de valores que estava originariamente na nossa mente – R$ 100 ou mesmo grátis.

    Por isso, a importância de sempre analisarmos friamente o negócio, descontaminando a nossa mente das emoções que invariavelmente aparecem, a fim de evitarmos cair nas ciladas numéricas apresentadas pelos vendedores que mais confundem do que ajudam.

    Confiram!

    ………………………………….

    “Li seu post sobre frugalidade e isso me lembrou uma situação que me aconteceu bem recentemente.

    Fui ao shopping e, quando entrei na Saraiva, vi que uma instituição de ensino estava fazendo um sorteio, que tinha como prêmio uma bolsa de estudos numa escola de design e computação.

    Me inscrevi sem a pretensão de ganhar mas, alguns dias mais tarde, descobri que fui sorteada. Me ligaram e marcaram uma data pra que eu comparecesse ao curso para resgatar minha bolsa de 100%.

    Quando cheguei ao curso, o coordenador me mostrou as instalações, que eram lindas, e me falou sobre todos os cursos que eles ofereciam. Enquanto isso, ele pegava minhas informações, como minha profissão, e se eu tinha interesse em algum curso que ele estava me falando.

    Eu respondi que sim, mas que, antes, eu queria saber os valores. Ele então me informou que eu ganhei não apenas uma, mas duas bolsas: uma de 100% e outra de 46%. A de 100% me dava direito a 4 aulas ao longo de 4 semanas, mas que ficariam incompletas, já que cada uma engloba uma parte diferente do curso.

    A bolsa de 46% iria me dar acesso completo ao curso. Os valores eram os seguintes: 500 reais para a matrícula, 1.780 reais pelo material completo, e mais 780 reais de mensalidade, ao longo de dois anos, que eu levaria para completar o curso.

    Quando eu vi esses valores, eu fiquei chocada, e ele notou o choque na minha cara. Eu perguntei como ficariam os valores no caso da minha bolsa de 46%.

    Ele saiu da sala, e quando voltou, perguntou qual era o código que eu tinha recebido no meu celular. Depois que eu falei o código, ele imediatamente disse que aquele código me permitia anular todos os valores exorbitantes que ele havia me passado anteriormente, e que eu só teria que pagar a hora-aula do professor, que custava 350 reais todo mês.

    Eu sou professora, e sei que a hora-aula de professor nenhum chega a esse valor, a não ser que seja um professor particular.

    Pensei o seguinte:

    “Tendo em vista os valores que ele me passou antes, essa é uma oportunidade muito boa!”

    Na mesma hora ele repetiu o que eu estava pensando.

    No entanto, instantes depois eu tive um estalo e disse pra mim mesma:

    “É isso que ele quer que eu acredite. Eu vim aqui esperando uma bolsa de 100% e não pensei em gastar dinheiro nenhum. Mesmo sendo um valor menor do que os outros, era um valor que não cabia no meu orçamento.”

    Então, eu delicadamente recusei a oferta.

    O coordenador ficou branco e só faltou cair o queixo.

    Claro que essa foi a reação dele, porque achou que eu já estava comendo na mão dele.

    Conclusão

    Essa minha história é para demonstrar a importância de reconhecer o que é uma oportunidade e o que não é, a fim de evitar gastos desnecessários de dinheiro.

    Agradeço sempre pelos seus textos esclarecedores que me fazem sempre pensar em cada gasto meu.

    Obrigada,

    Alice”.

    ………………………………….

    É interessante observar que muitas situações como essa ocorrem no nosso cotidiano, e que devemos sempre nos precaver para evitar que o grátis se transforme em algo muito custoso.

    Uma vez eu estava em um restaurante e um rapaz apareceu na minha mesa com um cupom para preencher meus dados, para participar de um sorteio de um final de semana grátis – duas diárias 0800 – num condomínio de férias, desses do tipo “resort”.

    Qual não foi a minha surpresa ao receber, dias mais tarde, um telefonema dizendo que eu havia sido “sorteado”.

    Até aí nada demais. O problema era que eu devia pagar uma taxa de R$ 100 a título de “despesas operacionais”, e que eu deveria assistir obrigatoriamente uma apresentação, de duas horas, sobre as “vantagens” de adquirir uma casa – ou cota, ou título, sei lá – nesse condomínio.

    Isso acendeu o sinal amarelo na minha mente, e logo parti pro Google.

    Não deu outra: dezenas de reclamações dessa empresa – que eu não me lembro o nome – dizendo que haviam sido seduzidas pela propaganda do final de semana grátis, mas que acabaram tendo que assinar um contrato de compra das tais cotas de condomínio ou férias (sei lá) por valores que variavam de R$ 5 mil a mais de R$ 10 mil.

    Assim como a Alice fez, eu gentilmente recusei a oferta.

    Eles foram insistentes e fizeram mais algumas ligações, mas todas infrutíferas.

    Como eu disse em outro post, coisa boa não vai até você. É você quem tem que ir atrás dela.

    ……………………………………..

    E você, já recebeu uma oferta “grátis” que no final das contas não sairia nada “grátis”? 😀

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 15:01

      esse ficar bravo tbm é encenação para constranger a pessoa a aceitar
      incrível como muitos realmente caem nessa.

      aliás é o tipo de situação que eu não posso nem passar perto, sangue quente…

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 15:03

        eu quase saí no braço com um bananense em Orlando – Flórida…
        ele ficou bravo … bateu na mesa
        e eu o chamei de pobre por tabela…..
        ele deu pulos de raiva…..
        ele queria me oferecer 1% de um apê de hotel por 60.000 dólares
        kkkk

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 15:07

          eles tentaram me humilhar dizendo que eu não tinha o dinheiro……
          hahahaha

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 5 de junho de 2017 at 15:19

            se a pessoa me fala isso, caaara!!!
            não que eu seja um cara grandão

            eles vão até o limite da pessoa, são treinados para isso, vender ou matar, existem cursos disso
            só param quando chegam no limite

            … acontece que certas pessoas não sei por um pedaço de talamo a menos no gene, ou a tradição oral siciliana/viking, não sei
            tais pessoas vão de zero a 100 em 3 segundos, não dá tempo do vendedor se arrepender, de se ligar que passaram do limite e precisam fugir correndo.

            Se um deles me fala isso, volto deportado 6 meses depois, tenho a menor dúvida.

            aliás na ocorrencia daquela falencia nos anos80 só não foi pior graças a uma ação violenta dos tais genes eu estaria hoje morando numa favela.
            Todo mundo quebrado falido, um fudendo com o outro é uma coisa, a pessoa perder a vida por causa de uma não-entrega realizada, aí não são todos que se arriscam, foram 3 segundos da minha vida que me marcaram pra sempre, por dentro E por fora

            9+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • Lucas 5 de junho de 2017 at 15:21

            hoje.
            não falo disso nem com orgulho, nem com vergonha.
            falo com preocupação.
            coisas ruins podem sempre ficar pior
            atenção aí na rua pessoal, vc não sabe quem é o louco do lado
            (quanto amim, acho que me domestiquei)

            12+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Carlos 5 de junho de 2017 at 15:38

              Véio, isto é para você, hora de dar uma voltas no pasto 😀

              Study finds mushrooms are the safest recreational drug
              https://www.theguardian.com/society/2017/may/23/study-hallucinogenic-mushrooms-safest-recreational-drug-lsd

              Johns Hopkins Study Finds That Controlled Magic Mushroom Use Is Safe And Has Lasting Benefits
              https://www.businessinsider.com.au/magic-mushrooms-safe-lasting-benefits-2011-6?r=US&IR=T

              1+
              • avatar
              • Lucas 5 de junho de 2017 at 16:40

                Acorda, vc está num espaço publico
                não concordo com este tipo de brincadeira usando meu nome Carlos
                não seja moleque irresponsável, muita gente vem ler aqui
                qualquer coisa recreacional é perigosa demais frente o seu benefício
                por muitos anos falavam a mesma cosia de pular de para-quedas, é um esporte sem perigo algum

                meu cunhado comprou uma SUV 4×4 15 anos de uso com apenas 10 mil km rodados, carro perfeito lustradinho, estofamento fofinho, por preço irrisório
                o dono era um ex-paraquedista, a família guardou o carro por 15anos, 15 anos pro pai e a mãe dessa pessoase desapegar do carro do filho
                15 anos chorando sofrendo.

                Sou contra o para-quedas?
                claro que não sou contra quase nada
                apenas usarei um paraquedas se o avião estiver caindo, ou quem sabe para fins militares.
                uso recreativo de para-quedas é uma imbecilidade

                Espero que essa analogia seja suficiente para nos entendermos, vc e toda a turma
                Se vcs querem bons motivos pra fazer merda não procurem por mim.
                vc pode construir 1 bomba terrorista com produtos de supermercado
                pra eles explodir cristãos é uso recreativo.
                John Hopkinns já foi melhor, espero que seja fake, é um artigo de Boston mesmo.

                11+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
            • Alemon Fritz 5 de junho de 2017 at 16:18

              é só olhar como o pessoal está nervosinho nas lotéricas pagando as contas
              hoje um cara xingou a caixa de surda e burra pois ela fez um negócio errado, outra xingou por faltar as moedas de troco (e a caixera querendo empurrar bolão).. fora a galera reclamando da fila.. kkk
              cuidado que o pavio tá curto.

              ah, e outro perigo: um garoto que se fingiu de médico na UNIMED de balneário se matou ontem com 23 comprimidos de antidepressivos… ele via série de tv e se achava médico.. complicado.

              10+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
    • Ronilson 5 de junho de 2017 at 16:20

      Beach Park faz isso para te dar 50% de desconto no ingressos, você fica 1 hora assistindo a palestra e tudo mais e vão te obrigando a comprar uma parte do hotel para poderem passar as “mais maravilhas férias do mundo”, eu e minha esposa ouvimos tudo e dissemos não! O cara ficou p… que estavamos perdendo o investimento de nossas vidas… Calmamente e eu disse, com minha calculadora financeira na mão, que como tinha apenas 1 semana por ano de férias com o valor aplicado de 60mil (apenas com os juros) conseguiria me hospedar todo ano uma semana em QQ lugar do país sem ter que me amarrar em fortaleza e nos hotéis do grupo, o cara ficou de cara no chão e sem alternativa nos mandou embora e deu os vales de 50% de desconto para o parque!!!
      kkkkk
      Só existe o experto por causa do besta!

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 16:24

        foi exatamente isso que eu disse pro corvo do hotel
        com 240k aplicados…. eu escolheria qualquer lugar do mundo para me hospedar… sem ter que fazer reserva e ficar preso na rede deles…
        ele ficou puto.. e disse que aluguel é dinheiro jogado fora
        aí eu perguntei para ele : ” Se ele pagava aluguel da casa dele….” …. pra quê…
        ele ficou puto…. amassou o copo de café e me chamou de burro
        eu falei: burro é você !!! Eu estou de férias numa boa…. consegui pagar antecipadamente para todos estarem aqui… e com o dólar a 2 por 1…
        naquele dia o dólar na Banânia bateu 4,00 por 1
        Janeiro de 2016
        kkkk

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • desplein 5 de junho de 2017 at 19:25

      Jamais me esquecerei das farras que algumas escolas de idiomas/informatica faziam nas escolas publicas do Interior de SP nos anos 90. Chegava um representante, pedia licença ao professor. Apresentava o curso, e fazia o sorteio de 20 bolsas na sala de 30 alunos. E depois era o material pra comprar a parte, a bolsa parcial, a mesma papagaiada…

      Ainda existe isso ou ja proibiram?

      Olhando pra trás, me da angustia. Como podia isso!? Que terror…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 15:23

      graças a pessoas como a mulher do CVR do from
      vão rodar bolsinha na praça, mas o Tijolinho é pago religiosamente em dia

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Alemon Fritz 5 de junho de 2017 at 16:22

      no construdata eles estão bem diferentes ivgr e deflacionado
      jan/2015 537,4 622,5 na nova tabela 538.
      fev/2015 535,5 612,9
      mar/2015 533,3 602,4
      abr/2015 530,6 595,1
      mai/2015 527,6 587,4
      jun/2015 524,3 579,2
      jul/2015 520,6 571,5
      ago/2015 516,7 566,0
      set/2015 512,6 558,5
      out/2015 508,2 549,2
      nov/2015 503,7 538,9
      dez/2015 499,0 528,8
      jan/2016 494,2 517,1
      fev/2016 489,4 507,5
      mar/2016 484,5 500,3
      abr/2016 479,5 492,1
      mai/2016 474,6 483,3 na nova tabela acaba em 449 tipo 30 a 40 pontos de #

      5+
      • avatar
      • avatar
    • antifragile 5 de junho de 2017 at 18:20

      Obrigado pelo powerpoint, fanfarraum. Ele explica as mudanças na metodologia. Com isso, o Banco Central conseguiu mudar o colapso de 18% para uma queda “suave” de 5%.

      Que piada. Por isso que, no Brasil, até o passado é incerto.

      6+
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 5 de junho de 2017 at 15:28

    from_ p
    pra vc
    Com o passar de alguns meses, meus pais fizeram uma constatação que beirava o inacreditável: estavam gastando muito menos mensalmente para viver aqui do que gastavam no Brasil. Sendo que em São Paulo saíam para comer fora ou para algum programa cultural só de vez em quando (por causa do trânsito, dos problemas de segurança, etc), moravam em apartamento próprio e quase nunca viajavam.

    http://colunas.revistaepoca.globo.com/mulher7por7/2010/10/30/como-a-classe-media-alta-brasileira-e-escrava-do-alto-padrao-dos-superfluos/

    favor depurar o mimimi, ficar na essencia

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 5 de junho de 2017 at 15:42

      O anonymous © sempre falou isto.
      Brasil é para gente rica.
      Mesmo morando em um dos países e cidade considerada uma das mais caras do mundo ainda é mais barato do que morar em SP e no Hell se você comparar a qualidade de vida então o bananistão perde feio, muito mais barato.
      Fora que muita coisa é mais barata mesmo como ter um carro, abrir uma empresa, etc, etc, etc

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Ronilson 5 de junho de 2017 at 15:58

      Estão usando muito bem o princípio da independência financeira, viver como quer sem ter que se amarrar a empregos medonhos ou vida extremamente amarrada.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 16:21

      valeu, vou ler !

      3+
      • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 16:32

      muito bom véio
      é o que temos feito aqui em casa……
      com esse estilo de vida… já conseguimos viajar várias vezes para o exterior e passar por essas experiências…..

      ainda quero dinamizar ainda mais a vida….
      quero ir para imóvel menor…. e vender um dos carros… ficar só com o véio de 2006

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 5 de junho de 2017 at 16:43

        movimento sovinista

        6+
        • avatar
        • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 16:44

          é uma escolha coerente frente a República do Cinismo
          😉

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Logico 5 de junho de 2017 at 18:35

      Ótimo artigo mesmo. Qualquer um que viveu na Europa por algum tempo sabe que o Brasil é um pais caro demais. Temos serviços de padrão africano por um preço escandinavo!

      7+
      • avatar
      • avatar
    • Lord of All 5 de junho de 2017 at 16:12

      Se não foi o amorinha q disse, então não acredito.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Libertario 5 de junho de 2017 at 16:30

    CVR parte II

    Recentemente postei um CVR de um parento que estava “interessado” em comprar uma casa num condominio de praia.

    Porém (ah porém) como esse parento nao possui reserva financeira, apesar dele e da mulher possuir “bolhudoscar” novos,
    não poderiam participar do Leilão,
    pois para disputar precisaria deixar um caução – se não me engano de 5% em uma agencia da CEF.
    Valor inicial do Leilão R$ 99.000,00 = caução de R$ 5.000,00.

    Pois bem,
    na época eu comentei na familia que achava dificil alguem arrematar esse imovel, pois grande parte dos Leilões de imoveis não vendiam nem mesmo na segunda praça.
    O comprador teria que ser alguém que ja conhecia o condominio.
    Algo mais emocional que racional, pois existem varios outros condominios parecidos na mesma praia, e inclusive mais proximos do mar.

    Fui voto vencido na família.
    Todos me falaram que era uma excelente oportunidade, pois inclusive havia um outro morador do condominio que tambem estava antenado no Leilão, e vejam só:
    a casa desse morador esta ANUNCIADA para venda por 500.000,00 (QUINHENTOS MIL). Então certamente ele arremataria o lote.

    O lote foi aberto no começo do mes de maio.
    E não é que ontem fico sabendo que NINGUEM deu lances !!!!
    Ninguem. Nada. Zero.

    Agora voltou a ladainha….

    O parento sem dinheiro foi hoje numa agencia da Caixa tentar oferecer 5 mil (não sei daonde arrumou, pois se tinha e estava interessado na casa, porque não participou da disputa ???) ver se conseguia preferencia para comprar a casa.

    Mais tarde vou tentar descobrir o que falaram para ele na agencia…..
    Meu palpite é que não adiantava ele ir na agencia, pois provavelmente farão um Leilão na segunda praça.

    Mas vai saber, né ? Esses dias postaram que a CEF estava repassando imoveis a CORVOS para tentar vender sem ir para Leilão.

    Como sempre esse blog é assertivo!
    Leilões continuam ocorrendo sem lances, pessoas sem dinheiro querendo comprar, e quem tem grana continua fugindo do mercado imobiliario.

    36+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 16:34

      o cara quer tijolo e não tinha 5k para dar de lance!?
      e as outras custas!?
      pqp …….
      burro sou eu que faço pesquisa de papel higiênico e sabão em pó nos supermercados…..
      bem que minha tia disse: ” Quem não valoriza 01 real .. não valoriza 01 milhão”
      aquela frase eu incorporei de uma maneira ………. que fez toda a diferença na minha vida….

      36+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 16:35

        a casa de 99k não vendeu…..
        mas a do vizinho brick lover está anunciada por 500k!?

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Libertario 5 de junho de 2017 at 16:49

          Exato!!!
          kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Lucas 5 de junho de 2017 at 16:51

          e aposto que vc sabe de cor se 0,08 centavos o metro do folha simples é caro ou barato

          5+
      • Carlos 5 de junho de 2017 at 16:41

        Até que é normal se você pensar que muita, muita gente mesmo vive pedalando e a muito tempo.
        Muita gente capotaria se tivesse que gastar digamos um conto em algo emergencial.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 5 de junho de 2017 at 16:43

          Eu considero certas medidas como pedir dinheiro na Crefisa como capotadas e não como sendo pedaladas, pedalando o sugeito estava antes de vender a alma para o diabo 😀

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Lucas 5 de junho de 2017 at 16:49

    EFEITOS COGNITIVOS DE SE TER DÍVIDAS E DE SE EMPOBRECER

    OBS1: acho o portal BBC uma bosta
    OBS2: eles sempre enfiam um mimim anticapitalista nos artigos
    OBS3: SÓ estou recomendando ler isso, pq a princípio bate com minhas pesquisas pessoais sobre o assunto, sem grandes fundos técnicos, eu vivi pessoalmente essa questão e sei o quanto uma falencia pode marcar uma família…

    http://www.bbc.com/portuguese/geral-40136177?ocid=socialflow_facebook

    2+
    • avatar
  • Alemon Fritz 5 de junho de 2017 at 16:51

    a gente já sabia, e já sabemos que é pior ainda afetando o crescimento e as “aposentadorias”

    Em 3 semanas, número de assassinados no Brasil iguala o de mortos por terrorismo no mundo em 2017, diz Ipea
    a taxa de homicídios no Brasil aumentou 10% entre 2005 e 2015…
    (curiosamente já tiraram a manchete do portal)
    http://g1.globo.com/politica/noticia/em-3-semanas-brasil-tem-mesmo-numero-de-mortos-por-terrorismo-no-mundo-em-2017-diz-ipea.ghtml

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 17:04

    Os colegas debatendo sobre os causos e casos do Brasil e lembrei algo que aconteceu com meu pai em 2003.

    Ele trabalhava para uma empresa nos EUA que tercerizava limpeza de escritórios/outros para diversas empresas.
    Meu pai trabalhando já fazia um ano nessa academia de ginástica fazendo limpeza diária e o dono da academia foi muito com a cara do meu pai e gostava do trabalho dele.

    Um dia o dono perguntou quanto meu pai tirava por mês limpando e ele respondeu U$2.500 mensais. O dono ficou chocado pois o valor era muito baixo(para padrões americanos) e disse o seguinte:
    “Seu João saia dessa empresa que você trabalha pois eu pago U$4.500 mensais para eles. Monte uma empresa e eu te pago esses U$4.500 e mesmo você é pagando IR vai ganhar muito mais.”
    No dia seguinte meu pai foi na prefeitura na Flórida e abriu a empresa em incríveis 2h e pagou uma taxa de U$30/40 para registrar o nome é mais nada. Depois foi no site da receita e pegou o número da receita federal para recolher imposto.
    Não foi atoa que meu pai permaneceu com eles por 9 anos e quando teve que voltar para o Brasil para rever os pais que estavam nas últimas o pessoal de lá deu mais de U$2mil em gorjetas em agredicmentos aos serviços prestados.

    Veio para o Brasil é devido ter ficado 10 anos nos EUA perdeu a noção de realidade no Brasil.
    Queria abrir uma lanchonete comigo na sala comercial que temos no centro de Londrina. Mas após 2 dias vendo o que o precisava para abrir uma empresa, simplesmente desistiu!

    Brasiiuuu quem é empresário nessa budega ou é muito louco ou tira muito lucro.

    34+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 5 de junho de 2017 at 17:12

      Paguei ISS em dois municípios diferentes durante 8 meses, este foi o tempo que a bosta da RF demorou para mudar meu endereço.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 5 de junho de 2017 at 17:16

        Fora os gastos com contador e documentos, e as bizarrices como ter que mandar a porcaria do contrato de locação devidamente selado, carimbado e abençoado por laguma merda de cartório e ainda queriam me cobrar inspeção dos bombeiros, merda de burocracia, merda de país. Quem investe no Brasil tem que ser herói ou é sem noção mesmo.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 17:24

      ou é amigo-do-rei

      5+
      • avatar
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 17:31

      pega a cena final da novela vale-tudo
      o reginaldo faria num jatinho fugindo pra miami com uma mala de milhão de dolares (só?!?) que o antonio fagundes honestildo carregava de “otário”
      manda uma banana pro hell de janeiro

      e na trilha musical Cazuza (só vou copiar um pequeno trecho)
      Não me sortearam
      A garota do Fantástico
      Não me subornaram
      Será que é o meu fim?
      Ver TV a cores
      Na taba de um índio
      Programada
      Prá só dizer “sim, sim”

      https://www.letras.mus.br/cazuza/7246/

      obs: náo recomendo gostar do cazuza, é só dessa letra
      obs2: não recomendo dar bunda sem camisinha igual o cazuza fez
      obs3: é só a musica porfavor não vão imitar o cara e se entupir de drogas

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 5 de junho de 2017 at 17:34

        obs2: não recomendo dar bunda sem camisinha igual o cazuza fez

        Com camisinha tudo ok né véio chibungo 😀

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 5 de junho de 2017 at 17:39

          kkkk
          me meto em questão de saúde, nunca pessoal.
          mas vá lá 1×0 pra vc nessa

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • socrates 5 de junho de 2017 at 20:43

      Só pode ser de propósito… como pode ter tanta burocracia e impostos tao loucos depoisde 12 anos de um governo “popular”?

      1+
      • avatar
    • Carlos 5 de junho de 2017 at 17:30

      Se a Coloômbia continuar nesta tendência teremos mais um 7 a 1.

      1+
    • Lucas 5 de junho de 2017 at 17:34

      o jumento que escreveu esse artigo achao que MG não fica no sudeste
      só isso basta pra desacreditar a noticia inteira
      esses rankins servem pra nada
      até que esse serviu pra alguma coisa

      2+
      • avatar
      • Lucas 5 de junho de 2017 at 17:37

        um pequeno detalhe o unico município do norte cametá no pará dentro dos padrões descentes de violencia com menos de 10 por 100 mil devo avisar aos senhores que a bala pia alto por ali, tenho amigo dono de fazenda por lá, a cidade é atravessada por um rio onde ocorrem piranahs e jacarés e sucuris, realmente as pessoas não morrem lá, elas simplesmente são comidas

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 5 de junho de 2017 at 17:41

          Véio, se tu contar os “desaparecidos” nestes locais você se assustaria, ou não 😀
          Mata-se e joga-se no mato, a onça come e pronto, mas não entra nas estatísticas que os governos obram e que são usadas como fonte para artigos pelos estagiários dos nossos jornalões.

          7+
          • avatar
      • Nelson Schadenfreude 5 de junho de 2017 at 18:08

        O norte de Minas fica no nordeste…

        1+
        • Lucas 5 de junho de 2017 at 18:24

          pensei nisso, mas araxá fica quase na divisa

          1+
          • Lucas 5 de junho de 2017 at 18:24

            com SP. não dá 100 km acho

            2+
  • ff 5 de junho de 2017 at 17:31

    Senhores, permitam-me usar o conhecimento de vocês.

    Alguém já contratou ou conhece alguém que tenha contratado seguro na Ituran? Recomendam?

    As seguradoras ‘tradicionais’ tão me cobrando quase 5 mil num Voyage 2012 safado. Devido ao perfil bananense eu me encontro pouco acima da idade de risco (26 anos)

    2+
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:33

      putz … que caro
      eu pagava 1.800,00 no meu voyage 2012
      SC… 31 anos eu tinha na época

      1+
      • ff 5 de junho de 2017 at 22:44

        RJ, 26 anos, suburbio, aí já viu né. Absurdo.

        1+
  • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 19:09

    CVR

    Moça vendendo AP em Chapecó R$210mil

    Mandei R$130k na lata e ficou de pensar. Talvez eu comprei dando uma entrada + financiamento se ela aceitar é claro.
    Perguntou se não posso dar 130k + financiamento do resto.
    Disse na lata que não, só cash!

    Vou deixar arder pois sei que não vai vender mesmo, e se vender tem que dar R$10mil em dízimo para algum santo para agradecer.
    Mercado paradaooooooooo já tem 1 mês que divulgou e nada…

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 19:21

      Não rolou…
      Disse que faz R$205k avista.

      Disse que se mudar de ideia me chamar até final de semana pós estou “vendo” outros APs.
      Deixa arder né???kkkkkkkkk vsf 210mil num ap???
      R$130 tava bem pago no AP mas Brick love é Brick lover né galera???
      Morre abraçado no tijolo e acha tá lucrando segurando o AP

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:32

        nós vendemos em 2006 por 220k
        ao lado da prefa
        kkkk

        1+
        • Leonardo M. 5 de junho de 2017 at 22:00

          Não tem mais dinheiro em Chapecó.
          Mulher vendedor duplex no centro por 350k, top o AP!
          Ofertas de terreno + casa em passo de fortes
          Carro+dinheiro + iPhone 7
          Civic + AP no EFAPI + parcelar no cartório

          Acabou!!!!

          6+
          • avatar
          • avatar
  • Lucas 5 de junho de 2017 at 19:23
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:29

      só me falta usarem o termo brick lover (c) daqui alguns dias

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:30

        Operação da PF: BRICK LOVER e PNJ !
        kkkk

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 5 de junho de 2017 at 21:29

          Operação Ancious Pederasticus

          0
  • thiago fm 5 de junho de 2017 at 19:33

    Sobre o IVG-R …Hate to Say I Told You So

    Na minhas últimas postagens há dois meses atrás havia dito que o tempo se encarrega de esclarecer as coisas e bastou dois meses para termos mais uma amostra disso. Depois de curtir ótima viagem de férias sem falar e ouvir de imóveis, resolvi atualizar alguns dados do primeiro trimestre, e eis que retorno para não deixar nenhum ponto sem seu devido nó.

    Notei que nos últimos tópico alguém perguntou o que fizeram com o IVG-R e como ninguém soube explicar direito, venho agora discorrer um pouco sobre o assunto e de quebra resvalar no porquê de o Bacen reafirmar sua análise em que descarta mais uma vez a especulação no processo de valorização dos imóveis no país.

    Antes disso vamos trazer de volta à tona um trecho de um tópico de meados de fevereiro, em que foi apontado o colapso dos preços dos imóveis no Brasil com base no IVG-R:

    “Não podemos classificar essa dinâmica de queda do IVG-R como “normal”; a velocidade de queda acima de 1% a cada mês ao longo de praticamente 1 ano é suficiente para não ignorarmos um fato; os valores dos imóveis não estão caindo, estão em colapso.”

    https://www.bolhaimobiliariabrasil.com/2017/02/19/o-banco-central-me-diz-que-os-precos-dos-imoveis-ja-estao-em-colapso-investing-com/

    Devo admitir que a constatação do autor do artigo parecia bastante sedutora para o blog, principalmente se considerarmos que o blog ficara órfão de uma série de evidências que coloquei em xeque após meu retorno a este espaço. Para quem não se recorda, a suposta derrocada de preços via IVG-R passou a ser um dos carros chefes (quem diria) da explosão em curso da bolha imobiliária, comparável mais uma vez ao “hard landing” americano naquele mesmo tópico. Na mesma linha de pensamento, dois meses atrás inclusive foi dito o seguinte sobre a queda dos preços:

    (…) Mas vai se espalhar ainda mais, a ponto de constar em índice nacional de preços? Já se espalhou, é só ver o DESPENCAR com queda NOMINAL de 1% ao mês ao longo dos últimos 12 meses no IVG-R

    SÓ QUE NÃO…

    Não é de agora que venho defendendo que não é esse ou outro índice que isoladamente tem condições de cooptar o comportamento geral dos preços dos imóveis no Brasil, embora alguns de fato se mostrem mais consistentes do que outros. Dentro dessa linha de raciocínio, tenho acompanhado nos últimos quatro anos praticamente todas as fontes disponíveis em conjunto, com o intuito de capturar a tendência que mais se aproxima da realidade de mercado, a qual não obstante aos descontos oportunos que de fato aparecem em algumas localidades em momentos de baixa como o atual, tem variado de forma geral da acomodação à quedas médias de preço de intensidade leve à moderada, principalmente quando se leva em conta o mercado nacional como um todo.

    Na qualidade de quem acompanha mensalmente a divulgação dos dados e partindo do pressuposto de que as principais séries de dados vinham apontando tendências razoavelmente semelhantes nos últimos tempos, quando os dados do IVG-R no último ano começaram a se desviar de forma mais acentuada do padrão dos demais índices sem razões concretas eu alertei sobre a possibilidade real de o índice estar um pouco “desajustado” em relação aos demais, assim como fiz no caso clássico da suposta explosão da bolha paulistana segundo o CRECI-SP em 2015, que também acabou se mostrando outra farsa diante do repique positivo de 50% dos preços da pesquisa nos últimos doze meses.

    Para quem não se recorda dos alertas e acha que é só provocação gratuita da minha parte, convido-os a recapitular algumas de minhas postagens sobre o suposto processo de colapso dos preços segundo o IVG-R, que como vimos acima foi corroborado por alguns usuários que se esbaldaram com o fato de a série IVG-R do Bacen naquele momento apontar um ritmo de queda nominal superior a 1% ao mês. Por não concordar com as conclusões do autor do tópico e do notável do blog que novamente assinou em baixo sem hesitar, levantei ao menos dois pontos que ensejaram minha desconfiança inicial, a saber a discrepância injustificada entre a desvalorização apontada pelo IVG-R e o IGMI-R (que também leva em conta os laudos de avaliação, mas que no mesmo período apontava para um cenário totalmente distinto do primeiro) e a mobilidade intrínseca do IVG-R que tem sua série de dados constantemente recalculada e ajustada pelo Bacen, algo que já vinha acontecendo e foi devidamente apontada por mim naquela ocasião, conforme pode ser verificado em alguns trechos da postagem que coloquei há alguns meses atrás:

    thiago fm 20 de fevereiro de 2017 at 21:34

    “Sobre a evolução do IVG-R, devo concordar com alguns pontos já abordados e acrescentar mais alguns apontamentos que julgo importantes para entender o comportamento do índice:

    Na mesma linha da tendência supracitada, é preciso considerar a mudança brusca do mix de financiamentos com origem nos dois principais fundings imobiliários do Brasil nos últimos dois anos, que passaram de uma situação de razoável equilíbrio em 2014 para uma proporção em quantidade de unidades financiadas de praticamente 3 para 1 em favor do FGTS na comparação com o SBPE. Como as linhas de financiamentos via FGTS têm tetos mais enxutos de valor do imóvel quando comparadas às condições do SBPE, isso pode estar pressionando a média de valor das garantias bancárias para baixo, sem que necessariamente os preços finais estejam caindo na mesma proporção. Um forte indício desse processo é a discrepância entre a variação negativa acumulada pelo IVG-R e a variação do recente índice IGMI-R (Índice Geral do Mercado Imobiliário – Residencial), criado e divulgado recentemente pela Abecip em conjunto com a FGV. Cabe ressaltar que a fonte de dados do IGMI-R também são os laudos de avaliação dos imóveis, porém com a ponderação de diversos atributos de perfil dos imóveis que não são levados em conta pelo IVG-R. Enquanto o índice do Bacen acumula queda nominal de 16,1% desde janeiro de 2014, o índice divulgado pela Abecip acumula queda de apenas 1,4% no mesmo período, mais alinhado portanto com os índices amplos de preços anunciados. (…)

    Uma observação adicional a ser feita e que só é notada por quem tem costume de acompanhar o IVG-R com certa frequência é a alta mobilidade dos dados, os quais sofrem ajustes nos últimos dados da série. Nos últimos meses a “ponta do índice tem sido puxada um pouco para cima, visto que na penúltima atualização, o mês de outubro de 2016 marcava 438 pontos base e na última atualização de novembro o índice do mês 10/2016 passou a 450. Isso foi suficiente para reduzir em cerca de 3% a queda acumulada em 12 meses de um mês para outro. ”

    Pouco depois fiz outro alerta…

    thiago fm 6 de abril de 2017 at 18:48

    O engraçado é que só no site da bolha pra achar que os preços estão despencando. Não ouço nem leio coisa semelhante em lugar nenhum, com exceção de descontos de oportunidade. Aliás comece a prestar bem atenção no IVG-R, pois tenho uma leve desconfiança de que até o segundo semestre já veremos uma perda de fôlego do ritmo de queda.

    SÓ QUE SIM…

    Como tinha dito, quem acompanha de fato o índice como eu, notou que a perna de descida do IVG-R já vinha sendo ajustada para cima nas últimas atualizações do índice e depois de três meses sem nenhuma divulgação, agora em junho, o Bacen voltou a consolidar os dados da série até março de 2017 e confirmou a tendência que os outros índices já apontavam, bem como aquilo que eu já desconfiava. Pra todos efeitos, após a presente atualização, foi descartado de vez qualquer período com ritmo de queda superior a 1% ao mês, sendo quem em pouco mais de 2 anos de perdas o IVG-R acumula não mais do que 5% de desvalorização nominal total. De quebra, como complemento do IVG-R foi criado o MVG-R, com os valores medianos das garantias dos imóveis financiados desde 2004 que também confirma a relativa estabilidade dos valores dos imóveis financiados. Para quem quiser acompanhar o resultado após o aperfeiçoamento dos dados, já que se trata da mesma série e não outra, pode ler a apresentação do Bacen no link a seguir:

    https://www.bcb.gov.br/conteudo/home-ptbr/TextosApresentacoes/Apresentacao_IVG_R_e_MVG-R_Gilneu_Vivan_Desig_BCB_01_6_2017.pdf

    Além de minimizar as quedas nominais a correção do índice confirma que tais quedas se verificam somente a partir do aprofundamento da recessão no início de 2015, com intensidade que põe de uma só vez por terra a hipótese paralela de explosão da bolha e ajuste dos preços dos lançamentos a partir de 2012, que poderia ter sido postergada ou ocultada por um eventual “efeito retrovisor” dos financiamentos após a entrega dos imóveis. Ao confirmar uma leve queda dos valores nos últimos anos, novamente o índice se coloca em consonância com a tendência geral verificada na maioria das pesquisas de preços existentes no mercado, até mesmo dos preços anunciados, conforme se pode observar nos gráficos a seguir:

    Por mais que eu e a maioria do blog tenha aguardado ansiosamente pelo contrário, partindo do ponto em que já se verifica um movimento já iniciado mas ainda efêmero de amenização da queda dos preços em termos reais, a conclusão inevitável e ao mesmo tempo um pouco ingrata é que de fato NÃO HOUVE COLAPSO DE PREÇOS DOS IMÓVEIS NO BRASIL, exceto é claro dentro da cabeça de alguns profetas insistentes do blog e talvez dentro do ciclo restrito de convivência de alguns usuários. A única verdade formal que se extrai dos números e não apenas da lógica e retórica relutante e enviesada de algumas pessoas é que realmente não houve e NÃO HÁ alta especulativa de preços ou deterioração do crédito imobiliário a ponto de colapsar uma bolha imobiliária no país e, desta forma, tendo em vista a relativa resiliência geral dos preços num dos períodos mais críticos já vividos pela economia do país, cada vez mais me parece utópico esperar que os preços possam retornar ao patamar em que se encontravam há cerca de dez anos atrás, por meio de uma eventual derrocada de preços ainda por vir. De qualquer forma, respeito a opinião de quem ainda crê nessa possibilidade.

    Diante de mais esta constatação só me resta reafirmar aquilo que escrevi quando retornei ao blog no fim do ano passado. Do ponto de vista financeiro, da mesma forma que não vejo motivos para quem se diz “bolhista” estar satisfeito com a conjuntura atual, também não há razões para se estar totalmente decepcionado, já que em termos reais os imóveis têm hoje aproximadamente o mesmo patamar de valor que detinham quando do início das atividades desse blog, o que indica que ter se mantido fora do mercado imobiliário nesse período provavelmente foi uma decisão acertada para aqueles que conseguiram manter seu poder de compra com investimentos alternativos. Por outro lado, se partirmos do pressuposto de que o processo de ajuste se deu em maior ou menor medida na economia como um todo, na maioria dos ativos e até mesmo no poder de compra da população, chegaremos a inevitável conclusão de que o foco do blog nos últimos anos esteve no mínimo descalibrado, embora o slogan de fundo tenha se mantido pertinente: o preço dos imóveis tornou-se um problema menor e diante dos últimos acontecimentos políticos e econômicos tende a se tornar algo cada vez menos relevante e “visível” para a sociedade, o que certamente será um incômodo para alguns por aqui.

    11+
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:45

      ” o foco do blog nos últimos anos esteve no mínimo descalibrado”

      O que esteve e está descalibrado na minha opinião:
      * sistema de concessão de crédito porco da CEF , onde os gerentes e os agentes imobiliários aprovam financiamento para pessoas sem a devida comprovação de renda;
      * construções porcas de pombais pessimamente localizados… onde os incautos acabam escolhendo viver pois a CEF e ou sistema como um todo liberam crédito para as construtoras fazerem a festa ;
      * liberação de crédito para construtoras com finanças no vermelho (vide PDG);
      * renda do bananense ;
      * contas públicas da União ;
      * bom senso dos BRICK LOVERS;
      * aceitação de rentabilidade simbólica por parte dos BRICK LOVERS ao alugarem os tijolos ;

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:48

        ” o preço dos imóveis tornou-se um problema menor e diante dos últimos acontecimentos políticos e econômicos ”

        os tijolos são imaculados… não sofrem nenhuma interferência dos acontecimentos econômicos / financeiros
        logo são tijolos mágicos (c)
        BRICK LOVER detected

        13+
        • avatar
        • thiago fm 5 de junho de 2017 at 19:54

          From the Tower

          Concordo de uma forma geral que muita coisa que você citou também esteve descalibrada, o que não muda o fato de que o foco central na bolha também esteve. Não são coisas excludentes entre si

          “BRICK LOVER DETECTED”

          Nunca comprei um único tijolo na minha vida e por isso acho difícil se apegar àquilo que nunca tivemos

          2+
          • CA 5 de junho de 2017 at 20:17

            Comprar ou não tijolo não tem nada a ver com ser brick-lover.

            É a idiotice de acreditar que ao ADULTAREM um índice mudando seus critérios só porque não eram mais interessantes que torna alguém um brick-lover.

            É a cegueira e estupidez de não enxergar o óbvio vindo de diversas fontes e negar até a última os fatos que faz um brick-lover.

            É o fato de defender CEGAMENTE uma CEF envolvida em uma INFINIDADE de FALCATRUAS que comprova, não só o fato de ser um brick-lover, como alguém com FORTÍSSIMA DESONESTIDADE INTELECTUAL.

            É o fato de FINGIR que não sabe do ABSURDO de frente a 233.000 contratos com inadimplencia acima de 90 dias, a CEF ter tomado menos de 20% em leilões, sendo responsável por 80% do crédito imobiliário concedido e ainda, sendo a líder inconteste em GAMBIARRAS para aprovar o crédito, que comprova o fato de ser brick-lover e sua DESONESTIDADE INTELECTUAL.

            Tem muito mais que isto, como todos sabem, o pobre infeliz vai insistir na mentira e enganação e se rejubilar a cada vez que alguém de um governo tão podre quanto ele ajudá-lo nas suas mentiras primárias e “conclusões” sem sentido, do tipo: se mudaram os criterios depois de 8 anos exatamente quando apontavam as maiores quedas de preços, é porque só agora perceberam que estavam longe do FINGE ZAP, o PEGA-TROUXA preferido dele, que aumenta o preço quando vende o imóvel mais barato, logo, adulteraram o IVG-R para ficar mais próximo do FINGE ZAP, quer algo mais confiável que isto? Kkkkk

            17+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Carlos 5 de junho de 2017 at 20:30

              A realidade é que em tempos passados uma família de classe baixa ou média baixa poderia comprar ou construir alguma coisa razoável e em um lugar não tão ruim trabalhando duro e economizando por um período entre 5 e 10 anos.
              Com estes mesmos valores hoje devidamente corrigidos estas mesmas pessoas só teriam recursos para dar entrada em algum lixo localizado depois da puta que o pariu.
              Quanto aos índices mágicos que algumas pessoas produzem e usam para provar suas realidades paralelas, podem comer eles com farinha, bater com frutas ou enviar eles no rabo pois a realidade continua lá fora destruindo os sonhos das Alices e marcando a testa de pessoas canalhas.
              Como eu adoraria viver nos índices oficiais, alguém poderia me ensinar como?

              9+
              • avatar
              • Lucas 5 de junho de 2017 at 20:51

                thiago FM e sua nova versão de a culpa é da vítima
                reparem nos graficos de todos os indices do setor, todos andam em paralelo, todos terão o mesmo fim, a baleia azul coletiva do setor.
                mas na cabeça dele o estouro da bolha que ele finalmente admitiu, reparem no ultimo parágrafo, mas a culpa é da crise
                é a mentalidade esquerdista aplicada a algo maior que só cultura e filminho
                É NEFASTO

                13+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
        • Carlos 5 de junho de 2017 at 19:58

          Meu índice de treta futura acaba de disparar, pessoas pacientemente afiando seus facões neste momento.
          No geral nada de novo…
          Não tem bolha
          Podem existir algumas bolhinhas localizadas
          A bolha é boazinha e fofinha
          Nós bancos e destrutoras somos bonzinhos e não temos nada a ver com isso
          Culpa da crise e dos políticos, nós somos limpinhos
          É só uma bolhinha inofensiva, vai passar logo

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:59

            República do Cinismo

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Carlos 5 de junho de 2017 at 20:19

              Estou todo feliz porque um índice que não reflete a realidade e está sendo manipulado pelo governo provou meu ponto.
              É isto mesmo?

              12+
              • avatar
              • avatar
              • CA 5 de junho de 2017 at 20:24

                Carlos,

                Sim, completamente sem lógica e estúpido, não prova absolutamente nada, aliás, só prova o que já sabíamos, a estupidez misturada com desonestidade intelectual de quem chegou a esta “brilhante conclusão”. Ele é o típico pombo jogando xadrez (rs).

                15+
                • avatar
                • avatar
                • thiago fm 5 de junho de 2017 at 21:00

                  Ah, claro! É você que tem provado absolutamente tudo que repetiu nos últimos quatro anos. Pra quem tem fé tudo é possível é claro

                  3+
                  • CA 5 de junho de 2017 at 21:12

                    Nao fuja do assunto COVARDEMENTE, faça de conta que tem o MÍNIMO de hombridade e demonstre onde está a lógica ou coerência. Sabemos que é impossível, certo? Afinal você acabou de dar um show de DESINFORMAÇÃO e foi desmascarado pela nogentesima decepcionésima vez…

                    Sim, acertei sobre quebra de Viver e PDG, assim como afirmei com MESES de antecedência que governo ia reduzir estimativa de crescimento para 0,5% para 2017, assim como previ que ele aumentaria as contingências do orçamento em virtude do déficit fiscal, assim como ha ANOS venho falando sobre a combinação da crise política com econômica e a bolha de corrupção institucional que colabora para que estas duas cresçam sem parar, dentre uma infinidade de outros assuntos, mas o ponto eram os seus argumentos SEM SENTIDO, completamente ILÓGICOS, onde ao invés de você tentar demonstrar alguma lógica (que simplesmente não existe) você simplesmente FUGIU do assunto, como SEMPRE…

                    13+
                    • avatar
                    • avatar
                    • thiago fm 5 de junho de 2017 at 21:25

                      Nossa ele acertou a da Viver e PDG e de quebra a redução do PIB….Meirelles pra quê? CA para ministro da Fazenda já!!

                      4+
                    • CA 5 de junho de 2017 at 21:44

                      Pra que? Só para demonstrar como você é estúpido e covarde, fugindo das respostas às questões que você mesmo fez, quando já estava fugindo de responder aquilo que pela nogentesima decepcionésima vez demonstrava sua DESONESTIDADE INTELECTUAL, só isto já é o suficiente… kkkkk

                      12+
                      • avatar
          • thiago fm 5 de junho de 2017 at 20:31

            Essa é a diferença caro Carlos…enquanto alguns afiam os facões e xingamentos eu mantenho os dados afiados. Mas não se preocupe, eu fiz questão de postar agora para aparar uma aresta e foi só. Não tenho prazer algum nessas “tretas” e admito que o blog flui em relativa paz mantendo o “status quo” e sem o incômodo que as informações novas e o contraditório que trago a este blog.

            Nada mudou… Vou defender minha pessoa e meu ponto de vista quando achar necessário, mas não me esperem marcando trincheira como antes. A verdade é que gostei dessa ideia de dar tempo ao tempo, pois vi que funciona. Resolvi dar as caras hoje pra não pensarem que sumi. Enquanto isso as pessoas podem fingir que não há mundo fora do BIB e que o BC, NRE, Globo, Abecip etc são na verdade uma grande conspiração contra a bolha, ou ainda que os proprietários fofinhos e bonzinhos vão derrubar os preços na hora em que alguém aqui decidir comprar.

            Abraço

            3+
            • thiago fm 5 de junho de 2017 at 20:41

              Antes que me esqueça devo citar a CEF, da qual faço parte, dentro do grande conglomerado da conspiração. Aliás, cuidado com o Thiago FM! Ele é lobo na pele de cordeiro, que fala línguas, mas que no fundo quer impedir a ruína inevitável da grande pirâmide das vendas falsas e a explosão da maior bolha de todos os tempos!!! Tapem os ouvidos!!

              1+
              • Lucas 5 de junho de 2017 at 20:47

                0
              • CA 5 de junho de 2017 at 20:47

                Nao, ele é só um IDIOTA , não tem nem lobo nem pele de cordeiro, a realidade nua e crua é muito mais simples…

                7+
                • avatar
                • thiago fm 5 de junho de 2017 at 20:51

                  Perdeu mais uma evidência em CA!? Posta aí pra gente o que te sobrou ou vai voltar para aquele ensopado de bolhas de consumo com imóveis mais corrupção

                  2+
                  • CA 5 de junho de 2017 at 20:57

                    Thiago FM,

                    Você quer dizer que o fato do BC alterar o critério de cálculo depois de 8 anos significa ter perdido alguma evidência??? Fazerem isto exatamente depois do índice estar despencando não é um TRUQUE para enganar as pessoas, assim como não foi um TRUQUE terem criado outro índice análogo mas com resultados diferentes ou a DESINFORMAÇÃO do FINGE ZAP já desmascarada por aqui infinitas vezes, certo?

                    O único idiota aqui é aquele que acha que está abafando e enganando todo mundo com a sua completa falta de lógica aquele mesmo que já foi desmascarado em suas mentiras inúmeras vezes, o mesmo que seu sua “palavra” que nao voltaria mais, mas que não yem o mínimo de hombridade para cumprir o que diz, o qie comboma com sua completa DESONESTIDADE intelectual demonstrada INUMERAS VEZES…

                    10+
                    • avatar
                    • thiago fm 5 de junho de 2017 at 21:07

                      Quem fornece os dados são os bancos meu caro e a apresentação cita que foram acrescentados dados mais amplos, o que é diferente de mudar o cálculo. A diferença básica entre nós é que eu usei o índice antes da atualização e continuo utilizando. É óbvio que agora este também será descartado por você, já que o resultado não atende mais às suas expectativas, certo? Afinal os Bancos Centrais sempre negar a bolha, certo?

                      Vai continuar usando o índice e provar que estou errado sobre você desta vez? SIM ou NÃO?

                      2+
                    • CA 5 de junho de 2017 at 21:21

                      Kkkk

                      Respondido INÚMERAS vezes, só neste tópico, se o analfabetismo funcional ou a completa desonestidade o impedem de entender, daí já é outro problema…

                      FUGIR das questões mais óbvias, como você SEMPRE faz, não leva a nada, apenas a passar vergonha sucessivas vezes.

                      Que bancos que informaram os números, aqueles dos números que apontavam queda de 0,5% ao mes por 12 meses e depois quedas de 1% ao mês depois de mais 6 meses, ou os de agora?

                      O BC nunca alterou estes números nesta intensidade e depois de 18 meses, como já expliquei para você em outro comentário, que também deve estar FINGINDO que não viu ou não entendeu, como sempre…

                      Não adianta, as evidências são claríssimas e ninguém é tão estúpido a ponton de se deixar enganar por você, pode persistir nas suas mentirinhas primárias e birrinhas o quanto quiser, você já é mais do que manjado por aqui…

                      8+
                • CA 5 de junho de 2017 at 20:52

                  Aliás o cara é tão idiota que acha que precisa de “conspiração” entre vários envolvidos, quando os diversos processos contra a CEF, governo e diversas empresas já demonstrou para qualquer estúpido que a única coisa que interessa é o dinheiro que vai faturar, não importam os meios e que isto, sempre existiu na humanidade, só o imbecil que ainda não entendeu…

                  8+
                  • avatar
                  • thiago fm 5 de junho de 2017 at 20:56

                    Não foi dessa vez que derrubamos os States…

                    CA 19 de fevereiro de 2017 at 20:54

                    Nos EUA, no AUGE das quedas de preços, os mesmos tiveram uma redução de 18% na média geral no período de 1 ANO, em termos reais, ou seja, considerando a inflação. Estamos falando dos preços médios gerais, em base anual e real, exatamente os mesmos parâmetros do que o IVG-R apontou, sendo que no caso acima, o percentual de queda foi superior nestas bases. Lembrando que os EUA são a referência mundial quanto a uma queda HARD dos preços dos imóveis durante a explosão de uma bolha imobiliária e ainda, aqui no Brasil nosso índice gera alguns atrasos de percepção da queda de preços e por fim, a explosão de nossa bolha sequer está visível e não tivemos ainda o efeito manada, ao contrário do que ocorreu nos EUA no ano do auge da explosão deles, ou seja, temos todos os motivos para acreditarmos que bateremos o recorde mundial de queda de preços de imóveis, assim como já batemos o recorde mundial na subida dos preços e na sua distorção quanto a renda, custo de construção e outros indicadores.

                    EH…NÃO TÁ FÁCIL PRA NINGUÉM…

                    3+
                    • Carlos 5 de junho de 2017 at 21:03

                      Os “states” ao contrário do bananistão tem índices confiáveis e lá alguns dos picaretas terminam na cadeia

                      12+
                    • CA 5 de junho de 2017 at 21:05

                      Kkkkk

                      Ainda não entendeu que adulteraram o índice exatamente porque ele estava despencando, está só se fazendo de idiota, ou este já é seu estado natural???

                      “Ah, mas o BC soltou um comunicado que não tem bolha, como eu confio CEGAMENTE no governo, seja via BC, CEF, etc então é porque nao tem bolha, só não sei porque precisaram adulterar um indice antes de soltarem o comunicado, ou para que comunicar algo que não existe (quando o BC vai soltar o comunicado que não existe papai Noel???), vou me fazer de idiota, quem sabe outros sem cérebro não caem nessa também…” (rs)

                      O “ajuste” após divulgação que você mencionou nunca ocorreu nesta intensidade e nunca demorou 18 meses para aparecer, não se engane, você persistir na MENTIRA não vai enganar ninguém e como SEMPRE, você só vai passar vergonha…

                      10+
                      • avatar
                  • thiago fm 5 de junho de 2017 at 21:21

                    Antes que me esqueça no sítio das Séries Temporais constam centenas de série de dados e quando há mudança estrutural da forma de cálculo ou dos dados coletados, o BACEN interrompe a série e cria outra, o que obviamente não aconteceu com a série IVG-R. Na verdade há diversas séries descontinuadas por lá para quem quiser conferir.

                    1+
                    • thiago fm 5 de junho de 2017 at 21:26

                      Você desconversou…vai abortar o IVG-R como fez com o CRECI-SP, certo?

                      2+
                    • CA 5 de junho de 2017 at 21:33

                      Antes que você se esqueça, veja abaixo quanto ao IVG-R e depois suas mudanças de critério, depois explique porque as mudancas nos números ocorreram de forma mais intensa do que NUNCA e ainda, depois de 18 meses, como NUNCA havia acontecido antes e por fim, esclarecendo para que falar de algo que não existe e dizer que não existe após todas estas GAMBIARRAS, como o mesmo BC fez quanto à Bolha Imobiliária…

                      http://ademi-ba.com.br/novo-calculo-do-ivg-r-permite-analise-mais-apurada-da-evolucao-dos-precos-dos-imoveis-residenciais/

                      Uma infinidade de questões sem resposta, como toda vez que você aparece por aqui para tentar ENGANAR as pessoas, certo? Mente tão mal quanto os demais asseclas do governo…

                      8+
                      • avatar
                      • avatar
                    • CA 5 de junho de 2017 at 21:41

                      Kkkk

                      Sobre o CRECI SP já expliquei várias vezes para você o motivo da flutuação. Vai FINGIR que esqueceu? Esqueceu que você comparou dois mix completamente distintos de vendas e que demonstre isto usando a sua própria referência?

                      Assim como já expliquei várias vezes porque não precisava mais de gráficos ou estudos profundos para demonstrar o óbvio, de novo vai fazer de conta que ainda não sabia disto?

                      Assim como deixou sem resposta os “N” questionamentos acima…

                      Assim como FINGIU que esqueceu que iria levantar em uma semana os critérios da EMBRAESP quando DEMONSTREI com os seus próprios dados que você estava mentindo, ou quando fiz o mesmo quando demonstrei, novamente com as suas fontes de dados e critérios que você estava mentindo e que os preços haviam crescido o triplo da renda, dentre tantas e tantas vezes que você foi desmascarado…

                      Assim como você já foi desmascarado e descumpriu sua “palavra” (sabe o que significa?) inúmeras vezes e apesar disto, ainda tem a cara-de-pau de voltar a aparecer, só para passar vergonha de novo e de novo e de novo…

                      4+
              • Lucas 5 de junho de 2017 at 20:48

                14+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
              • Carlos 5 de junho de 2017 at 20:55

                Gostaria mesmo de viver nesta realidade das estatísticas oficiais mas infelizmente meu parco raciocínio e a realidade vivem me proibindo.
                Pode me ajudar com isso? Ou talvez​ seu banco possa me financiar uma realidade diferente?

                10+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • Carlos 5 de junho de 2017 at 20:59

                  A caixa me ajudou a virar multuario lá por 2004, inclusive o gerente da agência me disse para não se preocupar com a comprovação de renda, era só pedir para um parente ou amigo fazer depósitos na minha conta corrente por uns três meses.
                  Vocês continuam ajustando a realidade?

                  7+
                  • avatar
      • Cesar_DF 5 de junho de 2017 at 23:14

        Thiago FM
        Estes laudos de avaliação estão sendo usados para pleitear financiamentos.
        Desconfio que o mercado está usando de forma generalizada a tática de superavaliar o imóvel para os que não tem dinheiro da entrada.
        Num apartamento de 400k eles avaliam por 500k é o vendedor devolve os 100k para o comprador utilizar como entrada oficial.
        Um indício disto é a enorme diferença entre o laudo de avaliação é o valor efetivamente comprado num leilão, que hoje está girando entre 50 e 80% de “desconto”

        9+
        • avatar
  • Money_Addicted 5 de junho de 2017 at 19:47

    CVR

    Eu vejo que o que mais mascara a queda dos precos eh a inflacao alta.
    Estava procurando um outro email e encontrei uma oferta de um apartamento por 350k, email de maio de 2012, fiz uma busca rapida e vi um ofertado no mesmo condominio e mesmo numero de quartos por 570k.
    Obviamente q esse eh o valor pedido e nao o de fato vendido, mas vamos dizer q o cidado de 20% de desconto (reze) e consiga vender, ali vai vender 100k a mais do q pagou, e pode se vangloriar do otimo negocio q fez rs
    mas se vc corrigir esse valor pela selic, seria 590k, pelo IPCA 490k (ipca de abril)
    enfim, o brasileiro media soh ve o numero real

    [ ]s

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:52

      bem lembrado
      quem calcula o custo de oportunidade!?
      quase ninguém…..

      o BRICK LOVER tem disso… ele ignora todo o aspecto financeiro…. e ás vezes deixa de vender por 0,5% ou 1% do valor…. pois não admite perder o valor nominal que está na mente…….

      aí nesse intervalo de 60 meses… os juros básicos dobram… os juros futuros explodem… a moeda desvaloriza 50% ….. o IPCA tem altos e baixos… o crédito imobiliário fica mais caro em bancos sérios …… o BRICK LOVER nem aí….
      kkkkk

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 5 de junho de 2017 at 20:54

        FORA OS CUSTOS, taxas, cartórios, impostos, imobilização do bem sem uso durante os tramites

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • BOLHA JOKER 5 de junho de 2017 at 19:52

    CVR CEF-
    Leilões, até esse ano era VEDADO a empregador adquirir imoveis de leilao da CEF, e então tiraram essa vedação, agora empregado pode comprar imovel de leilao da CEF, pode isso arnaldo?

    CVR 2- falando com construtor hoje, falou que o ultimo imovel que ele vendeu a imobiliaria deu um jeitinho de embutir a documentação no valor do financiamento, olha que merda isso vai dar???? Tem engenheiro que se baseia no valor da compra e venda e não no valor da região, vejo garantias bolhudas……

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:54

      a CEF é campeã nisso….
      tenho depoimento de ex-correspondente bancário aqui de CWB que me confidenciou o ESQUEMA…..
      os gerentes das agências fazem parte do rolo…..

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 19:56

        essa gente que lesa dessa maneira as finanças públicas mereciam ser amarrados em praça pública…….
        cambada de pilantras !!!

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • BOLHA JOKER 5 de junho de 2017 at 20:14

      Era Vedado aos empregados da CEF***

      4+
      • avatar
      • Alemon Fritz 5 de junho de 2017 at 22:40

        eu que o diga, minha irmã comprou ap no corrego grande floripa e ela é funcionaria
        da caxão, juros os mais baixos etc, etc, .. eu achava sacanagem imaginem se cada funcionario na banania tiver vantagens desse jeito…. por isso não vai..

        6+
        • avatar
        • avatar
    • Margarida 5 de junho de 2017 at 22:52

      Bolha Joker, o próximo passo vai ser liberar pra funcionários públicos adquirirem imóveis em leilões judiciais. A gente sabe que aí ainda tem gente com dinheiro.

      8+
      • avatar
  • homelessbubbles 5 de junho de 2017 at 20:03

    Florianópolis é um lugar que atrai muito dinheiro (lícito e ilícito) de fora. Eu não sei dizer a porcentagem, mas é bem considerável a relação entre imóveis cujos proprietários moram aqui e imóveis cujos proprietários moram outras cidades. Historicamente a maior parte desses proprietários eram gaúchos, mas recentemente tem muitos imóveis em mãos de paulistas e cariocas. A impressão que tenho é que a crise nacional nos últimos anos gerou uma migração de investimentos em Florianópolis. Obviamente que o FingeZap é lorota, mas é tão lorota aqui quanto em Brasília ou São Paulo. Se o investitrouxa olha os gráficos e vê uma queda acentuada em Brasília a anos e Florianópolis ainda estável (ou subindo levemente), além de ser mais barato, é óbvio que ele irá por dinheiro aqui. Além disso, muita gente que coloca o dinheiro aqui, tem gordura pra queimar e pelo que percebo não realiza prejuízo de jeito algum. O resultado é uma infinidade de empreendimentos, muitos semi-ocupados, mesmo tendo sido inaugurados há anos, mas preço nas alturas. Hoje, pede-se no mínimo 500k por um apartamento 2Q de 70m2 novo. Se vende ou não, é outra história. Pelo que acompanho no sites, não vende. Porém, há uns 3 anos atrás, quando comecei acompanhar este site, o mesmo tipo de apartamente era ofertado, em média, por 350k. Acredito que apenas agora estamos chegando ao pico aqui. Penso que essa leve melhora nos indicadores econômicos (maquiados ou não) pode ter sido responsável por essa queda Índice local. Se a economia melhorar um pouco, acredito que o preço aqui deve baixar mais, pois o dinheiro deve começar a migrar para outros lugares.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de junho de 2017 at 20:07

      Minha tia comprou na Trindade em 2003 por 85k…
      02 quartos (70 metros quadrados)

      8+
      • avatar
      • avatar
      • homelessbubbles 5 de junho de 2017 at 20:17

        Trindade hoje em dia é completamente inviável, um dos bairros mais caros aqui.

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Observador 5 de junho de 2017 at 21:13

    Como será que está o mercado imobiliário de Fernandopolis?

    3+
    • Carlos 5 de junho de 2017 at 21:37

      Fernandópolis é uma cidade de economia baseada na agropecuária não é? Posso estar enganado, já faz um bom tempo que não vou para aqueles lados.
      Creio que existiam e talvez ainda existam algumas famílias que controlavam tudo, se estiver assim ainda talvez o despair demore mais para chegar.

      2+
      • Margarida 5 de junho de 2017 at 22:54

        Deve ter muito pasto mesmo, lá.

        4+
  • Margarida 5 de junho de 2017 at 22:58

    Eu achei que o Thiagofm era um corvo que sabia escrever usando letras maiúsculas e vírgulas, por mais improvável que pudesse ser isso. Agora eu acho que ele faz parte da equipe que elaborou o novo índice e modificou o IVG-R. Faz muito mais sentido.

    A gente aqui em Bananaland já acostumou que os índices mudam pra obscurecer a realidade. Então, a vinda desse índice novo bem agora, como o CA assinalou, pra mim só mostra mais uma tentativa de manipular a realidade.

    Eu não vi os gráficos em flor postados aqui no blog, mas não tem problema. Vou ver gráficos em flor no site do Banco Central logo, logo.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 5 de junho de 2017 at 23:20

    Thiago fm
    Gostaria que você comentasse a queda real de 45%, no apartamento de 2 quartos, no Hell de Janeiro, entre janeiro de 2015 a abril de 2017, de acordo com o fipezap.
    Quanto você estima que está sendo dado de “desconto” em relação ao valor anunciado?

    11+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 07:14

      >/img>

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • antifragile 6 de junho de 2017 at 14:34

        Cesar_DF,

        Estou buscando a fonte desse gráfico que você postou no site do Fipezap, mas não estou achando. Você poderia me ajudar a encontrá-la?

        0
  • Leonardo M. 6 de junho de 2017 at 01:01

    CVR continuação

    Logo acima postei um CVR da minha negociação com uma mulher em Chapecó de um AP de 210k e ofereci 130k, não respondeu nem que sim nem que não. Só me deu um desconto de incríveis 5k caso pague avista.

    Marido dela(sim os dois têm fotos juntos) postou só que que com o FB dele que tá vendendo o apartamento por 200k.

    Começo do mês passado era 220k
    Até algumas horas era 210k
    Com minha negociação caiu para 205k
    Agora 200k

    Gente isso tá melhor que o IPCA negativo! Kkkkkkkkk
    Se continuar assim em 3 meses vai para o preço que ofereci kkkkkk

    33+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 6 de junho de 2017 at 07:01

      Muito bom…..
      kkk

      1+
    • rafa_fv 6 de junho de 2017 at 09:02

      Leonardo bom dia. Uns dois meses atrás fui visitar um imóvel só por curiosidade, pois a localização e outras coisas me interessavam, mas o preço não (850k).
      Na ocasião além do corvo, um dos proprietários foi junto, a casa não tinha condições de ser habitada no estado atual, precisaria de reforma pesada ou até algo mais drástico(demolir/fazer nova). A visão do proprietário é que um tapinha e a casa estaria um brinco, passei minha percepção sem pressionar nada e não fiz nenhuma oferta. Uma semana depois (+ -) o anuncio estava pedindo 760k.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • rafa_fv 6 de junho de 2017 at 09:09

      Mesmo baixando 90k, não vendeu, ainda está muito caro. Minha opinião é que muitas vezes faltam pessoas que falem a real para o proprietário, os corvos em geral não fazem o trabalho deles, evitam o conflito e não dão o devido suporte.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 6 de junho de 2017 at 01:36

    CVRs
    … das minhas últimas 2 semanas :

    1 – Amigo de longa data, que eu não via há 6 anos, Engenheiro de Infraestutura de Redes que trabalhou até na China, mora na Itaim e me disse que agora, no alto dos seus 35 anos, finalmente quer comprar uma casa. Diferente da maioria aqui nesse blog eu tenho uma paciência tremenda, e expliquei todos os detalhes do porque era burrice comprar casa. No dia seguinte ele me manda uma msgs perguntando se era vantajoso comprar TD na XP ou na Rico…Fiz minha boa ação do mês.

    2 – Cabeleiro/Barbeiro ali na Alameda Campinas(Jardim Paulista) , me contou que tentou negociar a o aluguel de 7 mil reais e não conseguiu. E está saindo agora indo pra outro lugar : conseguiu na Alameda Fernão Cardim, por 1700 reais a partir de 15 de Junho. A dona, do imovel de aluguel de 7 mil, uma senhora de 90 anos, certamente vai morrer abraçada com o imóvel sem alugar o ponto.

    3 – Peguei um busão no sábado, logo depois do jogo do Real Madrid e Juventus, pra ver a quantas andavam os supermecados brasileiros. Eu que quase nao paro por aqui e quando paro compro on line. Me assustei com uma promoção do Extra da Brigadeiro Luiz Antônio : um cara no microfone gritando uma velharada gorda que teria uma promoção relampado de coisas do segundo andar (eletronicos, auto-peças e etc) e que só quem chegasse primeiro comprar. Eu lá debaixo escolhendo os iogurtes gregos menos bolhudos (acostumado que eu quera a pagar 40 centavos de euro em Iogurte grego direto da Grécia no Audi e Lidl na Alemanha)…eis que escuto o berro no microfone: “Televisor Philips…..20, eu disse 20, 20 vezes de 92 reais!! 50 segundos pra comprar!!!” Eu não sabia se ria ou se lamentava….

    4 – Garotas de programa a granel !! Assustador, nonsense, como a crise parece ter piorado e muito, em todos os setores! E aqui, senhores, me refiro ao mercado do “amor”, aquele amor que vc paga pra ditacuja ir embora . Estou só observando o tanto de mulheres na casa dos 20 anos entrando em sites como gpguia.net e gpface.net …e cobrando, pasmem, 250, 200 e até 150 reais por hora! Lembro das bolhudas gps de 800 reais/hora que até 2015 ainda existiam… Esses sites que outrora eram a vitrine das “prostitutas de luxo” …bom continuam sendo, foi o preço bolhudo que desinflou, não ? Mais assustador ainda foi descobrir uma vendedora do bar da Alameda onde moro sendo “massagista” na conhecida Rua Ouro Branco…a reconheci no site. Realmente assustador. Se por um lado nos homens solteiros estamos no paraíso , quando procuramos diversão….eu me peguei pensando essa semana: onde essa crise vai parar ?

    5 – Roci deve pedir recuperação judicial esse ano. Mais gente do Edfício Miami foi mandada embora…

    6 – Parentes do interior de SP, Caçapava-SP…filha e filhos com 20 e poucos anos, desempregados, tirando fotinho com cachaça no Facebook, mas com a luz cortada em casa por falta de pagamento, tomando banho de canequinha….só saíram dessa porque pediram dinheiro aos meus pais pra pagar uma conta de luz de 250 reais. Quando eu lembro a origem pobre que eu tive, eu repito a máxima de um banqueiro ( que nasceu pobre também, segundo ele) que uma vez conheci num cruzeiro da Royal Caribbean , O Splendour of Seas : nascer pobre é normal, morrer pobre é incompetência.

    Breves conclusões :

    O Brasileiro padece por ter inteligência abaixo da média. Morando dentro ou fora do Brasil, é fácil reconhecer o baixo padrão cognitivo do nosso povo (mesmo São Paulo, minha cidade e estado que amo e não arredo o pé) tem sua boa porcentagem de gente ignorante, e independente de classe social (Reconheço meus conhecidos ao redor exatamente naquele link que o Lucas colocou, de 2010, sobre como a classe-média paulistana é escrava do proprio consumismo. Eu ando de ônibus (quando estou com pressa, vou de 99taxi…não tenho paciência pra Uber fora do corredor) mesmo já tendo meus dois dígitos de renda passiva…enquanto conheço gente que vai de Range Rover comprar doce na Offner , há 500 metros, só porque o Antonio Fagundes, Fábio Assunção e outros frequentam lá. Brasileiro, em geral, é gastador, ostentador, ignorante, violento, bobo, orgulhoso, e sim….muito burro. Sabendo monetizar essa burrice, qualquer um vai longe. É isso que me segura aqui até agora…( e também essas coisas do ítem 4 que citei)

    51+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 07:23

      Os mais de 20 anos de socialismo fabiano do PSDB e PT criaram uma geração que fica eternamente esperando as coisas caírem no colo, pegaram um país sem inflação, com um governo provedor distribuindo dívidas de longo prazo (financiamentos), sem se preocupar de que a conta um dia chegaria.
      Bem, agora a conta chegou

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Money_Addicted 6 de junho de 2017 at 09:22

      o item 4 eh o melhor reflexo dessa situacao 🙂

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 6 de junho de 2017 at 07:52

    1ª prestação da casa própria custa o dobro que aluguel em SP
    Em média, demora 20 anos para a parcela do financiamento ficar mais barata que o aluguel. Veja simulação
    http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/1a-prestacao-da-casa-propria-custa-o-dobro-que-aluguel-em-sp/

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 08:37

    Vejam que interessante, em 6 anos, mesmo com a entrega de 3,2 milhões de novas moradias do MCMV, que seria suficiente para atender mais de 10 milhões de pessoas, o “déficit habitacional” aumentou ! kkkkk

    DÉFICIT HABITACIONAL CRESCEU 5,9% NO BRASIL ENTRE 2009 E 2015, DIZ PESQUISA DA FGV

    Pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) e do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) mostra que o déficit habitacional cresceu 5,9% no Brasil entre 2009 e 2015, mesmo com a criação do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV). Somente em 2015 na comparação com o ano anterior, a alta foi de 2,7%. Ao todo, o déficit chega a 7,7 milhões de habitações. Os dados foram apresentados na última semana durante o 89º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), em Brasília.

    Para o cálculo, foram considerados os conceitos da Fundação João Pinheiro, que dizem que o déficit habitacional é composto por quatro componentes principais: domicílios precários, coabitação familiar, ônus excessivo com aluguel urbano e adensamento excessivo de domicílios alugados. O levantamento considera informações das Pesquisas Nacionais de Amostra Domiciliar (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    Dois componentes do déficit registraram deterioração em 2015 sobre o ano anterior: habitação precária e ônus excessivo com aluguel, que cresceram 9,2% e 6,4%, respectivamente. O déficit relativo – déficit total sobre o número de domicílios – atingiu 11,4%. Em 2014, a taxa de formação de famílias foi de 2,7%, caindo para 1,48% em 2015. Por sua vez, o crescimento do estoque de domicílios também desacelerou, passando de 2,9%, em 2014, para 1,56% em 2015.

    De acordo com o estudo, o estado de São Paulo lidera o ranking, com uma carência de 1,6 milhão de domicílios, representando 21% de todo o País. Em seguida vêm os estados de Minas Gerais (9,9%), Bahia (7,4%) e Rio de Janeiro (6,9%). O ônus excessivo com aluguel representa o maior componente do déficit nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, enquanto a coabitação é o maior problema nas regiões Nordeste e Norte.

    No Brasil, há 942,6 mil moradias precárias; 3,2 milhões com famílias vivendo em coabitação; 3,3 milhões de moradias com famílias que comprometem uma alta porcentagem de suas rendas com aluguel; e 317,6 mil domicílios alugados para um número excessivo de pessoas.

    De 2009 a 2016, o MCMV contratou a construção de 4,5 milhões de unidades. Deste total 3,2 milhões já foram entregues à população de baixa renda. Os investimentos chegam a R$ 332 bilhões, além da geração de 2,8 milhões de empregos diretos e mais 2,9 milhões de empregos indiretos, diz a pesquisa.

    Segundo o vice-presidente de Habitação do SindusCon-SP, Ronaldo Cury, sem o MCMV o déficit teria aumentado muito mais. “Para eliminá-lo, calcula-se um investimento necessário de mais de R$ 450 bilhões, sem considerar o surgimento de novas famílias. Além disso, é importante garantir subsídio para as faixas mais baixas”, acredita. No Brasil, 41 milhões de famílias ganham até três salários mínimos e 91% do déficit está nesse grupo salarial.

    http://terciotti.com.br/news/deficit-habitacional-cresceu-59-no-brasil-entre-2009-e-2015-diz-pesquisa-da-fgv/

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 6 de junho de 2017 at 09:10

      E quem diz que o MCMV não é moradia precária?
      Estes lixos que não estão ainda em situação precária vão estar logo, creio que os corvos tem razão nesta parte:
      A demanda vai crescer porque muita gente mora em lixos que não vão durar nem 10 anos, talvez nem 5 que é o tempo normal de “garantia”, opa quem vai responder pelas garantias se as destrutoras estiverem falidas?
      É melhor a dona Kênia começar a fazer o estoque de controlados desde já.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 08:44

    Número de imóveis residenciais alugados no país caiu pela primeira vez em 12 anos.

    Para especialistas no setor imobiliário, a hipótese mais provável é que quem deixou o aluguel tenha passado a morar com quem tem casa própria.

    “Pessoas desempregadas ou com redução de renda optam por devolver ou não renovar seus alugueis para voltar para a casa dos pais ou dividir uma moradia com mais pessoas”, destacou o presidente do portal ZAP, Eduardo Schaeffer.

    “Tem muita gente entregando chave de imóvel para ir morar com os pais, com familiares. No Rio de Janeiro, a gente tem um recorde de entrega de imóveis de aluguel, principalmente depois das Olimpíadas”, afirmou o vice-presidente do Sindicato da Habitação no Rio (Secovi Rio), Leonardo Schneider.

    Schneider enfatizou que, devido à recessão econômica no país, há “baixa confiança da população de se comprometer com contratos, mesmo que de aluguel, que geralmente têm prazo mínimo de 30 meses, o que é um período longo para um momento de incertezas”.

    http://tvpovo.com.br/wp/2017/01/19/numero-de-imoveis-residenciais-alugados-no-pais-caiu-pela-primeira-vez-em-12-anos/

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 6 de junho de 2017 at 09:12

      O negócio é juntar os trapos e panelas mesmo, mais um alfinete atômica cutucando a bolha.

      4+
      • avatar
    • Marcio 6 de junho de 2017 at 09:14

      Então quer dizer que diminuiu o número de pobres fracassados que, como eu, moram de aluguel?
      Tem que avisar o Meirelles, porque esse é um sinal que dá diminuindo a pobreza e que o país tá saindo da crise…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 6 de junho de 2017 at 09:27

        Falta correlacionar esta queda com o crescimento no número de brigas familiares, confusões em casas habitadas por mais de 12 pessoas e outros entreveros familiares 😀

        Para quem ainda não assistiu, assistam: Feios, Sujos e Malvados (Brutti, Sporchi E Cattivi ) de Ettore Scola, uma obra de arte.
        Segue a cena que a família leva a nona ao banco para receber a aposentadoria.

        https://www.youtube.com/watch?v=Rr8J84t90HY

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 6 de junho de 2017 at 09:32

          Aquí vai o trailer para aguçar a curiosidade dos bolhistas, filme profético, já aviso que causa muito desconforto e pode deprimir algumas pessoas mas vale muito a pena.

          https://www.youtube.com/watch?v=Rikqcbg1Fc0

          4+
    • tfox 6 de junho de 2017 at 09:59

      engraçado que o prazo de 30 meses quando se trata de aluguel é um “prazo longo demais em momento de incertezas”, isto porque com um pagamento de uma simples multa é possivel sair de imediato da situação. E comprar imoveis financiados em 35 anos sem possibilidades de sair da situação sem enormes perdas , é um prazo “tranquilo” ?

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • perdido no rio 6 de junho de 2017 at 13:37

      Interessante notar que o último ano é 2015, quando ainda havia um grupo que pregava uma retomada rápida da economia pós-impeachment. Estou ansioso para ver 2016.

      2+
      • perdido no rio 6 de junho de 2017 at 13:43

        Eu li a matéria e não sei se tem algo que não entendi ou o representante do Secovi-Rio usou um evento de 2016 (olimpíadas) para justificar uma queda que foi identificada na pesquisa de 2015? O poço não tem fundo.

        2+
  • Alemon Fritz 6 de junho de 2017 at 09:48

    déficit kkk
    Crise econômica derruba o valor do aluguel, em Campinas

    http://www.portalcbncampinas.com.br/2017/06/crise-economica-derruba-o-valor-do-aluguel-em-campinas/

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 6 de junho de 2017 at 09:58

    ha 2 meses..
    Especialista afirma que, mesmo na crise, é melhor comprar que alugar um imóvel
    pagarei e no futuro será meu… a parcelinha é quase igual.

    e a galera que “investiu” no aluguel, e o estoque de 1milhão de imóveis pra alugar kkk

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 10:09

    Quando o mercado de imóveis comerciais vai se recuperar?

    Para se ter uma ideia, em 2011, a vacância do mercado corporativo paulistano girava em torno de 1%, enquanto que hoje já ultrapassou os 17%. A crise se refletiu na queda dos preços dos aluguéis.

    https://www.gfgenial.com.br/artigo/quando-o-mercado-de-imoveis-comerciais-vai-se

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 10:13

      Vacância em alta, preços em baixa. Entenda os desdobramentos dessa nova realidade do mercado de escritórios corporativos (março/2014)

      Toda essa mudança de cenário tem como ponto de partida a alta dos espaços vagos no segmento. A taxa média de vacância para os empreendimentos classe A no Brasil aumentou 4,6 pontos percentuais, saindo de 13,2% no último trimestre de 2012 para 17,8% em igual período de 2013, segundo a pesquisa Marketbeat, elaborada pela Cushman & Wakefield. No mesmo intervalo de comparação, o preço pedido pelo metro quadrado corporativo caiu 12,3%, de R$ 123,6 para R$ 108,4 no último trimestre de 2014.

      Na cidade de São Paulo, o maior mercado de lajes comerciais do País, o movimento se repete com igual intensidade. Segundo pesquisa da Colliers, o preço médio pedido de locação para empreendimentos classe A avançou de R$ 107,45 por mês em 2010 para R$ 125,5 em 2012, invertendo a trajetória no ano seguinte, quando recuou para R$ 121,73 (veja gráfico “Preço médio pedido de locação”). O mesmo movimento foi verificado nos empreendimentos classe B, que em igual intervalo de comparação, saltaram de R$ 62,19 para R$ 89,50 em 2012, para então reduzir para R$ 86,89 no ano passado.

      O cenário de São Paulo não deve melhorar para o segmento nos próximos dois anos, indica a pesquisa da Colliers, que prevê aumento da taxa de disponibilidade de 13,1% em 2013 para 17% neste ano e 21% em 2015, nos empreendimentos classe A, A+ e B. Tamanha desaceleração no segmento levanta questionamentos sobre as causas do atual movimento, a duração do período de baixa e suas consequências no mercado.

      http://construcaomercado.pini.com.br/negocios-incorporacao-construcao/153/artigo310595-1.aspx

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 10:11

    Imóveis comerciais: Taxa de vacância de 35% é a maior histórica do RJ

    Levantamento trimestral da consultoria Newmark Brasil aponta ainda que na Zona Portuária quase 90% dos espaços estão desocupados

    São Paulo, Maio de 2017 – A unidade brasileira da consultoria imobiliária anglo-americana Newmark Grubb divulgou sua pesquisa trimestral sobre o mercado de escritórios classes A e A+ na cidade do Rio de Janeiro. De acordo com o levantamento, a taxa de vacância ficou em 35,1% entre os meses de janeiro e março, a mais alta dos últimos sete anos. Na Zona Portuária da cidade, aponta a consultoria, a vacância atingiu 88,9% dos empreendimentos.

    http://jornaldaconstrucaocivil.com.br/2017/05/15/imoveis-comerciais-taxa-de-vacancia-de-35-e-a-maior-do-rj-em-sete-anos/

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 6 de junho de 2017 at 10:20

    segundo dados preco do-aluguel tem queda real de-6,76
    http://maringa.odiario.com/economia/2017/06/segundo-dados-preco-do-aluguel-tem-queda-real-de-676/2375437/

    Valor do aluguel de imóveis no Rio baixou em um ano
    http://odia.ig.com.br/economia/2017-06-04/valor-do-aluguel-de-imoveis-no-rio-baixou-em-um-ano.html

    então, a desculpa de ônus excessivo do aluguel já acabou….

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 6 de junho de 2017 at 10:27

      Tudo teoria da conspiração, o tiagofm provou que estas quedas não são reais usando como ferramental um índice fajuto e maquiado 😛

      8+
      • avatar
  • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 10:29

    Boletim Macro do IBRE antecipa resultado do PIB
    Apesar do crescimento expressivo do PIB no primeiro trimestre, os sinais de fraqueza na indústria de transformação combinados às incertezas sobre a evolução do cenário político fizeram o IBRE revisar o crescimento de 2017 de 0,4% para 0,2%.

    http://portal.fgv.br/noticias/boletim-macro-ibre-antecipa-resultado-pib

    2+
  • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 10:30

    SindusCon-SP: PIB da Construção cai 6,3% em um ano

    http://www.sindusconsp.com.br/release/sinduscon-sp-pib-da-construcao-cai-63-em-um-ano/

    4+
    • avatar
    • avatar
  • Cebola 6 de junho de 2017 at 10:32

    Anúncios aqui no Hell de Janeiro estão refletindo a queda na demanda, a quantidade de apartamentos disponíveis só aumenta e vários apartamentos estão tendo o valor reduzido nos anúncios. Um apartamento de três quartos no prédio vizinho ao meu estava a R$ 4,5 mil em outubro do ano passado, essa semana está sendo anunciado por R$ 3,3 mil e continua sem receber nenhuma visita. Em algumas situações em que o condomínio está próximo de R$ 2 mil, já tem aluguel que antes era anunciado a R$ 4 mil e agora está chegando em R$ 2,5 mil. Só não explicam como prédios pequenos, sem infra-estrutura nem portaria 24 horas conseguem justificar condomínios tão altos.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Nuno Rj 6 de junho de 2017 at 11:04

      Acho que os próximos meses serão de mais queda. Hoje já encontro alguns apartamentos em Ipanema e Lagoa, outrora impossíveis, pelo preço dos aptos de Botafogo e Flamengo (sempre vejo a soma de aluguel e condomínio). Mas a discrepância está mto grande ainda. Encontro muquifos mal conservados, com bidê rosa e com janela pro vizinho ou pro muro por um preço igual ou superior a apartamentos no mesmo bairro em condições muito melhores. Minha meta agora é pegar um 2 ou 3 quartos, em botafogo ou flamengo, por até R$ 3 mil (no total). E já vejo mtas opções assim. E, em 3 ou 4 anos, sair do Hell.

      9+
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 11:20

      Valor alto de condomínio é causado por portaria
      Tanto faz se tem 20 ou 200 apartamentos, o custo da portaria é fixo
      Antes eu morava num prédio de 40 apartamentos que não tinha nada de xoxotecas, e há 2 anos o condomínio era acima de R$ 500
      Mudei para um prédio com 152 apartamentos, xoxotequissimo e pagando R$ 350 de condomínio.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 10:49

    ENTENDENDO O DÉFICIT HABITACIONAL
    Pelos critérios do IBGE
    Se uma família gastar mais de 33% com o aluguel é considerado “ônus excessivo”, porém ser gastar 50% da renda com a percelinha então é “normal”
    Se uma garota moram com seus pais e ficar grávida, quando tiver um filho se o pesquisador perguntar se ela gostaria de se mudar para sua casa própria e ela responder sim, então é “déficit habitacional por cohabitação”
    Para o IBGE não faz diferença quantas residências estão vazias, pode haver uma vacância de 50% e isso não alterará o “déficit habitacional”

    Por causa deste critérios vem a manchete abaixo:

    O BRASIL PRECISARÁ DE QUASE 15 MILHÕES DE MORADIAS ATÉ 2025, DIZ ESTUDO DA FGV

    Em 2015, a maior parte 3,269 milhões das famílias que compunham o déficit habitacional estavam no componente ônus excessivo com o aluguel, ou seja, gastavam pelo menos 35% da renda com habitação. Na coabitação familiar, outro componente importante do déficit, havia 3,227 milhões de famílias, ou 41,6% do total.
    Em termos absolutos, a maior concentração do déficit ocorreu na região mais populosa do país, o Sudeste, onde 3,045 milhões de famílias se enquadravam nas condições de déficit habitacional. O estado de São Paulo tinha 1,613 milhão de famílias no déficit habitacional em 2015. Em Minas Gerais e no Rio de Janeiro o déficit foi de, respectivamente, 768 mil e 536 mil famílias nesse ano.
    De acordo com Celso Petrucci, presidente eleito da Comissão da Industria Imobiliária (CII) da CBIC, o déficit habitacional até 2014 era de 6,2 milhões de moradias. E a tendência é aumentar. Estudos encomendados à Fundação Getúlio Vargas pelo setor indicam, com dados do IBGE, que de 2015 a 2025, o país vai precisar de 14,5 milhões unidades residenciais. Petrucci não acredita que a meta será cumprida. “Por mais que o setor imobiliário volte a produzir como nos anos de 2010 a 2014 dificilmente conseguirá atender as necessidades da população. O tamanho da demanda requer muito dinheiro. Enquanto isso as famílias vão dando um jeito”.
    http://sindusconpa.org.br/site/noticia.php?id=5570

    DÉFICIT HABITACIONAL CRESCEU 5,9% NO BRASIL ENTRE 2009 E 2015, DIZ PESQUISA DA FGV
    “Em 2007, o ônus excessivo com aluguel representava 32% do déficit habitacional do país. Em 2014 subiu para 48%, uma alta muito acentuada. Nas regiões metropolitanas, onde sabemos que o aluguel compromete ainda mais o orçamento familiar, o peso do componente é bem superior a 50%. Isso deve se acentuar ainda mais nos próximos anos, principalmente com a crise recente”, prevê Luiza.
    Números do perfil déficit habitacional e das famílias no Brasil
    3,3 milhões de moradias com famílias que comprometem uma alta porcentagem de suas rendas com aluguel;
    3,2 milhões com famílias vivendo em coabitação;
    942,6 mil moradias precárias;
    317,6 mil domicílios alugados para um número excessivo de pessoas;
    No Brasil, 41 milhões de famílias ganham até 3 salários – aumento de 8% nos últimos 12 meses;
    42% coabitam e 42% sofrem de ônus de aluguel excessivo (comprometem mais de 30% com aluguel);
    Maior déficit relativo está no Maranhão – 23,1% das famílias;
    91% do déficit está entre as famílias que ganham até 3 salários mínimos;

    http://terciotti.com.br/news/deficit-habitacional-cresceu-59-no-brasil-entre-2009-e-2015-diz-pesquisa-da-fgv/
    http://www.fjp.mg.gov.br/index.php/fjp-na-midia/3785-1-3-2017-deficit-habitacional-aumenta-com-a-recessao
    http://www.sinduscon-rs.com.br/estudo-revela-piora-do-deficit-habitacional-no-pais/

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 10:50

    CENSO 2000, 2010 e PROJEÇÃO 2020

    População
    2000 – 169.282.561 (3.5 pessoas por família)
    2010 – 190.732.694 (3,3 pessoas por família)
    2020 – 212 milhões (estimada) (3,2 pessoas por família)

    Taxa de crescimento anual da população
    2000 – 1,45%
    2010 – 1,01%
    2020 – 0,67% (estimada)
    2030 – 0,38% (estimada)
    http://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/

    CENSO 2000
    42.707.925 Domicilios particulares ocupados
    ______ 32.051.788 domicilios particulares ocupados próprios ou financiados (75,0%)
    ______ 6.026.848 domicilios particulares ocupados alugados (14,1%)
    ______ 4.152.432 domicilios particulares ocupados cedidos (9,7%)
    http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2000/familias/tabdombr123.pdf

    SINOPSE CENSO 2010
    67.569.688 Domicilios particulares
    ___ 10.031.049 domicilios particulares não ocupados
    ______ 3.933.271 domicilios particulares não ocupados de uso ocasional
    ______ 6.097.778 domicilios particulares não ocupados vagos

    ___ 57.428.017 domicilios particulares ocupados
    ______ 42.009.545 domicilios particulares ocupados próprios ou financiados (73,1%)
    ______ 10.503.498 domicilios particulares ocupados alugados (18,3%)
    ______ 4.449.206 domicilios particulares ocupados cedidos (7,7%)

    http://www.censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?dados=16&uf=00
    http://www.censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?dados=P12&uf=00

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 6 de junho de 2017 at 11:13

    a taxa de 3,3 moradores por domicilio (familia) seria 2,8 moradores se considerar os 67kk domicilios
    – cerca de 14% dos domicílios estão desocupados!!! (10milhoes de 67kk) de 2010.

    3+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 11:26

      Lembrando que a fase de MANIA ocorreu de 2008 a 2011, com as entregas ocorrendo 3 anos depois, de 2011 a 2014, ou seja, o BOOM das entregas só vai aparecer no CENSO 2020

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 6 de junho de 2017 at 11:36

    TÓPICO NOVO

    1+