Imóveis comerciais ficam um ano desocupados em Campinas, diz Creci-SP – G1

Você pode gostar...

Comments
  • Bsbguy 11 de abril de 2017 at 10:23

    Eu acho que a bolha do aluguel é muitooooooooooooo menor que a bolha de venda. No aluguel, ao menos em brasilia, se ele tem um ap BOM, ele que dita o preço e ponto final. Aqui a procura de ap´s decentes é muito superior a oferta. Todavia, se tu tiver um lixão em mãos, ai sim, tu tem que jogar preço lá em baixo e tem chance de não alugar!

    9+
    • avatar
    • avatar
    • Dr. Estranho 11 de abril de 2017 at 10:29

      Posso te mandar a lista de imóveis bons e encalhados. Basta pedir.

      41+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Coelho da pascoa 11 de abril de 2017 at 10:43

      Olá, aqui é o Coelho da pascoa e tudo oque você disse é verdade, o dono dita o preço e não existe opção, o inquilino tem que pagar e pronto! A Terracap tá bombando! A contratação de servidores públicos federais tá bombando! Tem água em Brasília! Coelhos botam ovos de chocolate! Eu acredito em você!

      89+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 11 de abril de 2017 at 11:18

        kkkkkk

        Bem vindo de volta Coelho da páscoa!

        Falta o Papai Noel para referendar o que o Bsbguy disse também. Ele tem a mesma “filosofia” do Fernando e cia ltda: “querer é poder”, “meu imóvel é diferente”, “meu condomínio é único”, “na minha cidade não tem imóvel bom, se tiver aluga pelo preço que quiser” e uma outra infinidade de VIAGENS NA MAIONESE. Pior, esta galera acha que vai achar trouxas para caírem na deles justo aqui, pra ver até onde vai o desespero.

        O Fernando de tempos em tempos vem com este papinho que imóvel bom está em falta, só tem lixo, que no bairro dele que é bom não tem tanto imóvel. Daí tenho que mandar a pesquisa que mostra que em apenas 1 site, só no bairro dele que é pequeno, tem mais imóveis a venda do que o total de vendas da cidade de São Paulo em 1 ANO!!! Apesar disto de tempos em tempos ele FINGE que esquece e joga esta besteira para ver se pega algum usuário novato desavisado.

        Em Brasília é isso mesmo que você disse, piorando a cada dia, deixa este pessoal brincar de “ilusão também se vive”…

        36+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 12:05

        Eu moro em Brasília, mas acho que ele não deve estar falando da mesma cidade.

        Apenas em 1 site, que não repete anúncios, são 7.783 Imóveis para alugar em Brasília – DF
        http://www.wimoveis.com.br/imoveis-aluguel-brasilia-df.html

        No Trovit são 9.703
        https://imoveis.trovit.com.br/index.php/cod.search_homes/type.2/what_d.brasilia/sug.0/isUserSearch.1/origin.2/order_by.relevance/region.Distrito%20Federal/

        No ZAP são 5.335
        https://www.zapimoveis.com.br/aluguel/imoveis/df+brasilia/

        23+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 12 de abril de 2017 at 09:04

        Voltou na hora certa…rs

        3+
    • to bolhado 11 de abril de 2017 at 11:36

      Em 10 meses de procura em sp tendo a concordar com você. É claro que “dono dita o preço” é uma hiperbole, mas no geral a procura por bons imóveis eh superior a oferta. Eh claro que você será apedrejado aqui, mas não da pra fingir que não vi o que vi.

      9+
      • avatar
      • Money_Addicted 11 de abril de 2017 at 11:44

        concordo plenamente com voce o proprietario dita o preco, eu tenho um carro um carro 2009 e nao vendo por menos de 50k (nao me interessa se a tabela fipe esta 30k) o carro eh meu e quem dita o preco sou eu.

        o pessoal aqui tem a mania de dizer o qto o proprietario tem que vender e/ou alugar o seu bem mais amado, desconsidere esses comentarios.

        [ ]s

        35+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • job 11 de abril de 2017 at 11:50

      Lógico que quando o imóvel é bom, o proprietário dita o preço, aliás ele pode ditar o preço que quiser, 2 milhões de reais por uma kitinete. Só que se o preço for fora da realidade, não VENDE nem ALUGA, ponto final.

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 11 de abril de 2017 at 14:16

        SINDROME DA IMUNIDADE
        na bolha americana foi igual
        – imóvel no litoral não baixa
        – imóvel bom não abaixa
        – imóvel com bidet rosa blindado não abaixa
        – imóvel em silver creek não abaixa

        E assim vai.
        RARAMENTE É VERDADE
        mas existe sim exceções

        25+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Nelson Schadenfreude 11 de abril de 2017 at 17:17

      Putz, se der mole aqui, a galera salta na jugular.
      Vou ter que concordar e discordar do nobre colega. Também estou no aluguel, e sei como é difícil encontrar apartamento decente. É que nem mulher bonita: tem preço alto e sai do mercado logo. Dito isso, posso acrescentar que, há uns 4 anos atrás, no auge da euforia, a sua situação seria bem pior, e esses apartamentos estariam ainda mais caros. O dono dita o quanto ele quer, mas o preço mesmo é o que fecha negócio. Apartamento bom, o dono pede bastante e consegue inquilino, apartamento ruim o dono pede muito e fica vago. Vale nas altas e vale nas baixas do mercado.
      Em suma: a tua dificuldade de achar apartamento bom e barato não indica que o mercado está BOMBANDO, só que os melhores tem sempre demanda.
      Mesmo que tiver 1 homem para cada 3 mulheres, as mais gostosas sempre vão poder escolher. As barangas encalham.
      Se tiver 2 homens para cada mulher, o cara enche a cara e encara qualquer coisa, e a maioria das barangas se ajeita (algumas, no entanto, não tem salvação).

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Fernando-SSS 11 de abril de 2017 at 18:01

        Concordo Nelson, é a lei de mercado.
        As vezes vejo alguns comentários meio desesperados por aqui.
        Nós bolhistas temos que ter paciência, temos que aguardar acabar o fôlego que move as pedaladas. Qualquer empresa precisa de balanço positivo para sobreviver.
        O CA está sempre nos trazendo dados das destrutoras, sabemos que elas estão quebrando, uma hora é PLOC.
        Aí, quando isto ocorrer, os pequenos marajás dos tijolos terão que se adequar ao mercado.
        Mas terão que ser rápidos pois correrão o risco de não haver mais interessados, as destrutoras e a CAIXA (detentora da maior carteira de imóveis do pais) poderão estar liquidando os estoques.

        8+
        • avatar
        • avatar
      • to bolhado 11 de abril de 2017 at 18:46

        Está perfeito

        1+
        • avatar
  • MARK 11 de abril de 2017 at 10:45

    Os preços de imóveis para locação estão caindo sim. Em Santos era raro encontrar uma casa de três dormitórios boa por menos de 3k para locação até ano passado. Este ano já aparecem ótimas opções por 2,5k. Há três anos, essas mesmas casas não saiam por menos de 4k. Sinal dos tempos. Vejo centenas de imóveis vazios e fico me lembrando da época em que, ainda sem conhecer este blog, me perguntava “Mas quem vai morar nessas torres todas?” Agora eu sei que as torres até receberão moradores, em compensação aquelas biroscas mal iluminadas com bidê rosa morrerão vazias. E essas torres novas mais receberão inquilinos para simplismente pagar as despesas de IPTU e CONDO.É o que está acontecendo. Bairros inteiros com casas desocupadas todas envelhecidas à venda por alguns milhos grandes.

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • LZ 11 de abril de 2017 at 10:45

    Aluguel não descolou tanto da renda, mas a rentabilidade foi pro espaço agora que entrou um monte que era venda e virou para “Alugar”
    Hoje em Campinas moro em um AP por 1200.
    Local ótimo, com farmácia, padaria e mercado do lado de casa pra ir andando.
    Com Piscina, academia e gás, com condomínio por 280 conto.
    Mas mesmo assim quero reduzir os custos rs

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • From_The_Tower 11 de abril de 2017 at 11:07

    Os Salinha LOVERS estão tomando no brioco bonitamente. A euforia está dando lugar a angústia. Não tem perspectivas de boa rentabilidade se alugarem e revender é algo quase impossível. Será que eles não pensaram que os profissionais liberais tb comprariam salinhas!? Ainda mais de forma parcelada e ou financiada. PQP ! Que delírio.

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 11 de abril de 2017 at 11:47

      tem que converter em habitasãum rezidençial, haja demanda e sobra.. alugar no ABnb pras ongs e coletivos..

      7+
      • avatar
  • Money_Addicted 11 de abril de 2017 at 11:26

    eu moro nessa cidade e posso constatar q o numero de imoveis (nao soh comerciais) para alugar eh assustadora, procurem por “easy office” eh um predio de nao sei qtos andares com centenas de salinhas e a grande maioria vazia, soh um pequena diversao

    https://www.vivareal.com.br/imovel/sala-comercial-vila-itapura-bairros-campinas-com-garagem-aluguel-RS1500-id-77972729/?

    olhem o detalhe: PROPRIETÁRIO NEGOCIA PAGAR SEU CONDOMÍNIO POR UM PERÍODO NEGOCIADO COMO CORTESIA

    como eh cortes o brick lover, cheio de love no corassaum kkk eu me divirto 🙂

    [ ]s

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Libertario 11 de abril de 2017 at 11:27

    Se os proprietários não estiverem conscientes de que eles precisam reduzir para que o imóvel fique locado, ele não vai conseguir mais alugar”, disse Cássia Adala

    Cassia Adala… C.A.
    Çinal?

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • antifragile 11 de abril de 2017 at 14:23

      Um filme dirigido por M. Night Shyamalan.

      4+
      • avatar
  • CA 11 de abril de 2017 at 11:38

    Replico comentário do Cesar_DF que ficou ao final do tópico anterior:

    Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 10:34
    Eles admitem que a crise começou em 2012 e não em 2014 por causa da Dilma

    Empresários admitem que expansão acelerada foi o maior erro da euforia

    O crescimento acelerado foi a diretriz das incorporadoras na maior parte do período da euforia – 2007 a 2011. Tinha de formar banco de terrenos grande, cumprir metas de lançamentos a qualquer custo e expandir para novas praças. As empresas estavam com caixa recheado pelas ofertas de ações e debêntures. O financiamento bancário aumentava, e as taxas de juros caíam. E consumidores trocavam o aluguel pela prestação da casa própria. Mas, a partir de 2012, quando os castelos começaram a ruir, nem as incorporadoras com experiência de sobra – como Cyrela, EZTec, Helbor e Rossi Residencial – ficaram imunes a grande crise que se abateu sobre o setor.

    http://www.valor.com.br/empresas/4883606/empresarios-admitem-que-expansao-acelerada-foi-o-maior-erro-da-euforia

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 11 de abril de 2017 at 11:56

      Agora até as construtoras já estão admitindo o ÓBVIO, que a culpa pela situação atual do segmento imobiliário, tem a ver com os ABUSOS deles de 2007 a 2011 e que a catástrofe já começou a aparecer em 2012 e só tem piorado desde então, ou seja, admitiram que a crise que vivem desde 2012, só piorando, não teve como causa a crise na economia que só começou a aparecer pra valer em 2015, ANOS DEPOIS.

      Óbvio demais, os numeros, fatos e dados ja demonstravam isto HÁ ANOS, eles não precisavam nem “admitir”, não é mesmo?

      É natural também que continuem negando que houve um golpe de vendas FALSAS na planta e digam que foram apenas “abusos”, FINGINDO esquecerem histórias como as de Enrique Bañuelos e Sam Zell, só que, admitindo ou não, estes fatos também são bastante obvios olhando-se para os resultados: se “vendiam” tanto e era venda de verdade de 2007 a 2011, como é que formou uma distorção absurda entre oferta e procura logo em 2012? Se o crescimento era real e sustentável, porque as vendas DESPENCARAM exatamente no ano de 2012, quando tivemos a menor SELIC de todos os tempos? Como é que um crescimento real de demanda e que seria um crescimento natural de preços, hoje leva a quedas relevantes de preços reconhecidas até em relatórios oficiais de construtoras e um estoque de imóveis ao final de 2016 equivalente a mais de 3 ANOS de vendas?

      Tem muito mais formas de demonstrar o quão ARTIFICIAL e INSUSTENTÁVEL foi o crescimento de vendas e preços, o que consta acima, como sempre, é só uma AMOSTRA.

      A esta altura, o “Nefasto” (by Lucas) está bem ATRASADO: ele ainda defende a teoria de que a crise na economia é que foi a causa da derrocada do segmento imobiliário, que é um processo “ciclico”. E olha que ele sabia de tudo isto que consta acima muitos ANOS antes das próprias construtoras reconhecerem esta situação. E ainda tem gente que acha que ele joga honestamente, impressionante, não é mesmo?

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 11 de abril de 2017 at 12:12

        Parece aqueles pedintes vendendo balinhas: eu podia estar roubando, eu podia estar matando, mas estou vendendo balinhas… Nossa que cara honesto, vou ajudar.
        Notem que estão mesclando noticias de “honestidade” com noticias que vai melhorar logo.. se falam a “verdade” do que aconteceu, por sofismas te induzem a achar que estão falando o que acontecerá pois foram bonzinhos e honstos sobre o “mercado ” passado.
        corvos mentirosos induzindo ao erro novamente

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Lucas 11 de abril de 2017 at 13:46

        CA, sim o Thiago é um desinformante profissional destes mercenários da pior espécie na mimha humilde avaliação CA, e acho que tenho algum currriculum aí em ver por trás das brumas de Avalon, né zé?
        o Fernando é bem outro caso, ele me fez ontem um comentári totalmente esquizofrênico, éle já começa a entrar em bug e se ligar
        mas CA o que eu queria te comentar é o seguinte, o início da crise e o estouro da bolha segundo um autor genial QI200 ele explica em fatos que na verdade foi em 2010, basta pegar as questões macro d eabandono do tripé, contabiuldiade critativa na Petrobrás que vc encontra mil fatores que confirmam isso. Os distratos de 2012 é coisa cozinhada de 2011, que é resultado de 2010, delay, efeito retrovisor, as correias de transmissão.

        9+
        • avatar
        • Fernando 11 de abril de 2017 at 16:09

          Vejamos.
          Vc vendeu para comprar outro, downsizing.
          Pq não voltou ao aluguel, como vc prega?
          Esquizofrenia …
          Cuidado para não gaguejar na resposta!

          8+
          • Lucas 11 de abril de 2017 at 16:58

            eu prego o aluguel???
            eu prego fazer contas
            nem brciklover nem brickhater

            eu só te respondo quando vc conta uma mentira sobre mim
            não que eu ache vc mentiroso
            mas na sua esquizofrenia de auto-engano vc precisa criar um personagem que não existe

            assim como ofazem aqueles que não gostam de minhas opiniões poltíticas
            aliás, como faziam, até eles pararam, não sei se porque desistiram, pq mudaram de idéia, pq vãoa tacar de outro jeito, ou quem sabe passaram a respeitar pela qualidade, não sei.

            mas vc não muda nunca, isso é bem interessante

            3+
  • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 11:54

    Eles admitem que a crise começou em 2012 e não em 2014 por causa da Dilma

    Empresários admitem que expansão acelerada foi o maior erro da euforia

    O crescimento acelerado foi a diretriz das incorporadoras na maior parte do período da euforia – 2007 a 2011. Tinha de formar banco de terrenos grande, cumprir metas de lançamentos a qualquer custo e expandir para novas praças. As empresas estavam com caixa recheado pelas ofertas de ações e debêntures. O financiamento bancário aumentava, e as taxas de juros caíam. E consumidores trocavam o aluguel pela prestação da casa própria. Mas, a partir de 2012, quando os castelos começaram a ruir, nem as incorporadoras com experiência de sobra – como Cyrela, EZTec, Helbor e Rossi Residencial – ficaram imunes a grande crise que se abateu sobre o setor.

    http://www.valor.com.br/empresas/4883606/empresarios-admitem-que-expansao-acelerada-foi-o-maior-erro-da-euforia

    5+
    • avatar
  • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 11:56

    Prejuízo das incorporadoras cresceu 318% de 2015 para 2016

    As incorporadoras listadas em bolsa tiveram prejuízo líquido consolidado de R$ 7,46 bilhões no ano passado, o pior resultado desde o início da abertura de capital do setor em 2007. Distratos, provisões para contingências e baixas contábeis resultantes de reduções de preços de apartamentos e de terrenos fizeram com que a perda setorial crescesse mais de quatro vezes em relação ao prejuízo de R$ 1,786 bilhão de 2015.

    http://www.valor.com.br/empresas/4924212/prejuizo-de-r-75-bi-marca-pior-ano-das-incorporadoras

    4+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 11:57

    Observem o trecho que coloquei em negrito

    Prejuízo da Viver Incorporadora aumenta 33% em 2016

    SÃO PAULO – O prejuízo líquido da Viver Incorporadora cresceu 33% em 2016, para R$ 347,17 milhões, devido à reprecificação de unidades em estoque e de terrenos, às provisões para demandas judiciais e aos distratos. No ano, a companhia teve receita líquida negativa de R$ 17,95 milhões, como consequência de vendas líquidas também negativas de R$ 47,6 milhões.

    http://www.valor.com.br/empresas/4919690/prejuizo-da-viver-incorporadora-aumenta-33-em-2016

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 11 de abril de 2017 at 12:01

      A Viver MÓRREEEEU !!!!
      Tiririca feelings

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • perin 11 de abril de 2017 at 12:05

    CVR Tou saindo de um aluguel de R$ 1.700,00 (pacote completo) num apto 2 dorms para um dorms no mesmo condomínio a R$ 1.750,00 (pacote completo). Isso na Zona Oeste de SP. Obrigado bolhistas! 😉

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • perin 11 de abril de 2017 at 12:06

    *3 dorms

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 12:12

      Em Brasília, tenho observado que o valor do aluguel por m2 em apartamentos de 3 quartos tem caído bastante.
      Em Águas Claras os de 2 quartos saindo por 20-24/m2 e os de 3 quartos por 16-20/m2

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • by pass 12 de abril de 2017 at 11:00

        Isso na média! Para bolhista o de 2 quartos tá saindo à 16/m²

        2+
        • by pass 12 de abril de 2017 at 11:01

          E estou achando muito caro! Próximo vencimento vou negociar melhor.

          0
    • renatotkr 11 de abril de 2017 at 13:14

      Qual a região? estou procurando na ZO tb

      4+
      • avatar
      • perin 11 de abril de 2017 at 16:53

        Oi, Renato!

        No jardim Jussara. Eu moro proximo ao Portal so Morumbi.

        0
        • bolha real 11 de abril de 2017 at 21:09

          Tá pagando caro! Jardim jussara é o equivalente a itaquera da ZL. Mora mal.

          2+
          • avatar
  • Alemon Fritz 11 de abril de 2017 at 12:17

    jornal agora :
    11 construtoras !! de Balneário Camboriu foram notificadas pelos imóveis abandonados no municipio.
    argumentos: Pedaços estão caindo, criando pombos e drogados, dengue, além do visual feio pra cidade…. kkkkkkkkk. (como pode ter imóvel de 2 milhoes abandonado)…

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 11 de abril de 2017 at 12:52

      Tem mesmo.
      É impressionante como o pessoal não tem o mínimo de cuidado com os imóveis. Querem grana… mas não querem cuidar.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 11 de abril de 2017 at 12:36

    Floripa está com 7 homicidios por dia. (3x mais que 2016)… tá boa a demanda

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 12:50

      Putzzz

      2+
  • Lucas 11 de abril de 2017 at 13:21

    zé maria
    obrigado pela confirmação, pela deferência em vir até mim confirmar, o que sentado daqui da minha cadeira já tinha concluído, mas é sempre bom ter estes sinais.
    como vc percebeu não sou contra o sergio moro nem nada disto, nem a favor de corrupto nem esse mimimi chato do cacete, apenas observo os movimentos e procuro me proteger.
    Em 1987 senti a dor da falência espero não ver isso denovo.
    outro pequeno detalhe conheci de longe o pessoal do serviço secreto, moravam vários deles juntos ali no bloco I da 110, na década de 80 quase vizinhos do lobo. O serviço secreto nacional sempre me foi muito previsível e bem pouco secreto, mas vá lá pra banania tá bom demais
    O que me deixa interessado nisso tudo é a possibilidade dum reset no plano real, seja um Bolsonaro conservador, com um ciro gomes ministro da fazenda, pra mim isso é o sinal pra sumir do BR, e repito pros navegantes, considerem FORTEMENTE a possibilidade de comprar imóvel pra morar.
    viu from_
    Só mais uma explicação, concordo plenamente com vcs, as Leis nesse país foram criadas para proteger os grandes, eles sabem disto, seria impossível desbaratar essas máfias sem ferir as leis deles, que alguns blogueiros inocentemente defendem, e vs exageradamente atacam, deixem o cara em paz porra, ele escreve um monte de bostas muitas e muitas vezes, mas tratar naqueles modos pra quÊ??? isto tudo me preocupa, não confio nada no senso de justiça de vcs, muita imaturidade, um pequeno exemplo aquela guerra urbana no Rj, uma única criança de dano colateral pra mim já bastava pra mudar radicalmente a estratégia, não foi pelas crianças que Trump gastou 59 tomarrauques na cabela daqueles malas???? Outro tiro que resvalou no pé foi na carne, o estado monstro fiscalizante joga as pessoas ou na clandestinidade ou na corrupção, os caras que seguema lei à risca é justamente os querecebem verba subsidiada do ndes, reforçar isso, é reforça a situação de Estado demais, produção demenos., é jogar muita gente boa no ostracismo, eu li nas entrelinhas da declaração do Alckmin, realmente acho uma pena enorme a perda dele, vai fazer falta. Espero que façam aí um ajuste fino melhor, é nos detalhes que mora toda a bosta. E pra quem acha que escrevo parecido com alguém, acho +provável esses alguéms me lerem que eu ler eles, todos eles. Os poucos que leio atualmente escrevem num nível de abstração que raramente tocam em assuntos tão cotidianos, então se mimimi da conspiração, vcs não são meninos-do-acre, aliás coitado né?

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 11 de abril de 2017 at 13:48

      tbm li na sentrelinhas que o temer fica
      familia tulia habib salem agradece, iria doer no ego deles
      rsrs,
      boa escolha.

      4+
      • avatar
    • Lucas 11 de abril de 2017 at 13:52

      se bem que lembrando agora
      vc tá alugando casa de parente né?
      bem, perde a utilidade mas fica a lógica
      tô lendo nas entrelinhas que vc tá se preparando prum maremoto?
      acho que vou seguir sua onda, se os robots me permitirem entrar na net em paz, mas que porra de furo esse no vídeo do w10?

      2+
      • avatar
    • Carlos 11 de abril de 2017 at 17:48

      Viu a luz véio, tinha pesadelos com isto desde 2011.

      0
  • Lucas 11 de abril de 2017 at 13:56

    CVR
    TERRACAP na lava-jato
    VOA PF, VOA HERCULES
    E toma tia ky
    KKKKK

    11+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 14:31

      PF requisita processos do Mané Garrincha

      A Polícia Federal (PF) em Brasília requisitou todos os dados disponíveis nos processos da Terracap referentes ao estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

      O pedido foi atendido na última quarta-feira (05/04). O presidente da empresa, Júlio César Reis, disse que todas as informações requisitadas foram prestadas, como não poderia deixar de ser.

      O foco da investigação são as obras de construção da arena e o custo do empreendimento para a Terracap, empresa que tem ações do GDF e da União.

      A obra do Mané Garrincha foi financiada integralmente com recursos do DF. O custo de R$ 1,8 bilhão da construção foi administrado pela Terracap que ficou responsável pelo empreendimento, a partir de 2011.

      Executivos da Andrade Gutierrez, responsável pela obra, fizeram delação premiada na Operação Lava-Jato e incluíram a arena nos depoimentos.

      O Mané Garrincha foi o estádio mais caro da Copa do Mundo de 2014. Com capacidade para 70 mil pessoas, a arena desperta controvérsias sobre a necessidade de construi-la quando hoje o GDF enfrenta dificuldades até mesmo para honrar a folha de pagamentos.

      6+
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 11 de abril de 2017 at 13:59

    relembrando
    Atualmente PREVEJO QUEDA DE até 100% EM IMÓVEIS
    pelos meus cálculos é o valor necessário de queda para o ajuste se realizar

    anos atrás falava em quedas de 30% para o ajuste se realizar, mas preferiram pedalar, taí o resultado.

    11+
    • avatar
  • Leonardo M. 11 de abril de 2017 at 14:02

    Em compensação alugueis de prefirerias, favelas, cortiços e outros está bombando!!!!

    5+
    • avatar
    • Lucas 11 de abril de 2017 at 14:29

      confere
      lá no bairro o pior foi em 2015 (quando comprei)
      2016 já tava recuperando,
      2017 agora está quase acabando as opções
      todos os alugantes vindos de bairros Fernando
      comprador, faz aniversário que não tem nenhuma compra e no fingezap deu 20% de “valorização”
      o meu plano parece estar dando certo.
      estou numa periferia nutela.
      ainda que não veja quase nenhum dinheiro extra no bolso, faz bem pro ego.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Leonardo M. 11 de abril de 2017 at 15:45

        [modo irônico]Viu como não existe bolha?[/modo irônico off]

        2+
        • avatar
  • Burbuja 11 de abril de 2017 at 14:02

    CVRs – Matemática bananense

    Como todos já falaram aqui inúmeras vezes, educação formal não garante educação financeira de ninguém. Tenho amigos muito competentes em suas respectivas áreas, mas são verdadeiros jumentos financeiros.

    CVR1: comentando sobre a distorção de preços entre alugar e comprar (isso foi há algumas semanas, eu não discuto mais isso), falei numa roda de amigos que era tão absurdo comprar um imóvel no momento, ainda mais financiado, dando o exemplo com R$ 300.000,00. Na melhor região da cidade, você pode comprar um apartamento de 2 quartos e uns 75m² na melhor das hipóteses, e ainda arcará com um condomínio de aproximadamente R$ 500,00. Por outro lado, aplicando a grana e retirando R$ 3 mil reais mensais, é possível alugar uma casa de 4 quartos com piscina no melhor condomínio da cidade, com todas as taxas inclusas. Todos ficaram olhando e pensando em silêncio um pouco, depois uns olharam pra mim e comentaram: Ahhh, não, mas no primeiro caso o imóvel é seu!! Foi aí que desisti pra sempre de falar sobre imóveis.

    CVR2: saindo do assunto imóveis, mas ainda na matemática financeira. Conversando sobre coisas naturebas com um amigo (ele que puxou o papo, eu só tento manter a conversa kkkk), o mesmo fala no tal do sal do himalaia. Falei que não tinha coragem de pagar quase R$ 40 reais ou mais num quilo de sal (lembro vagamente desse preço em 2015), apesar das suas propriedades; acho esses produtos saudáveis uma modinha e geralmente os preços não justificam. Eis que meu amigo fala: ahhh, eu compro mas também não pago 40 reais no quilo. Compro porções de 200g que custam 15 reais! Eu quase desmaiei com a lógica bananense, mas preferi mudar de assunto.

    51+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 11 de abril de 2017 at 14:57

      huahuahuahuahuahua!
      Bananense é trouxa por natureza.
      É o país do auto-engano. Milhares de produtos sofrem diminuição na gramagem e o povo mesmo assim não faz conta. Agora faça uma correlação com aptos da MRV… pequenos e mal localizados.
      kkkk
      kkkkk

      15+
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 11 de abril de 2017 at 15:07

        Os carros agora vem em vários gramas tbm: (xoxotecas plus prime)
        Onix joy, Onix LTz, Onix elite, Onix plus,
        Onix 1.0 LS, Onix 1.0 LS ( com pacote R7Q) , Onix 1.0 LT, Onix 1.0 LT ( com pacote R7I), Onix 1.4 LT , Onix 1.4 LT ( com pacote R7N), Onix 1.4 LT (com pacote R7X) , Onix 1.4 LTZ , onix cvt, Onix executive…
        March, march 1.0 lt, March1.4, march 1.4cvvt, march….

        5+
        • avatar
        • avatar
        • Alemon Fritz 11 de abril de 2017 at 15:16

          de 1000 em 1000, kkk
          Onix 1.4 LT R$ 47.846 (com pacote R7X), Onix 1.4 LTZ R$ 48.296, Onix 1.4 LTZ R$ 51.846 ( com pacote R7Z)

          1+
          • avatar
          • Fernando-SSS 11 de abril de 2017 at 16:08

            nossa… 50k temers num onix????
            afe….

            10+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • LZ 11 de abril de 2017 at 16:23

              Cara aqui do trampo vendeu o Fiesta 1.5L Mexicano quitado e comprou um Onix bolhudo por 50K
              A vista, pagou a diferença.
              Segue a vida…

              8+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Fernando 12 de abril de 2017 at 01:08

                Comprei um ltz automatico para minha esposa 58 mil a vista.
                O carro é bom. Em relaçao aos concorrentes, o preço tá na média.
                Seguro baixo.

                1+
                • Fernando-SSS 12 de abril de 2017 at 15:19

                  Por isso veículos não baixam de preço.
                  Sempre tem alguém disposto a dar fortunas para as montadoras.

                  Com este valor você poderia comprar um Audi A4 2012, ai sim se pode pensar em falar de carro.
                  Aliás carro bom não tem 500 versões, ou ele é bom ou não é, no máximo tem a versão normal e turbo/krompressor/qualquer outro nome.
                  Se quiser mais itens, muda de versão (A6 por exemplo).
                  Agora… Onix LTZ tem um monte de quinquilharias, mas continua sendo um Onix.

                  4+
        • Intendente 11 de abril de 2017 at 16:13

          Pior que tem gente comprando.

          4+
          • avatar
    • Carlos 11 de abril de 2017 at 17:53

      Sal do Himalaia é ótimo para temperar peixe, coisa bem comum, nunca vi ng falar que faz milagres de outros tipos, e não é caro aqui.
      Compro este http://offers.kd2.org/en/au/aldi/pFAr/

      1+
      • Burbuja 11 de abril de 2017 at 19:58

        Então, cara, nunca pesquisei as propriedades, mas é a maior modinha entre o pessoal fitness/saudável. Pode até ter muitas propriedades benéficas, mas eu só insiro coisas na minha dieta que sejam sustentáveis a longo prazo. Por exemplo: substituir um produto X por outro mais caro cuja diferença eu consigo bancar. Quando passei a morar sozinho mudei bastante a minha dieta em relação ao que se consumia na casa dos meus pais, substituindo algumas carnes por salmão, por exemplo. Mas é algo que eu posso bancar.

        O sal é só mais um item entre outros que a galera consome eu não posso (não quero) bancar um sal que custa 40 reais, fora os outros produtos que essa galera vai consumir na moda. Pra mim o mais engraçado foi ele não entender que estava pagando 75 reais no quilo do produto, pois comprava apenas 200 gramas e gastava apenas 15 reais kkkkk

        2+
        • avatar
  • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 14:25

    Acho que a maior parte dos participantes aqui sejam LIBERTÁRIOS.

    Diagrama de Nolan. Faça o teste e descubra o seu posicionamento político
    http://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/eleicoes/2014/candibook//diagrama-de-nolan/

    Lista dos deputados federais libertários
    http://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/eleicoes/2014/candibook//busca/resultado/?termo=todos

    Teste seu posicionamento político
    http://www.testpolitico.com/test/
    http://www.diagramadenolan.org.br/?locale=pt

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 11 de abril de 2017 at 14:46

      lixo a qualidade das decisões não se encontra em quadradinhos
      sou suficientemente livre para ver boas qualidades no nazismo e no autoritarismo chinês
      num a iconoclastia religiosa de origem mitológica milenar (pena que virou perseguição)
      no outro o tratamento amoroso que dão a corruptos e suas familias fuzila em fila pra economizar tiro e cobra a bala da mãe.
      tbm vejo exceletes contribuições no esquerdismo como o uso da camisinha e da pílula, que por séculso foi considerado imoral e ilegal, mas sou contra a sexualização excessiva e precoce até das criancinhas, independente de ser homo ou hetero. Gosta da moral conservadora e odeio maconha, e assim vai. Essas porras de diagramas são puro lixo, quem fez isso perdeu o tempo dele e pior ainda faz a gente perder o nosso, leva nada a lugar nenhum, pior, leva a antíteses marxistas, discussões infinitas, pior que inúteis, dividem pessoas e as afastam da lógica

      recentemente voltei a ler kasparov, fui modéstia a parte treinando a mim mesmo na mesma tradição que ele de analise lógica de construção e poda (de podar arvore), e não é coincidência os mesmíssimos argumentos e conclusões, a mesma heurística do nosso sistema neural, um sistema natural de se pensar que atualmente usamos em softwares, se alguém quiser se aprofundar de uma olhada no algoritmo de monte carlo, uso o mesmo conceito dele, o tempo inteirinho, entre outras técnica uteis como fazer analogias ou pegar resultados sabidos e comparar circunstancias.

      alias digramas coloridos, floridos e degradês é o memso método do Thiago de construir um mundo que nãoe xiste e nos botar todos a discutir sob as premissas do Thiago

      FUJAM DESSAS PORRRAS.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 11 de abril de 2017 at 14:50

        A PESSOA pode ser um gênio se usar a ferramenta ruim vai dar em nada
        mesma coisa vc pode ser um jumento medíocre como eu, usando a heurística vc pode ir muito além do que os outros

        compara com computador (olha aí 1 das técnicas de heurística) vc pode ter um megablaster computador e passar o dia jogando paciência ou vc pode usar um laptop lixo de 10 anos de idade (o meu neste exato instante) e escrever isso aqui, usar pra aplicar em TD, …

        6+
        • avatar
        • avatar
      • alemonbnu 11 de abril de 2017 at 15:06

        Achei interessante suas colocações. Poderia por gentileza recomendar alguns livros do mestre enxadrista?

        1+
        • Lucas 11 de abril de 2017 at 16:50

          how life imitate chess
          li e gostei
          o novo agora winter is coming li a resenha, me parece que já saiu velho em virtude de suas próprias entrevistas e artigos disponíveis na net desse ano agora

          3+
          • avatar
          • Carlos 11 de abril de 2017 at 17:58

            Fica quieto aí no se quadrado véio treteiro, não adoro de paixão os quadradinhos mas acho uma abstração bem útil.
            Obviamente que não abrangem tudo nem muito menos todos ?

            4+
            • avatar
            • avatar
      • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 15:35

        O Lucas
        Que foi isso?
        Só quis dar uma luz para aqueles que acham que o mundo se divide simplesmente entre esquerda e direita, nada mais.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 11 de abril de 2017 at 18:43

          Véio desceu a lenha, mas eu gostei. Eu me considero libertário desde que vi esse conceito pela primeira vez. A existência de um Estado (ou o gigantismo dele) provoca algumas consequências que acho nefastas: monopólio da força e da violência, monopólio da jurisdição, terceirização da solidariedade, desperdício de recursos econômicos e formação de bolhas. O mundo seria melhor com arranjos menores e livres entre grupos de indivíduos. Trocas voluntárias.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • O Cramulhao de FHCigienopolis45 12 de abril de 2017 at 00:02

            Tb sou Libertário, quase anarquista eu diria, mas por ser Paulista e crítico ferrenho do PSDB-PCC já fui taxado de petista/esquerdista, como se PSDB-PCC fosse o oposto de .PT…
            A Alienação política e financeira do Brasileiro médio é medonha…

            3+
            • avatar
            • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 08:22

              Vocês concordam com estas definições?

              Liberdade econômica = estado mínimo, baixos impostos, foco apenas em defesa, segurança e justiça
              Liberdade social/moral = liberdade da pessoa fazer com o corpo o que quiser (drogas, aborto, eutanásia, homossexualidade, armas, etc)

              A favor de economia escrava e a favor de moral escrava = nazismo, comunismo, fascismo
              A favor de economia escrava e a favor de moral livre = Suécia, Dinamarca, Islândia, Holanda
              Centro (médias liberdade econômica e social) = Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Suíça
              A favor de economia livre e a favor de moral escrava = Panamá, Singapura, Paraguai, China
              A favor de economia livre e a favor de moral livre = Alemanha, Canadá

              https://pt.wikipedia.org/wiki/Liberalismo
              http://outrasverdadesinconvenientes.blogspot.com.br/2011/02/os-beneficios-e-maleficios-do-aborto.html

              0
    • Libertario 11 de abril de 2017 at 14:51

      Cara a lista de candidatos é hilaria.
      Esse aqui por exemplo aparece como LIBERTARIO:
      http://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/eleicoes/2014/candibook//candidato/luiz-gonzaga-caetano-monezi-prof-luiz-monezi-pv-4340/

      2+
      • avatar
      • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 14:58

        No item Um político que admira: Getúlio Vargas
        Alguns falam que o GV era de esquerda, por causa da CLT, outros falam que ele era de direita, por causa da liberdade econômica.
        Na minha opinião, ele era populista e nacionalista, típico do fascismo.

        https://blogdomariomagalhaes.blogosfera.uol.com.br/2013/08/23/historia-da-direita-a-esquerda-imprensa-pediu-cabeca-de-getulio-em-1954/

        4+
        • avatar
        • Lucas 11 de abril de 2017 at 16:55

          um facista que se aliou aos americanos em troca da CSN???
          e que mandou a colônia de japoneses lutarem na italia facista, vcs conhecem mogi das cruzes???

          pura perda de tempo, se no mundo essas definições já capengaram velhas e inuties
          no BR onde nada nunca é levado a sério, então esqueçam

          ou continuem fazendo o trabalho que eles querem que vcs façam
          se é que já não perceberam qual é?

          2+
        • Fernando-SSS 11 de abril de 2017 at 17:28

          Esquece este negócio de posição política.
          Hoje em dia, ao menos no Brasil, é tudo farinha do mesmo saco.
          Os políticos se inclinam para quem está na situação, o contrário só quando não ganham cargos.
          Bom… na verdade, como sinaliza o velho Lucas, no fundo estamos todos f…dos. (aliás, acho que ele tem tomado chá das 5 com alguma bruxa ultimamente)

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Nelson Schadenfreude 11 de abril de 2017 at 17:31

      Checa. Exceto o direito ao porte de armas. Acredito que só EU deva ter direito ao porte de armas. O resto da gentalha é muito imbecil para poder portar um negócio desses. Mortes no trânsito e nos botecos iam disparar. Balas pedidas a rodo. Cornos assassinos por toda parte. Assassinatos por impulso iam crescer.
      Fora que os bandidos iam ficar com o dedo muito mais mole, por cagaço de levar revide da vítima. Enfim, a história já mostrou que a maior parte da escumalha é despreparada e irresponsável demais para carregar uma arma.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 12 de abril de 2017 at 00:05

        Porte de armas deveria ser por meritocracia: só pessoas com QI acima da média, talvez digamos o quartil de QI mais alto…rs

        1+
        • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 08:24

          No caso de porte de armas, é muito mais importante o autocontrole emocional do que o nível de QI

          6+
          • avatar
          • avatar
  • Rodrigo ABCDM-SP 11 de abril de 2017 at 15:05

    CVR 1 do meu ABCDM-SP
    Sem a linha 10 turquesa, devido à greve, fui de ônibus para o Sacomã. Lotado. Uma senhora de cabelos brancos já do meu lado falava alto e não tinha como não ouvir. Reclamava com a comadre dela de que sua filha e a neta voltaram para morar com ela. A Moça comprou um Minha Casa Minha Vida em Ribeirão Pires. Lá a filha de 13 anos da moça se envolveu no condomínio com um “muleque zica”, foi assim que disse, e começou a fumar e desconfiava se estaria usando droga. A Filha está tentanto vender lá, mas está há 6 meses e não tem oferta, aluguel não quer, pois tem meda de ser denunciada (não entendi isso), parece que o condomínio pegou má fama mesmo. A senhora disse que não aguenta mais paga as contas da filha, que ainda é”baladeira” segundo ela.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • EngenheiroSP 11 de abril de 2017 at 16:13

      Denunciada pois casas do MCMV não podem ser vendidas nem alugadas.

      Se forem investigar todos os casos de uso impróprio, MCMV acabava em três dias

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 12 de abril de 2017 at 00:12

      Ônibus SP é um inferno mesmo…
      Não pelo servico , pois sou grande defensor do transporte público e eu mesmo sempre uso quando estou no Brasil, porque no corredor é bem rapido(enquanto eu tinha funcionário e até estágiarios que pagavam carros Bolhudos financiados) e achei que melhorou muito nos últimos 5 anos…

      Mas o povo que entra é de amargar: .gente ouvindo música alta,, fedendo, comendo salgado e espalhando o cheiro, gente vendendo doce…

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Rodrigo ABCDM-SP 11 de abril de 2017 at 15:15

    CVR 1 do meu ABCDM-SP
    Sem a linha 10 turquesa, voltando para a casa, um senhor reclama que o filho pediu para fazer empréstimos no nome do velho. Aí, o outro senhor pergunta:
    “Para quê, homi”?
    “Construcard”, seo nelson.
    Eu juro que não quis ouvir, mas aí vem a cereja: “o filho da mãe no meu filho já separou, vai perdir a muié para devolver o dinheiro”

    Mano, que dó do velhinho, meu.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Brazil mode OFF 11 de abril de 2017 at 15:19

      Cara, tenho muito dó dessa geração de idosos (com todo respeito, logico). deveriam estar curtindo a vida, a medida do possível, e não ficar socorrendo filhos e parentes que não tem a mínima noção e sensibilidade a respeito disso. Nossos pais ja sofreram demais ao longo da vida e temos que procurar dar o maximo de bem estar pra eles. Penso assim.

      28+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 15:44

        Eu não tenho dó
        O que vejo são idosos sustentando seus filhos pelos motivos errados.
        Se fossem deficientes eu compreenderia, mas eles estimulam a vagabundagem e a falta de iniciativa, por medo de ficarem sozinhos ou para manter o controle sobre os filhos e netos.

        FÁBULA: VAQUINHA E O PRECIPÍCIO

        Era uma vez, numa terra distante, um sábio chinês e seu discí­pulo. Certo dia, em suas andanças, avistaram ao longe um casebre. Ao se aproximar, notaram que, a despeito da extrema pobreza do lugar, a casinha era habitada. Naquela área desolada, sem plantações nem árvores, viviam um homem, uma mulher,seus três filhos pequenos e uma vaquinha magra e cansada.

        Com fome e sede, o sábio e o discípulo pediram abrigo por algumas horas. Foram bem recebidos. Acerta altura, enquanto se alimentava, o sábio perguntou:

        – Este é um lugar muito pobre, longe de tudo. Como vocês sobrevivem?

        – O senhor vê aquela vaca? Dela tiramos todo o nosso sustento – disse o chefe da família. – Ela nos dá leite, que bebemos e também transformamos em queijo e coalhada.

        Quando sobra, vamos à cidade e trocamos o leite e o queijo por outros alimentos. É assim que vivemos.

        O sábio agradeceu a hospitalidade e partiu. Nem bem fez a primeira curva da estrada, disse ao discípulo:

        – Volte lá, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício ali em frente e atire-a lá pra baixo.

        E o discípulo não acreditou.

        – Não posso fazer isso, mestre! Como pode ser tão ingrato? A vaquinha é tudo o que eles têm. Se eu jogá-la no precipí­cio, eles não terão como sobreviver. Sem a vaca, eles morrem!

        O sábio, como convém aos sábios chineses, apenas respirou fundo e repetiu a ordem:

        – Vá lá e empurre a vaca no precipício.

        Indignado, porém resignado, o discípulo voltou ao casebre e, sorrateiramente, conduziu o animal até a beira do abismo e a empurrou. A vaca, previsivelmente, estatelou-se lá embaixo.

        Alguns anos se passaram e durante esse tempo o remorso nunca abandonou o discípulo. Num certo dia de primavera, moído pela culpa, abandonou o sábio e decidiu voltar àquele lugar.

        Queria ver o que tinha acontecido com a família, ajudá-la, pedir desculpas, reparar seu erro de alguma maneira. Ao fazer a curvada estrada, não acreditou no que seus olhos viram. No lugar do casebre desmazelado havia um sítio maravilhoso, com muitas árvores, piscina, carro importado na garagem, antena parabólica.

        Perto da churrasqueira, estavam três adolescentes robustos, comemorando com os pais a conquista do primeiro milhão de dólares.

        O coração do discí­pulo gelou. O que teria acontecido com a família?Decerto, vencidos pela fome, foram obrigados a vender o terreno e ir embora.

        Nesse momento, pensou o aprendiz, devem estar mendigando em alguma cidade. Aproximou-se, então, do caseiro e perguntou se ele sabia o paradeiro da família que havia morado lá há alguns anos.

        -Claro que sei. Você está olhando para ela – disse o caseiro, apontando as pessoas ao redor da churrasqueira.

        Incrédulo, o discípulo afastou o portão, deu alguns passos e, chegando perto da piscina, reconheceu o mesmo homem de antes, só que mais forte e altivo, a mulher mais feliz, as crianças, que haviam se tornado adolescentes saudáveis. Espantado, dirigiu-se ao homem e disse:

        – Mas o que aconteceu? Eu estive aqui com meu mestre uns anos atrás e este era um lugar miserável, não havia nada. O que o senhor fez para melhorar tanto de vida em tão pouco tempo?

        O homem olhou para o discípulo, sorriu e respondeu:

        – Nós tínhamos uma vaquinha, de onde tirávamos nosso sustento. Era tudo o que possuíamos, mas um dia ela caiu no precipício e morreu.

        Para sobreviver, tivemos que fazer outras coisas, desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos. E foi assim, buscando novas soluções, que hoje estamos muito melhor que antes.

        ________________________

        26+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 11 de abril de 2017 at 18:03

          “Cria cuervos y te sacarán los ojos”

          Esta fábula da vaca é sensacional ?

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Alemon Fritz 11 de abril de 2017 at 15:36

    eu tenho pena em parte.. vejo velhinhas dizendo pros filhos e filhas pra terem casa propria, na verdade muitos ainda estimulam o modo da década de 70-80 qdo casaram.
    Contudo, fico feliz de ver que alguns poucos jovens estão mais teimosos e acham alternativas e sabem do que está acontecendo. Alugam, vendem docinho na faculdade, tem 1 emprego e estágio e não pensam em comprar casa tão cedo…Alguns são empreendedores (montaram empresa pra cuidar de cachorro, microcervejaria, padaria, salgadinhos, pizza, ar condicionado…)
    os velhos do “mercado” da construção ainda estão sonhando com uma demanda tipo 10 anos atras.. isso vai mudar rapido..
    alguns foram pra TD, LCI, LCA, cdb e não vão voltar tão cedo… sonhem corvos.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 11 de abril de 2017 at 18:09

      Violencia contra idosos era uma epidemia no bananistão anos atrás, agora deve estar pior. Casos de espancamento, tortura e cárcere privado por conta de pegar os bens e aposentadorias dos velhos por parte de filhos, netos e agregados.
      Mas o populacho está preocupado se atriz de novela de terceira categoria levou cantado ou se foi discriminada por ter cabelo afro, se ventilou, peidou ou cagou sobre qualquer besteira.
      País de merda habitado por um povinho de merda.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • to bolhado 11 de abril de 2017 at 15:48

    Bom, vamos lá para mais uma polêmica…podia só sorrir e gritar “PMJ!”, mas acho que contribui menos para o debate.
    Comecei em meados do ano passado a procurar apto (aluguel), já estava há alguns anos no meu atual e queria um maior / melhor. Estabeleci um orçamento (nem tão modesto assim) e fui a luta. Tinha restrições claras em relação à localização e outras coisas que queria. Mas, sendo bolhista e acompanhador do site desde 2012, pensava comigo “agora estarei com a faca e o queijo na mão”. E não tinha pressa nenhuma, queria de fato mudar na virada do ano. Mapeava semanalmente os principais portais (alguns deles tem ferramenta de alertas, mas as vezes não funcionam tão bem); visitamos uns 25 aptos ao longo dos meses. Poderia ser mais, mas com o passar do tempo você vai pegando o jeito do que não vale nem a pena ir ver que não vai gostar. Tive que aumentar meu orçamento, porque com o passar do tempo ficou claro que com aquilo que me dispus a pagar não ia encontrar algo do jeito que eu queria. Lembro também que estou mais perto dos 40 do que dos 30, sou casado, então não estava atrás de porcaria / qquer coisa que caiba uma cama e um fogão. Chegamos a fazer 2 propostas para 2 proprietários, as 2 recusadas. Uma delas o valor estava razoável, pedi 10% de desconto, o cara recusou – soube por fonte fidedigna que alugou 3 dias depois pelo valor que estava pedindo. Sim, a maioria dos “bons imóveis” que encontrei estava com preço muito acima do que eu queria pagar, então nem ia ver ou fazia proposta. Os imóveis em bom estado e próximo do que eu queria e com preço próximo da faixa que queria estavam muito procurados e a disponibilidade do proprietário para oferecer desconto era baixíssima. Houve pelo menos 2 prédios nos quais eu estava de olho que em 10 meses não vagou um apartamento sequer. Eventualmente encontrei um, fiz uma proposta menos desafiadora e o proprietário aceitou, embora eu tenha tido que engolir alguns pequenos sapos na negociação para fechar negócio.
    Essa é a realidade que vivi. Não quer dizer nada, não quer dizer que o preço não vá cair. É provável que quem vá procurar esse ano, ou ano que vem, encontre um mercado muito menos hostil pro inquilino. Desejo boa sorte aos que forem. Mas há mercados e mercados, e o aluguel, como já foi constatado aqui inúmera vezes, subiu muito menos do que o valor de venda. Além do fato de que entre analisar números frios numa planilha e viver a realidade de perto também há uma diferença enorme.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 11 de abril de 2017 at 17:11

      isso nos no blog nunca negamos
      as boas opções são 1 pra 100
      vc precisaria visitar cerca de 100 imóveis pra achar um de aluguel, foi o que eu fiz em fim de 2010 e começo de 2011
      foi o que continuei fazendo de 2011 para 2015 quando comprei, contatei dezenas de sites, dezenas de corvos, com certeza verifiquei mais de mil imóveis até encontrar algo adequado no preço e no uso
      Acredito que com a fase mais visível do estouro as negociações estejam menos cansativas
      continuo recebendo spams de corvos e confirmo apartamentos que visitei 3 anos atrás hoje com desconto de 50% em valores reais, isso de me mandarem proposta por e-mail, acredito que se eu for lá esfregar o xeque na cara eles abram ainda mais as pernas e sem duvida existem muitos nichos em SP por exemplo onde comprei, onde a procura vem aumentando e o valor do aluguel subiu isto dito pelos 3 vizinhos que alugaram, acredito que o setor de casas ficou pra trás na especulação e estou vendo vários negócios nesse sentido.

      Mas como já disse antes, uma média é só uma média, esconde tudo que existe de bom e ruim
      suponha que vc esteja caçando se vc atirou à esquerda do pato e depois à direita, pro fingezap na média vc matou o pato.

      6+
      • avatar
    • CA 11 de abril de 2017 at 17:51

      to bolhado,

      Você disse mais acima, que existe mais procura por imóveis bons do que ofertas na cidade de São Paulo, falando sobre aluguel.

      Discordo completamente do que consta acima. A oferta é absurdamente elevada e você acha MUITOS imóveis novos em folha e com os itens básicos e necessários para você alugar, alguns até com um certo requinte, em todos os principais e melhores bairros da cidade, basta você acessar o link acima e ir navegando (reserve algumas HORAS para isto, a quantidade realmente é MUITO grande).

      Isto ocorre porque houve uma avalanche de vendas para investidores, não só para tentarem revender na entrega, como também para tentarem alugar os imóveis. Dada a elevadíssima vacância e concorrência, muitos fizeram investimentos, às vezes elevados, só para tornarem seus imóveis mais atraentes.

      Quando digo “avalanche”, cabe lembrar que os investidores que antes da bolha eram 10% do total, passaram a ser 40% de todas as vendas, por anos e exatamente quando as vendas dispararam. Muitos deles não quiseram fazer distrato ao não conseguir revender e acrescentaram nos que tentam alugar imóveis. Isto se somou a quem já alugava antes e ainda, ao fenômeno de contratos liquidos de devoluções NEGATIVOS, ou seja, mais devoluções do que novos contratos, conforme apurado pelo CRECI SP em diversos meses na cidade de São Paulo e ainda, os proprietários de usados tendo que lidar com mais concorrentes (os proprietários de novos para alugar) e menos demanda.

      É esta combinação acima que permite uma oferta tão absurda quanto aquela que mostrei acima, em apenas UM site.

      Dê uma olhada nos vídeos abaixo, são exemplos do que os proprietários tem feito nos últimos anos para tentarem alugar imóveis em São Paulo:

      http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/videos/t/edicoes/v/alugar-apartamentos-em-sao-paulo-esta-mais-barato/4341014/

      http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2016/10/na-crise-preco-de-alugueis-novos-fica-quase-12-mais-barato-aponta-fipe.html

      Exemplo típico da “flexibilidade”: proprietários concordando com reformas à gosto do cliente e descontando integralmente do valor a pagar do aluguel:

      http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/mercado-imobiliario-do-interior/noticia/2017/01/baixa-no-mercado-favorece-compra-e-aluguel-de-imoveis-diz-especialista.html

      Tem muito mais exemplos do que isto, de novo foi só amostra.

      Já sobre o preço, que você mencionou como restrição para alugar um imóvel bom e que fazia com que as opções boas e baratas ainda fossem restritas:

      Nunca disse que os preços dos aluguéis de imóveis em São Paulo são baratos, ao contrário!

      Os preços dos imóveis subiram bem mais que a renda, embora tenham subido bem abaixo dos preços de vendas.

      Já coloquei inclusive um relatório do CRECI SP apontando o absurdo dos preços de alugueis de imóveis em São Paulo frente a renda média da população, que é UM dos motivos para a ENORME desproporção entre oferta e procura, mas não confunda isto com falta de bons imóveis, eles existem em uma quantidade MUITO MAIOR do que a demanda HABILITADA e é exatamente isto, a LEI DE OFERTA E PROCURA, que forçará cada vez mais a redução de preços de alugueis destes imóveis, que ainda está em andamento (AINDA estão caros).

      Veja a pesquisa do CRECI SP de fevereiro/2014 que já apontava claramente a distorção entre o preço do aluguel e a renda. ATENÇÃO para o último parágrafo, com os preços da MAIORIA dos alugueis, depois compare com os preços ofertados. Isto explica porque os preços vão baixar cada vez mais, simplesmente porque eles são completamente INVIÁVEIS (detalhe que em relatórios posteriores, alugueis de até R$ 1.000 eram a maioria):

      http://www.crecisp.gov.br/arquivos/pesquisas/capital/2014/pesquisa_capital_fevereiro_2014.pdf

      “Salário mínimo não paga aluguel nem de quitinete em várias regiões de São Paulo

      Alugar uma quitinete com pouco mais de 30 metros quadrados na cidade de São Paulo custa mais que um salário mínimo por mês em várias regiões da Capital. Nas Zonas A e B, nenhum apartamento desse tipo tinha em fevereiro aluguel inferior ao salário mínimo – tanto o nacional de R$ 724,00 quanto o regional paulista de R$ 820,00.

      Pesquisa feita com 402 imobiliárias pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CRECISP) constatou que o aluguel desse tipo de imóvel na Capital variava em fevereiro de R$ 1.200,00 em bairros da Zona A, como Itaim Bibi e os Jardins, a R$ 935,00 nos bairros da Zona B, como Aclimação e Brooklin. Nessa mesma zona de valor estão bairros típicos de classe média, como Paraíso e Pinheiros.

      “O aluguel está estrangulando, literalmente, a renda de muitas famílias, o que fica evidente quando se considera que o rendimento médio real dos assalariados da Capital era de R$ 1.854,00 em fevereiro”, afirma José Augusto Viana Neto, presidente do CRECISP. “Pressionadas, as famílias se vêem obrigadas a morar cada vez mais longe, acomodar-se em moradias precárias ou até mesmo apelar para as invasões como último recurso”, acrescenta.

      (…)

      “A pressão do aluguel sobre a renda das famílias explica porque os imóveis mais procurados são os de aluguel mais barato. Em fevereiro, segundo a pesquisa CRECISP, casas e apartamentos com aluguel mensal de até R$ 1.000,00 representaram 38,83% do total de imóveis alugados”

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 11 de abril de 2017 at 18:27

        CA
        não tenho procuração pra defender ele, o que foi dito lá em cima é que ele procurava determinadas qualidades de padrão anunciadas dentro dum valor que ele pudesse pagar e desde que um imóvel pronto para habitar.
        acho verossímil o relato dele, muitos investidores por total falta de liquidez põe pra alugar o imóvel pelado, esses imóveis entregues aos montes o auge das entregas acho que em 2014 ou 15, dos investidores na-planta, outros tantos encalhados em meio a disputa por distratos tudo isso peneira a disponibilização imediata no mercado, temos aí um outro delay entre terminar de construir e estar habitável, soma com a loucura dos investidores, se vc ainda põe um filtro desses ele quer algo semi-mobiliado pronto pra morar a preços que ele como uma classe média normal pode pagar realmente a demanda não combina com a oferta, em termos de renda, de qualidade.
        Incluso foi o meu caso, achei pelas andanças cada porcaria de dar medo, encontrar finalmente um imóvel semi-mobiliado, todos os armários e aparelhos e lustres, protinho pra morar num preço teto x200 do aluguel foi um parto de fórceps, o que só reforça a distorção do mercado na banania e a loucura que é tanta coisa parada dando prejuízo, como se o mercado estivesse precificando o calote e a moratória, conforme o zé-maria já confirmou, todas as opções estão nos planos, inclusive podemos dizer abolir o real, e outras maldades do tipo. Só espero que com a internet esses velhinhos que preferem morrer pobres felizes a realizar o rpejuizdo e dar linha na pipa do BR quem sabe eles vão aprendendo a exportar dinheiro, e desmontar a defensiva dos imóveis, pelas minhas contas, abaixo de 200 mil dólares dificilmente essas pessoas vão se movimentar pra fora, é grotesco mas é fato, a banania induz as pessoas a queimar dinheiro em qualquer porcaria de consumo, ficar no cash is king exige sangue frio, um certo conhecimento e atitude, mas lembro denovo que é o maior pais monoglota do mundo, o mais ignorante de como são as coisas no exterior fruto de séculos de isolamento.
        Isso tudo pra dizer ainda que não tire sua razão vc esta perfeitíssimo nas suas colocações, fatos como o tobolhado são perfeitamente verossímeis, mas se ele se esforçar mais ele poderá fazer um negócio até que razoável como eu fiz o meu a duras penas de 5 anos e mais de mil imóveis visitados. O preço e o custo de sair da bolha é, caso a sorte não ajude, é esse.

        4+
        • CA 11 de abril de 2017 at 18:42

          Lucas,

          O debate todo aconteceu porque PRIMEIRO ele falou que havia mais demanda do que oferta para imóveis bons, veja o trecho:

          “É claro que “dono dita o preço” é uma hiperbole, mas no geral a procura por bons imóveis eh superior a oferta.”

          Observe que acima não há NENHUMA referência ao preço ser razoável ou não. Há uma ENORMIDADE de evidências e inclusive coloquei o link do ImovelWEB, de que há uma distorção absurda entre oferta e procura, inclusive para imóveis BONS.

          A questão é que para muitos imóveis os preços ainda estão proibitivos e fora da realidade. A distorção entre oferta e procura aliás, obviamente ocorre principalmente em função disto!

          Depois que ele fez o SEGUNDO comentário é que ele esclareceu a questão do preço razoável:

          “a disponibilidade de bons imóveis A PREÇOS RAZOÁVEIS é muito pequena, muito menor do que parece a distância”

          Foi por isto que acima destaquei que existe esta distorção absurda entre oferta e procura, incluindo uma infinidade de imóveis bons, mas que os preços dos imóveis em sua maioria ainda estão fora da realidade mesmo no caso dos alugueis, por isto que coloquei a reportagem do CRECI SP que destaca isto.

          Tem que se tomar um mínimo cuidado com o que se diz: uma coisa é dizer que a demanda por imóveis bons é maior que a oferta, como o to bolhado disse da primeira vez, isto é um grande ABSURDO que dói nos ouvidos, as evidências que desmentem isto são GRITANTES, outra coisa completamente diferente é você dizer que os imóveis bons e com preços que ele considera razoáveis pelo que oferecem ainda teriam uma oferta maior que a procura, o que TALVEZ possa ser verdade (ainda assim, difícil de acreditar que após alguma procura hoje em dia não encontre oportunidades por preços mais baixos e razoáveis, eu e VÁRIOS aqui encontramos em diversas localidades, sem contar as reportagens que apresentaram mais alguns exemplos na própria cidade de São Paulo e coloquei acima).

          3+
          • avatar
          • avatar
          • to bolhado 11 de abril de 2017 at 18:55

            CA, minha última resposta ao tema. Se você juntar as horas que passei mapeando os anúncios, falando com corretores e indo visitar, passa de 100 com tranquilidade, com a diferença de que estava escolhendo uma casa pra morar, não fazendo um estudo a respeito . Sei bem do que estou falando. Mas se seu interesse é provar que minha frase do primeiro post está semanticamente equivocada, acho que você esta certo. Foi uma simplificação exagerada da minha parte.

            7+
            • CA 11 de abril de 2017 at 19:00

              to bolhado,

              Não é mera questão de semântica. Dizer que tem mais procura do que oferta para imóveis no Brasil, falando sobre qualquer tipo de imóvel é um ABSURDO sem tamanho. Dizer que há muito mais oferta do que demanda, MAS que boa parte da oferta ainda tem preço ANUNCIADO absurdo, que é COMPLETAMENTE DIFERENTE, faz sentido. Agora, achar que não vai baixar sabendo deste absurdo de distorção entre oferta e procura é desconhecer por completo a bolha dos flats na própria cidade de São Paulo (ver abaixo)…

              2+
              • avatar
              • CA 11 de abril de 2017 at 19:06

                Ah, também já gastei algum tempo procurando imóvel para alugar MAIS BARATO e MELHOR do que estava e consegui no ano passado, assim como várias pessoas por aqui já relataram o mesmo. Também já procurei centenas de imóveis ao longo de décadas, inclusive em São Paulo onde comprei e vendi mais de um imóvel, então não é exclusivo por estudos ou planilhas como você INFERIU que sei que aquilo que acontece nesta cidade é absurdo e insustentável…

                Procure pensar de forma lógica e usando o mínimo de conhecimento sobre o que aconteceu em TODAS as bolhas imobiliárias do Mundo, até a bolha dos flats que foi de menor escala na própria cidade de São Paulo: quando preços completamente incompatíveis com a renda local foram sustentáveis no longo prazo? Isto não tem nada a ver com querer como o Lucas colocou, os bancos nos outros países não baixaram os preços radicalmente por “vontade” deles, assim como as construtoras e os demais particulares, é a NECESSIDADE que sempre move esta redução, sendo que preços de vendas e aluguéis possuem uma certa correlação, um influenciando o outro, agora com ambos apontando para baixo e diversas EVIDÊNCIAS de quedas, tanto de experiências e pesquisas PESSOAIS que também faço, quanto observando dados de diversas fontes.

                4+
                • avatar
                • Lucas 11 de abril de 2017 at 19:41

                  é mais que só semântica
                  o tobolhado se expressou mal sim, no entanto se juntar tudo dá pra entender o ponto
                  sou desses que gosta de cutucar as coisas, nesse caso chegar a conclusões absurdas tipo demanda maior que oferta esta obviamente errado, o que não impede de ser um depoimento verdadeiro

                  5+
                  • avatar
        • to bolhado 11 de abril de 2017 at 18:50

          Exato Lucas

          2+
        • to bolhado 12 de abril de 2017 at 10:28

          Lucas, só para constar. Fiquei razoavelmente satisfeito com o negócio que fiz. No fim vamos mudar para um apto que é 95% dentro do que queria; o único senão foi que no final o pacote total ficou 10% acima do limite original que previ quase um ano atrás, mas ok, eu já tinha entendido que teria que aumentar um pouco. Agora, não foi fácil, foi preciso paciência e no final um pouco de sorte, porque o proprietário é amigo de amigo e a indicação contou muito.

          2+
      • Cesar_DF 11 de abril de 2017 at 18:43

        Naqueles microapartamentos de 18 a 25 m2, em São Paulo, era 80% de investitrouxas
        É aquele pessoal que nunca leu sobre a BOLHA DOS FLATS

        5+
        • avatar
        • CA 11 de abril de 2017 at 18:54

          Cesar_DF,

          Exatamente!

          Hoje em dia você acha mais de 32.000 flats para alugar em São Paulo graças a isto!

          Referência: http://www.imovelweb.com.br/apartamentos-aluguel-sao-paulo-sp.html
          (fazer rolagem da página e ver item “Flat” do lado esquerdo da tela)

          A grande maioria de imóveis novos, com bom padrão de acabamento e uma super-infraestrutura, vindos exatamente desta euforia NON-SENSE que você mencionou. AINDA caros para alugar e com condomínio elevado, mas obviamente que não sustentável, assim como foi a bolha dos flats 20 anos atrás, quando os preços caíram 50%. Segue abaixo para as ALICES que acham que a lei de oferta e procura não existe, ou que em São Paulo, por ser o centro financeiro da quinta maior economia do Mundo (by Fernando), algo assim seria impossível de acontecer (destaco um trecho em CAPS):

          http://web.archive.org/web/20090322201140/http://veja.abril.com.br/vejasp/especial_guia_imobiliario/p_124.shtml

          Trechos do link acima:

          “O número de unidades construídas saltou de
          7 000 para 35 000 desde 1998. A superoferta de
          apartamentos transformou o negócio em um mico

          Por Maurício Moraes

          Fotos Mário Rodrigues

          No ano passado, nenhum flat foi lançado na cidade: crise no setor Hotéis econômicos: forte concorrência aos flats

          Tinha tudo para ser um excelente negócio. Na cidade que recebe quase 9 milhões de visitantes por ano (a maioria a negócios), os flats pareciam a alternativa ideal para oferecer conforto e serviços a quem dispensasse hotéis de luxo. Melhor ainda se os prédios fossem novos, modernos e confortáveis. No fim da década de 1990, investir em flats foi tido como um negocião. Os corretores prometiam um rendimento mensal equivalente a até 1,5% do valor do imóvel, porcentual considerado excelente por investidores do mercado imobiliário. Ou seja, quem pagasse 70 000 reais por um apartamento de 25 metros quadrados receberia cerca de 1 000 reais por mês. Tamanha procura fez os preços disparar: o metro quadrado chegou a saltar de 2 800 para 5 000 reais. O número de unidades construídas passou de 7 000 flats para impressionantes 35 000 entre 1998 e 2003. A demanda por hospedagem, no entanto, não acompanhou esse ritmo.

          O setor entrou em uma crise tão grande que no ano passado não ocorreu nenhum lançamento. “Houve uma superoferta, e muita gente teve de baixar as diárias para conseguir hóspedes”, afirma o engenheiro Caio Calfat, presidente da Sociedade Latino-Americana de Estudos Imobiliários (Lares). QUEM TENTOU VENDER SEUS IMÓVEIS DESCOBRIU QUE O FLAT PASSARA A VALER MENOS DA METADE. Os que investiram em um apartamento no Holiday Inn Parque Anhembi, por exemplo, pagaram 113 000 reais há quatro anos. Hoje, o mesmo imóvel é vendido por 40 000 reais. Exceções existem, claro, mas são raras.

          Muitos profissionais liberais e acionistas de pequenas empresas embarcaram nas promessas feitas pelos corretores e incorporadores na esperança de diversificar seus investimentos. O empresário Ivan Turri, de 48 anos, comprou nove unidades em flats e amargou prejuízos. “Os incorporadores preocuparam-se com o projeto, mas se esqueceram dos contratos com as administradoras, muitas vezes leoninos, mal redigidos e com falhas legais graves”, explica. Em geral, o problema está nas taxas pagas às empresas responsáveis pela administração – elas abocanham em média 10% do faturamento mensal do empreendimento. Diante dos baixos rendimentos, algumas entraram em acordo com os proprietários e renegociaram os valores. Outras se mantiveram intransigentes.”

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 11 de abril de 2017 at 19:45

            mostrei outri dia imagens dum imóvel de 18 metros quadrados menor que uma cela do PT em Curitiba
            é apavorante a idéia duma família passar 35 anos morando ali, mesmo solteiro, mesmo deixar um bixo ali dentro a casa só pra ele, nem prostituição é doentio uma coisa daquelas e ainda naquela quantidade e preço
            a bolha mais nefasta do planeta, que país do mundo vimos isso?

            3+
            • avatar
          • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 08:43

            O que transformou um grande negócio em mico, e por décadas, foi a VACÂNCIA
            Para existir vacância é necessário que exista muito mais oferta do que demanda.
            E o que vemos hoje nas grandes capitais? ALTÍSSIMA VACÂNCIA.

            2+
            • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 12 de abril de 2017 at 00:20

      25 imóveis em meses????

      Quando aluguei minha cobertura nos Jardins, eu visitava mais de 20 imóveis por semana…

      3+
      • avatar
      • to bolhado 12 de abril de 2017 at 07:16

        Cramulhao, como expliquei, o ritmo no começo foi maior. Só que eu ja sabia exatamente o que queria e ja dava pra pegar o jeito do anúncio. Fora que, mais uma vez, a maioria dos que pareciam estar dentro do perfil estavam muito mais caros. Acima de um valor eu nem ia visitar.

        3+
    • Fernando 12 de abril de 2017 at 01:12

      Parabéns.

      3+
  • Cajuzinha 11 de abril de 2017 at 15:53

    Imaginem um prédio bem encalhado!

    http://se.olx.com.br/sergipe/imoveis/apartamento-de-luxo-na-mansao-fabio-barbosa-326986695

    Preço: R$4.500.000
    A Construtora Cunha lança mais um grande empreendimento de alto luxo na cidade, com a marca de qualidade de quem trabalha pelo melhor.
    Com certeza, a qualidade que faz a diferença.
    Agende sua visita com um dos nosso corretores e conheça este grande empreendimento de alto luxo, localizado no metro quadrado mais valorizado de Aracaju.
    Com certeza será um investimento que trará uma enorme rentabilidade.

    410,79 m² de Área Privada.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 11 de abril de 2017 at 15:56

      É pra rir muito: “Com certeza será um investimento que trará uma enorme rentabilidade.”

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • job 11 de abril de 2017 at 16:38

      Trará uma enorme rentabilidade pro cara que conseguiu vender e aplicou a grana em renda fixa.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 11 de abril de 2017 at 18:32

        A única coisa enorme vai ser a do Motumbo quando visitar o comprador dessa joça.
        Nem para lavar dinheiro esse empreendimento serve.

        DETALHE: tá sendo vendido no OLX. Claro que os ricos do país vão procurar imóvel no OLX.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Carlos 11 de abril de 2017 at 18:49

      Quem tem condições de pagar estes preços em Sergipe?
      Ou o Justin Bieber está se mudando para lá e não avisaram.

      7+
      • avatar
      • Carlos 11 de abril de 2017 at 18:54

        Capital Aracaju
        População estimada 2016(2) 2.265.779
        População 2010 2.068.017
        Área 2015 (km²) 21.918,454
        Densidade demográfica 2010 (hab/km²) 94,36
        Rendimento nominal mensal domiciliar per capita da população residente 2016 (Reais)(1) 878
        Número de Municípios 75

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 11 de abril de 2017 at 15:59

    Reino Unido

    “(Bloomberg) — A solução para a crise imobiliária do Reino Unido pode não ser agradável. Os preços incrivelmente altos, que estão impedindo muitos britânicos de comprarem uma residência, podem ser corrigidos apenas por um colapso… –

    (Bloomberg) ­­ A solução para a crise imobiliária do Reino Unido pode não ser agradável.
    Os preços incrivelmente altos, que estão impedindo muitos britânicos de comprarem uma
    residência, podem ser corrigidos apenas por um colapso do mercado, segundo economistas da
    Universidade de Reading. Muitos afirmam que a ampliação da oferta de propriedades à venda
    ajudaria com a acessibilidade, mas os acadêmicos dizem que o efeito seria muito limitado porque
    a quantidade de edificações necessária simplesmente não é viável.
    “Seriam necessários aumentos permanentes na construção que nunca foram alcançados na
    história”, disseram Geoffrey Meen, Alexander Mihailov e Yehui Wang em um trabalho de pesquisa
    que será apresentado na conferência anual da Royal Economic Society nesta semana.
    Segundo o modelo deles, “a relação entre preço e renda provavelmente se estabilizará mesmo
    sem grandes aumentos da oferta, mas o ajuste poderia assumir a forma de um indesejável
    colapso do mercado”.
    Os valores médios das residências representam cerca de 7,6 vezes os ganhos anuais, contra uma
    proporção de 3,6 vezes 20 anos atrás, segundo dados do escritório de estatísticas. No período, os
    preços das residências mais do que triplicaram, superando de longe o crescimento da renda

    https://economia.uol.com.br/noticias/bloomberg/2017/04/11/colapso-pode-ser-unica-solucao-para-crise-imobiliaria-britanica.htm

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • EngenheiroSP 11 de abril de 2017 at 16:21

      “Os valores médios das residências representam cerca de 7,6 vezes os ganhos anuais, contra uma
      proporção de 3,6 vezes 20 anos atrás, segundo dados do escritório de estatísticas. No período, os
      preços das residências mais do que triplicaram, superando de longe o crescimento da renda”

      Números amadores, super potência Bananense triplicou os preços em menos de 10 anos e custa pelo menos 10x os ganhos anuais
      Chupa gringaiada!

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 11 de abril de 2017 at 18:26

        EngenheiroSP,

        Se tomarmos como exemplo a renda média em São Paulo (R$ 2 K / mês) e o preço médio de imóvel ANUNCIADO em São Paulo (pelo site ImovelWEB = R$ 750 K), veremos que são necessários 29 ANOS de ganhos anuais BRUTOS para as pessoas comprarem os imóveis (isto porque considerei o décimo terceiro)! O probleminha é que as pessoas não podem pegar 100% do salário BRUTO e usar para pagar os imóveis (rs)… Só isto já explica porque temos em imóveis anunciados em São Paulo o equivalente a mais de uma DÉCADA de vendas de novos mais usados (obviamente com a maior desproporção para os imóveis mais caros) e como é IMPOSSÍVEL a manutenção destes preços, uma vez que eles não tem NENHUMA relação com a REALIDADE, são só uma grande viagem na maionese!

        Mesmo olhando a média que as construtoras mencionam para preços de vendas (R$ 500 mil), são necessários ainda 13 ANOS de ganhos anuais médios de um brasileiro para comprar um imóvel (de novo, 13 anos de todo o salário BRUTO), ainda um número completamente fora da realidade, o que ajuda a explicar porque as construtoras possuem um estoque OFICIAL (sem contar os distratos “não reconhecidos” e as vendas FALSAS que continuam acontecendo e abatendo do estoque) equivalente a mais de 3 ANOS de vendas!

        Ainda que utilizemos a média de valores de financiamentos da CEF, que é equivalente a R$ 250 mil, ainda assim são necessários mais de 9 ANOS de salários BRUTOS para que uma pessoa compre um imóvel! De novo é algo completamente inviável, o que explica um percentual de 1,8% de inadimplência do crédito imobiliário OFICIAL da CEF, sem contar o que estão maquiando, o que explica os mais de 20.000 imóveis retomados por inadimplência e isto porque eles só retomaram menos de 1/5 do total de inadimplência acima de 90 dias e ainda, estarem fazendo operações MIRABOLANTES para MAQUIAREM a inadimplência real, estarem contratando corretores para venderem imóveis em todo o país, planejarem criar uma empresa abutre própria, etc.

        Curioso que mesmo com os menores e mais realistas números sobre o que efetivamente se vende, fugindo da completa viagem na maionese dos preços anunciados e da média das construtoras que está carregada de vendas FALSAS na planta e distratos não reconhecidos, ainda assim nossa bolha imobiliária apresenta distorções entre preço dos imóveis e ganhos das pessoas MUITO superiores ao que se observa em Londres. Aliás, nossos preços de imóveis são muito mais anormais que em qualquer lugar do Mundo, outro exemplo ilustrativo é em São Paulo, onde os preços cresceram mais do que no auge da bolha imobiliária em Tókio e olha que aqui temos menos da metade da densidade populacional do que em Tókio e lá os preços despencaram…

        5+
        • avatar
        • avatar
        • CA 11 de abril de 2017 at 18:28

          Ops, correção: no caso da CEF e financiamentos, média de R$ 250 mil significa mais de 6,5 ANOS de ganhos BRUTOS, continuou absurdo, mas menos absurdo do que antes e mais próximo do absurdo de Londres…

          4+
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 11 de abril de 2017 at 19:13

            procurei os dados mas não encontrei
            o certo é ver renda bruta familiar mensal
            tanto aqui como em UK

            por outro lado, a maioria dos clientes da CAIXA são de baixa renda, essa média de quase 2 mil não é nem de perto a renda média dos clientes da Caixa

            no Uk os dados são mais estáveis, mediana perto da média, no BR não, analisar por médias pode causar distorções bizarras, o problema é que calcular renda por distrito ou setor censitário do IBGE e localizar os imóveis da Caixa daria um trabalhão imenso, mas fazendo as contas de forma grosseira, diria que a media de renda dos clientes caixa é algo em torno de 800-900 reais, pode considerar 25 anos, só se consegue aprovar finame ou fraudando ou apresentando contracheque de até 3 parentes, a fraude oficializada institucionalizada, by PT.

            5+
            • avatar
            • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 08:59

              Lucas, Londres está para explodir
              Price to income ratio de algumas cidades
              Camberra 5,72
              Los Angeles 5,78
              Miami 6,01
              Dublin 8,38
              Berlim 9,02
              Nova York 10.76
              Madrid 11,04
              Sydney 12,36
              Lisboa 13,8
              Brasilia 15,86
              São Paulo 18,67
              Rio de Janeiro 20,25
              Londres 25,34

              https://www.numbeo.com/property-investment/gmaps.jsp

              2+
              • avatar
          • Lucas 11 de abril de 2017 at 19:22

            LONDRES tem um problema famoso
            na busca por requalificar o centro, a city, as docas que estavam decadentes, a prefeitura de Londres promoveu uma formula de gentrificação, por exemplo cada anel do metro mais caro usar, ao invés do preço único, assim como o shinkasen de tokyo caríssimo, essas coisas acabaram por valorizar os imóveis mais centrais e é o que vai acontecer em SP com doria, no médio prazo voltaremos a anunciar mais que RJ e DF, ainda mais que o desemprego aqui pelo SEADE passamos já do fundo do poço.

            2+
            • avatar
            • CA 11 de abril de 2017 at 19:36

              Lucas,

              Temos mais de 32.000 flats anunciados para aluguel, grande parte novinho em folha e no centro expandido de São Paulo.

              Por que?

              Promessas MIRABOLANTES e sem sentido, em linha com as expectativas quanto aos “milagres” que o Dória vai fazer na cidade…

              A diferença é que até 2013 o segmento imobiliário “garantia” que a promessa de mais de 20 ANOS da revitalização finalmente ocorreria, que teríamos trem bala em São Paulo, que o FIES atrairia muitos estudantes de forma crescente e constante, que teríamos um crescimento constante e relevante da economia atraindo grande número de empresários que alugariam estes flats, dentre outras “expectativas”.

              Óbvio que nada do que consta no parágrafo anterior ocorreu. O Dória vai conseguir concretizar tudo isto para garantir que milhares destes imóveis não virem grandes MICOS, como já ocorreu na bolha dos flats de 20 anos atrás na própria cidade de São Paulo?

              Não é só isto, a distorção é muito gritante e a reversão não depende apenas de um prefeito e mesmo que ele viesse a se tornar presidente, não vai fazer milagre, assim como o Temer não fez, ao contrário, só está jogando mais gasolina no incêndio…

              Isto porque só falei sobre os flats, mas a distorção é absurda também para os demais tipos de imóveis, você precisarei de um crescimento em ritmo chinês por anos para ocupar todos estes imóveis, simplesmente inviável.

              3+
              • avatar
              • avatar
              • Lucas 11 de abril de 2017 at 19:55

                não CA, o processo de gentrificação é outra coisa, esses milhares de flats não tem qualquer sentido
                eu pensei lá pras bandas da cracolandia, aqueles imóveis que valem Zero
                e não falei valorização, muito provavelmente RJ e DF que vão cair pra baixo de SP
                o que ocorreu em Londres e pode ocorrer em SP, ao que tudo indica no médio prazo é pop. pobre ser expulsa para a periferia e o centro se requalificar, esses flats todos não servem, só se venderam a dúzia pelo preço de 1, o cara derruba as paredes pra fazer 1 decente.
                a gentrificação é tido como algo ruim pelos experts, vc inviabiliza o mercado pela especulação, em Londres muitos casarões foram sendo desocupados a espera de se demolir ou reformar e fazer algo mais modernoso, a lei lá é pesadíssima, então pra sanar foram obrigando os distritos a fazer moradia popular e obedecer percentagens impostas por lei, que são altamente disputados. São distorções criadas quando o governo se mete demais no mercado, taí o caso de UK os próprios britânicos expulsos da cidade natal por bilionários do leste europeu e do oriente +imigrantes

                3+
                • avatar
                • avatar
  • Lucas 11 de abril de 2017 at 17:02

    Fernando

    Vejamos.
    Vc vendeu para comprar outro, downsizing.
    Pq não voltou ao aluguel, como vc prega?
    Esquizofrenia …
    Cuidado para não gaguejar na resposta!

    eu prego o aluguel???
    eu prego fazer contas
    nem brciklover nem brickhater
    muitas vezes aqui no blog orientei por um ou por outro livremente e sempre fui respeitado pelos bolhistas

    eu só te respondo pq vc conta uma mentira sobre mim
    se não fosse isso foda-se sua opinião
    não que eu ache vc mentiroso
    mas na sua esquizofrenia de auto-engano vc precisa criar um personagem de mim que não existe

    assim como o fazem aqueles que não gostam de minhas opiniões poltíticas, que já provei tem tudo a ver com a bolha
    aliás, como faziam, até eles pararam, não sei se porque desistiram, pq mudaram de idéia, pq vão atacar de outro jeito, ou quem sabe passaram a respeitar pela qualidade ainda que não se concorde, não sei.

    mas vc não muda nunca, isso é bem interessante
    Te dou o benefício da divergência, como disse acho vc um bom mau-exemplo
    já pessoas nefastas que enganam na cara-dura eles nem perco meu tempo argumentando

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 11 de abril de 2017 at 18:30

      Também não sou brickhater.
      Não vejo nada de errado em ter um imóvel, desde que o preço de aquisição e de manutenção seja razoável.

      Povo zoa o Fernando mais porque é opinião da maioria aqui, a qual compartilho, que não chegou a hora de comprar ainda, que tem muita gordura para queimar nos preços. E tem mesmo. Minha única ressalva é o financiamento ter sido Caixa, instituição que não permite PMJ.

      Não sei quando você comprou, Veio, mas imagino que tenha sido antes dessa disparada louca de preços.

      8+
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 09:04

      Gente, acho que aqui ninguém é contra comprar imóveis.
      É contra pagar por algo que não vale o valor pedido.
      É a favor de ponderar as melhores estratégias financeiras, se adquirir ou alugar.
      Acho que todos buscam QUALIDADE DE VIDA, mas isto não implica que você precise ser o proprietário de uma residência, um automóvel, uma casa de campo ou na praia.

      9+
      • avatar
      • avatar
  • Minino do TI 11 de abril de 2017 at 18:02

    CVR Hell
    Tráfico ameaça ‘mandar tiros’ em moradores de prédio que fizerem fotos na varanda


    Um comunicado colado nos elevadores de um condomínio no bairro Lins de Vasconcelos, na Zona Norte do Rio, pede aos moradores que não fotografem de suas janelas a favela que fica ao lado do prédio. Segundo o texto, traficantes do Complexo do Lins estão ameaçando “mandar bala” se flagrarem alguém fazendo fotos. O recado diz que o aviso chegou à portaria do por meio de um “representante da comunidade”.
    De acordo com o parente de um morador, que pediu para não ser identificado, os avisos foram vistos pela primeira vez nos elevadores na manhã desta segunda-feira.
    — Acho que alguém recebeu uma visita que, desavisada, fotografou da varanda. Porque quem mora ali sabe que não pode (tirar foto da comunidade). Nem as câmeras do condomínio podem filmar a rua: as lentes ficam todas voltadas para o espaço interno. Se alguém for assaltado em frente à garagem, a câmera não vai filmar — contou ele

    http://extra.globo.com/casos-de-policia/trafico-ameaca-mandar-tiros-em-moradores-de-predio-que-fizerem-fotos-na-varanda-21193348.html

    Ainda bem que 30 anos passa rápido.

    56+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 11 de abril de 2017 at 18:14

      É uma nova modalidade de esporte, vai valorizar os apartamentos em pelo menos 30% ?
      Já antevejo os anúncios…
      Venha morar com emoção, imagine acordar, abrir a janela para respirar um puro cheiro de bife levar uma bala de AK47 na cara! Onde mais no planeta?.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 11 de abril de 2017 at 19:31

        A cereja do bolo: nem as câmeras de segurança podem filmar as ruas…
        Que bosta, não se pode nem filmar quem vai te roubar, matar ou estuprar.
        Como pode existir gente que acha isto norma ou minimamente aceitável?
        Nunca moraria nesta bosta,nem pagando muito bem.

        23+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 11 de abril de 2017 at 20:30

          por incrível que pareça, áreas perto dessas comunidades os índices de roubo e estupro são mais baixos, exatamente para impedir que pequenos ladrões atrapalhem o andamento da indústria principal, portanto o carioca na verdade até que convive bem, deveriam até anunciar no fingezap, favela pacificada pelo Marcola, garantia de paz e sossego desde que a poliça tbm fique longe

          16+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Leonardo M. 11 de abril de 2017 at 22:32

            Existem 3 tipos de estado no RJ
            CV
            Outras facções
            Governo estadual com ênfase​ em apoiar facções

            Por mim o Brasil se dividia em 5/6 nações que resolveria metade dos nossos problemas.

            RS sozinho
            SC,PR e SP
            MS, MT,GO e AC
            Nordeste e norte
            MG,ES e RJ

            11+
            • avatar
    • Rodrigo ABCDM-SP 11 de abril de 2017 at 18:40

      Que foda… game over

      3+
    • Fernando-SSS 11 de abril de 2017 at 18:55

      Ai eu pergunto…. o infeliz não viu antes de “investir”???
      Tem que ter pago muito barato pra se sujeitar a isto, tipo… trocou num videocassete.

      8+
    • Intendente 11 de abril de 2017 at 19:30

      Que vida de bosta.
      Bolhudinho de 200mil com vista para o tráfico!
      Nas letrinhas miúdas: “não pode tirar foto da FAVELA”.

      Comunidade é o caray

      15+
      • avatar
    • Leonardo M. 11 de abril de 2017 at 20:01

      Próximo sorteio das corvolaria será:

      Compre um apartamento e ganhe uma janela blindada contra tiros de fuzil pra colocar em sua janela.
      Concorra a um berço blindado, alugando um apartamento você concorre a um berço blindado pra proteger seu bebê.

      6+
    • socrates 12 de abril de 2017 at 01:06

      hoje, com drones, nao há porque alguem se expor tanto no proprio imovel. Se nao fosse intenção do governo haver crime armado, eles eria extirpado bem rapido

      3+
  • Leonardo M. 11 de abril de 2017 at 19:06

    Hoje pedi uma pizza opressora
    R$53 16 pedaços, coca cola 1,5Lt grátis e entrega na porta de casa.
    É isso tudo feito pelo site dá empresas sem precisar gastar com ligação ou mal entendidos pelo telefone.
    A tecnologia é uma benção!

    Ah e tudo pago com o FGTS e juros opressores!
    Valeu Dilma e temer!

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 11 de abril de 2017 at 19:49

      Ando observando os efeitos dos quiosques no MC Donald’s….
      Por hora: atendimento mais rápido, menos pedidos errados e molecada trabalhando como se ligada em 220v
      Dá até pena deles, tem alguns até descabelados ?
      Mas quase todos na faixa entre 14 e 18 anos, tem muita saúde para queimar ainda.

      7+
      • avatar
      • Leonardo M. 11 de abril de 2017 at 19:53

        Pra primeiro emprego não pode ficar escolhendo muito.
        Ficar um ou dois anos no Mac e partir pra outro.
        Meu primeiro emprego aos 18 foi de empacotador em um supermercado e não me arrependo. Ganhava altas gorjetas dos velhinhos e gastava tudo em shows,festas,churrascos, instrumentos musicais e viagens.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 11 de abril de 2017 at 19:58

          Supemecadis, fastfood e comércio em geral sao movidos quase que exclusivamente por menores nestes lados, ou as famílias empurram ou eles mesmos decidem pois com a grana do trabalho de uns 2 meses vc compra um carrinho e pode levar a namorada / namorado no cinema. ?

          5+
          • avatar
          • avatar
  • thiago fm 11 de abril de 2017 at 20:02

    Quero informá-los que já estou tirando minha carteirinha de mercenário e para não perder o costume vou deixá-los um pouco mais desinformados sobre o assunto do tópico, deixando aqui minha contribuição:

    Através dos gráficos fica mais claro perceber que os preços começam a desacelerar e posteriormente cair quando os estoques entregues começam a ficarem altos, aumentando por consequência a taxa de vacância. Essa contração do mercado ocorre com um delay de anos após o pico de lançamentos entre 2010-2011 e por mais que tenha sido de fato uma expansão um pouco exagerada (como alegam algumas construtoras), não pode ser considerado como um movimento essencialmente artificial, até porque é preciso lembrar que a atividade econômica encerrou 2010 com um salto grande e surpreendente após a recessão de 2009 e muitos projetos de empreendimentos foram liberados em 2011 após a constatação dessa conjuntura positiva que foi se esfacelando até culminar na recessão atual.

    Um outro ponto a ressaltar é que os gráficos e as notícias como a do tópico mostram que os preços de locação são os que mais têm sofrido nos últimos anos, o que enfraquece a ideia de bolha acentuada nos preços de venda sob dois aspectos:

    1 – O rental yeld permanece com viés de baixa em pleno processo de correção do mercado, o que não condiz com uma explosão típica de bolha, em que o retorno do aluguel é ajustado para cima com as quedas mais profundas dos preços de venda;

    2 – Há uma certa resiliência demonstrada pelos proprietários de salas e escritórios comerciais em meio a alta da oferta, o que de certa forma demonstra que a aquisição desses imóveis não foi massivamente conduzida pela expectativa irracional de valorização e revenda com lucro dos imóveis, situação que em geral acompanha as bolhas especulativas e faz com que os proprietários se desfaçam dos bens com rapidez.

    4+
    • Cadeludo 11 de abril de 2017 at 20:38

      as fontes informativas são verdadeiros ninhos de corvos kkk
      http://www.dworking.com.br/index.php/empresa/
      http://riobravo.com.br/EstrategiasInvestimento/Paginas/InvestimentosImobiliarios.aspx
      http://fipezap.zapimoveis.com.br/

      provavelmente quem acredita nessa conversa fiada acredita que o lula é a alma mais honesta e a dilmãe inteligente e guerrilheira pela paz

      8+
      • avatar
    • Lucas 11 de abril de 2017 at 21:28

      vc só pode estar de brincadeira
      o primeiro gráfico de estoques e vacância vai até 2013, os outros 2 começam a partir de 2013
      puaquepariu essas letrinhas miúdas sou velho mas não sou bobo
      os paralelos que vc criou não são paralelos, são enfileirados
      não dá pra tirar nenhuma das conclusões que vc fez
      o titulo do segundo tem erro, é variação do ipca acumulado em 12 meses, na pressa de colorir vc esquece coisas importantes
      o terceiro gráfico uma média do BR todo, bah!!!!

      não dá nem pra entrar no mérito do assunto, erros crassos, mas vamos lá vamos fingir que estaria tudo certo, aí eu talvez poderia dizer que no comercial os anúncios apresentam menos irracionalidade uma vez que o amor pelos tijolos seria mais suave já que ninguém sonharia em morar no escritório, eu talvez poderia analisar que custo de construção de comerciais é muito mais baixo e menos complexo que residências, tendo aí muito mais gordura pra queimar, ao mesmo tempo que menos dó dos proprietários em queimá-la, em anunciar queda, em realizar prejuízo e bola pra frente, mas como te disse sua credibilidade e a do fingezap não me permitem nem ao menos começar a pensar em coisas assim.

      Vc é um completo cara de pau, vc acha que me mostrando uma queda vc vai me seduzir pelo fingezap? vc disse que só pq caiu passei a acreditar no ivgR, como havia inventado a mesma mentira que eu acreditava no creci-sp, não cara, tudo de vcs é mais do mesmo, versão deluxe, versão gourmet.

      Por uma enorme coincidência tenho aí um conhecido que aluga salinhas por hora para seus atendimentos e me pediu ajuda, daí eu vi esse mercado de perto, milhões de salinhas por toda SP, virando academia de pilates, studo de tatto, salaõ hair, petseilaque, até psiquiatra de cachorro, dura uns meses e fecha, simplesmente não existe demanda para tanta coisa pelos próximos 20 anos, o certo seria o gráfico cair pro 0 e lá ficar, mas os seus gráficos são sempre muito mais otimistas que a realidade, claro não é seu dinheiro em jogo, azar deles né?

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 11 de abril de 2017 at 21:57

        Kkkk

        Caraca, quanta manipulação barata de décima quinta categoria.

        Primeiro gráfico vai até 2013 e esquece que estamos em 2017. Disparou muito mais do que isto a ANOMALIA.

        O outro gráfico começa em 2013.

        Utiliza como referência de preços o FINGE ZAP, aquele já explicado um milhão de vezes que quando vende ou aluga o mais barato, que é o NORMAL e ESPERADO, o anúncio é retirado e o preço médio SOBE! O maior PEGA-TROUXA já inventado pelo segmento imobiliário no Brasil, desmascarado “N” vezes por aqui e ele insiste em usar como “referência”???

        A distorção entre oferta e procura só aumenta, o que é um sinal de que o ajuste de preço a ser feito terá que ser cada vez maior (aula básica de economia, capítulo 1, parágrafo 1, procurar por LEI DE OFERTA E PROCURA). Qual a brilhante conclusão: “se preços ainda não caíram tanto, não irão cair e pouco importa esta tal de oferta e procura”. Conclusão sem sentido, só para variar. Você só pode dizer que o preço não é problema a partir do momento em que a relação entre oferta e procura está em um caminho firme de recuperação da normalidade e não quando ela só está aprofundando a anomalia.

        Resumindo: falta conhecimento básico do básico, sobra má-fé.

        Aliás, até as construtoras já reconheceram que a causa da crise delas foram os abusos de 2007 a 2011 e que a derrocada se iniciou em 2012 como consequência destes abusos e o infeliz, a esta altura sozinho, insiste nesta mentira de que a culpa foi da crise na economia em 2012? Patético!

        ???

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 11 de abril de 2017 at 22:02

          Ah, isto sem contar que ele esqueceu que no mundo REAL longe do FINGE ZAP, não só os preços de locação e vendas comerciais já tiveram quedas muito mais expressivas vo.o aume Tam a cada dia as “promoções” de imóveis com.o primeiro ano sem pagar aluguel e pagando só condomi ios e IPTU, dentre outras “N” falhas, se fuçar vai achar muito mais…

          8+
          • avatar
          • CA 11 de abril de 2017 at 22:03

            Corrigindo: como também esqueceu… (digitação no celular).

            2+
    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 09:15

      Thiago fm
      No primeiro gráfico, sobre estoque e absorção, a VACÂNCIA ESTAVA SUBINDO COMO UM FOGUETE
      2011 = 1%
      2012 = 7%
      2013 = 16%
      Considerando que o estoque entregue m 2014 foi semelhante a 2013, e só caiu em 2015 e 2016, mas ao mesmo tempo, começou a ocorrer uma grande devolução de salas comerciais e galpões logísticos, por conta de falências e downsizing, podemos supor que a vacância deveria manter o mesmo crescimento?
      Se sim, considerando uma média de aceleração de 7% AA, teríamos
      2014 = 23%
      2015 = 30%
      2016 = 37%
      Se foi atingida esta vacância, então viramos um novo JAPÃO

      6+
  • From_The_Tower 11 de abril de 2017 at 20:20

    MAIS DE 10 MILHÕES DE REAIS PARA ALCKMIN

    Brasil 11.04.17 19:58
    Geraldo Alckmin será investigado no STJ por recebimento de 10 milhões e 300 mil reais da Odebrecht, em 2010 e 2014. Somente 400 mil reais foram doação oficial. Parte desse dinheiro teria sido pago a seu cunhado, Ademar César Ribeiro:
    “Trata-se de petição instaurada com lastro nos termos de depoimentos dos colaboradores Benedicto Barbosa da Silva Júnior (Termo de Depoimento n. 44), Carlos Armando Guedes Pachoal (Termo de Depoimento n. 10) e Arnaldo Cumplido de Souza e Silva (Termo de Depoimento n. 04), os quais relatam que o Grupo Odebrecht teria repassado ao então candidato Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho, atual Governador do Estado de São Paulo, a pretexto de contribuição eleitoral, R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) no ano de 2010 e R$ 8.300.000,00 (oito milhões e trezentos mil reais) no ano de 2014, todas somas não contabilizadas. Referidos repasses seriam implementados por meio do Setor de Operações Estruturadas da companhia, mediante o sistema “Drousys”. Menciona-se, inclusive, que Adhemar César Ribeiro, cunhado do Governador Geraldo Alckmin, receberia pessoalmente parte desses valores e que, ao lado desses pagamentos, houve também doação oficial de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais).”

    10+
    • avatar
    • Lucas 11 de abril de 2017 at 21:34

      estou triste e decepcionado
      o próprio cunhado doeu
      já tinha lido nas entrelinhas que ele estava pego, mas ainda tinha uma esperança, talvez como senador, agora não, ele esta morto
      que me desculpem se defendi algo que não sabia.
      e porfim concretiza-se o cenário que previ: Bolsonaro x lula
      vcs já sabem meu voto faz uns meses

      11+
      • avatar
      • Lucas 11 de abril de 2017 at 21:35

        se lhe resta alguma honra
        espero que renuncie já

        4+
        • Big_eu 11 de abril de 2017 at 21:54

          Politico brasileiro com honra?Meio difícil de encontrar…

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Antigo 11 de abril de 2017 at 20:55

    #OFF: Grande lista do Fachin divulgada. Núcleo do governo Temer envolvido, inclusive o próprio, mas que não pode ser processado por uma formalidade constitucional. Congresso envolvido até o osso na lista também.

    Acabou o otimismo com o Brasil?

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Marcio 11 de abril de 2017 at 21:02

      E alguém de fato já esteve otimista?
      O que houve foi muito interesse em ganhar dinheiro com análises ridículas, como as da empiricus.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 11 de abril de 2017 at 22:19

        Talvez. O patamar atual da Bovespa é puro otimismo com o potencial ‘reformador’ do Temer. Depois de uma bomba dessas, esse otimismo pode ter escorrido ralo abaixo. TSE tava prestes a julgar a chapa Temer/Dilma também, agora com mais essas munições, algo de relevante pode realmente acontecer.

        4+
        • avatar
  • Alemon Fritz 11 de abril de 2017 at 22:50

    Atraso em obras muda planos de consumidor
    Cerca de 5 mil pessoas são donas de imóveis em empreendimentos paralisados da PDG.
    Obrigado corvos. 5000 encalacrados esperando. venderam e trocaram na planta..

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,atraso-em-obras-muda-planos-de-consumidor,70001732849

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cadeludo 11 de abril de 2017 at 23:16

      que bizarro o coitado tá perdendo um “possível” aluguel de 1.000
      era 500 mil, foi pra 160 mil, queria mil e ficou com zero
      o motumbo que pegou ele toma panax ginseng koreano vermelho

      7+
      • avatar
  • Cadeludo 11 de abril de 2017 at 22:53

    ninguém caguetou o rui viadão falção
    qual seria o impacto de curto prazo se o temer cair da boca?
    a linha sucessória é tudo futuro presidiário kkkkkkkk

    2+
  • Fernando 12 de abril de 2017 at 01:21

    To bolhado,
    Esse (ou essa) CA vive de ilusão. Uma coisa é falar. Outra é ir lá e mostrar pra que veio.
    Eu passei pelo mesmo problema.
    Um imóvel de 95 m2 novo, pronto para morar, bem localizado em SP vai fácil a 5k o pacote, sem pestanejar.
    Continue postando os seus CVR.
    Eu até ia postar um caso de uma negociacao que acabei nao fechando, mas desisti pelos motivos que vc já sabe.
    Parabens.

    4+
    • CA 12 de abril de 2017 at 05:39

      Fernando,

      Analfabetismo funcional é não entender que em momento algum disse que os aluguéis já estavam baratos ou no preço justo e pior, não entender isto apesar de eu ter explicado de diversas formas mais acima. O ponto que coloquei e o analfabeto funcional ainda não entendeu, é que existe um ENORME número de imóveis bons para alugar, MUITO maior que a demanda potencial e que isto obviamente não é sustentável quanto a seus preços fora da realidade. Aliás, expliquei que esta distorção ENORME entre oferta e procura se dá exatamente pelos preços estarem fora da realidade. Em outras palavras, o idiota entendeu tudo ao contrário pela nogentesima decepcionésima vez.

      Idiotice é a pessoa dizer que faltam imóveis bons para vender, usando como referencia de imóveis bons aqueles do bairro onde diz morar, quando só no pequeno bairro em que ele disse ter comprado um imóvel, o que está anunciado para venda em apenas UM site é mais do que todas as vendas de imóveis novos na cidade de São Paulo em UM ANO!!!

      Viver de ILUSÃO é dizer que enquanto temos 40% de distratos e 40% de investidores em média por empreendimento (intersecção entre parte deles, não somar percentuais), o condomínio em que disse ter comprado em São Paulo e não teve coragem de mencionar sequer o nome da rua, teria mais de 95% de ocupação e nenhum distrato e subiu o preço anunciado 50% em 1 ano, quando nem o FINGE ZAP apresentou esta variação em nenhum ano da bolha, muito menos de 2015 para 2016 que era o caso.

      Viajar na maionese é dizer que está vendo muito mais carros zero KM acima de R$ 100 mil nas ruas em 2017, quando tivemos as piores vendas destes dos últimos 11 anos até aquele momento em que isto foi dito. Má-fé é tentar ENGANAR as pessoas com dados de 2015 e janeiro/2016 e ainda pior, falando sobre PRODUÇÃO e não vendas, além de falar sobre aumento de participação no Market Share de carros de uma nacionalidade e não do segmento como todo, ou seja, um grande conjunto de mentiras e ENGANAÇÕES já desmascarados por aqui.

      Falta de caráter é ter dito por duas vezes que não iria mais voltar a comentar e dar a sua “palavra”, para logo em seguida voltar a comentar.

      Falta de um MÍNIMO de inteligência é achar que se o Brasil quebrar e dar calote, isso ia ser bom para os imóveis, sendo que a TR dispararia, não haveria ninguém para comprar os imóveis e os mesmos iriam com os preços para lona rapidamente sendo que para aqueles que colocassem todo seu dinheiro em imóveis ficariam sem um tostão para emergências exatamente no momento em que as emergências tem a maior probabilidade de acontecer.

      ILUSÃO é achar que depois de vários casos de imóveis alugados por usuários do blog, pagando preços inferiores por imóveis melhores, inclusive o que eu mesmo ocupo hoje, juntamente com várias reportagens e pesquisas mostrando exatamente o mesmo, inclusive na cidade de São Paulo, ainda assim isso não seria verdade.

      Burrice é ver que além de exemplos de quedas de preços radicais em leilões, várias vezes apresentadas aqui por diferentes usuários, mais referências com exemplo de imóvel em reportagem que estava indo para leilão com desconto de 80%, diversos depoimentos do ReclameAqui sobre investidor que viu a construtora vendendo na entrega mais barato do que ele pagou na planta, várias ações desesperadas da CEF para desovar estoques, além de quedas de preços dos estoques de imoveis em relatórios oficiais das construtoras e no IVG-R do BC e apesar disto achar que vai enganar alguém sem ter NENHUMA evidência em sentido contrário.

      Estupidez é acreditar no FINGE ZAP, SABENDO que ao vender o imóvel mais barato, que é o NORMAL, o preço SOBE, ou seja, acreditar em algo mesmo CONSCIENTE de que é apenas um grande PEGA-TROUXA.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Fernando 12 de abril de 2017 at 06:48

        Se excedeu novamente. Está fora das políticas do blog ser desrespeitoso.

        8+
        • avatar
        • to bolhado 12 de abril de 2017 at 07:25

          Bom, não ficou claro se nos primeiros parágrafos o “idiota” ou “analfabeto funcional” era eu, mas eu sinceramente acho que pra finalidade do blog essa divergência específica ja cumpriu seu papel, não vou alimenta-la. Fernando, obrigado pelo comentário.

          7+
          • CA 12 de abril de 2017 at 07:45

            O comentário foi em resposta para o Fernando, assim como demais itens.

            6+
            • avatar
          • Margarida 12 de abril de 2017 at 08:30

            Achei que ficou claro que esses comentários do CA não eram pra você. Eu, pelo menos, achei claro que as críticas ao que você escreveu foram sobre a afirmação de que não há excesso de oferta, quando seu relato indica que não há excesso de imóveis de boa qualidade. Entendi assim.

            Aliás, sobre isso, tenho visto uma movimentação curiosa nos imóveis disponíveis pra aluguel comercial. Alguns aqui perto estão com placas há anos (alguns há mais de cinco anos, que foi quando comecei a observar), desmoronando, realmente horríveis. Alguns estão recebendo reformas pra tentar alugar mais rápido.

            Não sei quanto isso tem acontecido com imóveis residenciais porque não estou vendo isso tão de perto, mas vejo casos onde o proprietário aluga com carência pra reformas, porque ele mesmo não pode ou não quer fazer consertos e melhorias. Não consigo imaginar quantos dos imóveis que estão disponíveis estão nessa condição.

            Talvez isso seja um dos motivos pra haver tantos imóveis em má condição, além da falta de noção mesmo e interesse de muitos proprietários, que ainda acham que imóveis continuam sendo o melhor investimento e fonte de renda do mundo, que ele só precisa anunciar e sempre vai haver gente interessada em pagar o quanto ele imagina que vale aquele aluguel. E essa é outra noção errada que vai ter que mudar com o excesso de oferta.

            6+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • CA 12 de abril de 2017 at 07:50

          Fernando,

          Seus inúmeros excessos foram relatados acima: não ter palavra, mentir, enganar, distorcer estas são as ofensas, classificar isto da forma correta e apresentar as EVIDÊNCIAS, são apenas os FATOS. Como você vive brigando com os FATOS e FAZENDO DE CONTA que nao existem, este é um problema SEU. Cumpra sua PALAVRA e não venha mais ao blog para mentir e enganar, daí não existirão mais FATOS que irão expor você…

          8+
          • avatar
        • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 09:24

          Fernando
          Numa primeira leitura também achei que o CA pegou pesado.
          Mas numa leitura com mais acuidade, ele usou termos impessoais, sem ser personalíssimo.
          Traduzindo: ficou dolorido para quem vestiu a carapuça

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Fernando 12 de abril de 2017 at 08:25

    Beleza. Está falando por todos?

    4+
  • De-boa-na-bolha 12 de abril de 2017 at 08:26

    Se exceder é desrespeitoso, mas distorcer a realidade com inúmeras meias verdades não. KKKKKKKK
    Só argumenta o que é conveniente, é a antítese da ideia do blog.

    3+
    • Fernando 12 de abril de 2017 at 08:31

      Numa boa, estou concordando com o primeiro post. Cada um tem o direito de pensar o que quiser.
      Vou cumprir a promessa e vou embora daqui.
      Não vou contraria-los mais.
      Que o clube da luluzinha prevaleca.

      6+
      • avatar
  • Felipe 12 de abril de 2017 at 08:54

    Moro em SP atualmente e já morei tanto em alugado como em próprio.
    Quanto à frase:
    “Um imóvel de 95 m2 novo, pronto para morar, bem localizado em SP vai fácil a 5k o pacote, sem pestanejar”

    5 mil é exagero, de 3,5 a 4 se torna mais verdadeiro – claro que depende do que ele chama de bem localizado, mas nessa faixa de valor chuto que vc encontra o que quiser.
    Deixo até um CVR – um amigo advogado tem um apê num bairro classe média de SP (mesmo que eu moro) , próximo do metrô, prédio com 10-15 anos, 3 quartos, 92m2 e 2 ou 3 vagas de garagem, não me lembro. Ele quer R$ 2500 mais R$ 900 de condomínio + IPTU, R$ 3500 no pacote, mais ou menos.
    Valor de venda bolhudíssimo, nem sei quanto, mas pra lá de 700 paus. Eu acho que ele ainda tem que baixar uns R$ 500 do pacote pra conseguir alugar.
    Vender acho difícil…
    Agora, o apartamento está ótimo, bem reformado, cheio das frescuras, mármore pra tudo que é lado, além de ser um apê bem grande pra quem não tem filhos. A média aqui de SP é bem diferente disso, a maioria dos prédios tem mais de 30 anos e os apês de aluguel geralmente são crus e quebrados. Enfim, R$ 5 mil é só se for um ótimo apartamento, num prédio novo, numa VN Conceição, Jardins etc. É totalmente fora do padrão e é um erro tornar isso como base de qualquer coisa.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Fernando 12 de abril de 2017 at 09:18

      Imóvel de 10 a 15 anos não é novo.

      6+
      • job 12 de abril de 2017 at 09:22

        Fernando

        Numa boa, estou concordando com o primeiro post. Cada um tem o direito de pensar o que quiser.
        Vou cumprir a promessa e vou embora daqui.
        Não vou contraria-los mais.
        Que o clube da luluzinha prevaleca.

        0
        8+
        • avatar
        • Libertario 12 de abril de 2017 at 11:11

          hahahahahaha
          ele não consegue (ou não pode)

          6+
          • avatar
          • avatar
    • to bolhado 12 de abril de 2017 at 09:39

      Felipe, é verdade, mas farei uma consideração. No meu apto antigo eu ia a pé pro escritório, e fazia questão de manter isso no novo. Então meu raio de procura era limitado. Em alguns meses eu percebi que dentro do bairro havia pelo menos 3 subregiões, e a subregião que eu estava procurando era de longe a mais cara / mais procurada. 7 quadras para cima já havia mais opções com preços menores (3 corretores diferentes, quando perguntavam “onde exatamente vc tá procurando?”, e eu respondia, diziam algo do tipo “ahhhh…ali vai ser mais difícil mesmo…”.) Quanto ao preço do pacote, 4k x 5k, numa generalização barata eu diria que na faixa de 80m, até 90m, você está certo, é bem possível encontrar algo até 4. Indo mais para faixa de 95 / 100 ou mais começa a ficar mais difícil. Claro, tudo dependendo do que você considera “bom apto” e “bem localizado”.

      1+
      • CA 12 de abril de 2017 at 09:56

        to bolhado,

        Usando não o meu ou o seu conceito do que é bem localizado, mas sim o do CRECI SP (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis) e aqueles imóveis da Zona “A”, que seriam os bairros mais nobres da cidade de São Paulo, selecionei 12 bairros (são mais bairros do que isto na Zona “A”, foi só amostra) e imóveis para aluguel com 100 M2 ou mais, 3 dormitórios, 2 vagas de garagem, preço de aluguel máximo de R$ 2.500 e preço de condomínio máximo de R$ 1.500.

        Observe que podemos ter mais combinações que não apareceram como resultado deste filtro e que mesmo assim possuem valor total menor ou igual a R$ 4.000 de aluguel + condomínio.

        Outro “detalhe”: estamos falando de preços ANUNCIADOS e conforme apresentei para você logo acima, temos algumas reportagens demonstrando isto inclusive com entrevistas dos proprietários, onde os donos dos imóveis estão aceitando negociar o valor para baixo, em função da altíssima e anormal vacância na cidade, além de fazerem reformas a gosto do cliente gratuitamente (cliente paga e abate integralmente do valor dos próximos aluguéis).

        OBS: Vila Mariana, Alto da Lapa, Vila Madalena, etc, NÃO se enquadram na Zona “A”, só peguei PARTE daqueles bairros considerados os MELHORES da cidade pelo CRECI SP. Se considerarmos a Zona B, que ainda são bairros muito bons, a amostra seria MUITO maior…

        Resultado da pesquisa acima: 294 imóveis para alugar se enquadraram nas condições acima. Segue o link para que você possa comprovar isto.

        http://www.imovelweb.com.br/apartamentos-aluguel-moema-sao-paulo-jardins-sao-paulo-vila-nova-conceicao-sao-paulo-morumbi-sao-paulo-perdizes-sao-paulo-higienopolis-sao-paulo-alto-de-pinheiros-sao-paulo-ibirapuera-sao-paulo-jardim-europa-sao-paulo-pacaembu-sao-paulo-jardim-america-sao-paulo-real-parque-sao-paulo-mais-de-2-banheiros-3-quartos-mais-de-2-vagas-100-999999-m2-menos-2500-reales-menos-1500-valor-condominio.html

        3+
        • avatar
        • avatar
        • to bolhado 12 de abril de 2017 at 10:01

          CA; quando vc for procurar apto para morar, você vai usar o seu conceito do que é bem localizado ou vai usar o do CRECI?

          3+
          • CA 12 de abril de 2017 at 10:38

            to bolhado,

            Os bairros em que procurei e morei no passado e fico em parte dos dias da semana atualmente, todos eles em imóvel próprio na cidade de São Paulo, foram Alto de Pinheiros, Sumarezinho e Vila Leopoldina, sendo que todos eles se enquadram como bairros “A” ou “B” para o CRECI SP. Hoje tenho imóvel alugado, mas em Jundiaí, que também se situa em bairro entre “A” e “B” da cidade. Já que você quer saber onde procuro, isto satisfez sua curiosidade? Não preciso consultar o CRECI SP para saber quais os melhores bairros quando conheço a cidade, se utilizei o CRECI SP acima, foi só para ter uma visão imparcial baseada em pesquisas que classificam os imóveis conforme seus preços, o que normalmente norteia a qualidade dos bairros, o padrão de seus imóveis, etc.

            Você por acaso se deu ao trabalho de olhar para os bairros selecionados antes deste seu comentário fortuito, ou nem isto fez?

            Qual dos bairros acima você não considera bom? Ibirapuera? Vila Nova Conceição? Higienópolis? Jardins? Moema? Alto de Pinheiros? Perdizes? Pacaembu? Todos os bairros da Zona “A” são os mais CAROS, uma vez que o assunto era o preço de aluguel e o quanto era caro na cidade de São Paulo, você não achou “fair” a seleção dos bairros mais caros?

            Pode escolher a sua lista de 12 bairros que você considera bom e pesquiso, não há nenhum problema se você achar os bairros acima ruins para o seu padrão, apesar deles estarem entre os mais caros da cidade. Sabe o que vai acontecer? Se estes bairros que você escolher não estiverem na lista de bairros “A”, o preço do aluguel será ainda menor e encontraremos ainda mais imóveis abaixo do custo total inferior a R$ 4 mil, apenas reforçando o ponto que coloquei acima.

            8+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Libertario 12 de abril de 2017 at 11:09

              fatality
              xeque mate
              touché

              4+
              • avatar
            • to bolhado 12 de abril de 2017 at 11:29

              CA, tenho de agradecer a você por me ter me apresentado o relatório CRECI, uns 2 anos atrás, aqui mesmo no bolha. Antes disso não conhecia. Mas de lá para cá acompanho mensalmente o relatório da capital, sei bem quais as divisões por Zona, e sei que misturam muita coisa, e sei também que é uma informação limitada (quantos meses um determinado tipo de imóvel x padrão não vem zerado por não ter “nenhuma negociação fechada no mês”?) Mas meu ponto nessa discussão sempre foi outro. É tão simples quanto: quando comecei a procurar, muito influenciado por muitas coisas que discutimos aqui, achei que teria uma vida muito mais fácil encontrando e fechando negócio para alugar. Não fui isso que vivi na pele. Como diria o filósofo, contra fato não se argumenta verossimilhança. Já tentei encerrar a minha participação nessa polêmica, mas você insiste em reabri-la. Não entendi se você acha que estou mentindo ao contar a minha experiência, se procurei pouco, se tive azar. Você insiste em usar relatórios para provar não sei o quê. Cada um que experimente por si, além do fato inegável que as pessoas tem preferências diferentes, estão em momentos de vida diferentes, tem situação financeira financeira. O que pode ser um ótimo apto muito bem localizado para você pode não servir para mim e vice-versa. No fim isso importa muito mais na vida real de pessoas reais do que números. Só vou deixar alguns pontos para reflexão – não sua, mas de quem estiver afim de ouvir vários pontos de vista. Primeiro: procurando semanalmente anúncios em portais, descobre-se rapidamente que há muitos imóveis repetidos. Cheguei a ver 12 anúncios do mesmo apto num mesmo portal. O que acontece é que o proprietário anuncia em 5 imobiliárias diferentes e todas elas anunciam nos portais. Outra: o ZAP é o melhorzinho (o quinto andar é muito bom mas tem pouca disponibilidade); vivareal e imovelweb não funcionam bem. Perdi a conta de quantas vezes entrei em contato com o anunciante para descobrir que o imóvel não estava mais disponível (no ZAP acontecia muito menos). Fazer um levantamento num portal para ver quantos imóveis estão disponíveis, mesmo usando filtros, é uma coisa totalmente diferente de olhar um anúncio, saber a localização exata, olhar fotos, e achar que ele é suficientemente bom (e está numa faixa de preço razoável) para vc ligar para um corretor, agendar uma visita, ligar para a sua mulher e ir ver o apto num sábado de manhã, depois de 4 ou 5 meses fazendo a mesma coisa toda a semana. E, repito: o que apresentei não tem nada a ver com previsão do que vai acontecer com o mercado, é apenas um relato para contribuir com as pessoas que estão pensando em procurar apto. Já discuti com você anteriormente e você parece ter uma necessidade quase patológica de mostrar que tem razão. Cada um que julgue por si. Nâo vou mais responder a esse tema específico.

              4+
              • Lucas 12 de abril de 2017 at 12:13

                só diz o bairro, não precisa dessa redação toda
                posso até te ajudar

                quando pesquisei a minha compra, olhei muito na rua, olhei em jornais, fui em corvinhos de bairro.

                o que encontrei o melhor negócio, o dono já tinha se mudado pra bem longe e precisava dum corvo pra guardar as chaves, ele usou um corvo de bairro que se me permitam falar bem desta raça, era uma corvolária familiar tradicional com os pés no chão, mais afim de realizar negócio do que bamburrar e sumir. Organziaram direitinho a documentação deles e até a minha, me pesquisaram de lupa, mais que eu a eles, e olha que sou paranoico nível tarja preta e que era eu quem tava no risco, eu que ia entrar com a grana. No dia da assinatura pude observar eles na sala ao lado “se pegando” por causa da comissão, algo não foi como queriam.

                2+
                • to bolhado 12 de abril de 2017 at 15:07

                  Lucas, talvez você já tenha percebido, mas eu sou meio reticente a dar muitos detalhes. Tenho conhecidos que já comentaram do blog para mim, então tento manter uma certa impessoalidade, dentro do possível.

                  0
              • CA 12 de abril de 2017 at 12:23

                to bolhado,

                Primeiro você falou de forma GENÉRICA que imóveis bons tinham mais procura do que oferta.

                Questionado, “complementou” que imóveis bons, mas com preços que você considerasse razoáveis é quem tinham demanda maior que oferta.

                Quando outros usuários apresentaram a visão deles (nem fui eu), você complementou mais uma vez e disse que você se restringiu às localizações mais próximas de seu local de trabalhando, desprezando inclusive opções mais baratas que ficassem a poucas quadras de distância. Aproveitou para mais uma vez, a partir deste universo ainda mais limitado (tem que ser bem próximo do seu trabalho), fazer uma nova generalização de que seria difícil obter imóveis acima de 95 M2, com boa qualidade e bem localizados na cidade de São Paulo como um todo.

                Foi com base nesta sua mais recente generalização baseada em experiência pessoal sua bastante restrita às proximidades de seu trabalho, que resolvi pesquisar se encontraríamos ou não uma amostra dentro de um universo mais abrangente que comprovasse ou desmentisse sua hipótese de generalização.

                Já lhe disse antes: já pesquisei CENTENAS de imóveis em São Paulo ao longo de DÉCADAS. Sei exatamente como é a rotina. Também já pesquisei pessoalmente mais algumas centenas em outras cidades ao longo deste tempo. Se você quer pegar uma experiência que conforme você mesmo foi descrevendo foi extremamente restritiva em relação ao seu endereço de trabalho e generalizar para toda a cidade, OK, é um direito seu. Isto significa que ninguém tem o direito de questionar e apresentar evidências mais abrangentes que contradizem o que você diz? Você não pode ser questionado? Aceita questionar, mas não ser questionado?

                O que consta acima te incomodou, por que? Quem afinal não quer ser questionado, aquele que ao refutar apresenta fatos e dados, em linha com o questionamento, ou aquele que se nega a discutir sobre isto e continua com observações genéricas sem fundamento ou ainda, fazendo perguntas que não tem nenhuma relação, como se eu escolhia bairros conforme critérios do CRECI SP !?

                Cuidado com o efeito espelho, quem deu continuidade à discussão foi você. Foi você que pegou uma observação cada vez mais restritiva (tinha que ser muito perto do seu trabalho) e generalizou para o resto da cidade, não fui eu.

                4+
                • avatar
  • Cajuzinha 12 de abril de 2017 at 09:07

    Tem muito túnel até a próxima luz

    Para Edmar Bacha, um dos pais do Real, a solução para a atual crise terá de passar pelo escrutínio de 2018 e pelo fim do terremoto político provocado pela Lava Jato

    Já dá para ver alguma luz no fim do túnel para a economia brasileira?
    Não. Há dois pontos importantes que permanecem sem solução. Um deles é até onde vai a Lava Jato. O outro é a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a eventual anulação do pleito de 2014. Supondo que esses fatores não alterem o andamento do governo, a questão é saber quem será eleito em 2018. Haverá continuidade ou não da atual política econômica? Com um grau muito grande de incerteza, os empresários não investem.

    http://epocanegocios.globo.com/Economia/noticia/2017/04/tem-muito-tunel-ate-proxima-luz.html

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Arregao 12 de abril de 2017 at 09:19

    Moro na cidade e vejo casas antigas em bairros relativamente bons com precos absurdos, deve ser por isso que a placa de vende-se esta se deteriorando.. Imobiliarias favor trocar as placas ,
    Se algum milionario.quiser comprar nao esta aparecendo mais o telefone da imobiliaria na plaquinha derreteu com a acao do tempo. Ou pede pro proprietario cortar o mato la de dentro please.

    6+
  • thiago fm 12 de abril de 2017 at 09:20

    Me desculpem pelas letrinhas, mas acho que dá pra perceber claramente quando o gráfico é de minha autoria e não quando não é. Infelizmente se acham que existem poucos dados sobre o mercado residencial, muito pior é a situação do mercado comercial e, nesse caso, não é tão simples achar dados gráficos e base de dados atualizados. Logo não se trata de manipulação, mas de adaptação e conformação.

    De qualquer forma achei outros dois gráficos que tratam da vacância e do ciclos de alta e baixa no segmento comercial e mesmo que as letras fiquem muito miúdas verão que ainda assim os gráficos permanecem inteligíveis para capturar o movimento como um todo. Os dados mais recente são projetados pela Credit Suisse, mas quem achar que há muita discrepância na taxa de vacância média estimada para o período pode ficar a vontade e nos atualizar sobre esse dado para os escritórios em São Paulo, talvez buscando nos tópicos do blog ou localizando um novo gráfico. Creio que não verão nada acharão nada largamente superior às informações projetadas no gráfico para o caso selecionado.

    Sobre os dados de preço da Fipe eu sabia que desqualificariam os mesmos, mas nesse caso devo avisar para terem um pouco mais de cautela, já que até a última atualização em 09/2016, o índice tradicional que mede o desempenho do mercado comercial – o IGMI-C da FGV (usado pelo CA para medir a rentabilidade do setor) não apresentava nenhuma queda nominal, ao contrário do índice da Fipe. Aliás, embora esteja sim baseado em preços de oferta, tal índice não deve ser chamado normalmente de “Fipezap”, já que tem dados de outras fontes. Logo, no que se refere ao desempenho da valorização dos imóveis comerciais, temos que os dados da Fipe estão entre os mais “agressivos” do que se tem disponível até o momento, o que não deixa de ser um bocado irônico pra vocês, que terão de optar pelas impressões e algumas notícias aleatórias.

    4+
    • Cadeludo 12 de abril de 2017 at 09:27

      cara vc viu e acreditou na propaganda do PT ontem? muita gente acredita

      9+
      • avatar
      • avatar
      • CA 12 de abril de 2017 at 09:40

        Cadeludo,

        Acima um exercício grafista, feito por quem tem interesse em vender otimismo porque participa deste mercado indiretamente e que parte do princípio que o futuro será idêntico ao passado, embora nunca tenha sido assim e TODAS as variáveis sejam DIFERENTES no PRESENTE (super oferta neste nível nunca existiu, crise na economia impulsionada pela bolha nunca existiu nesta proporção, idem para crise política e de corrupção institucional, bem como déficit fiscal, preços nunca estiveram tão incompatíveis com qualquer outro parâmetro, inadimplência nunca esteve tão elevada, empresas nunca estiveram tão endividadas, etc, etc, etc…).

        Sobre a taxa de retorno da FGV, ele se “CONFUNDE” e como sempre, a conclusão dele é o CONTRÁRIO DA VERDADE:

        A taxa de retorno é a divisão do preço de aluguel pelo preço de venda. Isto significa que se o preço de venda do imóvel comercial cair MAIS do que o preço do aluguel, a taxa de retorno é maior, exatamente como está sendo mostrado no gráfico da FGV mais acima!

        Observem: é exatamente o CONTRÁRIO da conclusão dele no comentário anterior e também neste! Ele tenta ENGANAR as pessoas dizendo que se a taxa de retorno do aluguel está subindo, é porque o preço do aluguel está caindo mais que o preço de venda (comentário anterior), quando é exatamente o contrário! Está tentando ENGANAR o pessoal no comentário acima, porque não explica em nenhum momento que a subida do retorno pode e deve ser uma consequência de queda de preço de venda de imóvel comercial superior a queda de preço de aluguel!

        Ele INVERTE a análise, a distorce e faz o que for necessário para chegar na conclusão que quer, mesmo que a conclusão seja o oposto da VERDADE, que afinal nunca importou para ele, não é mesmo?

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 12 de abril de 2017 at 09:46

          Ah sim, o que está colocado acima em termos reais (descontada a inflação), uma vez que as quedas do FIPE ZAP, que ele comparou, tem sido publicadas sempre com este parâmetro.

          4+
          • avatar
          • avatar
    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 09:40

      Thiago fm
      Usando apenas o critério de vacância de escritórios A e A+ em São Paulo
      Este dado da Credit Suisse está comprovando uma suspeita minha: que a vacância na Grande São Paulo já está acima de 20%

      De acordo com a Nai Dworking Consultoria e com a Credit Suisse
      ANO – NAI – SUISSE
      2004 – 24%
      2005 – 21% – 11%
      2006 – 13% – 9%
      2007 – 8% – 6%
      2008 – 7% – 5%
      2009 – 11% – 6%
      2010 – 7% – 4%
      2011 – 1% – 2%
      2012 – 7% – 6%
      2013 – 16% – 10%
      2014 – ____ – 13%
      2015 – ____ – 16%
      2016 – ____ – 20%
      Pergunta: por que em momentos de grande vacância, os dados são tão divergentes?

      3+
      • Alemon Fritz 12 de abril de 2017 at 12:35

        esse grafico de % “vacancia” tá uma piada… em 2008 aponta 5% e em 2015 15% mas estão na mesma altura.. todos os números só figurinha pra caber no “ciclo natural”… quando a “vacancia” aumenta o grafico desce… kkk nem olhei o resto.

        3+
        • avatar
    • AGP 12 de abril de 2017 at 09:43

      Thiago fm

      Vamos assumir então que tudo isso que você diz seja verdade, sério mesmo, sem brincadeira:

      Então, partindo do gráfico que você postou que o setor imobiliario estaria no auge da sua taxa de retorno, como você explica os pedidos de falência/recuperação judicial das maiores construtoras operando no Brasil? (Cyrela, PDG, Rossi, para citar algumas) e em um mercado que os juros foram subsidiados pelo governo? Necessitaria de uma incompetência monstruosa por parte dessas empresas.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 09:52

        Concordo contigo
        Se este retorno está tão alto, então por que todos estão quebrando? Isto está desconectado da realidade!
        Esta seria uma leitura inversa do índice clássico “price to rent ratio index”
        https://www.numbeo.com/property-investment/gmaps.jsp?indexToShow=getPriceToRentRatioCityCentre

        8+
        • avatar
        • avatar
        • CA 12 de abril de 2017 at 10:16

          AGP,

          A taxa de retorno é a divisão do preço do aluguel pelo preço de venda, considerando ainda investimentos e alienações, detalhes no link abaixo:

          http://portalibre.fgv.br/main.jsp?lumChannelId=4028818B33F047B80133F53367111455

          Se o preço de venda CAIR mais em termos reais do que o preço de aluguel na mesma base, a taxa de retorno sobe. O gráfico acima dá os números em termos NOMINAIS, se colocar em termos reais, verá que é isto que aconteceu, o preço de vendas CAIU mais do que o preço de aluguel.

          Como dito, o gráfico acima traz os números em termos nominais, sem abater a inflação, apesar disto, ele compara com o FIPE ZAP da forma que tem sido divulgado, ou seja, abatendo a inflação (é neste cenário que as quedas mencionadas por ele quanto ao FIPE ZAP tem sido apresentadas).

          Se você observar a coluna azul, sobre o capital, ela parou de crescer em termos NOMINAIS nos últimos trimestres, ou seja, queda real. Já olhando para a coluna vermelha, ela continuou subindo em termos NOMINAIS, onde a evolução das barras é similar as anteriores, MAS esta evolução em pontos base sobre uma base cada vez maior, representa um PERCENTUAL cada vez menor de crescimento NOMINAL e uma queda PERCENTUAL em termos reais menor que no caso dos preços de imóveis.

          É por isto que a linha de retorno continuou crescente. É análogo ao FINGE ZAP, que quando vende o mais barato, o preço sobe, aqui, quanto mais cair o preço de venda proporcionalmente à queda do aluguel, mais a taxa de retorno sobe. Ele adora índices que enganam as pessoas à primeira vista…

          6+
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 12 de abril de 2017 at 12:17

            ou seja, falta coerência interna, mesmo considerando verdade todos aqueles gráficos floridos
            o que leva a conclusão óbvia: são apenas desenhos coloridos

            3+
            • avatar
          • Lucas 12 de abril de 2017 at 12:22

            tem outro erro nisso:
            a taxa de retorno é quando a pessoa comprou, comparado com o aluguel de hoje

            aquele mesmo erro de considerar a valorização do automóvel ZERO km, depois que vc comprou seu carro está envelhecendo, não importa se os autos novos estejam sendo lançados modelos mais modernos e mais caros.

            quando ele emparelha coisas inemparelháveis é apenas um truque de quinta categoria, serve apenas de referncia entre proporções de venda/preço, não é o índice rent yeld de quem investiu. É o mau uso de um dado versão 4milhoes e 25B

            3+
            • avatar
            • avatar
    • job 12 de abril de 2017 at 09:50

      thiago fm,
      aquele segundo gráfico é baseado em um histórico de preços certo? e com base nesses dados vc afirma que a coisa toda é cíclica. Mas ele leva em conta o fato de ter havido um aumento desproporcional de preços nos últimos anos, como nunca antes visto? Também leva em conta essa euforia generalizada na banânia inteira, que levou a lançamentos e mais lançamentos, aumentando a oferta de forma anormal tb?
      Na minha opinião, esse gráfico até pode ser de ciclos de subidas e descidas, mas dessa vez a descida vai ser muito maior e mais demorada do que o gráfico bola de cristal afirma ali. Esse gráfico nada mais é do que uma previsão, mas é bem provável que quem fez ele não levou em conta as variáveis que eu comentei acima, que são extremamente pertinentes à essa questão. Só porque o mercado tem se comportado dessa forma historicamente, não quer dizer que vai se comportar assim no futuro, pra sempre. É muito otimismo ou ingenuidade pra pensar assim, na minha opinião.
      Mas, ninguém aqui é adivinho, veremos nos próximos anos quem tinha razão, inclusive vou guardar esse gráfico pra olhar mais à frente….

      4+
      • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 12 de abril de 2017 at 09:39

    O Santo Alckmin e Deus FHC denunciados por Marcelo Odebrecht capas de quase todos os jornais em letras maiores que os nomes dos corruptos do PT e PSDB..
    O que tá acontecendo no Brasil? Mídia virou isenta?

    12+
    • avatar
    • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 12 de abril de 2017 at 09:40

      PMDB

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 09:45
    • mestre dos magos 12 de abril de 2017 at 12:50

      Não entendi. É venda direta, mas consta como imóvel ocupado.

      2+
      • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:06

        Provavelmente é leilão extra-judicial. Propriedade do banco. Pode ser leilão on-line e ou venda direta (pode ser negociado diretamente até um prazo x)

        4+
        • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 12 de abril de 2017 at 09:47

    Sobre os cálculos price to income ratio …
    Em pleno 2017 SP e RJ ainda encostados em Londres?

    2+
    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 09:55

      Londres está com o índice mais alto do mundo ocidental, isto é insustentável.
      No oriente, Hong Kong e Xangai estão mais altos ainda.

      2+
      • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 12 de abril de 2017 at 10:07

        Tá, mas quero entender como SP e Rio estão logo atrás em plena crise…não pude clicar link pra ver a data da lista ainda…

        1+
        • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 10:15

          Use este link, e verá que no meio do ano em 2015 o Hell de Janeiro atingiu um price to income ratio de 26
          Uma pessoa, recebendo a renda média (pib per capita) precisaria trabalhar por 26 anos para poder adquirir um imóvel de valor mediano.

          https://www.numbeo.com/property-investment/gmaps_rankings.jsp?indexToShow=getHousePriceToIncomeRatio&title=2015-mid

          2+
          • avatar
          • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 10:16

            Detalhe: 100% do salário dela por 26 anos

            3+
            • avatar
        • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 14:21

          Cramulhão
          Lembrando que, ocorreu uma mega valorização em Londres por causa da chegada de dezenas de milhares de funcionários do setor financeiro.
          A Inglaterra como parte do MCE e ainda com acordos bilaterais com o EUA seria a Meca financeira.
          Os árabes fizeram investimentos pesados em salas comerciais A++
          Mas agora, com o BREXIT, cerca de 50.000 famílias irão sair de Londres.
          PLOC

          4+
          • avatar
          • avatar
      • SampaBoy 12 de abril de 2017 at 10:45

        Tenho parente que mora em Londres. Os preços estao realmente altos, porem :
        1- la o juro anual imobiliario é 4%
        2- la nao existe investimento que pague juro maior que isso (nao existe PMJ )

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 11:32

          Sampaboy, exatamente, vamos analisar este ponto, da rentabilidade do aluguel do imóvel X aplicação financeira.

          Do ponto de vista puramente econômico, o indicador clássico “Gross rental yield” indica a rentabilidade bruta ao ano, do investimento feito na aquisição de um imóvel.

          Durante uma bolha, a rentabilidade cai, porque o valor do imóvel sobe mais que o aluguel.

          Então, para saber até onde cairá, bastará saber qual a rentabilidade que um imóvel precisa ter para suplantar uma aplicação financeira.

          Historicamente, os juros reais pagos pelo Brasil são em torno de 7% AA.

          Para obter uma rentabilidade liquida de 7% na locação de um imóvel, precisamos descobrir a rentabilidade bruta, que seria a liquida acrescida da taxa de administração, IR, vacância e depreciação.

          7,00% / 0,900 (10% de taxa de administração) = 7,78%
          7,78% / 0,725 (27,5% de Imposto de Renda) = 10,7%
          10,70% / 0,850 (15% de vacância) = 12,6%

          Irei desconsiderar os ganhos com a valorização do imóvel e as perdas com a depreciação do mesmo.

          Ou seja, para ter uma rentabilidade imobiliária que suplante os ganhos com aplicações financeiras, ele precisará render 12,6% ao ano, o equivalente ao Fator X (price to rent ratio) de 95.

          Este Fator X era típico no Brasil, até 2003, e vejam que era numa época que existia uma pressão da demanda, por conta do bônus demográfico.

          Então, sob a ótica do investidor, os imóveis terão que cair mmmmmuito, até que valha a pena investir nisso.

          ————————-

          Já que estamos numa simulação, vou experimentar um cenário muito otimista, com juros real de 5% AA e vacância de 10%.

          5,00% / 0,900 (10% de taxa de administração) = 5,56%
          5,56% / 0,725 (27,5% de Imposto de Renda) = 7,67%
          7,67% / 0,900 (15% de vacância) = 8,52%
          100 / 8,52 * 12 = 140,8 de Fator X

          Mesmo numa situação otimista, somente valeria a pena investir em imóveis se o valor dele fosse até 140 alugueis.

          ————————-

          De acordo com este site abaixo, esta são as rentabilidades dos imóveis em algumas cidades.

          Observem que os países, menos o Brasil, estão pagando um juros real menor que 1% AA, alguns até negativos, como o Japão, o que proporciona uma excelente rentabilidade dos aluguéis.

          Mas no caso das cidades brasileiras, para a rentabilidade liquida dos alugueis emparelhar com o rendimento das aplicações, mantendo-se o valor do aluguel atual, o valor de venda do imóvel ainda terá que cair mais de 50%.

          https://www.numbeo.com/property-investment/gmaps_rankings.jsp?indexToShow=getGrossRentalYieldCityCentre&title=2017
          Los Angeles = 8,30%
          Miami = 7,63%
          Dublin = 6,00%
          New York = 5,12%
          Hell de Janeiro = 4,65%
          São Paulo = 4,37%
          Sydney = 4,22%
          Madrid = 4,08%
          Berlin = 3,59%
          Brasília = 3,38%
          Londres = 2,42%
          Tokio = 1,94%

          7+
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 11:49

            Num cenário otimista, onde a rentabilidade do imóvel seja melhor que 8,52% AA, estas são as quedas necessárias no valor dos imóveis:
            Hell de Janeiro (1 – (4,65% / 8,52%)) = 45,4%
            São Paulo (1 – (4,37% / 8,52%)) = 48,7%
            Brasília (1 – (3,38% / 8,52%)) = 60,3%

            Já, num cenário médio, onde o imóvel precisaria render mais que 12,6% AA, o valor de venda dos imóveis precisaria cair:
            Hell de Janeiro (1 – (4,65% / 12,6%)) = 63,1%
            São Paulo (1 – (4,37% / 12,6%)) = 65,3%
            Brasília (1 – (3,38% / 12,6%)) = 73,2%

            6+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Lucas 12 de abril de 2017 at 12:03

              excelente
              já fiz essas contas deu o mesmo
              seria muita pentelhação te pedir pra rodar todas essas contas ancorado numa moeda de verdade, no dólar
              daria um trabalhão refazer tudo pq o dólar se move, mas acho que ta aí um dos Xizes da questão, haveria implícito no mercado da banania que o real atingiu o fundo do poço. Veja os números, mesmo com todo pânico de hoje, dólar estável pra queda.

              5+
              • avatar
              • avatar
              • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 12:14

                Lucas
                Não acho bom fazer a conta em dolares
                De acordo com o índice big mac ajustado, o real está sobrevalorizado em 67%
                http://www.economist.com/content/big-mac-index

                3+
                • avatar
                • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 12:15

                  Índice Big Mac ajustado mostra o real como moeda “mais cara do mundo”
                  Comer o lanche famoso do McDonald’s é mais caro aqui do que em qualquer outro país, de acordo com o levantamento da The Economist
                  http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/consumo/noticia/6137356/indice-big-mac-ajustado-mostra-real-como-moeda-mais-cara

                  4+
                  • avatar
                  • avatar
                  • Lucas 12 de abril de 2017 at 12:24

                    confirma o que te disse
                    o mercado está precificando um ganho cambial plus
                    ou não?

                    2+
                    • avatar
                    • Lucas 12 de abril de 2017 at 12:26

                      ou é o contrário?
                      dormi mal to com dificuldade de pensar

                      2+
                      • avatar
                    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 12:33

                      Lucas
                      Este número está muito estranho, eu nunca vi o Big Mac Index sair tão fora de 100, como está atualmente.
                      Isto dá margem para uma macrodesvalorização cambial, o que facilitaria o aporte de investimentos estrangeiros.
                      Mas a dívida da petrobras, os contratos de swap cambial do BC e a dívida do bndes iriam para a estratosfera.

                      3+
                      • avatar
                      • avatar
  • Cajuzinha 12 de abril de 2017 at 09:49

    12/04/2017 Com piora da crise, inadimplência recua, aponta Boa Vista | Valor Econômico
    http://www.valor.com.br/brasil/4934832/com­piora­da­crise­inadimplencia­recua­aponta­boa­vista 1/1

    Segundo a Boa Vista SCPC, o aprofundamento da crise econômica explica em grande medida o recuo da
    inadimplência. “As adversidades na economia ao longo dos últimos dois anos geraram grande cautela nas
    famílias, inibindo o consumo e, consequentemente, contribuindo para a diminuição do fluxo de inadimplência”,
    diz a companhia em nota.

    1+
    • SampaBoy 12 de abril de 2017 at 09:56

      “Apesar de ter caído o volume de dívidas, o total de inadimplentes cresceu no primeiro trimestre, somando 59,2 milhões ante 58,7 milhões em igual período de 2016. Esse universo equivale a 39,36% da população adulta, entre 18 e 95 anos” :
      quase metade da população devedora !
      http://www.dcomercio.com.br/categoria/financas/inadimplencia_atinge_59_milhoes_de_consumidores_brasileiros

      5+
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 10:18

      Isto é típico de toda recessão
      O endividamento e a inadimplência atingem um pico pouco antes de começar a recessão.
      Uma recessão é basicamente um redirecionamento de recursos, onde antes ia para o consumo, agora passa a ir para poupança e quitação de dívidas.

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Dr. Estranho 12 de abril de 2017 at 10:23

    Segundo o Jornal “O Bobo”(edição de hoje) o IPO da Azul impulsionará a bolsa. Enfim poderei realizar capital e vender tudo que tenho. Parabéns a Azul.

    2+
    • avatar
    • Lucas 12 de abril de 2017 at 11:57

      mudou a Lei, agora capital estrangeiro pode ira a 100%
      sorte de quem sabia deantes
      sorte do setor que agora pode sair da lama com $ externo
      e sorte do consumidor, que se não formar um oligopólio, teremos passagens um pouco menos caras daqui uns anos
      … quem sabe entra uma low cost, já pensou SP-RJ a 29 reais? o valor do pedágio pra santos

      5+
      • avatar
      • avatar
  • Dr. Estranho 12 de abril de 2017 at 10:25

    É impressão minha ou o depoimento do molusco (pai da bolha) coincide com a hora do pesadelo da PDG?

    4+
    • avatar
  • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 10:34

    Thiago fm

    Em relação ao gráfico “Variação em 12 meses do IPCA e dos preços anunciados para venda de imóveis comerciais por cidade(%).”

    1) Em setembro de 2016 ocorreu uma desvalorização nominal de 7% no RJ, que aliado a um IPCA de 8% significa uma desvalorização real de 15% em 12 meses. Confere?

    2) Considerando o pico em maio de 2013 (25%) até o vale em setembro de 2016 (-7%), ocorreu então uma queda nominal de 32% no RJ,
    considerando que o IPC-A neste período foi de 28,4%, então a QUEDA REAL NO RJ NESTE PERÍODO FOI DE 60,4%?

    https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/corrigirPorIndice.do?method=corrigirPorIndice

    3+
    • Lucas 12 de abril de 2017 at 11:53

      eu acho que ficaria mais bonito se o Thiago usasse a paleta de cores quentes, ficaria mais excitante, joga ai um degradê de laranja pra vermelho, tipo um sunrise
      e Cesar se vc quiser fazer comparações nessa linha seria melhor pegar o CDI, nestes 4 anos acho que deu uns 50% ou 60¨%

      6+
      • avatar
      • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 12:05

        Lucas
        Sem entrar no mérito da correlação destes dados com a realidade, eu só queria confirmar que houve uma queda de 60%, nos últimos 4 anos, no valor anunciado dos imóveis no Hell de Janeiro.

        3+
        • avatar
        • Lucas 12 de abril de 2017 at 12:31

          perfeita colocação queda real de 60% no valor “anunciado”
          enquanto esse mesmo dinheiro se houvesse feita realização em 6 anos teria quase que dobrado de valor, um gap total de 400% fora que seria dinheiro no bolso contra expectativa de dinheiro no bolso uma vez que é só um anuncio, que no mercado real valha talvez ZERO, que o proprietário empurraria pra frente só pra se livrar dos custos, anos atrás eramos chamados de loucos pensar nisso, hoje temos casos reais disto acontecendo em números cada vez maiores.

          3+
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 12:37

            Lucas
            Não tente explicar sobre custo de oportunidade para um propriotário/investidor que adquiriu um imóvel bolhudo.
            Se ele fez isso no ápice da bolha, então ele é movido a emoção e não a razão, e ficará com raiva de quem der esta explicação.
            kkkkkkkkkkkkkkkkkk

            4+
            • avatar
            • avatar
  • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 11:37

    Só por diversão

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 12 de abril de 2017 at 11:49

    CA

    Kkkk

    Caraca, quanta manipulação barata de décima quinta categoria.

    Primeiro gráfico vai até 2013 e esquece que estamos em 2017. Disparou muito mais do que isto a ANOMALIA.

    O outro gráfico começa em 2013.

    Utiliza como referência de preços o FINGE ZAP, aquele já explicado um milhão de vezes que quando vende ou aluga o mais barato, que é o NORMAL e ESPERADO, o anúncio é retirado e o preço médio SOBE! O maior PEGA-TROUXA já inventado pelo segmento imobiliário no Brasil, desmascarado “N” vezes por aqui e ele insiste em usar como “referência”???

    A distorção entre oferta e procura só aumenta, o que é um sinal de que o ajuste de preço a ser feito terá que ser cada vez maior (aula básica de economia, capítulo 1, parágrafo 1, procurar por LEI DE OFERTA E PROCURA). Qual a brilhante conclusão: “se preços ainda não caíram tanto, não irão cair e pouco importa esta tal de oferta e procura”. Conclusão sem sentido, só para variar. Você só pode dizer que o preço não é problema a partir do momento em que a relação entre oferta e procura está em um caminho firme de recuperação da normalidade e não quando ela só está aprofundando a anomalia.

    Resumindo: falta conhecimento básico do básico, sobra má-fé.

    Aliás, até as construtoras já reconheceram que a causa da crise delas foram os abusos de 2007 a 2011 e que a derrocada se iniciou em 2012 como consequência destes abusos e o infeliz, a esta altura sozinho, insiste nesta mentira de que a culpa foi da crise na economia em 2012? Patético!

    CA
    a conclusão tradicional no mercado de comerciais é que o segmento é tão mas tão lucrativo pro construtor que pode cair 90% e ainda vai dar lucro, desde que o terreno esteja nas mãos dos grandes. Isso é uma das grandes maracutaias, máfia mesmo, pq diferente do residencial ninguém consegue entrar nesse mercado, esses caras tem no bolso o prefeito e os vereadores, pra eles basta mudar a lei de zoneamento e do dia pra noite um terreno baldio na periferia passaa valer milhões, sem exagero, vi outro dia um leilão no sítio dos francos em SP, leilão do dono mesmo, por 35 milhões, 5 alqueires, só que divida de 500 mil em IPTU, poderia ainda lista vários e vários casos, aqueles terrenos em cima do córrego dos meninos em são bernardo do campo, área alagada, a prefeitura foi lá fez obras caríssimas de canalização, mudou o zoneamento e hoje tem shopping, tem escritório, tem residência, lucros gigantescos às custas dos impostos, tudo feito de forma legalizada, ainda que pra cá e pra lá role algum faz-me-rir só pra burocracia andar e fazer amizades, igual na questão da carne, o dinheiro fácil do Bndes eles preferem seguir a Lei à risca do que por a perder todo o negócio por causa de minudências, e quem tá fora do esquema ou fecha a porta, ou vai pra clandestinidade, ou abre as pernas e se deixa extorquir.

    Então é um mercado onde gráficos floridos é a parte besta da história, não entra no que interessa, até por isso o próprio mercado é escasso em monitorar baboseira, vcs ficam aí fazendo contas à toa, caindo na armadilha do Thiago da estorinha dos ciclos. eu que gosto muito de contas, em certos casos nem perco meu tempo, sem querer misturar assuntos mas já misturando, é como se a gente passasse o dia colocando os listados do Janot no diagrama de Nolan pra ver quem é mais ladrão se é da direita se é da esquerda, são questões acessórias ao tema central, e caralhos, dormi mal hoje, bolsa em panico, TD subindo, ok vou ganhar, viva o PMJ, mas é indigesto tudo isso, levante a mão aqui quem não se surpreendeu com pelo menos 1 ou 2 nomes? por outro lado cadê o Sarney, ou seja, aquilo ali é a ponta do iceberg, aquilo são minudências. O que “ele” chamou de Estado profundo são todas essas forças ocultas se rearrumando. Quem tiver estomago forte vai longe.

    4+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 12:09

      A máfia e a manipulação dos números é tão grande, que os construtores contam a estorinha que tem um lucro menor que 20% na construção de um prédio, porém, já foi ventilado em algumas postagens, que quando eles conseguem vender 25% dos imóveis na planta, já começam a erguer o prédio, pois isto já seria suficiente para cobrir o total dos custos.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Money_Addicted 12 de abril de 2017 at 11:57

    eu tenho dois CVRs em relacao a encontrar imoveis bons por preco bom, ano passado eu tinha um alugado no litoral a 300 mts da areia, era um AP d 1 dormitorio, reformado e com moveis feitos sob medida, os eletrodomesticos da cozinha todos de inox -> pagava 1.2k pelo pacote. melhor custo/beneficio impossivel
    mudei de endereco na cidade q resido (infelizmente nao resido no litoral) e consegui uma casa tambem mobiliada, com tudo qto eh tipo de “frescura” q brick lover gosta pagando um preco otimo tambem.

    como podem ver eu tenho experiencia propria q o mercado esta otimo para os locadores 🙂

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 12 de abril de 2017 at 12:39

    Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 12:33
    Lucas
    Este número está muito estranho, eu nunca vi o Big Mac Index sair tão fora de 100, como está atualmente.
    Isto dá margem para uma macrodesvalorização cambial, o que facilitaria o aporte de investimentos estrangeiros.
    Mas a dívida da petrobras, os contratos de swap cambial do BC e a dívida do bndes iriam para a estratosfera

    Dólar a 6 reais???
    seguiremos os passos da argentina???
    teríamos calotes???
    mas ué? o mudis não acaba de elevar a Petrobrás???

    essa situação está cada dia mais surreal.
    e só não vejo o congresso aprovando uma grande lei de anistia porque tem um quarto poder ali com a faca na mão.
    será que vai dar merda???… sinceramente estou em parafuso, quando achei que estava entendendo o jogo, o jogo muda

    3+
    • avatar
    • avatar
    • Money_Addicted 12 de abril de 2017 at 12:44

      sobre uma eventual/hipotetica maxi-desvalorizacao, vcs acham q isso poderia ocorrer do dia pra noite?

      Estou com o dedo no gatilho para mandar uma grana pra la, mas sabe como eh neh….agt sempre quer esperar pra ver se cai mais um pouco e ficar aproveitando os juros paradisiacos

      [ ]s

      3+
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 12 de abril de 2017 at 12:53

        Se o temer cair no TSE
        ou em fim de 2018 a depender de quem for eleito
        eu não gosto de fortes emoções, trauma de 87 ainda, por isso insistia em algo mais “centrado”
        infelizmente meus heróis morreram todos eles de overdose ontem a tarde

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 13:04

          Tá explicada essa irritação toda kkkkkk

          3+
          • avatar
          • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:07

            Véio, você tinha heróis!?
            Quais?

            2+
            • avatar
            • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:19

              o professor FHC a quem assisti tantas palestras, achava ele quase um Estadista, alias toda turma de amigos deles, aquele pessoal da africa do sul, o mandela, aquele cardeal, como presidente foi uma merda, foi, mas nunca nestes termos.
              o alckmin nunca achei um santo em meio a demônios, mas ao menos alguém bem mais comedido que a média, pensava em algum trafico de influencia e parava nisso, era nada, bamburrou nos milhoes
              o Romário, porra até o Romário
              o roberto freire com seu passado comunista ainda que eu divergisse nunca desconfiei dele como honestidade

              de resto foda-se: incluso esses tucanos aluisio, anibal, çerra, aéçio que vivem dizendo que eu gosto, eu não.

              8+
              • avatar
              • avatar
              • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:29

                kkkkk
                Eu si divirtu !!!

                8+
                • avatar
                • avatar
          • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:10

            kkkk
            né não, quando chutei aquele diagrama não tava sabendo de nada
            se vc for quadricular os listados vamos descobrir quem é mais honesto? esquerda ou direita???
            não né!
            nada pessoal, só quis mostrar outra forma de ver, alias a forma natural.

            2+
    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 13:03

      Hoje o dolar está R$ 3,14 e muitos especialistas em comércio exterior falam que ele precisaria estar em R$ 4,00
      Isto implicaria numa maxidesvalorização de 21%
      Desconfio que o que estaria sustentando o real tão valorizado assim, seria a balança comercial, que teve um recorde de US$ 7 BI no mês passado.
      Enquanto o poder de compra do brasileiro continuar baixo, as importações permanecerão baixas, e as exportações estão indo muito bem.

      “As exportações de produtos básicos apresentaram crescimento de 29,7% frente a março do ano passado, resultado influenciado, principalmente, pela venda de minério de ferro (+186,7%), petróleo em bruto (+145,9%), carne suína (+33,4%) e carne de frango (+7%).
      Avanços também foram registrados em manufaturados (+12,3%) e semimanufaturados (+7,4%). Entre os itens, destacaram-se os hidrocarbonetos (+170,9%), óleos combustíveis (+161,7%), borracha sintética (+111,9%), semimanufaturados de ferro e aço (+109,3%), tubos flexíveis de ferro e aço (+94,6%) e veículos de carga (+67,1%).”
      http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2017/04/balanca-comercial-tem-superavit-recorde-em-marco

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:44

        Boa garoto !!!
        viu algo que poucos veem!
        “Enquanto o poder de compra do brasileiro continuar baixo, as importações permanecerão baixas, e as exportações estão indo muito bem.”

        4+
        • avatar
        • avatar
      • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:53

        Cesar
        indo por essa linha preço de automóvel iria subir
        aliás já tá acontecendo.
        iria puxar a inflação como um todo, preço de gasolina, tudo

        1+
  • Alemon Fritz 12 de abril de 2017 at 12:47

    A chevrolet tá fazendo a promoção um “Lote dourado”..
    as construtoras vão fazer qual promoção: algo como “Coluna onix” ” Obelisco negro”, “Casa cor preto Vibrante “

    4+
    • avatar
  • Margarida 12 de abril de 2017 at 12:51

    Lucas, alguns posts atrás você mencionou um cálculo pra valor de. Imóveis que você usa, um que disse que colocaria depois. Não consegui achar. Você postou.? Fique curiosa.

    2+
    • avatar
    • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:07

      é uma técnica que uso faz muitos anos e nunca falha
      vc vai na garagem e vê os carros, tira uma média
      não e tão fácil, vc precisa se treinar pra reconhecer carros e saber o valor de tabela deles
      considera se tem 2 vagas como a soma dos 2
      existe uma relação entre valor do carro e valor do imóvel que varia dentro duma faixa
      com o tempo vc vai aprimorando é rápido e pratico pra identificar bons negócios
      o que comprei agora tinha essa distorção imensa, havia ali carros de luxo mesmo, que se novos em alguns casos custaria mais caro que o valor anunciado, mas tem que ver pela média, e mesmo os mais baratos era uma proporçãox3. melhor ainda se vc souber quando cada um ali entrou no imóvel. No auge da bolha vi muito isso, no prédio que aluguei, tinha um proprietário que era garçom e andava de fox, mas comprou 15 anos atrás, e tinha um gerente geral de banco com SUV importada que tinha acabado de comprar, o de 15 anos antes estava no mean entre preço de carro/casa, o gerente estava 3x fora do mean. Leillões posteriores me confirmaram, já que era um condo muito grande, o valor real ali era menos de 60% do anuncio. Com o tempo de uso do método vc vai aprimorando. Quando fiz uma republica nos jardins alugado a x80 do preço de compra, mesma coisa, tinha muito carro velho de antigo morador chegava no x20, mas os novos comprantes vinham de carro novo, dentro do x10 (carro/casa), confirmando que a tendência seria de voltar ao mean. Já vi casa na praia custar o preço do Monza zero da época que nem era o preço top, hoje essa mesma casa vale o preço do melhor importado disponível, ou um x5 se pegar um carro análogo ao Monza zero, talvez o cruze mais caro. é um método simples mas que exige vivencia, fica parecendo complexo, mas com o tempo, só de olhar vc já sabe.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:16

        Sim…. eu já fiz essa correlação.
        Minha mãe tinha apê no centro de Chapecó…. em 2000/2001 contrato por 85k. A pessoa não conseguiu financiar. deu rolo… pegamos de volta
        85k em 2001: dava 06 uno mille 1.0. 14k : 84k
        vendemos em 2006 por 220k: faça as contas de quantos carros populares daria. uns 7 eu penso
        no centro de Chapecó hoje pedem de 500 a 600k o que dá uns 12 carros populares . Mas isso é preço de anúncio.
        Tudo depende de outros detalhes que o Lucas listou… nos anos 90 e começo dos anos 2000 as pessoas que trabalhava, ralavam e poupavam compravam e quitavam apê com a construtora em 05 ou 06 anos. Com a bolha entre 2011 e 2015 vimos pessoas poupando e ralando apenas para dar a entradas nos mesmos imóveis e assumindo mais 30 anos de financiamento…. e junto com os carros bolhudos financiados.

        Ou seja…. quando não existe o fenômeno do grande crédito os preços não são pressionados e o mercado é regido por uma normalidade….
        mas quando vem uma forte política de crédito + euforia + comportamento de manada…. algumas pessoas entram sem medo em financiamentos de longo prazo aceitando o preço como algo normal. Por isso que essa crise no mercado imobiliário será um grande divisor de águas…… foi a primeira vez que a BNN viveu uma bolha de crédito tão forte assim.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:19

          Lembram que os terrenos eram ofertados por 15 ou 20 salários mínimos e você não via euforia alguma?
          sabe por quê?
          não tinha perspectiva de lucro…. de possibilidade de vender por um grande preço. O decolar foi entre 2003 e 2004. O grande salto em 2007. 2007 a 2011 muito bom para entrar . 2012 e 2014 muito bom para sair e realizar o lucro. 2015 em diante só observem o desmonte.

          5+
          • avatar
          • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:25

            perfeito
            existe uma certa estabilidade entre essas proporções
            aquele quase kitnet que compramos em 2000 dava um x5 unos no mean normal. o auge em 2013 chegou a custar 20 unos, hoje esta em x10
            sempre que eu visitava imóvel eu ia na garagem, de desculpa dava que tava olhando se tinha cano vazando ou infiltração e andava a agaragem inteira, todos os andares
            outra coisa as mesmas anomalias de crédito e de economia vão pra casa e carro, não tem como descolar tanto um do outro, exceto se houver fatores externos fortes

            4+
            • avatar
            • avatar
  • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:00

    Escutando o Marcelo Odebrecht entregar todo o esquema !
    http://www.oantagonista.com/posts/marcelo-odebrecht-depoe-a-sergio-moro-ouca-na-integra

    It´s OVER !
    Lula tem grandes chances de ser condenado. Já responde a 11 inquéritos. Já é réu em algumas.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:10

      viu TD, viu dólar viu bolsa?
      está acontecendo????
      é agora já?

      juro que esperava isso mais pro fim do ano.

      3+
      • avatar
      • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:22

        TD de manhã estava mais alto que ontem… por sinal me ferrando nas 2045.Estava em 5,27+IPCA
        Dólar futuro abriu em queda e agora está mais alto. +0,68%
        IBOV novamente na região dos 64k (leve queda)

        Ou seja… o mercado já havia precificado todo esse esquema de corrupção. O que eles querem saber é no médio prazo quem conduzirá o país. Por isso que 2018 é decisivo. Fiquem líquidos para ano que vem. Criem opções. Tem Manual do Anonymous para alguns… tem manual do Mr. Citan no Caribe… etc… basta procurar.

        5+
        • avatar
        • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:28

          surpreendeu todo mundo from
          quase todo mundo.
          acho que nem os insiders aí sabem a proporção disto

          3+
          • avatar
          • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:41

            Eu até acho que sabiam dos envolvidos…. mas ninguém imaginava que iria tão longe.
            Na primeira instância toda essa galera irá arder… já o supremo é muito lerdo……
            mas 2018 pode surpreender.
            o mercado poderá precificar todo esse enrosco.

            2+
            • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:47

              muitos ali são sem noção e ligaram o foda-se.
              mas dizer o que?
              vão receber o 13° de 2016 somente em 2018
              lógico que ia dar merda.

              a solução mais maquiavélica seria manter a inflação alta, imprimir, distribuir e ir empurrando
              hoje é única solução
              o mercado precifica exatamente isto, a saída é essa, não tem opção.

              2+
    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 13:12

      Se o PT deverá fazer uma ameaça de guerra civil, tomara que o Temer tenha coragem de aplicar a Lei de Segurança Nacional

      Art. 16 – Integrar ou manter associação, partido, comitê, entidade de classe ou grupamento que tenha por objetivo a mudança do regime vigente ou do Estado de Direito, por meios violentos ou com o emprego de grave ameaça.
      Pena: reclusão, de 1 a 5 anos.

      Art. 17 – Tentar mudar, com emprego de violência ou grave ameaça, a ordem, o regime vigente ou o Estado de Direito.
      Pena: reclusão, de 3 a 15 anos.
      Parágrafo único.- Se do fato resulta lesão corporal grave, a pena aumenta-se até a metade; se resulta morte, aumenta-se até o dobro.

      Art. 18 – Tentar impedir, com emprego de violência ou grave ameaça, o livre exercício de qualquer dos Poderes da União ou dos Estados.
      Pena: reclusão, de 2 a 6 anos.

      Art. 19 – Apoderar-se ou exercer o controle de aeronave, embarcação ou veículo de transporte coletivo, com emprego de violência ou grave ameaça à tripulação ou a passageiros.
      Pena: reclusão, de 2 a 10 anos.
      Parágrafo único – Se do fato resulta lesão corporal grave, a pena aumenta-se até o dobro; se resulta morte, aumenta-se até o triplo.

      Art. 20 – Devastar, saquear, extorquir, roubar, seqüestrar, manter em cárcere privado, incendiar, depredar, provocar explosão, praticar atentado pessoal ou atos de terrorismo, por inconformismo político ou para obtenção de fundos destinados à manutenção de organizações políticas clandestinas ou subversivas.
      Pena: reclusão, de 3 a 10 anos.
      Parágrafo único – Se do fato resulta lesão corporal grave, a pena aumenta-se até o dobro; se resulta morte, aumenta-se até o triplo.

      Art. 22 – Fazer, em público, propaganda:
      I – de processos violentos ou ilegais para alteração da ordem política ou social;
      II – de discriminação racial, de luta pela violência entre as classes sociais, de perseguição religiosa;
      III – de guerra;
      IV – de qualquer dos crimes previstos nesta Lei.
      Pena: detenção, de 1 a 4 anos.
      § 1º – A pena é aumentada de um terço quando a propaganda for feita em local de trabalho ou por meio de rádio ou televisão.
      § 2º – Sujeita-se à mesma pena quem distribui ou redistribui:
      a) fundos destinados a realizar a propaganda de que trata este artigo;
      b) ostensiva ou clandestinamente boletins ou panfletos contendo a mesma propaganda.
      § 3º – Não constitui propaganda criminosa a exposição, a crítica ou o debate de quaisquer doutrinas.

      Art. 23 – Incitar:
      I – à subversão da ordem política ou social;
      II – à animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis;
      III – à luta com violência entre as classes sociais;
      IV – à prática de qualquer dos crimes previstos nesta Lei.
      Pena: reclusão, de 1 a 4 anos.

      http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7170.htm

      6+
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:28

        Sem dinheiro?
        Sem amor.

        O PT claro que ainda tem capacidade de mobilização … mas é pequena. A maioria precisa de mortaNdela para sobreviver.
        Por isso que o Celso Daniel queria dinheiro pro partido e para o projeto…. ele tava puto com essa história de dinheiro para mansões, carrões, jóias , festas , etc. Apagaram o cara.
        ARDAM !!!

        7+
        • avatar
        • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:32

          PTistas é carta fora do baralho
          lula vai fazer campanha de dentro da papuda
          se forem espertos liberam ele de concorrer só pra ser humilhado de véu e grinalda

          não vão cometer a mesma burrada de fazer o cara de vítima coitadinho
          eles lá podem ter vários defeitos, mas burrice certamente não é um deles
          a saída do PT hoje é para o lula a mesma saída do Getúlio vargas, se acaso ele ainda quiser entrar pra história pela porta da frente

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:32

          … sem armas

          1+
        • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 13:35

          Em números, CUT e MST tem uma capacidade de mobilização bem maior que o PT
          Se eles entrarem nessa com o PT, bastará ameaçar um corte total de recursos (imposto sindical, ONGs, cesta básica para sem terra, índio e quilombolas, etc)

          2+
          • Lucas 12 de abril de 2017 at 13:55

            pro bigmac voltar ao mean, deveríamos ficar lá junto de russia, china índia.

            a conclusão é que o ajuste devemos trilhar o mesmo caminho da ARGENTINA

            2+
            • avatar
            • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:01

              Não estão sobrando opções.
              A correção nominal nas contas públicas não está acontecendo e sim piorando
              A correção na taxa de emprego ainda pode piorar
              Exportações não resolverão o problema estrutural
              Os salários nominais caíram … mas subiram no cambial … quando comparado com Setembro de 2015 ou Janeiro de 2016
              Taxa de juros caindo não resolve o problema pois existem milhares de endividados que não poderão tomar crédito e quem pode tomar crédito não o faz (bolhistas ou rentistas)
              Se continuar assim… só desvalorização cambial poderiam fazer efeito…. aí vem derrubando tudo e corrigindo mais fortemente a economia como um todo ….

              7+
              • avatar
              • avatar
              • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:07

                O mais irônico disso tudo que essa política de desvalorização cambial é justamente o que a esquerda marxista defende… pois com uma moeda mais desvalorizada…as importações caem abruptamente…. é possível exportar mais com o advento da questão cambial … claro dependendo do produto em questão…. é possível proteger certos interesses nacionais e aos poucos o governo esquerdista em questão vai diminuindo as opções na economia e também controlando com mais força a moeda , fluxo cambial, juros, etc. Ou seja… vai tomando o lugar do mercado financeiro.
                É [email protected], viu!?

                3+
                • avatar
                • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:10

                  certos empresários estilo rei da soja, rei do cimento amavam lula

                  5+
                  • avatar
                  • avatar
                • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:13

                  a esquerda sempre odiou o plano real

                  4+
                  • avatar
                  • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:17

                    Claro… né!?
                    Um tripé macro-econômico é um grande limitador de ações. Tem que ficar sempre vigilante e pianinho.

                    3+
                    • avatar
                    • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:32

                      fora FMI
                      que proibiu o trem-bala em favor dos interesses da ford e da gm

                      3+
                      • avatar
              • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:09

                ANALISA COMIGO:
                se temos o bigmac mais caro, o carro mais caro, a casa mais cara
                não são as coisas que estão com preço fora do lugar
                é o dinheiro que está com preço fora do lugar, isto em termos de ancora dólar.

                a conclusão por mais absurda que seja é essa, melhor comprar qualquer coisa antes que suba mais, é justamente pra onde está indo o saque sonrisal
                inclusive para muitas pessoas, uma boa defensiva é, desde que à vista, comprar casa, sob risco de ficar com moeda podre na mão.

                Para rentistas, precisamos nos ancorar ou no cambio, ou na inflação, ou nos juros, ou em produtos financeiros que seja uma combinação destes, e pra quem não pode abstrair a melhor solução, sugiro uma cesta de produtos.

                noves fora, a conclusão seria, a bolha não existe, ou existe mas é a bolha-do-real, somente um master reset monetário resolveria.
                é bizarro concluir isso, mas é isso, errei em algo?

                8+
                • avatar
                • avatar
                • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:13

                  Faz sentido…. mas olhando como um todo não é só isso.
                  O dólar tb não é imutável… tb é uma moeda que vem oscilando. Dias atrás estava 1,55.
                  Temos que analisar melhor….. não podemos nos esquecer que esse endividamento da população, empresas e governos é inédita. Nunca foi tão alta. Aí eu penso que é um grande caminho para a correção. Quando os preços caírem mais ainda… será possível perceber que a galera não pode aproveitar nada e muito menos ter condições nem para a entrada.

                  3+
                  • avatar
                  • avatar
                  • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:15

                    * é inédito

                    1+
                • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 14:15

                  Lucas
                  O dolar caiu de R$ 4,00 para R$ 3,14
                  A renda per capita caiu uns 20%
                  O Big Mac continuou com o mesmo preço
                  Como o índice Big Mac é baseado no valor de um Big Mac, dividido pela renda per capita, e tudo dolarizado, é compreensível que seu valor real tenha subido.

                  4+
                  • avatar
                  • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:18

                    Dólar caiu uns 30% no período (entre máxima e mínima) e em real caiu 20%
                    Ou seja… 10% de gordurinha.

                    2+
                    • avatar
                    • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:24

                      ou o mac donalds faz uma grande promoção
                      ou qualquer ajuste é impossível
                      no longo prazo o real está morto

                      1+
                    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 14:34

                      Sim, conforme descrição deste índice, ocorreu uma forte queda na renda per capita em dolares, de 2015 a 2017, mas como o Big Mac não baixou de preço, isto afetou o índice.
                      Se desconsideramos a queda na renda per capita em dolares, provavelmente este índice cairia pela metade, mostrando que, mesmo assim, o real ainda estaria sobrevalorizado em 32%

                      “This adjusted index addresses the criticism that you would expect average burger prices to be cheaper in poor countries than in rich ones because labour costs are lower. PPP signals where exchange rates should be heading in the long run, as a country like China gets richer, but it says little about today’s equilibrium rate. The relationship between prices and GDP per person may be a better guide to the current fair value of a currency. The adjusted index uses the “line of best fit” between Big Mac prices and GDP per person for 48 countries (plus the euro area). The difference between the price predicted by the red line for each country, given its income per person, and its actual price gives a supersized measure of currency under- and over-valuation.”

                      1+
            • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 14:11

              Tá muito fora

              6+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:14

                Vontade de fazer 03 remessas pros EUA.
                kkkkk

                4+
                • avatar
                • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:19

                  na verdade tanto faz
                  o PMJ embute esse risco e ainda paga prêmio, desde que o real continue a existir
                  agora fica claro pq marxistas de ambos os extremos estão se lixando pra preservar o sistema, o sistema é quem dá bases pra moeda, sistema podre = moeda podre.

                  3+
                  • avatar
              • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:14

                maldito macdonalds golpista esquerdista reacionário de direita

                3+
                • avatar
                • avatar
  • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 13:54

    copiei do outro lado da rua:
    http://www.valor.com.br/brasil/4935796/gasto-com-juros-cai-e-divida-cresce-mais-devagar

    O país gastou 120 bi com swaps em 2015. São 2% do PIB isso, ou seja, aqueles 8,99% ali de gastos com juros, excluindo esse efeito do swap, seriam uns 2 pontos a menos, digamos uns 7%. A mesma coisa em 2016, o ganho com swap e BC foi na casa de uns 100 bilhões no ano, o que jogaria aquele resultado final ali, de +- 6,5%, para perto dos 8%.

    Então, excluindo esses efeitos não-recorrentes, que não se repetirão, e analisando, digamos assim, o gasto com juros ”estrutural”, o país subiu de 7 pra 8 ano passado. Por isso eu acho esse ano difícil chegar a 5 como tão dizendo, sendo que não é esperada outra valorização cambial maciça como a do ano passado, e que a queda dos juros SELIC leva uns bons meses pra fazer efeito na taxa média que o governo tá pagando e consequentemente nos gastos com juros.”

    4+
    • avatar
  • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:15

    Fechem o blog
    só dorme bem essa noite quem não entendeu

    2+
    • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:17

      se isso acima estiver certo, desinformantes somos nós querendo convencer as pessoas de algo que não existe para comprar com descontos injustos, ainda que o PMJ tbm seja uma boa opção, que mundo louco, ambos tínhamos razão os bolhistas e os fernandos, perdíamos tempo discutindo.

      4+
      • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:25

        Discordo….
        lembre dos anos 90 e 2000…. e puxe na memória como era o mercado imobiliário. Olhe o fluxo de crédito direcionado para esse mercado.
        Quem tem 800k guardados não compra…. quem tem 8k para entrada acaba comprando com crédito. (minha cunhada por exemplo)
        O crédito cria essas distorções no mercado.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:28

          Filha da secretária com crédito do FIES estudava em universidade privada com mensalidade de 2k ao mês. Ela não conseguiu arcar com 200,00 reais por mês da contrapartida.
          Tenho dezenas de exemplos do que o crédito direcionado faz na economia.

          10+
          • avatar
          • avatar
        • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:31

          a comparação é falha
          vc precisaria olhar para os anos 80, ninguém tinha dinheiro nem rpa comprar sapato
          e quem tinha dinheiro não tinha o que comprar poruqe ninguém queria vender
          e as fiscais do Sarney invandidno estoque de supermercado
          e a policia federal sobrevoando pasto de helicóptero atrás da boiada

          dói abstrair né?
          nessas horas uso uma técnica, respira fundo e para de pensar, olha pro horizonte.

          5+
          • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:36

            A demanda pela moeda local era baixíssima … ninguém queria ficar muito tempo com a moeda local
            lembro que minha vó comprava dólar dos doleiros no centro e escondia no guarda roupa… além disso ela estocava comida e tinha 03 freezers
            o dinheiro tinha um giro intenso…. lembro até hoje das pilhas de dinheiro quando minha mãe e meu tio faziam o caixa da padoca..chegava a doer a mão de tanto contar…..

            não vejo mais aquilo na BNN pois todo o dinheiro hoje é eletrônico
            o mais provável é caminhemos para um modelo Argentina caso não encontrem uma maneira de diminuir o tamanho do Estado…. (tem muito compromisso para poupa produtividade)

            6+
            • avatar
            • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:50

              Se puxarem os dados de 1991/1992 do setor imobiliário… vocês irão perceber que vendia mais naquela época do que agora.
              kkkkk
              se lançava menos no agregado… mas se vendia mais.

              5+
              • avatar
    • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:19

      O Manual , Latinha, FGC e Juros são meus pastores e nada me faltará.
      😉

      5+
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:23

        A grande merda Véio Lucas é quando nem mais os Juros altos conseguem atrair os recursos diretos ou indiretos.
        Vide Argentina…. que não consegue levantar-se em níveis sustentáveis…. seja com câmbio fixo para estimular exportações…. com a Kischner ou seja com um cara mais moderado como o Mácri….ou seja…. o grande risco que corremos é ter moeda desvalorizada mesmo com juros altos. Pois o mercado como um todo perceberá que ninguém quer ou deseja um ajuste. Aí o ajuste vem na moeda. Tudo ficará mais complicado.
        2018 é decisivo.

        4+
        • avatar
        • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:25

          isso se chama dominância fiscal

          2+
          • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:26

            Boa !
            “Dominância fiscal é a situação em que o Estado não consegue gerar receita, por meio de impostos ou contribuições, suficientes para financiar seus gastos. Nesse caso, é necessário imprimir papel. A receita da impressão do papel, chamada de senhoriagem, fecha a conta.”
            http://www.institutomillenium.org.br/artigos/114053/

            7+
            • avatar
        • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:28

          sendo isso, o TSE não vai ter culhão, o congresso não vai ter culhão
          os pulitico que sobrarem vão ter que correr e aprovar tudo, minando ainda mais suas bases sociais, civis e militares
          conforme previ a maldade voltando contra os próprios marxistas e não me venha com esquerda/direita, é tudo igual

          um paradoxo desses de mecanina quântica que nem Einstein previu
          mais alguém tá acompanhando?
          preciso mandar uns e-mails pras minhas bases, eles vão saber decifrar, cadê meus oráculos???

          4+
          • avatar
  • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 14:48

    NOVO TÓPICO

    1+
  • Lucas 12 de abril de 2017 at 14:49

    From_
    consultei um dos meus oráculos.

    TD é arapuca, mais hora menos hora vai dar calote, com consequencias aí digo eu, pra outros tipos de investimentos, não é a toa CDB e Lci e outras letras estão caindo, a procura do investidor profissional por elas é imensa.
    Fica a dica pros TD lovers
    Na fogueira do ajuste para salvar o real, uns vão ser sacrificados, outros não, não sei exatamente quais vão, quais não vão, nem sei se alguém realmente sabe
    Pode acontecer essa semana, pode acontecer em 2019, o certo é que num momento precisa acontecer, porque não tem mais de onde o governo tirar, por regra de lafer, estamos no limite máximo e até um pouco além.
    outro fato: quedas deste tipo são rápidas, recuperações são lentas.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 12 de abril de 2017 at 14:51

      Vai depender do que decidirem os eleitores em outubro de 2018. Doria ou Marina Silva

      3+
      • avatar
      • avatar
    • From_The_Tower 12 de abril de 2017 at 14:53

      Tem que ficar de olho na dívida pública…. déficit público… transações correntes, etc.
      Aquele artigo dos bilionários merece grande atenção.
      Ainda bem que tenho conta no exterior e acho que abrirei mais uma.
      Se isso acontecer…. imóveis serão o de menos… vai faltar comprador habilitado.. mesmo com 80% OFF. Temos uns 60 milhões de endividados por baixo.

      5+
      • avatar