Prejuízo de R$ 7,5 bi marca pior ano das incorporadoras – Valor

Você pode gostar...

Comments
  • job 3 de abril de 2017 at 12:39

    Se com ajudinha do governo já tá ruim, imagina quando não tiver…

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • job 3 de abril de 2017 at 12:43

    http://wp.clicrbs.com.br/acertodecontas/2017/04/03/walmart-fecha-mais-lojas-do-nacional-em-porto-alegre/?topo=52,1,1,,171,e171
    Mas, segundo o que os gráficos em flor indicam, o momento é de otimismo…

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Brazil mode OFF 3 de abril de 2017 at 13:16

    Casa de uma conhecida minha, quase briguei com ela tentando convence-la a baixar o preço. Pelo menos tentei ajudar.

    Bissurdo esse valor.

    http://silvanaimoveispg.com.br/site/detalhes/225

    12+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 3 de abril de 2017 at 13:35

      Tem que deixar arder.
      Eu construí em 2008 a 1k o metro quadrado. Excelente padrão.

      16+
      • avatar
      • avatar
    • antifragile 3 de abril de 2017 at 20:56

      125 mil num CASEBRE de 40 m2?

      Se for uma pessoa a quem você quer bem, dá vontade de brigar mesmo.
      Mas se for gente cretina, o lance é apoiar, sorrir e acenar.

      11+
      • avatar
      • avatar
    • Zejose 4 de abril de 2017 at 00:59

      KKKKKK, a criatura vai morar num barraco de40 m numa rua de barro mas já tem onde guardar seus dois carros…

      6+
      • avatar
      • avatar
  • Juros Lover BSB-BH 3 de abril de 2017 at 13:21

    Que dó…SQN…

    6+
  • CA 3 de abril de 2017 at 13:27

    Sobre este tópico e os trechos que constam no mesmo, extraídos do artigo, vou resumir o que coloquei a este respeito no tópico anterior:

    1) Pior resultado da história? NÃO. Só o prejuízo liquido consolidado foi pior, mas em 2012 os distratos mais do que dobraram, a distorção entre estoque e vendas teve crescimento recorde, 5 empresas ficaram com dívida líquida maior que patrimônio líquido, os lançamentos caíram mais de 40%, foi quando começaram as promoções para maquiarem as quedas de preços e no conjunto de indicadores, o ano de 2012 foi muito pior que 2016. Ocorre que não podem admitir isto, tem que continuar ENGANANDO, senão teriam que admitir também que a causa dos resultados não foi a crise na economia, que não existia em 2012;

    2) Sobre o trecho em que dizem que os preços de imóveis e terrenos tiveram redução nos relatórios TRIMESTRAIS das construtoras, isto irá forçar os bancos a reconhecerem a queda nos valores que tem em garantia (se o dono do imóvel que é a construtora já reconheceu, os bancos terão que fazer o mesmo), o que junto com os estoques elevados de imóveis em leilão (especialmente com a CEF) e os preços de leilões bem mais baixos que a média de mercado, forçarão os bancos a reduzirem os preços das novas avaliações, aumentarem os juros e reduzirem os prazos de financiamento, tudo isto para combater os efeitos da perda de liquidez e cobrir risco de queda dos preços de imóveis que se concretizou “oficialmente”. Claro que vão tentar adiar ao máximo este ciclo, mas o mesmo é inevitável.

    Detalhes sobre o que consta acima, em comentário de tópico anterior.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • CA 3 de abril de 2017 at 13:29

      Ah sim, lembrando que como o crédito barato e farto por prazo super-extenso sempre foi pre-requisito para o inflar da bolha, a reversão destes fatores força a sua explosão mais visível, via novas quedas de preços negociados…

      12+
      • avatar
      • Lucas 3 de abril de 2017 at 13:54

        prazo super extenso
        +
        Maior juros real do planeta
        =
        Maior bolha imobilaria do planeta

        mas como o povo tem a menor idéia do que vai num juro composto, nem doeu.
        o que os olhos não veem o coração não sente.

        26+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Lucas 3 de abril de 2017 at 13:46

    ucas 3 de abril de 2017 at 13:06
    FALACIA do Expert ou truques da mente:
    1- Fernando o bobo que se diz engenheiro entendedor de matemagica financeira ainda não conseguiu abstrair um conceito básico de perdas maiores que 100%, ou diz que não entendeu só pra avacalhar a discussão, ele não pode nem sequer entrar no mérito da questão, pois estaria admitindo a possibilidade dum risco n vezes maior que a intuição comum. Assim como ele avacalha o assunto autos. Pros tontos que vão na dele, o motumbo será o único a explicar pela dor o que pelo amor a lógica jamais vamos conseguir, é aquilo do psico que from_tower sempre diz, a pessoa já fechou a questão, vc só pode entrar no rol dos amigos ou dos inimigos dela. Engraçado que com politica a atitude é a mesma.
    2- Thiago o nefasto, traz um dado com 4 anos de atraso, que pelo efeito retrovisor do sistema na-planta+financiamento na verdade é um dado de 2010, ou seja, na euforia o mercado já estava azedando, detalhe aquele nomão em inglês, nada mais é que uma corvolária brasileira.
    E só pra divertir, um assunto que gosto muito vinho. Graças a uma condição aguçada sou n vezes mais capaz que a média em cheiros e gostos, talvez pra compensar que sou meio surdo, kkkk, enfim, há muito tempo venho comprando vinhso de até 15 reais, que no supermercado gourmete chega 30 e a 60 na padaria, obviamente no restaurante bananense vamos até 120 se não for mais, um exemplo pratico o calamares, vinhos simples de menos de 8 reais, que chega na casa dos 100.
    http://g1.globo.com/jornal-da-globo/videos/t/edicoes/v/precos-de-cardapio-de-restaurante-sao-uma-ciencia-a-neurociencia/5769377/
    parabéns samy

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 3 de abril de 2017 at 14:07

    Alemon Fritz 1 de abril de 2017 at 14:04
    caixa podre:
    “Desde 2013, Caixa já vendeu cerca de R$ 22 bilhões da carteira de empréstimos por R$ 2bilhões – desconto de 91%.” EU AVISEI

    “Se R$ 100 bilhões dos R$ 700 bilhões forem créditos podres, e fossem vendidos com o mesmo deságio, seria uma perda de R$ 71 bilhões: acabaria com o capital da caixa”, diz Mello. CRIS SISTEMICA, CAIXA ESTÁ FALIDA

    Diante de tais números, analistas estimam que, por baixo, a Caixa precisa de uns R$ 40 bilhões apenas para recuperar o fôlego.. QUEM VAI SANEAR A CAIXA SE CHAMA TESOURO NACIONAL

    -Entre 2013 e 2015, a inadimplência no total da carteira de crédito passou de 2,3% para 3,6%. “Pode parecer inexpressivo, mas para uma carteira com R$ 700 bilhões, sãos perdas superiores a R$ 7 bilhões” RISCO ALTISSIMO, ALTA ALAVANCAGEM EFEITO MULTIPLICATIVO EM MARCHA RÉ

    (eu):
    sabe uma grande falha neste texto? ele leva a crer que o prejuízo da Caixa o piso fica em 100%, isso não é verdade, um prejuízo pode atingir 300% negativos, ninguém sabe.
    Pro governo sanear a Caixa vão leiloar até as cuecas, os grigo vão comprar tudo na bacia das almas, talvez em 2027 inicie a recuperação OU vamos dar um calote monstro, repetindo o Sarney … só iremos saber no ano eleitoral de 2018 qual caminho o BR vai escolher: o máster reset? ou o desinflar “soft” da Bolha

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 3 de abril de 2017 at 15:18

      Olha a bomba ai
      Hoje, o patrimônio liquido da CEF é de 27 BI
      http://www.bancodata.com.br/relatorio/caixa-economica-federal

      Mas, sendo otimistas, eles irão perder 29 bilhões com os títulos podres.

      Sabem o que isso significa hoje: INSOLVÊNCIA DA CEF

      32+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Nelson Schadenfreude 3 de abril de 2017 at 16:04

        Não me preocupo com a Caixa. Não seria a primeira vez que quebra e recebe uma ajuda do governo.

        Mas vai dar uma freada no crédito habitacional. Ou seja, casinhas sem comprador fica mais baratinhas…

        Mini-CVR: procurando empregados para o meu pequeno negócio. Muito neguinho precisando de emprego aparecendo. A maioria não está passando no “período probatório”. Razões: corpo mole e falta de pontualidade. Whatsapp lovers. Isso porque precisam do emprego. Não, não vai…

        69+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 3 de abril de 2017 at 16:07

          Não vai.
          Essa geração Lula (2000 em diante) é uma grande porcaria.

          45+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • From_The_Tower 3 de abril de 2017 at 15:41

      Por isso que é importantíssimo REAVALIAR os CENÁRIOS e estar bem preparado.
      Eu começarei a realizar TD de acordo com a diminuição da alíquota do Imposto de Renda. Deixar em Tesouro Selic a maior parte e preparar o dedo para remessas ao exterior. Eu parei em 2015… acho que volto em breve.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 3 de abril de 2017 at 16:18

        sabendo comprar, imóvel é um ótimo instrumento neste sentido
        nunca disse isso antes aqui
        mas falo pra 2018
        e vc se informando em leilões sinto que vc pensa o mesmo
        no chess como na vida, se em vantagem crava a faca na nuca

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • to bolhado 4 de abril de 2017 at 07:22

        Ja realizei boa parte. Ficou só a parte que não me importo em carregar até o vencimento

        1+
  • Lucas 3 de abril de 2017 at 14:34

    COMPRAR X ALUGAR
    essa forma de fazer conta é bem interessante e bate com a minha e mostra o erro Fernando
    http://observador.pt/opiniao/a-ilusao-hipotecaria/

    pra daptar pro BR basta substituir euros por reais e juros de 3,13% por juros de 11%, ou se preferir descontar inflação só na conta BR (conta conservadora) então substituir por 5% de juros real (CET+TR – inflação) estou sendo bem bacana, vc pode usar 10% de juro real que ficaria até mais correto, mas estou enviesando todas as contas a favor do Fernando

    Bem, vamos aos resultados:
    um apê de 300k que se aluga na banania por 1 mil ou 0,33%am. bem tranquilamente
    Financiando daria um custo de 2.500 reais ou 3x acima do valor da hipoteca infinita, ou seja necessita um ajuste no preço de 66,6%, ou seja melhor alugar. No caso Fernando multiplica tudo por x2, apê de 600k, aluguel de 2 paus, parcela de 5paus para ser Zero de entrada. Ou seja, mesmo com desconto absurdamente alto que ele alega, mesmo o imóvel reformado, mobiliado 2 vagas que ele alega, mesmo nos juros que ele alega, MESMO ASSIM enviesando tudo a favor dele a opção teria sido melhor alugar.

    Apliquei o mesmíssimo sistema pro meu caso e mesmo que eu tivesse financiado teria praticamente empatado com a opção comprar/alugar na verdade perdi pouquinho mas tenho outras compensações. Mudam as formas de calcular, o resultados dão a mesma coisa, o Mercado sabe disto, a queda real hoje para o ajuste stá girando em 66,6%.

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 3 de abril de 2017 at 14:52

      eu me embananei na explicação
      conto com a compreensão de vcs

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 3 de abril de 2017 at 17:19

        Ainda emocionado por ter visto o Justin?

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Burbuja 4 de abril de 2017 at 13:39

        No geral compreendi, mas no meu caso nem caindo 66% vale a pena comprar. Pago R$ 550,00 de aluguel num condomínio que pedem entre R$ 240-260 mil e nem a 80 mil eu iria adquirir. Motivo: mobilidade. Existem dois grande terrenos em frente a ao lado do prédio, e no exato instante que começarem a levantar algum prédio aqui vai ser a hora de me mandar pra um lugar tranquilo e deixar os propriotários convivendo com obras, barulho de peão e caminhões pra lá e pra cá.

        1+
        • Burbuja 4 de abril de 2017 at 13:40

          *em frente e ao lado…

          0
    • BolhistaBR 4 de abril de 2017 at 06:26

      “Hipoteca infinita mensal = Preço de venda * juros mensais”

      No Bananil, como os juros são exorbitantes, a hipoteca infinita fica altíssima!

      300k * ~0,8%= 2400,

      Ou seja, se o aluguel desse apt. fica abaixo de 2400 então não vale a pena comprar.

      2+
  • Cesar_DF 3 de abril de 2017 at 15:01

    Combinando as informações desta matéria com o gráfico abaixo

    http://g1.globo.com/economia/noticia/crise-e-excesso-de-oferta-deixam-predios-comerciais-vazios-em-sp-e-no-rio.ghtml

    Podemos constatar que a vacância em escritórios corporativos em São Paulo, subiu de 17,2% em 2013 para 22,8% em 2015 e para 26,3% em 2016

    O que o mercado considera “SAUDÁVEL” seria < que 10%

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 3 de abril de 2017 at 15:31

      2013???
      fonte corvo brasileiro com nome gourmet??
      coisas de thiago

      6+
      • avatar
    • danielbh 3 de abril de 2017 at 15:34
      • Juros Lover BSB-BH 3 de abril de 2017 at 16:44

        Piada…BH demora ainda pra aparecer a luz no fim do tunel…

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • antifragile 3 de abril de 2017 at 21:05

        Revoltante essa notícia. Ela ilustra bem aquilo que o CA fala, sobre o mercado imobiliário e seus asseclas.

        A imprensa também é culpada por essa bolha.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • socrates 4 de abril de 2017 at 08:38

          O mercado imobiliario e alavancado no mundo todo. Tem uma materia no zerohedge de hj que mostra o preci de aluguel em algumas capitais da matriz. Ny custa mais de 2,5x que houston , p.ex. A mesma materia mostra que ny , boston e outras grandes cidades perderam muitos habitantes nos ultimos anos, principalmente devido ao preco exorbitante para se morar la. Estou no cel, mas de casa posto o link

          3+
          • avatar
  • From_The_Tower 3 de abril de 2017 at 15:39

    Depressão econômica consiste num longo período caracterizado por numerosas falências de empresas, crescimento anormal do desemprego elevado, escassez de crédito, baixos níveis de produção e investimento, redução das transações comerciais, alta volatilidade do câmbio, com deflação ou hiperinflação e crise de confiança generalizada. A depressão é mais severa que a recessão, a qual é considerada como uma fase declinante normal do ciclo econômico.

    Uma regra usual para se definir a depressão é a redução drástica (cerca de 10%) do PIB) ou uma prolongada recessão (três ou quatro anos).[1]

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 3 de abril de 2017 at 15:54

      O Brasil vai atender aos 2 quesitos….

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • odorico 3 de abril de 2017 at 15:52
    • From_The_Tower 3 de abril de 2017 at 15:57

      Não conhecia. Olhem como saltou o número de pessoas físicas no Tesouro Direto entre 2012 e 2017.
      Por influência desse blog…. só na minha família foram mais de 06 inscrições. De amigos acho que já foram mais de 20.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • odorico 3 de abril de 2017 at 16:10

        Não mate pagadores de juros, cultive. Eu no fim de semana no condomínio, com outros pagadores de aluguel e alguns proprietários. “Não vejo a hora de comprar o que é meu.. Vou financiar assim que tiver. Entrada… Aproveitar a baixa”

        27+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Nelson Schadenfreude 3 de abril de 2017 at 16:21

          Suas súplicas são inúteis. Darwin está certo. Morrerão pelos bolsos, sucumbindo à competição financeira com os indivíduos mais aptos. E o melhor de tudo é que eu participo disso recebendo meus juros compostos.

          19+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • BolhistaBR 4 de abril de 2017 at 06:38

          Na granja da fazenda Bananil o q não falta são galinhas colocando ovos de ouro. O fluxo é tão intenso que a cloaca tá em carne viva! kkkkkk

          Mesmo algumas sendo abatidas, o estoque é grande!

          4+
          • avatar
      • Nelson Schadenfreude 3 de abril de 2017 at 16:17

        Sou usuário dependente do TD desde 2003, quando o estoque era de 200 milhões apenas.
        Mas vejam que o volume subiu 60% só em 2016 (de 25bi para 41 bi). O número de usuário foi de 600mil para 1,1milhão (~1% dos adultos do país) Tende a se espalhar cada vez mais rápido.
        Saldo médio de 40mil por usuário.
        No mesmo período, a poupança subiu de 659bi para 669bi.
        Mal para a poupança. Mal para o crédito direcionado habitacional.

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Lucas 3 de abril de 2017 at 16:32

    CVR
    bairro do Fernando vai perder 4 mil habitantes entre 2020 (pico) e 2030
    http://produtos.seade.gov.br/produtos/projpop/index.php
    distritos da capital vila mariana selecionar os anos

    Bairro Jardim Paulistano vai perder 3 mil
    distrito jd paulista

    Bairro onde comprei, periferia, continuará crescendo, em 2035 +10% em relação a hoje

    fonte SEADE faz dados primários com elevado grau de confiabilidade eu os uso a décadas
    Curtiu cesar-df ???
    é aquele assunto nos detalhes, daria pra extrapolar perfis parecidos de distritos de SP com outras grandes capitais sem medo de errar, divirta-se

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 06:57

      Véio Lucas, é exatamente isso que irá acontecer
      Com a eleição da Marina Silva ou do Ciro Gomes, voltará a política desenvolvimentista implantada por Lula e Dilma.
      Desta forma o crescimento do PIB em 2019 será acima de 6%
      Com isso, esse bairro irá virar alvo do desejo de empresas prestadoras de serviço e comércio, com muitos imóveis residenciais virando comerciais.
      Isso irá provocar uma enorme valorização dos preços, chegando a ultrapassar os 20K/m2
      Com isso, o Fernando irá ver seu patrimônio valorizar 4X e o Thiago fm poderá elaborar os gráficos que demonstrem este crescimento pujante.
      É por causa disso que este bairro irá perder moradores e não porque ele deixou de ser um bairro interessante, que não está atraindo mais interessados.

      3+
  • Lucas 3 de abril de 2017 at 17:25

    NOSTRALUCAS

    resolvi publicar hoje um comentário que vou escrever em 2023

    O Fundo do poço já passou

    A força da Economia deve-se aos empresários e trabalhadores que realizaram um difícil ajustamento estrutural durante os últimos 5 anos e desde 2021 começaram a ganhar competitividade internacional.

    O fundo do poço passou mas ainda há incertezas para arrastar a Economia devolta para o precipício, esperando-se um crescimento perto de 1.3% em 2024. Mas 2023 inicia-se com forte incerteza económica e política. A nível internacional, a RE-eleição de Trump, o Brexit, a redução dos estímulos monetários do BCE, bem como a crise institucional na Europa constituem perigos para o desempenho da Economia internacional

    A nível nacional, o forte endividamento público e privado e os 11.9% de crédito do MCMV nos balanços da Caixa fazem antever a continução da fraqueza da economia que desde 2017 a 2022 cresceu exatamente 0%. As previsões mais recentes apontam para um crescimento em 2023 entre 1.2% e 1.7% com a maior parte das estimativas a apontar para um crescimento em torno de 1.5%. Este é um valor insuficiente para colocar a dívida pública num patamar sustentável ou resistir a outra crise causada pela fase 427-b da Lava-jato 2

    Felizmente, penso que estas previsões são demasiado pessimistas. É minha convição que a Economia está prestes a iniciar um período de crescimento sustentado com o fim do desmpego já em 23%. Aliás, este processo já se iniciou em 2022 que foi o ano de arranque.

    Dados do FMI mostram que o BR foi o país da américa do sul que mais cresceu no fim de 2022 (a par com o Paraguai) e o país com a maior taxa de criação de emprego líquido (1.3% contra 0.8% do Peru). Ironicamente, quando foi anunciada outra crise da economia. Finalmente damos sinais de sair do fundo do poço

    inspirado no
    http://observador.pt/opiniao/o-diabo-nao-chegou-mas-vem-ai-o-anjo/

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • cyberpsi 3 de abril de 2017 at 17:51

    CVR: Vovó que trabalha comigo vivia devendo e agora imagina que vai sair do sufoco com a grana do FGTS na demissão. Hoje me pediu 2.000 e vai pagar 5% de juros para pagar no dia 10 de Maio. Não vou emprestar porque a situação dela não me parece boa. Risco alto.

    47+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 3 de abril de 2017 at 18:08

    olhem que interessante:

    “Por qué no es tan malo que un fondo compre tu hipoteca: puedes recomprarla con hasta un 90% de descuento”
    Así, el banco puede ceder nuestra deuda a otro banco, pero también a una financiera o a un fondo de inversión. Esta tercera opción suele ser un “fondo buitre”, es decir, un fondo de inversión.
    Vc pode comprar por 10% do que faltava..
    https://www.idealista.com/news/finanzas/hipotecas/2017/02/08/745250-si-un-fondo-buitre-compro-tu-hipoteca-puedes-recomprarsela-por-el-mismo-precio-que-pago

    7+
    • avatar
    • Carlos 3 de abril de 2017 at 18:16

      Será que funciona na selva? Seria uma boa realmente, mas temos histórico de falta de transparência, falcatruas e gente recebendo informação privilegiada.

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Loucodf 3 de abril de 2017 at 18:15

    CVR.
    Bolhistas no uber?
    Que nada! Mais gente gastando o que não tem.

    ‘Vício’ em aplicativos como o Uber causa até cancelamento de cartão.
    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/04/1872138-vicio-em-aplicativos-como-o-uber-causa-ate-cancelamento-de-cartao.shtml

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 3 de abril de 2017 at 18:19

      Tem que ser retardado para ficar andando de Uber sem necessidade, ou coisa de criança com brinquedo novo.
      Interessante que só tem praticamente exemplos femininos na reportagem, normal, são avesas a fazer contas….
      Esta “criançada” com cartão de crédito na mão ainda vai pagar muitos jurinhos.

      30+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Juros Lover BSB-BH 3 de abril de 2017 at 18:31

        O Bananense tem mesmo de ser estudado pela Nasa…o loco…Um aplicativo que veio pra vc gastar menos com taxi e locomoção e os caras conseguem se estrepar…Não tem salvação mesmo…

        31+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • BolhistaBR 4 de abril de 2017 at 06:45

          No fim das contas, é fácil ceder ao conforto de um uber num país onde transporte público é lixo e taxi é ladrão.

          O problema é q a pessoa não tem grana nem pra andar de bus.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • From_The_Tower 3 de abril de 2017 at 18:33

        Isso me lembra que na euforia dos consignados tinha velhinho bananense fazendo empréstimo primeiro para DEPOIS escolher no que ia gastar.
        Cara…a Banânia é um mar de 666.

        41+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • antifragile 3 de abril de 2017 at 21:14

        A moça que tem preguiça de ir na padaria e vai de Uber…
        Não sei como a pessoa se presta a servir de fonte pra uma reportagem dessa.

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 3 de abril de 2017 at 21:24

          É uma ótima fonte, apenas uma exemplar típico da fauna bananence 😀

          17+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • EngenheiroSP 3 de abril de 2017 at 21:20

      200 reais mensais de uber, se cobrir todos os deslocamentos, acho adequado. É o rendimento de um carro de 20k aplicado, e sem gastos com seguro, combustivel, estacionamento, etc.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • BolhistaBR 4 de abril de 2017 at 06:48

        Gasto 300/mês só com deslocamento extra-trabalho.

        Quando comparo com todos os custos de um carro, mesmo que usado, ainda acho que vale a pena.

        2+
        • avatar
      • BolhistaBR 4 de abril de 2017 at 10:59

        não entendi a parte do “rendimento” ser 200 reais.
        o custo de oportunidade de comprar um carro de 20k seria 2k/ano, não?

        1+
        • EngenheiroSP 4 de abril de 2017 at 15:17

          Ficou mal escrito mesmo.
          20k aplicados num bom LCA ou CDB podem render até 1%a.m (embora os juros de hoje já não sejam os mesmos de outros tempos), o que daria 200 reais de rendimento, que seriam suficiente pra cobrir os gastos com o uber

          3+
          • avatar
          • avatar
  • From_The_Tower 3 de abril de 2017 at 18:32

    Essa “estória” de que 2017 é o ano da retomada… que já é possível ver sinais de melhora… é tudo balela.
    Lembro que algum bolhista sempre postava um compilado de notícias da bolha imobiliária na Califórnia. kkkk
    Era muito hilário comparar as falácias com a cronologia dos fatos.
    Se alguém lembrar… pode postar .

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 3 de abril de 2017 at 19:01

      pib negativo é compatível com sinais de melhoria
      um pib é uma média, supondo que dê Zero, alguns melhoraram outros pioraram, até no fingezap que anda dando zero qualquer coisa, tem bairro dando 20% positivo e outros dando 20 negativos

      a questão é a qualidade desse zero, aí tem que entrar a fundo, no que eu vi exclusivamente SP, bem poucas coisas melhoraram, o ramo industrial a que se dedicam um tanto grande de parantos a coisa não apenas parou de piorar como alguns setores estão indo bem, aquele que precisava andar 80km pra ir trabalhar, agora conseguiu de volta sua posição antes da crise, supervisro, ganhando mais e agora só dirigindo 60km pra ir, e outros 60 pra voltar, parece pouco mas são justos os pior 20km da capital. Obvio que não falo de autos, já a carga do poder publico na economia que era esperar diminuir com o temer, na verdade aumentou mais, mesmo em SP, o esado mais capitalista de todos ainda pior para os estados mais estado-dependente do governo central, RJ sem duvida veremos piorar muito e acho realmente que nunca mais melhora, será nossa Detroit com bidets blindados

      Temer é um fato interessante, ele não incomoda tanto ao ponto de nós paulistas irmos à Paulista em massa protestar, mas tbm não estamos satisfeitos a ponto de comemorar, uma situação de letargia horrorosa, mas como vcs sabem SP manda no BR, afinal nós pagamos a conta de todos vocs. se não tiver passeata na Paulista, esqueçam. E foi exatamente o que não aconteceu recentemente.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Leonardo M. 3 de abril de 2017 at 19:23

    CVR
    Carro bolhudo 2.0 dá citroen. O cara não tem dinheiro pra pagar as multas,manutenção e tá repassando de grátis o carro. Olha o anúncio que achei de Chapecó

    C4 pallas exclusive 2008/2009
    terceiro dono, nota fiscal

    condições de compra

    transferir divida
    43 parcelas de R$ 995,00
    multas de estacionamento nao vencidas R$ 650,00
    revisão( barulhos na suspensao+ 1 pneu ruim aproximadamente R$ 500,00 de gastos )

    quitação em R$ 25.500,00

    não aceito outra proposta a não a descrita
    proposta até dia 10/03

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Trader 3 de abril de 2017 at 19:45

      Ainda tem gente que aparece só para assumir as dívidas.
      Vai rodar com o carro mais um ano e depois querer passar para outro trouxa.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Leonardo M. 3 de abril de 2017 at 19:51

        43 X 995 = R$42785 + IPVA, multas, manutenção para ter um carro 2008?
        Prefiro juntar essa grana e em 3 anos comprar um popular 0 km

        18+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 3 de abril de 2017 at 20:55

          Mês de referência: abril de 2017
          Código Fipe: 011087-6
          Marca: Citroën
          Modelo: C4 PALLAS Exclusive 2.0/2.0 Flex 16V Mec
          Ano Modelo: 2008 Gasolina
          Preço Médio R$ 22.800,00
          http://veiculos.fipe.org.br/

          8+
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 3 de abril de 2017 at 20:57

            Por que uma pessoa pagaria R$ 26.500 num carro que, no valor de tabela está R$ 22.800, mas dá para comprar por 20-21K

            20+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • antifragile 3 de abril de 2017 at 21:19

              E o 666 ainda dá prazo pra proposta. Como se fosse chover de gente atrás de sentar no colo do Motumbo.

              22+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Carlos 3 de abril de 2017 at 21:22

                Nunca se sabe, tem muita, muita gente mesmo que só leva em consideração se as parcelinhas cabem no bolso.

                14+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
              • Leonardo M. 3 de abril de 2017 at 23:08

                Quero ver quem tem renda pra pegar essa bomba aí…
                Tem que ganhar R$3.500 pelo menos pra conseguir financiar essa bomba, e aí vai?

                6+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
    • Krakenvader 4 de abril de 2017 at 05:31

      Essa é a parte que eu mais gosto no pagador de juros: a soberba!!! kkkkkkk Como se realmente alguém fosse assumir a dívida do cara e pagar as dívidas, tá fácil esse mundo!!!

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Trader 3 de abril de 2017 at 19:50

    CVR
    No ano passado, fiquei responsável de refazer o cadastro de acesso ao estacionamento do meu trabalho.
    Tive que pedir a cópia dos documentos para fazer o cadastro.
    De um total de 60 documentos, apenas dois o carros não eram do banco. Um era o meu o outro era de um colega.
    Traduzindo: o brasileiro tem a cultura de pagar juros. A educação financeira é para poucos.

    76+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 3 de abril de 2017 at 19:52

      Viva! Cultivai pagadores de mão cheia….

      18+
      • avatar
      • avatar
    • LZ 4 de abril de 2017 at 10:41

      Por isso falo que não importa o preço final do veículo.
      666 quer saber se consegue pagar a parcela a perder de vista huahau

      7+
  • Carlos 3 de abril de 2017 at 20:49

    OFF – Bolhistas sovinas em todos os lugares.
    2 CVR que ouví na semana passada.

    1 – Férias sovinas no Trumpstão.
    Bolhista comprou passagem em promoção com ótimo desconto, alugou uma caravan e passou excelentes férias sovinas dormindo e cozinhando no trailer e tomando banho nas filiais da academia que era sócio. Excelente idéia, sovina level master.

    https://www.motorhomerepublic.com/resultsod.html?search_uuid=denver%7Cdenver%7C20170407%7C20170414%7CBR%7C42%7CZ%7Cen
    US$ 344 por semana mas tem mais barato.

    2 – Seja pago para ir a bares ou para jantar. Novos tempos meus caros sovinas, já existe um serviço muito popular onde as mulheres além de pagarem as contas te pagam para sair com elas.
    O “preço” vai ser ter que conversar sobre celebridades, filmes românticos da Meg Ryan, novela, cachorros e outras amenidades por uma ou duas horas.
    Nível bolhista hard-core bon-vivant.

    http://rentafriend.com/

    Vejo uma futuro brilhante para todos os que se conservarem líquidos e nunca abandonarem o credo bolhista sovina 😀

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Fernando-SSS 3 de abril de 2017 at 20:50

    Olá amigos bolhistas, ando meio atarefado no “trampo” e não posto nada à um certo tempo, mas tenho um CVR novinho:
    Colega de trabalho estava dividindo um apê em pinheiros com outra pessoa; a outra pessoa está migrando para a terra dos livres.
    Este colega iria devolver o apê pois ficaria muito caro para pagar sozinho, mas ai… hahaha o saudoso Motumbo havia feito uma visitinha na casa do proprietário e o forçou a isentar meu ilustre colega do aluguel,agora ele só paga o condomínio de 1,6k temers.
    E todos viveram felizes para sempre!

    61+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 3 de abril de 2017 at 20:54

      Só esperando o valor dos condomínios cairem a valores descentes e teremos imóveis onde você poderá mora praticamente de graça pois estará pagando somente pelos serviços. 😀

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • antifragile 3 de abril de 2017 at 21:23

        Essa é uma coisa que ainda quero ver: diminuição do preço dos condomínios.

        Infelizmente, acho que isso não vai acontecer. A inadimplência só tá aumentando, e tá sobrando pros outros condôminos pagar o pato.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • EngenheiroSP 3 de abril de 2017 at 21:28

          Condominios só vão diminuir conforme forem concretando as xoxotecas inuteis

          25+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Carlos 3 de abril de 2017 at 21:37

            Vamos ver quando cortarem as despesas com pessoal que representam uma boa parte dos gastos em muito condomímios.
            Coisas como:
            Portaria 24 horas
            Animadores de piscina
            Jardineiros
            Personal trainers
            etc…

            Eu acredito que tem muita gordura para queimar, fora as reduções em custos de manutenção, só lembrando que quem aluga não precisa se preocupar se o prédio está se degradando, deixamos esta preocupação para pessoas com o Ferdinand que dorme com medo do seu bolhudo se tornar um muquifo.

            “Os condomínios da Grande Vitória estão sempre inovando e proporcionando novidades para agradar os moradores. Eles oferecem diversas opções de serviços e espaços, como: feira orgânica, recreadores para criança, professores de ginástica e outras atividades, além de espaços reservados para fitness, cinema e eventos.

            http://www.folhavitoria.com.br/economia/noticia/2016/09/condominios-oferecem-servicos-diversificados-para-moradores.html

            9+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Carlos 3 de abril de 2017 at 21:47

              Algumas coisa que eu recomendo a quem aluga verificar pois obviamente representam riscos:
              – Manutenção dos elevadores
              – Gás, e se 666 está utilizando botijão em apartamento
              – Vistoria dos bombeiros (não tenho certeza se vale para alguma coisa no bananistão pois em muitos lugares eles fazem parte do “esquema”)
              Em resumo, coisas que envolvem sua segurança física, do resto nem esquente, se a pintura não for feita no prazo e as paredes mofarem todas procure outro lugar e deixe a bomba com o investiotário.

              9+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
            • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 05:55

              Vi que em Paris e Madrid, com seus prédios de 4-5 andares, sem elevador, sem portaria, os 8-20 apartamentos por cada entrada se revezando na limpeza da escada. Condomínio quase zero

              13+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
  • Gute 3 de abril de 2017 at 21:23
    • Gute 3 de abril de 2017 at 21:39

      É um tipo de cadastros de propostas. Interessados em comprar cadastram o que querem e quanto estão dispostos a pagar. Conheci através de publicidade no face.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 3 de abril de 2017 at 21:51

        É o progresso tornando o excelente serviço prestado pelos corvos cada vez mais irrelevante.
        Logo logo corvo só vai existir por força de lei.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 05:59

        Que tal um FIPE-NINJA, um índice do valor por m2 do que as pessoas estão dispostas a pagar?
        Imagina, quanto mais negócios forem fechados, mais irá caindo o valor por m2, pois só sobram os muquiranas com suas propostas indecorosa kkkkk

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Krakenvader 4 de abril de 2017 at 04:31

      Legal, me cadastrei pra ver como é!! hahaha Os corvos vão pirar…

      3+
      • avatar
  • Leonardo M. 3 de abril de 2017 at 23:05

    Prevejo o brasileiro ainda pedalando este ano com FGTS,seguro,papai e mamãe ajudando mais bicos.

    Ano que vem será o ano que milhões de brasileiros vão aceitar menos direitos pra ter pelo menos um serviço pagando meia boca + VA de R$7 por dia.
    Darwin deve estar em sua tumba com pipoca e guaraná assistindo feliz dá vida sua teoria no Bananistão.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Ilusionista 4 de abril de 2017 at 08:14

      para quem não contraiu dívidas de longo prazo e paga aluguel, com um bom esforço dá ainda para reduzir o consumo. Ganhava 6 mil na multinacional, na empresa terceirizada passará a ganhar 4 mil, simplesmente devolve o imóvel e procura outro com aluguel menor, na mesma proporção da redução salarial, além de outros cortes inevitáveis.
      Agora, para aqueles que abraçaram um carnezinho de um financiamento imobiliário de mais de trinta anos com plus incerto da TR, ou de um veículo ostentação 60 X, ai vai complicar muito….

      6+
      • avatar
      • avatar
  • AGP 3 de abril de 2017 at 23:12

    Vamos aquecer o mercado imobiliário, agora vai!

    [image]http://www.marionfire.com/test/statestbig.jpg[/link]

    Fato curioso: os jornais no estrangeiro também usam o termo “heat up” para o real state.

    0
  • Abestado abc 4 de abril de 2017 at 07:40

    Como pode uma coisa dessas ?

    Venda de imóveis novos na cidade de São Paulo teve, em janeiro, o pior mês desde 2004
    A venda de imóveis novos na cidade de São Paulo teve, em janeiro, o pior mês desde 2004, quando as medições começaram a ser feitas pelo sindicato da habitação do estado. Foram negociadas pouco mais de seiscentas e vinte unidades. O número representar queda de 22% em relação ao mesmo período de 2016.

    http://cbn.globoradio.globo.com/editorias/reporter-cbn/2017/04/04/VENDA-DE-IMOVEIS-NOVOS-NA-CIDADE-DE-SAO-PAULO-TEVE-EM-JANEIRO-O-PIOR-MES-DESDE-2004.htm

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 07:50

    mensagem do leitor bolhista kkk
    Mercado imobiliário
    Em relação à reportagem Setor de imóveis de Porto Alegre confia na recuperação em 2017 (Jornal do Comércio, 03/04/2017), os preços de imóveis estão irreais e assim devem continuar por um bom tempo. Acredito que a queda de preços só está começando. Pague o justo para não pagar o pato! Guarde seu dinheiro! O momento de comprar não é agora! (Geraldo Eustáquio, Porto Alegre) – Jornal do Comércio (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/04/colunas/palavra_do_leitor/555390-mercado-imobiliario.html)

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 07:58

    Febre amarela
    até agora morreram 185 pessoas, serão 741 até o fim do ano, haja demanda..

    1+
  • Abestado abc 4 de abril de 2017 at 08:13

    Abestado abc

    Como pode uma coisa dessas ?

    Venda de imóveis novos na cidade de São Paulo teve, em janeiro, o pior mês desde 2004
    A venda de imóveis novos na cidade de São Paulo teve, em janeiro, o pior mês desde 2004, quando as medições começaram a ser feitas pelo sindicato da habitação do estado. Foram negociadas pouco mais de seiscentas e vinte unidades. O número representar queda de 22% em relação ao mesmo período de 2016.

    http://cbn.globoradio.globo.com/editorias/reporter-cbn/2017/04/04/VENDA-DE-IMOVEIS-NOVOS-NA-CIDADE-DE-SAO-PAULO-TEVE-EM-JANEIRO-O-PIOR-MES-DESDE-2004.htm

    3+
    • avatar
    • avatar

    Foram 622 unidades comercializadas, quantidade 22,2% menor à registrada no mesmo período de 2006, já considerado fraco pelo setor imobiliário. “Não esperávamos uma queda dessa magnitude. Praticamente não tivemos lançamentos, se considerarmos o tamanho da capital paulista”, afirma Flavio Amary, presidente do Secovi-SP

    4+
    • avatar
    • avatar
    • CA 4 de abril de 2017 at 09:07

      Abestado abc,

      Esta queda de mais de 20% sobre o mês de janeiro/2016, que era o recorde anterior do pior mês de janeiro desde 2004 pelo menos (quando a pesquisa iniciou), teve como causa principal uma grande redução nos lançamentos. Sem lançamentos, sem vendas FALSAS na planta em grande volume (o grande volume de vendas FALSAS é quando lançam porque o INCAUTO tem 36 meses para diluir a entrada em “suaves” parcelinhas que cabem no bolso, até ele descobrir que não tem renda para o crédito imobiliário).

      O que mais impressiona é como eles DESINFORMAM compulsivamente. Vejam só a “explicação” genial que deram para o resultado de janeiro:

      https://www.pressreader.com/brazil/folha-de-spaulo/20170404/281827168613864

      Trecho do link acima:

      “Janeiro refletiu o esforço das empresas para antecipar os negócios no fim de 2016, quando havia maior demanda e as pessoas tinham mais recursos”

      No fim de 2016 havia maior demanda??? As pessoas tinham mais recursos??? Se ele se refere a sazonalidade e que no final do ano SEMPRE vende mais do que em janeiro, isto acontece TODOS os anos e estão comparando janeiro/2017 com janeiro de anos anteriores, não faz sentido este “argumento”. É como dizer que no varejo, tiveram o pior janeiro de todos os tempos, porque em dezembro, em função do Natal, as pessoas gastam mais, sabendo que Natal existe todo ano, pura ENGANAÇÃO!

      Bem, talvez ele tenha tentado dizer que o final de 2016 foi melhor que em anos anteriores, porque “anteciparam” vendas de janeiro. Será?

      De acordo com os dados do SECOVI SP sobre a cidade de São Paulo, exatamente a mesma referência da reportagem, o último trimestre de 2.016 (outubro a dezembro) foi o segundo pior em vendas, desde 2004, só perdendo para o ano de 2.008 (explosão da bolha imobiliária americana com efeitos em todo o Mundo a partir do último trimestre de 2008). Este último trimestre de 2016 teve uma queda de vendas de 17% em relação a 2015, que na época era o segundo pior desde 2004.

      Como vemos, eles insistem em ENGANAR o pessoal com estorinhas que são desmascaradas utilizando a mesma fonte de dados que eles, nada mudou. É graças a isto que vão se afundando cada vez mais, negar a realidade e fazer de conta que ela não existe, só aprofunda a destruição. Neste caso, o que vão fazer para SIMULAR uma recuperação, aumentar lançamentos e vendas FALSAS na planta quando já estão com uma distorção recorde entre oferta e procura, repetindo o que fizeram em anos anteriores em determinados períodos? Vão agravar ainda mais esta distorção e forçar uma queda de preços cada vez maior quando não conseguirem mais pedalar, simples assim…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Abestado abc 4 de abril de 2017 at 09:29

        Engraçado se não fosse trágico. hehehe

        2+
        • avatar
      • CA 4 de abril de 2017 at 09:29

        Só para complementar:

        Pelos números “oficiais” do SECOVI SP, o estoque ao final de 2016 é o suficiente para 18 meses de vendas, acima dos 16 meses de 2015 e dos 15 meses de 2014. Em 2013, fizeram uma “mágica” lançando e vendendo na planta no 1S13 o triplo do recorde de 10 anos de 1 dormitório no centro estendido, 80% das vendas para investidores que iriam tentar alugar imóveis a partir de 2016, o que só entupiu o mercado de imóveis nem-nem (nem venda nem aluga) a partir de 2016.

        O MÁXIMO que seria o normal na proporção entre estoque e vendas, seria o equivalente a 1 ano de vendas. Isto significa que as construtoras, se estivessem em uma situação normal, deveriam reduzir radicalmente os lançamentos e permanecerem com eles muito baixos para desovar este super-estoque e só após o estoque estar abaixo de 1 ano de vendas é que eles deveriam retomar os lançamentos, ainda assim, dentro dos limites das expectativas REALISTAS quando as vendas REAIS que teriam para aqueles lançamentos.

        Por que eles nunca adotam a solução acima por muito tempo, às vezes reduzem radicalmente os lançamentos, mas de repente, sem nenhuma lógica, voltam a aumentar lançamentos quando ainda estão com estoques muito desproporcionais em relação a vendas e com isto, a distorção entre oferta e procura só piora a cada ano?

        Porque quando reduzem muito os lançamentos, como explicado acima, as vendas FALSAS na planta caem muito e como eles não conseguem fazer vendas REAIS com o super-estoque que está com eles, aparece o “tamanho do buraco”, como aconteceu em janeiro. Para SIMULAR recuperação eles “precisam” aumentar vendas FALSAS na planta e o requisito é de vez em quando aumentar os lançamentos para chegar neste resultado. Outro ponto é que como já fizeram muito disto em anos anteriores, agora os distratos são elevados, ao reduzirem muito as vendas reais, os distratos abatem destas vendas e a REALIDADE de que não existe demanda suficiente e que demorariam ANOS para vender o estoque poderia aparecer, então eles tem que continuar pedalando no esquema e adotando estas ações IRRACIONAIS de tempos em tempos aumentando lançamentos quando já estão com super-estoques crescentes a cada ano…

        Uma hora a PIRÂMIDE FINANCEIRA acima se esgota, o que deverá acontecer quando a maioria das construtoras não conseguirem mais pedalar com aumentos nos lançamentos, o que por sua vez tem relação com os problemas esperados para financiamentos, tanto das construtoras quanto dos compradores de imóveis, mais a regulamentação dos distratos, levando a quedas ainda maiores nas vendas na planta e nos distratos, simultaneamente com o financiamento muito caro e inviável para estas construtoras. Até lá, a pirâmide vai ficando cada vez mais alta e como dizem, quanto maior o tamanho, maior o tombo, o que neste caso, se aplicará aos preços dos imóveis também. Vamos continuar assistindo de camarote eles aumentarem o tamanho da destruição para eles mesmos, pena que isto destrua a economia também…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 10:42

          lembrando do estoque de terrenos pagando impostos que quando comprados e que teriam “valorizado”. agora Quem “compra terra” é defunto.
          Pagaram ainda os “potencial construtivo” e se lascaram, mais uma cretinice corvística.

          2+
          • avatar
    • Cajuzinha 4 de abril de 2017 at 09:18

      http://www.investimentosenoticias.com.br/financas-pessoais/imoveis/vendas-de-imoveis-em-sp-registram-queda-em-janeiro

      Porém, a quantidade de lançamentos deste ano ficou abaixo da normalidade, com apenas 52 unidades em relação às 638 unidades lançadas, em média, no mesmo mês dos anos de 2004 a 2016″, afirma Celso Petrucci.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 4 de abril de 2017 at 09:38

        Cajuzinha,

        Sim, esta é a confirmação clara que dependem de lançamentos e vendas FALSAS na planta, afinal, se tem SUPER-ESTOQUES, por que as vendas dependem de lançamentos? Não deveriam vender os estoques primeiro? “Incrível” o nível de cumplicidade criminosa da imprensa e demais asseclas que continuam FINGINDO que não veem o óbvio…

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Abestado abc 4 de abril de 2017 at 09:41

          Mitou !

          1+
          • avatar
  • Louro José 4 de abril de 2017 at 09:12

    Ué?

    Não estava melhorando?

    2+
    • avatar
  • mineiro em sampa 4 de abril de 2017 at 09:17
    • tmarabo 4 de abril de 2017 at 11:35

      te garanto que é BEM mais barato alugar por 6k do que comprar.
      concordo que o imóvel é um elefante branco: imagina a manutenção de um troço desses.
      eu não quero nada com mais de 200m2 de área construída e olha que já é muito!!!

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 4 de abril de 2017 at 09:22

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    postado em 04/04/2017 09:01
    Agência Estado
    São Paulo, 04 – Inaugurado em novembro do ano passado, o Bragança Garden Shopping, o primeiro shopping da cidade de Bragança Paulista, cidade do interior do Estado de São Paulo, tem um serviço inusitado: o “maridódromo”. Num área ociosa de 100 metros quadrados que, em épocas de vacas gordas estaria alugada para loja, o shopping criou um ambiente de convivência para os maridos que não têm paciência para acompanhar as mulheres nas compras. “Notamos que muitos ficavam dentro do carro aguardando as esposas”, conta o superintendente, Arno Krug Junior.

    O “maridódromo” é equipado com mesa de sinuca, jogo de pebolim, TV, cadeiras massageadoras e Wi-Fi grátis. Nessa área é possível até tomar um chope – mas, neste caso, não é por conta do shopping.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 4 de abril de 2017 at 09:34

      FRACASSO?! Como assim?!!! kkkkkkkkkkkkkkkkk

      O shopping também decidiu construir lojas-modelo. São lojas que custam 40% menos que o normal e nas quais o lojista pode parcelar a despesa por um prazo mais longo. “Os shoppings querem reduzir os sinais de pouca ocupação ou de fracasso”, conclui Márcia Sola, diretora do Ibope. As informações são do jornal

      O Estado de S. Paulo.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 4 de abril de 2017 at 17:25

        Quer dizer: Um lugar para os tontos esperarem enquanto suas cara-metades esturricavam o cartão de crédito que em breve vai estar tão arrombando que os 666 irão ao shopis só para passear mesmo, um tipo de zoológico onde você vê coisas exóticas que por um curto periodo de tempo pode tocar e até ter em sua casa.

        1+
  • Louro José 4 de abril de 2017 at 09:25

    Velho Broxa e Sovina Lucas

    ================
    http://www.oantagonista.com/posts/so-os-funcionarios-publicos-estao-mais-ricos
    ================

    Eu não senti crise alguma me rondando nestes 3 anos de desventuras econômicas. Tive as reposições salariais de praxe, progressão de carreira, salário em dia na conta e mesma quantidade de serviço. Realmente é outro mundo, um mundo descolado da realidade, uma bolha. E isso tem que acabar. Um país que permite que até 50% (União) ou 60% (Estados e Municípios) do orçamento seja gasto com a folha de pessoal (não incluídos os aposentados) está suscetível a todo tipo de crise financeira. Este % não deveria passar de 30%, e ainda assim estaria estratosférico. O grosso deste dinheiro vai para as atividades ditas típicas de Estado, aquelas que somente existem para realizar as atividades primas do governo (segurança, garantia de contratos e fiscalização do próprio ente). É realmente uma elite. Membros do legislativo e seus funcionários, Juízes, promotores, auditores, fiscais, analistas, dentre outros. Topo da pirâmide que se enquadra nos 1% mais ricos. Pra eles não há crises nem restrições orçamentárias. Estas carreiras são as que mais capturam potenciais cérebros do setor privado (afinal, o custo benefício de estudar por 1 ou 2 anos e depois colocar o boi na sombra é excelente) e que condenam o resto do país a trabalhar como escravo pra pagar a conta. Empreender diante de uma opção maravilhosa dessas? Nem se fosse fácil.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • Louro José 4 de abril de 2017 at 09:27

      É o que digo de vez em quando aqui. Eu voto escolhendo outro modo de vida pro país. Se o povo prefere o que já existe, só me resta aproveitar e ampliar a desigualdade.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • homelessbubbles 4 de abril de 2017 at 09:59

        Mais claro e sensato, impossível. Também faço isso.

        5+
        • Lucas 4 de abril de 2017 at 12:06

          compreendo, é sincero é correto e é justo, n foi vc que escolheu mas é o que tem pra janta
          funciona até um determinado patamar
          pessoalmente não me ajustaria por uma série de motivos, tenho problemas com rotinas, o que não impede de no futuro mudar de idéia
          conheci um exectuvio bem sucedido em carreira de banco americano que parou tudo e foi estudar direito, em menos de 10 anos já era juiz federal, se contar todas aquelas indenizações é cargo de milhão/ano sem nada de chateação e muitos outros privlégios tipo ninguém se meter a besta.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • BolhistaBR 4 de abril de 2017 at 11:24

      Simples….
      Num país onde a educação é de péssima qualidade e a mão-de-obra qualificada é mais rara que político honesto é de se esperar que haja uma competição maior pelos melhores cérebros.
      Essa competição resulta em melhores salários.
      Agora, é bom frisar que, salvo determinados casos, não é o servidor público que ganha bem…. É o servidor da iniciativa privada que ganha mal.
      Afinal de contas… Pouco ou muito depende diretamente da entidade com a qual você compara.

      Será que um salário de 10 salários-mínimos para um FP que mostra conhecimento, competência é muito?
      Ou será que um salário de 1500 reais (média do mercado) é baixa para uma carga horária de 44hs/semana?

      11+
      • avatar
      • avatar
      • AGP 4 de abril de 2017 at 13:46

        As vezes penso que os funcionários públicos ajudam a inflar os preços (e de fato ajudam).

        Imagine que se o Estado brasileiro fosse bem mais enxuto, a quantidade de impostos seria bem menor, a liberdade econômica seria maior, as pessoas poderiam trabalhar na formalidade mais facilmente, ajudando a produzir bens e serviços que, aliado a menor carga tributária, pressionaria os preços para baixo. Sim, talvez pudessemos voltar até a patamares de 1994 sobre o valor da moeda caso o governo não houvesse expandido a base monetária em 1500% nesse mesmo periodo.

        2+
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 10:07

    BRASÍLIA COM 7,5 ANOS DE ESTOQUE

    A partir de 01/01/2016 o ITBI no DF passou de 2% para 3%
    Agora, de acordo com o “Relatório de Arrecadação de Origem Tributário do DF”
    http://static.fazenda.df.gov.br//arquivos/pdf/Relatorio_de_arrecadacao_Dezembro_de_2016.pdf

    Arrecadação ITBI dezembro/2015 = R$ 43.731.000
    Arrecadação ITBI dezembro/2016 = R$ 36.423.000

    Em dezembro de 2014 a arrecadação de ITBI foi de R$ 30.423.000
    http://static.fazenda.df.gov.br//arquivos/pdf/Relatorio_de_arrecadacao_2015.pdf

    Corrigindo pelo IGP-M e ajustando o aumento de 50% na taxa de ITBI, teremos
    2014 – 36,3KK
    2015 – 47,1KK
    2016 – 24,3KK (36.4 / 1.5)
    Vê-se que, de 2015 para 2016, houve uma queda de 48,4% na arrecadação de ITBI

    Para descobrir o VGV, basta dividir a valor arrecadado pelo percentual de ITBI
    2014 – (36,3kk / 2%) = 1815kk
    2015 – (47,1kk / 2%) = 2355kk
    2016 – (36,4kk / 3%) = 1213kk

    Considerando a 8K/m2, teríamos as seguintes metragens
    2014 – (1815KK / 8k) = 226875 m2
    2015 – (2355KK / 8k) = 294375 m2
    2016 – (1213KK / 8K) = 151625 m2

    Considerando cada imóvel com 100 m2, teríamos a seguinte quantidade de imóveis comercializadas no mês de dezembro
    2014 – (226875m2 / 100m2) = 2269 imóveis/mês
    2015 – (294375m2 / 100m2) = 2944 imóveis/mês
    2016 – (151625m2 / 100m2) = 1516 imóveis/mês

    Considerando que, de acordo com o SECOVI-DF existem à venda 2.637 imóveis comerciais e + 31.389 imóveis residenciais, então teríamos estoques por 22,4 meses (34026 / 1516)
    http://www.secovidf.com.br/novoportal/images/arquivos/pdf/boletins/2017/Boletim_Imobiliario_Janeiro_2017.pdf

    Considerando que, o relatório acima engloba apenas as construtoras e imobiliárias associadas com o SECOVI-DF, não considerando os particulares, o que facilmente triplicaria ou até qadriplicaria o número de imóveis, então:
    (34026 * 3) / 1516 = (102078 / 1516) = 67,3 meses, o que equivale a 5,6 ANOS DE ESTOQUE
    (34026 * 4) / 1516 = (136104 / 1516) = 89,8 meses, o que equivale a 7,5 ANOS DE ESTOQUE

    Nem estou considerando que existem cerca de 22 mil imóveis funcionais, e que, como não estão abrindo concursos, muitos que se aposentam estão voltando para os estados de origem, aumentando a disponibilidade de imóveis.

    Considerando que a população de Brasília é de 3 milhões e que na cidade de São Paulo é de 12 milhões, então estes 1500 imóveis comercilizados por mês em Brasília estão proporcionalmente mmmmuito acima dos 622 comercilizados em São Paulo
    http://cbn.globoradio.globo.com/editorias/reporter-cbn/2017/04/04/VENDA-DE-IMOVEIS-NOVOS-NA-CIDADE-DE-SAO-PAULO-TEVE-EM-JANEIRO-O-PIOR-MES-DESDE-2004.htm

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • SampaBoy 4 de abril de 2017 at 10:35

    Bloqueio de bens ameaça credores da Delta

    Duas diferentes interpretações sobre a recuperação judicial da Delta, do empresário Fernando Cavendish, resultaram no virtual cancelamento do processo depois que o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, responsável pelos projetos da Lava-Jato no Rio, determinou em junho o sequestro dos bens da Delta e da Tecnisa no valor de até R$ 740,8 m

    http://www.valor.com.br/empresas/4925792/bloqueio-de-bens-ameaca-credores-da-delta ou as ferramentas oferecidas na página.

    Vamo que vamo !

    4+
  • Cajuzinha 4 de abril de 2017 at 10:37

    Notícia da edição impressa de 04/04/2017. Alterada em 03/04 às 18h40min Mercado imobiliário Em relação à reportagem Setor de imóveis de Porto Alegre confia na recuperação em 2017 (Jornal do Comércio, 03/04/2017), os preços de imóveis estão irreais e assim devem continuar por um bom tempo. Acredito que a queda de preços só está começando. Pague o justo para não pagar o pato! Guarde seu dinheiro! O momento de comprar não é agora! (Geraldo Eustáquio, Porto Alegre) – Jornal do Comércio (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/04/colunas/palavra_do_leitor/555390-mercado-imobiliario.html)

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 11:06

    parado=estável

    Excesso de salas comerciais vazias em Salvador
    As ofertas para aluguel e venda espalham-se por todos os cantos da cidade .
    Em fevereiro, .. em Salvador, em 44 edifícios corporativos (condomínios comerciais) pesquisados, 21% estavam sem compradores.
    Nas áreas mais tradicionais da cidade, como Avenida Sete e Comércio, o aluguel de salas comerciais está praticamente parado.
    http://www.tribunadabahia.com.br/2017/04/04/excesso-de-salas-comerciais-vazias-em-salvador

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 4 de abril de 2017 at 11:31

      é só adequar o preço à realidade que vão ser ocupados.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • SampaBoy 4 de abril de 2017 at 11:47

        Certa vez, conversando com amigo que tinha varias salas comerciais e queria vende-las, ele estava choramigando que nao dava pra vender porque ninguem queria compra-las. Perguntei o obvio : mas porque voce não abaixa o preço alem do que “o mercado” esta pedindo ? . A resposta foi simplesmente : ” ahhh…mas ai tambem nao da…” ….nao adianta, bananense tem que ter o motumbo batendo na porta pra entender o que é mercado…ate hoje ele nao acredita que preço de imovel ou de aluguel cai…

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Carlos 4 de abril de 2017 at 17:28

        Não é só preço, o buraco é bem mais embaixo, não existe demanda, não tem espaço no Brasil para tanta Dubai tropical.
        Muitos estados são pobres, sempre foram pobres e agora estão endividados, quem vai alugar salinha gourmet?

        7+
        • avatar
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 11:07

    “Se não houver um processo de revitalização, com ocupação residencial, o local vai virar um deserto”, diz.

    (falta wi-fi, estacionamento, elevadores modernos..) kkk

    5+
    • avatar
  • Eric Cartman 4 de abril de 2017 at 11:21
    • Carlos 4 de abril de 2017 at 17:30

      O motumbo é o mesmo, a motumbada no final a mesma, só que é aplicada bem devagarinho pro caboclo se acostumar com o tamanho da trozoba.

      3+
  • Cajuzinha 4 de abril de 2017 at 11:35

    Jornal GGN – É véspera do início de um julgamento que poderia derrubar mais um presidente. Mas a imprensa e o clima em Brasília não refletem isso. O porquê disso é simples: todos confiam que Michel Temer vai dar um jeito de se livrar da cassação no Tribunal Superior Eleitoral.

    Mas a grande pergunta é: se livrar para que? O que espera Temer é uma natural crise de governabilidade e perda de aliados, que pode se dar de maneira mais rápida se ele não entregar as reformas que promete. Renan Calheiros (PMDB), antecipando-se a esse cenário e confiando que Temer será um fracasso na economia, já desembarca do governo. É o que diz Helena Chagas em artigo publicado nesta segunda (3).

    http://jornalggn.com.br/noticia/temer-deve-se-livrar-da-cassacao-mas-enfrentara-crise-em-seguida-por-helena-chagas

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 12:09

      O TSE não tem prerrogativas para cassar um presidente, o processo é enviado para o STF que irá decidir sobre isso.
      Os ministros do STF vão ficar pedindo vistas até o final do mandato dele kkkkkk

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 4 de abril de 2017 at 17:32

        Turminha do Luis Nassif tocando o terror.

        3+
        • avatar
  • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 11:37

    CVR

    Esposa encontrou com uma conhecida e ficou sabendo que ela vai prestar concurso público pra JUSESC, 15 vagas pra Floripa e salários de R$4.500,00. Metade do estado vai fazer essa prova…

    Minha esposa perguntou que matérias vão cair na prova:
    A moça só soube responder o português…
    Minha esposa perguntou se conhece mais alguém que vai fazer a prova:
    A moça perguntou que o namorado, irmão e conhecidos.

    E aí vai???
    Vai pagar só a taxinha e ir no domingo chutar na prova!!!
    A banca agradece o recolhimento dá taxa kkkkk

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • AGP 4 de abril de 2017 at 13:48

      Pior que, em vista da demanda elevadissima desses concursos, as bancas estão buscando dificultar as provas das maneiras mais milaborantes possiveis. Já está virando uma corrida de ratos há algum tempo.

      Falando em ratos, cadê aquele ratinho que andava por aqui?

      8+
      • avatar
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 11:38

    fundos podres vejam o tamanho de um deles:

    Uma conta simples com números do Itaú dá uma ideia do potencial que o banco tem de multiplicar o tamanho da Recovery. Só nos últimos 12 meses, o banco baixou para prejuízo R$ 17,1 bilhões em operações de crédito . Usualmente, as operações baixadas para prejuízo estão vencidas há mais de um ano e têm baixas chances de serem recuperadas.
    A estratégia de negócio da Recovery é justamente comprar tais portfólios a uma fração de seu valor contábil e fazer dinheiro conseguindo recuperar aquilo que bancos e financeiras davam por perdido.
    A Recovery é o maior e mais agressivo participante do mercado de créditos podres brasileiro, vista como uma das joias da coroa dos ativos do BTG.

    Comprou creditos POdres equivalentes a R$ 26,6 bilhões, pagando R$ 570 milhões em espécie ao banco. ( 2,1% do valor !!!!!!!!)
    A empresa tem 11 milhões de consumidores em seu cadastro — o equivalente a 10% da população economicamente ativa do país –
    http://www.cnf.org.br/noticia/-/blogs/banco-itau-surpreende-e-vira-lider-no-pais-em-credito-podre

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Money_Addicted 4 de abril de 2017 at 11:43

    CVR – OFF

    No meu trabalho eu tenho a oportunidade diaria de conversar em ingles o que obviamente me proporcionou a fluencia no idioma.
    Ontem quando deitei fui assistir netflix e teve uns problemas e liguei no suporte tecnico, ai tinha a opcao de atendimento em ingles ou portugues, escolhi em ingles e resolvi o problema em menos de 3 mins.

    depois fiquei pensando, se tivesse escolhido em pt teria sido atendido por um bananense que muito mal fala o portugues e teria perdido uns 10 mins para resolver o problema, e fica aqui a reflexao, nos US o call center tambem eh um trabalho que nao paga bem e obviamente as pessoas q trabalham la sao menos qualificadas, no entanto a eficiencia eh incrivelmente maior se comparada ao do bananense.
    [ ]s

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 11:52

      Meu segundo emprego quando eu tinha 19/20 anos de idade foi no valor Center dá vivo onde fiquei 2 meses.
      Eles te davam um treinamento básico é um site interno onde você tinha que achar sobre a dúvida do cliente, ler, responder e tudo isso no máximo em 2min.

      O problema dos Valores Center daqui são a bananisses de quem é dono.
      Te jogam lá e se vira…Afinal a tim,vivo,claro pagam uma miséria pró CC , lógico que o CC vai entregar o produto que as empresas pagaram que é uma porcaria.

      9+
      • avatar
    • antifragile 4 de abril de 2017 at 12:22

      Apesar do atendimento em inglês, arrisco dizer que você foi atendido por um funcionário da Índia. As empresas americanas costumam terceirizar operações de teleatendimento. Profissionalizaram de tal modo que já os funcionários aprenderam até sotaques específicos de certas regiões (Texas, Nova Iorque, etc).

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 4 de abril de 2017 at 12:54

        pode ater ser, mas se era um fake sotaque estava engando bem, enfim, se for de outro pais, pior ainda

        3+
        • avatar
    • John Horse 4 de abril de 2017 at 13:02

      Deu sorte. Toda vez pego um indiano com inglês péssimo.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Carlos 4 de abril de 2017 at 17:36

      Teve sorte, boa parte do atendimento em “inglês” das corporações hoje é feito em call-centers na Índia, Paquistão ou similares.
      Vejo gente reclamando praticamente todos os dias de ter que falar com Hadup que não entende inglês e muito menos sabe o que significa seguro de carro por exemplo 😀
      Tem até empresa que faz propaganda falando que usa operadores nativos….

      6+
      • avatar
  • Dr. Estranho 4 de abril de 2017 at 12:05

    “Segue, em anexo, a apresentação do lançamento DOCKLAND OCEAN VIEW, no Porto Maravilha.
    Aos interessados no mercado imobiliário residencial, seja para moradia ou visando, principalmente, o mercado turístico e hoteleiro em franca expansão na região, a oportunidade de investimento é excelente.
    – LOFTS OU STUDIOS de 25 m² a 39 m² ( ou junção com 78 m² e 2 quartos )
    – mobiliário otimizado ( opcional ).
    – vista para a Baia de Guanabara.
    – estação do VLT em frente.
    – diária média segundo a AIRBNB de R$ 300,00 ( de R$ 250,00 a R$ 400,00 em hotéis próximos ).
    Preços durante a fase de pré-lançamento ( c/ 30% de bônus ) :
    – para pagamento à vista: a partir de R$ 296.000,00.
    – para pagamento parcelado: a partir de R$ 317.000,00.
    OBS:
    Com relação ao fluxo de pagamento para pagamento parcelado, poderá ser apresentado pelo próprio cliente, o que, certamente, poderá ser considerado o mais adequado possível a cada orçamento.
    Para maiores informações e orientações, estou ao inteiro dispor.”

    O local é um fim de mundo e em letras escondidas está a Pé de Gesso. É muita cara de pau.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • perdido no rio 4 de abril de 2017 at 14:26

      “franca expansão” foi ótimo!

      6+
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 12:11

    Cesar_DF

    Vi que em Paris e Madrid, com seus prédios de 4-5 andares, sem elevador, sem portaria, os 8-20 apartamentos por cada entrada se revezando na limpeza da escada. Condomínio quase zero

    que gente pobre
    kkkk

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 12:16

    Fernando-SSS 3 de abril de 2017 at 20:50
    vc está dizendo aluguel de graça???
    magina que ninguém nunca falou disso né

    veja bem, se o proprietário ainda paga IPTU isso corresponde a queda maior que 100%, ou seja em termos contábeis/financeiros é como que o dono paga pra alguém morar, em SP está repleto de locais com condo alto assim, voando portaria virtual pra todo lugar, que aliás é +segura e +barata as pessoas vão percebendo isso em breve porteiro será uma carreira em extinção assim como cobrador de ônibus e voa desemprego, cramulhão avisou, só que ele exagera, antes de chegar fundo na medicina tem mil trabalhinhos pelo caminho

    Agora explica pro Fernando…

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 12:20

    off politica
    a grande imprensa fakenews repetindo o que escrevia aqui 6 meses atrás
    muitos estão acordando pro fato claro e inequívoco que ambos os extremos marxistas custam mais caro, e não menos, gerando aí uma certa decepção, quanto a mim, ocorre conforme previ e PMJ, pena que passei por 1 ano difícil, não investi quase nada, por pouco não tive prejuízos, isso um cara super pessimista, flexível, e ligadíssimo na inflação e meios de se proteger, imagina no BR afora, se bem que certas questões que enfrentei em 2016 são coisas da aleatoriedade da vida, viriam, talvez com ou sem crise.

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 12:25

    GOVERNO DE SÃO PAULO VAI VENDER IMÓVEIS PÚBLICOS
    Governo espera arrecadar mais de R$ 1,5 bilhão com as vendas
    Em princípio, a Secretaria da Fazenda estima que chegue a 5 mil o estoque total de imóveis que hoje estão em poder do Estado e que deverão ser negociados no futuro pelo fundo
    http://revistapegn.globo.com/Administracao-de-empresas/noticia/2017/04/pegn-sao-paulo-vai-vender-imoveis-publicos.html

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 12:31

      excelente
      até demorou demais
      o Alckmin tá indo na esteira do sucesso do doria
      até meses atrás este tipo de coisa levaria muita pedrada
      eles aprenderam a vender a privatização como coisa boa, antes demonizada pelos petistas E pelos nacionalistas

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 12:26

    Cesar
    vou dar uma olhada na evolução da renda nos distritos de SP
    aposto que a zona nobre além de perder pop tbm está perdendo renda
    aposto que bordas e periferias onde eu comprei, a migração de pessoas expulsas do centro jogou pra cima a média de renda, tenho visto aqui no bairro nesses últimos 7 anos, 5,5 de aluguel e 1,5 de compra que realmente vieram se instalar por aqui muitos equipametos classe média, diria uma dúzia de empreendimentos de grande porte tipo mega pet shop, Burger king e até o famoso pastel de feira com garapa do paulistano típico classe média chegou aqui.3 quarteirões pra trás. Tudo conforme previ, o motumbo vai ficar ali pela vila mariana mesmo, que fugir dele cai aqui.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 12:27

    Governo federal gasta fortuna com aluguéis e tem 18 mil imóveis desocupados
    Ajustes de contas são anunciados, mas muito dinheiro é gasto em aluguéis.
    Quase R$ 2 bilhões por ano estão sendo gastos com contratos.

    http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2017/03/governo-gasta-fortuna-com-alugueis-e-tem-18-mil-imoveis-desocupados.html

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 12:34

    DF tem 34 mil imóveis residenciais a venda
    https://globoplay.globo.com/v/5756873/
    “Nem baixando o preço consegue vender sua casa, que está anunciada a 1 ano e meio”
    “Francisco que é corretor de imóveis, está com a mesmo dificuldade, mesmo baixando de 1100K para 850K”
    “De 25 cidade pesquisadas pelo FIPEZAP, Brasilia é que teve a quarta maior queda”
    “O presidente do CRC prevê uma retomada para o segundo semestre deste ano”

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 12:41

      sempre mês que vem retoma, a quantos anos ouvimos isso???
      1 dia eles acertam…

      Já disseram antes que o fundo do poço seria 2015, com o impichi melhorava, disse que seria 2016 com o temer melhorava, ou 2017 com as reformas, Agora em ano eleitoral turbulento ainda mais chacoalhado pelas indiretas aí que 2018 vai virando mais candidato a fundo do poço, mas dependendo de quem ganhe as eleições só veremos o fundo em 2019.

      como escrevi antes, vão ficar nessa até 2023, quando realmete teremos uma recuperação decente
      e para o setor de imóveis prevejo 2027.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 4 de abril de 2017 at 12:42

        a questão é:
        ver o que há de concreto por trás da nuvem de fumaça ideologica

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 12:59

        Lucas
        Em 2027 a pressão do bônus demográfico será ZERO

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 4 de abril de 2017 at 13:18

          na bolha americana os imóveis cresceram 25% de tamanho
          pode ser que em 2027 haja um mercado se derrubando 3 ou 4 desses que estão entregando agora pra fazer 1 decente

          ou isso mesmo que vc falou: NUNCA
          seria uma quebra de paradigma das mais violentas
          estou mais para a opção soft em 2027

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 14:21

            Essa quebra de paradigma já ocorreu no Japão, só não ocorreu ainda na Alemanha, Inglaterra, França e Itália por causa do fluxo de imigrantes

            7+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 12:36

    Venda de imóveis caem e procura por aluguel aumenta em Resende, RJ
    http://g1.globo.com/rj/sul-do-rio-costa-verde/rjtv-1edicao/videos/v/venda-de-imoveis-caem-e-procura-por-aluguel-aumenta-em-resende-rj/5761749/

    “Valores cairam quase 20% na cidade”
    “Clientes estão fazendo diversas exigências ao proprietário para que alugue o imóvel”

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 4 de abril de 2017 at 17:48

      Isso, isso, isso… É até emocionante se estar vivo neste dia 😀 😀
      Clientes fazem exigências a proprietários, não seria este o “normal” ???

      4+
  • Buck 4 de abril de 2017 at 12:52

    # Off – Especial Pirâmides Bananenses
    https://www.youtube.com/watch?v=A8JCclqFJZ8&feature=youtu.be

    a ganância torna a Banânia o paraíso das pirâmides…impressionante…vocês tem altos CVR’s sobre este tema?

    4+
    • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 12:53

    Viver tem prejuízo de R$ 102,2 milhões no 4º trimestre

    A receita líquida no quarto trimestre foi negativa em R$ 4,2 milhões, uma reversão frente ao faturamento de R$ 10,5 milhões um ano antes. Em 2016, a receita líquida também ficou negativa, totalizando R$ 17,9 milhões, enquanto em 2015 teve faturamento de R$ 112 milhões.
    A receita líquida negativa é explicada pelos cancelamentos de vendas de imóveis ocorridos durante o ano, que totalizaram R$ 140,7 milhões. Esse foi o principal motivo para o prejuízo da companhia.
    As vendas contratadas brutas de imóveis no quarto trimestre de 2016 foram de R$ 17,9 milhões. Como o volume de distratos foi de R$ 9,2 milhões, as vendas líquidas chegaram a R$ 8,7 milhões. Já no acumulado de 2016, a empresa teve mais devoluções do que vendas de imóveis. No ano, as vendas contratadas brutas foram de R$ 93,1 milhões e as vendas contratadas líquidas foram negativas R$ 47,6 milhões.

    http://istoe.com.br/viver-tem-prejuizo-de-r-1022-milhoes-no-4o-trimestre/

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 13:21

      o mairarê da viver no extremo oeste de SP que a viver fez acabo de ver na TV
      estão anunciando a fase3 pelo mesmo valor do m² de 2010, época do laçamento e aposto que chegando lá ainda dão +desconto
      fora que a fase4 secreta nunca vai sair do papel

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 4 de abril de 2017 at 13:29

      Cesar_DF,

      Como assim, o que eles querem dizer com os mais de R$ 140 milhões em distratos foram responsáveis pelas receitas liquidas e vendas liquidas negativas da Viver em 2016???

      Ao final de 2016, o estoque disponível JÁ CONSTRUÍDO equivaleu a R$ 289 milhões à valor de mercado. Se somarmos com mais R$ 114 milhões de imóveis em construções, o estoque total a valor de mercado foi de R$ 403 milhões!!!

      Com um estoque destes, equivalente a mais de 4 ANOS de vendas BRUTAS, ou “suficiente para o infinito” se considerarmos as vendas liquidas de distratos negativas e eles não conseguem vender mais do que cancelar???

      Ah, o problema é o mesmo de sempre: sem fôlego para PEDALAR, a Viver foi obrigada a ZERAR os lançamentos, o que reduz em muito as vendas FALSAS na planta, daí os distratos ficam maiores que as vendas brutas e a pirâmide desmorona. É por isto que as construtoras de tempos em tempos aumentam os lançamentos e vendas FALSAS na planta, para que o desmoronamento da pirâmide não fique visível, o probleminha é que com isto a distorção entre oferta e procura só vai crescendo, assim como o quanto precisarão reduzir os preços no futuro e ainda assim não vão conseguir vender, exatamente o que está acontecendo com a Viver e que INEVITAVELMENTE irá acontecer com outras construtoras também.

      Pois é, não vi uma confirmação da aprovação do plano de recuperação judicial da Viver, mas está mais do que claro que ela não tem recuperação. Se aprovaram ou vierem a aprovar ainda, será apenas mais uma encenação do tipo “você finge que me engana, eu finjo que acredito”…

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 12:58

    Deputados do Rio estão pessimistas sobre votação que permite a estados suspender dívidas
    Sem o projeto, acreditam que, em dois ou três meses, o estado entrará em colapso
    http://epoca.globo.com/politica/expresso/noticia/2017/04/deputados-do-rio-estao-pessimistas-sobre-votacao-que-permite-estados-suspender-dividas.html

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • AGP 4 de abril de 2017 at 14:01

      Agora vai!

      Engraçado como é assistir o Estado se esfacelar e agonizar. A matéria diz que muitos servidores não receberam o 13o salário e muitos nem receberam o de fevereiro ainda. Taxas de juros vai pra estratosfera e a nota de risco irá ser rebaixada.

      E o pessoal chamava os bolhistas de malucos apocalipticos…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 13:04

    Confiança do consumidor cai em março após dois meses de alta
    Índice elaborado pela CNI recuou 2,3% em relação a fevereiro;

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,confianca-do-consumidor-cai-em-marco-apos-dois-meses-de-alta,70001726117

    2+
    • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 13:12

    Os imóveis do Banco BVA que foram à leilão no último dia 15 não foram arrematados e, por isso, foram para a segunda praça do leilão, que acontece até o próximo dia 4, de acordo com determinação da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo. Todas as propriedades anunciadas terão preço 50% menor.

    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/6286375/imoveis-banco-bva-vao-para-praca-leilao-com-preco-menor

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 13:13

    Os bancos Santander, Itaú, Intermedium e Rodobens estão leiloando imóveis, incluindo casas, terrenos e apartamentos por preços até 50% mais baratos que o preço de mercado. O evento acontece por meio da plataforma online de leilões SOLD.

    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/6268731/bancos-realizam-leilao-imoveis-com-valores-ate-mais-barato-que

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • rpoa 4 de abril de 2017 at 13:46

      propaganda.. é claro… tem 2 imóveis em porto alegre. Um deles.. como lance inicial R$ 967 mil e teria dificuldade em vender por R$ 650 ou R$ 700 mil.. ou seja.. barbada seria R$ 400…..

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 13:15

    Locação de imóveis comerciais tem retorno abaixo do CDI desde 2014

    Nos últimos 12 meses até fevereiro deste ano, o rendimento dos imóveis comerciais (levando em consideração a valorização das salas e o aluguel) foi de 2,2%, patamar bem abaixo do rendimento do CDI no período, de 14%

    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/6261536/locacao-imoveis-comerciais-tem-retorno-abaixo-cdi-desde-2014

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 13:19

      agora alguém me explcia como os FIIs ganhararm do CDI???
      pra mim houve matemagica nisso aí

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 13:30

        Queda de juros.
        Muitos FIIs tavam pagando 14% ao ano sem IR.

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 4 de abril de 2017 at 13:48

          isso a rentabilidade da foto, o problema do fii como já comentamos é que o valor de face varia violentamente, o tal índice de sharp é baixo. Que era o que sempre desconfiei e nunca pus 1 centavo ali, que acho que vc viu por pratica, se vc especulou na média da sorte, vc provavelmente masomenos empatou com o CDI ou com o LCI, só foi mesmo a dor de cabeça

          3+
          • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 13:57

            Tem que saber entrar e investir correto.
            A bolsa tem mais de 160 FIIs mas apenas meia dúzia presta, assim como ações,CDBs,LC,fundo de renda fixa ou qualquer outro produto.

            Tem muita LCI aí que rende menos que poupanca. Sim o LCI do BB rende menos que poupanca, e aí?

            14+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 13:17

    O lançamento de imóveis residenciais na cidade de São Paulo caiu 23,3% em 2016 na comparação com o ano anterior, de acordo com dados do Secovi-SP (sindicato do mercado imobiliário) divulgados nesta terça-feira (14).

    Foi o segundo ano consecutivo de forte retração nos lançamentos. Em 2015, porém, o tombo foi maior, de 32,4% ante 2014.

    Com demanda baixa e estoque alto, as construtoras seguraram os novos empreendimentos. Foram 17,6 mil unidades lançadas em 2016 —contra 23 mil no ano anterior—, o menor patamar desde 2004, início da série histórica atual do Secovi.

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/03/1866317-lancamentos-de-imoveis-em-sao-paulo-caem-23-em-2016-com-demanda-fraca.shtml

    3+
    • avatar
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 13:24

      2004 em SP foi o start da bolha quando o Pt começou a pedalar na Caixa
      não me admira que vá cair pra antes de 2004 visto os superestoques
      suas consta são interessantes Cesar
      o estoque de vendas em anos já se aproxima do fim do bônus demográfico nas áreas nobres de grandes capitais

      5+
      • avatar
      • avatar
  • SampaBoy 4 de abril de 2017 at 13:28

    como postar imagem ??

    1+
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 13:38

    QUANTO TEMPO UMA CONSTRUTORA AGUENTA deixar imóvel em estoque???

    dados dom próprio setor dão conta de em torno de 6 meses para ficar dentro da normalidade
    um estoque de 12 meses não é normal, diferente do que o CA diz, 12 meses médios é muita coisa, que empresa consegue esperar tanto tempo pra vender seus produtos? eu não conheço nenhuma
    ainda mais que não estamos falando de tomates, que são baratos e dane-se, põe no caminhão e joga no rio, imóveis não desaparecem, eles continuam dando custo, em 1 ano chega facilmente a 2% até 4% do seu valor fora o custo de oportunidade, mais uns 10%.

    em mercados dinâmicos e saudáveis, espera-se vender em até 90 dias um imóvel, muitas vezes, 30 dias, coisa impossível no BR até pela nossa burocracia, na melhor das hipóteses leva aí uns 45 dias no mínimo pra agilizar toda a papelada, isso sem finame, com, vc pode por 90 dias depois de apertadas as mãos.

    A situação no BR é trágica, são estoques que ninguém sabem exato quantos anos vão durar, se atingir 2020, data onde os centros das capitais vão reverter população pode ser bem provável que somete a canibalização dê vazão pro estoque, tipo derrubar as paredes e fazer 1 imóvel decente de outros 4.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 13:45

      e o juros da divida das construtoras correndo nesess 12 meses, põe aí mais 14% e põe inflaçao
      ou seja, a cada 12 meses uns 25% do valor do estoque evapora só pelo efeito TEMPO
      sem mencionar as quedas de valor de mercado, maquiadas pelo fingezap.
      quanto mais demora pior fica.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 4 de abril de 2017 at 14:12

      Lucas,

      Quanto a duração dos estoques em relação a vendas, 6 meses é o ideal, 9 meses aceitável em determinados momentos e 1 ano como prazo máximo, quando consideramos imóveis NOVOS em poder das construtoras, incluindo nestas contas os imóveis que acabaram de ser lançados e aqueles que estão em construção, não somente os já entregues.

      Se olharmos pelo histórico de 12 construtoras com ações na BOVESPA, vemos que a partir de 2007, quando a maioria abriu capital, até 2011, elas oscilaram de um estoque mínimo de 6 meses até um máximo de 11 meses. Foi só a partir de 2012 que a anomalia disparou e o estoque passou a ser o suficiente para 17 meses de vendas, com esta desproporção absurda crescendo sem parar e hoje o estoque já é o suficiente para mais de 2 ANOS de vendas.

      Já pelos dados do SECOVI SP, quanto a cidade de São Paulo, os números “oficiais” deles apontam que hoje estaríamos com estoques suficientes para 17 meses de vendas, o que também é uma GRANDE ANOMALIA, principalmente considerando que esta distorção piora sem parar desde 2014.

      Tudo piora porque embora digam que reduzir lançamentos em 20% ou 40% de um ano para outro “é muito”, no estágio que eles estão HÁ ANOS, as reduções de lançamentos deveriam ser superiores a 50% a cada ano e só não fazem isto, porque daí os distratos ficariam maiores que as vendas brutas, como aconteceu com a Viver em 2016 e a destruição da pirâmide apareceria de forma inegável. É claro que não lançam por falta de produtos para vender, este é um ENORME contra-senso para quem tem estoque equivalente a ANOS de vendas, eles lançam para SIMULAR melhora via vendas FALSAS na planta.

      Não podemos esquecer também que os números acima, NA REALIDADE, são MUITO PIORES. Explico:

      No caso dos resultados das construtoras, pelo ReclameAqui podemos comprovar que elas estão postergando cada vez mais o “reconhecimento” dos distratos, em alguns casos, por ANOS. Qual o impacto disto? Os estoques oficiais das construtoras ficam menores do que a realidade, ao mesmo tempo que as vendas liquidas de distratos oficiais são maiores que a realidade. Para “ajudar”, elas ainda estão lançando e fazendo vendas FALSAS na planta, novamente, com registro oficial de estoques menor do que a realidade e com registro oficial de vendas maior que a realidade. Qual a consequência disto? O estoque delas equivale a um período BEM MAIOR de vendas do que aquele que elas apontam oficialmente, a ANOMALIA é muito mais absurda.

      Do lado do SECOVI SP, lembrar que eles não consideram no estoque imóveis com mais de 36 meses em relação ao lançamento e cabe lembrar que os distratos tem sido muito elevados e ocorrem exatamente no ato da entrega, quando as famílias não conseguem o crédito imobiliário, o que normalmente demora 36 meses a partir do lançamento, ou seja, temos um estoque enorme que está sendo ESCONDIDO nos relatórios do SECOVI SP, correspondente a estes imóveis distratados e não revendidos nos últimos anos. Claro que isto também simula vendas maiores. Pela combinação, de novo vemos que a distorção é ainda maior que a “oficial” que consta nos relatórios deles.

      Agravantes: a CEF sozinha tem um estoque muito elevado de imóveis em leilão, com velocidade de vendas muito pior que no caso das construtoras, ou seja, equivalente a muito mais ANOS de vendas. Ocorre que ela tem “oficial” em leilão, menos de 1/5 do total de inadimplência acima de 90 dias, quando ela for obrigada a leiloar o restante, ou repassar para empresa abutre para leiloar, ou tentar revender, ou seja lá o que for, combinado com o que consta acima, teremos uma “MEGA ULTRA MASTER PLUS ESPECIAL SUPER OFERTA” de imóveis, para uma demanda que a esta altura estará completamente RAQUÍTICA.

      Pela combinação dos fatores acima, em algum momento vão buscar alguma ação apelativa e “mágica” para resolver o problema da SUPER-OFERTA. Sobre demolir uma grande parte, como você mencionou, não dará certo e as explicações são simples: o volume absurdo de imóveis da CEF, em grande parte são de apartamentos em condomínios de apartamentos com outros moradores, como vai fazer, demolir só os apartamentos que estão sendo vendidos, ou demolir os prédios inteiros e por na rua os demais moradores com indenizações simbólicas? Completamente inviável, certo? Já no caso do super-estoque de imóveis com construtoras, caem exatamente na mesma situação: uma parte relevante é de imóveis já entregues, com alguns moradores no mesmo prédio, para outros que estão em construção, também tem uma parcela que já foi vendida e não cancelada, não tem como demolir sem um grande volume de dinheiro de indenizações para quem está lá, de novo, não é viável. Nem preciso falar então sobre o super-estoque de usados em poder de particulares para venda ou de semi-novos com investidores, também não é viável demolir e reconstruir, pelos mesmos motivos. Você pode até fazer isto para algumas casas de rua, mas lembre-se que a disparada na super-oferta está fortemente concentrada em imóveis dentro de condomínios semi-ocupados e apenas a minoria é imóvel de rua ou condomínio sem ninguém morando.

      Em virtude disto, ainda não consigo imaginar qual a solução “mágica” que eles buscarão no futuro, mas uma coisa é fato, sobrará imóvel DEMAIS quando não puderem mais disfarçar tudo que consta acima…

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 4 de abril de 2017 at 15:25

        CA,
        quando os Fernandos vem aqui criticar que somos extremistas fanáticos na verdade suas contas são ultraconservadoras todas elas, caso é as estimativas do Cesar em outras fontes buscando levantar quanto seria esse shadow.

        Temos aí o risco cada dia mais plausível dum estoque infinito, onde o titulo de propriedade é um ônus, um passivo, mais que um ativo.

        Solução mágica não há, demolir se me referi a isso foi em tom de retórica, no meu ver o governo vai tentando sanear essas dívidas injetando via Tesouro-CAIXA e outras correias de transmissão criadas desde o encilhamento que transferem pro povão o prejuízo disso via impostos + tripé inflação/cambio/juro, e lá na frente terão que distribuir de graça (na verdade com déficit) esses imóveis para o mercado, não consigo imaginar exatamente como vão fazer, mas esta é a tese deles de ser possível controlar o estouro e amenizar a coisa, o tal soft, que como bem sabemos, apenas cria mais, contamina o resto da economia e transfere a carga de ajuste em termos de pressão social, leia-se violência/rebeldia.

        Prevejo pelo menos mais 10 anos disto, ou então um máster reset de algum louco marxista extremista tipo ciro gomes (o outro lá acho que já está razoavelmente domesticado, acho!)

        Esse cenário cria grandes oportunidades especulativas, seja em PMJ seja em leilões, ou em outros meios que capitalizam e monetizam a distorção, use a criatividade, tal como controle de estoques, etc

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Julius 4 de abril de 2017 at 14:09

    http://www.serasaconsumidor.com.br/score/

    Meu Score foi 823.

    Média do meu bairro foi 560, e a média na minha idade foi 443.

    Retrato fiel da bananaland.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 14:21

      O meu deu 585
      O que isso significa?

      2+
      • avatar
    • Awulll 4 de abril de 2017 at 14:50

      839 o meu, média do meu bairro 646 e da idade 443 também.

      2+
      • avatar
      • Lucas 4 de abril de 2017 at 15:31

        não quis clicar lá
        quais são os parâmetros?

        1+
        • Awulll 4 de abril de 2017 at 15:37

          CPF, nome da mãe. Acho que só

          1+
        • Awulll 4 de abril de 2017 at 15:37

          Minha irmã ficou puta pq o dela é baixo. Ela paga tudo direitinho, até adiantado, ahhaa

          4+
          • avatar
          • avatar
          • Carlos 4 de abril de 2017 at 17:58

            Credit score bom normalmente significa que você paga os “contratos” em dia, ou seja: cartão de crédito, financiamentos e outros.
            É uma medida do risco de te oferecer crédito, se paga tudo a vista isto não reflete no seu score ou reflete muito pouco.
            Existem técnicas para se elevar o seu score sendo a melhor delas comprar coisas a prazo mesmo tendo grana para pagar a vista, cuidando de não pagar juros, mesmos os ocultos.

            2+
            • Carlos 4 de abril de 2017 at 18:24

              Já ia me esquecendo, a outra boa maneira de aumentar seu credit score e comprar tudo usando cartão de crédito.
              Obviamente que vai ter que pagar as faturas em dia para o “truque” ter efeito, não é difícil para quem tem planejamento financeiro.

              5+
        • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 15:39

          eu também não… no fim vc permite o cadastro positivo (e as empresas vão acessar) por 15 anos. pra quem precisa pode ser vantagem. vc vai receber emails infinitos.

          5+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • antifragile 4 de abril de 2017 at 15:45

            Apesar da curiosidade, também prefiro não fornecer meus dados pra esse pessoal.

            10+
            • avatar
            • avatar
    • LZ 4 de abril de 2017 at 15:50

      Score de 845 pra uma média da minha idade de 423 heuheuehu
      Acho que sou ponto fora da curva rs

      3+
    • anabolhista 4 de abril de 2017 at 15:55

      Não consegui acessar de jeito nenhum. No final sempre diz que meus dados não estão corretos… Acho que pode ser na hora de digitar as imagens, mas o site não diz claramente. Achei ruim…

      1+
      • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 16:10

        geralmente copiam o nome da mae errado, no fgts da caxao dá isso tbm.

        4+
        • avatar
        • anabolhista 4 de abril de 2017 at 16:15

          ahhh… então pode ser isso…

          2+
  • Cajuzinha 4 de abril de 2017 at 14:28

    BOLA DE CRISTAL:

    ECONOMIA GILBERTO OCCHI
    Esperamos crescimento do mercado imobiliário neste ano, diz presidente da CaixaEm evento do ‘Estado’, Gilberto Occhi afirmou que os financiamentos concedidos pelo banco para a compra e a construção de imóveis no primeiro bimestre já são maiores do que no mesmo período de 2016

    O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, afirmou que os financiamentos concedidos pelo banco para a compra e a construção de imóveis no primeiro bimestre de 2017 no País já são maiores do que no mesmo período de 2016, reforçando as expectativas de que o mercado imobiliário voltará a crescer neste ano.

    Em janeiro e fevereiro, o banco liberou R$ 14 bilhões de financiamento imobiliário. Para todo o ano, a Caixa tem um orçamento de R$ 84 bilhões em empréstimos nessa área, montante um pouco acima de 2016, quando atingiu R$ 81 bilhões.
    Occhi citou que a economia brasileira tem dados sinais de recuperação, com queda nas taxas de juros e recuo da inflação. Segundo o presidente da Caixa, há expectativa de que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) mantenha um corte gradual da Selic nos próximos meses. Além disso, Occhi estima que a inflação siga em um patamar controlado, entre 4,0% e 4,5% ao ano até 2020. Ele ainda lembrou que nos próximos dias a Caixa irá liberar mais uma tranche de pagamentos das contas inativas do FGTS, o que, segundo ele, ajudará a injetar cerca de R$ 10 bilhões na economia brasileira.
    “Para nós, esse é um ano de confiança e de certeza de que invertemos a curva e vamos ter desenvolvimento do setor imobiliário novamente”, completou.
    Distratos. O presidente da Caixa também defendeu uma solução de mercado para os casos de distratos nas vendas de imóveis. Na sua avaliação, o problema é reflexo da crise econômica, que gerou 13,5 milhões de pessoas desempregadas, dificultando a conclusão das vendas de unidades na planta.
    “Entendo que a questão do distrato é difícil de se pedir uma norma. O Código Civil prevê a possibilidade de rescisão de contrato”, observou. “Só passamos a falar sobre isso durante a crise, quando houve um incremento maior dos distratos, colocando em risco a produção”, disse Occhi. “O melhor dos meios é o mercado encarar, e não pedir ao governo para que ele arbitre uma regra”, completou.

    “O melhor dos antídotos contra distratos seria financiar na planta. Não tem distrato aí”, avaliou.

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,esperamos-crescimento-do-mercado-imobiliario-neste-ano-diz-presidente-da-caixa,70001726180

    4+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • mestre dos magos 4 de abril de 2017 at 15:32

      Mesmo com toda a inadimplência, com adiamentos na retomada dos imóveis inadimplentes, com postergamento de cobrança das parcelinhas para evitar a inadimplência, a caixa continua concedendo empréstimos para o mercado imobiliário. Fala sério, isso já beira a irresponsabilidade.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 4 de abril de 2017 at 15:46

        mestre dos magos,

        A CEF, assim como as construtoras, também precisa PEDALAR.

        Se ela reduzir o ritmo de financiamentos concedidos, a aberração do percentual de inadimplência sobre o total de crédito imobiliário concedido aumenta ainda mais, daí ao invés de terem mais de 20 mil imóveis já retomados e potencial para passar de 100.000 representando 1,8% do total geral de crédito imobiliário concedido até hoje (sendo que o máximo normal dado o crescimento exponencial de crédito seria 1%), este mesmo volume absurdo e CRESCENTE de imóveis retomados representaria um percentual ainda maior.

        Na CEF é o mesmo esquema das construtoras, ela precisa aumentar os financiamentos como as construtoras fizeram quanto a lançamentos e também precisam omitir e mentir ao máximo sobre os cancelamentos, precisam mascarar ao máximo o super-estoque, no caso deles repassando para empresas abutres, contratando corretores para tentarem venda direta de forma mais “discreta e diluída” que nos leilões, fazerem renegociações mirabolantes para adiar o reconhecimento da inadimplência (similar a construtora adiar o “reconhecimento” do distrato), além é claro, de DESINFORMAREM o quanto podem sempre fazendo de conta que está melhorando, como fizeram acima.

        Como vai acabar? Também do mesmo jeito que para construtoras, quando ela quebrar. Quer dizer, vão tentar segurar no mínimo até as eleições do ano que vem, fazendo toda sorte de gambiarras, só para tentar garantir que o partido do governo se mantenha no poder, o mesmo que fizeram para eleições de 2014, mas estão ficando com cada vez menos fôlego para estas pedaladas…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 15:33

      óquicretino esse cara, o melhor é na planta.. O melhor pro “mercado” agora é o aluguel. A pressão de venda (sobra, estooque) aumenta a cada ano. O desemprego aumentou 6% desde 2012… (a desvalorização deveria acompanhar essa curva) e inflação, cobrar acumulo de imóveis parados…

      4+
      • avatar
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 14:44

    japao, Banania ou Espanha

    Japón y España, y como la estupidez humana no tiene fronteras:
    Houve un tiempo a finales de los 80 en el que la vivienda en Japón al igual que en España se multiplicó por 3x en muy pocos años.
    Salvo por los ojos rasgados del especulador japonés seria difícil diferenciarlo de uno español.
    Si uno estudia las diferentes burbujas históricas vera que el precio cae al punto inicial o mucho más abajo por la presión vendedora.
    (a estabilidade mantém a pressão ou aumenta)

    Oferta y demanda
    Al igual que miramos los balances de la compañía hay que ver el inventario de vivienda en España que a día de hoy según la fuente que consultes te dirá que existe un stock de unas 600.000 ó 800.000 viviendas.
    Mientras que solo existe una demanda de 200.000 viviendas. Estos es fácil de cuadrar, existen todavía 4 años como mínimo de ajuste por delante.
    El banco malo no ha hecho más que agonizar la caída y que esta sea más larga aunque menos dolorosa al reducir de forma artificial el stock de viviendas.

    https://www.rankia.com/blog/euros-40-centimos/2073966-mercado-inmobiliario-espanol-value-investing

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 15:35

      lá tem graficos interessantes e didáticos

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 4 de abril de 2017 at 15:42

        a fase do estouro espanhol/português esta apenas alguns anos a frente do nosso,
        ver eles é ver o futuro, conforme adaptei um texto de jornal português aí acima, onde foram 5 anos se arrastando no fundo do poço, é o que eu prevejo com o fim da crise daqui 1 ou 2 anos ainda vamos nos arrastar no fundo por outros 5 e no setor imob, uns 10 anos.

        6+
        • avatar
        • avatar
  • Juros Lover BSB-BH 4 de abril de 2017 at 14:57

    Old but gold…kkkkk

    Prostitutas poderão receber programa com cartões de débito e crédito em Minas

    Carlos Eduardo Cherem Do UOL, em Belo Horizonte 05/11/2013 20h08

    A CEF (Caixa Econômica Federal) firmou convênio com a Associação de Prostitutas de Minas Gerais e, reconhecendo essas profissionais como autônomas, irá permitir que elas possam receber pelos programas por meio de cartão de débito e crédito.Os programas, inclusive, poderão ter seus pagamentos parcelados….

    https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/11/05/prostitutas-poderao-receber-programa-com-cartoes-de-debito-e-credito-em-minas.htm

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 4 de abril de 2017 at 15:05

      Até nisso? “Os programas, inclusive, poderão ter seus pagamentos parcelados….”

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 4 de abril de 2017 at 15:18

        Cajuzinha,

        Não tenho a menor dúvida de que esta categoria é mil vez mais confiável do que o segmento imobiliário, pelo menos elas não ajudam os clientes a mascararem a renda para enganar o banco, não vendem o que não existe e ainda obrigam os clientes a pagarem juros pelo que não receberam, não escondem o preço real que será cobrado esquecendo de mencionar o indexador na negociação, não chantageiam os clientes o tempo inteiro dizendo que é melhor pagar agora porque senão vai ficar mais caro logo depois, não pagam artigos na imprensa para iludir as pessoas com DESINFORMAÇÃO sobre o que elas oferecem, etc., etc., etc…

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 4 de abril de 2017 at 15:30

          o BR é uma balburdia tal que mercados paralelos ilegais e mesmo crime organizado são mais previsíveis e confiáveis que o governo oficial, em muitos casos a população preferindo o mundo marginal, é realmente tentador, falo isso sem qualquer preconceito, infelizmente, praqueles que me acusam que gozo com a situação.

          no setor imob se 1 dia disse que seria necessário um a queda de 80% para o ajuste, hoje acho que precisamos duma queda de 100%, ou maior, ou seja, os imóveis disponíveis no mercado só serão compráveis se dê graça e extintas as dívidas acumuladas sobre eles.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Juros Lover BSB-BH 4 de abril de 2017 at 15:47

            Só lembrando que prostituição em si não é ilegal no Brasil…

            7+
            • avatar
            • avatar
          • Carlos 4 de abril de 2017 at 18:03

            Pode apostar que sim, a maquininha do bicheiro sempre funciona ao contrário das bosthas de BB e Caixão onde muitas vezes você é presentado com a mensagem de “sistema for do ar” 😀

            4+
            • avatar
        • Cajuzinha 4 de abril de 2017 at 15:59

          Nada contra a categoria. A questão que achei interessante é parcelar para caber no bolso, rs.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • mestre dos magos 4 de abril de 2017 at 15:29

        Bah tudo que é parcelado nesse pais tem seus valores aumentado exponencialmente. Vai ter gente desistindo de usufruir desses serviços em MG logo.

        2+
      • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 16:02

        Vai ver aceitam NUbank

        5+
        • avatar
        • avatar
    • antifragile 4 de abril de 2017 at 15:48

      Eita pau, daqui a pouco o governo vai querer taxar a atividade das prostitutas…

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 4 de abril de 2017 at 18:05

        Vai ser difícil regulamentar a “profissão” pois tem forte oposição feminina e religiosa.
        Veja que mesmo as feministas são contra pois sabem muito bem que isto transformaria sexo em commodity de uma vez por todas.

        3+
        • avatar
  • GameOverORetorno 4 de abril de 2017 at 15:51

    Finalmente, após 3 meses de procura, consegui alugar uma residência, não por problemas financeiros, mas porque queria uma residência numa área escassa e com muitas casas mal conservadas na região. Vamos a alguns relatos.
    CVR1 – Casa “abandonada”, mas com muro alto, de maneira que a gente não conseguia ver bem o estado do imóvel. Placa de “aluga-se” enorme e vimos até um caminho de cupins. Sra. Game Over liga: Bom dia, qual o preço do aluguel, qual o estado da casa? Propriotário: A casa está ruim, precisa de uma reforma grande, há espaço, mas precisa disso e o aluguel é 3 mil. A gente pode pegar o valor do aluguel numa reforma, acho que em 3 meses, dá pra fazer uma casa nova e eu conheço uma construtora. Meu comentário: Amigo, eu não sou banco não, queres 50 mil reais pra ajeitar sua casa? Toma emprestado com o banco. Dinheiro de pessoa física e ainda inflacionado. Nem sorri nem acenei.
    CVR 2 – Sr. GameOver: Alô, é da corvolária X? Eu tenho interesse na casa, com quem posso falar? Corvetor: Quem atua nessa área é o senhor Fulano, eu vou pegar seu telefone e passar pra ele, ok? Sr. Game Over no dia seguinte: : Alô, é da corvolária X? Eu tenho interesse na casa, com quem posso falar, já que não me deram retorno ontem? Corvetor: Desculpe-nos, senhor, não é nosso procedimento. Eu vou passar seu tel. pro Fulano, que é da região e possui outros imóveis. Até hoje espero esse retorno.
    CVR 3 – Casa alugada direto com proprietário. Pediu 2.400 mensais, falei na palavra anuidade à vista baixou ao equivalente a 2 mil por mês. Fechamos em 2.200 mensais (vou adiantar 3 aluguéis porque quero). Há várias coisinhas pra eu fazer na casa, mas essa é uma vantagem de estar líquido e aí vai meu conselho aos mais novos: não se desesperem, eu senti uma raiva grande nessa negociação. A raiva era porque eu teria que recomeçar e encontrar uma nova casa como alvo e estava escasso. O cara percebeu que eu estava bem financeiramente, retirou o anúncio do OLX e ficou trabalhando comigo e mais umas 4 pessoas (segundo ele). Negociamos por uma semana, esclarecendo tudo e até o contrato nós sentamos e lemos. Mas eu respeito o fungado no pescoço de uma esposa, de menino pequeno e do sogrão induzindo a “pagar pelo que é seu”, “quem se casa, quer casa”, não é fácil suportar a pressão. Sim, e é claro, lealdade zero, o mercado é promíscuo, eu mesmo assinei por 1 ano e disse a ele que, se gostasse do local e me adaptasse, uns 3 meses antes solicitaria a renovação. Na região, se eu tivesse ido pra apartamento, tinha tido tapa entre os proprietários. Eu não sei aonde foram os moradores antigos, só sei que há vagas (e muitas) em todos, eu disse todos, os edifícios.
    CVR4 – No papo com o dono da casa alugada, ele me mostra que descreve os itens da casa em detalhe, inclusive com as cores. A razão: um dono de outro imóvel entrou em conflito com o inquilino. O inquilino saiu e tinha que entregar a casa pintada conforme contrato. Pintou de PRETO e saiu. Game Over.

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Master Yi 4 de abril de 2017 at 16:11

      kkkkkkkkkkkkkkk imagino a cara do proprietário ao ver as paredes pintadas de preto.
      Ótimo CVR! Mas você acha que se pressionasse mais um pouco ele não baixaria para uns R$ 2.000,00?

      9+
      • avatar
      • avatar
      • GameOverORetorno 4 de abril de 2017 at 16:52

        A minha proposta inicial foi de 2 mil mensais ou 20 mil anuais. O problema é que, pra chamar de “casa”, em 4 meses, só vi essa e outra em janeiro (que foi tema de um CVR passado). Mas acredito que, no segundo semestre, e com certeza em 2018, as coisas estarão bem melhores para quem está líquido. Essa casa foi alugada por 3 anos a uma montadora de carros e NINGUÉM morou lá nesse período. O proprietário ficou , inclusive, preocupado, porque o que mais vi eram casas normais disponíveis sem placa de “aluga-se”, pois estamos no Brasil e o que mais tem é aproveitador/ladrão em todas as classes sociais.

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 4 de abril de 2017 at 18:11

          Estaremos voltando ao normal?
          Ou seja: A pessoa que quer te vender algo é que se esforça e não o comprador?
          Por anos vivemos este inferno de ter que implorar para imobiliárias, destrutoras ou propriotários nos venderem ou alugarem seus tijolos mágicos por preços obcenos, será que isto acabou?
          Aposto que sim 😀
          Só que ainda temos muito tonto que não percebeu e vai pagar por isto de diversas maneiras.

          Tem muita gente que acha isto “normal”, alguns até escrevem neste espaço, vai entender…

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • LZ 4 de abril de 2017 at 15:54

    OFF:
    Cara os 666 BR não devem fazer manutenção nenhuma nos carros.
    Meu carro é quitado desde quando comprei, fui fazer a manutenção dos 80K rodados.
    Supresa: Bandeja, Bucha, Coxim, Amortecedores e pivô pro saco, pelo carro estar com rodas 17 R45 eu já sabia que ia dar manutenção mais cedo.

    Custo da brincadeira em peças: na média entre 1.5K e 1.8K fora mão de obra.
    Queria saber quem no BR tem essa grana toda e olha que meu carro é um Nissan March.
    Imagina estes carros acima de 70K !!!

    Ngm faz manutenção em nada e anda até o carro parar literalmente.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Manoel Joaquim 4 de abril de 2017 at 15:59

      Economiza comprando um Nissan March e coloca roda 17???? Aumento do consumo de combustível, preço do pneu exorbitante, alteração das características adequadas para o carro e sem contar que deve parecer um mano rodando…

      Eu realmente não consigo entender a lógica disso.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • LZ 4 de abril de 2017 at 16:03

        Veio 14 esse carro com 14 na pista parece que vai balançar tudo heuheu.
        Roda 10 KM no Alcool com 17.
        17/45/205 tamanho igual ao 16 padrão que vem nos modelos novos.
        Não fica pra fora nem nada, ficou bunitinho rs
        Pneu é caro isso e fato rs

        5+
      • Lucas 4 de abril de 2017 at 16:05

        na engenharia da coisa, a roda com mais metal e menos pneu a principio fica mais leve, o sistema trabalha mais e entra em exaustão mais cedo, o normal no exterior é aguentar 150 mil km sem trocar nada
        Pro BR o ideal pra carros frágeis e ruas esburacadas é muita borracha, calibração sub e evitar muita carga, se vc quer carregar a família tem que pular pra modelos +robustos, esses marchs e ups da vida são quase que uma moto de 4 rodas

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • LZ 4 de abril de 2017 at 17:09

          Sim ultimamente ando mais em estrada, de casa para o trabalho e volto.
          Reduzi bastante andar em lugares esburacados, mas isso foi de uns tempos para cá.
          Como moro sozinho e solteiro, não carrego tanto peso assim.
          Mas o futuro é eu migrar para um carro mais parrudo que aguente mais as pauladas de nossas ruas zuadas.

          Talvez daqui uns 5 anos kkk

          5+
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 16:00

    Mestre dos magos
    se parar de pedalar cai
    a orientação desse governo é essa soft de ir reduzindo a força do pedal, ao mesmo tempo que injetando novos valore, vc viu o caso da carne, imediatamente após o aperto na fiscalização correram lançar linhas de credito a juros real praticamente zero.

    4+
    • avatar
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 16:27

    Enquete
    Quem quebra primeiro???
    like na opção

    2+
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 16:27

      A Caixa

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 16:27

      o Temer

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Lord of All 4 de abril de 2017 at 17:40

      A Caixa não quebra, pq é do governo, e esse é o dono do sistema coercitivo de arrecadação = tributos.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 4 de abril de 2017 at 18:40

        pô num estraga a brincadeira, rs

        7+
        • avatar
        • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 08:43

          A volta de dom João VI a Portugal em 1821, levando consigo as reservas metálicas do Banco, legou uma situação financeira alarmante para o herdeiro do trono. Com um déficit superior a seis mil contos de réis, maior que seu capital e com um lastro metálico que cobria apenas 20% do valor nominal de suas notas, o Banco do Brasil tornou-se a instituição financeira de sustentação da Guerra de Independência. O primeiro ministro da Fazenda do novo reino, Martim Francisco, procurou garantir a sua solvabilidade utilizando-se de duas táticas: eliminar os impostos criados para sustentar a remuneração dos acionistas e proibir novas emissões, inclusive as destinadas ao pagamento dos dividendos. A desobediência a essas determinações foi flagrante e partiu do próprio Governo, que continuou a sacar contra o banco e acabou por afastar o ministro.

          Essas circunstâncias derivavam da incapacidade de a receita arrecadada cobrir as despesas públicas e assegurar os gastos militares na consolidação da Independência. A partir de 1824 a depreciação da moeda bancária se acentuou. O desempenho da instituição passou a ser questionado pela oposição tão logo o Congresso foi aberto. O antagonismo ao Banco do Brasil estava vinculado à luta contra o absolutismo que se exercia através da instituição que o financiava. A classe dominante de grandes proprietários e comerciantes, especialmente do Rio de Janeiro, era conivente com o Imperador e seu banco porque remunerava-se regiamente enquanto portadora das ações, na medida em que os juros dos empréstimos ao Tesouro eram contabilizados como lucro. Lesada por essa artimanha era a população, que a cada emissão via reduzir-se a capacidade de compra das notas em carteira, a mesma população que com o pagamento de impostos contribuía para o pagamento dos juros da dívida.

          Em 1828 o Banco estava contabilmente falido e o reconhecimento de sua falência implicava reconhecer a insolvabilidade do Tesouro Nacional. O ágio dos metais sobre as notas do Banco chegava a 100% quanto ao ouro, 40% quanto à prata e 12% quanto ao cobre. A oposição exigia a extinção imediata do Banco do Brasil. A monarquia desejava uma reestruturação que não matasse sua galinha dos ovos de papel. Demonstrando sua postura moderada, saiu vitoriosa do Parlamento a posição de liquidação gradual (lei de 23 de setembro de 1829).

          4+
  • Abestado abc 4 de abril de 2017 at 16:30

    É…..acho que nós erramos as previsões…..kkkkkkk

    Meirelles projeta crescimento ‘em ritmo de 3%’ no fim deste ano

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/04/1872546-meirelles-projeta-crescimento-em-ritmo-de-3-no-fim-deste-ano.shtml

    6+
    • avatar
    • Cesar_DF 4 de abril de 2017 at 17:35

      Tradução:

      ELE TORCE PARA QUE OCORRA UM CRESCIMENTO DO PIB DE 0,25% EM DEZEMBRO (3% / 12)

      9+
      • avatar
      • avatar
    • CA 4 de abril de 2017 at 17:45

      Abestado abc,

      O curioso é que ao lermos as notícias, a ÚNICA “base” de tanta euforia é o crescimento de PRODUÇÃO do segmento automotivo. De fato, a produção cresceu muito em especial em janeiro e fevereiro, com expectativa de que tenha crescido também em março (ainda não divulgaram março, será informado só no dia 6/abr), no entanto, as vendas de janeiro e fevereiro tiveram queda, a venda de março subiu pouco mais de 5% e no acumulado do trimestre, as VENDAS de veículos novos tiveram queda na comparação com o primeiro trimestre de 2016 e com isto ficaram entre as piores vendas em um primeiro trimestre dos últimos 11 anos.

      Adicionalmente, na própria notícia mencionam que as montadoras de automóveis farão interrupções planejadas na produção, provavelmente porque o que cresceu a produção no primeiro trimestre não foi acompanhado pelas vendas.

      Em contra-partida, no caso de imóveis em São Paulo noticiaram queda de 94% nos lançamentos em janeiro/2017 e o pior resultado de vendas de toda a série histórica do SECOVI SP iniciada em janeiro/2004, ou seja, o pior resultado em 13 anos, sem contar que a distorção entre oferta e procura continua em patamar recorde e os resultados mais recentes divulgados pelas construtoras foram uma autêntica CATÁSTROFE (ver tópico). Adicionalmente, novo aumento no desemprego apurado pelo IBGE, dentre outros resultados negativos. Em outras palavras, os indicadores negativos são mais consistentes e representativos do que os positivos.

      Como sempre, o objetivo de Meirelles é de se tornar “Margarina”, o fiel discípulo do Mantega, que faz previsão inicial do PIB de um ano que é mais que o TRIPLO do que vai se concretizar (primeira previsão do PIB 2017 de crescimento de 1,6%, a mais recente do próprio Meirelles já foi de 0,5%), que faz outras previsões escabrosas, como por exemplo, de que deveríamos recuperar o grade de investimento ainda este ano, apesar do recorde de déficit fiscal do ano passado, da dificuldade imensa para não bater o recorde de novo em 2017 (R$ 58 bi de rombo para tentar chegar no segundo pior déficit da história!) e apesar de no melhor cenário só podermos sonhar com um superávit fiscal daqui a uns 3 anos, sem contar as reformas prometidas pelo Brasil e empacadas HÁ ANOS, que já estão sendo retalhadas e tendo “fogo amigo” (=Renan) cada vez mais intenso.

      Só para ilustrarmos de uma maneira ainda mais clara o quanto as “previsões” de Meirelles costumam ser UFANISTAS, vejamos duas notícias do mês de março de 2017:

      Notícia de 2/março/2017:

      http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/03/1862939-retomada-da-economia-cria-folga-para-governo-administrar-contas.shtml

      Ainda no mês de março/2017:

      http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/03/1868713-governo-reduz-previsao-de-alta-do-pib-de-1-para-05-em-2017.shtml

      http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2017-03/governo-corta-r-421-bilhoes-do-orcamento-e-reverte-desoneracao-da-folha

      Tem como levar a sério o Margarina?

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 4 de abril de 2017 at 17:56

        Complemento:

        Ah, não podemos esquecer que as medidas recentes, de retenção de despesas do governo na ordem de mais de R$ 42 bilhões e ainda a “re-oneração da folha de pagamento” para diversos setores, tem efeitos recessivos no curtíssimo prazo, ou seja, mal eles informaram ações que colaboram para reduzir ainda mais o PIB e levar a um circulo vicioso com nova ameaça à meta do déficit fiscal requerendo novas reduções no PIB e logo em seguida já anunciam “otimismo” de novo!

        Ele vai acabar se desmoralizando por completo na tentativa de gerar “boas notícias” que ajudem nas votações de importantes reformas e ao final de tudo, vai descobrir que pela POLITICAGEM e as eleições em 2018, não vai conseguir atingir os resultados mesmo assim…

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 4 de abril de 2017 at 18:30

          Já acabô Jessica???
          🙂

          (isso se as eleições de 2018 não começarem ainda este ano, coitado de quem assumir, te juro que tenho pena)

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Cajuzinha 4 de abril de 2017 at 16:32

    Preço médio de imóvel residencial no Brasil cai 1% no 1º tri, diz DMI-Viva Real

    Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/economia/preco-medio-de-imovel-residencial-no-brasil-cai-1-no-1-tri-diz-dmi-viva-real-21159165.html#ixzz4dJL0bxZU

    SÃO PAULO (Reuters) – O preço médio de venda de imóveis residenciais no Brasil teve queda nominal de 1 por cento no primeiro trimestre ante o mesmo período de 2016, acumulando três trimestres consecutivos de baixa, segundo o índice DMI-VivaReal.
    O levantamento, que contempla mais de 2 milhões de imóveis em 30 cidades do país, apurou um valor médio de 4.800 reais por metro quadrado de janeiro a março deste ano, o mais baixo desde o último trimestre de 2015.

    Já o valor médio do aluguel residencial no país recuou 7,7 por cento no primeiro trimestre, para 23,08 reais por metro quadrado, ante 25 reais em igual intervalo de 2016.

    4+
    • avatar
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 16:58

      pesquisa cheia de incongruências
      o mais caro para anúncios de venda é o RJ
      SP que anuncio de venda é quase metade, para anuncio de aluguel é 50% maior
      são diferenças gritantes, a pesquisa é tão cheia de ruído que é necessário praticamente um caso a caso de cada anuncio
      como médias serve pra nada, dá nem pra começar a debater as nuances duma média, tudo ali seria pura masturbação mental, nisso pelo menos o fingezap não é tão crasso, esse índice vivareal é claramente amador.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • cyberpsi 4 de abril de 2017 at 17:55

    CVR continuação.
    Vovó do serviço pediu dois mil. Prometi para sexta. Hoje pediu para agregar mil a mais. Desconfio logo que não pode pagar. Dane-se morra de fome. Essa gente ainda procria e gera três herdeiros que já geraram 2 netos. Estamos condenados.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 18:40

      Eu nunca emprestaria pra pessoa física
      O risco é altíssimo e a garantia “soy Yo”.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • odorico 4 de abril de 2017 at 19:13

        Eu empresto, mas só pequenos valores pulverizados em clientes selecionados. Pretendo entrar no mercado de Cássia Eller (eu troco cheque), se as taxas continuarem a cair, no mercado shadow 3 a 5% é barato para quem pega e gigante para quem entrega (há risco, mas a ideia é que cada cliente seja apenas 1% do total)

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • antifragile 5 de abril de 2017 at 01:08

          Não entendi nada. Teach me your ways.

          5+
          • avatar
  • Carlos 4 de abril de 2017 at 18:16

    OFF – Gentrificação down under.

    The Brisbane City Council database of rateable properties within the local government area showed the number of units had increased 158.33 per cent, from 54,304 on January 1, 2001 to 140,281 on the same date this year.
    Unsurprisingly, most of that growth was in the inner-city suburbs, with a 531.8 per cent increase in the CBD alone, up from 1192 to 7531.

    http://www.brisbanetimes.com.au/queensland/tripling-of-brisbane-units-since-turn-of-the-century-consigns-backyards-to-history-20170324-gv60b1.html

    3+
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 4 de abril de 2017 at 18:28

      to apostando nisso aqui na perifa da paulistania desvairada
      xô motumbo

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 4 de abril de 2017 at 18:33

        Pessoal quer morar perto do centro para não necessitar de carro, poder ir trabalhar de bike ou a pé sossegado.

        2+
        • avatar
        • Carlos 4 de abril de 2017 at 18:33

          Coisa perfeitamente viável aqui é lógico 😀

          4+
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 4 de abril de 2017 at 18:39

            a maior diferença dos centros é a biologia em volta ar, agua e terra
            após 2 anos dormindo no silencio, barulho de folhinhas ao vento, até o pó é mais limpinho, não seise me adapto denovo, certo dia que me hospedei em centro nobre já estranhei, e olha que to falando de bons lugares da cidade, imagina esses perto de gente diferenciada. Aqui até as favelas por perto são mais salubres

            7+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Carlos 5 de abril de 2017 at 00:09

              Véio, morar no centro da cidade aqui é quase como morar na roça, muito quieto mesmo, fico semanas sem ouvir uma buzinada, pessoal dorme cedo, festas, jantares estas coisas, de semana acabam as 9 da noite, jogos vão das 7 as 9, as 10 tá todo mundo em casa.
              Se morar na perifa então é roça mesmo, você ouve pessoas conversando a quarteirões de distância, morei por mais de um ano a duas quadras de uma estação de trem na perifa do lado de um setor industrial e conseguia ouvir o barulho dos ponteiros do meu relógio de pulso que ficava na cabeceira da cama.
              Uma vêz recebemos uma carta da prefeitura em nome do prefeito pedindo desculpas antecipadamente pelos barulhos de manutenção na ferrovia sendo o principal aquele pi pi pi que as máquinas fazem quando se engata marcha ré.
              Você vai dormir e no outro dia tem calçada nova, ponto de ônibus e outras coisas novas e nem percebeu que fizeram. malditos, nem consigo escutar seus movimentos 😀

              11+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
  • SampaBoy 4 de abril de 2017 at 18:39

    1+
    • SampaBoy 4 de abril de 2017 at 18:40

      era pra testar imagem, saiu grande demais….

      2+
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 18:47

    off DESIGUALDADE DE RENDA (na linguagem deles, prefiro pensar em curva de gauss, mas vamos lá)
    o pt bateu nessa tecla por 13 anos até ser cuspido e vejam só quem causa desigualdade? oras eles mesmos ao inchar demais o Estado de forma arbitrária e injusta

    https://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2017/04/04/a-desigualdade-de-renda-no-servico-publico-brasileiro–e-as-licoes-da-islandia.htm

    2+
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 18:54

    Caixa publica regras para uso do FGTS como garantia em consignado

    serão mais 17bilhoes no mercado. Favorece mais FP e alguns privados.
    Entre os servidores públicos, o volume contratado chega a R$ 167 bilhões – são quase R$ 6 bilhões por mês e 18bilhoes na iniciativa privada….
    (com a securitização de 40% do fgts).

    1+
    • Margarida 4 de abril de 2017 at 20:04

      O saque do saldo de contas inativas já foi liberado, não foi? FP que tiver vai sacar tudo. Depois disso, servidores públicos não têm FGTS. Não entendi como essa medida favorece funcionários públicos.

      Notinha sobre o assunto que veio à tona mais cedo: sou FP estadual e há vários anos tenho reposição bem abaixo do indice de inflação. Pessoal reclama, e de certa forma estão certos, mas ninguém reclamou quando receberam reposição acima da inflação. Entendo que está havendo um ajuste gradual por aqui (SP).

      7+
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 08:58

        Mas qual o percentual de FP´s em várias esferas que possuem CLT?

        3+
        • avatar
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 18:56

    Itaú, Bradesco, BB e Caixa tinham quase 80% do mercado de crédito ao fim de 2016
    com isso, o chamado “spread bancário” (diferença entre o que os bancos pagam pelos recursos e o que cobram de seus clientes) subiu em fevereiro para 42,5 pontos percentuais – patamar elevado para padrões internacionais.

    4+
    • avatar
    • LZ 5 de abril de 2017 at 07:48

      Esse é o custo e lucro do Banco emprestar para 666.
      Não tem jeito tem que enfiar a faca mesmo porque 666 Br não paga.
      Basta ver as taxas quando é consignado, no qual tem a certerza maior de receber, o risco diminui, os custos tbm.

      2+
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 19:16

    Poupança e FGTS são insuficientes para suprir a demanda por moradia, diz MRV
    Ele ressaltou, ainda, a importância da Letra Imobiliária Garantida (LIG) para complementar os recursos do FGTS destinados ao financiamento imobiliário.
    (estou desde setembro passado dizendo que essa LIG vai ajudar nos bulltrap)
    “Precisamos de 35milhoes de moradias”.(kkkkkkkkkkkk)

    http://extra.globo.com/noticias/economia/poupanca-fgts-sao-insuficientes-para-suprir-demanda-por-moradia-diz-mrv-21158198.html

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • LZ 5 de abril de 2017 at 07:49

      Dono de construtora quer mais é erguer prédio com Governo pagando ué.
      É a galinha de ovos de ouro dele.

      3+
    • AGP 5 de abril de 2017 at 08:48

      Cara, eu devo ser muito burro. Podia jurar que realinhar os preços à renda da população seria uma solução (embora tardia) eficiente. Ninguém quer fazer, então não deve prestar mesmo.

      3+
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 19:29

    CVR UBER
    um off da vida como ela é
    esta madrugada será votado em urgência a proibição de UBER e todos os outros a nível nacional
    autor do projeto: PT
    apoiadores: marxistas de todos os lados, incluso bolsonaros que já votaram contra o uber

    aqui em SP um candidato a prefeito queridinho caiu de primeiro pra quinto lugar por lutar contra o uber, o povo quer e precisa de uber
    resta à NETsfera reagir, vcs tem poucas horas para isso. Boa sorte.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 20:42

      já foi aprovado

      3+
      • avatar
    • Intendente 4 de abril de 2017 at 20:50

      Sinceramente, a tecnologia ajuda demais, privilegia a competitividade, mas acredito que seria melhor para o governo proibir o UBER de vez e:

      Copiar totalmente este aplicativo e fazer um próprio do país, ponto final.

      Nesse caso, a parte que a empresa levaria passa para o estado, aumentando a arrecadação.

      Podem me crucificar, mas o UBER, por mais que promova empregos, acaba por fazer o Brasil exportar renda para o exterior por um serviço tão simples.

      Não vejo vantagem em manter esse aplicativo funcionando do jeito que está no Brasil, sendo que ele facilmente poderia ser copiado e gerar lucros para nós mesmos.

      1+
      • Intendente 4 de abril de 2017 at 20:51

        Mandar renda para o exterior***

        1+
        • EngenheiroSP 4 de abril de 2017 at 21:58

          O mesmo pensou Evo Morales pra estatizar refinarias da Petrobras na Bolivia.

          14+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Intendente 4 de abril de 2017 at 22:50

            Você quer comparar uma empresa do porte da petrobrás, com toda tecnologia de extração de gás e petróleo com o UBER, que somente gerencia motoristas ?

            Cara, é MUITO FÁCIL para o Brasil fazer uma empresa como o UBER para reter os lucros. É essa a minha opinião.

            0
            • to bolhado 5 de abril de 2017 at 07:07

              Qual seria a justificativa de proibir o Uber e permitir outro identico, só que nacional? Se é fácil fazer um igual algum empresário que faça e compita com o Uber, oras

              8+
              • avatar
              • avatar
      • Money_Addicted 4 de abril de 2017 at 22:26

        eh seria essa sua ideia? Ou vc esta sendo ironico?

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Intendente 4 de abril de 2017 at 22:55

          Pior que é o meu ponto de vista.

          0
          • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 23:14

            Sim seu ponto de vista é socialista
            Pq não fazer o mesmo com o Windows?Netflix?Android?

            Seria tão bom e criaria tanta riqueza pro Brasil….SQN!!!!

            14+
            • avatar
            • avatar
            • Intendente 5 de abril de 2017 at 07:55

              Camarada, eu já expliquei meu ponto de vista, não vou me alongar nessa discussão.

              Você está generalizando com base em uma única situação.

              O BR teria condições de desenvolver um aplicativo para gerenciar motoristas particulares? Teria sim.

              O BR teria condições de desenvolver uma empresa como a Microsoft, Apple, Google, para não precisar do uso delas? Nunca.
              Até porque o BR nunca procurou investir massivamente em tecnologia, procurou sim aumentar sua produção nas commodities, como carne, minério de ferro, soja, blá blá blá.

              Dei essa volta toda para dizer novamente: o Estado ganharia mais dificultando a vida do UBER e afins e desenvolvendo um serviço próprio. A proposta ainda tem que passar pelo senado, vamos esperar.

              0
              • Money_Addicted 5 de abril de 2017 at 09:58

                o BR nao teria condicoes de desenvolver um aplicativo similar ao UBER, inclusive nao foi os US que criaram o UBER e sim uma empresa americana, esse seu comentario de q o BR deveria dificultar/barrar eh sofrivel, serio!
                O BR deveria fazer exatamente o contrario e remover todos os empecilhos para criacao de empresas e criacao de empregos, e vc ve dizer em “bloquear” os apps?
                Imagino q vc deve ser taxista? Soh pode 🙂

                8+
                • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 4 de abril de 2017 at 22:32

        Mas tem que mandar renda para o exterior mesmo…

        Brasil e seus brasileiros que quiserem ganhar dinheiro de verdade devem se qualificar e empreender…

        Se até os quebrados Espanhóis criaram o Cabify que já ameaça o uber no mundo todo, resta à Brazucada (que ja dominou o mercado mundial de apps de táxi até 2014, quando Easy Táxi tinha mais downloads que Uber) criar algo novo…

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Intendente 4 de abril de 2017 at 22:53

          Eu estou vendo o caso sob o viés do Estado, da nação. Pode-se facilitar a implantação de um UBER_BR e dificultar(e muito) a vida dos aplicativos externos.

          O Estado está perdendo dinheiro, é isso que está acontecendo.

          Eu nem estou me apoiando pela causa dos taxistas, estou analisando a arrecadação de receitas do Estado.

          0
      • AGP 5 de abril de 2017 at 08:54

        Sinto muito, mas seu pensamento protecionista não ajudaria.

        O protecionismo estatal no Brasil iria criar um aplicativo menos eficiente e mais caro, pela ausência de concorrência. Péssimo para o consumidor.

        Se os nacionalistas querem que os lucros fiquem aqui, basta que alguém crie um aplicativo melhor que o UBER. Simples assim.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • Awulll 5 de abril de 2017 at 10:33

          Aí eles se empolgam e criam o ministério dos aplicativos e colocam um Aldo Rebelo ou Kassab da vida como ministro.
          Daí criam uma agência reguladora de aplicativos, a appbrás.
          Em alguns anos tornam a Play Store ilegal pois não é regulamentada e o estado não tem controle sobre a qualidade dos aplicativos.
          Criam então a PlayBrás e todos os criadores de aplicativos pagam uma pequena taxa pra colocar seu aplicativo lá.
          Criam a licensa para desenvolvedores. Apenas desenvolvedores licenciados podem ter seus aplicativos na Play Brás.

          7+
          • avatar
          • Awulll 5 de abril de 2017 at 10:34

            Ops, corrigindo.
            licensa = licença

            2+
      • Awulll 5 de abril de 2017 at 10:11

        Ahahaha.
        Cara, o estado é que é o problema.

        2+
  • Lucas 4 de abril de 2017 at 19:51

    CIDADE ALBOR
    primeira cidade do BR em parceria publico-privada

    mais de 13 mil casas, para quase 50 mil moradores, além de escolas e áreas industriais

    a primeira fase já foi feita, já tem gente morando (em vermelho na figura, ou procurar no google Earth)
    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,governo-lanca-edital-de-ppp-para-casas-na-grande-sao-paulo,70001726030

    E quem disse que mesmo com a bolha não se pode progredir em nichos específicos???

    2+
    • avatar
    • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 20:00

      Seria interessante ver uma mini revolta civil caso essa lei passe no senado.
      Afinal do que tem gente trabalhando no Uber pra pagar as contas não é brincadeira. Aí o número de desempregados aumentaria em uns 300mil dá noite professor dia e Kabum!!! Temer cai em 48h…

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Margarida 4 de abril de 2017 at 19:58

    Alemon Fritz

    Caixa publica regras para uso do FGTS como garantia em consignado

    serão mais 17bilhoes no mercado. Favorece mais FP e alguns privados.
    Entre os servidores públicos, o volume contratado chega a R$ 167 bilhões – são quase R$ 6 bilhões por mês e 18bilhoes na iniciativa privada….
    (com a securitização de 40% do fgts).

    0

    Acabei de ouvir essa notícia na Hora do Brasil. Eu ouvi direito, disseram que isso não afetará os saques para compra de imóveis. Como é que pode, isso? Se o saldo (total ou parcial) do FGTS que estiver compromissado como garantia de empréstimo consignado não puder ser sacado, compromete o crédito pra compra de imóveis. Se puder, piorou, porque aí a garantia do empréstimo desaparece.

    Alguém entendeu isso aí direito?

    2+
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 20:16

    pode sim.
    Mesmo sendo usados como “caução” nos empréstimos consignados, os recursos do FGTS não ficarão bloqueados na conta do trabalhador. Ele poderá usar, por exemplo, para moradia ou doença e quando ele for demitido, seguindo as regras do fundo.
    Os 10% do total mais a multa só serão destinados ao pagamento do consignado caso haja necessidade desse montante para quitar o resto do empréstimo no momento da demissão.
    (securitização da securitização)= caxão banco podre e malo

    2+
    • Margarida 4 de abril de 2017 at 20:41

      Entendi. Estava fazendo raciocínio de FP, que, na prática, não é demitido nunca.

      5+
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 4 de abril de 2017 at 20:22
    • Margarida 4 de abril de 2017 at 21:52

      Obrigada. 🙂

      1+
      • avatar
  • Luladranus 4 de abril de 2017 at 20:42

    Vem aí o minha reforma, minha divida maior e, interminável.

    http://g1.globo.com/politica/noticia/senado-aprova-medida-provisoria-que-cria-programa-cartao-reforma.ghtml

    “Pelas estimativas dos senadores que integram a base aliada do governo, cerca de 100 mil pessoas serão beneficiadas pelo programa. Ainda segundo esses parlamentares, os investimentos do Cartão Reforma podem chegar a R$ 1 bilhão.”

    3+
    • avatar
    • avatar
    • Coelho da pascoa 4 de abril de 2017 at 21:07

      Traduzindo: Cartão Minha Casa Melhor versão 2.0 😀 “Meu Puxadinho na Casa da Sogra Minha Vida”

      3+
    • LZ 5 de abril de 2017 at 08:00

      Pera ai então quer dizer que posso sacar 10% do meu FGTS com juros a 3.5%.
      Basicamente eu ranco a grana de lá, pago 3.5% pro banco e faço ela girar pelo menos 12% ao ano.
      No primeiro ano já bato com a Inflação e no segundo vem o PMJ.
      Pra uma grana que rende 3% ao ano no fundo, rancar essa grana é perder 0,5% com liberdade de botar ela onde quiser rendendo.

      Pensaram nisso ?

      1+
      • Marcio 5 de abril de 2017 at 09:30

        Cara, os juros no consignado são de 3,5% ao mês, não ao ano.

        2+
        • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 10:27

          Bingo !!!

          2+
        • LZ 5 de abril de 2017 at 12:03

          Então fodeu hauhauauh
          Larga lá essa merda kk

          1+
  • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 20:46

    Foi aprovado o fim do Uber e outros aplicativos…
    Número de desempregados vai aumentar! E ainda dizem que a crise acabou…Para o baixo clero não!

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 20:51

      RIP Brasil…

      Acabou nosso crescimento de 0,25% este ano… Se crescermos 0,01% este ano eu já faço um churrasco na laje pra comemorar!

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Intendente 4 de abril de 2017 at 21:08

        Crescimento? Vai continuar em queda. Aposto em -0,5%.

        0
      • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 07:58

        Lembrando que, com um crescimento da população de 0,8% aa, qualquer coisa abaixo disso significa que as pessoas ficaram mais pobres

        0
    • Intendente 4 de abril de 2017 at 20:53

      O estado com certeza fará um aplicativo para suprir essa demanda criada pelo UBER.

      1+
      • avatar
      • Intendente 4 de abril de 2017 at 21:06

        https://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2017/04/04/camara-aprova-regime-de-urgencia-para-pl-que-coibe-servicos-como-uber.htm

        O serviço de natureza privada passará para pública. Com isso, os municípios deverão regulamentar o serviço. Seguem abaixo algumas das exigências:

        Cobrança de tributos fiscais contratação de seguros contra acidentes para passageiros e pagamento do DPVAT; cadastro de motoristas no INSS; motorista deve ser cadastrado na empresa que gerencia o aplicativo; CRLV do veículo deve ser emitido no município.

        Se o município querer, vai arrecadar mais.

        3+
        • avatar
        • avatar
        • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 23:15

          Por um pequeno espaço de tempo…
          Depois os motoristas desanima com tanta burocracia e a qualidade cai do serviço.

          O serviço público é tão bom que um táxi em SP é mais caro que nos EUA.

          12+
          • avatar
          • avatar
        • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 07:57

          Mais governo, mais impostos, menos liberdades individuais.
          O tiro de misericórdia foi a destaque do PT tornando o serviço uma concessão pública.
          Ganha a máfia dos taxis e perde o povo

          7+
          • avatar
          • avatar
      • antifragile 5 de abril de 2017 at 01:26

        O Estado não consegue nem entregar carta pelos Correios sem tomar prejuízo, e você acha que eles vão conseguir fazer um aplicativo melhor que o Uber?

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • thiago fm 4 de abril de 2017 at 20:56

    Thiago – o nefasto!
    Essa sem dúvida é nova.

    1+
    • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 07:55

      kkkkkk
      Eu sou favorável a TESE + ANTÍTESE = SÍNTESE

      2+
      • avatar
  • Margarida 4 de abril de 2017 at 20:59

    CA: “Do lado do SECOVI SP, lembrar que eles não consideram no estoque imóveis com mais de 36 meses em relação ao lançamento e cabe lembrar que os distratos tem sido muito elevados e ocorrem exatamente no ato da entrega, quando as famílias não conseguem o crédito imobiliário, o que normalmente demora 36 meses a partir do lançamento, ou seja, temos um estoque enorme que está sendo ESCONDIDO nos relatórios do SECOVI SP, correspondente a estes imóveis distratados e não revendidos nos últimos anos. Claro que isto também simula vendas maiores. Pela combinação, de novo vemos que a distorção é ainda maior que a “oficial” que consta nos relatórios deles.”

    CVR: Tem construtora aqui na região vendendo apartamento em prédio entregue em 2014.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Luladranus 4 de abril de 2017 at 20:59

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/mercadoaberto/2017/04/1872373-porto-do-itaqui-no-maranhao-recebera-r-13-bilhao-em-aportes.shtml

    Venda de imóveis novos em SP tem pior resultado da história em janeiro

    A matéria dos imóveis está um pouco mais abaixo no texto.

    2+
    • avatar
  • Leonardo M. 4 de abril de 2017 at 21:56

    O Ploc das moedas olímpicas já estourou
    666 vendendo cada moeda por R$3,00. E pensar que nas olimpíadas chegavam a custar R$100,00 … Caiu quantos % já?
    Ploc Ploc
    Tudo voltando a normalidade no Bananistão. Agora só falta carros, casas e comida voltar ao preço pré crise.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 4 de abril de 2017 at 23:06

      Oba, vou completar minha coleção. #SQN

      2+
      • avatar
  • Cadeludo 4 de abril de 2017 at 23:34

    a banania é um lugar pitoresco
    o vendedor de olx oferece sua birosca murrinha num lugar muito desagradável
    pede 350 mil e obviamente não vende nem venderá nem por milagre
    quando ele tem a ideia Jenial
    “baixou, HOJE É 320 MIL AGORA É PRA VENDER!”
    é a saga da busca eterna por um otário, os filhos e os netos tentarão fazer igual

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 5 de abril de 2017 at 00:04

    perguntando de outro jeito: (o site do Antag)
    (caxão podres )
    “Alguém se habilita a investigar os créditos podres que a caixa colocou no mercado?
    Ninguém?
    O valor supera o lucro do itaú-unibanco por uns três anos.
    e Só como referência, o itaú colocou no mercado 1,2 bi, a caixa colocou 28bi.
    Traduzindo, algo como 6 anos do bolsa família.
    E ninguém investigou…”

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 5 de abril de 2017 at 00:13

      Mas o Caixão e BancoBosta são o parque de diversões de todos os partidos, dos soças master tipo PCO até os de direita, alí rola cada coisa.
      Transparência neste pântano fétido e enevoado não interessa a absolutamente nenhum partido político como bem sabemos caro Alemon…

      1+
      • avatar
  • Carlos 5 de abril de 2017 at 00:39

    OFF – com coragem e capacidade o Daví pode dar uns cascudos no Golias sim, e se o gigante bobear pode ser nocalteado.

    Gillette, Bleeding Market Share, Cuts Prices of Razors
    Top brand also plans to add focus on its cheaper products as pressure mounts from online start-ups
    https://www.wsj.com/articles/gillette-bleeding-market-share-cuts-prices-of-razors-1491303601

    2+
    • avatar
  • Leonardo M. 5 de abril de 2017 at 01:53

    programa Cartão Reforma

    Programa foi lançado por Temer em 2016. Limite da renda familiar para beneficiários passou de R$ 1,8 mil para R$ 2,8 mil; texto, já aprovado pela Câmara, segue para sanção de Temer.

    io do Senado aprovou nesta terça-feira (4) a medida provisória editada pelo presidente Michel Temer que cria o programa Cartão Reforma. Como a MP já havia sido aprovada pela Câmara, seguirá para sanção de Temer.
    O programa foi lançado pelo governo no ano passado e prevê a destinação de recursos para que famílias de baixa renda possam comprar materiais para reformar suas casas e contratar pedreiros.
    Como o Cartão Reforma foi criado por medida provisória, passou a ter força de lei a partir da data de publicação, em novembro do ano passado. Ainda assim, o texto precisava ser aprovado pelo Congresso Nacional para valer de forma definitiva.
    Pelas estimativas dos senadores que integram a base aliada do governo, cerca de 100 mil pessoas serão beneficiadas pelo programa. Ainda segundo esses parlamentares, os investimentos do Cartão Reforma podem chegar a R$ 1 bilhão.
    Renda máxima
    Inicialmente, o governo lançou o programa com a previsão de que as famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil poderiam se inscrever no Cartão Reforma. Ao analisar a MP, o Congresso aumentou esse limite para R$ 2,8 mil.
    O projeto define que o valor do benefício será definido pelo Poder Executivo. No lançamento do programa, o presidente Michel Temer informou que as famílias terão direito a crédito de R$ 2 mil a R$ 9 mil (com benefício médio de R$ 5 mil).
    Acúmulo
    Outra alteração feita pelos parlamentares no projeto do governo está relacionada ao acúmulo de subsídios.
    Pelo texto aprovado pelo Congresso, o benefício do Cartão Reforma não poderá ser acumulado com outros subsídios concedidos pelo governo em programas habitacionais, exceto os concedidos a pessoas físicas há mais de dez anos.
    Para a concessão dos benefícios, terão prioridade famílias cuja responsável seja uma mulher, ou que tenham um idoso ou uma pessoa com deficiência como integrante. Também serão priorizadas famílias com renda familiar mais baixa.
    Zona rural
    Ao passar pela Câmara, os deputados aprovaram uma emenda que determina que o programa deverá destinar, no mínimo, 20% dos recursos para famílias que morem em zonas rurais. O texto original do governo previa o percentual de 10%. A alteração foi mantida pelos senadores.

    0
    • CA 5 de abril de 2017 at 08:09

      Leonardo M.,

      Dilmo sendo Dilmo, com a reedição do Minha Casa Melhor, em versão piorada como sempre, neste caso para tentar dar sobrevida pelo menos para o pessoal que trabalha com vendas de materiais de construção e pedreiros, uma vez que com as quedas constantes em lançamentos desde 2012 (exceção para 2016), eles tem sofrido com perda de faturamento no caso das lojas e de serviços no caso de pedreiros.

      Vem em um momento “interessante”, uma vez que a tendência é de que as construtoras percam fôlego para pedalar e com isto sejam OBRIGADAS a reduzirem de forma mais drástica seus lançamentos, expondo mais a pirâmide das vendas FALSAS na planta através de uma participação maior dos distratos em relação às vendas brutas do período. Em janeiro/2017, segundo o SECOVI SP, a queda nos lançamentos foi de 94% na cidade de São Paulo, quando comparado a janeiro/2016, tendo sido o pior mês de janeiro em lançamentos e vendas dos últimos 13 anos, desde quando se iniciou a pesquisa do SECOVI SP.

      É claro que tradicionalmente as construtoras começam o ano com o pé no freio nos casos dos lançamentos, porque normalmente em dezembro do ano anterior, fica em evidência o quanto fecharam em estoque no ano versus as vendas líquidas de distratos e o aumento na distorção entre oferta e procura que já é bizarra, o que torna o maior volume de lançamentos logo em seguida algo absolutamente inaceitável, além é claro da quebra de expectativas / promessas feitas no início do ano que ficaram claras, dificultando fazer novas promessas MIRABOLANTES logo em seguida, então neste contexto fica ruim para eles PEDALAREM, “pega mal” terem lançamentos em volume elevado no início do ano.

      Depois de alguns meses, eles fingem que nada disto existe, INVENTAM um motivo para dizerem que estão otimistas, fazem promessas MIRABOLANTES que novamente não vão se cumprir e retomam os lançamentos em maior volume para terem vendas FALSAS em quantidade suficiente e com isto SIMULAREM uma melhora, ao mesmo tempo que aumentam a distorção cada vez mais bizarra entre oferta e procura.

      A diferença para 2017 é que após tantos anos repetindo este esquema e destruindo o caixa, a grande maioria das construtoras está SEM FÔLEGO PARA PEDALAR. Claro que temos exceções, como a Gafisa que vendeu 30% da Tenda para uma multinacional que não conhece as vendas FALSAS na planta (a jabuticaba brasileira) e com isto ganhou fôlego para pedalar, ou a MRV, que se aproveitou de quebra / desistência do segmento de imóveis populares por algumas outras construtoras nos últimos anos (PDG, Rossi, etc) e até eventualmente a EzTec que teve administração mais conservadora e se inflou menos na bolha, mas tirando estas construtoras, a grande maioria teve degradação do resultado financeiro de forma relevante em 2016, o que tira recursos para manterem as pedaladas no mesmo nível, sem contar a crescente concorrência de leilões por bancos, empresas abutre e condomínios, a ameaça de venda direta da CEF de parte de seus estoques com apoio de corretores, o volume crescente de imóveis nem-nem combinados com o aumento da necessidade de fazer caixa dos investidores em imóveis, dentre outros fatores adversos que tendem a obrigar esta redução de lançamentos mais sensível em 2017, para o total do segmento.

      Voltando para o assunto “Cartão Reforma” do Temer, curiosamente, no caso das construtoras em si, os efeitos podem ser até adversos: quem reformar sua casa poderia abrigar mais pessoas com isto e deixar de comprar um imóvel (exemplo: faz um “puxadinho” para parente morar junto e este deixa de comprar um MCMV), aumento de demanda por pedreiros e materiais de construção os tornam menos disponíveis e mais caros e por fim, este R$ 1 bilhão eles certamente prefeririam que fosse destinado para MAIS algum crédito subsidiado direcionado para financiamento de imóveis, embora dados os preços dos imóveis e a monstruosa distorção entre oferta e procura e entre preço e renda, este crédito adicional teria efeito pífio de qualquer forma.

      O interessante para o governo é que isto entra no resultado do PIB da Construção Civil, então eles tem a oportunidade de dizer que é mais um apoio para estimular os negócios e evitar o desemprego neste segmento.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 5 de abril de 2017 at 07:41

    agora é so caxao caxao caxao

    Caixa estuda modalidade de crédito para financiamento de loteamentos, diz presidente

    Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/economia/caixa-estuda-modalidade-de-credito-para-financiamento-de-loteamentos-diz-presidente-21158705.html#ixzz4dN1wXZ7h

    4+
    • avatar
    • avatar
    • LZ 5 de abril de 2017 at 08:05

      Não bastava financiar imóveis prontos.
      Agora querem aumentar os preços dos terrenos, uma vez que o Landbank é gigantesco na mão das construtoras.
      Sabemos mais uma vez onde isso vai dar, preço sobe por um tempo, os terrenos encalham, a demanda volta ao lugar e todo mundo fica com o pires na mão.

      2+
      • avatar
      • CA 5 de abril de 2017 at 08:24

        LZ,

        Preços de terrenos já estão muito fora da realidade. A esta altura, qualquer impulso via crédito podre da CEF terá efeito pífio. Há um volume de terrenos nas mãos das construtoras, que considerando o VGV potencial de lançamentos nestes terrenos e as vendas dos últimos 12 meses, ambos informados pelas próprias construtoras, faz com que estes terrenos sejam o suficiente para mais de 10 ANOS de vendas, portanto, não será este novo crédito da CEF que vai dar qualquer alívio significativo para esta ABERRAÇÃO.

        Trata-se de MAIS UMA ação DESESPERADA do governo para tentar salvar o segmento de construção civil, como o cartão reforma que consta mais acima, no entanto, da mesma forma pode ter seus efeitos colaterais negativos para as construtoras, pois se elas lançarem mais loteamentos para desovarem estoque de terrenos, a cada novo loteamento vendido, terão um cliente potencial a menos para venda de imóveis em construção ou já construídos, sendo que o valor agregado do loteamento é muito menor, enquanto o custo para os imóveis em construção e principalmente os já construídos, vai pesando negativamente de forma cada vez mais intensa nos resultados das construtoras.

        Não tem solução MIRABOLANTE, como sempre digo, são ações DESESPERADAS com resultados PÍFIOS e efeitos colaterais cada vez mais DANOSOS para o segmento, na mesma linha da nova regulamentação de distratos que incentiva uma redução cada vez mais relevante das vendas FALSAS na planta, o que ajuda a desmoronar a pirâmide financeira. O que restou para o governo e segmento imobiliário é isto, medidas desesperadas semanais que apenas demonstram o quanto a situação fica cada vez mais crítica, enquanto no MUNDO DE FAZ DE CONTA, eles DESINFORMAM dizendo que tudo está melhorando.

        3+
        • avatar
        • avatar
        • LZ 5 de abril de 2017 at 09:05

          Famosa tentativa de pegar os últimos peixinhos.
          Nem sardinha tem mais kkk

          1+
  • Alemon Fritz 5 de abril de 2017 at 08:09

    kkk
    Preço dos imóveis ficam quase estáveis no primeiro trimestre, diz FipeZap
    Valores tiveram leve alta, abaixo da inflação esperada para o período.

    os preços subiram 0,0009 e queda real de 3,62% em 12 meses.

    3+
    • avatar
    • LZ 5 de abril de 2017 at 08:17

      Esquece o FIPEZap é a terra do nunca que não vale como parâmetro

      1+
  • BOLHUDO_MINEIRO 5 de abril de 2017 at 08:56

    o que acham disso???
    http://www.valor.com.br/empresas/4927342/cury-e-mrv-adotam-modelo-que-reduz-risco-de-distratos
    A Cury Construtora e a MRV Engenharia – focadas na baixa renda – começam a mudar a forma de vender seus imóveis. No novo modelo, que será implantado gradualmente, as duas incorporadoras consideram que uma unidade foi vendida apenas no momento em que o cliente obtém o financiamento pela Caixa Econômica Federal.

    3+
    • avatar
    • avatar
    • LZ 5 de abril de 2017 at 09:03

      Isso era óbvio oras.
      Eles sabiam disso e inflaram os relatórios para jogar as ações na LUA.
      Agora que a empresa tá mal das pernas acham que descobriram ouro kk

      4+
      • avatar
      • avatar
    • Alemon Fritz 5 de abril de 2017 at 09:39

      aí não é distrato é só “desistência”, e não recebem a grana de volta.
      os imóveis já estão prontos não tem como ´pedalar planta e reajustes de INCC. fica mais “garantido”

      0
    • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 09:01

      Véio Lucas feelings
      😉

      2+
      • avatar
      • Antigo 5 de abril de 2017 at 09:09

        Eu gostei do ‘quase estável’.

        Será que o Brasil está quase motumbado? Quase ferrado? Quase um caso perdido?

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 10:05

          Até mesmo na [email protected] o bananense é orgulhoso.
          Orgulho só leva a situação mais pro buraco ainda.

          2+
  • Espectador 5 de abril de 2017 at 09:21

    Interessante, mas parece o mesmo modelo dos flats, sei não…
    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,com-grupo-de-cingapura-construtora-vitacon-vai-investir-r-1-5-bi-no-pais,70001726981
    Com grupo de Cingapura, construtora Vitacon vai investir R$ 1,5 bi no PaísEm joint venture com CapitalLand, incorporadora aposta em conceito conhecido como ‘multifamily’, baseado em prédios residenciais para aluguel que oferecem serviços.
    Segue trecho da matéria:
    As duas empresas planejam investir, juntas, R$ 1,5 bilhão no País nos próximos cinco anos em empreendimentos residenciais para locação que também oferecem serviços aos inquilinos. Em vez de vender as unidades a investidores, as duas companhias vão construir os prédios e administrar o aluguel dos apartamentos.
    O conceito desse negócio, conhecido globalmente como “multifamily”, começará a ser testado no Brasil. A Vitacon pretende lançar dois empreendimentos entre este ano e meados de 2018 nos bairros Jardins e Itaim, regiões nobres de São Paulo, afirmou Alexandre Lafer Frankel, presidente e fundador da construtora.

    0
    • Alemon Fritz 5 de abril de 2017 at 09:41

      uberificação dos imóveis (por semana, mes dia)

      3+
      • avatar
      • avatar
    • job 5 de abril de 2017 at 09:47

      Que timing pra lançar o empreendimento. Mas pensando bem, se o preço for justo, quem sabe não rola?

      2+
      • avatar
      • Money_Addicted 5 de abril de 2017 at 10:19

        exato, pq hj a relacao aluguel /preco fantasia esta em 0.3 ou bem menos, justamente por ser preco fantasia, agora se o pessoal constroi de forma eficiente a um custo baixo, a renda com o aluguel pode ficar prox a 1% e ainda tem o lucro com os servicos, enfim, vamos ver se vai …rs

        1+
        • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 10:22

          O problema de construir a preço baixo na BNN irá esbarrar na parte trabalhista e burocrática. (taxas, alvarás, fiscalização das entidades de classe, registros, IPTU, etc)
          O material daria para trazer importado (granito, piso, acessórios, etc)
          Teriam que negociar bem o preço do terreno tb.

          3+
          • avatar
    • LZ 5 de abril de 2017 at 12:13

      “Em vez de vender as unidades a investidores, as duas companhias vão construir os prédios e administrar o aluguel dos apartamentos.”
      Não tem investidor bolhudo na jogada, vão fazer tudo….

      Pode dar certo

      0
  • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 09:29

    Lucas, qual era mesmo o nome daquele ardil onde as pessoas fingem ser inimigas?

    Fundações ligadas ao PT e ao PSDB abrem diálogo inédito

    Em um movimento classificado como inédito por petistas e tucanos, dirigentes dos braços teóricos do PT e do PSDB se reunirão no próximo dia 18 na Fundação Perseu Abramo, em São Paulo, para um debate político.

    Partiu de Márcio Pochmann, presidente da Perseu Abramo, ligada ao PT, o convite para os Institutos Fernando Henrique Cardoso (IFHC) e Teotônio Vilela, ligados ao PSDB. A pauta será uma pesquisa qualitativa feita pela fundação entre ex-eleitores da sigla na periferia de São Paulo.

    http://istoe.com.br/fundacoes-ligadas-ao-pt-e-ao-psdb-abrem-dialogo-inedito/

    2+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 5 de abril de 2017 at 09:43

      Estratégia da tesoura?

      É uma prática bem interessante mesmo, mas eu pessoalmente acredito que a coisa no Brasil seja mais raiz mesmo, querem todos é se beneficiar do podêr, ideologia é só uma desculpa para desviar a atêncão e manter as pessoas ocupadas.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • tmarabo 5 de abril de 2017 at 11:33

        eu também não acredito em uma autêntica estratégia das tesouras, basta ver o oceano de diferença em governos tucanos e petistas e o que cada um defende.

        é claro, o psdb se diz e se acha de esquerda, social democrata, mas comparar com o PT é simplesmente errado.

        0
        • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:51

          Mas a estratégia serve para que nenhum outro grupo ADENTRE.
          principalmente com ideologias de DIREITA

          2+
          • avatar
  • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 09:35

    Preço dos imóveis sofre queda real de 3,62% no último ano
    Índice FipeZap, que mede a variação no preço dos imóveis de 20 cidades, registra estabilidade dos preços em março
    Maior queda foi em Belo Horizonte, de 7,94%
    http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/preco-dos-imoveis-sofre-queda-real-de-362-no-ultimo-ano/

    3+
    • avatar
  • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 09:51

    Estrangeiros decepcionados tiram 3,3 bilhões da bolsa de valores
    http://www.valor.com.br/financas/4927204/estrangeiro-tira-r-33-bi-da-bolsa

    2+
    • avatar
    • Zé do Brejo 5 de abril de 2017 at 10:18

      São os sinais de recuperação e retomada da confiança. #SQN

      2+
    • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 10:21

      CA, olha o tsunami de investimentos aí.
      ;0)

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 5 de abril de 2017 at 11:18

        From_The_Tower,

        kkkkk

        O mais “engraçado” na notícia é percebermos, pela nogentésima decepcionésima vez, como são verdadeiras as situações de “sobe no boato, cai no fato”, ou seja, o quanto é fácil de se manipular, não só os sardinhas de praxe no Brasil, mas até mesmo os investidores vindos do Exterior.

        No começo do ano passado falavam sobre as ações “rápidas e efetivas” que seriam adotadas quanto às imprescindíveis reformas da previdência e trabalhista, que colocariam o Brasil no rumo de sair desta grave crise fiscal e mais do que isto, por todo o “otimismo” que seria gerado, teríamos o tal tsumoney, a invasão de recursos vindos do Exterior em larga escala para compra dos Ativos baratos do Brasil, ou seja, uma recuperação rápida da crise.

        Desde que começaram as estorinhas acima, deixamos claro por aqui no blog que nada disto se concretizaria e até traçamos o “roteiro básico”, que até aqui está sendo cumprido á risca:

        No primeiro semestre de 2016, o “novo” governo de Temer, ainda provisório, primeiro iria adiar a votação destas propostas polêmicas para depois das Olimpíadas, depois deixariam para após a oficialização do impeachment de Dilma, na sequência não fariam em virtude das eleições municipais, daí a justificativa seria o final de ano, o recesso parlamentar, etc, na sequência quando finalmente começassem a encaminhar as medidas, as mesmas seriam retalhadas e começaria a ocorrer o famoso “fogo amigo” daqueles parlamentares do PMDB e partidos aliados já com medo dos impactos negativos das medidas nas eleições para Presidência e também para deputados federais e senadores, que ocorrerá em 2018. Ao final, depois de uma espera bem longa, sairiam as medidas de ajustes na previdência e trabalhista, mas estas seriam limitadas, cheias de remendos, perdendo muito de sua efetividade, exatamente em função destas preocupações quanto às eleições de 2018.

        Já sobre a “recuperação fiscal”, comentamos desde o primeiro semestre do ano passado sobre o déficit fiscal recorde de 2016 e que uma recuperação efetiva e superávit demoraria mais alguns anos, durante os quais não teríamos nenhuma chance de recuperação do grade de investimentos por agências de avaliação de risco internacional e que isto ajudaria a afastar os investimentos estrangeiros. Comentamos que todo e qualquer ajuste fiscal tem efeito recessivo no curtíssimo prazo e pelo menos para 2016 e 2017 significaria impacto negativo no PIB, pelas reduções de despesas e aumento de impostos que estes ajustes requerem e que tem efeitos contracionistas.

        Sobre a velocidade de recuperação da economia, no primeiro semestre de 2016 fomos taxativos ao dizermos que o Tsumoney não existiria, explicando uma série de motivos pelos quais aquilo era uma grande UTOPIA, ressaltamos a partir do segundo semestre de 2016 que a previsão inicial de crescimento do PIB na ordem de 1,6% para 2017 não era viável e acabaria se concretizando em 1/3 disto ou menos, reforçamos, ao longo destes últimos anos, que a recuperação seria muito lenta em função dos efeitos das bolhas quanto a endividamento e inadimplência das pessoas físicas e famílias, colocamos que no caso da construção civil seria muito pior ainda dado o tamanho da destruição que eles mesmos plantaram, que o governo “apagar incêndio com gasolina” só pioraria a situação e ainda, quando veio a super-valorização de Ações de construtoras entre janeiro e fevereiro/2017, com a PDG liderando este crescimento de preços de Ações, destacamos o quanto aquilo era absurdo e completamente incompatível com a realidade.

        Enquanto isto, investidores sardinhas do Brasil e Exterior sendo enganados pela enorme quantidade de DESINFORMAÇÃO via Meirelles Margarina, Amorinhas da vida, imprensa, segmento imobiliário e demais asseclas que ficaram plantando um mundo de Alice no País das Maravilhas…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • SampaBoy 5 de abril de 2017 at 11:09

      Da mesma forma que tiraram da bolsa , tiram de papeis e titulos do governo…quero ver o Meira abaixar os juros

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 09:57

    Estudo do TCU mostra que Previdência de estados é insustentável como está
    Deficit atuarial dos regimes próprios para servidores estaduais e do Distrito Federal chegará a R$ 2,8 trilhões em 75 anos
    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2017/04/05/internas_economia,586191/estudo-do-tcu-previdencia-de-estados-e-insustentavel-como-esta.shtml

    3+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 10:07

      E os ESTADOS não podem emitir moeda e ou dívidas no mercado interno.
      Eu sei que alguns conseguem fazer captação no exterior…. em algumas fontes específicas.
      mas vai ser ótimo ver mais esse baluarte (funcionalismo público e sistema previdenciário ) falhar

      5+
      • avatar
      • avatar
  • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 10:15

    Leonardo M. e FII´s LOVERS
    vamos dar 500,00 para um congresso de Fundos Imobiliários!?
    😉
    https://www.sunoresearch.com.br/congresso-fundos-imobiliarios

    2+
    • avatar
    • Leonardo M. 5 de abril de 2017 at 10:51

      Pra que se tá cheio de blogs especializado em FII? E o melhor, de grátis!

      Eu particularmente sou um amante deste tipo de investimento, pois existem FIIs de papel que carregam apenas Cris,Cras,LCs,LCIs,TD,etc
      Produtos que eu jamais teria como comprar pois precisaria de um bolso bem fundo com muitos milhões.

      Internet ta ai pra ensinar até fazer programação PHp, só não usa o Google quem não quer.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:04

        Perfeito. Mas estudar e compreender as coisas dá muito trabalho.
        Acho que assinarei a EMPIRICUS por 49,90 ao mês e automaticamente serei um investidor gabaritado. 😉

        4+
        • Leonardo M. 5 de abril de 2017 at 11:10

          É que tô com 30 anos de idade, meu apetite por produtos de risco é bem aguçado agora.
          Quando chegar nos 35/40 anos vou parar com isso é só vou investir em RF.

          Tenho que aproveitar o fator tempo ao meu favor. Se eu tivesse com 40 anos hoje jamais investiria apenas em FII .
          A intenção do FII é ter o pingado todo mês pra reinvestir e ter o juros compostos ao meu favor.

          Obs: Não é recomendação de nada

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:13

            Entre os 25 e 30 meu apetite era por tijolos. Fiz uma boa grana e saí. Hoje é RF na veia e uns 5% de renda variável. O futuro eu não sei. Pode ser que eu aprimore a RV e aumente o direcionamento do capital para lá. Mas as habilidades vão sendo aperfeiçoadas e a percepção da relação capital x resultado tb.

            4+
            • avatar
            • avatar
  • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:07

    Desespero do Gobierno Dilmo
    anteciparam a segunda fase do resgate do FGTS inativo.
    Eles querem que o povo gaste e ou pague o que deve para gastar mais no curto prazo.

    2+
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:07

      mais uma pedalada , afinal de contas a roda não pode parar de girar:
      “Tem crédito consignado com garantia do FGTS com juros de 3,5% a.m. e agora o gobierno Dilmo abaixou um pouco o teto dos juros para consignado de fp´s e aposentados…. até 2,24% e 2,14% a.m… mais ou menos isso. É a pedalada da pedalada.”

      2+
      • avatar
    • Leonardo M. 5 de abril de 2017 at 11:12

      Boa notícia!!!!
      Sábado vou sacar meu FGTS
      Patroa pediu uma bota de presente e o restante vai pra investimentos e RF
      Valeu Dilmo!!!! Pedalando é a solução dos problemas do Bananistão

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Abestado abc 5 de abril de 2017 at 11:14

    Mais do mesmo…

    Preço médio de apartamentos tem queda (ABC)
    O preço médio dos imóveis residenciais na região continua apresentando queda real (descontada a inflação) segundo o índice FipeZap. O levantamento, feito em parceria entre a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e o portal Zap Imóveis, revela que o valor do metro quadrado dos apartamentos nos últimos 12 meses subiu menos do que a inflação de 4,55% medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). A pesquisa considera 20 cidades brasileiras, sendo três no Grande ABC: Santo André, São Bernardo e São Caetano.

    Os preços dos imóveis nos três municípios registraram queda real em março no acumulado dos últimos 12 meses. De acordo com o economista da Fipe Bruno Oliva, apesar da alta na variação nominal, sem descontar a inflação, os custos possivelmente seguirão abaixo da inflação em razão do momento econômico que o País atravessa. “O Grande ABC está em linha com o movimento nacional, de aumento nominal menor que o índice inflacionário e estabilidade nos preços cobrados”.

    São Bernardo foi o município da região em que os preços mais baixaram, devido à queda na demanda. Entre abril de 2016 e o mês passado, o valor do metro quadrado subiu 0,26%, enquanto que o IPCA, 4,55%. Isso representa queda real de 4,1%. Em Santo André, embora tenha havido alta de 0,43%, ao descontar a inflação, se teve recuo de 3,9% em 12 meses. Já em São Caetano, a diminuição real foi de 2,6%, apesar da alta de 1,85%.

    Feita com base em anúncios veiculados na internet, a pesquisa mostra que São Caetano tem o maior preço do metro quadrado residencial na região: R$ 5.957, seguido por Santo André (R$ 5.297) e, por fim, São Bernardo (R$ 4.875).

    O valor médio do metro quadrado no País, de R$ 7.698, acumula alta nominal de 0,77% desde abril de 2016, no entanto, com o desconto da inflação, há queda real de 3,6%. Para Oliva, nos próximos três anos não deverá haver muitas mudanças nos preços. “A economia não tem o costume de responder rápido.”
    http://www.dgabc.com.br/Noticia/2544624/preco-medio-de-apartamentos-tem-queda

    2+
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:17

      “Para Oliva, nos próximos três anos não deverá haver muitas mudanças nos preços.”

      a era da ESTABILIDADE nos tijolos.
      😉

      se estável não vende…. então tripliquem os preços… vai dar certo ÇIM … podi confiá.
      p.s. só não vale abaixar os preços… aí não podí !

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Abestado abc 5 de abril de 2017 at 11:19

        kkk..Essa conclusão foi a melhor ! e ainda finaliza com: “A economia não tem o costume de responder rápido.”

        3+
        • avatar
        • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:22

          O dólar saiu de 2,54 para 4,14 em 08 meses. Foi bem lerdo.
          Assim como os juros futuros… super lerdo.

          3+
          • avatar
  • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 11:17

    A chegada dos projetos de lei do governador Fernando Pimentel (PT) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) movimentou, nessa terça-feira (4), parlamentares da oposição e da situação, que trocaram críticas, principalmente, sobre a criação de dois fundos imobiliários. O governo pretende gerar caixa usando 6.367 imóveis pertencentes ao Estado, entre eles a Cidade Administrativa Tancredo Neves.

    A estimativa do petista é gerar uma despesa entre R$ 600 milhões a R$ 700 milhões por ano em aluguéis pagos pelo próprio Estado para abastecer os fundos, que serão explorados por investidores privados por um prazo de 50 anos.

    Valor gasto após repasse de prédios a um fundo poderia chegar a R$ 35 bi em 50 anos

    http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/aluguel-custar%C3%A1-at%C3%A9-r-700-mi-1.1456657

    2+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:19

      que engenharia hein!?
      pqp !!!

      4+
      • avatar
      • avatar
  • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:24

    Alguém viu a propaganda da loja de departamentos HAVAN anunciado Ovos de Páscoa “sem entrada e em 10 vezes sem juros” !!!???

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:28

      Já estão parcelando o bacalhau e agora azeite de oliva em 03 vezes…..
      agora vai !!!
      😉

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 11:33

    #BOLHA DE CRISTAL deu TILT, foi demais para ela kkkk

    Retomada virá mais cedo do que muitos imaginam, avalia MRV Engenharia

    Menin observou que o Brasil ainda conserva um crescimento demográfico significativo, o que implicará na necessidade de produção de 35 milhões de moradias ao longo dos próximos 20 anos para as famílias que continuam se formando. “Isso faz do Brasil o quarto maior mercado de habitação do mundo em termos de demanda”, ressaltou o empresário, explicando que o País só é superado por China, Índia e Estados Unidos.

    http://istoe.com.br/retomada-vira-mais-cedo-do-que-muitos-imaginam-avalia-mrv-engenharia/

    3+
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:35

      ah…então irei construir e investir nos EUA !!!!
      bye, bye!

      os terrenos lá são 10 vezes mais baratos e a renda 5 vezes maior.
      😉

      5+
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 11:41

      Putz, o cara faz a conta de que vão nascer 100 milhões de pessoas nos próximos 30 anos e se “esquece” que irão morrer 90 milhões

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 11:34

    Enquanto isso no mundo real

    Pesquisa revela queda nos aluguéis de casas e lojas em Divinópolis

    Nos imóveis residenciais, a maior parte das quedas foram constatadas nos preços cobrados por barracões, que reduziu em 9,4%. Já as casas de dois quartos caíram 6,52%. As casas de três quartos tiveram retração de 5,54%.

    No caso dos imóveis comerciais, o destaque são as salas de até 100 metros quadrados, que ficaram 7,25% mais baratos. Os galpões de 201 a até 400 metros quadrados tiveram queda de 8% nos valores cobrados.

    http://g1.globo.com/mg/centro-oeste/noticia/2017/04/pesquisa-revela-queda-nos-alugueis-de-casas-e-lojas-em-divinopolis.html

    2+
    • avatar
  • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 11:36

    Desesperados por dinheiro para pagar as dívidas, um casal de Lousada, donos de imobiliária, aceitou que a filha, na altura com 17 anos, fosse filmada e fotografada em poses sexuais por um milionário do ramo imobiliário, a troco de empréstimos. O homem, que não cobrava juros, chegou mesmo a captar imagens de mãe e filha em contactos íntimos. Manuel Alves, o empresário, e os pais da vítima, todos em prisão preventiva, começaram ontem a ser julgados à porta fechada no Tribunal de S. João Novo, no Porto. Apenas a mãe da menina falou aos juízes.

    Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/fotografam-filha-nua-por-dinheiro?ref=Bloco_CMAoMinuto

    3+
    • avatar
  • From_The_Tower 5 de abril de 2017 at 11:37

    CVR
    façam uma simulação no site da CEF
    imóvel residencial novo, 200k, 35 anos de idade, tem mais de 03 anos de vínculo com FGTS (períodos somados)

    0
  • Cesar_DF 5 de abril de 2017 at 11:38

    Shopping centers operam com mais da metade das lojas vagas

    É o que revela estudo feito pelo Ibope Inteligência nos vinte centros de compra abertos no ano passado. A situação se agravou em relação a pesquisas de anos anteriores

    Os shopping centers que vêm sendo abertos no Brasil encaram uma dificuldade cada vez maior de atrair lojistas.

    Segundo um estudo feito pelo Ibope Inteligência, os vinte centros de compra abertos no ano passado operam com uma vacância média de 55% – ou seja, mais da metade das lojas estão vagas.

    A situação difícil já tinha sido registrada em pesquisas anteriores do Ibope. Os shoppings abertos entre 2013 e 2015, por exemplo, vinham operando com 45% das lojas vazias.

    “A situação se agravou para os shoppings novos”, afirmou Márcia Sola, diretora de Varejo e Shopping do Ibope Inteligência, que participou do 2.º Simpósio Nacional de Varejo e Shopping, realizado pela Associação de Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), em Punta Del Este, no Uruguai.

    http://www.contabeis.com.br/noticias/33346/shopping-centers-operam-com-mais-da-metade-das-lojas-vagas/

    4+
    • avatar
    • avatar
  • The End 5 de abril de 2017 at 11:52

    Tópico novo

    0