Caixa credencia corretores para comercializar imóveis retomados – Publicidade Imobiliária

Você pode gostar...

Comments
  • Cesar_DF 27 de março de 2017 at 12:49

    CONTEXTUALIZANDO

    O Fernando acha que fez um excelente negócio, pois comprou um apartamento abaixo do “median line”, ou seja, ele acha que mesmo que os imóveis ainda caiam mais um pouco (FASE DESPAIR), ainda assim,s a longo prazo ele irá valorizar muito.
    O Fernando também acha que fez um bom negócio financiando o imóvel, pois segundo ele, recebe nas suas aplicações um juros maior do que ele paga no financiamento.

    Algumas respostas ao Fernando dadas no tópico passado.

    Durante um enorme período de tempo o paradigma de “Quem compra terra não erra” era 100% verdadeiro, referente as terras rurais, enquanto houve aumento da população, aumentou o consumo de alimentos, quanto aos imóveis urbanos, com o aumento da população e a diminuição de um recurso escaço (terrenos) é óbvio que este recurso teria um aumento do valor.
    Como hoje, já construíram mais imóveis do que existirão pessoas no Brasil em 2030, uma residência deixou de ser um “recursos escasso”, e como qualquer recurso que que se tornou muito disponível, e com uma procura cada vez menor, a tendência é dele cair de preço, tal qual no Japão.
    Então, hoje, adquirir imóveis seria o mesmo que adquirir ações de uma petrolífera quando o barril estava a US$ 150, quebrou a cara, pois pois comprou no pico e com o avanço de tecnologias alternativas de geração de energia, o petróleo nunca mais voltará a este valor.

    O Bradesco foi o primeiro banco que ficou com o saco cheio de leilões vazios e chutou o pau da barraca dos “laudos de avaliação”
    De duas semanas para cá colocou em todos os seus leilões “descontos” de 60 a 80% do laudo de avaliação.
    Quando os outros bancos verem que o Bradesco está conseguindo se livrar desta batata quente e eles não, o que você acha que irá acontecer.
    Lembrando que, hoje, os bancos são as maiores “incorporadoras” do Brasil, eles detêm o maior estoque de imóveis. Só a caixa que estava vendendo a carteira de inadimplentes com 95% de deságio e “negociando” por 1 ano antes de entrar com o processo de retomada do imóvel.

    NINGUÉM falou sobre imóveis “de graça”, foi a Infomoney quem noticiou o preço 80% abaixo do mercado. Pergunte para eles, deixe de ser PREGUIÇOSO e FOLGADO, lá em cima você pegou reportagens de maio/2015 e janeiro/2016 para justificar mudanças que segundo você aconteceram em 2017, tudo porque pegou as primeiras notícias que viu no Google, olhou só para os títulos e sequer viu de quando eram ou se faziam sentido, tudo para passar vergonha, DE NOVO.

    Tivemos uma reportagem dizendo que a CEF pela segunda vez está realizando leilão de imóveis com preços iniciais com “descontos” de até 80% em relação ao preço de mercado, dando exemplo de imóvel onde o preço de mercado seria acima de R$ 250 mil e estavam ofertando no leilão a partir de pouco mais de R$ 50 mil, sendo que se olhasse pelo FINGE ZAP só o terreno do imóvel já valeria o dobro do que estão pedindo…
    As construtoras estão com volume recorde de distratos e com “descontos” igualmente recorde para tentarem revender estes imóveis, algo que já ocorre desde 2012, se intensificando cada vez mais quanto ao tamanho destes “descontos” ao longo dos anos
    Refletindo o que consta acima e muito mais, o IVG-R do BACEN apresentando quedas crescentes e anormais nos preços dos imóveis financiados nos últimos 18 meses.

    Artigo 666 do Código Penal: Comprar imóvel FINANCIADO DEPOIS que o mesmo bateu o recorde mundial de subida de preços e ainda, em um país subdesenvolvido que tem o recorde mundial de juros real, quando existe uma distorção ABSURDA e ANORMAL entre oferta e procura, que só piora ano após ano e quando existem volumes igualmente anormais de inadimplência e distratos.
    Agravante: insistir em se auto-ENGANAR se utilizando de delírios sem nenhuma consistência, sem nenhuma evidência, mentindo e enganando DESCARADAMENTE apesar de ter sido desmascarado sucessivas vezes, FAZENDO DE CONTA que não existe a lei de oferta e procura, FAZENDO DE CONTA que mora em um país rico, mentindo e adulterado as informações sem parar.
    Pena: ser “motumbado”.
    Parágrafo único: a pena é multiplicada por 666 se o elemento insistir em tentar ENGANAR os outros achando que todos são tão estúpidos quanto ele.

    FILOSOFANDO

    Para quem trabalha com TI, sabe que existem três tipos de usuários
    1 – O que não entende de nada, e admite sua falta de conhecimento
    2 – O que entende um pouco da coisa, é um fuçador, altera as configurações, acha que o técnico/programador não entende de nada.
    3 – O que entende muito de TI, este troca idéias com o técnico/programador sobre o que fazer, antes de fazer.

    Não conheço o Fernando, somente suas postagens, mas aparentemente ele tem o perfil do segundo usuário.

    Como diz um antigo ditado persa
    Aquele que sabe e não sabe o que sabe. Ele está adormecido. Desperte-o.
    Aquele que sabe e não admite o que sabe. Ele é humilde. Guie-o.
    Aquele que sabe e sabe o que sabe. Ele é sábio. Siga-o.
    Aquele que não sabe, e pensa que sabe. Ele é tolo. Evite-o.

    Frase de Francisco Nunes
    “O pior tolo é aquele que se acha demais esperto. Vive gabando-se do que tomou dos outros. Mas, quando cai na real, ver que o que tomou, nem foi aquele metal tão precioso que o mesmo sonhava e imaginava ter ganhado. E sim, uma espécie de metal dos mais vagabundos e baratos do momento.”

    55+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Virgulino Lampiao 29 de março de 2017 at 09:19

      Desculpe ,nao concordo com a afirmaçao de 60 %, 80% de descontos nos leiloes nao existe desconto!! Igual desconto das casas Bahia vamos ser realistas e nao alienados!

      0
    • Virgulino Lampiao 29 de março de 2017 at 09:40

      Entrei no site do Bradesco e muitos outros para conferir tais descontos..para minha surpresa nao existe desconto pegadinha do malandro !!! Nem tudo que sai no infomoney ou outros canais de comunicaçao eh verdade!!!!!! Descontos 0 lances Primeira e segunda praça 0 . akkkkkk

      0
  • Lord of All 27 de março de 2017 at 13:00

    Discutir com um Fernando é o mesmo que jogar xadrez com uma pomba: Ela “suja” o tabuleiro e sai voando com ar de vitoriosa.

    40+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 27 de março de 2017 at 13:16

    CVR

    Pai contando os casos de pessoas que financiaram AP do MCMV na cidade de Cambé (grande Londrina)
    Pagaram R$160mil financiados em uma cidade que é considerado periferia de Londrina.

    CVR tio Brick lover
    Foi construindo…Construindo…Aumentando daqui e dali…E a casa que era pra ser 100m² virou 300m² e nunca termina e só gasta…

    CVR aluguel em Londrina
    Preços do aluguel sendo ofertados por 0.22% do valor do imóvel. Perde até para o FGTS!

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • mestre dos magos 27 de março de 2017 at 22:36

      Bah em 2010 um amigo meu comprou um ap em Cambé na planta para investir. Ele iria vender após o termino da obra, ou iria por para alugar rsrsrs. Deu ruim.

      3+
  • Alemon Fritz 27 de março de 2017 at 13:19

    pelo tópico
    então são 40.000 propriedades só no Piaui.!!
    cada uma a 250k = R$ 10 000 000 000 na pendurados na caixao….!!
    kkkk, e a comissão do corvo quem paga… historinha estranha essa ai do tópico
    a caixa escolhe….. tinha que ser leilão ou a corvolária compra credito podre e revende..

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Bruno.12 27 de março de 2017 at 13:21

    Pessoal, sinto falta de um “manual para comprar imóvel”, pois está começando a surgir ofertas interessantes (poucas, mas tem…). Vou cometer suicidio social em breve e estamos olhando um apartamento para comprar à vista. Quais dicas podem me dar? Andar, preço, metro quadrado, etc.

    4+
    • avatar
    • Poucas Trancas 27 de março de 2017 at 13:33

      Procure saber o valor real dos aluguéis (ou seja, não pergunte a corretores) na mesma região/prédio onde deseja comprar o seu imóvel, e cruze com o valor que estão pedindo pelo imóvel. Faça a pesquisa com mais de um aluguel, e tire uma média.

      Se o valor de um aluguel (puro, excluindo-se o condomínio) for de 0,75% a 1% do valor que estão pedindo pelo imóvel, o preço está bom. Se for menor que isso, até 0,5%, que é o que rende uma poupança, o preço está de razoável para ruim, ai vai do quanto você quer esse imóvel. Menor que 0,5%, está sobrevalorizado, não compre que é mau negócio.

      Valor é subjetivo para as pessoas, então o que vale para mim pode não valer o mesmo para você. Mas se você quer saber o RACIONAL da coisa, excluindo-se todo o EMOCIONAL que possamos ter, o aluguel tem que ser, no MÍNIMO, 0,75% do valor do imóvel.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • Poucas Trancas 27 de março de 2017 at 13:38

        Exemplo: para um imóvel de R$ 400.000,00, para valer a pena a compra, o aluguel tem que ser de R$ 3.000,00 a R$ 4.000,00, sem contar o condomínio.

        Se você vai pagar à vista, negocie até chegar a um valor próximo dessa relação aluguel/preço do imóvel. Fica tranquilo que o cara não vai vender por valor maior que isso. Não caia na conversa de vendedor, ele é treinado para isso. Não caia na conversa de “tenho mais 3 interessados, hein!”, é mentira.

        Espero ter ajudado.

        28+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 27 de março de 2017 at 13:49

          Historicamente, na época do bônus demográfico e dinheiro difícil, o aluguel era de tipicamente 1% do valor do imóvel. (100X)
          Nos “anos de ouro do mercado imobiliária” rsrs o valor do aluguel chegou a cair a 0,2% do valor do imóvel (500X)
          Considera-se que fez um bom negócio, quando consegue algo por menos de 150X (> 0,75%)
          Porém, existem alguns fatores próximos que irão contribuir com uma queda do valor dos imóveis
          1-CEF ficando com sua carteira imobiliária inadimplente, e governo criando um banco que irá receber os créditos podres e leiloar os imóveis inadimplentes.
          2-Quebra de mais incorporadoras
          3-Explosão da bolha chinesa, reduzindo as exportações brasileiras
          4-Divulgação do CENSO 2020, demonstrando o enorme superavit habitacional (vacância)
          5-Geração milenarista não se interessando pela compra de imóveis e continuando a morar na casa dos pais
          6-Encurtamento do prazo para o Brasil atingir o pico populacional, de 2040 para 2030
          7-Fechamento de shoppings e zonas comerciais, e incremento do teletrabalho (já começou em diversos países)

          27+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • Bsbguy 27 de março de 2017 at 14:37

        Nesse teu nível de exigência no valor do aluguel x compra, você não compraria NENHUM IMÓVEL EM LUGAR NENHUM QUE EU CONHEÇA OU OUÇA FALAR. ao menos em brasilia e redondezas. Ou seja, a bolha tem que murchar muito ainda para você comprar um imóvel a 0,75 a 1% de aluguel/Valor.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cadeludo 27 de março de 2017 at 14:58

          não compraria nenhum imóvel de quem QUEIRA vender
          compraria facilmente de quem PRECISE vender
          nas condições atuais quem quer vender vai ficar tentando até precisar
          nós vamos alugando por 0,2% e vivendo a vida sem a escritura
          deixem o mercado imobiliário queimar, fritar e se estribuchar
          e nunca se esqueçam de PMJ
          é pouco mas é bom e real

          31+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Poucas Trancas 27 de março de 2017 at 16:54

          Exato. Na verdade em lugar nenhum. Conclusão: não compre. Alugue que é mais vantagem.

          Não tem nada de absurdo no meu “nível de exigência”, essa É a regra natural para se comprar imóvel de forma RACIONAL (repito, de forma RACIONAL). De forma EMOCIONAL, ai são outros quinhentos, ai sim, vai da cabeça de cada um. Não é essa exigência que tem que diminuir, é o preço dos imóveis que tem. O nível errado nessa equação é o preço do imóvel, não a relação valor x aluguel.

          O preço do aluguel informa a saúde imobiliária de um determinado bairro, dada a facilidade de se mudar se o bairro ficar ruim, violento, etc. Logo, o melhor indicador para saber se o preço está correto é, justamente, a relação valor x aluguel. A comparação com a poupança se deve ao fato de a poupança ser o investimento de MAIOR LIQUIDEZ POSSÍVEL, ao passo que o imóvel é o investimento de MENOR LIQUIDEZ POSSÍVEL. Imóvel não dá nem para exportar, se tiver excedente de produção.

          Em outras palavras, a pessoa pode até comprar um imóvel na relação menor do que 0,75%, não tem problema. Mas a pessoa DEVE, no mínimo, saber que está fazendo uma compra EMOCIONAL, que não tem nada de RACIONAL nesse valor de imóvel. E que o mercado, como um todo, está precificando de forma EMOCIONAL (famoso efeito manada). Você pode até querer enganar os outros, mas jamais pode querer enganar a si mesmo.

          15+
          • avatar
          • Poucas Trancas 27 de março de 2017 at 16:58

            Ainda sobre a poupança e o imóvel, como a liquidez do imóvel é muito menor do que a da poupança, logo o rendimento de um imóvel DEVE ser muito superior, não deve nem ao menos empatar. Se empatar, está péssimo, porque é bem menos líquido. Se perder para a poupança então, nem se fala.

            20+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • to bolhado 27 de março de 2017 at 17:29

            Eu estou considerando mais a faixa de 0,5-0,6% am (como nível de aluguel pra considerar a compra ). To no celular, depois explico melhor o racional

            2+
            • avatar
            • to bolhado 27 de março de 2017 at 20:57

              então; alguns tópicos atrás houve (mais uma vez) a discussão sobre se na comparação com aluguel é para considerar retorno real ou nominal dos investimentos. Defendi a posição de que no momento atual não faz sentido considerar real (tirando inflação) porque os imóveis estão perdendo da inflação (na verdade estão até desvalorizando nominalmente). Acontece que, num cenário padrão, imóvel tende a acompanhar inflação, como já foi tratado aqui (é que estamos longe do “padrão”). Ponto, retomo depois essa parte.
              Para os imóveis que tenho olhado, a relação aluguel x preço de venda gira em torno de 0,3% am. Vamos supor que daqui a uns 2 / 3 anos esteja na faixa de 0,5%, isso vai significar que, em termos reais, o preço de venda caiu 40% em relação à média de hoje. Bom, se os preços desse tipo de imóvel tiverem caído 40% a mais além do que já “andou” de lado de 2011 para cá, acho que é razoável dizer que o mercado terá se aproximado dum cenário padrão, onde dali pra frente não é inadequado esperar que imóvel passe a acompanhar a inflação; aí, se vai acompanhar a inflação, tenho que considerar na comparação o rendimento real dos investimentos, como o Fernando tanto defendeu nesse útlimo debate. E aí, 0,5% de retorno real líquido na veia, sem IR, sem custo de transação (que seria a economia do aluguel no caso da compra) passa a ser interessante. Agora, 2 ressalvas importantes: (i) considero 0,5% para um futuro, não para hoje. Hoje teria que ser mesmo mais na faixa de 0,7% para dar conta de quedas adicionais no preço (ii) estou num momento de vida que faz algum sentido comprar, mas entendo que para uma parte considerável da população não faz, nem que financeiramente não fosse tão ruim.

              3+
              • Poucas Trancas 28 de março de 2017 at 00:35

                Então, concordo em parte com seu ponto de vista, e eu por exemplo, me enquadro na parte dos que comprariam se fosse financeiramente interessante.

                Porém, quando você está pensando em comprar um imóvel para morar nele, e não esperando alguma valorização para revender, e considerando que você vai pagar à vista, como é o caso do Bruno que iniciou essa conversa, acho que, se o preço vai subir ou cair ao longo dos anos, para mim não deveria entrar nessa análise, porque, como em qualquer investimento, é um risco que o Bruno terá que correr. O que eu analisaria, tão somente, é o preço do imóvel do HOJE para HOJE, e nessa análise, eu só consideraria a relação preço x aluguel, que deveria ser bem melhor do que a relação poupança x rendimento.

                Acho que essa análise, simples como tal (sem considerar inflação, tabela SAC, se vai valorizar, se não vai, se o homem realmente foi à lua, quanto é 7 x 8, quanto se perde, quanto se ganha, etc), é a análise mais imparcial que se pode fazer, porque ela analisa, no mesmo período (hoje), o custo para se morar em determinada região (o aluguel), o custo para se investir em determinada região (a compra), e o rendimento do investimento mais simples, fácil e com maior liquidez para se contratar (a poupança, e este ponto é importante, porque a poupança mede o custo mais barato para se captar dinheiro). Essa análise tira da equação aspectos como as crenças da sociedade, as crenças dos que acreditam que temos uma bolha, as crenças dos que não acreditam, etc.

                Há um outro fato a se considerar também, que já vi em outras discussões por aqui: imóvel, como dizem, é um investimento seguro, que te protege, por exemplo, de uma hiperinflação. Para falarmos sobre isso, peguemos por um minuto, o exemplo da Venezuela: Se você é venezuelano e comprou um imóvel antes da hiperinflação, você teve sua riqueza protegida através do imóvel. O único problema é que, quando acontece uma hiperinflação em um país, você provavelmente não vai querer ter um imóvel nesse lugar.

                4+
                • to bolhado 28 de março de 2017 at 08:57

                  sim, com certeza que a análise para investir é totalmente diferente; meus comentários são exclusivamente para compra para morar. Agora, com relação a, nesses casos, não ser importante por na conta a expectativa futura de valorização / desvalorização, eu concordo com você para CNTP. Mas estamos vivendo um momento único, e acho que é problemático quando nos atemos demais a um modelo teórico sem considerar o que a realidade está gritando. Nesse momento temos um buraco negro no setor de construção que não dá para medir adequadamente, e é razoável supor que as surpresas se situam mais pro lado da desvalorização / excesso de oferta do que pro outro lado. Então, nesse momento específico, acho que é imprudente descartar essa perspectiva na análise.

                  2+
              • Master Yi 28 de março de 2017 at 11:11

                Quando você fala que imóvel, na CNTP, acompanha a inflação, você considera a depreciação?
                Os imóveis podem até ter acompanhado a inflação ao longo dos últimos anos (não tenho certeza sobre o futuro), mas os imóveis novos. Os antigos vão desvalorizando ao longo do tempo, e considerando a depreciação, de maneira geral, acredito eu, não acompanha a inflação.

                1+
    • job 27 de março de 2017 at 13:39

      Minhas regras pra comprar um imóvel:
      1. Jamais comprometer mais de 30% do patrimônio líquido
      2. Nunca pagar mais de 2k o metro quadrado (fazer o cálculo com o valor do aluguel do mesmo ap pra ver se vale a pena)
      3. Morar bem perto do trabalho (que dê pra ir a pé, 5 min no máximo) e em bairro bom

      Se algum dia vou conseguir esses pré-requisitos pra comprar um ap? Não sei e pouco me importa, pois alugo um imóvel e não quebro nenhuma dessas regras,
      ou seja, missão cumprida.

      37+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Bsbguy 27 de março de 2017 at 14:40

        Você não comprará imóvel nunca na vida (ao menos não nas grandes cidades), mesmo que a bolha estoure, 2k o m² em bairro bom, não aconteceria (ao menos em brasília que é minha referência), talvez em cidade pequena, quem sabe.

        4+
        • Bsbguy 27 de março de 2017 at 14:41

          De toda forma, tb sou a favor de viver de aluguel por muito tempo enquanto essa anomalia não diminuir dos preços na banania .

          8+
        • Zé do Brejo 27 de março de 2017 at 15:32

          Eu também nunca vou comprar imóvel para morar, me libertei desse dogma arcaico alguns anos atrás \o/

          19+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • job 28 de março de 2017 at 07:30

          Pois é Bsbguy, e que diferença faria na minha vida comprar um imóvel se eu posso alugar um que atenda todas as minhas necessidades e por um custo benefício muito melhor? Essa é a questão…

          4+
    • Manoel Joaquim 27 de março de 2017 at 13:41

      Não case e não compre imóvel. Esses são os meus conselhos.

      41+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • antifragile 27 de março de 2017 at 13:35

    Quem acompanha as postagens do blog deve ter visto as fotos que coloquei, alguns dias atrás, de um condomínio que estava com 18 placas de vende-se/aluga-se em sua fachada.

    Hoje, indo para o trabalho, percebi que tiraram TODAS as placas. Não deixaram uma sequer.

    Será que o síndico ou algum outro morador do condomínio é leitor do blog?
    Será que perceberam que simplesmente tava pegando mal, de tão feio que tava?

    Ou será que houve o milagre da venda de todos os imóveis da noite pro dia?
    (Acho que essa é a teoria dos bubble deniers aqui do blog).

    Estou postando as fotos novamente, pra quem não viu daquela vez.

    34+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Juros Lover BSB-BH 27 de março de 2017 at 14:06

      Sindico tem de tirar isso mesmo…Coisa horrível…É tipo ter o prédio pichado por corvetores…kkkkk

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • antifragile 27 de março de 2017 at 14:13

        Fiz a mesma analogia quando tava conversando sobre isso com minha companheira. Haha!

        6+
        • avatar
        • avatar
  • CA 27 de março de 2017 at 13:40

    Sobre o tópico:

    A CEF já está dando declarações de que até o final do ano deverá se tornar a maior proprietária de imóveis para venda do Brasil, superando qualquer construtora ou empresa do segmento imobiliário? Quando um banco sozinho se torna o maior vendedor individual de imóveis em um país? Durante a explosão de uma bolha imobiliária.

    O pior é que nas “contas” da CEF, mesmo que venham a tomar mais 20.000 imóveis neste ano, ainda faltarão uns 60.000 ou mais, só do que é inadimplência acima de 90 dias já reconhecida. No total, daqui a 1 ano, a CEF deveria estar com mais de 100.000 imóveis à venda, se ela seguisse os procedimentos recomendados pelo BC e retomasse todos os imóveis inadimplentes (só retomou 1/5 do total até agora, promete retomar mais 1/5 neste ano). Além disto, a CEF fica maquiando a situação com negociações intermináveis com os clientes inadimplentes, só para que eles não sejam reconhecidos como inadimplentes. Correndo por fora, além da inadimplência reconhecida e sub-avaliada, a CEF tem ainda o equivalente a mais de 8% de toda a sua carteira de crédito imobiliário (total da carteira de crédito imobiliário é de mais de R$ 400 bilhões) que está com inadimplência entre 15 e 90 dias e se uma parcela disto se converter em inadimplência acima de 90 dias, o que é inevitável, a situação ficará cada vez pior para ela.

    “Detalhes”: o estoque atual, acima de 20.000 imóveis, já equivale a ANOS de vendas de imóveis nos ritmos atuais dos leilões, só que pelas regras do BC, os bancos deveriam vender estes imóveis no prazo de 1 ano. Qual a saída? A CEF está dando “descontos” de ATÉ 80% nos preços iniciais dos leilões em relação ao valor de mercado. A CEF está “recrutando” corretores para vendas diretas, não só para tentar desovar o mais rápido possível este SUPER-ESTOQUE de imóveis, como também para ajudar a mascarar a super-oferta (se não forem obrigados a colocar em leilão, não dá tanta bandeira sobre a gravidade da situação). Com este estoque no mínimo dobrando no prazo de 1 ano, de quanto terá que ser o “desconto” para não tornarem o descumprimento das recomendações do BC ainda mais graves? Talvez fique nos 80%, mas este “desconto camarada” terá que se espalhar para muito mais imóveis e ainda, o governo talvez seja obrigado a pensar em como facilitar os leilões e torná-los mais atraentes, antes que a CEF entre em colapso (não esquecer que a CEF tem ROMBOS de diversos outros assuntos na casa de dezenas de bilhões de Reais). Outro ponto é que conforme esta situação toda vai ficando mais visível e isto também é inevitável, em algum momento a CEF, em virtude da enorme perda de LIQUIDEZ, será OBRIGADA a reduzir os empréstimos imobiliários concedidos, aumentando seus juros e reduzindo seus prazos de financiamento, o que por sua vez, irá alimentar ainda mais o volume de distratos que já é absolutamente anormal, alimentando ainda mais os super-estoques em poder das construtoras.

    Juntando o que consta acima com os intermináveis e absolutamente anômalos distratos e super-estoques das construtoras e recorde de imóveis nem-nem (nem vende, nem aluga) em poder de proprietários particulares, mais a realidade sobre a economia em 2017, que tende a enfrentar mais um ano de crise (mesmo que cresça 0,5% ainda assim seria insuficiente para qualquer recuperação, mas até esta previsão já é difícil de se cumprir), o que temos? Uma super-ultra-mega-power-plus oferta de imóveis à venda que não encontrará nem 10% de compradores realmente habilitados para tal. Ainda assim, cada imóvel que os bancos no desespero e com super-descontos conseguirem vender em leilão, irá virar um cliente e um imóvel a menos na venda de construtoras ou particulares, ou seja, tudo indica que teremos um “efeito manada”, com aquele tradicional desespero de um agente querendo baixar o preço mais rápido que o outro para tentar capturar os ESCASSOS clientes habilitados para toda aquela monstruosa oferta. Não há milagres, nem estratégias MIRABOLANTES, seja de governo, segmento imobiliário ou seus asseclas, que possa anular a LEI DE OFERTA E PROCURA, é tão tolo quanto tentar anular a lei da gravidade…

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 27 de março de 2017 at 14:32

      CA
      Não existe este negócio de 80% de desconto, isto é invenção dos bolhistas kkkkk

      32+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Brazil mode OFF 27 de março de 2017 at 13:53

    CVR

    Total de 6 sobrados que estavam alugados (sobrados bons, convenhamos) na rua paralela da onde eu moro apenas 1 (um; one) está alugado hoje. E os que estavam morando lá, estavam há mais de 2 -3 anos morando no local. Confesso que me assustei quando vi as 5 placas de aluga-se.

    33+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 27 de março de 2017 at 14:05

      Coloca link do google maps

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • to bolhado 27 de março de 2017 at 14:05

      domingo fui almoçar num restaurante nos Jardins e como conheço a região, estaciono numa das ruazinhas ali de trás da Faria Lima; andando por uma dessas ruas (só casona classe A ++), mulher chamou a atenção para a quantidade de placas vende-se / aluga-se. Contei rapidamente e me pareceu que 40% das casas da rua tinham placas.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 27 de março de 2017 at 13:53

    Leilão no Jornal Hoje assustando a galera

    senhorzinho pagou 50k atrasados, perdeu o imóvel
    foi a leilão por 250k mas estava avaliado em 650k,
    seu sebastiao não entendeu e recorreu… perdeu seu sebastião

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cadeludo 27 de março de 2017 at 15:35

      ele vai morrer se perguntando:
      ” se vale 650 pq o banco leiloou por por só 250?”
      onde foi parar meus 400 mil
      ajuda o cara aí o the Fernand

      27+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • antifragile 27 de março de 2017 at 18:57

        O transtorno causado pelo financiamento do bolhudo é tão grande que o pobre do seu Sebastião até ganhou um tique nervoso.

        3+
        • antifragile 27 de março de 2017 at 19:03

          14+
          • avatar
          • avatar
      • From_The_Tower 27 de março de 2017 at 17:23

        Impressionante…. como o pessoal ainda se apega em “avaliações”…. pqp… não pagou, perdeu e ficou de mimimi.
        me lembrou o filme 99 houses … o banco não está retomando propriedade alguma… está retomando apenas a posse. as pessoas tem sérias dificuldades de entender .
        IMÓVEL FINANCIADO ? A PROPRIEDADE É DO BANCO. DO BANCO. B.A.N.C.O.
        ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA

        33+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Sardinha 27 de março de 2017 at 14:12

    [Manual do Anonymous]

    Atenção bolhistas mais abastados seguidores do Manual do Anonymous: está acabado o prazo pra envio da CBE – Capitais brasileiros no exterior

    Declaração anual 2017 – Ano-base: 2016

    Data limite para envio ao BACEN: 5 de abril de 2017

    http://www4.bcb.gov.br/rex/cbe/port/cbe2016.asp?idpai=CBE

    Abs

    13+
    • avatar
    • Sardinha 27 de março de 2017 at 14:26

      * está acabaNdo

      0
  • thiaggoo 27 de março de 2017 at 14:13

    Da série pracas do Braziu:

    [img]https://ibb.co/bD2UVa[\img]

    3+
    • avatar
    • avatar
    • thiaggoo 27 de março de 2017 at 14:15

      /?
      [img]https://ibb.co/bD2UVa[/img]

      0
      • thiaggoo 27 de março de 2017 at 14:15

        enfim abram aí kkkk

        4+
        • avatar
        • antifragile 27 de março de 2017 at 14:19

          Quantas placas cabem num poste?

          Podíamos fazer uma competição aqui no blog.

          Deixa eu ver se tenho alguma candidata…

          3+
          • antifragile 27 de março de 2017 at 14:24

            Achei!

            21+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • thiaggoo 27 de março de 2017 at 14:26

              Arruma minha foto ai conterrâneo rsrs

              1+
              • avatar
              • antifragile 27 de março de 2017 at 14:28

                Vou tentar:

                8+
                • avatar
                • avatar
              • antifragile 27 de março de 2017 at 14:39

                Thiaggoo, onde fica esse prédio que você fotografou? Suspeito que seja perto do final da Washington Soares, não?

                1+
                • thiaggoo 27 de março de 2017 at 15:16

                  Ao lado do Rio Mar Papicu.

                  3+
                  • avatar
                  • antifragile 27 de março de 2017 at 19:13

                    Essa região é bem bolhuda mesmo. Muitos compraram ali para “investir”. Aposto que a maioria dessas placas é de gente que comprou em 2011 instigado pelos corvos, com promessa de revender com 100% de lucro em 2 anos.

                    3+
              • Minino do TI 27 de março de 2017 at 14:41

                Para usar na próxima

                Abs

                3+
                • avatar
                • avatar
                • antifragile 27 de março de 2017 at 14:45

                  Eu gosto de usar essa um pouco mais curta:

                  0
                  • antifragile 27 de março de 2017 at 14:47

                    Ops, fui escrever o link e o sistema interpretou como imagem rsrs.

                    1+
                    • avatar
  • Sardinha 27 de março de 2017 at 14:26

    * está acabaNdo

    0
  • odorico 27 de março de 2017 at 14:34

    CVR 1: Lago Sul BSB. Passando por aquelas bandas faixas e faixas de vende-se. Aí uma me surpreende. Financio seu imóvel por 0,4% ao mês. Com o carro em movimento não consegui decorar nem bater foto. Mas quando passar de novo vou parar para ver e pegar o número. Quero entender qual é o golpe. Ou não. Nas horas de desespero dos ratos é que os gatunos fazem a festa. De qualquer forma, no lago sul é explícito a desova dos imóveis. O preço pode até não ter caído muito ainda, mas a ficha que imóvel com terreno de 2500m, em área nobre e construções antigas só dá despesa.
    CVR 2: Executivo federal, começaram as economias ar-condicionado (ligado só até das 7:00 às 19:00), já estão falando em diminuir o café.
    CVR 3: Colega vai fazer festa do filho em casa de festa. Em duas que ligou e não atendeu resolveu ir deu com as portas fechadas. Uma delas na asa sul tem um recado surreal:”Estaremos de recesso até dia 09 de janeiro de 2017″. Em outra, tb asa sul, loja fazia. Nas que atendem e passam orçamento. Promoções e datas à vontade.
    CVR 4: Guará I. Loja comercial. Anúncio de ponto à venda. Há dois meses atrás perguntei na loja quanto estavam pedindo: “25 mil para passar um ponto de loja de cosméticos (com o estoque)”. Nesse fim de semana, passo na frente, loja vazia e anúncio de aluga-se da loja. Concluo eu que, por sorte, a dona, no máximo, vendeu o estoque. O ponto mesmo ficou pro dono tentar alugar. Isso se não deu calote de alguns aluguéis.
    Aliás, abro um comentário, se estiverem olhando aluguel residencial ou comercial perguntem sobre o antigo locatário. Alto índice de gente que sai devendo e joga a real pro proprietário/imobiliária. Vou sair para não dever mais e se quiser cobrar na justiça vai com fé.

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Sardinha 27 de março de 2017 at 14:57

    Dúvida: alguém sabe por que nenhum site de venda de imóveis SEM corretor/imobiliaria consegue deslanchar?

    Nunca ouvi ninguém elogiar corretor, pelo contrário: é só reclamação por um serviço mal prestado ou, no máximo, queixas sobre o valor alto cobrado pelo intermediário.

    A lógica seria que um site (ou aplicativo) que tirasse o intermediário funcionasse, mas não achei nada relevante na internet.

    Talvez seja a falsa sensação de que o corretor vai livrar o vendedor e comprador de golpes, algum bolhista tem outra ideia?

    Abs

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 27 de março de 2017 at 15:07

      Acho que é isso mesmo, o comprador é desconfiado (ou deveria ser, já que no Brasil a lei de Gerson impera). O Vendedor fica com medo de abrir sua casa para desconhecidos sem um “profissional” acompanhando. No prédio onde alugo tem muito morador apresentando o apê. Digo isso porque vejo muitos que malham comigo na academia andando pelo pilotis e áreas comuns mostrando e falando das xoxotecas. Concluo que estão vendendo o próprio apê ou são corretores (nesse caso estou num ninho de corretores). O mais curioso é que na administração sempre vejo gente perguntando se há apê para alugar. Enfim, o lugar é bom, mas todo mundo que mora lá já viu que fez um péssimo negócio e quer vender para morar de aluguel. Esse dias tinha anúncio de aluguel de vaga para moto, fui bisbilhotar onde era a vaga. Era uma vaga de carro com 2 motos paradas, concluo que o dono quer botar mais uma moto lá para ajudar no orçamento.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Sardinha 27 de março de 2017 at 15:16

        É uma possibilidade, mas se fosse só isso o AirBnB, que é MUITO mais “invasivo” do que apenas uma visita (pessoas dormem vários dias na sua casa) não decolava por aqui.

        Se me falassem do modelo de negócio antes do AirBnB existir eu poderia apostar que ia dar errado no Brasil, mas olha como que tá…

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Alemon Fritz 27 de março de 2017 at 17:57

      agora tem uma lei que o corretor tem que intermediar e estar registrados nos documentos do cartório… kkk e eles devem informar essas vendas e os valores de alugueis etc…

      1+
      • Sardinha 27 de março de 2017 at 19:27

        Não sabia dessa, são leis estaduais

        https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=333731

        Art. 1º Ficam os cartórios sediados no Distrito Federal obrigados a incluir, nas escrituras públicas a serem lavradas, o nome e o número de inscrição no Conselho Regional de Corretores de Imóveis – CRECI da pessoa física ou jurídica responsável pela intermediação de negócio imobiliário.

        Parágrafo único. Caso não haja intermediação da pessoa referida no art. 1º, este fato deve constar da lavratura da escritura pública.

        Olha o discurso do corvo:

        “De acordo com o Conselheiro e Diretor de Assuntos Legislativos do CRECI/DF, Rodrigo Barreto, além de mais segurança, a Lei é o reconhecimento do profissional do mercado imobiliário de Brasília. “É mais valorização da imagem do Corretor de Imóveis perante a sociedade, ainda mais em um momento em que aplicativos e outros profissionais (advogados, administradores, engenheiros e arquitetos) tentam participar do mercado que é exclusivo a nós, Corretores de Imóveis”, afirmou.”

        http://crecidf.gov.br/noticias/agora-e-lei-nome-e-creci-do-corretor-de-imoveis-nas-escrituras/

        4+
        • avatar
  • Cesar_DF 27 de março de 2017 at 15:30

    Um apartamento no condomínio Península, na divisa de Águas Claras com Taguatinga, era vendido por 8K/m2 e agora está 4.4K/m2
    São “mansões” de 180m2 que agora são anunciadas por 795K
    http://www.peninsulalazer.com.br/
    Detalhe, no projeto original acho que eram 11 torres, mas eles só construiram 7
    https://www.google.com.br/maps/@-15.834233,-48.0472382,464m/data=!3m1!1e3?hl=pt-BR

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Loucodf 27 de março de 2017 at 15:52

      Conheço esse Península, morava ali perto.
      E o condomínio?
      Uns 1.000 “reaiszinhos”?
      Procurei uns 3 anúncios e não tinha valor do cond.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Juros Lover BSB-BH 27 de março de 2017 at 16:55

        Achei esse valor de 715 reais…

        APARTAMENTO PARA ALUGAR
        Avenida das Araucárias
        Sul, Aguas Claras – DF
        VALOR DE LOCACAO
        R$ 2.850
        Simular Garantia de Aluguel
        4
        QUARTOS
        2
        SUÍTES
        158
        ÁREA ÚTIL (M²)
        158
        ÁREA TOTAL (M²)
        2
        VAGAS
        R$ 715
        CONDOMÍNI

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • mestre dos magos 27 de março de 2017 at 23:07

          Que bizarro. Pelo tipo das torres, são 4 apartamentos por andar, sendo 28 andares, 7 torres, total 784 aps, só neste condomínio. E olhando a foto ao fundo é só edifício. Tem ap para vender até o próximo século.

          0
    • EngenheiroDF 28 de março de 2017 at 00:19

      Prezado, no projeto era pra ser 17 torres. A VIA fez um produto erradísismo pra localização, imóveis muito grandes. E pior que eles não podem mais mudar os projetos e fazer apartamentos de 2 quartos (o que ajudaria a resolver o problema) pq venderam as primeiras torres com a promessa que seriam 100% imoveis grandes, bem familiares. Mas a garagem e a área comum é dos 17 prédios o que colocou a VIA numa sinuca. http://www.viaempreendimentos.com.br/empreendimento/peninsula-lazer-urbanismo/

      Provavelmente eles não vão construir as outras torres tão cedo e acabarão pagando uma indenização pros moradores atuais por não terminarem a área comum que é direito de cada um dos proprietários.

      VIa se lascou no Península, se lascou no Via Solare (samambaia, vendendo abaixo do valro de custo, 3.2k por m2), se lascou na administração de Brasil (Rollemberg não quer receber e pagar o aluguel). Enfim, tem sido difícil pra VIA.

      4+
  • Bolha BOSS 27 de março de 2017 at 15:42

    Para a gurizada que utilizam imagens nas postagens

    Confiram se existe a versão do link da imagem em HTTPS, para que o blog não alerte problemas de segurança na aba em cima.

    Desde semana passada estamos operando todo o site em HTTPS para maior segurança da informação dos leitores.

    33+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 27 de março de 2017 at 16:37

    CVR

    Passei em frente ao hospital evangélico de Londrina(o maior privado dá cidade) e antigamente em volta ao hospital tinha muitas clínicas e prestadores de serviço pada o hospital ou profissionais liberais.
    Isso alguns anos atrás.

    Situação hoje:

    Agência do BB que tinha próximo fechou.
    Ao lado do BB tem exatamente 5 lojas ou casas com placas de alugasse.
    Em frente ao hospital evangélico tem mais um monte de casa comercial com placas de alugasse.

    Povo tá sem dinheiro pra fazer o básico…triste!

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Minino do TI 27 de março de 2017 at 16:55

    Vendas do Tesouro Direto somam R$ 1,78 bilhão em fevereiro
    Tesouro Direto é o programa de venda de títulos públicos pela internet. Em 12 meses, número de investidores cadastrados aumentou 85%.
    “Em fevereiro, 50.478 novos investidores se cadastraram no Tesouro Direto, que alcançou, no total, 1.249.281 investidores – aumento de 85% em relação ao mesmo mês do ano passado”

    http://g1.globo.com/economia/noticia/vendas-do-tesouro-direto-somam-r-178-bilhao-em-fevereiro.ghtml

    5+
    • avatar
    • From_The_Tower 27 de março de 2017 at 17:01

      Interessante esse número. A coisa vai pegando corpo. Eu vivia falando mal… .agora por influencia eu já direcionei uns 10 amigos de BC, uns 02 de Chapecó , uns 04 colegas de pós aqui de Curitiba… meu irmão e minha mãe.
      Mas mesmo assim as pessoas físicas dão 1% do total de portadores de títulos. A Banânia tá no vermelho em quase 01 bilhão de reais de por dia. (contando os dias úteis produtivos de fato)
      200 dias : 200 bilhões de déficit

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • From_The_Tower 27 de março de 2017 at 17:26

      Produção, dá uma média de 1450 reais de compras no mês por pessoa física inscrita?

      2+
  • From_The_Tower 27 de março de 2017 at 17:29

    CVR
    Estou acompanhando um leilão aqui no bairro onde eu moro em CWB.
    A ex-propriotária teve o apê penhorado. Foi executada por inadimplência no condomínio… cerca de 60k em dívidas. Mais uns 12k de IPTU atrasados desde 2007.

    Avaliação: 300k
    Leilão em primeira praça: 300k
    Segunda praça: 150k
    02 quartos, 80 metros de área privativa.

    Preço dos apês similares em anúncio: entre 360 e 380k.

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 27 de março de 2017 at 17:31

      Não vale a pena nem nos 150k. Pois tem que quitar IPTU, pagar ITBI bolhudão, tirar a devedora de dentro, etc.
      Melhor alugar casa boa com os juros recebidos.

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 27 de março de 2017 at 17:47

        Hora de ter repossession no bananistão, mas a nossa justiça infelizmente é soça e tem peninha de 666.
        Seria uma ótima oportunidade de negócio, só de bolhudos móvel já seria uma indústria de bilhões.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Exterminador de Corvos 27 de março de 2017 at 17:54

        Exato. Pra que encarar todo esse trabalho com a qtde de outros imóveis similares e livre à disposição ?
        A minha família é cheia de brick lovers mas especificamente no meu núcleo familiar eu recentemente descobri mais um brick lover, que nesse último fds me perguntou se eu não havia encontrado nenhum apto pra comprar já que o meu contrato de aluguel está nos 49 do segundo tempo…..quando eu falei que considerando o momento do país é muito provável que eu permaneça no aluguel até qdo eu me aposentar (e se algum dia eu conseguir a façanha), a brick lover soltou a pérola: vc será diluído pela evolução dos preços do mercado e o seu dinheiro aplicado não vai acompanhar a inflação…..e eu disse: tudo bem, não tenho ninguém que dependa de mim mesmo, e ainda que tivesse cono o esforço e o dinheiro juntados até aqui foram com o meu suor, ninguém pode esperar nada de mão beijada porque não terá……..e a brick lover mudou de assunto….

        32+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 27 de março de 2017 at 18:11

    continua.. compartilhem no face pra ajudar a derrubar a caxão

    Bancos realizam leilão de imóveis com valores até 50% mais barato que preço de mercado

    Intermédium, santander, Itaú etc
    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/6268731/bancos-realizam-leilao-imoveis-com-valores-ate-mais-barato-que

    12+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 27 de março de 2017 at 20:35

      Alguns amigos brick-lovers estão me evitando no fakebook, eu avisei 😀

      6+
      • avatar
    • From_The_Tower 27 de março de 2017 at 18:49

      O bom é que os votos são anunciado aos poucos… dá tempo de realizar as 2045 em caso de cassação da chapa.
      kkkkk
      Aí o dólar dá aquele estilingada até os 3,55 ou 3,60… juros futuros sobem…. etc .
      ARDA BANâNIA !!!! Paguem pela escolha de chapa de bosta !!!

      P.S. todas as chapas eram medíocres.
      kkkkkk

      12+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 27 de março de 2017 at 20:29

        Votam a conta-gotas para garantir o tempo de se fazer os conchavos.
        E nós aproveitamos para fazer os nossos lucros caro padeiro.

        5+
        • avatar
  • Moreira 27 de março de 2017 at 18:51

    Cesar df, vi essa queda no peninsula numa faixa, no sábado! A próxima vai ser 4K o m, depois 3,5k

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 27 de março de 2017 at 20:03

      Pelos meus cálculos, o DESPAIR começará quando cair abaixo de 3.2K/m2

      4+
      • avatar
  • Dr. Estranho 27 de março de 2017 at 19:34

    Os duodécimo ao TJ-RJ estão atrasados. Novela mexicana. A seguir os próximos capítulos de parcelinhas que cabem no bolso(furado).

    6+
  • Leonardo M. 27 de março de 2017 at 19:35

    Jornal de Band

    Número de brasileiro que vivem sozinhos já chega 15% dá população.
    Sim o número de Aps com 3 quartos vai bombar!!!!

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Carlos 27 de março de 2017 at 20:20

    OFF – Bolhistas em todos os lugares.

    The unexpected frugal habits of rich people
    Warren Buffett is worth more than $70 billion, but he often doesn’t act like it — and neither do many other affluent Americans.
    http://nypost.com/2017/03/14/the-unexpected-frugal-habits-of-rich-people/

    Discussão ao vivo agora no Tom Leykis Show
    https://www.premiumtom.com/

    2+
    • Carlos 27 de março de 2017 at 21:13

      Bolhista master, aproveitem assistir antes que removam, quem tem HBO dá uma procurada aí.

      Becoming Warren Buffet 2017 – HBO Documentary
      https://www.youtube.com/watch?v=xMV6lZNOb48

      1+
      • avatar
      • Carlos 27 de março de 2017 at 21:17

        Do artigo citado, quem compra carro caro é novo rico deslumbrado, ricos mesmo compram racionalmente.

        “Other studies show a similar penchant for modest cars among the wealthy: Among the top 10 most popular vehicles in America’s wealthiest neighborhoods, half are non-luxury vehicles, an analysis of car-buying habits of residents of the 10 wealthiest zip codes in America by TrueCar.com found. These include the Honda Accord, Toyota Camry, Honda CR-V, Volkswagen Jetta and Toyota Prius.”

        2+
  • Luizera 27 de março de 2017 at 20:53

    Boss, não sei se já te avisaram, a URL do site sem o www está retornando erro de certificado.

    2+
    • avatar
    • Carlos 27 de março de 2017 at 21:01

      Boss, adiciona o domínio sem o WWW no Let’s Encrypt
      Certificados gratuítos.
      https://letsencrypt.org/

      1+
      • Bolha BOSS 27 de março de 2017 at 22:04

        Já uso. Está intermediando a cryptografia entre o servidor e o CloudFlare.
        Obrigado pela sugestão mesmo assim

        2+
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 27 de março de 2017 at 22:08

          Subestimei vossa bolhice Boss 😀

          4+
          • avatar
          • Carlos 27 de março de 2017 at 22:09

            Bye bye Certisign 😀

            0
          • Bolha BOSS 27 de março de 2017 at 22:23

            Kkkkkk
            Que isto, sugestões são bem vindas. E as soluções aplicadas aqui, sempre levo para a empresa onde trabalho.

            4+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
    • Bolha BOSS 27 de março de 2017 at 22:02

      Valeu, não tinha visto que sem www estava assim. O ideal é que sempre redirecione para https://www…..

      2+
      • avatar
    • Bolha BOSS 27 de março de 2017 at 22:09

      Vendo aqui, resolvi o problema desativando a validação de certificado na intermediação.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 27 de março de 2017 at 22:27

        Excelente, eu sempre acessei pelo link sem o www, eu começava a digitar no navegador ‘bo..’ e aparecia a url errada, aí tinha que trocar manualmente.

        3+
  • Carlos 27 de março de 2017 at 22:50

    OFF – Para a turma do IA forte
    A burrice artificial tb existe.

    Pranksters ask iPhone users to close their eyes and say, “Hey Sir, 1-0-8” because Siri will do something funny.
    But authorities aren’t laughing.
    Siri calls 911 within five seconds because that is the emergency number in India.

    http://philadelphia.cbslocal.com/2017/03/27/siri-prank-could-have-serious-consequences/

    2+
  • Carlos 28 de março de 2017 at 05:21

    OFF – Vendedores de óleo de cobra.
    Com a crise os bananences vão apelar ainda mais para as soluções milagrosas, mesmo fazendo teste e provando que não funciona ainda vai ter um monte de trouxas comprando estas porcarias como os tais geradores de hidrogênio.

    https://www.youtube.com/watch?v=EzsqAdyyeTY

    2+
  • Cebola 28 de março de 2017 at 07:46

    As incorporadoras que esperavam um “boom” de novos compradores de imóveis com a liberação do FGTS inativo podem esquecer: boa parte dos recursos vai “voltar” para o banco para pagar dívidas – até parece que quem patrocinou a “bondade” do governo foi a FEBRABAN.
    http://g1.globo.com/economia/noticia/apenas-10-dos-brasileiros-pretendem-usar-dinheiro-do-fgts-para-consumo.ghtml

    2+
    • CA 28 de março de 2017 at 08:44

      As incorporadoras esperavam um “boom” de novos compradores de imóveis pela liberação do FGTS???

      Por aí vemos o quanto este pessoal “viaja na maionese”. O FGTS já pode ser utilizado na compra de um imóvel, se ele estava parado e a pessoa não tinha usado para comprar o imóvel quando já podia, para que utilizaria agora?

      Ah, a esperança das incorporadoras era de que as pessoas que não tinham dinheiro sequer para dar uma entrada e ir pagando durante a construção as parcelinhas diluídas ao longo de 30 meses, com a entrada do dinheiro poderiam utilizá-lo para esta entrada. Ocorre que para mais de 80% das contas do FGTS que foram liberadas os valores eram muito baixos, não davam para cobrir nem a entrada.

      Outro “probleminha” é que possivelmente uma grande parte daqueles que receberam o FGTS das contas inativas já tivessem comprado imóvel antes ou possuíssem um imóvel, afinal fizeram uma monstruosa antecipação de demanda, como nunca antes no país.

      Para finalizar, o mais importante e que demonstra o quanto viajaram na maionese: por que o governo liberou o FGTS? Porque as famílias estavam SUPER-ENDIVIDADAS. Por que as famílias chegaram a esta condição?

      A bolha imobiliária, através dos preços estratosféricos dos imóveis e as “concessões” da CEF que aceitava depósito como comprovante de renda, mais pessoas para comprovar renda do que aquelas que iriam efetivamente pagar as parcelinhas, etc., passaram a ter um peso abusivo no orçamento das famílias, roubando de sua capacidade de consumo. Se pegarmos os 8% do total de crédito imobiliário concedido pela CEF que estão com parcelas atrasadas entre 15 e 90 dias, mais 1,8% que está com atraso acima de 90 dias e multiplicarmos pelos mais de R$ 400 BILHÕES que a CEF já concedeu de crédito imobiliário até hoje, temos algo como R$ 39,2 bilhões de financiamento. Se dividirmos estes R$ 39,2 bilhões pelos R$ 250 mil de preço médio que tem sido mencionado em reportagens, teríamos algo em torno de 156.800 famílias que estariam com dificuldades financeiras para pagarem pelo seu financiamento imobiliário, o que normalmente só ocorre depois que estas famílias já se enrolaram financeiramente com outras dívidas, afinal querem conservar o imóvel e costumam ficar endividadas para outros itens primeiros.

      Além disto, devemos ter fechado o ano de 2016 com algo em torno de R$ 9 bilhões de distratos só das empresas com Ações na BOVESPA, novamente de famílias que não conseguem o crédito imobiliário por falta de capacidade financeira, o que soma nesta conta pelo menos mais umas 36.000 famílias.

      Temos portanto, pelas contas acima, pelo menos umas 190.000 famílias que se enrolaram financeiramente como consequência direta da bolha e de todo crédito IRRESPONSÁVEL mais vendas FALSAS na planta que ocorreram para criar um crescimento ARTIFICIAL e INSUSTENTÁVEL, isto porque nem estou colocando nesta conta as dezenas de bilhões de Reais de distratos em anos anteriores, as dezenas ou centenas de bilhões de Reais de distratos de empresas fora da BOVESPA e para as quais não acessamos os resultados, os milhares de distratos que algumas construtoras estão adiando o reconhecimento por meses ou ANOS, o grande número de “negociações mirabolantes” da CEF que nem entraram ainda como inadimplência, a inadimplência do crédito imobiliário em todos os outros bancos fora a CEF, etc., etc., etc.

      Fora o que consta acima, considerar as centenas de milhares de famílias que neste momento estão super-endividadas com outros itens para conseguirem continuar pagando o financiamento imobiliário em dia ou as parcelinhas da compra na planta. Estas centenas de milhares de famílias engordam as estatísticas dos atrasos recorde em condomínios, inadimplência na compra de veículos e inadimplência geral no comércio.

      Os prejuízos da bolha imobiliária brasileira para economia se resumem “só” ao que consta acima?

      Não! O pior é que o que consta acima, é só a “ponta do iceberg”.

      Graças aos super-estoques e a desproporção crescente entre estoque e vendas, primeiro os empregos e a renda dos trabalhadores da construção civil dispararam, para depois despencarem. Mais algumas dezenas de milhares de famílias viram os responsáveis pelo sustento desempregados ou com a renda muito reduzida quando da volta à realidade, depois de terem se endividado enquanto ainda tinham emprego ou renda maior, com esta dívida tendo se tornado inviável para pagamento no atual patamar de rendimento ou com o desemprego. Pior: isto tem um efeito em cascata pois estimulou o crescimento de diversos outros negócios, com os mesmos efeitos. Esta é uma situação que se agrava ano após ano. Centenas de construtoras de todos os portes quebraram no país, em função das consequências das vendas FALSAS na planta e do inflar astronômico e absurdo dos preços dos imóveis que inviabilizou grande número de negócios, agravando ainda mais esta situação.

      Aliás, o aumento estratosférico nos preços dos aluguéis comerciais ajudou e muito a termos recordes históricos nos fechamentos de lojas, colaborando também para todo o desemprego gerado em função do fechamento destes negócios e retroalimentando o circulo vicioso de destruição da economia. Junta-se a isto que como o aluguel também subiu de forma incompatível com a renda, combinado com a crise gerada acima, cada vez mais famílias passaram a se juntar devolvendo os imóveis alugados. Esta combinação também colaborou para que tivéssemos centenas de milhares de imóveis “nem-nem” (nem vende, nem aluga) em todo o país. Para aqueles que pertencem a pessoas físicas, estas ao invés de receberem dinheiro de aluguel, passaram a ter despesas relacionadas a condomínio, IPTU, etc., o que por um lado colaborou para os recordes de inadimplência não só em condomínio e IPTU, como também em diversas outras contas para as quais estas famílias deixaram de ter renda, sendo que da mesma forma, durante o período de pico da bolha, muitas destas famílias já tinham criado um padrão de consumo e endividamento que depois da volta à realidade se demonstrou completamente inviável, novamente alimentando o super-endividamento e a inadimplência, além da natural queda de consumo.

      Bancos sofrendo com a perda de liquidez trazida pelo aumento generalizado e impactante da inadimplência, são obrigados a aumentarem os juros finais cobrados de seus clientes. Isto se agrava muito porque se em um primeiro momento as empresas se aproveitaram da euforia gerada pela bolha imobiliária e do aumento de consumo inicial para se endividarem e crescerem, com a queda elevado no consumo agora não tem receita para pagar as dívidas e engordam a inadimplência.

      Por que o governo DISPAROU nas suas ações heterodoxas e destrutivas para economia exatamente a partir de 2012? Porque foi o ano em que o segmento imobiliário explodiu como consequência das vendas FALSAS na planta e o governo queria prorrogar ao máximo o mundo de ILUSÃO, para que tivesse tempo de se reeleger em 2014. Em outras palavras, uma boa parte do enorme desarranjo fiscal que tivemos foi uma tentativa de encobrir os efeitos da explosão da bolha imobiliária, este é um dos vários prejuízos indiretos trazidos pela bolha.

      Existem muito mais impactos negativos da bolha imobiliária além daqueles que constam acima, que como sempre são apenas AMOSTRAS. É fato que quanto mais o governo, o segmento imobiliário e seus asseclas forçarem a barra com ações esdrúxulas para tentarem adiar a explosão mais visível da bolha, mais eles vão aumentando o prejuízo total para economia e sociedade, mas é óbvio que eles nunca se preocuparam com isto, se tivessem qualquer preocupação neste sentido, os golpes aplicados e os respectivos estragos nunca teriam alcançado a proporção a que chegaram…

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Carlos 28 de março de 2017 at 08:35

    OFF – Bolhistas sovinas em todos os lugares.
    O velho “segredo”: compra mensal e cozinhar em casa.

    Money blogger feeds family for $42 a week
    http://www.ntnews.com.au/business/money-blogger-feeds-family-for-42-a-week/news-story/576f6c63eb11943fd2ed1758eede9b0c

    2+
    • Carlos 28 de março de 2017 at 08:41

      Interessante a “dica” do vídeo no final do artigo: Procurar um açougueiro ou sitiante e pedir para abater um animal para poder estocar a carne e ter comida para o inverno todo.
      Mesma coisa que se fazia nos anos 80 e antes para economisar e por causa da hiperinflação, e agora tb por conta da carne podre e com cancerígenos vendida pelas marcas “de confiança” nos supermercados.

      2+
      • From_The_Tower 28 de março de 2017 at 09:20

        Lembro que nessa época minha avó tinha 03 geladeiras 01 freezer. Meu avó fazia justamente isso.. comprava meio boi e estocava…. fora que ele criava alguns porcos para “carnear”. Hoje em dia a galera sem dinheiro vai pro açougue e compra salsicha de 3,00 o Kg… mas o smartphone está na mão. 😉

        10+
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 28 de março de 2017 at 09:19

    olhem o texto, corrida de aluguel em Londres, pela queda..

    Mansões de Londres vão parar no Airbnb por falta de compradores
    O número de imóveis quase dobrou.
    Estão “esperando” o mercado melhorar, mas retiram dos alugueis de maior prazo.
    As vendas de residências cairam ao patamar mais baixo em 4 ANOS!
    Alem do mais haverá cortes nas vantagens de hipotecas e aumento nos impostos e taxas sobre lucros.
    “As mudanças nos impostos provocaram um verdadeiro impacto sobre os investidores menores — em alguns casos, seus imóveis se tornaram deficitários”

    “Leia mais: http://oglobo.globo.com/oglobo-21120483#ixzz4cceREP00

    4+
    • avatar
    • avatar
  • From_The_Tower 28 de março de 2017 at 09:21

    http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/caixa-economica-anuncia-lucro-de-r-41-bilhoes-em-2016.ghtml

    ixa Econômica Federal anunciou nesta terça-feira (28) ter registrado um lucro líquido de R$ 4,1 bilhões em 2016. No ano anterior, os ganhos haviam chegado a R$ 7,2 bilhões. A queda é de 43% de um ano para o outro. Só no quarto trimestre de 2016, o banco teve lucro líquido de R$ 691 milhões.
    O índice de inadimplência encerrou dezembro em 2,88%, um recuo de 0,7 ponto percentual em 12 meses. De acordo com o bano, no ano, as despesas de provisão para devedores duvidosos chegaram a R$ 20,1 bilhões, um crescimento de 2,3% em relação ao mesmo período de 2015.
    Em 2016, o saldo da carteira de crédito ampla cresce 4,4%, chegando a R$ 709,3 bilhões. Segundo a Caixa, o crescimento das operações de habitação, saneamento e infraestrutura e crédito consignado, que possuem baixo risco, foram os principais responsáveis para o aumento da carteira. No final do ano, a Caixa possuía R$ 2,1 trilhões em ativos administrados, com destaque para seus ativos próprios (R$ 1,3 trilhão).
    Crédito
    O crédito habitacional alcançou saldo de R$ 406,1 bilhões e aumento de 5,6% em 12 meses. As contratações somaram R$ 81,8 bilhões no ano, dos quais R$ 62,9 bilhões com recursos do FGTS, incluindo subsídios, e R$ 17,6 bilhões com recursos do Caixa/SBPE, além de R$ 1,3 bilhão com outros recursos.
    As operações comerciais com pessoas físicas e pessoas jurídicas chegaram a R$ 191 bilhões: uma redução de 4% em 12 meses, sob influência, principalmente, pelo segmento pessoa jurídica. O segmento comercial pessoa física apresentou queda de 0,8% no mesmo período, tendo como destaque o crédito consignado, que cresceu 7,2%, fechando o ano com saldo de R$ 63,9 bilhões.
    Poupança
    O saldo das captações da Caixa cresceu 4,5%, chegando a R$ 984,1 bilhões. “A evolução no saldo foi influenciada, principalmente, pelos acréscimos de 27,7% em CDB e 4,1% na poupança.”

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 28 de março de 2017 at 09:23

      O índice de inadimplência encerrou dezembro em 2,88%, um recuo de 0,7 ponto percentual em 12 meses. De acordo com o banco, no ano, as despesas de provisão para devedores duvidosos chegaram a R$ 20,1 bilhões, um crescimento de 2,3% em relação ao mesmo período de 2015 =

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 28 de março de 2017 at 10:27

      Eles não divulgaram o índice de inadimplência somente da carteira imobiliária

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 28 de março de 2017 at 10:40

        conforme os dados do CA podemos estimar em 10% a 15% total. 40bi sobre 400bi.
        só em leilão são 10 bilhoes em imóveis. fora os creditos podres já lavados pela caxao.
        em Portugal a quebra do Banco Caixa Geral está em 5bi euros. ou 3% do pib
        aqui seria o equivalente a 150bilhoes de reais. por baixo

        7+
        • avatar
      • CA 28 de março de 2017 at 12:02

        Cesar_DF,

        No press release da CEF consta que a inadimplência oficial com crédito imobiliário, aquela acima de 90 dias, teria caído de 2,03% ao final do 3T16 para 1,63% ao final do 4T16. Atribuem isto às ações de renegociação conduzidas pela CEF. A inadimplência total da CEF também teve redução relevante.

        Curiosamente, ao mesmo tempo que demonstram um resultado “excepcional” frente ao cenário da economia, informam um saldo de provisão para a manutenção do mesmo nível de cobertura em relação ao total de crédito de 2015 e ainda, anunciam aumento relevante esperado para os imóveis retomados nos próximos 12 meses (ver artigo do tópico de hoje) e reduções de preços iniciais de leilões para alguns imóveis chegando a ATÉ 80% como vimos em outras notícias (lembrando que estas notícias sempre tiveram como fonte a própria CEF).

        Qual o sentido de manterem um nível de cobertura contra inadimplência quando a ação da CEF para reverter a inadimplência foi tão “efetiva” que causou uma redução percentual relevante? Está tudo melhorando, o cenário é favorável, a estratégia de reversão está sendo um “sucesso”, por que então manter provisão tão elevada, se tudo isto é verdadeiro, não seria motivo mais que suficiente para reduzir a provisão?

        Qual a “mágica” para fazerem com que um percentual elevado de inadimplentes entre 15 e 90 dias não acrescente nada na inadimplência acima de 90 dias e ao contrário, esta até caia, em pleno cenário de manutenção da crise na economia, com aumento no desemprego?

        Como a CEF teria um aumento de imóveis retomados em apenas 1 ano que equivale a todo o seu estoque atual de imóveis para leiloar, de acordo com o que consta no tópico de hoje, se temos um cenário tão favorável de redução da inadimplência?

        Para que leiloar com descontos de ATÉ 80% em relação ao preço de mercado, se estão revertendo a inadimplência com uma estratégia de tanto “sucesso”?

        O fato é que conseguem reduzir a inadimplência OFICIAL através de suas negociações MIRABOLANTES em que o cliente não tem prazo para regularizar o pagamento e como está em “renegociação”, não consta no total de inadimplentes. Em outras palavras, o cliente não paga, mas também não é inadimplente (?!) Análogo ao que a PDG fazia quando dizia estar reduzindo o total de distratos em seus relatórios oficiais: teve alguns trimestres em que ela não reconhecia o distrato se fosse revendido no mesmo trimestre e só registravam depois que encontravam um novo comprador, daí era óbvio que o distrato oficial ia cair. Até hoje vemos no ReclameAqui depoimentos de quem aguarda por meses ou anos para ter o distrato “reconhecido” e enquanto isto não ocorre, este distrato sequer consta nos relatórios oficiais da PDG. Sabemos como toda esta contabilidade criativa terminou…

        Também de forma análoga aos distratos do segmento imobiliário, vemos que o percentual de inadimplência do crédito imobiliário também é anormal. Após um crescimento exponencial por anos, o normal seria uma inadimplência acima de 90 dias de menos de 1% sobre o TOTAL da carteira de crédito imobiliário, enquanto hoje, mesmo com todas as políticas heterodoxas da CEF para renegociar, estaria em 1,6%. É o mesmo “probleminha” do crescimento exponencial de lançamentos que foi acompanhado do crescimento exponencial de distratos, levando obviamente à mesma consequência no caso dos bancos: uma oferta sem precedentes de imóveis em leilões.

        O relatório de resultados da CEF apresenta ainda uma infinidade de outras incoerências em relação a informações obtidas de outras fontes e que foram fornecidas pela própria CEF, além de inconsistência em relação a realidade da economia. Reforçando o que foi comentado acima, é análogo ao que observamos nos relatórios oficiais de algumas construtoras que mais pedalaram no esquema de vendas FALSAS na planta, ou seja, uma infinidade de estratégias “heterodoxas” e “contabilidade criativa” para esconder a realidade, mas sempre deixando vários rastros no caminho quanto às incoerências apresentadas…

        Segue abaixo link com resultados da CEF em 2016, acessar no item “Anual/16” a opção “Press Release” e ver página 16:

        http://www.caixa.gov.br/sobre-a-caixa/informacoes-financeiras/Paginas/balancos-e-demonst.aspx

        3+
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 28 de março de 2017 at 09:31

    Ganha mas não leva, olhem essa

    “Consumidores contemplados em consórcios adiam compra dos bens” (imóveis)
    em janeiro havia mais de 390 mil cotas com crédito disponível para utilização, no caso dos consórcios imobiliários.
    Viriato explica que ser contemplado e não utilizar o crédito acaba desvirtuando o propósito da aplicação. “Consórcio não é investimento”, diz.
    Para analistas, os custos adicionais de aquisição (como as despesas com cartório, no caso de imóveis, por exemplo) e os custos de manutenção fizeram o consumidor colocar o pé no freio. “A crise fez o consumidor contemplado adiar a compra em busca de condições mais favoráveis”
    “http://www.contabeis.com.br/noticias/33133/consumidores-contemplados-em-consorcios-adiam-compra-dos-bens/”
    (pra mim esse dinheiro represado acaba sendo uma bomba armada, na hora do bulltrap a galera sai correndo e “valoriza” o mercado. o lado bom é a paciencia com perdas.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 28 de março de 2017 at 09:34

      Muito bom. É um sinal que os próprios Brick LOVERS + Consórcio LOVERS estão prevendo mais quedas.
      No período de euforia era o contrário… eles ficavam muito ansiosos pois os preços subiam rapidamente e quando eram contemplados as cartas de crédito não alcançavam o valor do bolhudinho.
      ARDAM !!!
      P.S. Consórcio é uma bizarrice. É a prova cabal que bananense não consegue organizar-se financeiramente.
      Sei que alguns pegam para especular… mas mesmo assim é o retrato da Banânia,

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • From_The_Tower 28 de março de 2017 at 09:44

    Quem quer apê monstrão 180 metros quadrados de área privativa a 2,36k o metro ?
    http://topoleiloes.com.br/lote/120/apartamento-ed-regente-rua-padre-agostinho-n-1701-bairro-bigorrilho-ap-17978m-at-26845m-2-vagas-de-garagem/

    Curitiba – PR .

    1+
    • From_The_Tower 28 de março de 2017 at 09:45

      Foi penhorado em Janeiro de 2014 e ainda não conseguiu ser vendido.
      Dívidas de condomínio.
      IPTU está ok.

      2+
    • Cadeludo 28 de março de 2017 at 10:08

      AVALIAÇÃO: R$680.000,00 (seiscentos e oitenta mil reais), em 12/11/2013 (laudo mov. 1.69).
      AVALIAÇÃO ATUALIZADA: R$852.212,12
      atualizou 25%

      2+
      • avatar
  • Alemon Fritz 28 de março de 2017 at 09:53

    pelo jeito a galera quer imóvel novo, tem que cair muito pra olhar pra esse “mercado”, pra chamar a atenção da galera… Poucos sabem e poucos se aventuram. Ainda sinaliza mercado em queda geral. Parabéns corvos kkk. os usados vão ficar travados.

    2+
    • From_The_Tower 28 de março de 2017 at 09:57

      É impressionante os efeitos da bolha. O próprio setor inviabilizou o mercado. Ao tanto disseminarem que só valorizava (30% a.a.) agora os comprados resistem em baixar os preços e os poucos que vendem são das próprias destrutoras. E os que ainda não compraram…… ficam esperando oportunidades….. pois não tem toda a grana ou renda necessárias e ou desistiram e voltaram morar com os pais…. fazem puxadinhos ou aprendem a viver de PMJ !!! 😉

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 28 de março de 2017 at 10:08

    MANUAL DE JORNALISMO – COMO DISTORCER UMA MATÉRIA SOBRE A CONSTRUÇÃO CIVIL

    1) Convide um jornalista de um jornal que recebe taxas pela propaganda do mercado imobiliário.

    2) Pegue uma estatística elaborada por um órgão de confiança:
    Índice de Confiança da Construção subiu 0,7 ponto em março, alcançando 75,1 pontos, maior nível desde junho de 2015, quando atingiu 76,2 pontos, informa a Fundação Getulio Vargas (FGV). Na comparação com março de 2016, houve alta de 7,6 pontos.

    3) Não explique que o índice abaixo de 100 significa pessimismo e somente acima de 100 significa otimismo

    4) Não explique que o pessimismo apenas desacelerou, e que menor que 100 significa que serão ainda mais reduzidos os investimentos em contrução civil.

    5) Entreviste um especialista que tem a ganhar com uma manchete otimista ““A melhora das expectativas indica uma percepção dos empresários de que o cenário de queda da atividade da construção não deve persistir por muito mais tempo.”

    6) Estampe a manchete: Confiança da construção sobe e marca maior nível desde meados de 2015

    http://www.valor.com.br/brasil/4916840/confianca-da-construcao-sobe-e-marca-maior-nivel-desde-meados-de-2015

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 28 de março de 2017 at 10:45

      A repetição é constantemente utilizada em propagandas políticas – e foi empregada até mesmo por Adolf Hitler. No livro “Mein Kampf”, escrito por Hitler, ele dizia: “Os slogans devem ser persistentemente repetidos até que o último indivíduo tenha absorvido a ideia”. Esse efeito funciona diretamente na psique dos seres humanos na forma de compreensão e familiaridade com o slogan.

      http://www.jornalciencia.com/tecnicas-utilizadas-pelos-politicos-para-fazerem-mentiras-parecerem-verdades/

      3+
      • avatar
      • avatar
      • Cebola 28 de março de 2017 at 11:23

        No Rio de Janeiro, o slogan de “Cidade Maravilhosa” ainda embaça o olhar: é comum ouvirmos pessoas falando sobre a violência urbana no nordeste ou a crise econômica em SP e MG. Comente que os mesmos problemas ocorrem no RJ e o carioca retruca que o problema é você.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 28 de março de 2017 at 10:10

    Tesouro Direto cresce 53,2% em 12 meses e alcança estoque inédito de R$ 42,9 bi

    http://www.valor.com.br/financas/4916366/tesouro-direto-cresce-e-alcanca-estoque-inedito-de-r-429-bi ou as ferramentas oferecidas na página.

    1+
  • Alemon Fritz 28 de março de 2017 at 10:50

    Bem
    a Febre Amarela entrou no RJ (6 casos 1 morte), e agora mesmo no ES vitória…
    já está chegando no RS (4 casos)… anotem o apocalipse zumbi ae.

    2+
    • avatar
  • Minino do TI 28 de março de 2017 at 11:16

    Não sei se já postaram, mas poderia ser tópico?

    Crise do mercado imobiliário preocupa empresas do setor

    As empresas alegam dificuldades econômicas provocadas pelo alto número de desistências nas operações de compra de imóveis. Órgãos do setor afirmam que os percentuais dos chamados distratos, no Brasil, chegaram a mais de 40% em empreendimentos residenciais, e 55% nos comerciais, no país, em 2016. Em entrevista à CBN, o presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Rio, Claudio Hermolin, defendeu mudanças na legislação.

    https://cbn.globoradio.globo.com/editorias/economia/2017/03/27/CRISE-DO-MERCADO-IMOBILIARIO-PREOCUPA-EMPRESAS-DO-SETOR.htm

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 28 de março de 2017 at 11:42

      Você já viu distrato da CONSTRUTORA ?

      Alguns nomes influentes da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) têm temido um grande problema no Setor Noroeste. É que uma única construtora, a Emplavi, arrematou 19 das 40 projeções da segunda etapa do Sudoeste, licitação realizada em outubro do ano passado.

      Para se ter ideia, o investimento apenas nos terrenos será de mais de R$ 350 milhões, o que corresponde a 1/4 do valor do custo total do Mané Garrincha.

      O receio dos graúdos da empresa que vendeu as áreas é que a empreiteira devolva parte das aquisições, uma vez que a construtora tem prazo para erguer os edifícios.

      Apesar de saber que a venda de imóveis no novo bairro não está nada animadora, o dono da Emplavi nega o distrato. Apenas publicamente, é claro.

      http://informandoedetonando.blogspot.com.br/2014/07/distrato-vista-terracap.html

      2+
      • avatar
  • Cesar_DF 28 de março de 2017 at 11:40

    Vale a pena ver de novo

    Terracap sente efeitos da bolha imobiliária no Brasil

    No leilão 09/2014 da Terracap, foram ofertados 87 lotes, por um valor mínimo de R$ 323.545.700.
    Receberam ofertas 37 lotes, totalizando R$ 26.536.368.
    Este valor apenas cobre os custos operacionais da Terracap.
    Desde abril/2014 nenhum lote recebe oferta no bairro Noroeste.
    Foi publicado o edital 10/2014 e pela primeira vez desde que o Noroeste foi lançado, não está sendo ofertado nenhum lote neste bairro.
    Empresa Emplavi que arrematou 19 lotes por 350 milhões, deseja fazer DISTRATO.
    A Terracap quebrou por ter utilizado todos os seus recursos (1,4 bilhão de reais) na construção dos estádio de Brasília para a copa.
    É compreensível a queda no valor dos imóveis neste bairro, porque além de não ter interessados na compra dos lotes, nenhuma empresa quis adquirir o lote que seria destinado ao shopping, a Terracap quebrou e não tem dinheiro para concluir a infraestrutura, e eles agora serão vizinhos de uma aldeia indígena urbana rsrs.
    Foi vendida a notícia de que os imóveis valeriam 25k/m2, teve gente que comprou por 14k/m2 e hoje já caiu para 7k/m2.

    https://globaltradersacademy.org/pt/magazine/terracap-sente-efeitos-da-bolha-imobiliaria-no-brasil/

    2+
    • avatar
  • Antigo 28 de março de 2017 at 12:21

    Novo tópico

    0
  • Alemon Fritz 28 de março de 2017 at 12:24

    olhem essa , corvo funcionário do mes e casal animado

    Advogada acusa corretor de aplicar golpe no valor de R$ 500 mil
    – contrataram um arquiteto para projetar a reforma do imóvel, ao custo de R$ 49 mil. Também pagaram R$ 43 mil para uma marmoraria
    -Pra comprar o casal daria R$ 182 mil em cheque nominal aos donos do imóvel e R$ 128 mil envolvendo o automóvel da marca Audi.
    – venda de um imóvel de 1,5milhão
    – 400k seriam financiados..

    o corretor disse que ele havia pegado para si R$ 260 mil em dinheiro e um Audi A5, modelo 2015, avaliado em R$ 128 mil…
    kkkkkkk
    http://www.metropoles.com/distrito-federal/advogada-acusa-corretor-de-aplicar-golpe-no-valor-de-r-500-mil

    1+
    • avatar
  • Alemon Fritz 28 de março de 2017 at 12:29

    concorrencia desleal com a caixa e seus correspondentes

    – Falso corretor suspeito de golpes na venda de lotes é preso em São Carlos
    Um dos falsos corretores de imóveis que negociavam lotes que não estavam a venda
    Globo.com-23/02/2017
    -Homem é preso após aplicar golpe da casa própria, em Goiânia
    Portal Mais Goiás-03/03/2017

    0
  • Bauru Bolhudo 28 de março de 2017 at 12:47

    Agora da para escolher qualquer bairro sem se preocupar se vai ficar sem poder tomar banho.

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/03/1870357-sabesp-anuncia-fim-da-crise-hidrica-em-sao-paulo-e-lucro-recorde.shtml

    0
  • Buck 28 de março de 2017 at 13:21

    #CVR

    Amigo comprou um apartamento em GO – empreendimento do Leonardo, RESORT DO LAGO!

    Foi passar férias, caiu no conto do Corvo, estava incluindo os dados na petição inicial – quando vou ver o estado civil, e me deparo com NAMORANDO!!!

    Em uma promessa de compra e venda, o cara coloca NAMORANDO? Só nesta dá pra saber o tipo de vendedor.

    Cara comprou um Ap 57,62m² por algumas semanas do ano (uso compartilhado), pelo valor de R$ 55.197,00 – pagou tipo R$ 3.000,00 e viu que entrou em furada.

    Vamos chamar o Sr. Juiz, fiquei surpreso, exitem várias jurisprudências que dizem a destrutora pode reter entre 10% e 20% dos valores pagos…

    2+
  • Cebola 28 de março de 2017 at 17:20

    “Sem decisão sobre distratos, não existirão obras em 2018, diz diretor da Eztec”.
    Essa matéria foi colocada essa tarde no site da Infomoney e contém o vídeo de uma entrevista com o diretor de RI dá empresa.

    0