Construção: nada de otimismo para 2017 – ClicRBS

Você pode gostar...

Comments
  • From_The_Tower 23 de março de 2017 at 14:09

    Calma gente… que agora no segundo turno do campeonato de Truco Gaudério nos Pampas a coisa vai melhorar !!!
    oremos !!!
    (precisamos de lastro nas LCI´s)

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • From_The_Tower 23 de março de 2017 at 14:12

    Dólar Futuro + 1,60%
    Juros Futuros (2021) 10,06%

    4+
  • Cesar_DF 23 de março de 2017 at 14:14

    BRASIL – UM PAÍS DE IDOSOS IMPREVIDENTES E DE JOVENS IMPRODUTIVOS

    A grande maioria dos países saiu do subdesenvolvimento antes da mudança da pirâmide demográfica, o Brasil é uma excessão

    A taxa de fecundidade caiu abaixo de 2.1 em 2005, a partir da qual, em apenas 1 geração, o pico da população será atingido.

    De acordo com o IPEA, o pico da população será atingido em 2030 e de acordo com o IBGE em 2040


    É inevitável que em algum momento o Brasil precisará passar para um sistema de previdência com contas individualizadas, como a previdência privada.

    Pois no futuro, a maior parte da população será constituida de pessoas entre 50 e 70 anos.

    Quinze anos de bônus demográfico vão pelo ralo

    Fraqueza do mercado de trabalho, baixa taxa de poupança e produtividade estagnada podem encerrar o fenômeno que conduziu o crescimento econômico do país nas últimas décadas

    Ganhos de produtividade são estratégicos para um país se preparar para o fim do bônus, pois possibilitam que menos trabalhadores produzam mais e melhor para suprir a demanda de um grupo de idosos cada vez maior. Esses trabalhadores, no futuro, também precisarão ganhar mais para arcar com o custo previdenciário de uma população envelhecida. O panorama, no entanto, não é animador. Os investimentos em educação, que são mais de 5% do PIB, não se converteram, necessariamente, em conquistas produtivas. Estudo recente do The Conference Board mostra que a produtividade do trabalho – ou seja, a produção de um indivíduo por horas trabalhadas – recuou 2% no ano passado, depois de ter subido de maneira pífia nos dois anos anteriores (0,4% em 2012 e e 0,8% 2013). “Os jovens de hoje teriam de ser mais produtivos para ‘carregar’ um número maior de idosos. E como isso não acontece, estamos fadados a cair na armadilha da pobreza”, afirma Ricardo Brito, professor do Insper.

    http://veja.abril.com.br/economia/quinze-anos-de-bonus-demografico-vao-pelo-ralo/

    39+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 23 de março de 2017 at 14:23

      Muito bom.
      E na última oportunidade de crescimento que permitiria as devidas reformas a Banânia escolheu direcionar crédito para as pessoas comprarem carros xexelentos, apartamentos de bloco estrutural mal localizados, smartphones, tablets , carne de pescoço, churrasqueiras gourmets, entrar em pirâmides financeiras e endividar-se no talo. Fora o que se passou nos governos estaduais e municipais que deram aumentos acima da inflação.
      Ah… não podemos nos esquecer da alavancagem das empresas e a putaria com os BNDES Lovers (amigos do rei)

      Banânia: não, não foi.
      Banânia: não, não vai.

      55+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 23 de março de 2017 at 14:39

        A estimativa é que ainda ocorrerá um aumento da população de 12 a 15% até ocorrer o pico e começar a cair a partir disso.
        Em algumas cidades, como Brasília e São Paulo, onde existe uma vacância acima de 20%, significa que, se a partir de hoje não construírem mais nenhum imóvel, ainda assim existirão imóveis que NUNCA serão vendidos.
        Porém, a medida que a geração milenarista chegar à idade adulta, e que os idosos forem morrendo, passarão a sobrar mais imóveis ainda, pois a maioria destes milenaristas simplesmente não sairá da casa dos pais, e a casa dos avós falecidos ficará disponível.

        39+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • reznor 24 de março de 2017 at 09:32

          sinistro, Cesar…
          Em 1950 parece uma pirâmide egípcia perfeita;
          Em 2050 parece a cabeça do motumbo.

          (desculpem-me pela piada de gosto duvidoso, rsrss)

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Alemon Fritz 23 de março de 2017 at 14:22

    a gente já sabia, e vai ser bem antes..
    a Janela pra criar e vender imóveis acaba até 2020…
    (ultima onda de jovens passando agora, ver gordurinha no grafico 2025)… vai ser feio.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • reznor 23 de março de 2017 at 14:37

    retificando o tópico: “Brasilzão: nada de otimismo até 2117 – ClicBIB”

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Juros Lover BSB-BH 23 de março de 2017 at 14:44

      Otimista….Nada de otimismo até 3117…Vai acabar a vida útil do sol e continuaremos na mesma merda…

      14+
      • avatar
      • avatar
  • Moreira 23 de março de 2017 at 14:46

    “Achou seu imóvel: prepare a mudança!”

    colega está a alguns meses anunciando

    http://df.olx.com.br/distrito-federal-e-regiao/imoveis/fim-da-busca-casa-3-quartos-na-qnl-18-319455101

    270 temers. Alguém aí e interessa? Ele me ofereceu e sabe como? “Poxa, sei que vc mora de aluguel, não está fim de comprar…”. Fui lacônico: “estou sem grana, mas essa casa parece ser muito boa. Logo venderá”

    A vida ensino! essa é a melhor escola. Ah, mandie mais um CDB hoje!

    30+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Juros Lover BSB-BH 23 de março de 2017 at 15:03

      No anuncio fala Taguatinga mas é na Ceilandia…Bem na divisa mas Ceilandia…Não vale nem metade…

      11+
      • avatar
  • Cesar_DF 23 de março de 2017 at 15:05

    Boss, acho que este é tópico
    Ociosidade na indústria da construção é a maior da série histórica, diz CNI

    De acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 23, pela Confederação Nacional da Indústrias (CNI), o indicador que mede a utilização da capacidade de operação do setor atingiu 53%, o menor da série história da Sondagem Indústria da Construção, iniciada há cinco anos. O indicador é inferior 2 pontos porcentuais em relação a janeiro e 10 pontos porcentuais abaixo da média histórica para o mês de fevereiro.

    Além disso, o nível de atividade do setor se mantém muito abaixo do usual para o mês, com 28,8 pontos. Os dados da pesquisa variam de zero a 100 pontos. Valores abaixo de 50 pontos sinalizam atividade abaixo do usual e, quanto menor o valor, mais distante a atividade está do usual.

    Segundo o estudo, a ociosidade recorde em fevereiro no setor se deve à longa trajetória de queda da atividade e do emprego também. No mês passado, o índice do número de empregados ficou em 38,9 pontos, frente aos 38,4 pontos de janeiro, com uma pequena alta, mas ainda abaixo dos 50 pontos, o que indica retração.

    A fraca atividade mantém os empresários da construção pessimistas. Segundo a CNI, todos os indicadores de expectativas caíram, após duas altas consecutivas. O indicador de expectativa do nível de atividade teve queda de 1,2 ponto, chegando a 49,1 pontos. O índice relativo a novos empreendimentos e serviços recuou 0,5 ponto, para 47,5 pontos, e o de compra de insumos e matérias-primas caiu 1,2 ponto, ficando em 47,2 pontos. A expectativa quanto ao número de empregados caiu 1 ponto, para 46,1 pontos.

    A economista Flávia Ferraz explica que a indústria da construção costuma se recuperar de forma mais lenta que os demais setores, mesmo com diversos sinais positivos, como inflação em ritmo de queda, redução na taxa de juros e possibilidade de serem feitas reformas como a Tributária, a Previdenciária e a Trabalhista. “Isso se explica, pois as operações da indústria da construção são de mais longo prazo”, disse a economista.

    O estudo ainda mostra que os empresários, diante do cenário pessimista, não estão interessados em investir. O índice de intenção de investimentos segue bem abaixo da linha dos 50 pontos, em 26,6 pontos.

    http://istoe.com.br/ociosidade-na-industria-da-construcao-e-a-maior-em-cinco-anos-diz-cni/

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 23 de março de 2017 at 15:07

      Uééé, mas o SECOVI, ADEMI, AMORINHA e outros dizem que já batemos no fundo do poço e agora o mercado imobiliário irá bombar!

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • reznor 23 de março de 2017 at 15:23

      Trópico, com certeza!

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 23 de março de 2017 at 16:36

      Cesar_DF,

      Concordo, vale um tópico.

      Sobre este trecho em específico:

      “A economista Flávia Ferraz explica que a indústria da construção costuma se recuperar de forma mais lenta que os demais setores, mesmo com diversos sinais positivos, como inflação em ritmo de queda, redução na taxa de juros e possibilidade de serem feitas reformas como a Tributária, a Previdenciária e a Trabalhista. “Isso se explica, pois as operações da indústria da construção são de mais longo prazo”, disse a economista.”

      Em apenas 1 parágrafo, um verdadeiro show de DESINFORMAÇÃO:

      Sobre os “sinais positivos” mencionados acima:

      Inflação em queda: não é sinal de recuperação da economia, é exatamente o CONTRÁRIO, ou seja, a inflação FINALMENTE cedeu e apresentou queda consistente porque a economia DESPENCOU com redução do PIB no biênio 2015 /2016 que bateu todos os recordes históricos, FORÇANDO algumas empresas a reduzirem seus preços e outras a mantê-los ou darem aumento muito menor para SOBREVIVEREM, caso contrário o volume de vendas seria insuficiente uma vez que a demanda também foi para o buraco.

      Juros em queda: isto é determinado pelo governo e foi uma CONSEQUÊNCIA da queda de inflação que se deu em função do agravamento da crise, conforme explicado acima. Existem ameaças concretas e prováveis de acontecerem quanto aos juros do crédito imobiliário, no sentido de fazer com que os mesmos se tornem muito menos acessíveis, assim como os prazos de financiamento e a disponibilidade de crédito imobiliário, dentre eles: a) vir a tona a inadimplência anormal da CEF forçando a redução de oferta de crédito imobiliário por este banco, com aumento de juros e redução de prazos de financiamento para tentar salvar o MÍNIMO de LIQUIDEZ que é necessário para um banco ; b) redução relevante do MCMV em função de esgotamento das verbas do governo em primeiro momento e do próprio FGTS em segundo momento ; c) Explosão de outras construtoras que mais tem praticado as vendas FALSAS na planta, via volume inviável de distratos para serem administrados, combinado com a queda relevante de vendas na planta em função da nova regulamentação de distratos e itens a) e b) acima que irão inundar ainda mais o mercado quanto a SUPER-OFERTA.

      POSSIBILIDADE de serem feitas reformas como a Tributária, a Previdenciária e a Trabalhista ?!?!?! Esta merece um capítulo a parte. Para começar, estas POSSIBILIDADES já são aventadas desde os tempos de FHC. Em segundo lugar, já é líquido e certo que mesmo que FINALMENTE comecem a sair, ainda assim não serão todas estas 3 que irão ocorrer, no mínimo uma delas não poderá sequer se chamar mini-reforma, de tão pobre que ficará (possivelmente a Fiscal). Em terceiro lugar, daquelas que eles conseguirem encaminhar, certamente terão remendos (como já estão acontecendo, ver retirada do funcionalismo público estadual no caso da reforma da previdência) e todo o fogo amigo vindo do PMDB e demais partidos aliados que pressionam para que estas medidas sejam alteradas e assim percam eficácia. Finalmente, aliado a estes fatores, estas reformas terão um efeito contracionista no curtíssimo prazo, pois o aumento de contribuições, redução de benefícios e outros itens previstos nas mesmas irão tirar parte do dinheiro disponível para consumo da população, sem contar que irão incentivar as pessoas a irem para previdência privada e mais uma vez tirar dinheiro do consumo, nada disto será benéfico no curto prazo e nem mesmo no médio e longo prazo no caso do setor de construção civil, porque entre outras coisas, com menos seguranças / garantias quanto a empregos e previdência, será um grande desestimulante para a pessoa se endividar por 30 anos.

      “Esqueceram” de falar sobre a nova redução na estimativa do PIB, o seu efeito de obrigar reduções ainda maiores nas despesas do governo junto com aumento de impostos, que levarão mais uma vez a novas reduções no PIB, dentre outros fatores muito mais REALISTAS do que “argumentaram” na reportagem acima.

      O que consta no “artigo” acima, como sempre, é o complemento que o segmento imobiliário sempre fornece quanto ao otimismo UTÓPICO, aquele que faz com que eles cavem um buraco cada vez maior para se enterrarem…

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • BolhistaBR 23 de março de 2017 at 15:09

    TD:

    Seguinte… tá pra entrar uma graninha boa aí é tô pensando na IPCA/35.
    A grana é pra aposentadoria, mas com as eleições 2018 e a possibilidade de repique nos %, estou pensando em dar uma especulada comprando agora a 5% e vendendo mais à frente, quem sabe 4% até dezembro. Aí, mais próximo das eleições ano que vem, poderia recomprar a 5 ou quem sabe 6%.

    Aí que tá…..
    Tô na easy hoje é já tenho uma graninha lá.
    Se eu juntar essa grana nova com a velha, quando eu especular eu vou afetar os primeiros aportes que peguei com taxas de quase 7%.

    Correto? Acho q fazem uma média na hora do resgate….sei lá…

    Portanto, estou pensando em abrir conta em outra corretora e pôr a grana nova lá.
    Assim, quando vender qqr quantidade não afetarei os aportes da easy, que não quero mexer.

    O que acham? A lógica está correta?

    1+
    • reznor 23 de março de 2017 at 15:22

      Bolhista, quando você vende/resgata parcialmente algum título, sempre serão vendidos os mais antigos, ou seja, a ordem dos regastes é FIFO (first in, first out).
      Sua lógica está correta: se quiser especular um valor/taxa em específico sem mexer nas já compradas, terá que abrir conta em outra corretora e comprar e vender por ali. Opção é que não falta 🙂
      Ah, e para fins de especulação, vai no 2045 pois o spread é bem maior que o 2035.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • BolhistaBR 23 de março de 2017 at 15:29

        1) Pensei na 2045 também, mas o problema é q se der algo errado e eu preferir deixar até o vencimento, 2045 é muito distante. Por isso citei a 2035. Em último caso, deixo lá até o vencimento, já q meu objetivo é lá mesmo.

        2) Alguém pode me indicar uma boa corretora sem taxa? De preferência, uma cuja plataforma de renda variável seja melhor que da easy. (Futuramente devo diversificar em ações)
        A XP se enquadra nessas qualidades? Intermedium?

        3) Sei q é besteira, mas é uma curiosidade minha: O procedimento para transferir os títulos de uma corretora pra outra é tranquilo?
        Alguém já fez ou sabe como funciona?

        1+
        • odorico 23 de março de 2017 at 19:53

          2) Alguém pode me indicar uma boa corretora sem taxa? De preferência, uma cuja plataforma de renda variável seja melhor que da easy. (Futuramente devo diversificar em ações)
          A XP se enquadra nessas qualidades?
          Sim ela cobra taxas, mas dependendo do volume não.
          Intermedium?
          É um banco, não corretora, não cobra nem ted abri pelo app. boas taxas, banco médio, ficar dentro do fgc.

          3) Sei q é besteira, mas é uma curiosidade minha: O procedimento para transferir os títulos de uma corretora pra outra é tranquilo?
          Sim tranquilo, já transferi do BB para xp da xp para easy. Fácil, faz pela plataforma da corretora ou via consultor.
          o BB é o mais chato, pede que envie uma pdf assinado…(ou pedia, faz tempo que saí do BB).

          3+
    • SampaBoy 23 de março de 2017 at 15:30

      Nao sei , esses juros de 5% do TD IPCA me parecem fracos demais pra condição ainda instavel e ruim do pais. Esses TDs me parecem precificados com otimismo, como se tudo fosse dar certo, juro caindo cada vez mais e inflação baixa (que é o que o mercado acha tbem) …Porem não é nada certo ainda

      11+
      • avatar
      • to bolhado 23 de março de 2017 at 15:40

        concordo

        1+
      • BolhistaBR 23 de março de 2017 at 15:54

        Entendi. Mas ainda aquele boletim focus ainda não reverteu tendência de selic, né?
        Aquela aposta de selic a 1 digito ainda é forte. Pelo menos por enquanto.

        1+
  • Alemon Fritz 23 de março de 2017 at 15:17

    eu estou pensando em ações de seguridade e previdencia, estou lendo
    que vão ter que bombar de qualquer jeito mais na frente, alggumas agora estão até abaixando mas vamos ver…

    Even= distratos de 618 milhoes, prejuizo líquido de 149% !!! anual, lucro -98%
    e retração de -21%

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • SampaBoy 23 de março de 2017 at 15:39

      E ações de construtoras menores ? que eventualmente sobrevivessem ao crash das maiores ?

      3+
      • avatar
      • to bolhado 23 de março de 2017 at 15:41

        eu não invisto em coisa que não consigo precificar. O buraco do setor de construção é inescrutável, eu não consigo dizer o tamanho. Prefiro ficar de fora…talvez daqui a uns 2 anos, quem sabe.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • job 23 de março de 2017 at 16:22

    Como vai ter otimismo? Passaram 10 anos especulando e destruindo a economia, dando a impressão de que todo mundo tinha a galinha dos ovos de ouro, e com o governo larápio crescendo os olhos e os seus “incentivos”, a coisa ficou tão popular que até pra empregada do condomínio comprar imóveis era “investir” (contei isso em um CVRr um tempo atrás). Agora que paguem o preço, miseráveis.

    CVR: Já comentei aqui algumas vezes de um amigo que me me ajudou muito no início dos investimentos em renda fixa. Devo em grande parte o que tenho hoje à ele, apesar de ter me dado uns conselhos terríveis sobre imóveis, segui o meu feeling e hoje estou muito saudável financeiramente, obrigado.
    O amigo vendeu seu imóvel no paraná e pra não pagar IR sobre o lucro, resolveu “comprar pra investir e diversificar” em Ubatuba. Nas nossas longas e acaloradas discussões, hoje vejo que ele sempre batia no mesmo ponto pra provar seus argumentos que comprar imóvel no mínimo era bom: acreditava cegamente que imóvel sempre valorizava no mínimo a inflação (mas acreditava que diversificar era bom, por isso a renda fixa). Esse era o alicerce da sua posição no assunto. Já eu, confiava cegamente que sempre uma renda fixa iria me render 12% em média. Hoje penso que não estava sendo correto, apesar de que pra mim 5% acima da inflação já está bom.
    Nos outros CVRs que contei ao longo do tempo, inclusive os das festas de antigamente onde eu caia na besteira de colocar minha posição, ao invés de sorrir e acenar, a mesma coisa, comprar imóvel é sempre no mínimo bom, pois sempre valoriza a inflação. Tá escrito nos dez mandamentos isso. Pois bem, não é que hoje essas mesmas pessoas mudaram de opinião? Já vejo uma mudança de posição nessas pessoas, de que imóvel não sobe de valor pra sempre.
    Tomei porrada de 3 ou 4 ao mesmo tempo, inclusive desse meu amigo, em algumas festas, até aprender com os conselhos do pessoal desse BIB, que o negócio é sorrir e acenar. Pois bem, esse meu amigo comentou comigo antes de comprar seu imóvel pra locação de temporada, que o corretor tinha prometido no mínimo 50k por ano, por baixo (que inocência acreditar nisso). Seguindo os conselhos do blog, fiquei de ouvinte nos almoços que se seguiram, pra manter a saúde em dia, sem dar um pio. Por umas 3 semanas desde o ap estar pronto pra locação, mulher do meu amigo se vangloriava dos locatários no final de ano e inicio de ano, foi um sucesso e tal. Passada a euforia, já faz mais de mês que não aparece ninguém pra locar o apartamento, nada (Isso se chama VACÂNCIA). Nos almoços o assunto morreu. O que eu vejo pela cidade é umas 800 placas de aluga-se, até proprietário segurando placa no canto da estrada eu já vi (ri muito). Pois, bem, o colega mora de aluguel próximo à Ubatuba, e como eu tenho uma bola de cristal, aposto que em 8 meses ele está morando nesse ap.

    40+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 23 de março de 2017 at 16:33

    funcionária do Mês
    Corretora de imóveis tem prisão decretada por aplicar golpes em clientes no Rio
    ma corretora de imóveis que deu golpes em 20 famílias está foragida, MP pede ajuda da população pra achar golpista.

    “…mas foi naquela euforia de comprar um terreno, de ter uma casa própria. Investi minhas economias,…”
    “http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/corretora-de-imoveis-tem-prisao-decretada-por-aplicar-golpes-em-clientes-no-rio.ghtml”

    10+
    • avatar
    • avatar
  • SampaBoy 23 de março de 2017 at 16:54

    Após invasão de ratos, condomínio de luxo em Campinas encontra mais de 80 cobras

    https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/03/23/apos-invasao-de-ratos-condominio-de-luxo-em-campinas-encontra-mais-de-80-cobras.htm
    Depois desse incêndio, tivemos uma infestação de ratos silvestres. Eles se espalharam por todos os lugares, nas ruas, nas piscinas, parecia filme de terror. E com os ratos, vieram as cobras, que são os predadores naturais desses animais ”

    que isso ? novas atrações para atrair moradores/locatarios aventureiros ?

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 23 de março de 2017 at 17:16

      é o espaço “Fauna pet green life.” natural

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • SampaBoy 23 de março de 2017 at 17:42

        ou entao algo mais clean tipo ; “Adventure Life Campinas – 3 dormitorios / 2 vagas / piscina / matagal peçonhento (snakecamp) / Ratoteca / “

        23+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • homelessbubbles 23 de março de 2017 at 22:08

          Ratoteca foi demais kkkkkkk

          10+
      • Carlos 23 de março de 2017 at 19:41

        Me lembrei imediatamente disto….

        https://www.youtube.com/watch?v=P9yruQM1ggc

        1+
  • Zé do Brejo 23 de março de 2017 at 17:08

    É ÇOFT 😛

    3+
  • SampaBoy 23 de março de 2017 at 18:23

    Se houver aumento de impostos, será o menor possível, diz Meirelles

    Estamos fazendo um esforço máximo, por isso não anunciamos o contingenciamento ontem”, afirmou. “Não haverá mudança de meta”, disse o ministro. “Se for necessário elevar impostos, será a menor possível”, completou Meirelles
    http://www.valor.com.br/brasil/4911512/se-houver-aumento-de-impostos-sera-o-menor-possivel-diz-meirelles

    Parece o Motumbo falando …é só a cabecinha !

    19+
    • avatar
    • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 24 de março de 2017 at 01:17

      Hahahahaha

      4+
      • avatar
  • SampaBoy 23 de março de 2017 at 18:30

    Prévia do IPCA confirma tendência de inflação em queda

    A prévia da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), registrou uma variação de 0,15% em março.
    A taxa é inferior ao 0,54% de fevereiro deste ano e ao 0,43% de março de 2016.
    http://www.dcomercio.com.br/categoria/economia/previa_do_ipca_confirma_tendencia_de_inflacao_em_queda

    Essa é pra quem apostou nos juros mes passado ! IPCA menor, juro real maior ! PMJ e minha cerveja

    2+
    • avatar
    • socrates 23 de março de 2017 at 19:16

      quem dera fossem realizadas reformas de verdade. Esse numero se repetindo por 12 meses da uma inflação inferior a 2% ao ano.

      2+
      • SampaBoy 23 de março de 2017 at 19:40

        queda de inflação infelizmente pelo motivo ruim : queda de demanda, fundo do poço, e não por melhora geral da economia. Se a economia começar a melhorar de verdade, empregos, etc, esse IPCA sobe e arrebenta a meta de novo, facinho….

        14+
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 23 de março de 2017 at 20:19

          No fundo do poço tem um alçapão

          8+
          • avatar
    • Marcos_SP 24 de março de 2017 at 13:12

      A inflação despencando assim, por causa da grave crise, certamente fará com que os juros comecem a cair de forma mais contundente a partir de agora. Em uma crise dessa proporção não vejo muito espaço para um juros real elevado por muito tempo. Agora sim, na transição, pelo fato de que a queda da inflação está acelerando, teremos elevadíssimos juros reais. Mas acredito que esses juros reais terão que reduzir consideravelmente, a atividade econômica está muito fraca. A política anti-cíclica se intensificará ainda mais, com derrubada forte dos juros. O consumo caiu muito, provocando a queda na produção e, consequentemente, no emprego. Se o governo quiser, pelo menos tentar, melhorar a situação terá que derrubar muito os juros, tornando o juros real menor. Quem já se posicionou com pre-fixados em 2016 vai se dar muito bem!! Imagine quem pegou prefixados (CDBs simples) que pagavam 18%, 17% a.a. Mas ainda acho que por conta dessa tendência de queda de juros (nominal e real), ainda tem bom negócio na renda fixa com TD (principalmente com títulos de longo prazo). No mínimo teremos TD 2045 IPCA + 4,5% a.a, acredito, em um período de mais ou menos um ano, com inflação do período em 3,8% a.a ~ 4,0% a.a.

      2+
  • gendarmeria nacional 23 de março de 2017 at 21:00

    http://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/moro-anula-provas-que-poderiam-revelar-fontes-de-blogueiro/ar-BByDJOo?li=AAkXvDK&ocid=spartandhp

    Pronto jornalistas chorões, podem parar de chorar e saiam da posição fetal por gentileza.

    1+
  • gendarmeria nacional 23 de março de 2017 at 21:49

    CA 23 de março de 2017 at 10:36
    Sampaboy,
    Eles queriam adiar a má notícia. Meirelles já vinha insinuando desde o início de fevereiro, que teriam que fazer outra revisão do PIB para diminuir o que eles esperavam de crescimento. Além disto, desde o ano passado quando eles disseram que iam reduzir a estimativa de 1,6% para 1% eles já tinham dito que uma revisão na meta fiscal seria necessária, mas eles “aguardariam” até verem os resultados iniciais de 2017…
    Outro ponto: apesar do que consta acima, no dia 1/mar eles tentaram plantar o otimismo UFANISTA de sempre dizendo que havia sinais de melhorias e reduzindo o contingenciamento de despesas, o que demorou menos de 1 mês para aparecer o quanto aquela ação era infundada, mais uma vez só para tapear a galera e tentar motivar aumento de consumo e investimentos na base da ENGANAÇÃO.
    Tem várias outras evidências de que aquilo que fizeram foi consciente, não teve nenhuma “inocência” deles. Eles têm MUITO mais informações do que nós e se já sabiamos e tinhamos certeza MESES atrás, eles tinham ainda mais segurança do que ia acontecer, muito antes.
    É mais do mesmo, Meirelles repetindo Mantega…

    É mais do mesmo, Meirelles repetindo Mantega…
    É mais do mesmo, Meirelles repetindo Mantega…
    É mais do mesmo, Meirelles repetindo Mantega…
    É mais do mesmo, Meirelles repetindo Mantega…
    É mais do mesmo, Meirelles repetindo Mantega…

    Pois é né….

    4+
  • Leonardo M. 23 de março de 2017 at 22:48

    Testado… Comentários caindo na moderação ou desparecendo

    2+
    • avatar
  • Leonardo M. 23 de março de 2017 at 22:54

    CVR

    Vindo pra Londrina visitar os pais e 6 casas a venda na rua onde meus pais moram.
    Casa geminado por R$270mil cada…Esta construída faz 4 meses, nova e nenhum interessado ou com dinheiro.

    CVR igreja

    Igreja evangélica grande de Londrina demitiu 6 pastores porque o dízimo diminuiu …
    Alguns pastores revoltados criaram suas próprias igrejas e a igreja minguou ainda mais.

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 23 de março de 2017 at 23:00

      Salário dos pastores
      Entre R$2mil e R$7mil

      Igreja com público classe A/B e passando crise de dízimo.

      E aí vai?

      16+
      • avatar
      • avatar
      • antifragile 24 de março de 2017 at 08:04

        Pastor de igreja evangélica tem que arder mesmo. A maioria só quer se autopromover, fazer lavagem cerebral e arrancar o dízimo dos seguidores. Fazer trabalho social de verdade que é bom, nada.

        14+
  • Alemon Fritz 23 de março de 2017 at 22:54

    quedinha estável

    Cyrela tem queda de 68% no lucro do 4º trimestre
    queda de 68% e O preço médio do metro quadrado, excluindo loteamentos, despencou 71,7 por cento, para 2.552 reais.
    as vendas contratadas subiram mas mas o preço médio por metro2 recuou 3 por cento, a 5.764 reais.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 23 de março de 2017 at 23:01

    Segundo frutinha amorinha a economia é um pendulo que vai subir (acho que ele viu outro pendulo), e que em 115 paises analisados em nenhum nunca uma crise passou de 7 anos nem com guerra … kkk e o Brasil sempre subiu 5% depois da crise nos últimos 517 anos e 3 meses e 2 dias

    12+
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 23 de março de 2017 at 23:23

      O Amorinha é economista ou PAI DE SANTO?

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 23 de março de 2017 at 23:49

    Já repararam: agora tudo é premium..
    Itaipava Premium
    Doriana Premium (com omega e vitamina)
    LASANHA SWIFT PREMIUM, Linguiça Prieto Premium Line,
    Frango Bacon Premium subwai, Batata palha yoki premium, VPJ Tiras de Filé Mignon Bovino Premium Beef ….

    deve ser moda gourmet xoxotecas na alimentação..

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 23 de março de 2017 at 23:59

      Alemon,

      Este negócio de premium é para tirar grana do bananense, o 666 adora de “diferenciar” dos outros pagando mais por produtos que a empresa diz que é chic, o bananense não entende que propaganda é quando a empresa paga para falar bem dela ou de seus produtos!!!!

      10+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 24 de março de 2017 at 00:41

        Não só bananence, marketing a muito tempo se transformou na arte de fazer a pessoal comprar algo que realmente não necessita.
        E a maquiar antigos produtos para dar idéia de evolução ou mudança, tudo muda muito rápido e as pessoas estão sendo levadas por este continuo movimento de mudanca e novidade.
        Por exemplo, se você não gosta de um determinado produto de alguma marca e vê o mesmo produto rotulado como novo, melhor, gourmet ou premium acaba sendo tentando a coprar para experimentar, pode ser exatamente a mesma coisa mas você ou sua percepcão podem ter mudado e vc acaba gostando.
        É um questão de manter o foco no que interessa, aliás como quase tudo atualmente.

        9+
        • avatar
    • Antigo 24 de março de 2017 at 07:45

      A gourmetização atingiu em cheio o Brasil com a ascensão da ‘nova classe média’, fruto do boom de commodities de alguns anos atrás, que aqueceu vários setores da indústria e fez com que algumas pessoas achassem que o Brasil estava rico.

      Bananada conseguiu empregos que pagavam mais nessa época e começou a se empolgar. Muita gente passou a consumir essas coisas premium e a adicioná-las a sua dieta.

      Agora, com a caída na real, desemprego, recessão etc vai ter que todo mundo voltar para o ‘standard’ em vez de ficar ostentando no premium. Isso se tiver o que comer.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Ilusionista 24 de março de 2017 at 08:52

        Nos dias de hoje parece surreal falar em quase 60 milhões de brasileiros inadimplentes, apenas porque foram incentivados a consumirem muito além do que a própria renda.
        Ou falar em milhares de famílias que se endividaram pelos próximos 30/35 anos porque foram influenciados pela “modinha do churrasco no terraço gourmet” e, hoje, quando vão ao açougue ficam com cara de nojo desconfiando ter saboreado muita carne estragada….
        Não entende direito porque as principais propagandas na TV são chamarizes de empréstimos de dinheiro direcionados principalmente a quem já explodiu em dividas.

        A resposta pode estar aqui no vídeo, quem não se lembra dos incentivos a utilização de 100% do limite de crédito, mesmo sem a menor necessidade da compra de determinados bens e serviços…

        https://www.youtube.com/watch?v=LPmu3qbmd1A

        4+
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 24 de março de 2017 at 06:05

    ROSSI:

    ” No fim de 2016, a alavancagem medida por dívida líquida sobre patrimônio líquido era de 269,9%.”

    http://mobile.valor.com.br/empresas/4912110/rossi-prejuizo-liquido-cai-518-no-4-tri-de-2016-r-869-milhoes

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 24 de março de 2017 at 06:08

      A incorporadora não lançou empreendimentos em 2016. As vendas líquidas tiveram queda de 81%, para R$ 135 milhões. Os distratos caíram 7,1%, para R$ 668,1 milhões.
      A Rossi tem, atualmente, número de funcionários 66% menor do que o do primeiro semestre de 2014, incluindo os cortes feitos neste início de ano.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 24 de março de 2017 at 06:41

        Será que é a próxima? Queda nas vendas de 81% é bastante significativo

        5+
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 24 de março de 2017 at 07:56

        Pera ai, se entrou no caixa 135 milhões, mas saíram 668 milhões, significa então uma VENDA NEGATIVA DE 533 MILHÕES – uuuuaaaaauuuuuhhhh

        6+
        • avatar
        • avatar
        • antifragile 24 de março de 2017 at 07:59

          Rossi ou Even, quem será a próxima?

          Isso se não surgir uma terceira via…

          4+
          • avatar
  • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 07:05

    tá pior que a cyrela que caiu 71%, o curioso inacreditável é que os preços Finge zap não caem nem 2%, kkkk. esse zapi é uma piada.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 07:11

    é muito premium imobiliario
    “”como avaliar um imóvel para investimento”
    A partir da taxa de juros , adicione o prêmio de liquidez apropriado , o prêmio de recuperação e o prêmio de risco . O prêmio de liquidez surge devido à natureza ilíquida dos imóveis, os prêmios de recompra para a apreciação líquida do terreno, enquanto o prêmio de risco revela a exposição global ao risco do mercado imobiliário.
    natureza líquida do imóvel, que erda é essa… só se for GOME

    3+
    • avatar
    • Antigo 24 de março de 2017 at 07:37

      Pode crer.
      O líquido está no que escorre pelo teto do banheiro do vizinho. Pelo menos o infeliz deixou claro que a natureza dos imóveis é ilíquida.

      5+
      • avatar
  • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 07:23

    Semana Imobiliária no RioMar oferta mais de 3 mil imóveis
    Há dois anos enfrentando a crise econômica que assola o País, o setor imobiliário de Pernambuco tem imóveis em estoque. E isso ajudou a manter os preços.
    (kkkkkkkkk, mercado natural muito estoque é preço estável)

    5+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 07:30

      hahuahuahu!
      ARDAM!

      04 anos de recessão = depressão econômica

      Em breve grandes ofertas nos tijolos…. muito mimimimi dos comprados e alavancados. O gobierno estará de mãos atadas e não poderá mais influenciar tanto no mercado com as respectivas ações .

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 24 de março de 2017 at 07:41

        Tem muito, muito tijolo mesmo!
        Acho que nem se o brasileiro recuperasse o poder de compra dos tempo pré-crise haveria demanda para tanto tijolo.

        Onde eu passo, seja cidade pequena, média ou grande, é tudo igual. Imóveis encalhados, placas desbotadas pelo sol e umidade, terrenos baldios, matagal e por aí vai.

        Quero ver como vão desovar esses bens sem valor. Prêmio de raspadinha, rifa, bingo da terceira idade. Brechó, sorteio, água, balinha e kitnet no uber.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 08:31

          Não tem como. Nem mesmo uma super recuperação da economia…. nem mesmo que dobrasse a renda per capta …. etc e etc.
          O comportamento de manada é assim mesmo…. muitas pessoas com a mesma ideia… aportando capital nas mesmas coisas. Ainda bem que nós bolhistas e rentistas somos minoria. E ainda sofremos bullyng (hehe) dos perdulários. PNJ !!!! Sem choro !

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 08:33

          Vai voltar a ser Premio do carnê do Baú do Silvio.
          Antes da bolha o Silvio distribuia casa de 40 à 60 mil, back to the past…

          7+
          • avatar
          • avatar
      • reznor 24 de março de 2017 at 09:35

        “O gobierno estará de mãos atadas e não poderá mais influenciar tanto no mercado com as respectivas ações .”
        Deus lhe ouça, From. Mas o nosso gobierno parece o Jason Sexta Feira 13: quando você acha que o monstro morreu pela enésima vez, o bicho reaparece e lhe dá uma facada mortal.

        5+
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 24 de março de 2017 at 08:00

    postado em 23/03/2017 19:07
    Agência Estado
    São Paulo, 23 – Os próximos 40 dias podem ser um divisor de água para a economia brasileira, afirmou o sócio da Mauá Capital Investimentos e ex-diretor do Banco Central Luiz Fernando Figueiredo. Neste período, as discussões da reforma da Previdência devem ganhar força e podem ser reveladas as delações da Odebrecht.

    3+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 24 de março de 2017 at 08:45

      Cajuzinha,

      Os analistas, “especialistas” e afins são muito “engraçados”: eles vendem para a população que um ajuste fiscal, incluindo reformas em previdência e trabalhista, terão um efeito positivo IMEDIATO para economia, embora isto não tenha acontecido em NENHUM lugar do Mundo!

      Quando você faz um ajuste fiscal, reduzindo despesas do governo, aumentando impostos, cortando benefícios fiscais de empresas, permitindo terceirização, reduzindo benefícios de trabalhadores, impondo maiores contribuições previdenciárias, atrasando o momento em que as pessoas podem se aposentar, reduzindo o valor que poderão receber de aposentadoria, etc, etc, etc, tudo isto junto, SEM DÚVIDA NENHUMA, tem efeito recessivo para economia no CURTO PRAZO.

      Os motivos para o que consta acima são muito elementares: as empresas que prestam serviços para o governo verão suas receitas caírem porque o governo terá menos dinheiro para isto, aquelas empresas que passarão a pagar mais impostos idem, os consumidores que terão menos benefícios verão sua renda líquida cair e para compensar terão que reduzir seu consumo, neste contexto e mais todo o super-endividamento de empresas e famílias, os investimentos caem, alguns passarão a contratar previdência privada e também reduzir o consumo, ou seja, TODOS os efeitos esperados são recessivos.

      “Detalhe”: o governo tem uma meta de déficit fiscal de R$ 139 BILHÕES para 2017, só que esta meta contava com com crescimento do PIB de 1,6% em 2017. Como a previsão atual é de crescimento do PIB de 0,5% (menos de 1/3), eles terão que gerar uma compensação de R$ 58 bilhões, ou seja, o que consta no parágrafo anterior terá que ocorrer, não há outra saída. Pior: o governo só pode mexer em torno de 15% de suas despesas, naquelas que são as discricionárias, como o Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, outras relacionadas ao PAC, etc., isto significa que vão cortar mais dos “benefícios sociais”, o que aumentará a insatisfação da população com o governo e dificultará ainda mais a aprovação das reformas necessárias, sem contar que conforme as ações acima forem se desenrolando e “descobrirem” os seus efeitos recessivos, novamente as receitas do governo vindas dos impostos irão cair, o que significará um novo circulo vicioso, com o governo tendo que reduzir suas despesas e com tudo isto, a tendência é que o PIB tenha novas quedas.

      Não estou dizendo que as ações acima não são necessárias. Na nossa conjuntura, eles são imprescindíveis. Ocorre que o ridículo é a UTOPIA plantada persistentemente por estes “analistas” e “especialistas”, de que “aqui no Brasil tudo é diferente” e que seremos o único caso do Mundo em que um ajuste fiscal é indolor e colabora DE IMEDIATO para a melhoria na economia. As UTOPIAS que eles vendem é que pela “seriedade” do ajuste fiscal (kkkkk) as empresas e pessoas vão aumentar seus investimentos e gastos, combinado com uma invasão de empresas do Exterior que vão comprar os Ativos “baratos” do Brasil e com isto, provendo uma grande injeção de consumo, investimentos e dinheiro circulando na economia. Nada disto é realista, não aconteceu deste jeito em nenhum lugar do Mundo que passou por ajuste fiscal. São “apostas” completamente sem fundamento, primeiro porque empresas e consumidores ainda estão super-endividados, segundo porque os efeitos da bolha imobiliária sequer estão visíveis para a maioria da população e quando isto acontecer, haverá uma enorme reversão de expectativas e terceiro, porque nossos Ativos não estão baratos, ao contrário, estão muito caros se considerarmos tudo que consta aqui. Além disto, dada a crise na economia, o prêmio de risco para que houvesse uma invasão de empresas no país teria que ser muito elevado, ou seja, algo que não combina nem um pouco com os preços ainda muito elevados dos Ativos e por fim, sabemos que as “reformas” não terão a efetividade desejada porque serão remendadas (como já está acontecendo), o superávit fiscal é algo que no melhor cenário só será viável daqui a alguns ANOS, há muita preocupação quanto ao resultado das eleições em 2018 e o quanto tudo isto poderá piorar e ainda há uma infinidade de desvios de dinheiro público a serem “descobertos” entre BNDES, CEF, BB, fundos de pensão, etc.,etc., etc., que não só irão expor ROMBOS BILIONÁRIOS, como irão tornar a governabilidade cada vez mais inviável frente a exposição de um número cada vez maior de políticos, com fatos cada vez mais graves aparecendo. FAZER DE CONTA que tudo que consta neste parágrafo não existe, é realmente tentar plantar um Mundo de “Alice no país das maravilhas”, para que depois a DECEPÇÃO e os efeitos depressivos da mesma apenas intensifiquem a destruição da economia. Lamentável, mas é isto que estão plantando e não poderão colher nada diferente…

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 24 de março de 2017 at 09:12

        CA, CA, e desde quando o povaréu entende picas de economia 😀
        Ainda mais brasileiro que vive de promessa e acredita que basta “boa vontade” e canetada….

        6+
      • Cesar_DF 24 de março de 2017 at 09:44

        Estas medidas criam um clima de otimismo, mas é só um SOLUÇO

        O problema, é que hoje não tem folga no caixa do governo, ele vai ter que tirar de algum lugar este dinheiro

        Do ponto de vista keynesiano, ele poderia imprimir dinheiro, pois com a atual queda na renda per capita, haverá pouco pressão inflacionária devido às importações.

        Se quiser aumentar os impostos, terá que ser num percentual substancial, pois para subir a arrecadação em 3,3%, devido a curva de LAFER, a alicota terá que ser o dobro ou até mesmo o triplo disso.

        A alternativa de cortar despesas é bem complicada, pois hoje, a maior parte está direcionada por força de lei.

        O principal local para fazer cortes seria o BOLSA EMPRESÁRIO, mas como a maior parte é direcionada às empresas exportadoras elas irão se tornar menos competitivas.

        Provavelmente então, será feita uma combinação das três opões acima: imprimir dinheiro para desvalorizar o real e assim deixar as exportadoras mais competitivas, reduzir a bolsa empresário e aumentar impostos.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar

  • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 08:14

    Bom dia Banania agora
    vão divulgar as “novas regras” de março pro MCMV

    (depois terá outras na pascoa, finados, 7 de setembro…)

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 08:17

    – Faixa 1 até 1800 reais e cidades de menos de 50k bananenses
    – em locais com infraestrutura e 500 unidades
    – familias com mulheres chefe ou deficientes
    (= bolha no interior)

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 08:19

    segue materia mostrando que casas MCMV na baixada não foram entregues
    por causa de documentação que desapareceu… 2000casas.

    2+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 08:23

    aí segue outra materia mostrando entrega de 16 condominios com 10.000 pessoas longe de tudo, sem escola, ou farmácias. galera se mudando.
    600 estão fora das casas pois elas estão desniveladas…
    banania é uma piada.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • marchi 24 de março de 2017 at 08:26

    Gafisa
    a caminho da recuperação ….. 1 Bilhão e 200 Milhões de prejuízo em 2016
    http://www.valor.com.br/empresas/4912094/gafisa-tem-prejuizo-de-r-1-bi-no-4-tri-e-perda-de-r-12-bi-em-2016
    Gostaria do comentário do CA

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 24 de março de 2017 at 09:02

      marchi,

      A Gafisa sempre foi a mestre das pedaladas via Tenda, que é o seu segmento popular. Ela começou junto com a PDG em 2008, aumentando muito os lançamentos e as vendas FALSAS na planta, só que conseguiu sobrevida vendendo 70% do segmento Alphaville para empresa de fora do Brasil em 2013, depois de distratos em volumes anormais em 2011 e 2012. Repetiu a fórmula no ano passado vendendo 30% da Tenda para outra empresa de fora do Brasil.. “Detalhe”: em 2013 a Tenda suspendeu os lançamentos, por isto os distratos deveriam ter despencado em 2016 (3 anos entre lançamento, construção, habite-se e tentativa fracassada de financiamento em função das vendas FALSAS na planta de 2013), ou seja, se por um lado aproveitaram o momento de menos distratos em 2016 para venderem parte da Tenda para outra empresa de fora que não conhecia a pirâmide das vendas FALSAS, a tendência é que os distratos a partir de 2017 aumentem percentualmente, uma vez que a Tenda sempre concentrou o GOLPE (como para PDG, Rossi, MRV, o “público-alvo” do golpe é sempre a baixa renda). Aliás, a própria Gafisa já reconheceu que teria um aumento nos distratos nos próximos trimestres, alegando outros motivos, obviamente (a verdade é algo que NUNCA dizem).

      Com a nova regulamentação sobre distratos afastando de vez à investidores e compradores que compravam para morar, até mesmo o crescimento das vendas FALSAS na planta será mais difícil. Como referência, lembrar que em 2016 as construtoras em São Paulo venderam cerca de 50% de tudo que lançaram no mesmo ano, sendo que até 2011 “vendiam” 100% no mesmo ano do lançamento. Vamos ver se a Gafisa continuará com fôlego para aumentar lançamentos em 2017 para tentar continuar mascarando, via grande volume de vendas FALSAS na planta, a sua aberração quanto a distratos que tende a reaparecer. Isto parece pouco provável frente aos resultados dela em 2016, frente a queda relevante até mesmo para vendas FALSAS na planta que foi constatada em 2016 (até INCAUTOS estão com dificuldades para achar) e seria totalmente incoerente frente aOS SUPER-ESTOQUES tanto da Gafisa quanto do mercado como um todo, principalmente com o que ainda vai aparecer via aumento super-relevante de leilões por bancos que tende a acontecer deste ano até meados de 2018, mas como coerência é a última coisa que importa neste segmento, tudo é possível.

      A bola de neve está crescendo, basta ver os resultados de Rossi, Cyrela, Gafisa, a recuperação judicial de Viver e PDG e outros indicadores do segmento imobiliário e da economia. Talvez referente ao ano de 2016 as construtoras com Ações na BOVESPA finalmente consigam apresentar um resultado ainda pior que 2012, só que agora o governo não poderá mais plantar medidas heterodoxas para tapear o problema e adiar as consequências para o futuro, como fizeram mais intensamente a partir de 2012, pois o futuro daquilo que plantaram na última década já chegou, basta ver o que comentei acima quanto às expectativas mais realistas para economia…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Lord of All 24 de março de 2017 at 08:30

    “Governo diz que faltam R$ 58 bilhões para fechar orçamento e deve elevar tributos” (fonte: G10

    Conclusões a partir disso aí:

    1) Esse blog lacrou mais uma, antecipando lá trás que o vampirão é um dilmo;

    2) elevação de “impostos” [sic = tributos], significa elevação da inflação, principalmente se a elevação for na queridinha CIDE combustíveis, que ataca diretamente o bolso do consumidor final, estragando a queda de juros (?).

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 08:33

      200 bilhões de déficit….e o pior de tudo é que o gobierno pode cortar em poucas áreas… a maioria das despesas são obrigatórias.
      Banânia caminhando para o fundo do poço. No fundo do poço tem um alçapão. E dentro do alçapão tem um argentino. 😉

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 08:36

        a Banânia está tão delapidada… mas tão delapidada… que até mesmo um ajuste está complicado de fazer. Só tem um grande fator que poderia dar uma grande colaboração pro ajuste…. algo bem peculiar da América Latrina… uma grande desvalorização da moeda…. mas aí é um assunto mais complexo… repleto de desdobramentos e implicações. Argentina feelingsssssss

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • SampaBoy 24 de março de 2017 at 08:51

          Eu sempre tive a sensação de que a incompentencia estatal tem que “dar margem” para lucro em alguma outra ponta. Atualmente ela ainda nos da o juro como “contrapartida” pela sua incompetencia. Se eles forçarem o juro para baixo a incompetencia “estoura” pra outro lado, que no caso seria a desvalorização da moeda. O que não pode acontecer é uma valorização forçada (à canetada) da moeda e da economia. Nao existe juro baixo, inflação baixa, PIB alto e governo incompetente (sem reformas verdadeiras) . Nao existe magica…

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 08:55

            Concordo. É que estudando as outras crises…. 1999… 2002…. era possível ver nos números que o ajuste acontecia de fato…. era duro… era forte… mas passava. Ou seja, existiam maneiras de equilibrar as contas públicas, anular as distorções e seguir o caminho. Dessa vez está diferente. Está tudo mais amarrado.. mais burocrático… totalmente sem dinamismo. Nesse caminho iremos para inéditos 07 anos seguidos de recessão . (depressão econômica)

            7+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • SampaBoy 24 de março de 2017 at 09:08

              A inflação atual é falsa, se o pais começar a se recuperar economicamente ela deve subir e os juros vao se manter. Se ela nao subir e os juros começarem a cair acho que estaremos abrindo a porta do alçapão (para uma desvalorização, os dolares irao avoar da banania), significaria que acabou o dinheiro . O Brasil não tem como ter inflação baixa e juro baixo, nao no padrao atual sem reformas e sem tempo pra elas terem efeito.

              11+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Carlos 24 de março de 2017 at 09:19

                Você tem que levar em conta a “competência” bananence.
                Um país onde as duas maiores torcidas esportivas, creio que corinthians e flamengo, não podem comprar merda de uma camisa porque os cartolas são tão ignorantes, toscos, retardados e corruptos que nem sequer tem a capacidade de fazer uma boa campanha de marketing e arrumar fornecedores descentes, vido o corinthians que tinha acordo com uma confecção de fundo de quintal.
                Coloque corrupção, ignorância, incompetência e maladragem num caldeirão e cozinhe por algumas horas, vai?
                Lembrem-se que isto é elevado a décima potência quando falamos do estado.
                Claro que não vai nunca.

                5+
                • avatar
        • Lord of All 24 de março de 2017 at 08:55

          É, falta 58 bi, pra chegar no défict de 139 bi, ou seja, nada do que é ruim não pode piorar.

          Trata-se da grande pirâmide ruindo. A única coisa q dá pra fazer é pegar uma pedra de base de um lado e colocar no outro lado que tá caindo. Depois que o primeiro lado começar a balançar, pega a mesma pedra joga lá. Só um joga equilíbrio, mas, uma hora não dá mais.

          5+
          • avatar
          • avatar
  • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 08:41

    Desinformação x Anestesia feelings
    capa do G1 , falando de ex-presidente do EGITO
    pqp !!!!

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 24 de março de 2017 at 09:24

      Caro pandeiro, os jornalões e até os jornalecos tem o rabo preso com políticos, anunciantes e até com criminosos, esperar verdade e transparência desta gente é total perda de tempo.
      Aposto que cada editor chama algum acessor do governo, governos ou dos patrocinadores antes de definir a pauta do dia, e se não chama opta por fazer o máximo para não “ofender” ninguém, cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 24 de março de 2017 at 09:27

        E isto não é só no Brasil, qualquer dono de mídia no planeta que se indispor contra uma Coca-Cola, Volkswagen ou Gessy Lever da vida sabe que vai para a lista negra das agências de propaganda e vai comer o pão que o diabo amassou, colocou um monte de bromato e usou trigo transgênico da china.

        3+
        • avatar
  • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 08:53

    Rombo nas contas públicas é de R$ 200 bi
    Passado o susto com a mudança na decisão da equipe econômica sobre o que fazer com o rombo das contas públicas, o cenário sobre a real situação dos cofres fica mais claro. Os ministros Henrique Meirelles e Dyogo Oliveira, da Fazenda e do Planejamento, anunciaram que faltam R$ 58,2 bilhões para “fechar a meta de déficit” de 2017.

    Isto significa que o rombo total esperado para este ano chega a R$ 200 bilhões. A meta de déficit assumida pelo governo é de R$ 139,5 bilhões. Quer dizer que, em dezembro, este será o montante de recursos que devem faltar para cobrir todas as obrigações federais. Depois do dado revelado nesta quarta-feira, ficamos sabendo que há mais R$ 58,2 bi faltando nesta equação entre receitas e despesas.

    A explicação mais óbvia e que justifica boa parte da má notícia é a revisão da estimativa para o crescimento do PIB. Quando chegaram àquele valor de R$ 139,5 bi, em meados de 2016, o governo esperava que a economia subiria 1,6%. Agora, depois de todas as decepções com a atividade no segundo semestre do ano passado, a estimativa precisou ser corrigida para uma alta de 0,5% do PIB.

    Sem a recuperação mais robusta esperada anteriormente, a arrecadação dos impostos não sobe também. Ao readequar todos os itens do orçamento atual, apareceram os R$ 58,2 bi. Os ministros prometeram que vão revelar a solução para lidar apenas com este valor extra que surgiu na próxima semana. Como não vale milagre, nem pedaladas, nem contabilidade criativa, só vão conseguir alguma coisa cortando despesas e aumentando impostos.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 24 de março de 2017 at 08:58

      Será que no final de ano, se conseguirem esses 58 bi (improvável), vai ter festa no planalto e pronunciamento em rede nacional:

      “Viva !!! agora ‘só’ devemos 139 bi !!!”

      2+
    • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 08:58

      Algumas conclusões. Primeiro: a situação fiscal do Brasil é muito mais frágil do que se imaginava. Segundo: não havia espaço para concessões em 2016, ao contrário. O governo deveria ter aproveitado o realismo transparente que adotou para expor o tamanho da crise e desfazer boa parte de medidas da gestão petista que estão custando bilhões sem surtir efeito. Por exemplo, a desoneração da folha de pagamento.

      Por que não voltaram atrás lá em 2016, quando tinham aval dos investidores, do Congresso e de uma parcela da sociedade que apoiou a saída de Dilma Rousseff? Porque preferiram contar com uma melhora mais rápida da economia, com os fracos sinais de que 2017 seria o máximo. A barafunda é tamanha que até a queda da inflação cria embaraços como este do aumento real dos salários dos servidores federais.

      A solução para este novo capítulo da crise fiscal não vai escapar destas revisões. A reoneração da folha está na pauta. O aumento de impostos, que sempre foi inevitável, não poderá mais ser adiado. Talvez o governo encontre formas menos agressivas de buscar mais arrecadação, mas tudo vai acabar no preço. E quem vai ter que lidar com o efeito disto será o Banco Central.

      Esta parte não preocupa muito. A queda da inflação no país tem sido muito forte, o cenário de riscos perdeu os dentes e há espaço para acomodação de um aumento de preços sem que o BC seja forçado a parar de derrubar os juros. E isto é só é bom quando pensamos que poderia ser pior. Mas o gosto amargo no final vai ser sentido por todos os brasileiros.

      A terceira conclusão fica para o ditado do economista: não há almoço grátis. Ao escolher fazer as concessões que fez à política, Michel Temer assumiu um risco e um custo. A conta chega agora porque o risco se mostrou real e o custo, bilionário. É preciso dizer que os maiores responsáveis pelo tamanho da crise que enfrentamos hoje foram todos aqueles que formularam as políticas catastróficas de Dilma Rousseff.

      Mas já é hora de assumir as rédeas do país, antes que o cavalo desande novamente. É hora de fazer as escolhas certas para tirar a sociedade brasileira da zona de ameaça que estamos vivendo diante do desarranjo fiscal do Brasil.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 24 de março de 2017 at 09:12

        Complicado demais nossa situação.
        Sou FP federal. Quando saiu esse pacotão de aumento salarial do Temer, todos os meus colegas comemoraram. Eu parecia ser o único indisposto com o absurdo da situação: o país em grave crise fiscal e o Dilmo concedendo aumentos para várias categorias, dizendo que era promessa da Dilma e que ele honraria.

        Percebendo que eu era um dos únicos incomodados, chegaram a me perguntar: “Mas você não quer aumento? Faça caridade então, doe para alguma instituição do câncer!”. Calmamente expliquei: não é que eu não goste de leite, só não quero que a vaca morra.

        A conta está chegando agora. De onde vão sair esses bilhões? Eu não sei, mas tenho um palpite que vai chegar a hora de cortar salários e benefícios dos FPs federais para tentar equilibrar as finanças do país. É incômodo, mas por mim tudo bem. Já ganho muito mais do que o valor que eu produzo mesmo, seria apenas questão de justiça. Tentar explicar esse pensamento para um colega de trabalho? O mesmo que ensinar álgebra para uma foca.

        49+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 09:15

          Parabéns, você é o tipo de FP que gostaríamos que estivesse em todas as repartições.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:18

          clap, clap, clap.
          Esse nível de esclarecimento é raro na Banânia.

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • Cesar_DF 24 de março de 2017 at 09:53

        From_the_tower
        Lembre-se que o gobierno vendia a ideia otimista de que no meio de 2017 sairíamos da crise
        Como se consegue implantar medidas duras se você está dizendo que a crise é passageira ?
        Acredito que foi uma péssima estratégia, deveriam ter usado a estratégia da Margareth Tatcher, ter sido bastante pessimista, para poder ter força na implantação das medidas de austeridade

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:55

          Exatamente. Perfeito.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 09:05

    Brasil, o MAIOR ESQUEMA PONZI de todos os tempos da história da humanidade na terra e no universo.
    Parabéns LULA, DILMA, JOSE ALENCAR e DILMO vocês conseguiram destruir os gravetos que mantiam o país de pé.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 09:08

    PF além de prender os culpados, também precisa recuperar o dinheiro desviado.
    Os caras desviam bilhões e devolvem milhões, ainda estão no lucro.
    No Brasil o crime é recompensado.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 24 de março de 2017 at 09:37

      Você só podera recuperar uma parte do dinheiro que foi desviado, mas grande parte da grana foi enterrada em projetos idiotas ou simplesmente desperdiçada e esta não tem volta.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 09:47

        Por isso que na lei deveria existir uma cláusula (i.e.) tempo de detenção indeterminado até a devolução total do dinheiro desviado.
        Quem iria aceitar propina ou desviar recursos com uma cláusula dessas?

        4+
        • Cesar_DF 24 de março de 2017 at 09:56

          A medida que está dando mais certa no mundo para combater a corrupção é a DELAÇÃO REMUNERADA.
          O delator recebe 10% do dinheiro recuperado.

          5+
          • avatar
        • Carlos 24 de março de 2017 at 10:06

          Não tem como devolver, este é o problema, nem vendendo a alma dos caras para o diabo e os orgãos para os chineses.

          2+
          • Carlos 24 de março de 2017 at 10:09

            Vejam este número enorme de obras públicas paradas, inúteis ou superfaturadas, uma parte da grana foi para a corrupção o outra parte foi simplesmente desperdiçada e esta não volta. Mesmo porque as partes envolvidas não tem condições econômicas de devolver, desde os diretores e gerentes das destrutoras até os peões da obra que gastaram todo em pinga e putaria.

            3+
            • avatar
            • avatar
  • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 09:13

    Mais empresas fugirão do país dos impostos.
    Mais desemprego, mais recessão, mais depressão, menos dinheiro.
    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/03/1869317-governo-vai-subir-impostos-para-cumprir-meta-fiscal-diz-meirelles.shtml
    Ninguém nessa merda de governo tem coragem de fazer cortes? PQP, coloca uma criança de 10 anos lá que é capaz de gerir melhor.

    8+
    • avatar
  • Son goku 24 de março de 2017 at 09:29

    CVR
    Bom dia bolhistas, hj o itau vai começar com uma operação de mídia agressiva para bater de frente com a XP investimentos, como eu disse anteriormente a xp esta tirando o sono do itau.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 09:33

      Basta um banco grande comprar a XP que pronto, problema resolvido.
      Voltamos para a ciranda do capitalismo coronelista.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:37

        Ia falar isso.
        Itaú com poucos produtos interessantes… fica complicado.
        Os poucos poupadores… estão aos poucos migrando para as corretoras. Eu já influenciei e encorajei umas 50 pessoas a abrirem conta em corretoras. Ontem foi mais um…. Quando você mostra apenas um print do TD … a pessoa já fica mais entusiasmada.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Son goku 24 de março de 2017 at 09:40

          Esqueci de comentar, itau esta lancando tb varios produtos e vai atuar quase como a xp, vai vender cdb de terceiros etc, nao manjo de investimento e nao sei explicar exatamente, ouvi na radio pião.

          6+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:41

            beleza… isso eu não sabia.
            Vamos acompanhar.

            2+
            • avatar
          • Antigo 24 de março de 2017 at 09:42

            Eu detesto a XP. Se o Itaú lançar produtos semelhantes, ainda que um pouco piores, abro conta lá no mesmo dia.
            Acho que esse mercado de corretoras tem muito a ganhar se começar a ter mais concorrência. A XP está ficando grande demais.
            E o Itaú é um bom banco, passaria uma impressão boa de instituição sólida.

            5+
            • avatar
            • avatar
        • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 09:41

          From sua estratégia é das melhores, ganhar aqui e capitalizar na terra dos livres.
          Brasil não oferece nenhum tipo de garantia. FGC de C… é R… não consigo confiar em nada no bananil.
          Nem carne, nem cerveja, nem nada aqui é sério.

          5+
          • avatar
          • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:45

            Infelizmente é verdade.
            Segunda farei uma remessa de teste via Intermedium.

            3+
            • avatar
  • Marcio 24 de março de 2017 at 09:35

    http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/6271751/gafisa-tem-prejuizo-mais-balancos-jbs-contesta-paralisacao-unidade-petrobras

    Um bilhão de prejuízo da Gafisa, pouca coisa…
    Mas o principal é isso: “Além dos efeitos relativos à cisão de Tenda, o balanço perdeu R$ 159,9 milhões com ajustes na precificação de imóveis comerciais no estoque. Com a crise no mercado, essas unidades estão sendo vendidas abaixo de seu custo contábil.”

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Marcio 24 de março de 2017 at 09:47

      Não entendo tanto assim do assunto, mas me parece que ajuste na precificação de imóveis dos estoques das construtoras pode ser traduzido como derretimento das garantias dos bancos.

      6+
      • avatar
      • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:50

        Esse é um ponto super importante. A garantia dos bancos que possuem unidades hipotecadas .. aquelas unidades dadas como garantia na execução da obra…. e tem toda a questão dos imóveis já financiados…. é um castelo de cartas… a merda vai ser monumental. Vai ter muito neguinho se atirando dos prédios.

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • reznor 24 de março de 2017 at 09:38

    Os filmes de hoje em dia são uma porcaria? Televisão não presta? Já assistiu tudo o que podia no Netflix?
    Minha humilde sugestão de entretenimento:
    1) prepare uma balde bem grande de pipoca e acessa essa página aqui: http://www.valor.com.br/empresas/construcao
    2) Intercala cada matéria do Valor com os posts do CA.
    3) Pronto, vale mais que um ingresso bolhudo.

    De nada, pessoal! rsrsrs

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:41

      Sentado na LazyBoy 2000 e litros de Toddynho. 😉

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 09:42

      hahahaha ótima pedida

      4+
      • avatar
    • Antigo 24 de março de 2017 at 09:44

      Hahaha
      Só tragédia nesse link! Parece aquele programa estilo mundo cão do Datena.

      Leniência fracassa e Engevix deve ser declarada inidônea
      Acusada de irregularidades em licitações de Angra 3, empresa também será condenada pelo TCU

      Resultados da Cyrela e da Helbor pioraram em 2016
      Lucro líquido da Cyrela cai e Helbor reverte resultado líquido de ganho para perda

      Cisão da Tenda e distratos levam Gafisa a prejuízo
      Perda foi de R$ 1,22 bilhão, em 2016, sendo R$ 1,02 bilhão somente no quarto trimestre

      Rossi: Prejuízo líquido cai 51,8% no 4º tri de 2016, a R$ 86,9 milhões
      No ano todo de 2016, o prejuízo líquido da companhia foi reduzido em 7,8%, para R$ 514,4 milhões

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:42

    BITCOIN – 5%

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 24 de março de 2017 at 09:46

      Ouvi dizer que povo está migrando para a Dash devido às ameaças de restrição que o governo chinês está considerando.
      Muitas mineradoras de bitcoin ficam na China.

      Eu acredito que as criptomoedas são o futuro, mas não sei qual delas vai vingar. Prefiro não investir nelas por enquanto.

      3+
      • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:49

        Outra coisa importante tb é separar o discurso / motivação dos libertários anarco – capitalistas …. que geram euforia …..e sentimento de que a moeda é super valiosa e incapaz de apresentar riscos.

        mas concordo… a tecnologia…. a mecânica das transações é muito interessante….. preciso estudar mais esse universo. Tem alguns bolhistas me ajudando nisso. 😉

        4+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 24 de março de 2017 at 10:11

          Bitcoin é um Ponzi para quem se acha inteligente e moderninho.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 10:23

            Carlos
            Seguindo essa mesma linha de pensamento, TD, Imóveis, OGX, Petrobrás, R$, tudo isso não são um grande esquema ponzi também?
            O dinheiro vive migrando de um esquema Ponzi para outro. O segredo é saber a hora de deixar a mesa.

            8+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Carlos 24 de março de 2017 at 10:26

              Qual o fundamento econômica das cripto-moedas?
              A bitcoin por exemplo, dizem que foi criada por um japa que já morreu e ninguén nem sabe nem viu o cara, se pareçe mais com um tipo de moeda de jogo RPG.

              2+
              • avatar
              • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 10:30

                Qual o fundamento da Paypal? Entendo que o mesmo principio, dinheiro real alimentando o virtual.

                1+
                • Carlos 24 de março de 2017 at 10:33

                  Paypay é apenas um serviço de pagamento, você não sabe realmente a diferença?

                  3+
                  • Carlos 24 de março de 2017 at 10:35

                    Desculpe, Paypal, seu exemplo foi muito ruim, uma coisa não tem nada ver com a outra.

                    1+
                  • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 10:36

                    Um paga imposto e o outro não

                    2+
                    • Carlos 24 de março de 2017 at 10:37

                      Não tem nada a ver uma coisa com a outra, Paypal é apenas um serviço de pagamento e a cripto moedas são moedas.
                      Você esta confundindo completamente as coisas.

                      1+
                      • avatar
                    • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 10:42

                      Sim você tem razão, é que estou me referindo a outra questão, como compro cada uma?
                      Bitcoin aceita tijolo? aceita pão? aceita carne podre? O ponto que me refiro é que todos precisam de moeda real.
                      Quis dizer que o lastro é o mesmo. Também acho que os bastidores do bitcoin é obscuro e gera insegurança.

                      4+
                      • avatar
                      • avatar
                  • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 10:52

                    Eu transferi dinheiro para conta de colega meu (US) usando meu paypal aqui (BR) sem pagar algumas taxas que bancos combram.

                    0
                    • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 10:54

                      Não foi pagamento, foi transferencia de tutu.

                      2+
                      • avatar
                    • Carlos 24 de março de 2017 at 10:55

                      Existem vários serviços deste tipo como o Transferwise por exemplo, o fundamento são transferências casadas, por exemplo você quer mandar 1K para os states e um brasileiro nos states quer mandar 1K para o Brasil, porque não simplesmente fazer uma transação local nos EUA e outra equivalente no Brasil?
                      Veja que não existe transação internacional.

                      3+
                      • avatar
                    • Juros Lover BSB-BH 24 de março de 2017 at 13:26

                      Esse ae é o velho esquema dolar cabo dos doleiros uai…

                      1+
              • Carlos 24 de março de 2017 at 10:32

                Só acredito nestas coisas quando você puder pagar um pão na chapa da padaria com sua cripto moeda. Padeiro, trate de compra a maquininha.
                Por enquanto só vejo gente usando para comprar drogas e brincando de revoltado contra o sistema.
                Tinha uma máquina de bitcoins en gold coast a 2 anos, instalada por uma gange de motoqueiros e o onde os moderninhos usavam suas bitcoins para comprar fumo e anfetaminas, só que a polícia apreendeu a máquina e muita gente ficou se mijando porque ela tirava fotos de quem usava.
                Idéia genial, não usar papel moeda nem bancos para não ser parte do “sistema” e ficar na mão da máfia russa ou chinesa ou um conluio das duas.

                http://www.coindesk.com/australian-police-seize-bitcoin-atm-2-6m-drug-bust/

                5+
                • avatar
                • avatar
                • O Cramulhao de FHCigienopolis45 24 de março de 2017 at 10:38

                  *Brasil
                  Tem um caixa eletrônico de Bitcoins em plena Avenida Paulista.
                  As lojas virtuais da Ultrafarma e Ultrafitness já aceitam compras de produtos em bitcoins.

                  *EUA
                  Houston e Dallas já tem redes de bitcoins com vários ATMs. Não estão dando conta da demanda.

                  *Holanda
                  Vc pode sacar Bitcoins em espécie em pleno Schiphol Airport desde 2015. E já tem até puta no Red Light District aceitando pagamentos em Bitcoins.

                  Obs: cuidado, estamos na era da informação. Se vc acha que ainda que não existe pagamento de pão na chapa com bitcoins, acho que vc já ficou pra trás em sua ignorância.

                  Obs2: monte sua carteira de criptomoedas o quanto antes, e não se assuste quando vc usar o Google e descobrir que já há uma bolsa de trade de bitcoins – criado pelos irmãos Winklevos – autorizada pra funcionar.

                  3+
                  • avatar
                  • Carlos 24 de março de 2017 at 10:41

                    Quer dizer isto?

                    Bitcoin CRASHES after the SEC REJECTS the Winklevoss twins’ ETF
                    https://www.businessinsider.com.au/bitcoin-price-crashes-after-the-sec-rejects-the-wiklevoss-twins-etf-2017-3?r=US&IR=T

                    2+
                    • Carlos 24 de março de 2017 at 10:43

                      O dinheiro é seu, invista ele onde quiser 😀

                      2+
                  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 24 de março de 2017 at 10:43

                    Não acredito que li essa besteira do Carlos :

                    “Qual o fundamento econômica das cripto-moedas?”

                    Ok, foi a primeira e última vez que me atrevi a explicar bitcoin pra um leigo que acha que sabe algo. Bora comprar uns tijolos aí na Austrália que deve ser melhor né? Até porque, como vc disse, “Bitcoin é esquema Ponzi” …lol

                    Essa foi para os anais de pérola desse blog!! PQP! Esse pessoal que não entende nada de Matemática e não faz ideia do que seja Blockchain é uma piada sem graça!

                    4+
                    • avatar
                    • Carlos 24 de março de 2017 at 10:45
                    • Carlos 24 de março de 2017 at 10:48

                      Acabei de curtir uma excelente hapy hour com alguns amigos em um tempo agradabilíssimo 22C, cerveja gelada, uma ótima comida coreana, enquanto você provavelmente está gelando seu rabo em Seatle enfiado em alguma hotel sozinho e contando grana para pagar compania feminina.
                      Preciso mesmo dizer quem talvêz seja um pouco mais inteligente?

                      3+
                      • avatar
                    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 24 de março de 2017 at 10:55

                      Carlos, vc acha que vc “pega mulher” de graça, meu caro inocente ?

                      Sim, estou no Tinder, e na certa que vou ter um encontro de noite. Vc acha que eu vou sair não vou gastar ? Me conta os lugares onde as mulheres fazem fila pra sair com vc, e ainda te pagam o jantar…

                      De qualquer maneira, em 2 meses estarei em São Paulo, ao lado de família e amigos, e bem menos rabugento que vc. O mau-humor não me ataca, se eu me canso de um lugar, vai ter gente me pagando pra eu morar em outro 🙂

                      2+
                      • avatar
                    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 24 de março de 2017 at 10:57

                      E outra: tem que ser muito inseguro pra dar LIKE no próprio comentário! hahaha

                      Ok, cansei, falemos da Bolha…rs

                      3+
                      • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 24 de março de 2017 at 09:52

    Tava lendo vocês falando a respeito da possível maxidesvalorização do Real em relação ao dólar…

    Se isso acontecer, o Brasil será afundará ainda mais na lama !
    Será mesmo que estamos tão perto dessa catástrofe já?
    Isso me lembra os anos 90, quando todo Brasileiro qualificado ia para os EUA, Europa e Japão trabalhar, e enviavam dinheiro para o Brasil., a

    Se de fato o Real desvalorizar ainda mais, aí a verdadeira massa de profissionais produtivos vai sair de São Paulo, e migrar pra outros países. Do que adiantará um programador Sênior com salário de 11 mil reais , ou um Cientista de Dados com salário de 25 mil reais, se isso vai ser equivalente, sei lá, a 2 mil dólares , coisa que qualquer atendendente do McDonalds nos EUA ganha?

    Ainda tenho muitos amigos e até ex-funcionários meus aí em São Paulo que só não imigraram ainda porque mesmo convertendo as remunerações de Real para Dólar, ainda vale a pena ficar em São Paulo, em vários casos (talvez pela escassez de talentos na América do Sul, o salário de alguns profissionais ficou inflacionado, equiparando-se à polos como São Francisco e Londres).

    Agora, se o Real cair pra 1/7 Dólar, ou até 1/10 Dólar (também vi essa especulão comentários de Blogs Mises, a respeito do valor do Real)…estará decretada a Argentinização do Brasil, ou quiça a Venezuelização! Ou algo pior!

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 09:54

      Por isso que eu digo que é algo recorrente na história da América Latrina.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 24 de março de 2017 at 09:59

        Morro de medo de desvalorização em massa do papel banana. Ainda não tive a pró-atividade de converter parte do patrimônio em dólares.

        2+
        • avatar
        • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 10:06

          Então faça ao menos a Latinha. Véio Lucas feelings

          4+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 24 de março de 2017 at 10:00

        Triste que nessa derrocada até nossos títulos públicos vão virar mixaria…
        Ainda bem que aposto em Criptocoins também! E uns caraminguás em Euro.

        Ps: Caramba, uma das poucas vezes que lendo os comentários, eu estou ficando com medo do futuro do Brasil. A gente até tentar pensar numa saída, mas se as coisas continuarem assim, vai ser difícil mesmo…

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 10:03

          Unica saída do Brasil se chama AEROPORTO 🙁 Triste mas real

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Cesar_DF 24 de março de 2017 at 10:03

      Cramulhão
      Acredito que uma desvalorização de 30% no real seja suficiente para o gobierne acabar com o bolsa empresário
      Então o dolar voltaria para seus R$ 4,00
      Com uma tacada só ele consegue ajustar a dívida federal via
      – Aumento da Inflação em 2018 de 4% para 6-8%
      – Aumento das exportações
      – Diminuição das importações
      – Diminuição do turismo dos brasileiros para fora do Brasil
      – Aumento no nível de emprego nas empresas exportadoras
      – Redução nas desonerações empresariais (bolsa empresário)
      Chutando, isto daria um impacto de 100 BI por ano no caixa do gobierno

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • to bolhado 24 de março de 2017 at 10:14

        acredito nisso também. Agora que a inflação é um problema “menos urgente” desvalorizar o real ajudaria em vários aspectos. Poderia até ficar mais na faixa de 4,50 do que que 4.

        4+
        • avatar
        • Cesar_DF 24 de março de 2017 at 10:19

          to bolhado
          Sim, esta medida keynesiana traria problemas a médio e longo prazo, como a queda na renda per capita e na paridade do poder de compra
          Mas isto daria um fôlego para as medidas que somente trariam resultados a longo prazo (lei limitação gastos públicos, previdência, terceirização, etc)

          4+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • to bolhado 24 de março de 2017 at 10:27

            a questão é que o valor do real mais “natural” (se é que isso existe) está muito mais para 5 do que para 3. Ou seja, artificial é a situação hoje do real mais valorizado…

            4+
            • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 24 de março de 2017 at 10:48

        E pelo jeito ficaria um bom tempo nesse patamar não? Pelo andar da carruagem…
        Convém olharmos quando um título público nosso se recuperaria de uma eventual queda de 30%, e deixar isso em moeda estrangeiro ou criptocoins.

        3+
        • avatar
        • avatar
        • reznor 24 de março de 2017 at 10:54

          Nervos de aço, Cramulhão, nervos de aço…
          Tem que ter muito sangue frio e um filtro muito evoluído pra sobreviver na Banânia.

          3+
          • avatar
          • avatar
  • Julius 24 de março de 2017 at 09:54

    Informe do Zap na CBN hoje: 75% dos jovens não pretende comprar imóvel. Por isso o mercado será composto de investidores, que comprarão imóveis com o intuito de investir para alugá-los.

    Só faltou falar do retorno financeiro dos alugueis atualmente.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 09:57

      Retabilidade negativa em muitos casos.
      Muitos proprietários desesperados, com aluguel grátis, apenas para fugir da bomba motumbistica chamada CONDOMINIO.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 24 de março de 2017 at 10:13

        Eu calculei que, meu locador tem uma rentabilidade bruta de 0,3% ao mês
        Tirando a taxa de administração, IR e vacância, para uma rentabilidade liquida de 0,15% ao mês
        O problema é quando colocamos na conta a desvalorização dos imóveis
        Mesmo pelo FINGE-ZAP, ocorreu uma desvalorização em Brasília de 25% em 3 anos.
        Significa que a rentabilidade deste investimento é de 0,54% ao mês NEGATIVA
        E olha que nem lancei o CUSTO DE OPORTUNIDADE, pois se lançasse, com uma aplicação que rendesse 5% reais ao ano, a rentabilidade do meu locador seria de 0,96% NEGATIVA AO MÊS
        Se meu locador investiu 420K na compra do apartamento onde moro, ele estará PERDENDO POR MÊS R$ 4.032

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 10:07

      Aí um conflito de gerações. A geração que está com seus 45 a 80 anos… que acredita na força dos TIJOLOS MÁGICOS ignorando a rentabilidade.
      A geração mais esclarecida e que aluga dos BRICK LOVERS… aí sim de olho na rentabilidade….. pagando aluguel com juros recebidos.
      E essa nova geração que acha chato dedicar-se a aprender a investir e que não consegue poupar 120,00 reais por mês.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 12:06

      eles pretendem herdar, e os pais provavelmente já possuem mais de um.. fora a herança do avô e avó…
      ainda tem terrenoes e casas na praia dos nossos pais (ou é só olhar seu padrinho, tiozão) pra queimar..

      1+
      • avatar
    • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 12:58

      Bolha Rural

      ‘Minha Casa, Minha Vida’ tem novas regras para este ano
      Terão prioridade moradores de áreas de risco, famílias chefiadas por mulheres e pessoas com deficiência. Programa atual enfrenta problemas.

      Outro regulamenta o Programa Nacional de Habitação Rural, que tem como finalidade subsidiar a produção ou reforma de imóveis para agricultores familiares e trabalhadores rurais,
      (direcional vai ser beneficiada, segundo Itau u u)

      1+
      • avatar
  • Cajuzinha 24 de março de 2017 at 10:09

    Construtoras fazem liquidação imobiliária
    Preço em Salvador ainda é maior que média nacional

    A meta é atingir R$ 20 milhões em negócios e esvaziar os estoques de imóveis existentes no mercado de Salvador, não só dos que estão prontos para morar, mas também dos que estão em fase de acabamento e até mesmo na planta. Para tanto construtoras e imobiliárias resolveram apostar em uma nova ferramenta de mercado: a internet. Com anúncios diversos, onde o possível comprador tem acesso a todas as informações, mapas e até mesmo uma viagem virtual em alguns casos, a idéia é que 70% dos interessados iniciem as compras via computador.

    Preço em Salvador ainda é maior que média nacional
    Com valor médio de R$ 5 mil o metro quadrado para a venda de imóveis em fevereiro, conforme pesquisa feita pela DMI-VivaReal (Dados do Mercado Imobiliário) empresa que faz pesquisas de preços do mercado imobiliário em mais de mil cidades de médio e grande porte no país, no seu último relatório para fevereiro deste ano, o merca do imobiliário de Salvador é considerado um dos cinco maiores do País.
    O diretor de Marketing da Ademi explica que até 2009 observou-se um crescimento acentuado nas vendas e lançamentos de imóveis. Mas nos últimos seis anos houve uma forte retração, agravada no anjo passado, e que somente este ano dá sinais de recuperação.

    http://www.tribunadabahia.com.br/2017/03/24/construtoras-fazem-liquidacao-imobiliaria

    4+
    • avatar
    • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 10:13

      Mas com a propaganda da Bahia que vai passar no BOBO Reporter hoje, vou até me animar para comprar uns tijolinhos na terra que cheira urina.

      4+
      • avatar
  • Minino do TI 24 de março de 2017 at 10:40

    CVR Carrefour barra da Tijuca – RJ

    “Fiquem doentes antes do aumento!”, confere produção?

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 10:44

      AGORA É A HORA PARA FICAR DOENTE!!!

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 24 de março de 2017 at 10:52

        Melhor ainda, investir em remédios.
        Falando sério agora, investir em remédios é uma idéia excelente quando comparada a investir em imóveis.
        Até porque a validade dos remédios é maior do que a dos lixos que andam construindo e remédios serão muito mais fáceis de se vender.

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 11:06

          Tá faltando OMEPRAZOL nas farmacias populares.
          Povão tá tendo de conviver com a gastrite. E a insulina então? Não tem em lugar nenhum.
          Paga as parcelinhas mas não tem dinheiro para o remédio. O pobre tá ferrado!

          4+
          • avatar
      • Antigo 24 de março de 2017 at 10:52

        Até parece que vocês não conhecem o bananense.
        O Brazuca tem receita com data futura. Conversa com o médico e consegue todos os medicamentos de uso contínuo que precisa e que não precisa. Inclusive, tem muita gente tomando remédio sem precisar, por hábito ou ignorância.

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Bolhudo 24 de março de 2017 at 10:53

    CVR : Barracões
    Conhecido e amigo com vários Barracões em área industrial para alugar, disse que está difícil achar um inquilino com o nome limpo, os que aparecem oferecem valor muito abaixo do pedido, perguntei para ele sobre os rumos da economia do país , e ele me disse que a crise só está começando, ele exagerou ? tomara que sim.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • reznor 24 de março de 2017 at 11:07

      Tomara que sim, mas infelizmente o seu conhecido é um termômetro muito mais realista do que, digamos, um assalariado padrão.
      Isto porque ele rentabiliza na variável. Ele sente a pressão de muito perto. A qualidade do dinheiro que ele está tentando ganhar. Os clientes que consegue angariar, etc. Cada vez mais escasso e com ‘n’ detalhes.
      O assalariado só enxerga os colegas sendo mandados embora. Ele pode desconfiar da real situação da empresa, mas geralmente a alta gerência tenta o ‘keep it cool’ pra não causar DESPAIR e assistir o staff pulando fora do barco (naturalmente, só vão vazar os poucos que têm condições técnicas de fazer isso). Isso sem contar o fato de que vai entrar um “extra” com uma eventual multa rescisória.
      Isto posto, não subestime a opinião do amigo. É bem provável que, de fato, estejamos a testemunhar o início do fim do Brasil como conhecíamos.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • to bolhado 24 de março de 2017 at 11:34

        eu acho que existe a possibilidade dum alçapão no fundo do poço, sim. Isso com a perspectiva de uma guinada à esquerda em 18, combinada (ou justamente por conta disso) da falência total de qquer tentativa de reforma. Agora, acho que o cenário mais provável é: recessão (bem menor) em 2017 também, mas alguma reforma da previdência (ainda que bem capenga), alguma reforma trabalhista (ainda que mais capenga ainda), juros entrando em 18 em níveis mais aceitáveis, e aí 18 pode ser um ano de crescimento, pouco, talvez uns 2%; vai virar o ano com muita capacidade ociosa, tanto de capital quanto de mão-de-obra, depois de cair 15% o pib per capita não é difícil subir um pouco.

        3+
        • Zé do Brejo 24 de março de 2017 at 15:37

          Eu aposto em recessão nesse ano e em 18 também.

          4+
    • CA 24 de março de 2017 at 12:11

      Bolhudo,

      Concordo com a leitura do Reznor acima, o seu amigo está muito mais próximo da REALIDADE do que a grande maioria da população.

      O que ainda falta aparecer da REALIDADE:

      1) Efeitos da maior bolha imobiliária da história do Brasil e que bateu alguns recordes mundiais (recorde de aumento de preços percentual, recorde de aumento percentual de financiamento imobiliário concedido, recorde de distorção entre preços de vendas e renda, recorde de distorção entre preço de venda e de custo, etc): mega inadimplência do crédito imobiliário na CEF, insolvência de mais algumas construtoras grandes, parte delas com Ações na BOVESPA, queda mais relevante e inegável dos preços dos imóveis, escassez e encarecimento do crédito imobiliário combinado com redução de prazos de financiamento e uma super ultra mega power plus oferta de imóveis completamente desproporcional em relação à demanda habilitada. De quebra, efeitos psicológicos relacionados a forte sensação de perda de riqueza para pessoas físicas e empresas, prejudicando investimentos e consumo, temor elevado quanto a riscos sistêmicos (Bancos) em função da perda inegável de garantias e liquidez, tudo isto FORÇANDO aumentos relevantes nos juros finais cobrados de pessoas físicas e empresas, estimulando ainda mais o agravamento da recessão;

      2) Efeitos da maior bolha de corrupção institucionalizada do Mundo: escândalos de BNDES, CEF, BB e outras empresas públicas, mais fundos de pensão de estatais (FUNCEF, PETROS), com rombos de centenas de bilhões de Reais aparecendo juntamente com uma exposição enorme de um grande número de políticos que dependendo do momento em que isto se intensificar, inviabilizará por completo a efetividade de algumas reformas críticas para economia. Novas perdas na avaliação de risco por parte de agências internacionais, principalmente se combinado com item 1 acima, fuga de capitais intensificada, aumento do US$, da inflação e agravamento geral da crise na economia;

      3) Efeitos da maior crise fiscal da história do Brasil: como explicado em diversos comentários anteriores, isto intensifica nossa crise através de alguns canais que sempre se manifestam conforme os ajustes fiscais tem que se tornar mais intensos. Combinados com 1) e 2) acima…

      O que consta acima é uma amostra, como sempre. O que o governo está tentando fazer é MAQUIAR ao máximo a realidade, ILUDIR ao máximo as pessoas, ADIAR ao máximo as consequências INEVITÁVEIS que constam acima e de todas as formas IMPEDIR que elas apareçam de forma simultânea. Só que são MUITOS pratinhos para eles tentarem equilibrar e o mais provável é que eles não consigam manter todos sem cair até out/2018 como eles SONHAM…

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cebola 24 de março de 2017 at 11:13

    Na página dá Câmara na internet tem uma versão do projeto de terceirização aprovado essa semana que trata de trabalho temporário. Ou essa versão não foi o projeto aprovado ou boa parte do que tem sido publicado sobre o assunto é na verdade desinformação. Alguém poderia confirmar ou informar o link correto para o texto aprovado?

    0
  • Cebola 24 de março de 2017 at 11:20

    Tem muita coisa estranha, como a extensão do trabalho temporário sem revogar o serviço por empreitada previsto na CLT .

    0
  • Leonardo M. 24 de março de 2017 at 11:52

    CVR capítulo XVIII do star Wars

    Amiga Brick lover dá minha esposa pegou um AP no ES com vista para o mar é apenas 1 quadra dá av beira mar.
    Preço R$385mil temers
    Novo
    Xoxotecas
    Mijarios infantis
    Sauna gay
    Piscina no terraço pra metade dá cidade expirar você e sua esposa de biquíni
    Condomínio deve ser metade do valor das parcelas

    Mais uma PMJ pra nós!!!

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 24 de março de 2017 at 12:13

      Excelentes notícias.
      Sinto falta das LCIs.
      Ando investido em fundo multimercado, mas não estou muito confiante na rentabilidade não.

      2+
      • avatar
      • avatar
    • Leonardo M. 24 de março de 2017 at 12:41

      Por isso fazer marcação de mercado com pré fixados é bom!
      Peguei muito pré fixado em 12% e 13%
      Estou com rentabilidade de 1% líquido

      2+
      • avatar
      • avatar
  • Observador 24 de março de 2017 at 12:10

    Pandeiro,

    Como que você pode discordar da palestra de “um dos maiores economistas brasileiros” sobre a recessão!!!

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 24 de março de 2017 at 13:19

      😉

      3+
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 24 de março de 2017 at 13:02

    nova Bolha Rural

    – ‘Minha Casa, Minha Vida’ tem novas regras para este ano
    Terão prioridade moradores de áreas de risco, famílias chefiadas por mulheres e pessoas com deficiência. Programa atual enfrenta problemas.serão 5000 casas.

    Outro regulamenta o Programa Nacional de Habitação Rural, que tem como finalidade subsidiar a produção ou reforma de imóveis para agricultores familiares e trabalhadores rurais,…
    ….

    2+
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 24 de março de 2017 at 13:04

    Prezados
    hoje sem tempo, passei esses dias acompanhando uma emergência médica
    mas não resisto:
    1- César, ADORO este tipo de analise direto da fonte, pra melhorar ainda mais vá no SEADE de SP que dá projeções por cidade, repare que na capital o pico vem pelo menos 5 anos antes, isso com a estimativa baseada em dados da época 2000-2010, aí já entramos em analisar metodologia e cálculos, oque me permite prever que assim q sair o IBGE 2020 (lá por 2021, ou 22) o pico vai recuar ainda mais. Por extrapolação, acredito que o mesmo ocorrerá para todos os grandes centros urbanos com área saturada, no caso de SP a região entre rios (ver proj por distritos) se comporta dum jeito, a pop dos extremos se comportaria mais como um semi-interior, crescendo, mas depende do extremo se é sul norte, L e O
    2- Zé-maria não é vergonha mudar a estratégia, aquele seu ultimo comentário topo e assino embaixo, só não espere de nenhum ser vivo, Temer ou Bolsonaro, tal sacrifício máximo de fazer o que precisa ser feito sem cobrar por isso, nossas opções é escolher alguém roots o suficiente que não cobre tão caro, por este motivo tenho visto com bons olhos o Bolsonaro, com certeza um motivo diferente dos seus, mas até 2019 tamo junto
    3- CVR Hospital: PHODEU, até pros ricos, o pior sempre pode piorar mais.
    4- Carlos Cine italiano, o melhor do mundo, o realismo cru, com a esperança humana, sempre muito desihipocrisante, entre a tragédia, o comico e o romance. o BR se não existisse de verdade, teria sido inventando por Fellini.
    5- Voa Bradesco, o ultimo a insistir no erro apaga a LUZ, se já não tiverem cortado por falta de pagamento
    6- outro CVR aquela citação do Fred copiei dum ex-diretor da PF, clube do bili, ele é ex, mas ainda é ouvido por muitos, era uma pequena armadilha. Vejo o horizonte clareando, PUXA achei que só em 2018 veria isso.

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 24 de março de 2017 at 13:07

      7- off da Nasa acaba de divulgar, o que reverteu a magnetosfera foi um meteorito, então essa tal reversão cíclica não existe, é aleatória, se acontecer denovo, o magnetosfera será o menor de nossos problemas, um impacto dessa magnitude causaria blecaute na rede satélite, entre outros probleminhas menores, adeus redes sociais, chupa ser cinzento que se mete a falar sobre o que não sabe. ex-Iag modeon, que acha cramulhão????

      0
  • Leonardo M. 24 de março de 2017 at 13:12

    Minha visão do Brasil:

    Vão arrastar tudo pra frente. Dívidas,bolha,reformas,etc.
    Recessão(ou depressão) até 2020.
    Aí quando o brasileiro já não tiver mais FGTS,poupança, etc irá vender seus bolhudinhos a preço de banana em 2020/22.
    2022 entra um presidente e começa a fazer as reformas.
    2023 desemprego batendo os 20 milhões e Brasil fica no mesmo time dá Grécia.
    Imigração em massa de brasileiros pró Catar,EAU e EUA pra trabalhar na construção.
    2020/22 teremos os mesmos preços de m² do ano de 2000/05 pré bolha.

    Lá pra 2024 quando o brasileiro não tiver mais reservas ou esperança aí vai querer uma guinada forte ou pra direita e por mês direitos trabalhistas e ter emprego.
    Talvez em 2030 o Brasil volte para os trilhos….Talvez!!!!

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 24 de março de 2017 at 14:18

      Leonardo M
      Em Brasilia o pico dos imóveis aconteceu em dezembro de 2013
      Se for repetir o ocorrido na Espanha e no Estados Unidos, então o vale será atingido entre o final de 2019 e o começo de 2020
      Já, São Paulo e Hell de Janeiro só lá para 2021

      2+
  • Lucas 24 de março de 2017 at 13:15

    Antigo

    Ouvi dizer que povo está migrando para a Dash devido às ameaças de restrição que o governo chinês está considerando.
    Muitas mineradoras de bitcoin ficam na China.

    Eu acredito que as criptomoedas são o futuro, mas não sei qual delas vai vingar. Prefiro não investir nelas por enquanto.

    criptomoeda não é investimento, se vc comprar querendo lucrar vc especula, como qualquer outra moeda, suijeito às mesmas leis que regem o clima, os oceanos e a economia.

    qual delas vencerá???
    NENHUMA
    ou TODAS (quase todas)

    Isso que é o mais legal…
    pode haver esquemas ponzi de especulação nelas, pode sim, mas só no começo, ela cresce no mesmo modo que MMN, sim e daí, se o produto for bom, qual o pobrema? tu ainda bate papo com o vizinho.

    4+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 24 de março de 2017 at 14:14

    TÓPICO NOVO

    2+
    • avatar
    • avatar