Preço do imóvel em SP cai pelo quarto mês consecutivo – Infomoney

Você pode gostar...

Comments
  • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 12:53

    Como o valor dos alugueis tendem a acompanhar a renda, devido a queda na renda per capita de Brasília, os alugueis cairam consideravelmente, mas os propriotários são resistentes em reduzir proporcionalmente o valor de venda, então o Fator X entra em descompasso

    No PRICE TO INCOME RATIO é visível a loucura de 2012, onde era necessários 25.4 anos de renda per capita para adquirir uma residência no valor da mediana.
    2017 – 16.05
    2016 – 14.75
    2015 – 11.93
    2014 – 14.43
    2013 – 23.45
    2012 – 25.40
    2011 – 6.92

    Já o PRICE TO RENT RATIO CITY CENTRE demonstra o descompasso, pois enquanto o valor da locação cai rapidamente, o valor de venda tem uma inércia, mas já em 2011 era visível que não valia a pena adquirir um imóvel (241X)
    2017 – 29.06 (349X)
    2016 – 26.57 (319X)
    2014 – 32.07 (385X)
    2013 – 32.51 (390X)
    2015 – 28.01 (336X)
    2012 – 27.58 (331X)
    2011 – 20.14 (241X)

    Com a combinação de queda na renda per capita e aumento no juros, é evidente a disparada no quanto a pessoa está pagando de juros do financiamento, comparado com sua renda, com o indicador MORTGAGE AS PERCENT OF INCOME
    Este número é um percentual da renda per capita que está sendo utilizado para pagamento do juros do financiamento, no caso de uma família de 4 pessoas, basta dividir por 4 para ver quanto está sendo usado da renda familiar.
    2017 – 212,12
    2016 – 205,32
    2015 – 138,96
    2014 – 148,48
    2013 – 278,53
    2012 – 344,99
    2011 – 91,46

    Em Miami, eram necessários apenas 31% da renda per capita para pagar o juros do financiamento imobiliário de uma residência de valor mediano, ou seja, 7.75% da renda familiar (no caso de 4 pessoas)

    Talvez a loucura ocorrida em Brasília em 2012 de alocar 345% do salário apenas para pagar o juros do financiamento só deve ter acontecido na Bolha das Tulipas.

    https://www.numbeo.com/property-investment/gmaps_rankings.jsp?indexToShow=getHousePriceToIncomeRatio&title=2011

    77+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Bolha BOSS 3 de março de 2017 at 12:55

      Parabéns pelo estudo e pela referência. Gostei do gráfico no google maps.

      Aqui nosso First é Nutella

      54+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 3 de março de 2017 at 13:42

        Lucas 3 de março de 2017 at 13:07
        excelente Cesar
        e do ponto de vista macro caberia ainda comparar o movimento de toda a masssa salarial X estoques
        assim fecha o assunto oferta X demanda, como realmente deve ser feito sem distorções magicas e logicas loucas

        faço apenas alguns adendos caso aprofunde mais. a questão da renda média per capita tem um pequeno probleminha, muitas vezes a média despreza aqueles sem renda que desistiram de procurar emprego, isso é especialmente importante na composição da renda familiar que afinal de contas é o que o banco aprova
        números rápidos, a renda declarada em fontes tipo IBGE vc precisaria multiplicar por 1,4 porque o entrevistado normalmente esquece de considerar 13º, juros, outras fontes, bicos, direitos trabalhistas e etc… Quando entramos numa fase de desemprego esse 1,4 cai, ainda não encontrei fontes que estimem isso com qualidade
        Feita esta conta existe um método simples de calcular renda familiar média, basta multiplicar por 1,6, considerando que na média os outros que não o chefe contribuem com cerca de 60% a mais na renda familiar, esse numero cai bastante numa situação de desemprego e a média não capta, pq essa turma sai da base de calculo.
        No BR tudo é mais difícil, mexer com números aqui e comparar com fora exige uma série de adaptações.
        parabens de novo pelo trabalho

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 14:22

          Lucas
          Acho que estão considerando como renda per capita aquela conta bem basicona do PIB dividido pela quantidade de pessoas.

          3+
          • Lucas 3 de março de 2017 at 14:40

            isso é um grande problema
            o IBGE tem mil colunas de renda, não acho que seja por pib não
            sem saber exatamente qual coluna usaram, fica ruim saber exato, por exp. própria falo que deve ser como falei, renda média per capita do chefe, ou senão renda familiar média dividido pelo numero de pessoas/família, são os mais comuns de usarem

            1+
  • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 12:53

    Em 1636, imóveis eram vendidos nas bolsas de valores de numerosas cidades holandesas. O comércio dos imóveis era encorajado por todos os membros da sociedade; muitas pessoas vendiam ou negociavam suas posses no intuito de especular no mercado de imóveis. Alguns especuladores tiveram muito lucro, enquanto outros perderam tudo ou quase tudo o que tinham.

    Negociantes passaram a vender os imóveis que tinham acabado de iniciar a construção ou ainda que intencionavam construir (os chamados contratos “na planta”) – apesar de um édito de 1610 ter proibido esse tipo de negócio. O fenômeno foi chamado windhandel (“negócio de vento”) e ganhou espaço sobretudo em tavernas de cidades pequenas, onde se usava uma espécie de lousa para indicar as ofertas de preço.

    Em fevereiro de 1637, os comerciantes de imóveis não conseguiam mais inflacionar os preços de seus tijolos e então começaram a vendê-los. A bolsa de valores estourou. Começou-se a suspeitar que a demanda por imóveis não duraria e isso propagou o pânico no mercado. Alguns deixaram de segurar contratos para compra de imóveis, estabelecidos a preços que agora eram dez vezes maiores que os preços de mercado; outros acharam-se na posse de imóveis cujo preço era muito inferior ao que haviam pago. Consequentemente, milhares de holandeses, incluindo executivos e membros da alta sociedade, ruíram financeiramente.

    Tentativas de resolver a situação fracassaram. Os juízes consideraram os débitos como contratados através de especulação e portanto, sem corroboração legal. Assim, as pessoas permaneceram abarrotadas de imóveis comprados antes da quebra, já que nenhuma Corte determinaria a execução do pagamento desses contratos.

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Mania_das_tulipas
    Fiz uma brincadeira, substituindo “tulipas” por “imóveis” rsrs

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Antigo 3 de março de 2017 at 13:04

    Um salve pro Fernando.

    108+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Bolha BOSS 3 de março de 2017 at 13:13

      Vou postar na página da Bolha no Facebook

      28+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • job 3 de março de 2017 at 13:26

      Esse blog é a oposição, contra tudo e todos que desde criancinha põe na cabeça da gente “quem compra terra não erra, tijolo é moeda forte, imóvel se compra, não se vende”. Quem vai contra as idéias desse blog como tem alguns por aqui, nada mais são que 99% da população bananense.

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 13:35

        Job
        Estas máximas valiam até 2004, hoje não valem mais.
        Desconfio que existem mais imóveis vazios atualmente do que a população de pico que será atingida no Brasil, somente lá por 2030.
        Isto significa um cenário bem parecido com o Japão, talvez o valor real dos imóveis continuem caindo por 25 anos, talvez seja como na Espanha que cairam por 8 anos.
        Mas, em virtude da taxa de fecundidade, este negócio de garantia de retorno para quem investe em imóveis NUNCA MAIS irá voltar, pois simplesmente não existirão pessoas para pressionar a construção por novos imóveis.

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • job 3 de março de 2017 at 13:39

          Exatamente Cesar_DF, o que o blog prega que os tempos áureos dos investimentos em tijolos já passou, a idéia central é ficar ligado no que é mais rentável no momento atual. Ficar preso à idéias passadas é certeza de prejuízo. Hoje pode ser o TD, CDBs, LCIs, LCAs, amanhã quem sabe já não muda e teremos outra forma de ter maior rentabilidade. O negócio é ficar ligado e não se prender à mantras do passado.

          27+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 3 de março de 2017 at 13:46

            exato
            eles, os 2, vem aqui posar de vítimas
            é o contrário
            Eles são a maioria, o que eles falam reverbera em canais de TV, revistas, jornais, especialistas, analista, eles são uma multidão, eles são os 99%
            Só me espanta a insistência deles pelos 0,001%, nós nunca passamos de 300, nem quando o BB andou sorteando premio pros leitores.

            24+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • CarlosL 3 de março de 2017 at 15:07

              A primeira regra do Clube dos Bolhistas é: você não fala sobre o Clube dos Bolhistas. A segunda regra do Clube dos Bolhistas é: você não fala sobre o Clube dos Bolhistas.

              11+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
          • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 13:52

            É isso ai Job, os dinossauros foram extintos não porque eram fracos, mas sim porque não se adaptaram às mudanças de cenários, por isso nós mamíferos estamos aqui rsrs
            O bricklover é um dinossauro, mudou o cenário e ele está sofrendo por não conseguir se adaptar às mudanças

            39+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 13:57

              clap, clap, clap !
              Bela analogia.

              10+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
    • Loucodf 3 de março de 2017 at 13:33

      HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
      Muito bom.

      5+
      • avatar
      • Antigo 3 de março de 2017 at 15:50

        Pior que passei a infância e adolescência numa casa ‘raiz’ tipo essa que descrevi e com certeza foi muito melhor do que morar em um apartamento gourmet.
        Acho que os valores da classe média estão distorcidos. As pessoas não estão sabendo desejar as coisas certas.
        Era simples, mas tinha acabamento, diferente dessa da foto. Tirando isso, o resto era igual. E nada do que descrevi do lado ‘nutella’ me fez falta.

        Um bom relacionamento com a família, alguns amigos, dinheiro para o básico e não precisa de muita coisa mais para crescer feliz.
        Fico imaginando a psique dessas crianças que crescem em brinquedoteca e espaço kids porque os pais trabalham o dia todo para pagar a parcelinha…
        E ainda falavam mal dos videogames na minha época. Acho que hoje a ausência dos pais está muito mais intensa.

        28+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Lucas 3 de março de 2017 at 13:34

    DELAÇÃO PREMIADA –
    outra mentira da dupla batman e Robin do blog

    Fato 1:
    LEILAÕ NO BROOKLIN apartamento pronto pra morar, desocupado, documentação OK, condomínio baixo, 4 vagas, construção sólida PERFEITO
    Preço: 4k/m² (1,5 milhão)
    80% abaixo do auge do fingizap, 64% abaixo do fingizap 2017, 40% abaixo do avaliador bancário (ivg-R ou 123i) Usados no mesmo condo anuncia-se por 3 milhos

    fato2:
    LANÇAMENTO a 2 quadras de dsitancia virado pra avenida BARULHENTA
    eztec.com.br/imoveis/landing-page/splendor-brooklin
    SPLENDOR BROOKLIN EZTEC – 210 M²
    Menor preço 11k/m² (150% maior que o do leilão) NA PLANTA

    fato3:
    LANÇAMENTO a 1 quadra de dsitancia, rua iterna de frente para aquele do leilão
    vitacon.com.br/empreendimentos/vn-alvaro-rodrigues
    STUDIO Vitacon -24 a 70 m²
    menor preço: 380 mil ou 15k/m² 275% maior que o preço de leilão

    FATO 4:
    Leilão deu vazio, não vendeu

    Conclusão:
    o DIABO MORA NOS DETALHES
    vão fundo que a mentira não dura 5 minutos em pé

    Comento:
    1) o Brooklin é um equivalente em termos de demanda da Vila Mariana onde mora o Fernando, com estações de Metro existentes e 2 novas linhas prestes a inaugurar a alguns metros dali, fácil acesso à Marginal e áreas nobres como av. Berrini e Shoppings
    2) ???O que faria um investidor pagar mais que o dobro do preço para ter uma reserva de compra de um apartamento menor, de pior qualidade, na beira da avenida barulhenta, contra uma rua interna encravada em Z1 (casas) ainda faltando todos os acabamentos e o pior correr todos os riscos da compra na-planta (atraso, quebra da construtora, defeitos e vício) e ainda com saldo corrigido pelo INCC???
    3) O leilão por ser público é a nossa ref. verdadeira de preço, aquele imóvel em questão encontra-se em perfeito estado de documentação, desocupado e pronto para morar.
    4) Não faz nenhum sentido, ainda se fosse pouquinha diferença poderíamos entender alguma questão de gosto pessoal, mas estamos falando de diferenças alucinadamente gritantes.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 3 de março de 2017 at 13:36

      quem quiser dealhes de links, endereços ou o print do leilão basta pedir pra mim ou pro cesar_df
      quanto mais entrar nos detalhes, mais reforça a conclusão
      eu não trabalho com pegadinhas, com jogos de lógicas ou com distorção de números, tudo pretonobranco só peço desculpa se arredondei demais as contas, não tenho saco para minúcias insignificantes diante do mal muito maior

      6+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 13:49

        Lucas
        Mesmo o Estados Unidos com uma dinâmica bem mais rápida que a brasileira, as execuções hipotecárias e leilões já tinha alavancado desde 2006, sendo que a inadimplência tinha começado 3 anos antes, mas havia uma “ordem presidencial” para adiar as execuções hipotecárias.
        O detalhe é que o pico das execuções somente foi atingido 1 ano depois do estouro da bolha.
        Pela dinâmica brasileira ser diferente, como o deslocamento do valor dos imóveis ter sido muito maior que no EUA, mas o impacto no sistema financeiro é muito menor do que lá, acredito que as execuções hipotecárias seguirão um perfil bem mais alongado.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 13:50

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 13:54

            Até hoje tem muito americano com credit score baixo por conta da crise do subprime. Que na verdade chamam de forma equivocada… subprime foi onde estourou com mais força e respingou em todo o mercado financeiro altamente alavancado. Tem corretor bananense tentando vender imóveis em Orlando argumentando que é ótimo investimento pois o americano nativo não pode comprar…. só podem alugar. Vejam só que interessante.

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 13:56

              Nos EUA foram mais de 05 milhões de mutuários que “perderam” os imóveis. Só para lembrar: tem o auction, foreclosure, short sale…. o que mais? ajuda aí!

              6+
              • avatar
              • avatar
              • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 14:00

                A média era de 330K retomadas dos imóveis POR MÊS.
                O detalhe é o tamanho do “backlog” no colo dos bancos (retomados e não vendidos)

                14+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:03

                  Muito bom. O mais legal é que nos anúncios aparece em detalhes toda essa variação de preço. É impressionante como os EUA eram fortes nos anos 90 e começo dos 2000. Quem ainda não viu isso… procure no Zillow ou Trulia.

                  5+
                  • avatar
                  • avatar
                • Lucas 3 de março de 2017 at 14:33

                  não ostei do fundo branco
                  faltou um degradê

                  4+
                  • avatar
                  • Carlos 4 de março de 2017 at 07:12

                    Queria florzinhas véio?

                    3+
          • Lucas 3 de março de 2017 at 13:54

            perfeito Cesar
            por causa do na-planta tudo aqui ocorre com delay de 4 a 5 anos que é o tempo entre lançar-construir-entregar-financiar
            engraçado que falava isso em 2011, eu dizia a bolha estourou masveremos apenas lá na frente, pelo efeito retrovisor dos números oficiais, daquela data em diante tudo que foi comprado deu ruim, pode até ser que a pessoa foi rápida e passou a batata-quente queimou outro trouxa, não importa, a partir daquela data alguém se queimou praticamente sempre.

            16+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Fernando 4 de março de 2017 at 15:43

              Vc ganhou do Nostradamus. A sua precisao é cirúrgica.
              De fato, a bolha estourou em 2011-2012.

              0
          • Lucas 3 de março de 2017 at 13:56

            reconstruir a história da bolha americana precisamos relembrar da fannie mae e do fed mac (não lembor exato os nomes) eram as Caixas americanas, ambas sofreram intervenção.
            que é o futuro da nossa Caixão, apenas a diferença que o governo tem que arquitetar tudo em sigilo.

            4+
            • avatar
            • avatar
  • Lucas 3 de março de 2017 at 13:58

    From, uma curiosidade pessoal
    o que te fez arcar tão cedo com tal peso???
    tive amigo nisso sei bem a treta que é uma padaria

    1+
    • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:02

      A família sempre teve padoca. A primeira foi em Chapecó 1981. Ano em que eu nasci.
      Minha mãe vendia livros pela BNN e depois voltou para Chapecó e tornou-se sócia da padoca. Ou seja… fiquei dentro de padocas por mais de 20 anos. Depois compramos terreno em BC e meu tio construiu mais uma padoca. kkkk

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:06

        Mas confesso que nosso modelo de administração é arcaico comparado com algumas padocas de SP. Tem padeiro aí com cinco ou seis unidades. Produz e distribui para as outras.
        A administração da padoca da família está saindo agora do período do período Jurássico para o Cretácico.
        kkkk

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 3 de março de 2017 at 14:29

          uma pequena curiosidade
          após aquilo tudo que contei, a recuperação a partir de 93, anos 2000 eu estava muito muito bem, aí um coração partido em 2002ou3 me fez ligar o foda-se, o auge foi justamente em 2005, um dos anos memoráveis da minha vida, em 2007 estive ai em BC rodeado de modeletes paulsitanas, as tais baladas de Itajaí, pao na chapa com suco de laranja, rsrs, o cardápio completo, te juro aquilo me deu medo, nego loco saindo pra nadar em direção ao alto-mar, eu preciso confessar, eu surfei na euforia, chamo esse período do meu 7 anos no tibet onde cultivei outros valores e objetivos, até 2009 quando aquele acidente me fez acordar. Foram os anos mais inesquecíveis da minha vida, acho que fiquei um pouquinho pra trás, principalmente pela questão da bolha, a gente muda, nossos objetivos se ampliam, o kitnet onde morava passou a ser insuficiente, enfim, quero dizer o seguinte, vc mandou bem aproveitando financeiramente a fase da euforia, eu fiz meio que o contrário, são escolhas distintas com vantagens e desvantagens, mas se me permite meter o bedelho, nunca exagere em nada, as vezes um único detalhe pode mudar todo o nosso mundo. não é só o dinheiro, né?

          8+
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:36

            Sim. Entendo perfeitamente.

            3+
        • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 14:49

          Já que estamos falando usando figuras paleotológicas, a bolha imobiliária brasileira de 2005 a 2012 foi a explosão do Permiano kkkk
          https://pt.wikipedia.org/wiki/Permiano

          5+
          • avatar
          • avatar
  • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:00

    CVR
    Uma amiga da minha mãe que mora em CWB… veio com um papinho que eu “deveria” comprar uma casa em condomínio fechado em 2015. Era maravilhosa a casa… blá, blá, blá… por apenas 630k.
    Eu respondi: “Não posso… estou com dinheiro preso até 2035”. Ela ficou sem entender. “cri… cri… cri. ”
    Agora ela mora sozinha… tem 62 anos…. em um sobrado enorme de 03 quartos em CWB. A filha foi estudar fora.
    Mais uma Dinossaura que não se adaptou. P.S. Está com problemas financeiros.

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 14:02

      DINOBRICKLOVER-REX kkkkkk

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:06

        Em caso de emergência nutricional… que comam os tijolos.
        😉

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cadeludo 3 de março de 2017 at 14:11

          diz pra ela que no olx vende por 790 mas tem que postar 3x por dia a partir das 5 da matina pra ficar bem na foto
          o boss até apagou as kilsen ontem kkkkkkkk kilsen é sacrilégio

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:14

            Pois é !!!
            Sacanagem !!!
            kkkk

            5+
            • avatar
            • avatar
            • Lucas 3 de março de 2017 at 14:32

              diz pra ela que abrigo é fundamental
              aproveita pra fazer um regime
              a moda agora é o look étnico tipo etiopia

              3+
              • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:35

                uhahuauhauhahuaha!
                Eu si divirtu.

                1+
              • job 3 de março de 2017 at 14:36

                regime tijololítico…

                3+
                • avatar
        • job 3 de março de 2017 at 14:34

          Brick Eater

          2+
  • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:10

    Acabei de receber no e-mail .
    Leilão Freitas Online
    http://www.freitasleiloesonline.com.br/homesite/lotesdetalhes.asp?codleilao=2233&lote=011

    Divirtam-se.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:13

      Olhem a matrícula: Compra em 2010 por 180k financia na CEF
      Revende com lucro em 2012 por 312k … o novo comprador financia no Bradesco
      2016 não aguenta pegar e a unidade é consolidada para o Bradesco
      2017 : preço 178k em leilão.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 14:28

        Tá parecendo que o Bradesco enjoou de leilões sem lances e está chutando o pau da barraca do Laudo de Avaliação

        24+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar

        • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:34

          É melhor admitir a cagada com os tijolos e ganhar juros no mercado financeiro.

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Fernando 4 de março de 2017 at 15:54

          Cara, quem vai pagar 312 mil na casa verde por 50 m2 e uma vaga? Leilão?

          Fala sério!

          0
          • Poucas Trancas 5 de março de 2017 at 23:50

            Ali não é ruim não… Se fosse uns duzentinhos (4k o metro), sem estar ocupado, sem ser de leilão e tudo mais, valeria a pena…

            Mas 178k ocupado e no leilão, ai acho que não vale a pena… a dor de cabeça custa mais que 22 mil…

            0
      • job 3 de março de 2017 at 14:39

        ué mas moradia não é o item mais essencial?
        vamos recomendar a Dieta Tijololítica pra eles…

        4+
        • avatar
    • Cadeludo 3 de março de 2017 at 14:15

      180k por 50m2 é divertido mesmo
      antes do leilão era quanto?

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cadeludo 3 de março de 2017 at 14:18

        312 mil por 50m2 financiado no bradesco
        666 é peituda mesmo tá louco

        13+
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:27

          Mas não é só ela que é peituda não…..o Bradescão em alguns casos tá perdendo dinheiro ….. mesmo tendo recebido juros no período… tem gente deixando de pagar já no primeiro ano.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • Cadeludo 3 de março de 2017 at 14:49

            banco ganha fácil pode perder fácil
            brick lover perde fácil e ganha difícil, mais que difícil…

            8+
            • avatar
            • avatar
    • Fernando 4 de março de 2017 at 15:50

      2013. Taxa efetiva de 8%.

      0
      • Poucas Trancas 5 de março de 2017 at 23:53

        Bem alto, hein!

        Pô oito por cento ao ano em financiamentos que superam 200 mil, pagando por no mínimo duas décadas… é surreal!

        0
  • antifragile 3 de março de 2017 at 14:14

    RANKING DE FEVEREIRO

    CURTIDAS RECEBIDAS
    1. Lucas: 4565
    2. Antigo: 4409
    3. CA: 3202
    4. From_The_Tower: 2145
    5. Cesar_DF: 2030
    6. Leonardo M.: 1522
    7. Alemon Fritz: 1477
    8. Carlos: 1207
    9. Fanfarraum: 956
    10. to bolhado: 789
    11. Antifragile: 772
    12. Louro José: 539
    13. Job: 515
    14. Cajuzinha: 505
    15. Ilusionista: 478

    COMENTÁRIOS FEITOS
    1. Lucas: 580
    2. Antigo: 345
    3. Carlos: 264
    4. Cesar_DF: 242
    5. Alemon Fritz: 217
    6. CA: 210
    7. From_The_Tower: 197
    8. Leonardo M.: 152
    9. to bolhado: 134
    10. Fanfarraum: 111
    11. thiago fm: 102
    12. Antifragile: 71
    13. Cesarkebrado: 67
    14. Cadeludo: 61
    15. Louro José: 60

    QUANTIDADE DE PALAVRAS
    1. CA: 71301
    2. Lucas: 51342
    3. thiago fm: 28441
    4. Carlos: 16621
    5. Antigo: 14933
    6. Cesar_DF: 14044
    7. Alemon Fritz: 13262
    8. to bolhado: 11837
    9. Leonardo M.: 9627
    10. Fanfarraum: 6917
    11. Cesarkebrado: 6537
    12. From_The_Tower: 5402
    13. Cajuzinha: 5164
    14. Louro José: 4584
    15. SampaBoy: 3865

    CURTIDAS POR COMENTÁRIOS (mínimo de 5 comentários no mês)
    1. thiago fm: 64,35
    2. perdido no rio: 30,52
    3. Curioso: 28,95
    4. Gabi: 28,71
    5. Alexny: 26,36
    6. CA: 22,27
    7. burbuja_del_ladrillo: 21,52
    8. RC: 21,14
    9. Quebrado (:: 20,27
    10. Oryon: 18,32
    11. Accipiens: 18,17
    12. Exterminador de Corvos: 17,53
    13. Marcos_SP: 15,75
    14. to bolhado: 15,00
    15. Nelson Schadenfreude: 14,77

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • perdido no rio 5 de março de 2017 at 13:36

      Fiquei feliz de saber das curtidas dos comentários, que mostram que ao menos algumas coisas que escrevi pareceram úteis a outros bolhistas. Participo pouco mas aprendo muito aqui, espero poder contribuir mais no futuro.

      E PNJ!

      0
  • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:17

    Em FERNANDÓPOLIS – SP tem casa por menos de 1k o metro
    😉
    Fernandópolis-SP. Jardim Santa Helena. Avenida Milton Terra Verdi, 135 (lt. 19 da qd. 09). Casa. Áreas totais: terr. 269,50m² e constr. 366,31m². Matr. 5.204 do RI local. Obs.: Ocupada. (AF) Lance Mínimo: R$ 256.000,00

    http://www.freitasleiloesonline.com.br/homesite/lotesDetalhes.asp?codleilao=2233&Lote=4

    Corram !!!! Comprem !!!! Comprem !!! Comprem !!!

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • job 3 de março de 2017 at 15:06

      kkkkkkkkkk, mas certamente nessa cidade vai valorizar 50% daqui um ano e meio.

      5+
      • avatar
      • Zé do Brejo 3 de março de 2017 at 15:07

        Mal do nome… kkkkkk

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Observador 3 de março de 2017 at 16:19

      Com esse nome de cidade o mercado imobiliário deve estar bombando!!!

      7+
      • avatar
      • avatar
    • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:39

      Não é possível. Tanta gente precisando de moradia.
      tsc…tsc…tsc…

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 3 de março de 2017 at 14:45

        Tem gente precisando de dinheiro pra comer.

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 3 de março de 2017 at 14:48

          Que ousadia, hein!?
          Deveriam é estar abrigadas nos tijolos seguros. Moradia é fundamental.

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Lucas 3 de março de 2017 at 14:49

      ué?
      pq será
      abrigo é fundamental gente
      será que ninguém sabe disso???
      comprem comprem comprem

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 15:02

    Apartamento com 2 dormitórios, sendo 1 suite, 2 vagas na garagem, condomínio com xoxoteca completa, próximo ao shopping na Ponta Negra, em Natal, por 235K
    http://classimoveisbrasil.com/anuncio/apartamento-proximo-a-praia-em-natal/

    3+
    • avatar
  • Zé do Brejo 3 de março de 2017 at 15:21

    Esse encontrou alguem disposto a dar um lance
    http://www.freitasleiloesonline.com.br/homesite/lotesdetalhes.asp?codleilao=2233&lote=016

    Só digo uma coisa, quem deu o lance vai se arrepender ao descobrir que não valia nem isso.

    3+
    • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 15:33

      Poxa, apartamento de 50m2 por 90K
      Uééé, na Trovit estão anunciando nesta metragem por 200-300K
      https://www.vivareal.com.br/venda/sp/sao-paulo/zona-leste/vila-ema/apartamento_residencial/

      10+
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 3 de março de 2017 at 16:21

        Tenho amigos que moravam no bairro, um LIXO.
        Assaltos e bocas por todos os lados. Esse condominio mesmo, já fui visitar amigo lá, é uma favela vertical.
        Moradores do bairro dizem que o metrô vai passar por lá e por isso valorizou. Metrô está atrasado uns 30 anos mas se “Zeus” quiser, desse ano não passa.
        Fora que aquele buraco, cof cof, digo Avenida Anhaia Melo é tão cheia de buracos que mais parece rally dos sertões.
        E quando chove então? Ae os moradores que não tinham nada, dizem que perderam tudo.

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 3 de março de 2017 at 16:24

          Pode acreditar 90k está caro. Não vale nem isso.

          5+
          • avatar
        • Zé do Brejo 3 de março de 2017 at 16:25

          Talvez o Fernando ache uma boa oferta e aproveite o MEGA desconto.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 19:06

            Seria um excelente investimento, com um aluguel de R$ 900 daria um retorno de 1% ao mês, além da valorização de 30% ao ano.
            Poxa, dá para pagar a parcelinha do financiamento só com o valor do aluguel, e daqui 20 anos, quando ele não for mais propiedade do banco, irá valer 1 BILHÃO

            15+
            • avatar
            • avatar
          • Fernando 4 de março de 2017 at 16:03

            Meu dinheiro está muito bem investido em TD, LCA e Bolsa.
            Imóvel é apenas um para morar. E nada mais.
            Gosto de apartamento Nutella, qual o problema?
            Eu estou usufruindo de toda essa Nutella, a vida é uma só.

            1+
  • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 15:24

    Notícia que sairia na mídia financiada pelas construtoras e imobiliárias:
    injeção de recursos financeiros no Rio de Janeiro provoca valorização nos imóveis.

    O Ministério Público Financeiro da França encontrou indícios concretos de corrupção envolvendo a escolha do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos de 2016. Três dias antes da escolha, ocorrida em outubro de 2009, em Copenhague, transferências de US$ 2 milhões para a família de Lamine Diack, então presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês) e membro do Comitê Olímpico Internacional (COI) foi feita por empresas do brasileiro Arthur Cesar de Menezes Soares Filho, que havia firmado contratos de prestação de serviços com o governo de Sérgio Cabral.

    http://recordtv.r7.com/rio-2016/jornal-frances-acusa-rio-2016-foi-sede-das-olimpiadas-apos-pagamento-de-propina-03032017

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 15:26
    • Antigo 3 de março de 2017 at 15:39

      Menos cimento na praça, ou seja, os imóveis vão valorizar 30% ao ano.
      Compre já!
      9999-6666 (vivo)
      9999-6665 (claro)
      9999-6664 (oi)
      9999-6663 (tim)

      Aceito proposta, terreno, carro, moto, patinete, vale-refeição e vale-transporte na negociação.

      9+
      • avatar
      • avatar
  • selvagem 3 de março de 2017 at 16:01

    tendo uma discussão aqui no trabalho com um colega bricklover:

    Com um milhão na mão vale a pena comprar ou viver dos juros?

    Porra! Que cara burro. Me ajudem. Qual o maior valor mensal que eu conseguiria aplicando hoje 1 milhão?

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 3 de março de 2017 at 16:04

      Para esse ano de 2017, em renda fixa, acredito que uns 9 mil mensais
      Para os próximos anos vai depender dos juros

      6+
      • avatar
      • avatar
      • Hunter 4 de março de 2017 at 13:26

        9K livre, sem comprometer o principal?
        Passa a dica pros amigos.
        Na renda fixa, trabalho com ganho real de 5% a.a (+/- 0,4% a.m), depois de tudo.
        Nesse caso, com 1 milhão, confiaria de dispor de 4K mensais somente.

        0
      • Fernando 4 de março de 2017 at 16:14

        Vamos analisar o caso.
        1 milho grande.
        Supondo IPCA + 5% (TD)
        Total daria uns 10,3% brutos.
        Supondo uma capitalizacao composta mensal no período de 1 ano, daria uns 11% efetivos (chutando).
        Anual: 110 mil reais.
        Ocorre que metade disso, aproximadamente corresponde ao ipca, então separamos os r$ 55000,00.
        Temos que subtrair o IR, logo sao menos 22 mil reais.
        Ou seja:
        Principal atualizado 1.055.000,00
        Juros: 55 mil.
        Líquido: 55 mil menos 22 mil = 33 mil / 12 = aprox r$ 2750,00 mensais.

        ENTÃO EU PERGUNTO: CADÊ OS 9K LIVRES?

        Isso SE a sua cesta custar 5,3% mais cara. A minha inflação é maior que essa, pelos tipos de produto que eu consumo, provavelmente anulando esse rendimento.

        1+
    • rafa_fv 3 de março de 2017 at 16:11

      Selvagem, o problema maior do bricklover é acreditar que o imóvel sempre valoriza ao menos a inflação e nunca deprecia. Se você conseguir quebrar esta barreira já acaba com os argumentos dele.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Fernando 4 de março de 2017 at 16:26

        Se o imóvel estiver a valor justo, isso é fato.

        0
    • rafa_fv 3 de março de 2017 at 16:16

      Se for em SP é só mostrar a matéria do tópico, queda de 2%, ou mesmo a do ZAP, queda real de 4,58 %. Com o valor em queda, investir em imóveis está pior até que na poupança, se comparar com LCs e TD fica até feio.

      3+
      • Fernando 4 de março de 2017 at 16:48

        De que adianta uma queda de 2% no último ano, mais 2%, se eu paguei 40% a menos do que o fingezap? Qual a diferença?

        0
    • Observador 3 de março de 2017 at 16:21

      Peça para ele aplicar no FGTS que ainda vai ser melhor!!!

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • anti_corvo 3 de março de 2017 at 16:27

      Analisando somente números, sem emoção, teria que saber o quanto pedem pelo aluguel de um apartamento de 1 milha equivalente ao que o cara acha que compraria por 1 milhão, pois mesmo que o tal ap de um milhão a preço de mercado seja dito que vale 2 milhões, se o aluguel de algo similar é de 3 mil por mês ele ainda assim não vale a pena de ser comprado.

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Observador 3 de março de 2017 at 16:30

    Lucas,

    Você que acompanha sempre leilões, o premiumleilões saiu do ar em definitivo?

    Já tem algum tempo que não consigo acessar

    4+
  • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 16:32

    Mais uma vantagem de alugar

    A história que vamos contar se passou num fórum de internet dedicado às finanças.

    Uma jovem viu uma boa oportunidade no chat de encontrar um marido milionário, pelo que deixou uma mensagem que dizia o seguinte:

    “Sou uma jobem bonita (eu diria que muito bonita!) de 25 anos, com formação e muita classe.

    Quero casar com alguém que ganhe no mínimo meio milhão de dólares por ano.

    Há por acaso nesse fórum algum homem que ganhe 500 mil dólares ou mais. Quem sabe as esposas dos que recebem essa quantia possam me dar alguns conselhos. Já namorei homens que ganham de 200 a 250 mil mas não consigo passar disso. E 250 mil dólares por ano não vão me fazer viver em Central Park West.

    Conheço uma mulher na minha aula de ioga que se casou comum banqueiro e vive em Tribeca. Ela nem é tão bonita como eu. Afinal, o que ela tem que eu não tenho? Como posso chegar ao mesmo nível dela?

    Rafaela S.

    Muita gente leu a mensagem dela, mas ninguém sabia o que dizer perante tão inusitado pedido de uma jovem aparentemente bela.

    Mas eis que um milionário de verdade respondeu à mensagem da jovem com uma resposta que vai te fazer rir por muito tempo.

    “Li sua solicitação com grande interesse, pensei cuidadosamente no seu caso e fiz uma análise da situação.

    Primeiramente, eu ganho mais de 500 mil dólares, portanto, não estou fazendo você perder tempo. Posto isso, eu coloco os fatos da seguinte forma:

    Visto pela perspectiva de um homem como o que você procura, esse é simplesmente um péssimo negócio.

    Veja por quê:

    Falando francamente, o que você propõe é um simples negócio. Você entraria com a beleza e eu, com o dinheiro. Proposta clara, sem mais delongas.

    Mas há um problema: com certeza, sua beleza irá decair e um dia ela irá terminar. O mais provável é que meu dinheiro continue crescendo. Em termos econômicos, você é um ativo que sofre desvalorização e eu sou um ativo que rende dividendos.

    Você não apenas desvaloriza como a sua desvalorização é progressiva. Aumenta sempre. Você é linda hoje, aos 25 anos, e vai continuar linda durante os próximos 5 ou dez anos, mas sempre um pouco menos a cada ano.

    O que isto quer dizer: que você está na época ideal para ser vendida e não comprada. Usando a linguagem de Wall Street, você está numa posição de ‘trading position’ (posição para comercializar) e não em ‘buy and hold’ (compre e retenha).

    Portanto, falando em termos estritamente comerciais, o casamento (que é um ‘buy and hold’)com você não é um bom negócio a médio ou longo prazo. Mas o aluguel pode ser pode ser um negócio razoável que podemos discutir.

    Eu penso que, com um certificado desses de ‘bem formada, com classe e maravilhosamente linda’, eu, um provável futuro locatário, quero o que é a prática habitual. Fazer uma prova, ou seja, um ‘test drive’ para concretizar a operação.

    Resumindo, como comprar-la é um mau negócio, visto sua desvalorização decrescente, eu proponho um aluguel pelo tempo em que o material esteja em boas condições de utilização.

    Esperando sua resposta, me despeço cordialmente

    Um milionário que por coisas dessas se tornou milionário

    49+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 3 de março de 2017 at 16:46

      Certeza que é Bolhista kkkkkk

      8+
      • avatar
      • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 16:50

        Cara, a regra é clara até para o Fernando:
        se está valorizando compre,
        se estiver desvalorizando alugue

        17+
        • avatar
        • Fernando 4 de março de 2017 at 16:44

          É exatamente isso que prego, independente do investimento.

          0
  • Coelho da pascoa 3 de março de 2017 at 16:38

    Isso não é possível! Como assim? Excesso de imóveis abandonados? Não acredito!!! O corvo sempre disse que a demanda era infinita!!!

    Vereadores pedem solução para imóveis abandonados

    A sessão ordinária da Câmara no pós-Carnaval foi marcada por diversas críticas dos vereadores ao governo municipal e à atuação de algumas secretarias. Dois dos parlamentares que cobraram ações efetivas foram o coronel Benedito Meira (PSB) e José Roberto Segalla (DEM). Ambos pedem que que a prefeitura encontre soluções para os imóveis abandonados, que causam insegurança aos vizinhos, além do risco à saúde pública.

    Meira e Segalla exibiram fotos de diversos imóveis abandonados, vários deles em bairros nobres da cidade. Os vereadores querem que o Poder Executivo coloque em prática o IPTU Progressivo no tempo, exigindo assim que os proprietários tomem providências, sob o risco de perderem o imóvel a médio prazo.

    http://www.jcnet.com.br/Politica/2017/03/vereadores-pedem-solucao-para-imoveis-abandonados.html

    9+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 16:48

      De acordo com o Trovit, na região metropolitana de São Paulo existem 1.3 milhões de imóveis para vazios para vender ou alugar, fora os abandonados (litígio, espólio e outros).
      Como na RMSP são cerca de 7 milhões de imóveis, temos então uma vacância superior a 20%.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 3 de março de 2017 at 16:51

        Lembrando que existem APENAS 711k clientes bancários com saldo superior à 250K
        Pergunto, vão vender pra quem?

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 3 de março de 2017 at 17:08

          Pois é, a conta não fecha, e para mim esse é o argumento mais forte para indicar que existe bolha. Como podem ser cobrados preços tão altos se não há pessoas com dinheiro suficiente para pagar os valores? É uma discrepância que cedo ou tarde vai ter que ser corrigida.

          16+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 19:00

          Destes 711k quantos não são proprietários de imóveis e desejariam sê-los???

          6+
          • avatar
  • JJJ_brasilia 3 de março de 2017 at 17:06

    Comentando os posts do Cesar e do Zé do Brejo:

    existem 1.300.000 imóveis vazios em São Paulo, e apenas 711 mil clientes tem saldo superior a 250K (que é considerado troco de pinga), mas os 711 mil com mais de 250K cada, não estão todos em São Paulo, uns 35% estão lá, o outros 65% estão espalhados pelo Brasil. A conta não fecha. É Bolha Imobiliária o nome deste fenômeno, simples assim.

    Existem 100X mais imóveis no Brasil do que pessoas com dinheiro para comprar, soft, SQN!!! KKKKK.

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 3 de março de 2017 at 17:09

      Opa, acabei escrevendo quase a mesma coisa que você, foi mal aí.

      4+
      • avatar
      • JJJ_brasilia 3 de março de 2017 at 17:13

        Foi mal, não Antigo, foi ótimo,

        A Bolha esta escancarada, só não vê quem não quer ou que recebe dinheiro para não mostrar.

        É sempre um prazer compartilhar o que enxergamos com um bolhista inteligente como você Antigo,

        Obrigado!!!

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Zé do Brejo 3 de março de 2017 at 17:24
    • Antigo 3 de março de 2017 at 17:43

      Muita gente jura que o pior já passou, e que o viés agora é de recuperação.
      Sinceramente não estou vendo nenhuma razão para otimismo ainda. Nada de concreto foi feito para tapar o buraco sem fim que cavaram para o Brasil. A leve melhora que tivemos nos últimos meses é baseada em otimismo pura e simplesmente em cima da capacidade do Temer de passar reformas.

      Mas qualquer pessoa com um pouco de inteligência sabe o Temer representa o status quo e que as reformas vão ser bem brandas.
      Para mim tanto faz, sinceramente. Se for o band aid for suficiente para evitar a morte do paciente, que seja, e paguem meus juros.
      Sou bastante cético com relação ao Brasil ter jeito algum dia…Mas até gostaria que tivesse.
      País grande, bonito, abundante, só falta o povo aprender a ser gente.

      Uma coisa que sempre me perguntei é como pode terra ser cara em um país com uma das menores densidades populacionais do mundo. Aqui tem terra a dar com o pau, moradia nunca devia ser um problema. E no entanto, estamos aqui discutindo crise econômica em um blog de bolha imobiliária.

      Banânia não é para amadores.

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 3 de março de 2017 at 19:35

        Antigo,

        A DESINFORMAÇÃO é muito intensa, ao mesmo tempo que a grande maioria das pessoas não tem espírito crítico, vejamos abaixo:

        http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/03/1862939-retomada-da-economia-cria-folga-para-governo-administrar-contas.shtml

        O título da notícia acima é que a retomada da economia cria folga para governo administrar contas. A maioria só lê o título. Ao ler o conteúdo da matéria, observamos que este “otimismo”, se deve a crescimento dos setores de alimentos, borrachas, plásticos e papelões.

        Agora vamos refletir sobre 2 dos setores acima: borrachas e plásticos. Qual um dos clientes representativos deles? O setor automotivo. Por que eles tiveram crescimento em produção e vendas?

        http://g1.globo.com/carros/noticia/producao-de-veiculos-sobe-171-em-janeiro-de-2017-diz-anfavea.ghtml

        Pela notícia acima, alguém ficaria ainda mais otimista, afinal a PRODUÇÃO de veículos cresceu 17,1% em janeiro, que “sensacional”, não é mesmo? Mais um sinal de que nossa economia está se “recuperando”, certo? Só isto já justifica o crescimento dos setores de plástico e borrachas, então o governo tem razão, certo? Vejamos:

        http://epocanegocios.globo.com/reuters/noticia/2017/02/epoca-negocios-venda-de-veiculos-novos-no-brasil-tem-pior-janeiro-em-11-anos.html

        Pois é, as vendas de janeiro já não foram assim tão boas, foram as piores vendas para um mês de janeiro em 11 ANOS.

        Como foi em fevereiro?

        http://g1.globo.com/carros/noticia/2016/03/producao-de-veiculos-cai-364-em-fevereiro-diz-anfavea.html

        Em fevereiro, como reação devido a queda de vendas mais subida da produção de janeiro, o setor automobilístico teve queda de 36,4% em sua produção em fevereiro, com isto, foi a pior produção desde 2002!

        E as vendas?

        http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,venda-de-veiculos-cai-7-6-em-fevereiro-e-tem-o-pior-desempenho-desde-2006,70001683274

        Pois é, repetindo o que aconteceu em janeiro, as vendas de automóveis em fevereiro tiveram o pior resultado desde 2006!

        Agora vejamos sobre o otimismo do segmento de plásticos para o ano de 2017. Sugiro que acessem o link da matéria e vejam o gráfico com a evolução dos últimos anos:

        http://www1.folha.uol.com.br/colunas/mercadoaberto/2017/02/1857416-industria-de-plasticos-tem-pior-receita-em-10-anos-mas-preve-alta-em-2017.shtml

        “Não esperamos uma recuperação, mas a expectativa é que o cenário não piore. Os setores automobilístico e de construção chegaram a níveis muito baixos e, agora, devem aumentar os pedidos”, diz o presidente, José Roriz Coelho.”

        “Os setores representam 15% da demanda de plásticos, fatia que já foi de quase 40%.”

        Viram quais as grandes apostas deles? O setor automotivo e de construção!!! Sim, o setor automotivo que em 2017 teve o pior primeiro bimestre em vendas dos últimos 11 anos e o setor de construção que está DESESPERADO e implorando semanalmente por socorros do governo federal!!! Qual a “lógica” deste segmento de plásticos para estar otimista? Os principais clientes chegaram a um nível muito baixo, logo não tem como piorar! Incrível a “profundidade” deste otimismo, não é mesmo? Como a PRODUÇÃO de automóveis teve crescimento relevante em janeiro, neste mês venderam muito plástico para o setor automotivo, mas já em fevereiro, nova baixa relevante que deve permanecer graças às constantes quedas de vendas de automóveis.

        E sobre o setor de borrachas, estão otimistas mesmo para 2017?

        http://www.borrachaatual.com.br/materia.php?id=Mzkz

        Trecho do link acima:

        “Perspectivas para 2017

        A indústria é conservadora quando prevê o balanço deste ano de 2017. “Num cenário bem realista, entendemos que o setor fechará 2017 sem crescimento, resultado muito ruim quando consideramos os investimentos realizados pelo setor nos últimos anos. ”

        Bem, como amostra, acho que é o suficiente para entender o quanto o “otimismo” do governo é UFANISTA. Este ILUSIONISMO é publicado junto com vários outros truques de DESINFORMAÇÃO e as pessoas vão replicando por aí, como disse acima, sem nenhum espirito crítico. Por isto que aqueles que são mais observadores, percebem que há uma distância enorme entre o otimismo que tentam plantar e a realidade dos fatos.

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Antigo 3 de março de 2017 at 19:51

          Você está certo mais uma vez. E dessa vez devo dizer: infelizmente.
          Triste ver que a indústria nacional, que nunca foi grande coisa, se ampara nesses segmentos tão debilitados quanto o automotivo e imobiliário.

          Claro que não há recuperação visível desses dois segmentos, então não dá para vislumbrar recuperação do resto da indústria de base…
          E toma-lhe desemprego, ociosidade na indústria, redução do PIB etc etc…

          2+
          • avatar
          • Lucas 3 de março de 2017 at 19:59

            vc lê a manchete é uma coisa
            lê o conteúdo é outra

            2+
            • Antigo 3 de março de 2017 at 20:02

              Pois é, parecem que fazer umas feitiçarias para a manchete sair bonita. Aí vai ler o texto e tá lá um monte de notícia ruim, que contradiz o título.
              Chega a ser má fé da imprensa… provavelmente precisam da grana dos patrocínios

              7+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Antigo 3 de março de 2017 at 20:02

                parecem fazer umas feitiçarias***

                2+
                • avatar
                • Lucas 3 de março de 2017 at 20:04

                  ou burrice mesmo
                  talvez, disse talvez eles quisessem dizer que desde jan de 2014 que não fecha tão poucas vagas, ou que foi menos pior desde que começou a dar merda

                  1+
                • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 07:58

                  Quem tem dinheiro está aguardando para saber, no ano que vem, se teremos um presidente esquerdista, intervencionista ou liberal.
                  Briga de Marx X Keynes X Mises

                  2+
                  • avatar
                  • Hunter 4 de março de 2017 at 14:04

                    Todo esquerdista é intervencionista. O Estado é o instrumento da “engenharia social”.
                    Mas, nem todo intervencionista é esquerdista.
                    Há os intervencionistas conservadores (vide neocons nos EUA), que também contam com o Estado para a imposição de seus valores.
                    Liberal, sim, é diferente disso.
                    Mas as chances de um liberal no poder, ainda mais em 2018, são nulas.
                    Ou seja: de um jeito ou de outro, teremos a continuidade de um governo intervencionista.

                    1+
          • Lucas 3 de março de 2017 at 20:03

            desculpa antigo
            não são o que os dados dizem
            a indústria está sim recuperando, tenho contatos no meio que confere isso
            o dado oficial no link do uol dá exatamente isto +10 mil vagas
            a queda agora se restringe a comercio/serviços e construção civil
            o terciário é sempre o ultimo a cair e o ultimo a recuperar E a Ccivil. entrou junto na treta por causa da bolha que eles mesmos se criaram

            4+
            • avatar
            • avatar
            • Antigo 3 de março de 2017 at 20:49

              Vi essa no site da Folha, parece haver uma leve recuperação da indústria em alguns setores e em algumas regiões do país:
              http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/03/1863416-brasil-fecha-408-mil-vagas-de-trabalho-com-carteira-assinada-em-janeiro.shtml

              O desempenho de janeiro foi puxado, principalmente, pelo comércio, que encerrou o mês com 60 mil vagas a menos. No setor de serviços, as demissões superaram as contratações em 9.500.

              Por outro lado, o resultado não foi pior devido ao desempenho da indústria de transformação, que garantiu um saldo positivo de 17,5 mil, e da agricultura, que teve 10,7 mil novas contratações.

              Na indústria de transformação,as demissões na área de produtos alimentícios e bebidas superaram as contratações em 12,7 mil.

              As regiões Sul e Centro-Oeste foram as únicas que registraram mais contratações do que demissões: 24,4 mil e 12,8 mil, respectivamente. O Nordeste (-40,8 mil), o Sudeste (-30,4 mil) e o Norte (-6,8 mil) reduziram a quantidade de empregos formais em janeiro.

              De toda forma, a situação continua uma bosta. Torço para que consigamos sair logo desse atoleiro.

              4+
              • avatar
              • avatar
              • Antigo 3 de março de 2017 at 20:51

                Mas não verifiquei direto os dados no site do Caged, que seria a fonte primária.

                0
      • BolhistaBR 4 de março de 2017 at 07:27

        Existe terra a dar com pau, mas as pessoas acabam se concentrando em determinadas cidades por questões econômicas.
        A densidade do país como um todo é baixa mas e a de cidades como Sp e RJ??

        0
    • Lucas 3 de março de 2017 at 19:13

      MUITO MAL ESCRITO

      “mas é o melhor janeiro desde 2014”
      Jan 2014 = +29.995
      Jan 2017 = -40.864

      UÉ? como pode ter sido melhor se foi pior?????
      melhor em |módulo| ????
      eu devo ser muito burro, não entendi essa.
      ou foi oTiago / Fernando que escreveu essa merda???

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 3 de março de 2017 at 18:57

    Saiu no IBGE
    Brasil fecha 40,8 mil vagas em janeiro.
    Rio de Janeiro e construção civil foram os campeões

    Agora vaiiiii

    5+
    • Lucas 3 de março de 2017 at 19:48

      veja aqui
      http://saladeimprensa.ibge.gov.br/noticias?view=noticia&id=1&idnoticia=3381&busca=1

      “rendimento nominal mensal domiciliar percapita da pop residente”

      não se assuste com o palavrão, nada mais é que a renda de todos os que trabalham no domicilio (cada domicilio tem 1,1 famílias, cada família tem 3,4 pessoas, incluindo agregados, eles são importantes, é a avó aposentada que as vezes sustenta todo mundo) somados, daí divide pelo numero de pessoas que moram no domicilio (que na média é 3,44 mas varia muito dum lugar pro outro e a conta leva isso), dái tem o percapita e só no final que tira a média simples, mas apenas pop residente, exclui os presos, os de passagem, portanto inclui a questão do desemprego

      por isto essa renda é só 1.200
      nela deve-se aplicar a regra do 1,4 conforme expliquei antes, nos EUA fazem por anual que é mais correto, aqui esquecem de outras rendas e distorce, mas talvez numa crise não seja 1,4 seja menos. Chega então em
      em 1.680 a média nacional ou 5.800 por domicílio (o 1,1) ou 5.300 por família. Em SP 8.300 No DF 11.322

      Gastos teto com habitação, incluindo condo, iptu, aluguel e parcelas do finame
      Em SP o teto é 2.8000
      no DF 3.800

      ai vc simula na CAIXA (ou onde for) quanto que deveria ser na média o preço dum imóvel
      EM SP estimo aí rapidamente um valor teto saudável de 280 mil reais contando isento de condo / iptu
      numa média de 75m² (a favor dos asseclas imobiliários) o fingizap deveria estar em 3,73 para SP, o fingizap dá 8,62
      ou seja ainda faltaria o fingizap murchar NO MÌNIMO outros 56% em média para mostrar a verdadeira realidade do mercado de SP, por coincidência é exatamente este valor que temos visto acontecer nos leilões, considerando custos do leiloeiro e judiciais, um desconto aí entre 65% e 70% na média que teremos o ajuste.

      AS minhas contas batem perfeitamente como engrenagens dum relógio Suiço, sem distorções, sem lógicas loucas, todos dados oficiais parrudos devidamente corrigidos sem exageros nem prum lado nem pro outro.
      César tenho alguma experiência em IBGE, consigo desagregar essas contas por setor censitário

      No passado brincávamos que estes 56% era o índice de GErson, eu que criei a brincadeira e a metodologia
      consigo saber exatamente no setor censitário de cada quadra ou bairro dos milhões de setores que o IBGE faz pro BR, calculo exatamente quanto seria esse índice de Gerson, mas sem entrar em questões de estoque, apenas o real potencial de compra, uma boa primeira baliza pra determinar o preço.

      10+
      • avatar
      • Lucas 3 de março de 2017 at 19:58

        índice de gerson do DF 37% (vcs estã menos pior)
        índice de gerson no RJ 70% (o pior do BR)

        faltou esse link pra calcular ZapGerson
        http://fipezap.zapimoveis.com.br/preco-medio-do-m%c2%b2-fica-estavel-no-primeiro-mes-de-2017-022016/
        o Dudu já percebeu, já ta se ligando do HOLOCAUSTO financeiro que o índice inocente dele causa e começa a tirar o dele da reta
        tá cada dia mais difícil pesquisar o reais por metro quadrado, agora ele abstrai um numero que era 90, foi pra 200.
        ah Dudu, com letras sou melhor ainda em matemática, numero sempre me atrapalhou, com letra o raciocínio matemático fica ainda mais nítido e limpo
        foge não Dudu!

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Margarida 3 de março de 2017 at 21:44

        Lucas, é o preço pelo qual foi arrematado esse imóvel em “Higienópolis”. 3623.37/m2 em julho de 2016. Dá uma lida nos registros da matrícula pra dar umas risadas. Arremataram por 558.000 e tentaram leiloar por 690.000 em fevereiro de 2017. Leilão encerrado sem lances. Condomínio: 2300.

        http://www.zukerman.com.br/ns/p/sp/sao-paulo/leilao-de-apartamento-higienopolis-zona-centro/10329/107521?telaCat=1

        Brasileiro não desiste nunca!

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 07:46

        Lucas
        Concordo totalmente com sua metodologia e conclusões.
        Baixei os microdados da PNAD e importei no Access, mas ainda não parei para espremer os números

        1+
  • Krusty 3 de março de 2017 at 19:47
    • Krusty 3 de março de 2017 at 19:49

      Vendo casa no Cidade Satélite para assumir prestações.

      Valor R$ 55mil e assume prestações
      (Não precisa transferir)

      Casa com 2qts sendo 1st, sala, cz, wc social. cerâmicas, forro de gesso, blindex. Terreno 12×42 murado, faltando finalizar a frente.

      -Foram pagos 2anos de prestações de um total de 360.
      -Valor da prestações estão em um valor de R$ 1.150,00 reais. sendo que baixa o valor todo mês.

      Fone: 95 99134-6915 James (Whatts)

      _________________________________________________________________________________________________

      não precisa transferir, tu paga no nome da 666

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Antigo 3 de março de 2017 at 19:55

    -Foram pagos 2anos de prestações de um total de 360.

    EITA QUE FINANCIAMENTO TOP ESSE, 360 anos de parcelinhas. Financiamento de tartaruga agora? Meu casco, minha vida? KKK
    (eu entendi, só estou brincando com o português confuso do 666)

    -Valor da prestações estão em um valor de R$ 1.150,00 reais. sendo que baixa o valor todo mês.
    AVOA TR, parcelas decrescentes! Como pode uma casinha simples dessa custar 300 barões (estimativa minha).
    Tem alguma coisa errada que não tá certa…

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Krusty 3 de março de 2017 at 20:02

    No OLX, na aba imóveis, joguem para pesquisa ‘passo’ ou ‘assumir’. Não clica em “Procurar pelo título do anúncio”

    Divirtam-se

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 3 de março de 2017 at 20:06

      Nova tendência de mercado para o amigo do antifragile que trabalha pintando placas. Após o Vende-se e Aluga-se, Passa-se.

      7+
      • avatar
      • avatar
    • antifragile 4 de março de 2017 at 08:22

      Com a palavra “repasse” encontra melhores resultados. Pelo menos para Fortaleza, onde foram encontrados 280 anúncios. É mais de 2% do total de anúncios para venda de imóveis.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Leonardo M. 3 de março de 2017 at 20:25

    A economia brasileira é como um jogo das finais na NBA
    Melhor de 7 jogos

    No momento está 3 X 0 pra crise. Mais 2 anos de crise e voltaremos ao PIB de 2007.
    Eu não me importo pq daí compro um bolhudo por 70% de desconto.
    2007 cerveja custava R$1,00 será que vamos voltar a isso tb!? Tomara!

    4+
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 3 de março de 2017 at 21:04

    Aos poucos as mascaras estão caindo.
    Construção: nada de otimismo para 2017.
    http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/imoveis/noticia/2017/03/construcao-nada-de-otimismo-para-2017-9739902.html

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Margarida 3 de março de 2017 at 21:56

    CVR

    Passei há pouco na rua de um prédio que foi entregue no ano passado. Ainda tem placa de “corretores de plantão”. Pelo jeitão do prédio, parece ter quatro apartamentos por andar. Em onze andares, seriam 44 apartamentos. Como da rua paralela dá pra ver a parte de trás do prédio, deu pra ver todas as janelas. ILAC 21 = 4,5% (2 apartamentos).

    Tem que relevar que é sexta e tal, né? Amanhã talvez dê uma passada lá pra ver se ainda tem dois pra eu comprar.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 3 de março de 2017 at 23:07

      Tem um prédio aqui no meu bairro de 8 andares e só tem um AP por andar.
      Ontem passei de noite é só vi 3 APS com luz acessa…

      5+
      • avatar
  • Money_Addicted 3 de março de 2017 at 23:16

    CVR – rapido

    vim passar uns dias em floripa,agora q acabou o carnaval, a cidade esta bem cheia ainda no entanto os restaurantes todos vazios.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 3 de março de 2017 at 23:23

      E os preços continuam bolhudo nos restaurantes?
      Várias vezes eu e minha esposa preferimos ir até BC pra comer do que comer em Floripa por causa do preço. Já comi melhor e mais barato na beira mar de BC do que na Lagoa dá Conceição

      2+
    • antifragile 4 de março de 2017 at 05:30

      O site é bonito e mais bem organizado que o OLX. Vou ver se consigo baixar os anúncios dele.

      0
  • Cadeludo 4 de março de 2017 at 00:03

    CDM
    14 coisas que só existem na ficção:
    – Socialismo e liberdade
    – Neoliberalismo
    – Lula não sabia
    – Capitalismo no Brasil
    – Estado eficiente
    – Trabalhador protegido pela CLT
    – PSDB de direita
    – Mídia imparcial
    – “Público, gratuito e de qualidade”
    – Socialista que entende economia
    – Apropriação cultural
    – Dívida histórica
    – O petróleo é nosso / o nióbio é nosso / xyz é nosso
    – “São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.”

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 4 de março de 2017 at 00:17

      Eu nem mais brigo por causa disso.
      Na verdade quanto mais caos mais aumenta o PMJ.
      Aprendi isso com um velho que frequenta esse blogs.

      Podemos mudar algo com nossa militância? Com esse monte de bonobobo ? Se até a Argentina que tem uma melhor educação que a nova votação nos Kirchner e outras tranqueiras o que esperar só bananense?
      Não sabem nem fazer conta de somar,subtrair,dividir e multiplicar e querem ser 1 mundo só porque “Deus é brasileiro”?

      Deixa a vida me levar, vida leva eu…
      Eu diria deixa o juros me levar, juros leva eu….

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 4 de março de 2017 at 09:11

      Aqui você pode escrever essas coisas, pois é um ambiente controlado em que a maioria das pessoas é anti-esquerda.
      Mas experimenta falar isso em público, ou num lugar qualquer do facebook… vão te comer vivo kkk

      É incrível como TANTA gente na Banânia acredita nessas 14 coisas. Em especial na última…
      Deviam ensinar na escola que todo Direito Social vem atrelado a um Dever Tributário do Estado.
      Que ele tira o dinheiro é das pessoas e não da bolsa mágica do Gato Felix.
      Que quem paga imposto não são ricos, burgueses e empresários, são os cidadãos comuns, já que os primeiros conseguem repassar os custos para os segundos…

      Ou seja, no fim a pessoa paga 30%~40% da sua renda para ter saúde lixo, educação com doutrinação, desemprego, transporte público ineficiente, moradia a preço bolhudo, lazer de filme brasileiro da ANCINE, e reforma da previdência…
      Muito dinheiro, pouco retorno!

      10+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 4 de março de 2017 at 09:18

        Não é só no Brasil infelizmente, o argumento de se dar tudo “de grátis” tem um forte apelo na mente das pessoas mundo a fora, veja os países onde o welfare estate atingiu os níveis mais elevados. Vejo gente acomodada e gastona todos os dias, não tem poupança pois acreditam que o governo vai cuidar delas e continuam votando em quem promete continuar com a farra.
        A dita “oposição” onde existe toca basicamente a mesma música e a vida continua até a próxima crise que obriga as pessoas a aceitarem a realidade na marra.
        O gênero humano tem suas fraquezas e todos se aproveitam delas, esquerda, direita, centro, etc

        5+
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 4 de março de 2017 at 09:23

          A maioria das pessoas simplesmente só vai votar em um partido ou coalizão de partidos que defende austeridade, perda de “direitos” e outras medidas impopulares quando se chega a um ponto onde a m… está tão grande que percebem que é melhor perder um pé do que perder a perna toda.
          A história humana está cheia de exemplos e isto não vai mudar.

          3+
          • avatar
          • avatar
  • Alemon Fritz 4 de março de 2017 at 00:33

    Turistas em Floripa… queima

    A previsão da Infraero era de que a Capital recebesse 666 voos charters de países da América do Sul, mas 133 foram cancelados até 31 de janeiro. (kkk…) 82 devido à baixa demanda de passageiros e 51 pela falta de autorização de operação

    A ocupação que oscilou entre 95% e 98% no ano passado, não passou dos 65% neste verão. (35%-)
    O problema é que os turistas não gastaram o esperado por restaurantes, hotéis e comércios
    Temporada de verão em Florianópolis é considerada boa, mas abaixo de 2016
    https://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/temporada-de-verao-em-florianopolis-e-considerada-boa-mas-abaixo-de-2016

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 4 de março de 2017 at 07:15

      Ufa, pensei ter lido voos 666 😀

      5+
      • avatar
  • gabi 4 de março de 2017 at 08:12

    “Uma construtora mexicana apresentou vendas fictícias no valor de 3,1 mil milhões de euros. O regulador do mercado de capitais norte-americano recorreu a imagens de satélite e desvendou a fraude”.

    Através do recurso a imagens captadas por satélite, a SEC ( Securities and Exchange Comission, a autoridade de regulação do mercado norte-americano conseguiu demonstrar que muitos dos empreendimentos que a Desarrolladora Homex garantia estarem finalizados e terem gerado receitas e lucros, não passavam, afinal, de informação enganadora. As imagens obtidas pelo supervisor mostraram uma realidade bem diferente daquela que era alegada pela Homex. Em muitos dos locais onde era suposto encontrarem-se as casas que a empresa afirmava ter edificado, apenas se viam terrenos sem qualquer sinal de terem, sequer, sido o palco de trabalhos de preparação para a construção.
    A empresa registou durante três anos, nas respetivas demonstrações de resultados, o volume de vendas obtido com a colocação no mercado de 100 mil casas fictícias, correspondente a 3,3 mil milhões de dólares [3,1 mil milhões de euros]. Numa declaração oficial, citada pela Bloomberg e assinada por Melissa Hodgman, diretora do supervisor, a SEC revelou ter utilizado “imagens de satélite de alta resolução, bem como outras técnicas inovadoras de investigação, para descobrir que dezenas de milhares de casas, supostamente construídas e vendidas, eram, na verdade, nada mais do que terrenos vazios”.
    As conclusões da investigação não tiveram consequências para a Homex, empresa que já foi a maior construtora do México, mas que passou por uma grave crise por endividamento excessivo. A nova administração cooperou com a SEC no processo de averiguação da fraude, o que levou os responsáveis do regulador a decidirem não aplicar qualquer coima. As ações da empresa foram suspensas da cotação em bolsa durante quinze dias, período que termina a 17 de março próximo, devido “à falta de informação rigorosa e adequada” nos relatórios anuais. A Homex entrou em processo de insolvência em 2014, do qual saiu um ano depois.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 4 de março de 2017 at 08:58

      Desarrolladora ou enroladora?

      Adoro trocadilho besta 😀

      2+
      • avatar
      • Carlos 4 de março de 2017 at 09:02

        Vendas falsas? Estes mexicanos devem ter aprendido com as destrutoras brazucas.

        “La constructora mexicana, Desarrolladora Homex llegó a un acuerdo para resolver cargos de reportar ventas falsas para aumentar ingresos, en lo que autoridades estadounidenses informaron la mañana de este viernes fue un fraude contable por 3,300 millones de dólares.”

        http://eleconomista.com.mx/industrias/2017/03/03/homex-llego-acuerdo-ventas-falsas-casas-eu

        4+
        • avatar
        • avatar
    • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 12:25

      Pera ai, cada casa custou em média 33 mil dólares e com um salário mínimo a 1200 dólares dá para comprar uma casa com 28 mêses de salário mínimo?
      Igualzinho no Brasil kkkkk

      0
  • Bauru Bolhudo 4 de março de 2017 at 08:12
    • Bauru Bolhudo 4 de março de 2017 at 09:41

      Achei o tamanho: 270.000m2.

      https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Cidade_Administrativa_de_Minas_Gerais

      Supondo 2bi no preço de venda da R$7400/m2.

      Rsrs….Se chegar em R$4000 eu compro.

      2+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 4 de março de 2017 at 09:46

        O elefante branco deixado de herança pelo Aécio Neves, aliás Aécio é a prova viva de que brasileiro em geral e retardado e vota com a bunda.
        Foi eleito em grande parte devido ao capital político do avô, Tancredo, que sempre foi um político venal e inespressivo, a coisa mais importante que Tancredo fez foi morrer.
        Por alguma estranha razão isto fez os retardados passaram a tratar o morto como um grande político.

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 4 de março de 2017 at 09:51

          Para quem não se lembra ou não sabe Tancredo só foi aceito pelos milicos justamente por ser um bunda-mole venal, temiam passar o poder a Ulysses Guimarães, Aureliano Chaves ou Marco Maciel.

          6+
          • avatar
          • Bauru Bolhudo 4 de março de 2017 at 09:57

            Essa eu não sabia. Era muito pequeno para acompanhar política.

            3+
            • avatar
      • Antigo 4 de março de 2017 at 10:03

        Com a quebra dos estados, imagino que muitos prédios, casas, terrenos que estejam nas mãos dos governos estaduais sejam postos à venda.
        Mais oferta pressionar a bolha…
        É soft?

        3+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Bauru Bolhudo 4 de março de 2017 at 10:21

          Inclusive o governo federal divulgou ano passado que iria por a venda vários imóveis, não tenho acompanhado se está conseguindo.

          0
          • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 12:28

            Eu acompanhei por um tempo, colocaram em leilão e quase não teve lances, dai foi para a CEF que reduziu o valor em 40% e está colocando a venda direta em pequenos lotes.

            1+
            • avatar
      • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 12:35
        • Bauru Bolhudo 4 de março de 2017 at 12:47

          Esse aí é um quase na planta.

          0
      • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 13:11

        Se o governador disse que vale 2 bilhões e se quem comprar for alugar por 1% ao mês, o governo irá pagar um aluguel de 20 milhões.
        Mas, pera ai, aluguel não é dinheiro jogado fora?

        1+
  • antifragile 4 de março de 2017 at 08:42

    Adorei a ideia do Krusty de buscar por anúncios no OLX com palavras sinônimas do desespero. Ele sugeriu “passo” e “assumir”, e eu gostaria de propor mais algumas:

    “troca” (450 resultados para Fortaleza)
    “repasse” (280)
    “permuta” (98)
    “carro” (1605)
    “moto” (306)

    Façam aí uma busca na cidade de vocês.
    Dá quase pra sentir o gosto das lágrimas dos motumbados.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 4 de março de 2017 at 08:53

      Logo logo vai ter gente aceitando filhos, rins, cachorro, a mulher, a sogra…

      3+
      • avatar
      • avatar
    • antifragile 4 de março de 2017 at 09:07

      Caramba.

      Agora deu dó.

      Procurem também por “urgente”.

      O desespero é palatável.

      Também dá pra ver o quanto o bananense é analfabeto funcional. Não sabe pontuar um texto, ou pelo menos escrever uma frase completa.

      Exemplo:
      vendo uma casa na Rua XXX em frente de uma creche em frente uma parada de ônibus vendo uma casa com os móveis todo mobiliado pois eu só leva minhas roupas e as coisas do meu salão a casa tem 2 quarto cozinha banheiro quintal para acesso a outra rua garagem e sala Tô vendendo 150.000 com os move a casa está todo na coluna pronta para morar

      7+
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 4 de março de 2017 at 09:12

        Lembra da frase de Joseph Patrick Kennedy, pai do ex-presidente dos EUA John Kennedy antes da queda da bolsa em 1930?

        “se pessoas mal instruídas estão começando a investir, é bom começar a vender os meus papéis, pois essas pessoas não sabem o que estão fazendo e vão acabar gerando um tremendo estrago“.

        As destrutoras e corvos venderam e idéia de que qualquer um poderia ficar “rico” mas usando tijolos mágicos.

        6+
        • avatar
        • avatar
  • Carlos 4 de março de 2017 at 08:45

    OFF – Bolha down under.

    Nem todos são vendidos nos meios jornalísticos, as vezes apareçe uma boa alma recomendando aquilo que é realmente o melhor para o cidadão.

    Conselheiro financeiro recomenda a molecada que não se preocupem com o preço dos imóveis mas sim em ficar líquidos.

    “But what I started to notice years ago as a tax accountant and financial planner was that people were losing money on purpose and calling it negative gearing — as if the concept of purposefully losing money every year was a smart investment strategy in the hope that over the next decade the investment would go up in value enough.”

    ARTIFICIALLY INFLATED

    So property can sometimes go bad. But the issue for the current generation of homebuyers is that it is becoming less likely for property to pay off.
    “In Sydney, the property market has done remarkably well for decades, but now house prices are 12.2 times the average annual household income, I’m willing to say that even if it does go up in value, the mathematics required for rises to exponentially continue at this point would also require extreme, unimaginable, impossible affordability,” Mr Daniel said.

    He said the housing boom — fuelled by record levels of foreign investment — has artificially inflated house prices, to the point that property is not such a great investment anymore.

    Malditos chineses! Mal posso ver seus movimentos 😛

    According to the latest report released by the Foreign Investment Review Board (FIRB), overseas buyers invested $60.75 billion into Australian residential real estate in 2014-15. That’s 75 per cent more than approved investment in 2013-14 and 254 per cent more than 2012-13.
    “China was the largest investor, with three times more than the closest competitor, which was America,” Mr Daniels said.
    “And Chinese nationals are very keen to get their money into Australia for a number of reasons, so they have motivation beyond simply buying a property as an investment and hoping it goes up in value.”
    “https://cdn.tspace.gov.au/uploads/sites/79/2016/03/FIRB-AR-2014-15.pdf

    If you invested the difference between the rent you pay and what your potential mortgage repayments and ownership costs might be, assuming it is no less than an extra $100 a week, Mr Daniel said you could have squirrelled away around 80 per cent of the returns of buying and selling a home in ten years.

    http://www.news.com.au/finance/real-estate/buying/millennials-should-shun-the-property-market-and-invest-in-super-instead/news-story/248b1d0a1359e3242357ac60d98f51ce

    2+
    • avatar
    • antifragile 4 de março de 2017 at 08:50

      É uma pena que no meio jornalístico daqui esteja faltando gente que mande a real pro grande público.

      0
      • Carlos 4 de março de 2017 at 08:54

        Este artigo é bem fora do comum, se der uma olhada nos outros do mesmo site são bem parecidos com os do Brasil.

        1+
    • Carlos 4 de março de 2017 at 08:51

      Maldito inglês wallabie, mal posso entender seus movimentos 😛

      squirrel away = alguma coisa que pode te fazer economisar muito dinheiro.
      Tem a ver com o hábito dos esquilos, e dos bolhistas, de guardar as nozes…

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 4 de março de 2017 at 09:03

        É nozes!

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 4 de março de 2017 at 09:05

          Bolhista esquilo 😀

          2+
  • Carlos 4 de março de 2017 at 09:37

    Veja esta belo gráfico com os valores investidos em welfare pelos presidentes americanos, liberais e conservadores.

    Federal-Welfare-Soc-Services-SNAP-Spending-1959-to-2014

    1+
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 10:00

    O cisterco é mortífero, ainda que cor de bidê azul.
    Latrocínio cresce 80% no RJ; com 6 mortes em 60 dias, Uber é alvo .
    https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/03/04/apos-aumento-de-80-em-latrocinios-rj-ja-teve-seis-mortos-em-uber-em-2017.htm

    2+
    • avatar
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 10:03

    Pouco antes do início da bolha.
    “Considerando apenas janeiro deste ano, outro número alarmante: com 25 registros, foi o maior neste mês desde, pelo menos, 2003 –último ano cujas estatísticas estaduais estão disponíveis mensalmente”.

    0
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 10:05

    Algo está mais errado que o normal.
    ‘A título de comparação, no Estado de São Paulo a ocorrência de roubos seguidos de morte subiu 1,4% entre 2015 e 2016″.

    0
  • Alemon Fritz 4 de março de 2017 at 10:22

    Por mês, 100 imóveis são retomados pela Caixa por falta de pagamento
    por mês em Mato Grosso do Sul.

    o índice é considerado pequeno diante da média de notificações mensais realizadas pelo banco por não pagamento de financiamentos imobiliários. Em média, são de dois mil a 2,5 mil novas notificações a cada 30 dias.

    as notificações demoram até 360 dias para chegar a até o inadimplente.
    Agora, essas 2 mil notificações serão feitas digitalmente para todos os cartórios do Estado. Isso agiliza muito esse processo”
    http://www.correiodoestado.com.br/economia/por-mes-100-imoveis-sao-retomados-pela-caixa-por-falta-de-pagamento/299140/

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 10:25

    Agora não querem ser chamados de milionários ???? KKKKKK

    Valor do IPTU sobe mais de 500% em bairro de Arandu, dizem moradores.
    ‘A visão que se tem é que somos milionários’, reclama aposentada.
    Prefeitura justifica que região estava há 20 anos sem reajustes.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • João Adamastor 4 de março de 2017 at 10:38

    Algum bolhista para ajudar um pobre bolhista.
    Estou QUERENDO adquirir um lote na minha cidade, mas acontece que a loteadora encontra se com pendência junto a caixa. Os lotes não dão financiamento por causa desta pendência.
    Encontrei algumas ofertas boas, coisa de 40% de desconto em localização excelente (custo de oportunidade).
    1 – Caso eu adquirir um lote e pagá-lo à vista, poderá futuramente dar algum problema judicial?

    0
    • Fernando 4 de março de 2017 at 11:32

      Fuja dessa roubada. Segurança jurídica é importante. Por isso sempre digo que é melhor financiar depois quitar, com um intermediário que é o banco.

      Deixe para os bolhistas “ixpertos” comprarem a vista.

      1+
      • CA 4 de março de 2017 at 12:02

        Kkkk

        Fernando,

        Ainda na competição com o Thiago FM para ver quem é o mais DESCARADO???

        Quer dizer que é melhor comprar financiado e pagar algumas vez mais do que a vista e ainda, sobre um preço muito superior ao que vale e ao que será cobrado no futuro, porque você tem mais “segurança juridica”???

        Quer dizer que se você tiver problemas financeiros sérios e não conseguir pagar 3 parcelinhas seguidas, o banco vai lá, retoma o imóvel que na realidade já pertence a ele (você só tem o direito de uso, ao quitar é que vira seu) e é isto que você considera uma maior segurança jurídica??? Mais segurança para o banco, né?

        8+
        • avatar
        • avatar
        • Fernando 4 de março de 2017 at 16:21

          Quem falou em pagar algumas vezes mais?
          Vc interpreta as coisas da sua cabeça, inventa tudo.
          Já falei, nem perco mais meu tempo com vc. Pq vc vem perder o seu comigo?

          0
      • Antigo 4 de março de 2017 at 12:08

        Fernando, depois você calcula os custos dessa ‘consultoria jurídica’ que você está terceirizando para o banco.
        Mesmo que você assine o contrato de financiamento num mês e quite todo o saldo devedor no mês seguinte, vai embora uns 2% a 3% de taxas variadas que vai ser obrigado a pagar, como avaliação do engenheiro, avaliação jurídica, confecção do contrato etc.
        Sai bastante caro.

        No entanto, em certa medida eu concordo contigo. Segurança jurídica é fundamental. Vale a pena perder um tempo se debruçando sobre toda a documentação, ou pagar uns mil reais para que um advogado de confiança faça isso. Do imóvel, do proprietário, da empresa do proprietário, da esposa etc…

        É tanto trabalho que prefiro alugar mesmo.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Fernando 4 de março de 2017 at 16:19

          Verdade.

          O seguro fiança também sai barato.

          0
        • Fernando 4 de março de 2017 at 16:24

          No meu caso:

          Imovel 550 mil
          Avaliação 1800.
          É só.
          Os outros seguros são calculados mensalmente, no caso de quitação antecipada não há pagamento, só do SD.

          0
          • Observador 4 de março de 2017 at 16:33

            “E só”….”os OUTROS SÃO CALCULADOS MENSALMENTE”

            Logo nao é só!! De qualquer forma, precisamos tomadores de crédito!!

            Você não etendeu que não é proprietário! Também vive de aluguel!! Aluga o dinheiro do banco suportando todo o risco de desvalorização e depreciação do bem!

            1+
            • Fernando 4 de março de 2017 at 16:35

              E vc não entendeu que paguei muito barato?

              0
              • Observador 4 de março de 2017 at 16:39

                Poste o prédio e uma foto tirando os dados pessoais da escritura. Aposto que em 15 minutos encontram preços “anunciados” menores.
                E acorda, O IMÓVEL AINDA É DO BANCO!

                0
            • Fernando 4 de março de 2017 at 16:45

              Se eu tenho uma dívida de digamos, 350 mil, e tenho investimentos, digamos 800 mil, eu sou proprietário?

              0
              • Observador 4 de março de 2017 at 16:51

                Pode ter investimentos de 5 milhões…mas até quitar o SD e for averbada essa condição no CRI, o imóvel ainda não é seu!!

                4+
                • avatar
                • Fernando 4 de março de 2017 at 16:54

                  Ok, entendi o seu ponto de vista.

                  0
    • Antigo 4 de março de 2017 at 12:14

      João, detalha mais que pendências são essas para que possamos te ajudar. Os lotes estão regulares? Registrados em cartório? O proprietário possui dívida com a Caixa, é isso?

      2+
      • avatar
      • João Adamastor 4 de março de 2017 at 13:08

        Não sei dizer qual situação a empresa se encontra, só sei falar que os lotes estão registrados em cartório e na prefeitura. Este lote que citei, caso feche negócio, será de terceiro e se encontra escriturado em cartório. Como sei se o lote está “limpo” e que futuramente não serei prejudicado? Por onde vejo essa situação?

        0
        • Antigo 4 de março de 2017 at 14:15

          Você pode solicitar uma certidão de ônus do terreno no cartório em que ele foi registrado. Nessa certidão vai dizer se o imóvel possui pendências (não todas). Esse seria o primeiro passo. Essa certidão tem todo o histórico do imóvel. Sendo um lote, o histórico não deve ser longo.

          Vale também solicitar ao terceiro (ou você mesmo procurar) certidões negativas de débitos com a fazenda, ações trabalhistas, tributárias e títulos de protesto, todas essas relativas ao proprietário do imóvel. A lógica é que todas essas pendências podem recair sobre os bens do proprietário, e o juiz pode alegar que ele estava vendendo para não ter como arcar com elas, anulando a ‘venda’. Brasil é tenso.

          Minha sugestão é você conversar com alguém que seja safo nisso, algum amigo advogado ou algum malandro da região acostumado a lidar com terrenos.

          2+
          • avatar
          • avatar
          • João Adamastor 4 de março de 2017 at 14:30

            Obrigado!

            0
    • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 12:57

      Não importa quanto deram de “desconto”, adquirir algo que está em desvalorização é garantia de que irá perder dinheiro.
      Pesquise quanto valia um terreno semelhante a este em 2004 e corrija pelo IGP-M, compre apenas se estiver abaixo deste valor.
      É só ir na biblioteca que eles tem uma sessão com jornais velhos e procurar nos classificados ou ver no registro de imóveis um que tenha sido averbado neste ano.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • João Adamastor 4 de março de 2017 at 14:29

        Cesar, compreendo e compactuo do que você disse. Porém, esse loteamento é novo na cidade (2011) e já tem várias construções no local, casas de médio padrão. Quando lançado em 2011 os preços eram de 60k a 90k dependendo do tamanho e localização. Este fica num local bom, além do tamanho excelente. A média de preços que o pessoal pede é de 100k, uns 90, 100 e outros 120k. Vi alguns pedir 80k, coisa que era difícil nos anos anteriores.

        0
  • Alemon Fritz 4 de março de 2017 at 10:41

    Ontem, uma colega que trabalha aqui estava dizendo pra uma amiga pra contratar o filho ela que é engenheiro civil para construir as 3 casinhas no fundo do quintal para Alugar pós aposentadoria..
    a outra respondeu: não precisa, as casinhas vão ficar escondidas atrás no terreno..
    kkkk
    eu: hoje eles estão fiscalizando por satélite…
    ela: desgraçados, por isso aumentaram meu iptu…. kkkkk

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 4 de março de 2017 at 10:45

      Espera até as prefeituras descobrirem que você pode compra um drone da chinae fotografar todas as propriedades em detalhes e bem baratinho }:P

      3+
      • avatar
    • Alemon Fritz 4 de março de 2017 at 11:04

      o pior é essa velhinha meliante me enche o saco que alugar é jogar dinheiro fora,
      e o que ela fazer…3 casinhas pra alugar… 666 esquizofrenicos na distopia

      Distopia:
      São geralmente caracterizadas pelo totalitarismo, autoritarismo bem como um opressivo controle da sociedade. Nelas, caem-se as cortinas, e a sociedade mostra-se corruptível; as normas criadas para o bem comum mostram-se flexíveis. Assim, a tecnologia é usada como ferramenta de controle, seja do Estado, de instituições ou mesmo de corporações.

      2+
      • avatar
  • Alemon Fritz 4 de março de 2017 at 11:23

    Neverland, de Michael Jackson, está à venda e em ‘promoção’
    está sendo vendida com 33% de desconto.
    12.598 metros quadrados de estilo francês, piscina de 14m de profundidade, sala pra 50 pessoas, bar, lavanderias etc
    http://veja.abril.com.br/economia/neverland-de-michael-jackson-esta-a-venda-e-em-promocao/

    1+
  • Alemon Fritz 4 de março de 2017 at 12:14

    Pesquisa Creci-SP mostra desempenho do mercado

    “Depois da bonança, a ressaca.”
    As vendas (usados) despencaram 43,02% na comparação com dezembro,.
    Comparado ao índice do mesmo mês de Jan 2008 (0,4894), a queda foi de 69,92%.

    “Quanto mais caro e difícil o acesso à casa própria, …, mais a locação tende a crescer”.
    https://www.jornalspnorte.com.br/pesquisa-creci-sp-mostra-desempenho-do-mercado-em-janeiro/

    4+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 12:49

      Uauuu, aumentou 74% a quantidade de imóveis locados de 2015 para 2016.
      Será que as pessoas estão entendendo que é melhor alugar do que adquirir algo que está desvalorizando?
      Será que as pessoas compreenderam que não precisam ser proprietárias de um imóvel, mas apenas possui-lo, conseguindo morar em um maior, melhor e mais bem localizado do que pagando uma parcelinha para morar num pombal no c_u do judas?
      Será que perceberam que manter-se líquido permite uma melhor qualidade de vida é o aproveitamento de oportunidades que surgem para que não está comprometido financeiramente e algemado a uma dívida?
      Ou será que apenas acabou o dinheiro para comprar mais tijolos mágicos?

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • MARK 4 de março de 2017 at 12:34

    CVR – Uma amiga minha que trabalha comigo em outro horário veio me contar a novidade, aproveitou uma grande oportunidade e levou uma motumbada colossal, quer dizer, comprou um bolhudasso no Avant Garde, aqui em Santos. “sabe, tinha piscina né, é maior e bem mais próximo da minha filha… então peguei o resto da herança e o meu marido pegou umas economias, demos a entrada e financiamos… agora estamos vendendo o outro pra tentar quitar.” Gente, eles tinham acabado de comprar um bolhudo minúsculo no bairro banbanban, enfim descobriram que era minúsculo (jura que não deu pra perceber o tamanho? dãn!), aí deram a grande cartada, vamos comprar um maior e bem mais caro, 20m2 a mais. Eu falando, você não vendeu o primeiro? Você sabe que pra vender está um inferno vender tijolos? “É… agora estou vendo que está difícil vender, já até baixamos o preço mas ainda não foi.” Me segurei pra não chamá-los de burros. Ela já tinha um apartamento ótimo antes do segundo casamento que ficou pra filha morar e pra ela continuar pagando o condô, junto com o novo marido compraram o minúsculo, não bastasse a asneira da compra do cubículo, compram um que sabe Deus se terão como pagar o condomínio e IPTU. Ah… agora aguentem e espero que a piscina ajude a economizar nas viagens, pois as parcelinhas do finan chegam todo mês né… Bicho, mulher quando encasqueta com alguma coisa é ph… Nem falei mais nada, sorri e desejei sorte na venda.

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 4 de março de 2017 at 12:35

    Ficou muito para cima, replico aqui e aproveito para complementar minha resposta. Trata-se de debate que começou com observação sobre o absurdo do aumento de preços dos imóveis no Brasil frente a nossa densidade demográfica.

    “BolhistaBR 4 de março de 2017 at 07:27
    Existe terra a dar com pau, mas as pessoas acabam se concentrando em determinadas cidades por questões econômicas.
    A densidade do país como um todo é baixa mas e a de cidades como Sp e RJ??”

    Respondo:

    http://www.maiscuriosidade.com.br/25-coisas-assombrosas-sobre-toquio/

    “São 14 mil pessoas por quilômetro quadrado vivendo na capital japonesa, o dobro da densidade populacional de São Paulo.”

    https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=/amp/super.abril.com.br/blog/crash/pronto-ja-temos-a-maior-bolha-imobiliaria-da-historia-da-humanidade/amp/&ved=0ahUKEwig_4q3iL3SAhWIvZAKHRROBRAQFggtMAQ&usg=AFQjCNEIhn50efkvwsBa7lCQ1bUIN3jo-A&sig2=Y4rEjyL3fJjjThjqMMNFCA

    Trecho do link acima:

    “A bolha mais violenta de todos os tempos foi a do Japão. Entre 1985 e 1991 os preços dos imóveis subiram 180%, em média, nas maiores cidades de lá. Quase uma triplicada em seis anos. Mas agora já era. Deixamos os japoneses para trás: em São Paulo, foram precisamente 181% de aumento, em seis anos […]”

    Ah, mas é claro que não podemos perder de vista que São Paulo é o centro financeiro do Brasil, um país em desenvolvimento, enquanto a pobre Tókio é o centro financeiro de um país desenvolvido com renda per capita muito superior a nossa, infraestrutura viária MUITO superior, etc…

    Não devemos esquecer também que as nossas crises fiscal, de corrupção institucional e política, bem como a nossa alocação de recursos / incentivos durante a bolha conseguiram ser muito piores do que no caso da bolha imobiliária japonesa.

    “Detalhe”: os preços de Japão / Tokio já caíram muito depois do pico mencionado acima, ou seja, analisando sob este aspecto a expectativa é que os preços de São Paulo e Rio de Janeiro despenquem violentamente…

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • thiago fm 4 de março de 2017 at 13:10

    job

    Esse blog é a oposição, contra tudo e todos que desde criancinha põe na cabeça da gente “quem compra terra não erra, tijolo é moeda forte, imóvel se compra, não se vende”. Quem vai contra as idéias desse blog como tem alguns por aqui, nada mais são que 99% da população bananense.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar

    Ao meu ver o calcanhar de Aquiles desse blog é justamente esse: ignorar o poder que o pensamento da maioria exerce sobre o mercado. Há uma tendência intrínseca por aqui de tentar analisar o comportamento e as tendências do setor imobiliário e dos preços através de um prisma de racionalidade financeira que só poupadores e pessoas que têm disciplina financeira possuem.

    É verdade que a crise ajuda a amenizar “à força” o comportamento 666 de apego aos supérfluos e ao mesmo tempo ensina as pessoas a temerem um pouco mais o endividamento, porém todos hão de concordar que a sociedade brasileira está muito longe de converter o perfil tradicional que é de um baixíssimo nível geral de educação financeira, marcado por um comportamento que além de ignorar a poupança e os investimentos de longo prazo, ainda se mostra plenamente permeável e permissivo em relação aos juros pornográficos que envolvem a tomada de crédito no país. Num terreno “fértil” como esse, não é surpresa que a cultura da parcela prospere com tanta facilidade, principalmente nos financiamentos imobiliários que estão atrelados ao maior sonho de consumo das famílias. Quem por exemplo nunca teve que ouvir resignado a velha frase: Quem não faz dívida, não consegue nada!?

    Eu noto que no blog alguns tentam sustentar de forma lógica a presença da bolha pela mera convicção de que comprar um imóvel hoje não vale a pena em termos financeiros, porém quem pensa dessa forma ignora que não são constatações mutuamente excludentes. Se considerarmos que não é de hoje que o Brasil se consolidou como o paraíso dos juros reais no mundo, poderíamos perfeitamente chegar à conclusão de que nunca valeu a pena comprar imóvel no país, partindo apenas da premissa objetiva do custo de oportunidade financeira. Isso não condiciona a conclusão de que a aquisição de imóveis em paralelo no mesmo período tenha sido uma ótima ou péssima decisão, ainda que na reconstrução histórica dos preços, os imóveis tenham dobrado em relação aos demais preços nos últimos 40 anos. Na verdade quando se pensa em retorno de um investimento ou aquisição, percebemos que tudo depende do momento e circunstância, já que um ótimo investimento hoje pode ser um péssimo amanhã e vice-versa.

    Um exemplo clássico usado aqui para demarcar a insustentabilidade dos preços é a comparação usual do retorno do aluguel sobre o preço de venda com o retorno médio da renda fixa. Vejo muitas pessoas tomando como parâmetro o fator X 100 -150 do início da década de 2000, sem lembrar que na mesma época em que se praticava essa relação, o retorno real da renda fixa era muito maior que o atual, o que nos permite concluir que mesmo antes do salto dos preços dos imóveis, o aluguel já compensava muito em termos financeiros, ainda que eventualmente não tanto quanto agora. Por isso não canso de repetir o quão importante é ter em mente o contexto e perspectiva das coisas.

    Para ilustrar um pouco os argumentos, segue um gráfico que compara os índices brutos do CDI e de valorização dos imóveis, por meio do qual podemos constatar que a atratividade tempestiva de cada ativo depende muito do timing de entrada e saída, o que não quer dizer que o retorno real no longo prazo tenha sido decepcionante para um lado ou outro.

    Além das premissas conceituais tratadas, o gráfico acima nos permite inferir que o patamar dos juros na economia é um dos vetores principais da ideia de custo benefício dos ativos e dos preços dos imóveis, pois atua diretamente na atratividade desses ativos e consequentemente na valorização dos mesmos. Isso se explica pelo fato de que investidores e seus dinheiros de uma forma geral tendem a buscar a maior rentabilidade possível, da mesma forma que o custo dos financiamentos buscados para moradia pelos mais leigos também torna-se mais alto ou mais baixo dependendo das taxas oferecidas num determinado período, com reflexo direto no poder de compra das famílias e na demanda potencial de mercado, que por sua vez pode influenciar os preços dependendo da disposição dos compradores e vendedores em aceitar ou não os postos em negociação. Isso não quer dizer que os juros determinem diretamente os preços, mas como balizadores da economia no que se refere ao custo real do dinheiro, ele se torna um vetor importantíssimo para bancos, proprietários e famílias (locatários ou não) na hora de intermediar ou fechar uma negociação.

    É importante que se tenha a compreensão de que a determinação do preço negociado no mercado funciona como uma espécie de “cabo de guerra”, em que vendedores e compradores puxam a corda para seu lado conforme as forças que detém naquele momento, em busca do melhor custo-benefício possível, que na ótica da maioria dos brasileiros não necessariamente representa um benefício financeiro e objetivo. Por esse motivo, enquanto houver pessoas dispostas a pagar os preços atuais em condições minimamente sustentáveis para manter o mercado de pé, não há porque esperar que algum dos lados consiga puxar com força extrema a corda para seu lado, deslocando fortemente a tendência natural dos preços de buscarem um equilíbrio na relação entre oferta e procura.

    Para ilustrar melhor esse processo segue um gráfico sobre as expectativas dos potenciais compradores em relação aos preços dos imóveis na próxima década. Embora a maioria enxergue os imóveis caros hoje, a maior parte dessas pessoas não crê que os preços vão se manter abaixo da inflação nos próximos dez anos. Nesse sentido não há razão para acreditar que os proprietários cedam a corda nesse cenário, se os próprios compradores não anseiam por isso, nem demonstram disposição para puxá-la para seu próprio lado.

    Na linha do que foi exposto devo perguntar: Quem vocês acham que vão direcionar o mercado? Os 99% dos brasileiros ou aquele 1% bolhista?

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 13:15

      Thiago fm, eu não preciso fazer muitas contas, se por causa do comportamento da manada o valor do imóvel NUNCA cair abaixo de 150X então eu SEMPRE irei preferir aluga-lo.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 4 de março de 2017 at 13:24

        Cesar_DF,

        Isto nunca aconteceu em nenhum lugar do mundo, é só a nova argumentação ILÓGICA e non-sense do Thiago FM, no mundo se FAZ DE CONTA que ele inventou, apenas isto…

        3+
        • avatar
        • avatar
      • thiago fm 4 de março de 2017 at 18:31

        Cesar acho que você e a maioria nunca vão comprar…talvez nem eu mesmo. Só que você faz parte do 1%, correto?

        0
    • CA 4 de março de 2017 at 13:22

      Thiago FM,

      De novo o “querer é poder”???

      Kkkk

      Não cansou de ser ridicularizado com a brilhante teoria acima?

      Esqueça, não interessa o nível de “consciência” ou informação de compradores e vendedores, como não interessou em NENHIM lugar do mundo que teve explosão de bolha imobiliária antes.

      Mostre afinal, em que lugar do Mundo o querer é poder prevaleceu? Mostre em qual lugar do Mundo a maioria das pessoas dizia que o preço não ia cair e por causa disto não caiu. Em todos os lugares do Mundo a GRANDE maioria das pessoas NÃO acreditava na queda dos preços e mesmo assim eles caíram em função da NECESSIDADE, da pesa de liquidez, etc.

      Quer dizer que é só baixar os juros que os negocios melhoram para o segmento imobiliário? Kkkkk. Pela nogentesima decepcionésima vez está FINGINDO que não sabe que 2012 foi o ano com a menor SELIC dw todos os tempos e também com o pior resultado do segmento imobiliário em todos os tempos

      Continue neste seu mundo de ILUSÃO, sem NENHUMA evidência das suas “teorias” cada vez mais mirabolantes, ilógica e sem NENHUM fundamento, é bom para mostrarmos como estão DESESPERADOS em tentar enganar a qualquer preço…

      3+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 13:29

        CA
        Verdade, se fizeram esta pesquisa no EUA, Irlanda, Espanha, Grécia, entre outros, logo após o valor dos imóveis terem atingido o pico e iniciada a queda, é provável que em todos eles as pessoas esperavam que os imóveis não desvalorizariam

        1+
        • avatar
        • CA 4 de março de 2017 at 13:44

          Cesar_DF,

          Toda bolha faz com que a GRANDE maioria da população tenha imóveis, o que significa que esta GRANDE maioria NÃO quer que o preço baixe e sempre vai dizer que o preço não vai baixar, mas isto é totalmente irrelevante, pois a baixa não tem nada a ver com o querer ou o achar, tem a ver com a NECESSIDADE, por isto que nos.outros países apesar da grande maioria não querer e não achar que os precos iam baixar, eles baixaram mesmo assim…

          4+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • thiago fm 4 de março de 2017 at 18:45

          Tem que lembrar que nos países em que ocorreu quedas mais expressivas e abruptas dos preços houve uma contaminação significativa do mercado com os imóveis retomados, que por queimarem na mão dos bancos, acabaram forçando os preços para baixo em busca de liquidez. No Brasil, além de a inadimplência ter se mantido num nível controlado, o banco que mais foi exposto – a Caixa Federal – não segue as diretrizes tradicionais de rentabilidade e lucro que se esperaria de um banco privado e esse diferencial ajuda a proteger os preços de uma derrocada, visto que a necessidade de venda atinge uma parcela restrita dos proprietários de imóveis.

          1+
          • avatar
    • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 13:24

      Thiago fm, eu concordo contigo que a forma de pensar da manada é fundamental para tentar prever as tendências do mercado imobiliário.
      A antiga geração com suas crenças provocaram uma vacância de 35% em muitos lugares do Japão.
      Mas a geração Y está ai, e muitos já desconfiam da veracidade destas crenças, tem os milenistas que são desapegados e preferem viajar e morar na casa dos pais.
      Desconfio que as pessoas só irão perceber a merda que fizeram em 2021, quando for divulgado o número de imóveis desocupados que será levantado no censo 2020.
      Vou dar um chute para a região metropolitana de São Paulo : 23% de vacância

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 4 de março de 2017 at 13:39

        Cesar_DF,

        Não se deixe enganar. O que causou queda de preços em todas as bolhas imobiliárias do Mundo foi a NECESSIDADE.

        Os bancos em todos os países do Mundo que tiveram explosão de bolha imobiliária reduziram radicalmente os preços porque eles queriam acreditar que os preços iam cair ou por necessidade de LIQUIDEZ??? Foi por necessidade de LIQUIDEZ, nem eles nem NINGUÉM se preocupou com aquilo que os outros acreditam ou não, eles reduziram os preços porque precisaram.

        Os demais proprietarios de imóveis em explosões de bolhas imobiliárias em outros países reduziram os preços porque a “maioria” acreditava que os preços iam cair, ou porque eles PRECISAVAM?

        Alguém em sã consciência ainda acredita mesmo que foi um ZicaBaixaPreço vírus que fez com que as pessoas em outros países ficassem com “vontade” de baixarem os preços e perderem dinheiro??? Toda bolha imobiliária faz com que a grande maioria da população tenha imóvel e por isto deseje que o preço não caia, mas independente do que quiseram ou achavam, os preços sempre caíram e aí, onde fica a “brilhante” teoria do Thiago FM? Ele só quer que todo mundo DESAPRENDA de pensar e tenha “raciocinios” idiotas como os dele, de novo, não há o MENOR embasamento no que ele coloca, que além de tudo, é completamente ILÓGICO…

        Pede pro Thiago FM explicar como os bancos vão sobreviver sem LIQUIDEZ, que é o coração deles. Pede para explicar o que bancos, consteutoras e proprietarios vão fazer com a infinidade de imóveis sem vender, o recorde da desproporção entre oferta e procura que não para de piorar. As pessoas em sua GRANDE maioria não tem condições de comprarem estes imóveis, pouco interessa se acreditam que preços vão cair ou não, elas continuarão sem poder comprar, porque ao contrário da idiotice que o segmento imobiliário e seus asseclas tentam vender, querer não é poder, simples assim…

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Leonardo M. 4 de março de 2017 at 13:43

          Em Detroit se compra muita casa/AP/terreno de U$1,00 até U$1.000,00
          Agora quem quer morar em Detroit?

          3+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CA 4 de março de 2017 at 14:12

            Leonardo,

            Nem precisa ir tão longe:

            Antes de 2014, quem no Brasil, achava, queria ou acreditava que teríamos uma crise? Na época o Thiago FM já defendia o mesmo tipo de “teoria brilhamte”, dizendo que o governo não ia querer que acontecesse, que o governo era todo poderoso, etc.

            Quem diria, queria ou achava, alguns anos atrás, que teríamos lojas que não contrariam o aluguel em troca dos locatários pagarem IPTU e condomínio?

            De novo: querer e achar não tem nada a ver com o que consta acima. No mundo do thiago_fm, dos pôneis cor-de-rosa que cavalgam sobre o arco-iris, basta querer e achar que tudo está resolvido, apesar de não ter NENHUMA evidência em qualquer lugar, nem mesmo no Brasil, como demonstrado nos exemplos acima…

            4+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • CA 4 de março de 2017 at 14:14

              Ops, correção:

              Quem diria, queria ou achava, alguns anos atrás, que teríamos lojas que não COBRARIAM…

              1+
              • avatar
            • thiago fm 4 de março de 2017 at 19:03

              Se o lance do “querer não é poder” funcionasse da forma que você pregou nos últimos anos, o governo não teria tirado tantas cartas da manga, depois de você dizer que o ajuste fiscal não mais permitiria para manobras do tipo. Mesmo assim, devo concordar que no âmbito dos preços a máxima tem funcionado, pois tanto você quer que os preços desabem e escancarem a explosão da bolha e o esquema de vendas falsas, que nada de surpreendente tem acontecido.

              0
        • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 14:21

          CA
          Falando em liquidez e Basiléia, os bancos, especialmente a CEF é o BB irão ter que lançar os empréstimos feitos a PDG como recebíveis incertos.

          3+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 14:33

      Tgiago fm
      Estou vendo que o último gráfico refere-se ao período de 2014 a 2016.
      Apenas 17% das pessoas esperavam que o valor dos imóveis caissem, e eles acertaram.
      Quer dizer que a maioria das pessoas esperavam que o valor subisse e mesmo assim cairam.
      Querer é poder para quem tem escolha, e pessoas endividadas não tem escolha.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • thiago fm 4 de março de 2017 at 19:13

        O gráfico que eu coloquei refere-se a expectativa consolidada para os próximos 10 anos. A Fipe também faz o levantamento para os próximos 12 meses e a maioria esperava uma queda leve para o período e acertou. Contudo, se considerarmos o tamanho da alta na última década e os preços no mínimo acompanharem a inflação nos próximos dez anos, a conclusão é que o ajuste terá sido mínimo e muito aquém do que se espera numa correção via explosão de bolha.

        0
  • Leonardo M. 4 de março de 2017 at 13:21

    Olx

    Andei pesquisando pelas palavras “urgente” e “repasse” e o que pude constatar é que o urgente é pra quem vende e o preço não é tão convidativos como as palavras de anúncio.
    Muita gente vendendo carro velho(1994-2002) por R$7.000 ou R$10.000. Sério mesmo que as pessoas gastam esses dinheirão em carro velho?
    Um carro com mais de 15 anos de uso não vale mais que R$6.000

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 13:39

    “Ao meu ver o calcanhar de Aquiles desse blog é justamente esse: ignorar o poder que o pensamento da maioria exerce sobre o mercado”
    kkkkkk
    Aproximadamente 10 anos atrás o pensamento da maioria era o mesmo e o preços nas capitais eram 120 vezes o valor do aluguel, a bolha é passageira, mas a mentira…….

    3+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 4 de março de 2017 at 14:27

      De-boa-na-bolha,

      30 anos atrás a maioria absoluta das pessoas achavam qie as linhas telefonicas fixas no Brasil realmente eram Ativos e que eles valiam muito e continuariam assim por prazo indefinido. Os poucos que diziam que aquilo era uma ANOMALIA que ia acabar, que não existia nos outros países, eram ridicularizados. As “crenças” eram tão fortes qie os juízes aceitavam linhas de telefones fixos como pagamento de acordo trabalhista, era declarado no imposto de renda, etc.

      Na mesma época, carros usados subiam de preço todo mês e eram considerados uma forma de se proteger contra a inflação. Os poucos que diziam qie aquilo era uma aberração eram ridicularizados.

      Idem com a bolha dos flats em São Paulo 20 anos atrás.

      SEMPRE usam os mesmos argumentos ILOGICOS e sem EMBASAMENTO para enganaram as pessoas, já acontece assim HÁ SÉCULOS, desde as tulipas…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 4 de março de 2017 at 14:40

        Lembro de uma conversa em 1994 ou 1995, sobre um colega de trabalho perguntou se ele devia vender ou não suas 5 linhas telefônicas, por causa do anúncio da privatização. Falei para ele vender tudo rápido. Ele não fez e perdeu, o que seria na época, 6 mil reais.

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Ilusionista 4 de março de 2017 at 14:20

    para quem já embarcou ou pretende embarcar em um financiamento imobiliário de longo prazo, já dependendo exclusivamente da renda da aposentadoria para pagar as parcelas finais do imóvel, simplesmente não irão conseguir, pois não haverá renda suficiente, comprometendo até mesmo as taxas de condomínio e demais custos do imóvel.

    novo cálculo da aposentadoria pelas novas regras da reforma da previdência…

    https://www.youtube.com/watch?time_continue=242&v=X9tFlZ0cHnY

    2+
    • avatar
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 14:52

    Ca,
    É bem isso mesmo, seria o retorno da companhia da índias e suas tulipas ? Eu já tenho visto descontos literais de 40% sobre o valor de venda e não é desconto sobre o dobro. Já que toda a conjuntura e tempo estão a nosso favor, agora o objetivo são descontos de 70% via leilão no mínimo, 70% sobre valores de 2014 e não adianta vir com mimimi.
    O rombo que essa bolha provocará na CEF é algo inimaginável, é esperar para ver.

    3+
    • avatar
    • avatar
  • Ferraz 4 de março de 2017 at 14:57

    Venho acompanhando o blog alguns meses e gostaria de dar minha opinião. Concordo até certo ponto com o Thiago de que a manada adora tijolos e de certa forma eles influenciam no mercado, porém acredito na filosofia do CA ” querer não é poder “. Por mais que a manada ame tijolos, os preços chegaram a um patamar insustentável onde a maioria das pessoas não tem condiçoes de comprar sequer um terreno, um exmplo é na minha cidade onde terrenos em locais medianos custam cerca de 60k a 80k, onde claramente percebo as pessoaa dizendo: lá vale tanto , no outro valorizou tanto, e apos faço o questionamento para eles: e quem tem condiçoes de dar 80k num pedaço de terra com 7×20 ? E caso tenha condições de comprar como “investimento” quem recompraria por 90 ou 100k? É cálculo exponencial os preços dos imóveis por acaso? Daqui 10 anos um terreno vai custar 300k então? E no resposta é “cri cri cri” ou ” pois é, mas pra vender tem q ter paciência” . Pasmen, vou deixar dinheiro parado 1 ou 2 esperando vender?

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 4 de março de 2017 at 15:06

      Muita gente não entende o conceito de dinheiro parado, Ferraz.
      Acha que dinheiro é igual a uma TV ou um armário, que você compra e deixa parado, no outro dia ele continua lá, igualzinho.
      Por causa disso, quer logo gastá-lo em algo para ter ‘rendimentos’. O mais comum é comprar imóvel e botar para alugar.

      Dinheiro é que nem semente de árvore frutífera, se plantar no lugar certo ele dá frutos (juros), e a árvore continua viva dando frutos periodicamente durante muitos anos.
      Já imóvel não… imóvel é um produto como qualquer outro que tem inúmeras variações de preço. Atualmente todas as variações estão sendo para baixo, ao contrário do que foi durante algum tempo. Falta atualizar o ‘mindset’ do brasileiro médio quanto a isso.

      3+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • My name is James Bond 4 de março de 2017 at 15:37

      Eu utilizo exemplos simples para explicar para manada. O pimentão amarelo chegou a custar 17,00 o quilo, baixou para 14,00 e todos diziam, está barato é hora de comprar. Só que todos esqueceram que o pimentão amarelo custava 4,00 o quilo. Talvez fatores produtivos e demanda justifiquem o preço anormal. A desinformação faz isso com mercado deixa os consumidores incautos e vulneráveis. O “CA” já deu vários exemplos aqui de desinformação.

      3+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • cesarkebrado 4 de março de 2017 at 21:54

        Eu só compro o amarelo e vermelho quando tá menos de 2 reais o kg e chego em casa lavo e corto em tiras junto com o verde e cebola e jogo tudo num saquinho e congelo, aí quando eu frito um bife ou um filezinho de frango é facim, só ir na geladeira enfiar a mão no saquinho e jogar um punhado na frigideira, depois de fritim uma borrifadinha de shoyu premium e tá feita a janta.

        4+
        • avatar
  • Alemon Fritz 4 de março de 2017 at 15:27

    Premissas:
    – “o fato de que o Brasil passará por um rápido processo de envelhecimento nos próximos 30 anos. ”
    “O secretário ressaltou que as pessoas precisam poupar para garantir a renda do trabalho quando se aposentarem. ”
    observações: Apenas 1% dos aposentados conseguem se manter, 26% devem trabalhar até o fim da vida e 45% dependem de parentes… (aluguel não sustenta)

    essas mudanças na aposentadoria vão ser um golpe final. Já Houve um aumento na antecipação da aposentadoria e nota-se que investir em imóveis é uma furada.
    Nos EUA muitos meia idade investiram seus valores na bolha.. e se lascaram, reduzindo a renda.
    Se a população vai apenas envelhecer nos proximos anos, não precisamos de mais imóveis.
    Dados: quem poderia comprar hoje (ente 24 e 39 anos já comprou e já se lascou). precisamos de 6-10 anos para a próxima onda de compra das pessoas que hoje estão com 19 anos.
    Os velhotes que tinham dinheiro já pensaram nisso e se lascaram. Os de meia idade vão transferir para TD ou Fundos de previdencia. Acabou-se.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 15:30

    CVR
    Todo trabalho honesto é digno!
    Outro dia estava fazendo uma caminhada quando fui abordado por uma senhora que disse : olha, eu vendo balas de coco caseiras, meu filho também vende, eu moro logo ali…. apontando para a sua casa, quando olhei para a casa com 15 metros de frente e padrão médio, agradeci e pensei….. não está nada fácil, agora administrar esta situação por três, cinco anos.. é insustentável.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 4 de março de 2017 at 15:40

      As pessoas esquecem que quanto maior a cada maior o gasto de mantela.
      Uma pessoa pode viver muito bem em uma kitnet se 30/40m², já um casal é complicado.
      Um casal morando em um AP de 60m² vive confortável, já um solteiro em um AP desse tamanho será que vale a pena financeiramente?

      Agora imagina um casal com 2 filhos em uma casa de 300m², com piscina, jardim, garagem grande, 2 carros, etc…
      Imaginamos que gastem R$3,000,00(não incluindo aluguel) só pra manter a casa funcional (água,luz, manutenção básica,internet,segurança,jardinagem,piscineiro,pintura,etc).
      Se o mesmo casal fosse pra uma casa de 100m² pode ter certeza que o custo funcional dá casa cai entre 50% e 70%.

      Casa/AP em tamanho é como um carro:
      Carro popular 1.0, pneu aro 13, 4 portas, com ar e direção.
      Custo de manutenção , gasolina, seguro e IPVA será muito menor que uma Evoque Land Rover.

      3+
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 4 de março de 2017 at 15:43

      Eu compraria. Bala de coco é bom demais!

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 4 de março de 2017 at 15:38

    dá pra ver que o valor do terreno como investimento também virou um beco.
    250 Familias ganharam 30mil pelo terreno na favela pra passar ruas etc..
    Reclamaram que não dá pra comprar nada. (sendo que elas tinham invadido o local).
    Acham que ganhar 30k é pouco… Mas ninguém teria 80k pra pagar pra eles..

    3+
    • avatar
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 15:48

    Penso em comprar quando passar lá novamente, mas naquele dia não estava a fim de carregar algo.

    0
  • Leonardo M. 4 de março de 2017 at 16:30

    R$280 mil por um quarto de hotel em Chapecó de 18m²
    Quem seria idiota de comprar?

    http://sc.olx.com.br/oeste-de-santa-catarina/imoveis/flat-aparthotel-311684339

    2+
    • avatar
    • avatar
    • Fernando 4 de março de 2017 at 16:50

      Realmente,
      Esse é pior do que os 312 mil em 50 m² na Casa Verde.

      0
  • Fernando 4 de março de 2017 at 16:40

    Antigo 3 de março de 2017 at 16:04
    Para esse ano de 2017, em renda fixa, acredito que uns 9 mil mensais
    Para os próximos anos vai depender dos juros

    RESPOSTA:
    Vamos analisar o caso.
    1 milho grande.
    Supondo IPCA + 5% (TD)
    Total daria uns 10,3% brutos.
    Supondo uma capitalizacao composta mensal no período de 1 ano, daria uns 11% efetivos (chutando).
    Anual: 110 mil reais.
    Ocorre que metade disso, aproximadamente corresponde ao ipca, então separamos os r$ 55000,00.
    Temos que subtrair o IR, logo sao menos 22 mil reais.
    Ou seja:
    Principal atualizado 1.055.000,00
    Juros: 55 mil.
    Líquido: 55 mil menos 22 mil = 33 mil / 12 = aprox r$ 2750,00 mensais.

    ENTÃO EU PERGUNTO: CADÊ OS 9K LIVRES?

    Isso SE a sua cesta custar 5,3% mais cara. A minha inflação é maior que essa, pelos tipos de produto que eu consumo, provavelmente anulando esse rendimento.

    Complementando: rendimento real líquido 0,033 ou 3,3% ao ano.
    Complementando 2: próximo ao rendimento de alugueis…

    1+
    • Leonardo M. 4 de março de 2017 at 16:53

      Kkkkk .Certas pessoas nunca ouviram falar de debêntures incentivadas, Fiis e LCIs

      0
      • Fernando 4 de março de 2017 at 16:55

        Tenho $$$ em LCA.

        0
        • Leonardo M. 4 de março de 2017 at 17:03

          Então você sabe muito bem que R$1 milho grande em uma LCs,Debêntures ou fiis pagando 12% ao ano dá R$10.000,00 por mês tranquilo.

          2+
          • avatar
          • avatar
          • Fernando 4 de março de 2017 at 17:09

            Não. O principio é o mesmo. Subtraia o ipca.
            Vejo uma limitação em seu comentário.

            1+
            • Leonardo M. 4 de março de 2017 at 17:31

              IPCA 4,4% este ano – 12% = 7.6% de juros reais
              Bem melhor que SELIC de 14% e inflação de 10,3%

              0
            • Zebolheu 4 de março de 2017 at 18:09

              Fernando, seu princípio de que o aluguel acompanha o IPCA está furado. Faz pelo menos dois anos que a inflação corrói parte do aluguel. Isso para contratos antigos, em que o dono corre risco de perder o inquilino, pois para novos o aluguel tem caído nominalmente mesmo.

              0
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 17:09

    Mas quando o principal deprecia 50% o rendimento real líquido é 0,0165 do valor anterior à depreciação, sem contar a perda de 500K.

    0
    • Fernando 4 de março de 2017 at 17:15

      No caso de imóveis sim.
      Agora, entre cair o que vc está dizendo, a realidade e os fatos vão dizer. Enquanto vcs discutem…
      Eu já paguei o meu 40% abaixo do fingezap e estou tranquilo. Para mim é uma certeza. Como dizia a rosinha, basta UM único imóvel cair o que vc quer.
      Para quem não comprou resta a dúvida que se arrasta a mais de 6 anos…

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 4 de março de 2017 at 17:25

    How the bubble destroyed the middle class

    Now that the bubble has burst, homeowners are putting money INTO their homes, not taking it out. The impulse to pay down the mortgage and the credit card is reducing the amount of money we’re spending on other things. ..
    The slow growth in the economy is no mystery: Most families don’t have any extra money to spend. It will take a long time for the middle class to rebuild its wealth, especially if we don’t find some work.

    And if the middle class can’t buy bread? Let them eat cake.(tijolos)
    http://www.marketwatch.com/story/how-the-bubble-destroyed-the-middle-class-2011-07-08

    2+
    • avatar
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 4 de março de 2017 at 17:29

    Quanto a queda de 40% já é fato para mim, mas agora não nos contentamos com pouco.. a meta é 70%.
    Na verdade estamos desesperados pagando aluguel em algo que não é nosso, implorando para pagarmos juros simbólicos à CEF. Encontramo-nos em uma tranquilidade ímpar …aguardando o momento ideal para abatermos a presa, pode ser ao final do ano, pode ser daqui três anos…cada um faz o seu tempo. As férias para os próximos dez anos já estão garantidas, Já quanto aos inúmeros colegas e conhecidos que se apegaram aos tijolos o resultado será bem amargo, amargo mesmo.

    1+
    • Fernando 4 de março de 2017 at 18:06

      Sabe o que é preocupante?
      O FED subir os juros, enquanto o Brasil baixa artificialmente a SELIC, para que o rombo nas contas públicas dê uma diminuída.
      De duas uma: ou a inflação deixa todo mundo mais pobre, ou os juros sobem, prejudicando ainda mais as contas públicas.
      A longo prazo, qual a sua aposta?

      0
      • Zebolheu 4 de março de 2017 at 18:11

        Os juros reais não baixaram. A SELIC caiu acompanhando a inflação.

        2+
        • avatar
  • MARK 4 de março de 2017 at 18:11

    Tópico novo!

    0