Boa hora para comprar imóvel: preços devem cair pelo 3º ano seguido – Correio Braziliense

Por isso, o atual cenário pode ser oportuno para a compra de um imóvel. Principalmente, se o consumidor tiver boa parte do dinheiro necessário para dar a entrada, avalia o economista Roberto Ellery. “Para quem está com o dinheiro na mão, com valor de entrada alto e razoável, o momento atual pode ser bom. Em condições para negociar bem e com descontos. Para quem precisar se endividar demais, no entanto, recomendo cautela. Talvez seja melhor esperar”, avalia.

Matéria completa em http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2017/01/08/internas_economia,563988/qual-a-melhor-hora-para-comprar-um-imovel.shtml

6+

Você pode gostar...

Comments
  • job 9 de janeiro de 2017 at 09:59

    “Para quem precisar se endividar demais, no entanto, recomendo cautela.” Com uma pequena mudança nesse trecho, eu recomendaria isso pra qualquer compra que fosse: “Para quem for gastar mais de 30% do seu patrimônio líquido, no entanto, recomendo cautela.”

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 9 de janeiro de 2017 at 10:30

      Para quem tem um cérebro em estado normal de funcionamento, recomendo cautela.

      Se não for o seu caso, a hora é agora, com a maior entrada possível para reduzir o valor da parcela. Aí ela cabe no bolso.

      42+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 9 de janeiro de 2017 at 10:04

    “Não há mais tanto espaço para queda de custos dos imóveis em Brasília. E, no resto do país, a situação não deve ser muito diferente”, avalia.

    Ué, já chegamos no fator 120X ?

    Engraçado também ficarem batendo na teclada da “queda da SELIC” quando na verdade, os juros reais, que é o que é importa, continuam os mesmos.

    Obviamente que como indivíduo não posso ser parâmetro único, mas não conheço pessoalmente ninguém com liquidez maior do que 500k que tenha coragem de dar tudo num imóvel. Os únicos que eu vejo fazendo isso são aqueles “alavancados”, fazendo dívidas pra ter algo.

    Dá-se a impressão de que o brasileiro médio tem pelo menos uma das dívidas abaixo :

    – prestação da casa ;
    -prestação do carro;
    -prestação da festa da filha de 15 anos;
    -prestação da viagem pra Miami (o único lugar que esse povo conhece e frequenta fora do Brasil).

    Fora aqueles vizinhos de condomínio que mesmo endividados querem manter a pose, tratam mal o porteiro , zelador e etc…mas estão com meses de atraso da taxa de condomínio… É cada coisa que se vê, que só rindo.

    71+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Thiaguinho 9 de janeiro de 2017 at 10:08

      Brasileiro é comedião por natureza. Já morei fora e tinha vergonha de falar que era brasileiro.

      35+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 9 de janeiro de 2017 at 10:28

      Orlando também. Se bem que é perto, vi no Google Maps. Nem sabia pois nunca tive vontade de conhecer.

      Aliás, conheço bem até demais, de tanto ouvir colegas de trabalho comentando. É como se eu tivesse visitado.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Rene Fraçoá 9 de janeiro de 2017 at 12:54

        Estive “perto dos EUA”, mais precisamente em Miami visitando parentes, passei uma semana e o povo ficou maluco porque eu e minha esposa nem cogitamos ir na Diznei…”vocês só gostam de coisa velha, ficam indo pra Argentina, Bolívia, Peru, credo”……queríamos comida e praia, e umas comprinhas de material de acampamento e pesca claro…tenho sorte de ser filho de agricultores que nem sabem o que é disney, esses pais frustrados que ficam levando os filhos porque no fundo eles que tinham vontade de ir….

        25+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Thiaguinho 9 de janeiro de 2017 at 10:07

    “No entanto, é importante ficar atento às sinalizações de recuperação que o mercado imobiliário pode apresentar ainda em 2017”
    O que ele quer dizer, que o preço vai voltar a subir? Não tá vendendo nada agora e o mercado vai “se recuperar”?Esses caras vivem no fantástico mundo do Oz…

    20+
    • avatar
    • avatar
  • Cigarra 9 de janeiro de 2017 at 10:18

    IF =?

    5+
    • Viking 9 de janeiro de 2017 at 11:32

      IF é independência financeira

      9+
  • Alemon Fritz 9 de janeiro de 2017 at 10:22

    evidencias:

    – A janela dos corvos já vai fechar, a pop já vai parar de crescer em 2024.. kkkk…
    – o IPTU do RJ está pra ser reajustado (não é alterado desde 1997) e só 40% dos cariocax pagam.. teria que dobrar o valor só pra começar…
    – amorinha acha que depois de 2014,2015 e 2016, 2017 vai melhorar, essa é a hora de novo..
    – Corvos não dão mais grandes descontos, só “pagam” seu itbi, “dão” cozinha e quarto , aceitam carro e moto e parcelam em 30x, é o mercado estável.. traga seu fgts.
    – o estoque médio é de 30k imóveis em cidades de +100k habitantes, 400 cidades= 1,2milhoes de imóveis novos pra vender…
    – Falta regulamentar a LIG e a Laje garantida, os distratos e regularizar imóveis e terrenos e atualizar as plantas por satélite..

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 9 de janeiro de 2017 at 10:27

    Como disse anteriormente, o propriOtário do meu apartamento resolveu subir o aluguel, há 4 dias disse que o contrato que vence em Março vai ser reajustado.

    Eu nem vou querer conversa, pois já achei coisa equivalente aqui mesmo nos Jardins, e agora é a minha vez de aterrorizar os desesperados pra alugar. O que tem de flat e apartamento com condomínio mais caro que aluguel, não é brincadeira.

    De acordo com índice FipeZAP ALUGUEL, o metro quadrado nos Jardins varia de 60 a 43 (acho uma variação muito grande, naquele link “variação do metro quadrado de imóveis semelhantes a esse…as vezes vc muda de Alameda e uma que estava 60 reais o m^2 está por 45 o m^2) , mas tem gente anunciando apartamento por até 65-70 reais o metro quadrado para alugar.

    Eu como entrei na guerra agora, to pedindo mapeando os aps que me interessam e pedindo 43 reais ou menos por m^2

    Vamos ver minha taxa de sucesso (ou taxa de desespero alheia ?) em ver quantos proprietários vão aceitar isso!!!

    34+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 9 de janeiro de 2017 at 10:33

      Boa sorte, camarada.

      Tenta pedir desconto para o cara que aumentou também kkk. Motumbada reversa.

      Se não der certo, siga relatando sua busca de outros.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • Minino do TI 9 de janeiro de 2017 at 12:39

        e se der certo, relate tbm pfvr 🙂

        4+
    • to bolhado 9 de janeiro de 2017 at 13:12

      Cramulhão, onde vc vê no Zap esses preços por bairro? Eu via isso antes, de um tempo para cá não estou achando mais no site

      1+
      • fanfarraum 9 de janeiro de 2017 at 13:28

        Sei que dentro de um imóvel, tu consegue ver a estatística daquele bairro no zap imóveis.
        não sei se tem como fazer por fora, selecionando o bairro na mão.
        se tiver, também me interessa.

        2+
        • to bolhado 9 de janeiro de 2017 at 15:11

          antes tinha…a própria ferramenta do gráfico do índice deixava escolher por bairro

          0
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 9 de janeiro de 2017 at 17:53

        Abaixo do “Conheça a região do bairro Jd Paulista”

        Eu clico no :

        MAPA I VARIAÇÃO DE PREÇOS

        Obs: vai ver não dá para todos os bairros/cidades. Veja Jardim Paulista pra ver se rola.

        2+
        • avatar
  • Alemon Fritz 9 de janeiro de 2017 at 10:37

    imagina qunado melhorar conforme o vislumbre dos corvos:

    – Reclamações sobre IPTU de BH somam quase mil em três dias.
    – IPTU ‘surpresa’ apavora moradores da Zona Oeste.
    – Moradores de Pedra de Guaratiba se assustam com IPTU de até R$12 mil !!!
    – Ministério Público pede que aumento no IPTU de Palmas seja suspenso;.
    – reajuste-do-iptu em palmas incorreu em-incoerencia e ilegalidade …

    13+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 9 de janeiro de 2017 at 10:38

    Para não perder o costume:

    Apartamento com 3 quartos no Mansão José Calumby Barreto – Bairro Treze de Julho – Aluguel: R$3.200
    http://se.olx.com.br/sergipe/imoveis/apartamento-com-3-quartos-no-mansao-jose-calumby-barreto-bairro-treze-de-julho-em-araca-288803616

    Apartamento com 3 quartos no Mansão José Calumby Barreto – Bairro Treze de Julho – Preço: R$1.100.000
    http://se.olx.com.br/sergipe/imoveis/apartamento-com-3-quartos-no-mansao-jose-calumby-barreto-bairro-treze-de-julho-em-araca-288409632?xtmc=jose&xtnp=1&xtcr=5

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • fanfarraum 9 de janeiro de 2017 at 10:52

      Fator 343

      Agora é a hora.

      9+
      • avatar
  • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 10:41

    Vejamos:
    – Salários dos funcionários públicos federais está com aumentos garantidos até janeiro de 2019 (ninguém quer tumulto antes das eleições…)
    – Depois, a PEC do teto vai prevalecer, ou seja, 1 década sem reajustes significativos e restrições nos concursos. A economia de Brasília vai estagnar.
    – A oferta é restrita no Plano Piloto e Lagos Sul e Norte, mas é mais flexível nas cidades satélites e no entorno (se estiver muito caro no Sudoeste, que tal algo pela metade do preço no Guara, ou Águas Claras? Para não falar no Noroeste, ainda em oferta.
    – Mesmo que a população cresça (e deve crescer acima da média do Brasil), a disponibilidade de oferta de imóveis nas imediações vai restringir as elevações de preços nas regiões “nobres”.
    – Por fim, e mais importante: CRÉDITO DIRECIONADO SUBSIDIADO É ALGO COM OS DIAS CONTADOS. Não é sustentável nos próximos 5 a 10 anos. Se voltarmos a ter o crescimento do crédito imobiliário experimentado nos últimos 6 anos, os recursos da poupança e FGTS se esgotam. Aí, só à taxa de mercado, que jamais será tão vantajosa.

    Enfim, se alguém tem planos para comprar imóveis no médio e longo prazo, e tem os recursos, o melhor é guardar umas NTN-Bs debaixo do colchão e aguardar. No dia que os juros ficarem mais baratos, as NTNs já dobraram de valor.

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • joselito 9 de janeiro de 2017 at 13:08

      “– Depois, a PEC do teto vai prevalecer, ou seja, 1 década sem reajustes significativos e restrições nos concursos. A economia de Brasília vai estagnar.”

      Será? Os movimentos indicam que esta assertiva não se mostrará correta. Honorários, Taxas de Sucesso, % de Crédito Recuperado, Auxílios de toda sorte, e várias outras fontes de recursos semelhantes podem ser exploradas, majorando os salários, mesmo que o “reajuste” fique “só” na inflação.

      4+
      • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 16:18

        Pode ser. Se a PEC não der certo, aí ferrou. A dívida seria paga com inflação. Aí, amiguinho, ferrou imóveis, ferrou TD, ferrou ações, ferrou tudo. A saída seria o aeroporto. Parto do pressuposto que Temer et caterva não são tão imbecis quanto a Dilma.

        5+
        • avatar
  • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 10:53

    MInha conta de padeiro para ver se vale a pena:
    – Se houver ajuste fiscal, Selic cai para uns 9%aa, com meta de 4,5% – > juros reais em torno de 3%aa após impostos e taxas.
    – pelo valor da liquidez, exijo retorno de 4,5%aa real sobre o investimento em imóveis (vejam que parto da premissa que a economia do Brasil atingiu um nível civilizado).
    – Então, a razão aluguel/Preço fica em 267x (vejam que eu estou presupondo que o Brasil se tornou uma economia civilizada). O anúncio acima passa longe (344x). E nem entrei no mérito de estarmos numa bolha desinflando.

    Resultado: vamos aguardar. Haverá descontos.

    12+
    • avatar
    • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 12:16

      Nem considero o “Price to rent ratio” o principal problema, mas sim o “Price to Income Ratio”, que indica a quantidade de anos que são necessários de renda para se poder comprar a residência. Pelo que vi, o recorde mundial é do Hell de Janeiro.
      Obs: levar em consideração que no welfare state europeu não se tem despesas com saúde, educação e segurança.

      $/rent – $/income – local
      322 – 8.84 – Berlin
      354 – 14.96 – Brasilia
      151 – 6.10 – Cidade do Cabo
      178 – 10.03 – Cidade do México
      102 – 12.17 – Cidade do Panamá
      267 – 11.51 – Curitiba
      200 – 7,98 – Dublin
      260 – 19.58 – Hell de Janeiro 260
      290 – 14.74 – Lisboa
      145 – 5.57 – Los Angeles
      294 – 11.97 – Madrid
      157 – 6.67 – Miami
      234 – 12.59 – New York
      458 – 16.85 – Paris
      274 – 18.74 – São Paulo
      257 – 11.71 – Santiago do Chile
      285 – 12.39 – Sidney

      https://www.numbeo.com/property-investment/gmaps.jsp?indexToShow=getPriceToRentRatioCityCentre

      12+
      • avatar
      • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 12:30

        Concordo. Minha continha vale para o sujeito líquido que pode comprar à vista. Mas o perfil médio por aqui é do míope que vai afundar num financiamento por 30 anos pagando juros maiores do que a taxa básica, quando o crédiro direcionado secar. Aí, a razao preço/aluguel fica ainda pior. Esse cara é quem determinará o preço dos imóveis.

        8+
        • avatar
      • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 16:30

        Pelo “Price to income ratio”, Brasília atingiu o pico em 2013 e está em queda.
        ANO BSB | RJO | SAO
        2016 14.75 | 24.77 | 20.67
        2015 11.93 | 21.87 | 16.63
        2014 14.43 | 18.26 | 15.44
        2013 23.45 | 21.98 | 14.38
        2012 25.40 | 21.71 | 9.59
        2011 6.92 | 12.70 | 5.85
        https://www.numbeo.com/property-investment/gmaps_rankings.jsp?indexToShow=getHousePriceToIncomeRatio&title=2016

        E o “price to rent ratio” também mostra que Brasília atingiu o maior índice em 2013 (multiplicar por 12 para Fator X)
        ANO BSB | RJO | SAO
        2016 26.57 | 24.39 | 22.17
        2015 28.01 | 20.72 | 20.97
        2014 32.07 | 21.87 | 14.14
        2013 32.51 | 22.69 | 20.73
        2012 27.58 | 24.44 | 17.04
        2011 20.14 | 18.11 | 14.40
        https://www.numbeo.com/property-investment/gmaps_rankings.jsp?indexToShow=getPriceToRentRatioCityCentre&title=2016

        Isto indica que em Brasília, os eventos estão acontecendo de 2 a 3 anos antes de São Paulo e Rio de Janeiro.

        4+
        • avatar
    • Alemon Fritz 9 de janeiro de 2017 at 13:00

      vislumbres aplicativos,
      façam suas apostas:

      -Segundo BACEN, taxa de juros terá queda de 11% em 2017
      – Grupo que mais acerta no Focus prevê juros em 10% neste ano
      – Corte dos juros deve trazer novo ânimo à economia
      -Com juros em queda, bancos devem começar a cortar taxas

      a queda dos juros não trará alívio apenas para a indústria. Os setores de comércio, serviços e agropecuária também não suportam mais as taxas nas alturas…

      9+
      • avatar
      • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 13:07

        Eu acho que eles não estão levando em consideração o efeito Trump, pois protecionismo, queda nos impostos e expulsão de mão de obra barata significa INFLAÇÃO.
        Inflação significa aumento da taxa de juros do FED, que significa aumento da taxa de juros brasileira.

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • to bolhado 9 de janeiro de 2017 at 13:16

          também vou por aí. Fora o dólar, que terá um efeito paradoxal. Juros aumentando nos EUA e diminuindo aqui, inverte fluxo e pressiona dólar para subir, o que é bom para economia, mas traz pressão inflacionária. Acho que o BACEN será um pouco mais cauteloso do quer mercado espera.

          8+
          • avatar
          • avatar
  • job 9 de janeiro de 2017 at 10:56

    A seção de comentários das notícias do Samy Dana no G1 é surreal. Mostra como as pessoas são totalmente alienadas da realidade, beirando à loucura. Vejam isso:

    “Invista em imoveis sempre. eles sao seus. ninguem os tira de voce. eles passam por planos economicos, desvalorização de moedas, governos militares, civis, esquerda e direita e estao sempre la…. rendendo. ora mais, ora menos, mas sempre rendendo. …. Com relação ao comentario acima, deixe seu dinheiro aplicado por 10 anos e vera ele desaparecer… .. deixe aplicado em imovies e vera sempre seu patrimonio salvo de qualquer intemperie e valorizando.”

    “Os conselhos do Sr. Samy Dana são, no mínimo, uma piada. Não dá pra analisar esta questão sem considerar uma possível valorização imobiliária. Por sua vez, a aplicação no mercado de renda fixa vem caindo todo mês, assim, os retornos tendem a ser cada vez menores. É preciso analisar todos os prós e contras antes de emitir uma opinião.”

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 12:35

      O Samy não ajuda. Ele fax as contas usando juros nominais ao invés de reais. O correto seria usar juors reais. Aí ele queima a credibilidade dele, ainda que esteja correto nas conclusões. Mas ele deve fazer isso sabendo que o espectador mediano tem sérias deficiências matemáticas e cognitivas, e ele tem que simplificar erradamente a análise.

      14+
      • avatar
      • to bolhado 9 de janeiro de 2017 at 13:18

        considerando que faz 5 anos que imóvel perde para inflação e deve continuar assim por mais 5, não vejo problemas conceituais em usar os juros nominais, fazendo a ressalva. O erro implicaria considerar como regra que imóvel acompanha inflação, o que não é uma verdade inquestionável.

        9+
      • na_cloaca_do_fernando 9 de janeiro de 2017 at 14:17

        Ele só precisaria usar as taxas reais (e portanto supor que as aplicações financeiras DEVEM ganhar da inflação) caso houvesse alguma garantia de que os imóveis também necessariamente ganham da inflação.
        Como sabemos que os imóveis estão apanhando feio da inflação, exigir que as aplicações financeiras ganhem sempre da inflação sem fazer a mesma exigência para os imóveis é criar uma disputa desigual.
        Se a inflação afeta as duas alternativas da mesma forma, não é necessário considerá-la na decisão entre comprar ou alugar. Basta comparar as taxas nominais dos investimentos financeiros e dos imóveis.

        7+
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 11:00
  • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 11:20

    It’s Financial Suicide To Own A House

    http://www.jamesaltucher.com/2015/10/own-house/

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 11:26

    Sobre a questão que não é possível baixar os preços

    Os generais poderão comprar os imóveis pela metade do preço do mercado, a R$ 5 mil o metro quadrado. A aquisição do terreno e o projeto do prédio foram confirmados pela FHE (Fundação Habitacional do Exército).
    O presidente da Ademi-DF rebateu a informação e disse que é inviável comprar, vender ou construir no Noroeste pagando menos que R$ 10 mil pelo metro quadrado.

    http://noticias.r7.com/distrito-federal/exercito-vai-construir-predio-de-luxo-para-generais-no-bairro-mais-caro-de-brasilia-pela-metade-do-preco-de-mercado-08092013

    9+
    • avatar
    • avatar
    • Viking 9 de janeiro de 2017 at 11:38

      tá bom…..

      4+
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 12:39

      a) os generais estão ganhando uma molezinha às custas dos contribuintes e da poupex (por que não rola essa molezinha para os sargentos?)
      b) o corretor está assustado com a exibição explícita do preço real dos imóveis
      c) todas as anteriores.

      11+
      • avatar
      • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 12:56

        Na época eu montei uma planilha de custos de construção, e cheguei a 3.3K/m2, o que proporcionaria um lucro bruto para a construtora superior a 10KK.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Baby Boy 9 de janeiro de 2017 at 12:11

    PMJ!

    4+
  • Cigarra 9 de janeiro de 2017 at 12:32

    Gratíssima, Viking ! ♡

    2+
    • Bolha BOSS 9 de janeiro de 2017 at 14:35

      Use o botão de reply, para as conversas saírem aninhadas. 😉

      6+
      • avatar
      • Cigarra 9 de janeiro de 2017 at 22:54

        * aLinhadas ?

        0
        • baburu 10 de janeiro de 2017 at 05:31

          É “aninhadas” mesmo. O termo é muito usado em programação.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • Cigarra 10 de janeiro de 2017 at 16:22

            Grata. Aprendi. ♡

            0
  • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 12:54

    Viver na Europa sai mais barato do que viver no Hell de Janeiro, isso sem considerar as diferenças entre saúde, educação e segurança, e olha que a renda per capita em Lisboa é 25% que no Hell.

    You would need around 8,477.63R$ (2,498.77€) in Lisbon to maintain the same standard of life that you can have with 9,600.00R$ in Rio De Janeiro (assuming you rent in both cities). This calculation uses our Cost of Living Plus Rent Index to compare cost of living. This assumes net earnings (after income tax). You can change the amount in this calculation.
    Consumer Prices in Lisbon are 12.73% lower than in Rio De Janeiro
    Consumer Prices Including Rent in Lisbon are 11.69% lower than in Rio De Janeiro
    Rent Prices in Lisbon are 9.07% lower than in Rio De Janeiro
    Restaurant Prices in Lisbon are 13.95% lower than in Rio De Janeiro
    Groceries Prices in Lisbon are 9.95% lower than in Rio De Janeiro
    Local Purchasing Power in Lisbon is 41.69% higher than in Rio De Janeiro

    https://www.numbeo.com/cost-of-living/compare_cities.jsp?country1=Brazil&country2=Portugal&city1=Rio+De+Janeiro&city2=Lisbon

    8+
    • avatar
    • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 12:54
      • Fernando 9 de janeiro de 2017 at 22:48

        La é tudo pago.

        0
    • Minions 9 de janeiro de 2017 at 13:00

      Ô inveja…

      5+
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 13:55

      TÁ RECLAMANDO? Dei uma olhadinha nesse mesmo site para os preços de imóveis na China. Price-to-income 33 a 44. Lá a coisa tá pior. O governo força os bancos a pagarem uma merreca pelos depósitos bancários, e o populacho tenta salvar sua poupança comprando tijolos.
      Dá para sentir o cheiro do mega PLOC chinês no ar. As reservas do governo chines cairam de 4 USD tri para 3 USD tri. Os chinas tentando fugir com o dinheiro. Endividamento excessivo da economia como um todo. Shadow banking system obscuro.
      Aí aparecem uns caras dizendo “Não, mas é a China! O governo segura as pontas. Nunca estourou Vai ser sempre assim, pois sempre assim foi”. Até o momento que não será mais. Backward looking forecasts…

      10+
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 13:48
  • thiaggoo 9 de janeiro de 2017 at 14:03

    Da série Bola de Cristal do BIB:
    – reclame aqui:

    Bom dia, eu e meu marido, compramos uma cobertura no empreendimento chamado WEST VINTAGE, no Recreio/RJ , empreendimento da Construtora JOÃO FORTES ENGENHARIA, o imóvel era para ser entregue em Abril de 2016, e até agora nada, eu e muitos dos que compraram apartamentos desse empreendimento, estamos morando de aluguel, ou de favor que é o meu caso, minha vida está muito enrolada, pois não posso fazer a matricula do meu filho em um colégio próximo ; quando ligamos ,sempre somos atendidos por pessoas do ( relacionamento com o cliente), que nada resolvem. O meu pavor é que algumas pessoas que moram próximas á obra , me falam que a mesma esta abandonada. Estou tendo problemas de insonia, e só penso em fazer besteira, estou chegando no meu limite; já mandei mensagem para a jornalista Susana Naspolin da Rede Globo, para o deputado Wagner Montes, e assim vai, alguém vai ter que me ouvir.
    Quando falamos de distrato eles querem nos pagar uma miséria, como vou comprar outro imóvel? Sou militar do CORPO DE BOMBEIROS, pago todas as minhas contas em dia, quero, exijo ser tratada com respeito.
    AGUARDO UMA RESPOSTA. OBRIGADA.

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Thiaguinho 9 de janeiro de 2017 at 14:41

      Como alguém que mora de favor e mal tem dinheiro pra matrícula do filho compra uma COBERTURA?? Algo errado não está certo…

      30+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • joselito 9 de janeiro de 2017 at 16:43

        Pela leitura do relato, não compraram uma cobertura.
        Compraram um pedaço de papel com uma projeção em coreldraw….. eheheh

        33+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • CarlosL 9 de janeiro de 2017 at 21:24

      “como vou comprar outro imóvel?”

      ….

      3+
      • avatar
  • na_cloaca_do_fernando 9 de janeiro de 2017 at 14:13

    Se os preços sobem é uma boa hora pra comprar pois vão continuar subindo.
    Se os preços caem é uma boa hora pra comprar pois vão voltar a subir.
    Jênyos…

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Baby Boy 9 de janeiro de 2017 at 14:17

    Obamas caindo?

    5+
    • by pass 9 de janeiro de 2017 at 14:22

      De olha no movimento. Especulação na Bovespa. Acredito eu. Então, tô fora de dolar e mercado de ações por enquanto. Deixa eu quieto no TD

      4+
      • Baby Boy 9 de janeiro de 2017 at 14:32

        Comprar ações é coisa de bananense iludido.

        4+
        • Baby Boy 9 de janeiro de 2017 at 14:56

          Quando Obamas voltar a 2, compro minha cidadania americana

          4+
          • Baby Boy 9 de janeiro de 2017 at 14:57

            Enquanto não chega… PMJ!

            3+
  • Diego F. 9 de janeiro de 2017 at 14:37

    Luiz Barsi sobre as construtoras:

    Eu faço exatamente isso, compro o que está barato, mas eu não invisto especificamente nas construtoras. No Brasil, as construtoras lamentavelmente não tem a mesma visão e a mesma cultura das empresas de fora do Brasil.

    Umas das coisas que eu não acredito é no comportamento e na forma da gestão das construtoras. Elas supervalorizam o imóvel e precificam os apartamentos fora da normalidade, criando um problema para ela mesma, uma vez que muitas vezes os preços dos imóveis prontos são inferiores aos preços dos imóveis na planta. E isso pode gerar problemas de capital giro, que levou várias empresas a uma situação financeira crítica.

    http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/5999559/analise-grafica-uma-fantasia-diz-megainvestidor-luiz-barsi

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 9 de janeiro de 2017 at 15:46

      kuáááá
      É tão simples. Só as destrutoras e corvos que não querem ver.
      E aí cambada de burro ! Quanto é a comissão daquilo que não vende?

      13+
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 9 de janeiro de 2017 at 15:30

      Li este trabalho e apesar de trabalharem com premissas keynisianas da época que o mundo era lastreado em ouro, eles colocaram o foco em tentar explicar os componentes responsáveis pelo aumento do valor dos imóveis, atribuindo ao Índice dos Valores Garantidos o peso principal disso.
      Não entendi se eles concluíram que o aumento do limite dos valores financiados é que contribuiu com o preço dos imóveis (causa) ou se a subida no valor dos imóveis e no volume é que provocou um aumento no IVG (efeito), pois eles não ponderaram o IVG per capita.
      vt_ivg 52,3%
      vt_incc 22,5%
      vt_endiv 20,3%
      vt_conf 4,9%
      “Em suma, o modelo elaborado para avaliar possíveis fatores fundamentais por trás da evolução dos preços de imóveis no Brasil encontrou uma forte partici-pação da variação nos preços de períodos anteriores: aproximadamente, metade da variação prevista pelo modelo adveio das mudanças nos preços, o que pode ser um indicador de bolha no mercado imobiliário. Entretanto, tal conclusão deve ser apreciada com ressalvas devido às limitações na disponibilidade de dados, ao modelo não estrutural apresentado e à proxy utilizada para avaliar a expectativa de evolução dos preços futuros. “

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 22:18

        Os caras querem testar se existe bolha, isso é, se os preços estão subindo simplesmente porque estavam subindo (definição de bolha: “investidores” comprando na expectativa de valorização simplesmente porque estava valorizando).
        Cara, não tenho nada contra Keynes (aliás, é bastante interessante ler os escritos antigos), mas não levo a sério cara que continua citando a Teoria Geral quando tanto mais coisa já foi elaborada em cima disso nos últimos 80 anos. Parece seita dos escritos sagrados, como marxismo e a psicanálise.

        Malditos heterodoxos…

        3+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Bisco 9 de janeiro de 2017 at 16:13

    Baby Boy

    Comprar ações é coisa de bananense iludido.

    3+

    Explique melhor baby Boy.

    2+
    • avatar
    • Baby Boy 9 de janeiro de 2017 at 16:22

      Eu não coloco meu capital em operações de risco na qual não tenho total controle sobre o negócio.

      4+
      • Baby Boy 9 de janeiro de 2017 at 16:48

        E disse um velho maluco:
        – Até parece que os grandes capitalistas invetaram a bolsa com o objetivo de sustentar a classe média…

        9+
        • Bisco 9 de janeiro de 2017 at 16:59

          Seria bom estudar um pouco sobre Bolsa para fazer este tipo de afirmação. Você não gostar de renda variável, sem crise, mas dizer que é coisa de iludido ou frases como esta acima denota falta de conhecimento.

          34+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Baby Boy 9 de janeiro de 2017 at 17:09

            Sem crise, ser sardinha na bolsa não é ruim…. Sorrindo e acenando para voce!

            6+
          • bolha real 9 de janeiro de 2017 at 20:40

            Como se na renda fixa tivesse o controle sobre algo. Quase metade dos papéis geram flutuações que lembram a renda variável.

            8+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Scaravelhoo 9 de janeiro de 2017 at 16:19

    Querido bolhistas… aproveitando as primeiras semanas de 2017 para dar uma refletida econômica…

    Lembrando da celebre parábola do Rockfeller e o engraxate…. Fico pensando no TD.
    Ando um pouco preocupado como a propaganda em torno de investimento em Titulos do Tesouro vem ganhando força. Tudo bem que essa foi a melhor aplicação até aqui, com sobras…. entretanto…. sábado por exemplo, tia muito pobre da minha esposa, desempregada e sem instrução, me perguntou como fazia para aplicar no TD. Estava querendo tirar da poupança resto da grana do ultimo acerto que recebeu.
    Bom, seguindo a máxima de que, quanto todos estão investindo em um mesmo local, é porque chegou a hora de sair….

    Com a instabilidade política e econômica, possivel queda de juros, será que ainda vale a pena considerar o TD o balsamo das aplicações financeiras??? Talvez somente um IPCA pós…. ou um SELIC pré… não sei….

    Ainda dentre deste espectro, investir em gado de corte é uma forma boa de proteger patrimônio em crise? Com a economia brasileira ruim e o dolar alto, a exportação cresce. Por outro lado, com a economia brasileira melhor, o povo come mais carne e o preço sobe…. Vale a pena colocar uma parte do patrimonio nisso? Dizem que é meio arriscado tbm. Alguém tem experiência no assunto?

    9+
    • avatar
    • avatar
    • fanfarraum 9 de janeiro de 2017 at 16:26

      Acho cedo pra fazer um paralelo do engraxate, pois hoje no Brasil os “engraxates” não tem dinheiro pra investir.
      Estão preocupados em pagar dívidas.

      16+
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 18:34

      Cara, se o TD micar, é que o país micou. Aí, não tem para onde correr.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • B.Y.O.B 10 de janeiro de 2017 at 10:10

      Se o TD for para o saco a sua última preocupação será com o seu dinheiro, pois todas as empresas nacionais faliram, todos bancos pequenos e grandes incluvise os publicos estariam falidos, se isso acontecer sua preocupação será: O que vou comer amanhã; será que posso sair de casa as 14:00 ou serei assaltado.

      4+
  • Cajuzinha 9 de janeiro de 2017 at 16:47

    http://www.oantagonista.com/posts/um-pt-em-dois-anos

    “Economia 04.01.17 16:39
    O preço real (descontada a inflação) dos imóveis residenciais recuou 5,5% no ano passado, segundo o Índice Fipezap, com base em levantamento em 20 cidades brasileiras.

    Com isso, a desvalorização real acumulada em 2015 e 2016 chega a 13%. O número não poderia ser mais simbólico do que esse.”

    8+
    • avatar
    • Cajuzinha 9 de janeiro de 2017 at 16:47

      Bom são os cometários…

      6+
      • avatar
  • Bisco 9 de janeiro de 2017 at 17:20

    Oxi, Sardinha? Sorrindo e acenando pra mim? Estes termos prontos e frases daqui do Blog não mostrarão que você está certo. Como eu disse, não gostar de renda variável é uma coisa e não querer investir nela é a escolha de cada um, mas classificar o investimento e eu só denota falta de conhecimento.

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 9 de janeiro de 2017 at 18:00

      No médio prazo (3 a 5 anos) eu não consigo ganhar mais na bolsa do que ganharia em renda fixa, pelo menos no patamar de juros atual.

      Conheço gente que consegue Cada um com seus investimentos, o importante é lucrar!

      Também acho que iludido foi um termo muito forte… Mas cada um sabe o que faz!

      11+
      • avatar
      • avatar
    • tfox 9 de janeiro de 2017 at 18:13

      eu reconheço que poderia ter ganhos mais altos com a bolsa mas no momento escolho ficar de fora por falta de conhecimento e por já ter conseguido taxas muito boas no TD. Mas se a situação financeira mudar e as taxas continuarem a cair serei obrigado a entrar na bolsa mas com uma preparação / estudo prévio. Aplicar na bolsa sem conhecimento e tomar decisões por impulso são as melhores forma de se perder dinheiro… rs

      5+
      • avatar
      • Bisco 9 de janeiro de 2017 at 18:47

        Exatamente. Tem que entrar com conhecimento e mais segurança e claro, sabendo dos riscos. Qualquer pessoa mais estuda sabe que se quer um retorno maior, tem que aceitar riscos maiores. Mas há formas de se minimizar estes riscou, pois se não houvesse, não existiriam pessoas que investiriam em capitais de riscos. E se Bolsa não fosse boa, não existiriam pessoas investindo nela também! E a frase “Até parece que os grandes capitalistas invetaram a bolsa com o objetivo de sustentar a classe média”, só pode ser de um velho maluco mesmo, porque quem é mais esperto sabe que isto não é verdade.

        4+
    • Urso 9 de janeiro de 2017 at 19:06

      Não esquenta Bisco. Tem gente que leva o maior tombo da vida na Bolsa e depois fica aí complexada.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • Bisco 9 de janeiro de 2017 at 20:07

        Boa!

        3+
        • avatar
      • tfox 10 de janeiro de 2017 at 07:53

        acho que no meu caso é diferente, se eu tinha a disposição TD pagando 7,5%+IPCA sem risco e garantindo este rendimento por vários anos eu não via motivo para aceitar maiores riscos , o meu plano de IF é de 9 anos e para tanto preciso de um rendimento real de 4% ao ano. Ou seja, estou planejando uma maratona, não uma corrida de 100 metros e portanto preciso avaliar bem os meus riscos. Agora que eu já tenho uma base sólida em TD pagando juros em média acima de 6,1% ao ano o caminho será diversificar assim que as taxas começarem a cair ( não compro TD abaixo de 5,2%+ IPCA)

        1+
  • Alemon Fritz 9 de janeiro de 2017 at 17:22

    desvalorizou …e os corvos dizem que ainda dão “descontos” de 10 a 15%… vão somando…

    5+
  • Alemon Fritz 9 de janeiro de 2017 at 17:43

    Nos states caiu -21% em 4 anos… e era plena bolha crise…

    http://www.economist.com/blogs/graphicdetail/2016/08/daily-chart-20 ver eua

    4+
    • avatar
  • Bisco 9 de janeiro de 2017 at 18:43

    Antigo

    No médio prazo (3 a 5 anos) eu não consigo ganhar mais na bolsa do que ganharia em renda fixa, pelo menos no patamar de juros atual.

    Conheço gente que consegue Cada um com seus investimentos, o importante é lucrar!

    Também acho que iludido foi um termo muito forte… Mas cada um sabe o que faz!

    2+

    Depende. É uma questão de estudar e acompanhar. Quem entrou na Bolsa em janeiro e fevereiro de 2016 está dando risada. E claro, cada um tem seu perfil e sua aversão a risco. O que vale é economizar e aplicar o dinheiro. Sempre procuro ouvir a opinião de todos para aprender coisas novas, mas desde que se tenha idéias sólidas e com fundamentos. Falar por falar só porque não gosta não agrega nada. E vamos seguir poupando…;-)

    4+
    • JJJ_brasilia 9 de janeiro de 2017 at 18:55

      Bisco,

      Poucos ganham na bolsa especulando, se torne sócio de boas empresas, elas se valorizarão e pagaram dividendos que reinvestido fazem a mágica dos juros compostos, não é da noite para o dia, como a maioria quer, juros compostos demandam investimento, boas ação e TEMPO, sem tempo não vai, querer ganhar do dia pra noite na bolsa é para poucos, muito poucos, mas ganhar no longo prazo é possível, mas paciência é fundamental, tem que ter estômago, tem épocas que a bolsa cai, mas tem épocas que as ação disparam, eu acho impossível saber a hora de entrar e sair então me mantenho na bolsa dentro dos meus parâmetros de risco.

      Não fico entrando e saindo, isto só gera custos, lembrando que 1 imóvel se demorar meses ou anos como estamos vendo agora, um carro alguns dias ou semanas, agora ações se vende qualquer quantidade em minutos, no máximo horas.

      O que deixa os investidores afastados da bolsa é volatividade, as ações tem cotação a cada minuto, e estão na tela, por isto tem pânico, ninguém fica o tempo todo precificando um carro ou imóvel e a decisão de compra ou venda são demoradas, que não tem estomago pra ver grana subindo e descendo, não é um bom lugar para colocar dinheiro, cada um na sua, eu gosto de bolsa, mas sei que o mercado pode desabar a qualquer momento.

      5+
      • avatar
      • Urso 9 de janeiro de 2017 at 19:02

        A Bolsa é boa, mas como todo investimento você precisa saber o que está fazendo.

        3+
        • avatar
      • Bisco 9 de janeiro de 2017 at 20:04

        Sim meu caro. O exemplo que dei de quem entrou em janeiro/fevereiro foi só para exemplificar. Se eu disse que tem de entender e aceitar os riscos, não posso dizer

        2+
        • Bisco 9 de janeiro de 2017 at 20:06

          que sou expert, mas sei alguma coisa. Pratico buy and hold. Mas neste buy and hold se você pega oportunidade como esta do começo do ano passado, consegue uma boa alavancada no seu patrimônio.

          3+
  • tucura 9 de janeiro de 2017 at 20:13

    CVR pessoal, Operando pela XP Investimentos, vendi à descoberto achando que estava comprando, só percebi quando fui ‘embolsar’ meu lucro e vendi de novo a mesma quantidade. Agora tenho o dobro de ações que eu queria na ponta inversa, ou seja vendido. Rezando para abrir caindo amanhã. Já ouvi profissionais falando desse erro básico, achei que eu não seria capaz.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Deralian 10 de janeiro de 2017 at 04:25

      Qual ação você vendeu a descoberto?

      2+
    • From_The_Tower 10 de janeiro de 2017 at 07:28

      Cara isso acontece.
      Realiza a bagaça e fica como aprendizado.

      3+
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 9 de janeiro de 2017 at 21:22

    lovers :
    Love distressed assets? Head to Brazil in 2017

    Prices across the nation continue to fall…
    The Brazilian housing market is coming out of a decades-long bubble that still continues to deflate,…

    http://therealdeal.com/miami/2017/01/08/love-distressed-assets-head-to-brazil-in-2017/
    ——-
    Brazil Real Estate Is Now Cheap And Distressed
    Twenty cities saw price declines at the end of the year,
    http://www.forbes.com/sites/kenrapoza/2017/01/04/brazil-real-estate-distressed-investing/#10cdd63e56d3

    5+
    • avatar
    • avatar
    • CA 10 de janeiro de 2017 at 07:51

      Alemon Fritz,

      Estas reportagens parecem ser compradas, pois falam sobre preços baratos de imóveis no Brasil e ainda baseado em quedas apontadas pelo FIPE Zap, algo simplesmente ridículo. Como o Cesar trouxe por aqui outro dia, o Rio de Janeiro é o campeão mundial em número de anos de salários que a pessoa precisa para adquirir um imóvel. Isto é barato??? Comparam o preço do M2 no Rio de Janeiro e em São Paulo diretamente com Nova York, Londres e outras cidades para as quais não existe a menor base de comparação, no melhor estilo “Amorinha”. Parece que este é o estilo para tentar atrair os tais fundos investidores estrangeiros, ou seja, gastando muito para tentar enganar ao máximo, mas de novo, qualquer um, mesmo estrangeiro, que fizer o mínimo de pesquisa antes de investir em imóveis por aqui, verá o completo non-sense que é esta ação, sobrando apenas as empresas abutres que vão comprar com no mínimo 30% de “desconto” e às vezes com mais de 60% de “desconto”…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 10 de janeiro de 2017 at 08:37

        sim, só me chamou a atenção a palavra distressed, e não é ‘a toa
        que o autor se chama kenethy Raposa… tipo… “coincidências cabalísticas”

        3+
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 9 de janeiro de 2017 at 21:29

    Trump effect
    It’s hard to say when, but at some point emerging market borrowers are going to have trouble paying back their dollar debts if the dollar keeps going up — especially if we put up tariffs that make it harder for them to earn dollars in the first place.
    How Donald Trump could create a financial crisis

    A country like Brazil, which is currently mired in its greatest recession since the 1930s and has borrowed the second-most dollars of any emerging market, might have to choose between an even worse economic crisis and a financial crisis.
    That is, it could keep propping up its currency at the cost of growth, or it could let it fall against the dollar and see its borrowers default.

    https://www.washingtonpost.com/news/wonk/wp/2017/01/09/how-donald-trump-could-create-a-financial-crisis/?utm_term=.69352ec5dad2

    4+
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 9 de janeiro de 2017 at 22:09

      Só faltou o gringo lembrar que temos USD370 bi de reservas, e câmbio flutuante. E uma tremenda recessão. E já desvalorizamos um bocado o câmbio. Na boa, dólar caro é ruim para os gringos, e bom para os chinas, os japas, os alemães, os mexicanos e os brasileiros.
      Eu acho que esse imbecil do Trump não termina o mandato. Vai tomar um impeachment.

      5+
      • avatar
      • CA 10 de janeiro de 2017 at 06:37

        Na crise de 1998 a Rússia queimou US$ 213 bi. Reservas brasileiras são boas, mas apenas a combinação delas com nosso câmbio flutuante não serão o suficiente se tivermos uma combinação de explosão mais visível das bolhas chinesas juntamente com uma reforma fiscal “meia-boca”, quebra de construtoras dos segmentos pesado e leve se intensificando juntamente com inadimplência de familias e empresas, credit crunch ainda maior e mais uma série de outros ofensores que também podem ocorrer de forma simultânea com o que consta aqui.

        A verdade é que quanto mais o governo pedala com medidas contra-producentes, mais ele aumenta a possibilidade de que a combinação de fatores acima se concretize. Idem para o governo chinês e as bolhas deles..

        5+
        • avatar
        • avatar
  • CarlosL 9 de janeiro de 2017 at 21:42

    U$

    Creio que chegou na janela que estava aguardando, mesmo sendo inesperada….

    Muita calmaria e tranquilidade no mar do Paranoá….. Sinal de que deve vir tempestade das feias em breve para mudar esse cenário assim que os “capitães” retornarem do sono esplendido para o leme…

    3+
    • avatar
  • Alemon Fritz 10 de janeiro de 2017 at 07:25

    conforme previsto, os cariocax se lascaram

    IPTU: mudanças podem elevar tributo e acabar com isenções
    Estudo fica pronto em março e inclui atualização de valores de imóveis
    o ano em que o imóvel foi construído pode influenciar no valor do tributo, assim como ele ser de frente ou de fundos.

    http://oglobo.globo.com/rio/iptu-mudancas-podem-elevar-tributo-acabar-com-isencoes-20751802

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • reznor 10 de janeiro de 2017 at 07:45

    É, deu ruim pra Rossi…

    Há dois anos sem lançar produtos e tendo atingido seu Valor Geral de Vendas (VGV) máximo de R$ 4,3 bilhões em 2011, no auge do setor, a Rossi mira o
    patamar anual de R$ 400 milhões a R$ 600 milhões, sem prazo para que isso ocorra. A empresa considera que será necessário retomar lançamentos para que seja possível pagar dívidas, mas a apresentação de novos projetos depende da melhora das condições de mercado. “A Rossi se preparou para ser a maior empresa do setor e, agora, se prepara para ser rentável”, afirma.
    Em julho de 2016, a Rossi concluiu a formalização de rolagem de dívida de R$ 820 milhões com o Bradesco, seu maior credor. Mas para que o acordo fosse bem sucedido, seria necessário a companhia gerar caixa, o que não ocorreu, principalmente devido aos distratos. Segundo o Valor apurou, a Rossi esperava quase R$ 100 milhões a mais no seu fluxo de caixa, em 2016, o que não ocorreu.
    A incorporadora tem registrado 70% de rescisões nos projetos. De janeiro a setembro, a Rossi teve vendas líquidas de R$ 68 milhões e distratos de R$ 500 milhões. Também contribuiram para a frustração das projeções, menor velocidade de vendas em 2016, queda nos preços e demora na conclusão dos repasses de unidades prontas.
    O mercado avalia que a Rossi é uma das incorporadoras que pode ter de recorrer a uma recuperação judicial para equacionar sua situação financeira, mas o novo presidente diz que esse caminho só se justifica quando uma companhia não encontra outras saídas. A Rossi fará novos cortes na sua estrutura ­ o volume expressivo de entregas ocorridas no ano passado contribuirá bastante para isso ­, pretende ser mais agressiva na concessão de descontos e securitizar recebíveis, com o propósito de geração de caixa. “O nosso nome está à frente do negócio”, ressalta.
    Fonte: http://www.valor.com.br/empresas/4830984/familia-volta-comandar-rossi-depois-de-15-anos

    Wishiful thinking ad infinitum, brothers.

    5+
    • avatar
  • Alemon Fritz 10 de janeiro de 2017 at 07:45

    DES VA LO RI ZA ÇÂO

    Preço de imóveis em São Paulo tem desvalorização no trimestre
    aluguel com queda de 8,3%.

    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/5999802/preco-imoveis-sao-paulo-tem-desvalorizacao-trimestre

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 10 de janeiro de 2017 at 08:39

    topico novo,

    0