Crise faz disparar número de imóveis retomados por falta de pagamento – Bom Dia Brasil

Mais de 13 mil casas e apartamentos financiados pela Caixa Econômica foram a leilão só no ano passado.

Quem atrasa mais de três prestações pode perder o imóvel financiado. Ele volta para o banco e é leiloado. Resta quem perdeu ficar com o prejuízo e a frustração.

Sabe sonho que vira pesadelo? É bem isso: famílias perderem seus imóveis, foram todos para o leilão. Isso só de contratos da Caixa Econômica Federal que é quem financia a maior parte. E não é de hoje. Em quatro anos, mais que dobrou o número de imóveis tomados e revendidos.

Matéria completa em http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2017/01/crise-faz-disparar-numero-de-imoveis-retomados-por-falta-de-pagamento.html

8+

Você pode gostar...

Comments
  • Intendente 5 de janeiro de 2017 at 10:25

    Decidir uma dívida de 30 anos em menos de 2 meses, com um empreguinho qualquer dá nisso.
    Pelo menos depois do distrato o casamento acaba.
    #paz.

    54+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • anti_corvo 5 de janeiro de 2017 at 12:02

      Ai o peão descobre se as juras e amor são válidas ou se foram uma ilusão.

      31+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Sergio Soares 5 de janeiro de 2017 at 10:39

    Contrato de gaveta é igual “golpe do bilhete premiado” e o pior é que sempre tem otário caindo nessa.
    Cheguei a ficar com pena do tiozinho contando que perdeu tudo por causa disso… mas não dá pra ficar com dó de otário.
    Sorry.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Mike Victor 5 de janeiro de 2017 at 10:41

    Bom dia
    OFF
    Investimento em LCI. Procurei no tópico investimentos mas não há postagem recente. O que os srs recomendam? Lembro que comentaram que uma dessas corretoras tinha envolvimento com a lava-jato…
    Em tempo. Minha saga de vender o bolhudo continua. Nenhuma proposta concreta. Apenas curiosos…

    11+
    • avatar
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 5 de janeiro de 2017 at 10:48

    E os corvos não estão nem aí, pois já receberam as comissões mesmo.

    14+
    • avatar
    • avatar
    • anti_corvo 5 de janeiro de 2017 at 12:10

      Nada mais justo.
      Imagina que você trabalha em uma fábrica de cadeiras, você tem uma função qualquer lá, então um cliente faz uma mega compra e dá o calote, você aceitaria devolver o dinheiro ou ficar sem receber?
      Nesse ponto eu concordo que negócio fechado o cara fez o trabalho dele de vender, o problema é do ex proprietário e do atual. Daí pra frente que se virem.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Fernando 5 de janeiro de 2017 at 21:24

        Engraçado, estou surpreso que ninguém veio aqui e mudou o seu apelido para pro-corvo.

        6+
  • Awulll 5 de janeiro de 2017 at 10:59

    No final das contas estavam morando de aluguel e nem sabiam.
    Aluguel bem mais caro por sinal.

    42+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de janeiro de 2017 at 14:13

      Aluguel do capital…. os mutuários BRICK LOVERS nunca fazem essa conta.
      Perderão o dinheiro suado da entrada, melhorias no imóvel, móveis, deslocamento, taxas, etc.
      Esse é o risco que raramente alguém que toma crédito calcula.
      PNJ !

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Minions 5 de janeiro de 2017 at 11:06

    Se o sujeito financiou 300k, o banco retomou o imóvel, o imóvel foi a leilão e arrematado por 200k, o sujeito ainda terá que pagar 100k ao banco, certo?!
    Percebem a fria que o bananense orgulhosamente se enfiou?

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Awulll 5 de janeiro de 2017 at 11:13

      Se não me engano, não.

      10+
    • Cesar_DF 5 de janeiro de 2017 at 11:37

      NÃO

      Art. 27. Uma vez consolidada a propriedade em seu nome, o fiduciário, no prazo de trinta dias, contados da data do registro de que trata o § 7º do artigo anterior, promoverá público leilão para a alienação do imóvel.

      § 1º Se, no primeiro público leilão, o maior lance oferecido for inferior ao valor do imóvel, estipulado na forma do inciso VI do art. 24, será realizado o segundo leilão, nos quinze dias seguintes.

      § 2º No segundo leilão, será aceito o maior lance oferecido, desde que igual ou superior ao valor da dívida, das despesas, dos prêmios de seguro, dos encargos legais, inclusive tributos, e das contribuições condominiais.

      § 3º Para os fins do disposto neste artigo, entende-se por:

      I – dívida: o saldo devedor da operação de alienação fiduciária, na data do leilão, nele incluídos os juros convencionais, as penalidades e os demais encargos contratuais;

      II – despesas: a soma das importâncias correspondentes aos encargos e custas de intimação e as necessárias à realização do público leilão, nestas compreendidas as relativas aos anúncios e à comissão do leiloeiro.

      § 4º Nos cinco dias que se seguirem à venda do imóvel no leilão, o credor entregará ao devedor a importância que sobejar, considerando-se nela compreendido o valor da indenização de benfeitorias, depois de deduzidos os valores da dívida e das despesas e encargos de que tratam os §§ 2º e 3º, fato esse que importará em recíproca quitação, não se aplicando o disposto na parte final do art. 516 do Código Civil.

      § 5º Se, no segundo leilão, o maior lance oferecido não for igual ou superior ao valor referido no § 2º, considerar-se-á extinta a dívida e exonerado o credor da obrigação de que trata o § 4º.

      § 6º Na hipótese de que trata o parágrafo anterior, o credor, no prazo de cinco dias a contar da data do segundo leilão, dará ao devedor quitação da dívida, mediante termo próprio.

      http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9514.htm

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Juros Lover BSB-BH 5 de janeiro de 2017 at 11:57

        Deixa o banco arder um pouco pq tem culpa no cartório tbm…

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • EngenheiroSP 5 de janeiro de 2017 at 12:32

          Mas ai tem um porém: se o imóvel do cidadão vale 200k e ele perde pois a dívida era de 50k, o banco não tem interesse nenhum em vender por mais do que os 50k. Ele limpa o dele e o propriotário que chupe dedo

          24+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • Minions 5 de janeiro de 2017 at 14:18

        Valeu, Cesar!

        4+
        • avatar
  • Cadeludo 5 de janeiro de 2017 at 11:07

    overnight will come back isse é obcecante

    11+
    • avatar
  • Superman 5 de janeiro de 2017 at 12:42
    • Superman 5 de janeiro de 2017 at 12:48

      “Um senhorzinho do Leblon pode querer pedir R$ 30.000 por metro quadrado no apartamento velho dele, mas uma Companhia grande como a PDG, com centenas de profissionais experientes, deveria saber que realizar (vender) por um preço irracional nesse mercado seca a poupança das famílias e eleva os riscos de fluxo de caixa a níveis insustentáveis (vide as devoluções). Preço de imóvel TEM QUE SER RACIONAL.”

      Trecho interessante… Várias vezes falou-se sobre isto aqui… Descolamento da realidade e preços irracionais não se sustentam…

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • anti_corvo 5 de janeiro de 2017 at 13:10

        Engraçado que aqui em Caxias do Sul, o melhor preço por metro quadrado é justamente da PDG. Eles tem um empreendimento onde há apartamentos de 111m privados por 290k, e não vende. Já as construtoras locais, qualquer apartamento de 100m privados é de 400k pra cima conforme o bairro, e vai ver quantos sobram nos prédios, praticamente não tem.
        Esse empreendimento deles deve fazer 3 anos ou mais que está pronto, chegou a ter unidades anunciadas a mais de 400 mil, e olha hoje. E mesmo assim há unidades sobrando, e pelo visto não são poucas.
        Vi um anúncio deles agora na olx, as unidades de 144 metros estão sendo comercializadas de 570k por 300k.

        12+
        • avatar
    • Cesar_DF 5 de janeiro de 2017 at 12:51

      “O condomínio Cenário Laranjeiras. São apartamentos a partir de 92 metros quadrados na Rua Pereira da Silva, que dá subida para o morro “Pereirão”, comunidade pacificada. O VGV médio registrado no balanço da PDG é de cerca de R$ 1,37 milhão. Mas o preço “pedido” de venda, pasmem, está a partir de R$ 2,16 milhões.

      Qual é o modelo de negócios em que isso faz sentido? Qual é a expectativa de futuro promissor em que alguém se baseou para chegar a um disparate grosseiro desses? Quem compra um imóvel desses tem que ter renda familiar bruta superior a R$ 50.000 por mês, e dar uma entrada de pelo menos R$ 800.000, por que moraria em Laranjeiras, num apto de 92 metros quadrados, na subida do morro, pagando R$ 14.000 de prestação, se pode alugar um apartamento melhor, por R$ 5.000 colado na praia de Ipanema? Ou morar em outro na própria Pereira da Silva, de 120 metros quadrados, por R$ 3.200 o aluguel?”

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • burbuja_del_ladrillo 5 de janeiro de 2017 at 16:18

      Eu gosto muito dos textos do Portinho, mas acho que, dessa vez, ele está equivocado. Não na premissa, mas no exemplo utilizado.

      Os preços pedidos em aptos normais nesse Cenário Laranjeiras são bem mais baixos que os que ele indica.
      Nesse valor de R$ 2.180.000 o que está à venda é uma cobertura duplex de 246 m2.

      Eu ainda acho absurdamente cara, mas é bem menos ruim que pedir esse preço por um apto de 92 m2.
      http://rj.olx.com.br/rio-de-janeiro-e-regiao/imoveis/cobertura-duplex-4-qts-c-dep-pronta-p-morar-nas-laranjeiras-288102335?xtmc=cobertura&xtnp=1&xtcr=4

      O preço do de 92 m2 são os SURREAIS R$ 1.200.000 que eles apontam no balanço.
      http://rj.olx.com.br/rio-de-janeiro-e-regiao/imoveis/cenario-apartamento-com-03-quartos-pronto-em-laranjeiras-direto-da-construtora-287836389?xtmc=cen%C3%A1rio+laranjeiras&xtnp=1&xtcr=1

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 5 de janeiro de 2017 at 12:50

    Bancos chineses estão a beira do colapso
    https://www.youtube.com/watch?v=u0OivcDCcnE

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 5 de janeiro de 2017 at 12:58

    Nunca esteve tão bom investir em imóvel, diz presidente do Secovi

    http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20170104/nunca-esteve-tao-bom-investir-imovel-diz-presidente-secovi/447175

    “esse é um bom momento de comprar”, compre djá !! (Amorinha, 2014, 2015, 2016, 2017)
    OBS: nem percam tempo lendo o besteirol corvistico acima

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Marcos CG 5 de janeiro de 2017 at 13:08

    O que acham desta previsão do Sachsida?

    “Previsoes do Sachsida para 2017
    […]
    Mercado imobiliário: acho que vai continuar patinando até junho, daí em diante acho que estabiliza.”

    http://bdadolfo.blogspot.com.br/2016/12/previsoes-do-sachsida-para-2017.html

    4+
    • Cesar_DF 5 de janeiro de 2017 at 13:13

      Ele está sendo bastante otimista
      “PIB: +1,5% (isso mesmo, iremos crescer ano que vem)”

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Bolha BOSS 5 de janeiro de 2017 at 13:23

    CVR

    A alguns anos, a PDG fez o lançamento de uma construção no Bigorrilho, do lado do terminal Campina do Siqueira. Os anos se passaram, e nada de tijolos do local. Ontem, passando por lá, fechado de tapumes, com uma placa de “futuro centro comercial”, de outra construtora.

    26+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 5 de janeiro de 2017 at 13:23

    kkk .. kkkk kkkk..

    Processo de devolução de imóveis pode ser regularizado pelo governo
    Reportagem da Globonews afirmou que assessores de Temer já trabalham em proposta para distratos.

    ” o que o governo quer é que o dinheiro seja devolvido rapidamente, logo depois do pedido de distrato e que o imóvel volte ao mercado …” hahhaha
    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/5989815/processo-devolucao-imoveis-pode-ser-regularizado-pelo-governo

    12+
    • avatar
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 5 de janeiro de 2017 at 13:33

      Excelente idéia! Despejar todos os imóveis distratados imediatamente no mercado. Com reembolso imediato dos compradores. Aí sim que os preços param de cair e passam a despencar em queda livre, realimentando a vertente de distratos.

      Alguém vai chamar o “governo” para o canto e explicar direitinho as consequências. Resultado: não vai rolar!

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • anti_corvo 5 de janeiro de 2017 at 14:00

        Eu também acho improvável isso acontecer, mas, se ocorrer, não vai ser uma “marolinha”.

        11+
        • avatar
        • avatar
      • PFernando 5 de janeiro de 2017 at 14:21

        Eles não entendem o que se passa no mercado, esses caras não precisam se preocupar com nada além de mamar. Alguém diz pra fazer isso. Que vai fazer uma propaganda pro governo. Ele ainda pensa que o distrato é vendido mais caro e as construtoras não vão fazer lobby.

        3+
  • job 5 de janeiro de 2017 at 13:34

    Esses dias eu estava me questionando a respeito da valorização dos imóveis, e não sei se estou certo ou não, mas me parece que algo está errado.
    Vejam só, meu salário não é ruim, nem perto de ser ruim. Entretanto, demorei 10 anos pra chegar nesse nível salarial, e hoje com a grana que juntei não consigo sequer comprar um apartamento decente de 2 quartos na minha cidade, nem perto disso. A não ser num bairro lá nas cucuias. Agora, se o valor dos imóveis aumentar pelo menos a inflação como muitas bestas dizem por aí, inacreditavelmente eu vou demorar mais uma infinidade de tempo pra comprar um ap decente, pois o meu salário vai congelar por pelo menos 5 anos ou mais (o meu e provavelmente o da maioria da população, com algumas exceções ), e o dinheiro que eu junto não acompanha a valorização anual do imóvel, e dificilmente vai acompanhar.
    Não tem algo errado nessa fórmula?
    Alguém me explica qual a lógica disso aí?

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 5 de janeiro de 2017 at 13:42

      É a lógica da bolha. Uma bolha especulativa acontece quando as pessoas começam a pagar cada vez mais por algum ativo apenas por achar que o preço vai continuar subindo (se subiu 30% no ano passado e ainda está subindo, então vai continuar subindo), sem sequer olhar para os fundamentos por trás do preço. O episódio das tulipas é um clássico de bolha especulativa (afinal, para que por.. serve uma tulipa? qual o seu fluxo de caixa). Quando você argumenta com brick-lovers, os argumentos deles sempre se agarram à evolução passada dos preços, nunca aos fundamentos.
      Acrescente a isso crédito estatal subsidiado farto petista e empreiteiros míopes que só se preocupam com os retornos de curto prazo. Resultado está aí.

      25+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Nelson Schadenfreude 5 de janeiro de 2017 at 13:49

      Para o seu consolo: as bolhas sempre estouram, e o mercado volta à realidade. o lado bom é que as bolhas costumam gerar excesso de investimento que deixa com legado estoques excessivos de ativos a preços convidativos. Aí, quem é líquido faz a festa comprando na xepa (na minha opinião, daqui uns 2 anos). Como é uma decisão muito séria a ser tomada, recomendaria aos interessados só fazer isso após as eleições presidenciais. Não façam apostas que envolvam comprometimento de renda por 20 anos ou uma fração expressiva dos seus ativos.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 5 de janeiro de 2017 at 13:49

      Em geral nem você nem o próprio dono do imóvel teria condição de adquiri-lo pelos preços atuais kkkkkkkk

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de janeiro de 2017 at 14:11

        Alguém tinha feito o GERSON INDEX ?
        Quem foi mesmo, o Matemático?

        (capacidade do próprio dono comprar o imóvel no preço anunciado)

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Thiaguinho 5 de janeiro de 2017 at 14:24

          GERSON INDEX é bacana. Se seguir a risca não tem um propriotário sequer que consegue comprar o próprio bolhudo.

          11+
          • avatar
    • job 5 de janeiro de 2017 at 14:03

      Corrigindo, se meu salário não ficasse congelado, mesmo assim não conseguiria comprar o apartamento na lógica das bestas, pois a valorização dele é sempre bem superior ao que eu consigo juntar num ano.

      12+
      • avatar
    • WLF 5 de janeiro de 2017 at 17:24

      Essa é justamente a constatação que motivou a criação desse blog…todos que aqui estão adorariam comprar seu apartamento ou casa mas em determinado momento entendemos que o mercado havia sido manipulado de tal forma que tornou esse sonho impossivel. Seguimos no embate tentando entender o porque disso e as consequencias para todo o sistema, inclusive as consequencias emocionais disso! Não é facil aceitar isso mas ainda é melhor agir na racionalidade( neste caso, se libertar do sonho da casa propria a qq custo) do que pagar o preço de entrar nesse jogo maldito…

      12+
      • avatar
    • Fernando 6 de janeiro de 2017 at 09:55

      Certamente…

      Vc junta, junta, junta até morrer… e os preços de tudo (dos carros, dos imóveis) sobem mais do que o montante (capital + juros) de tudo que vc juntou…

      Por um acaso vc já conversou com alguém que pagava uma ninharia no financiamento, que nem sequer compensava quitar? É o resultado disso aí.

      O salário do trabalhador achata diariamente, e o empresário fica cada vez mais rico.

      Vc tem a liberdade de se referir aos ‘bestas’ como eu e manifestar a sua indignação, lembrando sempre que não são as ‘bestas’ a que vc se referiu que fazem os preços das coisas subirem, mas sim as bestas que gastam até morrer…

      1+
  • Cadeludo 5 de janeiro de 2017 at 13:48

    comissão de negócios imobiliários pros corvos? acabou
    comissão para leiloeiros? recém começou

    7+
    • avatar
    • avatar
  • From_The_Tower 5 de janeiro de 2017 at 14:09

    Alguém falou da TR a 0,2460% !?
    (04/01 a 04/02)

    9+
    • avatar
    • avatar
  • From_The_Tower 5 de janeiro de 2017 at 14:12

    Dólar bateu novamente nos 3,20.
    Nos 3,20 do PANDEIRO I TRUST !
    Agora no semanal irá buscar os 3,10 do último fundo de Outubro/2016.
    Se pegar os 3,10… buscará os 2,80!
    Anonymous pira ! 😉

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Money_Addicted 5 de janeiro de 2017 at 14:26

      eu mandei um chorinho nesses 3.2
      3.10 aumentarei o tamanho do choro.
      abaixo de 3 vai ser lindo o tamanho da choradeira rs

      mandei pela transferwise com um CET de 3.29 qdo a cotacao estava a 3.21 – isso da um spread de 2.4%, ta interessante tambem, nao?!!

      9+
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de janeiro de 2017 at 14:44

        Bom tb.
        Vou experimentar essa plataforma em breve.

        5+
        • avatar
        • Deralian 8 de janeiro de 2017 at 19:34

          Pode experimentar. É muito boa. Já mandei mais de CAD 10.000 e nunca tive problemas. o spread cobrado é decente e o serviço confiável e rápido. TransferWise é o Uber das casas de câmbio da Banania.

          1+
          • avatar
  • From_The_Tower 5 de janeiro de 2017 at 14:16

    Boss pira com essas cotações.
    Boss… lá do outro lado da rua… postaram uma ótima cotação do BB para o BB Américas. Não dá nem 2% de ágio na remessa. Show de bola, hein!?

    2+
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 5 de janeiro de 2017 at 14:26

      O lado de lá tá infectado. Fui dar uma espiadinha e ganhei um Trojan horse. Mas agora tá limpo (meu micro, o site eu não sei).

      3+
      • From_The_Tower 5 de janeiro de 2017 at 14:44

        Teve um problema sim.
        Um FDP apareceu lá e rastreou a galera. Eu tb.
        Já passei uns anti virus e agora tá beleza !

        4+
    • Bolha BOSS 5 de janeiro de 2017 at 15:22

      Sim, isto já tinha comentado por aqui nas primeiras remessas para o BBAmericas.
      Ágio muito baixo…em compensação se precisar voltar pra cá…
      Tem uma tela chamada BB Remessa, para transferir de lá pra cá…era bem dolorido a cotação

      2+
    • AlexJLL 7 de janeiro de 2017 at 10:15

      Transferwise pessoal, transferwise…

      1+
      • avatar
  • Zejose 5 de janeiro de 2017 at 14:21

    É aí que entram “azavaliassaum dus ispicialista”, que liberavam financiamento da CEF de 1kk pra barraco em itaquera.

    5+
    • avatar
  • Thiaguinho 5 de janeiro de 2017 at 14:25

    A Corretora Rico está hoje com um LCI do Banco ABC a 89% do CDI (por volta de 0,96 a.m líquido). Prazo 181 dias

    8+
    • avatar
  • Thiaguinho 5 de janeiro de 2017 at 14:25

    Resposta pro Mike Victor

    5+
    • avatar
  • Alemon Fritz 5 de janeiro de 2017 at 14:26

    Corte da Selic, fluxo e discussão sobre distratos: entenda a disparada de até 26% das imobiliárias

    http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/5989834/corte-selic-fluxo-discussao-sobre-distratos-entenda-disparada-ate-das

    5+
    • avatar
    • Nelson Schadenfreude 5 de janeiro de 2017 at 14:29

      Nice! Comprei EZTC3 a 15.50 dia 2/1/17. Está 17.40 agora. +11,4%. BLZ! Mas credito 80% do mérito à pura sorte.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 5 de janeiro de 2017 at 14:45

        Eu já ajustaria o stop. Sabe como é ,né!?

        4+
        • avatar
        • avatar
      • PFernando 5 de janeiro de 2017 at 17:22

        Não creio que seja 80%. Se comprar o que tem mais de 50% de chance de subir e colocar stop pra perder menos quando estiver errado que o que ganha quando estiver certo, no longo prazo você se dá bem. Mas tem que ter um objetivo quando se especula, não pode achar que vai subir pra sempre. As pessoas na bolsa aprendem a perder e não aprendem a ganhar. Não pode se empolgar, tem que operar como se estivesse no automático, sem sentimentos. A análise é antes da compra.

        1+
        • avatar
    • CA 5 de janeiro de 2017 at 14:43

      kkkkkk

      PDG e Rossi estão entre as Ações que mais subiram!!!

      Depois ainda tem gente que acha que tem alguma relação com “fundamentos”… só se forem os fundamentos que movem os cardumes de sardinhas!!! kkkkkkkk

      Sobre a “análise” dos “especialistas”, sempre brilhante: a BOVESPA está completamente descolada da realidade da economia, uma prova cabal é o resultado recorde em 2016 com toda a piora que ocorreu na economia real, inclusive nas expectativas e eles “justificam” dizendo que a alta é pela melhora prevista para economia!!! kkkkk

      Agora começam a plantar uma nova versão do Tsumoney da EmpiriCUs, que no máximo vai atrair abutres para comprarem imóveis “a preço de banana” e sem afetar o volume de super-estoques, vacância, etc., a história dos distratos que vão ser regulamentados pelo governo e que na prática não vão fazer com que chova dinheiro sobre quem não podia pagar antes, só vai aumentar o número de investidores que vão desistir de comprar imóvel na planta (saberão que o prejuízo será muito grande se desistirem depois disto) e por fim, a mirabolante solução da redução de juros, como se fosse a causa dos problemas e não a consequência…

      13+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 5 de janeiro de 2017 at 14:49

        A BOLSA SOBE COM AS EXPECTATIVAS E CAI COM A REALIDADE

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 5 de janeiro de 2017 at 14:55

          Sobe no BOATO, cai no FATO…

          14+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • Nelson Schadenfreude 5 de janeiro de 2017 at 18:07

        A bolsa subiu porque a Dilma caiu. Uma PUUUUUUUUSTA melhora nas expectativas ( Brasil<>Venezuela).
        PDG e Rossi são penny stocks, e já faz tempo. Não toco nem com vara. Já com outras (TCSA3, EZTC3) dá para brincar. Especulativamente.

        4+
        • avatar
    • PFernando 5 de janeiro de 2017 at 17:34

      “mas há também o distrato voluntário, quando o comprador adquiriu o imóvel como um investimento e, ao perceber que o preço pago inicialmente por ele está abaixo do valor atual do imóvel, pede o dinheiro de volta.”

      Não seria que o preço pago estava acima do valor atual?
      Independente do erro, isso pode Arnaldo?

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 5 de janeiro de 2017 at 15:03

    http://www.valor.com.br/financas/4827418/saques-da-poupanca-superam-r-40-bilhoes-em-2016

    No ano passado como um todo, entretanto, os saques líquidos somaram R$ 40,701 bilhões — o que significa
    que 2016 teve o segundo pior desempenho da série histórica compilada pelo Banco Central (BC), iniciada em
    1995.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 5 de janeiro de 2017 at 15:08

      Povo sacando FGTS
      Povo sacando a poupança

      Será que ninguém está sacando que acabou o lastro do crédito imobiliário?

      Realidade batendo na porta. Já pensou o motumbado ter que pegar crédito lastreado em LCI? Vai ficar caro! Acho é pouco.

      Por um Brasil com imóveis mais baratos e pagamentos à vista, ou com parcelas combinadas entre vendedor e comprador, como era antigamente.

      28+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Intendente 5 de janeiro de 2017 at 16:54

        Vou ter o maior prazer em financiar esse crédito. LCI a 100%, vem, vem!

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Urso 5 de janeiro de 2017 at 17:01

        Eu aprovo!

        5+
        • avatar
        • avatar
  • Lord of All 5 de janeiro de 2017 at 16:13

    “É bem isso: famílias perderem seus imóveis”

    Tecnicamente as famílias não estão perdendo SEUS imóveis. Frase essa pejorativa e muito mal formulada, pra um leitor ignorante dá a impressão q as tais famílias estão sendo prejudicadas. Elas não cumpriram o combinado e por isso não tem direito de pernanecer naquilo q não lhes pertence, simples assim.

    28+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lord of All 5 de janeiro de 2017 at 16:15

      *tem
      * permanecer

      2+
  • Lord of All 5 de janeiro de 2017 at 16:16

    ** têm

    Maldito teclado de smartphone

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Cadeludo 5 de janeiro de 2017 at 16:20

    mal sabem eles que podem vender com ágio antes da retomada e ainda obter um bom lucro
    com dinheiro eles terão suas transações facilitadas
    não imaginam a facilidade que é trocar um monte de tijolos por dinheiro vivo, cash, bufunfa
    é só anunciar no OLX e em todas as corvolárias da cidade que vende logo

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 5 de janeiro de 2017 at 16:25

      O Fernando garante que sim

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Antigo 5 de janeiro de 2017 at 16:29

        Também é garantido que o valor vai dobrar ou triplicar, no mínimo.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Fernando 5 de janeiro de 2017 at 21:19

        O que acontece hoje em meio a uma crise avassaladora como essa?
        Os preços sobem menos que a inflação, mas ainda assim sobem, segundo a mídia…
        Vai cair 40-50% repentinamente?
        Eu acho que cai mais um pouco em 2017 e 2018, isso para aqueles condominios onde os apartamentos ainda não foram vendidos, praticamente uns micos, em poder das construtoras, ou os micos dos particulares. O resto, bem localizado, em poder dos particulares, não cai.
        Os corvos estavam certos: ano passado tinha oportunidades ótimas… pena que já eram…
        Vcs estão certos, 30 anos é muito tempo…
        Em 1996, um uno custava 7-8 mil reais. Hj custa 40.
        Num país onde a inflação é de 6-10% a.a., é obvio que um apartamento que vale hj 500 custará muito mais.
        É meio óbvio que o padrão de preços foi atualizado.

        Por fim, seja no imóvel próprio ou no aluguel, o que importa é ser feliz.

        Então desejo que vc seja feliz na sua escolha, pq eu fui muito feliz na minha.

        8+
        • avatar
        • avatar
  • Oliveira 5 de janeiro de 2017 at 16:42

    Pessoal,
    Negociação de imóvel bolhudo após uns dois anos de assédio velado proprietário citou o valor 65% do valor inicial. que corresponde a 3,5x o valor pago à 10 anos atrás(FATOR X de 222X ). Firme na oferta de de 2,5 vezes que dá um FATOR X de 157X.
    Considerando na eventual hipótese de o proprietário aceitar.
    Estou considerando assumir a perda um pouco acima do limite máximo, utilizando o FGTS emperrado (que pagaria 33% do valor negociado), mas não toco tanto nas minhas reservar se vejo se vendo meu aparamento, de quebra.
    Gostaria de saber, como utilizar o FGTS sem precisar fazer financiamento na CEF ? e não ser assediado pelos ixpertos oportunistas de plantão que vão querer inventar serviço para atravessar e cobrar como ocorre com o tel de correspondente bancário para financiamento… ????

    2+
    • avatar
    • anti_corvo 5 de janeiro de 2017 at 16:46

      Olha, sem financiamento, só sendo demitido acredito eu.

      2+
    • BOLHA JOKER 5 de janeiro de 2017 at 19:25

      Existe a modalidade de utilização de FGTS para pagamento a vista, ou seja voce nao vai usar financiamento, o contrato do banco tem força de escritura publica, vc vai pagar as tarifas do banco na CEF 2,5k, ITBI e o registro no cartório.

      1+
  • BolhistaBR 5 de janeiro de 2017 at 16:45

    Banco “arder”?????
    Duvido!
    A avaliação é feita com gordura e os juros altíssimos cobrem de longe o risco.
    A não ser em caso de estouro de bolha com queda vertical de 50%.. aí concordo.

    4+
    • avatar
    • Cesar_DF 5 de janeiro de 2017 at 16:58

      O Banco Central informou que os testes de estresse de capital mostraram que o sistema bancário brasileiro mantém adequada capacidade de suportar “efeitos de choques adversos decorrentes de cenários macroeconômicos adversos bem como mudanças abruptas nas taxas de câmbio e juros, de aumento na inadimplência ou de queda generalizada dos preços dos imóveis residenciais “.

      No teste com simulação de reduções sequenciais nos preços de imóveis, o resultado mostrou que não há desenquadramento para quedas nominais de até 25%. Apenas uma queda de mais de 35% nos preços provocaria uma situação de insolvência.

      http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2016/09/15/internas_economia,804394/testes-de-estresse-mostram-que-sistema-suporta-efeitos-de-choque-adver.shtml

      9+
      • avatar
      • avatar
    • Fernando 5 de janeiro de 2017 at 21:40

      Juros altíssimos?
      Cara, em 2008-2010 a Caixa praticava 7.7% a.a efetivos….
      Juro altíssimo é o do cartão de crédito…
      O banco não vai perder pq o bem dado em garantia subiu de preço, e não pelos juros “altíssimos”…

      0
  • Cajuzinha 5 de janeiro de 2017 at 16:56

    Tópico

    “05/01/2017 15:45
    DURO DE ALUGAR
    Disponibilidade de imóveis dificulta reajuste pelo IGP-M”

    Pelas contas do Sindicato da Habitação (Secovi), por exemplo, um aluguel de R$ 1.500, que vigorou até dezembro de 2016, saltaria para R$ 1.607,55 agora no início do ano. Algo que hoje, segundo Sindicato dos Corretores de Imóveis de Londrina e Região (Sincil), é um reajuste quase impossível de ocorrer na prática, principalmente em imóveis residenciais de maior valor ou comerciais cujo o IGP-M não está firmado em contrato.

    De forma geral, como a oferta de imóveis é grande, os inquilinos mudam de moradia ou estabelecimento comercial caso o proprietário não seja flexível, mantenha o aluguel fixado ou faça um reajuste mais “camarada” para o cenário atual. “Quaisquer empecilhos nesta negociação fazem o inquilino mudar de imóvel, já que há muitos imóveis desocupados. Ele consegue alugar um valor menor ou de mesmo preço, evitando o reajuste. Este é o tom do mercado hoje.”

    Aliás, Bacarin relata que em 2016 ninguém conseguiu aplicar o índice cheio ao longo dos aniversários de contrato.

    http://www.bonde.com.br/economia/noticias/disponibilidade-de-imoveis-dificulta-reajuste-pelo-igp-m-431136.html

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 5 de janeiro de 2017 at 16:58

    kkkkk

    05/01/2017 11h54 – Atualizado em 05/01/2017 16h20
    Em crise, shopping vai transformar hipermercado em centro de eventos
    Espaço será aberto a shows até festas de formatura

    Para enfrentar a recessão e tentar atrair público, o plano do Shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande, é abrir espaço para shows, espetáculos e até festas de formaturas no local onde funcionou o supermercado Walmart. Em um cenário onde há poucos clientes e muitas lojas vagas, a estratégia de expandir interesses voltados ao lazer ocorre em meio à instabilidade do varejo. que acarretou no fechamento de pelo menos duas lojas desde o início do ano.

    O Walmart encerrou as atividades do Bosque dos Ipês no fim de 2015.

    http://www.midiamax.com.br/economia/crise-shopping-vai-transformar-espaco-hipermercado-centro-eventos-327360

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Urso 5 de janeiro de 2017 at 17:00

    Eu aprovo!

    5+
    • avatar
  • Urso 5 de janeiro de 2017 at 17:07

    Vem pra Caixa você também, vem!

    5+
    • avatar
  • Mike Victor 5 de janeiro de 2017 at 17:26

    Thiaguinho

    Resposta pro Mike Victor

    3+

    Obrigado

    2+
    • avatar
  • Cigarra 5 de janeiro de 2017 at 17:31

    Olé. Sou leitura assídua e aprendiz. Presente na aula de hj.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Urso 5 de janeiro de 2017 at 19:05

      Na aula de hoje aprendemos que devemos ficar líquidos e não sólidos (tijolos).

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Jacob 5 de janeiro de 2017 at 18:18

    Fala irmaos bolhistas, tudo tranquilo?

    Sei que estou meio sumido, mas queria divulgar essa iniciativa, sao diversos videos de entrevistas com pessoas analisando o panorama politico economico do Brasil.
    Sugiro assistir as 5 gratuitas e depois analisar se paga pelas demais ou nao, eu paguei e acho que vale a pena.

    “http://membros.brasilparalelo.com.br/videos

    Abraços bolhisticos.

    8+
    • avatar
    • From_The_Tower 5 de janeiro de 2017 at 18:42

      Falou !

      3+
  • Libertario 5 de janeiro de 2017 at 18:55

    Cesar_DF

    O Banco Central informou que os testes de estresse de capital mostraram que o sistema bancário brasileiro mantém adequada capacidade de suportar “efeitos de choques adversos decorrentes de cenários macroeconômicos adversos bem como mudanças abruptas nas taxas de câmbio e juros, de aumento na inadimplência ou de queda generalizada dos preços dos imóveis residenciais “.

    No teste com simulação de reduções sequenciais nos preços de imóveis, o resultado mostrou que não há desenquadramento para quedas nominais de até 25%. Apenas uma queda de mais de 35% nos preços provocaria uma situação de insolvência.

    http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2016/09/15/internas_economia,804394/testes-de-estresse-mostram-que-sistema-suporta-efeitos-de-choque-adver.shtml

    2+

    Opa!
    Mas 35% é algo bem possivel correto?

    4+
    • avatar
    • Money_Addicted 5 de janeiro de 2017 at 19:01

      a questao eh quem atestaria essa queda? o Fipe zap?

      eu nao faco pq nem com 50% de desconto compraria, mas eu imagino que a grande maioria dos imoveis se vc fizer uma proposta real de 35% a menos vc leva facil

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Antigo 5 de janeiro de 2017 at 20:14

      Boas notícias.

      Imagino que 35% de queda seja o número mágico máximo tolerável pelo governo. Afinal, mesmo em crise, o governo jamais deixaria os bancos ficarem insolventes. Vai intervir de todas as formas possíveis para frear quedas maiores que essas.

      Considero 35% de desconto nos preços atuais algo bem razoável. Sinceramente tenho dificuldade de acreditar em quedas maiores. Não por falta de fundamentos, mas por estarmos no Brasil mesmo, terra em que mágicas são feitas com o futuro de nós todos.

      3+
      • avatar
      • Cesar_DF 5 de janeiro de 2017 at 20:43

        Eu fiz as contas ha pouco tempo atrás, e no caso de São Paulo, para valer mais a pena adquirir do que alugar, teria que cair 60%

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Urso 5 de janeiro de 2017 at 19:03

    Quando as pessoas vão entender que a economia vive de ciclos?

    5+
    • avatar
  • Alemon Fritz 5 de janeiro de 2017 at 19:04

    Na simulação anterior era de até 44%, e o Frutinha amorinha dizia que podia cair 60% ou mais que não seria bolha ainda, e portanto o sistema “aguentava”.

    4+
    • avatar
    • avatar
  • De-boa-na-bolha 5 de janeiro de 2017 at 19:28

    Pessoal, texto no UOL.
    Com oferta em alta, compra de imóvel agora não é uma boa idéia.
    http://gesneroliveira.blogosfera.uol.com.br/2017/01/05/caso-ou-compro-um-imovel/

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 5 de janeiro de 2017 at 20:06

    Queda no m2,
    agora no Jornal Nacional….

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Cigarra 5 de janeiro de 2017 at 20:13

    Venho há muitos dias sorvendo e buscando assimilar as idéias daqui. Identitifico-me com várias nuances de investidores aqui descritos. Poupei e comprei. Comprei em momentos bem distintos em suas conjunturas econômicas, com resultados idem. Creio. Hoje, com pretensão de investir no mercado financeiro e não mais em imóveis, ser esperta de verdade; não no sentido pejorativo ou jocoso. Como também fui catequisatda para comprar imóveis, segui a cartilha à risca e afinco, como típica vítima da não educação financeira. Por muito tempo julguei ter logrado êxito no propósito e afã de amealhar patrimônio. E de fato o fiz segundo parâmetros da cultura à qual fui submetida. Kkk (e agora estou (sub)metida (atrelada, presa) aos concretíssimos imóveisque adquiri. Porém imagino o quanto poderia ter obtido de rendimento se tivesse aplicado meus proventos. E sei que liquidá-los, mesmo por pechinchas, é tarefa árdua e morosa. Eu, que julgava ter feito o certo e, portanto “abastada” estar, hoje a sensação é de peso por ter que administrar os imóveis que perdem valor. Sendo que hoje o preço deles está bem acima do meu poder aquisitivo. Mesmo que eu vendesse os imóveis, não me sinto apta a administrar um montante de dinheiro em aplicações, ainda mais fazendo aportes, e sequer para mensurar de forma avaliativa se realmente compensa deixar de perceber os aluguéis (amei que sim, mas a insegurança é imensa). Mas a grande vontade é de vender inclusive o q moro … e residir num flat ou algo light do gênero. Realmente a educação financeira é inexistente. A nação carece e padece. E ser autodidata no assunto é deveras complexo, inclusive por demandar acompanhamento diário. Agira: Se civil no JORNAL NACIONAL recomendando comprar imóvel. Soa a matéria paga. Propaganda enganosa. … fui formiga (conforme ilustrado !! ), todavia almejo cigarra ser … e proceder depósitos no banco e aprender a aplicar. .. .

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 5 de janeiro de 2017 at 20:19

      Belas palavras. E o jeito de escrever é digno das fábulas de Esopo.
      Sinceramente não sei como te ajudar.

      Sua situação é muito concreta, é difícil tirar liquidez dos tijolos, exceto os vendidos na planta, que contam com inúmeras infiltrações e o que não falta é líquido saindo deles.

      Tenta fazer uma revisão do seu portfólio de bolhudos. Acredito que alguns sejam melhores e estejam sempre alugados, outros estejam encalhados. Tenta passar os encalhados adiante, mesmo que com descontos agressivos. Aí você pega o dinheiro e começa a investir, vai começando com TD mesmo e renda fixa. Vai garantir algo próximo da Selic, que já é bem mais que a renda dos alugueis.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cigarra 5 de janeiro de 2017 at 20:17

    * sei q sim, mas a insegurança é imensa (por não saber aplicar )

    0
  • Cigarra 5 de janeiro de 2017 at 20:19

    *,agora Seco vi no JN (SORRI : FALTOU REVISÃO DE TEXTO ). . teclado de celular.

    0
  • Cigarra 5 de janeiro de 2017 at 20:26

    A sensação de acolhimento é bonísssima. Obter resposta solicita de forma imediata. E com dose de humor. (NEGRO !???) HA HA ! E há filigrana de tragicomédia também na situação : minha situação de vítima coitada por ter imóveis. Se é ou ter. Sorrir ou chorar. Comprar ou alugar. Vender ou …

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 5 de janeiro de 2017 at 20:38

      A parte mais tragicômica é saber que se você vender os seus imóveis com bons descontos e aplicar no investimento mais simples que existe,que é a poupança, provavelmente vai receber mais em juros do que o valor líquido que recebia de alugueis.

      Mas também não se sinta mal nem se menospreze. Anos atrás imóvel era bom negócio, hoje em dia não é mais. Pode ser que volte a ser, mas vai demorar bastante. Por isso que a opinião majoritária aqui é priorizar a liquidez sempre. No nosso país até o passado é incerto, e por isso é bom ter margem de manobra, poder se movimentar na hora certa.

      Não há nada de errado em perder dinheiro por algum investimento errado. Ninguém tem bola de cristal. O erro é estar sempre parado em vez de buscar aprender com os com o que não deu certo e se recuperar.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cigarra 5 de janeiro de 2017 at 20:32

    Recomendações anotadas. Gratíssima.

    0
  • Oliveira 5 de janeiro de 2017 at 20:57

    Bem se vc comprou seus imoveis antes 2009 talvez a situacao nao seja tso ruim apenas peredeu a oportunidade de vender no pico, talvez ficar com todo seu patrimonio em imovel seja muita arriscado penso que na atua situacao materia apens 25% em imoveis. Se eu comprar uma casa que estou vendo, vou ficar com 45%, mas torro meu ap em seguida.comprei em 2006, estao vendendo por 6x o valor que paguei. Vou avaliar propostas por seis meses e o que for acima de 3x o que paguei pra mim. e lucro, to fora e vai render nem que for na poupanca.

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Cigarra 5 de janeiro de 2017 at 21:04

    Congratulações. Ótima sensação, deve ser. Enjoy. Comprei em 1999 (o maior e melhor, onde moro) e 2008. Porém numa cidade cujo metro quadrado é caríssimo.

    0
  • Cigarra 5 de janeiro de 2017 at 21:15

    Oliveira e Antigo, inclusive.

    O que tem me aborrecido é a compra de um apartamento na planta em junho de 2011. Paguei o máximo que pude para a construtora (não apenas as mensais) e financiei 7 anos na Caixa. Gostaria de amortizar, porém não sei o que compensa mais. Se é melhor aplicar e pagar as mensais vigentes. Não tenho formação acadêmica em Economia, e sim em Direito.”Manjo nada” de aplicação financeira. Tenho tentado entender um pouquinho passeando pelos sites.

    2+
    • avatar
    • avatar
    • Antigo 5 de janeiro de 2017 at 21:42

      Poxa, na planta? Aí sim foi um erro. Na planta jamais.

      Falta muito para terminar de pagar? Qual taxa de juros você pegou na Caixa?

      Vou tentar ajudar com base em suposição:
      Se for aquelas taxas antigas por volta de 6%, compensa mais pagar esses juros do que imobilizar mais do seu dinheiro em imóvel. Vai amortizando devagar mesmo, pagando a parcela, ainda que tenha que pagar a correção pela TR do saldo devedor.

      Invista o que você ia usar para amortizar o saldo devedor em renda fixa que provavelmente vai conseguir uns 12% líquidos, valor maior que 6% + TR

      0
  • Cajuzinha 5 de janeiro de 2017 at 21:38

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    “O vice-presidente do Secovi-Rio diz que o mercado se transformou, o Brasil ficou mais voltado para o mercado doméstico, os preços subiram de 2009 a 2014, mas agora, com o momento mais nebuloso que o mercado vive, as oportunidades acabam aparecendo de novo para os estrangeiros.

    “O mercado imobiliário é um ciclo. Essa retomada do mercado vai acontecer com os investimentos estrangeiros. A retomada talvez vá ser um pouco mais gradual. Temos que fazer um dever de casa forte em relação à política econômica. A gente vive um momento de ajuste em relação a preços, há uma tendência de queda. Agora há uma procura baixa por todos os fatores políticos e econômicos que o país passa — perda da confiança, aumento do desemprego, inflação inconstante, juros mais altos —, o que afeta a demanda”, explica o dirigente. ”

    Para Schneider, a oferta cresceu porque nos últimos anos o mercado viveu um momento muito bom, muitas construtoras lançaram unidades, muitos investidores entraram no setor, inundando o mercado de oferta. Com isso, a tendência é de preços menores. Por mais que no Brasil haja uma cultura de que investir em imóvel é uma questão de segurança, para vender é preciso dar desconto, o que está acontecendo nesse momento.

    “O mercado de locação está sofrendo mais ainda, porque o proprietário não quer ficar com o imóvel parado sem gerar uma renda, porque ele precisa pagar despesas fixas, como IPTU e condomínio. O mercado de compra e venda é mais resiliente, demora mais a sentir a queda de preço. É o patrimônio do investidor, que não quer baixar tão rápido.
    https://br.sputniknews.com/brasil/201701057355910-imoveis-estrangeiros-investimento-oportunidade-precos-valorizacao-venda-aluguel/

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cigarra 5 de janeiro de 2017 at 22:54

    (A novinha redigiu textão e o perdeu. Postagem deu chabú) Antigo,conforme relatei, (comprei na planta em Jun./2011) Em 2014 financiei 7 anos (de azar ?) na CEF. “Findará no final” de 2022 . (É o meu fim !!!!) Pretendia amortizar p quitar antes, porém tenho angariado informações sobre ser melhor aplicar na renda fixa, os aportes q eu pudesse/ puder fazer, como V tb disse, confirmando !

    2+
  • Leonardo M. 5 de janeiro de 2017 at 23:31

    CVR

    Brick Lover postou sua mega kit net de 18m2 por R$700,00 mensais e aceitava duas pessoas na mega kit net. Não me aguentei e perguntei como 2 pessoas viveriam nessa “caixa de fosforo” e por este preço.
    Ficou toda irritadinha e me mandou um textão enorme me chifrando todo via inbox no FB.
    Uma semana depois abaixou já pra R$680,00
    Espero até o final do mês pra chegar nos R$600,00 e responder o textão dela? Ou deixo quieto e ardendo?

    10+
    • na_cloaca_do_fernando 5 de janeiro de 2017 at 23:40

      Responde a ela que não vai brigar por causa da kit net, pois você não discute por “coisas pequenas”.

      30+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • JJJ_brasilia 6 de janeiro de 2017 at 03:12

    Cigarra,

    Quando conhecemos a educação financeira, conseguimos sair da manada, sendo incentivados a comprar, gastar, ostentar, trocando o suor do nosso trabalho, por tranqueiras.

    O nosso objetivo no aprendizado da educação financeira, é a ID – independência financeira, mas demora um pouco, ela nos permite escolhas, pois não seremos mais escravos das contas. Seguem as minhas sugestões.

    Minhas observações:

    1 – não venda os seus imóveis, fique com ele gerando a renda do aluguel, como você disse, não conhece o mercado financeiro.

    2 – comece a aprender sobre investimentos, inicie pela renda fixa, que é mais fácil, comesse com o Tesouro Direto, compre alguns títulos para ver como funciona na prática, comece com Tesouro Selic, que é o mais fácil, acompanhe o valor atual é o histórico do Tesouro IPCA, comece com pouco dinheiro, o objetivo inicial, não é ganhar dinheiro, mas aprender.

    3 – estava é fundamental, abra este mês, uma conta em uma corretora de valores para investir no Tesouro Direto (TD), sei que dá frio na barriga fazer isto, mas é tranquilo.

    4 – está eu demorei para aprender: não gire o seu patrimônio, quando você vende e compra outra coisa depois, você vai pagar taxas, comissões, impostos. Girar Patrimônio é sestentar um sistema que vive disto, por exemplo, se eu comprar uma ação e ficar com ele 30 anos eu só pagarei imposto e corretagem em 2047, que gira muito paga toda a hora estes valores, trabalhando para o sistema.

    Sabe porque rico paga pouco imposto? Por que rico não gira patrimônio, ele acumula o patrimônio e fica com ele enquanto estiver bom.

    Dever de casa:

    1 – abra uma conta em uma corretora de valores.

    2 – invista um pouco por mês, para conhecer, não sei o valor, mas uns 10℅ dá sua renda em Tesouro SELIC, nos primeiros 6 meses e vamos estudando aqui e você na internet, livros a renda fixa, depois vamos ver outras coisas.

    Espero ter ajudado, seja bem vinda a este Blog mequetrefe, você sairá dá manada perdedora.

    Agora não se esqueça de abrir a conta na corretora, peça ajuda para o pessoal aqui, mas faça isto é invista este mês, insisto na abertura dá conta, porque este é um passo simples, mas dolorido para muitos.

    Qualquer coisa estamos aqui para ajudar, a melhor maneira de aprender a investir é com pouco dinheiro, depois, com muito, só mudam os valores.

    Bem vinda Cigarra, espero que goste do meu poste e lembre, abra sua conta na corretora de valores, pelo amor de Deus.

    Até a próxima!!!

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Bauru Bolhudo 6 de janeiro de 2017 at 06:34

    g1.globo.com/distrito-federal/noticia/ex-senador-do-df-tenta-recuperar-mansao-ocupada-por-moradores-de-rua.ghtml

    Sera que recupera ainda este ano?

    1+
  • Cesar_DF 6 de janeiro de 2017 at 06:42

    2017 TÁ BOMBANDO

    Mais uma pedra no caminho da recuperação do investimento: a ociosidade da indústria. O uso da capacidade instalada é o menor em 20 anos, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Com cerca de 66% de uso em média do parque fabril, não há necessidade de investimentos para aumentar a produção quando o consumo reagir. Em alguns setores, como o automobilístico, a crise é mais aguda. As montadoras estão produzindo menos da metade dos cerca de cinco milhões de carros que têm condições de fabricar. No setor de caminhões, a ociosidade alcança 75% do parque fabril, segundo a Anfavea, que divulgou ontem queda de 11,2% na produção de veículos no ano passado.

    http://oglobo.globo.com/economia/uso-da-capacidade-na-industria-esta-no-menor-patamar-em-20-anos-20735276#ixzz4UyOAKnZl

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Intendente 6 de janeiro de 2017 at 06:52

      Produzindo menos se tem redução de custos, para manter a margem, é só aumentar o preço.

      Simples assim. Enquanto o povo continuar comprando carro 0km, as montadoras não vão chorar.

      E tem mais uma: em um panorama de recuperação, no futuro, as montadoras ganharão mais ainda, pois voltarão a empregar, com salários menores, até reajustá-los ao valor atual, mais lucros.

      6+
      • avatar