Caixa prepara novas medidas de incentivo a crédito imobiliário nos próximos dias, dizem fontes – UOL

Você pode gostar...

Comments
  • Gute 27 de outubro de 2016 at 21:08

    – Aumentar o prazo?
    – baixar os juros?
    -diminuir as exigências?

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Mijanomuro Murokai 28 de outubro de 2016 at 11:14

      Aumentar o prazo pra quanto tempo??? 50 anos??? Aí tu morre e não termina de pagar… Hahahaha!

      14+
      • avatar
      • avatar
      • joselito 28 de outubro de 2016 at 12:47

        É, caso em que o motumbado levará a familia toda para assinar o contrato, ciente de que, ao morrer, a dívida vai para os filhos, co-devedores, rsrsrs

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • CarlosL 28 de outubro de 2016 at 17:12

        E eu que jurava que já era praticamente assim ……

        6+
        • avatar
  • From_The_Tower 27 de outubro de 2016 at 21:22

    Vai dar Çerto Çim abiguinhos, podi confiá !!!!

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • mestre dos magos 27 de outubro de 2016 at 21:37

    Já estão querendo mudar o sistema de amortização, por que o SAC não está mais cabendo no bolso dos 666 na fase inicial do empréstimo (compromete mais de 30% da renda).
    Teremos crédito, mas não teremos pessoas aptas a usufruí-los.

    30+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • EngenheiroDF 27 de outubro de 2016 at 21:41

    Se alguem bem talentoso fizesse um video bem didático explicando a bolha imobiliária e em paralelo as mentiras do Amorinha (vídeos estes no estilo do que o Izzy Nobre fez da Bel “falcatrua” Pesce), acredito que aceleraria a fase de dispair.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 27 de outubro de 2016 at 21:47

      Aquele vídeo me fez quase sentir pena da Bel Pesce…rs

      Mas será que o nosso “Economista Influente citado pela Forbes” não teria uma reputação “imbatível”? Pra quem disse que a Bolsa chegaria a 200 mil pontos anos atrás e ainda tem milhares de seguidores…rs

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • EngenheiroDF 27 de outubro de 2016 at 21:54

        Alguns Posts Atrás o CA fez um apanhado de previsões malucas do Amorinha. Aquele apanhado ja serviria de roteiro pra um vídeo demolidor. O video sobre a bolha tb pode ter como roteiro os principais posts do CA (explicação sobre vendas falsas na planta, entrada de Sam zell e Enrique Boluenos , diferença entre aumento da renda e aumento do preço do imóvel, distratos absuros etc).

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Shrek Oriental 28 de outubro de 2016 at 08:00

      Não vai mudar nada as pessoas vão esquecer, acabei de ir no facebook da Bel Pesce e ela já voltou a sua rotina.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • EngenheiroDF 29 de outubro de 2016 at 16:37

        A Bel Pesce controla os comentários na fan page dela. Bloqueia quem critica. Agora dê uma conferida nos videos de entrevistas que estão no youtube e cujos comentários não são controlados por ela. Sugiro o video da entrevista que ela deu pro Danilo gentili há 2 anos. Os comentários são destruidores.

        1+
  • Lawkovyst 27 de outubro de 2016 at 21:56

    Sou de um grupo do whatsapp que postaram um vídeo do amorinha agora opinando sobre a aviação. Até 2050 os brasileiros voarão mais que os americanos, segundo ele. Só pode ser piada, acho que era stand up.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 27 de outubro de 2016 at 22:02

      So se for na onda dos juros altos…
      Nenhum americano pagaria 500% de juros no cartão de crédito. O bananense sim!

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • joselito 28 de outubro de 2016 at 12:50

      Chega a ser engraçado fuçar em sites que mostram os aviões em tempo real.
      Na America Latina, tem uma pequena manchinha no sudeste do Brasil, outra na regiao de buenos aires, outra no panamá.
      Nos EUA, é um megaborrão no país todo.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Rico 29 de outubro de 2016 at 20:55

      Concordo com o Amorinha. Os Brasileiros voarão sim mais que os americanos. A maioria com passagem só de ida.

      2+
      • avatar
  • Alemon Fritz 27 de outubro de 2016 at 22:01

    Caixa quer levantar fundo de R$ 4 bi em volta de FIDC..

    O banco está retornando ao mercado de fundo de investimento em direitos creditórios para tirar vantagem do apetite crescente dos investidores por risco..

    risco de se lascar… principalmente os subordinados.
    http://exame.abril.com.br/negocios/caixa-quer-levantar-fundo-de-r-4-bi-em-volta-de-fidc/

    Por aqui,, olhem isso: …………..
    O fundo, batizado de Crédito Corporativo Brasil, é estruturado por grandes bancos e servirá para dar crédito de longo prazo a grandes corporações nacionais.

    Os créditos contratados poderão ter prazo de até seis anos, que coincide com o prazo de duração do fundo. Os FIDCs tradicionais costumam ter prazo de um a três anos…

    O fundo poderá comprar diversos tipos de títulos privados: debêntures, notas promissórias, cédulas de crédito bancário (CCB), cédulas de crédito imobiliário (CCI), notas de crédito à exportação (NCE), entre outros. Não serão comprados títulos já existentes. O objetivo é usar os recursos captados para originar crédito novo.

    O gestor do fundo será o Credit Suisse e o Santander fará a custódia dos títulos, verificando a adequação deles à política de investimento. A administração caberá à Caixa Econômica Federal. ………….. (ver risco de perda de 16% nos subordinados)

    http://www.plancorp.com.br/news/capital-markets/1264-cs-e-santander-lancam-fundo-de-credito-corporativo-de-r-29-bi.html

    6+
    • avatar
    • Alemon Fritz 27 de outubro de 2016 at 23:02

      esse credito corporativo 2010 foi rebaixado 6 anos depois com a O A S, com cerca de 1,92 bilhoes em papel senior… coincidências. agora a caxão que seguir o apetite por risco…

      5+
      • avatar
  • Leonardo M. 27 de outubro de 2016 at 23:30

    PIB potencial de 2% é extremamente frustrante, diz Itaú Unibanco
    O economista-chefe do Itaú Unibanco, Mário Mesquita, estima que o PIB potencial do Brasil hoje está ao redor de 2%. “Esta marca é extremamente frustrante. Não está em nosso DNA”, destacou, ressaltando o grande potencial que o País tem para alcançar um ritmo de expansão bem maior, mais próximo do registrado por outras nações emergentes, como China e Índia.
    Devido à grave recessão que envolve o País, o hiato do produto é hoje de seis pontos porcentuais, comentou Felipe Salles, economista do Itaú Unibanco. O PIB caiu 3,8% no ano passado e deverá ter uma retração de 3,2% em 2016, estima a instituição financeira. “Só em 2019 o Brasil voltará ao pico do PIB registrado no primeiro trimestre de 2014”, disse Salles. Para ele, aparentemente a taxa de juros neutra está em 5,5%.

    Mário Mesquita ressaltou que o crescimento será um dos melhores remédios para fazer com que o Brasil resgate a condição de grau de investimento antes de sete anos, que é o prazo médio em que países que perderam tal nota a recuperam .

    “Reformas microeconômicas, como a do pré-sal, também podem ajudar no crescimento”, ponderou Mesquita. Na sua avaliação, as concessões públicas poderão ajudar na recuperação do nível de atividade, mas investidores estrangeiros têm dúvidas para atuar no setor, sobretudo sobre como será feito o hedge cambial de suas inversões no País.

    O Itaú Unibanco estima que as receitas extraordinárias, que incluem concessões públicas e privatizações, devem registrar R$ 37 bilhões neste ano.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cadeludo 27 de outubro de 2016 at 23:55

    corvaiada sonhando em tirar o pé da lama já vão gastando por conta
    isso é ótimo, tomara que gastem todo o limite do cartão e paguem o mínimo

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 28 de outubro de 2016 at 00:00

    “Dólar abaixo de R$ 3,00? Analistas não esperam ver atuação do BC no câmbio”

    http://www.infomoney.com.br/bloomberg/mercados/noticia/5679304/dolar-abaixo-analistas-nao-esperam-ver-atuacao-cambio?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=Paula%20Barra

    Ps: Eu tenho medo medo de se lidar com esse tal de Dolar, por isso prefiro Bitcoins. É serio.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 28 de outubro de 2016 at 10:21

      é bom voltar neste assunto,
      o Fernando andou jogando bosta na gente sobre isso
      vou pegar o gancho (como dizem os professores da fefelechi)

      Aqui no blog ninguem nunca defendeu dolar como investimento, a visão correta a se ter do dolar é como reserva de valor para proteção do poder de consumo, e se proteger da insegurança juídica e fiscal brasileira (manual do anonympous) Ainda mais conveniente se o comprador faz viagens habituais à casa dos bravos.

      Neste sentido minha latinha que chegou a valorizar 150% dos 1,6 pra 4,2 eu nunca comemorei isso
      Hoje ainda estou em 100% de lucro e continuo não comemorando

      O Unico calculo que se deve fazer é da inflação americana, coisa de 1% ou 2% ao ano, é essa a perda real.
      Se bem que no turismo a inflação é diferente, em produtos de consumo – camiseta, celulares, perfumes – existe é deflação altíssima.

      Quem quiser “investir” em cambio recomendo o Forex.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 28 de outubro de 2016 at 13:05

        Muito bem lembrado Lucas.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Festa_no_Ap 28 de outubro de 2016 at 02:59

    From_The_Tower

    Vai dar Çerto Çim abiguinhos, podi confiá !!!!

    7+

    nossa, que engraçadão, tem quantos anos ?

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Onix 28 de outubro de 2016 at 06:25

      Bom dia ,de idade eu não sei,mas de Blog uns 6. Esse é um membro muito querido desta PG,

      33+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Thiaguinho 28 de outubro de 2016 at 09:53

      Festa no Ap não entendeu a ironia…

      12+
      • avatar
      • avatar
    • From_The_Tower 28 de outubro de 2016 at 12:37

      34.

      kkkkkkkkkkk (By Ravoc)

      9+
      • avatar
      • avatar
    • John Horse 29 de outubro de 2016 at 00:34

      Ex padeiro rules.

      3+
      • avatar
      • avatar
  • Carlos 28 de outubro de 2016 at 03:38

    Meio OFF – da coluna do Cláudio Humberto

    Debandada petista derruba aluguéis em Brasília

    A perda das boquinhas de nomeados pelo governo do PT foi tão expressiva que derrubou o valor médio dos aluguéis em Brasília. A queda foi superior a 10%. Durante o processo de impeachment, de abril a agosto, até Dilma Rousseff ser destituída do cargo em definitivo, os aluguéis caíram progressivamente, segundo profissionais do setor imobiliário, até o quadro atual de excesso de oferta de imóveis.

    http://www.diariodopoder.com.br/coluna.php?i=46184680414

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • joselito 28 de outubro de 2016 at 09:58

      Uoooou,

      depois dos protestos de junho, depois da copa, das férias, da olimpiadas, agora o motivo da queda é a debandada petista?
      Interessante, eheheheheh.

      Bolha, superestoques, preço X renda, etc né motivo não né? rsrsrs

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Juros Lover BSB-BH 28 de outubro de 2016 at 15:20

        Lorota, foi uma farsa o corte de DAS do governoTemeroso…Saiu PT/PC do B entrou mais PMDB, PSDB , DEM e outros…

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • joselito 28 de outubro de 2016 at 16:01

          Sim, estou sendo irônico aqui.
          Mas bom, as vezes, o que está nos detalhes [além do diabo] é que os petistas demitidos eram 666, e os pXdb que entraram são bolhistas #sqn

          4+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Juros Lover BSB-BH 28 de outubro de 2016 at 16:27

            Sim., sim…Quis dar reply na noticia mesmo e cliquei no teu comentário…. Banania é assim, na media geral tanto os canhotos quanto os destros são 666…

            2+
            • avatar
  • CA 28 de outubro de 2016 at 05:38

    Sobre o tópico:

    A entropia é a maior inimiga destas estratégias.

    Quanto mais insistirem em repetir os mesmos erros do governo Dilma, menores serão os efeitos esperados (melhora para segmento imobiliario) e maiores serão os efeitos colaterais (prejuízos à economia).

    Na prática os prejuízos a economia e sociedade já tem sido maiores do que a “sobrevida” para o segmento imobiliário.

    O aumento nos prejuizos ao segmento imobiliário acontece porque com estas ações, os lançamentos não cairão tanto quanto deveriam, ao mesmo tempo que as vendas continuarão despencando, pois o preco continuará incompatível com a renda, o desemprego não para de crescer, o número de inativos bateu recorde histórico, endividamento e inadimplência continuam em patamar recorde, assim como os juros cobrados pelos bancos nas mais diversas modalidades de empréstimos, dentre outros problemas, sendo que esta combinação garante o aumento na distorção entre oferta e procura, o que força na sequência à reduções ainda maiores em lançamentos, empregos e preços, junto com crescimento no endividamento e nas quebras de construtoras.

    Já no lado da economia, veremos os preços dos aluguéis incompatíveis com a realidade forçando o fechamento de cada vez mais lojas, ou inibindo a abertura de novos negócios, junto com a diminuição da liquidez tanto em função do aumento de imóveis sem vender nem alugar quanto em virtude do maior número de construtoras que irão quebrar e do aumento de inadimplência que levará os bancos privados a encarecerem ainda mais os juros finais de todos os empréstimos concedidos. Temos ainda o aumento esperado no rombo da CEF e o correspondente prejuízo ao equilíbrio fiscal, o aumento das vendas FALSAS na planta levando a prejuízos de milhares de reais a cada família que cair neste golpe, o aumento da inadimplência do crédito imobiliário para famílias que não conseguirão pagar por valores fora da realidade de sua renda, dentre uma serie de outros problemas para economia e sociedade já relatados por aqui.

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 28 de outubro de 2016 at 07:41

      Concordo com tudo, exceto a primeira frase: o que a entropia tem a ver com isso? Como ela se relaciona com a economia? Não entendi ana lógica, não faz sentido pra mim. E só fará se você estiver usando o conceito de entropia , baseada nas Leis da Termodinâmica, de maneira errada.

      No fim, entropia é o estado natural das coisas, mesmo que você tente ordena-las. Ela segue a linha do tempo, não é “inimiga”, e por conseguinte implicaria na estabilização da temperatura tendendo para o frio até zero absoluto, e aí sim, se relacionarmos temperatura com preço praticado dos imóveis, por exemplo, a entropia por si só, baseada nas Leis da Termodinâmica, levaria ao arrefecimento dos mesmos, independentemente de atuações externas.

      Como conceitos de Fisica Teoria não são de fácil analogia, quase sempre eles levam a besteiras escritas Internet a fora e por isso estou certo de que há analogias muito mais didáticas.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 28 de outubro de 2016 at 12:09

        O estado natural das coisas é a LEI DE OFERTA E PROCURA, que a cada nova pedalada vai piorando naturalmente e causando todos os estragos.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Mn 28 de outubro de 2016 at 16:37

        Entropia significa desordem ou incerteza. A analogia é correta e é usada pelos físicos em áreas muito além de termodinâmica; assista por exemplo aos vídeos de Geoffrey West sobre cidades; florestas; etc.

        6+
        • avatar
        • Mn 28 de outubro de 2016 at 16:45

          Uma forma de entender o que o CA está dizendo: Cada vez mais o governo precisa de mais **energia** para realizar o **trabalho** de levitação de preços e preservação da sensação de normalidade.

          Qualquer **trabalho** gera **entropia** como consequência.

          Uma hora este **trabalho** torna-se insustentável e toda a **energia** potencial existente na **força** “gravitacional” do aumento de serviço das dívidas imobiliárias… toda esta **energia** será liberada de uma só vez.

          ==
          Ps. Tudo o que coloquei entre ** é lei da física aplicável da escala molecular até a maior macroescala imaginável. A única analogia é usar “gravidade” como pagamento do serviço de dívidas.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • CA 28 de outubro de 2016 at 17:14

            Mn,

            Obrigado pelo apoio, mas de qualquer forma, se usei a analogia errada por ser ignorante em assuntos específicos de física, não há problema. Agradeço inclusive pelas lições gratuitas de física mais acima. Complemento que não vou mais usar esta expressão, até para não desviar por completo o tema do blog com estas questões…

            10+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • O Cramulhao de FHCigienopolis45 28 de outubro de 2016 at 23:35

            Ok, usando-se dessa retórica toda, faz sentido claro.

            Sou Físico, mas não tive a intenção de ser chato. É que estou tão estupefato de pessoas aqui no Brasil que me perguntando de “Cura Quântica,Terapia Quântica e até Sexo Quântico ” , que eu achei que o CA ia pra essa lado de misturar pseudociência com o mercado, e falar de “Lei de Retorno”. Ainda bem que não foi nada disso.

            Prossigamos…

            3+
            • avatar
            • avatar
    • Master Yi 28 de outubro de 2016 at 08:38

      Para quem ainda pensa em comprar um imóvel para morar, o fato dos lançamentos não diminuírem como se espera não seria um aspecto positivo? Mais oferta significa um preço menor no futuro, bem como mais opções de escolha. Bem, não estou defendendo a ação, apenas estou tentanto visualizar uma possível vantagem para quem terá capital para comprar à vista, e tem interesse de realizar uma compra.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • EngenheiroSP 29 de outubro de 2016 at 02:47

        Tem que ter muita fé pra acreditar que vão conseguir entregar esses lançamentos se não vende nem o que já ta pronto

        2+
        • avatar
    • Lucas 28 de outubro de 2016 at 10:25

      CA, eles sabem disto
      A explicação é o lado político, fazer a Caixa Economica engolir o prejuizo da Construtora e transferir a conta via tesouro nacional que cobre a Caixa para o cidadão comum pagar a conta via inflação e impostos

      Neste sentido o TD ameniza a pica.
      A gente por um lado paga, por outro cobra.

      Já o fernando paga a conta pelos 2 lados, e ainda se sente feliz por isso. Ele adora uma DP.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Bauru Bolhudo 28 de outubro de 2016 at 08:10

    CVR
    Rua Joaquim Floriano terreno de esquina em frente ao Kinoplex que deveria virar um prédio de apartamentos com direito a placa e imagens ilustrativas teve projeto cancelado e virou estacionamento.
    Estacionamento na mesma rua que a mensalidade custava R$300 agora com promoção relâmpago só por esta semana (faz um mês que a placa está ali) agora por módicos R$190 para estacionar no descoberto das 8:00 as 18:00.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Thiaguinho 28 de outubro de 2016 at 09:54

      Endereço bem bolhudo esse aí, trabalhei ao lado

      5+
      • avatar
      • avatar
    • Leonardo M. 28 de outubro de 2016 at 10:16

      Brasileiro tá usando cada vez mais moto, bicicleta, Uber, metro e andar apé…. Pq será em? Kkkkkk será a crise? Será a gasolina alta? Manutenção cara do bolhudinho 1.0?kkkk

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 28 de outubro de 2016 at 08:28

    kuaaa kuaaaaaá kkkk

    Portaria ministerial ameaça desencadear crise na construção civil

    http://www.fatimanews.com.br/brasil/portaria-ministerial-ameaca-desencadear-crise-na-construcao-civil/177963/

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Master Yi 28 de outubro de 2016 at 08:48

    CVR

    Estava conversando com dois colegas de trabalho sobre investimentos, os dois são leigos na matéria (não que eu me considere um especialista, mas tenho um pouco mais de conhecimento). Um deles ainda mora com os pais, é jovem, não tem família, já o outro já tem quase 60 anos, já tem filhos criados e tudo mais. Conversa vai, conversa vem, o mais começou a falar para o mais novo que seria interessante começar a separar uma quantia do salário dele para “investir”. Aí eu ´brinquei dizendo que era uma boa, que como ele não paga aluguel deveria estar sobrando muito dinheiro e tal. Daí o mais velho vira e fala: “eu sendo você comprava logo um apartamento”. Eu não me controlei e falei: “para que apartamento se ele mora com os pais?” (não quis entrar muito em detalhes sobre rentabilidade etc etc), daí ele solta a pérola: “Como assim para que apartamento? Para investir! Óbvio! O melhor investimento que tem é imóvel, eu mesmo comprei o meu cedo, não era nem casado ainda”.
    Cara, o pior de tudo é saber que esse cara ganha atualmente mais de 30k. É incrível como, mesmo ganhando muito acima da média da população, a mentalidade é a mesma de 99% dos brasileiro.

    34+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Money_Addicted 28 de outubro de 2016 at 09:08

      Otimo conselho, qto mais LCIs melhor 🙂

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Zé do Brejo 28 de outubro de 2016 at 09:08

      As pessoas tem dificuldade/resistência para aprender coisas novas.
      Os paradigmas aprendidos no passado (que num dado momento foi valido) elas os tem como eternamente verdadeiros.
      Quando entro nesse assunto eu digo: olha, eu concordo com você que é legal ter imóvel, MAS na atual situação não vale apena.
      Dificilmente alguém vai ter dar ouvidos se vc refutar as verdades absolutas delas. Lembre, é dificil quebrar paradigmas.
      Só gasto esse tempo e energia com quem me importo, com quem não tô nem ae, eu digo: VAI FIRME, APROVEITA QUE A SELIC VAI BAIXAR E FINANCIA.

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 28 de outubro de 2016 at 09:38

        exato, e principalmente o problema de conversar sobre isso com “qquer um” eh vc deixar implicito que tem dinheiro investido o q pode torna-lo, no minimo, alvo de um pedido de emprestimo.

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • JJJ_brasilia 28 de outubro de 2016 at 12:14

          No Brasil, linha telefônica já foi um bom investimento, consórcio já foi bom também, comprar carro usado no tempo da inflação alta protegia o dinheiro, mas as coisas mudaram.

          Por exemplo, já foi assim no Brasil, no tempo do tabelamento do preços:

          um carro, só para exemplificar uma modelo, um Gol completo, era tabelado pelo governo por 30K, o sujeito ia na loja com este dinheiro e não conseguia comprar o Gol, um gol 2015 (vamos trazer o exemplo para o nosso tempo), custava no mercado de usados 40k.

          Pois mesmo o governo obrigando, a Volks não ia vender um Gol perdendo dinheiro, ele era vendido com ágio, por 45K.

          Nos finais dos anos 80 e inicio dos anos 90, carro usado era um bom negócio, um usado custava mais caro que um novo tabelado.

          9+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Thiaguinho 28 de outubro de 2016 at 09:58

      MAster Yi, esse cara mais velho só esqueceu de falar para o mais novo que no tempo que ele comprou o apto dele os preços eram justos, sem especulação imobiliária, sem a sacanagem que é hoje em dia.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 28 de outubro de 2016 at 10:12

      Gente burra com dinheiro é de praxe no BRASIL….Mas a nova geração deve mudar isso.

      10+
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 28 de outubro de 2016 at 09:13

    corvos,
    fim do ano chegando,
    desculpas para 2016: olimpiadas, eleições, 2 turno, greve dos bancos, chuvas,
    impitima, teto da Pec, Perda da Rossetta no meteoro, férias de julho
    dia dos pais, dia das crianças, dia da Nossa senhora, ciclone e furacao,
    chuva, sol,…….
    Imbecis, vcs tem uma janela de menos de 15 anos pra tentar vender imóvel pra população que vai diminuir e ficar velha.. kkk.

    em 2060 (!!!!), a população brasileira será composta por 218 milhões de pessoas – um número apenas 5% maior do estimado para hoje…. kkkkk sendo que a maioria já terá casas de hoje

    http://exame.abril.com.br/brasil/estas-sao-as-decadas-em-que-o-brasil-comecou-a-mudar-de-fato/

    http://www.fatimanews.com.br/brasil/portaria-ministerial-ameaca-desencadear-crise-na-construcao-civil/177963/

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 28 de outubro de 2016 at 11:08

    Esses novos créditos pro setor imobiliário serão como uma bolha de sabão. Qualquer ventinho e já vai estourar.

    5+
    • avatar
  • Mijanomuro Murokai 28 de outubro de 2016 at 11:20

    Acho que tem mais efeito psicológico, no sentido de dar uma animada [um agora vai!!!] para os corvos e os dependentes de tijolos… Tipo, dura umas duas semanas… Hahahaha!!!

    7+
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 28 de outubro de 2016 at 11:25

      Tudo isso? Mas vão emprestar pra quem se ninguém pode mais tomar empréstimos?
      Outro dia recebi ligação do gerente do meu banco me oferecendo R$40.000,00 pra eu fazer o que quiser.
      Pelas prestações de 48 X 1386 = R&66.528, 00

      Quem pode tomar empréstimo não quer e quem quer não pode. O que fazer então Kkkkk?

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cadeludo 28 de outubro de 2016 at 15:01

        aí entra aquela velha máxima… quando é bom pra gente ninguém liga avisando, oferecendo. Só ligam quando é bom pra eles.
        a melhor maneira de despistar uma oferenda é dizer isso na cara do ofertante, ele desiste imediatamente

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • CA 28 de outubro de 2016 at 12:07

    O estado natural das coisas é a LEI DE OFERTA E PROCURA, que a cada nova pedalada vai piorando naturalmente e causando todos os estragos.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 28 de outubro de 2016 at 12:08

      Ops, saiu no lugar errado…

      6+
      • avatar
      • avatar
  • From_The_Tower 28 de outubro de 2016 at 12:40

    CVR
    Como vocês sabem minha cunhada comprou apê.
    Comprovou renda com o noivo.
    Foi-se o FGTS, foi-se uns trocados ……..
    Financiamento de 35 anos pela frente….. parcelinha de 1.900,00 e irá abater apenas 450,00 por mês. (primeiros anos)
    E agora… não tem dinheiro para piso e gesso.
    Esse é o perfil da maioria esmagadora de quem compra imóvel na BNN.

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 28 de outubro de 2016 at 12:42

      P.S. Imóvel da Rossi… 02 quartos. 45 metros quadrados.
      Eu gastarei menos por mês que ela de custos ……. e moro em sobrado de 200 metros quadrados…….
      Avoa TD !

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • alemonbnu 28 de outubro de 2016 at 13:40

        cara…e qual o valor total? Tipo, pergunto pra saber qto que as pessoas estao pagando nessas loucuras…

        3+
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 28 de outubro de 2016 at 13:58

          210k

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • EngenheiroSP 28 de outubro de 2016 at 16:34

        Véi, na boa, 45m² num imóvel que um casal vai pagar por 30 anos, é gostar muito de viver em gaiola. Não me vejo morando em um lugar com outra pessoa com menos de 80m²

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • joselito 28 de outubro de 2016 at 12:56

      450/mês? Então abate ai 5400 no ano né?
      A depender do saldo devedor e da TR (2%?) a correção anual pode ser maior que o abatimento?

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • thiaggoo 28 de outubro de 2016 at 13:42

        Ora pois, seria isto um novo bug do milênio oh pá?

        5+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • From_The_Tower 28 de outubro de 2016 at 14:00

        A CEF faz uma média com a TR. Joga um pouco na parcela e um pouco no Saldo Devedor.
        Outros bancos jogam só no Saldo Devedor.

        Mas isso que você falou só aconteceria com uma TR bem maior.
        A maior treta seria os Saldo Devedores inflarem… pois a parcela não pode ultrapassar os 30% da renda comprovada. O que o sistema não pode cobrar na parcela… joga no residual.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Loucodf 28 de outubro de 2016 at 15:13

          Rapaz, tem certeza disso?
          Não sei exatamente como funciona, mas tenho 2 casos da vida real que a TR está dando uma motumada forte.
          Nos dois casos com esse valor da TR o saldo devedor está abatendo aproximadamente em 120 reais.

          Minha irma: 36x 1600 aproximadamente 55k pagos, saldo devedor abatido: 4000.
          Colega trabalho: 26x 2900 aproximadamente 74k pagos, saldo devedor abatido: 6000.

          Os valores exatos eu não tenho aqui agora, mas pelo que está parecendo o financiamento com a TR desse jeito está abatendo uns 120 reais mensal.

          Está acontencedo o mesmo citado pelo colega Resimob (http://www.resimob.com.br/uma-bomba-chamada-tr-taxa-referencial-veja-o-impacto-da-correcao-no-financiamento/).

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • na_cloaca_do_fernando 28 de outubro de 2016 at 14:37

        Ela nem sabe o que é TR, no máximo vai ligar pro gerente pra saber por que o saldo devedor não está caindo e vai se contentar com um “é assim mesmo, está no contrato”.

        6+
        • avatar
      • Loucodf 28 de outubro de 2016 at 15:15

        Eu acho que esse negócio de abater 5000 mil anual está furado hein..
        Levando em consideração a atualização monerária, o abatimento vai ser uns 1.500 reiais no máximo.

        Veja a resposta do caso que eu coloquei abaixo..

        Eu acho que o saldo devedor da galera está abatendo 120 reais mensal com essa TR MONSTRA.

        Não estou dando veredito, estou só trocando ideias para aprendermos juntos.

        5+
        • avatar
        • avatar
        • na_cloaca_do_fernando 28 de outubro de 2016 at 16:31

          O artigo do Resimob que você postou acima mostra de forma bem clara o poder que a TR tem sobre o saldo devedor. A TR corrige o saldo devedor a cada 12 meses, devolvendo uma parte do que foi amortizado ao longo do ano. Se o 666 não fizer amortizações extraordinárias além das parcelinhas, o saldo devedor residual no final do contrato poderá ser motumbástico.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Money_Addicted 28 de outubro de 2016 at 14:07

      tenho uma parente nessa mesma situacao, recebeu o bolhudo e nao muda pq nao tem dinheiro para terminar a obra

      5+
      • avatar
      • avatar
    • Carlos 28 de outubro de 2016 at 17:40

      Não só imóvel, conheço um casal que comprou um I30 logo quando foi lançado e tinha um ágil danado.
      Um dia me confessaram que só usavam o carro nos finais de semana e em alguns horários porque não tinham dinheiro para pagar o IPVA e um bom seguro…

      Bananence mereçe ser estudado pela NASA…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 29 de outubro de 2016 at 13:40

        quase q nao da pra acreditar nessa historia rs

        obviamente q nao estou duvidando de vc….mas eh inacreditavel o q os bananenses fazem!

        3+
  • Dr. Estranho 28 de outubro de 2016 at 12:45

    Agora no JH. Segundo o Creci-SP melhorou a expectativa o que gera esperança. Resumindo a reportagem: melhorou a esperança. Também tenho esperança de comprar uma mercedez conversível. Vou torcer para conseguir.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 28 de outubro de 2016 at 12:52

      Eu estava até pensando em comprar um imóvel pra ajudar os corvos que estão passando fome, mas já que as coisas estão voltando ao normal, não preciso mais ajudar eles. Sendo assim, vou deixar meu dinheiro rendendo juros.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • My name is James Bond 29 de outubro de 2016 at 14:58

      Agora o Brasil não é o pais do futuro é o país da esperança. Falta apenas retomar a tal da “confiança”.

      3+
  • Ilusionista 28 de outubro de 2016 at 12:54

    já começaram as matérias tendenciosas na mídia para este final de ano…
    são os mesmos argumentos de sempre, só mudaram os figurantes que “fazem de conta” que estão comprando, não pode faltar aquela sala decoração top que todo mundo sonha e, claro, não podem faltar ao lado a esposa e os filhos sorridentes e com cara de bem nutridos …

    não mudou nada…
    “aumentou “0, qualquer coisa” % as vendas em comparação com o mês anterior, então, ” os preços vão disparar”, “compre antes que acabe”….

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • joselito 28 de outubro de 2016 at 13:12

      Enquanto a TR é “só 0 vírgula alguma coisa” e, portanto, não há com o que se preocupar, o mesmo percentual, quando aparece no FINGEZAP, é uma “recuperação” do mercado, ehehehe.

      Ou seja, quando o percentual é para você pagar juros, não há problema, é pouca coisa. Por outro lado, quando o mesmo percentual é para comprar, é muita coisa, e voce deve aproveitar a oportunidade. nice

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Alemon Fritz 28 de outubro de 2016 at 16:04

      os corvos canalhas (o corvo mor se fazendo de playboy bombado) colocaram na reportagem um casal que está investindo pra depois comprar e outro que quer comprar agora que é o momento… Pilantras!! pensei que o cara iria dizer que tava investindo pra ganhar juros e viver melhor..

      o mercado congelado… qualquer 01 venda representa 20% de aumento (eles só falam de %)
      caiu 38% em julho, mas depois aumentou 20% em agosto kkk,, após 3 anos caindo…
      querem indicar que o mercado vai disparar…
      Esquadrilha ABUTRE peguem esses corvos!!

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 28 de outubro de 2016 at 16:23

        E a procura independente da especulação? E a demanda represada? E os 70% que vendem o imóvel pra comprar outro? hahahahaha Esse povo deveria mudar de profissão e virar comediantes…

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Leandro sp 28 de outubro de 2016 at 13:34

    Caixa nao se ligou que a historia dela é igual a do titanic, nao tem como ela se salvar e salvar as construtoras, ou sobrevive a Rose ou o Jack. O barco esta afundando!!!!

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Leandro sp 28 de outubro de 2016 at 13:36

    Desculpem a analogia de boteco..sexta é froids..

    4+
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 28 de outubro de 2016 at 15:31

    Hoje me foi pedido para que eu use os dados do SECOVI na automatização de umas análises que já temos.
    Tava vendo esse link aqui, do economista chefe do SECOVI http://www.secovi.com.br/files/Downloads/balanco-do-mercado-imobiliario-2014-v2pdf.pdf

    É impressão minha, ou o cara errou desastrosamente nas projeções ? Alguém aí conhece o SECOVI mais a fundo ? Vocês usariam/ usam os dados deles para análise, ou têm muitos interesses por trás dessas informações?

    Ps: eu semprei acompanhei o BiB , mas era porque minha ex-patroa insistia pra compra uma bolhudinho, o que felizmente não fiz.
    Mas agora, pra fazer análises bem mais profundas, mesmo visitando aqui diariamente, percebi que tenho muuuuito a aprender, por isso, peço ajuda se alguém tem algo a me dizer/ alguma constatação sobre o quão confiável é o SECOVI.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 28 de outubro de 2016 at 17:58

      Já mencionei em comentários de tópicos anteriores, mas só para retomar e compilar o que está distorcido quanto aos dados de pesquisas no site do SECOVI SP, que na grande maioria está distorcido em qualquer pesquisa quanto a imóveis novos e até quando você extrai os dados de relatórios oficiais das construtoras (*):

      (*) São consequências naturais de todo o esquema de vendas FALSAS na planta, com exceção do item 1.1 abaixo. Em todos os casos, a situação REAL é MUITO pior do que a apresentada tanto nos relatórios das construtoras quanto nas pesquisas do SECOVI SP.

      1) Imóveis com mais de 36 meses do lançamento “desaparecem” (**) dos números do SECOVI SP, porque não são mais considerados “novos”. Se você pegar um relatório deles com análises das pesquisas realizadas, verá esta informação na última ou penúltima página, no “Glossário”. Por que este simples fato gera uma distorção ENORME nos dados que eles apresentam:

      (**) São excluídos da base de dados, deixam de ser acompanhados.

      1.1) Distratos: como todos sabem, os distratos tem sido crescentes ao longo dos anos. Na grande maioria das vezes, em que momento ocorre o distrato? Depois que o imóvel foi entregue, já obteve o habite-se e o “comprador” tenta obter o crédito imobiliário junto ao banco e não consegue. Entre o lançamento, entrega, habite-se, tentativa de obter crédito imobiliário e rejeição pelo banco, como REGRA, passam-se mais de 3 anos, com isto o distrato não engorda os estoques nem reduz das vendas. Em outras palavras, a estatística do SECOVI SP não considera uma GRANDE parte dos imóveis que tiveram distrato e que voltaram a engordar os estoques, ao mesmo tempo que abateriam das vendas. Ponderar que os distratos tem sido CRESCENTES ao longo dos anos, o que torna a informação do SECOVI SP cada vez MAIS distorcida com o passar dos anos;

      1.2) Vendas de imóveis já construídos ou com grande atraso na obra: se uma construtora concluiu um empreendimento e ficou com imóvel pronto sem vender, ou se a construtora atrasou muito a obra e nestes casos passou de 36 meses do lançamento, deixa de constar na base do SECOVI SP, é como se este estoque tivesse “desaparecido” também. Agravantes: a) em virtude dos preços fora da realidade de renda, o percentual de vendas de imóveis durante a construção tem caído a cada ano e assim, aumentado o número de imóveis entregues e não vendidos ; b) em virtude do seríssimo problema de caixa de VÁRIAS construtoras, os atrasos também tem se tornado mais relevantes ao longo dos anos, ou seja, muitas obras há mais de 36 meses desde o lançamento e onde o estoque não vendido não aparece mais nas pesquisas do SECOVI SP.

      Em resumo sobre itens 1.1 e 1.2 acima, a distorção pelo fato do SECOVI SP desconsiderar imóveis com mais de 36 meses do lançamento é crescente e a esta altura, ENORME.

      Outros fatores para aumentar a distorção na pesquisa do SECOVI SP, válidos também para outras informações disponibilizadas até pelas próprias construtoras em seus relatórios oficiais:

      2) Vendas de imóveis na planta: pela estatística do SECOVI SP, quando uma construtora neste momento está aumentando os lançamentos e também as vendas FALSAS na planta, estão engordando ARTIFICIALMENTE o total de vendas e com isto, o prazo para liquidar o estoque fica menor que o real;

      3) Vendas para investidores: antes da bolha, menos de 10% das vendas eram para investidores. Com a bolha, este número saltou para 40%. Investidores que compram para revender, representam TRANSFERÊNCIA de estoque no mercado e não venda efetiva. Imagine que pela estatística do SECOVI SP e do mercado como um todo, é como se as montadoras somassem às vendas de veículos do mês o total que elas revendem para as concessionárias, sendo que elas QUADRUPLICARAM o número de concessionárias e o montante de repasse para elas, daí ao final elas dizem que com isto as vendas “cresceram muito”.

      Apesar das enormes DISTORÇÕES acima que MAQUIAM a ABERRAÇÃO na desproporção entre estoque e vendas, por incrível que pareça os números apresentados pelo SECOVI SP quanto a prazo para vender todo o estoque continuam sendo absolutamente ANORMAIS…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • EngenheiroDF 28 de outubro de 2016 at 18:31

        Prezado CA,

        Essas formas malucas de calculo usadas pelo SECOVI SP (acima de 36 meses não contam como estoque etc) tb são usadas no DF ?

        2+
        • CA 28 de outubro de 2016 at 18:44

          EngenheiroDF,

          Não. Os SECOVI´s de cada localidade tem critérios diferentes, inclusive quanto aos tipos de imóveis que servem de referência para pesquisa. Veja o que consta no último relatório do SECOVI DF:

          Link: http://www.secovidf.com.br/novoportal/images/arquivos/pdf/boletins/2016/Boletim_Imobiliario_Outubro_2016.pdf

          Trechos da página 45:

          “Primeiramente, todos os Apartamentos de locação e comercialização considerados são seminovos ou antigos, ou seja, não há nenhum lançamento presente no cálculo dos índices”

          “A amostragem foi feita através de levantamento de dados nas imobiliárias que atuam no DF.”

          Em outras palavras, enquanto o SECOVI SP se baseia em informações vindas das construtoras e foca em imóveis novos, o SECOVI DF se baseia em imóveis usados e nas informações das imobiliárias. O relatório do SECOVI DF é mais comparável com o relatório do CRECI SP sobre usados em SP do que com os relatórios do SECOVI SP.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • EngenheiroDF 28 de outubro de 2016 at 18:47

            Obrigado pela atenção!!

            3+
          • Cesar_DF 29 de outubro de 2016 at 06:10

            CA, mas no DF só entram no cálculo os imóveis que estão nos associados com o SECOVI, os que estão nas mãos de particulares não entrariam nos cálculos neh?

            0
            • CA 29 de outubro de 2016 at 07:23

              Cesar DF,

              Eles não são claros neste sentido, afirmam apenas que as informações vem de imobiliárias do DF, o que dá a entender que inclui ofertas diversificadas e de vendedores particulares que anunciaram por estas imobiliárias, independente delas serem conveniadas ou não ao SECOVI, só não incluindo imóveis novos entregues e em construção que estejam em poder das construtoras, ou imóveis que estejam em poder de pessoas que não repassaram para imobiliárias.

              1+
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 28 de outubro de 2016 at 18:51

        Ótimo!!!! Obrigado!!

        Vou realmente olhar cada detalhe desse Glossário, porque eu não posso pensar num modelo, levando em conta os dados deles, sem essas ressalvas!

        Essa “móveis com mais de 36 meses do lançamento “desaparecem” (**) dos números do SECOVI ” , me parece a mais grave!!!

        6+
        • avatar
        • avatar
        • CA 28 de outubro de 2016 at 19:19

          Veja no link abaixo, pesquisa de 2010, na última página:

          Link: http://www.secovi.com.br/files/Arquivos/tabelas_1110.pdf

          Conteúdo da página 3:

          “GLOSSÁRIO
          EMPREENDIMENTOS EM FASE DE LANÇAMENTO: unidades à venda até seis meses desde
          lançamento. Esse período é caracterizado por esforço de comercialização intensivo.
          EMPREENDIMENTOS EM FASE PÓS-LANÇAMENTO: unidades à venda desde o sétimo até o
          trigésimo sexto mês. Depois desse período, ou seja, a partir de 37 meses após o lançamento, o
          estoque eventualmente existente é excluído da base de dados da pesquisa.”

          Neste outro link de abril/2016, veja o que consta nas “letras miúdas” ao final da página 1, explicando sobre a informação do estoque considerado na pesquisa:

          http://www.secovi.com.br/files/Arquivos/pmi-rmsp-abril-2016.pdf

          “* Imóveis lançados nos últimos 3 anos”

          Percebeu como eles passaram a ser muito mais “discretos” quanto a esta informação? Em alguns relatórios e notícias, principalmente os mais recentes, eles até “esquecem” de mencionar este ponto, embora a base de dados deles SEMPRE tenha tido este critério…

          5+
          • avatar
          • CA 28 de outubro de 2016 at 19:33

            Ah, só um detalhe e para ser mais justo, no último relatório que coloquei o link eles até mencionam de forma mais explícita na primeira página, mas em outros relatórios, inclusive o que você colocou, eles “esquecem” mesmo de mencionar este “detalhe”. Segue trecho do segundo link que coloquei acima, veja segundo parágrafo:

            “A Pesquisa do Mercado Imobiliário (PMI) é realizada mensalmente pelo departamento de economia e
            estatística do Secovi-SP com o objetivo de analisar o desempenho de vendas de imóveis residenciais novos
            na Região Metropolitana de São Paulo. Para isso são pesquisadas as incorporadoras que possuem imóveis
            disponíveis à venda.

            Os dados são compostos por residências de no máximo 3 anos, contando da data do lançamento até a data
            da pesquisa.

            A cidade de São Paulo faz parte da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), composta por 39 municípios”

            5+
            • avatar
            • avatar
          • Alemon Fritz 28 de outubro de 2016 at 22:33

            é só ver o grafico dos estoques, no final do ano dá um pico e em janeiro despenca, pois remove a maior parte dos dados antigos, ao longo do ano os picos são mais baixos e oscilam bem abaixo desse.. a impressão é que houve muita venda… kkk

            5+
            • avatar
  • Carlos 28 de outubro de 2016 at 17:34

    Offinho – “Um tolo e seu dinheiro logo se separam”

    Torram tudo em carrões, pensões alimentícias para as ex e tijolos…

    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2016/10/28/neymar-adquire-mansao-avaliada-em-r-28-milhoes-em-mangaratiba.htm

    9+
  • Lucas 28 de outubro de 2016 at 17:57

    Preados biBstas

    A TR pregou no teto, mesmo com inflação em queda, continua bombando, em setembro praticamente empatou inflação e TR
    vcs precisam calcular o juros real liquido
    Se a TR vai alcançando a inflação que é a tendência daqui em diante isto siginifica que o juros real está aumentando, que a sardinhada está tomando fatias de salame cada vez mais grossas.

    Outra coisa, com a falencia branca das construtoras mais estoques sendo dsitratado, mais calote eles vão dando nos condomínios
    E quem paga essa conta é o vizinho, ex-cliente, pra cobrir o calote de quem não paga, precisa pagar em dobro, custa caro manter aquelas xoxotecas todas
    Nos leilões vindouros talvez recebam de volta, talvez essa grana nunca mais volte, a questão é que isso imapcta forte no fluxo de caixa atual das familias, que precisam criar novas dívidas ainda mais caras pra cobrir o déficit
    isso é contabilidade pura e simples
    isso aí é a velha maldição, notícia ruim nunca vem sozinha
    ruim pra eles
    pra mim PMJ

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Libertario 28 de outubro de 2016 at 18:39

      Saudades de ti veio.
      A situação tá cada vez pior pros motumbados.
      Quando eles pensam que os ovos já estão de aproximando, eles percebem que nem terminou de passar a cabeça.

      3+
    • EngenheiroDF 28 de outubro de 2016 at 18:44

      Desculpe a ignorancia, Lucas, mas com a queda da inflação a TR não deveria estar baixando? Pergunta sincera.

      5+
      • Lucas 28 de outubro de 2016 at 20:02

        o calculo da TR é uma formula bizarrísima que envolve informações que só os bancos tem
        é feito pelo BC mas é alimentada pelos bancos
        tradução: TR é uma negociação entre bancos e governo, nem tão forte que assuste a sardinhada, mas uma garantia contra a inflação
        sou capaz de apostar que vai cair tudo, até desemprego, mas a TR será a ultima, posso estar errado.

        7+
        • avatar
        • EngenheiroDF 28 de outubro de 2016 at 20:19

          Dai uma olhadinha agora na definição da TR (taxa referencial) e “É calculada pelo Banco Central do Brasil, com base na taxa média mensal ponderada ajustada dos CDBs prefixados das trinta maiores instituições financeiras do país, eliminando-se as duas menores e as duas maiores taxas médias.”

          Acredito que com o arrefecimento da inflação a taxa selic reduza e com ela a TR. Mas ainda teremos alguns anos de TR alta.

          6+
  • rodrigosp 28 de outubro de 2016 at 18:02

    Hoje é dia de maldade…

    Hoje é dia de vender Mary Kay sem entregar e pintar o carro rosa de azul!

    Hoje é dia de maldade, é dia de vender bolhudo na planta sem falar do INCC e enganar cliente do Minha Casa Minha Vida!

    Dia de vender apartamento na planta de construtora quebrada!

    Hoje é dia de maldade, é dia de não pagar distrato.

    De plantar noticias falsas sobre vendas de imóveis para aquecer o mercado.

    Hoje é dia de maldade, é dia de colocar modelo decorado com a metragem maior!

    É dia de fazer comprovante de renda falso no photoshop para aprovar financiamento.

    Hoje é dia de maldade…

    Dia de vender financiado sem falar da TR!

    É dia de maquiar números na contabilidade da construtora…

    Hoje é dia de maldade…

    Dia de botar 10 lançamentos nas ruas e fazer vendas falsas, de encher o lançamento com a família do corretor!

    Hoje é dia de maldade, é dia de encher o quadro de vendas de falsas bolinhas vermelhas de reserva!

    Hoje é dia de maldade…

    É dia de bater a panela de pressão na sacada gourmet e piscar as luzes!

    Desculpe Boss, foi só para descontrair e desejar um bom final de semana a todos!

    =)

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Libertario 28 de outubro de 2016 at 18:36

      Hahahahaahahahahahaha
      Muito bom.

      6+
      • avatar
  • Carlos 29 de outubro de 2016 at 01:40

    Mais um interessante vídeo sobre a bolha chinesa, várias semelhanças com a bolha brasileira.

    Why I REFUSE to buy Property in China

    https://www.youtube.com/watch?v=_lAoTBVTTO8

    3+
    • avatar
  • Alemon Fritz 29 de outubro de 2016 at 09:00

    prefeitura agilizando.. kkk corvos piram…
    Setor imobiliário aposta em reversão na data para pagamento do IPTU em Florianópolis
    a prefeitura antecipou o iptu de março para janeiro e com mesmo desconto de 20%
    corvos surpresos…. kkk

    http://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/setor-imobiliario-aposta-em-reversao-na-data-para-pagamento-do-iptu-em-florianopolis

    3+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 29 de outubro de 2016 at 09:18

    corvos mais preocupados (se explodam)

    Alteração no ‘Minha Casa, Minha Vida’ preocupa construção civil em MS
    Portaria com novas regras entra em vigor no ano que vem.
    Entidades acreditam que mudanças podem causar desemprego.

    http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2016/10/alteracao-no-minha-casa-minha-vida-preocupa-construcao-civil-em-ms.html

    2+
    • avatar
  • Leonardo M. 29 de outubro de 2016 at 10:00

    Olá o de Carvalho postou em seu FB:

    “Para um brasileiro que mora nos EUA e em dez anos conseguiu comprar e pagar integralmente não só uma casa, mas duas, uma experiência traumática é saber, pela internet, o preço antinatural, ilógico e obsceno dos imóveis no Brasil. Quantos impostos, quantas propinas para deputados e senadores, vêm embutidos no valor de um apartamentinho de merda ou de um barraco no Morro Dona Marta?”

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 29 de outubro de 2016 at 10:01

      Olavo de Carvalho*

      3+
  • Alemon Fritz 29 de outubro de 2016 at 16:27

    Hoje o zorra total vai ser sobre a compra de imóvel
    kkk, vão sacanear direto e os corvos vão rir achando que é só uma piada, isso se entenderem a piada.

    3+
    • avatar
  • cyberpsi 29 de outubro de 2016 at 20:48

    CVR Gênios motorizados.
    Conhecida comprou Honda Biz em 48x de 341. Não sei exatamente o preço a vista mas no site da Honda exibe 8.990. Mais de 16 mil a moto. São 4 anos pagando… No primeiro ano vai ser só amor, sombra e água fresca já que manutenção não existe. Quando existir necessidade de manutenção mais cara veremos a criatura sofrer.
    Enquanto isso sou obrigado a escutar que meu carro 2008 com 131 mil KM é velho e blá blá blá. Direção hidráulica e ar condicionado moendo. Não preciso de mais nada. hauuahuhauhuauha
    Que sigam os gênios com sua vida.

    7+
    • avatar
  • SwineOne 31 de outubro de 2016 at 08:19

    O artigo toca num ponto interessante a respeito da tabela SAC, pois realmente ela parece desconectada da realidade. A tendência do salário de uma pessoa com o tempo é aumentar — e não estou falando apenas de reposição da inflação ou mesmo dos “aumentos reais” não ancorados na produtividade que são insustentáveis a longo prazo. O fato é que as pessoas se capacitam, sobem na hierarquia da empresa, pulam de um emprego para outro que seja melhor, e mesmo funcionários públicos tem progressões de nível que implicam em aumento de salários. Como tal, um sistema que não pesaria no orçamento nem no começo e nem no final do financiamento seria algo como parcelas corrigidas por uma média da inflação nos últimos 10 ou 20 anos. Adicionando a correção da TR, teríamos uma parcela que permaneceria mais ou menos constante (ou, mais provavelmente, ainda assim diminuiria) em relação à renda familiar com o tempo.

    Agora, não sei que efeito isso teria sobre os índices de inadimplência. Talvez aqueles pessoas cada vez mais endividadas só consigam continuar pagando seu financiamento após 15 ou 20 anos justamente porque o mesmo pesa bem menos no orçamento após tal período. Também não cheguei a fazer as contas para ver se isso é matematicamente possível, tendo em vista que a conta não fecha a menos que se pague pelo menos os juros da dívida no começo (esquecendo a amortização). Mas é o que para mim parece mais sensato.

    0