#BolaDeCristal – Hora de investir em imóveis – Ricardo Amorim

Você pode gostar...

Comments
  • carioca_real 16 de outubro de 2016 at 18:25

    Saudades do Amorinha. Será que o índice de cimento ainda está bombando?

    30+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • job 17 de outubro de 2016 at 07:37

      Eu que sou relativamente novo por aqui não sabia quem era esse tal de Amorinha que tanto falam. Li o texto dele e achei uma piada, parece um lunático.
      Acredito fortemente que ainda falta muito pro mercado imobiliário chegar ao fundo do poço, e isso graças às pessoas que tem certa condição, não entendem nada de educação financeira e têm muita fé nos tijolos. São essas pessoas que acabam pagando esse preço que estão pedindo por aí, e ajudam a segurar um pouco o colapso que está por vir. Mas tenho certeza que uma experiência ruim com investimento em tijolos vai ser o suficiente pra educar muita gente por aí.

      Aproveito pra emendar um CVR: estava num happy hour sexta, e uma amiga comentou que comprou um apartamento no início do ano (comprou do seu pai). Ela não curtiu muito a viagem que tava fazendo pra ir pro trabalho todo dia, pois o ap fica longe do centro da cidade. Voltou a morar com os pais, pois é mais perto do trampo, e o ap está descocupado. Tentou devolver o ap, mas seu pai disse: essa pica agora é tua. Agora vai tentar vender provavelmente por um preço bem abaixo do que pagou. Baita investimento. Vamos ver o que ela diz sobre investir em imóveis daqui um ano.

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 17 de outubro de 2016 at 09:17

        Job,

        Esta teoria que você expôs se chama “querer é poder”.

        Em nenhuma bolha imobiliária do mundo os preços baixaram porque as pessoas e empresas quiseram, mas sim porque PRECISARAM.

        Exemplo: PDG com super- estoques e mega endividamento, PRECISA vender a qualquer custo e fez promoção com redução comprovada de 50% ou mais em relação aos preços anunciados, Viver e Tecnisa que já fizeram o mesmo, queda relevante nos preços de usados em São Paulo apuradas pelo CRECI com base em preços NEGOCIADOS de vendas REALIZADAS,, leilões que se multiplicaram com bancos e eles precisam de liquidez, levando a reduções muito significativas de preços em primeira ou segunda praça e assim pior diante.

        Em tempo: preço de VENDA, como o próprio nome diz, se faz pela VENDA REALIZADA e não pelo anúncio…

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • job 17 de outubro de 2016 at 11:04

          Exatamente CA, acho que não deixei muito clara a minha mensagem, e vc esclareceu com um ponto chave. Inclusive eu falo isso que vc comentou pra um colega que acredita que os preços continuam subindo, pois ele viu um apartamento X anunciado no centro a 300k ano passado, não vendeu, subiu o anúncio pra 330k. Meu colega comenta que no centro os aps valorizaram 10%. Tem tantas coisas erradas em apenas uma só sentença. Primeiro, o cara pegou um exemplo só num universo de dezenas de milhares de aps, e segundo pq é um exemplo falso, ele deveria pegar um exemplo de venda e valor efetivados. Ainda assim estaria errado, pois um exemplo só não reflete a totalidade de um mercado, sempre vão ocorrer bizarrices pontuais aqui e ali. E de fato, os preços baixam não porque as pessoas querem, e sim pq precisam. Com diversas construtoras e incorporadoras dando descontos de 50% ou mais, pois PRECISAM vender com desconto caso contrário não vendem e vão precisar declarar falência, quem for vender seu ap vai ter q baixar isso ou mais, se precisar vender, pois a concorrência é pedreira. Quem não precisar vender, ou for muito orgulhoso pra baixar os preços, vai continuar sendo enrabado com carpaccio mas não do fininho, como comentou o Lucas. Pagando condomínio do ap vazio e desvalorizando o patrimônio mês a mês.
          Meu caso em particular entra na situação dos que precisam vender. Estava de saco cheio do bairro, detestava a vizinhança, e de fato baixei o valor do meu ap pra vender, pois precisava. Vendi rápido, fiquei feliz, e só de juros com TD e CDBs já juntei a diferença pro valor dos outros aps que estão pra vender no mesmo prédio, ou mais. Tenho uma colega com um ap no mesmo prédio de onde eu morava, ela não precisava vender, continuou anunciando por um preço bem mais elevado que o meu ap, e não vendeu. Provavelmente se precisar vender hoje, vai ter que baixar 30% do valor que ela considerava justo na época, pois tem apenas 8 aps pra vender no prédio, segundo uma pesquisa que eu fiz.

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • John Horse 17 de outubro de 2016 at 13:46

        Meu Deus, até pai passando o motumbo pra filha! Que mundo cão.

        26+
        • avatar
        • avatar
      • Yoda 17 de outubro de 2016 at 16:54

        Ele não é lunático. É comprado. Lucrou horrores com a bolha, dando palestras motivacionais.

        10+
        • avatar
        • avatar
  • Lord of All 16 de outubro de 2016 at 18:25

    Nunca vi tanta contradição junta num mesmo texto. Me contem o q ele ingeriu antes de escrever q eu tbm quero.

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • mmm 16 de outubro de 2016 at 18:28

    os comentarios dessa materia sao a melhor parte.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • reznor 16 de outubro de 2016 at 21:51

      concordo em gênero, número, grau, classe, reino, filo, família, etc etc.
      é tanto triple-six concordando que imóvel é o melhor investimento que bate uma tranquilidade enorme em saber que o PNJ seguirá em moto-perpétuo.
      tem muita gente aqui que odeia o Brasil e, por conseguinte, os brasileiros.
      mas raciocinem comigo se não existe povo mais fraterno que o nosso quanto ao pagamento de juros aos rentistas opressores?
      meus sinceros agradecimentos aos “investidores”. é bom saber que mesmo no linkedin (que supostamente abarca um público mais esclarecido e/ou estudado) o mote é o mesmo. haha linkedin é facebook de gravata. ou melhor dizendo: bravata.

      32+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • NOMADE 16 de outubro de 2016 at 18:35

    acefalo,mentiroso,vendido.

    8+
    • avatar
    • avatar
  • CA 16 de outubro de 2016 at 18:39

    Tão fiel a realidade como o amigo do Ze Carioca que disse que o crédito imobiliário não vão secar, depois de ter caído mais de 50% só nos 2 últimos anos. Pior que ele disse isso porque ainda acredita na tese do governo todo- poderoso. Só podia ser amigo do Ze Carioca mesmo…

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Oliveira 16 de outubro de 2016 at 21:29

      CA, pergunta de leigo: como o credito pode secar se quem recebe o dinheiro pela venda do imovel o deixa no banco?

      5+
      • avatar
      • CA 17 de outubro de 2016 at 04:40

        Oliveira,

        Quem recebe o dinheiro pela venda do imóvel é a construtora que o vendeu e usa este dinheiro para pagar suas contas, não “deixa no banco”. O banco em si só vai receber o dinheiro do comprador que financiou o imóvel em suaves prestações ao longo de 30 anos…

        No caso do vendedor particular que recebe o pagamento do banco, talvez deixe no banco, mas não afeta de forma relevante o processo, a não ser que todos os vendedores deixassem o dinheiro especificamente na poupança e não em “n” outras aplicações, que é o que acontece. Alias, mesmo que todos deixassem na poupança , ainda não seria o suficiente, porque em função dos preços, está ocorrendo muita permuta e pouquíssima venda com grandes montantes envolvidos, não seria tanta verba disponível assim.

        O dinheiro do crédito imobiliário vem em grande parte da poupança e nos últimos 24 meses os saques da poupança superaram os depósitos em mais de R$ 100 bilhões, é isso que chamamos de secar. Foi também graças a isso, combinado com preços fora da realidade de renda e compradores sem condições de adquirir o financiamento do imóvel que o crédito imobiliário concedido com verba da poupança, que é o principal, caiu mais de 50% em 2 anos.

        Ah, mas por que o banco não pode usar o dinheiro de outras aplicações? Por que ele depende da poupança? Ele até usa outras aplicações, como o dinheiro das LCI, só que em pequena escala. A única aplicação que tem o rendimento muito baixo é a poupança e o dinheiro pago por quem comprou no financiamento pelo banco é remunerado de acordo com o rendimento da aplicação que subsidiou aquela compra, logo o único financiamento viável dados os preços estratosfericos dos imóveis é aquele com verba da poupança. A exceção é o MCMV que usa o FGTS e alguns empréstimos com uso do FGTS, mas estes últimos em volume pequeno. Ocorre que a sangria do FGTS também está aumentando em função do aumento no desemprego e por já ter sido muito usado no MCMV.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 17 de outubro de 2016 at 06:37

          Complemento:

          Há um agravante para a situação acima: a CEF detém 70% do crédito imobiliário concedido, no entanto, tem apenas 35% da verba da poupança. Por isto que este crédito imobiliário secou primeiro na CEF e desde 2015 ela já subiu por quatro vezes os juros do crédito imobiliário.

          Recentemente a CEF passou a PEDALAR vendendo créditos podres para empresas abutres, com 90% de desconto, aumentando o prejuízo que já era de dezenas de bilhões de reais. A venda destes títulos podres da CEF foi o triplo da somatoria do que Banco do Brasil, Itaú e Bradesco tiveram, só que o Tribunal de contas já vetou a CEF DE PEDALAR mais com este recurso.

          Como sabemos, pedaladas destas não são viáveis para segurar este esquema de créditos podres da CEF, só os amigos do Ze Carioca não sabem que pedaladas não são viáveis no medio e longo prazos porque nunca viram um governo sofrer impeachment por isso, nem tampouco viram cidades inteiras ficarem em situação de calamidade financeira (o próprio Janeiro! ) porque não existe esta de governo todo-poderoso. A única explicação para estes pensamentos: pessoas completamente alienadas das realidade…

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Zé Carioca 17 de outubro de 2016 at 10:55

            Eu concordo contigo, não quis discutir com o cara porque além de tudo ele é PSOLista, até por isso que ele deve acreditar na tese de governo todo poderoso. Não tenho esperanças com o RJ porque as pessoas com mais instrução veem o Freixo como solução, e o PSOL só não o elege porque ele não tem entrada nas camadas mais pobres da população. Nessa mesa de amigos mesmo a metade vai lacrar 50 na urna.

            Mas o que achei engraçado não foi eles falarem que não tem bolha, apesar da redução monstro no crédito imobiliário, das ações das construtoras terem perdido 99% do valor na bolsa e de que os preços dos imoveis estarem claramente caindo. O que achei engraçado é a diferença de percepção entre pessoas razoavelmente esclarecidas. Pra mim a bolha já estourou, para eles não tem bolha, se eles, assim como a maioria da população, ainda acha isso, é sinal de que a grande mídia não fala em bolha imobiliária. Será que um dia teremos notícias claras sobre bolha imobiliária no Brasil, como vimos na Espanha, Irlanda ou EUA?

            Se os preços já tivessem caído 50% acho que as pessoas poderiam até aceitar a ideia de bolha, mas com as pequenas reduções que tivemos, a grande maioria opta por culpar a crise e se engana falando que vai melhorar assim que o pior da crise passar.

            8+
            • avatar
            • CA 17 de outubro de 2016 at 12:50

              Zé Carioca,

              Incrível este pessoal que mora no Rio de Janeiro não ver que o governo não é todo-poderoso, tendo notícias como esta “no dia seguinte”:

              http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2016/10/sucessor-de-beltrame-assume-seseg-com-divida-de-r-100-milhoes.htm

              Trechos do link acima:

              “Sucessor de Beltrame assume Seseg com dívida de R$ 100 milhões
              Dívida da pasta somada a de polícias Civil e Militar chega a R$ 500 milhões.
              Roberto Sá toma posse com missão de motivar, apesar de salários atrasados.”

              Acharem ainda que serão justamente os bancos públicos que vão garantir o financiamento barato e farto e novamente “no dia seguinte” termos notícias como esta:

              http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,bb-e-caixa-ja-tem-juros-mais-altos-que-os-de-bancos-privados,10000082559

              Sobre a falta de informações quanto a bolha imobiliária na mídia, mais o pedalar de CEF, construtoras, etc:

              O que estão fazendo no Brasil é um pedalar tão diversificado e intenso, misturado com uma desinformação recorde, que não deixará outra alternativa: quando não der mais para esconder o tamanho do problema vai estar tão grande que poderá se converter na maior explosão de preços já vista, o que seria proporcional ao tamanho do crescimento dos preços, ao tamanho da desproporção entre estoque e vendas, ao tamanho da destruição da liquidez na economia, ao tamanho do crescimento do endividamento e inadimplência das famílias e empresas, dentre outros. Os preços não crescem, estão caindo, mas todo o restante que consta aqui está subindo sem parar, isto não vai acabar bem, a história é claríssima, inclusive a recente e no Brasil: quanto mais você pedala, pior fica…

              7+
              • avatar
              • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 16 de outubro de 2016 at 18:44

    CVR que ouvi de membros de uma incorporadora há 2 dias:

    Um empresário relativamente rico da região do ABC comprou 52 apartamentos de uma grande incorporadora há 2 anos. O sujeito, através de BOLETOS , pagou os 52 aps 6 semanas…

    Passaram-se 2 anos, e cerca de 60 apartamentos na mesma região, não foram vendidos para ninguém, permanecendo com a incorporadora. O que a incorporadora fez??? Baixou os preços. Os Aps estão mais baratos do que o preço de 2 anos atrás.

    O senho empresário rico, obviamente entrou em contato com a incorporadora e disse :” Ei, assim vocês me ferram , eu também estou tentando vender alguns dos Aps que comprei de vocês há 2 anos”.

    Ou seja, o senhor empresário que outrora havia sido um excelente cliente, viu a tal incorporadora virar sua própria concorrente 2 anos depois, e de forma desleal!

    Depois de inumeras reclamações por parte dele, obviamente nenhuma atendida pela incorporadora (ele queria que ela não baixasse os preços, pra não atravessar as vendas dele) o que o senhor fez???

    Foi lá e comprou mais 22 apartamentos da incorporadora, no preço mais baixo que ele tinha adquirido 2 anos atrás, simplesmente para elevar novamente para o preço que ele acha justo dos outros que ainda estão no estoque!!

    O que se sabe, até semana passada, é que ele ainda tem muitas unidades para vender….rs

    83+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 16 de outubro de 2016 at 19:48

      Lá se vai a herança
      Pai rico, filho pobre

      26+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 16 de outubro de 2016 at 20:38

        hahahaha, rapaz, e você não sabe da pior (que vou contando aos poucos, em outros CVRs em outros dias).

        Mini CVR :
        Os executivos de vendas que me contaram isso aí acima do senhor empresário, rindo ainda por cima. Quando eu perguntei a eles porque querem “apressar as vendas” com o sistema que a minha empresa está vendendo (análise creditícia), eles retrucaram : pra vender mais rápido, demora muito processo no stand.

        ” Aí eu retruquei : peraí, vocês então só querem aprovar mais rápido as vendas, não querem de fato uma análise creditícia que seja a mais pŕoxima à dos bancos, que de fato consiga prever se quando o imóvel da planta estiver pronto, a pessoa de fato vai poder ter o financiamento bancário ??

        “- Não, Cramulhão, a gente quer é economizar na análise e “mandar pra dentro” o maior numero de vendas possíveis. A pressão de cima é pra entrada imediata de cash!”

        Eu : Vocês sabem que isso é meio que uma pedalada, né?

        Eles : “Sim, claro…mas isso é um problema lá de cima, não nosso” .

        Eu : …

        41+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 17 de outubro de 2016 at 07:37

          Pontos de atenção:

          A PDG teve seu primeiro volume anormal de distratos em 2011, quando os cancelamentos passaram de R$ 1 bilhão. Desde 2011 a PDG “jura de pé junto” que está sendo mais criteriosa nas vendas na planta.

          A Rossi teve seu primeiro volume anormal de distratos em 2012, quando os cancelamentos passaram de R$ 1 Bilhão. Desde 2012 a Rossi “jura de pé junto” que está sendo mais criteriosa nas vendas na planta.

          O fato é que ambas continuaram tendo distratos em volumes anormais até os dias de hoje. Você realmente acreditou que alguma vez na vida estas construtoras tiveram o REAL interesse em fazer uma análise de crédito melhor?

          O que eles querem, é vender na planta “a qualquer custo”. Isto significa que eles precisam vender independente se a pessoa terá a menor condição de adquirir o crédito imobiliário na entrega do imóvel ou não. Depois quando distratos disparam, eles colocam a culpa na crise, apesar dos distratos estarem anormais desde 2011, MUITO antes da crise que começou a aparecer em 2015.

          Neste momento, o que consta acima é mais verdadeiro do que nunca: tanto PDG quanto Rossi precisam DESESPERADAMENTE de caixa, porque já estão em reestruturação de dívidas e mesmo com toda a renegociação para reduzir juros, alongar prazos de pagamento, etc, o buraco do caixa delas só está aumentando e com isto elas estão cada vez mais próximas de uma recuperação judicial. Com estoques monstruosos em proporção às suas vendas, precisam vender para quem quer que seja, para pelo menos entrar algum dinheiro durante a construção para ajudar a pagar as dívidas e as contas do dia-a-dia das obras em andamento. Por isto o interesse deles em acelerar ainda mais o processo de avaliação de crédito, porque quanto a qualidade de análise, eles nunca quiseram ter, pois seria completamente contra-producente em relação ao esquema de vendas FALSAS na planta e se eles pararem de vez de pedalar, vão acelerar o processo de recuperação judicial, que foi exatamente o que aconteceu com a Viver.

          Agora analise a temeridade de ser cliente ou fornecedor de uma destas empresas…

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • O Cramulhao de FHCigienopolis45 17 de outubro de 2016 at 08:48

            Eu de fato acreditei que era isso…

            Mas também tô apreendendo que há diferentes interesses dentro da mesma incorporadoras…

            Enquanto uns querem melhorar a carteira de clientes pra poder repassa-lá para securitizadoras, na outra ponta executivos de vendas querem é mandar caixa pra dentro…

            São interesses totalmente conflitantes dentro de uma mesma incoporadora, creio que os próprios executivos saibam disso, mas ninguém toca no assunto.

            Cada um parece apenas querer salvar sua pele de alguma maneira…

            Muito confuso e louco…aliás, em breve tenho Cvr envolvendo a Serasa .

            10+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 09:10

              No filme A GRANDE APOSTA, é visível esta situação do FODA-SE, ao conceder empréstimos aos NINJA

              Filmoteca bolhística

              A grande aposta (The Big Short)
              Michael Burry (Christian Bale) é o dono de uma empresa de médio porte, que decide investir muito dinheiro do fundo que coordena ao apostar que o sistema imobiliário nos Estados Unidos irá quebrar em breve. Tal decisão gera complicações junto aos investidores, já que nunca antes alguém havia apostado contra o sistema e levado vantagem. Ao saber destes investimentos, o corretor Jared Vennett (Ryan Gosling) percebe a oportunidade e passa a oferecê-la a seus clientes. Um deles é Mark Baum (Steve Carell), o dono de uma corretora que enfrenta problemas pessoais desde que seu irmão se suicidou. Paralelamente, dois iniciantes na Bolsa de Valores percebem que podem ganhar muito dinheiro ao apostar na crise imobiliária e, para tanto, pedem ajuda a um guru de Wall Street, Ben Rickert (Brad Pitt), que vive recluso.

              Trabalho Interno
              Vencedor do Oscar de Melhor Documentário em 2011, o filme narrado pelo ator Matt Damon explora como agências americanas de regulamentação do mercado financeiro criaram o ambiente livre que levou à crise financeira.

              Grande Demais para Quebrar
              Baseado no livro de mesmo nome do jornalista americano Andrew Ross Sorkin, o filme é centrado na figura do Secretário do Tesouro americano, Henry Paulson (vivido por William Hurt), ao tentar evitar a quebra do banco Lehman Brothers.

              Margin Call – O Dia Antes do Fim
              O filme acompanha 36 horas em um banco de investimento de Wall Street, da descoberta de um rombo financeiro no balanço à saída encontrada pela diretoria para tentar salvar seus ativos da crise.

              Capitalismo: uma história de amor
              Com seu tradicional estilo que mistura jornalismo e entretenimento, o documentarista Michael Moore conta a história da crise financeira sob seu ponto de vista e explora criticamente a transição entre os governos George Bush e Barack Obama.

              The queen of versailles
              David Siegel, o fundador da rede de hotéis Westgate, está construindo a maior mansão dos EUA com sua mulher, a dondoca Jackie. Com o estouro da crise, o casal se vê sem dinheiro para terminar a casa e é obrigado a enfrentar um estilo de vida menos luxuoso.

              Chasing Madoff
              O documentário conta como o investigador Harry Markopolos demorou dez anos para desmascarar a fraude financeira promovida pelo mega-investidor Bernie Madoff, avaliada em mais de US$ 18 bilhões.

              Collapse
              O documentário tem como personagem central o ex-policial e atual investigador Michael Ruppert que, em 2006, avisava sobre o perigo que ativos imobiliários tóxicos representavam à economia americana.

              Hank: Five years from the brink
              Hank Paulson, o Secretário do Tesouro americano durante a crise financeira, justifica as medidas tomadas pelo governo na época para não deixar bancos como Lehmann Brothers quebrar. O documentário é exclusivo da Netflix e estará disponível no catálogo nacional a partir de 1º de novembro.

              19+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
        • Zé Carioca 17 de outubro de 2016 at 11:21

          Cramulhão, mas isso as vezes pode ser estratégia dos próprios executivos das empresas para ganhar um bônus maior. Afrouxa o sistema de análise de crédito para continuar a pedalar, bate as metas e embolsa um bônus gordo ao final do semestre. Se eles já sabem que não tem salvação, muitas vezes podem tentar “tirar” o máximo de leite possível da vaca para entregar só a carcaça para recuperação judicial.

          6+
          • avatar
          • avatar
      • gmlinux 16 de outubro de 2016 at 20:48

        Parece uma estratégia estranha, mas se estes aps que ele comprou deram fôlego a construtora, eles podem entrar em acordo de preço, e agora com um preço médio menor.
        A dúvida é se este tipo de acordo não fere alguma legislação.

        8+
        • avatar
        • O Cramulhao de FHCigienopolis45 16 de outubro de 2016 at 21:07

          Estranha?? É estratégia burra mesmo…
          Minha única indagação é como gente assim pode fazer tanta besteira na vida e ainda ter dinheiro…

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • gmlinux 17 de outubro de 2016 at 03:50

            Fica de olho, se o cara possui dinheiro e não é herança ou prêmio, pode ser uma negociação vantajosa e não burrice, ele pode ter encontrado alguma oportunidade.

            8+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 06:08

              Esta é a logica do jogar de cassino.
              Na próxima rodada a sorte voltará
              kkkkkk

              8+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
            • O Cramulhao de FHCigienopolis45 17 de outubro de 2016 at 06:32

              Do tipo “vou adquirir esse empreendimento, pois fiquei sabendo que em breve vão construir uma estrada por aqui e o governo vai pagar indenização milionária” ???

              Não creio…mas vai saber.

              4+
              • avatar
      • jros 17 de outubro de 2016 at 08:57

        huauhauhahuahuauh esse empresário merece um Nobel de economia !

        cara …. to em crise de riso . rs

        6+
        • avatar
    • JJJ_brasilia 16 de outubro de 2016 at 21:58

      O que o empresário fez: um péssimo negócio e qual a forma de corrigir o erro?

      Afundando mais dinheiro em imóveis micados, mais um caso de banania way off business.

      Se você entrou em um negócio é ele não deu certo, reconheça o erro, na imensa maioria das vezes, o primeiro prejuízo é o menos, enfiar mais dinheiro em um negócio ruim é ser arrogante, mas o dinheiro não aceita desaforo.

      19+
      • avatar
    • Cadeludo 17 de outubro de 2016 at 21:18

      ele fez preço mérdio e agora é só esperar a próxima pernada de alta daqui a talvez algumas décadas ou encarnações.
      golaço do investitonto, quando for anunciar é “vendo pardieiro e pombal completos, tratar direto com o propriotário”

      4+
      • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 16 de outubro de 2016 at 18:49

    Da série “Especialistas de LinkedIn sobre o setor imobiliário no Brasil” :

    Alexandre Trinhain : Paula. A análise comprar ou alugar é, de fato, bastante pertinente. Mas, permita-me complementá-la com algumas variáveis adicionais. O imóvel de 500mil, após 10 anos, quase triplica de valor considerando a inflação e o déficit habitacional atual. Ou seja, após 10 anos poupando, você muito provavelmente não conseguirá comprar o mesmo imóvel que desejava por 500mil. Ao financiarmos o imóvel, se em 30 anos pagamos quase o triplo do valor, o mesmo valerá 10 vezes mais ! Portanto o seu patrimônio líquido terá significativo crescimento real ao longo dos anos. Outro fator interessante diz respeito à possibilidade de se incluir os juros pagos no financiamento do imóvel ao valor do imóvel para fins de apuração de ganho de capital na declaração de imposto de renda. Isso ajuda a reduzir (ou zerar) o imposto pago no momento da venda do imóvel ou troca por outro. Se você precisa se mudar com freqüência, não tenho dúvidas de que o aluguel seja a melhor alternativa. Mas, se você quiser fixar raízes por um período de 10 anos ou mais, eu apostaria fortemente as minhas fichas no financiamento imobiliário ! Um grande abraço e parabéns pelo texto !

    13+
    • avatar
    • avatar
  • Curioso 16 de outubro de 2016 at 19:09

    Essa ladainha novamente….

    Tenho recebido e-mails disparados pelos corvotores em caixa alta…. Preços dos Imóveis estão subindo novamente….
    Sei…..

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 16 de outubro de 2016 at 19:37

    O estoque atual é formado principalmente por apartamentos acima de 300K, mas o déficit habitacional só existe nas classe D e E.
    Os “investidores” não irão mais comprar imóveis, porque já viram que a rentabilidade é 4X menor que há 10 anos.
    Quem teria interesse em comprar imóveis são aqueles que pagam aluguel e iriam para um financiamento somente se o valor da parcela for menor que o aluguel.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • odorico 17 de outubro de 2016 at 07:11

      Eu prego que financiar é melhor que pagar aluguel, mesmo que a parcela seja o dobro do aluguel, afinal você está pagando o que é seu. Tem gente nesse blog querendo arruinar sucupira…

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • gmlinux 17 de outubro de 2016 at 17:17

        Uai, achei que era bom mesmo quando a parcela fosse o triplo, afinal são parcelas decrescentes, enquanto o imóvel valoriza, no mínimo a inflação, portanto, um aluguel de 0,3 pp do valor do imóvel, implicitamente sobe com a inflação.
        Mas é claro, o melhor é comprar na planta, pois o desconto sobre um novo compensa os riscos.
        Fora que sendo seu não tem como o dono pedir de volta logo agora que a branca de neve se tornou vizinha de janela…

        2+
  • Ogami 16 de outubro de 2016 at 19:41

    Plano diretor? Em um país onde a grande maioria vive em casas irregulares… Basta observar nas periferias onde cada vez mais vão aparecendo as favelas. Favela de hoje em dia não tem barraco de madeira e sim casas mal construídas com os tijolos “baianos” aparentes.
    Em troca de votos, os governos prometem levar serviços públicos e legalizar estes bairros, dando anistia as moradores.
    Normalmente são bairros sem nenhuma infra estrutura e no caso de São Paulo em áreas de várzeas de rios sujeitas a alagamentos, encostas de morros, área de mananciais e áreas de proteção ambiental.
    Fora o grande número de imóveis na região central onde residem movimentos de invasão.
    Ou seja… Acham mesmo que vai faltar lugar pra morar em um país onde o número de filhos por casal vem reduzindo drasticamente e que tem as opções citadas pra morar?

    12+
  • Alemon Fritz 16 de outubro de 2016 at 19:42

    ” Compre Djá!!” cartomante, adivinho, ilusionista das 13 profecias.

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 16 de outubro de 2016 at 19:46

    Alguns comentários a este texto do Amorinha

    Andre Heller
    Marketing and Communications
    Ricardo, acompanhando o mercado macro e mercados micro, acredito que infelizmente não chegamos a margem inferior do gráfico que demonstra nosso declínio econômico. Infelizmente por conta de políticas econômicas ainda a serem efetivadas e ainda desconfiança externa no Brasil, a tendência é que só teremos uma parábola nesse gráfico de declínio, levando nossa economia a uma recuperação, em 2018 ou 19. Isso não significa que o mercado perderá mais valor e sim liquidez.

    Gavroche Fukuma
    Content Marketing Director na Economídia
    mas a crise ainda não acabou… será que a população que contraiu dívidas quando o crédito era farto ainda terá dinheiro para honrar compromissos até o final de 2017, quando se prevê alguma recuperação do mercado? Sei que os preços subirão em algum momento, mas será que eles ainda não recuam um pouco antes disso?

    José Milton dos Santos Pestana Barbosa.´.
    RCX INVESTIMENTOS – XP INVESTIMENTOS
    REFLETINDO: “Ficam com raiva quando mostro que comprar imóvel não faz sentido”, diz blogueira milionária – InfoMoney
    Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/onde-investir/fundos-de-investimento/noticia/5610127/ficam-com-raiva-quando-mostro-que-comprar-imovel-nao-faz

    Gilson Velasquez
    DIRETOR COMERCIAL
    Prezado Ricardo Amorim Sigo seu blog desde 2015 e gostaria de contrapor a afirmativa deste Post visto que os números do Índice ZipZap não apontam esta tendencia para a Região Metropolitana de Belo Horizonte.
    Quando ao índice de confiança dos cidadãos e empresários somente poderemos constatar a tendencia otimista apos o Governo Temer aprovas as medidas do Teto de Gastos do Governo e as Modificações da Previdência.
    O FMI publicou cenário que o Pais somente vai zerar o deficit publico em 2020 e sabemos que a inflação brasileira esta centrada em aumentos de tarifas e impostos públicos que foram represados nos últimos 02 anos ,
    Sugiro que faça nova materia para investidores em imoveis focando o Mercado Mineiro e mais especificamente a Região Metropolitana de BH.

    Celso Knoedt
    CEO Editora Brasil Energia
    Ricardo, infelizmente enquanto houver uma enorme distância entre o valor do patrimônio e os rendimentos proporcionados em torno de 0,3% a.m. o mercado imobiliário continuará sendo sustentado apenas pela parcela menor, o de compradores compulsórios como os que se desfazem de um imóvel pior por um melhor no prazo de 6 meses que lhes concede a Receita Federal. Essa parcela é insuficiente para promover maior dinamismo e recuperação ao mercado imobiliário como conhecemos hoje. Investidores, que são talvez a parcela maior, vão ainda preferir outros segmentos de melhor rentabilidade. Como no Brasil a cultura dos proprietários é de não baixar os preços, diferentemente de americanos que vendem pelo preço de mercado mesmo que 80% menor, vai demorar muito até que os aluguéis compensem quem investir em imóveis e possam competir com juros a 1% a.m., ainda mais sem os riscos de inadimplência e vacância que o mercado imobiliário oferece. Com 12 milhões de desempregados e estoques generosos de imóveis vazios, é possível que essa recuperação ainda demore bastante.

    Paulo de Tharso
    Eletric, Energy & SAP SuccessFactors
    Imoveis é uma boa forma de petrificar seus investimentos e ter bastante dor de cabeça!

    Vagner Cruz
    Consultor financeiro na Antonella
    Ricardo eu atuo no mercado financeiro (banco) há 45 anos (você nem era nascido).
    Eu me incluo entre os que acham que existe bolha e que está concentrada nas grandes (as fusões entendo como sinal/confissao).
    As matrizes que você cita englobam muitos números/variáveis /mercados.
    Se isolar, o imobiliário assusta, e acredito que um sinal são os fundos LCI, notadamente o bradesco, que elevou o piso de aplicação de 1000 para 300.000 wa meu ver é porque não tem onde colocar o dinheiro captado.
    O LCI do banco do Brasil ainda é 1000 mas o BB não atua no mercado (seria mais um sinal? ).
    Ou é outra tempestade perfeita?

    Adriano Peças Automotivas
    Gerente Administrativo na Max Freios Comercio de Auto Peças Ltda Me
    Momentaneamente discordo dessa reflexão , pois creio eu que medidas pontuais adotadas pelo classe Politica , não sera o suficiente para em curto prazo , vermos toda essa ex classe C que novamente esta migrando para a classe D/E ter oxigênio para alavancar o mercado Imobiliário ,e novamente não sera a abertura nem a facilidade de novas linhas de creditos dadas ( para quem não esta conseguindo pagar , e ja se ve com seu orçamento tomado pelas necessidades do cotidiano) que ira conseguir alavancar esse mercado de imoveis, penso que anida teremos uns 4 anos seguidos para essa classe recuperar seu folego e mais uns 10 anos no total talvez para vermos essa fatia da piramide voltar a classe c , talvez ai sim veremos o mercado Imobiliário vislumbrando novos horizontes .
    Do mais acho mera especulação , de quem muito quis ganhar e se ve agora tendo que arcar com uma despesa de um imovel vazio , ou tendo que rever preços para locar e manter pelo menos o custo de despesas desse imovel.

    Paulo Silva
    Corretor de imóveis
    Ricardo, sou corretor de imóveis, realmente o momento não está fácil, é muita oferta de Imóveis. Com Imóveis avulsos e das Construtoras Incorporadoras, estão queimando os estoques. Espero que tal “bolha imobiliária”, não chegue por aqui. Aquela velha frase, se encaixa nesse momento: A hora de comprar é agora, mas , com sabedoria. Parabéns pelos seus comentários.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 16 de outubro de 2016 at 19:53

    “A social-democracia no Brasil entrou em colapso – abandonemos os delírios e sejamos mais realistas”
    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2532

    Eu gostaria de deixar esse artigo acima (fantástico, por sinal), intrinsecamente ligado ao momento em que o Brasil está passando, e claro, correlacionado às peripécias do setor imobiliário brasileiro.

    Também gostaria de assim colocar um fim, respondendo aos militantes partidarios da Social-Democracia que me chamaram de Bolsonarista/Trumpista e até petista, de que não sou nada disto, e se ataco o partido de vocês, (e vou atacar até quando puder) é porque tenho razões para isso, que se não deixei bem claro aqui, quem sabe o texto do Mises acima o faça.

    Nós libertários não temos dúvida de que a Social-Democracia seja a coisa mais nefasta, horrenda e destruidora da economia atual. E o Brasil, por pura fatalidade, está tendo justamente o seu estado mais importante, São Paulo, sendo atacado por essa corja, há mais de duas décadas.

    Gostaria que não respondessem com ofensas, (como fizeram floodando os meus posts nos links anteriores), mas sim com algo a acrescentar. Mas somente, após, claro, lerem esse artigo do Mises acima, lançado há poucos dias. Não deixem o amor partidário os cegar, sejam racionais, antes de tudo.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • SampaBoy 16 de outubro de 2016 at 22:19

      A propria democracia em si, atraves do voto, nao combina com o “estilo brasileiro de ser” . Para ganhar voto o cara precisa ser populista e ter ações superficiais e de curto prazo, nada a ver com colocar as contas nos trilhos. Precisariamos de um governos estilo chines para colocar as coisas em ordem.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • gmlinux 17 de outubro de 2016 at 17:21

        Esta vou discordar, estado no estilo chinês por aqui vira Venezuela.

        3+
        • avatar
        • avatar
    • Lucas 17 de outubro de 2016 at 19:38

      A grande qualidade de um ataque é a surpresa, é a camuflagem, é derrubar o adversário sem que ele nem sequer saiba de onde veio a coisa, e tanto é melhor o feito se para isso são usados cães de guarda ou drones, ou os tais x-9 que se explodiam antes de cair, daí o risco é zero.

      Vc não me convence, assim como eu não te convenço que estou pouco me cagando pra partidos, muito menos ideologias, ainda que eu tenha muito a admirar as palestras do FHC (que vc continua ironizando no seu nickname). Na verdade não é que eu não te convenço, é que seu objetivo é este, eu posso te provar por A+B que não te importa em nada, só te importam as ordens.

      Daí fui dar uma olhada no personagem que vc criou, no tal insider que camufla seus reais objetivos.
      Vc é uma matraca giratória, hora defende o Irish tsumoney , que ops era só pra mostrar sua fluencia no inglês, naquele maldito inglês irlandês, confesso usei o dicionario umas 4x, mesmo tendo morado 3 anos ali perto, ataca o CA. Outra hora vc defende que a bolha será um desastre completo com esse seu amigo que comrpou 52 apartamentos, o modus operandi é o mesmo do brairish ao ABCcrash vc se cria uma personalidade fictícia imaginária de um super cara, um super sabedor, um super insider, coisa que nós aqui já conhecemos de longa data com aqueles corvos de linguajar entojado, aqueles ternos amarrotados fedorentos de quinta, decoravam calculos na Hp mas se mudar uma virgula se perdiam nas contas e bafo, muito bafo.

      A mesma coisa é vc pra mim, tudo soa muito bom, mas o bafo te denuncia.

      Agora vamos ao busilis, andei pesquisando, conversando com certos contatos, falei com a faxineira, 3 mendigos e um profeta desses da praça da Sé e “vi” o que está por vir.
      Quer saber?
      Por mim não me incomoda tanto, na verdade será muito bom pra mim, e pra todas as pessoas que tem no mérito a principal virtude, estudei pra caralho inha vida toda, trabalhei feito um louco, produzi mil coisas legais desde o meu bairro, meu condo, no campo das minhas profissões, meus empreendimentos e até das artes e esporte e realmente vi uma esmola do meu reconhecimento.
      Não cheguei onde cheguei, saindo do quase nada, sendo um idiota, acreditando em discursos.

      Se falei bem de um ou outro, olhei pela produção intelectual, olhei pelas promessas, mas devemos olhar antes de tudo os resultados práticos.
      eu sou apenas um velho carrancudo e todos aqueles adjetivos lindos que se dá a caras inconvenientes, me esqueçam.
      outra hora se o bolha boss topar pretendo escrever meu manual de sobrevivencia na Bolha, andei fazendo umas contas, pq passar a vida reclamando não é pra mim, estou bem contente que vou ter um ótimo resultado, escapei legal do motumbo, capaz até de eu sair num lucrinho nominal. Estou bem contente, tenho me virado bem apesar do stress, levo hoje uma vida que 15 anos atrás eu nem sonhava ter, imagina o que não vou poder voar sem os petralhas.
      mas Boa sorte na missão impossível de vcs, esses desafios são sempre os melhores. abrx

      8+
      • avatar
      • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 17 de outubro de 2016 at 20:05

        Rapaz, você não passa de um cego partidário do Partido da Social-Democracia.

        Você viaja tanto em especular sobre mim, que ora me chama de bolsonarista, ora de petista. Seu fanatismo partidário o impede de raciocinar corretamente.

        Qualquer um com um inglês intermediário teria entendido que estávamos rindo dos 666 irlandeses pretensiosose em vir aproveitar as “promocoes” do mercado imobiliário brasileiro. Eu obviamente estava fazendo chacota disso, todavia, você no afã de me atacar como inimigo ( porque seu amor partidário o doutrinou pra isso) correu pra dizer que eu “acreditava no Irish Money vindo para o Brasil (hahahaha, como se um país de 4 milhões de pessoas fosse fazer cosqunhas no Brasil) , e nem se deu conta de que você transcendeu os limites da vergonha alheia…

        ABCrash? O único otario aqui acreditando e dando criando termos para as coisas aqui é você…

        Já criou o Irish Tsumoney (inspirado pela empiricus) e agora o ABCrash…qual sua próxima invenção? Vc se acha engraçado, né?

        Onde eu “ataquei” alguém? Eu apenas me defendi de acusações. Aliás, sou humilde o suficiente , tanto que escrevi aqui, que de fato não sei tudo sobre CRIS e CRAS, mas baseado nas pessoas do mercado financeiro que trabalham ao meu lado, passei a acreditar que caso viessem a passar no Senado, o capital estrangeiro, através da indexação ao dólar desses títulos, muito provavelmente dariam um fôlegol à construção civil, desde que essa se diversificassem se um pouco…

        Diferente de você, não sou especialista em Real Estate, sou Físico por formação , atuo como Matemático, e minhas especialidades são apenas Data Science e Nanotecnologia. Se tocar nesses assuntos, aí sim, posso falar de igual pra igual…no mais, estou aqui para aprender.

        Por fim, qualquer um aqui, sabe sim que seu partido é nefasto, uma corja que só atrasa nosso estado, e muito me admira seu fanatismo partidário ser tão doentio que você queira contrapor um artigo de MISES, COM TODOS OS DADOS, mostrando porque a Social-Democracia é tão destruidora.

        8+
        • avatar
        • avatar
      • O Cramulhao de FHCigienopolis45 17 de outubro de 2016 at 20:17

        E outra, quem disse que a Bolha será um desastre completo??? Hahaha hahaha.vc só pode estar bêbado, ou seria somente embriaguez de amor pelo partido da Social-Democracia, que te faz ter ódio de mim??

        Eu vivi a Bolha na Irlanda e U.K , rapaz, e concordo plenamente que a do Brasil está bem parecida, pra não dizer parecendo pior.

        Mas então, quer dizer que agora , além de Bolsonarista e Petista, vaí me chamar de Covertor também?? Hahahah

        Que Covertor sou esse , que logo abaixo pergunta sobre investimentos em Opções( você sabe o que é isso, aliás?) pra fazer um PUT apostando na queda das ações das incorporadoras???!! Lol

        Seu ódio contra mim está te cegando…e se ele for baseado no nojo que tenho do seu ídolo socialista FHC-PSDB, I am sorry, pal. I’d suggest ya to ignore all my messages from now on!!

        A propósito, tenho orgulho do meu Hibernian Accent, não existe essa de “sotaque horrivel”.

        Agora vá lá no Facebook se juntar ao seus amigos da Social-Democracia , porque no Libertarianismo vocês não passam de uma piada sem graça e felizmente em breve serao enxotados do nosso estado!

        Ps: e se insistir em direcionar a palavra a mim, que faça em relação à bolha imobiliária pelo menos, não pra defender partido.

        7+
        • avatar
        • Zizu 18 de outubro de 2016 at 06:27

          Rapaz, Você é muito chato!!!

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • O Cramulhao de FHCigienopolis45 18 de outubro de 2016 at 07:12

            Sou chato em responder um ataque? Eu estava na minha e seu amigo tucano que me atacou…sejamos francos.

            3+
            • avatar
            • Mn 18 de outubro de 2016 at 11:21

              Você nunca vai convencer ninguém aqui de que pt=psdb.

              os 2 são merdas, mas o pt nem mosca chega perto. O outro vendeu Vale, Embraer, Embratel, bancos estaduais… se livrou de um bando de lixo.

              10+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • O Cramulhao de FHCigienopolis45 18 de outubro de 2016 at 13:00

                Quem citou PSDB-PCC aqui, meu caro militonto esquerdista ??

                0
                • O Cramulhao de FHCigienopolis45 18 de outubro de 2016 at 13:12

                  Digo, quem citou PT ??

                  Seu fanatismo com a dicotomia é tão grande, que você pensa em PT toda a vez que estou falando de PSDB-PCC.
                  Nem pra disfarçar, né?

                  0
              • O Cramulhao de FHCigienopolis45 18 de outubro de 2016 at 13:06

                E outra, a esquerda petista vermelhinha está morta. Ninguém chuta cachorro morto, e não preciso nem perco meu tempo em convencer ninguém de nada.

                O que temos – e vamos fazer – aqui em São Paulo é acabar com o seu partido, PSDB-PCC, e toda a Social-Democracia, pois vocês conseguem ser ainda piores que a esquerda romântica petista-psolista que ninguém leva a sério.

                Os responsáveis pelos ditos nos sites do Mises têm total razão quando dizem que vocês são o grande mal da economia mundial….

                0
            • Libertario 18 de outubro de 2016 at 11:25

              Cramulhao
              Eu não acho você chato, mas penso que você está atacando quem não deveria.

              Como disse em outro post, eu votaria com certeza no Dória se morasse em SP, mas infelizmente não tem esse tipo de candidato por aqui (Sul).

              Veja bem não estamos escolhendo o MELHOR. Apenas o menos pior.

              Esse artigo do Mises é muito interessante sobre o tema.

              http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2533

              9+
              • avatar
              • avatar
              • O Cramulhao de FHCigienopolis45 18 de outubro de 2016 at 13:03

                Menos pior seria qualquer candidato que significasse alternância de poder…
                Eu já percebi mesmo que no sul vocês meio que gostam do Partido da Social-Democracia, e pensam que isso fez bem para São Paulo. Só que na verdade, nosso estado só decaiu quando essa quadrilha entrou aqui. Não desejo o mal, mas gostaria de ver o PSDB-PCC tomando alguns estado aí, para aí então vocês perceberem porque nós libertários paulistas temos nojo da Social-Democracia.

                Ps: a opinião dos dois sujeitos acima é inválida, pois é óbvio que eles têm o rabo preso com o partidão…sugiro que tire suas conclusões lendo apenas Mises, pois militontos do PSDB-PCC são esquerdosos estatólatras por natureza

                0
                • Libertario 18 de outubro de 2016 at 16:32

                  Mas você viu o artigo que indiquei?
                  Em grande parte das vezes não temos a opção que gostariamos, mas mesmo assim precisamos ir lá e votar.

                  Já morei em SP (por dois anos) e posso te garantir que apesar de ser uma merda, é muito melhor e mais segura que Porto Alegre onde o PT / PMDB rolaram por aqui por muitos anos.

                  Curiosamente nessa eleicao deve dar PSDB por aqui. Não é o melhor (seria o Fábio Osterman que teve menos de 2% dos votos) mas por estratégia irei votar no Marchezan para interromper a ala mais esquerda da esquerda.

                  1+
    • Inside 18 de outubro de 2016 at 08:53

      Aquele gráfico é assustador…..

      0
    • tmarabo 18 de outubro de 2016 at 12:22

      não vi o Mises relacionando os “sociais democratas” ao PCC ou dizendo que foram cooptados pelo setor imobiliário.
      de resto, o mises me dá razão em todas as vezes em que eu te disse: “cramulhão, há bons motivos pra falar do PSDB, tu estás fazendo isto errado”.
      QUE SARRO!!!!!!!!!!!!!

      2+
      • avatar
  • Alemon Fritz 16 de outubro de 2016 at 20:04

    há 1 ano exatamente… kkk

    5 vantagens de comprar imóvel agora
    Além dos preços em queda, o atual momento traz outros motivos para fechar negócio
    1. Inflação “reduz” a fatia do salário destinada ao financiamento
    2. Usar FGTS no imóvel é melhor do que deixá-lo parado
    ….
    http://veja.abril.com.br/blog/cidades-sem-fronteiras/valorizacao/5-razoes-para-comprar-imovel-agora/
    kkkk, 1 ano depois os corvos com suas patas pequenas e narigudos com a mesma
    piada

    10+
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 16 de outubro de 2016 at 20:05

      4. Aproveite antes que os preços subam
      5. Os custos se diluem no tempo

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 16 de outubro de 2016 at 20:38

    get rich
    The average American couple (that’s two working people!!) has $5,000 saved for retirement. Nearly 40% of the population has $480 saved. How many of that same 40% own a new smartphone? …
    http://www.zerohedge.com/news/2016-10-16/easy-uncomplicated-way-get-rich

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 16 de outubro de 2016 at 20:49

      Meu caro Alemon, muita, muita gente escrava da sociedade de consumo, não podem pegar uma verdinha nas mãos que dá coceira, muitas vezes a coceira vem só da espectativa de se ter algum dinheiro, nõa tenho dó não, que paguem nossos juros >:D

      https://www.gobankingrates.com/personal-finance/data-americans-savings/

      6+
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 16 de outubro de 2016 at 21:45

        eles estão agora ” from bad to worse”, interessante texto

        5+
        • avatar
    • O Cramulhao de FHCigienopolis45 16 de outubro de 2016 at 21:02

      Alemon, eu notei que isso é coisa típica das Américas , mas que já se está chegando na Europa também.

      Esses dias li um artigo sobre PISCOLOGIA !! de Oxford, onde se falava o benefício de ter pelo menos mil libras na conta bancária no final do mês. Muitos britânicos terminam o mês no overdraft (cheque-especial) , e isso causa estresse , pois as pessoas ficam esperando “chegar o salário” para pagar as contas.

      Aí pensei : caramba, se lá está assim, imagine no Brasil!! Aí agora você coloca algo parecido a respeito dos estadunidenses…

      Realmente, essa sociedade consumista é escrava e não sabe. Passam a vida pagando juros, e fazendo dívidas, e depois reclamam, esbravejam contra “ricos” e “rentistas” em geral, sendo que é justamente o comportamento deles que causa isso.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 17 de outubro de 2016 at 00:57
        • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 06:22

          Legal este gráfico
          Se entendi corretamente, indica que o valor dos imóveis no Brasil já caíram 40% mas ainda devem cair mais 22% para começar a fase de DESPAIR.
          Também indica que a Brasileira, em percentuais, é a maior bolha do planeta.
          Podemos ver que os paises que estão em DESPAIR, como Espanha e Grécia, estão em 25 a 35% OFF
          Então, para o Brasil, podemos esperar quedas ainda entre 50 a 60% antes de atingir o ponto de inflexão, que pelos padrões da Espanha e Grécia, acontecerá daqui uns 3 anos, em 2019

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Mn 18 de outubro de 2016 at 11:43

            Concordo com a data… o colapso vem antes, mas o preço mínimo, o momento onde “todo mundo sabe que imóvel é furada” e tem mil estórias p/ contar me parece algo como 2019 (baseado também em comparação com as outras bolhas).

            A propósito… porquê o comportamento repentino, a mudança brusca das massas… todo mundo ao mesmo tempo? É algo que poucas pessoas conhecem, mesmo acadêmicos bons… é o chamado “Common knowledge problem”.

            https://en.wikipedia.org/wiki/Common_knowledge_(logic)

            Vale a leitura cuidadosa para entender a lógica do fenômeno.

            1+
            • avatar
    • Carlos 16 de outubro de 2016 at 21:25

      O valor médio do fundo de garantia deles (401K) tb está diminuindo, muita gente vai ficar dependente dos food tickets.

      http://time.com/money/4357248/retirement-401k-vanguard-balance/

      7+
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 16 de outubro de 2016 at 21:51

        no texto do zerohedge mostra que a maior queda nos savings foi….. na bolha imobiliária, e pegou a maioria dos “mais velhos” (acima de 37) que provavelmente gastaram tudo em imóveis..achando que estavam investindo em “curto prazo”… e o prazo foi mais curto (o grafico sobe e depois despenca)…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Carlos 17 de outubro de 2016 at 00:32

          Alemon, dê uma olhada no vídeo que postei sobre a bolha chinesa quando tiver tempo, muito bizarro, atente para o final, os prédios sendo construídos apenas para serem demolidos porque a indenização do proprietário do terreno é baseada no número de andares do que havia no terreno antes.
          Eles comentam tb que os chineses não tem opção de investimento a não ser tijolos, pareçe com o mundo do inimigo do super homem, o Bizarro do planeta Bizarro 😀

          11+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 09:14

            Pelo que já vi, os tipos de investimentos são limitados aos chineses, basicamente bolsa de valores e imóveis.

            5+
            • avatar
            • avatar
            • Mn 18 de outubro de 2016 at 11:46

              De acordo com o zerohedge, o Bank of China encoraja o cidadão a comprar ouro. E eles são o maior mercado de bitcoin/litecoin do mundo.

              1+
              • avatar
  • CA 16 de outubro de 2016 at 20:45

    Sobre o Amorinha:

    Ex- garoto propaganda da Cyrela, ganha muito dinheiro do segmento imobiliário fazendo campanhas motivacionais disfarçadas de palestras isentas para corretores de imóveis. Análogo à independência e honestidade de Lula, José Dirceu, Palocci e tantos outros que se tornaram milionários com suas palestras e consultorias nos últimos anos.

    Inventou o índice de cimento para justificar que não há bolha imobiliária, depois prometeu a BOVESPA em 200.000 pontos e dizia que o crescimento da economia seria pujante e estável, tudo isto no inflar da bolha, até antes de 2012. Depois FINGIU que não tinha falado nada disso, mas só no momento em que este monte de besteiras se tornou completamente insustentável.

    Disse que depois da copa do mundo os preços dos imóveis iriam subir e caíram.

    Disse que no segundo semestre de 2015 a economia já iria se recuperar e continuou piorando.

    Disse que no segundo semestre de 2016 a economia iria melhorar e continuou piorando.

    Mais recentemente, disse que a recuperação da economia será mais rápida do que todos estão esperando, já sabemos que é mais uma mentira para atrair o maior número de sardinhas possíveis e tentar motivar os corretores para que não abandonem o barco.

    Já há mais de 10 ANOS vem dizendo “agora é o melhor momento para comprar imóveis” e só quem não tem o menor senso critico ou está desesperado para acreditar nele é que ainda cai nessa…

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 16 de outubro de 2016 at 20:52

      O pior é que o Amorinha tem uma horda de seguidores, muitos com educação superior inclusive, pena que a grande maioria das pessoas apenas engole as informações, poucos mastigam para sentir o gosto, que já sabemos qual é.
      Deve ser o charme do topete do amorinha…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • odorico 17 de outubro de 2016 at 07:32

        Confesso que aqui em sucupira tem muitos seguidores do amorinha, inclusive eu como chefe do executivo sucupirense lhe dei ouvidos, mas as análise do blog sempre foram melhores que as palestras dele aqui no centro de convenções “Zeca Diabo”. Que os bananenses continuem dando ouvidos ao nosso consultor maior Richards Amorinha

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • gmlinux 16 de outubro de 2016 at 21:20

      Na minha opinião é possível que ele acerte, assim, por via das dúvidas, e diversificação, mantenho dinheiro no mercado imobiliário, via FIIs (de papel e tijolo), o próprio amorinha destacou a performance destes fundos, então, por qual motivo eu teria um imóvel?

      6+
    • Carlos 17 de outubro de 2016 at 01:03

      CA, estou gostando desta ferramenta, não sei se teria alguma utilidade para vc, interessante a similaridade entre o gráfico de preços da espanha com a do bananistão.

      https://data.oecd.org/chart/4EfI

      7+
      • avatar
      • CA 17 de outubro de 2016 at 07:27

        Carlos,

        Valeu pela dica! Depois vou dar uma olhada com mais calma.

        5+
        • avatar
      • Mn 18 de outubro de 2016 at 11:51

        Obrigado obrigado obrigado pelo link!

        Estamos fudidos….

        1+
        • avatar
  • Dr. Estranho 16 de outubro de 2016 at 21:03

    Não sou tão pessimista quanto vcs. Comprarei sim um imóvel, em Março-2019. Por enquanto apenas PMJ.

    7+
    • avatar
    • Carlos 16 de outubro de 2016 at 21:08

      Vc é apenas “estranho” 😀

      10+
      • avatar
      • avatar
    • Zizu 18 de outubro de 2016 at 06:31

      Compra Outro para a sogra

      2+
      • Mn 18 de outubro de 2016 at 11:53

        …na venezuela

        2+
  • CA 16 de outubro de 2016 at 21:21

    (cotas de 1 a 3 sobre desemprego, PEC 241 e economia em 2017 constam no final do tópico anterior)

    Cota 4: vinda de capital estrangeiro para o Brasil versus a teoria do Tsumoney

    Nos últimos 10 anos em especial, muitas empresas multinacionais, em especial vindas da China, resolveram abrir operações no Brasil. Algumas delas, durante a crise, já fecharam as portas e voltaram para seu país de origem, outras estão SOBREVIVENDO aos trancos e barrancos.

    O governo Temer tem expectativas idênticas ao governo Dilma: ele acredita em uma invasão de empresas do Exterior comprando Ativos de empresas brasileiras que estão baratos, em outros casos comprando estas empresas e com isto, sendo a “mola propulsora” para recuperação da economia.

    Dizem que nossos Ativos estão baratos, oferecerão alto retorno e assim, em função dos trilhões de dólares que estão no Exterior ansiosos por encontrar uma rentabilidade melhor, teríamos uma invasão destes recursos no país, em especial quando vissem como a nossa recuperação fiscal está evoluindo.

    Do que consta acima, o que está errado?

    1) Os Ativos não estão com avaliações baixas, tem muitas empresas onde o valor total dos ativos é muito inferior às suas dívidas, mas o problema não são os valores dos ativos, que muitas vezes estão até super-dimensionados, como no caso dos imóveis das construtoras, os problemas são as dívidas IMPAGÁVEIS das empresas;

    2) Muitos dos trilhões de dólares que estão a procura de investimentos rentáveis são de Fundos que tem como regra investir apenas em países que possuam grau de investimento por pelo menos duas agências de avaliação de risco e o Brasil não tem grau de investimento em NENHUMA agência de avaliação de risco, sendo que estas agências já disseram que irá demorar ANOS até o Brasil voltar a ter grau de investimento;

    3) O processo de recuperação das contas públicas irá demorar 9 anos, isto segundo contas de Mansueto. Isto é mais uma evidência do quanto nosso processo é lento e não atrativo para ninguém se aventurar por aqui com investimentos em larga escala e por longo prazo;

    4) O tal “Tsumoney” nunca aconteceu em nenhum lugar do mundo que estivesse na mesma situação que o Brasil;

    5) Somos conhecidos pela improdutividade da mão de obra, altos impostos, burocracia e corrupção intensos, um lugar onde até o passado é incerto, este é um cenário atrativo para estes investimentos? ;

    6) Em 2016 o US$ teve queda perante o Real, a BOVESPA subiu, a inflação ainda está muito alta para os padrões internacionais assim como os juros para quem quer investir em uma empresa, o nível de desemprego, endividamento e inadimplência das famílias e das empresas em patamares recorde. É este o cenário atrativo para um “Tsumoney”?

    Há muito mais além do que consta acima, mas vou parar por aqui quanto a este item, já foi mais do que suficiente para demonstrar o quanto esta “ideia” é estapafúrdia…

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 16 de outubro de 2016 at 21:31

      CA seu infiel, deus é brasileiro, tem que ter fé e esperança, o novo salvador da pátria vai operar um milagre…
      Não tem como “reprogramar” o miolo dos bananences, sempre esperando um milagre, um salvador da pátria, um atalho, a mesma lenga-lenga que temos futuro etc, etc, etc…
      Nem adianta perder tempo discutindo com 99% dos bananídios, nunca seremos, apenas temos sorte as vezes…..

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • markito 16 de outubro de 2016 at 22:07

      O Amorim me faz lembrar o Inside the Job, onde escreviam artigos sobre países para que o dinheiro fossem para eles. Tipo o que aconteceu com a Islândia, e até mesmo com as capas de revistas sobre o Brasil (falando que nossa economia tinha selo de grau de investimento).

      Agora já leram o perfil do nosso Guru, vulgo Mae Dinah

      ” Ricardo Amorim é autor do bestseller Depois da Tempestade, apresentador do Manhattan Connection da Globonews, presidente da Ricam Consultoria, o brasileiro mais influente no LinkedIn, único brasileiro na lista dos melhores e mais importantes palestrantes mundiais do Speakers Corner e o economista mais influente do Brasil segundo a revista Forbes.”

      Ou seja… não se deixe enganar simplesmente por um curriculum, pois vc não sabe quanto o moço ganha de $$$ para influenciar as pessoas a fazerem o que ele ou as empresas que o rapaz defende (por uma bela quantia de $$) querem.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Mn 18 de outubro de 2016 at 11:59

      CA, tem mais uma coisa. O Deutsche, o Credit Suisse e os bancos italianos estão balançando… basta um quebrar e o pânico vai destruir as bolsas mundiais. Mesmo que alguém lá fora AME DESESPERADAMENTE o que possui no Brasil, vai ser obrigado a liquidar *tudo* para cobrir as perdas lá fora.

      Estou buscando opções out-of-the-money para apostar CONTRA o Bovespa… se encontrar algum “put americano” para 2018 (put Europeu há vários, mas aí é bola de cristal…), deve pagar algo como 20:1 se houver choque externo.

      1+
      • avatar
      • alexny 18 de outubro de 2016 at 12:58

        Ticker BZQ

        0
        • Mn 18 de outubro de 2016 at 13:12

          O Put na bovespa?

          0
        • Mn 18 de outubro de 2016 at 13:23

          O senhor é meu herói!

          Ainda tenho que estudar pois quero especificamente um put americano a R$40000 datado a 2018 ou 2019.

          Muito, muito obrigado!

          0
  • Carlos 16 de outubro de 2016 at 23:52

    Um passeio de moto por uma cidade fantasma na china e alguma discussão sobre a bolha chinesa.

    https://www.youtube.com/watch?v=BcyYyyaPz84

    11+
    • avatar
    • avatar
    • Carlos 16 de outubro de 2016 at 23:58

      Recomendo fortemente este vídeo, se vc compreende inglês não perca a chance de descobrir o quanto é bizarra a bolha chinesa.

      7+
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 06:31

      Fica bem interessante a partir dos 8:30

      https://youtu.be/BcyYyyaPz84?t=8m29s

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Carlos 17 de outubro de 2016 at 06:58

        A perda do valor depois do imóvel decorado ou depois de alguém ter morado pode estar relacionado com o costume chinês de chamar um profissional de Feng Shui para tratar as energias do local, creio que para “descarregar” no caso do imóvel ter sido ocupado e tenha decoração seja mais caro e leve mais tempo.

        6+
        • avatar
  • Zizu 16 de outubro de 2016 at 23:58

    Esse Amorinha é um fanfarrão

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Ilusionista 17 de outubro de 2016 at 10:04

      Nostalgia dos anos dourados…..

      pisaram fundo no acelerador, Plano de Metas de JK, crescimento de 50 anos em 5……resultado: sucessão de uma grave crise nas décadas de 60, 70 e 80. Teve de tudo, golpe militar, ditadura, greves duradouras, superendividamento externo, FMI, inflação, etc.
      Classes menos favorecidas acabaram pagando a conta.

      “A expansão industrial do país acabou representando um desenvolvimento dependente da economia externa, em razão da execução do Plano de Metas. Apesar de registrar elevadas taxas de crescimento e de dotar o país de uma estrutura industrial integrada e diversificada, levou ao seu sucessor, o governo Jânio Quadros (janeiro a agosto de 1961), graves desequilíbrios internos e externos e sucedeu pelas décadas de 60, 70 e 80.”.
      https://pt.wikipedia.org/wiki/Plano_de_Metas

      2008…
      após grave crise mundial, bancos estatais foram protagonistas de incentivo ao grande consumo via queda de juros…….resultado está ai, quantos anos ou décadas serão necessários sair da crise…novamente as classes menos favorecidas irão pagar a conta..

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 12:23

        Quando JK assumiu a presidência, a divida pública era de 5 BI de dolares e quando saiu era de 50 BI (valores não atualizados)

        8+
        • avatar
        • avatar
  • Louro José 17 de outubro de 2016 at 07:54

    Nem li.

    8+
    • avatar
    • avatar
  • CA 17 de outubro de 2016 at 09:09

    http://m.oglobo.globo.com/economia/numero-de-temporarios-cai-ao-menor-nivel-desde-2006-20299645

    Título e sub-título da notícia acima:

    “Número de temporários cai ao menor nível desde 2006
    Contratação de fim de ano é a menor desde 2006 e 3% inferior à registrada em 2015”

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 17 de outubro de 2016 at 09:29
  • Seguidor do Bolha BH 17 de outubro de 2016 at 09:32

    Samy Dana
    Mercado financeiro é melhor que o de imóveis
    https://www.youtube.com/watch?v=mDG3d7BanBQ

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Money_Addicted 17 de outubro de 2016 at 10:02

    OFF –

    Tenho visto alguns/varios sites sobre a probabilidade de uma guerra US vs Russia podendo deflagrar uma guerra mundial, ate onde eh sensacionalismo?

    E ainda, nao que eu queira, mas se ocorrer um conflito a tendencia seria o IBOV afundar e US$ subir?

    [ ]s

    5+
    • avatar
    • Baby Boy 17 de outubro de 2016 at 10:11

      Em breve as construtoras vão lançar a Casa subterrânea anti-radiação na planta. vai valorizar 30% ao ano..

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • RicardoNT 17 de outubro de 2016 at 10:18

      A ameaça é bem real. Os USA já tinham um plano para a Síria a mais tempo e no atual momento é uma briga entre a Russia e USA pelo seu controle.

      Algo que pode ser uma boa possibilidade é o colapso do atual sistema econômico “mundial”. Juros negativos, altos estímulos, alto endividamento dos governos, perda do poder de compra, etc. Este mesmo cenário já levou a colapsos outras economias/impérios (como o Império Romano e China). Para sair deste cenário foram usado as guerras. Ler um pouco mais a respeito de Fiat Money.

      Se isso vier a se concretizar. Comprar dolar não é a solução, pelo contrário! Iria para ouro ou até mesmo ficar com o Real.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Baby Boy 17 de outubro de 2016 at 10:26

        Segundo a “EmpiriCÚs” o banco central dos EUA esta quebrado. Empresários de lá dizem que a previdencia deles também, Obaminha saqueou a previdencia, com os Baby Boomers em massa se aposentando agora, não tem $… a Guerra vai ser um pretexto.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Money_Addicted 17 de outubro de 2016 at 11:05

        realmente nao tinha pensado nisso, pq eu vejo essas noticias e penso “Pq esses caras querem guerra?”, essa teoria de uma guerra para “zerar” as dividas tem logica.

        Obviamente para nos eh impossivel prevermos como podemos sobreviver a um cenario de guerra, e digo sobreviver no sentido literal da palavra e depois da vida garantir a saude financeira.

        Creio q ouro fisico seja o mais seguro, mas ainda acho q entre Real e US$ ainda ficaria com o US$.

        [ ]s

        5+
        • avatar
        • avatar
        • EngenheiroSP 17 de outubro de 2016 at 12:32

          Nessa situação, a aposta que considero mais segura é franco suíço. Vc provocaria crise onde vc guarda seu dinheiro?

          5+
          • avatar
          • Oliveira 17 de outubro de 2016 at 13:14

            Bem tão logo a economia se tornou um forma de fazer guerra, para se evitar a guerra física. Onde você guarda seu dinheiro, não seria um alvo de interesse do seu inimigo, ou não ?

            2+
            • EngenheiroSP 17 de outubro de 2016 at 13:25

              Seria, se seu inimigo não guardasse dinheiro no mesmo lugar. Convém aos dois lados deixar a Suíça quieta (e que também não quer entrar de nenhum lado), como foi nas outras duas guerras.

              4+
              • O Cramulhao de FHCigienopolis45 18 de outubro de 2016 at 00:22

                Eu aposto em Criptocoins….pelo menos não depende de nenhum país e eu posso baixar minha carteira e guardar em casa. E sim, falo sério, que faz trade de Bitcoin e Litecoins faz isso por segurança.

                1+
                • avatar
                • Mn 18 de outubro de 2016 at 12:29

                  1% do patrimônio em crypto é uma boa aposta. Se continuar vingando, será como tudo na internet, vai para a estratosfera.

                  1+
                  • avatar
        • Cambura-SC 22 de outubro de 2016 at 22:58

          Gente, EUA, Russia, China, destroem o mundo sozinhos, não sobra nada, não sobra ninguém.

          0
    • Inside 18 de outubro de 2016 at 09:12

      Só de a Russia estiver pensando em reconstruir seu país novamente… não tem a menor chance contra OTAN…

      0
      • Mn 18 de outubro de 2016 at 12:30

        Só lembrando que Hitler e Napoleão disseram a mesma coisa…

        0
      • Cambura-SC 22 de outubro de 2016 at 22:56

        Gente, EUA, Russia, China, destroem o mundo sozinhos, não sobra nada, não sobra ninguém.

        0
  • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 10:27

    E no Hell de Janeiro

    Sucessor de Beltrame assume Seseg com dívida de R$ 100 milhões
    Dívida da pasta somada a de polícias Civil e Militar chega a R$ 500 milhões.
    Roberto Sá toma posse com missão de motivar, apesar de salários atrasados.

    http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2016/10/sucessor-de-beltrame-assume-seseg-com-divida-de-r-100-milhoes.html

    7+
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 11:02

      Seguindo o caminho de Detroit

      Causa apreensão aos cariocas a série de más notícias nesse campo, formando uma tempestade perfeita para a escalada da violência. Começa com a penúria financeira do estado, que culminou com o corte de mais de R$ 2 bilhões do orçamento da Pasta de Beltrame. Uma das consequências foi o adiamento do programa de pacificação no populoso Complexo da Maré, próximo ao aeroporto internacional do Galeão, que estava previsto para este ano. Com o fim da Olimpíada, diversas forças de segurança se desmobilizaram. Na segunda-feira passada, o eixo da violência migrou para Copacabana e Ipanema, bairros cartões-postais da cidade.

      http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2016/10/o-rio-com-medo-da-volta-do-crime.html

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Igor Alves 17 de outubro de 2016 at 11:08

        Pergunta de leigo: os efeitos de “Detroit – ização” no Hell serão vistos entre 1 – 2 anos?

        Ou seria um processo mais longo tipo de 3 – 10 pra cidade ficar inabitável?

        5+
        • Money_Addicted 17 de outubro de 2016 at 11:24

          na minha opniao ja esta inabitavel!

          6+
          • avatar
        • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 11:36

          Detroit teve várias fases
          1 – Crescimento da renda per capita, por conta das 3 grandes fábricas: Ford, GM e Chrysler
          2 – Aumento do custo de vida
          3 – Exigências dos sindicatos e alto custo motivou saída das 3 grandes.
          4 – Cidade ficou deficitária de forma crônica
          5 – Redução com saúde, educação e segurança provoca aumento da criminalidade.
          6 – Fuga de cérebros, procurando oportunidades de emprego em outros locais.
          7 – Empobrecimento generalizado por ter sobrado apenas a escória provoca nova onda de crimes.
          8 – Fuga generalizada de pessoas, por conta da criminalidade. (caiu de 2 milhões para 700 mil habitantes)
          Atualmente, você pode comprar da prefeitura, casas em locais pobres por US$ 1 e mansões de condomínio ou apartamentos excelentes por US$ 1.000
          O Hell de Janeiro se tornou deficitário de forma crônica, porque deu aumentos acima da inflação para funcionários públicos, pensionistas e aposentados, utilizando os Royalts do petróleo para isso, como este dinheiro não existe mais, o estado do RJ tem um déficit mensal de 2 bilhões e sem nenhuma perspectiva de melhora.
          Ano que vem a cidade do Hell de Janeiro deverá começar a pagar pelos empréstimos referente aos obras da olimpíada.
          A não ser que exploda uma guerra no oriente médio, elevando o barril de petróleo para mais de US$ 100, a partir do ano que vem já deverá explodir a violência, pois hoje a polícia do Hell de Janeiro está com uma dívida de 500 milhões.
          Hoje no Hell de Janeiro estamos nas fases 4-5

          21+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 11:51

            Ahhh, na fase 6 também ocorreu a fuga das empresas.
            Em 1960 ela teve a maior renda per capita do EUA. A população atual é a mesma que em 1910

            https://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/24-fatos-sobre-a-decadencia-da-cidade-de-detroit

            N º 1 de Detroit foi a quarta maior cidade dos Estados Unidos, e já foi o lar para cerca de 2 milhões de pessoas. Mas, ao longo das últimas décadas as pessoas foram fugindo em massa. Segundo o censo de 2010, apenas 713 mil pessoas vivem hoje em Detroit, e os funcionários municipais admitem que a população provavelmente caiu para 700.000 neste momento.

            N º 2 A população de Detroit diminuiu em cerca de 25 por cento na última década. A última vez que a população de Detroit esteve neste patamar foi em 1910.

            # 3 Hoje, Detroit é apenas a 18 maior cidade da América. Agora, é menor do que Austin, no Texas, e Charlotte, na Carolina do Norte.

            N º 4 em 1960, a cidade de Detroit teve a maior renda per capita nos Estados Unidos.

            º 5 Hoje, a taxa de desemprego em Detroit é de mais de 18 por cento , o que é mais que o dobro do que a média nacional.

            N º 6 De acordo com um relatório que foi recentemente lançado, cerca de 60 por cento de todas as crianças em Detroit vivem na pobreza.

            º 7 Cerca de um terço dos 140 quilômetros quadrados de Detroit ou são vagos ou abandonados.

            # 8 O governo da cidade de Detroit fechou dezenas de escolas e decidiu cortar serviços públicos às ” áreas muito arruinadas “.

            º 9 De acordo com uma estimativa, existem 33.500 casas vazias e 91.000 vagas lotes residenciais na cidade de Detroit hoje.

            N º 10 O preço médio de uma casa em Detroit é apenas 9.000 dólares , e há algumas áreas de Detroit, onde você ainda pode comprar uma casa por US $ 100 .

            º 11 Existem mais de 85.000 postes em Detroit, mas os ladrões roubaram tanta fiação de cobre que mais da metade deles não estão funcionando.

            º 12 Prefeito Bing anunciou um plano para reduzir o número de postes na cidade de Detroit para apenas 46.000.

            # 13 De acordo com um relatório muito chocante, 47 por cento de todas as pessoas que vivem na cidade de Detroit são analfabetos funcionais,

            º 14 A taxa de homicídios em Detroit é 11 vezes maior do que na cidade de Nova York.

            º 15 aconteceram 377 homicídios em Detroit, em 2011. Em 2012, esse número subiu para 411 .

            º 16 homicídio justificável em Detroit subiu uma espantosa de 79 por cento em 2011.

            # 17 Em um ano recente, a taxa de auto-defesa assassinatos na cidade de Detroit foi 2200% acima da média nacional.

            # 18 Dez anos atrás, havia cerca de 5.000 policiais na cidade de Detroit.Hoje, existem apenas cerca de 2.500 e outras 100 estão programadas para ser eliminado do vigor em breve.

            # 19 Devido a cortes no orçamento, a maioria das estações de polícia em Detroit estão agora fechados ao público 16 horas por dia .

            º 20 Crime ficou tão ruim que até mesmo em Detroit os policiais estão estão dizendo às pessoas para ” entrar Detroit em seu próprio risco “.

            # 21 Em um ponto, 100 motoristas de ônibus em Detroit recusaram a dirigir as suas rotas, porque eles estavam com medo de ser atacado nas ruas em plena luz do dia. O chefe do ônibus motoristas união, Henry Gaffney, disse que os motoristas foram literalmente ” medo por suas vidas “….

            “Nossos motoristas estão com medo, eles estão com medo por suas vidas. Esta tem sido uma situação em curso sobre segurança. Eu acho que tipo de ontem apenas com tampo ele, quando um dos meus motoristas foi espancado por alguns adolescentes para baixo no meio de Rosa Parks e levou a polícia quase 30 minutos para chegar lá, no centro de Detroit “, disse Gaffney.

            # 22 Há relatos de que grupos de homens jovens com AK-47s foram aterrorizam postos de gasolina em todo Detroit .

            14+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Lucas 17 de outubro de 2016 at 17:10

              ah mas eles tem o ROBOCOP

              16+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
  • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 12:15

    Oportunidade de negócio

    Valor venal do imóvel = 23.797.812,00
    Terreno com 2600 m2
    Área construída X CUB 3K/m2 = 2.4 milhão
    Valor estimado do terreno = 21.4 milhões (8,2K/m2)
    Valor pedido para aluguel = 110.000 (216X)
    Área construída = 818 m2 (R$ 134/m2 de aluguel)
    IPTU 199.600

    http://veja.abril.com.br/esporte/marin-aluga-mansao-em-sp-para-bancar-custo-de-prisao-nos-eua/

    8+
    • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 17 de outubro de 2016 at 12:42

    Alguém aqui investe em opções ? O que acham das opções dessas grandes incorporadoras ?

    Sabendo dessas pedaladas de várias delas, achariam válido “brincar” com Opções de PUT de tais incorporadoras ? As ações só tem caído ultimamente , e até podem dar uma balançada com pessoas como o Amorinha…Todavia, sabendo dessa gastança desenfreada, acho que está se tornando plausível aumentar o risco para maximizar os ganhos, pensando na inevitável baixa das cotações, quanto mais próximos ficam os pedidos de recuperação judicial . Alguém aqui tem feito CALL/PUT das incorporadoras ?

    Ps: imaginando coisa bem “maquiavélica” agora….já pensaram se Ricardo Amorim, Empiricus e etc, não ficam justamente “levantando a bola” do setor imobiliário para em contrapartida investirem na queda das ações das mesmas, sobretudo em Opções, e nadarem na grana com isso ?

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Mike Victor 17 de outubro de 2016 at 12:59

    CVR

    Postei alguns dias atrás minha dificuldade em alugar um apartamento mais perto do trabalho (Brasília).
    Postei também que decidi vender meu bolhudo cheio de xoxotecas.
    Decidi vender meu bolhudo antes de alugar outra moradia para não correr o risco de ficar com o imóvel encalhado enquanto já pagava o aluguel.
    Pois bem, anunciei por um valor entre o valor médio e o menor valor anunciado. Meu anúncio teve 110 visualizações.
    Recebi ZERO ligações/mensagens.
    Já sabia que não venderia pelo anunciado mas esperava alguns curiosos.
    Abaixei o valor pedido. Vamos ver se teremos ao menos curiosos.
    Como comprei há um tempo considerável pude surfar um pouco na onda da “valorização”. Meu imóvel ainda tem uma gordura boa pra queimar.

    Vou postando aqui minhas sagas pra alugar uma moradia nova e pra vender o bolhudo.
    Um abraço
    PMJ

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • RC 17 de outubro de 2016 at 13:32

      Mike Victor, não vi suas postagens anteriores, mas que tipo de dificuldades está enfrentando para alugar?

      Pela sua descrição (já que não deu muito detalhes), chuto que seu bolhudo fica em Águas Claras e que você está querendo vir morar nas asas, correto?

      Tenho acompanhado os valores anunciados de aluguel/venda nas asas desde o fim de 2013, se puder te ajudar em algo?

      4+
      • avatar
      • Mike Victor 17 de outubro de 2016 at 14:16

        Mike Victor 22 de setembro de 2016 at 12:03
        Tem tempo que não posto aqui mas tenho acompanhado o blog quase diariamente.

        Decidi vender meu bolhudo cheio de xoxotecas. Demorei um pouco a convencer minha esposa mas ela percebeu que pode ser vantajoso pra nós e vai apostar junto comigo nessa mudança.
        Com relação à venda postarei em outra oportunidade e compartilharei a experiência.

        Hoje vou postar sobre aluguel em Brasília.
        Decidi morar mais perto do trabalho, na Asa Sul.
        Comecei a procurar apartamentos. imaginei que não seria muito difícil, pois tem muita oferta.
        Minha surpresa: os apartamentos em geral são muito ruins. Por ser um bairro nobre imaginei que eram conservados, reformados… Ledo engano. Piso solto, mofo, vazamentos, armários se desfazendo, cupins, fiação exposta… Tudo isso é comum. De todos os que visitei só teria coragem de alugar uns quatro. Visitei muitos. Apartamentos de 20, 30 e até 40 anos sem reforma. A sensação era de entrar em um museu.
        Percebi que muita gente que mora lá arrota caviar mas na verdade está comendo pão com mortadela.

        Nota sobre as imobiliárias:
        Que serviço porco. Fico com pena dos desavisados que entregam seus imóveis aos corvetores.
        A imobiliária cobra 50% do primeiro aluguel e 10% ao mês pelo serviço.
        Os apartamentos ficam imundos. Cheios de pequenos reparos que a imobiliária poderia fazer. Exemplo: porta de armário solta, pequenos reparos na pintura e no piso, maçanetas emperradas, essas bobagens que um camarada competente resolve em uma manhã. Várias imobiliárias nem atendem os telefonemas. O proprietário imaginando que alguém está trabalhando pra alugar o imóvel e esse alguém nem mesmo atende o telefone. Imobiliária que só aceita como garantia dois fiadores mesmo quando me prontifiquei a pagar vários meses adiantado e fazer seguro do imóvel. Não aceita seguro, capitalização nem caução. Imobiliárias que nem respondem as propostas que fiz.
        Imóveis parados há seis meses com condomínio de R$600 e na mão dessas imobiliárias. É muito dinheiro perdido.
        Não entendo como as pessoas não percebem o custo de manter um imóvel parado.

        Vou postando aqui sobre minha saga pra vender meu bolhudo e alugar um local perto do trabalho.

        Abraço aos bolhistas e…
        PMJ

        13+
        • RC 17 de outubro de 2016 at 15:00

          Mike Victor, se você está acostumado com imóveis novos (supondo que você atualmente mora em águas claras), vai se decepcionar com a asa sul. Os problemas que você relata em suas visitas são apenas vinculados a manutenção do apartamento em si (falta de cuidado do proprietário). Não sei se nessas visitas você percebeu mas muitos edifícios (especialmente pelo tempo em que foram construídos) tem problemas sérios nos eletrodutos (instalações de tv a cabo, ar condicionado, … tudo passando por fora do prédio) e muitos na conservação de fachada.

          Quando vim do RJ em Outubro de 2013 não tinha (e ainda não tenho) parentes aqui em Brasília, portanto, tive a mesma dificuldade com as imobiliárias; sem contar que na época estava sem carro (tinha de ir onde o metrô chegava e a canela aguentava), imagine se tivesse que ficar buscando chave nas imobiliárias que abrem quando estão a fim (horário de banco, final de semana não rola) e os corvos nem querem se dar ao trabalho de te levar para tentar convencê-lo de alugar.

          Por força da ocasião acabei tendo de procurar imóveis diretamente com os proprietários (acredito que seja a melhor coisa que você pode fazer). Paguei um pouco mais caro pois o proprietário entregou logo após uma reforma (simples troca de piso e pintura, mas que já o destacava dos outros que havia visto). Mesmo com ele recém reformado foi um parto conseguir ter internet e telefone. A GVT simplesmente se negou a fazer a instalação, a própria NET também na primeira vez (só rolando dinheiro na segunda que eu consegui). Esses dutos estão todos subdimensionados para a demanda atual, fora que alguns não existem mais (foram corroídos pelo tempo).

          No fim do ano, dependendo da negociação com o proprietário, terei de procurar imóveis novamente. Se pudesse te dar um conselho de como encontrar na asa sul seria nos seguintes passos:

          1 – Escolha qual quadra pretende morar. A asa sul pode parecer uma colônia comunista (prédios em formato tudo igual), mas existem diferenças grandes entre as quadras (se tem metrô, qual o tipo de comércio fica perto, demanda por vagas de estacionamento, conservação…);

          2 – Faça uma busca nos preços anunciados nas quadras escolhidas. Infelizmente não existe local repositório de informações de preços negociados. Nesses anúncios você pode ter noção de preço x estado do imóvel.

          3 – Viação canela. Vá nas quadras escolhidas, escolha os prédios que lhe agradem, pergunte nas portarias sobre imóveis que estejam para alugar, se tem chave por lá (dificuldade nas quadras 400 que em geral não tem portaria). Neste passo se tiver tempo durante a semana e quiser não correr risco de conseguir ver imóveis em alguns prédios, pegue a chave de imóveis que lhe agradaram em imobiliárias, nem que seja para ver o estado do prédio em si e ter um primeiro contato com os funcionários (o porteiro do prédio em que moro ficou reticente de me passar o contato do proprietário diretamente e dei sorte de um funcionário da limpeza passar por cima dele e me emprestar a chave).

          4 – Negociação com o proprietário. Sem corvetor fica mais fácil chorar preço.

          Boa sorte na busca

          10+
          • avatar
          • avatar
    • Minions 17 de outubro de 2016 at 13:57

      Nem os corvos te ligaram para oferecer seus especiais serviços de intermediação?

      6+
      • avatar
      • Mike Victor 17 de outubro de 2016 at 14:17

        Não. Também esperava esse tipo de contato.

        4+
        • avatar
  • Intendente 17 de outubro de 2016 at 13:40

    É o conhecido investidor kamikase.

    3+
  • Money_Addicted 17 de outubro de 2016 at 14:19

    OFF / CVR

    Sempre q eu tenho umas ideias mirabolantes de investimento eu posto aqui pra ouvir criticas e talvez mudar d ideia rs
    Primeiro um background, eu vou muito a praia, inclusive tenho um AP alugado anual, no guaruja, e passo em media 1 semana/mes.
    Vi hj um Apartamento pra vender cujo meu FGTS pagaria 50% do valor anunciado (obviamente q ainda tem q ter mto choro)

    Fiz umas simulacoes de comprar e alugar esse AP por temporada e em um cenario relativamente conservador o rendimento do aluguel por temporada seria maior q o q eu tenho em RF (em media 1%)

    O cenario q eu simulei eh alugar ano-novo e carnaval mais 60 dias alta temporda e depois 36 dias ao longo do restante do ano, fiz os calculos com base na tabela do ano anterior.

    Vantagens – saque FGTS
    Diversificacao
    Negativos – tijolo nao tem liquidez

    Duvidas – Sera q esse numero de diarias eh realista?
    O valor do imovel? O preco eu considero que nao esteja tao bolhudo, mas sera q nao cai mais?
    Qual vai ser o comportamento da selic nos proxs anos?

    Valeu

    6+
    • avatar
    • Cesar_DF 17 de outubro de 2016 at 14:44

      Pelas mais variadas fontes, os imóveis irão continuar em queda por pelo menos 3-4 anos.
      Para chegar em MEDIAL ainda falta cair 22%, depois disso ainda vai ter uns 3 anos de DESPAIR.
      A Grécia entrou na crise em 2001 e foi apenas em 2015 que bateu no poço e os indicadores entraram em ponto de inflexão.
      A Espanha entrou em 2008 e não tem nenhum sinal de luz no fim do túnel.
      Se entrarem investidores no Brasil será apenas a partir do final de 2018, quando saberemos quem será o novo presidente.
      Investimento pesado no Brasil somente quando as agências de risco voltarem a elevar para a categoria de investimento.
      Sugestão: espere chegar na fase de DESPAIR.

      13+
      • avatar
      • avatar
    • gmlinux 17 de outubro de 2016 at 18:41

      Seu FGTS é 50%, e o resto?

      2+
      • Money_Addicted 17 de outubro de 2016 at 19:58

        o resto eu resgataria alguns CDBs.
        estou pensando em fazer uma proposta de 60% do valor pedido, ai acho q fica interessante, vamos ver!
        uma despesa q nao tinha colocado na conta -> Conta de Luz
        Nesse AP q alugo, no verao passado eu passei o mes e recebi amigos/parentes a conta foi para quase 400 reais, imagine de um imovel alugado para terceiros ?!!
        e esse valor recebido das diarias, sera q consigo nao pagar IR ?

        [ ]s

        4+
        • avatar
        • gmlinux 17 de outubro de 2016 at 23:10

          Eu faria a média ponderada do rendimento (real) de suas aplicações atuais (FGTS e CDBs) na proporção que entrariam no negócio, assumiria, inicialmente, que o imóvel acompanhe a inflação, pegaria a renda liquida esperada e calcularia a rentabilidade.
          Depois, faria variações das premissas, como a de imóvel perder/ganhar da inflação, renda/despesa, etc.
          O próprio exercício vai ajudá-lo a refletir mais e evitar decisões precipitadas.

          4+
  • thiaggoo 17 de outubro de 2016 at 14:28

    CVR.

    Eu pensava que estava pagando barato no meu aluguel, resolvi blefar com a proprietária e disse que estava em crise, pensando em sair, etc.

    Agora estou pagando exatamente a mesma coisa que 2014.

    Cheers!

    35+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Money_Addicted 17 de outubro de 2016 at 14:37

      depois daquela materia no JN 🙂

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • reznor 17 de outubro de 2016 at 15:15

      teu post me incentivou a fazer uma pesquisa no wayback machine a fim de saber quanto cobravam o aluguel aqui do prédio nos anos de formação da bolha.
      sem querer tirar onda contigo, mas tirando: no meu caso estou pagando o mesmo aluguel que se cobrava em 2008-2009.
      repetindo: mesmo valor nominal de 2008-2009.

      infelizmente para fins de comparação só levantei registros de valor de venda desse imóvel em 2006.
      na época pediam 140K. hoje querem 405K. boas vendas!

      tá hard ou soft, pessoal?
      abraço!

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Baby Boy 17 de outubro de 2016 at 15:37

    Situação de momento:
    Procurando propriotários que queiram alugar o imóvel de graça em troca que eu pague as contas do condominio.
    Obs: Só aceito se tiver o sofazinho 0KM.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Awulll 17 de outubro de 2016 at 15:44

      Um dos motivos de eu não ter mudado de ap, além de ter manter o valor do aluguel do ano anterior, é o valor do condomínio ser compatível com a estrutura e as coisas funcionarem legal no condomínio. Mas os valores tem subido muito mesmo, em alguns lugares vi o valor do condomínio ser tipo uns 80% do valor do aluguel. E com certeza vai vir gente aqui postando proporções até mais altas

      6+
  • Joe banana 17 de outubro de 2016 at 15:48

    John Horse

    Meu Deus, até pai passando o motumbo pra filha! Que mundo cão.

    2+

    Isso se chama incesto….. kkkk

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 17 de outubro de 2016 at 19:50

    CVR.

    Amigo confidenciou que estava feliz por ter alugado o imóvel pela metade do que para de prestação . Sorria dizendo que ao menos não custeava mais o condomínio. Respondi: não vejo a hora de comprar o meu em Março de 2019.

    9+
    • avatar
    • avatar
  • CA 17 de outubro de 2016 at 21:06

    http://g1.globo.com/economia/pme/noticia/2016/10/mpes-de-sp-tem-20-meses-de-quedas-seguidas-no-faturamento.html

    Título e sub- título da notícia acima:

    “MPEs de SP têm 20 meses de quedas seguidas no faturamento

    Recuo em agosto foi de 10,6% ante igual mês de 2015. Microempreendedores individuais (MEIs) registraram queda de 7,5%.”

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Money_Addicted 17 de outubro de 2016 at 21:11

    OFF – o Fernando nao apareceu hj?

    E pensar q agt previu q os corretors se tornariam animadores de piscina, como nao previmos q eles virariam animadores de blog? 🙂

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • reznor 17 de outubro de 2016 at 21:36

      apontamento cruel, porém veraz.

      3+
      • avatar
      • Baby Boy 18 de outubro de 2016 at 09:51

        Poderiam fazer uma pesquisa sobre as profissão corretor de imovel.

        Se for analisar, vai constatar que os que a maioria dos corvos tem disturbios como : Sociopatia, Psicopatia e todas aquelas merdas que bandido tem.

        2+
  • CA 18 de outubro de 2016 at 05:38

    Cota 5 (cotas de 1 a 3 no tópico anterior, cota 4 em comentário mais acima)

    Quais os efeitos na economia das explosões das bolhas imobiliária e de corrupção, juntamente com efeitos de crescimentos artificiais em outros setores que aconteceram na última década e também estão explodindo nos últimos anos (FIES, Carros, Caminhões, Eletrônicos, etc)?

    Estes são assuntos sobre os quais praticamente ninguém fala na mídia. Em geral, o que se diz é que os problemas enfrentados na crise atual teriam uma relação exclusiva com a questão política que começou a se tornar crítica no início de 2015 e com a crise fiscal que também começou a aparecer fortemente a partir desta época. Quando muito, as pessoas associam os efeitos da bolha de corrupção a problemas políticos que dificultam aprovações de medidas impopulares, porque os políticos estariam reféns de se defenderem de acusações e fragilizados, não tendo força para atuarem como deveriam (ainda assim, nos últimos tempos até isto não tem sido abordado na midia).

    Falando sobre os problemas mencionados nas cotas de 1 a 4, quais os efeitos do que consta mais acima quanto a eles?

    1) Desemprego:

    1.1) A explosão da bolha imobiliária tem feito com que os lançamentos de imóveis residenciais e comerciais tenham tido quedas contínuas desde o ano de 2012, com isto colaborando primeiro para uma forte desaceleração na geração de empregos na construção civil, para depois puxar o desemprego no país.

    1.2) A explosão da bolha de corrupção destruiu as principais empreiteiras do país, com isto amplificado de forma relevante a destruição de empregos no segmento de construção civil.

    1.3) Os demais crescimentos artificiais de outros setores (veículos, educacional, etc) que também viram sua demanda explodir, estão gerando também um alto nível de desemprego em seus respectivos setores.

    1.4) Demais setores da economia são afetados pelo que consta acima, levando a fortes quedas de demanda e desemprego em setores de comércio e serviços. Em certa proporção, até mesmo a agricultura foi afetada com um aumento desproporcional e insustentável no endividamento dos agricultores quanto a itens que não agregaram em nada em sua produtividade (exemplo: comparar Hilux com crédito subsidiado), levando-os a crise de liquidez que acabou originando a necessidade de reduções de custos, incluindo diminuição de mão-de-obra.

    Nenhum dos efeitos acima terá solução de curto prazo exclusivamente pela resolução dos problemas fiscais do governo e redução da SELIC, uma vez que eles tiveram uma origem relacionada a subsídios artificiais que geraram crescimento ANORMAL de demanda em diversos setores durante anos.

    É claro que a solução das crise fiscal e redução dos juros colaboram para uma volta a normalidade, mas o fato é que esta normalidade ocorrerá dentro de um patamar de demanda muito inferior aquele que tivemos no pico das bolhas e dos inflares artificiais que tivemos acima, ou seja, no curto e medio prazos a recuperação de empregos será muito pequena.

    Para piorar, o governo ainda está dando estímulos artificiais para a bolha imobiliária, apagando incêndio com gasolina, com isto alimentando a distorção entre oferta e procura e o desemprego potencial neste setor.

    Sobre efeitos das explosões destas bolhas sobre demais itens mencionados antes, falarei em próximas cotas…

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 18 de outubro de 2016 at 06:14

    Vejam só o projeto de lei daqui de BH para a habitação.

    http://www.otempo.com.br/cidades/projeto-que-limita-cobran%C3%A7a-do-estacionamento-de-shopping-%C3%A9-validado-1.1386863

    “Já o projeto de lei 51/2013 prevê que a PBH fica impedida de conceder alvará de novos empreendimentos imobiliários para construtoras que tiverem unidades habitacionais já contratadas e que não foram entregues no prazo. A proibição valeria para empresas que atrasaram em pelo menos 30 dias a entrega da unidade habitacional. A punição só não seria aplicada se mais de 50% dos compradores do condomínio estivesse inadimplente ou se houvesse um fator externo que impossibilitasse a obra, como um acidente. A prefeitura também terá 30 dias para regulamentar a questão.”

    2+
    • joselito 18 de outubro de 2016 at 07:29

      Câmara derrubou o veto do prefeito.
      Vem ADI ai.
      Inconstitucionalidade das braba

      1+
  • Cajuzinha 18 de outubro de 2016 at 07:50

    Tópico

    Compartilhe no Facebook
    Compartilhe no Twitter
    Linkedin
    Durante quase dois anos, o mercado imobiliário de Salvador amargou maus momentos no banco de reserva das vendas, com baixo desempenho em relação ao número de unidades lançadas
    http://m.correio24horas.com.br/noticias/single/noticia/salvador-registra-maior-valor-do-m2-para-venda-dos-ultimos-2-anos/?cHash=f21911f369a936822009daffc0656029

    3+
    • avatar
    • Alemon Fritz 18 de outubro de 2016 at 08:50

      estamos com estoque de mais de 4milhoes de imóveis ou mais então:

      “..um levantamento realizado mensalmente com uma amostra de 30 cidades em diferentes regiões e mais de dois milhões de imóveis usados disponíveis para compra ou aluguel. ”
      (2 de usados e 2 de novos e 2 de não contabilizados)

      3+
      • avatar
  • Cajuzinha 18 de outubro de 2016 at 08:40

    18/10/2016 – 08h35
    Mercado ainda está cauteloso com 2017
    Economista destaca que o Prisma Fiscal não traz dados positivos para as contas públicas para o próximo ano

    A vitória do governo Temer na primeira votação da PEC do Teto dos Gastos na Câmara dos Deputados trouxe uma certa euforia, a perspectiva de início da queda da taxa de juros (Selic) e de melhora da economia em 2017. No entanto, as indicações do mercado vão em sentido contrário, prevendo piora nas previsões, observou o economista e professor da Unicamp, Geraldo Biasoto. O Prisma Fiscal, sondagem do Ministério da Fazenda, que consolida as posições das principais instituições sobre as contas públicas, não traz dados positivos para o próximo ano, enfatiza o especialista, que também é consultor da GO Associados.

    1+
  • Alemon Fritz 18 de outubro de 2016 at 09:18

    kkkk
    Empréstimo com garantia do FGTS está emperrado
    a taxa de 6,25% ao mês é alta para um consignado: está no patamar de um empréstimo pessoal normal, sem garantia…..

    http://oglobo.globo.com/economia/emprestimo-com-garantia-do-fgts-esta-emperrado-20305834

    3+
  • CA 18 de outubro de 2016 at 09:39

    (Cotas de 1 a 3 em comentário de tópico anterior, 4 e 5 mais acima).

    Cota 6: Quais os efeitos na economia das explosões das bolhas imobiliária e de corrupção, juntamente com efeitos de crescimentos artificiais em outros setores que aconteceram na última década e também estão explodindo nos últimos anos (FIES, Carros, Caminhões, Eletrônicos, etc)?

    2) Efeitos esperados sobre PEC 241 / Crescimento em 2017:

    O governo aposta que a PEC 241 junto com a redução da SELIC irá motivar investimentos das empresas e consumo das famílias (detalhes nas cotas 2 e 3), estimulando um maior crescimento da economia a partir de 2017.

    2.1) Qual o impacto da bolha imobiliária sobre expectativas acima quanto a PEC 241 / crescimento em 2017?

    De 2010 a 2015 o endividamento das famílias com crédito imobiliário em proporção à sua renda dos últimos 12 meses TRIPLICOU, enquanto a dívida relacionada a consumo e o próprio consumo iam caindo e a inadimplência geral do consumidor crescendo 2,5 vezes mais rápido que no período anterior. Qual a tradução disto? A bolha imobiliária inclui preços que cresceram de forma anormal e muito acima da renda, com isto sugando cada vez mais a renda das famílias. Consequência: sobra cada vez menos dinheiro para as famílias consumirem (incluindo aí, menos dinheiro para compras de veículos, educação particular, etc).

    Liquidez na economia: quando o governo transfere o crédito de menor juros exclusivamente para o segmento imobiliário ao longo de mais de uma década, de format intensiva, o crédito que vai restando para demais setores é insuficiente para estimulá-los.

    Pior: conforme temos super endividamento e inadimplência em patamares recorde e com incentivos para que piorem, não só falta dinheiro para oferecer o crédito aos consumidores, como cada vez mais faltam consumidores habilitados a adquirirem estes créditos.

    Outros pontos quanto à liquidez na economia: o volume absurdo de distratos (mais de R$ 30 BILHÕES de 2011 até agora), combina-se com uma inadimplência do crédito imobiliário que é crescente. Isto rouba liquidez dos bancos e das pessoas físicas, estimulando aumento de juros para compensar / mitigar riscos. As dívidas impagáveis das construtoras que mais pedalaram no esquema de vendas FALSAS na planta, que são postergadas, renegociadas, etc., tem efeito similar sobre os bancos. A infinidade de imóveis que ficam sem vender nem alugar, também sugam liquidez da economia. Em outras palavras, a bolha imobiliária ENXUGA A LIQUIDEZ de forma INTENSA, sendo que a liquidez é variável fundamental na recuperação da economia, com isto os juros finais cobrados pelos bancos vão ficando cada vez mais elevados, inviabilizando a retomada do crescimento.

    Só para finalizar os EXEMPLOS quanto à destruição que a bolha imobiliária proporciona à economia: temos preços ainda muito elevados de aluguéis comerciais que inviabilizam a manutenção de milhares de lojas em todo o país ao mesmo tempo que impedem a abertura de novos negócios. Novamente um item que seria fundamental para auxiliar na recuperação da economia é boicotado pelos efeitos da bolha imobiliária, como no caso da liquidez.

    Lembrando que a CEF está vendendo títulos podres para ter mais dinheiro e continuar PEDALANDO para tentar conter a explosão da bolha imobiliária e com isto, agravando todos os efeitos destrutivos que constam acima e também na cota 5 quanto a desemprego.

    2.2) Qual o impacto da bolha de corrupção sobre expectativas quanto a PEC 241 / crescimento da economia em 2017:

    As empresas destruídas como consequência do mega esquema de corrupção do qual participaram não terão condições de se recuperar em meio a um governo que não tem mais dinheiro nem condições políticas, éticas, morais, etc., de lhes fornecer subsídios especiais. Idem quando observamos a inviabilidade de uma recuperação intensa por investimentos relevantes de empresas do Exterior (ver cota 4 a este respeito). Sendo assim, não há uma “luz no fim do túnel”, não temos uma solução que seja viável para estas empresas, que continuarão pesando negativamente de várias formas sobre a recuperação da economia, sendo uma destas formas, que estarão amplificando o prejuízo à liquidez da economia como um todo. Basta vermos o tamanho da dívida impagável de algumas delas, como a Oi com mais de R$ 50 bilhões de dívidas, a Odebrecht com mais de R$ 70 bilhões de dívidas e assim por diante. Se as investigações realmente avançarem sobre o BNDES, o tamanho deste rombo e o número de empresas que ficarão em situação similar irá crescer muito.

    2.3) Impacto de outras situações de inflar artificial sobre as expectativas quanto a PEC241 / crescimento da economia em 2017:

    2.3.1) Veículos: as montadoras surfaram nos efeitos das bolhas imobiliária, de corrupção e de consumo, mais os incentivos fiscais do governo ao longo de muitos anos. Não há como restabelecer este cenário de euforia, nem estimular ainda mais o super endividamento das famílias. PEC 241 e redução da SELIC, conforme demonstrado acima e também em cotas anteriores, terá um efeito pífio na recuperação deste segmento, primeiro porque faltará oferta de crédito barato, farto e por prazo mais longo, segundo porque faltará demanda qualificada em meio a uma população super-endividada e com alto nível de inadimplência, sendo que em ambos os casos, o governo não está adotando ações para reverter este cenário, ao contrário, continua apagando incêndio com gasolina. Claro, temos que considerar que embora os preços dos veículos novos não tenham disparado ao longo dos últimos 10 anos (nada se comparado à bolha imobiliária), ainda assim os seus preços em comparação a renda continuam sendo desproporcionais e agora não há mais o fôlego do crédito barato, então o cenário se agrava. Pelo conjunto da obra, é fácil de se concluir que este segmento não terá nenhuma recuperação relevante, ao contrário, a tendência é que as quedas de produção / vendas continuem e as operações destas empresas multinacionais se reduzam cada vez mais no país, com algumas talvez passando a produzir mais em outros países do Mercosul e importando para o Brasil quando o volume de produção local não tiver a escalabilidade necessária para manutenção das linhas no país;

    2.3.2) FIES, Caminhões e Eletrônicos: similar ao que consta acima, com algumas nuances. No caso do FIES, algumas faculdades apelando para financiamento próprio com início de pagamento após término do curso, fazendo algo análogo ao FIES, só que sem juros subsidiados. Poucos grupos de Faculdade tem condições financeiras de fazer isto e os que estão executando esta estratégia, ainda assim tem tido resultados limitados, nada comparável ao FIES. Com isto, o enxugamento natural do número de cursos / faculdades tende a continuar acontecendo. O segmento de caminhões, eletrônicos e outros continuarão sofrendo com uma demanda muito mais reduzida, com isto no curto prazo continuaremos vendo empresas multinacionais fechando operações no país ou adotando estratégias similares às mencionadas para montadoras no item 2.3.1 logo acima…

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Bolherengo 18 de outubro de 2016 at 10:20

    Panorama interessante da economia.

    ‘http://g1.globo.com/economia/blog/thais-heredia/post/o-checklist-do-bc-esta-completo-hora-de-baixar-os-juros.html

    2+
  • Everybody hates bolha 18 de outubro de 2016 at 10:38

    Materia paga? Vai todo mundo se empolgar agora, e dizer que não tem bolha.

    Venda de imóveis residenciais em agosto tem 1ª alta em 13 meses, diz Abrainc/FipeCOMENTE

    http://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2016/10/18/venda-de-imoveis-residenciais-em-agosto-tem-1-alta-em-13-meses-diz-abraincfipe.htm

    1+
    • Cesar_DF 18 de outubro de 2016 at 11:19

      1 – Imóvel sempre se valoriza

      2 – Vou comprar essa casa de veraneio para aproveitar muito

      3 – Comprar na planta é lucro certo

      4 – É possível acessar o dinheiro que apliquei em um imóvel rapidamente

      5 – Ser dono de um imóvel é muito melhor que viver de aluguel

      5+
      • avatar
      • CarlosL 18 de outubro de 2016 at 13:17

        (e porque elas não têm o menor sentido)

        1+
    • Shrek Oriental 18 de outubro de 2016 at 12:18

      Esperando ansiosamente pelos os comentários que vão aparecer lá.

      1+
      • EngenheiroSP 18 de outubro de 2016 at 12:41

        Engraçado que um dos que explica porque isso é balela é o Alexandre AMORIM.

        Treta de família

        1+
        • Shrek Oriental 18 de outubro de 2016 at 12:55

          Pensei a mesma coisa.

          1+
  • Libertario 18 de outubro de 2016 at 11:20
  • tmarabo 18 de outubro de 2016 at 12:19

    Bolha imobiliária: O bizarro mercado imobiliário da Zona Sul do Rio e sua comparação com o mercado de São Paulo.
    https://blogdoportinho.wordpress.com/2016/10/18/bolha-imobiliaria-o-bizarro-mercado-imobiliario-da-zona-sul-do-rio-e-sua-comparacao-com-o-mercado-de-sao-paulo/

    3+
  • Seguidor do Bolha BH 18 de outubro de 2016 at 12:36

    PF desarticula quadrilha de estelionatários que agia contra Caixa
    Grupo aplicava golpes na obtenção de empréstimos e financiamentos imobiliários; total de créditos obtidos pelo meio fraudulento supera R$ 22 milhões

    http://www.otempo.com.br/cidades/pf-desarticula-quadrilha-de-estelionat%C3%A1rios-que-agia-contra-caixa-1.1386947

    4+
    • avatar
    • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 18 de outubro de 2016 at 20:57

    CA ou alguém aí tem uma idéia sucinta de como a SELIC ( a ser votada amanhã) se relaciona com o mercado imobiliário?!

    Achei estranho, mas recebi isso daquele site Hiperdados que quer ser o novo “FIPEZAP “:

    “Tudo indica que o Banco Central, por meio do Comitê de Política Monetária (Copom), deve baixar os juros em suas próximas reuniões, pois a inflação está em queda. Logo, o juro real brasileiro atingirá patamares tão altos que o BC deverá reduzir o juro nominal. Com o juro nominal mais baixo, o consumo tende a reaquecer, pois as linhas de crédito ficarão mais baratas e o preço vai voltar a reagir”

    Obs: comentei com pessoas ao meu redor, e eles acharam bem “fraca” essa mais do que superficial análise….

    1+
    • avatar