Emprego na construção cai pelo 22º mês; demissões somam 469 mil em um ano – UOL

Você pode gostar...

Comments
  • ACD 23 de setembro de 2016 at 21:20

    O Jornal Nacional também noticiou. – Brasil fecha quase 34 mil postos de trabalho com carteira assinada em agosto – “http://g1.globo.com/jornal-nacional/

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Death 23 de setembro de 2016 at 21:21

    Ficou no outro tópico.
    Ilustres, olhem só o que o colega resimob(se não me engano) postou…
    Título: A hora de comprar é agora

    O que acham?
    http://www.resimob.com.br/a-hora-de-comprar-e-agora/

    10+
    • avatar
    • gmlinux 23 de setembro de 2016 at 22:15

      Talvez para que quer comprar para morar (o tal sonho).
      A questão é a seguinte, se a economia começar uma reação, outros investimentos serão mais rentáveis que imóvel, por exemplo o TD.
      Uma reação do mercado imobiliário passa por uma queda das taxas de juros do financiamento, que estão atreladas à SELIC, se esta cair, o valor do TD sobe.
      Outro exemplo são os FIIs, que possuem correlação parecida com o TD em relação à SELIC.
      Prefiro pegar o valor que compra um imóvel e diversificar em TD, FII e ações que em um imóvel (pensando como investimento).

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 24 de setembro de 2016 at 14:48

        nem pra morar nem pra nada eh interessante comprar nesses valores atuais

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • odorico 24 de setembro de 2016 at 22:40

        O preço dos TD sobem para quem está comprado, mas quem não tiver entrado, entrar passa a ser desinteressante, afinal taxas caíram. O juros do financiamento podem vir a cair o que dá aquela sensação de que a parcela cabe no bolso nos próximos 35 anos. A hora de comprar não é agora, mas que seja para aqueles que vão pagar os nosso juros.

        11+
        • avatar
        • gmlinux 25 de setembro de 2016 at 08:26

          Correto, para quem esta comprado, mas quem comprar hoje vai estar comprado na próxima baixa e vai ver o principal subir, e assim sucessivamente.
          Para que quer levar até o vencimento, ai o ideal é a rentabilidade oferecida pela taxa, como falou.

          5+
          • avatar
    • Alemon Fritz 23 de setembro de 2016 at 23:31

      so me parece que o mercado foi muito aloprado pra cima, e agora os imóveis estariam numa situação de mercado “natural” e estável. Distratos, falta de crédito, taxas, desemprego, estoque alto de prontos pra morar (1,5milhão de novos), … novas regras que nem funcionaram ainda (distratos), construtoras na mira, pós copa e pós olimpiada… não tem como ser natural na maioria das regioes.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • gmlinux 24 de setembro de 2016 at 07:32

        Ainda não vejo estabilidade no mercado imobiliário, como ele depende de diversos fundamentos da economia que estão ruins, vai levar tempo para uma reação que o deixe estável.
        Alguns deles:
        Juros: estão altos, pois dependem de reação da inflação.
        Inflação: ainda alta, deu uma pequena mostra positiva no último anúncio, mas é cêdo para entusiasmo.
        Desemprego: ainda em tendência de alta.
        Salários: reajustes negociado abaixo da inflação, esta perda de poder de compra é negativo para o mercado imobiliário.
        Risco de quebra: com o aumento do risco de quebra de construtoras é mais difícil uma aventura na planta, isto tornaria a compra ainda mais cara (um pronto)
        Confiança para consumo: a maioria do que foi dito acima joga contra o aumento da confiança, somado a isto, a queda dos valores é perceptível, principalmente o valor real, mas também o nominal, expectativa de pider comprar mais barato no futuro inibe compra no presente, realimentando o ciclo de baixa.
        O nível de endividamento das famílias ainda esta alto.

        Diante destes “poucos” sinais negativos, não vejo sequer espaço para estabilizar no curto prazo.

        12+
        • avatar
        • avatar
    • CA 24 de setembro de 2016 at 10:45

      Death,

      O desespero do segmento imobiliário não vai se resolver com a DESINFORMAÇÃO. O “agora é o melhor momento para comprar um imóvel”, já está manjado demais por aqui. Uma das características da má-fé do segmento imobiliário é a de se utilizar de lógicas INCOMPLETAS, SIMPLISTAS, ou em outras palavras, SOFISMAS. “Ah, o preço já caiu 40%, então significa que é um bom momento comprar e quem comprar agora com certeza vai ganhar”. Onde consta a análise que demonstra que este preço com 40% de desconto voltou a acompanhar os fundamentos, está compatível com renda, está compatível com o real VALOR do que está sendo ofertado, voltou a guardar uma proporção similar a que tinha uma década atrás com relação a outros Ativos, voltou a ficar compatível com o preço do aluguel, etc?

      Para quem fez tantos trabalhos com pesquisas bem embasadas em FATOS e DADOS, o SOFISMA acima, completamente SEM EMBASAMENTO, só traduz uma coisa: o bolso exige que se esqueça o orgulho, a dignidade ou o que quer que seja. As favas a verdade, as favas a honestidade, o negócio é partilhar do mesmo jogo sujo de mais de uma década que é praticado intensamente pelo mercado imobiliário, tentando SOBREVIVER às custas da mentira e enganação.

      Dizer que os preços de imóveis caíram como de qualquer coisa em momento de crise, para alguém que já frequentou este blog e cansou de ver uma infinidade de gráficos, inclusive aqueles que demonstram que o preço dos imóveis ao longo dos últimos 11 anos ficaram completamente fora dos fundamentos, tendo subido MUITO MAIS do que a inflação, a renda, o custo de construção, os aluguéis, os investimentos financeiros ou qualquer outra variável, é no mínimo, uma atitude de desespero de quem precisa vender “à qualquer custo”, inclusive com o custo de sua reputação…

      Outro ponto interessante é FAZER DE CONTA que a tal “crise do segmento imobiliário” é consequência da crise que começou em 2015, quando por aqui, infinitas vezes demonstramos que o ano de 2012 foi o pior ano para o segmento imobiliário em todos os tempos. Foi o ano em que o faturamento das construtoras com Ações na BOVESPA caiu mais de 30%, os estoques em unidades DOBRARAM, os distratos DOBRARAM e passaram de R$ 5 BILHÕES no total, o prejuízo consolidado das construtoras passou de R$ 1 BILHÃO, a dívida liquida em relação ao patrimônio liquido passou de 100% para várias delas e foi a partir daí que começaram as quedas de preços, apontadas por diferentes pesquisas baseadas em preços negociados. Associar esta “crise imobiliária” como cíclica e normal, novamente dizendo que é ocasionada só pela indisponibilidade de crédito imobiliário barato e farto, juros mais altos, etc., é esquecer que naquele mesmo ano de 2012 tivemos a menor SELIC de todos os tempos, com o governo dando todos os incentivos para que os bancos públicos praticassem os menores juros de todos os tempos no crédito imobiliário.

      Entre outras coisas, faz de conta que não sabe como a bolha imobiliária foi planejada no Brasil pelos pais da bolha imobiliária americana e espanhola, respectivamente Sam Zell e Enrique Bañuelos, que entraram o primeiro na Gafisa em 2005 e o segundo na PDG em 2007, sendo que por “coincidência” ambas disparam com as vendas FALSAS na planta a partir de 2008 e com os distratos decorrentes delas em 2011, com eles abandonando estas empresa com lucros bilionários antes que os distratos anormais aparecessem. Estes números de 2011 que foram piorando de 2012 em diante também tem relação com a crise de 2015?

      Entre outras coisas, “esqueceu” da contribuição da bolha imobiliária para destruição da economia: o rendimento dos aluguéis que TRIPLICOU no período de 2007 a 2011 e levou ao fechamento ou inviabilizou abertura de milhares de lojas em todo o país, o “crescimento” estratosférico de lançamentos que foi baseado em vendas FALSAS na planta e gerou um FALSO pleno emprego, levando agora a uma queda brutal nos empregos da construção cívil quando os super estoques REAIS apareceram, o super endividamento das famílias, onde a proporção de suas dívidas do crédito imobiliário em relação a sua renda dos últimos 12 meses simplesmente SEXTUPLICOU d e 2005 a 2015, gerando queda de consumo e alta inadimplência, a enorme perda de liquidez trazida por uma infinidade de imóveis parados, dentre diversos outros efeitos destrutivos de nossa bolha imobiliária para economia.

      O resultado prático do artigo do link acima: jogou fora a reputação para tentar sobreviver, no melhor estilo Amorinha…

      39+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Death 24 de setembro de 2016 at 10:55

        Ótimas colocações. Trouxe o referido artigo ao blog justamente para separarmos o joio do trigo, se assim podemos dizer…

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Hunter 24 de setembro de 2016 at 14:30

        Tudo isso é verdadeiro e realmente tem os efeitos que estamos vendo no mercado.
        Por outro lado, acho, infelizmente, que o brasileiro típico compra muito mal, vendo basicamente se a prestação cabe no bolso.
        Aí, qualquer suspiro no orçamento, o cara já corre louco para se apertar de novo, inclusive com imóveis.
        Por isso que vou acompanhando, pois receio que, por mais contraproducente que seja, os preços possam apresentar resultados surpreendentes.

        8+
        • avatar
        • gmlinux 24 de setembro de 2016 at 15:29

          Mas este brasileiro ai depende de crédito, e isto não esta fácil agora, e se consegue, com este juros e preços, vira CVR…

          9+
          • avatar
          • avatar
    • odorico 24 de setembro de 2016 at 22:57

      O curioso do artigo é que as oportunidades são movidas pela impaciência de vendedores. Mas não é isso, é a necessidade. Bem, se temos o mansueto falando que o ajuste vai levar nove anos e que o ajuste depende do crescimento então teremos 9 anos para o Brasil voltar ao que foi em 2010. Logo a necessidade de vender o imóvel durará pelo menos 5 anos, seja por queda na renda, seja pelo custo de manutenção, seja por custo de oportunidade de 5 anos sabendo que o valor não acompanhará a inflação. Enfim, o preço pode até não cair, mas essa hora de comprar é agora vai durar uns 5 anos e com taxas de juros reais a pelo menos 5% a hora de comprar não é agora.

      10+
      • avatar
      • gmlinux 25 de setembro de 2016 at 08:33

        Ótima colocação, mas como a cada 36 meses imóveis saem do índice do estoque, no reino da fantasia, daqui 3 anos não teremos imóveis novos suficiente para atender a demanda, o que deve jogar o preço dos novos para cima, ai os velhos devem valorizar também, para acompanhar os novos.
        Acho que estão certos, melhor comprar agora, quem sabe um ap com vista para o quarto da branca de neve…

        5+
        • avatar
        • avatar
        • joselito 26 de setembro de 2016 at 09:52

          Boa!
          Sabe uma medida ótima para salvar o mercado?
          Alterar o “conceito” de velho para aqueles com 24meses.
          Assim, o estoque reduzirá mais rápido e os preços subirão. Por consequencia, os antigos subirão para acompanhar os novo!
          Melhor, muda para 12 meses! O céu é o limite!

          6+
          • avatar
          • avatar
  • Leonardo M. 23 de setembro de 2016 at 22:58

    A bolha será o menor de nossos problemas, disse um sábio certo dia..

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • O Cramulhao de FHCigienopolis45 23 de setembro de 2016 at 23:38

    A Bolsa rendeu menos que o CDI nesse mês , e pra quem acompanha o CDI PRE diariamente, já vê sinais de que a taxa básica de juros muito provavelmente não cairá mais até Dezembro, como se prévia.

    O Capital estrangeiro já embolsou parte dos lucros e já se mandou, e só sobraram os ignorantes e os sonhadores…

    E por sonhadores, refiro-me aos esquerdistas e endividados do PSDB-PCC, praga partidária aqui de SP, que achavam que bastaria a queda da “Dirma, A louca gastadora” para que todos os problemas do Brasil estivessem resolvidos, como se PSDB-PCC é PMDB não fossem mais do mesmo.

    Agora, com recebimento de decimo-terceiro dos celetistas e funcionários públicos, o comércio vai dar um “leve suspiro” , apenas para decair drasticamente em janeiro de 2017

    Moro nos Jardins , em SP-capital, o melhor lugar do Brasil na minha opinião (apesar do PSDB-PCC ter feito muita desgraça aqui desde 1994 ) , e comparando aqui com a crise do subprime que vivi na Europa em 2009-2011, é de assustar o tanto de apartamentos com placa de aluga aqui na região da Paulista…e é só o começo.

    E agora, quando /quem será o governo austero que poderá nos defender? O Brasil não aguenta mais outro governo socialista…

    26+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 24 de setembro de 2016 at 00:05

    Empreiteiras do Porto Maravilha recebem isenção de R$ 13 milhões
    Em meio à eleição, decreto permite que empresas troquem o pagamento de impostos por títulos imobiliários estagnados no mercado .
    Em cinco anos, dos 6,436 milhões de títulos adquiridos pelo banco, apenas 562 000 foram repassados ao mercado (cerca de 10% do total). Destes, a Odebrecht tem 27%….
    em meio a uma severa recessão econômica, a prefeitura deixa de arrecadar impostos para adquirir títulos imobiliários sem a garantia de conseguir revendê-los.
    (mercado estável e natural)…………..
    http://veja.abril.com.br/eleicoes-2016/empreiteiras-do-porto-maravilha-recebem-isencao-de-r-13-milhoes/

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cabeça de TV 24 de setembro de 2016 at 06:49

    Off topic pessoal. Tenho o hábito de escutar muito rádio e fico chocado ao ouvir ” consultor financeiro” dando dicas imperdíveis sobre o mercado imobiliário. Tem um tal de Marcos Silvestre, que em rádio grandes como a Bandnews disse, em linguagem de marketing, que o medo do desemprego e de que os preços dos imóveis caiam mais não podem afastá-lo da realização do sonho da compra do seu “AP”. E que ao fechar negócio, o feliz 666 deveria convidar o professor para a sua festa ” open house”. Tudo isso, como se fossem dicas de finanças. Não é uma tremenda sacanagem?

    27+
    • avatar
    • avatar
    • gmlinux 24 de setembro de 2016 at 07:43

      Não sei… talvez por pressão de anunciantes o cara seja obrigado a fazer comentário positivo, então pode estar sendo sarcástico, sem ser explícito, afinal, com esta crise, ninguem quer perder emprego.
      Falar que o mêdo de perder emprego não deve ser obstáculo para realizar o sonho foi como se ele apontasse o seguinte:
      1. Olha o mercado ai fora, existe risco de desemprego, tenha mêdo.
      2. Olha, imóvel é sonho, não é investimento.
      3. Me chama para a festa, já que esta jogando dinheiro fora, faça uma, chame um estranho…
      Este ai é bom…

      15+
      • avatar
    • socrates 24 de setembro de 2016 at 07:55

      No jornal da Band tb passou uma noticia nesse sentido.

      “The Big Short feelings”

      6+
      • avatar
  • Alemon Fritz 24 de setembro de 2016 at 09:14

    estoques e mercado natural:

    Braço imobiliário ainda não lançou projetos em 2016 e tem R$ 2,7 bilhões em estoques.

    Em imóveis, Odebrecht mira venda de ativos.
    No fechamento de 2015, a alavancagem da ORealizações era de 140% do patrimônio líquido do negócio, índice superior aos 135% apresentados pela Rossi Residencial, por exemplo..
    Temos projetos prontos para lançar, mas esse não é o melhor momento”,

    http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,em-imoveis-odebrecht-mira-venda-de-ativos,10000077918

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 24 de setembro de 2016 at 09:53

    eu avisei que o potencial construtivo ia dar rolo (sem fim)

    Impasse judicial ameaça estancar a construção civil em Balneário Camboriú

    as 28 obras terão que ser paralisadas. E elas correspondem a cerca de 40% do que está em construção no município
    O empresariado reclama que os índices não foram um pedido da indústria, mas uma oferta da prefeitura. Agora, não sabem o que fazer com os superprojetos.

    http://osoldiario.clicrbs.com.br/sc/noticia/2016/09/impasse-judicial-ameaca-estancar-a-construcao-civil-em-balneario-camboriu-7541086.html
    (esse é o mercado positivo que se recupera facilmente)..

    7+
    • avatar
    • avatar
  • cesarkebrado 24 de setembro de 2016 at 11:37

    CA.
    Você falando de que o preço dos imoveis esta fora dos fundamentos, eu lembrei, uns 4 anos atrás eu estava conversando com 2 senhores e um deles tem uma fazendinha de uns 100 alqueire aqui no interior de SP, perguntei quanto tava valendo o alqueire e ele disse que não vendia por menos de 50 k o alq. Eu então tentei explicar que aquele preço iria cair num futuro proximo porque era insustentável, expliquei que o valor da terra “fora da época de hiper-oferta de credito” deveria voltar a ser PROPORCIONAL ao que se consegue ganhar com ela, ou seja, terra é para trabalhar e como tal tem seu valor vinculado ao seu retorno financeiro. Ele arrendava a 800 dilma o alqueire por ano, ou seja, 40 k por ano no total. Ai eu cai na besteira de dizer que se o maximo de rendimento da terra dele era de menos de 1% ao ano, trabalhando, então alguma coisa tava errado, e o que tava errado era o preço que saiu de 12 k o alq. em 2008 para 40 k o alq. em 2011, e como era um aumento baseado na bolha de crédito e não na lucratividade do negocio, o rendimento ficou incompatível e que uma hora ou outra iria ter que estabilizar. Bom, no fim você já sabe né, arrumei um inimigo kkkkk.
    Antes que eu esqueça, uma informação importante: O mercado de terras esta alvoroçado por conta da noticia de que o governo estaria prestes a autorizar a compra de terras por estrangeiro, e eu sei de bancos europeus que estão doidos para financiar projetos de credito de carbono, lixão, produção de gás e eletricidade, e com essa mudança poderiam pegar as terras em garantia já que com a nova legislação caso o cabra não pague eles poderia tomar a propriedade das terras. Agora tem um detalhe que a turma que tá alvoroçada esta esquecendo (a meu ver) eles lá emprestam a 2% ao ano, eu particularmente não acredito que o governo deixaria uma concorrencia desleal dessa acontecer, já que os bancos nacionais emprestam a 20% ao ano não é só por ganância, mas, por greves, ações trabalhistas, assaltos, iof, cofins, inss, fgts, contribuição social, iptu, iss, imposto de renda e os cambal… que no fim deve passar de 40% de carga tributaria sobre o valor emprestado.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • gmlinux 24 de setembro de 2016 at 11:59

      Esqueceu do custo de oportunidade, vou emprestar para 666 se posso emprestar para o governo?
      Só, o juro já possui como limite inferior a SELIC.
      Governo pagar é mais certo que 666, vamos embutir risco para emptestar para 666.
      TD possui custo baixo (IR e administração), emprestar para 666, agência, luz, água, funcionário, imposto,…
      O mesmo princípio se aplica para qualquer negócio neste país, ai vem os vermelhos reclamando de “lucro” de 20%, o que é mais vantajoso, TD ou 20 de ROE…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • cesarkebrado 24 de setembro de 2016 at 12:31

        É isso mesmo, no fim esta se deliniando mais uma fantasia bolhuda apenas, e falo mais, de concreto mesmo NADA, todo mundo fala, fala, fala, mas de concreto NADA.

        6+
        • avatar
        • gmlinux 25 de setembro de 2016 at 08:35

          Literalmente, temo que de CONCRETO, nada

          4+
          • avatar
  • CA 24 de setembro de 2016 at 12:06

    Sobre o tópico:

    De 2007 a 2009, os dados do CAGED apontaram que a construção civil teve uma taxa de crescimento nos empregos formais que simplesmente DOBROU em proporção aos empregos gerados no país. Dizia-se na época que a construção Civil foi o motor dos empregos, afinal em 2007 ela representava 8,4% de todos os empregos formais gerados no país e em 2009 já representava 16,9% dos empregos formais gerados.

    Lembrando que de 2008 para 2009 foi o ano em que a explosão da bolha imobiliária americana ficou mais visível e causou uma crise mundial. Como conseguiram gerar um resultado tão impressionante assim, exatamente nestas condições?

    Entre 2006 e 2007, 13 construtoras do segmento leve (imóveis residenciais e comerciais) fizeram abertura de Capital na BOVESPA. Em 2007 compraram terrenos em larga escala e em 2008, dispararam com os lançamentos de imóveis que continuaram crescendo até 2011. Foi isto que fez com que os empregos da construção Civil disparassem em meio a crise mundial.

    Agora cabe uma pergunta: qual a “mágica” para que conseguissem vender um volume tão maior de imóveis, batendo o recorde de todos os tempos tanto em lançamentos quanto vendas?

    A “mágica” foi um enorme impulso dado pela combinação de vendas FALSAS na planta (para famílias que não teriam renda para adquirir o crédito imobiliário na entrega dos imóveis) em larga escala, combinado com uma disparada sem precedentes no volume de especuladores (investidores em imóveis passaram de 10% para mais de 40% de todos os imóveis vendidos pelas construtoras, sobre uma base que havia crescido muito) e junto com isso, um fortíssimo incentivo do governo via SELIC reduzida e a Caixa Econômica Federal oferecendo crédito imobiliário SEM CRITERIO, com as menores taxas de juros e os maiores prazos.

    O que aconteceu depois?

    Com prazo de entrega dos imóveis em 3 anos, em função da super-concorrência por recursos humanos e materiais, foi só em 2011 que começamos a ver os distratos originados destas vendas FALSAS na planta de 2008 passarem de R$ 2 BILHÕES. Em 2012, os distratos mais do que dobraram, alcançando mais de R$ 5 BILHÕES, ao mesmo tempo em que MUITOS investidores recebiam os seus imóveis construídos para que pudessem revender. Em paralelo, graças a SIMULAÇÃO de super demanda trazida por esta combinação de vendas FALSAS e especuladores em larga escala, tivemos um aumento recorde nos preços dos imóveis e com isto, as vendas caíram muito.

    Qual a consequência do que consta acima?

    O mercado imobiliario ficou com super-estoques e os lançamentos, só naquele ano de 2012, caíram mais de 40%, o recorde de queda de lançamentos até hoje. Com isto, tivemos o recorde de desaceleração na geração de empregos na construção civil: ela passou a ter um crescimento na geração de empregos formais em ritmo menor que a média nacional, de tal forma que já em 2013 a construção civil passou a ter um percentual de geração de empregos formais em relação ao total do país de 9,4%, voltando a ficar próximo do que era sua participação em 2007 (8,4%), antes do inflar da bolha imobiliária.

    Em 2014, com a continuidade nas quedas dos lançamentos, mais a explosão da bolha de corrupção da Petrobrás via Lava-Jato e a copa do mundo se realizando com o encerramento de várias obras relacionadas, vimos a construção Civil ser a primeira a puxar o desemprego no país e assim tem sido desde então…

    Nos últimos anos, apesar de anualmente termos quedas nos lançamentos de imóveis, de tempos em tempos vemos as construtoras aumentando lançamentos, apesar da desproporção entre estoque e vendas estar absurda e crescente. Por que fazem isto? Para SIMULAR uma recuperação via vendas FALSAS na planta. O nome disto é PEDALAR. Qual a consequência?

    A desproporção entre estoque e vendas não para de crescer, assim como a situação das construtoras não para de piorar. Como referência, a PDG está em reestruturação de dívidas e tem estoque equivalente a nove anos de vendas, a Viver entrou em recuperação judicial e tem estoque equivalente a 6 anos de vendas, os estoques totais das construtoras com Ações na BOVESPA equivalem a 3 anos de vendas, se somarmos os estoques de novos de construtoras e investidores mais os de usados, em alguns casos, como nos imóveis de 3 e 4 dormitórios, temos estoques que equivalem a DÉCADAS de vendas. A consequência é que este absurdo impulsiona cada vez mais a queda dos preços dos imóveis e ao mesmo tempo força que os lançamentos na base anual continuem tendo quedas relevantes.

    Como resolver a situação acima e fazer com que os empregos das construção civil deixem de cair? Primeiro terão que parar de PEDALAR, deixar que algumas construtoras que mais aplicaram o GOLPE das vendas FALSAS na planta quebrem oficialmente, juntamente com uma forte redução nos preços dos imóveis. Depois de alguns anos, com a recuperação da economia podendo ocorrer em virtude da explosão da bolha imobiliária, os empregos da construção Civil poderiam obter uma estabilidade.

    O fato é que quanto mais o governo e a construção Civil tentarem pedalar, maior ficará o desemprego neste segmento e mais tempo irá demorar para uma estabilidade…

    13+
    • avatar
    • avatar
  • JJJ_brasilia 24 de setembro de 2016 at 12:52

    Os empregos na construção civil estão sendo reduzidos porque havia uma demanda insustentável, típica de uma Bolha Imobiliária, não normal o ritmo de construções de prédios, ainda tivemos Copa do mundo e olimpíadas, que ajudaram neste aquecimento fabricado pelo governo, para dar empregos rápidos, que é o que ocorre na construção civil.

    Sem contar que com a falta de mão de obra no setor, muitas pessoas foram para construção civil se aventurar, isto fez com que os salários aumentassem além da produtividade o que levou pedreiro a ganhar 5k, mestre de obras a ganhar 12k por mês, óbvio que não era sustentável, uma hora, com a diminuição de crédito disponível para compra de imóveis e os preços em patamares elevados desestimularam a compra de imóveis pelas famílias e o castelo de cartas caiu.

    Trata-se de algo tópico de uma Bolha Imobiliária.

    Na Espanha foi assim.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • cesarkebrado 24 de setembro de 2016 at 13:59

    Como foi dito aí, a bolha de crédito fez varias empresas fecharem por não aguentarem pagar aluguéis insustentáveis, e mais, muitas empresas foram abertas aproveitando-se o crédito fácil e o “sonho de ser patrão” kkkkkkk, ai a concorrência terminou de fazer o serviço. Aqui em Prudente, abriu se um monte de buffet infantil, posto de gasolina, loja e quiosque nos shopping era mato não dava para quem queria, revenda de carro, pet shop, corvobiliaria. Agora.. TUDO quebrando.. e coitado de quem tem imovel no nome porque ESSES vão pagar o banco COM CERTEZA pois o banco vai executar a bagaça, e vocês sabem como é o raciocínio de banco: Quem eu não achar bens pra executar eu ofereço acordo com desconto de 80% (que foi tudo juros mesmo) agora quem eu conseguir pegar pelo pé TA FODIDO emprestei 50 k e vou ARRANCAR 500 k pra “compensar as perdas”. Por isso eu NÃO TENHO IMOVEL NO NOME, e NUNCA VOU TER.

    12+
    • avatar
    • avatar
  • cesarkebrado 24 de setembro de 2016 at 14:03

    Alguem ai já percebeu a força que os bancos fazem pra gente fazer seguro da casa, do carro, da empresa, do cachorro? Então.. nada como ter no cadastro todos os bens do futuro motumbado em execução monitoria de contratos bancarios ou de execução de financiamento kkkkkkkkkk.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • cesarkebrado 24 de setembro de 2016 at 14:05

    execução monitoria leia se ação monitoria.

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 24 de setembro de 2016 at 17:19

    creditos “podres” para onde vão e quem ganhará:
    o Senado está em vias de votar projeto que cria “esquema para falsear a venda de créditos incobráveis”.
    o montante de recursos que entraria seria rapidamente gasto com a própria manutenção e remunerações de dirigentes da empresa não dependente.
    os títulos não são vendidos para pessoas comuns, mas apenas para investidores privilegiados que os pagarão em parcelas anuais, a juros de 12,5%. Enquanto isso, afirmou, serão remunerados a juros de, pelo menos, 23% sobre o valor original do papel.
    http://cidadeverde.com/noticias/229526/debentures-regina-diz-que-projeto-e-grande-esquema

    10+
    • avatar
    • avatar
  • zedabolha 24 de setembro de 2016 at 17:26

    gmlinux

    Talvez para que quer comprar para morar (o tal sonho).
    A questão é a seguinte, se a economia começar uma reação, outros investimentos serão mais rentáveis que imóvel, por exemplo o TD.
    Uma reação do mercado imobiliário passa por uma queda das taxas de juros do financiamento, que estão atreladas à SELIC, se esta cair, o valor do TD sobe.
    Outro exemplo são os FIIs, que possuem correlação parecida com o TD em relação à SELIC.
    Prefiro pegar o valor que compra um imóvel e diversificar em TD, FII e ações que em um imóvel (pensando como investimento).

    8+

    Desculpe,
    Mas, sua redação poderia ter sido melhor. Pq deixa dúvida nos calouros aqui da BIB.
    Começou e terminou como um CORVO ABUTRE:
    1.Talvez para que quer comprar para morar (o tal sonho)
    2…(pensando como investimento)

    Já fico arrepiando de odio só em ouvir essas frases.

    Melhore sua exposição.
    Abraço.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • gmlinux 25 de setembro de 2016 at 07:59

      Ok, vou tentar melhorar a exposição.
      Inicialmente, deixo claro, não sou contra comprar sonho, este não tem preço, independente se é imóvel, automóvel e chácara, por isto falei do tal sonho de comprar o cantinho onde vai morar, este respeito pelos sonhos veio de ouvir um professor de investimento (de uma disciplina de bacharelado em matemática que ensinava base matemática, não isto que é vendido ao público), “Imóvel não é investimento, mas se é para morar, é uma compra de um sonho, ai não importa, de que adianta acumularmos dinheiro se não para a realização de nossos sonhos?”
      Lembrando que sonho é algo individual, eu mesmo não compartilho deste de ter cantinho.
      Quando digo “pensando como investimento”, foi para iniciar o outro contexto possível, existe cenário que imóvel é investimento, ou o papel do construtor não existiria, ou mesmo quem pegou, como eu, uma oportunidade de pagar 66% do valor em 2009, e vender em 2015, um imóvel onde morava inicialmente de aluguel, com mais de 30% aa (sem contar que o aluguel que economizei eu investi também).
      E no comentário, procurei mostrar que o cenário não apresenta fundamentos para que se possa esperar obter lucro com uma visão de investimento.
      É por ai, não sei se consegui esclarecer.

      16+
      • avatar
      • SampaBoy 25 de setembro de 2016 at 11:51

        HA 10 anos atras comprei meu apartamento, era um sonho pra mim, paguei menos de 20x o meu salario, a vista. Hoje ganho mais, o dobro. Se eu fosse comprar de novo o mesmo apartamento, ja usado e envelhecido 10 anos, eu teria que desembolsar mesmo assim (ganhando o dobro) quase 40x o meu salario. Neste caso acho que seria um pesadelo…

        13+
        • avatar
        • gmlinux 25 de setembro de 2016 at 15:21

          Com o valor de 50% do seu imóvel investido, você alugaria este seu imóvel? um melhor? ou teria que ser pior?

          4+
          • avatar
          • SampaBoy 25 de setembro de 2016 at 22:26

            com 50% do valor do meu imovel investido eu alugaria 2 apartamentos no mesmo predio

            8+
            • avatar
            • gmlinux 26 de setembro de 2016 at 17:27

              Eu já trria passado o AP nos cobre faz tempo então…

              0
    • cesarkebrado 24 de setembro de 2016 at 21:14

      Eu conheço muitas empresas e em varias cidades, eu converso muito, e como além de empresario sou Advogado (só brinco de ser) eu tenho a perspectiva de que a bolha de crédito vai explodir inevitavelmente, já aconselhei varios empresarios a simplesmente parar de pagar os bancos quando se vê que é impossível pagar e você percebe antes que só vai conseguir empurrar a divida enquanto fica a espera de um milagre!. Eu digo “para de pagar já”, pelo menos a divida se consolida logo e você tem algum fôlego enquanto não vem a execução para tentar sobreviver um pouco mais e tentar pagar pelo menos os fornecedores e empregados (pois estes são gente, são o mais importante). O milagre que é um aquecimento da economia a nivel de 2013 PODE ESQUECER, o pior é que enquanto as vendas caem os juros dos emprestimos, capital de giro e cartões SOBE e novos emprestimos para GIRAR a dívida como vinha sendo feito por todos desde 2010 ACABOU. Aquele tal do anoitece mas não amanhece já esta acontecendo, aqui outro dia foi uma autoescola que o dono sumiu. Dos dois shopping um emitiu debênture e o outro foi vendido para a rede Muffato, infelizmente os pequenos comercios, padarias, ninguem compra, ai o dono tá FU. Uma coisa aqui ta bombando, supermercado do varejo, porque as pessoas não estão mais comendo fora. Isso não é só aqui, só para lhes dar exemplo Shopping de Rio Claro, Limeira, Campinas, Aracatuba, e fora outros pra não encompridar a conversa, estão cheio de lojas inadimplentes com o aluguel e outras quebrando e outras já fecharam, uns conseguiram pagar funcionarios e outros nem isso. Meu conselho (é isso que eu to fazendo) guarda cada centavo que puder nesse fim de ano, porque ano que vêm o trem vai ser FEIO.

      31+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • gmlinux 25 de setembro de 2016 at 08:13

        e como já diziam alguns… “nada é tão ruim que não possa piorar”
        estou com você nesta

        10+
        • avatar
        • avatar
    • Alemon Fritz 25 de setembro de 2016 at 11:13

      já estamos no modo Grécia.. primeiro vão tentar limpar os bancos privados, o lixo-lixo, os estatais ficam com os podres mesmo.. os primeiros são mais ágeis em se livrar desse credito por ex.
      e se aprovarem aquela pec dos debentures estaremos ferrados mais rapidamente ainda.

      5+
      • avatar
    • SampaBoy 25 de setembro de 2016 at 12:24

      e isso que o consumo no brasil ainda resiste ate o fim. trabalho com estetica que é um mercado teoricamente superfluo mas vejo mulheres pagando produtos caros superfluos em 10x. gastos superfluos e inuteis sendo pagos no limite da capacidade. quando cai o consumo no brasil nao é porque o dinheiro esta acabando, é simplesmente porque secou a fonte. o brasil tem um excelente mercado consumidor, isso é fato, somos uma copia barata do mercado americano. as manobras governamentais, a ganancia das construtoras e incorporadoras e o QI de asno do brasileiro mediano fizeram a mina de ouro secar. acabou a capacidade do mercado de se auto renovar, de crescer em quantidade (depois de estourarem o valor medio pago por cliente). a maior parte dos consumidores nao consegue mais pagar os valores pedidos, nem que hipoteque a mae. voltamos a ser pobres como nunca, familias terao que ralar a vida inteira para morarem em barracos com tvs de led, maquinas nespresso e mulheres com botox

      18+
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 24 de setembro de 2016 at 21:40

    “….mas não tenho provas”

    Os preços do metro quadrado nos bairros mais buscados de SP
    “Acreditamos que os preços dos imóveis já caíram tudo o que tinham que cair e, a partir de agora, com a retomada da confiança na economia, devem voltar a subir aos poucos”, diz Mateo Cuadras, CEO do Imovelweb. “É um excelente momento para quem quer comprar, seja para investir ou morar.” (kkkk, de 8 a 10k o m2)
    http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/os-precos-do-metro-quadrado-nos-bairros-mais-buscados-de-sp#1

    6+
    • avatar
    • Lucas 26 de setembro de 2016 at 12:04

      Bolha Boss, essa do dia 26 reli de alto a baixo
      épico
      na época ninguem dava importancia pro estouro da bolha do pré-sal, primeiro foi-se a OGX, depois a Petro, e agora o BR inteiro.

      os expecialistas vem como aquele economês falando de fim do ciclo das comodities, blablabla, quer saber, isso sempre foi um movimento articulado para enganar a população com falsa euforia e falsas promessas, desde lá a simples lógica desmontava todo o circo, não preciso ser petroboy, polticico, especialista, nada disto, basta a mais simples lógica.

      5+
      • avatar
  • odorico 24 de setembro de 2016 at 23:11

    CVR Passei a tarde em um shopping bacana aqui de bsb no lago norte um tal de igualtemir como dizemos em sucupira. Fiquei impressionado, exceto a área de alimentação com algum movimento, mas se achava mesa com facilidade, as lojas estavam largadas. Entrei em várias, consumi em algumas. A da nespresso até tinha um certo movimento. As de roupas tinham vendedores que te devoravam com olhos só pelo fato de você olhar uma peça na vitrine. Numa das que consumi, conversei com a vendedora e falei que estava bem tranquilo para um sábado e ela falou que o shopping estava bem “fraco” ultimamente. Mais movimento num evento free para crianças no meio do shopping (não sei bem o que era) . Subsolo 2 da garagem fechado (lembro do tempo de rodar nos dois pisos para achar vagas). Enfim, shopping virou passeio com ar condicionado. Acho que já era assim, mas a proporção de pessoas que realmente estão indo no shopping apenas para bater perna ou com ticket de consumo bem baixo esta maior. Meu ticket ficou em 300 pagos com 2 dia de juros da renda fixa. Mas pelo que vi, o ticket médio de consumo num shopping de bacana num sábado está abaixo de 100,00.

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 24 de setembro de 2016 at 23:15

      Canguiiiiiiiii?

      11+
      • avatar
      • avatar
    • capivarao 25 de setembro de 2016 at 00:46

      Eu vou neste shopping só pra comprar café que é o único ponto da cidade que vende.
      sempre que eu fui lá percebi vazio. Nunca entendi direito. O shopping é sem graça também, é um grande corredor de lojas, parece uma galeria ou algo menor.

      5+
      • avatar
    • Labar 25 de setembro de 2016 at 10:52

      Iguatemi é shopping de elite, e elite não frequenta shopping no sábado ou domingo. O que diminuiu lá foi o movimento do povão e da classe média. Rico compra dia de semana, de preferência na segunda feira à tarde. Muitas vezes liga pra loja, reserva e só passa la pra pegar. Se você for no fds, nunca vai ver movimento na Tiffany ou na LV. Até porque, não existe crise pra (maioria) dos ricos, da mesma forma que a gente, eles também sabem investir o dinheiro, muitas vezes até melhor que nós.

      O que vejo sofrendo aqui em Brasília são lugares classe media-povão, como Feira do Paraguai, Patio Brasil, Feira da Torre…

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • SampaBoy 25 de setembro de 2016 at 11:57

      Vale a pena entrar nas lojas, olhar, curtir o ambiente cheiroso e ar condicionado, perguntar, dar risada, tomar cafe, experimentar , conversar e sair sem nada. Nada como usufruir de um grande investimento sem pagar absolutamente nada por isso.

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Dr. Estranho 24 de setembro de 2016 at 23:37

    Vou comprar imóveis e ações das Fazendas Boi Gordo. Isso porque confio nos corretores e no Antonio Fagundes.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 25 de setembro de 2016 at 00:29

      Bom mesmo é comprar avestruz…
      Vai valorizar 33% aoano

      Kkkkkk

      13+
      • avatar
      • gmlinux 25 de setembro de 2016 at 08:40

        Realmente, imóvel só da 30% aa…
        Dá para financiar o avestruz?

        8+
        • avatar
        • avatar
        • gmlinux 25 de setembro de 2016 at 11:25

          Ops, notei que estes 30% coincidiram com os 30% do meu CVR acima, deixo claro que foi coincidência, aqui estou fazendo referência ao discurso de corvos, eu só consegui a rentabilidade dos 30% nominais por condições não comuns no mercado (oportunidade garimpada em cima de parente na forca).

          4+
          • avatar
  • Alemon Fritz 25 de setembro de 2016 at 10:01

    Novos métodos de financiamento, ..(ou na hora do distrato vc se lasca)

    aproveitando novos nichos para o-mercado de-credito
    As empresas imobiliárias agora fazem o auto-financiamento, a empresa vira o banco para o cliente. Os juros são maiores pois não há subsídio para o cliente mas ele consegue o imóvel que ele se esforçou para ter….

    http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/aproveitando-novos-nichos-para-o-mercado-de-cra-dito/359043
    agora corvos usam termos de ecologia= nichos, seleção natural, adaptação..

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Dr. Estranho 25 de setembro de 2016 at 10:40

    Mais um grande feirão de imóveis no Hell. Sem boca livre dessa vez. Que chato! Mais e maneiro frequentar, pois a fila imensa de corretores diverte. Mas eu não frio o não . Apenas faço uma oferta que pode melhorar e não atendo o Telefone. Hehehehehe

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • gmlinux 25 de setembro de 2016 at 11:28

      Costuma ser um bom lugar para conhecer aquele sabor de nespresso que ainda não experimentou…

      5+
      • avatar
  • Cadeludo 25 de setembro de 2016 at 11:35

    o corvo burraldino quando avaliava em meio milhão o muquifo era esspeçialista
    hoje se ele der a real e falar que se for muito pé quente vende por 200 mil vai tomar uma surra de relho

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • John Horse 26 de setembro de 2016 at 15:56

      CVR de um comentário do site acima:

      “Tenho uma pequena empresa com 46 funcionários. Ela se manteve viva ao longo dos seus 7 anos de vida porque vendi todos os meus bens particulares, para honrar os compromissos. Hoje percebo que não valeu a pena. Não vejo sentido em ter um negócio no Brasil. É uma luta desleal. Carga tributária massacrante, juros altos, encargos trabalhistas desconexo com a realidade empresarial, em fim, esta sendo mesmo o fim ! “

      8+
      • avatar
  • CA 26 de setembro de 2016 at 09:10

    Alguns títulos e sub-títulos de notícias com links colocados mais acima, para refletirmos:

    Título: “Em imóveis, Odebrecht mira venda de ativos”
    Sub-título: “Braço imobiliário ainda não lançou projetos em 2016 e tem R$ 2,7 bilhões em estoques”

    Título: “Crédito seca para as microempresas.”
    Sub-título: “Em agosto, só 24% das micro e pequenas indústrias conseguiram obter dinheiro nos bancos; 206 mil temem não continuar ativas em 6 meses”

    Título: “Ibre: Recuperação lenta e pouco espaço para queda rápida dos juros”
    Sub-título: “Instituto aponta que condições para retomada do crescimento ainda não estão postas, como as reformas do ajuste fiscal”

    Título: “Ajuste fiscal deve durar ao menos 9 anos, diz Mansueto”

    Título: “Risco de crise de crédito não acabou: a dor de cabeça de R$ 434 bi dos bancos brasileiros”
    Sub-título: “Em relatório, Credit Suisse reforça que risco de crise de crédito foi mitigada, mas não eliminada e aponta alta exposição dos bancos brasileiros à dívida de empresas”

    Título”Com receita menor, empresas não conseguem pagar nem juros de dívida”
    Sub-título: “Levantamento do Centro de Estudos do Instituto Ibmec, com 605 grandes companhias, mostra que a geração de caixa tem sido suficiente para cobrir apenas 58% das despesas financeiras”

    Aproveito para acrescentar mais algumas notícias

    “https://noticias.terra.com.br/brasil/endividamento-das-familias-bate-recorde-em-agosto-revela-banco-central,4a0874e30862d310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

    Título: “Endividamento das famílias bate recorde em agosto, revela Banco Central”

    Comento:

    Temos acima uma amostra clara de como a “farra expansionista” envolvendo entes públicos e privados só gerou um efeito concreto: altíssimo endividamento, que hoje traz uma forte retração na economia.

    A falta de liquidez na economia como um todo, incluindo governos, bancos e todos os tipos e portes de empresas, além de pessoas físicas, é uma consequência típica da combinação de bolha imobiliária com bolha de consumo. Apesar disto estar ofuscando a vista de tão evidente, o que deixa claro também que não haverá solução enquanto não tivermos fortes ações para acelerar a explosão da bolha imobiliária e NÃO colocar mais gasolina na fogueira via aumento de crédito subsidiado, a imprensa, o governo e os “especialistas” insistem em “teses” mirabolantes e soluções simplistas…

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Boruto 26 de setembro de 2016 at 09:35

    Agora VAI:
    “Cidades desautoriza Caixa a usar recursos do FGTS para financiar ‘Minha Casa'”
    http://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2016/09/26/cidades-desautoriza-caixa-a-usar-recursos-do-fgts-para-financiar-minha-casa.htm

    6+
    • avatar
    • avatar
    • FabianoSJC 26 de setembro de 2016 at 09:45

      E o fim das “PEDALADAS” rs

      5+
      • avatar
      • Boruto 26 de setembro de 2016 at 09:56

        Aparentemente é só uma questão burocrática, depois ele poderá voltar a ser utilizado:

        “enquanto não constar no orçamento fiscal e da seguridade social rubrica específica correspondente à contabilização dos adiantamentos concedidos a partir de disponibilidades dos referidos fundos”

        3+
  • Boruto 26 de setembro de 2016 at 09:53

    Boha imobiliária … na China:
    “Nova incerteza no yuan: a bolha do mercado imobiliário chinês”

    http://economia.uol.com.br/noticias/bloomberg/2016/09/26/nova-incerteza-no-yuan-a-bolha-do-mercado-imobiliario-chinas.htm

    P.S.: o inverno vai ser longo formiguinhas.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 26 de setembro de 2016 at 10:06

      Boruto,

      Entendo que o Brasil é os brasileiros fizeram muita bobagem financeira no últimos anos, mas só voltaremos a crescer quando o mundo melhorar, isto quer dizer aumento no preço das commodities.

      Claro que o Brasil tem que fazer a sua parte cuidando das contas públicas e evitando valores bancários, mas enquanto a demanda internacional estiver fraca, vamos continuar crescendo pouco.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Boruto 26 de setembro de 2016 at 10:10

        Rapaz, o Brasil não vai vender nem para fora (pense no impacto de uma bolha chinesa) nem para dentro pois a renda já está em queda e a tendência é cari mais ainda.

        Abraços.

        5+
        • avatar
        • avatar
      • Rene Fraçoá 26 de setembro de 2016 at 11:12

        Olha essa…A bolha chinesa! Imagina que lá 600 milhões “saíram da pobreza”, se não tiverem tempo dos 25 minutos vão direto ao minuto 10’00 ao 14” e vejam o corvo chinês forjando renda..Qualquer semehança..

        https://www.youtube.com/watch?v=nGHmk4UeK_w

        4+
        • avatar
        • avatar
        • rodrigosp 26 de setembro de 2016 at 16:21

          É…Segundo o esquerdista aqui do trabalho a China não quebra!

          Ainda não terminei, mas tem partes engraçadas, a economista diz algo mais ou menos assim (aos 13:00):

          “A maioria das pessoas permanecem em negação…”

          “é uma espécie de delírio em massa…”

          Se aqui já temos muitas 666´s, imaginem na China!

          4+
          • avatar
          • gmlinux 26 de setembro de 2016 at 17:45

            Em breve, melhor investimento imobiliário vai ser casa…mata

            0
    • JJJ_brasilia 26 de setembro de 2016 at 10:16

      Superar a inflação é tão fácil: Tesouro IPCA +, fácil assim.

      4+
      • avatar
      • Boruto 26 de setembro de 2016 at 10:35

        IPCA+ não corrige o salário de grande parte da população que nem sabe o que é TD, IPCA+, Tesouro SELIC, como investir na Bolsa e etc

        2+
        • JJJ_brasilia 26 de setembro de 2016 at 11:17

          Boruto,

          Nós sabemos que o TD existe e investimos lá, se o bananense médio não sabe, vá estudar, TD também é conhecimento.

          Agora a reportagem quer confundir as pessoas, investimento em Tesouro Direto é contra o interesse dos bancoes, que anunciam muito.

          Tão tentando complicar o que é fácil, isto acontece muito.

          Quer superar a inflação = TD IPCA +, simples assim.

          Lógico que tem que diversificar, na bolsa por exemplo, mas TD IPCA + já é um bom início.

          2+
          • gmlinux 26 de setembro de 2016 at 19:10

            Não achei que a reportagem tentou confundir.
            Mostrou os fatos:
            Bancos não estão emprestando, não precisam pegar emprestado, assim estão pagando menos.
            Bancos menores pagam melhor, e é possível investir neles via corretora.
            Gerente de banco tentando vender o peixe…
            TD possui marcação a mercado, igual renda variável, se não levar até o vencimento, mas se vai até o vencimento, é renda fixa, isto faz alguns optarem por produtos de renda fixa sem este risco (que por definição, pode ser negativo ou positivo) que se acredita negativo.

            Me pareceu um texto objetivou com umas firulas de depoimento, que faz parte.

            0
      • gmlinux 26 de setembro de 2016 at 18:58

        Se vai levar até o vencimento, é simples assim, se não…

        0
  • JJJ_brasilia 26 de setembro de 2016 at 10:02

    Canal Livre da Band desta madrugada:

    Entrevistado: presidente da Caixa.

    Não consegui ver tudo, mas o presidente de Caixa falando que ia liberar 12bi em financiamento, empréstimos e coisas assim.

    Só faltou colocar: conteúdo patrocinado. Tamanha era a propaganda de doa empréstimos, não perguntaram até aonde vi sobre as dívidas vencidas, atrasos no MCMV, nada, era propaganda mesmo.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • KGM 26 de setembro de 2016 at 10:04

    Artigo sobre investimentos…

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/09/1816658-superar-a-inflacao-com-aplicacao-em-di-custa-caro.shtml

    Destaques: 1º Banco grande, com certeza, não é o melhor lugar para o nosso dinheiro e 2º Papo de banqueiro é muito engraçado. kkkkk

    PNJ

    2+
  • KGM 26 de setembro de 2016 at 10:16

    O que acham do banco MODAL? https://www.modalmais.com.br/

    3+
    • gmlinux 26 de setembro de 2016 at 19:18

      Dentro de que contexto?
      Exemplo, um cara com 1M, quer diversificar investimento, protegidos por FGC? o modal pegando uma parte?
      O cara possui 30k e viu um fundo no modal com mínimo de 25k?
      Lembre-se, mercado precifica o risco, se o modal paga mais é porque o mercado cobra dele por um risco maior (percebido pelo mercado).

      1+
      • KGM 27 de setembro de 2016 at 08:44

        Valeu amigo. O risco deve ser alto mesmo, estão “pagando” 123% do CDI no CDB pós (5 anos).

        0
    • Boruto 26 de setembro de 2016 at 10:52

      Aparentemente é apenas uma questão burocrática:

      “enquanto não constar no orçamento fiscal e da seguridade social rubrica específica correspondente à contabilização dos adiantamentos concedidos a partir de disponibilidades dos referidos fundos”.

      2+
  • bolhista fulano de tal 26 de setembro de 2016 at 10:59

    CA
    Tem tempo que não posto aqui, apesar de na época só postar de vez em quando, mas se puder, dê sua opnião sobre isso:

    Vi no site estamosricos.com.br um comentário interessante do dono do site. Ele disse que a queda nos preços pode ser segurada quando vier a época do desastre econômico mundial ou brasileiro, tendo em vista a cultura dos investidores brasileiro em buscar refugio e proteção nos tijolos; e isso iria aumentar a procura pelos mesmos, segurando o preço.
    Que acha?
    Eu meio que concordo, tendo em vista que a maioria dos investidores brasileiros são analfabetos econômico.

    4+
    • Boruto 26 de setembro de 2016 at 11:02

      Para proteger patrimônio de uma hecatombe eu preferiria comprar dólar (maior liquidez, aceita mundialmente e que consigo trocar pelo que quero). Tijolo na banânia? Acho que não.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 26 de setembro de 2016 at 11:12

        TAMUJUNTU 😀

        5+
        • avatar
      • rogerio 26 de setembro de 2016 at 11:16

        Não estamos falando de vc que não gosta de tijolos, mas sim do bananense….. e sim é uma possibilidade, TUDO pode acontecer…. na argentina dolarizaram o mercado imobiliário.

        3+
        • avatar
        • Boruto 26 de setembro de 2016 at 11:31

          rogerio

          Não estamos falando de vc que não gosta de tijolos, mas sim do bananense….. e sim é uma possibilidade, TUDO pode acontecer…. na argentina dolarizaram o mercado imobiliário.

          0

          É uma possibilidade, mas passa longe de ser a mais inteligente.

          3+
          • rogerio 26 de setembro de 2016 at 12:03

            não estamos falando de inteligencia e sim de bananas.

            6+
        • CA 26 de setembro de 2016 at 11:41

          rogerio,

          É verdade, tudo pode acontecer, seria até melhor fechar este e todos os blogs, afinal, refletir e ter espírito crítico pra que, se no final, tudo pode acontecer?

          A propósito: onde estão as centenas de bilhões de Reais em patrimônio para serem protegidos em imóveis e manter os preços?

          Estariam nas mãos das quase 50% das empresas do Brasil que sequer estão conseguindo pagar os juros de suas dívidas?

          Estariam nas centenas de bilhões de Reais que os bancos perderam de liquidez nos últimos anos?

          Estaria no recorde de endividamento e inadimplência das famílias?

          Talvez esteja nas mãos do governo, que terá déficit fiscal de mais de R$ 300 BILHÕES entre este ano e o próximo, sendo que vai demorar 9 anos até voltar a ter superávit. Este patrimônio a ser realocado está com o governo?

          Talvez se traduza no recorde de saída de R$ do país nos últimos anos, junto com o recorde de compra de imóveis nos EUA por parte de brasileiros, talvez todos resolvam mudar de ideia, venderem seus imóveis no Exterior, tirarem seus recursos aplicados lá e voltarem a comprar imóveis no Brasil, o que acha?

          Aquela pergunta de sempre, para a qual nunca trazem uma resposta decente, só teorias SIMPLISTAS: de onde vai sair o DINHEIRO??? Eu não sei em que país vocês vivem que tem toda esta sobra de dinheiro de empresas, pessoas físicas e governo, onde vocês acham que é só estes QUEREREM direcionar recursos para imóveis que tudo se resolve, eu vivo no Brasil…

          20+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Boruto 26 de setembro de 2016 at 12:02

            Disse tudo.

            5+
          • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 12:04

            Pensei a mesma coisa, de que dinheiro o cabra tá falando? kkkkkk. Na mesma linha vai a ideia de que o governo vai comprar os creditos podres dos bancos, com que dinheiro?

            5+
          • rogerio 26 de setembro de 2016 at 12:05

            Isso não me importa, meu dinheiro continua rendendo juros acima da inflação…. e só compro quando e SE for muito barato.

            3+
          • bolhista fulano de tal 26 de setembro de 2016 at 12:25

            Ótimos contra argumentos CA.

            3+
            • rogerio 26 de setembro de 2016 at 13:08

              deixar claro que eu tb ACHO que os preços vão cair, conforme os dados e explicações que eu aprendi aqui no blog. Só não sejamos bitolados.

              7+
              • avatar
              • rogerio 26 de setembro de 2016 at 18:01

                Aprendi aqui a não colocar todos os ovos na mesma cesta…

                0
          • joselito 26 de setembro de 2016 at 13:51

            Fundo imobiliário, vendido pelos gerentes de bancos, em troca da poupança.
            Assim, vocÊ compra 0,00000000000001% de uma lata de sardinha, com os 100$ que poupou (deixando de pagar condomínio, as vezes). rsrsr

            3+
          • Fernando 26 de setembro de 2016 at 18:16

            Na teoria são argumentos muito convincentes.

            Na pratica, tudo isso se aplica/aplicou a argentina, mas nada aconteceu com os imóveis de lá, ao contrário da moeda…
            E como vc explicaria a dolarização dos imóveis no país vizinho, que está em crise a mais de 20 anos…

            E no Brasil nos anos 80/90?

            É sério que vc num, hecatombe como esse, preferiria investir em títulos?

            Como explicar a falta de imóveis para alugar nos anos 80/90, mesmo com o país sem renda e em crise? Não tinha quem fizesse contrato de aluguel por mais de um ano… vai morar onde? Debaixo da ponte?

            Vai explicar o preço dos imóveis com a lei da oferta e da procura simplesmente? Será que os precos em SP vão chegar a 3-4 mil o m2, como alguns pregam? Na cidade onde tem mais oportunidades de trabalho do Brasil?

            Será que vai ter tantos imoveis retomados assim, já que hj o percentual é de apenas 0,3%, para a faixa SFH?

            Será que realmente não é o momento de começar a procurar, quem quer comprar para morar, como prega o resimob?

            Eu to na dúvida. Mesmo.

            2+
            • Lucas 26 de setembro de 2016 at 18:29

              lá vem vc fingindo cultura e conhecimento

              conheço de perto o mercado argentino, na época do calote foi uma hecatombe no setor imobiliário, as favelas que eram raras hoje tem aos montes, quem chega de avião e pega um taxi vê uma enorme logo ali do lado do aeroporto, quase centro de BsAs, todo mundo sabe, eles morrem de vergonha disso, vc com certeza nunca esteve em BsAs ou se esteve foi poucas vezes não viu a evolução da miséria, chega a dar dó do povo argentinho aquelas senhoras chis de loboton e casaco de pele comprando uns filets ressecado de franguinho brasileiro o carrinho do supermercado vazio, as antigas ruas na região da Florida que era quase uma champs elisee as pessoas passeavam de terno por lá, hoje hordas de chinas e bolivianos com seus camelôs e lojinhas de cambio negro (blue na linguagem deles). A inflação argentina explodiu 300% no pior ano, na verdade ninguem sabe afinal os dados oficiais foram fajutados, o unico jeito de não perder o chão era dolarizar os valores coisa que é tradicional lá, mas imagina alguem com renda em pesos, portanto os preços caíram muito sim, comidos pela inflação.

              sobre aluguel no BR nos anos 80/90 foi exato a época que eu emigrava pra SP capital, era pobre fudido mas podia escolher entre várias opçoes de flats bons ou rachar um apê maior ali em volta dos Jardins, ou mesmo lá numa ruazinha decaída, com mais 1 ou 2 fazia-se uma republica, coisa que hoje mesmo eu ganhando exatos 10.000% a mais não consigo morar lá, na verdade nem chegar perto consigo, a segregação espacial fudeu com a qualidade de vida do morador paulistano, os preços explodiram, mas certamente quem sente saudades dessa época vai ter replay.

              7+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
        • Minions 26 de setembro de 2016 at 14:52

          Eu acho que bananense gosta de APARÊNCIA. Se hoje tijolos dá “ibope”, é isso que importa. Há pouco tempo, era viajar para Miami, Paris, ter um carro “altinho”, iphone, …, enfim, não sei qual será o próximo troféu que vai fazer o bananense afundar um pouco mais (se for possível).

          7+
    • Money_Addicted 26 de setembro de 2016 at 11:14

      sim, ele tem razao, eu comprei um semana passada 🙂

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • EngenheiroSP 26 de setembro de 2016 at 12:08

      Véi, 80% da população não tem reserva pra passar 3 meses. Na hora que a crise pegar de verdade, vai ter gente achando que a casa vale 700k, mas troca por duas cestas básicas

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 12:26

        Eu já fiz minha planilha até fevereiro, vendi um dos carros que era financiado e to trocando a hilux por um corolla modelinho antigo, vou ter “pelas contas da planilha” 40 k guardado em fevereiro, que é suficiente pra minha familia por 1 ano, eu aconselho a TODOS até quem é funça a guardar o que der, porque NÃO TENHA DUVIDA que salarios irão atrasar até 3 meses ou mais e a coisa vai ficar feia. Dinheiro não nasce em árvore e a crise de 29 não foi ficção, quem virou adulto depois de 96-98 nunca viu governo quebrar, salário atrasado, familias devendo no açougue etc. O grande SEGREDO de tudo é sempre estar um passo a frente, na minha casa já estamos comendo hamburguer e ovo a uns 6 meses, só que assim o hamburguer e ovo do ano que vem ta garantido kkkkkk.

        8+
        • avatar
  • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 12:09

    Bolha Boss
    Eu acho que esse blog merecia mudar o titulo do nome para “bolha imobiliaria e de credito brasil”
    Já que a bolha imobiliaria já é fato consumado, mas a de crédito ainda nem se fala, e este blog sempre esteve “a frente de seu tempo” quase um Nostra Damos dos portais brasileiros kkkkkkkk.

    7+
    • avatar
    • Boruto 26 de setembro de 2016 at 12:20

      Mas a bolha bananense é imobiliária/crédito, afinal quantos bananenses tem segurança de empregabilidade ao longo de 35 anos de parcelinhas. O bancos não podem absorver tantos imóveis que serão tomados e que irão para leilão (todos impõem um limite na carteira imobiliária), ou seja, eles não podem segurar o imóvel e esperar valorizar.

      7+
  • Lucas 26 de setembro de 2016 at 12:30

    Prezados BiBstas

    insisto na questão política,
    Quem acompanha o Moro viu que hoje foi o Paloçi.
    A Bolha no BRasil resultou duma ação articulada com ramificações em ditaduras latino-africanas (inclusive o cesarkebrado aí em cima tbm sente falta dessa birdview)
    a bolha americana e seu hard landing é pinto perto do que vem acontecendo

    e pra finalizar o Cesar DF ontem colocou muito bem, o psdb foi instrumento lá atrás pra vinda disto que está aí, a estratégia das tesouras, eles que abriram caminho pra radicalização da rev. comunista, mas hoje não mais, hoje recuperar a visão fabiana de governo é uma visão conservadora e centrista que pode não resolver a crise, mas é um passo.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 26 de setembro de 2016 at 12:46

      Foi tipo uma fraude mosca-branca, afinal ninguém apontou uma arma na cabeça de ninguém obrigando a adquirir imóveis a preços “fabulosos”

      Pode acabar em um escândalo, por conta das influencias externas na indexação de forma populista, porem nesse caso os reais “lesados” vão apenas conquistar o prejuízo acompanhado do Motumbo e nada mais…

      5+
      • avatar
      • avatar
    • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 12:47

      Eu até concordo que o PSDB e em especial o FHC deu uma força pro Luladrão ganhar em 2002, mas quem não deu? ora, parte da população realmente deu um voto de confiança ao discurso “paz e amor” criado pelo duda Mendonça a preço de ouro.
      Agora dizer que a bolha “foi criada querendo se criar uma BOLHA”!!!!!!
      Aí você desculpa, mas, para mim esse tipo de raciocínio eu não consigo chegar, para mim é inconcebível essa visão, NINGUEM é tão cobra em economia e idiota ao mesmo tempo em politica pra criar um CAOS economico por querencia, e que no fim VAI TE TIRAR DO GOVERNO, sendo que é claro que se a economia estivesse de vento em popa a esquerda na America Latina nunca mais sairia do poder.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Rene Fraçoá 26 de setembro de 2016 at 12:58

    Primeiramente….gostaria de agradecer a existência do BIB, venho desde 2009/10 acompanhando o site (me corrijam, mas BIB é o antigo “bolha imobiliária Brasília?), desde que um amigo me chamou a atenção aos prédios vazios de Águas Claras. Sempre juntava o dinheiro para realizar o tal sonho e subia, subia…depois que conheci o site abandonei e hoje colho os frutos. Até comprei em 2010 em leilão e vendi em 2012 pelo dobro, foi bom? Sim me separei na época e foi a metade kkkk pra cada lado.

    Agora pago 13,00 R$ o M2 no aluguel. A próxima é ir para o interior se proteger do Tsunami que vem por ai……Deixa rolar…..aqui tá resposta…https://www.youtube.com/watch?v=nGHmk4UeK_w

    A mãe de todas as ciências (História) não mente.

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Everybody hates bolha 26 de setembro de 2016 at 13:16

    Arquiteto inventa casa que se parte em 2 em caso de divórcio dos dono

    http://noticias.uol.com.br/tabloide/ultimas-noticias/tabloideanas/2016/09/21/arquiteto-inventa-casa-que-se-parte-em-2-em-caso-de-divorcio-dos-donos.htm

    Essa é a concepção artística do projeto da casa que pode ser dividida em duas
    Um escritório de arquitetura da Holanda bolou uma casa que vai deixar os casais que se divorciam com um problema a menos (adeus, divisão de bens!). O projeto “Prenunptial Housing” prevê a construção de um imóvel que pode ser divido em duas partes distintas.

    O conceito foi bolado pelo especialista em relações públicas e cultura pop Kbiri Omar e estará disponível no mercado no ano que vem.

    Separar quartos é fácil, mas e a cozinha? Segundo o escritório OBA, que está colocando o projeto em prática, cozinha e banheiro são compartilhados, mas podem ser facilmente separados em duas partes.

    Segundo o arquiteto Xander den Duijn, em entrevista à agência EFE, o maior desafio do projeto tem sido o de projetar uma casa feita de duas unidades autônomas, mas que, aparentemente, parece uma só.

    A casa será construída a partir de materiais leves como fibra de carbono e madeira semitransparentes que permitem uma separação fácil (pelo menos a da casa!).

    4+
    • avatar
    • John Horse 26 de setembro de 2016 at 17:09

      É a coisa mais imbecil que já vi. Separou, quer distância. Ou é corno(a) manso(a).

      5+
      • avatar
    • Lucas 26 de setembro de 2016 at 18:34

      DRN pira alías cadê ele?

      1+
  • CarlosL 26 de setembro de 2016 at 13:27

    CVR OFF

    Aos que estão assistindo Narcos: Já repararam a extrema semelhança em alguns pontos interessantes retratados do modo de agir do Escobar principalmente na parte política/apoio população baixa renda, com a do nosso 9 ?

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Bisco 26 de setembro de 2016 at 13:51

      Foi mal…não tinha visto que já havia sido postado!

      4+
      • avatar
  • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 13:43

    Evaristo no jornal hoje da rede bobo, só noticia ruim, ainda bem que eu tenho uma skygato pra ver o cartoon o dia inteiro kkkkkk

    6+
    • avatar
    • Zé do Brejo 26 de setembro de 2016 at 14:35

      Então Lucas, como vamos conseguir exigir transparencia e austeridade com as contas públicas se NÓS brasileiros gostamos de nos dar bem sem se importar com a ética e a moral das nossas condutas?

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Herr Deutsch 26 de setembro de 2016 at 14:57

        Zé do Brejo,
        pelo visto os bananenses estão entre nós, em todos os lugares. Ô praga que gosta de um jeitinho e de um ixxxxkema ixxxxperto…

        14+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Baby Boy 26 de setembro de 2016 at 15:31

          É por causa dos Bananenses assim que o Tiririca é Deputado Federal e Fernando Collor é Senador.

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Cadeludo 26 de setembro de 2016 at 14:26

    bananistas não sabem ou esquecem que morar por si só envolve um custo mensal.
    não interessa se é aluguel ou sonho da casa própria.
    se o sonho predomina sobre a razão tudo bem, mas tem que financiar pra PMJ

    7+
    • avatar
  • Cadeludo 26 de setembro de 2016 at 15:22

    pegar dinheiro no BNDES e aplicar no tesouro direto é barbada
    difícil mesmo deve ser contar carneirinho no fedor da cela

    4+
  • Lucas 26 de setembro de 2016 at 15:29

    Zé do Brejo

    Então Lucas, como vamos conseguir exigir transparencia e austeridade com as contas públicas se NÓS brasileiros gostamos de nos dar bem sem se importar com a ética e a moral das nossas condutas?

    4+

    podemos minimizar o mal com um estado minimamente necessário enxuto
    precisamos de concorrencia, liberdade, mercado livre, privatizações a rodo
    acabar com empresas estatais principalmente no setor de oleo/gas energia e financeiro

    acabando com o poder totalitario do Estado
    ele naturalmente se curva frente forças maiores
    obrigando-se à transparencia e lisura

    o caminho é longo e imperfeito
    mas precisamos uma revolta nisso que o PT fez!

    o PT e seus aliados soçialistas são o inimigo
    morar bem, exige acabar com a bolha e com o PT
    há quem discorde desta relaçao, peço a eles que continuem seguindo o blog e juntando as peças

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 26 de setembro de 2016 at 15:37

      “o PT e seus aliados soçialistas são o inimigo
      morar bem, exige acabar com a bolha e com o PT
      há quem discorde desta relaçao, peço a eles que continuem seguindo o blog e juntando as peças”

      Eu discordo um pouco apenas porque acho que qualquer partido que seguisse no poder por mais de 10 anos teria feito algo bem similar………

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 26 de setembro de 2016 at 16:33

        concordo que havia uma situação propícia
        mas esse governo agiu da pior maneira possível
        e a crise que entramos é maior desde a hisória da republica fundada em 1889
        salvo países em guerra, a destruição de recursos nos ultimos 5 anos não encontra comparação na história do planeta

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CarlosL 26 de setembro de 2016 at 17:32

          Sim, e começo a perceber que pelo visto ela sequer começou…… E há quem dê pulos de alegria, e não são poucos, afirmando que ela acabou e estamos na fase de retomada…

          6+
          • avatar
          • O Cramulhao de FHCigienopolis45 27 de setembro de 2016 at 00:58

            Exato CarlosL! E diria que esses que comemoram são, em geral, partidários do PSDB-PCC, como se esse corja fosse dinerente do PT.

            A desgraça está só começando, e tem muito puxa-saco de tucano estatolatra com bolhudinho e dívidas que vai acordar bem tarde.

            0
    • Zé do Brejo 26 de setembro de 2016 at 15:55

      Eu diria que precisamos corrigir o brasileiro, nossos amigos e familiares.
      Tem muita gente fazendo coisa errada pra todo lado. Precisamos ser mais exigentes com todos.
      Assim naturalmente, teremos MORAL para exigir lisura dos estadistas.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 26 de setembro de 2016 at 16:15

    Este anúncio mostra a partir de quando o mercado imobiliário de Aracaju começou a emperrar, com as vendas em queda. Este prédio já foi entregue há mais de 02 anos:

    “Últimas unidades no Condomínio Jardins da França da Norcon Rossi. Compre comigo e ganhe descontos e kits especiais instalados em seu novo apartamento.

    605.000 à 710.000 5 Unidades Disponiveis”
    http://se.olx.com.br/sergipe/imoveis/jardim-de-franca-3-4-sinal-45-000-ultimas-unidades-249679554

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Nuno Rj 26 de setembro de 2016 at 16:41

      Meu CVR
      Eu tinha um em Aracaju, no Jardins. A ex-anta aqui comprou na planta rsrs em 2007, entregue em 2010, ficou anunciado para vender por 1,5 ano e nenhuma oferta (eu já morava no Rio). Aluguei pra compensar e, ano passado, finalmente consegui vender pelo que pedi (um valor de 10 a 20% menor que os outros anúncios). Hoje, vejo aptos iguais ou melhores que o meu por um valor bem próximo ao que vendi, só que há 11 meses. Ou seja, enquanto ganhei juros nesses 11 meses, a galera teve de baixar, agora, de 10 a 20%¨mais inflação mais custos (como iptu, condomínio…). Ou seja, tem gente que beira os 30% de desvalorização em quase 1 ano.

      Antes, o aluguel que recebia pagava metade dos meus custos de habitação no Rio. Hoje, com o dinheiro aplicado, o rendimento paga quase o dobro =D

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Nuno Rj 26 de setembro de 2016 at 16:54

      Em tempo: tem outros na OLX por até R$ 498 mil =D

      6+
      • avatar
      • avatar
  • Melekento 26 de setembro de 2016 at 16:16

    Concordo com vc em partes Ze do Brejo.
    A familia ate que conseguimos educar. Contudo os demais, ai fica dificil meu amigo.
    VAi por mim, nao tem jeito, Vai somente se extressar, pois tem coisas que fogem do alcance de todos, alguns sao alienados, 666 de natureza, irraizado.
    Na verdade o Governo tinha que educar sua populacao, contudo nao e isso que acontece. Pelo contrario, joga o mutumbo pra gurizada si-fu. hahahahahhaahha

    6+
    • avatar
    • Lucas 26 de setembro de 2016 at 16:34

      temos o PMJ
      é a lei de darwin no mundo financeiro

      7+
      • avatar
    • Zé do Brejo 26 de setembro de 2016 at 17:14

      Temos que difundir a intolerancia com a corrupção.
      Quando alguém contar vantagem porque sonega imposto ou faz gatos ou qualquer tipo de esquema, devemos criticar olhando bem nos olhos da pessoa e dizer: “Eu teria vergonha de fazer isso que você faz”.
      Sei que é dificil, mas é um começo. Temos de fazer os “ixpertos” se sentirem mal.
      Precisamos mudar a mentalidade das pessoas a nossa volta.

      14+
      • avatar
      • Money_Addicted 26 de setembro de 2016 at 17:30

        na parte de nao sonegar impostos eu discordo totalmente, eu particularmente nao tenho muito como fugir pois o meu vem descontado na fonte, mas sempre faco uns “ajustes” na declaracao anual, faco questao de nao pedir nota onde compro para o vendedor ter a “opcao” de emitir ou nao, prefiro q fique pra ele do q para os politicos.
        qto a gato de interne ou outros trambiques eu concordo, mas pra mim sonegar imposto nessa terra eh como vc evitar um prejuizo maior em um assalto.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • Money_Addicted 26 de setembro de 2016 at 17:35

          mas pra mim, sonegar imposto*

          acho q o nazi diria q faltou uma virgula ali

          3+
        • Zé do Brejo 26 de setembro de 2016 at 17:48

          Money,
          Entendo sua lógica, mas me desculpe, sou obrigado a discordar.
          Não acho que devemos sonegar, devemos brigar/lutar para que a carga tributária seja correta e adequada. Lutar pela diminuição da carga extorsiva de imposto. Separar imposto de renda do imposto sobre o trabalho.
          Deste modo que vc propõe a população finge que paga e o governo finge que cobra. E deste modo o governo propaga o fingimento. Fingem que dão educação, saúde, transporte, etc.
          Se a população pagasse corretamente os impostos, ninguém aceitaria o fingimento do governo.

          10+
          • avatar
          • avatar
          • Money_Addicted 26 de setembro de 2016 at 18:09

            sim, eu concordo com o seu ponto de vista, MAS se fizermos alusao a um assalto, nos devemos lutar para que nao ocorram mais assaltos e que tenhamos um pais seguro, mas enqto isso nao ocorre fazemos de tudo para nao sermos roubados ou se o roubo for inevitavelmente que o prejuizo seja minimizado.

            Abcs

            5+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Lucas 26 de setembro de 2016 at 18:14

              ambos vão concordar
              o sistema tributário inviabiliza o país
              inviabiliza produzir qualquer coisa

              7+
              • avatar
              • Zé do Brejo 26 de setembro de 2016 at 18:21

                Perfeito Lucas!!!

                3+
                • Lucas 26 de setembro de 2016 at 18:32

                  sonegar infelizmente é questão de sobrevivencia
                  é como o pobre que rouba galinha pra dar comida pros filhos
                  mas ainda é roubo
                  uma dura questão a qual fomos jogados
                  não sei a resposta
                  E fico indignado que hoje tenhamos que nos perguntar deste tipo de coisa

                  6+
            • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 19:35

              Eu penso o mesmo, esse bla bla bla de que “quem tenta não pagar imposto é um crimino” é conversa de fiscal da receita, ACORDA GENTE! Esse País é inviável e o Estado age na linha de ARRANCAR o maximo de quem não paga o imposto e da de ombros pra quem não paga, assim, ser o bacanão gente boa “honestão” aqui na bananalandia NÃO DA CERTO, você vira boi de piranha. Eu não acho que o Brasil não vai pra frente por conta dos “ispertos” , pois, “ispertos” tem no mundo todo, lá nos EUA tá cheio de malandro, aqui não vai pra frente é por falta de CAPITAL HUMANO, aqui as pessoas tem “orgulho” de dizer que não gostam de ler. Quando alguem fala de faculdade então?! Eu sempre digo que o brasileiro “vai na faculdade”, “faz faculdade”, “tem diploma da faculdade”, mas, o brasileiro NÃO ESTUDA NA FACULDADE, o mais importante que é o conhecimento, isso poucos tem. No direito que é onde eu conheço bem, posso dizer e mostrar o tamanho do prejuizo que é causado por advogados fracos, já vi erros de interpretação de texto resultarem em prejuizos de 200 k em uma única ação. Ai eu fico pensando nos Medicos..

              4+
              • Zé do Brejo 27 de setembro de 2016 at 09:14

                Seu pensamento está em plena sintonia com a turma de Brasilia. Se depender deles e desse pensamento, continuaremos sempre assim.
                De fato a carga tributária torna o país inviável. Meu ponto é: ao invés de gastar energia/recursos sonegando, deveriamos batalhar pra termos uma carga tributária coerente. A sonegação não incomoda o brasileiro e é exatamente isso que o “governo” quer que a população pense. Assim eles roubam, fazem falcatruas e o povo pensa: Quem não faz? Sonegar imposto é o jeitinho brasileiro para sobreviver. De jeitinho em jeitinho Brasil não conserta nunca.

                2+
                • avatar
  • Cajuzinha 26 de setembro de 2016 at 16:27

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/09/perspectiva-para-setor-bancario-brasileiro-segue-negativa-diz-moodys.html

    “”Apesar da incipiente recuperação, os resultados das companhias continuarão fracos e o desemprego seguirá crescendo, levando a aumento da inadimplência. No entanto, o ritmo de deterioração da qualidade de ativos começará a desacelerar à medida que os bancos respondem à recessão concedendo menos empréstimos, fortalecendo o provisionamento para perdas e reduzindo a exposição aos tomares de risco”, afirma a Moody´s.

    “A redução das pressões inflacionárias e uma demanda reduzida por crédito podem levar a taxas de juros menores, comprimindo as margens dos bancos. Ao mesmo tempo, a inadimplência levará a maiores despesas de provisionamento, ampliando as pressões sobre a rentabilidade”, completou.”

    7+
    • avatar
    • Cajuzinha 26 de setembro de 2016 at 16:30

      Inadimplência das empresas cresce 11% em agosto, diz SPC Brasil
      Por Brasil Econômico | 26/09/2016 12:00 – Atualizada às 26/09/2016 12:01
      Fonte: Economia – iG @ http://economia.ig.com.br/2016-09-26/inadimplencia-empresas-spc.html

      3+
    • rogerio 26 de setembro de 2016 at 17:36

      coitados dos bancos…o lucro é tão baixo…fico até com pena….deram credito pra quem não podia e provavelmente precisarão da ajuda do governo (nossos impostos).

      3+
      • avatar
      • gmlinux 26 de setembro de 2016 at 18:42

        Existe uma característica cultural no brasileiro de ser crítico com os empresários.
        Em tempo, nunca fui empresário.
        Seguinte, com SELIC a 14%, qual o lucro que você acha justo para um empresário que emprega e corre todo o risco de se estabelecer na banânia?

        3+
        • avatar
        • Lucas 26 de setembro de 2016 at 19:11

          exato
          a esquerda prega o ódio aos empresários, veja isso

          http://www.esquerdadiario.com.br/11-motivos-para-nao-votar-no-empresario-da-direita-Joao-Doria

          GO DORIA PRIVATIZADOR

          4+
          • avatar
          • O Cramulhao de FHCigienopolis45 27 de setembro de 2016 at 01:04

            Eu sou empresário, mas como todo empresário paulistano de verdade, não votamos mais em estatólatras do PSDB-PCC. Conhecemos bem esse partido escoria.

            O candidato da Rede e o que sairia pelo NOVO tem perfis mais libertáriosobre. Aliás, qualquer coisa é melhor que um candidato do PSDB-PCC, até votar nulo!

            1+
            • avatar
        • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 20:01

          Empresa aberta não quer dizer empresa dando lucro, empresario no geral é igual mineiro: SE uma mina é um buraco com um mentiroso no fundo. UMA empresa é uma “grande ideia” contada por um mentiroso para um sonhador executar (empresario). Nos dois casos a chance é grande de se trabalhar por 30 anos e acabar com menos dinheiro do que começou. Essa é a grande receita do capitalismo, QUEM DISSE que capitalismo é bom pro empresario??? Capitalismo ao contrario do que diz os idiotas de esquerda é bom é pra sociedade, pois graças à COMPETIÇÃO gerada no capitalismo podemos ir comer um lanche bom e barato ali na esquina enquanto o (otario) “empresario” se defuma na chapa, ou se tiver empregado, arca com todos os custos trabalhistas e depois a açãozinha na J Trabalhista que SEMPRE arranca algum de qualquer jeito, enquanto isso o tal empresario VIVE achando que “mês que vem vai melhorar”, e quando um quebra entra outro no lugar. Resumindo, Capitalismo = por cenora na frente do burro. O que a esquerda tem é INVEJA dos meia duzia de Bil Gates e Donald Trump que esse sistema gera, pois, eles SÃO A CENOURA que atrai tanta gente a trabalhar pelo sonho. Por isso que empresario é só mais um TRABALHADOR e merece todo nosso respeito.. vou pedir uma pizza.. baratinha..

          5+
          • avatar
  • Joe banana 26 de setembro de 2016 at 16:31

    Imovel e um negocio que sempre cresce… o problema é em qual direção
    http://glamurama.uol.com.br/um-dos-predios-mais-famosos-dos-estados-unidos-esta-afundando/

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 26 de setembro de 2016 at 16:43

    Ministério das Cidades desautoriza Caixa a usar recursos para financiar ‘Minha Casa’

    http://www.otempo.com.br/mobile/capa/brasil/cidades-desautoriza-caixa-a-usar-recursos-para-financiar-minha-casa-1.1376871

    4+
  • Seguidor do Bolha BH 26 de setembro de 2016 at 16:45
  • Jasper 26 de setembro de 2016 at 17:20

    Apartamento de alto padrão em bom bairro de Curitiba por 2.548,00 o mt2, parece, que está desocupado:
    http://www.zukerman.com.br/ns/p/pr/curitiba/leilao-de-apartamento-agua-verde/9496/104937?telaCat=1

    3+
  • Jasper 26 de setembro de 2016 at 17:24

    Este a pouco tempo foi leiloado a 300.000,00, mas não teve lance, agora, 200.000,00, está ocupado
    http://www.zukerman.com.br/ns/p/pr/curitiba/leilao-de-apartamento-cristo-rei/9496/104941?telaCat=1

    2+
  • Jasper 26 de setembro de 2016 at 17:24

    Caramba, esse já foi leiloado a uns 360.000,00, agora, 165.000,00, está ocupado
    http://www.zukerman.com.br/ns/p/pr/curitiba/leilao-de-apartamento-vila-izabel/9496/104940?telaCat=1

    4+
    • avatar
    • rogerio 26 de setembro de 2016 at 17:40

      Poucos leilões ainda…queremos ver esse número subir!!

      1+
  • Jasper 26 de setembro de 2016 at 17:43

    Verdade rogerio, tenho notado que o Bradesca está mais agressivo neles, fortes reduções nesses.

    3+
  • Lucas 26 de setembro de 2016 at 18:11

    CVR
    quem me conhece sabe que tenho um desaranjo crônico de saúde, genética, faz uns 10 anos, coisa simples, de 6 em 6 meses, às vezes 1 ano faço exames e consulta de rotina.

    Pois acabei de finalizar o exame anual 2016.
    ZERO filas nos laboratórios, nem pra fazer nem pra ir buscar, foram 4 idas
    ZERO filas no médico (e sábado no dermato a mesma coisa), semana que vem no oftalmo aposto que vai ser igual

    Isso NUNCA aconteceu antes
    A hemorragia está a toda, senhoras e senhores.
    Enquanto não houver ajustes violentos e um Temer Privatizador, nada feito!

    O que vcs viram até agora de estouro da bolha (na verdade uns não viram, pq no fingezap está tudo rosinha) é pinto perto do que precisa vir pela frente
    “alguém vai pagar essa conta”
    cuidem-se

    11+
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 26 de setembro de 2016 at 19:05

    FUNDO DO POÇO
    OU
    RECUPERAÇÃO ECONOMICA
    ???

    Se começarem os ajuste no ano que vem, somente voltaremos a 2012 em 2023-2025
    http://avaranda.blogspot.com.br/2016/09/desenvolvimentismo-de-resultados.html

    contas básicas de economia

    4+
    • avatar
    • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 20:35

      Eu to matutando ainda, mas, to inclinado a pegar 50% do dinheiro que tenho na mão e ir no doleiro comprar tudo de verdinha, eu não vejo saida. Pro ano quem eu acho que até deixar dinheiro no banco vai ser arriscado. Como você disse ai, tudo depende do quanto o Temer vai privatizar. Caixa ou BB ? um dos dois vai.. Correios ? Roubabras ? Quero só ver, eu acho que nem que vender tudo vai dar jeito, pois as maiores despesas fixas hoje vem da folha de pagamento dos funças e aposentados e pensionistas funças e tambem os bolsa isso e aquilo, e essa despesas só se corta por via oblíqua que é a desvalorização do dinheiro. Quero só ver, quem tiver IDEIAS manda aí que quanto melhor nossa visão da treta, maior será nossa capacidade de encontrar alternativas para se proteger.

      1+
  • bolhista cearense 26 de setembro de 2016 at 20:26
  • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 21:05

    CVR O cara comprou uma bolhudinha em Bauru por 600 k em 2011 e ano passado arrependido entrou com ação contra a imobiliaria e o vendedor alegando que o imovel foi vendido como tendo 280 m2 de construção, mas o engenheiro da caixa declarou que só tinha 130 m2 (areas de garagem e areas gormet, piscina eles não contam) ai que tá, depois de comprado não guentou pagar, pois alem de financiar na caixa ainda ficou devendo 20 promissorias pro vendedor. Ai pra TENTAR desfazer o negocio vem com esse papo de que “não viu que tinha 150 m2 a menos” que na verdade não é a menos, é só de áreas abertas. Ta pedindo 200 k de dano material e 600 k de dano moral, total 800 k, essa é a pedida do vacilão. Vou dar meu prognostico, quem vai ganhar nessa ação vai ser o Advogado do 666, (aliás já ganhou kkkk) ganhar honorarios, porque a ação mesmo essa ele nao ganha, por que o Juiz vai levar em conta a metragem real da bagaça e não a que tiver no papel, se o cabra foi lá viu, visitou e comprou e depois vem com esse papinho de que foi motumbado. Isso chama: ME FODI e agora vou procurar pelo em ovo.

    7+
    • avatar
    • avatar
  • cesarkebrado 26 de setembro de 2016 at 21:08

    Ps: Achei essa ação por acaso, não conheço as partes e nem mexo com imobiliaria.

    2+
  • zedabolha 26 de setembro de 2016 at 21:43

    Lucas

    CVR
    quem me conhece sabe que tenho um desaranjo crônico de saúde, genética, faz uns 10 anos, coisa simples, de 6 em 6 meses, às vezes 1 ano faço exames e consulta de rotina.

    Pois acabei de finalizar o exame anual 2016.
    ZERO filas nos laboratórios, nem pra fazer nem pra ir buscar, foram 4 idas
    ZERO filas no médico (e sábado no dermato a mesma coisa), semana que vem no oftalmo aposto que vai ser igual

    Isso NUNCA aconteceu antes
    A hemorragia está a toda, senhoras e senhores.
    Enquanto não houver ajustes violentos e um Temer Privatizador, nada feito!

    O que vcs viram até agora de estouro da bolha (na verdade uns não viram, pq no fingezap está tudo rosinha) é pinto perto do que precisa vir pela frente
    “alguém vai pagar essa conta”
    cuidem-se

    6+

    Lucas, nunca vi o pais tão sem dinheiro como nestes tempos. Vou te contar uma caso: o moleque tá fazendo faculdade. E almoça na cantina da escola. Pago a conta da ração por mês. Nunca estive inadimplente. Demoro até dois meses. O português nunca me cobrou. Ele queria mais é me dar credito. Já paguei até 2 dois meses de uma só vez (2012). Hoje o moleque chegou em casa me dando o recado. “Pai, o portuga mandou dizer, que quando puder dá uma ida lá, que ele quer receber.”. Fui lá e passei o cartão VISA e liquidei a bagaça antes de virar o mês.

    5+
    • avatar
  • zedabolha 26 de setembro de 2016 at 23:20

    O metro quadrado de aluguel continua em queda livre no Hell (Ainda tem muito gordura pra queimar). Na ZN do Hell um apartamento de 2qt saindo por 1.200,00. Para um condomínio de excessivamente caro de 600,00 ainda é um disparate. Nós ainda não aprendemos que estamos gastando muito com mordomias. Isso precisa mudar!

    1+
  • zedabolha 26 de setembro de 2016 at 23:24

    O amigo funça anda preocupado com o fundo de previdência privado que fechou e vão devolver a merreca que estavam juntando há 20 anos. O Banco quer ficar com tudo no VGBL, mas, eles estão no conflito. Tem gente na duvida entre torrar tudo em cerveja e picanha ou deixar o dinheiro no BB até virar pó.

    1+
  • rodrigosp 3 de outubro de 2016 at 13:26

    “Que é issoooooo genteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee….”

    A Caixa é um banco bonzinho!

    Centenas de vezes já ouvi que a Caixa não desapropria ninguém, que ela não executa imóvel, não “tomam” os imóveis dos “proprietários”…

    “A Caixa nunca faz isso, é um banco do povo, é o banco do governo do PT, que fez tudo isso por nós!”

    Então o cara perde o emprego, atrasam uma, duas e na terceira parcela “BUUUUUM”, o imóvel vai para a execução”

    Para tirar da execução, só pagando todas as parcelas em atraso mais as custas do cartório, devem existir reclamações como essas na internet, não há renegociação nenhuma, então o povo corre para o advogado, com dois filhos pequenos dentro do imóvel correndo o risco de irem para rua…

    O que fazer?

    Metem a sogra, metem a vovó e o vovô doentes no imóvel para tentarem ganhar algo na justiça, mas o advogado já avisa, isso não existe mais:

    “Mas como vamos perder o imóvel, temos pessoas doentes morando aqui…”

    Agora é tarde, a parcela de 3.5K é puxada para quem teve quedas na renda ou estão praticamente vivendo de bicos, o que fazer então?

    “Vamos passar maquiagem e ir protestar na paulista, tirar selfie no protesto e mostrar que estamos indignados!”

    “Aaaaahhhhh Beleza a Dilma caiu, agora o pais vai bombar outra vez, o Dollar vai despencar, vamos voltar a comprar Tommy em “MIEMI”…”

    Não, não vai rolar!

    Vamos deixar claro:

    1-Não há renegociação, pois uma divida de 3.5K mês não vai cair para 1.5.

    2-Não houve e não há crescimento sustentável, logo o pais não voltará a ter um PIB 4,5% nos próximos 4 ou 5 anos pelo menos – salve um milagre

    3-O povo continua achando que a culpa é da lava jato, que a culpa é só a robalheira, não apenas do governo ter aquecido a economia com crédito durante quase uma década!

    E 4 continuam acreditando em mentiras, ou melhor, tentando se enganar com os mesmas porcarias de sempre:

    – Maconha não é droga.
    -Jogador de futebol ama o clube que joga e só gosta de mulher.
    -O Titanic não afunda.
    -A Caixa não toma.
    -A China não quebra.
    -As parcelas são decrescentes.
    -Imóvel só valoriza.
    -Na minha profissão não há cortes.

    O que acredito que seja o fator sorte de quem já está com o apartamento em execução; não há compradores interessados em arrematar, pelo que vejo nem na primeira e nem na segunda praça por enquanto, de um processo que já é lento e as famílias vão se mantendo por enquanto, mas com o oficial de justiça fazendo visitas periódicas!

    Mas mesmo assim, mais fácil hoje renegociar alugueis em atraso com um proprietário, do que negociar com qualquer empresa de assessoria jurídica (onde os bancos também são donos) ou com os próprios bancos, enfim…

    E não para por ai:

    Saí de casa ontem e atravessei SP rumo a perífa onde voto, próximo da casa de mamãe, encontrei alguns amigos de infância, um deles trabalha em um escritório de advocacia que cuida de processos de condôminos inadimplentes e então cara manda:

    “Você , conhece o prédio X, condomínio de “luxo”????

    “Sim” eu disse…

    “Lá no meu trabalho tenho 4 gavetas de processo desse condomínio, a inadimplência de lá já bateu o milhão, tem apto que passou de 200 mil…”

    E no antigo condomínio que moro:

    O primeiro casal foi morar na praia, para ter mais qualidade de vida no litoral Sul?

    Não, para morar na casa do sogro!

    O Segundo bota carro p vender no face!

    E o terceiro, sem chance de fazer a festa do filho no salão de festas.

    Não tem bolha não, o que tem só uma retração econômica galera, 2017 é o ano da virada, 2018 então vai “bombar!”!!

    Agora é a saideira, prometo:

    Esses dias fui almoçar com meu antigo chefe, depois de um longo almoço batendo papo ele diz:

    “Cara, agora a Dilma caiu o Brasil volta a crescer, pois vai recuperar a credibilidade, os investidores vão voltar…”

    Até tentei contra argumentar, mas estávamos na rua esperando o carro, na nossa frente haviam sem brincadeira, umas 20 placas de aluga-se e vende-se, somente de estabelecimentos comerciais…

    No fim, preferi só olhei para a cara dele, afinal ele é empresário e tem 250K em carros e eu???

    Bom, eu no auge dos meus 34 anos acredito ser pelo menos, menos cego!

    0