Estoque de imóveis para alugar é recorde. Mas mercado já vislumbra recuperação – Folha de Londrina

Você pode gostar...

Comments
  • Lord of All 24 de agosto de 2016 at 21:38

    Querem uma cadeira pra esperar? Porque esperar em pé cansa.

    51+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Sergio Soares 25 de agosto de 2016 at 10:11

      Cara, adorei o “vislumbra recuperação”. Tô rindo até agora!

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 25 de agosto de 2016 at 12:17

        vislumbrados

        13+
        • avatar
  • Zé Carioca 24 de agosto de 2016 at 21:48

    Só pude ver o tópico com o vídeo do Canal do Otario hoje. Gosto muito desse canal, o Otário consegue explicar de forma fácil e rápida assuntos complexos e qualquer um é capaz de entenderes vídeos dele. Hoje só compra imóvel quem é muito analfabeto financeiro, os preços estão insanos e qualquer aplicação financeira rende muito mais, óbvio que vários corvos estão fazendo comentários para desinformar, mas essa é a função deles, se todo mundo acreditar no vídeo os clientes vão adiar a decisão de compra e eles ficam sem alpiste.

    O importante é que cada vez mais pessoas estão espalhando a mensagem da bolha, o que diminui ainda mais o número de gente disposta a comprar, o pior para o mercado é as pessoas adiarem a decisão da compra, se não vende nada as construtoras vão precisar abaixar os preços, pois sem vendas elas não tem como pagar suas contas. O mesmo vale para o particular endividado.

    27+
    • avatar
    • avatar
  • Alves 24 de agosto de 2016 at 21:48

    Engraçado que o estoque para alugar que era de 800 espaços em 2014, passou para mais de 2000 atualmente, segunda a reportagem. Mais que dobraram as ofertas e fico imaginando como vão segurar o preço elevado do aluguéis…

    20+
  • Zé Carioca 24 de agosto de 2016 at 22:16

    Luke Bolha, compartilho da sua visão. Cada um tem uma visão sobre a divisão e dá para entender ambos os lados, eu como gosto de uma boa treta vou dar minha opinião. Acho que com a popularização do tema bolha imobiliária o blog cresceu muito e atraiu todo tipo de pessoa. Os assuntos foram variando e chegou num ponto que tinha de tudo e alguns passavam do limite do aceitável, tinham alguns posts com claro cunho preconceituoso e o dono do blog achou melhor limitar isso.

    Muitos não aceitaram e preferiram um ambiente sem nenhuma censura, aí acho que o outro lado se perdeu, a bolha deixou de ser assunto interessante para eles e cada vez mais os “libertários” se sentiram livres para postar qualquer coisa, como insultos, xvideos, musicas, ideias de extrema direita, posts bêbados são cada vez mais comuns e aplaudidos, então realmente fica difícil levar o outro lado a sério. Quando digo posts de extrema direita, digo que alguns ali são preconceituosos mesmo, defendem o fim do livre culto e da livre movimentação de pessoas, tomando uns poucos bandidos como o todo. Para você ter uma ideia eu me defino como um conservador, e inclusive votei no Bolsonaro nas últimas duas eleições para deputado federal (tenho militares na família e conheço o trabalho e a honestidade antes dele virar modinha) e sempre votei no PSDB para presidente, pois este partido era a opção mais “liberal” que tínhamos nas últimas eleições.

    Enfim cada um na sua, não sou defensor da moral e dos bons costumes, mas acho chato um blog voltado para economia e a discussão do mercado imobiliário ficar inundado de comentários de baixo calão e vídeos impróprios para a família. Fica difícil passar qualquer credibilidade para quem acessa pela primeira vez. Por fim, mais uma vez digo que concordo com o dono desse espaço em focar mais no mercado imobiliário e deixar para o outro lado os comentários mais prosaicos, facilita a leitura é nos poupa tempo. E ressalto que acho muito injusto os comentários maldosos que alguns ex-participantes do blog fazem se esquencendo quem foi o primeiro a divulgar o tema e que este perdeu várias horas de seu tempo livre para manter o excelente nível de debate que esse blog sempre apresentou.

    57+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Luke Bolha 24 de agosto de 2016 at 23:32

      Oi Zé Carioca, loguei só para avisar que li o comentário, e ressalto que lá impera uma falsa liberdade que se estende apenas para o clube da luluzinha vide o motivo besta que tomei ban ( http://www.bolhabrasil.org/topico-livre-de-domingo-4/#comment-142211 ) pois concordei(?) com alguém que fez uma piada de português e o Vieira tomou como ofensa pessoal, o que apenas torna tudo mais ridículo visto as coisas bem mais pesadas e de muito mal gosto postadas lá que todos sabem e aplaudem e foi bem lembrado por vc no seu post.

      Enfim concordo com tudo e lembro que numa primeira vista lá pode parecer legal e tudo mas numa segunda analise está mais para um lugar de esquizofrênicos msm, e foi bom o boss cortar isso daqui e focar na economia e bolha.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Viking 25 de agosto de 2016 at 08:07

        Luke, eu estou aqui e lá, mas como não acesso no fim de semana, não pego esses tópicos livres, só busco pelos CVRs e boa…
        mas o jeito é ignorar os babacas e ler só quem vale a pena

        9+
        • avatar
        • avatar
      • EngenheiroSP 25 de agosto de 2016 at 20:02

        A melhor decisão tomada pelo boss depois da criação do site foi a limpa geral, ainda mais considerando o objetivo de tornar esse blog referência num futuro em que a bolha já for inegável (mesmo para aqueles que não acompanham o mercado e acham que “quem compra terra não erra”). Eu mesmo havia abandonado pelo nível em que chegou, imagina quem entrava pela primeira vez, e fico feliz como está agora

        4+
    • ravoc 25 de agosto de 2016 at 10:22

      Carioca! Concordo plenamente com sua opnião. Frequento os 2, porém, só post, e agora raramente, aqui…

      5+
      • avatar
  • Leandro sp 24 de agosto de 2016 at 22:22

    Boa estratégia. Já que não querem pagar o que quero deixo fechado..podia demolir tb, só pra não dar o braço a torcer pro locatário. Tipo derrubo mas não abaixo 1 real no aluguel..

    30+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 24 de agosto de 2016 at 23:18

    estocando estatísticas
    estoque
    1.atingiu o piso da série histórica em outubro, a 104,9 mil. 2014.
    1.Estoque de imóveis no Brasil sobe a 111,3 mil unidades em fevereiro
    2. O estoque no fim de junho totalizou 117,5 mil unidades,

    (deu uma uma regressão linear perfeita estoque-meses, r2=0,995, p=0,04
    em 6 meses estaremos com121K imóveis no estoque.

    1 http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/04/estoque-de-imoveis-no-brasil-sobe-1113-mil-unidades-em-fevereiro.html
    2 http://economia.ig.com.br/2016-08-18/imoveis-lancamento-vendas.html

    6+
    • avatar
    • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 09:02

      Este indicador não é aquele onde os imóveis com mais de 36 meses saem da “contabilidade” ???

      9+
      • avatar
      • avatar
      • JJJ_brasilia 25 de agosto de 2016 at 11:01

        Tem o estoque oculto também Cezar.

        4+
        • avatar
  • Viking 25 de agosto de 2016 at 08:07

    será que vai?

    6+
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 25 de agosto de 2016 at 08:12
  • Cajuzinha 25 de agosto de 2016 at 08:15

    78,9%

    “As vendas de imóveis residenciais novos em Belo Horizonte e Nova Lima registraram queda em torno de 30% no primeiro semestre de 2016, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Apesar de a Pesquisa do Mercado Imobiliário do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), divulgada ontem, não ter o levantamento dos números do setor de janeiro a junho do ano passado – a série foi iniciada em outubro de 2015 -, o percentual representa uma estimativa da própria entidade.

    Na relação entre trimestres, o estudo do Sinduscon-MG aponta que a comercialização de unidades no segundo foi 30,4% menor frente ao intervalo de janeiro a março deste ano. Enquanto no primeiro trimestre foram vendidos 1.007 imóveis novos na Capital e em Nova Lima, apenas 701 moradias foram negociadas de abril a junho. A redução verificada nos lançamentos, porém, foi ainda maior no período: 78,9%.”

    http://diariodocomercio.com.br/noticia.php?tit=vendas_de_imoveis_registram_queda&id=172350

    7+
    • avatar
  • joselito 25 de agosto de 2016 at 08:45

    Resgatando do tópico anterior:

    JJJ_brasilia 24 de agosto de 2016 at 23:26
    Joselito,
    Resultado primário é receitas menos despesas, excluindo os juros da dívida.
    ______________
    TriploJ, obrigado pela resposta.

    O assunto em questão diz respeito ao projeto de limitação de aumento de gastos públicos. No entanto, sabemos que quando se faz cortes, os últimos a sofrerem são o clero e a nobreza. Assim, já lanço minhas fichas que, para passar um projeto desses, haverá que se estabelecer a tese de que os reajustes das castas superiores do funcionalismo público, aliás, dos “agentes políticos”, ficam de fora desse limite.

    There´s no free lunch*, e ai vai um indício:

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/08/1806455-reajuste-salarial-do-stf-sera-votado-no-inicio-de-setembro-garante-renan.shtml

    *falo sobre o impeachment aqui. E sem discussão partidária. Quero só colocar que o judiciário fez parte do acordão para tirar dilmet´s e deixar temeroso (por exemplo, o judiciário poderia cassar a chapa toda, levando temeroso para o mesmo limbo de dilmalander, levando a uma nova eleiçao, subindo cunha, renan, joão, maria, zé, etc.)

    7+
    • JJJ_brasilia 25 de agosto de 2016 at 11:08

      Joselito,

      Eu também sou cético quanto ao ajustes fical, tem o alto clero que não irá querer perder os privilégios, mas também tem os nem nem que não querem dar duro na vida e eles viram.

      A saída da presidente não vai alterar muito coisa, pois ajuste fical não combina com recessão, a Europa, o Japão não sabem lidar com isto, ainda bem que o nosso estoque de 666 é quase infinito, só que agora, sem crédito eles não vão puxar a economia.

      É simples mas difícil de aceitar: estamos mais POBRES, isto é o que está acontecendo, vamos admitir logo, trabalhar e voltaremos em uns 4 anos a enriquecer de novo.

      8+
      • avatar
      • joselito 25 de agosto de 2016 at 11:47

        “estoque de 666 quase infinito” eheheheheheh….

        Inclusive alguns (ou muitos) com caneta decisória, independentemente de ter ou não votos (que, por sua vez, vêm de outros 666)

        2+
  • job 25 de agosto de 2016 at 08:46

    Investidor evita negociação? Só se for “investidor 666”. Quem sabe mexer com dinheiro, investidor de verdade, entende muito bem o que é custo de oportunidade e prejuízo com imóveis parados, e certamente não vai ficar 1 ano e meio sem alugar não.
    Por mim que se exploda a bolha, literalmente. Se não se explodir ou se estiver explodindo, tanto faz. Não vou comprar tijolos mesmo, estando os preços na alta ou na baixa. Não fiquei 15 anos trabalhando pra juntar um montante de dinheiro razoável e jogar tudo no mesmo lugar, sabendo que amanhã ou depois posso estar desempregado ou querendo morar em outro bairro. Tb não caio nessa mentira deslavada “compra agora pq dpois só vai aumentar o preço”. Por mim pode aumentar pra sempre ao infinito, tanto faz.
    Paguem meus juros, investitrouxas 666.

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Viking 25 de agosto de 2016 at 08:50

      bingo!!!!!
      não pretendo mais comprar imóvel nessa vida!!

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Seguidor do Bolha BH 25 de agosto de 2016 at 09:12

      GREAT! 🙂

      7+
      • avatar
      • avatar
    • From_The_Tower 25 de agosto de 2016 at 10:17

      Parabéns. Isso se chama desapego aos tijolos e sabedoria financeira.
      Eu tb não pretendo comprar. Talvez um chalézinho simples no Caribe quando eu tiver uns 65 anos. Bem simples.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • joselito 25 de agosto de 2016 at 11:49

        Serve em Arizona?

        http://estamosricos.com.br/comparacoes/casebre-no-arizona-ou-mansao-em-fortaleza/

        p.s.: alguém postou, aqui, o zapimovel da mansão de fortaleza tópicos pretéritos. Muito bom o estamosricos, parabens aos envolvidos eheheh

        8+
      • macca 25 de agosto de 2016 at 12:06

        Além do desapego aos tijolos estou entrando na fase do desapego ao bolhudo móvel também. Vendi o meu há dois meses e estou compartilhando o 1.0 da minha filha. Livre de IPVA, manutenção, seguro, etc. e o dinheiro advindo da venda dele engordando o PMJ. Tem uma agência MOVIDA a 200 metros de casa, quando preciso alugo um carro por alguns dias. Aqui neste fim de mundo ainda não tem UBER, mas é uma maravilha este serviço. Fui ver EUA x Espanha no Basquete da Rio 2016 e me locomovi lá pelo aplicativo. No máximo cinco minutos estava um carro com motorista à sua disposição. Gostei muito do serviço, Inclusive um dos motoristas até serviu como guia turístico no RJ.

        10+
        • avatar
        • obrahma 25 de agosto de 2016 at 14:37

          É exatamente o que faço…

          Moro de aluguel próximo a empresa mas aos finais de semana eu ando 500 metros e alugo um carro(e ainda uso o “seguro incluso” do cartão platinum que me isenta da necessidade de contratar o seguro da locadora.

          Me livrei do bolhudo móvel faz uns 6 meses e tô indo firme e forte na base do carro alugado e Uber.

          Acabo de ser transferido de unidade aqui na empresa e agora terei que rodar quase 50km por dia a título de deslocamento(ida/volta) para a empresa.

          Já estou montando uma nova estratégia para não ter que optar por um bolhudo móvel novamente.

          4+
          • LucianaSilva 25 de agosto de 2016 at 15:09

            Obrahma, desculpe te perguntar, mas como funciona a questão do seguro incluso para aluguel de carro para quem tem Platinum?

            3+
            • avatar
            • obrahma 25 de agosto de 2016 at 15:51

              Luciana,

              Basicamente é um dos “benefícios” concedidos para os clientes Platinum/Black.
              O seguro durante a locação é “cortesia” da Mastercard/Visa.

              Sugiro dar uma olhada aqui…
              https://www.mastercard.com/sam/wce/PDF/469594_LAC_MCpltPORT_9p.pdf
              E procurar por: MasterSeguro de Automóveis

              Este link mostra os benefícios para as outras categorias de cartões:
              https://www.mastercard.com/sam/pt/guia_de_beneficios/

              Muitas pessoas acabam utilizando esse benefício apenas em viagem internacional por achar que não é válido aqui no Brasil mas eu utilizo com frequência desse benefício que me gera uma economia considerável no final do mês.

              Algumas pessoas não utilizam por entender que a dor de cabeça em um eventual acidente não vale a economia provida pelo cartão.
              Eu utilizo(mas até hoje não tive imprevisto algum, talvez o dia que tiver eu mude de idéia).

              3+
              • avatar
          • macca 25 de agosto de 2016 at 15:18

            “http://blog.vivaexperiencias.com.br/e-melhor-investir-em-novas-experiencias-ou-em-bens-materiais/”

            A felicidade vinda da compra de um carro novo dura muito pouco. Assim como as construtoras acho que as montadoras terão sérios problemas num futuro próximo caso esta forma de vida se estabeleça na sociedade. Esqueci de falar da indústria das multas. No primeiro fim de semana da obrigatoriedade do farol ligado nas estradas foram 12.000 multas aplicadas.

            5+
  • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 08:57

    BOSS, cade a hashtag BOLA DE CRISTAL ? kkkkkk

    9+
    • avatar
  • navlig00 25 de agosto de 2016 at 09:21
    • Viking 25 de agosto de 2016 at 09:26

      até onde sei, o problema nunca foi a taxa de corretagem ser legal ou não.
      o problema foi cobrarem do comprador, quando ela devia ser paga pela vendedora, que contrata o corvo pra ficar no stand.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Seguidor do Bolha BH 25 de agosto de 2016 at 11:11

        Viking,
        O problema é que acabam embutindo no preço do imóvel o valor da corretagem, ou seja, quem acaba pagando mesmo é o comprador, principalmente quando o vendedor não possui recursos financeiros próprios para isto.

        4+
      • Danibolhista 25 de agosto de 2016 at 11:59

        Viking,

        Sabemos que o comprador paga tudo indiretamente, o problema é que em caso de distrato a construtora deve devolver 80% ao cliente, ora, se ela colocar todos os gastos no contrato, em caso de devolução ela vai pagar muito, mas se ela deixa fora do contrato várias coisinhas, como pagamento a terceiros, se houver distrato ela não paga 80% destas contas ao cliente. EX: entrada de 100 mil, porém 20 mil é do corvo, então oficialmente, ele pagou 80 mil a construtora, se for distratar, invés da construtora devolver 20% de 100 mil, ela vai devolver 20% de 80 mil.

        8+
        • avatar
    • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 09:39

      De qualquer forma, o comprador contratar um corretor é de seu livre arbítrio, a construtora não poderia condicionar a venda à contratação do corretor (vendedor) pois isto seria VENDA CASADA.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 09:36

    Já que o tema de hoje é estoque de imóveis para alugar, seque o relatório do SECOVI-DF
    http://www.secovidf.com.br/novoportal/images/arquivos/pdf/boletins/2016/Boletim_Imobiliario_Junho_2016.pdf

    Quantidade de imóveis para locação
    Podemos observar que sempre estão crescendo
    Data Comercial Residencial
    11/15 4.062 10.275
    12/15 4.059 10.865
    01/16 4.135 11.145
    02/16 4.397 11.073
    03/16 4.482 11.080
    04/16 4.443 11.389
    05/16 4.458 11.704
    06/16 4.779 13.027

    Podemos observar que após o pico entre 2014 e 2015, dependendo da categoria, todos agora só caem, valores nominais sem descontar a inflação
    Valor mediano (TABELA 5.2) para o mês de junho
    TIPO 2016 2015 2014 2013
    Apart hotel 2.400 2.600 2.800 2.800
    Loft 1.600 1.600 1.500 1.550
    Quitinet 900 1.000 1.000 950
    Apto 1Q 960 1.000 1.000 900
    Apto 2Q 1.150 1.250 1.300 1.300
    Apto 3Q 2.160 2.100 2.300 2.000
    Apto 4Q 4.200 4.500 4.000 4.000
    Casa 2Q 1.000 1.000 1.000 900
    Casa 3Q 1.600 1.800 1.600 1.800
    Casa 4Q 4.500 6.250 6.500 6.000
    Condo 2Q 1.950 2.000 2.000 1.800
    Condo 3Q 2.700 2.600 2.650 2.500
    condo 4Q 4.000 4.000 3.800 4.000
    Loja 3.000 3.200 3.000 3.255
    Sala com. 1.500 1.600 1.500 1.495
    http://www.secovidf.com.br/novoportal/attachments/article/568/Boletim_Imobiliario_Junho_2015_comercial.pdf
    http://www.secovidf.com.br/novoportal/attachments/article/570/288_Boletim_Imobiliario_Junho_2014.pdf
    http://www.secovidf.com.br/novoportal/attachments/article/678/Boletim_Imobiliario_Junho_2013.pdf

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 25 de agosto de 2016 at 09:52

    o vídeo no Youtube do Otário estava com 50.000 views na terça
    está com 70.300 views agora.. multiplique por 4 a 11 o alcance do vídeo.
    (cada pessoa passa uma impressão ruim para até 11 pessoas, regra na propaganda)

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Luke Bolha 25 de agosto de 2016 at 10:21

    Tópico bola de cristal

    Por apoio, Temer lançará linha de crédito para beneficiários do Bolsa Família

    O pacote de crédito para o Bolsa Família deverá ser anunciado no final de setembro, assim como o do Minha Casa Minha Vida. Um fundo de aval será criado com recursos do governo federal para garantir os empréstimos, que serão concedidos pelos bancos.
    Fonte: Economia – iG @http://economia.ig.com.br/2016-08-23/bolsa-familia-linha-de-credito.html

    Mais lenha na fogueira, e ae? Agora vai?

    11+
    • Viking 25 de agosto de 2016 at 10:22

      vai pro abismo

      9+
      • avatar
      • avatar
    • Luke Bolha 25 de agosto de 2016 at 10:27

      Lendo a notícia parece até uma piada para quem entende a profundidade trágica que se esconde por trás dela.

      Quem se beneficia do bolsa família? Famílias extremamente pobres que precisam de um auxilio do governo para sobreviver. Horas, então agora vão emprestar dinheiro através dos bancos? Pq será? será que a inflação está corroendo o poder de compra e agora o bolsa família já não é mais o suficiente? Porém como já se tem um rombo fiscal fica difícil aumentar o beneficio e agora ao invés de oficialmente dar eles vão usar os bancos para emprestar?

      E os emprestimos para o pessoal do MCMV abrirem negócios? Vão emprestar dinheiro para os desavisados abrirem um negócio sem planejamento e logo em seguida fecharem as portas… vai dar certo sim!

      11+
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 25 de agosto de 2016 at 12:47

        é uma forma de pegar de volta o bosla familia
        PMJ

        temer genial
        Temer machiavélico

        9+
        • avatar
        • avatar
    • Luke Bolha 25 de agosto de 2016 at 10:37

      Tem tanta coisa errada nessa notícia que nem dá para colocar aqui, vale mesmo a pena ler do começo ao fim!

      7+
      • avatar
      • joselito 25 de agosto de 2016 at 11:59

        Pedalando à Lá dilmanlander para:

        – comprar o apoio das produtoras dos tais “equipamentos e ferramentas”;
        – comprar o apoio das prefeituras “beneficiáveis”;
        – botar sorriso na cara dos 666 e dos picaretas;

        6+
  • Thiaguinho 25 de agosto de 2016 at 10:22

    OFF

    Ana Maria Braga hoje, em sua primeira matéria, LACRANDO. Mostrou como os propriotários de imóveis estão tendo que se adaptar na locação de seus bolhudos, ou dando mega descontos ou ficando com imóvel vazio. Ainda estimulou os inquilinos a tratarem direto com o proprietário.
    Pra quem não viu, acho que a tarde já estará disponível no GloboPlay (app pra cel), logo na primeira matéria.

    26+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 25 de agosto de 2016 at 10:26

    corvos dizem que está estável…kkk

    crise faz valor do aluguel residencial ficar estável em Blumenau

    apartamentos com dois quartos, que representam 49% das ofertas, o valor médio até caiu 1,76% – era de R$ 881,67 e passou para R$ 866,14. Notícia boa para os consumidores, mas nem tanto assim para investidores.
    Para não perder o negócio em tempos de crise e desaquecimento do mercado, os proprietários acabam aceitando reduzir o preço, diminuindo também a margem de lucro. (ué, está estável)
    http://jornaldesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/noticia/2016/08/pedro-machado-crise-faz-valor-do-aluguel-residencial-ficar-estavel-em-blumenau-7327443.html

    7+
    • avatar
    • avatar
    • Seguidor do Bolha BH 25 de agosto de 2016 at 11:16

      Daqui a pouco irão dizer os já famosos eufemismos: “ponto de equilíbrio necessário para o mercado continuar salutar, com AJUSTES pontuais nos preços.”

      7+
      • avatar
      • avatar
    • Viking 25 de agosto de 2016 at 10:36

      o caos, o caos!!

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Thiaguinho 25 de agosto de 2016 at 10:40

      Negocião!!

      5+
      • avatar
      • avatar
    • Alemon Fritz 25 de agosto de 2016 at 10:55

      ainda bem que aqui não tem terremoto, as casas racham sozinhas mesmo.

      13+
      • avatar
      • avatar
    • Seguidor do Bolha BH 25 de agosto de 2016 at 11:19

      A realização de um pesadelo.

      4+
      • avatar
  • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 11:14

    O legado olímpico
    Falaram que a maior parte do valor investido na olimpíada seria de origem privada

    Caso concreto: Porto Maravilha
    Gasto para a olimpíada 9,9 bilhões
    O fundo imobiliário da Caixa comprou em 2011 todos os 6,4 milhões de títulos que permitem a construção de edifícios com altura acima do permitido na região portuária —o chamado Cepac (certificado de potencial adicional construtivo).
    Na operação, também passou a ter direito sobre todas as terras públicas da área.
    O banco pagou inicialmente R$ 3,5 bilhões, com recursos do FGTS. Mas se comprometeu a custear toda as obras e serviços da região por 15 anos, de R$ 8 bilhões.
    A CEF contava com a valorização destes títulos CEPAC, que ocorreriam com a valorização dos imóveis na região do Porto Maravilha, PORÉM ISTO NÃO OCORREU.
    A Caixa Econômica Federal teve de aportar mais R$ 1,5 bilhão do FGTS no fundo imobiliário que custeia a revitalização da zona portuária do Rio, pois ela não está conseguindo comercializar o CEPACs, por falta de interessados.

    Caso concreto: Linha 4 do metrô
    Valor 9.7 bilhões de reais
    Fonte de recursos: BNDES
    Devedor: Estado do Rio de Janeiro
    Situação: em 2017 deveria começar a pagar por esta obra mas Estado do RJ fechou 2015 com um déficit de 19 bilhões e com tendência de piora

    Quem vocês acham que, no final, pagará esta conta: (a) os cariocas, (b) todos os brasileiros

    http://www.bbc.com/portuguese/brasil-37171467
    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/09/1687730-zona-portuaria-do-rio-recebe-mais-r-15-bilhao-do-fgts.shtml
    http://infraestruturaurbana.pini.com.br/solucoes-tecnicas/33/os-cepacs-deram-certo-rio-avanca-em-projetos-financiados-301395-1.aspx
    http://www.eliomar.com.br/porto-maravilha-o-que-a-prefeitura-nao-diz/
    http://especiais.g1.globo.com/rio-de-janeiro/olimpiadas-rio-2016/obras-das-olimpiadas-100-dias-para-os-jogos/

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • AndersonRS 25 de agosto de 2016 at 11:19

    Acho que tem gente que em vez de abaixar o preço mantém o imóvel fechado sem alugar ou vender, acha que se der algum desconto vai estar perdendo dinheiro. Porém esse comportamento muda se há necessidade de alugar ou vender. Diante da crise que vivemos hoje entendo que está crescendo a quantidade de pessoas que precisam alugar ou vender, logo vão ter que reduzir o preço.
    Diferente do que pensa algumas pessoas aqui eu realmente vou comprar um imóvel para moradia, quando achar que vale a pena comprar, pelo preço que eu achar justo. Não acho isso falta de sabedoria, e sim somente uma opção.
    Acho que cada um tem um objetivo na vida e cada um é livre para escolher o seu.
    Mas também respeito e até concordo com os que pensam em viver de juros o resto da vida, não vejo problema nenhum nisso.
    Acho que o que tem afastado também pessoas do blog é que quando alguém fala em comprar já acham que a pessoa não pensa.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 11:39

      Eu não sou contra comprar um imóvel, sou favorável a compra-lo por um preço justo, na verdade, de preferência abaixo do “justo” (DESPAIR) kkkk

      18+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • job 25 de agosto de 2016 at 13:33

      AndersonRS,

      por diversas vezes já foi dito aqui nesse blog que o problema em si não é comprar um imóvel, mas sim pagar por um valor que foge da realidade, por isso ele é chamado Bolha Imobiliária. Se o valor do imóvel é uma questão subjetiva? (vc acha que vale mais, eu acho que vale menos, etc) Até pode ser, mas tem indicadores pra dizer que tem algo errado no valor (comparando com o valor do aluguel, por exemplo, ou preço por metro quadrado).
      Se vc analisar a compra de imóveis pegando diversos cenários diferentes, na maioria deles vai ver que é um péssimo negócio, financeiramente falando, comprar pelo preço que estão pedindo HOJE, e pelo cenário atual do país. Muito mais saudável tirar uns juros, morar de aluguel, e ter uma reserva pra imprevistos. Hoje o cenário no país é bem favorável aos imprevistos.
      A questão aqui é provar matematicamente o que vale a pena, comprar ou alugar, e em caso de alugar, onde investir sua grana pra fazer ela render ao máximo.
      Agora, se o cara chega aqui com papo de Brick Lover e não mostra nenhuma matemática, óbvio que vai levar pau. E o negócio aqui não é quantidade e sim qualidade. Eu particularmente notei um aumento de qualidade grande do ano passado pra cá, com menos gente postando.

      8+
      • avatar
      • AndersonRS 25 de agosto de 2016 at 14:45

        Sim, concordo que a matemática demonstra q o valor do imóvel x aluguel está favorável pelo aluguel devido ao preço.
        Quanto a parte da quantidade/qualidade de posts eu discordo pois sinto falta dos CVRs, CVBs etc, hj praticamente não existem e gostava muito de ler sobre eles.
        Realmente a instabilidade econômica não anima ninguém a entrar em um financiamento, além de outros fatores como taxa de desemprego etc.
        Entendo que o blog seja uma troca de ideias e experiências, e não somente constatação matematicamente se é viável ou não a compra.

        4+
  • alemonbnu 25 de agosto de 2016 at 12:12

    Pra mim o justo é 150x o valor do aluguel

    7+
    • avatar
    • SuperouMe 25 de agosto de 2016 at 20:32

      valor do aluguel incluindo condomínio?

      2+
  • Lucas 25 de agosto de 2016 at 12:19

    neste tópico a unica coisa que me surpreende é o RECORDE DE ESTOQUE agora em 2016
    nem o maior dos otimistas previu isso, eu mesmo achava que o pico do estoque seria 2015 no máximo, depois iriam çangrar lentamente
    Quer dizer, pode até ser que o pico chegue em 2017 ou 2018

    Querem saber duma coisa?
    essa crise está só começando.

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 13:33

      Lucas
      Acho que a previsão do pico em 2015 era em função da quantidade de entregas
      Agora, na fórmula, teria que entrar:
      – Distratos recorde (Rossi em 91%)
      – Filhos e divorciados voltando para casa dos pais
      – Casados construindo puxadinhos na casa de parentes
      – Amigos que moravam sozinhos montando república
      – Casamentos e gravidez sendo adiados
      etc

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Minions 25 de agosto de 2016 at 15:37

      Eu tenho a impressão que os efeitos da crise estão se acentuando agora.
      As empresas seguraram um pouco o facão com esperança no temeroso. Quando terminar a votação do impedimento no senado e passarem as eleições municipais, temeroso vai mostrar as garras e as empresas farão “os ajustes”. O fundo do poço deve acontecer em 2017, se a BNN sobreviver e não virar uma Grécia.

      7+
      • avatar
      • Lucas 25 de agosto de 2016 at 16:27

        bolsa e dolar
        gringos desmontando posição
        olimpiada acabou
        A CONTA CHEGOU COM TUDO!

        só falta subirem lá os juros

        9+
        • avatar
        • bolha real 25 de agosto de 2016 at 21:12

          Quais bancos desmontaram posição? Não teve nenhum movimento de fazer e nem desfazer posição tanto em dólar quantos em juros já faz dias.

          4+
          • avatar
          • Lucas 26 de agosto de 2016 at 13:22

            fuga recorde de dolares e da bolsa
            vc precisa estudar mais

            1+
  • Minions 25 de agosto de 2016 at 12:25

    Eu gostaria de fazer um “resgate histórico”. Os méritos deste blog é discutir “bolha imobiliária” quando poucos acreditavam. Lá em 2011 e 2012, quando o governo continuava liberando crédito pra galera, a CEF fingia que analisava a renda dos compradores, financiava-se carro em 96 meses, liberou o consignado pra geral, …, enfim, quando “tudo ia bem”, prevíamos que a economia iria entrar em colapso. Tanto que o slogan mudou para “a bolha será o menor dos nossos problemas” by Chico (sinto falta da participação dele e da Rosinha).
    Agora, todos reconhecem que a bolha existe e alguns ainda acreditam na correção via inflação.
    Gostaria que não perdessemos a melhor característica do blog: discutir as perspectivas da economia e tentar “prever” o futuro.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Viking 25 de agosto de 2016 at 12:42

      a BNN não tem futuro!

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Minions 25 de agosto de 2016 at 13:21

        Concordo!
        A questão é como será o “não-futuro” da BNN

        7+
        • avatar
        • avatar
  • Burbuja 25 de agosto de 2016 at 12:46

    CVR – Aluguel

    Em maio meu contrato de aluguel se encerrava e eu iria sair devido a minha mudança para outra cidade. Um amigo se interessou pelo apto e pediu pra eu intermediar com o dono e ver se ele manteria o preço do aluguel (R$ 1.000 por um quarto e sala, tudo incluso, mas é um valor normal para a cidade). O dono, daqueles velhos beeem ignorantes, mandou um sonoro “-Claro que não!” quando perguntei se ele manteria o preço do aluguel para um amigo, alegando que a inflação não tá pra brincadeira, etc (e eu com isso? rs).

    Meu amigo deixou pra lá e assim que entreguei o apto ele subiu o valor pra R$ 1.100. Encontrei o anúncio duas semanas depois que saí e passei a acompanhar. Esta semana completou 3 meses e continua lá parado, enquanto todos os meses ele paga R$ 450,00 de condomínio e iptu. Acho muita graça.

    48+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Viking 25 de agosto de 2016 at 12:52

      vai ser motumbado sem dó!

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Burbuja 25 de agosto de 2016 at 12:59

        O pior é que esse povo velho é o mais cabeça dura! Acham que imóvel é garantia de renda ou negócio sem riscos e que o inquilino irá absorver qualquer eventual prejuízo. Aproveitando, emendo outro CVR: antes de alugar esse apartamento que entreguei há 3 meses, mais ou menos no início de setembro do ano passado, achei um apartamento que me interessava, sendo este de 3 quartos. Quando liguei para a proprietária, uma senhora de 82 anos, ela me informou que o aluguel seria R$ 1.500,00. Perguntei se poderíamos negociar este valor, mas ela disse que não reduzia nenhum centavo porque o condomínio era muito caro (R$ 450,00) e o lucro dela diminuiria (e daí? rs). Agradeci e segui em frente até alugar o quarto em sala. ATÉ HOJE a placa está lá, QUASE 1 ANO com o imóvel fechado! Espero que o lucro dela não tenha sido prejudicado kkkk

        35+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Viking 25 de agosto de 2016 at 13:05

          lucro negativo, né….

          13+
          • avatar
          • avatar
          • EngenheiroSP 25 de agosto de 2016 at 13:44

            A esquizofrenica da proprietária do meu apto quer aplicar o reajuste agora que completará um ano, apesar de na imobiliária alugar pelo valor que pagamos atualmente

            Resultado: mais três aptos vazios pra ela

            14+
            • avatar
            • avatar
            • Viking 25 de agosto de 2016 at 14:02

              proprietário que não aceitar negociação será motumbado por um longo tempo…mas isso todos sabemos

              11+
              • avatar
              • avatar
        • Skidwasted 26 de agosto de 2016 at 10:58

          Cara, porque você não liga para esse pessoal, lembra do caso e pergunta como eles estão?

          1+
  • Minions 25 de agosto de 2016 at 13:20

    CVR
    Conversando com corvo de autos usados neste fds, o mesmo disse que está queimando carros para sobreviver e que, do jeito que está, não aguenta 6 meses: telefone não toca, poucos interessados entram na loja e, dos que pretendem comprar o carro, a financeira não aprova o cadastro.

    CVR 2
    Só esta semana tive conhecimento de 2 funcionários com pelo menos 15 anos de casa foram encaminhados ao MTE. O 1 trabalhava em usina da região, salário de 20k, 20 anos de casa. O 2 trabalhava no SENAC, 15 anos de casa e tb não resistiu.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Viking 25 de agosto de 2016 at 13:28

      aposto que o primeiro, se não for bolhista, abre falência já já…quanto maior a renda, maior o consignado

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Minions 25 de agosto de 2016 at 13:42

        Bolhista não! Vida louca…

        10+
        • avatar
        • avatar
  • Leonardo M. 25 de agosto de 2016 at 13:23

    Minha família tem uma sala comercial no centro de Londrina

    Faz 2 anos que não aplicamos reajuste da inflação pra manter o inquilino, que diga se de passagem muito honesto e trabalhador.

    Mas melhor uns mil Réis na mão do que o IPTU chegando…

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 14:51

    De acordo com o IBGE, em 2010 no DF existiam
    http://www.censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?uf=53&dados=22

    855.506 imóveis particulares, sendo:
    774.922 ocupados (90,6%)
    17.607 de uso ocasional – veraneio (2,0%)
    62.977 vago (7,4%)

    Deste 774.922 ocupados
    Próprio 457 494
    Alugado 232 286
    Cedido 78 398
    Outra 5 859

    Destes 457.494 próprios
    Já quitado 418 265
    Financiado 39 229

    5+
    • avatar
  • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 15:04

    Desconfio que o BC não vai ter mais fôlego para segurar a queda do dolar

    BC tem prejuízo de R$ 201 bilhões no semestre

    O recuo do dólar em relação ao real atingiu em cheio o Banco Central no primeiro semestre. Balanço divulgado nesta quarta-feira, 24, mostra que, de janeiro a junho, o BC registrou prejuízo de R$ 201,953 bilhões. É o pior resultado para um primeiro semestre na série histórica, iniciada em 2008. O resultado foi consequência, principalmente, do prejuízo de R$ 184,6 bilhões que o BC teve em suas posições de reservas internacionais e derivativos cambiais. No caso das reservas, como o dólar caiu de R$ 3,90 no fim de 2015 para R$ 3,21 no fim de junho de 2016 (desvalorização de 17,8%), as reservas perderam valor, com impacto negativo de R$ 263,352 bilhões. Por outro lado, o fato de o dólar ter caído no período fez o BC registrar ganhos de R$ 78,706 bilhões com os swaps – um tipo de contrato cambial que, quando ocorre a alta da moeda americana, traz resultado positivo para a instituição. O swap, no entanto, apenas minimizou o prejuízo com as reservas internacionais. Pior resultado De acordo com o chefe do Departamento de Contabilidade e Execução Financeira do Banco Central, Arthur Andrade, um resultado negativo no primeiro semestre havia sido registrado apenas em 2009. Naquele ano, o BC teve no primeiro semestre prejuízo total de R$ 95 bilhões. No ano de 2009 como um todo, o resultado foi negativo em R$ 142,110 bilhões. Andrade lembrou ainda que esse resultado negativo do BC no primeiro semestre de 2016 precisará ser coberto pelo Tesouro Nacional em até dez dias úteis do ano seguinte ao exercício (2017). A cobertura desse prejuízo elevará a dívida pública brasileira, mas não vai influenciar o resultado fiscal do País.

    5+
    • avatar
  • Cajuzinha 25 de agosto de 2016 at 15:11

    O governo federal anunciou hoje (25) a abertura de duas linhas de crédito que, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), visam ajudar empresas que precisam de apoio financeiro para ter capital de giro, e para empresas em dificuldades que necessitam de apoio para recuperação judicial, extrajudicial ou de falência.

    A meta é criar condições para que empresas em situação de crise econômico-financeira superem dificuldades para obtenção de crédito.

    Segundo a presidente do BNDES, Maria Sílvia Bastos Marques, a intenção do governo é melhorar as condições para as empresas “neste momento de elevada taxa de desemprego e economia em retração, e um volume expressivo de empresas em recuperação judicial”.

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2016-08/bndes-abre-linha-de-credito-para-empresas-que-precisam-de-capital-de-giro

    4+
  • Cajuzinha 25 de agosto de 2016 at 15:16

    “SÃO PAULO – As condições de crédito seguirão frágeis na América Latina em 2017, especialmente no Brasil, diante do fraco desempenho econômico regional, afirmou a Moody’s nesta quarta-feira.

    As condições econômicas mais baixas pesarão sobre os bancos da região, prejudicando a qualidade dos ativos e pressionando os lucros. No Brasil, os bancos seguirão sob pressão mesmo quando a economia emergir de uma recessão de dois anos. Além disso, o elevado desemprego pode elevar os calotes de pessoas físicas.”

    http://oglobo.globo.com/economia/moodys-ve-cenario-fraco-para-credito-no-brasil-em-2017-19987548

    6+
  • Cajuzinha 25 de agosto de 2016 at 15:21

    kkkkkk

    ” imóveis que hoje valem pouco”?!

    “Assim como o próprio mercado e a economia, o rumo do setor imobiliário oscila constantemente. Um exemplo bem visível é a mudança brusca nos preços de determinados imóveis que hoje valem pouco, mas amanhã podem ser valorizados – e vice-versa. Atualmente em Brasília, locatários de imóveis corporativos nível B estão migrando para prédios mais novos e modernos, apostando em arquiteturas mais inteligentes e eficientes.

    “”Por conta da grande oferta, a vacância nesses imóveis nível B estão ficando cada vez maiores, empresários buscam outras opções melhores com valores parecidos”, afirma Tarik Faraj, sócio da TRK imóveis http://www.trkimoveis.com.br, imobiliária de luxo com sede em Brasília.”

    https://noticias.terra.com.br/dino/imoveis-corporativos-empresarios-trocam-instalacoes-antigas-e-precos-altos-por-opcoes-modernas-e-customizadas,6450c6c84d6d53c898ddfc6226e12661uva9flje.html

    7+
  • Ilusionista 25 de agosto de 2016 at 16:20

    o cobertor é bem curto….para salvar alguns, terão que sacrificar outros…
    numa hora vem governo incentivando crédito fácil para o povão, já quebrado, para salvar diversos setores, inclusive as construtoras e montadoras.
    noutro momento com a crise e aumento do desemprego, aumenta também o número de reclamações trabalhistas, vem o governo e diminui as verbas para a Justiça do Trabalho com risco de fechar as portas.

    http://oglobo.globo.com/economia/negocios/tribunais-podem-ter-de-fechar-as-portas-diz-presidente-do-tst-19993325

    Ai propõe uma reforma trabalhista com livre negociação entre os sindicatos não levando mais em conta as garantias mínimas da CLT (quer ganhar x, se não quiser, tem outro que quer).
    Sem Lei não haverá mais o que reclamar, menos custo, resolvido o problema…
    Neste cenário ainda tem gente querendo abraçar um carnezinho de 35 anos …..

    9+
  • Moreira 25 de agosto de 2016 at 17:00

    Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) orienta os empresários do comércio de bens, serviços e turismo que utilizam o crédito como ferramenta estratégica, uma vez que permite o acompanhamento do perfil de endividamento do consumidor, com informações sobre o nível de comprometimento da renda do consumidor com dívidas, contas e dívidas em atraso, e sua percepção em relação à capacidade de pagamento. A Peic é apurada mensalmente pela CNC desde janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas as capitais dos Estados e no Distrito Federal, com cerca de 18 mil consumidores.
    http://www.cnc.org.br/central-do-conhecimento/pesquisas/economia/pesquisa-nacional-de-endividamento-e-inadimplencia-do–20

    4+
  • Moreira 25 de agosto de 2016 at 17:09

    Qual é o conteúdo das dívidas constantes do: cheque pré-datado, cartão de crédito,
    cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguro apontados como itens nos quais os pesquisados relatam ter dívidas? É bem provável que esteja relacionado a passivos ou mesmo consumos frívolos.

    4+
  • Moreira 25 de agosto de 2016 at 17:12

    http://www.cnc.org.br/sites/default/files/arquivos/analise_peic_julho_2016.pdf

    oq ue achei interessante nesse relatório são as categorias de endividamento. Uma delas é:

    “mais ou menos endividado”. O que é mais ou menos endividado? kkkkkkk

    5+
  • Moreira 25 de agosto de 2016 at 17:16

    Outro exercício legal é olhar o quadro comparativo, página 3, de consumo dos mesmos itens por famílias que ganham menos de 10 salários mínimo e famílias que ganham mais de 10 SM:

    Tipo de dívida (% de famílias)
    Julho de 2016
    Tipo Total
    Renda familiar mensal
    Até 10 SM + de 10 SM
    item – total – menos de 10SM – mais de 10SM:

    Cartão de crédito 76,7% 77,7% 72,4%
    Cheque especial 6,9% 6,0% 11,3%
    Cheque pré-datado 1,5% 1,5% 1,6%
    Crédito consignado 5,2% 4,9% 6,8%
    Crédito pessoal 11,3% 11,0% 12,7%
    Carnês 15,7% 16,6% 10,8%
    Financiamento de carro 10,7% 8,8% 19,2%
    Financiamento de casa 7,8% 5,9% 16,7%
    Outras dívidas 2,4% 2,8% 0,7%
    Não sabe 0,1% 0,1% 0,2%
    Não respondeu 0,1% 0,1% 0,2%

    8+
    • avatar
  • joselito 25 de agosto de 2016 at 17:52

    Coluna de 20 de julho de 2016:
    http://hojeemdia.com.br/opini%C3%A3o/colunas/jos%C3%A9-ant%C3%B4nio-bicalho-1.334759/a-pesquisa-de-pre%C3%A7os-e-o-jogo-do-sinduscon-1.399410

    Trecho: Tudo correu muito bem enquanto o mercado explodia. Mas, a partir da inversão da curva para a depressão, a pesquisa começou a incomodar.

    Coluna de 25 de agosto de 2016:

    http://hojeemdia.com.br/opini%C3%A3o/colunas/jos%C3%A9-ant%C3%B4nio-bicalho-1.334759/sobre-a-nova-pesquisa-imobili%C3%A1ria-do-sinduscon-1.409428

    Trecho: Ontem, convidado pelo Sinduscon, participei do encontro de empresários do setor, na sede da entidade, para apresentação analítica da pesquisa de julho. De fato, a pesquisa está bem mais elaborada, com a inclusão de novos indicadores e cruzamentos de dados mais complexos…

    Ao final, o colunistas entrega subliminarmente a jogada: a pesquisa agora está mais completa, mas não é mais possivel acompanhar as tendências, pois as bases retornam somente até out/15 (motumbo já tinha o passaporte brasileiro em mãos)

    8+
    • avatar
  • Luladranus 25 de agosto de 2016 at 18:08

    Ai ai, e as parcelinhas que cabem no bolso como é que ficam?

    http://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2016/08/25/caged-julho.htm

    “O Brasil perdeu 94.724 vagas de trabalho com carteira assinada em julho. O resultado é pior do que o registrado em junho (-91.032), mas melhor do que o de julho do ano passado (-157.905). Foi o 16º mês seguido em que o Brasil teve corte de vagas.”

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • PobreCarioca 25 de agosto de 2016 at 18:14

    OFF

    Quais são os bancos mais confiáveis para aplicação em renda fixa pelo Easynvest?

    CVR

    Ainda há muito trouxa por aí.

    Moro de aluguel pagando 0,35% do valor anunciado. É um pequeno condomínio com sete casas e eu fiquei abismada com rapidez com que os vizinhos conseguiram vender a casa, apenas 4 meses. Não sei o valor efetivo da venda, mas certamente algo muito superior ao patamar de 150x o valor do aluguel. Espero que os novos propriOtários tenham financiado, afinal precisamos de pagadores de juros.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 25 de agosto de 2016 at 18:31

      PobreCarioca,

      O banco é só para fazer a TED, para não pagar é só ter conta digital, você escolhe o banco: Itaú, Bradesco ou BB, eles tem conta digital.

      Qualquer banco é seguro para isto.

      4+
      • PobreCarioca 25 de agosto de 2016 at 18:49

        Acho que me expressei mal na pergunta. Referi-me à confiabilidade dos “pequenos bancos” que encontramos na Easy, exemplo: Original, Indusval, Fibra, dentre outros.

        Quais desses são mais indicados?

        3+
        • bolha real 25 de agosto de 2016 at 21:23

          Faz diversificação, coloca um pouco em cada. Até 250k por instituição e Cpf o FGC cobre.

          2+
    • alemonbnu 25 de agosto de 2016 at 23:10

      Rapaz, o bananense padrão não tem sequer uma sombra de gota de idéia do que é isso de 150x valor do aluguel. Dia desses vi bananense comemorando que tinha comprado um apê e que iria por pra alugar. Na compra pagou 230x o valor que ele mesmo tá pedindo de aluguel. Fiz uma pesquisa de anuncios da região e há outras pessoas anunciando aluguel por preços inferiores. Ou seja, se usar como base o preço medio da regiao, o feliz proprietário pagou uns 250x o valor do aluguel. 250 meses = VINTE ANOS.

      3+
      • avatar
  • Dr. Estranho 25 de agosto de 2016 at 18:33

    Números. Quer enrolar alguém, de-lhe números. São mágicos e trafegam no imaginário como realidade fossem. Números são como andar em maionese, escorregando aqui e ali. Haverá o dia que bateremos com a cara no chão.

    6+
    • avatar
  • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 20:53

    Cada povo tem o governo que merece
    Cada 666 tem a JEBA que merece

    No fim de 2015 em meio a um sufoco financeiro, recorri à Crefisa pois precisava regularizar naquele momento minha situação.
    Consegui um valor de R$2.031,34 que foi dividido em 12 parcelas de R$507,28, totalizando no final, R$6087,36.
    O que me tranquilizou um pouco, foi a proposta feita de realizar o pagamento sempre da fatura atual juntamente com a última, pois ela viria com 80% de desconto, e com isso, reduziria o valor significativamente.
    No mês seguinte, fiquei sem emprego, e com isso sem condições de pagar as parcelas, mas após um tempo consegui outro emprego e então entrei em contato para fazer uma negociação, para que dali em diante eu conseguisse pagar normalmente.
    Só que então me foi passada a proposta de 18 parcelas de R$510,00, que totalizavam R$9180,00, ou seja 4,5 vezes o valor pego no empréstimo, e dessa vez, sem a opção de desconto na última parcela.

    11+
    • avatar
  • Cesar_DF 25 de agosto de 2016 at 20:54

    Acabei de ver no JN
    666 advogada assinou contrato SEM LER para aquisição de de apartamento na planta
    Cada 666 tem a JEBA que merece

    16+
    • avatar
    • avatar
  • Palmeirense Bolhudo 26 de agosto de 2016 at 07:34

    Locação de imóveis comerciais no Rio cai 12,35% em 1 ano, diz Fipezap

    O preço médio de locação e venda de salas e conjuntos comerciais de até 200 metros quadrados no Rio de Janeiro voltou a apresentar queda em julho. Em um ano, o recuo no valor do aluguel foi de 12,35%. Na venda, a queda foi menor, de 6,01%, segundo pesquisa FipeZap, divulgada nesta quinta-feira (25).

    “A comparação entre o investimento feito em imóveis comerciais e uma alternativa de menor risco (o CDI) mostra que desde 2015 o investidor em imóveis comerciais tem tido, em geral, perdas. Nos doze meses encerrados em julho/2016, enquanto o CDI rendeu 14,1%, os proprietários de saletas que estavam locadas tiveram um retorno médio de 2,5% (fruto da combinação entre o recebimento dos alugueis e dadesvalorização de seus ativos)”, analisou a entidade.

    http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2016/08/locacao-de-imoveis-comerciais-no-rio-cai-1235-em-1-ano-diz-fipezap.html

    2+
  • Palmeirense Bolhudo 26 de agosto de 2016 at 08:05

    Vendas de imóveis registram queda
    Retração chegou a cerca de 30% no primeiro semestre ante igual período de 2015 em BH e Nova Lima

    As vendas de imóveis residenciais novos em Belo Horizonte e Nova Lima registraram queda em torno de 30% no primeiro semestre de 2016, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Apesar de a Pesquisa do Mercado Imobiliário do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), divulgada ontem, não ter o levantamento dos números do setor de janeiro a junho do ano passado – a série foi iniciada em outubro de 2015 -, o percentual representa uma estimativa da própria entidade.

    A redução verificada nos lançamentos, porém, foi ainda maior no período: 78,9%.

    Comerciais – As vendas de imóveis comerciais ficaram praticamente estáveis no primeiro semestre, de acordo com o Sinduscon-MG. De janeiro a junho, foram vendidos 266 imóveis contra 243 unidades lançadas. O VGV dos comercializados apurado foi de R$ 140 milhões. Os lançamentos fecharam em R$ 118 milhões. O preço médio do metro quadrado em junho fechou em R$ 9.895.

    No segundo trimestre, foram comercializadas 109 unidades, contra 157 vendidas de janeiro a março, ou seja, queda de 30,6%. A região com mais imóveis comerciais disponíveis em junho era a Centro-Sul, com 308, enquanto no Barreiro não havia unidades à venda.

    http://www.diariodocomercio.com.br/noticia.php?id=172350

    0
  • Festa_no_Ap 26 de agosto de 2016 at 20:23

    Aqui em SP Capital já vi imoveis com 8 placas, de aluga e venda misturadas, kkkkkk.

    E muitos imóveis ficam fechados por anos e o idiota do dono prefere deixar assim e não abaixa, o recorde que eu vi foram 9 anos, e o imóvel ia visivelmente ficando cada vez pior.

    0
  • SuperouMe 26 de agosto de 2016 at 20:42

    Ultimo, Proximo Tópico Please.

    0