Construtores tentam reduzir inadimplência dos imóveis – O Povo

Você pode gostar...

Comments
  • CA 9 de agosto de 2016 at 22:11

    Sobre o tópico:

    Este é o subprime 2, que segue o mesmo roteiro de outros países: inadimplência do crédito imobiliário sobe muito, o volume de imóveis retomados por bancos acompanha este crescimento, a super-oferta vai ficando cada vez mais clara, os bancos são forçados a reduzirem cada vez mais o preço para retomar uma liquidez saudável e em função disto tudo, para não aumentar os prejuízos e também por estarem sem liquidez, os bancos aumentam juros do crédito imobiliário e tornam sua aprovação mais difícil, o que leva os distratos a aumentarem cada vez mais, alimentando assim o subprime 1 que é baseado nos super-estoques crescentes das construtoras, que por sua vez são obrigadas a baixarem os preços para conseguirem vender desovando os estoques para pagar suas dívidas e daí cada vez mais investidores na planta que recebem seus imóveis vêem que não conseguirão revender com ágio, forçando novo aumento nos distratos e retomando o ciclo explosivo da bolha.

    O que a CEF, que sempre foi a líder no crédito imobiliário podre; tem feito há ANOS? Vendem parte do crédito podre para empresas urubus, SIMULANDO que a inadimplência não está tão elevada (aqueles títulos podres que foram vendidos deixam de contabilizar como inadimplência para CEF). Outra saída tem sido renegociarem com devedores prolongando o prazo da dívida. Estas apelações e outras que usam para MAQUIAR o problema não diminui a perda de liquidez e a necessidade de juros maiores e mais rigidez na concessão do crédito, portanto os efeitos sobre a explosão da bolha são nulos, até porque esta explosão é irreversível.

    52+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 9 de agosto de 2016 at 22:16

      Complementando o que consta acima replicando um comentário de Cajuzinha no tópico anterior:

      Quintuplica o número de imóveis em leilões; vantagens são grandes para quem compra
      8 de agosto de 2016, às 13:38Luiz de Carvalho Deixe um comentário
      leilaoO número de imóveis, que foi a leilão nos últimos quatro anos, no Paraná, aumentou em 502%, segundo a Associação Nacional dos Mutuários (ANM), e tornou-se um excelente negócio para as pessoas, que pretendem comprar casa, apartamento ou chácara, tanto para uso próprio quanto para investimento. Ao arrematar em leilões judiciais, o comprador poderá fazer uma economia de até 50%.

      http://blogs.odiario.com/luizdecarvalho/2016/08/08/quintuplica-o-numero-de-imoveis-em-leiloes-vantagens-sao-grandes-para-quem-compra/

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • MARK 9 de agosto de 2016 at 22:32

    CA… estava pensando esses dias sobre os leilões, tenho acompanhado aqui na Baixada Santista e os 50% do valor oferecido nos leilões penso que representariam na verdade um pequeno desconto de 10 ou 20%, pois as avaliações seguem o ZAP, que sabemos que não serve de referência para nada. Mais à frente com certeza os 50% serão fiéis à realidade.

    12+
    • avatar
    • Zé Carioca 9 de agosto de 2016 at 22:57

      Mari, fui num leilão aqui no Rio e cheguei a cogitar comprar, mas desisti. Avaliação de 2013, ou seja, do pico da bolha, que ainda foi corrigida pela inflação aumentando o valor do imóvel, sendo que de 2013 para cá até o FipeZap caiu. O imóvel foi avaliado em 26k o m2, só que hoje você encontra similares à venda por 20k o m2, e não vende. Pensei em pagar 13k o m2, mas desisti, visto que o risco do negócio somado ao gasto com o leiloeiro e advogado tornaria o desconto real pífio em relação ao mercado (cerca de 30%).

      Achei que não valia a pena, pois em leilão judicial você não vê o imóvel antes, e tem o risco real do imóvel precisar de reforma. Achei melhor esperar mais um ou dois anos, pois acho que os preços caem mais.

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Anonymous 10 de agosto de 2016 at 04:04

        Não perca seu tempo e principalmente dinheiro em leilão de imóveis na Banânia. Se voce quiser comprar imóvel em leilão de verdade, não os de mentirinha como existem na Banânia, sugiro comprar nos EUA. Segue um website, mas existem muitos outros. Voce pode ir dando lance pela Internet até o prazo de encerramento.

        http://www.tranzon.com

        Existem um tipo de leilão que é chamado absolute auction, onde a máxima oferta leva, não importa que seja $ 1 USD. Voce pode inspecionar o imóvel sem problema algum. Existe também o que se chama Sheriff sales, onde o Sheriff coloca casas em leilão, às vezes pela valor da dívida do equivalente ao IPTU.

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Anonymous 10 de agosto de 2016 at 04:27

          O preço por m2, para uma casa classe média (rico na Banânia), num terreno de 1000 m2 (bairro qualidade AlphaVille) é da ordem de 4 mil Reais.

          10+
          • avatar
        • John Horse 10 de agosto de 2016 at 10:24
        • Lampadinha 10 de agosto de 2016 at 15:55

          Faz anos que você fala isso e também critica o preço dos imóveis e cada vez me convenço que de que você está certo.

          1+
      • Zé do Brejo 10 de agosto de 2016 at 09:37

        Sobrarão leilões e faltará compradores.
        Não é apenas a bolha imobiliária que estourou, a bolha de crédito explodiu.
        As pessoas não tem dinheiro, o pior, nunca tiveram. Tinham crédito e contavam com o ovo no… da galinha.
        Quem vai comprar toda essa massa podre agora?

        14+
        • avatar
        • Sergio Soares 10 de agosto de 2016 at 09:58

          Zé, é isso que eu sempre disse: Na Banania ninguém nunca teve dinheiro, teve foi um crédito podre.
          Pra quem não tem dinheiro não importa o valor final, só importa que a “parcelinha” caiba no bolso. Digo isso com propriedade, pois tenho muitos amigos e parentes que pensão assim.

          13+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Zé do Brejo 10 de agosto de 2016 at 10:46

            Os grandes empresários sabem dessa cultura bananense e por isso até estimulam isso para super inflacionar seus produtos.
            Deste modo, uma venda realizada com sucesso cobre as despesas e prejuízos dos possíveis não pagadores.
            Até algum tempo atrás, o bom pagador se via refém do sistema e comprava mesmo assim. O que tenho notado agora é que os bons pagadores não tem se animado a pagar o preço absurdo da conta dos inadimplentes. E é com isso que os empresários não contavam, achavam que sempre teriam desavisados e esse número de desavisados tem diminuído.
            Acredito que estamos vivendo uma mudança de paradigma. Quão antes os empresários entenderem isso, mais rápido o mercado se corrigirá.

            17+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
      • Aprendiz 10 de agosto de 2016 at 10:09

        Bom dia Amigos,

        Como meu próprio nick diz, sou Aprendiz neste mundo e desde já agradeço todo conhecimento compartilhado aqui neste blog

        Com certeza o que leio aqui ampliou minha visão sobre o dinheiro e sobre como trabalhar meu dinheiro

        Acompanho um imóvel num leilão, com 100 m2 em SP onde se praticava 11K m2 e hoje se encontra em 8K m2 …. hoje no leilão, ele está em 4,20K m2 em primeira praça

        Agora pergunto: – Lá diz praça única, não terá abertura pra segunda se não houver lances ?

        Caso venha em segunda praça, por um valor de R$3K m2 não seria um bom valor ?

        O imóvel está desocupado, tem fotos dele por dentro … além de verificar no condominio as contas em atraso e na prefeitura, o que mais preciso verificar e ou me preocupar em checar antes de efetuar um lance ?

        Desde já, agradeço toda ajuda

        Abraço

        5+
        • Zé Carioca 10 de agosto de 2016 at 15:18

          Não tenho grandes conhecimentos no mercado de leilão, mas se fala em praça única não deve ser leilão judicial e sim extrajudicial (algum banco está leiloando imóvel retomado, ou o espólio colocou em leilão para vender rápido). Se for leilão judicial tem a primeira praça onde os lances tem que ser maior que a avaliação do perito e a segunda praça pela melhor oferta desde que ela não seja considerada vil (pelo código civil 50% do valor da avaliação inicial).

          Se for leilão extrajudicial, como aparenta ser, pode ser uma única praça e o dono pode muito bem refazer o leilão com o mesmo preço ou um valor menor, no leilão extrajudicial de não tem restrição quanto a preço vil. Sendo um imóvel desocupado e sem dívidas, o que é muito difícil, pode até ser um bom negócio, mas estando ocupado leve sempre em conta que é muito difícil tirar o morador, com a mudança da lei até melhorou, mas a justiça é lenta e paternalista. Tem que ler muito bem o edital para saber se as dívidas são abatidas do valor pago, o que acontece se as dívidas forem maior que o valor arrematado (em geral zera e o arrematante pega o bem livre de dívidas, mas o condomínio, por exemplo, pode ser de sua responsabilidade).

          2+
      • yanborges 10 de agosto de 2016 at 11:04

        Zé, tenho percebido isso também nos anúncios de leilão, preço de avaliação surreal. Ainda não fui a nenhum leilão. Cheguei a entrar uma imob que presta uma assessoria pra participar. Acha uma boa? Como vc tem feito? Agradeço a ajuda!

        6+
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 10 de agosto de 2016 at 11:23

          Desculpa, não consigo te ajudar, desisti de comprar imóvel no Brasil uns 3 anos atrás.

          11+
        • Zé Carioca 10 de agosto de 2016 at 15:21

          Eu cheguei a consultar um advogado que queria me cobrar 5k para me dar uma consultoria mais 5% do valor do imóvel a ser adquirido, caso arrematasse. Achei o valor muito alto e como meu interesse no imóvel era baixo desisti de contratar, mas acho necessário contratar um especialista caso você queira realmente comprar em leilão. Tem pegadinhas para marinheiros de primeira viagem e não é simples expulsar quem está ocupando.

          2+
      • Zejose 10 de agosto de 2016 at 13:32

        30%, o número mágico retorna…

        1+
    • CA 10 de agosto de 2016 at 07:06

      MARK,

      Não podemos perder de vista as dimensões envolvidas.

      As pessoas o tempo inteiro estão “analisando” os assuntos de forma subjetiva e ilógica, no melhor estilo “papo de bêbado em botequim”, simplesmente não param para raciocinar a respeito dos fatos e dados, por mais que os mesmos tenham sido exaustivamente repetidos por aqui.

      Primeiro: 10% ou 20% de redução de preço de imóvel em 1 ano é relevante, se você considerar que em um país onde tivemos a explosão de bolha imobiliária considerada o maior exemplo de hard landing (EUA), no ano que foi o auge da queda, a redução de preços foi de 18%, sendo que a inflação por lá sempre foi MUITO MENOR que no Brasil. Considerando o menor percentual que você informou (10%), mais a diferença entre a inflação do Brasil e a inflação nos EUA, já bateria o recorde americano, isto porque esta conta ainda está incompleta e o raciocínio está sendo completamente SIMPLISTA.

      Na verdade, como sempre temos dito, mediante diversas amostras de leilões realizados, a maioria dos imóveis não tem sido arrematado sequer na segunda praça e com descontos de 40% ou 50%, logo, este ainda não é o preço de venda REALIZADA que melhor traduz o preço médio REAL de venda de imóveis, até porque a sua participação no total de vendas REALIZADAS ainda é pequena.

      Em segundo lugar, no Brasil o subprime 1 tem mais muito mais peso que o subprime 2 por enquanto e isto significa que o preço de venda REALIZADO é muito mais influenciado pelas vendas de imóveis novos realizados pelas construtoras. Para construtoras mais endividadas, já constatamos por aqui, com base nos relatórios trimestrais e oficiais das mesmas, reduções de preços variando de um mínimo de15% até mais de 60% de um ano para outro, isto sem contar com a inflação do período. Esta ordem de grandeza de redução de preços também foi constatada por pesquisa da Geoimovel que apontou redução de 35,5% nos preços negociados de lançamentos de imóveis em Brasília em 2013, queda de 25% nos preços de imóveis novos entregues em São José dos Campos apurada por CRECI SP em 2013, queda de 17% nos preços de imóveis novos de 3 dormitórios lançados em São Paulo no 1T13 conforme apurado pela EMBRAESP, queda entre 20% e 30% para imóveis novos em São Paulo no início de 2015 conforme apurado pelo SECOVI SP no caso das tipologias que representaram mais de 80% das vendas realizadas, dentre outras evidências de pesquisa realizadas pelo Brasil que foram mostradas por aqui, com estes exemplos tendo ainda evidências adicionais por investidores na planta que viram as construtoras vendendo mais barato na entrega do imóvel do que na planta para estas cidades e várias outras, o que foi demonstrado por documento contendo depoimentos extraídos do ReclameAqui que já foi apresentado por aqui diversas vezes.

      Junta-se a isto a pesquisa do CRECI SP também realizada com base no preço negociado, mas baseada na venda de imóveis usados, que apontou queda no preço médio superior a 40% no acumulado dos últimos 3 anos para São Paulo.

      Para finalizar, nossa bolha imobiliária bateu o recorde mundial de crescimento de preços, ou seja, os preços ainda irão cair muito mais, este é em processo de explosão que ainda não terminou, todos os agentes, inclusive os bancos, terão que reduzir muito mais os preços, em especial quando vier o efeito manada. Todas as variáveis que afetam os preços dos imóveis indicam que os mesmos continuarão caindo, desde a queda na disponibilidade de empréstimos, passando por aumento de juros do crédito imobiliário, aumento no desemprego, queda na renda real, aumento nos distratos, nos leilões e na distorção entre oferta e procura, dentre outros.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Jovem Estudante 10 de agosto de 2016 at 15:23

      Qual site você pesquisou?

      1+
  • Alemon Fritz 9 de agosto de 2016 at 22:57

    imaginem qdo chegar a hora dos “investidores” (aqueles que resolveram arriscar e entraram por ultimo achando que ainda ia…alguns por imitação, alguns por otimismo, alguns por se acharem ixpertos… as vendas foram até 70% pra investiotarios no auge.. eles devem estar ficando quase prontos nesse ano.(safra 2012- 2013)..

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 10 de agosto de 2016 at 09:44

      Devem pensar assim: “Se não achar nenhum otário, vou tentar empurrar para algum parente brick-lover desavisado.”

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Leonardo M. 10 de agosto de 2016 at 02:09

    Mais uma do velho filme
    “Eu não vi isso no contrato… ”

    Categorias
    Compare Rankings Cadastre sua compra Institucional Todas as categorias
    Veja também: todas não respondidas respondidas finalizadas
    Cobrança indevida CX.SEGUROS e Seguro aquisição imovel.
    Caixa Seguradora

    São Paulo – SP ID: 20153887 04/08/16 às 14h25
    denunciar
    Seguradoras
    Boa tarde.

    Gostaria de saber o que é a cobrança CX.SEGUROS que todo mês vem caindo na minha conta.
    Não me lembro de ter autorizado tal debito.

    Fora isso, conversando com uma amiga advogada, fiquei sabendo que o seguro que paguei na aquisição do imovel é ILEGAL. Venda casada é [editado pelo Reclame Aqui] previsto na Codigo de Defesa do Consumidor.

    Aguardo explicacoes urgentes.
    Lara

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 10 de agosto de 2016 at 02:21

    E pra finalizar a seção corujao
    “socorro à caixa econômica sumiu!
    JUROS
    Valor abusivo Empréstimo Bancos
    Ah 4 anos fizemos a compra da casa própria através da caixa econômica federal, com parcelas decrescentes. Nessa época eramos empresários e nossa situação financeira era otima.

    Hoje somos empresários falidos junto desse Brasil, estamos desempregados e com parcelas altíssimas de nossa casa para pagar.
    Segundo o contrato as parcelas deveriam diminuir gradativamente, porem apos 4 anos pagando descubro que minha divida esta maior do que quando contratei e as parcelas aumentaram em 500 reais! ao contatar a gerente da caixa, ela me disse estar tudo certo, tudo previsto em contrato, então quer dizer que vcs me enganaram disseram que minhas parcelas diminuiriam inclusive dão uma previsão de valores das parcelas, isso tudo p que? para vcs cobrarem oque bem entendem isso? para deixar as pessoas sem dormir pensando em quando sera despejado da casa?

    sem falar que a cada 2 prestações vencidas a caixa manda p cobrança e vc é que tem arcar com todas as despesas, de cartorio e tudo mais entao alem do aumento da parcela vc tem em torno de mais 600,00 de custas para vc pagar! que vira em 1000 reais a mais todos os meses!
    isso que a caixa econômica federal prega de casa própria é uma mentira! do jeito que andam os juros eu nunca, nunca vou conseguir pagar a minha casa! Vou morrer e não vou conseguir pagar, isso sem falar se eu não for despejada antes!

    Isso que vcs fazem com o povo e ENGANAR! é tirar com a cara das pessoas, e abusar do sentimento e dos SONHOS que todos tem de ter algo p chamar de seu!

    EU NÃO CONCORDO COM ISSO! QUERO MINHA PARCELA DIMINUÍDA CONFORME A PREVISÃO QUE ME FOI PASSADA!

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Anonymous 10 de agosto de 2016 at 03:51

      http://www.bolhaimobiliariabrasil.com/primeiro-acesso-leia-aqui/

      Anonymous 11 de outubro de 2013 at 17:5
      A falácia do Sistema SAC

      Considerando os valores usuais, existe um valor crítico para a TR que é igual a 2.22% ao ano. No sistema PRICE quem explode é o saldo devedor. No sisteam SAC quem explode é a prestação. Como o bananense só presta atenção na prestação, o sistema SAC vai explodir muito antes do que o sistema PRICE explodiria. O tiro dos bancos com a conversa para boi dormir de prestação descrescente vai sair pela culatra.

      40+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • gmlinux 10 de agosto de 2016 at 05:56

      rolou uma lágrima em meus olhos… já passou, consultei os rendimentos do TD…

      18+
      • avatar
      • avatar
    • Minions 10 de agosto de 2016 at 08:15

      Esta reclamação é a síntese do blog. Só faltou falar que o corvo prometeu que o imóvel iria valorizar 30%a.a. ad eternum e o preço de mercado está caindo.

      23+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Andradez 10 de agosto de 2016 at 13:55

        Certamente ela ainda não sabe da queda e vai descobrir quando resolver vender o apto e repassar a dívida para outro trouxa. Ai vai ver que o apto vale menos do que ela comprou há 4 anos atrás. Se a pessoa não tiver uma cabeça serena nessas horas, a probabilidade de dar zica é alta!

        4+
    • Cesar_DF 10 de agosto de 2016 at 08:33

      No carnaval dos FINANCIAMENTOS as pessoas pensavam que estavam ricas, mas era pura ilusão, confundindo RENDA com CRÉDITO e esquecendo que um dia a conta chegaria. Com a queda na renda e subida da inflação, uma horda de sonhadores está virando NINJA (do acrônimo, em inglês, no income, no job, no assets: sem renda, sem emprego, sem patrimônio).
      Isto aconteceu na Grécia de 2001 a 2014 e na Espanha de 2008 a 2015
      Na bolha imobiliária do Estados Unidos, as pessoas já eram subprime antes de contrair os empréstimos. No Brasil, estão virando subprime por conta dos fatores citados acima.
      O perfil da dívida pública brasileira não é nada saudável, pois muito dinheiro foi colocado em passivos.

      https://brasilfatosedados.files.wordpress.com/2014/12/superc3a1vit-ou-dc3a9ficit-setor-pc3bablico-espanha-percentagem-do-pib-evoluc3a7c3a3o-1997-2016.png?w=640&h=311

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Labar 10 de agosto de 2016 at 15:17

        Bela síntese. Em poucas frases falou tudo. É o que tento passar pras pessoas mais próximas e que não quero que virem pagadores de juros…

        2+
    • CarlosL 10 de agosto de 2016 at 11:50

      Eis ai o CVR-Reclame Aqui do mês…..

      7+
  • gmlinux 10 de agosto de 2016 at 06:22

    CVR
    Relacionado ao comportamento das prestações.

    Um ex colega de trabalho, na faixa dos 22, decidiu comprar imóvel para casar, isto faz uns 2,5 anos.
    Na época, demonstrei a vantagem de se alugar e falei da possibilidade da parcela subir.
    Em relação à parcela, que é o foco deste CVR, encontrei um estudo na internet, demonstrando matematicamente, valores e tempo necessários para que a TR impedir à redução das parcelas.
    Infelizmente, mesmo com este conhecimento, ele financiou o imóvel.

    As pessoas se passam de vítimas, dizendo desconhecer o que assinaram, mas a informação sempre esteve disponível, o fato é que a maioria não se informa e quando o faz é para procurar opiniões que embasam sua decisão.

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • gmlinux 10 de agosto de 2016 at 06:25

      Quando digo embasam a decisão é no sentido de que já esta tomada e se aplica filtro em opiniões contrárias a ela.

      10+
    • Rampion 10 de agosto de 2016 at 09:34

      gmlinux,

      você tem toda a razão não leem porque não querem. Assinam apenas com o que escutam do corvo porque são preguiçosos. Ao meu ver não deveria nem ser aceita ações onde envolvessem alegações de que não sabiam o que estavam assinando. A conversa deveria ser uma só:
      – Você sabe ler, 666?
      – Sei!
      – E não leu por quê?
      – Porque acreditei no corvo!
      – Então agora abraça o motumbo!

      kkkkkkkk

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 10 de agosto de 2016 at 10:14

        Putz, lembrei desse episódio do pica-pau sobre assinar contratos sem ler.
        Tá certo que o Zeca Urubu o força a isso. Acho que é assim que essa galera se sente. Acham que foram obrigadas a assinar um contrato.
        Não conseguem dizer não…
        https://www.youtube.com/watch?v=mPESstNocu4

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • mario 10 de agosto de 2016 at 11:36

      nunca faça com os outros aquilo que não gostaria que fizesse com a gente, se todos pensassem assim o mundo seria bem melhor

      9+
  • Cesar_DF 10 de agosto de 2016 at 08:05

    Inúmeras lojas fechadas, com placas de aluga-se, mostram bem que as principais ruas do Centro de Campo Grande não chamam mais a atenção dos empresários.

    http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/comerciantes-reclamam-de-abandono-enquanto-revitalizacao-fica-na-gaveta

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 10 de agosto de 2016 at 08:16

    NEGÓCIOS

    Negócios19:02 – 9.8.2016
    Cyrela encerra 2º trimestre com lucro líquido de R$ 45 milhões, queda de 62,1%

    A incorporadora Cyrela Brazil Realty apresentou lucro líquido de R$ 45 milhões no segundo trimestre de 2016, queda de 62,1% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com balanço publicado nesta terça-feira, 9, pela companhia.
    O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 63 milhões, recuo de 73,3% na comparação entre os mesmos períodos. A margem do Ebitda caiu 11,0 pontos porcentuais, para 9,8%. A receita líquida da incorporadora totalizou R$ 641 milhões, uma baixa de 43,7%.
    Em sua apresentação de resultados, a Cyrela explicou que a redução no lucro líquido se deu, principalmente, pelo menor nível de receita e por contingências de R$ 33 milhões.
    O faturamento do trimestre foi impactado por um menor volume de vendas líquidas. Além disso, a companhia comprou unidades do permutante no empreendimento Riserva Golf. Essa compra paga à vista, no valor de R$ 27,8 milhões, foi contabilizada como uma reversão de permuta física. Os efeitos no demonstrativo de resultado da Cyrela foram uma redução da receita líquida de R$ 96,3 milhões e um estorno de custo de R$ 107,1 milhões.
    As vendas contratadas da Cyrela somaram R$ 442 milhões no segundo trimestre de 2016, queda de 28,5% em comparação com o mesmo período de 2015. Já o volume de lançamentos no trimestre foi de R$ 494 milhões, diminuição de 42,7%. Os dados consideram apenas a fatia da companhia nos empreendimentos.

    7+
    • avatar
    • perdido no rio 10 de agosto de 2016 at 10:07

      Obrigado ao Boss por aceitar meu cadastro, acompanho o site há muito tempo e tem me ajudado bastante! Vi alguém fazer isso em um tópico anterior e fui pesquisar, de curiosidade, os resultados da Cyrela no 2T15 (base de comparação desta notícia). E vejam só:

      13/08/2015 20h23 – Atualizado em 13/08/2015 20h24
      Cyrela vê lucro cair 30%, em cenário mais difícil que o previsto

      O lucro líquido foi de R$ 118 milhões entre abril e junho. Lançamentos subiram 19% e as vendas diminuíram 35,3%.

      A Cyrela Brazil Realty viu seu lucro cair 30% no segundo trimestre em um ambiente de queda de vendas e mais difícil do que o previsto no início do ano. O lucro líquido foi de R$ 118 milhões entre abril e junho, ante R$ 169 milhões um ano antes. A média das estimativa de analistas apontava lucro de R$ 115,5 milhões.

      http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2015/08/cyrela-ve-lucro-cair-30-em-cenario-mais-dificil-que-o-previsto.html

      4+
    • joselito 10 de agosto de 2016 at 10:33

      Sugestão para o auditor independente:

      Pega essas contingências de 33milhões e compara com a quantidade de distratos comunicados, mas não contabilizados.(optei pela palavra “comunicado”, pois se trata, em tese, de direito da parte compradora rescindir o CT , ou seja, não depende de “aprovação” ou “anuência”)

      6+
      • avatar
  • Cajuzinha 10 de agosto de 2016 at 08:18

    Considerando-se as contas vencidas há mais de 90 dias, a Anefac projeta para o fim do ano, inadimplência de 6% para pessoa física. A desaceleração da atividade econômica tem deixado os consumidores em apuros para quitar dívidas. Em julho, segundo dados da Boa Vista SCPC, a taxa subiu 4,9% em relação ao mês anterior. Na comparação com julho do ano passado, houve baixa de 4,3%. No entanto, ascendendo o alerta para a deterioração do mercado de trabalho que compromete a renda, nos sete primeiros meses do ano o percentual cresceu 2,5% frente igual período do ano passado.

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 10 de agosto de 2016 at 08:46
  • Cesar_DF 10 de agosto de 2016 at 09:02

    O que vai ser do Rio depois das Olimpíadas
    Economista do BNDES e organizador do livro “Depois dos Jogos — Pensando o Rio para o Pós-2016” fala à reportagem de Veja Rio sobre suas previsões para a cidade depois que a festa acabar

    3 – A atual crise no setor de óleo e gás pode comprometer a economia da cidade no período pós-2016?
    Não haverá Rio sem petróleo. A Petrobras deve passar por uma fase de ajustes, e só manteremos nosso potencial produtivo se corrigirmos os erros cometidos desde a descoberta do pré-sal, em 2007. Ainda assim, a prefeitura deverá pensar em fontes alternativas de renda para o município.
    4 – Quais seriam essas alternativas?
    A visibilidade da Olimpíada deve trazer para cá mais turistas e ajudar o Rio a ter mais eventos internacionais.Outra possibilidade é aumentar a arrecadação com IPTU de imóveis hoje isentos.
    6 – Depois de uma grande valorização, os preços no setor imobiliário estão estagnados. Devemos esperar uma queda depois de 2016?
    Muita gente aposta nisso.
    9 – Que garantias teremos de que as obras previstas para depois de agosto de 2016 serão algum dia finalizadas?
    A Baía de Guanabara, sem dúvida, é o grande passivo pendente que restará no fim dos Jogos em relação ao que se esperava,

    http://vejario.abril.com.br/materia/turismo/economista-e-organizador-do-livro-depois-dos-jogos-pensando-o-rio-para-o-pos-2016

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 10 de agosto de 2016 at 09:27

    Finalmente a realidade está sendo mostrada em Sergipe. Demorou, mas agora não estão conseguindo mais esconder. huhu!

    http://g1.globo.com/se/sergipe/setv-2edicao/videos/t/edicoes/v/cresce-numero-de-desempregados-da-construcao-civil-em-sergipe/5223612/

    5+
    • avatar
  • Cajuzinha 10 de agosto de 2016 at 10:03

    10/08/2016 09h00 – Atualizado em 10/08/2016 10h01
    Inflação oficial ganha força e fica em 0,52% em julho
    Acumulado no ano foi para 4,96%, nos últimos 12 meses, índice é de 8,74%
    Alimentação e bebidas tem a maior variação para julho desde 2000.

    5+
  • Cajuzinha 10 de agosto de 2016 at 10:05

    10/08/2016 09h01 – Atualizado em 10/08/2016 09h45
    Inflação da construção perde força em julho, diz IBGE
    Índice Nacional da Construção Civil recuou 0,82 ponto percentual.
    O acumulado nos últimos doze meses também caiu, para 6,47%

    6+
    • avatar
  • Palmeirense Bolhudo 10 de agosto de 2016 at 10:09

    Financiamento de imóveis registra queda de quase 50% neste ano

    A queda no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2015, foi de 49,5%, ou seja, caiu quase pela metade, sendo a pior retração dos últimos sete anos.

    “O mercado está extremamente parado, essa é a realidade. Nos últimos meses, ninguém buscava financiamento, retraiu demais o mercado”, avalia Alexandre Luiz Borsari, delegado do Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) de Araraquara, em entrevista à EPTV Central.

    http://www.acidadeon.com/araraquara/cotidiano/NOT,3,7,1188737,Financiamento+de+imoveis+registra+queda+de+quase+50+neste+ano.aspx

    8+
    • avatar
  • Cajuzinha 10 de agosto de 2016 at 10:31

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    http://www.jornaldebrasilia.com.br/economia/so-quem-reduz-os-precos-consegue-vender-imovel/

    Com um apartamento duplex na Asa Norte à venda há dois anos, a economista Fátima Sobreira, 61, precisou abaixar o preço do imóvel para começar a receber as primeiras propostas. “Ele foi avaliado em mais de R$ 2 milhões, mas tive que abaixar o valor sensivelmente. Hoje, peço algo em torno de R$ 1,7 milhões. Não aparecia ninguém para comprar. Até aluguei durante um período para não perder tanto dinheiro com condomínio e todas as despesas de uma casa, mas voltei a anunciar”, relata.

    A economista completa que as propostas surgem com ressalvas. “As pessoas sempre pedem bons descontos. Já vendi outros imóveis menores, mas nunca foi tão doloroso. É frustrante. Me sinto perdendo dinheiro”, lamenta.

    O mesmo acontece com a assessora parlamentar Fabiana Zamora, 42. Ela conta que já abaixou cerca de R$ 1 milhão no preço de uma casa no Lago Sul que está a venda desde 2014. “É desestimulante. A gente cria expectativas. Além disso, acredito que os corretores avaliam o imóvel acima da realidade do mercado. Por causa da crise, estou me mudando para a Asa Sul”, acrescenta.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • EngenheiroSP 10 de agosto de 2016 at 10:43

      “O mesmo acontece com a assessora parlamentar Fabiana Zamora, 42. Ela conta que já abaixou cerca de R$ 1 milhão no preço de uma casa no Lago Sul que está a venda desde 2014.”

      Calma lá: se ela “abaixou cerca de 1 milhão”, é razoável supor que a casa estava avaliada em pelo menos 3kk. Que parlamentar que ela ta assessorando pra ter renda pra uma casa dessa? Alô receita!

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • RC 10 de agosto de 2016 at 11:34

        EngenheiroSP

        Que parlamentar que ela ta assessorando pra ter renda pra uma casa dessa? Alô receita!

        Acho que a pergunta correta EngenheiroSP é: Que tipo de assessoramento ela está dando a este parlamentar para ter uma casa nesse valor?

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • From_The_Tower 10 de agosto de 2016 at 11:28

      ARDA !!!!

      9+
      • avatar
    • RC 10 de agosto de 2016 at 11:36

      Cajuzinha

      Já vendi outros imóveis menores, mas nunca foi tão doloroso. É frustrante. Me sinto perdendo dinheiro”, lamenta.

      A se eu tivesse chegado em Brasília na época que essa galera ganhou terreno, casa, apartamento, carro,…

      10+
      • avatar
  • From_The_Tower 10 de agosto de 2016 at 11:27

    CVR
    Samy Dana curtiu meu comentário no FB
    Sobre as pessoas distratando imóveis após uma grande euforia
    “quem irá pagar nossos juros? Quem irá pagar nossas LCI´s?”
    kkkkk

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Money_Addicted 10 de agosto de 2016 at 11:51

      ai sim hein, ter um “like” do samy 🙂 rs

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Luke Bolha 10 de agosto de 2016 at 11:39

    Estava lendo uma matéria aqui sobre uma dona de casa que já está devendo muito e a sua familia fica reclamando que o banco cobra juros abusivos, aí essa dona de casa resolveu tentar rever seus gastos e tentar cortar algumas coisas porém no final decidiu que iria era mesmo gastar com mais trecos e badulacos pois não pode diminuir seu padrão de vida. Alguém acha que o banco vai diminuir os juros para os próximos empréstimos para essa dona de casa? Segue matéria:

    http://g1.globo.com/politica/noticia/2016/08/governo-recua-em-exigencia-e-camara-aprova-renegociacao-com-estados.html

    7+
    • avatar
    • avatar
  • mario 10 de agosto de 2016 at 11:40

    Scaravelhoo

    CVR
    Esses últimos dias, ex namorada dos tempos de colégio andou me procurando no facebook…
    Ja está casada, com dois filhos, ainda muito bonita.
    Começou a mandar msg direto, falando de lembranças do passado e tal.
    Por um surto de coincidência, encontrei com ela e o marido em um aniversario de criança neste fim de semana. O cara ficou puto quando me viu, acho que já sabia que eu era o ex….
    Estou pensando se vale a pena ir pro pau ou não….rs

    Mas o que importa aqui pra lista é a profissão do cara…
    Dono de imobiliária!!!
    Será que vai?
    Será que vou com dó ou sem dó? rs…

    3+

    nunca faça com os outros aquilo que não gostaria que fizesse com a gente, se todos pensassem assim o mundo seria bem melhor
    0

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Rampion 10 de agosto de 2016 at 15:54

      mario,

      infelizmente o mundo está cheio de talarico. Talarico dá em cima de qualquer mulher, pode ser desconhecido, colega, amigo não fazem distinção. Mas, nesse país de talarico está cheio na primeira oportunidade tentam passar a perna. E ainda há aqueles que se acham os machões por agir assim. É floyd!

      4+
  • CarlosL 10 de agosto de 2016 at 11:45

    CVR Email

    Antigamente quando recebia emails “bizarros” de corvetores e colava aqui, costumava editar os nomes para poupar o remetente….
    Dessa vez , dane-se; Vou colar na íntegra porque merece.

    Prezados, bom dia

    Segue a melhor oportunidade para morar ou investir em um dos bairros mais desejados de São Paulo (Jurucê).

    Serão apenas 18 unidades no empreendimento, sendo 17 unidades de 278m² com 4 suites e 4 vagas demarcadas e uma cobertura duplex de 431m² com 5 suites e 5 vagas demarcadas. Todas as unidades terão um depósito privativo na garagem.

    O valor de m² mencionado acima refere-se a unidade do 2º andar. Não existe uma tabela de valores, até porque este empreendimento não irá a mercado neste momento. O sugerido é uma entrada de R$ 1.000.000,00! O apartamento deverá ser quitado até a entrega da obra (30 meses)

    Em novembro deste ano, esse empreendimento será lançado por R$ 19.000,00 o m²; agora, você pode adquiri-lo a preço de custo, pagando um preço infinitamente menor. Para você ter uma ideia, hoje, a maravilhosa cobertura disponível para venda custa R$ 12.500,00 o m²!

    Para mais detalhes, por favor, envie um email para mim (Sanches) ou ligue nos telefones (11) 9-9905-3304 / (11) 3514-3917

    9+
    • avatar
    • mario 10 de agosto de 2016 at 11:49

      Em novembro deste ano, esse empreendimento será lançado por R$ 19.000,00 o m²; agora, você pode adquiri-lo a preço de custo, pagando um preço infinitamente menor. Para você ter uma ideia, hoje, a maravilhosa cobertura disponível para venda custa R$ 12.500,00 o m²!
      ??? eles são burros assim mesmo?; querem vender a 19 mil o m2 pra entregar daqui a 3 anos (se sair), sendo que hj estar 12 mil um pronto

      8+
      • avatar
      • mario 10 de agosto de 2016 at 11:51

        eu que fui burro kkkk, ela quis dizer que daqui pra novembro vai aumentar de 12 pra 19 mil, em 4 meses vai valorizar 70% KKKKKKK

        9+
        • avatar
        • avatar
      • CarlosL 10 de agosto de 2016 at 11:53

        Nananinanão, eles querem 1MILHAO de entrada MAIS 30 MESES de parcelinhas ANTES DE FICAR PRONTO…….

        8+
        • avatar
        • avatar
    • Jose Ferreira 10 de agosto de 2016 at 13:28

      Responde que vai comprar, desde que coloquem uma cláusula contratual dizendo que você terá o direito de vender à construtora por 19mil/m2 caso ela venda alguma unidade em valor inferior a esse após o “lançamento” ou se caso venda por menos de 12 mil/m2 até o “lançamento”! Não é isto que estão garantindo?! rsrs

      6+
      • avatar
      • joselito 10 de agosto de 2016 at 13:44

        FAria uma sugestão, nessa proposta, que o dinheiro pago fique retido numa conta escrow, pois pedir dinheiro para construtora falida é mau negócio, eheheh

        6+
    • Rampion 10 de agosto de 2016 at 15:56

      Jurucê um dos bairros mais desejados de São Paulo? Primeiramente deveriam dizer o que é Jurucê e onde fica, pois, acredito que é de desconhecimento da maioria da população de São Paulo. kkkkk

      6+
    • fanfarraum 10 de agosto de 2016 at 16:51

      Preço de venda da cobertura agora: R$ 5.387.500,00
      Preço de venda da cobertura em novembro: R$ 8.189.000

      R$ 2.801.500 de lucro (52%)

      Tão esperando o que?

      4+
  • Alemon Fritz 10 de agosto de 2016 at 13:01

    Cyrela vê cancelamentos de contratos de venda ainda pesando no 2o semestre
    não devem cair antes do fim do ano devido ao impacto das altas taxas de juros…
    http://br.investing.com/news/mercado-de-a%C3%A7%C3%B5es-e-financeiro/cyrela-v%C3%AA-cancelamentos-de-contratos-de-venda-ainda-pesando-no-2o-semestre-197041

    3+
    • avatar
  • Alemon Fritz 10 de agosto de 2016 at 13:49

    deu Gome nas piscinas das Olimpiadas
    ou guacamole de algas.
    os “organizadores” não esperavam, pois foram muitos atletas!! (sim, é uma olimpiada) e mudou o pH… para ph de xixi…

    4+
  • From_The_Tower 10 de agosto de 2016 at 13:59

    Maldito aluguel malvadão !!
    Quem paga aluguel é póbri !!!

    “FUI SOLICITAR UM FINANCIAMENTO DE CASA PELA CAIXA ECONOMICA E A AGENCIA ME INFORMOU QUE COMO EU JA HAVIA TIDO PROBLEMAS COM A CAIXA EU NÃO PODERIA.
    REALMENTE EU TIVE UM PROBLEMA DE CARTÃO COM A CAIXA E HÁ MAIS DE ANO EU SANEI TOTALMENTE A DIVIDA.
    O QUE A CAIXA FALA É QUE FIQUEI IMPOSSIBILITADO DE CONSEGUIR QUALQUER FINANCIAMENTO JUNTO A CAIXA POR CONTA DISSO.
    AGORA EU PERGUNTO: CERTO EU TIVE A DIVIDA MAS PAGUEI E TOTALMENTE NEM PARCELAR EU PARCELEI E ISSO FAZ MAIS DE ANO, MEU NOME NÃO TÁ SERASA NEM SPC, NEM NO BANCO CENTRAL. AGORA QUER DIZER QUE EU FIQUEI PRA SEMPRE IMPOSSIBILITADO DE FINANCIAR UMA CASA? FICAREI FADADO HA SEMPRE TÁ PAGANDO ALUGUE? QUE BANCO É ESSE? PEÇO PROVIDENCIAS URGENTE. DO CONTRARIO PROCURO UM DEFENSOR PUBLICO”

    +http://www.reclameaqui.com.br/Kp7UiM34nxX6ub4G/caixa-economica-federal/financiamento-imobiliario-minha-casa-minha-vida/

    10+
    • avatar
  • From_The_Tower 10 de agosto de 2016 at 14:01

    Maldita TR opressora

    “Fiz um financiamento imobiliário Pan com prazo de 240 meses, parcela inicial era de 2600 e agora está quase 3000. Tenho um extrato simulado pela funcionária do Banco Pan, que demonstrava ser mais vantajoso aquela modalidade de financiamento pois as parcelas seriam decrescentes. Me convenceram, mas após quase três anos pagando em dia, as parcelas não param de aumentar. Não estou aguentando mais. Não está cabendo no meu orçamento. me programei de acordo com programação de pagamento que deram a época. O que fazer ?

    Compartilhe essa reclamação: “

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 10 de agosto de 2016 at 15:21

      O que fazer ?
      R: ¯\_(ツ)_/¯

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • gmlinux 10 de agosto de 2016 at 19:01

        cry

        6+
        • avatar
    • Jovem Estudante 10 de agosto de 2016 at 15:30

      A diferença do rabo de cavalo pras parcelinhas… o rabo de cavalo cresce pra baixo. As parcelas decrescem pra cima.

      3+
    • Labar 10 de agosto de 2016 at 15:54

      “Tenho um extrato SIMULADO pela funcionária”…

      Que parte da SIMULAÇÃO ela não entendeu?
      Burn mf

      7+
      • avatar
  • mario 10 de agosto de 2016 at 14:09

    Jose Ferreira

    Responde que vai comprar, desde que coloquem uma cláusula contratual dizendo que você terá o direito de vender à construtora por 19mil/m2 caso ela venda alguma unidade em valor inferior a esse após o “lançamento” ou se caso venda por menos de 12 mil/m2 até o “lançamento”! Não é isto que estão garantindo?! rsrs

    1+

    diz que em Nov venderá a contrutora a 16 mil o m2, afinal valera 19 mil KKKKKKKKKK

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Moreira 10 de agosto de 2016 at 15:03

    Conheço colega de trabalho que vendeu ap em aguas claras, quitado, por 400k e entrou em um financiamento no noroeste, cujo saldo devedor fica na cassa dos 400k. Duplex de 800k no noroeste, 80m. Pergunto:

    saldo devedor de 400.000,00 x TR = ?

    Quem pode me responder?

    4+
    • odorico 10 de agosto de 2016 at 15:38

      http://www.portalbrasil.net/tr_mensal.htm
      Dependendo do aniversário do contrato. Já que a TR é aplicada anualmente no aniversário corrigindo o saldo devedor anualmente na maioria dos contratos.

      1+
    • odorico 10 de agosto de 2016 at 15:46

      Em julho só o juro sobre o saldo foi 1018. Se a parcela dele não estiver amortizando mensalmente mais que isso ele vai nadar e não vai sair do lugar. Fazendo uma conta simples. No SAC financiando em 30 anos ele vai amortizar 1100 por mês. Ele não vê mas a TR vai levar 1000 e ele vai amortizar 100 por mês. Enfim, ele não paga em 30 anos. Logo a prestação vai subir para compensar ou ele vai dar balões para diminuir o saldo. Ah…. a prestação dele não será menor que 4k tão cedo. Para cair rápido (60 meses) ele vai ter que começar na faixa de 7k para amortizar pelo menos 3k ao mês. Mande meu abraço ao seu amigo. Se todos fossem iguais a ele não faltaria lastro de LCI e LCA. Viva!

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • LZ 10 de agosto de 2016 at 16:37

        Vei que estrago monstruoso !

        4+
  • Igor Alves 10 de agosto de 2016 at 15:18

    From_The_Tower

    Maldito aluguel malvadão !!
    Quem paga aluguel é póbri !!!

    “FUI SOLICITAR UM FINANCIAMENTO DE CASA PELA CAIXA ECONOMICA E A AGENCIA ME INFORMOU QUE COMO EU JA HAVIA TIDO PROBLEMAS COM A CAIXA EU NÃO PODERIA.
    REALMENTE EU TIVE UM PROBLEMA DE CARTÃO COM A CAIXA E HÁ MAIS DE ANO EU SANEI TOTALMENTE A DIVIDA.
    O QUE A CAIXA FALA É QUE FIQUEI IMPOSSIBILITADO DE CONSEGUIR QUALQUER FINANCIAMENTO JUNTO A CAIXA POR CONTA DISSO.
    AGORA EU PERGUNTO: CERTO EU TIVE A DIVIDA MAS PAGUEI E TOTALMENTE NEM PARCELAR EU PARCELEI E ISSO FAZ MAIS DE ANO, MEU NOME NÃO TÁ SERASA NEM SPC, NEM NO BANCO CENTRAL. AGORA QUER DIZER QUE EU FIQUEI PRA SEMPRE IMPOSSIBILITADO DE FINANCIAR UMA CASA? FICAREI FADADO HA SEMPRE TÁ PAGANDO ALUGUE? QUE BANCO É ESSE? PEÇO PROVIDENCIAS URGENTE. DO CONTRARIO PROCURO UM DEFENSOR PUBLICO”

    +http://www.reclameaqui.com.br/Kp7UiM34nxX6ub4G/caixa-economica-federal/financiamento-imobiliario-minha-casa-minha-vida/

    2+

    Cara, o pior é que o judiário pode condenar o banco em danos morais por se negar a conceder crédito. Já vi algumas sentenças contra a BB, que quando o preposto do banco dava mole, e falava que a linha de crédito havia sido cortada por ação interposta, ou mesmo quando se fazem aqueles acordos mirabolantes (dívida de R$ 8.000 sendo quitada por R$ 500,00) o juiz mandava reestabelecer os limites do autor, alem de dano moral…

    Por isso que é uma bagunça louca aqui na Banânia…

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 10 de agosto de 2016 at 15:52
  • Cajuzinha 10 de agosto de 2016 at 15:55

    ““O Brasil, hoje, é um doente terminal, que estabilizou na UTI. Agora, precisa sair de lá”, diz José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic). “Esse é o momento de construirmos uma arrancada e reanimar a economia. A construção civil tem grande contribuição a dar, pois é um setor que responde rápido na geração de emprego e renda”.

    É com essa expectativa que será realizado o Encontro com a Construção Civil – Unindo forças para construir o futuro do Brasil, evento que vai reunir, na capital federal, dirigentes de 98 entidades, empresários e trabalhadores de todos os segmentos da construção civil (construtoras, mercado imobiliário, fabricantes de material de construção, lojistas, projetistas, arquitetos, engenheiros e outros) para demonstrar ao presidente interino Michel Temer a importância do setor para o desenvolvimento nacional e dar apoio às ações necessárias à retomada do crescimento e ao restabelecimento de um ambiente de normalidade no país. O encontro está marcado para 11/08 (quinta-feira), às 11h, no Palácio do Planalto. Estão confirmadas as presenças de cerca de 800 pessoas. “A construção civil está unida e apoiará o que for bom para o Brasil, como é sua tradição”, frisa Martins.”

    http://www.segs.com.br/demais/28784-construcao-civil-defende-reformas-para-reanimar-a-economia.html

    2+
  • BolhistaBR 10 de agosto de 2016 at 16:52

    Cajuzinha

    Oba!
    http://g1.globo.com/economia/blog/thais-heredia/post/queda-dos-juros-longe-do-horizonte.html

    1+

    “O IPCA vai ficar perto dos 7% este ano e abaixo de 6% em 2017”

    2016 passa dos 7%;
    2017 passa dos 6% brincando..

    Minhas NTN-B princ. dando 13%/14% brutos anuais e otários imobilizando pagando financiamentos acima de 10%a.a + TR.

    Cansei de tentar dar conselhos. (só pro meu pai que continuo na luta de abrir os olhos)
    O resto, que ARDAM!
    Ninguém mandou ser desantenado / burro.

    8+
  • edson 10 de agosto de 2016 at 16:53

    casa em leilão nos EUA florida, preço 1,2kk , aqui com o mesmo dinheiro compramos coisa muuuuuito melhor http://www.tranzon.com/DG923

    4+
    • avatar
  • claudio 10 de agosto de 2016 at 16:58

    topico, rsrs

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/08/vendas-de-imoveis-novos-em-sp-caem-255-no-1-semestre-diz-secovi.html

    25 por cento, quase os 30% cabalistico, acho que esses 5 faltantes foram maquiados…

    4+
    • avatar