Por que comprar imóveis na planta se tornou muito mais que só um negócio de risco – Jornal Opção

Você pode gostar...

Comments
  • Cajuzinha 24 de maio de 2016 at 18:41

    Tá chato…


    Para o presidente do Secovi/MS Marcos Augusto Netto, agora é a hora de pechinchar para fechar negócios. “Os participantes da feira estão dispostos a encontrar a melhor opção para cada comprador, que pode pechinchar e negociar até encontrarem o preço que cabe em seu bolso. Além disso, vários imóveis tiveram seus preços reduzidos para o feirão”, explica.”

    http://www.campograndenews.com.br/economia/feirao-em-junho-vai-negociar-imoveis-para-quem-quer-comprar-casa-propria

    9+
    • avatar
    • Lucas 25 de maio de 2016 at 12:09

      … que cabem no risco do banco
      essa é a verdade

      a correção virá pela:
      1- queda de preços no mercado a vista, quando o c´redito terminar de exaurir
      2- inflação
      3- custo de oportunidade, juros na estratosfera pra quem estiver liquido

      No fim do processo daqui alguns anos (ou décadas, segundo especialistas) os liquidos poderão adquirir n imóveis no fundo do poço e aproveitar as rentabilidades quando eestiverem recuperadas

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 24 de maio de 2016 at 18:57

    Descontos maiores nas vendas

    Da mesma forma que ocorreu no mercado de locação, o de venda de imóveis usados também registrou aumento nos descontos sobre os preços originais de venda. Esse aumento foi de 92,23% para casas e apartamentos de bairros do centro dessas cidades, passando da média de 4,89% em fevereiro para 9,4% em março.

    Nos bairros de áreas nobres, o desconto médio em março foi de 7% sobre os preços inicialmente pedidos pelos proprietários, ou 86,67% superior ao desconto médio de 3,75% em fevereiro. O contraponto se deu em bairros de periferia, onde o desconto caiu 30%, de 5% em fevereiro para 3,5% em março.

    Os imóveis usados mais vendidos nessas cidades, segundo a pesquisa CRECISP, foram os de até R$300 mil, que responderam por 72,41% dos negócios fechados. Por faixa de valor, as vendas concentraram-se nas casas e apartamentos com preço médio de até R$ 5.000,00 o metro quadrado, que somaram 57,89% do total.

    A maioria das vendas foi feita com financiamento de bancos – 72,42% do total. A parcela das vendas à vista somou 27,59%.”

    http://www.itu.com.br/economia-negocios/noticia/locacao-cresce-e-vendas-de-imoveis-usados-caem-no-estado-de-sao-paulo-20160524

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 24 de maio de 2016 at 18:58

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ” Quem sonha em conhecer as belas praias de Jericoacoara, as famosas avenidas movimentadas de Nova York ou até mesmo a beleza exótica de Dubai pode encontrar no mercado imobiliário de Jundiaí uma oportunidade muito interessante. Entre abril e junho de 2016, quem adquirir um apartamento da F A Oliva nos empreendimentos Contemporâneo, Allegro ou Soneto ganhará uma viagem com acompanhante para uma das três famosas cidades.”

    http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/especial-publicitario/fa-oliva/noticia/2016/05/f-oliva-oferece-viagens-incriveis-na-compra-de-apartamentos-em-jundiai_.html

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • OdeioTijolos 24 de maio de 2016 at 23:00

      Piada mesmo , 650k no residencial soneto para “ganhar” uma viagem pra Dubai. Com essa grana no TD faço 130 k fácil em 6 meses. Desses 130k, 25 k para passagem RTW, 15 k para reservas, hoteis , hosteis e Airbnb é agora tenho 740k para RF. Nessa brincadeira, ganhei uma passagem de volta ao mundo por 1 ano com quase 50% das hopedagem pagas + 90k na conta e mais 7k extra todo mês na conta pra fazer o que quiser. Voltando da viagem ainda terei muitas milhas para gastar, acumuladas na volta ao mundo, bagagem cheia de historias, a conta bancaria igual ou maior do que dando fui viajar ( 740k). Já o apartamento talvez na faixa dos 450k .

      35+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Godinez 25 de maio de 2016 at 08:17

        OdeioTijolos,

        suspeito que para conseguir esta rentabilidade em TD seja necessário algum grau de especulação, certo? Você poderia expor sua estratégia aqui?

        11+
        • avatar
        • avatar
        • RecebendoJuros 25 de maio de 2016 at 10:20

          20% em 6 meses ? Não basta especular no TD, precisa de sorte. Quem comprou NTNB 2035 em Janeiro e vendeu semana passada realmente ganhou líquido mais que 20%. Quem aplicar hoje irá ganhar 20% até dezembro ? Duvido !
          Dizer que ao investir no TD vc tem 20% de rendimento em 6 meses é quase tão falso quanto afirmar que os imoveis vão valorizar 30% ao ano: Ocorreu no passado ? Sim. Voltará a ocorrer num futuro próximo ? É possível, mas não provável.

          25+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • EngenheiroSP 25 de maio de 2016 at 10:48

            Até o pré 2021 deu 20%, mas foi golpe de sorte. Não vejo uma janela de oportunidade dessa (e acho que nem tenho feeling pra perceber). Esse mês até o Selic rendeu mais.

            Eu não contaria com isso

            6+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
        • OdeioTijolos 25 de maio de 2016 at 18:09

          Correto, considerei a NTNB 2035 , outros NTNB vai demandar mais tempo para render 20%. Esse 20% já garantem um upgrade de 90k nos 650k + todas as viagens pelo bilhete RTW , os 15k de hospedagem dá para até 1mes em resorts 5 estrelas ou 6 meses em hotéis econômicos , depende do estilo de viagem que a pessoa quer fazer e roteiros. De qualquer , você respeitando seu limite de 7k por mês da sua rentabilidade ( se for uma pessoa bem econômica ,em quesito hospedagem, vai começar a mexer no dinheiro lá pelo 3° de viagem) . Dá para viajar muito bem e voltar com 39.000 milhas para economizar na próxima viagem.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Zé Carioca 25 de maio de 2016 at 09:32

      kkkk, esse corvo me lembra os devaneios da tia Kássia. Uma vez ela postou no Bolha versão 1 que os preços dos imóveis estavam baratos, pois o Rio era a Mônaco do hemisfério sul, que todo mundo queria ter casa aqui, todo o mundo literalmente, falou nos bilionários russos, sheiks árabes, e em europeus endinheirados. E comparou SP com NY e falou que os preços ainda iam subir muito. Isso em 2012-13 quando a pirâmide já estava quase desabando.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • Soy Bananes 25 de maio de 2016 at 11:28

        A Tia K ressucitou aquele bloguinho dela, e voltou a escrever os devaneios dela lá… Ah, mas não existe bolha e somos um bando de loucos discutindo algo que não existe. A burra falou que o site nem existia mais, isso pq ela não sabia que tínhamos mudado de endereço kkkkk pesquisar no Google não cai a mão não kkkkk

        6+
        • avatar
        • avatar
        • OdeioTijolos 25 de maio de 2016 at 20:04

          Louco é quem pensa que uma casa velha , caindo aos pedaços vale 1 Milhão.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Zek Ariok 24 de maio de 2016 at 19:05

    Muito legal ver o blog sendo citado em outros sites!

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Skidwasted 24 de maio de 2016 at 21:12

    Quem, há essa altura do campeonato tem 300k para investir em ap na planta?!
    Enfiem essa viagem pra Jericoacara no * e ardam.

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 25 de maio de 2016 at 07:37

      Cajuzinha,

      O título da matéria engana, por não ter nenhuma relação com o conteúdo ou com a realidade do mercado, é só mais uma forma de enganar aqueles que lêem apenas a chamada da matéria.

      No conteúdo, usam tese no estilo Amorinha: temos milhões de casamentos e divórcios por ano, combinado com quedas em lançamentos, logo a venda de usados vai crescer ?!

      Achei curioso que mencionaram que a CEF só estaria financiando 50% do preço do imóvel usado. A última informação que eu tinha a respeito é que no começo deste ano, entre fevereiro e março, ela teria voltado a financiar até 80%. Algum insider da CEF saberia dizer qual o percentual financiável hoje em dia?

      Outro ponto curioso: apesar do artigo estar citando as falas do presidente do CRECI SP, ao invés dele utilizar as pesquisas de preços feitas pelo próprio CRECI SP que apontaram queda superior a 40% no preço médio do M2 de imóveis usados para vendas nos últimos 24 meses, ele preferiu o FINGE Zap, afinal ele não ia querer assustar o pessoal, não é mesmo? Nesta mesma linha de ILUSIONISMO, ele preferiu falar sobre os milhões de casamentos e divórcios e do fato dos lançamentos estarem em queda, afirmando que isto estimulava as vendas de usados, mas “esqueceu” de dizer que, pelas pesquisas do CRECI SP, apesar dos lançamentos em São Paulo já estarem em queda desde 2013, as vendas de usados caem sem parar desde 2012…

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 25 de maio de 2016 at 09:05

        Ah, pequena correção: lançamentos em São Paulo caíram em 2012, cresceram em 2013 (mega especulação, comentarei mais abaixo), caíram novamente desde 2014 até hoje.

        5+
        • avatar
        • avatar
    • fanfarraum 25 de maio de 2016 at 08:45

      Que artigo horrível…
      “1,4 milhão de casamentos + 800 mil divórcios = 2,2 milhões de interessados”
      Pela lógica dos caras, TODO casamento parte do principio de 2 pessoas que moram na casa dos pais e vão comprar uma terceira casa (sendo as 2 casas originais ainda ocupadas pelos pais do casal) e TODO divórcio significa que um do casal fica com o apartamento e o outro COMPRA um outro apartamento.

      WTF?

      Se for pensar numa lógica inversa:

      “1,4 milhão de casamentos” = 2 solteiros que tinham 2 apartamentos que vão agora morar juntos = + 1 imóvel a venda
      “800 mil divórcios” = 2 novos solteiros que VOLTAM pra casa dos pais, e vendem o apartamento antigo do ex-casamento = + 1 imóvel a venda.

      Sendo assim, podemos chegar a 2,2 milhões de interessados em VENDER um apartamento.
      E nesse caso VENDER mesmo, não alugar.

      28+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • fanfarraum 25 de maio de 2016 at 08:47

        A frase “E nesse caso VENDER mesmo, não alugar.” era para o caso dos divórcios. Casal se separando, com os 2 voltando pra casa dos pais, vão querer vender logo o ap.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • CA 25 de maio de 2016 at 09:19

        fanfarraum,

        Tem um outro erro gravíssimo de lógica na afirmação do presidente do CRECI SP: por que vai CRESCER a venda de imóveis usados em função do número de casamentos e divórcios? Quanto vai CRESCER o número de casamentos e divórcios? Casamentos e divórcios SEMPRE existiram, portanto se estes se MANTEM, seriam, no MÁXIMO, o suficiente para MANTER as vendas ocasionadas por estes eventos e não para CRESCER! Detalhe que em momento de crise na economia, o normal é que casais permaneçam juntos mesmo quando querem se separar, exatamente pelo impacto no custo de vida de cada um, ao mesmo tempo que muitos são obrigados a adiar seu casamento por não ter condições para tal, ou seja, o esperado é uma QUEDA no volume de casamentos e divórcios e não crescimento.

        Fanfarraum, os números do próprio CRECI SP confirmam suas colocações no comentário acima, não só com relação a vendas de usados que estão em queda desde 2012, mas também quanto a alugueis: em vários meses o número liquido de contratos de alugueis CAIU, nos outros meses em que não caiu, o crescimento foi mínimo e muito abaixo da média histórica, porque muitas pessoas que moravam sozinhas voltaram a morar com familiares, às vezes casais também voltaram a morar com familiares, dentre outros arranjos para reduzir o custo de vida em tempos de crise.

        O que consta acima é o natural e óbvio que acontece sempre em momentos de crise aguda na economia como estamos vivendo, os próprios números das pesquisas do CRECI SP indicam isto, no entanto, eles precisam insistir em mentir e enganar de todas as formas possíveis, não só eles precisam disto para garantir seu sustento, como cada vez mais fica claro que faz parte do “DNA” deles o jogo sujo, seja através das eternas CHANTAGENS (compre hoje porque amanhã o preço será maior, se você não comprar o governo vai confiscar seu dinheiro, etc), ou pelo grande conjunto de truques de ILUSIONISMO que praticam (OMITEM preços de vendas negociadas na mídia, OMITEM a evolução das vendas de usados, OMITEM o estoque de imóveis com mais de 36 meses de lançamentos, ENGANAM ao ignorar a sazonalidade na informação sobre vendas de usados do CRECI SP e compararem meses seguidos e não com mesmo período de ano anterior, ENGANAM com o FINGE Zap que tem evolução oposta à realidade, etc).

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 25 de maio de 2016 at 12:21

          excelente fanfarraum
          excelente CA

          digo mais, recentemente houve mudança na legislação pra facilitar divórcio, sendo assim, uma demanda reprimida de divorciados não-oficias inundou as estatísticas

          por outro lado como está fácil separar, tbm estimulou o casamento, hoje se casa/separa igual antigamente se troca de namorado, sem haver efetivamente alguma alteração no tecido social-habitacional.

          O que se pode arrancar das estatísticas, com muito esforço é que as médias de habitante por domicílio vem caindo. Em 10 anos foi de 3,4 para 3,3 uma diferença de apenas 2,9% em 10 anos, insignificante, mas que poderia indicar haver necessida de 2,9% a mais de habitações pelo mesmo número de habitantes, somado com o aumento de população isso daria sim um número grande…. daria vamos nos aprofundar…
          MAS MAS, atenção no Mas,
          mas essa queda nos hab/dom tem mais a ver com envelhecimento da população e com velhinhos ficando só do que realmente com jovens indo morar só mais cedo, aliás pelo contrário, com o aumento absurdo dos preços estamos vendo no BR o mesmo fenômeno amplamente estudado na Espanha, adolescentes de 30 anos de idade.

          8+
          • avatar
          • avatar
  • JJJ_brasilia 24 de maio de 2016 at 22:34

    Gostei do termo do jornalista na matéria que cita o BIB: “fórum especializado em Bolha Imobiliária”. Muito chic!!!!

    19+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Ribs 24 de maio de 2016 at 23:44

    Hoje fiz proposta de 150 k por uma casa popular pronta nova de 210 k, o cara recusou, falou que isso não paga material, mão de obra e terreno que foi 180 k, o cara é construtor pelo visto pq tem 3 casinhas praticamente iguais a venda pelo mesmo preço, isso pela olx.
    Apenas respondi ok, e de resto deixa ele queimar pensando nos 150 k que deixou escapar, rsrs

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Brazil mode OFF 25 de maio de 2016 at 08:46

      Então ele ta vendendo um “terreno que contém uma casa” isso??? Prq se for assim ele “gastou” 30k pra fazer a casa, confere?

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Louro José 25 de maio de 2016 at 09:05

      E quem disse que preço é formado por custos + lucro? rsrsrs

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Soy Bananes 25 de maio de 2016 at 11:33

        Exato.

        Eles fazem a conta PREÇO = CUSTO + LUCRO
        A conta certa é LUCRO = PREÇO – CUSTO

        Matematicamente as duas expressões acima são exatamente equivalentes, mas do ponto de vista econômico, são completamente diferentes e de acordo com as leis de mercado a segunda é a correta. Quem dita o preço é o mercado e não o vendedor.

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Louro José 25 de maio de 2016 at 09:05

    Bolha Imobiliária na mídia! kkkkkkkkkkkkkk
    A gente avisa há anos.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 25 de maio de 2016 at 10:18

      YEAH !!!!
      Pergunto: Se os investidores compram na planta eles desejam ou alugar ou revender, certo?
      Para alugar o cidadão não conseguem nem uma TR mensal e para revender geralmente precisa que o proponente tb passe por análise e concessão de crédito.
      BUGUEI !!!
      kkkk

      6+
      • avatar
      • avatar
  • CA 25 de maio de 2016 at 09:56

    Sobre o artigo do tópico:

    Quanto aos investidores, a notícia abaixo da Folha de São Paulo aponta uma pesquisa da Lopes Inteligência Imobiliária com a informação de que o percentual de investidores em 2012 era na ordem de 40% e em alguns casos para 1 dormitório em São Paulo no 1S13, a presença de investidores chegou a impressionantes 80%:

    http://classificados.folha.uol.com.br/imoveis/2013/10/1358961-quase-40-dos-compradores-de-imoveis-em-sp-sao-investidores.shtml

    Aliás, o que aconteceu em São Paulo no primeiro semestre de 2013 foi uma verdadeira aberração: os lançamentos e as vendas de imóveis de 1 dormitório foram o TRIPLO do recorde de 10 anos, segundo dados do SECOVI SP, com 80% para investidores. Segundo levantamento da Folha de São Paulo (link abaixo), estes investidores pagaram mais de R$ 10 mil o M2 na esperança de poderem alugar estes imóveis por preço equivalente a 0,60% do preço de venda a partir do momento que recebessem estes imóveis.

    http://classificados.folha.uol.com.br/imoveis/2013/10/1355571-apartamento-de-um-dormitorio-torna-se-nicho-de-investidores.shtml

    A utopia acima foi criada sobre a promessa de uma revitalização do centro de São Paulo (grande parte dos imóveis na região central e no centro estendido), promessa esta que não foi cumprida (aliás, isto já é prometido há mais de 20 anos…). Outro ponto é que estes 0,60% ao mês equivalem ao rendimento de uma poupança, estes investidores pagaram extremamente caro por estes imóveis, a tendência em função de super-oferta é de queda nos preços de vendas (como já tem sido observado) e ainda, estão com uma vacância enorme em função da queda de demanda dos imóveis para alugar (ver meu comentário mais acima sobre isto), combinada com a super-oferta em São Paulo, o que tem levado a quedas acentuadas no preço do aluguel também.

    É importante lembrar que antes do inflar da bolha imobiliária, o normal era que tivéssemos 10% das vendas para investidores, sendo estes investidores focados em ficar com os imóveis por um longo prazo, colocando-os para alugar. Com a explosão da bolha desde 2012, o que observamos é que um altíssimo volume de investidores (40% do total, QUADRUPLICOU a participação!) não consegue vender, tanto em função da super-oferta (competem com construtoras e com distratos das vendas FALSAS), quanto em função dos preços completamente incompatíveis com a renda da população e da piora na economia, trazida pela bolha, neste cenário, o que muitos fizeram? Colocaram seus imóveis para alugar e ajudaram a destruir o negócio daqueles que eram os investidores tradicionais do passado, gerando super-oferta, altíssima vacância, queda nos preços dos alugueis, etc.

    Pena que não mencionaram nada no artigo do tópico sobre as vendas FALSAS na planta e o volume anormal de distratos que já vem ocorrendo desde 2011. Este foi outra “colaboração” do segmento imobiliário para a bolha e destruição da economia.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • DRN 25 de maio de 2016 at 11:16

      Comprar bem de consumo para alugar. GRANDE investimento…

      Não.

      Prefiro SELICOSA e DOLETAS, funcionários que não decepcionam.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Luladranus 25 de maio de 2016 at 11:13

    OFF
    Ué, todo mundo não ia ficar rico com a copa? Ops, esqueci, a copa já acabou faz tempo, maassss…

    http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2016/05/1774732-14-empresas-acionam-a-justica-por-calote-dos-organizadores-da-copa.shtml

    7+
    • avatar
  • Cajuzinha 25 de maio de 2016 at 11:37

    http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,aluguel-cai-e-ajuda-a-reduzir-a-inflacao,10000053292

    Tópico

    “A recessão mudou radicalmente o quadro. O preço dos imóveis em geral desabou e, em
    consequência, também o valor dos aluguéis”

    “Em vista das novas condições de mercado, muitos locatários em diversas cidades do País não estão
    mais aceitando reajustes de seus aluguéis pelo IGP­M, mas estão obtendo abatimentos
    substanciais. Nas cidades pesquisadas para a elaboração do Índice Fipe­Zap, por exemplo, seis
    apresentaram variações negativas nos novos aluguéis nos últimos 12 meses. As maiores quedas
    foram no Rio (9,95%), em São Paulo (5,11%) e Salvador (3,62%).”

    6+
    • avatar
  • Cajuzinha 25 de maio de 2016 at 11:40

    “BRASÍLIA ­ O sistema financeiro concedeu em abril 6,8% a menos em novos empréstimos e
    financiamentos, comparativamente a março. O número divulgado pelo Banco Central (BC) leva em
    conta as concessões totais em cada mês. Considerando a média por dia útil, houve aumento de 2,6%
    ante março.
    Houve queda nas concessões para empresas e nas operações com famílias. Na comparação dos volumes
    acumulados em cada mês, as concessões para clientes corporativos se reduziram em 9,8%, somando R$
    121 bilhões em abril. Para as famílias, o sistema financeiro concedeu R$ 152 bilhões em novos
    empréstimos e financiamentos, 4,2% abaixo do que havia concedido em março.
    Sob o ponto de vista do tipo de recurso usado pelas instituições para dar o crédito, a concessão com
    recursos livres diminuiu 7,2% e a com recursos direcionados também apresentou recuo, de 3%. As
    concessões no crédito direcionado cederam 0,5% nas operações com pessoas físicas, enquanto foi
    registrada queda de 5,2% nas operações com empresas. Quando são consideradas as concessões no
    crédito livre, o volume caiu 10,4% nas operações com empresas e recuou 4,6% nas operações com as
    famílias.”

    http://www.valor.com.br/financas/4577207/concessoes-de-credito-caem-68-em-abril-aponta-bc

    1+
  • Kiu 25 de maio de 2016 at 11:50

    Colegas que investem no Tesouro Direto, o que atualmente está sendo mais interessante por lá? Agradeço as dicas para análise!

    3+
    • avatar
    • DRN 25 de maio de 2016 at 11:58

      Cara, depende de tanta coisa.

      – qual o objetivo?
      – quanto vc já tem em TD?
      – quanto vc tem em CDB ou LCA/LCI?

      Eu diria que a hora é de 50% SELIC e 50% vinculados ao IPCA (inflação). No caso dos títulos de IPCA, tem de ver se vc quer receber juros semestrais ou receber no final, ou especular.

      Cara, tem muita coisa para considerar.

      6+
      • avatar
      • avatar
    • Lucas 25 de maio de 2016 at 12:12

      no momento nada
      sentei em cima

      1+
      • DRN 25 de maio de 2016 at 12:14

        Tenho bala na agulha guardada. O problema é aplicar para quem viu, há quatro meses, 16,75 na NTNF e 7,56 na NTNB 2050.

        Com as taxas atuais e sabendo que nada mudou na economia (a não ser a expectativa), fica difícil.

        6+
        • Lucas 25 de maio de 2016 at 12:34

          a questão é a custódia e emolumentos arrancam quase 1% brutos de tudo, ou aumentar o risco em corretoras menores, o que dá na mesma
          então as TDS precisam perfomar 14% pelo menos pra suplantar os 13% de qualquer renda fixa zero risco
          daí calculo pras IPCA 6% de juros + 8% de inflação = 14% …. tá pouco!

          4+
        • EngenheiroSP 25 de maio de 2016 at 13:24

          Hoje até deu uma subida, mas longe dos nossos tempos áureos.

          2+
          • avatar
          • chigo 25 de maio de 2016 at 16:56

            Tempos “aureos” ja foram. E so existiram devido ao alto risco (PT). Agora, conseguir mais de 6%+IPCA vai ser dificil.

            4+
            • avatar
    • From_The_Tower 25 de maio de 2016 at 12:25

      Só comprado. nos 7,8..x%
      Pré 14,5%.
      😉

      3+
      • Lucas 25 de maio de 2016 at 12:34

        mas tbm não vendi
        vendi pouquissimo

        3+
  • CarlosL 25 de maio de 2016 at 12:37

    Pagina Criando Riqueza do FaceBoky bloqueia comentários de quem contraria o que eles “p/b”ostam..

    Postaram um link de um “estudo” dizendo que os imóveis vão começar a subir em breve, eu respondi que era bem contraditório o texto, e agora não da para comentar em mais nada que postam lah….

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 25 de maio de 2016 at 12:52

    CVR

    acabo de receber o spam dos leilões do Bradesco
    consolida-se o 3k/m² em SP capitla como teto

    aí fui dar uma olhada em outras cidades.
    interessante Ribeirão preto, condomínio bem charmoso, novo, com vaga de garagem, ajardinamento e recuos generosos, não sei dizer da localização
    285 reais o m²
    isso mesmo 0,28K/m²
    abiaox do preço de construção

    Sofit??? dá vontade de xingar
    no RJ é diferente??? ah vão tomar

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • carioca_real 25 de maio de 2016 at 13:51

      Aqui ainda vai… O aluguel já esta caindo vertiginosamente. depois das Olimpiadas é que acho que começa o Apocalipse Zumbi por aqui.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • fanfarraum 25 de maio de 2016 at 14:02

    CVR

    Condomínio novo em Porto Alegre (Supera Zona Sul), de 186 apartamentos apenas 11 morando (6%).
    56,81 a 71,48 m² privativos, 2 e 3 dorm (1 suíte nos 2 modelos), 1 ou 2 vagas de garagem.

    Segundo a sindica, 56 (30%) não conseguiram ainda financiamento. Sendo que atrasaram a entrega (o que daria “+ tempo” pro pessoal economizar e ganhar aumentos/reajustes, não?).
    Um caso específico conhecido: Casal se separou e decidiu devolver. No contrato, a construtora fica com 20% (fora as comissões perdidas) e ainda só paga QUANDO vender a unidade devolvida ou após 50 meses. Casal decidiu tentar vender. Ainda não conseguiu. Já baixaram de 400k pra 320k e nada ainda. Se venderem por 320k ficariam no zero a zero SEM considerar inflação e custo de oportunidade.

    14+
    • avatar
    • avatar
    • tmarabo 25 de maio de 2016 at 14:05

      esse supera é na cavalhada?

      3+
      • avatar
      • fanfarraum 25 de maio de 2016 at 14:09

        Isso

        2+
  • Cajuzinha 25 de maio de 2016 at 15:02

    “SÃO PAULO – A taxa de desemprego na região metropolitana de São Paulo registrou alta pelo terceiro mês seguido, passando de 15,9% em março para 16,8% em abril, segundo dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).”

    2+
    • Cajuzinha 25 de maio de 2016 at 15:04

      “No mês passado havia 1,868 milhão de pessoas sem emprego. Entre os setores, a maior redução de vagas ocorreu na construção civil (-4,3%), comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas (-1,2%). Do outro lado, houve contratações na indústria de transformação (1,3%) e em serviços (0,5%).

      O rendimento médio real dos ocupados caiu 2% em março, para R$ 1.952, e recuou 2% entre os assalariados, para R$ 2.007. Os dados sobre renda têm defasagem de um mês.”

      http://www.financista.com.br/noticias/desemprego-em-sao-paulo-sobe-pela-3a-vez-consecutiva

      4+
  • From_The_Tower 25 de maio de 2016 at 15:38

    Mestre dos Magos. fique em Blumenau:
    +http://www.zukerman.com.br/ns/detalhe_online.php?IDLeilao=8298&IDLeilaoLote=101493&telaCat=1

    1,2k o metro. 😉

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 25 de maio de 2016 at 15:40

      Menos que isso.
      Vejam a matrícula.

      4+
      • avatar
    • CarlosL 25 de maio de 2016 at 15:58

      Enquanto a questão de IMOVEL OCUPADO não for resolvida, #naovai

      4+
      • mestre dos magos 25 de maio de 2016 at 22:16

        Baita casa, mas a localização não é tão boa, a vantagem que não tem problema de enchente rsrsrs. Não preciso de muita coisa, solteiro, um ap de 2q já é mais do que suficiente. Não pretendo morar definitivamente em Blumenau, quero morar na praia, aqui nesta cidade só irei alugar. A não ser que mais para frente a vantagem seja para quem compra e não para quem aluga.

        Valor do terreno em 2005 de R$23000. Dono de posto de gasolina que pegou 385k emprestado, e deu imóvel com garantia, e sifu legal. Antigamente ter um posto de gasosa era vida boa na certa rsrsrs.

        3+
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 25 de maio de 2016 at 15:39

    “Para o economista do Itaú Unibanco, Caio Megale, a economia está perto de um ponto de inflexão e tende a mostrar uma recuperação nos próximos trimestres. “Parece que já estamos perto do fundo do poço”, diz.”

    http://www.valor.com.br/financas/4577509/itau-revisa-projecao-do-pib-do-primeiro-trimestre-para-recuo-de-08

    3+
    • avatar
  • wade 25 de maio de 2016 at 15:46
    • From_The_Tower 25 de maio de 2016 at 15:50

      GB não editou mais.
      tá #xatiado

      4+
  • Lord of All 25 de maio de 2016 at 15:52

    Sobre a reportagem.
    Discordo do ponto: ” A legislação precisa amparar melhor.”
    Ora, a Lei de Incorporações impõe responsabilidade civil e criminal ao incorporador que falhar na execução da obra.

    v.g.

    “responder civilmente pela execução da incorporação, devendo indenizar os adquirentes ou compromissários, dos prejuízos que a êstes advierem do fato de não se concluir a edificação ou de se retardar injustificadamente a conclusão das obras”

    e

    “É crime contra a economia popular promover incorporação, fazendo, em proposta, contratos, prospectos ou comunicação ao público ou aos interessados, afirmação falsa sôbre a construção do condomínio, alienação das frações ideais do terreno ou sôbre a construção das edificações.”

    4+
    • avatar
  • Cajuzinha 25 de maio de 2016 at 16:19

    “O Portão aparece em primeiro lugar na preferência dos compradores, segundo a Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR). Em Dezembro de 2015, conforme o Perfil Imobiliário traçado pela entidade, 431 apartamentos estavam à venda no local. Parte da oferta no edifício The Square, da PDG, pronto para morar.”

    http://paranashop.com.br/2016/05/pdg-investe-no-queridinho-bairro-portao.html

    3+
    • Awulll 25 de maio de 2016 at 16:55

      Investe ou investiu?
      Esse aí já tá faz tempo lá.

      1+
  • chigo 25 de maio de 2016 at 17:00

    OFF
    Alguém conhece a Espanha?
    Recebi oferta de emprego para Valencia – Espanha. 38k euro.ano. Para engenheiro. Será que é uma boa proposta?

    7+
    • avatar
    • Avestruz que te seduz 25 de maio de 2016 at 17:17

      Esses dias um vi um estudo do site Landing Jobs, especializado em divulgar vagas de TI na europa, sobre o custo de várias cidades.
      Não sei se tinha Valência, mas tinha Barcelona.
      E parabéns pela oferta de trabalho fora do bananil.

      7+
    • EngenheiroSP 26 de maio de 2016 at 07:40

      A Espanha sofreu muito com crise econômica, mas Barcelona é uma maravilha (Madrid também, mas o impacto é mais visível pelo tanto de pedinte na rua). Fosse eu, iria ao menos para ter mais impulso para chegar numa Alemanha ou Suíça.

      Engenheiro qual área?

      3+
    • From_The_Tower 26 de maio de 2016 at 15:01

      Adorei a Espanha. Estive lá em Abril.
      Tenho um conhecido em Valência. Ele gosta muito.

      1+
    • Bruno.12 27 de maio de 2016 at 15:46

      Meu caro, está esperando o que ? Corre para o abraço! Boa sorte ;D

      1+
  • Lucas 25 de maio de 2016 at 19:06

    CVR

    acabo de receber spam do condominio na planta que fui visitar em 2011
    Depois de subirem 30% ao ano

    Advinha o preço que me oferecem pelo SPAM?
    o mesmo de 2011, quase 5 anos com valorização ZERO
    … e olha que se alguém chegar lá na PDG e oferecer a vista eles devem dar mais desconto ainda.

    detalhes: condo-clube, perto do metrô, 70m2, 1 vaga, varanda gumê, várias torres, 25 unidades ocupadas, segundo fonte insider., umas 600 vazias
    ilac 21 é de chorar de rir, soube até que os corvos costumam invadir os imóveis pra deixar as luzes acesas e parecer que tem mais ocupação

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • mestre dos magos 25 de maio de 2016 at 22:22

      No condomínio mega gourmet da praia brava também utilizavam desta técnica (acender luz de ap vázio), mas ali até nisso eles eram mais modernos. Tinha célula que acendia as luzes da varanda automaticamente a noite. De dia passei um dia e fiquei olhando, dava para ver o fio que puxaram só para ligar a luz da sacada. Como o imóvel não tinha dono ainda, não tinham solicitado a luz, logo puxavam a luz do corredor que o prédio já estava energizado. Mais de 2kk cada ap.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 26 de maio de 2016 at 11:55

        Aqui em Aracaju é bem comum as construtoras deixarem TODAS as luzes das varandas de prédios próximos à entrega é até um tempo depois da entrega, é quase uma propaganda de que o imóvel foi concluído, que a construtora entrega o que promete na época da venda na planta.

        2+
        • avatar
        • avatar
    • From_The_Tower 26 de maio de 2016 at 15:03

      huauhahuauha.
      Esse véio é perspicaz. Chô corvaiada !!!

      2+
      • avatar
  • Anonymous 26 de maio de 2016 at 02:05

    BB Americas foi uma fraude desde o começo

    Dentre os esqueletos deixados pela turma que comandou o Banco do Brasil na última década, está a compra do Eurobank (Coral Gables, Florida), rebatizado BB Américas.

    A operação ocorreu no primeiro ano do governo Dilma Rousseff. Foi capitaneada por Aldemir Bendine com apoio direto de Allan Toledo, ex-VP de negócios internacionais do BB preso pela PF na Operação Porto Vitória.

    O Eurobank tinha entre seus principais acionistas José Pedro de Morais Jr, ex-ministro das Finanças angolano citado na CPI dos Correios por receber remessas da offshore Tradelink, a mesma usada por Marcos Valério.

    O banco de Morais era alvo de alertas das autoridades de fiscalização americanas por operações irregulares e corria o risco de ser liquidado. A compra pelo BB, por R$ 6 milhões, salvou o ex-ministro da bancarrota.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 26 de maio de 2016 at 10:42

    Passando agora na Record sobre o golpe da Atlantica construtora em SP.
    1680 imóveis parados, mais de 300 vendidos para mais de 2 pessoas,
    responsáveis envolvidos com Panamax, Mossad Fonseka etc…
    A empresa diz que está fazendo de tudo pra cumprir os compromissos…
    empresário pra fugir do aluguel pagou a vista e se lascou…
    muitos imóveis pra vender ainda..
    só nessa brincadeira mais de 600 pessoas fora do mercado natural e saudável…

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 26 de maio de 2016 at 11:12

    melhorou, sqn…
    Março apresenta melhor IVV de 2016, mas crise ainda afeta setor

    Pelo levantamento, as vendas de imóveis residenciais em março somaram 297unidades, apontando queda de 34,1% na comparação com o mesmo período do ano passado…
    kkkk
    Houve um excesso de ofertas acentuado em Jaboatão dos Guararapes, com 1220 ofertas, mas somente com 22 vendas”, destacou Silva.

    http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/economia/2016/05/25/internas_economia,646796/marco-apresenta-melhor-ivv-de-2016-mas-crise-ainda-afeta-setor.shtml

    2+
    • avatar
    • Alemon Fritz 26 de maio de 2016 at 11:21

      mercado favorável: em jaboatão tem imóvel em oferta para vender por quase 5anos… kkk

      1+
    • Cajuzinha 26 de maio de 2016 at 13:45


      Embora o resultado de março tenha animado o segmento, o índice, de acordo com a gerência do Núcleo de Economia e Negócios Internacionais (NENI), da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), que coordena o levantamento, foi o pior nos últimos nove anos, no mês referendado. Já
      comparado ao mesmo período de 2015, houve queda de 1,5 ponto percentual”.

      Kkkkkkkkk
      ” as vendas de imóveis residenciais em março somaram 297unidades”


      porém animadora, elevação no IVV de março foi a Semana Imobiliária da Ademi-PE, que Nacorreu na primeira semana de março, no RioMar Shopping. No evento, foram
      ofertados cerca de 4 mil imóveis.”

      Kkkkkk

      3+
      • avatar
  • Alemon Fritz 26 de maio de 2016 at 11:17

    Locação está difícil na faixa mais cara

    Conforme o dirigente, o mercado de locação para imóveis residenciais com valor até R$ 1,2 mil está bastante aquecido; acima dessa faixa, existem dificuldades. Já a situação dos aluguéis de residências a partir de R$ 3 mil foi comparada por Vianna a “uma verdadeira crise”. “É muito difícil alugar uma unidade nesse patamar, depois de desocupada”
    também afirmou que o cenário atual não favorece os investidores, já que não existe valorização. “No ano passado, a evolução do valor das unidades habitacionais perdeu para a inflação”….. kkkkk
    http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/702725/locacao-esta-dificil-na-faixa-mais-cara

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 26 de maio de 2016 at 11:57

    “Presente o fumus boni juris. ” (mercado parado)
    “Justiça suspende adicionais da construção civil de Balneário Camboriú”

    A juíza Adriana Lisbôa, da Vara da Fazenda Pública, atendendo ao Ministério Público (MP), deferiu liminar suspendendo todas as licenças, concessões e autorizações decorrentes dos adicionais construtivos do Índice de Confortabilidade de Obra (Icon) e do Índice Construtivo Adicional (Icad).
    A decisão impactará ao menos 29 prédios em construção, alguns dentre os maiores da cidade e mais de 3.000 trabalhadores.
    http://www.pagina3.com.br/geral/2016/mai/25/4/justica-suspende-adicionais-da-construcao-civil-de-balneario-camboriu

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 26 de maio de 2016 at 15:05

      hahahaha.
      Conheço toda essa turma. Isso aí é para dar um sustinho na turma da construção civil. Depois retomam tudo.
      Eu que mandava salgados para toda essa cadeia de interesses.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 26 de maio de 2016 at 16:20

        sim, isso mesmo,
        Tbm deve ter relação com política, 2 desses construtores são candidatos a prefeitura de BC,…
        e semana passada tbm ganharam uma multa pela estrada da rainha…
        Além da política tbm o foco dos investimentos para itajaí,
        para novas construções, ja que BC está no limite..
        Além da velha estratégia de dificultar pra vender facilidade… ai tem caroço.

        5+
        • avatar
        • avatar
  • Cesar_DF 26 de maio de 2016 at 18:57
  • Jovem Estudante 27 de maio de 2016 at 06:28

    CVR Dubai

    Não tá fácil pra ninguém…
    Encontraram esta semana ligação clandestina de água abastecendo a obra do prédio do “anexo” do principal shopping da Dubai Bananense.
    Seu Armenio não curtiu.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Rolde 27 de maio de 2016 at 08:39

      O que vc acha da nossa Dubai jovem? acho que ainda leva um tempo,para galara acordar.

      1+
      • CA 27 de maio de 2016 at 09:29

        Rolde,

        Segue, só para lembrar:

        Link: http://www.diariodolitoral.com.br/cotidiano/cresce-numero-de-imoveis-ociosos-na-cidade-de-santos/80333/

        Trecho do link acima:

        “Para o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo (Creci-SP), José Augusto Viana Neto, a valorização advinda com o pré-sal foi altamente prejudicial, pois fez com que os preços dos imóveis aumentassem de forma relevante em um curto espaço de tempo. “Hoje, Santos está com uma situação assim: ou nós colocamos esses imóveis no preço de mercado ou a cidade fica travada. As pessoas não têm renda familiar para comprar no preço que estão pedindo aqui”, destacou.”

        9+
        • avatar
        • avatar
        • CA 27 de maio de 2016 at 09:37

          Complemento: quem procura, acha…

          Link: http://www.negociofechadousa.com/noticias_view.php?noticia=bolha-imobili-ria-pre-os-de-im-veis-come-am-a-cair-no-brasil

          Trechos do link acima:

          “Após uma pesquisa realizada nos últimos 15 dias, visitando imóveis em Santos para fazer um comparativo, foi possível notar que existem proprietários que já acordaram e pedem R$ 2.600 no metro quadrado, os que pedem R$ 3.500 e os que ainda estão no passado e tentam cobrar R$ 8.000 ou R$ 9.000, e até mesmos imóveis que estão pedindo R$ 12.000 o metro quadrado. Esses últimos ainda não caíram para a nova realidade que a oferta é enorme, e quem deseja realmente vender terá que adequar os preços a realidade atual, ou até aguardar para que os preços se acomodem.

          Ah, você pode estar achando que o mais caro, é pela qualidade ou bairro do imóvel. No entanto, isso não foi o que vimos. Pelo contrário, encontramos imóveis com preços mais atrativo (por m2) com melhor qualidade e até em melhores bairros de Santos. E preços absurdos, em imóveis localizados no mesmo bairro. ”

          Outro link, só para demonstrar que a queda de preços não é de hoje e que como para outras cidades, em Santos os especuladores com imóveis já tinham prejuízos na concorrência com construtoras há bastante tempo:

          http://www.reclameaqui.com.br/6695928/pdg-incorporacoes/desorganizacao-e-falta-de-comprometimento-com-o-cliente

          Trecho do link acima, de outubro/13: “Promoverem feirões de queima de estoque vendendo unidades á preços com desconto maiores, dificultando á rentabilidade dos investidores, em meu caso, estou tentando vendar á unidade adquirida com prejuízo de 10 á 15 %, sem sucesso.”

          Mais um link dando conta de quedas de preços entre 20% e 30% em Santos segundo o CRECI (este é recente, foi ao ar em 18/fev/2016):

          http://cbnsantos.com.br/precos-dos-imoveis-em-santos-cairam-de-20-a-30/

          No caso de aluguel, até o preço ANUNCIADO (=maquiado) também teve queda, veja abaixo com referência à Santos na matéria inclusive:

          http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,preco-do-aluguel-cai-pela-primeira-vez-desde-2008,10000007134

          Resumindo: sim, tivemos quedas de preços em Santos, comprováveis por mais de uma fonte e sempre tendo como base o preço NEGOCIADO, REAL. Como em todas as outras cidades, vão mascarar e disfarçar isto o máximo possível.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • EngenheiroSP 27 de maio de 2016 at 09:50

            Santos é o maior “banheiro do papa” no país. E aqui o banheiro é o famoso prédio da Petrobrás e pré sal

            5+
            • avatar
            • avatar
            • EngenheiroSP 27 de maio de 2016 at 09:51

              digo, “e aqui o papa é o famoso prédio da Petrobrás e pré sal …”

              2+
              • Rolde 27 de maio de 2016 at 16:30

                Sabe qual eu acho pior? os prédios empresariais na Conselheiro Nébias,aquele perto da Unimed,chega a ser indecente .

                0
        • Rolde 27 de maio de 2016 at 16:27

          CA obrigada pelas matérias.

          0
  • Cajuzinha 27 de maio de 2016 at 09:46

    “com desemprego generalizado, queda de renda e com a redução de juros dependente de um recuo mais firme da inflação, a retomada será lenta. O número de distratos em 19 incorporadoras
    associadas da Abrainc foi de 4.438 unidades em março e de 50.166 nos últimos 12 meses, 6,6%
    mais do que nos 12 meses anteriores.”

    http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,ha-futuro–mas-falta-presente-na-construcao,10000053645

    5+
    • avatar
  • Cajuzinha 27 de maio de 2016 at 09:47

    Em queda livre, PIB pode ter queda de 6,1% no primeiro trimestre
    POR ALVARO GRIBEL25/05/2016 19:28
    O IBGE divulga na semana que vem o resultado do PIB do primeiro trimestre e os números devem vir novamente negativos, segundo o departamento de pesquisas econômicas do Itaú Unibanco. A projeção é de queda de 0,8% em relação ao trimestre anterior – a quinta seguida – e um tombo de 6,1% sobre o mesmo período do ano passado.

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Bruno.12 27 de maio de 2016 at 15:49

      Venezuela, é vc?

      0
  • Cajuzinha 27 de maio de 2016 at 10:00

    http://hojeemdia.com.br/primeiro-plano/economia/im%C3%B3veis-em-queda-livre-crise-no-setor-reduz-pre%C3%A7o-dos-apartamentos-novos-1.387277

    ““Na prática, alguns imóveis já estão mais baratos do que no ano passado. Principalmente os novos, porque as construtoras têm condições de negociar descontos”

    Kênio de Souza Pereira
    Comissão de Imóveis da OAB-MG”

    E, como o setor vem em queda livre, não há previsão de retomada no curto prazo. É o que afirma o vice-preside[/TEXTO]nte do Conselho Regional de Economia de Minas Gerais (Corecon-MG), Pedro Paulo Pettersen. Ele explica que a recessão econômica paralisa setores que depende de financiamento. E este é justamente o caso do segmento imobiliário.

    “O setor ficou estagnado durante muitos anos, até que medidas foram implantadas e ele deslanchou. O aumento dos prazos de financiamento no governo Lula, por exemplo, permitiu que muita gente comprasse a casa própria e houve uma aceleração do segmento. A abertura do crédito e a redução na taxa básica também foram importantes”, diz.

    Agora, comenta Pettersen, a inflação nas alturas e a insegurança dos consumidores inviabilizam a compra. Afinal, com o cenário instável, as pessoas não sabem, sequer, se estarão empregadas. A taxa de desemprego atingiu 10,9% no primeiro trimestre. ”

    6+
    • avatar
  • Cajuzinha 27 de maio de 2016 at 10:17

    Santarém registra queda no preço do aluguel de imóveis
    GERAL – 27/05/2016 10h00

    “De acordo com o economista, José de Lima, a quantidade de imóveis está maior do que a demanda o que gera a queda dos preços. “Existem 125 mil imóveis em Santarém, desse total 47% estão para locação, ou seja, quase a metade. Então deve ser ter um déficit habitacional de 25 mil 485 unidades e a alternativa para essa crise no setor e a negociação e pesquisa de preços””

    “O inquilino, Joelison de Andrade, revela que apesar de está morando sozinho em um imóvel alugado, ele procura por alguém para dividir o valor do aluguel. ”

    http://www.jornalfloripa.com.br/noticia.php?id=11566277

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 27 de maio de 2016 at 10:21

    “Aproximadamente 15 mil imóveis serão ofertados na 12ª edição do Feirão Caixa da Casa Própria em Uberlândia.”

    15 mil?!!!!

    http://www.correiodeuberlandia.com.br/cidade-e-regiao/feirao-oferece-15-mil-imoveis-e-projeta-vendas-19-maiores/

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • FabianoSJC 27 de maio de 2016 at 11:38

      Fazendo uma conta de jagunço rs , vamos supor que bombando se consiga vender uns 150 imoveis por mes na região de Uberlândia rs. 15 mil imoveis da um estoque para 100 meses rs , vai ???

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 27 de maio de 2016 at 11:15

    www1.folha.uol.com.br%2Fmercado%2F2016%2F05%2F1775417-empresas-parcelam-verbas-rescisorias-de-demitidos-em-ate-60-vezes.shtml&usg=AFQjCNHmPYz17CziAdkIAhF0rLEjbj84AQ

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 27 de maio de 2016 at 12:21

      É só uma marolinha…

      3+
      • avatar
    • Parcelinha 27 de maio de 2016 at 23:08

      Isso me lembra alguns conhecidos quando foram dispensados, sugeri que já fossem se cadastrando em agencias e mandado curriculos, o que a maioria responde? ‘Que nada, vou tirar 5 meses de férias” “agora vou descansar um pouco, ninguém é de ferro” “depois corro atrás de emprego, “dificilmente fico desempregado(a) por muito tempo” “ah, se for registrada agora, perco as parcelas de seguro, quando acabar vou atrás”…”agora é hora de curtir um pouco”. Agora estão desesperados, sentiram a realidade de perto. Esses dias passou no jornal da globo, até aqueles jovens que ficavam mudando de emprego, entravam depois de 1 mês pedia demissão, agora estão mais preocupados.

      0
  • Cajuzinha 27 de maio de 2016 at 12:00

    ““Os bancos estão com a capacidade de financiamento quase esgotada”, observou Muricy, ao comentar a retirada de R$ 32 bilhões das cadernetas de poupança no último ano.”

    https://www.tribunadabahia.com.br/2016/05/27/apartamentos-menores-sao-destaques-em-vendas-em-salvador

    4+
    • avatar
  • Alemon Fritz 27 de maio de 2016 at 12:50

    As consequências da crise no mercado imobiliário …

    Conforme dados mundiais do Banco de Compensações Internacionais (BID), a valorização imobiliária no Brasil foi de 121% entre 2008 e 2011.
    Sati
    Dependendo do que for estabelecido pelo STJ, as construtoras podem ter que enfrentar outra demanda de ações com os pedidos de devolução das taxas.

    https://www.bemparana.com.br/noticia/445843/as-consequencias-da-crise-no-mercado-imobiliario

    3+
  • Bruno.12 27 de maio de 2016 at 15:27

    “Pesquisas apresentadas em um fórum especializado na discussão da bolha imobiliária brasileira (www.bolhaimobiliariabrasil.com) ”
    Que bacana, esse blog opressor ser utilizado como fonte kkkkkkkkk

    2+
  • fanfarraum 27 de maio de 2016 at 15:49
  • Cajuzinha 27 de maio de 2016 at 16:20

    TÓPICO

    30%, SÓ QUE DE PREJUÍZO

    “27/05/2016 14h05 – Atualizado em 27/05/2016 14h05
    Sorocaba tem cerca de 20% dos imóveis comerciais desocupados
    Baixa procura aumenta o poder de negociação dos consumidores.
    Prejuízo proprietários pode chegar a até 30% do valor do aluguel.”

    http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/mercado-imobiliario-do-interior/noticia/2016/05/sorocaba-tem-cerca-de-20-dos-imoveis-comerciais-desocupados.html

    2+
    • avatar
    • Cajuzinha 27 de maio de 2016 at 16:21

      “”Acreditamos que em um ano e meio, dois anos, a economia já deve começar a melhorar. Pelo menos não vamos ter mais informações negativas que depreciam o mercado. Então acreditamos que esse estoque [de imóveis] deve ser consumido nos próximos dois ou três anos”, finaliza Guido.”

      1+