BC prevê estouro da meta de inflação em 2016 e retração de 3,5% no PIB – G1

Você pode gostar...

Comments
  • Zé do Brejo 31 de março de 2016 at 11:19

    Seguimos dobrando a meta. Cavando ainda mais o buraco.
    Se PT e sua cúpula não forem detidos, o país seguirá sangrando, com todas as contas no vermelho.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 31 de março de 2016 at 11:27

      kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      “”Já não há grandes fontes de recursos para desenvolvimento de construção e infraestrutura. Agora, o direcionamento para consumo pode limitar esse funding”, avalia.”

      12+
      • avatar
    • JJJ_brasilia 31 de março de 2016 at 12:12

      O setor imobiliario se acha dono do FGTS. Como garantia do consignado é um opção do trabalhador, ninguém é o obrigado a pegar consignado.

      9+
      • avatar
      • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 13:12

        E nem de utilizar esse dinheiro retido rendendo juros lixo para comprar tijolos bananenses. Piada 35 anos para resgatar o valor retido, CLT não serve nem para limpar a bunda , trabalhar menos , produzir menos e ganhar mais , populismo é sem noção mesmo vide frança brigando por seu direitos trabalhista e MCMV 3.

        Esse negocio de controlar e escolher como e quando a pessoa vai gastar e decidir o que é bom para a população e´uma idiotice. Estipular salários na marra por uma canetada em forma de lei, oferta e demanda é subestimada por psicopatas que agem como crianças mimadas. Não feliz em garantir que todo cidadão seja estuprado burocraticamente eles tudo do jeito deles e que se lasque as leis de mercados , econômicas , financeiras , responsabilidade fiscal, previdenciária , ambiental, lei da gravidade e física quantica. Que a banania se exploda . Poder pelo poder .

        Esse FGTS ( Fundo Gastos pelos Terroristas Socialista) dinheiro suado , retirado do salario de forma obrigatória esta acabando e o mercado imobiliário que se sente dono desse dinheiro , entrando em estado de desespero, agora 10% para garantir consignado , para quem não quer financiar casa e nem consignado , espere , espere que em menos de 40 anos seu dinheiro sera devolvido com o poder aquisitivo de uma 3x menos , devido a inflação de 35 anos ou mais.

        12+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Bruno.12 31 de março de 2016 at 11:29

    E o BOVESPA só valorizando! Dólar abaixando! Avoaa

    6+
    • avatar
  • Cajuzinha 31 de março de 2016 at 11:30

    http://www.campograndenews.com.br/economia/com-credito-mais-dificil-ate-periferia-sente-queda-na-venda-de-imoveis

    “Quem tem sentido esta retração também são as lojas de materiais de construção da região. Segundo o gerente da Construlíder, Manoel Gercino, o fluxo caiu a partir de janeiro. “Minhas vendas já estão 60% menores. O que movimenta a loja são os produtos menores, como fiação, mas o restante está tudo parado”.”

    10+
    • avatar
    • avatar
  • Urso 31 de março de 2016 at 11:31

    Bem-vindos ao mundo real!

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Moreira 31 de março de 2016 at 11:36

    E hoje no Bom Dia Brasil inquilino baixando aluguel de R$ 2.900,00 para R$ 2.500,00 em bairro nobre de SP. Ap de 90m e aluguel de R$ 2.900,00, fora condomínio. Arriéguaaaaaaaaa kkkkkkk

    http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Urso 31 de março de 2016 at 11:44

      Eu vi essa!

      6+
      • avatar
  • Leandro sp 31 de março de 2016 at 11:49

    No alge da bolha aqui na zona norte de SP chegaram a vender lote 10×20 ou 10×25 por 400k agora já vejo anúncios de 250k, deixa sangrar mais um bocadinho.

    11+
    • avatar
  • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 12:17

    BC sempre otimista.

    11+
    • avatar
    • avatar
  • Moreira 31 de março de 2016 at 12:27

    Boss, não seria o caso de criar um espaço no BIB só para armazenar link’s de reportagens análogas à citada, reportagens mostrando ap que foi vendido na pranta a 400 e hj é vendido a 300. Criaria assim um banco de informações, separadas por Estado, ano e mês, por exemplo. O que acha? Mas caso seja irrelevante minha sugestão, desconsidere-a.

    13+
    • avatar
    • avatar
  • Pedlero 31 de março de 2016 at 13:03

    CVR DO PEDLERO

    Semana passada, quase 50 pessoas reunidas para uma palestra sobre qualidade de vida.
    O palestrante alegou problemas em cima da hora e não foi. O comandante tratou de entrar em contato com alguém para que cumprisse 1h30min de palestra. Deu ordem que ninguém se ausentasse do auditório.
    Um colega perguntou se alguém poderia manter os milicos no ambiente com alguma atividade. Eis que fui conclamado a falar sobre qualquer coisa, pois falo bem (segundo eles!!!)kkk.
    Qual foi o assunto? Adivinhem: a) Maquiavel; b) Polinésia Francesa; ou c)Bolha imobiliária.

    Escalado, comecei a falar sobre a bolha e a relação preço x aluguel. Senti-me um doutor no assunto. Falei sobre um tal CA, um tal de BOSS e outros, possíveis de encontrar num tal site.
    As pessoas me perguntavam um monte!
    Uma das perguntas: porque então se fala que aluguel é dinheiro jogado fora?
    Minha resposta: Simples, segundo um certo professor da FGV, as pessoas têm q encarar o aluguel como uma despesa qualquer, só que de primeira necessidade. Mostrei que com as aplicações que se tem hoje, levando em consideração tx de juros, IR, preço de prestação em um financiamento e o valor de aluguel, é possível, com disciplina e determinação (que todos têm que ter para atingir o objetivo) ressaltei e anotei num projetor que por volta de 11 anos, um indivíduo consegue pegar o valor de uma mensalidade de financiamento(100%); pagar o aluguel (30%) e, religiosamente com o restante (70 %) aplicar em algo de 1% ao mês, ter todo dinheiro para comprar seu imóvel à vista.
    Daí alguém pergunta: Mas vc vai pagar 11 anos de aluguel?
    Eu: O que é melhor 11 meses de aluguel ou 35 anos de financiamento de uma coisa que você nem sabe se terá? Atrase 3 prestações para ver se o banco motumbense não vem ao seu encalço!!!
    Ainda, falei que quando após onze anos se consegue a quantia mencionada, dificilmente a pessoa vai aplicar as economias no imóvel pois o rico dinheirinho tenderá a multiplicar com mais velocidade.
    Terminado, houve uns cinco minutos de descontração.
    Logo em seguida, surge um novo ser para apalestra que seria de qualidade de vida. N averdade para tampar o que seria a palestra.
    Apresentação: Presente entre nós o Senhor Corvus Honórius (fictício, é claro!!!), representante da imobiliária Ninho Noroeste (fictício, é claro!!! 2) para ministrar a palestra a importância de aquisição de um imóvel no Noroeste…

    Deu um misto de calafrio, deboche e riso em todos os presentes, De repente um som “hummm”…
    Se tivéssemos ensaiado não seria tão autêntico e uníssono.

    151+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 31 de março de 2016 at 13:09

      E no Noroeste ainda, lugar onde compraram por 14K /m2 em 2011 e hoje é possível comprar por menos de 8K/m2

      10+
    • Awulll 31 de março de 2016 at 13:49

      Cara, mas acabou assim?
      Ninguém fez perguntas ao corvo?
      O que eles acharam das contradições depois.
      Muito massa esse CVR!

      14+
      • avatar
    • D9 31 de março de 2016 at 16:08

      Esse é o CVR mais épico até o momento. Se tiver condições, detalhe mais a palestra do “Consultor Imobiliário”. As perguntas que ele deve ter recebido não tem preço.

      5+
  • Pedlero 31 de março de 2016 at 13:03

    Gostaram? Deem um like!!!

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 31 de março de 2016 at 13:03
  • rogerio 31 de março de 2016 at 13:14

    Um ambiente com instabilidade politica não deveria ter o dólar lá em cima?

    4+
    • CarlosL 31 de março de 2016 at 13:59

      Positivo….

      1+
      • rogerio 31 de março de 2016 at 15:52

        Então o que está acontecendo?

        0
    • SampaBoy 31 de março de 2016 at 14:26

      Dolar e Bolsa reagem emocionalmente aos estimulos vigentes. O lance dos ultimos dias é queda do governo e prisao do Lula entrando um governo menos esquerdista. Entao bolsa pra cima e dolar pra baixo……mas isso é so emoção….mesmo trocando o governo, depois isso reverte rapidinho

      8+
  • Pedlero 31 de março de 2016 at 14:02

    No nosso caso, somos obrigados a assistir as palestras e, se for o caso, aplaudir. por mais que discordemo-las.
    Enquanto esse palestrante falava, uns cochichavam, outros mexiam no celular e por aí vai.
    Acho que o cara deve ter se sentido inútil e falando para as paredes.

    5+
    • Mente do Mal 31 de março de 2016 at 14:06

      Três palavrinhas: Sempre foi assim.

      3+
  • AlexJLL 31 de março de 2016 at 14:26

    Pessoal, aviso aos milheiros: o Santander Select voltou a emitir o cartão Unlimited Mastercard Black, basta cumprir os pré-requisitos. É o melhor cartão brasileiro (2,2 pontos por dólar + promoções de bônus + Priority Pass + pontos que nunca expiram), que antes estava restrito ao Private. Além disso, me surpreendi com o atendimento do Select, está dando de 10 a zero nos BB Estilo e Personnalité da vida.

    P.S.: não abandonei o blog, mas diminuí muito os acessos em função do filhote… Mas continuo lendo tudo.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • O Bancário 31 de março de 2016 at 18:56

      Esses cartões top os bancos não tão dando muito boi com anuidade não.
      Tá uma sofrência pra negociar anuidade.

      2+
      • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 21:13

        Em 2013 , época do crédito fácil era uma loucura não tinha nem 10 k no banco e recebia oferta de consignado de 30k e credito aprovado para financiar carro de 62 k,eu pedi para aumentar o meu limite para 5k para comprar uma viagem , a gerente falou : – Aumenta para 7 ( era perido de PlR , e ela estava toda contentona )tinha isenção no Itaú internacional gold pela empresa a anuidade era mais de 200 reais. Detalhe eu nem tinha tenda para um cartão desse o minimo era 5k e eu não tirava nem 2k. Depois que sai da empresa não consegui isenção ,nem negociar na MC e cancelei a função credito.

        2+
    • JJJ_brasilia 31 de março de 2016 at 15:04

      Cajuzinha,

      20k pra este cara cantar é muito dinheiro jogado fora.

      15+
      • avatar
      • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 20:40

        Nem canta é tudo playback , o cara tem coleção de mais de 2 mil pares de tênis. Só leiloar tudo que pega alguns milhões.

        2+
      • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 21:15

        Por essa grana eu canto até faroeste cabloco em russo. 😀

        1+
  • Alemon Fritz 31 de março de 2016 at 15:36

    mais hard,

    Com crédito mais difícil até periferia sente queda na venda de imóveis

    Minhas vendas já estão 60% menores. O que movimenta a loja são os produtos menores, como fiação, mas o restante está tudo parado”

    http://www.campograndenews.com.br/economia/com-credito-mais-dificil-ate-periferia-sente-queda-na-venda-de-imoveis
    acredito que já passamos do ponto de retorno.. 3 a 4 anos de queda… tudo parado
    até depois das piadas do Rio, os bancos aguentam até 44% de queda e isso já deve estar perto ou passando.

    6+
    • Alemon Fritz 31 de março de 2016 at 15:48

      …mostra que um investidor construi 3 casas e vendeu, agora “investiu” em 4 casas…

      ele vai.

      3+
    • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 20:45

      E só esta vende do fiação, para os clientes religar a energia com “Gato”. Depois nem fio vende mais kkk

      3+
  • Cajuzinha 31 de março de 2016 at 15:56
  • Ilusionista 31 de março de 2016 at 17:04

    sinais da crise..

    empresas fechando as portas
    aumento do desemprego
    mais reclamações trabalhistas
    corte no orçamento deste ano de quase 30% e de 90% no custeio das atividades da justiça do trabalho
    solução: fechar as portas

    http://m.diariodolitoral.com.br/sindical-e-previdencia/justica-do-trabalho-pode-fechar-suas-portas-por-falta-de-verba/81702/

    4+
    • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 21:32

      Próximos episódios da Crise.

      *Recordes de violencia

      * Bolha automobilista dos Usados ( nos novos já temos)

      *Prateleiras do mercado vazias.

      * Saques de alimento

      “Faculdade publicas e privadas fechando cursos por falta de verba e de alunos.

      Empresas de eletros das grandes marcas abrindo falência.

      3+
  • Lucas 31 de março de 2016 at 17:18

    Trazendo de ontem do DRN

    Lucas 31 de março de 2016 at 17:14
    o apice pra mim foi quando mesmo fazendo as contas certinhas, os preços pareciam continuar subindo
    um misto de desinformação, discalculia com o fato que especuladores continuam por inércia

    teve uma frase boa sobre isso, não lembro bem: “o mercado pode continuar mais tempo insando do que seu caixa pode aguentar”.

    isso resume tudo, o fingezap continua insano, as pessoas de fato não conseguem comprar o que elas querem quando elas querem, mas isto não muda o fato de que os comprados, mais dia menos dia, terão que arcar com o custo de suas escolhas.

    Inclusive a cosia foi tão longe que o custo é jogar um país inteiro numa crise épica, inclui aí a questão política de gente nefasta, seja por maldade, seja por imbecilidade.

    ————-
    Hoje podemos dizer estávamos certos o tempo todo, apenas os fatos que demoraram para acontecer

    12+
    • avatar
    • avatar
    • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 21:36

      E o desgoverno contratando atores moryandelad para lotar as ruas hoje. O teatro meia boca mais caro do mundo.

      2+
      • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 21:37

        *Mortadela

        1+
  • SampaBoy 31 de março de 2016 at 17:43

    trabalho com um mercado ironicamente pouco sensivel a crise que é o de estetica e cirurgia plastica. as mulheres brasileiras, por algum motivo alheio a razao, gastam ate o fim e ate o que nao tem para ficarem mais bonitas. Bom, ate o mes passado ainda vinhamos tranquilo , no maximo oferecendo descontos um pouco maiores. No ultimo mes a coisa mudou…., as consultas cairam pela metade, pacientes cancelando procedimentos, houve uma guinada inedita que eu nao me lembro de ter ocorrido em qualquer epoca…..

    22+
    • avatar
    • avatar
    • O Bancário 31 de março de 2016 at 18:58

      Welcome to the 80’s!

      2+
      • SampaBoy 31 de março de 2016 at 19:23

        talvez tenhamos que voltar a usar bamba e kichute………….nike vai ser coisa de gente muito rica

        4+
        • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 20:51

          Ou recapar as Havaianas na borracharia .

          4+
          • avatar
      • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 20:35

        I want to believe.

        1+
    • Money_Addicted 31 de março de 2016 at 19:23

      eh simples, mulher bonita tem mais valor!

      6+
      • avatar
      • SampaBoy 31 de março de 2016 at 19:32

        Na terra dos livres ate é compreensivel o consumo de estetica, afinal eles são os mais ricos do mundo , e não é a toa que sao o 2o do mundo em estetica (depois do Brasil) . Ja na europa não é assim. Gastar dinheiro com estetica sendo que voce tem familia em casa é “feio”. Aqui no Brasil , por uma razão que so a cultura tupiniquim explica, faz sentido, entre as amigas, torrar as suas economias “com voce mesma” .

        7+
        • avatar
      • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 20:48

        Mulher bonita mesmo sem maquiagem continua bonita.

        5+
  • Zizu 31 de março de 2016 at 20:50

    Daqui a pouco irão inventar o Bolsa Silicone. Vote no PT e ganhe 250 ml de Silicone…Mão de obra grátis via Cuba

    5+
    • avatar
    • avatar
    • OdeioTijolos 31 de março de 2016 at 20:52

      Seria o kit teta ?

      7+
      • avatar
  • Luladranus 31 de março de 2016 at 22:27

    Alguém aqui realmente acredita que possa ocorrer o impeachment? Dona mandioca sapiens exonerando o segundo escalão do PMDB a rodo e nomeando descarradamente representantes dos partidos nanicos em troca de votos no congresso. Sem contar que o próprio PMDB está rachado, vide ministros dispostos a mudar de sigla ao invés de seguir a determinação do partido. E mesmo que, caso milagrosamente o congresso consiga os votos necessários, no senado, pelo menos hoje, não há minima possibilidade de aprovação. NMHO, infelizmente, acho que a anta não cai, e pior, o desgraçado do molusco de nove tentáculos voltará como herói e a possibilidade de ser eleito novamente é muito grande. Não se iludam, esses malditos vermelhos não estão mortos, a capacidade que eles tem para iludir o povo é imensa, ainda mais o povo brasileiro, extremamente ignorante e alienado. Lava jato acaba em pizza, STF é vermelho. Há não ser que o capeta se encoraje de cumprir seu papel, mesmo sabendo que corre o risco de ver seu inferno usurpado, acho que até 2022 essa praga chamada PT continuará sugando e destruindo essas terras tupiniquins.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Awulll 31 de março de 2016 at 22:41

      Quando o Lula foi nomeado ministro muita gente aqui ficou bem pra baixo.
      Pouco depois vieram os áudios vazados e até hoje o molusco nem virou ministro.
      Ainda tem muuuuuuuuuuito chão, não se empolguem nem se desesperem.

      4+
    • Cesar_DF 1 de abril de 2016 at 08:28

      Grande chance de cair toda a chapa no STE. Mesmo que não ocorra o impeachment agora, o desgaste da imagem do PT será grande.

      2+
      • Awulll 1 de abril de 2016 at 10:22

        TSE e STF não vai dar nada.
        A chance é a câmara.
        Seria muito trágico para o país se o impeachment não fosse aprovado.
        Mas, deixando de lado o fato que a gente vai se ferrar, seria interessante ver com que cara Cunha e Temer ficariam.

        0
    • rogerio 1 de abril de 2016 at 09:42

      Não acredito que vá ocorrer impeachment…. E o PMDB sairá profundamente ferido…

      3+
  • Awulll 31 de março de 2016 at 22:42

    Meu nubank chegou hoje!
    Fiz o desbloqueio no celular, tudo tranquilo!

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Cesar_DF 1 de abril de 2016 at 08:26

    Do mais distante ao mais valorizado, bairros acumulam imóveis à venda

    http://www.campograndenews.com.br/tv-news/85-do-mais-distante-ao-mais-valorizado-bairros-acumulam-imveis-venda

    1+
  • Alemon Fritz 1 de abril de 2016 at 08:32

    A “tempestade perfeita” brasileira e o apelo do imobiliário português

    Hoje, no Brasil, as casas não se vendem, nem com “descontos” de 50% sobre os preços praticados em 2014

    A taxa de inflação está atualmente acima dos 10% enquanto o imobiliário desvaloriza, nalguns casos, mais do que 50%.
    A expetativa é para uma queda continuada dos preços das casas, surgindo assim uma lógica de deflação que afasta o investimento e alimenta o excesso de oferta de imóveis no mercado.
    Para se ter uma ideia, a média registada em São Paulo nos anos que precederam a crise é de 17 mil habitações para venda. Hoje existem 31 mil unidades sem comprador.
    -http://economico.sapo.pt/noticias/a-tempestade-perfeita-brasileira-e-o-apelo-do-imobiliario-portugues_246108.html
    corvo lusitano feliz

    6+
    • avatar
    • CA 1 de abril de 2016 at 09:48

      Alemon Fritz,

      O artigo visa tentar estimular o investidor em imóveis do Brasil a migrar para Portugal ou investdores de fora virem comprar imóveis à vista no Brasil com descontos de 50% ou mais. Mesmo assim, é curioso observar como a situação crítica do nosso segmento imobiliário é desconhecida quanto a sua intensidade até por aqueles que querem se aproveitar desta situação.

      Ele menciona o exemplo de São Paulo, dizendo que temos oferta de 31.000 e antes da crise, era de 17.000.

      Sobre os 31.000 ele deve estar considerando os imóveis com mais de 36 meses do lançamento e uma proporção deles em relação ao total do SECOVI SP com base em alguma outra pesquisa (a pesquisa da Geoimovel do início de 2015 apontava cerca de 15% a mais de imóveis que a do SECOVI, em função dos lançados há mais de 36 meses), mesmo assim, deve ser mais do que isso hoje, porque o aumento relevante de distratos em 2015 alimenta este estoque oculto do SECOVI SP.

      Quanto aos 17.000 que seriam o histórico de oferta “antes da crise imobiliária”, este número também não é o mais real. Na realidade o número mais razoável para uma oferta, seria o equivalente a 6 meses de vendas, tendo como base 10% de investidores e não os 40% atuais e expurgando do cálculo as vendas FALSAS, além de abater o quanto esta oferta teria que ser reduzida para compensar o excesso de investidores com imóveis a venda neste momento. Pegando os 20.000 imóveis “vendidos” de 2015, se tivéssemos só 10% para investidores que seria o normal, teríamos vendas reais de 16.500 imóveis, se contamos com o esperado aumento de vendas falsas em 2015 para encobrir as vendas falsas do passado que foram distratadas em 2015, teríamos que reduzir este número para pelo menos 15.000. Considerando que 15.000 seria o total de vendas REAIS de 2015 e que o normal é ter estoque de 6 meses (meio ano), o normal seria um estoque de 7.500 unidades com construtoras. Se considerarmos o volume anormal de estoque à venda por especuladores, o normal seria um estoque com construtoras neste momento de no máximo 5.000 unidades. Este ainda é um número muito favorável para o segmento imobiliário, nem estou considerando a piora da crise, o aumento das dificuldades para o crédito imobiliário, o volume anormal e absurdo de imóveis usados ofertados que os proprietários PRECISAM vender e concorrem com as vendas de novos, o volume de imóveis retomados por bancos para serem revendidos e que simplesmente DOBRARAM em 2015, concorrendo com construtoras também, o aumento esperado nos distratos, etc, etc, etc…

      Em outras palavras, o estoque atual com construtoras em São Paulo é mais de 6 vezes o que seria o razoável para este momento e apesar disto, as construtoras aumentaram em mais de 78% os lançamentos em Jan/2016 comparado a Jan/15, única e exclusivamente para aumentar o volume de vendas FALSAS e SIMULAR uma recuperação, ao mesmo tempo em cavam um buraco cada vez mais fundo para se enterrarem…

      5+
  • Cajuzinha 1 de abril de 2016 at 09:33

    “DESDÉM DO MERCADO
    Publicado em 01/04/2016 – 00:01 Vicente NunesSem categoria
    » O mercado financeiro recebeu com desdém o Relatório Trimestral de Inflação divulgado ontem pelo Banco Central. Viram o documento como defasado. Para analistas, continua atrás da curva, ou seja, insiste em prever um quadro melhor do que a realidade, a começar pela estimativa de queda do Produto Interno Bruto (PIB), de 3,5%.

    Queda já definida

    » Os investidores também não acreditam no discurso enfático do diretor de Política Econômica do BC, Altamir Lopes, de que não haverá queda de juros tão cedo. Mera formalidade. Já está praticamente definido que, no fim do primeiro semestre ou início do segundo, a taxa Selic, de 14,25%, cairá, ainda que lentamente.”

    http://blogs.correiobraziliense.com.br/vicente/desdem-do-mercado/

    1+
  • Cajuzinha 1 de abril de 2016 at 09:35

    “Banco Central deve começar a dar sinais de que um afrouxamento monetário está por vir no terceiro trimestre deste ano e realizar o primeiro corte de juros, de 0,50 ponto percentual, em novembro, segundo análise macroeconômica do Goldman Sachs .”

    2+
  • deuruim 1 de abril de 2016 at 09:43

    OFF: Coleguinhas, alguém sabe me falar quais são os encargos pra registrar um funcionário pra um MEI? é só fgts e inss?

    1+
  • Cajuzinha 1 de abril de 2016 at 10:04

    “Hoje, a gente soube que o consumo de energia elétrica caiu 5,5% no primeiro bimestre do ano, se comparado com o ano passado. Isso é sinal de luz cara e indústria parada. O crédito continua mal e piorando, soubemos faz pouco. O total de dinheiro emprestado na economia continua caindo, e caindo cada vez mais rápido, vimos pelos dados de janeiro e fevereiro. O desemprego continua a aumentar de maneira cada vez mais rápida _está em 9,5% e deve acabar o ano em 13%. Os salários na média caem cada vez mais rápido. Logo, no dia a dia das pessoas comuns, a economia está piorando mais agora que no ano passado. No que diz respeito às empresas, a gente soube hoje que o lucro das firmas que tem ações na Bolsa caiu quase 20% de 2014 para 2015, isso sem levar em conta a Petrobras, que perdeu tanto dinheiro e é tão grande que iria piorar ainda mais esta estatística. Sem lucro e sem estabilidade, empresa não investe. Sem consumo, crédito e investimento, a gente afunda cada vez mais. Quanto ao governo e ao Congresso, nada vai andar pelo menos até a decisão do impeachment, lá por maio, pelo menos. Ou seja, nada de importante vai ser feito para conter a crise até a metade do ano.”

    http://www.tvgazeta.com.br/videos/economia-piora-mais-agora-que-ano-passado/

    2+
    • Minions 1 de abril de 2016 at 10:44

      Já foi dito que teríamos saudades de 2015.

      2+
  • Cajuzinha 1 de abril de 2016 at 10:34

    Tópico

    http://g1.globo.com/especial-publicitario/zap/imoveis/noticia/2016/04/o-auge-e-queda-do-mercado-imobiliario-em-uma-decada.html

    “O resultado final é que, em 2015, o preço dos imóveis no Brasil teve queda real, já que teve valorização de 1,32%, aumento que ficou abaixo da inflação registrada no ano. “As incorporadoras realizaram promoções, ofereceram descontos e tiveram menos lançamentos, já que o mercado estava relativamente parado”, explica Barros.

    E o que esperar?

    A economia brasileira ainda está bastante instável, o que influencia negativamente o mercado imobiliário. “O setor depende de como está o cenário do país e não dá para falar em uma melhora econômica. E o cenário de instabilidade na política também contamina a confiança”, reforça o coordenador do Índice FipeZap.”

    2017?!!!!!!!!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    “No entanto, existem boas expectativas já para o próximo ano. “Se a economia começar a se ajustar e o Governo Federal começar a organizar não só as questões econômicas como também as políticas, a tendência é o mercado imobiliário apresentar uma melhora em 2017 porque uma economia ajustada vai trazer mais confiança no futuro e vamos voltar a ter crédito disponível”, conclui Marcelo.”

    4+
    • avatar
    • CarlosL 1 de abril de 2016 at 10:46

      Ah tranquilo, já que estamos em novembro na beira do final do ano…… sqn

      1+
  • Cajuzinha 1 de abril de 2016 at 10:52

    “Cresceu nos últimos meses a pressão de vários bancos sobre o grupo Odebrecht para tomada de medidas
    que lhes garantissem um conforto para o elevado volume de crédito que as instituições tinham com o
    conglomerado. Em conversa com o Valor, vários bancos credores da empresa manifestaram
    descontentamento em relação à lentidão em tomar decisões de venda de ativos ou de uma busca de
    parceiros para reduzir sua alavancagem financeira.”

    http://www.valor.com.br/empresas/4506722/sob-pressao-grupo-odebrecht-vende-ativos

    1+
  • Cajuzinha 1 de abril de 2016 at 10:53

    “Economistas, empresários e consultores, ouvidos pelo Valor nas últimas semanas, identificam o atual
    momento como aquele com a mais brutal desaceleração na história recente do varejo brasileiro. É um
    encolhimento em velocidade maior do que a verificada 20 anos atrás, quando Mesbla, Mappin,
    G.Aronson e dezenas de médias redes desapareceram do mercado, afetadas pelo fim da inflação que
    parou de mascarar má gestão e ineficiências. “Não houve queda tão abrupta nas vendas como a atual.
    Foi isso que chocou mais o setor”, disse Alberto Serrentino, consultor da área há 20 anos.”

    http://www.valor.com.br/empresas/4506708/varejo-so-recupera-perdas-da-crise-em-2021

    2+
  • From_The_Tower 1 de abril de 2016 at 11:07

    Amigos, minha conclusão de artigo. ” A adequação da mensagem publicitária no mercado imobiliário após um momento de euforia”

    Após o levantamento de material e a devida correlação dos exemplos de anúncios e notícias do setor imobiliário com fatores econômicos é possível afirmar que ocorreu de fato uma adequação na mensagem publicitária e argumentos de venda. Já não era mais adequado lançar os mesmos argumentos de antes. A situação econômica do país que caminhava para uma estagnação e agora caminha para uma depressão exigem das empresas o máximo de enxugamento dos custos fixos e as devidas transações comerciais em patamares aceitáveis.
    A cada dia vemos nos noticiários as dificuldades dos consumidores em arcarem com as parcelas dos imóveis na planta e a dificuldade das construtoras em fazerem o pagamento aos consumidores que entram com o pedido de distrato. Isso gera um círculo vicioso: pessoas desistem de comprar imóveis, imóveis retornam para o estoque da construtora, a construtora se vê obrigada a reduzir preços, ao reduzir preços os que compraram para revender também querem distratar e assim o círculo se completa. Lançar uma campanha nesse momento prometendo valorização imobiliária é um ultraje. Por isso que a adequação e utilização de outros argumentos é presença constante nas campanhas recentes. A percepção do consumidor é fundamental para esse setor da economia. Pessoas com maior nível de confiança na economia nacional, na própria carreira e perspectivas do setor imobiliário como um todo realizam negócios mais facilmente. Agora convencer os mesmos consumidores que estão desanimados, na eminência de perder emprego, com queda na renda, crédito imobiliário mais restrito e caro fica muito mais complicado. Um desses consumidores já se perdeu no caminho que era o do especulador imobiliário. Agora resta um árduo caminho de criação de valor e flexibilidade quanto aos preços e a honestidade de admitir que realmente entre os anos de 2007 e 2012 uma bolha imobiliária ocorreu no país e que o momento atual demanda uma honestidade de todas as partes. Os preços praticados já estão menores. O estoque é alto. As condições de renda e empregabilidade estão em queda. A inflação dos preços ao consumidor perturba até mesmo quem já possui financiamento imobiliário. Serão décadas para a devida quitação e propriedade do imóvel. Os repasses por terceiros são praticamente nulos pois os mesmos não conseguem competir com as construtoras que possuem mais poder de fogo. Portanto é uma grande quebra de paradigma para a sociedade brasileira. Aceitar o fato que imóvel como qualquer outro ativo pode-se tornar um passivo oneroso a qualquer momento.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 1 de abril de 2016 at 11:13

      Perfeito!

      0
    • Minions 1 de abril de 2016 at 11:19

      Excelente análise. Permita-me uma crítica: existem vendedores e compradores e, no meio destes dois, o “corretor de imóveis”. Este ser é aquele que não deu certo em nada na vida, cuja habilidade é a de enganar, ludibriar, vender sonhos. É o camarada bacanão, que “se dá bem nas baladas”, conversa com todos sem timidez e não tem nenhum pudor em mentir.
      O vendedor se faz valer deste serviço porque vender é chato, dá trabalho e tira o cidadão da zona de conforto. O comprador usa os serviços também por comodidade e porque o “corvo” está acostumado com ditames burocráticos.
      Registrar um imóvel no cartório não traz nenhuma garantia. Se houvesse maior segurança em relação à burocracia, principalmente pelos alto valor pago ao cartório, o corvo seria totalmente dispensável. Aliás, seria saudável não ser enganado por este “zé ninguém”.

      3+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 1 de abril de 2016 at 12:00

        Finish him!!! Fatality…

        0