Desemprego fica em 9,5% no trimestre encerrado em janeiro – G1

Você pode gostar...

Comments
  • Awulll 24 de março de 2016 at 09:17

    Juro que eu ia postar essa notícia nesse momento!
    “Hey Awulll, Boss is faster than you. Can you confirm you understood that message?”

    6+
    • avatar
    • avatar
    • Crocs 24 de março de 2016 at 09:25

      Considerando que a metodologia do IBGE não considera os nem nem, tampouco os que não procuram emprego, imagino o quão gigante é o número de desempregados! E vai piorar!

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Awulll 24 de março de 2016 at 09:32

        Verdade. Temos o que?
        Pelo menos uns 20%, 30%?
        O número de pedintes é cada vez maior. Esses dias um cara na rua ofereceu um copo de água mineral, lacrado, bonitinho e não falou preço, só disse assim: tem qualquer coisa pra ajudar? Qualquer oferta por um copo d´água já tá valendo.
        Tá cada vez pior.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Cesar_DF 24 de março de 2016 at 09:34

        Conforme o Projeto de Lei (PL) 2126/2015, todos os órgãos responsáveis pelas pesquisas de emprego e desemprego no Brasil, para fins estatísticos, deverão adotar os parâmetros fixados pela Resolução I da OIT e pelo artigo 463 da CLT.
        O projeto ainda exclui do conceito de empregado para efeitos das estatísticas de emprego, entre outros casos:
        – Aprendizes, estagiários, treineiros que trabalham sem pagamento em espécie;
        – Beneficiários do seguro desemprego e programas afins do governo;
        – Pessoas recebendo transferências, em dinheiro, não relacionadas a emprego;
        – Pessoas que, no período examinado, estiverem sem emprego, que estejam procurando trabalho e disponíveis para trabalhar.
        http://www.conversacombrasileiros.com.br/propostas-para-o-brasil/adocao-de-criterios-da-oit-para-calculo-da-taxa-de-emprego-e-desemprego/

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Awulll 24 de março de 2016 at 09:44

          “– Beneficiários do seguro desemprego e programas afins do governo;”

          Não faz tanto tempo que as regras mudaram. Parte do aumento no percentual pode ser em virtude de termos menos beneficiários. Mas isso não muda o fato de que todos aqueles que recebem seguro desemprego deveriam estar no bolo de desempregados, pois é o que são na realidade.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Bruno.12 24 de março de 2016 at 14:01

          Beneficiários do seguro desemprego e programas afins do governo e pessoas recebendo transferência (autônomos), não entram no bolo? Então, o desemprego REAL deve estar na faixa de 20%!

          5+
          • avatar
          • Wolf 24 de março de 2016 at 18:20

            Um exemplo.

            Em outros anos eu coloca a placa oferecendo emprego em minhas lojas e recebia 2 currículos por dia, fora que praticamente TODAS as lojas tinham placas oferecendo vagas.

            Hoje estou precisando contratar 1 funcionária, recebo em média 25 currículos dia, a maioria lixo ou de meninas de 16 a 18 anos que não servem apra esse tipo de serviço.

            14+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
    • Cajuzinha 24 de março de 2016 at 18:57

      “Entre os motivos, o relatório cita as exigências de bancos brasileiros para a liberação do crédito imobiliário. O principal é que o valor da prestação não pode ultrapassar os 30% do salário bruto do interessado. Com a corrosão da renda pela inflação, nos últimos tempos, é cada vez mais difícil encontrar quem preencha esse requisito.

      O Credit Suisse também não vê alentos para 2016. Em seu cenário, está uma nova alta no valor das prestações e nova queda do salário real. “Por isso, encaramos os preços dos imóveis como a principal válvula de escape para restaurar o acesso ao crédito”, afirma o banco.”

      0
    • Cesar_DF 25 de março de 2016 at 08:09

      Se hoje a rentabilidade do aluguel está entre 0.25 e 0.40% e historicamente era de 0.7 a 1.0% significa que os imóveis ainda precisarão cair de 40 a 70%

      4+
      • avatar
  • FabianoSJC 24 de março de 2016 at 09:26

    A coisa esta tão feia em relação ao desemprego , que aqui em São José dos Campos vão abrir 1600 vagas temporarias para manutenção da refinaria da Petrobras daqui. Apareceu tanta gente que os caras ficaram assustados , pois bem tinha que levar os curriculos no sindicato. E como vcs sabem sindicato só tem “gente boa” parece que um dos caras estava cobrando mil Dilmas para conseguir uma vaga para o cidadão , pois bem o povo se revoltou e começou a quebrar tudo , saiu um tiroteio um monte de gente ferida.

    “http://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2016/03/tiroteio-deixa-ao-menos-seis-feridos-em-sao-jose-dos-campos-sp.html

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Neo 27 de março de 2016 at 14:48

      kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      1+
      • avatar
      • Neo 27 de março de 2016 at 14:50

        fiquei sabendo há uns 5 anos uma parecida com a prefeitura de uma cidade da grande são paulo, os vereadores davam cargos comissionados e ficavam com 30% dos SALARIOS … acho que era 4,5k e o cidadão recebia 3k

        2+
        • avatar
  • Cesar_DF 24 de março de 2016 at 09:31

    Tava ouvindo notícia aqui em Brasília está em 15% e na região metropolitana de Brasília está em 18%

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Crocs 24 de março de 2016 at 09:37

      Em Brasília o desemprego está gigante! Vi uma entrevista sobre isso ontem! Só não entendi se essa região metropolitana que citaram abraçou o entorno do DF!

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 24 de março de 2016 at 09:43

        Região metropolitana de Brasília
        https://pt.wikipedia.org/wiki/Regi%C3%A3o_Integrada_de_Desenvolvimento_do_Distrito_Federal_e_Entorno

        Abadiânia (GO)
        Água Fria de Goiás (GO)
        Águas Lindas de Goiás (GO)
        Alexânia (GO)
        Cabeceiras (GO)
        Cidade Ocidental (GO)
        Cocalzinho de Goiás (GO)
        Corumbá de Goiás (GO)
        Cristalina (GO)
        Formosa (GO)
        Luziânia (GO)
        Mimoso de Goiás (GO)
        Novo Gama (GO)
        Padre Bernardo (GO)
        Pirenópolis (GO)
        Planaltina (GO)
        Santo Antônio do Descoberto (GO)
        Valparaíso de Goiás (GO)
        Vila Boa (GO)
        Buritis (MG)
        Cabeceira Grande (MG)
        Unaí (MG)

        4+
        • avatar
        • avatar
        • Crocs 24 de março de 2016 at 09:53

          Blz! Haja entorno hein!

          3+
          • avatar
      • Papichulo 24 de março de 2016 at 15:29

        Ve se pelo menos sem trampo o pessoal se movimenta na esplanada.

        0
    • OdeioTijolos 24 de março de 2016 at 11:49

      Região metropolitana de Brasília
      (Conta de papel de pão)
      N° desempregados = 112.976 e subindo
      Crianças, jovens e adolescentes (42%) = 499.470
      Idosos (13%)= 154.560
      Pessoas entre 25 e 59 anos = 53.5190

      9,5% desemprego aplicado sobre população total = 112.976
      9,5% desemprego aplicado na parcela considerada adulta = 50.844
      Taxa maquiada de 9,5% sobre a população com” idade de trabalhar” = 21%
      População Raio de 100km de Brasília esse mês : 2.757 vagas
      Vagas em falta = 110.219

      Abadiânia (GO) 15800
      Água Fria de Goiás (GO) 5100
      Águas Lindas de Goiás (GO) 159140
      Alexânia (GO) 26140
      Cabeceiras (GO) 7830
      Cidade Ocidental (GO) 64230
      Cocalzinho de Goiás (GO) 17400
      Corumbá de Goiás (GO) 10400
      Cristalina (GO) 53300
      Formosa (GO) 100100
      Luziânia (GO) 192000
      Mimoso de Goiás (GO) 2700
      Novo Gama (GO) 95000
      Padre Bernardo (GO) 27700
      Pirenópolis (GO) 2240
      Planaltina (GO) 87745
      Santo Antônio do Descoberto (GO) 70000
      Valparaíso de Goiás (GO) 133000
      Vila Boa (GO) 5495
      Buritis (MG) 24000
      Cabeceira Grande (MG) 7000
      Unaí (MG) 82900

      TOTAL 1189220

      http://www.indeed.com.br/empregos?q=&l=Bras%C3%ADlia%2C+DF&radius=100

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Annoying Brick in The Wall 24 de março de 2016 at 09:34

    Antes tinhamos a geração nem nem (nem estuda nem trabalha), e por isso tinhamos a informação de que as pessoas não queriam trabalhar.
    Agora não temos mais o emprego.

    Logo o desgoverno Dilma resolveu a equação e dobrou a meta. Agora as pessoas não querem trabalhar, e também não há mais empregos.

    Falta resover o que fazer com a falta de produção e de dinheiro da economia.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Awulll 24 de março de 2016 at 09:45

      Seria um nem nem nem agora? Os nem estuda, nem trabalha e nem recebe mais benefício.

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Conde Marcos 24 de março de 2016 at 09:37

    Eu cologuei 7 na rua este ano, fechei minha empresa e estou vivendo de Juros aqui nos States.

    Brasil quero distância.

    55+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • OdeioTijolos 24 de março de 2016 at 12:05

      Só de se livrar dos impostos e tributos trabalhista os juros deve ser superior ao lucro liquido da empresa. Somando ao custo x beneficio da terra dos livres, nem consigo calcular a melhoria de qualidade de vida. Já que uma década na Banania são apenas alguns meses no First World

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • wade 24 de março de 2016 at 14:55

      Visto de turista?

      2+
      • avatar
      • Wolf 24 de março de 2016 at 18:22

        Qual era seu ramo Conde?

        1+
        • avatar
  • TIC-TAC SP 24 de março de 2016 at 10:06

    The hard Goes harder…

    3+
    • avatar
  • OdeioTijolos 24 de março de 2016 at 10:23

    Eu faço a conversão de dados OFICIAIS x REALIDADE multiplicando por 3 .

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CarlosL 24 de março de 2016 at 10:48

    Bolha no Antagonista ?!?
    Post de ontem:

    Imóveis: só resta baixar o preço
    Economia 23.03.16 23:30
    Somente uma queda no valor dos imóveis seria capaz de normalizar o acesso dos brasileiros ao crédito imobiliário, segundo o Credit Suisse. O banco suíço avalia que, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, os preços precisariam recuar 6% e 10%, respectivamente, para compensar a perda de poder aquisitivo. O Credit lembra que, apesar da queda do valor real dos preços, o acesso ao crédito para imóveis de classe média recuou 20%, em São Paulo, e 15%, no Rio de Janeiro, no ano passado. O banco calcula que, nas duas cidades, o acesso ao crédito está 10% abaixo da média registrada entre 2008 e 2015.

    5+
    • avatar
    • Zek Ariok 24 de março de 2016 at 11:21

      Uma queda de 10% no Hell ainda é muito pouco pra fazer valer a pena comprar um imóvel.
      Tem um imóvel aqui que pedem R$ 500 mil dilmas pra vender ou R$ 2,5 mil pra alugar. Isso dá uma taxa de 0,5%.
      Baixando o preço de venda em 10%, ele ficaria em R$ 450 mil, e a taxa do aluguel subiria para apenas 0,56%.
      Melhor continuar recebendo juros e pagando o aluguel com eles.
      PMJ!

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CarlosL 24 de março de 2016 at 11:25

        As % citadas são uma bela piada…

        4+
        • avatar
      • FabianoSJC 24 de março de 2016 at 12:50

        Desculpe mas para morar num apto com vista para a favela teria que baixar no minimo 70 % do valor.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Ilusionista 24 de março de 2016 at 10:59

    a ordem é: diminuição nos custos da folha de pagamento, RH a todo valor, demitindo quem ganha 12 k e contratando outro para ganhar 7 k, este feliz da vida por ter arrumado um emprego.
    Pior para quem já tem parcelas fixas de longo prazo como financiamentos imobiliários, veículos e de consignado, ai é tentar um acordo para diminuir o valor das parcelas e pedalar o prazo a perder de vista.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Ilusionista 24 de março de 2016 at 11:00

      a todo vapor.

      2+
      • avatar
      • avatar
    • Ilusionista 24 de março de 2016 at 11:10

      BDBrasil , alarmante

      desemprego

      http://globoplay.globo.com/v/4906687/

      logo em seguida, falências

      http://globoplay.globo.com/v/4906683/

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • OdeioTijolos 24 de março de 2016 at 12:21

      Até a ficha cair e o demitido que GANHAVA 12k , deixar o orgulho de lado e aceitar uma proposta pra ganhar 5 k e trabalhar muito mais do que antes, leva tempo.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Alemon Fritz 24 de março de 2016 at 11:40

    colega aqui indignada que a empresa só vai reajustar 5% do salário
    em 2x. ela fez as contas e achava que contava com 200 reais a mais… não vai ter… e viu que vai descontar o sindicato e outras coisas… vai ganhar menos ainda.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Semnick 24 de março de 2016 at 11:50

      Boa pedida é parar contribuição com sindicato, aproveitar tb para começar a olhar além do próprio umbigo, pois ainda tem emprego.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Alemon Fritz 24 de março de 2016 at 11:58

        pois é, e eu disse tbm pra ela cortar os itens da tv a cabo e internet da casa dela… ela descobriu que economizaria 30 bolivares por mês e já ficou radiante…

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • OdeioTijolos 24 de março de 2016 at 12:13

      O que importa e´o salario liquido e quanto sobra depois de pagar as contas.Contribuição sindical obrigatória, IR , INSS , FGTS e sindicato só serve para corroer o salario.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Semnick 24 de março de 2016 at 11:55

    Dói ver o povo perder emprego. Quando não se tem esperança a dignidade é destruída. O povo foi adestrado para não reagir durante gerações. É triste, mas os que sobreviverem talvez possam levantar um país de verdade, mas antes disso conhecerão os umbrais do inferno. Oremos.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 24 de março de 2016 at 12:19

      Sem Nick,

      Eu também fico com pena, mas as pessoas gastaram muito dinheiro nos tempos de bonança, fizeram dívidas como se não houvesse amanhã, no bons tempos temos que guardar para os maus.
      O povo precisa entender que os bons e os maus tempos não duram para sempre.
      Não faço previsões sobre o futuro, só coisas óbvias, um hora a crise acaba, não sei quando, mas depois teremos uma nova crise, também não sei quando. É assim é só as pessoas aprenderem, e olhe que no Brasil o empregado quando é demitido tem seguro desemprego e FGTS, se fizesse uma reserva passaria a crise com certa tranquilidade, mas ao invés de poupar, o brasileiro se endivida, rodando o futuro, aí fica difícil mesmo, mas a culpa é de quem quer levar um padrão de vida superior ao que pode.

      29+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • JJJ_brasilia 24 de março de 2016 at 12:39

        Ou seja o brasileiro gosta de OSTENTAR e na crise o 666 é pego de calça curta. É um dia a crise vai chegar, é simples assim.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Leonardo M. 24 de março de 2016 at 12:56

        Eu não tenho do!

        Fiquei 8 meses desempregado e não precisei pedir dinheiro nem pegar dinheiro emprestado.
        Vivi de bicos, seguro desemprego,juros e do acerto que recebi 8 meses atrás.
        Já amigos meus gastaram tudo na farra e hoje estão desesperados

        32+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Bruno.12 24 de março de 2016 at 14:07

      Não me dói…o que me dói é ver que mesmo assim, eles não aprendem! E continuam com a mesma vidinha, mesmas ilusões, sem sair do lugar, ostentando um nada, vazio…isso é foda – esse ciclo parece infinito, é desesperador.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • luzsombra 24 de março de 2016 at 13:36

    Leonardo M.

    Eu não tenho do!

    Fiquei 8 meses desempregado e não precisei pedir dinheiro nem pegar dinheiro emprestado.
    Vivi de bicos, seguro desemprego,juros e do acerto que recebi 8 meses atrás.
    Já amigos meus gastaram tudo na farra e hoje estão desesperados

    3+

    concordo cotigo.

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Zé do Brejo 24 de março de 2016 at 13:41

      Eu fico com dó… Quando me pedem ajuda, prontamente retiro do bolso uma moeda de 5c e entrego e digo, está aqui minha ajuda, agora SE VIRA!

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • deuruim 24 de março de 2016 at 14:13

    CVR
    FUi ontem a uma das nossas grandes lojas de roupas femininas
    Obs 1: nenhum comprador e nenhum funcionário circulando ,pela primeira vez ninguém me abordou oferecendo o cartão da loja
    obs 2: 10 caixas, apenas 1 pessoa trabalhando
    obs 3: na hora de pagar, tinha um super desconto em cima do preço da etiqueta, se eu soubesse que o preço era esse teria comprando um pra minha irmã tb, mas fiquei com preguiça de voltar, não entendi essa estratégia de promoção, pq não poe o preço com desconto pras pessoas quererem comprar mais?
    obs 4: apenas lojas com produtos bons e preço justo sobreviverão, essas tinha gente comprando, loja de porcaria só moscas
    obs 5: loja” fitinha” de capinha de celular tem coragem de pedir 50 conto numa capinha sem-vergonha, fiquei imaginado qtas pessoas compram capa de celular num dia e qtas teria q vender pra cobrir os custos…
    Por essas e outras que não vai

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • MrQuim 24 de março de 2016 at 17:21

      o que mais vejo hj é pessoas com a tela do celular quebrado. nao entendo como deixam cair tanto. o meu nunca caiu, e olha q é um phablet 6” hehehe. talvez por isso cuido mais 🙂

      5+
      • avatar
      • avatar
      • Neo 25 de março de 2016 at 14:05

        poem no bolso do sortinho esquecem e sentam com ele, ai é ferro.

        3+
        • avatar
        • avatar
        • Bolha de Tudo 28 de março de 2016 at 08:08

          Por isto a LG lançou um aparelho curvo

          0
  • Ilusionista 24 de março de 2016 at 15:56
  • Dr. Brown 24 de março de 2016 at 16:41

    CVR
    Eu vim aqui hoje para pedir licença ao Boss para postar algo off-topic, mas acabou que vai ser on-topic, porque é assunto de emprego.
    Ano passado eu comecei a trabalhar em Hortolândia como terceirizado na “Incredibly Boring Machines”. O salário não era tão ruim mas o trabalho era uma porcaria. Depois de 6 meses, quase no fim do projeto e eu não querendo pagar para ver o que iria acontecer, aceitei a proposta de outra empresa de Campinas. Empresa tipo “moderninha”, cheia de discurso, promessas e tudo mais. Me ofereceram quase 30% menos, mas como era CLT full, projeto de longo prazo e uma empresa “que se importava com os seus funcionários” decidi assumir o risco.
    O bom de se ter experiência é que bastam poucas semanas para se ver como as coisas realmente são. A empresa possui um sistema de avaliação meio doido, que leva os funcionários a cair no “dilema do prisioneiro” onde há mais chance de se dar bem prejudicando o outro. Não basta fazer o seu trabalho, é necessário fazer um marketing meio idiota de coisas totalmente irrelevantes para o trabalho.
    Bem, de uma hora para outra o tal projeto de logo prazo foi cancelado pelo cliente, e ao contrário da promessa de que ninguém é mandado embora quando isso acontece eu fui demitido junto com outro colega que começou no mesmo dia que eu.
    O melhor é quando isso acontece é ouvir as desculpas. No meu caso diziam que eu pedia muita ajuda aos meus colegas, sendo que na avaliação que tive dois meses antes disseram que eu nunca pedia ajuda a ninguém e tentava resolver tudo sozinho. No caso do meu colega foi que ele fazia muito home office (2 vezes em 6 meses).
    Sinceramente senti um alivia saindo de um ambiente com tanto bullshit. Encontrei um empresa especializada em trabalho remoto, fiz todos os testes e na segunda começo a trabalhar de casa para uma empresa americana, ganhando em US$. Sem benefícios, mas com o que eles pagam dá para compensar isso. Emprego ideal até minha startup começar a andar.
    Minha mensagem é: tenham fé, sejam bons profissionais e não tenham medo de ousar. Crises podem ser boas para quem sabe se colocar.
    Agora quero que a Dilma fique o máximo tempo possível e quero o dólar a R$ 5,00.

    67+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Bolhudo BH 24 de março de 2016 at 17:34

      Como é uma empresa do tipo “moderninha” e na região de campinas imagino que seja a “C* Interno Treme”.

      Se for, confesso que que também tive a mesma decepção, o discurso é um, mas na prática temos os mesmos problemas que todas as empresas. A galera mais jovem acaba caindo no canto da sereia, mas que quem já rodou no mercado sabe que a coisa é diferente.

      Boa sorte na nova empreitada e fale-nos mais a respeito do trabalho remoto ganhando em U$, se necessário pode pedir meu e-mail para o Boss.

      2+
      • avatar
      • Money_Addicted 24 de março de 2016 at 18:34

        eu fiz um teste esses dias para um empresa americana trabalho remoto, o salario era razoavel US$60k

        mas como estou empregado tem um certo receio de trocar o certo pelo duvidoso.

        Pode falar mais desse trabalho q vc esta? Se esta gostando? A empresa eh seria? Se possivel qto tao pagando a hora?

        Valeu

        [ ]s

        2+
        • avatar
        • Dr. Brown 24 de março de 2016 at 21:10

          Provavelmente é a mesma empresa, mas fui na vaga que paga menos, para ver qual é. Sinceramente gostei do processo, achei objetivo. Como estava desempregado mesmo e querendo trabalhar de freelance em casa, essa caiu perfeitamente (apesar de que não é freelance).

          1+
          • avatar
        • Dr. Brown 24 de março de 2016 at 21:12

          Ainda não comecei, começo na segunda. Até agora parece bem sério. Só que a empresa ainda é uma “atravessadora”, ela te avalia e outra empresa te contrata, para trabalhar em uma empresa. Vou trabalhar para uma empresa indiana que presta serviço para um americana – é a globalização.

          1+
          • avatar
          • Money_Addicted 24 de março de 2016 at 21:31

            interessante saber, poste sempre q tiver novidades, tenho visto no LinkedIn algumas/varias vagas para trabalho remoto pagando em dolar, esses dias vi uma que pagava 100k/ano, essa anima tentar a sorte.

            A empresa q eu fiz o teste era a + over e foi um teste bem especifico de android e como nao trabalho no dia a dia com mobile fui reprovado

            Valeu

            1+
            • avatar
            • Dr. Brown 24 de março de 2016 at 21:36

              É essa mesmo. Como estou no projeto da startup nos EUA preferi algo mais low profile que iria pagar as contas bem. Me candidatei para vaga de US$ 30K (mas confesso que não achava que rolaria). Na atual situação tá bom demais e vai sobrar tempo para a startup.
              Vou manter o pessoal daqui atualizado conforme o trabalho for progredindo (como é o trabalho, pagamento, etc)

              4+
              • avatar
              • avatar
      • Dr. Brown 24 de março de 2016 at 21:23

        As coisas que eu vi que me deixaram bem insatisfeito:
        – A empresa te oferece menos do que você ganha no atual emprego, mas dizem que oferecem plano de carreira, benefícios e bonus.
        – Você tem uma avaliação trimestral e para ser considerado “senior” você precisa cumprir um monte de exigência absurda, inclusive conhecimento do negócio do cliente, em um projeto que já rola há 2 anos.
        – Aí dizem que você está ganhando mais do que foi classificado (sendo que ofereceram um salário mais baixo do que o mercado)
        – Como ponto de avaliação você precisa “compartilhar conhecimento” que basicamente é treinar os seus colegas, de graça. Tem que ficar postando coisas inúteis da comunidade interna da empresa para ficar se mostrando.
        – Você descobre que bônus só depois de 2 anos de empresa.
        – Vem o dissídio e como você entrou na metade do ano só tem a metade do aumento (sendo que você recebe um salário base do seu cargo).
        – Identifiquei que rola um “Dilema do Prisioneiro” (para quem conhece teoria dos jogos), os colegas começam a queimar uns aos outros algo como “não tenho que estar bem se os outros estiverem pior” .
        É uma empresa para molecada que não liga para planos de saúde, previdência privada e que acha que ter um ps4 no local de trabalho a melhor coisa do mundo.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Bolhudo BH 25 de março de 2016 at 12:25

          Dr. Brown, a empresa é a “Casa Interna e Trabalho”? Tenho muito interesse no trabalho remoto, tem como dar mais detalhes?

          1+
          • avatar
  • W.K. 24 de março de 2016 at 17:59

    ÇVR.

    Esta ano, já recebi a visita de 3 vendedores de empresas de material de construção/piscinas aqui no bunker. São sujeitos ofertando equipamento de aquecimento para piscinas, ofertando construção de quiosques e pergolados, móveis de jardim etc.

    Isso nunca tinha ocorrido antes…

    Çãngui?

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 24 de março de 2016 at 19:41

    Tópico

    “Crédito imobiliário com recursos da poupança cai 50% em fevereiro
    Por Felipe Marques | Valor
    SÃO PAULO – O volume de operações de crédito imobiliário com recursos da poupança teve forte queda em fevereiro. Foram liberados R$ 3,2 bilhões em financiamentos no mês, uma retração de 50,3% na comparação com igual período do ano passado, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).”
    http://mobile.valor.com.br/financas/4497724/credito-imobiliario-com-recursos-da-poupanca-cai-50-em-fevereiro

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 24 de março de 2016 at 19:43

      “No primeiro bimestre, foram R$ 6,5 bilhões liberados, queda de 58,3% na comparação anual.

      Os dados da Abecip contemplam tanto empréstimos para aquisição como para construção de imóveis. Os números incluem apenas operações que usam a caderneta de poupança como funding, o que exclui, portanto, o programa Minha Casa, Minha Vida e outras linhas que usam recursos do FGTS.

      O crédito imobiliário brasileiro passa por um dos períodos mais conturbados de sua história.”

      5+
      • avatar
      • CA 25 de março de 2016 at 09:50

        Cajuzinha,

        Cabem algumas observações sobre esta notícia:

        1) A ABECIP justificou para a reportagem que a queda de 50% em fev/16 comparado a mesmo período de 2015 se deveu a diferença no calendário do carnaval entre os anos, onde em 2015 tiveram mais dias úteis que em fevereiro. Por que então de set/15 a dez/15 as quedas foram na faixa de 50% e em jan/16 a queda foi de 69%? Em out/15 a desculpa que inventaram foi da greve dos bancários, mas ficaram faltando as desculpas esfarrapadas para setembro, novembro, dezembro e janeiro;

        2) A cobertura de mais verbas do FGTS para cobrir a sangria da poupança, que é UM dos motivos para esta situação, não é o suficiente para cobrir a derrocada do crédito imobiliário concedido. O governo liberou R$ 25 bilhões de extra do FGTS para uso durante todo o ano de 2016, no entanto, a captação líquida negativa da poupança, no que se refere ao SBPE (parcela dedicada ao credito imobiliário) de janeiro até o dia 18/mar está em – R$ 19,3 bilhões, ou seja, o extra que era para o ano inteiro não deverá chegar a cobrir sequer até o final do mês de abril;

        3) Quedas nos percentuais acima são extremamente anormais e só ocorrem durante a explosão de bolhas imobiliárias;

        4) Existem diversas causas para esta derrocada, uma delas é a crise na economia, com aumento no desemprego, queda na renda, fechamento de empresas, inflação e juros elevados (lembrando que a CEF acabou de aumentar os juros do crédito imobiliário), etc., mas temos também a total distorção entre preços dos imóveis e renda, aluguel e custos de construção, que também explicam esta anomalia. Lembrando que a crise em grande parte foi causada pela bolha imobiliária;

        5) Consequências? Distratos continuam aumentando, com isso, cresce o desequilíbrio entre oferta e demanda que já era absurdo, como em toda bolha imobiliária, aumentando os problemas das construtoras mais endividadas para pagarem as parcelas das dívidas que estão vencendo no curto prazo e forçando-as ainda mais a reduzirem seus preços para conseguirem gerar caixa e pagar estas dívidas. O socorro do governo tem efeito cada vez mais pífio (entropia) e as expectativas só pioram.

        Pelo que consta acima, mantenho aposta que a explosão mais visível e abrangente da bolha imobiliária, com os percentuais de quedas de preços mais relevantes, deverá ocorrer entre o segundo semestre de 2016 e primeiro semestre de 2017, lembrando que mesmo assim não deveremos chegar no “vale de preços”, os mesmos deverão continuar caindo por mais uns 2 ou 3 anos, mas com percentuais de quedas menos significativos.

        17+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cajuzinha 25 de março de 2016 at 20:39

          Perfeito, CA!

          2+
          • avatar
        • Bolha de Tudo 28 de março de 2016 at 08:07

          Esperando:
          *
          1-Acabar o dinheiro do seguro desemprego:
          *
          2-Acabar o dinheiro do saque do FGTS; e
          *
          3-Não conseguir novo emprego!
          *
          A roda da economia vai girar…

          2+
  • Sandra Keskinof 24 de março de 2016 at 20:10

    Olá, amigos! Esta é minha primeira postagem: http://www.rcorrea.com.br/ está dando um ônix para quem comprar um apartamento e pode ser até 90% financiado! Rsrsrs

    12+
    • avatar
    • avatar
    • claudio 24 de março de 2016 at 20:53

      tentei ver com o control f, mas com mobile não deu pra competir, kkkk, repetido….t+

      0
  • NOMADE 25 de março de 2016 at 08:27

    tudo pipocando,pressionem 13 e confirmem kkkkkkkk

    4+
    • avatar
  • Moreira 25 de março de 2016 at 10:21

    Olha o hell de janeiro, campeÃO no Brasil no ranking de congestionamento feito pela TOM TOM TRAFFIC INDEX.

    OS CARIOCAS ESTÃO PERDENDO 165 HORAS DE SUAS VIDAS, POR ANO, EM CONGESTIONANTOS. Brasilienses, 91 horas. Tem bell zonte, recife, salvador, porto alegre… Confiram

    Mais um motivo pra morar no Hell

    https://www.tomtom.com/pt_br/trafficindex/city/RIO

    5+
    • avatar
  • edson 25 de março de 2016 at 11:37

    Parente abriu comercio no interior rico de SP, logo de cara contratou 14 funça, depois de 7 meses demitiu 11.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • MrQuim 25 de março de 2016 at 13:42

      por ‘funça’ vc se refere a ex-funcionários públicos?

      1+
  • Alemon Fritz 25 de março de 2016 at 11:42

    Caixa promete financiamento, mas não libera recursos.

    estamos pensando em mencionar no processo a prática de propaganda enganosa, já que a Caixa anunciou a liberação de recursos para a linha, mas os financiamentos não estão acontecendo”,

    http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/caixa-promete-ampliar-financiamento-mas-nao-libera-recursos

    7+
    • avatar
    • avatar
  • wade 25 de março de 2016 at 12:50

    Bom, os trens em São Paulo e andam abarrotados de ambulantes, muitas vezes mais de um no mesmo vagão. Em uma viagem de 10 estações tem um ambulante quase o tempo todo.

    4+
    • avatar
  • MrQuim 25 de março de 2016 at 14:59

    “”OBS: Não aceito corretor. “” hahahahaha
    =http://sp.olx.com.br/baixada-santista-e-litoral-sul/imoveis/locacao-definitiva-156979189

    7+
    • avatar
  • andy.gamme 25 de março de 2016 at 17:32

    Analise do Desemprego X Numero de Empresas Criadas
    Enquanto o desemprego sobe, os desempregados partem para abrir suas micro empresas individuais. Muito deles nada mais são do que demitidos de empresas que não o querem mais CLT e “terceirizam” o mesmo ex funcionario só que agora na forma de empresa – com isso a empresa contratante transfere um milhão de custos e problemas diretamente ao empreendedor (ex funcinário)
    Outros abrem sua empresa individual por desespero mesmo, vão pipocar franquias de fabrica de fraldas, silk screen, salgadinho e boleiras, maincures, cabelereiros, vendedores de paletas mexicanas, animadores de festas e piscinas, marido de aluguel, e toda sorte de biscates. O Brasil é um pais de economia “artesanal” – tirando poucas empresas nacionais e outras multinacionais – a população em sua grande maioria só sabe fazer serviços braçais ou artesanais em empresas com uso de pouca ou nenhuma tecnologia. Mas, e claro, esses numeros para o governo do PT são um sucesso absuluto e demonstra a pujança economica que as diretrizes economicas seguiidas pela presidenta permitiram a população serem prosperos “empresários” representado pelo numero record de abertura de empresas.
    Enquanto isso…o pais segue naufragando e nossos governantes finjindo que estamos RICOS e tudo se resolvera arrumando a crise politica.
    Em breve teremos milhares de empresarios individuais falidos e não demorará muito para que esses numeros somem-se aos desempregados. Aqueles que dizem ser de 20% o desemprego poderão ficar chocados quando a realidade vier a tona. Vamos voltar a epoca de saques aos mercados – mas não por falta de produtos mas sim de dinheiro mesmo. A ecatombre se aproxima, protegam-se em seus bunkers, tempos sombios se aproximam.

    “http://exame.abril.com.br/economia/noticias/numero-de-empresas-criadas-sobe-10-4-e-bate-recorde”

    São Paulo – Em janeiro foram abertas 166.613 empresas no Brasil, segundo pesquisa da Serasa Experian, o que significa um recorde para o mês. Na comparação com janeiro de 2015 houve alta de 10,4%, enquanto ante dezembro o avanço foi de 48,0%.

    O microempreendedores individuais (MEI) tiveram alta anual de 14,8% na abertura de empresas em janeiro, para 137.301 unidades, o que representa 82,40% do total de companhias criadas no mês.

    A participação desse tipo de empresa vem crescendo fortemente desde 2010 e em janeiro de 2015 elas representavam 79,2% do total.

    De acordo com os economistas da Serasa, o nascimento de novas empresas está sendo determinado pelo surgimento de mais microempreendedores individuais (MEIs) que, em épocas de crise econômica, são caracterizados por pessoas que perdem seus empregos no mercado de trabalho formal e partem para exercer atividades autônomas.

    O setor de serviços continuou sendo o mais procurado pelos empreendedores em janeiro, com a abertura de 104.357 novas empresas no segmento, o equivalente a 62,6% do total. Em seguida, com 47.888 empresas, está o setor comercial (28,7% do total). Por fim, foram criadas 13.998 empresas na indústria (8,4% do total).

    O indicador revela que, nos últimos seis anos, houve um crescimento constante na participação das empresas de serviços no total de negócios que surgem no País, passando de 53,2%% em janeiro de 2010 para 62,6% este ano. Por outro lado, a participação do setor comercial tem recuado gradativamente: de 35,3% em janeiro de 2010 para 28,7%, este ano. Já a participação das novas empresas industriais se mantém basicamente estável.

    Para o levantamento do Nascimento de Empresas a Serasa considera a quantidade mensal de novas empresas registradas nas juntas comerciais de todas as Unidades Federativas do Brasil, bem como a apuração mensal dos CNPJs consultados pela primeira vez junto à base de dados da companhia.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 25 de março de 2016 at 23:30

      Sobre o brasileiro ser prestador de serviço de baixa qualificação, vejo que mesmo o brasileiro que estudou mais, quer ser um prestador de serviço, seja na área de saúde, advocacia ou mesmo TI.

      Vejo o brasileiro competindo com o vizinho e não com o mundo.

      Competimos muito entre nós e somos muito fracos na competição internacional.

      Outra coisa que vejo é tem a ver com a Bolha, o brasileiro não que construir uma empresa global, ele que ter 50 imóveis, mas para o mundo qual a diferença de o sujeito A ou B é dono dos imóveis. Enquanto achamos que o imóvel é o mais importante, empresas globais não são construídas, veja que bobagens empresas como Nestlé, P&G, Coca Cola, empresas centenárias, sem muita tecnologia, mas que vendem e lucram muito em cima dos espertos donos de imóveis.

      Temos que mudar a nossa visão de formar prestador de serviço, mesmo com escolaridade alta, prestação de serviço é algo improditivo, apesar de necessário.

      Se quisermos ser grandes, temos que usar o conhecimento para fazer produtos importantes, como a Alemanha, a Coréia do Sul, o Japão, os EUA.

      Por enquanto em pleno século XXI, temos a cabeça de português e espanhóis, e vejam o que estamos seguindo, países de 3a categoria. Quem segue porco acaba na lama.

      Temos ilhas de excelência na agricultura, indústria (Weg, Embraer) mas 99,99% dos que estudam procuram uma “colocação” no mercado de trabalho e não fazer a diferença.

      Prestação de serviço e necessária, mas se uns prestarmos serviços para os outros, teremos que comparar produtos dos outros e vamos empobrecendo.

      9+
      • avatar
      • avatar
  • Leandro sp 25 de março de 2016 at 19:17

    andy.gamme, ótima análise. Concordo plenamente. Só faltou dizer que várias empresas que eram ME fecharam e viraram MEI pra sonegar, conheço varios, tudo empresinha que pagava merreca de simples, tipo 500 dilmas por mês, mas na quantidade da um prejuízo tremendo pros cofres públicos.

    2+
    • avatar
  • My name is James Bond 25 de março de 2016 at 19:26

    “http://economia.estadao.com.br/noticias/seu-imovel,credito-imobiliario-retrai-58-3-no-primeiro-bimestre-de-2016,10000023143”

    Empréstimo imobiliário recua quase 60% no primeiro bimestre.

    Operações movimentaram R$ 6,5 bilhões nos dois primeiros meses do ano, ante os R$ 15,6 bilhões registrados pela Abecip no mesmo período de 2015.

    SÃO PAULO – O volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis com recursos da poupança registrou queda de 2,7% em fevereiro ante janeiro, totalizando R$ 3,2 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Na comparação com fevereiro do ano passado, a cifra registrada no mês passado foi 50,3% menor.
    Apesar de o ritmo de queda ter desacelerado – em janeiro, houve retração de 30% ante dezembro -, o recuo nos dois primeiros meses de 2016 foi de 58,3% ante igual período do ano passado. No primeiro bimestre, foram financiados 28,2 mil imóveis, movimentando R$ 6,5 bilhões, ante os 72,6 mil registrados no mesmo intervalo de 2015, financiamentos que somaram R$ 15,6 bilhões.
    No mês passado, foram financiados 14,7 mil imóveis nas modalidades de aquisição e construção. “Esse resultado se mostra positivo em relação a janeiro, com expansão mensal de quase 9%. Entretanto, em termos anuais, houve queda de 49,2%”, avalia a Abecip, em nota à imprensa.
    De acordo com a entidade, no acumulado dos 12 meses encerrados em fevereiro último, foram destinados R$ 66,5 bilhões à aquisição e construção de imóveis com recursos das cadernetas de poupança do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), queda de 40,3% em relação ao apurado no mesmo período do ano anterior.
    A Abecip destaca, em nota, que os saques nas cadernetas de poupança continuaram superando os depósitos em fevereiro e a captação líquida foi negativa em mais de R$ 6,7 bilhões. “Sazonalmente, fevereiro registra alguma recuperação em relação a janeiro – período caracterizado por saques mais expressivos, devido à maior concentração de despesas pessoais. Mas neste ano a recuperação se limitou à redução do ritmo das saídas de recursos da poupança”, justifica a entidade.
    Conforme a associação, a captação líquida negativa de fevereiro pode ser explicada pelo menor número de dias úteis, afetando a captação de depósitos e ainda o fato de que nos feriados de Carnaval as pessoas tendem a ter mais gastos com viagens e eventos em geral. Destaca ainda que soma-se a esses fatores uma “conjuntura econômica instável”, marcada elevação no desemprego, o que leva, segundo a entidade, várias pessoas a sacarem recursos para quitar dívidas.

    Abecip – Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 25 de março de 2016 at 21:00

    “Com a crise, num primeiro momento, os bancos colocaram o pé no freio nos prazos. Agora, com a queda nas vendas, eles voltaram a esticar”, diz o diretor da Anefac, Miguel Ribeiro de Oliveira. A intenção em alongar prazo é tornar a prestação mais “acessível” ao bolso do consumidor e estacar a queda nas vendas, explica.

    Em 12 meses até janeiro, o último dado disponível, o volume de vendas do comércio varejista ampliado – que inclui veículos e materiais de construção – caiu 5,2%, aponta o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nessa base de comparação, as maiores retrações ocorreram em itens de maior valor, que normalmente são financiados: veículos (-18%) e móveis e eletrodomésticos (-15,9%).

    A montadora japonesa Nissan, por exemplo, intensificou recentemente o anúncio do plano em até 72 vezes ou seis anos, com entrada de 30% do valor do veículo. Segundo a montadora, por causa da crise, está se buscando cada vez mais condições para tornar a prestação mais acessívell.”
    http://www.bolhaimobiliariabrasil.com/2016/03/24/desemprego-fica-em-95-no-trimestre-encerrado-em-janeiro-g1/

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 25 de março de 2016 at 21:09

    “25/03/2016 19h06 – Atualizado em 25/03/2016 19h06
    Crise faz empresas adiarem instalação de fábricas de cimento na Paraíba
    Polo Cimenteiro previu instalação de quatro fábricas no estado em 2014.
    Dois anos depois, apenas duas foram concluídas.”

    3+
    • avatar
  • Parcelinha 25 de março de 2016 at 22:16

    minha percepção é que este ano tenho recepcionado com mais frequência que nos últimos meses, cidadãos que estão sendo demitidos com 15, 10 anos de casa, funcionários mais antigos, em várias empresas de diversos seguimentos.
    Os mais novos infelizmente ainda não se deram conta da gravidade da situação, quando os questiono se já estão buscando outro emprego, a resposta é quase a mesma, “vai tirar uns meses de férias e quando acabar o seguro vai correr atrás”…
    É possível dar uma sondada em dados reais informados pelas empresas de como esta a situação na sua cidade filtrando por ano e mês neste site http://bi.mte.gov.br/bgcaged/caged_perfil_municipio/index.php, se selecionar nível “ocupacional” mostra os dados mais detalhados.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • Neo 27 de março de 2016 at 15:08

      É bem isso mesmo, o seguro é visto como férias … e alguns caras de pau procuram emprego e assediam o patrão a manter sem registro por causa do seguro

      Outra, na empresa que trabalhei até o ano passado esse negocio do RH mandar funcionario com tempo de casa embora começou em 2010 e de lá para cá fizeram uma limpa. Ano passado pedi para sair com 8 anos porque tinha conseguido um emprego melhor, os colegas que ficaram estão pianinho e com salario congelado já tem muitos anos ( um dos motivos que sai, o outro era dois chefes FDP ).

      0
  • Alemon Fritz 25 de março de 2016 at 22:39

    Empréstimos para aquisição e construção de imóveis caem 2,7% (no mês)

    Na comparação com fevereiro do ano passado, a cifra registrada no mês passado foi 50,3% menor..

    http://exame.abril.com.br/economia/noticias/emprestimos-para-aquisicao-e-construcao-de-imoveis-caem-2-7
    agora os estoques aumentaram 50% o tempo de venda

    5+
    • avatar
  • Unreal_Estate 25 de março de 2016 at 23:20

    Assisti hoje o filme “A grande aposta”.
    Muito bom, boa recomendação do blog.
    Também senti vontade de shortear o mercado imobiliário brasileiro, mas os tubarões já saíram faz tempo (Sam Zell e outros), e as ações das construtoras já despencaram.
    Ai lembrei que estou vendido em Brasil, com minhas doletas, aí a vontade passou.

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Rodrigo ABCDM-SP 26 de março de 2016 at 00:18

    Jornal da Globo agora vai falar de distrato… que Páscoa!

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 26 de março de 2016 at 00:32

    vai aumentar, vai piorar, desespero com a queda nos preços…
    corvos mentirosos se explodam

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Marcus A 26 de março de 2016 at 00:37

    Pakistan’s media reported on Thursday that the country is preparing to ditch the dollar and use euros in trade with Iran.
    “http://www.presstv.ir/Detail/2016/03/24/457297/Pakistan-to-ditch-dollar-in-trade-with-Iran

    6+
  • Marcus A 26 de março de 2016 at 00:38

    How China Is Causing Real Estate Bubbles Around the World
    “http://www.theepochtimes.com/n3/1998355-how-china-is-causing-real-estate-bubbles-around-the-world/

    Will the Chinese economy have a hard landing? Absolutely not, according to Xu Shaoshi, director of China’s state economic planning agency. A hard landing of China’s economy is not a possibility, and neither is it possible that China’s slowdown will drag down the global economy, Xu said at a news conference during the annual “Two Meetings,” the de facto legislature of the Communist Party.

    5+
  • Cajuzinha 26 de março de 2016 at 09:53

    “Governo só tem verba para reparo em rodovias federais até agosto
    Falta de dinheiro se deve ao aperto nas contas públicas neste ano e também do pagamento de dívidas que o órgão acumulou de anos anteriores”

    3+
  • Cajuzinha 26 de março de 2016 at 09:59

    Boss, será que vai?


    Em Curitiba, existem cerca de 20 mil imóveis disponíveis para venda.”

    http://pr.ricmais.com.br/dia-a-dia/noticias/entram-em-vigor-as-novas-taxas-para-financiamento-de-imoveis-usados-pela-caixa/

    7+
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 26 de março de 2016 at 10:28

      em Itajaí vai ter “super feirão” com mais de 2000 imóveis (novos)…pra “apresentar opções ao comprador qdo ele se interessar no futuro” kkkk

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 26 de março de 2016 at 10:02

    Pra não esquecer:

    “Edição do dia 25/03/2016
    26/03/2016 00h36 – Atualizado em 26/03/2016 00h40
    Cresce o número de pessoas que fazem distrato da casa própria
    O sonho da casa própria termina para muita gente com negócio fechado.
    Em 2015, a cada 100 imóveis vendidos no Brasil, 41 foram devolvidos.”

    http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2016/03/cresce-o-numero-de-pessoas-que-fazem-distrato-da-casa-propria.html

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 26 de março de 2016 at 12:24

    “26/03/2016 10h18 – Atualizado em 26/03/2016 10h18
    Economia em baixa estimula permuta no mercado imobiliário de Ribeirão
    Profissionais do setor também citam flexibilização de até 15% nos preços.
    Baixa demanda causou queda de 6% no metro quadrado local em 2016.”

    4+
    • avatar
    • Cajuzinha 26 de março de 2016 at 12:26


      O empresário Rubens Tadeu Wendler Riglione, que atua com a construção de casas em condomínios fechados, confirma ter preferido receber 10% menos do que pagou por um imóvel para não perder a venda.
      “Começou a ficar um tanto quanto mais difícil de um ano pra cá, tendo que aceitar algumas condições que há um ano você poderia não aceitar, mas que agora tem que aceitar”, afirma.”

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 26 de março de 2016 at 12:27

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    “Ele, no entanto, acredita que as quedas já chegaram a limite.
    “É momento de comprar. A adequação que já houve levou o imóvel a chegar ao seu valor real de mercado, não tem como o imóvel ficar baixando mais.”
    O corretor Rodrigo César Bertini confirma que, além do preço reduzido, o poder de barganha do comprador está maior na hora de fechar o negócio.
    “Tempos atrás, quando o mercado estava reagindo bem, não tinha tanto essa questão da troca. Hoje é necessário que tenha essa troca, então as pessoas estão tendo essa consciência de que, para possa chegar a um negócio, se alterar o valor ou até aceitar outro imóvel como forma de pagamento”, diz.”

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Azufre 26 de março de 2016 at 13:08

    Blog tá mt chato, sumiu quase td mundo 🙁

    Olha isto, parece as coisas que a Rosinha fala(va):

    http://blogs.correiobraziliense.com.br/vicente/proximos-da-ruina/

    Diante da gravíssima recessão na qual o país está mergulhado, as vendas desabaram. Em alguns casos, o faturamento nos dois primeiros meses deste ano caiu à metade do observado em igual período de 2015. O fluxo de caixa não está sendo suficiente para cobrir todas as despesas operacionais, inclusive a folha de salários. Desde a segunda metade do ano passado, quando a atividade começou a despencar, as empresas vêm cobrindo os gastos com empréstimos, por meio de linhas de capital de giro. Mas, como várias delas estouraram seus limites de crédito, os bancos fecharam as torneiras.

    14+
    • avatar
    • Rafael km 26 de março de 2016 at 15:40

      O pessoal hard das antigas está reunido no bolha brasil, escrito tudo junto, com org depois do ponto. Mas lá o que menos importa é o mercado imobiliário.

      24+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Sevilha 28 de março de 2016 at 09:10

        .

        0
    • L.A. 28 de março de 2016 at 06:27

      Eu sou um que não tenho conseguido participar.
      Excesso de problemas profissionais (a crise do RS tá terrível) e algumas ambições acadêmicas estão me drenando o tempo.

      0
  • Alemon Fritz 26 de março de 2016 at 14:04

    receba esse fogo…

    Os 9 mercados imobiliários mais frios do mundo (SP incluso)

    …Nossa queda só foi superada por Rússia, Egito, Dubai e Porto Rico. Dos 44 mercados monitorados pelo Global Property Guide, 33 tiveram alta.

    http://exame.abril.com.br/economia/noticias/os-9-mercados-imobiliarios-mais-frios-do-mundo-sp-incluso-2

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Captain Neo 26 de março de 2016 at 15:21

    Conforme previsto aqui no BIB com muito mais antecedência: Desemprego indo para 2 dígitos (indústria, serviços e construção civil puxando a fila), inflação acumulada 2015-16(previsão 19% nos 24 meses somados), queda da renda média, Tempestade perfeita…
    http://m.cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/time-do-rio/2016/03/25/RJ-TEVE-A-MENOR-INFLACAO-DO-PAIS-MAS-PODEMOS-COMEMORAR.htm

    5+
    • avatar
    • tnumaboa 26 de março de 2016 at 15:46

      CONSTRUAÇÅO CIVIL NAAAAAOOO! TÁ BOMBANDO!

      2+
      • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 26 de março de 2016 at 16:35

    Programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ estimula o mercado de imóveis de até R$ 200 mil em BH
    http://estadodeminas.lugarcerto.com.br/app/noticia/noticias/2016/03/26/interna_noticias,49359/programa-minha-casa-minha-vida-estimula-o-mercado-de-imoveis-de-ate.shtml

    Nem preciso dizer que a reportagem é paga.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • FabianoSJC 26 de março de 2016 at 17:52

      Imagina rs, todo mundo tem 200 k sobrando para comprar um imovel rs

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • From_The_Tower 26 de março de 2016 at 17:57

        Aí é que está a merda. A maioria da população não tem nem 20% para dar de entrada. Geralmente é juntando 02 contas de FGTS mais entrada parcelada + balões e 80% a perder de vista em 35 anos para pagar.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 26 de março de 2016 at 16:37

    Jejum de novas obras provoca desemprego massivo no setor
    http://www.otempo.com.br/capa/economia/jejum-de-novas-obras-provoca-desemprego-massivo-no-setor-1.1266756

    Tópico?

    8+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 26 de março de 2016 at 21:42

    pelo que vi no supermercado hoje:
    vai sobrar ovo gourmet pendurado… e imóvel gourmet plantado.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 26 de março de 2016 at 22:45

    “Para este ano, André espera que os estoques se mantenham estáveis. “Temos feito esforço para baixarmos o estoque. Eles não aumentaram do ano passado para cá, ficaram estáveis. Para 2016, a expectativa não é aumentar porque o mercado cearense se regula bastante”, diz. Ou seja, o mercado só lança quando percebe que há condições de vender.

    “Em função da crise política, os números no início deste ano não acompanham a previsão que tínhamos. Achávamos que iríamos manter a estabilidade, mas houve retração”, detalha Gama. Ele e André concordam ao dizer que o momento é de cautela no lançamento de imóveis, assim como ocorreu em 2015.”
    http://mobile.opovo.com.br/app/opovo/imoveis/2016/03/26/notimoveis,3593752/oportunidades-e-desafios.shtml

    4+
    • avatar
  • zedabolha 26 de março de 2016 at 23:02

    O desemprego na população jovem (a faixa do primeiro emprego) entre 20 e 25 anos está batendo na casa de 20,1%. Esse é o grande risco para a segurança publica, pois, essa faixa é cooptada pelo crime organizado para o trafico de drogas, roubo de veiculos e roubo de veículos de carga.

    7+
    • avatar
    • avatar
  • zedabolha 26 de março de 2016 at 23:08

    Cajuzinha

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    “Ele, no entanto, acredita que as quedas já chegaram a limite.
    “É momento de comprar. A adequação que já houve levou o imóvel a chegar ao seu valor real de mercado, não tem como o imóvel ficar baixando mais.”
    O corretor Rodrigo César Bertini confirma que, além do preço reduzido, o poder de barganha do comprador está maior na hora de fechar o negócio.
    “Tempos atrás, quando o mercado estava reagindo bem, não tinha tanto essa questão da troca. Hoje é necessário que tenha essa troca, então as pessoas estão tendo essa consciência de que, para possa chegar a um negócio, se alterar o valor ou até aceitar outro imóvel como forma de pagamento”, diz.”

    4+

    Errata do que o corvo disse:

    Onde se lê:
    “É momento de comprar. A adequação que já houve levou o imóvel a chegar ao seu valor real de mercado, não tem como o imóvel ficar baixando mais.”

    Leia-se:
    – Ainda não é momento de comprar. Ainda não houve a necessaria adequação, pois, o imovel ainda não chegou ao seu valor real de mercado. O imóvel ainda precisa continuar baixando mais.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Moreira 27 de março de 2016 at 00:44

    http://www.globalpropertyguide.com/investment-analysis/Review-of-the-worlds-housing-markets-in-2015-Europe-and-North-America-in-full-scale-boom-Asia-Middle-East-slowed-sharply

    só não fica claro as fontes utilizadas para se chegar à conclusão. Em todo caso, vale o registro!

    trechos:

    mercado imobiliário do Brasil deprimido; México continua forte
    Brasil mercado imobiliário ‘s está enfraquecendo, em meio à crise econômica e política em curso. Em São Paulo, os preços das casas caíram 7,37% em 2015, em forte contraste com os aumentos de 0,83% em 2014, 7,59% em 2013, 9,38% em 2012, 19,18% em 2011, 17,11% em 2010 e 16,56% em 2009 . trimestre sobre trimestre, os preços das casas caíram 2,72% no 4º trimestre de 2015.

    A economia do Brasil está em recessão profunda, e sua moeda está em queda livre. Pior, a crise política do país não vê nenhuma trégua com os esforços de combate a presidente Dilma Rousseff para o impeachment ela em meio à enorme Petrobras escândalo de corrupção. Confiança dos consumidores e investidores continuam a diminuir. Recentemente, o rating soberano do Brasil foi cortado para junk pela Investors Service Moody, em linha com as outras duas principais empresas de rating.

    A economia contraiu em cerca de 3% no ano passado, após um crescimento de 0,15% em 2014, 2,7% em 2013, 1,8% em 2012, 3,9% em 2011 e 7,6% em 2010, segundo o FMI. Este ano, o Brasil caminha para seu pior desempenho econômico desde 1990, com uma queda esperada de 3,45%, de acordo com o Banco Central do Brasil .

    Até ao final de Dezembro de 2015, o Real Brasileiro (BRL) tinha perdido cerca de 25% do seu valor em relação ao dólar para atingir uma taxa de câmbio média mensal de BRL4.0388 = US $ 1 em comparação com BR3.0455 = US $ 1 nos últimos 9 meses . No entanto, no início de março de 2016, o real recuperou quase 7%, atingindo uma taxa de câmbio de BRL3.7551 = US $ 1, após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por suspeita de corrupção, o agravamento da crise política que ameaça derrubar a atual administração.

    Os preços das casas em São Paulo subiram 113% (ajustadas pela inflação) entre 2007 e 2013, enquanto a rosa de Rio de Janeiro por 144%, as taxas de juros foram progressivamente reduzir de 26% para 7,25% entre 2003 e 2012.

    No entanto a partir do primeiro semestre de 2013, o banco central elevou a taxa básica de juros nove vezes a 11% em abril de 2014, causando uma acentuada desaceleração da economia. Depois de manter a taxa básica de juros estável por quase sete meses, o banco central decidiu elevar-lo novamente em 25 pontos base, em outubro de 2014, e em 50 pontos base em Dezembro de 2014. Em 2015, o banco central voltou a levantar a taxa chave cinco vezes para 14,25%, o nível mais alto por quase seis anos.

    7+
    • avatar
  • Moreira 27 de março de 2016 at 00:46
    • Semnick 27 de março de 2016 at 10:27

      Pode realmente preocupar, uma vez que a quantidade de dinheiro alocado como provisionamento de inadimplencia tende a piorar. Entretanto, fique bem claro, Basileia I, foi feita justamente para estancar a hemorragia.
      O que deve preocupar, sim, é se Basileia I tem sido respeitada e acompanhada pelo BACEN. Se foi respeitada os bancos tem um limite para emprestimos em cada carteira, de acordo com o risco.
      Bancos pequenos e médios, deveriam seguir as mesmas regras, entretanto podem ter usado muita maquiagem nas contas. Se o BACEN fechou os olhos, aí a coisa aperta e pode respingar.

      7+
      • avatar
      • W.K. 27 de março de 2016 at 17:58

        Fora algum toma-lá dá-cá que o governo tenha feito usando CEF, BB e BNDES…

        2+
  • Semnick 27 de março de 2016 at 10:28

    Boa Páscoa a todos.

    12+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 27 de março de 2016 at 11:11

    na gaiola

    Operação contra lavagem de dinheiro em Panambi resulta em três prisões
    Um dos crimes apurados na investigação tratava da aprovação de lotes irregulares e baixa de tributos..
    ..corretor de imóveis de 27 anos acabou preso em flagrante..
    http://www.radioprogresso.com.br/?pg=desc_noticia&id=22403&nome=Opera%C3%A7C3%A3o%20contra%20lavagem%20de%20dinheiro%20em%20Panambi%20resulta%20em%20tr%C3%AAs%20pris%C3%B5es

    2+
  • Cajuzinha 27 de março de 2016 at 11:28


    ECONOMIA
    Economia07:42 – 27.3.2016
    Lucro industrial na China avança 4,8% no primeiro bimestre, na comparação anual

    São Paulo, 27 (AE) – O lucro das maiores empresas do setor industrial da China teve crescimento de 4,8% nos dois primeiros meses de 2016, na comparação com igual período do ano anterior, informou em seu site a agência de notícias estatal Xinhua, citando dados oficiais divulgados neste domingo.
    Os lucros das companhias da indústria chinesa com receita superior a 20 milhões de yuans (US$ 3,1 milhões) totalizaram 780,7 bilhões de yuans entre janeiro e fevereiro, segundo o Escritório Nacional de Estatísticas.
    Em dezembro de 2015, os lucros das indústrias tiveram queda de 4,7% na comparação anual. Em todo o ano passado, os lucros caíram 2,3% ante 2014.
    Autoridade do escritório de estatísticas citada pela Xinhua, He Ping atribuiu o mais recente crescimento no lucro a um avanço nas vendas e a um declínio mais brando nos preços dos produtos nas fábricas. Nos dois primeiros meses do ano, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da China recuou 5,1% na comparação com igual período do ano passado. Em dezembro, essa queda anual havia sido de 5,9%.
    Apesar da recuperação, parte do crescimento do lucro industrial foi resultado de uma base menor ante o mesmo período do ano passado, disse He. Os lucros industriais de 2015 avançaram apenas 0,4 ponto porcentual, na comparação com igual período de 2014, lembrou a autoridade. He admitiu que o setor industrial chinês ainda enfrenta dificuldades, com um “grande” excesso de capacidade e problemas especificamente no setor de mineração, diz a agência estatal.
    Sem comentários
    Mais lidas
    Odebrecht conta tudo
    Negócios19:00 – 24.3.2016
    Odebrecht conta tudo
    Economia09:24 – 27.3.2016
    Gasto com 980 mil servidores é igual ao de todo o INSS
    Economia08:26 – 27.3.2016
    Governo destina 39,2% da receita ao pagamento de servidores públicos
    Economia08:00 – 27.3.2016
    Situação financeira ruim de varejistas pressiona shoppings e eleva renegociações
    Economia20:12 – 26.3.2016
    Após reivindicação marítima, Bolívia vai a Haia contra Chile por manancial
    © Copyright 1996-2016 Editora Três
    É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
    agile contents
    ECONOMIA
    Economia08:18 – 27.3.2016
    Sanders vence em Washington, Alasca e Havaí e se mantém na corrida

    O senador Bernie Sanders conseguiu, no sábado, importantes vitórias nas primárias do partido Democrata nos estados do Alasca, Havaí e Washington, resultados que o mantém na corrida contra a favorita Hillary Clinton.
    De acordo com projeções, Sanders esmagou Hillary Clinton ao obter 76% dos votos em Washington e 79% dos votos no Alasca, embora esse território distribua um número modesto de delegados à convenção, apenas 16.
    Segundo a NBC News e outros meios de comunicação, Sanders obteve 71% dos votos no caucus do Havaí (25 delegados), contra 29% de Hillary.
    Em particular, a vitória em Washington era considerada essencial pelo comitê de campanha de Sanders, porque confere um maior número de delegados (101) à convenção partidária.
    Graças a essas três vitórias consecutivas, Bernie Sanders se mantém vivo, mas ainda claramente distante da ex-secretária de Estado.
    “Estamos fazendo avanços significativos em relação à liderança da Secretária Clinton, e temos um caminho até a vitória”, disse Sanders no sábado em um discurso em Madison, no estado de Wisconsin.
    De acordo com Sanders, era previsível que sua campanha “teria momentos difíceis politicamente nos estados do Sul do país. Trata-se de uma região muito conservadora em nosso país”.
    Entretanto, “sabíamos que as coisas mudariam quando campanha rumasse aos estados do oeste do país”, expressou.
    Como o partido Democrata distribui seus delegados de forma proporcional, Sanders precisa vencer nas primárias por uma enorme margem se quiser reduzir sua desvantagem, já que mesmo com a derrota Clinton continua somando delegados à convenção partidária.
    Clinton já tem o voto de 1.711 delegados, incluindo na conta os “superdelegados”, funcionários partidários e legisladores que têm o direito de votar na convenção.
    Em comparação, Sanders é apoiado agora por 952 delegados, de acordo com a estimativa da CNN.
    De acordo com uma pesquisa da RealClearPolitics, nos restantes dos Estados com maior distribuição de delegados (Califórnia, Nova York e Pensilvânia) Clinton tem uma vantagem que oscila de 9% entre os californianos e 34% entre os nova-iorquinos.
    “Obrigado Alasca! Juntos estamos enviando uma mensagem de que este governo pertence a todos nós”, escreveu Sanders no Twitter.
    “Washington, obrigado por seu grande apoio! É difícil para qualquer um negar que nossa campanha tem seu’momento'”, expressou em outra mensagem.
    Na sexta-feira, Sanders protagonizou um momento quase mágico, quando um pássaro aterrizou no palco e se instalou sobre o púlpito, junto ao microfone usado pelo senador.
    Sanders interrompeu seu discurso por uns instantes sob aplausos do público. “Acho que deve de haver algum simbolismo nisso”, comentou Sanders.
    Sanders citou pesquisas que o apontam como vencedor folgado caso concorra com o republicano Donald Trump nas eleições presidenciais de novembro.
    “Pensar em Trump na Casa Branca provoca reações estranhas (…), que geram náuseas e outros sintomas. Mas a boa notícia é que Donald Trump não vai ser presidente dos Estados Unidos”, afirmou.
    As próximas semanas serão relativamente calmas. Em abril haverá primárias em Wisconsin (5), Wyoming (9) e Nova York (19) antes de uma nova “SuperTerça” no dia 26, com primárias em cinco estados.
    Sem comentários
    Mais lidas
    Odebrecht conta tudo
    Negócios19:00 – 24.3.2016
    Odebrecht conta tudo
    Economia09:24 – 27.3.2016
    Gasto com 980 mil servidores é igual ao de todo o INSS
    Economia08:26 – 27.3.2016
    Governo destina 39,2% da receita ao pagamento de servidores públicos
    Economia08:00 – 27.3.2016
    Situação financeira ruim de varejistas pressiona shoppings e eleva renegociações
    Economia20:12 – 26.3.2016
    Após reivindicação marítima, Bolívia vai a Haia contra Chile por manancial
    © Copyright 1996-2016 Editora Três
    É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
    agile contents
    ECONOMIA

    Economia08:00 – 27.3.2016
    Situação financeira ruim de varejistas pressiona shoppings e eleva renegociações

    A queda nas vendas e a deterioração na situação financeira de varejistas têm forçado shoppings a renegociar algumas das obrigações dos lojistas nos custos de ocupação de pontos de venda. O cenário se intensificou para além da negociação de descontos pontuais, com parcelamentos que miram evitar a inadimplência e até mesmo o aumento das taxas de vacância.
    O diretor de expansão da varejista Hope, Sylvio Korytowski, relata que muitos shoppings aceitaram congelar o vencimento de parcelas das chamadas “luvas”, tarifas cobradas de novos locatários para garantir o “direito” de utilização de um determinado ponto em um shopping. As quantias, que variam de acordo com a demanda, normalmente são parceladas em 12 ou 24 meses, mas agora lojistas têm conseguido uma espécie de “perdão temporário”, passando algum tempo sem pagar e conseguindo mais meses para quitar os valores. O preço pode ser negociado entre um lojista que sai do local e um que está chegando, mas geralmente parte do montante é destinada ao operador do shopping.
    “Às vezes, quando um shopping vai mal, tem empreendedor que oferece um aluguel quase zerado para o lojista porque, se o espaço fica vago, quem paga o custo de energia, segurança, limpeza e outras coisas do dia a dia é o shopping”, explica um executivo do setor, que preferiu não se identificar. “Nesse casos, não existe nenhuma possibilidade de o shopping cobrar luvas”, acrescenta.
    O esforço dos shoppings é impedir que lojas importantes fechem em meio a alta de custos e venda fraca, mas a renegociação também ofusca eventuais riscos de um estouro de inadimplência. A CEO da GS&AGR Consultores, Ana Paula Tozzi, avalia que os efeitos do quadro financeiro ruim dos varejistas ainda não aparecem totalmente nas provisões para inadimplência dos operadores de shopping, mas considera que muitos lojistas estão em dificuldade para pagar obrigações e pedindo refinanciamentos e renegociações.
    Fato é que a inadimplência tem aumentado em alguns centros de compras. Nos empreendimentos da BRMalls, a expectativa é que a taxa tenha um “aumento pequeno” no primeiro trimestre em comparação com igual intervalo do ano passado, quando estava em 4,4%. Já os atrasos superiores a 25 dias no pagamento de alugueis nos shopping centers da Multiplan subiram para 1,9% no quarto trimestre de 2015, de 1,7% em igual período do ano anterior. No mesmo período, a taxa de perda de aluguel aumentou para 1,2%, de 0,6%.”

    “http://m.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20160327/situacao-financeira-ruim-varejistas-pressiona-shoppings-eleva-renegociacoes/356527”

    4+
    • Cajuzinha 27 de março de 2016 at 11:58

      Boss, delete por favor. Não sei o q aconteceu, pois só colei parte do texto que interessava, mas apareceu muito mais coisas.

      1+
  • Cesar_DF 27 de março de 2016 at 18:44

    Dois gráficos juntos: Global Property Guide X Fipe-Zap
    Ué, porque um está em queda desde a metade de 2011 e o outro só sobe ??? kkkkkkkk

    http://www.globalpropertyguide.com/real-estate-house-prices/B#brazil

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 27 de março de 2016 at 23:22

      nota-se que o aumento no grafico da direita, a tendência seria 140000 euros atual (mantendo a linha), está em 200000 euros!!!… é só baixar…. 30%

      2+
      • avatar
  • Alemon Fritz 27 de março de 2016 at 23:27

    opah, errei o grafico, mas o pensamento continua válido… menos 25% pra começar.
    o grafico mostra a piada
    que é o indice… queda de 25% na tabela, mas no grafico só sobe… corvos mentirosos

    2+
  • Cajuzinha 28 de março de 2016 at 06:01


    Com os novos tetos de financiamento, um tomador de 40 anos que queira financiar um imóvel de 500 mil reais em 30 anos, por exemplo, terá agora até 350 mil reais financiado pelo banco, 100 mil reais a mais do que pelas condições anteriores. Isso faz com que o valor que tenha de dar como entrada na compra do imóvel seja reduzido de 250 mil reais para 150 mil reais.

    Contudo, a renda necessária para encarar o financiamento, equivalente a 30% do rendimento familiar, aumenta de 10.208,76 reais para 14.206,34 reais. O valor da prestação também sobe: passa de 3.042,21 reais para 4.233,49 reais.”

    http://exame2.com.br/mobile/seu-dinheiro/noticias/caixa-volta-a-financiar-70-do-imovel-usado-mas-eleva-juros

    2+
    • avatar
  • L.A. 28 de março de 2016 at 06:36

    Notícias de páscoa

    http://gaucha.clicrbs.com.br/rs/noticia-aberta/supermercados-ja-vendem-ovos-ate-r-15-mais-baratos-na-capital-162251.html
    Ovos de páscoa de marcas tradicionais que antes custavam em torno de R$ 45, hoje já podem ser comprados por R$ 30.
    Isso que a notícia era de sexta-feira.

    http://diariogaucho.clicrbs.com.br/rs/noticia/2016/03/vendas-de-ovos-de-chocolate-caem-14-nos-supermercados-gauchos-5444397.html

    E mais de duas pessoas me falaram que compraram ovos em promoção nos mercados.

    1+
  • Bolha de Tudo 28 de março de 2016 at 08:05

    Esperando:
    *
    1-Acabar o dinheiro do seguro desemprego:
    *
    2-Acabar o dinheiro do saque do FGTS; e
    *
    3-Não conseguir novo emprego!
    *
    A roda da economia vai girar…

    2+
    • avatar
  • Cesar_DF 28 de março de 2016 at 08:16

    Gasto do governo com juros quase dobra em um ano e chega a R$ 540 bi Os gastos com juros do setor público atingiram R$ 540 bilhões nos 12 meses até janeiro, o equivalente a 9,1% do PIB, um salto expressivo em relação aos 5,5% do PIB registrados em 2014. Nesse período, as despesas financeiras foram infladas especialmente pela alta da taxa de juros,

    http://www.valor.com.br/brasil/4499600/gasto-do-governo-com-juros-quase-dobra-em-um-ano-e-chega-r-540-bi ou as ferramentas oferecidas na página.

    1+
  • Cesar_DF 28 de março de 2016 at 08:21

    Comparem alguns trechos baixo com o título da matéria “Vendas e lançamentos de imóveis em São Paulo disparam em janeiro”

    Na comparação com dezembro, as vendas e lançamentos mantiveram o tom de fraqueza de 2015, recuando 66,8 e 67,4 por cento, respectivamente.

    No ano passado, o mercado imobiliário viu uma redução de 37 por cento dos lançamentos, com 12,5 mil unidades a menos do que em 2014. As vendas recuaram 6,6 por cento no período.

    O quadro de fraqueza também se reflete nas 38 outras cidades da região metropolitana paulista, onde não houve lançamentos em janeiro e em que as vendas tiveram queda de 51,6 por cento sobre dezembro.

    https://br.noticias.yahoo.com/vendas-e-lan%C3%A7amentos-im%C3%B3veis-em-s%C3%A3o-paulo-disparam-102918035–finance.html?nhp=1

    1+
    • Cajuzinha 28 de março de 2016 at 08:48

      Tópico
      “Reuters
      28/03/2016 08h32 – Atualizado em 28/03/2016 08h32
      Vendas e lançamentos de imóveis em SP sobem em janeiro, mas valor recua
      Movimento é sinal de que o setor está recorrendo a descontos.
      Frente a dezembro de 2015, queda foi de 66,8%, segundo o Secovi.”

      1+
      • Cajuzinha 28 de março de 2016 at 08:50


        “Esta fase de ajustes poderá prolongar-se, criando incógnitas em relação ao comportamento do mercado em 2016″, disse o Secovi. Segundo a entidade, uma recuperação do setor depende dos rumos do país e da melhoria da conjuntura, com aumento da confiança do consumidor e redução do estoque de imóveis.”

        1+
    • Cesar_DF 28 de março de 2016 at 09:58

      Também acho que é tópico

      0
  • Cesar_DF 28 de março de 2016 at 08:23

    Fundos de estatais têm rombo de R$ 45,3 bilhões

    Enquanto os fundos de pensão patrocinados por empresas privadas têm conseguido resultados positivos nos últimos anos, os de entes públicos amargam prejuízos. De 2005 a 2014, seis das 10 maiores entidades fechadas de previdência complementar de estatais registraram deficit. Em 2015, oito não bateram as metas atuariais e somente Previ (do Banco do Brasil), Petros (da Petrobras) e Funcef (da Caixa Econômica Federal) — as três maiores do sistema — acumularam uma insuficiência de pelo menos R$ 45,3 bilhões.

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2016/03/26/internas_economia,524152/fundos-de-estatais-tem-rombo-de-r-45-3-bilhoes.shtml

    1+
  • Cesar_DF 28 de março de 2016 at 08:25

    Assim como a venda dos ovos de Páscoa, parece que o tradicional almoço em família no domingo também não rendeu muito aos comerciantes. Segundo gerentes e proprietários de restaurantes, o consumo no feriado caiu, aproximadamente, 50% se comparado ao mesmo período do ano passado

    http://www.jornaldebrasilia.com.br/noticias/cidades/674888/pascoa-donos-de-restaurantes-reclamam-de-baixo-movimento/

    1+
  • Seguidor do Bolha BH 28 de março de 2016 at 08:33
  • Cesar_DF 28 de março de 2016 at 08:41

    Crise provoca o fechamento de mais de 4 mil fábricas em São Paulo em um ano
    Encerramento de empresas do setor saltou 24%, elas não resistiram à queda da demanda e aos altos custos de impostos e energia, juros altos e ao corte brutal dos investimentos; País destruiu 1,1 milhão de empregos industriais em um trimestre
    A desativação de indústrias segue em níveis alarmantes neste ano. Um exemplo é o da cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, onde, só na semana passada, ocorreram anúncios de encerramento de atividades produtivas das metalúrgicas Eaton, Maxion e Randon.
    “O mercado de implementos rodoviários teve retração de 50% e não há perspectivas de mudança de cenário no curto prazo”, informa Daniel Ely, diretor de Recursos Humanos da Randon, que atualmente emprega 130 pessoas, mas já teve mais de mil, segundo o sindicato local.

    1+
  • telebolha 28 de março de 2016 at 08:46

    Alguém aqui tem investimentos no banco intermedium? Eles estão oferecendo CDB com 104% do CDI com liquidez diária. Esse banco é confiável?

    1+
    • Louro José 28 de março de 2016 at 09:02

      É o banco da MRV

      1+
  • Cajuzinha 28 de março de 2016 at 09:02


    Mercado prevê queda de 3,66% para o PIB em 2016
    Economistas ouvidos pelo Banco Central no relatório Focus, divulgado nesta segunda-feira, projetam retração de 3,66% e IPCA de 7,31% neste ano

    28/03/2016 às 08:40 – Atualizado em 28/03/2016 às 08:47″

    1+
    • Cesar_DF 28 de março de 2016 at 09:38

      Cajuzinha sendo otimista rsrsrs – Projeções de queda do PIB este ano já superam os 4%

      Na sexta-feira, o Credit Suisse reduziu a projeção para o PIB de 2016, de uma contração de 3,5% para 4,2%. Em 2017, a economia brasileira deve sofrer uma queda de 1%. “Os principais indicadores de atividade continuam a sugerir deterioração adicional da economia no primeiro trimestre”, informou o banco em relatório.

      http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20160308/projecoes-queda-pib-este-ano-superam/350187

      1+