Com crise, setor imobiliário sofre com devoluções, inadimplência e encalhes – Fantástico

Você pode gostar...

Comments
  • Rolde 7 de março de 2016 at 10:05

    Tenho um apartamento alugado e o inquilino fez duas propostas: alugar por mais 12 meses ou adquirir meu imóvel. O aluguel mensal equivale a 0,33% do valor oferecido pelo inquilino para comprar o imóvel. Se eu vender, consigo aplicação que reponha a inflação do período (correção monetária) e ainda remunere meu capital (juros) em porcentual acima dos 0,33% ao mês? Ainda, em se considerando o cenário atual de alta da inflação e baixa dos valores dos imóveis, qual seria a melhor opção: alugar ou vender?http://economia.estadao.com.br/blogs/fabio-gallo/2016/03/07/retorno-do-aluguel-de-imovel-deve-superar-renda-fixa-para-ser-vantajoso/
    Deve ser mais vantajoso vender o imóvel e deixar o dinheiro aplicado em renda fixa. O aluguel de 0,33% ao mês em relação ao valor do imóvel é baixo, mas não está distante do que se obtém na atualidade. Por outro lado, aplicações em renda fixa, por exemplo no Tesouro Direto, estão rendendo em torno de 0,50% ao mês (bruto) mais a variação do IPCA. Sem fazermos muitas contas, já é possível perceber que é uma rentabilidade melhor do que 0,33% sem correção monetária. Com o valor, você poderá, ainda, organizar uma carteira de investimentos com vários títulos e diferentes prazos de vencimentos. Isso permite minimizar o grau de risco e ainda manter um rendimento médio superior ao obtido no aluguel do imóvel. Por outro lado, pondere se o valor de negociação do imóvel está dentro dos parâmetros de mercado. Alugar imóvel não está sendo vantajoso mas, obviamente, vale a pena para não deixar o imóvel vazio. Neste caso, os custos são muito altos e representam prejuízo na certa.

    Gostaria de saber se estou sendo corretamente remunerado. Adquiri 51 NTN-B (Tesouro IPCA + juros semestrais 2020). Os títulos foram comprados em 2011 ao custo de R$ 138.202,35 e com valor bruto atualizado, em 31/01/2016, de R$ 143.634,87. Conforme demonstrativo de hoje, foram-me creditados R$ 3.495,79, resultado do valor bruto de R$ 4.248,95 menos despesas de R$ 115,82, o que dá um líquido tributável de R$ 4.133,13, sobre o qual foi descontado o Imposto de Renda. Pelos meus cálculos, o valor deveria ultrapassar R$ 11.000, se aplicados os 8,2% do semestre sobre o valor inicial, e mais que isso se a base fosse o valor atualizado do lote. Os dois últimos rendimentos liberados foram R$ 3.722,80, menos IR de R$ 575,71, em fevereiro de 2015, e R$ 3.934,02, menos IR de R$ 607,49, em agosto de 2015.
    Pelos dados apresentados não acho que está havendo erro nos cálculos. Uma primeira observação é que a taxa de 6,32% é rendimento ao ano e não ao semestre. Esta taxa anual equivale a 3,11% ao semestre. Para melhor entendimento, este título tem o seu preço composto por duas partes, uma relativa à taxa de juros (6,32% ao ano neste caso), sobre a qual o fluxo de caixa futuro será descontado, e outra que é a correção pelo IPCA. Em outros termos, o Preço do Título (PU) é o resultado da multiplicação da cotação pelo valor que corrige o fluxo pelo indexador (VNA) ao qual o papel é atrelado. Para títulos prefixados (LTN e NTN-F), o VNA não é corrigido por nenhum indexador, sendo sempre R$ 1.000. O site do Tesouro Direto traz todas as formas de cálculos, mas que não são de fácil entendimento por leigos. Por outro lado, os cálculos de rendimento são feitos pelo Tesouro para todos os títulos e obedecem com rigor a forma de cálculo. A dica é procurar a corretora com os extratos em mãos e solicitar explicações claras sobre os rendimentos.

    Gostaria de saber sua opinião sobre o sistema de aplicação financeira do Poupa Brasil. Fiz algumas simulações no site (www.poupabrasil.com.br) e achei muito bons os rendimentos comparados com as demais aplicações existentes no mercado. Minha dúvida é se existe risco superior ao da renda fixa e se o produto é realmente tão vantajoso.
    O Poupa Brasil é um sistema de aplicação em renda fixa bastante interessante e o grau de risco é compatível com os outros tipos de renda fixa. Esta plataforma de investimentos online tem como fundador institucional a Acrefi (Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento – http://www.acrefi.org.br), entidade de classe que reúne bancos e financeiras de pequeno porte com atuação em diferentes segmentos do mercado financeiro nacional. Trata-se de alternativa de investimento em relação ao Tesouro Direto, fundos referenciados DI, CDBs pós fixados ao DI, Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) e Letras de Crédito Imobiliário (LCIs). O Poupa Brasil oferece aplicações em RDB (Recibo de Depósito Bancário), que é um título de renda fixa que acompanha a variação do DI/Selic, título primo irmão do CDB, mas com a diferença de que não é negociável. Em outros termos, trata-se de título que não pode ser vendido no mercado secundário e, portanto, tem menos liquidez do que o CDB. Em contrapartida, o sistema Poupa Brasil oferece recompra por 90% do CDI. Não são cobradas taxas, a tributação é a mesma do CDB e o risco é coberto pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) até o limite de R$ 250 mil. No ato do investimento, o sistema distribui para as instituições associadas até o limite de R$ 100 mil, justamente para manter o principal mais juros dentro do limite do FGC. Somente depois disso é que o investidor receberá o recibo da instituição em que houve a aplicação. Os prazos vão de seis meses a quatro anos – quanto maior o prazo, maior o rendimento oferecido. Embora seja um investimento atraente, é importante fazer a comparação das alternativas que o investidor pode obter em outras instituições, sempre considerando risco, retorno e prazo.

    5+
    • avatar
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 10:09

      Rolde o jornalista colocou uma coisa na manchete e outra no texto, acho que ele não podia ir contra o anunciante!!!

      4+
      • avatar
      • Rolde 7 de março de 2016 at 10:16

        Vamos com calma kkkk só de começar a falar, já gostei .kkkkk

        3+
        • avatar
        • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 10:25

          Eu errei, mas quem escreveu, escreveu para ser confundir!

          4+
          • avatar
          • avatar
    • wade 7 de março de 2016 at 10:32

      Agora que eu li a notícia me bateu uma epifania. Todos esses anos eu tentando ajudar os outros com informação e só sendo esculhambado por nada. Eu fui um idiota. Eu deveria ter repetido o mote de que compra imóvel nunca erra. Quanto mais fizerem isso, mais juros pra gente.

      Podem me chamar de cretino inescrupuloso, porque é verdade.

      43+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 10:51

        Wade,

        o leigo fala com certeza (quem compra terra não erra), quem conhece não dá certeza de nada, dá probabilidade de dar certo. Funciona assim na medicina, na advocacia e nos investimentos também, quem vende certeza, tá querende enganar os outros.

        Se alguém me fala que é garantido, eu saio correndo e ainda verifico se o sujeito não ficou com meus pertences.

        28+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • wade 7 de março de 2016 at 11:12

          Não sei se queres dizer que quis dar certeza ou se é só insegurança minha. Quem eu sou eu pra dar certeza de qualquer coisa. Nesses assuntos eu prefiro apontar as fontes de informação e convido a tirarem suas conclusões. Se me procurarem de novo, só aponto mais fontes e peço que me apontem qualquer coisa que indique algo diferente. Até hoje só vi uma pessoa fazer isso, e ironicamente, é esquerdista fervoroso. O choque de realidade para ele foi a disparada do dólar.

          5+
          • avatar
          • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 11:34

            O que eu quis dizer serve para qualquer negócio que não seja óbvio, como trocar um pneu, pintar uma parede.

            Quem vende certeza tá te enrolando, um médico, tirando uma doença óbvia, um advogado, um dentista vai trabalhar para fazer o melhor possível, assim também ocorre nos investimentos, ninguém pode garantir que será o melhor, só os coRvos fazem isto, ou seja, quem garante tá querendo te roubar e defender o seu próprio interesse.

            12+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Cesar_DF 7 de março de 2016 at 12:12

              O fato de que muitos políticos de sucesso são mentirosos, não é exclusivamente reflexo da classe política,é também um reflexo do eleitorado. Quando as pessoas querem o impossível somente os mentirosos podem satisfaze-las
              Thomas Sowell

              24+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
  • Annoying Brick in The Wall 7 de março de 2016 at 10:09

    É Fantáaaasticooooooooooo!

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 10:13

      Eu achei uma coisa estranha na reportagem do Fantástico, não houve anúncio da matéria que eu tenha visto, colocaram a matéria no meio do programa sem publicidade nenhuma.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 7 de março de 2016 at 12:15

        Na curva histórica, faltou eles projetarem lá no final o RETORNO À NORMALIDADE, mostrando o quanto ainda irão cair os preços dos imóveis

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Libertario 7 de março de 2016 at 10:21

    CA,

    Voce chegou a analisar o grafico que aparece na reportagem ?

    A ideia que passaram é que já houve situação pior que a atual.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 7 de março de 2016 at 10:29

      Questionei isso ontem ali pelo face….

      A explicação é que a moeda passou por varios planos mal-sucedidos e isso que causou aquelas oscilações…. Agora temos a bolha movida pelo populismo e com uma moeda “estável”

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Annoying Brick in The Wall 7 de março de 2016 at 11:38

        Talvez porque… O pior ainda virá…

        Temos muito pra cair até chegar no chão. Mas não teremos trampolim nem cama elástica do Mantega para jogar os preços pra cima (para cairem depois, como ocorreu pós 2009).

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 11:52

          Não tem pra onde pedalar, mas o problema é que imóvel a pessoa tem apego ao bem, li uma reportagem a um tempo atrás no jornal O
          Dia do Rio, sobre o mercado de arte, as pessoas são apegadas aos quadros e não baixam os preços, as galerias procurando alterativa para o tempo de crise (matando cachorro a grito), mas falando que está tudo bem, SQN.

          7+
          • avatar
          • Annoying Brick in The Wall 7 de março de 2016 at 13:25

            JJJ_brasilia

            Pode até ser, mas como para quem está se afogando, jacaré é tronco, ao acompanhar os preços dos imóveis usados aqui em BSB (Asa Norte), percebo que o apego aos imóveis está perdendo para o apego às dívidas. Aos poucos os 666 vão entrando na real.

            6+
            • avatar
            • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 13:36

              Também fei uma olhada na Asa Norte, tem até um CVR pra contar, não posso sonegar:

              Apartamento 2 quartos +/- 65 m2, com 1 garagem, pedida no ano passado, 650k, só conseguiu vender por 550k, o aluguel de um apartamento assim, varia de R$ 1.800 a R$ 2.200,00, fiquemos com a média, 2k.

              Se fizermos a métrica de que o aluguel deve ser de 150 vezes o valor do imóvel, então temos: 2k X 150 = 300k, se o apartamento foi vendido por 550k, ainda têm lenha pra queimar. Mesmo que a métrica fosse 200 vezes, o que eu acho muito dava 400k, e olhe que o aluguel tá baixando.

              Prevejo choro de ranger os dentes!!!

              7+
              • avatar
              • Annoying Brick in The Wall 7 de março de 2016 at 14:12

                Também tenho um CVR.

                Apartamento na 305 Norte anunciado ano passado por 1100 mil 3 quartos 105 m2 com 2 vagas. O proprietário recusou oferta de 990 mil ano passado. Agora está anunciado por 970 mil e não vende. Ofereci 850 mil só para testar o desespero, mas ainda não aceitou. Vamos ver o que vai dar.

                Tô contigo.

                9+
                • avatar
                • avatar
                • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 18:09

                  Conheço o prédio, fica em frente ao Habbis, não?

                  E um prédio feito para militares (funcionários públicos que usam fardas), nestes esquemas de Poupex.

                  Para quem não é de Brasília, acha um apartamento de 3 quartos nas asa Sul ou Norte é difícil, chaga-se ao cúmulo, na Asa Sul de encontrar apartamento de 3 quartos, 160m2, mas sem vaga de garagem e suíte, lógico que são imóveis da inauguração de Brasília, em 1960 era muito fácil encontrar vagas e estes imóveis estão em área muito nobre, quadra 308 Sul, se não me engano.

                  Lógico que sobre a garagem pesa a questão da segurança, mas aqui em Brasília, costuma ser mais seguro que RJ ou SP, isto hoje, em 1960 isto aqui era um cerrado só, mas hoje está mais perigoso.

                  Sobre apartamentos sem garagem no plano piloto, há as quadras 400, que normalmente não têm garagem.

                  Neste caso tenho um CVR antigo:

                  Um conhecido trabalhou como zelador em um prédio da 412 norte, no início dos anos 1970, e certa vez conversando com o colega do prédio vizinho, indagou: porque não fizeram mais vagas no estacionamento em frente aos prédios?
                  O colega respondeu: – a maioria das pessoas que moram aqui, nunca vaivter carro!!

                  Pelo visto, as coisas mudaram e não só os moradores, mas os zeladores da 412 têm carro.

                  2+
              • Money_Addicted 7 de março de 2016 at 14:24

                150? na minha humilde opniao, no max 100

                2+
                • avatar
                • avatar
              • John Horse 7 de março de 2016 at 15:04

                Como funciona essa conta quando existe condomínio e IPTU muito caros? Inclui nos 150x? Só considera o aluguel? Pois tem gente que está alugando pelo IPTU + Condomínio… Nesse caso, nem se multiplicar pelo infinito… Eu mesmo alugo mas o aluguel é muito baixo perto do IPTU + Condomínio. Se considerar o pacote total, dá 240x. Se considerar só o aluguel, dá 580x.

                1+
                • Skidwasted 7 de março de 2016 at 15:08

                  150x o valor do aluguel dá o valor aproximado do imóvel para venda.
                  Condomínio e IPTU não entram. Isso é despesa fixa que quem vende e quem compra vai ter que pagar de qualquer jeito. É o filho feio da puta que todo mundo comeu. Alguém vai ter que assumir.

                  4+
                  • Money_Addicted 7 de março de 2016 at 16:23

                    de novo, na minha opniao no max 100X, q hj eh o valor aproximado do Custo de Oportunidade. E digo no max pois se empata no valor perde na liquidez e desavalorizacao.

                    mas como disse uns posts atras tem mto brick lover enrustido por aqui 🙂

                    [ ]s

                    4+
                    • avatar
                • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 18:18

                  John,

                  Também cauculo 150 vezes o valor somente do aluguel, que dá 0,666 ( o número do besta)%.

                  Sobre condomínio e IPTU, aqui em Brasília parece ser mais barato que RJ ou SP, pelo menos aqui ainda não vemos isto, mas em Águas Claras, nos condomínios com muita área de lazer pode rolar, aqui pelo que vejo um apartamento de 100m2, o condomínio sai de R$ 400, sem porteiro 24 horas a R$ 800. Confere pessoal de Brasília?

                  No RJ e SP tem uns condomínios externamente caros.

                  0
                  • John Horse 8 de março de 2016 at 08:47

                    É, aqui em Sao Paulo, tem coisas com condomínio e IPTU absurdos. Eu sempre procuro alugar esse tipo de imóvel, pois o dono normalmente está desesperado para se livrar da bomba.

                    0
    • CA 7 de março de 2016 at 12:28

      Libertário,

      Creio que eles estão se referindo a um estudo do FIPE Zap feito já há alguns meses. Independente das variações de moeda (cruzeiro, cruzeiro novo, cruzado e real) que foram tratadas neste estudo para equalizar os valores, houveram sim subidas relevantes seguidas por quedas também significativas. No estudo o próprio pessoal do FIPE Zap falava que a tendência era de queda relevante, mas “eles não sabiam” se esta queda seria ao longo de anos ou rápida (no índice FIPE Zap eles podem ter certeza que vai demorar décadas ou séculos, a não ser que a máscara deles caia, o que é difícil por serem parte das organizações Globo).

      O papo antigo do segmento imobiliário de que imóvel nunca desvaloriza é só mais uma das MUITAS mentiras deslavadas que eles espalham por aí. Eles estão “carecas” de saber disso.

      Já tive discussão com corretor Bob em outro blog sobre esta questão, apresentei as evidências de quedas do passado (o caso da bolha dos flats em São Paulo e quedas de 50%) e mais casos recentes, desde 2013. Sabe o que ele fazia? IGNORAVA sistematicamente as evidências, FINGIA que não tinha entendido o que eu tinha colocado e mudava de assunto.

      Em discussão recente com outro corretor que ironizava “a bolha que não existe”, de novo apresentei algumas evidências, inclusive do CRECI SP. Ele também FINGIU que não entendeu, distorceu por completo o que eu disse ao replicar no site dele e chamou de “desaceleração” uma QUEDA de preços de 29% em 2 anos em termos nominais (sem contar com a inflação), depois quando eu disse que estava divulgando esta FARSA dele em sites com mais visitações que o dele, para DISFARÇAR e não ficar tão feio colocou os links com as pesquisas do CRECI SP, mas “esqueceu” de mencionar a queda de preços de 29%.

      Não se iludam, sempre tivemos subidas e depois quedas de preços de imóveis, isto é natural em qualquer mercado. Quem vem com aquele papo que imóvel nunca desvaloriza, via de regra está agindo de MÁ FÉ, ou é completamente estúpido e fácil de ser ludibriado por pessoas de má fé, nada mais que isto.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 7 de março de 2016 at 10:29

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,agencias-de-sp-enxugam-operacoes-no-rio,10000019897

    “07/03/2016 Agências de SP enxugam operações no Rio ­ Economia ­ Estadão
    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,agencias­de­sp­enxugam­operacoes­no­rio,10000019897 1/1
    FERNANDO SCHELLER ­ O ESTADO DE S.PAULO
    07 Março 2016 | 03h 00 ­ Atualizado: 07 Março 2016 | 03h 00
    Às vésperas da Olimpíada, crise atropela promessa de expansão em terras
    cariocas
    A cinco meses do início da Olimpíada, que seria a coroação de um novo momento da economia do
    Rio de Janeiro, grandes agências estão se retirando ou reduzindo drasticamente as operações na
    cidade. O consenso entre quem está fazendo este movimento é que o atendimento de parte dos
    clientes das filiais pode ser transferido para São Paulo, onde fica a sede das maiores empresas do
    ramo no País.”

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 7 de março de 2016 at 12:13

      Hell de Janeiro >>> New Detroit City

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 10:29

    Na 5ª feira o Jornal Nacional falou que uma hora a crise acaba, é lógico quando os ativos estiverem com os preços corretos os negócios voltam, e uma crise não dura pra sempre. 2 certezas, 1 a crise vai passar, não se sabe quando, e a outra, teremos mais crise, funciona assim.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • fanfarraum 7 de março de 2016 at 10:39

    CVR
    Acompanho preço de 50 imóveis de Porto Alegre, regiões nobres, desde setembro/2015…
    8 baixaram o preço anunciado, 1 aumentou o preço.
    1 que baixou o preço tinha aumentado primeiro (em dezembro) e agora (março) baixou…

    Ou seja, 8 quedas nominais (16%), 49 quedas reais de preço (98%) e 1 aumento de preço anunciado

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Number0101 7 de março de 2016 at 10:58

    Impressões sobre a matéria do Fantástico:

    1 – Os sacanas das construtoras dizem que o cidadão está com medo.. por isso não está comprando.
    2 – Tentaram atribuir os distratos a diminuição da renda do brasileiro.

    Ouvi semana passada o Boechat, da band, comentar que tem um ao no RJ anunciado a mais de 1 ano e não teve sequer oferta, mesmo baixado 20%.

    Ter saído isso no fantástico foi bom, mas não mencionaram o crétido da caixa economica, o grande motor desse segmento.

    Pra mim, foi legal, mas extremamente superficial.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Number0101 7 de março de 2016 at 10:58

      O comentário sobre o boechat, nada tem a var com a matéria…acabou saindo no lugar q não deveria….

      2+
      • avatar
  • MINEIRO SPY 7 de março de 2016 at 11:06

    Há algo especialmente interessante no final da reportagem.
    O intuito do casal é reaver boa parte do valor gasto com qual objetivo? Dar entrada em outro imóvel.
    Alguém duvida que o entendimento do casal seja de entrar em outro ná prânta? O triste é quando um erro não serve para o aprendizado. Entender que o problema todo foi o desemprego do marido, exclusivamente, e não essa forma de adquirir um bem que impactaria toda a vida produtiva do casal, guiaria ambos à bancarrota definitiva.

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CarlosL 7 de março de 2016 at 11:10

      Há os que correm do Motumbo….
      Há os que correm de encontro ao Motumbo…

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 11:15

      Mineiro,

      observei o mesmo, eles caíram no conto do 1º coRvo, nem pesquisaram e vão entrar em outra roubada é só receber a grana, não interessa se o marido terá emprego ou não.

      O brasileiro é um caso para ser estudado, vive atrás do motumbo.

      Outra coisa, o casal pagou corretagem, outras despesas ilegais da venda que os coRvos empurram, vai pagar um percentual ao advogado, depois de tudo isto vai de novo para outro na pRanta. Será que não foi possível aprender que só anta compra na pRanta.

      20+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • eam 7 de março de 2016 at 11:39

        “Será que não foi possível aprender que só anta compra na pRanta.”

        JJJ_brasilia, isso foi um questionamento? Se foi, pense bem como o brasuca é viciado em não aprender lições com erros cometidos.

        Aliás, creio que a maioria brasuca segue, assim como o governuchu que ela reelegeu, o tal “princípio da contraindução”, segundo o qual “o fracasso de uma experiência, em vez de resultar na rejeição da hipótese, torna-se pretexto para nova tentativa, na esperança que dessa vez funcione”.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cesar_DF 7 de março de 2016 at 12:17

          Se o tolo aprende com seus próprios erros
          O sábio aprende com o erro dos outros
          E aquele que não aprende com os próprios erros, qual o nome disso???

          15+
          • avatar
          • avatar
          • MINEIRO SPY 7 de março de 2016 at 12:28

            bananense

            22+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • Soy Bananes 7 de março de 2016 at 12:30

            Se chama imbecil

            Só um imbecil faz as mesmas coisas achando que o resultado será diferente

            Entender o bananense nem com pós doc

            11+
            • avatar
            • avatar
          • John Horse 8 de março de 2016 at 08:54

            Sábio é aquele que aprende com os erros dos outros.
            Inteligente é aquele que aprende com os próprios erros.
            Estúpido é aquele que comete os mesmos erros repetidamente.

            1+
    • BountyHunter 7 de março de 2016 at 17:03

      Casal estúpido. Se o Zé ruela não tivesse perdido o emprego ela estaria se gabando da compra.

      4+
      • avatar
  • Cajuzinha 7 de março de 2016 at 11:16

    “O MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) divulgará nesta segunda (7) um manifesto anunciando protestos, bloqueios de vias, novos acampamentos e ações em prédios públicos contra o governo Dilma.”

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1747091-sem-teto-lancam-manifesto-e-prometem-radicalizar-contra-dilma.shtml

    1+
    • Cajuzinha 7 de março de 2016 at 11:17

      “O mote adotado para sensibilizar sua própria base será o corte de investimentos no Minha Casa, Minha Vida, principal programa habitacional do governo federal.

      “Em 2015, não houve praticamente nenhuma contratação do Minha Casa, Minha Vida faixa 1 [para as famílias mais pobres]”, disse Guilherme Boulos, coordenador do MTST e colunista da Folha.

      Parte da irritação do movimento deve-se ao fato de que em São Paulo uma das modalidades do Minha Casa é executada sob responsabilidade do MTST.

      O grupo ganha o terreno da prefeitura, contrata a empresa que fará a construção das moradias e indica quais famílias irão receber as casas.”

      7+
      • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 11:39

        Isto é picaretagem, os caras ganha o terrenos, escolhem quem constrói e quem compra, tem alguém mamando nisto aí.

        22+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 18:21

          Desculpem os erros de português, fiquei put*, e digitei rápido.

          2+
  • Annoying Brick in The Wall 7 de março de 2016 at 11:40

    Talvez porque… O pior ainda virá…

    Temos muito pra cair até chegar no chão. Mas não teremos trampolim nem cama elástica do Mantega para jogar os preços pra cima (para cairem depois, como ocorreu pós 2009).

    1+
  • eam 7 de março de 2016 at 11:40

    “Será que não foi possível aprender que só anta compra na pRanta.”

    JJJ_brasilia, isso foi um questionamento? Se foi, pense bem como o brasuca é viciado em não aprender lições com erros cometidos.

    Aliás, creio que a maioria brasuca segue, assim como o governuchu que ela reelegeu, o tal “princípio da contraindução”, segundo o qual “o fracasso de uma experiência, em vez de resultar na rejeição da hipótese, torna-se pretexto para nova tentativa, na esperança que dessa vez funcione”.

    4+
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 11:46

      eam,

      escolha na vida não são sempre fáceis, ainda mais para o brasileiro que não aprende nada sobre investimento na escola, hoje começam a surgir iniciativas tímidas.

      Para ter uma ideia, até nós aqui do Bolha, somos superados facilmente pelos americanos.

      sobre política não gosto de pensar, e o pior é que a pessoa é obrigada a fazer.

      4+
      • avatar
      • eam 7 de março de 2016 at 12:41

        JJJ_brasilia, concordo contigo que as escolhas na vida não são fáceis, mas não o são para todas as pessoas.

        O que eu não concordo são pessoas que tomam decisões sem pensar nas consequências, e depois não admitem que as tomou por livre escolha, tentando sempre atribuir culpa a um terceiro.

        Isso é o que me causa mais desesperança neste país, a maioria não tem responsabilidade, noção de civilidade, ou de convivência em grupo… e dá no que dá.

        7+
        • avatar
        • avatar
    • eam 7 de março de 2016 at 11:47

      ops… pode apagar, boss… era pro JJJ_brasilia, logo acima…

      1+
      • avatar
  • jack 7 de março de 2016 at 11:47

    Off: Esses dias uma colega minha casou e disse que pagou 7k no aluguel duma chácara em Suzano/Sp, e tenho outra colega que vai casar que vai pagar 14k por outra chácara. Eu não sei o que o pessoal tem na cabeça de pagar esse valor para alugar por somente um dia, deve ser a idealização da festa de casamento ao máximo, ou ignorância financeira(ou uma combinação das duas coisas) ou sou muito pobre mesmo.

    16+
    • avatar
    • avatar
    • eam 7 de março de 2016 at 12:47

      Pode ser as 3. (brincadeira, jack…rs)

      6+
      • avatar
      • avatar
    • Bruno.12 8 de março de 2016 at 15:23

      Estou correndo de pagar 1.500! Maldito bolhista!

      1+
      • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 7 de março de 2016 at 11:54

    “É o sonho brasileiro americanizado”, conforme disse uma corretora de imóveis que conheço enobrecendo o atual governo que temos.

    1+
    • avatar
  • TG Brasil 7 de março de 2016 at 12:15

    Não, Imóvel nunca cai de preço!!

    Por acaso encontrei uma tabela de vendas salva em meu micro, referente a um imóvel que fui ver em Agosto/2014, todo blá blá blá do corretor, que estava trabalhando com a tabela de maio daquele ano.
    O imóvel mais barato daquele condomínio, na planta, tinha como sugestão na tabela de vendas, o seguinte fluxo de pagamento:
    Torres 1 e 2
    – Apartamentos de 2 dormitórios c/ suíte – 71,24m² – Finais 3 e 6 – c/ 1 Vaga
    1º ao 2º Andar – Final 3

    Sinal: R$ 8.469,00
    2 Parcelas em 30 e 60 dias: R$ 8.469,00
    8 mensais de R$3.630
    Chaves 04/2015: R$ 18.148,00
    Financiamento com a Caixa 06/2015: 290.008
    01 parcela em Julho/2017: R$ 363,00
    Valor total: R$ 362.964
    _________________________________________________________

    Dai fui procurar o mesmo imóvel hoje, por quanto encontrei??
    R$ 270.000,00
    http://sp.olx.com.br/sao-paulo-e-regiao/imoveis/venturi-2-dorms-1-suite-c-varanda-71-24m2-1-vaga-pronto-para-morar-167622631?xtmc=venturi&xtnp=1&xtcr=1

    E agora? quem financiou a construção?
    Quem comprou pra revender?

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 12:27

      Aí que vem o distrato, pena que o nome distrato dá difícil do povo entender, mas a bolha o povo sabe.

      6+
      • avatar
      • avatar
    • John Horse 8 de março de 2016 at 09:56

      Pronto para morar, desde que você goste de pisar no contrapiso, não precise de armários, não precise de iluminação… Até a piscina está vazia… Só existe no mundo virtual do 3D Studio.

      3+
      • avatar
  • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 12:24

    Outro dia lendo sobre Bolsa:

    Sobre investimento em ações, bolha do mercado acionário de 1971, advinha quem criou a bolha: o governo!!!!

    O governo editou o decreto lei 157/1967, em que quem tinha restituição no imposto de renda poderia investir em fundos de ações de debenture.

    O que ocorreu, existiam poucas empresa na bolsa e um volume imenso de dinheiro, que apareceu ofertado pelo governo, então de bolsa subiu até junho de 1971, quando a bolha estourou, parece que não aprendem!!! Mas na bolsa é mais rápido.

    Quando o governo entra em mercado não dá boa coisa.

    6+
    • avatar
    • DRN 7 de março de 2016 at 12:34

      Quando o FOMC se reunir em 15-16 de março e aumentar os juros dos títulos americanos, a coisa vai feder de novo.

      8+
      • avatar
  • Alemon Fritz 7 de março de 2016 at 12:44

    brasileiro goshxta de golpe

    http://grafinorte.tnonline.com.br/noticias/cotidiano/67,361667,05,02,golpe-milionario-de-empresario-do-parana-fecha-lojas-no-pais.shtml?refresh=true

    franquia mega 10, vc paga o pré contrato (10k), e recebe os produtos e mobiliário self service… quais os produtos ?? no site da mega não indica
    nada do que vc vai receber… e tem gente que cai nessa… kkkk loja na planta.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • John Horse 8 de março de 2016 at 09:11

      Mas tem que ser burro mesmo. Se voce procurar o nome do tal do “empresário” que vendia as lojas na planta, vai ver que ele foi preso por tráfico de drogas em 2008…

      1+
  • CA 7 de março de 2016 at 12:47

    Sobre o tópico, destaco o trecho: “Com a crise econômica que toma conta do país, o setor imobiliário é um dos que mais sofre.”

    Qual o motivo de reportagens como esta? Será que o pessoal da Globo se “sensibilizou” com a bolha e resolveu revelar a realidade?

    O motivo desta reportagem é que o pessoal do segmento imobiliário precisa posar de VÍTIMA da crise e com isto, buscar cada vez mais novos recursos e benefícios do Governo. Serve para “justificar o injustificável”.

    Como sabemos a bolha imobiliária foi uma das grandes responsável pela crise na economia que estamos vivendo. Algumas AMOSTRAS:

    1) Empregos inflaram artificialmente graças a vendas falsas na planta desde 2008. Quando distratos chegaram no patamar de R$ 5 bi em 2012, as construtoras pisaram no freio dos lançamentos que reduziram 42% só naquele ano, tendo novas reduções nos anos seguintes. Conclusão: de 2012 a 2013 a construção civil teve geração de empregos MUITO INFERIOR ao total do Brasil, em 2014, junto com término da Copa do Mundo e com a explosão da bolha de corrupção da Petrobrás, foi o primeiro setor a gerar o desemprego e vem liderando a perda de empregos no Brasil (só perde para o TOTAL das indústrias). A causa para isto são as vendas FALSAS na planta que aparecem desde 2011, se tornaram mais absurdas a partir de 2012, ou seja, nenhuma relação com a crise mais visível a partir de 2015, isto é só estratégia para enganar INCAUTOS;

    2) O preço dos imóveis subiu mais que o TRIPLO da renda, mais que o DOBRO do custo de construção e quase o DOBRO do aluguel no período de 2007 a 2015. Em função disto, a dívida das famílias com crédito imobiliário EM PROPORÇÃO À RENDA TRIPLICOU no período de 2010 a 2015, enquanto as demais dívidas em relação à renda caíam, o PIB do consumo caia e a inadimplência crescia 2,5 vezes mais rápido que no período anterior. O crescimento EXCESSIVO nos preços dos imóveis, MUITO ACIMA da renda, gerou uma distorção no mercado e as famílias ficaram com cada vez menos dinheiro para adquirir outros produtos / serviços, colaborando significativamente para a crise que presenciamos;

    3) Quando o lucro do aluguel comercial TRIPLICOU de 2007 a 2011, VÁRIOS pequenos negócios em todo o país se tornaram inviáveis e fecharam as portas, ou tiveram que repassar estes reajustes absurdos de aluguéis para os preços de produtos e serviços (INFLAÇÃO!);

    4) A poupança ter “secado”, foi uma CONSEQUÊNCIA do que consta acima, ou seja, famílias com cada vez menos dinheiro tinham que sacar muito da poupança e isto que desabasteceu o crédito imobiliário, ou seja, foi a própria bolha imobiliária que através deste canal ajudou a gerar uma situação que colabora muito para sua explosão.

    Existem diversos outros fatos, mas não vamos nos enganar, o que o Fantástico apresentou foi com o pleno conhecimento do segmento imobiliário e com o objetivo claro de colocá-lo como MAIOR VÍTIMA da crise e assim permitir que ele pleitei ainda mais benefícios do Governo, ao mesmo tempo que ao colocarem as coisas desta forma, CONFUNDEM propositalmente causa e consequência, dizendo que não é bolha, mas sim uma consequência da crise na economia que afeta a todos os setores.

    Percebam que estão “plantando” nas pessoas que a culpa pelos distratos anormais é da crise na economia, quando sabemos que estes distratos já são anormais desde 2011 e se tornaram uma ABERRAÇÃO a partir de 2012, ou seja, não tem NENHUMA relação com a crise.

    38+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Cesar_DF 7 de março de 2016 at 13:07

      CA
      Pelo menos, com o gráfico do histórico, já deu para demonstrar que acontecem ciclos de valorização e desvalorização dos imóveis.
      Só não quiseram fazer a projeção da curva final, indicando quanto deverá cair o valor dos imóveis para ocorrer a volta à normalidade.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 7 de março de 2016 at 13:24

        Cesar_DF,

        Sim, você tem razão, eles de fato deixaram claro que imóvel pode sim desvalorizar, mas até isto foi em comum acordo com o segmento imobiliário e apostando na completa “falta de memória” do pessoal, afinal até outro dia a Globo como um todo dava amplo espaço para os “especialistas” que diziam que os imóveis nunca desvalorizavam.

        Agora o segmento imobiliário precisa dizer, o quão sutilmente conseguirem, que os preços caem sim, mas ainda tentando convencer que se cair, não será muito e ainda, sempre dizendo que é uma queda por curtíssimo prazo e inventando mentiras de que logo em seguida vai subir de novo, logo é melhor comprar agora…

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 7 de março de 2016 at 16:09

          CA a mídia está trocando a causa pela consequencia

          um dos maiores, senão o maior problema da economia do país é justamente a bolha imobiliária, devido a cpilaridade social é pior do que a crise da Petrobrás, e que tbm envolve corrupção e fraudes

          Emprestaram a rodo pra quem não deveria e agora precisam inflacionar TODA a economia pra socializar o prejuízo entre a população.

          9+
          • avatar
          • CA 7 de março de 2016 at 16:26

            Lucas,

            Sim, é isso aí.

            Um grande volume de pessoas não tem nem ideia disso que estamos falando, mas é fato comprovado nas mais diversas economias e situações que toda vez que um governo força a mão em subsídios focados para um setor específico, ele prejudica a produtividade daquele setor, surgem “esquemas” naquele setor para ganhar ainda mais com os subsídios (vendas FALSAS na planta, MEGA especulação, etc.) e TODOS os demais setores ficam extremamente prejudicados. Só que aquele setor que no começo ganhou DEMAIS tira os seus clientes da onde? Dos outros setores que estão MINGUANDO, logo, no médio e longo prazo esta conta não fecha, ou seja, mesmo com todos os subsídios, aquele setor entra em declínio e isto só retroalimenta a crise gerada, que é o que estamos vivendo nos últimos anos.

            É por isto que economistas mais conservadores, como foi o caso do Levy, combatiam com unhas e dentes os subsídios setoriais e fez o possível para eliminá-los, só que dentro da forma socialista de governar, nunca existe o reconhecimento do erro, eles vão “dobrando a aposta” uma vez atrás da outra, sempre repetindo os mesmos erros e no final dizendo que “agora vai ser diferente, não fizemos o quanto precisava, etc.”.

            OBS: apesar de que o próprio Levy cedeu algumas vezes, como quando aumentou o uso possível da poupança e liberou mais R$ 10 bi do FGTS para o crédito imobiliário em 2015.

            Curioso que o pessoal da imprensa parece estar “hipnotizado” e não está vendo que estão destruindo o negócio deles por tabela também. Ninguém se deu ao trabalho de verificar que depois de todos os subsídios para a construção civil, que foram os maiores de todos, no plano mais recente do governo, se pegarmos as promessas de janeiro e fevereiro de 2016, temos que 46% de todo o “estímulo” que o governo fará será dado para apenas um setor, que é o da construção civil, NOVAMENTE. Pior, fazem isto em meio a escândalos de corrupção que envolvem exatamente o governo e construtoras, algo realmente SURREAL quanto a omissão da imprensa e a cara-de-pau do governo, é o famoso abraço dos afogados…

            13+
            • avatar
            • avatar
            • Lucas 7 de março de 2016 at 17:31

              CA uma notícia que passou desapercebida
              poupança em fevereiro bateu novo recorde de resgates em 25 anos
              sacaram 6,5 Bilhões, praticamente tudo que ofereceram liberar via FGTS.

              9+
              • avatar
    • Maresia 7 de março de 2016 at 15:49

      Eles são os culpados e querem se passar por vitimas da “crise” que eles mesmos criaram.

      3+
      • avatar
  • Ilusionista 7 de março de 2016 at 13:40

    o depoimento da “compradora vítima” culpando o “Corvo Vidente” foi muito engraçado…
    “eu comprei ( mesmo sem ter dinheiro e garantia de emprego pelas próximas décadas) porque ele, o “corvo” garantiu que nos próximos anos ela teria uma grana extra com 13º, férias e, também, seria promovida daqui uns 2 ou 3 anos com aumento de salário para pagar as prestações que hoje não consigo..

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 7 de março de 2016 at 13:43

      É o típico bananense que votou no PT nas ultimas 4 eleições.

      A culpa da falta de água é de são Pedro e não dos furos nas tubulações em SP
      A culpa da crise política é por causa da Lava Jato e não dos desvios.
      A culpa da alta do dólar é por causa do Juiz Sérgio Moro
      A culpa de eu estar na merda é porque o corvo me falou que eu estaria bem

      Tudo ee culpa do outro segundo os esquerdistas. Por isso o Brasil não vai nunca ora frente.

      37+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 7 de março de 2016 at 14:29

        sim, deixe eles culpando os outros…..desde q continuem pagando nossos juros 🙂

        5+
        • avatar
        • avatar
      • Lucas 7 de março de 2016 at 15:58

        ERRADO
        A temporária escassez de água se deveu a uma rara seca que atingiu o sudeste por longos 5 anos e ao João Santana que soube capitalziar isso muito bem contra SP e os idiotas nem perceberam que a conta de luz subiu maios de 100% devido a mesmissima SECA

        6+
        • avatar
  • navlig00 7 de março de 2016 at 13:43

    Efeito “negativo” em cadeia na economia (já aprendi sobre isto num certo blog da internet). ELES quebraram mesmo nosso país 🙁

    Quem puder veja a reportagem.

    Economia brasileira sofre em 2015 o maior tombo dos últimos 25 anos
    *http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2016/03/economia-brasileira-sofre-em-2015-o-maior-tombo-dos-ultimos-25-anos.html?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 7 de março de 2016 at 16:10

      efeito dominó, desde 2011

      espera só 2016

      veja argentina mesmo com reformas sérias do Macri o Peso continua caindo.

      8+
      • avatar
      • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 18:26

        Velho, você quer quê alguém arrume um uma economia bagunçada a mais de 1 século em poucos meses, não dá!!!

        Obs.: outro dia lendo sobre a crise brasileira do encilhamento, estava lá a informação de um calote argentino em 1900, não errei o ano tá certo.

        3+
  • Julio 7 de março de 2016 at 14:01

    E se tem uma coisa certa é que notícias sobre devoluções, inadimplência e encalhe, acabam por criar mais devoluções, inadimplência e encalhe.

    Hoje pela manhã foi lindo o gráfico do Bom Dia Brasil, mostrando um gráfico com o pico da montanha russa imobiliária até 2015, junto com a queda que nos aguarda. Foi o desenho que faltava. Mais claro que isso, só a Regina Casé explicando no Esquenta.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 18:27

      Regina Case explicando no esquenta foi boa!!! Kkkkkk

      2+
  • BolhistaBR 7 de março de 2016 at 14:21

    TD tá suspenso o dia inteiro ou é impressão minha?

    2+
    • avatar
    • eam 7 de março de 2016 at 14:24

      Chegou a abrir pela manhã, até percebi um leve aumento na taxa da NTNB IPCA 2019, mas logo depois fechou e até agora nada.

      2+
      • avatar
      • BolhistaBR 7 de março de 2016 at 14:26

        até msg de atualização de sistema já recebi.

        2+
        • avatar
    • BolhistaBR 7 de março de 2016 at 14:28

      voltou!
      garanti minha LFT após os ganhos de 6ª. 🙂

      2+
      • avatar
      • avatar
    • bhbolha 7 de março de 2016 at 14:50

      Pessoal o TD Selic está com essa taxa 0,01%, o que seria isso?
      É bom ou ruim?

      1+
      • avatar
      • BolhistaBR 7 de março de 2016 at 15:01

        deságio, se não me engano.

        “Isto significaria dizer que a remuneração prometida seria a taxa Selic mais 0,01% de deságio. Também significa dizer que a LFT está mais barata que o normal. A existência de ágio ou deságio no preço da LFT é decorrente da oferta e demanda por títulos… “

        2+
        • avatar
        • Zek Ariok 7 de março de 2016 at 16:03

          É um deságio sim. Não é comum acontecer em LFTs, já que elas pagam a taxa básica de juros da economia, mas as vezes acontece. Parece que os investidores estão mais receosos de que o governo não honre suas dívidas e estão comprando os títulos públicos por um preço mais baixo por causa do risco mais alto.

          5+
          • avatar
  • Joao RJ 7 de março de 2016 at 15:20

    Pessoal, uma duvida sobre o TD. Tenho um prefixado 2017 que comprei já faz 2 anos(fev 2014), com taxa de 12,7%. Estou querendo vender. Será agora um bom momento?
    Existe alguma oscilação para este titulo, alguma marcaçao a mercado?
    Devo carregar até o final?
    abracos

    3+
    • avatar
    • Awulll 7 de março de 2016 at 15:40

      Acho que os pós, mesmo se fosse ipca + 5% (e nem tem taxa tão baixa assim) já bateriam isso, não?

      3+
      • avatar
      • avatar
    • Zek Ariok 7 de março de 2016 at 16:00

      O valor de mercado destes teus títulos oscilam conforme varia a taxa de juros da economia (SELIC) como qualquer outro título. Entretanto, como falta pouco tempo para o vencimento, ele varia menos que um título com vencimento em 2050, por exemplo.
      A decisão entre vender ou manter o papel depende do seu objetivo. Você precisa da grana pra alguma despesa ou quer investir em alguma outra coisa?
      Supondo que você tenha comprado uma LTN 010117 em 18/02/2014, nessa data ela custava R$ 710,99 e pagava 12,68% a.a. Aplicando essa taxa por dois anos, daria um valor aproximado de R$ 901,25; entretanto, se você tivesse vendido o título em 18/02/2016, teria recebido R$ 891,28, conforme planilha de histórico de preços e taxas do site do TD. O valor seria um pouco menor do que o calculado na curva do papel porque os preços caíram por causa do aumento da taxa de juros (esses valores todos não consideram o imposto de renda).
      Se precisar do dinheiro pra alguma despesa e não tiver mais de onde tirar, é melhor vender do que fazer dívidas pra pagar as contas. Já se quiser manter o dinheiro aplicado, em títulos pós-fixados ou em renda variável, analise as alternativas, os retornos esperados e os riscos de cada alternativa.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • leo_na_estrada 7 de março de 2016 at 15:42

    Joao RJ

    Pessoal, uma duvida sobre o TD. Tenho um prefixado 2017 que comprei já faz 2 anos(fev 2014), com taxa de 12,7%. Estou querendo vender. Será agora um bom momento?
    Existe alguma oscilação para este titulo, alguma marcaçao a mercado?
    Devo carregar até o final?
    abracos

    0

    olha, ainda estou tentando entender os mecanismos do TD.
    Mas pra vc saber, até onde eu entendi, vc deve entrar na sua conta no site do TD e observar quanto valia o título na época em que vc comprou e comparar quanto vale hoje. VC ao vender vai receber o valor atual do título +juros acordados na época da compra. É isso ou eu não entendi porra nenhuma?

    3+
    • avatar
    • avatar
    • Maresia 7 de março de 2016 at 15:47

      este site é bem util pra conferir a evolução das taxas e cotações dps titulos
      http://tdcharts.info/titulos

      4+
      • avatar
      • avatar
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 18:31

      Eu to pensando em fazer o seguinte, compro 8 titulos diferentes, 1 k de cada para entender melhor.

      0
    • mestre dos magos 7 de março de 2016 at 16:10

      Leilão da caixa é o pior que tem, os preços são praticamente os de mercado, e ainda tem os 666 dentro.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Lucas 7 de março de 2016 at 15:59

    Leonardo M.

    É o típico bananense que votou no PT nas ultimas 4 eleições.

    A culpa da falta de água é de são Pedro e não dos furos nas tubulações em SP
    A culpa da crise política é por causa da Lava Jato e não dos desvios.
    A culpa da alta do dólar é por causa do Juiz Sérgio Moro
    A culpa de eu estar na merda é porque o corvo me falou que eu estaria bem

    Tudo ee culpa do outro segundo os esquerdistas. Por isso o Brasil não vai nunca ora frente.

    Lucas 7 de março de 2016 at 15:58
    ERRADO, a parte da água

    A temporária escassez de água se deveu a uma rara seca que atingiu TODO o sudeste por longos 5 anos e ao João Santana que soube capitalziar isso muito bem contra SP e os idiotas nem perceberam que a conta de luz subiu mais de 100% devido a mesmissima SECA enqaunto na de água teve até desconto e umas horas do dia com pressão baixa, e foi SÓ!

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Lucas 7 de março de 2016 at 16:15

    pessoal, do outro lado da rua eles estão fazendo um teste de potencia pra ver se aguentará no dia do lula preso,
    eles pedem ajuda que todo mundo floda o blog o maximo que puder

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Coelho da pascoa 7 de março de 2016 at 17:01

      O titulo da reportagem esta errado: Devia ser “o fim do da de contas sobre o mercado imobiiliario do df 😀

      2+
      • avatar
    • Annoying Brick in The Wall 7 de março de 2016 at 17:13

      Essa reportagem não diz nada. Apenas que em bairros tradicionalmente melhores (Plano Piloto) o preço continua mais caro que em outras regiões menos nobres (Ceilândia).

      Claro, se tudo cair 40%, os preços relativos se mantém. O Secovi de BSB não está sabendo nem enganar agente…. Ah eles dizem pra vender primeiro um imóvel para comprar o outro (única dica razoável, mas não quer dizer nada no contexto.

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 7 de março de 2016 at 16:57

    “O Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo – Seção Goiás (IBEDEC-MS) e a Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação – Seção Goiás (ABMH-MS) vêm recebendo várias reclamações de mutuários que adquiriram os imóveis vendidos pela MRV e, que ao receberem, o contrato não consta uma data certa para a entrega do imóvel.”

    http://jornaldiadia.com.br/construtora-mrv-nao-coloca-data-de-entrega-do-imovel-em-seu-contrato-2/

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 7 de março de 2016 at 17:11

    Enquanto o cenário político tem influenciado mais as taxas dos contratos de juros com prazos mais
    longos, a manutenção da taxa Selic em 14,25% na semana passada e a sinalização do Banco Central de
    que não deve cortar a taxa básica no curto prazo limitam a queda das taxas dos contratos mais
    curtos. Segundo Petrassi, da Leme, a ata do Copom deve vir muito parecida com a da reunião de janeiro,
    com o BC dando ênfase à piora do cenário externo ao mesmo tempo em que deve manter a palavra
    vigilante para indicar a estabilidade de juros no curto prazo.
    A Pesquisa Focus divulgada hoje mostra que as expectativas de inflação para este ano voltaram a
    avançar, depois de terem recuado na semana passada. A mediana das projeções para o IPCA subiu de
    7,57% para 7,59% para o fim de 2016 e ficou estável em 6% para 2017. Já a mediana das projeções para
    taxa Selic aponta para uma estabilidade da taxa de juros em 14,25% neste ano, recuando para 12,50% ao
    fim de 2017.

    http://www.valor.com.br/financas/4469520/juros-futuros-passam-por-correcao-e-avancam-na-bmf

    4+
    • avatar
    • Leonardo M. 7 de março de 2016 at 17:18

      O BC não pode fazer mais nada com a DilmAnta no poder.
      Ao menos que subam a SELIC para 20% a.a. numa paulada só!
      Caso contrário, é enchugar gelo.

      1980 vem aí olé olé olaaaaa

      Será que vamos ter o Baú da felicidade de volta com seus carnezinhoa de pagar por anos?
      Jaspion? Caverna do dragão? Legião urbana? Geladinho por R$0,10? Picolé sendo vendido por preço de picole R$1? A volta das garafas em vidro em massa para economizar no refri e cerveja?

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • thiaggoo 7 de março de 2016 at 17:20

        kkk bem provável.

        Aqui na empresa a garrafa de água mineral que era de 20 litros agora é de 15 litros e eu nem sabia que existia.

        6+
        • avatar
        • avatar
      • Julio 7 de março de 2016 at 18:36

        Naquela época a cerveja vinha em garrafa de vidro, mas não era feita de milho; a barra de chocolate tinha 200 gramas e era feita com mais cacau, não com 120 gramas (e diminuindo), feitas de de gordura e açúcar como hoje; o presidente era um cara nada populista, culto e morreu pobre; DST séria era só gonorreia; picada de mosquito só causava coceira, a música da moda era Iron Maiden, AC/DC, Metallica, não sertanejo universitário; menor ia para a cadeia, outros bandidos também; os muros eram baixos e cerca elétrica só se via em filmes; a Playboy mostrava mulheres nuas (ah, a Luciana Vendramini …) e a TV mostrava mulheres vestidas; menino era ELE, menina era ELA; Big Brother era só um personagem criado por George Orwell.

        Sei não, acho que voltar a 1980 seria até bom perto do cenário que se avizinha.

        49+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Money_Addicted 7 de março de 2016 at 19:03

          falou tudo

          5+
          • avatar
  • Lucas 7 de março de 2016 at 17:31

    CA uma notícia que passou desapercebida
    poupança em fevereiro bateu novo recorde de resgates em 25 anos
    sacaram 6,5 Bilhões, praticamente tudo que ofereceram liberar via FGTS.

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 7 de março de 2016 at 18:12

      Lucas,

      Para o segmento imobiliário tem uma outra forma de analisar esta notícia:

      Embora tenha batido o recorde de 25 anos, a diferença em relação aos saques de fevereiro/2015 não foi tão elevada, portanto TALVEZ a sangria de 2016 não seja o dobro de 2015 como aconteceu com o mês de janeiro. Esta é a visão que eles vão tentar vender para o mercado.

      Por outro lado, quando somamos a captação liquida NEGATIVA da poupança para o SBPE de janeiro e fevereiro, equivale a mais de R$ 18 bilhões. É nesta hora que vemos que os R$ 21,7 bilhões do Governo via FGTS para o crédito imobiliário neste ano será muito pouco frente a necessidade deste ano.

      Lembrando: em 2015, no total do ano tivemos uma captação liquida da poupança relacionada ao SBPE (financiamento imobiliário) que foi de cerca de R$ 50 bilhões, o governo via liberação de compulsórios, FGTS e forçada junto a bancos privados para não desviarem dinheiro do SBPE para títulos desvinculados de imóveis residenciais, teria liberado cerca de R$ 40 bi a mais. Mesmo com tudo isto, a queda de financiamentos foi de 33% no total e 50% para imóveis usados. Com isto, os imóveis usados em São Paulo tiveram uma queda de preços de mais de 6% nominal, sobre uma base de 2014 onde a queda dos preços já havia sido de mais de 22%! Agora imagine o cenário para 2016, onde a sangria da poupança tende a ser muito maior, a crise deve se agravar muito mais, os bancos terem muito mais restrições para o crédito imobiliário, a própria inadimplência do crédito imobiliário tende a subir, etc., etc., etc…

      6+
      • avatar
      • Lucas 7 de março de 2016 at 18:40

        VAMOS sentir saudades de 2015 isso sim

        4+
  • Bruno.12 7 de março de 2016 at 18:11

    EM e sua “ajudinha” às destrutoras…ou não, pois mentir descaradamente que os preços se mantém é de um absurdo!!
    http://estadodeminas.lugarcerto.com.br/app/noticia/noticias/2016/03/07/interna_noticias,49305/vizinhancas-tradicionais-de-bh-mantem-precos-pela-localizacao.shtml

    2+
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 18:53

      Li a reportagem, é matéria paga de destrutoras.

      4+
      • avatar
      • avatar
  • claudio 7 de março de 2016 at 20:03

    “Não vou citar nomes porque ainda não foi resolvido.
    Há uma certa empresa que envia inúmeros, longos e cansativos email’s diariamente sobre mercado, investimentos e etc.., após você fazer o cadastro no site deles.
    Pois bem, em um desses email’s ofereceram um livro por um valor módico a título de despesas com postagem. Paguei e recebi.
    Passadas algumas semanas, eis que descubro em minha fatura de cartão de crédito lançamento de valor indevido. Ao fazer login no site, verifico que os dados de meu cartão de crédito estão registrados e não há como apagar, pois há “ativa” uma assinatura de seus serviços (indevida).
    Em rápida busca no “Reclameaqui” descubro inúmeras reclamações com o mesmo conteúdo: venda casada, cobrança indevida, livro utilizado como isca para pegar seus dados de cartão de crédito e lançarem as cobranças indevidas.
    Vi que eles estão estornando os valores indevidamente lançados, mas e os consumidores que não se deram conta dessas cobranças ou os que ficaram inibidos de solicitar o cancelamento e estorno?
    Em sua defesa, declaram que no pedido do livro há informação sobre a assinatura. Porém, em nenhum momento há um “aceite” ou algo parecido durante a transação. Não há informação clara. Você compra o livro e automaticamente assina o tal relatório.
    Muito cuidado!” nos coments falam de uma tal empir..c…s nao sei se ja falaram aqui…..

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • W.K. 7 de março de 2016 at 21:25

      Não é uma empresa que chupa material daqui do blog?

      5+
      • avatar
      • avatar
    • Bruno.12 8 de março de 2016 at 15:36

      Deitei tudo no spam. Eles prometem demais, desconfie sempre disso…

      0
  • Dgvl 7 de março de 2016 at 20:34

    Cvr off Páscoa

    Amigo 666 vem me dizer que ovo de páscoa tem valor sentimental. Eu disse que realmente tem, fico com um sentimento de ódio toda vez que vem essa data e vejo os preços absurdos praticados pelos fabricantes. São pessoas como você que fazem essa balela ainda funcionar, mas está com os dias contados, pois pensamentos como esses acabam com a ”saúde” econômica de uma família. Assim não terão mais condições de comprar.

    Arrumei briga…….puts

    32+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • claudio 7 de março de 2016 at 20:46

      e como panetone, deixar passar a data, e pegar a promoção !!!

      4+
      • avatar
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 21:54

      Chocolate em barra é mais barato e é o mesmo chocolate, para a prole que está desconfiando que não existe coelho da páscoa eu compro, para os demais não.

      3+
      • avatar
  • mestre dos magos 7 de março de 2016 at 20:58

    Ploc sobre alugueis no Rio. Matéria afirma que há descontos de 50% (soft). Setor está com problemas e o encalhe está enorme, os proprietários estão colocando para alugar esperando o mercado melhorar. Sabem de nada inocentes hehehehe.

    http://noticias.band.uol.com.br/jornaldaband/videos/2016/03/07/15791180-preco-de-aluguel-no-rio-de-janeiro-diminui-em-ano-olimpico.html

    É quase todos os dias alguma notícia sobre a crise dos imóveis nos jornais da tv aberta.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 7 de março de 2016 at 22:01

      E o coRvo dando o “conselho” é hora de comprar, os imóveis estão sendo vendidos abaixo do custo de produção! Kkkkkkkkkkk

      5+
      • avatar
      • mestre dos magos 7 de março de 2016 at 22:17

        Ele esqueceu de mencionar que os imóveis estão sendo vendidos abaixo do custo de produção x 3 rsrsrs. Toda semana tem mais de uma matéria nos jornais sobre a crise imobiliária. Ontem foi o Fantástico, e hoje na sequência o Boechat na band. Como dizia aquele funk: Não para, não para, não para não hehehehe.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • lgmk 7 de março de 2016 at 22:30

    CA

    Libertário,

    Creio que eles estão se referindo a um estudo do FIPE Zap feito já há alguns meses. Independente das variações de moeda (cruzeiro, cruzeiro novo, cruzado e real) que foram tratadas neste estudo para equalizar os valores, houveram sim subidas relevantes seguidas por quedas também significativas. No estudo o próprio pessoal do FIPE Zap falava que a tendência era de queda relevante, mas “eles não sabiam” se esta queda seria ao longo de anos ou rápida (no índice FIPE Zap eles podem ter certeza que vai demorar décadas ou séculos, a não ser que a máscara deles caia, o que é difícil por serem parte das organizações Globo).

    O papo antigo do segmento imobiliário de que imóvel nunca desvaloriza é só mais uma das MUITAS mentiras deslavadas que eles espalham por aí. Eles estão “carecas” de saber disso.

    Já tive discussão com corretor Bob em outro blog sobre esta questão, apresentei as evidências de quedas do passado (o caso da bolha dos flats em São Paulo e quedas de 50%) e mais casos recentes, desde 2013. Sabe o que ele fazia? IGNORAVA sistematicamente as evidências, FINGIA que não tinha entendido o que eu tinha colocado e mudava de assunto.

    Em discussão recente com outro corretor que ironizava “a bolha que não existe”, de novo apresentei algumas evidências, inclusive do CRECI SP. Ele também FINGIU que não entendeu, distorceu por completo o que eu disse ao replicar no site dele e chamou de “desaceleração” uma QUEDA de preços de 29% em 2 anos em termos nominais (sem contar com a inflação), depois quando eu disse que estava divulgando esta FARSA dele em sites com mais visitações que o dele, para DISFARÇAR e não ficar tão feio colocou os links com as pesquisas do CRECI SP, mas “esqueceu” de mencionar a queda de preços de 29%.

    Não se iludam, sempre tivemos subidas e depois quedas de preços de imóveis, isto é natural em qualquer mercado. Quem vem com aquele papo que imóvel nunca desvaloriza, via de regra está agindo de MÁ FÉ, ou é completamente estúpido e fácil de ser ludibriado por pessoas de má fé, nada mais que isto.

    11+

    CA, acredito que tem dois fatores muito importantes pelo qual a máxima do “imóvel nunca desvaloriza” ainda persiste. Primeiro o brasileiro é muito ruim de matemática, estudo recente mostrou que somente 6% da população é proficiente em matemática. Alie a isto o fator que as grandes quedas ocorridas nos últimos 40 anos foram em períodos de trocas de moedas e hiperinflação e você tem o cenário perfeito para a mentira se perpetuar.

    Tente explicar para um brasileiro médio que tinha imóvel nos anos 80 que aquele imóvel que ele tinha que valia 10 milhões de Cruzados e 3 anos depois valia 40 milhões de Cruzados desvalorizou porque pela inflação deveria valer 100 milhões, se tiver uma troca de moeda no meio então… Não adianta, mesmo hoje em dia você tem gente defendendo que o preço dos imóveis não está caindo porque um imóvel vendido por R$300mil 3 anos atrás hoje é vendido por R$320 mil, tente explicar para alguém que mal sabe matemática básica custo de oportunidade e colocar inflação na conta e o cara não entende mesmo.

    Lembro de ter visto um gráfico que mostrava este mesmo estudo da reportagem, de 1965 até 2015, porém sem descontar a inflação, não consegui encontrar agora mas vou ver se ainda acho e posto mais tarde. Ali uma coisa ficava bem clara, até hoje em termos numéricos (valor final de venda) imóveis realmente nunca caíram de preço pois a inflação sempre cobria as quedas. Isso gerava em alguém que não tem conhecimentos suficientes esta impressão de valorização constante e infinita, porém isto começou a mudar agora nos últimos meses. Isto é realmente algo inédito no mercado pelo menos nos últimos 50 anos, logo ficará evidente a queda numérica nos preços e aí até quem tem um conhecimento apenas básico de matemática não poderá negar a queda e o argumento cairá por terra…

    8+
    • avatar
    • lgmk 7 de março de 2016 at 22:37

      Só porque postei achei o gráfico… É este aqui: “http://rexperts.com.br/wp-content/uploads/2015/11/indice-fipe-zap-historico.jpg

      Faz parte de uma análise completa que está aqui: “http://rexperts.com.br/valorizacao-dos-imoveis-brasil-fipe-zap/

      2+
      • avatar
      • avatar
      • CA 8 de março de 2016 at 06:42

        lgmk,

        Trecho do segundo link que você postou, que de uma certa forma é esclarecedor:

        “1979-1984 Queda : durante esses anos, os imóveis apresentaram desvalorização em relação ao índice de inflação (IPCA);
        1985-1986 Alta: por algum motivo, houve uma explosão nos preços, que subiram do índice 61,92 para 186,96 (significa que os imóveis se valorizaram mais de 3 vezes);
        1987-1990 Queda: após o aumento repentino, a bolha estourou… Os imóveis foram se desvalorizando e chegaram a custar perto de 20% dos preços do pico (dez/1986).
        1991-2000 Estável: na década de 90 os preços permaneceram estáveis e andaram de lado, acompanhando a inflação do período;
        2000-2004 Queda: houve desvalorização dos imóveis neste período;
        2005-2014 Alta: este é o único período de que as pessoas comentam, nestes 10 anos os imóveis voltaram a ter uma valorização real de quase 3 vezes!”

        Vale a pena abrir o segundo link acima e ver a variação dos preços considerando a hiper inflação do passado e ver o altíssimo nível de variação entre períodos subsequentes, que foi base para análise acima.

        De qualquer forma, não esquecer que a base deste estudo foi o FIPE Zap e mesmo sobre o passado, anterior ao FIPE Zap, a referência foram os preços ANUNCIADOS, que como sabemos, possuem forte distorção…

        3+
        • avatar
        • lgmk 8 de março de 2016 at 07:34

          CA, exato mas o que me referia é que mesmo com quedas de até 80% entre 87-90 estávamos em uma época de inflação anual chegando a 1000%, então o que a maioria de população enxerga, o numerozinho do valor do imóvel ainda assim crescia mês a mês. Era muito novo nesta época então tenho poucas lembranças mas com certeza inflação de 1000% é para fazer qualquer um perder um pouco a noção dos preços, então na cabeça do brasileiro médio o numerozinho que indica quanto “vale” seu imóvel subiu e portanto ele valorizou, não importa se o número subiu 200% frente a uma inflação de 1000%. O que está ocorrendo agora é quedas significativas e maiores que a inflação, tem muita maquiagem através dos “descontos” como sabemos bem, porém isto só se sustenta por um tempo e as quedas reais, o numerozinho ficando menor e deixando evidente para qualquer um independente do nível de educação financeira que tenha, já estão aparecendo…

          0
          • CA 8 de março de 2016 at 08:28

            lgmk,

            Sim, é isto mesmo.

            No entanto, a “lavagem cerebral” via FIPE Zap ainda está a pleno vapor.

            Outro dia se arriscaram a mencionar a queda nominal de mais de 6% nos preços de usados em 2015 comparado a 2014, de acordo com pesquisa do CRECI SP, só que se esqueceram da queda de mais de 22% que já havia ocorrido em 2014 e que o acumulado de queda já havia passado de 29%! Além disto, esta foi uma reportagem ISOLADA, sem nenhum destaque, apesar do preço NEGOCIADO ser infinitamente mais importante que o preço ANUNCIADO, uma vez que este último não significa NADA em termos práticos, apenas representa o grau de ALIENAÇÃO de alguns vendedores.

            A persistência na estratégia acima é estúpida, porque as quedas de preços negociados estão ocorrendo cada vez mais e quanto mais eles tentam “tapar o sol com a peneira”, mais o problema deles vai se agravando, ou seja, menos vendas REAIS são realizadas, mais aumenta a distorção entre oferta e procura, mais se complicam os endividamentos das construtoras que já estão super-endividadas há anos, mais aumenta a crise que em parte é alimentada por estas distorções (aumentam demissões na construção civil, mais famílias que entram no crédito imobiliário veem seu consumo se reduzir de forma relevante, cada vez menos empreendedores conseguem viabilizar novos negócios em função de preço do aluguel comercial que está absurdo ainda, cada vez mais lojas fecham por não conseguirem pagar o aluguel, etc., etc., etc…), menos crédito imobiliário disponível e cada vez mais caro (também consequência direta e indireta da explosão da bolha imobiliária) e assim por diante.

            Como sempre digo, estão cavando um buraco cada vez mais fundo para se enterrar…

            1+
            • avatar
  • chigo 7 de março de 2016 at 22:57

    Aqui no sul ta sendo leiloado uma cobertura de 300m2 por 400k (avaliação de 2013). Ta bem detonada, precisando de uma boa pintura e mais alguns cuidados. Predio deve ter uns 15-20anos. Penso em arrematar por uns 150k e investir uns 50k na reforma. 2a. praça. O problema é o condominio em torno de 800. Será que vale a pena? Seria para morar. O que pode ser considerado preço vil?

    5+
    • avatar
    • JJJ_brasilia 8 de março de 2016 at 01:01

      Para opinarmos, tem que falar a cidade, ou pelo menos informações, se é capital, interior, número de habitantes. Pois R$ 800,00 de condomínio em 100 m2 aqui em Brasília é normal, mas a renda aqui suporta este valor, já no RJ ou SP, tem muito prédio que o condomínio é mais caro que o aluguel.

      3+
      • avatar
      • chigo 8 de março de 2016 at 11:00

        Região metropolitana de POA. Leiloeiro falou que “pela procura” deve ser arrematado acima de 300k. Não acredito nisso. E não vale isso. Tem coberturas quase novas acima de 200m2 por 500k. Imoveis de padrão mais alto parece que já estão caindo. Agora vai…

        0
  • Zek Ariok 7 de março de 2016 at 23:07

    Bananense, vai aprendendo a declarar a motumbada do distrato na declaração de IR!
    “http://www.valor.com.br/financas/4468940/como-declarar-bens-financiados-e-distratos-no-imposto-de-renda

    3+
    • avatar
  • Alemon Fritz 7 de março de 2016 at 23:59

    Jornal da Globo
    a xarope da Mara lu vai tirar dúvidas (kkk) sobre a crise de imóveis
    se alguem entender o que essa mulher fala, cansada de galocha.

    4+
    • avatar
  • wade 8 de março de 2016 at 05:46

    OFF

    Pessoal, estive pesquisando o porque que há tantas casas de madeira nos EUA. Todas as respostas que encontrei foram: custo. No Brasil o único lugar que vi tantas casas de madeira foi em SC. Existe alguma desvantagem sobre alvenaria?

    P.S: vá lá, sem zuera com comunidades abaixo da linha de pobreza.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • homelessbubbles 8 de março de 2016 at 09:27

      A razão das casas de madeira é simplesmente o preço. Tem pelo menos uma desvantagem grave. Em um vendaval forte, vai ficar só o banheiro de pé, pois este é de alvenaria. Isso é bem comum de se ver no oeste de SC e noroeste gaúcho, onde há muitas casas de madeira e há forte incidência de vendavais. Desvantagens menores são o barulho e o frio no inverno.

      3+
      • avatar
      • avatar
      • wade 8 de março de 2016 at 10:05

        Valeu pela informação. Imagino que nos EUA seja mais popular em regiões onde não há furacão ou tornados. Vou ter que pesquisar melhor.

        0
        • Duas Barras 8 de março de 2016 at 10:48

          Já não acho que seja por custo (pelo menos não unico motivo) Madeira é ótimo isolante térmico, como nos EUA é bem frio várias épocas do ano, isso ajuda bastante…. Tem a questão da rapidez com que se constroi uma casa de madeira…..

          0
          • homelessbubbles 8 de março de 2016 at 10:49

            A madeira usada nas casas no Brasil é pior isolante térmico do que alvenaria. Basta entrar numa, num dia de inverno, para perceber.

            0
            • Duas Barras 8 de março de 2016 at 11:02

              Lá eles usam uma madeira diferente né… uns drywall, umas mantas (assisto discovery Home & health kkkkkkkkkkk)… Fica bacana… Ai as pessoas desinformadas veem o Shwazzeneger passando uma parede no peito nos filmes e ficam zuando…. mais as casas lá são assim mesmo. haha

              1+
              • avatar
              • BolhistaBR 8 de março de 2016 at 14:04

                isso aí. Vejo “irmãos à obra”.
                Casas de madeira com drywall e um tipo de espuma rosa que injetam ou colocam em formas de placas para proteger do frio.
                bem maneiro

                0
  • Alemon Fritz 8 de março de 2016 at 07:25

    chooora

    ‘Se correr, o bicho pega; se ficar, o bicho come’
    A projeção, segundo (Secovi-SP), é de que a comercialização sofra queda de 20% em relação a 2014,
    …A estimativa para o ano de 2015, de acordo com o Sinduscon-SP, é de 480 mil demissões. Estas, somadas aos 270 mil postos de trabalho perdidos em 2014, totalizarão 750 mil empregos a menos.

    é só abrir os jornais de maior circulação das metrópoles aos sábados e domingos e ver anúncios vendas com de grandes descontos, chegando, pasmem, a até 50% do valor do imóvel.

    os pedidos de recuperação judicial em 2015, de janeiro a novembro, tiveram crescimento de 46,7%.

    http://economia.estadao.com.br/blogs/radar-imobiliario/artigo-se-correr-o-bicho-pega-se-ficar-o-bicho-come/

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Ilusionista 8 de março de 2016 at 07:59

      eles gostam de misturar os conceitos de “quedas de preço” com “aumento dos descontos” para confudir.
      na realidade é “queda de preço”, o que dá uma ideia que o produto não é mais tão vantajoso assim, por isto, os valores vem caindo mês a mês, perdendo até para inflação. Como consequência, na medida que os valores diminuem, as pessoas vão adiando a compra porque sabem que irá cair mais ainda. Neste caso, preferem deixar o capital aplicado rendendo juros para conseguir algo bem melhor no futuro, salvo os raros casos que a pessoa precisa de uma moradia imediata, embora que, na situação atual, o aluguel é mais vantajoso.
      Mas eles preferem divulgar como sendo “aumento dos descontos”, para dar uma ideia que o produto ainda é vantajoso, por isto, está valorizando acima da inflação, mas como são “bonzinhos ” e não querem ganhar tanto dinheiro assim, preferem “aumentar os descontos”.

      5+
      • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 8 de março de 2016 at 07:51
  • Krusty 8 de março de 2016 at 08:48

    CVR

    Roraima passou a noite às escuras. O motivo é que a Venezuela cortou a energia ainda sem que se saiba os motivos. Parece que houveram conflitos na região da hidrelétrica de Guri

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Krusty 8 de março de 2016 at 08:51

    CVR

    Gol e Azul cancelaram as operações em Roraima. Estado ficando cada vez mais isolado

    8+
    • avatar
  • Annoying Brick in The Wall 8 de março de 2016 at 08:53

    Pessoal. Entre tantas notícias ruins na nossa política e economia, gostaria de abrir um parêntese nesse momento, para homenagear a todas as mulheres nesse dia.

    Sei que parece meio clichê, mas tenho 3 em casa (esposa e filhas), e sei a importância delas para nossas vidas. Assim, a todas as mulheres, desejo um imenso parabéns por esse dia, felicidades e muito sucesso!!!

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • edson 8 de março de 2016 at 09:02

    Pessoal, tem uma aplicação no intermedium, que esta rendendo muito bem, é uma lci igpm + 6.59 % a.a. . Apliquei uns trocados e fazendo as contas esta rendendo 1,85% a.m. liquido. Aplicação de 3 anos ,juros finais. Pra quem não precisa do dindin tão cedo é uma boa aplicação

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Azufre 8 de março de 2016 at 16:22

      Meu medo com o Intermedium é que é o banco da MRV, muito exposta às classes C e D, e MCMV. Além de certa deficiência ética do controlador.

      Mas ser vinculado ao IGP-M realmente é tentador, principalmente para quem tem gasto em dólar. O IGP-M acompanha muito o câmbio por conta do IPA, compartilhando com ele as oscilações maiores que as do IPCA.

      0
  • Alemon Fritz 8 de março de 2016 at 09:24

    Procon orienta sobre distratos de financiamentos de imóveis –
    ….
    somente no mês de janeiro de 2016 foram realizados 315 cálculos relativo a devolução de valores, um acréscimo de 293% do mesmo mês do ano passado,

    Num contrato com valor do imóvel de R$ 50 mil adquirido a três anos, em fevereiro de 2013, parcelado em 60 vezes de R$ 833,33, atualmente esta parcela já estaria no valor de R$ 1.403,86, ou seja, um aumento de 68,46%, considerando que ainda restam 24 parcelas (dois anos) para a quitação total do contrato.

    http://www.goiasagora.go.gov.br/procon-orienta-consumidores-sobre-distratos-de-financiamentos-de-imoveis/#sthash.bIKJtjZ8.dpuf

    3+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 8 de março de 2016 at 09:49

    ” É óbvia a situação de mercado mais difícil hoje. Temos uma série de dúvidas e um terreno leva cerca de dois anos até o lançamento, mas a crise não será eterna. Ela vai passar em algum momento e estamos preparados para responder a essa reação”, afirma o diretor-executivo da MRV.”


    De acordo com o balanço divulgado ontem, a construtora reduziu 13,8 pontos percentuais na chamada alavancagem financeira, ao conter a dívida líquida em dezembro de 2015 a 10,4% do patrimônio líquido, frente aos 24,2% registrados em idêntico mês de 2014. A relação da dívida com o patrimônio tem diminuído nos últimos três anos, quando já esteve em 40,7%.”

    “http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2016/03/08/internas_economia,741265/procura-por-imoveis-populares-continua-em-alta-apesar-da-crise.shtml”

    1+
  • Cajuzinha 8 de março de 2016 at 09:54

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    “Juiz Eduardo Velho Neto, da 1.ª Vara Cível, condenou o corretor de imóveis Bruno Prata, que foi vereador do PSDB de Piracicaba, a pagar R$ 1 de indenização para o PT por dano moral por ter publicado carta em jornal dizendo que partido tem ‘meliantes’ e exala ‘forte odor’ como frigorífico da periferia; juiz ainda fez ironias ao partido: “Ouso dizer que o Partido dos Trabalhadores é o único partido, quer em âmbito nacional ou mesmo internacional, que tem, dentre seus filiados, a ‘única alma pura existente na face da terra’””

    https://www.tribunadabahia.com.br/2016/03/08/juiz-condena-corretor-de-imoveis-pagar-r$-1-para-pt-por-dano-moral

    10+
    • avatar
    • avatar
  • Julio 14 de março de 2016 at 08:35

    Papagaio da Ana Maria Braga vai falar hoje sobre as dificuldades de se conseguir financiamento imobiliário.

    Falta pouco para chegar no Esquenta, da Regina Casé.

    0