Após três décadas, risco de calote volta a assombrar economia brasileira – Estadão

Você pode gostar...

Comments
  • Money_Addicted 29 de fevereiro de 2016 at 11:18

    por essas e outras q tenho receio de entrar no tesouro pre, digo isso pois ficando no TD Selic agt pode ir acompanhando e se a situaco desgringolar mto eh “soh” resgatar, obviamente q isso nao garante 100%….. mas eh o q temos pra hj….

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Bolherengo 29 de fevereiro de 2016 at 15:05

      Qualquer tentativa de prever o futuro é um prato cheio para o fracasso, na situação atual. Isso, no caso, vai contra os títulos pré-fixados. Entre o TD IPCA e o SELIC, também fico com o TD SELIC. Rende um pouco menos que o TD IPCA, mas te garante a rentabilidade inteira, em caso de resgate antes do vencimento. Numa época como essas, acho importante poder movimentar o capital com agilidade, mesmo ao custo de uma rentabilidade um pouco melhor. E, nada impede de poder alocar uma quantia maior em TD IPCA, quando a situação acalmar (se é que vai acalmar).

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • leo_na_estrada 29 de fevereiro de 2016 at 11:20

    empiricus news…

    eu vou migrar pra IPCA +…

    por falar em aplicação…que horas que os lotes de LCI e LCA vão brotando nas corretoras?

    na easy não tem quase nada agora pela manhã…

    4+
    • avatar
  • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 11:30

    “Calote do governo pode quebrar bancos em 2018, diz fundador do antigo Pactual

    Notícia Publicada em 29/02/2016 09:24 “

    9+
    • avatar
    • avatar
    • mestre dos magos 29 de fevereiro de 2016 at 13:03

      Entrevista boa, pena que ele fala para comprar imóveis como forma de garantir o poder do dinheiro. No mais na visão dele, o país já era.

      9+
      • avatar
      • avatar
    • Bolherengo 29 de fevereiro de 2016 at 15:10

      Fui falar sobre risco de calote alguns tópicos atrás e fui ofendido de tudo quanto é nome. Agora a notícia está aí, pra quem quiser ler. Isso mostra que essa preocupação não é infundada e merece ser tratada com atenção e seriedade.

      45+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 29 de fevereiro de 2016 at 15:45

        Para começar, o escopo de muitos economistas que estão endossando esta ideia, é o de PRESSIONAR o governo a adotar uma reforma fiscal PRA VALER de forma que não cheguemos ao ponto do Governo decidir por uma HIPER-INFLAÇÃO para não dar o calote na dívida (imprimir dinheiro a rodo, 95% da dívida é interna).

        Vamos ver o que foi dito pelo Bolherengo, se bate com o que consta na notícia acima:

        Trecho: “Só acho ilusão pensar que a bolha vai estourar, famílias inadimplentes serão desalojadas de suas casas, mais trabalhadores serão demitidos na construção civil, as construtoras vão quebrar, os imóveis retornarão ao preço justo. E que a situação vai virar ao nosso favor (que somos minoria), o bem vencerá o mal e seremos felizes para sempre.”

        Tradução do trecho acima: pessoal do blog é tudo Poliana, acreditam que “o bem vencerá o mal e seremos felizes para sempre’, cambada de otários.

        Detalhes: construtoras JÁ QUEBRARAM (antes do Master Reset, inclusive tivemos tópicos a respeito de algumas delas que quebraram), as demissões na construção civil foram as primeiras a acontecer (em 2014, a construção civil foi o primeiro segmento a ter diminuição no saldo liquido de vagas do CAGED, em 2015 só ficou atrás do total das indústrias e sozinha respondeu por 1/3 de todas as vagas formais perdidas no Brasil e em 2016 a perda de vagas na construção civil também já aconteceu em janeiro), já tivemos diversas evidências de quedas nos preços negociados em percentuais superiores ao do AUGE da explosão da bolha imobiliária americana e toda semana temos algumas notícias novas sobre redução de preços e já tivemos em 2015 o DOBRO dos imóveis tomados em leilões por bancos, o que significa famílias sendo desalojadas de suas casas, ou seja, tudo que foi colocado pelo “jênio” (sic) que nos chamou de Poliana já aconteceu, está sendo demonstrado HÁ ANOS neste blog, ele alega ler o blog há anos, mas apesar disto nunca viu estas evidências!

        Daí recebe resposta a altura e fica de mimimi, se fazendo de vítima…

        Outro ponto: quando alguns economistas apostam no calote e agem de MÁ-FÉ para dizer que comprar imóveis é a “solução” ideal porque são ligados ao segmento imobiliário e recebem salário deste segmento, ou são ingênuos e desinformados sobre a bolha e por isto sugerem investir em imóveis, podemos até entender, mas agora, para quem diz já ler o blog há anos, é justificado o comentário abaixo?

        “Será que esse é o momento de finalmente comprar o imóvel que desejamos? A tendência dos imóveis já é de baixa, os descontos podem ser interessantes, e o futuro econômico é incerto. Talvez seja agora ou nunca. Ou será que estou me precipitando?”

        Na linha dos “será” do comentário acima:

        Será que faz sentido alguém que acompanha o blog há anos e sabe que os preços ainda estão completamente fora da realidade de renda fazer o comentário acima?

        Será que faz sentido alguém que acompanha o blog há anos e já deveria estar cansado de saber que se ocorrer um calote daí é que NINGUÉM terá dinheiro para comprar imóveis?

        Será que faz sentido alguém que acompanha o blog há anos e sabe de alternativas como o manual do Anonymous publicado aqui HÁ 5 OU 6 ANOS e ainda com alternativas de compra de ouro, outras moedas, etc., dizer o que consta acima sobre proteção de capital via aquisição de imóveis?

        Será que faz sentido alguém que acompanha o blog há anos não saber que o pessoal que sugere como alternativa a compra de imóveis ou ter má-fé ou ser ingênuo, porque não percebe que esta é uma tentativa DESESPERADA do segmento imobiliário de trocar o boato do confisco da poupança pelo boato do “calote da TD”? Não sabia também que a poupança teve sangria elevada, uma parte pelo boato do confisco e que como tinha entrado muito dinheiro no TD agora era a vez do segmento imobiliário sugerir esta “solução mirabolante”?

        Será que uma pessoa que acompanha o blog há anos não sabia que se o TD não for pago em virtude de calote, o país vai para o buraco e isto é MUITO MAIOR do que a “simples” perda de aplicações financeiras?

        Será que uma pessoa que acompanha o blog há anos não viu as inúmeras alternativas apelativas que o Governo pode fazer antes de quebrar e não foi mencionado por aqui algumas vezes que a inflação é um caminho mais fácil, inclusive Schwartzman e outros já apontaram isto?

        Em tempo: falou que ia deixar o assunto morrer e na primeira oportunidade voltou com ele. Não sei porque, já vi um comportamento assim antes…

        41+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • OdeioTijolos 29 de fevereiro de 2016 at 16:01

          Hiper inflação também é uma forma de calote.

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CA 29 de fevereiro de 2016 at 16:07

            É um “calote branco” ou “calote implícito” (comentei sobre isto mais abaixo), mas você não fica sem receber nada no TD, por exemplo, TODOS sofrem com a perda de valor extrema que ocorre com a moeda, mais ainda quem estiver com ativos que tem super-oferta e nenhuma liquidez, este é o ponto!

            Também diziam que inflação alta versus rendimento baixo era como um confisco e que era melhor tirar o dinheiro da poupança e comprar imóveis. Estas confusões semânticas SIMPLISTAS visam exatamente fazer com que as pessoas ajam sem pensar, de forma estúpida. Isto é o que o segmento imobiliário tem feito HÁ ANOS e que não deveria ser incentivado em um blog como este…

            28+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Rolde 29 de fevereiro de 2016 at 16:35

              CA ,sempre tão educado,explicando tudo,aja paciência.

              18+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • BountyHunter 29 de fevereiro de 2016 at 17:23

                kkkkkk fato….ele é o professor da turma bib

                9+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
          • camberiu 29 de fevereiro de 2016 at 16:41

            Beleza, o governo pode ate optar por monetizar a divida por via de inflacao. Um dos inumeros problemas com essa “solucao” e’ que a Petrobras e a maioria das empresas brasileiras, desde a Petrobras, e passando pela AMBEV, GOL, Gerdau, Brazil Foods e tantas outras, e’ que as mesmas tem dividas e dolares, e a maioria das receitas em Reais.

            Dai voce ve a merda que da.

            7+
            • avatar
            • avatar
        • Bolherengo 29 de fevereiro de 2016 at 16:44

          CA, primeiramente, fico lisonjeado em ver um cara que é referência em análises de mercado fazer uma análise em cima de um texto de minha autoria. Critiquei uma perspectiva na qual não acredito. Mas não ofendi ninguém. Me desculpe se nem todos pensam como você.

          O Brasil perdeu o grau de investimento. Ou seja: o selo de ‘bom pagador’. E seu rating vem sendo reduzido numa velocidade assustadora. O país gasta mais do que arrecada e a situação vem piorando constantemente. Se somos investidores, é natural que a preocupação sobre a capacidade de pagamento do Brasil aumente, conforme o rating do país diminui.

          Sobre mandar dinheiro para o exterior, acredito que essa foi uma boa alternativa, mas estamos agora com o Real muito depreciado em relação ao Dolar, no momento. Quem seguiu o manual do Anonymous quando o Dolar estava a 2,00 BRL se deu bem. Mas, agora, acho que a conversão não vale a pena com o Dolar a 4 BRL. Essa é quase a mínima do Real frente ao Dolar. Isso seria realizar um prejuízo, ao meu ver.

          Perguntei se seria uma boa hora para enfim comprar um imóvel, pois já podemos notar uma redução de preços e uma condição mais favorável para negociação. Li, inclusive, que alguns participantes já compraram seus imóveis e conseguiram preços interessantes. Apenas quis abrir a discussão sobre esse novo cenário do mercado imobiliário. Lembrando que, geralmente, a precificação dos eventos de mercado acontece com antecedência. No caso dos imóveis, muitos acreditam que a bolha foi impulsionada, dentre outras coisas, pela Copa e pelas Olimpíadas. E, os especuladores que apostaram nessa valorização, devem estar saindo (ou já sairam) antes das Olimpíadas.

          E, realmente, num país onde tudo é pensado e arquitetado em torno das eleições presidenciais, acho que sempre é possível que os governos cometam esse tipo de injustiça com as minorias, por exemplo, um calote aos investidores. Afinal, quem decide o jogo é a maioria. Não fui eu quem fiz as coisas assim, não me odeie por isso. Precisamos reconhecer o mundo como ele é, e não da forma como ele ‘deveria ser’. Só assim poderemos desviar dos perigos ao nosso redor.

          E o que eu vejo, infelizmente, é um governo que beneficia constantemente um grupo de pessoas cujos ideais são contrários aos nossos. Frequento esse blog há muitos anos. Desde então, vejo os 666 levando a vida que eu gostaria de ter, sem gerarem nem metade da renda que eu gero. E, quando a situação finalmente começa a virar ao nosso favor, surgem notícias de calote, impostos para ‘azelites’ (CPMF, por exemplo), etc. É justo isso? Não. Mas é democrático? É. A maioria vai votar a favor? Vai. É assim que funciona, infelizmente.

          Não interessa ao governo abandonar a parcela da população que o elegeu, para ‘fazer a coisa certa’. Na prática, se um grupo está insatisfeito com o governo, o que eles fazem é dar ainda mais motivos para ficarem insatisfeitos. Afinal, esse grupo não vota a favor mesmo… a satisfação deles (no caso, nós, poupadores) não interessa. O governo mudou a Lei de Responsabilidade Fiscal aos 45min do segundo tempo, em benefício próprio. Eles vão mudar o que eles quiserem.

          Mas não estou dizendo que estamos perdidos, apenas que devemos pensar um passo adiante. Pois o governo já sabe como é o ciclo de uma bolha. E sabe qual é o fim que nós estamos aguardando. Eles já sabem a nossa estratégia e já bolaram um jeito de nos incluir na equação que beneficia a eles. Esta bolha, ao meu ver, não vai acabar da forma tradicional, pois seria previsível. Eles já se adaptaram a nós. Agora, nós é que devemos nos adaptar a eles.

          32+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • CA 29 de fevereiro de 2016 at 16:59

            Bolherengo,

            Sugiro leitura de mais livros sobre a bolha imobiliária americana ou mais filmes, como os indicados em tópicos especias do blog.

            Observe que TODOS os governos tentaram reverter os impactos para as “minorias” e fazer com que as consequências para “maiorias” fossem evitadas, NENHUM deles conseguiu, como já comentei antes, você acha que o governo brasileiro será o primeiro a conseguir? Por que o governo brasileiro seria tão mais competente e inteligente que os demais? Estamos falando de Dilma, Barbosa, ou você vê algum gênio entrando no governo no curto prazo para influenciar nas ações? Estamos falando do mesmo governo?

            “Querer” conduzir a bolha imobiliária para que aconteça exatamente o que o governo quer, todos no Mundo inteiro quiseram, mas lamento informar: querer não é poder! Se fosse, o Governo não deixaria a crise chegar e não estaria com menos de 10% de aprovação para a presidente. Não teríamos tido meio milhão de perda de vagas da construção civil no ano passado. Existem motivos, na realidade uma infinidade deles, para os governos não conseguirem “manobrar” uma explosão de bolha imobiliária a seu bel-prazer, mas de forma igualmente simplista, diria que do mesmo jeito que a exuberância do inflar é irracional, a depressão da explosão também é.

            Se você acredita ou pelo menos aposta no calote explícito, deveria comprar US$ sem dúvida nenhuma, mesmo a R$ 4, pois caso isto aconteça ele vai passar de R$ 5 da noite para o dia e pode tranquilamente chegar a R$ 6 ou mais, pois a confiança no Brasil será completamente perdida e haverá uma fuga de US$ daqui sem precedentes na história. Aqui é uma questão de coerência: se você acredita nisto, o US$ é 1000 vezes melhor opção do que imóveis, por que sugerir imóveis?

            24+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Bolherengo 29 de fevereiro de 2016 at 17:41

              A diferença desta bolha para as outras citadas: EUA e Espanha, por exemplo, é que o Brasil é um país socialista. Aqui, não temos a ‘mão invisível’ regulando o mercado, mas sim, a ‘mão escancarada’ do governo, impondo sua vontade. Nosso governo é intervencionista, ao contrário de países mais desenvolvidos.

              Sobre a baixa aprovação do governo, tenho a dizer o seguinte: O governo imaginou que teria 4 anos para reverter os equívocos que levaram o país à crise. Seriam 4 anos de ajuste fiscal. Porém, após a abertura do processo de Impeachment, o governo voltou ao seu ‘modo campanha eleitoral’. Vale lembrar que Eduardo Cunha aceitou o processo de Impeachment em 2/12/2015 e a troca de Joaquim Levy por Nelson Barbosa foi em 18/12/2015. Ou seja: Bastou ter a continuidade do seu mandato ameaçada, que ela afrouxou o ajuste fiscal e voltou a se preocupar com sua popularidade. Por sinal, a popularidade da Dilma vem crescendo novamente, ao contrário do rating do Brasil.

              Tradução: O governo está beneficiando os gastadores (retorno à expansão de crédito visando aumento de popularidade) e prejudicando os poupadores (rebaixamento do selo de ‘bom pagador’). Essa era a preocupação que eu tentei expor desde o começo.

              14+
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • avatar
              • Libertario 29 de fevereiro de 2016 at 18:00

                Bolherengo,

                Mas e neste cenario intervencionista, ou no de calote, como ficaria o dolar nessa sua análise ?

                Se manteria abaixo de 4 reais ? Ou dispararia devido a fuga de investidores ?

                Ao meu ver não tem solução mágica. O cobertor é sempre curto.

                Se imprimir dinheiro ou pedalar, para manter programas sociais ou estimular consumo, teremos hiperinflação e dólar alto.

                7+
                • avatar
                • avatar
                • Bolherengo 29 de fevereiro de 2016 at 19:14

                  Os investidores fugiram quando a primeira agência tirou o grau de investimento. Afinal, o mercado sempre antecipa a precificação dos fatos relevantes. Basta ver que, quando a primeira agência tirou o grau de investimento, foi que o Real despencou perante o Dólar. As quedas pelas outras agências não tiveram impacto tão grande no câmbio, pois já tinham sido precificadas.

                  Sobre o futuro do câmbio, não me considero em condições de fazer previsões sensatas. Porém, na minha visão de ‘leigo’, acho que grandes flutuações cambiais afetariam muito a dinâmica do comercio exterior. Isso seria um argumento contra uma maxidesvalorização cambial. Mas, como eu disse, não sou a melhor pessoa para opinar sobre isso.

                  3+
                  • avatar
                  • CA 29 de fevereiro de 2016 at 19:48

                    Bolherengo,

                    Uma coisa são PREVISÕES de uma agência internacional de risco, onde ainda não estamos na classificação mais baixa ainda, outra coisa é quando estas previsões se concretizam! É natural e esperado neste caso uma grande crise cambial.

                    Na maioria das vezes, é a própria crise cambial que acaba ocorrendo antes ainda da moratória oficial e sendo o impulso final para que ela aconteça, no nosso caso este não é um “pré-requisito” porque 95% de nossa dívida é interna e a parte externa seria coberta pelas reservas, mas que depois de declarada uma moratória teríamos fuga ainda mais elevada de capital e a cotação do US$ subindo, sem dúvidas, a não ser que o governo coloque o juros em um patamar estratosférico para manter os US$ por aqui, mas em ambos os casos, é melhor ter US$ ou investimentos por aqui do que imóveis.

                    O fato de já termos tido a desvalorização cambial de 45% em 2015 graças a todos preverem que seríamos rebaixados foi uma coisa, dar um calote efetivo na dívida é outra completamente diferente. A desvalorização cambial não “para” só porque foi elevada em um ano. No começo de 2016, com as informações da bolha chinesa chegando por aqui já tivemos alguns baques na cotação do US$. Não existe isto de que “o que tinha que ser ajustado, já foi”, não há “limites técnicos” para uma desvalorização cambial e eventos como crise sistêmica e moratória fatalmente levam a crise cambial também.

                    4+
                    • avatar
                  • Libertario 29 de fevereiro de 2016 at 19:55

                    Deixa eu entender:
                    Então voce tem medo do calote do governo (inclusive cogitando comprar imovel para se proteger) mas em contrapartida não tem medo de uma crise cambial neste cenario???

                    Kkkkkkkkk

                    1+
                    • Bolherengo 29 de fevereiro de 2016 at 23:36

                      Não foi exatamente isso o que eu disse, mas tudo bem. Já vi que a intenção é desqualificar a minha opinião. Tenho medo que esse blog se transforme numa seita, onde qualquer opinião contrária seja bombardeada indiscriminadamente.

                      E outra coisa: Se rir de alguém fosse sinal de superioridade, a hiena seria a rainha da selva.

                      18+
                      • avatar
                      • avatar
              • CA 29 de fevereiro de 2016 at 19:34

                Bolherengo,

                Em situação de explosão de bolha imobiliária, TODOS os governos foram intervencionistas. Leia ou assista filmes sobre o assunto e comprove. Não tem como ser diferente. Todos contiveram impactos até onde deu.

                Já expliquei várias vezes, então vou resumir, se quiser detalhes, veja nos tópicos anteriores. A explosão da bolha no Brasil tem ingredientes a mais sim, os principais são estes:

                País com PIB per capta inferior a de outros que tiveram explosão de bolha, distribuição da renda muito pior, fundamentos da economia em frangalhos, bolha de corrupção institucionalizada destruindo setor que representa 11% dos investimentos do país (petrolífero), ameaças externas via FED aumentar juros ou não (incertezas e variações no câmbio), bolhas na China e medo quanto a novos QE´s que os bloqueiam, subprime I baseado em construtoras, crise política, crise fiscal turbinada por um dos maiores juros do planeta, além de um governo que certamente é o mais incompetente entre os países que já tiveram bolha imobiliária e o recorde mundial no crescimento de preços percentual em curto prazo.

                Juntando o que consta acima, o nosso cenário para explosão da bolha é MUITO PIOR que o de outros países!

                Este é o ponto principal, porque o governo querer mitigar efeito da bolha todos querem, ou você acha que o Bush, ÀS VÉSPERAS DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS AMERICANAS não queria conter os impactos da explosão da bolha??? Não importa se é governo socialista e intervencionista ou não, repito, não é questão do “querer é poder”, todos os governos sem exceção gostariam de poder mitigar os efeitos da bolha. Você acha realmente que o Governo americano ter despejado US$ 85 BILHÕES POR MÊS no mercado via QE para sanar um pouco dos estragos da bolha, AO LONGO DE ANOS, não foi um intervencionismo EXTREMO no mercado??? O que o governo brasileiro poderia fazer de mais extremo que isto? Nossas reservas internacionais não seriam o suficiente para 5 meses de QE no padrão americano, quanto mais anos como eles fizeram…

                21+
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • avatar
                • carioca_real 29 de fevereiro de 2016 at 20:06

                  Clap! Clap! Clap!
                  Acredito que a criação e fomento das bolhas se dá pela mistura da ganancia do setor imobiliaro, da frouxa regulamentação do sistema financeiro e da intervenção do estado, que deixou a bolha correr para dar a impressão de crecimento e fartura e na hora do pega para capar mete os pés pelas mãos com todos os fundamentos macroeconomicos indo para o ralo.

                  3+
          • Libertario 29 de fevereiro de 2016 at 17:03

            Mas se houver o calote (branco ou seja lá qual for), voce nao acha que:

            – O dolar irá disparar muito acima dos 4 reais ?

            – Os imoveis valerão ainda menos, pois serão poucos os que poderão compra-los?

            7+
            • avatar
            • avatar
          • Pao de queijo com cafe 29 de fevereiro de 2016 at 17:40

            Cara, se vc acha mesmo que 4 pilas é teto de dólar, tu és um otimista heim…………

            3+
            • avatar
            • avatar
  • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 11:31

    Como eu disse, é TÓPICO mesmo, bolha.

    Não temos de olhar para isso com desespero. Temos de posicionar os ativos de modo a tentar nos proteger desse risco.

    E é óbvio que isso não é motivo para sair correndo e comprar imóvel mal construído, mal localizado por preços nas ALTURAS.

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Money_Addicted 29 de fevereiro de 2016 at 11:32

      exato

      3+
      • avatar
      • avatar
    • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 11:35

      Veja, uma coisa é o Empiricus noticiar isso para tentar vender suas assinaturas.

      Outra é caras como Mansueto e Swartsman virem falar isso e depois outros economistas serem ouvidos e matérias serem veiculadas em jornais de pelo menos alguma credibilidade e grande circulação, como Estadão e Valor Econômico.

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Marc 29 de fevereiro de 2016 at 11:43

        Bom, realmente vou acatar a primeira sugestão da Empiricus: Sair daqui.

        4+
        • avatar
        • avatar
        • v.d. 29 de fevereiro de 2016 at 11:45

          Putz, se pelo menos minha mulher tivesse essa coragem, faz uns 3 anos que tento convencer ela a sair daqui mas sem sucesso. 🙁

          5+
          • avatar
          • avatar
          • Money_Addicted 29 de fevereiro de 2016 at 12:12

            tome coragem e saia sem ela 🙂 devolve pra sogra q aposto q o motivo principal dela nao qrer ir 🙂

            29+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • John Horse 29 de fevereiro de 2016 at 21:19

            Meu sogro me disse ontem: “Vai embora que sei que ela vai atrás… Até eu vou…”

            7+
            • avatar
            • avatar
      • CA 29 de fevereiro de 2016 at 16:04

        DRN,

        Schwartsman já falou que a inflação é a solução muito mais provável que o calote oficial, ele não endossa que teremos um calote “explícito” como o mencionado no artigo do tópico. Segundo ele, a inflação seria o “calote implícito”.

        Veja esta informação neste link:

        http://www.financista.com.br/noticias/governo-prioriza-poder-e-leva-pais-a-perda-do-grau-de-investimento-diz-schwartsman

        Neste outro link, um grupo de economistas cunhou a expressão “calote branco” para a hiper-inflação no lugar do calote:

        Link: http://www.financista.com.br/noticias/explosao-da-crise-caminha-para-calote-branco-e-inflacao-a-20-alertam-economistas

        Trecho do link acima:

        “Atrasar o ajuste nas contas públicas brasileiras tem tornado mais próximo e provável um cenário de ruptura que resultará em inflação superior a 20% e impressão de moeda para pagar a dívida pública. Economistas consultados por O Financista acreditam que, caso a equipe econômica não arrume a casa, essa realidade virá a partir de 2018.”

        Para quem ainda não entendeu quanto ao segmento imobiliário versus notícias como esta do “calote” da dívida pública:

        Hiper-inflação rouba por completo a capacidade das famílias de comprarem imóveis ou mesmo de continuarem pagando as prestações dos imóveis, isto é FATO, aliás bastante óbvio: se você só consegue pagar o básico, que é alimentação, remédio, etc., de onde vai sobrar dinheiro para pagar prestações de um imóvel a preços SURREAIS? O aumento da inflação foi um dos últimos eventos que pressionou pela explosão mais visível de bolhas imobiliárias ao redor do Mundo. Existem outras formas de proteção contra hiper-inflação e provável crise cambial, uma mais óbvia é o US$, outra o ouro, dentre outras já discutidas neste blog.

        Por que então os economistas estão fazendo questão de divulgar este tipo de notícia na mídia sobre o “calote”, seja ele via hiper-inflação como consta nos links que coloquei acima ou sem mencionar isto como no link do tópico?

        Estão pressionando o governo na mídia para intimidá-lo e tentar fazer com que não chegue ao ponto do governo imprimir dinheiro e gerar inflação para resolver o problema. Ninguém quer a hiper-inflação como “solução natural”, mas muitos acham que o Governo pode caminhar para isto em ALGUM MOMENTO (ninguém fala sobre isto para 2016).

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 29 de fevereiro de 2016 at 11:43

    Tópico?
    Apartamento na planta, obra embargada e famílias indignadas
    http://www.otempo.com.br/capa/economia/apartamento-na-planta-obra-embargada-e-fam%C3%ADlias-indignadas-1.1245194

    5+
    • avatar
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 29 de fevereiro de 2016 at 11:44
  • andy.gamme 29 de fevereiro de 2016 at 11:47

    Enquanto isso, os escandinavos estão só na “nice”. Ja vi isso em algum lugar – só não sei onde….pelo menos eles estão usando o dinheiro da hipoteca no mercado financeiro…será que vão ganhar duas vezes…na valorização do imovel e no das ações.
    “http://uk.businessinsider.com/hsbc-sweden-housing-bubble-not-sustainable-2016-1

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • mestre dos magos 29 de fevereiro de 2016 at 13:12

      Óbvio que vai dar m&%[email protected] Isso é alavancagem, e quando a coisa degringola as perdas são enormes.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Bruno.12 29 de fevereiro de 2016 at 11:51

    “Drone, carro usado e WhatsApp: construtoras partem para o vale-tudo em busca de clientes
    Novidades servem de alternativas para interessados em comprar a casa própria”
    -http://noticias.r7.com/economia/drone-carro-usado-e-whatsapp-construtoras-partem-para-o-vale-tudo-em-busca-de-clientes-14042015

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • alemaobnu 29 de fevereiro de 2016 at 11:57

    que risco de calote?
    basta ligar a impressora e imprimir dinheiro.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Zizu 29 de fevereiro de 2016 at 20:55

      Sem dúvida. Inflação Galopante

      2+
      • avatar
  • Lucas 29 de fevereiro de 2016 at 12:00

    o CALOTE está muito longe.

    na veneuzela foram 20 anos do pior esquerdismo e ainda não faliram…
    antes virá a hiperinflação e a max desvalorização cambial

    72+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Urso 29 de fevereiro de 2016 at 12:22

      Concordo com você, Lucas.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 29 de fevereiro de 2016 at 12:27

      Lucas,

      Sim, impressão de dinheiro é a última alternativa antes do calote e tende a ocorrer, DEPOIS que as alternativas abaixo forem se esgotando, uma a uma.

      Antes disto, vendo que não teria como recuperar os votos para as próximas eleições, viriam as ações de corte de programas de benefícios, apenas parcialmente, não que isto fosse resolver e ainda dizendo que seriam cortes pequenos e necessários, que infelizmente tiveram que ser realizados. Primeiro ocorrendo “informalmente” com contenção de repasses para o Minha Casa Minha Vida, Bolsa Família e outros, depois de forma oficial, mas ainda disfarçando as causas e justificando como ajuste necessário para evitar abusos.

      Antes do que consta acima poderiam recorrer ao FMI para um empréstimo de emergência com prazos muito mais longos e juros menores (reestruturação de dívida). Negociação difícil, muitas exigências, mas a esta altura já haveria um movimento interno forte pressionando para aceitar a “austeridade” exigida. Claro que PT e partidos de apoio farão passeatas contra e forte pressão junto ao governo, mas a esta altura haverá mais espaço para aceitar uma saída como esta.

      Antes do que consta acima, poderão usar uma parte das reservas internacionais, para cobrir o rombo e ganhar um fôlego naquele ano, o que seria trocar um calote na dívida pública por uma possível crise cambial, o que por sua vez não eliminaria a possibilidade de uma crise sistêmica em seguida.

      Antes disto viriam as tentativas de venda da dívida podre da união para fundos abutres (“ideia” do PT), que daria uma cobertura parcial e só no ano em que fosse executada, se realmente conseguirem executar.

      Antes disto viria uma reforma “meia-boca” da previdência, só para tapear, mas aproveitando o aumento do desespero quanto a escalada da dívida pública talvez conseguissem também algumas concessões da base aliada (sim, por incrível que pareça, precisariam de concessão dos aliados) para que fossem feitas algumas reformas tímidas na CLT e desvinculações parciais relacionadas a itens com dotação de verba “automática” e até mesmo o reajuste do mínimo, nada que fosse 100% efetivo, tudo sujeito a ser remendado para pior por pressão da base aliada.

      Antes disto viriam as reduções radicais nos investimentos do Governo, praticamente extinguindo-os. Preservariam só o MCMV, o resto tentariam fazer licitações para que a iniciativa privada tocasse. Em paralelo, intensificariam as ações de junção de órgãos públicos em mesmas instalações, eventualmente fazendo unificação de pastas, secretarias e até ministérios, fazendo redução dos mesmos.

      No caso do governo federal, antes disto, vem as ações desesperadas de cortes de gastos, inclusive “essenciais”, envolvendo “calotes” em contas de energia elétrica de repartições públicas, trabalho remoto para economizar energia e outros gastos de facilities, etc., aumento dos cortes de terceirizados, corte de comissionados, privatizações (com qual nome inventarem para não contrariar os poucos eleitores que restarão), ou seja, coisas que já estão sendo feitas em alguns Estados AGORA.

      Antes do que consta acima, vem as “soluções” via aumento de impostos, que tem pequeno impacto porque na prática o valor total a receber pode cair devido ao agravamento da crise que esta situação traz.

      Acima foram só exemplos, pode ser que não ocorram nesta sequência ou que alguns não cheguem a serem feitos, mas o fato é que o governo ainda tem um cabedal de ações apelativas para realizar antes de um eventual calote e o fato é que TALVEZ consiga pedalar até 2018 e se vier um novo governo em 2018 com expectativas mais positivas para população e mercado, a situação possa ser endereçada de forma mais adequada e evitar o calote.

      39+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 29 de fevereiro de 2016 at 12:33

        O PT não vai cortar coisa alguma

        o esquerdismo é uma grande pirâmide política, à semelhança de piramides financeiras, é preciso sempre mais pra se manter em pé, o comunismo só acaba quando o país estiver destroçado, vide leste europeu, e ás vezes nem assim, vide coreia do morte

        36+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 29 de fevereiro de 2016 at 12:38

          Para quem tem contas em REAL BANANENSE e for MORAR NA BNN um pouco de exposição não é todo ruim.
          😉
          Vem ni nós OVERNIGHT !

          18+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • CA 29 de fevereiro de 2016 at 13:39

          Lucas,

          O PT já cortou e muito os investimentos. No MCMV, por exemplo, o que vão fazer na fase 3 é MUITO MENOS do que em anos anteriores, reduziram em 1 MILHÃO de imóveis o que estava planejado, sendo que no melhor cenário começa DE VERDADE só em 2017 e em 2016 será só para pagar os repasses atrasados. Isto porque é o MCMV que é “Cabo eleitoral”, outros investimentos ja tiveram cortes mais profundos e não serão os R$ 22 bi liberados do FI-FGTS que irão repor está redução, se e quando realizado o aporte, representará ainda uma queda sensível nos investimentos em 2016.

          Quanto a redução de despesas, o Governo tem reduzido algumas e aumentado outras, por enquanto mais aumentando do que reduzindo, mas uma coisa são as bravatas, outra a vida real, em algum momento eles vão ceder mais, vide Grécia. Não tivemos golpe militar, nosso petroleo não é tão salvador quanto o da Venezuela e as instituições ainda não estão tão prostituidas quanto lá, a melhor referência por enquanto é a Grécia.

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 29 de fevereiro de 2016 at 16:29

            cortar não cortou
            apenas acabou o dinheiro e a imprensa caiu em cima das pedaladas, para tanto colocaram o levy pra dar mais credibilidade
            o que não impede de lá na frente o governo liberar montantes de crédito e dinheiro no mesmo montante anterior ou até maior.

            Que é o que vai acontecer, vão liberar tudo o que puderem
            DANE-SE o país
            o importante é salvar a imagem do PT

            11+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • CA 29 de fevereiro de 2016 at 17:17

              Lucas,

              É importante ressaltar que o que coloquei acima é uma sequência de eventos ESPERADA, onde alguns deles seriam cortes, seja de investimento ou de despesa, por absoluta falta de verba ou condição econômica de manter o montante de dispêndios, no entanto, se você ler com atenção perceberá que a enfase foi dada ao fato de ser um conjunto de tentativas sem sucesso, ERRÁTICAS, onde uma tentativa sem sucesso é seguida por outra igualmente fracassada, todas levando ao “ajuste” via inflação, mas tomando TEMPO no processo e que portanto isto não seria algo “do dia para noite”, em linha com o que você colocou.

              Não disse em nenhum momento que este governo vai fazer o certo e reduzir as despesas COMO DEVERIA, leia novamente o que escrevi e perceberá isto.

              5+
              • avatar
        • Zizu 29 de fevereiro de 2016 at 21:01

          PT é um partido populista, comunista e arrogante. Irão imprimir Dilmas “a rodo” muito em breve

          3+
          • avatar
    • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 13:32

      Muito bem observado velho Lucas

      3+
      • avatar
      • avatar
  • tesilva 29 de fevereiro de 2016 at 12:01

    leo_na_estrada

    empiricus news…

    eu vou migrar pra IPCA +…

    por falar em aplicação…que horas que os lotes de LCI e LCA vão brotando nas corretoras?

    na easy não tem quase nada agora pela manhã…

    0

    Migre pra Rico está com boas LCI , aparecem as 16:00 os lotes novos

    2+
    • avatar
  • Lucas 29 de fevereiro de 2016 at 12:01

    “será sistêmico”

    “atingirá os bancos”

    falo isso desde 2011 aqui no blog e desde antes pra quem em conehce

    20+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 29 de fevereiro de 2016 at 12:33

      Quero ver çanguiiiii

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Indecoroso 29 de fevereiro de 2016 at 13:10

      I wanna see the “occo”…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 29 de fevereiro de 2016 at 12:03

    Desemprego vai disparar por vários motivos:
    – Queda no faturamento das empresas forçará a redução da mão de obra.
    – Queda na renda das famílias obrigará o NENNEM e a PATRICINHA a procurarem empregos.
    – Aumento da carga tributária forçará a migração para a informalidade
    – Diminuição do contingente de sustentados pelo programas sociais forçarão a procurar trabalho.

    Agora, se o IBGE for obrigado por força de lei (PL 2126/2015) a adotar a metodologia da Organização Internacional do Trabalho, dai o índice DOBRARÁ

    https://www.epochtimes.com.br/governo-manipula-para-baixo-taxa-desemprego-brasil/#.VtRdHvkrJhE
    http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=9687E0C38866F425A8ED8A563AFCF57E.proposicoesWeb1?codteor=1391994&filename=Avulso+-PL+2126/2015

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • marcoselzteresopolis 1 de março de 2016 at 12:49

      Sem esquecer a molecada criada a leite de pera que está sendo sustentada pelos pais porque está “estudando pra concurso”. Uma hora vai cair a real que acabou concurso, e essa galera toda vai aparecer no mercado.

      4+
      • avatar
  • Mr.Brightside 29 de fevereiro de 2016 at 12:25

    A matéria apenas faltou escrever : “que por causa do calote é hora ideal de comprar imovel ”
    Ironic mode on!!!!

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Poker Bubble 29 de fevereiro de 2016 at 12:29

    Diante desse quadro, dificil resistir a não aumentar a posição em manual do anonymous.
    To me coçando pra mandar mais nesse valor.

    4+
    • avatar
    • From_The_Tower 29 de fevereiro de 2016 at 12:32

      Quem pensa muito não faz.
      Nunca me esqueço do Ravoc, Barnabé e Carlota me questionando quando eu enviava a 2,60 e a 2,80.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Poker Bubble 29 de fevereiro de 2016 at 12:42

        Da quase pra dizer, quem compra dólar não erra :p

        7+
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 29 de fevereiro de 2016 at 12:45

          Outra frase pronta que não tem fundamentos.
          Toda e qualquer moeda pode passar por flutuações.
          Quem se agarra demais a um ativo é porque não sabe muito bem o que está fazendo.

          10+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Poker Bubble 29 de fevereiro de 2016 at 12:50

            Brincadeiras À parte, a minha disposição em comprar dolares continua sendo a mesma de quando comprei. Medo de uma maxidesvalorizaçao, do jeito que isso aqui é descaralhado, não duvido que num surto o dolar bata em 6 reais ou quem sabe mais…

            7+
            • avatar
            • avatar
            • From_The_Tower 29 de fevereiro de 2016 at 12:57

              Chapolin Colorado Azul cravou 6,5 x 1 em 2018.

              2+
              • avatar
  • mario 29 de fevereiro de 2016 at 12:38

    campo grande ms, alguem tem noção do que irá acontecer? nos bairros que procuro o que encarece os imóveis são os militares do exército que chegam removidos pra cá e compram tudo, parece que essa categoria não acompanha muito economia nem tendências do mercado

    3+
    • avatar
  • leo_na_estrada 29 de fevereiro de 2016 at 13:00

    mario

    campo grande ms, alguem tem noção do que irá acontecer? nos bairros que procuro o que encarece os imóveis são os militares do exército que chegam removidos pra cá e compram tudo, parece que essa categoria não acompanha muito economia nem tendências do mercado

    0

    Militares são extremamente conservadores, e, quando removidos, recebem ajuda de custo, financiamentos, etc…enfim, compram tijolos.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 13:35

      Militar não entende nada de grana, são funcionários públicos, se entendessem, pelo menos uns 20% seria milionários.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Ipanemense 29 de fevereiro de 2016 at 14:00

        Uma vez li que generais, comandantes na reserva dos EUA iam trabalhar em consultorias e administração de grandes empresas, devido à experiência com estratégia.

        11+
        • avatar
        • avatar
        • Vinicius OB 1 de março de 2016 at 01:07

          Olha que interessante:

          ‘http://militarytransition.bankofamerica.com/

          1+
          • avatar
        • marcoselzteresopolis 1 de março de 2016 at 12:52

          Generais americanos, formados em West Point, com experiência real em conflitos, que administram ativos em armamentos e equipamentos de alguns bilhões de dólares.
          Cara, até um coronel da Força Aérea americana, piloto de F-22 provavelmente é um cara foda. Ninguém bota um equipmanento de quase 400 milhões de dólares na mão de imbecil. Geralmente são caras até com doutorado em engenharia.
          Não dá pra comparar com esse pessoal aqui que é feitor de obra de capina.

          3+
  • Cesar_DF 29 de fevereiro de 2016 at 13:08

    Investidor teme descontrole da dívida pública
    Gastos em alta, receitas em queda, esqueletos se acumulando e falta de coordenação política minam a confiança
    Para o economista Mansueto Almeida, seria um desatino dizer que o Brasil quebrou, mas é certo que está nesse rumo. “Vamos chegar lá se nada for feito”, diz. Para estabilizar a dívida e evitar o seu crescimento, o País precisa economizar entre 3% e 3,5% do Produto Interno Bruto (PIB). Porém, amarga um déficit de 1,5% a 2% do PIB.

    http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,nova-noticia,1837445

    4+
    • avatar
    • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 13:39

      O problema não é o déficit, o problema é a recessão, fazer superávit com a receita caindo é muito complicado, a melhor maneira de sair desta era o governo falar: TEMOS UMA BOLHA IMOBILIÁRIA!!!!

      Os preços voltam a realidade e a economia volta a girar!!!

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 15:19

        Beleza.

        Mas o problema não é saber quanto tem de economizar.

        O problema é saber COMO transformar um deficit de 5% em superavit de 3,5%…

        3+
        • avatar
        • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 15:19

          Reply ao Cesar DF.

          1+
          • avatar
  • Inside 29 de fevereiro de 2016 at 13:36

    CVR
    Nestas de fecharem as portas, ontem meu amigo me disse que tá fechando a loja de roupas que abriu a 2 anos. Tudo porque o desgoverno aumentou impostos. Nisso, a empresa fornecedora das roupas disse que a cada pedido que ele fizesse deveria pagar taxas. Resultado: portas fechando, vai demitir duas pessoas diretamente e mais pessoas perderam o emprego indiretamente. Sorte dele é que tem emprego como FP.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Wolf 29 de fevereiro de 2016 at 13:49

      Na boa, FP administrando loja não rola, e mesmo que não fosse FP, ou vc se dedica exclusivamente ao negócios ou é empregado, os dois ao mesmo tempo não tem como.

      O que mais vejo é gente abrindo loja, deixando na mão de algum “gerente” e achando que vai brotar cliente e dinheiro assim. Nunca vi 1 só dar certo assim.

      43+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • OdeioTijolos 29 de fevereiro de 2016 at 16:22

        Realmente uma empresa para adquirir autonomia leva muito tempo,estudo e estratégia.

        7+
        • avatar
        • avatar
  • Duas Barras 29 de fevereiro de 2016 at 13:36

    CVR – Parece que essa segunda a coisa ficou mais feia….

    CVR 1 – Outdoor´s por toda cidade de contrutoras, compre isso, compre aquilo, bla bla bla….

    CVR 2 – Facebook de corretores: Apareceram 1 milhão de postagens de casas e terrenos, de 5 em 5 minutos tem alguém querendo vender imóvel.
    DEscontos de 20%, aceita carro, aceita moto, …. Vale tudo!
    Donos (ou corretores não da pra saber) estão partindo pro escambo. O cara posta um carro no facebook, já aparece um embaixo oferecendo casa pra fazer negocio.

    CVR 3 – Condomínio totalmente fantasma numa parte da cidade é assaltado. ùnico morador está saindo do local, pois estão pulando para roubar fios, cerâmica entre outros, tentaram roubar o carro dele. Situação perigosa.

    3 predinhos de 4 andares com 2 ap´s por andar. 24 apartamentos, 1 morador!

    CVR 4 – GRANDE OPORTUNIDADE.
    APARTAMENTO ABAIXO DO PREÇO !!!
    PARA QUEIMAR O IMÓVEL RÁPIDO!!!
    Apartamento no condomínio JARDIM EUROPA – BAIRRO PARQUE DO MIRANTE – UBERABA.
    Apartamento em uma das melhores e mais famosas avenidas da cidade.

    3 quartos, sendo 1 suite
    Sala
    Cozinha
    1 WC
    60m2!!
    Portaria 24h.
    Água e Gas incluso.
    Armários planejados em 2 quartos.
    Valor do condomínio: R$ 200,00
    Valor de mercado: R$ 220.000,00 a R$ 180.000,00
    VALOR A VENDA PARA QUEIMAR: R$ 145.000,00
    Aceita-se carro no negócio.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 13:42

      Aceita vale transporte ou tiquete refeição? Kkkkkk

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Skidwasted 29 de fevereiro de 2016 at 16:05

      R$2416/m²
      Ainda tem uma gordurinha aí pra queimar. Sem tirar o do corvinho, né.

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • selvagem 29 de fevereiro de 2016 at 13:43

    boss

    Dá uma olhada também nesse texto da lilian witte fibe

    O calote mais cruel da dívida pública

    ´http://lillianwittefibe.com/2016/02/29/o-calote-mais-cruel-da-divida-publica/

    Lembro dela na década de 80, quando a gente tinha hiperinflação. Infelizmente ela ficou muito ligada à crise, que está voltande com tudo.

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Ipanemense 29 de fevereiro de 2016 at 13:57

      Infinitamente melhor do que qualquer apresentadora atual da Tv aberta.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Bauru Bolhudo 29 de fevereiro de 2016 at 13:46

    Tenho percebido que a desvalorização esta chegou forte ao aluguel de estacionamentos, que aliás, andavam muito bolhudos.
    Aluguel de garagem em prédio do Itaim que antes não saia por menos de R$350 já se pode encontrar por menos de R$280.
    Valet de duas Temakerias que eram R$15 o período baixaram para R$10,00.
    Ainda no Itaim estacionamento que cobrava R$300 a mensalidade agora está com faixa de promoção só para esta semana de R$190. Detalhe faz dois meses que a faixa está lá.
    Estacionamento em Pinheiros que a diária saia por R$25 já baixou para R$16.

    Finalmente os preços de estacionamento estão entrando na realidade.

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Underground 29 de fevereiro de 2016 at 16:49

      Tenho a mesma percepção. Vila Madalena, Jardins e Itaim chegaram ter valets de R$30 e hoje estão entre R$15 e R$20.
      Famosa curva de laffer atuando aqui também?

      3+
      • avatar
      • avatar
      • BountyHunter 29 de fevereiro de 2016 at 17:34

        Fora que a galera está usando Uber direto

        4+
        • avatar
  • Ipanemense 29 de fevereiro de 2016 at 13:49

    Sugestões pro Cine Bolha e Sala de Leitura;

    “Enron: The Smartest Guys in the Room” – documentário sobre a queda espetacular da empresa de energia. No auge da especulação com preços de energia, em 2000, os operadores de ações da empresa simplesmente conseguiam provocar blackouts no Norte da Califórnia, para aumentar ainda mais a escassez e o valor dos ativos. A crise derrubou o governador da California e deu espaço para a eleição do “Governator” Arnold Schwarzenneger.

    “Boomerang – Travels in the New Third World” – livro do mesmo autor de “The Big Short”, o ex-corretor Michael Lewis. O livro é dividido por visitas que o autor fez à Islândia, Grécia, Irlanda, Alemanha e California, tentando destrinchar a origem das bolhas, especulação, irracionalidade, legislativos inúteis.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Tem Mas Acabou 1 de março de 2016 at 15:27

      Tenho o livro Boomerang em português. Leitura leve, em que pese o tema pesado.

      0
  • Leonardo M. 29 de fevereiro de 2016 at 14:04

    Eu só coloco dinheiro agora em LFT. Ganho uns jurozinhos opressores e posso sacar quando quiser sem perder muito para a inflação.

    É o que temos para hoje… Depois que o BB baixou as LCI é o melhorzino para que precisa de liquides para os próximos meses.

    5+
    • avatar
  • L.A. 29 de fevereiro de 2016 at 14:04

    Comunicado ao povo gaúcho – Uma causa que é de todos
    ​O Estado do Rio Grande do Sul ingressou na Justiça para rever os termos da dívida cobrada pela União. Ela consome mais de R$ 3 bilhões por ano da nossa arrecadação. Os juros aplicados são abusivos e não correspondem ao que determina a legislação em vigor.

    É momento de união de todos os gaúchos, especialmente das forças representativas da sociedade. Vamos manter abertas as negociações e o elevado relacionamento com o governo federal, mas sem abrir mão de defender o que é de direito do nosso estado.

    Fazendo do dever de casa
    A situação das finanças públicas do Estado está sendo enfrentada com transparência e austeridade. O caminho é longo, mas os primeiros passos já foram dados. O Poder Executivo já economizou quase R$ 1 bilhão com a diminuição de cargos de confiança, passagens áreas, consultorias, telefones e gastos secundários. Criou a Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, que é referência no país. Instituiu o regime de Previdência Complementar, que enfrenta o histórico déficit previdenciário.

    Quadro das finanças
    O quadro se agravou significativamente com a crise econômica nacional, que tem gerado aumento de desemprego e desaquecimento de todas as áreas produtivas. A partir de janeiro de 2016, entrou em vigor o novo ICMS, mas a recessão fez com que o resultado ficasse abaixo da expectativa. De uma receita líquida, em fevereiro, de R$ 2,086 bilhões, faltarão cerca R$ 420 milhões para pagar todos os compromissos. Veja:

    ARRECADAÇÃO ICMS – FEVEREIRO/2016
    Expectativa: R$ 160 milhões
    Resultado: R$ 119 milhões
    =
    Diferença: – R$ 41 milhões

    PRINCIPAIS DESPESAS
    Folha do Poder Executivo: R$ 1,123 bilhão
    Duodécimos dos Poderes: R$ 307,4 milhões
    Parcela da dívida com a União (janeiro): R$ 275,2 milhões
    Saúde (parte de janeiro): R$ 154 milhões
    Consignações (janeiro): R$ 191 milhões
    Rendimentos dos Depósitos Judiciais: R$ 92,2 milhões

    PARCELAMENTO DE SALÁRIOS
    O custo bruto total da folha salarial representa cerca de 75% da arrecadação estadual. Do total de servidores, mais da metade é de inativos. Outros 13,8% da receita são destinados ao pagamento da dívida com a União. Então, quase 90% do que entra no caixa gaúcho vão para esses dois compromissos, faltando honrar todos os demais, como hospitais, transporte escolar, manutenção da segurança e outras áreas prioritárias.

    Na última sexta-feira, o governo do Estado se viu obrigado a parcelar os salários do funcionalismo. Os valores serão integralmente quitados até o dia 15 de março. Pagar os servidores é e sempre será prioridade, pois todos são merecedores da carreira que conquistaram. Têm nosso total respeito e apoio.

    O RIO GRANDE SEGUE EM FRENTE
    O governo do Estado está mobilizado – sempre com verdade e transparência.
    O ajuste das contas precisa continuar, pois é condição para recuperar os serviços públicos. Mesmo com todas as dificuldades que se apresentam, diversas iniciativas estão sendo tomadas para estimular o crescimento socioeconômico e melhorar o atendimento à população.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • L.A. 29 de fevereiro de 2016 at 14:24

      Alguém reparou na curva de laffer?
      O Estado aumentou ICMS para diversos produtos e a arrecadação diminuiu.

      Teria CVRs estatais e não estatais, mas os estatais estão me tirando o tempo.
      Para os incrédulos: sim, FP trabalha 10 horas por dia sem hora extra.

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 15:21

        A verdade é que a União é a desgraça do país.

        A União é um sanguessuga maldito, um parasita.

        19+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • edson 29 de fevereiro de 2016 at 14:07

    Aqui em SP capital, no bairro que moro, fechou a lanchonete Habibis, no shopping, estava lá ha mais de 15 anos, e era a que tinha maior movimento, na mesma semana fechou agencia do itau , também dentro do shopping, e uma agencia de rua, duas agencias fechadas de banco itau na mesma semana. No minimo não esperam uma virada tão cedo da crise, pois senão manteriam abertas, mesmo que deficitárias, pois para abrir uma nova,demanda uma despesa muito alta. Agora um CRV
    Conhecido abriu em Sorocaba, em novembro, um comercio, no qual gastou mais de 300k
    despesa mensal de 30k
    chega dezembro e falta grana para cobrir os gastos, culpa o Natal (comercio não tem nada a haver com natal )
    chega janeiro de novo falta grana, culpa as ferias
    chega fevereiro falta grana de novo, culpa o carnaval
    Agora que passou tudo, culpou o horário de verão, disse que as pessoas confundem o horário como sendo ferias.
    Agora vai chegar a vez do pobre coelhinho da pascoa que vai levar a culpa…

    54+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Awulll 29 de fevereiro de 2016 at 14:10

      E até a páscoa chegar ainda tem a quaresma.
      As pessoas ficam mais fechadas, reclusas e se negam a comprar.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • edson 29 de fevereiro de 2016 at 14:13

        Cara, se o comercio fosse um açougue, até podia ser !!!

        4+
        • avatar
        • avatar
    • Coelho da pascoa 29 de fevereiro de 2016 at 15:33

      Huehuehue! A culpa eh de todo mundo menos da pessoa. No início todos contam vantagens, no final todos se fazem de vítimas.

      5+
      • avatar
      • avatar
  • Leonardo M. 29 de fevereiro de 2016 at 14:23

    Data 29/02/2016 13:54:00
    Salário mínimo pressiona custos e setor de Serviços pode demitir mais, aponta FGV

    A demanda fraca e o crédito caro estão deixando os empresários de serviços mais pessimistas neste início de ano. Diante das dificuldades, o reajuste de 11,6% no salário mínimo deve colocar pressão sobre os custos e pode acelerar o processo de ajuste no pessoal ocupado no setor, de acordo com avaliação do economista Silvio Sales, consultor da Fundação Getulio Vargas (FGV).
    Em fevereiro, 26,9% dos empresários afirmaram que pretendem dispensar funcionários nos próximos três meses. Há um ano, essa fatia era de 18,4%. Já as contratações estão nos planos de apenas 8,8% das empresas, contra 13,7% um ano atrás.

    “O reajuste do salário mínimo pode trazer a necessidade de um ajuste mais rápido, até porque o setor de serviços começou a demitir mais tarde”, disse Sales. O especialista lembrou que a atividade é intensiva em mão de obra e remunera muito próximo ao salário mínimo – por isso acaba sendo mais pressionada. “Isso pode levar também ao aumento da informalidade”, acrescentou.

    As motivações para demitir são várias, segundo Sales. Os empresários estão inseguros sobre o futuro da atividade, e a demanda insuficiente é um fator recorrente apontado. Neste mês, foram 39,4% das respostas, mas esse índice ultrapassou 50% nos transportes, em alojamento e alimentação. A dificuldade de acesso a crédito também está estrangulando as empresas, com 23,4%.

    “Não foi um ponto, é uma tendência negativa majoritária entre os segmentos. Isso traduz o grau de incerteza que a gente tem. Os empresários ficaram mais pessimistas”, disse Sales. Neste mês, a confiança de serviços caiu 0,7 ponto.

    4+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 14:35

    “10) Venda abaixo do valor de mercado
    Se o proprietário estiver precisando de dinheiro, realizar a venda com descontos de aproximadamente 10% ou 15% do valor médio dos imóveis da região pode acelerar a efetivação da comercialização do bem.”

    “http://www.jornalacidade.com.br/economia/NOT,2,2,1152907,Confira+dez+dicas+para+fazer+a+melhor+negociacao+do+seu+imovel.aspx”

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 14:36

    Edição do dia 29/02/2016
    29/02/2016 08h28 – Atualizado em 29/02/2016 08h28
    FGTS libera R$ 21,7 bilhões para financiamento da casa própria
    A maior parte vai para imóveis de até R$ 225 mil. Depois, até R$ 500 mil e por último, até R$ 750 mil. Ao todo, devem ser financiados 140 mil imóveis.

    3+
    • avatar
    • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 14:39

      “Ao todo, devem ser financiados 140 mil imóveis.”

      “http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2016/02/fgts-libera-r-217-bilhoes-para-financiamento-da-casa-propria.html”

      3+
      • avatar
      • Alemon Fritz 29 de fevereiro de 2016 at 16:06

        e 10 bilhoes do FGTS comprando CRIs de bancos, comprando credito podres

        3+
        • avatar
    • CA 29 de fevereiro de 2016 at 17:31

      Cajuzinha,

      Sobre o trecho:

      “A maior parte vai para imóveis de até R$ 225 mil. Depois, até R$ 500 mil e por último, até R$ 750 mil. Ao todo, devem ser financiados 140 mil imóveis.”

      O probleminha é que se olharmos para as ofertas, é exatamente o contrário do que consta acima quanto a distribuição dos preços, sem contar que o montante de 140 mil imóveis para o total do Brasil parece muito, mas vamos dar uma olhada no total de imóveis ofertados só no imovelweb e só para cidade de São Paulo e apartamentos:

      8.204 anúncios com preços até R$ 250.000
      64.574 anúncios com preços de R$ 250.001 a R$ 500.000
      47.971 anúncios com preços de R$ 500.001 a R$ 750.000

      e mais…

      114.990 anúncios com preços acima de R$ 750.000 !!!

      Total de anúncios de São Paulo, somente apartamentos e só no imovelweb: 235.811

      7+
      • avatar
      • avatar
      • CA 29 de fevereiro de 2016 at 17:43

        Cajuzinha,

        Veja na reportagem abaixo, como chegaram no número mágico de 140 mil imóveis:

        http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/02/fgts-aumenta-orcamento-em-r-217-bi-para-ampliar-credito-imobiliario.html

        “O conselho do FGTS considera, segundo Cerqueira, que a média do valor dos imóveis financiados será de R$ 155 mil.”

        É isto mesmo, se dividirmos os R$ 21,7 bilhões por 140.000 imóveis, teremos que o preço médio de cada um será R$ 155 mil.

        Esta é a famosa “conta de padaria” que fizeram para chegar nos 140.000 imóveis. NUNCA vai ser tanto, porque para começar, não se acha quase nada pelo preço de R$ 155 mil, imagine abaixo disto para fazer composição com imóveis de até R$ 750 mil e chegar nesta “brilhante” média que calcularam.

        Novamente quiseram colocar um número relevante, INVENTARAM um preço médio de imóvel que simplesmente quase não existe no Brasil e jogaram isto para ser publicado, como ninguém na imprensa tem espirito crítico para questionar, acaba sendo divulgado sem critério. Em outras palavras, é muito pior do que coloquei acima, o número de 140 mil imóveis é completamente FICTÍCIO!

        kkkkkk

        10+
        • avatar
        • avatar
  • leo_na_estrada 29 de fevereiro de 2016 at 14:40

    http://www.financista.com.br/noticias/calote-do-governo-pode-quebrar-bancos-em-2018-diz-fundador-do-antigo-btg

    “O Financista: Falando um pouco de investimentos pessoais: o que o senhor recomendaria?

    Fernandes: Dinheiro na mão é vendaval. Ou vai para o consumo, ou é levado pela inflação. Eu recomendaria que você fosse para ativos importantes: algum ativo imobiliário que, ao longo dos anos, vai ter seu valor corrigido; ou algumas boas empresas, bem geridas, que vão sobreviver a essa turbulência. Não são dezenas, mas há algumas em que se pode confiar.”

    os corvos deliram!

    6+
    • avatar
    • RicardoSP 29 de fevereiro de 2016 at 14:42

      Ele fala na entrevista para o bancos comprarem imóveis (!) para reerguer o sistema imobiliário (!!).

      De onde saiu essa praga?

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Crocs 29 de fevereiro de 2016 at 14:44

        Está com cara de entrevista “comprada pelo setor de imóveis”!

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • CA 29 de fevereiro de 2016 at 16:26

      …fundador do antigo BTG.

      Pesquisem sobre BTG, PDG, Governo, André Esteves, corrupção, lava-jato. A resposta está lá…

      Outro trecho do artigo “independente” acima, onde ele demonstra o desespero para tentar “reerguer” o segmento imobiliário A QUALQUER CUSTO:

      “O Financista: Teria que flexibilizar as regras?

      Fernandes: Sim. Deixar que cada um descubra uma defesa porque isso também ajuda a rearrumar a economia. Se o Bradesco e o Itaú pudessem comprar 10% de seu capital em ativos imobiliários, possivelmente, reergueriam o setor imobiliário.”

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • CA 29 de fevereiro de 2016 at 16:46

        Vou ajudar na pesquisa:

        Link: http://www.estadao.com.br/noticias/geral,pactual-vai-deixar-o-controle-da-pdg,490626

        Vale a pena ler a notícia acima para entender que os ex-Pactual/BTG foram os controladores da PDG, depois montaram a Vinci Partners. Vejam abaixo quem é a Vinci Partners na PDG:

        “O relacionamento dos executivos da Vinci com a PDG é de longa data. A PDG foi originada de fundo de private equity do Pactual. Alguns dos sócios desse fundo seriam, mais tarde, fundadores da Vinci.

        No lançamento inicial de ações (IPO) da PDG, um fundo gerido pelos ex-sócios da Pactual, entre eles Sayão, vendeu ações na oferta secundária.

        Esse fundo permaneceu no controle da PDG até 2010, quando vendeu participação, fazendo com que a PDG se tornasse a primeira “corporation”, ou seja, empresa sem dono do mercado imobiliário brasileiro.

        Grabowsky foi indicado ao cargo de presidente da PDG por executivos do Pactual. A indicação de Piani foi feita pela Vinci. Assim como Grabowsky, Piani tem perfil financeiro. Nesta semana, antes de o nome do novo presidente ser conhecido, comentava-se, no mercado, que o ideal para a PDG seria a escolha de profissional com perfil mais técnico que financeiro, pois o principal problema da empresa, hoje, é a entrega de unidades.”

        Link: http://ri.pdg.com.br/conteudo_pt.asp?idioma=0&conta=28&tipo=33974

        Trecho do link acima, sobre um dos integrantes atuais do Conselho de Administração da PDG:

        “José Guilherme Cruz Souza

        José Guilherme Cruz Souza, 44 anos, sócio e membro da equipe de Private Equity da Vinci Partners. Ingressou no Banco Pactual (hoje BTG Pactual) em 2005”

        Link: http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/1019/noticias/a-pdg-esta-sem-dono-e-sem-brilho

        Trecho do link acima:

        “Como a ideia não vingou, Wurman desistiu. No final de março, comunicou ao conselho que deixaria a empresa. Ele tem em mãos uma proposta de trabalho do banco de investimento BTG Pactual — o que gerou, entre seus novos inimigos, a versão de que a saída já estava acertada há tempos. ”

        Procurem por BTG neste link: http://www.goldmansachs.com/worldwide/brazil/areas-de-negocios/pwm/cri-pdg-btg.pdf

        Quando a queda via distratos absurdos já começava a aparecer, adivinhem quem indicava a compra dos papéis?

        http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/pdg-e-elevada-de-neutra-para-compra-pelo-btg-pactual

        Quem seguiu a recomendação deles…

        Notícia mais recente:

        http://www.infomoney.com.br/pdgrealty/noticia/3929922/pdg-opta-por-cautela-aumento-capital-com-vinci-partners-diz

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 29 de fevereiro de 2016 at 16:49

          Opa, faltou o link principal, onde tem o trecho mais longo que coloquei acima:

          http://www.plancorp.com.br/news/private/2239-vinci-poe-r-483-milhoes-na-pdg-e-lidera-comando.html

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • marcoselzteresopolis 1 de março de 2016 at 12:59

          Cara, nos EUA se o cara dá uma entrevista falando isso, sem esse disclosure bem claro no começo da matéria, a SEC vai com sede de sangue em cima do fígado dele, e isso se o Department of Justice não for também em cima dele e do jornal.
          Aqui a CVM finge que nem é com ela, e o procurador médio MPF nem conseguiria entender esse conceito.

          1+
    • marcoselzteresopolis 1 de março de 2016 at 12:56

      Esse cara deve estar comprado de PDG, Gafisa e outras merdas até o talo, fora os terrenos que ele está desesperado pra desovar e fazer caixa.

      0
  • leo_na_estrada 29 de fevereiro de 2016 at 14:50

    daqui a pouco o CA aparece pra comentar….

    2+
    • avatar
  • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 14:50

    “http://extra.globo.com/noticias/economia/venda-de-veiculos-novos-no-brasil-em-fevereiro-ate-dia-28-cai-26-sobre-um-ano-antes-diz-fonte-18773666.html”

    3+
    • avatar
    • avatar
    • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 14:52

      “http://www.investimentosenoticias.com.br/noticias/negocios/financiamento-de-veiculos-recua-13-3-em-2015-registra-anef”

      2+
      • avatar
  • Joaojr 29 de fevereiro de 2016 at 14:52

    O Itaú andou indicando, para o 2º semestre, cortes de 0,5 pontos na selic. Será que seria o hora de alocar mais nos pré?

    3+
    • avatar
    • Bruna 29 de fevereiro de 2016 at 16:17

      IPCA+ é o mais defensivo de todos, principalmente diante do “deixa rolar” do governo com a inflação… aí vai depender do teu objetivo e necessidade de retirada (emergencial ou programada).

      4+
      • avatar
  • Azufre 29 de fevereiro de 2016 at 14:58

    CVR

    Prima da chefe trabalhando como nunca… Fazendo distratos em uma destrutora até aonde a vista alcança!

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cervejeiro Bolhista e Opressor 29 de fevereiro de 2016 at 15:28

    Será?

    Calote do governo pode quebrar bancos em 2018, diz fundador do antigo Pactual

    http://www.financista.com.br/noticias/calote-do-governo-pode-quebrar-bancos-em-2018-diz-fundador-do-antigo-btg

    Cada notícia que leio vou ficando com medo.

    Estou partindo da iniciativa privada para o setor público, tudo devidamente calculado, mas essas notícias de quebra de banco, dívida pública, me deixam com receio de fazer “a passagem”.

    Alguém acredito em quebra de bancos como o Brodoska?

    2+
    • avatar
    • RicardoSP 29 de fevereiro de 2016 at 15:31

      Está difícil filtrar o que é alarmismo, e o que é previsão com base na realidade atual.

      Mais difícil ainda, está em traçar uma linha entre perder pouco/proteger/lucrar.

      6+
      • avatar
      • avatar
    • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 15:47

      Então, a dívida é de 2,7 trilhões e a petrobosta deve 500 bilhões de reais (acha que vão privatizar ou transferir para o Tesouro…), fora os acordos que ainda têm de ser feitos nos EUA com acionistas de lá.

      A dívida cresce a 16% ao ano. Não há superávit, de modo que o principal da dívida está aumentando.

      Logo…

      7+
      • avatar
      • avatar
      • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 15:50

        Fora a alavancagem da CEF…

        Fora que o PIB em queda livre, especialmente setores de construção civil e de automóveis…

        3+
        • avatar
        • avatar
    • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 17:29

      Se tiver um banco para quebrar eu digo o nome: Pactual!!!

      4+
      • avatar
  • markito 29 de fevereiro de 2016 at 15:29

    Mas as contas do governo não fecharam janeiro no azul depois de muito tempo? Mais 3 anos e quem sabe não começamos a andar para frente.

    2+
    • avatar
    • Just A Simple Bubble Man 29 de fevereiro de 2016 at 15:57

      Fecharam com ajuda de dinheiro extra de concessões. Não foi um resultado de alguma ação estruturante ou respiro da economia.
      É como se você vendesse seu freezer para passar esse mês? O que o governo vais vender nos próximos 36 meses?

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 15:52

    “Tesouro Direto representa só 1% da dívida do governo e risco de calote é baixo
    FABIOGALLO
    29 Fevereiro 2016 | 09:53
    Investidor deve se preocupar, no entanto, com o risco de mercado, que é a alteração de preços dos papéis em virtude da volatilidade dos juros”

    6+
    • avatar
    • avatar
    • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 15:59

      Não faz sentido o argumento.

      O governo vai calotearia 99% e preservaria 1%???

      Na verdade, teremos hiperinflação. Se a solução for calote da dívida interna, como teria dito o fundador do BTG (matéria acima), então TODOS serão caloteados. Quem tem direito em FUNDOS deve se preocupar porque nem o FGC cobre…

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Maresia 29 de fevereiro de 2016 at 16:06

    Semioff

    Boa tarde seus mão de vaca opressores!!!
    Tenho intenção de diversificar meus investimentos, aplicando na Bovespa em ações de empresas que pagam dividendos.
    E gostaria de ouvir a opinião de vocês.
    Tenho conta na rico pra td, mas não sei se é a melhor opção pra bovespa.
    Quais tem as melhores taxas?
    O valor que pretendo investir é bem baixo ( o que está ao meu alcance) nos proximos meses será algo entre 1k e 3k.
    Minha posição atual é 45% LCI, 45% TD ( Selic 3/5 e IPCA 2/5), 10% Obamas.
    Investir em ações não “faz meu perfil de investidor” mas sinto que é preciso arriscar.
    PNJ

    2+
    • avatar
    • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 17:37

      Eu tenho ações na Easynvest, R$ 30,00 por mês com 3 operações inclusas, estou pensando em migrar para a Mirae, que cobra R$ 10,00 por mês de corretagem, mais R$ 1,50 por ordem executada, também gosto de ações que pagam dividendos, mas a primeira coisa que olho é o livro da empresa, só compro ação ON com 100% de time alog, por isto não compro AmBev, que só tem 80%, ou seja, se houver venda da empresa, o minoritário toma ferro.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 17:38

        Livro não, lucro.

        3+
        • avatar
  • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 16:18

    Quem tem conta da Easyinvest deve ter recebido este email:

    “Prezado investidor,

    Segue comunicado importante do Fundo Garantidor de Créditos – FGC:

    Tendo em vista a aprovação do novo Estatuto do FGC pelo Conselho Monetário Nacional em 25/02/2016, o Fundo Garantidor esclarece aos investidores, clientes e depositantes da rede bancaria e ao público em geral que a cobertura de até R$ 250 mil por CPF/CNPJ por instituição financeira ou Conglomerado continua a valer para todas as pessoas físicas – sem exceção, e para pessoas jurídicas que não se enquadrem nas seguintes situações: instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil; de entidades de previdência complementar; de sociedades seguradoras; de sociedades de capitalização; de clubes de investimento e de fundos de investimento. Também não serão cobertos os créditos representados por cotas de fundos de investimento ou que representem quaisquer participações nas entidades antes referidas ou nos instrumentos financeiros de sua titularidade.

    Para mais informações acesse: http://www.fgc.org.br

    4+
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 17:39

      Gostei desta medida, os banquinhos terão que pagar mais pelo nosso dinheiro!!!

      3+
      • avatar
  • Lucas 29 de fevereiro de 2016 at 16:30

    Lucas 29 de fevereiro de 2016 at 16:29
    cortar não cortou
    apenas acabou o dinheiro e a imprensa caiu em cima das pedaladas, para tanto colocaram o levy pra dar mais credibilidade
    o que não impede de lá na frente o governo liberar montantes de crédito e dinheiro no mesmo montante anterior ou até maior.

    Que é o que vai acontecer, vão liberar tudo o que puderem
    DANE-SE o país
    o importante é salvar a imagem do PT

    10+
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 29 de fevereiro de 2016 at 16:30

      pro CA

      4+
      • avatar
      • CA 29 de fevereiro de 2016 at 17:48

        Lucas,

        Falei e utilizei o termo “meia-boca”, “insuficiente”, etc., não disse que fariam o que deve ser feito nem as motivações pelas quais fariam, ao contrário, deixei claro que seria uma sequência de ações ERRÁTICAS e sem efetividade, mas que “ganhariam tempo” neste processo, este foi o ponto.

        4+
        • avatar
    • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 16:33

      Concordo.

      Não acho que o PT tenha qualquer preocupação com o país. Eu acho que, nesse momento, eles estão desesperadamente ocupados e preocupados em salvar suas peles. Está naquele momento em que um bandido desconfia do outro e ninguém confia mais em ninguém dentro da quadrilha.

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • RicardoSP 29 de fevereiro de 2016 at 16:37

        Trocar o Ministro da Justiça é a última cartada desesperada. Como não há mais saída por provas, ou mela a Lava Jato ou acabou.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Lucas 29 de fevereiro de 2016 at 16:50

          troca ro diretor da policia
          trocar os juízes

          é um longo caminho até o inferno

          6+
          • avatar
          • avatar
          • RicardoSP 29 de fevereiro de 2016 at 16:58

            Qualquer movimentação mais drástica seria muito mal vista na opinião pública. Apesar de eu achar que eles [email protected] pra ela…

            4+
            • avatar
            • avatar
    • Leonardo M. 29 de fevereiro de 2016 at 16:37

      Sim ai em 2020 estoura a bolha dentro da bolha e só vamos ter recuperação em 2030… Não será 1 década perdida, serão 2 décadas perdidas se continuar assim.

      9+
      • avatar
      • avatar
  • Leonardo M. 29 de fevereiro de 2016 at 16:36

    Mais uma trollagem para os brick livres

    Cabloco de SC vendendo uma casa de “João de barro” literalmente por R$70 mil em Palhoça SC
    *http://sc.olx.com.br/florianopolis-e-regiao/imoveis/casa-em-palhoca-164209188

    Mandei uma proposta de R$7mil avista ou um carro usado 1.0 completo ano 98 + 1500 no dinheiro

    Eles disse
    “Fasso 50mil no dinheiro”

    Sorri e ascenei só para trollar…amanha mando uma contra proposta de R$19 mil no dinheiro e depois dou um chá de sumiço kkkkk

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Mente do Mal 29 de fevereiro de 2016 at 19:02

      É a casa dos 3 porquinhos. Se soprar, cai.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • homelessbubbles 29 de fevereiro de 2016 at 19:59

      Ofereci um croissfoquis 2010. Vai que ele é 666? kkkk

      2+
      • avatar
      • Leonardo M. 29 de fevereiro de 2016 at 20:07

        Você viu a qualidade da casa?
        Não vale nem um fusca veio, quanto mais um crossfox.

        2+
        • avatar
        • Boruto 29 de fevereiro de 2016 at 21:00

          Se duvidar é em área invadida perto de morro com risco de deslizamento de terra. Pagaria um croissant e era pra ele ficar feliz.

          2+
          • avatar
          • avatar
  • Krusty 29 de fevereiro de 2016 at 16:37

    Santander me mandou uma cartinha informando que acabou o desconto do meu pacote de serviços e que vão me cobrar 42 mirréis por mês

    Liguei e mandei mudar pra pacote essencial, só o básico do básico sem pagar nada. 😐

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • edson 29 de fevereiro de 2016 at 16:55

      migra pro digital, vale mais a pena, saques ilimitados, teds ilimitadas, etc, tudo gratis

      3+
      • avatar
      • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 17:08

        O digital tem serviço de câmbio via internet?

        3+
        • avatar
        • Bolha BOSS 29 de fevereiro de 2016 at 17:18

          Pelo BB tem

          3+
          • avatar
          • DRN 29 de fevereiro de 2016 at 17:44

            Valeu a dica, BOLHA. Vou pedir para a gerente habilitar a opção na minha conta BB.

            2+
            • avatar
          • edson 29 de fevereiro de 2016 at 19:29

            Todos os serviços

            2+
            • avatar
  • zedabolha 29 de fevereiro de 2016 at 16:42

    oi feras …
    Estou voltando, depois de umas longas férias daqui, meio como gato que cai da janela do alto do edifício, não morre, mas fica meio tonto.

    4+
    • avatar
    • avatar
  • zedabolha 29 de fevereiro de 2016 at 16:49

    Pra começar a ficar enturmado, dou uma passada la no Fipe Zap e vejo que tudo continua como antes, no quartel dos almirantes. Variação de +258,1% de 2008 a 2016 jan/16, Com queda de 0,3%. Esses caras pensam que a gente é lesma? Essa bagaça vai quebrar quando. Meu amigo corvo, insiste com os proprietarios, tentar convence-los a baixar o preço, senão, vai encalhar. E os barões nem ligam. O que fazer?

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 29 de fevereiro de 2016 at 17:52

      zedabolha,

      Lembre-se, você pediu uma opinião…

      O que fazer?

      1) Não ter amigo corvo;

      2) Se não quiser executar 1, sugira a ele mudar de profissão.

      Motivo: em uma explosão de bolha imobiliária, mesmo com reduções sensíveis nos preços as vendas não param de cair, aliás, depois que muitos já percebem que a queda de preços é real, a tendência é de piora nesta situação, pois daí que as pessoas passam a adiar cada vez mais a compra a espera de novas reduções e a crise na economia vai se agravando conforme o tempo vai passando, o que faz com que as distorções entre oferta e procura fiquem cada vez mais SURREAIS. Este efeito manada que mencionei é o que o segmento imobiliário tenta evitar ao máximo, mas não conseguem, é uma consequência natural de toda explosão de bolha.

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Pao de queijo com cafe 29 de fevereiro de 2016 at 17:47

    Será que a coisa vai ???????

    1+
    • avatar
  • CA 29 de fevereiro de 2016 at 17:52

    Não vai!

    1+
    • avatar
  • Scaravelhoo 29 de fevereiro de 2016 at 18:02

    OFF

    Meus caros bolhistas, qual a opinião de vocês sobre seguro de vida?
    Sei que não podemos considerar como investimento. Estou com um amigo consultor da Prudential doido no meu pé. Não tenho filhos ainda. Estou com 36 anos. Somos só eu e minha mulher por enquanto. Ainda não tenho filhos. Estou na duvida se ainda é cedo para ter um plano destes.

    1+
    • avatar
    • Money_Addicted 29 de fevereiro de 2016 at 18:11

      seguro de vida acho interessante qdo vc tiver filhos, ou vc quer q sua esposa seja uma viuva rica 🙂

      7+
      • avatar
      • avatar
    • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 18:22

      E um coRvo querendo milho, sem tiver interesse no produto, faça em um site sem coRvo, se não manda este coRvo pastar.

      1+
      • avatar
    • O Bancário 29 de fevereiro de 2016 at 18:48

      Eu tenho da Prudential.
      Recomendo a todos que tiverem condições de pagar “ad eternum”.

      3+
      • avatar
  • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 18:35

    Caros bolhistas,

    Sei que a crise tá complicada, mas os jornalistas estão apelando e sitezinhos dizendo que bancos vão quebrar já é exagero, o termômetro que eu uso é a bolsa de valores que tá rendando os 40 mil pontos, as ação dos 3 maiores bancos seguindo bem, o mercado financeiro que sempre espelha o futuro está mais otimistas que os jornalistas, que estão desesperados para vender jornais, inclusive o Estadão tá a venda, só falta comprador. Estes sites financiados pelo BTG Pactal sugerindo compra de imóveis.

    O país não tá bem, mas uma hora a crise passa, não sei quando, mas quando tiver uma luz no fim do túnel, a bolsa dispara.

    Se estes jornalistas soubessem muito, não seriam jornalistas e sim milionário.

    Segundo Luíz Barsi, só aceite opinião de quem realmente é um vencedor na bolsa.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 29 de fevereiro de 2016 at 19:09

      JJJ_brasilia,

      Bem colocado.

      Para quem não sabe a relação do BTG Pactual com o segmento imobiliário e o porque de um dos ex-fundadores do BTG pactual falar sobre risco de bancos quebrarem e que era melhor investir em imóveis, segue abaixo:

      http://www.plancorp.com.br/news/private/2239-vinci-poe-r-483-milhoes-na-pdg-e-lidera-comando.html

      Trechos do link acima, atenção para o último parágrafo:

      “A Vinci Partners entrou no processo de capitalização da PDG Realty e tornou-se uma das duas maiores acionistas da companhia. O aumento de capital foi de R$ 796 milhões, sendo R$ 483 milhões a parcela da Vinci, que subscreveu 60,73% dos bônus emitidos. Com a entrada da Vinci na capitalização, Carlos Augusto Leone Piani, executivo da gestora de recursos, será o novo presidente da PDG, em substituição a Zeca Grabowsky, que renunciou.

      Embora a capitalização proposta pela Vinci tenha sido considerada sinal de confiança na PDG, ainda não está claro, para o mercado, o quanto a entrada da gestora de recursos como acionista relevante vai significar, no curto prazo, mudança na estratégia da condução da companhia.
      A Vinci já participava da gestão da PDG por meio de dois representantes do conselho de administração – Gilberto Sayão da Silva e Alessandro Monteiro Morgado Horta. Justamente por isso, há quem diga que as alterações não deverão ser expressivas.

      O relacionamento dos executivos da Vinci com a PDG é de longa data. A PDG foi originada de fundo de private equity do Pactual. Alguns dos sócios desse fundo seriam, mais tarde, fundadores da Vinci.”

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Pao de queijo com cafe 29 de fevereiro de 2016 at 19:52

        CA de novo matando a pau.
        eu não sabia dessas coisas.
        Bem que achei estranho o papo do cara…………..

        7+
        • avatar
        • avatar
      • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 19:58

        CA,

        Pegue o caso da Banco do Brasil, já passou pela crise de 1929, 2 guerras mundiais, 2 crises do petróleo, confisco do Collor, crise das Nasdaq, crise de 2008 (que no meu modesto entendimento, ainda não está superda) e continua aí.

        Sobre o BTG, eles tem interesse no setor imobiliário, sugerindo que o Bradesco e o Itaú entrem no mercado imobiliário comprando imóvel, o BTG tá desesperado, pois participa da Bolha umbilicalmente. Será que os bancoes privados vão querer virar coRvos, isto é uma sugestão de abraço dos afogados.

        6+
        • avatar
        • avatar
  • O Bancário 29 de fevereiro de 2016 at 18:47

    CVR

    Neste final de semana eu estava lá pelos lados de onde o Wolf mora. A bolha nessa região está bem forte!
    Um senhor me contando de seu imóvel, que comprou num morro qualquer de Guaramirim por 24k mas que agora vale 200k.
    O lugar é tão íngrime que é difícil até de estacionar o carro.

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • CA 29 de fevereiro de 2016 at 18:48

    Sobre uma notícia que a Cajuzinha colocou e que ficou bem para cima:

    O FGTS liberou aqueles R$ 21,7 bi previstos para o crédito imobiliário. Em uma das notícias a este respeito, falam sobre 140 mil imóveis que seriam financiados com esta verba, com preço MÉDIO de R$ 155 mil (quer dizer que deveríamos ter uma parte abaixo disto). A maior parte seria para imóveis até R$ 225 mil, seguido por limite de R$ 500 mil e por fim, R$ 750 mil.

    Seguem os links abaixo:

    http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2016/02/fgts-libera-r-217-bilhoes-para-financiamento-da-casa-propria.html

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/02/fgts-aumenta-orcamento-em-r-217-bi-para-ampliar-credito-imobiliario.html

    Vou repassar uns levantamentos que fiz acima, de forma consolidada e complementando os dados:

    1) Sangria da verba SBPE (poupança) acumulada em 2016, até o dia 23/fev: R$ 18 bilhões. Isto significa que este adicional do FGTS deve cobrir o rombo de financiamentos aprovados e não liberados por falta de verbas do SBPE de janeiro e fevereiro, mais o que já tinha faltado de verba do próprio FGTS pró-cotista e talvez pegando o mês de março. Se tiverem sorte, este dinheiro dura mais alguns meses para cobrir o passado e mais um pouco do rombo futuro do SBPE. De qualquer forma, verba para muito menos financiamentos imobiliários em 2016 do que tinham em 2015, pois a sangria do SBPE em 2015 foi de R$ 50 bilhões e agora só em janeiro e fevereiro a sangria acumulada está em quase R$ 18 bilhões. No ano passado tivemos R$ 10 bi do FGTS, dobraram a meta neste ano, mas mesmo assim a meta de sangria da poupança também dobrou, logo o dinheiro disponível para financiamento imobiliário será muito menor, de qualquer forma (a falta de oferta de crédito imobiliário também vai dobrar);

    2) 140 mil imóveis com preço médio de R$ 155 mil??? Em que Brasil vive este pessoal??? Pesquisa na Imovelweb para cidade de São Paulo e apartamentos, imóveis com preço anunciado de até R$ 155 mil = 788 imóveis !!! Total da oferta em São Paulo só neste site e só para apartamentos: 235.811 imóveis. A oferta de imóveis de até R$ 155 mil é de 0,33% do total de imóveis ofertados, como fizeram esta conta de preço médio? Com certeza, foi uma “conta de chegada”, ou seja, pensaram que 140 mil imóveis era um número “bonito” para ser divulgado e dividiram a verba total por 140 mil para chegar no “preço médio”, nem se preocuparam se faria algum sentido ou não…;

    3) A maior parte do financiamento para imóveis de até R$ 225 mil, depois até R$ 500 mil e por fim até R$ 750 mil. Vejamos como é a oferta de imóveis na cidade de São Paulo, novamente no site imovelweb e só para apartamentos:

    8.204 anúncios com preços até R$ 250.000
    64.574 anúncios com preços de R$ 250.001 a R$ 500.000
    47.971 anúncios com preços de R$ 500.001 a R$ 750.000

    e mais…

    114.990 anúncios com preços anunciados acima de R$ 750.000 !!!

    4) Como se não bastassem todas as incompatibilidades que constam acima, o fato é que as construtoras de qualquer forma terão que reduzir ainda mais os seus lançamentos, algo que já vem acontecendo desde 2012, ou seja, o aumento do desemprego na construção civil leve é inevitável, esta verba adicional, ao contrário do que o Governo diz, não irá ajudar em nada na redução de demissões na construção civil. Em parte porque estas ações não mitigam em nada o problema com imóveis comerciais, em parte porque estas ações também não serão o suficiente para conter o aumento de distratos neste ano, primeiro porque os imóveis que chegarão para o financiamento continuarão completamente fora do “planejado” para esta verba do FGTS quanto aos limites de preços, segundo porque o volume de imóveis para investidores será recorde porque nos lançamentos em 2013 a SELIC estava muito baixa e a especulação imobiliária foi extrema, terceiro porque a crise vai se agravar muito em 2016 e com isto teremos cada vez menos compradores habilitados. Considerar ainda que quanto mais “esperança” infundada o governo dá com ações deste tipo, mais os vendedores vão ser resistentes em baixarem os preços e automaticamente, menos vendas ainda, os lançamentos se reduzem ainda mais e o desemprego neste segmento dispara mais ainda!

    Somando tudo que consta acima, mais uma vez o governo tenta “amortizar” os impactos da explosão da bolha imobiliária, mas novamente suas ações serão claramente ERRADAS, tendo o efeito CONTRÁRIO ao esperado como explicado no item 4 acima, ou seja, um grande DESPERDÍCIO dos recursos do FGTS que estão cada vez mais sendo colocados em risco, de forma absurdamente IRRESPONSÁVEL e sem ninguém na MÍDIA para perceber isto e divulgar, o que estimula o governo a persistir no erro…

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • carioca_real 29 de fevereiro de 2016 at 20:28

      Não creio que haja o interesse CA. Para colocar nestes termos teriam que entubar uma redução de, sendo muito legal com eles, 60% do valor anunciado.
      isso vai acontecer, mas para que acelerar o efeito manada quando podemos tentar simular um softlanding arrastando trouxas e assegunando mais alguma verba de anunciantes, sem contar as matérias pagas que devem render um bom dinheiro para a imprensa.
      Não sei se vc tem acesso, mas o caderno Morar Bem do Globo é um excelente exemplo. Patrocinado pelo Secovi/RJ deixa o FINGE ZAP parecendo a biblia de tanta cretinice ali contida.

      4+
      • avatar
  • Mente do Mal 29 de fevereiro de 2016 at 18:56

    Off – Quer pagar quanto? De juros, claro!
    “http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/02/29/assessoria-site-e-agencias-do-bb-se-contradizem-sobre-custo-de-cartoes.htm”

    5+
    • avatar
  • Dutra 29 de fevereiro de 2016 at 19:26

    CVR
    Como são muitos vou por tópicos.
    1) 800 cabeças (terceirizados) devem perde o emprego na Samarco no ES.
    2) Cheguei agora do supermercado, estava cheio, porém praticamente quase nenhum carrinho cheio, pessoas comprando pouco.
    3) Eu fui a um restaurante especializado em peixes no sábado, sempre estava cheio, mas nesse final de semana bem vazio.
    4) Praça em um dos bairros mais nobre da minha cidade foram tomadas por mendigos.

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Pao de queijo com cafe 29 de fevereiro de 2016 at 19:54

    Vai?

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Crocs 29 de fevereiro de 2016 at 19:56

      Vai dar ruim…

      4+
      • avatar
      • avatar
    • Azufre 29 de fevereiro de 2016 at 21:58

      Foi-se

      1+
  • claudio 29 de fevereiro de 2016 at 20:06

    ”””””’http://noticias.r7.com/sao-paulo/zoneamento-aprovado-em-sp-so-beneficia-construtoras-diz-especialista-27022016

    2+
    • avatar
  • carioca_real 29 de fevereiro de 2016 at 20:20

    99% tranquilo. Mas aquele 1%….

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 21:03

    “15 – Atualizado em 29/02/2016 21h01
    Crise econômica aumenta oferta de imóveis e diminui aluguel no Recife
    Com muitos imóveis para alugar, os preços caíram 20% nas imobiliárias.
    Para manter o imóvel ocupado, locador tem que oferecer boas condições”

    3+
    • avatar
    • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 21:06

      ” “Diante das dificuldades com a crise, muitos estão indo morar com os pais ou indo para o interior. Por isso, investidores que compraram imóveis imaginando realizar um lucro na revenda destes não estão conseguindo e partem para alugá-los e ofertá-los no mercado”, ressalta Luciano Novaes, presidente do Secovi.
      Em uma imobiliária na Zona Sul do Recife, existem 108 apartamentos disponíveis. Porém, há dois anos, essa média era 25. Com muitos imóveis para alugar, os preços caíram 20%. Um apartamento de dois ou três quartos, dependendo da localização e do estado de conservação, varia de R$ 1,2 mil a R$ 2 mil. Se o imóvel tiver quatro quartos, o valor médio fica entre R$ 2,5 mil e R$ 10 mil.
      Para manter o imóvel ocupado, o locador tem que oferecer boas condições, pois o inquilino está com maior poder de negociação. “Os contratos de 30 meses residenciais que estão vencendo agora atingiram na época o pico de valor. Hoje, na negociação os inquilinos estão conseguindo baixar os valores”, afirma o corretor de imóveis Ricardo Camelo.”

      2+
      • avatar
      • JJJ_brasilia 29 de fevereiro de 2016 at 22:22

        E a cidade da copa em Pernambuco, como ficou?

        1+
        • avatar
  • windville 29 de fevereiro de 2016 at 21:08

    Uma síntese da crise aqui na região:
    “— A crise brasileira é econômica e política; e vem se ampliando. Se há luz no fim do túnel? Não sabemos nem onde está o túnel!”
    Fonte: “http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/geral/joinville/noticia/2016/02/claudio-loetz-fiesc-vai-apresentar-estudo-completo-sobre-a-br-280-4985829.html”

    2+
    • avatar
  • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 21:17

    “http://m.oglobo.globo.com/economia/gm-quer-demitir-mais-15-mil-metalurgicos-em-sao-caetano-18776900”

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 29 de fevereiro de 2016 at 21:18

    “http://m.oglobo.globo.com/economia/pib-do-brasil-deve-voltar-niveis-pre-recessao-so-em-2019-diz-reuters-18775528”

    4+
    • avatar
  • rocky 29 de fevereiro de 2016 at 22:29

    OFF
    Palestra do Samy Dana sobre economia e neuroeconomia.
    https://www.youtube.com/watch?v=TIyz0EnD-XQ

    3+
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 1 de março de 2016 at 01:17

      Obrigado Rocky,

      Assisti, muito legal!!!

      0
  • Cajuzinha 1 de março de 2016 at 05:46

    “No acumulado de janeiro a novembro de 2015, dado mais recente da instituição, foram comercializados 17.283 imóveis novos na capital paulista, recuo de 5,7% em comparação com igual intervalo do ano anterior. Além disso, é o pior resultado para o período desde 2004. O balanço fechado de 2015 será divulgado no próximo dia 9 de março.

    Em seu discurso, Amary reconheceu o desafio e disse que sua atuação será focada no campo político. Segundo ele, a recuperação da economia passa por soluções políticas. “E o nosso mercado depende disso”, afirmou. Ele destacou que o Secovi “lutará” para que o programa habitacional Minha Casa Minha Vida seja preservado. Ao mesmo tempo, reconheceu as dificuldades do atual cenário político e econômico.”

    1+
  • Cajuzinha 1 de março de 2016 at 05:49

    “Encolhimento do crédito ganha velocidade
    01/03/2016 | 02h55 0

    Janeiro marcou um tombo nas concessões de crédito, em especial para as empresas, segundo o Banco Central. Tão intenso foi o recuo do crédito que também diminuiu o saldo total das operações, acrescido no dia a dia pelos juros contratados no momento das concessões. Os números são indicativos do aprofundamento da recessão econômica, fenômeno já constatado no último trimestre de 2015 e que se acentua em 2016.”

    2+
  • Neco 1 de março de 2016 at 08:04

    Bom dia…..

    Sobre o tópico: Muita calma nesta hora. Não vai acontecer grandes movimentos bruscos. A coisa vai se acomodando calmamente. O governo vai mudar. E aos poucos o novo governo vai zerar o deficit, e começar a diminuir a inflação, pode ser que ainda suba um pouco antes de começar a cair.
    O dólar não dispara, fica nesta casa de 3,8 a 4,10. Quando trocar o governo ele pode cair mais, voltar a 3 e alguma coisa. O Brasil ainda produz muito alimento, e no mundo sempre tem quem tem fome.

    Porem isso não significa que pequenos bancos aguentem.

    Ano passado falei mais de uma vez aqui, que quem tem oportunidade de sair deve sair do país. Pois vai ser um longo caminho até a segurança, saúde, e as outras coisas começarem a voltar aos eixos.
    No domingo, por exemplo, ouve um arrastão na beira mar de Fortaleza promovido por uns 50 motoqueiros armados. Isso nunca aconteceu antes nesta escala, como foram e se deram bem, a qualquer momento podem voltar. Não recomendo a ninguém vir passear aqui.

    CVR – ontem fui pagar a escola do filho, 170 dirmas, interior, escola boa, mas simples, a secretária apanha uma pasta e sai foleando na minha frente, procurando a turma do meu filho. Quando paga eles pedem pra assinar a ultima coluna, controles no papel mesmo, Não pude deixar de notar que nenhuma turma tinha sequer 5 nomes assinados, muitas tinham 2 ou 3. Ontem era o último dia pra pagar no preço normal. Ou seja a coisa esta muito complicada, mas não deve explodir.

    Diversificar um pouco, não colocar todos os ovos na mesma cesta é fundamental.

    9+
    • avatar
    • avatar
  • Libertario 1 de março de 2016 at 08:07

    Bolherengo

    Não foi exatamente isso o que eu disse, mas tudo bem. Já vi que a intenção é desqualificar a minha opinião. Tenho medo que esse blog se transforme numa seita, onde qualquer opinião contrária seja bombardeada indiscriminadamente.

    E outra coisa: Se rir de alguém fosse sinal de superioridade, a hiena seria a rainha da selva.

    1+

    Se não foi isso que voce disse, me perdoe, mas foi isso que entendi.

    E realmente me pareceu muito engraçado, pois não faz o menor sentido.

    Mas ainda tens possibilidade ee explicar.

    4+
  • eam 1 de março de 2016 at 08:39

    Governuchu quer usar imóveis para capitalizar um fundo que servirá como garantia em financiamentos de infra:

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/03/1744835-imoveis-vao-capitalizar-infraestrutura-diz-secretario-da-fazenda.shtml

    Perae, deixe-me ver se entendi direito: os espertões que tiveram esta brilhante ideia, justamente neste momento da economia e do mercado imobolhiário (será q eles assistem o JN???), acham que vão mesmo conseguir idiotas que aceitem imóveis da viúva (sem uso!!!) como garantia em projetos de risco??? É isso mesmo, produção?

    1+
    • Annoying Brick in The Wall 1 de março de 2016 at 08:50

      Pode isso Arnaldo, ou seria subprime criativo?!?!?!?!?!?

      1+
      • CA 1 de março de 2016 at 09:41

        Annoying Brick in The Wall,

        É, lembra um subprime criativo, mas focado em infraestrutura.

        Uma maneira de inventar uma “garantia” fantasma para investimentos de infraestrutura, sendo que com esta garantia, as empresas de construção civil pesada poderiam ter acesso mais fácil e barato ao crédito para realizar as obras em infraestrutura. Óbvio que como estas garantias estão SUPER-AVALIADAS em virtude da bolha imobiliária, na prática são absolutamente furadas e se forem utilizadas, os bancos terão prejuízo muito elevado. Será que os bancos, que internamente sabem muito bem da bolha imobiliária, embora neguem perante o público, cairiam num golpe destes?

        O “interessante” é que toda semana o governo inventa alguma ação para socorrer a construção civil, na semana passada aumentaram de novo o montante do FGTS para ser usado no crédito imobiliário, nesta semana inventaram esta garantia adicional para obras de infraestrutura.

        Na verdade a relação entre o governo e o segmento da construção civil já se tornou, há muito tempo, uma paixão doentia. Um tem que fazer tudo que pode pelo outro, às vezes de forma assassina, matando a economia e a sociedade como um todo.

        Basta ver o quanto de consumo de outros setores foi destruído pelo super endividamento do crédito imobiliário (TRIPLICOU em relação à renda das famílias de 2010 a 2015, enquanto no mesmo período outros endividamentos e PIB consumo caíram, com inadimplência disparando), o quanto os super-estoques das construtoras em virtude do golpe das vendas FALSAS na planta cresceram em proporção à vendas desde 2012 e com isto, levaram a quedas sensíveis nos lançamentos e consequentemente nos empregos da construção civil, o quanto a subida estratosférica da margem de lucro do aluguel comercial (TRIPLICOU de 2007 a 2011) levou de empresas de pequeno porte à falência por não conseguirem pagar o aluguel, ou o quanto colaborou com o repasse deste aumento abusivo para preços de produtos e serviços (=inflação), o quanto o MCMV gerou de corrupção institucionalizada (mais de 300 processos em todo o país), o quanto o preço dos imóveis se tornou INACESSÍVEL para famílias e as escravizou em financiamentos elevados por 30 anos, pagando preços MUITO maiores do que aqueles imóveis valem e pior, para imóveis com pior qualidade, sem contar os benefícios desproporcionais adquiridos por empresas de construção civil pesada via BNDES em obras de outros países que sequer se refletiram em qualquer ganho para o Brasil (tudo dinheiro desviado para o Exterior), dentre uma infinidade de prejuízos que são resultados deste relacionamento espúrio e um outro volume de prejuízos relevantes que ainda está para se concretizar (disparada na inadimplência do crédito imobiliário, quedas mais acentuadas e visíveis de preços de imóveis, mais e mais famílias que deverão perder suas moradias, além daquele grande volume que já perdeu – em 2015 retomada de imóveis por bancos DOBROU, etc., etc., etc…).

        O mais curioso de tudo é ver o nível de omissão da imprensa brasileira frente a um volume sem precedentes de evidências de que este relacionamento é totalmente destrutivo para economia e sociedade e pior, muitas vezes a imprensa ainda defende porque estas ações seriam para “preservar” empregos, o que não é verdade e já foi mais do que comprovado pelos fatos e dados dos últimos anos…

        4+
        • avatar
  • Cajuzinha 1 de março de 2016 at 09:02

    “01/03/2016 07h42 – Atualizado em 01/03/2016 07h48
    Comércio paulista fecha 2015 com queda de quase 6%
    Recuo foi puxado pela queda da renda e aumento do desemprego.
    Maiores baixas partiram das concessionárias e das lojas de departamento.”

    2+
  • BolhistaBR 1 de março de 2016 at 09:51

    Na hipótese de o governo imprimir mais moeda pra dar o “calote branco” causando inflação nas alturas…
    Já citaram aí que a melhor coisa seria comprar dólar, ouro.. etc…
    Mas tô pensando aqui como ficariam as NTN-Bs Princ., que garantem juros reais.
    Mesmo com a moeda perdendo muito valor e 95% da população ferrada, quem tivesse um título desse vencendo teria um poder de comprar maior que os demais, podendo aproveitar boas oportunidades, já que seria um dos poucos com money da mão.
    Viajei? 😉

    0