Mercado imobiliário esfria e preços de venda caem até 25% – Correio do Estado

Você pode gostar...

Comments
  • edson 22 de fevereiro de 2016 at 10:13

    E olha que nem inverno ainda é…

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 22 de fevereiro de 2016 at 13:22

      os corvos ainda nem usaram o Zika, as olimPiadas, chuvas, queda do petroleo como desculpa… um de cada vez pra explicar a queda… vai vendo

      por enquanto é crise, carnaval e férias, mudança das regras…..

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • carioca_real 22 de fevereiro de 2016 at 10:18

    Hoje tem um artigo bem legal do Luiz carlos Mendonça de Barros no Valor falando de Bolha.
    http://www.valor.com.br/opiniao/4447158/ruptura-de-uma-bolha-de-crescimento

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 10:41

    Acho que vale repetir:

    “http://blogs.correiobraziliense.com.br/vicente/dilma-deixara-heranca-maldita-para-sucessor/”

    0
    ReplyLinkQuote

    Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 10:18
    “Em 2017, esperamos que o Brasil atinja o fundo do poço, sem variação positiva. É o pior período para a economia na nossa história. Só rivaliza com a crise de 1929. Não havia ainda o cálculo do PIB, mas há estimativas de dois anos de recessão ali. No Brasil contemporâneo, urbanizado, é uma coisa inédita.”

    “Hoje, parece que a inflação se tornou um objetivo menor, ou adiado, mais uma vez, para 2017. Quer dizer: quando você chega perto da meta, você não dobra a meta (risos), mas adia.”

    “Há riscos de disparada da inflação?
    Não, porque não existe combustível para a inflação disparar, não tem demanda. O problema é que ela pode se transformar em um processo crônico mais profundo, porque temos mecanismos de indexação ainda fortes no Brasil. E é um efeito cumulativo. Uma coisa é perder 8% de seus rendimentos em um ano. Outra coisa é isso em dois anos, três anos. A demanda por indexação aumenta. E fica difícil se opor. O custo para desinflacionar fica mais elevado. A inflação está em um nível relativamente alto.”

    9+
    • avatar
    • avatar
    • Zizu 22 de fevereiro de 2016 at 13:02

      Basta imprimir moeda para “tentar” pagar a dívida pública que a inflação irá aumentar e muito

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 22 de fevereiro de 2016 at 13:37

      Na Venezuela mesmo sem demanda tem inflação.
      Por exemplo, cai o consumo de energia elétrica em 20%, a distribuidora de energia tem custos fixos, por exemplo com os funcionários e variáveis, com o gerador de energia. Cai o custo para aquisição de energia do gerador, mas os custos fixos continuam iguais, o que provoca um déficit. Para cobrir este déficit é necessário aumentar a tarifa, que gera inflação.

      14+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Pepper 22 de fevereiro de 2016 at 17:29

      Essa desculpa de que “sem demanda não há inflação” é ridícula.

      Quando esses caras vão entender que a Alta Demanda e dos Preços é consequência do Aumento de Meio Circulante sem Aumento de Produtividade?

      O Século XIX teve o maior aumento de Demanda na História do Mundo Desenvolvido e mesmo assim não houve Inflação, foi um século Deflacionário..

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Conde Marcos 22 de fevereiro de 2016 at 10:42

    Caia mais.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 22 de fevereiro de 2016 at 10:50

    Sem dinheiro, CEF fecha linha pró-cotista.
    A linha de crédito habitacional Pró-Cotista da Caixa Econômica Federal, muito utilizada desde que o banco endureceu as condições de empréstimo no ano passado, está suspensa. Quem hoje vai à instituição atrás de recursos da casa própria é direcionado para opções com mais restrições e juros elevados que resultam em entrada e prestações mais salgadas.

    A superintendência regional da instituição confirmou a A Tribuna que os recursos da Pró-Cotista acabaram e que, por isso, as contratações por essa linha não mais ocorrem.

    A suspensão pegou de surpresa solicitantes que estavam com toda a papelada em andamento, cujo próximo passo era apenas assinar o contrato de financiamento.

    Este é o caso dos jornalistas Maria Fenz e Cláudio Vítor, que chegaram a ter o crédito aprovado pelo Siopi, um sistema eletrônico de acompanhamento, negado logo depois, quando já aguardavam agendamento de data para assinar o contrato, segundo o casal.

    Eles solicitaram R$ 207 mil da Pró-Cotista para comprar um imóvel de R$ 260 mil. Portanto, pagariam um pouco mais de R$ 52 mil de entrada. Sem a Pró-Cotista, o simulador do site da Caixa, a melhor opção agora disponível (linha SBPE) aponta entrada de R$ 130 mil, uma alta de 150%.

    Conforme A Tribuna publicou em 15 de novembro, a Caixa obteve verba extra de R$ 145 milhões para as linhas Pró-Cotista, Carta de Crédito FGTS e Minha Casa Minha Vida na Baixada Santista e Vale do Ribeira. O valor, entretanto, se revelou insuficiente, mostrando que a fase áurea do crédito abundante acabou.

    A Pró-Cotista era vantajosa para trabalhadores de Santos, onde os imóveis são mais caros e os com preços acessíveis são os usados.

    O financiamento habitacional tocado pelo governo é abastecido com recursos do FGTS e da poupança, fontes que começaram a escassear no ano passado. As demissões aceleraram a concessão do seguro-desemprego e a liberação das rescisões, custeadas pelo FGTS. A caderneta, por sua vez, sofre saques porque rende menos que outras aplicações.

    Frente a isso, a Caixa elevou taxas de juros e reduziu a cobertura do empréstimo em relação ao valor total do imóvel.

    A cobertura da SBPE (recursos da poupança), que tem exigências mais brandas do que a Carta FGTS, caiu para 50% do valor do imóvel (a do FGTS manteve-se em 90%). Quem utiliza o SBPE geralmente não atende aos requisitos da Carta FGTS, cujo imóvel financiado não pode passar de R$ 170 mil ou R$ 215 mil conforme a cidade da região (veja quadro).

    A solução dentro da Caixa foi migrar esse público do SBPE para a Pró-Cotista, que cobria 85% do valor de avaliação dos imóveis. Além disso, essa linha aceitava moradias de até R$ 400 mil, atendendo aos preços das unidades procuradas pelas classes média e média baixa em Santos.

    Com a suspensão da Pró-Cotista, a única alternativa é migrar esse público de volta para linhas mais restritivas.

    Coberturas elevadas são importantes porque reduzem a entrada, beneficiando as famílias com poucos recursos próprios. Além disso, é necessário que o limite de valor do imóvel financiado seja realista conforme o mercado local.

    A Tribuna procurou o Ministério das Cidades, responsável pelos recursos da habitação, mas não obteve resposta.

    Os jornalistas Maria Fenz e Cláudio Vítor entraram com pedido de empréstimo habitacional na Caixa Econômica Federal, em 16 de novembro, para financiar R$ 207 mil de um apartamento de R$ 260 mil. No final de janeiro, quando estavam prestes a marcar o dia da assinatura do contrato na agência da Caixa na Avenida Washington Luiz, notaram o silêncio por parte do banco.

    Em meio a contatos e reclamações com o banco, Maria Fenz, desconfiada, buscou informações na internet sobre a Pró-Cotista e localizou informações de Minas Gerais sobre suspensões do empréstimo.

    No dia 1º veio a péssima notícia. Após Vítor reclamar ao Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) por falta de esclarecimentos, a gerência da Caixa da Avenida Washington Luiz, em Santos, respondeu: “não há dotação disponível no momento para contratações de financiamento habitacional na modalidade Pró-Cotista”.

    A gerente disse ainda que há negociações com o Conselho Curador (do FGTS, que abastece a linha de financiamento) para um aporte de verbas. A gerente abre a possibilidade de honrar o contrato de empréstimo, mas logo em seguida mostra que isso está distante: “infelizmente, não temos informações sobre prazos”.

    O recuo do banco quase na hora da assinatura transformou-se em transtorno. Além do tempo envolvido no levantamento da documentação e no estresse causado pela expectativa, os dois perderam a possibilidade de comprar o imóvel.

    Vaz conta que o proprietário queria R$ 300 mil pelo imóvel e após muita conversa aceitou R$ 260 mil, aguardando de novembro a fevereiro o trâmite da liberação dos recursos. Ao ser avisado da suspensão da linha Pró-Cotista, o dono desistiu do negócio e recolocou o apartamento à venda pelo preço inicial de R$ 300 mil.

    Maria Fenz está prestes a se tornar mãe e tinha até começado a encaixotar seus pertences, pois o imóvel que compraria estava em ótimas condições. Com o negócio desfeito, restou renovar o contrato de aluguel e adiar o sonho da casa própria. Por sorte, o dono do imóvel alugado não aumentou o valor.

    “Depois de quase três meses de espera, tivemos nossos planos frustrados, mas o pior foi a falta de informação”, afirma Vítor. “Vamos fazer uma pausa na busca por financiamento por causa do bebê”.

    Questionada sobre o caso dos jornalistas, a Caixa apenas se manifesta sobre os recursos. Diz que a Pró-Cotista tem recurso limitado. “Até que haja suple-mentação de recursos a Caixa não está autorizando trâmite de novas operações”, afirma, lembrando que as outras linhas funcionam normalmente.
    Fonte: A Tribuna

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Soy Bananes 23 de fevereiro de 2016 at 07:51

      Este casal se salvou de ser motumbado e nem sabe ainda…

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Bruno.12 23 de fevereiro de 2016 at 12:31

      Sorte a deles! Tinham que pôr as mãos para o céu xD

      0
  • Azufre 22 de fevereiro de 2016 at 11:20

    Para começar a valer a pena, tem que cair pelo menos 60% em termos reais em relação a 2014!

    Ainda está caro, no geral não vale a pena comprar.

    25+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Leonardo M. 22 de fevereiro de 2016 at 11:27

      Para mim só tem dois cenários

      Terrenos em ruas sem asfalto e sem escritura pública não podem valer mais que R$3mil
      E terrenos em suas asfaltadas e em bairros em crescimentos não mais que R$15mil

      Aí penso em comprar e construir

      Aqui em Floripa qualquer terreno no meio do mato pedem R$50mil
      Se for em bairros como Carianos, Campeche,Ingleses,Canasvieiras daí pedem entre R$150 e R$250mil

      Mas deixa cangrar!!!!

      21+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • alemaobnu 22 de fevereiro de 2016 at 12:40

        Leopardo, em bnu, cidade do interior de SC, está a mesma coisa. QQ terreno é 200k. Os caras encasquetaram e virou “preço padrao”.
        E olha que aqui nem tem tanto ricaço como aí em fln.
        Tem mta gordura pra queimar.
        ardam!

        11+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • mestre dos magos 22 de fevereiro de 2016 at 14:27

          Blumenau realmente é um caso a ser estudado por psicólogos e psiquiatras. Aqui qualquer ap de 3q, com duas vagas na garagem, próximo do centro está por mais de 600k. Ai o proprietário fica anunciando o imóvel a mais de um ano, e como não vende, vai lá e aumenta o preço hehehe.

          Cidade média, infraestrutura ridícula, trânsito é um caos, e qualquer chuva já enche vários pontos da cidade. Não sei como eles conseguem manter os preços nesses patamares atuais.

          15+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
      • homelessbubbles 22 de fevereiro de 2016 at 20:08

        E você nem citou os bairros caros: João Paulo, Parque São Jorge, Córrego Grande, Cacupé,…
        Por menos de 500k você não compra nada!

        0
        • Leonardo M. 22 de fevereiro de 2016 at 21:44

          Kkkkk esses bairros são ridículos

          Ruas estreitas, sem espaço para estacionamento, preços de serviços e restaurantes bolhudos…

          Enfim Floripa a ilha da Fantasia ou “Flórida Brasileira”

          1+
  • Brazil mode OFF 22 de fevereiro de 2016 at 12:14

    Bons tempos em que o Silvio Santos dava casa no valor de 30 mil reais. Maaaa aeeeee hihi

    41+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • OdeioTijolos 22 de fevereiro de 2016 at 13:20

      E pensar que no auge da Corvolandia 30k era a entrega das chaves do Apertamento.

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Ludovico 22 de fevereiro de 2016 at 12:54

    CVR – Ajuda (também coloquei do outro lado da rua….)
    Pessoal, antes de conhecer o BIB, em abril/12 fui coagido pelo patriarca a comprar um terreno (12×32) em um loteamento da cidade. É uma cidade de 200k habitantes e, na época, paguei 70k. Juntando com as escrituras e IPTUs, ele teve um custo de 76k sem contar o custo de oportunidade. Tinha intenção de construir, mas recebi a luz aqui do blog e desisti no início (nem terminei o projeto – só fiz a planta baixa!).
    Sábado estava conversando com um amigo meu que tem algumas casas de aluguel (não é corvo!) e me disse de uma pessoa que estava interessada em um terreno naquele lugar. Os que estão na imobiliária tem pedida de 110k e me falou que o meu eu consigo até 120k pois já está murado em todos os lados (só falta a frente) e sem sobrados adjacentes.
    Ontem fiquei o dia inteiro pensando se vendo ou não (prós e contras). Não necessito desse valor pelo menos nos próximos 7-8 anos e sei que ele teve uma valorização leve e provavelmente semelhante à poupança ou renda fixa (não fiz ainda).
    Pergunto aos colegas: Qual seria a melhor solução? Tenho margem pra negociação?
    Sei que na situação atual o melhor é a venda o mais cedo possível. Só preciso escutar algumas palavras de incentivo mesmo… Abraços!

    4+
    • avatar
    • avatar
    • Brazil mode OFF 22 de fevereiro de 2016 at 12:57

      Se arrependa do que fez e não do que poderia ter feito. Sapeque esse terreno. Minha opinião.

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • O Taliu 22 de fevereiro de 2016 at 13:01

      “fui coagido pelo patriarca a comprar um terreno”

      “sei que na situação atual o melhor é a venda o mais cedo possível”

      Você já sabe o que fazer, apenas tenha coragem para assumir as consequências.

      Terrapeuta Mode ON!!!

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • OdeioTijolos 22 de fevereiro de 2016 at 13:06

      Se vender por 120k e aplicar em RF, isso dá 1 k extra por mês não é muito mas já ajuda.

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Cesar_DF 22 de fevereiro de 2016 at 13:33

      Na Venezuela mesmo sem demanda tem inflação.
      Por exemplo, cai o consumo de energia elétrica em 20%, a distribuidora de energia tem custos fixos, por exemplo com os funcionários e variáveis, com o gerador de energia. Cai o custo para aquisição de energia do gerador, mas os custos fixos continuam iguais, o que provoca um déficit. Para cobrir este déficit é necessário aumentar a tarifa, que gera inflação.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Cesar_DF 22 de fevereiro de 2016 at 13:37

        saiu no lugar errado

        3+
        • avatar
        • avatar
    • Cesar_DF 22 de fevereiro de 2016 at 13:36

      Como a taxa de natalidade está cada vez mais baixa, NUNCA mais existirá um pressão do mercado para aumento dos imóveis.
      É natural que ocorra uma valorização apenas em locais que receberam uma melhor infra-estrutura, ou se tornaram atraentes, é a simples lei da oferta e procura.
      Mas, provavelmente, o valor que você vender acrescido de 8 anos de juros vai ser bem maior do que deixar para vender lá para frente.

      16+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Money_Addicted 22 de fevereiro de 2016 at 13:50

      venda, soh nao caia nessa conversa de conseguir 120k, obviamente q vc deve negoicar o melhor valor possivel, mas esteja preparado para baixar bem essa valor

      boa sorte

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 13:33

      Ludovico,

      Sou contra girar patrimônio, por dois simples motivos:

      1 – patrimônio não se gira, se acumula.

      2 – quando se gira o patrimônio a única certeza que temos é que vamos perder, com taxas impostos e o que perdemos para a contra parte do negócio.

      Pergunto:

      O terreno é bom para você, bem localizado, atende as suas expectativas?

      O tamanho é do seu agrado ou terá que trocar por outro mais a frente?

      Ele te da despesa de condomínio ou manutenção?

      Estas são as perguntas, você deve responde-las para saber se deve ou não vender!

      8+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Awulll 22 de fevereiro de 2016 at 13:56

        Adiciono um ponto importante:
        – Não dá pra colocar umas casinhas de pau lá?
        – Aluguel pode ser uma fonte boa sim, a Rosinha pode falar mais sobre isso.

        5+
        • avatar
        • Money_Addicted 22 de fevereiro de 2016 at 14:16

          nada melhor do q alugar dinheiro para o banco 🙂

          5+
          • avatar
          • avatar
      • fungo 22 de fevereiro de 2016 at 18:29

        O que você está falando é falso, girar patrimônio pode ser sim muito lucrativo, em todo caso você tem que fazer as contas, tem que estudar matemática financeira e saber projetar os possíveis cenários no tempo, eu mesmo resgatei uma previdência com 20% de IR e apliquei em outras coisas porque mesmo diante desse prejuiízo imediato, no prazo que eu projetei, valeria muito mais a pena optar por resgatar. Caros amigos investidores, nunca se apeguem a esses jargões do mercado financeiro, é tudo mentira, é tudo espalhado sem pensar, sem propósito, analisem matemáticamente suas opções, nada de preconceitos!

        8+
        • avatar
        • avatar
    • Mijanomuro Murokai 22 de fevereiro de 2016 at 14:27

      Eu não venderia agora SE:
      1. o terreno for bom topograficamente (não tiver caída para os fundos e for plano);
      2. estiver em um local ou um bairro bom, com boa vizinhança;
      3. não for de esquina;
      4. caso tivesse interesse em construir futuramente.
      Estamos falando de 384m2 numa cidade de 200k de habitantes. Não é coisa de se jogar fora, é um bom terreno, que dá para construir uma casa confortável. A construção tem seus vantagens, primeiro, sai muito mais em conta que comprar feita, segundo, a casa será feita do seu gosto e isso para mim pessoalmente seria importante caso a construção fosse para minha moradia.
      Agora, se aparecesse uma 666 e oferecesse 140k ou mais, aí eu venderia.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Mijanomuro Murokai 22 de fevereiro de 2016 at 15:00

        Preço de terreno é muito relativo porque varia em função da localidade. Por exemplo, aqui onde moro tem um bairro próximo ao forum que é excelente para morar, sossegado, tranquilo, com excelente vizinhança, ruas largas, boa iluminação pública, com praça grande e arborizada situada no meio do bairro, enfim um excelente local. Qual o problema então? Restam poucos terrenos disponíveis, a maioria já foi vendido e têm suas construções. Então, com a crise, os preços até podem baixar, mas não espere quedas muito acentuadas nesses tipos de locais, porque quem quer morar neles está disposta a pagar considerando as vantagens que esses locais oferecem. Aí, cara, não tem jeito. Então acho que é isso que você tem de avaliar. Outra coisa é a questão da caída para os fundos, caso seja muito acentuada, então nesse caso melhor vender logo. Isso daí é um problema para construir, porque você vai ter de fazer muro de arrimo e um bom muro de arrimo fico muito caro. Vai ter de encher de terra também, só que essa terra não serve para puxar o alicerce, porque as brocas vão ter de puxar lá de baixo. A terra posta de caminhão, mesmo que bem socada, leva muitos anos para ficar boa para construção. Então essa parte encarece muito a construção. Se o alicerce não for bem feito, depois vai aparecer rachaduras nas paredes que nunca mais vão se corrigir, mesmo fazendo sapatadas adicionais. O ideal de terreno é que ele tenha uma leve inclinação para a frente.

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Ludovico 22 de fevereiro de 2016 at 19:09

      Pessoal, obrigado mais uma vez pela ajuda! A primeira foi em 2012 ao escapar de um aluguel de 35 anos e saber receber juros decentes!
      Vi todas as respostas e gostei dos pontos de vista apresentados desde o venda logo até o que manteria sobre as questões topográficas e planos futuros. Vamos sentir o mercado então!
      Liguei na incorporadora hoje e eles estão lançando a segunda fase do empreendimento mais abaixo (declive) com lotes menores (320 m2) a partir de 80k. O corvo de plantão falou que pela localização (sol, não é de esquina, e plano) o valor pedido está na média… vamos ver o quanto consigo sangrar o 666… Quando tiver mais notícias posto aqui!!
      Abraços!

      2+
      • avatar
      • Bruno Vlk 22 de fevereiro de 2016 at 23:36

        Impressão minha ou estamos sofrendo uma invasão de corvos aqui no BI? O.o

        0
  • Ricardo 22 de fevereiro de 2016 at 13:03

    Sou inquilino em um contrato de aluguel de 30 meses com reajuste a cada 12 meses (IGPM), sem multa em caso de saída antecipada. Em março, fará 12 meses de contrato.

    Pelas regras contratuais, haveria reajuste de 11 a 12% (IGPM previsto). Liguei para o proprietário pedindo a manutenção do valor pelos próximos 12 meses.

    Vamos ver se ele aceita.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Libertario 22 de fevereiro de 2016 at 13:09

      To na mesma tambem. O meu vence em Abril mas ja adiantei o assunto…….

      1+
      • avatar
      • Ricardo 22 de fevereiro de 2016 at 13:12

        O meu contrato vence apenas em setembro de 2017. Estou pedindo para ele não aplicar o reajuste do IGPM após 12 meses.
        Argumentei que os aluguéis baixaram o valor nominalmente (citei exemplos para ele)…

        1+
        • avatar
        • Libertario 22 de fevereiro de 2016 at 16:18

          Sim, me expressei mal.

          O meu contrato vence em 2018, mas como nao tem multa se eu sair, pedi para nao aplicar o reajuste do IGPM.

          1+
          • avatar
    • OdeioTijolos 22 de fevereiro de 2016 at 13:16

      Você pesquisou outros imóveis? Você pode achar outros parecidos uns 20~30% mas barato já que a oferta é gigante perto da demanda. Somente essa diferença de preço , cobre os gastos com mudança e ainda sobra $$$ para vários fardos de cerveja sem milho. 😀

      3+
      • avatar
      • avatar
      • Ricardo 22 de fevereiro de 2016 at 13:33

        Pesquisei sim. Se mantiver o valor, estarei pagando uns 50,00 mais caro do que os outros, ou seja, em 1 ano tivemos redução no valor nominal.

        Nesta diferença não compensa o custo de mudança, além disso, o imóvel que eu estou está em bom estado e tem bons vizinhos (sem som alto, cachorro latindo, etc).

        5+
        • avatar
        • avatar
        • Barnabezinho 22 de fevereiro de 2016 at 14:19

          Rapaz, eu consegui reduzir 250,00 do meu aluguel. Chorei, fiz cara triste, avisei que queria continuar pagando em dia, tal… e que precisava do ajuste. Aceitaram…! então creio que chorar, espernear, pedir muito é a regra agora!!

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
        • Controller_SP 22 de fevereiro de 2016 at 16:58

          Oi Ricardo tudo bem, vc tem uma clausula no contrato que retira a multa ? Pois pelo que eu sei, isto é lei, não teria que pagar a multa de qualquer maneira ? Abs

          1+
          • avatar
          • wade 22 de fevereiro de 2016 at 17:43

            Minha experiência é que qualquer coisa que as duas partes concordarem e que está no contrato, não há problema.

            Pelo outro lado, se o proprietário pode falar “está no contrato, então tem que pagar”, o inquilino também pode. “está no contrato, vou embora sem multa”.

            1+
            • avatar
          • Ricardo 22 de fevereiro de 2016 at 18:53

            Como foi renovação de contrato, excluímos a multa do contrato. Está escrito que caso eu saia ou ele peça o apê, não haverá a multa prevista no art.XXX……………

            0
    • wade 22 de fevereiro de 2016 at 17:36

      No prédio que moro tem apenas 6 apartamentos (eu moro onde deveria ser o do zelador/porteiro*) e me informaram que nenhum deles teve correção desde dezembro de 2014, com a exceção de um, mas foi porque o morador foi embora, e o dono fez melhorias. vi anúncios de dois lugares que morei em 2014, e não aumentam desde lá também. Algumas pessoas que conheço mantiveram o valor também, em alguns casos sem nem pedir. Vou até perguntar a outras pessoas que conheço e outros lugares que morei, porque até agora só estou sabendo de aluguel que não está sendo corrigido, e em alguns casos mais raros, diminuição ou gentilezas de proprietário.

      1+
      • avatar
  • Ipanemense 22 de fevereiro de 2016 at 13:17

    Rua Miguel Couto, centro do Hell, em um trecho de uma quadra, dois restaurantes a quilo, um galeto e uma papelaria/Lan house recentemente fechados.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Azufre 22 de fevereiro de 2016 at 13:20

    A janela está aberta. Pode abrir-se mais, até o meio do ano, na minha opinião.

    Quando se fechar, se fechará por muito tempo.

    3+
    • avatar
  • Soros 22 de fevereiro de 2016 at 13:24

    Aproveitar a janela então !!! Mas com as News de hj ( acarajé ) parece mais viável avistarmos o impedimento da chapa da Wilma ate o meio do ano . Caso isso aconteça, de fato, o dólar pode baixa bastante , não acham ?!

    5+
    • avatar
  • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 13:31

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    666? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    “MENU
    22/02/16 07:00 – Economia
    Emprego na construção civil encerra ano em queda e fecha 666 postos de trabalho em 2015”

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Krusty 22 de fevereiro de 2016 at 13:37

    Pessoal, só um OFF rápido.

    As passagens aéreas estão bem caras.

    Acham que depois das Olimpíadas vai cair o preço, ou vai subir mais ainda?

    4+
    • avatar
    • avatar
  • AK_SP 22 de fevereiro de 2016 at 13:44

    Se 25% é “esfriar”, quero ver quando “derreter”.

    7+
    • avatar
    • avatar
  • Pão Pedra 22 de fevereiro de 2016 at 13:46
  • RosinhA 22 de fevereiro de 2016 at 13:58

    Fala seus lixos, passei aqui mesmo sem tempo para dizer que meu filme sai mes que vem rsrs..

    https://fbstatic-a.akamaihd.net/rsrc.php/v2/y4/r/-PAXP-deijE.gif

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 14:00

    “http://new.d24am.com/noticias/economia/crise-reduz-contemplacoes-autos-imoveis-consorcios-amazonas/147493”

    2+
    • avatar
    • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 14:01


      “As contemplações se dão por sorteios ou lances. Com isso, podemos chegar à conclusão que, por causa desse momento econômico, as pessoas estão com menos dinheiro e quem tem, não está querendo gastar”, disse o presidente regional da Abac Norte e Centro-Oeste, Alexandre Luís dos Santos.

      O desaquecimento foi mais intenso quando avaliado por segmento. Além da queda de 35,1% nas contemplações de imóveis, o Amazonas liderou a retração em veículos leves e pesados. O primeiro encolheu 22,8% em 2015.”

      4+
      • avatar
  • Diego F. 22 de fevereiro de 2016 at 14:13

    BOSS,

    Já deves ter percebido, mas o servidor do site ainda está no horário de verão. Abs!

    3+
    • avatar
    • Bolha BOSS 22 de fevereiro de 2016 at 14:16

      Na verdade é o fuso do wordpress. Esqueci de mudar…hehe

      3+
      • avatar
  • Lucas 22 de fevereiro de 2016 at 13:23

    “Temei os profetas e aqueles que estão dispostos a morrer pela verdade, pois, em geral, farão morrer muitos outros juntamente com eles, frequentemente antes deles, por vezes no lugar deles.

    Umberto Eco, 1932-2015. RIP!

    17+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 22 de fevereiro de 2016 at 13:39

      2016

      2+
  • Cesar_DF 22 de fevereiro de 2016 at 13:35

    Calote com cheques é recorde para o mês de janeiro, revela Serasa

    Em janeiro deste ano, o percentual de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos foi de 2,41% em relação ao total de cheques compensados, de acordo com o indicador da Serasa Experian.

    Esse foi o maior patamar da inadimplência com cheques para um mês de janeiro de toda a série histórica, iniciada em 1991. Antes desta marca recorde, o maior valor para um mês de janeiro havia sido a devolução de 2,29% registrada em 2009.

    http://noticias.r7.com/economia/calote-com-cheques-e-recorde-para-o-mes-de-janeiro-revela-serasa-22022016

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Motumbo SP 22 de fevereiro de 2016 at 17:21

      Cheque? Existe isso ainda? Hehehe

      2+
  • leo_na_estrada 22 de fevereiro de 2016 at 14:05

    CRV zona sul do Hell de Janeiro.

    olha que negossão comprar pra alugar…os preços anunciados de APs 2 quartos + – 80m² estão exatamente iguais aos de uns 4 anos atrás ou mesmo mais baixos.

    Hoje se pesquisando e sem fazer oferta (valores anunciados) se encontra AP 2 quartos com vaga e construção mais ou menos moderna por 2200 na “zona norte da zona sul” (flamengo, laranjeiras, botafogo…). Detalhe, muitos e muitos aceitando depósito.

    4+
    • avatar
    • avatar
    • mark 22 de fevereiro de 2016 at 14:10

      A especulação da ZS do RJ nunca vai acabar, os caras vão preferir tacar fogo no próprio apartamento do que abaixar o preço.

      8+
      • avatar
      • Cesar_DF 22 de fevereiro de 2016 at 14:19

        Falaram a mesma coisa de Detroit

        16+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • mark 22 de fevereiro de 2016 at 15:12

          Detroit eh uma cidade, to falando da ZS e nao do RJ como um todo

          1+
          • Barnabezinho 22 de fevereiro de 2016 at 16:19

            mesma coisa.
            Não tem um muro que divida Ipanema do Catete, ainda. A cidade tem organicidade.

            5+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
      • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 14:19

        Quando a água bate na bunda o pessoal começa a ficar esperto!!!

        6+
        • avatar
      • leo_na_estrada 22 de fevereiro de 2016 at 14:40

        ja estão baixando, quem precisa MESMO do $$ está baixando, porque simplesmente não vai vender nunca.

        4+
  • SampaBoy 22 de fevereiro de 2016 at 14:06

    o cenario economico esta ruim, o financiamento esta dificil……, tudo, tudo explica a situação…menos , o preço. .Porque é tao dificil falar que houve especulação e os preços estao muito acima do compativel com a renda do brasileiro ??? que medo é esse ?

    11+
    • avatar
    • avatar
    • carioca_real 22 de fevereiro de 2016 at 14:14

      É o medo de lançar em despesa todo o “lucro”. Os caras se acham “milionários” sentados em seuis bidês cor de rosa.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • leo_na_estrada 22 de fevereiro de 2016 at 14:39

        exato…é o orgulho do cara: mora num ap que vale uma milha…uiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
        tenho um conhecido do trabalho que pagou 300k num ap no flamengo, no início da subida dos preços. Na época eu pagava aluguel e ainda era iludido com “o sonho da casa própria”. A cada subida de preços de Aps do prédio dele ele vinha me contar…com aquela felicidade da valorização do “bide rosa”…enfim…é mais ou menos esse o sentimento dos caras…
        Mas não tem jeito, há um movimento de queda até aqui na ZS do hell…até no finge zap os preços estão inalterados ou com pequenas baixas.

        2+
    • mark 22 de fevereiro de 2016 at 14:23

      O problema de uma bolha imobiliária eh que ninguém sai ganhando, nem nos bolhistas, pois o dano que a bolha causa a economia/poltica/sociedade eh tao profunda que não ta no interesse de ninguém de ver essa merda estourar.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 14:26

        Mark,

        não estourar é adiar o problema, quanto antes a bolha estourar, melhor para quase todo mundo, pois a economia volta a funcionar normalmente, os negócios voltam e o país cresce, agora com bolha a recessão não acaba.

        51+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Zé do Brejo 22 de fevereiro de 2016 at 14:33

          Perfeita colocação. Toma meu jóia!!!

          11+
          • avatar
          • avatar
          • Lucas 22 de fevereiro de 2016 at 16:50

            mark é um corvo colocando a faca na garganta da economia
            “ou liberam minha bolha ou mato a refém”

            isso se chama sociopatia,
            atrás de um simples comentário é possível ver a marca do doente mental, do criminoso social.

            esse tipo de gente só obedece 2 comandos: prazer e medo.

            9+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • mark 22 de fevereiro de 2016 at 16:57

              Eh tipo isso.

              1+
        • CA 22 de fevereiro de 2016 at 16:27

          JJJ_brasilia,

          Perfeito, é isto mesmo.

          Complementando sua resposta para Mark:

          Adiar o problema via pedaladas resolve algo? Não aprendemos nada com as pedaladas que o Governo fez em anos anteriores e apenas começou a estourar em 2015, com intensidade MUITO MAIOR do que se não tivesse pedalado? Ninguém entendeu o “recado” de que adiar o inevitável torna as consequências cada vez piores?

          Dúvidas para quem acha que é uma boa protelar ao máximo a explosão da bolha imobiliária:

          1) Com o preço do aluguel comercial nas alturas, completamente incompatível com a REALIDADE, é bom para quem? Só é bom para que fechem cada vez mais empresas de pequeno porte e estes recordes não começaram em 2015, já em anos anteriores tínhamos notícias e pesquisas reportando isto. Se de 2007 a 2011 o rendimento do aluguel TRIPLICOU, quem pagou a conta? De um lado os lojistas que não conseguiram transferir este aumento de custo absurdo para o preço e tiveram que fechar, de outro a população como um todo que viu os preços de produtos e serviços subindo em demasia para cobrir aquele aumento de custo. Em outras palavras, de um lado menos PIB, de outro, mais inflação. Lembra em algo a situação de um país chamado Brasil?

          2) Que tal então o inchaço da construção civil que dobrou a participação na geração de empregos formais de 2006 a 2009, só que começou a desacelerar logo em seguida e nos últimos anos é ela quem puxa o desemprego? Em grande parte consequência da bolha imobiliária, em conjunto com Lava-Jato e término das obras da Copa do Mundo. Enquanto preços dos imóveis continuarem SURREAIS, completamente distantes da realidade, a desproporção entre estoque e venda só vai aumentando, o que foi demonstrado com redução em lançamentos que tem ocorrido todos os anos desde 2012 e que só geraram aumento na anomalia entre estoque e vendas. Com cada vez menos lançamentos, cada vez menos empregos. Para que sociedade e economia isto é bom? Vamos então prolongar ao máximo o ajuste, para garantir que os empregos vão demorar o máximo possível para se recuperar e com isto a crise vai continuar em circulo vicioso e piorando rapidamente, é isto que é bom?

          3) Enquanto a dívida com o crédito imobiliário em proporção a renda dos últimos 12 meses das famílias simplesmente TRIPLICOU no período de 2010 a 2015, a dívida para outros fins em proporção à renda e o PIB do consumo caíram. Em outras palavras, a bolha imobiliária rouba capacidade das famílias de adquirirem outros produtos e serviços. Então é melhor deixarmos cada vez mais famílias caírem nesta armadilha e também alimentar o circulo vicioso de destruir todos os outros negócios para tentar dar sobrevida a um esquema já moribundo que é o da construção civil dentro da bolha imobiliária? Em outras palavras, vamos continuar encaminhando os seres humanos para os zumbis se alimentarem deles, isto é bom para quem?

          4) A cada ano que passa, mais algumas milhares de famílias caem na pirâmide financeira da venda FALSA na planta. Quanto mais tempo durar sem que seja desmascarado, mais este número aumenta e aí teremos mais e mais famílias que não vão receber os imóveis e nem os distratos, porque mais e mais construtoras vão quebrar por tentarem “a todo custo” manter o esquema de pirâmide. Isto aumentará ainda mais o desemprego na construção civil além de amplificar ao máximo o número de famílias falidas e com prejuízos financeiros irrecuperáveis, isto é bom para sociedade e economia como um todo?

          5) Quanto mais financiamentos imobiliários acumularem na CEF e nos outros bancos, mais inadministrável irá se tornar a inadimplência e dependendo do quanto “forçarem a barra” para que isto se expanda, pode se tornar uma crise sistêmica com efeitos destrutivos para economia e sociedade que são impensáveis. Se 10 anos atrás o estoque de crédito imobiliário equivalia a menos de 2% do PIB e a estimativa é que agora equivale a quase 10% do PIB, imagine o tamanho do estrago potencial com a contínua expansão deste crédito imobiliário em taxas de crescimento ainda elevadas (mesmo que reduzidas)? De novo, isto é bom para quem?

          Coloquei apenas algumas amostras, tem muito mais que isto.

          Uma coisa é as pessoas que tem consciência do que está acontecendo e das consequências previsíveis terem medo do efeito devastador da explosão de uma bolha imobiliária, por saber que esta explosão acaba se convertendo no AUGE de uma crise econômica, a outra é achar que é bom adiar o inevitável piorando cada vez mais as suas consequências…

          22+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 14:13

    LCI Easynvest Banco Máximo 104 ou 105% dos CDI

    Não é CDB é LCI.

    3+
    • mestre dos magos 22 de fevereiro de 2016 at 14:16

      Rentabilidade deve ser proporcional ao risco. Qual o prazo para aplicação nesta LCI?

      6+
      • avatar
      • avatar
      • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 14:22

        1440 (4 anos) dias 104% do CDI

        1802 (5 anos) dias 105% CDI

        Banco máxima

        2+
        • mestre dos magos 22 de fevereiro de 2016 at 14:36

          4 anos amarrado a um investimento, ainda mais depois do Tombini falar que não vai baixar os juros. Tem que ter muita coragem hehehehe.

          7+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Julio 22 de fevereiro de 2016 at 14:26

    Mercado imobiliário esfria. O próximo passo é o rigor mortis e daí começa a feder.

    11+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Krusty 22 de fevereiro de 2016 at 14:27

    A Grande Aposta: Filme obrigatório para bolhistas.

    Recomendo!

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Barnabezinho 22 de fevereiro de 2016 at 14:33

      Oscar dos bolhistas!

      6+
      • avatar
    • carioca_real 22 de fevereiro de 2016 at 14:42

      A melhor frase do filme é: “Booom!!!”

      9+
      • avatar
      • avatar
      • Zé do Brejo 22 de fevereiro de 2016 at 14:59

        Spoiler 🙁

        8+
        • avatar
        • avatar
        • Krusty 22 de fevereiro de 2016 at 15:04

          Acontece uma crise imobiliária no filme 😀

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Zé do Brejo 22 de fevereiro de 2016 at 15:21

            Assim não dá… Todo mundo antecipando o filme… hehehe
            Perae, mas o filme fala da crise no Brasil não? Claro que não, no Brasil NÃO TEM CRISE e NÃO TEM BOLHA… hehehehe

            13+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
    • Cervejeiro Bolhista e Opressor 22 de fevereiro de 2016 at 15:04

      Filme sensacional. Algumas pessoas aqui no BIB disseram que alguns termos ficaram jogados, que muita coisa era dita muito rápido, etc, mas gostei demais da didática do filme. Impossível não correlacionar com o que acontece com o Bananistão.

      8+
      • avatar
      • avatar
    • wade 22 de fevereiro de 2016 at 17:49

      Não vi esse ainda. O que eu vi foi o Margin Call. Tem gente até brincando dizendo que A Grande Aposta deveria chamar-se “Margin Call 2: agora com perucas”.

      1+
      • avatar
  • Captain Neo 22 de fevereiro de 2016 at 14:40
    • Barnabezinho 22 de fevereiro de 2016 at 14:44

      Esse cara já esteve no blogue antigo, mas ele era discordante…pode ver que ele dá uma imitada no CA Style…

      5+
      • avatar
      • Captain Neo 22 de fevereiro de 2016 at 14:51

        É verdade, sem a mesma desenvoltura. No entanto é bom vermos que a a Bolha e suas fases já conseguem emplacar na midia com mais facilidade!!

        3+
        • avatar
    • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 14:50

      Imprensa impressa, tá na hora de isto acabar, sem $$$ das construtoras cada dia vai ficando mais perto do fim deste mercado.

      3+
      • avatar
    • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 15:05

      quem pagou a viagem do reporte? – O repórter viajou a convite da Abrainc

      2+
      • avatar
    • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 16:16

      ““Com os juros no nível em que estão, o aluguel acaba sendo uma boa alternativa no momento, quando se pensa exclusivamente do ponto de vista financeiro, sem levar em conta outros itens, como conforto para morar e segurança do investimento”, disse o economista Eduardo Zylbersztajn, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A instituição é responsável pelos indicadores da Abrainc.”

      4+
      • avatar
      • avatar
  • navlig00 22 de fevereiro de 2016 at 14:49

    Mercado, põe logo 10% 🙂

    Mercado prevê queda de 3,40% do PIB e inflação de 7,62% em 2016 – Economia – Estadão

    *http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,previsao-na-focus-de-retracao-do-pib-em-2016-passa-de-3-33-para-3-40,1835183

    3+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 22 de fevereiro de 2016 at 14:54

      Põe logo -4,5% no PIB e 14,5% de IPCA.

      7+
      • avatar
  • From_The_Tower 22 de fevereiro de 2016 at 14:58

    CVPAN

    Casos da Vida do Pandeiro

    Bastante prédinho e casa velha nos leilões de Curitiba.
    Imóveis com 25 a 30 anos de construção.
    Não tenho certeza… mas pelo que eu leio nas averbações das matrículas são pessoas que tiveram renda achatada ao longo dos anos e bem no finalzinho do financiamento não dão conta de pagar: parcelinha, seguros, condomínio e IPTU. Pela data das averbações elas levaram no sapatinho por uns 07 ou 08 anos mas chega um dia que não dá para pedalar mais.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 22 de fevereiro de 2016 at 14:59

      +http://www.premiumleiloes.com.br/leiloes/Busca_list.php?IDStato=PR&Muni=Curitiba&Cat=Im%F3veis,%20Materiais%20de%20constru%E7%E3o%20&goto=1

      4+
      • avatar
      • avatar
      • Bolha BOSS 22 de fevereiro de 2016 at 15:09

        Tem bastante coisa hein

        3+
        • avatar
        • avatar
        • From_The_Tower 22 de fevereiro de 2016 at 15:13

          Mas fuleirinhas. Imóveis com padrão apareceram no terceiro trimestre de 2015.

          1+
          • avatar
  • Mijanomuro Murokai 22 de fevereiro de 2016 at 15:04

    Com tudo isso que está acontecendo, o curioso é ainda encontrar gente (até estudada) que está vendo saída do fundo do poço em pleno janeiro/fevereiro de 2016… As vendas estão todas caindo e caras estão otimistas????? Pegue o setor automobilístico… Fevereiro vai ser uma tragédia.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 15:08

      alguém tem que vender ilusão!!! É o que tem pra hoje.

      4+
      • avatar
    • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 15:10

      Mijanomuro Murokai,

      gente estudada vende os seus interesses, foi para isto que ela estudou!!!

      9+
      • avatar
      • avatar
    • From_The_Tower 22 de fevereiro de 2016 at 15:14

      O Muro já caiu e já está mijado. Mas os corvos e os brick-lovers não querem admitir que o cheiro já se espalhou.

      10+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 15:06

    “22/02/2016 09h48 – Atualizado em 22/02/2016 09h52
    Busca do consumidor por crédito cai mais de 9% em relação a 2015
    Busca por dinheiro nas instituições financeiras recuou 13,5%.
    Dados são de pesquisa da Boa Vista SCPC.”

    5+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 22 de fevereiro de 2016 at 15:15

      huahuahuahuahua.
      Vai ter crédito…. mas não quem o pegue.

      Quem precisa de crédito já está lascado…. e não consegue mais.
      E quem tem condições de tomar crédito não o faz pois não precisa.

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Lucas 22 de fevereiro de 2016 at 17:20

        já tinha percebido isso

        Vcs repararam que a TR estagnou, bateu os 0,23% e agora recuou pra 0,18%

        acabou o çangui

        6+
        • avatar
        • avatar
  • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 15:27

    ““Eu definitivamente não vejo o fundo do poço. Não estamos patinando, estamos
    afundando”, disse Fraga, 58, sobre a economia nacional. “Se ela sobreviver,
    continuará sem autoridade para fazer as coisas. Isso conspira para que não
    aconteça muita coisa boa”.
    Fraga diz que só está sendo realista em relação à economia, que segundo o
    Fundo Monetário Internacional se contrairá pelo segundo ano seguido em 2016 e
    terá crescimento zero em 2017.
    Os comentários dele ecoam os de outros grandes gestores como Luis
    Stuhlberger, do Fundo Verde, que disse neste mês que os preços dos ativos
    poderão cair ainda mais se o governo não conseguir conter o aumento da dívida.
    Esse fracasso levou a Standard & Poor’s, neste mês, a rebaixar o país ainda mais
    dentro do território junk.”

    “http://exame.abril.com.br/economia/noticias/para-fraga-brasil-esta-perdendo-uma-decada-em-apenas-3-anos”

    4+
    • avatar
    • avatar
  • Mr. Martini 22 de fevereiro de 2016 at 15:49

    OFF – Matéria mostra o caso de uma 666 americana. Endividada até o pescoço para pagar o bolhudo e o carro, ela publica uma carta aberta ao chefe falando de como é duro ser 666. O chefe, talvez um bom bolhista, hehehe, demite ela na hora. O mimimi começou na rede, mas penso o seguinte, o chefe deve ter pensado: Eu que não quero 666 trabalhando aqui, vai pra rua! Kkkkk

    “http://www.redetv.uol.com.br/jornalismo/mundo/jovem-e-demitida-apos-escrever-carta-aberta-para-diretor-da-empresa”

    9+
    • avatar
    • avatar
    • BountyHunter 22 de fevereiro de 2016 at 16:27

      Ela achou que Yelp fosse a Red Cross…

      1+
      • avatar
  • carioca_real 22 de fevereiro de 2016 at 15:51
    • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 16:40

      EMPRESAS 22/02/2016 (02M24S)
      Votorantim Cimentos só vê recuperação do setor em 2017
      Com retração em linha com a do mercado, de 10%, empresa de cimento implementou fortes ajustes para atravessar 2016. Veja entrevista exclusiva do Valor.”

      2+
      • avatar
  • DRN 22 de fevereiro de 2016 at 15:51

    Pessoal, o mundo petralha está RUINDO neste exato momento.

    Leiam os posts de O Antagonista.

    12+
    • avatar
    • avatar
    • RicardoSP 22 de fevereiro de 2016 at 15:53

      É hoje que tem sessão no Senado?

      4+
      • avatar
      • avatar
      • DRN 22 de fevereiro de 2016 at 16:03

        Tem sessão hoje. Está rolando no Youtube, mas não sei se tem pauta relevante. Quero ver quando a vovó mafalda voltar…

        Acho que o site do Antagonista saiu do ar.

        Ou deu excesso de visualizações, ou foi hackeado.

        6+
        • avatar
        • avatar
        • Awulll 22 de fevereiro de 2016 at 16:38

          excesso de views

          5+
          • avatar
          • avatar
    • Awulll 22 de fevereiro de 2016 at 16:43

      A reunião de pauta de hoje foi ótima.
      O Antagonista faz o que a mídia em geral não tem culhão pra fazer.
      Mas mesmo com tantas provas eu ainda duvido muito que saia alguma coisa boa do TSE. Eles não se importam com provas.
      O interessante é que a Lava Jato tá acabando com os fornecedores pra matar os chefes por inanição.
      Vai chegar um ponto que vai ter tanta gente presa, tantos delatores que o mito lula-pt vai acabar.
      E se alguém acha que o mito já foi desfeito, não subestimem o barba. E, principalmente, não superestimem o bananense típico.

      22+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Polaco 22 de fevereiro de 2016 at 16:56

      Justiça americana apoiando tudo oq está acontecendo…

      9+
      • avatar
      • avatar
  • DRN 22 de fevereiro de 2016 at 15:53

    CVR

    Acho que vou levar meu primeiro calote importante. Dois anos de faturas não pagas. Reunião de hoje foi tensa. O mundo de crédito está ruindo. Tem muito esqueleto no armário. Tem muito caroço nesse angu. Hj eu senti de o calor do FOGO mais perto.

    Quem demitiu todo mundo e se dolarizou acertou na mosca.

    O que está por vir é bem feio.

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Barnabezinho 22 de fevereiro de 2016 at 16:09

      Mas tu sabia que a fornalha estava acesa faz tempo… questão de chance e jeito pro braseiro lhe arder também…

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • Money_Addicted 22 de fevereiro de 2016 at 16:12

      uma curiosidade, se me permite, pq vcs aceitaram dois anos de faturas atrasadas?

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • DRN 22 de fevereiro de 2016 at 16:14

        Porque houve algum pagamento nesse período e o relacionamento é muito longo, coisa de 15 anos…

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Money_Addicted 22 de fevereiro de 2016 at 16:28

          entendo, realmente a situacao esta horrivel e creio que agora q comecou o ano a catastrofe vira a tona.
          acabo d receber d um colega d um grupo de wats up q ele fechou o pequeno comercio e q esta enviando curriculos

          [ ]s

          7+
          • avatar
          • avatar
          • DRN 22 de fevereiro de 2016 at 16:36

            Felizmente, tenho um bom nível de pulverização. Nenhum cliente sustenta mais do que 15% do faturamento, mas é claro que a possibilidade de não receber incomoda, e muito.

            9+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
    • wade 22 de fevereiro de 2016 at 18:06

      Dos problemas que você enfrenta, você vê alguma coisa que possa informar melhor sobre tamanho da inflação?

      1+
      • avatar
      • DRN 22 de fevereiro de 2016 at 18:24

        Meu caro, é muito pior do que isso.

        Ninguém está pagando ninguém.

        Está um salve-se quem puder no mercado. Só se paga uma ponta quando se recebe da outra. Todos desconfiando de todos. Ninguém sabe quem realmente está nu.

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • wade 22 de fevereiro de 2016 at 19:00

          Pergunto sobre a inflação porque os calotes honestamente não me surpreendem. Estou passando por isso (embora seja café pequeno comparado ao seu, me parece). Ainda que, graças a(os) deus(es) eu possa retomar meu trabalho quando quiser( e eu já sei que início de ano, mesmo pós-carnaval, as contratações são lentas e pagam-se pouco), é a primeira vez que vejo várias propostas oferecerendo os mesmos valores de 2 anos atrás sem correções. Pelas minhas contas e estudos limitados, não me parece exagero esperar não só mais assaltos, mas saques ou arrombamentos no meio da noite. Tenho um amigo que tem sitio em cidade minúscula e já me convidou pra me mudar pra lá quando quiser, e isso já está em meu mindmap. Até mais de um plano para chegar lá tenho. Estou desde final de 2010 esperando a merda bater no ventilador, e cada ano que passou com isso sendo postergardo(e eu pisando em uma bosta ou outra, como aluguel disparando), meus planos ficavam mais paranóicos, até chegar nesse quase plano pra apocalipse zumbi. Posso sair dessa não só com poucas ou nenhuma escoriação, mas até no lucro.

          Mas o que realmente está me deixando com o c* na mão é hiperinflação. Isso pode esculhambar qualquer plano que fiz.

          4+
          • avatar
        • My name is James Bond 22 de fevereiro de 2016 at 23:07

          Verdade DRN, 2015 foi só uma marolinha.

          0
  • Maresia 22 de fevereiro de 2016 at 16:46

    Caros bolhistas:
    Lhes trago hoje, um CVR, talvez o meu primeiro relevante:

    Um parente do meu patrão tem um restaurante e está com dificuldades de arcar com os custos; está devendo o aluguel, está devendo para fornecedores que entregavam alimentos em seu restaurante e está sem dinheiro em caixa.
    Praticamente todos os dias ele precisa que meu patrão lhe empreste o carro para poder buscar produtos pra manter o restaurante, ele vai todos os dias em atacadistas e compra apenas o essencial que o dinheiro permite comprar.
    Também relata que está dificil de pagar os funcionários e vive reclamando do movimento que está fraco e ás vezes pede dnheiro emprestado ao meu patrão.
    Porém, este energumeno, aparece sempre vestindo roupas de marca e inclusive comprou um Smartifóni novo.
    Eu me pergunto, se ele não consegue tocar o negócio agora em plena temporada, época que é maior o faturamento em Mongacity, como é que ele vai fazer pra aguentar o resto do ano?

    CVR 2

    Esses dias o meu patrão e esse paranto estavam muito nervosos e conversaram num lugar reservado.
    Mais tarde, meu patrão que sabe que sou um cara organizado com minhas finanças, me pergunta se eu poderia lhe emprestar um dinheiro com urgência para hoje.
    Não queria, mas indaguei que ele (paranto) havia pego um dinheiro com um agiota do pcc pra girar o restaurante e quem garantiria o pagto seria meu patrão. Pena que meu patrão não tinha esse dinheiro em caixa pra salvar o paranto.
    Me ofereceu 10% para serem pagos em parcelas diárias ao longo de 20 dias, e disse que preferiria quitar o quanto antes e que tem muita gente devendo pra ele.
    Eu pensei, melhor ajudar meu patrão, do que ver ele morto pelo pcc, ou depredarem meu local de trabalho – que daria na mesma eu estaria com meu trampo ameaçado.
    Pois bem, emprestei e até o momento está me pagando direitinho. Pena que não tinha disponivel todo o dinheiro que ele precisava, se não estaria ganhando mais juros…

    E aí, será que vai?

    33+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Lucas 22 de fevereiro de 2016 at 16:52

      que história bizarra

      12+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Maresia 22 de fevereiro de 2016 at 16:57

        Cê ainda não leu nada, Inocente!!!
        Ainda tem mais podre pra contar….
        Mais tarde relato mais detalhes…

        4+
        • avatar
        • avatar
    • Pao de queijo com cafe 22 de fevereiro de 2016 at 16:57

      eu acho que vc gosta de viver muito perigosamente…

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Money_Addicted 22 de fevereiro de 2016 at 17:15

        exato, procure outro emprego e tente cortar o emprestimo para seu chefe, diga q …. qquer coisa mas q nao tem mais grana disponivel, qdo apertar quem vc acha q ele vai deixar de pagar? Funcionario ou agiota/pcc?

        7+
        • avatar
        • avatar
        • Maresia 22 de fevereiro de 2016 at 18:04

          Mas é obvio meu caro.
          Estou disparando curriculos assim como foi oHit do carnaval.

          O ruim, é que meu patrão estava construindo sua mansão e retirando mais recursos do negocio do que realmente poderia.
          Agora acabou de construir e vai parar de sugar o caixa.
          Onde trabalho, dá muito $$$$ isso é que me salva. O problema é que alem de administrar mal, é peteba.

          Já estou estudando a todo o vapor para concursos publicos tambem

          2+
          • avatar
          • avatar
          • JJJ_brasilia 22 de fevereiro de 2016 at 18:32

            Se você conhece o negócio, porque não monta um pra você?

            4+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Maresia 22 de fevereiro de 2016 at 20:43

              Eu já pensei a respeito.
              Ainda não dá.
              Tenho pouco $$$$, isso sem falar todos os impecilhos tipicos do Brasil, alta carga tributária, leis trabalhistas que fodem o empregador, burocracia, etc….

              E nesse momento de incertezas e caos que se aproxima , prefiro receber juros e investir na latinha do que abrir um negócio.

              Se eu tiver coragem de abrir um negócio, seria algo onde não preciaasse conrratar nenhum funcionário, e nem investir muita grana.

              Eu disse que o negócio vai bem, porque apesar de ser do operacional, não há gerente nem supervisor.
              Eu fico mais tempo presente do que o patrão, acompanho de perto os problemas e as vezes resolvo as bombas sozinho.
              Eu exerço múltiplas funções .
              com a crise a demanda por alguns de nossos produtos e serviços até aumentou.
              Placas de vende-se e aluga-se ta vendendo pra caramba.

              2+
  • leo_na_estrada 22 de fevereiro de 2016 at 16:53

    off:

    existe a possibilidade de nosso querido governutcho, mesmo que a inflação não ceda, ou mesmo suba, ir na caneta baixando a selic?

    pensando em alternativas à LCAs e LCIs caso isso ocorra…pensando no médio prazo, então tesouro ipca não conta como alternativa.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • From_The_Tower 22 de fevereiro de 2016 at 16:55

      Não vão conseguir baixar mais que 2 p.p.

      5+
      • avatar
      • avatar
  • Pao de queijo com cafe 22 de fevereiro de 2016 at 16:55

    boiei, vizinha

    Azufre

    A janela está aberta. Pode abrir-se mais, até o meio do ano, na minha opinião.

    Quando se fechar, se fechará por muito tempo.

    3+
    1+
    • avatar
    • leo_na_estrada 22 de fevereiro de 2016 at 16:59

      dolar

      2+
      • avatar
    • Viking 22 de fevereiro de 2016 at 22:04

      qual valor que abre a janela?

      0
  • Pao de queijo com cafe 22 de fevereiro de 2016 at 17:02

    Grato.
    Tradução: vcs tão apostando em recuo pra uns 3,XX (3 “altos”), pra depois a bagaça subir que nem um foguete?
    Pão de Queijo tá com grana parada em conta corrente hesitando entre entrar ainda mais no dólar, ou ficar no rame-rame da renda fixa…

    4+
    • avatar
    • Barnabezinho 22 de fevereiro de 2016 at 17:08

      Adoraria pegar coragem e timming exato pra fazer latinha de uma vez.

      4+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Pao de queijo com cafe 22 de fevereiro de 2016 at 19:16

        taí uma hora pra se – ao menos – pensar no tema……….

        0
      • Maresia 22 de fevereiro de 2016 at 20:53

        (2)
        Pena que é muito volátil a cotação, e de onde moro, só consigo ir comprar no dia seguinte.
        É bom a gente ficar sempre monitorando tudo o que acontece lendo o BIB e colocar uma meta, por exemplo, se a cotação ficar abaixo de 3,85 pra mim já fica interessante.
        E ai fica ao critério de cada se compensa ver se cai um pouco mais….
        Qual é a meta de compra de vcs?

        2+
        • avatar
    • Azufre 23 de fevereiro de 2016 at 08:07

      Se emplacam Sanders e Trump, e a enta fica a perigo pode ser a última janela em muito tempo

      0
  • Polaco 22 de fevereiro de 2016 at 17:09

    É galera, se preparem…

    “http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/ao-autorizar-prisao-de-santaa-moro-cita-risco-ao-sistema-democratico

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Marc 22 de fevereiro de 2016 at 17:16

      Fujam para as montanhas!

      6+
      • avatar
  • leo_na_estrada 22 de fevereiro de 2016 at 17:23

    eu participaria de uma vaquinha pra dar um presente ou erguer uma estatua pro mouro!

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • leo_na_estrada 22 de fevereiro de 2016 at 17:23

    *moro

    3+
    • avatar
  • Seguidor do Bolha BH 22 de fevereiro de 2016 at 17:26
  • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 18:29

    “http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=49552329562”

    2+
    • avatar
    • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 18:32


      CLASSE C DEVOLVE AOS BANCOS O CARRO TÃO SONHADO
      VEÍCULO VIROU INÚTIL PARA MUITOS COM ALTA DO COMBUSTÍVEL E CRISE
      Publicado: 21 de fevereiro de 2016 às 00:00 – Atualizado às 22:34″

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Moreira 22 de fevereiro de 2016 at 18:41

    Acabo de receber uma ligação da livraria cultura: “sua encomenda (livro) ainda não chegou à livraria, a editora PAROU POR UM TEMPO”. Perguntei o porquê, no entanto não souberam dizer. A editora é a elsevier. Boss, desculpa aí pela publicação, mas é que a quebradeira ta afetando muita gente.

    6+
    • avatar
    • avatar
  • Mão de Vaca 22 de fevereiro de 2016 at 18:52

    Mijanomuro, uma curiosidade:
    Porque terreno em esquina desvaloriza?

    1+
    • avatar
    • Mijanomuro Murokai 22 de fevereiro de 2016 at 19:10

      Não, eu não disse que terreno de esquina desvaloriza. É que eu particularmente não gosto, não se fosse para eu morar, isto por razão principalmente de segurança. Terreno de esquina deixa sua casa mais vulnerável, alem disso se for numa via movimentada você vai ter de reforçar o muro, porque volta e meia vão colidir contra ele. Tive um caso que a garagem do cara foi destruída por um caminhão, sorte que entrou na garagem, mas lógico que isso depende da via.

      5+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Mão de Vaca 22 de fevereiro de 2016 at 19:14

    Vlw! Tem toda razão.
    Conheço uma pessoa que tve loja numa curva – meio que na esquina – e toda hora uma carro adentrava grade adentro.
    De qualquer forma, suas dicas lá em cima (15:00 h) foram muito boas.

    2+
  • Cesar_DF 22 de fevereiro de 2016 at 19:35

    Agora que os imóveis vão valorizar no Hell de Janeiro

    Síndrome de Guillain Barret tem aumento de 400% em 45 dias no Rio de Janeiro.

    http://brasil.estadao.com.br/noticias/rio-de-janeiro,rio-tem-5-vezes-mais-casos-da-sindrome-de-guillain-barre,10000016931

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Zé Carioca 22 de fevereiro de 2016 at 19:44

    mark

    A especulação da ZS do RJ nunca vai acabar, os caras vão preferir tacar fogo no próprio apartamento do que abaixar o preço.

    4+

    Nunca acho muito forte, acho que os preços na Zona Sul vão cair bem porque a crise no RJ vai ser longa e o Estado depende muito do dinheiro do funcionalismo público e petróleo. Na minha opiniao os proprietários vão segurar o máximos possivel, até porque muitos aqui tem a crença de que só existe a Zona Sul para se morar e acham que sempre vai ter alguém pra pagar o que estão pedindo.

    A RosinhA falava que aqui na ZS só tem ap lixo (toda generalização é burra, mas concordo que a maior partes dos aps é lixo) e apostou comigo que em um ano achava um ap no Leblon ou Ipanema com desconto de 60% em relação ao Zap. Falei que era impossivel, e o tempo está me dando razão, os proprietários estão segurando os preços e a RosinhA sumiu pra não ter que dar o braço a torcer. Como falei pra ela, acho que veremos descontos de 60% mas não será tão cedo. O momento certo para comprar ainda está longe.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Money_Addicted 22 de fevereiro de 2016 at 19:51

      ”http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/olimpiadas/rio2016/noticia/2016/02/atletas-australianos-estao-proibidos-de-visitar-favelas-do-rio-diz-jornal.html

      s/ querer criar polemica mas eu nao pagaria para morar em uma cidade dessas, inclusive em nenhum lugar da banania, o anonymous sempre dizia q nenhuma casa por aqui pode valer mais q (nao lembro o valor) mas eu concordo com ele q nada aqui pode valer mais q, uns US$200k e olhe la….

      [ ]s

      5+
      • avatar
      • avatar
      • Zé Carioca 22 de fevereiro de 2016 at 20:02

        Não está criando polêmica alguma, concordo contigo que a cidade é uma porcaria, assim como a maior parte das cidades do Brasil. A diferença é que aqui os problemas são ainda maiores. Mas o que me prende a cidade são as pessoas que nela habitam.

        4+
        • avatar
        • leo_na_estrada 23 de fevereiro de 2016 at 07:40

          Zé, a questão é que no Rio, pra ter uma boa qualidade de vida, PRA MIM, só ZS…
          aliás, apesar de tudo que sabemos e vivemos aqui no Rio, ainda acho uma cidade sensacional pra se viver, dependendo das suas atividades…eu pessoalmente gosto de esportes ao ar livre…já remei por muitos anos remo olímpico, já surfei na minha “juventude”, hoje gosto de muito de pedalar e remo canoa havaiana…porra bicho, onde da pra fazer tudo isso num mesmo lugar? ZS do hell…se o cara escala, tem o pão de açúcar e o maior numero de vias do mundo num mesmo lugar, se o cara faz voo livre tem São Conrado…e pra quem trabalha no centro da cidade em 15, 20 min vc chega…
          Minha família ou conhecidos nunca foi atingido por uma dessas tragédias, tipo latrocínio, bala perdida, talvez eu desgostasse imediatamente da cidade…enfim, sou “preso” aqui por ter nascido, gostar daqui, ter toda a família aqui e ter passado num bom concurso aqui…sim, gostaria de criar meus kids num lugar mais seguro, com muito ar livre…NZ? austrália…fora do meu alcance, vou tentando fazer o melhor por aqui…ensinando a não dar mole, saber onde ir, com quem ir, etc…

          4+
          • avatar
    • mark 22 de fevereiro de 2016 at 20:03

      ‘até porque muitos aqui tem a crença de que só existe a Zona Sul para se morar e acham que sempre vai ter alguém pra pagar o que estão pedindo’. O pior eh que eu sou um desses lol.

      3+
      • avatar
  • Dutra 22 de fevereiro de 2016 at 21:16

    CVR
    Estava com um amigo corretor (dei carona) e o papo dele com um ex comprador, que o ligou “ok, você quer fazer o distrato do edificio tal, vou ver com um advogado tudo e falo com você”.

    7+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Leonardo M. 22 de fevereiro de 2016 at 21:43

    Tá feia a coisa. Povo deixando o carro na garagem

    Vendas de gasolina caem 14% em janeiro

    De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), as vendas de gasolina C pelas distribuidoras de combustíveis recuaram 14% em janeiro, ante o mesmo período de 2015. Enquanto isso, as vendas de etanol hidratado recuaram apenas 3% na mesma base de comparação

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 22 de fevereiro de 2016 at 21:45

    caindo

    Preços de fundos imobiliários caem e abrem oportunidades.

    -http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/precos-de-fundos-imobiliarios-caem-e-abrem-oportunidades

    3+
    • avatar
    • avatar
    • Nilson 22 de fevereiro de 2016 at 22:49

      Alguém recomenda compra de Fii nos preços de cotas atuais?

      2+
      • avatar
      • Leonardo M. 23 de fevereiro de 2016 at 00:01

        Eu recomendo apenas FII que carreguem RF como FEXC e JSRE

        JSRE tem Cris, Fundo de renda Fixa,LCI,LCA e FIIs.

        Eu tinha alguns FIIs como XTED, FIGS, Jrdm, BRCR, XPCM e a queda foi de mais de 40% em alguns

        E a tendência é de cair mais ainda.

        4+
        • avatar
        • avatar
  • Alemon Fritz 22 de fevereiro de 2016 at 21:47

    Ou seja, um prédio que vale R$ 100 estaria sendo negociado no mercado pelo equivalente a R$ 72. Essa relação, explica Martins, chegou a 30% em 2014, mas diminuiu porque os valores dos bens também foram revistos para baixo…

    3+
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 22 de fevereiro de 2016 at 21:48

    Mais prédios entregues e preço menor

    Em São Paulo, essa desocupação elevada é reflexo do grande volume de novos prédios entregues, com 187 mil metros quadrados de acréscimo de janeiro a setembro do ano passado e mais 91 mil metros de lajes corporativas previstas para o quarto trimestre.

    2+
  • Cajuzinha 22 de fevereiro de 2016 at 22:05

    “Mas a política urbana foi reduzida. É voltada para o mercado imobiliário com o [Programa] “Minha Casa, Minha Vida”, expulsando os pobres para os conjuntos habitacionais fora da cidade. Foi assim [que ocorreu] o fomento de uma especulação imobiliária fantástica.
    Esqueceu-se da cidade dos pobres, que depois do boom imobiliário se expandiu mais ainda. ”

    “http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Cidades/As-cidades-o-mosquito-e-as-reformas/38/35541”

    3+
  • O Bancário 22 de fevereiro de 2016 at 22:07

    Bolhistas,

    E a Odebrecht, hein?
    Será que agora vai?

    3+
    • avatar
  • Joaojr 22 de fevereiro de 2016 at 22:48

    Cajuzinha

    “http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=49552329562”

    1+

    É cajuzinha!!!

    O melô dos bananas:
    ” Valeu a pena hehe, valeu a pena hehe, sou pecador de ilusões, pescador de ilusões”

    Acabou o sonho!

    3+
    • avatar
  • Cajuzinha 23 de fevereiro de 2016 at 05:36


    POR DAIANE COSTA
    23/02/16 – 00h01 | Atualizado: 23/02/16 – 00h01
    RIO – Quase um quinto dos acordos salariais firmados em janeiro resultou em redução de jornada e salários para o trabalhador. É o que mostra o “Salariômetro”, estudo elaborado desde 2007 pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O levantamento aponta que houve um salto no número de negociações com imposição de perdas: de dois, em janeiro de 2015, para 50, de um total de 261 negociações firmadas no mês passado.”

    4+
  • Cajuzinha 23 de fevereiro de 2016 at 05:38

    “Os efeitos do recuo do varejo são disseminados. A relação entre o consumo das famílias e o Produto Interno Bruto é da ordem de 60% (o governo consome 20%). Daí serem alarmantes as previsões dos economistas da FecomercioSP de que “em 2016 poderá se consolidar a maior crise já vivida pelo comércio paulista” – o que certamente se aplica ao varejo de todo o País.”

    “http://m.economia.estadao.com.br/noticias/geral,numeros-reveladores-de-uma-situacao-dramatica,10000017768”

    3+
  • Cajuzinha 23 de fevereiro de 2016 at 05:50

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    8,8%? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    “Luís Guilherme Julião* – O Globo
    RIO – Quem pechincha na hora de comprar um imóvel está conseguindo melhores resultados. Levantamento feito pelo FipeZap mostra que, em dezembro de 2015, o percentual médio de descontos em negociações imobiliárias atingiu 8,8%, o maior patamar desde dezembro de 2013, quando a série foi iniciada. Já a quantidade de negociaçõs feitas com desconto chegou a 77,9% do total, também o maior percentual registrado no período, com um aumento constante desde março de 2015.

    O estudo considera que a demanda por imóveis no 4º trimestre de 2015 enfrenta “um quadro desafiador para o mercado”, o que tem aumentado as expectativas de queda de preço para quem compra. Segundo o relatório, 58% dos que pretendem adquirir um imóvel disseram aguardar uma redução dos preços em 2016. O número só não é maior que o observado no terceiro trimestre de 2015, quando atingiu 61%, e tem refletido também na expectativa a longo prazo. Apenas 30% dos que planejam uma compra nos próximos 10 anos disseram acreditar em um aumento acima da inflação, a menor taxa desde que a pesquisa começou a ser feita.”

    “http://m.extra.globo.com/noticias/economia/descontos-em-negociacao-de-imoveis-aumenta-atinge-88-em-dezembro-18726903.html”

    4+
    • CA 23 de fevereiro de 2016 at 07:02

      Cajuzinha,

      Pois é, enquanto no Mundo REAL a crise está comendo solta, com reflexos diretos, óbvios e relevantes no segmento imobiliário, pelo mundo do FINGE ZAP, o setor menos afetado de todos seria exatamente este, que guarda a mais absurda distorção entre oferta e procura, a mais gritante incompatibilidade entre preço de venda e renda e a falta mais aguda de crédito.

      Enquanto a Moody’s, com base na análise dos resultados das construtoras, vendas realizadas e informações do mercado conclui que a queda de preços tem sido de 20%, vimos reportagem em tópico anterior em que representantes do segmento imobiliário falaram sobre reduções de preços de 25%, temos reportagem anterior falando sobre descontos de mais de 40%, as pesquisas do CRECI SP nos últimos 24 meses apontando queda acumulada de 29% no preço médio do M2 de usados em São Paulo, pesquisas do SECOVI SP em abril/maio de 2015 falando sobre queda no ticket médio tanto por metragem quanto número de dormitórios que variou de 20% a 40% para mais de 80% dos imóveis vendidos, informações de relatórios de Tecnisa e Viver no 2T15 dando conta de reduções de 68% e 36% respectivamente nos preços para algumas categorias de imóveis específicas, cancelamento recorde de vendas por investidores porque construtora na entrega está vendendo mais barato do que eles compraram na planta, leilões de imóveis na Zona Sul do RJ com preço inicial do M2 para o próximo leilão que é menos da metade do que consta no FIPE ZAP, ainda assim este pessoal do FINGE ZAP insiste na brilhante teoria de que os preços tiveram “descontos” que teriam subido pouco mais de 1% em relação a pesquisas anteriores!

      Apesar de tudo que consta acima, este pessoal do FINGE ZAP não tem o menor pudor em continuar mentindo DESCARADAMENTE e falando sobre um “índice” de preços ANUNCIADOS, que tem como “base” o preço de 99% dos imóveis anunciados que NÃO foram vendidos, que quando vende e neste caso o anúncio normalmente se refere ao imóvel de menor preço, a média de preços sobe, porque o anúncio daquele imóvel vendido é retirado, dentre outras distorções que eles criaram propositalmente a partir de 2008, para ajudarem a gerar mas anúncios pagos no ZAP Imóveis e mais dinheiro no bolso do pessoal do núcleo Real Estate da POLI USP, afinal 100% deles tem seus salários totalmente dependentes do segmento imobiliário.

      O mais impressionante é que ainda tem gente que acredita e defende o FINGE ZAP com unhas e dentes, naturalmente são pessoas que trabalham em empresas que ajudaram a inflar a bolha e ganharam muito com isto, então não se importam com o ridículo ao qual estão se expondo…

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • RMS 23 de fevereiro de 2016 at 07:44

        CA genial como sempre!

        Essa explicação deveria ficar em um link fixo para quem acessa o blog.

        0
    • carioca_real 23 de fevereiro de 2016 at 08:25

      Habemus tópico!

      0
  • Cajuzinha 23 de fevereiro de 2016 at 05:58


    Os números demonstram uma clara tendência de queda nas compras de imóveis e nas locações, com a busca por aluguéis abrindo vantagem sobre as pesquisas por imóveis à venda. E o valor do aluguel deve se manter estagnado neste ano. “A estabilidade no cenário do mercado de locação de imóveis pode representar a negociação direta dos valores dos contratos entre inquilinos e proprietários, evitando a procura por uma nova moradia”, finaliza.”

    “http://www.investimentosenoticias.com.br/financas-pessoais/imoveis/crise-afeta-comportamento-do-brasileiro-no-mercado-imobiliario”

    4+
    • avatar
  • Chapolin 23 de fevereiro de 2016 at 07:52

    Sempre é bom lembrar….

    ” Não existe bolha imobiliária e setor ganhará força após a Copa, diz Ricardo Amorim”

    http://www.infomoney.com.br/imoveis/investimentos-imobiliarios/noticia/3424350/nao-existe-bolha-imobiliaria-setor-ganhara-forca-apos-copa-diz

    “Existe sim e o setor desabou depois da Copa, diz a Realidade”

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/02/desconto-na-venda-de-imovel-e-o-maior-da-serie-historica-diz-fipezap.html

    5+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Azufre 23 de fevereiro de 2016 at 08:33

      Não disse qual Copa!

      1+
      • avatar
  • Manoel Joaquim 23 de fevereiro de 2016 at 08:17

    CVR

    Amigo pegou vários empréstimos com o banco totalizando R$ 18.000,00. Não pagou a dívida e, após algum tempo, o montante devido era de R$ 32.0000,00.

    Após um tempo, o banco começou a entrar em contato inúmeras vezes, até que ofereceram a liquidação da dívida por R$ 8.000,00.

    Só eu que me sinto otário de pagar as contas em dia?

    31+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • joselito 23 de fevereiro de 2016 at 08:31

      O tempo de 5anos para manutenção de “nome sujo”.
      Assim, posso lhe afirmar que no caso citado, após os 5anos, poder-se-ia considerar que a dívida estaria em uns 200mil, mas o banco aceitaria receber 2mil reais.
      E ai, levando em consideração que o banco nunca perde, quem será que está pagando esta conta?????

      3+
      • Azufre 23 de fevereiro de 2016 at 08:40

        E tem uns aí que acham bonito pagar “tarifa de manutenção” de conta.

        Quer dinheiro, banco? Vá atrás de caloteiro. Eu não pago tarifa

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Azufre 23 de fevereiro de 2016 at 08:32

      E tem gente que tem dó de caloteiro…

      6+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Boruto 23 de fevereiro de 2016 at 08:27

    Que delícia! aumento no DPVAT para ajudar as “pobres” montadoras de veículos:
    “http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/02/1742157-montadoras-podem-financiar-programa-para-renovar-frota.shtml

    4+
  • Alemon Fritz 23 de fevereiro de 2016 at 08:56

    capitulation
    mais do mesmo
    Desconto médio em preço de imóveis é recorde em 2015, aponta FipeZap
    Em outras palavras, o preço de venda foi menor do que o anunciado em 77,9% das transações.
    Os resultados da pesquisa reforçaram a expectativa de queda futura dos preços
    -http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2016/02/23/internas_economia,736764/desconto-medio-em-preco-de-imoveis-e-recorde-em-2015-aponta-fipezap.shtml

    2+
    • avatar
  • Alemon Fritz 23 de fevereiro de 2016 at 09:23

    comentário no G1:
    “Queda nos preços mudou de nome, agora é média de desconto.”
    kkk
    os corvos ainda acham que enganam, o povo tá se virando (troca, renegociação, aluguel de quartinho e pousada..) isso nem aparece no mercado.

    1+
  • Cesar_DF 23 de fevereiro de 2016 at 09:52
  • Bruno.12 23 de fevereiro de 2016 at 17:27

    Show de decisão! Ardam, corvos!!

    O MPF proferiu parecer no REsp 1.551.951/SP, no sentido de que “é ilegal a imposição do pagamento de comissão de corretagem e taxa de assessoria imobiliária sobre contrato de serviços de corretagem, do qual o consumidor não anuiu, requereu expressamente ou lhe foi diminuída a possibilidade de contestar”. O recurso foi interposto por uma empresa contra decisão do TJ/SP que impôs a devolução da taxa de corretagem. Manifestando-se pela improcedência do REsp, o parquet considerou que “nenhuma venda de imóvel demanda, necessariamente, de serviço de corretagem”. Portanto, essa cobrança “somente deve ser realizada se o serviço de corretagem for expressamente solicitado pelo consumidor”. O recurso, submetido ao regime dos repetitivos, é de relatoria do ministro Paulo de Tarso Sanseverino.

    0