Após ano de desvalorização, m² para aluguel no Rio fecha 2015 com queda de 21,2% – Monitor Digital

Você pode gostar...

Comments
  • CA 27 de janeiro de 2016 at 08:39

    Pesquisa baseada em preços ANUNCIADOS:

    Seguem as informações sobre a metodologia, que consta no próprio site da VivaReal (clique no botão “Metodologia” no topo à direita da página abaixo):

    OBS: texto um pouco desatualizado, fala sobre 2014, mas a metodologia foi mantida.

    “http://www.vivareal.com.br/dmi/

    “Para a analisar o comportamento do mercado imobiliário em 2014, utilizamos a base de dados de busca por imóveis usados cadastrados no portal VivaReal, número que atingiu em Dezembro de 14 o patamar de 2.8 milhões de imóveis por todo o país. “

    23+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Azufre 27 de janeiro de 2016 at 08:43

      O bom de usar esses dados é que o viés é contra a tese que se quer defender. Ou seja, eles enfraquecem o ponto bolhista. Se ainda assim a queda é evidente, tem-se evidência forte da visão bolhista.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • CA 27 de janeiro de 2016 at 08:55

      O que esta “metodologia” significa?

      Continuam empurrando as pessoas para o Mundo da ILUSÃO. Falando sobre os imóveis ANUNCIADOS e as pesquisas realizadas no site:

      1) Imóveis anunciados há ANOS sem vender;

      2) Para imóveis equivalentes, ao vender o mais barato, o anúncio é retirado da base. Conclusão: preço sobe quando vende imóvel mais barato!

      3) Como são MILHÕES de imóveis anunciados, para vendas que não chegam a ser 1% do que está anunciado por mês, o índice tem uma chance de menos de 1% de representar a realidade, ou em outras palavras, 99% de chance de não representar a realidade das vendas e pela “metodologia” e o que consta no item 2, é certeza que não representa a realidade ;

      4) Falam sobre procura por imóveis como se isto representasse a realidade de renda versus preços, o que não é verdade. Famílias podem procurar imóveis de até R$ 350 mil, mas só conseguirem adquirir imóveis até R$ 200 mil ou menos, também não significa nada.

      Tem muito mais problemas do que aqueles que constam acima, foi só uma AMOSTRA…

      Por que então um “índice” tão FURADO quanto este ou o FIPE Zap?

      Exatamente para que os INCAUTOS acreditem que os preços nunca caem bruscamente, que não há motivo para pânico, etc. Observem como no texto eles falam sobre os preços dos imóveis não caírem bruscamente e tentam passar uma visão de “tranquilidade”.

      Reparem também que apesar de existirem pesquisas baseadas em preços reais, negociados, feitas com centenas de imobiliárias, com grande volume de informações e que já são realizadas há MUITO MAIS TEMPO que estas pesquisas sobre preços ANUNCIADOS, estas com base em preços reais NUNCA são divulgadas. Exemplo: pesquisa do CRECI SP que apontou QUEDA de 29% nos preços negociados em termos nominais, sem considerar inflação, para imóveis usados na cidade de São Paulo nos últimos 24 meses, ou 45% de queda no período em termos reais, considerando inflação.

      Temos ainda empresas como EMBRAESP e Geoimovel que também fazem pesquisas há DÉCADAS com base em preços negociados e que também tem tido os resultados OMITIDOS nos últimos anos, pois apontaram quedas, algumas vezes RELEVANTES nos preços negociados. Em 2013, EMBRAESP apontou queda de mais de 17% no preço do imóvel de 3 dormitórios lançado em São Paulo no primeiro bimestre, no mesmo ano a Geoimovel apontou queda de 35,5% nos preços de lançamentos de imóveis em Brasília, ambos na comparação com preços de 1 ano antes.

      O show de ilusionismo continua, principalmente enquanto existirem muitas pessoas que ACREDITAM cegamente no que estas “pesquisas” baseadas em preços ANUNCIADOS dizem, afinal, nada mais útil para o segmento imobiliário do que aqueles que aceitam mansamente a DESINFORMAÇÃO e por mais que aqueles dados sejam ilógicos (milhões de imóveis ANUNCIADOS contra menos de 1% de venda, sobe preço quando vende o mais barato, etc.), não faz mal, a GRANDE MAIORIA tem preguiça de pesquisar mais e é iludido com facilidade…

      Pena para o segmento imobiliário que esta MATRIX não leva a lugar nenhum, só estão aumentando o tamanho do problema deles…

      44+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Death 27 de janeiro de 2016 at 10:00

        Isto é como algum tipo de fanatismo religioso. Os incautos precisam acreditar…

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • CA 27 de janeiro de 2016 at 12:06

          Death,

          E como todo fanatismo religioso, pode terminar até em “death” mesmo, a desilusão e frustração de muitos investidores em imóveis na planta tem sido intensa, temos aquele caso sob investigação em São Paulo onde uma corretora teria sido assassinada em função de um distrato problemático, dentre outros casos relatados no passado.

          Quantas pessoas mais simples já não perderam quantias muito elevadas nos últimos tempos, algumas em função de distratos, outras por terem concentrado grande parte do seu Capital ou todo ele no “sonho da casa própria”, fora aqueles investidores que compraram grande volume de imóveis residenciais ou salinhas comerciais e estão tendo um prejuízo enorme agora. Se colocarmos na conta todos os outros efeitos destrutivos que ocorrem em toda explosão de bolhas, como o aumento relevante em desemprego, queda na renda, super-endividamento, inadimplência recorde, etc., são mais e mais motivos para que tenhamos desfechos “trágicos” em quantidades crescentes.

          Infelizmente toda bolha imobiliária durante a sua explosão gera um certo volume de casos de suicídio e homicídio, neste momento o volume absurdo de DESINFORMAÇÃO contem um pouco esta situação, mas em determinado momento muitas pessoas não conseguirão mais fugir da realidade…

          17+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
  • Azufre 27 de janeiro de 2016 at 08:39

    Como dito antes, é impressionante a queda do aluguel. O aluguel não pode ser financiado: vence todo mês. Assim, é o elo do mercado imobiliário com a realidade.

    Cheguei a achar que o aluguel estagnaria e a venda iria despencar. Mas não: o aluguel está despencando antes.

    Sendo o aluguel um parâmetro do preço “””justo””” do imóvel, meu palpite de queda de 60% real parece cada dia um pouco mais “conservador”.

    44+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Azufre 27 de janeiro de 2016 at 08:40

      Há crise ou não? Vide o mercado de aluguel.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • OdeioTijolos 27 de janeiro de 2016 at 11:35

        Vide imóveis comerciais fechados

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
    • Julio 27 de janeiro de 2016 at 10:38

      O valor do aluguel nunca acompanhou a valorização ilusória. Tínhamos apartamentos que “valiam” 700k alugados por 1k ou 1,5k, quando no mínimo deveria ser 3,5k (0,5%), ou um “preço justo” ao proprietário em torno de 5,5k (entre 0,7% ou 0,8%), o que ganha de juros quem tem o valor aplicado e paga aquele aluguel, mas economiza nas despesas, como reformas, taxa de imobiliária, tempo sem locação, etc. De quebra ainda conta com uma saudável liquidez.

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Margarida 27 de janeiro de 2016 at 11:17

        Olha o Júlio ai!

        5+
        • avatar
        • avatar
        • Julio 27 de janeiro de 2016 at 11:50

          Saí de férias e quando voltei tinha cadastro e senha. Estava com saudades do blog, onde a gente aprende muito e se diverte.

          6+
          • avatar
          • avatar
    • O Taliu 27 de janeiro de 2016 at 12:31

      Exatamente Azufre

      Quedas reais de 60% já estão para lá de conservadoras. É só ler o comentário anterior do CA envolvendo pesquisas com preços de venda, e não os pedidos, em que ocorreu queda real de 45% em dois anos em SP.

      Continuo com o meu palpite, 75-80%. PORÉM, não acredito, que ainda assim, ocorrerá grande comercialização devido à situação econômica do país e o trauma da bolha.

      8+
      • avatar
      • avatar
  • Azufre 27 de janeiro de 2016 at 08:41

    Pegaram um Batista ontem e outro hoje?

    Acho que as ações do grupo do dinheiro sujo vai sofrer hoje.

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Annoying Brick in The Wall 27 de janeiro de 2016 at 08:53

    Notícia da Folha: “http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/01/1733615-apos-recuar-em-2015-credito-para-imoveis-deve-cair-206-neste-ano.shtml”.

    Atentem para o dado: “Segundo a Abecip, o financiamento de imóveis usados sofreu mais do que os empréstimos para a aquisição de novos no ano passado. Enquanto o crédito para a compra de usados caiu pela metade em relação a 2014, para R$ 23 bilhões, o financiamento de imóveis novos recuou 10% e somou R$ 31,7 bilhões.

    “No caso dos imóveis novos, a decisão de compra é antiga. Para comprar um usado, o consumidor, que está menos confiante, está postergando a decisão”, disse Abreu Filho. Para a aquisição de imóveis, foram liberados no total R$ 54,8 bilhões no ano passado, retração de 32,7% ante 2014.”

    Ou seja. É a bolha se mostrando há anos, mas os dados escondidos, maquiados, e a DESINFORMAÇÃO de que o CA fala tanto deixa 666 cego mesmo.

    Ainda bem que eles continuam pagando meus juros. 🙂

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • CA 27 de janeiro de 2016 at 09:15

      Annoying Brick in The Wall,

      Ocorre que as justificativas deles para os fatos também carregam SEMPRE um grande volume de DESINFORMAÇÃO, até na notícia acima.

      Exemplo:

      Dizem que a causa da queda de compra de usados é só porque em virtude da crise as pessoas resolveram adiar a compra. Isto é MENTIRA!!! A partir de maio/2015 a CEF passou a exigir 50% de entrada no caso de imóveis usados, este foi um grande motivo para queda tão acentuada! O fato de ter comprado 3 anos atrás na planta não “inibe” tanto assim a redução dos financiamentos de novos, basta ver que o volume de distratos bateu todos os recordes em 2015, muita gente que comprou imóvel novo DESISTIU.

      Como a CEF era uma “mãe”, que aceitava comprovantes FALSOS de renda (transferência entre contas), pessoas para comprovar renda que não ajudariam a pagar as prestações, ofereciam o menor juros do mercado, muito abaixo dos concorrentes, etc., na medida em que a CEF não conseguiu mais pedalar, resolveram cortar pela metade o que podia ser financiado quanto a imóveis usados, para tentar manter o máximo possível para novos e assim tentar “salvar” as construtoras, também tentando levar a MANADA a comprar novo ao não conseguir financiar usado, por isto que financiamentos de usados despencaram tanto. Claro que também foi porque os bancos privados não queriam entrar nesta roubada e cobrir o buraco deixado pela CEF, com clientes e financiamentos pra lá de suspeitos…

      Outro ponto: muitos compradores precisavam vender seu usado para conseguir pagar o novo na entrega e às vezes financiar o restante, só que como ficou MUITO MAIS DIFÍCIL vender o usado por esta redução do valor financiável para 50%, muitos destes acabaram desistindo de comprar o novo e engordando o volume de DISTRATOS.

      Como disse mais acima sobre o tópico de hoje, enquanto puderem vão continuar enganando a todos com seu elevado volume de DESINFORMAÇÃO, mas isto não os salva, só vai aumentando o tamanho do problema…

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Annoying Brick in The Wall 27 de janeiro de 2016 at 10:24

        É veradade CA.

        Legal seria o Samy Dana, que está dominando o CC, chamar o blog para uma entrevista mais realista.

        Obrigado pelas informações!

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Alemon Fritz 27 de janeiro de 2016 at 12:09

        e notem que a crise agora está sendo jogada no passado:
        -2015 foi o ano de mudanças
        – foram os escorpiões, a crise dágua, de energia, dengue, Mariana, manifestações… etc..

        é a fase de “resistência da bolha”… tipo “agora vai melhorar”, pois já caiu,
        ….mas vem mais uma queda na mesma proporção…

        8+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • Palmeirense 27 de janeiro de 2016 at 09:19

    Não aprendem:

    O governo deve liberar cerca de R$ 50 bilhões em linhas de crédito do Banco do Brasil, BNDES e Caixa (incluindo recursos do FGTS) no esforço para retomar investimentos e impulsionar a economia, segundo apurou o ‘Broadcast’. O anúncio será feito amanhã pelo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, na reabertura do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão. Também será anunciada ampliação de linhas do BNDES para financiar a produção de bens e serviços para exportação. A presidente Dilma Rousseff quer que o comércio exterior seja um dos caminhos para reativar a economia. Embora a intenção da equipe econômica não seja anunciar um pacote de medidas, o reforço no crédito será o principal resultado prático da reunião. A avaliação é de que há demanda para empréstimos, apesar do ceticismo no mercado. (O Estado de São Paulo)

    13+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Mephistopheles 27 de janeiro de 2016 at 09:29

      Uma das medidas em discussão seria utilizar saldo do FGTS como garantia de empréstimo consignado.
      Como diria o agora visitante esporádico PXdPF, “Agora vai!”

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • EngenheiroMG 27 de janeiro de 2016 at 09:36

        “utilizar saldo do FGTS como garantia de empréstimo consignado”

        pq já não liberam o saque logo do FGTS ? Hum, deve ser pq isto é só disfarce para outra pedalada.

        10+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Mephistopheles 27 de janeiro de 2016 at 09:41

          Tem que manter aquele $$$ à mão. Como “garantia”, não sai, em princípio, do lugar, e dá para continuar financiando habitação e o fundo de investimento em infraestrutura FI-FGTS (apelidado “Odebrecht”, em homenagem ao principal destinatário)

          7+
          • avatar
      • Julio 27 de janeiro de 2016 at 10:50

        Podiam usar o dinheiro dos fundos de pensão das estatais. Se faltar grana, manda um boleto para os funcionários.

        Quem faz vaquinha pro Zé Dirceu pode fazer vaquinha para o Brasil. Ou não?

        20+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Bruna 27 de janeiro de 2016 at 16:16

          O que é isso, companheiro? Já basta o pessoal dos Correios, que não pode se aposentar porque o governo aplicou todo o fundo de pensão em títulos da Venezuela. Os caras têm tanta culpa dessa porcariada quanto a iniciativa privada: ter eleito essa desgraça que chamam de governo.

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Inside 27 de janeiro de 2016 at 13:23

      Mas, eu aprendi aqui neste blog que dinheiro sempre haverá e o que não existira é quem pegue emprestado… né isso?

      6+
      • avatar
    • Fino 27 de janeiro de 2016 at 14:12

      Não mesmo ! Ironicamente na página do uol traz a seguinte notícia ! – Concessão de crédito cai em 2015 com aumento de juros e inadimplência

      Dados divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Banco Central mostram que o recuo se deu, principalmente, no crédito subsidiado (-18%), que inclui operações imobiliárias para pessoas físicas e do BNDES para empresas. Nos empréstimos a taxas de mercado, a queda foi de 0,7%.

      “http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/01/1734017-concessao-de-credito-cai-em-2015-com-aumento-de-juros-e-inadimplencia.shtml

      3+
      • avatar
    • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 14:42

      Virou ciclovia. Uma pedalada atrás da outra.
      De onde virá o dinheiro pra fechar a conta do FGTS?

      8+
      • avatar
  • FabianoSJC 27 de janeiro de 2016 at 09:20

    Não entendi , até pouco tempo atras o Favela Index apontava valorização anual de 30 % ao ano rs , o que aconteceu ? Era só colocar uma UPP no morro que o preço do barraco subia 50 % rs.
    Tem olimpiadas este ano vai continuar valorizando rs

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Mephistopheles 27 de janeiro de 2016 at 09:27

    “http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/01/1733885-membros-de-fundo-da-petrobras-terao-de-cobrir-rombo-na-estatal.shtml”

    Blog mequetrefe, que não antecipa fato algum.
    Quem diria, fundos de pensão com problemas.

    27+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • MINEIRO SPY 27 de janeiro de 2016 at 09:29

      Essa notícia se liga ao que noticiaram em O Antagonista ontem. Estão colocando compadre dos indiciados para a cabeça do Funpresp. Será uma nova Postalis em alguns anos.

      17+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Azufre 27 de janeiro de 2016 at 09:35

        Exato. Fujam do Funpresp. Dinheiro na mão de cumpanhero não dá certo.

        21+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • MINEIRO SPY 27 de janeiro de 2016 at 09:49

          Não conheço um fundo sequer que não tenha sido entregue ao PMDB ou PT. BB, petro, postalis, caixa, furnas, funpresp.
          O negócio vai feder em alguns anos. Imagina o volume estrondoso de recursos acumulados?

          Essa semana ligaram do BB oferecendo ao meu pai de 75 anos ações de Furnas. É de lascar

          22+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • Azufre 27 de janeiro de 2016 at 10:02

            Funpresp contribuição definida… A pessoa contribui com R$ 500, digamos, durante 40 anos. Lá na frente: opa, só vai dar para pagar R$ 100 durante 20 anos. Ops! 🙂

            21+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • Bruna 27 de janeiro de 2016 at 16:21

              Se eu pudesse, pegava de volta tudo que já contribuí acima do teto antes do Funpresp, e botava debaixo do colchão. Aliás, pegava toda a minha contribuição previdenciária e fazia qualquer aplicação bizarra, que renderia mais (exceto imóveis, claro hahaha). Como não tem como, prefiro continuar com a regra antiga.

              3+
              • avatar
      • Mephistopheles 27 de janeiro de 2016 at 09:37

        Todo Fundo de Pensão de empresa pública ou empresa “privada” do tipo Petrobras e Eletrobras foi utilizado para “investimentos” em “negócios estratégicos” nacionais.
        Lembrando como funciona a composição da diretoria ou administração de tais fundos: alguém indicado pelos funcionários ou trabalhadores (ou seja, sindicato, ou seja, ligado ao atual governo), governo (geralmente acionista de bloco de controle ou controlador direto) e algum outro representante “privado” (mas ligado ao governo).
        Assim o $ da pensão dos funcionários é “investido” em “campeões nacionais”, empresas de navios sondas e outros queijandos.

        29+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • EngenheiroMG 27 de janeiro de 2016 at 09:43

          Ligação com o rombo do fundo da petro e a notícia de que os funcionários pagarão boletinhos para cobrir o rombo?

          12+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Awulll 27 de janeiro de 2016 at 09:57

      Ahaha.
      Essa foi épica!
      Os idiotas úteis compram ações.
      Os mesmo idiotas úteis fazem vaquinha pro Dirceu.
      Os mesmo idiotas úteis tem seu dinheiro roubado por aqueles que os incentivaram a comprar ações e a juntar grana pra vaquinha.
      E agora sobrou pros idiotas úteis pagarem o pato!
      13 e confirma, mas confirma com força champs!
      Receeeeeeeeeeeeeeeeeeeeba!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
      The Reigning! Defending! Undisputed Useful Idiot Champion of the World!!!!!!!!!!!!!!!!!
      Bananense, “The Vermeinho”, Silvaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

      30+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Julio 27 de janeiro de 2016 at 10:48

        Conheço alguns petroleiros. Todos vermelhos da cabeça aos pés, adoradores do 9F, anti-tucanos desde o berço, apoiadores incondicionais do PT e de petistas como José Dirceu. Lacraram o 13 em todas as eleições e ajudaram a eleger o partido nas últimas quatro.

        O meu medo é que essa fatura seja socializada com o contribuinte.

        No mais, quero aderir ao programa de ajuda aos funcionários da Petrobras: “http://recalculandoarota.com.br/wp-content/uploads/2014/09/zopera%C3%A7%C3%A3o-foda-se.jpg

        13+
        • avatar
        • avatar
        • Manehzsp 27 de janeiro de 2016 at 11:38

          Já está sendo socializada, vide valor baixo do barril de petróleo e o que pagamos de gasolina.

          11+
          • avatar
          • avatar
          • Julio 27 de janeiro de 2016 at 11:48

            Por enquanto estamos pagando a roubalheira da Petrobras. Meu medo é que sejamos também convidados a garantir a boa aposentadoria dos funcionários (de novo). Eles, o funcionários, que sempre tiveram boa vida com o esquema de estatal-mãe-de-todos e monopolista, que por isso mesmo aprovavam o esquema PT de governar, que arquem com suas consequências e paguem a conta sozinhos.

            17+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
            • avatar
          • OdeioTijolos 27 de janeiro de 2016 at 16:19

            Lembrando que já faz tempo que o litro da gasolina tem 800 Ml e 25% é etanol ou seja 600ml de gasolina no litro ou seja a gasolina é mais cara do que parece.

            10+
            • avatar
            • avatar
            • avatar
  • Cajuzinha 27 de janeiro de 2016 at 10:01

    ““Fomos informados uma hora antes do agendamento para assinatura do contrato, pelo gerente da Caixa, que o dinheiro não seria liberado”, lembra Maurício. O financiamento dele utiliza a linha de crédito pró-cotista, que usa recurso do FGTS para compra de imóveis com valores acima de R$ 220 mil e até R$ 750 mil. Conforme noticiado por O TEMPO nesta terça, a Caixa não está aprovando financiamentos novos com a linha de crédito pró-cotista “até que exista a suplementação de recursos”.

    Já sobre financiamentos aprovados, como o de Maurício, o banco reforçou, via nota, “que todas as operações aprovadas estão sendo honradas normalmente”. Questionada sobre o caso concreto, a Caixa declarou que “se trata de um caso pontual e não reflete a política de atendimento e concessão de crédito do banco”.”

    “http://www.otempo.com.br/capa/economia/caixa-atrasa-crédito-aprovado-1.1220287”

    14+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 27 de janeiro de 2016 at 10:06


    Diante desse cenário, os bancos seguirão seletivos na concessão de empréstimos em 2016, e exigindo uma entrada maior do tomador, disse Abreu Filho.

    Para não depender exclusivamente da poupança, os bancos devem buscar recursos no mercado por meio de instrumentos como Letra de Crédito Imobiliário (LCI).

    “Ou o mercado vai se submeter aos recursos da poupança ou terá que mesclar a fonte de financiamento com recursos do mercado”, disse o presidente da Abecip. “Nesse caso, o resultado deve ser o encarecimento do crédito para o tomador.””

    “http://noticias.r7.com/economia/financiamento-imobiliario-no-brasil-cai-33-em-2015-e-recuara-mais-este-ano-diz-abecip-26012016”

    6+
    • avatar
    • Cajuzinha 27 de janeiro de 2016 at 10:07

      CA,

      Veja isso:
      Para acompanhar a evolução dos preços no setor, a Abecip vai lançar em 2016 um novo índice, que considerará o valor da venda de imóveis. Atualmente há diversos indicadores públicos que se baseiam no preço ofertado.

      Será?

      19+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Julio 27 de janeiro de 2016 at 11:02

        No Brasil nunca haverá um índice confiável. Sobre o valor ofertado é totalmente fora da realidade. Sobre o valor da venda, embora mais próximo da realidade, conta com o problema dos números falsos, prática comum usada para burlar o fisco (registro a menor) ou lavar dinheiro (registro a maior).

        9+
        • avatar
        • avatar
      • carioca_real 27 de janeiro de 2016 at 11:04

        Vou te contar Cajuzinha, o Gilberto Abreu rebola pra lá, rebola pra cá e fica cumprindo o papel de desinformar.
        Mas acho que se tentarem fazer um índice desses mesmo vão recolher rapidinho dado o tamanho do estrago, ainda mais se comparado aos FINGE ZAP da vida.

        6+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • CA 27 de janeiro de 2016 at 12:23

        Cajuzinha,

        A ABECIP está preocupada porque a subida no crédito imobiliário concedido foi extremamente rápida, em 2011 tivemos um crédito imobiliário concedido com verba da poupança que foi 22 vezes o que era em 2005, sendo que a queda também está sendo extremamente rápida, afinal nos últimos 4 meses registrados o crédito imobiliário concedido caiu cerca de 50% na comparação com mesmo mês de ano anterior. Por mais que eles neguem, sabem muito bem que suba meteórica de crédito imobiliário concedido com queda igualmente rápida e impactante, é característica de toda bolha imobiliária.

        Observe o que comentei mais acima, que a ABECIP também participa da rede de DESINFORMAÇÃO: eles sabem melhor do que ninguém que foi a redução drástica da CEF que abalou profundamente o volume de crédito imobiliário concedido e que isto teve reflexo direto no financiamento de usados, principalmente pelo fato da CEF ter reduzido para 50% a parte financiável do imóvel usado, mas usaram outras justificativas para ESCONDER este fato.

        “Engraçado” eles não terem criado este índice quando os preços dispararam e cresceram mais de 3 vezes o que a renda das famílias cresceu, mais que o dobro do aluguel e do que o custo de construção. Só agora que o crédito imobiliário está despencando eles estão preocupados com os preços, porque não se preocuparam quando subiu 22 vezes em 6 anos???

        Pelo fato de continuarem com a DESINFORMAÇÃO, talvez seja mais um índice que embora não seja baseado em preços ANUNCIADOS, terá algum viés para “amortizar” a queda real de preços do mercado. A EMBRAESP que foi contratada pelo SECOVI SP, apresentou uma queda de preços de lançamentos de imóveis em São Paulo que foi de apenas 5% em termos nominais (sem contar inflação) de jan/15 a set/15, só que estão trabalhando com média de preços de 12 meses no mês final para fazer o cálculo e muito provavelmente com preços ofertados e não negociados por construtoras, sendo que depois disto não divulgaram novas pesquisas, ou seja, mesmo quando contratam empresas com grande experiência, estão forçando vieses para mascarar a queda real.

        Por tudo isto não acredito que vão utilizar a melhor metodologia, acho que vão achar um jeito de mascarar a queda real. Isto acontece em toda bolha imobiliária, a principal ferramenta de manipulação é esconder a queda real de preços, a ABECIP em mais de uma vez já foi parceira na DESINFORMAÇÃO, não creio que crie um índice para ter ampla divulgação e que seja realista. O que é mais realista, eles guardam para eles mesmos e não divulgam para ninguém, no máximo deixam disponível para consulta se for algo que existe há muito tempo (exemplo: CRECI SP), porque esconder “de repente” pegaria mal, mas não usam nem mencionam estas pesquisas em nenhum lugar, o essencial sempre é manter a galera na “Matrix”…

        13+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Cajuzinha 27 de janeiro de 2016 at 12:39

          Muito bom, CA!

          Tenho um CVR que não posto agora em razão do tempo, mas posso adiantar que existe a divulgação de DESINFORMAÇÃO até para os corvos pelo alto escalão das construtoras, nesse CVR envolve a NORCON/ROSSI

          8+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Awulll 27 de janeiro de 2016 at 10:13

      “Para não depender exclusivamente da poupança, os bancos devem buscar recursos no mercado por meio de instrumentos como Letra de Crédito Imobiliário (LCI).”

      Aí ontem eu entro no site do BB e pá: 70% do CDI pra LCI!
      De que jeito alguém vai investir em algo que paga o mesmo que a poupança e imobiliza sua grana por 90 dias?

      28+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Pão Pedra 27 de janeiro de 2016 at 10:19

    Estou passando uma temporada em Curitiba e negociei o aluguel sem grandes dificuldades. É no centro da cidade e o dono do imóvel quis R$2.000. Falei que tinha outro oferecendo por R$1.300 e ele aceitou o preço na hora. Desconto de 35%.
    O poder está com quem tem dinheiro nas mãos! 🙂

    29+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Polaco 27 de janeiro de 2016 at 10:21

    The Luxury Housing Bubble Pops

    “http://www.zerohedge.com/news/2016-01-26/luxury-housing-bubble-pops

    8+
    • avatar
    • avatar
  • mark 27 de janeiro de 2016 at 10:46

    “Governo deve anunciar injeção de R$ 50 bi no crédito via bancos públicos”

    Fonte: http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,governo-deve-anunciar-injecao-de-r-50-bi-no-credito-via-bancos-publicos,10000013544

    4+
    • avatar
    • avatar
  • Money_Addicted 27 de janeiro de 2016 at 10:48

    “Últimas vagas para o carnaval na beira da praia”
    recebi d uma pousada q costumava frequentar, faltando 10 dias para a folia eles ainda tem vagas, sanguiii?!!

    [ ]s

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Cajuzinha 27 de janeiro de 2016 at 11:00


    Não bastasse isso, veio em seguida à reunião, por meio de porta-voz não oficial, com mais um pretexto por ter violado o silêncio às vésperas do encontro: seria para “assegurar que todas as opções estivessem na mesa no dia de abertura do Copom”, pois, “se não tivesse feito uma sinalização prévia, a repercussão da decisão (…) teria sido ainda mais negativa”. A preocupação comovente com o mercado de renda fixa e seus pobres operadores chega a me enternecer…

    Melhor seria, porém, ter se preocupado com outra reação de mercado, já devidamente documentada aqui na Folha: a elevação das expectativas de inflação que se seguiu à decisão do Copom, num eco desconfortável do erro de 2011.”

    “http://m.folha.uol.com.br/colunas/alexandreschwartsman/2016/01/1733872-pero-sin-perder-la-ternura-jamas.shtml?mobile”

    4+
    • avatar
  • Ilusionista 27 de janeiro de 2016 at 11:04

    festival do crédito

    431,4% a.a no rotativo.

    quanto menos gente consegue pagar mais eles aumentam os juros para cobrir os riscos…

    http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/01/27/juros-do-cheque-especial-sobem-a-287-e-rotativo-do-cartao-vai-a-4314.htm

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Money_Addicted 27 de janeiro de 2016 at 11:07

      uma curiosidade que sempre tive, qual seria a margem d lucro do banco? eles cobram 400 aa, se metade nao pagar eles ganham 200% aa

      alguem tem algum numbero referente?

      5+
      • avatar
      • deuruim 27 de janeiro de 2016 at 14:53

        Nesse post fala q é 1,6

        2+
        • avatar
        • deuruim 27 de janeiro de 2016 at 14:53

          -http://www.clubedospoupadores.com/investimentos/reserva-de-emergencia.html

          3+
          • avatar
          • avatar
      • O Bancário 27 de janeiro de 2016 at 18:30

        A margem líquida do spread bancário é perto de uns 30%.

        2+
      • Ilusionista 28 de janeiro de 2016 at 06:50

        R$ 1.000 no rotativo viram R$ 4.780 em um ano. Em cinco anos, a dívida cresce para R$ 3 milhões. Em 14 anos, dá o PIB do Brasil. Mais encargos.

        4+
        • avatar
  • Bolherengo 27 de janeiro de 2016 at 11:12

    Bom dia, pessoal. Gostaria da opinião de vocês.

    Ontem eu estava refletindo sobre os meus juros e como eu poderia otimizar a minha geração de renda passiva. Nisso eu pensei sobre o meu FGTS e como essa quantia está sendo mal gerida, me gerando prejuízo em relação ao restante do meu capital.

    Daí fui no site da Caixa para ler sobre as condições para saque do FGTS, para ver se havia outra saída que não envolvesse a compra de um imóvel. Me espantei com algumas alternativas. A saber:

    * Demissão sem justa causa
    * Portador de HIV
    * Neoplasia maligna
    * Estagio terminal em decorrência de doença grave

    Analisando as opções, fica claro que nenhuma delas é desejável, independente da quantia a ser recuperada do FGTS. Indo um pouco além na reflexão, nota-se que comprar um imóvel apenas para ter acesso ao FGTS parece ser uma jogada ruim, haja vista as outras alternativas equivalentes.

    Acho que não interessa ao governo que o mercado imobiliário retorne a patamares justos, pois isso causaria uma corrida sem precedentes aos recursos do FGTS. E o governo, como sabemos, usa e abusa do FGTS (acho que nem o BNDES empresta a 3%aa, como é mais-ou-menos o rendimento do FGTS).

    Sendo assim, minha conclusão é: Se você sacou o FGTS é porque algo muito ruim aconteceu com você. Ou foi demitido, ou pegou AIDS, ou câncer, ou está morrendo num leito de hospital ou… comprou um imóvel bolhudo.

    Infelizmente, talvez seja melhor considerar o FGTS como uma miragem e contar com o seu resgate apenas na aposentadoria. Dependendo da quantia acumulada, será possível aplica-lo num título que renda juros suficientes para pagar o plano de saúde para você e seus dependentes.

    Aguardo o comentários dos colegas.

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 27 de janeiro de 2016 at 12:13

      alguns sacam por causa de enchentes (ex mariana,) e deslizamentos, e não é integral, depende do local, e eu acho isso uma abominação pois o dano é pago pelo trabalhador.
      Alem disso o saque é 2 anos apos caso vc saia da empresa, outra abominação

      7+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Ludovico 27 de janeiro de 2016 at 14:58

        Não são após 3 anos e ainda no mês do seu aniversário? Ouvi essa informação no ano passado.

        7+
        • avatar
        • Annoying Brick in The Wall 27 de janeiro de 2016 at 15:28

          Quando saquei por demissão uma vez, foi assim como vc disse Ludovico.

          Duvido que tenham melhorado isso. As leis sempre são alteradas para piorar. Isso chama-se PIORIA.

          5+
          • avatar
          • avatar
    • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 13:55

      Dúvida de leigo que está longe de se aposentar:
      Se eu me aposentar, eu posso sacar o FGTS com os 40% da multa automaticamente? Ou vou precisar ser realmente demitido pra isso?

      4+
      • avatar
      • Tem Mas Acabou 27 de janeiro de 2016 at 16:36

        Jovem Estudante, tu só recebes a multa de 40% em caso de demissão sem justa causa. E vale lembrar que nesse caso o empregador paga 50% (40% para o funcionário e 10% para o governo federal a título de “multa da multa”).

        3+
        • avatar
        • avatar
  • Libertario 27 de janeiro de 2016 at 11:20

    To tranquilo (SQN).

    Graninha investida no BTG (LCI) e no Original (LCA).

    Tudo com vencimento para Abril (pelo menos com valor abaixo do FGC).

    Será que resistem até lá?

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Azufre 27 de janeiro de 2016 at 11:28

      Provavelmente

      4+
      • avatar
      • avatar
    • FHMartins 27 de janeiro de 2016 at 11:30

      BTG envolvido na Lava Jato e Original envolvido no esquema de lavagem de dinheiro pra JBS

      5+
      • avatar
      • avatar
    • Crocs 27 de janeiro de 2016 at 11:36

      Bom, vc ainda pode contar com o FGC. Em tempo: a lista de bancos pequenos envolvidos em tretas com a PF, Justiça e Lava Jato só aumenta! Eram 12 dias desses, já deve estar em 14! Semana passada fui investir uns trocados na Easy e só havia produtos desses bancos disponíveis. Resultado: fui pro TD. A continua assim, em breve não haverá nenhuma instituição (banco) confiável.

      6+
      • avatar
      • avatar
  • FHMartins 27 de janeiro de 2016 at 11:28

    Se fosse resgatar hoje minha Vale meu prejuizo seria Somente de 86% hahahahah
    Melhor deixar lá
    Se não virar po quem sabe o que sobre la por 2022

    10+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Brazil mode OFF 27 de janeiro de 2016 at 12:03

      Use Stop’s rsrs Essa é a regra

      3+
      • avatar
      • Bolherengo 27 de janeiro de 2016 at 12:29

        Além dos Stops, tem também a estratégia de ‘Hedge’, que é o uso de Opções para proteção.
        Segue um artigo interessante sobre essa estratégia: ‘http://br.advfn.com/educacional/opcoes/protecao-hedge

        Um trecho do artigo:

        “Suponha que em Setembro de 2010 você era proprietário de mil ações preferenciais da Petrobras (PETR4) e não tinha interesse em vendê-las a curto ou médio prazo. Apesar de estarem sendo cotadas no mercado à vista em R$ 25,00 cada, você tinha medo que uma eventual crise desvalorizasse indiscriminadamente o valor de mercado de suas ações. Para proteger o seu patrimônio, que naquele momento vale R$ 25.000,00 (= 1.000 x R$ 25,00), você comprou mil contratos de opções de venda PETRV24 a R$ 0,10 cada.

        Qual foi a estratégia utilizada para proteger o seu patrimônio? Você investiu R$ 100,00 (= 1.000 x R$ 0,10) para garantir um prejuízo máximo de R$ 1.000,00 no valor total de seu patrimônio no caso de uma eventual desvalorização do mercado de ações até a terceira segunda-feira de Outubro de 2010. Caso a crise de mercado afetasse negativamente as cotações da PETR4, a titularidade das opções PETRV24 garantiriam a você o direito de vender as suas mil ações PETR4 à R$ 24,00 cada, independente de suas cotações no mercado à vista. Em outras palavras, você limitou o seu prejuízo a um valor que estivesse de acordo com a sua estratégia de investimentos. Tal operação de hedge pode ser realizada no mercado de opções da Bovespa.”

        9+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • bodosko 27 de janeiro de 2016 at 13:26

          Não entendo nada de mercado de ações, mas o que acontece com os R$100 que investi na PETRV24? E se o valor da PETRV24 fosse muito maior? O prejuízo não seria apenas de R$1000 né? E se fosse R$5 cada? Gastaria R$5000, para perder apenas R$1000, total de perda então de R$6000?
          É por esse caminho ou sai totalmente fora? hehe

          3+
          • avatar
    • Money_Addicted 27 de janeiro de 2016 at 15:24

      nesses 86% de prejuizo vc esta contando o custo de oportunidade ?

      3+
      • avatar
      • avatar
  • RosinhA 27 de janeiro de 2016 at 12:12

    FALA LIXOS !!!!!!! estou sem tempo pra praticamente NADA !!!!!!!

    1- Pais está falido em geral, quando falo geral coloco até assalariados, será um dos piores meses para gente em anos, tipo 5 anos e olhem que vinhamos em crescimento constante..

    2- Vai piorar ainda mais …

    50+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • RecrutaZero 27 de janeiro de 2016 at 12:15

      PUTZ!!!E só agora você avisa?

      9+
      • avatar
      • avatar
    • Libertario 27 de janeiro de 2016 at 12:17

      EEEEBAAA!!!

      A Rosinha voltou!!!

      O fato de eu sentir saudades daquele velho bixa, me torna um pouco gay tambem?

      10+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • RosinhA 27 de janeiro de 2016 at 12:22

        SIM !

        22+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • Crocs 27 de janeiro de 2016 at 12:50

          RosinhA, quando tiver um tempinho, poste uns CVBs aqui pra gente!

          5+
          • avatar
          • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 13:04

            A pergunta que não quer calar.
            Qual a diferença entre CVR e CVB?

            7+
            • avatar
            • avatar
            • EngenheiroMG 27 de janeiro de 2016 at 13:21

              CVR – Casos da Vida Real
              CVB – Casos da Vida da Bruxa

              5+
              • avatar
              • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 13:22

                Ahhhhh. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

                4+
                • avatar
            • W.K. 27 de janeiro de 2016 at 16:59

              CVR – Casos da Vida Real.
              CVB – Centa que Vem Bomba.

              7+
              • avatar
  • Controller_SP 27 de janeiro de 2016 at 13:12

    Pessoal quem usa corretora, qual acham melhor: Spinelli, Easynvest ou Xp, para aplicações em LCA e LCI. Em adição, com o caso da bolha já estourando teria algum problema aplicar em LCI, tem um risco em potencial dentro ?

    4+
    • avatar
    • avatar
    • mestre dos magos 27 de janeiro de 2016 at 16:17

      Você estará coberto pelo FGC até o valor de 250k. Então se você não ultrapassar esse valor, não precisa se preocupar. Desde que compre a letra de uma instituição séria, e que as letras sejam registradas no CETIP.
      Em relação ao risco do pagamento pela construtora, quem faz toda a analise e verifica as garantias, é a instituição financeira que está demandando valores para esse tipo de investimento. Então no seu caso, verifica o rating da instituição por uma agência, e faz aportes com limites de 250k em cada instituição. Problema só terá se ocorrer um default geral, ai nem mesmo o FGC vai garantir.

      1+
      • avatar
      • Bruna 27 de janeiro de 2016 at 17:04

        Pra quem acabou de ver “The Big Short”, faz sentido qualquer tipo de medo. Ainda prefiro o risco soberano, embora também dê umas aventuradas nos bancos de rating (comprado) bom. Vamos ver no que vai dar.

        4+
        • avatar
    • Bruna 27 de janeiro de 2016 at 17:02

      Easynvest tem sempre a vantagem de não cobrar nada em renda fixa, mas pra ações é caro. Eu gosto da variedade de títulos da Rico, foi a que escolhi depois que a TOV entrou em liquidação (yay! desgraça pouca é bobagem haha). Mas tem um cara da XP me procurando insistentemente pra eu ir pra lá. Ele me disse que consegue valores de corretagem parecidos com a TOV (que era de 3 reais a ordem), e no site fala R$ 14,90. Se eu fosse você, abriria conta em todas elas e olharia o cardápio de letras antes de botar a mão na massa. Sem nada na custódia você não paga nada, então pode valer a pena o trabalho.

      3+
      • avatar
  • Inside 27 de janeiro de 2016 at 13:13

    É essa notícia aqui? Já foi citada?
    “http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20160122/crise-chega-bairro-nobre/336480

    Crise em bairro nobre
    Comerciantes fecham as portas sem conseguir pagar os aluguéis mais caros de São Paulo
    22/01/2016 20:00
    // Por: Luís Artur Nogueira
    Compartilhe: mail
    Imprimir:print
    Marcas que sumiram da Vila Nova Conceição: Mya Haas, Chevrolet Nova, Nieveria, Shoestock, Amor aos Pedaços, Vó, Quero Bolo!, Subway,Devassal Starbucks
    Marcas que sumiram da Vila Nova Conceição: Mya Haas, Chevrolet Nova, Nieveria, Shoestock, Amor aos Pedaços, Vó, Quero Bolo!, Subway,Devassal Starbucks ( foto: FELIPE GABRIEL)
    Há vários anos, o bairro da Vila Nova Conceição lidera o ranking dos imóveis mais valorizados da cidade de São Paulo. O metro quadrado de um apartamento usado de três dormitórios custa, em média, R$ 16.000, segundo pesquisa do Secovi-SP. Mas pode chegar a R$ 35.000.

    6+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Alemon Fritz 27 de janeiro de 2016 at 13:16

    Construção brasileira fecha 483 mil postos de trabalho em 2015
    Número de empregos formais no setor retorna ao patamar de maio de 2010.

    o segmento de infraestrutura apresentou a maior queda (14,52%), seguido pelo segmento imobiliário (13,38%).
    Em dezembro, preparação de terrenos teve a maior retração (5,41%) em comparação com novembro, seguido de imobiliário (4,53%) e pelo segmento infraestrutura (4,47%).

    -http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/01/construcao-brasileira-fecha-483-mil-postos-de-trabalho-em-2015.html

    4+
    • avatar
    • avatar
  • Number0101 27 de janeiro de 2016 at 13:22

    NO ERREJota os anuncios continuam nas alturas e ninguem sabe o valor real dos aluguéis.

    9+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • mestre dos magos 27 de janeiro de 2016 at 15:31

      Teve um apartamento em BC que ficou anunciado o ano de 2015 todo por 590k em várias imobiliárias. Agora que virou o ano, o valor foi corrigido para 650k. Sabe que como é, investimento sempre valoriza. Acho que agora ele consegue vender…. SQN.

      13+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
    • carioca_real 27 de janeiro de 2016 at 16:35

      No FINGE ZAP sim. Nos jornais já da para perceber alguma queda e distorções, como apartamentos similares pelo mesmo preço em Copacabana, Ipanema e Botafogo. Mas calma que logo vem o Apocalipse Zumbi.

      7+
      • avatar
      • avatar
  • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 13:24

    CVR – OFF
    Depois de muito tempo panguando com esse negócio do Nubank, descolei convite no Sábado. O negócio é rápido demais.
    Bye bye anuidades.

    10+
    • avatar
  • Crocs 27 de janeiro de 2016 at 13:26

    OFF – Aquela analista demitida do Santander pelo molusco deve estar dando risada agora

    Perde dinheiro quem investe no Brasil

    Em 2014, durante a campanha presidencial, o Santander demitiu a analista que alertou para a calamidade produzida por Dilma Rousseff.

    Hoje o banco apresentou suas contas e as perdas estão todas concentradas no Brasil.

    Segundo o Financial Times, o lucro do Santander foi derrubado pelos calotes dos brasileiros.

    O site da Bloomberg disse que a receita do banco no Brasil caiu 12%.

    E o Market Watch estimou que os créditos podres do Santander no país vão mais do que dobrar até 2017.

    -http://www.oantagonista.com/posts/perde-dinheiro-quem-investe-no-brasil

    22+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 13:43

      Essa merecia o Nobel de Economia.

      15+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • avatar
      • Julio 27 de janeiro de 2016 at 14:02

        Merece uma indenização bem gorda.

        15+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
        • avatar
      • Annoying Brick in The Wall 27 de janeiro de 2016 at 15:32

        Engraçado.

        Quando tinhamos o regime militar, o PT chamava tudo de censura, repressão.

        Agora que eles estão no poder, chamam de que?!?!?

        P.S. Não defendo a volta do regime militar (mas defendo o fora PT)

        6+
        • avatar
        • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 15:56

          Uma vez o Millôr, que Deus o tenha, disse:

          “Democracia é quando eu mando em você
          Ditadura é quando você manda em mim”

          27+
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
          • avatar
    • Cesar_DF 27 de janeiro de 2016 at 13:45

      Também o banco ficou do lado do governo e não dos seus correntistas. A imagem ficou péssima.

      9+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • Cesar_DF 27 de janeiro de 2016 at 13:36

    Fila do desemprego em São Paulo cresce 23,8% em 2015 e já tem 1,5 milhão de pessoas
    O detalhamento por setores mostra que apenas o segmento da metal-mecânica cortou 70 mil vagas (-10,6%) em 2015. Já o setor da Construção eliminou 59 mil postos (-8,0%), enquanto Serviços cortou 31 mil vagas (-0,6%).
    “http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,numero-de-desempregados-em-sp-sobe-23-8-em-2015–para-1-5-milhao-de-pessoas,1825996

    4+
    • avatar
  • Veigalex 27 de janeiro de 2016 at 14:29

    Pessoal.. tenho 03 convites Nubank.. não sei se é mais rápido que ir direto no site.. Eu fui direto no site e foi rapidão.. Achoque depende só do cadastro positivo deles.. se quiserem manda ai para o veigalexarrobagmail.com. Abraço!

    6+
    • avatar
    • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 14:38

      Parece que com convite sai mais rápido a análise e aprovação.
      Comigo foi rapidinho.

      5+
      • avatar
  • Davy Jones 27 de janeiro de 2016 at 15:45

    Então, meu filho, fecha a conta e passa a régua.

    “Somente um esforço do Executivo e do Legislativo, com sinais inequívocos de seriedade fiscal e comprometimento com reformas, poderia começar a reverter este cenário, junto com medidas que estimulem o capital privado a investir na ampliação da infraestrutura”, afirmou o vice-presidente de Economia do SindusCon-SP, Eduardo Zaidan.
    -http://atarde.uol.com.br/economia/noticias/1742025-construcao-brasileira-fecha-483-mil-postos-de-trabalho-em-2015-diz-sindusconsp

    8+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Bruno.12 27 de janeiro de 2016 at 16:18

    Caixa atrasa crédito aprovado
    Mutuário de BH diz que financiamento garantido em novembro não foi liberado até hoje

    “http://www.otempo.com.br/capa/economia/caixa-atrasa-cr%C3%A9dito-aprovado-1.1220287

    4+
    • avatar
  • Dozer 27 de janeiro de 2016 at 16:25

    CVR
    Pode isso Arnaldo?
    ——————————————————————————————————————————-
    Caixa Econômica Federal não honra com a operações já aprovadas de financiamento!!!!

    Eu e minha noiva estavamos com o financiamento aprovado, toda documentação entregue e aprovada, todos os dados do vendedor aprovados e entregues e no dia da assinatura do contrato a caixa economica federal ligou e por telefone informou que não tinha recursos para honrar com o crédito do meu financiamento.
    Segundo o assessor jurídico da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH), Vinicius Henrique Costa, afirma que a Caixa não pode segurar o recurso depois que o crédito foi aprovado. ?O consumidor pode fazer valer o seu direito de ter o crédito liberado. A Caixa não pode aprovar um crédito e não entregar o valor. Ela tem que seguir o princípio da informação. Se ela permitiu que o negócio caminhasse, tem que liberar. Isso pode configurar propaganda enganosa?
    Me sinto terrivelmente insatisfeito perdi o imóvel e o valor que dei de entrada, ficando muito prejudicado pois perdi dias de trabalho para ir atras do imóvel, gastei com matriculas, contrato de advogada, sinto que fui enganado pela Caixa Econômica Federal que oficialmente aprovou meu crédito e meus documentos e no momento de concretizar o serviço informou que não tinha recursos financeiros para honrar.
    Entrei em contato com a Ouvidoria da Caixa Economica mas não tive retorno até o momento. Pretendo abrir reclamações no Procon, Banco Central e todos os órgãos que foram necessários para que a Caixa Econômica honre com o que foi acordado pois não posso ficar com esse prejuízo todo.
    ——————————————————————————————————————————-
    ‘http://www.reclameaqui.com.br/16512561/caixa-economica-federal/caixa-economica-federal-nao-honra-com-a-operacoes-ja-aprovad/

    13+
    • avatar
    • avatar
    • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 16:47

      Acabou o dinheiro.

      8+
      • avatar
      • avatar
      • Jovem Estudante 27 de janeiro de 2016 at 16:57

        Como diz o Mução… um K, um B e um ÔSSE!

        7+
        • avatar
        • avatar
        • avatar
  • selvagem 27 de janeiro de 2016 at 17:07

    ‘http://money.cnn.com/2016/01/27/news/zika-airlines-travel-advisory-refunds/
    Zika virus: Airlines are refunding tickets to Latin America

    Empresas aéreas devolvendo dinheiro de passagens para a América Latina!
    Será que no ano da Olimpíada o turismo vai bombar?

    18+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Julio 27 de janeiro de 2016 at 17:28

      Será a Olimpíada das Olimpíadas.

      Alguém aí sabe se a Alemanha vai participar?

      11+
      • avatar
      • avatar
      • avatar
  • carioca_real 27 de janeiro de 2016 at 17:41

    Estou chorando de pena da corvalhada… #SQN
    Achei legal pela caracrerização do “Boom” Imobiliario. Lembrando o “Boom” do filme a grande Aposta…

    http://www.resimob.com.br/os-clientes-sumiram-do-mercado-imobiliario-o-que-devo-fazer/

    5+
    • avatar
    • avatar
    • Alemon Fritz 27 de janeiro de 2016 at 20:11

      Boom!
      corvos, se explodam!

      1+
      • avatar
  • Pao de queijo com cafe 27 de janeiro de 2016 at 18:06

    Pra mim é o seguinte: não tem mais essa coisa de soft e hard.
    Nossa discussão vai ser entre crash total, crash parcial e crash com sobrevivência.
    Sem mais.
    E não vai.

    24+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • W.K. 27 de janeiro de 2016 at 22:03

      No andar da carruagem, em breve nossa discussão vai ser se é melhor enfrentar zumbis com um machado ou uma motosserra…

      8+
      • avatar
      • avatar
  • windville 27 de janeiro de 2016 at 18:07

    Como dizem não vai! Agora a GM em férias coletivas. Destaco:
    A empresa explica que a medida visa adequar a produção à atual demanda do mercado.

    Fonte: “http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/geral/joinville/noticia/2016/01/general-motors-dara-ferias-coletivas-a-todos-os-funcionarios-de-joinville-4961514.html”

    7+
    • avatar
    • avatar
  • parangaricutirimicuaro 27 de janeiro de 2016 at 18:31

    CVR Banco.
    Ontem tirei xx mil da poupança e coloquei na conta corrente para transferir para o easynvest e fazer o aporte ou em títulos ou em alguma letra de crédito. Antes mesmo de fazer a transferência para o easy (ainda não fiz) o gerente do banco me ligou hoje perguntando se eu iria fazer algum investimento, e se tinha interesse em investir com eles (banco laranja). Aí né, eu zoeiro, respondi: se tiverem alguma letra de crédito ou cdb que renda 1,1% líquido a.m. invisto com vcs. Segundos depois o gerente responde: Nessa taxa é difícil, mas desejo que o senhor faça um bom investimento. Tenha um bom dia.
    Os caras tomam conta de tudo, nem saquei nada e ele já me liga querendo saber que treta eu farei com a grana.

    21+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Joaojr 27 de janeiro de 2016 at 18:34

    Obrigado Boss pelo registro!!

    O Titanic está aí!

    O bolhista lula pela sobrevivência, já o bananola vai dançar ao som da bandinha.

    3+
    • avatar
  • selvagem 27 de janeiro de 2016 at 19:29

    CVR que me mandaram em outro fórum. Minha pergunta o MCMV na faixa 2 com 5% de juros compensa?

    “Eu moro no interior de mg, alugava uma kitnet por R$470,00 + condomínio (moro com a patroa), perto das eleições de 2014 resolvemos começar a procurar um ap pois estávamos chegando no limite máximo de renda do segundo nível do mcvd.

    existem vários níveis de financiamento no mcmv, o primeiro onde o cara é praticamente é um mendigo ganhando no maixmo um salario minimo por mês e paga uma mixaria que não paga nem o reboco da parede pro governo, o nível 2 onde se tem renda de ate R$3xxx,00 e se pega taxas de juros de pai para filho que é o meu caso e do nosso colega ai cima.

    Apos encontrar um ap de 2 quartos, sala, cozinha, lavanderia, banheiro e garagem nada luxuoso mas bem feito, feita a devida simulação no site da caixa, negociei com a construtora e o mesmo saiu por R$122k sendo R$7k a vista e R$115k que é o máximo coberto pelo mcmv no interior, vai ate 115k, bom no meu caso o apartamento ja estava pronto, negociamos o contrato particular entre nos e a construtora fique atento ao contrato pois caso de errado o seu financiamento eles podem reter parte do seu dinheiro ou lhe multar esta clausula eu não aceitei e foi modificada, apos isso fui direcionado para uma consultora credenciada a caixa que faz todo tramite junto a eles, cerca de 3 meses esta tudo resolvido e estava mudando para o ap hoje cerca de 9 meses depois estamos felizes com o negocio.

    Vamos aos números vou colocar valor aproximados por que estou no trabalho e não tenho acesso a eles certinhos.

    Valor do ap 122k
    Entrada a vista 7k para a construtora
    Valor financiado 115k
    cerca de 9mil amortizados do fgts
    1.2k de subsidio do mcmv
    taxa de juros 5.1 + tr
    e as taxas paguei uma taxa para caixa referente ao contrato e o serviço da despachante de cerca de R$1500,00, itbi R$800,00, taxas de cartorio ficaram por cerca de R$5000,00

    valor da parcela iniciou em R$783,00
    Ai que esta a vantagem ao meu ver, se alguém conseguir ver de forma mais clara me explique por favor é sempre bom aprender.

    A parcela é decrescente ela começou em R$783,00 hoje esta em R$775,00 ela só cai, como é um contrato eles não podem mudar as regras dos financiamentos em vigor, com a inflação de 10% ao ano e o meu salario acompanhando a inflação, acho que a parcela perde 10% do valor por ano não?

    Bom se eu tivesse ficado no aluguel seria mais barato seria? seria, no momento afinal o trem aumenta todo ano.”
    E a cada dois anos você pode utilizar o seu fgts para abater na divida em vez de deixar la rendendo os maravilhosos 3% ao ano pagos pelo governo.

    Bom para quem tem o dinheiro na mão ou tem renda alta e vai pegar juros extorsivos ja foi provado matematicamente que não vale a pena financiar mais ai ja é outra historia.”

    5+
    • avatar
    • Rodrigo ABCDM-SP 27 de janeiro de 2016 at 20:15

      Para meu irmão compensou, mas comprou em 2010, quitou em 3 anos com a esposa, vendeu pois achou que estava valendo a pena e aplicou o din din e vive de aluguel agora num bairro beeeeeem melhor.

      4+
      • avatar
      • avatar
    • Louro José 28 de janeiro de 2016 at 09:42

      Primeiro erro: a parcela só cai.
      Já cansamos de demonstrar que não. Inclusive, quanto menores os juros e maiores os prazos, justamente o caso do programa 1905, maior a probabilidade de que a prestação aumente.

      Segundo erro: não considerar a certa desvalorização do imóvel ao longo dos anos, ainda mais se tratando de 1905, cuja construção é péssima e o ambiente social pior ainda.

      Vantagem: tirar o FGTS das mãos do governo. Eles vão arrebentar esse FGTS nos próximos 3 anos.

      Contudo deixa ele comprar. Está pagando os meus juros, além de provavelmente ser pouco instruído.

      1+
  • mestre dos magos 27 de janeiro de 2016 at 19:39

    Off Zika

    Deu no jornal da band agora.

    Governo americano recomenda aos seus cidadãos a não irem para países em que há casos de Zika confirmado. As cias aéreas estão aceitando o cancelamento dos tickets já emitidos e devolvendo o dinheiro. Olimpíadas do Rio vai ser um sucesso. SQN.

    26+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Azufre 27 de janeiro de 2016 at 20:21

      Mas e a valorização olímpica do Hell???

      4+
      • avatar
      • avatar
    • W.K. 27 de janeiro de 2016 at 22:01

      Mas… Mas… Mas…

      E agora? Não era para os gringos virem para cá, pirarem com o RJ e comprarem tudo pelo dobro do triplo?

      10+
      • avatar
  • edson 27 de janeiro de 2016 at 19:46

    Entendendo o FGC
    “http://www.insper.edu.br/noticias/fundo-garantidor-de-credito-avanca-e-tem-r-46-bilhoes-para-salvar-bancos/”
    Salvou o BTG de quebrar e levar os clientes juntos …

    4+
    • avatar
  • Jasper 27 de janeiro de 2016 at 19:59

    Sobre a dimensão da queda dos imóveis e o que pode vir nos leilões, compartilho um imóvel que venho acompanhando há mais de 2 anos, que nessa configuração custava aproximadamente R$ 500.000,00. Lance inicial foi de R$ 130.000,00, parou nos 207.000,00, sendo que à vista tem 10% de desconto, ou seja, em torno de R$ 187.000,00. Uma curiosidade é que está ocupado por uma Design de interiores.
    “http://www.zukerman.com.br/ns/detalhe_online.php?IDLeilao=7820&IDLeilaoLote=99953&telaCat=1&record=r7

    7+
    • avatar
    • avatar
    • Mn 27 de janeiro de 2016 at 23:30

      A gente tem que compartilhar mais esses leilões; TODA a queda está acontecendo por lá. É maravilhoso, e BEM HARD!

      3+
      • avatar
    • Leandro zn sp 28 de janeiro de 2016 at 04:41

      Na matricula consta que o imóvel foi comprado em 2014 por 290k portanto sua avaliação é errônea. O arrematante do leilão está pagando muito mais do que vale, o desconto seria de somente 30% isso sem levar em conta a comissão do leiloeiro, adianto que imóvel em leilão se estiver ocupado deveria valer no máximo 20% da avaliação devido a dificuldade em retirar o antigo morador, o problema são os investidores que sem experiência vão lá e dão lances altíssimos e depois ficam chorando no reclameaqui

      5+
  • Formiga atomica 27 de janeiro de 2016 at 20:22

    Todos são ricos e não precisam abaixar o aluguel. Melhor deixar parado! OPS, PERA.

    “Apartamento espaçoso com 260 m² de área, excelente localização com bares,restaurantes,bancos,comércio, a 100 m da praça da bandeira. Apartamento 4 qts, 3 salas, suite, banheiro social, cozinha, varanda, DCE, area de serviço, piso em ceramica,laminado e tabua, armário embutido, vaga pra dois carros, aceito propostas somente para locação, direto com o proprietário! Contato por email,celular ou whatsapp. Tá barato demais! Igual na região não tem eu garanto! O que você está esperando? ABAIXE DE R$ 3.700,00 para R$ 1.800,00 IMPERDÍVEL!!! ”
    -http://mg.olx.com.br/belo-horizonte-e-regiao/imoveis/oportunidade-apto-excelente-localizacao-imperdivel-130941058

    16+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
  • Final Countdown 27 de janeiro de 2016 at 21:38

    off saúde
    o ministro já caiu. falta achar o sucessor. no meio desse inferno, ninguém quer o cargo. outro problema é achar um otário que seja vinculado ao PMDB.
    os hosp federais já estão sendo preparados pra troca de diretorias.
    Vi ontem imagens de tomografia de um caso de microcefalia.
    È MUITO PIOR QUE a microcefalia genética. é uma tragédia indescritível.
    as famílias bananenses sofrerão muito.
    CONSELHO aos bolsistas: no momento, evitem ao máximo a reprodução

    15+
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • avatar
    • Azufre 28 de janeiro de 2016 at 06:24

      “Vi ontem imagens de tomografia de um caso de microcefalia.”

      Fala mais? A microcefalia genética já é uma coisa horrorosa. Estamos mesmo em um território novo: não há literatura sobre o que vai ser desenvolvimento dessas crianças. O mínimo a se fazer era um estudo longitudinal… Esperemos sentados.

      1+
  • Cajuzinha 27 de janeiro de 2016 at 22:34

    “NOTÍCIASNEGÓCIOS

    Moody’s rebaixa ratings da Gafisa, Brookfield e Even27/01/2016 21:12Compartilhe: mail
    Imprimir:print
    A agência de classificação de risco Moody’s tomou medidas nos ratings de quatro construtoras brasileiras. A Gafisa teve seu rating em escala global rebaixado de B1 para B2 e o rating em escala nacional afirmado em Baa3.br (perspectiva negativa); A Even Construtora e Incorporadora teve seu rating em escala global rebaixado de Ba3 para B1 e o rating em escala nacional rebaixado de A2.br para Baa1.br (perspectiva estável); o rating da Cyrella foi afirmado em Ba2, em escala global, e Aa2.br em escala nacional (perspectiva estável); e o rating em escala global da Brookfield foi rebaixado de B1 para B3 e de Baa2.br para Ba2.br, em escala nacional (perspectiva negativa).”

    “http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/negocios/20160127/moodys-rebaixa-ratings-gafisa-brookfield-even/337935”

    5+
    • avatar
    • avatar
    • CA 28 de janeiro de 2016 at 07:36

      Cajuzinha,

      A Moody’s sempre atrasada, a Fitch vem rebaixando o rating das construtoras há anos. Neste ritmo a Moody’s só vai descobrir que deve rebaixar o rating do Brasil depois das Olimpíadas…

      Outro trecho do link acima:

      “Nós notamos sinais de uma contração da indústria desde 2012, mas os desafios para as construtoras foram agravados pela menor disponibilidade de financiamento e uma deterioração dos preços no setor”, disse Cristiane Spercel, analista da Moody’s.

      Desde 2012 notaram a contração, nem precisava ser muito perspicaz, afinal em 2012 lançamentos caíram 42%, vendas com quedas de mais de 20%, faturamento caiu mais de 30%, estoques em unidades DOBRARAM, o prazo para vender estoques cresceu muito e ficou completamente anormal, 5 construtoras ficaram entre as 9 empresas da BOVESPA com maior risco de insolvência após divulgarem resultados de 2012, prejuízo consolidado de 12 construtoras superior a R$1,8 bilhão e cerca de R$ 5 bilhões em distratos (mais que o DOBRO do ano anterior).

      Ah, só agora a Moody’s fala sobre a deterioração de preços do setor, sendo que já em 2013 algumas pesquisas apontavam isto.

      Apesar dos números e fatos acima, a Moody’s aguardou mais 4 anos para rebaixar o rating, isto que é “compreensão” e “esperança de melhora” (rs).

      Moody’s, S&P e Fitch fizeram o mesmo na bolha imobiliária americana e em outras ao redor do Mundo, sempre colaborando para mascarar a realidade o máximo possível e por quanto tempo conseguissem…

      3+
      • avatar
      • avatar
      • Cajuzinha 28 de janeiro de 2016 at 09:44

        Sim, CA, mas se mesmo depois de esperar tanto teve que rebaixar é a certeza de que NÃO VAI, …, rs

        1+
  • JJJ_brasilia 27 de janeiro de 2016 at 23:11

    Obrigado Boss por ter me aceito, estou voltando ao BIB e estou muito feliz por isto!!!!

    Saudações ao Boss, CA, Cajuzinha, Rozinha, Chico Louco, Louro José, padeiro e toda a galera.

    enviarei CRVs do natal até agora.

    Bom estar entre pessoas inteligentes novamente!!!! Valeu!!!!

    3+
    • avatar
    • avatar
  • Margarida 27 de janeiro de 2016 at 23:41

    Olha lá o JJJ_brasilia! Todo mundo chegando, hoje!

    1+
  • Cesar_DF 28 de janeiro de 2016 at 07:31

    O setor da construção civil terminou 2015 com queda forte na atividade e no número de empregados, revela a “Sondagem Indústria da Construção”, divulgada nesta segunda-feira (25) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

    A Utilização da Capacidade Operacional (UCO) caiu de 57% em novembro para 55% no mês passado, o menor nível da série histórica, iniciada em janeiro de 2012. O indicador de evolução do nível de atividade passou de 36,3 pontos para 33,3 pontos no mesmo período. Resultados abaixo dos 50 pontos representam uma queda ante o mês anterior. “A indústria da construção encerrou 2015 com queda intensa e disseminada da atividade e do emprego”, resumiu o estudo.

    Desse modo, a atividade em relação ao usual para o período caiu para 26,7 pontos em dezembro, ante 26,9 pontos em novembro. A evolução do número de empregados saiu de 35,7 pontos em novembro para 33 pontos em dezembro.

    Perspectivas negativas
    A situação continuará negativa nos próximos seis meses, de acordo com as expectativas retratadas pelo setor na pesquisa. O indicador de nível de atividade para o próximo semestre caiu para 37,7 pontos em janeiro, ante 39,3 pontos em dezembro.

    Já o número de empregados deve continuar a ser reduzido, de acordo com a pesquisa. O indicador de expectativas nesse ponto caiu de 38,2 pontos para 37 pontos entre dezembro e janeiro. As perspectivas de compra de insumos e matérias-primas foi de 36,3 pontos, número próximo aos 36,5 pontos registrados em dezembro.

    A intenção de investimento, por sua vez, caiu de 26,3 pontos para 25 pontos.

    (Valor Online – Brasil – 25/01/2016)

    1+
  • Azufre 28 de janeiro de 2016 at 08:03

    Hoje anunciam as “medidas”?

    Nada de bom pode sair dali

    1+
  • Jasper 28 de janeiro de 2016 at 08:04

    Leandro zn sp

    Na matricula consta que o imóvel foi comprado em 2014 por 290k portanto sua avaliação é errônea. O arrematante do leilão está pagando muito mais do que vale, o desconto seria de somente 30% isso sem levar em conta a comissão do leiloeiro, adianto que imóvel em leilão se estiver ocupado deveria valer no máximo 20% da avaliação devido a dificuldade em retirar o antigo morador, o problema são os investidores que sem experiência vão lá e dão lances altíssimos e depois ficam chorando no reclameaqui

    1+

    Leandro, na época recebi uma planilha de venda da corretora e era isso que pediam (em média), infelizmente eu a apaguei por ter perdido o interesse no imóvel devido ao valor, não sei qual foi a negociação feita por esta compradora, mas o preço de tabela era o que eu postei, 290.000,00, pela tabela, era um de 54m2 sem sacada. Minha intenção neste post foi trazer as quedas, essa é a primeira mais significativa que vi em imóveis recém entregues, acredito que é só o começo.

    0
    • Leandro zn sp 28 de janeiro de 2016 at 09:59

      Ahhh entendi, mas corretores não são confiáveis podiam ter dito que valia até 1kk, mas nesse caso o comprador pagou 290 e ainda não houve uma queda significativa, TB estou atento em leilões mas fique atento e só pegue de alienação fiduciária, e sempre pague o mínimo pois em alguns casos é uma batalha retirar o antigo proprietário, tenho um conhecido que não consegue retirar os moradores pois a filha do antigo proprietário e portadora de deficiência, por isso disse que os bancos devem pedir valores menores para valer o risco. Tenho outra história sobre leilão que meu conhecido destruiu o apartamento quando perdeu para caixa, o cara que arrematou deve que reformar tudo então antes de comprar leve isso em consideração, se você não tiver conhecimento na área gasta 30k fácil para deixa-lo habitável.

      1+
      • avatar
  • Jasper 28 de janeiro de 2016 at 08:29

    Jasper

    Leandro zn sp

    Na matricula consta que o imóvel foi comprado em 2014 por 290k portanto sua avaliação é errônea. O arrematante do leilão está pagando muito mais do que vale, o desconto seria de somente 30% isso sem levar em conta a comissão do leiloeiro, adianto que imóvel em leilão se estiver ocupado deveria valer no máximo 20% da avaliação devido a dificuldade em retirar o antigo morador, o problema são os investidores que sem experiência vão lá e dão lances altíssimos e depois ficam chorando no reclameaqui

    1+

    Leandro, na época recebi uma planilha de venda da corretora e era isso que pediam (em média), infelizmente eu a apaguei por ter perdido o interesse no imóvel devido ao valor, não sei qual foi a negociação feita por esta compradora, mas o preço de tabela era o que eu postei, 290.000,00, pela tabela, era um de 54m2 sem sacada. Minha intenção neste post foi trazer as quedas, essa é a primeira mais significativa que vi em imóveis recém entregues, acredito que é só o começo.

    0

    Só para debatermos um pouco mais sobre esse assunto (queda nos preços de imóveis em leilão) este já foi leiloado recentemente e o preço da segunda praça era de R$ 310.000,00. Penso que o banco lançou novamente pelo valor da dívida (suposição).

    1+
  • Number0101 28 de janeiro de 2016 at 09:14

    “http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/01/inflacao-do-aluguel-mais-que-dobra-em-janeiro-diz-fgv.html

    Achei a matéria deveras tendenciosa. Estariam tentando convencer que alugar é rentável e que locar é ruim?

    Bom dia

    1+
    • Bolha BOSS 28 de janeiro de 2016 at 09:34

      Para mim o IGP-M não tem como ser usado como referência de reajuste de alugueis diante da alta oferta de imóveis para locação. O locador que tentar seguir este índice pode ficar com o imóvel desocupado.

      4+
      • avatar
      • edson 28 de janeiro de 2016 at 09:45

        Depende da região e do valor atual, se ” couber ” um reajuste tem como aplicar sim.

        1+
      • Number0101 28 de janeiro de 2016 at 10:10

        Foda é o locatário que fica discutindo o sentido do óbvio para a imobiliária. E não tem muito para onde correr se o contrato for de 2 anos e meio, o cara vai reajustar e acabou.

        2+
        • maotimao 28 de janeiro de 2016 at 10:46

          Number, mesmo assim o cara tem que tentar. O meu contrato é de 30 meses, mandei um e-mail falando sobre a crise e com link de outras casas similares com preços inferiores: E consegui que mantivesse o mesmo valor.

          1+
    • Louro José 28 de janeiro de 2016 at 09:37

      Esquece IGP-M cara. O IGP-M ajusta o aluguel, mas o valor do aluguel não entra na composição do índice. Enquanto esse índice dispara (por causa do dólar e dos alimentos), o aluguel tá caindo.

      Se teu senhorio quiser aumentar o aluguel, diga que vai se mudar. Se mesmo assim resistir, mude-se.

      4+
      • avatar
      • avatar
  • Cajuzinha 28 de janeiro de 2016 at 09:50

    Quero novidade

    “http://mobile.valor.com.br/financas/4413750/bc-destaca-aumento-das-incertezas-externas-e-reforca-vigilancia”

    2+
    • Cajuzinha 28 de janeiro de 2016 at 09:51


      A minoria voltou a defender a elevação imediata dos juros para reduzir o risco de não cumprimento dos objetivos do regime de meta e acrescentou ser necessário “reforçar o processo de ancoragem das expectativas inflacionárias”.

      Grande parte do Comitê também disse que se faz necessário “acompanhar os impactos das recentes mudanças nos ambientes doméstico e externo no balanço de riscos para a inflação, o que, combinado com os ajustes já implementados na política monetária, pode fortalecer o cenário de convergência da inflação para a meta de 4,5%, em 2017”.

      O Copom reafirmou sua intenção de adotar as medidas necessárias para assegurar o cumprimento dos objetivos do regime de metas, ou seja, circunscrever a inflação aos limites estabelecidos pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), em 2016, e fazer convergir a inflação para meta de 4,5% em 2017. “

      3+
      • Cajuzinha 28 de janeiro de 2016 at 09:53

        E…

        ” que leva em conta hipótese de manutenção da taxa de câmbio em R$ 4 por dólar e da taxa Selic em 14,25% ao ano “em todo o horizonte relevante”. “

        3+
  • Louro José 28 de janeiro de 2016 at 09:52

    Preços de hotéis em Brasília despencam 72% em 2015

    por Lauro Jardim
    27/01/2016 09:25

    Ricardo PennaRicardo Penna | Fotos Públicas

    As diárias de hotéis em Brasília tiveram a maior queda de preço da América Latina: 72%, passando de 115 euros, em 2014, para 67, em 2015, segundo um levantamento inédito da empresa alemã de reservas hoteleiras HRS.

    Já no Rio, as tarifas hoteleiras caíram 10%, em média, o que não foi suficiente para tirar o posto de cidade mais cara da AL (a tarifa média na cidade é de 151 euros).

    Esse esfriamento aconteceu graças à desvalorização do real e à Copa do Mundo, que fez aumentar a procura e, por consequência, o preço das diárias no Brasil em 2014.

    São Paulo apresentou maior resiliência a esses fatores, com queda de apenas 2%.

    No mundo, Nova York continua na liderança dos destinos mais caros, com tarifa média de 264 euros. Na Europa, Londres aparece no topo. E na América Latina, quem chamou a atenção foi a Cidade do México, onde as diárias subiram 57%.

    2+
  • Louro José 28 de janeiro de 2016 at 09:54

    NO RIO IMPACTO DA CRISE SERÁ MAIOR EM 2017 QUE EM 2016!

    1. O ciclo imobiliário mais intenso no Rio até 2014, acentuado pelas mudanças permissivas na legislação urbanística e agregado aos incentivos à construção de hotéis para os JJOO-2016, rebaixando o ponto de equilíbrio da ocupação, gerou uma curva ascendente cujo declínio a partir de 2015 tem sido mais intenso que a média nacional.

    2. Os JJOO-2016 suavizam o declínio desta curva e a estendem um pouco mais dentro de 2016 em direção ao final do ano. Com isso, a crise imobiliária no Rio terá um forte gap entre o auge e o fim do declínio, muito mais acentuado que a média nacional.

    3. Na medida em que a curva descendente desse ciclo avança, a competitividade por preços se acentua e o impacto vai muito além do desemprego, afetando a própria capacidade financeira de várias empresas imobiliárias. As bolsas de valores já acusam a queda de preços das ações das grandes empresas abertas do mercado imobiliário. Mas essa transparência não é a mesma nas empresas de capital fechado e provavelmente seus problemas de capitalização e solvência são maiores.

    4. Da mesma forma convergem as obras urbanas justificadas pelos JJOO-2016. O governo federal atua nas duas pontas. Numa como financiador das obras. Em outra como sócio dos JJOO-2016. Esta condição de sócio e a imagem externa do país nos JJOO-2016 exigem que que o governo federal garanta a sustentação dos JJOO-2016 até as delegações partirem.

    5. A partir daí o tombo será explícito e as medidas compensatórias mais amplas. Todas essas são razões suficientes para se entender que no ano de 2017 a crise econômica do Rio será mais intensa que a de 2016 e que a da média nacional.

    6. Os vetores da crise econômica nacional no Rio (Petróleo-Siderurgia-Veículos-Setor Imobiliário…) já são mais graves. A também grave crise fiscal do governo do Estado, que começou a ser verdadeiramente enfrentada a partir de 2016, entrará por 2017 para abrir caminho político para as eleições de 2018.

    7. E a partir do final pós-olimpíadas de 2016, a prefeitura do Rio será parte do problema, seja pela queda natural dos investimentos, seja pelas consequências fiscais do esforço de gasto tendo os JJOO-2016 como justificativa. Além de ser o primeiro ano de um novo governo municipal, com o tradicional freio de arrumação, alternativamente, a herança perversa.

    8. E pelo contra-ciclo do Rio, a situação fiscal municipal em 2017 será grave e se não ocorrer o ajuste inicial em 2017, poderá se tornar crítica. A sinergia de todos estes pontos garante que 2017 terá no Rio a crise mais intensa do Brasil.

    2+
  • Azufre 28 de janeiro de 2016 at 09:59

    Tópico 9

    0
  • Leandro zn sp 28 de janeiro de 2016 at 10:09

    Jasper

    Jasper

    Leandro zn sp

    Na matricula consta que o imóvel foi comprado em 2014 por 290k portanto sua avaliação é errônea. O arrematante do leilão está pagando muito mais do que vale, o desconto seria de somente 30% isso sem levar em conta a comissão do leiloeiro, adianto que imóvel em leilão se estiver ocupado deveria valer no máximo 20% da avaliação devido a dificuldade em retirar o antigo morador, o problema são os investidores que sem experiência vão lá e dão lances altíssimos e depois ficam chorando no reclameaqui

    1+

    Leandro, na época recebi uma planilha de venda da corretora e era isso que pediam (em média), infelizmente eu a apaguei por ter perdido o interesse no imóvel devido ao valor, não sei qual foi a negociação feita por esta compradora, mas o preço de tabela era o que eu postei, 290.000,00, pela tabela, era um de 54m2 sem sacada. Minha intenção neste post foi trazer as quedas, essa é a primeira mais significativa que vi em imóveis recém entregues, acredito que é só o começo.

    0

    Só para debatermos um pouco mais sobre esse assunto (queda nos preços de imóveis em leilão) este já foi leiloado recentemente e o preço da segunda praça era de R$ 310.000,00. Penso que o banco lançou novamente pelo valor da dívida (suposição).

    0

    Banco é esperto, sempre vai tentar vender pelo maior preço e como todos nós do BI sabemos que não vale o que pediram na primeira praça nem o que estão pedindo da segunda. Deixe eles gastando com leiloeiro mais umas 3 praças que quando acontecer em quando quantidade eles daram descontos reais que aí sim será uma boa oportunidade de compra na minha opinião.

    1+