Setor imobiliário alerta para estagnação à frente – Folha.com

Você pode gostar...

Comments
  • self 27 de junho de 2012 at 17:18

    Setor imoBOLHÁrio anunciando “estagnação à frente” = O PAU JÁ TÁ COMENDO!

    0
    • GB 27 de junho de 2012 at 19:05

      Mas não ia subr eternamente ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      0
      • self 27 de junho de 2012 at 19:59

        Pois é. Precisamos, agora, botar na parede e confrontar esses caras de peito aberto. E dizer-lhes: “Eu te avisei, e eu te avisei como!”.

        0
  • Luiz 27 de junho de 2012 at 17:25

    “os resultados financeiros das principais companhias que compõem o setor vieram abaixo do esperado pelo mercado no primeiro trimestre, pressionados, entre outros fatores, por estouro de custos das obras.”

    Desculpa esfarrapada, os resultados vieram abaixo do esperado pq as vendas travaram derrepente, simples assim

    As vendas travaram pq não tem mais trouxa suficente pra entrar na piramide financeira.

    inflação até teve mas as parcelas são corrigidas no mesmo valor pelo INCC, o que compensa 100% o aumento de custos.

    0
    • hannamanana 27 de junho de 2012 at 18:52

      Travaram e os únicos dispostos a se aventurar nas compras são aqueles que depois acabam tendo a ficha de avaliação negada pelos bancos.

      0
    • Hik 28 de junho de 2012 at 01:16

      “As vendas travaram pq não tem mais trouxa suficente pra entrar na piramide financeira.”

      Desculpe Luiz discordo totalmente. Em nosso país, o que não faltam são trouxas que fazem péssimos negócios e se orgulham, mesmo sabendo que está com a trolha nas costas (ou em qualquer outra parte do corpo…).
      O que ocorre é que os ‘trouxas’ já não tem capacidade de pagar. Se tivessem, comprariam acreditando em Copa do Mundo, Olimpíadas e duendes.

      0
      • Luiz 28 de junho de 2012 at 16:14

        Hik, concordo com o seu discordo mesmo que isso seja discordar de mim mesmo, rsrs

        Tem razão, trouxa não falta,
        Tem uma fila de trouxas esperando aprovar o financiamento no Banco

        0
        • antonio Jose 6 de julho de 2012 at 14:44

          Quem casa quer casa, como fazer ? Se voce tem dinheiro a vista parabéns, se não tiver, não case … vá morar com seus pais ou a sogra(o), outra sáida é o tal financiamento, eu recusei uma vez financiamento para comprar a casa onde funciona meu escritório se passaram dez anos de aluguel, se tivesse feito financiamento talvez metade da casa teria sido pago, uma vez que as parcelas do financiamento = ao aluguel. Como é que fica , sou trouxa sou não ..

          0
  • Ricardo 27 de junho de 2012 at 17:26

    Kd a valorização crescente, os 30% que os corretores tanto falavam?
    Kd a demanda ?
    Kd a “crasse” C?

    O que ficou:
    – alto endividamento da “crasse ” C;
    – Aumento da oferta de imóveis;
    – Demanda reduzida……….. Ninguém quer pagar preços bolhudos, apesar de ainda existirem os tolos (que acham que estão fazendo bons negócios, que imóvel não desvaloriza).

    0
    • hannamanana 27 de junho de 2012 at 18:51

      Pois é!
      Ontem todos estavam batendo na valorização crescente.
      E agora cadê????
      Quem explica esta virada da lua?

      0
    • AlexTorcedorDoPLOC 27 de junho de 2012 at 22:41

      Não é “crasse C”!! É “Crash Ç”!!!

      0
  • Luiz 27 de junho de 2012 at 17:27

    Uma unica ação volume de 1 BILHÃO

    OGXP3 6,25 -25,33 1.142.113.299

    Primeira vez na vida que eu vejo isso

    0
    • Álvaro Guilherme 27 de junho de 2012 at 18:19

      Não se pode negar que até na queda o Eike é superlativo, rs.

      0
      • Rafael KM 27 de junho de 2012 at 20:58

        Vocês achando incrível que a ação despencou 25%. Isto não é incrível.

        Incrível é que ainda desembolsaram 1 bilhão para COMPRAREM estas ações. Na bovespa pelo menos as informações são reais e este foi o preço real.

        Não é o mundo da Fantasia dos imóveis em que o desconto (no mundo da fantasia não tem queda, é desconto) é na surdina.

        0
        • Cleyton 27 de junho de 2012 at 21:56

          Tô sentindo um cheiro de sardinha frita!

          É daytrades, parece que (também) ficou para o longo prazo, hehe.

          Sério, fico até com pena dos caras comprando com quedas de 10%, olha o atrasado de 15 min e já caiu mais 5%, compra mais a -20%, olha de novo e já foram mais 5%.

          0
        • Paulo Rocha 28 de junho de 2012 at 04:16

          Que isso cara! A ação não caiu não. foi só um desconto, o mercado está bombando!

          0
          • amadeos de sampa 28 de junho de 2012 at 11:10

            Brasil sera primeiro mundo em 20 anos, eh a bola da vez, ta bombando, endividamento caindo, PIB vai crescer.

            Ass. papagaio Mantega – minha palavra nao vale nada.

            0
          • Desconfiada 28 de junho de 2012 at 13:51

            Rsrs… pois é, e hoje continua bombando!

            OGX caindo 8,16% até agora!

            0
        • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 11:39

          Um bilhão é muita gaita.

          Imagine o quanto de stops foram acionados, vendas a descoberto (não sei se nas empresas X isso é tão frequente), sem falar nos “robozinhos” (softwares que analisam o mercado).

          Alguém tem informação de qual foi o número de negócios, e qual aumento percentual em relação à média?

          0
  • Filipe 27 de junho de 2012 at 17:28

    já está mendo…uma amiga trabalhava na cyrella e aproveitou os cortes que ocorreram nessa última semana pra vazar…muita gente foi demitida, segundo ela

    0
    • GB 27 de junho de 2012 at 19:07

      Yeah !!!!!!!!!

      0
    • Leno 27 de junho de 2012 at 20:02

      Esse é o lado que me deixa triste neste processo. Demissão é a pior coisa que pode ocorrer para um trabalhador. Principalmente quando é um pai/mae de familia.

      0
      • Robson Rangel 27 de junho de 2012 at 21:03

        Leno
        Vc está corretíssimo. Esse é um dos efeitos devastadores do que está por vir. E pensar que grande parte do lucro gerado nesse “carnaval” foi parar não mão de um bando de picaretas mentirosos. Infelizmente o desemprego é inevitável.

        0
      • Marcos Eliziário Santos 28 de junho de 2012 at 11:58

        O chato é que os picaretas e irresponsáveis que são os mestres desse processo, geralmente saem ilesos, porque de golpe em golpe eles sempre roubam bem a própria empresa pra garantir um bom colchão na hora da falência. Vide o caso da falecida mesbla do passado.

        0
    • MrLBS 28 de junho de 2012 at 12:14

      Mais uma previsão acertada do MrK: construtoras realizando demissão em massa… inicialmente do pessoal do administrativo… depois de outras áreas até chegar na peãozada…

      0
  • Ricardo 27 de junho de 2012 at 17:29

    Bolha,

    teria como disponibilizar o gráfico/tabela com número de acessos do site desde a sua criação?
    Ou, se for o caso, informar em quantos % aumento de acessos?

    Motivo: todos notaram o aumento exponencial dos comentários…………

    0
    • Vinicius 27 de junho de 2012 at 17:31

      Isto aqui responde em parte
      “http://www.google.com/insights/search/#q=bolha%20imobiliaria&cmpt=q

      0
      • Frei Mulambo 27 de junho de 2012 at 18:41

        O número de acessos está igual ao preços dos imóveis….subindo!!!!!!!!!!!

        0
        • Bolha Imobiliária 27 de junho de 2012 at 19:00

          Muito pelo contrário. Os acessos continuam aumentando, tem picos altíssimos em dias que a bolsa cai um monte, ou quando sai estas noticias desastrosas. Mas os imóveis, já estão encalhados faz tempo…

          0
          • Frei Mulambo 28 de junho de 2012 at 16:21

            Eu quis dizer que aumentou conforme os preços foram subindo também, ainda quando o assunto “bolha” começou a cair na boa do povo e os preços ficaram impraticáveis. Agora haverá uma inversão!

            Parabéns Bolha pelo site!

            0
      • Crase 27 de junho de 2012 at 20:10

        Interessante. Faz lembrar os gráficos em que percebemos o descolamento da curva de crescimento no preço dos imóveis da curva de crescimento da renda. O bolhaimobiliaria.com é tão mais acessado quanto maior for a percepção de que há uma bolha (percepção sensata!). A superposição da curva de acessos à curva dos imóveis chega a assustar, podemos portanto dizer que há total correlação entre o crescimento da bolha e o crescimento do bolha… hehehe…

        0
    • Bolha Imobiliária 27 de junho de 2012 at 17:57

      Seria uma boa. A um ano atrás postei um artigo sobre “Bolha em números”…Seria legal fazer um agora.

      0
  • charles 27 de junho de 2012 at 17:37

    Os espertalhões estão jogando a toalha para manter a propria sobrevivência.

    Não nos esqueçamos que ainda haverá o Bull Trap… Eles parecem que se esqueceram disso e acham que admitindo a queda dos 40% o mercado vai tomar vigor novamente. Sim, pode ser, mas será por pouco tempo até que a ladeira se torne mais ingrime…

    Um coisa é certa: Com a velocidade em que os eventos estão ocorrendo, em 2013 esse mercado vai ter se canibalizado e haverão pechinchas excelentes…

    0
    • Luiz 27 de junho de 2012 at 17:47

      Charles, não tem mais bull trap, tá todo mundo enforcado
      (bull trap é qdo o preço sobe, não as vendas)

      os bancos estão com medo de emprestar
      os investidores estão pulando fora

      Se cair 40% o preço dos novos, o preço do usado cai 50%, igual ocorre com veiculos, o cara chega com o seu usado pra dar entrada num zero, mas eles subavaliam o usado e a diferença continua a mesma, apesar do desconto.

      0
      • Carlos_ 27 de junho de 2012 at 18:14

        Não fica a mesma não. Ilustrando, com valores irreais:
        100.000 um novo , 50 mil o usado.
        Caiu 40% o novo = 60.000
        caiu 50% o usado = 25.000

        Diferença antes da queda = 50.000
        Diferença depois da queda = 35.000

        É exatamente por essa matemática que sempre digo que para quem tem apenas 1 imóvel, o aumento generalizado é ruim, pois se quiser trocar por um maior vai desembolsar mais.

        0
        • Luiz 27 de junho de 2012 at 19:33

          excelente comentário Carlos,

          pra cada tanto de queda do novo, o imovel velho vai cair muito mais
          Calcula aí pra gente…

          É o efeito inverso de quando os imoveis na planta puxaram os velhos.
          Genial Carlos, simples como tudo que é genial

          0
          • Crase 27 de junho de 2012 at 20:32

            Inda tem mais contas:
            100k (novo) e 50k (usado) => diferença diminui 15k (50k-35k),
            100k (novo) e 90k (usado) => diferença aumenta 5k (10k-15k),
            100k (novo) e 80k (usado) => empata.
            =/

            0
            • Cleyton 27 de junho de 2012 at 21:50

              Empata não porque o usado certamente vai precisar reforma.

              0
              • Crase 28 de junho de 2012 at 01:34

                =)

                0
              • JPM 28 de junho de 2012 at 10:32

                O duro é que, dependendo da construtora, os novos também são entregues precisando de reforma.

                0
                • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:36

                  A conta tem que ser ao contrário
                  ,
                  Supõe-se que a diferença se matenha a mesma (situação otimista em que o poder de compra se mantem)

                  ?Qual é a porcentagem de queda dos usados? para manter a diferença supondo uma situação em que o usado é 50% de entrada, ou uma porcentagem tipica do mercado

                  0
  • Miguel Jacó 27 de junho de 2012 at 17:40

    Hipótese de bolha imobiliária é descartada por fundos e incorporadoras

    “http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,hipotese-de-bolha-imobiliaria-e-descartada-por-fundos-e-incorporadoras,117487,0.htm

    “Avaliação vai na contramão de alerta do BIS, que apontou distorções no mercado brasileiro, provocadas pelo forte ciclo de alta no preço dos imóveis
    27 de junho de 2012 | 14h 49”

    Agora sim, depois disso fiquei aliviado. Vou comprar meu kitnet.

    0
    • Paty 27 de junho de 2012 at 18:10

      Miguel Faltam 5 dias…

      0
      • RafaelK 27 de junho de 2012 at 20:01

        Os “executivos de incorporadoras, fundos de investimento e bancos” precisam se encontrar pra dizer frases como “Não é como nos EUA”…. “deficit habitacional”???
        Acho q eles ja foram melhores…

        0
    • marcelo CPS - SP 28 de junho de 2012 at 11:35

      Se não há Bolha Imobiliária, porque tocam no assunto??

      0
  • Bolhas de sabão 27 de junho de 2012 at 17:43

    Enquanto isso na Terra do Nunca ainda tentam esconder o óbvio.

    Hipótese de bolha imobiliária é descartada por fundos e incorporadoras.
    “A tendência é que o mercado imobiliário continuará em expansão e que o apetite dos bancos pelo crédito habitacional siga crescente, na opinião do gerente geral de crédito imobiliário do Banco do Brasil em São Paulo, Francisco Martinez. ”

    economia.estadao.com.br/noticias/economia,hipotese-de-bolha-imobiliaria-e-descartada-por-fundos-e-incorporadoras,117487,0.htm

    0
    • Luiz 27 de junho de 2012 at 17:49

      Claro que eles falam isso, eles estão comprados, ou ligados ao governo, ou os 2.

      Se vc tivesse criação de boi vc falava que o legal é ser vegetariano?

      0
      • GB 27 de junho de 2012 at 19:11

        Uma vez passou aqui em frente uma vaquinha carregando uma placa escrita “COMA FRANGO !!!!”.

        Achei isso um ato super desinteressado da parte dela.

        0
    • Cleyton 27 de junho de 2012 at 21:26

      Se eu perguntasse ao gerente geral de crédito galináceos as perspectivas para a venda de frangos não esperaria nada diferente disso.

      0
      • GB 28 de junho de 2012 at 08:25

        A Telefônica diz que investir em telefone fixo é o negócio do futuro, comprem às dezenas e deixem rendendo, sobe 30% a.a., a demanda é enorme, vendam com lucros no futuro.

        0
        • CapEnt 28 de junho de 2012 at 09:17

          Sabe a parte que mais me dói no seu comentário? É que na era da Telebrás/Telesp tinha gente que acreditava piamente nisso.

          Esse doentes que comercializavam titularidade de linha analógica de péssima qualidade em leasing pelo preço de um carro estão amaldiçoando as privatizações até hoje. Esse pessoal formaram verdadeiras legiões na época, se juntando com funcionários públicos e sindicalistas desses “cabides” nos protestos.

          O danos sociais desse ataque de bobeira dos anos 80 e 90 só foram mitigados uns 4 anos atrás, eles conseguiram atrasar a inclusão digital e a popularização na internet no Brasil entre a classe média por quase uma década.

          É que nossa bolha imobiliária, que está favelizando as cidades e aumentando o déficit habitacional.

          0
  • Leonardo 57 27 de junho de 2012 at 17:48

    Complicado mesmo porque mesmo com todas essas notícias o brasileiro médio não entende ainda que estamos nesse momento de crise. Ainda acham que o imóvel vai valorizar eternamente e esse momento é passageiro, “por causa da Europa”.

    0
    • Cleyton 27 de junho de 2012 at 21:28

      Tava pensando nisso hoje.

      Se por um lado a massa de idiotas mantém a bolha inflada, por outro o estouro será um brado ainda mais retumbante!!!

      Se o povo tivesse um mínimo senso poderiam salvar suas vidas (financeiras) a tempo.

      0
  • Paty 27 de junho de 2012 at 17:50

    Eu li essa mesma materia no portal terra, e nos comentarios tinha até um que citava o blog.

    0
    • RafaelK 27 de junho de 2012 at 20:04

      Paty, tenho certeza q a galera daqui marca presença em peso lá!!! ehheeh

      Jajá seremos taxados de Blog golpista….!!

      0
  • Jonathan Lira 27 de junho de 2012 at 17:53

    Enquanto isso em Curitiba:

    Valorização do salário mínimo de 2003 até 2012 = R$ 240,00 – R$ 622,00 = 259 %

    Valorização Imóveis 2003 até 2012 (conj. no bairro Portão) = R$ 35.000,00 – R$ 130.000,00 = 371 %

    Abraço, e que o ploc venha a cavalo!

    0
    • Álvaro Guilherme 27 de junho de 2012 at 18:33

      E olha que o salário mínimo teve aumentos expressivos, diferentemente dos demais salários.

      0
  • Luciano-ctba 27 de junho de 2012 at 18:01

    Espera aí… As construtoras agora querem ganhar dinheiro com a incerteza causada por elas mesmas? Pode isso, Arnaldo?

    Setor da construção lança seguro que garante entrega do imóvel ao comprador

    Um seguro que permitirá ao comprador a garantia de entrega do imóvel adquirido antes e ou durante a construção será lançado nesta quarta-feira (27/6) no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic).

    O Seguro Garantia de Entrega de Obra foi desenvolvido, durante quatro anos, em parceria com uma seguradora e uma resseguradora francesas, disse nesta terça-feira (26/6) à Agência Brasil o presidente da Cbic, Paulo Simão. “Ele dá a garantia ao consumidor que vai receber a unidade que comprou pelo preço e nas especificações assinados no contrato inicial”, disse.

    Paulo Simão avaliou que o novo instrumento dará segurança e tranquilidade também ao mercado. “Porque reduz os riscos da obra, tem benefício nas taxas de financiamento, facilita as vendas, o que diminui o custo de lançamento e de comercialização, além de ser uma garantia enorme para o mutuário”, ressaltou.

    O presidente da Cbic admitiu que o seguro poderá ser aplicado também para os imóveis do Programa Minha Casa, Minha Vida, “com algumas modificações, porque o programa é coletivo e abrange a construção de muitas unidades”.

    A câmara está pensando em adequar o produto nacional ao que já ocorre em outros países, onde o consumidor tem garantia de segurança após a entrega das obras por um período de dez anos em relação à qualidade do imóvel adquirido. “Isso ainda não incorporamos ao processo, mas já estamos estudando para, proximamente, fazer a adequação desse benefício. É um produto de vanguarda, que acontece no mundo inteiro, inédito no Brasil”.

    Fonte: CORREIO BRAZILIENSE
    Data da informação: 27/06/2012

    0
    • hannamanana 27 de junho de 2012 at 18:55

      Neste mundo sempre terão os espertalhões que saberão espalhar a poeira e depois eles mesmos lhe venderem a vassoura.

      0
    • Adriano 27 de junho de 2012 at 18:59

      Depois dessa, desisto. Deixa ver se entendi direito:
      Prometo que entrego, mas como todo tá careca de saber que nunca entrego no prazo mesmo, te vendo esse seguro que garante. Qualquer problema de atraso, se vira com a seguradora. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.
      SERÁ QUE ALGUM IMBECIL CAI NESTA MER….?

      0
      • GB 27 de junho de 2012 at 19:13

        O engraçado é ter seguradora entrando nessa.

        0
        • Cleyton 27 de junho de 2012 at 21:37

          Oba! Nossa American International Group (AIG)!

          Mas aqui talvez seja ANSI, Agência Nacional de Securização Imobiliária porque, afinal, aqui vai ser diferente já que não temos LCIs, digo, subprimes.

          0
    • Paulo - RJ 27 de junho de 2012 at 19:02

      parece a máfia. Vendem proteção contra a ameaça deles próprios.

      0
      • Luiz 27 de junho de 2012 at 19:42

        isso não é um mercado, é uma milicia imobiliaria

        0
        • Adriano 27 de junho de 2012 at 22:38

          KKKKKKKKKKKKK!!!!! Melhor definição até o momento!!!

          0
          • Benjamin 28 de junho de 2012 at 10:33

            Milícia imobiliária foi genial. Digna de um Millôr. Agora o bacana é que já estão entrando com seguradora e resseguradora? A coisa tá tão confiável que de sola já vem com duas seguradoras?!

            0
    • MrLBS 28 de junho de 2012 at 13:09

      Não há mais dúvidas: O melhor é estar longe do mercado imobiliário atual.

      Esse seguro é impressionantemente imoral.

      0
  • Luiz 27 de junho de 2012 at 18:05

    Estadão: Alugar é melhor que financiar

    Aproveitar um prazo muito longo de financiamento imobiliário não é vantajoso. Especialistas garantem que viver de aluguel por um período, para economizar e acumular mais recursos para elevar o valor da entrada na compra de um imóvel, é mais interessante do que assumir uma dívida de até 35 anos.

    Em uma simulação feita pelo professor da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi) Mario Rodriguez Amigo, é possível entender melhor a operação.

    Supondo que a pessoa tenha uma renda familiar de R$ 10 mil ao mês e entre em um financiamento com prazo de 20 anos, com juros de 9,5% ao ano para adquirir um imóvel de R$ 300 mil. Ele poderá assumir uma prestação de R$ 3, 5 mil (teto permitido para essa renda). Em até cinco anos, se ele pagar um aluguel de R$ 1,5 mil ao mês e aplicar a diferença entre esse valor e o que pagaria de prestação no financiamento ( R$ 2 mil), acumularia R$ 101.343,65, ou seja, 1/3 do valor do imóvel. No mesmo período, se ele optasse pelo financiamento, teria abatido apenas R$ 73.750 do valor principal, ou seja, do total do bem sem contar os juros.

    Para o cálculo foi considerado um retorno de investimento líquido de impostos de 2% de juros real ao ano (aproximadamente 6% em termos nominais). No cálculo do aluguel foi utilizado um ajuste de 4% ao ano (inflação – TR). Já o financiamento foi feito pelo Sistema de Amortização de Constante (SAC). “O que interessa neste cálculo é observar o ganho ascendente do investimento nesse período de cinco anos, que possibilitou o acúmulo de 1/3 do valor do imóvel. O que aumenta de forma considerável o capital para dar entrada no imóvel”, explica.

    O vice-presidente da diretoria executiva do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), Luiz Calado, compartilha a opinião com Amigo. Segundo Calado, quem fez um financiamento imobiliário para pagar no prazo de 30 anos, autorizado a partir de 2009, por exemplo, pagou somente os juros até agora.
    “Muitas pessoas costumam dizer que o valor gasto com o aluguel é um dinheiro jogado fora. Mas e os juros pagos no financiamento também não são?”, acrescenta o dirigente.

    0
    • amadeos de sampa 27 de junho de 2012 at 18:24

      Entre o Calado e o Amigo, eu sou mais o nosso GB!

      Problema eh que ate recentemente a voz dos experts em economia, gerentes de banco, enfim todos, mas TODOS eles falavam: compre agora, se enforque no financiamento pois o preco do imovel so aumenta.

      Haha. quem ri agora somos nos. rindo, comendo pipoca e vendo a bolha explodir na cara dos investiotas e especulOtários.

      A velocidade e intensidade das noticias eh enorme!
      Meu contrato de aluguel termina em Janeiro, passei 3 anos sem reajustes. So torco pra que seja tempo suficiente pra fazer um bom negocio ano que vem – vamos ver. Sem pressa. O tempo esta do nosso lado! Sempre esteve.

      0
      • GB 27 de junho de 2012 at 19:16

        E não se esqueça do Toddy de litro, ele ajuda a pipoca a descer.

        Eu estou há 1 ano sem reajuste e no próximo também não haverá, bem legal, é mais $$$$ para guardar e ficar esfregando depois na cara dos corretores.

        0
    • Revoltado 27 de junho de 2012 at 21:49

      Financeiramente falando pode até ser melhor, mas se vc for fazer tudo que é financeiramente melhor vc nunca comprará um carro, nem viajará, nem comprará nada da moda, etc.

      O efeito psicologico de saber que algo “é seu” ( ou do banco no caso), e que ninguém vai te expulsar de lá, com certeza influencia muito. Quando alguém fala que mora de aluguel tem uma conotaçao pejorativa imediata de quem esta do outro lado, mesmo que vc explique o lado financeiro e até que more num local melhor que a outra pessoa. O pensamento que esta “no sangue” da massa é esse, ter seu imovel proprio.

      0
      • GB 28 de junho de 2012 at 08:22

        Eu prefiro $$$ no banco.

        0
        • Revoltado 28 de junho de 2012 at 09:28

          mas vc precisa morar em algum lugar né?

          0
          • Benjamin 28 de junho de 2012 at 10:38

            Eu também pensava dessa forma, mas depois de um tempo vi o quanto nós entramos em um mau negócio única e exclusivamente por uma questão de ego. Trabalho e conheço pessoas que ganham seus 20k por mês e que me contaram que compraram os seus imóveis à vista tem pouco tempo, depois dos seus 40 anos…
            Depois disso eu baixei a bola e vi que não preciso ter tanta pressa, até mesmo porque eu nem sei se vou continuar morando na mesma cidade por pelo menos 5 anos ou mais pra justificar uma aquisição.

            0
            • Revoltado 28 de junho de 2012 at 11:04

              é exatamente isso. A situação é bem semelhante ao que ocorre com os carros. exemplo:

              O vizinho compra um carro novo, entao eu tenho que comprar um melhor que o dele (pra dizer que sou melhor, que ganho mais, etc.).

              Numa reuniao de familia por exemplo, se digo que moro de aluguel sou logo olhado torto, inclusive por alguém que more muito mais longe e num bairro bem pior, mas que está financiando a casa própria. é encarado como demérito.

              0
          • Virginia 28 de junho de 2012 at 10:50

            Sim. E moro, de aluguel. Não estou louca de restringir minha qualçidade de vida!!! No bairro onde eu moro, classe média alta, uma kit net de 27m² custa módicos 245k. Tinha que estar surtada pra me enforcar num financiamento desses.
            Num bairro mais distante a mesma kit sai por 180k. Mas e daí?? ainda é um acinte!!!
            Prefiro seguir pagando aluguel!

            0
            • Revoltado 28 de junho de 2012 at 11:11

              minha resposta era pro GB que disse que prefere o dinheiro no banco. Particularmente eu prefiro meu dinheiro em alguma atividade produtivca que me rendera muito mais lucros que os 2% liquidos do banco, mas o ponto é que todos tem de habitar algum local.
              Meu raciocinio é semelhante ao seu Virginia. Prefiro a qualidade de vida.
              O ponto era apontar aquilo que é socialmente aceito como sinal de status: possuir um carro X andar a pé, carro novo X carro velho, roupas de marca x roupas da C&A, imovel proprio x aluguel, iphone x xingling, etc.

              0
      • amadeos de sampa 28 de junho de 2012 at 11:45

        Nao eh so pelo fato de ser melhor financeiramente nao. Comprar significa perder a mobilidade no caso de precisar se mudar de cidade por conta do trabalho, familia, etc.. Assim eh altamente nao recomendavel a compra pra casais jovens por exemplo. O risco de ter uma oportunidade de carreira em outra cidade eh muito grande.

        Veja nos EUA, o que acontece hoje: apesar do mercado de imoveis ter atingido o vale em termos de precos em muitas regioes, as pessoas nao sairam correndo pra comprar! E olha que existem financiamentos bem baratos. Por que? Estao contentes em continuar no aluguel pois preferem ter a opcao de mobilidade. E nos EUA mobilidade da forca de trabalho sempre foi alta.

        0
        • Marcos Santos 29 de junho de 2012 at 08:54

          Sem contar também a possibilidade grande de divórcio.

          0
      • Matuto 28 de junho de 2012 at 12:57

        Sobre fazer algo que não é o mais correto, só pela imagem na sociedade, sugiro que quem puder, leia um livro que se chama “Previsivelmente Irracional” do Dan Ariely.

        Entre vários assuntos, ele mostra como tomamos decisões irracionais pelo simples fato de nos compararmos com os outros. É fantástico !

        0
        • Zé Bolha 28 de junho de 2012 at 18:49

          Eu quase entrei an furada de comprar por esta pressão do entorno. A família toda falando que era pra comprar, pra comprar… O problema era que, não sendo economista e nem tendo conhecimento bom sobre o assunto, os argumentos a favor te confundem. Mas o que eu via era só indicação do contrário, de que aquilo não podia ser bom assim.
          Nada se valoriza pra sempre ou não pede valor. Pra quem mora no Rio dizer isso, tem que estar muito abilolado mesmo, vários bairros tiveram seus valores vaporizados por favelização, violência, engarrafamentos etc.
          Quando pessoas que nunca administraram dinheiro começam a comprar a torto e à direito e, pior, sendo laçadas na rua para receber crédito, não pod estar certo.
          Quando um país acha que vai crescer por um longo período cheio de corrupção e sem ter infraestrutura, educação, saúde… No meio de uma crise de fundamentos da economia mundial.
          Quando corretores que não sabem nem falar querem te vender “a oportunidade da sua vida por 9000+ o m2”.
          Quando recém-casados financiam por 30 anos um imóvel baseando-se na renda do casal, sendo que a maioria dos casais se separa com um ou dois filhos depois de 5 a 7 anos.
          etc. etc. etc.

          É mui difirce!

          0
  • Francisco Quiumento 27 de junho de 2012 at 18:15

    SEMI OFF

    Não vão ficar fulos se colar aqui um TT meu de hoje?

    @quiumen Remendo no PAC, “estímulo” baseado em compras estatais é “mais do mesmo” e colocar ponta na ponta. Vai quebrar.

    Precisa dizer mais?

    0
  • Luiz Fraga 27 de junho de 2012 at 18:16

    Olá caros colegas bolhistas, essa é minha primeira aparição nos comentários do blog. Venho acompanhando este blog a uns 2 meses, mas só agora, resolvi dar uma pequena contribuição.

    Pode ser que algum caro colega já tenha até mesmo comentado a respeito, mas venho salientar uma matéria que saiu na Exame.com falando sobre a crise Espanhola.

    Na segunda página, uma pergunta e sua resposta me fez lembrar o atual cenário do Brasil em relação aos imóveis e seus preços bolhudos praticados.

    “Por que os bancos espanhóis precisaram ser resgatados?

    A crise no sistema bancário espanhol ocorreu devido à expansão desenfreada do crédito, logo após a criação do euro. As caixas econômicas emprestavam dinheiro a juros baixíssimos para clientes com contratos de hipotecas na aquisição de imóveis. Mas, com o desemprego e a desaceleração econômica ocasionados, em parte, pela crise financeira de 2008, os contratos de hipotecas deixaram de ser honrados pelos clientes, fazendo com que as caixas tivessem de reaver os imóveis, que se desvalorizavam rapidamente. O aumento da inadimplência deixou as instituições em alerta.”

    Me desculpem por postar tal matéria antiga, mas aos mais desavisados, sempre é bom lembrar… que no Brasil, segue-se a mesma linha…

    Segue o link da matéria na integra:
    “http://exame.abril.com.br/economia/noticias/o-que-e-a-crise-e-espanhola-e-como-ela-pode-afetar-o-brasil

    0
    • FRK 27 de junho de 2012 at 20:05

      Pois é amigo, mas aqui isso não ocorre, como bemlembrou o amigo MRK, pelo spread “pornográfico” praticado… =)

      abs

      0
  • Miguel Jacó 27 de junho de 2012 at 18:47

    ” População conhece crise só pelos jornais, diz ministro da Fazenda ”

    ‘http://g1.globo.com/economia/noticia/2012/06/populacao-conhece-crise-so-pelos-jornais-diz-ministro-da-fazenda.html

    Mantega diz que economia do país crescerá mais do que 2,5% neste ano.
    Para Dilma, Brasil não é ‘ilha’ e sofre consequências de comércio menor.

    O bonito desta reportagem é ler os comentários. O povo acordou, finalmente.

    0
    • Paty 27 de junho de 2012 at 19:26

      Muita cara de pau desse senhor, alias cara de concreto..

      0
    • RafaelK 27 de junho de 2012 at 20:17

      Pior mesmo é ler por ex. a quantidade de ambulancias…
      sabemos q não chegará 30% destas unidades a população… Estas motoniveladoras vão ser para serviços nso terrenos das mega fazendas dos PTistas da alta!!!

      Quero q esse sistema exploda!!

      0
      • Maneh 28 de junho de 2012 at 05:18

        O pior é ver o custo médio de uma cadeira escolar custar 152 reais, uma moto custar 44 mil reais e um caminhão (que suspeito eu não deve ser top…) 275 mil reais

        0
  • Sr. LB 27 de junho de 2012 at 18:50

    Não sei se já postaram aqui hoje, mas também está nos jornais que a inadimplência está a maior dos últimos 12 anos. No cartão de crédito, o Banco Central divulgou que cerca de 30% da faturas estão com pagamento atrasado.
    O caos se aproxima….

    0
    • Adriano 27 de junho de 2012 at 19:09

      Já comentaram, mas não deixa de impressionar. 30% em cartão de crédito. PU… QUE PA…..!!!!!! Isso é muiiiiiiiitoooooo. Aguentar essa trolha é dificílimo. Mas esqueci que no Brasil o crédito é concedido com muito cuidado (como os anti-bolhas lobos tanto pregam). Só esquecem de avisar para as meninas que ficam oferecendo cartão de crédito na rua só com o número de seu cpf e um sorriso. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      É o que já disse aqui e repito: Ao pessoal que vêm me pedir assessoria financeira (ou dinheiro emprestado). Analiso suas continhas em atraso, e sempre chego a mesma conclusão: calote no cartão e no banco (óbvio que quando não é conta salário, se não tá fu… mesmo) e organiza a vida. Eles pediram por isso. SPC é serventia da casa. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      0
    • Leonardo 57 28 de junho de 2012 at 12:04

      30% dos cartões atrasados? Em 90 dias isso daqui vira pó, nem quero ver o que vai acontecer.

      0
  • Tati 27 de junho de 2012 at 18:51

    Sam Dana agora na globo news

    0
  • hannamanana 27 de junho de 2012 at 18:58

    Hummm está parecendo que talvez ainda este ano eu vou comprar meu terreninho, heim…!?

    0
  • Miguel Jacó 27 de junho de 2012 at 19:00

    Mantega e suas previsões sobre o PIB :

    janeiro de 2012: 4,5%
    fevereiro de 2012: 3%
    março de 2012: 4 a 4,5%
    abril de 2012: acima de 4%
    maio de 2012: entre 3 e 4%
    junho de 2012: pelo menos 2,5%

    Alguém arrisca a previsão dele em julho?

    0
    • Sérgio 27 de junho de 2012 at 19:26

      Depois de o governo bananense intervir com seu New Deal tupiniquim, o sinal claro é que a coisa está feia, mais feia do que tentam passar.
      A previsão do PIB em julho eu não sei, mas certamente a do ano indicará uma recessão.
      Todas as nações desenvolvidas estão pagando caro por terem gasto mais do que arrecadavam: a Banânia está seguindo o mesmo caminho, com a diferença de possuirmos uma população pobre e sem instrução, com um governo que é sua imagem e semelhança.
      Ou seja… estamos f..d..d..s!

      0
      • Sérgio 27 de junho de 2012 at 19:29

        Há 4 horas e 35 minutos
        Aumento nas compras do governo terá pouco impacto, avalia corretora
        Por Francine De Lorenzo | Valor

        SÃO PAULO – Será pequeno o impacto do aumento nas compras governamentais sobre o investimento neste ano, segundo avaliação do economista da TOV Corretora, Pedro Paulo Silveira. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta quarta-feira que o governo federal vai elevar em R$ 6,61 bilhões seus gastos com a compra de máquinas, equipamentos e veículos, como forma de estimular a indústria e a economia nacional. Com a elevação, esses gastos do governo neste ano devem somar R$ 8,43 bilhões.

        “Para que essa medida surtisse um efeito relevante sobre a economia o aumento teria de ser pelo menos cinco vezes maior”, diz Silveira. Ele lembra que, a cada trimestre, os investimentos somam cerca de R$ 200 bilhões, somando R$ 800 bilhões por ano, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

        “Claro que a medida é positiva, é uma tentativa bem intencionada, mas não é isso que vai reativar os investimentos no país”, afirma o economista. Para ele, a trava dos investimentos está na confiança do empresário, que continua baixa, diante das incertezas decorrentes da crise na Europa. “Enquanto a economia mundial não der sinais firmes de recuperação será difícil fazer algo que modifique o cenário dos investimentos”, diz, lembrando que as empresas de maior peso no Brasil são multinacionais ou estatais.

        h t t p : / / w w w.valor.com.br/brasil/2730392/aumento-nas-compras-do-governo-tera-pouco-impacto-avalia-corretora

        0
    • Ademir 27 de junho de 2012 at 19:42

      1,5%

      0
    • Seu Madruga 27 de junho de 2012 at 21:02

      A previsão do nosso Pinóquio cara de boneca será de 7%.
      Como sempre o Governo vai mudar a fórmula de cálculo para dar um número bonito, foda-se a realidade e viva a Crasse Mérdia de 700 Reais de renda.

      0
  • Pedro 27 de junho de 2012 at 19:15

    http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2012/06/27/comeca-estourar-bolha-do-mundo-de-eike-452311.asp

    MELDEUS….

    Começou o anuncio da catástrofe… As notícias de crise começarão a se espalhar antes das eleições e do mensalão . Espero que seja o fim dos petralhas.

    0
    • Leonardo 57 28 de junho de 2012 at 12:07

      O problema é que a opção a eles são os tucanos. E, com a experiência que eu tenho em governos dos dois partidos, a coisa até piora. Eles privilegiam bancos e construtoras de forma até mais pornográfica, desviam dinheiro na cara dura (não que o PT não faça isso), e ainda tornam nossa economia AINDA mais vulnerável as crises externas. Não é questão partidária, o PARADIGMA da política tem que mudar aqui, muito atraso.

      0
      • Igor Eduardo 29 de junho de 2012 at 11:37

        Eu vejo apenas uma PEQUENA divergência em relação ao PT: Tudo o que eles criticaram nos governos anteriores é exatamente o que vem sendo feito em sua gestão, com o grande agravante de iludir o povo como se estivessem fazendo algo diferente e benéfico!

        0
  • João Miguel 27 de junho de 2012 at 19:24

    Particularmente eu fico bem tranquilo quando vejo incorporadoras desmentindo a bolha imobiliária.
    Sou da opnião de que se algo precisa ser frequentemente desmentido, é por que tem mais verdade do que mentira na afirmação.

    0
    • jibs 29 de junho de 2012 at 15:15

      que grande verdade

      0
  • Luiz 27 de junho de 2012 at 19:30

    PESSOAL, nossos problemas acabaram
    A crise ACABOU

    DONA DILMA vai mandar comprar, furgão e furadeira. Ta tudo resolvido

    pra quem pensa que é brincadeira segue o link:

    Governo fará compras de R$ 8,43 bi para estimular economia
    Na lista estão ambulâncias, furgões, vagões de trens, motocicletas, perfuratrizes etc.

    “http://economia.estadao.com.br/

    0
    • Paty 27 de junho de 2012 at 19:46

      é de chorar né Luiz, o governo das organizações Tabajara…

      0
      • amadeos de sampa 27 de junho de 2012 at 21:01

        tem ate lanca misseis na listinha! Deu no JN.

        Deve ser pra combinar com o canhao do planalto.

        0
    • Murdoch 27 de junho de 2012 at 21:45

      Eu li isso hj.
      Aprovo uma serie de medidas da Dilma, mas essa me deixou mto puto.
      Puto pq eh nessas horas que se vao caminhoes de dinheiro pelo ralo. Projetos que nao deviam ir pra frente vao pra frente, compram-se equipamentos que nao precisamos e a mesma minoria de sempre eh privilegiada.
      PQP!

      0
    • CapEnt 28 de junho de 2012 at 09:38

      Desenvolvimentista é uma desgraça.

      Isso vai ser quase tudo superfaturado e beneficiando apenas empresas “amigas” de um certo partido. E a maioria desses equipamentos irão apodrecer em armazéns.

      Mais uma medida pontual fadada ao fracasso do governo para socorrer os mais variados chorões querendo dinheiro fácil e empresas que estão cambaleando devido o custo Brasil.

      0
  • Luiz 27 de junho de 2012 at 19:47

    Resultado das empresas “pastel de vento” na Bolsa hj

    OGX 6,25 -25,32 1.162.487.049
    LLX 2,23 -7,46 18.879.233
    MMX 6,03 -6,94 38.700.923
    GFSA 2,53 -5,59 20.559.707

    Xiiiiiiiiii (barulho de sardinha fritando)

    0
    • RosinhA 27 de junho de 2012 at 19:58

      Caramba movimentação de 1 bi na Eikedó, ele não subirá nenhum degrau na riquesa esse ano, o Thor tá mais para Robin logo logo.

      Outra pergunta o que a MMX tem a ver com pagar o pato, não é mineradora?

      0
    • Silas Coul 27 de junho de 2012 at 23:59

      esse cara é esperto. viu q as coisas não iam bem e vendeu boa parte das ações para empresas asiáticas antes da bosta feder.

      0
  • Cicero Silva 27 de junho de 2012 at 20:22

    Pessoal,

    Não entendo nada de economia, mas vou arriscar um pitaco e gostaria da opinião dos nossos colegas entendidos:

    Esse “pacote” do governo não é somente pontual, específico, e NÃO atinge uma cadeia de geração de renda?

    Quando mexe em veículo e/ou construção, há uma cadeia que é incentivada, não é mesmo?

    E agora?

    Ou seja, não parece um tiro “ao acaso” de quem está perdido?

    Ou estou falando bobagem?

    0
    • Santista 27 de junho de 2012 at 20:31

      Para quem se interessa em economia, vale a pena estudar sobre o Mises e a Escola Austríaca de Economia. Dinheiro não é riqueza. Riqueza é o produto de algum trabalho, mesmo que uma injeção de dinheiro na economia gere aparente crescimento, a conta vem mais tarde. Preparem seus bolsos, vamos paga-la ainda este ano.

      0
    • RosinhA 27 de junho de 2012 at 21:02

      Cicero atinge quem precisa ser atingido o bolso de quem colobora com campanha eleitoral. Simples e complexo hehe 😉

      0
    • Cleyton 27 de junho de 2012 at 21:47

      Do remédio ao veneno a distância é a dose.

      0
  • RosinhA 27 de junho de 2012 at 20:32

    Mercado Futuro:

    Quem avaliar a casa ou apartamento a partir de hoje se surpreenderá com a nova raça criada devido as turbulências ocorridas, o Flanelinha Imobiliário Justo.

    Os flanelinhas não terão outra saída a não ser avaliar de forma correta os novos imóveis para venda, o futuro das imobiliárias e dos próprios flanelinhas vai depender disso. A maioria que estava “vendendo”, não tinha obrigação na venda, estava especulando como as velinhas cariocas, o espertão curitibano, o salafrário brasiliense, o sosssegado mineiro, e o apressado paulista, esses todos sabiam que os valores estavam com margens bem maiores do que o real, usavam o famoso se vender vendeu, pretendiam aposentar-se sem usar nenhum esforço ou dedicação, apenas especulando em um mercado que não teria fim os gigantescos lucros.

    Mas acontece o seguinte, os grandes investidores com informações sempre facilitadas, já caíram fora, restando os especuladores que ainda estão na espera do término da construção comoKKKKKKassia, e aqueles com a banana apodrecendo em suas mãos, não conseguem vender, e logo vão cobrar os flanelinhas por não atuar mais fortemente em seus empreendimentos, ao contrário daquele se vender vendeu, que provavelmente vão tirar o imóvel na primeira notícia mais preocupante do mercado.

    Os novos lançamentos vão ser a gota d´água para as KKKassias que esperam a entrega, e investidores que já tem bananas prontas nas mãos, pois o valor já começou a cair, e a margem de lucro começa a evaporar, pois perceberam que não vão conseguir lucrar mais nada, batendo esse desespero a coisa vai começar a ficar legal, o tiro para assustar a manada vai ser a primeira notícia realmente apavorante de que o mercado já era, provavelmente noticiada por Sir Willian, e compactuada por Lady Poet.

    O número de lançamentos ainda para 2012 / 2013 é gigantesco, isso falando somente de grandes capitais e cidades onde atuam a maioria das incorporadoras e construtoras, imaginem nas pequenas, aquelas que se constroem 2 sobradinhos colados a preços bolhudinhos, a onda de choque será demorada e longa, se desenrolará ao contrário do que começou, primeiro nas pequenas cidades, depois chegará nas grandes.

    Terrenos em loteamentos como muitos amigos dizem aqui, serão grandes micos, não falando do lugar mas sim o retorno esperado desse investimento pois com 350/400K, vai se comprar casa boa e pronta no mesmo lugar, apartamentos sofrerão com condomínios problemáticos, mal construídos e inadimplência alta, as casas a meu ver serão mais requisitadas, mas seus valores também acompanharão as quedas.

    Enfim tudo está correndo para mim até que bem antes do esperado, a coisa no Brasil é sempre 8 ou 80, ou vai ou racha, devido a quantidade de notícias ruins nesta semana de apenas 3 dias, pode se dizer que estamos em 50 já nessa escala, aguardemos notícias de quebras de construtoras já já , aí sim Sir Willian logo divulgará a tão esperada notícia.

    Boa Noite, há rumores de uma Bolha Imobiliária no Brasil, mas a maioria dos dos especialistas ainda acha cedo essa perpectiva

    0
    • Seu Madruga 27 de junho de 2012 at 21:24

      Discurso para o flanelinha imobiliário:
      – Aí dotô, Tá vindo com o imóvel prá bolha? Pó deixá que eu olho, boto um preço bem altão! Tá cheio de maluco aí, daqi a pouco eu boto uns prá visitá e apareço com umas proposta aí dotô! Paga só na saída, eu fico olhando até o final!

      0
  • Rafael KM 27 de junho de 2012 at 20:53

    Gol vai demitir uma cambada.

    Hoje a TAM cancelou o vôo Porto Alegre – Buenos Aires (1h30min de vôo) a partir de 02 de julho. Quem tinha passagem comprada se f…. Vão ter que fazer escala em São Paulo (viagem com mais de 8h), pois as outras companhias com vôo direto (gol e aerolíneas estão lotadas). Tem a Pluna com escala e m Montevideo, mas deve ter lotado também.

    Detalhe: vôo sempre cheio. Já fui em dia de semana, final de semana, meio de mês, final de mês e o avião sempre bem ocupado.

    Acho que vem demissão pela frente.

    Pelo menos o governo não vai ter que gastar ampliando os aeroportos para a Copa. Seria bom ampliar as Rodoviárias, pois talvez estas empresas não cheguem a 2014 em atividade.

    Como diria um investidor famoso: a melhor maneira de se tornar um milionário é ser bilionário e comprar uma empresa aérea.

    0
  • Ploc verde de limão 27 de junho de 2012 at 21:26

    Comentei uma notícia no site de nossa querida amiga KKKássia. Sejam rápidos, pois senão ela apaga.
    h ttp://w ww.politicaeconomia.com/2012/06/economistas-da-tendencias-e-rosenberg.html?showComment=1340843106436#c6188014823732618364

    0
    • Ploc verde de limão 27 de junho de 2012 at 21:28

      Esqueci de dizer acho que ela tentou trollar a gente na última frase.

      0
      • Pablo 27 de junho de 2012 at 21:57

        “… e o BC tem controle absoluto sobre a supervisão de suas ações”, ressaltou Bistafa.”

        Sr. Bistafa! Já houviu falar em Panamericano, Banco Santos, Cruzeiro do Sul.

        “… bancos no Brasil são muito sólidos e bem cautelosos na liberação de crédito.”

        Recordes de inadimplencia sendo batidos!!!
        Tanto no CPF quanto no CNPJ

        Este cara mora em que planeta?
        Tambem, assim como o Manteiga, só sabe da crise pelos Jornais!

        0
        • augusto 27 de junho de 2012 at 23:47

          Eu acho que é um puxa saco incompetente e vaidoso, que quer manter seu empreguinho a todo custo, com o salário altissimo que deve ganhar pago pelo povinho da banania

          0
  • MrK 27 de junho de 2012 at 21:55

    incrível como tem surgido matérias pessimistas e nebulosas sobre o setor imobiliário, o mesmo que há menos de 1 ano produzia uma metralhadora de matérias otimistas garantindo 3…4…5 anos de crescimento absoluto

    que coisa, não?

    0
    • Justiceiro 27 de junho de 2012 at 22:08

      Ué, mas se verificar com mais atenção, os preços começaram a subir mesmo a partir do segundo semestre de 2006.
      Ou seja, a farra durou 5 anos, de 2006 a 2011…
      Passou-se por um período de estabilidade durante uns 6 meses (2º semestre de 2011), e quedas já a partir do 1º semestre de 2012.
      Agora nos resta projetar a taxa de queda anual.
      Esse ano a média está na faixa dos 15%.
      Se ocorrer um soft landing, lá pra 2016-2017 teremos preços justos.
      Entretanto, torço para ocorrer um PLOC fodástico, hard landing, pra termos quedas de mais de 30% ano ano. Mas aí só lá pro ano que vem pra termos mais convicção do que será…

      0
  • Miguel Jacó 27 de junho de 2012 at 22:11

    Desde quando comprar remédio, ambulância e motocicleta é investimento na economia?

    Investimento na economia é melhorar nossa infraestrutura, mais estradas, melhor uso das hidrovias, uso de trens, desburocratização do código tributário e menor carga tributária.
    O próprio governo não percebe que, se desonerar as indústrias cobrando menos impostos, gerarão mais empregos e mais renda para as indústrias, o que traria em compensação mais dinheiro aos cofres públicos e ainda por cima a satisfação dos eleitores.

    É a regra do imediatismo burro, não conseguem planejar nada a médio prazo, não conseguem ver um palmo a frente de seus narizes. A mentalidade atrasada e desorganização do povo brasileiro são o que o destrói.

    0
    • Ploc verde de limão 28 de junho de 2012 at 00:11

      Simples meu caro:
      Remédio para pressão alta do choque que vai ser.
      Ambulância para os cardíacos.
      Motocicleta, pois carro com o preço da gasosa(que vai subir ), nem pensar !

      0
    • RGD 28 de junho de 2012 at 03:01

      Miguel Jacó, não sei se você percebeu, mas na verdade esse não é um investimento na economia, e sim principalmente nas eleições municipais desse ano. É óbvio que a maior parte dessas ‘compras’ irão para os munícipios administrados pelo PT e o seus ‘amigos’. Além disso vai ajudar muito no caixa 2 das candidaturas dos companheiros.

      0
    • AF 28 de junho de 2012 at 09:44

      Melhor, e desde quando comprar (consumo) é investimento?

      E, no mínimo, 20% vai para propina.

      Quem não lembra das reportagens do JN? Quem não lembra que merenda, ambulância e remédio são as compras mais contaminadas com corrupção?

      0
  • Neo 27 de junho de 2012 at 22:18
    • Zé Bolha 28 de junho de 2012 at 19:02

      Próxima?
      Vou fazer quarenta e nunca acreditei que teria aposentadoria pela previdência pública. Vou eu tentando fazer meu pé-de-meia eu mesmo. E com essa maldita bolha quase me precipito e jogo tudo pro ralo!

      Sempre pensei da seguinte forma: imagina que um personagem, alguém que você conhece, que é um notório ladrão e péssimo administrador de dinheiro, chega pra você e fala: “véi, na boa, tenho um negócio fenomenal, você deposita um tico-tico do seu salário todo mês na minha conta, eu invisto e administro e, quando você fizer 35 anos de trabalho e contribuição, aí eu vou usar esse bolo que eu fiz crescer pra te pagar uma mesada que vai resolver tua velhice!”

      Você entraria nessa????? Duvido!!!!!!

      O governo É esse presonagem! Quem acha que vai receber aposentadoria e vai viver razoavelmente com ela levanta a mão?!

      0
  • Shakespeare 27 de junho de 2012 at 22:56

    Rio tem aluguel comercial mais caro do País

    Custo mensal do metro quadrado comercial em Ipanema e Leblon já chega a R$ 260; em São Paulo, metro quadrado na Faria Lima sai por R$ 200

    Carla Falcão, iG Rio de Janeiro | 08/03/2012 05:58

    O Rio de Janeiro tem hoje o aluguel comercial mais caro do País em empreendimentos de alto padrão. Segundo pesquisa da consultoria imobiliária internacional Colliers à qual o iG teve acesso, o custo mensal máximo do metro quadrado comercial em Ipanema e Leblon, na zona sul da capital, chegou a R$ 260 no final de 2011, garantindo à cidade a primeira posição no ranking dos aluguéis mais caros do País. Em São Paulo, o metro quadrado comercial na Avenida Brigadeiro Faria Lima, ponto mais nobre da cidade, fechou 2011 com valor máximo de R$ 200. Brasília ficou em terceiro lugar, com um custo mensal de R$ 120 por metro quadrado comercial.

    Vice-presidente da Colliers International no Brasil, Sandra Ralston avalia que dois fatores sustentam a liderança do Rio de Janeiro no ranking dos aluguéis comerciais mais caros do Brasil. O primeiro deles é a geografia da cidade, que limita a expansão dos espaços disponíveis. Em segundo, vem a recuperação da economia fluminense e o crescente interesse de empresas nacionais e estrangeiras em montar operações na cidade. “Há uma grande demanda reprimida do mercado por imóveis no centro e na zona sul e a oferta está estrangulada”, diz.

    Ronaldo Coelho Neto, vice-presidente administrativo do Secovi RJ, confirma o momento vivido pelo Rio. Durante muitos anos, diz, o que se viu foi uma evasão de empresas. Com a reversão desse movimento, faltam espaços. “Encontrar uma planta acima de 500 metros quadrados na cidade é difícil”, diz.

    E, se os preços elevados não chegam a mudar os planos de empresas internacionais de fixarem endereço no Rio, é certo que, em muitos casos, os projetos de expansão são adiados. Segundo Sandra, uma grande empresa do setor de cosméticos congelou os planos de mudar-se para um espaço mais amplo pelo fato de não ter ainda encontrado um local adequado às suas necessidades no centro da cidade. “Apesar de a cidade contar com a opção da Barra da Tijuca, a questão do transporte ainda afasta muitas companhias da região”.

    Coelho Neto diz que é bastante comum no Rio ver empresas espalhadas em diferentes endereços por falta de espaços que comportem toda a operação. Nesses casos, a diretoria fica em locais mais nobres, como Leblon, enquanto os outros departamentos são instalados em regiões mais baratas.

    Diante da falta de espaços para novos empreendimentos, o Rio tem adotado uma estratégia bastante usada em outras grandes cidades, como Nova York, Paris e Londres: a reforma de prédios antigos, ou, no jargão do mercado imobiliário, retrofit.

    “O Rio segue uma tendência mundial de reurbanização de centros históricos. Embora muitas vezes seja mais caro reformar um prédio inteiro a construir um novo, essa é uma maneira mais rápida de entrar garantir o espaço desejado numa área nobre da cidade, que fica perto dos dois aeroportos cariocas”, afirma.

    Edifícios residenciais atraem investidores

    A executiva conta ainda que alguns fundos imobiliários estão trabalhando com a alternativa de comprar edifícios residenciais para transformá-los em flats a serem oferecidos para grandes bandeiras hoteleiras. “Conheço dois projetos, um no Flamengo e outro no Leblon, em que os investidores estão negociando a compra de todos os apartamentos de um edifício residencial”. Com a Copa e as Olimpíadas, acrescenta, as principais bandeiras de hotéis querem, de qualquer maneira, encontrar espaço nas áreas mais nobres do Rio.

    Apesar do grande descompasso entre demanda e oferta, tanto Sandra quanto Coelho apostam em uma estabilização dos preços de locação comercial. “Acredito que haverá uma acomodação de valores. Se o mercado seguir em uma trajetória de alta, a conta começa a não fechar, tanto para os investidores quanto para as empresas que necessitam dos espaços”, avalia.

    ht tp://economia.ig.com.br/financas/casapropria/rio-tem-aluguel-comercial-mais-caro-do-pais/n1597668403653.html

    0
  • Dr. Estranho 27 de junho de 2012 at 23:02

    Quando um jornal de grande circulação admite estagnação é porque entrou em crise há muito tempo. Os eufemismos são apenas para evitar o pânico.

    0
  • Ploc 27 de junho de 2012 at 23:03

    Gente por essa eu não esperava. No site do Zumpt uma chamada dizendo que é melhor alugar para fazer caixa (materia da folha).

    h t t p:/ /www.zap.com.br/revista/imoveis/antes-de-alugar/alugar-e-fazer-caixa-pode-ser-bom-negocio-20120621/

    No meu entender a materia tenta passar a informação de que o mercado ficará estável. Isso significa que o próprio ZUPT entende que agora é ladeira a baixo. E se bobear, essa pessoa consegue comprar o imóvel ‘a vista.

    PLOCCCCCCCCCC!!!

    0
    • ray 28 de junho de 2012 at 09:33

      é até estranho, talvez estejam tentando valorizar o aluguel, que é um dos maiores indicadores da bolha…

      0
    • AF 28 de junho de 2012 at 09:38

      O aluguel é um mecanismo para, num primeiro momento, evitar a inundação do mercado com os aptos à venda. Mas é paliativo.

      0
  • Dr. Estranho 27 de junho de 2012 at 23:12

    Papo entre profissionais:

    Senhor, o que desvaloriza um imóvel em grandes centros urbanos?
    – Ausência de transporte de massa eficiente.
    – Transporte coletivo irregular e com falhas de horário e sobreposição de linhas.
    – Violência, polícia corrupta e trafico de drogas.
    – Favelas no entorno.
    – Péssimos serviços públicos, principalmente os essenciais(educação,saúde e segurança).
    – Poluição e sujeira espalhada em todas as direções.

    Mas senhor, este é o retrato do Rio de Janeiro!

    – Não, pois é, não sei, entende… o Rio é uma exceção. É que há uma demanda reprimida e com o aumento da renda o preço tem que subir também.

    Mas senhor, ……………….. deixa pra lá.

    VALORIZOU O QUE CARA-PÁLIDA?????

    0
  • Arqueiro 27 de junho de 2012 at 23:15

    Faz um certo tempo que acompanho o bolhaimobiliária e esse é o meu primeiro comentario. Sou corretor de imóveis e trabalho na principal construtora do país no segmento ecônomico. Os efeitos da bolha estão extremamente visíveis. As vendas caíram muito. O nosso resultado do 1º trimestre foi muito abaixo do esperado e as ações da empresa desvalorizaram absurdamente. A empresa está cortando tudo que é tipo de custos, desde telefone até copos descartaveis pra café. O pior é que o 2º trimestre está pior do que o anterior. Na minha opinião pessoal a bolha estoura até outubro de 2012.

    0
    • Leno 28 de junho de 2012 at 00:11

      Corinthians ganhando a libertadores, corretor admitindo a bolha…ééé.. acho que o mundo acaba em 2012 mesmo!!!! rss

      Brincadeira Colega, seja bem vindo!

      0
    • RGD 28 de junho de 2012 at 03:24

      Muito bom o seu depoimento. A minha namorada também é corretora de imóveis em uma das maiores imobiliárias no país, e o relato dela de quedas nas vendas é muito parecido com o seu. No caso dela, é até bom que os preços voltem a realidade mais rápido já que ela trabalha somente com comissão (não tem nem ajuda de custos) e o emprego dela não deve ser afetado. No seu caso, é bom tentar se previnir da melhor maneira possível já que a crise nesse setor parece que será grave.

      O que os seus colegas de trabalho acham da situação atual ? Qual é o principal motivo das vendas tão baixas nos últimos meses ?

      Os principais motivos que a minha namorada menciona: são os preços fora da realidade, o fato dos investidores terem saído em massa desse mercado (principalmente por causa dos preços elevados), e a falta de disposição dos vendedores a negociarem mais agressivamente. Ela até tem uma carteira grande de clientes querendo comprar, mas geralmente só podem pagar 40-60% do valor de mercado atual. Felizmente para ela, os vendedores estão finalmente dispostos a negociar mais, e essa semana ela fechou a venda de um apartamento de mais de um milhão de reais, com um desconto de quase 20% sobre o preço do ano passado, a primeira venda em quase três meses e somente a segunda venda do ano.

      0
      • GB 28 de junho de 2012 at 05:51

        Eita, então acabou o oba-oba com dinheiro dos investidores ?

        Palavras como “estabilização” acabam com o humor deles, aí vão procurar outro lugar para por o $$$ deles, quem sabe telefone fixo não volte a ser uma boa opção ?

        Se bem que eu acho que tem muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito especulador com o $$$$ parado em micos encalhados, loucos para vender, concorrendo com as destrutoras, realizar lucro e nunca mais voltar pro mercado de imoveis, é a base da pirâmide ruindo, só funciona enquanto tem gente nova entrando nela.

        A maior prova de que os preços estão errados é que quem tem a sorte de achar um desavisado não compra outro imóvel, kkkkkkk.

        0
        • RGD 28 de junho de 2012 at 16:19

          GB, sim, o oba-oba acabou. Pela experiência da minha namorada, praticamente não há investidores nesse mercado mais. Em BH, a farra acabou no ano passado no lançamento de vários hotéis na cidade. Os primeiros lançamentos foram sucesso absoluto de vendas, mas os seguintes começaram a encalhar. Atualmente ainda se acha um ou outro ‘investidor’, mas a maioria não tem a menor noção do que está fazendo. Além disso, só compram 1 ou 2 unidades, não 6 a 20 unidades como antes. Só sobrou amador no mercado agora.

          Infelizmente a minha namorada praticamente não tem investidor como cliente para a gente saber como eles se saindo agora. Só sei do caso de uma investidora que tinha comprado três imóveis em 2010. Até há alguns meses, ela ainda não tinha colocado os apartamentos à venda. Vou ver se ela consegue fazer uma pequena pesquisa para nós com os outros corretores da empresa dela.

          0
          • Zé Bolha 28 de junho de 2012 at 19:10

            Então podemos explicar a virada no notíciário com uma teoriazinha da conspiração, só ra botar pilha: os tubarões saíram, passaram o mico adiante e, agora, o PLOC passa a ser interessante.

            0
    • Revoltado 28 de junho de 2012 at 10:06

      Me parece um troll disfarçado.

      0
    • Luiz 28 de junho de 2012 at 10:58

      Arqueiro, vc que é corretor

      Nos diga de onde surgiu essa palhaçada de Bolha?

      Quem deu a ordem, foram os proprietários, os donos das imobiliarias ou foram vcs mesmos?

      0
  • Fabiano 27 de junho de 2012 at 23:20

    Estava lendo no terra uma reportagem sobre o portal da transparencia ter divulgado os salários dos servidores publicos , entre eles os vencimentos da Dona Dilma 20 k liquidos rs , com essa grana ela já consegue pegar 550K de financiamento na caixa , ja da para comprar uma Kit em Copacabana rs

    0
    • andrade 28 de junho de 2012 at 07:42

      Essa foi boa… gostei hehehehe

      0
      • Socorro!! 28 de junho de 2012 at 08:24

        so pra lembrar…ela vai dar entranda uma Kit em COPA SEM GARAGEM…. onde ela vai colocar os carro presidencial???…vai ter que alugar uma garagem no predio do vizinho …rs

        pelo menos o Ap que ela vai comprar tera a idade dela..uns 60 anos…hehhehe

        0
        • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 14:57

          Ih, nem me fale nisso, tá um bá-fá-fá esse negócio de prédio alugar para gente de fora (devido a uma nova lei), responsabilidade civil, etc.

          O prédio que eu moro aluga vaga para fora, mas pessoalmente sou contra, não somente por causa da nova lei, mas porque você tem que manter o pessoal na portaria o tempo todo (mais custos), caso alguém venha retirar o carro.

          0
    • Revoltado 28 de junho de 2012 at 10:26

      Como se ela precisasse desse dinheiro…

      Camarada, o custo de uma campanha presidencial é superior da ordem de centenas de milhoes… No caso da Dilma, o valor informado oficialmente foi de 157 Mi (mas claro que há a grana do caixa 2 que nao pode ser declarada), conforme a materia abaixo:

      “http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/07/pt-diz-que-previsao-de-gasto-de-campanha-de-dilma-e-de-r-157-mi.html”

      1 – Quem vc acha que financia as campanhas?

      A – Papai Noel
      B – Coelho da Pascoa
      C – Empresários

      2 – Como vc acha que esse dinheiro volta para os financiadores?

      A – Presentes para doar no natal
      B – Ovos de chocolate para criancinhas
      C – Caixa 2 (vulgo mensalão), Obras, serviços e materiais superfaturados, legislação com beneficios, isenção fiscal, fiscalização frouxa ou inexistente, formação de cartéis de preços, etc.

      3 – Se é tão claro e simples de ver que a corrupção e direcionamento já existem antes mesmo de se escolher os governantes porque ninguém faz nada a respeito?

      A – Estão todos felizes e satisfeitos com a situação
      B – Nós estamos infelizes mas isso está correto. A corrupção é legal
      C – A massa é ignorante e passiva, e enquanto for possível ter acesso a diversao (o futebol na televisao e mais recentemente o UFC) e a bebida barata ( ou alguma igreja para se entocar e ler a biblia) enquanto vc é passivamente roubado, exposto a violencia, dirigentes corruptos que vem desde o mais moderno soldado da PM até o proprio presidente.

      0
      • Desconfiada 28 de junho de 2012 at 14:05

        Lembram do debate nas últimas eleições presidenciais, quando ela disse que estavam declaradas (em algum website, acho) “todas as doações que são oficiais…”
        Assim mesmo, sem vírgulas.
        Ela nem precisou acabar a frase pra ver que tinha falado demais. Óbvio que tentou corrigir, mas este é o tipo de cena que nunca mais esqueço.

        0
        • Revoltado 28 de junho de 2012 at 14:29

          O que levaria alguém a doar dinheiro para um partido politico financiar sua campanha?
          Bondade?
          Ideologia?
          Faça-me o favor!

          0
          • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 15:01

            No caso dos grandes, algum desconto no IR e também ficar bem na foto. Vai que eles precisem de um favorzinho. Não é à toa que grandes empresas doam para a situação e para a oposição (desde que se torne um alternativa viável, claro).

            0
    • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 14:58

      O exemplo citado pelo Fabiano ilustra muito bem o absurdo a que chegaram os preços dos imóveis, particularmente no Rio.

      0
  • Dimeticona na Bolha 27 de junho de 2012 at 23:25

    Hoje, pela primeira vez, o Bom dia Brasil, com a Miriam Leitão e tudo, comentou sobre a possibilidade de bolha.
    A Miriam rapidamente desconversou e disse que a demanda de imóvel no Brasil sustenta os aumentos de preço.
    É, não dá mais para esconder!!!!

    0
    • Menina Flor 28 de junho de 2012 at 00:05

      tá no blog dela. Dá muita raiva….
      “O que os especialistas garantem é que, depois de tanto tempo sem crédito para compras de imóveis, esse aumento é natural, saudável, sustenta o crescimento. Garantem também que a valorização dos imóveis — que em algumas cidades afronta o senso comum e desafia comparações internacionais — é apenas resultado da demanda e não de manobras especulativas alimentadas por crédito baixo.”

      0
      • GB 28 de junho de 2012 at 05:52

        Eu acho que ela e os corretores vivem na Bozolândia.

        0
        • Rafael K 28 de junho de 2012 at 08:45

          A coisa deve tá feia… a Miriam que sempre foi a “urubóloga” com noticias que ninguem queria…. tá escondendo….em troca acho q nos bastidores prometeram pra ela um ape de 1 quarto com vista para parede de outro prédio no valor de 700k.

          0
          • TS 28 de junho de 2012 at 10:17

            Miriam Leitão se revelou uma grande decepção jornalística.

            0
            • Dimeticona na Bolha 28 de junho de 2012 at 10:42

              Quando a economia estava estável ela debandou para o mundo do “Ambientalmente sustentável” com medo de perder a boquinha da Globo. Agora que a economia esta derretendo ela voltou para o antigo “ganha pão”!

              0
    • Sergio Figueiredo 28 de junho de 2012 at 11:58

      Hoje ela também disse que as agências de riscos não deveria ter abaixado as notas do bancos brasileiros para ficar igual a nota do Brasil. E, sim, ter aumentando a nota do Brasil para ficar igual a dos bancos brasileiros.

      Ela tem alterado o tom do discurso dela. Tem ficado mais otimista.

      Eu não sou contra ela, pois essas agências de riscos avaliam muito mal a saúde dos países.

      0
  • Silas Coul 28 de junho de 2012 at 00:04

    Esse mantega perdeu totalmente o pouco crédito q tinha quando falou há poucos meses que o brasileiro iria levar mais 20 anos para ter um estilo de vida europeu. O cara não tem a menor noção da realidade do país. Não dá pra acreditar que esse elemento acha q essas medidas vão tirar o Brasil do rumo sombrio q eles nos colocaram.

    0
    • amadeos de sampa 28 de junho de 2012 at 00:33

      Se pudesse eu votaria por fuzilamento em praca publica!

      0
      • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:50

        a humilhação pode ser pior que a morte

        0
    • Sergio Figueiredo 28 de junho de 2012 at 11:51

      Achei essa colocação do Mantega correta. Foi só um problema na sua interpretação:

      Não é o estilo de vida do brasileiro que está evoluindo para o estilo de vida europeu. É o estilo europeu que está caindo para o estilo brasileiro! É o novo terceiro mundo!!

      0
      • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 15:06

        Como dizia aquela piada:

        – Eu fui à Europa!

        – É mesmo? Quais países visitou?

        – Portugal e Espanha.

        – Ah, então você não visitou a Europa, mas sim a Península Ibérica.

        0
  • Capital H 28 de junho de 2012 at 00:07

    Um passarinho em Belo Horizonte, MG me disse que a CEF já está assumindo a conclusão de obras asseguradas pelo Minha Casa Minha Vida que não foram adiante pelas construtoras responsáveis por “falta de caixa” (ou mellhor, pegaram o que podiam e se mandaram).

    0
  • ch0qw3 28 de junho de 2012 at 00:25

    Parece que o bananense já começa a sentir o óleo quente…

    “h tt p://www.infomoney.com.br/noticias/noticia/2478590-medo+brasileiro+perder+emprego+aumenta+ultimos+meses

    …infelizmente, o cheiro de fritura está no ar!

    0
  • Bolhoman 28 de junho de 2012 at 01:17

    Fiquei sabendo que uma imobiliária de médio porte que atua na zona leste de São Paulo não vendeu nenhum imóvel no mês passado.
    nada. ZERO!!!

    Agora eles estão tentando abocanhar administração de contratos de aluguel!

    Neste ritmo, ao primeiro soluçar da economia teremos um grande PLOC!
    Coitada da população. Ao final vão perceber que só foram roubados!!!

    0
  • Daniel Ribeiro 28 de junho de 2012 at 02:45

    O que me preocupa mesmo é a explosão da violência, depois que as camadas mais pobres da população se acostumaram a consumir com base num aumento artificial de renda e no crédito. Pobre hoje tem moto, carro até relativamente novo, celular caro, computador e etc. Fala-se muito do crédito, mas não se fala da manipulação do mercado de trabalho que elevou magicamente o salário de quem não tem nenhuma formação profissional a níveis quase executivos. O problema é que esses salários são insustentáveis, essas pessoas não produzem o que elas ganham. Isso vai explodir também!

    0
    • RGD 28 de junho de 2012 at 04:31

      Daniel, muito boa a sua colocação. Na verdade, nos últimos meses a violência parece que já vem aumentando muito. Por exemplo, o número de crimes violentos em BH parece que explodiu. Só nos 4 primeiros meses, foram mais de 14 mil crimes violentos na região metropolitana, mesmo nas estatísticas oficiais. Em São Paulo, depois que uma filha foi assaltada e a outra sofreu sequestro-relâmpago e ficou na mão de bandidos por várias horas só nesse último mês, o meu tio resolveu blindar todos os carros da família. Apesar de eu achar que não resolve, o meu tio já não sabe mais o que fazer. O ‘engraçado’ é que a terceira filha mora em BH, e ele está mais tranquilo em relação a ela. Brincadeira!

      Daqui a pouco, com as dívidas acumulando, não é muito exagerado pensar que vai restar a seguinte escolha uma parte da população: ou você rouba ou você morre. Vai ficar assustador principalmente considerando que as cadeias já estão super lotadas.

      0
      • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:49

        Quem tem que se preocupar com esses problemas são os palhaços que inventaram essa bolha imobiliaria

        lembrem disso nas eleições, lembrem do que diziam os [email protected]

        0
    • Felipe 28 de junho de 2012 at 09:29

      Alguns meses atrás, alguém no blog levantou essa lebre sobre essa possível “bolha de salários”.

      0
  • RGD 28 de junho de 2012 at 04:36

    E as notícias ruins não param … parece que a ‘avalanche’ está começando. Será que teremos uma ‘avalanche’ parecida com a que aconteceu nos EUA em agosto/setembro de 2008 ? Aquela época foi uma loucura, gastava várias horas por dia só para ler as notícias ruins.

    Agência de classificação de risco rebaixa rating de 8 bancos brasileiros

    BB, Safra, Santander, HSBC, Bradesco, Itaú, Itaú BBA e Votorantim são as instituições rebaixadas
    “http://economia.estadao.com.br/noticias/economia%20geral,agencia-de-classificacao-de-risco-rebaixa-rating-de-8-bancos-brasileiros,117557,0.htm

    0
    • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 11:10

      Bah, essas agências só fazem a previsão do tempo de ontem.

      0
  • Nasrú 28 de junho de 2012 at 07:33

    Começa estourar a bolha do mundo X de Eike

    Sabe aquele petróleo todo que Eike Batista prometia a seus investidores? Não existe. E, num só dia, as ações de suas empresas derreteram; estouro da bolha deveria colocar em alerta o governo e a própria Petrobras, que já começavam a estudar parcerias com o bilionário popstar

    27 de Junho de 2012 às 17:30

    247 – Eike Batista corre o risco de entrar para a história das finanças como a maior bolha financeira individual de todos os tempos. Na história do capitalismo, já houve várias manias de investimento, seguidas de crashes e desilusões. Bolha das tulipas, bolha das ferrovias, bolha do ouro, bolha da internet… Mas nunca houve uma bolha concentrada nas promessas de um único indivíduo. Eike Batista talvez abra este precedente.

    Na noite de ontem, a maior de suas empresas, a OGX comunicou ao mercado que todo aquele petróleo prometido não era tão grande quanto se imaginava. As reservas do campo de Tubarão Azul tinham um terço do que se previa. Resultado? As ações da OGX caíram 25% no pregão desta quarta-feira. A queda acumulada no ano já supera 55% e Eike tentava acalmar investidores, numa conferência programada para o início da noite.

    Outras ações do “mundo X”, empresas de Eike Batista criadas com esta letra no nome por superstição, também sofreram no pregão desta quarta. A LLX, que constrói o Porto do Açu, no Rio de Janeiro, caiu 7,88% – o tombo no ano soma 52,6%. A mineradora MMX desabou 6%, acumulando queda de 25% no ano. E a OSX, empresa que de navegação, recuou 13%, somando retração 40% no ano.

    O que há de comum a esses negócios é que estão em fase pré-operacional. Não produzem, são apenas promessas. Ainda assim, Eike conseguiu vender a vários investidores do Brasil e do mundo a promessa de que criaria uma nova Petrobras e uma nova Vale. Enquanto isso, ele foi um dos mais ativos personagens da vida social brasileira. Passou dias no Twitter, participou de leilões beneficentes para ajudar projetos sociais de Madonna, comprou ternos usados pelo ex-presidente Lula e não dispensou capas de revistas de negócios, além de ter publicado um livro de autoajuda.

    Mas produzir o que havia prometido…

    Há um dia, porém, que chega a hora da verdade. E, ao que tudo indica, este dia, para o mundo X foi esta quarta-feira. Um problema apenas de quem comprou suas ações? Nem tanto. Como os investidores já estão escaldados para as promessas de Eike, o bilionário de papel ronda cada vez mais os governos. Num evento em que anunciou o início da produção da OGX, foi chamado de “orgulho do Brasil” pela presidente Dilma Rousseff. Depois disso, a presidente da Petrobras, Graça Foster, deu entrevistas sinalizando que poderia fechar parcerias com Eike Batista.

    Como se diz no jargão do mercado financeiro, as ações do mundo X estão micando. Espera-se que o mico, tal qual no jogo de cartas, não morra nas mãos do governo federal.

    ‘http://www.ariquemesonline.com.br/textos.asp?codigo=29445’

    0
    • GB 28 de junho de 2012 at 08:14

      Credo, comprou roupa usada do Lula Molusco. kkkkkkkkkkkkkkk

      Se gente experiente caiu na conversa dele, imagina quanta sardinha foi fritada ontem.

      0
    • MrCitan 28 de junho de 2012 at 09:21

      Até a Revista Veja caiu nas lorotas deste cara, dando uma reportagem de capa para ele, e comparando-o a Den Xiaoping. 😀

      Foi até bom, pois aquilo me ajudou a ter certeza de NÃO renovar a minha assinatura da revista.

      Eu já tinha uma suspeita de que este cara era muito bom no gogó, ontem as minhas suspeitas foram confirmadas.

      0
      • Rico 28 de junho de 2012 at 09:47

        Se o Eike é uma farsa, queria ser só uma mentirinha…
        Enfim, se ele ficar pobre, o tataraneto dele ainda não vai precisar trabalhar.

        Sobre a veja, ainda não caiu a ficha que tudo lá é tendencioso? No mundo bizarro ela chamaria Caros Amigos.

        0
        • Justiceiro 28 de junho de 2012 at 09:55

          Ele não vai ficar “pobre”. Ele vai ficar que nem aquele dono da empresa de uma agência de análises, no filme Margin Call…
          É só ele deixar a grana rendendo em títulos do tesouro, TFLs e curtir a vida.
          Claro, ao custo dos imbecis que ficam querendo entrar em negócios que sequer conhecem…

          0
          • Revoltado 28 de junho de 2012 at 10:57

            Ninguém que consegue multiplicar o dinheiro a taxas altissimas, vai se contentar com rendimentos da ordem de 6% aa

            0
        • MrCitan 28 de junho de 2012 at 10:47

          Não quis dizer que o Eike é uma farsa, mas sim, que ele não é nenhuma Warren Buffett ou um Carlos Slim , como muitos bradavam aos quatrro ventos.

          Quem acha que ele vai ficar pobre, deve ser ingênuo até a alma…

          Quanto a Veja, pelo menos a parte referente ao Lula, o “Stalin de Garanhuns” e aos petebas, ela tem acertado todas.

          E a tendência é só piorar, quando o mensalão for a julgamento daqui a 2 meses.

          0
          • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 17:11

            Acho que vai sobrar até para o Slim.

            O mundo tem andado muito bolhudo.

            0
          • Cleyton 28 de junho de 2012 at 20:36

            Sabe quem não quer ser milionário? Um bilionário.

            PLOX

            0
    • Ploc verde de limão 28 de junho de 2012 at 09:41

      Nosso novo Charles Ponzí ?
      Os ternos deram azar ?

      0
    • Zé Bolha 28 de junho de 2012 at 19:19

      Essa é ruim, a bolha de salários do setor de petróleo não pode estourar antes da bolha imobiliária, pô!

      0
  • KQT 28 de junho de 2012 at 07:45

    Como médico digo: compra de ambulancia não melhora porcaria nenhuma, ação para beneficiar os politicos (principalmente de cidades menores) que usam as ambulancias para drenar os pacientes para hospitais centralizados, que não suportam a demanda. Alguns pacientes com patologias relativamente simples, que unidades primarias ja seriam suficiente. Adianta o Samu levar ao hospital se o paciente ira aguardar horas para ser atendido? É claro que eles sabem disso, mas investir em estrutura é a medio/longo prazo, o investimento é maior, quem irá inaugurar a obra será outro politico; como já foi falado, o pais deveria investir em infraestrutura. Não tenho esperança que um dia será melhor.

    0
    • Paulo Rocha 28 de junho de 2012 at 11:00

      Como assim não ajuda, com tantas novas ambulancias vai dar para fazer uma mudança enorme!

      “http://rederecord.r7.com/video/ambulancia-e-usada-para-fazer-mudanca-em-belem-pa–4f69d081fc9bc2a38834c70d/

      0
      • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:47

        pra que ambulancia se n vai ter gasolina,
        com o fim da farsa do présal

        0
        • Leno 28 de junho de 2012 at 13:58

          Essa questão do pré-sal ser uma farsa poderia ser debatida com mais ênfase por aqui. Talvez no proximo tribuna livre…. pois acho que este assunto tem tudo a ver com Bolha.

          Minha opnião até o momento(não pesquisei muito a respeito) é de que não é uma farsa, mas acredito que existem muitas “meia verdades” nesta estória toda, o que não deixa de ser muito preocupante.

          0
          • PBR 28 de junho de 2012 at 16:46

            Pesquisa os meus posts, escrevi alguns sobre o pré-sal. Ah e, por favor, releve as polêmicas.

            0
          • PBR 28 de junho de 2012 at 21:07

            Vou colar abaixo um post que escrevi sobre o pré-sal. É quase um desabafo:

            (tirei o início, pois, como era uma resposta, ficou fora do contexto)

            Pois bem, ao ler as respostas ao comentário do Etsmo, que afirmou que toda a riqueza gerada pelo desenvolvimento da indústria do petróleo no Brasil vai se concentrar no RJ, observei que a maioria dos argumentos se baseou em questionar se este desenvolvimento (baseado na extração de petróleo do pré-sal) vai de fato ocorrer. Dá para entender que, após ter sido o principal tema da campanha eleitoral, a viabilidade do pré-sal tenha caído em descrédito. Afinal, quantas vezes prometeram saúde, segurança e educação e depois apresentaram só a banana? Com a gerenta promotendo riquezas e riquezas, era de esperar mesmo que todos deixassem de acerditar, ao ponto de mesmo as pessoas bem informadas que frequentam o blog verem mais futuro na empresa do Eca Batista, que produz 1 (Hum) poço de petróleo do que no pré-sal.

            Eu vivencio o dia a dia da perfuração de poços e acompanho os resultados do início da produção no pré-sal. Sim, os custos são altos se comparados a poços e sistemas de produção em águas mais rasas, mas os volumes são gigantes… só o campo de lula (eu preferia quando chamva Tupi) tem de 5 a 8 B de barris. Além do mais, a produtividade dos poços é altíssima, um sistema de produção fica topado com um número baixo de poços, o que aumenta bastante o VPL do projeto. Tem uns links abaixo com notícias que comprovam o que estou dizendo:

            “http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios+geral,petrobras-producao-no-pre-sal-atinge-129-mil-barris,85583,0.htm

            A produção estava em 130K bpd em setembro do ano passado, o que equivale a aprox. 5% da produção nacional.

            “http://ne10.uol.com.br/canal/cotidiano/economia/noticia/2012/04/10/producao-na-area-do-presal-recua-225_porcento-em-fevereiro-336795.php

            Nessa outra notícia, embora seja de cunho negativo, observe o seguinte trecho:

            “Dos nove poços produtores de reservatórios do pré-sal, seis estão entre os 30 com maior produção total em barris de óleo equivalente. No campo de Lula, três dos quatro poços atualmente produzindo figuram na lista dos 30 maiores produtores.”

            “http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,dificuldades-desaceleram-planos-ambiciosos-da-petrobras-no-pre-sal,95763,0.htm

            Observe o trecho:

            “Apesar desses problemas, a AIE projeta crescimento de 900 mil barris por dia entre 2010 e 2016 para os campos de Guará, Lula, Parque das Baleias e Baleia Azul, o que dá suporte para a estimativa de crescimento da produção no Brasil de 1 milhão de barris por dia no período.”

            Viu Anonymous, a AIE (os gringos que tudo sabem), dão suporte as estimativas de aumento de produção.

            Enfim, espero que este testemunho ajude a esclarecer de vez que, mesmo tendo sido usado e abusado pelos petralhas como arma populista de arrebanhamento de eleitorado, o pré-sal é sim uma grande fonte de riqueza, ou alguém realmente acredita que a PETROBRAS iria investir bilhões e bilhões de doletas em um projeto furado? Se não estivermos conscientes disso, essa riqueza vai ser levada, seja pelos petralhas, seja pelos estrangeiros. E o zé-povão vai ganhar dinheiro com o pré-sal? Claro que não, afinal da parte do governo o zé-povão ganha só as migalhas, como sempre. Vai ganhar dinheiro o governo e quem trabalha no ramo, pois a indústria petrolífera é muito lucrativa, mesmo no Brasil, e o maior testemunho disso é a própria PETROBRAS, que sobreviveu a todos os (des)governos desse país e todas as crises do petróleo

            0
            • Anonymous 29 de junho de 2012 at 01:44

              … ou alguém realmente acredita que a PETROBRAS iria investir bilhões e bilhões de doletas em um projeto furado? …

              Eu acredito, pois a maioria dos dirigentes não deve ter diploma universitário e nem deve saber falar Inglês. Afinal, o CHEFE desse povo só tem a quinta-série INCOMPLETA, não é mesmo?

              0
            • Álvaro Guilherme 29 de junho de 2012 at 12:59

              Com todos os problemas reais e imaginários, são fatos:

              1) A Petrobrás é uma empresa estabelecida há mais de 50 anos;

              2) Tem praticamente o monopólio no mercado interno;

              3) Por mais desmandos que possa haver, se a coisa ficar realmente feia o governo irá dar algum suporte.

              Quanto às empresas do Eike, fiquei espantado como alguém pôde acreditar em algo que:

              1) Pertence a um notório “gogó”;

              2) Megalômano, queria ser o mais rico do mundo (como se negócios fosse um pódio olímpico, e não outras coisas como retorno sobre investimento, etc);

              3) Dá tiro para tudo que é lado (desde hotelaria até termelétricas, já fabricou até jipes, como o JPX que acabou), não tem foco;

              4) Popstar das colunas sociais.

              Por mais que as consultorias fossem “objetivas”, trabalhando em preços-alvo a partir de relatórios da OGX, faltou subjetividade aos que não consideraram os fatos que listei acima.

              Em suma, objetividade é ótimo, mas um pouco de intuição não faz mal, muito pelo contrário.

              Assim como houve a bolha .COM nos Estados Unidos há doze anos, agora assistimos a uma bolha .PPS (apresentação de Powerpoint, pois as empresas X não passam disso).

              0
              • RosinhA 29 de junho de 2012 at 13:07

                KKKK megalômano foi ótimo e nós como Jipeiros o motor do JPX é gozação até hoje, é chamado de internet de índio pela fumaçeira.

                0
  • GB 28 de junho de 2012 at 08:27

    “Cleyton disse:
    junho 27th, 2012 at 21:26

    Se eu perguntasse ao gerente geral de crédito galináceos as perspectivas para a venda de frangos não esperaria nada diferente disso.”

    A Telefônica diz que investir em telefone fixo é o negócio do futuro, comprem às dezenas que hoje está barato e deixem rendendo, vai subire 30% a.a., a demanda é enorme, vendam com lucros no futuro.

    0
    • Salles 28 de junho de 2012 at 08:55

      “A Telefônica diz que investir em telefone fixo é o negócio do futuro, comprem às dezenas que hoje está barato e deixem rendendo, vai subire 30% a.a., a demanda é enorme, vendam com lucros no futuro.”

      Hoje em dia 90% das pessoas não tem telefone fixo e usa celular. Com isso, há uma ENORME demanda reprimida pelas linhas de telefone fixo. Com a chegada de eventos como a Copa do Mundo e Olimpíadas, os milhares de estrangeiros que virão ao Brasil terão grande demanda por linhas telefonicas (para poderem se comunicar com os parentes que não vieram para os eventos).

      0
      • Rico 28 de junho de 2012 at 09:09

        Isso foi irônico, não é?

        0
        • Salles 28 de junho de 2012 at 09:16

          Sim…

          0
          • GB 28 de junho de 2012 at 09:40

            Totally !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

            IRONIC MODE LEVEL 10 !!!!!!!!!!!!!!!!

            0
            • Rico 28 de junho de 2012 at 09:44

              Ah bom. Porque eu não tenho telefone fixo. O que justificaria eu pagar 40 reais de assinatura por uma coisa que não uso? Um plano com mais minutos no celular sai mais barato e prático.

              0
              • Justiceiro 28 de junho de 2012 at 09:58

                Está de zoação? Não viu que, aqui no Brasil, pra termos internet de qualidade, é necessária uma linha telefônica?
                Sim, se trata de venda casada, e infelizmente o judiciário não está nem aí.

                0
      • Fernandão Bolhudo 28 de junho de 2012 at 11:18

        EPIC LOL

        0
        • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:46

          laugihng out loud (x2)

          vcs estão ficando pró

          0
      • Desconfiada 28 de junho de 2012 at 14:09

        Boa! rsrs

        0
        • Salles 28 de junho de 2012 at 17:48

          Se sobrar alguma linha sem vender, eu a alugo para um estrangeiro durante a copa e fico rico

          0
    • Fernandão Bolhudo 28 de junho de 2012 at 22:11

      “Imagina isso na Copa…” kkkkk

      0
  • Alex 28 de junho de 2012 at 08:46
  • VictorPS 28 de junho de 2012 at 08:47

    Fujam para as colinas:

    http:// g1.globo.com/economia/noticia/2012/06/moodys-rebaixa-rating-de-oito-bancos-brasileiros.html

    0
    • Rico 28 de junho de 2012 at 09:08

      Trabalho em um dos bancos citados e ninguém está soltando os cabelos aqui hoje.

      0
      • Philis 28 de junho de 2012 at 09:14

        No seu setor talvez não, nos andares acima as coisas devem estar bem feias…

        0
        • Rico 28 de junho de 2012 at 09:41

          Não está, isso é ajuste, nada imprevisível.

          O que talvez não entendam que informações privilegiadas chegam antes para os interessados.

          0
        • GB 28 de junho de 2012 at 09:44

          Além da coisa estar ruim nos andares de cima, já devem estar se perguntando que setores dos andares de baixo terão os próximos cortes de pessoal ou de salários.

          kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          0
          • Rico 28 de junho de 2012 at 09:51

            Isso, assim como você, os diretores dos bancos se informam pela Veja e pela Exame…

            Se liga e acorda pro mundo…

            0
            • GB 28 de junho de 2012 at 10:33

              Aí mano talvez seja hora de atualizar seu Curriculum Vitae.

              Virar corretor não é boa idéia mais, já está cheio.

              0
            • Philis 28 de junho de 2012 at 11:09

              Amigo, se o Governo brasileiro – que tem o Itamaraty e a Agência Brasileira de Inteligência a seu serviço – não sabia NADA do que estava acontecendo no Paraguai, que é ali do lado, não venha tentar nos convencer de que bancos brasileiros têm informação privilegiada.

              0
              • AF 28 de junho de 2012 at 11:35

                Isso. Dia 12/6 a presidente Dilma disse que no Brasil não tinha bolha imobiliária, e …

                0
              • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:44

                sensancioal esse comentário

                O Lugo é um dos generais comunistas do forum de São Paulo.

                A queda dele é m bispo a menos nesse xadrez., ponto pra gente

                0
                • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 15:19

                  O Paraguai é uma tragédia. E o que fez Stroessner em quase 50 anos? Putz!

                  0
          • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 10:03

            KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

            RUN TO THE HILLS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

            0
            • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:45

              fugir não
              atacar, bombardear

              0
          • flavio 28 de junho de 2012 at 11:09

            Alguém ainda leva essas agência de Risco a sério??

            Não sei se os bancos estão bem ou mal das pernas, mas tenho certeza q o parecer dessas agências de risco não valem um tostão furado.

            0
        • Davi 28 de junho de 2012 at 10:40

          Aff, não exagerem, pois ai quem lê o blog passar a achar todo mundo sem noção.

          Este rebaixanmento por apenas uma agencia de rating não significa nada. Além do mais, não foi bem um rebaixamento, mas uma mudança de metodologia deles, e por conta disso, mudança no rating. basicamente os bancos brasileiros tem muitos titulos publicos na carteira, e as agencias vendo as crises na europa (crises nos governos – riscos de não honrarem suas dividas) ai acharam por bem reibaixar uma notinha os grandes bancos do PAIS aqui afinal de contas o a chance do governo não honrar suas divida publica não é exatamente 0%, sempre existe uma possibilidade de calote, sempre.

          0
          • Davi 28 de junho de 2012 at 10:42

            Mas se isso acontecer, não vai adiantar de escrever “Run to the Hills”, simplesmente não haverá para onde correr.

            0
            • Davi 28 de junho de 2012 at 10:44

              E dá-lhe surra no português! =[

              0
              • GB 28 de junho de 2012 at 11:22

                De qualquer forma, mantenham o Curriculum Vitae atualizado, só por precaução.

                0
      • AF 28 de junho de 2012 at 09:52

        Talvez se reflita no pregão de hoje

        0
        • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 10:10

          Com certeza!

          0
          • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 10:18

            Ibovespa abriu em -0,47.

            0
            • GB 28 de junho de 2012 at 10:35

              Com esse prejuízo que estão tendo com carros financiados, não precisa ser nenhum einstein para imaginar o que vai acontecer com imóveis.

              0
              • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 10:38

                OGX -7,52.

                E o dia só começou…

                0
      • Ratinho 28 de junho de 2012 at 15:36

        A tarifa bancária mais cara do mundo, artificialmente cara, spread mostro… E ainda assim conseguem ser rebaixados??? Muito boa a gestão, heim!!!

        0
    • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 11:17

      Menos, menos.

      Não sei com ainda se pode levar essas agências a sério, seja quando rebaixam, seja quando aumentam a nota.

      0
  • Ex-especulador 28 de junho de 2012 at 09:17

    Como será o boletim da ADVFN (site para investidores-sardinhas) de hoje? Kabum….

    0
    • self 28 de junho de 2012 at 09:51

      Focaram no tombo despencado das ações da OGX.

      0
    • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 10:06

      Não tenho a menor dúvida de que o derretimento da EIKEDÓLANDIA vai contaminar o mercado.

      Obrigado pela contribuição Sr. Odin Batista!

      Ladeira abaixoooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      0
    • GB 28 de junho de 2012 at 10:38

      Mas também o cara vem com um discurso de que ia criar uma “nova Petrobrás e uma nova Vale” e o pessoal caiu, fala sério.

      Essas sardinhas da Bozolândia . . . tão fritinhas e suculentas.

      0
      • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 11:48

        Não me surpreenderá se esse sujeito recomprar as ações e alguns meses depois anunciar um campo adjacente com uma reserva gigantesca.

        0
    • Desconfiada 28 de junho de 2012 at 14:19

      E por falar em ADVFN, viram a lista de “indicados” ao prêmio de maior guru financeiro?

      Quase tive um treco!

      Carlos Alberto Sardenberg;
      Conrado Navarro;
      Gustavo Cerbasi;
      Mirian Leitão;
      Ricardo Amorim.

      Não sei qual impacto foi pior, o nome da Mírian ou do Amorim. E ainda veio Sardenberg de lambuja.

      Pensando bem… meu voto de pior indicado é do Amorim mesmo.

      0
    • Francisco Quiumento 28 de junho de 2012 at 15:41

      Pasmemos.

      Mesmo dentro do tombo, hoje, a partir das 14h47m, a OGX inicia um tombo menor.

      Tenho medo do que pode vir para o mercado, confesso.

      0
  • Ex-especulador 28 de junho de 2012 at 09:40

    fonte: “http://www.valor.com.br/brasil/2731480/bc-reduz-previsao-de-crescimento-do-pib-em-2012-de-35-para-25”

    Há 55 minutos
    BC reduz previsão de crescimento do PIB em 2012 de 3,5% para 2,5%

    Por Mônica Izaguirre e Murilo Rodrigues Alves | Valor

    BRASÍLIA – O Banco Central (BC) revisou a projeção de crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) para 2,5% em 2012, informou nesta quinta-feira a autoridade monetária ao divulgar o Relatório Trimestral de Inflação.

    A estimativa anterior era de expansão de 3,5%, número que constou no documento de dezembro do ano passado e que foi mantido na versão de março deste ano.

    No relatório divulgado hoje, o BC também passou a projetar que a inflação termine 2012 acima do centro da meta. A autoridade monetária calcula que a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fecharia o ano em 4,7%, na hipótese de a taxa básica de juros manter-se em 8,5% ao ano.

    Análise:

    BC não destooou do mercado financeiro sobre o PIB

    O desempenho da economia esperado pelo BC é mais modesto do que a projeção oficial do Ministério da Fazenda – expansão de 4%. No entanto, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, vem afirmando que o crescimento da economia brasileira neste ano será maior do que o do ano passado.

    Em 2011, o PIB brasileiro cresceu 2,7%, depois de ter registrado expansão de 7,5% em 2010. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que a taxa de crescimento do primeiro trimestre deste ano foi de apenas 0,2% sobre o quarto trimestre de 2011.

    O mercado é ainda menos otimista do que o BC e a equipe econômica do governo. A expectativa de crescimento do PIB foi revisada para 2,18%, segundo dados do boletim semanal Focus, publicado nesta segunda-feira. Algumas instituições já reduziram as projeções de expansão para o ano a níveis abaixo de 2%. A estimativa da Credit Suisse (1,5%) indignou o ministro da Fazenda, que considerou o número é uma “piada”.

    Para impulsionar o nível da economia doméstica e combater os efeitos da crise financeira internacional, o governo vem adotando medidas de estímulo à atividade. Elas abarcam incentivo ao consumo (como redução de IPI para linha branca e automóveis, além de corte de IOF sobre empréstimos para pessoas físicas e liberação de compulsórios), proteção à indústria (por meio de desoneração da folha de pagamento para alguns setores, por exemplo) e linha de crédito de R$ 20 bilhões para Estados.

    Ontem, o governo anunciou um programa de R$ 8,43 bilhões em compras de equipamentos e máquinas dentro do programa PAC Equipamentos – Programa de Compras Governamentais. No mesmo evento foi divulgada a redução da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) de 6% para 5,5% ao ano para estimular os investimentos das empresas.

    (Mônica Izaguirre e Murilo Rodrigues Alves | Valor)

    © 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.

    Leia mais em:
    http://www.valor.com.br/brasil/2731480/bc-reduz-previsao-de-crescimento-do-pib-em-2012-de-35-para-25#ixzz1z5iJuYLG

    0
  • Carol Salvetti 28 de junho de 2012 at 09:42
    • GB 28 de junho de 2012 at 11:23

      Boa !!!!!!

      0
  • Cicero Silva 28 de junho de 2012 at 09:58

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/1111853-bc-reduz-projecao-do-pib-para-25-e-eleva-da-inflacao-para-47-neste-ano.shtml

    BC reduz projeção do PIB para 2,5% e eleva da inflação para 4,7% neste ano

    O Banco Central reduziu nesta quinta-feira (28) sua projeção para o PIB (Produto Interno Bruto, soma de todas as riquezas produzidas no país) de 3,5% para 2,5%. As informações foram divulgadas no Relatório de Inflação da autoridade monetária.

    Na última segunda-feira, o mercado reduziu pela sétima semana a estimativa para o PIB, de acordo com divulgação do Banco Central do boletim Focus. Na ocasião, a previsão do mercado para o PIB de 2012 foi reduzida de 2,30%, na semana anterior, para 2,18% hoje. Para 2013, a estimativa também foi alterada, passando de 4,25%, na semana anterior, para 4,20% hoje.

    O ritmo baixo da atividade vem preocupando fortemente o governo desde o início deste ano. Para combater a desaceleração da economia, o governo vem adotando sistematicamente medidas para incentivar a produção e consumo, como o pacote de compras governamentais de R$ 6,6 bilhões anunciado ontem.

    INFLAÇÃO

    A previsão do BC para a inflação oficial no final deste ano também foi alterada, de 4,4% para 4,7%, acima da meta de 4,5%. No final de 2013, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) estará em 5%, afirma o BC (a projeção anterior era de 5,2%).

    O relatório destaca que as projeções de inflação e de crescimento do PIB divulgadas não são pontuais. “Elas explicitam intervalos de probabilidade que ressaltam o grau de incerteza presente.”

    Ontem, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o PIB crescerá pelo menos 2,5% em 2012.

    Mantega, que no final do mês passado falou em um crescimento de 4% da economia neste ano, deu a declaração depois do anúncio de um pacote de compras governamentais para estímulo da economia de R$ 6,6 bilhões além do previsto no Orçamento –no total, serão R$ 8,4 bilhões.

    0
  • UFM 28 de junho de 2012 at 10:22
    • GB 28 de junho de 2012 at 12:01

      Nossa, recomendadíssimo, Espanhistão a lá Brasileira.

      kkkk, acabaram com a TV, mas é verdade, se a elite especuladora quisesse que o povo soubesse o mínimo sobre economia e bolha imobiliária, a TV faria isso numa simples reportagem do JN ou Fantástico, mas a TV só diz que é complicado e enchem o povão os zumbis de Big Brother e futebol.

      É por isso que corretores pintam e bordam com o povão inculto e xingam a gente quando vêem que não somos daquele jeito.

      0
    • Carlos Eduardo 28 de junho de 2012 at 12:27

      Gosto desse dvd de bolha, mais cuidado com esse “irmão”, pois ele fala bastante besteira em outros dvds

      0
      • GB 28 de junho de 2012 at 12:59

        Infelizmente tem uma certa conotação religiosa, mas se souber filtrar isso os conceitos são excelentes.

        0
    • Carlos Eduardo 28 de junho de 2012 at 12:35

      Acho que sempre vale a pena colocar vídeos elucidativos em nossos blogs, comunidades sociais como orkut ou facebook…

      pois se atingir-mos 10 pessoas já é louvável, e essas dez podem atingir mais dez.. e assim a informação se propaga!

      0
  • zabiziz 28 de junho de 2012 at 10:43

    “http://marcosassi.com.br/cresce-calote-em-fundo-de-credito

    0
  • GB 28 de junho de 2012 at 10:44

    kkkkkkkkkkkk, que maldade.

    Disseram-me que logo o Frajola vai ter que sobreviver vendendo as sardinha dele fritas na rua à moda de Bolhespa.

    GB:CRUEL MODE ON

    0
    • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 10:50

      Repetindo. Quando essa fogueira crepitar, dançarei como um índio louco em volta dela!!!!!

      André Luis.

      Senhor do Caos!!!

      0
      • Revoltado 28 de junho de 2012 at 11:16

        A crise não é boa para ninguém.

        E nao adianta dizer que é funcionario publico.

        Quando o bicho pegar, todos serao afetados.
        Desemprego, inflação, congelamento ou corte de salarios, violencia, falencias, etc.

        0
        • John 28 de junho de 2012 at 11:24

          Verdade. Acho que quem tem dinheiro guardado poderia se dar bem em um ambiente de crise, principalmente nessa questão dos imóveis, mas se a inflação aumentasse muito aí já viu.

          0
        • Fernandão Bolhudo 28 de junho de 2012 at 11:38

          Isso é verdade. A crise não é boa para ninguém.

          E não adianta ser funcionário público mesmo! Sou federal e já sabemos que vai dar merda no nosso salário, que hoje já está corroído em quase 20% de inflação. Além disso, a perpectiva de recomposição dessa perda é NULA. Já se prevê que voltaremos ao nível de arrocho dos anos 90. Nem ânimo para a greve existe, pois todos sabem muito bem que essa crise vai levar anos e que dificilmente haverá sucesso com o desgaste de uma greve. O dinheiro está se esvaindo, acabando. Estamos FU!

          0
          • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:55

            PQ VCS NÃO PENSARAM NISSO ENQUANTO ELES ENRIQUECIAM COM A BOLHA

            PQ SÓ AGORA?

            violencia, pobreza são problemas permanentes do mundo

            0
            • Revoltado 28 de junho de 2012 at 13:56

              problemas esses que em muito se agravam em momentos de crise.

              Ou vc acha que as pessoas vao aceitar ficar passando fome enquanto outros se esbaldam com garrafas de whisky de 1000 reais, carros inportados, e etc.

              0
              • Luiz 28 de junho de 2012 at 15:58

                Revoltado tem nada a ver uma coisa com a outra

                isso de pobreza ser culpa dos ricos, de revolução é o papo furado que os [email protected] usaram pra iludir todo mundo.

                A bolha explodiu sim, pode haver crise, talvez., é a vida

                Não pode é o custo do “Brasil melhor” promessa dos [email protected] cair nas costas da classe media que trabalha, estuda e financia em 35 anos.

                0
                • Crase 30 de junho de 2012 at 01:36

                  Classe média tudo bem, mas o empresariado rico o é por explorar o trabalhador até a última gota de sangue, ou é possível existir alta concentração de riqueza se não for por exploração? compare-se o salário do chefe com o de um simples empregado nos casos de um país altamente desenvolvido e no caso de um país como o Brasil. Brasil é referência nisso: 3o. entre os mais desiguais no mundo. Bolívia e Haiti batem o brasil nesse ranking.

                  0
                  • Cleyton 30 de junho de 2012 at 13:24

                    Desculpe mas isso é um equívoco imenso! O “chefe” é a pessoa que arca com todos os custos e os riscos do negócio, o empregado oferece apenas a mão de obra e ainda por cima adiciona risco, é natural que receba muito menos pelo serviço, em geral, medíocre e desqualificado que faz.

                    Infelizmente Marx é o tema mais estudado apesar de, a séculos, ter sido provado diversas vezes que estava completamente enganado, discurso vermelho não tem mais lugar em discussões sérias.

                    0
                    • RosinhA 30 de junho de 2012 at 14:57

                      Boa Cleyton gostei.

                      0
          • Justiceiro 28 de junho de 2012 at 15:29

            Rumores em Brasília dão conta que haverá recomposição, mas dos menores para os maiores, ou seja, os que ganham lá em cima terão as menores reposições…

            0
            • Fernandão Bolhudo 28 de junho de 2012 at 17:45

              Senta e espera… Se tiver, vai demorar. E, se vier, não recomporá a inflação do período.

              Talvez possa ocorrer mesmo o que diz uma certa “teoria da conspiração”, no sentido de que o Governo passe a despejar dinheiro nos servidores públicos (ativos e, logicamente, os inativos), para que eles passem a consumir mais e ajudar a economia a não afundar tanto.

              É que os servidores públicos são os FDPs que mais se endividam com imóveis e carros, porque têm alguma segurança psicológica maior de ter emprego até o fim do financiamento.

              Diante disso, pode ser que os imbecis do Governo passem a analisar os reajustes dos servidores do ponto de vista de quais categorias são mais gastonas, não as que realmente fazem jus ao reajuste por questões técnicas e circunstanciais…

              Para mim, o importante mesmo é não ficar de bobeira e não fazer nenhuma dívida.

              0
        • Sergio Figueiredo 28 de junho de 2012 at 12:17

          Sinceramente, apesar de eu achar um absurdo essas bolhas (imóveis, carros, …) eu também não fico feliz com essa crise e quebra-quebra que está por vir.
          Eu preferia o mercado como em 2006, com preços sadios e estáveis. Agora está tudo uma loucura: muita gente endividada, bancos com notas rebaixadas, etc. Isso não será bom para ninguém mesmo.
          Eu esperava que só quem especulou com imóveis (construtoras e afins) iriam se ferrar mas pelo visto as coisas vão ser ainda piores. Isso me deixa preocupado.

          0
      • GB 28 de junho de 2012 at 11:26

        Cara, nem me fale em danças rituais tribais, estive no Amazonas e o cacique da tribo de lá ainda me culpa pela última praga de gafanhotos.

        GB: Good of Seek and Destroy.

        Corram para Aspen, EUA !!!!

        0
        • GB 28 de junho de 2012 at 11:29

          Ou Bariloche, Arrentina, los hermanos !!!!!

          0
        • GB 28 de junho de 2012 at 11:36

          Ops: GB: God of Seek and Destroy, kkkkkkkkkkkkkkkkk

          Desculpem meu inglês canadense.

          0
          • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:39

            nada de comemoração, foi só uma batalha

            A estrategia agora é como por mais gasolina nesse panico

            ao contra ataque colegas

            0
            • Luiz 28 de junho de 2012 at 11:41

              agradeço o elogio que me fiozeram acima, ser comaprado a Millor Fernandes é um privilégio.

              tbm dizem que eu sou bom pra espantar corretor

              sou melhor ainda pra massacrar imobiliaria

              0
    • Carlos Eduardo 28 de junho de 2012 at 12:21

      dips and fish!

      eu só compro se tiver molho de mostarda!

      oba!

      0
  • Andre Luiz 28 de junho de 2012 at 11:35

    Esse anúnico eu tinha que dividir com vocês. kkkkkkkkkkkkkkkkk

    “QUEM DITA O PRÊÇO É O PROPRIETÁRIO R$ 430.000,00 , MAS QUEM PAGA É O COMPRADOR ( LEI DA OFERTA E PROCURA) ASSIM SENDO, ESTUDAMOS FORMA DE PAGAMENTO.110M2 NA MELHOR RUA DO RIACHUELO, APARTAMENTO COMPOSTO DE SALÃO EM O2AMBIENTES 03DORMIÓRIOS REPLETOS DE ARMARIOS DE EXCELENTE MARCENARIA, SUITE E BANHEIRO SOCIAL BOX BLINDEX, COPA/COZINHA PLANEJADISSIMA ÁREA DE SERVIÇO DEPENDÊNCIAS COMPLETAS DE EMPREGADA GARAGEM NA ESCRITURA DEMARCADA.CRECI 11766 REF: MA30004 ”

    h t t p://w w w . bomnegocio.com/rio_de_janeiro/grande_rio_de_janeiro/luxuoso_no_riachuelo_10762167.htm

    0
    • Júlio Cesar 28 de junho de 2012 at 11:46

      Quando vejo um anuncio deste( o da lei de oferta e procura). Me dá vontade de chorar. Nãããããão. A que ponto chegamos!! É o fundo do poço…

      0
    • Zoom 28 de junho de 2012 at 11:58

      Tá, então eu pago o que eles querem? Coitados, dita a regra quem tem o cascalho na mão e se não quiser, compro outro. Facim, facim….

      0
    • Andre Luiz 28 de junho de 2012 at 12:30

      O que eu quis ressaltar no anúncio foi o próprio corretor dizer que o preço está fora da realidade e, mesmo assim, procura interessados dispostos a pagar um preço menor.

      0
    • Paulo Rocha 28 de junho de 2012 at 13:31

      Devem ter esquecido de dizer que é o (novo) própietário que decide o preço, não quem vende! LOL

      0
    • self 28 de junho de 2012 at 13:38

      Só duas observações sobre o anúncio desse coitado:

      “LUXUOSO apartamento na MELHOR RUA do RIACHUELO”.

      Primeiro… Ele sabe o que significa LUXUOSO? Acho que não.

      Segundo… “melhor rua” do Riachuelo? Sem querer ofender, mas não tem “melhor rua” naquele bairro. Tem duas avenidas movimentadíssimas e barulhentas, de passagem, e umas poucas ruas internas ermas e mal iluminadas. Sem contar o Morro dos Macacos.

      0
    • Paulo - RJ 28 de junho de 2012 at 13:57

      Mais uma da série “corretor, Você está fazendo isto errado”

      0
  • Maia 28 de junho de 2012 at 11:46

    tem um cara aqui do meu trabalho que anda desesperado pra vender o apartamento que comprou. segundo ele, teria que vender por 850k pra empatar.
    hj passou alguém perguntando pelo apartamento e ofereceu 700k. ele disse que nem pensar, só vende por 850k.
    então alguém sugeriu que ele tem que pedir 900k pra poder negociar…
    eu fico imaginando que esse apê não deve valer nem 500k.
    e fico lendo aqui o site enquanto eles continuam achando que ainda dá pra especular…

    0
  • Bolha Imobiliária 28 de junho de 2012 at 12:30
    • Luiz 28 de junho de 2012 at 12:44

      Bolha,
      tenho analisado a bolha americana desde que entrei aqui

      minha percepção é que chegaram no fundo do poço, 6 anos depois do estouro da bolha. Os valores médios caíram ao patamar de 2002 (primeiro ano de W Bush), quando toda a palhaçada começou.

      0
      • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 17:38

        Esse suposto fundo do poço são os tais 29% de queda que você mencionou no outro post?

        Grato.

        0
        • Luiz 29 de junho de 2012 at 10:15

          é 29% no pior ano, no acumulado deu um pouco mais, mas não chegou no 40%, até pq teve bear traps pelo caminho,e talvez esse repique de 2012 seja outra.
          Entra no world housing buble que lá tem o grafico “case-schiler”, veja por vc mesmo, o fuindo do poço 2012 está no valor de 2002, acho que fizeram deflacionado.

          N posso falar que agora e fundo pq esse repique pode redimir e cair ainda mais.

          A grande conclusão é q uma pequena alteração na média já desarranja a coisa toda, o mercado é sensivel e só mesmo um spread muito pornografico pra segurar as pontas, não sem quedas fortes na Bolsa, alias comoe stamso vendo açoes de bancos caindo.

          0
    • Stark 28 de junho de 2012 at 13:16

      Pois é, estão aumentando pra poder ter margem pra “negociar”. HA HA HA HA

      Fica aí com tua margem, enquanto eu fico com o meu aluguel numa excelente localização.

      0
    • Revoltado 28 de junho de 2012 at 14:24

      ” Os imóveis usados com valor superior a R$ 200 mil continuaram sendo os preferidos dos paulistanos no mês retrasado, com participação de 80,63% das vendas. ”

      Existe nos dias de hoje algo hábitável por valor inferior a este?

      0
    • Zoom 28 de junho de 2012 at 14:47

      Só uma observação quanto a esta matéria.

      “Os imóveis usados com valor superior a R$ 200 mil continuaram sendo os preferidos dos paulistanos no mês retrasado, com participação de 80,63% das vendas.”

      Existem imóveis com valor inferior a 200k em São Paulo?

      Acho que não tem muita lógica esta pesquisa.

      0
  • Engenheiro-SJC 28 de junho de 2012 at 12:34

    Notícia tentando “animar” o mercado de imóveis fora da capital paulista…

    Santos, Campinas, Sorocaba e São José dos Campos formam quadrilátero de expansão

    A escassez e o encarecimento de terrenos no mercado paulistano têm ajudado a encurtar as distâncias entre São Paulo e cidades vizinhas.

    Municípios a até 100 quilômetros da capital paulista tornam-se polos de atração de empresas e pessoas que buscam endereços com boa infraestrutura, mais baratos e que permitam manter os vínculos com São Paulo.

    De olho na demanda crescente, construtoras e imobiliárias colocaram no radar algumas regiões. No mapa da “megametrópole”, destacam-se Santos (a 72 km da capital), Campinas (93 km), São José dos Campos (97 km) e Sorocaba (99 km), consideradas metrópoles regionais.

    Essas cidades, que representam também municípios de suas áreas de abrangência imediata –como São Vicente e Praia Grande, na Baixada Santista, e Taubaté e Jacareí, no Vale do Paraíba–, formam um quadrilátero que, na avaliação de especialistas ouvidos pela Folha, tende a se adensar cada vez mais.

    “A melhora das estradas e o crescimento das economias locais também contribuíram muito para alavancar o mercado imobiliário nesse quadrilátero”, diz Flavio Amary, vice-presidente do interior do Secovi-SP, sindicato que representa as construtoras.

    “Com um tempo menor de deslocamento entre os municípios, mais pessoas acham que vale a pena, mesmo trabalhando na capital, morar fora de São Paulo para ter mais qualidade de vida.”

    Além disso, a transformação de estradas em avenidas–como a via Dutra na região de São José dos Campos– atrai condomínios para mais perto das rodovias.

    h t tp://www1.folha.uol.com.br/mercado/1107894-santos-campinas-sorocaba-e-sao-jose-dos-campos-formam-quadrilatero-de-expansao.shtml

    0

    • Tomaz 28 de junho de 2012 at 17:16

      Da séria de reportagens compradas…
      Foi ontem que falaram de São José dos Campos, não foi?
      Lembro que na reportagem tinha a figurinha do citado quadrilátero…

      0
    • Engenheiro-SJC 28 de junho de 2012 at 18:35

      Sim. As notícias saíram na mesma data inclusive….

      0
  • RosinhA 28 de junho de 2012 at 13:08

    Rejeitada cláusula de tolerância de entrega de imóveis

    Conselho Superior do Ministério Público não homologou o TAC (Termo de Compromisso de Ajustamento) firmado entre a Promotoria de Justiça do Consumidor da Capital e o Secovi (Sindicato da Habitação), que previa prazo de tolerância para a entrega de imóveis comprados na planta. Pelo acordo, que não foi validado, as construtoras poderiam atrasar em até 180 dias a entrega do apartamento sem multa ou punição.

    O conselho, no entatno, entendeu que a “cláusula de tolerância”, que concede às empresas, no contrato, o direito de atrasar a entrega da obra, além do prazo final
    prometido ao consumidor, sem quaisquer ônus, é abusiva e ilegal, por desrespeitar o Código de Defesa do Consumidor, na medida em que não se concede ao consumidor o mesmo direito, de poder atrasar o pagamento de suas prestações, sem quaisquer custos adicionais.

    Havendo desequilíbrio contratual, com a colocação do consumidor em posição de desvantagem exagerada frente ao fornecedor, a cláusula é nula de pleno direito, por expressa disposição legal. Cabe às empresas estabelecerem prazo único para a entrega da obra, assumindo os riscos de sua atividade empresarial, diz o MP.

    Além disto, complementa o órgão, existem nove ações civis públicas já ajuizadas pelo Ministério Público de São Paulo, pleiteando a nulidade da “cláusula de tolerância” e a imposição de multa às empresas pelo atraso na entrega da obra. Em uma destas ações, o MP conseguiu firmar acordo com a empresa ré, tendo esta concordado em retirar de seu contrato a “cláusula de tolerância”, bem como em arcar com o pagamento de multa em caso de atraso na entrega da obra.

    Dentre as demais ações civis públicas ajuizadas, diz o MP, três já contam com sentença de procedência parcial e três ainda não foram julgadas em Primeira Instância, sendo certo que nenhuma delas foi ainda julgada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

    O MP conclui que a “cláusula de tolerância” estabelecida somente em favor das empresas, ofende o artigo 393 do Código Civil e a jurisprudência do STJ (Superior Tribunal de Justiça), que exigem a prova de caso fortuito ou de força maior, pelo atraso na entrega da obra.

    OUTRO LADO – O Secovi lamentou a não homologação do acordo. Disse que que o prazo de tolerância de até 180 dias é praticado há décadas nos contratos imobiliários e amplamente aceito pelos tribunais, por ser um acordo entre as partes perfeitamente legal. E as obrigações da incorporadora de produzir um edifício com inúmeros itens e fornecedores são de natureza diversa daquelas do adquirente, não existindo o desequilíbrio mencionado na decisão do Conselho Superior do Ministério Público.

    O TAC tem o grande mérito de trazer pacificação às relações de consumo, estabelecendo, inclusive, normas de transparência e penalidades contrárias às incorporadoras e favoráveis ao consumidor.

    É importante esclarecer que a “não homologação” do TAC com o Secovi-SP não implica em proibição da cláusula de tolerância, que é admitida pelo sistema legal e pela jurisprudência, como acima destacado.

    O Secovi-SP adverte que, cumprindo o compromisso assumido com o Ministério Público, continuará a recomendar a seus associados e representados a utilização das cláusulas acordadas no TAC, pois beneficiam o consumidor, e manterá sua firme busca por um diálogo incessante e transparente com os inúmeros interlocutores do mercado, especialmente o Ministério Público, a fim de encontrar equilibrada relação de consumo, que pressupõe conhecimento profundo do setor e suas especificidades, sem preconceitos.

    Por: Gilmara Santos

    Do Diário do Grande ABC

    0
    • Luiz 28 de junho de 2012 at 13:13

      Rosinha, que paulada, hein

      O MP vai da leniencia ao exagero em segundos, oras se foi combinado assim, assinou quem quis, melhorar seria se caissem forte em cima dos atrasos além de 6 meses, isso aí é pinto perto do que tá acontecendo.

      0
      • RosinhA 28 de junho de 2012 at 13:16

        Aja MP para tudo isso, em se tratando de Brasil sei não logo vira, se não virar, aí quero ver amigo !!!!!

        0
      • Tomaz 28 de junho de 2012 at 17:13

        Eu concordo com o MP.
        As construtoras que coloquem um prazo maior no contrato, oras! Falar que “vou atrasar, atrasei, pronto”, e ficar tudo por isso mesmo é, no mínimo, não ético, amoral e como se vê – tem traços de ilegalidade.

        0
      • TG Brasil 28 de junho de 2012 at 17:37

        O Secovi-SP adverte que, cumprindo o compromisso assumido com o Ministério Público, continuará a recomendar a seus associados e representados a utilização das cláusulas acordadas no TAC, “pois beneficiam o consumidor”, e manterá sua firme busca por um diálogo incessante e transparente com os inúmeros interlocutores do mercado, especialmente o Ministério Público, a fim de encontrar equilibrada relação de consumo, que pressupõe conhecimento profundo do setor e suas especificidades, sem preconceitos

        Ué, atrasa tres meses e beneficia o consumidor?? Como??.

        0
        • RosinhA 28 de junho de 2012 at 20:22

          Poderiam esperar tb 3 meses para receber, é só dizer xiiiiii por causa da chuva atrasou !!!!!

          0
    • Zé Bolha 28 de junho de 2012 at 19:38

      Achei lindo. Será que o Código de Defesa do Consumidor é a única lei que presta nesta josta?

      0
    • Ana Maria 28 de junho de 2012 at 20:46

      O Ministério Público também está em cima das imobiliárias e corretores de imóveis.

      Muita gente quando vai comprar seu apartamento vê o anúncio:

      Apartamento por R$ 350.000 reais

      Mas na hora de assinar o contrato, o valor do imóvel está menor:

      R$ 330.000 reais – valor do imóvel

      R$ 20.000 reais – corretagem

      Apesar do valor final ser o mesmo, é uma grande sacada das imobiliárias para pagar menos imposto, e também prejudicar os compradores.

      Primeiro, porque existe uma lei antiga do mercado imobiliário que diz: quem vende, paga o corretor.

      Assim, quem deve pagar o corretor é a construtora e não quem está comprando.

      Segundo porque é propaganda enganosa. Se o valor anunciado é R$ 350.000, o valor do contrato deveria ser R$ 350.000, e não R$ 330.000.

      E por este motivo, o comprador é prejudicado:

      a) na hora de revender: o valor do imóvel está mais baixo (vai pagar imposto de renda maior, que é calculado sobre a diferença entre valor de compra e venda)

      b) no caso de distrato: o valor é proporcional ao valor do contrato. Como no contrato consta um valor menor, ele receberá menos de volta (o valor da corretagem não entra no cálculo do valor a ser devolvido)

      c) questões fiscais: a empresa paga menos impostos, pois ao invés de entrar R$ 350.000 na contabilidade da empresa e depois ela repassar este valor aos corretores, entra somente R$ 330.000 reais. Os R$ 20.000 ficam como se fosse da responsabilidade do comprador, como se o comprador tivesse contratado o corretor.

      Detalhe, quem contratou o corretor foi a construtora.

      Maiores informações:

      http://www.mp.sp.gov.br/portal/page/portal/noticias/publicacao_noticias/2011/outubro_2011/MP%20e%20Abyara%20assinam%20TAC%20que%20isenta%20consumidor%20da%20taxa%20de%20corretagem

      http://estadodeminas.lugarcerto.com.br/app/noticia/noticias/2011/12/29/interna_noticias,45658/cobranca-indevida.shtml

      0
  • MRCG 28 de junho de 2012 at 13:30

    EMPREITEIRAS PARAM OBRA DE R$200 MILHÕES

    Elas alegam que a construtora mexicana deixou de antecipar pagamentos e por isso estão sem dinheiro

    Por falta de dinheiro, as empreiteiras contratadas pela mexicana Homex pararam praticamente toda a obra do Varandas do Campo, no bairro Paulo Coelho Machado, região sul de Campo Grande. Ontem, todas as empreiteiras que prestavam serviço no canteiro de obras dispensaram os operários. Sem pagamento, empresários não descartam falência.
    A instalação da empresa mexicana na Capital foi anunciada em 2010, com a promessa de investir R$200 milhões, na construção de 3,1 mil apartamentos.
    Para se instalar em Campo Grande foi necessário uma mudança na legislação municipal.
    Além disso, a empresa recebeu incentivos fiscais.
    Dois anos depois de chegar a Mato Grosso do Sul, o canteiro de obras da empresa foi paralisado ontem. Aprevisão é que a situação perdure por tempo indeterminado, conforme empreiteiros ouvidos pela reportagem.
    Eles alegam que a empresa mexicana chega a receber os repasses da Caixa Economica Federal, que financia a obra, mas não paga as prestadoras de serviço.
    “No contrato está previsto que eles têm 150 dias para nos pagar. Como isso ficaria ruim para muita gente, fizemos um acordo que, para receber em 15 dias, eles descontariam 8%. No começo estava indo bem. Mas, agora, eles não estão pagando mais. Tem empresa que já não tem mais dinheiro para pagar os funcionários”, diz um empreiteiro, que tem 15 funcionários, e preferiu não ser identificado.

    continua……..

    Fonte: O Estado, pág. B1, quarta-feira, 27 de junho de 2012.

    0
    • RKG 28 de junho de 2012 at 14:05

      De fato estou assustada com a velocidade e o teor das notícias bombásticas da Banânia….

      0
  • flavio 28 de junho de 2012 at 13:44

    Estou tentando comprar meu 1º apartamento, vou dá meu relato de “especialista” sobre essa bolha.

    Li alguns post´s e comentários aqui do Bolha, percebo uma torcida a favor da existência bolha imobiliária. Isso compromete parte dos comentários, devido a grande dose de passionalidade.

    Existe ou não existe bolha imobiliária no Brasil?

    Não acredito que exista uma bolha no molde americano. Os preços realmente estão inflados, mas não acredito no colapso do sistema. Existe muita gente esperando baixar o preço para comprar um apartamento (eu incluso).

    Sou pernambucano, passei por Porto Velho e atualmente moro em Manaus e devo passar um bom tempo por aqui. Os preços, realmente, estão fora da realidade.

    Exemplo de Manaus: um apartamento de 2 quartos (69 m²) numa área, supostamente, de classe média sai pela “bagatela” 300 k.

    Tenho pesquisado muitos empreendimentos que foram lançados no ano de 2009/2010 e ficaram pronto agora. TODOS possuem apartamentos prontos à venda.

    No “mais barato” que encontrei – 300 mil – existem aproximadamente 11 apartamentos disponíveis. Acho esse número muito alto.

    Mas para minha surpresa a construtora ao invés de facilitar a venda, dificulta. Só é possível comprá-lo dando de 20 a 30% de entrada e depois financiar o resto. O mais estranho é que eles permitem dividir a entrada, mas não permite que o imóvel seja 100% financiado pelo banco.

    Para mim essa manobra é para forçar ao “possível” comprador a desistir de comprar um apartamento pronto e embarcar num projeto na planta.
    Se você tenta comprar um apartamento de um morador, terá que pagar uma taxa de aprox. R$ 1000,00 a construtora a título de transferência de proprietário. Ou seja, eles fazem de tudo para você desistir da compra.

    Para mim essa bolha não terá um bummmmmmm, e sim um poc.

    Existe muito apartamento prontos à venda, muito sendo entregue e outro tanto na fase de lançamento.

    Os preços cairão, mas nada no nível americano.

    0
    • Jack Daniels 28 de junho de 2012 at 14:17

      Realmente tem pessoas com opiniões mais apaixonadas, mas o que é quase um consenso entre quem estuda a bolha brasileira:

      -Bolhas são formadas pela interpretação humana de risco e ganhos. Na formação da bolha são ignorados os riscos em troca de promessas de grandes ganhos. Existe todo um sistema econômico baseado no “mercado futuro”.

      -Na bolha americana, a aceitação de riscos se dava na forma de refinanciamentos das hipotecas. Esse mecanismo no Brasil realmente é muito bem zelado pela CEF.

      -A bolha brasileira se originou pelos sistema financeiro das construturas, quando vc faz aquele pagamento mensal até chegar nas “chaves”. Eles já tem contaram que é na chaves que vc tem que conversar com a CEF? Pois é, muitos não estavam nem aí pra CEF, pq na verdade só queriam segurar o apartamento e revender pro consumidor final. É a teoria do tolo maior.

      Os créditos podres do Brasil estavam nesses clientes sem possibilidade de aprovação que estavam modificando a lei da oferta e procura. Uma demanda real é feita com pessoas com REAL poder aquisitivo. Ter VONTADE DE TER um bem é diferente de realmente PODER TER o bem. A tal da demanda reprimida deveria ser as pessoas que TEM o dinheiro mas não compram, é não SONHADORES reprimidos que agora podem mostrar pro mundo sua vontade de TER.

      Se dúvida, olha o caso da GAFISA. Era uma puta de uma construtora, referência no Brasil. Adquiriu o Esquema 171 Tenda e hoje ta aí mal das pernas, com possibilidades reais de falir se não fizerem caixa rápido. E adivinha como se faz caixa rápido?

      0
      • flavio 28 de junho de 2012 at 14:45

        Não estou duvidando que os preços estão fora da realidade, mas muitos querem comparar com a bolha americana. Para mim isso é forçar a barra.

        Você está certo e acredito nisso: muita gente comprou apartamento sem se preocupar com o financiamento depois da entrega das chaves.

        Muitos “sonhadores” não fizeram os cálculos do impacto no seu orçamento.

        As contrutoras e os corretores – piores profissionais, nunca vi tanta desinformação e má fé como nessa classe – contribuiram para essa furada.

        Tenho certeza que os preços irão cair, terá um ajuste. Não existe a menor possibilidade de uma família com renda de 10 k comprar um imóvel de 400 k, sem compromenter sua renda.

        0
        • Leno 28 de junho de 2012 at 15:40

          Colega, quem compara com a bolha americana são os que negam a bolha.

          O pessoal que defende a bolha já sabe a muito tempo que a bolha daqui difere muito dos EUA.

          0
        • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 15:50

          Acho que o único “alívio” em relação à bolha americana é a alavancagem dos bancos, que sofrerão, mas não quebrarão.

          Mas quanto ao resto (desemprego, recessão e principalmente queda nos preços) é bem plausível.

          A única carta na manga por parte do governo é reduzir o superávit primário e investir.

          0
        • Luiz 28 de junho de 2012 at 16:01

          Flavio vc esta mal informado

          A bolha americana quando explodiu só caiu 29%

          A bolha brasileira só pra começar vai cair 40%, isso na boca dos própiros corretores.

          A tragédia só não será maior devido a “spread pornografico” (citando MRK)

          0
          • flavio 28 de junho de 2012 at 17:01

            Luiz,

            Torço para q caía 90%, assim compro o meu. eheheh

            Agora me diz uma coisa: Qual foi o corretor que te falou isso??

            Eu to muito Puto com a cara de pau dos corretores, é uma categoria profissional que devia ser denunciada, nunca vi tanta irreponsabilidade, falta de ética. Acham que estão numa loja de sapatos.

            Tem muito achismo nessa bolha e uma verdadeira torcida para que ela seja enorme. Acredito ser pouco provável num grande estouro, e sim um reajustamento gradual dos preços.

            Ou atuais preços são insustentáveis. O número de apartamento prontos disponíveis é grande e o número de lançamentos idem (pelo menos aqui em Manaus). Essa conta não fecha, alguém vai sair no preju.

            Tem muito achismo nessa bolha e uma verdadeira torcida para que ela seja enorme. Acredito ser pouco provável num grande estouro, e sim um reajustamento gradual dos preços.

            0
            • Luiz 28 de junho de 2012 at 18:27

              Flavio eu li aqui mesmo no blog, se alguem puder lembrar pfv ajude, o cara falava quenem vc que não ia haver estouro, que seria uma queda de apenas 40%

              putaqueospariu, por muito menos a maior economia da galaxia implodiu.

              Eu não torço pra que caia ou que suba, eu estou assistindo comendo pipoca, bem tranquilo. A unica coisa que me enerva é a mentira maldosa, se vc se enganou, não tem problema, mas procure se informar, ler o nosso histórico, os links ai do lado direito, a bela conta que fiz hj e vc vê ai embaixo, tudo numero sobre numero, preto no branco, pode cvriticar se vc achar algum erro

              Sugiro ainda esse link: “http://worldhousingbubble.blogspot.com.br/
              La vc encontra o grafico da bolha americana

              nao vamos perder a amizade, estuda aí cara, nós ja estamos discutindo quando e quanto será o fundo do poço. A bolha já é passado

              0
              • flavio 28 de junho de 2012 at 20:24

                Discutir é sempre bom! não vou acabar amizade ou deixar de ler algo pq não concordo com o autor!
                .

                0
  • DM 28 de junho de 2012 at 13:49

    ‘Para aqueles que a um bom tempo já falavam no aumento da inadimplencia do condominio!

    Cobrança judicial de condomínio atrasado dobra em apenas um mês em SP

    Levantamento realizado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) nos fóruns da cidade de São Paulo mostra que o número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa de condomínios praticamente dobrou em apenas um mês.

    Em maio, foram registrados 1.018 casos, 92% a mais que as 531 ações ajuizadas em abril. É a maior variação mensal desde janeiro de 2006, quando teve início o acompanhamento dos dados.

    O estudo aponta alta também no acumulado deste ano. De janeiro a maio, as 4.537 ações computadas superaram em 15,7% as 3.921 ações totalizadas em igual período do ano passado.

    O total protocolado nos cinco primeiros meses do ano ficou muito próximo do registrado no mesmo intervalo dos anos de 2009 (4.501 ações) e 2010 (4.522 ações).

    O vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Sindicato, Hubert Gebara, atribui o aumento ao quadro geral de inadimplência atual. E cita o não-pagamento de quase 30% no cartão de crédito e cerca de 20% no refinanciamento do cheque especial, conforme divulgado pelo Banco Central.

    Gebara afirma que a queda registrada nos últimos meses deve ser retomada. “Os condôminos receiam ter seus nomes apontados nos serviços de proteção ao crédito.”

    A recomendação do sindicato é que síndicos e administradoras reforcem as negociações de cobrança, buscando conscientizar os condôminos da importância desse pagamento para a manutenção da saúde financeira do prédio.

    Fonte: economia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2012/06/28/cobranca-judicial-de-condominio-atrasado-dobra-em-apenas-um-mes-em-sp.jhtm

    0
    • Ploc verde de limão 28 de junho de 2012 at 14:20

      Piada mesmo. Esse banco aí é que adora um spread. Banco que sempre fez sacanagens desde que apareceu lá no velho mundo.

      0
  • Gordim Ciclista 28 de junho de 2012 at 13:55

    Olha a assinatura do email de um corretor daqui do RJ:

    “MERCADO IMOBILIÁRIO DO BRASIL
    É o Rio assumindo a Liderança!
    INVISTA, está apenas começando”

    0
    • Desconfiada 28 de junho de 2012 at 14:28

      Este aí já está treinando pra ser humorista, só pode.

      0
  • KQT 28 de junho de 2012 at 14:01

    http://www.exame2.com.br/smartphone/noticia/revista-exame/a-pdg-esta-sem-dono-e-sem-brilho

    “A PDG faturou 6,8 bilhões de reais no ano passado. Tudo correu às mil maravilhas até que, de repente, a sintonia que regia a dupla foi-se embora. De um ano para cá, o valor de mercado da PDG caiu 60%. Em abril, a empresa anunciou que as obras estavam custando mais caro que o previsto.”

    0
  • MRCG 28 de junho de 2012 at 14:03

    Empresários foram orientados a retirar funcionários a partir desta quarta-feira

    Na manhã de ontem, todos os empreiteiros foram orientados a deixar o canteiro de obras.
    Segundo um empreiteiro, o representante da Homex na obra teria afirmado, ainda, que a empresa não tem previsão para quitar a dívida com os prestadores de serviço. “A última folha de pagamento eu tive de fazer em duas vezes para conseguir pagar. Eu também não posso dispensar os funcionários porque nã tenho dinheiro para pagar férias e 13º salário”, relata o empresário, que tem R$60 mil a receber.
    Um outro empreiteiro, que presta serviço há cerca de um ano para a Homex, diz que esta é a primeira vez que os terceirizados deixam o canteiro. Com 30 funcionários na obra, ele diz que o principal problema é como quitar a folha de pagamento.
    Sem saída, não descarta a falência. “Não temos como manter os salários e também não temos como fazer o acerto. E a Homex já disse que não tem previsão para nos pagar,” diz.
    Conforme os empreiteiros, ao todo, são aproximadamente 15 empresas que prestam serviço. Os funcionários próprios da empresa mexicana, garantem, não passam de 50.
    Além da falta de pagamento, os empreiteiros reclamam que nos últimos dias, tiveram dificuldades para tocar “tocar” a obra, já que estava faltando material de construção. “Eles também têm dívidas com os fornecedores. Cimento e ferro estavam em falta com frequência”, diz um empresário.

    Funcionários reclamam de atraso em salários e falta de passe

    Na tarde de ontem, o movimento no Varandas do Campo já era bem menor que o normal.
    Mais da metade dos operários não compareceram. A previsão é que, hoje, somente os funcionários da Homex entrem. “Quem não veio hoje (ontem), pode até perder a viagem amanhã (hoje). Tem alguns que ainda estão aqui porque não têm passe de ônibus para ir embora”, disse Fábio Renato Galeano, um dos terceirizados.
    Luciano Bizarria afirma que, neste mês, o salário atrasou e, até ontem, os funcionários ainda não tinham recebido o vale-transporte. “Muita gente aqui paga aluguel e sustenta a casa com esse dinheiro”, disse.

    Em nota, empresa diz que passa por ‘desaceleração estratégica’ nas obras

    Apesar de ter dispensado todas as empreiteiras, a Homex afirmou, em nota, que as obras continuam e que os clientes não serão afetados. Ainda assim, a empresa confirmou a dispensa dos prestadores de serviço e garantiu que o “setor responsável já está em contato com todas as empresas envolvidas. Há uma desaceleração estratégica e neste período será priorizada mão de obra própria”, diz a nota.
    Conforme a empresa, os clientes não serão prejudicados, já que a obra segue o ritmo necessário para cumprir os prazos contratuais. Nos próximos 70 dias, segundo a nota, está prevista a entrega de mais dois condomínios, com cerca de 100 apartamentos, de 42 metros quadrados. Até agora, empresa entregou mais de 500 unidades. (PB)

    Fonte: O Estado, pág. B1, quarta-feira, 27 de junho de 2012.

    0
    • Stark 28 de junho de 2012 at 14:16

      “desaceleração estratégica”…o cara deve ser corretor. Só eles pra achar que enganam alguém, com esses termos de MBA pro correspondência.

      0
  • Marcelo Arruda 28 de junho de 2012 at 14:09

    Agência de classificação de risco reduz nota de oito banco brasileiros

    Fonte: Economia UOL – 28/06/2012 – 10:00

    A agência de classificação de risco Moody’s fez um ajuste técnico nas notas de crédito de oito bancos brasileiros.

    Tiveram as notas reduzidas os Bancos do Brasil, Safra, Santander, HSBC, Bradesco, Itaú, Itaú BBA e Votorantim.

    A mudança foi anunciada após uma revisão da classificação dessas instituições iniciada em fevereiro passado. A agência fez uma nova classificação por entender que os bancos brasileiros estavam com notas melhores do que as do governo. Como as instituições financeiras brasileiras têm em suas carteiras títulos da dívida pública federal, a avaliação da Moody’s é que a exposição ao risco foi alterada.

    “Nossa análise indica que há pouca ou nenhuma razão para crer que esses bancos estariam isolados a partir de uma crise da dívida do governo [brasileiro]”, diz o documento em inglês divulgado ontem pela Moody’s.

    A revisão foi adotada também em outros países onde os bancos estavam em melhor situação que os governos locais.

    O que será que o Manteiga vai falar agora? rsrs

    0
  • xangai 28 de junho de 2012 at 14:32

    nice … acho que tem gente que tem alguma grana para comprar/investir num imovel mas nao tem para o condominio !!
    normal … compra carro e nao tem para gasolina !!

    28/06/2012 – 12h12
    Cobrança judicial de condomínio atrasado dobra em apenas um mês em SP

    “http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2012/06/28/cobranca-judicial-de-condominio-atrasado-dobra-em-apenas-um-mes-em-sp.jhtm”

    0
    • Marcelo Arruda 28 de junho de 2012 at 14:49

      Isso é estratégia de quem está endividado, o valor dos juros do condominio são fixados em 2% de atraso e 1% de juros ao mesmo.
      Sendo assim, é melhor atrasar o condominio, do que pagar 10% mensal de juros no cartão de crédito.

      0
    • Leno 28 de junho de 2012 at 14:53

      No condominio onde moro(torre única e 12 andares) até o mês passado haviam nove inadimplentes, quase 1 por andar.

      Por outro lado, não vejo nenhum carro inferior a 30k na garagem.

      0
      • Pablo 28 de junho de 2012 at 16:58

        Vendi meu apartamento e fui para o aluguel. Apliquei a grana!
        No meu antigo prédio onde era proprietário tinha um Advogado (Cobertura) que em 5 anos pagou apenas 3 meses de condomínio.
        Nos tínhamos que pagar a água(inclusive a da piscina do animal), a luz das áreas comuns e o elevador pra ele andar.
        Agora estou no aluguel esperando a BOLHA estourar.
        Estou “namorando” uma casa que a 1 ano esta a venda e NÃO SOBE e a minha grana já rendeu 3 vezes o que paguei de aluguel neste tempo todo.
        Com o rendimento e o capital compro esta casa e ainda mobílio toda ela.
        Se os preços caírem compro com o troco um apê.

        PLOC.

        0
        • RosinhA 28 de junho de 2012 at 20:28

          Pagar piscina para folgado e elevador, é a pior coisa do mundo !!!!

          E aguardem…. isso é so o começo !!!!!

          0
    • hannamanana 28 de junho de 2012 at 14:59

      Não só isto, mas os síndicos pararam de ficar “marcando touca” e ao invés de ficarem perdendo tempo conversando eternamente com os condôminos atrasados, já estão partindo para os meios oficiais de cobrança.
      Há pessoas que realmente passam por dificuldades e não conseguem pagar em determinado momento, mas a gente vê é muito, mas muito morador de prédio que quer morar bem, mas às custas do rateio das despesas com os outros, não com ele.
      Nisto, prejudica os demais que pagam em dia.

      0
      • RosinhA 28 de junho de 2012 at 20:31

        Por isso a maioria tercerizou os serviços, para não entrar em atrito diretamente com o morador, a cartinha chega e ninguém do condomínio fica sabendo, o suor gelado na espinha do inadimplente sobe mais rápido, em 3 meses sem negociação é executado pelo menos por aqui.

        0
        • hannamanana 29 de junho de 2012 at 09:23

          Acho que é a melhor coisa, porque além de tudo, torna o serviço e a gestão do condomínio muito mais profissional.

          0
    • Frei Mulambo 28 de junho de 2012 at 16:08

      É por isso que pretendo comprar uma casa! Até o valor do condomínio está nas alturas e em muitos casos por causa de muitos que deixam de pagar. Também sempre vejo só carrões na garagem.
      Tenho um amigo que há uns 4 anos comprou um apartamento recém entregue e antes dos preços subirem aos céus e ele sempre me falou que no início o condomínio tinha um valor muito justo. Depois de algum tempo, os moradores começaram a implementar diversas mudanças, como aquecimento na piscina, manobrista, entre outras coisas. Agora ele me disse que o valor está impraticável, quase 3x mais do que ele pagava anteriormente. E viva a “crasse” C!!!!!

      Abs bolhudos!

      0
      • Carlos_ 28 de junho de 2012 at 16:50

        Sobre condomínios, um amigo acabou de pegar seu ap comprado na planta. O condomínio inicial é o dobro do que a construtora tinha previsto na venda. Outras pessoas relataram casos iguais aqui.

        0
        • Frei Mulambo 28 de junho de 2012 at 17:10

          É aquele velho papo de vendedor. Ninguém ia comprar algo onde o valor do condomínio seja muito alto.
          Sou muito mais a favor da comprar de um usado, algo com 5 ou 6 anos, onde o condomínio esteja estabilizado e que somente pequenos reparos no apartamento sejam necessários.
          Mas, infelizmente, comprar imóvel na planta é um ponto que as pessoas devem levar em consideração. Hoje estão entregando prédios cheios de áreas disso ou daquilo e que no futuro irá onerar os moradores na hora de fazer reparos. Ainda mais que os prédios são tão mal feitos e que os reparos não irão demorar muito a aparecer.

          0
          • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 17:45

            Sem falar nas mudanças na legislação.

            Aqui no Rio, para se ter piscina tem que ter um guarda-vidas (mais custos).

            Antigamente, era comum os prédios terem garagem em que se fazia necessário manobrar os carros. Hoje isso exige um adicional de manobrista para o funcionário. E por aí vai.

            0
            • Luiz 28 de junho de 2012 at 19:25

              fico feliz com essa noticia

              com essa nova lei o Cirilo ex-corretor agora tem mais chance de arrumar outro emprego

              0
        • Zé Bolha 28 de junho de 2012 at 19:48

          Tem muito esquema das construtoras na entrega dos condomínios, até proprietário laranja pra se colocar de síndico e tocar o que favorece a construtora. Ratear condomínio de apê não vendido, aprovar obras de quinta, não terminadas etc.
          Não tem menino nesse ramo.

          0
      • self 28 de junho de 2012 at 18:31

        Por isso que eu também gostaria de sair do meu apertamento e ir morar numa casa. Comecei meu contrato de aluguel atual pagando um valor aceitável de condomínio e agora já pago quase o dobro, por conta de manutenções em meu prédio velho (elevador, interfone, água etc). Pior que daqui a poucos meses meu contrato de aluguel vence e tô com medo de tomar uma “carcada” do meu proprietário para continuar onde estou (e eu gostaria de continuar, enquanto não puder comprar algo). E vai vencer bem no mês em que estarei de férias e com viagem marcada.

        0
  • Ricardo C. 28 de junho de 2012 at 15:06

    Gafisa atinge o grau pão de queijo de novo (2,50).
    =)

    0
    • self 28 de junho de 2012 at 15:20

      Tá caro esse pão de queijo, hein.

      0
    • Francisco Quiumento 28 de junho de 2012 at 15:36

      Com descontinho agora de mais 15 centavos ou uma bala de menta daquelas “bem fubá”.

      0
      • RosinhA 28 de junho de 2012 at 17:22

        Off Topic, fui ontem na fábrica de Balas Juquinha,pegar um pagamento, caraca o cheiro lá dentro é viciante, você sai doidona de lá :mrgreen:

        0
    • Vampirito79 28 de junho de 2012 at 15:56

      Qual será a próxima desculpa que fazerão as ações dela subirem? Acho que não existe mais.

      0
    • Ricardo C. 28 de junho de 2012 at 15:59

      Pão de queijo bolhudo do Rio de Janeiro né hahahaha

      0
  • Elio 28 de junho de 2012 at 15:09

    ROSINHA, preciso novamente da sua ajuda…

    Você conhece Vila Helena em Santo André? O que acha do bairro?

    Acha que consigo pechinchar quanto no valor deste sobrado:

    h t t p://santoandre.olx.com.br/sobrado-v-helena-02-suites-acabamento-de-primeira-iid-248431240

    Abraços,

    Elio

    0
    • RosinhA 28 de junho de 2012 at 15:23

      Elio sabe qual rua se encontra esse imóvel? Já visitou? senão deixe de lado o flanelinha e bata palmas você mesmo, diga que foi um amigo de um amigo, que disse que estava a venda. Precisa pesquisar a situação da venda primeiro antes de fazer oferta, se for para comprar que está ficando pronto ou separação, a margem pode ser até 15% menos que os 250K iniciais, pensando em 6% de comissão;

      dos 265K, 15k é do corretor, como está mobiliado não é mais de construtor já foi vendido por ele a alguém, acho melhor pelo menos muitos dos pequenos probleminhas já foram solucionados.

      Parece que tem 3m de frente, 2 autos pequenos, Vila Helena se for próximo da Vila Assunção é bom tem tudo perto, veja o nome da rua e dai fica mais facil.

      0
      • RosinhA 28 de junho de 2012 at 15:30

        Mais uma coisa Elio na vila metalurgica, parque das nações tem parecido por valor quase igual, como é de SCS, fica bem mais localizado talvez é de se pensar.E veja a posição do Sol pois 3m de frente pode prejudicar bastante, imóvel escuro é muito ruim apague as luzes de dia para ver a claridade.

        0
        • Elio 29 de junho de 2012 at 11:45

          Oi amiga!!

          Fui lá ver o sobradinho…é um lugar bem legal, fui a noite e não tem nenhum barulho e muito movimento de carro…tem um cabelereiro na frente e dá pra ir apé até a coop da Carijós. Porém é muito pequeno. Sondando a flanelinha de plantão (adoro marcar de ver depois das 18hrs) ela informou que o dono ta aceitando até carro como parte de pagamento. Disse que se eu mandar uns 220k ele topa. Estou vendo ainda e sempre que for visitar em Santo André eu te consulto, ok?

          Então, eu preciso infelizmente comprar, segurei até onde deu mas o imovel que eu moro hoje é herança e a pressão está grande para vender. Não tem mais jeito…

          0
          • RosinhA 29 de junho de 2012 at 12:18

            Boa Sorte na procura se precisar de alguma coisa que possa ajudar disponha, mas achei mesmo que seria pequeno pelas fotos.

            0
  • Francisco Quiumento 28 de junho de 2012 at 15:32

    Pitaquinhos:

    1) Eike “X”, com o volume que ocupa na bolsa, é capaz de levar o Brasil inteiro para o buraco. Pode ser responsável por um tombo 6000 vezes maior que o Nahas. É tão grande que mesmo no atual momento meio “marrom”, ainda opera a 0,89% do PIB brasileiro.

    2) O “efeito manada” afetará a Petrobras e outras,e fora dos segmentos envolvidos, afetará o capital para investimento no Brasil, restando o especulativo, que obviedade das obviedades, é altamente volátil, e enfrenta agora crescimentos de PIB baixo e paradoxalmente, juros em queda.

    3) O mercado editorial já claramente acordou para o desgoverno, e já trata nas manchetes os planos com “Sétimo” (nota que são remendos dos remendos) e termos como “ceticismo”, “incapacidade de promover crescimento”, etc.

    4) Como o governo está partino para medidas keynesianas típicas, claras, e diria, mixurucas em escala, a “ressaca” virá rapidamente, e pouquíssimo efeito tem a não ser de gerar pressão por arrecadação de tributos. Seri necessário, agora, dentro do pavoroso contexto em que se enterraram, expandir pesadamente o volume de títulos do governo, gerando dívida de longo prazo, mas não gerando meio circulante.

    Como já disse uma vez numa blogagem: sinuca de bico nas quatro caçapas dos cantos.

    Sendo repetitivo: CABÔ-SE!

    0
    • Vampirito79 28 de junho de 2012 at 16:01

      Tô achando que vem coisa feia pela frente. O “X” xis do Eike está virando um “-” menos.

      0
    • Carlos_ 28 de junho de 2012 at 16:15

      Falando do nosso amigo Eike PEruca, também conhecido como Odin (o pai do Thor), segue uma notícia de apenas 7 meses atras:

      UBS eleva preço-alvo de OGX para R$ 23

      O UBS elevou seu preço-alvo para a ação da OGX de R$ 22 para R$ 23, com recomendação de “compra”. Em relatório, a analista Lilyanna Yang atribui o aumento à valorização do dólar e à proximidade do início da produção na bacia de Campos.
      Por volta das 16h50, o papel subia 2%, enquanto o Ibovespa tinha alta de 0,6%.

      Para ir direto na fonte, clique no meu nome.

      Os geniozinhos da UBS são formados nas mesmas universidades e tem os mesmos MBAs dos ‘especialistas’ que dizem que não temos bolha no Brasil, que tudo é normal e sustentável.

      0
      • Francisco Quiumento 28 de junho de 2012 at 16:35

        Pior que hoje mesmo já estoura outra bomba da Petrobras, que a meu ver, piorará o cenário de “Brasil Saudita”:

        Decisão da Petrobras irrita políticos do NE
        Presidente da estatal, Graça Foster, anunciou que vai rever investimentos para construção de refinarias na região

        http://www.band.com.br/noticias/economia/noticia/?id=100000513366

        PS: VIXI! A coisa está se acelerando. É uma rachadura ou mais por dia.

        0
      • Luiz 28 de junho de 2012 at 16:37

        OGXP3 5,04 -19,36 666.038.098 53.896 16h01
        MMXM3 5,62 -6,80 32.236.374 9.271 16h06
        LLXL3 2,10 -5,83 9.995.851 6.048 16h06

        666 MILHÕES
        (ontem foi 1,2 Bilhoes)

        Eikeland city: “http://economia.ig.com.br/empresas/conheca+a+eikelandia+a+obra+mais+arrojada+de+eike+batista/n1237908968098.html

        0
        • Luiz 28 de junho de 2012 at 16:38

          a queda é a terceira coluna

          -19,36%
          -6,8%
          -5,8%

          0
        • augusto 28 de junho de 2012 at 18:17

          Mais um espertalhão que chegou a figurar entre os mais ricos do mundo (como se isto fosse vantagem) que está info para o vinagre

          0
      • Cicero Silva 28 de junho de 2012 at 16:40

        Fui do goog e encontrei essa MESMA analista dizento que, agora, a previsão para o futuro é de R$ 7,50 !!!!

        É cada uma que parece duas. Muito fácil ganhar $$$$ assim.

        https:/ /research.tdwaterhouse.ca/research/public/Markets/CommoditiesNews?documentKey=1314-L2E8HS3RI-1

        0
        • Luiz 28 de junho de 2012 at 16:55

          cara :O

          acabei de ler no forum Odin Batista = Naji Nahas

          lembram dele?

          0
      • augusto 28 de junho de 2012 at 18:19

        Ou são muito incompetentes, ou muito burros, ou com interesses em pessoas ricas para receber benesses

        0
    • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 16:53

      Pensando bem, até que o Eike é um cara modesto.

      Segundo ele, o “X” de suas empresas era de multiplicação.

      Mas o que vimos foi “P” de potenciação, ou “E” de exponencial.

      Agora vemos o “D” de desconto (porque afinal, os preços nunca caem, kkkkkk).

      0
      • Luiz 28 de junho de 2012 at 17:05

        o que eu estou vendo é o R de Raiz quadrada em homenagem à sbestas quadradas que acreditaram nele

        0
      • RosinhA 28 de junho de 2012 at 17:13

        Ou T de Trouxa de quem comprou

        0
  • GB 28 de junho de 2012 at 16:12

    GafeS/A campeã em queda no IMOB:

    GFSA3 2,45 -3,16%

    Eu ainda acho que vão acabar saindo da Bolsa só para não chegar nos R$ 1,99.

    0
  • Zezinho 28 de junho de 2012 at 16:20

    Pessoal, fiz uma projeção dos anos de 2008 a 2014 (inicio e fim da bolha) com base naquele gráfico padrão das fases de uma bolha… quem está comigo?

    ‘http://imageshack.us/photo/my-images/811/bolhaimobiliariabrasil.gif/

    0
    • Luiz 28 de junho de 2012 at 16:33

      ficou mto bom mesmo

      (eu empurraria a linha 2 anos p frente, os dados indicam que o topo foi no começo de 2012)

      0
    • Justiceiro 28 de junho de 2012 at 16:48

      Amigo, interessante o gráfico.
      Entretanto, a bolha bananense, salvo engano, começou no 2º semestre de 2006.
      Fazendo uma análise gráfica das bolsas americanas e espanholas, podemos notar que demora-se de 10 a 15 anos (a tendência maior é 15 anos mesmo) para que os excessos bolhísticos sejam dissipados.
      Isso quer dizer que, caso na Banânia ocorra o mesmo, em 2016-2021 chegaremos no fundo do poço.
      Os pontos chaves são em detectar quando os preços começar a subir sob uma análise gráfica e se a banânia tem capacidade para aguentar uma bolha como a dos países desenvolvidos, que demoram uns 15 anos para chegar lá embaixo mesmo…

      0
    • Vampirito79 28 de junho de 2012 at 16:50

      Parabéns pelo gráfico. Eu puxaria a linha do desespero um pouco para trás, no final de 2013, inclinando a mais um pouco, por conta da situação da crise econômica externa.

      0
    • Pablo 28 de junho de 2012 at 16:59

      Só não gostei da linha VALOR de MERCADO, que mostra valorização CTE.

      0
      • Stark 28 de junho de 2012 at 17:02

        No meu entendimento ele não mostra valoriza;áo e sim pre;o de mercado. E a tendência, numa menor escala é de todas as coisas aumentarem de preço continuamente (inflação) por menor que seja. Preço é diferente de valor.

        0
    • jacob 28 de junho de 2012 at 18:00

      Bem legal

      Otimo pra tentar fazer minha namorada entender….rsrs

      Tb sugiro empurrar a linha um pouco pra frente, pq as quedas efetivas nao comecaram no inicio de 2011 e sim 2012.

      0
    • Ze Bom Dirolo 28 de junho de 2012 at 18:02

      Perfeito. Posso dizer que começou em 2008, pois comprei um imóvel exatamente nessa época e vendi em 2011. Pude perceber a variação bem detalhada no gráfico.
      Coisa de Zé.

      0
    • Silas Coul 28 de junho de 2012 at 19:58

      Parabens ze, mas como postei há alguns meses, a fase de desespero será em meados de 2017, quem tiver sangue frio e capitalizar-se até la, passará o rodo!

      0
      • Ze Bom Dirolo 29 de junho de 2012 at 10:23

        Pois é Silas Coul (esse nick é engraçado)….essa é a grande pergunta….Quando comprar. Eu sinceramente não acredito que as Olimpíadas devam ocorrer no Brasil, portanto, colocaria para 2014.

        0
  • Alex 28 de junho de 2012 at 16:53

    Preciso da ajuda de vocês.
    Estou comprando um terreno em um condominio em Jundiai.
    Só que, como muitos aqui em Jundiai, apesar de ser um condominio fechado, não são “terrenos”, e sim “unidades autônomas”.
    Seria uma espécie de um prédio na horizontal. Temos terrenos com áreas idênticas (480m2), e temos regras muito bem estabelecidas, específicas, para construção. Ou seja, medidas exatas de recuo, de frente, de lateral, área exata do 1o primeiro piso, área exata para 2o piso. No meu caso, estaria ok, porque estaria dentro do que estou planejando para a construção.
    Mas já há algumas casas em que os proprietários dessas “UAs” não seguiram as regras, e depois poderão ter problemas na escritura, quando tudo for legalizado.
    Vocês conhecem isso? É normal esse tipo de condomínio? Pode se tornar um problema no futuro?
    Obrigado pela ajuda!

    0
    • Alex 28 de junho de 2012 at 21:54

      Nenhuma boa alma??. 🙁

      0
      • Capital H 28 de junho de 2012 at 23:56

        Pede uma força pro nosso Engenheiro de SJC. Ele deve entender bem disso.

        0
  • Fernandão Bolhudo 28 de junho de 2012 at 17:10

    Casseta!!!

    A Porto Seguro acabou de me ligar no telefone do trabalho para me oferecer um cartão de crédito com limite pré-aprovado!!!

    Resposta minha para a vendedora: não quero!

    A vendedora me perguntou o motivo. Respondi que estou muito endividado e que não quero engordar a taxa de inadimplência recorde que o Brasil alcançou!

    Tomara que isso sirva de estatística para os bancos…

    0
    • RosinhA 28 de junho de 2012 at 17:19

      Se cobrar as taxas que cobra do seguro Tá Louco, melhor cair fora mesmo, é uma seguradora muito boa, mas paga-se tudo que utiliza, inclusive aqueles serviços “”” Gratuitos”””” para residência, “mão de obra grátis” como se existisse algo grátis nesse país, meu corretor é nosso amigo pessoal, a própria empresa orienta eles a colocarem o aditivo de serviços, sem ele o preço fica até 15% a menos, segundo palavras dele.

      0
    • hannamanana 28 de junho de 2012 at 17:23

      Huahuahua…
      Ótimo. Meu banco também me ligou e pra eu colocar uma proteção no cartão que me deixaria protegida contra uso indevido no cartão.
      Eu disse que não queria e ela perguntou por que – que era muito bom tralalá, que se acontecesse algo, eu ficaria no prejuízo blablabá.
      E eu disse que, oras, eu sei que o banco é obrigado a me ressarcir por danos causados por uso indevido do meu cartão (clonagem, fraude praticadas por terceiros contra mim e etc., por isso não quero pagar este seguro.
      Fim de papo. Ela agradeceu e desligou. hehehe

      0
      • Carlos_ 28 de junho de 2012 at 17:33

        Eu costumo a responder: você tem razão, é muito perigoso. Me transfere para o cancelamento, por favor.

        0
        • GB 28 de junho de 2012 at 19:34

          Boa, se eles mesmos estão admitindo que a segurança do cartão deles é falha . . .

          0
  • Pablo 28 de junho de 2012 at 17:14

    Cidade de SP: imóveis com aluguel de até R$ 1.000 são os mais locados em abril

    “http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2012/06/28/cidade-de-sp-imoveis-com-aluguel-de-ate-r-1000-sao-os-mais-locados-em-abril.jhtm

    E tem investidor comprando ape de R$ 1.000.000,00.
    Se não revender e tiver que alugar dançou.

    Reparem no detalhe:

    “O levantamento aponta ainda que 55,05%% dos imóveis alugados em abril foram devolvidos às imobiliárias.”

    0
    • POCBR 28 de junho de 2012 at 17:22

      “Quanto à inadimplência, ela passou de 4,23% dos novos contratos em março, para 3,76% em abril. Uma queda, portanto, de 11,11%”

      A queda deve ser pq os imoveis foram devolvidos …

      0
    • Luiz 28 de junho de 2012 at 17:37

      comparei com a tabela desse link
      “http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/2480017-venda+imoveis+usados+recua+abril+mas+preco+fica+mais+caro

      vamo fazer contas bem simples…

      85% dos alugueis é abaixo de 2 mil reais
      80% dos imoveis vendidos é acima 200 mil reais

      a média do valor de alugueis está em 1 mil reais
      a media do valor de venda de usados esta em 300 mil reais

      A média de renda é:
      1 mil diividido por 300 mil = 0,33%

      pior que a poupança nova, metade da poupança velha.

      conclusão: estão rasgando dinheiro e muito (e olha que eu nem contei os novos bem mais caros).

      0
    • Frank 28 de junho de 2012 at 23:46

      “O levantamento aponta ainda que 55,05%% dos imóveis alugados em abril foram devolvidos às imobiliárias.”

      acuma ???

      55% dos q alugaram em abril abriram o bico depois ?

      se for isso, me parece um indicador bizarramente espantoso.

      0
      • Luiz 29 de junho de 2012 at 12:14

        deve ser que 55% dos novos alugueis provem de imoveis que foram devolvidos anteriormente,

        ou seja os outros 45% nao foram devolivos, pode ser imovel novo p a imobiliaria, sendo ele novo ou não, pode ser prorrogação de contrato, …

        0
        • Frank 29 de junho de 2012 at 12:23

          ah bom, assim faz + sentido

          0
  • Pablo 28 de junho de 2012 at 17:22

    Só melhora!

    CSHG reduz participação na Gafisa para 4,63%

    “http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/cshg-reduz-participacao-na-gafisa-para-4-63

    0
  • RosinhA 28 de junho de 2012 at 17:55

    Fiesp rebaixa previsão de alta do PIB de 2,6% para 1,8%

    A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) rebaixou nesta quinta-feira a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012 de 2,6% para 1,8%. O PIB deste ano da indústria de transformação, antes previsto para crescer 0,1%, agora deve cair 0,8%, na avaliação da Fiesp.

    Já a estimativa da Fiesp do Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria de transformação caiu de estabilidade para um recuo de 2% ante 2011. Segundo a entidade, a previsão da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que aponta o desempenho da produção física, foi revista para uma queda de 0,6% em 2012, ante uma estimativa também de estabilidade na avaliação anterior

    De acordo com Paulo Francini, coordenador do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon), a previsão da Fiesp para o PIB de 2012 fica perto do desempenho esperado pelo mercado, em torno de 2%.

    “Quando fizemos a previsão, no início do ano, bem abaixo do que o governo afirmava, fomos bastante criticados”, lembrou, em coletiva de imprensa sobre os resultados de maio do INA. “Torço para que o (ministro Guido) Mantega, que disse ontem que o País não vai crescer abaixo de 2,5%, esteja certo e nós não”, afirmou

    0
    • charles 28 de junho de 2012 at 17:58

      O Mantega disse que vai ser 2,5%.

      Incrivel como algo que era pessimo agora ficou bom! Entenderam?

      0
      • Luiz 28 de junho de 2012 at 18:33

        essa contagem regressiva do pib tá ridiculo: 5,4,3,2, mes que vem é 1
        até o fim do ano ZERO

        0
        • Mineiro BH 28 de junho de 2012 at 19:35

          O Brasil está em recessão.
          Está é a verdade.

          0
    • Engenheiro-SJC 28 de junho de 2012 at 18:32

      Pois é, este “País das Maravilhas”, por fim vai crescer menos que a Argentina com suas expropriações e tudo mais…

      Don’t cry for me Argentina…. Brazil deserves it!

      VAMOS PRO PERU???

      Peru torna-se destaque de crescimento na América Latina

      … Com forte crescimento registrado nos últimos anos, o Peru vem ganhando cada vez mais espaço no cenário econômico do continente.

      Desde 2005, o PIB peruano vem registrando crescimento superior a 6% (com a exceção de 2009, quando a expansão foi de 0,9%). Em 2010, a taxa de crescimento foi de 8,8%….

      h t tp://www.brasileconomico.ig.com.br/noticias/peru-tornase-destaque-de-crescimento-na-america-latina_111714.html

      0
      • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 19:53

        Me lembrei do Roberto Campos elogiando o México nas páginas do O Globo.

        Acabou indo para o espaço em 1994.

        Essas quimeras são cíclicas.

        0
      • Frank 28 de junho de 2012 at 23:49

        ir para o Peru…poderia ser uma boa idéia, não fosse Lima uma das capitais mais bolhudas da AL:

        drunkeynesian.blogspot.com.br/2012/06/graficos-do-dia-mercado-imobiliario.html

        veja o 2o slide do post, no alto à esquerda.

        a bolhuda Lima só perde, das cidades pesquisadas, para ….tcham tchan ! SP e RJ

        0
    • hannamanana 28 de junho de 2012 at 19:07

      Como disseram, parece mesmo contagem regressiva…
      Não dá mais pra confiar em nada

      0
    • Silas Coul 28 de junho de 2012 at 19:43

      Já está chegando perto de minha previsão feita em janeiro: 1,5 %. Mas, pelo jeito, pode ser até pior.

      0
      • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 23:54

        Fechará negativo, simples.

        0
  • charles 28 de junho de 2012 at 17:57

    Lamento informar: “Mas todos os brasileiros têm sido enganados há 10 anos!”

    Tudo nesse país cheira a estelionato. Tudo é um grande circo montado para enganar você – meu caro amigo cheirador de calcinha!

    Acreditou no X, toma no O. Acreditou no Apedeuta, recebe migalhas, corrupção desenfreada, bolha de crédito, imobiliária e inflação galopante.

    Eu como sou desconfiado até demais, sabia que tinha algo de muito errado quando propagandeavam sobre as melhorias que seriam feitas no meio do mato para valorizar aquele pedacinho de terra.

    Agora é tarde… Resto ao povo endividado, que visita o blog e não se manifesta, rezar com muita fé. Muita gente deve encontrar o blog no google quando tenta buscar uma explicação lógica para as discrepâncias que constata entre noticias (midia) e cotidiano.

    Entenderam agora que foram enganados pelo Lula? Criem um movimento e vão até a casa dele protestar e reivindicar para que ele pague seus carnês.

    Game Over

    0
    • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 18:26

      Eu diria 20 anos.

      Lembro-me quando fiz o leasing de um carro importado, em agosto de 1998.

      Haviam duas opções: Juros de 0,5% ou juro zero, porém indexado ao dólar.

      Aí comentei com o vendedor: Não acredito que o dólar permanecerá nesse patamar tão baixo. Prefiro pagar os 0,5%.

      O vendedor retrucou: Mas teve um economista aqui que comprou com a gente, disse que esse negócio do dólar se valorizar não faz sentido.

      Foi quando pensei comigo: Um economista falou? Rá, então aí mesmo é que não vou embarcar nessa.

      O que aconteceu em janeiro de 1999, quem tem mais de 30 certamente se lembra.

      0
      • Engenheiro-SJC 28 de junho de 2012 at 18:55

        Lembro de colegas no trabalho completamente desesperados… pior, contavam que iriam pagar com as horas extras que com a crise, foram rapidamente cortadas…

        Teve um que comprou uma frangonete para tirar uns trocados aos fins de semana…

        0
      • hannamanana 28 de junho de 2012 at 19:09

        Todo mundo que entrou nessa dançou bonito.
        Um parente comprou um TIPO nestas condições…
        Dupla banana

        0
    • lena 29 de junho de 2012 at 03:04

      Charles, é isso mesmo. Aliás, toda vez que este ministro lança um dos seus “pacotes do desespero” e tenta passar aquela imagem de competência e otimismo, ele se faz tão ridículo, que seria cômico se não fosse trágico. Este, a dez anos, é o governo da incompetêcia, da mentira, da superficialidade e institucionalização da corrupção. E não se distinguiria de muitos outros governos que este país já teve, se não tivesse o diferencial do discurso peversamente socialista e da vaidade desmedida no jogo do “vale-tudo” pelo poder. Mas o tempo é o senhor da razão e a crise aqui fora desmascara a realidade aí dentro.
      E, como muitos jà postaram aqui, a bolha imobiliária é apenas parte de um todo que levará o país a uma profunda crise.
      Aproveito para parabenizá-lo pelos seus posts, Charles. São sempre muito consistentes e esclarecedores.

      0
  • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 18:08

    Ao colega Revoltado.

    Caro colega me desculpa te responder aqui em baixo, mas estou no smartphone e acredito que seja por isso que a função responder do blog não esteja funcionando.

    Bem camarada não sou o George Soros, logo sendo, não estou vislumbrando a possibilidade de ganhar qualquer coisa que seja com a crise, por favor assim vc me ofende, pois não sou burro.

    É obvio que a crise será pessima para todos e em todos os sentidos, mas infelizmente é o remédio amargo que dará fim a essa cleptocracia especulativa que aí está. Não sou funcionário público, mas francamente não estou com medo dessa situação, trabalho desde de guri, e ao contrario dessa mulecada bunda mole de hj, saí cedo de casa, conheço bem as dificuldades, passei fome longe dos meus pais e me fiz só nessa vida. levo minha vida como na oração do paraquedista e acredito que todo sofrimento no fim é recompensado. o que não dá camarada é para continuar trabalhando até às 21:00 em meu consutório todo o santo dia, para sustentar a mim e minha esposa com dignidade, e não poder comprar um apartamento pq meia dúzia de espertalhões cismaram que iriam ficar ricos me escravizando por 35 anos. Se este é o remédio estou preparado não tenho medo e graça a Deus tenho uma Mulher incrível ao meu lado. Toda mudança é sofrida e o caos traz consigo o recomeço.

    Quanto ao fuja para as montanhas, é bordão aqui no blog, assim como o “imagina isso na copa“ aqui no Rio.

    Forte abraço amigo, força e tranquilidade, o remédio é amargo, mas é requerido.

    0
    • Fernandão Bolhudo 28 de junho de 2012 at 19:04

      “… , mas francamente não estou com medo dessa situação, trabalho desde de guri, e ao contrario dessa mulecada bunda mole de hj, saí cedo de casa, conheço bem as dificuldades, passei fome longe dos meus pais e me fiz só nessa vida. levo minha vida como na oração do paraquedista e acredito que todo sofrimento no fim é recompensado. O que não dá camarada é para continuar trabalhando até às 21:00 em meu consutório todo o santo dia, para sustentar a mim e minha esposa com dignidade, e não poder comprar um apartamento pq meia dúzia de espertalhões cismaram que iriam ficar ricos me escravizando por 35 anos. Se este é o remédio estou preparado…”

      MUITO BEM! Ovaciono esse tipo de pensamento.

      0
    • Mr.Crowley 28 de junho de 2012 at 21:14

      Boa.

      0
    • Revoltado 28 de junho de 2012 at 23:10

      Não se engane André, tambem sou grande torcedor pelo fim da bolha.

      Acontece que dessa vez nao consegui deixar passar a minha indignaçao ao ver o seu comentario. Não é uma critica pessoal, apenas ideologica.

      Muito ansiosos pelo estouro da bolha as vezes não enxergamos outras coisas que vem junto no pacote: crise, desemprego, inflacao, recessão, falencias, aumento na criminalidade, e isso não é bom para ninguém.

      Eu torcia para o “soft landing”, mas receio ser tarde demais para voltar atras. O governo demonstra a cada dia maior incompetencia tentando adiar o inevitavel, e contribuindo para que o estrago seja maior.

      Nuvens escuras se aproximam! Preparemo-nos para a tempestade.

      0
      • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 23:35

        Pois é camarada, tbm não quero que ninguém sofra, mas tal qual adolescentes descuidados, a maioria não fez a sua parte, o parto começou e eu espero que acabe logo, pois as dores, ninguém aguenta mais.

        Abraços e força e honra amigo!!!

        0
        • André Luis ZS/RJ 28 de junho de 2012 at 23:38

          Além do mais camarada, será que foi incompetência, ou interesse em criar a situação necessária para o roubo (pacotes) aprovado e aplaudido?

          Fora o que se aceita ser aprovado em momentos de crise, disso sim tenho medo.

          0
          • Mr.Crowley 29 de junho de 2012 at 05:36

            Aamigo, sua situacao iilustra bem a diferenca entre riqueza gerada por trabalho (voce no consultorio ) , versus dinheiro de fantasia( viuvas querendo vender aptos em copacabana rj, por varios milhoes, dinheiro que elas nunca sonharam que um dia teriam).

            0
            • Revoltado 29 de junho de 2012 at 09:45

              Mr Crowley, infelizmente dinheiro é dinheiro.
              Não importa se alguém deu sorte de conseguir vender um imvoel a preços bolhudos, trabalhou muito para ganha-lo, ou simplesmente desviou dos cofres publicos.
              A partir do momento que está na mão, todos são iguais. Algumas pessoas sofrem mais para consegui-lo, outras sofrem menos, mas é a vida…

              0
  • Luiz 28 de junho de 2012 at 18:14

    Agora fiz um rápido calculo completo comparando venda de usados x contratos de aluguel, por faixas de valor respeitando o indice maximo de 0,5% do aluguel sobre o valor de venda (dado de mercado).

    universo: capital paulista, dados mais recentes possíveis, venda de usados e alugueis

    colunas
    1 faixa de valor de venda do imovel usado
    2 % de vendas
    3. Valor maximo de aluguel (0,5%)
    4. percentual de contratos
    5. Taxa de Ploc (sobreoferta) que é o percentual de vendas divido pelo percentual de alugueis)

    1 2 3 4 5
    Até 100 mil reais 0,45% até 500 reais 18% 3%
    de 101 a 120 mil 1,35% 600 10% 13%
    de 121 a 140 mil 2,25% 700 11% 21%
    de 141 a 160 mil 2,70% 800 4% 60%
    de 161 a 180 mil 6,76% 900 4% 151%
    de 181 a 200 mil 5,86% 1000 4% 131%
    acima de 200 mil 80,63% acima de 1000 48% 168%

    CONCLUSÃO:
    Sobreoferta em imoveis acima de 160 mil reais chegando a quase 1,7 vezes na faixa superior – acima de 200 MIL REAIS

    Se alguem nao entendeu me pergunte, se quiserem eu mando excel.
    Coisa fina essa conta que eu fiz

    fontes:
    “http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2012/06/28/cidade-de-sp-imoveis-com-aluguel-de-ate-r-1000-sao-os-mais-locados-em-abril.jhtm
    “http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2012/06/28/cidade-de-sp-imoveis-com-aluguel-de-ate-r-1000-sao-os-mais-locados-em-abril.jhtm

    0
    • Mineiro BH 28 de junho de 2012 at 19:38

      o Luiz, explica isso melhor aí pros leigos…

      0
    • RosinhA 28 de junho de 2012 at 20:43

      Legal Luiz, e se tratando da capital convenhamos que não existe nada muito habitável por menos de 1k, e acho que crescerá ainda mais.

      0
    • Frank 28 de junho de 2012 at 23:53

      o q é o % de vendas ?

      0
      • Luiz 29 de junho de 2012 at 10:08

        explicando p leigos:

        imóveis abaixo de 160 mil realmente existe demanda reprimida dado o numero de aluguéis

        imoveis acima de 160 mil está em sobreoferta

        Frk % de vendas é conforme definido pela fonte, a participação de vendas de apartamentos usados naquela faixa de preço.

        Essa conta que fiz, apesar de simples, é de lenta digestão, mais tarde vou fazer um post correlacionando com faixas de renda, mas já adianto pra vcs, vai dar sobreoferta desde a classe C.

        0
        • Frank 29 de junho de 2012 at 11:36

          Luiz, o link tem os dados de aluguel. (vc postou o mesmo link 2 vezes)

          onde vc obteve os dados de venda de usados ?

          0
          • Luiz 29 de junho de 2012 at 12:10

            obrgado por avisar, é a pressa

            segue o link certo
            “http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/2480017-venda+imoveis+usados+recua+abril+mas+preco+fica+mais+caro

            vendas de usados em abril na capital
            se achar outro erro favor avisar

            0
  • Joao 28 de junho de 2012 at 18:46

    Gostaria de colocar uma ideia e pedir ajuda aos leitores do blog. No vale do Paraíba, temos um programa novo na Globo, o Link Vanguarda. Eles aceitam sugestões sobre reportagens pelo Facebook. Eu escrevi para eles solicitando uma reportagem sobre a bolha imobiliária, citando o blog bolhaimobiliaria e o Prof. Samy para consulta. Inclusive comentei que não adianta entrevistar somente dono de construtora ou pessoas interessadas na alta. O pedido que faço aos leitores do blog é: Entrem no Facebook e peçam a reportagem sobre a bolha. É só procurar pelo Link Vanguarda no Facebook e escrever pedindo a reportagem sobre a bolha!

    0
    • Engenheiro-SJC 28 de junho de 2012 at 18:57

      Legal, mais um de SJC?

      0
    • Fabiano 28 de junho de 2012 at 23:28

      João excelente idéia , vou postar pedindo uma reportagem sobre a bolha tb .. mas sinceramente neste momento acho meio dificil afinal MRV e Gafisa não param de passar comerciais na Vanguarda rs
      A MRV querendo desovar os 3 empreendimentos com pé direito abaixo de 2,40 e que ficaram embargados 3 anos rs e só conseguiram liberação agora em 2012 com a lei do “puxadinho” da prefeitura
      Fora a Gafisa com aquele monte de torres fantasmas na Cassiano Ricardo e que estão queimando por 40 , 50 % de desconto , outro dia passei por ali de carro os corretores ali na frente só faltam pular na frente do carro e te puxar para o estande rs , vc passa a noite por lá e ve meia duzia de luzes acesas rs isso porque os aptos começaram a ser entregues em Fevereiro rs

      0
      • André Luis ZS/RJ 29 de junho de 2012 at 00:01

        2,40??????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

        Cara tenho 1,92!!! Como Alguém vai viver num cubículo desses???????!!!!!!!!!!!!!!!!!

        0
        • Fabiano 29 de junho de 2012 at 01:04

          Sim André o minimo permitido pela prefeitura éra 2,40 o que é um aburdo rs , a MRV fez alguns empreendimentos com pé direito abaixo disso então a prefeitura não liberou o habite-se tem predio que ficou pronto no final de 2009 e até hoje esta sem liberação pois a MRV não apresentou a documentação , não recolheu impostos e tb não fez os ajustes pedidos pela prefeitura.
          No final do ano passado a prefeitura teve que abrir as pernas e liberar essas obras mesmo fora do padrão pois tem muita gente desesperada que comprou e não sabe mais o que fazer , na época até cogitaram demolir os prédios rs mas acabaram entrando num acordo , disseram que em Março de 2012 estaria liberado , pois bem até agora nada eu sei porque um desses empreendimentos fica pertinho do meu prédio rs e todo dia eu passo quase em frente e vejo o uma barraquinha na frente com um corretor comendo mosca lá na frente , como muita gente desistiu e pediu o dinheiro de volta eles estão abarrotados de aptos pra vender rs , e o pior se vc entrar no site da MRV estão vendendo como lançamento rs rs e olha que ainda tem tonto que cai no conto rs e vai morar no pombal de 2,35 rs rs
          da uma olhada nesta reportagem do final do ano passado no jornal local aqui da região que falava da tal lei do “puxadinho”

          http ://w w w.ovale.com.br/nossa-regi-o/lei-do-puxadinho-beneficia-espig-es-irregulares-de-s-jose-1.152459

          0
      • Engenheiro-SJC 29 de junho de 2012 at 12:47

        No Vila Nova São José(Gafisa), dos 300 apartamentos entregues (3 torres) no início do ano há, até agora, apenas 40 ocupados!! Desocupação de ~90%!!!

        Que coisa, pensava que no Brasil (e em SJC) o pessoal só comprasse pra morar…

        0
  • Ademir 28 de junho de 2012 at 18:49

    PLOC. Eike.
    Empresa de papel.

    0
    • hannamanana 28 de junho de 2012 at 19:12

      O Eike não perde dinheiro.
      Ele faz os outros perderem dinheiro…

      0
      • Luiz 28 de junho de 2012 at 19:23

        OGXP3 5,05 -19,20 822.102.473 milhoes
        MMXM3 5,00 -17,08
        LLXL3 2,05 -8,07
        GFSA3 2,45 -3,16

        2 bilhoes em vendas em 2 dias
        pior que a GFSA só o Eike, ambas vendendo o mesmo que o japonês da feira

        0
    • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 19:40

      Me lembrei de uma música do Lulu Santos:

      Hoje eu vendo sonhos, ilusões e romances…

      0
  • hannamanana 28 de junho de 2012 at 19:06

    Um aparte… o que é “Cirilo” que vocês ficam falando?

    0
    • Seu Madruga 28 de junho de 2012 at 19:37

      Cirilo, vulgo animador de piscina, é um sujeito que aparecia por aqui defendendo a valorização eterna dos imóveis, que SP ainda estava barato comparado a NY… RJ era comparada a Monte Carlo… Apurrinhava, mas era gostoso ver o pessoal destroçando ele!!! Depois ele trocava o nome, agora nem aparece mais! Dá um alô aí Cirilo!

      0
      • hannamanana 29 de junho de 2012 at 09:31

        Ahhh entendi!
        Cirilos, no final das contas, são divertidos então kkk

        0
    • Mineiro BH 28 de junho de 2012 at 19:44

      gente, cadê o Cirilo?
      aliás, cadê um tanto de gente que ocupava o blog periodicamente?
      já perderam o emprego e tiveram de cortar a net de casa? hahahaha

      0
      • GB 29 de junho de 2012 at 04:49

        Ele vinha aqui dizer que era “estágiário de um dos maiores bancos do mundo”, que “trabalhava com fundos imobiliários”, que “estudava na USP”, que “o carro dele era malhor que o nosso”, lembram-se de toda essa groselha ?

        Tão esperto e não sabia conjugar o verbo “haver”, kkkkkkkk, todos os posts dele tinham esse erro..

        0
        • hannamanana 29 de junho de 2012 at 09:34

          Estagiário de banco?
          Pelo que vocês relatam dele, só se ele trabalhava com o Carlos Alberto de Nóbrega!!!!!!!!!

          0
        • Desconfiada 29 de junho de 2012 at 09:58

          E ele ainda dizia que cifras milionárias não o assustavam, porque ele lidava com valores extraordinariamente altos diariamente.

          É, desse nível, o menino via números em planilhas e sistemas e se “acostumou” com a riqueza. Só esqueceram de contar para ele que aquilo era grana dos outros.

          0
  • hannamanana 28 de junho de 2012 at 19:21

    “Venda de imóveis usados cai 12,01% e locação recua 14,09% em SP em abril”
    Vejam em: “http://monitormercantil.com.br/2012/index.php?pagina=Noticias&Noticia=115136&Categoria=CONJUNTURA”

    0
  • Eddie 28 de junho de 2012 at 19:31

    Jornal da Band Rio agorinha: mercado está estabilizado com tendência de queda; imóveis usados já baixaram e queda pode chegar a 25%.

    Mais uma mídia afirmando o desparate. Que venham preços justos!

    0
    • Zenon 28 de junho de 2012 at 19:46

      Quem comprou na planta e ainda não recebeu (para moradia) vai se ferrar nessa?

      0
      • jacob 28 de junho de 2012 at 23:22

        Quem comprou pra morar o racicionio e outro, em principio comprou por um preco que podia pagar e julgou justo. Deixe o mercado pegar fogo la fora.
        Claro, por outro lado, se nao der conta de pagar se ferrou mesmo, ou ainda, se tivesse esperando mais tempo provavelmente teria feito melhor negocio.
        Ainda, se os precos despencarem pode compensar devolver o que comprou, ficar com o preju e comprar outro.
        hehe

        0
        • Frank 28 de junho de 2012 at 23:56

          “Quem comprou pra morar o racicionio e outro”

          mais ou menos.

          o problema é diferente do especulador, claro, mas ninguém (muito menos morador final) gosta (ou pode) rasgar $$.

          o cara compra o 2 qts em Bostafogo por 800 K, e 6 meses depois tem um no prédio sendo vendido a 600 K….e o cara ainda não pagou 1 anos dos 20 de financiamento…..situação no mínimo…er…desconfortável 🙂

          0
          • GB 29 de junho de 2012 at 04:54

            É verdade, mas esse cara mora em algum lugar, ou com parentes ou de aluguel, ele achou que era uma boa idéia mudar isso e caiu na conversa do “sonho da casa própria com preço caro e prestações que cabem no bolso”, é claro que ele vai se sentir lesado depois quando os preços caírem de verdade e vai tender a devolver tudo.

            0
          • jacob 29 de junho de 2012 at 09:29

            Rapaz, eu tentando consolar o cara e vcs escancaram a situacao….rsrs

            Vcs estao certos, eu so tentei dizer a mesma coisa de forma mais palatavel.

            hehe

            0
        • Velvet 29 de junho de 2012 at 12:11

          Obrigado pelo retorno, nobres leitores!
          Eu comprei um AP na planta o ano passado, (acredito eu, ou tento me convencer!) não por um preço exorbitante (209k – 64m2 – andar alto, construção, aparentemente, repito, aparentemente bem encaminhada para o ano que vem), em um local muito bom aqui em João Pessoa/PB (o mercado aqui é louco, atualmente os lançamentos estão totalmente fora da realidade…sempre me pergunto quem são as pessoas que estão com tanta renda assim para sustentar esses preços!??? Não falta placa de “vende-se” aqui também).
          Minha grande questão é o saldo devedor subindo com o INCC (só fui informado, na verdade, descobri por mim mesmo, que isso acontecia, pois ninguém informa na hora da compra, realizada dentro do momento de ilusão do “sonho da casa própria”). Se eu tivesse conhecido esse blog antes, certamente, não teria feito a compra, pois estaria com o sinal + parcelas + balões pagos até hoje em outros investimentos.
          A mim, só resta rezar agora para que minha renda fique dentro da faixa de financiamento do saldo devedor na época da entrega de uma forma gerenciável.

          0
    • Álvaro Guilherme 28 de junho de 2012 at 20:00

      Estabilizado com tendência de queda? Ou é um, ou outro.

      É como dizer que uma mulher está ligeiramente grávida.

      0
      • Vinicius 28 de junho de 2012 at 20:21

        Eles são que nem a história do gato subiu no telhado… Tem que ir preparando o público kkkkkkkk Primeiro subida eterna, depois estabilização, depois estabilização com tendendcia de queda, depois querda fraca, queda moderada, queda forte, e finalmente corri negadis…

        0
    • Cleyton 28 de junho de 2012 at 20:27

      Enquanto isso a RPC (Filial da Globo aqui) fazendo propaganda paga, dizendo que é uma boa comprar pra alugar, etc.

      Detalhe, não foi apresentada nenhuma qualificação do “economista”, acho que seria menos cômico a targeta escrever apenas “um cidadão qualquer”.

      0
      • Bolha Imobiliária 28 de junho de 2012 at 20:35

        Vou procurar pelo vídeo…

        0
        • Bolha Imobiliária 28 de junho de 2012 at 20:40

          http://g1.globo.com/videos/parana/t/paranatv-2a-edicao/v/imoveis-renderam-bem-mais-que-a-poupanca-em-curitiba/2016433/

          Mas credo…A guria comprou, e tá pensando se vai vender ou alugar…Mais um imóvel para entrar na lista dos 13 mil encalhados do imoveiscuritiba…

          0
          • Cleyton 28 de junho de 2012 at 20:49

            É esse mesmo! Valeu!

            0
          • Seu Madruga 28 de junho de 2012 at 21:59

            Caraca!!!! 13.000 encalhados!!! Putz, quanto será que tinha há um ano? Tem esse dado aí Bolha?

            0
            • Bolha Imobiliária 28 de junho de 2012 at 22:09

              Tenho sim. Tenho anotado a oferta do site…Tinha 7600 a um ano atrás

              0
              • Vitor- CWB 28 de junho de 2012 at 22:50

                13.171 só apartamentos…soma-se a estes, mais 5.650 sobrados e 3.481 casas ou seja: 22.302 imóveis bolhudos encalhados em Curitiba dados de hoje 28 de junho.
                Mas claro isso é que está no http://www.imoveiscuritiba.com.br, têm muito mais com os particulares e outras imobiliarias que não divulgam nesse portal.

                0
              • Bolha Imobiliária 28 de junho de 2012 at 23:37

                grafico de oferta

                0
              • Seu Madruga 29 de junho de 2012 at 00:16

                Na proporção imóveis/população Curitiba realmente dá medo… O que ainda mantêm a bolha aí? Teimosia, burrice, ganância?

                0
                • xyz 29 de junho de 2012 at 09:00

                  Pacotes governamentais desesperados.

                  0
                • Bolha Imobiliária 29 de junho de 2012 at 11:27

                  Os três, ainda. Tem um dado importante nisto tudo. Saiu uma reportagem estes tempos, que o numero de imoveis entregues em 2012 vai ser o dobro de 2011, e 2013 vai ser o dobro de 2012…

                  0
                  • RosinhA 29 de junho de 2012 at 12:15

                    Bolha isso é o principal, o aumento das entregas, e sem contar o tempo que vão atrasar com certeza

                    0
                • Cleyton 29 de junho de 2012 at 20:49

                  “Na proporção imóveis/população Curitiba realmente dá medo… O que ainda mantêm a bolha aí? Teimosia, burrice, ganância?”

                  É que curitibano tem a fama de não falar com estranhos, incluindo os vizinhos (que eram estranhos quando se mudaram e sem falar com eles não tem como conhecer), assim não ficam sabendo dos encalhes e dificuldades.

                  0
    • Revoltado 28 de junho de 2012 at 23:15

      Se a gente acompanhar a evoluçao, eles estao igual ao Mantega…

      até 2010 – vai valorizar 30% até 2016

      inicio de 2011 – vai valorizar até a copa

      meados de 2011 – vai acompanhar a inflacao

      final de 2011 até meados de 2012 – vai estabilizar

      metade de 2012 -vai estabilizar com tendencia de queda

      quem dá mais?

      0
      • GB 29 de junho de 2012 at 04:56

        metade de 2012 pra frente – venda de Gardenal e Lexotan versão corretor dispara

        0
  • Justiceiro 28 de junho de 2012 at 20:25

    Caso se confirmem as quedas de preços de 25% ao ano, teremos o DESPAIR entre 2015 e 2016.
    Temos que resistir e não comprar NADA até lá.
    Juntemos a grana para comprar a terreno de 1000m², com boa estrutura, por R$ 25 mil.
    E já é bastante para a banânia.
    Gosto daqui, do clima, e da comida.

    0
  • Felipe 28 de junho de 2012 at 21:01

    Teve um caso parecido com o abaixo, só que foi com um navio chamado costa concordia!!

    A OGX, do bilionário Eike Batista, trocou a presidência-executiva em meio ao duro questionamento do mercado sobre a capacidade de produção de petróleo da companhia. Em apenas dois dias, a empresa perdeu 40% do valor na bolsa.

    O executivo Paulo Mendonça, que ocupou a presidência da OGX por apenas dois meses, será substituído por Luiz Eduardo Carneiro, que antes presidia a OSX, outra empresa de Eike.

    A mudança consolida “a natural evolução da OGX para uma nova fase em que a produção adquire especial importância, sem qualquer prejuízo da continuidade da campanha exploratória”, informou a companhia em fato relevante nesta quinta-feira.

    Na terça-feira à noite, a OGX informou que a vazão de óleo nos primeiros poços perfurados pela empresa em um campo na bacia de Campos é de 5 mil barris de óleo equivalente (boe) por dia, apenas um terço do que o mercado esperava.

    O comunicado foi o gatilho para uma queda acentuada das ações da OGX na Bovespa, com várias corretoras reduzindo drasticamente as projeções e a recomendação para os papéis da empresa, levantando dúvidas sobre todo o programa de crescimento da companhia.

    Nesta quinta-feira, a Ibovespa fechou em queda pressionado pelo segundo tombo da petroleira OGX, que desabou 19,2%, a R$ 5,05. Outras empresas do grupo também derreteram, como MMX, que caiu 17,0%, a R$ 5, e por LLX, com queda de 8,07%, a R$ 2,05.

    Schettino, VADA A BORDO, CAZZO!

    0
    • hannamanana 29 de junho de 2012 at 09:39

      Com direito à dura do próprio comandante De Falco rssss

      0
    • Frank 29 de junho de 2012 at 11:39

      “Schettino, VADA A BORDO, CAZZO!” – boa.

      “A mudança consolida “a natural evolução da OGX para uma nova fase” e blá blá…

      esses eufemismos corporativos….uma piada.

      o cara deve ter tomado um esporro monumental do Eike.

      0
      • Tomaz 29 de junho de 2012 at 12:24

        Quem precisa de um esporro monumental é o próprio Eike, vendedordeareianodeserto.

        0
  • Curioso 28 de junho de 2012 at 22:35

    Muito bom abrir o caderno de Economia e ver notícias bem realistas!!!
    Melhor ainda é ler todos os tópicos do blog e reafirmar suas convicções !!!

    A conta tá na mesa, BRASIl!!! AGORA PAGUEM!

    0
  • simone 29 de junho de 2012 at 00:00

    InfoMoney reage às notícias da Moody’s e diz que Banco do Brasil é o mais forte do mundo. Abra o olho com o BB.
    – Logo depois que a Moody’s divulgou nota sobre piora na classificação de riscos do Banco do Brasil (leia nota abaixo) a publicação InfoMoney publicou a informação a seguir, altamente badalativa, através da qual o distinto público fica sabendo que o BB é o mais forte banco do mundo, mais forte até do que o Deutshe Bank. A avaliação é de uma desconhecida agência americana de classificação de riscos. Leia a nota e confira o link da InfoMoney (os banners do Banco do Brasil não fazem parte da matéria.

    CLIQUE AQUI para ler.

    0
    • André Luis ZS/RJ 29 de junho de 2012 at 00:15

      Só tenho uma coisa a dizer, FALA SÉRIO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      0
    • Anonymous 29 de junho de 2012 at 01:04

      Banco do Brasil é a instituição mais forte do mundo, diz pesquisa
      28 de junho de 2012, Mariana Mandrote

      “http://www.infomoney.com.br/bancodobrasil/noticia/2480111-banco+brasil+instituicao+mais+forte+mundo+diz+pesquisa”

      SÃO PAULO – O Banco do Brasil (BBSA3) é a instituição financeira mais forte do mundo, de acordo com raking global da agência de notação financeira norte-americana, Weiss Ratings. A nota do banco brasileiro é B+, o que indica uma boa segurança financeira e que ele tem recursos suficientes para lidar com uma série de condições econômicas adversas.

      Mariana Mandrote – olha a moça aqui 😉
      “http://www.youtube.com/watch?v=RK0o5uO_ui0”

      Weiss Ratings
      “http://weissratings.com/”

      Segundo o website, a Weiss Ratings é uma empresa de consultoria desde 1989. ENTRETANTO, o website está repleto de PROPAGANDA, inclusive ADSENSE DO GOOGLE. Se é uma empresa de consultoria, com a arrogância de se achar capacitada a dar notas para os bancos, então por que motivo está tirando um troco com simples anúncios?

      0
      • jacob 29 de junho de 2012 at 09:44

        Meus minguados reais estao no BB, depois de ler isso me bateu uma vontade de mudar de banco…
        O problema é quando penso nas outras opcoes. Acho que certo mesmo esta o anonymous.

        0
    • GB 29 de junho de 2012 at 05:02

      As matérias escritas nesse InfoMoney são do Frajola.

      0
    • hannamanana 29 de junho de 2012 at 09:40

      Mais forte do mundo é a caixa forte do Tio Patinhas que nem a Maga Patalógica consegue dar cabo totalmente.
      De resto, tudo pode mudar sempre.

      0
    • JPM 29 de junho de 2012 at 13:26

      Provavelmente essa agência de classificação de riscos avalia os bancos pelos seus comerciais, e pelos releases que o governo solta, como o “estamos 300% preparados”.
      Eles devem achar que as propagandas aqui são mais sérias, como lá fora.

      0
  • simone 29 de junho de 2012 at 00:14

    Anônimo disse…
    o BB eh mais rico que o banco alemão?

    e por que não somos mais ricos do que a Alemanha?

    0
    • André Luis ZS/RJ 29 de junho de 2012 at 00:17

      Que paradoxo…

      0
  • Marcelo Arruda 29 de junho de 2012 at 00:19

    Aporte de capital suspeito? HSBC reduz preço-alvo e recomendação para PDG

    Fonte: Infomoney – 29/06/2012 – 20:20

    SÃO PAULO – O HSBC reavaliou o case de PDG Realty (PDGR3), reduzindo o preço-alvo para as ações da imobiliária de R$ 14,00 para R$ 4,00, além de rebaixar a recomendação de overweight (peso acima do mercado) para neutral. O novo preço-alvo, 71,43% menor que o antigo, reflete o novo cenário em que a companhia está inserido, com a desaceleração do setor imobiliário e novos questionamentos acerca do desempenho da companhia.

    Essa projeção garante um potencial teórico de valorização de 18,34% frente ao fechamento da última quinta-feira (28). O analista Felipe Rodrigues, do HSBC Investimentos, ressalta que reduziu suas projeções para a empresa, conforme a PDG foca na entrega dos projetos antigos, iniciados antes de 2009.

    A companhia tem tentado elevar a participação de sua equipe interna nas suas obras, para manter os custos sobre controle – após 30% de seus projetos em 2011 mostrarem atrasos ou estouros no orçamento. Esse é um processo natural, conforme os antigos lançamentos vão sendo entregues. Em 2012, a percentagem de construções que são executadas pela equipe interna deve passar de 27% para 70%.

    Aporte “suspeito”
    Mas há uma razão de suspeita para Rodrigues: a proposta da Vinci Partners em aportar R$ 800 milhões na imobiliária. Potencialmente, isso é uma faca de dois gumes, já que se por um lado ajuda a empresa. No entanto, mostra a fraqueza dos resultados de curto prazo da PDG. A proposta dá direito aos atuais acionistas a subscreverem uma ação ao valor de R$ 4,01 e uma debênture conversível da companhia, ambas imobilizadas por quatro anos.

    “Não está claro para nós porque a PDG aceitaria uma emissão de capital abaixo do valor patrimonial”, afirma Rodrigues – lembrando que o atual valor patrimonial da PDG é de R$ 4,28 por ação.

    Para ele, é difícil compreender a necessidade dessa operação, se a PDG vir a gerar R$ 200 milhões de caixa, como dito pela empresa na teleconferência de resultados do 1º trimestre de 2012. Ele destaca essa emissão tem o poder de diluição de cerca de 17,4% da companhia e mais 14,9%, caso a debênture for convertida em ações.

    Rodrigues lembra do lado bom da emissão: há um risco de resultados mais fracos no curto prazo, já que o temor é que a empresa não consiga gerar resultados positivos este ano. Isso faria com que a empresa tivesse gastos negativos de caixa, precisando se capitalizar através de novas dívidas.

    0
    • Rafael KM 29 de junho de 2012 at 01:45

      “Não está claro para nós porque a PDG aceitaria uma emissão de capital abaixo do valor patrimonial”,

      Bom Rodrigues, já que você deve ser analista estagiário, vou explicar, apesar de não ser economista: o patrimônio que está no balanço da PDG é baseado em dinheiro de mentirinha, e eles sabem disto.

      0
    • GB 29 de junho de 2012 at 05:05

      “A companhia tem tentado elevar a participação de sua equipe interna nas suas obras, para manter os custos sobre controle “, kkkkkkkk.

      Tão pegando até estagiário interno deles para ser servente de pedreiro, corre Cirilo que é friis.

      0
  • Marcelo Arruda 29 de junho de 2012 at 00:23

    HSBC reduz em 65% preço-alvo das ações da Gafisa, para R$ 3,50

    Fonte: Infomoney – 28/06/2012 – 20:50

    SÃO PAULO – Apesar da nova estratégia da Gafisa (GFSA3) para voltar à lucratividade, o HSBC acredita que ainda há muito por fazer, mas “há luz no fim do túnel para a imobiliária”. A corretora reduziu em 65% o preço-alvo para as ações da imobiliária, indo de R$ 10,00 para R$ 3,50 – o que implica em um novo potencial de valorização de 42,86% em relação ao fechamento desta quinta-feira (28). A recomendação foi mantida em manutenção.

    Com deterioração rápida nos últimos trimestres, a empresa ensaia um novo começo com a alteração do conselho de administração, que dará início a um plano para tentar trazer lucro para a companhia, que há algum tempo não mostra sinais positivos. No ano passado, a Gafisa registrou prejuízo líquido de R$ 945 milhões, incluindo uma reversão nas receitas, custos bem acima do previsto e cancelamentos de lançamentos de projetos da subsidiária Tenda.

    Para o analista Felipe Rodrigues, do HSBC, o principal problema da Gafisa é o capital de giro da Tenda. O novo planejamento da companhia prevê melhorias nesta questão, com o cancelamento de mais de R$ 1 bilhão em vendas da subsidiária, revisão das unidades e, ao mesmo tempo, transferência dos recebíveis para a Caixa Econômica.

    Segundo Rodrigues, “é importante que a companhia mostre que pode operar a Tenda, o que acreditamos não tenha sido possível até agora”. Para ele, a margem bruta da empresa começará a ser afetada pelos cancelamentos de vendas da Tenda durante algum tempo, o que deve implicar em uma margem de 24,8% para 2013.

    Porém, o analista enfatiza que se houver sucesso na liberação do capital de giro empregado nas operações da Tenda, a situação poderá melhorar mais rapidamente que o esperado.

    A melhor operação da Gafisa é a Alphaville, “único que deu dinheiro até agora”, diz Rodrigues. A companhia está adquirindo os 20% da participação na Alphaville que ainda não lhe pertencem, a um preço de R$ 1,8 bilhão – ou cerca de 140% do atual valor de mercado da Gafisa -, “mas ponderando que esta é a única operação lucrativa da companhia, ela está no caminho certo”, afirmou o analista.

    0
    • Vinicius 29 de junho de 2012 at 09:39

      Hoje ela despenca mais ainda…

      0
    • hannamanana 29 de junho de 2012 at 09:45

      Ou seja… mais uma com preço alvo derrubado.
      Aliás, quem trabalha na área de construção sabe se estas empresas, mesmo “respeitáveis e grandes” (cahammm) tem controles afinados de custos, estoque de materiais e etc?
      Pergunto porque conheci uma construtora uma vez que tinha um controle mais ou menos disto ai. É lógico que depois descobriu-se que a lucratividade dela era em boa parte comida por compras desnecessárias, perdas, funcionários que levavam mercadorias embora e etc etc.
      Nem preciso falar que quebrou, né?

      0
    • Revoltado 29 de junho de 2012 at 09:50

      “o que implica em um novo potencial de valorização de 42,86% em relação ao fechamento desta quinta-feira (28).”

      Vai subir pra 3,50?

      Vou correndo comprar agora!

      kkkkk

      0
      • Álvaro Guilherme 29 de junho de 2012 at 14:51

        De R$ 0,01 para R$ 0,02 são 100% de aumento!

        0
  • Mr. Alex 29 de junho de 2012 at 00:47

    Teve treinamento de simulação de incência no prédio onde trabalho, Av. Berrrini – SP.

    Sabe o que tinha lá embaixo, além da Brigada ?

    Adivinhem….

    Sim….

    Vendedores de imóveis, tentanto vender imóveis em Sto. Amaro (longe pra K7) por apenas…

    R$ 8k/m2

    Ah….

    E se eu ou os colegas abordados não tivessémos “dinheiro”, era para dar o folder para o “chefe” (coisa de índio) da empresa.

    A promotora parecia saída da uma festa Have, tanto pela aparência, como pelo linguajar, como pela comportamento.

    Pode ?????

    Ai seu eu tivesse uma 12 !!!

    0
    • Mr. Alex 29 de junho de 2012 at 00:48

      ooops…. Rave

      0
    • Mr. Alex 29 de junho de 2012 at 00:53

      Entrevista para ser “corretor”:

      – Olá, o que você faz ?
      – Nada, além de ir para festas Raves à noite e lamber ácido !
      – Beleza, contratada !
      – Ah, legal, obrigada….

      Candidata sai da sala.

      – Putz, tem que lamber acído para acreditar que R$8k/m2 em Sto Amaro é barato ! Acho que ele vai encotrar uns amiguinhos que também lambem ácido constatemnente e vamos ter muito lucro…
      – Com ácido, Sr ?
      – Não, seu trouxa ! Toma aqui, lambe isso !

      0
      • ray 29 de junho de 2012 at 10:50

        boa!

        0
      • Cleyton 29 de junho de 2012 at 20:51

        E eu achava que só as perguntas “sabe escrever? Fala português” já resolviam!

        0
    • GB 29 de junho de 2012 at 05:20

      Eu trabalhei na Nestlé aí na Berrini por 5 anos, uma vez por ano eles faziam isso, era chato.

      0
    • hannamanana 29 de junho de 2012 at 09:46

      Nada mais apropriado para uma simulação de incêndio como ter a presença de corretores de imóveis.
      Desculpa, mas achei muito adequado!rssss

      0
  • Andersonvt 29 de junho de 2012 at 01:15

    O Banco Central reduziu a previsão para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro de 3,5% para 2,5% neste ano. A projeção para a inflação em 2012, por outro lado, subiu de 4,4% para 4,7%.

    As informações constam do Relatório de Inflação divulgado pela autoridade monetária nesta quinta-feira.
    Tópicos relacionados

    Economia,
    Brasil

    O anúncio do BC ocorre dias depois de o mercado ter revisado para baixo, pela sétima vez consecutiva, a estimativa para o PIB em 2012, de 2,30% na semana passada, para 2,18% para esta semana. Para 2013, a projeção também foi alterada, de 4,25% para 4,20%.

    Os dados foram divulgados pela autoridade monetária através do boletim Focus, na última segunda-feira, um apanhado da opinião de cerca de 100 instituições financeiras sobre os rumos da economia brasileira.

    A previsão do BC para a inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) e divulgada pelo IBGE, foi, entretanto, reduzida para 2013, de 5,20% para 5%.

    Na última quarta-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o PIB crescerá pelo menos 2,5% em 2012.

    A desaceleração da atividade econômica vem preocupando fortemente o governo desde o início deste ano.

    Para combater a queda do desempenho da economia, o governo lançou mão, na última quarta-feira, de uma nova rodada de medidas para incentivar a produção e o consumo, como o pacote de compras governamentais de R$ 6,6 bilhões, acima do previsto no orçamento – no total, serão R$ 8,4 bilhões.

    h ttp://www.bbc.co.uk/portuguese/ultimas_noticias/2012/06/120628_banco_central_pib_lgb_rn.shtml

    0
    • Andersonvt 29 de junho de 2012 at 01:26

      Pessoal,

      Tenho aprendido muita coisa aqui no blog ultimamente mas ainda sou leigo em economia, por isso me tirem uma dúvida… não seria o correto comparar o crscimento do PIB com a inflação? Se a estimativa do PIB do BC é de crescimento de 2,5% e a estimativa da inflação é de 4,7% isso não é considerado indício recessão? Por favor me tirem esta dúvida.

      0
      • RGD 29 de junho de 2012 at 02:43

        Acredito que a estimativa do PIB divulgada pelo BC se refere ao PIB real, não ao nominal.

        “O PIB nominal é valor calculado levando-se em conta os preços do ano corrente: ou seja, se houver inflação no período, ela será contabilizada no resultado final. Já o PIB real é medido com o preço fixado no ano anterior, tirando-se desse cálculo o efeito da inflação.”

        Algumas referências:
        “http://pt.wikipedia.org/wiki/Produto_interno_bruto
        “http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/perguntas_respostas/pib/produto-interno-bruto-pib.shtml

        0
      • DBA 29 de junho de 2012 at 14:11

        Caro Andersonvt,
        tecnicamente, a recessão ocorre quando o crescimento do PIB é negativo por dois trimestres consecutivos. Basta olhar o crescimento do PIB, o qual já contempla, como já observou RGD.

        0
        • DBA 29 de junho de 2012 at 14:11

          corrigindo:
          o qual já contempla a inflação, como…

          0
    • charles 29 de junho de 2012 at 11:16

      A previsão do PIB para 2012 já caiu pela metade e ainda estamos no meio do ano.

      Todos aqui estão carecas de saber que eles contam a mentira e vão desmentindo ao longo do ano. O impressionante é que nem em novembro o “Menistro” consegue acertar em quanto a bagaça vai fechar.

      Vai ser incompetente assim no raio que os parta!

      0
  • Pablo 29 de junho de 2012 at 09:12

    Bolha Imobiliaria!

    Vale um TOPICO NOVO;

    “http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,estoque-de-imovel-novo-sobe-quase-20-no-pais-,893210,0.htm

    0
    • Rafael 29 de junho de 2012 at 09:14

      Rachei com essa noticia.

      0
      • Stark 29 de junho de 2012 at 09:20

        Tem que rir com a desclarada atitude de negação dos caras. O malandro ainda me diz qu eo aumento de estoque foi estratégico. HA HA HA
        Como assim? Ele está escolhendo vender menos? Ah tá, os especialistas de mercado dele estão aguardando o novo boom. Esqueceram de avisar que não é boom de crescimento, mas boom de uma bolha estourando.

        0
    • Vinicius 29 de junho de 2012 at 09:21

      “Por outro lado, o total de unidades vendidas na capital paulista recuou 21,1% de 2010 para 2011. No mesmo período, a velocidade das vendas anual (porcentual de imóveis vendidos diante do estoque total) diminuiu 13 pontos porcentuais. “A economia do País entrou numa situação mais frágil do que a de anos anteriores. Isso criou retração no mercado consumidor, que passou a adiar a decisão de compra do imóvel”, explicou João da Rocha Lima, coordenador do Núcleo Imobiliário da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).”

      Ah sim é a crise… isso não está relacionado aos preços abusivos

      0
      • self 29 de junho de 2012 at 09:58

        Sempre vão querer achar um bode espiatório (por exemplo, a crise), sendo que o problema da bolha é a própria bolha.

        0
    • hannamanana 29 de junho de 2012 at 09:54

      Pois é… e como dizia a bruxa do Pica-Pau “e lá vamos nós”!!!
      Mais algumas para refrescar o dia:
      »Hipótese de bolha imobiliária é descartada por fundos e incorporadoras
      http://estadao.br.msn.com/economia/hip%C3%B3tese-de-bolha-imobili%C3%A1ria-%C3%A9-descartada-por-fundos-e-incorporadoras
      »Começa a estoura a bolha do Mundo X de Eike
      http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2012/06/27/comeca-estourar-bolha-do-mundo-de-eike-452311.asp

      0
    • GB 29 de junho de 2012 at 10:10

      Matéria comprada, colocaram a culpa dos encalhes no “mercado frágil”, em nenhum momento falaram que os preços estão absurdos, é matéria para investidor ver, só isso.

      Também deixaram claro que descontos são exceções, kkkkkkkk.

      Daqui a pouco vão dizer que a culpa é dos compradores, a culpa nunca é da ganância dos vendedores.

      Encalha tuuuuuuudiiiiinho !!!!!!!

      0
      • Álvaro Guilherme 29 de junho de 2012 at 15:04

        A culpa é do brasileiro, que não tem poupança para comprar imóvel a preço bolhudo, kkkkkk.

        0
  • Davi 29 de junho de 2012 at 09:25

    estadao.com.br/noticias/impresso,estoque-de-imovel-novo-sobe-quase-20-no-pais-,893210,0.htm

    Estoque de imóvel novo sobe quase 20% no País

    CIRCE BONATELLI – O Estado de S.Paulo
    O estoque de imóveis não vendidos pelas incorporadoras cresceu quase 20% nos três primeiros meses deste ano, reflexo do número recorde de lançamentos nos anos anteriores, associado a uma queda na velocidade das vendas. O cenário acende o sinal de alerta entre as empresas do setor de construção, que revisaram suas projeções de lançamentos para 2012 e estão mais atentas à performance das vendas ao longo dos próximos meses.

    De maneira geral, o crescimento de estoques é explicado pelo aumento excessivo da oferta. Em São Paulo, maior mercado do País, foram lançadas cerca de 38 mil unidades ao longo de 2011, repetindo o recorde do ano anterior, de acordo com dados do Sindicato da Habitação (Secovi-SP), entidade que reúne as empresas do setor, como incorporadoras e imobiliárias.

    A esse montante se somam as unidades que começaram a ser construídas entre 2007 e 2009, quando o mercado imobiliário viveu uma explosão de novos projetos, impulsionado pelo avanço da demanda com a melhora da renda da população e da oferta de crédito habitacional.

    Por outro lado, o total de unidades vendidas na capital paulista recuou 21,1% de 2010 para 2011. No mesmo período, a velocidade das vendas anual (porcentual de imóveis vendidos diante do estoque total) diminuiu 13 pontos porcentuais. “A economia do País entrou numa situação mais frágil do que a de anos anteriores. Isso criou retração no mercado consumidor, que passou a adiar a decisão de compra do imóvel”, explicou João da Rocha Lima, coordenador do Núcleo Imobiliário da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

    “Com a reacomodação entre oferta e demanda, aumentou o total de moradias não vendidas”, acrescentou o presidente do Secovi-SP, Cláudio Bernardes. “O mercado imobiliário não é uma fábrica, que pode desligar as máquinas a qualquer momento. Aqui, existe uma inércia no ritmo de produção que levou à formação desse estoque”, disse.

    Conforme apontam os balanços das dez maiores empresas do País, listadas no Índice Imobiliário da Bolsa de Valores, o valor esperado com a venda das unidades em estoque (imóveis prontos, em obras e recém-lançados) atingiu o montante de R$ 24,8 bilhões no primeiro trimestre de 2012, um crescimento de 19,5% em relação aos R$ 20,7 bilhões registrados no primeiro trimestre de 2011.

    No período, o estoque de cinco companhias cresceu acima da média (de 19,5%): Helbor (138,4%), Even (78,1%), Rossi (29,4%), Tecnisa (22,5%) e MRV (22,1%). Por sua vez, PDG Realty ficou com 18%, Gafisa com 16,9% e Eztec com 14,6%. O estoque da Cyrela ficou praticamente estável (-0,1%) e o da Brookfield teve baixa de 2%.

    Sinal amarelo. O maior número de unidades estocadas não é considerado desesperador pelas empresas nem por analistas do mercado, mas acende o sinal amarelo no setor. “As empresas já reduziram o volume de lançamentos, o que é lógico e prudencial. Não há motivo para lançar empreendimentos se o mercado está mais frágil”, disse Lima.

    De acordo com o especialista, o aumento do total de estoques não é um problema quando a maioria dos imóveis é composta por unidades recém-lançadas ou em fase de obras, que contam com tempo hábil para as vendas. “O drama está nas unidades prontas”, que geram custos de manutenção e não contribuem para o fluxo de caixa, explicou. No primeiro trimestre, as unidades prontas variavam de 3% a 12% dos estoques das incorporadoras, sendo que o nível considerado razoável pelo mercado gira em torno de 15%.

    Por enquanto, esse cenário afasta a possibilidade de ocorrerem queimas de estoques generalizadas no setor, com promoções e grandes cortes nos preços. Empresas como a Even e a Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI), por exemplo, utilizaram essas estratégias neste ano, mas são consideradas casos isolados. “Algumas empresas têm ações pontuais de vendas e de marketing. Mas ainda não é uma estratégia de todo o mercado”, avalia o analista de construção do Barclays Capital, Guilherme Vilazante.

    Em outros casos, as empresas passaram por um aumento porcentual de suas unidades em estoque como estratégia de recomposição, após vendas intensas nos anos anteriores. “Nosso estoque estava baixíssimo e optamos por trabalhar com um volume maior neste ano,” explicou o diretor financeiro da construtora mineira MRV, Leonardo Corrêa.

    Por sua vez, a Helbor, que teve expansão de 138% no volume de estoques, a maior do setor no período analisado, atribuiu o fato à concentração de 70% dos lançamentos de 2011 no último trimestre do ano. Segundo o diretor de vendas da empresa, Marcelo Bonanata, a companhia se mantém tranquila e não prevê nenhum saldão de imóveis, mas admite que haverá atenção para a velocidade das vendas.

    “Passamos por um momento de euforia nos últimos anos, com lançamentos vendidos rapidamente. Agora estamos voltando ao que era antes, com mais equilíbrio”, ponderou Bonanata. “O mercado diminuiu o ímpeto. Agora, temos de prestar atenção”, alertou.

    0
    • POCBR 29 de junho de 2012 at 10:01

      “Por enquanto, esse cenário afasta a possibilidade de ocorrerem queimas de estoques generalizadas no setor, com promoções e grandes cortes nos preços.”

      Que piada … recebo email diariamente de promoções de várias construtoras … aiai …

      0
      • Crase 30 de junho de 2012 at 11:29

        Manter a pose, o ar de superior, faz parte da vaidade corporativa e humana.

        0
  • Pablo 29 de junho de 2012 at 10:09

    Bolha Imobiliaria;

    Mais um Tópico:

    O que o HSBC espera para 7 ações do setor imobiliário.

    “http://exame.abril.com.br/mercados/analises-de-acoes/noticias/o-que-o-hsbc-espera-para-7-acoes-do-setor-imobiliario

    0
    • Davi 29 de junho de 2012 at 10:38

      Acho que são duas notícias para um novo tópico hein!

      0
  • Davi 29 de junho de 2012 at 11:00

    12:41 HAMILTON: NÃO HÁ ELEMENTO QUE JUSTIFIQUE VISÃO DE PROBLEMA NO MERCADO DE CRÉDITO
    IMOBILIÁRIO

    Brasília, 28/06/2012

    O diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Araújo, afastou há pouco qualquer deterioração do mercado de crédito brasileiro. “Não há qualquer elemento que justifique um problema no mercado de crédito no Brasil”, considerou. “Estamos em um momento ruim, mas a tendência é melhorar; as taxas têm recuado”, considerou.

    Para ele, o crédito habitacional subiu nos últimos anos e isso explica um aumento do endividamento maior das famílias brasileiras. “Isso faz com que a família também se livre do aluguel, é empréstimo de longo prazo”, justificou.

    0
    • Anônimo 29 de junho de 2012 at 11:14
      0
      • hannamanana 29 de junho de 2012 at 11:31

        Quando vi “Hamilton”, achei que era o ‘comandante Hamilton’ que talvez saiba mais das coisas do que este ai.
        Empréstimo de longo prazo que não tem prazo de carência para pagamentos, né!? Então, é como você disse – compromete o curto! Oras!
        Além disto, EU acho que o ator principal do endividamento das famílias não é o crédito habitacional… são as compras no supermercado, é a luz, a água, o telefone, a tevê a cabo, os calçados, as roupas e tralalá.

        0
        • RosinhA 29 de junho de 2012 at 12:23

          Hanna isso é conhecido como Kit Status, òculos escuros, sapatos salto alto, cabelo arrumado, perfume, bolsa da moda, Iphone, carro financiado Okm, e cartão com limite estourado 😉

          Sem ele hoje você não é atendida por nenhum vendedor Por Enquanto 😉

          1+
          • avatar
          • hannamanana 29 de junho de 2012 at 14:45

            huahauhauahuahuahua e tem muuuuita gente nessa!
            Realmente: por enquanto
            Mas…
            I’ll see!!!

            0
    • Anonymous 29 de junho de 2012 at 12:32

      O sujeito é engenheiro civil. Veja a pose dele na foto para o BCB.

      Carlos Hamilton Vasconcelos Araújo
      “http://www.bcb.gov.br/pre/quemequem/port/CarlosHamilton.asp?idpai=diretoria”

      Doutor em Economia (2000, Escola de Pós-Graduação em Economia, da Fundação Getulio Vargas – EPGE/FGV).

      Mestre em Economia (1997, Escola de Pós-Graduação em Economia, da Fundação Getulio Vargas – EPGE/FGV).

      Engenheiro Civil (1989, Universidade Federal do Ceará – UFC).

      0
  • Vinicius 29 de junho de 2012 at 11:26

    Como contar para a sua família que você perdeu tudo na bolsa
    o próximo video será como contar para a sua família que vc perdeu tudo comprando imóveis bolhudos

    ht tp:/ /tvuol. uol.com.br /assistir.htm?&tagIds=151510&time=all&orderBy=mais-recentes&edFilter=editorial&video=como-contar-para-a-familia-que-voce-perdeu-tudo-na-bolsa-04028C99346ED4C12326

    0
    • Cleyton 29 de junho de 2012 at 20:05

      Sabe aquela história de não perguntar pra um cabeleireiro se você está precisando cortar o cabelo? Então, o cara é presidente de corretora, ele ganha dinheiro quando o povo compra e vende.

      Se assistir novamente o vídeo vendo dessa forma invés de ficar agradecido fica com raiva do cara, recomendando vender tudo pra recomprar depois “mais relaxado”.

      0
  • charles 29 de junho de 2012 at 11:33

    Aos poucos, com a capacidade de endividamento individual e familiar do bananense no limite, as bolhas brasileiras começam a inverter o curso.

    Alguem mais reparou que agora as propagandas de TV estão colocando seus preços? Ontem vi varios comerciais com preços de mercadorias. Até gilette presto barba dizia “agora por 4,99 e dura 1 mes!”

    Alguem mais reparou que os carros velhos voltaram a ocupar as ruas? Não se via mais carros velhos rodando… Será que estavam todos guardados? rsrsrs

    Brasileiro só aprende mesmo pelo sofrimento. Essa crise é necessária para trazer a racionalidade de volta ao país. Após ela, só restará tirar os vermelhos do poder, acabar com a palhaçada do politicamente correto, defesa excessiva de minorias em detrimento do coletivo e mais algumas aberrações tipicas de regimes facistas.

    A propósito, aproveitando o post: Será que ninguem mais está percebendo que a mais nova medida do governo (o PAC das compras) é outra aberração economica? Eles agora resolveram escancarar o Keynesianismo ao máximo. Acham que os gastos governamentais vão reavivar a economia, mas vejamos:

    – Querem comprar ambulâncias; Bacana, mas vão levar os doentes pra onde se não há hospitais?
    – Comprar maquinarios e perfuratrizes em geral; Joinha, mas vão fazer o que com eles se as obras do PAC estão travadas?

    O mais impressionante é ouvir na TV o “Menistro”, o Pres. do BC e a Presidenta dizerem que alguns efeitos dos pacotes anteiores não eram esperados e por isso mais correções se fazem necessárias.

    Mas perae… Quando se planeja algo, deve-se prever seus custos, viabilidades financeiras e os impactos que serão causados.

    Entendem agora o motivo de que para ocupar esses cargos sejam necessárias indicações de pessoas com capacidade técnica e não politica e populista como tem sido feito ha 10 anos?

    Outros governos foram corruptos? Sim, foram! Sou critico de todos eles, mas nenhum institucionalizou a corrupção como o P T. Nenhum incutiu na cabeça de uma nação inteira que estudar não é preciso.

    Se pararmos para pensar: “Estamos vivendo o caos social e chegamos ao fundo do poço moral, educacional e financeiro!”. Acontece que fomos levados a esta situação aos poucos, por isso a grande massa ainda não se deu conta.

    É como a velha estoria do sapo na panela que, quando colocado em agua fria e aquecido aos poucos, morre cozinho.

    Desculpem o desabafo, tenho postado pouco ultimamente mas estou chegando no meu limite com as recentes noticias somadas a passividade do brasileiro.

    0
    • Leno 29 de junho de 2012 at 11:45

      E ainda tem um movimento no congresso para dar poder ao legislativo aumentar o proprio salario e de outros servidores. Tem gente lá achando que aumentar os gastos publicos é uma maneira de combater a crise.

      0
    • Tomaz 29 de junho de 2012 at 12:39

      Concordo com voce quanto aos planos do governo. Tão botando dinheiro em tudo quanto é lugar que não pode, e nada onde precisa.

      Tão dinheiro na mão de um povo analfabeto financeiramente, compram maquinas que tapam o buraco de alguns empresarios por pouco tempo, mas geram custos e não criam valor.

      Dinheiro tinha que estar sendo gasto com obras de infraestrutura que iria diminuir o custo da produção, ou com renúncia fiscal lenta e geral.

      Tá tudo errado.

      0
      • Tomaz 29 de junho de 2012 at 12:41

        “Tão DANDO dinheiro…”

        “…que iriaM diminuir…”

        0
        • RosinhA 29 de junho de 2012 at 12:50

          Tomaz não precisa corrigir, o que importa é a mensagem, somente erros gritantes iguais aos meus 🙂

          Até os chatos que ficavam lendo e corrigindo os erros sumiram.

          0
    • RosinhA 29 de junho de 2012 at 12:40

      Muito bom Charles Carlos Wagner 😉 não fica assim não, o pior ainda está por vir, aproveite os últimos dias de alegria. Popularidade da presidenta 99,9%

      0
  • RSR 29 de junho de 2012 at 11:42

    Uma pesquisa a números grosseiros, com base nas estatisticas da Embraesp, que registra a produção de imoveis, comparando com os dados do secovi, que registra vendas. Não dá pra ter certeza se a abrangencia geografica dos indices é a mesma, mas enfim, no comparativo de bana com banana, que é a quantidade de unidades vendidas no mes de Abril nos últimos 3 anos, fica visivel a diminuição das quantidades vendidas, embora não fique claro, novamente, se os preços negociados tem aumento ou queda.

    Produzidas
    http://www.embraesp.com.br/176/Ranking-Imobiliario.aspx?pageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fpageid=176&%3fnavid=108

    Vendidas
    http://indiceseconomicos.secovi.com.br/indicadormensal.php?idindicador=118

    Unidades Produzidas
    Totais 2009 = 59.103
    Totais 2010 = 79.515
    Totais 2011 = 81.154
    Total = 219.772

    Vendas
    Totais 2010 = 65.191
    Totais 2011 = 52.839
    Parcial 2012 = 13.645
    Total = 131.675

    Comparativo de velocidade de vendas
    Abril 2010 = 24.525
    Abril 2011 = 14.825
    Abril 2012 = 13.645

    0
  • Leonardo 57 29 de junho de 2012 at 11:46

    E a Espanha começa a discutir seriamente se compensa decretar moratória da dívida e sair do Euro. Se fizerem isso cai o castelo de cartas no mundo todo:

    http: // blogs.elpais.com/the-screwdriver/2012/06/apretaremos-el-boton-nuclear.html

    ¿Apretamos el botón nuclear?
    Por: Antonio Estella | 29 de junio de 2012

    En la actual crisis de la deuda soberana, está avanzando una línea de argumentación que me parece debemos atender. De hecho, puede que esta toma de posición haya tenido ya algún efecto en la reunión del Eurogrupo que acaba de concluir hoy.
    Esa línea argumentativa está basada, en esencia, en el archi-conocido juego “del gallina”. ¿Quién no se acuerda de la famosa escena de “Rebelde sin Causa”, en la que un atribulado James Dean juega con otro contendiente a ver quién se baja del coche antes de llegar a un precipicio que está al final de la carretera? El que se baja antes es el gallina, y por tanto, pierde. El que se baja más tarde es el valiente, y por tanto gana. Pero si ninguno se baja ambos mueren, puesto que caen por el precipicio. Y si los dos se bajan a la vez nadie gana, ambos son igualmente gallinas, aunque el resultado es mejor que caerse por el precipicio porque al menos mantienen la vida. Este es el equilibrio del juego.
    El juego del gallina, uno de los juegos básicos que se aprende en Teoría de Juegos, fue empleado constantemente durante la Guerra Fría, entre Estados Unidos y la Unión Soviética, en la época de la escalada nuclear. Hubo muchos momentos en los que uno amenazó de manera creíble al otro con apretar el botón nuclear, lo que a su vez disuadió al otro país de que adoptara determinados cursos de acción. El caso más conocido fue la famosa crisis de los misiles, siendo Presidente de los Estados Unidos el malogrado JF Kennedy.
    Volvamos a Europa. Se está discutiendo en estos momentos su futuro. Y sobre todo se está discutiendo qué hacer con países como España. Mi propuesta es que juguemos a ver quien es más gallina con Alemania.
    Punto número uno del juego: si Alemania no ayuda a España, España hará default. Punto número dos del juego (y fundamental): si España hace default, entonces no pagamos nuestras deudas (en manos fundamentalmente alemanas), nos salimos de euro, y devaluamos nuestra moneda. Si pinchamos en este link, nos aparece un gráfico elaborado por Reuters, sobre la base de datos del BIS, en el que se indica claramente que el país más expuesto a nuestra deuda (tanto pública como privada) es Alemania (160 mil millones de dólares), seguida de Francia (con 144 mil millones de dólares). Por tanto, Alemania es el país miembro de la Unión Europea más interesado en que España no haga default ni salga del euro (puedes consultar el dato también por tipo de deuda, pública o privada).
    Para que el juego funcione, la amenaza tiene que ser real, muy real. Para eso necesitamos que haya un actor político que empiece a reclamar la salida de España del euro; y necesitamos otra cosa, que es demostrar que, en determinadas condiciones, estamos fuera del euro mejor que dentro de él. Lo segundo es más sencillo que lo primero, aunque todavía no se ha hecho de manera sistemática (mira aquí sin embargo para un análisis inicial, que quita hierro al asunto). Lo primero es más difícil pero no imposible, puede surgir un movimiento ciudadano que empiece a reclamar la salida del euro. Pero sería mucho mejor, para que fuera más creíble, que un partido político de amplia presencia nacional pudiera enarbolar esta bandera, no digamos ya si quien lo hace es parte de las huestes del actual partido en el Gobierno.
    Amenacemos con apretar el botón nuclear, empleemos los recursos que tenemos: para cómo están evolucionado las cosas, no hay nada que perder. Hay una cosa que es fundamental recordar en este juego: nadie sabe a ciencia cierta hasta qué punto estás dispuesto a cumplir tu amenaza, o si vas simplemente de farol. Y creo que tenemos elementos suficientes como para pensar que España no solamente iría de farol.

    0
    • Leno 29 de junho de 2012 at 11:56

      Isto deve estar sendo premeditado como forma de pressionar a Alemanha aceitar o vergonhoso EuroBonus.

      0
      • Álvaro Guilherme 29 de junho de 2012 at 14:39

        Há muitos comentários por aí na internet, de que a Alemanha se beneficiou da criação do Euro. Graças à sua produtividade em relação aos demais países da UE, garantiu seu crescimento com a ampliação de seu mercado.

        Se este diagnóstico procede, então a Alemanha é uma espécie de banco que financiou a bolha…e agora quer se negar a pagar a conta.

        0
  • Guilherme Eduardo 29 de junho de 2012 at 12:23

    Novo tópico!!!!
    ===========================================================

    ‘http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,estoque-de-imovel-novo-sobe-quase-20-no-pais-,893210,0.htm

    CIRCE BONATELLI – O Estado de S.Paulo

    Estoque de imóvel novo sobe quase 20% no País

    29 de junho de 2012

    O estoque de imóveis não vendidos pelas incorporadoras cresceu quase 20% nos três primeiros meses deste ano, reflexo do número recorde de lançamentos nos anos anteriores, associado a uma queda na velocidade das vendas. O cenário acende o sinal de alerta entre as empresas do setor de construção, que revisaram suas projeções de lançamentos para 2012 e estão mais atentas à performance das vendas ao longo dos próximos meses.
    De maneira geral, o crescimento de estoques é explicado pelo aumento excessivo da oferta. Em São Paulo, maior mercado do País, foram lançadas cerca de 38 mil unidades ao longo de 2011, repetindo o recorde do ano anterior, de acordo com dados do Sindicato da Habitação (Secovi-SP), entidade que reúne as empresas do setor, como incorporadoras e imobiliárias.
    A esse montante se somam as unidades que começaram a ser construídas entre 2007 e 2009, quando o mercado imobiliário viveu uma explosão de novos projetos, impulsionado pelo avanço da demanda com a melhora da renda da população e da oferta de crédito habitacional.
    Por outro lado, o total de unidades vendidas na capital paulista recuou 21,1% de 2010 para 2011. No mesmo período, a velocidade das vendas anual (porcentual de imóveis vendidos diante do estoque total) diminuiu 13 pontos porcentuais. “A economia do País entrou numa situação mais frágil do que a de anos anteriores. Isso criou retração no mercado consumidor, que passou a adiar a decisão de compra do imóvel”, explicou João da Rocha Lima, coordenador do Núcleo Imobiliário da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).
    “Com a reacomodação entre oferta e demanda, aumentou o total de moradias não vendidas”, acrescentou o presidente do Secovi-SP, Cláudio Bernardes. “O mercado imobiliário não é uma fábrica, que pode desligar as máquinas a qualquer momento. Aqui, existe uma inércia no ritmo de produção que levou à formação desse estoque”, disse.
    Conforme apontam os balanços das dez maiores empresas do País, listadas no Índice Imobiliário da Bolsa de Valores, o valor esperado com a venda das unidades em estoque (imóveis prontos, em obras e recém-lançados) atingiu o montante de R$ 24,8 bilhões no primeiro trimestre de 2012, um crescimento de 19,5% em relação aos R$ 20,7 bilhões registrados no primeiro trimestre de 2011.
    No período, o estoque de cinco companhias cresceu acima da média (de 19,5%): Helbor (138,4%), Even (78,1%), Rossi (29,4%), Tecnisa (22,5%) e MRV (22,1%). Por sua vez, PDG Realty ficou com 18%, Gafisa com 16,9% e Eztec com 14,6%. O estoque da Cyrela ficou praticamente estável (-0,1%) e o da Brookfield teve baixa de 2%.
    Sinal amarelo. O maior número de unidades estocadas não é considerado desesperador pelas empresas nem por analistas do mercado, mas acende o sinal amarelo no setor. “As empresas já reduziram o volume de lançamentos, o que é lógico e prudencial. Não há motivo para lançar empreendimentos se o mercado está mais frágil”, disse Lima.
    De acordo com o especialista, o aumento do total de estoques não é um problema quando a maioria dos imóveis é composta por unidades recém-lançadas ou em fase de obras, que contam com tempo hábil para as vendas. “O drama está nas unidades prontas”, que geram custos de manutenção e não contribuem para o fluxo de caixa, explicou. No primeiro trimestre, as unidades prontas variavam de 3% a 12% dos estoques das incorporadoras, sendo que o nível considerado razoável pelo mercado gira em torno de 15%.
    Por enquanto, esse cenário afasta a possibilidade de ocorrerem queimas de estoques generalizadas no setor, com promoções e grandes cortes nos preços. Empresas como a Even e a Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI), por exemplo, utilizaram essas estratégias neste ano, mas são consideradas casos isolados. “Algumas empresas têm ações pontuais de vendas e de marketing. Mas ainda não é uma estratégia de todo o mercado”, avalia o analista de construção do Barclays Capital, Guilherme Vilazante.
    Em outros casos, as empresas passaram por um aumento porcentual de suas unidades em estoque como estratégia de recomposição, após vendas intensas nos anos anteriores. “Nosso estoque estava baixíssimo e optamos por trabalhar com um volume maior neste ano,” explicou o diretor financeiro da construtora mineira MRV, Leonardo Corrêa.
    Por sua vez, a Helbor, que teve expansão de 138% no volume de estoques, a maior do setor no período analisado, atribuiu o fato à concentração de 70% dos lançamentos de 2011 no último trimestre do ano. Segundo o diretor de vendas da empresa, Marcelo Bonanata, a companhia se mantém tranquila e não prevê nenhum saldão de imóveis, mas admite que haverá atenção para a velocidade das vendas.
    “Passamos por um momento de euforia nos últimos anos, com lançamentos vendidos rapidamente. Agora estamos voltando ao que era antes, com mais equilíbrio”, ponderou Bonanata. “O mercado diminuiu o ímpeto. Agora, temos de prestar atenção”, alertou.

    0
    • RosinhA 29 de junho de 2012 at 12:26

      Comenta aí KKKKKKKKKassia a gente sabe que você lê todo o dia. O principado de Mônaco Brasileiro já está quase pronto.

      0
      • Álvaro Guilherme 29 de junho de 2012 at 14:48

        Mônaco…faz sentido.

        Aqui todo mundo vive espremidinho um do lado, outro em cima e outro abaixo, apesar de sermos o quinto país em extensão territorial.

        0
        • Luiz 29 de junho de 2012 at 15:57

          Alvaro, sério q vc mora em monaco?

          cara vc chegou tarde, tinha uma corretora estupida a Kassia que dizia que o Rio era barato pq estava abaixo do preço de Monaco, e que o Rio seria muito mais bonito que aí.

          Cara, imagina alguem querer comparar coted’azur com rio de janeiro

          0
          • Álvaro Guilherme 29 de junho de 2012 at 16:52

            Não, moro no Brasil (risos), na cidade mais bolhuda de todas, o Rio.

            Falei “aqui” do Brasil, o quinto maior país em território.

            Mônaco é sabidamente pequeno, e o que vemos na TV (Fórmula 1) a densidade das construções é bem alta.

            0
            • Luiz 29 de junho de 2012 at 17:06

              pressa é uma merda, toh fazndo nada direito hj

              0
  • RosinhA 29 de junho de 2012 at 12:34

    Áaaaaaaaaaique segundo cálculos feitos pela própria Forbes, o empresário brasileiro perdeu praticamente metade de sua fortuna neste ano e tem acumulado agora 14,5 bilhões de dólares em patrimônio. Em março, quando a lista foi divulgada, a fortuna de Eike era de 30 bilhões de dólares.

    Agora pergunto aos experts, quanto desse montante vai coloborador para o declínio de nosso Pibinho?

    0
  • Miguel Jacó 29 de junho de 2012 at 12:47

    “Estoque de imóvel novo sobe quase 20% no País…”

    A festa acabou. Não esperem que os integrantes do mercado imobiliário admitam isto.
    Eles só vão admitir quando os preços estiverem lá embaixo, e culparão o governo e “especuladores internacionais”.

    A bolha já estourou, só não vê quem não quer…30% de queda será o mínimo para começarem a vender “alguma coisa” novamente.
    Em algumas regiões, o mínimo será de 50% (como RJ e SP capitais).

    0
    • RosinhA 29 de junho de 2012 at 12:57

      29, 30, 01, 02, KAAAABUMMMMM

      Michael Jacob our prophet !!!!!!!

      0
      • RosinhA 29 de junho de 2012 at 13:01

        And Jacob não se esqueça que 2012/2013 teremos recordes de entregas.

        0
    • Álvaro Guilherme 29 de junho de 2012 at 14:25

      No lugar em que morava, em outubro do ano passado os imóveis eram anunciados a um preço que hoje, apenas oito meses depois, acreditem se quiserem, são anunciados 33% mais caro.

      Ou seja, para voltar aos preços de outubro novamente, teriam que cair 25%.

      O pior é que vai ter desavisado achando que caiu muito, quando na verdade apenas igualará outubro de 2011, já bem bolhudo.

      Agora entendo porque o Rio é uma cidade olímpica. Preços “olimpicamente” indecentes.

      Essa é que é uma das coisas que mais me irritam em relação à bolha: Ninguém sabe extamente quando e a que preços ela alcançará, apesar das evidências.

      E eu, inocentemente achando que em meados de 2010 já era suficiente para estourá-la.

      0
    • peterson 30 de junho de 2012 at 00:46

      a bolha não estourou… está estagnada…. é diferente o conceito… mas n vou ficar explicando novamente… pq cansei…

      0
  • amadeos de sampa 29 de junho de 2012 at 13:00

    CHUPAAA EIKE – NO WALL STREET JOURNAL – MATERIA DE CAPA

    Brazil Tycoon Takes a Drubbing
    A Selloff Batters Batista’s Empire as Investors Drawn by His Vision Develop Doubts He Can Deliver
    ——-
    Magnata Brasileiro toma surra
    Venda em massa no Imperio de Eike Batista, investidores atraidos por sua visao comecam a duvidar de sua capadidade de entregar o prometido.

    “http://professional.wsj.com/article/SB10001424052702304830704577494893782024160.html?mod=WSJ_hps_sections_management#articleTabs%3Darticle

    0
    • peterson 30 de junho de 2012 at 00:44

      eu tb falava sobre isso… sempre apostei contra o senhor X … um dos meus amigos seguiu meu conselho e esta semana ganhei 2 vinhos porto “quinta do noval” que é fantastico e muito caro rs

      0
  • Vinicius 29 de junho de 2012 at 13:10

    “Alguns críticos já estão descrevendo Batista como o primeiro homem-bolha do mundo“, escreve a publicação.”

    kkkkk Morri

    h t tp ://exame.abril.c om.br/negocios/noticias/eike-batista-queda-do-bilionario-repercute-na-imprensa-internacional

    0
    • Álvaro Guilherme 29 de junho de 2012 at 14:11

      O Financial Times (acho que foi este jornal, se não me engano), já tinha cantado essa pedra há poucas semanas.

      0
  • Desconfiada 29 de junho de 2012 at 13:27

    Tô curiosa pra ver o que vai acontecer depois do repique de hoje.

    Se bem que +3% depois de -25% e -20% nem deve ser considerado repique…

    0
  • Justiceiro 29 de junho de 2012 at 13:39

    Estava estudando sobre as bolhas financeiras e reconfirmei o que pensava desde cedo:

    – O mais perigoso pecado capital é a ganância, que é origem de todos os outros pecados;

    – O mundo capitalista só tem sustentabilidade se for adaptado à regulamentação quase que total do mercado público e privado, regulamentação essa que deverá ficar a cargo da iniciativa pública;

    Quando os EUA estavam sob alta regulamentação, tinha baixa quantidade de sacanagem, a dívida estava sob alto controle, só que não tinha muito marginal rico.
    Mas não durou pra sempre, e algum ganâncioso do inferno rompeu a barreira e a regulamentação caiu, e o mercado ficou “solto”, e os ignorantes tomaram naquele lugar… e a grana voltou a cair nos bolsos desses malditos gananciosos…

    – Necessário que sejam estipulados remunerações máximas (teto) dentro da iniciativa privada.

    Os dois últimos itens são extremamente difíceis de serem alcançados, pois os marginais e gananciosos milionários, bilionários, vão querer tentar matar quem efetivamente levar tais idéias a tona.
    Essa mentalidade marginal desses ricaços já está incutida na mente de 99% da população, que é querer ganhar dinheiro aplicando golpes, calotes, 171…

    0
    • DBA 29 de junho de 2012 at 14:18

      A economia austríaca tem da regulamentação uma visão completamente diferente. O problema é o excesso de regulamentação, não a falta dela. É verdade que muitos clamam pelo aumento da regulamentação, mas estão na contramão da escola austríaca.
      Para vocês terem uma ideia da intervenção estatal, o governo dos EUA garante US$ 250 mil em qualquer conta bancária. Com esta proteção, o banco pode se arriscar quanto queira, porque o governo irá sempre cobrir o rombo. Isso é um incentivo à administração irresponsável por parte dos bancos. Quando alguém vai escolher um banco, nem pondera mais os riscos, porque o estado “agarantche”. Eis um exemplo de regulamentação estatal que aumenta o risco de quebra sistêmica. Peter Schiff fala muito sobre isso.

      0
      • Justiceiro 29 de junho de 2012 at 14:55

        Depende do tipo de regulamentação. Na realidade, depende de quem regulamenta. E isso não poderia ficar na mão de uma pessoa, seriam várias pessoas especializadas na área, discutindo sobre o assunto e chegando a um consenso…
        Na minha visão, TODA a iniciativa PÚBLICA somente deve ser composta por servidores públicos concursados, ou seja, de pessoas que – pelo menos em tese – mostraram que tem conhecimento mais elevado.
        O problema da atual regulamentação são os políticos, esses aí que o pessoal fica votando.
        Como vou confiar em pessoas que sequer provaram seu nível intelectual?
        Lamentavelmente mais de 70% da administração pública concursada é composta de servidores que entraram no serviço público antes da constituição federal de 88.
        Essas pessoas, na maioria dos casos (90%) tem competência na média da população.
        O índice de produtividade desses senhores estão, na média, MUITO, eu digo MUITO abaixo da produtividade dos servidores pós 88.
        A diferença é COLOSSAL.
        Necessário seria criar uma nova CF, partindo do zero, e fazer um mega concurso, começando tudo do zero.
        Ou uma forma de premiar a meritocracia, pagando bem aqueles que investiram macivamente nos estudos, o que corresponde a maioria dos servidores pós 88.
        O pessoal antes de 88, na maioria dos casos, só 2º grau tem… e vários ganhando o dobro dos que entram hoje.
        É uma piada institucionalizada…

        0
        • DBA 29 de junho de 2012 at 18:20

          O problema, justiceiro, continua, no entender da economia austríaca, mesmo que tenhamos técnicos altamente capacitados.
          A razão mais direta é: o dinheiro não é deles. Quem tem mais incentivos para gerir bem o dinheiro é o dono, não um burocrata. E o burocrata não é impecável em termos morais.
          Eu não acredito na onisciência, sapiência e honestidade dos técnicos. E sou funcionário público federal, concursado e da área de exatas.

          0
      • Paulo Rocha 29 de junho de 2012 at 19:48

        Na Noruega o governo garante NOK2.000.000. ou mais ou menos USD340.000 por cliente/banco. E em geral os bancos noruegueses estão entre os mais saudaveis do mundo por conta regulamentação do governo. Aqui se o governo tiver que salvar algum banco a primeira coisa que acontece é que os acionários rodam de vez. Perdem tudo sem ganhar um tostão. Depois de re-estruturar o banco o governo “poem” o banco de novo na bolsa e fica com o dinheiro da nova emissão/IPO.

        A direção do banco também pode ser presa e ter que indenizar pessoalmente o governo.

        Pena que os EUA e o resto da europa não tem feito isso. Tiraria todo o incentivo de tomar risco.

        0
  • Elias 29 de junho de 2012 at 13:45

    Segundo a Revista Construção Mercado da PINI, de junho/12, o estoque de imóveis de São Paulo – capital aumentou 64,2% em relação a 2011.

    Matéria “Estoque na Mira”, pg 28.

    Mas não há bolha… está tudo sob controle…

    0
  • Justiceiro 29 de junho de 2012 at 13:53
  • Ploc 29 de junho de 2012 at 20:58

    Esse prá mim é o simbolo da Bolha Imobiliária Brasileira.

    Oca- índigina usada pelo RIO +20 por R$30.000,00 (trinta mil reais)

    vendo oca índigena construida para o evento do Rio +20 montagem pelo povo índigena terá a motagem pelo próprio índio V

    Se uma oca tá valendo 30K então um 2 quartos em IPANEMA por 1.500K tá até barato.

    http://www.bomnegocio.com/rio_de_janeiro/grande_rio_de_janeiro/oca__indigina_usada_pelo_rio__20_10776255.htm?

    0