Façam suas apostas sobre novos números do mercado imobiliário – Capital Social

Você pode gostar...

Comments
  • GB 17 de junho de 2012 at 14:06

    Gente, decidi-me a passar pra Fase B, foi meio agressivo mesmo, é verdade, mas anunciei que estou a procura de terreno naquele bairro fantasma em que querem de R$ 115k a 140k nos terrenos, mas que só pago R$ 50k neles, vamos ver o que acontece.

    “http://www.bomnegocio.com/vi/10618330.htm?xtor=EPR-9-%5bA%5d

    Talvez ninguém ligue agora, mas muitos vão ler o que escrevi sobre não pagar ágio ou sobre “especulação”, isso vai dar uma “gelada” no pessoal, além disso, cinquenta paus no banco é melhor do que deixar dando prejuízo.

    0
    • GB 17 de junho de 2012 at 14:08

      Sinto mas não dá para prometer pagar mais por um terreno de meros 200m², é muito pouco.

      0
      • Joao 17 de junho de 2012 at 14:11

        Concordo.

        0
      • Anonymous 17 de junho de 2012 at 15:05

        Com 50 mil Reais (25 mil USD) voce compra 2000 m2 em bons suburbios nos EUA ou 25000 m2 (não tem erro algum na quantidade de zeros) em zona rural com asfalto, rede de água, eletricidade, mas em rede de esgoto. O que voce está oferecendo ainda está absurdamente alto para a Banânia.

        0
        • Justiceiro 17 de junho de 2012 at 17:34

          É interessante seguirem essa dica do Anonymous.
          Realmente, se nos EUA o valor de um de 1000m² é de R$ 25 mil, ainda absurdo demais para o dobro para um terreneco aqui no Brasil.

          0
        • ademir 18 de junho de 2012 at 10:36

          Você primeiro precisa ter um Green CArd.

          0
          • Anonymous 18 de junho de 2012 at 14:50

            Para comprar propriedade nos EUA só precisa do passaporte. Para ficar morando aqui, existem algumas possibilidades e o green card é somente uma delas. Aliás, voce pode obter um green card investindo 500 mil USD em alguns projetos pré-aprovados pelo Uncle Sam. Se voce tiver alguma cidadania listada no link seguinte, voce pode morar nos EUA abrindo seu próprio negócio e investindo no mínimo 150 mil USD (o preço de um simples terreno na Banânia).

            Treaty Countries
            “http://travel.state.gov/visa/fees/fees_3726.html”

            O interesante é saber que Argentina, Bolivia e Paraguay estão na lista. A Banânia é tão bosta, mas tão bosta que está DE FORA.

            0
        • MrLBS 18 de junho de 2012 at 17:57

          Anonymous,

          Não sei se estou procurando de forma correta no Zillow, mas as propriedades
          no Silicon Valley (Palo Alto e redondezas) são absurdamente caras mesmo ?

          0
          • Anonymous 19 de junho de 2012 at 01:42

            Esse lugar é caro mesmo, pois no Silicon Valley existem muitos milionários e até mesmo bilionários. Veja que o preço mediano das casas é da ordem de 1.5 milhão de dólares.

            “http://www.zillow.com/local-info/CA-Palo-Alto-home-value/r_26374/”

            0
            • MrCitan 19 de junho de 2012 at 10:52

              Ainda consegue achar algumas boas ofertas de casas em Palo Alto. Não é nenhuma mansão, mas mesmo fazendo a conversão do Dólar com o Real, ainda assim é um bom preço de casa, comparada ao Brasil.

              “http://www.zillow.com/homedetails/1165-Laurel-Ave-East-Palo-Alto-CA-94303/15582493_zpid/”

              Interessante é que, ao reparar nas fotos, vai ver que é uma casa toda murada…

              0
              • MrLBS 19 de junho de 2012 at 14:10

                MrCitan:

                Quando seria em média o aluguel de um imóvel destes ? Pq o índice “Rent Zestimate” é de $2,239/mo, o que seria muito alto para um estudante bananese como veu 🙂

                0
        • Yuri 26 de junho de 2012 at 14:39

          No fim do ano passado estive no Canadá. Passando perto de Niagara Falls, o guia nos disse: Estão vendo essa casa aí? Muito cara! Custa quase meio milhão de dólares – CAD 500.000 = pouco menos de 1 milhão de reais.

          A casa era ENORME. 3 andares. Uma mansão. Fora o terreno que era gigante. Aí vejo malandro anunciando apto pra vender por R$ 420.000 no meu prédio, 1o andar, em Floripa – Centro. 82 m², contando com a garagem (que diga-se de passagem, só para 1 carro)

          E os aptos novos? preço inicial em R$ 500.000 para um apto de 62 m². Piada.

          0
    • Eduardo Zé 17 de junho de 2012 at 21:13

      Justo!

      0
    • Marcos 18 de junho de 2012 at 08:44

      Boa!!! Isso é o que todos deveriam fazer.

      0
    • self 18 de junho de 2012 at 12:02

      Gostei! Dê um retorno pra gente depois caso receba uma mensagenzinha sequer.

      0
      • GB 18 de junho de 2012 at 15:23

        Eu acho que ninguém vai responder, afnal “quem é essa cara para oferecer só R$ 50k se o corretor disse que vale R$ 115 ?”.

        Mas o importante é que muita gente aqui da região vai acessar o anúncio e vai tomar contato pela primeira vez com a possibilidade de ter ágio sendo cobrado ou de especulação.

        No fundo todo mundo sabe que está caro, o que ninguém sabe, nem os corretores, é se o valor é justo.

        0
        • self 18 de junho de 2012 at 15:55

          Pois é. A intenção de fazer um anúncio desses chamando atenção realmente é boa, mesmo que não tenha o efeito de alguém lhe procurar com uma oferta.

          0
  • Amadeos de Sampa 17 de junho de 2012 at 14:11

    Rosinha, como eh mesmo a historia do filho do Lula? Ele eh “investidor” imobiliario ai no ABC?

    0
    • RosinhA 17 de junho de 2012 at 15:33

      Sim, existe um grande falatório na cidade que ele e filho possuem grande parte de um mega empreendimento, como eles tem muita grana, acho que não terão nenhum problema no máximo pagarão os impostos……. um de seus filhos é candidato a vereador, e a maioria da cidade adora o Molusco …… vamos ver se o capital social levanta a lebre…..

      0
      • Amadeos de Sampa 17 de junho de 2012 at 16:21

        Entao nao deveria ser problema algum se tudo foi feito as limpas. Mas infelizmente na maioria das vezes nao eh assim que acontece.

        0
      • Pimp 17 de junho de 2012 at 17:12

        Os boatos são que o próprio molusco possui um empreendimento próx ao shopping metrópole. Tenho alguns parentes que trabalham com FPs em SBC, e é comum comentarem sobre o assunto, pois aparentemente o molusco não está agradando os laranjas do esquema.

        Lembro qdo o mesmo foi indagado sobre o fato do filho possuir um canal de tv e o mesmo respondeu com suas metáforas futebolísticas sobre como o filho era competente, um Pelé do empreendorismo, etc…Só não explicou como o mesmo conseguiu capitalizar 10mi na época, saindo do nada

        0
    • CapEnt 18 de junho de 2012 at 13:51

      Chamaram o ABC de província. T_T Acredite, em SBC e Santo André, o chão talvez não seja o limite com o estouro da bolha.

      Tem MUITO empreendimento financiado com dinheiro criado do “vapor” vindo de sindicalista, ONGueiros e similares, tudo com o propósito de “investimento”. Trata-se de uma verdadeira lavanderia.

      O pior é saber que mesmo com o estouro da bolha eles estão no lucro, o dinheiro não é deles mesmo.

      0
      • RosinhA 18 de junho de 2012 at 17:21

        Isso mesmo capent, roubemos juntos e dividimos juntos, pareçem o Santander.

        0
  • Johnny Real State 17 de junho de 2012 at 14:47

    Pessoal ontem fui na casa de uns amigos beber um vinho, depois de algumas taças começamos a conversar sobre salários, e para minha surpresa os 5 amigos que estavam lá, todos sem exceção ganham mais de 6 k, isso tendo “apenas” 4 anos de formado, isso é normal?
    Se for a renda da população não está tão mal assim, e eles são das mais diversas áreas, engenharia, administrativa, RH, T.I., saúde etc

    0
    • Bolha Imobiliária 17 de junho de 2012 at 15:19

      Eu não ganho metade disto. Depende muito do lugar, e do custo de vida

      0
      • Johnny Real State 17 de junho de 2012 at 17:34

        Sério Bolha? e quanto a publicidade do site não ta entrando uma grana? Abraços

        0
        • Bolha Imobiliária 17 de junho de 2012 at 18:19

          Só paga a hospedagem…

          0
    • Marcio 17 de junho de 2012 at 15:22

      Salario minimo de engenheiro e’ ao redor de R$5.000,00. No caso dos eng. quimicos, comeca em R$7.000,00 devido a periculosidade que normalmente e’ concedida em plantas quimicas e laboratorios.

      0
      • Ane 17 de junho de 2012 at 21:20

        É 5.600 o piso de engenheiro, mas muitas empresas não pagam isso. Inclusive grandes como vale e Arcellor Mital.

        0
      • Paty 17 de junho de 2012 at 22:20

        me fala onde paga isso que eu vou colocar o curriculum do meu marido..kkk eu conheço um monte de eng. quimicos com mais de 10 anos de profissão ganhando de 7,5 a 10 mil reiais..

        0
        • Marcio 18 de junho de 2012 at 23:30

          Rio de Janeiro, mercado muito bom para engenheiro quimico e mecanico, principalmente Macae.

          0
    • Joao 17 de junho de 2012 at 15:28

      Ti paga bem como PJ.

      0
      • Cleyton 17 de junho de 2012 at 19:01

        Ah, na boa, se esses salários aí forem de PJ é pouco.

        0
        • Douglas 18 de junho de 2012 at 00:06

          Se vc ganha 10 mil como PJ o banco considera 50 ou 40 (%) do valor total, pois qnd a pessoa sai da empresa, nao tem nada a receber, o risco e mto mais alto.
          Sr Jonhy Real, cuidado com as falacias do mercado, a porcentagem de pessoas com renda ate 3 mil reais eh muito maior do q acima disso, e mesmo uma famila com 6 mil reais de renda nao consegue financiar um ap de 100 m2 dependendo da entrada.

          0
          • Pimp 18 de junho de 2012 at 03:51

            Só se estiverem fazendo isso agora. Um colega com salário de 6k PJ e mais 2k clt da esposa conseguiu financiamento na cef e está pagando cerca de 2k/mês e também paga um carro, nao sei qto. Se considerassem metade, nao conseguiria comprometer nem os 2k da casa

            0
            • Douglas 18 de junho de 2012 at 07:58

              Pimp a burrocracia para PJs, eh mto maior, para financiamento imobiliario, e isso ocorre em todos os bancos, privados e publicos.

              0
    • Philis 17 de junho de 2012 at 15:33

      Como boa parte dos brasileiros, eles podem estar mentindo para fingir um status que não têm… nunca se esqueça dessa possibilidade.

      0
      • Engenheiro-SJC 17 de junho de 2012 at 16:13

        Considero essa hipótese a mais provável!

        0
      • Johnny Real State 17 de junho de 2012 at 17:33

        Sou de São Paulo capital, pensei nesta hipótese da mentira, porém não é. Pois todos eles estão com financiamento e altas contas por mês, o que realmente justifica os altos salários.

        0
        • Philis 17 de junho de 2012 at 18:19

          A moça que faz limpeza aqui em casa também tem altos gastos por mês, sobretudo com o gol 1.0 que comprou pro filho e os carnês das lojas de departamentos…

          0
    • Pablo 17 de junho de 2012 at 16:11

      Johnny;

      Se estes “altos salarios” estiverem se transformando em aumento da produtividade da empresa tudo bem.
      Mas no primeiro sinal de esfriamento da economia estes sao os primeiros a serem defenestrados!

      0
    • Engenheiro-SJC 17 de junho de 2012 at 16:21

      Johnny, não sei de qual região vc é, mas na Grande SP, o salário de engenheiros de produto de montadoras como VW, GM, Scania etc, gira sim em torno disso.

      0
    • mauricio 17 de junho de 2012 at 16:39

      parece meu irmão que adora bostejar que ganha mais de 6k mas vive mais enforcado do que aquele ator que morreu interpretando judas…

      0
    • Manuela 17 de junho de 2012 at 18:25

      Vejam o trecho da reportagem em que o flanelinha conta que na média faturava R$4.000 por mês… considerando que ele não tem custos nessa profissão e nem paga IR, estou pensando seriamente em mudar de ramo:

      “http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/06/16/em-40-dias-policia-prende-quase-300-flanelinhas-em-sao-paulo-e-mira-valets.htm

      0
    • A citizen from Republic of Banânialand 17 de junho de 2012 at 18:26

      A dúvida é boba, mas, sempre quando vocês comentam sobre salários, vocês consideram a remuneração bruta ou líquida?
      Em outras palavras, se não especificar, é porque a renda mencionada é bruta?

      0
      • Johnny Real State 17 de junho de 2012 at 20:23

        É comum no Brasil sempre mencionarem o salário bruto, já na Argentina o pessoal só comenta do salário líquido, inclusive na hora de negociar no emprego novo os hermanos negociam o salário líquido.

        0
      • mdc 17 de junho de 2012 at 20:28

        renda bruta não serve de parâmetro pra nada mesmo, renda de verdade é aquela que cai na conta todo mês, e que paga as despesas.

        0
    • Sem Nome 17 de junho de 2012 at 21:13

      Amigo…isto não é nada comum / normal. Trabalho em uma multinacional, líder no setor em que atua, em São Paulo. Com certeza apenas uns 15 / 20% dos funcionários devem ganhar mais de BRL 6 mil. Na minha equipe, o pessoal possui em média 10 anos de formado e ganha menos de BRL 6 mil. Abraços

      0
    • pmoraesm 17 de junho de 2012 at 21:15

      Tenho 2 anos de formado, trabalho com TI e ganho pouco mais que isso. Pode até ser considerado um salário alto se comparado à media da população, agora observe o seguinte:

      Se, assim como eu, esses seus amigos de “salário” não possuem nenhum imóvel e não receberam herança ou coisa que o valha, não podem comprar por um apartamento.

      Duvido que alguém com “alto salário” vai querer morar nos bairros subdesenvolvidos onde é possível comprar com essa renda.

      0
      • Bolha Imobiliária 17 de junho de 2012 at 21:38

        Me conte, qual as suas qualificações em seu curriculum para receber bem, com tanto pouco tempo de formação. Estou a 6 anos, e ganho uma merreca…

        0
        • Money Addicted 17 de junho de 2012 at 21:53

          Bolha,

          Trabalho com TI tambem, se vc tem 6 anos de formado e falar ingles, podemos conversar que provavelmente lhe consigo um emprego na faixa de uns 5k, ou mais, dependendo da sua experiencia, se quiser pode mandar a resp no meu email

          []s

          0
          • Bolha Imobiliária 17 de junho de 2012 at 22:23

            Interessante. Para qual cidade ?

            0
            • Money Addicted 18 de junho de 2012 at 08:01

              Bom, aqui q fica bom, a empresa permite trabalhar Home Office, vc nao precisaria sair de curitiba 🙂

              0
              • JPires83 18 de junho de 2012 at 09:21

                Mais um aqui, só que eu ganho uns 4 contos só, moro em Vitória-ES. Eu tenho pouco tempo de formado, mas já trabalho na área desde 2005. A minha caminhada foi longa, pois fui técnico, estágiario de programação, trainee, programador só pra depois virar analista. Como a profissão não é regulamentada, eu já era programador antes de me formar. Foi terminar a faculdade e virar analista com quase o dobro do salário. Ahh sim, o meu salário é bruto, sem benefício nenhum, nem vale transporte.

                0
            • Oliveira 18 de junho de 2012 at 17:25

              Bolha, meu irmão é aí de Ctba, já me convidou várias vezes para trabalhar com ele na área de TI por 5k.

              Como eu nunca aceitei sair daqui do RJ, talvez seja conversa dele. Mas se vc quiser, me manda um mail que posso te passar o contato.

              Ele diz q a empresa dele sente muita falta de desenvolvedores responsáveis e que não fiquem pulando de empresa.

              Com certeza, eles se interessariam por um cara proativo como vc! :))

              Um abraço

              0
        • Pimp 18 de junho de 2012 at 13:03

          Bolha, sênior Java em SP está pagando entre 9 e 13k PJ. Se você procurar consultorias com hora aberta, da pra tirar bem mais. CLT não sei como está e dificilmente voltarei para esse mundo!

          0
          • Bolha Imobiliária 18 de junho de 2012 at 13:37

            Eu trabalho com administração de redes, é um mercado mais escasso em matéria de vagas disponíveis.

            0
        • vivi 18 de junho de 2012 at 18:37

          De fato a area de T.i paga um salario razoavel estou em uma empresa a 3 anos e estou na faixa dos 3 mil meu esposo está em uma consultoria a 1 ano e ja me alcançou..Trabalhava com publicidade mas sempre gostou de programação .

          0
        • pmoraesm 18 de junho de 2012 at 21:41

          Bolha, trabalho em uma área com poucos profissionais, soluções de backup para ambientes enterprise. Também tenho que ser honesto: eu fazia uma faculdade, comecei a estagiar na área, fui efetivado e tranquei a matricula. Depois de um tempo iniciei uma de 2 anos e meio, ou seja, tenho 2 anos de formado porém 5 anos de experiência na área.

          Um antigo gerente meu foi trabalhar ai na GVT e disse que o salário na cidade são bem menores mesmo. Segunde ele um analista senior no topo da faixa salarial ganha cerca de 5 mil.

          0
          • Bolha Imobiliária 18 de junho de 2012 at 21:56

            Ah é ??…Qual solução de backup vocês trabalham ??…Na empresa estamos com o TSM da IBM, e sempre estamos reclamando que não funciona direito, e meu chefe até congitou em trocar a ferramenta…

            0
            • Money Addicted 19 de junho de 2012 at 09:31

              sem querer mudar o foco do forum…rs…..mas eu trabalho com tsm tambem, posso tentar ajudar.

              []s

              0
            • pmoraesm 19 de junho de 2012 at 17:47

              Eu trabalho com NetBackup, mas TSM também é um bom software de backup. O que costuma acontecer é que o pessoal é negligente com a infraestrutura do backup (robôs, tape drives, etc) e quando os problemas acontecem todo o que é envolvido com backup é criticado.

              0
    • KQT 17 de junho de 2012 at 21:24

      J. Real,
      O que acontece que geralmente os amigos tem o mesmo nivel academico e social; ou convivem no mesmo meio; então pode ser comun todos ganharem mais de 6 mil. Se fosse uma renião de pessoas sem grana, estariam tomando uma pinga e todos ganhariam menos de 1500 reais. Hoje almocei com 4 amigos, e todos ganham mais de 15 k liquidos, isso não é a realidade da grande maioria.

      0
      • simone 17 de junho de 2012 at 22:03

        promotor do estado ganha 15 mil
        comissário da policia civil de porto alegre ganha 8 mil

        0
    • simone 17 de junho de 2012 at 22:00

      aqui em porto alegre enfermeiro ganha de 2 mil em emprego clt e se for da prefeitura ganha 5 mil reais … médico ganha 10 mil ………..médico anestesiologia ganha no máximo 15 mil por mês ………..

      0
      • Roberto 18 de junho de 2012 at 22:03

        Não concordo com o salário de anestesista. Tenho 4 amigos que recém terminaram a residência e todos eles ganham mais de 20 k por mês. Trabalham muito, mas ganham mais que isso que você colocou como salário máximo.

        0
    • RosinhA 17 de junho de 2012 at 22:02

      A 2 posts atrás disse que meu funcionário, sem especialização alguma e sem vontade alguma, ganhava 3k, agora passou ganhar 3,5k, e ainda se achando dono, engenheiro que suou estudou pra caramba, ou profissional de TI que trabalha sábado, domingo, noite, dia, feriado, dia do casamento etc, ganha quase o mesmo, ou menos. Engenheiro com grandes responsabilidades ganham em multis renomadas menos de 5,6k, bom saber, pelo menos sei como anda o mercado.

      0
    • Riodetudo 17 de junho de 2012 at 23:20

      Alguém que ganha 6 mil brutos custa quase 150 mil reais por ano para uma empresa de pequeno ou médio porte. O cara tem que ser um gênio para justificar uma despesa dessas com dois anos de formado. Como o governo molusco investiu mais em cartão de credito que em educação, acho que esse perfil de pessoa representa uma parcela minúscula da população.

      0
      • Yoda 18 de junho de 2012 at 10:19

        Se a empresa prestar serviços para o governo, é bem possível ganhar estes valores como analista de sistemas com pouco tempo do formação. A maioria das pessoas que trabalham com TI começam a atuar antes mesmo de concluir o curso superior. Já fui analista de sistemas que ganhava bem como PJ, mas ficava meses sem projetos para trabalhar, em Curitiba. Talvez SP e RJ existam vários projetos para não deixar o profissional parado. Na época eu trabalhava com ASP e SQLServer (certificado) e não tinha interesse de sair de minha cidade.

        Devido à instabilidade, hoje sou servidor público estatutário em início de carreira. Ganho 6.000 líquidos em Brasília. Não tenho filhos e tenho imóvel próprio há pouco mais de 10 anos. Se pagasse aluguel e tivesse filhos, não sobraria muito dinheiro no final do mês.

        Mas é bem possível que profissionais de informática ganhem bem. O mercado de Curitiba que é bem restrito e os ótimos salário são difíceis de garimpar, porém existem.

        0
      • Marcio 18 de junho de 2012 at 23:20

        R$6.000,00/mes, custa ao redor de R$125.000/ano (6 x 12 x 1,75)

        0
    • Júlio Cesar 17 de junho de 2012 at 23:59

      Com 6 anos como servidor do Poder Judiciário de Minas, graduação em direito e pós graduação eu ganho metade disto. Por aqui a coisa não está tão boa assim… Acho que a coisa está bombando mesmo é na iniciativa privada.

      0
      • F. Paes 18 de junho de 2012 at 11:41

        Eu sou servidor público federal (analista) e ganho 7k bruto. Alguns que entraram comigo nem fizeram 25 anos de idade ainda. Ingressei em novembro/2011. Penso que o serviço público tem bons salários inicias, mas as carreiras são achatadas, na iniciativa privada consegue-se ganhos melhores para quem tem 20, 25 anos de experiência. Meu plano de carreira é de salário final de 16k, após 15 anos, com aumentos (pequenos) anualmente, até chegar nesse último nível. Conheço gente, na faixa dos 30 anos que ganham mais de 10k. Todos na iniciativa privada.

        0
        • F. Paes 18 de junho de 2012 at 11:42

          iniciais*

          0
    • Guilherme SC 18 de junho de 2012 at 18:05

      Tem gente que ganha bem sim, mas vocês parecem corretores bolhudos falando. Se todo mundo tivesse ganhando tanto esses concursos mequetrefes que existem por aí não estariam bombando de formados e pós-graduados. Fui levar minha namorada para um concurso de R$ 1.100,00/mês em uma prefeitura de cidade pequena perto de onde moro e ela não teria nem chances na prova de títulos. Aliás, meu Fiestinha 2010 era o pior carro que tinha estacionado lá.

      0
      • Crase 18 de junho de 2012 at 19:28

        Muito simples entender a polêmica dos salários, basta visualizar a tabela:

        http://www.bolhaimobiliaria.com/wp-content/uploads/2012/06/arte06esp-101-abre-a14.jpg.

        A faixa de 6mil abarca 10% da população (estar entre os 10% é ser ordinário?). O resto é lutar para entrar na turma do 1%, parece movimento de ocupação, somos os 99%… hehehe…

        0
        • O Irritado 19 de junho de 2012 at 00:08

          “http://redmaogreenback.blogspot.com.br/2011/10/occupy-wall-street-protest-must-be.html”

          0
  • spina 17 de junho de 2012 at 14:49

    Acabei de voltar de um stand da PDG. Fui ver um apartamento de 158m. 3suites 3 vagas na cidade de Manaus. Em um bairro bom (para os padrões de Manaus), valor R$950.000,00. Sem negociação, com muita negociação tiraram 20k.
    Conversei bastante com o corretor, ele me disse que em muitas unidades vendidas os compradores optam por não apresentar declaração de renda pra financiamento e pagam o saldo no final a vista e a PDG dá uma “ajuda” declarando o valor venal abaixo do real pago.
    Só assim mesmo para se comprar apartamento de 1M e achar que esta barato.
    De resto, a mesma ladainha de sempre.
    -Copa do Mundo
    -Comparar aumento dos último 3 anos de imóveis e projetar como ganho futuro
    -Imóvel nunca abaixa
    -Aqui ainda vai valorizar muito
    -Os terrenos estão acabando
    -A mão de obra esta escassa

    Pq será que Manaus ainda não esta tendo descontos dos preços bolhudos?
    Fora a lavagem de dinheiro sujo, alguém tem alguma outra teoria?

    0
    • Deurges 18 de junho de 2012 at 00:38

      Olá amigo, eu agradeço todos os dias por Belém ter perdido a sede da copa
      para Manaus, aqui sempre teve um custo de vida muito caro, com a copa ficaria impossível.

      Aqui apartamento de 50m2 custava 100k em 2008, hoje esta por volta de 250k, não gosto nem de imaginar o preço se Belém virasse sede.

      Eu li em algum lugar que algumas delegações iriam ficar por aqui, acho que desistiram da idéia.

      []’s e boa sorte.

      0
    • self 18 de junho de 2012 at 08:33

      Em Manaus rola MUITA lavagem de dinheiro, vindo principalmente de estrangeiros e mineradoras/madeireiros ilegais. Grana preta. Enquanto lavar dinheiro for vantajoso, vai continuar assim.

      0
  • Lila Eule 17 de junho de 2012 at 14:56

    Olá,

    “o índice de apartamentos novos à venda em várias áreas geográficas da
    região é escandalosamente preocupante. Os preços já estão baixando. Há queima de estoques para fazer caixa.”

    Desculpe-me se isso já foi postado aqui antes, mas ontem foi a primeira vez que vi esse comercial numa TV aberta aqui em São Paulo e quando li esse trecho acima do texto postado, achei muito oportuno compartilhar o link com vocês:
    “http://www.youtube.com/watch?v=HDKX5LR_jU4&feature=plcp

    Só não vou falar o nome dessa empresa, projeto, conglomerado, ou sei lá o que isso seja aqui no Blog para não fazer propaganda pra eles.
    Eles se autodenominam como outlet de imóveis, a primeira ponta de estoque de imóveis do mundo, etc e vem com a seguinte frase: “pra que pagar mais pelo mesmo imóvel???”, dão desconto de 40% na propaganda – imóvel de 500.000 saindo por 300.000 – mas na página principal do site “da empresa” os descontos que aparecem são bem pequenininhos, só vi um com desconto de “quaaase” 20%, só que em cima do preço bolhudo.
    Tem alguns imóveis que não tem preço declarado, é preciso mandar e-mail para o corretor de plantão e a justificativa que eles dão é que o imóvel possui o preço censurado por causa do desconto ou as condições serem mais atrativa que o mercado.
    Na boa, acho que estão querendo se livrar dos imóveis encalhados, só que regulando o “preço de mercado bolhudo” que nem num leilão, só que ao contrário – tipo: quem dá menos? – de 10k em 10k eles vão chegando ao que o pessoal pode/quer pagar e de quebra não se desgastam com a fúria de investidores particulares ou mesmo famílias que compraram imóveis a preços exorbitantes.
    Só acho que eles erraram o time, eu divago com os meu botões que não tem tanta gente assim com condições reais de financiar imóveis com tais preços e aqueles que podem financiar ou até mesmo comprar à vista, já se ligaram na situação do mercado.
    Abs,

    0
  • Amadeos de Sampa 17 de junho de 2012 at 15:15

    Esse documentarion (da Australia, em ingles), apresenta uma solucao para acabar com o constante boom and burst de precos de imoveis/solo.

    A solucao seria uma mudanca tributaria, desonerando o trabalho e servicos, e onerando a propriedade e exploaracao do solo.
    “http://http://www.fulldocumentary.com/economics//default.asp?id=1824

    0
    • Pablo 17 de junho de 2012 at 16:17

      Onerando a propriedade e exploração do solo??
      E o ITBI e o IPTU?
      E o IR sobre o lucro da venda?
      Fiu, nóis tá atolado de Imposto, duvido voce encontrar algo que nao seja tributado! Nao vale banho de sol e o ar que tu respira!

      0
      • mauricio 17 de junho de 2012 at 16:40

        fiu, tem um monte de ganhos que não são tributados

        mas em geral, só os ganhos do políticos

        0
      • Amadeos de Sampa 17 de junho de 2012 at 16:48

        Nossa carga fiscal eh sufocante mesmo. Concordo contigo 100%

        O que estava a imaginar seria uma possibilidade de aumentar o imposto a partir do segundo imovel, aumento do imposto daquele terreno parado especulando, etc. Ja foi debatido aqui que isso seria facil de ser burlado com laranjas.

        E na realidade, pensando um pouco mais, se se o governo federal desse uma reducao no imposto de renda relatvio a pgto de aluguel, a urubuzada aumentaria os valores aluguel no mesmo nivel, ou seja, o “beneficio” se evaporaria na hora.

        A saida do Brasil eh o aeroporto mesmo. dificil

        0
    • fcoelho 17 de junho de 2012 at 18:36

      Em são paulo criaram o iptu progressivo. Vc tem que provar que o imovel esta ocupadado e se nao tiver o iptu vai aumentando absurdamente. Mas é dificil fiscalizar e é facil de burlar eu imagino. Muito dificil pegar . Em Paris proibiram alugueis de temporada. Não sei se está funcionando, mas ia achar muito bom se fizessem isso aqui no rio. Conheço muita gente de fora que tem ape aqui a muitos anos e nao vem nem 1 vez ao ano, ficam pagando 700, 1 mil reais de condominio só para encher a boca e falar que tem um ape no rio.

      0
      • ana carolina 17 de junho de 2012 at 20:12

        O IPTU progressivo está no Estatuto da Cidade e a maioria dos Planos Diretores aprovados depois do Estatuto já contam com o instrumento do IPTU progressivo. Mas ele é aplicado em terrenos ociosos…

        0
        • fcoelho 17 de junho de 2012 at 23:48

          Olá Ana Carolina,
          Esou me referindo a um projeto de lei aprovado em 2010 pela prefeitura de são paulo. Câmara aprova IPTU progressivo para imóveis desocupados em SP
          Valor do imposto sobe 15% por ano para residência sem uso, se prefeito sancionar A Câmara Municipal de São Paulo aprovou por unanimidade na tarde desta terça-feira (29) o projeto de lei que prevê aumento progressivo do valor do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para imóveis que estão desocupados. A proposta agora vai para a sanção do prefeito Gilberto Kassab (DEM), que pode aprovar ou derrubar a nova regra.

          O projeto de lei de autoria do vereador José Police Neto (PSDB) teve 45 votos a favor em segunda discussão. Nenhum vereador votou contra ou se absteve. Segundo o parlamentar, o objetivo é combater a especulação imobiliária dos imóveis que “não estejam cumprindo sua função social”, ou seja, que não servem de moradia.

          Com o projeto, o valor do IPTU dobra a cada ano para imóvel desocupado até o limite de cinco anos, quando a prefeitura tem autorização para fazer a desapropriação. O limite do aumento é 15% do valor de venda do imóvel.

          A lei afeta a região central da cidade e as chamadas Zeis (Zona Especial de Interesse Social) 2 e 3, que, em linhas gerais, são áreas com predominância de habitações populares.
          http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/camara-aprova-iptu-progressivo-para-imoveis-parados-em-sao-paulo-20100629.html

          Sobre a probição de alugueis de teporada em paris:
          PARIS — Many people buy a pied-à-terre in Paris to use for a few weeks a year and to rent the rest of the time. Most of them don’t realize, however, that they are breaking the law. Now, the city government is trying to address the problem with a more direct approach to enforcement.
          Related

          Times Topic: France
          Mayor Bertrand Delanoë ordered an agency last year to warn property owners that renting out residential apartments for less than a year at a time violated French law. The move was intended to address the lack of affordable housing in the city center. Those who ignored the warning, he said, would be prosecuted……
          http://www.nytimes.com/2010/07/07/business/global/07rent.html?pagewanted=all

          0
          • Rafael KM 18 de junho de 2012 at 19:59

            A medida francesa foi lobby dos HOTÉIS, que, com preços bolhudos, “incentivavam” turistas a pagar por 1 semana de aluguel num apartamento infinitamente superior o equivalente a 1 diária num hotel meia boca. Não tem nada a ver com o que dizem aí na reportagem.

            Fiquei num destes aps e não me arrependi. É só pegar um AP fora do centro do centro que o preço cai lá embaixo e tudo continua muito perto, mesmo a pé.

            0
  • Dr. Estranho 17 de junho de 2012 at 16:26

    oglobo.globo.com/rio/itbi-bicho-papao-no-sonho-da-casa-propria-5231164

    Não lamento pelos compradores que ajudaram a inflar a bolha. Lamento pelas pessoas que sentirão na pele o outro bicho-papão; o IPTU.

    0
  • Anonymous 17 de junho de 2012 at 16:38

    My House My Life: Alguns exemplo do que pode ser comprado na Florida com o preço de 1 apartamento Minha Casa Minha Vida na Banânia. Os apartamento já vem com armários e alguns eletrodomésticos.

    2 dorm, 2 banh, $ 84 mil USD
    “http://www.zillow.com/homedetails/1660-Pine-Valley-Dr-APT-207-Fort-Myers-FL-33907/45489748_zpid/”

    3 dorm, 2 banh, $ 85 mil USD
    “http://www.zillow.com/homedetails/8625-Flores-Ct-Fort-Myers-FL-33907/45431703_zpid/”

    2 dorm, 2 banh, $ 84.9 mil USD
    “http://www.zillow.com/homedetails/16740-Partridge-Place-Rd-APT-101-Fort-Myers-FL-33908/45375411_zpid/”

    2 dorm, 2 banh, $ 84 mil USD
    “http://www.zillow.com/homedetails/1380-S-Brandywine-Cir-APT-1-Fort-Myers-FL-33919/45514903_zpid/”

    2 dorm, 2 banh, $ 84 mil USD
    “http://www.zillow.com/homedetails/1135-Villagio-Cir-UNIT-205-Sarasota-FL-34237/66770018_zpid/”

    2 dorm, 2 banh, $ 84 mil USD
    “http://www.zillow.com/homedetails/2254-SW-Rockport-Rd-Port-St-Lucie-FL-34953/81387221_zpid/”

    2 dorm, 2 banh, $ 82 mil USD
    “http://www.zillow.com/homedetails/6532-Sedgeford-Dr-Lakeland-FL-33811/71114987_zpid/”

    2 dorm, 2 banh, $ 85 mil USD
    “http://www.zillow.com/homedetails/338-Charlemagne-Blvd-APT-G103-Naples-FL-34112/2121815579_zpid/”

    0
    • Eskeleto 17 de junho de 2012 at 17:10

      Da vontade chorar só de ver essas fotos e o valor dos imóveis sendo que aqui com o mesmo valor conseguiria no máximo comprar um apartamento de 50 m2.

      0
    • Eduardo Pena 17 de junho de 2012 at 17:15

      2 dorm, 2 banh, $ 85 mil USD
      “http://www.zillow.com/homedetails/338-Charlemagne-Blvd-APT-G103-Naples-FL-34112/2121815579_zpid/”

      Anonymous e a estimativa de aluguel é isso tudo? Mais de 1%?

      0
      • Anonymous 17 de junho de 2012 at 18:08

        Não é o caso de comprar esse tipo de imóvel para ter renda de aluguel. Existem imóveis comerciais, com valores variando desde 250 mil USD até várias dezenas de milhões que voce compra já alugado pelos próximos 5, 10 ou até mesmo 20 anos.

        0
        • Leconet 18 de junho de 2012 at 08:50

          Onde vejo isso anonymous?

          0
          • Anonymous 18 de junho de 2012 at 09:40

            Existem vários websites. Procure por “nnn lease investments” ou “nnn properties”. Seguem alguns websites:

            “http://www.naiglobal.com/”
            “http://www.cushwake.com/cwglobal/jsp/globalHomeSSO.jsp”
            “http://www.tm1031exchange.com/”
            “http://www.cbre.com/EN/Pages/home.aspx”

            Depois disso, voce verá que somente um completo débil mental investe em imóvel na Banânia para ter renda de aluguel quando pode investir nos EUA. Existe também a modalidade “buil to suit”. Por exemplo, voce pode construir uma nova loja para muitas empresas de franquia (McDonalds inclusive) em troca de contrato de aluguel por 20 anos. Geralmente, os contratos preveem aumento ao longo do tempo.

            0
    • Charles 17 de junho de 2012 at 19:26

      Realmente… Os Estadunidenses sabem morar bem. Controem para pessoas morarem e não para favelizarem a cidade.

      Aqui, tudo que o governo mete a mão e denomina como sendo “popular” é sinonimo de péssima qualidade.

      Eles estão conseguindo transformar o país numa grande favela com essas construções horriveis e com materiais de quinta categoria.

      Em poucos anos veremos o resultado disso tudo estampado na paisagem das cidades…

      Esses pseudo socialistas entregam miseria por onde passam…

      0
    • simone 17 de junho de 2012 at 21:08

      linda essas casas …ai é um sonho morar aí

      0
  • F. Paes 17 de junho de 2012 at 16:57

    Bolha do ITBI no Rio? rsss

    http://oglobo.globo.com/rio/itbi-bicho-papao-no-sonho-da-casa-propria-5231164

    ITBI: o bicho-papão no sonho da casa própria

    Prefeitura avalia imóveis até 50% acima do valor de mercado para cobrar imposto; compradores recorrem sem sucesso

    RIO – Em qual local da cidade o imóvel é mais valorizado? Acertou quem respondeu no setor de ITBI da Secretaria municipal de Fazenda. Embalada pelo boom imobiliário dos últimos três anos, a prefeitura do Rio vem aumentando — em alguns casos em mais de 50% — a avaliação dos imóveis da cidade para a cobrança do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis, aquele tributo que o comprador pensa que vai recolher ao município no valor de 2% do que pagou pela casa nova, mas que, na prática, pode ser bem mais.
    Foi o caso do administrador Rogério Quintanilha. Ele comprou um apartamento na Tijuca por R$ 750 mil. Ao gerar pela internet a guia do ITBI, levou o primeiro susto: o valor do apartamento pulou para R$ 1,1 milhão. Rogério recorreu administrativamente e perdeu. Mas, quando foi tirar uma nova guia do imposto, o valor venal arbitrado pela prefeitura tinha subido para R$1,9 milhão.
    — Eu recorri de novo. Desta vez, ganhei. Paguei o tributo referente ao valor de R$1,1 milhão. Ou seja, o prefeito pôs um bode na minha sala e, quando retirou, eu achei que ficou bem melhor — contou Quintanilha, que agora vive um novo drama.
    Estado também usa avaliações da prefeitura
    Com a morte da mulher, ele terá que recolher 4% do valor atualizado do imóvel de imposto ao estado para receber como herança parte do mesmo imóvel. E a Fazenda estadual usa, como regra, as avaliações da prefeitura:
    — Agora vou ter que brigar para tirar o bode do Cabral da minha sala.
    Para não perder o financiamento da casa própria, a economista Viviana Faria resolveu pagar os R$ 32 mil de ITBI referentes ao valor de mercado de R$ 1,6 milhão que a prefeitura estipulou para o apartamento de 120 metros quadrados que ela e o marido compraram na planta, por R$ 600 mil, na Rua Ministro Raul Fernandes, em Botafogo.
    — O valor que a construtora atualizou para o imóvel é de R$ 800 mil, a prefeitura avaliou pelo dobro. Então estamos dispostos a vender o imóvel agora para ela — protestou Viviana, que pretende recorrer à Justiça.
    Sua futura vizinha, a analista de sistemas Andréa Rocha, resolveu recorrer administrativamente, mas teme perder o financiamento:
    — Demos entrada no recurso no início do mês, e o despachante calcula que o recurso seja julgado em até um mês. A compra está parada, e isso com certeza vai impactar no financiamento.
    O mineiro Alexandre Sontang também recorreu. Ele comprou há dois anos um apartamento no Humaitá, na planta, pelo valor de R$ 615 mil. O imóvel foi entregue em novembro de 2011, mas a briga com o ITBI atrasou a entrega das chaves:
    — A prefeitura arbitrou o valor em R$ 1,89 milhão, três vezes o valor que paguei. No mercado, o imóvel está avaliado em R$ 1,1 milhão. Recorri imediatamente.
    Sontang entrou com recurso administrativo em 2 de abril, mas ainda não teve resposta:
    — O processo na prefeitura anda a passos de tartaruga, sem contar que a cada instante pedem novos documentos. Não pude esperar esse processo desrespeitoso com o cidadão, pois precisava pagar entregar a guia paga do imposto à construtora para poder obter as chaves. Então, quitei.
    José Carlos Luz Bernardo desistiu de trocar seu apartamento na Rua Manoel Ferreira, por outro maior na Rua Vice-governador Rubens Berardo, na Gávea, depois que soube o valor que teria de pagar de ITBI:
    — O valor do imóvel é R$ 1,61 milhão, mas a prefeitura avaliou em R$ 2,5 milhões. Desisti.
    Segundo o vice-presidente de Assuntos Condominiais do Secovi-RJ, Leonardo Schneider, em algumas ruas da cidade a prefeitura vem de fato avaliando os imóveis acima do valor de mercado:
    — Isso está acontecendo em bairros como a Tijuca, onde a diferença realmente está alta. A prefeitura apostou muito na valorização dos preços, e isso está se tornando um fator restritivo no mercado. Muitos contribuintes se sentem lesados. O município deveria fazer uma revisão desses valores.
    Na hora de calcular o IPTU, critério é outro
    A mesma Secretaria municipal de Fazenda, que supervaloriza o imóvel no momento da compra, dá a ele um valor até dez vezes mais baixo na hora de cobrar o IPTU. O subsecretário municipal de Tributação e Fiscalização, Ricardo Martins, explica que isto ocorre porque são empregados critérios diferentes. Segundo ele, para calcular o ITBI ,o governo utiliza as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas. Ricardo Martins explicou que, a cada três meses, a fiscalização avalia os valores das guias pagas para tirar a estimativa e atualizar os valores:
    — Usamos a massa de informações dos valores efetivamente pagos do ITBI. Na comparação de um trimestre com outro, se a variação ultrapassar o limite de 5%, para cima ou para baixo, então atualizamos os dados. É claro que com 80 mil guias por ano, podemos errar em uma ou outra avaliação. Para isto, existe a revisão. O contribuinte que não concordar com o valor da guia pode impugná-lo — explicou o secretário, acrescentando que o recurso administrativo demora cerca de 15 dias para ser julgado.
    Segundo ele, a legislação estabelece que o o ITBI deve ser recolhido sobre o valor venal (de mercado) do imóvel e é de competência do município:
    — O imóvel na planta é uma oportunidade. O comprador assume o risco do investimento. E a incorporadora, por sua vez, baixa o preço para captar recursos, mas assim que o imóvel fica pronto o valor é atualizado. A prefeitura não pode pagar o ônus dessa oportunidade. Ela tem que cobrar o valor de mercado. É o que diz a lei.
    Já o valor venal do IPTU é calculado a partir da Planta Genérica de Valores, cuja vigência data de janeiro de 1998. Em seu site, a Secretaria municipal de Fazenda disponibiliza a explicação para o cálculo do valor venal de um imóvel, bem como a consulta de logradouros.
    Segundo Ricardo Martins, para impugnar o valor da guia do ITBI, o contribuinte pode recorrer na sede da Prefeitura, na Rua Afonso Cavalcanti, 455, prédio anexo, no andar térreo, no horário de 9 às 16 horas, ou mesmo pela internet. No site da SMF, estão disponíveis o formulário, os documentos necessários e o passo a passo do processo administrativo. Para recorrer, o contribuinte tem prazo de até 30 dias após o lançamento e antes de efetuar o pagamento.
    Professor de direito imobiliário, o advogado João Basílio explicou que o contribuinte também pode recorrer judicialmente, através de ação de repetição de indébito, mas corre o risco, senão conseguir uma medida liminar, de ter que esperar até quatro anos pelo julgamento do recurso.
    Basílio avalia que a prefeitura errou na dose. Segundo ele, durante décadas, o município avaliava muito mal os valores de mercado para o cálculo do imposto:
    — Antigamente, a prefeitura avaliava o imóvel por cerca de 30% do valor de mercado. Era muito baixo. Foi no governo Cesar Maia que os valores foram revistos e passou a se utilizar o valor de mercado. Mas agora, em alguns bairros, esses valores estão realmente acima da realidade — explicou.
    Segundo ele, o mercado de imóveis no Rio viveu um boom nos últimos anos, mas tende agora a estabilizar.

    0
    • F. Paes 17 de junho de 2012 at 17:36

      Ainda na moderação.

      0
    • Glaucio 17 de junho de 2012 at 21:48

      Nao entendi porque o cara falou em bode do Cabral, se o problema é com a prefeitura.

      0
      • F. Paes 17 de junho de 2012 at 22:26

        “Estado também usa avaliações da prefeitura

        Com a morte da mulher, ele terá que recolher 4% do valor atualizado do imóvel de imposto ao estado para receber como herança parte do mesmo imóvel. E a Fazenda estadual usa, como regra, as avaliações da prefeitura”

        0
        • Ghaspar 18 de junho de 2012 at 22:07

          No caso 4% da metade. A outra metade já é do marido , que é meeiro

          0
  • Francisco Quiumento 17 de junho de 2012 at 17:36

    Clareiem minhas ideias.

    Acordo hoje cedo, ouço BandNews e tem “lider de setor” dizendo:

    1) As construtoras e incorporadoras estão “baixando os estoques”, por isso, as vendas caíram 10% e o ritmo de construção 5%.

    Obs.: Se falou isso, quer dizer que o estoque continua aumentando?

    2) Os preços apresentam redução de até 48%.

    Obs.: Parafraseando o Anonymous: Ufa, imagina se fosse um colapso de preços bolhudos!

    Agora vem meu dilema: é isso mesmo que o personagem falou ou ouvi tudo errado?

    Desde já, grato.

    0
    • Anonymous 17 de junho de 2012 at 18:25

      Não é de se esperar que o ritmo de construção esteja NEGATIVO, pois isso significa destruir imóveis ao invés de construir. Portanto, queda no “ritmo de construção” de 5%, significa que imóveis continuam a ser construídos. Isso somado com a queda de 10% nas vendas, significa que o estoque está AUMENTANDO. Considerando ainda que está havendo QUEDA nas vendas, apesar de QUEDA nos preços, significa que a tendência nos preços é de QUEDA.

      0
      • Miguel Jacó 17 de junho de 2012 at 19:09

        Anonymous, no Rio de Janeiro está ocorrendo sim um ritmo de construção negativo:

        “http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2012/01/dois-predios-desabam-no-centro.html”

        “http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/fotos/predio-explode-e-deixa-varios-feridos-20111013.html”

        0
        • Francisco Quiumento 18 de junho de 2012 at 10:46

          Quem me conhece pessoalmente sabe que simplesmente amo humor negro.

          Mas, sobre o comentário acima:

          Triste, mas certas coisas dão imensa vergonha do Brasil, e só me resta condolências para as famílias das vítimas.

          Obs.: Não dou 5 anos para uma ponte ou viaduto – se não um túnel – em São Paulo causar um tragédia. Acidentes já deram.

          Sobre o ritmo de construção, acredito que diversas construtoras e incorporadoras já entraram n fase que eu e meu sócio definimos como “Agora vai!”, quando uma empresa tenta forçar sua colocação de produtos no mercado no simplesmente desespero de tentar fazer caixa.

          Em suma, estão “se conduzindo para o golpe”, ainda que não intencionalmente, mas por pura falta de análise de sua real situação adicionada a banal irresponsabilidade.

          0
  • Anonymous 17 de junho de 2012 at 18:46

    IPTU x Real Estate Tax

    O IPTU é muito baixo na Banânia e o ganho com imóveis é algo produzido por todo a sociedade. Por exemplo, voce compra um simples terreno e ao longo do tempo, muitas coisas são construídas perto desse terreno. O terreno valoriza sem voce fazer absolutamente nada. Portanto, é justo a sociedade cobrar imposto. Sem imposto, não adianta reclamar que não existem serviços públicos.

    Entretanto, a Banânia não possue a cultura de transparência. Pelo que me lembro sempre existiram 3 preços na transação de qualquer imóvel. (1) O valor efetivamente pago que somente os envolvidos na negociação conhecem. (2) O valor pelo qual a escritura é passada. (3) O valor venal. Nos EUA existe somente um valor e esse valor é registrado e está disponível para qualquer pessoa consultar, na maioria das vezes pela Internet e sem pagar nada por isso. A consequência é que, nos EUA pode-se falar em preço de MERCADO e na Banânia não pelo simples fato dos valores negociado nas transações imobiliárias serem desconhecidos, apesar de existirem os cartórios de registro de imóveis que servem para absolutamente nada.

    O equivalente ao IPTU nos EUA é no mínimo 2% do valor de mercado. Cerca de 80% desse valor é usado para manter as escolas públicas. Certamente, na Banânia não chega nem perto disso e, como já enfatizei, não existe o que se possa chamar de valor de mercado. Portanto, os serviçoss que existem ai até que são muito bons, já que ninguém paga nada mesmo.

    0
    • RosinhA 17 de junho de 2012 at 18:53

      Vou trazer para cá tb 😉

      Anonymous,

      Concordarei em partes, pois impostos em cidades litorâneas na Banânia são extremamente abusivos pela retribuição oferecida, pois o IPTU é de direito para os municipios, ou seja toda sua arredação deve ser realizada pela prefeitura, e o uso destes recursos deve ser feita pela prefeitura de acordo com a legislação, mas em contrapartida é muito mal administrado.

      Não temos saúde nem educação, enfim não temos nada, o cálculo do IPTU é outra coisa extremamente absurda, em Santo André fora a área construída vê-se também o padrão da construção e acabamento, fora tamanho do terreno lógico, conclusão mais uma vez sendo insistente e batendo na mesma tecla: Diga-me ou indica-me quem faz a vistoria, e te direis os valores a serem cobrados , o país do jeitinho da corrupção, isso todos nós sabemos.

      Outro problema do IPTU é que ele é utilizado, as prefeituras estão facilitando a construção de aps de 30/25m2 justamente para obtenção de receitas, muito mais vantajoso cobrar 20 vezes mais por um amontoado de caixinhas do que cobrar por um terreno vazio, virou especulação, virou um tipo de moeda de troca com grandes construtoras e especuladores, pois quanto maior o investimento menor o pagamento, aumentando os lobistas e corrupção na esfera de qualquer prefeitura.

      O maior problema em minha visão é que o iptu não favorece aqueles que realmente precisam, pois deveria desenvolver o crescimento igualitário das cidades, um exemplo seria colocar ar condicionado em um ponto de ônibus em um bairro nobre, e no outro extremo da cidade, na periferia a população que também paga o imposto e se for a porcentagem salário X iptu, paga até muito mais, não é oferecido retorno algum, sequer tem calçadas ou até um asfalto de quarta qualidade, não se esqueças que falamos de Brasil o país que tudo tem seu preço, e onde as pessoas que mais tem menos pagam.

      E anonymous não acho que o Iptu é baixo aqui não, o dinheiro arrecadado é muito mal administrado, pois se fosse aplicado corretamente, as cidades seriam modelos, atraindo mais pessoas e completando um ciclo de desenvolvimento natural, infelizmente aqui é o contrário quanto pior melhor para poucos.

      Por exemplo, voce compra um simples terreno e ao longo do tempo, muitas coisas são construídas perto desse terreno. O terreno valoriza sem voce fazer absolutamente nada. Portanto, é justo a sociedade cobrar imposto. Sem imposto, não adianta reclamar que não existem serviços públicos

      Não se esqueça que se eu for prefeita ao redor de meus terrenos ou de amigos meus, posso colocar faculdades, hospitais, tudo de bom, coloco o valor que eu desejo, então por isso não acredito nessa.

      0
      • Anonymous 17 de junho de 2012 at 19:22

        RosinhA,

        A corrupção que voce aponta pode ser evitada com a transparência que existe nos EUA. Nada impede da Banânia acabar com os cartórios de registro de imóveis e adotar sistema semelhante ao que existe nos EUA. Aqui, apenas sabendo seu nome ou endereço é possível descobrir quanto voce pagou pela casa em que mora e todo o histórico de valores negociados, caso existam donos anteriores. Isso não existe na Banânia. O ponto importante é registrar as transações pelo valor negociado e colocá-las à disposição para todos consultarem gratuitamente. Com o tempo, todos os proprietários vão querer passa a escritura dos imóveis pelo MAIOR valor possível, pois isso será usado para definir o preço de MERCADO – coisa que não existe na Banânia, pois não existe histórico das transações. Ninguém vai querer passar por um valor abaixo do efetivamente negociado pois terá PREJUÍZO quando for vender. É assim que funciona nos EUA e não existe motivo algum para ser diferente na Banânia.

        0
        • simone 17 de junho de 2012 at 21:52

          ai Anonymous estou fazendo faculdade de enfermagem me fala como é o trabalho aí para os enfermeiros………….

          0
          • Anonymous 17 de junho de 2012 at 22:48

            Enfermeiro é uma boa, pois tem emprego certo e ganha bem. O ideal seria fazer enfermagem aqui, pois mesmo sendo estrangeiro é provável conseguir emprego. Uma coisa que ninguém sabe é que medicina é feito em 3 anos depois de uma graduação em biologia. Portanto, se voce fizer biologia na Banânia, dá para fazer medicina aqui e aí voce fica com certeza. Existem programas para médicos estrangeiros, mas formados aqui, que trabalhando durante 3 anos onde existe poucos médicos (zona rural) ganha de presente um green card.

            0
            • simone 18 de junho de 2012 at 01:13

              onde consigo teu e-mail pra nós podemos conversar melhor

              0
              • Anonymous 18 de junho de 2012 at 14:51

                Escreva aqui mesmo o que voce quiser saber.

                0
      • Cesar bolha 18 de junho de 2012 at 01:44

        Se vê a camaradagem do Estado com os Loteadores na autorização para venda de terrenos minusculos, calçadas minusculas e ruas ridiculamente estreitas, tudo em nome do maior lucro possivel no minimo de area, em desprestigio da sociedade.

        0
      • Paulo D. 18 de junho de 2012 at 11:52

        Rosinha, concordo com tudo, com excessão de uma pequena “correção”… a prefeitura sabe o padrão de construção da sua casa/apto pois vc é obrigado a registrar a planta na prefeitura…. e qq reforma que vc faça tb….

        por óbvio que o cruzamento e a veracidade dessas informações é praticamente nula, mas que na teoria funciona, funciona….. então está na lei, e o município só pode fazer cobrar….

        a qto ao valor do IPTU, sim, ele é de 2% do valor do imóvel em SP capital (na verdade varia um pouco dependendo do valor venal, etc…) mas o valor venal dos imóveis é muito defasado…….

        0
        • RosinhA 18 de junho de 2012 at 12:04

          Concordo Paulo D, obrigada pela ajuda.

          0
  • Paulo Rocha 17 de junho de 2012 at 19:16

    É muita falta de vergonha!

    Presidente da CDHU culpa crianças e ladrões por problemas em prédios e diz que falhas são pontuais

    “http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/06/17/presidente-da-cdhu-culpa-criancas-e-ladroes-por-problemas-em-predios-e-diz-que-falhas-sao-pontuais.htm

    0
    • Felipe 17 de junho de 2012 at 21:47

      Típico do partido desse Sr. e desse governo de b… do Estado. É igual quando há problema no metrô e a culpa é do usuário.
      Absolutamente normal para os padrões morais dessa gente.

      0
    • hannamanana 19 de junho de 2012 at 13:53

      Peraí…
      Pára tudo!!!
      Estão colocando crianças e ladrões para construir os prédios do CDHU?
      😉

      0
  • Lucas 17 de junho de 2012 at 19:30

    Texto legal e corajoso!

    0
  • Rui 17 de junho de 2012 at 20:38

    Um cara americano, emputecido, por o banco o notificar que ia tomar a casa dele, por falta de pagamento e depois de ver o valor do imovel, despinguelar de $350.000,00 dolares para $150.000,00, o cabra da peste, pegou uma motoniveladora e nivelou tudo. Moral da historia, com regra de ouro: bancos, com o diabo nao se brinca! ahahahah

    0
    • Neo 18 de junho de 2012 at 00:38

      vai preso por destruir patrimonio alheio

      0
  • Ana 17 de junho de 2012 at 21:31

    Amigos bolhistas,
    Escrevo muito pouco aqui no blog e vez ou outra contribuo com alguma matéria sobre o assunto que encontro, geralmente do Estado de Minas. Escrevo pouco porque sei quase nada de economia e, algumas vezes, as pessoas são intolerantes com a ignorância. Entretanto, admiro muito a inteligência e a sagacidade da maioria dos que aqui escrevem. Vocês me ajudaram muito a começar a perceber a realidade do mercado e a adquirir um olhar muito mais crítico e apurado em relação à economia brasileira.

    Fiz essa longa introdução apenas para fazer uma pergunta que não me lembro de ter visto aqui no blog ( pelo menos, nunca vi resposta para ela). A questão é a seguinte:
    Muito se fala em queda de preços de apartamentos novos, o que eu acredito que já esteja ocorrendo aqui em BH, tendo em vista a quantidade impressionante de placas de “vende-se” que têm pipocado por aqui nos últimos meses. Com essa elevação absurda na oferta e com as vendas travadas, é lógico que os preços vão cair. Agora, apartamentos não contemplam minha necessidade. Eu preciso comprar uma casa, porque necessito do espaço para meu cachorro, que é muito grande, preciso da privacidade, e não quero me sujeitar a pagar condomínios que são quase um aluguel. O que eu gostaria é de um parecer de vocês acerca dos preços das casas. Não de casas novas, porque sei que não poderia comprar uma assim na região em que quero morar. Minha perspectiva é modesta, mas os preços aqui estão absurdos. Tenho um dinheiro guardado que me possibilitaria comprar até à vista ( se fosse pelos preços de antes da bolha), mas o que pedem hoje é fora da realidade para casas antigas, precisando de reformas. Para resumir: Vocês acreditam que casas antigas também diminuirão de preço, uma vez que a oferta de imóveis novos tende a crescer e que a demanda por elas talvez diminua, já que os construtores vão parar de comprá-las para demolir e fazer prédios no terreno?
    Ufa, que pergunta longa! Espero que não achem muito confusa e respondam.
    Abraços a todos.

    0
    • Andre da Bolha de Plastico (Para evitar Homonimos) 17 de junho de 2012 at 23:43

      Ana
      Pela minha vivencia casas antigas dificilmente são vendidas com financiamento pois muitas delas ja tiveram ao longo dos anos suas plantas originais modificadas – o cara fez um novo quarto ou cobriu uma area descoberta, pode ter feito um banheiro novo enfim modificou o palno e nesse caso o agente financeiro não faz o financiamento pois essa discrepancia eles não aceitam na hora de financiar.
      Casa velha é uma história a parte – as vezes ela esta garibada – “bonita” mas quando vc vai ver os canos de ferro ja estão enferrujados – a parte eletrica antiga feita com fiação impropria – falta de tomadas (na epoca havia poucas tomadas nas casas) Estuque ruim – e telhado empenado e desalinhado (coisa que vc só vai saber quando pegar uma chuva) e esgoto insuficiente por falta de dimensionamento.
      Tudo isso, especialmente o fato de a grande maioria dessas casas não dar financiamento, e só poderem ser vendidas a vista te dá uma vantagem imensa caso tenha grana na mão – Não adianta pedirem preços de imovel novo em casa velha porque não vende – Nessas sim vc pode mandar ofertas arrasadoras que sempre tem um que aceita – de uma andada nos bairros que te interessam e fale direto com os proprietários – ou como esta fazendo o GB – poe anuncio em jornal local do bairro que vc tem interesse – mas não coloque o valor que esta disposto a pagar – apenas que tem interesse na compra e só trata direto com proprietario. Não sei se meu relato te ajuda mas esse é o conselho que posso te dar.

      “Vivimos en un capitalismo que nos exige ser consumidores ricos y trabajadores pobres y esta es una ecuación imposible.”

      0
      • Ana 17 de junho de 2012 at 23:48

        Andre,
        Muito obrigada! Acho que foi um excelente conselho!
        Abraços!

        0
      • Cesar bolha 18 de junho de 2012 at 01:59

        Na minha opinião você deve esperar até que as noticias de recessão e estouro da bolha se firme, o que deve começar a acontecer em agosto/setembro, apartir dai a “ideia” de recessão irá se firmar mesmo lá para o inicio de 2013 com as pessoas acreditando que a recessão nunca mais acabará (pois não enchergam que é ciclico).

        0
        • Ana 18 de junho de 2012 at 08:07

          É verdade, Cesar. Com a queda de preço dos imóveis novos, decorrente da idéia de recessão instalada, talvez a tendência de redução de preço de imóveis antigos seja ainda maior. Obrigada por responder! Vcs estão me deixando mais confiante de que estou fazendo a coisa certa, aguardando o estouro da bolha.

          0
    • Marvin 18 de junho de 2012 at 08:07

      Se a casa for muito antiga, você deve pagar só o valor do terreno… pelo menos é isso que eu tenho visto na minha região, casas muito antigas são vendidas pelo valor do lote…

      0
      • Ana 18 de junho de 2012 at 13:57

        Marvin, casa muito velha, do tipo que tem que gastar muito com reforma e passar muita raiva com pedreiro, não sei se vale a pena. Tem casos em que é melhor até derrubar e fazer outra rsrsrsrsrsrsrs. Mas é claro que, dependendo da localização e do preço, eu aceitaria.

        0
    • Paulo D. 18 de junho de 2012 at 12:02

      Ana,

      vc prefere casa, certo? então está disposta a pagar um pouco mais por uma casa do que um apto muito parecido (padrão de construção e metragem)… mas se a casa custar o dobro do apto, vc não vai comprar um apto? bem, vc e todo mundo, ou seja, ninguém vai vender casa e vai ter que fazer o que? abaixar o preço… para competir com apartamentos…

      qdo falamos de imóveis todos tem seus preços conectados… se apto baixa, casa tem que baixar….. se o bairro X baixa o preço, o bairro Y tem que baixar….

      fique tranquila, quando cair preço de apto, cai o de casa, de terreno, de prédio comercial, de barraco, etc.etc.etc…

      0
      • Ana 18 de junho de 2012 at 14:03

        Na realidade, Paulo, casa é minha úncia opção. Meu marido tem uma excentricidade que me deixa quase louca, que é de “colecionar” carros dos anos 70 e 80. Ele tem 3, sendo dois deles já com placa preta e o outro em processo para obtê-la, ou seja, ele prefere vender a familia do que os carros. Além dos carros, tb tem 4 motos da mesma época, que são os tesouros dele. Moramos num barracão muito f*dido, mas com uma localização privilegiada e espaço pra ele guardar a tralha dele, e com um aluguel bem barato. Por isso é que estamos economizando pra comprar a casa. Apartamento nenhum teria espaço para tanta coisa. E ainda tem o cachorro. E as peças de carros antigos que meu marido vende no Mercado Livre. Ou seja, eu não tenho escolha.
        Fico realmente aliviada quando leio as opiniões de vcs, porque vejo que corroboram o que eu tenho pensado a respeito do assunto. Muito obrigada a todos.

        0
  • JPM 17 de junho de 2012 at 21:40

    Notícias de Ribeirão Preto:

    O Alphaville daqui foi lançado em 2 etapas. A 1a vendeu em 2 dias, e a segunda vendeu em apenas 1! Isso foi 1 uns 2 anos.
    Mas, de alguns meses para cá, voltaram a surgir outdoors na cidade anunciando terrenos no Alphaville, e nesta semana recebi emails de corretores me convidando para visitar o stand.
    Resolvi ir até lá, mas não cheguei a entrar no stand. No entanto dei uma volta ao redor do empreendimento, e o que vi é interessante: toda a infraestrutura está pronta, inclusive áreas de lazer. Mas não vi NENHUMA casa sendo construída.
    Minhas conclusões: estão vendendo um monte de devoluções (ou terrenos retomados) e os outros estão nas mãos de especuladores, que devem estar tentando vendê-los e, por isso, não estão construindo. Interessante que agora devem estar pagando condomínio, uma vez que já está tudo pronto, com porteiros, jardineiros, etc…

    0
    • JPM 17 de junho de 2012 at 21:42

      “Isso foi a uns 2 anos”

      0
    • GB 17 de junho de 2012 at 22:29

      O que fazem os especuladores: compram terrenos em novos loteamentos e deixam parados, ficam torcendo para que os vizinhos construam e dêem algum objetivo para o novo local, aí mais pessoas começam a frequentar o local, no final o bairro fica famoso, eles detêm os únicos terrenos e são vendidos a preço de ouro pois são os últimos.

      Qual é o verdadeiro risco nessa lógica toda ? Eles se esquecerem de perguntar se TODOS os terrenos foram vendidos para especuladores, erro grave.

      Aí todo mundo fica esperando que os OUTROS construam, mas ninguém constroi nada.

      Como exemplo temos o novíssimo “Centro Comercial de Cabreúva”, eles iniciaram as vendas há exato 1 ano e eu sempre passo por lá quando venho de Itu para Jundiaí, disseram-me que estava todo vendido mas agora apareceram umas placas esquisitas dizendo “Local reservado para sua Clínica”, “Local reservado para seu Comércio” e não há sequer uma barraquinha de pipoca no local.

      Claro, prometeram que teria um Shopping e blá-blá-blá (aquele velho discurso pronto de corretor), mas não teve nada, aquilo ali virou um tremendo mico.

      Deve haver centenas de exemplos por aí de centenas de novas áreas abertas que caíram na mão de especuladores esperando preguiçosamente que os terrenos se valorizassem, coitados, como disse logo acima, ESQUECERAM-SE DE PERGUNTAR SE OS TERRENOS VIZINHOS TAMBÉM FORMAM COMPRADOS POR ESPECULADORES, erro clássico.

      0
      • hannamanana 19 de junho de 2012 at 13:58

        E eu que passei perto dele e achei que era um empreendimento bacana!
        Pfffffff. Então esta é a história… ora ora

        0
    • Engenheiro-SJC 17 de junho de 2012 at 23:27

      JPM,

      Pelo que pesquisei sobre este Alphaville de Ribeirão Preto, os que compraram levaram gato por lebre pois a Prefeitura , por fim, não autorizou o fechamento por muros e guaritas… ou seja, pagaram “condomínio de luxo” e ficaram com “mico de otário”. E teve gente que pagou até $800K por lote! Lembrei do comercial dos tubos e conexõess Tigre….kkkk!

      h t tp://www.estadao.com.br/noticias/impresso,alphaville-de-ribeirao-nao-sera-cercado-por-muros,555800,0.htm?reload=y

      0
      • JPM 17 de junho de 2012 at 23:43

        Acho que pelo menos isso eles re$olveram com a prefeitura, porque tem guaritas e muros lá. Não sei se abrangem todo o perímetro, no entanto.

        0
      • Anonymous 18 de junho de 2012 at 01:50

        É preciso ser muito, mas muito trouxa para pagar 400 mil USD por um simples terreno na Banânia quando com 250 mil USD voce compra uma casa nova e muito boa nos EUA.

        0
    • Ricardo Eng 18 de junho de 2012 at 02:01

      Eu conheço bem Ribeirão, tenho família lá.

      A cidade está cheia de condomínios vazios, muitos deles bem localizados. O problema é que os “investidores” (*) já compraram os terrenos por um valor alto, que pressiona bastante o poder aquisitivo do público alvo da região. Assim não dá para revender para ninguém.

      E mesmo se construírem no lugar, são casas que não geram uma renda satisfatória, pois atingiriam valores de aluguel muito altos. É relativamente fácil alugar algo de R$ 800 por R$ 1000, forçando a barra, mas é muito difícil alugar algo de R$ 6000 por até mesmo R$ 4000. Existem faixas de aluguel que simplesmente não batem com público algum em uma cidade de interior.

      (*) Entre aspas pois o verdadeiro investidor é aquele que participa da elaboração do empreendimento, e não apenas um idiota que compra coisas no lançamento.

      0
      • Engenheiro-SJC 18 de junho de 2012 at 12:18

        Ricardo Eng

        “…compraram os terrenos por um valor alto… Assim não dá para revender para ninguém…”

        E essa tem sido a receitinha de lucro do Alphaville há anos. E vai piorar muito mais ainda para esses compradores com o recuo da economia e estouro da bolha…

        Porém, temo que esse cenário possa se inverter ou ser muito amortecido aqui em SJC, se em 2013 ocorrerem ações concretas quanto ao trem-bala (TAV) e investimentos federais aqui na região, o que acha?

        0

        • Ricardo Eng 18 de junho de 2012 at 17:29

          Investimento pontual algum muda tanto assim o perfil econômico de uma cidade. Podem construir até mesmo um trem fantasma se quiserem.

          Por mais que uma cidade ganhe um novo aeroporto, uma nova linha de trem, se ela ainda não possui os outros elementos necessários para o crescimento econômico, ela continuará sem crescer. E são muitos os elementos que atrapalham uma cidade: sindicalismo, favelização, corrupção, burocracia, urbanismo inadequado, falta de avenidas, etc.

          É que nem falar de preço de imóvel e de copa do mundo na mesma frase. Quem vê pensa que a cidade vai crescer 20% em população devido à copa e que todos ficarão ricos devido ao evento. Para uma cidade como o RJ nem mesmo a injeção direta de 50 bilhões diluídos na conta corrente dos cidadãos causaria alguma mudança tão grande ao ponto de afetar a utilização a médio prazo dos imóveis da cidade.

          0
          • Engenheiro-SJC 19 de junho de 2012 at 12:44

            Ricardo Eng,

            Em minha análise, mudança do perfil econômico da cidade pouco importa, até porque , na melhor das hipóteses esse TAV não ficará pronto antes de 2020 para daí começar a aparecem os alardeados benefícios. Quanto aos investimentos específicos em SJC para a construção, além de serem uma pequena % do total e ainda liberados gradativamente, claro que, não vão, por si só , transformar qq cidade que irá receber as estações.

            Na prática, as obras do TAV para SJC seriam, grosseiramente, como construir mais uma estação de metrô em SP. E quando isso acontece, todos os imóveis da cidade são valorizados? Não. Os imóveis próximos à estação são valorizados? Sim.

            Esse é meu ponto: Especulação imobiliária. Os preços de imóveis perto de futuras estações já começam a sofrer especulações já a partir do anúncio da obra e isso se torna mais evidente à medida que a obra vai sendo construída.

            Bem, mas o TAV vai, de fato, ser construído?
            Essa discussão se arrasta há décadas.
            ( h t tp://www.vnews.com.br/noticia.php?id=102604 )
            Em todos os momentos em que esse assunto torna a voltar , houve especulação imobiliária que dura o tanto de tempo em que o assunto permanece em discussão.

            Em minha opinião, pouco importa se o TAV vai ser concluído ou quanto durará a construção, mas o interesse político é enorme! O PT vai aos delírios com esse projeto! Isso será mais lembrado que Itaipu ou Ponte Rio-Niterói. Tenho certeza que o PT usará o TAV na campanha de 2014, mesmo que as obras nem estejam na terraplanagem.

            Posto este cenário, minha hipótese é que mesmo com uma economia em retração e aumento do desemprego, haverá forte especulação imobiliária sobre os imóveis próximos às estação e isto inclui os condomínios fechados aqui de SJC, dos quais estou na espera de comprar um lote por um preço acessível, mas se esta aberração(*) do TAV sair a fórceps meus planos podem ficar mais difíceis de serem realizados…

            (*)O TAV ainda é uma aberração. Alta inviabilidade técnico-econômica. Traçado inclinado, custos subestimados, impacto ambiental etc. Por isso que os 2 últimos leilões fracassaram. A saída já sabemos qual será: grande envolvimento financeiro do Tesouro garantindo o negócio! e não tenho dúvida que o PT “viabilizará” a obra pelos motivos acima expostos.

            0
            • Ricardo Eng 19 de junho de 2012 at 19:28

              Entendi… Concordo plenamente. É uma questão de especulação.

              E nem fazer sentido faz. E daí que vai ter estação ali? Só ficaria feliz com isso quem usa o trem toda hora.

              Eu fugiria da região, isso sim. Vai que desapropriam meu imóvel e me pagam com PRECATÓRIOS. NÃÃÃÃÃÃOOOO.

              0
  • RosinhA 17 de junho de 2012 at 22:37

    MRVÊ patrocina time de Ronaldinho Gaúcho, Atlético Mineiro, agora vai…….

    0
    • FQ 18 de junho de 2012 at 12:20

      kkkkk

      Isso é um grande sinal. Ronaldinho Gaúcho é o grande símbolo do mercado imobiliário brasileiro!

      Custa muito caro, você sofre para pagar e depois descobre que não é tudo aquilo e que não vai ter dinheiro pra paga-lo!!!

      Além de Viver de aparência, passado, de festas e de ilusão!

      Todo mundo tem um mascote, nosso mascote deveria ser ele. Ronaldinho Gaúcho!

      0
  • Bolha Imobiliária 17 de junho de 2012 at 22:39

    Eu com a TV ligada na rede Bobo, quando aparece uma propaganda enganosa

    “Fim de semana do imóvel Lopes. Até 30% de desconto. Só nos dias 23 e 24 de junho”

    http://www.lopes.com.br/campanha/fimdesemana.aspx

    Pode isto Arnaldo ?

    Cadê os preços, pô !!!

    0
    • Leandro 17 de junho de 2012 at 22:53

      Por falar em rede bobo, estão detonando os esquemas de corrupção para concursos publicos no fantastico agora.

      0
      • Zoom 17 de junho de 2012 at 23:04

        Putz, que país do cara_lu, não tem feladaputa neste país de merda que não queira passar a perna em alguém. Vai roubar na cadeia para ser preso. Ta loko.

        0
    • Zoom 17 de junho de 2012 at 23:09

      Bolha, isso é serviço pro GB.

      GB, será que tem como você trolar os caras da lopes no site que o bolha postou?
      Pede desconto além dos 30% para ver a cara dos curetor.

      0
      • GB 17 de junho de 2012 at 23:38

        kkkkkkkkkkkkkkkk

        0
  • Sir Income 17 de junho de 2012 at 22:42

    Calote em cartão de crédito chega a 27%
    Brasileiros nunca estiveram tão enrolados com as faturas

    http://exame.abril.com.br/economia/brasil/noticias/calote-em-cartao-de-credito-chega-a-27

    0
  • Fritz 17 de junho de 2012 at 23:14

    no r7 domingo espetacular:
    O sonho da casa própria virou pesadelo para Marcelo Caruso, um brasileiro que mora nos Estados Unidos.

    Filho da atriz e ex-vedete brasileira Iris Bruzzi com o ator Nelso Caruso, Marcelo foi indiciado por fraude hipotecária, de acordo com o diário norte-americano Tampa Bay Times.

    Segundo os representantes jurídicos do governo federal dos EUA, Caruso obteve mais de R$ 2 milhões em hipotecas com três imóveis na região da cidade de Tampa, na Flórida.

    Caruso foi indiciado por obter empréstimos após fraudar os seus rendimentos. Além disso, diz o jornal, ele teria declarado falsamente que pretendia ocupar as três propriedades comm sua moradia principal.

    O brasileiro, que pode ficar até 20 anos na prisão, tem data marcada para ser detido. Mas ele só não será preso se ganhar o perdão do presidente norte-americano Barack Obama.

    A atriz Iris Bruzzi acompanha o drama do filho à distância, no Brasil.

    — Meu filho está sofrendo discriminação porque é brasileiro. Marcelo é uma pessoa do bem, um pai de família.

    (Assista ao vídeo com a reportagem completa. Domingo espetacular)

    0
    • MrCitan 18 de junho de 2012 at 02:01

      Quis dar uma de especulador, e se lascou, achando que lá nos EUA é igual ao Brasil.
      Dei risada da desculpa da mãe, dizendo que “está sofrendo discriminação porque é brasileiro”. 😀

      0
      • Luiz 18 de junho de 2012 at 14:27

        ele só fez o que corretores, especuladores e gerentes fazem diariamente no BR

        com uma pequena diferença: lá dá CADEIA.

        0
    • CapEnt 18 de junho de 2012 at 15:42

      O estranho é o título da reportagem fazendo o estelionatário se passar por bonzinho, o tom de coitado que a reportagem dá ao homem, e entrevista com a mãe.

      A Record ama um espertalhão que aprendeu do jeito difícil que o mundo não é Brasil, só para criar inflamações nacionalistas e xenofóbicas.

      Ridículo.

      0
  • Zoom 17 de junho de 2012 at 23:14

    Não se esqueçam, amanhã é dia de greve.

    “Servidores Públicos Federais aprovam greve para o dia 18 de junho”.

    –http://www.sinsep-pi.org.br/txt.php?id=502

    0
  • Countdown 17 de junho de 2012 at 23:58

    Olhem os comentários no site da Lopes, feito pelos próprios corretores. Denotam um certo desespero?

    1) Opinião do Corretor

    “quem gostou de empreendimento favor. Estou vendendo sou corretor da lopes.Meu e-mail [email protected]
    palamarpr

    2) Opinião do Corretor

    “Um excelente empreendimento, trazendo um novo conceito de viver em um dos melhores bairros de Curitiba.”
    Prado

    0
    • Countdown 17 de junho de 2012 at 23:59

      GB poderia aproveitar para fazer ofertas a 50% do preço, rsrsrs! Esses CORETORES de um R só merecem!

      0
  • Eduardo 18 de junho de 2012 at 00:29

    Caríssimos colegas bolhudos

    Tenho uma dúvida com relação a um imóvel que acredito que vocês aqui podem me esclarecer… vi um imóvel outro dia no qual o teto do banheiro estava quase todo preto com uma mancha que parecia bolor ou umidade… conversei com alguns amigos e um deles me disse que pode ser umidade mesmo e ai basta tirar a tinta e passar outra, como ele é químico me disse que é um processo natural de algumas tintas, então bastaria tinta nova no local e somente depois de uns 2 anos teria de fazer de novo pois, essencialmente, não seria um problema estrutural. O teto tem três rachaduras que parecem acompanhar vigas ou algo assim, pois são retas e parecem ter a mesma distância uma da outra, no entanto, essas rachaduras não chegam a 1 cm de largura… na parte da frente da casa tem duas rachaduras de mais de 1cm de espessura, uma em cada lado da casa, no que seria o limite com as casas ao lado… isso é preocupante? ou uma pequena reforma resolveria o problema???… alguém pode me dar uma luz neste tema????

    Agradeço aos colegas pela atenção

    0
    • Luciano 18 de junho de 2012 at 06:04

      Eduardo, acho que, para um investimento desta monta (compra de um imóvel), não dá pra vacilar.

      No seu lugar, eu contrataria um engenheiro civil para fazer um laudo completo sobre a estrutura do imóvel. Este engenheiro também poderia fazer uma medição total e precisa da área, além de avaliar a gravidade do problema do teto do banheiro.

      Além disto, eu contrataria também um encanador experiente para avaliar o sistema hidráulico. Para analisar o sistema elétrico, contrataria um bom eletricista.

      Eventualmente, porém, caso possua capacitação, o engenheiro poderia verificar sistema hidráulico e rede elétrica, dispensando encanador e eletricista.

      Antes da compra, em também pediria uma visita de empresas prestadoras de serviços de TV a cabo e internet, para ver se está tudo OK para futura instalação.

      Para finalizar, pediria a visita de um técnico de ar condicionado, para avaliar a possibilidade de colocação de ar condicionado.

      Acho que seria um custo relativamente baixo frente ao investimento em questão no seu imóvel.

      Eu não tenho imóvel próprio ainda, mas vou fazer tudo o que descrevi acima antes de comprar um 🙂

      0
    • RosinhA 18 de junho de 2012 at 12:21

      Eduardo, se for só o banheiro o problema não precisa ficar tão preocupado, existe hoje drywall para áreas molhadas, você pode fazer todo encanamento novo por cima dos azulejos antigos, apenas fixando-os na parede, depois vem com as placas de drywall conbrindo tudo e deixando o acabamento pronto para assentamento dos azulejos, o teto pode ser de gesso rebaixado com vitrais ficaria mutio bonito, não esqueça de deixar um encanamento para agúa quente para aquecedor solar modernizando o seu banheiro, pois se tiver condições de colocar na hora, pode colocar futuramente.

      Outra se for grande deixe espaço para duas bancadas com cubas duplas, se é casado sabe como é difícil concorrer com a esposa 😉

      Somente o banheiro não é preocupante, pelo jeito as rachaduras se devem os descansos das estruturas, geralmente sempre nas juntas de paredes e uniões com vizinhos como disse, menor que 1cm não é preocupante, mas preste atenção na rua, pois alto tráfego ou lugares de baixada tendem a possuir terrenos mais instáveis, ocasionando as pequenas fendas. Se a laje do banheiro estiver exposta ao clima tb poderá ser ocasionado todos esses defeitos, uma pequena cobertura resolve todo o problema.

      O mais importante é ver se o preço da reforma compensa o custo total deste imóvel, pois as vezes com um pouco mais de $$$ você pode entrar em outro com local melhor ou condições tb melhores.

      0
  • Cesar bolha 18 de junho de 2012 at 02:25

    Um passarinho me contou que a cerca de 20 dias mais de 80 corretores fixos de São Paulo e Minas contratados pela Rodobens foram demitidos além de varios funcionarios administrativos, novos empreendimentos já vinham sendo postergados desde janeiro, e agora cancelados. O viés é de baixa, aqui na minha cidade um corretor que é policial já tá fazendo bico de segurança no açougue para “tentar” pagar o logan que comprou financiado, e outro corretor queria de todo jeito que eu deixasse ele pintar a casa que eu alugava, dando os R$1.500,00 para ele pintar ao inves de entregar na mão da imobiliaria. A coisa tá preta, eu fico com dó, ainda mais por saber que a irresponsabilidade partiu do Estado que imundou o mercado com credito de forma descontrolada.

    0
    • Justiceiro 18 de junho de 2012 at 09:11

      A culpa é de quem colocou ágios acima da inflação.
      O Estado só forneceu crédito.
      Quem aumentou os preços foram os gananciosos.
      Lamento, colega, mas não dá para ter pena dessa galera não.
      Eu já estou fazendo as minhas reservas.
      Também estou sofrendo com essa crise.
      Não ganho reposição salarial há 04 anos, mas o emprego ainda mantenho.
      Num mundo assim, temos que ter vários planos alternativos e não comprar coisas caras sem condições reais de pagar.
      Abraço!

      0
      • xyz 18 de junho de 2012 at 09:29

        Ganância é inerente ao homem e não tem capacidade de gerar bolha.
        O que gerou a bolha foi a irresponsabilidade do governo em “criar” dinheiro e distribuir com crédito fácil (irresponsável).
        E agora, quando o modelo dá sinais de fadiga, percebe-se que o governo lança uma medida irresponsável e desesperada a cada semana.

        0
        • Igor Eduardo 18 de junho de 2012 at 12:18

          Concordo plenamente!

          0
    • Zoom 18 de junho de 2012 at 09:32

      Na minha cidade lancaram a 1ª etapa e se venderam 30% foi muito, agora já estão lancando a 2ª com previsão para 2013.
      OBS: A 1ª etapa concluiram apenas 70% das obras e além disso houve várias devoluções das “casas” vendidas.

      0
    • GB 18 de junho de 2012 at 10:42

      Podem escrever: o problema começou com os corretores e suas benditas avaliaçãoes basedas em boatos+ 20%.

      Quando começaram a avaliar com preços absurdos eles deviam saber que era insustentável no curto prazo, que era um tiro no próprio pé, era matar a “galinha” dos ovos de ouro (aqui no Brazil nem ganso é).

      Agora os “novos milionários do fantástico mundo da corretorlândia e seu dinheiro de mentirinha” não querem aceitar a reavaliação para baixo para não perderem esse status adquirido com tanto esforço.

      É por isso que não tenho dó de corretor, são arrogantes, petulantes, para eles o comprador não vale nada, mas se esquecem que quem põe a mão no bolso para por óleo nessa indústria é ele, não os proprietários.

      0
      • GB 18 de junho de 2012 at 10:45

        E não podem dizer que não sabiam, pois nosa bolha começou quando a dos EUA já estava estourando.

        É que para mim isso foi bom, não tenho mesmo todo o $$$$$ para dar à vista e precisava mesmo de alguns anos poupando e quanto mais complexado os proprieTrouxas ficarem com a situação melhor.

        Quanto maior a altura, maior a queda.

        0
  • Pablo 18 de junho de 2012 at 08:16

    Cinco cidades-sedes da Copa têm risco de superoferta

    Valor Econômico – 18/06/2012

    Belo Horizonte e Cuiabá estão entre as cinco cidades-sedes de jogos da Copa do Mundo de 2014 que oferecem alto risco de superoferta de quartos de hotéis em 2015, após a realização do evento. São Paulo e Rio de Janeiro, por sua vez, apresentam boas perspectivas de ocupação para novos empreendimentos, mesmo após o fim da competição.

    A conclusão é de um estudo do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB), em parceria com a consultoria HotelInvest. O levantamento está na sua quarta edição e será divulgado hoje, com uma projeção das taxas de ocupação do parque hoteleiro das 12 cidades-sedes da Copa um ano após a sua realização.

    A análise funciona como um termômetro para investimentos em hotéis nas capitais que sediarão os jogos. Ela mostra as cidades que deveriam ser evitadas, pelo risco de baixa ocupação após a competição. Na outra ponta, aponta os locais com demanda que justifica novos empreendimentos.

    O sócio-diretor da HotelInvest, Cristiano Vasques, diz que a comparação com as outras edições do estudo mostra que a visão dos investidores está mais madura. “Com a queda da Selic, há uma procura maior por produtos financeiros com retorno maior e de longo prazo. Os investidores estão percebendo que o hotel é tão rentável como projetos residenciais e comerciais”, afirma.

    A diretora-executiva do FOHB, Ana Maria Biselli Aidar, também faz um balanço positivo do levantamento. “O cenário, de uma forma geral, é mais positivo do que negativo. Os mercados estão com boa recuperação de demanda, mas eles estão atrelados à atividade econômica. Se o crescimento econômico se alterar nos próximos anos, vamos ter uma alteração desse cenário”, diz.

    No total, o estudo mostra um crescimento de 5,4% na oferta de novos quartos até 2015, em comparação com o levantamento anterior, de outubro de 2011. São 21.143 apartamentos no período.

    De acordo com Ana Maria, Belo Horizonte, a cidade com o maior risco de superoferta, por exemplo, tem atualmente 6.281 quartos. Até 2015, estão previstos para a capital mineira mais 5.778 apartamentos. “A situação de Belo Horizonte é cada vez mais preocupante”, afirma a diretora do FOHB.

    Cuiabá também corre o risco de ter mais hotéis do que a demanda comporta. Atualmente, a cidade conta com 1.070 quartos, sendo que deve receber mais 1.707 apartamentos nos próximos três anos.

    “Desde o último estudo, foram aumentando os projetos de novos hotéis. Além disso, contribui o cenário econômico, pois a expectativa de crescimento da demanda para 2012 é menor do que esperávamos”, diz Vasques, sobre a piora do cenário de Belo Horizonte e Cuiabá. Segundo ele, essa revisão tem como base a expectativa de crescimento menor do PIB entre 2012 e 2015, de iniciais 24% para 18%. Também são projetadas taxas de ocupação consideradas de risco em 2015 para Brasília, Manaus e Salvador.

    São Paulo e Rio, com taxas elevadas de ocupação, permanecem como boas alternativas de investimento em novos hotéis. As duas cidades deverão manter os altos indicadores mesmo com a previsão de novos quartos, segundo Vasques e Ana Maria.

    Em São Paulo, que tem hoje 37,7 mil quartos, a projeção é de mais 1 mil apartamentos até 2015. No Rio, com cerca de 20 mil quartos, a previsão é de 4,5 mil novos apartamentos nos próximos três anos.

    0
    • antonio henrique 18 de junho de 2012 at 13:58

      É isso mesmo. O cenário aqui exige cautela nos investimentos em hotelaria, principalmente para quem pretende adquirir um quarto de hotel. Especialistas já afirmaram inclusive que investir em hotéis da construtora Líder, que entrou com um pedido de recuperação financeira na Justiça recentemente, não é uma boa idéia, pois não se sabe se esta construtora conseguirá se sustentar caso a sua situação não melhore. E sem contar que existe um grande empreendimento hoteleiro na região dita como boêmia na cidade vizinho a cracolândias e meretrícios que ajudam a desvalorizar qualquer imóvel. É esperar para ver o que o tempo dirá.

      0
    • antonio henrique 19 de junho de 2012 at 07:48

      BH e outras 4 cidades-sede correm o risco de não ter turista suficiente para hotéis após Copa – Uai Estado de Minas

      http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2012/06/18/internas_economia,300829/bh-e-outras-4-cidades-sede-correm-o-risco-de-nao-ter-turista-suficiente-para-hoteis-apos-copa.shtml

      0
  • Renatao 18 de junho de 2012 at 09:35

    Voces estao recebendo emails de corretores da Camargo Correa, sobre o tal dia C?

    Estao falando em descontos de 30% do valor, alguem acredita?

    EU NAO!

    0
  • chapolin 18 de junho de 2012 at 09:44

    Relatos da vida real.

    Recebi um email para “investir em imóveis”, citando uma rentabilidade por volta de 1% a.m. Respondi me fazendo passar por um aposentado. Pedi, lógico, para colocar esta garantia de rendimento no contrato. O impressionante é que, nesta altura do campeonato, o cara me faz uma conta contando com 20% de valorização ao ano!

    Eu sou o XXX.

    From: XXXXX
    Sent: Wednesday, June 13, 2012 3:51 PM
    To: YYYYY
    Subject: Re: Melhor investimento hoteleiro de Belo Horizonte

    Bom dia,

    Eu estou me aposentando e gostaria de usar o dinheiro da minha poupança para investir em imóvel e completar a aposentadoria. O que eu tenho é pouco mais de R$ 150.000. Então eu teria que financiar o resto. Mas com um rendimento mensal de 1%, rapidamente eu conseguirei pagar esta dívida, se Deus permitir.

    Fiquei preocupado porque tenho visto nos jornais que o mercado imobiliário estaria muito inflacionado e que os preços iriam diminuir. Se for mesmo, eu prefiro esperar um pouco, porque fiz esta poupança com muito esforço e é tudo que tenho. O que o senhor acha?

    O rendimento é esse mesmo? Deposita no banco?

    Até mais tarde,
    XXXXX

    De: YYYY
    Para: XXXX
    Enviadas: Quarta-feira, 13 de Junho de 2012 16:44
    Assunto: Re: Melhor investimento hoteleiro de Belo Horizonte

    Prezado XXXXX,

    primeiramente gostaria de agradecer seu contato.

    Certamente o destino da sua poupança deve ser tratado com muita responsabilidade. Com relação às suas colocações, respondo:

    – Sim, é possível criar um fluxo de pagamento utilizando sua reserva e pagar o restante com o próprio rendimento do hotel.
    – O mercado imobiliário teve uma subida de preços, sim. Algumas regiões foram sobrevalorizadas e outras seguem o fluxo natural de valorização, já que por se tratar de um recurso escasso, os terrenos tendem sempre a aumentar de preço, visto que a população só aumenta.
    – Desaceleração na subida dos preços, sim. Queda nos preços, apenas quem embracou em investimento furado. Pessoalmente, te falo vários, em várias regiões.
    – Os rendimentos já são descontados do IR e são pagos a cada proprietário do pool. Falando em pool, gostaria de explicá-lo detalhadamente todas as variáveis que fazem deste um grande negócio – comparações com o mercado residencial, funcionamento das bandeiras hoteleiras, comparativo com as outras opções de hotel que temos na cidade, enfim, todos os motivos por que eu considero o ****** um grande negócio.
    – Com relação ao plano de pagamento, acredito que uma conversa prévia seja necessária para que consigamos estabelecer a melhor estratégia para seu investimento, de forma que você obtenha o melhor preço, sem ficar descapitalizado. Conte comigo.

    Estou no meu escritório neste momento e meu telefone fixo aqui é ******, caso queira conversar um pouco mais. Se preferir, escreva-me seu telefone e horário oportuno para meu contato.

    Atenciosamente,

    YYYYY

    From: XXXXX
    Sent: Thursday, June 14, 2012 1:34 PM
    To: YYYYY
    Subject: Re: Melhor investimento hoteleiro de Belo Horizonte

    Caro Senhor YYYYY,

    Mas no contrato vem especificado o rendimento de 0.8 a 1.2% ao mês? Já recebo isso no mês seguinte após entrar no empreendimento? Quero saber se ele é garantido mesmo.

    Atenciosamente,
    XXXXX

    De: YYYY
    Para: XXXXX
    Enviadas: Quinta-feira, 14 de Junho de 2012 14:08
    Assunto: Re: Melhor investimento hoteleiro de Belo Horizonte

    XXX,

    o retorno sobre seu investimento ocorrerá quando o hotel começar a funcionar, ou seja, em meados de março de 2014. Com relação ao percentual de rendimento, o mesmo sofrerá as variações de acordo com o nível de ocupação do hotel – quanto mais requisitado estiver o hotel, maior será o ganho do investidor. Por se tratar de um hotel com diárias econômicas, a tendência é que ele esteja sempre muito ocupado. Tenho em minhas mãos um relatório de abril de 2012 de um hotel similar e nela são demonstradas todas as receitas, despesas e distribuição de rendimentos aos investidores. É muito interessante e organizado! Depois que vi como o sistema funciona na prática, decidi focar meu esforço comercial no referido produto ( ***** ) e sugerí-lo aos meus clientes antigos, familiares e amigos que tenham essa condição. Alguns não têm condições para executar o investimento neste momento, mas existem outras opções que envolvem valores menores, mas que também geram rendimento superior às aplicações bancárias.

    Gostaria de conhecê-lo pessoalmente para levar a melhor informação para sua tomada de decisão. Podemos agendar na própria ****** ou no meu escritório da Av. **** ( sou sócio de uma empresa de mídia em ônibus ******* ).

    À disposição para seus esclarecimentos.

    YYYYY
    Belo Horizonte/MG

    From: XXXX
    Sent: Thursday, June 14, 2012 5:41 PM
    To: YYYY
    Subject: Re: Melhor investimento hoteleiro de Belo Horizonte

    Caro YYYY,

    Quer dizer que este rendimento não é garantido por contrato? E só daqui há dois anos?

    Eu comprei uma vez um flat…também parecia um ótimo negócio…

    Obrigado pela oferta, mas o dinheiro é da minha aposentaria e não vou arriscar assim.

    Atenciosamente,
    XXXXX

    —– Mensagem encaminhada —–
    De: YYYYY
    Para: XXXX
    Enviadas: Sexta-feira, 15 de Junho de 2012 12:40
    Assunto: Re: Melhor investimento hoteleiro de Belo Horizonte

    XXXX,

    existem outras formas de investir num imóvel gastando bem menos. Funciona assim: você adquire um imóvel na planta, espera o mesmo ficar pronto e vende. Vou te dar um exemplo:

    AP de R$ 200.000,00
    Entrada de R$ 20.000,00
    Parcelas: 24 x R$ 1.000,00 ( corresponde ao prazo de obras, ou seja, 2 anos ) ( essa parcela é corrigida pelo INCC )
    Saldo a ser pago na entrega: R$ 152.000,00 ( daqui 2 anos )( também corrigido pelo INCC )

    Se daqui 2 anos você vender esse “AP” por R$ 285.000,00 , teremos:

    Quitação do saldo devedor de R$ 152.000,00 corrigidos pelo INCC ( apliquei 10% ao ano – valor muito acima do índice atual ) : R$ 184.033,00
    Sobram R$ 100.967,00
    O valor pago durante a obra foi de R$ 46.243,00 ( apliquei uma correção de 0,8% ao mês nos valores iniciais )
    Portanto você aplicará na operação os R$ 46.243,00 e ao fim de 2 anos ( no exemplo) resgatará R$ 100.967,00 , o que corresponde a uma aplicação de aproximadamente 3,31 % ao mês.

    Caso tenha interesse em simular um investimento dessa natureza, favor escrever o valor de entrada e de parcelas que você pode dispor. Pesquisarei a melhor opção para otimizar seus recursos.

    Atenciosamente,

    YYYYY

    —– Mensagem encaminhada —–
    De: XXXXX
    Para: YYYYY
    Enviadas: Domingo, 17 de Junho de 2012 0:29
    Assunto: Re: Melhor investimento hoteleiro de Belo Horizonte

    Caro YYYY,

    Mais de 20% de lucro ao ano parece fenomenal! Você me convenceu! Você bota este valor no contrato?

    Atenciosamente,
    XXXX

    0
    • LAM 18 de junho de 2012 at 10:26

      Huahuahuahuahua… Troll nível MASTER!! Eu não queria estar na pele do corretor quando viu, pela 3a. vez, sobre especificar o rendimento no contrato!

      0
    • Vinicius Lima 18 de junho de 2012 at 17:56

      Realmente uma “trollada” caprichada!!!!

      0
    • fcoelho 18 de junho de 2012 at 21:23

      Muito Bom!!!

      0
      • fcoelho 18 de junho de 2012 at 21:25

        Isso aí chapolin. Ele não contava com a sua astúcia!! kkk

        0
    • Booker 19 de junho de 2012 at 09:19

      isso é bullying!

      0
      • chapolin 19 de junho de 2012 at 10:04

        É, mas ele que começou com a trollada! Me manda spam, oferecendo imóvel numa cidade que eu nem moro, e ainda com uma proposta engana-trouxa! Quer trollada maior?! Martelo biônico para ele é pouco!

        Eu não suporto spam! O tempo que perco para apagar os que escapam do anti-spam, por menor que seja, é um tempo que esta pessoa não tinha o direito de tomar de mim. Responder, ou pedir para descadastrar, é besteira porque aí eles confirmam que o email está em uso. Mas se todo mundo respondesse trollando de volta, o feitiço ia virar contra o feiticeiro porque eles teriam que peder tempo com vendas que não se concretizariam.

        Umas semanas atrás recebi um spam destes de corretora no meu email de trabalho, o qual eu só uso para o trabalho e não divulgo nem para minha família. Quando vi os sobrenomes, que são bastante incomuns, eram exatamente iguais ao de um gerente da empresa (não meu superior). Ou seja, ele deve ter repassado a lista de emails da empresa para a mãe ou irmã!

        0
  • Luciano-ctba 18 de junho de 2012 at 10:46

    O sistema financeiro brasileiro é sólido, mas muitos fatos têm acontecido e a conjuntura não é tão favorável quanto antes. Ao todo, R$ 9 bilhões foram usados pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para cobrir rombos e fraudes em cinco bancos: PanAmericano, Morada, Schahin, Matone e Cruzeiro do Sul. A conta do Cruzeiro do Sul está em aberto porque o banco tem R$ 1,5 bi de dinheiro de fundos de pensão e pode não ter como honrar.

    Foram acontecimentos demais. O Morada foi liquidado com um buraco de R$ 100 milhões. O PanAmericano recebeu R$ 4,3 bilhões de empréstimos para cobrir as fraudes. O rombo no Cruzeiro do Sul está até agora em R$ 1,3 bilhão. O banco Schahin foi absorvido pelo BMG, mas com a ajuda de um empréstimo de R$ 1,5 bilhão do FGC. O Banco Original, do grupo JBS, absorveu o Matone com um crédito de R$ 1,8 bi.

    Pouco antes da quebra, a Caixa havia investido quase R$ 800 milhões na compra de 49% do capital votante do PanAmericano. Agora ela está capitalizando o banco. Portanto, o custo real de todos esses abalos não se sabe ainda. Mas é maior do que os R$ 9 bilhões acima. Os empréstimos são todos facilitados, o que significa que se pagará apenas uma parte pequena do que foi emprestado aos compradores.

    É preciso atenção redobrada porque muita coisa mudou recentemente na economia: o crescimento minguou, os juros caíram, a inadimplência subiu, as famílias se endividaram, as empresas reduziram investimentos, o real se desvalorizou, e os episódios citados acima estão dificultando o acesso dos bancos médios ao interbancário.

    Os bancos estão sendo afetados de diversas maneiras pela virada na economia brasileira e a piora da crise na Europa. As ações do setor financeiro têm o terceiro pior resultado da bolsa, no ano, com queda de 3,2%. Mas, de março pra cá a queda é maior. O Banco do Brasil perdeu 34% do seu valor em bolsa nesse período; o Itaú, 21%; e o Bradesco, 8,6%, só para ficar entre os maiores bancos. A queda reflete a expectativa dos investidores de rentabilidade e lucro menores pela frente.

    Incapaz de executar investimentos federais previstos no Orçamento, o governo estimula o crescimento via consumo. Ontem, incentivou os estados a investir, via endividamento de R$ 20 bilhões. No caso do consumo, depois de mais de três anos de expansão forte do crédito, que acelerou a partir de 2009, a tendência dos bancos privados é ser mais rigoroso na concessão e garantir liquidez.

    O crédito como proporção do PIB saltou de 40,5% para 49,6% de janeiro de 2009 a abril de 2012. O saldo de recursos emprestados cresceu a uma velocidade que oscilou de 15% a 21% de 2010 para cá. O crédito direcionado chegou a crescer 30% num período de 12 meses.

    O estoque de crédito inadimplente subiu 35% nos 12 meses até abril. A provisão que os bancos têm que fazer para o crédito podre, que está inadimplente há mais de 180 dias, disparou 24% no período. O comprometimento mensal da renda das famílias chegou a 22%, isso sem contar financiamentos feitos via crediários em lojas, que não são contabilizados pelo Banco Central. A inadimplência das pessoas físicas chegou a 7,6% em abril. Ontem, a Serasa Experien mostrou mais uma elevação.

    O analista da Austin Rating Luis Miguel Santacreu, que acompanha atentamente o que acontece com os bancos, é enfático em dizer que não há problemas no sistema financeiro brasileiro, mas admite que a conjuntura mudou, o humor piorou na Europa e no resto do mundo.

    — O cenário não é mais o céu de brigadeiro. Temos a Europa com problemas, grandes empresas no Brasil adiando investimentos, o governo não consegue investir, a inadimplência da pessoa física subiu, o endividamento das famílias está elevado — disse.

    Ele diz que o consignado tem sido um problema para bancos pequenos e médios.

    — Embora a inadimplência seja baixa, o retorno sobre o capital é menor e de longo prazo. É preciso captação constante por parte dos bancos para girar essas carteiras. A crise na Europa diminuiu a liquidez; as fraudes em carteiras de consignado elevaram a desconfiança — explicou Santacreu.

    O problema com o PanAmericano, no final de 2010, colocou na berlinda o Banco Central. Ele se viu obrigado a dar uma resposta sobre fiscalização e vigilância no sistema financeiro. Isso é bom porque há mais rigor sobre a situação dos bancos, mas os bancos, ao fazerem mais provisão, estão com menor capacidade de emprestar.

    A situação no financiamento de veículos é um sinal de alerta. A inadimplência cresce há 16 meses. Saiu de 2,5% do total de operações para 5,9% dos empréstimos concedidos. A redução do imposto derrubou o preço dos carros novos. Com isso caiu também o do carro usado. Quando o banco tenta recuperar o ativo inadimplente ele recebe menos do que havia previsto.

    As crises nos Estados Unidos e na Europa são lições suficientes para se ter cautela quando o assunto é crédito. O sistema financeiro brasileiro é muito concentrado, os seis maiores bancos detêm 91% de todos os ativos financeiros. Os bancos médios são necessários. Seria ruim se continuasse aumentando a concentração.

    Fonte: O GLOBO
    Data da informação: 18/06/2012

    0
    • GB 18 de junho de 2012 at 10:59

      Antigamente os bancos caiam como “feras selvagens” pra cima da pessoa que atrasava o financiamento do carro, tipo entravam com o processo pedindo que o carro fosse aprendido logo de cara e isso era deferido, eu mesmo fiz muita Busca e Apreensão assim, mas hoje as coisas mudaram totalmente.

      Com a inadimplência batendo recordes e com os pátios lotados, agora eles entram com o processo pedindo para que o carro fique com o devedor até o fim do processo, aí sim, no final, comprovado que não vai pagar, eles pedem a retomada do veículo, não tem jeito.

      Dá dó dos localizadores, os caras que acham o carro, acompanham na Busca e levam os carros para o pátio, são muitos e eles já não têm mais o que fazer.

      Para nós é bom pois é menos serviço e menos gente ligando e exigindo que o negócio seja feito pois eles sabem onde está o carro e precisam pegar senão não recebem o $$$$ deles.

      Sinais dos tempos mes caros, sinais dos tempos.

      0
  • Luciano-ctba 18 de junho de 2012 at 10:48

    Bancos e financeiras rejeitam consumidores que recorrem à Justiça

    O governo tem apostado suas fichas na concessão de crédito, principalmente para compra de veículos, para deslanchar o crescimento econômico deste ano. Mas mesmo consumidores com nome limpo, sem constar no cadastro do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) ou da Serasa, não estão conseguindo financiar o carro novo. É que os bancos e as financeiras insistem em manter uma lista negra e secreta de consumidores que recorreram à Justiça para questionar cobranças ilegais dos contratos de empréstimos, mesmo daqueles que tiveram ganho de causa.

    Essa lista é compartilhada entre as instituições financeiras. Os nomes desses consumidores circulam no Brasil todo, tanto nas agências bancárias como nas concessionárias de veículos, de forma velada, para recusar o financiamento de veículo solicitado. Oficialmente, a justificativa é que o crédito foi negado porque o pretendente não atendeu aos requisitos exigidos. Mas os funcionários das revendas acabam entregando que o motivo é o fato de ter movido uma ação judicial questionando o contrato anterior, mesmo que contra outro banco. A prática é ilegal. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) não permite a recusa no fornecimento de produto ou de serviço, salvo motivo excepcional, devidamente comprovado. O CDC também proíbe ao fornecedor repassar informação depreciativa referente a ato praticado pelo consumidor no exercício de seus direitos, caso de quem vai à Justiça.

    Fonte: CORREIO BRAZILIENSE
    Data da informação: 18/06/2012

    0
    • GB 18 de junho de 2012 at 11:10

      Será que cabe impetrar um HABEAS DATA nesse caso ? kkkkkkkkkkkkkkk

      0
    • hannamanana 19 de junho de 2012 at 14:13

      Vixe… mas, isso é verdade há tempos.
      Um colega me relatou que o próprio banco, que havia incorporado uma instituição X lhe negou um financiamento dizendo que ele havia movido uma ação contra X e por isto eles não estavam autorizados a conceder o crédito.
      No final das contas ele acabou tendo que mudar de banco para poder dar continuidade aos seus investimentos.
      Isto foi há 6 anos atrás

      0
  • Luciano-ctba 18 de junho de 2012 at 10:50

    Empréstimos recuam apesar de juro menor

    Apesar de contarem com juros menores em abril, consequência dos cortes na Selic e da pressão do governo pela redução das taxas cobradas pelos bancos, as empresas tomaram R$ 108 milhões em crédito a menos por dia, em média, do que em março. A queda, de quase 2%, foi a primeira do ano apontada por dados livres de influência sazonal calculados pela consultoria LCA com base em números do Banco Central.

    Houve recuo no volume de empréstimos em 6 de 13 categorias de financiamento a pessoas jurídicas acompanhadas pelo BC, o que, na avaliação de especialistas, evidencia o momento delicado da indústria. Isso ocorre porque, a um só tempo, a crise internacional restringe as exportações e estimula empresas asiáticas a venderem seus produtos no ainda crescente mercado brasileiro.

    Fonte: ISI Securities
    Data da informação: 18/06/2012

    0
  • MrK 18 de junho de 2012 at 11:05

    Eu concordo com o texto, sempre achei essas estatísticas completamente furadas, veja bem, se está difícil acreditar no IBGE (inflação) imagine nos SECOVIs da vida?

    Várias entidades foram dominadas por braços ocultos do governo ou de entidades que querem impor uma “verdade” delas, é descarado, seja IBGE, SERASA, MÍDIA em geral, etc… estão o tempo todo nas TVs e Jornais repetindo a mesma coisa, mês após mês, a velha historia de repetir a mentira até virar realidade

    É claro que confrontar uma estatística com uma pequena amostra não é correto, mas quando você varre a cidade e vê com seus olhos, abre o jornal e vê o tamanho dos classificados, ou no zap, conversa com as pessoas sérias do ramo (incluindo corretores) e ouve o que dizem, é impossível acreditar nesses SECOVIs

    0
    • GB 18 de junho de 2012 at 11:14

      Existe corretor sério ?

      Eu prefiro acreditar em duentes e olha que eles são muito mentirosos.

      Mas esse corretor que teve que se mudar pois o proprietário exigia um aluguel maior foi demais, bem feito, o tiro saiu pela culatra.

      0
      • GB 18 de junho de 2012 at 11:15

        ops, duenDes, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        0
    • RosinhA 18 de junho de 2012 at 12:00

      É claro que confrontar uma estatística com uma pequena amostra não é correto, mas quando você varre a cidade e vê com seus olhos, abre o jornal e vê o tamanho dos classificados, ou no zap, conversa com as pessoas sérias do ramo (incluindo corretores) e ouve o que dizem, é impossível acreditar nesses SECOVIs

      Muito boa sua colocação MrK, infelizmente ainda não temos vozes desse tipo que ecoam em todas as cidades do país.

      Esse Daniel que escreveu o texto ainda bem que está em nossa cidade, muito corajoso, falando verdades que até mesmo não podem ser provadas, mas ele não tem medo e precisamos apoiar essas vozes para que não sejam caladas. Mas independente disso concordo com você, mesmo que sejam manipulados os dados reais não poderão ser escondidos por muito mais tempo.

      0
      • Engenheiro-SJC 18 de junho de 2012 at 12:26

        Preciso de um jornal desses aqui em SJC.. 🙂

        0
        • RosinhA 18 de junho de 2012 at 12:34

          Engenheiro SJC, mais uma postagem dele, um pouco grande mas excelente:

          Insistimos na afirmativa de que o que se segue é apenas uma amostra breve que demandaria aprofundamentos. Não há qualquer inconsistência à execução dessas medidas. Basta arregaçarem as mangas. Infelizmente, esse é o grande nó nas questões que envolvem essa importante atividade econômica: poucos se propõem ao menos a acreditar que há uma correlação estreitíssima de origem e efeito entre uma nova e invasora torre de apartamentos que se constrói numa avenida já entupida e a consulta médica agendada para investigar aquela dorzinha que insiste em incomodar a região torácica.

          A humanização da sociedade, principalmente em regiões metropolitanas já tão degradadas pela ganância imobiliária e pela leniência dos gestores públicos, haverá um dia de ganhar formas que não sejam de reverência ao concreto armado e às fachadas suntuosas que desumanizam as relações sociais.

          Mapeamento do IPTU residencial, comercial, serviços e industrial.

          Explicação – Não basta contar com números orçamentários genéricos de arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). Esse é um modelo defasado, antiquado e insolvente adotado pelos administradores públicos. O IPTU deve ser escarafunchado de tal modo que se tenha completa radiografia dos valores médios por áreas geográficas de cada Município. Só assim será possível captar prováveis distorções que beneficiariam grandes proprietários em detrimento de outros, ou mesmo de disparidade em situações semelhantes. Parte dos recursos amealhados pelas prefeituras poderia ser destinada à vinculação do desenvolvimento econômico e social dos respectivos bairros, num processo de personalização do tributo, tornando-o mais visível aos contribuintes no sentido de retorno da intervenção pública.

          Composição de Conselho de Ética contando com representantes da sociedade civil.

          Explicação – O organograma da Associação dos Construtores não pode prescindir de instância que exerça severa vigilância ética sobre a gestão de uma atividade com forte embricamento social. Um Conselho de Ética formado por instâncias da sociedade, entre as quais a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e o Procon, dinamitaria práticas corporativistas que sequestram valores de cidadania.

          Políticas proativas para disciplinar a contratação de agentes de distribuição de material propagandístico em vias públicas.

          Explicação – A gravidade de situação já detectada e muito além do que se apresenta oficialmente é suficiente para que a medida seja tomada imediatamente. Manter menores de 16 anos nas ruas como frágeis braços de aluguel na distribuição de panfletos de promoção do mercado imobiliário é um convite às emboscadas da criminalidade, como alertam especialistas. Lugar de criança e adolescente é na escola.

          Mapeamento completo de áreas industriais disponíveis.

          Explicação – Faltam estatísticas que identifiquem a realidade do estoque de áreas industriais que possam ser catalogadas à atração de novos investimentos. Um banco de dados com informações e características desses espaços é o primeiro passo a empreitadas de várias tonalidades econômicas, entre as quais o encaixe de valores por metro quadrado. O reino da especulação viceja aonde há escuridão de informações.

          Gradualismo na utilização da mecânica de aplicação de outorgas onerosas.

          Explicação – A introdução do anteparo de outorgas onerosas para atenuar impactos ambientais e viários de edificações excessivamente verticalizadas ainda está longe do ponto ideal. O adicional financeiro exigido para elevar o índice de construção com consequente investimento dos valores em serviços públicos, não é de todo resolução amenizadora dos impactos dos grandes empreendimentos imobiliários. Está certo que a redução dos limites de construção em relação à área física de determinado terreno significa avanço nas relações do Poder Público e o mercado imobiliário, mas é possível melhorar. O gradualismo sugerido é simples: o peso financeiro das outorgas onerosas seria menor na medida em que os endereços pretendidos pelos investidores imobiliários se afastassem de uma lista previamente definida de corredores viários mais intensamente disputados. Ou seja: contrapartidas financeiras seriam abrandadas quanto mais os empreendimentos imobiliários se afastarem das áreas comercialmente mais nobres.

          Completa transparência administrativa, incluindo-se atividades empresariais dos dirigentes da entidade.

          Explicação – Os dirigentes da Associação dos Construtores são agentes sociais, por conta do envolvimento público do setor. Por isso, suas atividades empresariais não podem dissociar-se de base ética que os iniba, quando não os impeça, do acesso a privilégios que a interlocução com o setor público possibilita em tratativas institucionais de uso implicitamente particular.

          Comitê misto de avaliação das relações entre agentes econômicos e mutuários de imóveis.

          Explicação – Há elevado número de problemas que envolve o mercado imobiliário, denunciado aos agentes de proteção dos consumidores de produtos e serviços. O mercado imobiliário é um dos maiores destinatários de queixas de mutuários. Por isso, tratativas de resoluções que envolvam os dois lados dessa mesa de permanentes embates precisam ganhar foro específico de representantes dos dois segmentos. Tudo, entre outras razões, para racionalizar medidas profiláticas, eliminando efeitos de dispersão e baixa resolutivamente que decisões entre as partes beligerantes procuram solucionar nem sempre com a força do argumento e dos direitos previstos.

          Organização estatística do valor do metro quadrado na venda de imóveis novos e usados.

          Explicação – Os anúncios de compra e venda de imóveis novos e usados colocam no mesmo saco produtos completamente diferentes. Características físicas e localização são praticamente ignoradas na formulação de preços. Tratam o mercado imobiliário de cada Município como tecido homogêneo. Na realidade são pontos muitas vezes complemente distintos. Um banco municipal do valor do metro quadrado para venda de imóveis usados e novos que leve em conta entre outros pontos a localização geográfica poderia permitir entre outros benefícios maior velocidade de venda e drástica queda do grau de especulação que a barafunda patrocinada pelos agentes imobiliários fomenta. Se alguém convencer um potencial comprador que dois imóveis semelhantes em características físicas podem ser avaliados no mesmo patamar financeiro embora estejam em bairros completamente distintos, o primeiro de classe média tradicional e o segundo de classe média emergente, o banco de dados não teria sentido algum.

          Organização estatística do valor do metro quadrado na locação de imóveis novos e usados.

          Explicação – Os mesmos princípios que regeriam o mercado de venda de imóveis novos e usados poderiam ser introduzidos no banco de dados de imóveis à locação. É preciso especificar as diferenças para estabelecer valores distintos. E isso só é possível com o suporte de agentes imobiliários de campo, os corretores. Ninguém melhor do que eles para acompanhar em tempo real o andar da carruagem do mercado imobiliário.

          Pesquisa anual para aferir o manancial de questões que movimentam o mercado imobiliário.

          Explicação – A produção de questionário detalhado que seria aplicado principalmente pelas imobiliárias poderia detectar, anualmente, tendências microeconômicas do mercado imobiliário de cada um dos municípios da Província do Grande ABC. É possível antecipar alguns movimentos de construtoras e incorporadoras a partir dos radares informativos dos corretores que atuam no front, longe portanto dos gabinetes refrigerados. Muitas demandas saltariam às pranchetas dos pesquisadores.

          Parabéns Daniel Lima

          0
          • RosinhA 18 de junho de 2012 at 12:38

            Fonte: “http://www.capitalsocial.com.br/base.asp?id=1837&secao=Sociedade

            Compensa ler inteiro serve para todo o brasil, o site também pena que é regional.

            0
            • hannamanana 19 de junho de 2012 at 14:17

              Ou seja, em termos documentais e estatísticos, não sabemos nada de concreto sobre o mercado de imóveis.
              E, completando com a discussão anterior, ficamos à mercê de corporações tendenciosas, mas em breve tudo o que – por exemplo nós aqui sabemos – existe de real virá a tona aos olhos de quem “souber” enxergar…
              Legal

              0
          • Engenheiro-SJC 19 de junho de 2012 at 14:54

            Ahhh, mas Rosinha, assim ia ficar tudo transparente demais!! rs

            um dos trechos que gostei…

            “…Os anúncios de compra e venda de imóveis novos e usados colocam no mesmo saco produtos completamente diferentes… Tratam o mercado imobiliário de cada Município como tecido homogêneo….”

            Mas é justamente aí que as construtoras aproveitam para aumentarem seus lucros sobre os piores bairros … quer exemplo melhor que no Rio??
            A partir de um preço médio na cidade acabam por igualar os preços dos bairros… a Tijuca é uma nova Zona Sul…kkk!

            0
  • GB 18 de junho de 2012 at 11:43

    No FB a MRV não foi muito feliz em uma de suas postagens, ela colocou a foto de um bebê malhando, tipo academia (seria isso uma mensagem subliminar ?):

    “Caramba, 35 anos financiando um imóvel e logo o governo vai aprovar que sejam 40 (a mesma coisa que na Bolha da Espanha) ???? O negócio é começar cedo.” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    0
    • MrCitan 18 de junho de 2012 at 14:33

      Você poderia ter colocado o link para darmos umas risadas. 😀

      0
  • Luciano 18 de junho de 2012 at 11:43

    DESABAFO

    Olha pessoal, não sou molenga e não sou de me queixar à toa. Mas a situação do mercado imobiliário do Brasil está um absurdo. Nós, meros escravos do sistema financeiro e das entidades secretas globais, não temos a quem reclamar da impossibilidade de adquirir um TETO que ofereça o mínimo de espaço e conforto, e que seja longe de favelas.

    Nem mesmo os poderosos e intocáveis ministérios públicos estaduais fazem qualquer coisa pra segurar esses cretinos que especulam em um mercado composto de BENS ESSENCIAIS À VIDA HUMANA!

    Explico: moro na China desde 2006. Trabalho com comércio internacional, em uma escala até razoável.

    Acompanho o mercado imobiliário de Curitiba, onde pretendo comprar uma casa à vista quando voltar definitivamente deste inferno chamado China, em 2013.

    Até 3 meses atrás, encontravam-se sobrados razoavelmente localizados em Curitiba, de R$ 240 até 260 mil.

    Agora, DEPOIS DE APENAS 90 DIAS, não se encontra NADA por menos de R$ 320!!!

    O que é isso???

    Há limitação no volume de dinheiro que ganhamos, mesmo sendo profissionais liberais.

    Mas não tem limite pra esses aumentos??? Que p*** é essa!? Guardo, guardo dinheiro e esses imbecis aumentam 100 mil reais de repente, como se fosse fácil ganhar esse monte de dinheiro!? Pô, leva-se pelo menos 1 ano pra ganhar 100 paus.

    Se você está lendo este texto e é corretor, dono de imobiliária, “investidor” imobiliário, proprietário bolhudo, agiota de banco, membro dos poderes executivo ou legislativo do Brasil, integrante de associações do mercado imobiliário, VÁ TOMAR NO SEU *** (bem tomado!).

    Obrigado ao bolhaimobiliaria pelo espaço. Não se encontra na internet espaço semelhante.

    0
    • GB 18 de junho de 2012 at 11:51

      “Perdoar é divino, mas mandar pro inferno é mais legal.” GB

      0
      • TG Brasil 18 de junho de 2012 at 14:08

        KKKKKKK

        Pow GB.. Rachei de rir… rs

        0
    • FQ 18 de junho de 2012 at 11:53

      O objetivo deles é um só: Colocar uma corrente nas suas pernas pelo resto das suas vidas!

      Todo mundo critica imobiliárias e construtoras (com um pouco de razão até), mas os maiores vilões e beneficiados destas bolhas são os bancos, que se tornam donos de 1/3 do trabalho e suor dos compradores pelo resto de suas vidas. Sem contar que as casas e carros estão todos no nome dos bancos, apenas alienados a um tolo que se escraviza e pensa ser dono do imóvel. Hoje, todos essas prédios e casas que sem veem nas cidades são de bancos!! A maioria dos carros que circulam nas ruas são dos bancos. Verdadeiros donos do mundo.

      0
      • Ricardo Eng 18 de junho de 2012 at 13:06

        O banco só toma o que você vai lá levar. Nunca vi banco forçar alguém a comprar nada.

        Sem o banco basta trabalhar e guardar dinheiro. Só que com o pessoal especulando na planta, o preço continua alto.

        Repito: a culpa não é do banco. O preço subiu por causa de quem esgotou os lançamentos das construtoras com o único propósito de especular.

        0
        • FQ 18 de junho de 2012 at 14:11

          Prezado,

          Antes de existir o famigerado “crédito” não haviam bolhas! Nem de carros, nem de casas!

          Os corretores, embora sem moral e ética em muitos casos, são uns pobres coitados que tentam apenas pagar seus carnês da Casas Bahia ou do Aymoré. Já os Bancos lucram mundos e fundos, são poderosos, tem lobby, propaganda, fundos de campanha, ficam como donos dos imóveis nas escrituras ou dos carros!

          Acreditar que os bancos estavam lá, tranquilão, distraídos e “parados na esquina”, quando de repente o pessoal começou a entrar lá e pedir um dinheirinho emprestado é inocência. Uma economia de mercado funciona pela busca do lucro máximo e pelo crescimento de sua posição e poder no mercado, essa é a regra do jogo.

          A verdade é que hoje, quem quiser um teto, tem que ir lá, se curca a um banco, vender o resto de suas vidas por um tal de “crédito”. Isso vale para todos, corretores, vendedores de carros, construtores ou pedreiros.

          0
          • Luiz 18 de junho de 2012 at 14:20

            poisé, imagine se os médicos tbm pudessem fazer propaganda.

            medicina, saúde e economia são temas de interesse publico, é preciso haver regras, é preciso que se cumpra as que já existem

            0
          • Ricardo Eng 18 de junho de 2012 at 17:35

            Crédito não gera bolha. Toda bolha é causada por especulação.

            É isso que a maioria de vocês (que acreditam ou não na existência da bolha) não entende. O crédito causa apenas um aumento da demanda. O mercado cresce mas apenas atinge um novo patamar. O crescimento nos moldes de uma bolha é causado por outros fatores.

            Muitos aqui usam a palavra “bolha” para descrever qualquer tipo de inflação ou aumento de consumo. Não procede. Dizer “bolha dos automóveis” é uma licença poética tão ampla que chega a ser inaceitável. Ninguém compra carro para revender valorizado.

            O crédito sempre existiu, por exemplo, nos Estados Unidos. Sempre foi uma mamata comprar casas por lá. A bolha nasceu da especulação e a alavancagem irresponsável foi sim um dos grandes mecanismos do processo mas não o único.

            E os bancos estavam sim, parados, na deles, até que o povo começou a pedir dinheiro a rodo. Compra quem quer, financia quem quer. A culpa não é do banco.

            0
            • Luiz 18 de junho de 2012 at 18:22

              apesar de vc não gostar de discussão, vou seguir neste assunto pelo interesse coletivo.

              Veiculos em epoca de hiperinflação eram vistos como forma de preservação de patrimonio.

              Uma pequena digressão: Certa vez gerente de banco me perguntou se não queria entrar com ele na aquisição de um pequeno avião, pois segundo ele o valor variava junto com o dollar

              Eram tempos que se fazia as maiores peripécias para preservar o patrimonio da inflação

              Desta memoria inflacionaria preço de veiculo até bem pouco tempo atrás era corrigido com base nesta expectativa. Desde antes do fim da mania de veiculos (mania como sinonimo de bolha é uma licensa poética bem aceitável), apareceu a mania de imóveis, inicialmente pelos mesmos motivos de preservação de patrimonio, depois a febre da especulção tipo Tolo Maior.

              A oferta de crédito é antecipação de demanda, ela contribue sim para a sobredemanda no presente, baseado em expectativas futuras, aliás, estimativas extremamente otimistas que só olhavam pro curtissimo prazo e jogandoa bomba pra proxima eleição.

              As incorporadoras e seus agentes imobiliarios, incluindo corretores são os intermediários legalmente constituídos para atuar entre o consumidor (o povo) e o banco. Esta relação apresenta em mutios casos uma grave assimetria de informação, nome bonito para trambique, que em outros países por muito menos já estavam todos processados.

              0
            • FQ 19 de junho de 2012 at 12:29

              Ricardo Eng.,

              Obviamente, o crédito não é causa primária na bolha, e sim a especulação e a precificação de um ativo ou bem acima do seu valor real. Mas, o crédito aumenta (ilusoriamente) o acesso da população para a compra de um bem.

              Desta forma, a especulação se inicia, geralmente, quando um grande número de pessoas obtém este acesso (dinheiro ou crédito) para comprar (ou especular) um determinado produto.

              Antes desta farra do crédito, o sujeito só poderia comprar uma casa com o dinheiro vivo na mão. Cash. Toma lá da cá. Assim, os preços eram reais e compatíveis com o poder aquisitivo real do comprador.

              Hoje com a farra do crédito tudo mudou, basta ter uma prestação que aparentemente caiba na renda mensal que o sujeito compra o bem sem se preocupar com o valor total de pagamento, mas só com as prestações.

              0
              • Ricardo Eng 19 de junho de 2012 at 19:49

                Tudo que você disse está certo. Só que, por definição, crédito não “gera bolha”. Quem gera bolha é a especulação. PONTO.

                O crédito pode fazer apenas o preço subir. Mas sempre se estabiliza em um novo patamar. É um ajuste.

                Em alguns casos o preço chega até a cair, após algum tempo. A nova demanda pode trazer ganhos de escala ou até mesmo despertar interesse de novos competidores em um mercado que antes estava esquecido.

                A liberação do crédito (seja por mudança jurídica aqui ou ali) apenas coincidiu com o início da especulação. Não foi um movimento tão racional tal como muitos explicam, em geral baseados em informações que só ficaram disponíveis muito tempo depois do início da bolha. O especulador não leu o jornal e, após saber de mudanças na legislação e qualquer outra coisa que seja, imaginou que o mercado ficaria muito aquecido devido a isso.

                A maior motivação para a toda essa especulação insana iniciada após 2008 foi a crise. Muitas pessoas ainda morrem de medo de perder o dinheiro devido à inflação, confiscos governamentais ou até mesmo quebra de bancos. E era exatamente isso, bancos quebrando, que deixou o mundo de cabelos em pé naquela época.

                É óbvio que uma maior quantidade de pessoas comprando imóveis prontos (pois é esse o produto que o crédito atinge) afeta o mercado sim. Mas até aquele momento isso não era tão fácil de observar.

                O início da especulação foi, no populacho: um monte de tiozão de 50 anos enchendo os stands de vendas das construtoras, morrendo de medo de perder o dinheiro que tinham no banco e apostando em um “investimento seguro”. O que veio depois disso foram reajustes seguidos nas tabelas de lançamentos que, por si só, transformaram o crescimento dos preços em um fato consumado e também auto-determinado, influenciado pelas próprias construtoras.

                A maior prova disso, e é uma prova MUITO FORTE, é o fato de que demorou mais de um ano entre o povo perceber que os imóveis novos estavam muito caros e os usados começarem a acompanhar o ritmo.

                Se o crédito fosse tão influente assim na formação do preço observado (e não apenas na formação de um novo equilíbrio de mercado), os usados teriam ficado caros ANTES dos apartamentos na planta, e não mais de um ano depois.

                0
                • FQ 20 de junho de 2012 at 10:40

                  Prezado colega e Eng. Ricardo,

                  Tudo é uma questão de lógica:

                  Se a “especulação” gera a “Bolha” e o “crédito” gera a “especulação”. Então, podemos concluir que o crédito é uma das causas (indireta) da bolha.

                  Se amanhã cancelarem o crédito imobiliário, pronto, acaba-se tudo, a bolha estoura e ninguém mais compra nada. Isso é um fato.

                  Tem mais, basta olhar a relação direta entre o aumento do acesso ao crédito e a subida dos preços!

                  0
            • FQ 19 de junho de 2012 at 12:35

              Outra informação importante que parece que você não sabia:

              A bolha nasceu exatamente com a regulação jurídica do mercado de financiamentos imobiliários no Brasil, quando alteraram a legislação permitindo aos bancos reaver imóveis de clientes inadimplentes, até então, despejar uma família devedora era praticamente impossível pela lei.

              0
              • FQ 19 de junho de 2012 at 12:37

                Com a alteração da lei, criou-se no Brasil o que só existia nos EUA e Europa, a abertura de crédito imobiliário para longos financiamentos com juros razoáveis. Até então, isto não existia no Brasil.

                0
              • Ricardo Eng 19 de junho de 2012 at 20:06

                Não foi tão impactante assim, sinto muito. A Caixa nunca adotou práticas discriminatórias. Os critérios sempre foram os mesmos para a disponibilização de crédito, baseados exclusivamente na ficha cadastral do requerente e não em “dúvidas sobre a segurança do negócio”.

                Isso pode até explicar porque os outros bancos entraram na jogada. Em 2010 a participação dos bancos privados no crédito imobiliário ainda era inferior a 30%.

                Crédito em Janeiro de 07, 08, 09, 10 e 11: 0,7 1,61 1,8 2,9 4,7

                De 2007 para 2008 o país passou por uma série de medidas de estímulo ao consumo, que criaram empregos e renda de fato. Mas e em 2008 e 2009, o que aconteceu? O volume ficou atrasado em relação à especulação. Esse “atraso” não é coerente com a teoria do “crédito gerador de bolha”.

                Desde que o mundo é mundo até 2008, no primeiro “bump” do crédito, a caixa sempre seguiu as mesmas regras para dar crédito. O problema é que o povo não tinha emprego bom mesmo.

                De 2009 para 2010 o volume financiado cresceu MUITO enquanto o número de unidades cresceu pouco. O que foi isso? Foi o preço dos usados acompanhando a inflação dos novos apenas em 2010-2011.

                Ou seja: o crédito influencia sim e todo o sistema de retroalimenta. Mas a grana do crédito só virou “fato” muito depois que o povo desesperado com a crise começou a comprar apartamento a rodo.

                E depois que os primeiros “balançaram” o mercado, lá em 2008, as construtoras agiram de forma maliciosa e amplificaram o efeito.

                0
                • FQ 20 de junho de 2012 at 10:49

                  Prezado Amigo,

                  Não sei quantos anos você tem, mas basta você dar uma pesquisada para descobrir que antigamente era praticamente impossível financiar um imóvel no Brasil (exceção para financiamentos populares) devido a legislação burocrática que impedia o despejo de uma família.

                  Notoriamente, com a alteração da legislação que permitiu o acesso ao crédito, conjuntamente com o crescimento da economia, causou um forte aumento da demanda e acabou gerando um ciclo de especulação cada vez maior e por fim uma grande bolha. Isso é um fato.

                  Basta cortar o crédito para ver quem comprar apartamentos hoje no Brasil!

                  0
                  • Ricardo Eng 20 de junho de 2012 at 19:30

                    Sua visão é simplista. E repito: a Caixa sempre emprestou dinheiro para TODO MUNDO que tinha a ficha limpa e a renda necessária.

                    0
                  • FQ 21 de junho de 2012 at 10:35

                    Infelizmente, é análise é mais profunda do que você imagina e não adianta querer simplesmente culpar alguns corretores e construtoras pela bolha! Pesquise e você verá.

                    Antes da alteração da legislação (despejo) e taxas (juros e prazos), praticamente, não existia credito imobiliário neste país. Os tetos eram baixos, os juros altos, os prazos curtos e aprovação mínima. Na prática, não havia acesso.

                    Alias, basta olhar o post seguinte deste blog, aonde esta listada as causas da demanda. O quarto item listado no material do post é “mudança da legislação”, e entre os quatros primeiros, 2 dizem respeito ao acesso a crédito imobiliário.

                    Coincidência?

                    0
      • GB 18 de junho de 2012 at 13:17

        É o que aconteceu no Espanhistão e vai acontecer aqui no Brazil.

        “http://youtu.be/EqW9srTn7xM

        0
      • CapEnt 18 de junho de 2012 at 14:46

        O objetivo deles não é colocar uma corrente na perna dos Brasileiros. É o Brasileiro que adora uma corrente na própria perna.

        O banco não é o vilão dessa história. Não são eles que dispararam os preços dos imóveis e nem foram os que aplaudiram o governo com sua política de subsídios. Eles apenas estão vendendo um produto para um mercado disposto pagar o preço.

        Quem é o vilão trágico da história? O próprio povo.

        0
        • Vinicius Lima 18 de junho de 2012 at 19:11

          “Quem é o vilão trágico da história? O próprio povo.”

          Uma das frases mais verdadeiras que li recentemente!!!!

          0
    • Bolhudo 18 de junho de 2012 at 12:08

      Calma luciano! moro na região de Ctba e tenho acompanhado os preços e não tenha pressa para comprar pois com 100% de certeza eles vão cair! e quanto a mandar os FDPs tomarem naquele lugar, fique sabendo que já estão tomando a algum tempo, o problema que é como você já sabe que no Brasil como ” nunca na história deste país” se especulou tanto, são verdadeiros urubus carniceiros, e neste universo de especulação não tem lugar para justiça social, distribuição de renda, moral, bons costumes etc,
      o capitalismo entrou num processo de automutilação numa espécie de “suruba financeira “

      0
      • Paulo Franc 18 de junho de 2012 at 15:42

        Estou em Curitiba também, até agora os preços não caíram nada, pelo contrario, só subiram. Realmente os sobrados medios em bairros modestos é acima de 300K, por exemplo no Bairro Alto. Para esse ano ainda nao acredito em mudanças.. Fica uma frase de consolo para nosso amigo Luciano:
        ‘Aquele que tiver paciência, terá o que deseja’ (Benjamim Franklin)

        0
        • Bolha Imobiliária 18 de junho de 2012 at 16:11

          A verdadeira bolha está no mercado de apartamentos. Tentei acompanhar a oferta de sobrados, mas não estava sobrando…

          0
          • Luciano 19 de junho de 2012 at 09:41

            Falando em apartamento, os preços dos “caixotes” de Curitiba estão assim:

            – caixote de 70 m no lixão do ganchinho: R$ 300 mil

            – caixote de 60 m no umbará: R$ 300 mil

            – caixote de 50 m na cidade industrial: R$ 300 mil

            – caixote de 40 m no alto boqueirão: R$ 300 mil

            – caixote de 30 m no novo mundo: R$ 300 mil

            – caixote de 20 m no água verde: R$ 300 mil

            – caixote de 10 m no batel: R$ 300 mil

            E o pior é que não é brincadeira. É sério. Tem cabimento?

            0
            • MrCitan 19 de junho de 2012 at 10:55

              Hahaha…
              O espaço de 1 quarto (10m2) valendo 300 pilas?
              Que bairro que é este? As ruas são recapeadas de ouro pra valer isto?

              0
            • Bolha Imobiliária 19 de junho de 2012 at 13:22

              Sério ??…São imóveis novos ??
              Eu não pago mais de 150 mil nestes caixotes…

              0
    • Gerson 18 de junho de 2012 at 12:32

      Pois é Luciano, tenho a mesma opinião que você. A oferta de crédito a prazos mais longos e a visão de curtíssimo prazo dos brasileiros (cabe na prestaçao? então compro) é o que alimentou, por enquanto, o aumento dos preços de imóveis muito acima do aumento da renda do trabalhador. Eu sinto a mesma coisa, você guarda, investe, mas nada, a não ser muita sorte em um investimento de alto risco, acompanha essa valorização imobiliária alienígina. Isto para mim é indicativo claro de bolha, mas é triste pensar que você, sem imóvel, é como se estivesse ficando cada vez mais miserável. Quanto a situação aqui em Curitiba, parei um pouco de olhar os preços, justamente por ter essa mesma constatação que você, em vez disso, e após conhecer o blog, ao qual já cheguei por desconfiar da existência de bolha, passei a observar a quantidade crescente de imóveis à venda. Aqui em Curitiba o mais fácil de ver são justamente os sobrados, há uma enormidade deles ofertada por toda a cidade, com placas de vende-se, outra enormidade em fase de construção e muitos dos quais estão à venda há meses, ou até anos. Perto da minha casa mesmo há um desses “condomínios” de sobrados com a maioria das unidades à venda já há uns 3 anos, com o mato tomando conta. Fiz a experiência esses dias atrás de sair de bicicleta pelo Jardim das Américas e redondezas (você deve saber que é uma região de muitos desses sobrados) e é raro você andar mais de uma quadra sem encontrar os famosos “vende-se” em pelo menos dois deles. Sinceramente, não creio, que num mercado tão ofertado como o atual, a alta de preços possa se sustentar por muito tempo. Acho que o que temos é a fase de negação em que o sujeito não admite que a festa acabou e que não vai vender enquanto não oferecer preços menores. Em um comentário recente, o Mário Halfeld da CBN, também concordou com a existência de bolha e citou o que muitos vendedores fazem: “- O imóvel não vendeu? Vamos aumentar o preço”. Aí fca um tempo esperando até que um comprador mais ansioso pague o preço bolhudo, validando o valor doentio para o mercado e contaminando o resto. Só que essa tática não funciona por muito tempo. No comentário, ele torcia para que houvesse uma correção desse mercado doente, pois a consequencia de um estouro seriam obviamente muito piores para a economia.

      0
    • Amadeos de Sampa 18 de junho de 2012 at 13:03

      Oi Luciano,

      Problema eh que estao deitados na mesma cama: governo, bancos entre outros. E quem ta levando mesmo, de verdade, eh quem economiza e planeja comprar uma moradia: Voce, eu e a grande maioria aqui.

      O que mostra a solidez e seriedade de uma nacao sao suas instituicoes, e esse eh nosso principal problema. O Judiciario / MP ainda se salva. o resto eh bandidagem – sao verdadeiros gangsters.

      Quem sabe um dia algo acontece e isso muda – mas cada dia que passa acredito menos.

      Mas falando em BOLHA: Ela vai estourar sim. Eh ter paciencia, que isso eh apenas questao de tempo. Na minha opiniao desse ano nao passa. Entrega de aptos comprados na planta juntamente com a crise aqui na Europa (escrevo da Suecia) e desaceleracao na China.

      É tentar relaxar comendo uma pipoca e ver o desenrolar dos acontecimentos, seja na TV ou pela internet. O circo ja comecou a pegar fogo. O unico problema eh que o preojuizo sera dividido entre todos. Isso eh o moderno e sofisticado sistema financeiro. Isso eh muito injusto, mas vao falar que a vida eh injusta. ce la vie.

      Abracos !

      0
      • Noivinha 18 de junho de 2012 at 14:26

        Só tenho que discordar, e MUITO quanto ao judiciário e ao MP. Pra mim, no mínimo do mínimo, os primeiros são sanguessugas preguiçosos e os segundos, irresponsáveis. Ao invés de fazer o seu trabalho direito (quantas ações penais importantíssimas são decididas a favor do criminoso porque o caríssimo membro do glorioso excelentíssimo bambambam MP achou mais importante passear no shopping do que cumprir aquela bobeira de lei?) os promotores vivem de pose e imprensa, dando IBOPE querendo exigir cotas em desfile de moda e coisa parecida. E posso não conhecer juízes, mas conheço suficientes assistentes, assessores e estagiários do judiciário pra saber que se o cara que recebe vinte mil do nosso suado dinheirinho por mês lê o resumo do processo (sim, todas as petições e alegações e esses documentos jurídicos todos têm um resuminho no final, que é pra ver se alguém lê!) ele já faz muito, mas muito!

        0
        • Luciano 19 de junho de 2012 at 09:49

          Noivinha, fui assessor jurídico da PJG do MP do Paraná durante muito tempo.

          Você está coberta de razão.

          Do meu lado, conheço muito bem os promotores e procuradores de justiça, que são, na maioria, preguiçosos, vaidosos e passam a maior parte do tempo tomando café, cantando estagiárias e dando aulas em instituições particulares (tentando pegar as alunas).

          No último ano em que fui assessor ganhava líquidos R$ 1800 por mês, e fazia TODO o trabalho do meu chefe, que ganhava, claro, uma pequena fortuna. Ele só frequentava o gabinete para tomar café, fazer políticas, cantar as estagiárias e cagar na minha cabeça.

          Os juízes então… xiiiii…. São uns deslumbrados… Mais vaidosos e indecentes ainda.

          0
      • Frank 18 de junho de 2012 at 20:08

        “O Judiciario / MP ainda se salva. o resto eh bandidagem – sao verdadeiros gangsters. ”

        acho q foi o comentário mais “naive” q eu já li aqui nesse blog.

        0
    • self 18 de junho de 2012 at 13:49

      Quando você voltar, em 2013, a situação já estará menos absurda. Não precisa se desesperar.

      0
    • Vinicius Lima 18 de junho de 2012 at 19:07

      Cara, que desabafo maneiro…sério mesmo…

      0
    • O Irritado 18 de junho de 2012 at 22:46

      Luciano,
      Belo desabafo, estava atravessado na minha garganta também !!

      0
  • Eddie 18 de junho de 2012 at 12:01

    Enquanto isso, nossos amigos da China tratando de freiar o mercado deles, para garantir um “soft landing”: “http://www.bloomberg.com/news/2012-06-18/china-home-prices-fall-in-more-than-half-cities-tracked.html”

    0
    • Luciano 19 de junho de 2012 at 09:54

      Eddie, aqui na China continua muito caro. Preço nenhum tem caído.

      O único sinal que vejo é o das imobiliárias daqui fechando.

      Em torno do complexo de edifícios que moro (que tem, pasmem, em torno de 2000 apartamentos), havia 6 imobiliárias. Hoje já duas.

      0
      • Luciano 19 de junho de 2012 at 09:55

        Aliás, moro em Guangzhou (Cantão), terceira maior cidade da China.

        0
        • Paulo 19 de junho de 2012 at 10:44

          Saberia informar a renda média e o valor médio do m² da cidade, p/ fins de comparação?

          0
          • Luciano 19 de junho de 2012 at 11:59

            A renda média em Guangzhou é de RMB 4.500/mês (cerca de R$ 1153).

            O metro quadrado custa cerca de RMB 20.000 (R$ 5128).

            0
  • JPires83 18 de junho de 2012 at 12:18
    • CapEnt 18 de junho de 2012 at 14:09

      Logo, instalar uma lixeira na rua irá valorizar o imóvel em R$5,000.

      0
    • Obi-Wan 19 de junho de 2012 at 12:07

      Enquanto isso, em outra matéria do mesmo jornal:

      BRT na Grande Vitória não é a melhor solução e vai piorar a mobilidade na região

      “http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2010/05/eu_aqui/cidadao_reporter/contribuicoes/634053-brt-na-grande-vitoria-nao-e-a-melhor-solucao-e-vai-piorar-a-mobilidade-na-regiao.html

      0
      • Obi-Wan 19 de junho de 2012 at 12:10

        Incrível como o “especialista do setor imobiliário” tem uma visão completamente diferente!

        0
  • O Poeta da Bolha 18 de junho de 2012 at 12:23

    É vindoura a hora do estouro! Oh, espanto! Dies, dies irae! Regozijo-me em júbilos regalados, sem piedade dos milhafres e estróinas, enquanto amealho a pouca pecúnia que me é paga, a fim de que em um belíssimo dia, daqueles de inspirar tanto a Românticos quanto a Parnasianos (salve, Mestre Bilac!), enfim tenha eu a minha pacfífica e tenaz morada.

    Não nos ajuda o Estado? Quer o Leviatã forçar-nos a uma verdadeira derrama (sim, indecente derrama!) ao estender o financiamento do Lar Próprio até o fim de sete lustros? Não nos amam os pérfidos banqueiros desta sangrenta terra? Então, exorto, confrades e damas, fazendo minhas, novamente, as sôfregas palavras do amigo Anonymous: “deixai, deixai logo a Banânia, ide ao Velho Mundo ou à Terra dos Livres, onde estareis enfim pagando o justo preço.”

    0
    • O Poeta da Bolha 18 de junho de 2012 at 12:29

      E solicito, humilde, ao anfitrão Bolha Imobiliária que ratifique meu singelo comentário. Mudei meu correio eletrônico, pequenino transtorno.

      0
    • MrK 18 de junho de 2012 at 14:10

      hahha eu adoro esse cara, o nosso Dante bolhudo, escrevendo a divina comedia Brasileira, os 7 níveis do inferno imobiliário

      abandone toda esperança de lucro, vois que entrais…

      0
      • O Irritado 18 de junho de 2012 at 22:51

        Dante é “o cara”!
        Atravessou o inferno repleto de corretores e banqueiros para chegar à sua amada…

        PS: “Dante Bolhudo” foi 10! HA! HA!

        0
      • Anonymous 19 de junho de 2012 at 01:45

        Muito boa essa parte “deixai, deixai logo a Banânia, ide ao Velho Mundo ou à Terra dos Livres” 🙂

        0
    • Seu Madruga 18 de junho de 2012 at 16:39

      Excelente!

      0
    • RosinhA 18 de junho de 2012 at 17:10

      Não conhecia ainda o grande Poeta parabéns muito legal

      0
  • Luciano 18 de junho de 2012 at 12:24

    Espero que esteja certo, Bolhudo.

    Mas acontece que o sobradinho que eu tava de olho no boa vista (250 mil) foi vendido há um mês.

    Outro, no jd. das américas, de 280 mil, foi vendido ontem!

    Por isso tô puto… haha.

    Ou seja, agora em curitiba só tem sobrado com preço acessível no xaxim, vila pinto, alto boqueirão e outros buracos.

    E eu vou morar onde? Na vila osternack?

    Mas vem cá: você tem visto movimentação de queda de preços?

    0
    • Luiz 18 de junho de 2012 at 13:12

      Luciano, em varias cidades a queda já começou há meses

      Vou citar alguns de cabeça: Salvador – BA, Jardins – SP, Ipanema, leblon e jacarepagua – Rio. BsB – Asa sul e No. Ctba não sei, mas não deve ser exceção

      (fonte: Fifefazaf – que é pró-proprietário, ou seja as quedas devem ser maiores na realidade)

      0
  • Anonymous 18 de junho de 2012 at 12:30

    Está mais caro fazer uma boa faculdade particular na Banânia do que uma nos EUA ou Europa.

    “http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,estudar-no-exterior-ainda-pode-compensar,116256,0.htm”

    0
    • Pimp 19 de junho de 2012 at 03:40

      Por esse e outros que houve uma enxurrada de faculdades ruins e baratas nos últimos anos.

      O mais interessante é que algumas pessoas crêem cegamente que houve uma melhora no ensino do país…Elas confundem acesso com qualidade.

      0
  • Luiz 18 de junho de 2012 at 12:32

    Acompanhei a discussão aí em cima sobre salários e queria lembrar a vcs que metade das familias brasilerias não tem seuqer conta em banco.

    Neste blog somos os 10% mais ricos da população, com conta em banco, salário, educação, acesso à internet.

    0
    • self 18 de junho de 2012 at 13:41

      Não é porque uma pessoa tem mais problemas que devemos evitar de combater os nossos =)

      0
      • Luiz 18 de junho de 2012 at 14:21

        desconfio que esses tem menos problemas

        0
  • Ploc 18 de junho de 2012 at 12:37

    Senhores,

    acabo de descobrir que num emprendimento destes de Jacarepagua com aprox. 500 unidades. Uma única pessoa comprou 33 unidades.
    Todas estão fechadas aguardando o momento “certo de vender”.
    Por isso 60% das unidades parecem vazias quando se olha da rua.

    Assim dá para entender o que está acontecendo. Agora vamos lá, voces acreditam que é dinheiro limpo?

    Abraços,

    PLOC

    0
    • Socorro!! 18 de junho de 2012 at 12:46

      caramba PLOC…

      33 unidades…o cara quer lavar dinheiro…ta estranho isto..

      mas eu acho que a queda de preços começam por Jacarepagua /Barra Olimpica…ali tem muita oferta ..ja em 2010 segundo o IBGE cerca de 20 % dos imoveis estavam vazios

      infelizmente acho que para acontecer um PLOC de verdade so dando uma merda muito grande na economia do Brasil ( desemprego de 20% , Inadimplência acima de 15% ou algo parecido) ..sem isto acho que os preços vao se manter durante um bom tempo ..o que me deixa PUTO, mas ficar PUTO nao muda a cabeça do mercado e do Brasileiro que adora um parcelamento em 30 anos ..

      0
    • Fabiano 18 de junho de 2012 at 12:55

      Bom se realmente é lavagem de dinheiro , o cara pouco esta se importando se vai valorizar ou não os aptos , o que ele quer é legalizar a grana e sendo assim mesmo que ele venda pelo mesmo preço que pagou esta saindo no lucro , dinheiro limpinho rs

      0
    • Amadeos de Sampa 18 de junho de 2012 at 13:14

      33? Sou contra violencia, mas esse cara com 33 apts comprados: nao sei porque me vem a mente o Charles Bronson no filme Desejo de matar….

      0
    • Stark 18 de junho de 2012 at 13:16

      Posso estar errado, mas isso me parece um golpe antigo. Era comum antigamente, durante lançamentos, um “investidor” pagar a entrade de uma série de apartamentos. Como as construtoras colocam a entrada lá embaixo pra pegar trouxa, o cara mesmo sem muita grana consegue dar entrada em vários. Com o tempo vai pagando as parcelas, até que chag um momento (em geral antes da entrega) em que ele vira pra construtora e manda:
      -Não vou pagar mais. (imagina no caso de 33 unidades, o quanto isso representa). Quero negociar.
      O que acontece então? A construtora fica na merda, pois sabe que brigar com ele vai levar tempo e sair caro. Sem saída negocia, pra ter de volta os apartamentos e o “investidor” consegue um negócio da china com a falcatrua dele.

      0
      • self 18 de junho de 2012 at 13:43

        Por essas e outras que deveria ser proibido financiar imóvel na planta. Financiamento, só para imóvel pronto para morar (novo ou usado).

        0
      • Ex-especulador 18 de junho de 2012 at 19:24

        Negativo…a construtora toma o imóvel e o cara recebe uma parte do que o cara pagou, e a construtora vende para outro!

        Lógico, daqui a algum tempo não será possível fazer isso, pois ninguém vai comprar, até o dinheiro da devolução a construtora não terá…..por causa do ploc.

        0
    • Álvaro Guilherme 18 de junho de 2012 at 14:36

      Será que não é lorota de corretor?

      Algo tipo assim: “Compre logo o seu, antes que apareça outro maluco e arrebate todo o resto”.

      0
  • GB 18 de junho de 2012 at 13:45

    Espanhistão, parte 2:

    “http://youtu.be/43urLmcVV9c

    A animação deles continua incrível e o que acontece lá com os bancos é o que acontece/vai acontecer aqui.

    0
    • augusto 18 de junho de 2012 at 14:12

      A vontade deste governo em manter um povo partidário da lei de gerson eufórico é tanta, que com as novas medidas para aumentar o crédito, vai conseguir uma inadimplência enorme.
      O crédito que até agora estava sendo fornecido a pessoas que tinham um pouco de condição de honrar compromissos, agora será ofertado aos gatos pingados que nunca terão condições em pagar nada.

      0
      • GB 18 de junho de 2012 at 14:33

        O governo pode até querer fazer isso, mas os bancos não são trouxas e sabem da realidade que se aproxima.

        Já postaram aqui que, logo depois de ter ido para 35 anos, uma reportagem em que o gerente do banco disse que só tem aparecido “o pior tipo de cliente”.

        Mas é bem isso mesmo: quem quer demais comprar mas a renda não ajudava com os 30 anos vai procurar novamente, mas ele continua sendo um cliente ruim e de alto risco.

        Por outro lado, quem tem renda tem informação, isso é inerente, e vendo a quedas mensais e vendo que os bancos NÃO RENEGOCIAM AS DÍVIDAS ANTIGAS, vai esperar mais alguns meses para ver até onde chega, subir todo mundo sabe que não tem mais espaço para isso.

        0
        • xyz 18 de junho de 2012 at 14:39

          O governo não precisa dos bancos privados. Tem BB e CEF.

          0
          • CapEnt 18 de junho de 2012 at 15:25

            O que é pior ainda.

            Uma instituição privada raramente se move para além do ponto de suicídio no risco de suas operações, a prova disso é que o volume de financiamentos imobiliários em bancos privados é baixa. E os grandes bancos privados já estão espertos com o “risco bolha”, a prova é a portabilidade de crédito, que é essencialmente a transferência de clientes de alto risco para bancos públicos. Um cliente de baixo risco não irá se dar o trabalho de transferir de banco, e pode negociar taxas ótimas (para o padrão Brasileiro).

            Agora um banco publico é apenas um peão do governo, principalmente a CEF. Ela vai de cabeça para o precipício, sempre agarrada nas mamas gordas do governo como segurança para suas operações.

            Advinha de onde irá vir o dinheiro para pagar a irresponsabilidade quando a bolha estourar? De impostos.

            0
  • Roni 18 de junho de 2012 at 14:08

    Olha a lavagem de dinheiro em imoveis ai de novo!!!! rssss

    0
  • Zoom 18 de junho de 2012 at 14:23

    Pessoal, alguém aqui consegue sobreviver com R$ 291,00?

    Tem um camarada afirmando que isso é possível, vejam.

    –http://tvuol.uol.com.br/assistir.htm?&tagIds=1793&time=all&orderBy=mais-recentes&edFilter=editorial&video=classe-media-nao-e-mais-a-mesma-conheca-as-mudancas-04020C1B316CCCC12326

    0
    • GB 18 de junho de 2012 at 14:38

      Cara, ele é econonista chefe de corretora ? Depois que li isso até desisti de prosseguir pois é óbvio que ele vai tentar convencer o pessoal a comprar e os tais argumentos da “valorização eterna” nós já conhecemos.

      É como uma vaca carregando uma placa escrita “COMA FRANGO !!!!!”, há milhares delas na mídia tentando manter a atual situação, função cada vez mais inglória.

      0
  • MrCitan 18 de junho de 2012 at 14:37

    Tenho um colega de trabalho, que mora em SBC, e disse que se arrepende de não ter comprado um apartamento naquele condomínio ao lado do Shopping Metropole.
    Segundo ele, o apartamento teve valorização de quase 100% do preço na planta.
    Alguém sabe me dizer se ali é um viveiro de bolhas?

    0
  • Luiz 18 de junho de 2012 at 14:39

    Essa foi f*da,
    li no ESTADAO:

    SE formar na europa pode custar 50% mais barato que no Brasil, mesmo Paris e Londres é mais barato. Chique mesmo é a PUC

    0
  • GB 18 de junho de 2012 at 14:40

    Gente, cheguei a conclusão de que construtoras, corretores e bancos me odeiam.

    Tem algum meio de arrumar a situação sem que eles fiquem com meu $$$$ ?

    0
  • Mr. D 18 de junho de 2012 at 14:42

    Merecia um novo Post essa reportagem que saiu no Globo de ontem sobre o ITBI, talvez esteja aí um dos motivos para esse inflamento da Bolha Imobilitária.

    RIO – Em qual local da cidade o imóvel é mais valorizado? Acertou quem respondeu no setor de ITBI da Secretaria municipal de Fazenda. Embalada pelo boom imobiliário dos últimos três anos, a prefeitura do Rio vem aumentando — em alguns casos em mais de 50% — a avaliação dos imóveis da cidade para a cobrança do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis, aquele tributo que o comprador pensa que vai recolher ao município no valor de 2% do que pagou pela casa nova, mas que, na prática, pode ser bem mais.

    Foi o caso do administrador Rogério Quintanilha. Ele comprou um apartamento na Tijuca por R$ 750 mil. Ao gerar pela internet a guia do ITBI, levou o primeiro susto: o valor do apartamento pulou para R$ 1,1 milhão. Rogério recorreu administrativamente e perdeu. Mas, quando foi tirar uma nova guia do imposto, o valor venal arbitrado pela prefeitura tinha subido para R$1,9 milhão.

    — Eu recorri de novo. Desta vez, ganhei. Paguei o tributo referente ao valor de R$1,1 milhão. Ou seja, o prefeito pôs um bode na minha sala e, quando retirou, eu achei que ficou bem melhor — contou Quintanilha, que agora vive um novo drama.

    Estado também usa avaliações da prefeitura
    Com a morte da mulher, ele terá que recolher 4% do valor atualizado do imóvel de imposto ao estado para receber como herança parte do mesmo imóvel. E a Fazenda estadual usa, como regra, as avaliações da prefeitura:

    — Agora vou ter que brigar para tirar o bode do Cabral da minha sala.

    Para não perder o financiamento da casa própria, a economista Viviana Faria resolveu pagar os R$ 32 mil de ITBI referentes ao valor de mercado de R$ 1,6 milhão que a prefeitura estipulou para o apartamento de 120 metros quadrados que ela e o marido compraram na planta, por R$ 600 mil, na Rua Ministro Raul Fernandes, em Botafogo.

    — O valor que a construtora atualizou para o imóvel é de R$ 800 mil, a prefeitura avaliou pelo dobro. Então estamos dispostos a vender o imóvel agora para ela — protestou Viviana, que pretende recorrer à Justiça.

    Sua futura vizinha, a analista de sistemas Andréa Rocha, resolveu recorrer administrativamente, mas teme perder o financiamento:

    — Demos entrada no recurso no início do mês, e o despachante calcula que o recurso seja julgado em até um mês. A compra está parada, e isso com certeza vai impactar no financiamento.

    O mineiro Alexandre Sontang também recorreu. Ele comprou há dois anos um apartamento no Humaitá, na planta, pelo valor de R$ 615 mil. O imóvel foi entregue em novembro de 2011, mas a briga com o ITBI atrasou a entrega das chaves:

    — A prefeitura arbitrou o valor em R$ 1,89 milhão, três vezes o valor que paguei. No mercado, o imóvel está avaliado em R$ 1,1 milhão. Recorri imediatamente.

    Sontang entrou com recurso administrativo em 2 de abril, mas ainda não teve resposta:

    — O processo na prefeitura anda a passos de tartaruga, sem contar que a cada instante pedem novos documentos. Não pude esperar esse processo desrespeitoso com o cidadão, pois precisava pagar entregar a guia paga do imposto à construtora para poder obter as chaves. Então, quitei.

    José Carlos Luz Bernardo desistiu de trocar seu apartamento na Rua Manoel Ferreira, por outro maior na Rua Vice-governador Rubens Berardo, na Gávea, depois que soube o valor que teria de pagar de ITBI:

    — O valor do imóvel é R$ 1,61 milhão, mas a prefeitura avaliou em R$ 2,5 milhões. Desisti.

    Segundo o vice-presidente de Assuntos Condominiais do Secovi-RJ, Leonardo Schneider, em algumas ruas da cidade a prefeitura vem de fato avaliando os imóveis acima do valor de mercado:

    — Isso está acontecendo em bairros como a Tijuca, onde a diferença realmente está alta. A prefeitura apostou muito na valorização dos preços, e isso está se tornando um fator restritivo no mercado. Muitos contribuintes se sentem lesados. O município deveria fazer uma revisão desses valores.

    Na hora de calcular o IPTU, critério é outro

    A mesma Secretaria municipal de Fazenda, que supervaloriza o imóvel no momento da compra, dá a ele um valor até dez vezes mais baixo na hora de cobrar o IPTU. O subsecretário municipal de Tributação e Fiscalização, Ricardo Martins, explica que isto ocorre porque são empregados critérios diferentes. Segundo ele, para calcular o ITBI ,o governo utiliza as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas. Ricardo Martins explicou que, a cada três meses, a fiscalização avalia os valores das guias pagas para tirar a estimativa e atualizar os valores:

    — Usamos a massa de informações dos valores efetivamente pagos do ITBI. Na comparação de um trimestre com outro, se a variação ultrapassar o limite de 5%, para cima ou para baixo, então atualizamos os dados. É claro que com 80 mil guias por ano, podemos errar em uma ou outra avaliação. Para isto, existe a revisão. O contribuinte que não concordar com o valor da guia pode impugná-lo — explicou o secretário, acrescentando que o recurso administrativo demora cerca de 15 dias para ser julgado.

    Segundo ele, a legislação estabelece que o o ITBI deve ser recolhido sobre o valor venal (de mercado) do imóvel e é de competência do município:

    — O imóvel na planta é uma oportunidade. O comprador assume o risco do investimento. E a incorporadora, por sua vez, baixa o preço para captar recursos, mas assim que o imóvel fica pronto o valor é atualizado. A prefeitura não pode pagar o ônus dessa oportunidade. Ela tem que cobrar o valor de mercado. É o que diz a lei.

    Já o valor venal do IPTU é calculado a partir da Planta Genérica de Valores, cuja vigência data de janeiro de 1998. Em seu site, a Secretaria municipal de Fazenda disponibiliza a explicação para o cálculo do valor venal de um imóvel, bem como a consulta de logradouros.

    Segundo Ricardo Martins, para impugnar o valor da guia do ITBI, o contribuinte pode recorrer na sede da Prefeitura, na Rua Afonso Cavalcanti, 455, prédio anexo, no andar térreo, no horário de 9 às 16 horas, ou mesmo pela internet. No site da SMF, estão disponíveis o formulário, os documentos necessários e o passo a passo do processo administrativo. Para recorrer, o contribuinte tem prazo de até 30 dias após o lançamento e antes de efetuar o pagamento.

    Professor de direito imobiliário, o advogado João Basílio explicou que o contribuinte também pode recorrer judicialmente, através de ação de repetição de indébito, mas corre o risco, senão conseguir uma medida liminar, de ter que esperar até quatro anos pelo julgamento do recurso.

    Basílio avalia que a prefeitura errou na dose. Segundo ele, durante décadas, o município avaliava muito mal os valores de mercado para o cálculo do imposto:

    — Antigamente, a prefeitura avaliava o imóvel por cerca de 30% do valor de mercado. Era muito baixo. Foi no governo Cesar Maia que os valores foram revistos e passou a se utilizar o valor de mercado. Mas agora, em alguns bairros, esses valores estão realmente acima da realidade — explicou.

    Segundo ele, o mercado de imóveis no Rio viveu um boom nos últimos anos, mas tende agora a estabilizar.

    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/itbi-bicho-papao-no-sonho-da-casa-propria-5231164#ixzz1yAShu0nx
    © 1996 – 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

    0
    • F. Paes 18 de junho de 2012 at 16:39

      Não entendi como isso pode ser um dos motivos para inflamento de bolha. Não seria o contrário? O comprador acaba desistindo de comprar o imóvel, pois vai ter que bancar um ITBI escorchante, como no exemplo citado na reportagem. Além disso, a política de crédito (que é o grande fator para aumento da demanda) parte do governo federal, enquanto o imposto é em nível municipal.

      0
      • Mr. D 18 de junho de 2012 at 17:59

        Quiz dizer que o município, também se aproveita do inflamento, cobrando preços absurdos de ITBI, quase ri quando o cara comprou um ap avaliado por R$ 750mil na tijuca (pasmem) …..

        Acho que não fui claro no texto….
        Depois tentarei ser mais claro, agora saindo do trabalho para aturar o transito maravilhoso da cidade olimpica (piada em) kkk

        0
    • Luiz 18 de junho de 2012 at 17:50

      mR D.
      iMANGINA quando resolverem atualizar a PGV que calcula o IPTU?
      Aquele monte de comunidades pagando imposto.

      Se acontecer, o resultado será o maior movimento de retorno de imigrantes da história.

      EM SP o aumento de custos faz alguns bairros perderem 5%/10 anos de população. É gente suficiente para fundar uma cidade nova por ano, sem falar o custo publico deste movimento.

      0
  • simone 18 de junho de 2012 at 14:43

    então a única operação que não desconta imposto de renda é a poupança?

    0
    • Fernando Nemer 18 de junho de 2012 at 17:41

      Falando em investimentos baseados em Selic, inclusive a Poupança, ví uma entrevista com um BamBamBam dos fundos de previdência privada que, com a queda da Selic, estes fundos agora, procurando uma maior remuneração, investem pesado no mercado imobiliário…ele explicitou a compra de imóveis na planta…segundo ele, ainda há como lucrar neste mercado….Alguém tem lido sobre isto, ele comentou sobre uma grande diferença (aumento no valor da parcela), que deve ser arcada pelos fundos de previdência privada, já contratados, para garantir o pagamento futuro das aposentadorias…ou seja pagar mais, para receber o mesmo valor contratado…

      0
      • Seu Madruga 18 de junho de 2012 at 19:46

        Vou correndo sacar meu VGBL!!! Os gestores desses fundos deveriam ser presos!

        0
  • Amadeos de Sampa 18 de junho de 2012 at 14:45

    Estou lendo outra materia CORAJOSA do Daniel Lima.

    “http://www.capitalsocial.com.br/base.asp?id=1928&secao=Caso%20Celso%20Daniel

    O cancer do Brasil se chama corrupcao! E pra entender como o que se passa no Brasil, eh preciso entender o que se passou no caso do assassinato do Celso Daniel.

    A corrupcao eh sistemica e extremamente articulada.

    Parabens ao Jornalista Daniel Lima!

    0
    • CapEnt 18 de junho de 2012 at 15:01

      Esse caso é emblemático.

      O homem descobriu um esquema de desvio de dinheiro dentro do esquema de desvio de dinheiro dele para caixa 2 de campanha politica. E foi assassinado por isso.

      E depois, o vice santificou o corrupto renomeando metade de Santo André com “Celso Daniel”.

      0
      • self 18 de junho de 2012 at 15:08

        Por essas e outras que torço o nariz para quem vem com dizeres do tipo “ladrão que rouba ladrão merece 100 anos de perdão”. Merecem, sim, ambos terem as penas quintuplicadas.

        0
    • Carlos Eduardo 18 de junho de 2012 at 15:23

      Não devemos esquecer do nosso governo do PT, sempre deve ser lembrado ao se falar de corrupção .. .

      pois no dia que alguém escrever sobre a corrupção deles vai precisar escrever em uns 20 capítulos como o sutra de lotus!

      0
      • Marcio 18 de junho de 2012 at 15:49

        Em minha opiniao a corrupcao do PT é igual à do PSDB, PMDB, DEM, PP, PR, PDT. PTB, etc. etc. etc

        0
        • CapEnt 18 de junho de 2012 at 16:13

          Não, a forma de corrupção no PT é muito mais perigosa para a democracia como um todo do que qualquer outro partido existente.

          Em partidos normais, um corrupto é apenas um pequeno grupo de pessoas, agindo por conta própria, embolsando diretamente o dinheiro conforme os interesses pessoais. Quando ele é pego, uma boa parte da estrutura do próprio partido (seus rivais dentro dele) lhe caçam a cabeça.

          No PT, a corrupção é um método para se conseguir mais poder. Um corrupto no PT não rouba apenas para ele, rouba para o partido. E o partido se mobiliza para proteger a pessoa sempre que pega, independente de rivalidades internas. O poder que a maquina Petista acumula com esse sistema é imenso: grupos individuais de corruptos em outros partidos não possuem poder econômico para competir com grupos petistas em negócios escusos, resultando em alianças espúrias em nome do “interesse comum”, dando origem a uma rede de rabos presos interpartidários imensa, centralizado em torno do PT.

          Por consequência, o poder combinado do PT e “aliados” é grande o suficiente para solapar mecanismos de controle da corrupção, nivelar julgamentos, intimidar oposição com retaliações em suas bases eleitorais utilizando militantes subornados infiltrados em instituições do governo local (como o MP). Em ultima instância, isto dá poder para acobertar assassinatos e criar conluios supranacionais de beneficio bem dúbio ao Brasil.

          Em suma, reverte o Brasil para uma ditadura de base cleptocrática. O poder econômico dos claptocratas irá beneficiar os corruptos se candidatando, quem está “fora do esquema” não consegue nem se candidatar. A processo eleitoral vira um mero formalismo da ditadura.

          0
          • CHARLES 18 de junho de 2012 at 16:24

            Perfeito, mais uma vez!

            0
          • RosinhA 18 de junho de 2012 at 17:08

            Parabéns capent, muito boa a explicação, só quem passou por governo ou prefeituras [email protected] sabe o que está dizendo

            0
          • Johnny Real State 18 de junho de 2012 at 17:13

            Você já leu a privataria tucana?

            0
            • CHARLES 18 de junho de 2012 at 17:19

              é piada caro colega? Posso começar a rir?

              Ou é sério que vc esta recomendando isso?

              0
              • Luiz 18 de junho de 2012 at 18:32

                o livro é uma obra de ficção, baseada em fofocas reais, que pagaram pra escrever.

                só sabe quem são so [email protected] quem os conheceu de perto.

                Conheci a parte light, olha é de dar vontade vomitar.

                0
              • Johnny Real State 18 de junho de 2012 at 22:33

                Fiz apenas uma pergunta se você tinha lido ou não, por que vc interpretou de outra maneira?

                0
          • Amadeos de Sampa 18 de junho de 2012 at 17:21

            Concordo contigo!! Corrupcao sistemica eh bem diferente da pontual. as duas sao crimeinosas, mas a primeira eh muito mais perigosa!

            0
          • Ricardo Eng 18 de junho de 2012 at 17:41

            Concordo 100% com o que disse.

            0
          • Amadeos de Sampa 18 de junho de 2012 at 17:51

            SANTO ANDRE FOI EMBRIAO DO MENSALAO DO PT
            “Na segunda metade dos anos 90, empresários da área de transportes e pelo menos um secretário municipal, todos vinculados ao PT, forjaram na prefeitura de Santo André o embrião do esquema do mensalão”

            “Entre o fim de janeiro e meados de março de 2002, investigadores da Polícia Federal encarregados de esclarecer o assassinato de Celso Daniel, prefeito de Santo André, gravaram muitas horas de conversas telefônicas entre cinco protagonistas da história muito mal contada…..

            As 42 fitas resultantes da escuta foram encaminhadas ao juiz João Carlos da Rocha Mattos. Em março de 2003, pouco depois da posse do presidente Lula, Rocha Mattos alegou que as gravações haviam sido feitas sem autorização judicial e ordenou que fossem destruídas. Em outubro de 2005, condenado à prisão por venda de sentenças, o juiz revelou a VEJA (confira a reportagem na seção Vale Reprise) que os diálogos mais comprometedores envolviam Gilberto Carvalho, secretário-particular de Lula entre janeiro de 2003 e dezembro de 2010 e hoje secretário-geral da Presidência da República. “Ele comandava todas as conversas, dava orientações de como as pessoas deviam proceder. E mostrava preocupação com as buscas da polícia no apartamento de Celso Daniel”.

            Em abril de 2011, depois de ter cumprido pena por venda de sentenças, Rocha Mattos reiterou a acusação em escala ampliada. “A apuração do caso do Celso começou no governo FHC”, afirmou. “A pedido do PT, a PF entrou no caso. Mas, quando o Lula assumiu, a PF virou, obviamente. Daí, ela, a PF, adulterou as fitas, eu não sei quem fez isso lá. A PF apagou as fitas, tem trechos com conversas não transcritas. O que eles fizeram foi abafar o caso, porque era muito desgastante, mais que o mensalão. O que aconteceu foi que o dinheiro das companhias de ônibus, arrecadados para o PT, não estava chegando integralmente a Celso Daniel. Quando ele descobriu isso, a situação dele ficou muito difícil. Agentes da PF manipularam as fitas de Celso Daniel. A PF fez um filtro nas fitas para tirar o que talvez fosse mais grave envolvendo Gilberto Carvalho”.

            Extrato do “http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/as-provas-da-conspiracao-forjada-para-sepultar-o-caso-celso-daniel/

            0
            • Amadeos de Sampa 18 de junho de 2012 at 17:54

              Isso acima eh exemplo claro de CORRUPCAO SISTEMICA.

              A Bolha, que eh o assunto desse blog, eh fomentada sim, entre outros fatores por corrupcao. Esse eh o meu ponto. Nao digo aqui que outros partidos nao sejam corruptos, mas comparados ao PT, sao amadores.

              0
              • RosinhA 18 de junho de 2012 at 17:58

                Estão engatinhando, chupando chupeta e tomando mamadeira ainda, morrer pelo partido é uma dádiva.

                0
                • Amadeos de Sampa 18 de junho de 2012 at 19:21

                  Rosinha, essa foto diz tudo…

                  “http://img.estadao.com.br/fotos2/p2x1/haddad_maluf_lula_epitacio_pessoa_ae_18062012_630.jpg

                  0
                  • RosinhA 18 de junho de 2012 at 19:35

                    Nossaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, faltou a Erundina 🙁 O Moluscão tá com cara de derrubadão hein, tá com papo de véio,

                    0
          • Marcio 18 de junho de 2012 at 21:49

            Em relacao aos pontos levantados:

            1) A corrupcao e’ sistemica no PT. Verdade, tambem nos outros;

            2) O PT e’ unido e protege os seus corruptos. Verdade, os outros partidos tambem.

            3) O PT rouba para o partido. Verdade, mas e’ so ver a proliferacao do caixa 2. Nao e’ fruto de roubo o caixa 2?

            4) Em partidos normais e’ apenas um pequeno grupo. Essa foi a pior, em qualquer partido contam-se os honestos nos dedos de uma so mao…

            Nao da para demonizar o PT… Nao sou petista, mas tambem nao sou ingenuo de achar que tem freira trabalhando em casa de saliencia

            0
            • Luiz 19 de junho de 2012 at 14:08

              Maluf e Erundina de mãos dadas no palanque do PT

              pra quem não é de SP

              Maluf eras aquele cara que os [email protected] odiavam pq tinham milhoes em paraisos fiscais.

              Erundina é uma das fundadoras do PT, implatou a luta de classes em SP, mandou tampar os tuneis que o Maluf mandou fazer.

              Os 2 juntos… SENSACIONAL

              0
          • Álvaro Guilherme 19 de junho de 2012 at 10:06

            OLAVETE DETECTED.

            0
    • Amadeos de Sampa 18 de junho de 2012 at 15:41

      Me antecipei ao elogiar o jornalista Daniel Lima. Na verdade a materia deixa a desejar.

      Reveladora eh a entrevista do irmao do Celso Daniel na Roda Viva, onde eh nitido que o engajamento politico de alguns jornalistas fala mais alto.

      “http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Pq_8l4ytPok

      0
      • RosinhA 18 de junho de 2012 at 19:40

        E os jornalistas alimentando a mentira, como se ele estivesse ganhando muita coisa, admite 200 vezes que o irmão falhou, que tinha esquema e os caras insistindo tem provas? e ele milhões de vezes dizendo eu vi, eu presenciei, a empregada disse que encontrava saco de dinheiro em seu ap, mas não é nada é para pagar bandeiras vermelhas com estrelas somente.

        0
  • Eduardo Pena 18 de junho de 2012 at 15:31

    18 empresas do Ibovespa têm valor de mercado menor que patrimônio. Entre as 18 empresas há, ainda, quatro do setor de construção (Rossi Resid, Gafisa, Brookfield e PDG Realt).

    http://g1.globo.com/economia/mercados/noticia/2012/06/18-empresas-do-ibovespa-tem-valor-de-mercado-menor-que-patrimonio.html

    0
  • Carlos Eduardo 18 de junho de 2012 at 15:34

    Olá, gente ! alguém ai trabalha na CAIXA ?

    pois recebi a informação de uma pessoa próxima, que ia na caixa abrir uma conta poupança para receber o seguro desemprego!
    E pasmem, o gerente de lá indicou para ela não abrir a conta lá, porque a caixa estava bloqueando as contas das pessoas!

    Que de uma semana para cá a conta poupança da caixa virou uma gaveta somente para entrada de dinheiro, e que se você tentar sacar dinheiro eles bloqueia tua conta!

    alguém sabe de algo ? ou já teve a conta poupança de lá bloqueada? ??

    acho que o gerente estava bem bravo com o banco, no mínimo bloquearam dinheiro dele

    0
    • D. RJ 18 de junho de 2012 at 15:46

      Olha, eu tenho conta no BB. Tenho uma grana legal na poupança velha. Quando eu vejo o extrato, aparece um campo SALDO BLOQUEADO 0,00. Entendo que não tem nada bloqueado, mas o que parece é que existindo esse campo, dá-se a entender que poderá haver no futuro ???

      0
      • CHARLES 18 de junho de 2012 at 16:09

        Eu ja trabalhei em banco e explico esse “saldo bloqueado” que aparece.

        Quando voce vai consultar seu saldo no banco aparecem os campos “saldo bloqueado” e saldo disponivel.

        Esse saldo bloqueado refere-se a depoisitos ainda nao conferidos, por exemplo que em cheques a compensar ou depositos realizados em caixa eletronico que ainda nao foram conferidos e liberados no sistema. A conferencia é necessaria pois pode-se informar o valor que se deseja ao caixa eletronico, ja se realmente ha aquela quantia no envelope não se sabe.

        Ha algum tempo assisti a uma reportagem sobre um golpe que estavam aplicando na compra de veiculos em que o estelionatario depositava um envelope vazio na conta do vendedor e com o comprovante de deposito pressionava-o a entregar o veiculo, afinal o pagamento ja havia sido feito.

        Quando o vendedor se dava conta de que nao havia nada no envelope o estelionatario ja estava longe…

        0
      • Ploc Monsters 18 de junho de 2012 at 17:53

        Esse campo é caso você deposite um cheque até ele ser compensado ele fica bloqueado. Ou se Dilmão precisar emprestar uma graninha sua ! kkk

        0
    • Ricardo Eng 18 de junho de 2012 at 17:39

      Volta e meia dá algum pau nos servidores da Caixa e eles bloqueiam uma série de operações. Em muitos casos é apenas precaução, pois apesar do sistema que gerencia os recursos estar funcionando, alguns sistemas satélite que aprovam e auditam operações podem apresentar problemas.

      Para evitar fraudes, fecham a porta de algumas coisas e quem se ferra é o cliente. Não é política do banco não, não estão bloqueando nada. É incompetência apenas.

      Eu não teria conta na CAIXA nem morto. O pouco que interagi com eles foi decepcionante.

      0
      • Engenheiro-SJC 19 de junho de 2012 at 11:34

        Concordo, incompetência pura da CAIXA!!

        Aqui no trabalho enquanto os colegas que tem contas em outros bancos recebem seus salários na data correta, os da CAIXA já ficaram , e por várias vezes, mais de uma semana na expectativa de receber e a CAIXA alegando que ainda não tinha recebido o dinheiro da empresa para o pagamento, É MOLE?

        0
  • Cicero Silva 18 de junho de 2012 at 15:44

    Deve ser lenda urbana. Tenho conta na Caixa e isso não está ocorrendo. Não com minha conta!

    0
    • Carlos Eduardo 18 de junho de 2012 at 16:50

      Achei estranho ouvir um negócio desses do gerente né!

      se fosse de qualquer um eu não daria ouvidos, geralmente!

      0
  • Francisco Quiumento 18 de junho de 2012 at 16:00

    OFF:

    Quando trato de custos, sempre procuro lembrar empresários e administradores que existem cusrtos que chamo de “acidentais”, os que ocorrem como sinistros, imprevistos, acidentes, etc.

    Ou seja “a bagaç acontece”, mas não podemos considerá-los todos, pois caso fosse feito, o preço/faturamento necessário para suprí-los seriam infinitos.

    Fora seguros, que é outra coisa, tem-se de considerar reservas, pois sempre alguma CACA acontece.

    Onde quero chjegar: condomínio na Brigadeiro Luis Antônio, pelo número aproximado 350 (lado ímpar), em terreno ainda pré-fundações, acaba de colocar quase abaixo predinho do seu lado, onde ficava restaurante que seguidamente almoço.

    Quantos casos similares devem acontecer e já aconteceram, e estes prejuízos não estão e estavam “computados na planilha”?

    0
    • hannamanana 19 de junho de 2012 at 15:18

      Francisco,
      Infelizmente o que mais se vê com os donos de negócios (aliás, com as pessoas normais também) é não elencar variáveis que podem ser prejudiciais ao negócio.
      Danos ao patrimônio então, nem se fala!
      Pergunta se alguém sabe ou já fez um fluxo de caixa projetado, nem se for numa folha de papel comum, à caneta, que compute expectativas de realização que levem em conta o prazo de recebimentos, de pagamentos, inadimplência e variações de mercado… Não! Poucos têm.
      Este coitado que teve o predinho afundado provavelmente poderá receber algum ressarcimento, mas até lá? De que irá viver? Teria ele um seguro próprio? Esperamos que ele não faça parte da maioria…

      0
  • Álvaro Guilherme 18 de junho de 2012 at 16:41

    “Que a valorização dos imóveis seja eterna enquanto dure”.

    KKKKKK, Vinícius de Morais manda lembranças.

    0
    • Luiz 18 de junho de 2012 at 16:55

      sugestão aos musicos do blog: uma versão adaptada de
      “Bolha de Ipanema”

      0
      • Carlos Wagner 18 de junho de 2012 at 17:23

        se quiser money for nothing ja está gravada
        “http://www.youtube.com/watch?v=–e6D7W78hU&feature=player_embedded”

        ou

        então para quando a choradeira começar brothers in arms
        “http://www.youtube.com/watch?v=mLErhmbdDGg&feature=relmfu”

        0
        • Carlos Wagner 18 de junho de 2012 at 18:29

          O LINK ABAIXO SÃO OS CORRETOS…

          se quiser money for nothing ja está gravada
          “http://www.youtube.com/watch?v=–e6D7W78hU&feature=context-chv”

          ou

          então para quando a choradeira começar brothers in arms
          “http://www.youtube.com/watch?v=mLErhmbdDGg&feature=plcp”

          0
  • Luiz 18 de junho de 2012 at 16:53

    Do excelente site Brazilian Buble

    There are 3 charts indicating that the price of office space in Brazil might fall this year
    It is all about supply and demand…

    Chart 1: Supply (launch) of office space (in square meters) by year in Sao Paulo (just notice how 2012 will see a supply more than 4x higher than 2008′s)

    Chart 2: Office rent price per square meter in Rio de Janeiro has decelerated this year

    Chart 3: Increase in first quarter office vacancy rates in Rio de Janeiro

    (brazilianbubble.com/here-are-3-charts-indicating-that-the-price-of-office-space-in-brazil-might-fall-this-year/)

    0
    • GB 18 de junho de 2012 at 17:20

      Os corretores mal falam português, nunca vão entender o que está escrito aí acima, kkkkkkkkkkkkk.

      Hoje as professoras nas escolas públicas já sabem que os alunos serão todos corretores, então nem se esforçam.

      0
      • Luiz 18 de junho de 2012 at 17:26

        kkkk
        outra contribuição interessante captada pelo observador do mercado:

        Estadão: Mercado imobiliário não para de cair

        A venda de imóveis novos residenciais na cidade de São Paulo caiu 13,4% no mês de abril, na comparação com o mesmo mês de 2011, e teve retração de 9,7% em relação a março, aponta pesquisa do Secovi-SP. O recrudescimento da crise europeia e a perspectiva de que a economia brasileira cresça pouco vêm enfraquecendo o mercado, apesar do esforço do governo para cortar juros.

        0
    • Socorro!! 18 de junho de 2012 at 17:38

      os caras la fora sabem ler melhor o que esta acontecendo no BRASIL do que os ECONOMISTAS que vivem aqui…

      0
      • O Irritado 18 de junho de 2012 at 22:59

        Infelizmente, não é questão de “sapiência”, mas sim de “conivência”. Pornograficamente escancarada.

        0
  • Matuto 18 de junho de 2012 at 17:10

    Moro na região do ABC e tem um empreendimento de alto padrão que está sendo construído em Santo André, ao lado do Shopping ABC (não me recordo se é da PDG ou Cyrela). Acho que nos últimos 3 anos, em todo fim de semana eu recebo panfleto no farol desses apartamentos.
    Estão absolutamente encalhados !
    Há um tempo atrás, começaram a oferecer pequenos brindes para quem fosse somente visitar o stand, nesse último mês, recebi panfletos informando que eles estão dando um kit da L’Occitane para quem for visitar o decorado. Não sei qual vai ser o próximo passo.

    0
    • RosinhA 18 de junho de 2012 at 18:19

      Matuto o local é excelente e a construção pelo que pude observar também é boa, são da Eztec com saúde financeira excelente, aps de 150, 192 e 236m2, oitenta unidades de cada, preço a partir de 1,1kk, conheço pelo menos 5 pessoas que compraram no lançamento para segundo imóvel mesmo, não para especular pagaram 800K, sei não hein, tudo que é elite vende, esse país as vezes é irreconhecível, veja número de Ferraris, Iates, Helicopteros entre outros itens de alto valor.

      0
      • Matuto 18 de junho de 2012 at 18:33

        Realmente Rosinha, a localização é excelente.
        Mas o que me chama a atenção é o período em que estão a venda (foram lançados há alguns anos) e a quantidade de propaganda feita.

        0
        • RosinhA 18 de junho de 2012 at 18:44

          Matuto imagine o seguinte: os primeiros foram vendidos por 800k agora estão 1,1kk, só com a diferença de um da para planfetar a cidade inteira um ano, os caras ganham muita grana ainda. E tem aquela de sempre dizer que só tem 5 unidades, para o pessoal comprar, se aparecer mais depois dizem que foi desistência, o famoso estoque bolhudaçaçaco para os últimos desavisados.

          Não existe malandro burro, quando achar que leva vantagem desconfie sempre.

          0
          • GB 18 de junho de 2012 at 19:41

            Ou o chamado Shadow Inventory.

            0
      • Luiz 18 de junho de 2012 at 18:37

        “compraram para segundo imóvel”

        mas e pra morar Rosinha?
        Conhece algum?

        0
        • RosinhA 18 de junho de 2012 at 18:50

          KKKKK Luiz entendi sua intervenção, esse pessoal tem tanta grana que nem sabe qual a verdadeira situação do país, não alugam,deixam fechado pagando impostos, tem um amigo de meu marido que tem um prédio na Figueiras aquele no começo de tijolinhos paga 3k de condomínio nos dois e estão vazios, vai falar pra ele que é mal negócio, sempre tem resposta feita veja o quanto já valorizou.

          0
          • Luiz 19 de junho de 2012 at 11:02

            Rosinha, pro mercado isso n importa, se o cara deixa fechado, ou o que for.
            A questão basica é que imovel fechado é o mesmo que drenar dinheiro da economia, é queimar dinheiro, desfulanizando o assunto, dá na mesma.

            Meia duzia a mais ou a menso não vai alterar o mercado, só em curtissimo prazo, e localmente, pq na média, é perder dinheiro sim, n importa se o dono liga ou não liga pra isso.

            0
          • Engenheiro-SJC 19 de junho de 2012 at 11:51

            Em SJC, no Bairro Aquarius isso é nítido!!

            Apartamentos entregues há mais de 1 ano, vendidos e vazios! Donos em sua maioria “investidores” de SP, capital… e não estão à venda ou para alugar…. vai entender…

            0
        • Rafael KM 18 de junho de 2012 at 21:02

          É para a amante. Um executivo de grande indústria alimentícia, talvez?

          0
      • Fernando Nemer 18 de junho de 2012 at 21:19

        Aqui em Curitiba existe um prédio da San Remo no Mossungue (Ecovile) próximo ao terminal do Campo Comprido, 800 metros quadrados privativos, 1 ap por andar, cada apartamento tem uma piscina privativa na sacada, 1,5 de profundidade 4 de largura e 6 de comprimento…o prédio ainda está subindo, e já deve ter mais de 22 andares…preço 8 milhões…mercado do luxo…

        0
    • Eskeleto 18 de junho de 2012 at 18:24

      Esse empreendimento a Rosinha havia alertado que foi construido onde era uma antiga fábrica química, e no qual não poderia ser construído, mas foi e agora está um rolo isso não lembro muito bem, mas as obras parecem estar realmente paradas devido a esse problema.

      0
      • RosinhA 18 de junho de 2012 at 18:38

        Eskeleto é o outro do shopping ABC Plaza que foi construído em área contaminada, o que falamos é o vizinho do antigo Mappin, em frente ao Mario Covas.

        0
        • Eskeleto 19 de junho de 2012 at 05:39

          Ta certo, eu que não prestei atenção mesmo 🙂

          0
        • Luiz 19 de junho de 2012 at 11:03

          a prefeitura de SBC inteira está em cima de área contaminada, aqueles escritórios atrás do shopping tbm. Só não vê quem não quer.

          0
      • hannamanana 19 de junho de 2012 at 15:23

        E aqui na cidade tem um empreendimento que teria… se não me engano, três prédios.
        Subiram um e viram que a área era contaminada e não subiram os outros.
        Agora os moradores deste outro estão há anos lutando para desenrolar a questão que é empurrada entre os órgãos públicos. O que é certo é que deverá haver um custo de descontaminação do solo (que será pago por sei lá quem).
        Os moradores do primeiro prédio já estão lá e daquele jeito.

        0
    • Leonardo 57 18 de junho de 2012 at 19:18

      Ali do lado do Shopping também fica o “semáforo dos cinco empreendimentos”. Sempre que passo ali e o farol está fechado vem folder de cinco empreendimentos diferentes na região, incluindo esse daí que está encalhado (mas o preço não abaixa)

      0
  • Matuto 18 de junho de 2012 at 17:24

    Essa excelente matéria que vi ontem no Domingo Espetacular mereceria um novo tópico aqui no blog.

    h t t p ://rederecord.r7.com/video/filho-de-atriz-brasileira-e-acusado-de-crime-nos-eua-e-se-diz-vitima-da-crise-americana-4fde7ff0b61c7dc91a725992/

    Recomendo a todos assistirem !

    Na reportagem dá pra identificar vários fatores que levaram a Bolha Imobiliária americana.

    É sobre um brasileiro que conquistou uma posição importante em uma cidade dos EUA (chegou a vice-prefeito da cidade), mas que agora será preso e terá que cumprir pena de 1 ano e meio.
    Qual o crime ? Comprou três apartamentos em 2005, 2006 e mentiu ao responder as questões para fazer o financiamento imobiliário.
    O curioso é ele dizer que foi enganado pelos corretores, que os corretores preencheram o perfil dele para que o financiamento fosse aprovado. Mas num país sério, as pessoas tem que pagar pelos seus erros.

    Isso tudo já sendo exibido em TV aberta e grande parte da população ainda não abriu o olho.

    0
  • Ploc Monsters 18 de junho de 2012 at 18:03

    Quem tá trollando últimamente os corretores esta percebendo que eles estão vindo babando em cima ???

    Mas imóvel não valoriza eternamente ? e tem uma super demanda reprimida ?? não entendo mais nada… kkk

    0
    • Luiz 18 de junho de 2012 at 18:35

      Estão sim, ligando feito loucos.
      Outra coisa que se observa: muitas imobiliarias com placa de admite-se corretor

      0
      • RosinhA 19 de junho de 2012 at 12:50

        Verdade Luiz, todas as imobiliaria de maior porte estão admitindo corretores. o engraçado é ver que a maioria que saiu se tornou concorrente, trabalhando autônomo ou na garagem de casa como escritório, não serão só pombas que brigarão por migalhas futuramente.

        0
  • Money Addicted 18 de junho de 2012 at 18:33

    off – topic

    comprei um sony vaio e o mesmo veio com defeito, ao inves de trocarem por um bom, quereme recondicionar, mas nao estou aceitando, pois comprei um novo e nao um recondicionado, ja postei no reclame aqui

    http://www.reclameaqui.com.br/3068815/sony-brasil-ltda-e-sony-style/sony-vaio-defeito-com-3-semanas-de-uso/

    e tambem ja falei para a admin do cartao suspender o pag, vamos ver o desenrolar….

    []s

    0
  • favero 18 de junho de 2012 at 18:35

    Pessoal, olhem que bela noticia: http://www.valor.com.br/brasil/2715870/stj-autoriza-juros-na-prestacao-ate-chaves :

    STJ autoriza juros na prestação até as chaves

    © 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.

    Leia mais em:

    http://www.valor.com.br/brasil/2715870/stj-autoriza-juros-na-prestacao-ate-chaves#ixzz1yBOpuKqe

    0
  • GB 18 de junho de 2012 at 19:55

    LUIZ INAÇO….

    Lula viajava de carro pelo interior do Piauí e lá pelas tantas, no meio do poeirão, bate aquela sede, e ele manda parar o carro junto da primeira casa no caminho para beber um pouco de água. A dona do casebre grita para o menino de uns 9 anos que estava sentado na porta:

    – Luiz Ináço! Corri aqui, chegue!!! Traiz a muringa e as caneca prus dotô pudê bebê água!

    Lula, todo vaidoso, vendo que a dona do casebre não o reconhecera, pergunta:

    – Companhêra! Vi que a senhora chamou o garoto de Luiz Inácio… Ele tem esse nome em homenagem a alguém?

    – Não, não, dotô! O nome dele é Fernando Henrique, mas é que o menino deu pra bebê, roubá, minti e fazê tanta merda, que nóis apelidô ele anssim…

    0
  • Sunny 18 de junho de 2012 at 20:07

    Visito este blog semanalmente há mais de 1 ano mas nunca comento nada, adoro as explicações de especialistas que são muito elucidativas, principalmente para leigos como eu. Minha história é bem parecida com muitos de vcs que de uns anos (uns 4 ou 5 anos) para cá vem tentando comprar um imóvel, mas pra cada ida as imobiliárias sempre tem uma volta cheia de frustração, estes dias quase sempre terminavam comigo na frente do computador no blog da bolha, aliviada por não estar só no mundo.

    Pois bem, hoje especialmente resolvi me manifestar pois estou correndo muito para alugar uma casa na região do Morumbi/Vila Sônia e por isso venho sempre falando com corretores, estes que há 6 meses falavam a mesma ladainha de sempre: Imóvel nunca desvaloriza, tá caro e vai ficar cada vez mais caro, e outras pérolas (um deles chegou a me garantir que os imóveis iriam continuar dobrando de preço a cada 2 anos, PARA SEMPRE!).

    Hoje, porém, foi diferente.
    Eu disse a uma corretora: Tô precisando alugar um imóvel, eu até cheguei a procurar pra comprar, mas do jeito que estão os imóveis em São Paulo, quem consegue, né?!

    A corretora: Pois é, e com os preços deste jeito ninguém tá comprando nada, e nós (corretores) é que estamos sofrendo com isso. As pessoas perderam a noção e estão pedindo cada absurdo por casas medianas, nem te conto, tá fogo!

    Amei ouvir isto, nunca tinha ouvido um corretor abrir o jogo deste jeito.

    Para outro corretor um dia antes eu disse: Prefiro guardar meu suado dinheirinho e comprar uma casa quando os preços baixarem.

    O Corretor: E vão baixar viu?! Tem que baixar, por que assim não dá tá um absurdo!

    Hahahahahaha…. não encontrei ainda a casa que eu quero pra alugar, mas voltei pra casa feliz da vida e corri pra contar pro meu marido.

    Valew Bolha, acho que se não fosse por este site eu teria sucumbido a um AP de 50m a 300K (e não é na parte nobre não) por pura ansiedade e falta de informação. Meus sinceros agradecimentos!

    0
    • O Irritado 18 de junho de 2012 at 23:06

      É isso aí, seja benvinda a Zion, fora da Matrix!
      Dentro do possível, a paciência é a virtude dos justos.

      0
    • hannamanana 19 de junho de 2012 at 15:26

      Bolha.Com me “salvou” também confirmando o que era apenas um sentimento na época.

      0
  • Crase 18 de junho de 2012 at 20:08

    Olá turma, esse blog é viciante! Ao comentar sobre elevados salários com muita naturalidade, vieram-me à cabeça alguns questionamentos. Será que o mercado imobolhário só negocia com o 1% mais rico? Um colega comentou que chorou pra diminuir 20mil de 1 milhão… Será que o 1% mais rico é suficientemente grande (em capacidade financeira) pra sustentar a situação? Não precisam dos 99%? Aparentemente a desigualdade social está cada vez maior, as montanhas de riqueza que são criadas todos os dias parecem escoar por não sei onde, para também não sei onde, acumulando-se mais e mais. 19 milionários por dia no Brasil?

    Um comentário falando sobre percentual de imóveis alugados mostra que na Alemanha 54%, Romênia 97%. Mais desenvolvido, mais alugado… mercado do solo melhor distribuído (menos bolhudo) para países pobres?

    Outro comentário falando de brasileiros fazendo a limpeza em imóveis de Miami, dizendo que não haverá tranquilidade e preços justos, e que a especulação e os abusos são eternos… O direito à propriedade aparentemente permite tudo. Parece um pouco conspiratório, mas até onde podem ir (do que são capazes) os donos do dinheiro (“the masters of money”) e dos imóveis pela ganância. A cidade tá dominada?

    Estamos encrencados? alguma luz?

    0
    • Fernando 18 de junho de 2012 at 21:46

      Romenia mais desenvolvido?

      0
      • Crase 18 de junho de 2012 at 22:43

        ops, % de imóveis próprios…

        0
  • RafaelK 18 de junho de 2012 at 20:27
    • Zoom 18 de junho de 2012 at 21:14

      Vamos ver amanhã como os sardinhas digerem esta noticia sobre o corte.

      0
  • thiago fm 18 de junho de 2012 at 20:54

    De vez em quando uma boa matéria no Estadão…

    “http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,alugar-e-fazer-caixa-pode-ser-bom-negocio,116398,0.htm”

    Alugar e fazer caixa pode ser bom negócio

    Pagar locação por um período enquanto se guarda dinheiro para aumentar valor da entrada reduz juros e o tempo do financiamento

    SÃO PAULO – Aproveitar um prazo muito longo de financiamento imobiliário pode não ser vantajoso. Especialistas garantem que viver de aluguel por um período, para economizar e acumular mais recursos para elevar o valor da entrada na compra de um imóvel, pode ser mais interessante do que assumir uma dívida de até 35 anos.

    Em uma simulação feita pelo professor da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi) Mario Rodriguez Amigo, é possível entender melhor a operação.

    Supondo que a pessoa tenha uma renda familiar de R$ 10 mil ao mês e entre em um financiamento com prazo de 20 anos, com juros de 9,5% ao ano para adquirir um imóvel de R$ 300 mil. Ele poderá assumir uma prestação de R$ 3, 5 mil (teto permitido para essa renda). Em até cinco anos, se ele pagar um aluguel de R$ 1,5 mil ao mês e aplicar a diferença entre esse valor e o que pagaria de prestação no financiamento ( R$ 2 mil), acumularia R$ 101.343,65, ou seja, 1/3 do valor do imóvel.

    No mesmo período, se ele optasse pelo financiamento, teria abatido apenas R$ 73.750 do valor principal, ou seja, do total do bem sem contar os juros.

    Para o cálculo foi considerado um retorno de investimento líquido de impostos de 2% de juros real ao ano (aproximadamente 6% em termos nominais). No cálculo do aluguel foi utilizado um ajuste de 4% ao ano (inflação – TR). Já o financiamento foi feito pelo Sistema de Amortização de Constante (SAC).

    “O que interessa neste cálculo é observar o ganho ascendente do investimento nesse período de cinco anos, que possibilitou o acúmulo de 1/3 do valor do imóvel. O que aumenta de forma considerável o capital para dar entrada no imóvel”, explica.

    Segundo o professor, o financiamento passará a ser mais atrativo quando as taxas caírem para menos de 6% ao ano (que é o reajuste máximo de um aluguel), porque o custo de financiamento ficará mais barato do que o do aluguel e, no final, o tomador ficará com o bem.

    O vice-presidente da diretoria executiva do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), Luiz Calado, compartilha a opinião com Amigo. Segundo Calado, quem fez um financiamento imobiliário para pagar no prazo de 30 anos, autorizado a partir de 2009, por exemplo, pagou somente os juros até agora.

    “Muitas pessoas costumam dizer que o valor gasto com o aluguel é um dinheiro jogado fora. Mas e os juros pagos no financiamento também não são?”, acrescenta o dirigente.

    0
    • Zoom 18 de junho de 2012 at 21:59

      Muitas pessoas costumam dizer que o valor gasto com o aluguel é um dinheiro jogado fora. Mas e os juros pagos no financiamento também não são?”

      Precisa de mais o quê.

      0
      • GB 19 de junho de 2012 at 01:00

        O meu gerente do banco veio com essa conversa mole dessas, aí eu questionei ele sobre os juros serem $$$ jogado fora, nossa, ele fez uma cara de %$%#@#$.

        Os bancos ALUGAM TUDO, quer melhor exemplo que esse ?

        0
    • GB 19 de junho de 2012 at 00:58

      Eu digo e repito: gasto R$ 1k de aluguel e vamos facilitar os cálculos imaginando que a prestação do financiamento seja de R$ 2k, então pego esses R$ 1k de diferença e jogo na poupança.

      No final do ano gastei R$ 12k e acumulei R$ 12k (sem contar os juros).

      Você pega R$1,00 no banco e depois devolve R$ 3,00, então tendo R$ 12k acumulados é o mesmo que deixar de dar R$ 36k para o banco.

      São R$ 24k de lucro, quem disse que alugar por um tempo é mal negócio ?

      Eu acho que daqui do pessoal eu vou ser o último a comprar imóvel, eu estou apostando na baixa e quero ver até onde os preços chegarão.

      0
      • Fernandão Bolhudo 19 de junho de 2012 at 12:03

        Eu estou fazendo o mesmo.

        Aliás, a questão não é mais SE vai haver estouro dessa bolha. Ela VAI estourar.

        E não tem Copa que segure isso. Para ser mais claro, acredito que, após as eleições de outubro, o processo de degringolamento passará a se intensificar e assistiremos a uns 5 anos de pura queda nos preços. E serão quedas fortes, que desesperarão as pequenas sardinhas que compraram pensando na valorização eterna e também aqueles compradores idiotas que estarão com uma prestação de mais de 20 anos pra pagar, vendo o imóvel valer bem menos do que aquele empréstimo maldito que lhes retirarará o sono e até a saúde mental.

        Vejam que na Espanha os preços estão em queda livre desde 2008 e ontem saiu uma matéria no sentido de que os especialistas apostam que deverá cair pelo menos mais 25%, para, justamente, se alcançar os preços que reflitam a massa salarial real e sejam acudidos por novos compradores, ressucitando o mercado do mundo dos mortos.

        Aqui ocorrerá o mesmo, porém de forma até mais acelerada. Já se chegou ao limite de preços no ano passado. Agora, com o mercado soluçando, a única opção é a baixa de preços. E com o fato das milhares de entregas dos lançamentos ocorridos de 2009 pra cá, teremos uma oferta de imóveis robustecida de uma forma nunca antes vista neste país, o que funcionará como verdadeira âncora extra para puxar os preços para baixo, não bastasse o fato do mercado comnsumidor, com o agravamento da crise, possível aumento do desemprego e alto endividamento, estar em pleno processo de encolhimento.

        0
    • Álvaro Guilherme 19 de junho de 2012 at 10:13

      Uma renda de R$ 10 mil para comprar uma porqueira de R$ 300 mil?

      Eu explico: Aqui na “zona sul maravilha” do Rio de Janeiro, por este preço, e procurando muito mesmo, se você tiver “sorte”, encontra um conjugado num cabeça de porco (sem garagem, é claro).

      0
      • fcoelho 19 de junho de 2012 at 11:31

        Sim aqui no rio jovem que ta morando em imóvel bacaninha(nenhum luxo) na zona sul, ou tem um belo apoio da família ou ganha para lá de 20 mil .

        0
      • Igor Eduardo 19 de junho de 2012 at 12:00

        Boa! Em SP, com esse valor dá pra comprar uma apertamento de uns 38 mts. quadrados em uma região razoável (praça da árvore)…

        E depois tem gente que tem coragem de falar que os preços são normais…

        0
  • thiago fm 18 de junho de 2012 at 21:00

    Mais um petisco no fim de noite

    Fitch rebaixa Gafisa e Tenda e cita alavancagem elevada

    “http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/fitch-rebaixa-gafisa-e-tenda-e-cita-alavancagem-elevada”

    0
  • renato 18 de junho de 2012 at 21:06

    É pessoal… não percam. Feirão da Lopes no final de semana! Até 30% de desconto! Kkkkkkkkkkkkk já receberam o email? Vou dar uma passada lá.kkkk abraços!

    0
  • Zoom 18 de junho de 2012 at 21:46

    As 12 ações mais confusas da Bovespa

    Gafisa compra Tenda e leva problemas de brinde

    Desempenho em 12 meses: -60,55%

    A Gafisa (GFSA3) fez um mau negócio ao comprar a Tenda. Com a aquisição, acabou herdando obras em atraso e uma montanha de contratos feitos com pagadores duvidosos. Ainda por cima, a empresa enfrenta um alto endividamento.

    Tais fatores influenciaram a decisão das agências de classificação de risco Standard & Poor’s e Moody’s de rebaixar o rating da empresa. A ação tem o pior desempenho do setor em 12 meses.

    Teoria do touro: A empresa pode reduzir seu tamanho para resolver seus problemas. Em sua apresentação sobre resultados de 2011, a Gafisa informou que vai rever orçamento de custos de projetos, desfazer contratos e reavaliar se terrenos que a empresa tem são estratégicos.

    Teoria do urso: A empresa pode não conseguir reduzir seu endividamento num nível satisfatório. “Acreditamos que a alavancagem da Gafisa vai se manter mais elevada do que projetávamos, mesmo assumindo que a geração de caixa da empresa vai se fortalecer neste ano, como reflexo das medidas que tomou para melhorar seus resultados”, afirmaram os analistas da S&P em relatório ao mercado na época do rebaixamento.

    –http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/as-12-acoes-mais-confusas-da-bovespa?p=5#link

    0
  • Paulo D. 18 de junho de 2012 at 23:38

    Honestidade, mas nem tanto….
    e-mail que enviei a uma corretora em resposta a um e-mail de um final de semana com descontos de até 30%

    —————–
    CORRETORA, boa tarde,

    vi essa promoção da CONSTRUTORA e fiquei sabendo de várias de outras construtoras.
    o que há com o mercado, está desaquecendo? será que é hora de comprar um imóvel ou devo esperar o mercado se acalmar?

    obrigado
    Paulo D.

    ———————-
    Boa noite Paulo D.

    Realmente se observarmos depois de tantos lançamentos o mercado agora começou a se acomodar, ocorrendo alguns reajustes naqueles que estavam com um valor um tanto fora do padrão, então o que temos observado é um melhor equilibrio dos mesmos.
    Porém claro para nós que alguns empreendiemtos com um perfil para moradia com metragem maiores, estes não sofrerão muito, pois são em número menor e ainda com uma excelente performasse de venda.
    Paulo, maiores dúvidas de um imóvel ou outro por favor vamos conversar para que eu possa realmente estar te dando as informações adequadas e situação de cada um.
    Sem dúvida o melhor investimento sempre será em tijolos, ou seja, em imóveis, porém devemos sempre avaliar muito bem cada imóvel.
    Aguardo seu contato.
    Atenciosamnete
    CORRETORA

    0
  • jacob 19 de junho de 2012 at 00:16

    Colegas, nao sou de postar, mas esta eu tenho q compartilhar:

    Recebi um e-mail de um corretor (alias nao sei onde ele arrumou meu endereco, nao entro em contato com esta raça) sobre um empreendimento em BH, com o titulo “A revolucao de morar” respondi:

    Prezado, a revolucao se dara quando a bolha imobiliaria estourar. Aguardarei ate la para investir em imoveis.

    Eis a resposta, enviada menos de 3 horas depois (acho q ele ja tinha o texto pronto):

    “Prezado Sr. ,

    Não consigo entender quais parâmetros são usados para cogitar essa bolha no país, se o Sr. pudesse me informar eu ficaria muito grato, pois todos os erros que os EUA cometeram na sua bolha o Brasil passa muito longe de cometer, vou citar os principais:

    · Crédito Imobiliário: Nos EUA um mesmo proprietário conseguia hipotecar sua casa até 3 vezes, sem ter seu crédito consultado ou sem ter um sistema que informe que essa pessoa deva algum outro estabelecimento. Assim, só uma instituição financeira conseguiria reaver seu prejuízo, deixando as outras 02 sem ter nada para confiscar. No Brasil temos o Serasa e o SPC para garantir que nenhuma pessoa que esteja em falta com suas dívidas consiga o financiamento, além de ser exigido uma rigorosa analise feita pelos agentes financeiros para liberar o crédito. Para ajudar nisso tudo, um imóvel só pode ser hipotecado uma única vez e caso a hipoteca não seja quitada, o banco obterá o imóvel e fará um leilão do mesmo para quitar o prejuízo deixado pelo seu antigo proprietário.

    · PIB: No auge da crise, os imóveis representavam cerca de 25% do PIB americano, enquanto hoje no Brasil os imóveis representam somente 3% do PIB. Há muito espaço ainda para crescimento e valorização antes de se começar a pensar em crise e em bolha.

    · Valorização Imobiliária: O quê ocorre hoje no Brasil é uma atualização dos preços do mercado imobiliário. Esses preço ficaram muito defasados principalmente nas décadas de 80 e 90, aonde a poupança rendia mais do que a valorização de preço. Essa adequação de preço assusta quem não entende do mercado porque ocorre de uma forma muito veloz, mas na verdade ela só esta adequando o período que essa valorização não ocorreu. Quando eu cheguei em BH, julho de 2008, era possível se comprar uma cobertura na Savassi por R$240 mil, em que lugar desenvolvido do mundo você consegue comprar um excelente apartamento numa cidade economicamente ativa com esse valor? Isso não condizia com a potencia que BH representa para a economia do país.

    · Valor de m²: O preço de m² praticado no país é um dos menores do mundo. Somente Rio de Janeiro (76º)e São Paulo (89º) ficaram entre as 120 capitais com maior preço de m², ainda assim muito atrás de capitais com potencial econômico infinitamente menor do que elas. Belo Horizonte não foge dessa regra e hoje está em quinto no lugar no ranking de m² do Brasil. Ainda temos muito potencial de valorização e só não enxerga isso quem não quer ver que o país mudou e hoje é um dos principais regentes da economia mundial.

    Caso o Sr. tenha alguma consideração a fazer nessa analise, pode ficar a vontade, pois o debate é a melhor forma de chegarmos a um denominador comum.

    Atenciosamente, ”

    Amanha darei a devida resposta ao individuo, os colegas que quiserem contribuir, serao bem vindo…rsrs

    0
    • GB 19 de junho de 2012 at 01:20

      Nesses casos a melhor resposta é o próprio silêncio.

      Eu já peguei um desses corretores que gosta de ficar falando sobre a economia dos EUA e como somos diferentes deles (claro, aqui é 3º mundo, mas para os corretores somos muito superiores) e por experiência própria posso dizer que ele não vai parar enquanto você não comprar o imóvel, quando eu recebia os e-Mails com páginas e páginas de informações econômicas distorcidas eu ficava com vontade de ir lá e por os dois vídeos do Espanhistão pra ele assistir.

      Eu não colocaria minha saúde financeira na mão de uma pessoa dessas que só está interessado na comissão dele e depois eu que me ferro para pagar por 35 anos.

      “. . . e livrai-nos dos corretores. AMÉM.”

      0
      • Fernandão Bolhudo 19 de junho de 2012 at 11:46

        GB, vc é o cara!

        “…e livrai-nos dos coRetores, amém!”…. Heheheh! Foi demais!

        Abraço!

        0
    • Justiceiro 19 de junho de 2012 at 08:46

      Diga que ele tem razão, que o ramo imobolhário no Brasil não tem relação direta com a bolha imobiliária nos EUA.
      Fale que na verdade o ramo brasileiro é parecido com o da Espanha.
      Mostre à ele os dois vídeos e diga que sua posição é definitiva e que só pensará em comprar algo com descontos na órbita dos 80%.
      Diga à ele que tem vários amigos que já noticiaram informações do mercado imobolhário brazuca, informações estas no sentido de que, somente neste ano, já encontramos descontos de 20%.
      Ano que vem vai ser pior para os amantes da especulação, principalmente após as eleições.
      Diga ao coretor que, com os preços praticados na banânia, vc irá juntar grana para, quando chegar a sua aposentadoria, ir morar num belo suburbio americano, com uma qualidade e custo de vida N vezes melhor.
      Também diga à ele que você só ficaria no Brasil com preço justo, e que, como não é imbecil e retardado, irá ficar pagando aluguel e gastando somente o necessário até ou o Brasil mudar ou vc mudar.
      Diga que todos os colegas com razoável posição financeira estão pensando nisso e que os coretores só terão como consumidor os membros que ganham pouca grana. Ou seja, acabou a mamata.
      Abraço!

      0
      • GB 19 de junho de 2012 at 09:05

        Cara, a sua idéia é muto melhor, principalmente a de se aposentar e ir pros EUA.

        0
        • jacob 19 de junho de 2012 at 09:18

          hehehe Boa ideia

          Vou falar tb que ele esta certo, que os bancos brasileiros nao emprestam tao facil quanto nos EUA, o que vai contribuir pro estouro da bolha, pq quando os imoveis em construcao ficarem prontos, os investitrouxas nao vao conseguir financiamento, entao vao ter q passar pra frente a preco de banana.
          Vou tambem falar pra ele q a maior prova que o mercado esta saturado é ele precisar fazer spam pra tentar vender imovel. O empreendimento é em BH, eu nunca nem morei la. Nao sei onde conseguiu meu e-mail.

          abc

          0
          • Luiz 19 de junho de 2012 at 10:57

            é o ó.
            A corretora está sugerindo que nos EUA tinha muito trambique e isso criou o subprime

            Já o BR é um país honesto, não tem essas coisas.

            Num caso grave desses a melhor resposta é o silencio, deixa que dessa aí a natureza cuida

            0
    • augusto 19 de junho de 2012 at 10:05

      Poderia tentar concordar com ele mesmo sabendo que ele está totalmente errado, mas a melhor coisa no trato com insanos e dementes é não discoradar.
      Forneça ainda mais argumentos informano que aqui tudo é e será sempre diferente, pois somos um povo melhor, mais inteligente, e bnem mais preparado que os outros.
      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      0
      • GB 19 de junho de 2012 at 10:14

        Ou poderia dizer que ainda não somos um povo melhor, mais inteligente e bem mais preparado que os outros, mas que a Copa vai se encarregar de fazer essa transformação no coração e mente da pessoas e no país como um todo.

        GB: (HILARIOUS kkkkkkk MODE ON)

        0
        • Luiz 19 de junho de 2012 at 11:04

          nós temos o Tchu

          0
    • Gerson 19 de junho de 2012 at 11:52

      Acho que sua resposta pode ser bem simples. Algo do tipo:
      “Pois é, mas lembre-se que você me procurou e eu acho que o preço está muito caro e fora da realidade, o dinheiro é meu e a decisão de não pagar o que não vale também.”
      Para esses sujeitos, não adianta argumentar, o melhor argumento é não dar dinheiro fácil a eles. Quanto mais pessoas tiverem essa noção, mais rápido essa doença acaba.

      0
      • jacob 19 de junho de 2012 at 13:33

        O problema de contra argumentar e que ele vai ter tempo de levantar contra argumentos (mesmo que falaciosos) para usar contra um incauto mediamente informado.
        Acho q vou dar a dica pra ele de vender logo com um pequeno desconto do que manter o preco atual e ter q vender depois com um grande desconto.

        0
    • Mineiro BH 19 de junho de 2012 at 18:22

      Manda os links dos videos do Espanistão pra ele, e sugere ele comprar um carrinho de balas antes que o dimdim dele não dê nem pra isso…

      Ah, diz tb pra ele que existe um benefício previdenciário chamado BPC, pouca gente conhece… o valor é um salário mínimo, então quando ele estiver bem afundado ele vai no INSS e consegue 600,00 por mês…

      0
    • GB 19 de junho de 2012 at 14:12

      Todo mundo sabe que a Gafesa tá ferrada e não é por causa da TENDA, todo o mercado está assim.

      Ela estar subidondo na Bolsa desde a semana passada só mostra que os especuladores têm um estranho senso de humor (ou muita coragem e nervos de aço).

      Mas ela vinha subindo muito pouco desde sexta passada, o que mostra que o fôlego desse pessoal que aposta na alta está acabando e agora está caindo -0,32%.

      O que vai mesmo acabar com ela é a demonstração do resultado do 1º semestre (que eles só vão soltar em setembro, kkkkkkk), vai ser sinistro.

      0
  • Annibal 19 de junho de 2012 at 08:39

    E vai começar um novo ciclo de gastos públicos sem controle…. e a nossa divida ohhh…

    Dilma quer despertar ‘espírito animal’ do empresariado

    “Ciente das dificuldades de acelerar os investimentos ao ponto de provocarem reação na economia ainda em 2012, a presidente Dilma Rousseff determinou à equipe econômica uma nova tarefa: turbinar expectativas do mercado para despertar o “espírito animal” do empresariado já com foco no ano que vem. Assim, um cronograma detalhado de concessões, licitações e projetos está sendo elaborado de forma a sustentar as expectativas de que um novo ciclo de crescimento, acima de 4,5% ao ano, começará já na virada de 2013. A definição desse cronograma deve ocorrer após o encerramento da reunião do G-20, no México, e da Rio+20, período no qual pode ser aprovado no Senado o Regime Diferenciado de Contratações (RDC) para obras do PAC — que já passou pela Câmara e poderá dar mais celeridade aos projetos de infraestrutura, na visão do governo.”

    “http://oglobo.globo.com/economia/dilma-quer-despertar-espirito-animal-do-empresariado-5247123#ixzz1yEqEVE3Y”

    0
    • augusto 19 de junho de 2012 at 09:59

      Será que algum tem o espirito de besta quadrada?

      0
      • Virginia 19 de junho de 2012 at 11:02

        Eu acho que a Dilma tem é espírito de porco…

        0
  • GB 19 de junho de 2012 at 09:21

    Teoria do repique:

    Falácia de corretores: “- Se os preços caírem os estrangeiros vêm aqui, compram tudo e os preços sobem novamente”.

    Relidade: Se os preços caírem o $$$$ deles cai fora junto e não volta.

    Os estrangeiros são investidores, a grande maioria vai parar de comprar e vai deixar o mercado na mão (se é que já não o fizeram, para eles não valorizar é tão ruim quanto desvalorizar).

    Maior prova disso é o que acontece nos EUA, mesmo que haja estrangeiros comprando isso não é suficiente para terem um repique e olha que lá eles contam com a segurança de um país de 1º mundo, não é como aqui onde temos Argentina e Bolívia lembrando isso ao mundo todo dia.

    0
    • augusto 19 de junho de 2012 at 09:58

      Os corretores que usam este argumento, pensam (e em certos casos tem razão), que os compradores potenciais são tão burros e mentecaptos quanto eles são.
      Tem gente que usa a cabeça só para separar as orelhas de burro que tem

      0
    • Álvaro Guilherme 19 de junho de 2012 at 10:19

      Cara, simplesmente ridículo esse argumento de coRetores.

      Os estrangeiros não estão comprando nem na terra deles (a preços mais baixos), por que comprariam aqui?

      0
  • interior 19 de junho de 2012 at 09:32

    pacote de 100 bilhões de euros socorrebancos espanhois que se meteram na bolha imobiliaria.
    ouçam essa noticia de 4 minutos na cbn.
    bolha imobiliaria de brasilia.

    0
    • GB 19 de junho de 2012 at 11:02

      Eu tenho uma teoria em relação a Copas do Mundo: ser anfitrião de uma Copa é legalzinho, mas ganhá-la é muito melhor, independente de onde ela tenha sido.

      Então, se no melhor cenário, ganhar uma Copa ajudasse alguma coisa na economia, porque a Espanha, atual campeã, está passando esse sufoco, tipo a venda de camisas da seleção não deveria por si só alimentar e trazer prosperidade para a economia ?

      Por favor Srs. corretores e sua teoria de que “a Copa muda tudo”, poderiam tirar essa dúvida ?

      0
      • GB 19 de junho de 2012 at 11:07

        E não adianta virem falando que vão mudar toda a infraestrutura das cidades e que isso vai ficar para futuro que essa aqui não cola, pode ter sido assim na Alemanha, mas aqui já sabemos que se os estádios ficarem prontos já vai ser uma grande surpresa.

        0
    • RosinhA 19 de junho de 2012 at 12:43

      100 bilhões para bancos não afundarem ótimo, mas aqui as grandes cabeças pensantes, estão em luta para liberar na Rio + 20, 10 bilhões em regime de rifa, cada um dando um pouco, a terra vai se vingar um dia, hhaa sim vai.

      0
    • Álvaro Guilherme 19 de junho de 2012 at 17:50

      O pior é que essa dívida é assumida pelo estado Espanhol, que tem que se refinanciar a juros cada vez mais elevados. E pensar que a Espanha tinha uma situação dívida pública/PIB melhor que a Alemanha. A maior parte da dívida mesmo estava no setor privado.

      Quem paga a conta? El pueblo.

      0
  • Paulo D. 19 de junho de 2012 at 09:51

    nada a ver mas abri o blog e fui ver meu e-mail e queria compartilhar com alguém……

    recebo um informe de leis que foram aprovadas pela presidencia… daí me vem a pérola:

    19 de junho de 2012
    Lei nº 12.668, de 18.6.2012 – Institui o Dia Nacional do Piso Salarial dos Professores.

    cara, será que não tem mais nada pra fazer no governo a não ser aprovar dia nacional do PISO SALARIAL dos professores ??????

    se bem que é melhor fazerem isso do que mais bobagem com a economia….

    0
  • Mark 19 de junho de 2012 at 10:07

    18 empresas já valem menos na Bovespa que seu patrimônio real

    Além da “super: Petrobrás, a Rossi Residencial, Gafisa, Brookfield e PDG Realty estão na lista.

    h ttp://exame.abril.com.br/mercados/noticias/18-empresas-ja-valem-menos-na-bovespa-que-seu-patrimonio?page=1&slug_name=18-empresas-ja-valem-menos-na-bovespa-que-seu-patrimonio

    0
  • Eskeleto 19 de junho de 2012 at 10:29

    Passou agora pouco uma matéria no hoje em dia sobre comprar imóvel, no caso falaram tudo sobre o sonho, colocaram números de quantos vão comprar até 2013 como se aquilo fosse uma regra e colocaram que está mais fácil de comprar, mostraram imóveis luxuosos e colocaram uma empregada doméstica falando que ela vai comprar até 2014 a casa dela concerteza pois está muito fácil.
    Vou tentar conseguir a matéria para vocês verem a cara de pau de mostrarem a matéria sem mostrar a renda e também o valor das parcelas.

    0
  • Andreas 19 de junho de 2012 at 10:53
  • Dr. Estranho 19 de junho de 2012 at 11:36

    Dados obtidos em conversa de bons bebedores:

    Como novo integrante da “Crasse C”(sic) resolvi passear em Gramado por conta do cartão de crédito(hehehe). Fiz amizade com turistas de Natal, dentre eles um construtor. Perguntei sobre a valorização causada pelos Europeus e o constutor disse: estão todos indo embora e a cidade está repleta de encalhes (ele incluiu os dele). Também afirmou que a queda dos preços está ecentuada, diferente do que pregam os meio de comunicação.

    Importante: aqui em Gramado minha filha também observou bastantes placas de vende-se.

    0
    • xyz 19 de junho de 2012 at 11:47

      Paasei 2 meses em Natal e posso lhe dizer que aquela cidade “respira” mercado imobiliário. Fiquei impressionado como a cidade parece girar em torno do mercado imobiliário.

      Outra coisa que me impressionou é a grande quantidade de arranha-céus (>=40 andares), inclusive em áreas da cidade com muita disponibilidade de terrenos.

      A bolha vai estourar mais forte em alguns lugares que em outros e tenho certeza que em Natal “o bicho vai pegar”.

      0
      • Bob Alex 19 de junho de 2012 at 16:43

        Morei em Natal dem 2004/5 e digo que estão acabando com a cidade. Criaram monstros na orla, sufocando o interior da cidade e criando inúmeros problemas – violência, trânsito, disparada de preços, etc. É uma pena, a cidade ERA maravilhosa.

        0
    • Anonymous 19 de junho de 2012 at 12:26

      Não se pode enganar todo mundo durante todo o tempo.

      0
  • Luiz 19 de junho de 2012 at 11:46

    fonte: AGÊNCIA ESTADO

    Veículo é a principal razão do endividamento da classe C

    Quase um quarto das famílias se endividou mais do que deveria no Brasil e foi obrigado a reduzir o padrão de vida ou a dar calote

    A compra do carro é a principal razão do alto endividamento da classe C. Despesas com a prestação do veículo e outros gastos (documentação, seguro e manutenção) representam 27,6% das compras a prazo dessa fatia da população, revela estudo da MB Associados, com base na Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) do IBGE. Em seguida, aparecem a compra de imóveis e gastos com reformas (18,5%).

    0
  • augusto 19 de junho de 2012 at 11:57

    Li noticia na midia que a inadimplencia nos cartões de crédito aqui na banania alcança quase 28% e considerando-se falta de pagamento após 19 dias vai para quase 40%, e que os bancos já perderam bilhões de reais com o calote.
    Noticia estava no Brasilian Bubble

    0
  • Luiz 19 de junho de 2012 at 11:58

    MERCADO AMERICANO VOLTANDO AO NORMAL 4 anos depois do estouro e com preços de 2002, isso mesmo, preços de 10 anos atrás.

    Licenças para construções nos EUA batem maior nível em 3 anos

    fonte: REUTERS, WASHINGTON

    O início de construção de moradias nos Estados Unidos recuou em maio embora as permissões para construção de novas casas tenham subido para o maior nível em mais de três anos.

    O Departamento do Comércio informou nesta terça-feira que o início de construção de novas moradias recuou 4,8%, para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 708 mil unidades.

    A leitura, que pode sofrer revisões significativas, ficou abaixo da estimativa de 720 mil unidades em pesquisa da Reuters.

    Revisões de dados de meses anteriores foram mais otimistas.

    O início de construções em abril foi revisado de 717 mil unidades para 744 mil. Essa foi a maior leitura desde outubro de 2008.

    0
  • Sr. LB 19 de junho de 2012 at 12:24

    Excelente estudo da UNB sobre a Bolha Imobiliária. Texto publicado no fórum sobre a bolha imobiliária de Brasília.
    “””http://www.bolhaimobiliaria.com/2012/06/17/facam-suas-apostas-sobre-novos-numeros-do-mercado-imobiliario-capital-social/#comments

    0
    • Sr. LB 19 de junho de 2012 at 12:25

      Ops… Foi mal… Colei o link errado…
      Segue o link correto.

      ”’http://petecounb.files.wordpress.com/2012/06/existe-bolha-no-mercado-imobiliario-brasileiro-thac3ads-alvim.pdf

      0
      • Paulo 19 de junho de 2012 at 12:53

        Merece Tópico.

        0
      • xangai 19 de junho de 2012 at 12:53

        otimo material !!
        bom ….pesado de interpretar ..massss feito por pessoas serias e competentes so tem PhD ( eh o minimo para credibilidade ) !!!!

        Bolha… olha com calma … merece um novo post headline ::::
        Os autores acreditam que os resultados apontam para a
        possibilidade concreta de exist^encia de uma bolha imobiliaria
        no Brasil.
        Ressalta-se que as polticas scais e monetarias do governo
        brasileiro s~ao claramente inacionarias.
        A crise n~ao vai partir do mercado, mas sim do mau
        gerenciamento da governo brasileiro.

        0
      • NTL 19 de junho de 2012 at 13:21

        Achado excepcional! Ache que vale mesmo um novo tópico!!! Olhem os últimos dois slides:

        Os autores acreditam que os resultados apontam para a
        possibilidade concreta de existência de uma bolha imobiliaria
        no Brasil.

        Ressalta-se que as políticas fiscais e monetárias do governo brasileiro são claramente infacionárias.

        A crise não vai partir do mercado, mas sim do mau gerenciamento da governo brasileiro.

        Baseando-nos na TACE, pode-se apontar as políticas fiscais e
        de expansão do crédito do governo federal como as principais
        responsáveis pelo surgimento da bolha.

        Provavelmente, quando a crise surgir, o governo aumentará
        ainda mais os gastos e facilitará ainda mais o crédito, o que
        faz a crise perdurar e se aprofundar.

        0
        • Francisco Quiumento 19 de junho de 2012 at 14:13

          1) “Ressalta-se que as políticas fiscais e monetárias do governo brasileiro são claramente infacionárias.”

          Estado deficitário e perdulário. Receita certa para a catástrofe.

          2) “A crise não vai partir do mercado, mas sim do mau gerenciamento da governo brasileiro.”

          Falei catástrofe, não é mesmo?

          3) “Baseando-nos na TACE, pode-se apontar as políticas fiscais e
          de expansão do crédito do governo federal como as principais
          responsáveis pelo surgimento da bolha.”

          Falei em Bolha de Crédito, não é mesmo, e DENTRO desta, uma bolha enorme, que é a imobiliária, cercada de bolhas como as de automóveis, e até bolha de cebola em cartão de supermercado.

          “Provavelmente, quando a crise surgir, o governo aumentará
          ainda mais os gastos e facilitará ainda mais o crédito, o que
          faz a crise perdurar e se aprofundar.”

          Ponta n ponta acaba quebrando, e como diziam aquele bando de chatos austríacos que todo mundo acha que são um amontoado de azedos abobados que querem que todo mundo se aperte, “um dia a ressaca chega”.

          Falei já CABÔ-SE!, não é mesmo?

          Francisco Quiumento, um versão atual de Cassandra, A Filha Louca, gritando suas terríveis profecias e todo mundo achando que é um maluco, pregando em praça pública, achando que entende alguma CACA do que fala.

          😉

          Sorria, governo, pois quando estiverem todos no fundo do abismo,e gritarem AQUI É HORRÍVEL!, ficarei na beira do precipício, chutando terra para dentro do buraco e gritando:

          -E AGORA, COM AREIA NOS OLHOS, FICA PIOR?!

          😛

          0
      • Engenheiro-SJC 19 de junho de 2012 at 14:39

        Bom esse estudo!

        “…Provavelmente, quando a crise surgir, o governo aumentará ainda mais os gastos e facilitara ainda mais o credito, o que faz a crise perdurar e se aprofundar…”

        É, meus amigos, parece que ainda falta muito pra vermos o fundo desse poço!

        Depois que estourar a bolha , a previsão dos especialistas é que o governo vai botar mais lenha na fogueira…

        0
    • Laranja 19 de junho de 2012 at 14:55

      Que grande satisfação sinto de ler um documento que confirma o que já foi amplamente discutido e registrado por aqui… não é mesmo?

      É quase tudo culpa do governo com MCMV, rápida expansão do crédito e medidas furadas para combater marolinhas.

      O preço puxa o custo = Bolha. Simples assim?

      0
  • Anonymous 19 de junho de 2012 at 12:24

    Cidades-sede correm risco de não ter turistas suficientes após a Copa

    “http://www1.folha.uol.com.br/turismo/1106510-cidades-sede-correm-risco-de-nao-ter-turistas-suficientes-apos-a-copa.shtml”

    E muito menos DURANTE a copa.

    0
  • Socorro!! 19 de junho de 2012 at 12:26

    corretor me ligou agora..

    apartamento na praia de botafogo..com 80 M2..( eu acho que nao deve ter isto)..2/4..com garagem na escritura…por 450K…para os padrões de hoje realmente bem barato….pedi foto e ele me falou que nao iriam nem colocar no site pois o preço tava muito abaixo do mercado

    0
    • Será... 19 de junho de 2012 at 12:51

      hum suspeito isso!

      Já fizeram o mesmo comigo aqui pra Tijuca, eles ligam e falam que vão construir em tal lugar o preço que passam é bem abaixo dos bolhudos…

      Mas cuidado, essas estratégias de mkt são ridículas, eles querem gerar nova demanda (pois sabem que não existe essa demanda reprimida que tanto falam) então aos poucos vão passando outros valores, subindo cada vez mais até haver um real lançamento a preço bolhudo já com possíveis compradores. É pra especular no mercado mesmo…

      0
    • Stark 19 de junho de 2012 at 13:03

      Um deles, fez o mesmo comigo.
      -Não vamos nem anunciar. Está muito abaixo do mercado e vai vender logo.
      Eu:
      -Valeu então, tu me oferece essa porque tú é meu amigo, embora eu nunca tenha te encontrado e nem teu nome eu sei. Sugiro anunciar, de repente vc ocnsegue um preço melhor. HA HA HA

      0
      • GB 19 de junho de 2012 at 13:09

        Ele ofereceu pra você e pra toda a torcida do Flamengo.

        0
    • Andre Luiz 19 de junho de 2012 at 13:32

      Isso é mentira. Eles fazem isso só para pegar perfil de potenciais compradores ou sentir até onde o capital deles vai. Depois que ele te contata, ele vai te oferecer outros imóveis “no preço”, quarto e sala ou kitinet.

      0
    • Stark 19 de junho de 2012 at 13:49

      Socorro!!,
      Procurei no flip-zip-zum-bum-bum, um apartamento na característica que vc falou. Tinha um por 650.000. Mandei um email oferecendo 480k. Normalmente, eles respondem o email desaforadamente. Mas, dessa vez pediram o telefone de contato. Não vou dar pq não quero comprar e nem ouvir ladainha, mas q é curioso, isso é.

      0
      • Socorro!! 19 de junho de 2012 at 13:56

        eu corri no ZAP tambem e vi uns 2 ou 3 parecidos( botafogo 2/4 com garagem na escritura )

        eu vou marcar com o corretor so pra ver o imovel… e conto pra vcs…( deve ter merda que ele nao me falou por telefone)…que a metragem ta errada disto eu tenho certeza..

        eu acho que o imovel que ele me ofereceu e este

        http://www.zap.com.br/imoveis/oferta/Apartamento-Padrao-2-quartos-venda-RIO-DE-JANEIRO-BOTAFOGO-/ID-3244837

        0
        • SVJMF 19 de junho de 2012 at 14:16

          Isso ainda é um valor insano…

          0
        • Stark 19 de junho de 2012 at 14:17

          Legal, faz isso. Vai ser curioso. Ali[as, meio estranho tb o fato de dizer pagamento em dinheiro apenas….hmmmm….por que será?

          0
          • Socorro!! 19 de junho de 2012 at 14:23

            o imovel e este mesmo pois o cara perguntou como eu ira pagar..e falou que o proprietario so aceita em dinheiro..

            ta estranho pois so a garagem vale de 60 a 100K…..este imovel ta mais barato que 1/4….esmola demais da para desconfiar..

            deve ta com alguma problema ai …

            0
            • Stark 19 de junho de 2012 at 14:29

              Socorro!!,
              Não se engane. O preço ainda tá bolhudo. Veja quanto custa um aluguel na região. Com 450 k a vista isso te rende no barato uns 2700k/mes (isso, escolhendo a poupança). O suficiente pra alugar um ap desses e sem mexer na grana.

              0
            • fcoelho 19 de junho de 2012 at 16:28

              Eu liguei para o corretor. Ele disse que é final de inventário, parece que pedem um sinal de 80 mil, acho que depois mais 160 mil na escritura e o resto no registro. Perguntou até se eu iria financiar…Emfim liguei por curiosidade mesmo, me disse que o apê está em boas condições. Eu disse que retornaria depois e ele insistiu que era um otimo negocio e que irira vender super rápido lalali lalala a ladainha de sempre …Perguntou se eu nao gostaria nem de visitar o apartamento, eu disse que retornaria depois caso tivesse interesse. Acho cilada, vai ter que baixar muito ainda para eu pensar em comprar em alguma coisa.

              0
              • Álvaro Guilherme 19 de junho de 2012 at 18:01

                Banco até financia imóvel em final de inventário, DESDE QUE o juiz emita alvará autorizando a venda.

                Não quero botar água no chope de vocês, mas acho que esse imóvel ainda está enrolado juridicamente.

                0
        • lucas 19 de junho de 2012 at 14:19

          Ontem a noite no boadica saiu um em Botafogo e um na Gávea perto da PUC por 435K!
          Será que ta valendo

          0
          • Stark 19 de junho de 2012 at 14:22

            boadica?

            0
            • Stark 19 de junho de 2012 at 14:32

              O que diabos é boadica?

              0
            • Socorro!! 19 de junho de 2012 at 14:33

              ja entrei no Boa dica…e um ZAP piorado…dificil fazer consulta por filtros ,la

              0
          • Socorro!! 19 de junho de 2012 at 14:29

            LUCas

            435K em botafogo /gavea com garagem na escritura?..se for isto acho que realmente estamos próximo das baixas de preço…

            0
          • lucas 19 de junho de 2012 at 14:45

            Foi mal, é no site bomnegocio, no boadica eu uso pra comprar peças de computador, confundi.

            0
        • F. Paes 19 de junho de 2012 at 14:28

          Desculpa a minha ignorância, mas isso aí não é um prédio comercial (sede da Vivo)? Como pode ser o apto de 2 qts?

          0
          • Socorro!! 19 de junho de 2012 at 14:31

            a foto nao e do AP..eles colocaram qualquer foto… la e sede da VIVO mesmo ( ou da citroen..agora nao me lembro ao certo)

            0
          • GB 19 de junho de 2012 at 14:37

            Eu pensei que fosse foto do prédio onde fica a imoBolhária, mas se é da VIVO então bobearam ou querem aparecer.

            0
        • lucas 19 de junho de 2012 at 14:38

          Foi mal, é no site bomnegócio!
          Seguem os links dos anúncios dos aps que eu falei:
          “http://www.bomnegocio.com/rio_de_janeiro/todos_os_anuncios?&cgg=sell&ret=1020&o=7”

          o da Gávea é este, eu vi a rua no google e é um prédio até bem novo, agora eu não sei se é KO do vendedor.
          “http://www.bomnegocio.com/rio_de_janeiro/grande_rio_de_janeiro/apt__de_71m__na_gavea_10635940.htm?”

          0
          • lucas 19 de junho de 2012 at 14:41

            link do da Gávea:

            “http://www.bomnegocio.com/rio_de_janeiro/grande_rio_de_janeiro/apt__de_71m__na_gavea_10635940.htm?”

            Se alguém quiser liga e diz pra gente como foi.

            0
          • Socorro!! 19 de junho de 2012 at 14:52

            tem o link do de botafogo ? so vi um de 320K mas sem garagem..

            os dois que eu vi..gavea e botafogo é o mesmo cara querendo vender..Sr Levi..

            0
            • lucas 19 de junho de 2012 at 14:58

              Também percebi isso! só que eu não liguei pra ver, mas fiquei feliz com a queda dos preços.

              0
              • Socorro!! 19 de junho de 2012 at 15:08

                acabei de ligar..o cara e advogado e estes imoveis são de leilão…ele falou que empresarios que nao pagaram suas duplicatas e a justiça ta tomando tudo…

                o preço real é o dobro daquilo…se ninguem no leilao fizer uma proposta o preço vai para aquele valor que ta la…

                este imovel o cara nao soube me falar se ja tinha tido o primeiro leilão ou não..

                0
                • lucas 19 de junho de 2012 at 15:29

                  Blz, seria bom se fossem de venda normal mesmo!
                  Acredito que seja uma tendência leilão de imóveis daqui pra frente! Acho que muitos vão ser tomados daqui pra frente.

                  0
                  • Stark 19 de junho de 2012 at 15:55

                    Interessante esse site bomnegocio, ele diz a data original dos anúncios. Tem um ap que tb tá no zip-flap-zum, pelo mesmo preço a 8 meses. O cara não muda o valor e aparentemente não negocia. Dá pra entender?

                    0
                • fcoelho 19 de junho de 2012 at 16:37

                  Isso é boa notícia. É sinal de que não estão aparecendo compradores nem nos leilões. E ótimo que os advogados estao anunciando os imoveis de leilão como se fosse uma compra normal, pode ajudar a puxar os preços ainda mais.

                  0
        • Vinícius 19 de junho de 2012 at 21:30

          “Somente pagamento em dinheiro” chama a atenção. Se não aceita financiamento bancário é porque a documentação não está ok ou tem algum rolo.

          Ou o proprietário está devendo pra alguém ou pra muita gente. Pesquise sobre a existência de débitos e de ações contra o proprietário, inclusive na Justiça do Trabalho. Cuidado com fraude à execução ou fraude contra credores.

          0
  • MrLBS 19 de junho de 2012 at 14:20

    No fim da frase quis dizer: “como eu”.

    0
  • Francisco Quiumento 19 de junho de 2012 at 14:23

    OFF

    @da_cia : “Quem tem vergonha de riqueza é rico, pobre gosta é de ostentar” ANÔNIMO adaptando Joãozinho trinta

    0
  • Luiz 19 de junho de 2012 at 14:33

    Mais um predio desaba e colega do blog fica sem almoçar

    fonte: folha DE SÃO PAULO

    Desabou no fim da manhã desta terça-feira a parede do restaurante na avenida Brigadeiro Luís Antônio, n centro de São Paulo.

    O dano foi causado por causa da obra que estava sendo realizado no terreno ao lado,

    As vistorias foram feitas na tarde de ontem após o surgimento de uma enorme rachadura e do desabamento parcial do teto do restaurante.

    O proprietário do terreno ao lado foi intimado a apresentar a licença do serviço que realizava, disse a subprefeitura. Ele não teve o nome informado.

    0
    • Francisco Quiumento 19 de junho de 2012 at 14:46

      O prédio em construção (nem fundações, leia-se), é:

      Setin Downtown Brigadeiro

      Residencial 1 e 2 dormitórios 40 e 57 m²
      Rua Brigadeiro Luis Antonio, 323-Bela Vista-São Paulo

      BOTA BABADA DO ENGENHEIRO NISSO!

      Sou conhecido dos proprietários do restaurante, e recomendei amarrar a construtora de todas as formas, pois sabe-se que “crédito não tem lhufas a ver com capacidade financeira, e sim, com caráter” / “confio muito nos meus dentes, mas sempre eles que me mordem a língua”, e nunca se sabe como estão as finanças realmente, das empresas deste mercado.

      0
  • hannamanana 19 de junho de 2012 at 14:59

    Mudando de assunto, mas falando de imóveis e no útopico projeto “Minha Casa, Minha Vida”, assiti hoje no Jornal Regional que mais da metade do pessoal que se inscreveu para participar do sorteio de imóveis do programa não apresentou documentação suficiente para efetivar sua participação (e o principal é estar cadastrado no Cadastro Único da Previdência Social).
    Esse cadastro, se não me engano é usado para conceder os bolsa tralalá do governo, não é? (e também atestar a condição sócio econômica da família)
    Esse MCMV é tão esquisito… Ele atinge quem na prática? Quem ele efetivamente beneficia? Onde estão as zilhões de moradias que ia ser feitas pelo programa?

    0
  • Wendel Mendes 25 de junho de 2012 at 21:07

    Como eu estava imaginando desde o fim do ano passado. Fizeram um monte de propaganda enganosa nos ultimos 4 anos em torno das vendas de apartamentos em São Bernardo e “região” do Grande ABC, prometendo infra -estrutura, valorização monstruosa dos imóveis, bla bla bla… e os prédios estão lá, prontos, sem nenhum morador ou pouquissimos escritório funcionando… E ainda dá pra acreditar nos dados desses caras de pau da Acigabc… que não tem nem ao menos coragem de informar dados convincentes para mostrar a realidade, mascarando essa cena cada vez mais comuns nos grandes centros, onde prédios encalhados parecem “arquipélagos” em uma realidade cada vez mais frequente: a falta de compradores para preços tão exorbitantes desses empreendimentos faraônicos.

    Detalhe que o autor do texto coloca o Grande ABC como “província”. Muito bem bolado. Parabéns Daniel Lima pela excelente visão sobre o Mercado Imobiliário no ABC.

    0