Após revisão, Gafisa anuncia prejuízo de R$ 945 milhões em 2011 – Folha.com

Você pode gostar...

Comments
  • Sérgio 10 de abril de 2012 at 13:26

    Na verdade não são apenas 945 MILHÕES!

    0
    • Sérgio 10 de abril de 2012 at 13:33

      Sâo os mesmos 1.096 BILHÃO anunciado anteriormente: fizeram uma mágica para lançar 151 MILHÕES no balanço de 2010, conforme o jornal Valor:
      “O prejuízo foi menor que o dado preliminar porque a companhia decidiu alocar em 2010 parte do ajuste do orçamento de obras que estava contabilizado no ano passado. Assim, reapresentará o balanço de 2010, que passará a ter lucro líquido ajustado de R$ 265 milhões, contra R$ 416 milhões reportados anteriormente.”
      .
      Isso ainda com muita maquiagem feita na surdina.

      0
    • Rui 10 de abril de 2012 at 22:38

      O preco da acao da gafisa, vai comecar a subir e passara de $ 21.00 reais, a medio prazo. Vai ser um filao, para quem sabe garimpar. A gafisa nao perdeu uma bilha, coisissima nenhuma. Nao esta caindo em chamas.Manipularam e cozinharam a contabilidade. Regra de ouro: nunca acredite em contabilidade, de grandes companhias. Me engana que eu gosto! Check me later, dudes!

      0
      • Cleyton 10 de abril de 2012 at 22:40

        Então vá lá comprar e deixa de encher o saco.

        0
  • rsmrsm 10 de abril de 2012 at 13:29

    Foi porque não vendeu praticamente nada em 2011.
    Quero ver as outras construtoras !!!

    0
  • Newton 10 de abril de 2012 at 13:35

    Mas uma coisa é certa. A Gafisa foi a única a admitir que está tendo prejuízos. Enquanto isso as outras vão empurrando com a barriga. Quando começarem a surgir seus balanços é que vamos ver.

    0
  • Gaba 10 de abril de 2012 at 13:41

    Acho que a coisa tá començando a melhorar, estava vendo aptos em SP, 3 qtos, 3 wc e 1 vaga.
    O corretor falou que estava 400K ou com negociação 380K…neste final de semana….inclusive como as vendas paradas nestes ultimos 6 meses, ele estava sugerindo aos proprietários começarem a abaixar o valor…

    Então, tava na net e vi outro apto no mesmo predio, igualzinho, acabamento e etc, tá valendo 350K…

    Não sei se é repique ou um “puf” da bolha, mas a coisa mudou…

    0
    • FRK 10 de abril de 2012 at 19:50

      Olhae, sem mais nem menos, -12%

      Interessante…

      0
    • Leno 10 de abril de 2012 at 21:15

      Gaba,

      Como assim? vc está me dizendo que preço de imovel caí? vc ficou louco? Como ousa dizer tamanha lorota? E todas aquelas explanações de nossos sábios especialistas; repetidas pelos corretores, e endossadas pelos trouxas, digo, investidores, que imovel jamais; never; sem chances; nem fudendo; desvaloriza?

      Voce realmente quer nos converser disso?

      0
      • Leno 10 de abril de 2012 at 21:41

        corrigindo: “convencer”

        0
    • Ricardo 11 de abril de 2012 at 06:58

      Uma amiga disse que viu um imóvel pronto, no contrapiso, com vista para o Ibirapuera, 70 m2, R$ 550.000,00, ou seja, 8 k/m2, o que é um achado para a região. Acho que os preços estão realmente começando a cair.

      0
      • walyson Trautenmuller 11 de abril de 2012 at 08:23

        Ricardo, este imóvel subiu para “acredite” 650.000, com entrada de 64.000 e 30/60/90 de mais ou menos 44.000 e o saldo financiado.
        Detalhe, os 30/60/90 é corrigido pelo IGPM, mas isso está nas letrinhas “miudas”.
        Por procurar no guia qual e voçê verá.
        Queria conhecer pelo menos uma pessoa que comprou. rsrs

        0
  • Indecoroso 10 de abril de 2012 at 13:47

    MPF obtém desocupação de prédio em Alagoas para evitar tragédia. E em Rio Claro (SP), moradores pedem ajuda ao MPF por falhas em residências do Minha Casa, Minha Vida.

    h ttp://pgrinforma.pgr.mpf.gov.br/2012/geral/interesse-publico-mpf-obtem-desocupacao-de-predio-em-alagoas-para-evitar-tragedia

    0
  • Sérgio 10 de abril de 2012 at 13:47

    Não sei se somente pelo CQC ou por outros motivos, mas a PDG está afundando literalmente. Por outro lado, a gafisa que já era para parecer um excremento imobiliário, não! Alguém a está segurando, ou ela mesmo, recomprando seus próprios papéis com dinheiro que era para pagar outras coisas… he he he: Bolsa com dados de 13:25
    .
    PDGR3 5,27 -7,1% -10,7% -44,9% 194 M 8,4 0,9 11,0%
    MRVE3 13,02 -3,9% 21,7% -2,7% 84 M 8,2 1,8 22,2%
    CYRE3 15,97 -4,0% 7,6% -0,3% 77 M 13,2 1,4
    RSID3 9,35 -3,9% 16,9% -36,1% 49 M 7,3 0,9
    GFSA3 4,04 -1,5% -1,9% -62,4% 45 M – 0,7 -35,7%
    BISA3 5,62 -4,4% 13,5% -35,6% 24 M 7,6 0,8 10,8% TCSA3 9,36 -3,7% -6,9% -16,8% 13 M 11,8 1,1 9,6% EVEN3 6,97 -1,6% 12,8% -16,0% 13 M 7,2 1,0 14,4% EZTC3 21,56 -2,8% 36,5% 50,4% 12 M 9,6 2,3 23,5% JHSF3 5,86 -2,3% 10,5% 45,5% 10 M 11,7 2,1 18,3% HBOR3 26,61 -4,6% 28,6% 33,7% 2 M 8,1 2,0 25,2% 3,0% VIVR3 2,40 -1,6% 20,0% – 1 M – 0,7 -11,4% 685 M DIRR3 9,95 -2,5% 7,3% -7,0% 1 M 8,7 1,3 15,1% 2,7%
    CCIM3 4,84 -2,2% 20,1%

    0
  • Sérgio 10 de abril de 2012 at 14:38

    Olhem quanto foi o TETO da remuneração dos administradores da gafisa para o exercício 2012:

    4. Fixação da remuneração global dos administradores para o exercício de 2012.
    Propomos que a remuneração global dos administradores para o exercício de 2012 seja fixada no limite de até R$17.041.926,40, para o exercício em curso, de janeiro a dezembro de 2012.

    .
    Caso fosse o único rendimento dos camaradas, eles – mal e porcamente só poderiam morar em algum MUQUIFINHO no Rio ou em SPO
    .
    h t t p : / / gafisa.riweb.com.br/Download.aspx?Arquivo=U7/1zFCCB14KtZUoSKlBMw==

    0
    • Piuas 10 de abril de 2012 at 18:15

      Acho que você viu o número errado. São 17 MILHÕES. Dá pra morar em qualquer lugar, praticamente. O Absurdo está justamente no sentido oposto. os executivos responsáveis pelos negócios da gafisa não foram exatamente bem sucedidos, de acordo com os números divulgados, e talvez a maior penalização que receberão será receber no máximo 17 milhas este ano.

      0
  • Sérgio 10 de abril de 2012 at 14:55

    Novamente sobre a não-queda drástica da gafisa: Ou o Bradesco ou a Votorantim, principalmente, é quem estão segurando as ações da gafisa para não romperem a barreira dos 3 REAIS: eles possuem muito dinheiro em empréstimos junto a moribunda.

    0
    • Luiz 10 de abril de 2012 at 17:59

      qual a sua fonte?

      0
  • Leandro Assis 10 de abril de 2012 at 15:06

    h tt p :/ /not.economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201204091621_TRR_81070169

    0
  • Fox 10 de abril de 2012 at 15:08

    Segue a propaganda de uma famosa administradora de imoveis aqui no Rio…..

    h ttp://www.administradorarenascenca.com.br/

    0
    • self 10 de abril de 2012 at 16:38

      Cara, incrível, os preços de aluguel dessa imobiliária estão MAIS bolhudos que os do ZEP. Como pode?

      0
    • Rsmrsm 10 de abril de 2012 at 19:31

      Onde eu posso encontrar aluguel sem preços bolhudos ??

      0
  • Estudante 10 de abril de 2012 at 15:10

    O fim da bolha não será concretizado pela falência de uma construtora, mas sim quando os bancos começarem a ter resultados negativos sobre a carteiras de financiamento imobiliário devido a inadimplências.

    Na medida que for possível empurrar o endividamento com a barriga a bolha vai continuar.

    0
    • xangai 10 de abril de 2012 at 17:15

      Cirilo ?!?!

      0
    • Luiz 10 de abril de 2012 at 17:43

      estudante, sua hipotese é interessante ma so sujeito precisa de um predicado
      empurrar pra quem?

      a renda se esgotou, não tme pra quem empurrar

      nos EUA os bancos pagaram o pato, o governo pagou os bancos e o povo paga o governo

      aqui os compradores vão pagar o pato, assim como os acionistas sardinhas e os investidores tipo tolo maior. O governo consegue no maximo jogar bosta no ventilador através da inflação.

      0
    • xyz 10 de abril de 2012 at 17:46

      Concordo, e vou além. Não descarto a possibilidade da bolha estourar apenas quando o próprio governo quebre.
      Simplesmente porque o governo já mostrou compromisso inarredável com a bolha.

      0
      • Luiz 10 de abril de 2012 at 17:55

        xis, tomara que vc esteja certo
        vou soltar rojão no dia que essa corja de ladrão [email protected] falir e de quebra milhares de corretores desempregados

        0
        • Piuas 10 de abril de 2012 at 18:20

          mestre, quando o Governo quebra quem paga é o cidadão… Veja na Grécia, acha que todos que estão desempregados, passando fome e frio (o inverno está chegando) foram irresponsáveis e compraram além de seus limites? A resposta é não. Boa parte manteve suas finanças em equilíbrio, mas isso não os salva agora. Talvez o que a gente faça de melhor é sair comprando desenfreadamente coiass que não podemos pagar. Assim, no final, não saímos de vítimas…

          0
          • Luiz 10 de abril de 2012 at 18:35

            governo não quebra amigo
            na grecia deu aquela merda pq o governo não pode mandar imprimir euros
            aqui pode

            se o governo mandar imprimir real a inflação explode a economia desgoverna o povo fica pobre de novo, os [email protected] nunca mais ganha eleição nem pra sindico e eu vou soltar muitos rojões, com o dinheiro em cdb, dollar, euro, TD, pqp, xyw, ou o que for melhor.

            0
            • Luiz 10 de abril de 2012 at 18:42

              só lamentaria pela população que se iludiu com os [email protected]

              0
            • GPTFN 10 de abril de 2012 at 19:04

              por acaso o Collor nao voltou e foi eleito e reeleito mesmo depois de toda merda que fez?
              Nao conte com a memória da população.
              Aliás, nunca ninguém se questionou o por que de serem sempre as mesmas figuras disputando as eleições? Eles trocam de cadeiras, acumulando aposentadorias mas nunca largam o osso. E quando não tem mais cargos para acumular conseguem funcões comissionadas.
              Deveria ser possível a qualquer um se candidatar, no entanto para ganhar uma eleição para vereador é necessário investir 300.000 na campanha por baixo. Para cargos mais visados muito mais. E eu pergunto de onde sai esse dinheiro? Nós contribuintes é que pagamos. Sempre pagamos, a diferença é que antes o sistema não deixava registros rastreáveis e de fácil acesso como agora (vide portal da transparencia).
              Muitas cidades passaram anos a fio sem qualquer melhoria, e as pessoas se quer questionavam.

              0
              • RosinhA 10 de abril de 2012 at 19:21

                Não gosto de discutir política pois tenho algumas opiniões formadas, mas desculpe-me acreditar em portal da transparência é a mesma coisa que dizer que na Av Brasil no Rio de Janeiro entre os números 200-330 o índice de roubo em três anos foi zero.

                Tenho 3 parentes políticos 2 vereadores e 1 vice prefeito, estão limpinhos no portal da transparência, todos tem verba para reeleição este ano, mas as notas de 5 desta cidade estão meio escassas porque será?

                E também as licitações e empreiteiras neste país nunca formariam cartel, isso não existe aqui, o preço que aparece por serviços e produtos adquiridos pelo governo, estados ou municípios no portal é legitimamente dentro dos padrões utilizados pelo mercado em geral.

                País Rico é País sem Empresa Pobre, ops errei País Rico é País sem Pobreza e viva os 77%.

                0
                • GPTFN 11 de abril de 2012 at 16:09

                  Rosinha, acho que você não entendeu muito bem o que eu quis dizer.
                  Antes do Portal da transparência, não havia qualquer registro de fácil acesso para que a população verificasse o que estava sendo feito com o dinheiro dos diversos impostos pagos por esta. Ou seja, se um prefeito quisesse “gastar” 2 milhões com elásticos (fato real ocorrido no Pará), ninguém iria saber, e tão pouco questionar. Ou seja o desvio era feito na cara de pau e ninguem ficava sabendo (a não ser quando alguém não ficava satisfeito com o “cala boca” recebido e denunciava).
                  Após a criação deste portal todos os gastos ficam documentados. Isso impede a corrupção? Não! O documentário do fantástico mostrou isso.
                  Existe combinação de preços, cartéis, e etc.
                  Porém alguém pode questionar o por que estão sendo gastos 3X reais em alguma coisa que no mercado custa X.

                  0
      • Paulo Franc 11 de abril de 2012 at 12:22

        Concordo plenamente! Quem sustenta a bolha é o próprio governo usando o dinheiro da poupança. Enquanto houve dinheiro para bancar os Financimentos da Caixa haverá preços altos…

        0
        • Piuas 11 de abril de 2012 at 16:42

          Se fosse o dinheiro da Poupança que estivesse sustentando a farra dos apês a situação era sustentável. A bolha só acontece por que o BC tem que desovar os reais “novinhos em folha” que eles imprimiram sem que houvesse bens e serviços para justificá-los. Na lógica realmente lógica, o dinheiro serve para representar os bens e serviços produzidos por um país, mas na lógica de quem está no poder, o dinheiro pode ser imprimido sem qualquer relação com a produção de bens e serviços. Aliás, na lógica deles, o governo tem o DEVER de imprimir mais dinheiro do que a economia produz em bens por que isso (de acordo com o pensamento keynesiano), faz impulsionar a economia. mas o fato é que isso só cria inflação e bolhas. A inflação ocorre por que aumenta a demanda por bens e serviços, por que tem mais dinheiro no mercado, mas a oferta continua a mesma, por que a produção não acompanhou a oferta monetária. Já a bolha ocorre porque o dinheiro impresso não tem utilidade nenhuma na mão do BC, então eles empurram pros bancos (privados e públicos) que empurram pra população, sempre na forma de empréstimos. O que, inclusive, explica por que toda dívida é impagável (se todo o dinheiro existente foi emprestado com juros, de onde sai o dinheiro para pagar os juros??)… Infelizmente não adianta tirar o dinheiro da poupança. Aliás, ao contrário, se tirarmos o dinheiro da poupança estaremos acelerando a bolha por que o governo compensará a falta de poupança com mais impressão de dinheiro, o que irá gerar mais inflação e mais empréstimos irresponsáveis…

          0
  • luisvieira 10 de abril de 2012 at 15:10

    “uma coisa importande de se notar é que se os incentivos dados aos diretores sao bonus trimestrais 2-2 não é igual a zero. explico. um lucro de 400 milhoes pode pagar 2 milhoes de bonos enquando um lucro de 200 milhoes vai pagar talves 1 milhao. Já o prejuízo no trimeste seguinte de 900 milhoes vai dar zero de bonus igualzinho um prejuijo de 1100 milhoes daria já que nao tem bonus negativo. Alias eu nao sei os detalhes das politicas de bonus das empresas em detalhes mais vi em uma reportagem que a media da remuneracao media dos diretores da pdg foi cerca 10 vezes maior que da cyrela e tambem algumas vezes maior que a do bradesco que é uma empresa muito maior. o Presidente da pdg em 2009 talves tenha chegado a ser o segundo executivo mais bem remunerado do brasil em 2009 atras apenas do presidente da vale mais a vale é muito maior e quase 100 vezes mais lucrativa. incentivos grandes e de curto prazo aos quais nao correspondem desincentivos equivalentes no caso de prejuízo estimulam os diretores a uma alavancagem enorme com grandes riscos o que inclusive explica grande parte da crise bancaria mundial. basta fazer a seguinte analogia. Vc é um grande jogador, um talento das cartas e eu vou te bancar jogando poker com o meu dinheiro contra outros grandes jogadores. se vc ganhar metade do lucro é seu e se vc perder o prejuizo é todo meu. nesse caso qual vai ser o melhor valor para vc apostar? resposta o maior valor possivel é claro, investimento x chance de lucro- investimento- chance de prejuizo é a conta do acionista mais a conta do bonus dos diretores é investimento x chance de lucro sem deducao no caso de prejuizo e esse calculo diferentemente do anterior é um funcao direta do valor do investimento para qualquer valor da variável chance de lucro ja que do prejuízo o administrador nao participa. Só mais uma coisa a possibilidade de se usar fraudes contabeis para alavancar os lucros e bonus no curto prazo tambem é uma possibilidade e essa possibilidade aumenta tanto quanto maior a chance de o executivo ser preso por levar 5 ou 6 milhoes a mais que o devido de bonus. Presumindo com as poucas informaçoes que coletei uma determinada politica de incentivo a alavancagem e a politica de desincentivo a fraude da sociedade brasileira (punicao x inpunidade) estipulei meu preço alvo para as acoes da pdg. não vou dizer meu preço alvo porque é dado estratégico das minhas financias mais vou dar uma dica: não daria para comprar uma ficha de telefone se elas ainda estivessem a venda. Um abraço para todos voces do site”

    0
    • luisvieira 10 de abril de 2012 at 15:16

      corrigindo investimento x chance de lucro – investimento x chance de prejuizo. o resto dos erros dá pra entender..

      0
  • self 10 de abril de 2012 at 15:16

    Alguém aí gosta de chicletes Ploc?

    0
  • Shakespeare 10 de abril de 2012 at 16:13

    agora o cenário está MUITO melhor: 945 MM em 2011 e os outros 151 foram parar em 2010!

    agora estou MUITO mais tranquilo… :s

    0
  • veigalex 10 de abril de 2012 at 16:18

    Cacilds.. a PDG levando no furevis…

    -7%

    só tomando um mé mermo!

    0
    • Bolha Imobiliária 10 de abril de 2012 at 16:22

      Caramba

      0
    • GB 10 de abril de 2012 at 16:58

      PDG a R% 5,27, efeito CQC ?

      Logo vai estar valendo menos que a GAFISA.

      Eu sempre soube que a PDG seria a 2ª cair, eu acho que a próxima é a MRV, a toda poderosa e nem essas TV’s de 40 que estão dando na compra vai ajudá-los.

      0
  • veigalex 10 de abril de 2012 at 16:24

    Prestem atenção na Gafisa! Ela foi a unica que não tombou hoje!
    Isso porque tem algo por trás muito maior do que imaginamos.

    Não são os investidores pequenos que fazem o estrago.

    Os grandes players resolveram não especular com ela.
    Se abaixar de 3,99 a empresa da K.O! Prestem atenção neste movimento.. muita atenção…

    0
    • Sérgio 10 de abril de 2012 at 17:02

      Bradesco, Votorantim, HSBC, Itaú e Bco Brasil; além de todo SFH que detém 1/2 de toda dívida; o Bradesco é o maior individualmente.
      E tome dinheiro para tampar o RALO.

      0
  • Apocalipse now 10 de abril de 2012 at 16:34

    O terror se aproxima.
    http ://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2012/04/09/inflacao-sobe-na-china-em-marco-e-crescimento-desacelera.jhtm

    0
  • GB 10 de abril de 2012 at 16:52

    Caramba, GAFISA a R$ 4,05, se não estão conseguindo segurar nem a R$ 4,11, então a coisa está feia.

    E tem Trader que comprou na quarta-feitra a R$ 4,20 e ficou achando que subiria a R$ 15,00, só por causa da notícia da queda dos juros, que não aconteceu para o ramo imobiliário, kkkkkkk.

    E quanto à PDG, se mandaram 1/6 do prejuízo de volta para 2010, imaginem o que não transferiram para o balanço de 2012, tecnicamente isso é bem mais fácil de se fazer.

    E já tem pedreiro aqui na área colocando placas nos postes se oferecendo para trabalhar, sinal dos tempos.

    0
  • Sérgio 10 de abril de 2012 at 17:06

    04.04.2012 – 05h59
    h t t p : / / exame.abril.com.br/blogs/primeiro-lugar/2012/04/04/uma-gafisa-bem-menor/
    Uma Gafisa bem menor
    inShare6
    (0)
    Marcelo Onaga

    Uma das maiores incorporadoras do país, a Gafisa pode ter na redução de tamanho o caminho para resolver seus recentes problemas. Sem chegar a um acordo para vender toda a operação, os executivos da Gafisa negociam agora a venda de parte de seus terrenos e edifícios em construção. O objetivo é levantar recursos para reduzir as dívidas e permitir que a empresa siga com uma operação mais enxuta. As negociações com o banco BTG Pactual e com a GP Investments, que meses atrás teve uma oferta de aquisição total recusada, seriam as mais avançadas. O desfecho dependeria da definição dos terrenos que entrariam no negócio.

    0
  • GB 10 de abril de 2012 at 17:13

    Tem uma barata que veio aqui criticar o fato de acreditarmos na existência da bolha (algo tão óbvio que o incrível seria não fazê-lo), e pediu para pensarmos no que aconteceria se todo esse pessoal da construção civil perdesse o emprego (o que de certa forma mostra preocupação dele com a existência da bolha).

    Eu prefiro uma verdade amarga que uma mentira doce, se o mercado enveredou com suas próprias pernas pelo caminho fácil e insustentável do $$$ dos investidores, não serei eu que vou ajudá-los a se manter assim agora que eles caíram ou querem cair fora.

    Já estão surgindo casas às baciadas aqui na cidade, pelo preço de, tcham-ram, rufem os tambores: R$ 200k !!!!! Casas, com terrenos !!!!

    Se isso não for sinal dos novos tempos, não sei o que é, mas vai ficar difícil vender aptos com essas casas mais baratas.

    0
    • Leonardo 10 de abril de 2012 at 17:15

      Pô, qual é sua cidade?

      0
      • GB 10 de abril de 2012 at 17:17

        Jundiaí – SP, não vai ter Copa do Mundo e nem Olimpíada, mas aumentaram os preços assim mesmo, agora estão caindo, um setor por vez.

        0
        • Leonardo 10 de abril de 2012 at 17:27

          Acho uma cidade sensacional. Fica entre SP em Campinas. Sempre que fui aí, em casas de amigos, achei a cidade linda, qualidade de vida absurda. Provavelmanete eu levaria o mesmo tempo pra chegar no trabalho que eu levo hoje, vindo do ABC (trabalho no Centro de SP).

          0
          • GB 10 de abril de 2012 at 17:29

            Como você aguenta essa poluição toda do centro ?

            0
            • Leonardo 11 de abril de 2012 at 00:12

              Sei lá como, acho que já acostumei com essa porcaria. Deve ter o mesmo efeito de fumar uns dois maços de cigarro por dia.

              0
          • Plunct 10 de abril de 2012 at 23:03

            Não conheço a cidade, mas uma amiga que mora em Jundiaí se refere a ela como a “cidade-tédio”. Acho saudável essa variedade de pontos de vista sobre as nossas cidades, sobre tudo na verdade.

            0
  • Luiz 10 de abril de 2012 at 17:13

    que tombo, outro tombo, todo dia um tombo

    GFSA3 4.05 -1.2%
    RSID3 9.40 -3.4%
    CYRE3 15.90 -4.5%
    JHSF3 5.88 -2.0%

    MRVE3 12.92 -4.7%
    EZTC3 21.70 -2.2%
    PDGR3 5.25 -7.4%
    EVEN3 6.93 -2.1%
    HBOR3 26.71 -4.3%
    BRPR3 23.14 -0.5%
    IMOB 861 -2.3%

    impressiona o tombo da PDG: -7%

    ISSO siginifica uma coisa: PDG vai fundir com a GFA e as duas vão fundir juntas, mas quem vai se fundir mesmo é o comprador

    0
    • RosinhA 10 de abril de 2012 at 17:36

      Luiz e da brookfield é BSIA3, como está depois falo o que aconteceu.

      0
      • Luiz 10 de abril de 2012 at 17:45

        muito mal
        BISA3 5,58 -5,10%

        o q aconteceu?
        fizeram outra passeata na porta de alguma obra inacabada

        0
        • RosinhA 10 de abril de 2012 at 18:07

          Meu marido encontrou um big da brookfield hoje, e em um papo informal ele deu algumas dicas de investimento aqui em Santo André, a empresa está fechada com a prefeitura de maneira informal tb, se der o mesmo prefeito ano que vem, a prefeitura iria instalar o centro tecnológico beirando a AV dos Estados, e o que mais me chamou a atenção é que eles estão com bala violenta na agulha disse 6bi só em Sp e desses 3 só no ABC, duvido!!! disse a mesma coisa sobre fusões, e que estariam esperando a poeira de 2012 baixar, e começariam 2013 com o pé no peito das menores.

          Quando pressionado pelo meu marido sobre quedas, ele disse que os empreendimentos de grandes valores, estavam sendo vendidos para pessoal de fora do país e que seu chefe canadense havia comprado 4 andares em Aguas Claras, ele admitiu freada após Copa, onde segundo ele seria a época dos investidores extrangeiros estariam realizando seus lucros, interresante né?

          Agora pelo sabemos que pelo menos 16 aps em AC, estarão parados até pós Copa, aps de milhões na mão de Canadenses, fora outras nações fora Rio etc,

          0
          • Luiz 10 de abril de 2012 at 18:30

            olha rosinha sinceramente tah parecendo papo de corretor
            tomara que seja verdade
            pra nós consumidores qaunto mais opção melhor, concorda?

            agora vai no Flipezump e consulta lá águas claras, os preços tão caindo forte há meses.

            0
            • RosinhA 10 de abril de 2012 at 19:00

              Para engrossar sua resposta, uma cliente comprou um apertamentozinho por 150k, com promessa de condomínio de 0,180K, um ano depois da entrega ela já está pagando 0,400k disse que está apertando e já cortou seguro saúde. Mas segundo ela já vale 200k 3 anos depois da compra.

              Não sei se já foi analisado, mas em um ano o condomínio dobrou, é enxutão até com 1 vaga descoberta, com o preço se aproximando dos mais velhos e que são bem maiores e melhor construídos, dá para se analisar que o mercado não vai suportar tanta despesa extra que nunca havia sido calculada. O problema só iria se agravar, preço alto pago na compra + valor condomínio alto + aumento de ofertas, o salário em geral não dobraram, muita gente vai ter de tirar da boca para pagar, mas pela ostentação, e para mostrar para sua tia invejosa que tem condições para pagar farão qualquer sacrifício.

              0
              • Mineiro BH 10 de abril de 2012 at 19:29

                Putz, o que vai ter de neguinho enforcado…
                Ploc…
                PS – Rosinha vc tá brilhando aqui…

                0
          • Carlão_RJ 10 de abril de 2012 at 20:22

            Rosinha
            Tenho contato com um Big também e soube que vão ter mais 5 fechados, rsrs. Foram vendidos para o Conca (ex-jogador do Fluminense), rsrsr. Mas segundo minha fonte o mercado de alto luxo continua aquecido. O valor do m2 é mais razoável e os compradores são, digamos, mais respeitados. Para vc ter uma idéia, tem um empreendimento em que nos vidros das portas que dão acesso às varandas dos andares inferiores é projetada a espetacular imagem captada pelas câmeras instaladas na cobertura. Negócio de doido. Mas a coisa ainda vai ferver. Tá só começando.

            0
            • RosinhA 10 de abril de 2012 at 20:39

              Carlão o mercado de luxo sempre existirá em proporções adequadas, estamos nos iludindo com conversas do pessoal de fora, quando repatriarem seus lucros aí sim quero ver. Pode notar quase todo jogador fica pobre no final da vida, o que vem fácil vai fácil, conheci vários empresários tb, e outra a pirâmide tem de ser sustentada de alguma forma, veremos qual a capacidade de endividamento e pagamento da base até quando pode suportar.

              0
              • Luiz 10 de abril de 2012 at 21:01

                o unico jogador q ficou mias rico investindo em imoveis é o Tufão da novela, pq na vida real é só preju. Lembro do Romario tendo os bens levados a leilão pq não pagava a conta do custeio dos “investimentos”

                o Romario ainda era mais esperto que a média, vioru politico, imagina o resto dos jogadores?

                0
              • Carlão_RJ 10 de abril de 2012 at 21:15

                Pois é, RosinhA. O quanto a base pode suportar é também prá mim o fator decisivo e difícil de determinar. Seja como for, os danos atuais já são enormes. Tenho 2 conhecidos que moravam de aluguel há anos, com a vida estabilizada, bons inquilinos e tiveram que deixar os aps na renovação e mudar inesperadamente de bairro. Uma verdadeira sacanagem. Um deles pagava 2k em um 3 quartos em Ipanema. O proprietário disse que filho iria morar, mas provavelmente vai alugar, pois já há imoveis sendo anunciados por 4k no mesmo prédio. Essa situação gera muita insegurança e parece que vai ser algo muito triste de uma maneira geral. Evidentemente estou me lixando prá cambista imobiliário, mas que vai ter gente que entrou de gaiato… ah isso vai.
                E pensar que tem tanta gente querendo só a chance de comprar seu imóvel por um preço justo… táquipariu

                0
                • RosinhA 10 de abril de 2012 at 21:41

                  Carlão posso até estar dizendo um absurdo mais a expulsão de várias pessoas será cada vez mais comum, o crescimento dos grandes metrópoles empurrariam os cidadãos para mais longe, criando cada vez mais problemas estruturais em geral. Vejo pequenas metrópoles sendo criadas com seu comércio e serviço próprios e o cidadão percebendo que seria melhor ganhar menos e ter mais qualidade de vida, já está acontecendo com os Shoppings e logo com o trânsito será inviável até viagens de curtas distâncias para casas de veraneio por exemplo. O interior de Sp já virou aglomerado de grande cidades comparado ao resto do país, e o que vai definir a mobilização social futuramente será a capacidade do ser humano suportar o stress de viver em ambiente mal planejado, conheço vários que deixaram de ganhar muito, para viver melhor com pouco mesmo, mas em lugar tranquilo.

                  0
  • GB 10 de abril de 2012 at 17:21

    Tadinhos, fiquei com dó daquele casal (gordinho e loira), mas em 2009 com todos aqueles corretores dizendo para comprar ou ficariam de fora do oba-oba eles não poderiam imaginar que em 2012 a coisa estaria assim.

    Por sorte em 2009 eu estava pouco cag**** para imóveis.

    0
    • Carlão_RJ 10 de abril de 2012 at 20:12

      É brabo mesmo. Fico imaginando que embarcou de boa fé e vai ficar numa situação difícil em breve. Deus me livre!! Tudo por causa dos cambistas de imóveis, atualmente chamados de “investidores”.

      0
  • Marcelo 10 de abril de 2012 at 17:26

    GFSA3 4.03 -1.71%

    0
  • Luiz 10 de abril de 2012 at 18:08

    Que vergonha isso de reduzirem o prejuizo pra 945 milhões

    Parece até marketing de loja do 1 real.

    0
  • Profeta dos Pampas 10 de abril de 2012 at 18:38

    Desespero em Porto Alegre:
    FALTAM 5 DIAS PARA O MELNICK EVEN DAY

    Maior evento do mercado imobiliário gaúcho

    15 de abril 2012

    A Melnick Even abre a sua sede para um dia realmente especial. Um dia de vantagens exclusivas e uma oportunidade única de realizar grandes negócios.

    Descontos de até 36%, bônus especiais para produtos especiais e negociação direta com a diretoria da empresa.

    Antecipe-se e receba em primeira mão informações do que vai ocorrer neste dia 15 de abril. Ligue para (51) 3328-0242 ou responda este e-mail com seu nome e telefone para contatar diretamente a Melnick Even Vendas.

    Click na imagem abaixo e fale com nossos consultores ON-LINE.

    Atendimento das 8h às 23hs.

    0
    • Laranja 10 de abril de 2012 at 22:32

      É profeta! O mercado está bombando e as construtoras resolveram dar 36% de presente para os clientes!!! No dia 15 vou correndo aproveitar estas ofertas (só que ao contrário)!

      Pelo jeito, a mobília que a Meunique estava dando não foi suficiente para desencalhar os apês!

      0
  • Paty 10 de abril de 2012 at 19:15

    Prova
    1. Gafisa empresa saci pereré .. pulando com uma perna só segurando um saco de cimento de 50 kg nos braços.Através da descriçao acima responda, enquanto tempo o saci gafisa cai.
    kkkk

    0
    • RosinhA 10 de abril de 2012 at 19:26

      Paty ele estaria fumando ou não o charuto?, pois se sim, estaria usando uma só mão pro cimento, isso influi muito no tempo.KKKKKKKKKKKKK

      0
      • Virginia 10 de abril de 2012 at 19:42

        Tadinho, deve é estar fumando um cachimbo da paz pra relaxar, concedido como último desejo pelos remanescentes indígenas que eles expulsaram pra construir o Noroeste (novo bairro de BSB)!

        0
      • Carlão_RJ 10 de abril de 2012 at 20:08

        Pelo jeito, acho que a Gafisa vai acabar virando é a Cuca, não?

        0
  • Sérgio 10 de abril de 2012 at 19:25

    Pérolas do mercado.
    Observando o trecho de reportagem abaixo, parecerá que estamos lendo algo sobre o “calendário Maia” ou sobre as Cabalas, Runas ou Astrologia.
    No entanto, é um especialista falando sobre as quedas – a que chamam de “ajustes”, que estão ocorrendo em nosso mercado tupiniquim
    .
    A tendência de correção pode ser identificada de duas maneiras, quando analisados períodos de sazonalidade. Primeiro que o mercado tem uma tendência positiva natural do período que inicia entre setembro e outubro e termina entre abril e maio. “Estamos chegando perto do final dessa sazonalidade positiva e há uma chance de haver correção”, afirma Ruschel.

    Observando uma sazonalidade mais longa do mercado, ele cita a análise de ciclos de dez anos. “O ano ‘dois’ de uma década costumar ser um ano de movimento descendente”, lembra.

    Retirado de h t t p : / / exame.abril.com.br/mercados/noticias/bolsa-deve-continuar-a-cair-ate-os-60-mil-pontos-dizem-analistas-graficos
    .
    E tem gente que confia todo seu fgts e 30 anos de sua vida financeira futura nas mãos desses “especialistas”.

    0
    • Sérgio 10 de abril de 2012 at 19:29

      Só faltou ele dizer que os ciclos com final zero é o melhor ascendente, por significar o zero o símbolo sagrado da umbanda, além da infinitude da forma da arborescência universal.
      Corretor é corretor, seja em qual área específica esteja… he he he he

      0
      • RosinhA 10 de abril de 2012 at 19:37

        Meu fala baixo já pensou a Madonna doidona cabalística, vindo aqui comprar todos apartamentos do Rio terminados pelo número 2, e o Zagalo comprando todos do primeiro andar com número 13, nem quero ver no que vai dar.

        0
    • Junior Gonçalves 11 de abril de 2012 at 09:27

      Li essa notícia também e achei um absurdo um “especialista” afirmar que a crise está relacionada ao ano de final “dois”. Até eu que sou um ignorante nessa área sei que não tem nada haver, pura coincidência! Essa “crise” poderia ser no ano passado ou no próximo. Não acredito haver datas certas para crises financeiras.

      0
  • Marcelo Salvador Ba 10 de abril de 2012 at 19:31

    Oi , pessoal … Analizando aqui os cortes de juros, da Caixa e do BB, não se contemplou a redução do juros do financiamento de imóveis . O que podemos deduzir desse fato?

    Seria um sinal de que até para o governo o setor de imóveis se tornou um péssimo negocio .

    0
  • Sérgio 10 de abril de 2012 at 19:32

    Só para animar: (tinha um tempão que não fazia isso!)
    .
    .
    Simpatia para vender imóvel

    Simpatia para vender imóvel com ajuda de São Pedro
    Essa simpatia me ensinaram Há muito tempo quando eu queria vender minha loja eu fiz e gostei,agora quero repassar para vocês
    Pegue uma chave,que possa dispor(depois vai entregá-la)
    Escreva em uma tirinha de papel seu nome e endereço do imóvel que deseja vender, passe este papel pelo buraco da chave, e segurando com a mão direita passe a chave pelo seu corpo todo para imantá-la. Coloque esta chave com o papel em um copo americano novo,sem uso, cheio de água com bastante açúcar para que fique bem doce. Coloque em um lugar alto e acenda uma vela branca ao lado. Reze para São Pedro,fazendo os pedidos. Repita as orações e a vela por nove dias.Depois que vender o imóvel deixe a chave em uma igreja aos pés do Santo

    0
    • Sérgio 10 de abril de 2012 at 19:36

      Essa aqui eu achei demais. A casa tem 56 m2 e o cara não está conseguindo pagar.
      .
      “”
      ORAÇÃO PARA VENDER MINHA CASA URGENTE -ITAQUAQUECETUBA

      2º DIA

      SANTO ANTÔNIO É MANDINGUEIRO,
      SANTO ONOFRE É MIRONGUEIRO.
      AI,AI,AI,MEU SÃO CIPRIANO…
      NEGRO QUE SABE FAZER BOM FEITIÇO,
      FAZ EM SILÊNCIO,FALA POUCO E É QUIMBANDEIRO
      SÃO CIPRIANO,OBRIGADA.
      ROGO E IMPLORO QUE EU VENDA MINHA CASA POR R$180.000,0¤ O MAIS RÁPIDO POSSIVEL E QUE AS HIPOTESES DE EU CONSEGUIR O QUE TANTO ALMEJO SEJAM MAIORES QUE O NÚMERO DE PESSOAS QUE IRÃO LER ESTA MENSAGEM!
      SÃO CIPRIANO, FEITICEIRO E CRISTÃO, JUSTO E ÍMPIO, CONHECEDOR E DOMINANTE EM SUAS ARTES RELIGIOSAS, TE INVOCO DE TODO CORAÇÃO, PARA A REALIZAÇÃO DO OBJETIVO DE CONSEGUIR VENDER MINHA CASA POR R$180.000,00 PARA UM COMPRADOR QUE APAREÇA LOUCO PELA MINHA CASA…QUE SO MINHA CASA LHE SIRVA…QUE NÃO SE IMPORTE COM O LOCAL OU COM ESTADO DELA…QUE GOSTE DO LUGAR, QUE QUEIRA MINHA CASA MAIS QUE TUDO… QUE FIQUE INQUIETO ENQUANTO NÃO FECHAR NEGOCIO COMIGO…E QUE TODAS AS PARTES INTERESSADAS ASSINEM OS PAPEIS SEM REINVINDICAR UM REAL POR ISTO…PEÇO TODAS AS FORÇAS SUPERIORES A SANTÍSSIMA TRINDADE, FORÇAS DO MAR, DO AR, DO FOGO, DA NATUREZA E DO UNIVERSO PARA QUE FAÇA ESTE COMPRADOR APARECER,URGENTE COM R$180.000,00 E ME ENTREGAR (PVB).

      QUE ESTE DINHEIRO(R$180.000,00) SEJA MEU, QUE DEBAIXO DESTE SANTO PODER, ESTE COMPRADOR, ESTA PESSOA QUE VAI APARECER INTERESSADA NA MINHA CASA COM R$180.000,00 DISPONÍVEIS QUE NÃO APAREÇA PARA OUTRA PESSOA, APENAS PARA MIM (PVB).

      QUE OS RESPONSÁVEIS PELA COMPRA DA CASA NÃO VEJAM OUTRA CASA A NÃO SER A MINHA!!!
      ENQUANTO OS RESPONSÁVEIS PELA COMPRA, NÃO FIZEREM NEGÓCIO COMIGO E NÃO LIGAREM PARA MIM (PVB) OU PARA AS IMOBILIARIAS, PARA COMUNICAR QUE ESTA CASA É A QUE QUEREM PARA COMPRAR..NÃO SE SENTIRÃO FELIZES, E TODA VEZ QUE SE LEMBRAREM DA MINHA CASA…DO MEU ENDEREÇO E DO MEU NOME (PVB) TERÃO A CERTEZA DE QUE ESTA CASA, É A CASA QUE VÃO COMPRAR POR R$180.000,00.

      CABRA MILAGROSA QUE NO MONTE SUBIU, QUE ESTA CASA SEJA VENDIDA O MAIS RAPIDO
      POSSIVEL POR R$180.000,00… QUE APAREÇA ALGUEM PERGUNTANDO SOBRE A CASA…QUE SE INFORME COM A PESSOA CERTA…QUE VENHA ATE MIM…QUE ESTE PENSAMENTO DE COMPRAR ESTA CASA JA ESTEJA PERTUBANDO A CABEÇA DE ALGUEM….QUE SEM SABER DA MINHA INTENÇÃO ME VAI PERGUNTAR …FALANDO SOBRE O INTERESSE DE FICAR COM A CASA…. TRAGA-ME O COMPRADOR/A COM O DINHEIRO R$180.000,00 QUE TANTO NECESSITO (PVB) E ALMEJO.

      QUE ASSIM SEJA; ASSIM SERÁ REALIZADO; ASSIM ESTÁ FEITO. ACREDITO E VOU VENDER ESTA CASA POR R$180.000,00 E VOU TER O DINHEIRO QUE TANTO QUERO PARA RECOMEÇAR A MINHA VIDA…. OBRIGADA
      “”

      0
      • Mineiro BH 10 de abril de 2012 at 20:17

        Corre negadis…………..

        0
      • Na espreita 10 de abril de 2012 at 21:04

        Medo!

        0
      • Virginia 10 de abril de 2012 at 21:28

        Cê jura!??!?! Menino, o que é isso?!

        0
      • Ze Bom Dirolo 10 de abril de 2012 at 21:57

        Chamem a Oda Mae Brown…..

        0
  • Chino 10 de abril de 2012 at 19:52

    Apesar de estar relacionado ao segmento de automóvel, chamam a atenção: queda nas vendas de 10% a.m
    esgotamento do poder de compra
    redução na concessão de empréstimos

    Carros: feirões de veículos podem estar com os dias contados
    InfoMoneyInfoMoney – 4 horas atrás

    http://br.finance.yahoo.com/noticias/carros-feir%C3%B5es-ve%C3%ADculos-podem-estar-175200493.html

    SÃO PAULO – Os feirões de automóveis sempre foram uma das melhores alternativas para as concessionárias venderem mais e para o consumidor encontrar boas ofertas em um mesmo lugar.

    Porém, de acordo com o economista especializado em varejo automotivo, Ayrton Fontes, os feirões podem estar com os dias contados. “Tudo acabou, exceto alguns poucos feirões realizados eventualmente por algumas montadoras que reúnem concessionários em determinadas regiões e bancam a operação, utilizando para tal suas verbas de marketing de varejo”, explica.

    Segundo Fontes, o varejo tem sentido uma queda nas vendas em torno de 10% por mês. “Além disso, existem outros fatores inibidores das vendas, como o esgotamento do poder de compra e o aperto na concessão de financiamentos em 60 parcelas sem entrada, que mantinham no passado o aquecimento deste setor”, comenta.

    Feirões
    De acordo com Fontes, durante 15 anos, os feirões de veículos foram responsáveis por turbinar as vendas de veículos nos finais de semana. “Os bancos foram sempre os responsáveis pelos investimentos na realização destes eventos, pois tinham o objetivo de conseguir mais contratos de financiamento gerados nesta ação. Os bancos praticamente bancavam quase todo o custo da operação que variava entre R$ 300 mil e R$ 1 milhão entre as despesas de montagem, locação de área e mídia forte nos principais veículos de comunicação do País”, conta.

    O economista conta que, normalmente, quatro ou mais concessionárias de marcas diferentes ou às vezes da mesma marca operavam a ação e eventualmente um único concessionário com diversas filiais operava sozinho o feirão.

    No segmento de veículos usados, Fontes explica que era comum a realização de feirões com 10 ou 20 lojas de usados da periferia. “Elas se juntavam com o apoio financeiro de determinado banco e realizavam a ação em alguma área comum próxima de suas lojas”, finaliza.

    0
  • Sérgio 10 de abril de 2012 at 20:12

    Só a PONTA do ICEBERG.
    .
    O portal VGV publica todo ano o “Ranking ITC” qué é um prêmio criado para eleger as maiores e melhores empresas do setor de construção.
    Lá eles colocam por ordem de classificação as 100 maiores do RAMO, com quantidade de obras (naquele ano) e metragem em construção.
    No ano de 2011, pegando apenas as 10 maiores, a saber: Gafisa, MRV, Cyrela, Brookfield, PDG, Even, Direcional, Plaenge e Toledo Ferrari chegamos ao NÚMERO ABSURDO em m2 de 39.325.00 (TRINTA E NOVE MILHÕES de METROS QUADRADOS) de OBRAS RESIDENCIAS!!!!!
    .
    Considerando um apartamento (ou casa) de 70 m2 em média, temos – SÓ NO ANO DE 2011 – 1.600.011 unidades.
    Ou seja 1,6 MILHÕES de imóveis.
    .
    Isso considerando apenas 10 construtoras listadas como as “maiores” do Brasil em obras/m2, numa lista de apenas 100.
    .
    Só no estado de São Paulo há mais de 2.000 construtoras.
    Para se ter uma ideia, aqui na cidade em que moro atualmente, Cascavel/PR, existem 22 construtoras, sendo 15 “criadas” nos últimos 02 anos. Essa cidade conta com quase 300 mil habitantes, apenas.
    .
    Esses 1.600.000 imóveis é somente a pontinha do ICEBERG que vai afundar a economia do TITANIC… quero dizer, Brazil.
    .
    h t t p : / / w w w . portalvgv.com.br/site/ranking-das-maiores-construtoras-brasileiras-8-edicao/

    0
    • RosinhA 10 de abril de 2012 at 20:30

      A conta de construção dos m2 é feita com o total das construções lógico, mais o total do tamanho dos terrenos e garagens, podendo em um terreno de 50.000m2 com 4 aptos por andar de 70m2 de 10 andares por exemplo, seriam 2.800m2 de construção mais 50.000m2 de terreno mais as garagens fora as áreas com duas lajes. Seriam mais de 55.000m2 construídos, as prefeituras tributam o quase todo tamanho do terreno como área comum e as construtoras se aproveitam dizendo que é área construída, mesmo que se só jogarem grama no chão.

      0
  • Chino 10 de abril de 2012 at 20:20

    Acabei de receber uma ligação de corretora da Brasil Brokers querendo saber se eu estava interessado em imovel na planta! Até fui gentil com ela, expliquei que imóvel novo é muito arriscado nesse momento, a Gafisa anunciou prejuízo de 1 bi no ano passado, imagina as outras construtoras, a ligação estava ruim, ela engasgou: “Quem teve prejuízo, o senhor?” “Não minha senhora, a Gafisa”. rsrsrsrsrsrsrsr

    0
    • Douglas 10 de abril de 2012 at 20:31

      Kkkkkkkkkkkkk

      0
  • Douglas 10 de abril de 2012 at 20:23

    GB ja aumentei o preço da Massa dos pastei 30%, pra corretor, kmkkkk

    0
    • GB 10 de abril de 2012 at 20:50

      É isso aí, não tenha dó deles que eles não têm dó da gente.

      0
  • Anonymous 10 de abril de 2012 at 20:37

    Assim, reapresentará o balanço de 2010, que passará a ter lucro líquido ajustado de R$ 265 milhões, contra R$ 416 milhões reportados anteriormente.

    Palhaçada sem limites. Lembrei do grande Mario Henrique Simonsen que dizia: No Brasil até o PASSADO é incerto. E agora, vai ser publicado um novo balanço para 2010, talvez um outro para 2009 e assim por diante?

    0
    • GB 10 de abril de 2012 at 21:15

      E se jogaram parte para 2010, pode crer que jogaram parte para 2012 também, o que é até mais fácil de se fazer.

      0
    • Carlos Wagner 10 de abril de 2012 at 22:30

      o balanço de 2010 foi auditado? Se sim, qual a credibilidade dessa auditoria? Será que há mais erros no balanço de 2011?

      Gafisa é um pesadelo…

      0
  • Douglas 10 de abril de 2012 at 20:38

    Bolha Imobiliaria dos ceus, q bugs sao esses, logo vc serao mais.famosos doq o Facebook. Hehhehehe

    0
    • Virginia 11 de abril de 2012 at 04:53

      q bugs sao esses (2)

      0
      • Bolha Imobiliária 11 de abril de 2012 at 11:09

        Que bug ?

        0
  • thiago fm 10 de abril de 2012 at 20:42

    http ://www.estadao.com .br/noticias/impresso,e-uma-bolha-os-precos-estao-fora-do-bom-senso,661296,0.htm

    ”É uma bolha. Os preços estão fora do bom senso”

    Tania Maia, professora universitária, desistiu de comprar um imóvel comercial como investimento porque suas atuais aplicações rendem mais

    A professora universitária Tania Maia, de 54 anos, desistiu de aplicar suas economias na compra de um conjunto comercial no Campo Belo, após fazer as contas de quanto o aluguel poderia lhe render.

    Em agosto, convencida por um amigo, Tania chegou a fazer a pré-reserva para compra de um sala comercial de 31 metros quadrados no quinto andar do edifício comercial Obelisco Tower, que seria lançado pela imobiliária Fernandez Mera por R$ 7.700 o metro quadrado. “Preenchi as fichas, mas fazendo melhor as contas, vi que era um mau negócio, uma loucura, porque o valor do metro quadrado era muito alto”, concluiu a professora Tania.

    Pelos cálculos feitos, ela desembolsaria ao todo pela sala comercial R$ 238,7 mil, sem contar a correção de preço. A expectativa era de obter um aluguel de 0,67% do valor do imóvel.

    “As minhas aplicações rendem mais, entre 0,8% e 1% ao mês”, diz a professora, ponderando que o edifício levaria cerca de três anos para ser construído. E, nessa fase, ela teria apenas desembolsos.

    Na opinião da professora, os preços dos imóveis hoje estão num nível irreal. “É uma bolha. Os preços estão totalmente fora do bom senso”, avalia.

    O amigo que a aconselhou a comprar a sala comercial como investimento foi para fila do estande de vendas às 3 horas da madrugada quando o edifício foi lançado. Todo esse sacrifício para não perder o negócio.

    “As pessoas estão hipnotizadas e comprando por impulso”, diz a professora, que leciona marketing na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

    Tania não acredita que esses preços se sustentem nos níveis atuais.

    SE NÃO HÁ BOLHA, VOU FINGIR QUE NÃO QUERO UM IMÓVEL TAMBÉM

    0
    • GB 10 de abril de 2012 at 21:31

      Eu torço para que a grande maioria desse povo sem cérebro compre e se endivide seriamente, aí quando não sobrar mais ninguém interessado os preços vão cair e esses aí vão ver a %$%$##$ em que se meteram.

      Nenhum mercado sobrevive sem vendas.

      0
  • Susy 10 de abril de 2012 at 20:53

    Não vi postado aqui, mas saiu sobre a GAFISA na revista VEJA desta semana.

    0
  • Eduardo 10 de abril de 2012 at 22:07

    Caríssimos colegas Bolhudos

    Tenho uma dúvida jurídica e gostaria que alguém me ajudasse.Vi um imóvel estes dias, preço justo, coisa rara hoje em dia, no entanto, parte do imóvel está em terreno que, até onde sei, não possui proprietário por ser uma área comum aos moradores do local, no entanto, o proprietário extendeu os limites de sua propriedade avançando sobre a área, construino uma garagem, está assim faz anos e até onde sei não é o único a ter feito o mesmo e parece que ninguém no local se importa com isso.

    Meu problema é o seguinte: Se eu comprar, terei algum problema em colocar o imóvel em meu nome??? Posso ir a prefeitura e tentar regularizar isso de algum modo? se for área publica, será que consigo zeladoria visto que a construção está pronta? O que pode ocorrer de pior neste negócio???

    Agradeço aos colegas que responderem.

    0
    • Júlio Cesar 10 de abril de 2012 at 22:49

      Eduardo, se fosse eu não compraria, esperaria mais um pouco pois em breve muita coisa boa vai aparecer. São muitas variáveis e é dificil prever o que pode vir pela frente. Pelo que entendi parte da casa foi construida em área comum do condominio, e acredito que isto sim possa gerar um problema futuro.

      0
      • Júlio Cesar 10 de abril de 2012 at 22:53

        Em tempo: Se eu fosse voce não oompraria…

        0
    • Leno 10 de abril de 2012 at 22:57

      Já pensou que esta pode ser a razão do preço “justo”.

      0
      • Eduardo 10 de abril de 2012 at 23:02

        A casa e heranca… os caras so brigavam e resolveram vender barato para nao brigarem mais… por isso tao liquidando a qualquer preco

        0
    • Eder 10 de abril de 2012 at 23:21

      Eu acho que o pior que pode acontecer é vc perder a garagem ou ter que indenizar o condomínio por isso. Mas veja bem, se a área é comum, ela possui proprietário sim. N é uma área sem proprietário.

      0
      • Eduardo 10 de abril de 2012 at 23:23

        nao e um condominio… e rua mesmo

        0
        • RosinhA 11 de abril de 2012 at 07:51

          Herança não depende dos herdeiros de sangue e sim dos agregados, noras, genros etc, estes que querem quiemar. Quanto a divisão depende da prefeitura de sua cidade, e veja no cartório quem é o dono, se foi feito inventário, se sim pode-se desmembrar, mais cada prefeitura cobra por isso e outra dependendo do tamanho a sua casa ficaria como condomínio, e quem comprar o resto vai querer deixar limpo?, o melhor é buscar o cartório de imóveis de sua cidade. Outra tudo isso que eu disse tem custo, compensa?

          0
    • AF 11 de abril de 2012 at 14:55

      Em uma análise simples, eu não aconselho e nem compro imóvel irregular. Na pior das hipóteses a benfeitoria terá que ser demolida, devolvendo-se a área aos VERDADEIROS DONOS.

      E tudo sob o transtordo do devido processo judicial.

      0
      • Jonathas 11 de abril de 2012 at 20:05

        Olha, dependendo da condição do terreno, pode ter ocorrido usucapião.meu sugiro que você contrate um advogado para cuidar do caso.

        0
  • Douglas 10 de abril de 2012 at 22:49

    Novo Slogan da Gaf(e)isa ~Sempre Tem um Gafisa (Falindo) perto de Você”

    0
  • GB 10 de abril de 2012 at 23:44

    Novo Slogan da Gaf(e)isa ~Sempre Tem um Gafisa (Encalhado) perto de Você”

    0
  • Guilherme Eduardo 10 de abril de 2012 at 23:46

    alguém aqui consegue juntar os balanços de construtoras grandes e comparar 2010 com 2011 mostrando prejuízo/lucro?

    As que eu sei:
    GAFISA: Lucro R$ 265 milhões / Prejuízo R$ 944 milhões.
    TRISUL: Lucro R$ 40 milhões / Prejuízo R$ 40 milhões.

    0
    • GB 11 de abril de 2012 at 07:31

      Se isso não for sinal de bolha estourando, eu não sei o que seria.

      Alguma coisa aconteceu em 2011 e isso acabou com muito mais que só com o sorriso dessas construtoras.

      0
  • nelson 11 de abril de 2012 at 07:49

    11/04/2012 – 07h20
    Classe C já tem mais casas de praia e de campo do que a classe A
    CLAUDIA ROLLI
    DE SÃO PAULO

    Os brasileiros que integram a nova classe média já são donos de mais de um terço das casas de praia e de campo do país. A renda mensal dessas famílias é de R$ 2.374.

    Porto Alegre, Curitiba e São Paulo são as capitais com o maior número de pessoas com casas na praia ou no campo utilizadas como segundo lar.

    Os dados constam de levantamento do Instituto Data Popular, especializado no mercado de baixa renda.

    De acordo com o estudo, a classe C é dona de 1,46 milhão (37,1%) de casas e apartamentos de veraneio, enquanto a classe A possui 1,25 milhão (ou 31,8%). Já a classe B possui 1,23 milhao (31,1%) de residências como essas.

    O levantamento foi feito a partir de dados coletados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicíclios) e dos censos de 2000 e 2010, realizados pelo IBGE.

    “Com mais dinheiro no bolso, a classe média começa a investir em uma segunda casa, pensando em constituir patrimônio e investir no lazer da família”, diz Renato Meirelles, sóco e diretor do instituto.

    CASA DE PRAIA CRESCE EM RITMO MAIOR

    O Brasil ganhou em uma década 1,25 milhão de casas usadas para temporada de recreação e descanso das famílias, segundo dados dos censos.

    Em 2000, o país tinha 45,8 milhões de moradias fixas e 2,69 milhões de residências de veraneio.

    Dez anos mais tarde, esses numeros passaram para 57 milhões e 3,94 milhões, respectivamente.

    O percentual de crescimento das casas de praia (46,45%) é quase o dobro do de moradias fixas (24,35%).

    “O aumento do trabalho formal, além de impactar na renda dos brasileiros, possibilita o recebimento de férias e 13º salário. Isso contribui substancialmente para a busca de soluções de lazer para toda família”, diz Meirelles

    0
    • Felipe 11 de abril de 2012 at 08:05

      A maioria é Praia Grande hahahahahahah

      0
    • Júlio Cesar 11 de abril de 2012 at 10:48

      Do jeito que a coisa anda, o governo vai ter que criar um novo programa MCPMV( Minha Casa de Praia Minha Vida) Apartamentos de 15,34m² na praia com subsídio do governo e prestações mensais de 50 reais… Esse pessoal está de brincadeira, nem classe C, nem B, nem A, quem está comprando imóvel é a classe X.

      0
  • Felipe 11 de abril de 2012 at 08:19

    Reportagem que saiu na folha de hoje – parece que o autor não levou muito a sério a opinião do “especialista” e ainda deu um chutinho no cachorro morto chamado gafisa;

    Venda de imóveis deve crescer 5% no ano

    Projeção das construtoras considera residências novas; em 2011, houve queda de 20%
    CAROLINA MATOS
    DE SÃO PAULO

    Depois do tombo de mais de 20% nas vendas de residências novas na cidade de São Paulo de 2010 para 2011, a comercialização desses imóveis na capital paulista deve crescer, em2012, pouco acima da economia do país. A estimativa é do Secovi-SP (sindicato da habitação), que representa as construtoras, e indica que sejam vendidas, em 2012, cerca de 29,7 mil novas moradias na cidade, total 5% maior que o de 2011. No ano passado, foram 28,3 mil unidades, 21% menos que em 2010.

    Só em fevereiro deste ano foram comercializadas 2.109 residências novas -97,5% mais que em janeiro e 12,8% mais do que 12 meses antes.

    Já o ritmo de alta de vendas dos imóveis em fevereiro (de 10,3%), embora tenha sido o dobro do mês anterior, foi menor que o observado em fevereiro de 2011 (13,2%).

    Na avaliação de Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP, o mercado de SP não está saturado. “Não existe problema de demanda. Vivemos um ajuste para um ritmo de crescimento de vendas menor do que em anos anteriores [entre 2008 e 2010], porém mais saudável.”

    Mas, de olho no potencial de outros mercados, diversas construtoras de grande porte expandiram operações fora do Sudeste e, em 2011, como mostrou a Folha na semana passada, tiveram resultados fracos principalmente pela dificuldade na execução dos empreendimentos.

    A pior situação foi a da Gafisa, que, no ano passado, teve prejuízo inicialmente divulgado em R$ 1,1 bilhão e, nesta semana, foi revisado para R$ 945 milhões. Ajustes contábeis jogaram parte das perdas de 2011 para 2010.

    0
  • Rodrigo 11 de abril de 2012 at 08:41

    Vendas de imóveis de SP crescem 13%
    Monitor Mercantil, 10/abr

    As vendas de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo já movimentaram R$ 1,4 bilhão, no primeiro bimestre. Esse valor é 13,1% maior do que o registrado nos dois primeiros meses de 2011, de acordo com dados do Sindicato da Habitação da cidade de São Paulo (Secovi-SP).

    Os números são fruto do aumento de 17,7% do número de unidades vendidas no período, sobre o mesmo intervalo do ano passado.

    Ainda segundo o Secovi-SP, em fevereiro, na comparação com o mesmo mês de 2011, as vendas de imóveis residenciais novos na capital do estado cresceram 12,8%, atingindo 2.109 unidades. Na comparação com janeiro elas avançaram 97,5%.

    Segundo o Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP, responsável pela Pesquisa sobre Mercado Imobiliário, foi o terceiro melhor desempenho para fevereiro, desde a mudança de metodologia em 2004.

    Os imóveis de dois e três dormitórios responderam por 57% e 30,7% do total vendido em fevereiro, respectivamente. A velocidade de vendas – medida pela relação de venda sobre oferta – ficou em 10,3% em fevereiro em 59,6% nos 12 meses encerrados no segundo mês de 2012.

    Os lançamentos em fevereiro, porém, recuaram 52,3% em relação ao mesmo mês de 2011. Em relação a janeiro, pouco mais que dobraram em, para 1.383 unidades.

    Na opinião do presidente do Secovi-SP, Claudio Bernardes, os dados confirmam as previsões de desaceleração do mercado imobiliário, “depois de período de crescimento proporcionado por um cenário econômico exuberante nos últimos anos”.

    0
    • Adriano 11 de abril de 2012 at 08:56

      A credibilidade dos dados do SECOVI é a mesma de um lobo que toma conta do galinheiro. Os dados têm estado muito truncados, mesmo a imprensa comprada e o próprio SECOVI têm registrado quedas. O balanço da GAFISA está uma merda por causa de devoluções, e agora esse dado (!!??), poupem-me.

      0
    • GB 11 de abril de 2012 at 09:14

      Quando eu vejo um artigo tendencioso, imparcial e comprado desses e comparo com os “encalhamentos” dos anúncios da internet, fica evidente a mensagem: “Comprem, está tudo bem aqui no cruzamento da Rua do Pirulito com a Rua do Algodão-Doce, os preços estão razoáveis, coloquem combustível nessa indústria, mantenham nossos empregos.”

      Eu continuo torcendo para que todos comprem bem, mas bem caro mesmo, o tombo é sempre maior assim.

      0
    • Anonymous 11 de abril de 2012 at 10:22

      Um pouco de álgebra elementar e a conculsão é que preço médio dos imóveis está cainda a uma taxa de 22% ao ano, praticamente o oposto do que vinha sendo alardeado como “imóvel valoriza 30% ao ano”.

      q2 = 1.177 * q1 (expansão de 17,7% na vendas)
      p2 * q2 = 1.131 * p1 * q1 (expansão de 13.1% em valor)
      p2 / p1 = 1.131 * q1 / q2 = 1.131 / 1.177 = 0.96 (QUEDA de 4% no preço médio)

      Se continuar CAINDO 4% a cada 2 meses, resultará em QUEDA de 22% no ano.

      0
  • GB 11 de abril de 2012 at 09:27

    Coisa que eu aprendi nesses últimos 4 meses: sempre que eu mando um e-Mail para um corretor dizendo que não quero pagar “o preço que eles querem” e sim o “preço que o mercado quer pagar”, eles nunca respondem.

    Não há argumento contrário a este fato.

    0
  • Sir Income 11 de abril de 2012 at 09:54

    Carros: feirões de veículos podem estar com os dias contados

    “Segundo Fontes, o varejo tem sentido uma queda nas vendas em torno de 10% por mês. “Além disso, existem outros fatores inibidores das vendas, como o esgotamento do poder de compra e o aperto na concessão de financiamentos em 60 parcelas sem entrada, que mantinham no passado o aquecimento deste setor”, comenta.”

    www .infomoney.com.br/financas/noticia/2397796

    0
    • RosinhA 11 de abril de 2012 at 10:08

      Não é por que os bancos estão cortando o crédito tanto não em minha opinião, lógico seria a lenha para fogueira mas o oxigênio para queima o tal do especialista não digeriu ainda, a informação que quem comprou um Citroen e pagou 70K e em menos de 2 anos não consegue revendê-lo por 45K, isso sim é importante, o cara não está mais aceitando ser passado de trouxa de dar um carro para montadora a cada 4 anos.

      Ninguém é tão idiota assim, Ipva, Seguro, Estacionamento, Combustível e Conservação, colocados na ponta do lápis fazem a maior diferença, aí chegam os economistas da mídia dizendo “O país está ótimo, nunca se viu crescimento de poder de compras igual”. Veremos até onde os ganhos crescentes da população até onde vão suportar.

      0
      • Thiago 11 de abril de 2012 at 10:23

        Carro no Brasil é caro, e carro usado é mais caro ainda!

        E desculpe, Brasileiro tem muito talento pra ser otário, por exemplo, comprando daquela “marca famosa” achando que nunca dá problema e pagando a mais por isso

        Só uma coisa, vai em outros países e pergunta se alguém se preocupa com o preço de revenda do carro. Pergunta se compram carro preto ou prata (que coisa ridícula) pra facilitar a revenda. CARRO NÃO É INVESTIMENTO, CARRO É DESPESA.

        0
        • GB 11 de abril de 2012 at 10:29

          Eu passei 3 meses no Canadá, em Montreal o pessoal nem se preocupa em ter carro.

          Perguntei como fazem e eles me disseram que não faz falta, usam transporte público e quando ocorre de ter que ir para mais longe eles preferem alugar um.

          0
          • Thiago 11 de abril de 2012 at 10:36

            Pois é, com transporte público bom o carro se torna praticamente irrelevante

            Depende muito da região também, no Canadá/EUA tem muitos lugares nos quais ter um carro é fundamental.

            Mas lá por $1000 se compra um carro (usado) bom

            0
            • Cleyton 11 de abril de 2012 at 10:46

              Eu vi num filme um piazão que queria viajar e comprou um carro amarelão meio feinho de lata por $400,00 e andou com ele o filme todo! O carro só foi pro pau porque foi incendiado.

              Não sei se é só questão cultural mas comprar um carro usado por $400 não me saiu mais da cabeça.

              0
              • Virginia 11 de abril de 2012 at 11:29

                $5000 lá dá pra comprar um conversível usado massa!

                0
        • RosinhA 11 de abril de 2012 at 10:35

          Carro no Brasil significa posição social, a maioria dos novos apertamentos tem uma vaga só e descoberta, você chega de fazer uma compra em dia chuvoso e daí?, fora que o valor do carro em muitas vezes pode se superar o do ap. As pessoas moram em barracos mas ostentam roupas e carros, mas tem sua certa razão, vá a qualquer loja de chinelo de dedos e veja se você será atendido? A vendedora te olha dos pés a cabeça, e se tiver o acessório número 1 de riquesa o óculos escuro, usado mesmo em ambiente fechado, aí sim terá tratamento vip.

          Vender propaganda como: ” A nova maravilha tecnológica”, “O melhor carro já fabricado no mundo”, “O melhor motor flex já fabricado”, veja o pós venda, vejam as reclamações, muita coisa será mudada em pouco tempo, quando lança o novo Ipad o “velho” cai 50% do preço no mesmo dia. O que não entendo é o seguinte 95% são idiotas e só 5% tem um QI que pode distinguir o certo do errado, isso nunca me entra na cabeça.

          0
          • Pato 11 de abril de 2012 at 11:02

            “(…) O que não entendo é o seguinte 95% são idiotas (…)”

            Bem-vinda à geração globalizada (pela Gl0b*, claro)

            “(…) 5% tem um QI que pode distinguir o certo do errado (…)”

            Caramba, quanto otimismo! Talvez nem tudo esteja perdido.

            “(…) isso nunca me entra na cabeça.”

            “A espécie humana não suporta demasiada realidade.”
            (T. S. Eliot, 1888-1965)

            0
            • RosinhA 11 de abril de 2012 at 12:30

              Nem preciso responder o codinome (PATO) diz tudo.

              0
            • RosinhA 11 de abril de 2012 at 12:56

              “Não nego que as mulheres sejam tolas: Deus criou-as para que combinassem com os homens.”

              (T. S. Eliot, 1888-1965) Quac!!!!!!

              0
  • Anonymous 11 de abril de 2012 at 10:18

    Milagre. Deus, de fato, é brasileiro.

    11/04/2012 – Classe C já tem mais casas de praia e de campo do que a classe A

    www1 . folha . uol . com . br/mercado/1074334-classe-c-ja-tem-mais-casas-de-praia-e-de-campo-do-que-a-classe-a . shtml

    Os brasileiros que integram a nova classe média já são donos de mais de um terço das casas de praia e de campo do país. A renda mensal dessas famílias é de R$ 2.374.

    0
    • Sérgio 11 de abril de 2012 at 10:36

      P…. Q….. P….
      Agora eles pegaram pesado.
      Eu conheço um local onde a classe c manda: é o Perequê, em Angra, lá perto da Vila Histórica de Mambucaba.
      Mas mesmo lá sendo classe c, é classe c das antigas, que ganham acima de 5k mensais.
      E olha que a coisa é feia lá, heim.
      Agora, jogar esse título na mídia é dose.

      0
    • RosinhA 11 de abril de 2012 at 10:44

      Anonymous, não se assuste em Peruíbe você acha casa de 60K, em Pinhalzinho casa com terreno e piscina por 95k, isso depois das altas dos preços, o Brasil é enorme, a pesquisa só aponta que x brasileiros tem x casas, fora as sem documentos, lugares podres, mas mesmo assim são contabilizadas.

      A pessoa diz ao seu vizinho vou para minha casa de veraneio (esnobando), chega lá nem janela não tem mais, e se bobear tem uns 40 caras fumando maconha e escutando Bob Marley, e dizendo que a propriedade agora é deles, fora impostos praianos, custos de manutenção, etc. Se colocar no lápis é igual carro alegria quando compra e euforia quando vende

      0
    • D9 11 de abril de 2012 at 10:45

      Ai eu pergunto:

      Como é possível, com renda familiar média de R$ 2.374…
      Melhor, vamos ajudar, renda média de R$ 5.000,00.

      Com 5k, como comprar DUAS casas ?
      Casa #1 p/ moradia e #2 p/ descanso, na praia…
      Explica ae Cirilo e cia.

      0
    • Sir Income 11 de abril de 2012 at 10:46

      Tem um história que diz o seguinte:

      Um investidor da bolsa em 29 foi engraxar os sapatos. O engraxate começou a falar sobre as ações. De como o investimento era bom. Naquele mesmo dia o investidor vendeu todas suas posições.

      Não acredito que a história seja verídica, mas quando chega no povão não é investimento. Então essa notícia me diz que a classe A desovou os imóveis para a Classe B e C

      Quando a normalidade voltar eles recompram. Até porque imagino que a classe A possa comprar imóveis nos EUA e Europa com preços melhores. Um brasileiro Classe B e C podem fazer financiamento aqui. A classe A pode comprar a vista lá.

      0
      • RosinhA 11 de abril de 2012 at 10:57

        Sir Income já conversou com algum proprietário de casa de veraneio, é só dor de cabeça, outra com um país de litorais mais extensos no mundo é até normal o crescimento das cidades beira mar, a mãe vendeu em Favela de Taipas compra um barraco na praia para vender siri, e o filho fala para o pesquisador que tem casa na praia. Alguém daqui já fo entrevistado? é igual mosca branca com olhos verdes, não existe, faz-se um ajuste como balanço da Gafisa de matemática reversa, você chega com o resultado que quer. Outra não me abisma esta notícia, é só sair e dar uma olhada por aí, fui a Santos mês passado, aqueles prédios inclinados uns 5m valem quanto, 30k, venda o seu Clio e tenha a sua casa na praia.

        0
        • Virginia 11 de abril de 2012 at 11:16

          “venda o seu Clio e tenha a sua casa na praia.” – Adorei, até parece slogan!

          0
          • RosinhA 11 de abril de 2012 at 12:37

            Bom Virgínia embaixo com letrinhas miúdas, (Só para modelos 2011/2012 com Ipva quitado). KKKKKKKKKK

            0
      • Ze Bom Dirolo 11 de abril de 2012 at 11:48

        Os amigos dos meus pais tem um poder aquisitivo alto. Posso te dizer que vários compraram imóveis nos EUA. Já tem até um tempinho. Eles, de repente, tem uma visão muito melhor que a nossa……
        Ah….tem um deles que comprou uma casa em Boston que me deu vontade de largar tudo aqui e comprar uma para morar lá…..
        Mas os brasileiros estão tranquilos…quando fizeram 65 anos vão parar de pagar o imóvel e poder frequentar Boston…..
        Boston Medical Group…..

        0
  • GB 11 de abril de 2012 at 10:36

    E o governo vibra !!!!!
    E as construTrouxas vibram !!!
    E os correTrouxas vibram !!!!

    Essa nova Classe C é o bicho, não entendo como conseguem pagar por isso (Além da Imaginação).

    0
  • GB 11 de abril de 2012 at 10:39

    Aí investiTrouxas, papo sério: dia 10 já passou e espero que vocês tenham pago a parcela do financiamento, eu vou comprar baratinho mas tem que vir com o maior número de parcelas já pahas e não vou aceitar que venha com parcelas atrasadas.

    O esquema é esse, tipo me ajuda pagando tudo hoje que eu te ajudo depois tirando o mico das suas mãos.

    É isso aí.

    0
  • Virginia 11 de abril de 2012 at 10:41

    Eu, hem! Estou me sentindo num episódio de FRINGE!

    0
    • Virginia 11 de abril de 2012 at 10:47

      Assim, essa notícia da casa de praia, tá tirando onda, pow!
      Safadeza!!
      Tá charlando com a cara do povo brasileiro!
      🙁

      0
    • Money Addicted 11 de abril de 2012 at 11:12

      Fringe eh bom hein….rs

      0
  • washington gutierrez 11 de abril de 2012 at 10:58

    Governo jah comeca a ajudar bancos, com as novas taxas de credito da CEF e BB e a portabilidade de dividas, O governo vai comprar os papeis podres, as dividas dos inadimplentes de bancos privados que vao migrar para a CEF e BB a coisa ta feia, PLOC..PLOC…. nao passa do segundo semestre..

    0
    • Luiz 11 de abril de 2012 at 11:54

      otima noticia, assim o governo assume o prejuízo e mantem o mercado de construção aquecido.

      mas como a solução não soluciona a questão estrutural, o estouro da bolha vira do mesmo jeito, aliás vira maior pq o adiamento do estouro apenas aumenta o ar da explosão.

      0
  • Ronald 11 de abril de 2012 at 11:10
  • Luiz 11 de abril de 2012 at 11:20

    h t t p://www.youtube.com/watch?v=vp6ov-FVhdw

    youtube está lotado de videos da enganação das cosntrutoras
    olhem esse

    0
    • GB 11 de abril de 2012 at 11:31

      KLABIN SEGALL não resiste à crise e é vendida para a AGRE.

      AGRE não resiste à crise e é vendida para a PDG.

      Quero saber agora que a PDG não resistiu a crise, quem vai comprar a PDG, kkkkkkkkkkkkk.

      0
    • GB 11 de abril de 2012 at 11:36

      Pelo menos o que o pessoal anda falando está acontecendo, criaram centenas de construtoras nesses ultimos anos, para se aproveitrar do oba-oba, agora que o oba-oba acabou elas estão desaparecendo ou sendo incorporadas pelas maiores.

      E o legal é que as grandes compram achando que vão se dar bem com o portifólio de trouxas dessas empresas e acaba se dando mal, kkkkkkkkk.

      Pelo menos não vamos mais ouvir falar em Tenda, Klabim Idiota, Agre, e muitas outras eo mesmo logo vai acontecer com imobiliárias também.

      0
    • GB 11 de abril de 2012 at 11:43

      Exemplo clássico de Mídia vendida:

      h t t p://w ww.youtube.com/watch?v=f6IxWY9u09s&feature=related

      “Só R$ 276,00 por mês, com cozinha completa PDG.”

      0
  • Luiz 11 de abril de 2012 at 11:31

    imob não apra de cair, hj de novo

    GFSA3 4.03 0.0%
    RSID3 9.25 -0.3%
    CYRE3 16.10 -0.3%
    JHSF3 5.85 0.0%
    BRML3 23.95 -0.7%
    MRVE3 13.04 -0.3%
    EZTC3 21.44 -1.1%
    PDGR3 5.14 -3.2%

    HBOR3 26.95 -0.2%
    BRPR3 22.70 -1.7%
    IMOB 858 -0.8%

    desde que o andre publuicou no site safado “comprem que tô vendendo” o Imob já caiu 20%

    0
  • Galvão 11 de abril de 2012 at 11:49

    Galera, um exemplo do que é o mercado imobiliário.
    Um conhecido colocou a casa a venda aqui em Brasília por R$ 2,2Milhões. Casa boa de 600m2.

    Comentei com os vizinhos que ele conseguiria no Máximo R$ 1,3Milhões e disseram que eu estava desvalorizando o imóvel e tal.

    Bom, resultado, depois de um bom tempo e sem ter propostas melhores, ele decidiu fazer negócio, entregando a casa por R$ 350 mil em dinheiro mais 3 imóveis.

    Totalizando, o dinheiro mais os imóveis (bolhudos), ele está vendendo por R$ 1,5 Milhão.

    E assim está o mercado imobiliário. E espero ansioso as entregas no Noroeste pra coisa começar a piorar.

    0
    • danilo 11 de abril de 2012 at 11:58

      Galvao.
      Concordo. Olha que ouço muita gente falando da valorizaçao que mais 14 mil imóveis gerarao em Brasília. Como o aumento da oferta pode aumentar o preço? Só ilustrando…conversando com uma pessoa próxima, ligada ao Ministério Público, foi-me relatado que o bairro Noroeste, com início de entregas esse ano, ainda nao tem rede elétrica, água e esgoto com capacidade para atender o bairro. Criaram o bairro sem pensar no básico e o povo entrou na jeba por 12 mil m2.

      0
    • Xing Ling 11 de abril de 2012 at 12:42

      Também acho que haverá uma boa queda quando começarem a entrega do Noroeste.

      0
    • Adriano M 11 de abril de 2012 at 15:51

      Casa em que bairro Galvão? O que eu tenho visto em brasília, é que os apartamentos médios, 100 metros quadrados, ficaram tão caros, beirando 1 milhão, que as casas do lago e apartamentos superiores ficaram baratos proporcionalmente. Sendo até possível você comprar uma casa no lago por R$ 1,3 milhão.

      0
  • Engenheiro-SJC 11 de abril de 2012 at 11:51

    Do blog do Prof Celso Grisi…

    LANÇAMENTOS DE IMÓVEIS EM QUEDA NO PAÍS.
    OFERTANTES TEMEM BOLHA?

    O Sindicato da Habitação, conhecido pela sigla Secovi, anuncia que as vendas de imóveis residenciais novos na Cidade de São Paulo alcançaram, em fevereiro desse ano, 2.109 unidades. Um belíssimo desempenho, 12,8% superior ao mesmo mês do ano passado. Esse sucesso setorial está semdo construído sobre o déficit habitacional existente e a abundante oferta de crédito imobiliário, ambos os fatores determinantes das altas sucessiva dos preços de imóveis nos últimos anos.
    Especialistas reconhecem haver uma bolha nesse mercado que teria seu estouro em algum ponto do futuro, ainda indeterminado.
    O setor imobiliário como um todo também parece receoso. Os
    lançamentos, no mesmo mês de fevereiro, segundo a Embraesp – Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio- chegaram a apenas 1.383 unidades, revelando uma redução de 52,3% em relação a fevereiro de 2011.
    O desempenho positivo das vendas somou-se ao recuo dos lançamentos, provocando a queda, pela segunda vez consecutiva, dos estoques de imóveis novos, tendência essa já desenhada para os próximos meses. Reduzir estoques é sempre uma estratégia defensiva nos momentos de retração da economia e, no caso dos imóveis, pode significar que construtores e incorporadores reconhecem a rápida aproximação do ponto de furo da bolha de preços criada em tempos de euforia.
    Aguardemos.

    0
  • Luiz 11 de abril de 2012 at 11:57

    não sou nenhum MRK pra afimar o que vou escrever:

    mas diria a quemfor comprar que podem ficar tranquilo, os preços atingirão o auge neste semestre e já vão começar a cair.

    atingiu-se o ponto de não retorno, tudo o que o governo fizer não dará nenhum resultado, quanto mais ar pra inflar essa bolha, maior será a explosão.

    agora, não esperem nada de muito drástico para antes das eleições.

    0
  • GB 11 de abril de 2012 at 12:14

    Gente, a piada do momento no FB (a MRV não aprende mesmo):

    “Mrv Engenharia
    Valorização de imóveis da MRV em Piracicaba têm se mostrado um dos investimentos mais rentáveis do mercado.
    Apartamentos da MRV Engenharia em Piracicaba valorizam-se mais que aplicações financeiras
    mrvengenharia.wordpress.com
    As unidades do Parque Premiatto, que foi lançado em agosto de 2009, valorizaram-se 93% desde então. Os do Parque Palladium, 80% e os do Parque Panoramic, lançado em março de 2010, 66%.”

    É fácil comparar desde 2009, em pleno oba-oba da construção, queria ver compararem de 2011 para cá, prejuízo na cabeça.

    Que feio MRV.

    0
  • Thomas 11 de abril de 2012 at 12:53

    Este vídeo “simiocracia” é interessante, do mesmo autor do conhecido vídeo Espanhistão, Aleix Saló, que falava sobre a bolha imobiliária espanhola.
    É a continuação da bolha imobiliária que explodiu por lá.
    É mais ou menos o que vai acontecer por aqui.

    http://www.youtube.com/watch?v=TfRSfF296js

    0
    • Ronald 11 de abril de 2012 at 13:47

      Bolha,

      Tinhamos que fazer um video – ou powerpoint – para tentar disseminar a informação.

      Isso ajuda muito e o poder da web nós já sabemos.

      Ficar parado é o q não podemos…

      0
      • Virginia 11 de abril de 2012 at 13:54

        Apoiadíssima a idéia do power point! Vamos começar a corrente! Se conseguirmos uma lista de clientes de corretoras, afffff

        0
    • Marcos de Paulo 14 de abril de 2012 at 16:16

      Muito boa a sua dica! Vi o vídeo “Espanhistão” que tem legendas em português. Achei excelente! Pena que o “Simiocracia” não tem legendas.

      0
  • Fernando II 11 de abril de 2012 at 13:04

    Recebi hoje esse estudo:
    There are several reasons why we would have expected to have seen a sharp rise in Brazilian house prices over the past five years. But even so the sheer scale of the recent jump in prices is difficult to justify. As things stand, we estimate that the market is overvalued by as much as 50%.
    Data on residential property prices are patchy but the most reliable figures suggest that in Brazil’s two
    largest cities – São Paulo and Rio de Janeiro – they have increased by 140% since 2008. Prices in
    São Paulo have more than doubled during this period. In Rio, they have almost trebled.
    • The fact that Brazilian house prices have risen rapidly is not all that surprising. For a start, the boom
    in Brazil’s economy over past few years has resulted in a surge in household incomes. Wage data
    are notoriously poor, but GDP per head has increased by 50% since 2008. Given that there does not
    appear to have been a marked shift in labour’s share of income over this period, it is likely that
    household incomes have increased by a similar order of magnitude.
    • At the same time, the rapid development of a mortgage market has made housing finance easier
    and cheaper to access for millions of Brazilians. Together, these two factors are likely to have led to
    a substantial increase in the effective demand for housing. And while the effect of a growing
    population on housing demand is somewhat ambiguous, demographic pressures can only have
    added to the mix of factors justifying higher prices.
    • Yet it is difficult to escape the conclusion that Brazil’s housing boom has gone too far. Admittedly,
    in the absence of an objective measure of “fair value”, coming to any such judgement is more of an
    art than a science. But our analysis suggests that house prices have increased out of all proportion to
    the rise in household incomes and the spread of mortgage finance. As a result, Brazilian housing now
    looks expensive relative to both incomes and rents, as well as property in other EMs.
    • Pinning down the scale of overvaluation is difficult given data limitations. But based on a range of
    indicators our best guess is that Brazilian property is, on average, overvalued by around 50%.
    • Looking ahead, Brazil’s ability to register relatively strong rates of nominal income growth should
    make it easier for the housing bubble to deflate slowly via an adjustment in real prices – in contrast
    to the sharp adjustment in nominal prices seen more recently in parts of the developed world. But if
    the economy slows, or is hit by an external shock such as a large and prolonged fall in commodity
    prices, then the likelihood of a sharper adjustment in the housing market will clearly increase.
    Thankfully, whatever the outcome, Brazil’s banks look relatively well placed to weather the storm.
    Neil Shearing
    +44 (0)20 7808 4985

    Regards,

    Capital Economics Ltd
    150 Buckingham Palace Road
    London
    SW1W 9TR
    Tel: +44 (0)20 7823 5000
    Fax: +44 (0)20 7823 6666
    Email: [email protected]
    Website: http://www.capitaleconomics.com
    Disclaimer: While every effort has been made to ensure that the data quoted and used for the research behind this document is reliable, there is no guarantee that it is correct, and Capital Economics Limited and its subsidiaries can accept no liability whatsoever in respect of any errors or omissions. This document is a piece of economic research and is not intended to constitute investment advice, nor to solicit dealing in securities or investments.

    0
    • RosinhA 11 de abril de 2012 at 13:17

      O mais interessante é mesmo não conhecendo a fundo os números eles já sabem qual a possível situação futura. Depois virão os experts e diriam como o molusco “Eu não sabia de nada”.

      0
    • Anonymous 11 de abril de 2012 at 13:43

      Sugiro colocar o texto no tradingcafe . worldpress . com para dar mais visibilidade.

      0
  • Fernando II 11 de abril de 2012 at 13:11

    Para resumir, colei as conclusoes:
    Conclusions
    In summary, then, despite the data limitations,
    there is little doubt that house prices in Brazil have
    boomed in recent years. Since 2008, prices in São
    Paulo have more than doubled. In Rio they have
    nearly trebled. On average, prices have increased
    by 140% over the period.
    What’s more, there are several reasons why we
    would have expected to have seen a sharp rise in
    prices over this time. Household incomes have
    risen rapidly as the economy has boomed and the
    development of a mortgage market has made
    housing finance easier and cheaper to access for
    millions of Brazilians.
    Even so, it is difficult to escape the conclusion that
    Brazil’s housing boom has gone too far. Prices
    have increased out of all proportion to the rise in
    incomes and the spread of mortgage finance. As a
    result, property now looks expensive relative to
    incomes and rents as well as property in other
    EMs. Pinning down the scale of overvaluation is
    difficult given data limitations. And it is likely that
    it will vary between regions and property types.
    But based on a range of indicators our best guess is
    that Brazilian property is, on average, overvalued
    by around 50%.
    Finally, the manner in which Brazil’s housing
    bubble deflates will depend largely on how well
    the economy performs. The good news, however,
    is that, in aggregate at least, its banks should be
    able to weather the storm.
    Portanto, a conclusão é que os preços estão, em média, 50% sobrevalorizados e que a bolha irá estourar ou não dependendo dos preços de commodities (depende da China e sua desaceleração em curso) ou de algum outro choque externo (Europa, particularmente Espanha que ontem gerou estresse com taxas de juros se aproximando de 6% o que é considerado quase insustentável para o país).

    0
    • Curioso 11 de abril de 2012 at 13:20

      A frase mais importante do artigo: “But our analysis suggests that house prices have increased out of all proportion to the rise in household incomes and the spread of mortgage finance. As a result, Brazilian housing now
      looks expensive relative to both incomes and rents, as well as property in other EMs.”

      Bom saber que há quem concorde conosco.

      0
    • Anonymous 11 de abril de 2012 at 13:47

      A parte mais importante é onde o sujeito escreve que na sua melhor estimativa, os preços estão sobrevalorizados em 50%. Pela minha comparação com Alemanha e EUA, acho que é muito mais, da ordem de 200% a 300%. O tempo dirá quem tem razão. Entretanto, os estrangeiros já começam a DUVIDAR da Banânia.

      0
  • Carlos_ 11 de abril de 2012 at 13:16

    Condomínio: ações contra inadimplência têm maior número desde setembro de 2010

    COMENTE
    SÃO PAULO – O número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa de condomínio na cidade de São Paulo avançou 30,52% em março, em relação a fevereiro.

    No mês passado, houve 1.189 registros, o maior número desde setembro de 2010, quando foram contabilizados 1.415. Já em fevereiro houve 911 ações.

    Já em comparação com março do ano passado, a alta foi de 52,02%. O número de registros naquele mês foi de 767, de acordo com levantamento realizado pelo Grupo Hubert e divulgado nesta quarta-feira (11).

    Histórico
    Em 2006, no total, foram registradas 17,2 mil ações contra inadimplência em condomínios. No ano seguinte, esse número caiu para 15,9 mil, em 2008, passou para 13,1 mil e, em 2009, para 11,4 mil ações. A trajetória de queda se alterou em 2010, quando foi registrada alta de 3,05% no número de ações.

    O diretor do Grupo Hubert, Hubert Gebara, afirma que a alta em março pode sinalizar o fim da tendência de baixa dos últimos anos. Números mais modestos da economia podem ser a causa.

    Na tabela abaixo, é possível observar o número mensal de ações registradas entre março do ano passado e o deste ano:

    Mês/Ano Ações
    Março/2011 767
    Abril/2011 769
    Maio/2011 921
    Junho/2011 778
    Julho/2011 937
    Agosto/2011 877
    Setembro/2011 1.004
    Outubro/2011 978
    Novembro/2011 873
    Dezembro/2011 579
    Janeiro/2012 888
    Fevereiro/2012 911
    Março/2012 1.189
    Fonte: Grupo Hubert

    0
  • Fernando II 11 de abril de 2012 at 13:16

    Quero deixar claro que eu leio os posts do bolha e sei que o que está escrito não é nenhuma novidade para nós, inclusive chega num percentual de sobrevalorização bem próximo dos 60% do estudo divulgado no site, mas é interessante saber que tem empresa lá fora estudando o assunto, ainda mais que tem muito corretor que utiliza do argumento da demanda de imóveis dos não residentes.

    0
    • RosinhA 11 de abril de 2012 at 13:21

      O mais interessante é mesmo (não conhecendo a fundo os números) eles já sabem qual a possível situação futura. Depois virão os experts e diriam como o molusco “Eu não sabia de nada”.

      0
      • Ronald 11 de abril de 2012 at 13:29

        Se segundo esse estudo bolha existente pode estourar ou não depende dos commodities, da China e, porque não, de um plano de salvação do governo para as montadoras fica difícil prever qualquer coisa.

        Começo a entender q o governo baixou os juros dos bancos privados para facilitar a renegociação de dívidas da classe C poderosa e das construtoras com a compra de títulos podres….

        Começo a crer que somente em 2013 teremos preços caindo realmente.

        0
    • Curioso 11 de abril de 2012 at 13:26

      Esse tipo de publicação estrangeira é a maior prova de que não persiste o argumento de que haverá aumento até a Copa do mundo… Se os inverstidores estrangeiros estão informados dessa grande “ágio”, quem vai querer pagar o pato?

      0
    • JIBS 11 de abril de 2012 at 13:36

      Normalmente as coisas olhadas desde forá se vem melhor.
      Na Espanha, o FMI, a OCDE e muitas outras instituçoes avisaram da que estava a cair.

      Porem, estes comentarios foram recebidos a gargalhadas pelo hoje zumbi setor tijoleiro espanhol, com ignorancia pelos politicos e cargos das instituicoes financeiras semipublicas, que nao tinham vontade vontade nenhuma de deixar de surfar a ondae que hoje sao tambem mortos viventes, e malevolamente mas muito espertamente pelos grandes capitais espanhois com o senhor botim do SANTANDER e o BBVA na cabeça. Estes preferiram manter o status quo para assim ir pulando a cerca aos poucos sem fazer barulho nem panico….

      Muito bom mesmo o video postado acima pelo Thomas, lastima q

      0
  • JS 11 de abril de 2012 at 13:18

    Olá. Vcs viram isso? Lenha intensa na fogueira?
    “Governo tem gasto recorde do Minha Casa, Minha Vida”
    “Os mais de 5 bilhões de reais gastos no primeiro trimestre de 2012 representam quase metade da execução orçamentária do programa nos últimos três anos.”
    http://exame.abril.com.br/economia/brasil/habitacao/noticias/governo-tem-gasto-recorde-do-minha-casa-minha-vida?page=1&slug_name=governo-tem-gasto-recorde-do-minha-casa-minha-vida

    0
  • Luiz 11 de abril de 2012 at 13:22

    MUITO BOM ESSE VIDEO DO CRIADOR DO ESPANISTÃO

    youtube.com/watch?v=TfRSfF296js

    “nunca atribua á maldade o que pode ser explicado pela estupidez”

    Bolha, se colocar legenda merece a capa.

    0
    • JIBS 11 de abril de 2012 at 13:38

      justamente acabei de postar uma resposta referindome a essa dicotomia maldade / estupidez mostrada pelo video. A meu modo de ver magistral, mas bem dificil de comprender para os nao hispano falantes.

      0
      • Luiz 11 de abril de 2012 at 15:12

        Doantien Sade Doantien Alphonse François, Marquês de Sade França
        “Não há outro inferno para o homem além da estupidez ou da maldade dos seus semelhantes.” Tema: – Inferno

        “A estupidez é infinitamente mais fascinante do que a maldade. A maldade tem seus limites, a estupidez não.”
        adaptado de Claude Chabrol

        0
  • Rodrigo 11 de abril de 2012 at 14:07

    Classe C está adquirindo um segundo imóvel, indica estudo do Instituto Data Popular
    Brasil Econômico, 11/abr

    A classe C está adquirindo um segundo imóvel, de acordo com pesquisa do Instituto Data Popular. Essa habitação pode ser tanto na praia como no campo. Na última década, surgiram um milhão e duzentos e cinquenta mil residências deste tipo no país, totalizando 3,94 milhões unidades atualmente. Apenas a Classe C é dona de 37,1% desse total de unidades, segundo o levantamento.

    0
    • JIBS 11 de abril de 2012 at 14:20

      esta noticia me parece uma piada dentro da uma pessada campanha de intoxicaçao com o que o setor vende sua suposta prosperidade…….

      A tudo isto, de onde tem saido o “instituto data popular”?

      0
    • AF 11 de abril de 2012 at 14:20

      Os preços dos imóveis daqui do litoral do sul também estão bolhudos. Em seguida este mercado também terá boas promoções.

      0
  • self 11 de abril de 2012 at 14:08

    E DIlma quer dar novo fôlego à Bolha. Merece tópico?

    h ttp://guilhermebarros.istoedinheiro.com.br/2012/04/11/dilma-vai-anunciar-r-28-bi-do-minha-casa-minha-vida-2/

    Dilma vai anunciar R$ 2,8 bi do Minha Casa Minha Vida 2
    11/04/2012

    Dilma se encontra amanhã com dois mil prefeitos para anunciar R$ 2,8 bi do Minha Casa, Minha Vida 2

    Por Guilherme Barros

    A presidenta Dilma Rousseff, que voltou dos Estados Unidos e desembarcou nesta quarta-feira 11, em Brasília, irá se encontrar na quinta-feira 12, em Brasília, com dois mil prefeitos para anunciar a liberação de mais de R$ 2,8 bilhões do Minha Casa, Minha Vida 2, uma das prioridades do seu governo.

    São prefeituras de municípios de até 50 mil habitantes e o foco principal do Minha Casa, Minha Vida 2, que foi lançado no ano passado, é a população de baixa renda.

    No encontro de amanhã, Dilma vai anunciar os projetos das prefeituras que foram selecionados para receber os recursos previstos pelo programa.

    0
    • aiwww 11 de abril de 2012 at 15:51

      E tome grana para o ralo …

      0
  • MarceloSK 11 de abril de 2012 at 14:17

    “Dilma se encontra amanhã com dois mil prefeitos para anunciar R$ 2,8 bi do Minha Casa, Minha Vida 2”
    http:// guilhermebarros.istoedinheiro.com.br/2012/04/11/dilma-vai-anunciar-r-28-bi-do-minha-casa-minha-vida-2/

    “O governo federal fixou em R$ 25 mil o valor do subsídio a cada unidade habitacional em municípios com até 50 mil habitantes no âmbito da segunda fase do programa “Minha Casa, Minha Vida”, no caso de famílias com renda de até três salários mínimos, conforme portaria publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira.”
    “Os Estados do Nordeste ficarão com mais da metade das cotas de subsídios, no caso dos municípios com até 50 mil habitantes, considerando a proporção de déficit habitacional, que é maior na região.”
    http:// not.economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201204111122_RTR_SPE83A01R

    Ou seja, além de colocar mais pressão em cima das construtoras, irá presentear os moradores das pequenas cidades com a bolha imobiliária. Até agora as medidas adotadas pela presidenta não me surpreenderam pois, como todos sabemos, de fato existem pessoas que acreditam em suas próprias mentiras. A presidenta quer acreditar que essas medidas populistas irão resultado num Brasil-melhor-e-mais-justo porém, depois de tudo o que está acontecendo no setor da construção civil, será que ela ainda não percebeu que essa medida não irá diminuir o déficit habitacional mas, ao contrário, dificultará o acesso das pessoas aos imóveis?

    0
  • Riodetudo 11 de abril de 2012 at 14:28

    Conversa com “corretor” que anunciou cobertura na Barra por 89 mil reais (ZAP, claro…):

    Perguntei quanto realmente valia (respostas dele em “-“)

    – Prezado Sr. este imóvel esta pelo preço de 891 mil com 10% de sinal e o saldo a combinar trata-se de uma cobertura duplex tenho varias a venda no mesmo prédio.

    + Esse imóvel não deve valer nem metade. Com as vendas encalhadas, ninguém paga mais esses preços.

    – OK boa sorte caso encontre algo pela metade do preço eu compro pago a vista

    + duvido

    – Meu prezado senhor procure o que fazer e nao encha o saco; tenho para pagamento a vista e não fico torrando o tempo alheio passar bem.

    + da próxima vez coloca o valor real do imóvel ao invés de “pegadinha” no Zap; mas fica triste não, sei que as vendas cairam; pede um emprego lá na Gafisa

    – Estou tentando trabalhar, caso realmente deseje comprar algo estou a disposição; as vendas não cairam muito pelo contrario trabalho numa empresa que vende 100 milhoes de VGV no mês; quando o construtor tem estoque é uma ótima oportunidade para compra; hoje tenho estoque pequeno da GAFISA; ROSSI e mais nada, só na semana passada 5 coberturas foram vendidas a vista, se o senhor deseja investir estou a disposição para lhe atender.
    Tenha uma ótima semana de paz e prosperidade.

    —————

    conversa parou aqui, cansei… já sabia que era pegadinha, só queria ter noção do tamanho do absurdo na mentirada dos corretores (e foi ainda maior do que eu pensava)

    0
    • GB 11 de abril de 2012 at 15:03

      Outra vez a frase “se quiser investir” apareceu sendo dita por um corretor, ninguém pensa mais em conforto e qualidade de vida, só em quanto pode “valorizar” ?

      0
      • Riodetudo 11 de abril de 2012 at 15:11

        pensei a mesma coisa, o que só leva a confirmar que os compradores atuais são “investidores”; alguns são grandes (esses que compram vários de uma vez) e a maioria menores, que se endividam por décadas e colocam tudo que tem num bem imobilizado; só tem gente sábia nesse blog, bendita hora que passei a frequentar esses posts

        0
  • Luiz 11 de abril de 2012 at 14:28

    citação: robvillelaamigos,,,entendo pouco de analise grafica….e a gfsa3 parecia interressante…

    mas acredito que com os eventos de 2014 e 2016.para o BR,,..os imoveis vao valorizar mais,,,

    troquei botafogo pela barra em 1998…a grande valorizacao foi apos 2006….e nao me arrependo dos …xxxx imoveis investidos…

    o rio,,vai se transformar,,com a rockrio,,cidade da musica ( que robableira foi,,,kk)..

    ..ou seja…mundialmente seremos uma cidade de destaque… e o Br MELHOR VISTO..

    .aonde entra a gafisa nisto? se os socios que administram nao forem muito idiotas…ela tem um potencial enorme….

    faço fotos aereas aqui na barra … para obras….

    a valorizacao do rio,,esta + caro que NY e toquio,,,, ate 2015 duvido bolhas, perdas com imoveis ou acoes relacionadas….

    e a gafisa tem muitos imoveis e terrenos,,,

    0
    • Ronald 11 de abril de 2012 at 14:36

      A Dilma está tentando isso: Empurrar a quebradeira para 2015.

      Como você mesmo mencionou q Rio está mais valorizado q NY e Toquio, só pode ser investidor de fim de semana mesmo para pagar esse preço.

      0
      • Luiz 11 de abril de 2012 at 14:58

        colega, tirei isso de um forum
        quando argumentei com numeros fui banido

        a sardinhada está sendo manipulada, serão os primeiros a pagar o pato
        BR nunca será NY

        0
  • MarceloSK 11 de abril de 2012 at 14:28

    Ranking de países por salário médio dos trabalhadores:

    1. Luxemburgo – US$ 4.089
    2. Noruega – US$ 3.678
    3. Áustria – US$ 3.437
    4. EUA – US$ 3.263
    5. Reino Unido – US$ 3.065
    6. Bélgica – US$ 3.035
    7. Suécia – US$ 3.023
    8. Irlanda – US$ 2.997
    9. Finlândia – US$ 2.925
    10. Coreia do Sul – US$ 2.903

    “O Brasil aparece na 51ª posição, com salário médio de US$ 778.”
    not .economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201204111101_TRR_81077111

    Estou muito confusso. Eu pensei que a nova classe c estava bombando e a remuneração dos trabalhadores estava tão boa que impulsionava o caríssimo mercado interno ?

    0
    • Luiz 11 de abril de 2012 at 16:19
    • Luiz 11 de abril de 2012 at 17:21

      link original do ranking

      w w w.bbc.co.uk/news/magazine-17543356

      0
      • Paulo Rocha 11 de abril de 2012 at 20:09

        Obrigado pelo o link. Agora me lembrei que já tinha lido essa reportagem. Vale apena lembrar que esses salários estão ajustados de acordo com o custo de vida local. Por exemplo a média salarial na Noruega é quase o dobro do que foi divulgado na BBC. Eu considero o Brasil um pais de custo elevado como é que bate a média divulgada $778 (R$1424,51)com a do IBGE? Alguem sabe?

        0
  • Fernando II 11 de abril de 2012 at 14:50

    Não encontrei nenhum post sobre a Produção Industrial do 1° bimestre do IBGE, então aí vai (Estadão 11 de abril de 2012):
    A produção industrial em fevereiro e os estoques
    Quarta, 11 de Abril de 2012, 03h07
    A produção física da indústria entre janeiro e fevereiro, segundo o IBGE, apresentou crescimento de 1,3%. Já a Confederação Nacional da Indústria (CNI), cujos dados excluem a mineração, mostra que o faturamento real do setor em termos dessazonalizados cresceu 1,5%. Como se vê, as duas fontes apresentam aumentos muito semelhantes.

    Porém os dados da CNI fornecem informações mais completas: empregos, horas trabalhadas, massa salarial, rendimentos e utilização da capacidade instalada – que exibem uma imagem mais adequada da evolução da produção manufatureira.

    Esses dados permitem concluir que a recuperação da indústria é ainda muito frágil e, ao que parece, o fator determinante foi a redução dos estoques, que pelo menos teve a vantagem de aliviar os problemas de financiamentos.

    De fato, nem todos os dados estão indo na mesma direção: se o faturamento real cresceu 1,5%, as horas trabalhadas aumentaram ainda mais (2,2%), enquanto o emprego ficou igual. A conclusão que se poderia tirar desses números é de que estamos diante de um aumento da produtividade, já que com o mesmo nível de emprego tivemos um aumento da produção. No entanto, registramos que as horas trabalhadas aumentaram mais do que o faturamento, o que leva a pensar que foram os estoques que esssencialmente diminuíram. E a evolução da utilização da capacidade instalada confirma essa hipótese. Além disso, a massa salarial, como o rendimento médio real, diminuiu 0,7%.
    A situação da indústria continua apertada: a produção industrial acusa no mês queda real do faturamento de 3,3%, em relação ao mesmo mês de 2011. Aliás, uma análise dos diversos setores mostra que nem todos evoluíram. Ao contrário, dos 20 setores, apenas 9 apresentam expansão, enquanto 11 tiveram produção em baixa, quando comparada à do mesmo mês de 2011.

    Os setores que mais cresceram foram o de material eletrônico e comunicações (37,7%); o de madeira (16,8%), que reflete a demanda da construção civil; e os de máquinas e aparelhos elétricos e de papel (13,1%). Em compensação, dois setores acusaram forte queda: móveis (15,2%) e veículos automotores (24,2%). No caso do material eletrônico, estamos diante de uma reconstituição de estoques, enquanto no dos veículos, onde há sempre estoques altos, verificamos uma certa saturação, apesar das férias coletivas de janeiro, porque em fevereiro a produção de veículos continuou baixando.

    Como tem sido comentado aqui, renda real tem caído com a inflação em alta e que os investimentos em construção civil ainda estão subindo o que deve gerar um aumento de estoques…

    0
  • danilo 11 de abril de 2012 at 16:03

    acabo de receber um spam da Lopes.

    Realização Profissional e pessoal?
    Provar sua capacidade e ambição?
    Superar os desafios e bater metas?
    Alcançar independência e autonomia?

    Venha ser um CORRETOR DE IMÓVEIS, a profissão mais promissora do momento.
    A melhor oportunidade para pessoas audaciosas!

    0
    • Laranja 11 de abril de 2012 at 16:48

      Vai indo que eu já vou!

      0
    • Cleyton 11 de abril de 2012 at 20:21

      Sei não mas pela propaganda comparada à do exército estadunidense eu preferiria ser voluntário no Iraque!

      0
  • Ploc 11 de abril de 2012 at 16:12

    Hoje tive uma conversa com o dono de um cartório na Zona Sul.
    Vou repetir o que ele disse:
    “Nunca vi tal situação com escritura e registro de imóveis. Tá tudo parado. Mas parado mesmo. Meus funcionários estão preocupados. Também com esses preços quem pode pagar né”

    Quer melhor termometro?

    0
    • Ronald 11 de abril de 2012 at 16:24

      Que isso? Como assim?

      Ele não lê jornais?

      A classe C tá arrebentando e já compra casa de praia depois de ter comprado um imóvel, um carro e viajado em 2011!!!

      0
    • vinicius 11 de abril de 2012 at 16:27

      Que bom notícia ! É lá mesmo que estou querendo comprar rs

      0
    • Fabio 11 de abril de 2012 at 16:33

      Ploc

      conversei com uma vizinha que é funcionária de um cartório aqui na ZS e ela tinha me dito a mesma coisa.

      0
  • vinicius 11 de abril de 2012 at 16:24

    Quanto mais a bolha demorar a estourar é melhor… Terei juntado mais dinheiro e vou poder comprar uma cobertura triplex quando estourar rs….

    0
    • rodrigo 11 de abril de 2012 at 16:52

      cuidado pra ela nao estourar todinha, o país estourar também e teu emprego estourar.

      0
    • GB 11 de abril de 2012 at 17:11

      Eu também penso assim, tipo tentaram me ferrar me empurrando algo caro, pequeno e distante, mas agora estou muito mais exigente e seletivo com o uso do meu $$$$$.

      Quem quiser meu $$$ vai ter que se esforçar por ele (a.k.a. me entregar um imóvel maior).

      0
  • Fernandão 11 de abril de 2012 at 16:37

    Eu nunca tive tanta vontade de ter imóvel próprio como hoje. É uma coisa mais emocional do que racional.

    MAS, por outro lado, o abuso é tão grande que ficou inevitável ser exclusivamente racional. É óbvio ululante que os preços praticados no mercado imobiliário estão totalmente descolados da realidade da renda das pessoas. E isso se tornou ainda mais evidente nos últimos 5 ou 6 meses, quando o tempo de encalhamento dos imóveis passou a ficar longo demais.

    A região dos Jardins e entornos aqui em SP é muito concorrida. Aqui sempre vai ser caro mesmo, porque muita gente quer. Mas o que eu tenho visto é que aumentou muito o número de placas de “vende-se” nas portarias dos prédios, de titularidade de várias imobiliárias, e que tem ficado lá por muito tempo – tempo demais para se poder falar em “vendas aquecidas”.

    Eu não vou comprar nada desses caras, embora esteja precisando. Nada como mais uns 2 aninhos no aluguel, aguardando esses caras se tocarem de que as coisas estão pelo dobro do preço do valor aceitável, considerando a renda real das pessoas na atualidade.

    Eu acho que o investidor esperto vendeu tudo até o primeiro semestre do ano passado. Quem ficou com as coisas na mão até hoje está amargando a falta de gente pra comprar. Inclusive, as pessoas têm demonstrado total consciencia de que há excesso extremo e injustificável, o que certamente não durará pra sempre.

    Por incrível que possa parecer para alguns que gostam de pagar financiamentos, esse cenário me inclinou fortemente para a seguinte conclusão: mais vale alugar por mais uns 3 anos e esperar o que vai acontecer até depois da Copa, do que se meter num financiamento de 30 anos, a juros extorsivos e com perigo de desvalorização do imóvel (em termos reais e não meramente nominais).

    Se o valor não baixar em termos nominais, vai, pelo menos, perder seu valor real, pois a inflação vai corroer esse valor real lenta e gradativamente. Essa é a previsão mais otimista possível para quem é especulador e o SECOVI, com aquela historia de “acomodação”.

    E se houver contaminação da nossa economia pela Europa, onde certos países já têm gente passando fome e pessoas com curso superior dormindo na rua por não terem conseguido pagar sua hipoteca, nem sei o que vai acontecer. Só vai sobreviver que não se endividou e tentou guardar algum dinheiro para comprar as galinhas mortas, que poderão ser muitas.

    Abraço!

    0
  • Luiz 11 de abril de 2012 at 16:38

    Rich Brazilians: Rio de Janeiro sells the most expensive music concert tickets in the world
    By Brazilian Bubble On April 11, 2012 · 2 Comments

    A comparison was made for Bob Dylan concert tickets in 26 cities around the world… and the Oscar for the priciest city goes for: Cidade Maravilhosa.

    The ticket cost? A sweet R$500 (US$278) for the cheapest seats. According to O Globo, this ticket price is more than twice what is charged for the same ticket in Brasilia (R$ 240) and almost three times more than Sao Paulo’s (R$150). But wait… the price comparison becomes more outrageous when compared to the rest of the world. From Austria to Argentina, no one pays more than the “cariocas” to see Bob Dylan on stage. In Salzburg, Austria, the rock star sings for the equivalent of R$217. In Berlin for R$134. In Santiago, Chile, the equivalent tickets sell for R$ 97, and in Buenos Aires for R$ 83.

    0
    • Ploc 11 de abril de 2012 at 16:43

      Não se surpreenda se todos forem vendidos

      0
    • self 11 de abril de 2012 at 18:12

      Sou muito fã do cara, gostaria muito de ir e posso pagar. Não vou porque acho o preço exorbitante. Prefiro boicotar a alimentar mais essa extorsão. Pena que conheço tão pouca gente que pense assim.

      0
      • Anônimo 11 de abril de 2012 at 19:00
        0
    • Anônimo 11 de abril de 2012 at 18:50
      0
  • Marcelo 11 de abril de 2012 at 16:51

    SÃO PAULO – Os fundos de investimento imobiliário movimentaram R$ 179,27 milhões em março, o que significa uma queda de 42,05% ante o mês anterior, quando foram movimentados R$ 309,36 milhões. Os dados foram divulgados pela BM&FBovespa nesta terça-feira (10).

    http://www.infomoney.com.br/fundos-de-investimento/noticia/2397979-volume+negocios+com+fundos+imobiliarios+recua+marco

    0
  • Marcelo 11 de abril de 2012 at 16:59

    Melnick, construtora muito séria de Porto Alegre, fará dia para vender imóveis com até 36% de desconto

    Será neste domingo o Melnick Day, promoção que a construtora de Porto Alegre resolveu fazer em conjunto com a Even, inspirada em evento de igual formato realizado em São Paulo.

    . A partir das 6h, neste domingo, na sede da empresa, 200 corretores receberão os compradores para negociar com até 36% de desconto uma lista de 700 imóveis.

    . A Melnick toca imóveis de alto padrão.

    – Os descontos oferecidos pela Melnick vão até 36%. O desconto não é linear e ele se aplica sobre os preços de tabela. A Melnick não informou qual será o desconto de cada imóvel residencial ou comercial, mas os compradores terão ampla margem de manobra na negociação com os corretores. Trata-se de uma empresa muito séria.

    http://polibiobraga.blogspot.com.br/2012/04/melnick-construtora-muito-seria-de.html

    0
  • Carlos_ 11 de abril de 2012 at 17:10

    Interessante observar um detalhe importante de um post acima sobre a produção industrial:

    “Os setores que mais cresceram foram o de material eletrônico e comunicações (37,7%); o de madeira (16,8%), que reflete a demanda da construção civil; e os de máquinas e aparelhos elétricos e de papel (13,1%). Em compensação, dois setores acusaram forte queda: móveis (15,2%) e veículos automotores (24,2%). No caso do material eletrônico, estamos diante de uma reconstituição de estoques, enquanto no dos veículos, onde há sempre estoques altos, verificamos uma certa saturação, apesar das férias coletivas de janeiro, porque em fevereiro a produção de veículos continuou baixando.”

    Ao mesmo tempo que a produção de madeira para a construção cívil está subindo, a produção de móveis caiu forte. O normal seria crescerem juntos.

    Mesmo sabendo não se mobília ao mesmo tempo que se constrói, levando em conta que construíram muito nos últimos anos é estranho não estarem mobiliando o que está sendo entregue.

    Concluo que estão construindo mais casas, mas elas não estão sendo mobiliadas porque não tem ninguém morando nelas.

    0
    • Cleyton 11 de abril de 2012 at 20:29

      Ótimo raciocínio, se os jornalistas tivessem 1/100 dessa percepção teriam, no mínimo, vergonha de falar as asneiras que vemos nos jornais.

      0
  • Zoom 11 de abril de 2012 at 17:10

    Gafisa estoura a casa dos R$ 3,00.

    0
    • Zoom 11 de abril de 2012 at 17:15

      “Standard & Poors rebaixa rating da Gafisa
      A Standard & Poors rebaixou de ‘brA’ para ‘brBBB+’ o rating de crédito corporativo da Gafisa (GFSA3, +0,50%, R$ 4,05), com perspectiva estável. A agência ressaltou os desafios enfrentados pela empresa, com uma alavancagem superior ao que era estimado pela equipe da agência de classificação de risco.”

      h ttp://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/2399151-radar+locamerica+btg+iniciam+reservas+para+ipo+corta+rating+gafisa

      0
      • Luiz 11 de abril de 2012 at 18:22

        como sempre chegaram atrasados
        o churrasco de sardinha foi antes da Pascoa

        happy easter Standard poors

        0
        • Cleyton 11 de abril de 2012 at 20:34

          Se as subprimes podres eram AAA até a catástrofe o que dizer de rebaixamento de rating agora? “É uma cilada Bino!” “Corri negadis!” “PLOC!”

          0
  • Curioso 11 de abril de 2012 at 17:10

    GFSA à 3.98 (-1.24%)!!!
    tá quase do preço de um chiclete (não vou dizer a marca) rsss!!!

    0
    • GB 11 de abril de 2012 at 17:13

      PLOC ?

      0
      • Luiz 11 de abril de 2012 at 17:16

        acabei de ser banido do forum oficial da Gfa.
        e olha que peguei bem leve, a coisa tá um desespero total

        0
        • Luiz 11 de abril de 2012 at 17:23

          Parece piada
          açoes da gafisa valendo 3,99 agora
          daqui a pouco a gente vai poder comprar ações da gafisa na loja do 1 real

          0
          • GB 11 de abril de 2012 at 17:40

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, minha dentadura voou longe.

            0
            • Luiz 11 de abril de 2012 at 17:56

              putz e qdo li isso da dentadura cuspe na tela interia com a gargalhada

              hj tive um dia de andre, fui execrado no forum da gafisa, não só baniram, apagaram todosos meus comentários e os comentários dos caras que firzeram menção aos meus comentarios

              0
              • xangai 11 de abril de 2012 at 18:03

                aiiiiii Luizzz…. mais um trofeu !!!! parabensss cara !!!

                mas falando em trofeu … cade o MRK !?
                to preocupado o “rapaz” desembarcou no RJ … tava procurando APTO e fugindo/detonando corretores !!

                sei nao … se o MRK nao postar ate amanha … melhor avisar a policia !!!!

                0
                • Luiz 11 de abril de 2012 at 18:11

                  obrigado xangai, mas não me fiz de rogado criei uma discussão no forum, chamada gafisa não oficial
                  vc está convidado
                  h t t p://br.advfn.com/p.php?pid=fbb_thread&bb_id=11&id=11482076

                  0
                • Bolha Imobiliária 11 de abril de 2012 at 19:04

                  Como ele está sem casa no momento, acho que explica a ausência dele…

                  0
      • Curioso 11 de abril de 2012 at 17:17

        PLOG ou seria o contrário… GOLP???

        0
    • veigalex 11 de abril de 2012 at 20:57

      O fundo histórico dela é R$ 3,93.
      Passando disso ela vira mico.

      Pode valer uns R$ 0,50 centavos!!

      0
  • GB 11 de abril de 2012 at 17:17

    GAF(e)ISA subiu !!! É hora de comprar, foi para R$ 3,99, kkkkkkkkkkkkkkk.

    Caras (e minas), ver o mercado imoBolhário se ferrando de verde e amarelo enquanto eles ficam se gabando e dizendo que nada está errado, é tão divertido que logo o Governo vai acabar proibido isso.

    Tipo parem, está complexando os pobres correTrouxas, se bem que a própria escolaridade deles já faz isso.

    0
  • Luiz 11 de abril de 2012 at 17:25

    GFSA3 3.99 -1.0%
    RSID3 9.01 -2.9%
    CYRE3 15.85 -1.9%
    JHSF3 5.84 -0.2%
    BRML3 23.15 -4.0%
    MRVE3 12.77 -2.4%
    EZTC3 21.06 -2.9%
    PDGR3 5.07 -4.5%
    EVEN3 6.96 -0.3%
    HBOR3 27.05 0.2%
    BRPR3 22.75 -1.4%
    IMOB 842 -2.6%

    Quem comrpou imovel na planta deve estar sem dormir

    0
  • AF 11 de abril de 2012 at 17:36

    Aqui em PoA, R$ 3,99 é o preço de uma caixa de BIS

    PLOC!

    0
    • GB 11 de abril de 2012 at 17:45

      Vale tanto quanto uma caixa de BIS, kkkkkkkkkkkkk.

      Se bem que é um insulto para a caixa de BIS ser comparado com uma ação da GAF(e)ISA, pelo menos a caixa de BIS tem um propósito.

      0
      • Luiz 11 de abril de 2012 at 17:57

        a caixa de bis é um produto mais resistente que os da gafisa

        0
        • Leonardo 11 de abril de 2012 at 18:05

          Da Gafisa já esperávamos. Mas a PdG em R$ 5,07 tá indo mais rápido do que eu esperava.

          0
          • Luiz 11 de abril de 2012 at 18:14

            conheça a historia da pdg e vc vai ver que o moralhazard da PDG é ainda pior que o da GFA.

            A PDG nem transparencia tem

            0
      • veigalex 11 de abril de 2012 at 21:03
  • GB 11 de abril de 2012 at 17:42

    Quem comprou na planta deve estar tomando gardenal.

    0
    • Luiz 11 de abril de 2012 at 17:58

      deve estar mais histerico que poodle de madame

      0
  • Mineiro BH 11 de abril de 2012 at 17:44

    Off topic, mas não muito…
    Os comentaristas do blogvão gostar, creio…

    —————————

    Novo livro de Pondé ataca “praga” do politicamente correto

    Em obra recém-lançada, filósofo e colunista da Folha diz que defesa do mais fraco costuma embutir mentiras Autor admite que ao valorizar uma minoria de “melhores” pode estimular intolerância, mas por erro de leitura

    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

    O pensamento politicamente correto é uma “praga”, uma atitude política que combina “covardia, informação falsa e preocupação com a imagem”. Quem afirma é o filósofo e colunista da Folha Luiz Felipe Pondé em seu novo livro, o “Guia Politicamente Incorreto da Filosofia” (Leya). O politicamente correto conta uma mentira, afirma Pondé, ao defender que “o mais fraco politicamente é por definição melhor moralmente”. Para seus defensores, tudo seria justificado “dizendo que você é pobre, gay, negro, índio, ou seja, algumas das vítimas sociais do mundo contemporâneo”. Trata-se, segundo o autor, de uma visão de mundo quase sempre “mau caráter”, que iguala a maioria ao bem, a massa numérica à bondade. Pondé simplesmente inverte o argumento. Para ele, “o povo é sempre opressor” e “a maioria tende à covardia e à fraqueza”. O colunista defende a existência de diferenças naturais de virtudes entre os homens, que o discurso igualitário, “a serviço do mau-caratismo, da preguiça e da nulidade”, buscaria mascarar. Alguns poucos seriam mais fortes e mais capazes. Esses, “os melhores”, lideram. “Os médios e medíocres seguem”, afirma o filósofo. O argumento é defendido de maneira beligerante. “O mundo virou um churrasco na laje”, “mulher gosta de dinheiro” e “a Bahia é uma terra devastada pela alegria” são subtítulo de capítulos. RISCO No próprio livro, Pondé argumenta que sua defesa de uma minoria de “melhores” e sua crítica ao discurso de “consciência social” não implicam preconceito ou discriminação contra os grupos sociais citados: negros, judeus, gays, índios, mulheres. Mas é cabível perguntar se ele não teme ser mal compreendido. Se racistas, homofóbicos e antissemitas não poderão encontrar em suas palavras uma justificação; e os intolerantes, um estímulo. “Existe sempre esse risco”, admite ele. “Quando você é lido publicamente, é sempre de alguma forma mal lido; e às vezes os riscos vêm de quem vira seu fã, não de quem está criticando você.” TIPO MÉDIO Não são poucos os críticos e os fãs do colunista. Mas, para Pondé, seus leitores são idiotas. “O tipo médio do leitor de jornal ou do telespectador de TV é um medíocre que se acha o máximo”, escreve o doutor em filosofia pela USP e professor da PUC-SP. “O leitor e o telespectador são idiotas, e no fundo nós, que ‘somos a mídia’, pouco os levamos em conta porque quase nada do que eles dizem vale a pena.” Pondé dá uma pista da razão de seu sucesso ao comentar o capítulo sobre os seus leitores-idiotas. “Há algo de retórico nesse comentário. Retórico no sentido de produzir uma ampliação do argumento, na medida em que o debate é público. Mas há também isto: quando você fala uma coisa dessas para o leitor, muitos se colocam do lado de quem está escrevendo. Meu cunhado é um idiota; eu não.”

    GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DA FILOSOFIA
    AUTOR Luiz Felipe Pondé
    EDITORA Leya
    QUANTO R$ 39,90 (224 págs.)

    0
  • Carlos_ 11 de abril de 2012 at 17:53

    BOLHA!!!!!!!

    Pode abrir um tópico com essa. Acabou de sair:

    Imóveis no Brasil estão supervalorizados, diz consultora
    Por ROGERIO JELMAYER, de São Paulo

    No Brasil, a combinação de anos de estabilidade econômica, renda em ascensão e inflação sob controle levou às alturas o preço dos imóveis, que agora estão supervalorizados em até 50%, disse o grupo de consultores Capital Economics, num relatório de análise divulgado na quarta-feira.

    “Há várias razões pelas quais esperaríamos ver um aumento acentuado no preço dos imóveis no Brasil nos últimos cinco anos. Mas mesmo assim é difícil justificar a magnitude do recente salto nos preços. Do jeito que as coisas estão, estimamos que o mercado esteja supervalorizado em até 50%”, disse a Capital Economics.

    O preço dos imóveis subiu 23,6% no ano passado, de acordo com a Fipe.

    A taxa de desemprego média no país caiu de 6,7% em 2010 para uma baixa recorde de 6,0% em 2011, enquanto o salário médio mensal aumentou de R$ 1.582,50 (US$ 888) em 2010 para R$ 1.625,46 (US$ 888). A taxa básica de juros, que tem estado alta, enfraquecendo o mercado de financiamento imobiliário, está agora perto de um mínimo histórico, em 9,75%, e o Banco Central está prometendo fazer pelo menos mais um corte no final do mês. Cerca de 60% das compras de imóveis envolvem financiamento.

    Além disso, os bancos brasileiros estão voltando seu foco para o mercado de financiamento imobiliário. Atualmente, os financiamentos pendentes equivalem a apenas 4,8% do PIB; os analistas preveem um aumento para 10% até 2014.

    De acordo com a Capital Economics, desde 2008 os preços dos imóveis residenciais nas duas maiores cidades do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro, aumentaram 140%.

    “No entanto, é difícil escapar da conclusão de que o boom imobiliário do Brasil foi longe demais. É certo que na ausência de uma medida objetiva do ‘valor justo’, chegar a uma conclusão assim é mais uma arte que uma ciência. Mas nossa análise sugere que os preços dos imóveis aumentaram de maneira desproporcional ao aumento da renda familiar e à proliferação dos financiamentos imobiliários. Como resultado, a moradia no Brasil agora parece cara, tanto em relação à renda mensal quanto ao aluguel, assim como aos imóveis em outros mercados emergentes”, diz o relatório.

    Apesar do boom dos preços de imóveis, o relatório prevê que os preços vão se desacelerar lentamente.

    “Daqui para o futuro, a capacidade do Brasil de gerar taxas relativamente altas de aumento na renda nominal deve tornar mais fácil para a bolha imobiliária se desinflar lentamente, por meio de um ajuste nos preços reais — em contraste com o forte ajuste dos preços nominais visto recentemente em partes do mundo desenvolvido”, diz o relatório.

    “Mas se a economia se desacelerar, ou for atingida por um choque externo, tal como uma queda grande e prolongada nos preços das commodities, então a probabilidade de um ajuste maior do mercado imobiliário vai sem dúvida aumentar. Felizmente, seja qual for o resultado, os bancos brasileiros parecem relativamente bem posicionados para suportar a tempestade.”

    O link da matéria está no meu nome, basta clicar

    0
    • Luiz 11 de abril de 2012 at 18:16

      apoiado
      BOLHA, muda a capa

      0
    • Ricardo 11 de abril de 2012 at 18:42

      Concordo… Tópico novo.

      As previsões deste blog estão se confirmando.
      A imprensa já começa a aceita a bolha……. de modo ameno.

      0
  • GB 11 de abril de 2012 at 17:57

    Sinceramente, eu pensei que iam manter as ações em R$ 4,11 por alguns meses, mas essa jogada não durou nem uma semana, o que mostra que eles não estão com aquela moral que dizem que têm.

    E esses corretores arrogantes, dizendo que só venderão pelo preço bolhudo, então beleza, vamos ver quanto tempo esses imóveis podem ficar encalhado.

    O Tempo é uma das entidades mais sábias, ele passa inexorável e peremptoriamente e sempre mostra quem estava com a raxão.

    E dá-lhe Gardenal.

    0
    • Luiz 11 de abril de 2012 at 18:16

      RECOMPRAR TBM CUSTA CAIXA
      acabou o folego, agora é contagem regressiva até o primeiro credor pedir a falencia

      0
    • Douglas 11 de abril de 2012 at 18:47

      Olha q absurdo, recebi uma msg no FaceBook de uma Corretora Maluca, q nem conhece me oferecendo imovies a 149 mil reais kkkkkkkkkk, cara na aguentei estao iguais a ratos saindo de tudo qnt eh lugar

      0
      • Cleyton 11 de abril de 2012 at 20:39

        Engraçado, eu recebi uma ligação de uma imobiliária que deve estar com meu telefone desde 2006!

        Pena que não foi daquela que me mandou entrouxar a entrada…

        0
  • Douglas 11 de abril de 2012 at 18:43

    Acabou a Festa, CoRetores de m*, hora de abaixarem os preços e eu assistir de camarote Rindo da caRa de vcs

    0
    • xyz 11 de abril de 2012 at 18:51

      Corretores são o bode expiatório favorito deste blog.

      0
      • GB 11 de abril de 2012 at 19:40

        Mas são eles que “avaliam” o imóvel, utilizando-se de seus conhecimentos aprofundados de suas faculdades de engenharia e arquitetura, aí eles ignoram isso e vão pela boataria, tipo o vizinho está pedindo mais e por aí vai.

        Eles são os culpados pela merda que deu, mas deram um tiro no pé, esqueceram de perguntar se os especuladores iriam ficar ocmprando eternamente e ignoraram quem quer comprar para morar.

        0
        • xyz 11 de abril de 2012 at 20:01

          A culpa é do governo que criou dinheiro absurdamente e direcionou para o mercado imobiliário, cooptado pelas grandes construtoras.

          Se engenheiros avaliassem o mercado seria diferente?????
          Claro que não!!

          O imóvel é avaliado pelo maior valor que o proprietário/corretor/engenheiro/quem quer que seja/ acha que conseguirá um otário para pagar.

          0
          • Ane 11 de abril de 2012 at 20:33

            Eu também não concordo com ficar falando mal de corretores. o corretor tem que ganhar o pão dele de cada dia. Eles são explorados. São contratados como autônomos mas só para perderem direitos, pois são cobrados com empregados quando é melhor para a empresa. O marido da minha amiga é e eles são gente muito boa.
            Acontece que quando eu e meu noivo procuramos apartamento ano passado, eu tive que segurar ele para ele não bater na corretora. Ela falava assim: esse apartamento vai vender muito rápido, quer que eu dê um cheque meu para segurar, nem precisa ir lá ver. E quando íamos ver, o ap era horrível e n tinha vendido nada. Meu noivo ficava p… com esse papo dela e eu tinha que explicar para ele que deixasse ela fazer o que mandaram, que entendesse. Então, eu entendo que quem passou por isso fique com raiva.

            0
          • Leno 11 de abril de 2012 at 21:46

            Será? um engenheiro não ganha comissão pela venda, portanto, em tese, teria que fazer uma avaliação técnica e imparcial, e obviamente teria responsabilidades pertinentes pela avaliação.

            0
        • Cleyton 11 de abril de 2012 at 20:46

          Esqueceram de combinar com os “russos”.

          0
  • Ze Bom Dirolo 11 de abril de 2012 at 19:37

    Enganaram quase todo mundo dizendo que esse imóvel valia isso…que aquele imóvel valia aquilo. Agora estão caindo na real…….
    Eu avisei para venderem logo…..agora…….é tarde…

    0
    • RosinhA 11 de abril de 2012 at 19:44

      Novo Tópico

      0
    • Cleyton 11 de abril de 2012 at 20:44

      Dois cor[r]etores atravessando a rua:

      _Olha a bolha! PLOC!
      _Onde? PLOC!

      0
  • André 11 de abril de 2012 at 19:42

    Gostaria da opinião do pessoal aqui sobre algo que pretendo fazer.

    Estou com 30 anos e gostaria de comprar uma AP para mim. Tenho em mãos 300 mil par compra a vista, Porém acabei desistindo pois estou achando so preços na minha cidade muito caros.

    Uma opção que apareceu foi a seguinte. meu pai me deu um terreno ao lado da casa deles em uma área muito valorizada aqui da minha cidade. jaraguá do Sul-SC. Eu lancei a ideia de pegar os meus 300k e pegar mais 300 k emprestado do meu pai e fazer um prédio de 4 andares ( térreo + 3 andares) sem elevador para não ter muito condomínio . Seriam 8 apartamentos + 2 salás comerciais para alugar, e não vender. O que vocês acham da idéia? Eu mesmo nunca compraria Aps apra alugar. O aluguel do ap na minha área na metragem que irei fazer gira em torno de R$ 800,00 més. Nesse caso, eu iria pegar um ap para morar, e o restante alugaria.

    0
    • Rafael 12 de abril de 2012 at 00:21

      Pega o terreno e constrói uma casa. Com o estouro da bolha, vender não vai conseguir, alugar não vai tirar o custo, fora a lida com inquilinos. Ainda mais que o bairro é bom. E morar em AP é um grande M>
      Com 300K constrói uma boa casa, mesmo com os custos atuais, usando material de primeira, sem parede de papelão. Aqui gasto pedreiro R$2000/mês + ajudante R$1050/mês + cerca de R$4000/mês de material, em média – tudo de primeira – eventualmente alguma coisa ainda de alto padrão, como piso porcelanato p/ sala de R$130/m2, vidros termo acústicos – estes comprei direto na fábrica, baita economia – janelas de cedro arana, etc. Tem meses que vai mais, outros menos. Mas tem que ficar em cima p/ não fazerem burrada – fiscalização diária p/ ficar como vc quer. Contratar arquiteto é furada (estética 10, funcionalidade ZERO!). Engenheiro só p/ assinar a papelada. Faz o desenho no google sketchup e leva p/ o engenheiro dar a opinião dele (se achar necessário) e fazer a planta p/ encaminhar a papelada. Se tiver uma noção básica e pegar um pedreiro experiente e de confiança (com referências), tudo corre bem.

      Na dúvida durante a obra, é só pesquisar na internet. Encanamento é só ir no site da Tigre, fiação é só baixar e ler alguns manuais que encontra online, etc. A sugestão é ficar uns 6 meses olhando e mexendo na planta, p/ ir identificando os erros básicos/funcionais (muito cometidos por arquitetos) p/ só depois bater o martelo. Neste tempo, mostra e pede opinião para várias pessoas e vai filtrando.

      Sem contar os juros dos 300k (mais de R$1500 na poupança no 1o mês), tem $$ p/ 42 meses de construção. Baita casa. Em alguns meses pode ainda pegar pedreiro especializado em piso p/ colocar um de alto padrão, por exemplo, etc. Como tem $ para gastar, em geral consegue bom desconto em material pagando com cheque ou débito. Aqui pego 7%.

      Imóvel NÃO é investimento. Logo, construa para VOCÊ morar. Os 300k do seu pai coloca na poupança que vai ganhar mais. Com certeza vai economizar também no Paracetamol e Diazepan. E talvez ganhe alguns anos a mais de vida, adiando o infarto.

      0
      • Thiago 12 de abril de 2012 at 08:43

        Você tem razão em muitos pontos, mas discordo de alguns

        Tá certo, arquiteto é caro, e tem muitos que fazem burradas. Pegue um que acompanhe a obra!

        “Fazer no Google Sketchup” olha, a questão é que nunca parece as coisas como são na tela, precisa de experiência.

        A parte elétrica e hidráulica (e tubulação de gás) também, é fácil ter erros. Minha dica é superestimar as cargas, capacidades, caixa d’agua já não tem pressão, se colocar uns canos finos passando por todas as torneiras aí é que não funciona mais…

        Meus pais fizeram a casa com arquiteto, tem bastante coisa funcional, mas bastante erro também (e olha que meu pai é engenheiro!). Em termos de organização dos comodos, etc a arquiteta fez um bom trabalho, em termos de acompanhamento da obra foi ZERO.

        Sinceramente hoje, se tivesse que construir, eu não perderia tempo com paredes de alvenaria (as externas só provavelmente).

        E bom, trabalhar com pedreiro é um estresse só! Mas é muito melhor que ser escravo do banco por 30 anos.

        0
    • Rodrigo 12 de abril de 2012 at 15:36

      Transforma em posto de gasolina sem gastar nada!!

      ou

      em estacionamento.

      Se o terreno for mesmo valorizado e vc constuir uma casa muito boa e no final das contas for vender vão pagar pelo terreno independente do que tiver dentro, por isso, independente de bolha ou não, posto de gasolina ou estacionamento.

      0
    • Anonymous 12 de abril de 2012 at 23:06

      Rafael,

      Para termos de comparação entre Banânia e EUA. Aqui, com cerca de 325 mil dólares (ou 600 mil Reais) voce compra cerca de 5 apartamentos de 2 dormitórios já alugados. O rendimento líquido mesal de aluguel, antes de descontado o imposto de renda, é cerca de 0.6% (em alguns casos, 0.7%). Voce teria um rendimento mensal de cerca de 1950 dólares (ou 3500 Reais) sem nenhum problema com construção. Não é uma opção muito melhor do que o que voce está pensando?

      0
      • Rodrigo 13 de abril de 2012 at 10:08

        e depois de descontado o Imposto de renda fica em quanto?

        0
  • Grotesco 11 de abril de 2012 at 19:48

    Off-topic (ou não, já que na “Banânia” tem muita gente que se preocupa mais com os resultados do futebol do que com educação financeira):

    A selecinha bananense (antigo orgulho nacional) está seguindo os passos das construtoras e indo ladeira abaixo no ranking da FIFA:

    http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,brasil-cai-para-6-no-ranking-da-fifa-uruguai-e-3,859731,0.htm

    Enquanto isso, as “Esselêinças” estão mais preocupados em aparecer na foto com o Neymarola:

    http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,neymar-e-ganso-roubam-a-cena-em-sessao-solene-na-camara-dos-deputados,859340,0.htm

    (Será que eles se lembram do que o Neybolha andou fazendo em Yokohama?)

    Diante disso, vem a grande pergunta: Será que, se houver mais um vexame da selecinha (base da Copa 2014) nas Olimpíadas de Londres, a casa cai de vez? Com direito a não eleição dos candidatos do governo nas próximas eleições?

    Afinal, se até o futebol está uma caca, não haverá nada para amortecer as consciências das massas.

    Em tempo, a Copa vem recebendo fogo amigo:

    http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,a-copa-do-mundo-de-2014-sera-uma-copa-de-mentira-diz-romario-,859814,0.htm

    0
  • veigalex 11 de abril de 2012 at 21:17

    kkkkkk como disso nosso amigo.. a dentadura voo longe..

    me rachei.. vou tentar fazer uma montagem disso..rsss

    kkkkkkk

    0
  • André 12 de abril de 2012 at 09:07

    Rafael, eu entendi o sue ponto de vista, pois pensava em fazer exatamente o que vc disse. Porém levei uma coisa em consideração. Eu tenho 30 anos, solteiro, e quem olha pra mim diz que tenho 23 no máximo (tenho cara de moleque mesmo) Ou seja, eu parei e pensei, uma baita casa, é muita coisa para mim, para cuidar, e até para morar, eu cheguei até a fazer o proejto da casa com uma ex-namorada minha, iria ficar linda. Depois pararei pra pensar… era muita coisa. Se quiserem posta até a imagem do projeto aqui…Fazer algo mais simples acho inviável pelo simples fato que a área é muito valorizada, não vale a pena estragar o tereno com algo simples. Então pensei nessa ideia de fazer uma prédio de 4 andares ( o máximo permitido para se construir sem elevador) E daí morar nele, e alugar o resto, dessa forma minha casa deixaria de ser um passivo e seria um ativo (pra quem leu pai rico, pai pobre sabe disso)Tem um detalhe tbm, eu iria cosntruir o prédio, 4 aps por andar, e iria pegar o ap no último andar + todo o terraço para mim. Ficaria show.

    0
    • Thiago 12 de abril de 2012 at 09:20

      Pois é, o problema é o orçamento!!

      Não sei a dificuldade de aprovar um projeto de prédio, talvez com 3 andares (ou mesmo 2) seja mais fácil.

      Se puder construir unidades comerciais no térreo é um ponto a mais também mas talvez complique com a prefeitura.

      Mas é uma boa idéia, é colocar no papel e ver se rola.

      Mas se prepare para bastante dor de cabeça =)

      0
      • André 12 de abril de 2012 at 09:58

        Thiago, a ideia é exatamente essa. 2 salas comerciais frente + 1 aps fundos.

        Nos 3 andares superiores, 2 APs por andar, Na verdade isso ainda vou decidir.

        0
    • Anonymous 12 de abril de 2012 at 23:10

      Rafael,

      Para termos de comparação entre Banânia e EUA. Aqui, com cerca de 325 mil dólares (ou 600 mil Reais) voce compra cerca de 5 apartamentos de 2 dormitórios já alugados. O rendimento líquido mensal de aluguel, antes de descontado o imposto de renda, é cerca de 0.6% (em alguns casos, 0.7%). Voce teria um rendimento mensal de cerca de 1950 dólares (ou 3500 Reais) sem nenhum problema com construção. Não é uma opção muito melhor do que o que voce está pensando? Adicionalmente, para alguém da sua idade e solteiro posso assegurar que aqui é muito mais divertido.

      0
      • André 13 de abril de 2012 at 09:15

        Entendo Rafael, mas acertando a conta, seriam 8 apartamentos de 2 quartos + 2 salas comerciais a R$ 800 cada. -1 , pois esse menos 1 seria o meu ap. Total de R$ 7200 em alguel – os 10% da imobiliária pra não se incomodar. Total R$ 6480. Chega a 1 % a brincadeira.

        Quanto a se mudar para os EUA, já pensei nisso quando tinha meus 22 anos e saí da Universidade, porém hoje com empresa estabelecida e bem sucedida, (comércio na minha cidade) sem chances de sair do Brasil e começar tudo novamente.

        0
        • Rodrigo 13 de abril de 2012 at 17:51

          Esqueceu do imposto de renda com alícota de 27,5% que deverá ser pago, até mesmo porque quem aluga declara… então o lucro vai ser menor.

          0
          • Rodrigo 13 de abril de 2012 at 17:53

            de R$ 7200 para R$ 4698.

            0
  • INFO 13 de abril de 2012 at 07:58

    CONFIRAM O E-MAIL DE PUBLICIDADE RECEBIDO DE UMA CORRETORA.

    SERÁ QUE DEU A LOUCA NA GAFISA MESMO OU ….???

    SEGUE TEXTO DO E-MAIL:
    Comunicado a todos os clientes,

    Deu a louca na GAFISA!!! Apartamentos na orla do Parque XXXXXXXXX com 20% de desconto, isso significa uma economia de R$ 62.000,00 até R$ 122.000,00. Não perca esta oportunidade e garanta já sua unidade.

    Apartamento de R$ 310.735,44 por R$ 248.588,35, uma economia de R$ 62.147,09 no Parque XXXXXXXXX é só aqui.

    Estamos com as últimas unidades de apartamentos com 1 suíte, 2 suítes ou 3 quartos com 1 suíte no XXXXXXXX, todas com desconto real de 20%. O desconto será lançado na mídia dia 20/04/2012. Antecipe-se ao lançamento de propaganda e garanta já a melhor unidade.

    Entre em contato para conhecer o decorado e condições especiais de tabela.

    Aguardo seu retorno para agendamento.

    0
    • INFO 13 de abril de 2012 at 11:04

      Complementando: Essa “loucura” na GAFISA esta acontecendo em GOIÂNIA/GO.

      0
    • Shakespeare 13 de abril de 2012 at 19:21

      Já recebi um e-mai oficial de uma construtora com desconto em torno de 20% também

      0