Brasil vive bolha imobiliária, dizem professores – Exame.com

Você pode gostar...

Comments
  • Carlos Wagner 24 de março de 2012 at 22:59

    Primeiro!

    0
    • aiwww 24 de março de 2012 at 23:40

      Que venham os trolls, malas, Cirilos (=Márcios) da vida … eles querem nos cansar … e não duvido que já tenham tentado tirar o blog do ar …

      0
      • Troll 25 de março de 2012 at 14:25

        Problem?

        0
    • GB 25 de março de 2012 at 09:49

      Terceiro !!!

      O site andou meio de lado ontem, será que foi algum ataque deles ?

      Mas a verdade é assim: ela pode até ficar escondida, mas ela sempre fica incomodando e sempre dá um jeito de aparecer.

      0
  • Shakespeare 24 de março de 2012 at 23:06

    os caras estão dando uma no cravo e outra na ferradura…

    0
  • ninja 24 de março de 2012 at 23:12

    Quem em sã consciência venderia o imóvel próprio para ir para um aluguel ?!?!?!?!

    0
    • pmoraesm 24 de março de 2012 at 23:29

      Se a pessoa achar um otário que pague o preço bolhudo, pode aplicar o dinheiro e pagar aluguel de imóvel do mesmo nível com um pé nas costas

      0
      • GB 24 de março de 2012 at 23:32

        Quem em sã consciência compraria um imóvel hoje ?!?!?!?!

        Nem os investOtários estão fazendo isso.

        0
    • Anonymous 24 de março de 2012 at 23:32

      Qualquer pessoa faz isso desde que tome consciência da diferença de preços entre Banânia e Europa ou EUA. Apesar de não ser razoável, pois requer uma grande dose de coragem, é uma atitude racional. Como já escrevi várias vezes, por constatação própria, sei que considerando imóveis e vizinhanças similares em qualidade, o preço na Banânia é TRES VEZES o preço nos EUA e DUAS VEZES o preço na Alemanha.

      0
    • Neo 24 de março de 2012 at 23:49

      >> Quem em sã consciência venderia o imóvel próprio para ir para um aluguel ?!?!?!?!

      verdade, ninguem tá conseguindo vender

      vai só sustentar dono de classificados

      0
      • GB 24 de março de 2012 at 23:52

        Amanhã é dia de ofertas nos classificados de imóveis dos jornais.

        Pena que o pessoal está cansado de gastar com jornal e está parando de anunciar seus micos neles.

        0
        • Aldo 27 de março de 2012 at 09:02

          Pessoal,
          Vocês se esquecem que os aluguéis estão altos também, e portanto por mais que haja uma bolha, eu não venderia meu imóvel que moro para morar de aluguel, pois é uma operação de risco… E acho que esse sentimento que esta segurando o ploc..
          Não acredito que vá estourar uma bolha no Brasil, mas acho que entraremos novamente em um estado de inércia total, como em anos atras,

          0
          • JP 9 de maio de 2012 at 16:02

            O pessoal avalia a rentabilidade esquecendo que anualmente o próprio bem valoriza e ai somamos o aluguel, para uma grande maioria o imóvel além de sonho é uma questão de status e o crescimento da população e das cidades provoca um aumento em determinadas regiões. Quem não gostaria de morar em bairro nobre classe AAA?? Para isso existe quem pague pelo imóvel ou pelo aluguel.

            0
    • Leo 25 de março de 2012 at 11:15

      Eu vendi no final do ano passado… tudo bem que eu ja nao morava nele. Tinha ele alugado e morava de aluguel em outro. Aproveitei essa bolada que me ofereceram e fiz a venda.

      0
    • Cleyton 25 de março de 2012 at 22:15

      “Quem em sã consciência venderia o imóvel próprio para ir para um aluguel ?!?!?!?!”

      Qualquer um que tenha alguma mínima noção do que é custo de oportunidade.

      “Quem em sã consciência compraria um imóvel hoje ?!?!?!?!”

      Qualquer um que não tenha a mínima noção de matemática financeira.

      Simples assim.

      0
    • rubens 26 de março de 2012 at 13:27

      Muita gente fez isto. Comprou o imóvel por x daí vendeu por xxx. Aprofeitou a alta, realizou os lucros e agora paga aluguel de uma casa melhor e mais bem localizada.

      0
    • peterson 26 de março de 2012 at 13:40

      NINJA do subprime americano “No Income, no Job, no Assets”

      é matemática pura : 500k em CDI = 63k ao ano de lucro 63/12 = 5k3 ao mês sendo 1k3 para aferir o IGPM (para seus 500k n perder valor) temos LL=4k a/m

      agora me fala onde você compra um ap por 500k ?
      agora me fale onde você mora de aluguel com 4k ?

      lembrando que se conseguir economizar 2k dos 4k em 10 anos voce terá outros 500k no banco.

      0
    • joka 28 de março de 2012 at 09:39

      Caro Ninja,
      Eu vendi o meu apartamento onde morava e estou morando de aluguel. Lucrei 150%. Estou felicissimo com o fato de estar investindo e pagando no aluguel o valor menor que pagava na prestacao do financiamento. Boa sorte para quem sentou no seu imovel e acha que e um milionario.

      0
  • GB 24 de março de 2012 at 23:31

    Quem em sã consciência compraria um imóvel hoje ?!?!?!?!

    0
  • GB 24 de março de 2012 at 23:50

    Tem gente que fala que não existe bolha, mas existindo ou não é nítido que alguma coisa mudou completamente o mercado imobiliário de alguns meses para cá.

    Quase comprei um apto. em dezembro/2011, com 2 quartos, 62m² em um prédio com meia idade, já pedindo uma pintura externa, pelo preço bolhudo de R$ 185mil já incluído um pequeno abatimento, mesmo assim eu achei o preço meio alto e desisti.

    Hoje, só 3 meses depois já há outros 2 aptos. à venda no mesmo prédio à R$ 160mil cada, o incrível é que aquele mesmo apto. ainda está encalhado e agora estão pedindo os R$ 160mil também, queda de R$ 25mil graças à concorrência, se eu oferecesse R$ 150mil eu tenho certeza que topariam, só não o faço pois acho que vai cair ainda mais, caso contrário já teriam vendido os 3 de primeira.

    Então está comprovado: a tese de que “se um vizinho aumenta eu também aumento” também vale para o sentido contrário, graças a Deus.

    Eu acho que os investidores pegaram para si os imóveis e os deixaram parados valorizando, agora que a rentabilidade em 2011 foi mais baixa que a poupança e será negativa em 2012 eles estão preferindo vender para investir em alguma outra coisa, o problema é que o dinheiro deles está preso nesses micos especulativos e seu retorno ao mercado gerou excesso de oferta, gerando esses descontos que estamos vendo, mesmo assim estão encalhados, não surgem interessados, a maioria dos possíveis interessados já caiu na lábia do lucro fácil e agora já tem o seu próprio mico para tentar se desfazer.

    E a GAFISA continua escondendo seu balanço anual, se fosse positivo já teriam publicado em janeiro mesmo, notícia boa dá até prazer publicar super rápido, mas como tudo indica que vai ser um total desastre, ficam prorrogando eternamente.

    0
  • Sem Nome 24 de março de 2012 at 23:51

    Agora falta pouco para o assunto virar notícia no Jornal Nacional, e também para virar tema de capa na Revista Veja….

    0
    • Shakespeare 25 de março de 2012 at 00:33

      Revista Veja já está chegando…

      0
      • Guilherme 25 de março de 2012 at 02:56

        Apenas a Veja não adianta, esse governo faz de tudo para desmoralizar a revista pq é a única que bate de frente e denuncia as falcatruas.

        0
        • Carlão_RJ 25 de março de 2012 at 11:08

          É verdade que na Veja só não basta, mas em ano de eleição, saindo na Veja, a oposição pode se aproveitar politicamente disso e fazer um barulho danado. O problema é que infelizmente essa oposição e nada e quase a mesma coisa.

          0
        • Troll 25 de março de 2012 at 14:03

          Exato. Povão não lê Veja, porque bate de frente com a presidente deles. O assunto bolha só ficará mais popular quando passar no Jornal Nacional, que é o jornal do povão. O povão não que saber de notícia, por isso não se informa e só assiste mal mal o JN porque espera a começar a novela.

          PLOC

          0
          • Alex 26 de março de 2012 at 13:18

            Não leio veja pq o editor chefe trocou 200 ligações com o cachoeira.

            0
  • Tatanka 24 de março de 2012 at 23:51

    Pessoalmente aconselhei alguns amigos a vender e com o dinheiro alugar e aguardar. Um colocou a venda e só não concretizou porque achava que ia subir mais, chegaram a oferecer 1,2M e ele não fechou,e agora me disse que aparecer alguém com 1M ele fecha. Só que já estão falando que o que falara chegar é entre 850 a 870k.
    Já esta ocorrendo a desvalorização, obviamente que não queremos o prejuízo de ninguém, mas que muitos que perderão procuraram, procuraram.
    Não foi por falta de avisos.

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 00:10

      Qualquer investimento traz um certo nível de risco, quanto mais se quer ganhar, maior ele é, pergunte para quem investiu em telefone fixo, carro, avestruzes, bois, …

      Mas no caso dos imóveis eles exageraram, nitidamente ignoraram quem queria comprar para morar e só vendiam para investidores, os panfletos só falavam em lucratividade, não falavam em conforto, prédios inteiros foram planejados só para investimento: aptos pequenos, muito caros, com pé direito baixo, mal localizados, feitos para ficarem fechados.

      Mas isso ia ter um preço, esses especuladores não são confiáveis, eles colocam e tiram o dinheiro quando querem, quando viram que seus ativos valorizaram só 6% em 2011 eles pararam de comprar, deixarando construtoras e corretores órfãos e surpresos e ainda inundaram o mercado com seus imóveis que estavam fechados.

      Seu amigo devia ter vendido na alta, agora vai ficar mais difícil.

      0
    • Shakespeare 25 de março de 2012 at 00:42

      dependendo de quanto eles pagaram eles vão deixar de ganhar, mas se esperarem muito vão começar a perder sim!

      0
    • Troll 25 de março de 2012 at 14:05

      “Já esta ocorrendo a desvalorização, obviamente que não queremos o prejuízo de ninguém,…” ________

      Como assim “não queremos o prejuízo de ninguém”??????? É claro que eu quero o prejuízo de todos os bolhudos que especularam e criaram essa situação.

      0
  • Neo 24 de março de 2012 at 23:57

    o zoiao se ferrou

    0
  • Anderson silva 25 de março de 2012 at 00:00

    ploc ploc

    0
  • Anderson silva 25 de março de 2012 at 00:03

    preço tah bolhudo e aluguel tah caro ainda

    inflação tah matando a classe média

    já se foi o tempo de vacas gordas no setor de imóveis!

    0
    • Troll 25 de março de 2012 at 14:08

      O legal é a contabilidade do governo que só conta quantas pessoas ascenderam à famigerada classe C. Ele não conta quantas pessoas da verdadeira classe média (renda de aprox. 15k) foram achatadas com a inflação, tiveram os salários corroídos, e com os preços bolhudos de hoje tiveram que ir morar em imóveis antes destinados a outras classes sociais mais baixas.

      Esse governo é uma piada. Saudades da década de 80/90 onde pobre era pobre e rico era rico.

      0
      • Rico 26 de março de 2012 at 00:45

        Bom, pelo menos você admitiu.

        0
  • Sem Nome 25 de março de 2012 at 00:04

    Muito interessante (didático e bem humorado) este vídeo sobre a bolha imobiliária na Espanha. A “valorização” dos imóveis que ocorreu em apenas 03 anos aqui no Brasil, é equivalente a ocorrida na Espanha ao longo de 07 anos.

    http://www.youtube.com/watch?v=WcbKHPBL5G8

    0
  • Anderson silva 25 de março de 2012 at 00:06

    CENÁRIO NEBULOSO PARA CORRETORES QUE ESPERAVAM FICAR RICOS NESTE RAMO, MAS AINDA DÁ PRA CONTINUAR SENDO CORRETOR NUMA NOVA REALIDADE DO MERCADO!

    Bom final de semana a todos!

    ploc ploc

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 00:16

      Todo setor que se sobressai chama a atenção das massas desempregadas e sem formação, ainda mais um que não exige escolaridade alguma.

      Dizem que são 3.000 corretores atuando na região da Lapa, ZO, SP, é muita gente no mercado, mesmo para épocas de mercado aquecido.

      Fico imaginando como estão sobrevivendo num período complicado como esse.

      0
      • Leno 25 de março de 2012 at 11:38

        Concordo GB,

        Minha área, Tecnologia da Informação, tem um déficit muito grande de profissionais, e o que vejo de gente ruim nesta área é absurdo. Já pensei até em mudar de área, mas estou chegando aos 30 anos, e ter que fazer outra faculdade, recomeçar praticamente do zero é complicado. Além do mais, eu sou apaixonado pelo que faço. Por enquanto, vou tentando ir para o lugar mais alto da pirâmide.

        0
  • GB 25 de março de 2012 at 00:33

    Êêêêêêêêêêêêêêê, domingo é o dia em que o jornal publica um suplemento destinado só à comédia: os classificados de imóveis !!!!!

    É engraçado ver como tem gente com micos na mão achando que ainda podem pedir o que quiserem nesses imóveis desvalorizados, o pior é que estão demorando para vender, o dia 10 está aí, eles vão ter que pagar mais uma prestação do financiamento e sabem que não vão ver esse dinheiro de volta pois não podem aumentar o que já não vende com o preço atual, kkkkkkkkkkkkkk.

    Bem vindos ao mundo real, onde imóveis são apenas gastos, não são investimento coisa nenhuma.

    E a propósito, aquele apê que eu ia comprar por R$ 185k, desse valor R$ 20k era de financiamento a ser quitado por eles, viram como são as coisas, eles tiveram que baxar R$ 25k no preço e desses R$ 160k que estão pedindo agora eles ainda tem que pagar R$ 20k de financiamento, isso é que é prejuízo em dobro.

    Hoje nesse mercado é muito melhor ser comprador que ser vendedor.

    0
    • Shakespeare 25 de março de 2012 at 00:44

      eu ainda sou observador… aguardando para entrar comprando quando a xepa começar!

      0
    • GB 25 de março de 2012 at 09:47

      Eu também, não vou dar meu rico e suado dinheirinho para nenhum especulaTrouxa ficar depois de boa tomando seu Jonnie Walker e ainda rindo da minha cara por eu ter comprado caro.

      0
      • Bananense 26 de março de 2012 at 00:00

        Jonnie Walker eh bebida de ricos no Brasil?
        Que país de tolos. Essa porcaria de scotch custa 40 dolares aqui nos EUA (black label) sendo que o Blue Label que eh o mais caro custa apenas 150 dolares no Costco…
        Ahahaahah o cara vende um imóvel caríssimo e isso o permite tomar um JW.
        Paisinho de gente estúpida. Somos um povo estúpido! Não vejo a hora da máscara que esconde essa ilusão econômica cair logo e esse país se afundar na pior recessão de sua petética história. Esse povo merece. E que atinja a arrogante classe média brasileira que adora posar em ser algo que não eh!

        0
        • peterson 26 de março de 2012 at 22:09

          cara eu ganho mais que muitos americanos, continuarei assim com crise ou não, pq sou fo.da mesmo sem ter “feito” havard, mas uma coisa que acho nojento neles é exatamente este ar prepotente, generalista, que olha os outros como lesmas, torço muito mas muito mesmo que qq país nem que seja da “p.u.t.a q. p.a.r.i.u” ultrapasse-os em tecnologia, riquesa e material bélico, mas vai ser dificil, pois todos sabemos que os maiores l.a.d.r.o.e.s de idéias e de cientistas do mundo são eles, vai ser complicado acabar com a manipulação politica, as articulações das matrizes e o desalinhamento da ordem (BCs), sabe aquelas teorias de conspiração?, então, as partes que vc lê e faz sentido são as mentiras o resto é tudo premissa de uma tautologia, mas isso meu caro, somente percebendo que muitas das variáveis surgem dos mesmos lugares, das mesmas instituições, como uma onda, dificil de explicar em um site emotivo como este, mas mesmo em blogs de investimento é dificil, afinal somente 10% dos investidores são bem sucedidos, quem sabe eu não sou um milionario, disfarçado, pois é, aprendizado não tem preço, juro eu queria ter a mesma habilidade de vender confiança como o sr X tem, infelizmente os politicos não deixam “amadores” como eu entrar, imagina profissionais como você…. mas acho que exagerei nos comentarios, vão me achar maluco…. abraços!

          0
  • Tomas Turbano 25 de março de 2012 at 00:39

    E agora, como é que os amigos de vocês, que duvidavam da bolha no passado, estão encarando o assunto hoje em dia?

    Há uns três anos, quando comecei a falar do assunto com meus amigos, era tratado como a) um demente a fazer teorias da conspiração; b) alguém que só falava mal da compra de imóveis por não ter dinheiro para fazê-lo; c) alguém que viveria o resto da vida na casa dos pais, por não aproveitar as “últimas chances” de comprar imóvel próprio.

    Dava minhas opiniões sinceramente com a melhor intenção, no sentido de evitar que meus melhores amigos se arrependessem da decisão de comprar na época da “febre”, mas ficava me sentindo tão mal com a reação das pessoas que acabei parando de falar sobre o assunto… Hoje, nem o mais ferrenho apologista da compra de imóveis acha que os imóveis vão ainda valorizar (infelizmente, poucos concordaram comigo na época).

    0
    • Leno 25 de março de 2012 at 23:48

      Tomas,

      Eu tambem já fui hostilizado por expor minhas idéias sobre bolha. Por isso, parei de falar no assunto fora deste blog.
      Como diria Nelson Rodrigues: “O Pior cego é o surdo”.

      Em tempo: Não vejo a hora de publicar no face junto a uma matéria afirmando a bolha: “Eu não falei?”

      0
    • Guilherme 26 de março de 2012 at 23:47

      Não esqueçam que hoje em dia não se pode falar mal da economia, a patrulha ideológica te pega.

      0
  • veigalex 25 de março de 2012 at 01:28

    Venha classificados.. venha repasses.. venha desespero de investidor burro.. de pseudo ricos que entraram no esquema de comprar terreno e fazer cortiço de luxo.. de ver a alta indo embora e você com um mico na mão.

    Não queria esta na pele de quem comprou na planta para investir.. ou de quem comprou para morar e esta vendo repasses mais baratos..

    Quero ver corretores chorando aos proprietários para abaixarem seus preços.. Quero ver proprietários chorando para corretores conseguirem vender seus micos.

    Homens placas… mulheres setas.. fila de entregadores de papel nos semáforos.. Venha Secovis.. venha balanço da Gafisa.. queda em fundos imobiliários.. Minha casa.. Minha vida.. Meu Dinheiro..

    E veremos a Dilma em rede nacional.. liberando o financiamento pelo FGTS acima do que é hoje.

    O BNDS emprestando dinheiro a PDG.
    A Rossi descendo a ladeira..
    A Cyrela contratando a Claudia Leite para tentar vender o resto do Le Parc.
    Desencalhaaa. recompra e joga tudo para o ar.. ah ah

    Aqueles fim de semanas de vendas de automóveis.. onde existe uma enxurrada de anúncios no intervalo do JN.. só que com Cyrela.. Gafisa..Rossi..PDG.. Trisul.
    Só neste final de semana.. 3 dormitórios a preço de 02.. compre agora e comece a pagar só em 2015.
    Vai mobiliado.. com carro na garagem.. Só hoje no Gafisa afundou Day.

    Mão de obra da construção civil implorando serviço em estadio da pseudo copa.

    e por ai vai…

    0
    • Virginia 25 de março de 2012 at 08:27

      Adorei seu post, e quando cheguei no final, ainda morri de rir!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      “Desencalhaaa. recompra e joga tudo para o ar.. ah ah”

      0
    • xangai 25 de março de 2012 at 08:40

      putsss… “homen placa e mulher seta ” !!! muito bom .. rachei !!

      0
      • Troll 25 de março de 2012 at 14:11

        Aqui em Santos tá cheio desse tipo aí.

        0
    • GB 25 de março de 2012 at 09:45

      “Desencalhaaa. recompra e joga tudo para o ar.. ah ah ah ah”

      E no final todos esses corretores “formados” no ano passado vão virar “homens placa e mulheres seta”, kkkkkkkkkkkkkkkkk.

      “Desencalhaaa. recompra e joga tudo para o ar.. ah ah ah ah”

      0
  • RPO 25 de março de 2012 at 03:40

    Vocês deveriam se informar melhor, ter mais fundamento na elaboração quando expoem idéias e ideais. Deveriam ao menos saber o significado do termo “bolha imobiliária” e, não sair fantasiando, sendo maria vai com as outras !!
    “A sabedoria tende a provocar discórdia, mas a ignorância é quase sempre unânime”

    0
    • peterson 26 de março de 2012 at 22:50

      concordo, bem, então supondo que não existe bolha nenhuma:
      então as valorizações devem continuar (x)
      com isso o salario deve aumentar(y), so que não esta na mesma proporção(x>y), supondo que o salarios subam(y2>y1), as empresas terão que produzir(k) mais e vender(N) mais, supondo que as vendas estejam em alta(N2>N1) os estoques(V) atuais são reflexo da produção(k1>k2) alta, supondo que os estoques diminuam (k3<k2) as vendas aumentariam ou a produção dimunuiria (V=K-N) logo se as vendas aumentam a valorização continua (x). partindo do principio: supondo que não exista bolha, o consumo está aumentando? a produção industrial também está aumentando? os salarios estão aumentando? os estoques estão diminuindo? as vendas estão aumentando? observe, suas respostas foram NÃO, pois o proprio governo diz isso, logo Não não existe bolha, dupla negação é o mesmo que a afirmação…. não disse que tinha bolha, só estou dizendo que não não há bolha, agora prove que não há bolha partidno do principio que há bolha vc terá uma surpresa…

      0
  • Adriano 25 de março de 2012 at 08:24

    A coisa já foi mesmo. É MUITO significativo que mesmo a comprada EXAME tenha uma matéria com um título como esse. A questão agora é: quanto tempo o “investidor” aguenta? O grosso do desespero ainda está por vir, porque a maioria dos imóveis começará a ser entregue a partir desse ano. Só para vocês terem uma idéia, um lançamento da GAFISA em Niterói que começou a ser construido no final de 2007, com previsão original para dez/2010, só ficará pronto por volta de junho deste ano. A enxurrada de entregas ainda está por vir. Os investOtários já estão sentindo a grossura da trolha e vão tentar passar desesperadamente seus imóveis em construção. E a quantidade de InvestOtários assalariados, classe média, é GIGANTE!!! E essa é nossa “sorte”. Porque o rico que investe em imóvel pode segurar a trolha por MUITO tempo, já o assalariado não. Ainda acho que somente a partir de 2013-2015 é que o mercado imobiliário encontrará o fundo do poço, por conta da quantidade de entregas para esse periodo. Até lá veremos um movimento de baixa consistente e relevante, mas não um de ajuste ao valor justo. Por enquanto, é só ficarmos na poltrona nos divertindo, com uma notícia na mídia em cima da outra, relatando as desgraças no mercado imobiliário.
    A propósito: Na última sexta-feira (23/03/12) tenha uma matéria no Valor Econômico falando sobre o endividamento da brasileiro, indíce de comprometimento, estas coisas. Adivinha em que botaram a culpa: financiamento imobiliário!

    0
  • Vinicius 25 de março de 2012 at 09:07

    Acho que deveriamos comentar em peso a reportagem da exame… Dando o maior apoio… Quem sabe não estimulariamos outras reportagens e uma melhor apuração da realidade imobiliária do Brasil.

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 09:42

      Eu fiz isso, umas 7 ou 8 vezes, foi bom.

      Ainda tem uns Trolls ali dizendo que a entrevista é uma bobagem e que o pessoal deve comprar pois os preços ainda vão subir, kkkkkkkkkkkkkkkkk, mais um corretor que vai virar “homem placa” e está preocupado.

      0
      • MAURICIO SALVI 25 de março de 2012 at 10:22

        Olá.

        Isso é comentário, conselho, discurso, seja lá o que for, de corretor burro, que pensa em fazer negócio só por dinheiro, esquecendo que o cliente pode vir, num futuro breve, comprar outro imóvel, vender o que comprou recentemente, indicar o corretor para amigos e colegas de trabalho, mas que isso aconteça, o comprador tem que ter confiança no profissional que o atendeu. Sendo assim, o resultado tem que ser o esperado, ou bem próximo do que foi projetado, e se isso acontecer, o corretor tem clientes fiéis. Para que isso ocorra é necessário que o corretor não tenha medo de dar as informações e consultoria sobre o mercado, mesmo com a possibilidade de não fechar o negócio, num primeiro momento, mas que a segurança de tais informações irão resultar numa indicação, compra de um produto mais adequado as necessidades de tal cliente.
        Mas para isso acontecer, o profissional tem que saber o que está fazendo.

        Forte abraço e bom domingo.

        0
    • GB 25 de março de 2012 at 10:36

      Essa reportagem da exame já está com 20.000 acessos, se este não for o assunto do momento, não dá para imaginar qual seria.

      Por outro lado, aquele que fala que o aluguel está estável em fevereiro teve 300 acessos, aquele da autorização da expansão do metrô só tem 200 acessos, mas esses não são o assunto do momento.

      0
  • Cai Cai Balão 25 de março de 2012 at 09:51

    Ploc!

    0
  • AJW 25 de março de 2012 at 09:54

    “O imóvel que o curitibano quer… não existe” Gazeta do Povo 25/03

    O morador de Curitiba que pretende comprar um imóvel ainda sonha com preços praticados antes do boom imobiliário. Pes­­­quisa divulgada pelo Sin­­­duscon-PR mostra que a maioria quer um imóvel que tenha três quartos, custe no máximo R$ 250 mil e que tenha prestação baixa, algo difícil de se encontrar no mercado atualmente.

    Agota a piada, mesmo com queda na venda la vai uma do Sinduscon:

    “Há uma diferença entre o que o comprador quer e o que o mercado apresenta. Isso significa que, para essa equação fechar, talvez o plano de compra tenha de ser protelado para aumentar a poupança ou a pessoa tenha de vender algum ativo para fazer frente ao compromisso”, diz.segundo Marcos Kahtalian, consultor do Sindus­con-PR

    Ou seja, vc paga aos espertos o eles querem, ou não compra. Cade a lei de mercado…

    Outra pérola

    A maioria dos compradores também não dispõe de muita poupança para dar de entrada no financiamento. Dos entrevistados que compraram ou procuram imóvel, 49% disseram que deram ou podem oferecer menos de R$ 25 mil para dar de entrada na aquisição.

    Uêeee, a nova classe média não esta bombando………

    http://www.gazetadopovo.com.br/economia/conteudo.phtml?tl=1&id=1237119&tit=O-imovel-que-o-curitibano-quer-nao-existe

    0
  • Ademir 25 de março de 2012 at 09:57

    Mais uma reportagem da gazeta do povo:
    gazetadopovo.com.br/economia/conteudo.phtml?tl=1&id=1237119&tit=O-imovel-que-o-curitibano-quer-nao-existe

    eu disse que o estouro da bolha vai começar por Curitiba.

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 10:57

      Eu tenho minhas dúvidas, essa matéria colocou a culpa do fraco desempenho do mercado nos próprios consumidores, são eles que não tem renda para comprar pelos preços exigidos pelo mercado e eles é que tem que se virar para conseguir isso ou se sujeitar a ir para lugares distantes, não é o mercado que está errado em ter aumentado absurdamente os preços.

      Para mim isso foi uma matéria paga que serviu para tentar acalmar o mercado e desovar unidades caras, distantes e pequenas.

      E outra: ouviram 200 pessoas, que amostragem ridícula é essa ?

      0
      • LAM 25 de março de 2012 at 12:08

        Traduzindo em miúdos: A CULPA É TODA NOSSA, por não sermos ricos o suficiente para comprarmos ao preço que eles querem. Ah… vai ser ferrar, é muita cara de pau, viu??

        0
  • EduLon 25 de março de 2012 at 10:00

    Vejam que interessante. Na Gazeta do Povo de hoje, diz que o curitibano não aceita pagar o preço hoje praticado pelas construtoras, e que por isso está adiando a compra. Diz que a maioria deles têm intenção de comprar a preços pré-boom ( traduzindo… pré bolha…)

    h ttp://www.gazetadopovo.com.br/economia/conteudo.phtml?tl=1&id=1237119&tit=O-imovel-que-o-curitibano-quer-nao-existe

    0
    • Frank 25 de março de 2012 at 11:01

      o trabalho da gazeta do povo está sendo paradigmático.

      se houvesse algo minimamente semelhante, em termos de trabalho jornalístico, em RJ, SP ou BSB, meus amigos, ai sim chegaria o Miguel Jaco’s doomsday.

      no RJ, por exemplo, a cidade esta passando por uma brutal reconfiguração de perfil socio-economico X bairro, e isso não vira objeto de interesse jornalistico.

      pessoas saindo da ZS (aos montes) para Tijuca, Catete, Largo do Machado por nao conseguir pagar os alugueis atuais….”barrenses” fuguindo da Barra para ZS e Tijuca…

      e o Globo dá “traço”.

      daqui a alguns anos, certamente esse periodo frenetico de re-arranjo sócio-espacial será objeto de estudos acadêmicos.

      0
      • GPTFN 25 de março de 2012 at 21:32

        Pelo que me consta Catete e Largo do Machado também são zona sul.
        E a tijuca não comporta essa galera toda, até porque a area mais valorizada não é tão grande assim.
        A galera que quer morar na barra mas nao pode, em geral migra pro recreio e adjacencias.

        Mas o movimento de êxodo é real. Muita gente frustrada pq de uma hora pra outra não pode mais pagar o aluguel do seu quarto e sala que está sendo brutalmente reajustado.
        E não foram só os imóveis que subiram, a inflação está ridiculamente alta.
        Vide aumento nas barcas de 2,80 para 4,50, nos onibus executivos de 6,00 para 8,00, metro transformando integrações que custavam 4,20 em 4,95 devido a mudança para o bilhete unico. Ainda tem a cara de pau de colar propaganda dizendo que isso traz maior economia para o usuario.
        As compras do mes que aumentaram 23% só esse ano.
        Estacionamento no centro do RJ está a peso de ouro! 17 reais a primeira hora e 8 reais as seguintes.
        Sem falar que em breve chegará o aumento na gasolina devido a tensão no oriente médio.
        Uma hora o crédito acaba. Ai que nos veremos quem é quem.

        0
        • Frank 26 de março de 2012 at 10:32

          “Pelo que me consta Catete e Largo do Machado também são zona sul.”

          estava implícito (pra mim) q é a ZS “boa”, q, como todos sabem, termina em Flamengo / Laranjeiras 🙂

          e “barreanos” q trabalham no Centro não correm para o Recreio, tentam vir para mais perto do Centro (aí a renda dita onde podem entrar…).

          0
  • MAURICIO SALVI 25 de março de 2012 at 10:11

    Olá para todos.
    Acho que além da “bolha”, não podemos esquecer que no mercado imobiliário, além do retorno esperado no aluguel, para que se possamos fazer as contas corretas, temos que levar em conta o IR sobre o aluguel e também, na venda, o imposto sobre o LUCRO IMOBILIÁRIO.
    Vamos fazer contas.
    Obs. Hoje está acontecendo um “fenômeno” que também estão deixando passar batido: O imóvel novo, ou melhor, na planta, em muitos casos, estão mais caros que os imóveis prontos. Acho que esse fato tem que fazer parte da análise do mercado.

    0
    • Laranja 26 de março de 2012 at 10:57

      Já escrevemos sobre isto… Alguns justificam a existência de bolha de preços comparando preço de venda X aluguel; custo + lucro ≠ preço de venda, crescimento renda X valor dos imóveis…

      Concordo com estes argumentos, mas fico louco quando vejo um imóvel recém entregue custando menos do que um que não existe (na planta), vizinho, no mesmo padrão e dimensões.

      0
  • Rico 25 de março de 2012 at 10:14

    “Fala-se em déficit habitacional. Sim, mas só porque existe escassez de alimentos, por exemplo, não quer dizer que o preço da comida pode subir infinitamente”, compara Samy Dana.

    Pronto, acabou, para mim essa frase explica tudo. O resto é teoria.

    0
    • Shakespeare 25 de março de 2012 at 11:15

      se bem que tenho visto uma bolha no preço dos restaurantes…

      0
      • Leno 25 de março de 2012 at 11:50

        È a inflação voltando com força total, caro colega.

        0
      • Troll 25 de março de 2012 at 14:15

        Bem vindo à década de 80.

        Como dizia o Cazuza:

        “Eu vejo o futuro repetir o passado, eu vejo um museu de grandes novidades.”

        0
      • Troll 25 de março de 2012 at 14:16

        Em tempo: uma lagosta pode custar R$195,00??? Vi isso num cardápio de um barzinho meia boca e fiquei confuso: eu to ganhando pouco?

        0
        • Rico 26 de março de 2012 at 09:51

          Não Troll, não é vc que está gastando pouco. São as pessoas que não sabem dar valor ao dinheiro e não conhecem a lei da oferta e procura.

          Por isso que aumentos salariais em massa só podem ser feitos com o aumento do PIB ou reajuste monetário, senão vira inflação.

          0
        • Indecoroso 26 de março de 2012 at 14:43

          Estive em Miami e comi uma lagosta por US$30 e no dia seguinte um Kingcrab por US$49… enquanto que no Brasil eu teria gasto nesses dois pratos juntos mais de quinhentão.

          Imaginem se não fôssemos o celeiro do mundo! Um PF custaria R$30 e o “zé povinho” sairia do “serve-serve” felizão, sorrindo alface e minando óleo de fritura pela testa, comentando com o cumpade dele: “quanté qui ficô o jogo do framengo”?

          Bosta de nação essa…

          0
  • GB 25 de março de 2012 at 10:21

    Pronto, já fiz as compras da semana, já peguei o jornal com o suplemento de imóveis, já xinguei os vizinhos, tudo no cronograma, agora é criar coragem para lavar o carro.

    No caminho para o supermercado notei que há mais 2 imóveis com placa de “Vende-se”, ambos pareciam estar fechados, pode ser coisa de especulador tentando livrar-se do mico, “too late”.

    O Brazil é muito vulnerável e igualmente exagerado: na Espanha a bolha cresceu durante 7 anos, aqui só 3 e já chegou ao limite, lá demorou para desinflar, aqui pelo jeito vai ser mais rápido, os especuladores daqui se acham grande coisa, mas quando notarem que os preços só estão caindo e os “ativos” deles só estão dando prejuízo e sendo comidos pela inflação, aí a coisa vai pegar para valer, vão tentar vender naquele esquema “o menor prejuízo possível”.

    O governo, construtoras e imobiliárias podem até tentar que isso seja um processo mais lento, para que esses prejuízos sejam amortizados ano a ano e causem menos problemas, como aconteceu nos demais países, mas aqui é Brazil, não é um país desenvolvido, a oferta já está enorme e os preços afugentam os compradores, é só uma questão de tempo até esse povo todo se cansar de ficar “brincando de tentar vender o imóvel a preços altos” para vermos até onde podem chegar as quedas.

    Principalmente nesses que ainda não estão quitados, que parecem ser a grande maioria, todos comprados pelas sardinhas com financiamentos altos sob a promessa de lucro fácil, como a crise ainda é recente noto que hoje eles até estão tentando vender ganhando uma grana e ao mesmo tempo empurrando o financiamento para outro otário, mas quem vai querer uma dívida alta contraída irresponsavelmente por um terceiro em um imóvel que já vão vale o saldo devedor ? E quem pode competir com a própria construtora e bancos vendendo por preços mais baixos os encalhes e as devoluções ? Logo vão se cansar de pagar o financiamento de algo que não tem retorno e vão acabar perdendo o imóvel.

    Eu acho o momento divertido, mas sinceramente não precisamos fazer nada, o próprio mercado abusou achando que comprador é tudo trouxa e ele vai acabar se normalizando, mesmo que os especuladores sejam teimosos e os preços não baixem não vai ter problema, deixem que fiquem com os micos parados, dando gastos, não valorizando nada, sendo comidos pela inflação e logo eles chegam aos preços corretos.

    E também não acredito nessa história de correTrouxa de queda sendo seguida por outra alta, a queda até pode chamar a atenção novamente dos investidores, mas já estarão quase todos presos a micos que não conseguem vender e os que conseguiram isso vão ter perdido $$$$ e não vão se meter novamente com mercado imobiliário tão cedo.

    0
    • Anônimo 25 de março de 2012 at 15:14
      0
      • Bananense 26 de março de 2012 at 00:22

        Fez operações na bolsa incríveis antes de 2009 mas não conseguiu comprar um mero imóvel numa cidade tosca como Goiania antes da Bolha e agora tá na espectativa da bolha estourar para comprar seu muquifo em GO.
        Piada!!!! Vai Brasil, se acaba logo. Esse povo merece o fiasco!!!!

        0
        • Anônimo 26 de março de 2012 at 15:34
          0
      • Bananense 26 de março de 2012 at 00:25

        Senhor JLT eh uma acrônimo para Senhor Já Levou Trolha?

        0
    • Rico 26 de março de 2012 at 00:43

      3 anos? 2007 – 2012 = 5.

      Ou será que mudaram a matemática?

      0
  • GB 25 de março de 2012 at 10:42

    Que safados:

    “Há uma diferença entre o que o comprador quer e o que o mercado apresenta. Isso significa que, para essa equação fechar, talvez o plano de compra tenha de ser protelado para aumentar a poupança ou a pessoa tenha de vender algum ativo para fazer frente ao compromisso”, diz.

    “Para essa equação fechar” ninguém vai cogitar a hipótese de baixar o preço ? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 10:44

      Essa também foi boa:

      “De acordo com ele, o comprador vai ao mercado com uma intenção e aos poucos vai adaptando o seu sonho à realidade, buscando imóveis mais afastados ou menores.”

      Ou seja, paga-se muito por algo pequeno, ruim e longe, isso não é o perfil do especulador ?

      0
  • Conde Drácula 25 de março de 2012 at 11:03

    Prezados

    assim como houve especulação para os preços subirem:

    “os preços estão subindo, preciso comprar agora porque do contrário não conseguirei comprar no futuro”.

    Haverá uma outra especulação quando a bolha estourar

    “Os preços estão caindo, vou esperar mais pois no futuro vai cair mais e vou comprar mais barato”.

    0
    • Troll 25 de março de 2012 at 14:18

      Corretor ou investidor, você?

      0
      • Conde Drácula 25 de março de 2012 at 19:01

        sou apenas um simples mortal querendo comprar meu ap.

        Meu comentario parece de corretor? desculpe

        0
        • Troll 25 de março de 2012 at 22:02

          Pô, foi mal aí cara. É que esse papo de “especular com queda” é meio que de corretor…

          0
          • Conde Drácula 26 de março de 2012 at 06:23

            Especular com queda é bom para quem quer comprar para morar.

            0
    • Henrique 26 de março de 2012 at 01:22

      Perfeita colocação, estou na mesma situacao que você, juntando e na renda fixa esperando tudo isso acabar, estou tao feliz de nao ter caido no papo de varios corretores vendendo imovel de 84m na planta por 450 mil.

      0
  • Carlos Wagner 25 de março de 2012 at 11:10

    Como costume, sempre anuncio minhas estratégias de barganha. Como já venho fazendo há algum tempo, oferecendo 50% dos valores anunciados, a partir de agora, em resposta aos anúncios de repasse em imóveis que me interessem, pretendo oferecer assumir a dívida com a construtora, caso o imóvel já esteja na fase de entrega das chaves, sem pagar nem mesmo o que já foi pago à construtora pelo vendedor.

    Claro que vou ser muito xingado novamente. Mas vai ser um choque de realidade pra eles.

    Os especuladores que estão tentando vender e começando a anunciar seus imóveis vão levar um susto com tais propostas indecentes e vão, inevitavelmente, pensar: Puxa, o mercado está pior do que eu pensava!

    Claro que não vão aceitar minhas propostas no começo, mas que vão se assustar, isso vão! hehe

    0
    • mauricio 25 de março de 2012 at 11:14

      não esqueça de mandar links pras reportagens de bolha junto com as ofertas, e conclua:

      -SE NÃO ACEITAR LOGO ESSA OFERTA VOCÊ IRÁ TER PREJUÍZO MAIOR

      -VAI TER MUITA GENTE NA SITUAÇÃO IGUAL A SUA QUE IRÃO PUXAR OS PREÇOS PRA BAIXO

      -VENDA AGORA OU NÃO VENDA NUNCA MAIS

      0
    • Guilherme 25 de março de 2012 at 12:02

      Estou pronto para comprar um terreno, o valor dele encontra-se perto de um preço justo e chego a desconfiar. Na minha opinião esta bolha envolve principalmente apartamentos, que por sua vez elevaram o preço de algumas casas. Só que no dia em que a bolha estourar, alguns imóveis que realmente valem a pena continuarão com preços altos, o que irá despencar será principalmente imóveis pequenos, em locais duvidosos que são vendidos a valores inexplicáveis.

      0
      • GB 25 de março de 2012 at 12:18

        Sempre vai ter gente exigindo mais que o imóvel vale, isso depende de quanta gordura essa pessoa tenha para queimar, dos noticiários sobre a inflação e quanto $$$ ela tem para gastar com remédios para gastrite.

        Um imóvel parado é sempre gasto, se alugado você ainda achou alguém para pagar os impostos por você e ainda te dar um $$$$ por isso, o preço alto pode estar ali para compensar esses gastos, mas é arriscado mesmo assim.

        Quando vejo anúncios eu prefiro os que as fotos mostram que estão desocupados, se há moradores eles tendem a pedir mais do que ele vale e, via de regra, não se importam com o tempo que leve para vender, pois estão usufruindo do bem e precisam do valor alto para comprar outra melhor, a não ser que seja nos casos de que aceita casa de menor valor, aí ele quer fugir do condomínio.

        0
      • GB 25 de março de 2012 at 12:24

        Se você achou um terreno por preço próximo do justo, você tem que ver se há outros na mesma situação, se ele for o único talvez já seja hora de pensar em comprar ou alguém te passa a perna, se forem muitos à venda, como no meu caso, pode esperar que caiam mais.

        E lembre-se que com o óbvio anúncio da freada nos lançamentos das construtoras, o material e a mão de-obra também vão se tornar mais disponíveis dentro de pouco tempo e vão ficar mais baratos para quem quer construir.

        0
    • Troll 25 de março de 2012 at 14:20

      Passa os anúncios aí que vou trollar também.

      0
  • FoxBravo 25 de março de 2012 at 11:14

    Pessoal,
    Me expliquem uma coisa.
    Um investidor compra na planta com a pretensão de vender na entrega da obra.
    Na entrega ele vai querer um valor na “mão” e o resto financiado com a construtora.
    O que acontece se a construtora ainda tiver unidades para vender? Ela não vai sempre dar uma condição bem melhor que o do investidor?
    Para um comprador não vale mais a pena comprar direto com a construtura e usar, por exemplo, o FGTS dele como entrada?

    0
    • mauricio 25 de março de 2012 at 11:41

      o estado psicológico de euforia não permite que essas perguntas sejam levantadas pelas partes envolvidas

      0
    • Ricardo Eng 25 de março de 2012 at 11:44

      Sim, está correto o seu raciocínio. O problema é que o investidor não considerou que estava revendendo um *produto*, que deve ser competitivo e agradável ao consumidor.

      Ele achou que estava se metendo em uma *mamata*, igualzinha a aquelas que o povo se mete em brasília e o investidor provavelmente critica enquanto assiste ao jornal. Foi com esse espírito de lucro fácil e sem ética que entrou no negócio.

      Só que, como você bem falou, o produto que ele está segurando não é o mais agradável do mercado. Se considerarmos a concorrência com outros prédios, a situação é pior ainda: como o investidor não pretende morar no apartamento, ele em muitos casos compra apartamentos com vagas de garagem desconfortáveis (em muitos casos designadas por sorteio anual), cômodos pequenos e em regiões desagradáveis.

      Afinal, o que importava era a mamata.

      0
    • pmoraesm 25 de março de 2012 at 12:04

      Acontece, só que a construtora também quer tirar dinheiro dos desavisados e sobe o preço das unidades que sobraram também. Ex:

      No início de 2011 fui ver um apartamento em um empreendimento MaxHaus perto de casa, o preço até que estava razoável: R$ 280.000,00 por 70m². Não comprei pois não gostei nem um pouco do visual do condomínio: piscina vermelha, dragão desenhado no chão da garagem e a porta dos apartamentos era a coisa mais horrorosa que já vi.

      Agora no meio de março veio uma avalanche de anúncios de aptos no mesmo condomínio direto com a construtora, o mais barato por R$ 350.000,00, que presumo serem unidades que ficaram encalhadas ou foram devolvidas

      0
    • GB 25 de março de 2012 at 12:08

      A construtora sempre vai dar ao comprador a possibilidade de parcelamento, já o especulaTrouxa quer à vista para cair fora e investir em outro, ambos querem vender antes das chaves para não ter que passar um longo tempo pagando condomínio de bobeira, o risco de vir a se tornar concorrente da construtora faz parte do negócio.

      Se isso acontecer a concorrência é desleal por parte da construtora, mas o cara vê que tem fila e gente madrugando para comprar, corretores dizendo para comprar senão só vai aumentar e nunca vai conseguir nada, o maioria do pessoal só está lá por causa do buffet mas ele acaba caindo nessa armadilha e depois se ferra de verde e amarelo.

      Ou vocês acham que os especulaOtários estão gostando de ver todas as construtoras fazendo feirões e mega descontos todo fim-de-semana ? Para eles é o princípio do fim.

      Aqui nesse loteamento de terrenos ao lado de casa é a mesma coisa, está 90% abandonado ou com placa de vende-se, o dono já “baixou” o preço para R$ 115k em qualquer terreno e garante que os demais terrenos estão sendo vendidos por particulares 10% mais caro que os dele, como é que pode ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      0
  • Shakespeare 25 de março de 2012 at 11:16

    coloquei no Face e tive dois comentários, um a favor e outro contra

    0
  • RT 25 de março de 2012 at 11:42

    Gostei do seguinte trecho:

    “Ainda que os preços dos imóveis possam, em tese, subir indefinidamente, os preços dos aluguéis esbarram na barreira da renda da população, não podendo subir acima do que as pessoas podem pagar. “Fala-se em déficit habitacional. Sim, mas só porque existe escassez de alimentos, por exemplo, não quer dizer que o preço da comida pode subir infinitamente”, compara Samy Dana.”

    MEU COMENTÁRIO: Faz tempo que tento entender qual o PROBLEMA MENTAL dos “especialistas” que ainda vêem espaço para esses preços subirem.

    Existe um tipo (ruim) de profissional que tem um hábito bastante esquisito: o de se prender excessivamente à teoria e fechar os olhos para aspectos práticos… me parece esse o caso de muitos “especialistas” do mercado imobiliário de hoje.

    Eles fazem contas, traçam curvas, analisam tendências para todo o mundo, e no fim de tudo isso, concluem: quitinetes no Rio de Janeiro podem custar R$ 2 MILHÕES.

    Mas, por algum estranho motivo, suas projeções tão detalhadas não levam em conta algo ainda mais fundamental para a realização de previsões… refiro-me, obviamente, à capacidade de compra do “público alvo” desses imóveis.

    “Ah, não, mas o salário mínimo aumentou 100%, de R$ 300,00 para R$ 600,00″, responde o especialista… só pode ser retardo mental…

    0
    • Carlão_RJ 25 de março de 2012 at 11:56

      Rapaz, acho que é malandragem mesmo. Tem muita gente que se diz isenta, mas é vendida. A mídia vive de venda de espaço, então a grana fala mais alto. Pode parecer uma visão simplista da coisa, mas acredito que seja simples assim mesmo. Infelizmente!! Enquanto a credibilidade do veículo não está em risco, o dindim fala mais alto.

      0
      • joka 28 de março de 2012 at 10:58

        Eu defendo que a situacoa e mais seria. E descreve como golpe e estelionato: por vezes a midia noticiando que e bom negocio comprar imoveis que vao valorizar, falseando dados. As cosntrutoras, enganando deliberadamente: Obras atrasadas previsivelmten, alguams por anos. outras empreiteiras quebradas, vendendo apartamento na planta como se nao estive a beira do abismo. A coisa e mais criminosoa do que se advoga….

        0
    • GB 25 de março de 2012 at 12:34

      Eles ficaram um bom tempo fazendo contas sobre o que especuladores poderiam pagar, nunca fizeram os cálculos de quanto os assalariados poderiam pagar, prova maior é o absurdo dos preços dos imóveis.

      Agora que os especuladores estão caíndo ou tentando caír fora, novos calculos terão que ser feitos, desta vez levando-se em consideração seus únicos clientes, os assalariados.

      0
  • Leno 25 de março de 2012 at 12:09

    Essa eu tenho que compartilhar aqui

    Ví um anuncio no qual o investidor queria repassar o imovel comprado na planta.Ofereci a ele apenas pagar o que ele já tinha pago, sem agio nenhum.Vejam a resposta.

    “Ok, vamos negociar, o ap vale hoje 211.000,00, o saldo devedor é de 113.648,00, para pegar a chave que será entregue agora em junho, terá que pagar a ultima parcela de5.450,00, mais a transferencia de posse de 3850,00. Eu quero pela parte que paguei somente 57.000,00. Ok se tiver duvidas me ligueAntoniofone: xxxxxxxx. Abraço Date: Sun,”

    é obvio que ele ainda está tentando ganhar alguns trocados, pois está fazendo o calculo pelo preço que o imovel “vale” hoje. Mas está claro que ele já sabe que se ferrou.

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 12:29

      Você até que foi bastante generoso com ele, a maioria não vai ter essa oportunidade de rever o que pagou, vai continuar pagando até a exaustão e vai perder para o banco.

      Espere um pouco que logo ele entra em contato com você.

      0
      • GB 25 de março de 2012 at 12:38

        Que maldade, GB é um menino muito cruel: deixe ele pagar tudo até as chaves e faça uma proposta menor que esses R$ 57k, é ele aceitar ou ter que bancar o condominio e o financiamento bancário também. kkkkkkkkkkkkk

        “Um dia da caça, outro do caçador.”

        0
      • Leno 25 de março de 2012 at 12:41

        GB,

        Meu interesse mesmo é no mercado de usados, só fiz essa proposta para especular mesmo. Se fosse a meses atrás, provalmente eu teria uma resposta bem diferente desta.

        0
  • Eduardo 25 de março de 2012 at 12:17

    Caríssimo Bolha

    Gostaria de fazer um pedido. Por que não cria um tópico sobre imóveis usados? Tenho procurado na zona norte de São Paulo e vejo preços,hoje, até 4 vezes maiores do que há 3 ou 4 anos atrás. imagino que isso não esteja ocorrendo apenas em São Paulo.

    Agradeço a atenção.

    Eduardo

    0
  • RT 25 de março de 2012 at 12:40

    Pessoal,

    Lembram quando, faz um tempo, estávamos conversando sobre “empreendimentos luxuosos e grandes sendo erguidos em bairros onde o poder aquisitivo local não suporta os valores pedidos”?

    Soube de mais um desses… sei lá o que passa na cabeça dessas construtoras, mas enfim…

    Um corretor me enviou ontem um e-mail, falando de mais um desses. É no Rio de Janeiro, imagino que em Del Castilho – a mensagem diz que é “a 2 minutos do metrô e do Shopping Nova América, a 5 minutos da Linha Amarela e a 10 Minutos do Norte Shopping”.

    Fala que serão “3 condomínios independentes”, com “infraestrutura completa”. Pelas fotos, vai ter parquinho com areia, quadras de futebol e de vôlei, etc.

    O nome do empreendimento é Rio Parque, acho que é da Cyrela.

    Preços: 2 quartos a partir de R$ 226 mil (parcelas durante as obras de R$ 979,00) e 3 quartos a partir de R$ 269 mil (parcelas durante as obras de R$ 1168,00).

    Me corrijam se eu estiver esquecendo alguma coisa… mas pensando SÓ no tamanho e complexidade do empreendimento, o preço nem parece tão ruim… a região é que não é das melhores… eu não pagaria R$ 250 mil pra morar lá.

    Por outro lado, em se tratando de imóveis que ainda nem saíram do chão, eu achei o preço salgado. Apesar que, nestes tempos de bolha, já vi preços mais delirantes que esses aí…

    De qualquer maneira, eu não compro na planta, pois tenho trauma de família.

    0
    • Frank 25 de março de 2012 at 20:47

      “Preços: 2 quartos a partir de R$ 226 mil (parcelas durante as obras de R$ 979,00) e 3 quartos a partir de R$ 269 mil (parcelas durante as obras de R$ 1168,00).”

      a tomar por outros anúncios (bolhudos, como dizem por aqui) nessa regiãos há 1 ano ~ 6 meses atrás, tá barato….

      conclusão: ou é um degrau abaixo em termos de qualidade ou localização, OU já o efeito “emagrecimento de preços”.,..

      0
    • Carioca 26 de março de 2012 at 09:04

      2 minutos do metrô lotado sentido centro…
      5 minutos da linha amarela engarrafada…

      e ao lado de grandes favelas e em um bairro horrível que só tem comércio por causa de 2 shoppings… grande negócio

      0
  • Cirilo 25 de março de 2012 at 13:34

    Carlos Wagner disse:
    24 de março de 2012 às 22:44
    Cirilo

    Compreendi…

    Voce tem muito o que aprender ainda. Vai com calma e escute mais e fale menos. A vida nos ensina exatamente isso, uns seguem conselhos e cortam caminho para o aprendizado, outros levam pauladas a vida toda até aprenderem. Voce decide o que deseja fazer, mas por enquanto poupe-nos!

    PS: Ficar entrando aqui com varios nomes nao é legal. É coisa de moleque!

    Abraço

    Carlos, todo nós temos o que apreender, inclusive muitos daqui tem muita coisa para apreender e olha que vários são formados e já trabalham, mesmo assim mal conseguem escrever um parágrafo conciso, quanto mais abordando conceitos ecônomicos.

    Quanto a ficar entrando com vários nomes, peço ao Bolha que verifique isso e poste aqui, nunca entrei com outro nome, somente os comentários sob o nome Cirilo apresentam o mesmo IP.

    0
    • Carlos Eduardo 26 de março de 2012 at 01:26

      bla bla blá Português,
      bla bla blá IP…

      já ouviu falar em IP Dinâmico ?

      Não acha que as ideias valem mais do que nicks imbecis ?

      0
  • Me 25 de março de 2012 at 13:51

    Depois de entregar o apto antes do carnaval por ter sido convidado a pagar 4 vezes o valor inicial do contrato de aluguel assinado em final de 2007 (de R$ 13,00 foi pra R$ 50,00/m2) e muitas desventuras (dormindo em casa de amigos, hotéis e aluguéis por temporada), resolvi minha situação. Fui para outro apartamento, ainda na Zona Sul, pagando o mesmo valor que pagaria se estivesse no outro (R$ 50,00/m2). Esse é um pouco maior, com algumas mobílias, a vista é mais aberta, precisando de uma boa pintura e pequenas reformas (o proprietário fez questão de comprar a tinta acrílica e argamassa). Acertei com o proprietário (conhecido há mais de 20 anos nesse prédio e indicado por gente de confiança) que posso sair quando quiser sem pagar qualquer multa (apesar de não planejar isso). Enfim, melhor situação, pelo mesmo preço.

    Mas não considero uma situação necessariamente boa. Metade da minha renda está indo para aluguel. Notando que o estupro era inevitável, decidi aceitar a situação e dançar conforme a música. Há quem irá se apressar em ler em voz alta a cartilha de que o máximo da renda que deveria ser comprometida para isso seria 30%. Levei isso em conta, mais ainda porque costumava gastar menos de 20% para tal. Lendo eu a cartilha em voz alta: morar em regiões mais baratas acaba saindo mais caro, mais ainda se você considera que tempo é dinheiro.

    Ainda estou me organizando nessa nova realidade, mais ainda por ter coincidido com mudança de trabalho (esse sim, para bem melhor, a ponto de me fazer desistir de me mudar para São Paulo), por isso não sei como ficará meu orçamento mensal, mas já é óbvio que vou ter muito menos para poupar. Acho difícil fazer cortes, sempre fui de gastar muito pouco.

    E minha perspectiva é que nada disso mude para melhor no decorrer do ano.

    0
    • MrK 25 de março de 2012 at 17:51

      prezado

      50/m2 me soa muito caro, eu tenho visto aps para voltar ao Rio, e os valores mais caros (que sao os do zap e atraves de imobiliarias) nao chegam a isso pra bairros bons do Rio, quer dizer, pode chegar em belos apartamentos, na lagoa, na gavea, no jb botanico… mas se vc disse que o imovel precisa de reforma, fico surpreso.

      um amigo meu me falou que os precos do zap estao em media 10% a 15% acima da realidade, e que se for direto no proprietario ainda abaixa mais um pouco, segundo ele a euforia de alugueis caros deu uma pequena desaquecida (segundo ele, estou longe), eu espero alugar algo bom na zona sul por menos do que isso, voce pesquisou muito? classificados? fez contra propostas?

      0
    • Frank 25 de março de 2012 at 21:21

      fico feliz de vc ter resolvido a situação – ainda q não da melhor forma, pois comprometer 50% da renda com moradia á algo bastante pesado.

      o RJ ainda segue seu frenesi louco de preços – em um patamar mais moderado do q em 2010-2011.

      se tormarmos os números frios de aumento de aluguel e renda média, verifica-se q a fatia destinada a moradia aumentou consideravelmente.

      se se fizer recorter por bairro, a situação é ainda mais dramática.

      o RJ tem, de modo geral, mobilidade e ambiênciua urbana sofríveis, o q gera pressao absurda para se morar em uns 5 ou 6 bairros apertadinhos na ZS.

      isso é algo q agrava o vírus do bolhismo, no RJ.

      espero q vc tenha sucesso, consiga se manter, e possa, em um futuro não muito distante, vir a se recolocar em um bom bairro mas sem um comprometimento bolhudo de sua renda.

      0
  • Cirilo 25 de março de 2012 at 13:59

    Outra coisa complicada é fazer generalizações baseadas em círculos pessoais de convivência, vejo muitas pessoas falando que o mercado travou e que não se vende mais nada.

    Mas espere, isso está acontecendo em todo o Brasil? Em todos os bairros? Ou é um fenômeno localizado?

    Segue notícia sobre o Wave Ipanema, empreendimento da RJZ Cyrela com preços começando em R$40.000/m2 que já está 100% vendido:

    “Situada em um dos últimos terrenos disponíveis na zona sul carioca, uma cobertura de 160 m² com vista para a praia de Ipanema custa R$ 9.120.000.

    Essa é a unidade mais luxuosa de um empreendimento da RJZ Cyrela, que oferece, além de seis coberturas, apartamentos de 73 m² a 85 m² com duas suítes e uma área de lazer de 1.100 m².

    No prédio, o valor médio do metro quadrado é de R$ 38 mil.”

    http://classificados.folha.com.br/imoveis/1004383-metro-quadrado-no-rio-de-janeiro-chega-a-r-57-mil.shtml
    Se você pesou na balança e acha que vale o esforço, pode esquecer. Todas as unidades foram vendidas em menos de uma semana.

    0
  • Cirilo 25 de março de 2012 at 14:00

    Outra coisa complicada é fazer generalizações baseadas em círculos pessoais de convivência, vejo muitas pessoas falando que o mercado travou e que não se vende mais nada.

    Mas espere, isso está acontecendo em todo o Brasil? Em todos os bairros? Ou é um fenômeno localizado?

    Segue notícia sobre o Wave Ipanema, empreendimento da RJZ Cyrela com preços começando em R$40.000/m2 que já está 100% vendido:

    “Situada em um dos últimos terrenos disponíveis na zona sul carioca, uma cobertura de 160 m² com vista para a praia de Ipanema custa R$ 9.120.000.

    Essa é a unidade mais luxuosa de um empreendimento da RJZ Cyrela, que oferece, além de seis coberturas, apartamentos de 73 m² a 85 m² com duas suítes e uma área de lazer de 1.100 m².

    No prédio, o valor médio do metro quadrado é de R$ 38 mil.

    Se você pesou na balança e acha que vale o esforço, pode esquecer. Todas as unidades foram vendidas em menos de uma semana.”

    classificados.folha.com.br/imoveis/1004383-metro-quadrado-no-rio-de-janeiro-chega-a-r-57-mil.shtml

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 14:11

      Ainda bem que não moro no Rio, a coisa aí está feia, será que eles vendem 3m² para mim ?

      Deve ser tudo lavagem de dinheiro.

      0
    • Leno 25 de março de 2012 at 14:17

      Cirilo,

      Você questionou um agurmento ao mesmo tempo que o alimenta.

      Quantos empreendimentos igual a esse no país teve o mesmo “sucesso”?.

      0
      • GB 25 de março de 2012 at 14:29

        Esse empreendimento não tem nada a ver com a realidade, e daí que uns milionários compraram um brinquedinho caro para eles ? Quantos aí são jogadores de futebol ? Esse pessoal precisa ficar fazendo isso para aparecer na mídia.

        Mas voltando ao assunto, tenho cenzão, será que eles me vendem 3m² da bagaça ?

        0
        • Virginia 25 de março de 2012 at 14:51

          É isso, GB! Com esse preço fabulosamente absurdo, com ou sem bolha, deve ser um empreendimento exclusivo para príncipes, chefes de estado, super empresários ou jogadores de futebol(kkkkkkkkkkkkkkkkk)! Trata-se de algo totalmente avesso à realidade do brasileiro médio, e até da classe média-alta. Um imóvel que é vendido por mais de 9 milhões no lançamento não engrossa estatísticas, é exceção absoluta…

          0
          • GB 25 de março de 2012 at 15:09

            Não nos esqueçamos dos pagodeiros, eles também têm muito $$$$$$.

            O Cirilo precisava trazer exemplos mais realistas, coisa de pobre mesmo, coisa de MCMD.

            Vamos estabelecer um valor máximo aqui, tipo nada que exija algo que supere 1 milhão de Dilmas.

            0
    • Troll 25 de março de 2012 at 14:24

      Corretor ou investidor?

      0
    • Andre da Bolha de Plastico (para evitar homonimos) 25 de março de 2012 at 15:20

      Cirilo, Não é por nada não mas vc. ja deveria ssaber que isso é uma noticia PAGA – (pelas forças ocultas).
      Tuas informações estão totalmente furadas pois no ZAP PLOC tem uma cobertura dessas por 4,5 Milões (171), fora um sem número de outras unidades todos sendo vendidos direto pela construtora.
      “http://vender-casa-apartamento.vivastreet.com.br/comprar-imovel+ipanema/oportunidade—wave–ipanema-/43143401”
      Portanto, simplesmente ACREDITAR nessas notícias Bolhisticas e repassa-las justamente aqui fica dificil – CONCLUSÃO – O mega empreendimento NÃO ESTA 100% VENDIDO e o metro quadrado esta sendo anunciado pela metade da Noticia que vc trouxe. Te digo mais – qualquer oferta de 2 milhoes aposto que eles te entregam a cobertura mobiliada, e com uma ferrari na Garagem – QUERO SABER ONDE ESTÃO OS 100% DESSES COMPRADORES ? Não eram 100%? pois bem, vou te dar um colher de chá – se me apresentar ao menos 1 desses compradores que tenha pago a vista esses preços da noticia – 38mil o m² – fico pelado 1 semana na porta desse empreendimento com uma placa nas costas escrito “Chute Minha Bunda, eu duvidei da Folha e do Cirilo”

      0
    • Carlos Wagner 25 de março de 2012 at 15:29

      Cirilo

      Pelos comentarios voce percebe como esta fazendo papel de moleque? Até parece que tem 21 anos meu chapa…hehe

      Se continuar com essa postura, vai ralar muito no mercado de trabalho. Pois o mercado hoje procura pessoas versateis, inclinadas a mudar de postura para absorver as inovações e as noticias que nos são apresentadas quase que 24 hs por dia devido a rapida divulgação de noticias pelos meios de comunicação em massa.

      Você ainda é novo, até ano passado nem podia entrar em cinema pra assistir filme de mulher pelada…hehe

      Vai com calma e não polua o blog com suas besteiras. Voce tbm tem a alternativa de abrir o blog do Cirilo dos anti bolhistas.

      0
      • Cirilo 25 de março de 2012 at 17:04

        Carlos, sem querer ofender ninguém aqui, meu benefício como estagiário já é maior que muito salário aqui.

        Tente novamente.

        0
      • Cirilo 25 de março de 2012 at 17:06

        Carlos, sem querer ofender ninguém, mas meu benefício como estagiário já é maior que muito salário aqui.

        Tente novamente.

        0
        • Carlos Wagner 25 de março de 2012 at 18:28

          MANO, VOCE É ESTAGIARIO?

          Por que eu nao estou surpreso?

          0
          • xangai 25 de março de 2012 at 18:30

            kkkkkkkk…KKKKKKK..kkkk..

            poooo … masss os beneficios de estag deles sao maiores que muita gente aqui !!!

            kkkk.KK…kkk e o estag falando de apto de 50k o metro !!! kkk

            serio … melhor falar com o pai desse menino! ele tem problemass !!

            0
      • Carioca 26 de março de 2012 at 09:12

        Vamos com calma pessoal…
        tenho 22 anos recém completados e eu to longe da mentalidade do Cirilo, ainda bem =D

        gosto desse blog pois, apesar de novo, sei que daqui a 1 ano estarei me formando e que daqui a uns 5 estaarei procurando lugar para morar… sei que essa baixa que virá talvez ainda não será pra mim. Mas sei que os preços após o estouro não serão inflados durante um bom tempo, pois quem se ferrar nessa, nunca mais vai querer ‘investir em imóveis’. A próxima geração que vai investir em imóveis deve estar nascendo hoje ou ainda nem nasceu

        0
    • MrK 25 de março de 2012 at 17:54

      cut the bullshit

      isso é velho, esse wave nao foi vendido agora, foi vendido em 2011 na epoca ainda da euforia, o cirilo fala e joga no ar como se o lancamento tivesse sido ontem

      cirilo, manda sua frase clássica: “eu só quis dizer”

      0
      • Leno 26 de março de 2012 at 00:25

        è culpa da Maria Joaquina.

        0
    • Guilherme 25 de março de 2012 at 18:06

      Quando o pessoal quiser construir uma família em um ambiente saudável e perceber que apartamentos com essas metragens são coisa de donte mental, quem sabe o mercado mobiliário comece a se estabilizar.

      0
    • DP 26 de março de 2012 at 16:59

      Cirilo – o que vc acabou de apresentar eh uma generalizacao baseada em experiencia pessoal – a mesma que vc conseguiu condenar no mesmo minuto.

      0
  • AlexTorcedorDoPLOC 25 de março de 2012 at 14:30

    Boa tarde,

    Meu nome é Alex e acompanho o blog desde o final do ano passado. Nunca postei nenhum comentário mas creio ter chegado a hora. Me sentindo totalmente lesado pelos corretores, especulatrouxas e investiotários que inflaram os preços dos imóveis quando eu gostaria de comprar um, resolvi me vingar. Desde a semana passada tenho acessado diversos anúncios e oferecendo os preços que gostaria de ter pago há 3 anos atrás. Chego a oferecer 50% a menos do que os proprietários e corretores imbecis estão pedindo. Acho um roubo pagar uma média de R$750.000,00 por um apartamento de 100m². Estou oferecendo 380.000,00. Segue abaixo algumas respostas de corretores para várias de minhas propostas. Eu respondi apenas uma delas:

    —- (Apê na Vila Mariana, 100m² por 690.000,00) —-
    Alex,

    Não entendi a proposta,seria R$ 380.000,00 mais parcelas?

    Estou a disposição,
    XXXX
    ———————————————————————-
    —- (Apê na Vila Mariana, 110m² por 780.000,00) —-
    Alex, boa tarde
    Acredito que o Sr. tenha visto o valor deste apto. errado, porque o valor é de 780 mil reias. O valor proposto não condiz com a realidade. Maiores esclarecimento, estou a disposição.
    Grato
    xxxxxx

    Boa noite,
    Eu vi o valor corretamente sim. Sei que o valor pedido é de 780.000,00. Por que você está dizendo que a minha proposta não condiz com a realidade? Eu gostei do prédio e gostaria de fazer a proposta de R$380.000,00. Eu gostaria de fazer uma visita e, se possível e se minha esposa e eu estivermos de acordo, gostaria de formalizar a proposta. Fico no aguardo.

    Atenciosamente,
    Alex.
    ———————————————————————-
    —- (Apê na Vila Mascote, 147m² por 790.000,00. Ofereci 400.000,00 pq o prédio é bem bonito) —-
    Alex, bom dia

    Infelizmente esse valor que o senhor ofereceu é impraticável, o valor de Venda do apartamento é bem maior que os R$ 790000 pedidos pelo proprietário.

    Atenciosamente,

    xxxxxxx
    —————————————————————

    Bom, podem ver que vários corretores ainda não cairam na real. Houve um que me ligou e eu meti o pau no discurso dele, dizendo que as pessoas vão comprar o que podem pagar e que se os 500.000,00 só davam para comprar um 2 quartos perto de interlagos, era o que fariam. Eu argumentei que pagar MEIO MILHÃO de reais para morar mal era uma coisa inexplicável e então nos despedimos. Ele disse antes que as vendas cairam, mas que se anunciar qualquer dois quartos de 70m² no Brooklin por MEIO MILHÃO, o imóvel não ficaria nem 4 horas no mercado e que logo alguém já o teria comprado. Desliguei o telefone com raiva depois disso.

    Creio que a população ainda está com síndrome de peido atravessado no cérebro para fazer tamanha burrada.

    Só me resta torcer para que os preços caiam logo.

    0
    • DP 26 de março de 2012 at 17:03

      Persista. O corretor precisa comer e o dono precisa pagar IPTU.

      0
  • GB 25 de março de 2012 at 14:48
  • GB 25 de março de 2012 at 14:50

    O povo contra a MRV:

    ht tp:/ / ww w.vnews.com.br/video.php?id=15252

    0
    • Carlos Eduardo 25 de março de 2012 at 19:56

      Nossa, erro estrutural é absurdo!

      podem pedir o dinheiro de volta! não compensa nem ficar com o ap!

      0
  • GB 25 de março de 2012 at 14:55

    kkkkkkkkkk, “MRV faz prédio para anões”, com pé direito baixo demais, prédios para especuladores têm disso aí.

    0
  • Virginia 25 de março de 2012 at 14:59

    Achei chata essa menina (comentário feito na pagina da exame)… Ela é corretora ou investTrouxa?

    “Kassia Tavares
    Esse Samy Dana fala de bolha imobiliária desde 2010 e até agora os preços dos imóveis subiram bastante. E o unico argumento usado é sempre o mesmo: o que de os aluguéis não acompanharam a valorização. Trata-se, evidentemente, de um argumento muito fraco por vários motivos, como o fato de os aluguéis estarem subindo também, e também por variáveis como renda crescendo de forma acelerada e dispinibilidade de financiamento imobiliário. De qualquer forma, ele fala que tem bolha mas não coloca o dele na reta: além de não vender o imóvel dele, ainda diz que não sabe quando vai estourar. Aí é fácil: tem bolha, mas não sei quando vai estourar! Isso até um macaco pode falar pois os preços em qualquer mercado são cíclicos, o que significa que em um momento os preços vão cair em termos reais, logo, se vc fala que a bolha vai estourar mas não sabe quando, vc não está falando nada. Enfim, reportagem igual a outras que já surgiram por aqui desde 2010, não acrescenta nada.”

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 15:03

      Ela é um dos Trolls.

      Pessoas assim eu trato como cogumelos: deixo no escuro e dou bastante mer** para comerem.

      0
    • Carlos Wagner 25 de março de 2012 at 15:10

      Virginia

      Desconsidere as postagens dessa Sra Kassia. Ela é velha conhecida nossa. Ela se aventurou por aqui algumas vezes quando insistia em comprar Leblon com Paris. Dizia que leblon seria como paris em poucos anos bla bla bla…

      Ela mantem um blog onde publica noticias diversas sobre politica e economia. Seus comentarios são verdadeiras aberrações. Fiz algumas criticas por lá mas é perda de tempo tanto ler quanto manter contato com a autora. É disperdicio de inteligencia…

      Não leve em consideração o que ela escreve, é besteira em 100% dos casos.

      0
    • GB 25 de março de 2012 at 15:18

      Pronto Vi, acabei com ela só para você e de quebra restaurei a honra do Samy:

      “O Samy Dana é o cara, acertou na previsão da bolha, tanto que os imóveis valorizavam muito até 09/2011 quando ela estourou, depois disso só teve queda, tanto que o ano fechou com a valorização de míseros 6%, sendo que esperavam que fossem 30% como nos anos anteriores, como o Samy falou os investidores notaram que era mau negócio, pararam de comprar na planta, aí as construtoras anunciaram menos lançamentos. Falando nisso, cadê o balanço da GAFISA ? Estava prometido para dia 13, aí passaram para dia 26, aí passaram para dia 30, por que é que não sai logo ? Será que o problema é tão grave assim ?”

      0
      • Virginia 25 de março de 2012 at 15:49

        Meu herói!! 😉

        0
        • GB 25 de março de 2012 at 16:02

          kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          0
    • Vinícius 25 de março de 2012 at 15:49

      Ele diz que está levando prejuízo ao manter o apto dele e que não vende porque é muito trabalhoso. Ou seja: ele diz que tem bolha, que deveria ir para o aluguel, mas que prefere levar prejuízo porque é preguiçoso???? É isso mesmo. Ele revela um pensamento de muitos brasileiros que é um dos elementos que está por trás da possível bolha: imóvel próprio é “prejuízo” mas é conveniente pra cacete!!! O “prejuízo” dele é o preço da preguiça. Mas ele não recomenda investir em imóveis. Só que o dele ele não vende não. Aluguel nem pensar! Dá muito trabalho!!!! Brincadeira…….Bolha é pra quem não é proprietário, pra quem investiu em imóveis na planta. Pra quem é proprietário e mora no imóvel não tem bolha, não tem hora de vender na alta e comprar na baixa. Bolha é um problema dos “sem-teto” não dos proprietários. Os preços sobem e descem. Isso não muda a vida de quem mora em imóvel próprio e não pretende se mudar. Há algo que difere os imóveis dos demais ativos: posso morar no meu imóvel. Não posso morar na minha caderneta de poupança.

      0
      • Carlos Wagner 25 de março de 2012 at 16:00

        Resumindo:

        Pra quem adquiriu imovel antes de 2008 e hoje esta quitado, não há bolha. É o caso do Samy Dana.

        Bolha existe pra quem comprou com preços inflados mesmo tendo quitado e aqueles que escpecularam pagando 20% até as chaves com a inteção de revender com ágio. O resto é conversa fiada.

        0
      • Leno 25 de março de 2012 at 16:11

        Vinícius,

        Concordo em partes contigo.Quem tem imóvel quitado, ou pelo menos financiado antes da bolha a preços justos, não tem mesmo motivo para perder o sono; a menos que tenha planos de vender em um futuro próximo.

        Infelizmente essa não é a realidade de muita gente, que pagaram preços absurdos e financiaram pelo resta da vida; para essas pessoas, apesar de terem imóveis “próprios” ,uma bolha imobiliaria pode sim trazer grandes prejuízos.

        0
        • GB 25 de março de 2012 at 16:26

          Boa parte desse pessoal caiu na lábia dos corretores e construtoras e financiou um 2º imóvel visando ter uma renda extra no futuro com aluguel.

          Já devem ter visto que foi bobagem e agora estão tentando vender pelo que gastaram e repassar uma dívida alta, esquece.

          Vão acabar cansando de pagar as prestações e vão perder o imóvel para o banco, que bonito.

          0
  • Fulano 25 de março de 2012 at 15:11

    Os maiores responsáveis pela bolha são os corretores induzidos pelo efeito cascata das altas de preços. O cara quer vender apto como se vende pastel. Profissionais que não tem idéia do que é um imóvel e do valor do dinheiro. Não conhecem nada de economia, planejamento, mercado local e etc. É enrolar o comprador com todos os argumentos possíveis.

    Devem ter uma árvore em casa que brota dinheiro só pode. Vão naquela de que o vizinho tá vendendo mais caro então o mercado tá pagando.

    Esses apartamentos objetivo dessa conversa são de um empreendimento chamado paulicoop localizado em Osasco, próximo ao Shopping União. Empreendimento sem nada de sofisticação, apartamentos bem simples com área de lazer básica (escorrega para as crianças), sem piscina e com uma única vaga de garagem descoberta. Sem varanda gourmet e com metragem bem reduzida (55m2 para 2 dorms e 65m2 para 3 dorms). Seria um apartamento nos moldes do minha casa minha vida. Estão há 15 anos construindo, já enrolaram um monte de gente que preferiu perder dinheiro do que continuar pagando sem ter noção da data de entrega do apartamento. Inclusive meu tio esperou 5 anos o apartamento e resolveu parar de pagar, perdeu 80K e mesmo indo atrás deles não tem mais a esperança de ter de volta o que pagou.

    Agora lançaram de novo outras unidades já que houve muitas desistências no modelo antigo em virtude dos atrasos e da indefinição. Se procurarem no google os termos “paulicoop barão de mauá” vão ver o que essa construtora já fez de cagada. Prejudicando mutuários e moradores.

    Enfim, fui ver um apartamento de 3 dorms há um ano e que estavam negociando por 160K, já tenho um no mesmo empreendimento só que de 2 dorms, porém queria adquirir um mais espaçoso e me desfazer do que já possuo. Na época não comprei porque achei que o contrato não garantia nada, só multa pro comprador no caso de inadimplência, mas datas de entregas e obrigações da construtora nada. Hoje, um ano após liguei lá novamente e vejam a ilustre conversa que tive com o corretor bolhudo.

    Segue conversa:

    Eu: Olá tudo bem meu nome é Fulano gostaria de adquirir um imóvel e sei que vocês estão trabalhando com repasse.

    Corretor: Ok,quantos repasses o senhor gostaria?

    Eu: Não, não meu senhor, você não entendeu. Eu não sou investidor. Eu quero para morar. Sei que há apartamentos que vocês querem repassar e que estou pensando em adquirir. Mas não quero comprar de lote, quero apenas um (rachei de rir nessa hora). Pelo jeito você têm bastante coisa aí né?

    Corretor: Desculpa (com frustação)! Temos alguns repasses sim (agora caiu para alguns).

    Eu: Só queria um de 3 dormitórios. Só um (para reforçar). (Tá achando que eu tô querendo comprar pastel?)

    Corretor: Os repasses estão na média saindo por volta de 80K de entrada. E mais 130K a 160K de financiamento. (Olha o nível do cara. Todos os repasses com 80K de entrada)

    Eu: Tá, por repasse não me parece um bom negócio por conta dessa entrada. Você teria diretamente com a construtora.

    Corretor: Sim tenho, mas é também na mesma faixa de entrada. (Nessa hora não sei mais se está falando a verdade)

    Eu: Tudo isso?

    Corretor: Sim, a região tá muito valorizada.

    Eu: Isso dá 250K para um apartamento que nem está pronto. O mercado na região não tá pagando isso, eu mesmo tenho um apto aqui no Jardim Wilsom e sei que o mercado não paga tudo isso. (coloquei o link abaixo de um de 3 dorms para vocês verem vivareal.com.br/apartamento-29319141/)

    Eu: Me estranha você dizer que está 250K na planta e que o mercado tá pagando 300K pelo construído. Desse jeito eu vow é vender o meu (nessa hora ele se desconcertou porque achava que eu não conhecia o mercado local e resolveu falar de outro empreendimento de outra construtora).

    Corretor: Têm um empreendimento lá na frente que já está a 350K. (Fugindo do assunto)

    Eu: Eu vou vender meu apartamento então se está 250K. Parece ser um ótimo negócio né?

    Corretor: É mas você vai morar aonde?

    Eu: Boa pergunta. Vow morar de aluguel. Você quer me vender na planta um repasse por 250K, uma coisa que construída custa 220K e que na planta deveria estar no máximo 180K. Obrigado mesmo.

    0
  • Profeta dos Pampas 25 de março de 2012 at 15:18

    Quero ver todos com morador.
    Como não vai nem ficar pronto, nem vou me preocupar.
    Aposto que 50% dos empreendimentos que estão sendo lançados por agora não sairão das fundações.

    0
    • Laranja 25 de março de 2012 at 19:07

      Estou curioso para ver a ocupação daqueles Rossi do “Novo Humaitá”… estão quase prontos!

      0
      • Profeta dos Pampas 25 de março de 2012 at 22:01

        Viu na ZH de hoje a quantidade de repasse no Lindoia Square da Goldzstein deve ter uns 10.
        E o UpperWay que a ultima unidade seria vendida em out/10 deve ter uns outros 10…
        2012 vai ser interessante…
        Peço ao pessoal de Porto Alegre que comece a se manifestar no bolha..
        Peço ao bolha se possível criar tópicos permanentes por cidade…

        0
  • Anônimo 25 de março de 2012 at 15:19
    0
    • GB 25 de março de 2012 at 15:40

      Eu não sou especialista em mercado imobiliário, mas aprendo muito na prática com o pessoal dessa área pois trabalho num Tribunal e acabo, infelizmente, ossos do ofício, atuando muito com eles na rua.

      O que sei é que até 2011 eles viviam com um belo sorriso no rosto, contavam mil peripécias sobre vendas para pessoas que queriam investir, perguntavam se eu não queria entrar nessa, eu até queria mas já era tarde, tipo em 2011 os preços já estavam impraticáveis, as árvores não crescem até as núvens e que algo ia acontecer.

      Até tentei comprar um apê para ficar mais próximo do Fórum, isso ajudaria muito o meu serviço, mas não dá para aceitar preços impraticáveis do mercado e aceitar juros impraticáveis do banco, ou um ou outro, os dois querendo “me esfolar” não dá.

      Hoje estou muito mais tranquilo, até me divirto muito com tudo isso, é incrível o que as pessoas fazem para manter o “valor” de sua propriedades mas não tem jeito, o fôlego desse pessoal que mantinha os preços altos já acabou, a base da pirâmide ruiu, não consegue mais manter o pessoal de cima.

      Esse apê que eu quero é o caso clássico, quando parou de render o que queriam eles colocaram mais 2 à venda no prédio, aí alguém deve ter pensado em pedir R$ 25k a menos e os outros dois souberam e o acompanharam, hoje estão os 3 apês lá, encalhados, dando gastos, não valorizando nada e sendo comidos pela inflação.

      Essa crise ainda é recente, espera só mais 4 meses e você vai ver a loucura que isso vai virar, nenhum especulaTrouxa vai aguentar ficar com o $$$ parado num verdadeiro mico.

      E a maioria dos correTrouxas acredita que o mercado vai cair e se levantar para preços bolhudos novamente, eu duvido, não haverá mais investidores interessados, muito do $$$ deles vai se ter perdido em vendas com valores mais baixos ou ainda vai estar investido em micos caros que não se resolvem.

      0
    • Thiago 25 de março de 2012 at 15:46

      Pois é, pessoal acha mercado acionário mais arriscado que mercado imobiliário mas é praticamente a mesma coisa (o mercado imobiliário é até pior em muitos aspectos: liquidez, alguns aspectos de risco, etc.

      A diferença é que no merc. imobiliário as coisas ocorrem mais lentamente. Se as ações trocam de preço a cada segundo (porque é efetivamente o preço delas, pois houve uma transação) no caso dos imóveis isso fica mais difícil.

      Está aí um grande perigo, a precificação de riscos e outros fatores é praticamente instantânea e feita por um “acordo coletivo”, lógico que tem os casos Enrons da vida, mas e num imóvel que não se sabem os fatores incidentes sobre ele e nem como ‘precificar’ esses fatores.

      0
    • GB 25 de março de 2012 at 16:00

      O mercado imobiliário hoje depende mais de boatos que de ações propriamente ditas.

      Construtoras, bancos, governo, proprietários, todos deixaram que os preços fossem às alturas pois tinham interesse nisso, todos dependendo do $$$ de especuladores, seja os grandes seja os sardinhas interessados em viver da renda fácil de aluguel.

      Mas quando as valorizações sucessivas forma interrompidas os investidores mais espertos trataram de cair fora e pararam de comprar, isso deixou construtoras e correTrouxas na mão, surpresos com a falta de compradores.

      Aí os investidores menores quiseram cair fora mas já era tarde, seus imóveis estão até hoje nos jornais e na internet.

      A maioria vai perder os imóveis por falta de interesse em continuar pagando por algo que não vale mais aquilo, a maioria está na internet tentando recuperar alguma coisa e repassar a dívida alta para algum santo, o sonho de viver de renda de aluguel tornou-se um pesadelo.

      0
  • Profeta dos Pampas 25 de março de 2012 at 15:24

    O RS e o PR são estados com grande parcela do seu PIB atrelados ao agronegócio.
    A safra 2011/2012 pelo menos no RS vai ter uma quebra de 50% devido a seca.
    Soma-se a isso o travamento nas vendas dos imóveis, o nível de insegurança devido a crise européia, a inadimplência e o cenário de vendas no RS no meu ver começa a tornar-se muito preocupante. Fato acima descrito pode ser comprovado nos classificados da Zero Hora (maior do estado). Fazem uns 4 meses que os imóveis a venda são os mesmos. E em alguns o preço pedido é maior que nos meses anteriores. Vai entender!!!
    Pior que eu tenho uma colega que vai torrar uma herança de família em imóvel. Estes dias ela me perguntou o que eu achava. Pra que né. Descasquei todas as teorias da nossa “classe” pra ela.
    Pena que a cunhada dela é corretora júnior e já fez a cabeça dela. Vai morar num cubículo agora.

    0
    • Shakespeare 25 de março de 2012 at 16:18

      Não tenha pena daqueles que não tem pena de si mesmos!

      0
      • Cai Cai Balão 25 de março de 2012 at 22:00

        Quem tem pena do coitado, fica no lugar dele.

        0
  • GB 25 de março de 2012 at 15:51

    Oba, lá foi outra na Exame:

    “É que essa crise dos imóveis ainda é recente, de 09/2011 para cá são só 6 meses de quedas, espera só mais 4 meses e nem quero pensar a loucura que isso vai virar, nenhum especulador vai aguentar ficar com o $$$ parado num verdadeiro mico caro.”

    0
  • Murdoch 25 de março de 2012 at 16:20

    Hoje saiu uma matéria bem interessante no Globo, mostrando como a empurroterapia chegou ao mercado financeiro.
    Conta o caso de uma senhora de 87 anos, aposentada para quem uma gerente do BB vendeu 2 empréstimos consignados num total de R$ 200K. Mostrava que a gerente foi à casa da senhora pra que ela assinasse documentos necessários. A matéria mostra que a senhora não tinha a menor ideia do que estava fazendo!
    No final da matéria entra um representante dos bancários dizendo que a pressão por metas está absurda e que boa parte dos bancários está dormindo a base de tarja preta. Quem não bate as metas de vendas de produto é chamado de burro.
    A ordem é aproveitar o momento…

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 16:33

      Isso é verdade, eu fui à agência para pegar um talão de cheques e surpresa: a máquina estava quebrada, tinha que falar com o gerente, aff.

      Fui lá e já veio ele empurrando o financiamento, eu tinha conversado com ele em dezembro e depois não fui mais lá.

      Eu sou do tipo que acredita que cada R$ 1k de desconto no valor ou poupado são R$ 3k a menos para dar pro banco, então o negócio é esperar um pouco, poupar mais, deixar rendendo e conseguir mais desconto, talvez nem precise do banco, quem precisa deles ?.

      0
      • GB 25 de março de 2012 at 16:36

        Experiência própria: com o banco não dá para negociar, ou você aceita as regras deles ou você aceita as regras deles.

        0
        • Rico 26 de março de 2012 at 00:52

          Ou muda de banco, foi o que fiz. Sem taxas no cartão e na conta. Só transferi minha conta-salário para lá.

          0
  • Tiago 25 de março de 2012 at 18:23

    Os maiores responsáveis pela bolha são os corretores induzidos pelo efeito cascata das altas de preços. O cara quer vender apto como se vende pastel. Profissionais que não tem idéia do que é um imóvel e do valor do dinheiro. Não conhecem nada de economia, planejamento, mercado local e etc. É enrolar o comprar com todos os argumentos possíveis.

    Devem ter uma árvore em casa que brota dinheiro só pode. Vão naquela de que o vizinho tá vendendo mais caro então o mercado tá pagando.

    Esses apartamentos objetivo dessa conversa são de um empreendimento chamado paulicoop localizado em Osasco, próximo ao Shopping União. Empreendimento sem nada de sofisticação, apartamentos bem simples com área de lazer básica (escorrega para as crianças), sem piscina e com uma única vaga de garagem descoberta. Sem varanda gourmet e com metragem bem reduzida (55m2 para 2 dorms e 65m2 para 3 dorms). Seria um apartamento nos moldes do minha casa minha vida. Estão há 15 anos construindo, já enrolaram um monte de gente que preferiu perder dinheiro do que continuar pagando sem ter noção da data de entrega do apartamento. Inclusive meu tio esperou 5 anos o apartamento e resolveu parar de pagar, perdeu 80K e mesmo indo atrás deles não tem mais a esperança de ter de volta o que pagou.

    Agora lançaram de novo outras unidades já que houve muitas desistências no modelo antigo em virtude dos atrasos e da indefinição. Se procurarem no google os termos “paulicoop barão de mauá” vão ver o que essa construtora já fez de cagada. Prejudicando mutuários e moradores.

    Enfim, fui ver um apartamento de 3 dorms há um ano e que estavam negociando por 160K, já tenho um no mesmo empreendimento só que de 2 dorms, porém queria adquirir um mais espaçoso e me desfazer do que já possuo. Na época não comprei porque achei que o contrato não garantia nada, só multa pro comprador no caso de inadimplência, mas datas de entregas e obrigações da construtora nada. Hoje, um ano após liguei lá novamente e vejam a ilustre conversa que tive com o corretor bolhudo.

    Segue conversa:

    0
  • Tiago 25 de março de 2012 at 18:25

    Eu: Olá tudo bem meu nome é Fulano gostaria de adquirir um imóvel e sei que vocês estão trabalhando com repasse.

    Corretor: Ok,quantos repasses o senhor gostaria?

    Eu: Não, não meu senhor, você não entendeu. Eu não sou investidor. Eu quero para morar. Sei que há apartamentos que vocês querem repassar e que estou pensando em adquirir. Mas não quero comprar de lote, quero apenas um (rachei de rir nessa hora). Pelo jeito você têm bastante coisa aí né?

    Corretor: Desculpa (com frustação)! Temos alguns repasses sim (agora caiu para alguns).

    Eu: Só queria um de 3 dormitórios. Só um (para reforçar). (Tá achando que eu tô querendo comprar pastel?)

    Corretor: Os repasses estão na média saindo por volta de 80K de entrada. E mais 130K a 160K de financiamento. (Olha o nível do cara. Todos os repasses com 80K de entrada)

    Eu: Tá, por repasse não me parece um bom negócio por conta dessa entrada. Você teria diretamente com a construtora.

    Corretor: Sim tenho, mas é também na mesma faixa de entrada. (Nessa hora não sei mais se está falando a verdade)

    Eu: Tudo isso?

    Corretor: Sim, a região tá muito valorizada.

    Eu: Isso dá 250K para um apartamento que nem está pronto. O mercado na região não tá pagando isso, eu mesmo tenho um apto aqui no Jardim Wilsom e sei que o mercado não paga tudo isso. (coloquei o link abaixo de um de 3 dorms para vocês verem vivareal. com. br/apartamento-29319141/)

    Eu: Me estranha você dizer que está 250K na planta e que o mercado tá pagando 300K pelo construído. Desse jeito eu vow é vender o meu (nessa hora ele se desconcertou porque achava que eu não conhecia o mercado local e resolveu falar de outro empreendimento de outra construtora).

    Corretor: Têm um empreendimento lá na frente que já está a 350K. (Fugindo do assunto)

    Eu: Eu vou vender meu apartamento então se está 250K. Parece ser um ótimo negócio né?

    Corretor: É mas você vai morar aonde?

    Eu: Boa pergunta. Você quer me vender na planta um repasse por 250K, uma coisa que construída custa 220K e que na planta deveria estar no máximo 180K. Obrigado mesmo.

    0
  • danilo 25 de março de 2012 at 18:30

    Ontem eu tive a oportunidade de conversar com um engenheiro da Brokfield. Desculpem-me se minha surpresa foi descabida, mas há coisas que eu nao sabia

    1 – A empresa está pagando quase 300K por mês de multa por atrasos no DF.
    2 – Eu achava que o pé direito se referia à altura entre o piso e o teto do apartamento, mas na verdade é entre o seu piso e o piso do cara de cima. Se vc quiser um pé direito acima de 2,80, só de alto padrao.
    3 – Quando as empresas anunciam apartamentos de 70m2 geralmente a área é menor, pois o espaço ocupado pelas paredes pertecem ao apartamento. Ele me contou o caso de um cara que resolveu medir o apartamento e notou área inferior à comprada e pediria a diferença de volta. Em suma, se vc compra 70m2 pode estar vivendo em 68m2….será que alguém consegue viver na área da parede? Isso é bizarro! Além disso, há “margem de erro” considerada aceitável.
    4 – A empresa só tem mais 3 empreendimentos no DF e nao há expectativa de outros.
    5 – Ele me confirmou que no mínimo 55% dos apartamentos nao sao para moradores, o que converge com a reportagem postada pelo Bolha há mais ou menos 1 mês.
    6 – Outro fato que corrobora elementos citados pelos colegas…muitos corretores compraram na planta e estao vendendo como se fosse da empresa. Ele diz que vai falar com o proprietário, mas é ele o dono da jeba.

    Desculpe se os tópicos foram demasiado óbvios. Confesso que fiquei surpreso.

    0
    • Shakespeare 25 de março de 2012 at 18:39

      a distância entre o piso e o teto é o vão livre e a área descontando as paredes é a área útil ou “de vassoura”

      0
      • danilo 25 de março de 2012 at 18:50

        POis é. Mas eu achava que uma pessoa compra a área útil ou privativa (garagem), mas pode estar incluída a área da parede.
        Nao basta ver a metragem…tem que ver se é útil, se é privativa ou se certificar que o cara chama de área útil o total incluindo a área da parede.

        0
    • Carlos Wagner 25 de março de 2012 at 19:57

      Será que ninguem desconfiou na época do boom que as construtoras, encorporadoras, empresas ligadas ao setor, empresas especializadas em moveis planejados, esquadrias dentre tantas outras não iriam arrumar um jeitinho de ludibriar o infeliz comprador?

      Isso aqui é Brasil moçada, onde leis são feitas para serem burladas, transgredidas ou emendadas.

      Se fossemos um povo de boa fé, quando se lança a porcaria com 70m², não custa fazer o baguio com 70m² e não querer dar um de esperto e incluir area de parede e em alguns casos area da vaga de garagem, ja que ninguem sabe a diferença entre area util e area total.

      Quem duvida que muitos esqueletos vão ser abandonados, bem como planejamento de bairros inteiros e serviços de infraestrutura que valorizariam regiões inteiras não vão ser concluidos?

      Essa semana vi um anuncio aqui em Taubaté de um terreno no meio do mato por 80 mil, mesmom preço de terrenos em condominio fechado. O cara ainda dizia que era proximo ao novo shopping center. Acontece que o novo shopping nem começou a ser construido ainda, só tem mato no local e promessa de politico. Trolei neh… Eu sou mau pra cacete… Disse que esse shopping nem vai sair do papel e tal. Nao tive resposta! hehe

      Quem mora ou ja morou em grandes capitais, principaalmente como rio, SP ou BSB sente o cheiro de maracutaia de longe. É tanta figura que a gente se depara no dia a dia que acabamos ficando espertos.

      É por isso que quando leio argumentações infantis eu dou muita risada pela inocencia do caboclo… Acreditou em promessas, agora vai reclamar para o Papa…

      0
    • josé 26 de março de 2012 at 09:33

      Pois é, eu fui descobrir isto qdo fui comprar piso para reformar o apê. Sorte q eu medi a área antes de comprar senão ia ficar com cara de tacho.

      Muito interessante estas informações.

      0
  • danilo 25 de março de 2012 at 19:04

    Shakespeare

    Aproveitando seu conhecimento.
    Se a área privativa inclui a área da garagem mais do apartamente, a área útil é aquele descontada a parede. Existe algum nome para a área do apartamento (útil), incluindo as paredes, mas descontando a garagem?

    0
    • Shakespeare 25 de março de 2012 at 20:24

      O artigo abaixo lhe ajudará com suas dúvidas:

      h t t p://www.tudosobreimoveis.com.br/conteudo.asp?t=1&id=488&sid=16&subid=176

      E lhe explicará que sua área de domínio exclusivo é a área privativa

      0
      • Cleyton 25 de março de 2012 at 21:22

        Podem dar o nome que quiser às partes, a verdade é que o nome disso é pilantragem!

        Teve uma época que muito trouxa comprou TV de 29” (só porque tava na moda) mas não sabiam que a tela (ou o equivalente à área útil no caso) só tinha 26”, mas a TV de ponta a ponta da caixa tinha 29”!

        Acho isso uma pequenez de caráter e falta de vergonha.

        0
        • danilo 25 de março de 2012 at 22:31

          Concordo Cleyton

          Nao pode haver mais de 2 denominaçoes – privativa e útil. E nenhuma delas poderia conter elementos que nao estao à sua disposiçao, como área de parede. Se eu compro 60m2, tenho que ter 60m2.
          Quando morei na França uma amiga que fez curso de corretor (sao 2 anos de curso) disse que a área é a disponível. Além disso, espaços com altura inferior a 1,20m nao podem ser contabilizados como pertencentes ao imóvel, afinal, se o morador nao puder utilizar minimamente a área, só com um armário tabajara, nao pode ser contabilizado.
          Ahhh….o tal engenheiro com quem conversei disse que alguns imóveis preveem escaninho de correspondëncia individual e que a área dele também está contida na área total do imóvel. Era só o que me faltava.

          0
  • Guerreiro da Luz 25 de março de 2012 at 20:04

    Prezados,

    Tenho um conhecido querendo me repassar um terreno no Alphaville Pernamubuco por, pasmem, 60% do capital que aplicou!!
    Acho que vou entrar. Contudo, queria informações, de quem puder passar, sobre esse tipo de empreendimento: queria saber se, de fato, há a organização e planejamentos que propagam bem como qualquer outra informação relevante.
    Vejam: 60% do preço aplicado é algo bem interesante já que a bolha, acredito eu, não derrubará tanto os preços. Ah, o movito de estar querendo repassar: ele trabalha com exportação e perdeu o melhor cliente. Assim, precisa de R$ pra organizar a logistica de sua empresa com o fim de abrir novos canais de exportação. A infomação é fidedígna. Abs.

    0
  • GB 25 de março de 2012 at 20:23

    Vocês ainda acreditam em corretores e construtoras ?

    0
    • GB 25 de março de 2012 at 22:16

      Eu prefiro acreditar em duendes, mesmo eles sendo mentirosos pra caramba.

      0
  • Ninja SP 25 de março de 2012 at 20:53

    logo, logo corretor vai ser um bico para aposentados e donas de casa, que tem a tarde livre. função: repassar tabela e mostrar o imóvel. como sempre foi.

    0
  • Zugão 25 de março de 2012 at 21:52

    Nossa, que delírio esse site! Acho que estão vivendo em um mundo paralelo, hehe…

    0
  • Profeta dos Pampas 25 de março de 2012 at 22:07

    Duas idéias para o nosso forum de discussão:
    – Tópico fixo por cidade apenas para citação de ofertas ou troll especificando imobiliarias e empreendimentos locais. Peço o primeiro para Porto Alegre.
    – Que tal um encontro nacional com cobertura da mídia e tal. Local Curitiba (terra do bolha). Imagina conhecer essas figuras pessoalmente (mrk, bolha, e tantos outros)
    Era isso!!!

    0
    • rsmrsm 25 de março de 2012 at 22:20

      mrk e bolha devem andar escoltados.

      0
    • Guilherme Eduardo 25 de março de 2012 at 22:32

      Um encontro desses ia ser difícil. Já tem tanto lugar bolhudo no BR….. Só dos relatos aqui no blog e mais alguns que eu vi no Reclameaqui e outros cantos da net me vem agora na cabeça o Le Parc em Salvador, Águas Claras e o Setor Noroeste (ou Nordeste, tô na dúvida) em Brasília, Curitiba, Santos, o bairro Botafogo no RJ.

      A única coisa fácil ia ser contratar alguém para animar o pessoal na piscina =D

      0
      • Mineiro BH 26 de março de 2012 at 15:57

        Aqui em BH acho (por alto, nem olhei bem) que o Buritis e o Castelo devem ser top-10 da Bolha… Vila da Serra idem…

        0
    • simone 26 de março de 2012 at 00:32

      moro em porto alegre rs no bairro petropoles e adoraria que nesse blog fosse analisado mais sobre minha cidade..

      obrigada

      0
      • Marcelo 26 de março de 2012 at 10:18

        Bom dia Simone

        Alguns já comentam sobre Poa aqui, e também gostaria que alguém mais interado com o mercado da nossa cidade fizesse uma análise mais detalhada, apesar de não sair muito da situação de capitais maiores como São Paulo e Rio, porém em escala menor, acredito.
        Mas vou te passar um exemplo que conheço: meu primo comprou em 2006 um ap de 60m² e 2 qts no bairro Boa Vista (semelhante em padrão ao Petrópolis) e pagou menos de 60 mil. Hoje, no mesmo condomínio, encontram-se unidades iguais para vender por não menos de 150 mil, e outros 3 qts de 75m² na faixa dos 240 mil. Detalhe: condomínio com mais de 40 anos sem vaga fixa de garagem.
        Pergunto: houve ou não sobre-valorização?
        Resposta: PLOC.

        0
      • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 12:03

        Simone

        Seja bem vinda.

        Quanto a discussão sobre sua cidade, traga noticias, poste e puxe o assunto. Tenho certeza que outros colegas que moram na sua região complementarão seu raciocinio e vão expor suas opiniões.

        É assim que tem funcionado esse espaço.

        Abraço

        0
  • Guilherme Eduardo 25 de março de 2012 at 22:24

    Simulação rápida:

    Imóvel: Apto Novo em SP
    Valor total: R$ 200.000
    Entrada: R$ 40.000 (20%)
    Valor financiado: R$ 160.000
    Simulador CEF, com conta FGTS mais de três anos

    Taxa de 8,66%aa + TR.
    360 meses (prazo máximo)
    R$ 1.660 de parcela

    Conclusões:

    0
    • Guilherme Eduardo 25 de março de 2012 at 22:35

      Censo IBGE 2010
      Renda média do brasileiro = R$ 1.600

      O povão “do meio” não conseguiria financiar.

      0
    • Guilherme Eduardo 25 de março de 2012 at 22:47

      Para conseguir o financiamento, é preciso apresentar uma renda bruta de pelo no mínimo R$ 5.500, obedecendo a regra do 30%.

      Assim fica dificil hein…..

      0
      • Pimp 26 de março de 2012 at 01:17

        Levando em conta os 27,5, sobrariam 4K. Menos a prestação 2400. Internet, luz, telefone e condomínio, ~800. Sobram 1,6K para compras do mês e outras despesas como transporte e estacionamento. Resumindo, na prática a conta de 1/3 Do bruto não fecha mto bem nesse caso.

        0
  • Tiago 25 de março de 2012 at 22:45

    “O ciclo do endividamento familiar é como sanfona. Abre, mas a partir de certo momento é preciso parar para poder expandir de novo”

    se o presidente do bndes pensa assim… é pq tamos muito mau acessorados mesmo

    0
  • Leno 25 de março de 2012 at 22:50

    Off-Topic

    Mais um caso de cobrança de propina sendo divulgado na globo, agora na Paraíba.

    Quem será que a globo está querendo atingir?

    0
    • suelen 25 de março de 2012 at 23:23

      Certo é que eles poderiam ficar fazendo matérias assim eternamente.

      0
    • xyz 26 de março de 2012 at 08:53

      Não me interessa a quem ela quer atingir.
      Parabéns à globo por mostrar o brasil do PT
      E antes que venha dizer que corrupção sempre existiu, digo que isto é fato.
      MAS como hoje nunca vi. De Figueredo a FHC nunca houve tanta banalização da corrupção.

      Antes que venha dizer que hoje é diferente, pois há muito mais visibilidade, digo-lhe que isto é uma falácia para dar mais liberdade a quem desvia dinheiro público.

      A visibilidade é a mesma dos governos Collor e FHC.

      0
      • xyz 26 de março de 2012 at 08:57

        Em tempo: parabéns novamente à globo.

        Todos os órgãos de imprensa são vendidos.
        Felizmente poucos ainda resistem a se vender para este governo.

        Este governo acabou com a oposição e reduziu a pouco mais de 2 os órgãos de imprensa que são “vendidos” a “outros”.

        E ainda dizem que a visibilidade hoje é maior. É uma piada de mau gosto.

        0
  • DP 25 de março de 2012 at 23:57

    Segura! Agora eh so ladeira abaixo. Acabou o OBA-OBA no mainstream media.

    0
  • RGD 26 de março de 2012 at 00:46

    Apesar de acompanhar esse blog desde do final de 2010, esse é o meu primeiro comentário aqui. É longo, mas acho que pode ser interessante para algumas pessoas aqui.

    Moro na Califórnia (EUA) há quase 11 anos e vivi de perto a ‘criação’ e estouro da maior bolha imobiliária que os EUA já teve. Lembro até hoje o dia em 2003 que fui com um amigo olhar umas townhouses (casas geminadas) que estavam sendo lançadas perto da empresa em que trabalhava. Quando chegamos lá, o preço para uma casa de 3 quartos custava em média $400,000. Apesar de ter condições de comprar a casa usando financiamento, achei o preço muito alto. Na época, $400,000 era equivalente a mais de 1 milhão de reais.

    Para a minha surpresa, todas as casas foram vendidas rapidamente e o preço continuou subindo e já em 2007, elas já estavam sendo vendidas por mais de $700,000. Com a subida rápida dos preços, acabei desistindo da compra. Em 2004 e principalmente em 2005-2006, virou uma febre investir em imóveis nos EUA. Muita gente estava ficando rica construindo, reformando, comprando e vendendo casas. Propagandas e livros de como ficar rico com imóveis se espalhavam para todo lado, analistas financeiros apareciam na TV a todo momento falando que investir em imóveis era um investimento muito mais seguro do que ações já preços de imóveis nunca caiam. Como muita gente tinha perdido bastante dinheiro na bolsa com a bolha da Internet em 2001, logo logo investimento em imóveis virou o investimento favorito dos americanos. A minha colega de trabalho que tinha comprado uma casa em San Diego viu a casa dela valorizar de $400,000 para $1,200,000, 3X em menos de 10 anos. O amigo do parágrafo anterior acabou comprando uma casa em 2004 por mais de $600,000 em outro bairro. Lembro dele ‘comemorar’ que em 2005 a sua casa valia mais de $700,000.

    Quase fui pego pela ‘onda’. Os preços só subiam, no final quase acabei acreditando nos tais analistas e na opinião popular. Mas logo vi que tinha alguma coisa errada naquela estória. Em 2005, um amigo que trabalhava na Intel me contou a estória de um colega de trabalho que tinha comprado uma casa, mas mal tinha dinheiro para comer. E como se o cara estivesse vivendo de miojo. Pensei comigo mesmo: “isso não está certo, como um cara que tem um emprego excelente (Intel), não tem condição de comprar uma casa?”. Naquele momento, tive certeza que aquela loucura não podia continuar por muito tempo. Para mim, foi o primeiro sinal do ‘início do fim’ da bolha. Mas foi justamente nessa época que a “febre” estava pior. Em todo lugar (programas de TV, jornais, rádio, websites, etc.), só se falava em investir em imóveis. Mostravam com gráficos e entrevistas de donos de imóveis como os preços tinham valorizado 100%-150% só nos últimos anos. E ainda listavam várias razões porque os preços deviam continuar aumentando anualmente 10-20% indefinidamente.

    Hoje vejo como aquela mídia era quase toda comprada e altamente parcial. Os analistas que acreditavam que os EUA estavam em uma bolha imobiliária mal conseguiam espaço na mídia e eram rapidamente desacreditados. Mostravam novamente os tais gráficos com a valorização nos últimos anos e mais depoimentos.

    No caso do Brasil, acredito que desde 2006 a bolha imobiliária começou a ser formada com o aumento rápido do crédito imobiliário. Achei que no final de 2008, a bolha estouraria com o aumento dos juros. Apesar das vendas terem caído muito naquela época, logo elas voltaram com força total em 2009 quando o governo abaixou os juros e forneceu crédito a vontade. Apesar de falar que os preços estavam muito altos e que vivíamos uma bolha imobiliária, o meu irmão acabou comprando em 2009 um imóvel na planta por R$ 500.000 em BH. Em 2010, me disse que eu era muito pessimista e que o seu apartamento já valia mais de R$ 700.000. Em 2011, quando a construtora estava atrasada em vários meses na entrega do imóvel, resolveu vendê-lo. Anunciou por R$ 670.000. Em 6 meses, não conseguiu nenhuma oferta, nem mesmo uma visita. A construtora já vende o mesmo imóvel pronto por R$ 600.000 (dezenas de unidades ainda disponíveis). Quando o imóvel foi entregue, ele desistiu da venda e decidiu morar lá. Agora ele concorda comigo.

    Como acompanho esse mercado há muitos anos, tenho muitos casos para contar. Por exemplo, o primeiro sinal do ‘início do fim’ da bolha no Brasil vi em setembro de 2010. Depois conto o caso.

    Além disso, namoro com o “inimigo n.1” desse blog. A minha namorada é corretora de imóveis no Brasil. Tenho accesso em primeira mão o que está acontecendo no mercado. Tem muita coisa ‘interessante’ ocorrendo. Como falei, depois eu conto mais.

    0
    • Pedro 26 de março de 2012 at 18:51

      Belo depoimento ! Depois conta as “novidades”!

      0
    • FRK 27 de março de 2012 at 21:31

      Como depois RGD? Manda agora!! rss

      Curiosidade master!

      abs

      frk

      0
  • Cirilo 26 de março de 2012 at 00:50

    Só esclarecendo, como eu disse aqui estudo engenharia de produção na POLI e atualmente faço estágio em um dos maiores bancos de investimento do mundo.

    Antes que pessoas como Carlos Wagner e Xangai venham escrever alguma besteira, utilizando um péssimo português, diga-se de passagem, segundo o IBGE, com a minha remuneração anual, salário mais bônus, me enquandro na classe alta, não que isso seja grande coisa hoje em dia,isso com 21 anos.

    Aposto que muita gente aqui com 21 anos ainda morava com os pais e dependiam da boa vontade deles para emprestar o carro no final de semana para sair com a namorada.

    No mais, quanto ao valor dos apartamentos, convivo diariamente aqui no banco com operações envolvendo valores dezenas de vezes superiores, isso já é natural.

    0
    • Carlos Eduardo 26 de março de 2012 at 01:17

      blá blá blá, POLI
      blá blá blá, péssimo português
      blá blá blá, 21 anos
      blá blá blá, “faço estágio”
      blá blá blá, engenharia de produção

      0
    • Fel 26 de março de 2012 at 02:09

      Cirilo,

      Como politécnico, posso te dizer com toda a certeza que você é uma vergonha para a universidade. Seja mais humilde e cuidado para não ficar deslumbrado com o seu estágio, afinal de contas se o seu gestor passar por aqui vai ver que faculdade de ponta não é sinal de inteligência.

      0
      • Cirilo 26 de março de 2012 at 09:51

        Realmente, inteligência é fazer projeções baseadas em relatos pessoais, além de sair por aí dizendo aleatoriamente PLOC.

        0
        • danilo 26 de março de 2012 at 10:03

          Vamos lá Cirilo. O objetivo do blog nao é esse, mas a partir do momento que você critica os colegas, abre espaço para ponderaçoes.

          Eu tenho pós no IME, mestrado na França, mas nao me atrevo opinar quando nao domino o assunto. Outro colegas tem melhor formaçao e sabedoria superior ao se falar em imóveis, já que conhecimento está distante de ser sábio.

          Vou colocando as correçoes. Vc disse:

          “Só esclarecendo, como eu disse aqui (vírgula) estudo engenharia de produção na POLI e atualmente faço estágio em um dos maiores bancos de investimento do mundo.

          Antes que pessoas como Carlos Wagner e Xangai venham escrever alguma besteira, utilizando um péssimo português, diga-se de passagem, segundo o IBGE, com a minha remuneração anual, salário mais bônus, me enquandro (enquadro) na classe alta, (ponto)não que isso seja grande coisa hoje em dia,isso com 21 anos.

          Aposto que muita gente aqui com 21 anos ainda morava com os pais e dependiam (concordância verbal incorreta) da boa vontade deles para emprestar o carro no final de semana para sair com a namorada.

          No mais, quanto ao valor dos apartamentos, convivo diariamente aqui no banco com operações envolvendo valores dezenas de vezes superiores,(ponto) isso já é natural”

          Vamos combinar uma coisa? Nao critique o português dos colegas, pois você erra muito e o escapa ao objetivo do blog.

          0
          • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 10:19

            “, me enquandro na classe alta, ”

            Só pra completar as barbaridades linguisticas:

            Não se começa frases, mesmo intercaladas, com pronome obliquo.

            Isso é uma obra prima.

            0
            • Cirilo 26 de março de 2012 at 11:41

              Carlos, a sua situação é muito pior do que eu imaginava.

              Procure urgentemente a diferença entre frase e oração, sério, isso é matéria do ensino fundamental.

              Ah, e quem foi o professor que escreveu “contesto” ao invés de “contexo” ontem aqui mesmo?

              0
              • danilo 26 de março de 2012 at 11:52

                Concordância verbal também é.

                0
              • Cleyton 26 de março de 2012 at 11:55

                Olha aí! Quem é vivo sempre aparece (mortos só de vez em quando)!!!

                Cirilo, tem algumas questões do indecoroso pra você que ainda não respondeu, vai ficar discutindo gramática até quando?

                0
    • RGD 26 de março de 2012 at 02:46

      Cirilo, parabéns pela sua situação. Realmente são poucas pessoas que aos 21 anos ganham mais de 20 salários mínimos por mês. Na verdade, são poucas pessoas de qualquer idade no Brasil que fazem parte da classe alta segundo o IBGE, provavelmente menos de 3% dos domicílios.

      É exatamente por isso que muitas pessoas aqui estão reclamando que imóveis estão muito caros. Mesmo as pessoas que fazem parte da classe alta hoje em dia tem muita dificuldade para comprar bons apartamentos. Um apartamento de 3 quartos em BH de 100 m2, por exemplo, nos melhores bairros como Lourdes e Funcionários, está sendo vendido por mais de 1 milhão de reais. Para comprar um apartamento desse preço atualmente, são necessárias uma entrada de pelo menos R$ 100.000 e uma prestação mensal de mais de R$ 10.000, sem contar que você precisa ter uma renda comprovada do mínimo R$ 35.000 (> 56 SM).

      De qualquer forma, depois de ler dezenas de seus comentários aqui no blog, eu ainda não sei exatamente qual é a sua posição em relação ao preço atual dos imóveis, a existência ou não de uma bolha imobiliária no Brasil e se imóveis são um bom investimento atualmente.

      Como você trabalha em “em um dos maiores bancos de investimento do mundo”, seria interessante se você descrevesse aqui a sua estratégia de investimento para o dinheiro que economiza todo mês. Já que participa tão ativamente desse blog, por quê não tentar ajudar de alguma forma ?

      0
    • Sol de Sampa 26 de março de 2012 at 03:23

      Cirilo, 21 anos – POLI – um curriculo e tanto… parabéns… quando vc tiver pelo menos 30…. (anos)…reveja todos os seus conceitos, faça o mesmo aos 40, depois aos 50… Inteligencia é uma coisa, conhecimento é outra coisa, e estas duas coisas, só na qualidade de ser humano, todos possuem abrangendo areas e graus diferentes … Entretanto a sabedoria é o processo do tempo, uma qualidade que pode ou não agregar-se ao conhecimento/inteligência… e a maior dadiva da sabedoria é o respeito por tudo e por todos….Não subestime ou despreze alguém que vc julgue ter menos QI…

      0
    • Pedro 26 de março de 2012 at 08:34

      Essas informações ajudam a explicar porque os grandes bancos de imvestimento acertaram as previsões sobre as bolhas americanas, espanhola e, ainda, sobre a crise do euro.
      Com funcionários tão experientes jamais poderiam errar.

      0
    • xangai 26 de março de 2012 at 09:03

      Cirilo … “filho” …

      que tal aproveitar essa sua jovialidade e impetuosidade e , ja que vc esta na Poli, acessar pessoalmente o pessoal do Nucleo de Real Estate , Prof/Doc Rocha Lima e outros ?!?!

      w w w . realestate.br/homesite/

      sao estudos serios ( no ponto de vista do blog ) da POLO que podem ajudar a todos … aproveite e convide o pessoal para visitar e participar do blog ( isso se alguns ja nao estao ) .

      sobre ibge … alem de saber que vc faz parte da elite .. continue pesquisando e veja quantas pessoas/familias conseguem ainda comprar imoveis em algumas cidades do Brasil , vc deve ter boas aulas e professores de estatistica … infira , pondere , estime ,etc ..

      como vc deve ter visto que a qtd de familias com renda superior a 20 minimos esta la estampado, assim como o a qtd de pessoas com income superior a 30 salarios minimos ..

      ? quantas dessas familias “ricas” ja comprarm imovel nos utimos 10 anos ( boom nao bolha ) imobiliaria ?
      ? quantas dessas familias “ricas” precisam de um imovel ( pagando os precos atuais )?
      ? quantas dessas familias que precisam de imovel conseguem financiar ?
      ? quantas dessas familias que precisam de imovel e conseguem financiar , vao se sujeitar a se endividar por 30 anos ?

      bom … vc eh da Poli … infira / pondere / imagine / etc … talvez chegue na conclusao que realmente ninguem esta vendendo porque nao existem mais compradores

      saudacoes

      acho que vc vai chegar na mesma conclusao que eu : ” nao tem mais gente/familias para pagar os precos atuais”

      saudades

      0
    • Gabriel 26 de março de 2012 at 09:11

      Faz engenharia de produção e trabalha num banco?

      0
    • danilo 26 de março de 2012 at 09:18

      Cirilo

      Fale o que quiser, mas nao critique o português dos outros. O seu é caótico.

      0
      • Cirilo 26 de março de 2012 at 09:48

        Caótico?

        Danilo, sinta-se a vontade para corrigir qualquer erro que encontrar.

        Meu português pode ser considerado uma obra de prima quando comparado ao normalmente utilizado aqui.

        0
        • serpentarius 26 de março de 2012 at 16:36

          “uma obra de prima”, esse é o português pra se usar na “casa das primas”

          0
          • Virginia 26 de março de 2012 at 20:59

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

            0
        • DP 26 de março de 2012 at 17:13

          Cirilinho meu filho – o blog nao eh sobre voce. Eh sobre a bolha. OK?

          Escrevi isso cheio de erro de portugues – e dai? Estou nos EUA com MBA fora (infinitamente melhor que a USP), num banco 3x maior que o Itau e Bradesco combinados.

          Mas isso nao importa. O que importa eh que viver fora me ensinou humildade e me deu sabedoria.

          0
    • Thiago 26 de março de 2012 at 09:39

      A juventude de hoje é uma coisa linda não…

      É o novo perfil do profissional jovem, “pró-ativo, antenado nas mudanças, fala 5 idiomas”. Mas se tivesse que trocar uma lâmpada não conseguiria

      A nova ignorância é atrelar-se a teorias e não verificar na prática o que acontece. É esse tipo de raciocínio que levou à falência a Aracruz

      E não é porque abriu uma planilha excel com números grandes que isso quer dizer alguma coisa viu.

      0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 10:07

      Cirilo

      Que bacana… Agora, com 21 anos, você conquistou mais uma vantagem: Já poderá entrar no cinema pra ver filmes de mulher pelada…

      Uma curiosidade que se encaixa perfeitamente ao Cirilo:

      Vocês sabia que o sujeito que faz curso de Enólogo, nunca mais sente cheiro?

      Isso mesmo pessoal, depois do curso ele passa a sentir o Buquet do vinho. Sabe aquele cara que fez o tal cursinho e vai a restaurantes para degustar um bom vinho? Ele. geralmente, fica sentado a sua mesa, com aquela cara de quem caga cheiroso, balançando a sua taça de vinho para sentir o buquet. Parece que o figura inventou aquela merda toda, manja?

      Esse é o coleguinha Cirilo… Quem sabe quando ele entrar num cineminha pornô, agora que ja tem 21 anos, vai dizer que descobriu um brinquedinho chamado “perseguinda”.

      0
    • FQ 26 de março de 2012 at 10:20

      Estagiário é foda…

      0
      • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 10:21

        Disse tudo!

        0
      • Leo 26 de março de 2012 at 12:39

        Realmente.. é sempre a mesma coisa. Quer mostrar serviço, se acha o dono da razao e vive a onda do Ego. Só o tempo resolve isso…

        0
    • Bananildo 26 de março de 2012 at 14:52

      O mais engraçado é que o pessoal acha que aqui só tem pé rapado e gente sem qualificação profissional e é por isso que nós “defendemos” a bolha: para poder comprar alguma coisa.

      Tenho certeza de que vários que frequentam o site:

      1) Ganham um salário excelente, dentro dos 10% maiores do País;
      2) Têm formação acadêmica de Pós graduação ou mestrado em boas faculdades;
      3) Possuem imóvel próprio para morar;

      Apenas concordam que a configuração atual dos preços condiz com bolha especulativa e é por isso que estão aqui.

      Assim, tentar desqualificar as pessoas – ou sobrevalorizar a si mesmo – não convence ninguém.

      0
    • Samuel 26 de março de 2012 at 15:59

      Prezados,

      O estágio, salvo maior engano, é remunerado com bolsa auxílio.

      Atenciosamente,

      Samuel

      0
    • Lady 27 de março de 2012 at 00:01

      Cirilo,

      Por favor, coloque-se no seu lugar. É muita prepotência. Talvez você ainda poste aqui muita bobagem, ainda falta muito “chão” até o amadurecimento. Não basta somente uma boa faculdade e um bom estágio (lol), que experiência de vida você tem? Você ainda sentirá vergonha de todos os seus comentários aqui, talvez a bolha seja uma amarga lição para isso, espero que o estouro te traga ao menos um pouco de humildade, pelo seu próprio bem.

      0
    • Hik 28 de março de 2012 at 00:31

      Tadinho, deve ser um daqueles gordinhos nerds que sofriam bullying da molecada do condomínio e agora que comprou o primeiro carro coreano, acha que todo o mundo tem que pagar pela infância infeliz…
      O problema é esse bando de pobres cheios de traumas e recalques que ganham algum e já acreditam que podem distribuir toda a humilhação e repressão sofrida. Por isso o Brasil continua sendo sempre a porcaria que é, pois quem poderia dar alguma lição de humildade e agregar valor à sociedade só faz o contrário, e apenas demonstra ser um babaca medíocre que ganha UM POUCO melhor.
      E por isso também a USP continua, infelizmente, com essa imagem de universidade de dementes.
      Exposição de informações absolutamente desnecessária e infeliz. Por favor, vamos nos ater às informações relevantes ao tema do blog.

      0
  • Ricardo 26 de março de 2012 at 02:37

    Pelo visto 90% de quem posta aqui está louco pros preços caírem pra comprar um imóvel. Desse jeito vai ser difíl cair hahahaha

    0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 11:31

      Ah, é verdade. Brilhante raciocinio. As pessoas que postam aqui tem a capacidade de manter o mercado inflado por anos.

      Você é estagiario junto com o Cirilo?

      0
  • Fausto Luiz 26 de março de 2012 at 08:03

    Sou da geração de 1958, logo vivenciei os anos 70 e 80, Geisel, Figueredo, Collor e Sarney, tenho reiterado que estamos caminhando rapidamente para uma reedição desse tempo. O endividamento público é altíssimo, acréscido da corrupção da “máquina pública”, ficamos refém dos partidos políticos. Nossos indicadores sociais são péssimos, vivemos apenas uma “ilusão” monetária e de crédito. Em Breve a gasolina sofrerá aumento, logo, por extensão demais itens. A nossa cultura é latina, vide Espanha e Itália, não temos poupança, diferentemente dos germânicos e anglo-saxões, quando a Europa começar a se estabilizar e a China recuar, o Brasil estará entrando na crise. De imediato o desemprego e a inadimplência. Infeliz da classe média – média e baixa – que se deixaram levar pela onda de falsa bonança “…deixa a vida me levar…”. Como me diz uma pessoa muito íntima – ‘Fausto! O maior crédito que uma pessoa pode obter é ela colocar limites em si mesma” e acrescento: “Os que podem mais oprimem os que podem menos” – “As necessidades aumentam com o dinheiro” – “QUEM POUPA TEM! QUEM POUPA NÃO PEDE” – pergunte ao George Soros? Voltaremos a época do agiota. A minha dúvida e quanto aos jovens, como eles reagirão? A minha geração foi sufocada pelos militares, não tivemos como reagir. Creio que o 2º semestre de 2013 já estaremos enfrentando aumento da carestia. Felicidades!

    0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 11:35

      Fausto

      Parabens. São de vozes sensatas e experientes como a sua que esse blog se alimenta.

      Seja bem vindo!

      0
    • Andre Luiz 26 de março de 2012 at 15:53

      Isso é o que mais me mete medo. Ter dinheiro guardado e a inflação comê-lo todo, ou pior, a DiLLma (dois LLs lembram quem?) confiscá-lo.

      Espero que isso não aconteça.

      0
  • marvin 26 de março de 2012 at 08:16

    Olhem só a propaganda da cyrela na veja sp dessa semana: tem um logo (que por sinal parece uma bolha kkk, escrito cyrela invest dentro dela), com os seguintes dizeres: “A INFORMAÇÃO QUE VOCÊ PRECISA PARA INVESTIR, APRESENTADA PELA CYRELA
    A economia brasileira cresce anualmente
    A renda e crédito estão aumentando enquanto os juros caem
    O crédito imobiliário no Brasil ainda representa apenas 4,7% do PIB
    A demanda é expressiva em todos os seguimentos de imóveis
    Em 5 anos, o valor do aluguel dos escritórios em são Paulo duplicou
    A cirela cresce com responsabilidade financeira
    50 anos de história, 200 mil clientes e qualidade máxima em todos os projetos garantem a confiabilidade por trás da marca cyrela.”
    Tem ainda a foto de um fulano (sergio waib), com um sorrizinho meio amarelo, e uma chamada para uma entrevista com ricardo amorim…
    PRONTO, AGORA É SÓ SAIR CORRENDO PARA COMPRAR UM IMÓVEL DA CYRELA E FICAR RICO…. faz-me rir

    1+
  • marvin 26 de março de 2012 at 08:20

    Algumas páginas depois, há uma propaganda de duas páginas da rossi, com anúncios em que os imóveis mais caros estão com quase 100K de “desconto”…. Ora, se o imóvel sempre aumenta, a demanda está aquecida em todos os seguimentos, porque estão vendendo com desconto???? Vale observar, que não colocam o valor do desconto, apenas o preço antigo e o atual… acho que estão meio receosos de “escancarar” o desconto (ou desespero)…

    0
  • Ze Bom Dirolo 26 de março de 2012 at 08:35

    Estou a dois dias sem sair de casa com vergonha.

    Há três dias atrás resolvi dar uma volta por Brasília e percebi que a capital está cheia de buracos, apesar dos altos tributos que pago.

    Um colega perguntou quanto eu estava ganhando e eu enchi a boca para falar o valor bruto.

    Analisei meus gastos e vi o alto valor que pago para um plano de saúde satisfatório.

    Eu sei que diversos contratos emergenciais serão realizados para dar sustentáculo à Copa.

    Liguei a tv domingo passado e vi notícias de roubalheira do dinheiro público. Liguei esse domingo e mais roubalheira. Abro um site de notícias e é deputado, senador envolvido em esquema de corrupção.

    Resultado: não saí de casa com medo de me chamarem de trouxa na rua. Acho que vou mudar meu nick de Ze Bom Dirolo para Zé Ruela….

    0
    • Ze Bom Dirolo 26 de março de 2012 at 08:36

      OPS….corrigindo “há dois dias”…isso pega….meu deus.

      0
    • marvin 26 de março de 2012 at 08:49

      KKKK você devia tentar andar na avenida do estado (entre as cidades de santo andré e são caetano do sul – esta última uma das mais “prósperas” e com um dos melhores indices de IDH do brasil)… é impossível não se revoltar com as condições do asfalto… isso porque aqui no estado de são paulo, a cada vinte e cinco carros, o governo fica um todo ano (IPVA 4% da tabela fipe que é sempre muito mais alta do que o valor real do carro!!!!)

      0
      • RosinhA 26 de março de 2012 at 12:12

        Marvin tb sou do ABC, a AV dos Estados está uma vergonha sim, mais por causa de obras com cronogramas errados, em um contexto geral a situação do ABC é maravilhosa perto do lixo que é a cidade de SP neste sentido, e mais ainda em iluminação pública, nem se fale todas ruas são super escuras.

        Vi tb o pessoal metendo o pau na AV Industrial mais isso é normal, conforme for vindo o crescimento, as “primas” vão ter que ir se afastando cada vez mais, lembra como era antes, há uns 5 anos atrás?

        O polo tecnológico do eixo tamanduateí quando sair do papel, este pedaço vai ser uma região tipo Faria Lima pode escrever, tem trem, possivelmente metro, rodoanel, lógico isso pode demorar décadas mas vai sair sem dúvida.

        0
        • marvin 27 de março de 2012 at 08:54

          Na verdade, em qualquer lugar do brasil (pelo menos nos locais que já conheci pessoalmente), temos algumas ilhas da fantasia em meio a muitos lugares miseráveis… Pegando as cidades do abc, é impossível, principalmente em SBC, um bairro de classe média (a classe média de verdade) não ser cercado de favelas… Santo andré também tem áreas enormes de favelas… norte e nordeste então eu não vou nem comentar porque senão vou acabar taxado de preconceituoso, embora seja descendente direto de nortista… por isso acredito que o estouro da bolha não causará maiores danos a maioria da população brasileira que sequer chegou a cogitar a compra de um imóvel… os danos ficarão restritos aos investidores e aquelas familias que enfiaram o pé na jaca, comprando algo que não poderão pagar… agora, os desdobramentos do estouro da bolha, somados aos problemas econômicos brasileiros (baixo crescimento, inflação alta, endividamento das famílias, uma multidão de miseráveis excluídos, milhares de zumbis usuários de crack, bailes funk nas ruas madrugada adentro de segunda à segunda com os traficantes faturando alto…) aí acho que será um pega pra capar, principalmente depois que acabar a copa de 2014… acho que haverá uma convulsão social… será como um palmeiras e corinthians em nível nacional, com as pessoas quebrando tudo na rua, saques, violência pra todo lado… outro dia fiquei horrorizado com uma notícia do rj, onde os usuários de drogas simplesmente invadem as casas dos moradores durante o dia mesmo, causando terror nos cidadãos de bem que estão cada vez mais desprestigiados… no brasil vale a pena ser bandido mesmo… haja vista a câmara municipal de sa que tem alguns supostos traficantes como vereadores…

          0
  • marvin 26 de março de 2012 at 08:41

    Meio off, mas uma coisa que me intriga um pouco, é que boa parte do consumidor brasileiro compra aquilo que alguém (quem vende) diz que ele precisa… dou um exemplo: nos anos 80, carro hatch, ou carro 4 portas eram simplesmente micos… após o início da produção dos “populares”, as fábricas empurraram goela abaixo dos consumidores carros hatchs, e quatro portas, virando “micos” os outros… Aquele mesmo consumidor que odiava carros hatchs passou a “gostar” deles… e o que é pior, as montadoras criaram a necessidade das quatro portas em carros menores do que geladeiras… então, mesmo o indivíduo solteiro passou a pagar mais caro por um carro com quatro portas… Com o setor imobiliário, as construtoras conseguiram incutir na mente das pessoas que elas precisam morar em apartamentos… depois, foram diminuindo o tamanho dos apartamentos (e aumentanto muito seus lucros) e criando expressões como “apartamento inteligente”, “novo conceito de morar bem” etc, etc… e hoje, um apartamento (pelo menos na região onde moro), custa muito mais caro que uma casa muito maior… vai entender…

    0
    • Conde Drácula 26 de março de 2012 at 09:27

      Apartamentos estão mais caros que casas e sobrados pois não é possivel especular com casa e sobrados. Pois estas casas e sobrados devem ser pagas a vista direto com o proprietario bem diferente dos aps onde o especulador compra na planta com pequena entrada e depois repassa com agio. Acho um absurdo um ap no contra piso de 100 m2 ser bem mais caro que um sobrado de 250 m2 com porcelanato, jardim de inverno, portão eletronico 3 suites e tudo mais.

      0
    • FQ 26 de março de 2012 at 10:06

      E tem mais:

      – Purificador de Água
      – Maquina da Nespresso
      – Celular do mês (isso mesmo, do mês!)
      – Nike Shox (pagava-se 500 reais num tenis!)
      – Ipod, Iphone, Ipad, Ifuck
      – Super Juicer
      – Fogão cooktop
      – Geladeira Inox
      – Tudo inox
      – Panetone
      – Ovos de Páscoa

      E o salário ohhh…

      0
    • FQ 26 de março de 2012 at 10:11

      Brasileiro: Comprando o que não precisa pelo preço que não vale com o dinheiro que não tem!

      0
      • Ader 26 de março de 2012 at 10:30

        Até digo isso em casa, mas dizem que sou ultrapassado…

        0
      • Cleyton 26 de março de 2012 at 10:50

        FQ, se me permite colocar a frase original que considero particularmente interessante:

        “Status é você comprar uma coisa que você não quer, com dinheiro que você não tem, para mostrar para pessoas que você não gosta, uma coisa que você não é.”

        0
        • Fred 26 de março de 2012 at 11:01

          Sou da época em que se falava que “Publicidade é a arte de fazer as pessoas comprarem o que não querem com o dinheiro que não têm”.

          0
        • FQ 26 de março de 2012 at 14:16

          Excelente!

          0
  • Ninja SP 26 de março de 2012 at 09:53

    Sem contar que no sobrado não tem condominio, quem paga essas fortunas são os troxas encantados com as varandas Gourmet. compra aquilo que alguem quer vender, otima comparação com carros 4 portas , se sempre ando sozinha, pra quê preciso de 4 , só uso 1.

    0
  • Orozimbo 26 de março de 2012 at 09:54

    Bom dia,
    Continuo acompanhando o empreendimento On time Oscar Freire, em São Paulo. Sempre que passo na frente, vejo o estande às moscas. E já estão há uns bons meses tentando empurrar as clausuras de 42 m2 que custam meio milhão. Pelo jeito os investidores realmente caíram fora.
    E no meu prédio, a 50m da Oscar Freire, apartamentos vazios esperando locador há mais de 3 meses. Nunca antes havia visto isso. Aqui, era colocar placa de Aluga-se e na semana seguinte ver o pessoal fazendo a mudança. O mercado está realmente desregulado.
    Boa semana a todos!

    0
  • Indecoroso 26 de março de 2012 at 10:35

    Cirilo, favor responder ponto-aponto, e de forma fundamentada, às seguintes perguntas:

    1. Há uma bolha imobiliária no Brasil ou não?
    2. Que fundamento(s) macroeconômico(s) justifica(m) o aumento abrupto de preços dos imóveis no Brasil nos últimos anos? Basta enumerá-los, não precisa conceituá-los um a um.
    3. Por que a renda média dos brasileiros não acompanhou essa escalada de preços?
    4. Por que a oferta de imóveis vem aumentado exponencialmente nos últimos meses?

    Sem querer ser hostil contigo, gostaria de ouvi-lo sobre esses temas (fracione o post se preferir).

    Abraço.

    0
    • Patricia 26 de março de 2012 at 11:43

      Aproveitando o post do Indecoroso…

      Cirilo, por favor, seria possível você me dar uma consultoria financeira? Gostaria de saber o porque não consigo comprar um imóvel (“classe alta”)…

      Situação atual:
      Renda bruta (somando a minha e do meu noivo): 15 KBRL
      Valor disponível para entrada: 250 KBRL
      Aceitaríamos contratar financiamento de até 150 KBRL

      Teoricamente, somos da classe “alta”, porém, com esse valor (400 KBRL) conseguiríamos comprar um ap no Jabaquara (Dvivisa Diadema) ou em algum outro bairro sem infra (metro, faculdades).

      Como isso é possível?

      Ps.: Também sou Eng. de Produção, trabalho na área de Planej. Estratégico de uma montadora. Só vejo péssimas perspectivas para o mercado (varejo, imobiliário).

      0
      • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 11:53

        Patricia

        Caso vc nao saiba, ele é estagiário. hehe

        0
        • Patricia 26 de março de 2012 at 12:14

          Carlos,

          Verdade, deixei esse fato passar batido… rsrs
          Ele defende tanto a não existência da bolha, achei que pudesse me dar uma consultoria, informando como eu poderia comprar um ap “classe alta”.

          0
  • Paulo 26 de março de 2012 at 10:45

    Esse final de semana estive dando uma volta em Águas Claras e me deparei com uma cena um tanto quanto curiosa. Muitos carros estacionados em uma determinada ruazinha da cidade. Depois de passar pelos carros pude visualizar uma multidão (mais de cem pessoas). Tratava-se de um “grande” lançamento imobiliário. Comecei a procurar o Wally (alguma alma viva interessada no empreendimento que não fosse corretor). Acho que não sou muito bom nesse tipo de brincadeira ou simplesmente não tinha Wally.

    0
  • Paulo 26 de março de 2012 at 10:53

    Esqueci de mencionar um pequeno detalhe.
    Trata-se de apartamentos de 3 quartos com incríveis 64,7 m².
    Isso é uma grande palhaçada.

    0
  • MrK 26 de março de 2012 at 10:56

    E nos falamos… e nos avisamos…

    o mais engracado e’ agora culparem a europa pela exausta do modelo brasileiro de crescer com base em credito… vivemos uma falsa prosperidade, a culpa nao e’ da europa nao!!!

    “Economia brasileira começa 2012 em marcha à ré, estima BC
    IBC-Br, considerado prévia mensal do PIB, recuou 0,13% ante dezembro

    RIO — A economia brasileira começou o ano em marcha à ré, menor do que em dezembro, segundo estimativas divulgadas na manhã desta segunda-feira pelo Banco Central (BC). O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado uma prévia mensal do Produto Interno Bruto (PIB), apresentou recuo de 0,13% em relação ao resultado de dezembro”

    0
    • Ronald 26 de março de 2012 at 11:23

      O previsível é o governo facilitar mais ainda o crédito e baixar os juros.

      Esse crédito “fácil” mascara a bolha? Como será daqui pra frente?

      Como esse povo consegue dar entrada de 30% nos imóveis e ainda pagar uma prestação R$ 2.000,00 por 30 anos + trocar de carro + encher os shoppings e restaurantes como tenho visto?

      Eu e minha esposa ganhamos quase 10 mil por mê, sempre estamos economizando, tendo muito pouco luxo.

      Estou admirado com essa “prosperidade” geral! Ou é gente altamente endividada?

      0
      • Ronald 26 de março de 2012 at 11:40

        Como disse Miriam Leitão:

        “Quando você vê em NY a invasão de brasileiros achando os preços de restaurantes de luxo mais baratos que no Brasil você percebe que tem alguma coisa errada…”

        0
      • Rodrigo 26 de março de 2012 at 11:56

        Sábado fui ao shopping e fiquei impressionado com a quantidade de pessoas comprando em uma loja de eletrodomésticos mais “requintada”. No tempo que estava lá, uns 10 minutos saíram umas 4 TVs de 3D e pelo tamanho da caixa era maior que 40 polegadas, sem contar que 2 vinham acompanhadas de split, fora o resto… e pequeno detalhe loja cheia e na fila do caixa.

        0
        • Rodrigo 26 de março de 2012 at 12:03

          Quer vender um imóvel? só colocar geladeira com frente de inox (porque o gabinete não é inox) combinando com fogão para vender. ahahah

          “Eletrodomésticos para a casa nova

          O Dia, 25/mar
          Quem comprar casa em Caxias no dia do lançamento ganhará geladeira e fogão

          As promoções valem também para os condomínios de casas e para imóveis oferecidos para aluguel. A Aliança Construtora, por exemplo, vai dar geladeira e fogão a quem comprar uma unidade no Vila Araruama, em Duque de Caxias, no dia do lançamento. O condomínio terá casas dúplex, com suíte e varanda, com preços a partir de R$ 240 mil e financiamento pela Caixa Econômica Federal.

          As promoções vão além

          da compra e venda de imóveis. Prova disso é a campanha da Renascença Administradora, que trabalha exclusivamente com locação. O proprietário que colocar o imóvel para alugar com a empresa terá isenção, por dois meses, nos serviços de administração imobiliária.

          Os descontos variam de 6% a 16%, dependendo do tempo de contrato, que na maioria das vezes é de 30 meses. A campanha vai até o dia 30 de abril.”

          0
      • Virginia 26 de março de 2012 at 21:21

        Muita gente endividada, fato!

        0
    • peterson 26 de março de 2012 at 11:24

      como dizem meus amigos “já ELVIS”

      dez -0,4
      jan -0,2
      fev será entre -0,3 e 0
      mar entre 0 e 0,2

      1° tri – entre -0,3 e 0,1

      0
    • Hik 28 de março de 2012 at 00:53

      MrK, melhor comprar logo um teclado com acento ou atualizar o software do smart, senão já vai ter gente querendo rebater os fatos que você evidenciou devido à ortografia do seu post.

      0
  • Rebecca 26 de março de 2012 at 11:10

    Pessoal, não entendo muito de economia, então gostaria da opinião de vocês sobre a matéria abaixo. Pode-se considerar isso como um ‘subprime’ brasileiro? Numa reportagem à parte, ‘especialistas’ explicam por que é diferente no Brasil e, portanto, o crédito com garantia em imóveis não seria um risco por aqui (postarei em seguida a matéria).

    Aguardo as considerações.
    ——————————————————————————————-

    Crédito que usa imóvel como garantia cresce em 2011

    Mudanças como ampliação dos prazos de pagamento levaram à expansão de empréstimos na modalidade
    MARIANA SALLOWICZ
    TATIANA RESENDE
    DE SÃO PAULO

    A modalidade de crédito que tem imóvel como garantia em caso de inadimplência disparou em 2011, após mudanças feitas pelos bancos. Para este ano, as instituições apostam em nova expansão da linha, que tem um dos menores juros do mercado.

    Entre as principais alterações estão a ampliação do prazo de pagamento, permitindo prestações menores, e a elevação do limite do valor emprestado.

    Na Caixa Econômica Federal, o saldo da carteira de crédito (soma das prestações restantes dos clientes), que era de R$ 320 milhões no final de 2010, passou para R$ 2,1 bilhões em 2011.

    “O conceito de usufruir do patrimônio sem se desfazer dele é, de certa forma, novo [no país]”, diz Humberto Magalhães, superintendente de clientes de média e alta renda do banco. Ele prevê que o total de empréstimos chegue a R$ 5 bilhões neste ano.

    Além da aceitação do único imóvel da família como garantia e do IPTU como referência para empréstimos até R$ 200 mil, sem necessidade de avaliação de um engenheiro, o saldo foi impulsionado pela ampliação do prazo, de 120 para 180 meses.

    “A nova etapa de crédito no Brasil vai passar por esses produtos de refinanciamento”, diz Antônio Barbosa, diretor de crédito imobiliário do HSBC. O prazo no banco dobrou, indo para dez anos, o que contribuiu para a alta de 39% nos empréstimos em um ano, para R$ 32,5 milhões.

    O valor máximo do financiamento subiu de R$ 200 mil para R$ 500 mil e o percentual emprestado em relação ao valor do imóvel foi para 60%.

    No Banco do Brasil, a modalidade foi lançada em outubro de 2010. A projeção é que o saldo de R$ 206 milhões ao final de 2011 atinja R$ 1 bilhão em 2012. “O ano passado foi de maturação e este será o da alavancagem”, diz José Henrique Silva, gerente-executivo da diretoria de crédito imobiliário do BB.

    O banco ampliou o prazo de pagamento de 10 para 15 anos e estuda mais alterações para simplificar o processo.

    INDICAÇÃO

    O crédito não precisa ter destinação específica. “É recomendado para quem está endividado e busca o recurso para quitar um financiamento mais caro, como cheque especial”, diz o economista José Pereira Gonçalves.

    A modalidade também é muito procurada por empresários que buscam capital para investir no negócio.

    Miriam Gomes, 48, usou o imóvel comprado há duas décadas, avaliado em R$ 300 mil, como garantia para um financiamento de R$ 150 mil.

    A empresária precisa do dinheiro para se livrar de um empréstimo anterior, tomado para investir na sua imobiliária, que seria pago em parcelas de R$ 9.000.

    A prestação baixou para R$ 3.000. “É uma boa opção para alguém passando dificuldades, com a vantagem de manter o patrimônio.”

    Gonçalves ressalta, porém, que existe o risco de perder o bem. “É preciso ter certeza de que a prestação vai caber no orçamento.” Ele também desaconselha o uso para projetos que podem ser planejados, como viagens. “O ideal é utilizar para emergências.”

    0
    • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 00:48

      Rebecca, até onde conheço dessa inha de empréstimo o vlr do imovel costuma ser 50% -do vlr de mercado, pelo menos (pois é combase no IPTU), aí os bancos já se cobrem de qualquer estouro de bolha… por outro lado essa carteira tem um limite estipulado pelo vlr que o cliente pode pagar… então no maximo, se ele tiver renda ele leva 50% do vlr do imovel de mercado… para os bancos que podem, se não me engano ter até 10 ou 15% de seu “ativo” nessa linha conforme regras do BC, não vejo que venha acontecer uma inadimplencia que prejudique a economia como um todo….
      Entretanto os financiamentos imobiliarios … estes são outra historia, a unica coisa que segura tais financiamentos é o limite de renda comprometida, mas já ouvi que muitos bancos estão burlando e mascarando… isso sim pode dar uma m***** muito grande… e acho que j´começou a feder

      0
  • Paulo 26 de março de 2012 at 11:10

    Dicas para vender Imóveis

    1.Escolha da empresa
    Blá blá blá ….

    2.Exclusividade
    Blá blá blá

    3.Definição da estratégia e Valores

    A terceira e mais importante etapa do processo de venda, é a definição do valor em que o imóvel será apresentado ao mercado.

    O valor do imóvel significa 80% do êxito da venda. Quando o produto está fora do preço de mercado, a venda simplesmente não acontecerá! Hoje com o fácil acesso a informações, os compradores sabem exatamente quais imóveis que estão com preço abusivo. Segue um resumo como exemplo:

    Preço do m2
    Tempo de venda

    Acima de todos os produtos disponíveis no mercado
    Não vende

    Valor igual ao mais alto oferecido pelo mercado
    Venda demorada

    Média do mercado
    Venda em tempo intermediário

    Entre a média e o mais baixo
    Venda rápida

    Menor oferecido pelo mercado
    Venda imediata

    Obs: A avaliação do valor do m2 precisa ser feita por um especialista. As variáveis que modificam o preço são muitas, e apenas um profissional da área tem Know-How para definir as categorias acima citadas.

    4. Negociação e venda

    Blá blá blá …

    5.Ágios

    Você é um dos muitos investidores que pretendem vender seu ágio? Tenha paciência! Existem diversos clientes que possuem ágios de apartamentos na fase de entrega, onde 80% do empreendimento adquirido tem como proprietário investidores com o mesmo objetivo, vender!

    Nesta situação o vendedor do imóvel precisa estar disposto a entender um pouco sobre momento do mercado imobiliário. Foi desenvolvido um problema crônico dentro da lei da oferta e da demanda. Muitas estão vendendo fazendo com que a procura não seja equivalente! Os compradores fazem Leilão buscando o menor preço e compram os apartamentos que tiverem seus vendedores mais flexíveis. Neste caso é preciso confiar mais ainda em seu consultor. Temos presenciado empreendimentos sendo totalmente revendidos novamente, o que demanda tempo. Não adianta cobrar a empresa contratada para a venda do imóvel e cobrar resultados sobrenaturais, é preciso estar disposto a negociar ou seu imóvel não será vendido!

    w w w .imoveisbrasiliadf.com.br/5-dicas-para-vender-seu-imovel-com-sucesso/

    0
    • Rodrigo 26 de março de 2012 at 11:37

      Depois não perca tempo chorando para advogado, recorra logo ao mágico.

      “A terceira e MAIS IMPORTANTE etapa do processo de venda, é a definição do valor em que o imóvel será apresentado ao mercado.”

      Quem paga mal para duas vezes, mesmo que o valor seja “baixo”.

      “4. Negociação e venda

      Blá blá blá …”

      Não é aqui que se analisa a documentação???????

      0
      • Rodrigo 26 de março de 2012 at 11:40

        Essas imobiliárias!?

        0
    • GB 26 de março de 2012 at 14:18

      Adorei esse texto, pelo menos já está aparecendo alguma coisa dizendo que o sucesso das vendas depende do valor dos imóveis, tipo “80%” pelo menos, os outros 20% de sucesso são pelos seus belos olhos, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

      Vai gente, foi legal, vai ter correTrouxa agora tentando convencer proprieTrouxas de que já têm outros na região vendendo na mesma situação e se ele quiser mesmo vender vai ter que baixar.

      Aí um ouve que venderam mais barato e vai fazer o mesmo, boatos servem tanto para aumentar quanto para baixar o valor dos imóveis, esse é o Mercado altamente técnico defendido pelo Cirilo.

      O problema é achar interessados, a maior parte já está com seus próprios micos encalhados.

      0
      • GB 26 de março de 2012 at 14:20

        E a parte dos poucos compradores interessados estarem fazendo leilão para baixo também foi o máximo.

        É o que esto fazendo, trollando imobiliárias, quando tiver alguém querendo vender no preço que eu quero pagar me liguem.

        0
  • Rebecca 26 de março de 2012 at 11:11

    Segue a outra matéria. Particularmente, acho que, se estamos contando com a competência do BC para controlar isso aí (como mencionaram no artigo), estamos fuuuuuu

    _—————————————————————————————————————

    Crédito com garantia de imóvel tem regras rígidas no Brasil

    Publicidade
    MARIANA SALLOWICZ
    TATIANA RESENDE
    DE SÃO PAULO

    A modalidade de crédito que aceita imóveis como garantia tem regras, que, segundo especialistas, trazem segurança ao sistema.

    A maior parte das concessões é feita por meio da alienação fiduciária, na qual a propriedade passa para o banco durante o financiamento. “É um mecanismo ágil, que facilita a cobrança”, afirma o economista José Pereira Gonçalves.

    Mudança nas regras impulsiona crédito que usa imóvel como garantia

    O modelo lembra as hipotecas americanas, que também aceitam casas e apartamentos de caução, e estiveram no centro da crise de 2008.

    Diferentemente da alienação fiduciária, nesse caso o tomador do empréstimo segue com a posse do bem, o que faz com que a execução demore mais.

    “Além disso, o que gerou a crise lá não foram problemas com o refinanciamento [de imóveis], mas sim com aquisição”, diz Fernando Baumeier, superintendente-executivo de crédito imobiliário do Santander, referindo-se a hipotecas que tinham como garantia bens que estavam sendo comprados.

    Outro problema era a avaliação dos clientes. “Americanos que não tinham condições de receber o crédito tiveram acesso a ele. Faltou supervisão”, diz Baumeier. “Aqui o Banco Central é atuante”, completa.

    Durante a crise de 2008 surgiu até a expressão “ninja” (“no income, job or assets” –para clientes sem renda, emprego ou bens).

    Em relação ao limite para os empréstimos também há diferenças. Nos Estados Unidos, o crédito chegava a superar o valor do imóvel, enquanto no Brasil varia de 50% a 70%.

    “Há sempre uma margem de garantia. O imóvel pode sofrer depreciação de mercado ou da própria manutenção”, diz Humberto Magalhães, da Caixa.

    Antônio Barbosa, diretor do HSBC, complementa: “Se houver inadimplência, o banco retoma o imóvel, liquida o saldo da dívida e ainda vai ter troco para o proprietário. Nos EUA, o percentual era muito alto. Com a desvalorização do bem, o imóvel recuperado não pagava nem a dívida.”

    Além disso, para assegurar que o bem não seja usado como garantia mais de uma vez, o negócio fica documentado na certidão do imóvel.

    “A garantia só é válida com a publicidade do registro”, afirma Flauzilino Araújo dos Santos, presidente da Arisp (Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo).

    0
    • Ronald 26 de março de 2012 at 11:32

      Quantos % da prosperidade que vemos aí em forma de “carros zeros, restaurantes cheios e shoppings superlotados” vem desse crédito que usa o imóvel como garantia?

      É cara da crise dos EUA esse tipo de crédito.

      Com o governo deixando a economia se sustentar em tomadas de crédito + a roubalheira já anunciada pelos atrasos para a Copa será esse o grande desastre de 2012???…

      0
    • Rico 26 de março de 2012 at 13:44

      Comentei isso em posts passados. Banco no Brasil não quebra. Se quebra, é na mão de otários ou estelionatários que pegaram a mala de dinheiro antes de entrar água na barca.

      Como já comentado, quem vai quebrar é aquele que comprou na planta 3 aps e contou com os ovos na galinha…

      0
  • Laranja 26 de março de 2012 at 11:18

    26/03/12 – Aberta a temporada de descontos em imóveis

    As construtoras estão oferecendo descontos de até 15% nos imóveis comercializados. De acordo com Secovi-SP (Sindicato da Habitação), há uma série de motivos para os saldões: sobra de unidades, estratégia de marketing, necessidade de caixa e desconto equiparado ao oferecido nas compras à vista.

    Para Emílio Kallas, vice-presidente de incorporação e terrenos do Secovi, o momento é ideal para a compra – e essa fase deve se estender pelos próximos cinco anos. “Somente 5% do PIB é de financiamento imobiliário, e os bancos têm margem de segurança para o crédito, o que garante um bom negócio”.

    Kallas ressalta, contudo, que essa operação deve ser bem analisada e que as ofertas agressivas não devem ser a razão principal para adquirir um bem desse porte. “É preciso fazer as contas e ver se o imóvel atende às necessidades de toda a família”.

    A Rossi Residencial é uma das empresas que oferecem descontos. Em 12 imóveis, a redução pode chegar a até R$ 150 mil. Tal oferta vale para o Reserva Espaço Cerâmica, em São Caetano do Sul, com apartamentos que custam mais de R$ 1 milhão.

    A MRV Engenharia admite que o objetivo é zerar estoques e dá descontos de até R$ 5.000. A maior parte dos empreendimentos custa até R$ 170 mil – o que possibilita a adesão ao programa Minha Casa, Minha Vida, que tem juros mais baixos do que os de financiamento com poupança.

    Já a Trisul pretende estender por mais dois meses a campanha que dá descontos entre 3% e 15%, mais escritura gratuita, em 34 imóveis. Na You, Inc, a redução é de 5% no empreendimento residencial You Vila Formosa. Quem comprar até 1º de abril ganhará uma televisão.

    Fonte: Bahia Notícias – 25/03/2012
    http://noticias.bahianoticias.com.br/conteudo/imoveis/noticias/aberta-temporada-de-descontos-em-imoveis

    0
    • GB 26 de março de 2012 at 14:25

      Eu acho engraçado essas desculpas para os saldões das construtoras: estratégia de marketing ? ter dinheiro em caixa ? por que a mãe deles mandou ? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Pura bobagem, os investidores caíram fora por causa que não conseguiram segurar a tal da “valorização eterna” e não tem mais ninguém que queira comprar por esses preços.

      Eles não estão mais conseguindo vender nada e pararam de ficar lançando novos edifícios, mostra de que acabou o oba-oba deles.

      0
  • Zugão 26 de março de 2012 at 11:39

    Lendo alguns artigos expostos no Nucleo de Real Estate, indicado acima pelo colega Xangai, podemos perceber que a especulação existe, mas de forma bem isolada, em alguns pontos específicos das cidades, quer dizer, não há a formação de bolha de forma ampla e generalizada. A tendência é se ajustarem com o passar do tempo. Acredito que seja isso que esteja acontecendo a partir de agora. Sinceramente, não haverá estouro nenhum. Seria interessante lerem a respeito da economia política da urbanização para compreenderem como se procede a formação das cidades no Brasil. Não é somente o aspecto econômico que deve ser levado em conta.

    0
    • MrK 26 de março de 2012 at 11:45

      eu nao sei de que pais voce ta falando

      mas do Brasil que eu conheco, a especulacao esta a pleno vapor, “investir” em imoveis virou a maior moda do ultimo bienio… o termo “isolado” nao serve, nem de longe, pra descrever a situacao real

      0
      • Rodrigo 26 de março de 2012 at 12:17

        Meu deuuuus!

        Esse deve ficar o dia todo na piscina tendo aula com Cirilo, não estou acreditando.

        0
        • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 00:54

          Ou então pegou insolação… cozinhou ou miolos kkkkkkkkkk

          0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 11:45

      Ciniiiiira…

      Opa, é Cirilo…hehe

      Obrigado pela dica. Acompanhe e leia o blog, ja discutimos isso, não seja preguiçoso.

      0
      • Cleyton 26 de março de 2012 at 11:52

        Eu acho tanta coincidência aparecer esses boca mole falando merda justamente quando Cirilo leva um cruzado no queixo!!

        Outra coisa intrigante é o silêncio seletivo, o cara escolhe as menores picuinhas e fica reclamando sobre ideias e tal, mas quando inquirido some!!

        0
    • Ronald 26 de março de 2012 at 11:47

      Enfim o que era uma bolha de especulação imobiliaria somente por preços abusivos se agrava e se torna geral pela bolha de crédito que tantos negam…

      0
    • xangai 26 de março de 2012 at 12:01

      Zugao…
      Vc deve ser novo por aqui ( ou nao .. .sei la ) .. esse material da POLI ja eh de conhecimento dos blogistas desde emissoes originais.

      Melhor ler duas ( ou tres ) vezes … e ler tudo … ::

      Alerta de Bolha – jul /set 2011 ( titulo simples e direto )
      5.1 A conjuntura de mercado suando os dados de SP como proxy para o que acontece com o mercado no Brasil AUTORIZA soar um alarme de BOLHA.

      Ah … Se for analisar o censo 2010 IBGE … tambem leia duas/tres vezes. Nao da pra falar que “temos 50 mil milionarios no brasil” !!!!! ou que temos ” muita gente com dinheiro” !! e que sao esse “monte de gente” que esta sustentando os precos.

      Saudacoes.

      0
    • FRK 27 de março de 2012 at 21:52

      “Seria interessante lerem a respeito da economia política da urbanização para compreenderem como se procede a formação das cidades no Brasil. Não é somente o aspecto econômico que deve ser levado em conta.”

      Poderia recomendar alguma leitura sobre o tema?

      Por favor, me ajude a ter uma visão mais esclarecida sobre o tema.

      vlw!

      abs

      frk

      0
  • Menino_do_Rio 26 de março de 2012 at 11:40

    Pelo que estão pedindo por alguns aps em Ipanema, até que tá barato…

    http://oglobo.globo.com/rio/justica-decide-nesta-terca-feira-destino-de-um-dos-mais-caros-terrenos-da-cidade-4412356
    “A Justiça fluminense vai decidir nesta terça-feira o destino de um dos mais caros terrenos da cidade do Rio. Uma área de 5,8 mil metros quadrados no Leblon, avaliada em R$ 43 milhões, está no centro de uma disputa entre o governo do estado, uma construtora e os herdeiros de um contraventor.”

    0
    • Rodrigo 26 de março de 2012 at 12:22

      E olha as novidades… tá difícil.

      “Do milhão ao alto luxo

      O Globo, Negócios & Cia, 24/mar
      Demanda e preços de imóveis classe A voltam a crescer no Rio este ano

      Após uma freada no segundo semestre do ano passado, na rebarba da crise econômica mundial, o mercado de imóveis residenciais de luxo recupera o fôlego no Rio. A Judice & Araujo, especializada no segmento e representante da Christie’s International Real Estate, já prevê expansão de 70% em 2012. “Crescemos 150% no primeiro semestre de 2011. Em agosto, o mercado parou. Houve, inclusive, leve redução de preços de imóveis. Fechamos o ano com alta de 58%”, conta o diretor Frederico Judice. Em paralelo a crise, continua ele, os altos preços no mercado de luxo excluem compradores. “Começamos 2012 com margem de negociação melhor. Cerca de R$21 mil/metro quadrado no Leblon e R$14 mil na Barra. No início de 2011, havia um leilão de imóveis. As vendas já reaqueceram”, conta Judice. José Conde Caldas, presidente da Concal e à frente da Central de Imóveis, imobiliária do grupo focada no mercado de alto luxo da Zona Sul, está de acordo. “Este ano será de expansão. Estimamos crescer 10%”, conta ele. No segundo semestre de 2011, as vendas caíram em 40%. Com pouca oferta, os preços seguiram nas alturas, com picos de R$50 mil/metro quadrado no Leblon, gerando novo fenômeno: “Jovens que investiram em imóveis de cerca de R$25 milhões estão se dando conta de que moram caro demais. Mudam para outro, de um quarto do valor, e usam o capital para investir”, destaca. Na Barra, a situação não é diferente. A Sawala, que atua no mercado classe A do bairro, prevê bater o crescimento de 2011, que foi de 40%. “Os preços triplicaram desde 2010. Com o freio na oferta, a demanda está ainda maior”, diz o diretor Edson Pires.

      Vendas
      O Globo, Negócios & Cia, 23/mar
      Carvalho Hosken, RJZ Cyrela e JC Gontijo anteciparam para ontem o lançamento do 360º On The Park Península. Venderam 51 das 150 unidades. O valor de vendas passa de R$ 270 milhões

      0
      • Indecoroso 26 de março de 2012 at 15:01

        Fizeram essa reportagem pra fisgar véia pensionista. Só pode!

        0
        • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 00:59

          Tô começando achar que este tipo de matéria é a nova forma de escrever ficção…
          Será que temos crise tb na literatura pra avançarem em outras midias?

          0
  • Guy Fawkes 26 de março de 2012 at 11:50

    Como está a situação em outras cidades? Essa matéria da Gazeta do Povo aqui em Curitiba é a mais pura verdade. Tem um outro aspecto que ninguém abordou mas que considero importante na hora de comprar um ap: o preço do condomínio. Quase 100% dos lançamentos em Curitiba possuem “espaço gourmet”, brinquedoteca, piscina (essa é piada pronta), espaço fitness, espaço x y z e alguns até com lan house (cereja do bolo). Entretanto você vai morar num ovo de 25m² com sala, cozinha, banheiro e quartos todos conjugados num único ambiente, garagem pra 1 carro no tempo e pagar um condomínio de mil reais pra sustentar esse monte de besteira que em 1 ano está demolido e precisará ser reformado. Eu, como curitibano, quero exatamente o que está na reportagem, com uma churrasqueira e um salão de festas, não quero o Hopi Hari dentro do meu condomínio.

    0
    • Rodrigo 26 de março de 2012 at 12:51

      Compre um “apartamento” de 25m2 e ganhe o kit barulho. O pior que isso cola!

      Só cuidado para não comprar com “vista para churrasqueira”, quanto mais bebida mais barulho, carne mesmo, ninguém come.

      0
  • Zoom 26 de março de 2012 at 11:54

    Ninguém percebeu a estratégia do “Cirilo” que é mudar o foco da discussão.

    O cara é formado em “gastronomia de alimentos” e quer corrigir o português, tenha pasciência.

    “Cirilo”, meus parabéns! Não perde teu tempo precioso em discutir com os pobres deste blog. Ok.

    Existe um ditado que tu deves não conhecê-lo. TEMPO É DINHEIRO.

    0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 11:59

      Além de tudo é um estagiário que fica escrevendo besteira aqui enquanto deveria estar justificando seu salario e bonus de classe alta num dos maiores bancos de investimentos do mundo…hehe

      Vai trabalhar sem vergonha!

      0
  • Miguel Jacó 26 de março de 2012 at 12:00

    A Presidente da República acabou de preparar terreno (e arranjar culpados) para o nosso “Grande Colapso”:

    “Resistência à crise tem limite, diz Dilma
    Em documento para encontro dos Brics, presidente se mostra como a mais preocupada com impacto dos problemas internacionais”

    http://www .estadao. com.br /noticias/impresso,resistencia-a-crise-tem-limite-diz-dilma-,853304,0.htm

    0
  • Menino_do_Rio 26 de março de 2012 at 12:01

    Para um bom entendedor ela disse: o dindin do FGTS é para manter a bolha imobeleitoral®.

    http://oglobo.globo.com/economia/dilma-volta-vetar-uso-de-recursos-do-fgts-para-copa-olimpiadas-4413877
    “Na justificativa, Dilma argumenta que os empreendimentos “já dispõe de linhas de crédito disponíveis para o seu desenvolvimento, além de recursos garantidos pelo governo federal (…) a proposta desvirtua a prioridade de aplicação do FI-FGTS, que seve continuar focada nos setores previstos”.

    0
  • 123 26 de março de 2012 at 12:09

    Pessoal, é a primeira que escrevo no blog, e quero compartilhar oq aconteceu na negociação do meu apto. teclo de fortaleza/ce

    os preços aqui foram pro espaço, e nao existem compradores em potencial.
    comprei um apto. de 1 por andar de 208m. novo, andar alto. vista mar, area nobre de fortaleza, fica a uma quadra da beira-mar. posso ir a pe com total segurança.
    a construtora esta vendendo um andar alto em media por 1.5m.
    ja tinha desistido de comprar um imovel, quando me aparece um investidor atras de liquidez.
    ele estava pedindo no mesmo apartamento 1.2m. eu ainda estava achando caro.
    depois de algum tempo, e negociações o cara nao arrumou ninguem, nenhuma viva alma que pagasse o preço que ele queria. e o negocio voltou pra mim de novo.
    acabei comprando o apto. por 1.070m. paguei em media 5k pelo metro quadrado em area nobre. e aqui ja tem gente pedindo 7, 8 no metro. ta um absurdo.
    acho que consegui um bom desconto. e tambem so comprei pq vou morar e gostei muito do apto.
    agora como investidor nunca compraria. esse mercado nao tem liquidez.

    0
    • Rodrigo 26 de março de 2012 at 13:18

      Se “ta um absurdo” e você acha que conseguiu um bom desconto até mesmo porque comprou para morar PARABÊNS!

      Agora imagina se depois de se mudar não gostar, não vai ter liquidez!

      0
      • 123 26 de março de 2012 at 13:31

        analisei muito o imovel, entao descarto o ”mudar e nao gostar”.

        exato nao tem liquidez. agora como eu paguei 5k no metro e estao vendendo a 7, 8. o mercado pode recuar, e eu acho que vai, eu fico dentro do preço de mercado. por isso que digo que pra investir esta a maior furada.

        0
        • Rodrigo 26 de março de 2012 at 14:08

          A compra de imóveis sempre tem riscos, sejam antes, durante ou depois da compra.

          Pagar em qualquer produto no preço de mercado não é vantagem.

          0
          • 123 26 de março de 2012 at 15:10

            vc nao entendeu! eu paguei 5k no metro, e estao pedindo 8k no mesmo bairro, ou seja, eu paguei 37,5% abaixo do valor praticado! e outra como disse antes, vou morar entao nem penso em vender.
            so estava tentando mostrar uma distorção muito grande em um desconto, e que isso pra mim ja mostra que o mercado não esta saudavel.

            0
            • Rodrigo 26 de março de 2012 at 16:05

              Não entendi?

              O que estava mostrando é outro foco!

              “ imóvel custou R$ 1070M”

              “não tem liquidez”

              “o m2 praticado é de 7, 8” (O valor do m2 é relativo, em tese quanto menor o tamanho do imóvel mais caro o m2 e a contrário sensu, quanto maior for o imóvel mais barato o m2.)

              “7, 8 no m2, tá um absurdo”

              “investir esta a maior furada”

              “gostei e porque vou morar”

              “consegui um bom desconto”

              “o mercado pode recuar, e eu acho que vai, eu fico dentro do preço de mercado”

              “entendo que isso nao é segurança pra mim”

              “acho que realmente pode recuar os 50% como vc disse”

              “sei que posso ter pago caro ainda”

              Conclusão:

              Você mesmo sabe que comprou o imóvel caro que não conhece os riscos e comprou porque gostou.

              0
              • Rodrigo 26 de março de 2012 at 16:09

                Como disse parabéns pela aquisição.

                Quanto a decoração vai uma sugestão:

                h ttp://www.santosesantosarquitetura.com.br/

                0
                • 123 26 de março de 2012 at 18:01

                  ta bom, vc quem conhece! vc continua sem entender. deixa pra la.

                  0
                  • xangai 26 de março de 2012 at 18:05

                    123
                    se vc conhece a regiao , parece que conhece, estava acompanhando a inconstestavel bolha.. etc..etc.

                    e achou um imovel “perfeito” para morar … algo que vc imagina passar muitos e felizes anos da sua vida… e pode pagar 1kk !!

                    parabensss… eh isso mesmo … o que eh constestavel por todos ( e eh o obvio ) pagar tranqueiras de 500k ou que seja 1kk apenas porque ” vai subir mais ” !! isso eh intoleravel.

                    boa sorte no seu novo lar !!! parabens .. !!

                    e mesmo depois de hoje , continue postando no blog as novas historias da sua regiao !!

                    0
    • xyz 26 de março de 2012 at 13:29

      Meu caro,
      O mais interessante é saber que existem pessoas comprando imóveis neste preço que você comprou, só que no cambeba, onde há muita, muita, muita, muita disponibilidade de terrenos. E que sinceramente eu considero periferia.

      0
      • 123 26 de março de 2012 at 13:34

        é verdade

        0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 14:25

      123

      Se você comprou para morar e está feliz, parabens.

      Mas, ponderando, 1 milhão é muito dinheiro para se pagar num imóvel em qualquer lugar do mundo.

      Esses imóveis, na minha opinião, deveriam cair 50% dos seus preços atuais para voltarem a sua sanidade, pois, apesar da localização, não encontramos motivos plausiveis para que custem esse valor.

      Se analisar um pouco mais, vai perceber que o desconto dado a você foi de 10% do preço bolhudo, enquanto as proprias construtoras estão chegando a descontos com mais de 20% nesses empreendimentos destinados ao alto padrão.

      Sinceramente, eu não pagaria 1 milhão em nenhum imóvel ofertado atualmente porque simplesmente não vale. A não ser que fosse um castelo no sul da frança.

      0
      • 123 26 de março de 2012 at 15:31

        concordo com vc! mas o meu desconto foi de 37,5% abaixo do valor praticado no mesmo bairro, paguei 5k no metro e estao praticando 8k,

        entendo que isso nao é segurança pra mim, e acho que realmente pode recuar os 50% como vc disse. sei que posso ter pago caro ainda, mas foi pra morar e pq queria o imovel.

        0
        • Fernando 26 de março de 2012 at 18:07

          Bull Trap Detected.

          0
  • RosinhA 26 de março de 2012 at 12:15

    Conversa ao vivo com Samy Dana domingo.

    Parabens disse a palavra proibida Bolha hoje na Globo cuidado com a patrulha agora, valeu Samy.

    Samy responde: Eu sigo meus princípios, sempre falarei o que acho prudente, fui bem cauteloso mas fiz minha avlaliação – acho que não gostaram muito, é a vida

    0
  • Cirilo 26 de março de 2012 at 12:23

    MrK, enquanto a economia está de marcha ré, cono você dissr, o indíce de desemprego só vem caindo.

    O que você acha disso?

    gazetadopovo.com.br/m/conteudo.phtml?tl=1&id=1236311&tit=Taxa-de-desemprego-e-a-menor-para-fevereiro-desde-2003

    Responder

    0
    • xangai 26 de março de 2012 at 12:31

      Cirilo …

      Onde cresce o emprego – 24 de março de 2012 | 16h30 – Celso Ming

      / blogs.estadao.com.br/celso-ming/

      A industria esta sendo sucateada e protegida de forma idiota … parece que grande parte desses empregos vem do grande sucesso da construcao civil e em servicos ( que inclui pintores, pedreiros,etc) ..

      Vc ja deve ter lido ( mas 100 vezes ) que as construtoras estam reduzindo o ritmo de lancamentos.. etc..etc..

      Aonde vai parar isso ?!?!

      0
    • Indecoroso 26 de março de 2012 at 12:48

      Cirilo, lhe fiz uma pergunta mais acima. Favor dar uma olhada e oferecer resposta. É para o equilíbrio do discurso. Grato.

      0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 13:41

      VAI TRABALHAR ESTAGIARIO….

      0
    • zabiziz 26 de março de 2012 at 13:50

      Eu não sei o que o mrk acha, mas eu acho que isso é insustentável. Isto porque esta queda no desemprego foi baseada no aumento do crédito e não em um aumento efetivo da produtividade. Este aumento no crédito sem uma sustentação de aumento também da capacidade de produção provoca um boom inicial (que estamos vivendo) mas depois ele explode. Aliás os últimos dados do desemprego mostram que ele cresceu nos primeiros meses de 2012, apesar de ainda estarem em níveis historicamente baixos.

      Texto interessante sobre nossa indústria:
      “http://mises.org.br/Article.aspx?id=1262”

      0
    • MrK 26 de março de 2012 at 15:38

      Cirilo, uma boa matéria para o seu estágio, seria a dinamica de bolhas

      deixa eu explicar, o desemprego é o último indice a sofrer, é o fim da corrente que vai quebrando elo a elo

      tome como exemplo os EUA e sua famosa bolha imobiliaria, o indice de desemprego às vesperas da explosao tava como? e no dia seguinte? continuavam muito bons…

      a coisa funciona da seguinte forma, em geral: Falta de liquidez / Inadimplencia / Devolução de imoveis e prejuizos / Demissão no setor de construcao civil e finalmente: Demissão em diversos setores, para chegar da inadimplencia ao desemprego podem demorar meses, até anos, os EUA atingiram o apice do desemprego cerca de 2 anos após o estouro da bolha!

      não espere o desemprego disparar no dia seguinte ao estouro, nunca foi assim, respondi sua pergunta? abracos

      0
      • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 01:10

        Aumentando um pouco o conhecimento do Cirilo… Dna. Dilma dá com uma mão e segura com a outra… deu no Jornal da Globo que…. não podem demitir até junho… PRA MIM SIGNIFICA QUE O DESEMPREGO TB ESTÁ MASCARADAÇO…..

        0
      • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 01:13

        Dá-lhe Mrk…. e pra aumentar o conhecimnto do Cirilo… Deu no JG … Dna. Dilma diz que não pode haveer demissão até junho…. Então mais uma vez temos mais um indice bem mascarado sendo divulgado em toda a mídia….

        0
  • Rodrigo 26 de março de 2012 at 12:25

    Copa da especulação

    O Globo, Karine Tavares, 25/mar
    Mercado negocia aluguel para julho de 2014, por até R$ 80 mil, mas evita fechar valores

    As obras nos estádios não terminam tão cedo. O governo federal, a CBF e a Fifa ainda batem cabeça para definir questões fundamentais sobre a realização dos jogos e a infraestrutura das cidades. Mas nada disso parece abalar a fé de brasileiros, das 12 cidades-sedes, em lucrar um dinheirinho extra com a Copa do Mundo – principalmente daqueles que são vizinhos (ou quase) dos futuros palcos dos jogos. Basta uma busca rápida na internet para notar que pipocam ofertas de imóveis para aluguel no Mundial.

    Muitas delas, de pessoas que pretendem alugar a própria casa. Enquanto isso, corretores especializados em locação por temporada preferem esperar para ver se os preços, já nas alturas, sobem um pouquinho mais.

    – Os estrangeiros são organizados e querem já reservar, mas eu nem sei o quanto cobrar, e se fechar algo agora posso ter feito mal negócio depois – diz uma corretora carioca, que preferiu não ser identificada. – Como a gente sabe que vai alugar de qualquer jeito, já que a demanda será enorme, vai empurrando com a barriga até que os outros se posicionem.

    Pudera! Os preços andam tão loucos que até a Fifa está tendo dificuldades para encontrar bons imóveis para seus executivos que já trabalham por aqui na preparação do Mundial. Principalmente, na Zona Sul do Rio. A solução tem sido alojar alguns deles na Barra da Tijuca, ainda um pouco mais em conta. Com essa perspectiva, muitos corretores não aceitam pegar, agora, imóveis para alugar durante a Copa. Já os proprietários vão agindo por conta própria e torcendo para fechar negócio, de preferência com grupos de estrangeiros. Os valores nas cidades-sede variam hoje dos R$ 15 mil aos R$ 80 mil, dependendo do tempo de estadia (a maior parte das ofertas é para os 30 dias da Copa), do tamanho do imóvel e, claro, da localização.

    ‘Me liga no fim do ano que vem’

    Moradora da Ribeira, em Salvador, Lindamar Rebelo começou a se planejar em agosto, quando anunciou sua casa, “só para testar o interesse” de possíveis inquilinos. Desde então, ela já foi procurada por grupos de diferentes países, como Portugal, Espanha, Itália e África do Sul, além de brasileiros:

    – Pego os contatos e mando ligar de volta no fim do ano que vem. Não vou fechar negócio agora.

    O motivo é bem simples. Por ora, Lindamar pensa em cobrar R$ 16 mil por 20 dias de aluguel – ou seja, uma diária de R$ 800. Mas ela acredita que, até lá, o preço venha a aumentar. Além do que, não fez qualquer cálculo ou mesmo pesquisa para chegar a esse valor. Já o militar reformado Luiz Carlos da Silva pesquisou preços de diárias em hotéis e apartamentos de temporada antes de colocar um anúncio pedindo R$ 18 mil de aluguel por um mês no apartamento que tem no Maracanã, a 100 metros de um dos portões do estádio. Para a Copa das Confederações, ano que vem, pretende cobrar a metade desse valor. Afinal, o evento dura só metade do tempo (15 dias).

    – O prédio é antigo e o apartamento, que é usado por meus dois filhos, está um pouco velho. Mas pretendo fazer uma pequena reforma, pintar, trocar os móveis por peças mais modernas e confortáveis. Nada de luxo, mas compatível com acomodações de hotéis mais simples e com a vantagem de estar ao lado do estádio.

    Quem tem imóveis mais modernos, porém, não se importa de voar alto na hora de fixar o preço. O policial militar Wanderson Damasceno, por exemplo, dono de uma cobertura na Pampulha, em Belo Horizonte, anunciou o apartamento de quatro quartos, duas salas e três banheiros por R$ 80 mil, pelos 30 dias da Copa.

    – Eu vi albergues simples pedindo 5 mil (R$ 12 mil). O meu apartamento é bom, amplo, está todo equipado e mobiliado e comporta tranquilamente até 20 pessoas. Acho que, para grupos, o valor não é tão alto assim. E ainda fica a apenas dez minutos do Mineirão – defende Damasceno, com o discurso de corretor na ponta da língua.

    De férias a novos negócios: donos de imóveis já sabem o que fazer

    Para os corretores de verdade, no entanto, ainda é cedo para pensar em fechar negócios. Mesmo que os valores cobrados sejam em moeda estrangeira, dólar ou euro, o risco é grande. Afinal, em momento de crise da moeda europeia, ninguém sabe ao certo o que o futuro reserva.

    – É normal que proprietários de imóveis que não conhecem esse mercado estejam se antecipando, já que eventos como a Copa oferecem oportunidades de mercado como essa mesmo – defende Jean Carvalho, gerente de locações da Apsa. – Mas acredito que, até o fim do ano que vem, esses preços ainda terão força para crescer: afinal, a gente não sabe ao certo quantas vagas de hotéis surgirão até lá.

    Mesmo sem qualquer certeza em relação ao aluguel de seu imóvel durante a Copa, o PM Wanderson Damasceno já tem planos para a renda extra, caso ela venha. Além de dar uma parte do aluguel à sogra – na casa de quem deve se hospedar durante a Copa -, com os R$ 80 mil, ele pretende comprar um apartamento menor para alugar e, com isso, garantir uma renda extra fixa.

    Já a baiana Lindamar Rebelo sonha ainda mais alto. Ela acredita que sua casa possa se tornar uma fonte permanente de renda sendo alugada em outras épocas muito procuradas em Salvador, como o réveillon e o carnaval. Até por isso, investiu na construção de mais dois andares, onde fez três quitinetes e duas suítes para alugar por temporada.

    Uma maneira de garantir que, aconteça o que acontecer no futebol, a Copa do Brasil venha a lhe deixar boas recordações. E algum lucro.

    – Resolvi investir um pouco mais, mas já está valendo a pena. Já aluguei os quitinetes neste carnaval e esta semana recebo uma pessoa por três meses – conta, satisfeita.

    Mas, nem todo mundo pensa só em trabalho. O militar Luiz Carlos da Silva quer aproveitar o dinheiro para sair de férias durante o evento e… assistir à Copa. Nada de ficar pelo Rio. A ideia é percorrer o país de carro, e parar em várias das sedes para assistir a jogos de diferentes seleções.

    – Fui às duas últimas Copas do Mundo e, desde a Alemanha, prometi que iria a todas – conta, acrescentando que a diferença é que, da primeira vez, fez uma loucura: – Comprei um pacote e gastei R$ 40 mil. Agora, quero lucrar primeiro para gastar depois.

    Ofertas que vão além da simples estadia

    Mas nem todo mundo que quer lucrar com locação durante o evento pretende deixar a casa. Há quem esteja planejando alugar apenas um ou

    dois quartos dentro do próprio imóvel, num esquema parecido com o do cama e café, mas com algumas regalias. Em Manaus, por exemplo,

    um anúncio pede nada menos que R$ 45 mil por um mês em um dos quatro quartos de uma casa localizada num condomínio de classe média, que tem ainda cinco banheiros, salão, varanda e sala de TV. E o valor da estadia ainda inclui todas as refeições e passeios por pontos turísticos da região amazônica, como o encontro dos rios Negro e Solimões, sempre acompanhados da família anfitriã.

    0
    • NTL 26 de março de 2012 at 12:46

      Triste mesmo ver uma notícia assim, onde todo mundo só pensa em se dar bem e ponto final.

      Eu me lembro de uma notícia muito marcante que vi na TV quando a Alemanha foi definida como sede da Copa. Tentei encontrar algo na Net para embasar, mas não achei. Na ocasião o governo alemão baixou medidas para impedir a especulação e o aumento abusivo de preços dos hotéis e pensões.

      Preferia mesmo que a Copa tivesse ido para qualquer outro lugar em vez do Brazil…

      0
    • NTL 26 de março de 2012 at 12:57

      Esta mentalidade de querer sempre levar vantagem em tudo é que deveria mudar por aqui. Quem tem poder/$$$, usa-o sempre indiscriminadamente em benefício próprio sem quaisquer pudores ou senso de ética. Um pouco off-topic, mas vejam o aburdo:

      Auxílio-Alimentação da Magistratura
      sylviomicelli . blogspot . com . br/2012/03/auxilio-alimentacao-da-magistratura-um.html

      O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo parece não ter jeito. Pouco importa a investigação feita pela Corregedoria Nacional de Justiça. Pouco importam as denúncias que se acumulam de ex-presidentes que advogaram em benefício próprio e de seus asseclas. E, pior: parece que pouco importa a mudança na administração. As esperanças poucas que se renovam, quedam mais uma vez.

      (..)

      Do ponto de vista legal, perfeito. Sempre devemos lembrar de que os magistrados são servidores públicos, apesar de uma parte deles achar que estão acima do bem e do mal. Sob esse prisma, então, conceder os R$ 29 por dia a título de Auxílio-Alimentação seria absolutamente legal.

      (..)

      3. A Portaria nº 8539/2012 retroage seus efeitos a 14 de abril de 2006, o que equivale aos cinco anos anteriores ao pedido formal procolado pela Associação Paulista de Magistrados (Apamagis). Ou seja, cada magistrado fará jus a uma indenização de cerca de 40 mil reais e ninguém duvida de que isso será pago de forma bem rápida e, possivelmente, numa única parcela. Eles não precisam de “carnezão” dos atrasados ou algo similar como é imposto a nós, servidores;

      (..)

      0
  • RosinhA 26 de março de 2012 at 12:28

    Gente fui a Santos ontem visitar um conhecido que mora entre os canais 1 e 2, fiquei horrorizada, a praia parecia praia da terceira idade, não havia nenhum jovem, nenhuma criança, suja, suja, suja, suja, suja,

    N O J E N T A , mesmo, assim como fazia tempo que não ia visita, decidi ir até o canal de navios, aquário, pontos turísticos conclusão:

    Todas as praias fedem, a areia está preta por causa de poluição com certeza, o aquário nem entrem por favor, em uma cidade que se considera beira mar o peixe mais bonito do aquário era um Pacu, o tanque do Leão Marinho era Marrom Bombom, não se ve nada.

    Desculpe que mora por aí mas fiquei horrorizada, não pago nem 20K num apartamento com vista de mar com lixo e esgoto e cheiro nojento nestas praias.

    0
    • Rodrigo 26 de março de 2012 at 12:58

      Deve estar igual no Leblon então! Tem até canal!

      “Leblon: normalmente está imprópria pra banho, mas tem boa facha de areia que permite a prática de diversos esportes. Continuação da praia de Ipanema, no final da praia encontramos o Mirante do Leblon, que dá uma bela vista da orla da zona sul.”

      h ttp://www.melhorespraias.com.br/node/551

      0
    • Fred 26 de março de 2012 at 16:00

      Rosinha, é mais ou menos assim que eu me sinto quando saio de casa em um bairro hipervalorizado aqui de São Paulo e vejo urina, fezes, vômito, garrafa quebrada, lixo espalhado pelo chão… Sabe aquela história de que “tá perto de tudo”? Adoram falar isso na hora de jogar o preço lá em cima. O problema é que nem tudo é bom.

      0
  • Terra 26 de março de 2012 at 12:30

    Não posso responder por outros bairros mas aqui em PERDIZES (SP) onde moro saiu um empreendimento chamado Astre Perdizes (http://www.astreperdizes.com.br/edificio.html) uma torre com 48 apartamentos sendo a unidade mais barata quase 1 milhão e a mais cara 1,2 milhões. Fui nesse final de semana no decorado e o corretor falou que vendeu TUDO em 2 horas!!!! Média do metro quadrado 8.750 mil 126m2 de 4 ou 3 vagas. Acho q em locais que faltam terrenos para construir e boa localização ainda tem pessoas dispostas a pagar essa fortuna. Perguntei para o corretor se a maioria era investidor e ele respondeu que metade era investidor, falou q o investidor vende na média 35% a mais e que as pessoas que compraram tinham condições de manter o apê mesmo depois da entrega das chaves. Realmente se a pessoa tem condições de comprar um apê nesse valor deve tem bala para manter….eu acho.

    0
    • Rodrigo 26 de março de 2012 at 13:05

      Está vendendo mais do que fui ver.

      Vendas
      O Globo, Negócios & Cia, 23/mar
      Carvalho Hosken, RJZ Cyrela e JC Gontijo anteciparam para ontem o lançamento do 360º On The Park Península. Venderam 51 das 150 unidades. O valor de vendas passa de R$ 270 milhões.

      0
    • Luiz 26 de março de 2012 at 13:19

      Terra
      Esse apê custa 1 milhão por 4 dorm + 4 vagas – 126 m2 = 7,9k/m2 + boa localização
      o preço do m2 desse tipo na região é 7,6k/m2 segundo o fipezap

      não é um preço muito comeptitivo, estranho.
      será que vendeu tudo mesmo?

      0
      • Rodrigo 26 de março de 2012 at 13:30

        Olha quem deve comprar? Será que elas sabem que aqui se fala espanhol!? ahaahah.

        A lógica da especulação
        O Globo, Opinião, 25/mar
        Em pesquisa recente a Global Property Guide, empresa britânica de avaliação de imóveis, apontou o Brasil como um dos principais países a liderar a valorização dos imóveis nos últimos meses. Alguns analistas divergem quanto às explicações dessa onda de valorização fundiária urbana: uma corrente defende que não se trata de uma onda especulativa, mas são conseqüências de fatores estruturais, como o déficit habitacional e a falta de espaços urbanos com boa infraestrutura disponíveis para construção; já os fatores conjunturais seriam atribuídos aos megaeventos que a cidade sediará a partir de 2013, como a Copa das Confederações, Copa do Mundo Fifa 2014 e as Olimpíadas Rio-2016.

        Outra corrente de especialistas, principalmente os analistas internacionais, aponta para critérios de desempenho econômico, como o aumento da renda do consumidor brasileiro, a facilidade de obtenção do crédito à moradia e a crise econômica que atinge os países ricos da Europa e os EUA. Entretanto, ambas análises apontam para uma força quase contingencial, esquecendo que há duas décadas tivera início um projeto político, urbano e ideológico de valorização da cidade e dos espaços urbanos para o mercado.

        A partir de 1990, as cidades brasileiras e o Rio de Janeiro em especial passaram a ser consideradas e tratadas pelo poder público e pela elite empresarial como cidades-mercadoria. Dava-se início a um tipo de administração pública explicitamente articulada com os setores da iniciativa privada, no qual interesses privados cada vez mais eram vinculados às políticas públicas.

        Vale lembrar que o marco inicial desse projeto foi o Plano Estratégico da Cidade do Rio de Janeiro, na primeira gestão do prefeito César Maia (1993-1996), conforme apontado por Carlos Vainer em seu artigo “Os liberais também fazem planejamento urbano?” (1996). O âmago desse movimento de cunho liberal tinha e tem como proposta a venda da cidade.

        A valorização dos espaços públicos, com melhorias pontuais e esteticamente planejadas possibilitaria uma melhor colocação da cidade no mercado global. O geógrafo David Harvey denomina esta maneira de administrar e olhar a cidade e seus espaços públicos como empreendedorismo urbano. É nesta esteira que os megaeventos podem ser incluídos: mote de grande apelo público para que se elabore todo um corpo de leis excepcionais, se remova forçadamente grandes contingentes populacionais e se implante novas malhas de transporte a serviço dos novos empreendimentos.

        Os megaeventos em si são de uma natureza efêmera como os seus benefícios. O que fica é uma enorme dívida pública e uma cidade remodelada conforme as demandas de expansão do capital. O maior problema é que a cidade é feita de gente; são os cidadãos que dão sentido à cidade, e não o inverso. A lógica do empreendedorismo urbano e da cidade como mercadoria subverte a ordem social das coisas. Assim, a valorização imobiliária que a cidade do Rio de Janeiro vem sofrendo nos últimos dois anos é conseqüência clara de um projeto ideológico que põe os interesses do capital acima dos interesses citadinos. A questão que nos obriga à reflexão . é até que ponto os cidadãos conseguirão inverter a lógica do “legado dos megaeventos” amplamente divulgada por governos, empresários e setores da mídia, para realmente beneficiar a população no longo prazo. E ainda: até que ponto esse legado poderá se vincular mais aos interesses públicos e sociais e menos aos interesses econômicos de uma minoria? Façamos a reflexão.

        0
      • Terra 26 de março de 2012 at 13:33

        Então Luiz a corretora falou que vendeu TUDO até perguntei novamente para ver se não tinha escutado errado….o predio é baixo apenas 12 andares, deve ser pela lei de zoneamento pq achei muito baixo. Peguntei tb sobre o condomínio e ela falou q sairia em media 1,2k apesar de achar q vai ser mais pois tem 2 piscinas e uma área de recreação considerável, sempre chutam baixo mas é sempre maior o condominio. Em suma não é para qualquer investidor. Moro na região e realmente a localização é privilegiada, um lugar q ainda tem mais casas do que apartamentos. As vezes achamos q está fora da minha (da maioria das pessoas) esses valores mas não podemos esquecer q estamos em SP, maior cidade do Brasil e que a quantidade de milionários cresce ano após ano.

        0
        • Luiz 26 de março de 2012 at 15:23

          ô terra
          tenho um amigo tentando vender o ape antigo dele em perdizes por 270k faz um ano e não consegue
          acho estranho
          quem fez esse marketing se não for verdade vai cair num ridiculo sem tamanho

          0
          • Luiz 26 de março de 2012 at 15:24

            ou será que foram os árabes que compraram?

            0
        • Seu Madruga 26 de março de 2012 at 16:45

          Terra,

          Aqui na Vila Mariana, tem idiota vendendo apartamento a R$ 10.000,00 o m2. Comprador? Só se for um idiota maior ainda.
          Se venderam tudo em duas horas não era um stand, era uma sala da Igreja Universal:
          -Se vocês comprarem este apê, o Senhor vai arranjar um maluco que vai recomprar a R$ 15.000,00 o m2. Mas tem que ter fé! Vamos passar a sacolinha e cada um deposita a entrada! Quanto maior a entrada maior e a fé, e maior será o preço de revenda! Aleluia!
          – Se quiser comprar, compra, se não quiser tem outro que compra! Amém!

          Tem gente que joga dinheiro fora em cada coisa…

          0
          • Terra 26 de março de 2012 at 18:36

            Madruga,

            10k o metro quadrado na vila mariana acho q é mais caro que na oscar freire, o pessoal perdeu a noção mesmo…

            0
    • self 26 de março de 2012 at 13:24

      Você poderia ter feito ao corretor uma perguntinha básica: se ele alega que já tinham vendido tudo, então por que ainda mantinham um decorado?

      0
      • Terra 26 de março de 2012 at 13:43

        Self,

        A inauguração foi sábado 24/03 eu fui domingo 25/03!!!!! Falou q acabou em 2 horas!

        Falou q em 30 dias desmonta o stand.

        0
    • FoxBravo 26 de março de 2012 at 14:18

      Quando dizem que venderam em 2 horas:
      a) É verdade. Nesse caso tudo para investidores. Ninguém decide comprar um imóvel para morar em 2 horas, independente do valor ou de quanto dinheiro tenham. Toda a vez que escuto que determinado empreendimento vendeu rápido já sei que foi quase tudo vendido para investidores e que agora estão todos ávidos para revenderem com ágio.
      b) É mentira e usam como estratégia de marketing. Vão soltando um por vez alegando uma desistência, etc. E sempre que você vai lá ver só tem as unidades do primeiro andar.

      Quanto ao condomínio eu determinei uma regra que tem funcionado em vários exemplos. O condomínio sempre vai subir, após 6 meses da entrega da obra, 50% do prometido pela construtora. Sempre. Se dizem que o condominio vai sair por 1.200 então, na prática, será 1.800. Podem testar essa regra. Tem um caso onde a construtora garantiu em contrato o valor do condomínio por 2 anos. Mesmo em contrato o condomínio teve que ser reajustado de 400,00 para 600,00. Os moradores agora estão processando a construtora.

      0
      • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 14:31

        Hilario o povo brasileiro fazer esse papelão.

        Pagam preços supervalorizados ao extremo num cubiculo e vão processar a construtora por causa de 200 cruzeiros a mais por mês? Cadê o povo com grana que não liga em pagar 2x mais caro por um carro popular?

        Realmente, não entendo os brasileiros.

        0
        • Terra 26 de março de 2012 at 14:34

          200 cruzeiros ja dá para pagar a internet de 10MB mas q na verdade é de 2MB….rsrsrs como todo serviço aqui se paga mais por menos.

          0
    • Guilherme 27 de março de 2012 at 02:05

      Meu irmão foi comprar um ap em São Paulo, ficou na fila do feirão de imóveis e não conseguiu, um chinesinho com loja na 25 de março tinha comprado o prédio inteiro hueheuehue

      0
  • Luiz 26 de março de 2012 at 12:49

    bom dia colegas de blog, boa segunda-feira
    tenho algumas curtas:

    1- Bolha: agora que estamos famosos precisa ficar atento na moderação, encontrei alguns agressivos que precisams er bloqueados
    2- Shakespeare: já postei o grafico que mostra o historico dos 120 anos em alguns países e encontrei algumas fontes sobre preços no BR, além de ter postado alguns estudos ao lonog do tempo no blog.
    3- Xangai, obrgado novamente terei grande prazer
    4- Cirilo que aconteceu esse fds? choveu na piscina vc veio dar plantão aqui?
    5- adorei o texto do luis fernando verissimo sobre falsos entendidos,

    6- e mais importante: numeros da segunda-feira: “PIB em queda e consumo em alta”
    Qdo os trouxas acordarem pro significado disto será tarde demais.

    0
    • Bolha Imobiliária 26 de março de 2012 at 12:55

      Faz uma lista do pessoal que você acha ofensivo.

      0
      • Indecoroso 26 de março de 2012 at 14:22

        Bolha, antes de defenestrar o Cirilo, permita que ele responda às perguntas que tenho feito.

        Com a devida vênia, MrK e Luiz, mas considero ser importante dar a esse garoto uma derradeira oportunidade para que colabore com as discussões travadas nesse blog, já que veio dele a imputação de que aqui atuamos com demasiada pretensão ao querer sintetizar questões macroeconômicas partindo de meros “palpites” ou “conjecturações”.

        Inclusive, concito os demais colegas a formular perguntas bem diretas – sem muito adorno – para que nosso oráculo-moço nos proveja de sua misteriosa iluminação intelectual.

        Vamos lá, Cirilo! Objetividade nas respostas:

        1. Há uma bolha imobiliária no Brasil ou não? Justifique.
        2. Que fundamento(s) macroeconômico(s) justifica(m) o aumento abrupto de preços dos imóveis no Brasil nos últimos anos? Justifique.
        3. Por que a renda média dos brasileiros não acompanhou a assustadora escalada de preços? Justifique.
        4. Por que a oferta de imóveis vem aumentado exponencialmente nos últimos meses? Justifique.

        Boa sorte.

        0
        • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 14:35

          Caro colega

          O Cirilo vai ter que estudar para responder as suas perguntas e as dos demais colegas, caso sejam feitas.

          E como ficam suas atividades como estagiario? Atrasadas? Como ele vai justificar a renda e bonus de classe alta que recebe de um dos maiores bancos de investimentos do mundo?

          Isso não vai dar certo!

          0
          • Luiz 26 de março de 2012 at 14:41

            perda de tempo,

            depois da uiltima vez que o cirilo teve o privilégio de me encontrar ele aprendeu que imóvel em situação normal não valoriza, apesar do ego não permitir que ele admita, vi nos comentarios posteriores que aprendeu comigo o que significava aquelas conta sidiotas que fez sobre o apê de lourdes
            estagiario de animador é assim mesmo

            0
        • Bolha Imobiliária 26 de março de 2012 at 15:52

          Tipo, enquanto não há ofensas entre os participantes, eu não faço moderação, deixo que fiquem falando, afinal temos as discussões de pró e contra.

          0
  • Luiz 26 de março de 2012 at 13:00

    Bananense disse:
    26 de março de 2012 às 0:00
    Paisinho de gente estúpida

    Bananense disse:
    26 de março de 2012 às 0:25
    Senhor …. eh uma acrônimo para Senhor Já Levou Trolha?

    (em tempo: um JW custa 15US e não 40US)

    0
    • Hik 28 de março de 2012 at 01:31

      US 40 é preço de Duty Free.

      0
  • Carlos_ 26 de março de 2012 at 13:19

    Terra, sobre o lançamento em Perdizes, onde 50% dos compradores eram investidores, queria que alguem me repondesse: para quem eles vão revender? Quem é esse público, que hoje não pode comprar na planta, mas em 2, 3 anos vai poder pagar 1.500.000 pelo partamento?

    0
    • Terra 26 de março de 2012 at 13:45

      Calos_

      Em SP eu não duvido de nada….esse empreendimento é só um entre tantos com esse valor.

      0
      • Luiz 26 de março de 2012 at 14:36

        apê na planta mais caro que o novo?
        estranho demais esse “derretimento”
        bom deixar claro que vender implioca em pagar
        o que foi feito 100% é assinatura de promessas de compra e venda, o que é mto diferente.

        0
        • Carlos_ 26 de março de 2012 at 14:53

          Mas Luiz, isso de o na planta estar mais caro que um construido já é uma distorção que ficou tradicional nessa bolha brasileira. Para mim é o principal indicativo que algo está errado.

          Na verdade, imóvel na planta é o equivalente a mercado futuro na indústria imobiliária. O cara para uma pequena porção do valor para garantir o preço em um momento do futuro. E tenho a impressão que o pessoal está comprando a descoberto.

          Só topa pagar mais caro por um na planta quem vai comprar para revender na expectativa de estar mais caro ainda no futuro.

          Quem compra para morar quer ir logo morar, sair do aluguel ou da casa dos pais. Não tem porque ficar esperando 3 anos algo ficar pronto se pode comprar mais barato para mudança imediata.

          0
          • Andre da Bolha de Plastico (para evitar homonimos) 26 de março de 2012 at 16:33

            Nesse caso acho que os ivestidores preferem na planata – mesmo mais caro – pois ficam pagando micharia por 3 anos sem precisar fianaciar nada – durante esse periodo eles acreditam que o imovel vai estar bem mais caro e tentam revender antes da entrega da chave. Já com o imovel Pronto é acabado não podem fazer isso pois se comprarem tem que obrigatoriamente buiscar um financiamanto – Também tem o lance de todos os acessorios das novass construções – Piscinas, varandas gourmet, 2 vagas, deposito, Salão de ginastica, Sauna e um monte de outras coisas que deixam o Ap mais caro e com condominio mais alto – por isso muitos aps na planta justificam o valor em decorrencia dos “acessorios”

            0
          • Laranja 26 de março de 2012 at 16:43

            Concordo. Exclui também quem compra para alugar… porque não compra o imóvel pronto e recebendo aluguel daqui um mês?
            … eu sei, eu sei, é porque não tem todo o dinheiro para pagar… parcelinhas e reforços são barbada e na chave dá-se um jeito…

            Em um curso de avaliação de imóveis, aprendi um item que chama “valor da coisa pronta” ou “vantagem da coisa feita”, um acréscimo de valor ao imóvel pronto em comparação a outro com as mesmas características, mas ainda na planta ou em construção… outra lógica que a bolha derrubou…

            0
      • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 01:28

        Terra, acho issso no ínimo muito estranho… pois estou com $$$ na mao pra comprar na região, tenho acompanhado de perto empreendimentos novos que começaram com oferta de repasse de 1kk e já estão entre 700 e 800 k …
        Acho que seria legal fazer mais algumas visitas e acompanhar via site da construtora essas informações…Dá pra pensar em estratégia de marketing…

        0
      • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 01:30

        Terra acho no mínimo muito estranho pois quero comprar na regiao e tem empreendimento novo que começou com repasse de 1KK em janeiro e já está com repasse entre 700 e 800K…
        Acho melhor ficar de olho e entrar no site da construtora pra acompanhar e confirmar a informação… tá parecendo mais uma estratégia de marketing….

        0
  • Doom 26 de março de 2012 at 13:23

    Trinta e cinco famílias que compraram unidades do Residencial Moradas do Jardim, no bairro de Pernambués, em Salvador, viram o sonho da casa própria mais distante após a construtora Nova Fucs ter abandonado o empreendimento ainda inacabado. A entrega dos imóveis, prevista inicialmente para dezembro do ano passado, foi adiada para março deste ano e agora está sem previsão. Os futuros moradores apresentaram denúncia ao Ministério Público Federal (MPF) contra a empresa e a Caixa Econômica Federal, responsável pelo financiamento do empreendimento. Eles reivindicam a contratação imediata de uma nova construtora, a previsão para conclusão do prédio e a suspensão da cobrança de juros até que a obra seja reiniciada. “Os denunciantes encontram-se a mercê do descaso da instituição financeira, sem qualquer informação formal, sem previsão de receber o imóvel e sem visualizar qualquer esforço para que a situação se resolva com brevidade”, diz a denúncia encaminhada ao MPF.
    Em setembro do ano passado, os compradores receberam fotos do prédio de nove andares completamente erguido, mas com alvenaria incompleta, sem acabamento ou instalações elétricas e hidráulicas. Desde então, a obra está parada e tem sido alvo de constantes saques. Sem contato com a Nova Fucs, as famílias convivem com rumores de que a construtora teria decretado falência. “A Caixa Econômica diz que não tem conhecimento da falência e que rescindiu o contrato por causa do abandono da obra. Eles disseram que vão dar andamento ao prédio, mas não derem nenhum prazo para isso ocorrer”, lamenta Danilo Gonçalves, um dos compradores à espera dos apartamentos. A reportagem do Bahia Notícias tentou, por diversas vezes, entrar em contato com a Nova Fucs através dos telefones disponíveis no site da empresa, mas não obteve êxito.

    0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 13:58

      É companheiros. Os corretores utilizam muito o argumento de que a garantia de entrega da obra é da Caixa.

      Sou cliente caixa, pois recebo meus vencimentos por ela e digo: Grande merda! A garantia da Caixa e nada é a mesma coisa. São um bando de burocratas incompetentes sem nenhum comprometimento em atender bem.

      Ademais, como todos sabem, em casos de dificuldades financeiras é mais compensador largar a trolha nas mãos de alguma instituição publica. A maior sansão será a rescisão do contrato e o arbitramento de multa, o que poderá ser postergado indefinidamente na justiça.

      Quem perde? Os consumidores, é claro.

      A partir de agora, veremos isso com muita frequencia. Aguardem!

      0
    • GB 26 de março de 2012 at 14:41

      Essa é a primeira falência ? Logo teremos mais.

      Voltem investidores, comprem os imóveis bolhudos, precisamos de seu $$$ novamente.

      Ah sim, eu me esqueci, eles já estão com seu $$$ preso em imóveis bolhudos.

      Moral da história: . . . essa história não tem moral.

      0
  • Thiago 26 de março de 2012 at 13:31

    Queria deixar aqui uma sugestão de vídeo ao pessoal (pra quem entende inglês)

    www . southparkstudios.com/full-episodes/s13e03-margaritaville

    Qualquer semelhança é mera coincidencia

    0
    • Guilherme 27 de março de 2012 at 02:21

      South Park é perfeito para todas as situações;

      0
  • Rodrigo 26 de março de 2012 at 13:36

    Saldões de imóveis têm descontos de até 15%
    Folha de São Paulo, Juliana Colombo, 25/mar
    Sobra de unidades e estratégia de marketing justificam reduções

    Diante de ofertas assim, recomendação é resistir à compra por impulso e analisar se imóvel atende às necessidades

    A máxima de que o ano e os projetos sérios só começam depois do Carnaval parece o motivo ideal para quem quer comprar um imóvel. Construtoras estão concedendo descontos de até 15% para quem deseja adquirir a casa própria ou quer investir.

    Segundo o Secovi-SP (sindicato da habitação), há uma série de motivos para os saldões: sobra de unidades, estratégia de marketing, necessidade de caixa e desconto equiparado ao oferecido nas compras à vista.

    Para Emílio Kallas, vice-presidente de incorporação e terrenos do Secovi, o momento é ideal para a compra – e essa fase deve se estender pelos próximos cinco anos. “Somente 5% do PIB é de financiamento imobiliário, e os bancos têm margem de segurança para o crédito, o que garante um bom negócio.”

    Kallas ressalta, contudo, que essa operação deve ser bem analisada e que as ofertas agressivas não devem ser a razão principal para adquirir um bem desse porte. “É preciso fazer as contas e ver se o imóvel atende às necessidades de toda a família.”

    A Rossi Residencial é uma das empresas que oferecem descontos. Em 12 imóveis, a redução pode chegar a até R$ 150 mil. Tal oferta vale para o Reserva Espaço Cerâmica, em São Caetano do Sul, com apartamentos que custam mais de R$ 1 milhão.

    A MRV Engenharia admite que o objetivo é zerar estoques e dá descontos de até R$ 5.000. A maior parte dos empreendimentos custa até R$ 170 mil -o que possibilita a adesão ao programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, que tem juros mais baixos do que os de financiamento com poupança.

    Já a Trisul pretende estender por mais dois meses a campanha que dá descontos entre 3% e 15%, mais escritura gratuita, em 34 imóveis.

    Na You, Inc, a redução é de 5% no empreendimento residencial You Vila Formosa. Quem comprar até 1º de abril ganhará uma televisão.

    0
    • GB 26 de março de 2012 at 14:43

      Eu acho engraçado essas desculpas para os saldões das construtoras: estratégia de marketing ? ter dinheiro em caixa ? por que a mãe deles mandou ? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Pura bobagem, os investidores caíram fora por causa que não conseguiram segurar a tal da “valorização eterna” e não tem mais ninguém que queira comprar por esses preços.

      Eles não estão mais conseguindo vender nada e pararam de ficar lançando novos edifícios, mostra de que acabou o oba-oba deles.

      0
    • Virginia 26 de março de 2012 at 22:37

      “Quem comprar até 1º de abril ganhará uma televisão.” – parece até piada! uahuahuhauhauha

      0
      • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 01:35

        Uéeeeee 1º de abril não é o dia da mentira…..
        Bom a promoção é bem do tipo pegatrouxa…

        0
  • Ronald 26 de março de 2012 at 13:37

    Pelo que estou vendo o governo e a midia comprada estão fazendo de tudo para não deixar a bolha virar notícia especialmente antes da Copa.

    Acredito que eles estão contando com a especulação da Copa para dar uma aquecida no mercado.

    Depois da Copa o tombo vai ser terrível pois dois anos antes dela a situação já não está bonita.

    0
    • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 01:44

      Ronald, não sou experet, MrK pode ajudar… mas a quantidade de protestos, greves em setores essenciais, bem como o desespero do governo em querer incentivar a produção industrial no meu entendimento traduz que estamos sentados numa bomba relógio e que a
      economia está por um fio, totalmente mascarada e pior dependente de como está o restante do mundo… Se a China resolver se proteger estamos ferrados …. Acho que o governo tb está numa sinuca de bico, pois de um lado está traatando com especuladores internos que sustentam o poder,e que tentam manter os preeços altos o que se reflete em toda a economia e de outro está tratando com a realidade crua e nua de que o endividamento das familias está critico, e tenta baixar o juros, reduzir impostos… E o que precisa ser feito… investimento em infraestrutura e em teecnologia de produção não tem sido prioridade…Acho que isso não se sustenta até a copa não… a situação no meu entender é muito crítica… E aí MrK, qual sua avaliação?

      0
  • FQ 26 de março de 2012 at 13:56

    Brasil Desiste de Sediar a Copa America em 2015

    Chile anuncia que receberá Copa América de 2015 no lugar do Brasil

    globoesporte.globo.com/futebol/noticia/2012/03/federacao-chilena-anuncia-que-organizara-copa-america-de-2015.html

    Por que o Brasil desistiria de sediar um evento acordado a tanto tempo?

    O que vai acontecer depois da copa neste país?

    0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 14:02

      Não se surpreenda se a FIFA tirar a Copa do Brasil até junho.

      Com a indefinição politica acerca da Lei Geral da Copa no tocante a venda de bebidas alcoolicas nos estadios é muito pouco provável que a FIFA vá se dispor em enfrentar uma maratona burocratica em negociar a liberação com cada estado da federal onde os jogos vão acontecer.

      É muito mais fácil entregar o evento para um país preparado, como é o caso da Inglaterra.

      Teremos novidades em breve nesse caso.

      0
      • Ronald 26 de março de 2012 at 14:17

        Deus te ouça!

        Imagina quantos bilhões deixariam de ser ROUBADOS se não tivermos Copa aqui?

        Quem dera!!!

        0
        • Dan 26 de março de 2012 at 15:00

          Não se esqueça, GB, de que nessa altura do campeonato já roubaram MUITO. O que fazer com o que já foi construído? Isso é o que eu quero saber. O certo seria não termos assumido o compromisso de sediar o evento, mas grande parte da porcaria já está feita. Ainda assim, eu acho que é melhor que isso pare antes que se espalhe ainda mais. Estou na torcida também, prefiro que mandem esse pepino para retaguarda alheia.

          0
          • GB 26 de março de 2012 at 16:02

            Copa do Mundo é um negócio bacana, mas não precisamos disso no momento, isso só serve para fazer propaganda do governo junto ao povo menos instruído, o povão acha que vai estar lá dentro dos estádios torcendo pela seleção do país, mas ninguém vai ter $$$$ para pagar pelas entradas.

            Se for para ver os jogos pela TV, então que seja na Europa, pelo menos vamos ver reportagens sobre as cidades de lá e não das favelas e cortiços sendo alugados a preço de ouro para estrangeiros que querem conhecer o meio de vida brasileiro.

            E já estão todos especulando, aumentando os valores, isso é nojento.

            0
      • GB 26 de março de 2012 at 14:49

        Deus te ouça !!!

        Fora esse pessoal que acha que vai alugar a casa por1 milhão de Dilmas, Lei de Gerson.

        E pode levar as olim-Piadas embora também.

        0
      • Felipe33 26 de março de 2012 at 16:47

        Caro Carlos,

        Apesar de torcer para o Brasil perder a Copa e o Rio as Olimpiadas, isto não me parece provável, pelo menos por conta da venda de bebidas.
        Andei lendo um pouco a respeito ( no O Globo – Ancelmo Gois). A venda de bebidas nos estádios, ao contrário do que parece, rende muito pouco aos patrocinadores. Como no início o Brasil prometeu liberar, a FIFA está cobrando isso agora, mas se não liberarem isto não terá tanto impacto financeiro. O que dá grana é a venda nas “arenas” que serão montadas para se assistir aos jogos em telões.
        O problema é que a bancada evangélica ( que está cada vez maior) cobra que a venda seja proibida. Ou seja, há uma briga entre a FIFA (leia-se AMBEV, dona da Budweiser) e a bancada evangélica. No meio está a Dilma/Aldo Rebelo e etc…

        Olha o ponto que cheguei, gosto muito de esportes e em especial o futebol. Atualmente torço para que o Rio fique de fora destes eventos, apenas para conseguir comprar o meu apartamento.

        Abraços e tomara que eu esteja errado.

        0
      • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 01:48

        É triste… mas concordo que o melhor é não termos COPA… se ficar o bicho pega, se correr o bicho come… e depois da COPA será que ainda seremos uma nação???

        0
    • Fabiano Gomes 27 de março de 2012 at 11:45

      Estranho… Em 2014 teremos a Copa do Muno aqui no Brasil onde, na TEORIA, teríamos toda a infraestrutura de estádios, trânsito e rede hoteleira pronta pra receber milhões de turistas. No ano seguinte, em 2015, hospedaríamos a Copa América e poderíamos utilizar toda esta maravilhosa infraestrutura que fora utilizada na Copa. Se a Copa América fosse antes da Copa do Mundo seria mais compreensível o fato do Brasil abdicar-se de sediar o torneio continental.

      Por que não sediar a Copa América um ano após a Copa do Mundo, uma vez que já teríamos toda a infraestutura disponível? A não ser que… Pois é, seria uma vergonha, porém algo bastante factível, a Copa ir para outro país.

      0
  • Jack Imóveis 26 de março de 2012 at 13:59

    Caros,

    A bolha está na boca do povo. Eu tive a primeira conversa sobre isso em 2008 com um diretor de um banco de investimentos que também estava achando estranho o movimento de alta dos preços.

    De lá para cá fui considerado louco, maluco, entre outros adjetivos.

    Fico muito feliz de ver a repercussão que o tema está tomando, e mais feliz pelo blog ter virado referência.

    Mas o que me deixa ainda mais contente é que os participantes resistiram bravamente a ataques atrás de ataques.

    Parabéns a todos.

    Abraços

    Jack – Congratulando

    0
  • FQ 26 de março de 2012 at 14:12

    Construtora “Nova Fucs”??

    rsrsrs

    0
    • FQ 26 de março de 2012 at 14:13

      Saiu no lugar errado!

      0
  • Johnny 26 de março de 2012 at 14:12

    Dados retirados do site imoveiscuritiba.com.br

    02/09 A – 2955 V – 10950
    02/10 A – 2777 V – 10894
    02/13 A – 2992 V – 10945
    02/16 A – 3027 V – 11013
    02/17 A – 3016 V – 11085
    02/22 A – 3030 V – 11168
    02/23 A – 3002 V – 11076
    02/24 A – 3024 V – 10860
    02/27 A – 3018 V – 11240
    02/28 A – 3024 V – 11283
    02/29 A – 3034 V – 11218
    03/01 A – 3068 V – 11410
    03/02 A – 3057 V – 11463
    03/05 A – 3041 V – 11539
    03/06 A – 3083 V – 11488
    03/07 A – 3081 V – 11763
    03/08 A – 3088 V – 11796
    03/09 A – 3079 V – 11735
    03/13 A – 3130 V – 11881
    03/14 A – 3143 V – 11923
    03/15 A – 3152 V – 11993
    03/16 A – 3150 V – 12083
    03/19 A – 3098 V – 12177
    03/20 A – 3106 V – 12230
    03/21 A – 3119 V – 12354
    03/23 A – 3157 V – 12437
    03/26 A – 3157 V – 12438 (?)

    Legenda: A – Aluguel; V – Venda

    0
    • Fernando 26 de março de 2012 at 17:56

      Agora à tarde já pulou para mais de 12800 imoveis… a subida está cada vez mais ingreme!

      0
      • Bolha Imobiliária 26 de março de 2012 at 18:27

        Tenho percebido isto também

        0
    • Vitor CWB 26 de março de 2012 at 19:20

      Vejam que apenas hoje 26/03 foram despejados mais de 550 imóveis entre apartamentos, casas e sobrados (só nesse site) e ainda têm MUITO imóvel pra ser entregue…. E como deu na Gazeta de domingo, os curitibanos não querem pagar o pato…a bolha tá crescendo e como…

      0
      • chapolin 27 de março de 2012 at 08:30

        O Governo vai comprar tudo e transformar em apartemento de temporada para a Copa! Hahahaha No Rio o Prefeito já pediu para as pessoas receberem gente em suas casas para o Rio + 20! Estão incentivando o empreendedorismo, querem que todo mundo abra um bed & breakfast. Pode até gerar um slogan: “Deixe um gringo te ajudar a pagar o aluguel!”.

        0
  • GB 26 de março de 2012 at 14:47

    Deus te ouça !!!

    Fora esse pessoal que acha que vai alugar a casa por1 milhão de Dilmas, Lei de Gerson.

    E pode levar as olim-Piadas embora também.

    0
    • GB 26 de março de 2012 at 14:51

      Ops, lugar errado.

      0
  • GB 26 de março de 2012 at 14:48

    Eu acho engraçado essas desculpas para os saldões das construtoras: estratégia de marketing ? ter dinheiro em caixa ? por que a mãe deles mandou ? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Pura bobagem, os investidores caíram fora por causa que não conseguiram segurar a tal da “valorização eterna” e não tem mais ninguém que queira comprar por esses preços.

    Eles não estão mais conseguindo vender nada e pararam de ficar lançando novos edifícios, mostra de que acabou o oba-oba deles.

    0
    • GB 26 de março de 2012 at 15:23

      Agora o SECOVI fica dando uma de “corretor das construtoras”, dizendo para os desavisados aproveitarem essas “Mega-Oportunidades” de desconto de 5%. Que feio SECOVI !!!!!

      No final das contas, e pego novamente aquela última matéria comprada daquele jornal de Curitiba, o comprador é que é culpado por não ter renda suficiente ou não ter bens para vender para pagar o que o vendedor pede. Que inversão de valores.

      0
    • GB 26 de março de 2012 at 15:31

      As construtoras estão tão ferradas quanto esses especulaTrouxas da base da pirâmide que compraram na alta.

      As construtoras estão com imóveis parados (os que não venderam e os devolvidos) e não podem baixar os preços demais pois, pasmem: construiram pagando caro por materiais, terrenos e mão-de-obra com preços bolhudos.

      Os especulaTrouxas, além dos problemas de mercado que já tinham pois não achavam outros especuladores para passar o mico, agora têm que concorrer com os preços dos saldões das construtoras.

      Deve ser por isso que a GAFISA está escondendo os números, vai ser muito legal, já pensou se ela for a “nova ENCOL” que loucura ?

      0
  • Zè Mané - ex- Ze Bom Dirolo 26 de março de 2012 at 14:56

    Em face das notícias de corrupção generalizada no Brasil, essa semana vou ser o Zé Mané, o brasileiro sem fé.

    Em relação aos eventos, tenho a seguinte opinião.

    Vão tentar sustentar a Copa para não ficar feio para o Brasil. As Olimpíadas já foram para as cucuias.

    Acho muito engraçado escutar que os imóveis vão valorizar cem por cento com os jogos das oitavas de final entre Jamaica e Moçambique…..kkkk

    E para se ter Copa, evidentemente, vai ter que ter Budweiser.

    O Brasil não manda em nada, só aceita com os rabinhos entre as pernas.

    0
    • Mineiro BH 26 de março de 2012 at 17:11

      Sobre a COPA.

      Sabe aquela visita de última hora, vc não tem nada em casa mas, poxa, é um amigo e vc quer comer e beber com ele… então vc (feliz com a visita) compra caro o que poderia ter comprado num hipermercado 2 dias antes por um terço do preço…

      Esse vai ser o papo mainstream em 2013, se essa m. de Copa não sair daqui…

      “Ah, mas já roubaram muito, agora é melhor ter a Copa…”

      Claro que já roubaram muito. Vejam os custos, por exemplo apenas, do Maracanã e do Mané Garrincha em BSB… sobem periodicamente…

      Mas é claro que quando 2013 chegar (visita às portas da sua casa) e nada estiver pronto… vão roubar muiiiiiiiiiiito mais… aí vai ser o filé, o top-10, do trambique…

      A gente fala conformado mas é muito triste, é o nosso futuro que está sendo roubado quando enterramos bilhões em arenas que passam a maior parte do tempo ociosas, e são, afinal de contas, apenas arenas para divertir as pessoas…

      Então é isso, se a Copa foi pro espaço agora, que ótimo…

      Ah, já disse aqui mais repito: a perda da Copa é um fator PLOC brutal, pelos desdobramentos na psicologia das pessoas…

      Ela “esfrega” na cara do brasileiro médio que o país inventado pelo moluscão não existe.

      0
  • Zè Mané - ex- Ze Bom Dirolo 26 de março de 2012 at 15:00

    Sou contra a moderação, salvo quando forem utilizadas palavras realmente ofensivas.

    0
    • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 02:46

      Idem…

      0
  • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 15:33

    “Crescemos 150% no primeiro semestre de 2011. Em agosto, o mercado parou. Houve, inclusive, leve redução de preços de imóveis. Fechamos o ano com alta de 58%”, ”

    ““Este ano será de expansão. Estimamos crescer 10%”, conta ele.”

    Isso que é expansão…

    Dá zero pra ele!!!

    0
    • GB 26 de março de 2012 at 15:49

      A BOLHA ESTOUROU !!!!!

      O crescimento passou de 150% semestrais reais para uma mera, duvidosa, parcial e tendenciosa projeção de crescimento feita por eles mesmos de 10% anuais, isso é que é estouro de bolha, kkkkkkkkkkkkkk.

      Acabou o oba-oba especulativo, isso com certeza afugentará os investidores (aqueles que ainda não tem $$$ preso nos micos, é claro).

      E tem gente que tem coragem de dizer que os investidores não influenciavam o mercado.

      0
    • Jack Imóveis 26 de março de 2012 at 16:01

      Caro Carlos,

      Qual a fonte dessa notícia?

      Abraços

      Jack – Perdido

      0
      • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 17:12

        É de um post do rodrigo, logo acima, as respostas estão saindo no lugar errado.

        _________________________________________________________________

        Rodrigo disse:
        26 de março de 2012 às 12:22
        E olha as novidades… tá difícil.

        “Do milhão ao alto luxo

        O Globo, Negócios & Cia, 24/mar
        Demanda e preços de imóveis classe A voltam a crescer no Rio este ano

        ___________________________________________________________________________

        0
  • FQ 26 de março de 2012 at 15:35

    E a Gafisa?

    É hoje mesmo que sai os resultados de 2011 ?

    Alguém sabe?

    0
    • GB 26 de março de 2012 at 15:37

      Era hoje, mas prorrogaram pro dia 30.

      0
  • GB 26 de março de 2012 at 15:36

    E o Brasil desistiu da Copa América de 2015 ? Por quê ? Ele não seria a escolha óbvia depois de tanto investimento em estádios modernos ?

    Não era só aproveitar toda a infra-estrutura desses colossais e novos estádios ?

    Tem coisas que nunca vêm a público, esse negócio vai feder, podem ir comprando passagem pra Inglaterra/França e dar adeus à Copa da Bananolândia.

    0
    • FQ 26 de março de 2012 at 15:54

      Não se trata apenas de “recusar” algo, como se fosse um convite. Trata-se de um compromisso que o Brasil tinha assumido (sediar a copa América em 2015) e que agora abandona vergonhosamente!

      0
      • GB 26 de março de 2012 at 16:09

        Vou repetir o que disse: não faz o menor sentido perder um evento menor desses se estamos gastando uma fortuna para nos preparar para um evento muito maior, seria a chance de por toda essa estrutura para funcionar novamente e fazer valer o investimento.

        Então só posso chegar a uma conclusão: alguém já está cansado e já tomou a decisão de tirar a Copa daqui.

        Muito obrigado a quem quer que seja.

        0
        • Fred 26 de março de 2012 at 16:20

          Muito bom, GB!

          0
          • Luiz 26 de março de 2012 at 17:16

            Hard Landing in Progress
            Gwynne Dyer: China’s impending financial crash

            Land in Wuhan has tripled in price during the property boom, and could quickly fall back to the old price or below if confidence in the city’s future were to falter. That is quite likely to happen, since Wuhan’s housing stock is already so overbuilt that it would take eight years to clear even the existing overhang of unsold apartments at the current rate of purchase, and never mind all the new stuff.

            Multiply the Wuhan example by hundreds of other municipal authorities that are also borrowing billions to finance a similar “dash for growth,” and you have a financial situation as volatile as the “sub-prime mortgage” scam that brought the U.S. economy to its knees. Except that when the Chinese property boom implodes, it may bring the whole world economy to its knees.

            I don’t fully subscribe to the world contagion hypothesis. Yes, Brazil, Canada, Australia, will take a hard whack, but the drop in commodity prices will partly balance out the drop in export customers for the U.S. and Europe. Months ago, China stopped buying and started selling off U.S. Treasuries. Nothing happened. Only 500 billion of China’s reserves are free for stimulus use, the rest is tied to Yuan. Every month they have an account deficit that number ticks down. At 30 billion a month, it won’t last very long.

            Crazy notion I’ll toss out there: Imagine if China starts selling its gold to raise cash.

            China hard landing already here: JPMorgan analyst

            “If you look at the Chinese data, you should stop debating about a hard landing,” Mr. Mowat, who is based in Hong Kong, said at a conference in Singapore Wednesday. “China is in a hard landing. Car sales are down, cement production is down, steel production is down, construction stocks are down. It’s not a debate anymore, it’s a fact.” His team was a runner-up for best Asian equity strategists in a 2011 Institutional Investor magazine poll.

            0
            • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 01:59

              Pois esse é o meu medo… e o pior é que nesse cenário nada se sustenta e não se teem pra onde correr…

              0
  • NTL 26 de março de 2012 at 15:48

    Novo cartão permite parcelamento em até 200 vezes

    Empresa brasileira irá apostar na anuidade gratuita e no pagamento via computador

    noticias. r7. com/economia/noticias/novo-cartao-permite-parcelamento-em-ate-200-vezes-20120315.html?question=0

    Imagine realizar o sonho da casa própria parcelando o pagamento em 200 vezes e com taxas de juros parecidas com as praticadas pelo mercado. É esse o apelo da Shopcards, empresa brasileira que promete, a partir de abril deste ano, revolucionar a venda no varejo ao apostar no potencial de consumo do brasileiro.

    (..)

    A fórmula adotada pela Shopcards é a redução dos juros para aumentar o consumo dentro de um prazo maior oferecido ao cliente, informa o sócio e vice-presidente da empresa, Marcello Gimenez.

    – Hoje, as classes C, D e E estão tendo acesso a um crédito que antes não tinham. Se eu consigo dar acesso ao consumo oferecendo parcelas de valores menores, o consumidor passa a querer comprar mais.

    (..)

    0
    • DP 26 de março de 2012 at 16:33

      Quando vc pensa que ja havia visto de tudo, aparece um desses.

      Lendo o texto original encontra-se a seguinte perola:

      “A estratégia segue o modelo de comércio praticado nos Estados Unidos, onde, segundo Gimenez, é mais comum realizar as compras em longo prazo.”

      Nos EUA simplemente nao existe parcelamento no cartao. Muito menos em 200x.

      Eh interessante notar que quando eh para justificar uma maneira nova de ganhar dinheiro, o sujeito olha para os EUA como exemplo e copia (ou finge que copia, como nesse caso). Na hora de lidar com as consequencias, vem com a ladainha “aqui no Brasil eh diferente”…. Ta bom.

      0
    • Adriano M 27 de março de 2012 at 18:28

      Se o nível de inadimplência continuar subindo, pessoal vai ter que adquirir esse cartão para parcelar a conta do mercado em 200 vezes…

      0
  • Fred 26 de março de 2012 at 16:08

    “173 m2 na Granja Julieta em São Paulo!
    Sua visita vale ingresso no CINEMARK!! Visite o plantão, informe na recepção que é meu cliente e receba na sua residência os ingressos!

    A PARTIR DE R$ 1.000.000,00 (ENTREGA PREVISTA PARA 5/11/2012)”

    Um possível (?) comprador de um apartamento de 1 milhão está sendo atraído com ingresso de cinema? É isso?

    0
    • Rodrigo 26 de março de 2012 at 16:36

      Dependendo do filme vai esgotar!

      0
      • Fred 26 de março de 2012 at 16:48

        Vai lotar de parentes e amigos de corretores, acho que nem importa o filme não.

        0
      • chapolin 27 de março de 2012 at 08:34

        Só vou quando estiver em cartaz “A Bolha Assassina!” http:// pt. wikipedia.org/wiki/The_Blob

        0
    • GB 26 de março de 2012 at 17:32

      Se é mesmo “dih grátis”, não perca tempo e pegue já o seu ingresso, o Cirilo já foi lá.

      Uma vez eu vi um que era assim: “Compre com a corretora XXXXX e ganhe uma adega climatizada.”, mas aí tinha que comprar com ela, não era assim tipo 0800.

      0
  • GB 26 de março de 2012 at 16:12

    Caras, o Brazil, República dos Bananas, desistiu da Copa América de 2015, evento que aconteceria só 2 anos após a Copa do Mundo, estou pasmo.

    0
    • GB 26 de março de 2012 at 16:15

      Ops, só 1 ano após a Copa.

      0
  • Indecoroso 26 de março de 2012 at 16:17

    Cadê o “professor” Cirilo?

    Deu uma de deputado e foi interpor habeas corpus preventivo pra não precisar responder aos questionamentos???

    0
    • Luiz 26 de março de 2012 at 16:31

      vc dá mta trela prum moleke que nunca leu uma linha do q vc escreveu
      ele te despreza, pra ele vc é um velho idiota pobretão e ignorante que fica lançando rancor pela internet
      nada pessoal, ele só te daria valor se vc tivesse colocado ele no lugar, na piscina

      0
      • NTL 26 de março de 2012 at 16:54

        Mas ele não é estagiário? Estagiário ainda não pode animar piscinas sozinho. Muita responsabilidade…hehehe

        0
        • GB 26 de março de 2012 at 17:02

          kkkkkkkkkkkkkk, ele anima sob supervisão de um animador “experiente”.

          0
      • Indecoroso 27 de março de 2012 at 10:22

        Uma dialética bem exercida sempre intimida aqueles que se dizem donos da verdade. É o que aconteceu com o Cirilo, que na falta de argumentos para desafiar o óbvio, optou por fechar o bico. Simples.

        0
    • Carlos Wagner 26 de março de 2012 at 17:19

      Texto primoroso de Ferreira Gullar ao emitir opiniões sobre assuntos diversos. Cai como uma luva ao aprendizado que um moleque como o Cirilo deve levar para a vida toda, leiam o trecho:

      “De minha parte, pouco se me dá se o que afirmo merece essa ou aquela qualificação, pois o que me importa é se é correto e verdadeiro. Posso estar errado ou certo, claro, mas não por conveniência. Está, portanto, implícito que não me considero dono da verdade, que nem sempre tenho razão porque há questões complexas demais para meu entendimento. Por isso, às vezes, se não concordo, fico em dúvida, a me perguntar se estou certo ou não.”

      0
  • klaus 26 de março de 2012 at 16:34

    Sou de Recife e estou curioso para ver a divulgação do resultado do último salão imobiliário realizado aqui na cidade.

    Para se ter uma idéia do movimento fraco em comparação aos salões anteriores, quando passei em frente ao centro de convenções no último dia do evento, nem parecia que estava acontecendo nada lá. Não tinha aqueles caras nos sinais com plaquinhas indicando aos motoristas o caminho nem nada. Já nos anos anteriores era uma festa só, começava a divulgação já na av. Agamenon Magalhães desde a altura do derby (quase 5km antes).

    Vamos ver o que a Ademi vai dizer, pois aqui em Recife a situação dos preços está surreal. Estão pedindo no mínimo 500 mil reais por qualquer apto. de 90 a 100m2 nos bairros mais centrais da zona norte – que é a área do meu interesse-, como Graças, Aflitos, Madalena, Espinheiro e Rosarinho.

    Não tem a menor condição. No início de 2008, quando cheguei a procurar imóvel para compra, bons
    apartamentos de 4qt nessa regiao de 140m2 custavam no máximo 350 mil. Nada justifica esse aumento.

    Eu e minha esposa somos servidores federais, temos uma renda razoável e cerca de 300k em espécie para entrada, mas fomos jogados para fora do mercado por esses preços absurdos. prefiro continuar morando de aluguel a me tornar escravo de um banco por 30 anos morando num “apertamento” que vale metade do que pedem.

    0
    • A espera de um estouro 27 de março de 2012 at 06:17

      Também busquei essa informação ontem. No site do evento disseram que haverá uma coletiva hoje às 15:00hrs. Quero só ver…

      0
  • GB 26 de março de 2012 at 16:41

    Gente, é sério, essa história da Copa América é verdade ou é coisa do Cirilo ?

    Se desistiu de um evento pequeno desses, o que dizer das Olimpíadas ?

    0
    • Rodrigo 26 de março de 2012 at 16:50

      Lembrei de um video.

      Aqui no Rio é diferente. ahah

      0
      • Luiz 26 de março de 2012 at 17:05

        desisitiram da copa america de 2015 pq não vai dar tempo de terminar os estadios

        0
        • GB 26 de março de 2012 at 17:28

          kkkkkkkkkkkkkk, então não vai dar tempo para terminar para a Copa também ?

          Ah é, a Copa é um ano antes, ferrou !!!!! kkkkkkkkkkkkkk

          0
  • Zè Mané - ex- Ze Bom Dirolo 26 de março de 2012 at 16:57

    Só para descontrair….
    Uma homenagem à Virgínia, Veigalex, Charles, Jonathas, Cleyton ……”Corri negads” e, claro, “o Cirilo….”, falador e corretor nas horas vagas….

    youtube.com/watch?v=B3nAXARhMLg

    Fica com raiva não Cirilo, só brincadeira…

    0
    • Ze Bom Dirolo 26 de março de 2012 at 22:25

      Homenagem dos fãs do Mussum ao Cirilo..

      0
      • Virginia 26 de março de 2012 at 23:07

        #correnegadiz 😀

        Yeah yeah yeah

        0
      • Virginia 26 de março de 2012 at 23:22

        Pow, deu até vontade de dançar! 🙂

        0
    • veigalex 27 de março de 2012 at 21:25

      Muito boa…

      É fria.. É fria..

      0
  • Ploc Monsters 26 de março de 2012 at 17:35

    ontem minha esposa zapeando a tv e parou no sbt no programa da Eliana naqueles quadros de procura-se um namorado. Dei muita rizada que a apresentadora tirou um sarro de um corretor de imóveis que deu balão na moça e não pagou a conta dela de 5 Dilmas !! kkk

    Esse ai não migrou ainda pra venda de salgadinhos !!

    0
  • Luiz 26 de março de 2012 at 17:37

    MRk GOstei tanto do seu posto q vou copiar aqui embaixo

    “o desemprego é o último indice a sofrer, é o fim da corrente que vai quebrando elo a elo
    tome como exemplo os EUA e sua famosa bolha imobiliaria, o indice de desemprego às vesperas da explosao tava como? e no dia seguinte? continuavam muito bons…
    a coisa funciona da seguinte forma, em geral: Falta de liquidez / Inadimplencia / Devolução de imoveis e prejuizos / Demissão no setor de construcao civil e finalmente: Demissão em diversos setores, para chegar da inadimplencia ao desemprego podem demorar meses, até anos, os EUA atingiram o apice do desemprego cerca de 2 anos após o estouro da bolha!

    não espere o desemprego disparar no dia seguinte ao estouro, nunca foi assim, ”

    MRK, aquilo que te falei dos indicadores, os numeros oficiais estão confirmando já em março: desemprego industrial aumentando e pib caindo

    0
  • FoxBravo 26 de março de 2012 at 17:47

    24/03/2012 – 16h26
    Chile e Brasil confirmam inversão como sedes da Copa América de 2015 e 2019

    Santiago (Chile), 24 mar (EFE).- A Associação Nacional de Futebol do Chile (ANFP) e a CBF confirmaram neste sábado a inversão da ordem das sedes das duas próximas edição da Copa América, em 2015 e 2019.

    Pela manhã, o presidente da entidade chilena, Sergio Jadue, deu entrevista coletiva explicando que o país sediará a próxima edição do torneio, que estava marcada para acontecer no Brasil. A informação foi confirmada por meio de nota oficial pela CBF, através de seu site.

    “Com emoção, orgulho e alegria, tenho o privilégio de anunciar que após 24 anos o Chile voltará a organizar uma Copa América”, disse Jadue. Durante o encontro com a imprensa, no qual estava presente o técnico da seleção do país, Claudio Borghi, o dirigente afirmou que “esta é uma grande oportunidade”, já que no mesmo ano o país sediará o Mundial Sub-17.

    Jadue revelou que as conversas para a mudança começaram ainda na gestão de Ricardo Teixeira, mas que o ex-presidente da CBF tinha uma posição intransigente. “Com a saída dele, decidimos investir. Viajei a São Paulo e assinamos um protocolo de acordo para os próximos torneios.

    Através da nota da CBF, o presidente José Maria Marin aponta que não faria sentido realizar a Copa América no Brasil em meio a tantos eventos grandiosos que o país vai sediar: em 2013, a Copa das Confederações; em 2014, a Copa do Mundo; e em 2016, os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

    Para Marin, os maiores prejudicados seriam os clubes brasileiros, em um momento que seria importante para o fortalecimento das competições nacionais.

    “O Campeonato Brasileiro teria de ser paralisado, justamente em um ano que tem tudo para levar multidões aos jogos, pois será realizado logo após a Copa do Mundo, com toda a estrutura que a maior competição de futebol do planeta deixará, com estádios modernos e todo um ambiente positivo”, explicou.

    O presidente da CBF informou que o documento assinado pelas duas federações será enviado para a Assunção, no Paraguai, para ser confirmado pela Conmebol.

    Segundo Marin, o acordo consolida uma aliança entre o futebol do Brasil e do Chile. O dirigente confirmou também que estará presente nas comemorações dos 50 anos da realização da Copa do Mundo de 1962, realizada no país andino e conquistada pelos brasileiros.

    O pedido das autoridades chilenas para inverter as sedes da Copa América havia sido apoiado em 2009 pelo então presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, mas não avançou perante a oposição do então presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

    fonte: http : // esporte.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2012/03/24/chile-e-brasil-confirmam-inversao-como-sedes-da-copa-america-de-2015-e-2019.htm

    0
  • GB 26 de março de 2012 at 17:48

    Já é hora de comprar um apê ?

    0
  • MINIEIRO QUER BOLHA 26 de março de 2012 at 18:27

    Alguém sabe me informar, como foi o feirão no mineirinho em BH da MRV junto com a Ricardo Eletro? foi fraco?

    0
  • MINEIRO QUER BOLHA 26 de março de 2012 at 18:29

    Alguém sabe me informar, como foi o feirão no mineirinho em BH da MRV junto com a Ricardo Eletro?

    0
    • Mineiro BH 26 de março de 2012 at 19:18

      E como terá sido o feirão no pátio da FIAT, desovando carros 2011 ????

      0
  • Zoom 26 de março de 2012 at 18:31

    “Governo vai reduzir IPI de móveis, revestimentos e luminárias”

    h ttp://www1.folha.uol.com.br/mercado/1067487-governo-vai-reduzir-ipi-de-moveis-revestimentos-e-luminarias.shtml

    0
  • Observador DF 26 de março de 2012 at 18:45

    Depois de um ano praticamente sem licitar nada, a terracap (empresa pública que detêm a imensa maior parte dos terrenos do DF) tentou fazer uma licitação e cancelou por “conveniência administrativa”.

    Ninguém tá comprando!

    http://www.terracap.df.gov.br/

    A Diretoria de Desenvolvimento e Comercialização da Companhia Imobiliária de Brasília – TERRACAP leva ao conhecimento dos interessados o cancelamento, por conveniência administrativa, da Concorrência Pública para Venda de Imóveis destinados a Comércio em Geral, Residência, Habitação Coletiva, Oficina, Indústria em Geral, Prestação de Serviços e outros situados em Brasília e demais cidades do Distrito Federal, objeto do EDITAL Nº 02/2012, que seria realizada em 29/02/2012.

    0
    • Ze Bom Dirolo 26 de março de 2012 at 22:37

      Sinceramente Ob, essas licitações da terracap atualmente são
      uma piada.

      0
    • Marcelo 27 de março de 2012 at 08:55

      Ja vi um edital destes terrenos da TERRACAP, os precos sao assustadores. Precos milionarios em Ceilandia, Braslandia, entre outros. No plano pioto e’ praticamente impossivel para pessoa fisica adquirir terrenos.

      0
    • Leandro 27 de março de 2012 at 10:01

      O Setor Noroeste de Brasília possui dezenas de lotes para serem licitados.
      Há quase dois anos a Terracap parou de vender lotes no local.
      Por que será? Claro que é por lobby das construtoras, já que não conseguem vender nem os apartamentos que já estão sendo construídos.

      0
  • Paty 26 de março de 2012 at 18:55

    Otimismo dos empresários da construção cai no mês de março

    SÃO PAULO – O otimismo dos empresários da construção civil apresentou uma leve queda em março. O nível de atividade para os próximos seis meses passou de 62,2 pontos em fevereiro, para 61,9 pontos neste mês. O indicador varia de 0 a 100 pontos e valores acima de 50 pontos representam expectativa positiva dos empresários.

    A maior alta foi apresentada pelos empresários das pequenas empresas, cujo indicador passou de 59,8 pontos para 62,2 pontos. Em seguida apareceram as médias empresas, que passaram de 61,3 pontos para 62 pontos. Por último, as grandes empresas apresentam queda de 1,8 ponto percentual em seu indicador, passando de 63,5 pontos para 61,7 pontos.

    Os dados fazem parte da pesquisa realizada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil), federações de indústria e os sindicatos da construção civil, divulgada nesta segunda-feira (26).

    Novos empreendimentos e serviços

    Em relação aos novos empreendimentos e serviços, a confiança dos empresários também apresentou retração, passando de 62,2 pontos para 61,1 pontos, entre fevereiro e março.

    As empresas de médio porte são as mais confiantes (61,7 pontos), enquanto as grandes e pequenas registraram 61,3 e 59,6 pontos, respectivamente.

    As empresas demonstraram ainda que a compras de insumos e matérias-primas permanece estável neste mês: o indicador passou de 62,1 em fevereiro para 62 pontos em março. As médias empresas são novamente as que mais se destacam na compra de insumos, com este indicador chegando a 62,2 pontos. As grandes empresas marcaram 62,1 pontos e as pequenas, 61,5 pontos.

    Desempenho em fevereiro

    O estudo indicou ainda que, em fevereiro, o indicador de evolução do nível de atividade atingiu 49,4 pontos, sendo superior a janeiro (47 pontos), mas levemente inferior ao mesmo período do ano passado (49 pontos).

    O destaque ficou com as médias empresas (49,9 pontos), seguidas pelas médias (49,3 pontos), enquanto nas pequenas o nível de atividade atingiu 49 pontos.

    Segundo o levantamento, em fevereiro, o nível de atividade em relação ao usual passou de 50 pontos para 49,1 pontos. As médias empresas apresentaram indicador de 50,9 pontos. Nas pequenas e grandes, foram registrados 46 pontos e 49,3 pontos, respectivamente.

    Sobre a pesquisa

    O levantamento foi realizado com 421 empresas, sendo 143 pequenas, 170 médias e 105 grandes, entre os dias 1 e 14 de março

    0
  • Luiz 26 de março de 2012 at 19:21

    off topic que vale a capa

    Se o Brasil lançasse um foguete espacial por Chico Anysio
    www trocistas.com/veiga/lancamento-de-foguete-espacial-no-brasil/

    Ele escreveu antes do Brasil lançar 21 pessoas para o espaço em Alcantara.

    0
  • Miguel Jacó 26 de março de 2012 at 20:01

    Prestem atenção nestes Axiomas de Zurique!

    “2º Grande Axioma: Da Ganância – Realize o lucro sempre cedo demais.

    3º Grande Axioma: Da Esperança – Quando o barco começar a afundar, não reze. Abandone-o.

    5º Grande Axioma: Dos Padrões – Até começar a parecer ordem, o caos não é perigoso.

    6º Grande Axioma: Da Mobilidade – Evite lançar raízes. Tolhem seus movimentos.

    7º Grande Axioma: Da Intuição – Só se pode confiar num palpite que possa ser explicado.

    8º Grande Axioma: Da Religião e do Ocultismo – É improvável que entre os desígnios de Deus para o Universo se inclua o de fazer você ficar rico.

    9º Grande Axioma: Do Otimismo e do Pessimismo – Otimismo significa esperar o melhor, mas confiança significa saber como se lidará com o pior. Jamais faça uma jogada por otimismo apenas.

    10º Grande Axioma: Do Consenso – Fuja da opinião da maioria. Provavelmente está errada.

    12º Grande Axioma: Do Planejamento – Planejamentos a longo prazo geram a perigosa crença de que o futuro está sob controle. É importante jamais levar muito a sério os seus planos a longo prazo, nem os de quem quer que seja.”

    0
    • Leno 26 de março de 2012 at 23:10

      “11º. Teimosia – Se não deu certo da primeira vez, esqueça.”

      0
      • GB 26 de março de 2012 at 23:29

        99ª Constatação lógica – Se você precisa de um corretor, por que você fez faculdade ?

        0
    • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 02:50

      Já tô no camarote…. só no aguardo … 2012 o que será?

      próxima 2a. feira acho que teremos uma boa dica via rede bobo…

      E aí Profeta qual sua previsão?

      0
  • xangai 26 de março de 2012 at 20:47

    No ano passado , com muita entrega de imoveis , o setor de “MOVEIS” cresce apenas 1,4% !!?!?

    Esse era outro indicador que alguns colegas procuravam … eh no minimo curioso :::

    economia . uol.com.br / ultimas-noticias/redacao/2012/03/26/setor-de-moveis-comemora-isencao-de-ipi.jhtm

    Setor espera que medida ajude a aumentar vendas
    Para o presidente da Abimóvel (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário), José Luiz Diaz Fernandez, o corte do IPI dos móveis deve ajudar o setor a cumprir a meta de 5% de aumento de vendas neste ano.

    “No ano passado, nossa previsão era de um aumento entre 7% e 10%, mas a alta foi de apenas 1,4%”, diz. “Da outra vez em que o IPI foi cortado, os consumidores responderam bem”, diz. O IPI dos móveis foi cortado por quatro meses entre o fim de 2009 e março de 2010.

    0
    • FoxBravo 26 de março de 2012 at 21:50

      Tenho informação de uma empresa de armários planejados. Está vendendo muito pouco, quase nada.
      Achei bem estranho uma vez que esse setor deveria estar bombando com as entregas dos novos empreendimentos.

      0
      • GB 26 de março de 2012 at 22:06

        Se 70% desses imóveis caiu na mão de especulador e 30% caiu na mão de assalariados, isso dá 1% de compra de móveis.

        Especuladores não equipam os imóveis e com esses preços e financiamentos altos nem os assalariados conseguem fazer isso = mercado de móveis parado.

        0
    • GB 26 de março de 2012 at 21:59

      Isso mostra que o mercado imobiliário errou ao enveredar pelo caminho do lucro fácil, ignorou os assalariados e entregou-se nas mãos dos especuladores, esqueceram-se ou não quiseram acreditar que eles não são confiáveis, eles tiram o dinheiro tão rápido quanto colocam.

      Especuladores não investem em móveis, eles deixam os imóveis parados ou quando alugam quem aluga também não vai comprar cozinhas ou móveis planejados, isso seria equipar o que é dos outros para depois deixar tudo ali.

      Quem faz isso é o assalariado que compra para morar, ele tem gosto em equipar a casa, mas ao entrar em um financiamento caro e longo ele não tem como comprar esse tipo de móvel.

      Parabéns aos especuladores, conseguiram deturpar o mercado imobiliário e sua influência afetou outros ramos da economa também, se tivessem construído apenas 1/4 desses imóveis novos e eles tivessem sido vendidos a assalariados por preços justos, a coisa seria bem diferente.

      É por isso que não tenho pena de construtoras e corretores, eles tiveram seu período feliz, dependendo de especuladores, mas não pensaram se seria sustentável a longo prazo e agora ambos estão cheios de imóveis para ofertar e os seus queridos especuladores sumiram.

      Agora voltam a sua atenção aos assalariados mas estes não tem renda, o pior é que não podem baixar os preços pois construíram ou compraram na alta, com materiais, mão-de-obra e terrenos caros, infelizmente terão que arcar com esse prejuízo ou deixar que o tempo passe e a inflação corroa o valor.

      0
  • Fel 26 de março de 2012 at 22:08

    Gente,

    Tudo isso que está acontecendo é a famosa Lei de Gerson. Antes as construtoras vendiam e os especuladores aproveitaram.

    Após certo período, as construtoras resolveram abocanhar o lucro dos especuladores e começaram a elevar o preço do m2 em cada posterior lançamento. Os especuladores seguiram comprando e inflando, inflando, inflando e o crédito indecente (em que o brasileiro somente vê se a parcela cabe no bolso), fez esse imbróglio atual.

    Fazendo um raciocínio simplista, mas julgo eficiente para entender a safadeza:

    Vejam que o índice CUB (mede o custo de construção) é de aproximadamente R$ 1000/m2. Imaginemos um caso hipotético de um terreno de 2000 m2 sendo vendido ao mesmo preço de construção, ou seja, R$ 1000/ m2 (valor bem elevado para a compra de um terreno).

    Neste terreno é possível fazer um prédio com apartamentos de 100 m2 com uns 18 andares e 4 unidades por andar. Ou seja, cada unidade pagaria pelo terreno algo equivalente a R$ 27.777,78 ( = R$ 1000 * 2000 m2 / (18 andares * 4 unidades) ou R$ 277,78 / m2 de área útil.

    Vamos considerar agora que o valor do CUB para a construção do apartamento com muita margem é de R$ 1800.00 / m2. Ou seja, o valor final seria algo em torno de R$ 2077,78/m2.

    Vamos jogar um lucro de 100% em cima, o que torna o valor de venda em R$ 4155, 56 / m2. Isso considerando valores absurdos de compra do terreno e custo de construção.

    Pois bem, em São Paulo (lugares somente razoáveis) tudo está sendo vendido por no mínimo R$ 7000/ m2.

    Agora vem a pergunta: o que mudou na cidade em termos de infra-estrutura? Muita coisa… mais violência, mais trânsito, mais gente “esperta”, mais Cirilos, etc, etc….

    É isso aí gente.É a Lei de Gerson…. a mesma que faz com que um espertão que coloca o aluguel para a nossa “tão esperada” Copa do Mundo por R$ 80k por 30 dias.

    Agora é esperar para ver o povo se enforcar e somente comprar aptos quando o preço estiver na bacia das almas.

    Abs, Fel

    ** PS: Adotei também a postura de ofertar 50% do valor pedido, alegando que o preço de 2008 + INCC acumulado no período gera esse “desconto”.

    0
    • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 02:21

      Fel, fiz as mesmas contas antes de conhecer este blog… e foi o que me deixou boquiaberta e felizmente encontrar esta tchurma que me du paz de espirito… Achei que estava enganada, fora da realidade… E a unica conclusão que cheguei foi que a bolha se formou justamente em razão da lei de gerson….
      Não gosto de ver a desgraça de ninguém… mas tô de saco cheio de ver gente acabando com a dignidade de familias…
      Então no vale tudo… vou ficar assistindo de camarote… a unica coisa que realmente espero e desejo é que este estouro lese quem tem lesado, mas infelizmente muitos bons pagarão pelos maus, não digo quem investiu em imoveis não, digo nos desavisados que estão se endividando para manter um consumo em alta…. é ferro a vista mesmo….

      0
    • Guilherme 27 de março de 2012 at 02:39

      “Hoje em dia conhecemos o preço de tudo e o valor de nada” Oscar Wilde

      0
  • GB 26 de março de 2012 at 22:33

    Hoje foi engraçado, trollei uma outra imobiliária, eles tem ainda mais terrenos que a anterior, mas enquanto a outra quer R$ 115k neles essa quer de R$ 127k a R$ 138k.

    Aí respondi que tenho essa proposta menor e que mesmo assim essa recente queda no preço dos aptos torna difícil dar R$ 115k por um terreno vazio, pequeno e mal localizado se por R$ 150k você pega um apto. já construído, melhor localizado, com segurança e com mais área disponível (mesmo que seja área comum).

    Também falei que fiz uma proposta menor a outra imobiliária mas que ela não foi aceita por ainda estarmos num momento meramente especulativo, então vou aguardar uns 2 meses para ver o que acontece com o mercado.

    Aí vocês sabem o que eles me responderam: “OK, quando você se definir sobre a compra do terreno, por favor entre em contato conosco.”.

    kkkkkkkkkkkk, os caras tem mais de 15 terrenos absolutamente encalhados e vem com essa de “quando você se definir”, como se eu fosse um cara indeciso, quem eles pensam que são ? Acho que eles ainda não notaram a queda nas vendas ou o sufoco que estão passando as construtoras. Quero ver quando os donos desses terrenos chegarem para eles e cobrarem por que ainda não venderam e nem tiveram propostas, kkkkkkkkkkkkkk.

    Mas eu gostei do tom arrogante deles, foi corajoso, mas continuo achando que esse pessoal não vale nada e a culpa dos sucessivos aumentos é em grande parte deles.

    0
    • Anonymous 27 de março de 2012 at 00:28

      GB,

      Veja o que voce pode comprar nos EUA com o MESMO valor desse terreno. Existem muitas outras possibiliades. Em geral, dada a mesma qualidade de vizinhança o preço da terra nos EUA é cerca de 5% (não tem nada errado nesse número) do preço na Banânia.

      The Peninsula at Kerr Lake
      carolinaforestry . com/north-carolina/vance/peninsula-mini-farms/kerr-lake-lots-for-sale . html

      Lotes de cerca de 20 mil m2 em condomínio fechado (gated community) no estado da Carolina do Norte. Está localizado a cerca de 20 km da cidade de Henderson que possue cerca de 100 mil habitantes. O preço dos lotes disponíveis variam de 125 mil Reais até 180 mil Reais.

      PS: Como venho escrevendo, além de ser muito idiota é preciso também ter muito dinheiro para morar na Banânia.

      0
  • Zè Mané - ex- Ze Bom Dirolo 26 de março de 2012 at 22:47

    Com Mantega ou sem Mantega?

    Redução do IPI

    Com isso, o governo deixará de arrecadar R$ 489 milhões, segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega. A contrapartida da indústria, segundo o ministro, é não cortar empregos.

    “A contrapartida é a manutenção do emprego. Não pode haver demissões nesses setores. Em fevereiro, a indústria admitiu 50 mil (trabalhadores) e queremos que isso continue”, afirmou Mantega, em entrevista coletiva.

    0
    • MrK 27 de março de 2012 at 04:29

      mas que burro da zero pra ele!!!!

      no dia seguinte que acabar a isencao do ipi o desemprego vem todo numa facada so…

      e digo mais, o mantega so tem como controlar (ilusao de controle) como esta a folha de algumas das grandes do setor, em que ele conversa cara a cara com o presidente, as milhoes de pequenas empresas e que prestam servico terceirizado vao poder demitir livremente, como eles vao controlar isso?

      0
    • MrK 27 de março de 2012 at 05:07

      Essa “guerra de desinformacao” e’ muito curiosa

      eu tenho acompanhado diariamente o mercado de alugueis no Rio e vejo anuncios mofando e precos caindo, lentamente mas caindo, era raro ver aps. anunciados por mais de 3 semanas, hoje tem uns fazendo 3 meses, entretanto o jornal oglobo insiste em publicar materias afirmando o contrario, que falta imoveis, que os precos estao em disparada, que os gringos nao tem onde ficar, que aluguel na copa vale R$80mil… e’ lamentavel que eles nao produzam uma materia seria, mostrando que o aluguel esta em descendente…

      aproveitando, ontem conversei com 2 amigos do Rio, que moram em botafogo, me falaram que os predios novos da rua arnaldo quintela (uma rua suja, cheia de botecos com gente feia, oficinas de carro e que oglobo publicou uma reportagem ano passado comparando a Paris) estao fantasmagoricos, se ve um ou outro morador e muito ap vazio! Detalhe que esses predios foram lancados em 2008/2009, antes do auge da bolha (2010), agora imaginem os predios que serao entregues ano que vem…

      o jornal oglobo vai ter que ser muito criativo pra explicar isso…

      0
  • Zè Mané - ex- Ze Bom Dirolo 26 de março de 2012 at 22:49

    Mais Mantega….

    SÃO PAULO – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, ressaltou hoje que o governo vai trabalhar para a redução do spread bancário, o que vai reduzir os custos para que a população possa adquirir produtos fabricados pela indústria brasileira, inclusive carros.

    ‘Nós flexibilizamos as medidas macroprudenciais. Essas medidas exigiam dos bancos um recolhimento de capital se as parcelas ultrapassassem 36 meses, o que encareceu o crédito’, destacou Mantega, depois de participar de reunião com empresários na sede da Fiesp.

    ‘O crédito de 60 meses (para financiamento de carros) se tornou menos viável ou mais caro. Com isso diminuiu o financiamento de automóveis. Isso foi revertido, de modo que até 60 meses os bancos não precisam recolher aquele capital adicional que se exigia, que era alto, era 75% sobre o montante que se emprestava acima de 36 meses’, destacou Mantega.

    0
  • Virginia 26 de março de 2012 at 22:59

    Idem!

    0
    • Virginia 26 de março de 2012 at 23:00

      saiu errado…

      0
  • GB 26 de março de 2012 at 23:18

    Desculpem-me, mas eu gosto de “alfinetar” esses correTrouxas que se acham o último Gatorade de uva do deserto e que acham que seus terrenos são as últimas bolachas do pacote, então tive que responder para ela:

    “Noto que a oferta de imóveis está incrivelmente alta nos dias de hoje e os preços dos aptos. já estão sendo reduzidos.

    O que chama a atenção é que é sempre mais fácil especular com aptos., pois eles tinham até então o ganho de capital com sua valorização e tinham o ganho financeiro com o aluguel, mas com eles desvalorizando e a renda do aluguel dando menos que a poupança isso acabou com o humor dos especuladores.

    Já com terrenos eles só tinham o ganho de capital, por isso que o pessoal reluta mais em baixar o preço, mas é complicado pois se o preço não aumenta mais, o tempo faz a sua parte e a inflação come pela perna.

    Os especuladores investiram na alta e muitos ainda estão aí com seus micos caros encalhados, eu estou investindo na baixa, é só ter um pouco de paciência e manter meu dinheiro rendendo no banco, logo farei um ou até dois excelentes negócios.

    E vamos esperar o tal do balanço de 2011 da GAFISA, era para terem publicado no dia 13, passaram para dia 26 (hoje), prorrogaram para dia 30/03, será que as coisas estão tão ruins assim para ela ? Pelo menos todas as construtoras reduziram o número de lançamentos para este ano, o que vai reduzir a pressão sobre material, terrenos e mão-de-obra.

    Obrigado.”

    0
    • Shakespeare 27 de março de 2012 at 12:13

      Alguém sabe se existe uma data limite além da qual eles não poderão mais adiar?
      Existe alguma pena pelos atrasos constantes no anúncio?
      E se eles não publicarem nada, serão obrigados a sair da bolsa sem precisar prestar esclarecimentos mais?

      0
  • Seven 26 de março de 2012 at 23:27

    Pessoal,

    quando os imoveis cairem de preço, os bancos sofrerao grandes prejuizos, por serem os imoveis garantias dos financiamentos.

    A minha duvida eh: qual eh o tamanho do risco da saude financeira dos bancos (principalmente Caixa)?!

    Alguem tem ideia?!!

    Abs.

    0
  • Edmilson 27 de março de 2012 at 00:41

    Eu vi um comentário nessa matéria, acusando de parcial os professores e de que acompanhavam este blog kkkk

    0
  • Guilherme 27 de março de 2012 at 02:46

    O Chico Anysio morreu, mas o Brasil ainda produz humor de alta qualidade. Tentam assistir este vídeo sobre Balneário Camboriú e não cair na gargalhadda.

    media center . clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=2&contentID=244650&channel=47

    0
    • Gabriel 27 de março de 2012 at 08:53

      Realmente é um luco viver numa praia que fede de tão poluída….

      0
  • MrK 27 de março de 2012 at 04:18

    essas imobiliarias do Rio sao umas mafias mesmos, o CEO deve ser o don corleone…

    voce envia uma proposta, via zap, de 15% abaixo (pra testar), e os corretores respondem que o proprietario nao vai aceitar, sem nem consulta-los!! jogam conversinha de que “ah ele ja baixou, nao vai baixar mais ainda…” eles parecem que tem medo de encaminhar a proposta, pois o cara pode aceitar e ai baixar o preco do local

    se eu fosse proprietario jamais confiaria nesses caras que engavetam propostas, ainda mais hoje em dia que ta dificil de vender e ate aluguel no rio to vendo baixar de preco

    0
    • FoxBravo 27 de março de 2012 at 07:22

      Aqui em SP funciona do mesmo jeito em relação a alugueis. Conversa padrão de corretor: – A proprietária não vai aceitar valor menor. Ela queria um valor bem maior mas EU já a convenci a baixar. Menor que isso ela não vai aceitar.

      0
      • MrK 27 de março de 2012 at 07:55

        EXATAMENTE

        pq esses idiotas fazem isso? sera que os proprietarios sabem? a imobiliaria esta defendendo o dela e nao o do dono do imovel

        pra imobiliaria, se ficar parado nao e’ ela que ta pagando condominio e iptu, dani-se… o dono que se ferra, aposto que em muitos casos o dono queria ouvir contra-proposta mas a imobiliaria engaveta

        0
    • Shakespeare 27 de março de 2012 at 12:06

      MrK,

      Você tem que exigir que o corretor entregue sua proposta por escrito e que o proprietário a recuse, por escrito, também.

      Se não você pode denunciar os caras no CRECI ou dizer que irá processá-los.

      0
  • MrK 27 de março de 2012 at 05:10

    Essa “guerra de desinformacao” e’ muito curiosa

    eu tenho acompanhado diariamente o mercado de alugueis no Rio e vejo anuncios mofando e precos caindo, lentamente mas caindo, era raro ver aps. anunciados por mais de 3 semanas, hoje tem uns fazendo 3 meses, entretanto o jornal oglobo insiste em publicar materias afirmando o contrario, que falta imoveis, que os precos estao em disparada, que os gringos nao tem onde ficar, que aluguel na copa vale R$80mil… e’ lamentavel que eles nao produzam uma materia seria, mostrando que o aluguel esta em descendente…

    aproveitando, ontem conversei com 2 amigos do Rio, que moram em botafogo, me falaram que os predios novos da rua arnaldo quintela (uma rua suja, cheia de botecos com gente feia, oficinas de carro e que oglobo publicou uma reportagem ano passado comparando a Paris) estao fantasmagoricos, se ve um ou outro morador e muito ap vazio! Detalhe que esses predios foram lancados em 2008/2009, antes do auge da bolha (2010), agora imaginem os predios que serao entregues ano que vem…

    o jornal oglobo vai ter que ser muito criativo pra explicar isso!

    0
  • GB 27 de março de 2012 at 07:07

    O jornal de imóveis de domingo está cada vez maior, o dono deve estar com aquele sorriso no rosto.

    Mesmo assim não vi lá nenhum anúncio particular desses terrenos aqui ao lado de casa, o que mostra que os proprietários não estão querendo/podendo gastar com isso.

    Anúncio deles mesmo só vi dentro dos espaços comprados pelas imobiliárias, mas naquele esquema “tenho 10 terrenos à venda, publico só o mais barato para chamar a atenção, os outros a pessoa liga e eu falo que tenho”.

    Então se o jornal já esta desse tamanho todo, imaginem se todos os imóveis disponíveis na internet estivessem nele, o setor não está mais com essa bola toda, deixaram aumentar, é nisso o que deu.

    Parte dos investidores fugiu, outra parte está preso com os micos, outra parte não tem $$$$ para entrar nessa pirâmide, os preços vão baixar de forma lenta, seja por interesse deles, seja pela própria ação da inflação, a maioria comprou na alta, vão segurar para ver se acham uma boa alma desinformada que os tire dessa situação com um bom lucro.

    Esse é o assunto do momento, a internet está aí trazendo informação, essa matéria da exame já esta com 26.000 acessos, os compradores sabem o que está acontecendo, sabem que os corretores são desonestos, sabem que se esperarem vão fazer muito mais com seu dinheiro.

    É só questão de esperar confortavelmente que conforme o tempo passa o desespero e a perda deles aumenta.

    E se uma ou duas construtoras grandes falirem e levarem as pequenas com elas, quem se importa ? Vekam os jornais e entrem na internet, elas já construíram prédios suficientes para manter o jornal cheio por vários anos, kkkkkkkkkkkk.

    0
  • GB 27 de março de 2012 at 07:27

    “O pessoal fala muito em cautela em se publicar matérias sobre a situação atual do Mercado Imobiliário, para “não causar frenesi e coisas assim”, mas o pessoal na internet já toca no assunto há 2 anos, essa foi a 1ª matéria séria a respeito em um grande veículo, a mídia está agindo com cautela até demais, para ver como as coisas estão de verdade basta abrir um suplemento de imóveis de qualquer jornal ou qualquer site de anúncios na internet, sobram ofertas, faltam compradores, as construtoras construíram demais só para vender para especuladores, “efeito boomerang”, esses imóveis voltaríam ao mercado assim que rendessem menos que a poupança e deu no que deu, mas não podem baixar demais os preços pois construíram/compraram na alta, com terrenos, mão-de-obra e materiais caros e agora estão aí, encalhados, sendo corroídos pela inflação e pelos custos.”

    0
  • Even 27 de março de 2012 at 07:48

    Mais uma empresa do ramo que apresenta queda acentuada do lucro.

    JHSF: lucro cai 69,2% no 4tri11, para R$ 49,1 milhões

    São Paulo, 26 – A JHSF, empresa do setor imobiliário, registrou lucro líquido de R$ 49,14 milhões no quarto trimestre do ano, queda de 69,2% ante os R$ 159,5 milhões registrados no mesmo período de 2010. No ano, a empresa acumulou lucro de R$ 220,8 milhões, crescimento de 6,5% na comparação com 2010.

    O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) atingiu R$ 79,5 milhões no quarto trimestre do ano passado, queda de 57,7% ante os R$ 187,9 milhões apurados no mesmo período de 2011. No ano, o Ebitda somou R$ 311,3 milhões, alta de 17,1% e margem de 34,2%.

    A receita líquida da companhia somou R$ 909,4 milhões em todo o ano passado, alta de 20,5%. A empresa não divulgou a receita apenas do quarto trimestre.

    O resultado financeiro líquido consolidado de 2011 foi negativo em R$22,2 milhões, (com R$ 10 milhões negativos no quarto trimestre) ante resultado negativo de R$ 54,5 milhões de 2010 (R$ 53,6 milhões no quarto trimestre de 2010). (Equipe AE)

    Fonte: agencia estado

    0
    • MrK 27 de março de 2012 at 07:59

      A JHSF e’ uma Apple perto da Gafisa….

      Espera dia 30, quando incriveis 90 dias apos o fechamento do ano, a Gafisa vai publicar o balanco “walking dead”, zumbi, sangue e corpos humanos espalhados por todo lado

      Detalhes (trailers do filme de horror): A Gafisa ja adiou 2 vezes a publicacao e demitiu o diretor de RI (area responsavel por falar com o mercado)

      a casa caiu, ou melhor, a tenda caiu!

      0
      • GB 27 de março de 2012 at 08:05

        Cara, você viu o penúltimo e o último capítulo da 2ª temporada ? Um arraso total, os caras precisam vir logo com a 3ª temporada..

        A TENDA caiu faz tempo.

        0
        • MrK 27 de março de 2012 at 08:13

          Ainda nao amigo, estou atrasado, ainda nos primeiros da 2nd season

          divido meu tempo livre entre leitura, academia, corridas, series de TV e balancos de empresas quebradas do setor imobiliario hahahaha

          infelizmente nao da pra fazer tudo todos os dias

          0
          • GB 27 de março de 2012 at 09:33

            Eu já uso meu tempo livre para jogos, mulheres e bebidas, trollar imobiliárias, séries de TV e aprender a programar em JAVA para fazer uns negócios legais com meu Tablet, puro hobby, não trabalho mais com informática depois que consegui um cargo público.

            0
    • GB 27 de março de 2012 at 08:01

      “A empresa não divulgou a receita apenas do quarto trimestre.”, por que será ?

      Esse 4º trimestre acabou com o mercado !!!!

      0
  • GB 27 de março de 2012 at 08:13

    Que vergonha, estão usando qualquer pedaço de madeira para escrever “Vende-se Fone XXXX-XXXX”, eles podiam comprar uma placa bonitinha pelo menos.

    Tem um terreno aqui perto que é o maior engraçado, fincaram uma cruz no chão e escreveram o “Vende-se” nela, mas de longe parece que enterraram alguém ali, coisa de louco. Creepy.

    0
    • MrK 27 de março de 2012 at 08:15

      pior e’ uma imobiliaria chamada “quatro”

      a placa e’ “VENDE – QUATRO” e depois o telefone

      juro, nao e’ piada…

      0
      • marvin 27 de março de 2012 at 08:31

        Tá pra nascer um corretor mais honesto que esse… ele já está avisando que vai tentar de f… de qualquer maneira… eu ri…

        0
        • GB 27 de março de 2012 at 09:29

          Corretor honesto = cabeça de bacalhau, dizem as lendas que existe, mas ninguém jamais viu um.

          0
  • marvin 27 de março de 2012 at 08:25

    Ficou lá pra trás, mas vou postar de novo… acho que essa peça publicitária foi pensada e escrita pelo estagiário …. A veja sp está gorda com tanta propaganda de imóveis…

    Olhem só a propaganda da cyrela na veja sp dessa semana: tem um logo (que por sinal parece uma bolha kkk, escrito cyrela invest dentro dela), com os seguintes dizeres: “A INFORMAÇÃO QUE VOCÊ PRECISA PARA INVESTIR, APRESENTADA PELA CYRELA
    A economia brasileira cresce anualmente
    A renda e crédito estão aumentando enquanto os juros caem
    O crédito imobiliário no Brasil ainda representa apenas 4,7% do PIB
    A demanda é expressiva em todos os seguimentos de imóveis
    Em 5 anos, o valor do aluguel dos escritórios em são Paulo duplicou
    A cirela cresce com responsabilidade financeira
    50 anos de história, 200 mil clientes e qualidade máxima em todos os projetos garantem a confiabilidade por trás da marca cyrela.”
    Tem ainda a foto de um fulano (sergio waib), com um sorrizinho meio amarelo, e uma chamada para uma entrevista com ricardo amorim…

    0
  • Leo 27 de março de 2012 at 08:28

    Nao escutei tudo mas teve uma materia agora no Bom Dia Brasil falando da reducao de algum imposto e que essa reducao deve aquecer o mercado. Parece que essa medida é um acordo com as fabricas/industrias/.. p/ nao demitirem os funcionarios. O negocio ta feio mesmo !!!!

    Acho que nao vai funcionar…. eu vou continuar sem comprar nada.

    0
    • MrK 27 de março de 2012 at 08:47

      E’ isso mesmo que voce ouviu

      E’ uma piada essa equipe economica, pois nao tomam medias estruturais e de longo prazo, apenas postergam o problema, no dia seguinte que acabar a isencao do ipi o desemprego vem todo numa facada so… ridiculo

      e digo mais, o mantega so tem como controlar (ilusao de controle) como esta’ a folha de pagamento de algumas das grandes do setor, as que ele conversa cara a cara com o presidente, as milhoes de pequenas empresas e que prestam servico terceirizado vao poder demitir livremente, como eles vao controlar isso?

      0
      • Ploc 27 de março de 2012 at 08:51

        Senhores,

        É isso mesmo. Foi o que ouvi também. Ouseja, não tem jeito e o governao sabe disso. O problema é que não pode parecer que não está tomando ação.

        Só espero que eu não esteja na lista de demitidos.

        Abraços,

        0
        • GB 27 de março de 2012 at 09:27

          Essas empresas sempre têm um plano AVA (“Adeus Velhos Amigos”).

          0
    • Virginia 27 de março de 2012 at 10:20

      Também assisti. Redução de IPI até para papel de parede! São sempre paliativos, no teor panis et circensis… Não há coragem para implementar medidas sérias, pois seriam impopulares. O negócio desse governo(des) que está aí é empurrar com a barriga!
      Sério, me entristeço analisando as perspectivas do país num futuro próximo… Mas antes sem esperança do que desesperada – situação dos investitolos e dos maria-vai-com-as-outras!

      0
      • Sol de Sampa 27 de março de 2012 at 10:46

        Virginia, concordo que só estão atacando setores sem impacto, mas isso pra mim é sinal de que a coisa está totalmente descontrolada…. redução de ipi pra peapel e paare e luminária… aonde vamos parar, se estas empresas vão ter que assumir não desemprgar até junho pra mim fica traduzido que o desemprego é iminente …. noss economia já era….

        0
  • Laranja 27 de março de 2012 at 09:01

    CORREIO DO POVO
    PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 21 DE MARÇO DE 2012
    w w w.correiodopovo.com.br/Impresso/?Ano=117&Numero=173&Caderno=14&Noticia=404660

    Demanda por novos é maior

    A busca por imóveis novos de alto padrão é grande na Capital. A avaliação é do sócio-gerente da Guarida Imóveis, Marcelo Rezende. Ele ressalta que o mercado imobiliário neste perfil continua aquecido, em especial nos empreendimentos de médio padrão e mais sofisticados, com valores em torno de R$ 400 mil.

    De acordo com Rezende, o aquecimento se dá pela facilidade na concessão de financiamento. Ele explica que a maioria dos compradores são aqueles que estão adquirindo o segundo imóvel e utilizam o primeiro para dar a entrada e financiam o restante…

    Já na imobiliária Gralha Imóveis, que trabalha com usados, a demanda tem apresentado redução. Segundo o corretor Fabiano Rodrigues, o cliente tem uma cautela maior no momento da escolha para aquisição de um imóvel usado. “A procura é constante, mas verifica-se que existe uma especulação maior do que vendas efetivas”, afirmou. Um dos fatores são as linhas de financiamentos mais favoráveis à compra dos imóveis novos. Outro fator é a grande quantidade de empreendimentos que estão em construção em Porto Alegre.
    _________________

    Se a venda de usados travou e a maioria dos compradores dos novos tem que vender um usado para dar de entrada… hummmmmm… deu pobrema!

    0
    • xyz 27 de março de 2012 at 09:30

      Matéria destinada a direcionar a escassa demanda para o mercado de novos.

      0
  • GB 27 de março de 2012 at 09:35

    Demanda, que demanda ?

    kkkkkkk, outra matéria paga, quando começam a falar que é corretor/SECOVI/construtora dizendo alguma coisa eu nem leio o restante.

    0
    • GB 27 de março de 2012 at 09:39

      Se o mercado de luxo está aquecido no RS, desse jeito os corretores de SP vão migrar todos para lá, eles têm que ganhar alguma coisa, não dá para ficar vivendo de vento aqui por muito tempo.

      E até agora nenhuma resposta da imobiliária sobre meu último e-Mail, acho que não gostaram do que eu disse, podem ficar com seus terrenos encalhados o tempo que quiserem.

      0
  • veigalex 27 de março de 2012 at 10:18

    Corre negadis… que o negocio ta pegando..
    É fria… É fria..

    • Opções de executivos derrubam PDG
     Pouco antes do balanço do quarto trimestre, movimentações com ações feitas por executivos da PDG no mercado em
    fevereiro estão dando o que falar entre os investidores.
     Discussões sobre o tema puxaram uma queda de quase 14% nas cotações desde que os negócios se tornaram públicos.
     As operações que desagradaram os investidores foram divulgadas no dia 12 à noite, em formulário enviado
    mensalmente à CVM.
     Administradores da PDG fizeram derivativos (contratos de opções) para proteger de uma possível queda as ações
    que recebem como parte de sua remuneração.
     Embora a mensagem não tenha sido bem recebida isoladamente – já que o objetivo dos programa de remuneração com
    ações é justamente fazer o executivo correr o mesmo risco do mercado -, o que mais incomodou foram os preço e os
    prazos dos contratos.
     Ao longo de 2011, diversas opções foram feitas e não causaram o mesmo mal-estar.
     Os derivativos fechados em fevereiro protegem os administradores caso o preço da ação fique abaixo de R$ 7,80 a R$
    8,20, e vencem em abril e agosto deste ano.
     Além disso, há contratos em que o executivo perde se a ação for acima de R$ 10 em 2014.
     A leitura dos investidores foi que, na prática, o potencial de curto prazo da ação está limitado a R$ 8,20 e no longo
    prazo, a R$ 10 – valores considerados baixos, já que a cotação em bolsa estava em R$ 7,55 antes dessa divulgação e
    ontem fechou o dia a R$ 6,51.
     Na interpretação dos investidores, os diretores, que trabalham na empresa e portanto possuem informações
    privilegiadas acerca do negócio, estão tentando se proteger de uma desvalorização – algo que, em tese, eles têm mais
    condições de prever do que os acionistas de bolsa.

    0
  • tulio 27 de março de 2012 at 10:20

    Olá pessoal,
    onde está a pegadinha?

    Lucro da Cyrela mais que dobra no 4o trimestre
    Gostei67%Não gostei33%
    Enviado 2 vezes

    RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Cyrela Brazil Realty está confiante que a demanda no setor imobiliário continuará forte em 2012, com avanço mais moderado dos preços, após a companhia ter registrado um crescimento acima do esperado de 120 por cento lucro líquido do quarto trimestre.

    As vendas contratadas em 2011 totalizaram 6,497 bilhões de reais, superando em 5,3 por cento o dado apresentado no ano anterior.

    “A administração mantém sua confiança no crescimento econômico e, principalmente, nas perspectivas para o setor imobiliário, que continua a apresentar a demanda superior à oferta de novas unidades”, afirmou a empresa em comunicado.

    A incorporadora relatou ter visto uma elevação de preços de aproximadamente 20 por cento em 2011. “Para 2012, acreditamos que tal tendência deva se manter, ainda que mais moderada: os preços devem continuar em alta”, segundo nota.

    O valor geral de vendas (VGV) foi de 3,342 bilhões de reais no último trimestre de 2011, queda de 26,2 por cento sobre um ano antes, mas avanço de 90,2 por cento sobre o terceiro trimestre. No ano, o VGV lançado atingiu 7,905 bilhões de reais, 3,9 por cento a mais do que em 2010.

    A empresa divulgou um lucro líquido de 181 milhões de reais no quarto trimestre, forte alta sobre os 83 milhões de reais obtidos um ano antes e acima da expectativa média de 6 analistas consultados pela Reuters, de ganho de 158,3 milhões de reais. No fechado do ano, o lucro líquido encerrou com queda de 17 por cento ante 2010, a 498 milhões de reais.

    A companhia registrou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 337 milhões de reais no período, após 149 milhões de reais nos três últimos meses de 2010. A margem cresceu de 11 para 17 por cento. A previsão média dos analistas para a geração de caixa era de 266,8 milhões de reais.

    Já a receita líquida somou 1,984 bilhão de reais no último trimestre de 2011, avanço de 42,8 por cento na comparação anual.

    No fechado do ano passado, a receita cresceu 25,3 por cento,

    para 6,127 bilhões de reais.

    0
    • MrK 27 de março de 2012 at 10:28

      Nao vou conseguir olhar agora, mas vou te dar o caminho das pedras:

      “No fechado do ano, o lucro líquido encerrou com queda de 17 por cento ante 2010”

      O lucro do ano caiu 17%, mas eles quase nao falam disso e focam no 4o tri que cresceu, lembre-se: A oferta de imoveis nao e’ constante como cerveja, cigarro ou refrigerante, a venda e por consequencia o lucro contabil vai depender do fluxo de lancamentos nos meses, entao minha sugestao e’: Veja se a quantidade de lancamentos no 4o Tri de 2011 e’ comparaval a do 4o Tri de 2010, para ver se nao estao comparando laranjas com bananas…

      Na visao anual, essa sazonalidade entre trimestres e’ muito reduzida, e nessa visao tivemos queda de 17% no lucro…

      ve isso e me conta, abracos

      0
    • Luiz 27 de março de 2012 at 11:43

      lucro contabil é diferente de lucro real

      lucro contabil basta atualizar o preço dos imoveis “vendidos” (aqueles com pormessa de compra e venda) na conta do “a receber”.

      Acontece que na hora da entrega das chaves o banco não aprova a maioria dos investidores até pq muitos compra 2,3 as vezes 10 unidades.
      Se o banco não dá o dinheiro, a construtora não recebe, o lucro fica na fantasia.

      Não é de se estranhar que no auge da bolha, os lucros tbm estejam no auge, mesmo com vendas travadas, pib caindo, desemprego baixo, renda estagnada e inflação alta
      Parece paradoxal tudo isto, mas analisando corretamente a LÓGICA É PERFEITA

      Já o CAIXA reflete a realidade do dia.

      Lembre que empresas como GM, FORD e APPLE passaram meses apresentando prejuízo contabil e são as empresas mais valiosas do mundo

      0
      • Anonymous 27 de março de 2012 at 12:52

        Luiz,

        Estamos vendo a iBUBBLE

        Apple Is Now Bigger Than The Entire US Retail Sector
        www . zerohedge . com/news/its-official-apple-now-bigger-entire-us-retail-sector

        A recompra das ações pelas empresas (buybacks) está MAIOR que que a vendas pelo público Americano (estão endividados e precisam vender para fechar as contas). Isso explica a recente alta das ações nos EUA.

        Third Consecutive False Dawn for Stocks & Economy
        www . youtube . com/watch?v=z79SLtijOQM

        0
      • xangai 27 de março de 2012 at 15:21

        Nao tenho competencia para analisar balancos ..

        O que sei eh que pra Construtoras existem items especificos . O melhor exemplo eh o tal VGV ( na Cyrela de 3,3 bilhoes ) … eu ainda acho confuso … anyway por definicao ::::

        “VGV significa Valor Geral de Vendas. É um valor calculado pela soma do valor potencial de venda de todas as unidades de um empreendimento a ser lançado.”

        Entao … esses 3,3 bi .. ainda sao ilusao / especulacao … eles estao achando que vao vender tudo …tudinhooooooooooooooo… e no preco que estimaram !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

        weird !!

        0
  • Zugão 27 de março de 2012 at 10:24

    Sinal dos tempos difíceis que virão: “Lucro líquido da Cyrela mais que dobra no quarto trimestre de 2011”
    http://www.infomoney.com.br/cyrelarealty/noticia/2382069-lucro+liquido+cyrela+mais+que+dobra+quarto+trimestre+2011

    0
    • xangai 27 de março de 2012 at 19:38

      zugao …
      voce continua nao lendo duas vezes e nem ate o fim !! ( aja paciencia !!)

      o resultado foi tao bom que ao inves de subir … ela caiu e caiu bonito ::::

      Author: Luiz
      Comment:
      GFSA3 4.75 -1.5%
      RSID3 10.26 -1.8%
      CYRE3 16.99 -4.5%**
      JHSF3 5.89 -1.7%
      BRML3 23.50 -0.2%
      MRVE3 13.25 -4.7%***
      EZTC3 22.75 -1.3%
      PDGR3 6.33 -2.8%*
      EVEN3 7.10 -3.0%
      HBOR3 28.00 0.0%
      BRPR3 23.35 -2.7%

      IMOB 905 -1.8%

      0
  • veigalex 27 de março de 2012 at 10:24

    Esta aqui..

    dobra mais cai..

    w w w1.folha.uol.com.br/mercado/1067774-lucro-da-cyrela-mais-que-dobra-no-trimestre-mas-cai-17-no-ano.shtml

    0
  • GB 27 de março de 2012 at 10:32

    PDGR3 R$ 6,29 -3,38%

    Dito e feito, tá todo mundo se livrando das ações da PDG (consta das maiores baixas, mais negociados, maiores volumes), se nem quem trabaha nela acredita na empresa, kkkkkkkkkkk, o que dizer de todo pessoal de fora.

    MRVE3 R$ 13,79 -0,79%
    GFSA3 R$ 4,76 -0,83%

    Caras, eu adoro ver esse tipo de coisa.

    0
  • veigalex 27 de março de 2012 at 10:37

    Bolha.. novo tópico.. blog bombando.. agora é a hora de ganharmos mais adeptos..
    Mais tópicos… com menos comentários.. assim o assunto nao sai do foco..
    pense nisso

    0
    • NTL 27 de março de 2012 at 10:56

      Concordo. Aqui, acima de 400 comentários o blog já começa a travar na hora de carregar o tópico e não é limitação da banda de acesso.

      0
  • Davi 27 de março de 2012 at 10:41

    Pessoal, não sei se postaram desculpem se for redundante:

    h t t p://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-discussao-sobre-a-bolha-imobiliaria-no-brasil

    A discussão sobre a bolha imobiliária no Brasil
    Enviado por luisnassif, dom, 25/03/2012 – 09:36
    Por Eduardo Dias Alvarenga

    Bolha Imobiliária

    Não sei se vocês repararam mas nos últimos dias a Globo andou noticiando sobre o mercado de imóveis, acerca de preços fora da realidade. A primeira notícia foi dia 5 de março no G1, ontem, se não me engano no SPTV pela segunda vez, abordaram o assunto com a entrevista do professor Samy Dana da FGV. Não cheguei a ver a entrevista, um amigo comentou de modo rápido comigo, no entanto achei curioso o fato, ainda mais depois de receber um email da construtora EVEN, anunciando quase 40% de desconto em alguns imóveis. É impressão minha ou onde há fumaça há fogo???

    Poderia virar tópico, daria uma boa discussão.

    0
    • Guilherme 27 de março de 2012 at 11:24

      Luís Nassif? Esse cara não é parâmetro, ele é linha de frente do PT na internet e falar mal da economia brasileira é pecado mortal para eles.

      0
      • Rico 27 de março de 2012 at 11:28

        Luís Nassif é o porta-voz do PT. Assim como Reinaldo Azevedo é o do PSDB.

        Muito cuidado com as palavras de qualquer um dos dois.

        0
    • Eduardo 27 de março de 2012 at 20:32

      Fui eu que postei isso lá… depois de ter virado leitor assíduo do Bolha… eu já sabia da bolha… mas não conhecia o Bolha… e alguns podem não gostar do Nassif, mas ele é um jornalista competente e seu site é uma tribuna aberta ao debate verdadeiramente democrático, vide que, inclusive, eu já havia postado meses atrás no site dele algo sobre o mesmo tema, o Nassif escreveu um texto discordando, em parte, do meu posicionamento ( a existência da bolha) mas o publicou mesmo assim abrindo espaço para outras opiniões.

      0
  • Zugão 27 de março de 2012 at 11:12

    IBOV 2012 = 17%

    IMOB 2012 = 23%
    MRVE3 2012 = 29%
    GFSA3 2012 = 15%

    0
  • MrK 27 de março de 2012 at 11:13

    Enquanto nao tem topico novo vamos eleger a MUSA da bolha 2012

    A votacao vai comecar, no pareo:

    Paty
    Virginia
    Patricia Engenheira
    Cirilo (mente aberta galera)

    esqueci alguem?

    0
    • Leno 27 de março de 2012 at 11:27

      eu voto em todas, exceto nA Cirilo é claro!!

      0
    • GB 27 de março de 2012 at 11:28

      Eu voto na Vi.

      Mesmo que o Cirilo fosse mulher e fosse bonita eu não votaria nele, não adianta ter só beleza, tem que ter conteúdo também.

      0
      • Virginia 27 de março de 2012 at 12:43

        Aeeeeeeeee

        😉

        0
        • Luiz 27 de março de 2012 at 12:56

          Virginia
          e os planos para se mudar p high paradise:
          😉

          0
    • tulio 27 de março de 2012 at 11:30

      André.
      Ops, esse foi 2011.

      Obrigado pela resposta anterior.

      0
  • Ze Bom Dirolo 27 de março de 2012 at 11:32

    Expectativa internacional para PIB brasileiro atinge menor nível, diz Ipea
    Índice relativo ao PIB, que já chegou a +59 pontos, caiu para +14 pontos.
    Apesar disso, estudo mostra percepção internacional positiva do Brasil

    0
  • Rico 27 de março de 2012 at 11:33

    Cacildis…

    0
  • Quero casar! 27 de março de 2012 at 11:33

    O mais incrível é que em Niterói/RJ continuam a sair novos lançamentos e o preço do m2 incrivelmente continua aumentando. Em Icaraí, por exempo, pré lançaram um empreendimento cujo m2 da unidade tá custando incríveis R$ 12.000,00 (200m2 a 2,4 milhoes). E o pior, já tem fila de espera para compra! Um 2 quartos de 80m2 em local razoável nao sai a menos de 500 mil!!!

    Sinceramente, acho que estou no mesmo barco da maioria aqui. Procuro algo pra morar mas tá dificil pra quem pretende algo no Rj ou Niterói…
    Aqui os alugueis tb aumentaram bastante e é dificil encontrar algo q valha a pena…. Não é possível, deve ter muito milionário por aí, só eu que nao enriqueci!

    Que há uma distorção de preços, nao há a menor dúvida. Mas a questão é: quando haverá a esperada correção?? Quando essa bolha explodirá?? Esse ano ainda ou só daqui a 5, 10 ou 20 anos??

    Pretendo casar ano que vem mas nao tenho onde morar, E agora? Espero mais e corro o riso de os preços bolhudos inflarem ainda mais ou compro algo logo?

    Considerando o alto nível das discussões aqui entabuladas, gostaria de uma opinião dos nobres colegas…

    0
    • PB 27 de março de 2012 at 15:36

      Eu também vou me casar no próximo ano e não tenho onde morar. Creio que o melhor no momento seja alugar alguma coisa e esperar até 2014 (se a Copa acontecer aqui).
      Fico agoniada pensando em quanto tempo vai levar para os preços voltarem para seus devidos lugares!

      0
  • Ze Bom Dirolo 27 de março de 2012 at 11:45

    O Brasil está começando a entrar na cocaína para sustentar a economia.
    Será que o próximo estimulante vai ser o crack?

    0
  • Seven 27 de março de 2012 at 11:49

    Pessoal,

    quando os imoveis cairem de preço, os bancos sofrerao grandes prejuizos, por serem os imoveis garantias dos financiamentos.

    A minha duvida eh: qual eh o tamanho do risco da saude financeira dos bancos (principalmente Caixa)?!

    Alguem tem ideia?!!

    Abs.

    0
  • CAMBALHOTA 27 de março de 2012 at 12:01

    Pessoal,

    Acompanho o blog e principalmente os comentários hpa mais de 6 meses, primeiro reply meu.

    Tenho 33 anos, solteiro querendo casar, renda nos 9k e com uns 400k de pé de meia pra comprar meu 1o. imóvel. Moro de aluguel em Santa Teresa pois trabalho no Centro do RJ, e pretendo comprar de preferência uma casa de 2/3 qtos, ou apartamento entre 150/200 m2 próximo do centro (aceito Tijuca, Grajaú, etc).

    Quase caí no desespero de comprar na alta, pelos vertiginosos preços de 700/800k, vendo os preços subindo vertiginosamente, e quase me endividando até o pescoço pelas próximas décadas, mas tive calma e estômago pra segurar, e o apoio dos posts e comentários foram fundamentais.

    Outro grande apoio foi de uma amiga que é consultora de investimentos no mercado imobiliário (fera no assunto e metidas em grandes especulações), que EM OFF em 2011 me avisou: “Segura e não compra nada agora, q o mercado vai mudar, não posso te adiantar certas informações, mas eu falando o que falei pro meu irmão!”

    Hoje em papo com ela no msn, olha só os comentários (transcrição com nome alterado para preservá-la):

    “CAMBALHOTA says:
    leu o q escrevi sobre bolha? e a queda nos preços?

    AMIGA says:
    sim, vai diminuir mais
    estão segurando as vendas
    e ampliando o crédito
    mas o financiamento n está passando
    e estão tendo q recorrer a outros bancos o q n é bom sinal

    CAMBALHOTA says:
    sim, e tem gente q comprou como investimento, pra repassar e tá vendo q nao vai ter os 20/30% de lucro esperado por ano…

    AMIGA says
    ou n, pq n tem condições de pagar mesmo

    CAMBALHOTA says
    correto
    então vc q conhece mais da área tbm acredita na bolha e que é hora de aguardar, mas o mercado já não é mais de alta…
    tá meio de correndo de lado agora, e previsão de virar pra baixa em 2013 e 2014

    AMIGA says
    sim, aguarda pq a tendencia é mt empresa q cresceu falir (ex. Gafisa) e mt empresa de fora vir p cá e comprá-las a preços competitivos o q vai reduzir os preços
    e a valorização do centro vai desfocar a atenção do investidor p outras regiões e isso vai piorar mais ainda”

    😮

    PLOC

    0
    • Anonymous 27 de março de 2012 at 12:24

      Se voce ou sua futura esposa tiverem uma outra cidadania (*), a minha sugestão é mudar para os EUA utilizando o VISTO E2. O requisito para o VISTO E2 é abrir um negócio, investindo MENOS do que voce já tem guardado. O conjuge com o VISTO E2 só poderá trabalhar no negócio que abrir. Entretanto, o outro poderá trabalhar em qualquer emprego. Nos EUA o seu custo de vida cairá pela metade.

      (*) Lista das cidadanias para o VISTO E2
      travel . state . gov/visa/fees/fees_3726.html

      0
      • GB 27 de março de 2012 at 12:56

        Ei, por que tem Argentina, Paraguai e Bolívia nessa lista e não tem o Brazil ?

        0
        • Anonymous 27 de março de 2012 at 15:07

          Porque como já escrevi aqui várias vezes, e os mais sensiveis se sentem ofendidos, a Banânia é uma MERDA, especialmente o Rio de Janeiro com seus 70% de esgoto sem tratamento despejados na baia de guanabara – é uma MERDA também no sentido literal da palavra.

          0
  • Luiz 27 de março de 2012 at 12:06

    COM A RENDA COMPROMETIDA
    Aluguel residencial na capital fica estável em fevereiro
    Variação porcentual dos contratos novos em fevereiro na comparação com o mês anterior foi de leve alta de 0,1%;
    FONTE ESTADAO

    0
  • GB 27 de março de 2012 at 12:11

    Tem corretor que já passou dessa de cocaína, crack e já está em coisas mais fortes, como cheirar cueca suja de 7 dias do carnaval passado, esses são os que estão achando que nada mudou e estão na maior viagem mesmo.

    Aqui vai ser como nos outros países: vão fazer de tudo para que não caia de uma vez, para poderem assimilar as perdas (bancos, construTrouxas, investOtários), só dos preços não subirem eles já vão ter perdas pesadas com a inflação, imaginem quando começarem a contabilizar os custos dos imóveis parados.

    E como tem imobiliária nos jornais, parece que todo desempregado abriu uma nesses últimos 2 anos, o que fazer com todo esse pessoal ?.

    0
  • GB 27 de março de 2012 at 12:25

    kkkkkkkkkkkkkkk, um outro loteamento mais próximo do meu trabalho, eles queriam R$ 110k, R$ 120k em cada terreno de, pasmem: 175 m² !!!!!

    Agora estão anunciando a R$ 80k (R$ 18k + 60 x R$ 1.200,00) e dizendo para corrermos que só tem 8 unidades. kkkkkkkkkkkk

    Baixar os preços é só uma questão dos proprietários notarem que os investiTrouxas fugiram como baratas que são, que não vão vender pelos preços atuais à assalariados que querem morar no local e se insistirem terão maiores prejuízos, só isso.

    0
    • GB 27 de março de 2012 at 12:34

      Coitado de quem comprou pelo preço antigo, se estão fazendo em 60 vezes então deve ter muita gente ainda paganto, com certeza vão entrar na Justiça querendo pagar o que estão pedindo agora, mas não adianta, comprometeram-se a pagar o valor pedido naquele tempo, se o terreno se valorizasse eu tenho certeza que eles não reclamariam.

      Pronto, que beleza, já caíram os preços dos apês e terrenos lá onde trabalho, já caíram os preços dos apês aqui onde moro, só falta cair o preço dos terrenos aqui ao lado de casa, mas isso é uma questão de poucas semanas.

      Os corretores odeiam quando digo isso, mas vou investir na baixa.

      0
  • Zé Coxinha 27 de março de 2012 at 13:49

    http:// revistaepoca.globo. com/tempo/noticia/2012/03/edward-glaeser-preservar-casinhas-e-insustentavel.html

    Hoje, os preços dos imóveis estão em alta no mundo inteiro por causa da demanda. Enquanto a demanda for alta e o crédito também, os preços continuarão subindo. Não deve haver restrições a tamanhos de novos empreendimentos imobiliários. Preservar vilas e casinhas e incentivar os subúrbios não é exatamente a maneira ideal de evitar que o preço aumente. O excesso de restrições para a construção torna uma cidade insustentável, porque ela continua crescendo para os lados. Pior: torna as cidades excessivamente caras, porque todos querem morar nela, mas apenas os mais ricos conseguem pagar os preços exorbitantes dos imóveis em regiões centrais e privilegiadas. Vemos os custos de restrições excessivas não apenas em países desenvolvidos, mas em lugares como Mumbai, que tem as leis mais draconianas do mundo para a construção. As limitações excessivas levaram Mumbai a ter um dos metros quadrados de aluguel e compra mais caros do mundo. A cidade cresceu para os lados, facilitando o aumento de favelas no entorno. É claro que o Brasil está com preços de imóveis exorbitantes. O país cresceu, sua economia melhorou, a ascensão social fortaleceu a demanda. Mas pode ter certeza de que a situação será ainda pior em relação aos preços se os governos limitarem as construções

    0
  • Sérgio 27 de março de 2012 at 14:24

    h t t p : / / g 1.globo.com/economia/noticia/2012/03/preco-dos-imoveis-no-rio-entra-em-fase-de-estabilizacao-diz-secovi.html
    .
    27/03/2012 11h53 – Atualizado em 27/03/2012 13h24
    Preço dos imóveis no Rio entra em fase de estabilização, diz Secovi
    De 2001 a 2010, preços subiram até 700%, segundo levantamento.
    Mesmo com estabilização, preços não devem descer de patamar.
    .
    Após uma década subindo – em alguns casos até 700% – os preços dos imóveis no Rio de Janeiro estão parando de crescer, segundo o Sindicato da Habitação do Rio (Secovi-RJ). De acordo com o levantamento “Panorama do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro”, que mostra os resultados do setor no ano passado, em comparação com 2010, o ano de 2011 foi marcado pela estabilização dos preços, porém, com uma tendência de crescimento.

    Segundo o estudo, após uma valorização imobiliária sem precedentes no Rio, de 2001 a 2010, quando os preços de imóveis residenciais e comerciais chegaram a subir 400% e 700%, respectivamente, o ano de 2011 foi marcado pela estabilização dos preços, porém, com uma tendência de crescimento.

    Para a vice-presidente financeira do Secovi-RJ, Maria Teresa Mendonça Dias, coordenadora do levantamento, “os preços tendem a se estabilizar, mas não vão descer de patamar”. Ela explica que a forte alta da última década (quando os preços de imóveis residenciais e comerciais chegaram a subir 400% e 700%) se deveu à inércia do setor nos anos anteriores. “O mercado imobiliário ficou parado cerca de 20 ano anos até a retomada do crescimento”, ressalta ela.

    O estudo destaca que os projetos de segurança, com a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nas favelas da capital, e de infraestrutura, com obras e investimentos nos setores de transporte e saneamento, por exemplo, que preparam a cidade do Rio para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, tiveram papel fundamental para a expansão do setor imobiliário.

    Valores de venda e locação crescem menos
    De acordo com o levantamento, de janeiro a dezembro de 2010, o valor médio do metro quadrado dos imóveis para venda subiu 42,1%, em relação a 2009. Já no mesmo período de 2011, esse valor cresceu 15,8% na comparação com 2010, menos da metade da alta registrada anteriormente.

    Com relação aos imóveis para aluguel, o valor médio do metro quadrado para locação cresceu 29,1% em 2010, na comparação com o ano anterior. Essa valorização desacelerou em 2011, ficando em 16,1%, quase a metade do registrado em 2010.

    Apesar da freada nos preços, a coordenadora da pesquisa não acredita que vai haver uma retração dos valores dos imóveis, nem mesmo após o fim das Olimpíadas 2016. “Eu acho difícil. A forte valorização ocorreu porque ficamos muito tempo adormecidos. Afora, os preços foram trazidos para os valores reais”, afirmou Maria Teresa.

    Prefeito diz que valorização ‘é coisa de louco’
    O prefeito do Rio, Eduardo Paes, que esteve presente ao lançamento do estudo, em um restaurante na Zona Sul da cidade, comentou que a valorização dos preços dos imóveis na capital foi uma “coisa de louco”. Ele avaliou que a prefeitura tem “responsabilidade nessa supervalorização de algumas áreas”, já que há “mais de R$ 20 bilhões de reais em obras de infraestrutura na cidade”.

    “Não sei se vocês (do Secovi) vão dizer que vai continuar valorizando tanto. A gente espera que essa coisa diminua, que o mercado se acalme um pouco. Não é admissível. É coisa de louco”, afirmou Paes.

    “Não é loucura: é realidade”, ressaltou Maria Teresa, coordenadora da pesquisa, ao comentar a fala do prefeito. “Estávamos parados há muitos anos. Muitos desses preços ainda vão atingir seu valor máximo, apesar de, a grande maioria, agora, já estar estabilizado”, complementou.

    Imóveis no interior do estado chegam ao preço da capital
    De acordo com Maria Teresa, a pesquisa mostrou que, em algumas cidades do interior do estado, os imóveis também se valorizaram. Os preços subiram principalmente em cidades do litoral norte, por causa da indústria do petróleo, e do Sul Fluminense, por conta das indústrias, principalmente do setor automobilístico, que se instalaram na região.

    “Cabo Frio teve uma supervalorização. Um imóvel de sala e quarto na cidade está o mesmo preço de um similar em um bairro como laranjeiras, na Zona Sul do Rio”, destacou Maria Teresa. “Macaé, Rio das Ostras e Resende também tiveram alta nos preços”, concluiu.

    0
    • Lobo Cinzento 27 de março de 2012 at 15:47

      Meus queridos, a coisa é simples…Se ainda existem pessoas que acreditam que o valor dos imóveis corresponde à realidade da economia brasileira, ou pior, que os preços vão continuar subindo, eu só tenho uma coisa a dizer: “só lamento”… Então deixem que os LOUCOS se entendam e sejam felizes…que, entre eles, façam essa realidade funcionar, enquanto eu fico fora dessa e vivendo na minha realidade de proletário brasileiro… É como os fiéis das Pequenas Igrejas Grandes Negócios…..fiéis sustentam esse tipo de negócio (mesmo vendendo tds os bens) e se dizem felizes…Muito bem, então q assim seja…É uma pena q não posso participar…sou realista…sou brasileiro….proletário…

      0
  • Sérgio 27 de março de 2012 at 14:27

    Já tínhamos o João “Bostana”, o INSANO.
    Agora temos a Maria Tereza, a LOUCA.

    0
    • Sérgio 27 de março de 2012 at 14:41

      Até o prefeitinho falou: Ce ta louca mulher? Onde já se viu, kitnete em copa custar 800k, e muquifo na rocinha 300k. — Não sua Santidade, o pouvo ta ganhendo bem; só pro ce te um “idéia”, meu pedreiro vai trabaiá de ronda sivic… é 2004… mas é ronda! Minha secretaia do lar, nas oras vagas é corretora de empreendimentus lá no fumacê, é a maior obra de realengo… de nome bunito… Piraquara Target.
      Ce tá doida mulher, nem eu, só com meu salário, consigo comprar um ap na Barra, os cara pobre vão conseguir no Fumacê?
      Oh,,, iminência, ce tem qui visitar mais a crasse c, eles tão dominando o rio, só compra pelo ibay e tão tudo lotado de cartão de crédito, os cara ficou rico.
      Os preços do rio num vão cair nunca, pode acreditar em mim, ou num sou a diretora do financeiro creci rj: falei ta falado.

      0
  • Carlos Wagner 27 de março de 2012 at 14:45

    Volume de crédito retoma crescimento em fevereiro

    O crédito total disponibilizado pelo sistema financeiro no Brasil subiu 0,4% em fevereiro, chegando a 48,8% do Produto Interno Bruto (PIB), ou 2,035 trilhões de reais, informou o Banco Central nesta terça-feira.

    “veja.abril.com.br/noticia/economia/volume-de-credito-retoma-crescimento-em-fevereiro”

    0
  • Leonardo 27 de março de 2012 at 15:40

    Eu particularmente acho que a “sustentação” dessa bolha já está na fase final. Já tinha falado isso em janeiro, mas agora os indícios estão bem mais evidentes:

    http://leorossatto.wordpress.com/2012/03/27/a-bolha-imobiliaria-parte-ii/

    0
  • Brazilian Bubble 27 de março de 2012 at 16:01

    Bolha, belo site!
    Leonardo, belo artigo… vamos cita-lo em breve no brazilianbubble.com (tudo em ingles, claro).
    Abc!

    0
    • Leonardo 27 de março de 2012 at 16:42

      Opa, agradeço a menção. Um abraço!

      0
  • Márcio Souza 27 de março de 2012 at 18:00

    Primeiramente o que me preocupa muito quanto as inúmeras bobagens ditas pelos professores de uma das mais conceituadas instituições de ensino de nosso país, é o que está sendo ensinado ao alunos lá matriculados.
    Estes senhores ficam com a bunda sentada o dia inteiro em suas cadeiras, analisando seus gráficos, work flows, leitura deliberada, e esquecem que para ter uma análise real do mercado, você precisa entender o que acontece na ponta, ou seja, o próprio mercado.
    O que na prática e na maioria das vezes, nenhum deles entende. Passaram a vida inteira estudando a realidade da caverna (Mito da Caverna de Platão), se é que eles me entendem! E simplesmente abdicaram do plano externo, que é onde tudo acontece.
    Tenho algumas perguntas bem interessantes para os senhores William Eid e Samy Dana.
    Vamos lá!

    1. Como um país continental como o Brasil, com um déficit imobiliário de mais ou menos 1,8 milhões de moradias em 2012, chegando a 2 milhões até 2022 (visto que a cada ano no país 1,3 milhões de novos consumidores ativos economicamente ingressam no mercado de brasileiro) corre algum risco de bolha?
    2. É fato que o endividamento dos E.U.A e da zona do Euro correspondem respectivamente a 90% e 60% do PIB de endividamento imobiliário. Pergunto: Como um país com apenas 4% de endividamento imobiliário frente ao PIB como o Brasil, pode criar uma bolha imobiliária?
    3. Senhores catedráticos, mais de 90% do mercado de imóveis no Brasil está sendo absorvido por futuros moradores e não investidores, portanto independente do imóvel ser um bom investimento (o que é) ou não, quase em sua totalidade o mercado visa moradia.
    Onde está a bolha?
    4. Os imóveis estão muito caros principalmente no RJ e em SP pelo simples fato de na maioria dos casos, os empreendimentos estarem sendo lançados em bairros onde cada vez menos encontram-se terrenos atrativos para a venda, e os que existem, estão com preços encarecidos exatamente pelo aquecimento imobiliário, o que acarreta automaticamente na elevação direta do preço do imóvel, visto que o principal insumo a refletir no preço final do produto, é exatamente a fração de solo.
    Isto é capaz de desencadear uma bolha?
    5. Senhores, desculpe: mas parece piada eu ter que estar fazendo esta explanação para dois “conceituados” professores e estudiosos da famosa FGV. Os dois deveriam saber que o crédito imobiliário está cada vez mais acessível e barato em nosso país, inclusive gostaria de informá-los que existe um programa governamental chamado minha casa, minha vida, que oferece taxas ótimas, subsídios muito atraentes, exatamente para a renda familiar até R$ 2.500,00, ou seja, plenamente de acordo com a renda familiar citada pelos senhores, retirada do Censo 2010, que é na faixa de R$ 1.200,00 – R$ 2.400,00.
    A bolha pode ser formada disto?
    6. Não são os valores de aluguel que auto-regulam o mercado, mas sim a demanda de compra e venda. O que podemos ficar muito tranquilos quanto a isto, pois, como escrevi anteriormente, o déficit habitacional em nosso país, além de alto, só tende a aumentar.
    Que bobagem é esta de bolha refletida por aluguel?
    7. Sr. Samy Dana. Sua frase: … “Financeiramente, era melhor eu vender e pagar aluguel. Só não fiz isso ainda porque é um processo trabalhoso”, comenta. Para quem quiser colocar um plano em prática, ele recomenda investir o dinheiro resultante da venda no Tesouro Direto. “Com o retorno do investimento é possível alugar um imóvel até melhor que o que foi vendido”…, no mínimo eu diria que é inconsequente e apavorante vindo de uma pessoa que é um PHD em finanças da FGV. Para termos uma idéia, eu fiz um cálculo simples, onde aplicando R$ 500.000,00 (Imagino que um professor da FGV possa ter um imóvel de no mínimo R$ 500.000,00) referente a venda do seu imóvel e aplicando no Tesouro Direto, para do rendimento pagar um aluguel de R$ 3.500,00 (0,7% de R$ 500.000,00), a partir do oitavo ano, o seu montante aplicado, ao invés de lhe trazer retorno, começaria a lhe dar prejuízo, levando em média mais uns 8 anos para o seu dinheiro virar pó.
    O Sr. acha que o seu pensamento faz sentido?
    8. Finalizando: os Srs. Devem saber que a Janela demográfica do Brasil hoje, é basicamente igual a dos E.U.A. em 1972, onde começou fortemente a revolução econômica naquele país. Portanto podemos quase que afirmar: a expansão econômica do Brasil, está apenas no seu início, fazendo com que como o mundo inteiro acredita, possivelmente em 2025 seremos uma das três grandes potencias econômicas do mundo.
    Por favor, me digam de que Bolha Imobiliária vocês dois e o restante dos especuladores deste país estão falando?
    Obrigado…

    Márcio Souza – Convivendo a mais de 20 anos a frente de grandes empresas e diretamente no dia-a-dia do mercado.

    0
    • xangai 27 de março de 2012 at 18:31

      Marcio.
      Acho que ninguem vai perder tempo respondendo de novo as mesmas perguntas de sempre.
      Enquanto vc estiver com a bunda na cadeira no seu stand, leia os posts anteriores do blog e as referencias.

      Uma resposta unica a todas as suas questoes ::

      PLOC !!!!

      0
    • dp 27 de março de 2012 at 18:34

      Márcio – a que você atribui a queda consistente nas vendas de imóveis?

      0
    • carlos 27 de março de 2012 at 19:16

      “3. Senhores catedráticos, mais de 90% do mercado de imóveis no Brasil está sendo absorvido por futuros moradores e não investidores”

      Parei aí.

      0
    • Dan 27 de março de 2012 at 20:35

      Sr. Márcio, boa noite.

      O senhor está redondamente enganado quanto ao seu hiperbólico argumento número 03 (três). Um simples dado, proveniente do próprio setor, estilhaça completamente essa sua assertiva descabida de que a maioria dos compradores é composta de moradores:

      Investidor é até 70% da clientela, dizem empresas

      Fonte:

      h t tp://economia.ig.com.br/financas/casapropria/investidor-e-ate-70-da-clientela-dizem-empresas/n1597648473576.html

      Não que os outros argumentos estejam corretos, mas esse me saltou aos olhos. É melhor rever seus dados e conceitos…

      0
    • Pedro 27 de março de 2012 at 20:41

      Quer dizer que tá valendo pagar 800 mil dólares por uma carcaça de apartamento no Leblon? Fala sério! Vc só pode estar sob efeito de drogas fortes…

      0
    • Leo 27 de março de 2012 at 23:24

      Marcio, voce conseguiu juntar todas as perguntas ja respondidas no forum… É impressionante o numero de baboseira escrita. Caso voce realmente acredite nisso tudo que escreveu, recomendo rever sua evolucao como pessoal e profissional durante os ultimos 20 anos.

      0
    • Hik 28 de março de 2012 at 02:46

      MrK, pare de trollar com outros nomes só para fomentar a discussão!

      Se você continuar com isso será moderado!!!

      0
    • JPM 28 de março de 2012 at 11:34

      Fica evidente, por suas perguntas, que o Sr. desconhece as definições de bolha imobiliária (ou de qualquer outro ativo). Em uma postagem antiga minha, aqui no blog, eu já alertei que muitas pessoas confundem causa e efeito, associando a palavra bolha ao estrago causado por seu estouro, ao invés do fenômeno em si.
      Uma definição simples de bolha (existem definições mais elaboradas) é “um elevação do preço de um ativo para além do que a renda de seus potenciais compradores pode suportar”.
      Agora que já possui uma definição simples de bolha, e sabe que o que importa apenas é preço e renda, revendo suas perguntas uma a uma temos o seguinte:
      1 – Caso não saiba, o Brasil é menor que os EUA, então o tamanho continental do Brasil não tem qualquer relação com bolha. Nem tampouco o déficit habitacional;
      2 – Novamente, endividamento em relação ao PIB não tem qualquer relação com bolha;
      3 – Seu número de 90% é incorreto. Ele já foi citado na mídia, mas existe um número de citações significativamente maior dizendo que mais da metade dos imóveis lançados nos últimos 3 anos foram adquiridos por investidores;
      4 – O aumento do preço dos terrenos não justifica o tamanho do aumento no preço final;
      5 – O crédito tomado, ainda que barato e acessível, precisa ser pago. E as famílias com renda até R$ 2.400,00 foram as mais prejudicadas com a bolha, porque a maioria dos imóveis que se enquadravam no MCMV tiveram seus preços reajustados para o limite superior do projeto, ou um pouco além dele, fazendo com que as famílias paguem sempre o preço máximo, independente de quanto o imóvel realmente vale;
      6 – O valor dos aluguéis influencia na demanda por imóveis, na medida em que são comparados com os valores de financiamento. E você mesmo diz que o mercado obedece a lei da oferta e da demanda. Como você pode ver em vários indicadores publicados, a oferta tem aumentado, a demanda diminuído e, mesmo assim, os preços subiram. Bolha;
      7 – Um imóvel de R$ 500.000,00, no Rio ou em São Paulo, não custa R$ 3.500,00 para alugar. Vide sites de anúncios na web;
      8 – Estamos falando da bolha imobiliária que existe no Brasil, já que o preço dos imóveis subiu até travar o mercado. A expansão econômica citada por você está bem menor que a “expansão” no preço dos imóveis. Bolha.

      0
  • dp 27 de março de 2012 at 18:36

    Márcio – a que você atribui as quedas consistentes tanto no ritmo como no valor de venda de imóveis no Brasil? Em linguagem popular “tá tudo parado”.

    0
  • Ninja SP 27 de março de 2012 at 19:07

    Marcio, acorda e começa procura um novo emprego, O ploc ploc É CERTO , ninguem comnpra mais nada e PRONTO ! não perca seu tempo aqui no Blog, vai estudar para num futuro proximo ter um emprego melhor, porque corretor!!!!

    0
  • Seu Madruga 27 de março de 2012 at 22:19

    Márcio,
    Comparar a Banânia atual com os EUA de 1972 é no mínimo má fé! Que vergonha!
    O Cirilo é seu estagiário?

    0
    • marvin 28 de março de 2012 at 07:49

      acho que estamos mais para o velho oeste… é bala pra todo lado…

      0
  • nelson 28 de março de 2012 at 08:13

    11 milhões da classe C pretendem comprar imóvel em 2 anos, diz pesquisa
    Publicidade
    DE SÃO PAULO

    Cerca de 19 milhões de brasileiros pretendem comprar um imóvel nos próximos dois anos, de acordo com levantamento feito pelo instituto Data Popular.

    A pesquisa ouviu pouco mais de 18 mil pessoas em todo o Brasil durante o último trimestre do ano passado.

    Do total da estimativa, 11 milhões estão na classe C. Essa fatia da população também representa o maior número de pessoas — 14,2 milhões — que pretendem fazer algum tipo de reforma nos próximos 12 meses.

    “O mercado da reforma e da construção deve abrir os olhos para esse consumidor [da classe C], que já responde por 11 milhões de famílias que desejam colocar o sonho da casa própria em prática”, afirma o sócio diretor do Data Popular, Renato Meirelles.

    0
  • Marquezi 1 de abril de 2012 at 20:32

    Senhores,
    Boa noite.

    Que os preços de imóveis tendem a abaixar é um fato, a pergunta é como: explosão da bolha estilo EUA ou perda de valor real por longa estagnação, tipo Brasil nos anos 80 e 90. Não sou economista e não tenho bola de cristal, mas eu chuto que o cenário mais provável no Brasil vai ser uma mistura dos dois: uma correção geral dos preço para baixo sem quebradeira geral no curto prazo e imóveis sem aumento real ou com deflação no longo prazo. Na média nacional o comportamento será este, mas haverá uma grande variabilidade de preços em locais onde a especulação foi mais forte. Haverão locais em que o preços podem até ficar estáveis, pois o aquecimento do mercado levou os preços ao valor real.

    Exemplo: recebi no meu e-mail uma propaganda de um apto de 2 dt com preço de R$ 700.000,00 na Aclimação – São Paulo Capital. Não é necessário ter bola de cristal que este valor é totalmente irreal para o referido bairro. Quem comprou uma unidade neste prédio para especular vai se dar MUITO mal. E estes valores absurdos se repetem em todo o “vetor noroeste” da Capital.

    O cenário que eu estou desenhando é se a economia manter a taxa de crescimento atual. Se o Brasil seguir na onda da crise da Europa… hummm… concordarei com os senhores quanto ao PLOC da bolha.

    Eu comprei 1 apto de 2 dt em São Caetano do Sul na planta para morar e não me arrependo. Eu tenho um sonho de ter um imóvel meu e ponto, mesmo que exista a possibilidade de eu perder um pouco de dinheiro se eu tivesse atrasado a compra em 2 ou 3 anos. Como outros já citaram por aqui, imóvel para mim não é investimento.

    0