Vale a pena comprar imóvel no Rio? – Exame

Você pode gostar...

Comments
  • self 2 de março de 2012 at 13:07

    Resposta genérica que não responde à pergunta. Próxima?

    0
    • Indecoroso 2 de março de 2012 at 13:16

      Mas esse trecho aqui já dá uma chacoalhada no otimismo desfundado da matéria anterior…

      “Não quero parecer pessimista, mas um dos papéis dos economistas é fazer previsões, não é mesmo? Ciclos de alta de preço são, obrigatoriamente, seguidos de baixas – e este ajuste vai atingir o nosso mercado. Mesmo não confiando nas estatísticas deste setor, a alta recente remete à pergunta sobre até quanto o preço vai subir.

      Por curiosidade, visite um imóvel que acabou de ser construído, já na etapa de entrega das chaves. Não raro, haverá unidades para venda, o que mostra que a demanda não é mais a mesma dos anos anteriores.”

      0
      • self 2 de março de 2012 at 13:22

        Você tem razão. Para uma revista que é a Caras dos pseudo-investidores, já foi uma chacoalhada em tanto..

        0
  • Indecoroso 2 de março de 2012 at 13:11

    Conta aí, Miguel Jacó, quais têm sido suas façanhas?

    0
  • Shakespeare 2 de março de 2012 at 13:22

    Não!

    Fácil assim…

    0
    • Cleyton 2 de março de 2012 at 16:58

      Gostei, curto e grosso.

      0
  • Cirilo 2 de março de 2012 at 13:30

    Está chegando pessoal, dia 05/03!!

    0
    • Luiz 2 de março de 2012 at 14:40

      local: piscina do borabora

      0
      • Carlão_RJ 2 de março de 2012 at 16:11

        kkkkkk

        0
        • Rodrigo 2 de março de 2012 at 17:15

          Essa foi ótima…

          0
          • Júlio Cesar 3 de março de 2012 at 00:12

            Nota 10! to rindo demais aqui.

            0
            • Raposão 3 de março de 2012 at 07:07

              Ó lôco…
              hehehe!

              Att.
              Raposão, uhuuuu!

              0
  • Annibal 2 de março de 2012 at 13:42

    Não vale a pena comprar imóvel hj em dia…

    É fácil explicar… se eu tivesse 600k na mão eu o colocaria numa atividade produtiva, até mesmo numa franquia q cobra pelo know how e logística repassados, nunca, jamais colocaria esse montante num ativo q não me geraria nenhum retorno, ao contrário depreciaria com o tempo….

    Com a grana do negócio eu pagaria aluguel em um ótimo AP e ainda sobraria…

    Na minha cabeça,se vc quiser ganhar $$$$, tem q trabalhar… exercer alguma atividade produtiva…. pena q hj o setor financeiro e a cultura brasileira destruam essa verdade…

    0
    • self 2 de março de 2012 at 14:17

      Não vale a pena comprar, mesmo. Com 600K na mão eu iria querer um imóvel de RICO, não um apertamento ridículo de 100m² (não, gente, 100m³ não é grande).

      0
  • Riodetudo 2 de março de 2012 at 13:53

    Já bateu o desespero na zona oeste do Rio. GERAL botando apartamento 2 ou 3 quartos na Peninsula da Barra e condomínios no faroeste (perto do Recreio) por valores acima de 3, 4 ou 5 mil para aluguel. Muitos deles “pelados”, não tem nem box no banheiro. Eu acho que o valor real está quase na metade do que anunciam.

    Enquanto isso, tem um anúncio por 2 mil reais encalhado a três meses para 2 quartos com 100m2 no condomínio Pier da Barra, na Barrinha (perto do Jardim Oceânico da novela). Só que os prédios estão DESERTOS. O prédio foi entregue, passei por ali hoje e não se vê uma alma. Isso porque é ali no começo. TOOOOMMAAAAA, “INVESTIDOR”!!!!!

    0
    • MrK 2 de março de 2012 at 14:02

      Eu ia comentar isso!

      Você já entendeu o porque do desespero e o preço nas alturas, certo? Não tem nada a ver com demanda, tem a ver com: Especulador comprou pra revender, não conseguiu comprador e botou pra alugar no último suspiro de tentar fazer algum lucro e segurar as pontas! O problema que a prestação e o dinheiro empatado são tão grandes, que ele precisa de um aluguel em média 50% maior que o dos imóveis locais!!! Consequência? Encalhe de novo!

      Conheço imóveis até na zona sul, que foram entregues em novembro e estão pra alugar desde então (completaram 4 meses já)

      Outra coisa, esse papo de “tá subindo por causa de gringo vindo morar” é uma FALÁCIA, eu já fui expatriado, garanto a vocês: Gringo precisa de imóvel mobiliado completo (não é um sofá jogado não) e condições de segurança razoáveis, nenhuma empresa traz funcionário pra morar perto de morro ou em ap vazio, se você olhar os imóveis a alugar que satisfazem esses critérios não dá 10% do ZAP, não tem nada a ver com os imóveis que estão subindo de preço!!!

      0
      • Marcia B. 9 de março de 2012 at 18:19

        Voces estao fuckin-loucos? Os GRINGOS nao estao comprando nada ae, pois aqui nos EUA, e EUROPA, OS PERCOS ESTAO PELO CHAO DE TERRA. VOCES PENSAM QUE ESSES ” gringos” vao comprar no LUGAR MAIS CARO DO MUNDO, BRASIL?

        0
    • Carlos_ 2 de março de 2012 at 14:14

      Sobre esse prédio na Barrinha, realmente é impressionante. Estou indo todo o fim de semana na região e o prédio está deserto, ninguem morando mesmo, no máximo uma ou duas unidades. E ainda tem corretores de plantão.

      Lembrando que esse prédio foi lançado bem antes da bolha, e o fato de todas as unidades não estarem vendidas, não são muitas já que os prédio tem só 3 andares e imagino que todos os blocos juntos devam dar umas 30, 40 unidades, é significativo.

      Agora, não tem como ser barato lá, porque construíram poucas unidades por causa do gabarito permitir no máximo 3 andares e o terreno não era livre, mas tinha 3 Moteis que precisaram ser comprados e demolidos. É o tipo de lugar que só vale a pena se o cara for realmente usar como pier para seu barco, lancha ou jetski.

      0
      • Riodetudo 2 de março de 2012 at 14:29

        Lembro que o MrK comentou sobre essa situação que coloquei citando, inclusive, a Gávea. Um colega de Blog no post anterior mostrou estatísticas impressionantes sobre a quantidade de imóveis a venda para vender ali e em São Conrado em relação a períodos anteriores.

        Quanto ao valor na Barrinha, não sei pra quanto vai baixar para venda ou aluguel. Fato é que os apartamentos estão lá a meses. Se ninguém botar ser humano morando, os proprietários terão prejuízos (já estão) e vão ficar como os condomínios entregues no faroeste em que a área comum começa a cair aos pedaços e os próprios apartamentos ficam imundos e deteriorados.Fora o “detalhe” que ninguém vai achar a menor graça em ser o primeiro a morar num prédio deserto!

        Quem acha que apartamento não se deteriora, visite a Vila do Pan. Estive lá ano passado, parece cenário de guerra. Fora os problemas nas ruas (que todos já sabem), as áreas comuns estão largadas, os prédios sujos e apartamentos completamente largados. Era clima de cemitério, deprimente! Quatro anos já detonam esses prédios se ninguém cuidar.

        0
        • MrK 2 de março de 2012 at 16:02

          Rio de tudo, eu sempre morei na zona sul, por isso conheço bem a região, acompanhei alguns prédios entregues ali enquanto morava no Rio (até fim de 2011), tem exemplos clássicos iguais esse da barrinha, no humaitá, tem uma na macedo sobrinho entregue em outubro que está vendendo até hoje em repasse, no zap voce acha algumas! Na gávea tem 2 na marques de são vicente, um entregue em outubro e outro em novembro, ambos desérticos e no zap voce acha anuncio de aluguel e venda, principalmente no entregue em novembro, não para por aí, recebi email de corretora me oferecendo “retomadas gafisa”, na mena barreto, um predio a ser entregue em setembro e outro na estação sorocaba… tá tudo sem morador!!!!!!!!!!!

          0
          • Felipe 7 de março de 2012 at 09:54

            MrK
            Procurei estes imoveis na Macedo Sobrinho (pelo ZAP) e nao achei. Poderia me dar mais detalhes, são prédios novos que não foram ocupados?

            Abraços

            0
      • Philis 2 de março de 2012 at 17:35

        Que prédio é esse na Barrinha? Aquele que fica de frente pra lagoa?

        0
    • Ghaspar 2 de março de 2012 at 16:34

      Tambem estão começando a reaparecer as famigeradas plaquinhas de VENDE-SE .
      Isto significa que como já não está tão facil encontrar comprador, fica caro para as Imobiliárias ficar postando anuncios semanais………Chupa que é de uva…..

      0
  • MrK 2 de março de 2012 at 13:55

    Sobre o tema, é muito curioso que nas reportagens pró-imóveis, os entrevistados sempre são pessoas do ramo, como donos de imobiliária, funcionários de real state (lembram aquela do valor?), diretores de empresas de construção etc., pessoas que obviamente não são isentas e precisam defender o ganha pão a todo custo!!! Já nas reportagens com um tom pró-bolha temos economistas e acadêmicos! Gente isenta e que não ganha nada com a desvalorização, pois não existe investimento no mercado que “suba” com a queda dos preços de casas, parecem-me pessoas muito mais sérias e imparciais.

    0
  • Anonymous 2 de março de 2012 at 13:58

    Na minha opinião, quem compra imóvel na Banânia acima de 1 milhão de Reais, seja por que motivo for, inclusive para morar, é um IDIOTA. Agora, quem compra no Rio de Janeiro, que óbviamente é parte da Banânia, merece uma outra classificação pois IDIOTA é pouco.

    0
    • Luiz 2 de março de 2012 at 14:48

      mas vem com varanda gurmê e animador de piscina, mesmo assim não vale?

      0
      • Anonymous 2 de março de 2012 at 15:21

        Não vale, porque já sei que o animador de piscina vai ser o Cirilo 😉

        0
      • A citizen from Republic of Banânialand 3 de março de 2012 at 10:12

        Mas vem com lan house (dois pentium 100) e espaço fitness (1 esteira e 1 ergométrica)…kkkk
        Senta que é de menta!!!

        0
    • Indecoroso 2 de março de 2012 at 15:52

      Anonymous, mandei um e-mail para o Banco do Brasil em Miami manifestando meu interesse na abertura de uma conta lá para um “swift” da poupança que acumulei ao longo dos últimos anos. Ainda não recebi a resposta contendo os detalhes da operação.

      Estou quase decidido a aproveitar a queda do dólar para rapar meu dinheiro da banânia. Vou estocar tudo nos EUA até depois da copa, quando acredito que a euforia do crédito no Brasil já terá passado, abrindo campo para a hiper-desvalorização do real em razão da fuga maciça de dólares. Sem contar que nesse meio caminho existe o risco de queda nos juros remuneratórios a serem pagos pelos bancos brasileiros.

      Para tanto, pus na ponta do lápis os seguintes fatores (preliminarmente, de modo bem simplista):

      Cotação: 1 USD = 1,71 BRL

      Rendimento anual: EUA 1,3% vs BRL 8,5% (DI)
      Diferença no rendimento anual de -7,2% de um país para outro.

      Para compensar a diferença de rendimento em dois anos, basta que o USD evolua seu preço para BRL 1,95 (=14,4%), o que não acho muito difícil depois que nosso mercado mostrar ao mundo a mer** que deu a farra do dinheiro fácil.

      Mas como sobre esse ganho de BRL 0,24 incidirá imposto de renda de 27,5% no retorno para o Brasil, para que garantir o mesmo patamar de liquidez do montante enviado, o dólar deverá valorizar pelo menos a BRL 2,01.

      O que vier a partir desse horizonte de USD 2,01 será lucro, ainda que a cada 4 centavos de ganho, 1 vá pra guela do “leão” brasileiro.

      E então, será que estou arriscando demais?

      0
      • Shakespeare 2 de março de 2012 at 16:42

        o princípio da prudência manda que não se coloque todos os ovos em uma cesta só…

        0
      • Marcus 2 de março de 2012 at 16:59

        Antes de transferir é salutar entender o que pode acontecer com a cotação do dolar em virtude dos QE´s 1 e 2 … e 3

        Já que o sucesso da transação está diretamente ligado a cotação do mesmo.

        h ttp://www.mises.org.br/Article.aspx?id=972

        h ttp://www.youtube.com/watch?v=8Qi8FW4Nwug

        0
      • Anonymous 2 de março de 2012 at 17:05

        Eu já fiz o que voce está pretendendo fazer faz tempo. Particularmente, não estou preocupado com a diferença de “rendimento” (voce descontou a inflação?), pois sei que a mesma quantia em dinheiro compra 3 VEZES MAIS nos EUA, seja lá que mercadoria for, principalmente as de alto preço como imóvies ou carros. Desaconselho o BB ou qualquer outro banco bananense pois usá-los pela Internet é quase impossível – tem muita palhaçada para a sua “proteção”. Essa conversa de que banco na Banânia é sofisticado é pura propaganda. Como já escrevi várias vezes, viaje até os EUA e abra uma savings account (poupança), trazendo um extrato bancário mostrando seu endereço e o passaporte. Na volta à Banânia, envie o dinheiro legalmente pelo sistema bancario. O depósito é garantido até 250 mil dólares.

        0
        • Anonymous 2 de março de 2012 at 17:54

          Mantendo o dinheiro nos EUA na condição de “non resident alien” (por isso é importante o formulário W8-BEN) voce não paga imposto algum nos EUA sobre os eventuais rendimentos.

          PS: O principal motivo de colocar meu dinheiro nos EUA foi para ajudar os Americanos. Fico de coração partido quando veja a crise que estão passando 😉

          0
        • Anonymous 2 de março de 2012 at 18:03

          Faz alguns anos, assiti a um epsódio de PRISION BRAKE. Nesse epsódio, os detentos de uma prisão Americana de segurança máxima fazem um revolta por causa do mau funcionamento do AR CONDICIONADO. Outro dia assiti um depoimento na TV de um casal que está passando necessidades. Eles tiveram de cortar a TV A CABO para continuar conseguindo pagar o seguro saude. São situações como essa que me fazem colocar o dinheiro aqui para ajudá-los a sair da crise. Não é de partir o coração?

          0
      • Cirilo 2 de março de 2012 at 17:29

        Amigo não faça isso de maneira nenhuma, você consegue garantir que seu dinheiro aplicado aqui no Brasil comprará a quantia X em dólar daqui um período Y, basta utilizar derivativos e operar contratos de dólar futuro.

        Se informe melhor sobre isso, compensa muito mais.Eu mesmo tenho uma conta nos EUA e hoje não deixo praticamente nada lá.

        0
        • Anonymous 2 de março de 2012 at 17:47

          Segundo seu próprio texto em mensagens anteriores, voce teria uma conta nos EUA. Entretanto, não sabe nem mesmo se preencheu o formulário W8-BEN da receita Americana e declarou que a conta foi aberta na Banânia, contrariando a Lei Americana. Como já disse o MrK, vai procurar a Maria Joaquina para ajudá-lo a animar as piscinas.

          0
          • Cirilo 2 de março de 2012 at 20:10

            Que parte do: “Eu mesmo tenho uma conta nos EUA e hoje não deixo praticamente nada lá.” você não entendeu?

            Não sei dos procedimentos técnicos, visto que isso não é necessário, o IBC, braço internacional do HSBC realiza toda parte legal, você apenas assina a papelada e pronto.

            0
            • maurizio 5 de março de 2012 at 12:59

              O HSBC esta fechando TODAS as contas abertas assim

              0
  • Carlos Wagner 2 de março de 2012 at 13:58

    Excelente matéria publicada hoje no Mises.org.br, segue um trecho para despertar a vontade pela leitura do artigo completo:

    “Em novembro de 2011, este endividamento chegou a 43%, o que significa que uma família está, em média, devendo o equivalente a 43% da sua renda. Em janeiro de 2009, este valor era de 32%, e em janeiro de 2005 era de 18%. Ou seja, houve um aumento de quase 34% no endividamento em apenas 3 anos, e de 139% em 7 anos. Isto dificilmente teria acontecido sem a expansão da quantidade de dinheiro na economia

    O que isso tudo pode gerar?

    A atual interrupção do crescimento da quantidade de dinheiro na economia — e, no caso dos meios fiduciários, uma genuína contração —, que vem ocorrendo desde meados de 2011, tende a gerar uma estabilização no volume de gastos. Se os preços continuarem subindo, pois ainda estão sendo reajustados em decorrência de toda a expansão monetária havida anteriormente, pode haver uma redução no volume de gastos, pois há agora uma combinação entre menos dinheiro e preços mais altos.

    Em qualquer um destes cenários, isso significa que aquele aumento esperado da renda não mais se materializará, nem para empresas e nem para indivíduos. Essa súbita “asfixia” na criação de dinheiro pega empreendedores e trabalhadores de surpresa.

    Para as empresas, tal asfixia gera uma interrupção no aumento de suas receitas nominais ao mesmo tempo em que seus custos de produção (gastos com salários e equipamentos) seguem aumentando. Como consequência, seus lucros diminuem. A estabilização (ou redução) no volume de gastos faz com que o capital que foi empregado em investimentos mais vultosos tenha seu valor reduzido (ou, pelo menos, não se valorize como inicialmente imaginado), o que deixa as empresas em uma posição contabilmente delicada. Por exemplo, uma construtora que iniciou a construção de um prédio de luxo imaginando que sua construção custaria X e a venda de suas unidades renderia Y (sendo Y maior do que X, obviamente), descobrirá que o custo total será, digamos, X+100 e o preço de venda será Y-50. Isso gerará uma redução no seu patrimônio líquido (capital), pois seu ativo barateou e o seu passivo encareceu. (E a forte desvalorizacao das empresas imobiliárias na bolsa de valores demonstra isso). Tal redução do capital irá afetar sua capacidade futura de novos investimentos, o que consequentemente afetará o emprego neste setor.

    Já para os indivíduos, a consequência desta súbita asfixia e consequente estabilização do volume de gastos é que a quitação de parcelas de suas dívidas fica mais difícil, o que faz com que as dívidas se acumulem. Sua renda não cresceu como eles inicialmente imaginavam que cresceria, iludidos que foram pelo aumento da oferta monetária e pela redução artificial dos juros.

    A consequência geral disso tudo é que o volume de gastos em toda a economia pode se reduzir tanto por causa da estagnação da oferta monetária (ou redução dos meios fiduciários) quanto por causa do maior endividamento das pessoas e das empresas. E isso pode afetar o emprego.

    E tudo isso, vale lembrar, foi originalmente causado pelas manipulações monetárias feitas pelo Banco Central, o qual pilotou a variação da quantidade de dinheiro na economia como se fosse um fliperama.

    Logo, é possível que haja uma recessão talvez já no atual trimestre ou no próximo.

    Entretanto, e isso deve ser muito enfatizado, tudo vai depender de como o Banco Central vai continuar se comportando. Caso ele, já no próximo mês, reverta a atual postura, nitidamente contracionista, e adote uma mais expansionista, tanto a desaceleração econômica quanto a atual desinflação da bolha imobiliária podem ser revertidas — porém, ao custo de um novo aumento da inflação de preços e um inevitável e ainda mais rigoroso reajuste econômico (recessão) no futuro.

    As consequências futuras da economia agora dependem totalmente do que fará o Banco Central.”

    w w w . mises.org.br/Article.aspx?id=1238

    0
    • Anonymous 2 de março de 2012 at 14:13

      … Por exemplo, uma construtora que iniciou a construção de um prédio de luxo imaginando que sua construção custaria X e a venda de suas unidades renderia Y (sendo Y maior do que X, obviamente), descobrirá que o custo total será, digamos, X+100 …

      Não é muito mais simples escrever algo como: Por exemplo, a GAFISA deve falir nesse cenário. Estou desconfiado que foi o peterson, frquentador do BLOG, que escreveu esse artigo 😉

      0
      • Luiz 2 de março de 2012 at 14:51

        tbm não aprovo totalmente o Mises e Cia.
        Ele complica o simples
        E esquece o importante: mercado financeiro = jogatina

        0
        • Atribulado 5 de março de 2012 at 12:57

          “E esquece o importante: mercado financeiro = jogatina”

          É a mesma coisa que dizer que carro = arma.
          Só porque PODE ser usado como, não quer dizer que É.

          0
          • Cleyton 5 de março de 2012 at 23:15

            Perfeito!

            0
  • Amadeos Sampa 2 de março de 2012 at 14:08

    No mercado americano era dito “build and they will come”. Construam e os compradores virao. A coisa virou no Brasil.
    Eu tambem tenho dinheiro pra comprar, e hoje vivo de aluguel em SP, no bairro de Cerqueira Cesar. O preco de vendo do apto que alugo por 3k era de 250 mil reais. Há anos acompanho movimentacoes nesse predio e os ultimos foram fechados em 800K e o ultimo 600K.
    O mercado de usados tera que se ajustar nos passos do o mercado de novos excessivamente “encharcado” de ofertas .
    Eu de minha parte, continuo de olho, e quero ver “sangue correndo” sim. Pessoas tem que entender que imovel tem funcao social.
    Abracos a todos, de um “antigo” e fiel leitor desse blog.
    Ploc Ploc

    0
  • Lou 2 de março de 2012 at 14:38

    jornal hoje – aumenta inadimplência condominio – a conta das “varandas Cúme” tá chegando.

    0
  • Ze Bom Dirolo 2 de março de 2012 at 14:53

    Acabei de chegar de uma curiada por Brasília.
    Fui dar uma olhada em uns apartamentos para alugar.
    Parece que alguns proprietários estão tendo alguns problemas no aluguel. Não conseguem os preços que pedem. Inquilinos entregam os imóveis antes do términio do contrato, em razão de encontrarem outros imóveis mais baratos. Conversei com síndicos e administradores e exporam a mesma opinião: uma rotatividade muito grande nos imóveis, principalmente de 01 quarto e kits nos últimos meses, o que tem deixado proprietárois loucos….

    0
    • danilo 2 de março de 2012 at 20:15

      Dirolo

      Curiosamente eu comecei a procurar 1 quarto ou kit para morar, pois me mudei para BSB.
      Visitei alguns prédios e em TODOS há apartamentos livres…o curioso é a variaçao do preço pedido….entre 900 e 1600. Como assim? Passando no corredor, há o quadro de anúncio, que também está cheio. O curioso é que o povo prefere manter fechado a reduzir….vou jogar com cada um, dizer X BAIXOU 100, VC REDUZ 200? Aí telefono de novo. Vou ver onde chego.

      Outro ponto interessante é o valor de venda, que se aproximou dos 10K o m2 e agora está 8K, o que continua criminoso.

      0
      • Sol de Sampa 3 de março de 2012 at 01:24

        Danilo,
        morei em BSB enre 2005 e 2006, e já erá muito caro lá.. pagava por 1 dorm o preço de 3 em sampa. não sei se está assim ainda, mas nenhum corretor me mostrava imovel. Eu deixava RG na imobiliaria e pegava as chaves … ou seja …era por conta propria…
        uma dica, existem alguns flats no lado noroeste (proximo ao pão de acuçar) e alguns escritorios que viraram aptos. todos mobiliados. TEnte perguntar aos porteiros pelos proprietarios … a negociação fica mais fácil…Nos flats não havia lavanderia, e nos escritorios adaptados tinha lavanderia e por R$ 10,00 vc lavava a roupa toda… passar era problema mas ficava muito mais em conta que lavanderia… Hoje devem ter mais aptos de até 2/4 … acho que vale a pena vc dar uma olhada… senão tenta Guara… não é tão longe e tinha preços melhores.

        0
        • danilo 3 de março de 2012 at 14:16

          Realmente.

          Encontrei um hoje. Algo com aproximadamente 40 m2, varanda com rede na Asa Norte. Mobiliado, decorado e tudo bacana, com máquina de lavar e garagem coberta. R$980. Com Tudo (condominio, iptu, gás e luz), sairá por uns R$1380. Poderia encontrar algo um pouco mais barato, mas como nao tenho fiador na cidade, acaba que pagamos um preço um pouco mais alto. Além do benefício de poder sair a qualquer momento, bastando avisar com 1 mês. Se encontrar algo melhor, dependendo do andamento do mercado nos próximos meses, basta pular o galho.
          Obrigado pela orientaçao

          0
          • Sol de Sampa 3 de março de 2012 at 22:19

            Danilo, em 2005 eu pagava $ 1.100,00 no escritorio adaptado com a lavanderia e garagem coberta… então, pelo mercado que é BSB até que vc achou um não tão caro.

            Não sei de que lado (norte ou sul) vc trabalha, mas vale a pena agora que vc já tem onde ficar procurar com mais calma… No meu primeiro mes fiquei num flat a $ 1.300,00 sem lavanderia somente com garagem, era um inferninho de final de semana, pois outros executivos gostavam de
            esticarem com as meninas de bar…. como eu trabalhava praticamente 24 hs 7 dias por semana, além do preço, pra mim não deu…

            Boa sorte.

            0
          • Ze Bom Dirolo 5 de março de 2012 at 00:32

            Danilo, caso sua disposição orçamentária não seja tão grande no momento, você pode ver umas kits no CA do lago norte. Tem algumas de 550 reais que ficam em cima de comércio, todavia, são boas e diferentes das kits comerciais da asa sul e norte. No final da asa norte se você pechinchar vc consegue chegar a uns 850 mobiliada. Estou curioso quanto as kits que estão ficando prontas agora no parksul. Creio que devem ficar entre 600 e 800. Eu já fui proprietário de kit no plano e lembro que sempre aparecem umas baratas para alugar.

            0
            • Ze Bom Dirolo 5 de março de 2012 at 00:43

              Agora uma dica. Às vezes as pessoas ficam enrolando para ver se conseguem economizar 100 reais e acabam morando mal durante alguns meses. Escolha um lugar bom por um preço razoável e depois vc analisa se rescinde o contrato ou não.

              0
  • Menino_do_Rio 2 de março de 2012 at 14:55

    Repercussão, na prática, desta notícia às 14:31:

    Código Empresa/Tipo Variação (%)
    BBRK3 Brasil Brokers ON +1,21
    BISA3 Brookfield ON +1,21
    CYRE3 Cyrela Realty ON +2,31
    EVEN3 Even ON +3,64
    EZTC3 Eztec ON +1,1
    GFSA3 Gafisa ON +1,44
    LPSB3 Lopes ON -0,03
    MRVE3 MRV ON +3,04
    PDGR3 PDG Realty ON +2,78
    RSID3 Rossi ON +3,59
    TCSA3 Tecnisa ON +0,38

    Talvez os investidores da Lopes tenham lido essa reportagem…

    0
  • Rodrigo 2 de março de 2012 at 14:57

    Acabei de receber um e-mail com descontos nos apartamentos no Cidade jardim (Barra da tijuca-RJ). Recebi também a linha de tabela e pude conferir que HÁ MUITOS apartamentos a venda……..ENCALHOU!
    Pior que eles são tão caras-de-pau, que na verdade o desconto é o aumento da tabela de março/2012. È como se vc tivesse comprado com o preço de fevereiro. (-6%) …….PIADA!!!!!!

    0
  • RD85 2 de março de 2012 at 15:08

    O caso da Gafisa me lembra o Dick Fuld (quem assistiu ao filme “Too big to fail” lembra)…

    – Por menos que US$ x eu não vendo de jeito nenhum!!! Eu, pessoalmente perdi US$ 9 milhões só hoje, mas nesse preço eu não vendo meu banco!

    – mas Sr. as cotações não chegam nesses patamares há meses…

    – nesse preço EU NÃO VENDO! Tem “valor” aí nesses ativos!!! Esses idiotas é que não estão vendo o “valor oculto” que há nesses ativos!….

    O Barclays ia comprar por um valor infinitamente inferior, o negócio não andou pq “esses ingleses conversam muito e nunca fecham nada” (kkkk)

    Resultado: ploc ploc ploc……

    0
    • Luiz 2 de março de 2012 at 15:13

      a GFA não tem dono, é uma empresa diluída
      Se venderem perdem o emprego,
      Se não venderem vão se arrastando “a espera de um milagre”

      0
      • RD85 2 de março de 2012 at 15:19

        sim Luiz, ela não tem acionista controlador, usei o exemplo só pra comentar a rejeição da proposta de compra com o argumento de que “não geraria o valor adequado para os acionistas”… deve ter muito “valor oculto” nos ativos da tenda… (…)…. …. ….

        0
        • Luiz 2 de março de 2012 at 15:30

          sim, pensamos da mesma maneira

          vc quer dizer que pode haver algo mais entre os gerentes da tenda e os gerentes da caixa?
          tipo um “amigo oculto”

          de filme em filme vamos acabar em terror

          0
      • Anonymous 2 de março de 2012 at 15:57

        A GAFISA é um bom exemplo de como funciona a grande maioria das empresas. Um outro filme muito importante para entender essa situação é “Enron: The Smartest Guys in the Room”. Assistindo e entendendo a história da ENRON, voce perceberá que os acionistas, incluisive os bancos de investimentos, nada mais são hoje em dia do que IDIOTAS UTEIS e as empresas de auditoria nada mais são do que cumplices.

        0
  • Luiz 2 de março de 2012 at 15:10

    continuando aqui:

    Etmso disse:
    2 de março de 2012 às 13:46

    O que você diz é quanto maior a renda, que são as pessoas com pontencial de compra, menor o número de pessoas por domícilio.Eu penso assim Luiz, se você tem 3 pessoas ou mais que declaram IR numa residência, ocorrendo isto 2 vezes já é um indicio de demanda por imóvel. Um % das residências com 3 declarações de IR seria demanda ao meu ver.Partindo do principio básico, que para comprar qualquer imóvel financiado, precisa-se de no mínimo 2 declarações de IR no piso.Com certeza o IBGE tem estes dados, acho que esta seria uma estimativa coerente de demanda. A coisa é complexa Luiz, não tem jeito.Ouço muito falar aqui no blog, se eu moro de aluguel e vou para casa própria, ou se eu saiu de um imóvel mais barato para um mais caro, o imóvel que eu estava fica vaga, aumentando o estoque. Isto é verdade, mas eu enxergo que existe também uma migração:Pessoa que não tem casa (favela) -> Cohab -> Apto 50m2 -> Apto de 70 m2 …Além do movimento:Pessoa que compartilha domicilio ou aluguel -> Apto / Casa

    Prezado Etmos,

    o IBGE não SERIA uma estimativa, ele É a fotografia real da população em 2010.
    Vc está forçando a barra e não fez as contas. Vou repetir denovo mas de outra maneira: um domicilio classe AB com 3 pessoas tem demanda pra outra casa apenas em situações raras como o matrimonio do filho, ou um divorcio, SEM FALAR NO delta natalidadeXmortalidade
    Repito: a demanda não passa de 0,5% ao ano, já fiz e refiz as contas de diversas maneiras.

    Acrescenta aí um fator cultural, o brasileiro é um povo gregário por natureza, vide qualquer praia, qualquer evento fora do país, especialmente se comparado ao anglo-saxão. Nós nunca atingiremos esse indice de 30% a 50% que vc cita de NY. Sem falar que a maior parte dos solitarios são velhinhos que moram só por morte do conjugue e não por demanda dos yupies.

    Se vc tiver a boa vontade de realmente fazer estas contas vc não vai achar o que está procurando, pq eu procurei muito e pelo visto manejo melhor os dados. Ou esqueci alguma coisa?

    Outra coisa: esse movimento de ascensão favela>cohab>apezinho>apezão, tenha em mente que quanto maior a bolha maior a altura dos degraus entre as etapas. O riscod e colapso do ssitema está justamente nisto, se uma etapa falhar todas as outras quebram. Até agora estamos vendo indícios cada vez mais latentes de aumento progressivo dos riscos, todos eles: inflação, queda na bolsa, vendas estagnadas, renda real estagnada.

    0
    • Etmso 2 de março de 2012 at 17:24

      Caro Luiz,

      Também não acho que atingiremos o patamar de NY de 50% das pessoas moram só, no horizonte de 50 anos.

      Mas, o movimento para esta tendência existe, seja para chegar a 20% em 10 anos. E você quer simplesmente anular este fator em seus cálculos.

      E também esta dizendo (em números) que os casamentos e “saídas de casa” da classe A e B é baixa, te digo mais, quanto maior o nível cultural (classe A e B) maior a tendência de comportamento a metropoles como NY, Londres, etc. (mais pessoas morando sozinhas, com 2 ou no máximo 3 pessoas).

      É muito complexo levar todos estes fatores nas contas, não sei se o IBGE possui estes dados especificos, a conta de aumento de DEMANDA é no minimo complexa a um nivel de confiabilidade 90%.

      Para chegar no percentual que você disse o que você levou em conta?

      0
      • Luiz 2 de março de 2012 at 18:38

        prezado Etmos,

        O IBGE traz dados de matrimonios cruzadso com renda.
        Foram postados aqui meses atrás.
        Alias foi mto divertido, um corretor na época sugeriu que se 2 pessoas com a mesma renda alta casassem seria possível comprar um apê de 800k. Dito isto calculei a probabilidade, era menor que ganhar na loteria, considerei ambos bissexUais pra aumentar a probabilidade ainda assim não deu..

        Por favor verifique a fonte antes de fazer previsões p 2050
        O cenário que vc imagina considera vários fatores que por si seriam excludentes

        Se não me falha vc falou que era engenheiro?
        De qual área?
        Sinceramente gostaria muito de entender como vc tira esses numeros, mas vc não nos da a menor pista.
        Eu sempre mostro a fonte de dados, vc deveria saber que ibge traz dados de matrimonio, não?

        0
        • Etmso 2 de março de 2012 at 20:40

          Eu falei que so em 2050, por forca de expressão, quiz dizer que aqui esta longe de atingir o patamar de NY com relacao ao no. de pessoas / domicilio.

          Vc sabe que nao tem como colocar uma mudança de cultura, em no.s

          A chance de duas pessoas com renda alta se unirem e baixa msm, e so e mais provável nas metrópole como sp e rio, quando se fala em renda acima de 15sm a mulher leva ampla desvantagem. (IBGE 2010). Uma relacao mais provável e 2:1 homem mulher na classe AB, na classe B a relacao renda H M e mais comum na proporção 1:1 (IBGE 2010).

          Vamos largar de picuinha e somar massa cinzenta.

          Sou eng. imobiliario … : )

          0
  • Carlos_ 2 de março de 2012 at 15:25

    Recebi hoje um spam de corretor. É a primeira vez, mostra que estão cada vez mais desesperados.

    É sobre um lançamento na Península, na Barra. Parece que vão ser 3 prédios de alto padrão, todos com apartamentos grandess (o menor tem 155 metros).

    Vai ter até gazebo gourmet.

    Vejam bem, eu disse 3 prédios grandes, com 16 andares, de alto padrão. Nem quero saber o preço do metro quadrado. Será que o pessoal que vai morar nesses prédios também faz parte da tão falada “demanda reprimida”? Será que moram com os pais ainda, e estarão comprando seu primeiro apartamento?

    Quem quiser trolar a corretora, que invadiu a minha caixa postal sem autorização e me deu o direito de divulgar os dados dela publicamente, aqui está:

    Prezado amigo cliente,
    Apresento aqui uma oportunidade única de morar na península, no melhor terreno e melhor empreendimento.
    Agende logo sua visita no showroom On the park comigo, sua consultora exclusiva.
    Consultora Cacau Barcellos
    Telefone: (21) 7749-9197
    [email protected]
    [email protected]

    0
    • Pepper 4 de março de 2012 at 17:28

      Vão construir ainda mais na Península? Mas já venderam tudo que ficou lá encalhado anos?

      0
  • Jack Imóveis 2 de março de 2012 at 15:45

    Caros,

    Twitter do Secovi anunciou que os resultados de 2011 serão divulgados em coletiva de imprensa no dia 06 de março.

    Abraços

    Jack – Seguidor

    0
    • Luiz 2 de março de 2012 at 15:49

      coletiva?
      pq?
      boa noticia ou má noticia?

      0
      • Annibal 2 de março de 2012 at 15:54

        Na verdade seria no dia 5, mas mudaram só por causa do Miguel Jacó… se bem q já anda saindo mta reportagem q põe uma pulga atrás da orelha…

        0
        • xangai 2 de março de 2012 at 16:09

          kkkkk… boa … evitaram o dia 05 !!

          0
        • Shakespeare 5 de março de 2012 at 11:06

          Será que o Miguel é vidente?

          Vou esquecer os 6 números que pedi ao MrK e pedir ao nosso amigo Jacó! 🙂

          0
      • Jack Imóveis 2 de março de 2012 at 16:01

        Caro Luiz espanta corretor,

        Não sei avaliar. Imagino que seja para anunciar uma queda de 20% nas vendas. Coisa já prevista.

        Fazer uma coletiva permite que eles reforcem o discurso de estabilização dos preços, maturidade do mercado etc.

        Querem evitar que a queda seja o headline. Coisa que eles tem conseguido repetidamente.

        Abraços

        Jack – Consultor

        0
        • Cai Cai Balão 2 de março de 2012 at 16:38

          É a primeira vez que divulgam esse índice por meio de coletiva?

          0
          • Jack Imóveis 2 de março de 2012 at 16:43

            Caro Balão,

            Não. Para anunciar o primeiro semestre de 2011 foi assim também. Lembrando que naquela época, mesmo com as vendas em quedas o Crestana disse que o ano terminaria próximo de 2010.

            Abraços

            Jack – Memória de Elefante

            0
      • Sol de Sampa 2 de março de 2012 at 16:44

        Aposto na contra informação…. apesar de todo o clima que envolve as vendas eles dirão dos milagres de investir em imoveis… investimento seguro… que nunca o mercado esteve tão bom e melhor ainda que estabilizou…..

        0
  • Sol de Sampa 2 de março de 2012 at 15:57

    Acho que essa informação é importante para nosso contexto:

    Juro de longo prazo em alertaCompartilhe: Twitter Gráfico abaixo mostra o diferencial ( spread) entre os juros futuros com vencimento em Janeiro de 2015 e os juros com vencimento em Janeiro de 2013:

    O mercado futuro de juros negocia contratos que balizam as taxas de juros futuras. Por exemplo, tomando os preços desta segunda feira, a taxa média do juro CDI diário esperada entre hoje e Janeiro de 2013 é de 9,26% AA, ou seja, mercado futuro já trabalha com uma taxa média para o restante deste ano de 1 dígito, como o BC do B sinalizou em sua última ata. Para janeiro de 2015 a taxa média do CDI diário prevista daqui até lá é de 10,30%aa, ou seja, o mercado aposta que os juros CDI entre Janeiro de 2013 e Janeiro de 2015 serão superiores à taxa média esperada para o resto deste ano, os 9,26%AA. O mercado coloca dinheiro nestas projeções. Logo, não são previsões de economistas, mas sim apostas feitas entre agentes com visões opostas sobre o futuro. Estas taxas são formadas através de negociações destes contratos futuros na bolsa.

    O gráfico acima mostra a evolução do diferencial ( spread) entre a taxa média de juros esperada para 2015 e 2013. Por exemplo, se você pretende alongar seus investimento em renda fixa de prazo de 1 ano para 3 anos você atualmente ganha 1,04% aa a mais. Em abril este prêmio estava ao redor de zero. Este é o chamado prêmio de alongamento: quanto você ganha a mais ao ano por alongar o prazo de seu investimento em ativos livres de risco de crédito porém remunerados a uma taxa fixa de juros em R$. Este prêmio oscila, dependo das expectativas do mercado com relação ao cenário prospectivo para evolução das taxas de juros. Além disto, este prêmio depende do horizonte de tempo contemplado. Geralmente, em situações normais, se exigem taxas de juros maiores por investimentos mais longos.

    Notamos que desde julho de 2011 este diferencial entre os juros de longo prazo e os juros mais curtos vem subindo, marcado em amarelo. Ou seja, os agentes estão achando que os juros dos próximos anos poderão ser maiores do que os juros atuais. Logo, os agentes estão exigindo um prêmio cada vez maior sobre a taxa de curto prazo para alongarem seus investimentos pré fixados de 1 ano para 3 anos de prazo. Esta tendência de elevação do prêmio de alongamento de prazos é muito clara desde julho último.

    O que explicaria esta mudança de comportamento? Listo algumas hipóteses para a alta deste premio:

    1. os agentes acreditam que 0 juro de curto prazo de um dígito, como BC deseja, possa não ser sustentável no médio prazo, pois nunca tivemos no Brasil taxas desta magnitude com inflação estável no passado. Ou seja, mercado aposta que nossa taxa neutra de juros esteja acima de 9,26%aa.

    2. os agentes acreditam que existe um risco da inflação subir em 2013 o que levaria BC a ter que elevar os juros. Logo, é necessário cobrar um prêmio maior ( spread) para se alongar prazos em seus investimentos a luz deste risco potencial. Ou seja, é um sinal que as expectativas com relação a inflação futura estejam se deteriorando.

    3. agentes estão ficando mais otimistas com o crescimento futuro de nossa economia, o que poderia demandar uma taxa de juros maior do que a atual para evitar uma aceleração inflacionária.

    4. dada a normalização dos juros de curto prazo seria natural haver um prêmio de alongamento nas curvas de juro, visando incetivar o alongamento de prazo por parte dos poupadores.

    Enfim, é difícil avaliar o que o mercado de fato esteja pensando, porém é um sinal importante e devemos monitorá-lo.

    0
  • Sol de Sampa 2 de março de 2012 at 15:59

    ref. IG – Ricardo Gallo

    0
  • Garcia 2 de março de 2012 at 16:00

    Hoje estive falando com o porteiro do meu prédio, que disse ter sido vendido um apto por 300mil, 2 dorm, 65m, na Penha/SP. Disse que o comprador foi com uma corretora ver um apto, ficou de pensar por uma semana, e nesse tempo o imóvel foi vendido, sendo que a corretora não tinha mais aptos no prédio para vender. Como queria um imóvel nesse prédio, voltou e falou com o porteiro, que informou a existência de outro apto à venda e passou o tel para o comprador falar diretamente com o vendedor, MAS O QUE FEZ O IMBECIL, digo comprador, ligou para a corretora (ao invés de ligar para o vendedor) e disse que havia encontrado outro apto no prédio. Na mesma hora a corretora correu no prédio e pegou o tel do vendedor para intermediar a venda. O IMBECIL, digo comprador, terá de pagar quase 20 mil reais de comissão, pois o imóvel, negociado a 300mil, estava à venda por 280mil.

    0
    • MrK 2 de março de 2012 at 16:10

      ele merece pagar mais caro, quem tá dizendo não sou eu, é a teoria de evolução do darwin…

      0
    • RPL 2 de março de 2012 at 18:58

      Do que pode ser chamado alguém que pagar 300K num apartamento de 65 m2 na Penha???

      Deve ser o mesmo que comprou o Fluence financiado em 60 x 2K.

      0
      • Etmso 2 de março de 2012 at 21:09

        Nossa!

        O blog tem que entender que existem psicólogas, dermatologistas, professores, etc… Que nao tem noção de nada… Olha para um HP 12c como olhamos uma nave espacial. Alem da inocência… Darwin cuida.

        Fiquei perplexo um amigo meu eng civil, com mestrado, mba, nao sabia a diferença de UTIL pra Privativo. E o resto da populacao?!? Colocar esta conta que aluguel e 0,3% vale a pena… Dificil.

        0
        • RPL 3 de março de 2012 at 00:39

          Etmso,

          Eu até entendo que existem psicólogos e professores que não entendem de números…

          Eu só não sei como eles conseguem aprovação para financiar 300K!

          Em relação a um dermatologista, eu não acho que um cara que ficou 8 anos estudando se contentaria em morar em 65 m² na Penha….

          0
          • Hertel 3 de março de 2012 at 16:28

            Infelizmente o fato é que mesmo profissionais “bem” instruidos, como médicos, engenheiros e mesmo professores com doutorado, com seus 12 ou mais anos de estudo superior, muitas vezes não tem domínio de conhecimentos básicos para avaliar as armadilhas do mercado imobiliário ou da realidade como um todo.

            Em parte este fenômeno talvez seja consequencia de uma herança positivista das sociedades ocidentais, que tem na superespecialização a forma de dominar com mais eficiencia uma área especifica do conhecimento humano, mas que por outro lado produz a alienação do individuo acerca do todo e, por tabela, produz uma sociedade com capacidade reduzida de entender o mundo que a certa de forma mais ampla e articulada, incapaz de proceder leituras básicas acerca da realidade, de correlacionar eventos e tirar suas próprias conclusões dos fatos. A dita sociedade da informação certamente não é a sociedade do conhecimento, parece (resguardadas as devidas proporções) depender cada vez mais de que a “informem” acerca das causas e consequencias de determinado eventos e é ai que mora o perigo.

            Consequencia frustrante deste fato é ver indíviduos teóricamente instruidos, aceitando argumentos pífios de meios de comunicaçoes que entrevistam “especialistas” claramente interessados na valorização imobiliária como verdadeiros, quando há fortíssimos indícos empiricos de que o mercado imobiliário está caminhando para uma crise semelhante a várias que ocorreram nos ultimos anos em diversos países.

            O que me causa indiguinação é observar que na “grande mídia” não existe praticamente nenhuma pluralidade de ideias acerca do setor imobiliário (o que também é valido para outros seguimentos). Não há debate e discursão, somente as mesmas informações e os mesmos argumentos requentados e repetidos como um mantra, não existe espaço para disssidentes que mostrem o outro lado, que apontem outras explicações. Isto não é uma mídia que informa, é uma midia que doutrina, que aliena.

            Mas nem tudo esta perdido. A internet ainda é um espaço que permite pluralidade de ideias. É fato que há muita porcaria por ai, mas também muita coisa boa, com opniões diversas acerca da questão imobiliária, acerca da realidade e é assim que tem que ser mesmo, basta de uma só “verdade”.

            Este blogue é um exemplo, é uma produção coletiva que permite o debate, apesar de certos colegas as vezes me parecerem um tanto quanto radicais, não aceitando opniões contrarias as suas. Neste ponto acho que o blogue ainda pode evoluir, afinal como disse Voltaire, “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las” evidentemente isto não se aplica a quem não quer debater, mas somento Trolar.

            0
            • Etmso 3 de março de 2012 at 19:29

              Perfeito Hertel,

              As pessoas estão tao envolvidas com sua atividade, que so tem tempo de trabalhar e juntar dinheiro, acabam caindo nas falácias por terem uma base de conhecimento superficial sobre o assunto, IMOVEL.

              0
  • MrK 2 de março de 2012 at 16:05

    COMUNICADO AO MERCADO GAFISA 02/03/2012

    A todos acionistas, comunicamos que o conselho em reunião extraordinária nomeou o novo presidente da Cia. Possui larga experiência no setor imobiliário e ocupava anteriormente a posição de animador de Piscina na Gafisa, Cirilo Corretore Silva.

    Cirilo conhece como ninguém as necessidades de nossos consumidores e sabe como fazê-los felizes, especialmente em dias de sol.

    0
    • Luiz 2 de março de 2012 at 16:21

      Especialista gourmet com amplo expertise nos mecados monagesco e luandense

      0
    • Carlos Wagner 2 de março de 2012 at 16:35

      Pra dar jeito na situação eles teriam que nomear um ilusionista e não um corretor animador de piscinas.

      PS: O que faz um animador de piscinas? Diz ai pra gente Cirilo!

      0
    • Rodrigo 2 de março de 2012 at 17:30

      Então foi por isso que a Gafisa não foi vendida, o passe do Cirilo esta muito valorizado!!!

      Gafisa rejeita proposta de compra de GP e Sam Zell

      O Estado de São Paulo, 01/mar

      A Gafisa rejeitou a proposta de compra de ativos feita por dois ex-acionistas – os fundos GP Investimentos e Equity International, do americano Sam Zell -, informou ontem a companhia em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

      A empresa criou um comitê para estudar a proposta e contratou assessores financeiros. “Após análise cuidadosa, o conselho concluiu que a proposta subavalia significativamente os ativos e negócios envolvidos e implica em substanciais custos de transação e em altos riscos de execução”, diz a Gafisa.

      Segundo fontes do mercado, GP e Sam Zell queriam comprar ativos da Tenda e da Gafisa, excluindo os negócios da marca Alphaville da negociação. A Gafisa passa por uma fase difícil e precisou reduzir lançamentos. Seu valor de mercado atual, de R$ 2,06 bilhões, é menos da metade do que a empresa valia há um ano.

      O anúncio de que o negócio foi rejeitado repercutiu mal no mercado financeiro. O papel fechou com queda de 6,61% na Bolsa, cotado a R$ 4,80. Procurados pelo Estado, Gafisa, Equity e GP não quiseram comentar o tema.

      No papel. A agência de viagens CVC também enviou ontem um comunicado à CVM informando que outro negócio ficou no papel. A empresa desistiu de abrir o capital, alegando que as condições de mercado não favorecem a operação.

      0
      • Carlos Wagner 2 de março de 2012 at 17:59

        Sam Zell, o famoso Sam…

        Quem acreditou que ele voltaria para fazer caridade, enganou-se redondamente!

        O cara é um tubarão e veio aproveitar a oportunidade. As sardinhas cairam feito patinhos na bolsa e amargaram mais uma decepção. A realidade é dura: A GAFISA foi pro brejo… Agoa é esperar o velório.

        O conselho da GAFISA se sentiu ofendido pela oferta subvalorizada dos ativos, quando na verdade não aceitaram a oferta, mesmo com a corda no pescoço, para o mercado não desabar de vez.

        0
        • Rodrigo 2 de março de 2012 at 18:09

          Agora e se o Sam Zell compra a Gafisa, o que aconteceria no mercado??? Então é correto dizer quer dizer que teria comprado na Baixa para vender na alta???

          0
          • Carlos Wagner 2 de março de 2012 at 18:20

            Ele vendeu no momento em que a euforia tomava conta do mercado. Realizou seus lucros e ficou quietinho.

            Agora, vendo o barco afundar, deve ter feito uma proposta do real valor daqueles ativos que, entendo eu, ser um valor com uma porcentagem inferior àquela que acreditasse, nos bastidores, ser o fundo do poço depois do estouro da bolha, para que mesmo assim ainda obtenha lucros vendendo “verdadeiras pechinchas”.

            Eu, no lugar dele, faria uma proposta parecida, quem se sentir ofendido que saia da sala.

            Já, ele, acredito ter sido ainda mais agressivo…

            0
            • Rodrigo 2 de março de 2012 at 19:05

              “Eu, no lugar dele, faria uma proposta parecida, quem se sentir ofendido que saia da sala.”

              e vá para piscina…

              0
          • Luiz 2 de março de 2012 at 18:28

            Quando o Sam fez a proposta a ação estava em 4 reais mais uma juquinha de dividendos anuais
            Quanto será que o cara ofereceu?

            0
            • Carlos Wagner 2 de março de 2012 at 19:46

              Luiz

              Pro conselho não aceitar a oferta e preferir a forca, deve ter sido uma oferta pernografica…hehe

              0
  • Ghaspar 2 de março de 2012 at 16:36

    Estão começando a reaparecer as famigeradas plaquinhas de VENDE-SE .Nas vacas gordas andaram desaparecidas…..
    Isto significa que como já não está tão facil encontrar comprador, fica caro para as Imobiliárias ficar postando anuncios semanais………Chupa que é de uva…..

    0
    • Shakespeare 2 de março de 2012 at 17:12

      faz muito tempo que ando vendo essas plaquinhas por aí…

      0
  • Thiago 2 de março de 2012 at 16:51

    Eu não entendo este mercado. E também não vejo a hora dessa palhaçada toda EXPLODIR. Aqui na minha cidade, um AP de 1 dormitório, bem localizado com garagem custava 120 mil reais. A uns 3 meses atrás fui ver, ainda não tinham vendido. E pior, ainda aumentaram para 140 mil. Hoje fui ver novamente, o AP ainda estava vazio, só que agora custando 145 MILHAS. Agora me expliquem isso, você tem um produto encalhado a mais de 1 ano, não vende de jeito nenhum. O que você faz??? Baixa o preço não é mesmo??? Agora me expliquem qual a lógica da maldita imobiliária que ao invés de baixar, aumenta o preço!!!???

    0
    • Annibal 2 de março de 2012 at 17:07

      Eles não são bobos, montaram um cartel e qdo alguém anuncia abaixo eles vão lá e falam pro cara aumentar e depois negociar o desconto direto com o comprador, ai não entra na estatística ZAP, pois foi anunciado em preço bolhudo, apesar de ter sido negociado com desconto…

      A tática é vmos aumentar o máximo q pudermos… independente de vendermos ou não, pois qdo explodir (sim, eles sabem q vai acontecer), os preços cairão para patamares superiores aos justos…

      0
      • Carlos Wagner 2 de março de 2012 at 17:15

        É de cair o cú da bunda!

        0
        • Bolha Imobiliária 2 de março de 2012 at 17:36

          Carlos, segura um pouco a lingua aí…hehe

          0
    • Cirilo 2 de março de 2012 at 17:22

      A Selic está 10.5% a.a, sendo assim 0.875% a.m.Por isso o reajuste deverá ser de R$1.312, mais condomínio e IPTU, para assim cobrir o custo de oportunidade do imóvel ficar fechado.

      O proprietário fez certo, estamos no Brasil, quanto mais caro melhor, acho que assim que o AP chegar em R$180.000 ele venderá bem rápido.

      0
      • Carlos Wagner 2 de março de 2012 at 17:25

        Opa…

        Cirilo – Animador de piscinas

        Seu comentario = É de cair o cú da bunda!

        0
        • Cirilo 2 de março de 2012 at 17:30

          Verdade? Fascinante!!

          0
  • Anonymous 2 de março de 2012 at 16:53

    IKEA é uma loja dedicada a móveis funcionais de baixo custo. Está lançando uma casa pré-fabricada, cerca de 80 m2 com garagem, totalmente mobiliada, por cerca de 150 mil Reais. Obviamente, o bananense ou está proibido de importar ou o imposto de importação inviabiliza a importação.

    www . ideabox . us/models/aktiv/

    PS: Não existe loja da IKEA na Américas Central e do Sul.

    0
  • aiwww 2 de março de 2012 at 17:09

    Para quem é de Niteroi, já perceberam que o site da Rubem Vasconcelos está fora do ar? … Será que os caras não tem mais dinheiro nem para pagar o provedor? … Quando chega a esse ponto é porque a vaca foi para a devida área de charco ….

    0
    • aiwww 3 de março de 2012 at 23:31

      Realmente a Rubem Vasconcelos não tem mais site e fiquei sabendo que a Patrimovel Niteroi foi incorporada pela Brasil Brokers. O tempo de fusão das grandes imobiliárias chegou. Terei prazer em ver o dia que a Julio Bogoricin fechar as portas.

      0
  • Etmso 2 de março de 2012 at 17:30

    Alguém sabe se na declaração de renda, os INVESTIDORES “devem” declarar seus investimentos em imóveis (destes comprados na planta)?

    Seria uma luz para acharmos o número de especuladores.

    0
    • Guerreiro da luz 2 de março de 2012 at 20:23

      Claro que deve. Se não for assim, como vai explicar o dinheiro que vai entrar na venda?
      Sempre declaro. Via de regra, porém, o preço declarado na venda é inferiro ao aplicado na prática: é uma prática muito usada para burlar o IR sobre ganho de capital. Ao tentar comprar um imóvel certa vez me fizeram essa proposta. Algo mais ou menos assim: o cara comprou o imóvel por 200.000,00 declarados, queria vender por 600.000,00 e queria que eu declarasse como se tivesse comprado, de fato, por 200.000,00. Aí minha pergunta pra o cara: E como é que eu vou fazer pra me organizar no IR. Veja, pra comprar teu ap eu vou vender o meu e ainda vou colocar R$ em cima. Tu acha que o cara da Receita, vai ver isso não? A resposta do empresário invetidor: fala com um contador e se vira aí, perde a oportunidade não que um ap desse tá sendo vendido por 700k!
      É de lascar. Oh mundo cão! (claro que não fechei)

      0
      • Cleyton 2 de março de 2012 at 22:13

        Pois isso é interessante, pra efeitos de imposto não valoriza! Aí vem o governo chorar com a baixa arrecadação e anda enfia a mão no meu bolso, é pra acabar!

        0
  • Rodrigo 2 de março de 2012 at 17:34

    Mais dinheiro para a Bolha…

    Crédito imobiliário da Caixa cresce 30,5% no bimestre

    O Globo Online, 01/mar
    Banco financiou em janeiro 46,5% dos imóveis adquiridos com recursos da poupança

    A Caixa Econômica Federal concedeu mais de R$ 12 bilhões em crédito imobiliário em janeiro e fevereiro, até terça-feira, um crescimento de 30,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2012, a expectativa da Caixa é de ultrapassar R$ 90 bilhões de financiamento em crédito imobiliário.

    Apenas em janeiro, a Caixa destinou à habitação R$ 2,7 bilhões oriundos da poupança, equivalente a uma participação de mercado de 46,5% nesta modalidade. A fatia um ano antes era de 32,3%. A Caixa não pode informar o volume de fevereiro separadamente.

    “O crédito imobiliário continuará sendo importante mecanismo de desenvolvimento, geração de emprego e renda”, afirmou em comunicado à imprensa o vice-presidente de atendimento distribuição e negócios da Caixa, José Henrique Marques da Cruz, nesta quarta-feira.

    A carteira imobiliária da Caixa fechou 2011 em R$ 152,9 bilhões, 41,1% a mais do que em 2010.

    No ano passado, a Caixa liberou R$ 80,1 bilhões para habitação, valor 5,5% superior ao de 2010.

    Os financiamentos tiveram crescimento de 15,7% no total de R$ 67,8 bilhões, dos quais R$ 36,4 bilhões foram realizados com recursos da poupança e R$ 31,3 bilhões com linhas que utilizam o FGTS. Além disso, foram destinados R$ 7,5 bilhões para subsídios e R$ 4,9 bilhões em arrendamentos residenciais e repasses.

    0
    • Mohawk 2 de março de 2012 at 17:41

      Isso é o povo que comprou a uns anos atrás que agora precisa de financiamento na entrega das chaves.

      0
    • Cirilo 2 de março de 2012 at 17:44

      Pois é, e enquanto existir crédito nada de bolha estourando.

      0
      • Rodrigo 2 de março de 2012 at 18:42

        Nova propaganda do Bora Bora.

        Pois é, e enquanto existir crédito nada de bolha estourando, então venha para o Bora Bora aqui tem amimador de piscinas que faz blolhas para vocês, ultimas unidades, corretores de plantão 24h.

        0
    • Carlos Wagner 2 de março de 2012 at 18:06

      Exatamente, esse é o credito que ja previam ser necessario para fianciar as chaves de quem comprou nos anos passados.

      Muito importante é o entendimento e desvinculação de que a concessão de crédito apontada na reportagem seja da continuidade da pujança do mercado. Os que compraram na planta e mantiveram o poder de compra pra financiar as chaves, estão fazendo.

      Já os investidores que pretendiam revender nas chaves, estão com imoveis encalhados e provavelmente não realizarão seus lucros devido aos preços abusivos praticados atualmente.

      As noticias de concessão crediticia são publicadas com o intuito de dar um ar de prosperidade quando na realidade isso já era obvio acontecer.

      0
      • Mohawk 2 de março de 2012 at 18:12

        A cereja do bolo seria se o dinheiro barato da poupança acabasse e os bancos precisassem buscar outras fontes, necessariamente mais caras. Os financiamentos ficariam mais caros ainda pra essa trupe.

        0
        • Rodrigo 2 de março de 2012 at 18:56

          É por isso não mexeram na poupança!

          0
  • Cirilo 2 de março de 2012 at 17:36

    Índice Imobiliário (IMOB) 2012 = +20.56%

    Assim fica difícil…

    0
    • Luiz 2 de março de 2012 at 18:15

      fica frio cirilo,
      dia 05 o imob vai fazer tchbum, chuaaaaa, glub-glub

      0
      • Anonymous 2 de março de 2012 at 19:09

        Vai mergulhar na piscina? É isso?

        0
  • Rodrigo 2 de março de 2012 at 17:54

    “Senado aprova liberação de US$ 150 milhões do BID

    Jornal do Commercio, 01/mar

    Recursos serão aplicados na urbanização de vinte comunidades que englobam 28 mil domicílios, no total de 100 mil pessoas

    O Senado Federal aprovou financiamento de US$150 milhões (mais de R$ 256,5 milhões) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a Prefeitura do Rio de Janeiro. Os recursos serão utilizados na urbanização de comunidades dentro das ações do Programa Morar Carioca, coordenado pela Secretaria Municipal de Habitação (SMH). O objetivo do programa é urbanizar todas as favelas da cidade até 2020. O contrato entre a prefeitura e o BID deverá ser assinado em um prazo de até 20 dias. O acordo prevê contrapartida de outros US$ 150 milhões por parte do município.

    Pelo menos 20 comunidades serão beneficiadas com esses recursos, englobando 28 mil domicílios, totalizando cerca de 100 mil moradores. As obras chegarão à Vila Amizade, Caramuru e Mineiros (em Tomás Coelho); Barão São José Operário (Jacarepaguá). Além de Parque Proletário da Penha; Vila Cruzeiro e Vila Cascatinha (em Ramos); Vila Joaniza e Barbante (na Ilha do Governador); Morro da Matriz e Queto (no Engenho Novo); Parque Osvaldo Cruz (Manguinhos); Vila São Jorge (Colégio); Barreira do Vasco e Complexo do Lins. Serão beneficiados ainda mais cinco loteamentos na Zona Oeste da cidade.

    As intervenções do Morar Carioca incluem implantação de infraestrutura como redes de água, esgoto e drenagem; pavimentação e abertura de ruas; colocação de novos pontos de iluminação pública, além da construção de escolas, creches, clínicas da família, cinema, centro de inclusão digital, entre outros.

    O programa também atua para melhorar a acessibilidade e a mobilidade nas comunidades, e incorpora conceitos co¬mo conservação das obras, controle, monitoramento e or¬denamento da ocupação e do uso do solo. No momento, o Morar Carioca está presente em comunidades em todas as regiões da cidade, investindo R$ 2 bilhões e chegando a cerca de 70 mil domicílios. Até 2020, a meta é investir cerca de R$ 8 bilhões para urbanizar todas as comunidades do Rio.”

    Já vi essa história, mais um motivo para subir o valor dos imóveis!

    Imagina o morador da Tijuca que teve seu apto valorizado pela UPP, abrindo o Zap e vendo que um o imóvel com localização pior (distância do Centro) com mesmo valor que seu porque foi “urbanizado”. No mesmo momento irá simplesmente aumentar e o efeito cascata começará novamente até chegar no Leblon.

    0
    • Rodrigo 2 de março de 2012 at 18:01

      Acho que vou começa a fazer previsão também…

      No subúrbio vai aumentar até chegar no Leblon mais uma vez… aquela velha história se no subúrbio custa 200K no Leblon “tem que custar” 60 milhões no condomínio Selva de Pedra… e o Cirilo vai ser o animador.

      A vez do subúrbio no Rio de Janeiro

      Exame, Daniel Barros, 02/mar

      A febre imobiliária que tomou conta dos bairros nobres do Rio de Janeiro é conhecida. Os preços mais que dobraram nos últimos quatro anos. No Leblon, o metro quadrado de apartamentos de altíssimo padrão chega a custar 50.000 reais, mais do que se paga em Londres, uma das cidades mais caras do mundo.

      Há cerca de 40 empreendimentos residenciais e comerciais sendo erguidos em bairros como São Cristóvão, Tijuca e Méier – a maioria deles de médio e alto padrão. “A região está se transformando e virou destino quase obrigatório das construtoras que querem lançar imóveis para as classes média e alta”, afirma Luigi Gaino Martins, diretor da imobiliária Lopes no Rio.

      A zona norte carioca começa a ser vista como uma alternativa aos bairros de alto padrão da zona oeste, como a Barra e o Recreio, que receberam boa parte dos lançamentos imobiliários da cidade nas últimas duas décadas (já que praticamente não há terrenos vagos na zona sul, onde todas as incorporadoras querem construir).

      Uma vantagem da região é o fato de ser mais próxima do centro que a zona oeste. Outra são os preços mais baixos. O valor médio do metro quadrado na Tijuca, bairro mais caro da redondeza, é 5.200 reais, quase 30% menos que na Barra.

      O Rio teve a maior valorização imobiliária entre as principais capitais do país nos últimos anos, segundo o índice Fipe-Zap. Só nos últimos 12 meses a alta de preços de casas e apartamentos foi de 33%, enquanto a média do país foi de 26%. Assolada durante anos pelos altos índices de criminalidade, a zona norte da cidade aparece agora como a última fronteira nesse processo de valorização.

      A virada começou há dois anos, com a ocupação pela polícia de alguns morros tomados pelo tráfico, como o Complexo do Alemão. Duas das favelas mais perigosas do Rio ficam ali, Jacarezinho e Manguinhos – mas a violência vem diminuindo, o que atrai novos moradores.

      Entre 2008 e 2011, o número de latrocínios (assaltos seguidos de morte) caiu 47% e o de roubos diminuiu 37%, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública.

      “Antes, aqueles cuja renda aumentava se mudavam para a Barra ou o Recreio, onde encontravam mais opções de imóveis novos. Agora, muitos preferem ficar mais perto de onde nasceram, com o benefício de pagar menos”, diz Rafael Cardoso, diretor regional da incorporadora Rossi, que lançou um condomínio com 200 apartamentos em Engenho de Dentro no final de 2010 e vendeu tudo num fim de semana. Nos últimos três anos, a zona norte concentrou 22% dos lançamentos imobiliários do Rio – de 2003 a 2005, a taxa foi de apenas 8%.

      Além de novos moradores, a expectativa é que empresas se mudem para a região, algo impensável nos tempos de várias favelas dominadas pelo tráfico. Estão sendo construídos três prédios de alto padrão – aptos a abrigar escritórios de grandes companhias – no terreno do shopping Nova América, em Del Castilho.

      A White Martins, por exemplo, vai ocupar um andar num desses empreendimentos. O último edifício comercial de alto padrão da zona norte foi erguido em 2002, num anexo ao shopping. Fora isso, há três construções mais antigas em torno do Maracanã. Estima-se que os novos prédios dobrarão a oferta de grandes escritórios na região.

      A perspectiva de mais gente com dinheiro circulando também está atraindo lojas, academias de ginástica e hotéis. A rede de academias Body­Tech­ vai abrir mais quatro unidades no Méier e na Tijuca neste ano. “Hoje, há mais gente na zona norte com o padrão de consumo típico de nossos clientes”, afirma Alexandre Accioly, sócio da BodyTech.

      O NorteShop­ping, o maior do Rio, passou por duas reformas desde que foi comprado pela BRMalls, em 2009, e ganhou dez salas de cinema do grupo UCI. A unidade do Outback instalada ali foi o restaurante de maior crescimento da rede no país no ano passado. No Shop­ping Tijuca foram inauguradas lojas de marcas como a Calvin Klein, que antes só estavam instaladas na zona sul e na Barra.

      A administradora do shopping Nova América está negociando com a Accor a abertura de dois hotéis no terreno ao lado. A rede estreia na zona norte em abril, com o hotel Mercure, na Tijuca.

      O interesse das incorporadoras por bairros da zona norte também vem sendo empurrado pelo projeto do Porto Maravilha, cujo objetivo é revitalizar a região portuária do Rio até a Olimpíada de 2016. A área, de 5 milhões de metros quadrados, fica entre o centro e São Cristóvão e terá dois museus, um hotel cinco estrelas, um centro de convenções e abrigará a Vila de Árbitros e o Centro de Mídia da Olimpíada.

      A prefeitura estima que serão investidos 8 bilhões de reais na modernização dos sistemas de transporte e de água e esgoto da região. O primeiro prédio de escritórios da zona portuária foi lançado recentemente pela incorporadora americana Tishman Speyer. De torre em torre, o velho subúrbio carioca começa a ser repaginado.

      0
    • Miguel Jacó 2 de março de 2012 at 18:02

      A tendência, num futuro distante, é as favelas desaparecerem para dar lugar a casas e apartamentos. É a evolução da humanidade, claro que isto pode demorar séculos para acontecer.
      As vistas mais bonitas do Rio de Janeiro são do alto de muitas favelas, e num futuro distante, o que é barraco hoje será local dos m² mais caros do mundo.

      Se quiserem que seus tataranetos ou os netos deles sejam ricos, já sabem o que fazer (obs: isto não tem nada a ver com a bolha que vivemos hoje e que já explodiu, que fique bem claro).

      0
      • Rodrigo 2 de março de 2012 at 18:50

        “A tendência, num futuro distante” dia 5…

        0
      • Ghaspar 5 de março de 2012 at 01:28

        Trabalhei com um cidadão ingles que ficava estupefato com o Rio de Janeiro.
        Dizia ele que o Rio é o único lugar do mundo onde os ricos moram nos vales e os pobres moram nas colinas…….e é verdade……kkkkkk

        0
    • Luiz 2 de março de 2012 at 18:07

      prezado Rodrigo, independente de tudo, é ou não um motivo nobre?

      E no fim a área habitável da cidade irá aumentar em milhares de de domicilios
      Aumenta tbm, se bem feito, a arrecadaça de taxas e impostos, reduz as deseconomias

      Provavelmente muitos dos antigos proprietários irão vender suas casas e se mudar para regiões distantes

      Acho até que não vai interferir em nada nos valores das áreas nobres visto que estas são turbinadas essencialmente por crédito e mais quase nenhum outro motivo. Pode interferir nos preços da própria comunidade, o pobre será expulso da cidade.

      0
      • Rodrigo 2 de março de 2012 at 18:35

        “Provavelmente muitos dos antigos proprietários irão vender suas casas e se mudar para regiões distantes”

        Luiz não sei se conhece bem o Rio, mas um amigo vendeu no Leblon para comprar em Laranjeiras, vendeu caro porque é o “Leblon” comprou um apartamento muito melhor em um bairro tão bom quanto e sobrou (e que sobra), mas para isso vendeu o dele muito caro.

        Será que “suburbano” é burro? Acredito que NÃO! Vai colocar imóvel mais caro e as vendas acontecerão, só não sei se pelo preço pedido, e vai se mudar para um bairro mais distante, mas obviamente que na hora de contar para os amigos vai dizer que pagaram o preço cheio, aí como eu disse, se no subúrbio custa X na zona sul “tem que custar” X x 1000000.

        E para falar a verdade o subúrbio tem que receber melhorias e vai receber, como por ex. o parque que estão construindo em Madureira e vai valorizar muito a região inflando mais uma vez os preços de todo o Rio.

        0
        • Luiz 2 de março de 2012 at 18:50

          ok Rodrigo, indo pelo seu caminho, se reurbanizarem todo o suburbio, aumenta a chance de mais pessoas se mudaram das áreas nobres para as novas áreas “habitáveis”, como o seu exemplo.

          Sem duvida, as áreas que recebem investimentos de urbanização vão se valorizar, no caso os morros e suburbios
          Por outro lado a possibilidade de maior numero de imoveis a venda em áreas nobres não deverá aumentar o preço, não por este motivo pelo menos. Seria irracional.

          O resultado ao meu ver será o achatamento do mercado, imoveis de valor mais alto, com preço menos distante do preço dos imoveis de valor mais baixo. Digamos: uma cobertura que hoje compra 400 casas no morro, depois da urbanização valerá 200x a do morro. Aceitável, não?

          Esse raciocinio do vou aumentar pq meui vizinho aumentou só vale pro Zap, no mundo real a venda não acontece só pq o vizinho acha ou deixa de achar alguma coisa.

          0
          • Rodrigo 2 de março de 2012 at 19:09

            O Problema é a ilusão que o Zap gera nas pessoas.

            0
            • Etmso 3 de março de 2012 at 19:44

              Quando o webmotors entrou no mercado, o preco do carro usado caiu, Pq de houvesse um civic 2009 anunciado por 50k, sendo o seu do msm modelo, ano e estando em bela conservação de nada adiantaria anunciar por 55k.

              O mesmo aconteceu com ZAP, a pessoa vê 100m2 novo na planta por 700k, e tendo o seu de 100m2 msm com 20 a anos, ele chuta um 600k.

              A internet balisa os precos, equalizador para cima ou para baixo.

              0
  • Leconet 2 de março de 2012 at 17:55

    Ola pessoal, leio costantemente o site, mas nao acompanhava o blog.Gostei muito, e agora acompanho diariamente.
    Sou um morador da gavea rj, de aluguel, pois, tentei comprar algo em inicio de 2011, mas os precos subiam a cada semana,alem do que ja tinham subido absurdamente nos anos anteriores.Quase fechei uma casa, pediam 2.800.000, como sou empresario, e acostumados a negocios( nao no ramo de imoveis), mandei a proposta de 1.800.Isso somente por necessidade, casei de novo, sempre sonhei em morar numa casa, e nao aguentava mais morar em um flat de 60m2.Falo por necessidade, pois nunca pagaria um valor deste, ainda mais que um ano antes, tinha um amigo que tinha uma casa de 700 m2 na gavea(nao e do lado da rocinha nao), ficou 3 anos anunciando e nao vendeu, por 1.500.000.em meado de 2010, perguntei a ele se ja fazia 1.000.000, ele disse que sim.Como 1 milhao ja era muito coisa para mim na epoca, demorei.Acabou vendendo em final de 2010 por 1250.000 e perdi a casa.
    A tal casa de 1.800, o cara aceitou 2.000.pensei 1 semana(nao tinha toda grana e ia ter que financiar uma grande parte, e para mim os juros aqui sao proibitivos), e compraram a casa por 2.200.000.dai os precos so passaram a aumentar, mesmo sem vender.uma casa de um ator famoso, ele vendia por 1.200.000, mais um terreno do lado.Com vista total rocinha…nao gostei.Nao vendeu, esta la a 1 ano, e aumentou mesese depois para 2.000.000 sem o terreno.
    Ou seja, ta todo mundo aumentando, mesmo sem vender…ou seja , isso so pode dar merda, mas inflaciona os precos mesmo assim.Voltar aos 1.200, fica dificil, pois se aparece alguem liquidando uma casa por 1200 hoje, vende rapido.
    Conversando com uma corretora que acabou virando minha amiga, entendi o processo destes aumentos loucos.
    Primeiro, a capitalizacao das construtoras na bolsa em 2005.lancaram se a comprar terreenos com a grana, e a briga entre eles, todos com grana, subiram os custos dos terrenos.A demanda reprimida, o aumento de renda, o aumento e maior facilitade de credito, os predios mais modernos, fizeram o povo ir as comprar em 2006/2007, em tudo que era lancado, ate porque, naquela epoca, os precos nao eram absurdos.Como vendiam tudo, compravam amis terrrenos, puxaram os precos dos mesmos mais pra cima, e logico, subiam o preoc, pois ja que vende tudo, vamos cobrar mais caro.E ai em 2008/2009, entraram no jogo os investidores mais profissonais, que viram a oportunidade que estava apontando.Com isso, a venda de imoveis NOVOS, disparou ao ponto de se vender predios inteiros, em horas.Depois disso, em 2010,entra na piramide a segunda leva de investidores,e compradores normais, ainda capitalizados por maior renda,e juros mais faceis.(nao baratos).E desta forma os precos continuaram a subir.E como preco de imoveis usados, e formado pelo preco do lancamento com umpequeno desconto,(corretor que coloca preco no seu imovel), os usados comecaram a subir absurdamente tb, com ou sem demanda.
    A gora , que os imoveis estao sendo entregues, a galera investidora mais dura, se estoura,e tenta vender, pois nao guenta o juros( ate a chave, nao a juros, so correcao) e o imovel ou e retomado, ou colocado a venda.
    Como a oferta, dos lancamentos, construidos, agora comecam a acontecer, aumenta, e ninguem guenta esses precos( o consumidor que queria comprar aguentava ate 2008- com excessoes de quem tem grana e quer realmente se mudar- como eu, que ia pagar 2000 numa coisa que 1 ano antes estava 1.200.) so tem uma coisa a contecer.Queda de braco, e reducoes de preco, quem realmente quer vender.So que , da mesma forma, que tomou 5 anos subindo, vai levar 5 anos caindo, possivelmente algo em torno de 30 % dos atuais valores, no minimo, fora perda para inflacao.Acabei alugando uma casa, alguel caro, mas melhor que enfiar tudo que tenho e nao twnho em algo, que na pior das hipoteses, compro pelo mesmo preco daqui a 5 anos.

    0
    • Renato C 3 de março de 2012 at 03:47

      Nunca postei aqui, mas entrei só para comentar: perfeito seu post !

      0
    • MrK 3 de março de 2012 at 08:35

      Leconet,

      Primeiramente seja bem-vindo ao blog! Quero comentar seu post por 2 motivos:

      1- Sua descrição do que ocorreu é muito boa, estamos há 1 ano aqui discutindo cada etapa desse processo em detalhes (a migração de investimentos pra poupanca, o crédito, o MCMV, o papel do governo, a midia vendida, os especuladores ou investidores, etc etc), você resumiu muito e pulou etapas, mas o conceito está corretíssimo, que bom que você tem essa visão!

      2- Quanto a gávea, eu morei grande parte da vida aí, conheco o bairro por dentro e posso te falar sem medo de errar: Não tem tantos ricos na gávea quanto os corretores gostariam que tivesse, frequentei o shopping, academia, restaurantes, eu vivi esse bairro por anos meu amigo, o meu prédio era considerado de ótimo padrão, mesmo assim eu via vizinhos super “low profile”, gente humilde e que reclamava do preço do pão frances, existe sim uma parcela de gente com bala na agulha, mas é muito menor do que se imagina, nem se compara ao Leblon, no miolo da gávea (marques de sao vicente, praça santos dummond, baixo gavea, principalmente nos predios mais antigos) mora muita gente com renda igual da tijuca pro exemplo.

      0
    • aiwww 3 de março de 2012 at 23:49

      Com uma grana dessas eu moraria numa mansão na Barra e mudaria a sede do negócio para o Cittá América (shopping vazio na Av. das Américas).

      0
  • Lou 2 de março de 2012 at 18:04

    Cirilo animando as piscinas, Berts como churrasqueiro das varandas gurmê, e Eng. Ricardo de volta emediatamente para o Blog, sds , adorei quando voce falou dos Luzes da Mooca.

    0
    • Sol de Sampa 2 de março de 2012 at 18:58

      kkkkkkkkkk

      0
  • Leno 2 de março de 2012 at 18:29

    Copiei a idéia de um colega do blog, e começei contatar anunciantes de imoveis na região que tenho interesse(São Paulo/ZS).

    Entrei no site balcao.com.br e mandei email para alguns anuncios que me interessariam se eu realmente fosse comprar algo agora. Um dos filtros que escolhi foi a data do anuncio, peguei apenas imoveis que estavam a mais de 3 meses anunciados.

    Hoje acordei com o celular tocando, eram os corretores informando que os imoveis ainda estavam disponiveis, porem os preços eram aqueles mesmos, e não iria reduzir valores significamente.

    Em resumo, a impressão que tive é: mesmo demorando para vender(ou não vendendo), os proprietários ainda vão demorar para aceitar a volta a realidade, então o jeito é esperar até isso acontecer.

    0
    • Carlos Wagner 2 de março de 2012 at 20:00

      Leno

      Veja bem, vc acordou com o celular tocando. Porém, era um corretor, um serzinho que está negociando com voce e diz que os proprietarios nao aceitarão reduzir valores, mas negociam conforme seus proprios interesses. Desconhecem a real situação emergencial e oportuna de venda dos proprietarios.

      Quer conseguir descontos? Fale com os proprietarios e nao com corretores, pois estes ultimos só servem de garotos de recados a para atrapalhar a negociação.

      Quer um exemplo pratico? Pois bem, um colega aqui estava precisando vender um apartamento em que os imoveis naquele predio, usado com 4 anos de construção, estão sendo praticados com preços de 220 mil. Ele anunciou por 150 mil na internet.

      Pra sua surpresa, só recebeu e-mail de corretores querendo trabralhar o imovel e alguns curiosos oferencendo carros e perguntando se aceitava financiamento.

      Ele disse haver respondido a um dos corretores (ja pensando em descartar o sujeito mesmo) que, devido ao elevado numero de procura recebeu oferta de um dos interessados a oferta de 165 mil caso lhe desse preferencia no negocio e, caso o cliente do corretor cubrisse a oferta, autorizaria o corretor em intermediar a negociação.

      Para sua surpresa, recebeu resposta do corretor dizendo que não sabia que se tratava de um leilão, com ar de deboche do corretor.

      Resultado: O corretor idiota perdeu o negocio ao mesmo tempo que prejudicou seu cliente (que dizia ter) em adquirir um apto muito abaixo do preço.

      Percebe como agem em interesse proprio? não dê ouvidos a essa raça. É por isso que morrerão de fome muito em breve.

      0
      • Leno 3 de março de 2012 at 01:12

        Carlos, justiça seja feita, os corretores ouviram minha proposta, consultaram os proprietarios e me retornaram com uma contra proposta. Apenas um deles adiantou que o proprietario já havia recebido proposta maior e não havia aceitado.

        Para voces terem idéia, os apartamentos era todos do mesmo bairro(Jabaquara), que em 2007 custavam 90k e hoje estão pedindo entre 300k e 325k(loucura!). Minha proposta foi de 50k a menos para cada um. Mesmo que os proprietarios aceitassem, ainda ficaria absurdo por se tratar de ap de 50m2.

        Mas voce está certo, o melhor é tirar os corretores da jogada, mas como a idéia era apenas especular, não iria perder tempo.

        0
        • Leno 3 de março de 2012 at 01:19

          Corrigindo: “SÃO todos do mesmo bairro”.

          0
        • Carlos Wagner 3 de março de 2012 at 11:44

          Eu ja postei isso aqui mas nao sei se voce chegou a ler por ser novo no forum, posto novamente:

          Voce disse que ofereceu 50 a menos só pra especular. Eu costumo oferecer metade do preço. Já me xingaram muito, mas ultimamente tanto corretores como proprietarios têm escutado e dizem que vão estudar a proposta.

          Tomo como exemplo o apto em que moro. Há 4 anos, era vendido por 89 mil, hoje por 300 mil. Ja fiz as contas do reajuste baseado em inflação, custos da construção civil, igpm e seja lá o que for, o seu preço nao deveria passar de 140 mil, ja adicionando uma gordurinha.

          Quanto aparece apto aqui eu ofereço 160 mil, e ainda faço argumentação de que é o justo a ser pago. Pra minha surpresa, eles querem escutar propostas agora, mesmo que sejam indecentes, afinal é melhor do que nenhuma proposta, nao é? hehe

          Abraço

          0
          • Leno 3 de março de 2012 at 12:17

            Metade do preço? imagino que voce deve usar colete a prova de bala para fazer essas propostas rss.

            0
            • Carlos Wagner 3 de março de 2012 at 12:24

              Experimente, tenho certeza que voce vai se divertir muito com os caras esperneando.

              Se eles tem cara de pau de pedir os preços atuais, eu tenho o direito de dizer quanto estou disposto a pagar.

              É divertido… Só que eu faço isso via e-mail e telefone, pessoalmente eu apanharia…hehe

              0
              • Leconet 3 de março de 2012 at 12:42

                Eu fiz uma prposta de 1.800 para uma casa que pediam 2800…o corretor achou um absurdo, mas mandou a proposta..retornou com 2500. Disse a ele que melhraria algo, mas pouco, que minha proposta ainda era 1800.retornou com 2200, mas deixou escapar que o proprietario disse que qeuria 2000 na mao dele, e comissao era por conta dele.Como 10% nao existe, achei que no maximo sairia por 2100.DETALHE. a casa era de uma velhinha de 75 anos, que queria ir embora pros eua, morar com o filho.Resumindo, so baixa, quem quer vender realmente.Quem nao quer , demora 2 anos pra cair na real…

                Demorei e a casa foi vendida por 2200.

                0
                • Carlos Wagner 3 de março de 2012 at 12:58

                  Voce ta falando que demorou e perdeu a oportunidade de pagar 2,2 milhoes, é isso?

                  Cara, como voce perdeu essa oportunidade? nao acredito!

                  0
                  • Leconet 4 de março de 2012 at 10:09

                    Bem , o quis mostrar aqui, e que, so vende com desconto de 30 40%, quem quer vender rapido.E que com esse desconto, vende mesmo.independente de custar 2,2 milhas.Existe fusca e existe BMW…

                    0
  • Anonymous 2 de março de 2012 at 18:31

    QUEDA iminente de imóvel em Curitiba. Na Banânia, isso é motivo para valorizar os imóveis na vizinhança.

    Com rachaduras, prédio no centro de Curitiba é esvaziado
    www1 . folha . uol . com . br/cotidiano/1056421-com-rachaduras-predio-no-centro-de-curitiba-e-esvaziado . shtml

    Um prédio comercial de 21 andares no centro de Curitiba foi esvaziado por cerca de três horas na manhã desta sexta-feira devido a rachaduras.

    O edifício Everest fica ao lado da Rua 24 Horas, ponto turístico da cidade. No térreo, há uma galeria e 19 lojas, por onde circulam centenas de pessoas diariamente.

    0
    • Luiz 2 de março de 2012 at 18:54

      Isso é indicio de degradação de falta de manutenção, inadimplencia, aumento de custos de condominio, ou falta de interesse mesmo.

      Quando falei isso do primeiro predio que caiu todo mundo disse que eu estava viajando que era um caso isolado, mas já vamos pro quinto ou sexto caso de edificio com problemas.

      Tbm vale pra lembrar: imoveis não duram para sempre, não sem gastar muito

      0
    • Riodetudo 2 de março de 2012 at 21:08

      Os prédios novos e sem moradores nem vão ter 50 anos de história para começar a ruir. Em 5 anos de abandono, já vão começar a aparecer problemas de infra-estrutura pra todos os lados. E a valorizada área de lazer com 1 ano já começa a desabar.

      Mais exemplos no Rio, aproveitando o tópico. Aquele condomínio Libertá, que tem 3 prédios (e mais 6 ao fundo da Rossi na mesma situação!) quase no Recreio em plena Avenida das Américas está pronto a 3 anos. VAZIO. Querem mais? Só tem UM zelador para cuidar dos 3 prédios, já que os “investidores” querem pagar condomínio barato enquanto “valoriza”. Eu estive lá e vi o zelador dizendo que se precisar consertar algo tem que pagar a ele por fora. Quer dizer que eu compro um apartamento novo na planta e pago por fora!? Pode, Arnaldo??!! E se eu comprar apartamento lá preciso convencer os outros 90% de investidores a botarem mais gente na portaria ou cuidando do prédio, aumentando o valor do condomínio? Espera sentado, amigo, vai morar num deserto!

      0
      • Rodrigo 2 de março de 2012 at 21:37

        É porque não sabem vender. Vamos lá vou mostrar como se faz:

        assista esse video:

        h ttp://www.youtube.com/watch?v=QDQTbL1oKlQ

        Não é no Recreio é na Barrrrrra.

        Não é condomínio é um Resorrrrrrrt.

        e se mesmo assim não vender é porque não tem animador de piscina…

        0
        • Riodetudo 2 de março de 2012 at 21:50

          Hahahaha…

          0
  • Rodrigo 2 de março de 2012 at 19:42

    Sobre o Metrô do Rio que “atenderá” (não vai atender nem durante nem depois!) aos moradores e turistas presentes nas Olimpíadas notícias quentes da audiência pública do Metrô, que ocorreu no dia 27/02/2012 e durou quase 6 horas, onde se tentou mais uma vez através do POVO e alguns representantes do legislativo, alterar o trajeto do metro para MELHOR atende TODA a POPULAÇÃO.

    h ttp://meurio.org.br/na_atividade/10/direto_da_gema/15

    0
    • Riodetudo 2 de março de 2012 at 21:12

      Já era, o metrô do Rio vai ser uma linha só, o Governo não abre mão disso. Vai sair da Barra, passar por 80 mil moradores da Rocinha e quando chegar em Ipanema o trem já vai lotar faltando 2/3 do caminho ainda para chegar no Centro. Isso porque hoje já está insuportável.

      E os pontos de metrô sempre demoraram uns 8 anos pra ficar pronto. Faltam 4 para as Olimpíadas, quero ver construirem 5 estações até lá!! O Cabral só garantiu metrô na Barra, não disse que ia até Botafogo no governo dele. Vai acabar chegando só em São Conrado ou Gávea e depois você pega ônibus para chegar na estação seguinte!

      0
      • Rodrigo 2 de março de 2012 at 21:29

        Gávea?? Terá estação na Gávea??? E em Y? E para que, se não vai ter continuação! Estou duvidando até que a Gávea será construída, ou seja, colocada em funcionamento. Pelo Clube de Engenharia isso vai acabar em desastre, só tem que convencer o Júlio Lopes. Tem que convencer também seus 90 mil eleitores que votaram nele, deve ter tanta gente com peso na consciência depois do desastre em de Santa Tereza.

        0
      • MrK 3 de março de 2012 at 08:41

        O MUNDO INTEIRO trabalha com conceito de MALHA para o metrô

        diversas estações se interligando e voce fazendo sempre o caminho mais curto

        mas no Rio não… somos muito mais espertos, né? malha pra que? o negócio é linhão

        estou falando.. NÃO estão levando a sério, o rio vai travar por falta de infraestrutura!

        0
  • Muca CG Muita Treta 2 de março de 2012 at 19:44

    Trabalho no Campo Belo, em São Paulo. Ando muito pelo bairro na hora do almoço. E nas duas últimas semanas, fiquei impressionado com o aumento de imóveis disponíveis para locação na região. Geralmente, são sobrados ou casas térreas com 20 anos ou mais de construção. A cada 100 metros, via em média três imóveis vagos. O preço de um que pesquisei está em R$ 2,5 mil. O proprietário nem exige garantia, mas disse que faz quatro meses que colocou para alugar. Será que até nesse bairro de classe média alta esse valor tem ficado impraticável? Eu moraria aqui, se pudesse pagar esse valor. É um bom bairro (quem conhece, sabe).

    0
  • Cirilo 2 de março de 2012 at 20:15

    Olha, quem está pensando em colocar dinheiro em alguma conta offshore, seja ela situada nos EUA ou em qualquer outro país, esqueça isso, depois que você pesquisar bastante vai ver que não compensa.

    0
    • Cirilo 2 de março de 2012 at 20:26

      Inclusive eu cheguei a abrir conta fora, mas com o dolar se depreciando dessa maneira, não há nenhuma condição.

      0
    • Anonymous 2 de março de 2012 at 20:28

      Anonymous disse:
      2 de março de 2012 às 17:47

      Segundo seu próprio texto em mensagens anteriores, voce teria uma conta nos EUA. Entretanto, não sabe nem mesmo se preencheu o formulário W8-BEN da receita Americana e declarou que a conta foi aberta na Banânia, contrariando a Lei Americana. Como já disse o MrK, vai procurar a Maria Joaquina para ajudá-lo a animar as piscinas.

      0
      • Cirilo 2 de março de 2012 at 20:32

        Cirilo disse:
        2 de março de 2012 às 20:10
        Que parte do: “Eu mesmo tenho uma conta nos EUA e hoje não deixo praticamente nada lá.” você não entendeu?

        Não sei dos procedimentos técnicos, visto que isso não é necessário, o IBC, braço internacional do HSBC realiza toda parte legal, você apenas assina a papelada e pronto.

        Falando nisso, Anonymous fala para gente, quando você mudou para os EUA pegou dolar de quanto? R$2.20? R$2.80?

        0
        • Mr.Crowley 2 de março de 2012 at 22:07

          Viva a democracia,mas com os cirilos e os etmos da vida so com page down mesmo.
          Deve ter muito corretor sem ter o que fazer por estes meses…

          0
        • Cleyton 2 de março de 2012 at 22:18

          Ô Cirilo, acho que tá na hora de trocar de nick denovo.

          0
        • realidade 3 de março de 2012 at 00:24

          O HSBC com braço no Brasil faz os procedimentos somente após a conta aqui no Brasil (HSBC Premier) completar 6 meses da abertura. E em minha opinião, só vale comprar USD se você for trabalhar os USD lá fora como compra/venda de ações (inclui-se ai venda de opções CALL + dividendos) – dá pra ganhar mais do que o Broxespa do que com fundos de RF e DI aqui na Banânia, além de produtos como Hedge Funds, Mutual funds, mas é preciso estudar bastante e acompanhar diariamente pelo menos uns 10 papéis.
          Pra deixar numa Savings account, a remuneração é muito baixa devida a taxa de juros ser quase nula nos EUA e Europa atualmente
          Moedas são um dos produtos financeiros mais dificéis de se operar nesse mercado. Esperar somente a valorização do USD frente ao R$, o que acontecerá (difícil é prever quando), em minha visão não compensará em 2012.

          0
          • Cirilo 3 de março de 2012 at 00:38

            Sim, sou cliente antigo do HSBC, mas dependendo de quanto você movimentar consegue “agilizar” o processo.

            Como eu disse, não vale a pena. Para se investir em produtos financeiros internacionais você não precisa necessariamente de uma conta nos EUA, se consegue operar stocks pela Fidelity, corretora americana, daqui mesmo, e quanto ao Hedge Funds, normalmente os melhores acabam ficando restritos a a investidores institucionais ou HNWI’s.

            Quer apostar na valorização do dolar perante ao real? Opere no mercado futuro, muito menos burocrático.

            Colocar dinheiro nos EUA hoje é loucura, os próprios investidores de lá estão mandando muito capital para fora, só ano passado entraram no Brasil USD170 Bilhões, ou alguém realmente acha que esses “gringos” não conhecem o Brasil e não sabem o que fazem?

            0
            • Etmso 3 de março de 2012 at 19:56

              E quantos aos trilhões distribuídos aos bancos europeus, nao haverá parte deste dinheiro vindo para ca…

              0
  • thiago fm 2 de março de 2012 at 22:16

    O Bacen quer ver a Selic descer a 1 dígito e eu aqui querendo o mesmo pro Fipezap

    0
  • Voluntário 3 de março de 2012 at 07:56

    03/03/2012 – 06h00
    Cliente do Banco do Brasil alimentou depósitos para ex-diretor
    PUBLICIDADE

    DE SÃO PAULO

    O dinheiro que alimentou depósitos de quase R$ 1 milhão na conta do ex-vice-presidente do Banco do Brasil Allan Toledo em 2011 tem como origem o grupo Marfrig, controlador de um dos maiores frigoríficos do país e cliente do banco, informa reportagem de Andreza Matais, José Ernesto Credendio e Natuza Ner, publicada na Folha deste sábado (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

    Toledo foi demitido no fim do ano passado, em meio a uma crise na cúpula do Banco do Brasil. Os depósitos em sua conta estão sendo examinados por uma investigação interna do BB e pela Polícia Federal, como a Folha revelou na terça-feira (28).

    A investigação só teve início depois da demissão de Toledo pela instituição e teve como origem relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), do Ministério da Fazenda, sobre a movimentação bancária de Toledo no ano passado.

    Antes de chegar à conta do ex-diretor do banco, o dinheiro passou pelas contas de um empresário que tem negócios com o dono da Marfrig e uma aposentada que teria vendido uma casa.

    O frigorífico Marfrig confirma ter realizado transferências ao empresário, mas nega ter participado de triangulação para fazer esses recursos chegarem a Toledo.

    Leia mais na Folha deste sábado, que já está nas bancas.

    h t t p ://www1.folha.uol.com.br/poder/1056599-cliente-do-banco-do-brasil-alimentou-depositos-para-ex-diretor.shtml

    0
    • Voluntário 3 de março de 2012 at 07:58

      Destaque para:

      Antes de chegar à conta do ex-diretor do banco, o dinheiro passou pelas contas de … uma aposentada que teria vendido uma casa.

      Afinal os preços altos valem para isso também!

      0
  • Philis 3 de março de 2012 at 08:07

    Estou na aula do MBA, a professora está discutindo a bolha imobiliária. O MBA é em recursos humanos…

    0
    • Voluntário 3 de março de 2012 at 08:16

      Uns tempos atrás eu estava engraxando os sapatos e o engraxate me disse que estava juntando dinheiro para investir e comprar um imóvel

      0
      • MrJaime 3 de março de 2012 at 13:37

        Recentemente estive andando pela Zona Sul do RJ, perguntando de prédio em prédio se havia apartamento disponível para aluguel.

        No bairro do Flamengo acabei conversando com uma camelô que comentou que juntava dinheiro para investir em imóveis com um grupo de conhecidos.

        0
      • bruno 3 de março de 2012 at 14:56

        Como fazia toda quinta-feira, naquela manhã de outubro de 1929 o mítico bilionário do petróleo John Rockefeller encontrou seu engraxate, com quem gostava de conversar sobre trivialidades. Enquanto lustrava o couro, o garoto olhou para o homem mais rico do mundo e disparou: “Fiquei sabendo de uns papéis que vão subir pra valer, senhor”. Rockefeller dobrou o jornal, fitou o guri e, ao voltar ao escritório, vendeu boa parte de seus papéis na Bolsa de Valores de Nova York. “Se o menino que lustra seus sapatos sabe tudo sobre o mercado, então algo muito errado está acontecendo”, afirmou.

        0
  • Miguel Jacó 3 de março de 2012 at 08:31

    Hoje em dia somos reféns de donos de imóveis ou dos bancos.

    Se o cidadão aluga, vira refém do proprietário, pois depois de 30 meses tem sua vida indefinida.
    Se o cidadão compra, vira credor do banco pelo resto da vida.

    Seguremos, pois, amigos, que a grande hora virá!

    0
    • Miguel Jacó 3 de março de 2012 at 08:42

      *credor não…devedor.

      0
  • MrK 3 de março de 2012 at 08:53

    precisamos de mais psicólogos no Brasil, pessoal precisa fazer terapia, sério.

    dono de imóvel, não vende, não aluga, mas não baixa o preço, se recusa! Parece criança mimada, se recusa a aceitar a realidade, “não baixo não baixo não baixo!!!!”

    falei com um amigo que está alugando um imóvel há 4 meses vázio, zona sul do Rio, já falei pra abaixar o valor que ele consegue inquilino, mas ele se recusa, não abaixa de jeito nenhum, vai ficar 5 meses, depois 6…7… acho que rola uma sensação de ser “perdedor” porque alguém conseguiu alugar mais caro em algum momento (que ele provavelmente nem conhece mas ouviu falar), por isso terapia cairia bem.

    teimosia é ignorância, ignorância faz perder dinheiro

    0
    • Voluntário 3 de março de 2012 at 10:42

      vc tem toda razão

      0
    • Júlio Cesar 3 de março de 2012 at 13:26

      É verdade, acho que os donos de imóveis ainda tem o controle da situação. Moro em uma cidade de 70.000 habitantes em Minas Gerais. A renda média da população deve girar em torno de um salário mínimo, um pouco mais talvez. Aqui tem uns 5 figurões que devem ter juntos uns 400 imóveis. Eles especulam e não tem pressa nem interesse de vender. Recebem aluguel de uns tantos imóveis e se não conseguir o preço que querem, mantem o imóvel fechado e pronto. Essa forma de investir constitui um verdadeiro câncer no mercado imobiliário. Ao invés de colocar o dinheiro que tem para render e fazer algo útil para população, eles acabam e ferrando com a galera.

      0
      • Miguel Jacó 3 de março de 2012 at 16:20

        Aqui onde moro é pior.
        A cidade é antiga, está mega-inflacionada pela obras da Petrobras, tem pouquíssimos prédios decentes (o resto é velharia, lixo puro), a prefeitura “tombou” em torno de 500 imóveis centrais (isso mesmo, não dá pra mudar a frente, ou seja, nada de prédio novo, dizem as más linguas que pagando um $$$ consegue, o que esclareceria o motivo do tombamento) e além disso tem um turco que é dono de metade do centro.

        Não tem shopping, fica 330km da capital, a cidade é calma mas tive a sorte de alugar um imovel bom que possui um ginásio de esportes com barulho de gol e corneta no meu quarto até meia noite, todos os dias, e não consigo sair daqui pois a cada dia sobem os alugueis e não se acha nada melhor pra alugar.

        Só o que me segura aqui é a poupança que mesmo assim consigo fazer e o fato de ser estável no trabalho, e o fato que não consigo liberação do gerente nem permuta…

        0
        • Júlio Cesar 3 de março de 2012 at 23:54

          Miguel Jacó, pelo visto aí o negócio está pior mesmo. Como a renda da cidade aqui é baixa, os preços de casas e apartamentos travaram em torno de 1.5 a 2.5 K, e estes são os preços bolhudos. No começo eu tinha até vergonha de falar da nossa bolha, perto dos preços que vejo aqui. Eu ainda moro com meus pais e tanto eu quanto minha namorada somos funcionários públicos e estamos fazendo poupança também. Alguns preços por aqui começaram a cair, mas não acredito que caia muito. Desejo boa sorte a voce, ninguem merece ficar escutando barulho de corneta o dia inteiro.

          0
          • Júlio Cesar 3 de março de 2012 at 23:59

            So para esclarecer: os preços das casas e apartamentos travaram em 1.5 a 2.5 K o m².

            0
  • Rodrigo 3 de março de 2012 at 09:00

    A culpa é do bidê!!!

    Entenda por que os apartamentos novos encolheram

    h ttp://www.zap.com.br/revista/imoveis/ultimas-noticias/entenda-por-que-os-apartamentos-novos-encolheram-20120301/

    A cozinha agora é americana e junto com a área, porque brasileiro sempre esta fazendo dieta para que duas pessoas na cozinha? Área é para pobre é só comprar lavadora/secadora de 3.000, nem varal vai precisar, assim foram com as TVs de LCD todo mundo e nunca vi reclamação pagam qualquer preço, o difícil é colocar TV de 40 um Celta… kkkkk

    No banheiro a culpa é do bidê.

    O teto encolheu porque? As pessoas pararam de crescer? Ventilador de teto não existe mais, agora tem que ter Split, casa nova tudo novo…

    O quarto de empregada virou escritório, ta bom, seis por meia-dúzia.

    0
  • thiago fm 3 de março de 2012 at 13:02

    É por notícias como essa que os investidores sem “feeling” do mercado, seguram seus imóveis, ainda que existam custos de mantê-lo. É óbvio que manter um imóvel desocupado significa prejuízo, mas temos que ser sinceros e admitir que é preciso muito tempo ainda para que esse suposto prejuízo engula tamanhos lucros que foram obtidos nos últimos anos. Eu particularmente acho que o preço dos imóveis declina, mas só despenca após a Copa.

    http ://www.avimobiliaria. com.br/noticias.php?id=220&categoria_id=3

    Rentabilidade de imóvel dispara no país

    O aquecimento da economia e a inflação do mercado imobiliário tornaram o investimento em imóveis, especialmente em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, a melhor alternativa em termos de rentabilidade no ano passado.

    No Rio, o ganho médio desses investimentos ficou em torno dos 50% em 2010, segundo o Secovi-Rio (Sindicato da Habitação). Superou de longe até aplicações como o ouro, que teve rentabilidade de 32%. O dado leva em conta os valores de venda e também de aluguel.

    O mesmo aconteceu em São Paulo, onde o valor dos lançamentos disparou até 71% no ano passado – caso dos apartamentos de luxo de um dormitório. Na média, os preços saltaram 34,4% na capital paulista.

    Somados os ganhos que um investidor tem com aluguel, que subiu 13,44% na cidade, a rentabilidade do investimento imobiliário alcançou 47,84% em 2010. No Rio, a rentabilidade em regiões da cidade, considerando o preço de venda e de locação, chega a 90%.

    Pacificados

    É o caso dos apartamento de um quarto no centro da cidade, local onde os imóveis tiveram, em 2010, valorização média de 70%. Boa parte dos imóveis com maior rentabilidade está em áreas próximas a comunidades que receberam UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), como Tijuca, Copacabana e Vila Isabel. Nessas regiões, a rentabilidade média superou os 50%.

    “Investir em imóveis sempre foi um bom negócio, mas está cada vez melhor. E cada vez mais investidores chegam. Não só pessoas físicas, mas empresas e estrangeiros também estão apostando”, afirma a vice-presidente financeira do Secovi-RJ, Maria Teresa Mendonça Dias.

    Desaquecimento

    Mas para Luiz Paulo Pompeia, da Embraesp, o preço dos imóveis chegou perto do teto nessas cidades, desacelerando o ritmo de valorização e estreitando as possibilidades de ganho. “Estamos vivenciando o início disso. Quando chegar ao final do ano, verá que foi em abril, maio, que começou esse arrefecimento.”

    Além de as melhores oportunidades terem passado, vale lembrar que a ‘imobilização’ de capital é um processo caro, implica alta concentração de recursos e impõe gastos com manutenção.

    ——————————————————————————————————————————————-

    http ://exame.abril. com.br/seu-dinheiro/imoveis/noticias/sua-casa-pode-valer-uma-fortuna-na-copa-do-mundo
    Sua casa pode valer uma fortuna na Copa do Mundo
    Brasileiros esperam ganhar mais de 30.000 reais com o aluguel de suas próprias casas na época da Copa de 2014

    São Paulo – Nos próximos dois anos, brasileiros que não têm o costume de alugar imóveis para temporada esperam conseguir inquilinos para suas próprias casas por preços nada módicos. A Copa das Confederações, em 2013, e a Copa do Mundo de 2014 já levam os moradores de locais próximos aos estádios de futebol a anunciar pela internet a locação de seus imóveis. Os valores que os locadores esperam ganhar – por enquanto estimados e abertos a negociação – chegam a ultrapassar os 30.000 reais, por períodos que variam de alguns dias a um mês.

    0
    • Anonymous 3 de março de 2012 at 13:52

      thiago fm,

      A “valorização” dos imóveis é VIRTUAL no sentido de que não é dinheiro no banco. As crianças usam um ótimo termo para definir uma situação dessas. Elas diriam que o dinheiro é “de mentirinha”.

      0
      • thiago fm 3 de março de 2012 at 14:53

        Anonymous,

        Você tem razão em parte. Quem comprou no ápice e não realizou os lucros teve uma valorização virtual, mas não se esqueça que o mercado tem os dois tipos de investidores: o amador e o profissional. Não é possível saber quantos desses já lucraram e reinvestiram o excedente. Pode ser que a gordura acumulada esteja segurando os preços “contra a lei do mercado”, que já implora pela queda dos preços. Não adianta dizer que todos são investiTolos ou teimosos. Quando se trata de dinheiro, o fundo do bolso é mais embaixo.
        Do mesmo jeito que já estamos vendo pessoas perdendo, não posso negar que conheço muita gente que jogou e ganhou muito, enquanto assisti de fora. A diferença entre os dois tipos de investidores é que o profissional sabe a hora de parar e também não se desespera no primeiro sinal de virada.
        Estamos aqui para prever uma conjuntura de mercado e, acredito eu, fazer isso de forma convincente. Para isso é necessário entender a lógica de quem está do outro lado. Temos que nos colocar em seu lugar. Pra quem lucrou alto por 3 anos, 6 meses é pouco. Num longo prazo, quem ganhou 100 e perdeu 30 ainda está no lucro e não no prejuízo.
        À meu ver, a queda dos preços é certa e inevitável, mas não me surpreendo com a morosidade do processo. Na verdade vejo como um movimento normal, num momento econômico de incerteza, mas que ainda não se apresenta crítico. É preciso mais tempo pra convencer uma população ignorante de que ela está errada e, sim, preço de imóveis caem!

        0
        • MrJaime 3 de março de 2012 at 16:03

          O mais difícil, Thiago, é compreender a “lógica” dos que estão envolvidos em bolhas. Na verdade, o fato de haver bolha já indica que a lógica foi deixada de lado.

          Isaac Newton, um dos mais célebres cientistas que conhecemos, certa vez disse (ao perder dinheiro em uma bolha de ativos de uma empresa da qual era sócio):

          “Eu posso calcular o movimento dos corpos celestes, mas não a loucura das pessoas”.

          Veja artigo no Link:
          www. brasileconomico. com.br/noticias/a-bolha-de-newton_71758.html

          0
        • Carlos Wagner 3 de março de 2012 at 16:37

          Thiago

          Pela sua logica, deu a entender que quem realizou lucros nos ultimos anos está com o dinheiro voando, parado, sem investir esperando uma nova oportunidade, o que nao é verdade.

          Investidores profissionais, quando realizam lucros, realocam seu capital em outros investimentos. Os que permanecem no jogo são amadores.

          Quem reinvestiu no mercado imobiliario, investiu seu principal e seu lucro ganho no periodo de pujança, haja vista o fator alavancagem para aquisição de mais de um imovel na planta, entre outras opções, como por ex. imovel mais caro, maior, melhor padrão etc…

          Acontece que a maioria do lucro obtido pelos players que voltaram ao mercado imobiliario estão reinvestidos, travados e sem liquidez, pois trata-se de um lucro ficticio que só existe na cabeça das pessoas enquanto acreditarem que o ativo vale X. Quando essa crença acabar, o lucro desaparece como um passe de magica e leva junto boa parte do capital inicial que foi reinvestido, ou na melhor das hipoteses, devolve o capital ao antigo investidor caso venda o ativo a preços pós bolha, porém perde-se toda a correção financeira que incidiria sobre ele no periodo.

          Pensemos: Se fosse tão simples segurar a correção recessiva causada por bolhas de ativos os países ricos teriam armas mais poderosas para agirem e não estariam passando pela crise que estão. certo?

          Enfim, no Brasil não é diferente. Acontece que quando a sensação de recessão for sentida no bolso do povão é porque a coisa já está feia ha meses. A bolha ja estourou, o que ainda nao foi sentido foram seus efeitos na economia.

          0
    • Carlos Eduardo 3 de março de 2012 at 23:29

      Estária o governo nos iludindo o povo! e forçando a investir em imóveis, como foi feito na china!

      essa é a explicação :

      http://economia.estadao.com.br/noticias/economia+internacional,preco-do-imovel-cai-e-chineses-protestam,92682,0.htm

      atenção para a seguinte frase …

      “O mercado imobiliário é uma opção de investimentos para muitos chineses, que perdem dinheiro se deixarem sua poupança no banco e não têm à disposição outras aplicações lucrativas e seguras. ”

      estariamos olhando para um espelho ?

      a bucha vai estourar na mão do povo?

      hummmm

      0
      • Carlos Eduardo 3 de março de 2012 at 23:31

        O jogo de xadres economico tem me fascinado nos ultimos dois anos!

        ; )

        0
        • MrJaime 4 de março de 2012 at 09:44

          Eu também fico impressionado! É mais intrigante do que qualquer filme ou série!

          0
  • h t t p :/ / g1.globo.com/loteria/noticia/2012/03/sorteio-adiado-da-mega-sena-sera-realizado-nesta-quinta-feira-diz-caixa.htmL
    Premio da Mega Sena é de 2 Milões – Quem diria não da pra comprar um bom ap nas melhores regiões do Rio – Brasilia – e são paulo – Estamos Ricos…..

    0
  • Ze Bom Dirolo 3 de março de 2012 at 15:39

    Mais um arrocho contra a indústria brasileira.
    Pesada política protecionista de outros países.

    0
    • Leo 3 de março de 2012 at 16:15

      Vide o que aconteceu com a licitacao que a Embraer ganhou nos US…. Eles cancelaram devido a eleicao e para proteger o mercado interno.

      0
  • Ze Bom Dirolo 3 de março de 2012 at 16:01

    O bicho tá pegando…
    Guerra cambial como disse Guido Mantega….
    Vou sair para comprar o filme 300 e aproveitar para ver como está o movimento nos shoppings….

    0
  • Nova 3 de março de 2012 at 16:07
  • kjungle 3 de março de 2012 at 18:28

    Acho que o que motivou muitas pessoas a procurar um fórum de discussões acerca da bolha imobiliária foi o desejo de comprar um imóvel.
    Depois de ler bastante sobre o assunto chega-se à conclusão – normalmente – de que é um investimento muito ruim comprar um imóvel hoje no Brasil. Apesar de ainda haver grande preocupação sobre quando os preços voltarão a patamares justos, o mais importante já aconteceu com essas pessoas, saber que não se deve desperdiçar o fruto de seu trabalho.
    Quanto a quando vai cair, não acho tão importante. O tempo está correndo a favor de quem tem o dinheiro aplicado, e contra quem o tem imobilizado.

    Sds

    0
    • aiwww 3 de março de 2012 at 23:26

      A hora é de paciência. Mesmo que cobrem aluguéis absurdos, não há bolsa aluguel e os idiotas um dia terão que abrir o bico.

      0
    • Guerreiro da luz 4 de março de 2012 at 00:25

      So que o dinheiro aplicado não tá rendendo é nada! a impressão é de estar sendo corroído pela inflação.

      0
      • MrJaime 4 de março de 2012 at 09:33

        Ainda há título do tesouro pré-fixado pagando mais de 11% ao ano.

        Se a queda continuar a mais longo prazo a decisão é realmente difícil. Escolhe-se entre o ruim (poupar e ser mal recompensado devido aos juros baixos) e o pior ainda (entrar no jogo e tomar uma ré enorme quando o remédio amargo tiver que ser aplicado (fim da bolha e retorno à realidade).

        0
        • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 10:15

          MrJaime, por fv informe quais são os titulos, tenho interesse…

          0
          • MrJaime 4 de março de 2012 at 22:21

            NTNF 010121

            Veja os juros oferecidos aqui:

            www. tesouro. fazenda.gov.br/tesouro_direto/consulta_titulos/consultatitulos.asp

            0
            • Sol de Sampa 5 de março de 2012 at 01:28

              Valeu companheiro, esta é a ultima aplicação que me faltava….

              0
  • Anônimo 3 de março de 2012 at 19:10
    0
    • Miguel Jacó 3 de março de 2012 at 20:59

      “”A indústria de fundos de investimentos aumentou a pressão sobre a equipe econômica para acelerar a mudança.””

      Na verdade, o governo quer matar 2 coelhos de uma vez:

      1) Agradar os donos, digo, ops, os bancos,

      2) Tornar o investimento em imóveis a única opção, mantendo assim empregos em alta, mercado aquecido, donos, ops, construtoras felizes etc etc etc até as eleições.

      O problema é o seguinte: se o governo mexer na poupança, pode se prejudicar nas eleições. Mas se o governo não mexer na poupança, o Brasil quebrará antes das eleições, o que talvez seja pior para eles, mas melhor para o Brasil.

      Eles estão em um beco sem saídas. E nós também.

      0
      • Leno 3 de março de 2012 at 21:22

        E quem vai continuar investindo em um produto que está cada vez mais inacessível a grande maioria do povo?

        Eu prefiro manter o $$ na poupança,mesmo com juros mais baixos do que os atuais do que investir em um produto caro e sem liquidez.

        0
        • Carlos Eduardo 3 de março de 2012 at 23:21

          To contigo! acho que a idéia não é a de quem ganha mais e sim de quem perde menos…

          porém a idéia do Brasil quebrar é assustadora!

          meu HSBC já está turbinado! estou escolhendo um pais!

          0
          • Guerreiro da luz 4 de março de 2012 at 00:34

            Na minha opinião não como acertar sobre o que fazer. Se é certo que vivemos uma bolha, também está bem claro que o governo fará de tudo pra que ela não estoure. Muito feliz o comentário do amigo: eles querem criar uma bomba atômica imobiliária. Ninguem sabe onde isso vai parar. No fim das contas alguns vão se dar muito mal, e outros vão se dar muito de bem. Sei que não vai ser um comentário muito agradável, mas para mim, penso o seguinte: quem não fizer questão de acertar e ficar muito rico e quiser apenas se proteger, a melhor solução é a velha máxima: diversificar.
            abs,

            0
            • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 00:40

              Ganhar dinheiro e ficar rico com o mercado imobiliario não é mais o caso, o tempo ja passou.

              O medo da maioria aqui, acredito eu, será a socialização da conta dos gastadores com os poupadores.

              0
              • Ze Bom Dirolo 4 de março de 2012 at 03:30

                Eu só confio no Guido Mantega porque ele não é brasileiro, porque se fosse….

                0
  • Sol de Sampa 3 de março de 2012 at 22:59

    Pessoal, notei que hoje (03/03) todos os anuncios de venda de imoveis que venho monitorando, foram reformulados…. ou seja … procuro por imoveis na zona oeste de sampa, – perdizes, pompeia, pinheiros, vila leopoldina…. e não tem mais nenhum anuncio de janeiro, dezembro, novembro, como havia até 02/03… Será que tem a ver com o anuncio do SECOVI dia 06/03? Será que estão preparando outra treta?
    Por fv verifiquem nas áreas que vcs acompanham…e informem….
    Se não for coincidencia, há de se pensar que o SECOVI e/ou CRECI estão afinadinhos para manter preços exorbitantes no mercado….

    0
    • Leno 3 de março de 2012 at 23:12

      Qual site está usando? ZP, imovel web ..?

      Não entendi a relação entre o pronunciamento do secovi e atualização das datas de publicação dos anuncios de venda? O que eles poderiam querer? enganar eles mesmos?

      0
      • Sol de Sampa 3 de março de 2012 at 23:35

        Leno foi no ZAP…

        Em relação ao SECOVI – mensalmente eles fazem um balanço do mercado com pesquisas… entre na pagina…
        Não se sabe que indice e com base no que eles vão apresentar a evolução do mercado no prximo dia 06/03. … se o ZAP for o unico veículo de base para o FIPE pode ser que tenha algo de errado (mais do que possamos presumir), o pessoal deste blog acompanha há muito tempo, estou há menos de 2 semanas; e pode esclarecer.

        Entretanto vejo ZAP há muito tempo… e nunca ocorreu essa troca de datas em todos os anuncios antes…

        0
        • Leno 3 de março de 2012 at 23:46

          Encontrei alguns anuncios antigos (nov/2011), mas a maioria está com datas recentes mesmo.

          Realmente é estranho.

          0
          • Sol de Sampa 3 de março de 2012 at 23:59

            Tirei o filtro de pesquisa que tinha, e vi anuncios mais antigos como vc apontou, mas em 03/03 muitos antigos estão republicados com data nova…
            pode ser só coincidencia, mas é muito estranho….

            0
            • Leno 4 de março de 2012 at 00:13

              Talvez tenha algo a ver com o Jacob’s Day.

              Alias, o Bolha poderia criar um tópico dia 05/03 para homenagear o Nostradamus da bolha imobiliaria.

              obs – brincadeira Jacó, leve na esportiva hein….!!!

              0
  • Ze Bom di Rolo 3 de março de 2012 at 23:25

    Arquivo secreto. Vocês já sabem do plano b da copa?
    Obs: informações tirada de sites.

    0
    • Leno 3 de março de 2012 at 23:55

      Deixa eu advinhar: Colocar mais $$ público nos estádios?

      0
    • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 00:00

      Eu acho que estão preparando um tombo no Brasil e vão levar a copa para a Inglaterra.

      Seria ótimo se isso acontecesse.

      0
      • Leno 4 de março de 2012 at 00:07

        Seria mesmo, mas eu dúvido que a companheirada iria deixar isso acontecer, não poupariam esforços – leia se $$ – para cumprir os prazos.

        0
        • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 00:36

          A Inglaterra está pronta para as olimpiadas, construiram uma infraestrutura fenomenal no suburbio de Londres, estão vivendo uma bolha imobiliaria gigantesca que esta prestes a se rompes, estão com dificuldades financeiras da divida soberana etc…

          O lobby por levar essa copa pra lá é forte.

          0
    • Ze Bom Dirolo 4 de março de 2012 at 03:24

      informações obtidas de sites.
      Possível mudança da copa para Inglaterra ou Eua.

      0
      • Shakespeare 5 de março de 2012 at 09:00

        O Juca colocou isso no blog dele:

        h t t p ://blogdojuca.uol.com.br/2012/03/saia-justa-na-copa-do-mundo/

        0
  • Anonymous 4 de março de 2012 at 04:04

    Caiu na moderção. Começou o festival de REPASSES em São José dos Campos, SP. Contei 22 repasses no total do “empreemdimento” Grand Club Vila Ema somente numa imobiliária. Previsão de entrega para inicio de 2012. Seguem alguns exemplos.

    Grand Club Vila Ema está localizado dentro de um verdadeiro parque em São José dos Campos, SP. São 20 mil metros quadrados de área, onde se erguem 6 torres dispostas em forma oval, o que garante excelente iluminação, ventilação e visibilidade em todos os imóveis. São unidades de 147, 182, 266 ou 244 metros quadrados, entre apartamentos tipo e coberturas duplex, todos com 4 dormitórios (4 suítes) e 2, 3 ou 4 vagas de garagem.

    R$ 731.400,00, Financiado
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=559

    R$ 673.100,00, Financiado
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=560

    R$ 614.800,00, Quitado
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=561

    R$ 742.000,00, Quitado
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=562

    R$ 554.380,00, entrada de R$ 71.380,00 + saldo de R$ 483.000,00
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=564

    R$ 473.820,00, entrada de R$ 76.820,00 + saldo com a construtora de R$ 397.000,00
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=565

    R$ 636.000,00, R$ 416.000,00 + Saldo de R$ 220.000,00 com a construtora
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=566

    R$ 530.000,00, com kit banheira de hidromassagem …
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=569

    R$ 689.000,00, Quitado
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=570

    R$ 503.500,00, entrada de R$ 178.500,00 + saldo de R$ 350.000,00 com a construtora
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=577

    R$ 583.000,00, entrada + saldo com a construtora de R$ 480.000,00
    grupokaza . com . br/ver_imovel.php?imovelID=580

    0
    • Anonymous 4 de março de 2012 at 04:19

      Outras imobiliárias com REPASSES

      GRAND CLUB VILA EMA 123mil estou com vários repasse
      lancamentos . vivastreet . com . br/empreendimentos+sao-jose-dos-campos/grand-club-vila-ema–123mil-estou-com-varios-repasse-/45011625

      OPORTUNIDADE – REPASSE- GRAND CLUB VILA EMA
      www . adoosbrasil . com/postx/c01db7eda7bda1299d2cfa39b6429a27/oportunidade_repasse_grand_club_vila_ema

      Barato – Repasse Grand Club Vila Ema, aceito automóvel …
      sao-jose-dos-campos . nexolocal . com . br/p9456187-barato-repasse-grand-club-vila-ema-r-150-000

      REF: A058 – GRAND CLUB VILA EMA, R$ 540.000,00
      certezaimoveis . com . br/index.php?option=com_adsmanager&page=show_ad&adid=44&catid=7&Itemid=53

      maravilhosa APTO 4 DORM. 2 SUITES GRANCLUB VILA EMA-REPASSE
      sao-jose-dos-campos . nexolocal . com . br/p9776757-maravilhosa-apto-4-dorm-2-suites-granclub-vila-ema-repasse-s-atilde-o-jos-eacute-dos-campos-departamento-lar-procuro-vender-vila-ema

      0
      • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 12:59

        DÊ uma olhada nos classificados do VNEWS. Lá tem dezenas de repasses nesse Gran Club Vila Ema. Eu acho que encalhou….hehe

        0
  • MrK 4 de março de 2012 at 08:01

    retratos da “cidade maravilhosa”

    oglobo.globo.com/rio/para-enfrentar-metro-superlotado-passageiros-viajam-em-sentido-contrario-4173823

    os trens estão tão lotados que as pessoas estão pegando no sentindo contrário para entrar no vagão uma estação antes e tentar um lugar… é o fim do mundo

    realmente faz sentido os bairros valorizarem 120% porque o metrô vai chegar lá…

    é muita incompetência junta…

    0
    • MKR, Nada de extraordinario nesse expediente – aqui em São Paulo quem trabalha na Republica e vai pra Itaquera – linha vermelha do metro – faz a mesma coisa – ao inves de pegarem o metro direto pra itaquera, eles vão ate a Barra Funda (4 estações), pegam o metro lá no ponto inicial (ou final) – e vão até Itaquera sentados, evitando sovacos, encoxadas, calor humano, apalpadelas, esmagamentos, empurrões, vodum e todos os beneficios propiciados por aglomerações em pequenso espaços. Imagine os Gringos indo pro estadio do Itaquerão..pensam que vão encontrar aqueles caras que fazem vocal voice igual em Paris mas quando virem e sentirem nosso calor humano vão querer voltar de itaquera a Pé…vai ser muito engraçado…se não fosse tragico

      0
  • tcr 4 de março de 2012 at 08:21

    w w w 1. folha.uol.com.br/mercado/1056879-bancos-se-preparam-para-aumento-da-inadimplencia.shtml

    Bancos se preparam para aumento da inadimplência

    DE SÃO PAULO

    Os bancos se preparam para uma continuação no aumento dos calotes de consumidores e empresas nos próximos meses, informa reportagem de Érica Fraga publicada na Folha deste domingo.

    A íntegra da reportagem está disponível para assinantes do jornal e do UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

    A recente elevação das reservas destinadas a cobrir prejuízos com inadimplência e dos juros cobrados nos empréstimos indica cautela das instituições financeiras.

    Dados do Banco Central mostram que as provisões para empréstimos de recebimento duvidoso feitas pelo sistema financeiro como um todo cresceram a um ritmo superior à expansão do estoque de crédito em dezembro. A tendência se repetiu em janeiro.

    É a primeira vez que isso ocorre desde 2009, quando os bancos começaram a elevar suas provisões em consequência dos estragos provocados pela crise mundial.

    Os balanços dos bancos referentes a 2011, divulgados nas últimas semanas, mostraram que o temor da inadimplência teve impacto negativo nos lucros.

    As provisões para créditos duvidosos de 23 bancos de grande e médio porte cresceram 42,2% em 2011.
    ______________

    é galera, apertem os cintos!

    0
    • thiago fm 4 de março de 2012 at 09:42

      O problema é que o governo vai usar BB e CEF para botar mais lenha na fogueira

      0
  • MrK 4 de março de 2012 at 08:22

    Conforme previ em novembro o fipzap saiu em +1.3% em fevereiro

    A estratégia das corretoras é sensacional: SUBIU DE PREÇO? VAI PRO ZAP!! BAIXOU DE PREÇO? VAI POR EMAIL AOS CLIENTES

    Deixa eu contar o que eu penso sobre esses valores de 1.3% do fipezap…

    Com a queda vertiginosa das vendas (e os descontos, que obviamente não aparecem no zap) o pessoal ficou encurralado, a estratégia era óbvia e foi isso que disse há meses: “Eles sabem que ninguém mais vai engolir valorização de 3.5% ao mês, entretanto eles precisam passar a imagem de que imóveis rendem mais do que dinheiro no banco (CDB ou fundos DI), então a estratégia é sempre dar o DI + um “chorinho”, como o DI tem estado próximo de 0.8%, 0.9%, eles vão dando 1.1%…1.3%… passando a imagem de que “imóvel ainda é o melhor investimento” sem forçar demais a barra.

    genial…

    0
    • Paulo Rocha 4 de março de 2012 at 09:03

      O que o pessoal precisa fazer é começar a juntar provas que as imobiliárias estão operando com 2 preços, um no ZAP e outro quando o cliente entra em contato. Depois entra no anuncio e faça uma denûncia clicando no “denuncie essa oferta” de que o preço está incorreto.

      Seria interessante o pessoal mirar nos anûncios das 2-3 maiores imobiliárias. Qual será reação do ZAP?

      0
      • MrK 4 de março de 2012 at 09:08

        pois é rapaz

        só uma correção foi 1.5% e não 1.3%, mas da no mesmo

        e sim, as imobiliárias estão operando com 2 preços, os descontos não são oferecidos nos anúncios do zap e não é de hoje

        0
  • MrK 4 de março de 2012 at 08:32

    podem anotar, entrevista do secovi:

    “Senhores, o ano de 2011 foi muito bom para o setor……..

    ……. demanda segue forte e expectativas estão positivas……..

    ……. não houve queda, na verdade 2010 que foi um ano muito bom, e é impossível repetir sempre os anos espetaculares…….a comparação com 2010 é injusta……

    ……. preços seguem firmes e demanda aquecida……

    ……. nada no radar que mencione queda de preços…….

    …….. o setor ainda tem muitas oportunidades de investimento, mas agora é preciso ser mais atento ao escolher a localização e o empreendimento……”

    bla bla bla…

    0
    • Voluntário 4 de março de 2012 at 10:07

      MrK,

      seis números de 1 a 60, você poderia postar? 🙂

      bjs

      0
  • Menino_do_Rio 4 de março de 2012 at 08:34

    Chegou o dia de pagar a festa. Os bancos aprenderam com as crises de outros países e estão se preparando. O alfinete continua guardado até o próximo capítulo: “lula IV episódio”

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1056879-bancos-se-preparam-para-aumento-da-inadimplencia.shtml
    “Dados do Banco Central mostram que as provisões para empréstimos de recebimento duvidoso feitas pelo sistema financeiro como um todo cresceram a um ritmo superior à expansão do estoque de crédito em dezembro. A tendência se repetiu em janeiro.”

    0
  • Voluntário 4 de março de 2012 at 09:10

    4/03/2012 – 07h38
    Alta do aluguel faz comércio transformar-se em delivery
    PATRÍCIA BASILIO
    DE SÃO PAULO

    Do hortifrúti aberto em 2008 pelo empresário Carlos Ribeiro, 30, sobraram apenas fotos. Localizada em um imóvel residencial da família em Guarulhos, a quitanda não deu lucro e foi fechada três meses depois de ser aberta.

    Diogo Shiraiwa/Editoria de Arte/Folhapress

    Entrega rápida
    “Não achava um ponto comercial melhor por menos de R$ 3.500 ao mês, valor inviável para uma empresa em início de atividade”, recorda.

    Sem condição de fazer novo investimento no empreendimento, Ribeiro transformou, em 2009, o antigo hortifrúti em um serviço de delivery de frutas para empresas.

    Alugou um escritório por R$ 1.700 e, para não gastar com armazenamento dos produtos, o proprietário da Snack Frutas faz compras diariamente na Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo).

    Silvia Zamboni – 17.fev.12/Folhapress

    Carlos Ribeiro e Leonardo Stecanella, sócios da Snack Frutas
    “Oferecendo um bom serviço de entrega, não importa onde a empresa esteja fisicamente”, frisa Ribeiro.

    Abandonar o modelo físico para investir apenas em delivery tornou-se alternativa atrativa para pequenas empresas diante do aumento do aluguel de imóveis comerciais nas grandes cidades.

    De 2009 a 2011, o valor do metro quadrado de escritório de alto padrão na cidade de São Paulo foi de R$ 73 para R$ 90 (alta de 23%), mostra estudo da consultoria imobiliária Jones Lang LaSalle. No Rio, pulou de R$ 87 para R$ 124 no mesmo período.

    “O delivery e o comércio virtual são saídas para fugir do alto aluguel, mas não são ideais para todos os tipos de empresa”, pondera Marcelo Aidar, professor da escola de administração da FGV (Fundação Getulio Vargas).

    Artigos de luxo, como bolsas, roupas de grife e joias, geralmente são adquiridos após comparação e prova dos consumidores. Sistema delivery, nesse caso, pode ser até perigoso para o entregador e para o empresário, devido ao alto valor dos produtos, de acordo com Aidar.

    PRECAUÇÃO

    Aderir a um modelo de negócio voltado exclusivamente ao delivery não se resume à contração de um motorista e à aquisição de um veículo.

    O processo deve ser ancorado por planejamento financeiro que cubra um fluxo de caixa menor no caso de contratempos, como atraso na entrega devido ao trânsito e inadimplência de clientes.

    Como a venda está atrelada a um meio de transporte, é preciso considerar a impossibilidade de atender a vários clientes de uma vez, como em lojas físicas, acrescenta Marcel Solimeo, economista-chefe da ACSP (Associação Comercial de São Paulo). “Às vezes, é preciso repassar parte dos custos ao consumidor.”

    Marisa Cauduro/Folhapress

    Rafael Fontes e Jefferson D’Angelo, do Boteco Delivery
    Cobrar taxa de entrega de R$ 5 foi a tática de Jefferson D’Angelo, 25, sócio do serviço de entrega de bebidas Boteco Delivery, para contornar cancelamentos de pedidos em cima de hora e vendas perdidas devido ao trânsito.

    “No Natal, não consegui entregar para a região da avenida Paulista porque estava tudo parado. Perdi dinheiro.”

    O Boteco Delivery -cujo tíquete médio é de R$ 45- foi aberto em 2011 e está localizado no porão da casa dos pais do sócio de D’Angelo, Rafael Fontes, 21, que também são donos dos carros utilizados na entrega.

    Para prevenir-se de calotes e furto de equipamentos, a cabeleireira Matilde Borges, 54, dona de salão que leva seu nome, só atende a consumidores que conhece ou que são indicados por clientes.

    “Uma coisa é alguém vir ao meu salão e não pagar; outra é eu dirigir até a casa da pessoa, gastar gasolina e fazer o serviço para não ganhar nada. O prejuízo é maior”, diz.

    Com baixo movimento no salão de segunda a quinta, Borges decidiu abrir o ponto só às sextas-feiras e aos sábados. Nos demais dias, faz penteados e cortes de cabelo na casa das pessoas. “Até o meio do ano, vou fechar o salão para não pagar aluguel.”

    O segmento de serviços é o mais favorável ao modelo delivery, diz Paulo Feldmann, presidente do Conselho da Pequena Empresa da Fecomercio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo).

    O principal motivo “é o setor limitar-se à pessoa que presta o serviço, não a um produto que deve ser exibido ao cliente.”

    h t t p://classificados.folha.com.br/negocios/1056585-alta-do-aluguel-faz-comercio-transformar-se-em-delivery.shtml

    0
  • MrK 4 de março de 2012 at 09:27

    HAHAAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAH LEIAM ESSA COMÉDIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    economia.estadao.com.br/noticias/economia,nas-ruas-os-cacadores-de-imoveis,104833,0.htm

    OLHEM A CARA DE PAU:

    “A imobiliária Lello, por exemplo, com 17 filiais em São Paulo, deixou de atender cerca de 300 clientes no em janeiro e fevereiro porque não tinha imóveis adequados às necessidades dos clientes”

    “A 2House Imóveis é outra que está à caça de imóveis. O diretor da empresa, Bial Pessoa, conta que coloca nas ruas carros com placas anunciando o interesse de compra e venda de imóveis.”

    0
    • Voluntário 4 de março de 2012 at 10:02

      deve ser porque eles estão procurando algo com preço justo! Aí não vão encontrar mesmo…

      0
    • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 10:04

      Detalhe importante: deixou de atender os 300 clientes por que só tem porcaria ou roubo pra vender, e não tinha nenhum imóvel que atendesse às suas necessidades: preço, tamanho e qualidades aceitáveis.

      Existem várias maneiras diferentes de usar uma informação,o que acabamos de ver foi apenas mais um exemplo de distorção da realidade.

      0
      • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 10:09

        Estou entre os 300… não encontram realmente imoveis bons a preços justos… mas é muito interessante o assédio via email e por telefone oferecendo grandes oportunidades…. sempre a preços bolhudos é claro.

        0
      • MrK 4 de março de 2012 at 10:09

        PESSOAL LEIAM A REPORTAGEM

        diz que ta faltando imovei e por isso surgiu uma especie de corretor-caça-imoveis, que sai vagando pela cidade sem rumo, procurando imoveis a venda, porque deixam a entender que existe uma demanda que nao consegue achar imovel

        é brincadeira isso!!! da pra acreditar nesse jornalismo????

        0
        • Anonymous 4 de março de 2012 at 15:39

          A palavra ADEQUADOS faz toda a diferença para interpretar essa notícia … porque não tinha imóveis adequados … Significa que os preços desses imóveis não estão ADEQUADOS à RENDA dos compradores.

          0
    • Orozimbo 4 de março de 2012 at 10:11

      A minha mulher me mostrou essa “reportagem” ontem à noite, antes de dormir. Fico revoltado com a mídia comprada que publica esse nível de mentiras. Deveriam ser processados por crime contra a economia popular. Me dá vontade de cancelar a assinatura desse jornal.
      E a propósito, a demanda está tão maior que a oferta de imóveis que nenhum dos imóveis postos para locação ou venda no meu prédio, a 50m da Oscar Freire, encontrou seu morador. E já faz 3 meses que estão anunciados! Nunca antes tinha visto isso.

      0
      • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 10:44

        Orozimbo,

        Por acaso você é o mesmo Orozimbo do fórum Correioweb?

        0
        • Orozimbo 4 de março de 2012 at 11:34

          Aquele é outro Orozimbo!

          0
          • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 11:39

            Ahhh, bommm…pensei que você fosse aquele que fazia previsões apocalípticas de uma grande e bondosa mãe negra espalhando papéis dourados aos 4 ventos…hehehe.

            Um abraço!

            0
      • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 11:55

        Não precisa de muito pra ver a mentira… é só passear pelas ruas de sampa e ver que cada poste de luz tem no minimo uma placa de vende-se com telefone…

        acho que o pessoal que está a caça de imóveis, na realidade está a caça de compradores…

        0
    • Júlio Cesar 4 de março de 2012 at 10:12

      Acho que estes imóveis são inadequados em razão dos preços bolhudos. Este carro de som deve ter saido às ruas procurando alguem que tenha juízo e queira vender seu imóvel a um preço justo hehehe.

      0
    • Anonymous 4 de março de 2012 at 11:21

      Significa que não existe *****RENDA***** para o nível de preços atual.

      0
    • Bolha Imobiliária 4 de março de 2012 at 12:06

      Seriam imóveis mais baratos ??

      0
    • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 13:11

      Que balela…

      Esses carros caça-imoveis eu nunca vi, nem ouvi, eu só ouço falar…

      É igual a TEKPIX, a camera mais vendida do país, alguem conhece um ser humano que tenha uma? Eu nao!

      Eu acho que essa imobiliaria deveria focar suas energias em tentar salvar o maximo possivel de suas 17 filiais que, com certeza, vão falir em 2012. Seria algo mais produtivo do que ficar gasntando com noticias mentirosas em jornaleco.

      0
  • Carlos 4 de março de 2012 at 09:41

    O 8° Ranking ITC já classificou as 100 Maiores da Construção em 2011 e fará uma justa homenagem as vencedoras em uma grande festa que será realizada no dia 14 de março de 2012 em São Paulo. Em breve retornaremos com mais informações. Enquanto isso, veja abaixo quem são as maiores construtoras brasileiras de acordo com o ranking:

    http:// w w w.portalvgv.com.br/site/ranking-das-maiores-construtoras-brasileiras-8-edicao/

    adivinhem quem são as maiores construtoras?

    QUANTO MAIOR, MAIOR O TOMBO…..

    PLOCCCC

    0
    • Carlos 4 de março de 2012 at 09:45

      Será que vai ser mesmo uma festa ou um velório…rs

      amanhã é dia 5……rs

      0
    • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 10:06

      Lendo esses anuncios (pois não me parecem noticias)… fico a me perguntar – se uma mentira dita milhares de vezes acaba virando verdade ou se basta anunciar em algumas midias ?

      Quanto será que custa a 1a. pagina de um jornal de grande circulação? Alguem topa comprar a 1a pagina para fazer contra informação? Será que se conseguirmos seria publicado?

      É duro ver o que fazem… o pior é que culturalmente o bananaense não pesquisa e filtra informações…

      Miguel Jaco, estou realmente torcendo paraque o dia 05/03 faça justiça…..

      0
      • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 10:20

        Cara, estamos no ponto que não se tem mais o que inventar, podem criar bilhões de mentiras, mas estas mentiras não serão capazes de criarem dinheiro no bolso dos trabalhadores nem de enganar especuladores ou investidores profissionais.

        Claro que podem existir nichos, mas são cada vez mais raros, e quando para um investidor se começa a trabalhar muito para ter retorno, ele parte para outro mais fácil e rentável.

        Chegamos no topo, os preços não aumentam mais, pelo que tenho visto (apenas aluguéis, que são sintomas de estagnação de vendas), claro que há casos pontuais, o crédito esgotou, a inadimplência é recorde, o desemprego inverteu a tendência e começou a aumentar, agora é queda, meu amigo.

        0
        • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 13:16

          Simplificando tudo, podemos dizer apenas que:

          – Não adianta o governo baixar juros e despejar credito. O povo esgotou sua capacidade de contrair dividas. Não ha mais margem consignavel em seus holerites e o sorteio de quais contas serão pagas no mês em detrimento de outras já está ocorrendo.

          Diante disso, uma bola de neve desce montanha abaixo. Quanto Menos consumo, menor a atividade industrial, com isso haverá dispensa de trabalhadores e a inadimplecia será realimentada.

          O jeito é a Dona Dilma distribuir dinheiro… Não vejo outra saida.

          0
  • thiago fm 4 de março de 2012 at 10:23

    Mesmo sabendo que o índice é maquiado, tenho que admitir que essa correção do Fipezap de 1,5% após uma sequência de pequenas baixas, foi realmente brochante. Dá à grande massa uma espécie de alívio e um baita fôlego para manter os preços no mínimo onde estão. Mais do que isso, essa merda de índice quebrou o viés de baixa, deixando em dúvida os leigos que estavam começando a acreditar numa queda iminente. Alguns impacientes que estavam no limbo, vão concluir que realmente os preços não vão cair e que esperar pode ser pior. Talvez tenhamos um novo repique de vendas, sem ter havido queda nos preços.

    Não importa se o cenário é ilusório. Até que se prove o contrário, esse é a realidade para a grande maioria. Como disse, temos que levar em consideração como o vendedor agiria nesse momento e com certeza ele se perguntará: Por que baixar o meu se os outros continuam subindo? Só corta os preços nesse cenário, aqueles que tem pressa de vender e ainda de forma mascarada pelo desconto.

    Infelizmente, essa é a falácia oficial. Afinal, essa correção representa praticamente 3 vezes a inflação e, não um pouco a mais como disse o Mrk, mas quase 80% a mais que o CDI, considerando que a SELIC cai nessa semana, talvez a um dígito anual.

    É Jacó…em 05/03 não teremos estouro, pelo contrário, um arzinho a mais!

    0
    • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 10:41

      thiago, não podemos comparar o mercado imobiliário com a Bovespa ou renda fixa em curto prazo.

      O investidor imobiliário SEMPRE pensa em rendimentos em longo prazo, nunca menos de 1 ano, e não é porque algum índice (maquiado) inverteu (maquiadamente, pois com certeza segue a baixa) a tendência de baixa em um mês que ele acreditará que a valorização voltará a níveis interessantes.

      De dezembro a janeiro nada melhorou, pelo contrário, só piorou neste mercado (Bovespa como concorrente está cada vez mais atraente, ninguém comprando nada nas férias muito menos no carnaval, endividamento recorde das famílias, inflação comendo o poder aquisitivo, desemprego começa a aumentar, exportações prejudicadas pela queda do dólar e mercado automobilístico absolutamente estagnado).

      A única preocupação que tenho agora é comprar na baixa absoluta, ter o timming correto.
      Já estou fazendo estudos e cálculos para determinar quando será este momento, quando terminar eu divulgo a data.

      0
      • thiago fm 4 de março de 2012 at 11:05

        A gente aqui no Blog sabe o que está por trás da metodologia do cálculo e que o índice não deveria ser levado muito à sério. O problema é que a massa não sabe e é a massa não lê o blog, que determina o preço de mercado.

        0
        • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 11:12

          Mas a massa também não se importa muito com os índices, pra ela, o que importa é crédito disponível e preço “aguentável”. Estes índices estão cada vez mais irrelevantes, hoje não são mais nem para inglês ver.
          Quanto ao crédito e ao preço, chegamos no limite dos dois, o que subindo sim é a inadimplência.

          Não sei mais o que o Governo poderá inventar para adiar o estouro da Bolha, sinceramente.

          0
          • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 11:16

            “Adiar ou estouro” não, frear o murchamento, pois creio que ela já tenha estourado alguns meses atrás.

            0
          • thiago fm 4 de março de 2012 at 12:10

            Quem vai comprar no Brasil realmente só se preocupa com o “aguentável” e nesse ponto, não resta dúvida de que o mercado está estacionando pra novos compradores. Mas quem vende quer ganhar o máximo possível e com certeza leva em consideração o preço dos imóveis, seja orientado por indíces desregulados, por corretores oportunos ou pelo simples movimento de contágio (quando balizamos o preço pelo aumento dos demais).

            Se os imóveis estivessem num patamar em que os próprios vendedores considerassem justo, em razão da inflação por exemplo, os preços não teriam se descolado tanto da realidade. Como disse anteriormente, o brasileiro realmente não sabe avaliar um bem que não possui e deseja adquirir, mas quem sabe a dificuldade de quitar um imóvel nesse país, dá muito mais valor na hora de vender. O brasileiro é definitivamente mais esperto na hora de vender do que na hora de comprar.

            Desde que o homem inventou a propriedade privada, queremos comprar pelo menor valor possível e vender pelo maior valor que pudermos. Se fazemos isso ao vender uma tv, quanto mais um imóvel que representa a economia de uma vida maioria da população. Então acredite – quem vende acompanha o índice.

            0
            • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 12:28

              Mas pra alguém vender…alguém tem que comprar. Não adianta aumentar o preço baseado em índices se a procura desaparece.

              É neste ponto que afirmo: como os índices se descolaram da realidade, eles não influenciam mais, tanto que os preços estagnaram nos anúncios, e se conseguem hoje descontos de 20-25%.

              O pessoal da venda se deu conta de que estava enganando a si mesmo, criando um círculo vicioso de aumento, mas sem resultados (venda). O aumento deste índice de janeiro é um sinal de desespero, é só olhar o crescimento fantástico do número de placas “vende-se” nas ruas.

              Nas placas sim, eu acredito…

              0
              • thiago fm 4 de março de 2012 at 13:12

                Jacó,

                “Mas pra alguém vender…alguém tem que comprar. Não adianta aumentar o preço baseado em índices se a procura desaparece”

                Em um mercado normal é isso que se espera, mas o mercado está longe de estar saudável. Imóveis não são comodities. Infelizmente cada um dá o preço que quer. Também não entendo como um setor com queda de vendas de 20-25% e logo, procura, tem valorização de 30%.

                Vai vender? Talvez sim, talvez não! Se quem compra acreditar que os preços continuarão subindo, julgará que fez um bom negócio que lhe renderá mais amanhã, ainda que saiba que pagou caro hoje. Sem contar que quem não vende pode alugar, ainda que perca em relação às aplicações tradicionais, que estão com viés de queda com a recente queda da Selic. A questão está em saber o ponto de resistência do mercado. Quanto tempo o setor e os aventureiros conseguem aguentar segurando a corda?

                Isso realimenta o ciclo da bolha, que logicamente não infla infinitamente. Esta depende do crédito disponível e capacidade de endividamento para estourar. Mas e a inadimplência? É um jogo perigoso jogar crédito num mercado com inadimplência em alta, mas não é isso que estamos vendo no momento? Recorde de inadimlência x recorde de crédito!?

                Não duvide da capacidade do governo de “inventar” medidas para inflar a bolha e sustentar o crescimento pelo consumo. Como?

                baixando juros
                dando subsídios (comprador e construtoras)
                Aumentando limite do uso do FGTS
                Flexibilizando concessão de financiamento pelos bancos públicos que tem quase 80% do mercado
                Repassando terrenos públicos
                Salvando a quebradeira de empresas do setor
                Maquiando dados oficiais de renda, inflação, preço, inadimplência, crédito
                ETC

                Quer ver até onde um governo pode esticar a corda. Dá uma olhada na Grécia, Espanha….

                0
    • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 13:22

      Thiago

      Conforme a pergunta proposta por voce, la em cima: “Por que baixar o meu se os outros continuam subindo? ”

      Resposta: Por ser inteligente e sair agora desse mercado, realizar lucros mais modestos ao inves de prejuizo generalizado.

      Simples assim.

      0
      • thiago fm 4 de março de 2012 at 14:24

        Carlos,

        Eu te respondo que infelizmente não é tão simples assim. Quem tem ciência de que o aumento é artificial e que, desta forma, existe o risco do prejuízo futuro, baixa o preço e sai do mercado perdendo menos possível.

        Concordo,

        Disse que para avaliar os rumos do mercado corretamente temos que deduzir o que a maioria pensa e não eu ou você. Para a maioria, e logo, para a maior parte do mercado, por mais que já exista uma certa consciência de que os imóveis estão realmente caros, também existe a convicção de que preço de imóveis não cai.

        Uma coisa é o que eu -Thiago- faria, de posse do conhecimento que possuo e que o Blog defende. Infelizmente a informação que chega de forma passiva a maioria pela TV, jornais e revistas e Internet com alcance de milhões de pessoas, não é a mesma que chega à 2000 pessoas que visitam o Blog. Existe uma diferença grande em ser convencido ou somente ratificar uma opinião pré-existente. Afinal, temos que admitir que a maioria (me incluo) chegou até aqui porque já tinha uma opinião a favor da bolha, pesquisou a respeito e consolidou essa opinião, com a excessão de alguns poucos Trolls que geralmente execramos.

        Logo se fulano( trolls inclusos) crê que imóvel não desvaloriza por N motivos, ilógicos ou não, e, percebe que seus vizinhos estão subindo os preços, acredite Carlos – esse cara vai subir também, como vem fazendo há algum tempo, contribuindo diretamente para a bolha e indiretamente dando razão de ser para esse blog, pros seus comentários e pros meus.

        Casei em 2008, não comprei porque ainda não podia. Com certa condição em 2009 não comprei porque acreditava que o aumento havia chegado ao ápice e ao limite “justificável”. Resolvi esperar …DOCE ILUSÃO! Por causa de pessoas que não pensam “simples assim” os preços continuaram subindo e até agora me pergunto junto com outros desse blog:

        SERÁ QUE INTELIGENTE SOU EU OU SERÃO ELES?

        PS

        SOU MINORIA.

        0
        • Guerreiro da Luz 4 de março de 2012 at 14:54

          Por isso que acho mais aconselhável diversificar o investimento. Manter tudo em CDB, Título, etc é muito complicado pois, em razão de pensamentos como esse, os imóveis deram de lavada. Ademais, a política de DILMA e C&A já está bem clara: segurar a bolha ao máximo. Acho, sim, que essa situação pode durar por vários anos: isso é muito desestimulante pra quem quer comprar imóvel não como investimento, mas como simples moradia. Por outro lado, também inquieta o investidor, que não tem um norte de como deva, agora, se comportar: se ficar o bicho pega, se correr o bicho come. Acho que quem tiver muitos imóveis vai, sim, queimar uma parte, realizar o lucro possível e defender o capital. Quem tiver o patrimônio diversificado: parte líquido e parte em imóveis, vai permanecer onde está. Quem não tiver imóvel tende, sim, a se influenciar com notícias e querer comprar, já que o R$ no banco não vale mais nada.

          0
        • Mas Tiago, esse é o lance, fazer vc realmente acreditar que os valores são esses e não vão cair. Por traz desse esquema tem gente muito forte, com muito folego – Midia, construtora, e investidores e bancos. Todos regendo a orquestra pra pegar todos os compradores – com ou sem dinheiro. O problema é que a orquestra esta desafinando pois ja sabemos que quase tudo de 2009 pra cá foi praticamente vendido somente para “INVESTIDORES”. Logico que os investidores não vão querer sair no prejuizo caso não repassem seus investimentos bolhisticos e manterão artificialmente uma valorização desses imoveis, o grande problema é que desde 2010 somente eles vem fazendo negocios imobiliarios – comprando e repassando (se é que repassaram alguma coisa) mas agora (ja a 5 meses) as vendas travaram e eles tentatrão ainda manter os valores la em cima o quanto der. Podem ter ajuda da midia, dos Bancos, das construtoras mas chega uma hora que o consumidor não absorve mais – seja pelo preço ou pela propria demanda – e isso que esta acontendo – não pense vc. que os seus conhecimentos sobre o preços dos imoveis é algo que só vc. ou os frequentadores deste site percebem, todos ja perceberam isso o mercado ja deu sua resposta, so a midia, bancos, construtoras e invetibolhas, acham que todo mundo é trouxa. Se prepare, agora em 2012 com a entrega de varios aps (conforme ja foi debatido aqui) as coisas ficarão mais dificéis ainda e quando os primeiros investidores abrirem o bico e baixarem os preços vai ser igual a carreira de dominós – uma derrocada geral. Paciencia amigo, não duvide de sua sanidade mental, o jogo é esse mesmo – fazer vc acreditar em duendes, eles existem…vc. acredita?

          0
          • RMJ 4 de março de 2012 at 21:02

            Sol de SP,

            Concordo com vc. Aqui no DF há um número muito grande de imóveis colocados a venda. Os proprietário mais bem informados já estão colocando os imóveis à venda para aproveitaram a alta do preços. Já se fala muito de bolha imobiliária aqui. Até o porteiro do meu prédio falou sobre o aburdo valor atual dos imóveis. Agora é questão de tempo. Neste momente já é possível afirmar que a bolha furou e está murchando lentamente.

            0
  • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 10:47

    Pois bem, algo de podre no reino da banania: vejam a reportagem sobre desemprego…

    http://economia.estadao.com.br/noticias/economia+geral,analistas-rebatem-tese-de-pleno-emprego,104837,0.htm

    isso dá um pouco de alento a nossas esperanças

    0
    • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 12:33

      É por isso que o Governo quer criar a Nova Lei que dará carteira assinada a empregado eventual e por hora.
      Eles querem maquiar o aumento no desemprego que está em vigor, “criando 2 milhões de empregos”, para usar isso nas eleições de outubro.
      Este país só pode ser um país virtual, até a geração de empregos agora é virtual…

      Fontes:
      http:// economia.estadao.com.br/noticias/economia,nova-lei-trabalhista-garante-carteira-assinada-a-empregado-eventual-e-por-hora-,104828,0.htm
      http:// economia.estadao.com.br/noticias/ economia,mudancas-podem-criar-2-milhoes-de-empregos-preve-empresario,104829,0.htm

      0
      • Frank 4 de março de 2012 at 20:01

        não sei se vcs se lembram, mas no início em 2003~2004, o Gov Lula mudou a metodologia de cálculo dos níveis de emprego – desemprego.

        essa mudança fez parecer q a redução do desemprego, q de fato ocorreu a partir de 2004, tenha sido uma mudança descomunal em relação aos anos FHC.

        é sabido q governos efeitam o pavão, omitem más notícios e reverberam as boas.

        mas o Gov Lula – PT definitivamente estabeleceu um novo patamar de mentirar políticas q – infelizmente – vem dando o tom do comportamento dos demais atores políticos.

        os demais políticos simplesmente não têm saída: ou aderem ao modelo de guerra de informação do PT ou sucumbem.

        0
        • Atribulado 5 de março de 2012 at 11:32

          É verdade, mudou em 2002, mas mudou pouco os valores, segundo esse link:

          advivo.com.br/blog/luisnassif/a-metodologia-do-desemprego

          E outra: o desemprego já foi menor, 3%, quando dizem que os 6% atuais são o menor da historia, é pegando a série nova, de 2002. Mas (ainda segundo a fonte aí de cima), as séries são intercambiáveis.

          0
  • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 12:11

    DCI – 02/03/12 – 12:34 > ECONOMIA

    Atividade no comércio registra segunda queda consecutiva

    Agência Brasil

    SÃO PAULO – O movimento de consumidores nas lojas de todo o país caiu 0,3% em fevereiro ante janeiro, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (2) pela empresa de consultoria Serasa Experian. É a segunda queda consecutiva do indicador, que no primeiro mês do ano já havia apresentado uma redução de 2% em relação a dezembro.

    Porém, se comparado a fevereiro de 2011, o índice registrou alta de 5,1%. No acumulado do primeiro bimestre, houve elevação de 5,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

    Dos seis segmentos do varejo pesquisados em janeiro, quatro apresentaram redução. A maior queda ocorreu nas vendas de combustíveis e lubrificantes (4,1%). Em seguida, aparece o segmento de veículos, motos e peças, com variação de -1,6%. A comercialização de móveis, eletroeletrônicos e equipamentos de informática caiu 0,9%, e as vendas de materiais para construção apresentaram retração de 0,6%.

    Já os segmentos de tecidos, vestuários, calçados e assessórios, e supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas, apresentaram alta de 1,6 e 1,7%, respectivamente.

    0
  • thiago fm 4 de março de 2012 at 12:29

    Sabe o que me vem chamando a atenção. O número de empregos absolutos gerados no último ano caiu consideravelmente em relação ao ano anterior e ainda assim atingiu-se a mínima histórica de desemprego. Os especialistas sempre disseram que, apenas para suprir a demanda natural da sociedade, a economia tem que crescer entre 4 e 5%aa. Não crescemos nem 3%.

    Pra um bom entendedor, é óbvio que essa contradição representa mudança de metodologia de cálculo. O mesmo vem acontecendo com o índice de inflação, tirando o peso do que mais pesa no orçamento das famílias.

    Agora quem souber responder ganha um doce:

    QUAL AS DUAS COISAS QUE MAIS ASSUSTAM A POPULAÇÃO BRASILEIRA?

    UMA DICA:

    QUANDO EM BAIXA, SUSTENTAM A POPULARIDADE DO GOVERNO E A CONFIANÇA DO CONSUMIDOR?

    0
    • thiago fm 4 de março de 2012 at 12:30

      A tempo ” QUAIS”

      0
    • Miguel Jacó 4 de março de 2012 at 12:39

      Pois é, Thiago, agora querem maquiar até o desemprego. Estou realmente ficando preocupado, era o que faltava para se constatar que o país definitivamente está sendo absorvido pela crise européia.

      E temos a desvantagem que não podemos cortar custos, devido às obras da Copa. Seremos a nova Grécia logo após a Copa, tenho que dar um jeito de fugir daqui enquanto é tempo, pois sobrará para eu, a classe média, pagar por tudo isto. E a conta será altíssima, vide Grécia.

      0
      • Frank 4 de março de 2012 at 20:04

        opa, fiz um comentário aí em cima sobre tema antes de ler essa discussão de vcs aqui.

        vou repetir, talvez agregue:

        >>>>>>>>>>>>>>>>>.
        não sei se vcs se lembram, mas no início em 2003~2004, o Gov Lula mudou a metodologia de cálculo dos níveis de emprego – desemprego.

        essa mudança fez parecer q a redução do desemprego, q de fato ocorreu a partir de 2004, tenha sido uma mudança descomunal em relação aos anos FHC.

        é sabido q governos efeitam o pavão, omitem más notícios e reverberam as boas.

        mas o Gov Lula – PT definitivamente estabeleceu um novo patamar de mentiras políticas q – infelizmente – vem dando o tom do comportamento dos demais atores políticos.

        os demais políticos simplesmente não têm saída: ou aderem ao modelo de guerra de informação do PT ou sucumbem.

        0
  • veigalex 4 de março de 2012 at 13:01

    Site ZAP/ Imoveis esta fora do ar..

    Aqui em Sampa.. as 13:00

    Será um preludio?..

    Fiquei com medo agora…

    0
    • veigalex 4 de março de 2012 at 13:10

      ufá….. foi só para dar uma atualizadinha nas datas dos anúncios antigos…

      agora ja esta tudo normal… Preço bolhudo.. e datas novinhas…

      De volta ao trouxas…

      0
    • Voluntário 4 de março de 2012 at 15:07

      fora do ar
      fora do ar

      0
  • suelen 4 de março de 2012 at 13:42

    Zap fora do ar neste momento.

    0
  • veigalex 4 de março de 2012 at 13:46

    Esses sites de venda de imovel em São Paulo, devem pensar que somos imbecis. Não é possível.

    Você oderna por ordem de anuncio e aparece um apartamento do ano passado, como se tivesse sido anunciado ontem (ZAP).

    Inicilamente pensei que o Imovel WEB seria mais sério, algo realmente voltado para quem tivesse procurando algo, com uma visão para este mercado aquecido e sem essas palhaçadas de manipulação de anuncio.
    Engano meu… uma tatica um pouco diferente.. os tres primeiros são anuncios novos.. e o resto.. tudo anuncio bolhudo.
    Mercado livre… não tem estrutura para vender imovéis.. pois os anuncios são péssimos.

    Será que não existirá um site sério que cadastre o imóvel, por endereço, e que seja atualizado pelo proprietario.

    Sabemos da figura do corretor, mas que se dane. Ele que passe a atualizar o anuncio do seu cliente.. com informações concretas.

    Ai esta uma grande oportunidade de surgir um site sobre imoveis sério. Pena que não tenho tempo para isso. Pois iria ganhar dinheiro.. e quem sabe poder comprar minha casa.. kkkkk

    Outra enorme palhaçada são os Bairros.. Tem corretor que pega um imovél que fica lá na pita queo pareoo e poem um bairro com uma infra menor.

    É hilario.. Na zona leste.. só existe 4 bairros.. Mooca.. Carrão.. Vila Matilde e Penha.. o resto não existe mais.

    Depois do shopping Aricanduva. é vila matilde ou carrão.. Lá em Itaquera é Penha…

    Parque ecologico do Tiete é Penha.. Esses corretores deviam conhecer o google maps.. ou street view.. Quem procura imoveis.. conhece as fachadas dos prédios.. É fácil identificar um prédio.. se vc esta a muito tempo procurando.. rss Vc vira especialista… pela grade da Sacada.. vc ja sabe…..Hiii esse ai é aquele pombalzinho.. perto da favela….. Essa portaria é aquela onde o prédio esta um bagaço..

    Nossa.. 200.000 naquele prédio que inunda a frente.. kkk chega a ser uma terapia as vezes..

    Mas enfim.. devíamos ter um site serio.

    Tipo..
    w w w . semcorretorres .com
    w w w. tolascado .com
    w w w. ferrados .com
    w w w .melasquei .com
    w w w . enganados .com
    o melhor.. w w w . desespero .com .br

    Segue o enterro….

    0
    • Paulo Rocha 4 de março de 2012 at 14:25

      Eu tenho uns domínios bons para construir concorrentes ao zap e outros sites. O problema é conseguir tempo para montar os sites:

      Exemplos de dominios que eu tenho entre outros:

      www. alugue.com
      www. imovel.net
      www. imovelonline.com
      www. imoveisonline.com

      E tambem tenho um outro excelente para falar dos politicos brasileiros! 😛
      www. corrupto.eu

      Se alguem quizer fazer uma parceria podemos discutir.

      0
  • Cirilo 4 de março de 2012 at 13:47

    É pessoal, a situação está ficando feia.

    Muita gente apostando na Selic em 9.75% já nessa semana.Considerando o novo índice de inflação em 6.0%, que na prática corresponde a muito mais, temos um ganho real de apenas 3.75%.

    Assim fica muito difícil poupar!

    Outra questão que gostaria de abordar é sobre os aluguéis, vejo muita gente falando aqui está pagando 0.2% ou 0.3% do valor do imóvel, que isso seria uma pechincha, e que para o proprietário não seria vantajoso

    O problema é que muito esquecem que o proprietário pagou muito menos pelo imóvel então na verdade ele está recebendo proporcionalmente muito mais.Explico, tenho um comprou um imóvel por R$500.000 em 2008 no Rio, hoje o mesmo imóvel está avaliado, inclusive apartamentos semelhantes no prédio já foram recentemente vendidos, entorno de R$1.200.000.

    O aluguel desse imóvel está rendendo apenas R$5.500 por mês, o que representa 0.45% a.m considerando o valor atual.Entretanto o cálculo correto leva em conta o valor inicial investido, ou seja, na prática ele pagou somente R$500.000 pelo imóvel, então perante a essa valor ele está recebendo incríveis 1.1% a.m.

    0
    • Cirilo 4 de março de 2012 at 14:10

      *

      O problema é que muitos esquecem que o proprietário pagou muito menos pelo imóvel então na verdade ele está recebendo proporcionalmente muito mais.Explico, tenho um amigo que comprou um imóvel por R$500.000 em 2008 no Rio, hoje o mesmo imóvel está avaliado, inclusive apartamentos semelhantes no prédio já foram recentemente vendidos, entorno de R$1.200.000.

      0
      • Leo 4 de março de 2012 at 15:28

        Uma pergunta, voce compraria um ap por AGORA como investimento de modo a te gerar uma receita com base no aluguel ?

        0
        • MrK 4 de março de 2012 at 15:38

          Leo, voce está absolutamente correto

          a premissa do Cirilo é irreal, só vai ser valida se a pessoa comprou antes de um boom de valorização, nesse caso seja pra aluguel ou revenda não importa, qualquer coisa é lucro

          quando falamos de decisões é sempre o hoje que conta, lucro passado ou prejuizo passado já era

          0
          • Fernando II 5 de março de 2012 at 22:36

            O conceito eh de custo de oportunidade. Se comprou por 500 mil ou 1 milhao, nao faz diferenca. O que importa eh quanto vale hoje. Se o imovel vale 1,2 milhao hoje, entao eh sobre esse valor que calculamos o retorno do aluguel.
            Se o aluguel hoje esta em 5,5 mil, o rendimento eh de 0,46% o que parece ser muito bom pela media do mercado atual que esta com os precos esticados. No entanto, 0,46% eh menos do que 0,5%+TR da poupanca e so investe conscientemente quem acredita que os precos irao subir para compensar essa diferenca de rentabilidade e liquidez. Quanto menor a liquidez, maior o risco e maior o retorno esperado para compensar esse maior risco.
            Se os nossos investidores imobiliarios soubessem fazer conta, esse mercado do Rio ja deveria ter corrigido a muito tempo… eu sou carioca e voltei de Bsb em maio de 2010 e pelo que tenho lido, o mercado por la ja comecou a corrigir. Por aqui ainda esta surreal… queria mudar de aluguel, mas nao tenho visto muita oferta nao…

            0
            • Fernando II 5 de março de 2012 at 22:41

              Em tempo, pra conta fechar, uma outra maneria de pensar seria levar em consideracao que a regra da rentabilidade da poupanca mude de forma a tornar um retorno de 0,46%am atraente.
              Na minha opiniao, mesmo que o governo mude o calculo da poupanca, ainda assim parece ser mais interessante vender o imovel e aplicar em NTN-B e apostar na alta da Selic la na frente para conter a inflacao, principalmente de servicos que tem ficado em mais de 1%am nos ultimos meses e fechou 2011 em mais de 9%.

              0
      • Anonymous 4 de março de 2012 at 15:47

        É sempre a mesma conversa – confunde dinheiro DE VERDADE (aquele que está disponível no banco) com dinheiro DE MENTIRINHA (aquele que está na AVALIAÇÃO de um bem que talvez nunca seja transformado em dinheiro DE VERDADE). Qualquer criança sabe fazer a distinção entre as coisas DE VERDADE com as coisas DE MENTIRINHA.

        O animador de piscina, PATRIMÔNIO não é DINHEIRO, nunca foi e nunca será.

        0
        • Cleyton 4 de março de 2012 at 16:50

          É justamente por não saber o que é liquidez que mané sem instrução financeira acha que imóvel é investimento.

          0
      • Vivendo de Aluguel 4 de março de 2012 at 20:56

        irilo, você esqueceu de considerar alguns pontos na análise de quem comprou um imóvel em 2008 e utiliza o valor nominal de 2008 para cálculo da rentabilidade do aluguel.

        1 – O valor investido na compra, deve ser corrigido pela rentabilidade livre de risco que, de 2008 até hoje, podemos considerar 10%aa (aproximado). Esta correçào deve ser aplicada ao saldo paga à construtora pois, se não fosse investido no imóvel, poderia ter sido investido num fundo DI e renderia mensalmente

        2 – O saldo devedor do imóvel, ou seja, as parcelas que ainda nào foram pagas à construtora, incluindo o valor que, no momento das chaves deverá ser financiado com o banco (digo pois 80% dos compradores financia), devem ser corrigidos pelo INCC que, de 2008 até hoje nào foi baixo. Se não estou enganado, foi de 30% de 2008 até hoje.

        3 – Na entrega, existe o custo de documentação, piso, armários e outros para que o apartamento seja “alugável”, que também deve ser considerado no seu “business plan”

        4 – Prédios novos têm vários apartamentos à disposiçào para alugar, ou seja, o tempo para conseguir um inquilino é maior do que a média e, devido a alta oferta de apartamentos (digo que mais 60kR$ aqui é conservador)

        Portanto, o sujeito tem uma dívida que foi corrigida pelo INCC e hoje é 30% maior do que em 2008, deixou de ganhar a remuneração de um fundo DI dos 30% pagos à construtora até as chaves, pagou mais 20% dos 300kR$ (60kR$) de documentação e benfeitorias para conseguir alugar o imóvel e ainda ficará mais uns 04 a 06 meses para conseguir alugar o imóvel (sem contar o prazo para execução das benfeitorias).

        Com todos estes pontos, precisamos corrigir o custo dos imóveis conforme abaixo:
        1 – 46% de 30% até as chaves; +14%
        2 – 30% INCC sobre saldo 70% = +21%
        3 – 20% benfeitorias e aluguel = +20%
        4 – 06 meses para obras e prazo para achar inquilino: 6 meses a 0,8%aa= 4.8%

        resultado, o custo precisa ser corrigido em 59,8% (isso se a obra não atrasar)

        Portanto, o custo real do imóvel de 300kR$ em 2008 é de 480kR$ e o aluguel que o seu amigo calcula ser de 1.1% na verdade é de 0,65%.

        Diria que perde um pouco para uma aplicação financeira e ainda é bom negócio considerando o cenário de que imóveis ainda sobem de preço.

        Agora, o que acontecerá se os juros voltarem a subir, o que é provável em 2013?

        1 – O valor dos imóveis deverá cair rápido, pois no Brasil só se vende imóvel parcelado, ainda mais nos valores atuais
        2 – A rentabilidade do aluguel do seu amigo ficará bem menos interessante, pois ele poderia ganhar mais investindo em um fundo de investimento

        Assim, este investimento só vale a pena (para não dizer que empata com qualquer outro investimento) se os juros continuarem baixos e os imóveis mantiverem os valores atuais

        Para mim, parece muito arriscado e, novamente, investir em imóveis continua sendo para quem nào sabe investir.

        0
        • Leo 4 de março de 2012 at 21:57

          Muito bom. Parabens pelo post!

          0
          • Vivendo de Aluguel 5 de março de 2012 at 07:42

            Obrigado Leo.

            A comparação que estão fazendo do valor do aluguel atual sobre o valor de aquisição do imóvel em 2008 está errada.

            Seria o mesmo que dizer que em 01 de Janeiro de 2008 a pessoa investiu 100kR$ em um fundo atrelado ao CDI e hoje, considerando a rentabilidade do período, teria cerca de 150kR$ que, investidos no mesmo fundo CDI, renderiam algo em torno de 0,85% ao mês,
            ou seja, 0,85%*150kR$= 1.275 R$/mês

            Portanto, sem descontar impostos (como é feito pelos mágicos do cálculo do aluguel) podemos dizer que, o Fundo DI rende quase 1,3% am (1,275%), pois basta dividir os 1.275R$/mês pelos R$ 100.000 investidos em 2008 (e não pelo valor atualizado que é de 150kR$).

            CLARO QUE ESTÁ TOTALMENTE ERRADO, mas é assim que alguns do fórum fazem o cálculo. Inflação e correção monetária não existe para estes investidores e, por isso, continuam achando que fizeram um excelente negócio e continuarão repetindo o erro, até que a lei de seleção natural corrija isso, eliminando este investidor do mercado.
            Famoso Sardinha comido por Tubarão!

            Abraços

            0
    • Leo 4 de março de 2012 at 14:59

      To poupando feito louco, junto com meu dinheiro aplicado onde o rendimento esta bem superior ao valor do aluguel que pago… isso sem falar que o AP que moro “vale”, pelo menos acham isso, mais que o total que tenho investido.

      Esse papo que o Brasil nao é o lugar p/ poupar é balela… só no mes passado um dos invest que tenho rendeu 1,30%.

      Vou continuar poupando.. a unica coisa que penso em fazer é aumentar minha exposicao nos investimentos relacionados a inflacao.

      Comprar AP agora ? Só p/ idiota…

      0
    • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 15:56

      Cirilo

      Isso vale para imoveis usados e antigos, adquiridos em tempos pré bolha.

      A discussão do blog baseia-se na longevidade do mercado imobiliario enquanto investimento, o que percebemos claramente não ser mais vantajoso por todos os motivos aqui discutidos.

      Eu acho que voce ainda nao entendeu o proposito deste espaço.

      0
  • veigalex 4 de março de 2012 at 15:29

    Bolha… fiz um videozinho de divulgação do site.. rsss

    o que vc´s acham?

    w w w.youtube.com/watch?v=KFpPtQLLjR0

    0
    • Anonymous 4 de março de 2012 at 15:41

      Muito bom – parabéns.

      0
      • Marcelo 4 de março de 2012 at 17:49

        Anonymous,
        tenho uma duvida com relacao as casas americanas: diz respeito ao uso muita madeira para construi-las. Isso se deve ao fato da madeira ser isolante termico ou por questao de custo mesmo? Pois se for pelo custo, pelo menos as casas populares aqui no Brasil, em tese (apesar de nenhuma tese explicar o Brasil), poderiam ser construidas nestes moldes. Obs: sei que a mafia do cimento nao deixaria barato, caso essa hipotese fosse colocada em pratica.

        0
        • Cleyton 4 de março de 2012 at 19:56

          Marcelo, apesar de ter sido direcionado ao Anonymous, se você tivesse 70cm de neve do lado de fora da parede saberia porque usam madeira, a mão de obra acaba sendo muito mais cara que a nossa.

          Isso me lembra uma bananense vislumbrada que reclamou que aqui todos os vidros da janela são simples e os estadunidenses usam sempre duplo, precisou um engenheiro pra explicar que a questão era o clima.

          Da mesma forma a Siemens nos vendeu por décadas uns gabinetes arredondados (para multiplexers de linhas telefônicas que ficavam em postes) com custo muito alto, quando alguém questionou o “arredondamento” dos gabinetes souberam que era para facilitar o escorregamento da neve, não foi por isso que os gabinetes foram substituídos, mas porque a popularização do adsl inviabilizou o negócio.

          0
        • Anonymous 4 de março de 2012 at 22:09

          … tenho uma duvida com relacao as casas americanas: diz respeito ao uso muita madeira para construi-las. Isso se deve ao fato da madeira ser isolante termico ou por questao de custo mesmo?

          É uma questão CULTURAL. Não está relacionado com custo ou isolamento térmico. As paredes são ocas e dentro delas é colocada uma manta de lã de vidro para proporcionar o isolamento térmico. As paredes externas recebem um manta para impedir a passagem de humidade. As casas são muito confortáveis pois é possível manter a temperatura dentro da casa CONSTANTE durante o ano todo. Existem casas de concreto, mas são pouco usadas. Veja no seguinte link.

          www . cement . org/homes/ch_buildsys.asp

          0
          • Cleyton 4 de março de 2012 at 22:24

            Anonymous, deixa eu ver se entendi, eles fazem armações de madeira ripa por ripa bor baixo do reboco e forram or dentro com manta de lã de vidro pelo mesmo preço, só por questões culturais, nada a ver com o clima, é isso?

            0
            • Anonymous 5 de março de 2012 at 05:46

              É somente o uso da madeira que é CULTURAL. Existe uma outra tecnologia que pode substituir o “paliteiro” de madeira por aço, mas não é muito utilizada. Veja no seguinte link:

              www . steelframing . org/PDF/SFA_Framing_Guide_final%202.pdf

              0
          • Marcelo 5 de março de 2012 at 14:09

            Obrigado!

            0
    • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 15:58

      Muito legal…parabens

      0
      • veigalex 4 de março de 2012 at 16:03

        Podemos colocar nos comentários das noticias.

        Minha idéia e fazer um do ZAP imovéis.. comparando com outras imobiliárias.
        Vamos usar a rede a nosso favor não é!

        0
        • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 16:05

          Ja compartilhei no facebook, vai galera, todo mundo compartilhando nas redes sociais.

          0
    • Bolha Imobiliária 4 de março de 2012 at 18:07

      Hahahahaha, boa heim

      0
    • Shakespeare 4 de março de 2012 at 18:46

      Ficou muito legal e bem feito.

      Minha sugestão é acrescentar um “tanto” no texto:

      Nunca antes na história deste país o povo se lascou tanto para comprar um imóvel.

      Abs

      0
      • Carlão_RJ 4 de março de 2012 at 20:47

        Pensei exatamente a mesma coisa. Acrescentaria um “tanto” ao texto. Mas, seja como for, está muito bom feito.

        0
        • Carlão_RJ 4 de março de 2012 at 20:49

          Muito bom ou muito bem feito, tanto faz. Acabei juntando os dois numa frase só, rsrs.

          0
          • veigalex 5 de março de 2012 at 00:16

            Pessoal, fiz correndo e apaguei o projeto..
            No próximo eu posto antes, para vocês comentarem e apontarem as melhorias.. e depois finalizo.

            Engraçado é que minha noiva na hora que leu falou a mesma coisa..

            Valeu galera.

            0
    • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 19:40

      Muito legal… podiamos tentar fazer 1 por semana….

      0
  • MrK 4 de março de 2012 at 15:56

    Eu entendo a situação dos que investem em CDB ou DI/Renda fixa e vêem que o dinheiro não vale nada.. com a inflação atual o dinheiro no banco está perdendo valor, em vez de ganhar.

    Digo algumas coisas para conforta-los:

    – É sim preciso ter paciência, pois a situação atual é insustentável, as famílias estão sem poupança, endividadas e o capitalismo é cíclico, na primeira onda de demissões ou vendas fracas, que parecem se aproximar, tudo vai cair de preço em função da necessidade de venda dos endividados e sem emprego, triste, mas é assim que funciona, não é torcida, é constatação histórica

    – A Queda de juros está mais na vontade do que apoiada em fundamentos econômicos, ela pode ocorrer mas será um desastre e o governo precisará elevar os juros novamente, antes do que ele imagina, o Brasil não pode conviver com inflação de 6% e juros de 9%, esquece, não estamos prontos para isso ainda por diversos motivos.

    – Paciência, vai ser recompensada, no longo prazo as loucuras sempre desaparecem.

    0
    • Carlos Wagner 4 de março de 2012 at 16:04

      MRK

      Concordo plenamente com voce. Eu acho que, como servidor publico sem aumento nenhum desde 2006, terei novamente meu salario supestimado devido a crise vindoura, o que está prestes a acontecer.

      A inflação será estancada pela falta de capacidade de consumo das familias e haverá deflação devido à necessidade urgente de desfazimento de bens duraveis adquiridos por aqueles que participaram da farra do consumo, o que diminuirá o consumo de produtos novos que, por consequencia, diminuirá a produção industrial e a baixa dos preços será generalizada.

      Tudo está interligado, é uma bola de neve. Estamos num ponto onde é preciso apenas de um estopim para desencadear o desmoronamento do castelo de cartas que o JEG (jornalistas da esgotosfera governista) propagandeiam ser sustentavel.

      0
    • aiwww 4 de março de 2012 at 21:02

      MrK,

      “Paciência, vai ser recompensada, no longo prazo as loucuras sempre desaparecem.”

      Esse é meu mantra. Quem não tem paciência em via de regra compra mal. Qualquer negociação requer sangue frio. Para comprar uma coisa tão cara como um imóvel, a paciência deve ser redobrada. O efeito manada ainda não passou.

      Um ciclo econômico passa por 5 fases: (1) boom; (2) recessão; (3) depressão; (4) recuperação. Para mim ainda estamos vivendo a fase 1. Por isso a bolha continua inflando. Como ainda temos muitos investimentos do PAC, Copa e Olimpíadas, penso que a fase 1 do ciclo ainda perdurará por no mínimo mais 4 anos.

      Tenho posição política definida, e acho que mesmo sendo pura politicagem, já passou da hora de entrarmos em contato com algum senador ou deputado federal. Sugiro políticos do PMDB, apesar de ter muita reprovação a esse partido, eles são o tipo de pessoas que aceitam qualquer coisa para angariar votos. Se algum político desse partido levantasse a bandeira da bolha imobiliária, com certeza eu votaria nessa pessoa, por mais contraditória que fosse minha posição política em relação à essa pessoa. A bolha imobiliária é uma bandeira sem classe social definida e sem orientação partidária. Com cerca de 2 mil acessos únicos diariamente, temos cerca de 60 mil pessoas que mensalmente são diretamente influenciadas pelas informações desse blog. Pensando que essas 60 mil pessoas conversaram com outras 5 pessoas mensalmente sobre o blog, temos mais de 3 milhões de pessoas anualmente atingidas pelas informações do blog, passando de boca em boca. É muita gente para ser ignorada, fora os milhões de pessoas que ainda não ouviram falar do assunto bolha imobiliária. TEMOS QUE MOSTRAR esses números para algum político!

      0
      • Bolha Imobiliária 4 de março de 2012 at 23:27

        Só o Senador Requiao acha que tem bolha…lembra que postei uma vez

        0
  • Ana 4 de março de 2012 at 18:07

    Pesquisa ridícula encomendada pela SECOVI, para tentar enganar os últimos trouxas:

    Preço médio dos apartamentos em BH é de R$ 309 mil

    Redação Lugar Certo – Estado de Minas
    Publicação: 04/03/2012 10:16 Atualização:

    Pesquisa realizada pela Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG) e Instituto de Pesquisas Econômicas e Administrativas da UFMG (Ipead), divulgada segunda-feira, mostra que o valor médio dos apartamentos vendidos em Belo Horizonte, em 2011, foi de R$ 309 mil. O preço do principal tipo imobiliário (no caso, apartamentos) é 30% maior que a média apurada no ano anterior (R$ 237 mil), segundo o levantamento feito com base nas emissões do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) de janeiro a dezembro de 2011.

    Em dezembro do ano passado, o preço médio dos apartamentos chegou a R$ 364 mil na capital mineira. Outro dado apurado pela pesquisa é que em 2011 foram vendidos 19.445 apartamentos, 6,6% a menos que em 2010. Como a pesquisa foi feita com base nos dados do ITBI (fornecidos pela prefeitura), não há uma segmentação, ou seja, foi considerado o preço médio geral de todos os apartamentos (novos e usados), registrados no ano passado.

    0
    • Cirilo 4 de março de 2012 at 20:34

      Se os dados foram obtidos a partir do ITBI mesmo, não há como questiona-los.

      0
      • Cleyton 4 de março de 2012 at 20:52

        Ah sim, todo mundo registra o imóvel pelo preço exato da negociação, aqui na banânia ninguém sonega imposto! Imagina!

        0
  • Charles 4 de março de 2012 at 18:19

    Videozinho sobre o pujante mercado imobiliario taubateano, feito especialmente para o blog Bolhaimobiliaria.com

    w w w . youtube.com/watch?v=thJ4ruXjgwk

    0
  • Ninja disse 4 de março de 2012 at 18:49

    O que se vê aquí na Mooca onde essa Lello tem um filial é carro caça OTARIOS , e não carro caça imoveis, corretor para seu golzinho em frente padaria, põe um baner e fica lá , destribuindo folhetinho, placas de vende e aluga por toda parte, nunca ví coisa igual, outro dia só num poste 5 plaquinhas, depois apareceu um corretor de terninho, com uma vara em punho, derrubou as cinco e colocou a dele.kaguei de rirrrrrrrrrrrrrrrr.Matéria paga, se preparem! para a TERÇA INSANA, dia do SECOV.

    desespero chegando! Águas de Março, fechando o verão!.

    0
  • marvin 4 de março de 2012 at 19:37

    Pessoal, quando a bolha estourar, a gente poderia trazer aquelas ucranianas gostosas peladonas para fazer uns protestos aqui, o que vocês acham???

    brincadeiras a parte, a única coisa que o pt e o lula fizeram pelo brasil foi aumentar a soberba do bananense…. basta ver como está nosso trânsito… Ten uns fdp que não tem porra nenhuma na vida, mora mal pra caramba (passo todo dia em frente ao heliópolis em sp, e aquilo é simplesmente um HORROR, mas é a realidade de milhões de brasileiros), mas conseguem comprar uma merda dum celta seminovo, e saem dirigindo que nem uns retardados com um funk no último volume… mas, se acham classe média… pode até ser que sejam classe média, mas não tem classe nenhuma, e nunca vão ter… O que esses favelados pensam da vida??? acham que se fossem ricos, poderiam ficar o dia inteiro na piscina, ouvindo funk no último volume, fumando maconha, incomodando os vizinhos… dinheiro sem educação não adianta de nada… continuaremos sendo uma MERDA DE PAÍS

    0
    • Cleyton 4 de março de 2012 at 20:04

      Vc poderia ter resumido tudo apenas em “crasse sê soberba”, quem fala de mais dá bom-dia pra cavalo, não precisava ter se envolvido em politica e sociologia pra isso.

      0
    • alsouza 4 de março de 2012 at 20:19

      Nunca vi tanto amargor, preconceito e distorção da realidade num único parágrafo. O seu discurso está bem alinhado com aquele pessoal que não queria metrô no bairro chique para não ter gente “diferenciada” por perto.

      Você tem que ficar indignado não porque o cara ralou, juntou dinheiro, comprou um celtinha usado, e atravanca deslise suave do seu carrão, mas porque nós, como país de merda, não conseguimos dar a devida educação a esse trabalhador, pra que ele tivesse dicernimento, e desse um melhor uso ao dinheiro suado.

      Eu também não deveria ficar indignado com o seu post, mas com a sociedade a sua volta, que lhe ofereceu valores tão mesquinhos.

      Marvin, a vida é pra valer… já dizia o poeta.

      0
      • Cleyton 4 de março de 2012 at 20:21

        Tá aí, não disse?

        0
      • Leno 4 de março de 2012 at 21:41

        Primeiro que não é certeza afirmar que o cara ralou, juntou dinheiro e comprou um celtinha, ele pode apenas ter ido na loja e financiado em 72 vezes sem entrada.Como ele vai pagar, só Deus sabe.
        A critica do colega foi direcionada a falta de preocupação que a maioria da sociedade tem com a educação. Muitos jogam a culpa APENAS no governo para justificar sua condição de vida(pobre), quando na verdade essa codição está mais ligada a sua propria falta de interesse.

        Voces tem que para de levar essas criticas para o lado emotivo, e achar que tudo é apenas preconceito.

        0
        • marvin 4 de março de 2012 at 22:04

          Vou mudar o enfoque da coisa: quando eu falo em soberba, pode ser o filhinho de papai que saí dirigindo o seu porsche a 150 e mata uma outra patricinha que passou no farou vermelho.. entenderam??? cada um acha que pode fazer o que bem entende, sem se importar com as consquências… Acho que isso tem a ver sim com política: o lulismo foi pioneiro no quesito “compre, mesmo que não precise e não tenha dinheiro para pagar…” e podem cometer “erros”, que a impunidade é certa….

          tem como um país desse evoluir???

          PS. não tenho nada contra os moradores do heliópolis (a maioria das pessoas são de bem), mas uma minoria se sobressai, infelizmente, os piores tipos, que subjulgam os demais que sofrem calados, e não tem para quem reclamar, até porque, para o governo atual, está tudo bem, agora TODO MUNDO PODE COMPRAR UM APARTAMENTO, não saí da favela quem não quer…

          usei este exemplo no primeiro post para chamar a atenção mesmo (se tivesse usado o exemplo do playboy de porsche, não teria dado ibope: todo mundo ia concordar!!!!) quanta hipocrisia…

          0
          • marvin 4 de março de 2012 at 22:05

            ops, farol

            0
        • marvin 5 de março de 2012 at 09:01

          Ainda bem que alguns conseguem “captar” a mensagem… concordo que exagerei nos comentários, mas é proposital, para fugir do lugar comum… mas, quando se é contundente, você é visto como preconceituoso… se as minhas duras críticas fossem direcionadas ao “imperialismo”, ao “capitalismo” aos Estados Unidos, ou se eu fingisse estar preocupado com os problemas sociais (como muita gente aí, que toma vinho de 5K com dinheiro desviado do contribuinte), provavelmente seria alçado a condição de “intelectual”…

          0
    • Joao 4 de março de 2012 at 21:13

      rsrs… A classe média sofre mesmo (Ironia).
      Acho que você pode ver como são absurdos seus comentários acessando um blog que coleciona relatos como o seu “classemediasofre.tumblr.com”.

      0
      • marvin 4 de março de 2012 at 21:35

        Pra começo de conversa, sou pobre também (ando de carro popular)… Mas fico indignado com os que são pobres e são sem EDUCAÇÃO!!!

        0
      • Cleyton 4 de março de 2012 at 21:39

        É verdade, por exemplo, nesse link acabei de prender que cu não tem mais acento por ser um monossílabo tônico que não termina em “a”, “e” ou “o”, tomara que caia no próximo concurso!

        0
  • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 19:53

    Pessoal, hoje não consegui entrar no ZAP… pela busca avançada se consegue alguma coisa, mas a busca principal não dá acesso… as vezes parecia que ia, mas está dando erro de pagina… alguem está conseguindo?

    0
    • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 20:08

      Complementando…. os acessos estão ok para lançamentos…..

      0
      • Paulo Rocha 4 de março de 2012 at 21:31

        O que eu reparei é que no formulário de busca é obrigatório escolher o estado e depois a localidade. Porem a escolha da localidade não está funcionando. Um pouco mais acima há um campo de busca “digite o endereço, bairro ou cidade” Eu escrevi “Rio de Janeiro” na página seguinte pude usar os links de navegação para refinar a busca.

        0
        • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 21:37

          Ok Paulo, valeu….

          0
  • Sergio 4 de março de 2012 at 22:00

    O Instituto de Pesquisas Econômicas e Administrativas da UFMG (Ipead) publica mensalmente pesquisa detalhada sobre o mercado imobiliario de Belo Horizonte.

    Seu objetivo é fornecer informações sobre o mercado de imóveis novos que são construídos para
    venda no município de Belo Horizonte.

    As seguintes variáveis são apuradas mensalmente: os preços de venda à vista, a quantidade
    ofertada, o número de unidades vendidas, a quantidade de novos empreendimentos, a origem dos recursos para o financiamento das obras e o estágio da construção dos empreendimentos.

    A pesquisa utiliza uma amostra das principais empresas construtoras e incorporadoras que atuam na capital mineira. Assim, todas as informações apresentadas referem-se a esse conjunto de empresas.

    Pela pesquisa pode-se perceber que o mercado de Belo Horizonte está travado e que mesmo com a redução nos lançamentos, o estoque das construtoras da amostra não baixa das 2.000 unidades.

    Para acessar a pesquisa mais recente: http://www.ipead.face.ufmg.br/site/siteipead/documentos/imobiliario/comercializacao/2011/11_2011_construcao.pdf

    Para acesso à serie de pesquisas desde 1999: http://www.ipead.face.ufmg.br/site/siteipead/html/index.php?page=mercadoImobiliario

    0
  • Money Addicted 4 de março de 2012 at 23:10

    pra quem souber/conseguir/puder esperar

    b u s i n essinsider.com/see-what-890000-buys-in-a-housing-bubble-and-after-the-bubble-pops-2012-3

    []s

    0
  • aiwww 4 de março de 2012 at 23:22

    A BOLHA IMOBILIÁRIA PELO BRASIL …

    Mato Grosso do Sul – R$ 990.000
    bomnegocio.com/mato_grosso_do_sul/mato_grosso_do_sul/casa_pre_fabricada_9273576.htm?ca=67_s

    Tocantins R$ 650.000
    bomnegocio.com/tocantins/tocantins/casa_no_condominio_mirante_do_lago_3_suites_9318231.htm?ca=63_s

    Roraima – R$ 800.000
    bomnegocio.com/roraima/roraima/casa_nova_em_bairro_nobre_de_boa_vista__roraima_9035333.htm?ca=95_s&last=1

    Rondônia – R$ 745.000
    bomnegocio.com/rondonia/rondonia/sobrado_no_cond__san_rafael_8390488.htm?ca=69_s

    Acre – R$600.000,00
    bomnegocio.com/acre/acre/casa_santa_ines_8663482.htm?ca=68_s

    Belém – R$1.500.000,00
    bomnegocio.com/para/regiao_de_belem/lindo_imovel_8202614.htm?ca=91_s

    Amapá – R$400.000,00
    bomnegocio.com/amapa/amapa/imovel_9398847.htm?ca=96_s

    Piauí – R$ 1.400.000
    bomnegocio.com/piaui/regiao_de_teresina_e_parnaiba/casa_8418957.htm?ca=86_s

    Mato Grosso – R$ 990.000
    bomnegocio.com/mato_grosso/regiao_de_cuiaba/sobrado_em_chapada_dos_guimaraes_9321146.htm?ca=65_s

    Bahia – R$ 1.705.572
    bomnegocio.com/bahia/grande_salvador/apartamento_4_suites_ondina_9012526.htm?ca=71_s

    Ceará – R$ 2.700.000
    bomnegocio.com/ceara/grande_fortaleza/exepcional_apartamento_na_av_beira_mar_9356777.htm?ca=85_s

    Rio Grande do Norte – R$ 1.092.000
    bomnegocio.com/rio_grande_do_norte/rio_grande_do_norte/solar_alta_vista_apt_9285389.htm?ca=84_s

    Paraíba – R$ 900.000
    bomnegocio.com/paraiba/paraiba/apartamento_luxo_cabo_branco_9287875.htm?ca=83_s

    Pernambuco – R$ 3.500.000 (Número de quartos: 3 – Tamanho: 85 m²)
    bomnegocio.com/pernambuco/grande_recife/apartamento_3_quartos_9294860.htm?ca=81_s

    Alagoas – R$ 1.200.000
    bomnegocio.com/alagoas/alagoas/edf__palazzo_di_roma_8297807.htm?ca=82_s

    Sergipe – R$ 680.000 (Número de quartos: 3 – Tamanho: 121 m²)
    bomnegocio.com/sergipe/sergipe/belissimo_apartamento_na_area_mais_nobre_d_aracaju_8580631.htm?ca=79_s

    Espírito Santo – R$ 3.100.000 (Número de quartos: 3 – Tamanho: 110 m²)
    bomnegocio.com/espirito_santo/norte_do_espirito_santo/3_quartos_na_praia_da_costa___ed__mandala_8948007.htm?ca=27_s

    Paraná – R$ 1.390.000 (Tamanho: 186 m²)
    bomnegocio.com/parana/regiao_de_curitiba_e_paranagua/lindo_apartamento_em_regiao_nobre_do_batel_9451301.htm?ca=41_s

    Santa Catarina – R$ 1.200.000 (Número de quartos: 3 – Tamanho: 146 m²)
    bomnegocio.com/santa_catarina/norte_de_santa_catarina/para_quem_quer_viver_o_melhor_9440821.htm?ca=47_s

    Rio Grande do Sul – R$ 773.000 (Número de quartos: 3 – Tamanho: 130 m²)
    bomnegocio.com/rio_grande_do_sul/regioes_de_porto_alegre__torres_e_santa_cruz_do_sul/apto_de_130m_priv_com_3_suites_2_vagas_e_deposito_9337695.htm?ca=51_s

    São Paulo (R$ 1.300.000 – Tamanho: 110 m²)
    bomnegocio.com/sao_paulo/grande_sao_paulo/vila_mariana__apartamento_novo_com_110_m__8843048.htm?ca=11_s

    Goiás – R$ 3.850.000 (Tamanho: 103 m²)
    bomnegocio.com/goias/grande_goiania_e_anapolis/lesensse_flaboyant_9228637.htm?ca=62_s

    Brasília – R$ 1.294.586
    bomnegocio.com/distrito_federal/grande_brasilia/sqnw_111_bloco__b__vazado_3_qtos_sendo_1_suite_9142004.htm?ca=61_s

    ****************************************************************************************************
    ****************************************************************************************************
    O CAMPEÃO: R$ 30.833,34 O METRO QUADRADO !!!
    ****************************************************************************************************
    ****************************************************************************************************
    Rio de Janeiro – R$ 3.700.000 (Número de quartos: 3 – Tamanho: 120 m² – Vagas na Garagem: 1 – Condomínio (R$): 700)
    bomnegocio.com/rio_de_janeiro/grande_rio_de_janeiro/apartamento_2_quartos_com_vaga_na_zona_sul_8456082.htm?ca=21_s

    ****************************************************************************************************
    ****************************************************************************************************

    0
    • Sol de Sampa 5 de março de 2012 at 00:16

      aiwww, se tem gente que compra imovel nesse valor, com certeza não é assalariado, funcionario publico ou pequeno/médio empresário….

      nunca me senti tão pobre e incapaz, como os americandos dizem I’m a looser….

      aonde vamos parar ??? a quem está servindo os preços estratosféricos??? Nem usando MonteCarlo consigo fazer qualquer previsão que justifique esse comportamento tão absurdo no mercado…..

      quem está por traz disso tudo?? não consigo aceitar que as construtoras, corretores e afins sejam tão imprudentes…. estão dando um tiro no pé ou o que? não tem governo que segure essa onda por muito mais tempo… se estão querendo $$$ publico, acho que o mar vai secar…não dá pra tampar o sol com a peneira para desvios tão grandes ….

      0
    • Raphael 5 de março de 2012 at 08:10

      Pelos meus cálculos o campeão de R$/m² seria este:

      Pernambuco – R$ 3.500.000 (Número de quartos: 3 – Tamanho: 85 m²)

      R$41k o m².

      0
  • aiwww 4 de março de 2012 at 23:24

    Desculpe, mas o Rio perdeu para Goiás … aliás .. alguém aí duvida que os preços não tenham chegado a esses valores por causa da lavagem de dinheiro?

    0
  • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 23:40

    Acredito que a declaração abaixo, vinda do General Valmir Fonseca Azevedo Pereira, que, ainda, está na ativa, reflita o que todos sentimos….. (Não sou nem da direita, nem da esquerda, nem em cima do muro, na realidade optei por ter cidadania e fazer o meu melhor para que isso seja possivel a todos)

    Precisamos mais do que trocar opiniões. Existe um ditado que diz que o máximo que conseguimos mudar é a nossa pessoa… Há mais de 15 anos escrevo para quem voto (vereador, deputados, senadores), exigindo e sugerindo, ou seja participando… Me sinto responsável pelo representante …. Se ele errar uma vez o erro é dele, mas se ele errar duas vezes o erro é meu….

    Compartilho com todos o desabafo do General –

    Reflexões
    O nosso jeitinho frouxo e cretino de ser

    Lá se vai mais um ano, e a cada dia torna – se impossível não ser mais orgulhoso de ser brasileiro. Estamos em paz com a nossa consciência (?), pois não importa se vivemos sob a ditadura da corrupção, e que o peculato não é crime, mas sinal de inteligência (gostou do elogio Lupi?), e o que interessa é que vivemos despreocupados, e que o problema é dos outros, não nos interessando se os outros são VOCÊS.

    Depois que do nada viramos um tudo, e passamos a usufruir de carros, mulheres, riquezas, poder e impunidade. Nós atingimos o panteão da esbórnia institucionalizada sem o menor esforço. Não importa que o País esteja estratificado, o que importa é que vivemos em êxtase. No País, testemunhamos um verdadeiro milagre em andamento, que promete durar mais vinte, trinta anos.

    Não adianta falar que a carga tributária do brasileiro está próxima de 40% do PIB, e que o país tem um dos piores índices de qualificação e eficiência de seus serviços públicos.

    Não importa que o país acumule troféus de incompetência, seja no IDH, o 84º lugar; no analfabetismo, o 95º; na mortalidade infantil, o 106º; na renda per capita, a 71º; e ocupe apenas o 52º lugar entre 110 países da América Latina melhor para se viver, e que estamos no primeiro lugar no mundo em corrupção, com mais de R$ 80 bilhões desviados do bolso de VOCÊS.

    Se alguém afirma que o metrô de Brasília é o mais caro do mundo, não podemos deixar de falar com a boca cheia, que nada devemos às mais avançadas nações do mundo. Sim, quantos países atingiram tal situação?

    Quantos países podem taxar os remédios, e o brasileiro é um doente crônico, com 33,9% de impostos, que pagamos sem o menor muxoxo?

    O que importa, se temos apenas 3% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, e uma participação no comércio mundial em torno de 2%, e que a nossa d­ívida interna está só em um trilhão e 500 bilhões de reais?
    Sem contar, que patrocinamos uma bolsa-família que paga para cinco filhos, e até os quinze anos de idade. E, conforme a necessidade de cooptação de votos, o atual benemérito desgoverno pode ampliar o leque, pois sabe que alguém sempre pagará a conta.

    Devemos apedrejar os que soltam vitupérios contra esta maravilhosa gestão, alegando que no período de janeiro a outubro de 2011, o Governo Federal já gastou R$ 197,7 bilhões de juros da dívida pública. Esse valor astronômico é superior à soma dos orçamentos anuais da saúde e da educação, que somaram R$ 143 bilhões.

    Não importa que a presidenta no exterior, impossibilitada de negar-se a dar uma entrevista não diga coisa com coisa e, para piorar, tropece nas palavras, que soam com gritante incoerência. No País, atém-se a um texto pobre, elaborado para não colocar em circuito sua imensa teia de neurônios mortos (provavelmente, durante as sessões de tortura).

    Não importa que nada de grandioso tenha sido construído nos últimos dez anos para sedimentar necessidade futuras, seja na infraestrutura seja na educação, pois acreditamos piamente que Deus é brasileiro, e ele nos proverá.

    Não temos escolas, nem hospitais, mas teremos imensos e majestosos estádios de futebol, pois nossa sede de circo é imensurável. Quanto ao pão, haverá sempre uma bolsa com uma cesta fornecida por ELES, às suas expensas.

    Com a inflação subindo, para 2012, modifiquemos os índices dos seus componentes e, ela diminuirá.

    Viram como é fácil?

    Sim, estamos orgulhosos, pois apesar de tudo, aumentamos o nosso já elevado índice de aceitação, tanto do EX como da atual presidente. Sim, somos calhordas, mas quem não é, somos jeitosos, somos coniventes, malandros, aproveitadores e, sabiamente, mandamos o futuro para o inferno.

    É isso aí gente, ninguém vive de valores, ninguém está preocupado com honestidade, com princípios, com justiça, abdicamos de pruridos que na prática tolhem espertezas.

    Por tudo, estamos eufóricos, que se preocupem com o amanhã aqueles que vierem no futuro. A vida atual é boa, não a estraguemos lendo jornais e revistas aos serviços da fajuta oposição.

    O nosso espelho é a metamorfose ambulante, exemplo de que tudo se pode, e no espelho, refletimos a imagem de nosso mestre, e como a dele, as nossas faces enchem-se de orgulho. Nós somos os caras.

    De fato, somos honoris em causa própria, em patifarias, em malandrices; o que trocando em miúdos, nos eleva aos píncaros do gênero cafajeste de ser dos vivaldinos.

    Brasília, DF, 02 de dezembro de 2011

    General Valmir Fonseca Azevedo Pereira

    0
    • Sol de Sampa 4 de março de 2012 at 23:48

      Pessoal, este post é para lembrar a todos do blog que não estamos sozinhos… tem gente de visão pelo Brasil, que, mesmo que não estejam alinhados à nossa linha de luta e discussão tem brios para falar a verdade.

      0
    • veigalex 5 de março de 2012 at 00:24

      Caraca.. muito bom… isso sim deveria ser um viral na internet..

      0
    • marvin 5 de março de 2012 at 07:41

      Pois é, e este governo ainda criou a “comissão da verdade”… quem já leu 1984 sabe onde isso vai parar… não foram competentes nem para dar um nome diferente, tamanha a SOBERBA!!!

      0
      • A citizen from Republic of Banânialand 5 de março de 2012 at 10:14

        Muito bom esse texto.
        Apesar de escrito há mais de 3 meses, as coisas estão esquentando.
        Há vários murmúrios se inflando, cada vez mais, dentro da caserna.
        Independente de qualquer posição, gostaria muito de ver essa corja de políticos incompetentes desbancada.

        0
  • veigalex 5 de março de 2012 at 00:30

    Pessoal.. não sei se todos fazem isso.
    Mas o melhor jeito de acompanhar todos os topicos é através de RSS.

    O google tem um leitor.. que independente do local aonde um comentário é colocado, ele vai armazenando.. pena que é de 10 em 10 comentários.. acho que o Bolha consegue alterar isso.

    Outra opção muito legal é através do próprio outlook.
    vc recebe todos os comentários como se fosse um email.
    Ideal para ler na empresa.. onde a internet é bloqueada..

    Como fazer?
    É só ir ao oraculo ( google) e procurar.. RSS no outlook..

    Enjoy..

    0
  • MrK 5 de março de 2012 at 04:25

    Chegou 05/03

    Todos curiosos para ver o tal estouro, eu nunca acreditei nessa teoria, mas… nao custa ver no que da, aguardemos.

    Ate agora, unica noticia que me chamou atencao foi sobre a china, alem de crescimento menor, eles falaram em lutar contra a bolha imobiliaria (a deles):

    “— Miramos na promoção de um desenvolvimento sustentável e robusto, com preços estáveis, e nos resguardar de riscos financeiros, mediante a manutenção do estoque total de dinheiro e crédito em um patamar apropriado, e a adoção de um enfoque cauteloso e flexível — disse Wen no Congresso Nacional do Povo.

    Wen também prometeu para conter a demanda especulativa no mercado imobiliário, e disse que o yuan seria mantido “basicamente estável”, e gerenciado de perto. E destacou que o governo iria tomar medidas para resolver o problema da dívida do governo, considerado por muitos investidores como o principal risco para a sustentabilidade fiscal com cerca de 10,7 trilhões de yuans (US $ 1,7 trilhão).”

    0
  • MrK 5 de março de 2012 at 05:08

    GUIA rapido da bolha!

    Ha uma bolha imobiliaria?
    Sim!

    Somente nas capitais, cidades especificas ou espalhadas?
    Espalhada pelo Brasil, ja que os motivos foram nacionais e nao locais.

    Vai murchar ou estourar?
    Nao se pode precisar, alias, esse comportamento pode variar de regiao pra regiao, o estouro basicamente reside em situacao economica instavel, entrega de muitos imoveis em curto espaco de tempo e ate mesmo fatores psicologicos. Sera preciso aguardar.

    Quando estoura/murcha?
    Nao se pode precisar, depende de diversos fatores, entretanto alguns indices importantes indicam que pode estar proximo (queda acentuada de vendas, setor da construcao civil em dificuldades, aumento da inadimplencia, descontos, alugueis inflacionados que nao fecham negocios).

    Quanto vai cair %?
    Depende tambem de diversos fatores (desemprego, taxa de juros, credito, investimento externo…), com base em historico podemos estimar algo como 60% do que subiu (uma queda de 30% do preco atual, apenas como indicativo, pois pode ser maior ou menor)

    O que fazer?
    Nao comprar imovel, se nao houver onde morar aluguel, se possivel poupe, quando o credito secar, lembraremos que “Cash is King”.

    Quais os possiveis proximos passos e sinais de alertas?
    – Materias na imprensa levando a crer que o mercado segue promissor com argumentos cada vez mais inusitados
    – Quebra de imobiliarias (ou fusoes) alegando motivos diversos que nao queda de vendas (produtividade e escala por exemplo). – ESSE PODEMOS VER JA NO 1º SEMESTRE DE 2012!
    – Derretimento continuo de acoes de construcao civil e estabilizacao em patamares muito baixos (possivel jogada de toalha de uma grande do ramo)
    – Alugueis muito caros que nao fecham (ultimo recurso do investidor que nao consegue vender o imovel pelo preco irreal)
    – Repasses, repasses e repasses.

    0
    • Salles 5 de março de 2012 at 07:56

      Mrk,

      Uma curiosidade: porque vocês acham que os preços cairão +-60% do que subiram, e não 100%?
      Seria para compensar a inflação?

      0
      • MrK 5 de março de 2012 at 08:24

        Salles, esse numero tem muito “feeling” sabe? mas e’ porque creio que parte do crescimento e’ inflacao e crescimento real de renda, basicamente por isso, do que subiu digamos que 1/3 justifica e 2/3 nao, esses 2/3 (uns 60% – 65%) devem cair

        0
    • marvin 5 de março de 2012 at 08:06

      O curioso, é que já estamos aguardando o estouro há mais de ano, e até agora, parece que os interessados em continuar alimentando esta insanidade ainda estão conseguindo manter o assunto abafado… Não duvido que estas notícias de queda na venda e descontos seja justamente para fazer as pessoas correrem para comprar e retroalimentar a bolha… O cara tava na dúvida se comprava, aí vem umas matérias na imprensa dizendo que agora é a hora de fazer um bom negócio, pois estão dando “descontos” de 10, 20 porcento (em algo que subiu 300% em cinco anos), e as pessoas correm para fechar negócio….
      Antes eu acreditava que o estouro estava perto, mas, acho que estes preços absurdos ainda vão perdurar até a copa de 2014… só vamos sair da “matrix petista” na hora que o brasil ganhar a copa (ou ser eliminado), e o brasileiro perceber que, fora alguns estádios e uma ou outra obra de mobilidade que custou alguns bilhões, a vida não melhorou nada (exceto a de alguns cartolas e políticos) e ainda ficamos com a conta…

      0
  • Lou 5 de março de 2012 at 06:54

    05/03- PLOC!!!! – CONFIRMADO

    acabou de dar na GLOBO, No BOM DIA SPAULO, despenca a venda de imóveis no Rio e Sp, construtoras começam a dar descontos, noticia tímida más é na GLOBO.

    0
    • Money Addicted 5 de março de 2012 at 07:55

      essa eu nao vi….mas acabo de ver “a seguir” “finalmente o preco dos imoveis parou de subir….construtoras fazem d tudo para vender” ….

      vamos ver o conteudo da reportagem

      0
  • marvin 5 de março de 2012 at 07:53

    Voltando ao tópico, desconfio que este “internauta” é fake, pois o cara já responde a própria pergunta… além do mais, quem tem “bala na agulha” para comprar um apê no RJ à vista, não pode ser tão ingênuo a ponto de ter esta dúvida… Seria o mesmo que perguntar: tenho 500k rendendo por volta de 4k por mês, vale a pena comprar um imóvel e tentar alugar por um valor maior??? Ora, e os riscos de não conseguir alugar, de alugar e tomar calote, ou ter que reformar o imóvel inteirinho após a saída do inquilino… Ou o cara lançou a pergunta só para ver a posição da revista…

    0
    • Menino_do_Rio 5 de março de 2012 at 08:10

      500k rendendo 4k a.m. Isso vai acabar pois no médio/curto prazo os juros serão de 0,3% a.m. Já alteraram o índice que mede a inflação e até na poupança vão mexer.
      O governo não que ninguém poupando, só consumindo senão a coisa desanda…

      Brasil do pt, endivide-se ou deixe-o!

      0
      • Frank 5 de março de 2012 at 15:36

        é por aí mesmo.

        0
  • JPM 5 de março de 2012 at 08:02

    Miguel Jacó é o cara!
    Na chamada para o próximo bloco, no Bom Dia Brasil, anunciaram: “Os preços dos imóveis finalmente param de subir!”

    0
    • Ricardo 5 de março de 2012 at 08:14

      E a valorização eterna dos imóveis?

      Quero ver a cara do corretor que prometeu valorização de, pelo menos, 30% em um ano…

      0
      • MrK 5 de março de 2012 at 08:32

        pois eh
        imagina quem comprou pra investir em 2011, no mundo real os precos nao subiram muito alem da inflacao nao, apesar do fipezap, em 2011 vejo os precos como subindo uns 10%-15%, quase tudo no 1o semestre, e os descontos comecando… veja bem, com essa estagnacao em 2012, comecaremos a ver os primeiros especuladores saindo com lucro acima da inflacao ZERO, possivelmente ate perdas em funcao de taxas e liquidez, questao de tempo ate vermos isso virar prejuizo… e ai comeca a manada, justamente na hora que varios imoveis estao ficando prontos!

        0
        • Ricardo 5 de março de 2012 at 08:36

          Mrk, concordo plenamente.
          Talvez, com os descontos, haja um “repique” com as vendas recuperando um pouco (sabe como é, tem muita gente que achará que fará um “bom negócio).

          Depois, será queda……..

          Até o momento, tudo que foi afirmado neste blog vem ocorrendo.
          Parabéns para os participantes.

          0
          • xangai 5 de março de 2012 at 08:58

            Para quem acompanha esse blog a mais tempo ( 12 meses ) … esse “repique” tem um nome classico no perfil de BOlhassss … eh um : BULL TRAP !!!

            Aconteceu … acontece … e aqui nao vai ser diferente.

            Nao tem jeito … bolha eh bolha … tem perfil … substantivos e adjetivos.

            BULL TRAP !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

            www . blog.invacapital.com.br/a-bolha-imobiliaria-no-brasil-esta-mais-do-que-formada-e-entramos-na-fase-paradigma-de-precos/

            0
            • Vivendo de Aluguel 5 de março de 2012 at 11:04

              Xangai, ou melhor, um SUCKER TRAP, pois imóvel não tem liquidez como têm as ações, e o sujeito vai morrer abraçado com o ativo.

              0
    • Leo 5 de março de 2012 at 09:02

      Sera que alguem consegue o link com esse video ou materia ? Isso seria otimo p/ divulgar no facebook e, de repente, abrir um novo topico por aqui.

      0
      • Salles 5 de março de 2012 at 09:44

        Link para a matéria:

        htt p: // g 1. globo. com/bom-dia-brasil/noticia/2012/03/precos-de-imoveis-no-rio-de-janeiro-e-sao-paulo-comecam-baixar.html

        0
        • Leo 5 de março de 2012 at 10:23

          Postei no facebook… tomei ate um susto com a quantidade de gente que deu “Like” .. 🙂

          0
          • Shakespeare 5 de março de 2012 at 11:03

            postei no Face tb e em 3 min já tenho um like!

            0
    • xyz 5 de março de 2012 at 09:06

      OS PREÇOS NÃO VÃO PARAR DE SUBIR!!
      Pelo menos para quem comprou na planta e ainda não recebeu.

      0
      • GPTFN 5 de março de 2012 at 14:06

        Troll detected

        0
        • Cleyton 5 de março de 2012 at 23:24

          Falso positivo, o “preço” de pagar a chave corrige pelo INCC até a entrega!

          Acho que foi isso que ele quis dizer.

          0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 09:46

      Vi a reportagem fala sobre:

      1) atraso nas entregas
      2) aumento das reclamações
      3) explicações sobre os atrasos (falta de MDO, dificuldade de encontrar equipamentos, materiais caros!!! – não sei de onde tiraram essa!)
      4) que os imóveis ainda subiram 1,5% em janeiro mas SP e RJ deixaram de puxar a alta
      5) Presidente do SECOVI falando sobre estabilização (mais um da turma do Faz-me-rir)

      cheiro de bolha no ar

      0
      • Shakespeare 5 de março de 2012 at 09:53

        faltou falar que as construtoras estão dando descontos, pagando a escritura…

        0
  • Fábio 5 de março de 2012 at 08:03

    Parece que o profeta Michael Jacob tinha razão, e não é que a notícia-bomba veio do FMI:

    http: // www .estadao.com.br/noticias/impresso,bis-e-fmi-veem-riscos-para-emergentes-,844119,0.htm

    “BIS e FMI veem riscos para emergentes
    Instituições alertam para efeito do ‘tsunami monetário’ sobre as moedas e dizem que excesso de liquidez pode causar bolhas”

    0
  • Fernando 5 de março de 2012 at 08:41

    É hoje?

    0
  • Raphael 5 de março de 2012 at 09:03

    “Arrependei-vos e convertei-vos.”

    0
  • Elias 5 de março de 2012 at 09:05

    BIS e FMI veem riscos para emergentes
    O Estado de S. Paulo – 05/03/2012

    Instituições alertam para efeito do “tsunami monetário” sobre as moedas e dizem que excesso de liquidez pode causar bolhas

    h ttps://conteudoclippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2012/3/5/bis-e-fmi-veem-riscos-para-emergentes

    0
  • João Paulo da Silva Simões (Contagem - MG) 5 de março de 2012 at 09:11

    Governo da China reduz previsão de crescimento para 7,5% em 2012
    Objetivo é reorientar o modelo de desenvolvimento econômico do país.
    Em 2011, PIB chinês havia crescido 9,2%.

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2012/03/china-reduz-previsao-de-crescimento-para-75.html

    0
  • RD85 5 de março de 2012 at 09:17

    Publicamente ninguém assume, mas para quem assina o valor econômico de hoje, observem a notícia sobre a 5àSec (Na América do Sul, 5àSec foge da Crise).
    A reportagem fala sobre o fechamento de lojas na Europa e expansão na Am.Lat.
    O interessante é essa parte:

    Jogam contra a instabilidade política, no caso da Argentina, e a formação de uma bolha imobiliári, no caso do Brasil, onde estão 370 lojas.

    0
  • Ploc Monster 5 de março de 2012 at 09:17

    Ploc na rede Bobo !!!!

    Agora vai !!

    Quero ver os “corretorzinho” abutre agora !!

    http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/videos/t/edicoes/v/preco-dos-imoveis-comeca-a-desacelerar/1841794/

    0
  • Miguel Jacó 5 de março de 2012 at 09:24

    Matéria do Bom Dia Brasil de Hoje:

    h t t p: // globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-brasil/v/preco-dos-imoveis-comeca-a-desacelerar/1841794/

    0
  • Pablo 5 de março de 2012 at 09:25

    Esta resposta foi infectada pelo pessimismo deste blog.
    Também moro no Rio e, entre os meses de outubro/11 e janeiro/12, suei a camisa para encontrar um apartamento de 2/4 para alugar em Ipanema. Todos que eu encontrava, já tinha alguém na fila preparando a documentação. Quando eu entrava em contato, logo depois, com o corretor para fechar negócio, o imóvel já tinha sido alugado. Foram aproximadamente 8 apartamentos com expectativas frustrada. E como a empresa que eu trabalho iria arcar com o custo do meu aluguel, não ecomizei, estava disposto a fechar negócio de 3 a 4 mil/mês.
    Pelo menos a curto prazo esta bolha não vai estourar!!!

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 11:24

      Não confunda realismo com pessimismo.

      Uma coisa é desejar que aconteça sem fundamentos, só mesmo por capricho ou vontade de que dê errado, outra coisa muito diferente é analisar com dados fundamentados que a situação está se deteriorando e vai complicar.

      0
    • GPTFN 5 de março de 2012 at 14:26

      É fácil dizer que sobra demanda em Ipanema, quero ver essa demanda pela enxurrada de imóveis sendo despejadas na Zona Oeste (Barra, Recreio, Jacarepaguá e adjacências) que vão desde caixas de fósforo à mega empreendimentos, alguns desses contam até com pier e praia artificial e condomínios na faixa de R$ 1.500,00.
      Isso sem falar nos prédios fantasma na Zona Norte. Conjuntos na Av Suburbana entregues a meses e com taxa de ocupação baixissima.

      0
    • MrJaime 5 de março de 2012 at 14:53

      Pablo,

      Esta enfervecência no mercado de aluguéis é causado pelo valor irreal dos anúncios de venda. Este valor hiper-inflacionado gera dois fenômenos que aquecem o aluguel:

      1) Quem tem imóvel ocioso está tentando vender . (ex: 90% dos anuncios em cada bairro, no Zap são para venda). Com isso, diminui-se a oferta de apartamentos para aluguel.

      2) A procura por aluguel aumenta, porque muitas pessoas desistem de comprar.

      Portanto, o fenômeno que você reportou é verdadeiro. Entretanto, ele só corrobora o que vem sendo discutido aqui: Os preços para venda estão irreais e as pessoas estão deixando de comprar para correr para o aluguel.

      Eu tive a mesma dificuldade que você, só que aluguei algo no subúrbio, pois minha empresa não paga minha moradia. Eu mesmo devo arcar. A procura por aluguel na zona norte do Rio está uma loucura. Também perdi uns 4 apartamentos mesmo indo à imobiliaria no PRIMEIRO DIA após o anúncio aparecer no site da imobiliária ou no Zap. Isso acontece, principalmente, para os imóveis de melhor qualidade (raros), quando comparados à média.

      0
    • MrJaime 5 de março de 2012 at 15:27

      Esse é um fenômeno mundial. Em todos os lugares em que houve crescimento acima do que os economistas independentes consideram sustentável, o preço caiu depois de um tempo, para buscar o valor sustenável. Esse valor seria o preço que as pessoas conseguem pagar com seu rendimento, e não com expansão artificial de empréstimos (é mais detalhado que isso, mas essa é ideia geral).

      Abaixo, exemplifico com uma lista de 22 exemplos de regiões que hoje têm enfrentado queda de preços após alguns anos de expansão sustentada pelo aumento do crédito imobiliário:

      Hong Kong, Latvia-Riga, Singapore, Finland, Shanghai, Croácia, South Africa, United Kingdon, Israel, Japan-Tokyo, Lithuania, Sweden, USA, Netherlands, Slovak Republic, Australia, Portugal, Taiwan, Bulgaria, Spain, Greece, Poland, Ireland.

      Fonte (repare nos valores em vermelho, que indicam queda de preços):

      http://www.globalpropertyguide.com/template/assets/img/PR-inflation-2012-feb-24.gif

      Minha pergunta: Você acredita que aqui será diferente do restante do planeta?

      0
  • Avoador 5 de março de 2012 at 09:27

    Pra quem quer acompanhar…:
    Embora tímida a reportagem, é interessante notar algumas informações:
    -“Imoveis estavam caríssimos…”
    -30% de Reclamações no procon é por causa de quebra de contratos por parte das Construtora
    O mais interessante é ver o presidente do Secovi: “Acho que aquela demanda reprimida já passou… agora é estabilizar”…

    PLOC, PLOC, PLOC…

    0
  • Ploc Monster 5 de março de 2012 at 09:32

    Sugiro que todos façam como eu fiz ao conversar com algum corretor mencionem essa reportagem na poderosa, e vamos ver o que dizem e a cara deles !

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 10:15

      só falta agora mostrar aos investidores, esperar pelo pânico e o estouro da boiada…

      0
  • Ze 5 de março de 2012 at 09:34

    Sugestão pro bolha:

    h t t p : / / g 1.globo.com/bom-dia-brasil/videos/t/edicoes/v/preco-dos-imoveis-comeca-a-desacelerar/1841794/

    Sinal dos tempos?

    0
  • Shakespeare 5 de março de 2012 at 10:04

    recebi um contato de um corretor correotário oferecendo um imóvel bolhudo, devolvi na lata:

    “Eu até tenho dinheiro e vontade de comprar um imóvel, mas com os preços que estão pedindo não dá.

    Hoje vi no Bom Dia, Brasil que os imóveis aumentaram muito e o mercado está travando, vou esperar cair.”

    🙂

    0
  • Vivendo de Aluguel 5 de março de 2012 at 10:29

    Previsão de alta da Selic para 2013.

    O mercado financeiro manteve suas previsões para a inflação neste ano, mas elevou as estimativas para 2013 e para os próximos 12 meses, mostrou o relatório Focus do Banco Central (BC) nesta segunda-feira.

    Os agentes preveem que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) feche 2012 em 5,24%. O prognóstico para 2013 subiu para 5,20%, contra 5,11% no relatório anterior. A projeção para o IPCA em 12 meses subiu a 5,31%, após 5,28% no último Focus.

    As projeções para a taxa Selic foram mantidas em 9,50% para este ano e em 10,50% em 2013. O Comitê de Política Monetária (Copom) do BC anuncia sua decisão para a taxa básica de juros na próxima quarta-feira.

    Comentário:
    – Alta da Selic com consequente aumento dos juros para financiamento dos imóves
    – Mercado parado devido aos altos preços dos imóveis (notícia de hoje na Globo)
    – Qualquer imóvel comprado hoje na planta só será entregue após a Copa, após essa euforia no Brasil da Construção Civil

    Agora, alguém ainda acha que comprar imóvel na planta é um bom negócio?

    Se o mercado imóbiliária fosse como o mercado de ações, no qual os investidores antecipam e precificam eventos futuros quase que imediatamente, estaríamos assistindo a uma queda significativa no valor dos imóveis!

    Abraços

    0
  • tcr 5 de março de 2012 at 10:29

    economia .uol .com. br/ultimas-noticias/valor/2012/03/05/indice-de-confianca-da-construcao-cai-84-no-trimestre.jhtm

    Índice de confiança da construção cai 8,4% no trimestre

    SÃO PAULO – O Índice de Confiança da Construção (ICST) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 8,4% na medição trimestral terminada em fevereiro levando em conta comparação com o mesmo período do ano passado. O índice médio do trimestre ficou em 128,9 pontos, contra 140,6 pontos em fevereiro de 2011.

    Na mesma base de comparação, os destaques do ICST foram os grupos preparação do terreno, com alta de 0,1% no trimestre findo em fevereiro; e aluguel de equipamentos de construção e demolição, com operador (-15,7% ante -19,3% no período anterior). No sentido inverso, os segmentos obras de acabamentos e obras de instalações caíram 9,1% e 5,5%, respectivamente, pressionando negativamente a confiança do setor.

    0
  • Shakespeare 5 de março de 2012 at 11:02

    Bolha,

    a notícia do Bom Dia, Brazsil de hoje, por si só é pouco para um novo post, mas acredito que já exista uma pequena coletânea de notícias colocadas pelos comentários que poderiam dar origem a um post mostrando a tendência de que o assunto está ganhando destaque na mídia.

    No sábado vi a Miram Leitão no aeroporto, mas perdi a oportunidade de ir perguntar para ela se o assunto bolha é um dos assuntos banidos… ao que parece, aos poucos, ele está tomando corpo.

    Abs

    0
  • FoxBravo 5 de março de 2012 at 11:20

    Para quem não pode ver o vídeo da matéria do Bom Dia Brasil segue o texto:

    Detalhe que ao final da matéria a apresentadora do jornal comenta algo parecido com isso: “Realmente os preços estão muito caros, pelo menos parou de crescer, mas continuam muito caros!”

    Edição do dia 05/03/2012
    05/03/2012 08h28 – Atualizado em 05/03/2012 09h50

    Preços de imóveis no Rio de Janeiro e São Paulo começam a baixar

    Com a demanda fortíssima dos últimos anos, ficou complicado para as construtoras achar mão-de-obra qualificada e materiais por um preço bom.

    Segurança é um dos itens que mais importam na hora de comprar a casa própria.

    Mas os preços estavam atrapalhando os planos de muita gente. Nos últimos dois anos, os imóveis de cidades como Rio de Janeiro e São Paulo ficaram caríssimos.

    O preço dos imóveis começou a desacelerar depois de quase quatro anos ladeira acima.
    mas, até chegarmos a esse ponto, muita gente pagou caro e não recebeu a casa nova.

    Em São Paulo, 30% de todas as reclamações no Procon são por quebra de contrato por parte das construtoras.

    Era para ser só um escritório. Mas acabou virando a casa da família. Uma construção meio improvisada nos fundos do terreno alugado onde funciona a distribuidora de gás da Vanessa e do Israel. Não era isso que eles imaginavam quando compraram na planta um apartamento bonitão. O sonho da casa própria, pelo contrato, era para ter virado realidade há quase um ano e meio. Só que por enquanto, quando eles acordam, os únicos vizinhos continuam sendo os botijões.

    “A gente sempre sonhou em ter o nosso cantinho tão arrumadinho, e até então a gente tá morando de improviso”, conta Vanessa Pavan.

    “É uma coisa que você está sonhando. É a sua casa, você trabalhou, juntou o dinheiro para entrada, tudo, e você vê que não é aquilo que te ofereceram”, lamenta Israel Valério.

    Problemas como os que a família da Vanessa vem enfrentando, para os analistas já eram de certa forma esperados. Com a demanda fortíssima dos últimos anos, ficou complicado para as construtoras achar mão-de-obra qualificada e materiais por um preço bom. Estava difícil até conseguir guindastes e outros equipamentos. Complicações que atrasaram muita obra por aí.

    E se os prédios não sobem dentro do prazo são as reclamações que vão as alturas.

    “A gente costuma chamar isso de dor do crescimento, quer dizer, teve aquele crescimento muito rápido, as empresas seguramente não se planejaram para esse crescimento. Então é obvio, aconteceu um processo de excesso de demanda, faltaram insumos, faltaram profissionais, faltaram equipamentos e isso fez com realmente algumas obras atrasassem”, afirma o presidente do Secovi-SP, Claudio Bernardes.

    Com o mercado aquecido, os preços dispararam. O valor dos imóveis no Rio de Janeiro, por exemplo, literalmente dobrou em quatro anos. No mesmo período, São Paulo registrou um aumento de quase 70%.

    Tudo isso despertou a desconfiança dos compradores, a procura diminuiu e a situação agora mudou muito. Tem construtora fazendo de tudo pra fisgar cliente. Dando desconto, pagando a escritura para o futuro morador. Algo quase impossível de se imaginar nos últimos anos. Para o presidente do Secovi, sinais de uma outra tendência. A da estabilização dos preços dos imóveis.
    “A tendência é essa, seguramente. Nós estamos falando em um crescimento dos preços acompanharem a inflação em média. Eu acho que já houve um atendimento daquela demanda reprimida e agora nós vamos entrar numa estabilidade”, afirma Claudio Bernardes
    presidente do Secovi-SP.

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 11:37

      “A tendência é essa, seguramente. Nós estamos falando em um crescimento dos preços acompanharem a inflação em média. Eu acho que já houve um atendimento daquela demanda reprimida e agora nós vamos entrar numa estabilidade”

      Que [email protected] é essa?!! Se o INCC variou muito menos do que a valorização dos imóveis e ele mede a inflação específica do setor. Esse cara pensa que está enganando quem?!!

      O descolamento começou a acontecer em início de 2008 e até o índice do faz-me rir FIPE-ZAP demonstra isso com todo orgulho em seu site. Esse cara merece um Oscar de ator.

      0
  • Shakespeare 5 de março de 2012 at 11:29

    IPC apresenta deflação de 0,07% em fevereiro, aponta Fipe

    Resultado foi influenciado pela retração nos preços dos alimentos que depois de registrar inflação de 0,50% em janeiro passou para uma deflação de 0,98%

    O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação da cidade de São Paulo, registrou deflação de 0,07% em fevereiro. O número representa forte desaceleração sobre a inflação de 0,66% apresentada em janeiro. O resultado apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) ficou no piso das estimativas de 21 analistas consultados pelo AE Projeções, que oscilavam entre -0,07% e +0,09%, com mediana de 0%.

    Na comparação com a terceira quadrissemana de fevereiro, o IPC também teve desaceleração, já que o índice apresentara inflação de 0,07% naquela prévia. Vale ressaltar que a queda apurada naquela medição surpreendeu os economistas e até mesmo a Fipe. Tanto que o instituto, ao avaliar os dados da terceira quadrissemana, revisou fortemente o IPC de fevereiro, de elevação de 0,36% para recuo de 0,05%.

    Todos os índices que compõem o IPC apresentaram queda da terceira para a quarta quadrissemana de fevereiro. O grupo Habitação teve ligeira baixa no fechamento do mês. A inflação recuou de 0,43% na terceira prévia para 0,40% no levantamento final. Mesmo assim, ainda ficou acima do índice fechado de janeiro, que foi de 0,31% – Habitação foi o item que, na variação ponderada, mais contribuiu para o IPC no mês de fevereiro.

    Já o grupo Alimentação continuou em desaceleração. Depois de registrar inflação de 0,50% em janeiro, teve uma deflação de 0,88% na terceira leitura do fevereiro e passou para uma deflação de 0,98% no encerramento do mês – foi o item que, na variação ponderada, menos contribuiu para a inflação.

    Transportes registrou novamente recuo. Saiu de uma inflação de 0,31% no primeiro mês de 2012 para uma deflação de 0,06% na terceira quadrissemana de fevereiro e fechou o mês com deflação de 0,16%. O mesmo ocorreu com o item Despesas Pessoais. Após inflação de 0,87% em janeiro, baixou para 0,45% na terceira parcial do segundo mês do ano e fechou o levantamento mensal com 0,25%.

    O índice Saúde teve desempenho parecido com o da Habitação. Em janeiro, apresentou inflação de 0,40%, porcentual que avançou para 0,76% na terceira quadrissemana de fevereiro. Porém, no fechamento do mês, recuou para 0,50%. O segmento Vestuário manteve-se no campo deflacionário. De uma deflação de 0,37% no terceiro levantamento de fevereiro, encerrou o mês com uma deflação de 0,44%. Porém, em janeiro, havia sido responsável por uma inflação de 0,60%.

    Por fim, o segmento Educação manteve a tendência de queda porcentual. Por conta principalmente das compras escolares, teve uma forte inflação de 6,42% em janeiro. Este índice, contudo, foi caindo drasticamente a cada semana de fevereiro. Na terceira prévia, foi de 1,57% e recuou, agora, no fechamento do mês, para 0,47%.

    Veja como ficaram os itens que compõem o IPC no mês de fevereiro:

    Habitação: 0,40%

    Alimentação: -0,98%

    Transportes: -0,16%

    Despesas Pessoais: 0,25%

    Saúde: 0,50%

    Vestuário: -0,44%

    Educação: 0,47%

    Índice Geral: -0,07%

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 11:31

      habitação ainda está positiva, mas bem aquém do índice do faz-me rir FIPE-ZAP…

      Talvez o MrK saiba nos explicar o que o compõe mas aguardarei para ver nos próximos meses…

      0
      • Vivendo de Aluguel 5 de março de 2012 at 11:58

        O que realmente não entendo é a metodologia do FIPE-ZAP, algo que beira o ridículo.

        Vejam que no caso de automóveis, há anos que ninguém respeita a FIPE para negociação, serve apenas para cálculo do IPVA que, por sinal, o valor mais alto publicado pela FIPE sempre beneficia o governo na arrecadação.

        Para negócio, muitos utilizam outras referências como Molicar, Tabela do Jornal da Tarde e outros…

        Isto falando do mercado de automóveis que tem muito mais parâmetros do que o de imóveis, pois o produto é padrão, o preço de um novo é divulgado pela montadora, existem várias maneiras de comparar produtos semelhantes (segmento, tamanho do motor, ano de fabricação e outros) e, na falta de outros parâmetros, aplicamos a regra de desvalorizar o produto em 20% no primeiro ano de uso e 10% nos demais

        Sem falar que automóvel tem muito mais liquidez e ofertas MUITO MAIORES do que imóvel!!!!

        E MESMO ASSIM O ÍNDICE FIPE NÃO É REFERÊNCIA PARA NEGÓCIOS COM AUTOMÓVEIS, PQ OS CARAS ERRAM MUITO!!!

        Agora vem a mesma instituição que há anos faz um índice que não serve para quase nada, faz uma parceria com um site que têm vários erros conforme apontado várias vezes neste fórum e cria outro índice suspeito, só que para o mercado de imóveis!

        Claro que só podia dar nisso!!!

        O que causa indignação é que ninguém proíbe a publicação deste índice ou, pelo menos, coloca algumas ressalvas como, por exemplo, “este índice é válido apenas no país das maravilhas de Alice, para as demais situações, favor desconsiderá-lo”!!!

        0
        • Vivendo de Aluguel 5 de março de 2012 at 12:17

          Apenas para finalizar, há anos que não consigo vender os meus automóveis usados ao valor de tabela divulgado pela FIPE!
          Talvez seja um índice calculado em outros país que, erroneamente, publicam aqui!

          Agora vamos comenter o mesmo erro e usar como referência para imóveis um índice calculado pela mesma instituição?

          0
          • Atribulado 5 de março de 2012 at 13:10

            o preço fipe é o preço pedido pelo carro e não o vendido, é claro que não vai vender pelo pedido, pois os vendedores sempre embutem uma “gordurinha”.

            Mesmo caso dos imoveis.

            0
  • LEOTEX 5 de março de 2012 at 11:31

    Essa matéria do Bom dia Brasil é importante e merece sim um post. Mostra que a abordagem da grande mídia com o assunto mercado imobiliário mudou.

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 11:50

      ela ainda não fala em Bolha e traz mutias informações incorretas, como as alegações do presidente do SECOVI-SP, mas já é um começo e pode marcar o ponto de inflexão da curva da queda… depois vem o bull trap e o estouro propriamente dito

      0
  • Mark 5 de março de 2012 at 11:38

    Concordo.É de uma relevância maior que a reportagem da Exame.Se sair algo semelhante no jornal Nacional então…

    0
  • Tomaz 5 de março de 2012 at 11:56

    Procura por termo “bolha imobiliaria” no google insights cresceu 41% de dezembro para cá.
    Bom…muito bom…(risada cínica, esfregando as palmas da mão, com olhar do Sr. Burns nos olhos)

    0
  • Miguel Jacó 5 de março de 2012 at 12:03

    Miguel Jacó disse:
    23 de novembro de 2011 às 18:52
    Gente, através de um estudo sobre o aumento da velocidade com que as informações estão sendo divulgadas na mídia sobre o mercado imobiliário, acrescido aos seguintes fatos:
    -Crescente recessão que agora atinge Espanha, Itália e afeta a Alemanha, divulgado hoje no Estadão;
    -Juros ao consumidor atingirem os patamares do início de 2009;
    -Crescimento de 2012 terá que ser menor (dito pelo BC);
    -Previsão do dólar estabilizar em R$ 2,40 (fuga de investimentos do país);
    -Bolha explodindo na China;
    -Estabilização dos preços, término de construções e aumento atual de ofertas;
    -Inadimplência aumentou em outubro;
    -Endividamento recorde das famílias;
    -Gastos de Natal, Ano-Novo, férias e Carnaval batendo a porta…

    …cheguei à seguinte data limite de oficialização de explosão da Bolha: 05 de março de 2012. Explico:

    Terça-feira de Carnaval é dia 21, durante esta semana e talvez na próxima a imprensa ainda ficará martelando sobre samba, férias, etc, e na primeira segunda-feira de março, que será dia 5, o povo, a imprensa, os “investidores” cairão na real. A Globo divulgará o que já soubemos há um ano, e aí o povão começará a correr…

    Obs: Minha previsão anterior era 3 meses antes da Copa, mas não posso mais ser otimista e fechar os olhos para a realidade.

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 12:25

      você é vidente?!! ou trabalha como editor chefe na Globo?!

      pode dizer 6 números de 1 a 60, por favor?

      0
    • Carlos Wagner 5 de março de 2012 at 13:52

      Miguel Jacó

      Tenho MEDO de voce…hehehe

      Manda 6 numero de 1 a 60 ai pra mim? Falo sério, escreve ai…

      0
    • Bolha Imobiliária 5 de março de 2012 at 16:02

      Cara, esta foi boa. Acho que você merece uma tirinha com memes em sua homenagem

      0
  • Fred 5 de março de 2012 at 12:28

    Mais uma notícia pra marcar o dia 5/3: “Até junho, Fifa pode desistir de fazer a Copa no Brasil sem pagar multa” (blog do Juca Kfouri).

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 13:12

      e como ficará a valorização eterna dos imóveis por conta da Copa?

      e os estádios a preços estratosféricos?

      0
      • Fred 5 de março de 2012 at 13:28

        Parece piada, mas alguns meses atrás um amigo que tem um apartamento na Rua Augusta, aqui em São Paulo, veio me falar que não sabia se iria renovar o contrato de aluguel, porque já pensava em segurar o imóvel pra alugar na época da Copa… (???)

        0
        • Shakespeare 5 de março de 2012 at 13:36

          essa pessoa deveria estar interditada e internada em uma instituição pra pessoas mentalmente incapacitadas 🙂

          0
          • Fred 5 de março de 2012 at 18:10

            Por precaução, tô mantendo uma distância saudável… 🙂

            0
    • Sol de Sampa 5 de março de 2012 at 13:54

      Pois bem, semana passada eu havia dito que o papo do SECOVI seria de “estabilização dos preços”…..

      Em relação a COPA, muita coisa vai rolar ainda… sofrimento geral…. Tudo vai depender da majestade Reino Unido, suas necessidades reais de caixa… ou dos EUA (que acho estar numa posição mais delicada em relação ao Brasil e a America Latina).

      Pois bem, se o Reino Unido quiser a copa já é deles…. E isso será uma lição para tentar trazer aos bananaenses que exijam de seus governantes um governo para o Brasil do futuro, precisamos dessa lavada inernacional para começarmos a nos mexer em relação a nossa dignidade e em defesa de nossos filhos netos e etc…

      Quanto ao preço dos imoveis… daqui há um mes vamos ver em que nivel está… Acho que os valores vão começar a cair levemente e depois virá de enxurrada… Basta a retração de consumo ficar mais evidente e necessária nas familias.

      0
      • Cleyton 5 de março de 2012 at 23:21

        Se Deus é brasileiro, que te ouça! Se não for, paciência, mas tomara que te ouça também!

        0
  • h lee 5 de março de 2012 at 13:05

    Mes passado, vendi um imovel aqui em sampa que obtive mais de 5 propostas só em janeiro deste ano. Em 2011 só tive 2 propostas de compra em 5 meses.
    Eu tenho um outro imovel que estava alugado ate o dezembro do ano passado que tbm coloquei a venda, mas recebi uma proposta de aluguel na semana passada de R$ 7.000,00 liquido por mes, e acho que vou aceitar.
    Enfim, sei que a minha amostra por ser infima, pode nao representar o mercado, mas acho que ao contrario que o pessoal imagina aqui, o ano começou aquecido especialmente por aumento do credito imobiliario (+-30% jan/11 versus jan/2012) e tbm por causa do medo dos imoveis aumentarem ainda mais.
    Não quero desanimar o pessoal aqui, mas tera que ter um trigger forte como o inicio do aumento do desemprego, para diminuir a demanda por imoveis e consequente queda dos preços

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 13:08

      e vc tem dúvidas de que esse trigger já foi disparado?

      0
      • h lee 5 de março de 2012 at 13:13

        Acho que temos que prestar atençao na taxa de desemprego, pois a demanda do imovel continua forte devido as pessoas sentirem confiantes no futuro por estarem empregadas. E quando estao empregadas, tbm há o credito imobiliario.

        0
    • Ze Bom Dirolo 5 de março de 2012 at 14:24

      Eu estava vendendo um imóvel ano passado e depois de agosto ou setembro ninguém ligava mais. Antes, eram váiras ligações. Teve dia de comprar o jornal para saber se o imóvel tinha saído no anúncio. O imóvel tinha uma ótima localização e era de muito fácil venda, pelo menos antes.

      0
      • Shakespeare 5 de março de 2012 at 14:28

        ótima localização + preço justo = facilidade de venda

        ótima localização + preço bolhudo = dificuldade de venda

        péssima localização + preço bolhudo = impossibilidade de venda

        ‘tendeu?

        0
        • Shakespeare 5 de março de 2012 at 14:29

          claro que

          péssima localização + preço justo = dificuldade de venda

          0
  • Atribulado 5 de março de 2012 at 13:07

    Não entendi, qual seria a vantagem? A R$ 2mil o m2 voce também constrói uma casa tradicional de alvenaria no brasil, fora o terreno, claro, mas que também não está incluido na casa da IKEA.

    0
  • h lee 5 de março de 2012 at 13:07

    Mes passado, vendi um imovel aqui em sampa que obtive mais de 5 propostas só em janeiro deste ano. Em 2011 só tive 2 propostas de compra em 5 meses.
    Eu tenho um outro imovel que estava alugado ate o dezembro do ano passado que tbm coloquei a venda, mas recebi uma proposta de aluguel na semana passada de R$ 7.000,00 liquido por mes, e acho que vou aceitar.
    Enfim, sei que a minha amostra por ser infima, pode nao representar o mercado, mas acho que ao contrario que o pessoal imagina aqui, o ano começou aquecido especialmente por aumento do credito imobiliario (+-30% jan/11 versus jan/2012) e tbm por causa do medo dos imoveis aumentarem ainda mais.
    Só um trigger mais forte como aumento subito do desemprego, podera diminuir a demanda por imoveis e o inicio da queda nos preços.

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 13:45

      qual a área, data de entrega e localização aproximada (bairro) do imóvel que você está alugando por R$7.000?

      0
      • h lee 5 de março de 2012 at 13:54

        135 m2 em Vila Madalena em sampa. O imovel já tem uns 8 anos

        0
      • Shakespeare 5 de março de 2012 at 13:56

        data de entrega = ano do término da construção

        0
        • h lee 5 de março de 2012 at 14:01

          este imovel comprei quando estava quase pronto que foi no fim de 2003.

          0
          • Shakespeare 5 de março de 2012 at 14:12

            obrigado pelas informações.

            eu diria que o valor de 7.000 está alto e se vc está conseguindo alguém para pagá-lo deve fazer sim e aproveitar, porque se o mercado voltar aos patamares normais, esse aluguel deve cair para uns 4.000

            Abs

            0
            • Fred 5 de março de 2012 at 14:47

              Cada um rasga dinheiro como acha mais gostoso. Com 7 mil por mês, pago 1 de 36 prestações de um imóvel de 2 dormitórios em construção na região da avenida Paulista, direto com a construtora até o fim, pra morar.

              0
              • Shakespeare 5 de março de 2012 at 14:59

                que imóvel é esse de 2 dorm por 250k na região da Paulista?

                0
                • Fred 5 de março de 2012 at 15:30

                  280 no total, o negócio foi fechado em 2010.

                  Quando o dinheiro é suado a gente acaba tomando mais cuidado na hora de usar. Se fosse pra pagar aluguel hoje, acho que eu me apertaria em uma quitinete até a “água baixar”, Shakespeare.

                  0
    • Paty 5 de março de 2012 at 13:53

      Nossa h lee vc é um cara de sorte..kkk

      0
      • h lee 5 de março de 2012 at 13:59

        Cara, nao acredito na sorte, e sim, a minha conclusao que o mercado imobiliario começou o ano bastante aquecido. só isso!
        P

        0
  • Fred 5 de março de 2012 at 14:22

    Andando pela Rua Bela Cintra aqui em São Paulo na hora do almoço, vi que estavam fechando um terreno pra darem início à construção de outro prédio. E neguinho não perdeu tempo: já tem uma placa afixada no tapume: “Vende-se!!! Oportunidade” (com todas essas exclamações).
    Indústria de placas de VENDE-SE e ALUGA-SE bombando!

    0
  • Sergio 5 de março de 2012 at 14:57

    Miguel a Bolha comecou a furar por decreto quando a Dilma passou o minha casa minha vida de 130.000,00 para 170.000,00, porque nao se conseguia terreno para construir casa popular, e nem as prefeituras cediam terreno de graca. Hoje nao se vende nada por menos que esse patamar.

    Miguel, o Japao esta andando de lado desde a sua crise imobiliaria nos anos 80, aonde para se ter um banco la precisou juntar 2 ( Banco Tokio Sumitomo) o Eua teve a sua crise agora,
    aonde derreteu varios bancos , nao sei se vai andar de lado, qual a sua previsao para o Brasil
    a partir do momento que a China comecar a plantar e nao precisar mais das commodities agricolas do Brasil ( ja esta comecando pelo suco de laranja ) ?

    0
  • Azario 5 de março de 2012 at 16:03

    Algumas notícias acerca dessa situação absurda dos imóveis e do alto custo de vida nacional, SÓ NO DIA DE HOJE(05/03/2012):

    h ttp: //g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2012/03/precos-de-imoveis-no-rio-de-janeiro-e-sao-paulo-comecam-baixar.html

    h ttps: //conteudoclippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2012/3/5/bis-e-fmi-veem-riscos-para-emergentes

    h ttp: //br.finance.yahoo.com/news/SP-RJ-t%C3%AAm-alta-menor-m%C3%A9dia-inmoney-826298466.html?x=0
    (mais pelos comentários e menos pelo texto em si)

    Além destes acima, há até um artigo sobre o Rio de Janeiro intitulado “Maravilhosa e Cara”, escrito pelo Fernando Gabeira, no Jornal do Metro(pág. 2):

    h ttp: //www.readmetro.com/en/brazil/metro-rio/

    Trecho do artigo do Gabeira: …”Já os pobres são tão massacrados pela publicidade positiva que, às vezes, não acreditam nas falhas que estão diante de seus olhos.”

    O Brasil tem que entender que esta situação de alta em tudo(principalmente nos imóveis) é insustentável por si só. Ou toma juízo e entende que não podemos ser um país de indicadores de terceiro mundo com preços de primeiro mundo, ou se lasca(merecidamente) numa crise que irá levar muitos ao desespero financeiro.

    Torço para que ainda haja juízo na cabeça das pessoas.

    0
  • Riodetudo 5 de março de 2012 at 16:25

    Deve ser por isso que todos os condomínios entregues nos últimos anos na zona oeste do Rio, por onde eu passo todo dia, tá cheeeio de gente morando. Dá pra sentir o calor de longe de tão aquecido. Ou melhor, deve ser um bando de alma penada residindo lá porque, na verdade, não tem nem uma cortina na janela ou luz acesa! Estamos falando aí de uns 3 mil apartamentos NOVOS E VAZIOS só nessa região nos últimos 4 anos! É só usar a fonte de pesquisas preferida das imobiliárias (ZAP) para ver isso.

    0
    • Riodetudo 5 de março de 2012 at 16:26

      Esse texto era pra ser resposta ao bruce h lee aí em cima

      0
  • Shakespeare 5 de março de 2012 at 16:58

    Existe um estudo interessante sobre a poluição na cidade de São Paulo, feito pelo programa Cidades e Soluções que, apesar de pertencer às organizações Big Brother é bem conduzido pelo repórter André Trigueiro e sempre embasado em estudiosos e cientistas.

    O relatório pode ser acessado clicando no meu nick e é um retrato do local onde as pessoas estão pagando fortunas para criarem seus filhos e permanecerem suas vidas, encurtando-as em alguns anos.

    Vale ler.

    0
    • Shakespeare 5 de março de 2012 at 17:00

      h t t p://g1.globo.com/platb/globo-news-cidades-e-solucoes/2012/02/23/temporada-especial-de-reprises-poluicao-mata-1%C2%BA-programa/

      0
  • Shakespeare 5 de março de 2012 at 17:04

    Juro que acabei de ouvir a palavra BOLHA na boca da Dilmão.

    Juro!

    😮

    0
    • Afrânio 5 de março de 2012 at 23:33

      Moro em um condominio da cyrela no Rio que começou a ser entregue no final de 2010 e, por incrível que pareça a administradora já está fazendo campanha para regularização de débito de cotas condominais. No meu andar são 12 apartamentos e só três ocupados, onde está essa demanda toda?

      0
  • paulo 6 de março de 2012 at 10:00

    Tem gente de outros estados ajudando a manter a bolha no rio sempre… tenho parentes no nordeste que compraram apartamentos de um milhão em ipanema (ou copacabana nem lembro mais).

    0
  • aiwww 9 de março de 2012 at 22:19

    Bolha, SUGIRO que utilize o LOGIN do Google para a publicação dos comentários.

    0
    • Cai Cai Balão 9 de março de 2012 at 22:26

      Isso pode deixar muitos usuários “tímidos”. O Bolha tem acesso aos e-mails dos que merecem ser moderados ou até mesmo punidos. Deixemos como está, pois temo que a identificação indiscriminada dos foristas pode prejudicar o andamento das discussões.

      0
      • Bolha Imobiliária 9 de março de 2012 at 23:32

        Cara, realmente esta dificil controlar o povo, e os trolls. Até queria instalar um sistema de comentários melhor, mas ele não atende a nossas necessidades, tipo, ele faz paginação dos comentários, e sei que a maioria aqui não ia gostar muito.

        0
  • aiwww 9 de março de 2012 at 23:01

    Acabei de enviar um e-mail para mais uma pessoa sem noção. Ela anunciou no bomnegocio.com:

    Alugo apartamento na Glória, mobiliado, inicio da Rua Cândido Mendes, 3 quartos c/suite e dependências, 1 vaga garagem, frente, andar alto, vista linda p/Baia de Guanabara, preferência para funcionários Petrobras c/carta de garantia, contrato por temporada ou 30 meses, ótimo para trainees da Petrobras.

    Eu enviei a seguinte mensagem:

    Oi Isabel, um trainee da Petrobras ganha R$ 4.117,07 com garantia de remuneração mínima de R$ 6.217,19. Sendo assim, o salário líquido de um recém contratado pela Petrobras é R$ 3.408,97. Gostaria de saber o valor do aluguel, uma vez que a senhora disse ser ótimo para trainees da Petrobras.

    0
  • Contra-ideia 14 de março de 2012 at 15:13

    Bom.

    Vejo aqui céticos da mercado imobiliário sugerindo que a bolha está para estourar. Alguns até citam nome de bairros no Rio de Janeiro (barra da tijuca – região nobre) entre outros.

    O problema é que, apesar de estarem vazios, muitos desses prédios já tiveram 100% de suas unidades vendidas (financiadas ou não). Olhar para um prédio e ver ele vazio não é sinal de que a construtora não vendeu nada. O que vocês deveriam se questionar é quem está comprando esses imóveis…

    É claro que existe uma bolha, mas ela não está perto de estourar. O crédito imobiliário no Brasil ainda engatinha, e no Rio de Janeiro, particularmente na zona oeste (barra) vai ser beneficiado com as Olimpíadas. Qualquer um que mora nessa região e saia na rua vai ver o caos que está com tantas obras e reformas.

    Um crédito pífio de 5%, como é o caso atualmente do Brasil, com eventos de magnitude como Olimpíadas e Copa, Rio de Janeiro é uma cidade global, isso tudo pesa no final. O Rio está em outro patamar e não dá para comparar com o resto do Brasil.

    Prever um fim da valorização antes de, no mínimo, 2016, para mim é irreal. É minha opinião…

    0
    • aiwww 15 de março de 2012 at 08:09

      Sr. Contra-ideia,
      seja bem vindo ao blog. Gostaria de dizer que suas idéias não são novas e já foram derrubadas com números e meses de comentários. O que o senhor está dizendo nada mais é mais do mesmo. Inclusive já comentamos aqui sobre “economistas” ditos “renomados” que na verdade dizem o que lhes pagam para dizer. Se o senhor souber um pouquinho só de economia saberia que um ativo não encarece ou barateia sem motivos. E que aumento de oferta diminui o preço (uma vez que a lei da oferta e da procura não foi revogada). Tenha paciência e leia o blog antes de vir falando asneira. Já tivemos outros corretores e investiotários por aqui e todos desistiram de defender o absurdo. SIM, essa situação que estamos passando é um absurdo. Um abraço e boa leitura.

      0
  • Contra-ideia 14 de março de 2012 at 15:16

    Antes que caiam em cima do meu comentário, digam que sou especulador sem ganho, etc, devo dizer que o que eu disse aí em cima nada mais é do que os números mostram.

    Vizinhos do Brasil como Chile, México (“emergentes”) tem um crédito imobiliário muito acima do nosso. Os preços que nós pagamos são de fato mais caros, mas com a intenção de dobrar o crédito nos próximos anos deter uma maior valorização vai ser impossível.

    Abraços.

    0
    • aiwww 15 de março de 2012 at 08:13

      Bla bla bla … leia comigo JUUUUUROOOOOOOOOOOOOOOOOOS … não adianta pensar em crédito/pib sem esquecer dos JUROS … economia básica meu caro …

      0
      • Contra-Ideia 6 de junho de 2012 at 19:58

        Não me culpe pelo seu fracasso.

        0