Investidor é até 70% da clientela, dizem empresas – IG

Você pode gostar...

Comments
  • DRN 23 de fevereiro de 2012 at 11:59

    Para mim, esse trecho é a admissão de que a diminuição de juros foi orquestrada entre construtoras e governo federal.

    “João Crestana, ex-presidente do Secovi, aposta nessa demanda por aluguel como um freio à especulação. “Com a queda dos juros, muito investidor comprou para alugar e também pensando na especulação. Mas é uma quantidade pequena.”

    Apesar dos pesares, baixar os juros é a decisão correta, muito mais para incentivar a produção nacional e “terminar com essa teta mundial”, do que para tentar (veja bem, eu disse APENAS “tentar”) salvar o mercado imobiliário.

    0
  • Anonymous 23 de fevereiro de 2012 at 12:06

    Acho que devemos definir um termo para fazer referência a esse tipo de investidor. Daqui para a frente, esse “investidor” será o ator principal no estouro da bolha enquanto as construtoras, imobiliárias, corretores meros figurantes. Sugiro INVESTOLO numa fusão de investidor + tolo. Alguma outra sugestão?

    O centro também parece estar sendo uma aposta de investimento, segundo corretores. “Aqui eu vendi 15 imóveis e só um foi para moradia – neste caso, os INVESTOLOS foram 93% – fica bem mais simples descrever a situação.

    0
    • Júlio Cesar 24 de fevereiro de 2012 at 01:07

      Eu acho que os “investidores” podem ser chamados de sardinha mesmo. Porque acho muito engraçado o termo e porque as sardinhas pulam felizes no lago azul, mas quando o tubarão fica com fome…

      0
  • Indecoroso 23 de fevereiro de 2012 at 12:07

    O delírio e a anti-ética continuam fortes nas práticas de mercado…
    _________________________________________

    Especialistas afirmam que ainda vale a pena comprar imóveis para fins locatícios

    CorreioWeb – Lugar Certo

    Publicação: 23/02/2012 10:09 Atualização:
    De acordo com levantamento realizado pelo Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci), os aluguéis no Brasil vêm caindo. Porém, é preciso ter atenção com a informação. O presidente do Cofeci, João Teodoro da Silva, esclarece que os inquilinos não estão pagando menos, mas sim que os proprietários, atualmente, têm menor rentabilidade que antes. Segundo o estudo, nos últimos cinco anos, o retorno mensal médio da locação era de cerca de 0,65% do valor do imóvel, contra aproximadamente 0,5% hoje, com casos em que a rentabilidade não passa de 0,3%. No entanto, o economista Roberto Piscitelli adianta que, ainda assim, é lucrativo colocar o imóvel para alugar. Afinal, além do recebimento do valor do aluguel, existe a supervalorização do preço de venda da propriedade.

    O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Distrito Federal (Creci-DF), Hermes Rodrigues de Alcântara Filho, conta que a situação da capital não é diferente do resto do Brasil. “Como os imóveis subiram muito, está havendo um realinhamento de preço dos aluguéis”, esclarece. “Os novos contratos estão subindo para acompanhar a valorização. Ou seja, não é que o preço do aluguel caiu, ele continua subindo, mas não acompanha a valorização do próprio imóvel, porque esta é muito maior”, explica. “Por isso consideremos que, na realidade, ele diminuiu”, complementa João Teodoro (Cofeci).

    Assim como Piscitelli, Hermes garante que continua sendo um ótimo investimento comprar imóvel para aluguel. “Além do ganho com o aluguel, ainda tem a supervalorização do preço do imóvel caso ele queira vendê-lo mais tarde”, destaca o presidente do Creci-DF. Outra qualidade de alugar a propriedade para um inquilino é poder transferir a maior parte das despesas – impostos, manutenção, segurança – para os locatários. “Manter imóveis fechados é caro”, alerta Piscitelli.

    O economista chama atenção para a especulação em relação ao preço dos imóveis. “Em várias situações as cotações são artificiais”, avisa. Por outro lado, como explica, é preciso levar em conta que nem sempre os valores anunciados ou pedidos são os mesmos das transações efetivamente realizadas. “Ultimamente, as pessoas estão investindo em imóveis mais em função das expectativas que se formam em torno de sua possível valorização, isto é, do ganho de capital que pode advir de sua negociação”, observa.

    Piscitelli destaca que, nos últimos anos, deu-se uma significativa expansão do crédito destinado à construção e aquisição de imóveis. “É uma das modalidades que mais crescem, no Brasil, onde a participação ainda é modesta quando comparada, por exemplo, com os Estados Unidos”, completa. “Muita gente poderá enfrentar dificuldades com os financiamentos a longo prazo e baixa liquidez desses ativos”, avalia. O economista nota que alugar imóveis era uma alternativa mais procurada quando a inflação era elevada e as opções no mercado financeiro mais reduzidas. “O valor do aluguel, hoje em dia, é mais estável ao longo de períodos anuais. Por outro lado, o estoque de imóveis vem se elevando e com a melhoria dos indicadores de trabalho e renda mais gente tende a trocar o aluguel pela propriedade”, pondera.

    Os aluguéis sempre foram baseados em percentual em relação ao preço de comercialização. Nos últimos anos, isso mudou porque o valor locatício não consegue acompanhar percentualmente a acelerada alta do valor de venda dos imóveis. “Os preços imobiliários subiram muito nos últimos tempos. É impossível o preço da locação acompanhá-lo. Talvez, futuramente, até se recupere, mas no momento não há condições para isso”, analisa o presidente do Cofeci.

    Fonte: http ://correiobraziliense.lugarcerto.com.br/app/noticia/ultimas/2012/02/23/interna_ultimas,45587/especialistas-afirmam-que-ainda-vale-a-pena-comprar-imoveis-para-fins-locaticios.shtml

    0
    • Cleyton 23 de fevereiro de 2012 at 12:14

      Tipo, não é que o povo está comendo menos, é que a comida não está acompanhando o ritmo das exportações, beleza de argumento hein!

      0
    • JCH 23 de fevereiro de 2012 at 12:30

      O pior e que estes argumentos dos SECOVIs da vida, nao sei como, ainda conseguem ser digeridos e infectar muitas pessoas. Digo isso por que meu irmao, que tem curso superior e pos-graduacao, com carreira solida, com remuneracao acima de 25k mensais, comprou um apto “para investimento, para nao deixar o dinheiro parado no banco”. Isso porque varias vezes ja conversamos sobre precos exorbitantes de imoveis, bolha imobiliaria e etc. Mas mesmo assim ele fez o negocio. Obs: o imovel em que ele mora e ALUGADO, mas comprou um de padrao muito inferior “pra investir”. Fico imaginando o povao da nova classe C (inventada), quanta loucura deve estar fazendo.

      0
      • JCH 23 de fevereiro de 2012 at 12:57

        Em tempo: o apto foi pago a vista, por um valor 87,5% acima do que foi pago a cerca de dois anos pelo proprietario anterior (aparentado, que tambem comprou para investimento). Pergunto: tem como ganhar dinheiro em cima disto? Ou eu estou ficando pessimista demais em relacao ao mercado imobiliario?

        0
        • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 13:14

          Deve ter comprado para investir, pois sua renda, apesar de boa, não seria suficiente para comprar com folga um bom imóvel para ele residir, foi uma forma de ele fazer um seguro, serve para quem não tem certeza da bolha, pois acredita q ainda poderia subir mais e assim ele acompanharia a manada e não se sentiria frustrado…

          Para mim não há dúvida nenhuma q estamos em uma bolha de crédito, tenho certeza disso desde 2009, geralmente qdo vejo todos correndo em uma mesma direção, me questiono dos fundamentos dessa euforia toda.

          O comportamento do ser humano, em especial daqueles q não foram educados para questionar e refletir, é algo razoavelmente previsível.

          0
    • Indecoroso 23 de fevereiro de 2012 at 12:45

      Agora me digam: com base no quê o preço dos aluguéis vai sofrer “realinhamento” frente ao preço dos imóveis (??), se a cada dia em Brasília – e no Brasil como um todo – a entrega de novas unidades residenciais deteriora a procura (frente a oferta) de imóveis para locação?

      Esses caras precisam ter um mínimo de decência até mesmo para forjarem falsos argumentos. A deturpação de critérios matemáticos só serve para afundá-los (palpiteiros e jornal também) no ridículo!

      Sugiro que façamos um rol público (tipo lista negra) dos “especialistas” que atualmente vem se valendo de argumentos ridículos como esse para manipular a opinião pública. Poderíamos fazer isso sem precisar emitir qualquer juízo de valor, apenas com base nas citações dos próprios “pitaqueiros”… que tal?

      0
    • john 23 de fevereiro de 2012 at 12:58

      Esse jornal só faz propaganda de imóveis…para mim não tem mais a menor credibilidade.

      0
      • Marcelo 23 de fevereiro de 2012 at 13:55

        A julgar pelos comentarios (negativos) dos leitores do correio web sobre essas noticias do mercado imobiliario de BSB, parece que muita gente tambem ja percebeu isso no DF . O Correio nao tem mais credibilidade no assunto imoveis para uma boa parte da populacao.

        0
    • DM 23 de fevereiro de 2012 at 13:12

      Adorei esta parte:

      Assim como Piscitelli, Hermes garante que continua sendo um ótimo investimento comprar imóvel para aluguel. “Além do ganho com o aluguel, ainda tem a supervalorização do preço do imóvel caso ele queira vendê-lo mais tarde”, destaca o presidente do Creci-DF. Outra qualidade de alugar a propriedade para um inquilino é poder transferir a maior parte das despesas – impostos, manutenção, segurança – para os locatários. “Manter imóveis fechados é caro”, alerta Piscitelli.

      Eles mesmos admitem a ‘supervalorização” e que “manter imóveis fechados é caro”, só esqueceram de falar que se subir o valor dos alugueis vai ser mais difícil ainda achar inquilinos.

      Só rindo!

      0
      • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 13:17

        Pergunta pra ele pq em BSB os preços estão caindo enquanto ele fala em supervalorização

        0
      • Indecoroso 23 de fevereiro de 2012 at 13:18

        Será que foi uma derrapada proposital? Estamos ingressando na fase de admissão, mesmo que subliminar, da bolha?
        Se eu fosse um investidor suaria frio ao ler esse trecho…

        0
  • MrK 23 de fevereiro de 2012 at 12:09

    O que significa 70% das vendas para investidores?

    – Significa que a oferta das construtoras estava inflada em mais de 200% (de cada 10 aps somente 3 para moradores)
    – Significa que esse papo de deficit habitacional e classe C nao e’ beeeem assim
    – Significa que a especulacao esta em patamares fortissimos, comparavel a qualquer super bolha, como dizemos aqui desde 2010!!

    O que significa esse povo querer botar pra alugar?

    – Significa rasgar dinheiro, voce conhece algum investidor que curte rasgar dinheiro? Imagine voce pagar uma prestacao de R$5.000 por 30 anos para receber um aluguel de R$2.000, mesmo se tiver pago a vista os rendimentos sao bem piores que poupanca!

    O que significa esse povo botar pra vender?

    – Sobreoferta num mercado ja sobreofertado e com vendas travadas, como a propria industria ja admite “os consumidores nao aceitarao mais pagar aumentos de precos”

    E o que mais?

    – Investidor nao faz uma programacao do orcamento de longo prazo como o morador, ele nao e’ tao responsavel, se nao conseguir vender com lucro ele devolve pra construtora, vai ter devolucao ate dizer chega, e apartamento voltando pro mercado… a demanda foi superdimensionada em mais de 200%!!!

    Tudo bem que a materia fala de 1 quarto, mas voces acham o que? Fizeram isso com 1 quarto e ninguem especulou em 2 quartos? Ou em salas comerciais? Claro que nao! Esta por todos os cantos! Todos os precos estao bolhudos!

    NAO TEM SAIDA… E’ PLOC!!

    0
    • Shakespeare 23 de fevereiro de 2012 at 12:33

      MrK,

      Será que as construtoras irão mesmo baixar os preços dos apartamentos devolvidos?

      Sempre fico com a impressão de que elas não vão querer ficar com o prejuízo e vão tentar deixar o abacaxi na mão dos investidores.

      E já prevejo uma série de ações na Justiça…

      0
      • Andre da Bolha de Plastico (para evitar homonimos) 24 de fevereiro de 2012 at 07:47

        Eu acho que se os investidores devolverem sera uma grande “P I C A” nas maos das construtoras pois a cada devoluçao altera-se o planejamento financeiro da construtora especialmente, no que tange contas a pagar/receber – 2) Ao devolver o Ap devove-se junto despesas pois diferente da planta – agora o ap paga condominio e IPTU – Por mais que as construtoras tenham folego financeiro elas farao de tudo para largar essa bucha e a primeira coisa sera abaixar o valor. Quanto isso nao tenho duvidas. No fim ainda mesmo vendendo barato, Como as construtoras ja levantaram uma $$$ dos investidores desistentes – que certamente vao perder pelo arrependimento de 50% a 60% podem baratear o valor. Nao sei exatamente quanto haja vista que se realmente 70% eram investidores a devoluçao sera grande e o mercado {agora sim realmente de interessados} sera escasso portanto o valor devera ser bem mais baixo dos que os atuais pois, os valores atuais ja ha muito tempo nao atraiam consumidores finais – so investidores.

        0
    • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 13:22

      Tenho a impressão q na entrega dos imoveis iremos presenciar um boom de anúncios para locação nunca antes visto neste país… e haverá, no início, grande pressão para aumento nos valores dos aluguéis… estou curioso pra ver como a demanda se comportará…

      0
      • Cai Cai Balão 23 de fevereiro de 2012 at 14:23

        Aumento da demanda do aluguel com aumento no preço? Como isso aconteceria?

        0
        • Cai Cai Balão 23 de fevereiro de 2012 at 14:26

          Desculpe, quis dizer oferta.

          0
        • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 14:28

          Sem aumento de demanda, o q disse é q acredito q os proprietários, num movimento orquestrado pelas administradoras irão tentar jogar o preço do aluguel lá pra cima e eu estou curioso para ver como o lado da demanda vai se comportar, se irá, num primeiro momento, aceitar esses valores ou se de cara irá rejeita-los, deixando os imóveis vazios…

          0
          • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 14:34

            mais ou menos como no boom das vendas do setor, qdo as pessoas compravam pq acreditavam q iria ficar mais caro e acabariam sem poder comprar nada, mesmo vendo q centenas de empreendimentos estavam sendo lançados ou com previsão disso…
            O q eu quero saber é se as famílias seriam convencidas a alugar por um preço mais caro por medo de q se não fizessem isso, amanhã não conseguiriam alugar nada…

            Eu não acredito q isso acontecerá (conjunturas diferentes das daquela época), mas acho q vai haver uma forçação de barra nesse sentido…

            0
            • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 14:36

              hehehe forçação ficou meio forçado…

              0
              • Shakespeare 23 de fevereiro de 2012 at 18:31

                Valeu para darmos umas rizadas

                0
            • pmoraesm 23 de fevereiro de 2012 at 22:35

              Aluguel não se financia. Se o “mercado” tentar absorver preços altíssimos de aluguel o que veremos é uma inadimplência recorde e muita ordem de despejo sendo executada.

              0
    • Atribulado 23 de fevereiro de 2012 at 18:03

      “O que significa 70% das vendas para investidores?”

      Significa que estão dizendo o que é do interesse deles, como sempre.
      Se tu chegar e dizer que quer comprar pra morar, dizem que 70% das vendas são pra morador final…

      Uma facilidade incrivel de acreditar no que convém.

      0
    • pmoraesm 23 de fevereiro de 2012 at 22:32

      Mrk, sou bolhista e sempre leio seus comentários pois acho que sempre acrescentam algo ao debate, apenas tem um ponto que acho que deve se tomar cuidado para não faltar coerência em suas ótimas análises:

      “Significa rasgar dinheiro, voce conhece algum investidor que curte rasgar dinheiro? Imagine voce pagar uma prestacao de R$5.000 por 30 anos para receber um aluguel de R$2.000, mesmo se tiver pago a vista os rendimentos sao bem piores que poupanca!”

      Quase todos os financiamentos de hoje em dia são com juros decrescentes, ou seja, pouquíssima gente paga 5 mil por 30 anos, o valor da parcela vai diminuindo ao longo do tempo.

      0
      • Fernando II 27 de fevereiro de 2012 at 18:11

        Caro pmoraesm, em tempo gostaria de esclarecer:
        “Quase todos os financiamentos de hoje em dia são com juros decrescentes, ou seja, pouquíssima gente paga 5 mil por 30 anos, o valor da parcela vai diminuindo ao longo do tempo.”
        Os juros dos financiamentos não são decrescentes, o que decresce é a prestação porque a amortização é constante e o saldo devedor decresce.
        prestação=amortização constante+juros (valor financeiro decrescente porque o saldo devedor decresce, quase que constantemente).
        Se a TR subir com hiperinflação, os juros finais subiriam consideravelmente, embora este não seja o cenário principal de ninguém.
        Enfim, acredito que o argumento do MrK está perfeito. Quem compra financiado pra investir, sofre até a entrega das chaves com o INCC (7,5%aa) e depois das chaves com a grande diferença entre o valor do aluguel e o da prestação, mesmo que o aluguel suba com o IGP-M e a prestação caia com o saldo devedor. Vale notar que a velocidade de queda é bem pequena e que o dinheiro que já foi investido neste imóvel poderia ser investido em alternativas de investimento bem mais líquidas e com rentabilidade superior.

        0
  • Cleyton 23 de fevereiro de 2012 at 12:11

    Essa sensação de “eu te disse” não é importante, o que realmente importa é que desenhamos como a máquina funciona, e a medida que as previsões vão se confirmando temos ainda mais certeza dos próximos movimentos, ao contrário dos que estão convencidos só por estar (tipo o moluscão).

    0
    • luidhi 23 de fevereiro de 2012 at 13:14

      Mais ou menos isso mesmo….

      O boom mesmo será quando os imóveis ficarem prontos. Vai vender para quem?

      As hipóteses são:

      1. Tentar passar para frente para minimizar o prejuízo;
      2. Devolver para construtora. Essa seria a pior, pois a construtora tem como bancar o preço nas alturas. Para elas segurar o imóvel é melhor que vender.

      Mas acho que já está consolidado, agora é só acompanhar o fluxo de queda.

      0
      • João Miguel 23 de fevereiro de 2012 at 20:34

        Eu não teria tanta certeza da opção 2.
        Qual construtora tem chances de bancar imóveis de devolução hoje?

        A Maior parte das construtoras já declarou que esse ano vão diminuir o ritmo de lançamentos e focar na entrega dos prédios que estão subindo.
        Isso significa que , estão se planejando para “sobreviver” com os pagamentos que recebem hoje dos donos de imóveis em construção deixando uma pequena margem para novos lançamentos.

        Se muitas pessoas começarem a devolver, a construtora vai ter 2 problemas:
        – O apartamento gera custos, que com certeza eles não vão querer bancar
        – Essas pesssoas serão pessoas que não irão mais pagar a parcela, quebrando o planejamento de caixa deles

        Eles não terão outra saída se não repassar o imóvel por um preço mais baixo. E se isso começar a ocorrer com frequencia pode ser o gatilho do desespero nesses “Investidores”…

        0
      • Carlos Wagner 23 de fevereiro de 2012 at 21:38

        “2. Devolver para construtora. Essa seria a pior, pois a construtora tem como bancar o preço nas alturas. Para elas segurar o imóvel é melhor que vender.”

        As construtoras não tem condições de bancar os imóveis que serão devolvidos e nem tampouco segurar o imóvel é melhor que vender pelo simples fato que as parcelas pagas pelos compradores na planta não bancam a construção da obra, são insuficientes até para pagar a mão de obra para isso.

        Em projetos de longo prazo, como é o caso, elas tomam emprestimos que são os propulsores para o projeto sair do papel e ser concluido. Elas esperam receber na chaves o saldo devedor que compreende os custos da construção, pagamento do principal dos emprestimos, seus juros e obter seus lucros pelo empreendimento.

        Superada essa fase de entendimento, imagine uma grande parte de compradores especuladores e moradores que compraram que não conseguiram credito para liquidar o pós chaves ao mesmo tempo que o emprestimo consome os recursos de caixa das construtoras.

        Elas ficarão com um monte de imoveis e sem capital para continuar cumprindo seus compromissos financeiros.

        Unica saida: Queimar estoque para evitar a insolvencia.

        0
  • Shakespeare 23 de fevereiro de 2012 at 12:48

    Acredito que essa notícia é de enorme importância para todos os que estão encontrando dificuldade em conseguir comprar suas residências e, em especial, para aqueles que já estão começando a sentir os efeitos nos preços dos aluguéis.

    Hoje é dia de São Policarpo, padroeiro dos locatários! 🙂

    0
    • xangai 23 de fevereiro de 2012 at 14:45

      nossa … esse tem que “googar” !! muito bom ..

      0
  • Pepper 23 de fevereiro de 2012 at 12:51

    Tudo o que já é dito aqui há muito, agora reconhecido pelas próprias imobiliárias. Ai, ai, ai, não tem como dar certo. Digamos que estes “investidores” não são lá muito inteligentes.

    0
  • Menino_do_Rio 23 de fevereiro de 2012 at 12:53

    Olha os investidores querendo especular novamente…

    http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/imoveis/noticias/sua-casa-pode-valer-uma-fortuna-na-copa-do-mundo
    “Nos próximos dois anos, brasileiros que não têm o costume de alugar imóveis para temporada esperam conseguir inquilinos para suas próprias casas por preços nada módicos. A Copa das Confederações, em 2013, e a Copa do Mundo de 2014 já levam os moradores de locais próximos aos estádios de futebol a anunciar pela internet a locação de seus imóveis. Os valores que os locadores esperam ganhar – por enquanto estimados e abertos a negociação – chegam a ultrapassar os 30.000 reais, por períodos que variam de alguns dias a um mês.”

    0
    • Anonymous 23 de fevereiro de 2012 at 16:41

      Menino,

      Voce ainda não entendeu NADA. Observe a disseminação simultânea da notícia evidenciando matéria PAGA. Esse é um caso exemplar, pois o BLOG consultorimobiliario-rs publicou a matéria, ANTES da fonte original que é a nosso “insuspeita” revista EXAME.

      23/02/2012 12:23
      exame . abril . com . br/seu-dinheiro/imoveis/noticias/sua-casa-pode-valer-uma-fortuna-na-copa-do-mundo

      quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012, Postado por Flávio Azevedo às 10:06
      consultorimobiliario-rs . blogspot . com/

      quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012, Postado por Clipping Imóveis às 13:02
      www . clippingimoveis . com . br/2012/02/sua-casa-pode-valer-uma-fortuna-na-copa.html

      0
  • JCH 23 de fevereiro de 2012 at 12:54

    Em tempo: o apto foi pago a vista, por um valor 87,5% acima do que foi pago a cerca de dois anos pelo proprietario anterior (aparentado, que tambem comprou para investimento). Pergunto: tem como ganhar dinheiro em cima disto? Ou eu estou ficando pessimista demais em relacao ao mercado imobiliario? rs

    0
    • JCH 23 de fevereiro de 2012 at 12:59

      Desculpem-me, postei em local errado.

      0
  • Leandro 23 de fevereiro de 2012 at 13:09

    Passei o Carnaval em Salvador e fiquei hospedado em um apartamento de um quarto entregue há cerca de 1 ano (nome do prédio: Rio Vermelho Exclusive).
    Minha impressão: o prédio estava muito vazio. Creio que a taxa de ocupação do edifício atualmente não chegue a 50%.
    Vi muitos prédios em construção em Salvador!

    E um desabafo quanto aos taxistas de Salvador: quando faltam clientes, brigam entre si pelo passageiro. Quando sobram passageiros (final da festa), querem extorquir todo mundo, cobrando até 5 VEZES o valor normal da corrida.

    0
    • Indecoroso 23 de fevereiro de 2012 at 13:15

      Taxista e corretor… ô laia! (os honestos que me desculpem pela generalização).

      0
    • Ze Bom Dirolo 23 de fevereiro de 2012 at 13:23

      Só contar uma situação.
      Quando fui para o carnaval de Salvador peguei um táxi para me levar próximo a um camarote.
      Ele inicou o deslocamento, ligou para alguém e, de repente, apareceu um carro do Estado à frente. O veículo foi cortando a imensa fila que tinha à frente e ele foi atrás. Lá na frente o veículo em questão parou e o abordou. De repente, ele virou para mim e falou que a culpa era minha e que turista era tudo igual, só quer saber de chegar rápido no local. Achei muito estranho e falei para ele que pagaria 8 reais que foi o valor cobrado por outro taxista para me levar no dia anterior e entreguei o dinheiro.
      Não estou falando sobre conluio, mas que achei estranho…..
      Quem for para lá, que fique esperto….

      0
      • Ze Bom Dirolo 23 de fevereiro de 2012 at 13:26

        Ah, só falei para ele…Veja o melhor caminho até o camarote…

        0
  • Elias 23 de fevereiro de 2012 at 13:20

    Também havia lido, ano passado, num jornal aqui de SP, que uma incorporadora confirmou ter vendido 70% para investidores. Eis mais uma confirmação.

    Penso o seguinte:
    – Os 70% de investidores vão ter que revender ou alugar, o que vai pressionar os preços pra baixo;
    – Os 30% de moradores vão deixar outro apartamento vago, que vai pra venda ou aluguel também. A não ser que sejam “jovens” que moravam com os pais ou situação semelhante.

    Agora, com o povo apertado e comprometendo 50% da renda com dívidas, quero saber como o preço vai aumentar ou se estabilizar num cenário desses?

    0
  • Cirilo 23 de fevereiro de 2012 at 13:25

    Pois é, acredito sim que os aluguéis vão sofrer um alinhamento com o valor dos imóveis, inclusive tenho vários amigos já tiveram que se mudar para bairros “piores” porque o proprietário queria reajustes da ordem de 150%.

    É um pensamento burro, já que depois não conseguem alugar e ficam com o imóvel parado, mas independente disso uma família teve que deixar o prédio, e agora está morando em um local pior e em um apartamento também pior.

    0
    • Indecoroso 23 de fevereiro de 2012 at 13:35

      Pressupor um realinhamento nos preços dos alguéis frente ao valor de venda dos imóveis requer negação das leis de mercado… o máximo que o proprietário pode fazer é querer aplicar a correção que ele “acha justa” sobre os contratos em vigor. Daí o problema recai para o inquilino, que pode aceitar ou não, e se aceitar, estará pagando mais do que vem sendo praticado no mercado…

      0
      • Cirilo 23 de fevereiro de 2012 at 14:40

        Vejo muita gente falando de negação e revogação de “leis” de mercado, ou então a famigerada lei da oferta e da procura, que explica/resolve todos os problemas do mundo.

        Primeiro porque o cenário é amplo e as condições de cada cidade/bairro são completamente distintas, no mais, muita ingenuidade acreditar cegamente nisso, o mercado envolve ferramentas muito mais complexas, além é lógicos de questões políticas e sociais.

        Fora além ainda das questões culturais, no Brasil quanto mais caro um produto/serviço mais ele vende e faz sucesso, já que somos “ricos” e podemos comprar carros pelo dobro do preço, por exemplo.Tenho um amigo que é psiquiatra, e segundo ele depois que ele aumentou o valor da consulta de R$150 para R$250, o número de pacientes aumentou mais 40%.

        0
    • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 14:06

      Poi é, mas isso só vai funcionar enquanto o proprietário acreditar q o mercado está com uma forte demanda para locação ou enquanto ele aguentar ficar com o ap fechado…

      Entendo q essa queda de braço não se sustente por mais de doze meses, tudo depende da capacidade de manter o ap fechado aliado a lavagem cerebral dos agentes de mercado…

      0
  • Carlos Wagner 23 de fevereiro de 2012 at 14:11

    Alguns pontos a destacar na materia:

    1) Somente players foram entrevistados;
    2) O mercado especulativo estagnou, aquele que acredita que o unico caminho dos preços era para o céu;
    3) Querem fazer acreditar que comprar pra alugar é um ótimo negócio, pois é a unica (ou ultima) justificativa (ou alternativa) possivel;
    4) O gato subiu no telhado…

    Eu achei que a justificativa de “comprar pra alugar” não seria usada, haja vista a enorme perda financeira se comprada a qualquer aplicação, até a poupança. Mas, como sempre, os analistas me surpreendem a cada dia com mais e mais lorotas a fim de impedir que o castelo de cartas desmorone.

    Agora falta pouco, o ano começa agora.

    PS: Hj, dia 23/02/2012, uma grande empresa da região do vale do paraiba amanheceu de portas fechadas e demitiu todos seus funcionarios. Os que tem estabilidade de emprego por participarem do CIPA e sindicatos ficarão de licença por 90 dias.

    O rei está nú…

    0
    • MrK 23 de fevereiro de 2012 at 14:23

      Carlos, usar a justificativa de “compre para alugar” é o cumulo do desespero mesmo, mas é desespero em sua forma mais pura!!

      Sabe o que é engraçado também? Essa mesma turma aí (Lopes, Construtoras etc…) era a mesma que afirmava em 2010, 2011… que estava vendendo muito pelo poder de compra da classe C e o deficit habitacional… ahhhh ta bom, 70% era pura especulação!!! caras de pau!!!

      0
    • Victor 23 de fevereiro de 2012 at 14:28

      É balela essa história de que eles compraram para alugar, o apartamento é entregue no contrapiso precisando de um grande investimento só para se tornar habitável, o que se torna proibitivo para alguém que comprou vária unidades como os investidores. Eles estão comprando p revender mesmo.

      0
      • Shakespeare 24 de fevereiro de 2012 at 08:44

        Vc duvida que os caras não vão alugar mais caro por ser “primeira locação” e jogar na mão do primeiro inquilino a preparação do apartamento, abatendo das mensalidades infladas?

        E tem gente que vai embarcar nessa…

        0
        • MrK 24 de fevereiro de 2012 at 09:26

          TENTAR eles vao mesmo, mas conseguir eh outra historia, porque uma pessoa vai pagar um valor alto num imovel a alugar, quando na mesma rua, com a mesma metragem etc.. tem outro por 30% a menos no preco so porque nao eh “1a locacao”???

          No meu antigo predio se alugava por entre 3.000 e 3.300 dependendo da localizacao (fundos/luz solar etc), ergueram um predio igual ao lado, igual em tudo, infra, tamanho etc e estao pedindo 4.500 de aluguel, sabe quando vao conseguir?? isso mesmo…

          0
    • Luciano 23 de fevereiro de 2012 at 15:58

      Perfeita a observação, Carlos.

      Apenas como exemplo, pago cerca de R$ 1.800,00 de aluguel por um imóvel que “vale” R$ 650 mil, ou seja, rendimento de 0,27% ao mês bruto (tem IR). Isso porque o aluguel aumentou uns 5% (IGPM) após os primeiros 12 meses, e se ao final dos 30 meses, o proprietário quiser aumentar muito, troco de apê, como fiz quando mudei para este no final de 2010, que consegui por um preço muito parecido ao do anterior, inclusive no mesmo bairro, ou seja, não fui para um lugar pior e continuei pagando praticamente a mesma coisa e por um apê parecido.

      Só sendo um InvestiTOLO pra “investir” 650 mil pra ter uma rentabilidade menor do que a poupança, que ainda é isenta de IR.

      Investir para alugar é argumento de desespero! Acho que o gato tá pendurado numa pata só…

      0
    • Leno 23 de fevereiro de 2012 at 18:18

      Qual seria esta empresa ? tem relação com a construção civil ? procurei no google e nao encontrei nada.

      0
      • Carlos Wagner 23 de fevereiro de 2012 at 18:42

        Leno

        “h t t p : / / w w w . vnews.com.br/noticia.php?id=114898&id2=&utm_source=google&utm_medium=medium&utm_campaign=VNews_C_Foto”

        Grauna Aerospace – Faz peças para a Embraer. Fica em Caçapava.

        0
        • Leno 23 de fevereiro de 2012 at 20:24

          Estranho mesmo uma empresa fechar as portas dessa forma, normalmente as demissoes começam a ser feitas em pequenos grupos, até ser feito o anuncio de fechamento, até porque como cita a materia, havia outra empresa tentando compra-la. Não lembro de caso semelhante a este.

          Isto está me parecendo mais um golpe do que uma quebra por causa da crise.

          0
          • Carlos Wagner 23 de fevereiro de 2012 at 21:29

            Leno

            A enfase que eu queria dar à noticia é que serão mais 240 desempregados no vale, localidade em que grande empresas multinacionais estão demitindo e abrindo programas de demissões voluntarias.

            Eu acho…que num país imune à crise, isso não estaria acontecendo!

            Mas é só achismo mesmo! hehe

            0
  • Moacir 23 de fevereiro de 2012 at 14:13

    Concordo com o consultor da Abyara: “É igual mercado de ações…”

    0
  • Corradi 23 de fevereiro de 2012 at 14:26
    • Anonymous 23 de fevereiro de 2012 at 15:36

      Não, voce está enganado. Na banânia é diferente.

      0
      • aiwww 23 de fevereiro de 2012 at 16:09

        É diferente sim. Até onde sei, o imóvel financiado não pode ser usado como garantia. O refianciamento é possível apenas em casos onde o otário quer refinanciar uma dívida que já havia dado a casa como garantia (exceto hipoteca).

        0
      • DP 23 de fevereiro de 2012 at 18:21

        Hahahaha.. essa foi otima. Infelizmente a BANANIA esta indo pelo mesmo caminho.
        Vi tudo isso aqui nos EUA
        Daqui um tempo observem a noticia: “Banco Central toma medidas para reduzir o volume de refinanciamentos”..

        Claro que no Brasil eh diferente….a diferenca eh que tudo acontece depois.

        0
    • Carlos Wagner 23 de fevereiro de 2012 at 17:13

      Corradi

      Realmente, não é igual aos EUA não, mas as consequencias podem ser bem semelhantes.

      Como brasileiro é esperto, é o cara, sabixão, malaco véio, vai pegar o imovel velho, caindo aos pedaços, quarto e sala no leblon, copacabana ou lá onde, que o pai dele comprou por 5 narjaras turetas e refinanciar, caso tenha renda, por 1 milhão, pegando apenas 700 mil na mão.

      Então, como vai pagar as prestações?

      Quem disse que vai pagar? O banco que fique com o pardieiro… Ele vai morar nos EUA numa bela casa e andar de Camaro…

      0
      • pmoraesm 23 de fevereiro de 2012 at 22:49

        Andar de camaro e comer uma bananinha, pagando menos que aqui:

        http ://blogs.estadao.com.br/radar-economico/2011/08/31/banana-esta-tao-cara-no-brasil-quanto-nos-eua/

        0
  • D9 23 de fevereiro de 2012 at 14:38

    Srs,

    Acho que já foi citado anteriormente, mas em resumo, é normal
    a variação do valor do aluguel, mesmo na contra-mão do IGP-M.

    Explico:

    1. Os preços são calculados a revelia, causando a alta inexplicável do preço do imóvel.
    2. O preço do aluguel, como não sofre influência do crédito, obvia e visívelmente não é alterado.
    3. Os locadores, retiram seus imóveis do alguel e tentam vender, reduzindo a oferta (de aluguel).
    4. Outros locadores, aumentam os preços tentando um patamar mais razoável.

    Pronto, estamos neste ponto.
    Agora vem o próximo passo:

    5. Os inquilinos não aceitam/podem arcar com o aumento do aluguel e devolvem o imóvel.
    6. O mercado começa a ter excedente de ofertas e o preço…

    – Corretor: ” O preço sobe, pq os gringos estão alugando tudo de hoje até a copa”

    Vejo dois caminhos apenas:
    ou Continuam subindo os preços “magicamente”
    ou “a casa cai”

    Estabilização, soft-landing … sem chance…

    0
    • Carlos Wagner 23 de fevereiro de 2012 at 15:10

      Isso mesmo. Imagine voce ir visitar um apto num predio onde gostaria de morar e se deparar com um local deserto, com 70% dos aptos vazios.

      O proprietario deve achar: “Meu imovel é bem localizado, vale uma fortuna (foi o que disseram a ele no momento da venda e ele literalmente pagou), quero X de aluguel e não negocio!”

      Estamos chegando numa conjuntura de mercado que o inquilino, por mais alienado que seja, vai enxergar a coisa assim: “Bom, realmente é bem localizado, o apto é bom, espaçoso, bom acabamento. Mas o prédio esta deserto, dezenas de imoveis para locação aqui. Vou fazer um leilão e alugar de quem fizer o melhor preço. Eles que se matem!”

      Sof landing? Quero ver por onde! hehe

      0
      • Anonymous 23 de fevereiro de 2012 at 15:33

        Em uma ocasião considerei comprar um terreno num condomínio fechado onde diziam não existir mais terrenos para a venda. Coloquei um anuncio em jornal, nos classificados, oferecendo pagamento À VISTA. Tive dezenas de ofertas, inclusive da empresa que realizou a terraplenagem a troco de terrenos e não havia conseguido vender NENHUM. Conclui que não deveria comprar e no final o condominio MICOU. Está ai uma boa estratégia para alugar em prédios desertos – deixar um bilhete com o porteiro e esperar pelas ofertas.

        0
  • Carlos Wagner 23 de fevereiro de 2012 at 14:45

    “h t t p : / / w w w . mises.org.br/Article.aspx?id=918”

    Saiu uma materia no Mises com o titulo: “A definição popular de inflação impede a adoção de políticas sensatas” – em que podemos fazer uma analogia à atual bolha imobiliaria quanto a crença de que essa bolha ja estourou e os efeitos do seus estouro ainda estão por ser sentidos pela população em geral, o que, apartir dai, causará o panico nos mercados.

    Vejam esse trecho que ele fala sobre a inflação dos preços e tirem suas conclusões:

    “Quando o dinheiro é criado do nada e injetado na economia, ele adentra o sistema econômico por pontos muito específicos, de modo que as pessoas que primeiro o recebem se beneficiam às custas daquelas que o recebem por último. Exatamente por isso, essa inflação monetária jamais afeta os preços de todos os bens na mesma intensidade ao mesmo tempo. Tampouco o efeito é instantâneo.

    Como o dinheiro se move de um mercado para outro, de um setor da economia para outra, sempre há um atraso entre a injeção de dinheiro e a subida dos preços. Quando o aumento da oferta monetária ocorre em períodos de aumento da produtividade, o aumento dos preços demora mais a ocorrer; quando o aumento da oferta monetária se dá em períodos de reduzida produtividade, o aumento de preços tende a ser mais rápido e perceptível.”

    Por analogia, podemos concluir que, nas entranhas do mercado imobiliario, a bolha já estourou. O que está acontecendo agora é que os efeitos desse estouro estão emergindo e ficando mais perceptivos aos olhos dos mais leigos e tentando ser postergados.

    Simples assim.

    0
    • Guibro 23 de fevereiro de 2012 at 17:28

      Perfeito. Este blog e o Mises são alguns dos poucos redutos da sanidade na internet.

      0
  • Lou 23 de fevereiro de 2012 at 14:53

    Mais do mesmo, mais uma matéria paga , mesmo bla bla bla dos mesmos “experts” do mercado imobiliário , agora tão querendo pegar os ultimos investiTOLOS , nessas regiões citadas muitos lançamentos de 01 dorm.

    0
    • Anonymous 23 de fevereiro de 2012 at 15:27

      InvestiTolos ficou melhor do que minha sugestão InvesTolos.

      0
  • Flavio Alves 23 de fevereiro de 2012 at 15:03

    Fico imaginando a pressão das grandes construtoras no que diz respeito a publicação de “boas notócias” sobre o setor… Se bem que se uma pesssoa com um mínimo de inteligência prestar atenção e juntar algumas partes do texto vai ficar no mínimo com um pé atrás…

    “Com a queda dos juros, muito investidor comprou para alugar e também pensando na especulação. Mas é uma quantidade pequena.”

    “A gente vê 70% de investidores, 30% usuário final. Temos tanto o que compra várias unidades, como aquele pequeno investidor que compra um para a aposentadoria”

    “Além do ganho com o aluguel, ainda tem a supervalorização do preço do imóvel caso ele queira vendê-lo mais tarde”

    0
  • JIBS 23 de fevereiro de 2012 at 15:19

    Hoje saiu o relatório de contas externas do BCB. http://www.bcb.gov.br/?ECOIMPEXT

    Texto completo no link e comentário adicionais em meu próprio blog que eu retomei após um ano parado (sorry, nome parecido a este ,mas quando coloquei não conhecia ainda)
    De olho na bolha: http://bolhaimobiliariabrasil.blogspot.com/2012/02/contas-externas-banco-central.html

    0
    • Bolha Imobiliária 23 de fevereiro de 2012 at 17:59

      Não tem problema. Quanto mais barulho fizermos, melhor !

      0
  • Dr. Estranho 23 de fevereiro de 2012 at 16:21

    Christina Aguilera está vendendo sua mansão em Beverly Hills por aproximadamente 25 milhões de reais. Um apto no Leblon está anunciado por 30. Alguém pode me dizer se Beverly Hills é pior que aqui?

    Em tempo: gosto de humor negro.

    0
    • Anonymous 23 de fevereiro de 2012 at 16:30

      Já tive a mesma dúvida. Fui esclarecido pelos colegas do BLOG que o Rio de Janeiro tem “Parking Assistance”, também conhecidos por flanelinhas e isso seria um dos motivos da valorização, além claro das já conhecidas UPP.

      0
      • Dr. Estranho 23 de fevereiro de 2012 at 16:58

        Será a péssima infra-estrutura de serviços urbanos, ou os trombadinhas ou a falta de UPP”s que diminui o preço em Beverly Hills?

        0
        • Shakespeare 23 de fevereiro de 2012 at 19:10

          Lá não tem bueiros explodindo nem chuva de balas de fuzil passando por cima dos morros e, é claro, previsão de uma Copa do Mundo e das Olimpíadas, o que certamente vai garantir a valorização eterna dos imóveis por aqui.

          0
    • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 16:45

      Tá difícil conviver com essas discrepâncias, msmo descontando o câmbio favorável ao real, ainda fica barato (comparativamente), tendo em vista a infra….

      0
      • Frank 23 de fevereiro de 2012 at 18:08

        pois é, msm descontando o câmbio irreal atual, fazendo o USD = 2,5 BRL, por exemplo, ainda fica uma relação bizara, levando-se em conta os atributos concretos (deixando-se de lado os intangíveis).

        mas esse tipo de comparação nõa é tão operativa, na medida em q imóveis não são intercambiáveis, cada mercado local em seu próprio microcosmo com fatores de influência tão importantes qtos outros fatores globais / macro.

        0
    • JPM 23 de fevereiro de 2012 at 21:20

      Acho que o problema com Beverly Hills é que as ruas têm nomes de árvores, e em cada rua só são plantadas as respectivas árvores, não dando opção aos moradores de trocar a árvore da calçada de sua casa. Onde já se viu não poder trocar a árvore da sua calçada?!?! E se a árvore da calçada não combinar com as árvores do seu jardim?
      Isso deve desvalorizar o preço das mansões, com certeza.

      [ROFL]

      0
  • Anderson Silva 23 de fevereiro de 2012 at 16:24

    Saiu hoje no R7 amigos,

    Rio: classe média se muda para favelas
    pacificadas após alta de aluguéis na zona sul

    O apartamento tem dois quartos, piso frio, cozinha ampla, sacada na sala e terraço. A localização é ótima, na zona sul do Rio de Janeiro, próximo à Barra da Tijuca, zona oeste. O preço também atrai – R$ 800 e sem condomínio – e o interessado é informado de que a área é muito bem policiada. Negócio fechado!

    O local em questão é a favela da Rocinha, ocupada por forças de segurança desde novembro passado para receber uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora). Essa é uma das comunidades mais procuradas por um número cada vez maior de pessoas fugindo da alta nos preços dos bairros da zona sul da cidade.

    Jorge Ricardo Souza dos Santos, conhecido como Kadinho, de 35 anos, é administrador de imóveis na comunidade. Segundo ele, todos os dias, moradores da zona sul da cidade ligam em busca de imóveis na favela.

    – Diariamente, eu recebo de cinco a sete ligações de moradores de bairros como Copacabana e Bairro de Fátima querendo vir morar de aluguel aqui. O lugar que eles mais procuram é a estrada da Gávea, a nossa Ipanema. A maioria quer imóveis na beira da rua, mas eles estão em falta. Está tendo muita procura.

    O administrador de imóveis conta que a maioria dos imóveis que são desocupados na Rocinha não chegam nem a ficar vazios. As duas mudanças, de entrada e saída chegam a ser feitas simultaneamente. No entanto, a prosperidade imobiliária esconde um efeito colateral que Jorge Ricardo conhece bem: aumento da inadimplência do aluguel na favela.

    – Antes da chegada da polícia, quase ninguém devia nada. Hoje, são entre 30 e 40 devedores todo mês.

    Ladeira dos Tabajaras

    O cantor de funk americano Alex Cutler, de 30 anos, é um dos que subiram o morro para fugir da alta nos preços do asfalto. Don Blanquito, como é conhecido, morava em um prédio em Copacabana e chegou a pagar R$ 1.500 de aluguel. De olho nos benefícios da pacificação, ele conseguiu fazer um bom negócio.

    – Eu tinha um amigo que morava na [Ladeira dos] Tabajaras. Vi que pacificaram o Cantagalo [Ipanema] e o Chapéu Mangueira [Leme]. Eu pensei que, com certeza, iam pacificar a Tabajaras. Procurei saber quanto estava custando uma casa lá e acabei comprando por uns R$ 5.000. Depois de três meses que eu entrei, a favela foi pacificada.

    Don Blanquito reconhece que a infraestrutura deixa muito a desejar. No entanto, de acordo com ele, alguns serviços como a coleta de lixo e a conservação das ruas estão melhorando. Segundo Alex, de início, ele enfrentou a desconfiança de antigos moradores da Ladeira dos Tabajaras.

    – As pessoas me estranharam no começo. Pensaram que eu estava comprando drogas ou querendo tirar onda, mas lá é uma comunidade linda. É como se fosse uma família cheia de primos. Com o tempo, você conhece todo mundo e todo mundo te conhece. Tem muita fofoca, mas as pessoas se abraçam. Eu acabo me sentindo mais seguro na favela.

    Fonte: http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/rio-classe-media-se-muda-para-favelas-pacificadas-apos-alta-de-alugueis-na-zona-sul-20120223.html

    0
  • Anderson Silva 23 de fevereiro de 2012 at 16:29

    Acompanho este blog há algum tempo (cerca de 2 meses) – tenho gostado bastante do conteúdo postado, embora não me sobra tempo para comentar.

    Deixei um link no meu blog divulgando o BOLHA IMOBILIÁRIA !!

    um abraço

    0
    • Leo 23 de fevereiro de 2012 at 20:32

      Ate o Anderson THE SPIDER Silva esta no forum…. 🙂

      0
  • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 16:41

    Pessoal,

    Vou rt o depoimento do colega DM, pois achei interessante e acabou ficando no fim do post anterior…

    Relato de pós carnaval.

    Srs, este carnaval para mim foi muito gratificante, pois não peguei nada de trânsito, passei curtindo com amigos e me divertindo muito, longe de todos os problemas cotidianos. Mas o que mais me impressionou foi a discussão sobre bolha imobiliaria que participei.

    Um dos envolvidos (que até antes do carnaval era apenas um mero conhecido) é diretor de uma grande real state aqui de SP, outro como eu, um gerente de uma grande multinacional que também já morou fora do País e por fim um empresário bem sucedido que possui uma média empresa no ramo de serviços e também é o proprietário da chácara que passei o carnaval.

    Não iniciei a conversa sobre o atual momento do mercado imobiliário, pois estou a mais de 1 ano e meio procurando um novo apartamento (familia cresceu), mas como a grande maioria aqui não estou disposto a rasgar meu $$$ enquanto que não exista uma relação justa e clara de mercado, e tenho a minha posição clara e formada sobre a atual disparidade de valores referentes aos imóveis. O proprietário da chácara que iniciou a conversa sobre a bolha imobiliária diretamente com este diretor (mesmo por que é amigo e era convidado dele), pois ele estava abismado com o preço dos imóveis e estava ajudando o filho a comprar um (casamento), mas que era impossível. Até aqui tudo bem, mas deixe-me transcrever as palavras do meu novo amigo, “o mercado perdeu a noção dos valores de imóveis a pelo menos 2 anos, por isto estão cobrando pelo que querem, não o quanto valem”. Ouvindo isto entrei na conversa e indaguei o por que começaram a cobrar o que querem e não o que valem e a resposta foi a óbvia, “pois estavam comprando o que colocavam a venda”, para não me alongar mais, posso descrever que foi discutido muito do que já é falado aqui a um bom tempo, nada de novo, só queria acrescentar o posicionamento deste meu novo amigo sobre o mercado imobiliário atual, que está parado e destruido, sendo que não existe mais nenhuma credibilidade em qualquer um dos indíces (foi falado sobre FIPE/Zap da vida bem como o Secovi), que realmente a boa maré de 2008 até o início de 2011 não voltará tão cedo, e o mais impressionante foi ele admitir que além da bolha existir já estourou e que apenas as imobiliárias bem preparadas irão sobreviver pois, comissões estão mais difíceis que ganhar na loteria e que levará muito tempo para o mercado se re erguer, pois neste período a grande maioria dos imóveis foram vendidos a pessoas que não terão condições de financiar depois da entrega.

    Bom, relato simples e básico, mas que para mim foi muito importante ouvir o outro lado da moeda de forma imparcial e ter certeza nem eles acreditam nestes ditos indices.

    O que as empresas interessadas irão fazer, todos nós já sabemos, tentarão espremer até que só sobre o bagaço, o triste é saber que muita gente vai perder muita $$$, e acordar de um “sonho” para a triste realidade.

    0
  • FQ 23 de fevereiro de 2012 at 16:49

    Criação de empregos formais no país caiu 21,8% no mês de janeiro

    BRASÍLIA – O mercado formal de trabalho teve retração de 21,8% em janeiro deste ano comparando com o mesmo mês em 2011. Foram registrados no mês passado 118.895 vagas com carteira assinada, frente a 152.091 do ano anterior. Em relação a dezembro houve um pequeno aumento de 0,31%. Nos últimos 12 meses, foram criados 1.883.172 postos de trabalho no país. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho e fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

    A região metropolitana do Rio teve uma redução no mercado formal de trabalho (- 1.633 ou – 0,06%) por causa do fechamento de vagas no comércio, apesar do crescimento do emprego nas nove regiões metropolitanas de 0,16% ou +25.653 postos.
    Leia também: Desemprego entre jovens cai à metade
    Ocorreram fechamento de vagas no Brasil em dois dos oito setores da atividade econômicas no mês passado: no comércio varejista (-40.724 postos ou -0,57%), e na administração pública, uma redução de 370 postos ou -0,05%.

    Em janeiro, os maiores responsáveis pela geração de emprego, segundo o Ministério do Trabalho, foram os setores de Serviços (+61.463 postos ou +0,40%, o segundo maior saldo para o mês), o da construção civil, (+42.199 postos ou +1,46%, o segundo melhor resultado, para o mês e a maior taxa de crescimento entre os oito setores) e o da indústria de transformação (+37.462 postos ou +0,46%).

    Os estados que mais abriram vagas em janeiro foram São Paulo; Minas Gerais; Santa Catarina, Paraná; Rio Grande do Sul; Mato Grosso; e Tocantins.

    oglobo . globo . com/economia/criacao-de-empregos-formais-no-pais-caiu-218-no-mes-de-janeiro-4049938

    0
  • Ze Bom Dirolo 23 de fevereiro de 2012 at 16:50

    Estava conversando com um amigo que é advogado e ele falou de uma causa interessante em que está atuando e que o cliente tinha dois apartamentos em um bairro nobre na asa sul. Falei para ele então que ele ia receber um bom valor, pois o cliente dele era milionário. Ele disse: não não….quer dizer….ele é milionário patrimonialmente.
    Nova modalide de milionários.
    Milionários que não comem caviar……..
    Você sabe o que é caviar?

    0
    • Cirilo 23 de fevereiro de 2012 at 17:29

      Que mania de achar que Caviar é comida de milionário, e que além disso todo milionário que é milionário tem que comer caviar.

      0
      • Victor 23 de fevereiro de 2012 at 17:38

        R$ 47.000,00 o kilo… não vejo a nova classe média comprando caviar tão cedo.

        0
        • Felipe 23 de fevereiro de 2012 at 22:01

          A maior consumidora de caviar no Brasil é a “Crasse Sê” com certeza

          0
          • Ze Bom Dirolo 23 de fevereiro de 2012 at 22:51

            Meu porteiro mesmo está comendo caviar com ajuda do bolsa família……

            0
    • Shakespeare 23 de fevereiro de 2012 at 19:16

      nunca vi, nem comi, eu só ouço falar… 🙂

      0
    • Ze Bom Dirolo 24 de fevereiro de 2012 at 13:44

      Cirilo,
      Não se apegue às palavras do texto. Busque sempre o sentido ontológico da mensagem.
      Por de trás de um texto podem estar diversas mensagens….

      0
  • MLC 23 de fevereiro de 2012 at 17:17

    Boa tarde, esse é o meu primeiro post, porem acompanho o site desdo final do ano passado e ja vou dando os parabens pela iniciativa do mesmo.
    Vou postar uma conversa que tive com uma corretora, ela queria saber se tinha sido bem atendido e encontrado o meu imovel. PS- Moro em São Paulo.
    Eis minha resposta:

    Boa tarde C,

    Agradeço sua preocupação comigo como cliente. Eu fui bem atendido sim, porém não efetuei compra do imóvel por acreditar que os preços estão de certa forma abusivos em decorrência de uma hipervalorização desenfreada e sem precedentes nesses últimos 2 anos. Preferi esperar um pouco para observar se os valores ficaram um pouco mais acessíveis, ou justos, para aí sim quem sabe adquirir o imóvel. Muitos falam de bolha imobiliária, as empresas negam, então acredito que é melhor observa no momento e caso seja constatado essa bolha, acredito que a mesma esteja próximo de quem sabe murcha um pouco, visto os últimos dados da economia. Enquanto isso, vou observando os valores do mercado.

    Att

    MLC

    Resposta dela após alguns dias:

    Boa noite M,

    Obrigada pelo retorno e me desculpa a demora da resposta.

    Com relação aos preços e a bolha imobiliária, esse assunto realmente está sendo muito comentado nos últimos 2 anos por conta do aumento dos preços.

    Bom, acreditamos que não temos risco de bolha, pois nosso país está com a economia muito bem estruturada no nosso ramo, principalmente o nosso sistema de financiamento que mede muito bem esse risco.

    Além disso M, a demanda (principalmente aqui em São Paulo) ainda é maior que a Oferta. Com relação aos preços, acreditamos que este ano deve dar uma estabilizada, ou seja, não vão subir com a velocidade que subiu nos últimos anos, mas continuará subindo.

    Costumo dizer para meus clientes que o melhor momento de comprar imóvel é HOJE, pois a oportunidade passa e o preço sobe. Se você tem o dinheiro na mão, invista. Não espere para amanhã.

    Caso queira M, podemos marcar aqui na Lopes para conversarmos mais sobre esse assunto, assim aproveito para te dar alguns exemplos e apresentar alguns projetos interessantes.

    O que você acha?

    Aguardo seu retorno.

    Abs,

    Eles continuam tetando evitar de qualquer forma a bolha, tenho outras conversas com corretores, que pstarei posteriormente aqui. Porem a historia é sempre a mesma, a bolha nao existe, venha conversa conosco que eu lhe prove, rsrsrs, que medo!

    0
    • Leno 23 de fevereiro de 2012 at 21:39

      Se vc pedisse provas para ela sobre as afirmaçõs descritas, certamente ele enviaria algum grafico da Secovi, então, é melhor fingir que acredita.

      Ela diz tambem que os preços vão se estabilizar, e depois “aconselha” os clientes a investir, ou seja, invistam em algo que vai estabilizar? que ótima “conselheira”.

      Não gosto de criticar corretores, afinal eles vivem disso, tem filhos,logo é aceitavel que eles tentem negar a bolha iminente com esses discursos prontos. Porem, quando falam com clientes mais esclarecidos, o discurso fica parecendo uma afronta a inteligência alheia.

      0
      • Cleyton 23 de fevereiro de 2012 at 21:46

        Cara, mas os corretores estão certos! Ser corretor é igual a ser pastor evangélico, tem que ter fé e acreditar, senão não vai mesmo!

        E outra, eu no lugar deles faria a mesma coisa, tem muita gente que vem com discurso na ponta da língua pra posar de entendido mas não manja patavinas, se o cara for no local falar com o corretor ele já ganhou metade da venda!

        Não estou defendendo a corja, mas são os ossos do ofício, ou por exemplo vai ter algum mecânico que vai nos dizer que não precisa fazer nada na revisão do carro?

        0
        • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 22:39

          Coitado do mecânico… para mim corretor é um intermediário q nos tempos de hj, com o fácil fluxo de informações via web, se tornou desnecessário, prefiro o auxílio de um advogado para conferência de doc.’s e só….

          Só serve pra juntar quem não deu certo em outras profissões… nunca vi nenhuma criança falando q quando crescesse queria ser corretor de imóveis… e olha q ja falaram até q queriam ser traficantes, mas corretores… nunca.

          0
          • Leno 23 de fevereiro de 2012 at 23:33

            Annibal, vou ter que discordar de você.

            Existem muitos corretores bons, cultos e até mesmo com boa formação. Vendas é uma area que exige desenvoltura, conhecimento técnico do produto, boa pronuncia e facil comunicação. O grande problema é com o Boom imobiliario muita gente despreparada, de baixissimo nivel intelectual entrou na area na ilusão de obter ganhos altos com o menor esforço possivel.A partir dai o nivel baixou cada vez mais.

            0
            • Cleyton 23 de fevereiro de 2012 at 23:36

              Tanto é que se encontrar um bom vai ter um nome: Exceção!

              0
            • Voluntário 24 de fevereiro de 2012 at 02:02

              Concordo com vc. Conheço o caso de pessoas que embarcaram na onda e foram ser corretores mesmo sem muito preparo ou conhecimento, mas o CRECI tem culpa pois aplica um exame que deveria selecionar bem os candidatos, aplicando critérios mínimos, mas não o fez e abriu a porteira. DEu no que deu….

              0
              • Vesgo 24 de fevereiro de 2012 at 02:37

                Tenho pelo menos 8 conhecidos que mudaram de área para virar corretores. Pelo orkut/facebook lembro de ficar impressionado de ver tantos amigos-de-amigos dizendo que estavam deixando o emprego para de dedicar à imobiliária.

                0
            • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 10:51

              OK é a sua opinião, mas, pra mim, não é essa a regra… não conheço ninguém q tenha desejado ser corretor desde jovem, o cara pode até ser bom, mas provavelmente ele seria bom em outra profissão, só q pelos descaminhos da vida não deu certo e acabou como corretor…

              O q quero dizer é q por ter essa característica (ser sempre o plano B), via de regra, atrai mta gente despreparada e desesperada…

              0
              • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 10:52

                Ops…resposta pro Leno… saiu aqui

                0
  • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 18:04

    Assistam às cenas dos próximos capítulos….

    Aumenta parcela de milionários com imóvel retomado por falta de pagamento nos EUA

    h ttp :/ oglobo.globo. com/ economia/aumenta-parcela-de-milionarios-com-imovel-retomado-por-falta-de-pagamento-nos-eua-4051172

    0
  • Atribulado 23 de fevereiro de 2012 at 18:05

    copiando do anterior:

    MRK, por acaso seria a africa do sul??

    cara, o desemprego aí é 24%, e 37% da população abaixo da linha da miséria!

    A africa do sul é MUITO mais desigual que o brasil.
    Gini 0,7 e piorando contra 0,49 e melhorando

    A bolha imobiliaria brasileira é fichinha perto da sul africana (+400%)

    0
    • MrK 24 de fevereiro de 2012 at 05:48

      Atribulado,

      vamos por partes

      1- O Desemprego na africa do sul e’ de 25% porque o governo mede seriamente, se medisse aos moldes brasileiros caiira pra 6% da noite pro dia, tem muita gente na africa do sul que vive de empregos informais e tem sua renda, por isso nem busca emprego formal, muita mesma

      2- A economia sulafricana e’ mais bem estruturada que a Brasileira e a infraestrutura nem se fala, anos luz, apesar de ter corrupcao sao niveis bem menores e eles sao menos tolerantes com isso… o problema deles e’ que sao muito ligados a europa, enquanto o Brasil esta mais na china, entao nas “caronas” o Brasil ta melhor (por ora)

      3- Nao ha bolha imobiliaira na africa do sul, o credito e’ rigoroso (de verdade), basta comparar, um apartamento na praia mais chique do pais (camps bay) com vista frontal pro mar, seguranca, vaga (um lugar mais agradavel e seguro que o leblon), parte de R$300mil

      0
      • DRN 24 de fevereiro de 2012 at 10:33

        Mrk, R$300 mil a que taxa de câmbio? Não podemos esquecer que o real está sobrevalorizado.

        0
      • Atribulado 24 de fevereiro de 2012 at 18:15

        Assim não é possível conversa. Tudo no brasil é “manipulado” e no exterior (até no c* do mundo) é “sério”…

        Me mostre um dado que COMPROVE o 1 e 2.

        Ou então daqui a pouco vão dizer que tem mais AIDS no brasil do que lá, porque SOMENTE aqui o indice é “falso”.

        Africa do sul em 64o e Brasil em 73o no Corruption Perceptions Index, nenhuma grande diferença:
        en.wikipedia.org/wiki/Corruption_Perceptions_Index

        Infra estrutura melhor? Dá uma olhada aqui:
        en.wikipedia.org/wiki/Economy_of_South_Africa#Electricity_crisis

        Olha a fuga de talentos da “potencia” sul africana:
        en.wikipedia.org/wiki/Economy_of_South_Africa#Brain_drain

        Um pais do 50 milhoes de habitantes e 1 a 1,6 milhão saem??? Isso só de qualificados, ou seja, provavelmente a maioria. Sobra só peão.

        Olha a capitalização de mercado de TODAS as empresas sul africanas listadas em bolsa:
        US$579.1 billion (en.wikipedia.org/wiki/JSE_Securities_Exchange)
        Só a Petro + Vale já dá isso aí.

        E tem muito mais, só olhei na wikipedia.

        Quanto ao transporte é melhor mesmo, mas é bem possível (provável até) que tenha melhorado devido à Copa, coisa que TAMBEM está acontecendo no brasil, claro que com problemas, atrasos, etc, mas que eles TAMBÉM tiveram.
        A sorte do brasil é justamente ser comparado com Africa do Sul e não com a anterior (alemanha, considerarada a copa mais bem organizada da História)

        Agora, se não tem bolha na africa do sul então não tem no brasil:
        housepricesouthafrica.com/category/property-bubble/
        economist.com/node/21009954/

        Sério, tem um monte de paises melhores do que o brasil (ohhhh), mas africa do sul é sacanagem.

        0
  • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 18:54

    A impressora está ligada a todo vapor….

    Bancos europeus terão ‘caminhão de dinheiro’ para evitar colapso

    ht tp //oglobo.globo . com /economia/bancos-europeus-terao-caminhao-de-dinheiro-para-evitar-colapso-4048889

    0
    • Mohawk 23 de fevereiro de 2012 at 19:21

      EUA imprimindo dinheiro, Europa imprimindo dinheiro, Japão imprimindo dinheiro…
      É um saco sem fundo isso?
      E o Brasil, como fica nessa história?

      0
      • DRN 23 de fevereiro de 2012 at 20:09

        Imprimindo dinheiro também. Quem tem real no bolso (eu tenho algum), vai se foder com inflação.

        0
        • Guerreiro da Luz 23 de fevereiro de 2012 at 21:39

          P Q P. É de lascar!!! Aí a gente fica sem saber o que faça. Hoje eu tava dando uma olhada na compra de ouro no mercado de balcão: é compra simples e segura. O problema é manter esse tipo de ativo, que fica ou quardado em casa ou em cofre do banco, o que consome o valor dele, já que vc acaba pagando uma espécie de aluguel.
          De fato, a gente, que juntou algum, acaba sem saber o que faça. E uma coisa é certa, do jeito que vai há, sim, tendência de forte infração. Pra ajudar, o Brasil continua baixando a taxa selic: diminui o investimento estrangeiro, é verdade, mas também também acelera a infração.
          Aos economistas de plantão: o que fazer pra proteger as economias?
          A cada dia que passa o dinheiro compra menos, principalmente imóveis!!

          0
          • Guerreiro da Luz 23 de fevereiro de 2012 at 21:40

            corrigindo: “fica guardado em casa”

            0
            • Voluntário 24 de fevereiro de 2012 at 02:06

              tem que investir em imóvel, que sempre valoriza

              0
  • Carlos Wagner 23 de fevereiro de 2012 at 19:01

    Olha essa materia que saiu no blog do Kleber. Achei o fato de o lastro da moeda grega ter sido entregue como garantia para a efetivação do pacote de ajuda um ato suicida dos politicos gregos e ao mesmo tempo assustador:

    “GRECIA: FORAM LONGE DEMAIS.

    Pessoal, caso alguem queira saber a definicao de “crime lesa-patria”, e’ so’ dar uma olhada no acordo que o governo BIONICO grego engoliu da Troika financialista para poder ficar no sistema euro por mais algum tempo. Isso porque como ja’ cansamos de esgoelar aqui neste blog, nao ha’ solucao sem uma default portentoso.

    Em primeiro lugar eles aceitaram mudar a lei que governa a emissao dos novos bonds, de grega para britanica. Isto e’ um absurdo, a britanica nao deixa feridos em caso de calote, mas outros paises o fizeram, como Portugal, por exemplo.

    Mas o que esses politicos venais fizeram para merecer a FORCA foi colocar as reservas de ouro gregas como GARANTIA!

    A Grecia tem 111 toneladas em reservas, torcida (o Brasil somente 36). Sao apenas uma pequena fracao do montante da divida, mas em caso de retorno ‘a drachma, SERIAM O UNICO LASTRO DA NOVA MOEDA!

    Isto e’ o equivalente a abdicar de direito de soberania, meu povo! Nunca em calote nenhum ativos de propriedade coletiva de um pais foram arrestados por credor nenhum! Mas na Grecia a canalha que os governa acabou de entregar a cabeca do povo de bandeja!

    E’ verdadeiramente espantoso verificar o nivel em que a sociedade europeia desceu para contentar os financialistas!”

    “”blogdoklebers.blogspot.com/2012/02/grecia-foram-longe-demais.html””

    0
    • NN 23 de fevereiro de 2012 at 19:17

      Carlos,

      Para mim entregar um pais de bandeja é o povo usar a poupança do povo de outro pais. Para importar produtos e tecnologia. Por pior que possa parecer os politicos apenas estão tentando fechar a conta como podem para quem sabe no futuro salvar a Grecia. A Pior coisa que pode acontecer para um pais pequeno e pobre ser isolado internacionalmente por conta de um calote, neste caso a miséria vai atingir a nação como um todo destruindo ricos e pobres, competentes e incompetentes, poupadores e gastadores.

      0
      • Carlos Wagner 23 de fevereiro de 2012 at 21:23

        NN

        Isso é o que eles querem que o mundo pense. Tudo que tem sido feito pela Grécia não tem o intuito de salvar o país, pois os economistas, a Troika e o mundo todo sabe que não tem jeito. Isso tudo está sendo feito para salvar o sistema bancário e seus parasitas.

        O problema da Grécia é que a crise está sendo conduzida por políticos enquanto carece de medidas técnicas.

        A solução é a Grécia abandonar o EURO e dar o caleto. Essa é a unica solução possivel. Ela voltar ao Drakma, moeda desvalorizada que tornará o país mais competitivo na sua produção local, porém o país soofrerá quanto aos itens que necessita importar, mas isso vai ser melhor que afundar-se numa crise de divida eterna que escravizará o povo.

        Vide o Tigre Celta que deu caleto nos bancos holandeses e britanicos, após um plebiscito onde a população não aprovou o pagamento da divida pelos proximos 15 anos e, hoje, apenas 3 anos após o calote, crescem a uma taxa de mais de 2% ao ano.

        Não acredite em tudo que divulgam. Os interessem escusos são sempre mais prejudiciais a um grupo celeto de pessoas e os divulgados exigem sacrificios de milhoes.

        0
    • Felipe 23 de fevereiro de 2012 at 21:58

      é uma ZONA mesmo essa do euro.
      Se isso acontecer no Brasil, não tem problema. Damos um pedaço da Amazônia para cobrir o rombo.

      0
      • Leno 23 de fevereiro de 2012 at 22:52

        Isso se a amazônia ainda fosse nossa.

        0
  • @xologo... 23 de fevereiro de 2012 at 19:12

    Rodo bem por São Paulo.É imprecionante a quantidade de predios ficando prontos. Todos tem unidades para vender (Lançamentos de 2008, 2009 e inicio de 2010) e nenhum com valor inferior a 4,5k 0 M2. Com a informação de que 70% foi para mão de investidores, não vejo como isto pode funcionar! Os compradores, com certeza ainda vão ter de ser Parido.

    0
  • Thiago 23 de fevereiro de 2012 at 19:40

    Email recebido ontem

    Olá. Boa tarde!!

    Meu nome é XXXXXXXX, sou corretor de imóveis, estou entrando em contato para te convidar em nome da XXXXX, a conhecer alguns de nossos vários empreendimentos em Curitiba e região metropolitana, são lançamentos e por isso estão com preços e condições de pagamento diferenciados, tenho excelentes opções em todas as regiões da cidade, de vários tamanhos e estilos, com certeza algum vai se adequar as suas necessidades. Tanto apartamentos residências, como salas comerciais, um ótimo investimento.

    Então, se houver interesse em conhecer, ou em mais informações, por favor entre em contato comigo, inclusive consigo te enviar via e-mail apresentação dos empreendimentos, e por gentileza, se souber de alguém que tenha interesse, pode passar o meu contato que atenderei prontamente.

    É, srs, a agua está batendo na bjund4

    0
  • xangai 23 de fevereiro de 2012 at 20:17

    ” 5 razões para os preços dos imóveis subirem em 2012 – e 5 para eles caírem ”

    well … como sempre …

    1 – a visao de um empreendedor , o famoso ( no blog ) alexandre lafer frankel ( de banana games para imoveis !!!!)

    2 – um vice-presidente do Ibef (Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças )

    http : //economia.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2012/02/23/5-razoes-para-os-precos-dos-imoveis-subirem-em-2012—e-5-para-eles-cairem.jhtm

    isso ta ficando bom … ou muito ruim … depende .

    0
    • xangai 23 de fevereiro de 2012 at 20:21

      Ahhh…

      o Dr Joao da Rocha Lima ( Real Estate da Poli/USP (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo) , tambem deu sua opniao !

      adivinhem para qual lado ?!!?

      0
  • Andrade 23 de fevereiro de 2012 at 21:08

    Boa noite a todos,

    Olhem só para esta noticia fresquinha… e mais… de alguém sem interesse algum na bolha imobiliaria Brasileira… nem de um lado nem do outro, ou seja, apenas uma analise fria, direta e realista, talvez seja a primeira vez que um economista que inclusive já ocupou o cargo de Ministro das Finanças… tem este tipo de discurso tão lúcido!

    Aqui o link para a noticia de um jornal de negocios/economia de Portugal, a “Agencia Financeira” citado pela agencia de noticias Lusa, em qual um Ex-Ministro das Finanças de Portugal, o Luis Campos e Cunha … que durante uma conferencia dada na Faculdade de Economia da Universidade Nova Lisboa, de tema: “O papel da EU entre os EUA e os BRICS”, no qual ele diz entre outras coisas, o seguinte trecho interessantissimo:
    …”Julgo que vai haver uma crise nos BRICS, só não sei é quando», disse Campos e Cunha.
    É preciso ter uma visão do mundo e das coisas com relativismo e distanciamento», aconselhou o professor universitário. A Índia tem problemas com o Estado de direito, com a corrupção.
    O Brasil tem uma apreciação do real que não é sustentável e uma bolha imobiliária significativa, também tem corrupção», argumentou Campos e Cunha.
    «A China tem um problema demográfico, associado à política de um só filho, tem o problema político de ser uma ditadura, tem problemas nos bancos disfarçados pelo capitalismo de Estado». Estes problemas, mais tarde ou mais cedo, vão ter consequências para os BRICS, afirma
    Campos e Cunha. «Quando é que vai acontecer a crise? Não sei, mas vai acontecer».

    Ah, esqueci de falar também que nas férias de Natal conversei com um primo de minha esposa que é economista e vejam bem… ocupa o cargo como um dos acessores do ministerio da fazenda em Brasilia, claro que nao falo nomes… mas ele me confirmou com todas as letras de que o Brasil vive uma bolha imobiliaria SIM…

    Pena é que este tipo de noticia não tenha nenhuma repercussão na comprada, corrupta e fraca media Brasileira… ou talvez não… a ver vamos!

    http://www.agenciafinanceira.iol.pt/economia/campos-e-cunha-brics-crise-brasil-emergentes-agencia-financeira/1327604-1730.html

    Abraços e continuem o excelente trabalho!

    0
    • Bolha Imobiliária 23 de fevereiro de 2012 at 21:59

      Eu vi o seu e-mail. Pensei em postar naquele momento, mas veio a reportagem bomba. Vai ficar para amanhã…

      0
    • Annibal 23 de fevereiro de 2012 at 22:12

      Boa, vlw por dividir a conversa o cara do BSB… qto a noticia do patrício, já estávamos de olho…

      0
  • jayme 23 de fevereiro de 2012 at 21:24

    se o sujeito compra, e quita a vista na hora, no ato.. foda-se.. pode ser 100% de investidores.. o sujeito nao tem nada a perder dessa forma, pq realmente cedo ou tarde, com bolha ou sem bolha, daqui ha 20 anos so vai ter valorizado..

    a parada é que, tem gente comprando 5, 8, ate 10 apartamentos/salas comerciais, dando so a entrada e cruzando os dedos “quando chegar a hora de dar a parcela das chaves e comecar o financiamento em 120 vezes.. eu so preciso repassar pois ja vai estar ubervalorizado.. e eu vou ganhar uma grana facil” isso sim é merda na certa..

    mas ate nessa situacao, vai ter gente para absorver as galinhas mortas vendendo no desespero.. e espero eu .. que sejam voces :)) ou quem sabe eu :))

    0
    • Ze Bom Dirolo 23 de fevereiro de 2012 at 21:53

      Essa fase já passou.
      Aumento da inadimplência.
      Corte dos créditos.
      Desemprego.
      Maior oferta e menor demanda.
      Diminuição dos preços.
      Dificuldade nas vendas.
      Endividamento pesado e devolução dos imóveis aos bancos.
      Pânico.
      Grande oferta.
      Estouro da bolha.

      0
    • Felipe 23 de fevereiro de 2012 at 21:55

      Jayme, acho que mesmo pra quem compra a vista existe um risco muito grande que é o do imóvel ficar vazio.
      Além de IPTU, condomínio e outras taxas, imóvel tbm tem que reformar, pintar…

      0
    • luizdvd 23 de fevereiro de 2012 at 22:21

      Prezado Jayme,

      tenho que discordar em quase tudo.

      A fase da compra na alta para revender passou e ganhar um troco. Se tiver alguém comprando, não é investidor, é insano e deve ser contido por amarra.

      Além disso, a questão da valorização em 20 anos não existe.

      Imóvel é só despesa. Eventual valorização decorre de aplicação de dinheiro em cima, público ou privado.

      Não existe valorização de boca, como estamos vendo hoje. Valorização pela vontade do dono dá no que estamos assistindo.

      Imóvel, sem a aplicação de dinheiro, nos próximos 20 anos, tem tendência a ficar velho, começa a apresentar os problemas estruturais que foram escondidos com massa corrida e tinta e perde o valor.

      Além disso, quem, ao comprar para investir, paga a vista com preço bolhudo e não saiu do mercado, vai pagar o pato, pois pode não recuperar seu dinheiro nem em 20 anos.

      A única questão que posso admitir como válida, mas mesmo assim em termos econômicos é prejuízo, é vc comprar para morar, ainda que com preço bolhudo. Mas comprar a vista. Vc perde dinheiro, mas satisfaz uma necessidade sua. Se o imóvel desvaloriza, os outros também desvalorizam e vc pode até pensar em trocar de imóvel.

      Agora, se vc pagou a vista, com preço bolhudo, comprou para investir e ainda não saiu do mercado, está ferrado, pois se houver desvalorização vc teve prejuízo na certa, pois o seu negócio é investir e não trocar o imóvel no futuro. É ganhar dinheiro agora, semana que vem, mês que vem.

      Se vc compra por 500k e semana que vem os imóveis perdem 20%, vc perdeu 100k. Era mais negócio ter deixado na poupança e ganhar 2500 por mês sem se preocupar com iptu, condomìnio, azuleijo caindo, cano furado, limpeza e pintura, etc.

      Quem compra com preço bolhudo, se não for no período de ascensão e formação da bolha, nunca se dá bem, pois o mercado tende, mais dia, menos dia, a fazer as compensações necessárias e trazer o preço para a realidade, na marra se for preciso.

      Agora, se vc está pensando na compra com preço bolhudo para esperar a proxima onda, o próximo ciclo, aí pode ter sentido, mas tem que ter bola de cristal, pois pode não estar vivo até lá.

      0
      • luizdvd 23 de fevereiro de 2012 at 22:25

        Saiu cheio de erros, mas vá lá.

        0
      • jayme 24 de fevereiro de 2012 at 01:18

        perto da onde eu moro no rio de janeiro, tem um shopping chamado CITTA AMERICA , esse shopping durante anos ficou as moscas total, pessoas que compraram salas e lojas para investir chegaram ao ponto de ALUGAR DE GRACA APENAS PARA TER ALGUEM PARA PAGAR O CONDOMINIO. (isso é fato!) – hoje, 15 anos depois.. os precos mais do que quadruplicaram.. se o sujeito tivesse deixado o mesmo valor que ele pagou a quinze anos atras rendendo na poupanca, 6% ao mes, juros compostos (faz a conta..) ele nao teria hoje o que tem de valor de imovel + aluguel que recebe.

        verdade é;
        quem tem grana pra comprar, mesmo com bolha (e eu sou partidario de que os precos estao sim ultra inflacionados) para comprar uma sala comercial pelos absurdos 200 mil em jacarepagua (vulgo rio2, que agora “virou” barra ne..) esta sim fazendo jogo. essa porra pode/vai desabar.. teu imovel de 200 vai a 100 (em um cenario catastrofico de 50% de desvalorizacao) voce aluga por um valor irrisorio/simbolico, apenas para cobrir o condominio .. contrato padrao de imovel comercial de 5 anos, ou faz uma sublocacao baratissima para advogado/psicologo.. e vai ser jogo.

        o que nao é jogo, sao os pseudo-malandroes que escrituram 10 apartamentos, dao somente a entrada e pensam “no lancamento vou repassar pelo dobro..” isso vai dar merda.. pq o sujeito nao vai ter grana pra pagar o financiamento, tampouco repassara pelo dobro do valor que ele se ilude que ira valer….

        a maior prova disso, é que no lancamento hoje em dia, a propria imobiliaria esta “vendendo em promocao” as unidades que sobraram ou que tiveram que retomar..
        essa bolha ai neguinho, essa ja estourou..

        ou seja, tu vai competir com a imobiliaria? ta fudido..

        agora,
        tem grana ?
        se tu for bom e tiver um negocio certo pra fazer com 200k faz teu negocio..(franquia, emprrendimento proprio) – essa seria minha primeira opcao.

        nao tem ? vai na boa da sala .. (um ponto de luz, entregam com porcelanato, tu bota um misero spot de luz.. e subloca pra varios prof. liberais, e eles que botem seus moveis, divans, etc.. para receberem seus pacientes/clientes)

        eu vou fazer um link aqui com o “mercado da educacao” , nunca no brasil um curso superior foi tao acessivel – nao vou entrar no merito dos bons e maus profissionais, mesmo pq isso sempre ouve, de PUC a Estacio – esse povo saindo de seus cursos, esta/vai procurar lugares para trabalhar, eles racham aluguel com amigos de faculdade.. (vejo aos milhares por aqui)

        resumo da opera, tem dinheiro, disposicao e uma boa ideia ? – em ordem de importancia –

        1. negocio proprio na area de prestacao de servico indispensaveis (padaria..) o mundo pode ta acabando, hiperinflacao, deja vu dos 80.. nego vai continuar comendo, basta ver tantas churrascarias que floresceram nos anos 80..

        2. ta cansado, nao tem habilidade , quer botar numa parada tranquila ? -> sala comercial. nao ha praticamente manutencao. um ponto de luz, um ponto de agua/banheiro, trocentos universitarios se formando a cada semestre.. por mais que desvalorize.. vai valorizar no longo prazo

        3. é mto burro? bota na poupanca.. e acredita piamente que ta mandando bem.

        a parada é uma so.
        ta tudo caro a vera e é desanimador..
        no final das contas,
        se seca o credito os precos barateiam mas ai fulano nao compra pq nao tem credito
        se soltam os precos triplicam..

        como diria ze pequeno ao bené

        ze pequeno: “a parada é tóóóó-chi-co”
        bene: “e quando a gente comeca?”
        ze pequeno: “A-G-O-R-A!!!”

        ta uma merda.. so vejo nego de carrao na rua.. fico puto
        mas .. c’est la vie..

        hahahahha
        disposicao!!!!

        nao contem muito com estouro de bolha..
        vao inflar essa porra ate nao poder mais, australia ta la.. 20 anos de bolha..

        parada é correr atras a rodo agora, e parar de choramingar. 🙂

        0
        • MrJaime 24 de fevereiro de 2012 at 02:08

          1) Comparar com poupança é covardia. No início da década a SELIC estava perto de 20% ao ano. Qualquer renda fixa merreca atrelada à SELIC desde a época que o Cittá América foi criada, te daria hoje algo muito muito maior do que os 4x.
          Isso sem contar as ações da Bovespa que renderam até 8000% desde o ano 2000.

          2) Entrar agora no mercado imobiliário para tentar ganhar com ganho de capital é a pior coisa que um indivíduo pode fazer. Esse maluquinho seria muito, mas muito mais burro do que o mané que você recomendou deixar o dinheiro na poupança.

          3) Não demora 20 anos para desinflar nem se houvesse um golpe ditatorial, e colocassem o presidente da Tenda/Gafisa como novo ditador do Brasil. Todos os indicadores apresentados desde 2011 são muito claros: Desaceleração e estabilização dos preços, forte queda nas vendas, alta na inadimplência (para veículos dobrou!), endividamento recorde, desaceleração no emprego (queda em 20% em jan/2012 frente a jan/2011), etc…

          Enfim, eu não poderia discodar mais do meu “Xará” :p

          0
        • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 11:02

          E vc acha q tem demanda para essas salas comercias q estão explodindo pra tudo qto é lado…. acho então q todo mundo virou prof. liberal no RJ… meu pai tem salas comerciais,meu sogro tbm (inclusive tinha no shopping q vc falou) e não é nada fácil alugar, msmo baixando o preço, imagina qdo esses empreendimentos ficarem prontos…

          0
    • MrJaime 24 de fevereiro de 2012 at 02:15

      Dificilmente as vendas são à vista. O que massivamente sustentou a valorização dos imóveis de 2007 a 2011 foi a F O R T E E X P A N S Ã O D O C R É D I T O:

      fernandonogueiracosta . files.wordpress.com/2011/08/crc3a9dito-imobilic3a1rio-da-caixa-2003-2011.jpg

      15 bilhões tomados emprestados em 2007
      23 bilhões tomados emprestados em 2008
      47 bilhões tomados emprestados em 2009
      78 bilhões tomados emprestados em 2010
      90 bilhões tomados emprestados em 2011 (aproximado)

      Basta que este crescimento exponencial do crédito desacelere, como aconteceu entre 2010 e 2011, para que os preços parem de crescer.

      0
  • Cirilo 23 de fevereiro de 2012 at 22:25

    R$50.000/Kg?

    Meu deus, aonde você está comprando esse Caviar? Na joalheira? Porque está quase o preço do Kg do Ouro.

    Amigo, um latinha de 100g de um bom caviar saí por no máximo R$600, o que daria R$6.000/Kg, mesmo porque ninguém compra Caviar ao Kg.

    Nesse valor aí só mesmo o Beluga, que é iraniano, mas vamos desconsiderar esse, OK?

    0
    • Cirilo 23 de fevereiro de 2012 at 22:27

      Saiu errado, era sobre o Caviar de R$47.000/Kg.

      0
    • Victor 24 de fevereiro de 2012 at 11:24

      R$ 600,00 é de caviar cultivado, o selvagem é outro preço, existem outros ainda mais caros conforme o tamanho das ovas e a idade do esturjão mas nem chegam perto do Brasil. De qualquer forma foi só uma ilustração de que caviar, apesar de ser consumido pela classe alta (que pelas regras do nosso país é basicamente qualquer pessoa com renda familiar acima de 10k e curso superior – alta aonde?) é coisa de rico, sim.
      Você pode até comprar uma latinha um dia para provar como eu mesmo já fiz (na França porque tava barato) mas consumo regular é para rico, sim.

      0
  • thiago fm 23 de fevereiro de 2012 at 23:19

    DADOS IBGE SOBRE RENDIMENTO TOTAL E DESPESA TOTAL MÉDIOS DAS FAMÍLIAS EM 2008/2009

    FAMÍLIAS COM RENDIMENTO

    ATÉ r$ 830,00
    DESPESA TOTAL = 744,98
    N FAM 12.503.385
    21,6%

    831 a 1.245
    DESPESA TOTAL = 1.124,99
    N FAM = 10.069.184
    17,4%

    1.246 a 2.490
    DESPESA TOTAL = 1.810,69
    N FAMILIAS = 16.972.311
    29,4%

    2.491 a 4.150
    DESPESA TOTAL = 3.133,00
    N FAM = 8.890.463
    15,4%

    4.151 a 6.225
    DESPESA TOTAL = 4.778,06
    N FAM = 4.181.485
    7,2%

    6.226 a 10.375
    DESPESA TOTAL = 7.196,08
    N FAM = 2.994.837
    5,2%

    Mais de 10.375
    DESPESA TOTAL = 14.098,40
    N FAM = 2.204.939
    3,8%

    RENDIMENTO TOTAL MÉDIO = 2.763,47
    DESPESA TOTAL MÉDIA = R$ 2.626,31

    ALGUNS APONTAMENTOS BEM VISÍVEIS:

    Apesar dos dados de 3 anos atrás, a situação provavelmente se mantém estável até hoje. Digo isso com certa segurança, porque, ainda que tenha havido valorização dos salários, todos sabemos que a inflação corroeu, e muito, qualquer aumento real de renda nos últimos anos. Sem contar o aumento do endividamento que não necessariamente tem a ver com a despesa mensal cotidiana.

    Algo em torno de 10% da população, com as devidas correções, ganha mais de 10 salários mínimos.
    Obs: valor que eu considero necessário para uma vida razoavelmente próxima`ao título ” classe média”

    Se, por exemplo, consideramos a faixa de R$ 6226,00 a R$ 10.375,00 obtemos uma renda média de R$ 8300,00 aproximadamente. Logo:

    8300 – 7196 = 1104

    Conclui-se que nessa faixa de renda (elite, diga-se de passagem) em MÉDIA, sobra pouco mais de R$ 1000, reais por mês do orçamento familiar com o atual estilo de vida bananense.

    OBS: Obviamente quanto menor o rendimento mais apertado tende a ser o orçamento e consequentemente menor o potencial de poupança

    Agora a pergunta que não quer calar:

    Quem não tinha imóvel antes da bolha, quanto tempo vai levar pra comprar um imóvel nas atuais circunstâncias ( simulador Cef dá uma idéia)? Que tipo de imóvel e onde vai morar esse cidadão? Isso porque estamos falando da minoria da população brasileira com alto rendimento.

    Mais alguns trechos extraídos do resumo da pesquisa

    ‘ Em 2008/09, cerca de 75,2% das famílias declararam algum grau de dificuldade para chegar ao final do mês com o rendimento que recebiam’

    ‘ Gastos cotidianos são 92,1% das despesas; aumento de patrimônio, 5,8%’

    ‘Em 2008/ 2009, as despesas correntes, que são os gastos cotidianos das famílias, representavam 92,1% da despesa total média mensal, ou o equivalente a R$ 2.419,77. A maior parte desse valor se referia às despesas de consumo – com alimentação, moradia, educação, transportes, entre outros -, que somavam em média R$ 2.134,77 (81,3% da despesa total). As outras despesas correntes (impostos, contribuições trabalhistas, pensões, mesadas, doações etc.) consumiam em média, por mês, R$ 285 (10,9% do total).

    Com o aumento de ativos (compra de imóveis, construção e melhoramento de imóveis próprios e outros investimentos como títulos de capitalização, títulos de clube, aquisição de terrenos para jazigo, ou seja, o aumento do patrimônio familiar), as famílias gastavam em média, por mês, R$ 152,09 (ou 5,8% da despesa total). O valor gasto com diminuição do passivo (pagamento de dívidas) ficava numa média mensal de R$ 54,45 (2,1% do total).’

    São essa as famílias que vão comprar a enxurrada de imóveis a serem entregues? E AGORA JOSÉ!?

    http ://www.ibge.gov .br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=1648&id_pagina=1&titulo=POF-2008/09-mostra-desigualdades-e-transformacoes-no-orcamento-das-familias-brasileiras

    0
    • MrJaime 24 de fevereiro de 2012 at 02:26

      Parabéns pelo comentário Thiago. É muito gratificante ver todos aqui crescendo bastante.

      Como você pôde ver, a situação é bem pior do que se admite na mídia de massa. Mas, pelo menos, não vejo mais aquela lavagem cerebral da televisão que houve em 2009 e 2010 onde só se dizia “classe média com poder de compra”, “consumo”, “expansão do crédito”.

      Embora não sejam explícitos sobre a bolha, é possível sim perceber na TV uma clara diferença entre o que dizem hoje e o que diziam em 2009/2010. Como dizia uma das boas músicas dos Engenheiros do Hawaii: “…Então preste atenção: o mar não ensina, insinua…”

      0
  • Neo 23 de fevereiro de 2012 at 23:24

    Bas noite

    investidores começam a entregar APs em Mogi das cruzes

    andei procurando umas opcoes e já tem algumas coisas pra considerar

    110k 120k em aps de 2quartos, pra mim já tá ficando mais ou menos baum

    acho que a negada vai passar calor nesse outono

    0
  • Guy Fawkes 23 de fevereiro de 2012 at 23:48

    Ela está aí, só não enxerga quem não quer. Em Curitiba há milhares de unidades paradas, e os lançamentos não param. Existem alguns absurdos nas áreas nobres como apartamentos de 30m² por cerca de 230 mil reais. Você por curiosidade vai até lá para “pesquisar” e o papo é sempre o mesmo: sei lá quantas unidades já foram vendidas.

    Vendidas pra quem?

    Abaixo notícia pra quem quiser conferir (não sei se já foi publicada aqui, se sim, desculpem-me)
    http://oestadodoparana.pron.com.br/economia/noticias/56274/

    0
  • Glaucio 23 de fevereiro de 2012 at 23:54

    Esse pessoal do SECOVI, em vez de ficar falando besteira, devia era terminar a pesquisa do mês de Dezembro. Devem fazer um balanço do segundo semestre, vamos ver o que vem por aí.

    0
  • Mr. Alex 24 de fevereiro de 2012 at 00:02

    Caros,

    esta reportagem, juntamente com uma reportagem que dizia que o m2 de aps. de 1 dorm = 9k, estavam estampados na capa do IG.

    Poucas horas depois… sumiu.

    Por que será ?

    0
  • RPL 24 de fevereiro de 2012 at 00:15

    O ápice dos preços já passou. O estouro da bolha já aconteceu.

    Agora é só esperar os preços cairem mais.

    Todo mundo aqui teve sangue frio para aguentar ver os preços subindo e ficar de fora, acreditando em uma queda no futuro. Agora precisamos ter sangue frio para esperar a melhor hora de comprar:

    Um imóvel que em 2007 foi vendido por 80K – Que era anunciado em julho/2011 por 320K e que caiu para 220K agora não é necessariamente um bom negócio hoje.

    O comportamento do mercado depende de nós (massa compradora) – No que depender do pessoal do Blog, acredito que teremos um Hard Landing já que ninguém ficaria satisfeito com uma queda de só 20 ou 30%.

    Quem tinha de comprar (ou acreditou em valorização infinita), já comprou (mesmo a preços absurdos) e quem não comprou, desistiu desse mercado por volta de 2009 quando os preços já estavam totalmente descolados da realidade.

    Ou seja, se não compramos em 2009, com preços de 2009 – numa época que os imóveis tinham tendência de alta, por que comprariamos a preço de 2009 numa época que os imóveis estão com tendência de baixa?

    And here comes the Hard Landing.

    0
    • Leno 24 de fevereiro de 2012 at 00:30

      Concordo que deve-se ter sangue frio, porem não acredito que os preços de 2007 para trás voltem novamente.

      Mas vc viu mesmo imoveis que custava 320k cair para 220k agora ou foi só uma situação hipotetica?
      Estou perguntando isso porque estou sempre verificando os preços nos sites, e na região que procuro até agora não vi nada sequer parecido.O imoveis usados continuam com preços altissimos.

      0
      • RPL 24 de fevereiro de 2012 at 00:49

        Leno,

        Certa vez fui ver um imóvel que era 160K e após eu gostar do apartamento e discutir os detalhes com o dono, ele me falou que o preço estava errado, era 240K – detalhe, não vendeu até hoje e não vale mais do que 130K. E ele não pagou mais do que 100K naquela pocilga. O detalhe é que passava muito longe do que eu achava habitável mas o preço estava “bom” (mercado altista, eu tinha que correr se não ficava de fora).

        Coloquei uns corretores para achar o que eu considero habitável – na faixa de preço que eu quero e no bairro que eu quero e eles voltaram nessa semana com alguns imóveis já nessa caracteristicas que era na faixa de 320K – 300K por 230K – 215K.

        O detalhe é que pra deixar a brincadeira mais divertida, eu falei pra eles que os imóveis nas caracteristicas que eu quero devem estar na faixa de 150K a 180K e que se eles não tiverem o que eu quero (2 ou 3 dorm – 2 vagas de garagem – prédio com condomínio – nos bairros que eu quero) no preço que eu quero, eu não vou nem atender o telefone.

        Se na primeira apertada, os corretores já começaram a achar coisas, imagina quando se derem conta que a casa caiu….

        Se eu acredito que os imóveis vão voltar ao preço de 2007… De maneira geral, acho que o mercado inteiro não mas algumas oportunidades sim. E são essas que eu vou focar…

        Se eu acredito que os preços vão voltar aos preços de Junho/2011 – Se descontar a inflação, acredito que só daqui uns 40 anos, quando o Brasil for a bola da vez de novo….

        Sangue frio e paciência meu amigo!

        Como sou solteiro, moro com os pais, ter sangue frio para mim é muito mais fácil do que para alguém que é casado, com filhos e o proprietário quer reajuste o valor do aluguel em 100%.
        _______________________

        Um off-topic para quem gosta dos Simpsons:

        Em um episódio recente, o Side Show Bob compra a casa em frente a casa dos Simpsons para tentar matar o Bart.
        Quando o Bart descobre os planos do Side Show Bob, vai tirar sarro dele e o Side Show Bob fala que ainda pode esperar o mercado recuperar a vender a casa”
        Eis que Bart responde: -“Vender a casa? Só quando mercado se recuperar. Sabe quando isso vai acontecer? Nunca!!!!!!!!!!! kkkkkkk”

        0
  • veigalex 24 de fevereiro de 2012 at 00:53

    Pessoal.. esses sites não trazem a realidade do mercado.

    Falem com os porteiros “zé”. Esses caras são os verdadeiros índices do mercado.

    ” xiiii o do 8º tá la a 6 meses, se o cara pedir R$ 180.000 leva.. Tem um no 6º que ta baleado, mas o dono ta desesperado.. A do 5º é madame, diz que só vende por R$ 600.000, e ela ta devendo o condomínio a 02 meses.”

    Parem de favor esses sites, cada page view ( vezes que você acessa o site) é mais motivo para eles venderem anúncios e cobrarem esses preços ilusórios.

    Ta querendo comprar, vai a rua e risca corretor da sua lista.
    Esse pessoal tem que provar do seu próprio veneno.ate

    Vai nos prédios, com simplicidade e bate um papo com os porteiros.. vocês irão se surpreender.

    ZAP Imoveis, mercado libre, imovéis web, Trotiv.. isso ai é manipulado por corretores.

    0
    • MrK 24 de fevereiro de 2012 at 06:07

      concordo totalmente com voce, ate’ porque nesses sites eles manipulam as datas de entrada do anuncio, fazendo aps anunciados ha 7 meses parecerem que estao ha apenas 2 dias…

      o problema e’ que ir aos porteiros requer muito, muito tempo, so vale a pena se voce realmente tiver disposto a comprar algo.

      irei voltar ao Rio esse ano, alguem tem alguma ideia diferente (em relacao aos classificados do oglobo) para achar imovel a alugar? Nota: Nao poderei andar de portaria em portaria!

      0
      • aiwww 24 de fevereiro de 2012 at 12:50

        Infelizmente temos apenas o zap e o balcao

        0
      • Daniel Ribeiro 29 de fevereiro de 2012 at 02:26

        Não adianta mais esse negocio de portaria. Os corretores sabem disso e já catequizaram todos os porteiros, principalmente os da zona sul. Todo porteiro da zona sul hoje é um corretor de imóveis em potencial, e pensa igualzinho a eles.

        0
  • MrK 24 de fevereiro de 2012 at 06:53

    Com uma crise historica, carregando todo o continente nas costas e sofrendo desvalorizacao da sua moeda, a Alemanha cresceu 3% ano passado

    Ja o “Pais sensacao” Brasil, recebendo dinheiro por cima e por baixo, com investimento do governo, com euforia, com inflacao solta… cresceu em torno de 2.8%

    Repito: Depois querem comparar Brasil com China, que cresce 9% ao ano ha anos

    ABAIXA A BOLA MANTEGA….

    0
  • Emtso 24 de fevereiro de 2012 at 08:31

    Algumas informações sobre uma cidade com infra estrutura excelente, Madrid, situada num país com taxa de desemprego de 25%.

    Preço de um quarto (+ ou – 45m2) hotel 4 estrelas no centro = 40 euros/dia (mês 1200 euros)*

    Preço de um imóvel de 45 m2 no centro = 200.000 euros (460.000 reais)

    Relação valor de um quarto de hotel / valor de um imóvel = 0,6%

    O valor do imóvel não teria que ser mais barato?

    *consultar decolar

    0
    • DanielCM 24 de fevereiro de 2012 at 18:15

      aí é que está etmso. Se vc for alugar lá fora por um mês a conta não é apenas multiplicar a diária por 30… procura saber quanto sai o valor mensal e depois refaça as contas…

      0
  • Evandro CPS 24 de fevereiro de 2012 at 09:29

    Pessoal, recebi esse e-mail:
    GRUPO LOPES.

    Boa tarde.
    Estou encaminhando a você ofertas de Investimento para moradia e investimento. Em campinas e Região,com valorização acima de 20%
    segue exemplos…

    —————————————————————
    Estou respondendo isso:
    Valorização de 20% a.a.??
    Nossa que negócio bom! Vou comprar um!
    Você me garante em contrato esses 20% a.a.? Assinado por você e pela Lopes?
    Poxa vida, como estou perdendo uma oportunidade dessa não é mesmo!?
    Mesmo com quedas em procura de 80% em Campinas (Fonte: CBN), ainda sim vão se valorizar 20% a.a.?
    Mesmo com quedas em vendas superiores a 25% em todas as capitais do pais (BH chegou a 44% de queda)?
    Mesmo com todo o escândalo politico envolvendo as construtoras e a prefeitura de Campinas?
    Mesmo com os inúmeros embargos e cancelamentos de obra?
    Mesmo com a hipervalorização artificial sofrida pelo mercado de 2007 pra cá?
    Mesmo com 68% da população do Brasil sendo “Analfabeto funcional”?
    Mesmo o mercado imobiliário sendo capa do mês na exame com o titulo: “Imóveis: um mercado sob suspeita”?
    Mesmo com o valor do aluguel totalmente deslocado do valor do imóvel, onde em 100% dos casos não está cobrindo nem mesmo o rendimento de poupança. (0.5 + TR)?
    Mesmo sabendo que nada pode valorizar infinitamente e que se não houver compradores o mercado trava? (Como já travou).
    Financiar em 30 anos num pais onde em 50 anos trocou 17 (DEZESSETE) VEZES de moeda? Com juros mais altos do mundo? (mesmo com os cortes na SELIC)

    Algumas noticias para que se informe melhor sobra a situação:
    (aqui coloquei váris links para materias sobre o mercado em crise)

    E tem INÚMEROS outros argumentos no site: w w w . bolhaimobiliaria.com

    Onde conseguiu meu e-mail??
    Por gentileza me exclua de sua lista.
    Vender imóveis via SPAN é o cumulo do DESESPERO!!

    Boa sorte!

    ——————————————————————————–

    O que acham? Falta alguma coisa?? Preciso responder pra esse corretor pois não é a primeira vez que ele me manda esse SPAN

    0
    • MrK 24 de fevereiro de 2012 at 09:49

      muito boa!!! contribuicoes:

      mesmo com construtoras em perigo de quebrar por falta de caixa?
      mesmo com total falta de liquidez quando se precisar resgatar o “investimento”?
      mesmo com pessoas do ramo que diziam ano passado que cresceria 20% admitindo que o crescimento do preco vai ser no maximo inflacao?
      mesmo com diversos especialistas e economistas comentando sobre possivel bolha?
      mesmo com todos potenciais futuros compradores endividados ate a alma?
      mesmo com todo mundo apostando na mesma coisa ao mesmo tempo e isso nunca acaba bem?
      mesmo com uma serie de imoveis em repasse a caminho? e outros tantos que serao devolvidos?

      0
    • Evandro CPS 24 de fevereiro de 2012 at 10:04

      MRK, ficou assim:

      Valorização de 20% a.a.??
      Nossa que negócio bom! Vou comprar um!
      Você me garante em contrato esses 20% a.a.? Assinado por você e pela Lopes?
      Poxa vida, como estou perdendo uma oportunidade dessa não é mesmo!?
      Mesmo com quedas em procura de 80% em Campinas (Fonte: CBN), ainda sim vão se valorizar 20% a.a.?
      Mesmo com quedas em vendas superiores a 25% em todas as capitais do pais (BH chegou a 44% de queda)?
      Mesmo com todo o escândalo politico envolvendo as construtoras e a prefeitura de Campinas?
      Mesmo com os inúmeros embargos e cancelamentos de obra?
      Mesmo com a hipervalorização artificial sofrida pelo mercado de 2007 pra cá?
      Mesmo com 68% da população do Brasil sendo “Analfabeto funcional” (e 7% analfabeto de verdade)?
      Mesmo o mercado imobiliário sendo capa do mês na exame com o titulo: “Imóveis: um mercado sob suspeita”?
      Mesmo com o valor do aluguel totalmente deslocado do valor do imóvel, onde em 100% dos casos não está cobrindo nem mesmo o rendimento de poupança. (0.5 + TR)?
      Mesmo sabendo que nada pode valorizar infinitamente e que se não houver compradores o mercado trava? (Como já travou).
      Financiar em 30 anos num pais onde em 50 anos trocou 17 (DEZESSETE) VEZES de moeda? Com juros mais altos do mundo? (mesmo com os cortes na SELIC)
      Mesmo com construtoras em perigo de quebrar por falta de caixa?
      Mesmo com total falta de liquidez quando se precisar resgatar o “investimento”?
      Mesmo com pessoas do ramo que diziam ano passado que cresceria 20% admitindo que o crescimento do preco vai ser no máximo inflação? (Fonte: Secovi)
      Mesmo com diversos especialistas e economistas comentando sobre possível bolha?
      Mesmo com todos potenciais futuros compradores endividados até a alma (aumento de quase 100% entre 2010 e 2011)?
      Mesmo com todo mundo apostando no mesmo investimento ao mesmo tempo e sabemos de fato que isso nunca acaba bem? (Chegou a acompanhar algum crash?)
      Mesmo com uma série de imóveis em repasse a caminho? E outros tantos que serão devolvidos por compradores sem fianc. aprovado?

      Além disso, tenho a opção de dar um Reply to All, já que ele nem se deu ao trabalho de esconder os emails das pessoas que ele mandou!!! kkkk
      Imagina toda a lista dele recebendo isso??
      Mas acho que ai já é demais né??

      Ou não?? rsrs

      0
      • MrK 24 de fevereiro de 2012 at 10:12

        REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!! REPLY TO ALL !!!

        e depois cola os emails, vai ser hilario!!!

        0
        • Davi 24 de fevereiro de 2012 at 12:04

          Gargalhadas aqui, muito bom, nem pensava duas vezes: reply to all mesmo!

          0
      • RD85 24 de fevereiro de 2012 at 10:19

        Demais? Não acho não… afinal, você só vai usar a mesma estratégia dele para defender o seu lado como comprador, visando que os preços voltem para a realidade…

        Ele quer preços na estratosfera e você quer preços razoáveis… ele faz propaganda por e-mail afirmando valorização de 20% você responde com questionamentos e dados (contra o blá blá blá dele)…

        0
        • DanielCM 24 de fevereiro de 2012 at 18:22

          Pode até ser a mesma estratégia, mas quem está do outro lado é que está com a BOMBA na mão, doido pra achar algum desavisado com a mão aberta pra passar a “oportunidade” adiante.

          0
      • Paulo Rocha 24 de fevereiro de 2012 at 10:20

        Também acho bom fazer um reply all. Especialmente pelo o fato do cara não ter ocultado os emails. É dessa maneira que fica fácil colhetar emails para enviar mais spam.

        0
      • Evandro CPS 24 de fevereiro de 2012 at 10:30

        Bom, primeiro dei um Reply só para ele para ver a reação. Como meu e-mail revela minha identidade, prefiro não abusar muito, nunca se sabe o que se esperar de gente assim.

        De qqr forma, acredito que uma resposta dele já será interessante. O que eu não acredito que aconteça já que nem escrever ele sabe muito bem. Que pecado.

        Mas vamos esperar, acho que se ele responder será uma bela pérola, a não ser que seja orientado por algum “superior” da empresa.

        Fico pensando aqui… eu acho que alguns corretores REALMENTE acreditam nisso que dizem, não é possível escreverem tanta besteira tentando convencer quem já está visivelmente esclarecido sobre a situação atual!

        0
        • MrK 24 de fevereiro de 2012 at 10:33

          ahhh que pena

          ele vai te responder com um script de tele-marketing

          “Nao ha bolha o credito e’ conservador e os bancos etc etc…”

          sao comos robos, nao importa o que voce diga, vai receber o mesmo script…

          0
        • Shakespeare 24 de fevereiro de 2012 at 10:55

          Sugestão:

          Use um e-mail alternativo, que não divulga seu nome completo, para dar um reply to all da lista de e-mails que ele enviou.

          Abs e depois nos diga qual foi a reação.

          0
        • Leo 24 de fevereiro de 2012 at 12:04

          Me encaminha esse email q eu mando o reply all !!!!!

          0
        • Indecoroso 24 de fevereiro de 2012 at 12:48

          Na semana passada encaminhei um e-mail a uma imobiliária de Goiás manifestando meu interesse num apartamento usado que estava sendo anunciado a R$ 300 mil, antecipando categoricamente que só compraria se o vendedor aceitasse R$ 200 mil à vista (10% na assinatura do contrato e 90% no ato de registro em cartório).

          Na ocasião incrementei meu e-mail com alguns dos questionamentos colhidos aqui no Blog do Bolha, tais como: queda nas vendas, falta de liquidez, endividamento excessivo, retração do crescimento econômico, etc.. A redação final ficou bem apocalíptica.

          O corretor responsável pelo anúncio acabou de me ligar e vejam a contraproposta que me fez depois de algum tempo de conversa: “- dependendo do quanto o sr. der por fora, posso tentar convencer a proprietária, com base nos seus argumentos, a negociar com o preço que o sr. pretende pagar e tal…”.

          E então… será que dou continuidade no vantajoso negócio e sacaneio a vendedora dando uma “peita” pro corretor correspondente a 5% da diferença de preço? Ou finjo que não foi comigo e deixo pra lá esse negócio? Confesso que fiquei caidão pelo imóvel…

          Sei que essa de dar por fora é um modo depravado de corrupção, mas a oportunidade de usar desse ardil contra outro maior ainda (preço bolhudo) não seria capaz de me livrar do encargo ético? Estou agora em fortíssimo conflito interior. O que me aconselham os colegas do blog?

          PS: repararam na tática do corretor para antecipar seu negócio sem perder comissão de venda?

          0
          • Cai Cai Balão 24 de fevereiro de 2012 at 12:54

            Existe alguma possibilidade de vc eliminar esse intermediário?

            0
            • Indecoroso 24 de fevereiro de 2012 at 15:27

              Tipo um “headshot”?

              (counterstrike mode on)

              0
          • Paulo 24 de fevereiro de 2012 at 13:24

            Que corretor F.D.P.

            0
          • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 13:37

            Isso só ratifica meu comentário acima, corretores são totalmente descartáveis, se vc conseguir acesso ao proprietário vc ainda economiza o $$ do corrupto, safado, desse FDP corretor…, é esse tipo de atitude q fo#$%de com o Brasil…

            Vai no prédio, canta o porteiro q ele t arruma o contato do proprietário… se for casa, vai no vizinho… tira esse cara da jogada…

            Se eu fosse vc, antes disso eu faria esse cara oficializar a proposta via e-mail e encaminhava pro Secovi…

            0
            • Cai Cai Balão 24 de fevereiro de 2012 at 13:47

              Dependendo do condomínio e do seu grau de inadimplência, o melhor mesmo é conversar com o síndico. Ele é um dos maiores interessados na ocupação do apartamento, pois não quer correr o risco de perder caixa para especuladores.

              Tira esse safado da jogada, vai no prédio e bate um papo com o síndico.

              0
            • DanielCM 24 de fevereiro de 2012 at 18:26

              eu não mostraria e-mail pra secovi nenhum, mostraria para o proprietário. rapidinho o carinha saía de cena.

              0
            • Leno 25 de fevereiro de 2012 at 16:22

              Eu defendi os corretores em um post acima, e continuarei defendendo(defendendo de generalização). Mas é fato que o lado ruim tem crescido muito, e um dos motivos é a grande inserção de pessoas despreparadas e oportunistas que entraram neste mercado nos ultimos anos.

              Em 2007 eu fui comprar um ap usado que estava sendo vendido no modelo de exclusividade com a imobiliaria. Na epoca fiz uma contra proposta de 20 mil a menos para fechar negocio.A proprietaria aceitou com a condição da imobiliaria tambem reduzir a comissão de 6% para 4%. O corretor que estava trabalhando na venda tambem aceitou reduzir a comissão dele proporcionalmente. Porem a imobiliaria recusou-se, alegando que isso depreciaria o trabalho deles. Até hoje não entendi isso.

              0
          • Shakespeare 24 de fevereiro de 2012 at 13:49

            Eu realmente não me sentiria a vontade para pagar esse “por fora”, mas cada um é cada um.

            Existe um risco de você ter o imóvel desapropriado e o valor que consta na escritura é o que é usado para pagar a indenização, ou a Receita pode cruzar dados de movimentações financeiras e pegar no seu pé.

            É um risco, mas cada um tem a sua própria ética a seguir.

            0
          • Indecoroso 24 de fevereiro de 2012 at 14:38

            Valeu, gente. Vou atrás da proprietária, é o mais correto mesmo… mas até agora tô pasmado com a oferta do sujeito (confesso que fiquei balançadíssimo, afinal eu economizaria uma vultosa quantia!!).

            Pelo tipo “descoladão” do cara no telefone (aquela voz meio rouca de quem acha que tá por cima da carne seca, tipo Don Corleoni) ele já deve ter deixado avisado com o porteiro e com a própria dona do imóvel para, no caso de surgirem interessados, remeterem o contato diretamente pra ele… do contrário acho que ele não se proporia a um malcaratismo tão explícito. Sem contar que em função do e-mail que enviei, onde fiz reiteradas referências ao Bolha, ele já deve ter lido meu post acima e pensado num modo de se precaver das minhas investidas em busca da proprietária do imóvel.

            E também tem o fato de eu residir no DF e o prédio ser em Goiânia, o que dificulta muito as coisas…

            0
            • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 15:44

              Boa sorte… depois conta o desfecho…

              0
            • Paulo Rocha 24 de fevereiro de 2012 at 16:47

              Andei pensando no assunto, sera que não seria melhor você “aceitar” a proposta do corretor, pelo menos até ele amolecer a propietária. Tente gravar as suas ligações com o corretor e a proposta que ele fez de uma maneira que deixe claro a malandragem que ele te sugeriu. Aí na hora da H não finalize a compra sem mostrar a proprietária que corretor ela tinha.

              Pode ser que a compra no fim não seja finalizada, mas você terá conciencia livre de que fez o certo, e ainda ajudara a queimar o filme desse corretor. A proprietária com certasa ira espalhar as “noticias” e também vera que corretor não acrenta tanto valor assim. Dessa forma você também ajuda a manter o mercado mais civilizado.

              0
              • Indecoroso 24 de fevereiro de 2012 at 17:29

                Já pensei em outras possibilidades: visitar o apartamento e pegar alguma conta (água, luz, telefone) com dados da proprietária; questionar o síndico do prédio; ligar na prefeitura pra pedir dados do IPTU… Mas isso toma muito tempo, sem contar que Goiânia fica a 200km de BSB.

                0
                • thiago fm 24 de fevereiro de 2012 at 20:21

                  A questão é se você é ‘indecoroso” ou não…

                  0
  • Zoom 24 de fevereiro de 2012 at 10:54

    Tah ai uma forma de alertas as pessoas sobre a “bolha” e sobre o site BOLHAIMOBILIARIA. hehehehe

    REPLY TO ALL…
    REPLY TO ALL…
    REPLY TO ALL…

    0
  • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 11:15

    Xiiii, vai azedar…

    Economia da Alemanha tem contração de 0,2% no 4º trimestre

    isso pq estão investindo pesado na construção civil, as exportações despencaram, ou seja, a Zona do EURO não ta mais comprando como antes…. será tendência???? ou foi um trimestre ruim???

    htt p : / /economia.i g. com. br/criseeconomica/economia-da-alemanha-tem-contracao-de-02-no-4-trimestre/n1597650520644.html

    0
  • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 11:21

    Serasa Experian: atividade econômica desacelera em 2011

    RIO – Depois de ter registrado uma expansão de 7,5% em 2010, o índice de atividade econômica, apurado pela Serasa Experian, encerrou 2011 com crescimento de 2,6%, representando a segunda menor taxa anual desde 2004, só perdendo para a queda de 0,3% do PIB registrada em 2009, segundo a consultora.

    ht tp : / /oglobo.glob o. com /e conomia/serasa-experian-atividade-economica-desacelera-em-2011-4055034

    Qdo o setor terciário do Rio se juntar com o secundário em seus índices (pra baixo), vou querer ver alguém investindo por aqui…

    0
  • Riodetudo 24 de fevereiro de 2012 at 11:38

    Casa&Construção do Leblon fechou.

    Passei hoje por ali e fiquei surpreso ao ver a enorme loja e inaugurada a uns dois anos apenas estar fechada e já vazia. Vivia as moscas e era a única grande de móveis no Leblon, Gávea, Ipanema, etc… Que público milionário é esse do Leblon que nem mantem uma loja dessas?? Na porta, tinha um cartaz indicando as lojas da Tijuca e Bairro de Fátima (!!) para quem quiser uma alternativa.

    0
    • Frank 24 de fevereiro de 2012 at 12:00

      acho q não é bem isso.

      com o valor do m2 da região, provavelmente vão ter q aproveitar com um outro negócio q renda margens melhores do q venda material de construção.

      vários negócios têm dificuldade de se sustentar nessa região, pq realmente para manter os alugéis só mesmo com negócios altamente rentáveis / premium.

      0
      • Riodetudo 24 de fevereiro de 2012 at 12:49

        Casa&Construção não é só de material de construção. Aliás, parecia mais uma loja de decoração. E essa loja ficava ao lado de um monte de oficinas mecânicas, quase em frente ao Hospital Miguel Couto, pior local do Leblon. E, finalmente, se o bairro vende 2 quartos a um milhão e meio de reais, como é que uma loja dessas não estava bombando?

        0
        • Frank 24 de fevereiro de 2012 at 17:17

          não sabia q vendiam móveis, achei q fosse uma franquia do tipo Leroy Merlim ou algo do gênero.

          a continuarem os preços nas alturas, essas mecânicas vão desaparecer logo logo.

          na verdade, se aquela idéia do Gov estado de vender o terreno do Batalhão (ou parte dele) p/ exploração imobiliária vier a se concretizar (não sei a qtas anda esse assunto), poderia ser a largada para uma recuperação daquele entorno (incluindo as mecânicas e biroscas insalubres) e consequente upgrade do tipo de ocupação.

          0
  • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 11:38

    Como os Chineses realmente olham para a Banânia.

    www1 . folha . uol . com . br/mercado/1052729-brasil-so-oferece-mercado-local-diz-foxconn . shtml

    “Tem gente que diz que é preciso dispersar os negócios. Também quero dispersar, mas o Brasil apenas me oferece o mercado local, de 190 milhões, e ainda é preciso transferir tecnologia.”

    Apesar da crítica, Gou, que vestia jeans, camisa polo e jaqueta de couro, mostrou-se otimista com o Brasil. Ao falar que é um país com “potencial”, perguntou aos estudantes: “Quem daqui quer ir ao Brasil? Vocês podem se registrar comigo, sério. Vou lhes dar o meu e-mail”.

    O presidente da Foxconn afirmou ainda que os brasileiros “não trabalham tanto, pois estão num paraíso”. E o país, em comparação com Taiwan, “não conta com tecnologia avançada”: “Estou treinando os brasileiros, dando as tecnologias para eles”.

    0
  • Frank 24 de fevereiro de 2012 at 12:08

    do ótimo brazilian bubble:

    brazilianbubble.com/one-dorm-apartments-in-sao-paulo-cost-r410k-who-is-buying-mostly-investors-heard-it-before/

    0
  • Giba 24 de fevereiro de 2012 at 12:09

    Sempre que posso leios os interessantes comentàrios daqui da Italia, Toscana, onde hoje provavelmente pode haver um castelo medieval custando menos que certos aps do eixo Rio Sao Bsb. Por aqui tem uma “lei” que determina em atè 23% de taxa sobre a direferença na venda de um imovel se realizada em menos de 5 anos da sua aquisiçao (ou herança), pois poderia ser de ordem especulativa.

    0
    • Daniel 24 de fevereiro de 2012 at 19:20

      Giba,

      Seria no mínimo interessante uma lei dessas aki nesse nosso país…

      0
  • Zoom 24 de fevereiro de 2012 at 12:43

    O sonho do metalúrgico Márcio Gregório
    de comprar a casa própria virou
    pesadelo e foi parar na Justiça. Atraído
    pela propaganda do programa Minha
    Casa, Minha Vida, ele comprou em
    agosto de 2009 um apartamento de 58 metros quadrados em Barueri (SP), na
    planta, da incorporadora PDG. Na época,
    o imóvel estava avaliado em R$ 132 mil,
    acima, portanto, do limite estabelecido
    pelo governo para os benefícios do
    crédito facilitado. Mas Gregório diz que não sabia disso e
    que não foi informado pela empresa. Ao
    contrário. No estande de vendas, havia
    faixas anunciando que o imóvel se
    enquadrava nesse programa, lembra o
    comprador. “O corretor que me atendeu disse que o que contaria para o
    financiamento, após a entrega das
    chaves, seria o valor do saldo devedor.” Com renda atual de R$ 2,3 mil, ele
    desembolsou, entre prestações fixas e
    semestrais, além do saldo do Fundo de
    Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), R
    $ 45,9 mil pelo imóvel até a entrega das
    chaves, prevista inicialmente para o fim do ano passado. Gregório diz que o
    corretor lhe informou que o saldo de R$
    87 mil seria financiado pelas regras do
    programa habitacional. “Mas não foi
    nada disso que aconteceu, pois o que
    vale é o valor total do imóvel”, diz o metalúrgico. Nem mesmo a atualização do teto do
    valor do imóvel para R$ 170 mil, feita no
    ano passado pelo governo, resolveu a
    pendência. O agente da Caixa, diz
    Gregório, avaliou o apartamento pronto
    em R$ 176 mil. Resultado: Gregório levou o caso à Justiça. E a solução veio
    em meados deste mês, quando o juiz da
    17.ª Vara Cível do Fórum Central de São
    Paulo concedeu liminar em favor do
    comprador. A decisão, em primeira instância, obriga
    a PDG a financiar o imóvel nos mesmos
    moldes da Caixa Econômica Federal e a
    entregar as chaves do apartamento,
    após nova vistoria, no prazo máximo de
    15 dias, sob pena de multa diária de R$ 500. Segundo o advogado Marcelo Tapai, que
    conduziu a ação na Justiça, a empresa
    feriu o Código de Defesa do Consumidor
    e o Código Civil por propaganda
    enganosa. “Existem mais seis casos do
    mesmo edifício que estão na Justiça”, diz ele, acrescentando que 200
    apartamentos foram vendidos sob a
    mesma condição. Procurada, a empresa informou, via
    assessoria de imprensa, que vai
    “recorrer da decisão, esclarecendo que o
    enquadramento do imóvel está dentro
    dos parâmetros atuais do programa
    federal Minha Casa, Minha Vida”.

    Fonte. Estadao 24/02

    0
    • Zoom 24 de fevereiro de 2012 at 12:56

      estadao.com.br/noticias/impresso,venda-pelo-minha-casa-vai-parar-na-justica-,839731,0.htm

      0
    • Thiago 24 de fevereiro de 2012 at 13:40

      Se essa decisão virar moda vai ser LINDO

      As construtoras merecem!

      0
    • Frank 24 de fevereiro de 2012 at 17:20

      “…multa diária de R$ 500” – brincou, né ?

      0
    • Daniel 24 de fevereiro de 2012 at 19:24

      Realmente merecem se FUFU…..
      Ficam por aí enganando a todos….
      Enfim, vai virar moda isso daqui para frente..

      0
  • Flavio Alves 24 de fevereiro de 2012 at 12:45

    Enfim uma reportagem um pouco mais sensata sobre as preços dos imóveis…

    http://br.noticias.yahoo.com/5-raz%C3%B5es-pre%C3%A7os-dos-im%C3%B3veis-subirem-2012-5-204606664.html

    0
  • Raphael 24 de fevereiro de 2012 at 13:14

    Relato de Curitiba/PR:

    Enviei um contato sobre um imóvel aparentemente novo, lançamento, ou como os sites de imóveis costumam dizer: “Pronto para morar”.

    O dito imóvel é na região central, mais especificamente na continuação da avenida Batel (Uma das regiões mais nobres de CTBA). Uma vaga de garagem, possui 2 quartos (nenhum suíte), 70m².

    O corretor me enviou um email com 5 oportunidades, de diversas plantas em diversos andares. Variando entre 68-74m² e 327k – 355k.

    Minha dúvida então seria… quantos apartamentos mais eles tem à venda, e quando este empreendimento foi lançado. Pois bem, o dito corretor me ligou e consegui tirar algumas informações.

    Ele possui no mínimo mais 5 unidades para a venda. Sendo apenas uma delas de um morador revendendo, o qual está decorado (410k). Nesta eu perguntei desde quanto este morador está com este apartamento, o corretor me disse que ele comprou há 1 ano e 8 meses, morou 9 meses e deixou vazio o resto pois é italiano e só vem as vezes para o Brasil.

    Conclusão… no mínimo 9 (chuto uns 15) apartamentos à venda pela construtora (ou seja, nunca foram comprados) de um “lançamento” de no mínimo 1 ano e 8 meses.

    Ah… e outra coisa, o corretor me disse que os preços estão estagnados fazem 6 meses, e que era pra aumentar esse último dia 12, porém, vai aumentar no começo do próximo mês em torno de 8%.

    Obs: Estou apenas especulando, não pretendo comprar nada por enquanto.

    0
  • Carlão_RJ 24 de fevereiro de 2012 at 13:33

    Manda prá mim também que eu mando um replay to all por dia. Você tem TODO O DIREITO de dar um replay to all, foi o sujeito que cometeu o grave erro de abrir o seu emal para todos e não o contrário.

    0
  • Andre Luiz 24 de fevereiro de 2012 at 13:36

    Que investidor é esse que empata uma grana no imóvel e depois vai colher 0,4% ou menos de aluguel?

    Só nego burro.

    0
    • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 14:26

      Só nego burro?

      Amigo, se você não sabe, vou te informar agora, não existe hoje no mundo uma cidade ou país em que o aluguel represente mais que 0.5%/Mês do valor do imóvel.

      Estados Unidos, Londres ou Inglaterra, pode pesquisar em qualquer um desses países, o valor do aluguel normalmente fica em entre 4.0% e 5.0% por ano.

      E antes que você venha falar mais alguma coisa, esse mesmo investidor burro, comprou um apartamento de R$300.000 há 3 anos atrás, vendeu ano passado por no mínimo R$600.000 e fora isso ainda tirou R$54.000 referentes ao aluguel desse período.Realmente, péssimo negócio, não?

      0
      • SG 24 de fevereiro de 2012 at 14:35

        Ou é corretor, ou tá muito comprado..

        0
        • Cai Cai Balão 24 de fevereiro de 2012 at 14:38

          Pelo bom português, deve ser investidor (está muito comprado).
          A propósito, a valorização nos EUA seguiu o ritmo demonstrado nessas contas?

          0
        • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:13

          Não sou investidor, não acredito em investimento em imóveis, por apresentar um alto custo de manutenção, com tributos consideravelmente altos, como ITBI, e comissões irreais para negociação.

          O que se tem que entender é que muita gente ganhou dinheiro nessa reviravolta no mercado, você chamaria de burro uma pessoa que conseguiu mais de 100% de valorização em menos de 36 meses apostando em um ativo de baixo risco?

          Por favor, vamos melhorar o nível.

          0
          • Leo 24 de fevereiro de 2012 at 15:26

            A pessoa só pode dizer que esta com 100% ou 200% de LUCRO se esta pessoa realizar o Lucro. Caso contrario a unica coisa que esta pessoa pode dizer é que ela especula ter X% de lucro.

            Na minha humilde opiniao, varios investidores BURROS compraram no ano passado pq escutaram que fulaninho comprou por 100 e que na ocasiao estava 300…. Sao burros… lucro é aquele que realizamos e nao o que especulamos.

            0
            • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:34

              Sim, mas muitos investidores já pularam fora a muito tempo.

              0
              • DanielCM 24 de fevereiro de 2012 at 18:36

                Se esse seu papo foi de alguém que entrou antes de 2008 e saiu até a 1ª metade do ano passado, o cara foi inteligente sim, pois entrou na hora certa e saiu na hora certa também. Mas estamos falando de HOJE e se alguém ainda faz isso, um dos motivos pode ser burrice sim.

                0
          • Cleyton 24 de fevereiro de 2012 at 15:29

            Vc quis dizer “ativo” (porque imóvel é menos “ativo” que commodities) de mínima liquidez ou de menor liquidez possível? Pelo risco assumido eu poderia tranquilamente dizer sim, burro!

            Agora, antes de vir pedir pra subir o nível o Sr. deveria estudar um pouco mais porque aqui não tem o tipo de trouxa que por ventura possa estar acostumado a tratar.

            Eu já tinha prometido não bater boca com ignorantes mas já tô saindo do sério!

            0
            • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:40

              Ok, investimento em imóveis realmente é um das aplicações mais arriscadas.Aí fica complicado…

              E quanto a ativo, realmente não entendi a relação que você fez com liquidez, imóveis são considerados ativos financeiros, no caso, imobilizado corpóreo.

              0
              • Cleyton 24 de fevereiro de 2012 at 16:18

                “Ok, investimento em imóveis realmente é um das aplicações mais arriscadas”

                O meu destaque foi especialmente na falta de liquidez.

                “imóveis são considerados ativos financeiros”

                Bom, então esse é exatamente o ponto em que discordamos. Se vc realmente está falando sério e realmente acredita nisso (e creio que esteja mesmo) respeito sua opinião, mas não concordo com ela.

                0
        • LL 24 de fevereiro de 2012 at 15:44

          eu só conheço um cara, entre centenas de pessoas com quem tenho discutido a questão, que fez o que o cirillo disse: comprou por 300k, viu que não aguentaria o tirão, ficou com as calças na mão, mas morando ap, enforcado até o pescoço, deu sorte, sorte mesmo, após 2 anos de desespero, e vendeu por 600k para outro otário.

          Como ainda tinha que pagar o financiamento, ficou com cerca de 200k, alugou outro ap por 2500, morar lá e comprou um apartamento na planta para a entrega daqui a 2 anos.

          Esta foi a única venda que vi de 600k na minha cidade, ap com 250m2, duas garagens, condomínio com infraestrutura, no valor de 800 reais por mês. Para a cidade o preço é impensável.

          Mais ninguém vendeu a este preço. Todos os demais apartamento do prédio estão ocupados por moradores que, em condomínio, construíram o prédio.

          O resto do mercado imobiliário local está completamente parado.

          Até o momento em que ele vendeu, achei que tinha mais sorte que juízo.

          Quando ele comprou na planta, passei a achar que é um grande otário.

          O problema é que um único comprador não faz o mercado e as grandes oportunidades não aparecem para todos.

          O mercado está travado e quem comprou por 300 não está conseguindo vender por 600.

          Minha cunhada é exemplo, comprou uma casa em condomínio por 250 em 2008, em cidade maior – capital – com muito mais infra. Tenta vender há 1,5 anos e nos últimos seis meses já subiu de 450 para 540k e não vendeu.

          E cá para nós, só ela não sabe; não vai vender também.

          Esta história de valorização de boca de 100% é mentira.

          Valorização existe quando alguém compra o teu imóvel. Se ninguém compra, é só conversa. Tu podes pedir o preço que tu quiseres, isto não interessa para mensurar a valorização. Interessa o negócio fechado e pago.

          Esta história de que o meu ap no Morro do Macaco vale 1milhão é papo. Ninguém compra e ninguém vende.

          Não duvido que existam vendas ocasionais, mas vendas ocasionais não sustentam a quantidade de lançamentos, não sustentam construtoras, não pagam o salário de dos corretores durante todo o ano.

          O fato é que estamos com sobreoferta, sem vendas, o mercado se reduz, vai ter gente indo para a rua e, como não revogaram a lei de oferta e procura, NEM VÃO REVOGÁ-LA, vai ter queda de preços. Algumas regiões com maior queda, outras com menor queda, mas vai ter.

          Só para complementar, o cara do teu exemplo, que comprou por 300 e vendeu por 600 depois de alugar por 3 anos, TEM UMA SORTE DO CACETE, PEDE PARA ELE ME MANDAR OS NÚMEROS DA MEGASENA, POIS ELE É TÃO DIFERENCIADO (DEVE SER 1 EM 1 MILHÃO DE INVESTIDORES) QUE NÃO REPRESENTA, NEM DE PERTO, O QUE ESTÁ ACONTECENDO.

          A maior parte dos que fizeram a mesma coisa, não tiveram o mesmo resultado e, perdão, no médio prazo, SÃO BURROS MESMO.

          0
          • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:56

            Não tiveram os mesmos resultados por dois motivos, ou porque “quiseram” ganhar mais do que podiam ou porque não saíram na hora certa, meio do ano passado era o limite para realmente finalizar a operação!

            0
      • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 14:39

        “Estados Unidos, Londres ou Inglaterra, pode pesquisar em qualquer um desses países, o valor do aluguel normalmente fica em entre 4.0% e 5.0% por ano”

        E a inflação nestes países, vc pesquisou tbm???
        E a remuneração das aplicações livres de risco lá vc pesquisou tbm???

        O q o Andre quis dizer é q hj,…HOJE, no Brasil, com a possibilidade dos preços dos imóveis baterem no teto, não parece um bom negócio (e realmente não é) comprar um imóvel pra alugar, tendo em vista q vc não contará com a eterna valorização para compensar a imobilização do capital, os custos da transação e a baixíssima remuneração do negócio (aluguel)…

        O q aconteceu de 2007 a 2010 não teve racionalidade, nem previsibilidade… parabéns pra quem ganhou e azar de quem perdeu…

        Só um comentário o imóvel q alugo desde 2007… pagava no início quase 0,5% de aluguel, hj pago 0,20%

        0
        • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 14:45

          Continuando vc ganhar 5% a.a. em um país em q a inflação gira na casa dos 3% e os títulos de governo dão 1,5% a.a. me parece um bom negócio…

          Agora vc ganhar 5% a.a, com inflação de 6,5% e com a poupança dando 6,xx% já não me parece um bom negócio….

          Não me interessa se vc está comprado ou não, só estou t mostrando q vc está errado (muito) em suas argumentações

          0
        • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:27

          Annibal, a questão não é essa.Em nenhum momento citei que agora seria um bom momento para investir em imóveis, muito pelo contrário.

          O que questionei é baseado em quais fundamentos pode-se questionar os fundamentos desse investimento, já que os alugueis não são os únicos rendimentos, e o capital principal pode eventualmente sofre valorização ou depreciação, e isso deve sim ser computado no rendimento.

          0
          • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 15:39

            Então, nós podemos falar sim q hj não é o momento indicado para entrar nesse tipo de negócio…
            por tudo já falado aqui e pelos comentários do próprio Secovi q indicam q a valorização vista até aqui perdeu força… isso pra tentar ser isento de emoção…

            0
      • Fernanda 24 de fevereiro de 2012 at 14:46

        Tem que descontar itbi, ganho de capital…

        0
        • Fernanda 24 de fevereiro de 2012 at 14:49

          Me refiro ao investidor citado pelo Cirilo.

          0
      • Carlão_RJ 24 de fevereiro de 2012 at 15:00

        Se vc ganhou esse cascalho aí é bom guardar direitinho, pois pelo jeito foi a chance da sua vida,rsrsr. Pelo tipo de argumentacao esta apenas confirmando ter o perfil que tenta rebater. Deu pra entender? Rsrs. Acho que nao.

        0
        • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:23

          Realmente, com essa dialética hiperbólica fica bem complicado de entender.

          0
          • Carlão_RJ 24 de fevereiro de 2012 at 17:52

            Cirilo
            Já deu prá perceber que em você estão reunidas duas características: falta de inteligência e arrogância. Aliás, as duas quase sempre andam juntas. Falta de inteligência porque não percebeu que o colega se referia aos investidores que compram imóveis nos preços atuais pensando em rendimentos de aluguel; arrogante por responder nos termos em que o respondeu e por supor que o colega achava ou acharia ruim o negócio evidentemente vantajoso do seu exemplo, como se você fosse o único a ter acesso à sabedoria eterna do mundo mundial e o único a enxergar uma vantagem obvia dessas. No fundo você se utilizou de uma dialética sem-vergonha – a minha foi hiperbólica – para chamar o colega de idiota e fazer parecer que você é o herdeiro intelectual do Adam Smith. Coitado!! Deu no que deu: se revelou. Não passa de um falastrão a fazer afirmações ridículas a respeito dos alugueis pelo mundo.Depois pede para elevar o nível se fazendo de coitadinho. Você é só mais um falastrão com o ego bolhudo e que fica inventando o que não foi dito prá responder o que não foi perguntado. Vai procurar o que fazer e para de falar bobagem. Se liga, rapaz.

            0
            • Carlos Wagner 24 de fevereiro de 2012 at 18:01

              Véio….

              Acho que voce falou pelo blog inteiro…

              0
            • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 23:04

              Parabéns, belas palavras.

              0
      • Paty 24 de fevereiro de 2012 at 15:04

        Ai Cirilo quanta bobbeira vc tá falando.. um exemplo do que acontece comigo, eu resido em uma casa nos EUA no na pensilvania, em condomio fechado, com campo de golfe e pista de esqui, a casa possui 250 metros quadrados e esta avaliada em 290 mil dolares,(eu sei disso por que antes de alugar o proprietario estava vendendo), eu pago 2.000 dolares por mês… aluguel dá um retorno de 0.69 porcento ao mês é 8.28 aa… eu nao sei da onde vc tira essas papagaiadas…

        0
        • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 15:09

          Lendo isso é q eu tenho certeza q as coisas por aqui estão muiiiito erradas…

          0
        • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:19

          Paty, realmente o mercado não é uniforme, em casos isolados você consegue até mais que 1%, mas isso é bastante raro, ainda mais em economias consolidadas como a americana e a europeia.

          Normalmente, a média de gira nesses valores sim, não que esse site seja totalmente confiável, mas só para você ter uma ideia:

          http://www.globalpropertyguide.com/North-America/United-States/Rental-Yields

          http://www.globalpropertyguide.com/Europe/France/Rental-Yields

          http://www.findaproperty.com/rental-index.aspx

          0
        • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:20

          Paty, realmente o mercado não é uniforme, em casos isolados você consegue até mais que 1%, mas isso é bastante raro, ainda mais em economias consolidadas como a americana e a europeia.

          Normalmente, a média de gira nesses valores sim, não que esse site seja totalmente confiável, mas só para você ter uma ideia:

          globalpropertyguide.com/North-America/United-States/Rental-Yields

          globalpropertyguide.com/Europe/France/Rental-Yields

          findaproperty.com/rental-index.aspx

          0
          • Paty 24 de fevereiro de 2012 at 16:45

            Cirilo disse- Só nego burro?

            Amigo, se você não sabe, vou te informar agora, não existe hoje no mundo uma cidade ou país em que o aluguel represente mais que 0.5%/Mês do valor do imóvel.

            Estados Unidos, Londres ou Inglaterra, pode pesquisar em qualquer um desses países, o valor do aluguel normalmente fica em entre 4.0% e 5.0% por ano.

            E antes que você venha falar mais alguma coisa, esse mesmo investidor burro, comprou um apartamento de R$300.000 há 3 anos atrás, vendeu ano passado por no mínimo R$600.000 e fora isso ainda tirou R$54.000 referentes ao aluguel desse período.Realmente, péssimo negócio, não?
            Vc mesmo disse que nao existe uma cidade do mundo que o aluguel represente 0.5 porcento do valor do imovel… Vc esta enganadissimo…..

            0
            • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 16:53

              Enganado?

              Isso é uma média, existem sim algumas cidades que tem o yeld médio é maior que 6% a.a, mas são exceções.

              No geral o valor é menor que isso, como em NY, Londres e Paris.

              0
              • Paty 24 de fevereiro de 2012 at 17:04

                Fala serio um pouco de humildade é otimo… vc fala uma coisa agente prova que vc esta errado, depois vc vem dizendo nao eu nao estou enganado… até mais …..
                Vc disse- NAO EXISTE UMA CIDADE OU UM PAIS NO MUNDO ONDE QUE O ALUGUEL REPRESENTE 0.5 PORCENTO DO VALOR DO IMOVÉL..
                Caso vc seja bipolar por favor me perdoe…

                0
                • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 17:23

                  Sim, existe algumas raras cidades em que o yeld é maior 6.0%, tanto é que no estudo que postei acima Miami aparece como uma delas.

                  Na verdade generalizei apenas para enfatizar meu ponto de vista, não estava esperando que alguém iria aparecer questionando o fato da cidade Y no país Z possuí yeld médio de 7.0% ou 8.0%.

                  0
        • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 15:31

          Paty,

          Encontre o website do auditor do condado (county auditor) onde voce está morando. Geralmente, voce poderá encontrar TUDO sobre a casa onde está morando, incluindo o histórico das vendas (quando e por quanto foi vendido) através ou do endereço ou do nome do proprietário ou mesmo de um ponto no mapa. É com isso que é possível saber o preço de mercado nos EUA, pois o valor de venda é registrado e está disponível para qualquer pessoa. É por isso que digo que na Banânia não existe mercado de imóveis, pois a informação sobre os preços não existe. Esse mercado é como uma bolsa de ações, onde ninguém saber e nem sequer registra os preços das ações. Outro ponto importante e que voce paga o aluguel e o PROPRIETÁRIO paga o imposto (IPTU) e o condomínio.

          0
      • Andre Luiz 24 de fevereiro de 2012 at 15:18

        Cirilo,

        Aqui no Brasil você ganha cerca 8% líquidos ao ano, no tesouro direto. E ainda fica com o dinheiro na mão, cavando boas oportunidades em outros negócios como ações ou até mesmo imóveis (sempre há alguém precisando vender e vai ter que aceitar a realidade).

        O investidor que comprou há mais de dois anos, pode ter se dado bem, mas você tem que lembrar de uma máxima dos investimentos: “ganhos passados, não garantem ganhos futuros”. No mercado imobiliário recente, então, não garantem mesmo.

        Levando-se em conta todos os cenários econômicos no Brasil e no mundo, comprar imóveis para aluguel, hoje, no atual patamar de preços é realmente uma falta de inteligência.

        0
        • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:44

          Entendo seu ponto, o que eu disse é que não se pode resumir o resultado de um investimento em imóveis apenas pelos ganhos auferidos por meio da receita do aluguel.

          Você tanto pode ganhar como também perder dependendo da apreciação ou depreciação do seu principal, que no caso é o imóvel.Atualmente estou acreditando muito mais em uma depreciação.

          0
  • Aparecido 24 de fevereiro de 2012 at 14:54

    Olá a todos!
    Alguém saberia me dizer como abrir uma conta-corrente no exterior?
    Estou procurando fazer um investimento hedge para os dias que virão…
    abs,

    0
    • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 15:22

      Voce deve comparecer PESSOALMENTE numa agência do banco que voce escolher nos EUA com (1) extrato bancário de sua conta na Banânia mostrando seu nome e endereço e (2) passaporte. Sugiro abrir uma conta poupança (savings account) com apenas uns 300 USD. Voce deverá preencher o formulário W8-BEN da Receita Americana para caracterizar que voce é estrangeiro não residente nos EUA. O depósito é garantido até o valor de $ 250,000 USD (cerca de 400 mil Reais). Na volta à Banânia voce envia o dinheiro pelo sistema bancário pois é perfeitamente legal desde Maio/2008 (aproveite que a lei muda na Banânia da noite para o dia seguinte). O gerente do banco banananense irá pedir seu Imposto de Renda (IRPF) para ter certeza de o dinheiro é QUENTE. Se voce transferir um valor maior do que $ 100,000 USD deverá declarar ao Banco Central.

      W8-BEN
      www . irs . gov/pub/irs-pdf/fw8ben . pdf

      Capitais brasileiros no exterior
      www4 . bcb . gov . br/rex/cbe/port/cbe . asp

      0
      • Leo 24 de fevereiro de 2012 at 15:29

        Sabe informar qual o rendimento dessas contas nos US ? Tenho pensado em enviar um dinheiro tbm.. ainda mais agora com essa recuada do dolar. É uma boa oportunidade…

        Outra duvida é em relacao ao imposto cobrado p/ a transferencia entre os bancos, sabe informar ?

        0
        • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 15:41

          O rendimento é muito baixo – da ordem de uns 3% ao ano. Voce deve pensar mais como um seguro contra a maxi-desvalorização que eventualmente ocorrerá na Banânia. Um ponto importante é que nos EUA o dinheiro é SEU e se voce quiser enviar para qualquer outro país, inclusive países com os quais os EUA não tem boas relações, ninguém vai pedir comprovante de absolutamente nada. O banco bananense vai usar a taxa de câmbio no momento do fechamento do contrato (varia ao longo do dia) e cobrar um valor fixo em torno de 200 USD. O imposto é o IOF que é de 0,38%. Observe que esse imposto pode ser aumentado para 25% a qualquer momento.

          www . receita . fazenda . gov . br/aliquotas/ImpCreSegCamb.htm

          A alíquota foi reduzida a 0,38%, excetuadas as hipóteses previstas nos incisos do Art. 15- A do Dec. nº 6.306, de 2007.

          0
          • Leo 24 de fevereiro de 2012 at 20:31

            Tem um pessoal que assim como nós tbm acreditam na Bolha mas desconfiam que os US possa afundar bizarramente com a crise… voce ja pensou a respeito disso ? Chegou a alguma conclusao ?

            Particularmente, acredito na recuparacao dos US… mas isso é puro achismo.

            Qual sua opiniao ?

            0
            • Anonymous 26 de fevereiro de 2012 at 00:30

              Se o Sol apagar, nós na terra só iremos perceber cerca de 8 minutos depois do acontecido pois é o tempo que a luz demora para chegar até a Terra. Se os EUA entrarem em colapso, o resto do mundo também entre em menos de 1 minuto.

              0
    • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:33

      Dependendo de quanto dinheiro você vai investir você não precisa ir pessoalmente ao exterior, mesmo porque em alguns países só é possível abrir conta caso você comprove que está efetivamente residindo na jurisdição.

      Alguns bancos, como CS, HSBC e BTG, prestam assessoria por meio de um IBC e conseguem abrir conta em qualquer país em que eles atuem.

      Sugestão, se não for muito dinheiro, procure outras opções, porque a burocracia realmente vai incomodar bastante.

      0
      • Aparecido 24 de fevereiro de 2012 at 15:42

        Valeu Anonymous e Cirilo pelas informações.

        Eu pessoalmente acho que quando ocorrer crash mais forte na Europa e o agravamento da crise por aqui, haverá uma valorização de moedas estrangeiras mais fortes. O real está sobrevalorizado em relação a outras moedas devido a injeção de capital estrangeiro no País.
        Pensei em fazer um hedge comprando ouro, mas sou contra ter barras de ouro em casa.
        Bom, mas vou pesquisar o que esses bancos que o Cirilo informou.
        abs,

        0
        • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:46

          Pois é, tenta primeiro pelo HSBC, é o mais tranquilo de conseguir nos EUA e no Reino Unido.

          0
      • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 15:44

        Nos EUA é Lei decorrente do 11 de Setembro. O funcionário do banco tem a obrigação de identificar o estrangeiro PESSOALMENTE. Entretanto, se voce for depositar acima de 500 mil USD, então o funcionário vai até o Brasil com toda a documentação. Infelizmente, no meu caso eu tive que vir aos EUA – eu tinha somente 499,999 USD – faltou 1 dolar 😉

        0
        • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:50

          Então, quando fiz pelo HSBC depositei menos de USD500.000, e fiz todo procedimento aqui mesmo.

          Existe uma bela de uma burocracia, e acho que por ser um banco presente nos dois países, eles fazem todo o processe de identificação com os funcionários alocados aqui mesmo.

          0
          • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 16:36

            Caiu em lugar errado. Na minha opinião, isso não está de acordo com a Lei Americana. Voce pode ter feito um depósito num fundo cambial do HSBC e, se for esse o caso, seu depósito não tem garantia alguma. Lembre sempre que o HSBC aplicava no Madoff, ou seja, tem muito tolo na diretoria desse banco.

            0
          • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 16:38

            Vindo aos EUA, não tem burocracia alguma e a conta é aberta em questão de poucos minutos – na verdade o tempo de preencher os formulários, sendo que o mais complexo é o W8-BEN. Se voce não preencheu esse formulário, voce não abriu conta nos EUA, ou abriu de maneira irregular para dizer o mínimo.

            0
            • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 16:50

              Anonymous, no caso do HSBC se preenche diversos formulários, mas eu não saberia precisar pelo nome W8-BEN, mesmo porque eles prestam toda assessoria, você fornece os documentos e assina.

              0
    • Sir Income 24 de fevereiro de 2012 at 16:38

      Seria interessante abrir na Suiça.

      De uma lida neste site:

      empresasefinancas.hsw.uol.com.br/contas-bancos-suicos.htm

      Uma vantagem é a estabilidade da moeda, o franco suiço.

      Só não sei qual o montante para abrir. Acredito que seria uma boa proteção ter um “cdb” na suiça. Queria conhecer mais sobre investimentos no exterior. Principalmente sobre renda fixa. Sem alguém tiver informação, agradeço.

      0
      • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 16:47

        O problema é que agora o Franco está atrelado ao Euro, e vocês já sabem como está o Euro, né?

        dw.de/dw/article/0,,15368148,00.html

        0
  • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 15:55

    Não tiveram os mesmos resultados por dois motivos, ou porque “quiseram” ganhar mais do que podiam ou porque não saíram na hora certa, meio do ano passado era o limite para realmente finalizar a operação.

    0
  • Indecoroso 24 de fevereiro de 2012 at 16:31

    Novas alvíssaras para a “incontível” prosperidade do mercado imobiliário…
    ______________________________________________________

    Aumenta procura por empréstimos bancários para refinanciamento do imóvel. Com juros mais baixos, operações deste tipo cresceram 506% no ano passado em relação a 2010, apenas pela Caixa

    Humberto Siqueira – Estado de Minas (Publicação: 24/02/2012 10:17 Atualização:)

    Gerente regional da Caixa, Flávio Faria Felicíssimo diz que os bancos oferecem prazos elásticos e juros menores

    Home equity, Crédito aporte, Crédito mais conquista ou Refinanciamento imobiliário. São vários os nomes para um mesmo serviço, que consiste no empréstimo bancário em que se dá o próprio imóvel como garantia da operação. A modalidade está crescendo no Brasil. A Caixa Econômica Federal (CEF) registrou, em dezembro, quase R$ 2 bilhões em saldo de operações contratadas pelo Crédito aporte Caixa. Um crescimento de 506% em relação a 2010.

    O banco já conta com mais de 12,6 mil clientes, com valor médio de contratação de aproximadamente R$ 130 mil. Para este ano, espera atingir o volume de R$ 5 bilhões em saldo na operação. Segundo Flávio Faria Felicíssimo, gerente regional da CEF em Minas, o produto é muito procurado por ser destinado a pessoas físicas e com juros baixos, a partir de 1,35% ao mês. “Quem tem dívida com juros mais altos, seja no cartão de crédito, cheque especial ou outros, tem recorrido ao refinanciamento como forma de trocar um dívida cara por uma mais barata”, revela.

    Também há quem refinancie o imóvel para pagar o estudo dos filhos ou adquirir bens. Além disso, atrai empreendedores autônomos e sócios de empresas em busca de capital para expandir ou melhorar o negócio. “Se um empresário quer fazer um investimento de R$ 500 mil e só consegue R$ 300 mil como pessoa jurídica, pode conseguir o restante como pessoa física. O refinanciamento é uma boa opção”, avalia Flávio.

    Eduardo Coutinho, coordenador do curso de administração do Ibmec, aconselha ter cautela antes de recorrer a um empréstimo. “Se for refinanciar para bancar o consumo não aconselho, porque não estará ampliando seu patrimônio e podem surgir repercussões comprometedoras. Mas, se vai trocar uma dívida com juros altos por essa, com juros menores, ou investir num negócio que está crescendo, aí sim, é interessante.”

    Avaliação
    Na análise de crédito do interessado há dois limitadores: o valor do imóvel e a capacidade de pagamento do solicitante. “O primeiro passo é determinar qual o valor máximo que poderá ser emprestado, de acordo com os ganhos do solicitante. É importante avaliar a capacidade de pagamento para que não seja necessário recorrer à garantia, que é o bem. Num segundo momento, um engenheiro faz a avaliação do imóvel. O banco empresta até 70% do valor avaliado. Digamos que o imóvel valha R$ 200 mil. Ele poderá solicitar até R$ 140 mil. Mas, se pela análise da documentação e dos ganhos considerarmos que o teto para o cliente é de R$ 100 mil, esse é o montante máximo que será liberado”, avisa.

    Crédito mais barato
    Empréstimo solicitado não precisa ser destinado unicamente para a compra de um imóvel, podendo ser utilizado da forma que o cliente quiser. Porém, é preciso cautela

    Não há limite máximo para o valor do empréstimo ou do imóvel. A exigência é que o cliente solicite ao menos R$ 20 mil e o bem tenha valor de ao menos R$ 30 mil. Mesmo o imóvel ocupado, residencial ou comercial, pode ser oferecido como garantia. Mas a propriedade deve estar livre de quaisquer ônus, não podendo haver nenhum gravame em sua ficha.

    O prazo máximo para pagamento é de 15 anos, mas a dívida pode ser liquidada a qualquer momento, com o abatimento dos juros. Mesmo pessoas com o nome em cadastros de restrição de crédito podem conseguir o empréstimo e os casos são avaliados separadamente. A modalidade é indicada para profissionais liberais, empreendedores de micro e pequeno portes e também para quem quer trocar dívidas altas por outras com juros menores.

    Para Flávio Faria Felicíssimo, gerente regional da Caixa Econômica Federal em Minas Gerais, essa é uma característica importante do Crédito aporte. “Ao contrário do financiamento, em que o valor é obrigatoriamente destinado à compra do imóvel, esse produto não tem destinação específica. Pode ser usado como o cliente quiser. O imóvel fica como garantia da operação. Terrenos também são aceitos”, diz.

    Como tem uma garantia concreta, os bancos oferecem um prazo mais elástico e juros menores. E querem emprestar. Evidentemente, o risco é não conseguir pagar as parcelas e perder o imóvel. Com um dia de atraso o banco já pode ir à Justiça e reivindicar a posse. O Santander também oferece esse serviço desde agosto de 2008, ao qual batizou de Crédito mais conquista. O banco oferece a possibilidade de o cliente compor renda com terceiros. O Bradesco aceita imóvel próprio ou de terceiros como garantia.

    Amortização
    São dois sistemas de amortização disponíveis para o produto: Tabela Price e Sistema de Amortização Constante (SAC). O primeiro tem juros decrescentes, ao passo que as amortizaçoes crescem, de tal modo que a soma dessas duas parcelas se mantenha sempre igual. Já no SAC, a cada pagamento de parcelas referentes ao refinanciamento de imóveis, o valor da dívida diminui de acordo com uma variante denominada “amortização”. Ela é usada como referência para que o valor devido caia de maneira uniforme, assim como valor da taxa de juros aplicada ao empréstimo.

    Tenha em mãos
    Os documentos exigidos na análise de crédito variam de acordo com a instituição financeira, mas podem incluir:

    » Documentação básica
    (RG e CPF – cópia simples; comprovante de residência – cópia simples; proposta de financiamento e opção de compra e venda – com todos os campos preenchidos; declaração pessoal de saúde – original (preenchido e assinado de próprio punho); simulação Custo Efetivo Total (CET) – original assinado pelo cliente).

    » Comprovação do estado civil (solteiro – basta preenchimento da proposta de financiamento, casado – certidão de casamento, cópia simples; casado no exterior – certidão de casamento atualizada, notarizada, com visto consular; viúvo – certidão de casamento atualizada, constando a averbação do óbito ou certidão de casamento e o atestado de óbito – cópia simples; união estável – declaração do estado civil assinada pelos proponentes; divorciado/separado – certidão de casamento atualizada, constando averbação do divórcio ou certidão de casamento e processo de divórcio – cópia simples).

    » Assalariado fixo (último holerite – casal, se for o caso – cópia simples; se tiver renda variável – apresentar os três últimos holerites – cópia simples; declaração do IR (último exercício) – cópia simples; carteira profissional – foto, qualificação civil, contratos de trabalho, última alteração salarial, cópia simples).

    » Autônomo, prestador de serviço e profissionais liberais (declaração do IR do último exercício – cópia simples; dois últimos meses do extrato de conta-corrente – casal, se for o caso – cópia simples; declaração do proponente identificando a situação profissional, como contrato de prestação de serviço e/ou declaração de categoria profissional e/ou RPA – cópia simples); comerciante, industrial, firma individual ou microempresário (declaração do IRPF último exercício – cópia simples; contrato social e última alteração contratual ocorrida – cópia simples; dois últimos meses do extrato de conta-corrente PF – casal, se for o caso – cópia simples).

    Fonte: http ://correiobraziliense.lugarcerto.com.br/app/noticia/ultimas/2012/02/24/interna_ultimas,45590/aumenta-procura-por-emprestimos-bancarios-para-refinanciamento-do-imovel.shtml

    0
    • LL 24 de fevereiro de 2012 at 16:43

      O que vai ter de gente refinanciando para gastar – creio que para se manter – não está no mapa.

      Isto não parece, mudando o que deve ser mudado, o mesmo que hipotecar para gastar?

      O crash vai ser maior do que eu pensava.

      0
      • Indecoroso 24 de fevereiro de 2012 at 17:00

        O governo está com a faca no pescoço. Tem feito de tudo para escorar os atuais patamares (irresponsáveis) de obtenção de crédito e, consequentemente, de consumo…
        Vale-se dos artifícios mais desairosos no intuito de evitar um crash histórico antes das urnas de outubro.

        0
    • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 16:57

      1,35% a.m. TA DE SACANAGEM… vai dar merda

      0
    • Indecoroso 24 de fevereiro de 2012 at 17:19

      O que é que essa reportagem sugere? Que o sujeito que já tem um imóvel procure um banco, dê esse bem como garantia, tome o empréstimo limpinho e aplique à vista num outro imóvel. Como esse outro imóvel não estará gravado por hipoteca (já que foi adquirido à vista), ele poderá servir para garantir novo empréstimo, que poderá ser aplicado em novo imóvel, e assim sucessivamente… Alguém aí chuta onde é que isso vai dar?

      0
  • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 16:35

    Na minha opinião, isso não está de acordo com a Lei Americana. Voce pode ter feito um depósito num fundo cambial do HSBC e, se for esse o caso, seu depósito não tem garantia alguma. Lembre sempre que o HSBC aplicava no Madoff, ou seja, tem muito tolo na diretoria desse banco.

    0
    • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 16:45

      Não, no caso é uma conta mesmo, sendo que você tem direito a cartão de débito, o de crédito até pode-se conseguir, mas no caso aí fica um pouco mais complicado.

      A vantagem do HSBC é que você pode transferir via Global Money, uma ferramenta do Internet Banking, em que não se paga nada para fazer remessas para qualquer conta no mundo do mesmo titular, sendo todas elas abertas no próprio HSBC do país de destino

      0
  • LL 24 de fevereiro de 2012 at 16:37

    Prezado Cirilo,

    Como “quiseram ganham mais do que podiam”?

    Se comprar por 300 e vender por 600 é fácil, todos podem ou puderam fazer isto.

    O outro argumento: “não saíram do mercado na hora certa”. Como é que se sai do mercado com um ativo sem liquidez nenhuma? O único jeito e baixar o preço.

    Logo, o camarada que comprou por 300, na grande maioria dos casos, não vendeu por 600, nem vai vender, pois nunca teve comprador para o volume de ofertas neste preço.

    Isto me leva ao anterior raciocínio: quem vez esta compra, com este pensamento, na enorme maioria das vezes, está atolado, foi enganado pelo mercado, não tinha conhecimento suficiente para ver que este mercado não é para iniciantes e que haveria de ruir.

    Espertalhão, se existiu, foram um, dois. A maior parte foi na conversa da valorização infinita e se ferrou.

    A maior parte dos espertalhões foram as corretoras, que, estas sim, ganharam dinheiro fácil e sem risco; foram as construtoras, que também ganharam dinheiro, mas que estão pedindo água agora. Os que se disseram investidores, que foram 70% do mercado; destes 70%, 90 95% dançou. Talvez não tenha visto ainda, mas dançou.

    Os que compraram por 300k, com sorte, estão alugando por 2k e não sei se isto se mantém também, pois, no desespero, vai ter sobreoferta de aluguel sem a possibilidade de uso de crédito, como no caso da compra. Logo, não tem para onde expandir o aluguel, pois está limitado à renda mensal do locatário e, cá para nós, não tem muita gente podendo dispor de 2k para morar. Ou seja, não vai haver valorização do aluguel de boca, como houve no valor do imóvel. Fazer isto é pedir para não ter ocupação e incrementar o prejuízo.

    Portanto, não foi uma questão de “quiseram ganhar mais do que podiam ou de não saíram na hora certa”, mas sim uma questão de “caíram na esparrela” e quando sentiram o cutuco, não dava mais para sair. Isto, meu amigo, é uma soma de ganância e burrice, dois predicados que, se unidos, dão no que estamos vendo. ++++

    0
    • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 16:59

      Não é ser esperto, é assumir os riscos.

      No final de 2010 e início de 2011 o mercado ainda estava apresentando um desempenho razoável, sendo possível vender um com um bom ganho, o que eu disse é que muitas vezes o sujeito só aceita vender por X, mesmo que ele receba uma oferta 0.9X, ele não vende.

      E não é fácil, não adiantava sair por ai comprando qualquer imóvel em qualquer bairro, tem que se analisar diversos fatores, como infra estrutura, segurança, número de transações e principalmente o nível de saturação de terrenos.

      0
  • Carlos Wagner 24 de fevereiro de 2012 at 17:53

    Pergunta:

    Por que as discussões do blog estão girando em torno de posts em que o interlocutor diz besteira e fica remendando suas afirmações diante das criticas?

    Não perceberam que é atraso de vida? É retrocesso em nossos debates?

    Preferi postar aqui e não colocar como resposta aos seus posts por me recusar a fazer parte dessa discussão que, na minha humilde opinião, é perda de tempo.

    0
    • Leo 24 de fevereiro de 2012 at 18:23

      Ainda nao vi 1 forum sem egotrip ou egoWar .. 🙂

      0
    • Cai Cai Balão 24 de fevereiro de 2012 at 18:27

      Isso me faz mais saudoso dos comentários do Ricardo Eng. Bolha, tu que tens o e-mail dele, chama o cara de volta.

      0
      • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 23:01

        Lamentável perda, seus comentário era cuidadosamente tecidos, com uma argumentação consistente e uma linguagem clara e objetiva.

        0
      • Bolha Imobiliária 25 de fevereiro de 2012 at 11:31

        Temos sim. Posso tentar entrar em contato com ele

        0
  • Anderson Silva 24 de fevereiro de 2012 at 17:57

    Os donos das construtoras nunca tomam prejuízo

    Quando estourar a bolha quem vai lamentar são os corretores, as empresas que fazem intermediação imobiliária e principalmente o trabalhador da construção civil.

    Os grandes capitalistas demitem seus funcionários, param de lançar, reduzem seus custos.

    Demitem sem dó!!!

    Quem paga o pato é a massa de trabalhadores, vendedores e compradores.

    O dono do negócio costuma sempre se safar – e talvez ainda ganhe uns trocados de ajudinha do governo.

    Os donos das construtoras estão torcendo mais do que nós pelo estouro da bolha. Daí poderão ter uma boa desculpa para demitir em massa de forma bastante justificada.

    Depois contratam novamente com salários inferiores, compram terrenos baratinhos, etc etc etc

    0
    • Leno 25 de fevereiro de 2012 at 15:19

      Essas consequências tem culpados em todos os niveis:

      Nivel 1 : O governo que não regula corretamente o setor e o crédito, permitindo que economia cresça impulsionada pela farra do crédito, estratégia esta que já foi comprovada em outros lugares do mundo que não se mantem por muito tempo. Isso sem falar na carga tributária, Lobbys etc..

      Nivel 2: Das intermediadoras(Imobiliarias, corretores, incorporadoras) que supervalorizam os imoveis para obter o maior lucro sem pensar nas consequências destes aumentos a médio prazo, esta estratégia está ligada diretamente ao nivel 1.

      Nivel 3: Dos cosumidores, que aceitam a pagar os preços desproporcionais em relação a renda, submetendo-se a dividas quase que vitalícias.Fazem isso por ignorância financeira e falta de conhecimento politico, e na tentativa de tambem obter lucros sobre outros consumidores mais ignorantes ainda.

      Enfim, é um círculo vicioso, e quando quebrado traz consequências catastróficas.

      0
  • DanielCM 24 de fevereiro de 2012 at 18:55

    Tem algo estranho: vejo alguns usuários que possuem o mesmo perfil: tem um estilo de escrita parecido, tem um certo conhecimento das coisas, aí mostram as unhas, falam uma MERDA como se defendessem que o mercado de imóveis está normal e pujante, depois de várias rebatidas o cara fala alguma coisa fora do assunto, escondendo as unhas. Dessa vez ele já acredita que as coisas não vão bem. Como uma colega falou aí em cima, são BIPOLARES, já usaram até os mesmos argumentos e, das duas uma: ou se tratam da mesma pessoa ou tiveram aulas com a mesma tia no primário. Bem que mereciam uma checada, e se quiserem nomes eu declinarei, pois, caso seja verdade, acho que esse tipo de conduta deplorável.

    0
    • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 22:59

      O Bolha já até verificou isso, inclusive acho totalmente de lamentável que isso ocorra, principalmente porque são pessoas que demonstram muito conhecimento de economia, e além de tudo sabem usar o bom e velho português.

      Acho que fica bem claro, seus comentários se diferenciam bem do “resto”.

      0
  • Miguel Jacó 24 de fevereiro de 2012 at 19:35

    Parem de se degladiar, nunca vi tanto fogo amigo no mesmo lugar. O inimigo aqui é a Bolha, e é ela que temos que destruí-la!

    0
  • Muca CG Muita Treta 24 de fevereiro de 2012 at 19:38

    Uma história.

    Moro em uma casa a 100 m do metrô Artur Alvim, zona leste de SP. Quem conhece a região, sabe que, apesar de contar com uma grande rede de serviços, é de classe média baixa e tem um conjunto habitacional gigante. Pois bem. O proprietário do imóvel em que resido, é dono de um imóvel logo ao lado. Trata-se de uma casa térrea de 70m2. Quando me mudei para lá, um veterinário ocupava o local e pagava R$ 1,2 mil de aluguel. Mas ele foi despejado em julho de 2011, por ficar cinco meses sem pagar. Em seguida, o dono reformou o espaço e colocou para locação novamente. Reajustou o preço para R$ 1,8 mil, mesmo percebendo que um comerciante não aguentava pagar R$ 1,2 mil. Desde então, a casa está vazia. E ele não cede. Continua cobrando um preço cujo os comerciantes locais não têm bala na agulha para bancar. Por se tratar de um imóvel com características residenciais, pensei em sugerir que ele alugasse para mim, que sou bom pagador. Mas ele não abriria mão de “ganhar” R$ 1,8 mil. O que me indaga é: o que ganha ele ficando com o imóvel vago por quase um ano? Quando ele vai notar que não vale o que está pedindo?

    0
    • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 20:04

      Para entender esse comportamento, que é universal, basta notar que a sensação de PERDA tem precedência sobre a sensação de GANHO. O sujeito acredita que vai PERDER 600 Reais/mes e isso impede ele de ver que ganharia 1200 Reais/mes.

      0
    • veigalex 24 de fevereiro de 2012 at 22:25

      Ele deve estar acreditando que o Itaquerão vai bombar..
      Que aquela região vai ser a nova Meca.

      Com a extensão do tiquatira e o shopping ali ja valorizou muito.
      O problema todo é a infra estrutura para o centro.
      Metro Itaquera e Artur Alvim, só na base do arocha.. radial… horário de pico.. um inferno.

      Se existisse um polo industrial descente naquela região, acredito que teríamos uma melhora excelente, mas.. até lá… todos estão torcendo para… o Curintia….

      0
      • Leno 25 de fevereiro de 2012 at 14:27

        Cara, eu passei naquela regiao (Itaquera) ontem, meu Deus, o que é aquilo? quem acredita que aquela regiao vai melhorar apenas pelo estadio é no minimo louco.

        0
  • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 19:40

    Essa aqui é muito boa e passou desapercebido. Nem o Petrucci do SECOVI faria melhor.

    14/09/2011 – Instabilidade política derruba a venda de imóveis na planta em Campinas
    Pesquisa aponta que a queda nos últimos meses foi de 80%

    www . portalcbncampinas . com . br/noticias_interna.php?id=41968

    0
    • Felipe 24 de fevereiro de 2012 at 19:52

      hahahahahahahahahah
      R-I-D-Í-C-U-L-O!

      0
  • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 19:45

    Dando continuidade ao assunto objeto do blog…

    Indústria da construção civil recupera o fôlego em janeiro

    …”A evolução do número de empregados aumentou em janeiro na comparação com o dezembro. Passou de 47 para 49 pontos em janeiro. Os empresários estão otimistas quanto à evolução da atividade da construção civil em fevereiro. O índice de expectativa para fevereiro é 62,2 pontos, sendo que em janeiro a expectativa era 58,6 pontos.”….

    bem q eu li q foi a construção civil q mais contratou em janeiro, no setor de serviços…

    Tomara q eles entreguem logo esses empreendimentos…

    w w w .j b. com br/economia/noticias/2012/02/24/industria-da-construcao-civil-recupera-o-folego-em-janeiro/

    0
    • Anonymous 24 de fevereiro de 2012 at 19:54

      Matéria PAGA. Para constatar basta colocar uma frase na pesquisa avançada do Google e voce verá que foi disseminada SIMULTÂNEAMENTE em 60 meios de comunicação. Já peguei um caso exemplar, onde um BLOG de aluguel coloca como fonte a nossa insuspeita EXAME, antes mesmo da matéria ter sido publicada na EXAME.

      0
      • Annibal 24 de fevereiro de 2012 at 21:28

        Opa… anotado, mas vou continuar torcendo para q esses empreendimentos sejam entregues o mais rápido possível… quero ver a M q vai dar…

        0
  • Conde Drácula 24 de fevereiro de 2012 at 20:19

    Prezados

    É a primeira vez que posto aqui. Fico contente em encontrar pessoas que pensam como eu. De fato,
    o preço dos imoveis esta uma loucura. Desde o inicio do ano estou sendo bombardeado
    por muitos emails de corretores oferecendo imoveis. O fim da bolha esta proximo. Aguardem,
    sejam pacientes, frios e calculistas pois irão fazer um bom negocio. Hoje roemos o osso
    mas amanha comeremos a carne ou beberemos o sangue.

    0
    • Mr.Crowley 25 de fevereiro de 2012 at 07:06

      KKKKK…
      Tem cada um neste blog.
      Muito boa

      0
  • Sir Income 24 de fevereiro de 2012 at 20:40

    Atraso imóveis

    www .youtube.com/watch?v=knCgPqNSMcU&feature=g-u-u&context=G28c5e01FUAAAAAAAAAA

    Notícias ruins jorrando.

    0
  • Cirilo 24 de fevereiro de 2012 at 23:12

    Mas nem tudo está perdido, pelo menos ainda somos o quarto país mais feliz do mundo, mesmo sendo um dos mais caros e com menor qualidade de vida.

    economist.com/node/21548213

    0
  • Ferrão 25 de fevereiro de 2012 at 00:31

    Finalmente a verdade foi revelada……
    vamos começar a pagar preços mais justos pelos imóveis.

    0
  • Geraldo 26 de fevereiro de 2012 at 00:57

    Alem dos preços dos imóveis estarem um absurdo, os apartamentos estão uma vergonha. Banheiros e cozinhas sem ventilaçao e iluminação.( sem janelas ). A iluminação da cozinha é feita pela área de serviço. No banheiro, dizem que tem um exaustor que adianta nada. Imagine o cheiro que fica na casa depois do uso do vaso sanitário.

    0