Uma Breve Análise Da Bolha Imobiliária – Saturno V

Você pode gostar...

Comments
  • MrK 17 de fevereiro de 2012 at 12:19

    Eu gostei do texto, nao eh de minha autoria.

    Tem pontos que eu nao concordo tanto, como a parte do imob, pontos que poderiam ser mais explorados como o credito e os programas MCMV, mas o grande merito dessa boa analise esta na parte onde cita a migracao de recursos (bolsa-imoveis) e a forma como toca na questao da distribuicao de renda, onde os mais ricos estao investimendo em diversos imoveis carissimos pra revender pra quem?????

    0
    • Bolha Imobiliária 17 de fevereiro de 2012 at 12:29

      Você como especialista do site, quando você fala, tá falido…hehe.
      Então por isso procurei pelo site de onde você leu. Por sinal, eu iria postar este artigo, mas não lembro o que aconteceu que não postei

      0
      • MrK 17 de fevereiro de 2012 at 12:35

        hehehe obrigado, nao mereco tanto!

        agora me faca uma favor e me responda: Todos os ricoes investiram em imoveis, imoveis so dao dinheiro com morador final, caso contrario so da despesas, quem vai comprar os imoveis dessa turma, se a maioria dos ricos ja tem imoveis pra morar?! a classe media??!

        0
        • Bolha Imobiliária 17 de fevereiro de 2012 at 13:11

          Como não ???…Que nem comentei com o Fabio Portela, se a bolha estourar, e for chamado para ir no programa do Jô, você e o Fábio tem que ir obrigatoriamente…hehehe

          Eu acho que eles compram, achando que nós meros mortais da classe média conseguimos pagar o que eles pedem. Eles não pensaram nisto na hora de comprar o imóvel, compraram pensando em revender…Lembra da teoria dos tolos ??? Neste caso se a classe média não comprar, algum pseudo-investidor vai comprar…O ultimo que entrar, paga o pato. Nunca se deu tanta importância para o slogan do blog “Pague o justo, para não pagar o pato”

          0
      • Shakespeare 17 de fevereiro de 2012 at 14:24

        hehehe

        com esses preços que estão aí, estamos todos falidos

        Falou e disse tudo!

        0
      • Pedron 17 de fevereiro de 2012 at 16:00

        Só não entendi por que excluir o anterior?

        0
        • Cai Cai Balão 17 de fevereiro de 2012 at 16:19

          Pra evitar o risco de politizar o debate.

          0
          • xangai 17 de fevereiro de 2012 at 16:38

            concordo !!

            ainda mais com o forum bombando … precisamos voltar ao que isso era ha meses atras , foco na bolha, ( — embora os trolls fossem mais divertidos , saudades do Andre ! )

            Bolha … os acessos tem aumentado ?!!?

            0
            • Bolha Imobiliária 17 de fevereiro de 2012 at 17:06

              Não…continua no mesmo nível de acessos. 2000 por dia

              0
        • Bolha Imobiliária 17 de fevereiro de 2012 at 17:05

          O pessoal não gostou da publicação, dai resolvi tirar do ar…

          0
    • Cleyton 17 de fevereiro de 2012 at 13:13

      Segundo o texto uma tendência natural seria o retorno do capital para a bolsa, tem muita gente aqui que acha que a bolha só estoura se tiver uma grave crise, se tiver uma grave crise o dinheiro costuma sair da bolsa, o que será que ocorrerá primeiro?

      Isso lembra a lógica do queijo suíço, queijo suíço tem buracos, buracos não são queijo, quanto maior o queijo mais buracos, quanto mais buracos menos queijo, logo deduz-se que: “quanto mais queijo menos queijo”

      0
  • Luiz 17 de fevereiro de 2012 at 12:39

    Agora sim…

    Tenho uma critica em relação ao texto.
    Nas grandes cidades, principalmente nas áreas nobres está havendo diminuição de população.

    Ou seja o crescimento demográfico se descola completamente da valorização imobiliaria.

    0
    • Carlos Wagner 17 de fevereiro de 2012 at 13:19

      Conforme relatos dos membros deste blog, residentes de todas as regioes do país, nota-se algo em comum, sejam elas estados ricos e pobres, cidades grandes, pequenas ou metropolis:

      – Numero elevado de Imóveis vazios;

      Meu medo é que, num eventual crach no mercado interno, esses imoveis vazios comecem a ser invadidos. Dai eu quero ver se o Estado consegue segurar o caos social que se instalará.

      Se eu fosse dono de um desses imoveis entregues ha tempos e que continuam com taxas de ocupação minimas, estaria muito preocupado com esse aspecto.

      0
      • Cleyton 17 de fevereiro de 2012 at 13:28

        Tem razão, a globo essa semana passou a letra sobre imóveis abandonados em São Paulo, o risco de invasão em massa é mesmo grande.

        Pra mim não isso não deveria ser motivo de preocupação porque não tenho imóvel nem pra morar, o preocupante é esse governo molusqueiro “dar” a escritura para os “pobres” e eu ficar aqui com a grana na mão chupando o dedo.

        0
      • Anônimo 18 de fevereiro de 2012 at 17:29
        0
        • Carlos Wagner 18 de fevereiro de 2012 at 19:04

          O Brasil está muito previsivel ultimamente.

          PS: Eu nao organizei invasão nenhuma para dar credibilidade ao meu post, isso é teoria da conspiração….hehe

          PS2: Eu não liderei o movimento…

          PS3: Essa moda vai pegar, aguardem!

          0
          • Cleyton 18 de fevereiro de 2012 at 21:02

            “PS3: Essa moda vai pegar, aguardem!”

            Tirando o merchandize do videogame 😉 também concordo.

            0
    • self 17 de fevereiro de 2012 at 13:45

      Li um tempo atrás uma estatística mostrando que a população, nos últimos 10 anos, de fato caiu em vários bairros nobres do Rio. Humaitá era um deles, se não me egano. Tentei achar algo no site do IBGE mas não consegui (ou não sei procurar lá). Mas é inevitável a pergunta: como podem bairros perder população ao mesmo tempo em que imóveis lá sobem de preço assustadoramente? Algo está erradíssimo!

      0
      • Luiz 17 de fevereiro de 2012 at 14:04

        esses imoveis abandonados são geralmente no centro da cidade
        custaria uma fortuna reformar eles
        pro mercado é melhor construir em outro centro mais novo em expansão

        essa noticia é bom para lembrar que exceto as piramides doe gito, imovel nunca dura para sempre.
        Em 30,40,50 anos os custos de reforma, as taxas de condominios vão ficando altíssimas, a ponto de valer só o terreno e as vezes nem isso, devido ao custo de demolir

        0
        • Joselito 17 de fevereiro de 2012 at 17:32

          Se fosse assim o Empire State Building que possui quase 100 anos não valeria nada.
          O que desvaloriza não é a idade do imóvel é a vizinhança.
          Acontece que geralmente os centros das cidades no Brasil (onde ficam os prédios mais antigos) é tomado por mendigos e vagabundos, por isso ninguém quer morar nesses lugares.

          Se um prédio é bem conservado dura alguns séculos (vide edificações na Europa).
          Aliás, a qualidade das construções de prédios “velhos” no Brasil é muito maior que a dos prédios que estão sendo construídos hoje em dia (espessura das paredes por exemplo).

          0
          • Indecoroso 17 de fevereiro de 2012 at 21:37

            Comparou prédio comercial com residencial, EUA com Brasil, Brasil com França… Eita!

            0
            • joselito 18 de fevereiro de 2012 at 11:52

              Qual o problema? Por acaso “aqui é diferente”?

              0
              • joselito 18 de fevereiro de 2012 at 12:02

                Só pra você ter noção: edifícios de “alto padrão” aqui na minha cidade estão sendo construidos com tijolo em pé em vez de tijolo deitado. Isso para economizar tijolos numa obra de “alto padrão”.
                Imagina o isolamento acústico disso, dará para ter uma boa intimidade com seu vizinho, hehehe.
                Prefiro comprar um apartamento usado e reformá-lo (deixando-o como novo) a comprar um novo construído assim.

                0
                • DanielCM 18 de fevereiro de 2012 at 13:02

                  joselito, aqui em Fortaleza, em plena Av Beira Mar, tem construção que só se vê tijolo nas paredes externas do prédio. Por dentro, é tudo de gesso. Vai dar pra ouvir o amor e a guerra dos vizinhos.

                  0
          • Revoltado 18 de fevereiro de 2012 at 13:42

            Acho difícil um prédio da MRV durar mais que 50 anos.

            Por curiosidade fui ver um, e é ridículo.

            A parede é tão fina que pensei ser Dry Wall.

            0
  • Lucas 17 de fevereiro de 2012 at 13:16

    Eu já li a matéria da Exame, vou dar uma prévia.
    É uma matéria de 14 paginas, e quase todos os pontos abordados já foram debatidos aqui no blog:
    – fala da Gafisa, Sam Zell, e tudo mais que já foi falado no blog sobre ela;
    – que a dívida das construtoras passou em 3 anos de 29% em 2008 para 68% em 2011;
    – que as construtoras que investiram nos imóveis para baixa renda são as que apresentaram piores resultados;
    – Falta de mão de obra para o setor;
    – que as construtoras vão priorizar neste ano a entrega dos imóveis para fazer caixa;
    – O enfoque principal da matéria é sobre as ações das construtoras;
    – Em relação a bolha imobiliária, é a mesma ladainha de sempre, “ a participação do crédito imobiliário no PIB brasileiro é de apenas 5%”;
    – Fala também bastante no atraso nas obras;
    – Fala da falência da ENCOL e que o risco de falência das grandes construtoras é baixíssimo;
    – Fala da Queda na venda de imóveis em 2011: BH – 44%, SP – 26%, Porto Alegre – 21%;
    – O preço dos imóveis mais que dobraram em 3 anos;
    – Os financiamentos aumentaram em 7 vezes desde 2006;
    – Quanto aos Escritórios, diz que a maior parte foi comprada por investidores e que as unidades serão entregues nos próximos anos e levanta dúvida se haverá demanda para ocupá-las;

    0
    • Engenheiro-SJC 17 de fevereiro de 2012 at 13:33

      “… as construtoras vão priorizar neste ano a entrega dos imóveis para fazer caixa;…”

      humm, ótimo!! Mais oferta em um mercado já em declínio de vendas… vamos ver de até quanto % serão os descontos para se fazer o tal caixa das construtoras…

      0
      • JPM 17 de fevereiro de 2012 at 14:59

        E com um detalhe interessante: as construtoras estão (graças ao descolamento dos preços com os custos de construção) com margens bem gordas para queimar em caso de necessidade. Ou seja, elas podem dar descontos bem maiores do que os especuladores, sem perder dinheiro…

        0
      • chico bento 17 de fevereiro de 2012 at 21:34

        Veja um exemplo, aqui em Santos, onde os preços estão absurdos, a PDG ( AGRE) com a quela ladainha toda de que começarão novos emprendimentos….. ofereceu- me um apartamento (PORTO DA PONTA 132m² , 20 andar) com preço de tabela de 742.000,00 por 596.000,00, mas aceitaria levar uma proposta para a DIRETORIA de 550.000,00.
        Faça a conta dos descontos?
        Como vou comprar para morar, vou aguardar o estouro!

        0
    • DP 17 de fevereiro de 2012 at 14:07

      Lucas- obrigado pelo resumo do texto.

      Em relação a mesma ladainha de sempre, “ a participação do crédito imobiliário no PIB brasileiro é de apenas 5%”coloco o seguintes argumentos:

      – Em Economia, a taxa de credito/PIB (aka credit-GDP-ratio) eh conhecida por ser nao-confiavel para formulacao de hipoteses de longo prazo. A palavra eh ingles eh “unreliable”. A explicacao eh simples: trata-se de uma metrica com gaps ou seja o numero eh calculado com atraso de 5-6 meses e reflete a economia de 5-6 meses atras. Alem disso com o PIB em expansao aumenta o denominador e o indice pode ate cair mesmo que o credito aumente. Entre os especialistas, eh sabido que uma analise exclusivamente baseada no credit/GPD ratio gera muito falso-positivo e muito falso-negativo. Alem do mais o indice nao leva em conta o CUSTO do numerador (CREDITO/GDP), que no Brasil eh astronomico.

      – Ao contrario do que muita gente pensa, o Brasil NAO esta blindado ao que se passa no resto do planeta Terra. Segue um estudo interessante da consultoria McKinsey sobre a bolha de credito GLOBAL que tem sido documentada, estudada e discutida nos ultimos 2 anos (http://www.mckinsey.com/Insights/MGI/Research/Financial_Markets/Debt_and_deleveraging_The_global_credit_bubble_Update)

      Eu gosto muito desse blog, e gostaria ainda mais de ver o debate amadurecendo e enriquecendo.

      A Exame eh uma revista fraca do ponto de vista de conteudo. Mas ja eh um bom comeco.

      0
      • Luiz 17 de fevereiro de 2012 at 14:30

        Colega pra vc que conhece segue 2 links interessantes

        businessinsider.com/the-most-overpriced-housing-markets-in-the-developed-world-2012-2?op=1
        worldhousingbubble.blogspot.com/

        sim o fenomeno é mundial, cada país se encontra em um estágio diferente desse ciclo

        0
      • Lucas 17 de fevereiro de 2012 at 15:46

        DP, essa parte foi da consulta a especialistas que a revista fez, isso foi o que eles responderam.
        valeu.

        0
      • Cai Cai Balão 17 de fevereiro de 2012 at 19:15

        São posts como esse que me fazem continuar assíduo no blog, e ouvindo mais do que falando. Fico admirado com o nível dos nossos comentaristas. Tenham certeza: estamos sendo observados..

        0
  • Engenheiro-SJC 17 de fevereiro de 2012 at 13:27

    Bom o texto… resume o que se tem discutido por aqui…

    Vou colocar novamente um comentário do post passado que acabou sem ser discutido por aqui, sobre os 50 imóveis retomados a cada dia no estado de SP divulgada pelo Jornal da Cultura …

    Concordo que a info de 50 imóveis serem retomados por dia no estado de SP é uma notícia até então não divulgada… MAAAAS, essa matéria me deixou mais curioso… primeiro a repórter começa divulgando dados percentuais (aumento de 48% do empréstimo imobiliário em 2 anos e queda de 6% na inadimplência no último ano) e depois fala um número absoluto (50 imóveis retomados por dia no estado SP) concluindo que a coisa é preocupante, o que me parece até contraditório se a inadimplência tem caído…

    Acredito que o cenário está, de fato, piorando mas pelos dados fornecidos pela matéria não dá pra concluir isso…os colegas aqui tem mais dados para análise??

    Várias perguntas: As retomadas de imóveis tem aumentado? Qual a média histórica disto? Qual a tendência? Qual a porcentagem dessas retomadas? e , principal, Qual a fonte dessas informações??

    Algo que seria bem interessante saber tb é a % dos imóveis financiados por SFH e SFI e a % de retomada de cada um deles…

    Se alguém puder ajudar…

    0
    • DP 17 de fevereiro de 2012 at 13:57

      Engenheiro-SJC – talvez a reportagem fosse mais robusta se a jornalista explicasse o conceito de indicador preditivo (muito comum em Economia).

      Qualquer indice de inadimplencia eh um indicador preditivo. Ele indica um aumento FUTURO das retomadas de bens (imoveis, carros, etc..).

      Portanto, eh perfeitamente possivel o indice estar em baixa e as retomadas DIARIAS (um indicador do presente) estarem altas. Ou seja, a inadimplencia de HOJE eh a retomada de AMANHA. Assim como o numero de retomadas de HOJE foi influenciado pela indimplencia de MESES ATRAS.

      Visto a qualidade do jornalismo bananense, ai ja seria pedir de mais ne?

      0
  • Guibro 17 de fevereiro de 2012 at 13:33

    Nas CNTP, ou seja, se o governo não tivesse inflado a bolha, os novos lançamentos das construtoras só fariam o preço dos imóveis cair! Isso porque a demanda não acompanharia o aumento da oferta. Então eu pergunto: existe alguma informação sobre quantos metros quadrados ou quantos apartamentos foram entregues nos últimos anos?? Serve de cidades específicas!

    0
  • Carlos Wagner 17 de fevereiro de 2012 at 13:48

    Interessante foi ler que o autor do texto estima uma queda de preços entre 50 a 70% dos praticados atualmente. Eu sempre achei isso e sempre disse aqui. Acontece que nunca li nada proximo, percentualmente falando, ao que eu acreditava.

    Tomei por base essa estimativa pelos preços bolhudos que têm sido praticados na minha cidade e particularmente no apto que moro hj. Ele foi construido ha 4 anos, quando era vendido por 89 mil. Hj querem 300k num 3 dorm de 75m2, com bom padrao de acabamentoe infraestrutura condominial enxuta, mas com piscina, salão de festas e salão gourmet.

    Atualizando o valor de 89k pelos indices da construção vicil, teriamos hj algo em torne de 140k, o que acredito ser o preço justo que deveria ser pago por este imovel, caso nao tivessemos essa discrepancia no mercado.

    No site do Pequeno Investidor, tem uma materia que mostra graficos de preços medios praticados em varias regiões do EUA em 2006 e 2011, para efeito de comparação. Constatamos que, em algumas regiões daquele país, os preços cairam para 1/3 do anteriormente praticado e acredito que isso seja possivel por aqui tbm, porém em algumas regiões especificas e não unifirmemente no país todo, exatamente como aconteceu por lá.

    Vamos aguardar pra ver onde isso tudo vai parar. Por enquanto, só desejo que o mercado dê uma guinada ainda este ano para que o aumento do aluguel não seja mais festejado como sinonimo de prosperidade economica…hehe

    0
    • Shakespeare 17 de fevereiro de 2012 at 14:27

      concordo

      vou passar a adotar a estratégia de comunicar com os proprietários dizendo o seguinte:

      Acredito sinceramente que o preço solicitado pelo seu apartamento está muito acima do valor justo.
      Por este motivo só oferecerei X reais por m2, no máximo.
      Caso exista interesse em negociar, estarei a disposição

      OBS: conto com dinheiro para pagamento a vista

      0
      • Shakespeare 17 de fevereiro de 2012 at 14:39

        obviamente o valor de X é entre 35% e 55% do valor pedido

        0
      • Carlos Wagner 17 de fevereiro de 2012 at 18:24

        Hehe…

        Eu ja faço isso faz tempo. Ja fui muito xingado mas, ultimamente, tenho notado que não me xingam mais com tanta frequencia e até recebo respostas onde fazem uma contra proposta e bem educadas por sinal…

        Ja me chamaram de oportunista, de especulador de plantao, de abutre etc…

        Eu devo ser o cão por fazer isso com eles….rs

        0
        • RPL 17 de fevereiro de 2012 at 22:03

          Me cadastrei em um site de imóveis na parte de procura-se e joguei um valor que é a metade do que pedem hoje para o tipo de imóvel que eu supostamente quero….

          Até agora, nenhum corretor me ligou…. Mas não deve demorar…

          Por outro lado, conversava com um cara na empresa que comprou um apartamento na planta para morar, desistiu e está tentando vender, aproveitei e perguntei como está o mercado, segue a resposta:

          -“Então, desisti de morar na região e coloquei a venda… Faz 7 meses, não recebi NENHUMA proposta, ninguém ao menos fazendo uma proposta mesmo que fosse baixa”.

          Esse é o tipo de cara que vai espanar…

          0
        • Davi 18 de fevereiro de 2012 at 14:11

          Ele dá a oferta de venda e vc a de compra, é engraçado como “neguin” que fazer grana fácil em cima do suor dos outros, e ainda com a cara de pau de dizer que vc é que tá sacaneando …HAHAH

          Olha fazem muito bem de agir assim, simplesmente porque é CORRETO, quero dizer que poderia estar fazendo oferta por preço baixo para provocar, mas o correto é fazer por quanto VALE!

          0
    • Miguel Jacó 17 de fevereiro de 2012 at 17:47

      Carlos, eu comentei algumas vezes que os preços cairão entre 40 e 50%. Vai ficar neste range.

      0
      • Carlos Wagner 17 de fevereiro de 2012 at 18:26

        Miguel

        Tambem acho que o justo seria, pelo menos, cair a metade do preço atual.

        PS: To contigo na previsão de 05/03….hehe

        0
      • Cirilo 17 de fevereiro de 2012 at 20:08

        Infelizmente o mercado não é pautado pela justiça, muito pelo contrário.

        Eu meio que sinto muito em “jogar um balde de água fria”, mas uma queda 40%~50% só seria possível em cenário totalmente caótico, com grave crise econômica.

        Quem realmente comprou para morar só vai deixar de pagar as prestações se perder o emprego e não houver nenhuma outra alternativa, mas podem ter certeza que o dinheiro da prestação já é sempre prioridade.Ou seja, enquanto tivermos empregos, esses estão “tranquilos”.

        Agora investidor é um sujeito complicado, trabalhei muito tempo como COO em um banco de investimento, e mesmo pessoas com alto poder aquisitivo tem baixíssima receptividade a perdas, que fazem parte de qualquer investimento arriscado.Nesse caso acredito que os investidores que sentirem que o negócio está complicando vão jogar a “trolha” para a construtora, devolvendo os apartamentos ou salas comercias.

        Uma ajuste médio razoável e possível seria da ordem 25%~35%, lógico que haverão alguns casos mais sérios,mas pensar em mais que isso é uma tremenda ingenuidade.

        0
        • Miguel Jacó 17 de fevereiro de 2012 at 21:48

          Cirilo, você pode achar ingenuidade pois ainda não vivemos a explosão de nenhuma bolha no Brasil.
          É aquele negócio de assistir de camarote o problema dos outros tantas vezes, que achamos que conosco nada disso vai acontecer.

          Este cenário caótico de crise, a que você se refere, vai acontecer aqui no Brasil, no curtíssimo prazo.
          Europa e EUA ficarão cada vez mais protecionistas, devido à crise, e nosso mercado interno está saturado. Sabe o que isto tudo significará?
          RECESSÃO, e o pior, aliada à inflação descontrolada.

          Tiririca se enganou quando disse que pior do que tá não fica.

          0
        • MrJaime 17 de fevereiro de 2012 at 22:21

          Cirilo,

          Não subestime o pessimismo do mercado durante a queda dos preços. Esse pessimismo comumente faz com que os preços caiam abaixo do preço justo antes de pararem de cair e voltarem a subir até o nível considerado justo.
          Nesse link ( www . irvinehousingblog.com/images/uploads/01%202011%2006%20Posts/Psychological_Stages__Bubble_Market.png ) a fase em questão é chamada de Desespero (Despair).

          Isso é comum não apenas no mercado imobiliário, mas em casos gerais de queda de preços em bolhas de ativos.

          0
        • Andre da Bolha de Plastico (Para evitar Homonimos) 18 de fevereiro de 2012 at 08:40

          Não sei mesmo para morar 30 anos de divida é muito tempo – muita coisa pode acontecer ate lá. É impossivel prever mas, ja te adianto se as parcelas forem acima de R$ 2500,00 + condominio a longo prazo, se o cara perder o emprego pode sim vir a perder o ap dele. E como 20/30 anos é muito tempo no meu entender diante de como a economia vem se comportando (cada vez menos industrias e mais empregos que pagam pouco) e bem provavel que o sujeito termine se ferrando. Quero que isso não aconteça, mas e como lutar contra as forças da natureza…

          0
    • Cai Cai Balão 17 de fevereiro de 2012 at 19:21

      Carlos Wagner, eu gostaria muito de crer numa baixa como essa (50-70%) e ouvi poucos estimando uma depreciação tão alta. Um parente próximo adquiriu um bom 04 quartos em Recife/PE há 3 anos, por R$330.000,00. Hoje, pedem R$800.000,00 em unidades no mesmo prédio.

      Sempre achei essas previsões meio apocalípticas e irreais, mas, se concretizadas, fariam o preço de imóveis como o que eu citei voltarem ao valor nominal “normal”, como se praticava no início de 2009. Isso já me pareceu absurdo. Hoje vejo como factível.

      0
      • Cirilo 17 de fevereiro de 2012 at 20:54

        70%?

        Realmente…

        0
  • Guibro 17 de fevereiro de 2012 at 13:49

    Outra coisa que eu queria dizer é a seguinte: vamos parar de apontar o dedo para os especuladores malvados e pras construtoras sujas, eles não estão fazendo nada de desonesto ou errado! O que eles estão fazendo é construir muito mais do que deveriam, certo? Pois então, isso aumenta a nossa gama de escolhas (mais diversidade e em mais localidades) e garante uma queda enorme de preços quando a realidade se impuser! Se eles não construíssem tanto, sem esses especuladores/investidores, veríamos preços ainda mais insanos!

    Irresponsável e desonesto é o governo, que nos extorque para alimentar o “Minha Casa, Minha Eterna Dívida”, esse sim não merece compaixão!

    0
    • Cleyton 17 de fevereiro de 2012 at 14:21

      Guibro, quando a realidade se impuser a quem? Justamente aos especuladores malvados e construtoras sujas. A culpa seria unicamente do governo se não estivéssemos cercados de Gersonzinhos tirando proveito da situação e empurrando o risco pra frente. O governo é um reflexo de seu povo, da mesma forma a vida pública é um reflexo da privada (nos dois sentidos).

      0
      • Luiz 17 de fevereiro de 2012 at 14:50

        Guibro,

        este blog nunca quis generalizar, concordamos com vc desde sempre, mas vc há de convir que além dos profissionais sérios muito malandro entrou pra jogar, alguns caíram de paraquedas com nenhuma habilidade a não ser os senso de oportunismo e a capacidade de espalhar fofocas num mercado de necessidade básica.

        Sobre as cosntrutoras, consulte os sites de reclamações de consumidores e verá que, umas mais que outras, o jogo sujo e o embate jurídico viraram regra. O ramo está altamente degradado as vendas “na planta” paralisadas por desconfiança.

        0
    • Riodetudo 17 de fevereiro de 2012 at 15:26

      Corretores e imobiliárias tem sido quase todas sujas e pilantras sim. É só ver o ZAP, site da Globo: imóveis iguais descritos com áreas diferentes, ruas do Recreio (no Rio) colocadas como Barra, fotos do Cristo em Botafogo como descrição do imóvel, enquanto, na verdade tem vista para parede. Vendedores inventam informações no telefone e pessoalmente, uma vergonha.

      O mercado está prostituído e o PROCON e o MP deviam ter feito algo a muito tempo ou até fechado o ZAP até que criem regras mais razoáveis para se cadastrar um anúncio. Já vi apartamento no minhocão (prédio “popular” ao lado da PUC) cadastrado como Leblon.

      0
    • Ratinho 17 de fevereiro de 2012 at 16:47

      Não, não estão fazendo nada de desonesto, mas quando a coisa explodir e os prejuízos aparecerem, quem vai pagar contar?? Certamente vai cair no colo de quem evitou entrar na onda, ou como costumam dizer aqui no blog, o prejuízo será “socializado”. De qq forma, concordo com vc no ponto de que o governo é quem mais exerce influência sobre esse mercado.

      0
  • Guibro 17 de fevereiro de 2012 at 14:11

    Mais uma coisa, eu sei que estamos em uma bolha, e que os preços dos imóveis vão cair, mas acho que não devemos descartar de cara o investimento em FII (fundo de investimento imobiliário), como fizeram alguns colegas em outros posts, me acompanhem…

    Na média, hoje se compra um FII por 12 vezes o preço do aluguel de um ano. Um apartamento está custando em torno de 24 vezes os aluguéis de um ano (minha referência é o Plano Piloto de Brasília). Ou seja, comprar um fundo de imóveis pela Bolsa custa a metade do preço de comprar um imóvel pelo cartório! Piada, né?

    Onde estaria a razão dessa diferença? Ora, é que não se pode financiar o FII em suaves (?) prestações por 30 anos… Nem dar 6% de entrada e parcelar o resto, na Bolsa é tudo à vista! Então logo vemos que a valorização imobiliária tem a ver com as facilidades de um crédito que é muito caro, e não com o aumento da renda.

    Outra coisa, na minha humilde opinião, é muito melhor ter um FII pra investimento do que um imóvel pra aluguel, pois este não tem liquidez, dá dor de cabeça com vacância, reforma, inquilino, comissão de imobiliária, etc, então acho que, se um FII custa 12 vezes o preço do aluguel, um imóvel deveria custar ainda menos que isso…

    Parabéns pelas discussões! Eu conhecia o blog, mas só recentemente descobri a riqueza dos comentários!

    0
    • Luiz 17 de fevereiro de 2012 at 14:56

      muito bom o seu comentario
      se forem esse valores
      minha idéia a respeito dos FIIs muda completamente

      0
  • augusto 17 de fevereiro de 2012 at 15:36

    Parece que o bom senso começa a voltar, após a euforia de inicio de 2012:

    “SÃO PAULO – Com uma projeção negativa revelada pelo JPMorgan Chase durante a manhã, referente ao resultado do quarto trimestre de 2011, as ações da MRV Engenharia (MRVE3) ocupam a pior posição do Ibovespa no pregão desta sexta-feira (17), com alto volume de vendas.

    Os papéis recuavam 6,14% por volta das 14h42 (horário de Brasília), cotados a R$ 14,38, mas chegaram a ser negociados por R$ 14,21, registrando uma baixa de 7,25% na mínima do dia. No mesmo horário, o benchmark brasileiro caía 0,16%, e o Imob, índice que acompanha o setor, cedia 0,91%.

    E por falar nsito como está a compra de uma construtora por um americano especulador? Boato ou fato?

    0
    • Mohawk 17 de fevereiro de 2012 at 16:54

      Quando saem os resultados das Construtoras?

      0
  • aiwww 17 de fevereiro de 2012 at 15:46

    Meu depoimento de hoje… há algumas semanas entrei no site da PDG e perguntei os preços dos imóveis em alguns empreendimentos, apenas com o intuito de comparar os preços de meses atrás. Pois bem, hoje uma corretora ligou e perguntou qual seria o empreendimento que eu estava interessado. Respondi que não estava interessado num empreendimento específico. Ela perguntou qual seria minha região de interesse, respondi que era a Tijuca. Então ela questionou qual seria o valor que eu estaria disposto a gastar, respondi 250 mil. Ela ponderou que com esse valor eu não compraria nada na Tijuca. Eu concordei e disse que esperaria os preços baixarem, para um patamar mais baixo. Ela perguntou se o imóvel seria para moradia ou investimento, então respondi que todo apartamento deveria ser para moradia, pois não adianta um imóvel ficar fechado. Ela ponderou novamente dizendo que muita gente estava comprando para investimento e com os próximos lançamentos os preços devem subir ainda mais. Então eu perguntei: “A senhora revogou as leis de mercado???”, então ela respondeu: “Não entendi.”, perguntei novamente: “A senhora revogou as leis de mercado???”, ela respondeu: “Não entendo o que o senhor está dizendo”, eu respondi: “Como a senhora diz que haverá mais lançamentos e os preços subirão ainda mais? A senhora revogou as leis de mercado?”, então ela respondeu novamente: “Senhor, não entendo o que está dizendo”. Aí nesse ponto eu terminei a conversa e disse que ela não entenderia mesmo, então seria melhor nem continuar o conversa. É cada uma que parece até duas.

    0
    • DRN 17 de fevereiro de 2012 at 16:34

      Aiwww, só para verificar os parâmetros. Tijuca equivale mais ou menos a que em São Paulo? Sou ignorante em Rio de Janeiro.

      0
      • aiwww 17 de fevereiro de 2012 at 16:49

        Olha, tenho um tio que morou vários anos em São Paulo, por minha experiência pessoal eu chutaria Vila Mariana. Atualmente não é um bairro de ricos, forçanso muito a barra ao máximo há pessoas de classe média alta, mas sempre foi um bairro de classe média onde a mior parte dos cariocas teve horror por muitos anos. Eu mesmo, morei a vida inteira no subúrbio e quando me mudei para a Tijuca, passei por situações de ter que dormir na área de serviço do apartamento por causa dos tiroteios no morro do Salgueiro. O bairro fica no meio de um vale, rodeado de favelas por todos os lados. Veja o local:

        maps.google.com.br/maps?hl=pt-BR&gs_sm=3&gs_upl=3173l12606l0l12851l22l20l0l1l1l1l240l3315l0.18.1l21l0&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&biw=957&bih=351&q=pra%C3%A7a+da+arvore,+s%C3%A3o+paulo&um=1&ie=UTF-8&hq=&hnear=0x94ce5a4947db090d:0xfb886fb2fe54f55,Pra%C3%A7a+da+%C3%81rvore+-+Sa%C3%BAde,+S%C3%A3o+Paulo&gl=br&ei=ap8-T7LYGc6ctwfmzsW4BQ&sa=X&oi=geocode_result&ct=image&resnum=1&ved=0CC8Q8gEwAA

        0
        • aiwww 17 de fevereiro de 2012 at 17:08

          * forçando

          0
        • suelen 17 de fevereiro de 2012 at 17:59

          Mas a Tijuca oferece vantagens: é próxima do centro e tem metrô. Por isso alguns chamam de zona sul da zona norte.

          0
          • aiwww 17 de fevereiro de 2012 at 18:29

            Sim. Por isso citei a Vila Mariana. Mas ninguém garante que as UPPs durarão para sempre. Aliás ontem um grupo de policiais fa UPP do São Carlos foi preso por envolvimento com o tráfico. Conheço o morro da Formiga e também sei que os traficantes já juraram as mulheres que estão namorando os pms, no momento que houver qualquer problema prioridade de governo, a Tijuca voltará a ser como antes. Torço para que isso não aconteça, mas nada, NADA, garante que em 10 anos as situação estará como hoje. Como disse um colega aqui do blog: “favela sempre será favela”. Nada contra a favela, mas qualquer favela é chamada de favela por não possuir infra estrutura e possuir organização caótica.

            0
      • eam 20 de fevereiro de 2012 at 11:05

        Moro em São Paulo mas no Rio eu conheço bem parte da Tijuca e Ipanema

        A porção da Tijuca que conheço é a da r. Conde de Bonfim, perto da Sans Peña e shopping Tijuca, que eu considero o ‘fino do bairro”, mas de uns tempos pra cá tem gente (corretores e vendedores espertinhos, claro) considerando Grajaú, Andaraí e até Vila Isabel como Tijuca (me corrija se estiver enganado aiwww).

        Em SP, eu compararia com a parte da Vila Mariana próxima ao shopping Sta Cruz, ou então Santana (av. Braz Leme), ou Perdizes (av. Pompéia), ou vl. Leopoldina (av. imp. Leopoldina), ou Moema (av. Ibirapuera), enfim regiões de classe média em SP, mas que, assim como no Rio, têm imóveis a preços proibitivos à classe média atualmente.

        Outra sensação que tenho é que o carioca com renda entre 10 a 15 salários mínimos tem menos opções de moradia “decente” do que em São Paulo (bairro c/ infra de transporte, serviços, segurança, lazer regulares).

        0
        • aiwww 20 de fevereiro de 2012 at 17:19

          Está correto, Grajaú, Andaraí e até Vila Isabel são chamados de grande Tijuca. Assim como Curicica (região de Jacarepaguá onde fica o autódromo) é chamada de Barra. O carioca de 10 a 15 salários mínimos está sendo forçado a morar no Méier, Todos os Santos, Engenho de Dentro (onde fica o estádio do Engenháo) e Cachambi. Por sua vez, os moradores tradicionais desses bairros estão indo morar em Madureira, Cascadura, Bento Ribeiro e Praça Seca. Resultado, o transito da Zona Norte está caótico. Quem não consegue fazer compressão das gorduras no Metrô da linha 2, acaba cozinhando num trem da Supervia (que diariamente anda com as portas abertas ou para no meio do caminho), ou gastando 30% do salário com combustível/estacionamento. A situação está caótica. O turismo tem aumentado muito, os hotéis são um absurdo, o serviço é péssimo, o preço de tudo é o olho da cara e a cidade tem recebido muitos novos moradores de outros estados, depois que aumentou a sensação de segurança. Gasta-se mais com propaganda do Rio de Janeiro do que propriamente preparando a cidade para seus moradores e turistas.

          0
    • Diego RJ 17 de fevereiro de 2012 at 16:34

      Essa foi boa! hehehe

      0
    • Eduardo 17 de fevereiro de 2012 at 16:46

      “A senhora revogou as leis de mercado?”

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Isto me lembra do tempo da inflação. O brasileiro fazia estoque, porque amanhã já estava tudo mais caro.

      Pelo jeito imóveis podem ser comparados a latas de azeite!

      0
    • Anonymous 17 de fevereiro de 2012 at 18:48

      Aiwww,

      Nessa conversa com uma corretora, voce super-estimou a capacidade de entendimento dela. É o equivalente a esperar que um gerente de banco saiba calcular valor presente, mesmo com uma calculadora.

      0
    • Guilherme Eduardo 17 de fevereiro de 2012 at 21:48

      Imagine ela fazendo relatório para o chefe no final dia: ELA: “hoje não vendi nenhum”. CHEFE:”Mas quais foram os resultados se niguém quis comprar?”. ELA: “Sete falaram que está caro mas que vai pensar. Três que os preços estão altos e acham que vão cair. E um falou a palavra bolha” CHEFE: “bo…bo…bo….BOLHA!!!! Ai meu deus!!!! tô arrepiado!!!”

      kkkkkkkkk

      0
  • Corradi 17 de fevereiro de 2012 at 16:58

    Um pequeno relato: Moro em Belo Horizonte e mudei-me para o bairro Castelo há alguns meses. Por algum tempo tentei comprar um apartamento aqui nesta cidade, mas percebi que faria um asneira enorme entregando toda a minha economia para amortizar menos de 30% de um apartamento, pelo qual ficaria endividado por mais de 20 anos. Percebi então que continuar morando de aluguel neste momento seria o mais sensato. Uma idéia que posso compartilhar com vocês, é que a bolha aqui já está tão grande que até a turma da padaria já percebeu. Isso mesmo, só os corretores é que insistem em desmentí-la. Frase que ouvi na padaria: “O povo perdeu a noção. Ninguém mais está comprando. Aptos de 2 dormitórios sendo vendidos a 300, 400 mil reais. Não estamos vendo ninguém comprar, só um bando de gente tentando vender…” Após ter tomado essa minha decisão até cheguei a ver alguns apartamentos. Soltei a palavra ‘BOLHA’ dentro de uma imobiliária… Os corretores olhavam pra mim e pareciam estar se perguntando: É, a coisa está mesmo se espalhando… Mesmo assim não deram o braço a torcer. Sempre o mesmo papo. Na quadra onde moro em todos os prédios existe pelo menos uma placa de vende-se e outra de aluga-se. Mas como disse um outro aqui nesse blog, eu também sou muito pobre pra ter um imóvel.

    0
    • Cirilo 17 de fevereiro de 2012 at 19:53

      Cara conheço BH e realmente, os bairros que vão sofrer mais são, nessa ordem:Castelo, Vila da Serra e Buritis.Simplesmente porque não existe uma demanda suficiente para o monte de empreendimentos que foram construídos nesses bairros.

      Recentemente a Prefeitura até mudou o zoneamento do Castelo e do Buritis, mas a M**** já está feita.

      0
  • Ratinho 17 de fevereiro de 2012 at 17:02

    Uma das coisas mais irritantes dessa bolha é que os imóveis não são mais feitos para morar. São feitos para vender, revender….com qualidade e materiais questionáveis, prédios de 2, 3 anos cheios de rachaduras… Estão ficando cada vez menores. Tenho visto anúncios de “apartamentos” de 20mxm. Apartamento de 2qts de 32mxm (acreditem!!).

    0
    • Guilherme Eduardo 17 de fevereiro de 2012 at 21:40

      Eles fazem isso para não reduzirem o valor. Reduzem o tamanho e seguram o preço.

      0
  • Corradi 17 de fevereiro de 2012 at 17:07

    Quando aluguei o apartamento onde moro neste momento (BH – Castelo), há alguns meses atrás, consegui fechar por um valor aproximadamente 15% abaixo do anunciado/pedido. Quando fiz a proposta, a mesma foi aceita de imediato. Me arrependo por não ter oferecido menos… Segundo a imobiliária, o valor do apartamento (Estava a venda) era em torno de 190 mil. Fico triste quando pego o boleto do IPTU, no qual a prefeitura estipula seu valor venal em 63 mil… O prédio é novo, tem apenas uns 4 ou 5 anos.

    0
    • RT 17 de fevereiro de 2012 at 19:44

      Estou na mesma que você… quando aluguei este apartamento, ele estava parado há alguns meses. Pedi para reduzir o valor em R$ 100,00, mas não acreditava que aceitariam.

      Para minha surpresa, aceitaram rápido. Me arrependo de não ter oferecido menos.

      0
  • D9 17 de fevereiro de 2012 at 18:06

    http:// correiobraziliense .lugarcerto.com.br /app/noticia/ultimas/2012/02/17/interna_ultimas,45577/construtoras-que-atuam-no-noroeste-cobram-infraestrutura-para-o-bairro.shtml

    “preço médio de 932k” … heheehehhehe…
    Passando na frente do Noroeste outro dia, tinha um stand de vendas com uma faixa:

    ” Noroeste 1,2,3 e 4 qtos ”
    ” Não é impossível!!!”

    0
    • Guilherme Eduardo 17 de fevereiro de 2012 at 21:36

      E as áreas mais carentes do DF que não tem infra-estrutura?? Não seria intreressante (creio que até valorizaria mais Brasília) ampliar o metrô, construir ciclovias, mordenizar os hospitais, mordenizar a sinalização (Semáforos LED, por exemplo), investir em segurança pública, reformar a rodoviária e a rodoferroviária???? Não seria melhor do que colocar esses milhões num bairro novo com os antigo precisando de melhorias???

      0
    • Ratinho 17 de fevereiro de 2012 at 22:51

      Se não me engando, pelo MCMV a CEF não financia imóveis em locais sem asfalto ou saneamento básico. É claro que financiamento para nossos amigos do Noroeste é diferente. Se bem que não deve ser necessário, quem não tem 1 milhão hoje em baixo do colchão?

      0
  • Bola Bola 17 de fevereiro de 2012 at 19:14

    Aqui em Campinas vi no ML uma maluca pedindo R$70.000,00 numa casa barraco numa invasão chamada parque Oziel ! a Bolha chegou até na Favela !

    0
    • Guilherme Eduardo 17 de fevereiro de 2012 at 21:16

      Não conheço o RJ, mas dizem que nas favelas de lá está a mesma coisa. Os apartamentos e casas “classe média” estão com preço “classe A”, e os barracos com preço “crasse merdia”.

      0
  • Wladimir 17 de fevereiro de 2012 at 19:25

    Sintomático:

    Recebi e-mail da Gafisa com ofertas de Carnaval anunciando desconto de 25% em todos os empreendimentos na Barra, Recreio, Botafogo, etc.

    0
    • Guilherme Eduardo 17 de fevereiro de 2012 at 21:08

      Será que quem “investiu” na planta está feliz com essa notícia???? A coisa está azedando…..

      0
    • Flavia 17 de fevereiro de 2012 at 21:51

      Eu também recebi um email com promoção de carnaval…vejam só:

      Empreendimento London Green, localizado na Av.das Américas. Atenção para o desconto:

      Palavras do corretor: ” Por esse preço apenas no CARNAVAL
      Unidade 1003/01: de R$949.495,35 por R$761.099,78 e só no CARNAVAL : R$680.000,00″

      Daqui a pouco vão anunciar no peixe urbano…kkkkk

      Contagem regressiva para o estouro da bolha….

      0
      • GPTFN 18 de fevereiro de 2012 at 18:28

        Já anunciaram!
        Ja postei aqui um site de comrpa coletivas onde anunciavam apartamentos com desconto de 65.000 numa cidade que não elmbro o nome. Mas ficava em SP.

        0
    • Miguel Jacó 17 de fevereiro de 2012 at 21:56

      Estes 25% é a oferta da Gafisa, é só pedir 40% de desconto e fecha nos 35%.

      Imaginem como serão as ofertas de depois do Carnaval…

      0
      • Felipe 17 de fevereiro de 2012 at 22:51

        Vamos ver se a sua previsão está certa hein…

        0
  • Cirilo 17 de fevereiro de 2012 at 22:51

    Não aguentei, tive que trollar lá na Gafisa, sugiro que façam o mesmo.

    Ingrid Fernandes Bem-vindo(a) Carlos , você acessou o canal exclusivo de vendas Gafisa. Quais são as características do imóvel que deseja comprar?
    Carlos Ingrid, recebi um informe falando que a Gafisa está com 20% de desconto em alguns imóves, isso procede?
    Ingrid Fernandes Boa noite, em que posso ajudar?
    Ingrid Fernandes Sim estamos com uma promoção de para cliente que comprar durante o carnaval
    Carlos Entendo, no caso eu já comprei um apartamento com a Gafisa no Recreio a 1 mês, sem os 20% de desconto, como devo proceder para receber o valor da diferença?
    Ingrid Fernandes Não tem desconto retroativo, o desconto é somente para quem comprar durante o carnaval
    Carlos Como assim, paguei 420.000 no apartamento, o desconto seria de 84.000 comprando hoje.Você acha realmente que isso é justo com quem já comprou? Vou devolver o apartamento e comprar denovo agora entao.
    Carlos E quem já comprou? Como fica então?
    Ingrid Fernandes Esta é uma promoção valida somente para o carnaval,
    Carlos Sim, mas como faz, eu vou perder 84.000 por isso?
    Carlos Como faz para devolver o apartamento?
    Carlos Porque aí eu compro agora com o desconto.
    Ingrid Fernandes o tel de atendimento a cliente é 40021001.
    Carlos Como assim, você já está me atendendo, não?
    Ingrid Fernandes esse é somente uma cana de venda
    Carlos Queria saber como faço para pedir meu desconto, se não puder vou devolver o apartamento
    Ingrid Fernandes Desculpe um canal de venda
    Carlos Sim, mas se vocês vendem, tem que saber também da devolução, não tem pós venda aí?
    Carlos Que absurdo…
    Ingrid Fernandes O tel para atendimento a cliente que já comprou é 40021001
    Carlos Nunca fui tão desrespeitado, a gente junta o dinheiro que nem pode para dar entrada no apto e agora vocês aparecem com esse desconto de 20%
    Carlos Você tem ideia de quanto é 20%? Dariam 84.000, sabe quanto tempo demora para juntar um dinheiro desse?
    Carlos 5 anos sem gastar um tostão
    Carlos Vocês só podem estar brincando, isso é indadimissível…
    Carlos Ingrid, preciso que você me ajude
    Carlos Como faço para devolver ou conseguir esse desconto?
    Carlos Porque não vou ficar com esse preju de modo nenhum
    Ingrid Fernandes Sr. Carlos, como lhe informei não tenho acesso a nenhum sistema para sequer cadastrar uma reclamação, somente posso lhe passar a orientação padrão de entrar em contato com o SAC no tel 4002 1001
    Carlos Eu sei, mas nesses casos como funciona? Se eu devolver o apartamento
    Carlos Digamos que eu queria comprar um apartamento agora com você
    Carlos Caso depois eu desista, qual seria o procedimento?
    Carlos Como fica?
    Ingrid Fernandes vou agendar uma visita para as unidades disponiveis
    Ingrid Fernandes O sr. comprou diretamente com a Gafisa? qual empreendimento?
    Carlos Sim, mas aí depois de assinar o contrato vocês aparacem com uma promoção de férias de 50% de desconto, aí digamos que eu resolva devolver
    Carlos Como eu farda?
    Ingrid Fernandes teria que ligar para o 4002 1001, pois eu infelizmente não terei como ajudar, vc gostaria de falar com minha coordenação no momento
    Carlos Sim por favor
    Ingrid Fernandes ele fará contato imediatamente no tel 90192121
    Carlos Ok
    Ingrid Fernandes DDD 031?
    Carlos Mas não fico com esse preju de jeito nenhum
    Carlos Sim.
    Ingrid Fernandes o tel esta dando inexistente
    Carlos Como?
    Carlos 9019 2121
    Carlos Qual o telefone daí?
    Carlos Que eu ligo
    Carlos Isso não pode ficar assim, meu telefone está aqui
    Carlos e o numero é esse mesmo
    Ingrid Fernandes 021 35358149
    Ingrid Fernandes sim
    Carlos Falar com?
    Ingrid Fernandes Fabio
    Carlos Ok.
    Carlos Obrigado Ingrid, tomará que de tudo certo, não sei nem como contar isso para minha esposa.
    Carlos 84.000, nunca vimos esse dinheiro todo.
    Ingrid Fernandes estamos aguardando sua ligação
    Carlos Ok.

    0
    • Sir Income 17 de fevereiro de 2012 at 23:07

      Ri muito! kkkkk

      0
    • Bolha Imobiliária 17 de fevereiro de 2012 at 23:47

      Hauahuahuuahau, que troll

      0
    • Ratinho 18 de fevereiro de 2012 at 11:00

      Quem compra Gafisa na planta num momento desses deve gostar de fortes emoções, mesmo com esses descontos, eu não teria coragem.

      0
  • Cirilo 17 de fevereiro de 2012 at 23:03

    MrK, a EZTec já soltou uma prévia dos resultados, parece que foram excelentes.

    http://www.mzweb.com.br/eztec2009/web/arquivos/EZTC3_Previa_Operacional_4T11_PORT.pdf

    0
    • Annibal 18 de fevereiro de 2012 at 00:05

      Não é esse mar de rosas todo não…

      Perceba que as vendas despencaram no 3t2011 e 4t2011, perceba q o boom das vendas se concentrou no 1° sem de 2011 e tbm não se esqueça q ela ainda não recebeu efetivamente pelas vendas, só contabilmente deu baixa no estoque mas não quer dizer q recebeu…

      O % vendido caiu muito no 2°sem/2011, isso pq ela diz q fez uma promoção q garantia um ano de aluguel após a entrega, imagine se não fizesse isso…

      0
  • Anderson Silva 17 de fevereiro de 2012 at 23:33

    Os donos das construtoras nunca tomam prejuízo

    Quando estourar a bolha quem vai lamentar são os corretores, as empresas que fazem intermediação imobiliária e principalmente o trabalhador da construção civil.

    Os grandes capitalistas demitem seus funcionários, param de lançar, reduzem seus custos.

    Demitem sem dó!!!

    Quem paga o pato é a massa de trabalhadores, vendedores e compradores.

    O dono do negócio costuma sempre se safar – e talvez ainda ganhe uns trocados de ajudinha do governo.

    0
  • Anderson Silva 17 de fevereiro de 2012 at 23:36

    REFORÇO A TESE QUE OS DONOS DAS CONSTRUTORAS ATÉ TORCEM PELO ESTOURO DA BOLHA.

    DAÍ TERÃO UMA BOA DESCULPA PARA DEMITIR EM MASSA DE FORMA BEM JUSTIFICADA.

    DEPOIS CONTRATAM NOVAMENTE COM SALÁRIOS INFERIORES, COMPRAM TERRENOS BARATOS, ETC, ETC

    0
  • Ze Bom Dirolo 18 de fevereiro de 2012 at 02:23

    Musiquinha para descontrair.

    Apesar de você (Chico Buarque)
    Hoje você é quem manda
    Falou, tá falado
    Não tem discussão
    A minha gente hoje anda
    Falando de lado
    E olhando pro chão, viu
    Você que inventou esse estado
    E inventou de inventar
    Toda a escuridão
    Você que inventou o pecado
    Esqueceu-se de inventar
    O perdão

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Eu pergunto a você
    Onde vai se esconder
    Da enorme euforia
    Como vai proibir
    Quando o galo insistir
    Em cantar
    Água nova brotando
    E a gente se amando
    Sem parar

    Quando chegar o momento
    Esse meu sofrimento
    Vou cobrar com juros, juro
    Todo esse amor reprimido
    Esse grito contido
    Este samba no escuro
    Você que inventou a tristeza
    Ora, tenha a fineza
    De desinventar
    Você vai pagar e é dobrado
    Cada lágrima rolada
    Nesse meu penar

    0
  • Sol de Sampa 18 de fevereiro de 2012 at 04:15

    OI .. to chegando no pedaço e agradecendo todas as informações…

    Como acabei de vender minha casa e me deparei com um mercado absulamente destrambelhado, primeiro tinha achado que fiz mau negocio em vender, depois recuperando a sanidade e 27 anos de experiencia como gerente de banco, resolvi que eu estava sã, mas que o mundo tinha endoidado e hoje eu coloquei para meu marido que iriamos ficar num aluguel até que as coisas tomassem um rumo embasado na realidade não na especulação… Isso tudo foi amplamente confirmado por vcs. e agradeço por tudo que li.
    Peço apenas que me esclareçam se devo me desesperar para alugar alguma coisa ou não, pois não terei tempo habil de comprar, nem dindin para comprar armarios de cozinha …. então?!!!

    Carlos, adorei o que vc fez com a GAFISA, mas um alerta ao grupo… O Procon e o MP não fazem nada contra as construtoras por que nos contratos de compra e venda elas não estão como vendedoras – é pratica geral do mercado abrirem CGC dos empreendimentos… Ainda o que é pior e que embora com propagandas enganosas e muitas clausulas leoninas, a construção e a descrição dos imoveis é muito bem feita e não dá margens a duvidas… Comprei em 2006 um terreno numa área nobre – parecia um condominio fechado, foi vendido como condominio fechado, mas no contrato o imovel constava como lote… terreno, consequencia perdi 60 K…Consultei 4 advogados e os 4 me informaram que eu perderia a ação contra a GAFISA… Consequencia… vendi informando o problema para quem comprou, e quem comprou não se importou com a situação…Cada cabeça cada sentença, espero que ele seja feliz e que de tudo certo… Portanto quando comprarem de construtora peguem o contrato e levem a um advogado especialista em direito imobiliario e do consumidor para não terem surpresas ….

    Aguardo ainda informações sobre aluguel….

    0
    • Anonymous 18 de fevereiro de 2012 at 16:43

      Sol de Sampa,

      A Banânia (nome mais apropriado para o Brasil) perdeu o juízo já faz algum tempo. Estou morando nos EUA. Aqui o preço de uma casa, em locais com infraestrutura que não existe nem mesmo nos melhores locais de SP, está por volta de 2000 Reais/m2. A casa já vem com armários, lustres, lâmpadas, fogão, geladeira, micro-ondas, máquina de lavar pratos. TUDO NOVO. Parece inacreditável, mas é verdade. Eu sugiro voce abrir uma conta aqui e esperar pela max-desvalorização ou até mesmo uma convulsão social. Em qualquer dos casos é melhor seu dinheiros estar fora da Banânia.

      0
  • Sol de Sampa 18 de fevereiro de 2012 at 04:29

    Complementando…levem o contrato antes de comprarem…. ahahah

    0
  • Orozimbo 18 de fevereiro de 2012 at 10:01

    Bom dia amigos,
    Já que esse espaço tem sido usado como muro das lamentações, vou também contar um pouco da minha história.
    No final de 2009, participei do programa do Roberto Justus na TV. Pela minha participação exitosa, ganhei um prêmio de 200 mil reais. Na época, eu e minha esposa resolvemos que usaríamos esse dinheiro para dar entrada no nosso apartamento. Mas estávamos em plena fase de loucura imobiliária, com lançamentos 100% vendidos no primeiro final de semana e preços aumentando semana após semana. Achamos que era melhor esperar o mercado voltar ao normal, pois a chance de fazer um mal negócio em tempos de total irracionalidade é muito grande. Nunca entendi como pessoas podiam tratar a compra de um bem tão caro e importante como se fosse algo banal e determinado pela emoção do momento.
    Deixei o prêmio aplicado em fundos atrelados à Selic e à inflação, que deram um bom rendimento. E fui juntando dinheiro obtido com meu trabalho suado. Mesmo ganhando muito acima da população média – no teste do Estado, estou no topo da pirâmide, acima de 98% da população – ainda me sinto um pobre e me recuso a me endividar por 30 anos para morar num apartamento confortável e usado num bairro bom. Enquanto isso, não pretendo sair do aluguel, até as coisas voltarem à normalidade.
    Fico revoltado quando vejo esse monte de “especialistas” achando normal valorização de 150% em 3 anos no Brasil, mas que apontam bolha nos EUA porque os imóveis dobraram de preço em 10 anos. Nesse blog, pude realmente constatar o quanto somos enganados e a importância de nadar contra a corrente para conseguir um futuro melhor. Ninguém irá conseguir me convencer de que sou pobre e que de repente todo o mundo ficou rico.
    Acredito que o futuro nos dará razão.
    Um bom carnaval a todos.

    0
    • Ratinho 18 de fevereiro de 2012 at 11:15

      Mesma situação. Também tenho uma boa entrada, crédito aprovado, e consigo economizar 3 vezes o valor da prestação… Mas, como vc, não estou disposto a entrar num financiamento longo. Não quero pagar por um bem sobrevalorizado e nem ficar sujeito a todo tipo de imprevistos num financiamento tão longo, que pode inclusive resultar na perda do imóvel… Ainda tenho mais 1 ano de aluguel barato e mesmo que não fosse barato a flexibilidade de do contrato de aluguel (muito curto comparado aos 20, 30 anos), já justificaria minha escolha. Além disso, como já discutido aqui, o aluguel não está sujeito às mesmas forças de mercado que fizeram o preço de venda disparar (crédito farto, especulação, etc.)….

      0
  • Joao do Pulo 18 de fevereiro de 2012 at 11:18

    Esse post carece de fundamentação. Eu concordo que os imóveis estão supervalorizados, mas acredito que haja um grande exagero pela maior parte dos frequentadores do blog, muitas vezes mais motivados por desejo pessoal do que por análise feita com imparcialidade.
    Ajustar o preço do imóvel com base no crescimento populacional é muito simplório. Partindo desse raciocínio, poderíamos prever a inflação por exemplo. Mesmo partindo de uma análise demográfica, ela não poderia se basear no crescimento demografico entre 2000-2010, já que não são crianças de 10 anos que estão buscando o mercado imobiliário e sim adultos de 30 anos, então seria mais lógico analisar o número de nascimentos na década de 70 e 80 do que o atual.
    Também acho totalmente equivocado comparar a situação com a dos EUA, onde o juro era um quinto do daqui (sendo otimista) e a população tem uma renda melhor. Lá a classe média podia investir em imóveis, não só no seu e não porque tivesse o dinheiro, mas porque era viável ( e é) financiar.
    Para os preços caírem para 1/3 do atual, teríamos que ter um cenário economico tão ruim que 1/3 do valor continuaria impagável.

    0
  • Rodrigo 18 de fevereiro de 2012 at 11:28

    Imagina todos esses imóveis em construção em João Pessoa encalhados!!

    h ttp://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=986662&page=194

    Total de Construções acima de 10 andares : 146 Prédios

    Total de Construções acima de 30 andares : 38 Prédios

    Total de Prédios em Construção : 159 Prédios
    Total de Torres em Construção : 190 Prédios

    Nome do Empreendimento – Número de Pavimentos

    Centro de Convenções de João Pessoa
    10 Piramide – 10 Andares
    Absolut – 25 Andares
    Adriano Holanda – 13 Andares
    Alta Vista Premium – 31 Andares
    Amazonia – 14 Andares
    Aquamare – 30 Andares
    Aquim – 19 Andares
    Arizona – 29 Andares
    Arpoador – 33 Andares
    Atlantico Sul – 6 Andares
    Atlantis Aquamarine – 9 Andares
    Atlantis Plaza – 14 Andares
    Atlantis Praia Bela – 14 Andares
    Attuale – 21 Andares
    Baia de Napoli – 23 Andares
    Bellenus Flat – 11 Andares
    Bessa Tower – 22 Andares
    Blue Sunset Home Service – 6 Andares
    Bon Vivant – 11 Andares
    Boulevard H. Norat – 18 Andares
    Boulevard Luna – 29 Andares
    Boulevard Miramar – 39 Andares
    Brisas do Atlantico – 27 Andares
    Buena Vista – 34 Andares
    Bvlgari – 11 Andares
    Cartagena – 17 Andares
    Casa Blanca – 25 Andares
    Castel Fidardo – 30 Andares
    Chalize5 – 23 Andares
    Charles River – 12 Andares
    Chateau de Montparnasse – 17 Andares
    Chaves do Atlântico – 5 Andares
    Clara Lemos – 14 Andares
    Clócio Beltrão – 6 Andares
    Colinas do Atlantico – 17 Andares
    Comfort Village – 17 Andares
    Darda – 14 Andares
    Deville – 16 Andares
    Diamante Azul – 18 Andares
    Diego Rivera – 35 Andares
    Dimensional Home Flat – 28 Andares
    Dubai – 19 Andares
    Eco Medical Center – 27 Andares
    Eleonora Coutinho – 15 Andares
    Enseada do Guarujá7 – 20 Andares
    Enseada do Miramar – 27 Andares
    Fairmont – 25 Andares
    Fantastic Blanc – 18 Andares
    Fantastic Cabo Branco – 12 Andares
    Ferrara Tower – 19 Andares
    Fidji – 18 Andares
    Fit Jardim Botanico – 19 Andares
    Frida Kahlo – 28 Andares
    Garcia Lorca – 15 Andares
    Green Park – 17 Andares
    Heron Marinho – 39 Andares
    Hestia – 9 Andares
    Holandas Garden Place – 33 Andares
    Ibiza – 28 Andares
    Ibiza Palace – 18 Andares
    Imperial Suites – 6 Andares
    Israel Flat – 6 Andares
    Jardim Michelangelo – 29 Andares
    Jardim Oceania – 10 Andares
    Jardins do Sol – 10 Andares
    Kerinci – 31 Andares
    Kilauea – 32 Andares
    Kilimanjaro – 31 Andares
    Lasar Segall – 44 Andares
    Luna Plaza – 27 Andares
    Luxor Cabo Branco – 9 Andares
    Luxor Paulo Miranda – 8 Andares
    Magnific Manaíra – 12 Andares
    Maison de Bourbon – 9 Andares
    Maison de Florence – 28 Andares
    Maison de Lyon – 23 Andares
    Maison Elysess – 24 Andares
    Maison Escorel – 9 Andares
    Maison Intermares – 9 Andares
    Maison Miramar – 33 Andares
    Maralto Prime – 40 Andares
    Mar Caspio – 18 Andares
    Maria Candida – 18 Andares
    Maria Elisa Falcone – 14 Andares
    Maria Julia – 12 Andares
    Maria Luiza – 12 Andares
    Master Club – 32 Andares
    Matisse – 10 Andares
    Mauricio de Nassau – 13 Andares
    Milanesi – 29 Andares
    Miramar – 19 Andares
    Mirante do Cabo Branco – 12 Andares
    Montana – 28 Andares
    Monte Fuji – 9 Andares
    Monte Moriá – 22 Andares
    Mont Pellier – 14 Andares
    Mont Serrat – 7 Andares
    Morada do Atlantico – 18 Andares
    Napoli Towes – 23 Andares
    Oasis Plaza – 12 Andares
    Palácio Imperial – 20 Andares
    Palazzo Milleluci – 28 Andares
    Parahyba – 19 Andares
    Paraiso do Atlântico – 9 Andares
    Paron – 10 Andares
    Pedra do Reino 17 Andares
    Pontal de Tambaú – 10 Andares
    Porto Azzurro – 20 Andares
    Porto Dalian – 27 Andares
    Porto de Lisboa – 10 Andares
    Porto Livorno – 10 Andares
    Porto Real – 38 Andares
    Practice Home – 28 Andares
    Praia de Tambau – 19 Andares
    Príncipe de Borgonha – 23 Andares
    Ravello – 23 Andares
    Real Madrid – 26 Andares
    Rei Albert – 29 Andares
    Renascença – 27 Andares
    Rio Mamirauá – 22 Andares
    Rio Mamoré – 42 Andares
    Risoleta Faustino – 12 Andares
    Roberto Amorim – 10 Andares
    Royal Riviera – 5 Andares
    Royal Tropical – 12 Andares
    Saint Louis – 23 Andares
    Saint Michel Boulevard – 36 Andares
    San Lorenzo – 11 Andares
    San Marino – 12 Andares
    Santorini – 27 Andares
    São Gabriel – 22 Andares
    Spazio di Napoli – 18 Andares
    Spazio di Ravena – 35 Andares
    St. Thomas – 13 Andares
    Tagus Tower – 10 Andares
    Terrazas Home Service – 7 Andares
    Terrazo Tropícal – 10 Andares
    Terrazo Vivere – 26 Andares
    Terzaghi – 13 Andares
    Tierras de Espana – 18 Andares
    Toulon Flat – 12 Andares
    Tours Mont Blanc – 40 Andares
    Ultramare Class Club – 39 Andares
    Unique Bessa – 6 Andares
    Unique – 11 Andares
    Victoria Club – 25 Andares
    Villagio di Capri – 31 Andares
    Villagio di Luna – 30 Andares
    Villagio di Roma – 27 Andares
    Vinicius de Moraes – 25 Andares
    Vivant Club – 28 Andares
    Yahweh – 34 Andares

    0
  • Rodrigo 18 de fevereiro de 2012 at 11:43

    Vamos ver como esse lançamento na Tijuca vai se comportar:

    h ttp://www.focustijuca.net/index.html

    fica na Rua Mariz e Barros, 821 – Tijuca – Rio de Janeiro, antiga Consecionária da Peugeot, em frente ao Hidra (que fica no MARACANÃ) que foi “100% vendido em poucas horas” e hoje esta com repasses como já foi dito aqui.

    h ttp://hydraclubedemorar.com/

    0
  • Raposão 18 de fevereiro de 2012 at 11:59

    Saudações,

    Um tanto OFF TOPIC…
    … mas com a opinião benemérita dos especialistas que torna esse blog imprescindível a qualquer pessoa ajuizada, pode-se deslindar nexos com nosso objetivo principal: bolha imobiliária. Haveria algum obsequioso assinante do UOL poderia transliterar a notícia contido no link, cuja referência está nesse site (UOL Economia):

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1050579-dilma-quer-medidas-para-baratear-emprestimo.shtml

    Para empresas, vá lá, mas para consumidores, uma temeridade em tempos de inadimplência elevada. Acho que a “Coronela” voltou de Cuba deslumbrada ou adquiriu alguma enfermidade tropical latente.

    Att.
    Raposão, com receio de algum surto de hidrofobia/dengue/desenteria econômica bananense a essa altura do campeonato.

    0
  • Mais um novo pobre 18 de fevereiro de 2012 at 13:17

    Fim um teste com um corretor online a respeito do Focus, na Tijuca.

    Evito fazer isso porque fico com pena desses pobres coitados. Eles estão apenas fazendo o trabalho deles, e não têm culpa de nada. Mas podiam ao menos ser mais sofisticados nos argumentos, não é?

    Enfim, vamos ao diálogo, que se utiliza de alguns argumentos-padrão (e iscas-padrão) de lado a lado.

    ***
    Pedro: Queria saber o preço do lançamento Focus, na Tijuca.
    Corretor: preço exato nao tenho estou trabalhanbdo com R$ 7.000, a R$ 7.500,00
    C: nao é preço exato
    Pedro: Puxa, acho isso muito caro para a Tijuca.
    C: desejando temos que fazer a reserva
    Pedro: NÃo desejo, está acima das minhas posses, sou apenas um servidor público.
    C: sao os preços que as construtoras estao usando
    Pedro: São preços incompráveis.
    C: ate que valor o ser. deseja
    Pedro: Eu ganho 14.900, não tenho como pagar 7.000 reais por metro quadrado num financiamento infindável.
    C: tenha certeza que vai aumentar muito mais
    Pedro: Mas eu vejo centenas de apartamentos, nesses lançamentos, todos vazios.
    Pedro: Tenho amigos que moram em lançaamentos absolutamente desabitados. E todos com diversas placas de vende-se.
    Pedro: Valorizaçao de 150% em trêss anos. Você acha que *ainda* tem espaço para aumentar?
    Pedro: Quem vai comprar esses imóveis?
    C: comn cerrteza
    C: os preçs da Tijuca vão igualar a Zona Sul
    C: lançamos enfrente ao Focus e foi 100% vendido
    Pedro: Se você tem tanta certeza, se eu comprasse um imóvel com você, você colocaria, como cláusula do contrato, uma garantia de valorizaçao, em que você devolveria o valor da sua comissão?
    C: as boas construtoras vendem rápido
    Pedro: Caso nao houvesse valorização real em, digamos, três anos?
    C: nao sou eu que faço contrato
    Pedro: Quanto dessas vendas não são feitas apenas para especuladores, que, depois, ficam com um mico na mão, tentando desesperadamente repassar?
    Pedro: Voce nao redige o contrato, mas voce intermedeia a compra. E eu estou sugerindo, já que você tem certeza da valorização, uma cláusula acessória.
    C: lançamos o Hydra a R$ 4.000,00 ve se o sr. consegue comprar
    C: a construtora nao vai com certeza fazer isso
    Pedro: Onde fica o Hydra?
    Pedro: Se ela nao vai fazer isso, onde está a certeza de valorizacao?
    C: basta o sr. acompanhar a valorizacao do mercado
    Pedro: O mercado, pelo que tenho visto, está travado. Ninguém compra, só “investidores” furados tentando repassar imóveis com péssima qualidade e valores incompráveis.
    C: tenho outro
    Pedro: Onde fica o Hydra?
    C: enfrente
    Pedro: Puxa, eu vi. Nao é Tijuca, é Maracana.
    Pedro: Se o preço do Hydra é de 4.000, como um apartamento em frente pode ser lançado a 7.500?
    C: gostaria que o sr. acompanhar o lançamento
    Pedro: Como é que a Tijuca, um vale cercado de dezesseis favelas, poderá atingir preços da Zona Sul?
    C: para o sr. ve a valorizacao
    Pedro: Mas não é valorização se ninguém compra.
    ***

    Depois disso ela pediu meu celular, eu não dei, e nosso papo terminou.

    0
  • GPTFN 18 de fevereiro de 2012 at 14:00

    Exponho aqui uma informação que me deixou impressionado.

    Em 2005, durante a realização de inventário para divisão dos bens de meu falecido avô, a sua casa na Pavuna – RJ, foi avaliada em 35.000. 3 quartos, com 3 vagas, quintal, num condominio fechado. mais de 120m2 construidos.

    Esse bairro de classe média-baixa, é o penúltimo da cidade do RJ antes da baixada, depois dele só anchieta. Tem metrô, no entanto concentra a demanda de toda a baixada, logo está sempre lotado. A infra estrutura é ridicula, e a rodoviária abandonada a décadas foi demolida
    recentemente:
    ht tp://vide os.r7.com/rodoviaria-da-pavuna-rj-exibe-vergalhoes-e-rachaduras/idmedia/4ea5a148e4b04498d46b16c1.html
    ht tp://o globo.globo.com/blogs/cat/posts/2012/02/05/implosao-do-terminal-rodoviario-da-pavuna-430121.asp

    Eis que hoje vejo essa pérola :
    ht tp://ww w.patrimovelprontos.com.br/Casa-4-Quartos_Pavuna_Rio-De-Janeiro/12857.aspx

    Essa do anúncio fica bem ao lado de uma UPA, recém inaugurada. Ou seja, ambulancias, viaturas da polícia, entre outros, serão vizinhos constantes.
    Além disso a casa “duplex” tem tem 4 quartos e 3 banheiros em apenas 85m2.

    E o valor? apenas 340.000.

    Não existe critério nenhum. Da forma como está, não é possível nem estimar mais qual a porcentagem de queda necessária para chegar ao valor justo.

    0
    • aiwww 19 de fevereiro de 2012 at 14:18

      Moro em Anchieta. Acredita que uma casa de 4 quartos na Avenida Nossa Senhora de Nazaré próxima à estação de Anchieta (quase ao lado da SBA – Sociedade Beneficente de Anchieta) foi anunciada a R$1.600.000,00.

      0
  • Sir Income 18 de fevereiro de 2012 at 14:18

    Relatório do FI HTMX11B:

    “O Fundo Imobiliário Hotel Maxinvest foi criado, em 2007, com intuito de aproveitar a recuperação do mercado hoteleiro da cidade de São Paulo, que se
    previa ocorrer nos anos subsequentes. Efetivamente, o aumento na distribuição da renda dos hotéis e a valorização das unidades hoteleiras garantiram
    ao investidor do Maxinvest uma das melhores rentabilidades do mercado durante os quatro anos da sua existência. Seguindo a estratégia original, o
    Fundo Maxinvest inicia agora um longo ciclo de desinvestimento com o objetivo de realizar o lucro com venda dos flats, obtido em razão da valorização
    destas unidades hoteleiras. Essa estratégia será desenvolvida de maneira lenta e gradual, procurando maximizar o ganho final dos cotistas.
    O rendimento neste mês é composto pelo resultado operacional das unidades hoteleiras no mês de dezembro, mais o lucro pela venda de cinco
    unidades ao longo do mês de janeiro.”

    www .bmfbovespa.com.br/renda-variavel/download/cMaxinvest_150212.pdf

    Vale a pena comprar flat? Vale a pena comprar escritório? Vale a pena comprar imóvel para investir?

    0
    • Anonymous 18 de fevereiro de 2012 at 16:23

      … Fundo Maxinvest inicia agora um longo ciclo de desinvestimento com o objetivo de realizar o lucro com venda dos flats, obtido em razão da valorização …

      CONCLUSÃO: Estamos pulando fora, antes que a bolha estoure, na esperança de pegar os últimos tolos.

      0
  • Sir Income 18 de fevereiro de 2012 at 14:22

    Mais do HTMX11B
    “Patrimônio do Fundo
    Durante o mês de janeiro, foram vendidos cinco apartamentos por
    valores, em média, duas vezes e meia superiores aos preços de aquisição
    atualizados pelo IPCA, gerando a receita com venda de R$ 1.304.187,69,
    que após a dedução da taxa de performance, o resultou em lucro líquido
    de R$ 1.070.303,81, ou aproximadamente R$ 1,50 por cota. Desde que
    a reciclagem da carteira começou, em abril de 2009, foram vendidos 109
    apartamentos e outros 98 apartamentos foram adquiridos. Ao final do
    mês de janeiro, a carteira do Fundo era composta por 574 apartamentos.”

    Conclusão:
    Estamos desovando para o investidor sardinha.

    0
    • Cirilo 18 de fevereiro de 2012 at 14:54

      “e outros 98 apartamentos foram adquiridos”

      0
  • alexNY68 18 de fevereiro de 2012 at 15:19

    Estou em balneario camburiu e interessante notar que dois terronos de contrutoras com predios pela metade na rua onde estou tem placas “Estacionamento com lavagem incluido 10 reais”

    uma delas eh a contrutora silva & paker , muito suspeita esta , bandeira vermelha , parece coisa de parente de petista

    0
    • Cai Cai Balão 18 de fevereiro de 2012 at 15:28

      Eu não deixaria meu carro lá. Há quanto tempo esse prédio está exposto às intempéries?

      0
      • alexNY68 18 de fevereiro de 2012 at 15:43

        Os predios nao estao parados , ateh onten tinha gente trabalhando neles

        muito suspeito

        0
    • Ze_das_Couves 18 de fevereiro de 2012 at 16:47

      Balneario Camboriu eh uma bola a parte. Qualquer predio ai sai muito caro e praticamente nao existem mais terremos disponiveis que ja nao estejam negociados para construcao. Em epoca de temporada e feriado a cidade vira um inferno.

      Eu ja andei varias vezes olhando para comprar algo ai e olha com os precos para mais de 1 milhao em um apartamento com um pouquinho de vista para o mar eh impraticavel.

      Arranjar estacionamento para parar o carro em BC tambem eh um inferno em temporada ou feriados.

      0
  • BOLHISTA33 18 de fevereiro de 2012 at 16:11

    Li os anuncios do GLOBO. Tudo tá aumentando… Eu me Ferrei por culpa de vcs!!!! Nunca deveria ter entrado nesse BLOG!!!!

    0
    • Carlos Wagner 18 de fevereiro de 2012 at 18:55

      Dica:

      Enfia o dedo no rabo e rasga em cruz…

      Costuma resolver problemas assim!

      0
      • Cleyton 18 de fevereiro de 2012 at 20:51

        Hahaha, não respondi o elemento (que muito pretensiosamente define-se bolhista) porque achei que não valeria o esforço de descer as teclas, mas a solução do Carlos Wagner está perfeita!

        Em cruz eu nunca tinha ouvido, mas se tiver difícil (pro caso de não souber como se rasga em cruz) é só puxar até chegar na boca que deve dar o mesmo efeito!

        0
        • Indecoroso 19 de fevereiro de 2012 at 12:09

          Pensei numa mexerica…

          0
    • Vinicius 18 de fevereiro de 2012 at 19:14

      Daqui a alguns meses quando os preços despencarem vc volta aqui para agradecer OK ?!?

      0
    • Lucas Mendes 18 de fevereiro de 2012 at 20:23

      Há uma frase do ministro da propaganda nazista que dizia: Uma mentira dita mil vezes torna-se-á uma verdade. O que o globo diz, assegura, fala é uma coisa; a outra é a verdade dos fatos. Meu caro podem aumentar, estipular o que quiserem mas fz negócio é outra história. Digo isso por que tenho comércio, vejo o preço dos imóveis comerciais na renovação aumentarem assustadoramente e sabe o que esta acontecendo: um monte de loja passando ponto ou fechando. Se o comércio que é a ponta final da cadeia produtiva pára, onde a industria vai vender seus produtos? O que adianta pedir alto, ficar com loja, apartamento fechado pois não gera renda? Vc acha que o setor de serviços vai empregar e crescer com a renda em queda? Ora é nítido e claro que há uma ação tentando puxar os preços pra cima pra ve se cola, agora e negócios realizados, quantos e digo quantos?
      Eu moro e trabalho em copa e digo: É razoável uma espelunca, muquifo, pardieiro de conjugado (onde residem putas, travestis, gigolos e outros figuras do mesmo naipe) custar R$ 200.000? Se vc acha barato, razoável, vai lá e compra pois o meu dinheiro não é OTÁRIO!!!!
      A RUÍNA DE MUITOS FARÁ A ALEGRIA DE POUCOS ( muitos aqui deste blog darão boas gargalhadas).
      Resumindo e parafraseando Nelson Rodrigues: OS CRETINOS FUNDAMENTAIS NÃO CONSEGUEM ENXERGAR O ÓBVIO ULULANTE!!!!!!

      Abraços do Lucas Mendes

      0
      • Cleyton 18 de fevereiro de 2012 at 20:58

        Antes que os militantes de plantão se manifestem, o ululo, em latim, ululatus ou ululado, particípio passado de ululare, é o prolongamento do uivo emitido pelos cães, é aquele ganido prolongado feito para ameaçar ou chamar a atenção, não tem nada a ver com frutos do mar, apesar deste último adequar-se perfeitamente no contexto.

        0
    • Leo 18 de fevereiro de 2012 at 23:20

      Entendi isso como: Sou um Corretor, tbm me apresento como consultor de investimento, e agora vou soltar esse papinho no blog dos caras p/ ver se cola.. Se colar, de repente consigo vender mais alguma coisa e pagar as minhas dividas…

      0
    • Raposão 19 de fevereiro de 2012 at 15:10

      TROLL ON!

      Aproveita o ensejo e manda lembranças pro André (aquele que pretensamente ganha R$10mil apertando parafuso na Petrobras). Antes de se rasgar, pede pra ele ou pra empregada dele (que vai a Europa todos os anos comprar muamba e chocolate feito com cacau bananense) apertarem os seus.

      Raposão, observando a sardinha correr pro anzol!

      0
  • xyz 18 de fevereiro de 2012 at 18:34

    Você tem toda razão, continuam aumentando forte e continuam vendendo. As vendas despencaram, mas não travaram.

    Você tem razão novamente, nunca deveria ter entrado aqui.

    Bolha não estoura porque tem muita oferta e pouca demanda.
    Bolha estoura quando houver pânico dos investidores.
    E digo ainda, a bolha tem pai e mão, que vão fazer tudo, absolutamente tudo para que não estoure.

    0
    • Etmso 26 de fevereiro de 2012 at 17:51

      Exato. Que esfriou e evidente, mas para sr caracterizar a bolha, devemos ter:

      Desemprego a taxas altas;

      Quebra do sistema financeiro;

      Aumento exorbitante dos juros ou fim do financiamento imobiliario;

      Enquanto nao houver estas componentes, uma queda superior a 30% em todo o pais, sera muito dificil ao meu ver. Msm na Espanha que deu M. generalizada os precos bem caindo 10% aa … Quem for esperar, se prepare para esperar ate 2016…se cair.

      0
  • Carlos Wagner 18 de fevereiro de 2012 at 18:59

    O povo ainda esta queimando seus ultimos cartuchos.

    Minha irmã trabalha com feirões de carros e ela acabou de me dizer que no ultimo final de semana, no feirão da Renault, no pátio do Center Norte em SP, capital, foram vendido 400 carros só no sabado e domingo, e 700 unidades se juntar toda a rede da concessionaria.

    Porém, interessante frisar que as vendas estão aquecidas apenas para a Renault. As demais marcas estão sofrendo com baixas vendas.

    0
    • Ze Bom Dirolo 18 de fevereiro de 2012 at 21:00

      Nossa, vou comprar um renault amanhã!!

      0
      • GPTFN 18 de fevereiro de 2012 at 21:03

        Meu vizinho disse que eles estão dando descontos em OFF.
        Se vc chorar lá leva de 10 a 15%.

        0
  • Philis 18 de fevereiro de 2012 at 22:32

    é muita cara de pau!!!

    http:// http://www.zap.com.br/imoveis/oferta/Casa-Padrao-5-quartos-venda-RIO-DE-JANEIRO-SANTO-CRISTO-RUA-NABUCO-DE-FREITAS/ID-1744240

    Para quem é do Rio de Janeiro, coloquem no google maps par ver onde fica essa maravilhosa casa de 500.000

    0
    • aiwww 19 de fevereiro de 2012 at 14:33

      Nem que me pagassem R$500.000,00 e me dessem essa M..RDA de presente eu moraria lá.

      0
    • Raposão 19 de fevereiro de 2012 at 15:19

      Credo!
      T’esconjuro!

      A noite então… Ui mamãe!

      Raposão, com medo da casa do exorcista bananense!

      0
  • MrJaime 19 de fevereiro de 2012 at 19:44

    O Jornal “O Popular” é o principal jornal impresso de Goiânia – GO. Na edição deste domingo (19/02/2012), a manchete de capa do jornal é:

    “Habitação: A dor de cabeça do imóvel na planta.
    1128 Queixas

    Atrasos: Clientes relatam prazos extrapolados em 19 meses

    Defeitos: Insegurança leva clientes a contratarem “inspetores”

    A compra do imóvel é o sonho da maioria das famílias. Mas vários contratos não têm sido cumpridos. Vícios antigos, como atraso na entrega das chaves e reclamação de defeitos do imóvel novo, voltam a assustar clientes. Em um ano, o número de ações cresceu 79%.”

    As matérias (sobre o assunto da capa) abrangem as páginas 4 e 5 do carderno principal. Caso algum leitor seja assinante, dá para acessar pelo site www . opopular.com.br. Caso não apareça nenhum assinante, posso transcrever as reportagens aqui.

    Entre as reportagens em questão, cito exemplos:

    – Os principais defeitos reclamados pelos mutuários – Meu comentário: O jornal dala de problemas de Rachaduras, Infiltrações, Vazamento acústico, Altura do pé direito, Aplpicação de material diverso do previsto do memorial descritivo, Falhas de impermeabilização, Nivelamento do piso, invasão do espaço aéreo e PASMEM, ATÉ MESMO METRAGEM INCORRETA

    – Problema afeta até o mercado de seguros

    0
  • Questionador 22 de fevereiro de 2012 at 14:26

    Olá, galera. Eu não duvido, mas tb não acredito na bolha imobiliária. Na verdade meu lema é duvidar. Para afirmar alguma coisa é preciso dados. Dados concretos. Os preços estão mais altos do que antes? Quanto mais alto estão? Comparado a que ano? Qual empresa realizou a pesquisa? A pedido de quem a pesquisa foi realizada? Os preços estão diminuído? Quanto? Comparado a que ano? Qual empresa realizou essa pesquisa? Os preços estão se estabilizando. Qual era o valor do imóvel antes, quanto estava sendo cobrado por ele e quanto está sendo cobrado agora? Quem garante que ele não vai aumentar mais ou diminuir mais? O número de investidores é maior do que o consumidor final? Quanto maior? Quem fez este blog? Por que fez este blog? Qual sua intenção ao fazer este blog? Qual sua relação com o mercado imobiliário? Novamente coloco aqui que não sou contra ou a favor do tema bolha imobiliária apenas prezo pelas informações concretas de dados colocados aqui. Assim como duvido da imprensa ao colocar uma matéria superpositiva sobre o mercado (exemplo revista Exame) duvido tb de opiniões colocadas aqui tb. O que queremos aqui é sentir um pouco mais seguro com relação a isso tudo. Não é mesmo?

    0
    • Etmso 26 de fevereiro de 2012 at 17:58

      Parece eu falando…rs

      Eu tb nao duvido da bolha, mas eu acredito no que eu vejo e nao no que tenho Fe, no momento nao vejo mais dados para que ela nao exista do que exista.

      Ninguem tem interesse em expor o assunto por dados, pesquisas, etc… Mas acho muito valida a existência do blog como fonte de conhecimento sobre este assunto tao importante.

      0
  • André 27 de fevereiro de 2012 at 00:03

    Considero um erro você usar como referência o crescimento demográfico de hoje. Explico-me.

    Quem em tese deveria estar atrás de imóveis hoje são aqueles que nasceram durante a década de 80. São os brasileiros que hoje teriam entre 22 e 33, já estão trabalhando e pensam em se casar ou simplesmente sair debaixo da asinhas protetoras da mamãe.

    Durante a década de 80 houve um certo boom demográfico, enquanto hoje em dia a taxa de fertilidade é inferior a 2,1 filhos por mulher, quer dizer, já inferior à taxa de reposição populacional.

    Em alguma medida, penso eu, a explicação para este fenômeno de inflação dos imóveis deveria ser creditada a este boom demográfico dos anos 80. É preciso uma análise mais cuidadosa neste sentido.

    Entretanto é bem verdade que isto não explica tudo. O preço dos imóveis aumento demais. Eu nunca estudei este assunto, só fui fazê-lo após constatar que o preço dos imóveis aqui da minha cidade, Ribeirão Preto – SP, chegaram a subir uns 100% em dois ou três anos. É muito esquisito isto que está acontecendo.

    E antes que me esqueça, parabenizo o blog, pois até agora foi a melhor fonte de informação que encontrei a respeito deste assunto. Meus parabéns pelo trabalho!

    0