Tem ou não tem? – Revista Construção & Negócios

Você pode gostar...

Comments
  • Raul-Rock-Goias 7 de fevereiro de 2012 at 23:29

    Muito Bom. Parabéns pela entrevista Bolha.

    0
    • aiwww 8 de fevereiro de 2012 at 15:22

      Parabéns! Vamos continuar divulgamdo o Blog!

      0
      • aiwww 8 de fevereiro de 2012 at 15:23

        * divulgando

        0
        • experient 14 de fevereiro de 2012 at 20:31

          então está explicado o porquê da criação do site

          o noivo ficou inconformado que estava para casar e os imóveis subiram tão rápido que perdeu o bonde da sonhada casa própria para o casal…

          0
          • Apocalíptico 14 de fevereiro de 2012 at 21:39

            Além dos erros de português que você também cometeu, sua conclusão é o erro mais comum de pessoas que estão “do outro lado”.

            A realidade é o inverso do que você equivocadamente levantou, ou seja, é justamente por não acreditar na sustentabilidade da valorização que muitos optam por deixar de comprar imóvel.

            Sei que a diferença pode parecer tênue para alguns.

            0
          • aiwww 15 de fevereiro de 2012 at 08:07

            … agora está explicado .. mais um corretor morto de fome que não se conforma em ter que estudar e mudar de ramo …

            0
    • Vailton 8 de fevereiro de 2012 at 22:54

      Parabéns pela iniciativa que teve bastante sucesso.

      0
  • DRH 7 de fevereiro de 2012 at 23:40

    Fortaleza

    A venda: Apartamento na Beira Mar, de R$480.000,00, por R$300.000,00.
    75m2, 13 andar, nunca foi usado.
    Visado por muitos investidores. Vai sair rápido.
    Vista perfeita para o mar.
    Querendo visitar e comprar, agende comigo.

    olha a bolha estourando aqui em Fortaleza

    0
    • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 00:03

      4000 Reais/m2 na Banânia ?

      Absurdamente caro comparado com a seguinte casa de 410 m2, de frente para o mar, num terreno de 10 mil m2, custa 3400 Reais/m2 (1 milhão e 400 mil Reais). Veja as fotos em:

      www . bracproperties . com/joomla/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=2&Itemid=3

      0
      • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 00:05

        Faltou mencionar CAYMAN ISLANDS !!!

        0
  • Noire 7 de fevereiro de 2012 at 23:41

    Parabéns Bolha, com o tempo esse site será super conhecido, como “o site que previu a bolha imobiliária no Brasil”.

    E parabéns a todos que contribuem com a qualidade e audiência do site.

    0
    • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 11:51

      Na verdade quem começou com tudo isto, foi o Fábio Portela, os méritos é todo dele.

      0
      • Vailton 9 de fevereiro de 2012 at 00:50

        E cara, pode ter a certeza de uma coisa:
        A alta quantidade de acessos e postagens mostra algo no mínimo interessante, há muita gente que acessa e não posta, muitos deles por pertenceram à outra vertente ou simplesmente por serem especuladores do mercado tentando entender a dinâmica da formação de opiniões.
        Outro detalhe importante. Já acessei alguns fóruns/blogs como: Yahoo, Infomoney, Folha, Estadão e neles você pude encontrar todo tipo de aberração (até separei algumas: jente, jurus abduzidos, paceata, presidente anaufabeto, hibópe, parssela, ezenplo., etc…) fora o teor de criatividade… Isso mostra o nível dos indivíduos – não é o nível procurado por ninguém.
        Já blog da bolha tem uma particularidade, o nível e o conteúdo, da maioria dos posts feitos aqui, independente das idéias que defendam, revela que o blog/fórum é frequentado por pessoas com elevado nível sócio-cultural, O QUE COINCIDE COM O PÚBLICO ALVO ALMEJADO E SONHADO PELAS CONSTRUTORAS E IMOBILIÁRIAS. E é justo essa conscientização dessa fatia da sociedade que apavora os manipuladores e aproveitadores.

        0
  • Mr. NK (2.0) 7 de fevereiro de 2012 at 23:46

    Muito bom esse artigo. Parabéns para o criador desse site. É uma luz no fim do túnel. Tem me ajudado a entender uma situação difícil, que a mídia explora de maneira leviana e mentirosa.

    A questão da bolha no mercado imobiliário está ficando cada vez mais interessante e consistente. Um país de terceiro mundo, com extrema desigualdade social e pobreza, péssima prestação de serviços publicos, com defasagem extrema nas áreas de saúde, educação e segurança, não pode sustentar uma situação na qual o preço de imóveis mediocres está mais alto que excelentes imóveis em países do primeiro mundo. Isso só pode ser uma piada ou brincadeira de extremo mal gosto.

    A situação chegou a um patamar surreal e trágico. Mas, as grandes massas ainda estão ludibriadas, eufóricas com as ilusões que reinam nesse país que não é sério.

    0
  • Sem Nome 8 de fevereiro de 2012 at 00:10

    Este blog ainda vai sair na Veja e na Exame, é questão de tempo.

    MEUS PARABÉNS ao criador e idealizador do bolhaimobiliaria.com.

    0
  • Andre 8 de fevereiro de 2012 at 00:14

    Cuidado…logo vao querer rapar esse blog do ar! rsrsrs

    0
    • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 11:49

      Estamos preparados contra ataques…hehe

      0
  • Annibal 8 de fevereiro de 2012 at 00:41

    Parabéns bolha… acho q ainda vmos ouvir falar bastante desse blog na mídia… é só o começo…

    0
  • Manuelao 8 de fevereiro de 2012 at 00:59

    Show

    0
  • Carlos Wagner 8 de fevereiro de 2012 at 01:04

    Haha…Começou, agora quero ver segurar a ascensão do blog! Frear a bolha se tornou impossivel, ultrapassamos o ponto de ruptura há tempos, o governo não pode parar de pedalar senão a coisa fede!

    Parabens bolha, voce merece, mesmo que nao imaginando o sucesso que o blog alcançaria, mas pela iniciativa!

    Tenho orgulho de participar do blog e aprender com todos os colegas!

    Abraço

    0
  • Voluntário 8 de fevereiro de 2012 at 01:06

    Parabéns pela exposição… é o começo do reconhecimento pelo pioneirismo e visão do futuro.

    Enquanto muitos, como nós, buscam lugares decentes para morar existem outros que nem tem onde morar e o que comer.

    Conheçam o trabalho de um grupo de amigos voluntários que se unem para levar um prato de comida para os necessitados:

    http://www.gav-grupodeamigosvoluntarios.blogspot.com/

    Obrigado

    0
    • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 11:49

      Legal cara, vamos divulgar esta ideia. Querendo ou não, aqui todos se ajudam.

      0
  • Ze Bom Dirolo 8 de fevereiro de 2012 at 01:15

    Vai ocupar o lugar do BBB….´
    Aí Boninho, chama o rapaz para trabalhar com o senhor…

    0
  • Cai Cai Balão 8 de fevereiro de 2012 at 01:32

    Parabéns, Bolha!

    0
  • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 02:36

    Banânia, no seu melhor estilo. Agora tem também bolha aeroportuária, numa concorrência vencida por empresas amadoras.

    Iata critica privatização de aeroportos brasileiros
    economia . estadao . com . br/noticias/economia,-iata-critica-privatizacao-de-aeroportos-brasileiros,102157,0 . htm

    Numa avaliação interna feita pela Iata e obtida pelo Estado, o processo da venda dos aeroportos provocou “forte preocupação” no setor privado. A entidade constatou que o valor das vendas foi muito acima do antecipado, chegando a R$ 24,5 bilhões, contra uma base de R$ 4,45 bilhões. Além disso, os contratos de concessão estipulam investimentos de R$ 16,2 bilhões nos três aeroportos.

    Segundo a Iata, o problema dos aeroportos do Brasil não é o fato de que as taxas aeroportuárias são baixas. “O problema é a baixa eficiência”, disse Flint. Um levantamento feito pela indústria revela que, na realidade, Guarulhos está entre os aeroportos mais caros do mundo. Para o pouso e decolagem de um avião A330, Guarulhos cobra taxas que seriam 93% superiores às do Aeroporto de Miami. O aeroporto também é 27,5% mais caro que o movimentado Charles de Gaulle, em Paris. Em comparação com o Aeroporto de Cingapura, Guarulhos é 2,5 vezes mais caro.

    0
    • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 02:41

      Qualquer semelhança com GAFISA, CYRELA, etc não é mera coincidência.

      A agência de classificação de risco Fitch colocou nesta terça-feira os ratings da Triunfo Participações e da Invepar, ambas integrantes de consórcios vencedores no leilão de aeroportos desta segunda-feira, em observação negativa. A decisão significa que as notas para o endividamento das companhias podem ser rebaixadas posteriormente pela empresa.

      0
      • eam 8 de fevereiro de 2012 at 11:42

        Mas anonymous, eles vão se “endividar” com o nosso dinheiro, via BNDES, e provavelmente com uma taxa de juros subsidiada.

        Assim como outras grandes empresas, tais como as “X”, do mais novo “gênio capitalista” brasileiro Eike Batista, MAFRIG, Petrobrás, as empresas concessionárias vencedoras vão acenar com o nosso chapéu, meu amigo.

        E adivinha o q acontecerão com as tarifas aeroportuárias???? Ganha um aumento na taxa de embarque se vc acertar.

        0
    • DanielCM 10 de fevereiro de 2012 at 01:43

      Pois é Anonymous, mas todas essas empresas que têm muita experiência com aeroportos … do Equador, do Gabão, da Costa do Marfim, do Chipre, da Armênia… Enfim, prefiro esperar para NÃO ver.

      0
  • MrK 8 de fevereiro de 2012 at 05:05

    Bolha parabens pela reportagem e pelo blog, com certeza essa publicacao vai demonstrando a importancia do blog e o tamanho do assunto “bolha imobiliaria”! especulador que se cuide!

    0
  • MrK 8 de fevereiro de 2012 at 05:27

    Andei pensando numa coisa e queria compartilhar… em relacao a bolha e o mercado de alugueis! Aguardo comentarios!

    Vamos comparar 2 proprietarios com aps iguais, um a venda e outro pra alugar (aps. quitados, pra sermos bonzinhos)

    Valores realistas do RJ:
    Preco do Ap R$500.000
    Aluguel pedido R$1.500, condominio+iptu = R$700

    Ou seja, custo de manter o ap vazio por mes = R$2.200

    Vou fazer conta como as pessoas fazem, sem pensar muito no valor do dinheiro no tempo, ok?

    Se o que esta vendendo recebe uma proposta 10% abaixo (R$450.000), ele pode pensar: Se deixo o ap vazio, pago R$2.200 por mes, o “break-even” dessa proposta de desconto de R$50.000 sao 23 meses = 50.000/2.200 (quase 2 anos!), ou seja, se eu negar terei ainda 2 anos inteiros pra achar algum comprador ao preco que quero, como li que imovel esta bombando, tranquilamente eu nego!!

    Se o que esta alugando recebe uma proposta de 10% abaixo (R$1.350) ele pensa: Cada mes que fico sem alugar eu perco R$2.200, se eu negar esses R$150 de desconto, mesmo que consiga alugar no mes que vem pelo preco que quero vou levar 14 meses (2.200/150) para empatar, so terei lucro a partir do decimo-quinto mes, isso se eu alugar mes que vem sem desconto, cada mes sem alugar adiciona mais 15 meses no “breakeven”!!!

    Conseguem perceber como sao situacoes totalmente opostas? Enquanto o primeiro tem tranquilidade e tempo pra negar um desconto de 10%, o segundo nao tem, quem tem imovel pra alugar e’ melhor baixar o preco 10%, 15% que seja e alugar rapido do que deixar fechado, pois como demonstrei, a cada mes sem alugar pq nao quis dar miseros 10% de desconto, ele vai ter 15 meses de espera pra igualar o ganho, isso supondo que ele vai alugar pelo que quer em 1 mes…

    por isso concluo que ao bater no topo, o mercado de alugueis desce bem mais rapido que o de compra/venda, resta apenas saber se na sua regiao ja bateu no topo

    0
    • Etmso 8 de fevereiro de 2012 at 07:46

      Primeiramente, parabéns ao blog e ao seu criador.

      Este raciocínio e muito certo, abaixar o aluguel e melhor dq ficar fechado (cinequanon), e igual quando uma categoria ganha com greve 4% de reajuste, mas perde os dias de trabalho da paralisação, o pay back demora meses.

      Mas a questão psicológica de vender abaixo pesa muito, a pessoa ate sabe que abaixando o preco ele vende rapido e lucrou um bom %. Mas ouvir a frase ” vendeu barato ” pode doer na alma de algumas pessoas. IMOVEL e uma coisa muito inlogica, questões de apego, emoção ainda pensam muito. Esta idéia de IMOVEL como papel e muito recente e o percentual ainda e baixo. A grande maioria dos imoveis estão na mão de pessoas que nao tem a visão deste blog.

      0
    • chapolin 8 de fevereiro de 2012 at 10:17

      Queria que alguém tivesse explicado isso para o cara de quem eu alugava apartamento. Daqui uma semana faz 2 meses que entreguei o apartamento. Até um dia desses ela ainda não havia alugado. Sem considerar o gasto com IPTU, mesmo que ele alugue até a próxima semana pelo preço que me pediu (e não aceitei), nem em um ano ele tira o que ganharia se eu tivesse ficado pagando o preço que eu disse que poderia pagar. E ele é um destes ex-jogadores falidos, e esta renda do aluguel é importante para o orçamento dele. Ou seja, quis ganhar muito, agora vai ganhar menos do que ganharia se tivesse aceitado minha proposta.

      E eu mudei para um apartamento pior, mas num preço compatível com minha realidade, que fica apenas 3 ou 4 quadras de onde eu morava.

      0
      • MrK 8 de fevereiro de 2012 at 10:25

        chapolin, o ap que eu devolvi e’ a mesma coisa, no caso nao devolvi por valores, mas sim porque fui morar fora, mas o dono resolveu recolocar pra alugar por um valor absurdamente acima do que eu pagava e esta vazio ha meses, MESMO que ele consiga alugar amanha pelo valor que ele quer (muito improvavel) ele ficara 15 meses no prejuizo ate empatar…

        infelizmente muita gente, ate mesmo da classe alta, nao e’ bom de matematica e financas… prefere manter o ego inflado “meu ap vale tanto” mesmo que isso esteja dando PREJUIZO pra ele

        0
      • Shakespeare 8 de fevereiro de 2012 at 14:47

        Manda uma cartinha para ele mostrando a conta e o quanto ele foi burro

        0
    • Sir Income 8 de fevereiro de 2012 at 10:46

      Mrk,

      Tem muitos proprietários que imaginam que só perdem IPTU + condomínio. Então ficam esperando por conta disso.

      Acham que estão perdendo 700 ao invés de 2200. Ai fazem 700/150 que dá quase 5 meses. 5 meses fechado e depois só alegria. Só esquecem do custo de oportunidade de deixar o imóvel parado.

      0
    • Andréa 8 de fevereiro de 2012 at 13:39

      MrK,
      Eu já tinha começado a pensar sobre a perda da oportunidade de venda e em quanto tempo deixaria de ser vantagem para o vendedor manter o preço nas alturas.
      Como já comentei aqui há um tempo, o proprietário do apê onde hj moro de aluguel quer 1,5 mi pelo imóvel. Segundo a corretora, a avaliação dela (feita em novembro de 2011) foi MENOR, mas ele faz questão de pedir 1,5KK. Como se não bastassem todos os custos normais de uma operação de compra e venda imobiliária, o imóvel ainda fica em área de marinha (Lagoa), então o comprador deverá pagar mais 5% para a União. Coisa de pelo menos 1,7KK no total, sem contar com reformas no imóvel, que não são tão urgentes, mas uma hora vêm (o prédio tem uns 30 anos).
      O vendedor pode morrer abraçado ao apartamento, mas não quer baixar o preço. Ainda que eu deixe o apartamento em breve e ele deixe de receber o aluguel, o prejuízo por mês (aluguel, IPTU, condomínio e taxa de ocupação para a União) parece muito pouco perto do que ele deixaria de ganhar reduzindo o preço (e, pra vender, acho que teria que reduzir muito, pra pelo menos 1 milhão – o que ainda é caríssimo, mas pelo menos ficaria condizente com o que pede a vizinhança).
      A corretora repete o que já ouvimos de tantos outros: o mercado está DESAQUECIDO. Mas a ganância do vendedor é o que está ditando o preço.

      0
      • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 14:00

        Andréa,

        Com esse dinheiro voce APOSENTA nos EUA, no sentido de além de comprar casa, carro ainda terá rendimento suficiente para viver aqui com uma qualidade de vida muitas vezes superior à da Banânia. Não é à toa que, nos filmes, os bandidos querem sempre 1 milhão de dólares – é muito dinheiro em qualquer lugar do mundo, exceto na Banânia que pelas últimas discussões é um país de milionários.

        0
      • Shakespeare 8 de fevereiro de 2012 at 15:12

        Lembro-me de uma mulher que morava na cidade onde meus pais moram que “decidiu” que queria meio milhão de dólares na propriedade que ela tinha.

        Isso foi em meados dos anos 90 e na cidade inteira talvez existissem umas 2 ou 3 casas que poderiam chegar perto desse valor.

        Mas ela pôs isso na cabeça e ninguém conseguia tirar. Era meio milhão, sem direito a contra-proposta, por uma casa velha, de mais de 50 anos, sem garagem, com muitas reformas a fazer (hidráulica, elétrica, telhado, assoalho de madeira, etc, etc, etc…). A única vantagem era a localização (uma esquina bem localizada) e a área (uns 450 m2, o que é bastante para a cidade).

        Ficou anos tentando vender nesse preço e não conseguiu! Uns 2 ou 3 anos depois eu comprei a outra esquina, com uma área menor (um terço) e um estado bem pior (tive que demolir tudo e construir de novo) por US$ 15.000 e ela ainda não se rendia.

        Morreu o marido, os filhos mudaram, as coisas ficaram mais difíceis e o imóvel lá, ainda valendo meio milhão. Como já era quitado e ela vivia nele, onde explorava um bar, começou a se desfazer dele em partes. Desmembrou o imóvel e foi vendendo, diminuindo uma das únicas vantagens que tinha: o tamanho.

        Hoje ela ainda mora em parte dele que ficou com ela (talvez uns 70 m2) e somando o que recebeu em todo o resto não deu nem US$150.000.

        Mas eu até entendo o sonho dela de vender o bem da família e poder dar uma casa para cada um dos filhos dela e ainda sobrar algum dinheiro para a aposentadoria dela, só que uma coisa são os sonhos que colocam na cabeça das pessoas outra é a cruel realidade do mercado.

        Realmente não sei quem colocou aquilo na cabeça dela, nunca perguntei, mas ela ficou por anos a fio embalada por aquele sonho. Só quando a dura realidade bateu na porta é que ela começou a cair na real.

        Infelizmente essa história verídica corrobora a tese de alguns aqui que a bolha pode demorar a desinflar por conta de pessoas que tem essa mentalidade, mas para isso seria preciso estimar o quanto eles representam do mercado total. No caso que vimos acontecer no Brazil dos últimos anos, ao que parece, são investidores que não tem o mesmo apreço por seus imóveis, valores sentimentais que inflam os preços e os mantêm altos. Mas isso somente os próximos meses irão nos dizer.

        0
        • DanielCM 9 de fevereiro de 2012 at 01:46

          Shakespeare, acho que o problema da bolha não está exatamente em que DESEJA vender (o cara pode continuar morando no bem e estamos conversados), e sim para quem PRECISA vender, seja pq está com dívidas ou pq não conseguiu financiamento, ou pq não consegue tocar o ‘investimento’ a frente.

          0
    • Pedro 8 de fevereiro de 2012 at 14:33

      MrK, me desculpe minha humilde opinião mas o cara que não vende perde além do custo de manutenção o retorno que o dinheiro daquela venda daria em uma aplicação em um CDB p.ex. 950k rendem R$6500,00 por mês, que somados ao custo do condominio e IPTU dão R$7200,00. Ou seja, a conta, penso eu, são 50k/7.2k= 7 meses.

      0
  • Ratinho 8 de fevereiro de 2012 at 07:34

    Boa, bolha. Parabéns!

    0
  • Menino_do_Rio 8 de fevereiro de 2012 at 07:51

    Para quem acredita na maxidesvalorização, aproveitem esta liquidação:

    http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/cambio/noticias/tov-repete-saldao-de-dolar-e-euro-e-inclui-libra
    “A corretora de câmbio da TOV faz, nesta quarta-feira, novo saldão de moedas estrangeiras, entre as 13h e as 16 horas. Dólares, euros e libras do segmento turismo serão vendidos abaixo do preço de mercado.”

    Só acho estranho que as tesourarias de vários bancos estarem se desfazendo de moedas estrangeiras, até com deságio…

    0
  • Jack Imoveis 8 de fevereiro de 2012 at 09:01

    Caro Bolha,

    Meus parabéns. Você virou fonte equivalente a professores universitários e lideres setoriais.

    Jack – Orgulhoso.

    0
    • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 11:47

      Eu não sou nada, eu apenas centralizo as ideias, e o pessoal que vem com a opinião. O blog não seria nada sem seus leitores…

      0
  • Evandro 8 de fevereiro de 2012 at 09:09

    De fato os valores para aluguel nos lugares que já chegaram ao topo estão caindo mas as ofertas(preços no zap) sempre se mantêm ou aumentam os valores.
    Alugo um imóvel por 1150(aluguei em agosto), o mesmo era ofertado por 1300 e estava fechado ofertado há pelo menos 3 meses(vi pela conta de luz que tem um mini-histórico).

    Acho que a bolha do aluguel estoura/murcha em até 6 meses(para cada região) enquanto a de venda consegue suportar bem mais, tomara que não muito mais do que já suportou.

    0
    • self 8 de fevereiro de 2012 at 09:20

      Espero MESMO que a bolha de aluguéis murche/estoure em 6 meses. Meu aluguel de 30 meses, atualmente em R$950, vence em agosto/setembro e atualmente os preços pedidos por imóveis semelhantes onde moro (Tijuca-RJ) gira na faixa de R$1300. Ainda tenho medo do que pode acontecer, da proprietária querer me extorquir, etc. Aí é complicado.

      0
  • RD85 8 de fevereiro de 2012 at 09:14

    Bolha, agora mais do que nunca, com esse novo tipo de exposição do Blog, acho que é hora de você seguir os conselhos que Jack e eu demos ontem e começar a moderar as postagens.
    Infelizmente, o bom senso não é o senso comum e o Blog perde credibilidade quando alguém novo entra, vê 500 comentários e 300 são de PT x PSDB; ataques pessoais; malucos contando suas aventuras empreendedoras no interior construindo casas do Minha Casa Minha Dívida, 200 shoppings e 38 arenas esportivas; calculistas que não sabem calcular; estimativas da área do Leblon e da Orla de Copacabana baseada no Google Maps e no olho; previsões de que a bolha estoura no dia X de Março de 2012; e outras coisas do tipo que tiram o caráter sério do Blog e dão um ar de bizarrice e molecagem…

    Enfim, com maior exposição vem maior responsabilidade de manter o nível do debate civilizado para o espaço não vire debate eleitoral em que se fala muito e não discute-se nada.

    Um abraço e sucesso na jornada

    0
    • xangai 8 de fevereiro de 2012 at 09:39

      Concordo plenamente….

      Mas , com a atual/futura exposicao do site , vai dar um trabalhao.

      Coragem Bolha .. isso vai render muito ( nao so $$ .. you know ) pra vc … vai ser a Bolha da “Bolha” !!

      0
    • Etmso 8 de fevereiro de 2012 at 09:47

      Estatística e uma ciência. Existe o SIG, sistema de informação geográfica, o plano diretor das cidades sao feitos através de mapas, mapas tem escalas. E repito no Leblon tem de 1500 a 2000 mil prédios, aprox. 100 quadras, por tanto 2000 imoveis no ZAP nao significam que o bairro esta todo a venda. So estou usando um exemplo, nenhum numero e absoluto, tem que olhar a relacao com o todo.

      0
    • Menino_do_Rio 8 de fevereiro de 2012 at 09:56

      Uma dica:
      não usem o google maps, o armazém de dados da prefeitura do Rio é muito melhor. As plantas digitais contém os números dos imóveis e estão discriminados. Já usei no passado para inferir o valor do aluguel em alguns bairros.
      http://portalgeo.rio.rj.gov.br/ipp_viewer/?config=cadlog.xml

      0
      • Etmso 8 de fevereiro de 2012 at 14:14

        Se tivéssemos o numero de imoveis registrados, pelo cartorio de imoveis de cada cidade/bairro mais o numero de imoveis a venda no ZAP, saberíamos dimensionar o tamanho do estoque.

        Para bairros classe media e alta, creio que boa parte dos anunciantes/imobiliárias estão atentos que o ZAP e a melhor opção de anuncio. Agora nos bairros de menor renda, creio que impere uma maior informalidade e uso da internet/ZAP.

        Desta forma, teríamos um panorama mais realístico, sobre o ESTOQUE cidade a cidade, bairro a bairro. Com certeza alguma destas majors (cyrela, tecnisa..) tem estudo neste sentido…Nao e possivel que algo tao bilhonario nao tenha players com estas informações.

        0
    • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 11:46

      Na semana passada eu não tinha muitas ferramentas para ficar lendo e moderando, só tinha meu celular, e não queria perder muito tempo. Quando tenho mais tempo para ler, começo a refinar o blog. Tem espaço para todo mundo, desde que entre no espirito do estudo da bolha.

      0
  • Bernardo 8 de fevereiro de 2012 at 09:21

    Muito legal. Eu vim parar aqui no blog porque tentei comprar ap e desisti. Aí resolvi pesquisar na net. Como sou do RJ, achei que ia ler coisas sobre valorização em cidades olímpicas. Mas aqui vi que a coisa era nacional.

    0
    • MrK 8 de fevereiro de 2012 at 09:35

      Bernardo, olimpiadas e’ papo de corretor, o valor de um imovel esta ligado ao valor que as pessoas podem pagar, que por sua vez esta ligada a renda (salarios, atividade economica e turismo)

      As olimpiadas em nada afetam salarios
      As olimpiadas afetam atividade economica por um periodo curto, de 2 ou 3 meses, ninguem abre empresa na cidade porque tem olimpiadas
      As olimpiadas afetam bastante o turismo por 1 mes, mas ninguem compra imovel pra ver jogos!

      As olimpiadas no Rio estao tirando do papel projetos com 20 anos de atraso, vai reduzir o atraso de 20 pra 10 anos, grandes porcarias!

      Alias, vai ter olimpiadas em uberaba?

      0
  • Menino_do_Rio 8 de fevereiro de 2012 at 09:23

    http://fernandonogueiracosta.wordpress.com/2012/02/04/licoes-da-historia-bancaria-recente/
    “Os bancos espanhóis têm em seus balanços o equivalente a centenas de bilhões de euros de terras e propriedades invendáveis e empréstimos irrecuperáveis concedidos a incorporadores falidos, quatro anos após um colapso nos setores habitacional e de construção civil.”

    Enquanto isso, no Brasil, o Itaú mostra o melhor balanço da história bancária.
    Aposto o início do 4o mandado do lula como ponto de inflexão.

    Aproveito para parabenizar o site pela crescente repercursão. Espero que continue como um local de aprendizado e debate de opiniões.

    0
  • xangai 8 de fevereiro de 2012 at 09:26

    ai Bolha !! relaxa … ainda vai ficar mais famoso … e vai poder, quem sabe , publicar um livro !

    imagina quantas perolas vc vai incluir … nomear uns caras falando : “bolha nao existe ” , ” aqui no Brasil eh diferente” , etc..etc..

    parabens … sao caras como vc … com iniciativas que precisamos !

    abracossss

    PS.. puts … se publicar um livro tera que revelar seu nome !!

    0
    • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 11:44

      Olha, eu tinha pensando na idéia do livro, caso um dia aconteça este estouro. Iria mostrar o passo a passo do blog, com depoimentos do pessoal, mostrando que “nós” estávamos com a razão. No site tem muiiito conteúdo para fazer um livro…

      0
  • Bernardo 8 de fevereiro de 2012 at 09:31

    N vejo nem muitas ofertas para alugar aqui na zona sul do rio no zap. Eu queria saber do assunto, pois estou no aluguel.

    0
    • Leo 8 de fevereiro de 2012 at 10:55

      Quem comprou ap pensando em investimento, colocou p/ alugar ate chegar o momento da venda. O momento chegou, entao estao tirando da locacao e colocando na ponta vendedora.. com isso diminui a oferta de locacao…

      É o que acredito que esteja acontecendo.

      0
      • Menino_do_Rio 8 de fevereiro de 2012 at 12:10

        E o dinheiro das vendas está indo direto para Bovespa. Este é o motivo da grande valorização da bolsa este ano.

        0
  • Johnny 8 de fevereiro de 2012 at 09:32

    Fala Bolha! Parabéns pela reportagem! Não sabia que você morava em Curitiba. Moro aqui também desde 2008/2009 e passo pela mesma situação!

    Talvez você conheça o METRO, aquele jornalzinho que entregam nos semáforos. Segue uma coluna de hoje:

    Mercado Imobiliário projeta crescimento (METRO Curitiba 08/02/12):
    O mercado imobiliário projeta dobrar o número de lançamentos de apartamentos e a valorização dos imóveis novos em 2012. Para o presidente da Ademi-PR (Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná), Gustavo Selig, serão 7,3 mil novos apartamentos este ano e a valorização deverá ser de 12 e 15%. Segundo ele, esta alta é um reflexo da grande quantidade de empreendimentos lançados em 2008. “Vale lembrar que próximo a 90% do montante total está vendido e que boa parte não estará disponível no mercado”, analisa.
    Os apartamentos econômicos, em condomínios clubes, com três dormitórios, devem ser os mais entregues até 2013, quando, segundo Selig, serão entregues outras 11 mil unidades.

    Viva este circo chamado BraZil!

    0
  • Ratinho 8 de fevereiro de 2012 at 09:38

    Pelo menos essa revista consultou um grupo mais eclético de pessoas, com interesses variados. Para as outras, fonte de informação é só creci, secovi e afins….

    0
  • Shakespeare 8 de fevereiro de 2012 at 09:39

    É o Bolha saindo das páginas da internet para o mundo!

    Parabéns. Se o Brazil tivesse mais pessoas como você e alguns dos frequentadores daqui nossos problemas seriam muito menores.

    0
  • Elias 8 de fevereiro de 2012 at 09:40

    Boa matéria, pelo menos estão dando espaço para vozes como o Samy Dana e o Prof. Rocha Lima, que fundamentam suas opiniões com pesquisas e análises sérias e sensatas.

    Parabéns Bolha, seu blog é mesmo um sucesso!

    Pode parecer estranho, mas apesar de “pró-bolha”, penso da mesma forma como o Crestana na reportagem, mas a conclusão é diferente: “…no Brasil só consegue acesso a financiamentos quem pode provar que é capaz de pagar. “Quem não consegue, não vai ter crédito, não tem perigo”.

    Só discordo do “não tem perigo”. Justamente quando os bancos negarem crédito a milhares de compradores, em massa, na entrega das chaves, é que a porca vai torcer o rabo.

    Daí então quero ver o fluxo de caixa das contrutoras e dos especuladores, que andaram comprando Sonata a prazo contando com o “lucro fácil e certo”.

    0
    • D9 8 de fevereiro de 2012 at 11:39

      Elias,
      Eu vejo a mesma situação que voce citou.
      Essa conversa de que aqui os bancos são ortodoxos não cola.

      A galera anda comprando/vendendo o ÁGIO.

      Um amigo meu está com uma situação dessas p/ resolver:
      500k de entrada e financiamento com a construtora = Pago
      500k de chaves = pendente
      500k de financiamento = pendente

      Só tem duas saídas, ou vende o ágio, ou perde os 500k … como fazer?
      Para vender, tem que achar alguem com 500k das chaves e que consiga
      financiar outros 500k (sem mencionar o valor do ágio já pago).

      Alguem se habilita? É um bom apto no Noroeste (Brasília).

      0
      • Jomar 9 de fevereiro de 2012 at 21:21

        Essa eu quero ver. Estava em BSB na época do lançamento do Noroeste e vi a histeria que foi aquilo. O resultado do processo de comercialização desse bairro vai ter um impacto decisivo no mercado brasileiro, porque se em Brasília a bolha estourar, o resto vem na esteira.

        0
  • danilo 8 de fevereiro de 2012 at 09:42

    Parabéns Bolha!

    Talvez já tenha sido comentado anteriormente, mas gostaria de confirmar com os colegas o que acontece com o devedor caso ele finacie um apartamento de 500K. Ele deixa de pagar, o imóvel vai a leilao e é arrematado por 350K, por exemplo. A dívida some com a perda do imóvel ou indivíduo continua devendo ao banco o residual e 150K?

    Se houver alguma referência legal, agradeceria muito.
    Obrigado

    0
    • Ademir 8 de fevereiro de 2012 at 09:51

      Continua devendo a diferença, ou recebe a diferença caso o imóvel seja vendido por um valor acima do valor da dívida.

      0
    • DRN 8 de fevereiro de 2012 at 14:13

      Danilo, tem de ler o contrato para saber, em primeiro lugar, com quem o cidadão parcelou a dívida, se diretamente com a incorporadora, ou se com um banco. Daí é preciso verificar se foi feita alienação fiduciária em garantia ou hipoteca em favor do banco. Nos contratos com a construtora, consta cláusula de devolução de percentual do valor pago (de 30 a 40% do preço, veja bem, preço, e não comissão de corretagem). Em juízo, a pessoa consegue a devolução de 75 a 90% do preço, mas corre o risco de a incorporadora quebrar antes de conseguir o pagamento.

      0
    • Ploc 8 de fevereiro de 2012 at 15:06

      Nos EUA, a dívida fica com quem pediu o dinheiro. E é por isso que muitos estrangeiros vendo que ficariam com uma dívida impagavél simplesmente pegavam o carro caro (ainda financiado) estacionava no aeroporto e entrava no avião de volta para o sua pátria. Deixando tudo lá. Tenho alguns conhecidos que fizeram isso.
      Estes foram os que entraram por último no jogo da pirâmide imobiliaria e do crédito.
      Ainda bem que não tem estrangeiro comprando imóvel e bens no Brasil com financiamento né? Imagina se eles fujirem na hora que o bicho pegar? Pode contribuir em muita na quebradeira de alguns bancos.

      0
  • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 10:03

    Bolha,

    Parabéns pela iniciativa e segue sugestão para o título de futuro livro. Dedique um capítulo aos “experts” negando a bolha, esse vai ser o mais interessante.

    A Bolha Imobiliária … e no Brasil não foi diferente

    0
  • Zé Coxinha 8 de fevereiro de 2012 at 10:58

    RIO! ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA AGORA É DEMOLIR PRÉDIOS PÚBLICOS EM LOCAIS DE GRANDE VALORIZAÇÃO! DOS QUARTÉIS DA PM A HOSPITAIS PÚBLICOS!

    1. (Extra, 04) O governo estadual anunciou (03) que vai construir um hospital geral, equipado para atendimento do trauma, em Campo Grande. O novo Hospital Estadual Rocha Faria vai ser erguido por Parceria Público-Privada (PPP) em um terreno do governo na Estrada do Mendanha, próximo às principais vias de acesso da região. Aproveitamos essa oportunidade para fazer um projeto incorporando à estrutura do novo Rocha Faria o que há de mais moderno em atendimento de emergência no mundo – diz o secretário estadual de Saúde, Sérgio Côrtes.

    2. (Ex-Blog) Ou seja, o atual Hospital Rocha Faria -situado no Centro de Campo Grande, onde a procura de imóveis para a classe média é enorme- será desativado. A tal PPP significa que o local do atual Hospital Rocha Faria será vendido para o setor imobiliário e esses recursos serão aplicados na construção do novo hospital em área periférica ao centro de Campo Grande. E se vende a decisão como um negocião. Claro, um negocião para o setor imobiliário.

    3. Esse é mais um passo na política de desativar equipamentos públicos fundamentais para o atendimento da população e localizados em áreas de grande valorização imobiliária, deslocá-los para outras áreas e disponibilizá-los para a especulação imobiliária. Os quartéis da PM inauguraram essa…, “política”. Uma vergonha que nunca se pensou que algum governo tivesse a desfaçatez de ir tão longe em sua sociedade com o interesse particular contra o interesse público.

    0
  • Dr. Estranho 8 de fevereiro de 2012 at 10:58

    A bolsa sobe, os preços dos imóveis sobem, mas meu salário continua estagnado. Se pudéssemos dividir as outras bolhas em cinco fases, sendo a quinta e última o cataclismo, em qual fase estaríamos?

    Em tempo: Bolha para Presidente do Brasil!!!!!!!!

    0
    • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 11:36

      Mrk para ministro da fazenda…hehe

      0
      • Elias 8 de fevereiro de 2012 at 14:04

        Boa!

        0
  • Andre Luiz 8 de fevereiro de 2012 at 11:01

    Parabéns, Bolha.

    Cada vez mais o site é um sucesso.

    Abraços.

    0
  • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 11:03

    Repetindo pois caiu na moderação. Lembro que o BLOG já foi citado em reportagem da REUTERS em Março/2011

    in . mobile . reuters . com/article/rbssFinancialServicesAndRealEstateNews/idINN2428630320110325
    www . rte . ie/news/2011/0325/brazil . html

    … The majority of economists agree with Matos, but there are a growing number of skeptics who, on Portuguese-language Web sites like bolhaimobiliaria.com (housingbubble.com), vent their view that Brazil’s boom is doomed to a familiar fate.

    0
    • Platão 8 de fevereiro de 2012 at 11:47

      exato…Bolha esta fazendo sucesso…eu lembro dessa matéria…
      logo logo o bolha estará no Jo Soares…

      0
      • Anonynous 8 de fevereiro de 2012 at 14:08

        Bolha,

        Quando (*) for entrevistado no Jo Soares, se ainda quiser manter o anonimato, fica a sugestão de usar aquela máscara dos hackers – ANONYMOUS.

        (*) Voce só não irá se a Banânia for de fato um país de milionários e todos aqui estamos completamente enganados porque somos os únicos pobres.

        0
  • alda 8 de fevereiro de 2012 at 11:13

    Mercado imobiliário não vai conseguir manter preços altos em 2012

    SÃO PAULO – O mercado imobiliário chega a um momento de inflexão na curva de crescimento, iniciada há cerca de quatro anos, avalia o presidente da Bueno Netto Empreendimentos, Adalberto Bueno Netto. Ele avalia que, em 2012, os consumidores já não estarão mais dispostos a pagar os elevados preços praticados pelo mercado imobiliário.

    Durante a mesa-redonda com o tema “Perspectivas para o Brasil em 2012 e Tendências do Setor Imobiliário”, realizada nesta quarta-feira (7) pela Fiabc/Brasil (edição brasileira da Federação Internacional das Profissões Imobiliárias), em parceria com a Secovi-SP (Sindicato da Habitação), Netto afirmou que o mercado consumidor já começou a dar sinais de que não pretende sustentar mais os elevados preços das casas. Desta forma, acredita que as empresas não vão conseguir continuar praticando preços altos.

    Valorização dos insumos

    Durante seu discurso, Netto explicou que, do lado das construtoras, o cenário não é otimista. Todos os principais insumos do setor, como terras, materiais de construção e mão de obra vêm apresentando aceleração nos preços.

    No caso dos terrenos, os preços chegaram a valorizar 300% nos últimos quatro anos, pontua Netto, ressaltando que não espera queda dos valores para os próximos anos. Ele cita os preços dos terrenos na periferia, que há quatro anos custavam R$ 300 o metro quadrado e hoje já são comercializados por R$ 1 mil.

    A mão de obra também segue pressionando os custos das construtoras, desde os profissionais mais qualificados, como os engenheiros, até os menos qualificada, como pedreiros, serventes e mestres de obras. “Qualquer engenheiro que ganhava R$ 3 mil há quatro anos hoje ganha na faixa de R$ 10 mil a R$ 12 mil. O pessoal de obras antes ganhava R$ 1 mil hoje tira R$ 5 mil, R$ 6 mil”, diz Netto.

    “Esse quadro completo de custos foi sendo transferido, até o momento, de uma forma direta para o comprador”, explicou Netto. O consumidor acompanhou nos últimos quatro anos esse aumento de preços, mas parece que chegou ao seu limite. “O mercado não suporta mais o aumento de preços, o comprador não quer e não vai pagar novos aumentos”, observa Netto.

    Para confirmar essa tendência, Netto ainda citou dados sobre o mercado imobiliário de Miami, onde cerca de 20% dos negócios feitos por lá são de brasileiros. “O comprador usa seu dinheiro onde melhor interessar”, afirmou Netto.

    Produtividade da construção civil Apesar do difícil cenário da construção civil, Netto ainda vê saídas. A melhora da produtividade, por exemplo, seria uma delas. É preciso rever o modelo atual de produtividade, já que este leva em conta um custo baixo de mão de obra, o que não existe mais.

    Permitir a abertura do mercado nacional para mais empresas estrangeiras, que comercializam materiais de construção, seria outra ajuda, já que aumentaria a concorrência e pressionaria os preços desse insumo para baixo.

    0
    • André 8 de fevereiro de 2012 at 12:37

      Eu sou engenheiro. Eu ganhava R$ 3 mil há quatro anos. Eu quero ganhar R$ 12 mil hoje.

      0
      • Regis 8 de fevereiro de 2012 at 21:09

        Eu também, sou engenheiro há 4 anos e estou bem longe de 10mil. Acompanho esse mercado e garanto que nao existe engenheiro que ganhava 3mil e passou para 10mil.

        0
  • MrK 8 de fevereiro de 2012 at 11:20

    EXCELENTE MATERIA DO VALOR, VEJAM COMO BRASILEIRO ESTA DESLUMBRADO E ATACANDO O CREDITO, MUITAS VEZES DE FORMA INCONSEQUENTE!!!

    Otimismo em excesso pode prejudicar suas finanças

    De 1996 até 2011 os preços no Brasil subiram, em média, quase três vezes. Um cafezinho que custava R$ 1,20 no início do Plano Real vale hoje cerca de R$ 3,50.

    Para efeitos comparativos, nos oito anos compreendidos entre 1987 e 1995, os preços foram multiplicados por incríveis 325 milhões. E, nos seis primeiros anos da década de 80, o custo de vida aumentou mais de 200 vezes.

    A inflação ainda consome o poder de compra da população, mas com intensidade muito menor. No entanto, continua prejudicando a capacidade de planejamento financeiro dos brasileiros.

    Reportagem de Luciana Seabra no Valor de 7 de fevereiro mostrou os resultados de uma pesquisa da Nielsen sobre os hábitos de consumo das populações em diversos países, apontando os brasileiros como os mais consumistas e menos preocupados em poupar ou quitar dívidas. A explicação geral para esse comportamento é que, como consequência da estabilidade dos preços e do crescimento da economia, ainda existe uma forte demanda reprimida por serviços e bens de consumo.

    As conclusões da Nielsen batem com o estudo elaborado pelo banco Credit Suisse, que comparou os hábitos de consumo em alguns países de rápido crescimento. Os brasileiros superaram chineses, russos, indianos, indonésios, egípcios e árabes no quesito vontade de consumir.

    O que chama a atenção no comportamento dos brasileiros é o otimismo. Em um item do relatório do banco internacional, foi solicitado que as pessoas projetassem o estado de suas finanças pessoais para os próximos seis meses. Nesse ponto, 60% dos brasileiros disseram acreditar que suas contas estarão melhores no futuro, apesar de apenas 30% afirmarem que tinham conseguido aumentar a renda familiar nos 12 meses anteriores.

    Também em relação ao descanso, o otimismo se manifesta. Indagados se tinham saído de férias nos últimos 12 meses, apenas 35% dos brasileiros responderam positivamente. Mas, quando perguntados se planejavam sair de férias em algum momento nos próximos 12 meses, 50% esperavam cumprir o planejado.

    O desejo de consumir e o otimismo com o futuro podem explicar parte do crescimento de mais de 20% ao ano, nos últimos cinco anos, do crédito tomado pelas pessoas físicas no Brasil, segundo dados do Banco Central. A pressa para consumir é maior do que as exageradas taxas de juros praticadas pelos bancos. Melhor para as instituições financeiras.

    Uma dívida contratada com juros anuais de 50% ao ano dobra de tamanho após cerca de 20 meses. Se a taxa for de 150% ao ano, bastam nove meses para o valor duplicar e, muito provavelmente, sair do controle.

    A reportagem de capa da revista ValorInveste do mês de fevereiro, que está nas bancas, mostrou que o alto endividamento não é um problema restrito às classes mais baixas. Muitas vezes, o problema é até maior no grupo de pessoas de renda mais alta.

    Pressão para manter os gastos em padrão elevado, facilidade de obter financiamento e otimismo com o futuro são características das pessoas que possuem alta renda, mas que estão com dificuldades de manter as contas em dia. A alta de preços pode intensificar esse comportamento.

    A inflação produz um efeito conhecido como ilusão monetária, que ocorre quando os preços aumentam de forma tão frequente que, no fim, perde-se a noção do que está caro ou barato e até mesmo do real poder de compra de seus rendimentos.

    No passado, para reduzir os efeitos da ilusão monetária, era comum indexar os preços a índices de correção. Isso fazia com que a noção do valor relativo de cada produto ou serviço fosse preservada e viabilizar as comparações.

    Após o Plano Real, a indexação foi proibida, sendo admitida apenas em situações específicas. E o dólar, que sempre foi uma âncora nos períodos inflacionários, passou a flutuar para cima e para baixo.

    Tudo isso, somado à facilidade de crédito, é um convite para a perda do controle das finanças pessoais. O planejamento financeiro é fundamental para evitar armadilhas.

    0
    • realidade 8 de fevereiro de 2012 at 12:28

      Mrk, muito boa essa reportagem. Li na versão impressa.
      Realmente, o brasileiro parece um alienado nessas questões, talvez devido a má-educação financeira ao longo dos anos. Felizmente, tenho os pés no chão. Tá caro? custoxbenefício ruim? não entro, não compro….posso até ter a grana sobrando, mas faço valer o justo.Os novos dislumbrados e consumistas emerdentes ainda voltarão pra realidade, cedo ou tarde….

      0
  • Yoda 8 de fevereiro de 2012 at 11:58

    Onde há fumaça, há fogo!

    Parabéns pelo blog!

    0
  • BOLHABRAZIL 8 de fevereiro de 2012 at 11:58

    Mulatas do Gois

    Veja como a proximidade do carnaval gera mercado de trabalho para as… mulatas (palmas para elas!)
    Na imobiliária Lopes, na Av. das Américas, na Barra, no Rio, três vezes por semana, mulatas produzidas entram de repente no salão e começam a sambar para animar os compradores.

    FONTE: COLUNA DO ANCELMO GOIS NO “O GLOBO”. PRA ABOCANHAR UMA COMISSÃO DE 5% O CORRETOR BOTA UMA MULATA SAMBANDO NA HORA QUE O CARA TÁ EM DÚVIDA PRA VER SE ASSINA OU NÃO A CONFISSÃO DE DÍVIDA DE 30 ANOS (FINANCIAMENTO) DE UM IMÓVEL NO AUGE DE UMA BOLHA IMOBILIÁRIA……É UM ATO CRIMINOSO! TENHO HORROR A ESSA PROFISSÃO……NÃO SEI COMO ALGUEM CONCORDA EM DAR 5% DO SEU PATRIMONIO A UM ESTRANHO QUE NÃO FAZ ABSOLUTAMENTE NADA, APENAS COLOCA UM ANUNCIO NO JORNAL E ESPERA O TELEFONE TOCAR COM UM PROMITENTE COMPRADOR DO OUTRO LADO DA LINHA. MÉRITO ZERO! UM ANUNCIO CUSTA 90 REAIS E 5% SÃO “ALGUNS” MILHARES DE REAIS….O RESTO O CARTÓRIO FAZ DE GRAÇA! (CLARO, SE VC FIZER A ESCRITURA COM ELES)

    0
  • Luiz 8 de fevereiro de 2012 at 12:30

    Parabéns Bolha, lembre que se manter é tão dificil quanto chegar lá
    continue firme, 2012 será um ano muito agitado
    abrx

    0
  • Luiz 8 de fevereiro de 2012 at 12:39

    Alguém parou pra pensar nas consequencias da mudança do padrão habitacional que estamos vendo?
    Essa explosao de condomínios tipo clube pra todas as classes sociais.
    Quem vai conseguir pagar a manutenção de tudo isto?

    Percebe que se o BR virar mesmo um país classe média vai faltar gente pras funções mais simples de manutenção e limpeza, os custos vão explodir, a concorrencia entre condominios por mdeobra vai aumentar, os salários vão subir, as taxas de condomínio já estão explodindo.

    A Taxa de Condomínio alto vai comer a renda disponível das famílias para pagar o aluguel.

    Assim que esse milhões de condominios em construção forem ocupados, o aluguel seguirá uam trajetória descendente, frustrando investidores que fizeram as contas com base no cenário atual.

    0
    • DRN 8 de fevereiro de 2012 at 13:01

      Luiz, vc tem razão.

      Vou citar meu exemplo. Apto comprado em dez/08 na planta e ocupado em julho/11. O condomínio começou em R$280,00 e hoje já está em R$425,00.

      O pessoal mora em 80 metros quadrados (três quartos) ou 65 metros quadrados (2 quartos), mas quer serviço de segurança, administração e limpeza das maiores empresas do mercado. Ficou todo mundo maluco. Ninguém quer mais viver de acordo com suas posses.

      0
      • DRN 8 de fevereiro de 2012 at 13:10

        Havia esquecido.

        PARABÉNS, BOLHA. VC MERECE.

        0
      • Luiz 8 de fevereiro de 2012 at 15:41

        meu prognóstico:

        gentrificação = expulsão da classe média antiga p a periferia
        nova onda de degradação dos centros = mias predio vai desabar
        aumento de custos e impostos = o prefeito vai ter que estender a infra cada vez mais longe e onde já tinha vai fciar subitlizado
        nova onda de cidades dormitório

        Isso pq os ex-comunistas [email protected] adoram planejar tudo

        0
  • Fábio Portela 8 de fevereiro de 2012 at 12:45

    Bolha, agradeço pela referência ao meu site, “O pequeno investidor”. Fico feliz por ter sido a inspiração para essa já bem sucedida empreitada. Sigamos em nossa luta, tentando colocar juízo na cabeça dos brasileiros!

    0
    • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 13:34

      Pois é cara. Eu tinha indicado seu nome para eles entrarem em contato contigo para falar sobre a bolha, não sei o que aconteceu, se o e-mail não mandou, ou eles não entraram em contato. Mas temos que garantir o seu nome sempre quando o assunto é “bolha”. Se algum dia eu for no Jô Soares, obrigatoriamente você terá que ir junto…hehe

      0
      • Fábio Portela 8 de fevereiro de 2012 at 13:36

        hehehe… seria uma boa oportunidade de nos conhecermos pessoalmente! hahaha

        Já pensou, o Jô nos chama e a gente se cumprimenta, dizendo que estamos nos conhecendo lá?

        0
        • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 13:41

          Se algum dia eu for para Brasilia, sem duvidas entrarei em contato contigo…Mas já pensou a cena na TV, as pessoas nem se conhecem pessoalmente…hahaha

          0
  • realidade 8 de fevereiro de 2012 at 13:35
    • Zé Coxinha 8 de fevereiro de 2012 at 16:43

      O Ploc eu não sei, mas o PÁ PÁ PÁ PÁ PÁ PÁ já está rolando.

      0
      • O Poeta da Bolha 9 de fevereiro de 2012 at 14:51

        Como decerto soa o “pananã-nanã-nanã” deo frevo, consoante à bufa atmosfera de fevereiro.

        Hesito diante da assertiva de que a especulação cessa junto com as festividades carnavalescas. Creio que ainda persistirá a bolha até o evento internacional de ludopédio.

        0
  • Ze Bom Dirolo 8 de fevereiro de 2012 at 13:51

    Costumo ler tudo que é tipo de jornal e faço um a análise geral.
    Fico preocupado com minhas conclusões.

    Saúde: sempre foi um problema, mas a cada dia que passa mais medicamentos e recursos são desviados. Os sistemas orçamentários de informação como o SIAFI controlam apenas os números.

    Segurança pública: uma bomba relógio foi criada. Servidores da segurança pública sem aumento acabam por gerar uma sociedade instável. Estradas federais, portos e aeroportos sem a devida atenção em razão de servidores desestimulados e descomprometidos em razão dos baixos salários.

    Economia e modernidade: bolha imobiliária e corrupção sedimentam toda problemática. Vemos o estabelecimento de uma sociedade de risco. Quem puder dar uma lida rápida pelo menos no resumo do livro de um alemão chamado Ulrich Beck sobre a sociedade de risco vai entender um pouco do que estou falando. O cara é um gênio. (para galera que é curiosa).

    A família caminha para a desestruturação. Será necessáriA uma nova restruturação do Código civil para acompanhar todas essas mudanças.

    O Estado terá que restabelcer a ordem com a diminuição dos direitos e garantias individuais e coletivos. As forças armadas serão o ponto de apoio para o restabelcimento da segurança nacional caso outras medidas não sejam adotadas a tempo.

    0
    • Carlos Eduardo 8 de fevereiro de 2012 at 17:43

      a inflação está comendo o salario de todas as pessoas!

      em 2011 presenciamos muitas greves! espero que tenhamos mais greves em 2012!

      0
  • Diego RJ 8 de fevereiro de 2012 at 13:53

    Parabéns ao Bolha! Ótima ideia este site. Aprendemos bastante por aqui. Que continue assim. Acredito que, quando a bolha estourar, vc e Fábio vão ficar muito famosos…
    abcs
    Diego

    0
    • Bolha Imobiliária 8 de fevereiro de 2012 at 14:44

      Eu não quero ficar famoso, quero que todos aqueles que trouxeram argumentos provando a bolha sejam os famosos. Tem muitos por aqui

      0
  • Ze Bom Dirolo 8 de fevereiro de 2012 at 14:05

    Comentários extraídos da internet.
    Os riscos globais da crise ecológica e a turbulência dos mercados financeiros são hoje dois grandes desafios, que têm mobilizado governantes de praticamente todas as nações, na busca por mecanismos que possam contornar, ou pelo menos, minimizar, os seus efeitos. Ainda na década de 1980, o trabalho de Ulrich Beck já apontava para a necessidade de mudança de paradigmas, pois ele dizia que estava se consolidando uma forma diferente de capitalismo e, em decorrência deste, um novo estilo de vida, e ambos muito diferentes daqueles das fases anteriores do desenvolvimento social. Por fim, salienta que por este motivo, necessitamos urgentemente de novos quadros de referência, seja no plano sociológico, seja naquele político, e podemos ir mais longe, destacando a necessidade de novos quadros de referência também nos planos negocial e ambiental

    0
  • Menino_do_Rio 8 de fevereiro de 2012 at 14:11

    http://www.infomoney.com.br/orcamento/noticia/2335911-comissao+senado+rejeita+que+previa+mudancas+indexador+fgts
    “O objetivo, conforme publicado pela Agência Senado, era corrigir um desequilíbrio no FGTS, já que, na opinião de Jereissati, a legislação em vigor beneficia desproporcionalmente os tomadores de recursos do fundo, em detrimento dos trabalhadores cotistas do fundo, cujos rendimentos não acompanham a inflação.”

    Ou seja, estamos pagando para os gastadores inflacionarem o mercado imobiliário. Parece que não tem para onde correr…

    0
  • Anônimo 8 de fevereiro de 2012 at 14:12
    0
    • duvida 8 de fevereiro de 2012 at 15:13

      Com certeza Bolhudo, vai ser uma merda só…
      Mas se preocupa nao, isso deve acontecer em 70 anos…

      0
  • Cai Cai Balão 8 de fevereiro de 2012 at 14:26

    Alguém sabe do Ricardo Eng? To sentindo a falta dele.

    0
    • Moyashi 8 de fevereiro de 2012 at 17:07

      No post passado ele disse que não ia mais postar. Ele e o Luiz se emaranharam numa discussãozinha tola e ficaram nessa até o Ricardo Eng desistir por exaustão. (a maioria nem prestou atenção à briguinha… ficou entre eles… keep walking, Johnny Bubbler)

      0
  • Cirilo 8 de fevereiro de 2012 at 14:44

    Olha, é complicado comparar valores de imóveis aqui no Brasil com resto do mundo, simplesmente porque são cenários sociais e econômicos totalmente especiais.

    Nosso nobre colega Anonymous ao avistar qualquer valor de imóvel na “Banânia” cita automaticamente vários anúncios de imóveis em Miami e nas Ilhas Cayman.Pois bem, como eu disse é impossível comparar com precisão os valores de imóveis em lugares diferentes de uma mesma cidade, quanto mais de países completamente distintos.

    Pois bem, vou fazer o mesmo:

    bhsusa.com/manhattan/upper-west-side/15-central-park-west/condo/1538882
    residentialsearch.savills.co.uk/property-detail/323192

    Agora me falem, que sentido faz ficar citando imóveis em áreas degradadas como Miami e Ilhas Cayman? Nenhum, assim como não de nada adianta citar os valores de áreas nobres de Nova Iorque e de Londres aqui.

    E antes que falem que Miami é a melhor cidade do mundo para se morar e que lá é muito mais barato que na “Banânia” e tudo mais que puderem imaginar:

    estadao.com.br/noticias/internacional,miami-e-apontada-como-a-cidade-mais-miseravel-dos-eua,831085,0.htm

    0
    • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 15:06

      Cirilo,

      Só é complicado comparar preços entre a Banânia e o mundo civilizado para quem não tem a menor noção de custo de vida, taxa de crimes e conversão de moedas. É o seu caso? Vou desenhar para ficar mais fácil voce responder:

      ( ) SIM

      ( ) NAO

      0
      • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 15:14

        Aqui vai uma informação para ajudar na sua compreensão do que significa morar na Banânia. Nos EUA, moro num suburbio de uma região metropolitana. Em todo a ano passado (2011) com metade da população da região de Salvador (BA), aqui teve a metade de homicidios que Salvador teve apenas nessa semana de greva de Policia. Entendeu?

        ( ) SIM

        ( ) NAO

        0
    • Cirilo 8 de fevereiro de 2012 at 15:28

      E por acaso a situação específica de Salvador representa a de todo território brasileiro?

      ( ) SIM
      (X) NÃO

      E por acaso a situação em que você vive nos EUA representa a situação de todos o território americano?

      ( ) SIM
      (X) NÃO

      E nesse caso, poderíamos comparar valores imóveis em locais culturalmente, socialmente e economicamente distintos?

      ( ) SIM
      (X) NÃO

      0
      • Pedro de BH 8 de fevereiro de 2012 at 15:57

        Concordo com o Anonymous, fiz uma viagem pela Europa ano passado, fiquei 20 dias entre Portugal e Espanha, os chamados quintais da UE.
        Nesses países(que estão em crise), absolutamente tudo é melhor do aqui. Lisboa tem apenas 700 mil habitantes e um sistema de transporte de causar inveja a BH que tem quase de 5 milhões de habitantes na região metropolitana e um trem de superfície minúsculo que alguns chamam de metrô. Fora os indicadores sociais que nem tem como comentar.
        Eu nem tenho mais como defender o Brasil. Acho que estamos a décadas com um atraso social incrível, até na Argentina vejo que as diferenças são gritantes com relação ao Brasil.
        Agora com essa maldita bolha imobiliária, o país se tornou muito caro, viver aqui está a cada dia mais dificil.

        0
        • Piaui 8 de fevereiro de 2012 at 16:21

          Esse país já era, podem devolver pra Cabral e começar do ZERO. O que mais me espanta, é o sentimento de labirinto sem saída.

          0
        • Cirilo 8 de fevereiro de 2012 at 16:52

          Olha, concordo com você, não estou defendendo o Brasil.Mas de nada adianta postar aqui valores de imóveis em países com cenários sociais, culturais e econômicos totalmente distintos.

          Para analisar isso deveríamos tomar como base uma série de fatores, e não somente chegar aqui e cuspir o valor bruto dos imóveis, isso não justifica nada.

          0
          • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 19:39

            Meu caro Cirilo,

            O que eu descobri faz alguns anos é o seguinte: Mantendo o custo de vida que voce tem na Banânia, voce pode ter uma qualidade de vida muitas vezes superior quer seja nos EUA quer seja em alguns países da Europa. Colocando de outra forma, se voce quiser manter o padrão de vida que voce tem na Banânia, o seu custo de vida irá cair pelo menos pela METADE – eu não estou exagerando. Gostaria muito de ter descoberto isso DÉCADAS atrás.

            0
          • Anonymous 8 de fevereiro de 2012 at 20:30

            Cirilo,

            Em qualquer país, o custo da moradia digna é uma grande parte do custo de vida, talvez a maior parte uma vez que a maioria das pessoas leva quase a vida toda para pagar essa parte. O que eu estou procurando mostrar através do preço dos imóveis é: dado uma certa renda no Brasil, qualquer que seja, desde o pobre até o milionário, voce pode viver muito melhor, mas muito mesmo, com essa mesma renda ou nos EUA ou em alguns países da Europa. A melhor maneira de corrigir a situaç!ao do ponto de vista individual é simplesmente tomar consciência disso e largar a Banânia. No meu caso, para morar nos EUA com um padrão de vida superior ao que eu tinha na Banânia, eu gasto METADE do que gastava.

            0
          • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 06:17

            Folha de Sao Paulo: Prédio da Vila Madalena sofre arrastão

            Moradores foram feitos reféns por mais de uma hora. Cinco dos 18 apartamentos do edifício, que fica na rua Aspicuelta, foram roubados.

            Em um dos apartamentos, ladrões disseram à empregada que sabiam que a dona do imóvel era “a mais rica do prédio”. Eles pediam dólares e perguntavam pela localização do cofre.

            Entendeu agora?

            ( ) SIM
            ( ) NAO

            0
      • LEOTEX 8 de fevereiro de 2012 at 17:24

        E por acaso a situação específica de Salvador representa a de todo território brasileiro?

        POR ENQUANTO não…

        h t t p ://www.jb.com.br/rio/noticias/2012/02/08/greve-de-pm-na-bahia-pode-se-estender-para-outros-seis-estados/

        0
      • Etmso 8 de fevereiro de 2012 at 18:17

        Bela analise Cirilo! Cirilo para chefe da casa civil.

        Alguem tem algum dado sobre a chegada de capital estrangeiro para financiamento imobiliario, a principal condicionante da bolha sera esta ao meu ver, pois este tipo de financiamento vira flexibilizado, menos restritivo. Mas ate vir, ate tomar corpo, vai tempo…

        Estava no Rio hoje, um amigo eng. Civil com mestrado, se embananou na definicao de metragem UTIL, oq dirá o resto da população… Estamos so no inicio.

        0
        • Jeca 10 de fevereiro de 2012 at 19:17

          “Alguem tem algum dado sobre a chegada de capital estrangeiro para financiamento imobiliario, a principal condicionante da bolha sera esta ao meu ver, pois este tipo de financiamento vira flexibilizado, menos restritivo. Mas ate vir, ate tomar corpo, vai tempo…”

          Resposta: O Japão viveu uma duas maiores bolhas imobiliárias da história, sem este fenônemo de chegada de capital estrangeiro para financiamento imobiliário. Dezenas de outros países também não, entre eles: Inglaterra, Dinamarca, Hungria, etc…

          “Estava no Rio hoje, um amigo eng. Civil com mestrado, se embananou na definicao de metragem UTIL, oq dirá o resto da população… Estamos so no inicio.”

          Resposta: Grandes m*&¨%¨. Esperar que um engenheiro civil saiba detalhes como esse de cabeça é como esperar que um Engenheiro de Computaçao saiba consertar uma impressora. Um engenheiro civil pode ter DEZENAS de especialidades, e detalhes inúteis como esse nem sequer são vistos durante a graduação.

          De qualquer forma, o Etmso continua com o mesmo comportamento Troll de sempre: Usa afirmações genéricas e equivocadas para chegar a conclusões que não têm nenhuma relação com as afirmações.

          O Luiz II tinha mesmo razão, esse garoto (Etmso) é bem limitado.

          0
    • Thiago 8 de fevereiro de 2012 at 16:20

      Miami cidade degradada!?! HA HA HA HA

      Primeiro que o jornalista pegou a reportagem e acho que miserable se traduz pra miserável. ERRADO

      Segundo que Miami é sim ruim, mas tem cidades piores. E com certeza em valor imobiliário NÃO É a mais barata

      Mas por favor continue acreditando na imprensa e na propaganda oficial, e aproveita e empresta 1Mi da caixa pra comprar um ap de 200M2

      0
      • Cirilo 8 de fevereiro de 2012 at 16:55

        Thiago, se você acha Miami uma cidade boa para se morar, infelizmente, não há mais nada que eu possa fazer.

        0
        • Thiago 8 de fevereiro de 2012 at 19:00

          Me diga aonde que está escrito no meu comentário que Miami é uma cidade boa para morar.

          0
          • Cirilo 8 de fevereiro de 2012 at 19:28

            Me diga aonde no meu primeiro comentário eu falei que os valores em Miami são os mais baixos?

            Me diga aonde no meu primeiro comentário eu falei que a imprensa e a propaganda oficial possuem total credibilidade?

            Fora isso, você me responde alguma coisa com R$1.000.000 e 200m2, para aproveitar, me diga também o que isso tem haver com a discussão, por favor.

            Se é para ficar trollando desse modo, não seja por isso, eu também sei trollar.

            0
            • Thiago 9 de fevereiro de 2012 at 15:29

              “Agora me falem, que sentido faz ficar citando imóveis em áreas degradadas como Miami e Ilhas Cayman? Nenhum, assim como não de nada adianta citar os valores de áreas nobres de Nova Iorque e de Londres aqui.”

              Agora você decida se Miami é degradado ou não, barato ou não

              Mas é possível comparar preços sim, não é exato, mas é possível. Esta é a questão

              Senão não dava pra comparar preços de Salvador com SP, Rio, etc

              Não fico pagando pau pra Miami, mas os preços são comparáveis a cidades brasileiras. Já comparar preço de SP com Mônaco por exemplo realmente é absurdo.

              0
      • Luiz 8 de fevereiro de 2012 at 17:12

        miserable significa infeliz, deprimente, degradado e tbm miserável, mas no sentido psicologico que a palvra tem no Português. Normalmente inclui pobreza tbm no significado pela relação que o americano faz do looser.

        De todo modo o pior deles ainda é melhor que o nosso melhor

        0
    • Leno 8 de fevereiro de 2012 at 23:38

      Caro Cirilo,

      Não é necessario comparação com imoveis de outros paises, o cenário interno já traz dados suficientes para se falar em bolha.

      0
      • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 00:21

        Concordo e exatamente por isso acho meio desnecessária e pouco proveitosa essa comparação.

        0
        • Carlos Wagner 9 de fevereiro de 2012 at 11:12

          Acho que a comparação é sempre valida. Isso nos mostra a aberração que é pagar carissimo por imoveis muito inferiores aos que são comercializados em outros países “mais ricos” que o nosso.

          De outra maneira, não se teria lógica em fazer outras comparações como costumamos fazer como por exemplo automoveis. Por que pagamos 200 mil num camaro que custa 30 mil reais nos EUA?

          IMOVEL É APENAS UM BEM COMO QUALQUER OUTRO PRODUTO, sejam eles carros, IPODS, mac donalds etc..

          0
          • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 21:35

            Concordo plenamente.

            0
  • duvida 8 de fevereiro de 2012 at 15:10

    Eita bolha da gota serena..
    Nunca vai estourar…

    0
  • Paty 8 de fevereiro de 2012 at 15:49

    Eu nao me lembro mais alguem aqui no Blog ja havia postado da possibilidade dos imoveis vazios serem depenados e invadidos..

    Uma casa à venda no jardim da Glória, no centro de São Paulo, deixou a vizinhança assustada nos últimos meses. Desocupado desde outubro do ano passado, o imóvel, localizado na rua São João Del Rei, se tornou o ponto preferido de bandidos.

    Ao perceber a falta de moradores no local, eles furtaram o imóvel aos poucos. Primeiro, levaram as grades da parte superior da casa e, um dia depois do Natal, metade do portão.

    A internauta Renata Raposo é uma das vizinhas da residência e afirmou que a rua ficou amedrontada durante o período. “Os bandidos conheciam os rostos dos moradores e até agradeciam quando estavam furtando”, relata. Segundo Renata, a Polícia foi chamada algumas vezes, mas o flagrante nunca aconteceu.

    A Polícia Militar confirma quatro ocorrências atendidas desde outubro e afirma que um zelador foi colocado no local pela imobiliária que administra a venda no início deste ano – o que parece ter afugentado os bandidos, segundo os moradores.

    A PM ainda afirma que em casos como esse é essencial que moradores colaborem com informações como o horário da presença dos infratores, quantidade e características dos indivíduos. Após os chamados, a Polícia afirma que intensificou o policiamento na região.

    A internauta Renata Raposo, de São Paulo (SP), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra.

    PARABÉNS BOLHA…

    0
  • Frank 8 de fevereiro de 2012 at 15:53

    OFF q pode interessar:

    drunkeynesian.blogspot.com/2012/02/grafico-do-dia-mercados-imobiliarios.html

    0
  • JIBS 8 de fevereiro de 2012 at 16:47

    Prezado autor,
    duas suggestoes:

    1) reativa o foro, onde se pode discutir concisamente e de um jeito claro diversos temas e subtemas: preço imoveis, macroeconomia brasileira, saude sistema financeiro nacional…

    2) o brasil precissa urgentisimamente de um indicador independente de preço/acompanhamento da bolha. Sugiro voce tentar armar um baseado em informaçoes de imobiliarias. Estes indices sao muito mais respeitados em paises com bolha semelhante como EUA e Espanha. pois nao estao manipulados nem pelo governo nem peles sindicatos de contrutores tip osecovi:
    Pelo exemplo:
    http://www.fotocasa.es/indice-inmobiliario__fotocasa.aspx
    http://www.idealista.com/news/secciones/estadisticas

    pelo demais parabens e sucesso

    0
  • augusto 8 de fevereiro de 2012 at 17:34

    Com relação a afirmação do presidente do Creci, que os avaliadores dos imóveis da CEF não aprovam financiamento se ele está acima do valor justo, gostaria de perguntar àquele sr. se ele sabe os critérios que os avaliadores usam, além lógico de perguntarem ao porteiro e zelador por quanto foi vendido imovel naquele edificio

    0
    • Leandro 8 de fevereiro de 2012 at 18:46

      Augusto, essa eu te respondo.
      A CEF utiliza um super sistema para analisar o preço na região pesquisada.
      3 orçamentos, isso mesmo, a CEF define o valor do imóvel fazendo uma pesquisa nos imóveis ofertados na região, ou seja temos 3 imóveis na região, um por 450, outro por 500 e um terceiro por 550, para a CEF o preço “justo” é a media, 500, Sá que a CEF não verifica o valor que esta sendo vendido o imóvel, não tabula o desconto, enfim, é conta burra mesmo.

      0
      • augusto 8 de fevereiro de 2012 at 18:59

        É isso ai Leandro, eu conheço um engenheiro civil que trabalha como avaliador da CEF e ele faz exatamente isso mesmo. Será que seriam necessários profissionais de nível universitário para isto?
        Os porteiros e zeladores são aliciados pelos proprietários para falarem abobrinhas para os levantadores de preços de nível universitário.
        E depois vem o presidente do Creci falar besteira na mídia que passivamente, e como papagaio repete tudo docilmente

        0
        • Paty 8 de fevereiro de 2012 at 21:29

          Eu me lembro no fim de 2009 quando eu vendi minha casa, o colega engenheiro avaliador da cef, chegou na minha casa, tirou uma fotografia da fachada, pegou as informaçoes do habite-se, foi embora, detalhe nem olhou a casa por dentro… não entrou, depois de uma semana eu tive a informaçao que minha casa foi avaliada 20 mil reais acima do que eu estava pedindo…
          o pior que esse tipo de avaliaçao reflete no mercado de forma muito negativa..

          0
          • augusto 8 de fevereiro de 2012 at 21:50

            Olhem só a declaração no artigo do ilustrissimo presidente do Creci:

            “Para José Augusto Viana Neto, presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de São Paulo (Creci-SP), a existência de uma bolha imobiliária no Brasil está fora de questão. Ele explica que um evento desse tipo só acontece em decorrência da concessão de crédito para pessoas que não têm capacidade de pagamentos, ou então pela comercialização de imóveis por preços acima do seu valor real. Viana Neto defende que os bancos brasileiros são bastante ortodoxos. Dessa maneira, no Brasil só consegue acesso a financiamentos quem pode provar que é capaz de pagar. “Quem não consegue, não vai ter crédito, não tem perigo. E quando o imóvel está acima de preço de mercado ele não passa pelos avaliadores do banco de maneira nenhuma”

            Se os imóveis são avaliados acima de seu valor real, OU SEJA PELO PREÇO DE MERCADO SUPERESTIMADOS, como acontece na pratica, como ele mesmo disse HÁ UMA BOLHA IMOBILIARIA NO BRASIL. Dito indiretamente pelo proprio presidente do Creci.

            0
          • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 04:32

            Paty,

            Entre no website do auditor do condado (county auditor) onde voce está morando nos EUA. Voce será capaz de encontrar toda a história de vendas da casa onde estiver morando. Vai encontrar por quanto a casa foi vendida e quando. É claro que algo assim é impossível de se estabelecer na Banânia. Portanto, não se pode falar em preço de mercado no third world.

            0
      • Chino 9 de fevereiro de 2012 at 13:51

        E tem mais, eu trabalhei na Caixa por 4 anos com financiamento habitacional, posso contar no dedo de uma mao quantas vezes o crédito foi negado por ter sido o imóvel avaliado abaixo do valor de compra e venda. E se o engenheiro avaliar a menor, o cliente faz um pedido, recorta uns anúncios de jornal e imprime outros mais do ZAP mostrando que o dele está compatível com o pedido na região e bola pra frente. Ou então o gerente dá aquela ligadinha camarada “po, tem como avaliar em tanto?” Eles não querem perder negócio!

        0
  • Carlos Eduardo 8 de fevereiro de 2012 at 17:38

    http://noticias.uol.com.br/album/120208_album.htm?abrefoto=51

    ainda bem que você falou por enquanto!

    O haiti é aqui ! ao contrario do que o Caetano dizia! e do que diz o mantega sobre nosso futuro !
    não tenho muito otimismo com esses prédios caindo, bueiros explodindo por falta de gestão..

    e os demais bla bla bla que todo mundo aqui está cansado de saber!

    e acho que a unica coisa comparavel entre brasil e paises de primeiro mundo são os custos das coisas! porque em qualidade estamos perdendo de goleada!

    0
  • MrK 8 de fevereiro de 2012 at 17:43

    Excelente comentário, concordo integralmente.

    O Governo usou uma arma poderosíssima: Propaganda! Como diria um famoso gênio do mal: “uma mentira repetida mil vezes vira verdade”

    A estrategia foi repetir e repetir e repetir que o pobre virou classe média, que a inflação está sob controle (mentira) e que o país está num ciclo virtuoso sem fim, de prosperidade e crescimento! Nunca mencionam que isso foi atingido por conta de crédito, da mesma forma que quebrou países europeus, e uma enxurrada de dinheiro de fora supervalorizando nossa moeda.

    Usaram muito a crise lá fora pra exaltar o Brasil, “eles estão quebrados, nós estamos bem, porque temos um super país e um super governo”, ouvimos pessoas celebrando “hoje emprestamos ao FMI”, “Brasil virou superpotencia”, “passamos a inglaterra em economia” (O PIB per capita que é o que interessa, ninguém comenta, né?)…

    Essa propaganda recebeu os reforços da copa e olimpiadas, eventos que podem ser verdadeiros elefantes brancos, mas alimentam mais ainda o ego ufanista! Pra ilustrar o tamanho da loucura, o Mantega disse outro dia que em 20 anos o Brasil atingirá a qualidade de vida da europa, só se houver uma 3a guerra mundial na europa!

    Agora vamos ao que interessa: O Que melhorou na educação do povo? Tecnologia? Infraestrutura? muito pouco… e sem isso o país não vai pra frente, a verdade é essa

    Não, isso não vai acabar bem

    0
    • MrK 8 de fevereiro de 2012 at 17:45

      estava respondendo ao bolhudo bolado, por algum motivo c aiu aqui!

      0
      • Anônimo 8 de fevereiro de 2012 at 21:46
        0
        • MrJaime 8 de fevereiro de 2012 at 23:40

          Minha sugestão: Se considera que os juros continuarão caindo, então aplique o que tem até agora em títulos pré-fixados. Caso os juros continuem caindo você protege o dinheiro que juntou até hoje, mitigando a penalização aos poupadores empregada pelo governo.

          Fiz isso no segundo semestre do ano passado, e peguei a SELIC a 11.5%, pouco antes de baixar para 11%. Se você acha baixo os juros de agora, espere só até a SELIX chegar a 9.5% ou 9% como se projeta atualmente.

          OBS: Sei que isso não resolve o problema. É apenas um paliativo

          0
          • Anônimo 9 de fevereiro de 2012 at 09:02
            0
            • MrJaime 9 de fevereiro de 2012 at 19:29

              Pois é JLT,

              Morei 5 anos em Goiânia e ainda visito a cidade com frequência. Os preços aí também tem aumentado bastante, é verdade. Esse aumento tem ocorrido na maioria das cidades do país.
              Eu até costumo dizer que esse é um movimento mundial, e não algo específico do Brasil.

              Sobre a redução da SELIC, você tem razão em ficar desanimado. O objetivo do governo é justamente diminuir o incentivo para poupar, e focar mais no consumo e crédito. Qualquer discussão que tivermos aqui será realmente entre o pior e o “menos pior”, infelizmente.

              0
            • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 21:33

              Senhor JLT, também estou com o mesmo problema, como disse antes, o governo está fazendo parecer que não está precisando de dinheiro, o tesouro está dando até raiva de ver, até parece que estão fazendo algum favor com os títulos.

              A questão de trazer problema está equivocada, o problema existe e é muito pertinente, você trazendo ele pra cá ou não, trazendo a gente pode trocar algumas ideias e encontrar soluções mais práticas para a questão da bolha (que interessa diretamente a todos nós) do que ficar culpando esse ou aquele governo ou discutindo o metrô.

              0
        • Leo 9 de fevereiro de 2012 at 00:40

          Tenho 20% do meu suado dindin aplicado em um fundo relacionado a inflacao. Mes passado rendeu 1.7%… Conversa com seu gerente a respeito disso..

          0
          • Bolha Imobiliária 9 de fevereiro de 2012 at 11:14

            Melhor seria um tesouro direto atrelado ao IPCA…

            0
        • MrK 9 de fevereiro de 2012 at 05:32

          JLT, eu entendo perfeitamente o seu ponto, realmente e’ uma sensacao horrivel voce fazer tudo certo e acabar penalizado pela farra alheia! Quando voce diz que o governo deveria aumentar juros pra conter inflacao falou certo, pois com a poupanca caindo, de onde virao recursos para emprestar se nao houver incentivo aos poupadores? e com a inflacao alta e’ preciso tirar dinheiro de circulacao!

          O problema que o governo nao esta preocupado com a economia no longo prazo (visao acima) ele esta preocupado com o curto prazo (proximos 2 anos/eleicoes), portanto em nome do curto prazo ele vai fazer a coisa errada (Dar uma injecao de adrenalina na economia = juros baixos) e empurrar a bomba mais pra frente

          Quanto ao pre-fixado cuidado, se a selic esta em 10% nao quer dizer que o papel vai te pagar 10% nao, existe uma curva de juros futura projetada, e nessa curva ja esta embutida alguma previsao de queda, entao mesmo o fundo pre-fixado vai te render MENOS que os 10% no cenario atual!! se quiser te explico como funciona…

          0
          • MrJaime 9 de fevereiro de 2012 at 20:18

            Sim,

            Isso ocorre no curto prazo, mas no longo prazo (1, 2 anos) as coisas andam direitinho, certo, MRK?

            Na verdade se os juros caírem o suficiente (ex: crise na europa se agravar) você pode até ganhar um extra no curto prazo. (Mas no longo prazo continuarão sendo o valor pré-contradado).

            Inclusive, MRK, é mais ou menos nessa ideia que se baseia a crise dos bonds americanos, certo? Quando aumentarem os juros, os titulos a vencer se desvalorizarão, o que pode causar saida em massa dos bonds.

            0
        • Daniel Ribeiro 10 de fevereiro de 2012 at 04:49

          Estou com a mesma sensação de participar de uma festa de pica vestido de bunda. E pelos mesmos motivos que você.

          0
          • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 22:30

            “Estou com a mesma sensação de participar de uma festa de pica vestido de bunda”

            Eu também.

            0
  • Luiz 8 de fevereiro de 2012 at 17:49

    Até a revista de fofocas para executivo junior já se rendeu ao fato
    Na média atingimos o topo, ou quase?
    exame.abril.com.br/seu-dinheiro/imoveis/noticias/os-precos-dos-imoveis-ja-atingiram-o-topo

    0
    • D9 8 de fevereiro de 2012 at 18:30

      Quando os preços atingem o topo, o que acontece?

      Uma vez sem crescimento, considerando o rendimento do alguel abaixo
      de qualquer aplicação (inclusive poupança), o mercado imobiliário passa
      automáticamente a ser ruim para investimentos (pelo menos os lícitos).

      Investimento ruim gera saída dos investidores em escala, ocasionando
      um aumento considerável na oferta.

      Aumentando a oferta, como dizem … ploc

      Ou seja, só tem dois caminhos:
      1. Os preços continuam subindo (acima da poupança)
      2. O circo pega fogo

      0
      • Luiz 8 de fevereiro de 2012 at 18:34

        Tbm penso assim, é um fator autocatalitico ou como preferir igual bicicleta, se perder velocidade cai.

        Entretanto vc precisa considerar aí um fator exógeno, o governo assoprando, porisso vamos começar a andar de lado até acabar o folego.

        0
      • Cleyton 8 de fevereiro de 2012 at 19:34

        Tem mais uma alternativa:

        3. Todas as anteriores.

        0
  • Luiz 8 de fevereiro de 2012 at 18:17

    Tbm na “exame”

    Trocar o aluguel pela prestação da casa própria é um sonho de consumo que tem se tornado realidade para muitos brasileiros.

    25% ou 1 em cada 4 inquilinos de São Paulo que devolve as chaves aos locadores informa ter comprado um imóvel próprio para morar

    18% entregam o alugado porque vão morar em outra cidade
    15% dos casos o proprietário pede a unidade de volta para uso próprio ou para revenda.

    O levantamento apontou ainda que 10% dos locatários que entregaram as chaves alegam mudança para um imóvel mais próximo de seus locais de trabalho, 9% alugam um imóvel maior, 5% vão morar em imóveis menores, 4% alegam valor alto do aluguel e apenas 3% informam que dificuldades financeiras. Nos restantes 10% das desocupações são alegados motivos diversos.

    A pesquisa considerou as razões para a desocupação do imóvel declarada pelos ex-inquilinos em formulário preenchido no ato de entrega das chaves entre janeiro e novembro de 2011.

    0
  • Luiz 8 de fevereiro de 2012 at 18:31

    Ranking mundial dos maiores e dos menroes aumentos de renda e emprego por cidades

    estadao.com.br/radar-economico/2012/02/08/xangai-e-a-cidade-onde-emprego-e-renda-mais-crescem-veja-ranking/?a

    Percebam que tem baixa correlação com a valorização imobiliária especulativa.

    0
    • xangai 8 de fevereiro de 2012 at 19:07

      cara…
      vou te falar … isso eh uma cidade com infra pra crescer … tem 21milhoes de chineses ..

      mas os caras sao serios !!

      bolha existe e ja esta dando trabalho … mas nao se fez apenas predios … foi uma infra
      de estradas , avenidas, metros, vias-expressas-suspensas, parques , etc..etc.

      0
  • Dr. Estranho 8 de fevereiro de 2012 at 18:54

    h ttp://oglobo.globo.com/rio/queda-de-predios-explosao-no-cais-sao-previa-das-olimpiadas-no-rio-diz-revista-americana-3916961

    A reportagem atenta para a falta de investimentos em manutenção na estrutura (decadente) do Município do Rio de Janeiro. Ainda que pareça uma ofensa, a revista reporta casos recentes de descaso da coisa pública e as tragédias consequentes. Pergunta-se: Que motivo justifica valorização imobiliária?

    0
    • Carlos_ 8 de fevereiro de 2012 at 19:42

      Nessa reportagem você percebe a diferença de nível entre dois políticos cariocas:

      Comentários de Chico Alencar (Dep. Federal RJ):
      “Acho que hoje estamos vivendo um pouco uma espécie de ilusão olímpica.”
      “estamos esquecendo de fazer obras de qualidade, sobretudo de fornecimento de serviços nas redes subterrâneas e até fundações de prédios”.
      “Antes de ser sede de um grande evento, é preciso acolher bem quem ali vive e trabalha. Qualquer obra não deve ser voltada para o grande evento, mas para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Até um enfeite de carnaval que cai e provoca um acidente é um serviço mal feito. O Rio não pode ser uma fantasia de carnaval costurada às pressas.”

      Comentários de Eduardo Paes (Prefeito do Rio):
      “Os americanos estão é com inveja”.

      0
    • Zé Coxinha 8 de fevereiro de 2012 at 20:43

      Que vergonha do Eduardo Paes… Facepalm level ∞+1

      0
      • Vinicius Lima 9 de fevereiro de 2012 at 10:37

        Facepalm invertido…

        0
  • Mauricio 8 de fevereiro de 2012 at 19:57

    Off topic

    E quem comprou abada para revender com lucro em Salvador …

    0
    • Ratinho 8 de fevereiro de 2012 at 21:01

      Abada só se for feito de colete à prova de bala…

      0
      • Carlos Eduardo 8 de fevereiro de 2012 at 23:02

        tá errado ! é colete a prova de facas!!

        kkkkkkk

        0
  • Ratinho 8 de fevereiro de 2012 at 20:59

    A coisa é muito tendenciosa mesmo… Enquanto o fip.zap traz que Brasilia cresceu -0.2% e 0% nos últimos meses, olha a notícia de um jornal de brasilia:
    “Boletim de Conjuntura Imobiliária traz boas expectativas para o setor”

    h t t p : / / w w w . lugarcerto.com.br/app/402,61/2012/02/08/interna_ultimas,45548/boletim-de-conjuntura-imobiliaria-traz-boas-expectativas-para-o-setor.shtml

    Foi só o índice dar negativo e ele já não é mais tão bom: “Para Pedro Ávila, diretor comercial da construtora e incorporadora PaulOOctávio, o Índice FipeZap geral não tem penetração em Brasília como um todo e não reflete, necessariamente, a realidade….”

    h t t p : / / w w w . clicabrasilia.com.br/edicaodigital/pages/20120105-jornal/pdf/27.pdf

    0
  • Sir Income 8 de fevereiro de 2012 at 22:41

    Que estranho! A caixa utilizando o Zukerman para fazer leilões.

    Leilão Presencial e Online de Casas e Aptos – CAIXA‏

    www .zukerman.com.br/relacao_materiais_online.php?IDLeilao=1544

    0
  • ninja SP disse 8 de fevereiro de 2012 at 23:17

    Parabéns Bolha!
    E também aos participantes, em especial ao MrK.

    0
  • Leno 9 de fevereiro de 2012 at 00:03

    Eu acho que o cenário para uma crise está montado. Economia que cresce baseada no credito facil e sem gerar riquezas sólidas não se sustenta por muito tempo. O grande problema é que vivemos um periodo onde o mundo está de olhos no Brasil, nao só por essa “melhora” na economia, mas principalmente por sediar a copa e olimpiadas, isso quer dizer que o governo não poupará esforços para socorrer mercados quebrados, como o setor imobiliario por exemplo.

    0
    • DanielCM 9 de fevereiro de 2012 at 02:22

      “que o governo não poupará esforços para socorrer mercados quebrados”, disso eu não duvido. mas acho que ficará boa parte na retórica. se os recursos economicos são limitados, pq os recursos economicos do governo não são?

      0
      • DanielCM 9 de fevereiro de 2012 at 02:24

        complementando: acho que o governo quer que o mundo inteiro se lasque. assim fica mais fácil dizer que tentaram de tudo para salvar a nossa economia e ainda colocam a sujeirada que fizeram embaixo do tapete.

        0
        • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 11:35

          Os recursos são praticamente ilimitados.
          Pq que o governo criou a novicontabilidade de transferir petroleo e ferro pra prórpia conta.
          Soma aí os fundos de pensão, inclusive 1 delas arrematou cumbica

          0
  • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 04:38

    A situação em Salvador está deixando claro a incapacidade do governo de viabilizar o carnaval Baiano nesse ano. É uma tolice imaginar, como muitos aqui, que o governo terá a capacidade de viabilizar o mercado imobiliário ou até mesmo evitar o colapso da GAFISA.

    0
  • MrK 9 de fevereiro de 2012 at 05:12

    Alguem leu artigo da TIME malhando o “rio olimpico”? Sera que vai valorizar os imoveis em quantos?

    PS: Paes disse que isso foi dor de cotolevo pq chicago perdeu…eh de doer de rir, eu conheco chicago, cidade impecavel, bonita, organizadissima, posso afirmar que prefiro mil vezes chicago sem jogos algum do que o Rio olimpico.
    ——————————————————————–

    “RIO – O recente desabamento de três prédios no Centro do Rio e a morte de pelo menos uma pessoa numa explosão no Cais do Porto, na Zona Portuária, são provas de que o Rio precisa tomar medidas drásticas quanto a problemas estruturais antes da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016. Isso é o que afirma a revista americana ‘Time’. O artigo, publicado na terça-feira pelo site da revista, cita ainda o acidente com o bondinho de Santa Teresa que matou seis pessoas e feriu mais de 50 em agosto do ano passado, e diz que, além de investir em novos hoteis, transporte e estádios, a cidade precisa investir em manutenção para sua estrutura ‘decadente’.

    “As recentes tragédias mostram como a falta de investimentos eventualmente cobra seu preço. Como uma rainha de beleza de Copacabana que passou muito tempo no sol, as rugas estão começando a aparecer”, cita o jornalista Andrew Downie, que afirma ainda que a decadência da infraestrutura da cidade é parcialmente atribuída à perda do título de capital do país, na década de 1960.

    No artigo, a revista afirma ainda que, apesar da falta de investimentos, a cidade deve receber até 2013 cerca de US$ 102 bilhões, de acordo com dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o equivalente à cerca de US$ 4 milhões por quilômetro quadrado. O dinheiro, de acordo com o artigo, no entanto, vem sendo colocado no setor de óleo e gás em vez de aplicado na manutenção das construções da cidade, a maioria da primeira metade do século XX.

    “Os políticos brasileiros vêm direcionando esses fundos para obras mais visíveis, que vão ganhar votos nas eleições, do que na manutenção da infraestrutura, mesmo quando a necessidade é tão óbvia”, acrescenta”

    0
  • MrK 9 de fevereiro de 2012 at 05:19

    Alguem sabe de quem e’ a culpa por tantas greves? bombeiro, policia, aeroviarios,etc etc?

    Eu respondo: INFLACAO MASCARADA

    Apesar do governo jurar que esta dando reajustes reais, o povo esta perdendo poder de compra anos apos ano, pois a inflacao dita 6.5% esta entre 12% e 15%, o povo nao entende isso mas sente no bolso, na hora de comprar ele sente algo esquisito e ai comecam as greves por melhores salarios

    Alias, eu lembro de comentarmos isso aqui no blog ha meses atras, que isso iria acontecer e nao deu outra!

    0
    • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 06:10

      Reajuste de 39% já é considerado mixaria. Militar no morro – quanta inovação!!!

      Folha de Sao Paulo: Polícia e bombeiro do Rio decidem hoje se vão parar

      … Entre as propostas está a utilização de militares nas UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), substituindo soldados que aderirem ao movimento …

      … À tarde, policiais e bombeiros consideravam ruim a proposta de 39,4% de reajuste, escalonado em quatro parcelas …

      0
    • MrJaime 9 de fevereiro de 2012 at 08:22

      O pior, MRK, é que o governo abertamente reconheceu em 2011 que seguraria a inflação usando, entre outras medidas, a manutenção dos salários.

      Então, a fórmula que está sendo usada é extremamente extressante à massa:

      1) Expansão de crédito, todo mundo pega emprestado
      2) Propaganda insentivando todo mundo a consumir
      3) Isso gera inflação
      4) Depois que todos estão endividados e a inflação cresceu, segura-se os salários.

      Ora, é óbvio que todo mundo vai começar a reclamar!

      0
      • MrJaime 9 de fevereiro de 2012 at 08:24

        *estressante ( typo )

        0
      • Suelen 9 de fevereiro de 2012 at 10:43

        Eu sou servidora federal e estou ha 4 anos sem aumento. Pior: estou do RJ. Socorro!

        0
        • Anônimo 9 de fevereiro de 2012 at 15:54
          0
    • Leandro 9 de fevereiro de 2012 at 12:03

      Os artigos do Leandro Roque no “mises” também já previam isso há mais de um ano.
      O Brasil será tomado por greves.
      Categorias que nunca haviam feito greve fizeram paralizações esse ano (ex: juízes e promotores).
      A Polícia Militar rasga a Constituição (que proíbe expressamente a sindicalização e a greve) e também faz greve.
      Tudo está se desenhando como estamos prevendo há quase dois anos.

      0
  • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 06:04

    Infraestrutura aeroportuária na Banânia. Parece que a única coisa que o sujeito sabe é o quanto “custou” ganhar a concorrência.

    www1 . folha . uol . com . br/fsp/mercado/24829-triunfo-desconhece-regras-basicas-do-edital . shtml

    O presidente da Triunfo Investimentos e Participações, que arrematou o aeroporto de Campinas, demonstrou pouca familiaridade com princípios básicos do edital e com a realidade das obras que terá de realizar.

    A obra requer uma grande movimentação de terra por se tratar de terreno acidentado. À Folha Bottarelli demonstrou desconhecer a complexidade da obra. “Não creio que deve movimentar muita terra. É uma área plana.”

    Bottarelli disse ainda que não vê complexidade na operação de aeroportos. “É diferente de um foguete. É alocação de espaço, de custo e de receita imobiliária. É como shopping.”

    0
  • MrK 9 de fevereiro de 2012 at 07:13

    Hoje o jornal valor publicou uma reportagem escrita por um advogado de uma empresa de real estate, o tema? bolha imobiliaria no brasil

    O advogado da empresa de real estate diz que nao ha bolha no Brasil pois

    1- O credito como % do PIB e’ pequeno (coisa que ja explicamos mil vezes que nao se mede consumo por pib e sim pib per capita e que a velocidade de expansao do credito importa mais que o tamanho)
    2- O Fato do especulador precisar dar 20% de entrada na planta inibe os “flippers” (nunca ouvi coisa mais non-sense, se o investimento vai render 100% como prometido, de que importa dar 5%, 10% , 20% ou 30% na planta? o que vale e’ o rendimento final, e 20% na planta financiado pela construtora nao afasta os especuladores, como temos visto na pratica)

    Depois o advogado faz um “mea culpa” com o fipezap e diz que precisamos de indices melhores, nisso eu concordo.

    sinceramente, quando leio os argumentos dos especialistas do outro lado da mesa, so’ me convenco mais de que ha uma bolha, pois eles nao conseguem formar um unico argumento solido que justifiquem os precos!

    obrigado valor, por reforcar nossa crenca!

    0
    • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 11:31

      Foram os antibolhista que me conveceram que há bolha, o nível de argumentos deles é lamentável

      Te digo mais MRK, não é nem pib percapita que conta, é a renda o mais importante.

      Isso da pessoa só dar 20% pra entrar na roleta favorece a especulação, pq o cara elva o agio em cima da valorização total, o que faz mais gente entrar na roleta e sugar a oferta, e por consequencia elevar os preços

      0
      • Paulo Rocha 9 de fevereiro de 2012 at 11:39

        Isso é verdade o PIB/capita é sempre MUITO MAIS ALTO do que a média salarial, já que o PIB não representa só a soma do salário de todo mundo. Na verdade não ficaria surpreso se a média salarial seja algo próximo a metade do PIB/capita.

        0
  • Rafael 9 de fevereiro de 2012 at 08:09

    OFF – BOLHA NOS SALÁRIOS??????

    Acredito que já passou da hora do brasileiro se revoltar de vez, sair as ruas, bater panela e tirar governantes do poder! Isso já ta virando um caos!

    ##############################################################

    Justiça suspende aumento de até 236% a comissionados em SP

    A Justiça determinou que a Prefeitura de São Paulo suspenda o aumento de até 236% concedido ao segundo escalão da administração –subprefeitos, secretários-adjuntos, chefes de gabinete e dirigentes de autarquias e fundações. Os novos valores estavam valendo desde 1º de janeiro.

    A liminar foi concedida nessa terça-feira (7) pela juíza da 8ª Vara da Fazenda Pública, Simone Viegas de Moraes Leme. A prefeitura afirmou que já foi notificada e vai recorrer.

    O aumento dos salários é questionado por uma ação do promotor de Justiça do Patrimônio Público Cesar Dario Mariano da Silva.

    Na ação, Silva afirma que, enquanto o segundo escalão da prefeitura teve aumento de cerca de 200%, os demais funcionários públicos municipais receberam aumento real de 0,01%.

    Para o promotor, com o aumento a gestão Kassab afronta os princípios constitucionais da impessoalidade, da legalidade, da moralidade pública e da eficiência do serviço público.

    Os pagamentos do valor aumentado foram suspensos até o julgamento da ação.

    236%

    A lei que concedeu aumento ao segundo escalão da prefeitura foi sancionada no dia 16 de dezembro pelo prefeito Gilberto Kassab (PSD).

    O texto havia sido aprovado pela Câmara às 23h45 do dia 8 dezembro, por 37 votos a 11. O projeto era um dos que o prefeito considerava prioritários para serem votados ainda em 2011.

    Em percentual, a maior alta foi do salário dos secretários-adjuntos, quefoi de R$ 5.455 para R$ 18.329 –aumento de 236%. A gestão Kassab tem 29 secretarias.

    Já os subprefeitos tiveram a remuneração elevada de R$ 6.573 para R$ 19.294 (193,5%). Existem 31 subprefeituras.

    Os salários dos chefes de gabinete passaram de R$ 5.455 para R$ 17.364 (ajuste de 218,2%), enquanto os de superintendente de autarquia e presidentes de fundação foram de R$ 5.998 para R$ 18.329 (aumento de 205,5%).

    Com os reajustes, os ocupantes de cargos de segundo escalão passaram a receber mais que os vereadores, que ganham R$ 15.031.

    O próprio Kassab e a vice-prefeita Alda Marco Antonio (DEM) também tiveram reajustes salariais em 2011.

    0
    • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 21:24

      Tá aí de onde vão sair os compradores dos imóveis bolhados! Mas um com um reajuste desse ainda vão ter que financiar por muito tempo!

      É muita falta de vergonha na cara mesmo… Pior é acabarem conseguindo só 150%, lamentável.

      0
  • Emtso 9 de fevereiro de 2012 at 08:50

    Segue nova estimativa, acho que esta é mais realista, para analisarmos o quanto o Rio está a venda no ZAP. Os bairro do Rio são tem alta densidade populacional.

    Bairro – População – Residencias*

    Tijuca – 171.818 – 49.091

    Copacabana – 154.372 – 44.106

    Botafogo – 82.172 – 23.478

    Flamengo – 55.931 – 15.980

    Leblon – 49.003 – 14.001

    Laranjeiras – 48.700 – 13.914

    Centro – 41.092 – 11.741

    Lagoa – 19.609 – 5.603

    * 3,5 pessoas por imóvel

    0
    • Emtso 9 de fevereiro de 2012 at 09:01

      Mais alguns:

      Ipanema – 49.148 – 14.042

      Humaitá – 15.945 – 4.556

      Catete – 22810 – 6517

      Maracanã – 28 685 – 8196

      Usei 3,5 pessoas por residência, achei que 3 seria pouco e 4 seria muito pelo número de conjugados que tem na cidade. Devemos também levar em consideração que Copacabana, Ipanema e Leblon tem características de Veraneio, por tanto o número de residencias pode ser maior por não aparecerem na população do bairro. Esta população é fácil de vcs comprovarem na internet.

      0
      • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 11:25

        No Rio use 3,1 pessoas/residencia.
        Fonte IBGE

        Etmos, vc tá começando a pegar os dados
        Existe um mapa interativo no site ibge.gov.br. Use-o

        0
        • Emtso 9 de fevereiro de 2012 at 13:08

          Bairro – População – Residências* – ZAP – a/b

          Copacabana – 154.372 – 49.797 – 5141 – 10,3%

          Ipanema – 49.148 – 15.854 – 1911 – 12,1%

          Leblon – 49.003 – 15.807 – 1701 – 10,8%

          Botafogo – 82.172 – 26.570 – 1.601 – 6,0%

          Flamengo – 55.931 – 18.042 – 1.115 – 6,2%

          * Usando o 3,1

          Estamos começando a traçar um cenário mais realístico. Verifiquem como BOTAFOGO e FLAMENGO tem menos anúncios relativamente, que COPACABANA, IPANEMA e LEBLON, na minha opnião tem muita gente que aluga imóveis nestes bairros que estão colocando eles para vender por conta do alto preço.

          Luiz, é claro que nossa estimativa tem vários desvios, mas já dá pra ver que tem mais gente querendo vender em copa/ipanema/leblon pode ser por conta da relação aluguel / valor do imóvel.

          0
          • Pensativo 10 de fevereiro de 2012 at 01:45

            Uê, o ZAP é o único meio de comunicação para venda de imóveis no RIo? Não existe mais jornal, porteiro, imobiliárias, boca a boca, outro sites.
            EMTSO: sempre criando números do nada.

            O termômetro mais fidedigno de que há algo de muito errado no mercado imobiliário do RIO é o fenômeno de que a classe média alta não comporta mais os valores dos imóveis na ZS. Os pais estão ficando lá e os filhos estão sendo obrigados a irem para Jacarepaguá. Chegou ao ponto bizarro que as famílias não conseguem mais comportar um segundo filho, pois o apartamento só tem 60 metros, a creche custa 1,5k por filho e a mãe é obrigada a trabalhar em período integral para ajudar no orçamento e bancar a babá.
            Ademais, um milhão e meio por um dois quartos é um valor sem noção para os padrões nacionais, tornando a situação ainda mais surreal quando consideramos as dimensões gigantescas de nosso país. Não adianta querer justificar o injustificável e pode ter certeza: um dia a sanidade voltará ao mercado e isso não vai demorar muito a acontecer.

            0
    • MrK 9 de fevereiro de 2012 at 13:09

      Emtso, segundo seus calculos, somente no zap, temos anunciadas 15% das residencias do leblon, voce acha isso normal? eu acho absurdamente alto, se for procurar fora do zap, em agencias, porteiro etc vai dar o qu? 20% do bairro a venda?!

      Eu vivi muito tempo em um grande condominio no RJ, por isso te digo que historicamente via uma media de 2% a 3% dos aps a venda, um numero bem normal, acho que ate 5% pode ser toleravel, mas 15%? acho absurdo, obrigado por dar mais uma prova da bolha!!

      0
      • Emtso 9 de fevereiro de 2012 at 13:53

        15% não, 10,8%.

        Cada prédio de 10 andares, 20 apartamentos, 2 unidades a venda. Você acha isto Bolha?

        E pega Botafogo.

        Cada prédios de 10 andares, 20 apartamentos, 1 unidade a venda (5% ~ 6%).

        Acho bem normal um prédio ter 1 ou 2 apartamentos a venda. E não necessáriamente ele está desocupado, pode estar alugado ou pode ser de vernaneio/temporada.

        Creio que quando colocamos assim o BRANCO no PRETO, o número de imóveis anunciados não é tão grande assim, pelo que parece.

        Isto pro Rio, imagina quando fizermos para SP onde temos vários bairros com população acima de 100 mil habitantes.

        Para haver a tal bolha (cair 40% o preço), precisa ter um volume muito grande de imóveis a venda e financiados com alto risco.

        0
  • SG 9 de fevereiro de 2012 at 08:50

    Inadimplência do cartão de crédito é três vezes maior que a média, diz BC

    Juro do cartão, o maior do Brasil, também está no maior nível em 11 anos.
    Especialista aconselha a trocar dívida por outra com juros menores.

    http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/2012/02/inadimplencia-do-cartao-de-credito-e-tres-vezes-maior-que-media-diz-bc.html

    0
  • alexNY68 9 de fevereiro de 2012 at 08:58

    18 MIL IMÓVEIS ENCALHADOS NA BAHIA.

    luizeugeniovieira. blogspot .com/2012/01/18-mil-imoveis-encalhados-na-bahia.html

    0
  • Patricia Engª 9 de fevereiro de 2012 at 10:02

    Reportagem DCI: Aluguel perde para valor de imóvel

    Levantamento do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci) indica que os aluguéis no Brasil vêm caindo, embora o valor nominal das locações e o desembolso efetivo dos inquilinos estejam mais altos. “O preço dos aluguéis, tanto residenciais quanto comerciais, não acompanhou a valorização dos imóveis”, afirma o presidente do Cofeci, João Teodoro da Silva.

    Nos últimos cinco anos, o retorno mensal médio da locação era de cerca de 0,65% do valor do imóvel, contra aproximadamente 0,5% hoje, com casos em que a rentabilidade não passa de 0,3%.

    Os aluguéis sempre foram baseados em percentual em relação ao preço de comercialização. Nos últimos anos, isso mudou porque o valor locatício não consegue acompanhar percentualmente a acelerada alta do valor de venda dos imóveis.

    0
    • Riodetudo 9 de fevereiro de 2012 at 10:16

      Ou seja, hoje, alugar está valendo MUITO mais a pena do que comprar.

      0
      • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 11:23

        Detalhe importante:
        aluguel reajsuta pelo IGPM, que está em qeuda. Dá 4,5% ano hoje

        Se o contrato começa com 0,3% ele pode acabar abaixo de 0,2%.
        É o caso de muita gente aqui.

        0
    • Salles 9 de fevereiro de 2012 at 11:47

      “Reportagem DCI: Aluguel perde para valor de imóvel”

      Acho que o certo seria: “Valor PEDIDO pelos imóveis não acompanha valor do aluguel”

      0
      • LAM 10 de fevereiro de 2012 at 03:54

        Falou pouco e disse tudo!

        O povo não entende que o aluguel é o melhor indicador para o preço dos imóveis, simples! Apresenta a mais estreita correlação com a renda efetiva do cidadão e é muito mais sensível à variações.

        Quero ver o pessoal experimentar subir o aluguel com base no preço dos imóveis, alguém tem alguma idéia do que possa acontecer??

        2012 será emocionante…

        0
        • Pedron 10 de fevereiro de 2012 at 09:40

          Para o povo aluguel é jogar dinheiro fora, mas passar 30 anos pagando juros é um bom negócio.

          No meu caso, há 4 anos meu aluguel representava 0,53% do valor do imóvel, hoje é 0,40.

          O dinheiro que eu tenho poupado corresponde a mais ou menos 70% do “valor” do imóvel. Com esse dinheiro consigo pagar o aluguel e o condomínio atráves da rentabilidade de um fundo DI.

          Mas é tãão difícil explicar isso pro povo.

          0
  • SIDNEY 9 de fevereiro de 2012 at 10:57

    Fundos imobiliários: volume financeiro cai pela metade em janeiro

    Os fundos de investimento imobiliário movimentaram R$ 70,46 milhões em janeiro, o que significa uma queda de 51,12% ante o mês anterior, quando movimentaram R$ 144,16 milhões. Os dados foram divulgados pela BM&FBovespa na quarta-feira (8).

    0
  • Dudinha 9 de fevereiro de 2012 at 11:11

    Meu primeiro post aqui:

    http:// www 1.folha.uol.com.br/mercado/1046219-inadimplencia-do-consumidor-cresce-166-em-janeiro-diz-serasa.shtml

    Inadimplência do consumidor cresce 16,6% em janeiro, diz Serasa

    A inadimplência do consumidor cresceu 16,6% em janeiro frente ao mesmo mês de 2011, segundo indicador divulgado nesta quinta-feira pela Serasa Experian. Já na comparação com dezembro, houve variação negativa de 0,4%.

    De acordo com a Serasa, todas as modalidades da inadimplência apresentaram alta no valor médio das dívidas na comparação anual.

    A inadimplência não bancária (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços) cresceu 65,8%.

    Já os cheques sem fundos apresentaram alta de 13,3%, assim como os títulos protestados e as dívidas com os bancos, que aumentaram 4,2% e 0,1%.

    0
    • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 11:20

      ia posta risso agora mesmo
      crescimento de 65% é muuita coisa

      é a corda esticando, as vendas de carros já desabaram mais 30% denovo esse mês

      0
      • kbk 10 de fevereiro de 2012 at 10:39

        Janeiro foi pior que dezembro sim, mas em grande parte por ser um mês historicamente fraco.

        Na verdade em janeiro a venda de veículos de passeio + comerciais leves foram 9,8% superiores a jeneiro de 2011 (melhor janeior da história).

        O que caiu foi a produção de automóveis na verdade (-6,5% versus janeiro/2011).

        0
    • augusto 9 de fevereiro de 2012 at 13:13

      Mas continuem comprando pois foi noticiado com ênfase que somos mais ricos que a Inglaterra, teremos aqui a Copa do Mundo, e as Olimpiadas.
      Tambem nosso volume de crédito é muito baixo em relação ao PIB em comparação com outros paises, nosso sistema de crédito imobiliário é só 5% de nosso PIB, temos deficit habitacional, renda do povo aumentando significativamente, indice de desemprego baixissimo e que continuará assim forever and ever.
      Nosso povo é o mais otimista do planeta, e nem sabe distinguir juros compostos dos simples, mas fazer crediário é o seu forte.
      Nossos governantes não mentem e não querem perpetuarem-se no poder, pois são destituidos de vaidades.

      0
  • Menino_do_Rio 9 de fevereiro de 2012 at 12:08

    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/2337172-condominio+numero+acoes+por+inadimplencia+sobe+janeiro
    O número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa de condomínio na cidade de São Paulo avançou 53,36% em janeiro, em relação a dezembro de 2011.

    Daqui a pouco o pt vai abrir uma linha de fiananciamento para seus eleitores pagarem os condomínios (talves usem o dinheiro do fgts, poupança…).

    0
    • D9 9 de fevereiro de 2012 at 13:56

      Muito boa Menino_do_Rio

      Já tô até vendo a matéria:

      Dilma lança o novo programa bolsa condomínio.
      eheheheheh

      0
  • h lee 9 de fevereiro de 2012 at 12:11

    Começo a achar que os preços “pedidos” pelos proprietarios, chegaram a um nivel “bolha”. Acho que é o fenomeno do “otimismo brasileiro”, onde um ape de bairro bom em sampa de 170 m2, pedem um milhao de dolares. Alguns bairros o m2 em sampa, os proprietarios estao pedindo 15 a 20 mil nos empreendimentos considerados luxuosos.
    Estes valores chutados pra cima advem da antecipacao de no minimo 2 anos de um potencial valorizacao futura. É cobrar de antemao quanto vai valer no futuro, demonstrando o otimismo dos brasileiros proprietarios.
    Enfim, se vai vender ou nao, sao outros quinhentos.

    0
    • Frank 10 de fevereiro de 2012 at 12:22

      “É cobrar de antemao quanto vai valer no futuro, demonstrando o otimismo dos brasileiros proprietarios.”

      o problema desses movimentos é q de fato vinculam o futuro.

      em uma democracia, se o errado ocorre com destacada frequência, ele pode passar a ser o “certo”.

      em outras palavras, os governos podem ficar inclinados a prevenir ou reduzir o tombo dos “errados”.

      0
  • Paty 9 de fevereiro de 2012 at 12:13

    Situação dos negócios derruba Confiança da Construção
    Por FABRÍCIO DE CASTRO, estadao.com.br, Atualizado: 9/2/2012 8:48

    A avaliação das empresas sobre a situação atual dos negócios foi o principal motivo para a queda de 8,7% no Índice de Confiança da Construção (ICST) no trimestre encerrado em janeiro, ante o mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados há pouco pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em parceria com o Banco Central (BC).

    Das 720 empresas consultadas, 34,6% classificaram a situação atual como boa, ante 48,4% no trimestre encerrado em janeiro de 2011. Outros 9,7% consideraram a situação atual ruim, contra 5,4%.

    Ao avaliarem o futuro, 53,9% disseram esperar melhora, considerando o quesito tendência dos negócios para os próximos seis meses. No trimestre encerrado em janeiro do ano passado, o índice era de 46,2%. Já o total de empresas que esperam piora no futuro passou de 2,4% para 4,6%.

    0
  • R2 9 de fevereiro de 2012 at 12:15

    (momento risadas)

    Mas ué cara… vc não viu o Kassabi ai… tah tentando aumentar os salários… o Governo só não disse de QUEM ele iria aumentar… vcs não sabem interpretar as coisas mesmo! … ahhahhahaha

    0
    • Suelen 9 de fevereiro de 2012 at 12:26

      Calote no cartao de crédito está em 26,7%. Acabei de ver na Globo News.

      0
  • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 12:22

    Da série comparando imóveis, como o aluguel de um apartamento de 1 quarto em Londres, no One Hyde Park, pode custar £4.250 por semana? Incrível!

    residentialsearch.savills.co.uk/property-detail/L39113/list

    0
    • Suelen 9 de fevereiro de 2012 at 12:32

      Havendo que tenha dinheiro… Mas eu n posso pagar, isso é mais que meu salário.

      0
      • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 13:45

        calmaí, é 1 quarto mas tem no minimo 140 m2 ?
        faltam dados

        0
        • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 14:20

          Tem aproximadamente 90 sqm, e esse valor é por semana, mensal seriam £17.000, o que daria R$ 45.900 por mês, valor totalmente surreal mesmo para os padrões ingleses.

          0
    • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 14:02

      Cirilo,

      Nos paises do first world voce tem ESCOLHA. Não precisa morar em lugares absurdamente caros como esse que voce escolheu para ter o conforto e a segurança que voce NÃO tem na Banânia. Em qualquer país, o custo da moradia digna é uma grande parte do custo de vida, talvez a maior parte uma vez que a maioria das pessoas leva quase a vida toda para pagar essa parte. O que eu estou procurando mostrar através do preço dos imóveis é: dado uma certa renda no Brasil, qualquer que seja, desde o pobre até o milionário, voce pode viver muito melhor, mas muito mesmo, com essa mesma renda ou nos EUA ou em alguns países da Europa. A melhor maneira de corrigir a situaç!ao do ponto de vista individual é simplesmente tomar consciência disso e largar a Banânia. No meu caso, para morar nos EUA com um padrão de vida superior ao que eu tinha na Banânia, eu gasto METADE do que gastava. Entendeu?

      ( ) SIM
      ( ) NAO

      0
      • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 14:23

        Morar no exterior em países de primeiro mundo tem suas vantagens?

        (X) SIM
        ( ) NÃO

        Morar na Banânia tem suas vantagens?

        (X) SIM
        ( ) NÃO

        0
        • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 15:27

          E quais seriam essas vantagens?

          Conforto? ( ) SIM (X) NAO
          Segurança? ( ) SIM (X) NAO
          Serviços públicos decentes? ( ) SIM (X) NAO
          Baixo custo de vida? ( ) SIM (X) NAO
          Império da Lei? ( ) SIM (X) NAO
          Mulher pelada no carnaval? ? (X) SIM ( ) NAO

          Tem mais alguma vantagem?

          0
          • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 15:37

            Proximidade da família e de amigos?

            (X) SIM
            ( ) NÃO

            Sem mais.

            0
            • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 16:45

              Esses amigso e familia estão PAGANDO as suas contas?

              ( ) SIM
              (X) NAO

              0
              • Pedro Bolha 9 de fevereiro de 2012 at 19:54

                Fatality!!!

                0
              • Felipe 9 de fevereiro de 2012 at 22:58

                OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOWWWWNED

                0
              • Evandro CPS 10 de fevereiro de 2012 at 08:58

                FAMILIA E AMIGOS VÃO MUITO ALÉM DO DINHEIRO!

                Cara, vc deve ser uma pessoa sozinha, frustrada, que basicamente resume sua vida a economizar dinheiro com sua super inteligente troca de pais e postar besteiras nesse blog.
                De que adianta mudar pra outro pais, ter todo conforto do mundo e não ter as pessoas que ama por perto (deve ser difícil pra vc entender isso).
                Mas pelo que entendi, vc deve vir de uma familia desestruturada ao ponto de não se importar com ela, e dar preferencia ao dinheiro. Um dia irá morrer, e toda essa arrogancia e dinheiro economizado não servirá de nada.
                Se enxerga cara, não é pq uma opção é boa pra vc que será para todo mundo.

                0
                • Cai Cai Balão 10 de fevereiro de 2012 at 09:09

                  Bolha, sugiro moderação no Evandro.

                  Evandro, se você tem uma família que o prende aqui no Brasil, ponto para você. Meus pais e amigos também me prendem por aqui, mas não mais do que o meu cargo público. Com a minha formação jurídica, estou enraizado na Banânia e só conseguiria me sustentar lá fora se mudasse de ramo.

                  Seu comentário contribui para rebaixar o nível do debate, em prejuízo da diplomacia, indispensável por maior que seja a divergência. Você abriu mão de atacar idéias, argumentos, para afrontar a pessoa de quem debate. Quando se quer atingir o interlocutor e não o seu argumento, perde-se a razão e o foco da discussão.

                  0
                  • Moyashi 10 de fevereiro de 2012 at 13:25

                    Cai cai, o Evandro pode ter se expressado desrespeitosamente (apenas atacando a pessoa e não os argumentos), mas talvez ele expresse o sentimento de outros. Se a Gringolândia é tão boa e generosa assim para o Anonymous, por que será que ele vive aqui num blog “bananense” expressando suas frustrações com a “Banânia”? Se a solução para o prolema, segundo Anonymous, é sempre individual — e a dele já está resolvida –, no melhor estilo Tom Jobim, “a saída é o aeroporto”, por que insistir tanto no blog bananense? Já não está tudo uma beleza por lá na Gringolândia? Ou será que as coisas não estão assim tão bem resolvidas pro Anonymous?

                    Tem gente que realmente prefere enfrentar os problemas por aqui, por perto da família e dos amigos. Também já cogitei emigrar do Brasil, mas não seria os EUA, que pode até ter uma economia pujante e cheia de oportunidades, mas tem as relações humanas que beiram a neurose e a histeria e eu não quero isso pra mim nem pros filhos que terei. Pesquisei tudo sobre imigração pro Canadá, mais especificamente Québec, com cujo idioma eu me identifico mais (e os valores tambem). Achei que seria uma ótima, mas a realidade me avisa que conseguir me inserir no cenário acadmêico lá custaria uma vida de investimento em relações pessoais. Minha família compreenderia e alguns até disseram, “que legal, vamos ter mais um destino de férias”. Mas vi que a imigração poderia ser frustrante.

                    Conheço vários que imigraram e estão tão bem por lá que as únicas notícias do Brasil que eles tomam conhecimento, além de coisas de futebol, são as notícias da família e amigos. Se o Anonymous glorifica tanto assim seu sucesso na Gringolândia, por que a Banânia o incomoda ainda? Entendeu? Acho que é esse o sentimento que o Evandro está tentando expressar.

                    Gringolândia es fueda, facto. Comparações são úteis (principalmente pra nos lembrar de não nos nivelar por baixo), fato. O que irrita é o rame-rame da ladainha do Anonymous. Parece mal resolvido, entende?

                    0
                    • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 21:50

                      Concordo.

                      0
                  • Evandro CPS 10 de fevereiro de 2012 at 13:26

                    Desculpem, me exaltei.

                    0
  • Sir Income 9 de fevereiro de 2012 at 12:52

    80% de ocupação no carnaval não seria pouco?

    Ainda há vagas em hotéis de Salvador para o carnaval

    www .youtube.com/watch?v=jgbePkOYmr4&feature=g-u-u&context=G28c5e01FUAAAAAAAAAA

    0
  • MrK 9 de fevereiro de 2012 at 13:15

    Todo esse papo de inadimplencia… tentaram maquiar os numeros em dezembro pra fechar o ano bonito, fizeram mutirao de renegociacao, o governo por tras botando pressao, todo mundo limpando o nome pra comprar de novo no natal, ooo coisa bonita!!!

    Mas estao tratando o sintoma e nao a causa, a causa disso eh falta de controle e conhecimento financeiro, assim que tem o nome limpo a enorme maioria vai no dia seguinte se afogar em dividas novamente! Limpar o nome na marra e’ o mesmo que tirar a droga do viciado por um dia, dizer que ele esta curado, e devolver pra ele no dia seguinte.

    0
  • h lee 9 de fevereiro de 2012 at 13:24

    Olha a noticia abaixo, confirmando a tese que o brasileiro é otimista por natureza, nao importa o que aconteça ou em que cenario ele vive.

    Ipea: otimismo do brasileiro com economia bate recorde

    09 de fevereiro de 2012 | 12h 08

    Notícia

    WLADIMIR D’ANDRADE – Agencia Estado

    SÃO PAULO (AE) – O Índice de Expectativa das Famílias, divulgado nesta quinta-feira, 9, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), aponta otimismo do brasileiro quanto à situação socioeconômica do País, ao atingir em janeiro 69 pontos, o mais alto patamar registrado desde o início da série, em agosto de 2010. Em dezembro, o índice estava nos 67,2 pontos, assim como em janeiro de 2011. As entrevistas foram realizadas em 3.810 domicílios de 200 municípios, em todos os Estados do País.

    O levantamento do Ipea aponta que 64,9% das famílias consultadas acreditam que o Brasil passará por melhores momentos nos próximos 12 meses, porcentual 0,5 ponto acima do registrado no mês anterior. Em relação às expectativas para os próximos cinco anos, 62% estão otimistas, ante 60,2% em dezembro.

    De acordo com o assessor técnico da presidência do Ipea André Calixtre, houve uma recuperação do índice no segundo semestre do ano passado. A partir de abril, o índice permaneceu entre 62,9 e 65,2 pontos, e começou a crescer em dezembro. “Esse índice nunca detectou pessimismo, pois começou a ser medido no segundo semestre de 2010, em um momento muito bom para o País. Mas após um período de queda em 2011, começou a mostrar recuperação no segundo semestre do ano passado”, disse, em entrevista coletiva transmitida há pouco pela internet.

    Segundo o Ipea, todas as faixas de renda estão otimistas quanto à economia do País, sendo as famílias que ganham acima de dez salários mínimos as mais confiantes (71,1 pontos), enquanto aparecem na ponta de baixo da tabela, mas ainda com otimismo moderado, as que recebem até um salário mínimo (58,5 pontos). Na divisão por escolaridade, o nível de otimismo é maior entre os brasileiros que possuem ensino superior ou pós-graduação (76,7 pontos) e menor, mas ainda assim otimistas, entre os que não têm escolaridade (68,8 pontos).

    As regiões Centro-Oeste e Nordeste são as mais otimistas tanto para curto quanto para o longo prazos. No Centro-Oeste, a expectativa quanto à economia do País para os próximos 12 meses atingiu o nível de “grande otimismo” ao superar os 80 pontos, registrando 84,6. Já no Nordeste, o otimismo atinge 68,9 pontos. Para uma expectativa de longo prazo (5 anos), os índices de janeiro foram, na Região Centro-Oeste e Nordeste, respectivamente, de 87 e 73,7 pontos. “A alta do índice foi basicamente influenciada pelo Centro-Oeste, que sempre foi uma Região de grande otimismo em relação às outras”, afirma Calixtre.

    Consumo

    Quase dois terços (64,4%) das famílias acreditam que o momento é bom para comprar bens duráveis, patamar 7 pontos superior ao registrado no mês de dezembro. De acordo com Calixtre, esse dado mostra o efeito positivo das medidas governamentais de incentivo ao consumo implementadas no final do ano passado, como desoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados sobre a linha branca. “Houve uma resposta positiva nas expectativas das famílias sobre as políticas de incentivo de consumo de bens duráveis”, afirmou.

    E o potencial de consumo se mantém elevado graças, também, segundo o Ipea, ao alto patamar do nível de emprego e ao baixo endividamento das famílias brasileiras. O estudo mostra que 57,1% das famílias consultadas responderam não ter dívidas, ante 56,1% em dezembro. “O endividamento ainda é baixo no Brasil”, disse Calixtre. “Ainda há um espaço muito grande para expansão do crédito às famílias.”

    Além disso, as famílias brasileiras aumentaram as expectativas da segurança do responsável pelo domicílio no seu emprego, de dezembro (78,9%) para janeiro (80,7%). “Há indícios fortes de recuperação econômica, embora haja um problema com a indústria. Mas os dados ruins não chegaram ao que realmente atinge as famílias: o emprego, que segue em patamar muito alto”, explicou.

    Siga o @EstadaoEconomia no Twitter

    + ECONOMIA

    ——————————————————————————–

    ——————————————————————————–

    13:01 Confiança da construção cai menos …
    12:51 Fipe revisa projeção do IPC de 0,53% …
    12:47 Reservas do BC sobem US$ 304 mi …
    12:34 Líderes chegam a acordo, diz porta-voz …
    12:28 Bovespa tem 1ª saída de capital externo …
    12:26 Abeiva: venda de veículo importado cai …
    12:22 Estoque de debêntures na Cetip está perto …
    12:15 PepsiCo vai cortar 8.700 empregos
    12:08 Ipea: otimismo do brasileiro com economia …
    11:59 Opep prevê menor aumento da demanda …

    ——————————————————————————–

    + COMENTADAS
    + LIDAS

    01 Petrobras busca reajuste de combustíveis via redução…
    02 ‘Privatização está de volta à agenda do…
    03 Ideia de eliminar os bancos centrais ganha…
    04 Lobão diz que substituições na Petrobrás seguirão…
    05 Comercial da Chrysler com Clint Eastwood gera…
    06 Rascunho de acordo da Grécia prevê corte…
    07 Produção industrial cresce em 9 de 14…
    08 Poupança tem 1ª captação negativa para meses…
    09 Governo realiza 1º leilão de aeroportos nesta…
    10 Resolver crise está levando mais tempo do…

    0
    • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 13:58

      Bye Bye Brazil …

      Bovespa tem 1ª saída de capital externo …

      0
    • Carlos Wagner 9 de fevereiro de 2012 at 15:24

      Interessante que na Folha de hoje, haviam duas noticias relacionadas ao assunto: Uma delas era essa do recorde de otimisto do brasileiro e a debaixo era sobre o aumento de 16,6% na inadimplecia.

      Conclusão: Ou é mentira ou o brasileiro é bipolar. Como podem ser otimistas ao mesmo tempo em que a inadimplencia sobe?

      Misterios.

      0
      • Dan 9 de fevereiro de 2012 at 16:05

        A resposta nesse caso é simples, Carlão… Basta ser otário! Rsrs

        0
  • Flavio Alves 9 de fevereiro de 2012 at 13:40
    • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 13:56

      A formaçào do autor mostra bem o quanto ele entende do assunto. Se ele tivesse falado que bolha imobiliária não existe no Brasil porque isso é ILEGAL, eu até poderia acreditar … Só está faltando artista da globo em comercial de construtora negando a bolha, mas acho que ainda veremos isso.

      Frederico Porto é executivo da BFRE-Brazilian Finance & Real Estate. Graduado em direito pela PUC-SP, mestrado na University of Pennsylvania Law School.

      0
      • dp 9 de fevereiro de 2012 at 14:45

        Li o texto. O autor baseia-se no argumento do baixo volume de credito para negar a bolha. Omite o fato (ou desconhece historia economica) de que outras bolhas ja existirem sem que houvesse credito abundante.

        A parte mais engracada no entanto, eh a traducao de “shadow banking” como “Bancos Sombra” como se o termo se referisse a instituicoes invisiveis que emprestavam dinheiro a torto e a direito alimentando a bolha aqui nos EUA, sem supervisao do BC.

        Ri muito.

        Shadow banking nao deve ser traduzido como “banco sombra”, mas sim como concessao de credito sem passar por uma instituicao financeira.

        Um exemplo de shadow banking sao os financiamentos “direto” com a construtora no Brasil.

        0
        • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 14:49

          A maior encrenca é a grana que as construtoras pegaram emprestado achando que iriam vender na velocida de e preços extratosféricos.

          0
    • DRN 9 de fevereiro de 2012 at 15:07

      Pô, se o cara estudou Direito (se estudou…), então escreve no Valor sobre Direito. O cara quer escrever Economia e publicar. Aí fica difícil mesmo…

      Minha observação:

      “Em que pese o argumento de que certos compradores de imóveis na planta possam estar especulando, vale notar que a natureza desse tipo de financiamento no Brasil é muito distinta de mercados como o americano pré-crise de 2008. Aqui, via sinal e parcelas mensais, o comprador capitaliza por vezes até 30% do valor do imóvel antes da entrega. Lá, compradores na planta investiam valores muito menores. Muitas vezes, sequer pagavam pela opção do direito de compra. E, quando da entrega do empreendimento, caso houvesse redução do valor de mercado do imóvel, muitos não exerciam a opção de compra, aumentando a oferta de imóveis no mercado”.

      A) alocar 30% do imóvel não impede a especulação, apenas exige uma aposta maior;
      B) o especulador brasileiro, mesmo alocando 30%, passa o imóvel para a oferta, porque ou devolve para a construtora, ou porque simplesmente põe à venda (e se entrar outro especulador no lugar, a coisa não se resolve; só se resolve quando encontra alguém que queira morar ou comprar para alugar durante muitos anos).

      0
      • Oliveira 9 de fevereiro de 2012 at 18:28

        Isso não é verdade.

        Se vc negociar um pouco, vc consegue diminuir muito este valor. Eu comprei na planta em 2009, parcelei até a entrada que eu consegui reduzir para 50% e depois paguei parcelas pequenas até as chaves. Meu investimento não chegou a 20%, pois vendi antes de ter que arcar a parcelas das chaves que era gigante.

        []s

        0
  • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 13:44

    O maior medo do brasileiro atualmente é a inflação.
    Estão gastando tudo o que pode e o que não pode antes que os preços aumentem mais.

    0
    • Shakespeare 9 de fevereiro de 2012 at 14:43

      mas isso cria mais consumo e mais inflação… é um círculo vicioso

      0
  • Tico RJ 9 de fevereiro de 2012 at 14:29

    Em janeiro passei férias em Cuiabá-MT e observei que havia muitos imóveis comerciais com a faixa Aluga-se. Coincidentemente, ontem passei pela av. Nossa Senhora de Copacabana aqui no Rio e vi 2 lojas vazias com a faixa Aluga-se. Como pode uma avenida tão movimentada num bairro tão populoso com 2 lojas vazias?

    0
    • Shakespeare 9 de fevereiro de 2012 at 14:41

      pergunte o preço do aluguel e vc saberá

      0
    • aiwww 9 de fevereiro de 2012 at 23:30

      No Centro do Rio há uma loja na rua da Assembléia que está fechada há meses com a faixa de aluguel.

      0
  • Shakespeare 9 de fevereiro de 2012 at 14:32

    Fundos imobiliários: volume financeiro cai pela metade em janeiro

    SÃO PAULO – Os fundos de investimento imobiliário movimentaram R$ 70,46 milhões em janeiro, o que significa uma queda de 51,12% ante o mês anterior, quando movimentaram R$ 144,16 milhões. Os dados foram divulgados pela BM&FBovespa na quarta-feira (8).
    Apesar de o volume financeiro ter sido menor, a quantidade de negócios aumentou entre dezembro e janeiro. De acordo com a bolsa paulista, no primeiro mês do ano, foram registradas 9.038 transações, ante 7.617 anotadas no mês de dezembro.
    Ainda de acordo com a bolsa, o mês de janeiro terminou com 68 fundos imobiliários registrados e autorizados à negociação nos mercados de bolsa e balcão da BM&FBovespa, o que significam dois fundos a mais do que em dezembro.
    O que são e como investir Os fundos imobiliários podem deter participação em imóveis de diferentes tipos, como prédios residenciais, comerciais, industriais, galpões ou shopping centers.
    Entre as vantagens de investir em imóveis por meio dos fundos, está a diversificação do portfólio com um capital menor e a isenção de Imposto de Renda sobre os rendimentos. Para ter esta isenção, o investidor pessoa física deve deter menos de 10% das cotas e o fundo precisa ter, no mínimo, 50 investidores, além de suas cotas serem negociadas em bolsa.
    A compra e venda das cotas é feita por meio da corretora de valores. Por isso, é preciso ter cadastro em uma para conseguir fazer estas transações. Assim como as ações, as cotas dos fundos possuem códigos que devem ser digitados no home broker, para que a operação seja efetuada.

    Fonte: h t t p://br.noticias.yahoo.com/fundos-imobili%C3%A1rios-volume-financeiro-cai-metade-janeiro-121005667.html

    0
  • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 14:32

    Estava aqui pensando, eu diria que hoje as cidades mais importantes do mundo são, não necessariamente nessa ordem: Nova Iorque, Londres, Paris, Tokyo, Hong Kong e Sao Paulo.

    Se pararmos para pensar os preços dos imóveis em bons bairros de Sao Paulo, mesmo com esse aumento totalmente absurdo dos últimos três anos, são menores do que em qualquer outra cidade de sua importância.

    0
    • Shakespeare 9 de fevereiro de 2012 at 14:40

      e?

      0
    • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 14:47

      nem sonhando Cirilo

      SP vc tem que comparar com BsAs, Santiago, Bogota, Lima, Mexico ct, Mumbai, Nova Delhi, Jacarta, Lagos e coisas do mesmo nível. Sendo muito otimista dá pra pegar as do leste europeu

      Comparar SP com NY é o mesmo que comparar Rio com Monaco.
      Não dá nem pra começar a conversar.

      0
      • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 15:02

        Luiz, trabalho no mercado financeiro e quando falo em importância sintetizo não só a influência local da cidade como a importância econômica global.

        Sem nenhuma dúvida, Sao Paulo hoje tem um desempenha um papel extremamente relevante no cenário mundial, muito acima das cidades que você citou, se tornando referência em várias áreas e sediando vários eventos de relevância no cenário mundial.

        Trabalho na Faria Lima, e o que se tem de empresas estrangeiras alugando escritórios aqui não é brincadeira, e no caso são empresas dos mais variados ramos e oriundas dos mais distintos países.

        Agora, Monaco não pode ser comparada a nenhum país do mundo, muito menos a algum estado ou cidade do Brasil.Devemos salientar a localização estratégica e a condição de paraíso fiscal, que aliado ao pequena dimensão, cria alí um ambiente único no planeta.

        0
      • Emtso 9 de fevereiro de 2012 at 15:30

        O Cirilo está certo.

        O IDH, PIB, RENDA e PER CAPTA, SOMADOS dos subdistritos (não bairro) de MOEMA, PINHEIROS, CENTRO, JARDIM PAULISTA, VILA MARIANA, SAÚDE, CAMPO BELO, SANTO AMARO, MORUMBI, BUTANTÃ é maior e melhor do que muitos paises europeus, e estas regiões abrigam 3 MILHÕES DE HABITANTES que é maior do que a maioria da capitais europeias.

        E mesmo no todo, o IDH, PIB, RENDA e PER CAPTA está muito além de qualquer metrople de país subdesenvolvido.

        São Paulo tem a 2o. maior frota de helicopteros, só perde para NY;

        80% dos europeus vivem com menos de 1000 euros por mês;

        A questão CHAVE é a desigualdade, tem muita favela e muito helicoptero, mas na média São Paulo tem números impressionantes.

        0
        • Shakespeare 9 de fevereiro de 2012 at 16:47

          e esses números são suficientes para justificar um aumento de 3x no preço dos imóveis?

          0
    • dp 9 de fevereiro de 2012 at 14:49

      Nao sei de onde saiu essa lista. Mas os conceitos de “preco” e “valor” sao distintos.
      More seis meses em cada uma dessas cidades (turismo de compras nao conta), e confira o abismo que existe com relacao a qualidade de vida, seguranca, limpeza, educacao publica, saude, liberdade economica e democracia em cada um desses lugares. SP perde em todos esses aspectos. Sorry, nice try.

      0
    • Pedro de BH 9 de fevereiro de 2012 at 15:28

      Comparar São Paulo com Tokio ou Londres, só se for no tamanho mesmo, pq no geral, São Paulo está a anos luz de distância dessas cidades, a começar pelos habitantes, passando pela infraestrutura e qualidade de vida.
      Absolutamente nada justifica preços comparáveis a países de primeiríssimo mundo.
      No máximo podemos comprar São Paulo a uma Cidade do México ou Bombain na Índia.

      0
    • augusto 9 de fevereiro de 2012 at 15:45

      E os salários são muito menores em São Paulo, e os impostos muito mais altos, e os preços de artigos importados sofisticados tambem. Quanto se paga aqui por um carro carroça, e lá por veiculos com alta tecnologia?
      Tambem a saúde pública, educação, segurança em SP são mil vezes pior né

      0
      • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 15:53

        Salários são menores?

        Isso aí é uma questão bem relativa, dependendo da sua profissão e da empresa em que voc6e trabalha seu salário em Sao Paulo vai ser consideravelmente maior quando comparado ao de uma pessoas que realiza a mesma função em Nova Iorque ou Londres.

        0
        • Emtso 9 de fevereiro de 2012 at 16:27

          Amigos,

          Vocês tem que analisar a bolha sobre a ótica ECONOMICA, e não SOCIAL.

          Se o PIB de São Paulo é 388bi de USD e o da Espanha é de 580bi de USD, este número é o que importa para saber o quanto de dinheiro gira no lugar, e o quanto a DEMANDA (burra) pode pagar pelos absurdos imóbiliários.

          QUESTÃO DE PROVA:

          1) Você está num REINO chamado BANANIA e tem 5 CASTELOS pra vender, nele tem 10 burgueses bem de vida e 2 fálidos, 80 ferreiros bem de vida e 20 fálidos, 1000 plebeus e 10.000 miseraveis.

          2) Você está num REINO chamado ESPANHA e tem 5 CASTELOS pra vender, nele tem 8 burgueses fálidos, 2 burgueses bem de vida, 80 ferreiros fálidos, 20 bem de vida, 200 plebeus e 100 miseraveis.

          Somente Burgueses e Ferreiros podem comprar, sendo que os Ferreiros precisam financia-los em 30 anos, em ambos os Reinos o crédito é farto.

          Onde vai ser mais fácil vender? Analise a BOLHA sobre a ótica ECONOMICA e não SOCIAL.

          0
        • Cetico 9 de fevereiro de 2012 at 18:15

          Ai voce ta’ de brincadeira…voce ja morou em Nova Iorque ou Londres?

          Eu morei na Australia e agora moro na Inglaterra e o salario do Brasil nao e’ maior nem mesmo com essa taxa de cambio ‘bolhuda’ do momento, quem dira’ com uma taxa de cambio de equilibrio (que no meu chute, deve ser no minimo uns 2.2 R$/USD)…

          0
        • augusto 9 de fevereiro de 2012 at 18:46

          Sem discussão, pois só alguns executivos e empresários aqui ganham mais que seus congeneres em paises adiantados, porque os daqui roubam descaradamente. Trabalho em multinacional européia e sei que aqui ganhamos menos. Por outro lado voce fala com base no que?
          Nem o Neymar aqui ganha mais que o Messi ou o Ronaldo, mas lógico que ganha mais que um jogadorzinho de um timinho de lá.

          0
    • Cetico 9 de fevereiro de 2012 at 18:11

      Cirilo, se quiser comparar de maneira correta, olhe os dois lados da equacao, ou seja, faltou voce falar da renda media…so’ um pequeno detalhe…

      0
  • Tico RJ 9 de fevereiro de 2012 at 14:55

    Estou me convencendo de que comprar moeda estrangeira só vale a pena para os que conhecem bem a oscilação da moeda.
    A diferença entre a compra e venda do dólar é de aproximadamente 15% em agências de câmbio. Assim, só valerá a pena investir em moeda estrangeira se tivermos certeza que a moeda terá valorização de 15%+Taxa Mínima de Atratividade (ex: poupança)+Taxa equivalente ao IR. Ou seja, é muito arriscado investir em moeda estrangeira. Um fundo cambial é até melhor que comprar a moeda.

    O sr. Anonymous ou outro ousa em contestar?

    0
    • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 15:09

      Casa de cambio é furada, o ideal é mander contas offshore em moeda estrangeira, hoje eu aconselharia uma em USD e a outra GBP.

      Fuja do EUR, esse está com os dias contados.

      0
      • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 16:41

        Cirilo,

        Concordamos numa coisa – conta no exterior, mas não precisa ser em offshore ser for valor for relativamente baixo. Acho preferível conta em banco nos EUA, que tem garantia até 250 mil USD e voce por ser estrangeiro não residente não paga imposto algum. Um a conta em paraiso fiscal levanta várias suspeitas. Agora, se for o caso de vários milhões de dólares então concordo com paraíso fiscal. DISCORDO de que os Euro esteja com os dias contados. Passei os últimos 6 meses morando na Alemanha. Resumindo o que está acontecendo na Europa é uma verdadeira revolução, pois está nascendo os “Estados Unidos da Europa”. Isso de que o Euro está condenado é pura propagando dos EUA que está com pavor do petróleo começar a ser vendido em Euro em grande escala, pois se isso acontece os EUA EMPOBRECEM da noite para o dia seguinte. O dinheiro LASTREADO em PETRÓLEO é a única vantagem que os EUA possuem e acho mesmo que irão para a GUEERA para garantir isso.

        0
        • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 21:58

          Dinheiro lastreado em petróleo foi a melhor definição de dólar que já ouvi!

          0
  • LEOTEX 9 de fevereiro de 2012 at 15:20

    Comparar Sâo Paulo com Londres, Paris e NY?

    Adoro SP, mas na minha opinião ela perde em qualidade de vida até para BsAs e Santiago, quanto mais Londres.

    0
  • Tico RJ 9 de fevereiro de 2012 at 15:20

    Não entendi Cirilo. Manter conta offshore? Se for isso, de qualquer maneira terei que comprar a moeda no Brasil e terei que pagar uma alta taxa de US$ 300,00 para enviar o $ para lá.

    0
  • Dan 9 de fevereiro de 2012 at 15:26

    Valor das dívidas dos consumidores inadimplentes cresce 65,8% em janeiro

    Com menos dinheiro no bolso e inadimplente, consumo nas lojas já recuou em janeiro, mostra Serasa Experian

    O valor médio das dívidas dos inadimplentes cresceu 65,8% em janeiro deste ano na comparação com o mesmo mês do ano passado. Se os consumidores deviam, em média, R$ 396,77 no início do ano passado, agora devem R$ 657,92.

    Os dados foram coletados pela Serasa Experian e representam as chamadas dívidas não bancárias – débitos com cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água.

    O dado representa sinal de alerta para os pequenos empresários, sobretudo aqueles que têm um comércio. Com mais dívidas para saldar, é certo que os clientes devem consumir menos. E isso pode alterar o lucro do seu empreendimento.

    Outro levantamento produzido pela mesma empresa – e divulgado no último dia 2 de fevereiro – já apontava queda 1,6% no movimento de consumidores nas lojas. Essa retração foi maior nas lojas de veículos, motos e peças (queda de 2,9%). O comércio de tecidos, vestuário, calçados e acessórios também teve queda expressiva de 1,7% em janeiro.

    Comparação mensal
    De acordo com a mesma pesquisa, na comparação entre dezembro do ano passado e janeiro de 2012, porém, a inadimplência geral dos consumidores brasileiros – incluindo dívidas com bancos, protestos de nomes e cheques – recuou 0,4%. Mesmo assim, ainda no âmbito geral, a inadimplência em relação a janeiro de 2011 cresce 16,6%.

    _____

    h t tp://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,valor-das-dividas-dos-consumidores-inadimplentes-cresce-65-8-em-janeiro,1460,0.htm

    0
  • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 15:27

    Não sei porque não estou conseguindo responder as mensagens.

    Olha, deixo claro que em nenhum momento mencionei o termo “qualidade de vida”, ou mencionei?

    Quanto as contas offshore, são o modo mais prático e mais seguro, mas como nada é perfeito envolve alguma burocracia, você deve abrir a conta no país do seu interesse e antes de mais nada informar a receita federal.Depois disso poderá fazer tranquilamente o envio de dinheiro de qualquer banco brasileiro para ela, sendo o câmbio feito com taxas excelentes, muito próximas a comercial.

    0
    • Tico RJ 9 de fevereiro de 2012 at 15:39

      Valeu Cirilo!

      0
      • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 17:30

        Prezado Cirilo, aproveite o seu momento e procure se aprimorar.
        Sabe que fica até chato explicar pq SP não é NY, não é Londres, não é Paris, não é Tokyo nem Honk Kong.

        Se não se pode perceber o óbvio por si próprio, nenhuma explicação vai fazer diferença.
        Parece até que vc quer fazer força pra não entender

        Lá em cima vc explicou pra gente que não deviamos fazer comparações com os americanso pq é outro contexto social

        E agora vc usa o MESMO método. Seleciona a dedo os países que restam com imoveis supervalorizados

        OS dados que vc apresenta vc tirou aonde? Mil euros é menos que o salário desemprego, imagina que 80% ganha menos que isso, só vc estiver colocando as crianças na conta.

        0
        • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 17:58

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é NY?

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é Londres?

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é Tokyo?

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é Paris?

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é Hong Kong?

          0
        • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 18:00

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é NY?

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é Londres?

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é Tokyo?

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é Paris?

          Tá, mas per aí, onde eu que disse que SP é Hong Kong?

          Além disso, quanto as comparações, elas são boas para enxergarmos o quão limitadas na verdade são.

          0
        • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 18:01

          Sobrou um espaço aí nas mensagens.

          0
          • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 18:08

            Cirilo disse: 9 de fevereiro de 2012 às 14:32
            Estava aqui pensando, eu diria que hoje as cidades mais importantes do mundo são, não necessariamente nessa ordem: Nova Iorque, Londres, Paris, Tokyo, Hong Kong e Sao Paulo.

            Cirilo disse: 8 de fevereiro de 2012 às 14:44
            Olha, é complicado comparar valores de imóveis aqui no Brasil com resto do mundo, simplesmente porque são cenários sociais e econômicos totalmente especiais.

            Cirilo, vc tbm é bipolar?

            0
        • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 18:08

          E o outra, essa dado de 80% ganhando menos de EUR 1000 foi outra pessoa que mencionou.

          0
          • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 18:13

            Cirilo a média na europa 3 vezes a daqui, incluindo os imigrantes, coisa que aqui a gente finge que não existe boliviano e haitiano nenhum.

            5 mil euros é salario comum pra 1 europeu, média incluindo os agricultores do interior do país, mesmo com a crise

            A média de SP capital co Farinha Lima e tudo é mil e poucos reais

            0
            • Cansado de Briguinhas 9 de fevereiro de 2012 at 19:49

              Putz, que besteira de vocês dois. Ficam poluindo o espaço com disputas inúteis! Apertem as mãos e sigam em frente, senhores. Ou esperarão que todos comecem a pular seus comentários, como já começo a fazer? )=

              0
  • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 15:30

    Achei um tópico em um blog em que se comenta sobre a abertura de contas offshore para redução de IOF nas compras feitas fora do Brasil.

    A quem interessar: falandodeviagem.com.br/viewtopic.php?f=243&t=2670

    0
  • Pedro de BH 9 de fevereiro de 2012 at 15:37

    Cirilo, qualidade de vida tem que ser levada em consideração sim, uma cidade não sobrevive apenas de escritórios comerciais, é necessário uma gama de fatores que justifiquem os custos elevadíssimos para se morar em uma cidade do porte de São Paulo, e eu sinceramente, não vejo absolutamente nada que justifique a sua comparação com Londres ou Tókio.

    0
  • Emtso 9 de fevereiro de 2012 at 15:42

    Ranking – Cidade – País – PIB em (bilhões)

    1 Toquio Japão $ 1479

    2 Nova York Estados Unidos $ 1406

    3 Los Angeles Estados Unidos $ 792

    4 Chicago Estados Unidos $ 574

    5 Londres Reino Unido $ 565

    6 Paris França $ 564

    7 Osaka Japão $ 417

    8 Cidade do México México $ 390

    9 Filadelfia Estados Unidos $ 388

    10 São Paulo Brasil $ 388

    11 Washington DC Estados Unidos $ 375

    12 Boston Estados Unidos $ 363

    0
    • Emtso 9 de fevereiro de 2012 at 15:57

      Vejamos o que é o Brasil.

      O PIB da CIDADE de São Paulo (388bi usd) só perde na América do Sul p/ o da Argentina e pro da Colombia (por pouco). No mundo o PIB da cidade é maior do que o da Holanda (380bi) Bélgica, Suíça, Suécia, Austria e perde da Espanha mas não de muito (580bi)

      Por isto que um apartamento no Jardins tá caro.

      0
      • John 9 de fevereiro de 2012 at 19:52

        Ué, se fosse assim, um apartamento em Toquio custaria zilhões. -_- Cidade do México teria imóveis mais caro que São Paulo, E, pior, São Paulo, teria imóveis mais caros que Washington, DC.

        Vamos manter o foco, pessoal.

        0
      • John 9 de fevereiro de 2012 at 19:55

        Ué, se fosse assim, um apartamento em Toquio custaria zilhões. -_- Cidade do México teria imóveis mais caro que São Paulo, E, pior, São Paulo, teria imóveis mais caros que Washington, DC.

        Vamos manter o foco, pessoal.

        0
      • Cetico 9 de fevereiro de 2012 at 21:52

        voce ja ouviu falar em PIB PER CAPITA, ou finge que nao ouviu??

        O PIB per capita do estado de Sao Paulo, que e’ o mais rico da federacao e’ equivalente ao PIB per capita da Polonia, que dispensa comentarios aqui na Europa.

        Fonte: Economist (pode ir no Google pesquisar)

        0
        • Cetico 9 de fevereiro de 2012 at 21:54

          O meu comentario acima e’ dirigido ao Cirilo

          0
  • Carlos Wagner 9 de fevereiro de 2012 at 16:17

    Informação fresquinha:

    Hoje pela manha, na piscina do predio, conversando com o sindico e mais uns moradores, fiquei sabendo de primeira mão que uma das construtoras mais trdicionais e mais sólidas da cidade está ruim das pernas. Segundo informante, amigo do dono da tal construtora, o proprietario está com a corda no pescoço pois seus ultimos 3 empreendimentos de medio alto padrao na cidade encalharam. Os predios continuam vazios e hoje a administração da construtora resolver abaixar em 40 mil o preço de um destes condominio em que o preço normal é 400 mil.

    Um outro empreendimento que ja mencionei aqui haver encalhado tambem é dessa construtora que lançou por 150 mil, na entrega das chaves, em março/2011, custava 303 mil e hoje há ofertas de 260 mil e mesmo assim está encalhado.

    Ontem, dia 08/02/2012, dois funcionarios desta construtoras me ligaram para oferecer apartamentos de terceiros. Acredito ser aptos de quem comprou visando vender o seu na entrega das chaves para quitar o saldo devedor e não conseguiram. O problema é que estes aptos velhos e pequenos estão com preços bolhudos, pois acredito que os proprietarios estão tentando vende-los pelos valores que faltam para quitar os aptos novos recem adquiridos a fim de empatar e nao precisarem colocar dinheiro em cima. Espertalhoes, nao?

    Fui curto e grosso: Disse que os aptos não valiam o que pediam e que pretendia nao investir nenhum centavo no mercado imobiliario este ano até que a bolha estoure.

    Pra minha surpresa, nao houve contestação, apenas agradeceu e desligou.

    Tenho ficha nessa construtora por ter sido uma das quais consultei quando pesquisava a viabilidade em adquirir uma carta de credito contemplada quando a sua aceitação no mercado.

    É isso ai pessoal… Continuemos com nossa espera, a ficha deles está caindo!

    0
    • Paulo Rocha 9 de fevereiro de 2012 at 16:27

      Carlos,

      Você omitiu as informações mais importantes, qual cidade e qual construtora?

      0
      • Carlos Wagner 9 de fevereiro de 2012 at 16:30

        Paulo

        Desculpe, os mais antigos me conhecem a sabem de onde sou, mas os mais novos nao. A cidade é Taubaté/SP a construtora não mencionarei o nome por eventuais responsabilizações que podem recair sobre mim, e tambem não importa muito esse detalhe.

        0
        • Andréa 9 de fevereiro de 2012 at 21:37

          Ah, o mercado delirante de Taubaté… e o Ekobé com stand até hoje no shopping, sempre às moscas…

          0
          • Carlos Wagner 10 de fevereiro de 2012 at 00:05

            Exatamente, esse é outro mico, apesar do apto ser ótimo, mas nao vende, os padroes da cidade nao conseguem absorver o custo do empreendimento.

            Além dele, cito o Des Arts da Coli, que foi lançado por 400k ha 2,5 anos e hoje custa 1,2 milhoes. Será que tem 200 pessoas em taubaté com poder de fogo de 1,2 milhoes de reais para dar num apto? Muito dificil heim.

            Esses são empreendimentos de construtoras diferentes, poderia citar mais 4 ou 5 predios de luxo encalhados aqui, que mesmo depois de 1 ano da entrega das chaves, nao tem 20% do edificio ocupado.

            Esse é o mercado imobiliario maluco de taubaté.

            0
  • Nektar 9 de fevereiro de 2012 at 16:31

    Cirilo, a respeito de um post seu acima, como assim os salários são maiores em São Paulo do que em Londres? Só se forem para os executivos top. A diarista de um amigo meu, advogado tributário em Londres, ganha 75 libras por dia.

    Isso dá 4.500 reais por 22 dias de trabalho.

    A diarista, imigrante filipina, provavelmente ilegal, mal conseguia se comunicar em inglês, ganhava isso. Fica difícil achar que os salários lá e os de São Paulo são equivalentes.

    0
  • Paulo Rocha 9 de fevereiro de 2012 at 16:41

    OK Carlos. Eu acompanho o blog desde o segundo post. Mas passa tanta gente por aqui que fica dificil de se lembrar quem mora aonde.

    0
  • MrK 9 de fevereiro de 2012 at 16:54

    A bolha faz mais uma vitima!! a tradicional lanchonete chaika de ipanema fecha as portas, o terreno é do proprietário

    com o preço do terreno naquele valor, tem que ser muito louco pra querer vender hamburger e milk-share, fez bem o dono, fecha vende e vai viver mais rico investindo na poupança

    até quando? venha logo ploc, antes que o Rio tenha só mc donalds!

    0
    • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 17:08

      MRk aqui em SP está uma tristeza isso.

      A Vila Madalena, tradicional reduto cult, centenas de lugares fechados.
      São Bernardo torres de vidro e de varandas gourmet em obras mas no térreo a desolação aumenta.
      Itaim / Vl Olimpia barzinhos entrando em extinção.

      0
      • Carlos Wagner 9 de fevereiro de 2012 at 17:43

        Mesmo vendendo os Drinks e Breja a preços de prostibulo não tá dando pra segurar…

        0
    • Ploc 9 de fevereiro de 2012 at 17:39

      Olha que juraram que era para obras.

      0
  • Miguel Jacó 9 de fevereiro de 2012 at 17:35

    Sobre a recente notícia do % de inadimplentes: isso era óbvio, eu tinha postado isto antes mesmo de dezembro chegar. A inadimplência já era alta, agora atinge níveis estratosféricos, piorará mais depois do carnaval e com a chegada do ano letivo. Quero ver quem vai segurar o que está por vir…05 de março está batendo a porta.

    Se nem o poderio econômico europeu estancou a crise por lá, nem o poderio econômico-bélico americano impediu seu próprio colapso seguido de estagnação, nem a China conseguiu segurar a explosão de sua bolha, o que dirá nós, Banânia, o pior país dos Brics e o segundo mais desigual do G20? A República da Banânia ainda acha que vive em outro planeta e nada pode os atingir. Talvez esteja mesmo, no Planeta dos Macacos.

    0
    • MrK 9 de fevereiro de 2012 at 17:43

      Rapaz, a grécia está fazendo cortes e ajustes duros pra tentar equalizar a dívida, bom, né? depende pra quem! Pra europa é bom com certeza, pro euro é ótimo, mas pro Brasil???

      Pra piorar os EUA estão ensaiando uma recuperação, parece estranho com tanto dolar fabricado, mas a confiança por lá tem subido, isso é inegável (alias belo comercial do clint!!)

      Se a europa ameça entrar nos trilhos e os EUA ensaiam alguma recuperação, mesmo que curta, algumas linhas de crédito aqui vão sumir, principalmente quando os gringos abrirem o olho pra terra de marlboro que eles tão botando o dinheiro deles

      voltando pro Brasil, as construtoras voltam a amargar as piores perdas do pregão por 2 dias seguindos, será que foi romance de verão? cadê aquela confiança toda? estão despencando!

      0
    • Ze Bom Dirolo 9 de fevereiro de 2012 at 18:27

      Hoje vou locar o filme Abril despedaçado.´

      Mas só uma coisa, a consciência sobre a situação só vem com a notícia exposta na mídia e com o governo desistindo de aquecer o mercado.

      Já viu aquele desenho do papa-léguas….ele sai correndo e perde contato com o solo….mas só depois começa a cair.

      0
  • Zoom 9 de fevereiro de 2012 at 17:40

    Bolhaaaaaaa… Parabéns brother, é assim que faz.

    0
  • MrJaime 9 de fevereiro de 2012 at 17:41

    revista. construcaomercado. com.br/negocios-incorporacao-construcao/127/artigo246042-1.asp?o=r

    Mais propaganda para o o mercado imobiliário.

    0
  • Andre Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 17:42

    Pessoal, notícias do dia-a-dia da bolha.

    Como vi que os preços deram uma recuada e quero muito me mudar, resolvi voltar a procurar imóveis.

    Na primeira visita o corretor, muito gente boa por sinal, mandou o seguinte: “não se liga em preço, não.” Faz a sua proposta que o ‘não’ você já tem. A gente está aí para negociar.”

    Em outra visita com o mesmo corretor, que trabalha numa grande imobiliária, vimos um apto anunciado por 270mil. Não gostamos do imóvel e falamos com ele: “poxa, com esse preço já vimos outros bem melhores”. Aí eu perguntei quanto ele achava que o imóvel valia. Ele falou, INACREDITAVELMENTE, que para ele, só pela localização, pois o imóvel era bem ruim, o valor não passava de R$170.000,00. O CARA REBAIXOU O IMÓVEL EM MAIS DE 30%.

    No fim ele me disse que está abrindo um negócio próprio pois a tal imobiliária grande tá muito gananciosa, só subindo os preços e ele não consegue vender nada. O objetivo da empresa é só aumentar a carteira de imóveis e para isso ela ilude os vendedores convencendo-os de que seus imóveis custam muito mais do que valem.

    Aí ele está de saco cheio e passando fome. Assim, ele quer realmente vender imóveis e ganhar as comissões e não viver num conto de fadas.

    0
  • MrK 9 de fevereiro de 2012 at 17:45

    Essa é a dica pra quem gosta de chocolate!

    Os fabricantes de ovos de pascoa avisaram que vão subir em 20% a produção, podem ficar tranquilos, vai sobrar ovo de pascoa até não querer mais, passando a pascoa vocês podem fazer estoque de 1 ano de chocolate a precinho de ocasião, alguém duvida que vai encalhar?

    0
    • augusto 9 de fevereiro de 2012 at 18:36

      Já aconteceu no natal com os panetones, que até hoje ainda estão em prateleiras dos supermercados.

      0
  • Andre Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 17:52

    Outra do dia-a-dia da bolha…

    Conheço duas pessoas que estão na ponta vendedora e a situação é a seguinte:

    Recebem muitas visitas… mas só de corretores. hehehehe

    Já botaram o imóvel na mão de vários corretores e quase ninguém aparece para visitar. Quem aparece joga o preço lá embaixo e aí eles também não querem vender.

    Eu vou continuar na tática do urubu, só acompanhando a carniça e fazendo propostas que eu acho justas. Uma hora vai aparecer alguém precisando vender e vai ter que aceitar uma redução no preço.

    0
    • Fabio 9 de fevereiro de 2012 at 20:25

      Eu uso a mesma tática. Jogo o preço para baixo. Quem quer vender de verdade vai negociar.

      0
  • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 18:07

    Cirilo disse:
    9 de fevereiro de 2012 às 14:32
    Estava aqui pensando, eu diria que hoje as cidades mais importantes do mundo são, não necessariamente nessa ordem: Nova Iorque, Londres, Paris, Tokyo, Hong Kong e Sao Paulo.

    Cirilo disse:
    8 de fevereiro de 2012 às 14:44
    Olha, é complicado comparar valores de imóveis aqui no Brasil com resto do mundo, simplesmente porque são cenários sociais e econômicos totalmente especiais.

    Cirilo, vc tbm é bipolar?

    0
    • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 18:11

      Luiz, fiz essas comparações para mostrar como na verdade são péssimas, e não servem para praticamente nada.

      Tanto é que peguei como referência o One Hyde Park.

      Quanto as cidades, essas citadas, não necessariamente nessa ordem, são as de maior importância econômica no cenário atual, nada mais que isso.

      0
      • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 18:16

        Cirilo,

        Comparações são EXCELENTES ferramentas pra quem sabe fazê-las
        Pra quem não sabe ou a pessoa se passa por imbecil ou por má-fé.

        E olha que eu to pegando leve, se os “estrangeiros” do blog entram pra falar vc passa vergonha

        0
        • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 18:39

          Pra quem sabe fazer?

          Luiz, comparações devem ser feitas levando em conta uma série de dados e não somente postando aqui preço de apartamento em Miami ou casa nas Ilhas Cayman.

          E mesmo assim, se não mantermos uma série dessas variáveis constantes, a comparação não servirá para nada, a não ser enganar os menos informados que acreditam em tudo no que é postado aqui.

          0
          • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 19:31

            Vc tá de brincadeira.

            Se alguém diz que num lugar melhor o preço é menor,
            A comparação é valida
            pra mostrar que num lugar pior o preço não pode ser maior

            O argumento é o seguinte: como pode no BR ser mais caro que num país civilizado.

            Vc faz o contrário, vc diz como pode no BR ser mais barato que Londres, NY, Paris, essas porcarias de lugares.
            Quem lê o seus comentario fica com a impressão que vc ou é um completo idiota, ou tá de sacanagem.

            O que vcs andam tomando aí na farinha lima?

            0
            • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 19:58

              Melhor em que aspectos?

              Vão ter muitos lugares melhores que o Brasil com preços tanto maiores como menores.Isso é comum, muita gente pensa que quanto melhor o lugar, ou melhor a qualidade de vida, maior teria que ser o preço, certo? Errado.

              A formação de preço de qualquer ativo, assim como imóveis, passa por diversos fatores,nesse caso devemos analisar o cenário micro-ecômico da região, junto com outras perspectivas como concessão de crédito e taxas de juros, além ainda de toda infra estrutura do local, sem esquecer de fatores históricos e culturais.

              Realmente, cuspir os valores de diversas partes do mundo, partes essas em que não temos acesso a praticamente nenhum dado estatístico, agrega bastante a discussão.

              0
            • Bolha Imobiliária 9 de fevereiro de 2012 at 22:42

              Luiz. Você é um dos veteranos do blog, te respeito como patrimonio do blog…hehe
              Pega leve com o pessoal aí, quero que todo mundo fique de boa. Só para evitar discussões mesmo.

              0
              • Luiz 10 de fevereiro de 2012 at 11:12

                Bolha e demais, me desculpem,
                não teremoso +bolha ou -bolha por minha causa
                erro em colocar mais lenha na fogueira da estupidez, só agora vi isso.
                prejudiquei o andamento perdendo tempo com gente que tem claramente má vontade
                será que é desespero?
                cada um que tire suas próprias conclusões
                pro bem do blog e da maioria ficarei invisivel por um bom tempo

                E fico com um ultimo pensamento: a bolha só vem abaixo depois q o valor do aluguel atingir o apice. Vou ficar atento

                0
                • Bolha Imobiliária 10 de fevereiro de 2012 at 16:29

                  Não precisa se ausentar. É só não dar corda para o pessoal que tem uma opinião diferente. Comentários contraditórios é até bom, para dar uma esquentada no blog, desde que os mesmos não sejam pessoais.

                  0
  • alexNY68 9 de fevereiro de 2012 at 18:20

    Anonymous que mora nos USA

    Sinceramente nao entendo seu esforco para convencer brasileiros a se mudar para os USA

    Os corruptos do brasil sao como um virus ,e sao tantos que chega ateh a alterar tendencias de mercados no brasil e agora em miami

    Miami q ja foi um bom lugar para se ir na praia e fazer compras , desde que virou modinha brasileirada fazer compras ali , os precos estao dobrando em comparacao com o resto dos USA , sabe pq ? pq o comercio descobriu que brasileiro paga qualquer preco pq uma grande maioria dos brasileiros fazendo compras inclusive de apartamentos sao corruptos com malas cheias de dolares nao declarados.

    Eu pessoalmente estou checando documentos publicos na florida de apartamentos vendidos para brasileiros e mandando uma lista para receita federal do brasil .

    Quem sabe colaboro para o estouro da bolha no brasil desta maneira , considerando q corruptos ajudam a mover muito os precos , e quem sabe eu ajudo a colocar um ou dois na cadeia

    0
    • Andre da Bolha de Plastico (para evitar homonimos) 9 de fevereiro de 2012 at 19:08

      Dependendo dos NOMES e CARGOS da sua lista e mais facil vc. ir parar na cadeia – aos amigos tudo…aos inimigos a dureza da lei.
      Corrupto na cadeia aqui no BRazuca e igual a mosca Branca com Olhos azuis. Cadei no Br e igual a BBB so que e PPP (Preto, Pobre, e Puta)

      0
      • alexNY68 9 de fevereiro de 2012 at 19:56

        eh verdade Andre , mas no meu caso , sou americano, fica dificil um corrupto do brasil tentar me colocar na cadeia

        0
        • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 22:18

          Ah tá, e nós aqui somos asiáticos por acaso. E lá naquele país que não tem nome (são só estados) não tem corruptos também.

          0
    • xyz 9 de fevereiro de 2012 at 19:08

      Você tem razão. Entre os ingredientes que inflaram a bolha, a corrupção é um dos principais, perdendo obviamente para o crédito fácil.

      0
    • Anonymous 9 de fevereiro de 2012 at 20:36

      O meu esforço é no sentido de convencer as pessoas de que com a MESMA RENDA, voce VIVE MELHOR ou nos EUA ou em alguns países da Europa. Quando isso acontece, é porque chegou a hora de mudar de país. No fundo, estou mostrando que existem lugares MELHORES do que a Banânia para quem tem as quantias que são mencionadas aqui, onde qualquer MUQUIFO custa 500 mil dólares.

      0
      • Leno 9 de fevereiro de 2012 at 23:15

        Eu concordo com voce, mudar de pais é a melhor opção faz tempo, somente os patriotas mais fanaticos negam isso.

        Mas sempre tem um porem, e neste caso o porem é a viabilidade de mudar de país quando o individuo ja casou-se e constituiu familia.Tem varios fatores que difucultam e até impede essa mudança.

        Para que é solteiro ou não tem filhos, é muito mais facil tentar a sorte lá fora.

        0
  • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 18:23

    As diárias no Hotel Unique de SP, aquele que parece uma melancia, pertinho da faria lima, chegam a 10 mil reais por dia, dá 300 mil por mês

    ?O que isso significa em relação a preços, SP, mercado, comparações ou mundo?

    Não significa nada.
    Usar isso como argumento é apelação pura, é chute no saco, é dedo no olho

    0
  • Carlos Wagner 9 de fevereiro de 2012 at 18:30

    Cirilo

    Essa estoria dos 80% ganhando EUR 1000 voce copiou de outra pessoa sem checar a veracidade, é isso? É chutometro?

    O que mais voce copiou pra embasar suas teorias? Tudo?

    Melhor: De tudo que voce disse, do que voce tem certeza? hehe

    Bom, pra mim a discussão acaba aqui, não há dados confiaveis…

    0
    • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 18:36

      É difícil ler? Força muito os raros neurônios?

      Faz uma busca na página e olha que foi ETMSO que disse esse dado dos 80%, o Luiz, que como o Ricardo Eng já disse aqui, apenas postou alguma coisa qualquer, sem ao menos saber do que se tratava ou quem disse o quê.

      Cada um que me aparece aqui, nem competência para trollar vocês têm.

      0
      • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 18:47

        tire o meu nome dessa estoria
        imagina mil euros salario na europa, acho que nem na Albania é tão pouco.

        Cirilo, vai procurar a Maria Joaquina vai

        0
        • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 18:51

          Emtso disse:
          9 de fevereiro de 2012 às 15:30
          O Cirilo está certo.

          O IDH, PIB, RENDA e PER CAPTA, SOMADOS dos subdistritos (não bairro) de MOEMA, PINHEIROS, CENTRO, JARDIM PAULISTA, VILA MARIANA, SAÚDE, CAMPO BELO, SANTO AMARO, MORUMBI, BUTANTÃ é maior e melhor do que muitos paises europeus, e estas regiões abrigam 3 MILHÕES DE HABITANTES que é maior do que a maioria da capitais europeias.

          E mesmo no todo, o IDH, PIB, RENDA e PER CAPTA está muito além de qualquer metrople de país subdesenvolvido.

          São Paulo tem a 2o. maior frota de helicopteros, só perde para NY;

          80% dos europeus vivem com menos de 1000 euros por mês;

          A questão CHAVE é a desigualdade, tem muita favela e muito helicoptero, mas na média São Paulo tem números impressionantes.

          Prezado Cirilo, aproveite o seu momento e procure se aprimorar.
          Sabe que fica até chato explicar pq SP não é NY, não é Londres, não é Paris, não é Tokyo nem Honk Kong.

          Se não se pode perceber o óbvio por si próprio, nenhuma explicação vai fazer diferença.
          Parece até que vc quer fazer força pra não entender

          Lá em cima vc explicou pra gente que não deviamos fazer comparações com os americanso pq é outro contexto social

          E agora vc usa o MESMO método. Seleciona a dedo os países que restam com imoveis supervalorizados

          OS dados que vc apresenta vc tirou aonde? Mil euros é menos que o salário desemprego, imagina que 80% ganha menos que isso, só vc estiver colocando as crianças na conta.

          0
          • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 18:55

            Luiz, sua mensagem começa em “Prezado Cirilo…”

            0
            • Luiz 9 de fevereiro de 2012 at 19:25

              Cirilo disse:
              9 de fevereiro de 2012 às 18:08
              E o outra, essa dado de 80% ganhando menos de EUR 1000 foi outra pessoa que mencionou.

              Vc é bipolar, ou completamente maluco, vou pedir pro Bolha moderar essa discussão pq daqui em diante só discuto com vc com o chicote na mão.

              Bolha, pro bem do blog apaga toda essa discussão

              0
              • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 19:50

                ?

                Estava justificando que outra pessoa mencionou, outra pessoa no blog mencionou, que no caso foi ETMSO.

                Você achou que outra pessoa seria quem? Um amigo de um sobrinho meu?

                Luiz, não sou o primeiro que está falando isso aqui, já li mais de duas pessoas reclamando disso, você é uma pessoa que demonstra muito conhecimento e que agrega muito as discussões, mas evite ficar trollando em todos os comentários, por favor.

                0
              • John 9 de fevereiro de 2012 at 19:59

                Senhoras, deixem de desperdiçar energia com disputas inúteis de ego. Sei que todos andam apreensivos com a situação do país, mas não justifica esse tipo de unitulidade.

                Vamos manter o foco!

                Luiz e Cirilo apertem as mãos e vamos seguir a diante.

                0
                • John 9 de fevereiro de 2012 at 20:00

                  *Senhores

                  0
              • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 22:13

                “Bolha, pro bem do blog apaga toda essa discussão”

                Que é isso companheiro, tá certo você puxar umas orelhas de vez em quando (até eu já levei), mas censura anda por outras mídias, se continuar assim vai acabar na “quem for homem cospe aqui”.

                Pra não ficar no discurso poluitivo fica uma dica ao que realmente se deve atacar:

                http : // p t . wikipedia.org/wiki/Falácia

                0
  • Cicero 9 de fevereiro de 2012 at 18:30

    Na verdade entendo a opinião do Anonymous.

    O brasil está se transformando em algo pior – se é que é possível.

    O problema é que lá fora é bom para quem nasceu lá!

    Particularmente não vou porque, na época própria (juventude), não tive acesso a informações. Senão teria feito Florestal e pegado o bonde. Hoje só posso incentivar meus filhos a fazerem mestrado fora. Talvez consigam algo melhor. E talvez a vida melhore para meus netos.

    Adoro música. E é uma tristeza saber que não existe NENHUMA marca comercial, aqui, que demonstre um mínimo de respeito ao consumidor brasileiro. E isso se aplica a quase todas as áreas.

    Acredito que a bolha que deveria explodir é a da vergonha de ser brasileiro. O resto viria “per si”.

    0
  • Suelen 9 de fevereiro de 2012 at 19:35

    Sugestão: vcs poderiam apenas contra-argumentar, sem ofender os outros ou desqualificá-los por pensarem diferente. VC podem dizer: “não penso assim, não é o que vejo…”

    0
    • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 20:29

      Pois é Suelen, complicado, o pessoal não sabe contestar sem zombar, ouvi até “Farinha” Lima aqui hoje.

      0
  • Etmso 9 de fevereiro de 2012 at 20:04

    A Europa e composta por 50 paises.

    Albânia tem renda per capta de 2516 usd/ano
    Alemanha tem renda per capta de 42460 usd/ano

    Espanha tem renda per capta de 24600 usd

    Brasil 10400 usd

    China 3800 usd

    A Espanha tem per capta maior que o Brasil, mas a sua população e 1/5 a do Brasil. O Brasil tem mto mais pessoas em numero absoluto com renda/salários maiores dq qualquer pais da Europa.

    0
    • Etmso 9 de fevereiro de 2012 at 20:19

      Antes de alguem contestar:

      Alemanha 42.000 ano
      Brasil 10.400 ano

      Brasil 3o. pior do mundo em desigualdade (alta dispersao em torno da media) e populacao de dados 2,5x maior que a da Alemanha.

      A China em numero absoluto so perde pros EUA.

      0
      • thiago fm 9 de fevereiro de 2012 at 20:36

        Emtso,

        “Vejamos o que é o Brasil.

        O PIB da CIDADE de São Paulo (388bi usd) só perde na América do Sul p/ o da Argentina e pro da Colombia (por pouco). No mundo o PIB da cidade é maior do que o da Holanda (380bi) Bélgica, Suíça, Suécia, Austria e perde da Espanha mas não de muito (580bi)

        Por isto que um apartamento no Jardins tá caro.”

        Com todo respeito, mas suas deduções são demasiadamente simplistas. Em questões complexas, com múltiplas variáveis, você escolhe uma e generaliza, na tentativa de parecer metódico. Se o valor dos imóveis fosse proporcional ao PIB das cidades, de que maneira você explicaria o fato de São Paulo, sendo o mais rico município do país possuir somente o terceiro m2 mais valorizado, perdendo para Distrito Federal e Rio de Janeiro?

        Entendo onde você quer chegar e é muito óbvio que nossas análises e conclusões seriam melhor estruturadas se fossem construídas sobre dados claros e metodologia justificada, como você tanto reivindica. No entanto,o que você não está entendendo é que da mesma forma que só se obtém ovos quando se cria galinhas, só teremos dados oficiais , imparciais, amplos e confiáveis, quando os órgãos e institutos de alcance nacional ( o que exclui eu e você) os divulgarem.

        Da forma que você coloca seus posts, nos dá a entender que aqui simplesmente desdenhamos de análises estatísticas, o que é a mais pura mentira. O fato é que pra fazer uma omelete com ovos de galinha e ornitorrincos na mesma frigideira, é mais fácil não fazer, e nesse caso, observações pontuais e intuitivas tem seu valor. Não sei se você já leu a respeito, mas existem muitas teorias econômicas, com prêmio Nobel inclusive, que tratam do aspecto psico-social em cenários diversos.

        Resumindo…

        Ninguém aqui, por mais claro e lógico que seja, pode se pretender absoluto quanto a um fenômeno como uma bolha de crédito ou de preço, a qual a maior parte dos economistas do país não souberam identificar, se é que ela existe. E nem poderia ser o contrário. Se bolhas fossem claramente visíveis e identificáveis, que governo ou agente econômico não agiria antecipadamente para contê-la ou “murchá-la”?

        O que você está desdenhando é justamente a principal característica das bolhas — não se sabe ao certo que se vive uma bolha até que a mesma estoure.

        Além disso, percebi que você tem um lado positivista de enxegar as coisas e relativizá-las. Justamente por isso, deveria compreender que o tamanho do PIB ou da população de um país pouco importa quando seus indicadores tornam-se proporcional e RELATIVAMENTE críticos, sejam eles em Papua Nova Guiné, EUA ou Brasil

        Enfim, eu concordo com você, quando diz que devemos tentar um discurso embasado e plausível. Tanto é que publiquei recentemente uma análise sobre déficit e demada há alguns dias atrás, com base nos dados oficiais do Ministério das Cidades, na qual tentei cruzar a distribuição de renda por domicílios.

        Fui obrigado a recortar os dados para a região metropolitana de São Paulo, simplesmente porque não se acham dados imparciais de abrangência nacional, somente levantamentos enviezados por setores ligados e interessados no mercado – a saber SECOVI, CRECI, ZAP etc. Você já se questionou por quê? Porque não interessa a nenhuma dessas instituições revelar um cenário de desaceleração que APARENTEMENTE existe.

        Uma queda de preços depende do desequlíbrio entre oferta/demanda. Por acaso alguém tem acesso a algum levantamento que afirme com precisão quantos imóveis novos e em construção existem no momento no mercado nacional? Agora me diz se é algo extremamente difícil de se apurar?. Claro que não!

        Você quer estatísticas? Dê-nos os ovos certos e te faremos a omelete. Por favor, cuidado com ovos (dados) podres, inferências e aproximações coerentes matematicamente e totalmente desviadas do ponto de vista sócio-econômico. Caso contrário, só você provará dela.

        0
        • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 20:50

          Concordo 100%!

          0
        • Etmso 9 de fevereiro de 2012 at 20:56

          Thiago,

          Eu apenas estou tentando expor que nao somos a Banania, somo um pais com muita desigualdade e ao mesmo tempo uma demanda com potencial extraordinário. Um verdadeiro paradoxo. E em numeros nao podemos ser comparados com nada do hemisfério Sul.

          O fato de nao termos infra estrutura, escolas, nao quer dizer que nao podemos comprar. Isto que o brasileiro vem fazendo, de forma errada, mas esta, isto e fato.

          Em maio debaixo da Torre Eifel um parisiense me perguntou sobre o Lula, Neymar e por incrível que pareça, sobre a Dilma. A visão hollywoodiana sobre Brasil – Selva, ficou vinculada no imaginário de muitos brasileiros, diferente de alguns estrangeiros que se instalam e investem seus negócios aqui. Por um acaso, aqui esta em alta, nao da mais pra negar apesar de toda corrupção.

          0
          • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 22:50

            Pois é Etmso, quando disse que Sao Paulo era uma cidade de importância econômica global, disseram que não, que seria comparada a Buenos Aires, Jacarta e Bogota!!

            Os dados do PIB da cidade de SP apresentados pelo Thiago apenas corrobora o que foi dito anteriormente, sendo comparado ao de países inteiros.

            0
        • Adriano 9 de fevereiro de 2012 at 23:03

          tiago fm, o único PIB que realmente têm valor é o percapita. seu dado sobre SP nada significa. pegue os dados do último censo do IBGE e analise o PIB percapita de SP. Brasil é a 8ª economia, China a 2ª. Agora fala uma coisa, é no Brasil/China ou na Suécia que o cidadão mediano têm mais poder de compra (e este é o dado mais importante sobre analise de demanda/oferta)? A comparação com cidades com IDH e PIB percapita é 1.000.000 de vezes mais apropriada. Por isso que SP têm sim de ser comparada com México/Buenos Aires/Bogotá.
          Mas supondo que pudéssemos partir do seu raciocínio (extremamente falacioso), o que justificaria o aumento repentino EM TODO O PAÍS? Até no Pará? Ridículo. PLOC e boa noite.

          0
          • thiago fm 9 de fevereiro de 2012 at 23:20

            Leiam com atenção antes de comentar. As ” ” servem para destacar opiniões e excertos alheios.

            As informaçóes sobre o PIB de São Paulo e demais não são minhas. Os dados são do Emtso. Eu só repliquei um post anterior pra comentar que não concordo com esta metodologia, apesar de entender sua motivação

            0
            • Etmso 9 de fevereiro de 2012 at 23:32

              IDH nao define bolha, a coisa e o potencial econômico da populacao.

              Sao Paulo 388bi populacao 11MM

              Espanha 580bi populacao 45MM

              Onde tem maior per. capta? Na região nobre das duas localidades onde pode custar mais? (1dorm Barcelona 500k euros);

              O Rio e DF tem precos maiores por conta da geografia, a geografia limita a oferta;

              Tokio, as pessoas vivem em capsula;

              No Brasil faltava so credito, era o estopim.

              0
            • thiago fm 9 de fevereiro de 2012 at 23:51

              A análise que postei sobre oferta e demanda foi um cruzamento dos dados do Ministério da Cidades, que por sinal, é o relatório oficial do déficit habitacional do Brasil, dividido por domicílios e sua faixa de renda. Relatório completo nesse link

              http ://issuu. com/ricardozambrano/docs/deficit_vivienda_brasil_2008?mode=window&pageNumber=6

              A demanda pode ser suposta filtrando-se a APARENTEMENTE pequena faixa de famílias brasileiras cujo rendimento por domicílio “SEGUNDO IBGE” 2009 as habilitariam ( considerando a renda mínima necessária para aquisição de crédito imobiliário ou mesmo à vista)

              situação atual do estoque de imóveis vagos e em construção

              real intenção de compra

              disparidades regionais de renda e valor do m2

              endividamento da famílias

              etc.

              De qualquer forma falácia é dizer que a renda Per Capita, num país como o Brasil que tem uma das piores distribuições de renda do planeta, serve de parâmetro da realidade financeira da população. A menos que você passe os dados pelo crivo do índice de GINI primeiro. Analise os dados e vai descobrir que mesmo na China a desigualdade não é tão gritante.

              0
          • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 23:20

            Adriano, em nenhum momento essa teoria tenta justificar a não existência de uma bolha de preços, que é um fato.

            O que deve-se considerar é que o Brasil apresenta uma população imensa, o mesmo poderíamos dizer da cidade de São Paulo, além disso é o país mais desigual do mundo, ou seja, essa média que é o PIB per capita, torna-se extremamente virtual.

            0
        • Leo 10 de fevereiro de 2012 at 08:34

          Muito bom seu post. Parabens! Uma pena nao ter o “Like” do Facebook.. 🙂

          0
  • alexNY68 9 de fevereiro de 2012 at 20:07

    18 MIL IMÓVEIS ENCALHADOS NA BAHIA.

    luizeugeniovieira. blogspot .com/2012/01/18-mil-imoveis-encalhados-na-bahia.html

    0
  • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 20:46

    Concordo 100%.

    0
  • Daniel Ribeiro 9 de fevereiro de 2012 at 20:52

    Tenho notado que todos os apartamentos de 1 e 2 quartos antigos que estão a venda na Zona Sul do Rio são visivelmente apartamentos que estavam alugados por anos (talvez décadas?) e agora resolveram vender. Apartamento alugado é um troço que quem entende de imóvel reconhece só de bater o olho. A principal característica são os pequenos reparos acumulados, e nenhuma melhoria significativa. Em apartamento que estava alugado dificilmente você vê um banheiro ou cozinha completamente reformados. Armarario planejado, nem pensar. Quando tem, é coisa dos anos 60 ou 70 ainda.

    0
  • Sir Income 9 de fevereiro de 2012 at 21:51

    Inadimplência alta, aluguéis em alta, imóveis começam a cair…
    Posted on February 9, 2012
    Conversando com várias pessoas, algumas inclusive do setor imobiliário pude constatar que os preços dos imóveis já demonstram um pico, uma exaustão do movimento de alta exacerbada que vimos nos últimos tempos. A inadimplência começa a pesar também. Muitas pessoas estão vendendo seus imóveis e passando a morar de aluguel (como bons brasileiros, ainda tem muita gente que tem “vergonha” de falar que mora em imóvel alugado… Esse tipo de movimento, ao contrário, denota uma maturação da população no quesito da administração das finanças pessoais). Os preços dos aluguéis vem subindo pela maior procura do momento, indicando claramente uma exaustão do apetite em comprar. Podemos estar diante da virada.

    tradingcafe.wordpress.com/2012/02/09/inadimplencia-alta-alugueis-em-alta-imoveis-comecam-a-cair/

    0
  • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 22:07
    • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 22:10

      Para quem deseja manter uma conta em outras moedas pode ser uma boa.

      0
  • pmoraesm 9 de fevereiro de 2012 at 22:24

    Não sei se o número maior de acessos ao blog me anima ou desanima…

    Ao mesmo tempo que parece ter mais gente tomando conhecimento sobre a bolha, o nível dos comentários e das discussões cai vertiginosamente.

    0
  • Sir Income 9 de fevereiro de 2012 at 22:36

    Estoque de debêntures na Cetip está perto de R$ 420 bi

    www .dgabc.com.br/News/5940835/estoque-de-debentures-na-cetip-esta-perto-de-r-420-bi.aspx

    As empresas estão se preparando para o caso da liquidez internacional secar?

    0
  • Cai Cai Balão 9 de fevereiro de 2012 at 22:39

    Permitam-me compartilhar uma experiência.

    Estive procurando por apartamentos para comprar em Belém/PA e, por achar tudo muito caro, suspendi os planos. Por curiosidade, entretanto, voltei a um edifício onde eu havia visitado um apartamento e, sem querer incomodar o proprietário, perguntei ao porteiro se ele havia conseguido vender o apartamento. Sua resposta: várias visitas, nada concretizado.

    Já contei essa estória por aqui, mas, para os que chegam agora, vou repeti-la.
    Ofertavam um apartamento numa área nobre de Belém/PA por R$340.000,00. O imóvel precisava (muito) de uma boa reforma e, por essa razão, seu valor poderia ser diminuído para algo próximo de R$290.000,00. No mesmo prédio, corriam boatos de que algumas unidades tinham sido vendidas por R$450.000,00.

    A queixa do proprietário: recebe mais ligações e visitas de corretores do que de potenciais interessados. Os corretores, por sua vez, ligam perguntando se podem anunciar o imóvel com ágio de 50k, pois 340k é “muito barato” para a região.

    Minha visita já fez 02 meses e NADA. Por quê? O proprietário precisa de R$130.000 no ato, para quitar dívidas pessoais e quitar o saldo devedor do apartamento.

    O que parece ser uma excelente oportunidade, não pode ser aproveitada por boa parte dos possíveis compradores, pois não conheço uma viva alma que possa dispor de 130k com facilidade. Isso mostra o nível de insanidade que o nosso mercado imobiliário alcançou, pois as pessoas se comprometem por 25, 30 anos, comprando apartamento fiado pensando que fazem excelentes negócios.

    Ouvi de um corretor, recentemente, que seria melhor pagar 3k na prestação do financiamento do que 1k no aluguel, pois pagar aluguel é “jogar dinheiro fora”. Detalhe importante: em qualquer financiamento de 30 anos, nos primeiros 10, dos 3k que pagaria da parcela, só 1k serviriam para amortizar o salvo devedor. O resto, os 2k, são juros. Seria melhor pagar 2k de juros do que pagar 1k de aluguel?

    Sabem que resposta eu ouvi? “Adoro pagar juros, vou trocar meu carro e não há nada melhor do que antecipar a concretização de um sonho. Se puder, compro tudo financiado”

    Rompi relações com esse profissional. Não dá pra negar, entretanto, que são argumentos que têm boa repercussão no senso comum, no brasileiro padrão. Os preços só vão parar de subir quando a capacidade de consumo do bananense estiver exaurida, esgotada. Da análise dos recém publicados quanto aos índices de inadimplência, talvez isso não demore muito a acontecer.

    0
    • Cirilo 9 de fevereiro de 2012 at 23:07

      Cai Cai Balão, o brasileiro não tem a maturidade suficiente para usufruir do crédito, aliado a isso, junta-se a cultura de que é vergonhoso morar de aluguel, que não importa se você está pagando prestações compostas praticamente só de juros, mas sim que agora você é “proprietário” de um imóvel.

      0
      • Fabricio 10 de fevereiro de 2012 at 00:01

        Assim que não conseguirem pagar as prestações irão descobrir quem são os verdadeiros proprietários dos imóveis rs..

        0
      • Daniel Ribeiro 10 de fevereiro de 2012 at 04:31

        Vergonhoso é ficar acorrentado a um imóvel para o resto da vida. Imovel quitado é muito melhor que morar de aluguel, financiado em 15 anos seria razoavel. Porém, financiamento em 30 anos é nada mais que um aluguel muito caro.

        0
    • Leno 10 de fevereiro de 2012 at 00:47

      Pois é, esse chavão “pagar aluguel é jogar $$ fora” ainda cola muito, se as pessoas fizem contas basicas entenderiam que essa frase é uma grande falacia.

      0
      • Carlos Wagner 10 de fevereiro de 2012 at 15:28

        Exatamente meus caros, aluguel, na atual conjuntura, não é jogar dinheiro fora pois temos que levar em consideração um item muito importante: qualidade de vida.

        Hoje, as prestações da casa propria estão muito maiores do que os preços praticados no aluguel. É incoerência viver num apto pequeno, pagando caro pelas suas prestações abrindo mão de pagar menos, mesmo que seja aluguel, num imovel muito melhor e com mais conforto.

        Além de tudo, como dito peos colegas acima, voce fica preso à divida por um longo periodo.

        0
  • Felipe 9 de fevereiro de 2012 at 23:13

    Bolha, tá ficando difícil ler os comentários aqui…
    Só tem discussão de ego mesmo. E tem dois caras que estão postando muito por aqui que estão com as opiniões muito parecidas. Acho que estão combinando. Vc sabe quem são.

    0
    • DanielCM 10 de fevereiro de 2012 at 01:34

      Boa Felipe, bem que poderia-se checar isso.

      0
    • augusto 10 de fevereiro de 2012 at 10:09

      Poderiam ser o mesmo mentecapto imbecil, usando nicks diferentes e email tambem diferentes?
      Ou corretores da mesma ou de diferentes imobiliarias, que não tem o que fazer, e devem estar com raiva da gente. Ccagem de locais, ID, etc de participantes deveriam ser feitas

      0
  • Fábio 10 de fevereiro de 2012 at 00:19

    Greve dos Policiais e Bombeiros no Rio a partir de meia noite de hoje, globo não toca no assunto e os imoveis de 1, 2, 10 mihões vão continuar bombando? Prédios caindo, sem segurança, sujeira para todo lado essa é nossa cidade olimpica com imoveis mais caros do planeta por metro quadrado.

    0
    • Pensativo 10 de fevereiro de 2012 at 01:52

      A greve dos policiais militares e civis causará uma inflação no valor dos imóveis, pois as ruas estarão mais inseguras e com isso os moradores de rua incrementarão a procura por imóveis na Cidade dos Bueiros Fumegantes

      0
    • Migueljacó 10 de fevereiro de 2012 at 08:55

      Agora com a greve dos policiais, os imóveis do Rio ficarão mais caros, pois serão mais valorizados por serem o lugar mais seguro para se ficar nesta cidade. Foi a mesma lógica em relação aos bueiros.

      0
  • MrK 10 de fevereiro de 2012 at 08:56

    Tambem nao curto essa discussao que vai pro lado pessoal, muitas vezes ate fugindo de assuntos relaciondos a bolha, eu sugiro que facam o mesmo que eu: page down! tem um botao no micro pra isso PgDn, eu nao leio, nao respondo e nao me importo.

    Tem gente falando muita bobagem, mas esse e’ o preco a se pagar por viver numa democracia e sem censura, apesar de ser cansativo, ainda e’ melhor isso do que ficar censurando comentarios

    abracos!

    0
    • FQ 10 de fevereiro de 2012 at 10:12

      Excelente comentário MrK.

      0
  • MrK 10 de fevereiro de 2012 at 09:02

    Fiz um estudo em sites de cidades mundo afora sobre o numero de imoveis a alugar vs a venda, para tentar saber o que seria uma “situacao normal” em cidades nao bolhudas

    O que achei foi que a proporcao variava de 1:1 ate 1:2,5 (dois imoveis e meio a venda pra cada um a alugar)

    No rio atualmente temos uma media de 1 pra alugar pra cada 10 A VENDER!!! sendo que em bairros como copa temos incriveis 1 pra 14 !!!! Nao achei nenhuma cidade no mundo com esse indice, Alguem acha normal essa proporcao?? So’ na bolha mesmo!

    0
    • Riodetudo 10 de fevereiro de 2012 at 11:20

      Olha estatística aí, quem disse que faltam números mostrando bolha? O que mais vejo nesse blog são números.

      Tem um apartamento no Zap de uma pessoa que PRECISA vender o imóvel de 2 quartos com depedência e vaga na Barra a quatro meses. Começou em 470 mil e está 384 mil. O prédio é antigo (Nau da Barra) mas muito melhor localizado que Recreio e Autódromo. Está lá, encalhado, no meio de 3 mil outras ofertas no bairro. O preço real deve ser uns 350 mil no máximo, ou seja, mesmo patamar de 2 anos atrás, nem valorizou. Isso sim é a realidade!!!

      0
    • Riodetudo 10 de fevereiro de 2012 at 11:21

      Olha estatística aí, quem disse que faltam números mostrando bolha? O que mais vejo nesse blog são números.

      Tem um apartamento no Zap de uma pessoa que PRECISA vender o imóvel de 2 quartos com dependência e vaga na Barra a quatro meses. Começou em 470 mil e está 384 mil. O prédio é antigo (Nau da Barra) mas muito melhor localizado que Recreio e Autódromo. Está lá, encalhado, no meio de 3 mil outras ofertas no bairro. O preço real deve ser uns 350 mil no máximo, ou seja, mesmo patamar de 2 anos atrás, nem valorizou. Isso sim é a realidade!!!

      0
  • RD85 10 de fevereiro de 2012 at 09:25

    Repito e reitero o que já havia dito: se o Bolha não começar a moderar os posts a fama dos post do blog sobre a bolha logo vai perder espaço em função dos comentários fúteis, que já estão chegando na proporção de serem maior número em relação aos realmente úteis

    0
  • henrique 10 de fevereiro de 2012 at 09:37

    Muitas opiniões postadas aqui são aparentemente opostas, mas na verdade são complementares.

    É claro que em determinadas regiões os preços dos imóveis subiram e os preços se manterão, na média, nesse patamar, por um bom tempo.

    São locais em que houve um aumento da demanda ORGÂNICA, NORMAL, cuja causa não está atrelada fatores sazonais ou especulativos, como, por exemplo, o início ou aumento de uma determinada atividade econômica em uma região (instalação de uma fábrica de grande porte em uma pequena cidade, p. ex). Nesse caso, os preços irão subir mesmo por conta de uma demanda REAL.

    Hoje, notadamente no mercado imobiliário residencial, está ocorrendo um aumento IRREAL da demanda por conta da ação de ESPECULADORES. É a especulação imobiliária que está causando essa distorção absurda nos preços dos imóveis. Milhares de agentes construindo e comprando imóveis para revender por um preço mais caro no futuro, além de outros não-especuladores ansiosos que antecipam a aquisição do imóvel pelo medo de comprar mais caro no futuro. Só isso.

    Eu mesmo conheço várias pessoas que entraram nesse mercado e agora estão bastante assustados com a notícia de bolha. Todas elas estão querendo se livrar do imóvel o mais rápido possível.

    O problema é que todo mundo resolve fazer a mesma coisa ao mesmo tempo. Muita gente comprou em 2008/2011 pra revender mais caro em 2010/2014, puxando os preços para cima, e agora todo mundo vai querer se livrar da bomba o quanto antes, puxando os preços para baixo.

    É simples. É só esperar.

    0
    • MrK 10 de fevereiro de 2012 at 10:36

      Belo comentario

      Se a maioria das pessoas entendessem o conceito de “inflacao” ja seria um ganho enorme, muita gente acha que inflacao e’ aumento de preco pra se lucrar mais por parte dos empresarios malvados.

      Inflacao tem a ver com inflar (nao por isso usam o mesmo radical), significa inflar o suprimento de moeda em determinado mercado, como todo mundo sabe papel-moeda e’ usado para comprar itens reais (comida, carros, imoveis) e a quantidade de dinheiro no mundo nada tem a ver com a quantidade de bens no mundo (desde o abandono do gold standard), o valor dos bens em relacao ao papel moeda vai depender da quantidade de papel moeda que existe, quanto mais imprimir dinheiro (inflar) mais papel voce vai precisar pra comprar o mesmo bem, pode chamar isso de inflacao!

      O que houve no mercado imobiliario foi uma inflacao pelo excesso de dinheiro despejado la (via credito e via compra especulativa), o credito veio “do futuro” e o dinheiro da especulacao veio de outros mercados (tesouro, acoes, outros paises)… isso explica a alta! E porque a certeza de que caira? Porque assim como inflou, esse dinheiro vai desinflar, pois os especuladores vao vender e o credito esta atingindo o limite da renda das pessoas…comprovado pelo travamento das vendas.

      ja passamos o ponto de inflexao e a deflacao esta comecando!

      0
      • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 22:39

        Cara, esse tipo de comentário deveria ir para um mural separado no blog (tipo top 10), pena que acabem se perdendo no meio das brigas de foice.

        0
  • augusto 10 de fevereiro de 2012 at 10:05

    Tenho a impressão, que devido ao nosso sucesso, e de estarmos incomodando poderosos, muita gente tem entrado no forum com o intuito único e exclusivo de desmoraliza-lo.

    Isto é uma clara demonstração que eles estão desesperados com a atula situação de bolha imobiliaria, e sentem que terão prejuizos doravante.

    Para mim parece que, usando nicks diferentes um mesmo mentecapto, entra com endereços eletronicos de email diferentes. Será que haveria um jeito do moderador do blog checar isto (ID local do acesso, provedor, etc) , e consequentemente barrar tal tipo de mentecapto, e mesmo expo-lo ao público.
    Se isto não for possivel, alguns novatos talvez pussem ficar em quarentena por um tempo, e postagens provocativas deveriam ser simplesmente ignoradas pelos participantes mais antigos

    0
    • Cleyton 10 de fevereiro de 2012 at 22:35

      “usando nicks diferentes um mesmo mentecapto, entra com endereços eletronicos de email diferentes”

      Também tenho essa impressão.

      “postagens provocativas deveriam ser simplesmente ignoradas pelos participantes mais antigos”

      Isso sim é uma ideia muito boa! Parece que por várias vezes o pessoal fez isso, mas às vezes o sangue ferve, hehe.

      0
  • FQ 10 de fevereiro de 2012 at 10:18

    O Luiz já passou do Limite a muito tempo. Sempre trollando os comentários e começando disputas pessoais. Impedindo o prosseguimento sadio de varias discussões…

    0
    • Leo 10 de fevereiro de 2012 at 13:09

      Curto os comentarios do Luiz. Assim como os do MrK.

      0
      • Carlos Wagner 10 de fevereiro de 2012 at 15:41

        O colega Luiz é um grande colaborador do blog desde o inicio. Sempre com postagens inteligentes.

        Minha critica em relação a ele é ficar dando bola pra essa meia duzia de manezinhos que acharam o bolha no google e vieram aqui tentar nos convencer que nao ha bolha.

        Eu mesmo nem respondo mais. É total perda de tempo! Se fossem ao menos inteligentes, agregariam alguma coisa, mas….

        0
  • MrJaime 10 de fevereiro de 2012 at 10:58

    Eu já venho, há temos, dizendo que a bolha imobiliária é um fenômeno mundial. Quando digo isso, mostros gráficos como esses:

    Índice global de preços de imóveis: h t t p : / / 1. bp. blogspot. com/-RY1vAR94JX8/TuaFmER03-I/AAAAAAAAAKg/iqj5lcwPMSc/s1600/Chart_1.jpg

    Países em que imóveis valorizaram e desvalorizaram no quarto trimestre de 2011: h t t p ://1. bp. blogspot. com/-7cJUcZRgmrE/TuaF6kkXEKI/AAAAAAAAAKw/B231w80OaqY/s1600/Chart_2.jpg

    Hoje, o blog do Roberto Cesar (ótimo blog) postou mais um artigo (The economist) que corrobora essa ideia:

    h t t p : / / rcesar. net/ 2012/02/o-estouro-da-bolha-imobiliaria-global-esta-so-na-metade-do-caminho/

    0
    • Carlos Wagner 10 de fevereiro de 2012 at 15:43

      O blog do Roberto Cesar é leitura diaria obrigatoria pra mim. Excelente blog e com assuntos pertinentes à realidade mundial.

      0
  • Rodrigo 10 de fevereiro de 2012 at 11:14

    Bom dia!!!
    Conheci o site a pouco tempo, e gostaria de parabenizar os idealizadores e seguidores. Sou do RJ, tenho o objetivo de comprar um apartamento, mas como a maioria aqui, não quero pagar o pato. Quero pagar o justo!!!!!
    Praticamente todos os dias, tenho recebido e-mails de corretores com apartamentos com desconto, pricipalmente na área da barra/recreio. Acho que isso já é um sinal claro de que os preços irão se ajustar a médio prazo. Só não sei em quanto. O que acham????

    Abraços

    0
  • Leo 10 de fevereiro de 2012 at 11:20

    GFSA3 voltou p/ casa dos 4.

    Sera que a ressaca vem antes do carnaval ? Isso seria otimo… ainda mais junto com a greve dos PULIÇA !

    0
    • MrK 10 de fevereiro de 2012 at 11:39

      Rapaz, a gafisa vai divulgar o resultado de 2011 so final de marco se nao estou enganado, esse resultado vai ser sangue pra tudo que e’ lado, pois eles “entubaram” todo o prejuizo da tenda que eles estavam empurrando com a barriga, possivel ter ate prejuizo (nao lucro)

      mas o mercado “finge” que esta tudo bem e um salvador vira comprar… vai esperando…

      0
      • Leo 10 de fevereiro de 2012 at 11:42

        Bem lembrado. Afinal, sempre vai ter aquele tal gringo que disse que voltaria p/ comprar os macacos…

        0
    • Fabiano Gomes 10 de fevereiro de 2012 at 11:53

      Ué, a Grafisa não ia ser comprada (ou adiquirida) por um fundo estrangeiro? Não foi por isso que suas ações subiram vertiginosamente, tal como os preços dos imóveis que ela vende desde 2008?

      Em um país sério, boatos sobre empresas listadas na bolsa daria cadeia ou multa. Mas por aqui… é só para ganhar dinheiro em cima dos trouxas.

      0
      • augusto 10 de fevereiro de 2012 at 12:10

        Trouxa é muito suave para certas pessoas

        0
    • Anonymous 10 de fevereiro de 2012 at 14:35

      MrK,

      Fica calmo ou vamos acabar perdendo um dos grandes colaboradores do BLOG por causa de um ATAQUE CARDÍACO!

      Gafisa confirma interesse de investidores estrangeiros; ações voltam a subir forte

      2 de fevereiro de 2012 às 16:52
      MrK disse: isso é um crime!! uma irresponsabilidade!! CVM tinha que se manifestar!!!!

      0
  • Moacir 10 de fevereiro de 2012 at 11:52

    Li alguns tópicos do http://www.forumimobiliario.com.br com o intuíto de analisar os argumentos dos corretores sobre o assunto Bolha Imobiliária.
    O argumento deles, baseado em um suposto estudo feito pela Abecip, de quem não existe Bolha são os seguintes:
    “1- Não há desregulamentação financeira;
    2- A classe média apresenta forte expansão de renda;
    3- Imóveis produzidos serão vendidos para pessoas com capacidade de pagamento;
    4- Não há aumento de preço sem fundamento, ou seja, os preços não se movem apenas em função do preço futuro;
    5- Ainda que o preço do imóvel valorizasse 11% ao ano, assim como nos Estados Unidos pré-crise financeira, a renda brasileira suporta esse reajuste de preços, porque o aumento dos valores de imóveis é fundamentado”
    Fonte:http://www.forumimobiliario.com.br/2010/09/mercado-imobiliario-bolha-imobiliaria/

    O argumento que mais doeu foi o 2 e o 4.
    Ao tentar descartar o possibilidade de Bolha, eles acabam convencendo ainda mais que ela realmente existe, pois essa suposta “Forte expansão da renda da classe média” não acompanhou, nem de perto, a valorização do preço dos imóveis. Quantas pessoas vocês conhecem que tiveram aumento de mais 80% da renda nos últimos 3 anos?

    0
    • Leo 10 de fevereiro de 2012 at 16:15

      Da uma olhada no post que colocaram por la.


      Isso é serio ? Ate o inicio do ano passado, minha familia que trabalha toda no mercado imobiliaro, vinha com um tipo de vida… de um tempo para cá, mais precisamente de Junho/11 para a presente data, nossa renda caiu horrores. Minha mae e meu pai ainda insistem no mercado imobiliario pq eles realmente acreditam que imovel nao perde valor. Eu estou trocando de profissao enquanto ainda é tempo…. enquanto me estabeleco na nova area ainda tento tirar um cascalho do mercado… a ideia agora é explicar aos proprietarios que o vendo que empurra pra cima se esgotou, o momento é vender pelo o que ainda da p/ vender. Com essa estrategia tenho conseguido pagar meu estudos e espero sair desse meio o mais rapido possivel…

      A liçao que aprendi é que tudo tem seu tempo, o tempo de alta que vivemos ate o meio do ano passado ja se foi.. quem fez dinheiro, fez. Quem nao fez e acha que vai fazer…. desejo sorte.

      0
    • Oliveira 10 de fevereiro de 2012 at 16:32

      Eu trabalhava em um banco de investimentos e ganhava média de mercado. Fui chamado exatamente em 2008 (há 4 anos) para uma excelente empresa pública.

      Mesmo assim, minha renda não subiu 80%. E olha que fui promovido duas vezes já, fora os reajustes anuais.

      []s

      0
  • Cirilo 10 de fevereiro de 2012 at 12:16

    Estava lembrando aqui de uma reportagem que postaram no outro tópico em que um “especialista” dizia que o pagamento de 20% do imóvel enquanto esse ainda era construído era algo plenamente sadio, porque evitada especuladores.

    O que acontece na verdade é uma lógica totalmente inversa, o fato de se poder pagar somente 20% durante as obras, acaba atraindo investidores, já que além de terem que desembolsar apenas um pequeno valor o permitem operar com alavancagem, muitas vezes sem ter que demonstrar nenhuma garantia.

    Como no Brasil temos muitos “espertos”, o resultado é esse que estamos vendo, preços nas alturas e vendas travadas.Parabéns aos investidores!!

    0
    • Riodetudo 10 de fevereiro de 2012 at 12:23

      E termina com prédio fantasma. Quem quer morar em prédio vazio? Eu já visitei dois na Barra ano passado e fui uma das experiências mais deprimentes que tive quanto a imóvel.

      0
    • MrK 10 de fevereiro de 2012 at 12:23

      Pois e’

      Detalhe que os que defendem que nao ha bolha, justificam que o credito pelos bancos no Brasil e’ super conservador, mas ja pararam pra pensar que nos 20% o credito e’ com a construtora e pode tudo?

      Qualquer pessoa SEM renda pra comprar o imovel pode comprar com os 20% na planta mole… e trabalhar alavancado, alias, tem muito por ai, vide o que houve com a TENDA

      0
      • Etmso 10 de fevereiro de 2012 at 14:07

        Mas o quanto estes imóveis de empreendimentos novos representam em relação ao mercado imobiliário todo, e ainda, quanto destes imóveis estão na mão de especuladores e na mão do cidadão comum que o pretende para moradia.

        Este número de imóveis especulados é significativo em relação a economia brasileira? Todas as projeções mundiais prevê crescimento no Brasil, 2015, 2020 e 2050. Acho engraçado o quanto somos pessimistas e o quanto o estrageiro é otimista (hyundai, kia…)

        Projeção do PIB para 2050

        1o. China
        2o. EUA
        3o. India
        4o. Brasil 11,6 Trilhões.

        Projeção PIB percapta para 2050

        11o. lugar Brasil. (crescimento previsto de 836%)
        12o. lugar China

        “BRICS AND BEYOND” – Goldman Sachs study of BRIC and N11 nations, November 23, 2007.

        0
        • Anonymous 10 de fevereiro de 2012 at 15:41

          Etmso,

          Observe a data da sua referência – 2007. De fato, o mundo pensava assim nessa data. Veja como pensam hoje. Além disso, a pessoa precisa ser muito bobinha (para escrever o mínimo) para acreditar numa previsão para 2050!

          Nov/30/2011

          BRIC = Bloody Ridiculous Investment Concept
          www . businessinsider . com/albert-edwards-bric–bloody-ridiculous-investment-concept-2011-11

          Pode ser traduzido como “Conceito de Investimento sangrento (*) Ridículo”. É preciso conhecer o contexto cultural para saber que essa palavra é usada somente para enfatizar, ou seja, no caso é o ridículo que está sendo enfatizado.

          0
          • xangai 10 de fevereiro de 2012 at 15:53

            eh Anonynous ..
            Tava me segurando para nao dar espaco pro troll .. mas eh dificil !!

            Artigo de 2007 do Goldman Sachs … !!

            Se nao me engano foram eles ( juntos com o governo e economistas politicos ) que exatamente nessa epoca ( ano de 2007 ) falavam que “NAO EXISTE BOLHA IMOBILIARIA NOS USA” !!!

            Novos no site … ou desavisados ( como eu no caso …ha 6 meses atras ) eh so pesquisar a cronologica da Bolha USA !!!

            0
            • Etmso 10 de fevereiro de 2012 at 16:28

              Eu também achei a projeção muito longa, mas visto o atual crescimento da Europa, Japão, EUA, e nós crescendo os nossos 3% a 4% magro, não duvidaria da projeção.

              A questão é o seguinte, estas empresas que estão instalando as sua fábricas no Brasil, eles estão aqui para perder dinheiro?

              Em 2008, os resultados mais positivos das montadoras multinacionais foram no Brasil.

              O capital não tem pátria, se existe investimento estragerio, é pq as projeções aqui são positivas nos aspectos economicos. Ninguém está preocupado se o Brasil tem analfabetismo, se a saúde é péssima, eles querem lucrar e aqui está sendo bom para isto.

              O PIB não é uma medida que pode justificar sozinha um aumento nos preços, mas se o PIB é alto e crescente o poder economico das pessoas que o manipulam e que são manipulados está sendo alto e crescente, estas pessoas tem seus negócios e empregos aqui, não podem mudar.

              A DEMANDA fica “burra”, deixa de ser econometrica, presa ao seu local de renda. Isto aliado ao crédito, que antes não era tão farto, faz com que os preços subam, pois estamos presos a oferta que é baixa em relação a esta “manada” de demanda.

              Este processo é uma espiral que está no seu inicio.

              0
              • Luiz 10 de fevereiro de 2012 at 17:32

                Poucas vezes eu li tanto non-sense. Não dá nem para começar a argumentar, pois seria como entrar em um lixão e estruturar um edifícil a partir dos restos que foram despejados ali *porque não servem para mais nada*.

                O mais próximo que eu ouvi disso foram argumentos de um camelô, ou de panfletos de construtoras tentando socar lixo caro nos compradores. E olha que nessas ocasiões não vi nada tão m e d í o c r e quanto os posts desse garoto.

                0
                • Luiz 10 de fevereiro de 2012 at 17:48

                  esse Luiz é outro Luiz, o original continua invísivel, mas de olho

                  vcs estão sendo alvo de desmoralização,
                  Esse luiz novo acabou de chegar e já vai chutando a porta

                  prezado BOLHA, já que vc falou que sou um patriômio, favor tombar o “luiz” de uso exclusivo meu

                  0
                  • Bolha Imobiliária 10 de fevereiro de 2012 at 19:04

                    Coloque um gravatar relacionando com o seu e-mail, daí fica facil para as pessoas te identificarem no blog, a partir da foto. Não tenho como dizer quem pode usar tal nickname ou não…
                    http://pt.gravatar.com/

                    0
    • Leo 10 de fevereiro de 2012 at 12:31

      É o famoso Tiro no Pé ! 🙂

      0
  • Annibal 10 de fevereiro de 2012 at 14:06

    Notícias de hj (conta corrente):

    Greve da polícia;

    Lucro da PTbras despencou ( despesas com pessoal e custos operacionais elevados, nem falaram no seu crescente endividamento);

    Greve na grécia; (ministro do trab e parte da bancada governista pedindo pra sair);

    Importações da china cairam mais de 15% (quem é o maior comprador do Brazil?);

    FIM DO MUNDO

    Enfim… 2012 promete.. se o mundo não acabar essa bolha vai virar manchete mundial…

    0
  • kbk 10 de fevereiro de 2012 at 14:11

    Acho engraçado todos os “especialistas” afirmarem tanto sobre esse aumento de renda que ocorreu, principalmente com a “nova classe média”.

    Pois bem, eis o meu relato: mudei de emprego no final de 2008, quando a bolha estava crescendo a todo vapor. Mudei para uma cidade de custo similar dentro do interior de SP, com a grande diferença em passar de um aluguel negociado em 2006 na cidade “A” para um novo contrato na cidade “B”.

    Qual foi a minha grande surpresa em saber que praticamente os custos de moradia dobraram. Tanto em aluguel quanto condomínio. Mesmo com um salário negociado melhor (cerca de 25% de aumento), os custos aumentaram bastante: além das despesas de moradia, os sucessivos aumentos em outros setores foram “corroendo” o meu salário. A situação foi ficando tão complicada que quase tive que ir para um apartamento bem pior (mais afastado) para compensar os deltas. Só consegui sair dessa situação ao mudar novamente de emprego no meio do ano passado, dessa vez para uma cidade um pouco maior, mas acabei tendo sorte de maximizar a relação custo/benefício encontrando um apartamento interessante para alugar, dimuinuíndo outros gastos como em transporte e alimentação.

    Pois bem, fazendo as contas, meu salário dobrou de 2008 para cá, mas me pergunte se meu poder aquisitivo acompanhou? Nem de longe. Falo tranquilamente que praticamente empatou. Isso sem nenhum ganho visível em qualidade de vida. De fato, ela melhorou um pouco em alguns aspectos – mas em outros piorou sim. O nível do imóvel que estava em 2008 era sensivelmente melhor do que estou hoje.

    Apenas por comparação, procurei em imobiliárias quais os valores dos imóveis para alugar que conhecia na cidade A em 2008. Nenhuma supresa que constatei que os 2 imóveis em que morei em 2008 tem hoje seu preço reajustado em 100%, tanto para aluguel quanto condomínio.

    Conversando com outros colegas, todos ficaram na mesma situação: quem não mudou de emprego com um salário mais atrativo ou não foi promovido, acabou ficando para trás. Quem subiu o salário, não mudou muita coisa (pelo menos não piorou).

    E hoje em dia sei bem que no médio prazo (até 18 meses) preciso encontrar de alguma forma o mesmo movimento, porque logo logo o que ganho hoje vai passar pelo mesmo processo. Se não for os imóveis (aluguel), serão outros setores: combustível, vestuário, alimentação, etc. E assim vamos indo.

    0
    • john 10 de fevereiro de 2012 at 16:07

      Olha, a inflação pesou bastante nos últimos anos, mas nada que se compare aos imóveis. Até uns 5 anos atrás, se um sujeito ganhasse um bom salário era possível planejar a compra de um imóvel a vista. Hoje em dia o financiamento passou a ser a única saída na maioria dos casos. Realmente ocorreu uma explosão nos preços.

      0
  • Ze Bom Dirolo 10 de fevereiro de 2012 at 14:33

    Acredito que o Brasil caminha em uma ponte velha alicerçada em créditos imobiliários e especulação midiática. Somos um país de terceiro mundo. Acredite nisso. Infelizmente a mídia tenta colocar na nossa cabeça diversas coisas como a que o Brasil hj é um país de primeiro mundo; que a música do Michell Teló é a melhor; que o mundo todo adora futebol e acompanha o Brasil……

    Infelizmente o brasileiro tem Síndrome de Matrix….

    0
    • Mineiro BH 10 de fevereiro de 2012 at 18:32

      Crédito no limite…
      Inflação real e camuflada comendo a renda…
      Despesas governamentais (custeio e pessoal) altas como nunca…
      Reformas altamente necessárias sendo empurradas com a barriga há pelo menos uma década ou duas…
      Máquina governamental infestada, como nunca, de vagabundos…

      Sei não, acho que a “pax luliana” está chegando ao fim…

      O ploc faz parte desse cenário…

      Só espero que doa pouco…

      0
  • Marcus 11 de fevereiro de 2012 at 19:43

    Muito bacana mesmo! Acompanho o blog há algum tempo, mas nunca comento.
    Gostaria de agradecer pelos esclarecimentos que todos vocês têm dado para mim.
    Ponderei em alugar um apto a comprá-lo via este blog.

    Quebra tudo, Bolha!

    Grande Abraço

    0
  • Gisba 11 de fevereiro de 2012 at 20:29

    Sempre que posso acompanho os comentarios desse espaço. Moro ha anos no exterior ( desculpem a ortografia). Vou ao Brasil no minimo 2 vezes por ano.
    Como muitos acredito, cheguei a esse blog digitando “bolha imobiliaria brasileira” porque evidentemente ela existe e è preocupante sendo que se estourasse afetaria proprietarios e nao. Alias bolha, inflaçao, especulaçao, superfaturamento… no nosso Brasil tem aos montes e em todos os setores, um ABSURDO nosso custo de vida. Fico contente em ver que com a net ficou facil ver preços e custos em outros paises contribuindo assim para uma maior conscientizaçao de como sofremos (qualidade/preço) enquanto consumidores brasileiros. Sempre procurei investir minhas economias em imoveis mas nunca presenciei um quadro tao arriscado e desanimador.
    De maneira bem simploria quero expor alguns numeros:
    Investi em Floripa por volta de 2001 comprando um apto de 90mil, em 2003 os mesmos eram negociados a 180mil (ninguem falou em bolha nesse periodo), em 2009 280mil e 2011 320mil. Em 2007 tambem tive a oportunidade de conhecer o m2 mais caro de todos os tempo para mim, 180mil por um box ( menos de 3m2 ) no camelodromo !!! (nao è bricadeira) tenho receio de querer saber seu valor hoje.
    Conheço emprendimento no interior de S. Paulo (de onde sou) negociados a 210mil em 2008,
    e hoje estao por 250mil. No mesmo periodo um terreno de 75mil saltou para 150mil hoje!
    Em modo geral parece que o consumidor brasileiro transformou-se em ovelha totalmente dominada pela midia e os atipicos mercados de tubaroes de S.Paulo, Rio e Brasilia.
    Sao inumeros os fatores para determinar um valor de um imovel e jamais poderia ser IGUAL para todo o Brasil.
    A parte ocasioes que começam a aparecer, vejo que construir seu proprio imovel è unico investimento imobiliario saudavel hoje ( se houver condiçoes ) mesmo que exija tempo e muita dedicaçao.

    0