Chegou a hora de baixar os preços? – Isto é

Você pode gostar...

Comments
  • Paty 2 de novembro de 2011 at 11:21

    O Bolha cobra direitos autorais do blog kkkk .. A midia começa a divulgar td aqui falado.

    0
    • Luiz 2 de novembro de 2011 at 14:12

      Paty, tenho certeza, o MP, jornalsitas, investidores sérios, juízes, e etc vem aqui ler a gente.
      Existe um negócio chamado assinatura verbal, é comos e fosse a letra da pessoa, os raciocínios daqui estão sendo usados na vida real.

      0
  • Ricardo 2 de novembro de 2011 at 11:22

    Pouco a pouco a imprensa nacional começou a comentar a queda nas vendas e preços: começou pelo IG (Ricardo Gallo), agora IstoÉ……….. logo, logo é Folha, Estadao, Globo…

    Detalhe: neste momento, todos negam a bolha, entretanto a pouco tempo, todos afirmavam que os preços iriam subir, era um ótimo investimento, precisavam de mais corretores… aquela ladainha de sempre.

    0
  • Lucas 2 de novembro de 2011 at 11:40

    Os cachorros não vão largar o osso fácil!
    Depois quem paga é o povão, pode pergutar aos gregos, espanhóes e americanos.

    0
  • RT 2 de novembro de 2011 at 11:47

    Esse artigo contém as mesmas nojeiras que vêm sendo ditas pelos “especialistas” há tempos.

    1) “O mercado está testando até onde vai o ponto de resistência do consumidor”, diz Antonio Carlos Ruótolo, diretor de geonegócios do Ibope. Alguns indicadores revelam que esse ponto máximo parece ter chegado.

    Parece ter chegado???? Não sei vocês, mas eu acho que “esse ponto máximo” já foi ultrapassado faz muito tempo!

    2) “Emprego em alta, aumento da renda, expansão do crédito e uma enorme demanda reprimida construíram o cenário dos sonhos de qualquer incorporador”

    Pois é. Está sobrando emprego por aí, e todos pagando muito bem, de 10 mil pra cima. Natural que os preços dos imóveis acompanhem certo?

    Temos que levar em conta, ainda que pedreiro hoje ganha 5 mil (de acordo com um comentário recente), o que o torna apto a financiar apartamentos de 300 mil…

    3) ” “Os imóveis se readaptaram à nova realidade do Brasil”, diz Crestana. Significa, portanto, que os valores vão começar a cair? Não é bem assim. “Estamos muito próximos de um teto””

    Pô, que alívio! Daqui a pouco, os preços vão parar de subir, e se estabilizarão!! Boa notícia, galera! O sonho da casa própria ainda não está perdido! Estabilizando nesses preços, eles continuam acessíveis à população!

    4) “Para Newman Brito, diretor-executivo da Tecnisa, a queda de preços está longe de acontecer. “Uma desvalorização dos imóveis é totalmente impensável hoje no Brasil”, afirma o executivo”

    Aham.

    De vez em quando, algum colega posta por aqui comentários idênticos feitos por “especialistas” norte-americanos, negando a bolha de lá. “Mudança de fundamentos”, “demanda reprimida”, “economia em crescimento”, “aumento de renda”, tudo isso que os caras dizem aí.

    Sinceramente… toda vez que esses caras dos Secovis dão essas entrevistas, sinto que estou sendo feito de idiota… uma pessoa que espera que eu acredite que apartamento de classe média custando 1 milhão não está sobre-valorizado, só pode achar que sou idiota!

    0
    • Felipe 2 de novembro de 2011 at 12:38

      RT, eu postei no site que o pedreiro ganhava R$ 5mil, porém, foi numa reportagem do Jornal Hoje que eu vi há mais de um ano. E era numa situação bem específica que ocorria no estado do GOIÁS.
      Acho bem difícil essa hipótese de pedreiros bem pagos ser verdade, exceto em uma ou outra região específica.
      Teve um outro que citou aqui que um mestre de obras ganha em torno de R$ 12 mil!
      No CREA tem descrito o piso salárial de engenheiros (piso que não é respeitado em muitos lugares) e sabe qual é?
      8 salários mínimos e meio…

      0
      • Luiz 2 de novembro de 2011 at 14:20

        Na espanha aconteceu isto, salários fantásticos, muita gente largou a faculdade pra ser pedreiro
        Pedreiro lá é altamente especializado, maquinas e etc, no nivel de montador de automoveis.

        Agora estão sem diploma e sem trabalho.

        0
        • Yoda 3 de novembro de 2011 at 10:52

          Aqui em Brasília tem anúncio direto com emprego para pedreiros e afins. São salários pouco acima do mínimo.

          0
      • RT 2 de novembro de 2011 at 16:12

        Olá, Felipe!

        Só pra esclarecer: não duvido da veracidade da informação. Mas creio que seja a exceção da exceção da exceção… não acredito que possam justificar o aumento dos preços dos imóveis com base nesse exemplo!

        E acrescento: acho isso mais um indicativo do quão inviável a situação está. Pelo menos eu não consigo imaginar um estado normal das coisas em que profissionais com ensino superior queiram largar suas profissões para ser pedreiro!

        0
      • Frank 3 de novembro de 2011 at 20:14

        Esses salarios elevados existem, mas so para equipes pequenas, q atuam construindo casas (em geral) e tem como cliente o dono do imovel final. Um outro nicho onde pedreiros podem ganhar bem eh o de reformas de aptos de classe media alta e alta. Eh mais ou menos a mesma situacao da obra de pequeno porte por empreitada….nao ha intermediarios entre os executores (mestre, pedreiro, pintor) e o cliente final (dono do apto ou casa).

        Situacao completamente diversa eh a do pedreiro empregado de grandes construtoras, q fazem obra de ataca (predios, condominios, shoppings). Esses ganham bem menos, pouco acima do minimo.

        Portanto, nao se confundir as coisas: ha sim pedreiros q podem ganhar 5K, 8K por mes (a renda eh incerta, depende da qtde de contratos), mas NAO EH o pedreiro da GAFISA, RJZ, etc.

        0
    • Roberto Cesar 2 de novembro de 2011 at 16:03

      RT,

      Essa do Ben Bernanke pra mim é uma dos melhores exemplos de como negar a bolha. E o pior é que esse cara é agora o todo poderoso do FED, fazendo c_g_da atrás de c_g_da.
      http://rcesar.net/2011/10/como-negar-a-existencia-de-uma-bolha/

      0
  • MrK 2 de novembro de 2011 at 12:24

    “O mercado está testando até onde vai o ponto de resistência do consumidor”, leia-se: “O mercado esta testando ate onde o consumidor consegue se endividar, dando o maximo de comprometimento da sua renda pelo maximo de tempo disponivel”

    em se preferirem podem ler assim: “O mercado esta testando o tamanho maximo da bomba relogio que consegue armar”

    0
    • Luiz 2 de novembro de 2011 at 14:13

      Mrk, vou repetir aqui
      Já pegou gosto por Rugbi ou ainda não?
      Go Boks???? lol

      0
      • MrK 2 de novembro de 2011 at 14:46

        hahaha

        os boks tomaram ferro na ultima copa do mundo, é meio que assunto proibido aqui, tem q esperar um tempo… agora o foco é a bafana bafana ir pra copa 2014, o que nao parece facil..

        0
        • Luiz 2 de novembro de 2011 at 15:21

          Cara eu vi o jogo, foi o mais emocionante da copa, desespero até o ultimo segundo
          os walis viraram nos ultimos minutos com um penalti
          aqui em SP tem um pub que concentra os estrangeiros todos, e um monte de piriguete brasileira, apelidei elas de maria-passaporte

          0
  • Felipe 2 de novembro de 2011 at 12:30

    Continuo com a idéia que o efeito manada vai começar no dia em que sair uma reportagem de 5 minutos no Jornal Nacional sobre a bolha.

    0
  • Carlos Wagner 2 de novembro de 2011 at 12:38

    O dia em que o Brasil for um país sério e esses analistas e Crestanas da vida forem responsabilizados por divulgarem mentiras e induzirem a população a erro tendo que responderem por crime contra a economia popular, talvez esse tipo de reportagem comprada pare de ser divulgada.

    O país maravilha ptista de hoje conseguiu ser um dos países mais inviaveis para se morar no mundo. Altos custos de moradia, altos custos de vida, burocracia para se abrir ou fechar uma empresa, falta de segurança juridica empresarial, corrupção desenfreada, máfia em todos os setores profissionais, violencia endemica, saúde precaria, educação em constante desconstrução pelo estado a fim de manter o povo ignorante, falta de infraestrutura em todo o país, etc… E mesmo assim são cobrados os preços agregados mais altos do mundo em quase tudo.

    O que justifica esses preços serem cobrados aqui? Nada!

    São cobrados apenas pelo fato do brasileiro aceitar a pagar. É tradição da sociedade brasileira querer ser melhor que o vizinho. Pagar caro por produtos porcarias para mostrar que tem dinheiro e pode pagar, isso coloca a pessoa num patamar diferenciado de consumo. Isso é status, coisa que o brasileiro tanto gosto e paga caro por ele.

    Enquanto essa mentalidade terceiro mundista nao mudar, as coisas vão continuar como sempre foram.

    Mas, enfim, eu não contribuo com essa loucura, não compro imovel nem carro zero.

    0
    • Felipe 2 de novembro de 2011 at 12:41

      Carlos, muitas das coisas que vc falou são responsabilidades do Estado e não do governo federal.
      Aqui em SP somos governados pelos tucanos há quase 20 anos e olha como estamos! Não é culpa só do PT não…

      0
      • Thiago Ferreira 2 de novembro de 2011 at 13:40

        Felipe desculpe discordar amigo , mas deixando fanatismos partidarios de lado PSDB , PT , PMDB , DEM , PV e todos os partidos são culpados sim .
        Todas as esferas , federal , estadual e municipal tem culpa …
        pagamos uma taxa de impostos absurdos e não temos retorno de nada
        do jeito que vc fala parece que só existem problemas em SP , ou vc é cego ou fanatico partidario rs

        0
        • Luiz 2 de novembro de 2011 at 14:16

          Peraí, alto lá, os problemas de SP são beeem diferentes

          Aqui a gente está discutindo a velocidada da esteira rolante da plataforma do metrô, 84 kms de linhas sem 1 centavo do governo federal (no mundo todo o metro tem dinheiro do governo federal). Serão 19 linhas até 2020, fora os 330 km de ferrovia trasformadas em metrô expresso.

          Nossos problemas estão em outro patamar.
          Fora daqui vcs ainda discutem onde vai ser a primeira linha de metrô

          0
          • Felipe 2 de novembro de 2011 at 21:14

            Luiz, não sou partidário de PSDB nem de PT. Mas já trabalhei em empresa paulista no governo do PSDB.
            Qto ao problema do metrô, eu ando de metrô todo santo dia faz muito tempo e sei que aquilo está pior do que nunca. A linha 4 foi projetada na década de quarenta (DÉCADA DE QUAAARENTAAAAA) e foi muito mal construída em relação a quantidade de gente que anda nela.
            E teve financiamento federal sim amigo, o metrô linha amarela foi feito com dinheiro público usando empresas privadas ( pra mim um absurdo ). A linha vermelha foi feita na pressa do Quércia (a linha deveria ser toda subterrânea) e a maior parte da linha verde e da azul foi feita pelo Maluf.
            Pra mim, o PT é um lixo, mais é o primeiro nível de evolução com relação ao PSDB. Quanto aos tucanos e defensores de FHC, Serra aborto e Alckmin da santa máfia, vão procurar empréstimos no FMI para comprar imóveis! 😀

            0
          • Felipe 2 de novembro de 2011 at 21:19

            Luiz, aqui a gente não pode discutir a velocidade da esteira rolante do metrô pq ela vive DESLIGADA!
            Vai lá na estação Consolação e tenta ir pra Paulista às 8:30 da manhã e meça a velocidade vc mesmo.

            0
            • Luiz 3 de novembro de 2011 at 12:25

              Felipe isso de que vc reclama é luxo, é sonho no resto do país, no resto da america.

              A linha amarela é a primeira linha driverless da america latina, uma das 10 primeiras do mundo

              Tem orgulho do metro de SP e aqui PT não passa nem na porta, não é opção viável, nunca construiu 1 metro de metro nem aqui nem nenhum outro lugar.

              A erundina mandou tapar os tuneis da gestão anterior, foi tanta a vergonha que o Pt expulsou ela.
              Martaxa fez o tunel mais caro e mais inutl do mundo, vc sai do tunel e para no mesmo farol que tinha antes do tunel, 50 metros pra frente, tanta vergonha que ela não se elege nem pra copeira do sindicato. tunel de carro…

              0
              • Felipe 3 de novembro de 2011 at 14:00

                Amigo Luiz, não discordo de vc sobre Erundona e Marta…
                Mas vc dizer ter orgulho do metrô me assusta! O Metrô de SP é subdimensionado, atrasado, em boa parte sem acessibilidade para deficientes, tem estações que enchem quando chove, quase nenhum tem banheiro.

                Vou te contar – tem um sistema do metrô que é muito útil e quase ninguém conhece. Ele envia mensagens de SMS para o celular quando o metrô tá com algum problema. Vc entra lá no site, escolhe as linhas que vc usa e o intervalo de horário. Cara, no mínimo 3 vezes por semana dá problema! Pelo menos o setor de informática do metrô parece ser bom hehehehehe

                É claro que mesmo com todas as deficiências é fundamental pro transporte da cidade, mas é muito pouco pro que é o Estado de SP e a capital. Aqui se movimenta 50% da economia do país, então, um sistema de transporte deve ser coerente com essa grandeza toda.
                (Nem vou citar os trens da CPTM pq aí é covardia).

                0
                • Luiz 3 de novembro de 2011 at 14:53

                  Prezado Felipe, Tbm não estou satisfeito.

                  as vias férreas paulsitanas movem mais de 6 milhões de passagens diárias, é quase 70% do BR (numeros de cabeça, arredondei)

                  Estive em metrôs de outros países, e exceto essa ligação aí (a das esterias) que eles usaram um raciocinio furado, o dimensionamento é bem razoavel, só perde pro metro de moscou ou canadá onde devido ao frio os subterraneos são modo de vida usual.

                  Não quero citar nomes, pq não ganho nada com isto, nem gosto tanto assim deles, mas vc pdoe sim ter orgulho do nosso trabalho, que só não é melhor pq o governo FEDERAL e os partidos comunsitas nos sabotam há 20 anos, não dão 1 centavo e ainda jogam o MP com lupa pra procurar pelo em ovos.

                  Pode ter certeza, neste ritmo, os congestionamentos da capital vão acabar num prazo de apenas 20 ou 25 anos.

                  E se vc tem imagem ruim da CPTM talvez seja hora de conhecer um pouco mais o trabalho deles, estão evoluindo ano a ano.

                  0
                  • Felipe 3 de novembro de 2011 at 15:43

                    Luiz, nunca fui em metrôs de fora do país, mas o de SP eu conheço pq eu uso todo dia.
                    Vc acha que está bem dimensionado? Tenta ir na Estação Sé às 6 da tarde num dia chuvoso. Ou ir na estação Luz, vindo do trem, e veja que vc demora mais de 10 minutos para passar UMA catraca.
                    Quanto a CPTM, não é ruim, é terrível. Pegava direto o trem da linha Rio Grande da Serra – Luz, na estação Mooca e já fiquei esperando por mais de 20 minutos o trem e isso pq essa linha é considerada uma linha boa de trem. Faz o seguinte, pega o trem de Osasco com destino Itapevi.
                    Saiba que esses trens são dos anos 30! TRINTA!
                    Desculpe amigo, mais acho que vc não vive a realidade daqui ou não anda de metrô diariamente pra poder opinar sobre isso.

                    0
                    • Luiz 3 de novembro de 2011 at 16:38

                      Calma Felipe amigo, conheço todas linhas de SP.

                      Os trens estão sendo todos reformados ou trocados, SP compra 110% da produção nacional, só não vai mais rapido, pq falta trem. Pega a linha da marginal Pinheiros, é essa a meta pra todasas outras, e depois vem os trens expressos, com paradas só no centro e velocidade de 120, mas aí rpecisa tirar os trens de carga do centro com o ferroanel, mas o dono disos é o governo federal

                      Não houve subdimensionamento, O metrô tá na capacidade maxima, só se fizerem 3 linhas uma que vai uma que volta e uma reversível, mas isso ainda não foi inventado

                      O que há é falta de uma rede. Todo mundo tem que ir até a Sé pra atravessar a cidade, não tem linhas anelares, uma linha de metroanel resolveria mais isso tá longe ainda.

                      0
                    • Felipe 3 de novembro de 2011 at 20:54

                      Bom Luiz, de qualquer forma respeito sua opinião, só não concordo
                      Torço para que melhore (e muito!) e isso só vem com o tempo mesmo.

                      0
              • Frank 3 de novembro de 2011 at 20:26

                oi Luiz, assino embaixo contigo esses comentarios.

                o metro de SP, construido com orcamento de um ente federado (sem a Uniao), eh caso raro e so deve encontrar paralelo em grandes obras de infraestrutura nos EUA, onde Estados tem $$ e autonomia politica para operar com diligencia.

                colocando a coisa em perspectica historica, eh pra bater palma sim, com todos os problemas q ainda tem.

                os outros entes federados com orcamento relevante (RJ, MG, RS, etc.) nao fizeram algo minimamente comparavel por pura incompetencia politica de gestoes desastradas.

                0
                • Felipe 3 de novembro de 2011 at 21:07

                  Amigo Frank, prometo que essa é minha última mensagem sobre esse assunto hehehehehe
                  mas o estado de SP tem um orçamento muito maior do que quase todos os estados dos Estados Unidos, exceção só do Texas, Nova York, California e WDC. Além disso, a cidade de SP, que tem o terceiro maior orçamento do país, também participa….

                  Cara, o que me amedronta é ver que tem gente que acha o metrô é suficiente e bom!

                  E outra, o governo federal deu dinheiro sim para a construção da Linha Amarela, que foi terceirizada e está uma zona. Vc já foi lá para ver aqueles guardas que parecem da SS nazista gritando com megafones ? Esse é o dia-a-dia de lá…

                  Além disso, o nível de comparação de SP deve ser com cidades do mesmo porte no exterior, não internas. Não podemos comparar uma cidade que tem 11 milhões de habitantes com nenhuma outra aqui dentro. Ainda bem que existem os funcionários do metrô que se superam a cada dia pra fazer funcionar tudo aquilo.

                  Pra vc ver o seu orgulho em funcionamento, e eu digo isso para todos os participantes aqui do blog, é só ir no youtube e procurar “caos na linha amarela” “embarque na estação sé”
                  Aí vc me diz se isso é pra carregar gente ou boi…

                  0
                  • Luiz 4 de novembro de 2011 at 11:18

                    Prezado Felipe, entendo sua indignação, ninguem esta satisfeito nem acima nem abaixo da terra.

                    Mas sua comparação não é justa, e vou usar os seus proprios dados: dos 4 estados americanos que vc citou, apenas NY tem sistema ferroviario maior que SP.

                    E o governo federal não deu nem 1 centavo na linha amarela, não sei de onde vc tirou essa idéia.
                    Nem na amarela nem em nenhuma das 19 linhas existentes ou em projeto.
                    Nem nas 11 linhas da CPTM.
                    Quem deu foi o Kassab, 1 bi, o que é nada perto do que precisa.

                    Pra piorar o governo federal ainda usa e abusa do sistema de metro paulista pra passsar trem de carga, por isso os trens de passaageiros que hoje poderiam andar a 120 km/h não podem passar de 80. Sem o governo federal pra atraplahar nosso sistema já teria unidades à 150 km/h de maxima.

                    posso te mandar links oficiais pra vc se informar a respeito da verdadeira verdade e apagar da memória a propaganda petista mentirosa.

                    0
        • Felipe 2 de novembro de 2011 at 21:17

          Não sou cego nem fanático Thiago. Acho que vc está certo tbm.
          Porém segurança, educação, saúde, transporte público e infraestrutura de cidades são problemas do ESTADO primeiramente e depois do MUNICÍPIO.

          0
          • peterson 8 de novembro de 2011 at 21:18

            o governo de são paulo é o pior governo do brasil pois possui um orçamento gigantesco e vive reclamando, o que faz é muito pouco, o segundo pior é o do Rio de janeiro… e não adianta vir com bla bla bla… sou economista e só penso em cifras numericas e ativos e passivos… sou altamente cético à filosofias partidárias…. se o governo fosse competente em 20 anos (que estão no poder, ditadura democratica?) o metro ja deveria ser o dobro do que é… o resto É SIM FANATISMO POLITICO…

            0
      • xyz 2 de novembro de 2011 at 15:54

        A bolha imobiliária e a bolha de crédito são responsabilidades exclusivas do PT.
        Nunca fui tucano, mas FHC foi o governo que mais combateu a corrupção (que é um dos importantes ingredientes da bolha).
        Corrupção como hoje nunca eu vi (de Figueredo até hoje).
        O PT estatizou e recriou um monte de órgãos inúteis (alguns vêm muita utilidade), que o governo FHC extinguiu a duras penas.

        País cresce com poupança e investimento, mas o PT quer crescer “no grito” a base de crédito e dívida.

        O pouco de investimento deste governo é muito mal feito. Vide belo monte, trem bala e o mega plano de “investimento” de quase 400 bi da Petrobras.

        0
        • Andre Luiz 3 de novembro de 2011 at 14:08

          Você nunca viu porque os governos anteriores (Ditadura e FHC) sempre tiveram a imprensa ao seu lado, ao contrário do PT. Na ditadura então, ai de quem acusasse um militar de corrupção…

          Não entro no mérito de quem é melhor ou pior, acho que o blog não é pra isso, mas dizer que o atual governo é mais corrupto que o anterior é o mesmo que dizer que o PMDB, PR (Se chamava PL antes), PP (antigo PPB), PTB etc não fizeram parte da era FHC. O protagonista mudou, mas os coadjuvantes, elenco de apoio e figurantes continuam os mesmos… Só que agora sem imprensa acobertando.

          0
          • Felipe 3 de novembro de 2011 at 16:20

            compartilho da sua opinião.

            0
          • RT 4 de novembro de 2011 at 18:46

            Falou tudo!

            0
          • LB 5 de novembro de 2011 at 15:31

            Também acho que este blog não é lugar para este tipo de discussão, mas concordo com vc André. Muitos se esquecem que o FHC colocou como Procurador Geral da República o Geraldo Brindeiro, que ficou conhecido como ‘Engavetador Geral da República’.

            Sempre que chegava uma denúncia de corrupção no governo FHC, que não foram poucos, ele engavetava……

            0
            • peterson 8 de novembro de 2011 at 21:23

              se este país fosse sério FHC deveria estar preso pelo que ele fez pelo Brasil… se eu contasse metade do que presenciei nas privatizações, pessoas com a opinião de que FHC “organizou” o Brasil “às duras custas” mudariam de idéia, fico quieto pois tenho medo de morrer…

              0
        • Indignada 7 de novembro de 2011 at 17:33

          Fico indignada como as pessoas são enganadas. Sou funcionária do Estado de SP e sei de enormes falcatruas cometidas por Tucanos e afins, mas essas matérias nunca saem na imprensa.
          A pessoa falar que tem orgulho do metro é porque não usa. O metro do México que tem o mesmo tempo de fundação do metro SP, tem quase 5x mais em KM construído.
          Quem foram os governantes anteriores de SP? Os mesmo que continuam por aí.
          O Brasil tá na mão do PMDB há muitos anos. Os Tucanos são dissidentes do PMDB.
          Se o Lula não tivesse se aliado a esses corruptos do PMDB nunca teria chegado ao governo. E falam que nunca houve tanta corrupção? Não tinha porque não era mostrada.
          Abre o olho gente.
          Não acredito no que a imprensa diz.

          0
          • peterson 8 de novembro de 2011 at 21:25

            por isso eu disse o pior governo que existe no Brasil é o de São paulo… o resto é sim fanatismo politico… mas os paulistas não veem isso … acho muito engraçado… eu tb resido no estado de SP, mas por viajar muito consegui perceber isso… deve ser dificil admitir que seu estado está uma merda e que mesmo assim todos querem continuar nadando nela…

            0
    • Mr. R 2 de novembro de 2011 at 13:00

      Tá aí quem paga esses preços: “Brasil ocupa 84ª posição entre 187 países no IDH 2011”. Quem no mundo não quer comprar uma imóvel num país desses??

      g1.globo.com/brasil/noticia/2011/11/brasil-ocupa-84-posicao-entre-187-paises-no-idh-2011.html

      0
      • Luiz 2 de novembro de 2011 at 14:18

        E 44o. em preferencia para o Turismo
        A melhor cidade esta em centésimo e tanto.

        Gostaria de sermos o paraíso na terra que os corretores vendem.

        0
    • Roberto Cesar 2 de novembro de 2011 at 16:15

      Carlos Wagner,

      Esse seu comentário me lembrou um artigo que eu li há um tempo atrás falando exatamente a mesma coisa sobre a sociedade americana. Ele compara as pessoas à pavões ou dodos. Dodo é um pássaro que foi extinto há 3 seculos cuja característica era de ser passivo, sem muita reação, fácil de pegar, e que foi extinto pela ação humana exatamente por essa característica. Aqui nos USA é usado como sinônimo de bobo.
      http://www.theburningplatform.com/?p=18895

      0
  • Salles 2 de novembro de 2011 at 13:21

    Bolha,

    Mais uma previsão concretizada! (“um dia a imprensa vai falar que os preços dos imoveis se estabilizarão… um tempo depois um ou outro jornal vai afirmar que podemos estar em uma bolha…”).

    Porque você não faz um post com todas as previsões que foram feitas sobre os estágios da bolha (com as datas em que elas foram afirmadas por vcs) e, então, mostra quais delas (e quando) já foram concretizadas?

    0
    • Bolha Imobiliária 2 de novembro de 2011 at 19:34

      Fazer um post sobre os estágios da bolha, vai ser muito dificil, tem muita informação. Quem sabe no futuro, se a nossa bola de cristal funcionar…hehe

      0
  • Ader 2 de novembro de 2011 at 13:29

    Apenas para conhecimento e reforçar tudo que é comentado aqui no blog. E tem gente que ainda duvida do que pode acontecer no Brasil.

    http://economia.ig.com.br/criseeconomica/crise-faz-precos-de-mansoes-diminuirem-milhoes-de-dolares-nos-eua/n1597349338289.html

    Abraços

    0
    • LB 3 de novembro de 2011 at 13:03

      Ader,

      “E tem gente que ainda duvida do que pode acontecer no Brasil.”

      Quem duvida que isto pode acontecer no Brasil são:

      1) Presidente do Secovi/SP (e seus ‘comandados’)

      2) Corretores de imóveis

      3) Donos de construtoras

      4) Especuladores de primeira viagem, iludidos pelo ‘mania phase’ da bolha.

      5)

      Certamente os enumerados em 1, 2 (os corretores profissionais, não os leigos que inundaram o mercado) e 3 sabem que os preços vão despencar, obviamente apenas não admitem perante a mídia.

      0
      • Ader 3 de novembro de 2011 at 15:46

        Na verdade são pessoas muito espertas, que já perceberam há tempos que o setor já deu o que tinha que dar, mas ficam divulgando que está tudo bem, etc e tal, para ver se pegam os últimos tolos disponíveis…

        0
  • Dr. Estranho 2 de novembro de 2011 at 13:49

    Corroborando com o post. Recebi e-mail do zap (pasmem) confirmando a redução(moderada) de preços em SP, POA e RJ. Trata-se de um sinal de que realmente os preços já caíram e muito. Agora questão de tempo e paciência.

    0
  • Luiz 2 de novembro de 2011 at 14:25

    Quem conhece minimamente algumas dessas cidades sabe o absurdo que é a coisa

    Só pra ter uma comparação razoável, a Argentina com IDH numero 45 (a gente é 84o.) e Buenos Aires sendo um misto de SP+Rio+BSB está com preços 60% abaixo dos nossos.

    O certo seria os preços das nossas capitais no máximno igual a BsAs, Mexico ou Santiago.

    0
    • Frank 3 de novembro de 2011 at 20:30

      BA eh certamente um degrau (pelo menos…) acima dessas cidades brasileiras.

      0
  • Sérgio 2 de novembro de 2011 at 15:18

    É fato que não vão querer largar o osso; por outro lado já sabem que ninguém mais compra nada por esse preço.
    Como brasileiro pensa que é um bicho esperto, que nem carioca quando vai morar em outro estado (he he he.. a famosa cariocagem), vão tentar mascarar a bolha para ela parecer qualquer outra coisa – menos bolha.
    O primeiro passo é estabelecer o quanto aumentou – 85% -; depois será transformar em realidade quanto “realmente os preços aumentaram acima do normal”, para só então informarem planos de descontos e todo tipo de peripécia embromática.
    Quando que os imóveis aumentaram somente 85%; só se contarmos de 2010 para cá.
    Certamente os preços – que já começaram a cair (nas vendas de fato) – irão alcançar os níveis de 2008 já em 2012 (final) e os níveis de 2006 lá para 2014.
    Os states estão aí e não nos permitir mentir. Adorei o site do eBAY, área de real estate.

    0
  • Paulo SCSul 2 de novembro de 2011 at 15:51

    Prezados

    faremos uma análise pos estouro da bolha.

    Os preços começam a cair: investidores param de comprar.
    2012 e 2013: entrega de mais apartamentos cujos terrenos foram comprados
    em 2009 e 2010 pelas construtoras (auge da bolha) pois um apartamento é um projeto
    que leva anos.
    Com a entrega de mais apartamentos, sobra oferta, ou seja tem mais apartamento do
    que gente, o preço cai mais ainda.
    Com o preço caindo mais ainda, investidores vendem seus estoques no desespero e
    o preço cai mais ainda devido a oferta dos investidores.
    OK, neste ponto o preço esta lá embaixo, minha pergunta é:

    Qual será a reação de quem comprou apartamento no auge da bolha e financiou em 30 anos?

    O cara vai xingar, xingar e xingar, pois com juros e preços antigos (que eram elevados)
    no total a prazo o cara vai pagar 10x o valor do imóvel com preço no pos bolha (desvalorizado).

    Ele vai pagar 10 apartamentos para ter apenas 1 que compraria a vista com preços pos bolha, dai
    eu penso, será que o cara não vai largar esta divida de 30 anos, entregar o apartamento ao banco e voltar a morar de aluguel (que no momento pos bolha vai estar barato pois irá sobrar imovel) e com a diferença aplicar o dinheiro no banco ?

    Se este estouro da bolha ocorrer e acredito que vai ocorrer, as familias que continuarem a pagar
    o financiamento em 30 anos vão sair no prejuizo, para elas é melhor largar tudo e voltar a morar de aluguel.

    Milhares de brasileiros financiaram em 30 anos, é muito apartamento.

    Se isso acontecer, os bancos vão ficar com um estoque enorme de imoveis, leiloando-os e caindo
    mais ainda o preço dos imoveis.

    Qual a opinião de voces ?

    0
    • RPL 2 de novembro de 2011 at 16:02

      Na Banania você não financia o imóvel… Você finacia a dívida…
      Logo, se o Bananense deve R$ 300K pro banco, ele ainda vai dever 200K se vender o apartamento por 100K.

      Se o governo for populista, deverá alongar o prazo de financiamento do povo para tipo uns 50 anos para o Bananense endividado poder pagar sacando o FGTS a cada 2 anos…

      Assim, o Bananense que caiu no golpe, quando se aposentar, deverá ter o apartamento quitado porém sem 1 centavo no FGTS….

      Acredito que o governo da Bananania vai inventar alguma forma do cara que ainda consegue pagar as prestações não perder a casa.. Por outro lado, os Bananenses que sucumbirem ao desemprego estarão f…

      0
      • Paulo SCSul 2 de novembro de 2011 at 16:18

        Seu conheço bem o brasileiro, tem gente que vai largar tudo e não pagar nada ao banco e ainda vão dizer: “foda-se o banco”.

        O cara pode desaparecer ir morar em outra cidade de aluguel e nunca mais pagar o que deve ao banco.

        0
        • Carlos Eduardo 3 de novembro de 2011 at 10:23

          Acho que vão simplesmente parar de pagar! ai se o banco quiser tomar a casa, que entre na justiça!

          oque vai dar um prejuizo ao banco, pelos custos dos processos e tal!

          quando o banco tirar a casa do fulano ele aluga outra ! e depois de cinco anos o serasa limpa o nome do cabra

          0
          • Mineiro BH 3 de novembro de 2011 at 17:22

            Fiquei pensando sobre os posts acima… e considerando as tradições e costumes éticos, políticos e judiciários bananenses…

            Fala sério, vai ser um rolo dos diabos… numa dessas até pode cair um governo…

            Milhares de pessoas que financiaram por 30 anos algo de 300k ou mais e que de repente passa a valer 100k?

            Pode dar de tudo, vai depender do jogo de interesses e da grana disponível pra salvamento… ou seja, vai depender do cenário externo, acho…

            Calote em massa (com bancos contaminados), é possível…
            Judiciário entupido de ações, tb é…
            Populismo no estilo MDMS, Minha Dívida, Meu Salvamento, tb pode rolar…

            O fato é que tudo indica, teremos muitos tapumes, obras e prédios prontos abandonados em nossas cidades… o que aliás, pra acrescentar um ponto, certamente alimentará malandros que promoverão invasões “sociais” dessas áreas… muitas vezes os próprios “donos”, ou melhor, compradores endividados…

            Putz, acho que vou parar de ler esse site, quanto mais analiso nosso cenário mais me preocupo com o futuro próximo do país…

            E tem ainda a estagnação dos EUA, a euro-bagunça e o cheiro de hard landing chinês…

            Pfui……..

            0
    • Luiz 2 de novembro de 2011 at 16:08

      o preço do aluguel não varia, pq ninguem faz divida pra pagar aluguel, mas faz pra pagar a casa
      ou as imobiliarias passam a aceitar cartao de credito até pra aluguel

      0
    • Roberto Cesar 2 de novembro de 2011 at 16:28

      Aqui nos USA isso é muito comum. Chama-se startegic default ou no popular walk-away.

      O pior é que tem tanto walk-away que os bancos não estão retomando as casas no mesmo ritmo que as pessoas estão parando de pagar. Hà casos de pessoas ficarem até 2 anos na casa sem pagar 1 centavo até o banco tomar. Dá pra fazer uma boa economia, né?

      0
      • Luiz 2 de novembro de 2011 at 16:44

        com a lei daqui a retomada imediat Leva 2 anos de lambuja, pelo menos

        0
        • Roberto Cesar 2 de novembro de 2011 at 22:03

          Luiz,

          A razão porque os bancos aqui no USA não retomam a casa rápido é porque no momento que o banco tem a posse da casa ele passa a ser o responsável legal por ela, o que inclui manutenção e IPTU (property tax). Como o banco não gosta de ficar com a casa na mão, assim que ele toma posse ele revende logo. No entanto o inventário de casas é tão grande que se os bancos colocarem mais casas no mercado o preço desaba (mais do que já desabou).

          Os bancos então preferem deixar o caloteiro (ou seria o inadimplente estratégico) na casa sem pagar nada porém o morador ainda é o responsável pelo IPTU e manutenção. Com isso o banco mascara a verdadeira situação do mercado conseguindo manter os preços no mesmo patamar.

          Uma outra razão para os bancos não retomarem as casas é que quando eles tomam posse teriam que atualizar os seus livros para refletir o valor de mercado, que é bem abaixo do valor do financiamento, ou seja, os bancos teriam que assumir o prejuízo e ficar mal na foto (diga-se, assumir publicamente que estão insolventes).

          0
          • Jader Anderson 3 de novembro de 2011 at 10:19

            Boa análise hein!!

            Eu já houvi falar ser “impossível” tirar alguém do imóvel se for somente isso que a familia tem. Só não sei o embasamento legal disto.

            Alguem sabe dizer se desapropriação realmente funciona?

            Sei que para dívidas de empresa tu consegue manter tua casa e teu carro independente da falência. Demais bens sobressalentes podem ser reclamados pelo Estado

            0
            • Luiz 3 de novembro de 2011 at 11:58

              Jader no BR essa área é jogo sujo, envolve laranja, capangas, amizades com judiciario, etc…
              coisa prfa profissional

              0
              • Eduardo - RJ 3 de novembro de 2011 at 12:39

                Na verdade, Luiz, a impenhorabilidade do bem de família é prevista em lei e bem aplicada pelo judiciário em geral. A questão é que ela não é oponível a dívidas relacionadas à compra do imóvel.

                0
                • Luiz 3 de novembro de 2011 at 14:56

                  ou seja, bastas transferir a divida da casa pra outra coisa qualquer por algum meio
                  o cara ta falido igaul ou até pior, mas não perde a casa

                  esse jogo de xadrez é de arrepiar o Kasparov

                  0
                  • Mineiro BH 3 de novembro de 2011 at 18:14

                    Em particular, esse “brazilian way of life” de fugir da perda do imóvel (movimento em alguns casos apoiado pela muitas vezes demagógico-populista Constituição de 1988) será um elemento a afetar negativamente a situação dos bancos, quando a coisa feder…

                    Me pergunto se os executivos de Londres, Madrid e Wall St se lembraram disso ao fazer suas contas sobre “como e a quem emprestar em Banânia”…

                    Off-topic, meus comentários valem tb pra futura bolha dos carros… o que vai ter de laranja na área… vai faltar numero de CPF…

                    0
                  • Eduardo - RJ 4 de novembro de 2011 at 13:24

                    Hehehehe, que pessoas vão tentar, não tenho dúvidas! O código civil até protege o terceiro (que pode ou não ser laranja) quando este comprova a boa-fé na compra do imóvel.

                    Sei não, acho que isso será o menor dos problemas quando a bolha estourar. “Prevejo” que, assim como nos EUA, os bancos farão de tudo para reaver os imóveis no início da quebradeira e, depois, diante da desvalorização, perderão o ânimo e começarão a facilitar as formas de pagamento, diminuindo os juros, aumentando prazos.

                    0
            • EduLon 3 de novembro de 2011 at 21:48

              O que você mencionou, de ser impossível tirar alguém, era antes da alienação fiduciária. Depois que veio a alienação fiduciária, significa que que o comprador não é dono do imóvel enquanto não quita 100% dele, até isto acontecer ele tem apenas a posse. Sendo assim, a justiça rapidamente consegue tirar a pessoa do imóvel, tipo um ano, visto que ela não é dona. Isso só existe no Brasil, em qq outro país do mundo é diferente.
              Mas esta regra é relativamente nova, porém praticamente tudo o que foi lançado nos últimos anos está sujeito a alienação fiduciária.

              0
    • Paulo - RJ 2 de novembro de 2011 at 17:49

      Embora seja plausível, creio que esta não seja a prática aqui. A Caixa já tem uma quantidade de imóveis para leilão, a maioria ocupado, sendo o comprador o responsável pelo despejo (na maioria dos casos moroso, pois nosso direito permite esta morosidade).
      A pessoa simplesmente deixa de pagar mas fica no imóvel por anos a fio, até que alguém consiga, após anos, ter o imóvel em definitivo na justiça.

      0
    • Sérgio 2 de novembro de 2011 at 18:01

      Excelente ponto de vista: muito abrangente. É justamente assim que concluo por acontecer: serão vários golpes nos preços dos imóveis. O primeiro já é sentido – a incapacidade de renda para os atuais patamares de preços, os demais foram os citados por ti.
      Hoje em dia, com a quantidade de endividados que o BC maquia, e o serasa esconde, e que no futuro próximo tende a subir, será mais um fator – além dos que vc citou – a quedar os preços
      Alguns de nós, que não comprometem os rendimentos mensais com pagamentos de encargos financeiros, poderão dar-se bem, seja adquirindo imóveis (aí sim a preço de banana), seja os carros dos bananenses insolventes.
      Lembro-me de um artigo da Você SA de julho, onde um economista da economáica informou que em uma de suas pesquisas concluiu-se que entre 50 e 70% dos brasileiros estão com seus rendimentos comprometidos em dívidas: 1/3 em consumo, 1/3 em impostos e 1/3 em encargos financeiros. Recomendou, na ocasião, que não entrasse na onda massificada de compra de casas e, que se o fizesse, somente quando tivesse AO MENOS 40% do valor do imóvel. Citou no artigo o exemplo de um casal de engenheiro e psicóloga, moradores do rio, que queriam um apartamento onde moravam de aluguel (R$1.600,00, na Gávea), mas o valor era de 625K, 250K acima do que podiam financiar, já com a entrada.
      Orientou aos leitores que só comprassem quando o valor desse para financiar em no máximo 10 anos sem o comprometimento da qualidade de vida do comprador.
      .
      Pena que os bananenses não leem nada: só sabem de novela, cerveja e futebol.

      0
    • MrK 2 de novembro de 2011 at 18:10

      paulo, penso que as clausulas de devolucao de imovel sem motivo (apenas por decisao do comprador) sao muito prejudiciais ao mesmo… a pessoa vai entubar um prejuizo significativo, assim como a construtora, os 2 perdem, acho que os especuladores não poderão simplesmente sair devolvendo e dane-se não, perde-se o credito no mercado, nome sujo, um monte de problemas…

      e voce pode ter certeza, todos vao ficar com pena dos especuladores e vao culpar as construtoras por iludi-los de que o ganho de imoveis seria garantido

      0
      • Luiz 2 de novembro de 2011 at 18:15

        mas a culpa é das consrutoras tbm sim, oras

        pô MRK, se a culpa não e deles que contrataram os corretores e não fiscalzam o que eles fazem, a culpa é de quem então? minha? sua?

        a Gente sABe como eles são conduzidos a agir, prova cabal a bela participação deles aqui

        0
      • DRN 3 de novembro de 2011 at 09:41

        Se o cara deposita as chaves em juízo ou se não tiver recebido as chaves ainda, não fica com nome sujo não. Pede 90% do que pagou e corre o risco de levar só 75% para casa ao final do processo. Considerando correção e juros de mora de 1% ao mês (no total, dá entre 1,2 e 1,5% ao mês), não é mal negócio não. Entre pagar juros por 30 anos e tomar 25% de prejuízo, é melhor ficar com a segunda hipótese. O problema é o risco de falência da construtora. Há meios de se resguardar quanto a isso, mas não dá pra entregar todo o ouro, né?

        0
        • Andre Luiz 3 de novembro de 2011 at 14:20

          DRN,

          O problema é justamente esse. Se muitos compradores resolverem se desfazer do negócio, as construtoras não poderão arcar com as devoluções. Ainda mais se o valor dos imóveis estiver abaixo do que foi pago inicialmente. Aí, elas vão falir com certeza.

          Abs.

          0
    • Indignada 7 de novembro de 2011 at 17:43

      Será que os preços do imóveis podem cair tanto? Eu nunca vi preço de nada cair por aqui.

      0
  • veigalex 2 de novembro de 2011 at 18:03

    Documentário “Inside Job”… é muito engraçado ver o cara perguntado e eles gaguejando.. muito bom..
    recomendo e HD 720P.

    0
    • MrK 2 de novembro de 2011 at 18:11

      onde posso baixar??

      0
      • Carlos Wagner 2 de novembro de 2011 at 20:54

        MRK

        Vai no google e digita inside job entre aspas, clica na guia VIDEO e escolha o site que deseja assistir on lina.

        0
    • Carlos Wagner 2 de novembro de 2011 at 20:51

      Assisti a esse documentario esses dias. Muito bom.

      Legal mesmo é ver como todos os responsaveis pela crise americana tentaram tirar a culpa das suas costas e joga-las nas costas dos compradores.

      O presidente da agencia standart and poor’s quando questionado sobre o motivo de manterem nota AAA para os titulos podres americanos até a vespera do seu estouro, respondeu:

      “Essa é apenas a nossa opinião, o mercado não tem que nos seguir. Se seguiram nossa recomendação, é problema deles.”

      Já o presidente de um dos grandes bancos que quebraram, nao me lembro o nome, quando entrevistado e questionado sobre o porque nao frearam a locomotiva que levaria ao desastre a tempo, respondeu?

      “Quando se está nesse negocio, tem-se que beber a agua até o final.”

      É isso que esta acontecendo por aqui. Estão bebendo a agua até o final…

      0
      • Cleyton 2 de novembro de 2011 at 22:09

        Pois é, quem financiou também está dentro do negócio, e por essa logica também vai ter que beber a água e ouvir dos credores “os senhores tem 15 segundos pra beber essa água toda, e vc aí, tá com nojinho 02?”, só que nesse caso não adianta pedir pra sair, no máximo renegociar a dívida a perder de vista!

        0
  • ninja 2 de novembro de 2011 at 18:32

    Prezados colegas,
    Enquanto o ploc não vem, onde voces sugerem aplicar o dindim???. vlr de 300mil.
    Abs, grato.

    0
    • Leo 2 de novembro de 2011 at 22:30

      Olha.. Tem que pensar algumas coisas. Se pensa que a crise economica vai gerar uma quebradeira de banco, o ideal é colocar o dinheiro em titulos do governo ( Tesouro Direto ). Se acha que nao vai ter a quebradeira, recomendo escolher um banco mais confiavel que tenha fundos de investimento relacionados aos titulos do governo com base na inflacao. Os cortes da SELIC estao ai… inflacao cada vez mais forte.

      Existem outros investimentos, o ideal é que voce tenha em mente o prazo que pretende aplicar ou entao uma estrategia bem definida para o uso do dinheiro… para, somente após isso, escolher a melhor aplicacao. De qualquer maneira, bate um papo com o gerente do seu banco.

      0
      • Roberto Cesar 3 de novembro de 2011 at 02:41

        R$300 mil já é um valor razoável que exige alumas precauções.

        Como o Leo falou, pode vir uma quebradeira geral. Europa ta num quebra/não quebra a várias semanas. Vai quebra em algum ponto, não tem como evitar, só resta saber quando. Europa quebrando os bancos americanos vão quebrar também, daí a onda de choque vai se espalhar pro mundo todo.

        Eu não sei qual é a exposição dos bancos brasileiros a dívida europeia, mas me parece que não tem (se tiver deve ser pequena). Isso significa que o impacto nos bancos brasileiros será mesmo pela onde de choque do que por uma exposição direta. O que que isso pode significar? Os bancos brasileiros não devem quebrar mas podem ter problemas para pagar os investimentos aos correntistas, principalmente se muita gente começar a tirar dinheiro ao mesmo tempo.

        Quanto aos títulos do tesouro, todo mundo tem a impressão de que é um investimento acima de qualquer suspeita, mas lembre-se que esta crise toda é exatamente uma crise de dívida soberana. Eu não compraria por exemplo, títulos do tesouro americano. Europeu nem pensar. Quanto ao tesouro brasileiro, não existe uma exposição direta (pelo menos eu desconheço) mas o que pode acontecer é uma crise de confiança. O bônus europeus indo pra espaço vai ter uma correria para ouro e tesouro americano, mas como o tesouro americano não está muito melhor que o europeu, pode quebrar na sequência. Daí as pessoas podem pensar que todos os tesouros vai pro buraco e todo mundo vai querer vender ao mesmo tempo.

        Imóvel agora nem pensar. Até essa bolha estourar, fique fora de imóveis no Brasil. A única exceção seria a construção se você já tiver o terreno, desde que você tenha intenção de morar nesse imóvel, não pense em investimento em imóvel agora.

        Mas então o que fazer com R$300 mil? Eu colocaria 20% ou 30% em ouro físico. O resto eu dividiria em 2 ou 3 bancos e em cada um desses bancos eu colocaria uma parte num fundo de investimento (algum com um bom retorno) e outra parte em poupança, que é garantida pelo governo.

        Outra opção seria pegar uma parte desse dinheiro e comprar um imóvel na Florida, mas teria que ser a vista. Hoje você compra um bom apartamento perto da disney (que da pra aluguel de temporada), por 120 mil dólares. Claro que isso tem risco também, já que os USA podem quebrar e não ter ninguém mais com bala na agulha pra ir pra Disney.

        São muitos cenários desfavoráveis e as consequências são muito difíceis de prever. A decisão não é nada fácil.

        0
        • Luiz 3 de novembro de 2011 at 12:01

          300 mil é dinheiro de pinga pros bancos
          qualquer empresa média fatura isso num mês

          relax, qto pior, mais lucram os Bancos
          não precisa fazer nada de outro mundo, arroz com feijão

          0
        • Leo 3 de novembro de 2011 at 14:05

          Roberto, excelente post !!!!!!

          Tenho pensado em comprar imovel la no US… ainda estou amadurecendo a ideia mas confesso que tenho pensado muito nisso.

          0
          • Roberto Cesar 4 de novembro de 2011 at 15:39

            OI Leo,

            Comprar imóvel aqui nos USA hoje é meio “trick”. A situação está no seguinte pé:
            Vários mercados tiveram fortíssima correção com quedas de mais de 50% do pico da bolha. Esses foram exatamente os mercados mais aquecidos durante a bolha como Califórnia (não contando SF e LA), Floria, Nevada, Arizona. Apesar dos preços baixos esses mercados estão quebrados e as perspectivas não estão muito boas. Os investidores estão comprando muito nesses mercados, especialmente Phoenix e Las Vegas onde a queda foi maior.

            LA, SF e NY tem uma economia forte mas os preços ainda estão na bolha, ou seja, não corrigiu o quanto subiu e isso invalida o investimento.

            Texas tem uma economia forte, a bolha não foi muito grande portanto a queda também não foi grande. Texas hoje é o estado em melhor situação fiscal dos USA.

            O que eu vejo de oportunidade de investimento é Orlando, para auguel de temporada para os visitantes da Disney, e alguns lugares do texas, como San Antonio e Austin. Eu particularmente vejo Orlando com bons olhos devido a infra que eles tem para esse negocio de aluguel de temporada. Você pode compra hoje um AP por 120 à 160 mil (tem que pagar a vista), coloca não mão de um administrador e tem um retorno liquido de 5 a 6 mil por ano. Isso equivale a 4% de retorno. Nada mal comparado ao que os bancos tao pagando.

            Os mercados de Las Vegas, Phoenix e algumas cidades da California como Sacramento, Stockton, Berkersfield, estão com preços bem baixos, muitos abaixo do preço de construção, mas a taxa de ocupação é muito baixa pois a economia está fraca. Estes mercados tem mais de 40% das compras feitas por investidores pagando a vista, e isso é uma indicação de fraqueza do mercado. Muito investidor e poucos inquilinos.

            0
  • veigalex 2 de novembro de 2011 at 18:40

    Mrk.. esse release aqui é 10
    É so procurar no google que vc vai achar rapidinho..

    Inside.Job.LiMiTED.720p.BluRay.x264-TWiZTED

    a legenda vc pega no site …legendaz

    se vc tiver alguma duvida, me envia um email que te passo os detalhes

    veigaap arroba gmail.com

    0
    • EduLon 3 de novembro de 2011 at 00:08

      link para o documentario INSIDE JOB ja com legendas em portugues

      h t t p://vimeo.com/25142692

      0
  • Marcos 2 de novembro de 2011 at 21:23

    Que coisa linda… A pessoa gasta uma fortuna numa casa e descobre que a casa pode explodir… A casinha vale meio milhão…

    www .youtube.com/watch?v=lJlfILl8brE&feature=feedu

    0
    • Eduardo Zé 2 de novembro de 2011 at 21:50

      Não é uma casa, é um investimento!!!!

      kkkkkkkk

      0
  • Ghaspar 2 de novembro de 2011 at 21:29

    http://youtu.be/meNZyjPjPRQ

    Aperte CC para legenda em portugues….Imperdivel…kkk

    0
  • rsmrsm 2 de novembro de 2011 at 23:52

    Nesta reportagem de Isto é, sitou recem casados (a um ano e meio) que tinha uma pequena fortuna, comprar um ap de até R$ 650 K. Eu estou muito pobre, ler esta revista não é pro meu cacife. E olha que minha renda familiar não é ruim, estamos casados a 7 anos e não juntamos nem um décimo disso.

    Realmente estou muito pobre.

    0
  • Jack imóveis 2 de novembro de 2011 at 23:53

    Caros,

    Hoje recebi e-mail de um corretor de construtora me oferecendo um apartamento na Vila Leopoldina em SP. Ele diz que o preço é de 1060000, mas que tem uma unidade em oferta por 8500000. Detalhe, bem abaixo do preço de revenda dos investidores…

    Jack – Eu sabia. O Rei esta Nu

    0
    • Jack imóveis 2 de novembro de 2011 at 23:54

      De 1.060.000 por 850.000

      0
      • DRN 3 de novembro de 2011 at 09:05

        Eu já disse noutro post, não adianta o cara querer vender o apartamento mais caro do que a construtora que não vende. O especulador quer concorrer com uma empresa com preço mais alto? Tá maluco.

        0
      • Rogerio 3 de novembro de 2011 at 11:18

        Façam suas apostas nos 20% já chegamos, acredito que isso seja só o começo!!!

        0
  • MrK 3 de novembro de 2011 at 05:00

    O JOGO E OS JOGADORES

    Assim como nos EUA, a especulacao com imoveis esta correndo solta porque a pessoa tem muito a ganhar (investe 20% e lucra sobre 100%) e pouco a perder (os corretores juram que vai subir e se algo der errado voce devolve o apartamento e paga uma multa), nada mais natural: Com muito a ganhar e pouco a perder, quem nao vai se arriscar?

    Concordo que as construtoras foram irresponsaveis e tem culpa, como o Luiz diz, mas acho que quem entrou nessa pra especular tambem tem, nao podemos culpar o crupier do cassino porque a gente perdeu no 21, quem esta jogando com imoveis sabe que tem risco, se nao sabe nao deveria estar jogando, isso nao eh poupanca, isso eh mercado imobiliario! Creio que quando houver o estouro forte, irao culpar soh as construtoras, mas nao acho certo, na abonanca os especuladores sorriem, na tempestade nao podem chorar?!

    Abracos e boa madrugada Brasil (Aqui ja eh manha) e obrigado aos que me deram o link do inside job, vou ver!

    0
    • Pedro 3 de novembro de 2011 at 08:16

      Mrk, você tem que ver o que as construtoras fazem na hora de devolver o dinheiro da entrada do apartamento. Muitas chegam a descontar valores astronômicos a título de taxas de corretagem e multas contratuais, diminuindo o valor a receber pelo comprador arrependido de 30 a 50%. Sem falar que também há cláusulas em que se dispõe que o valor a ser devolvido será feito no mesmo prazo e parcelas em que o mesmo foi pago. Podem até falar que é só entrar na justiça que você recupera o valor, pois estas artimanhas são ilegais, porém você sabe como é rápida e eficiente a justiça no Brasil. Se a construtora quiser a ação leva no mínimo 5 anos para tramitar, tendo em vista a infinidade de recursos. Mas o melhor mesmo vai acontecer quando uma dessas construtoras decretar falência. Aí eu quero ver o que as pessoas vão fazer com seus imóveis de papel.
      Abçs,
      Pedro

      0
    • DRN 3 de novembro de 2011 at 09:07

      Há casos e casos, mas, no geral, concordo com o MrK. A coisa é multifatorial. É culpa da construtora, do especulador cabeção (especialmente o que entra alavancado) e do corretor, que tem o dever ético de advertir o consumidor dos riscos inerentes ao negócio (a construtora também tem esse dever). Agora, não dá mesmo para isentar o comprador. Não dá para ficar presumindo que todo mundo é ovelhinha. Há muita gente que celebra negócio com reserva mental: “he, he, he, vou assinar esse contrato sem ler, mas se não puder pagar ponho tudo na justiça”…

      0
      • Luiz 3 de novembro de 2011 at 11:50

        pela legislaçao dá pra isentar o comprador sim:

        pega o codigo do consumidor
        pega a lei de crimes contra a economia popular
        pega a lei que fiscaliza os corretores
        pega as promessas que lhes fizeram verbalmente
        pega o contrato que não estão cumprindo

        o comprador é igual o portugues que foi convidado pra participar do bacanal.
        é a maior vítima

        0
        • Frank 3 de novembro de 2011 at 20:41

          acho uma pena a cultura juridica brasileira (cristalizada na CF88 e q permeia o arcabouco legal) de presumir q o cidadao seja, em regra, um coitadinho / vitima.

          um cara q pega 300K financiados pra comprar um 2qtos de 1MM nao eh um usuario de crack q mora nas ruas.

          tem q arcar com as consequencias de suas decisoes.

          0
          • Luiz 4 de novembro de 2011 at 16:38

            será?

            0
  • Annibal 3 de novembro de 2011 at 09:36

    fonte: http://w w w.jb.com.br/economia/noticias/2011/11/03/premio-de-risco-recorde-para-titulos-da-franca-taxas-da-italia-disparam/

    Prêmio de risco recorde para títulos da França; taxas da Itália disparam

    A diferença entre as taxas de juros dos títulos a longo prazo da Alemanha e da França (prêmio de risco) atingiu nesta quinta-feira um nível recorde, sinal da crescente inquietação dos investidores com a situação na Eurozona.

    Pouco antes das 9H00 GMT (7H00 de Brasília), o “spread”, ou diferença entre as taxas, estava em 136,8 pontos de base (1,368%), um nível recorde registrado após a redução do rendimento do Bund alemão (que tinha baixa de 1,8%) e um aumento paralelo da taxa de juros das obrigações francesas (a 3,16%).

    Os operadores compravam em massa títulos da dívida alemã a longo prazo, considerada solvente e segura, em um contexto de grande inquietação na Eurozona após o anúncio surpresa de um referendo na Grécia sobre o plano anticrise adotado na semana passada em Bruxelas.

    Ao mesmo tempo, as taxas de juros dos títulos a longo prazo da Itália bateram um novo recorde, a 6,4%, sintoma da persistente desconfiança dos mercados neste país com uma importante dívida.

    As taxas dos títulos italianos a 10 anos atingem assim níveis dificilmente sustentáveis a longo prazo, sinal da persistente desconfiança dos mercados a respeito do país, que tem uma dívida gigantesca.

    0
    • Roberto Cesar 4 de novembro de 2011 at 15:45

      Técnicamente falando a França já não é mais um país AAA.
      Vamos ver quanto tempo as agências de classificação vão esperar até baixar a nota da França.

      Pelo jeito só vai sobrar a Alemanha como economia forte na Europa, e que não vai conseguir carregar os outros por muito tempo.

      0
  • MrK 3 de novembro de 2011 at 09:40

    MINHA OPINIAO SOBRE OS PROXIMOS PASSOS…

    1- Varios empreendimentos recentes nao “derreteram” e vao chegar ao mercado com aps a venda ainda pela construtora
    2- As construtoras estao com problemas serios de caixa (veremos isso nos balancos em breve) e por isso precisarao vender rapido
    3- A concorrencia construtora vs especulador vendendo no mesmo empreendimento sera cruel, pois o especulador sempre vai perder
    4- Especuladores vao negar a realidade (cabeca dura) e tentar em vao concorrer com a construtora, mas depois de pagar condominio, iptu, juros etc.. vao jogar a toalha e baixar os precos (devolver o imovel como citado acima eh um pessimo negocio)
    5- Os especuladores dos empreendimentos seguintes (a serem entregues) vao gelar a espinha vendo que o povo da turma anterior levou ferro e vai comecar o movimento de venda forte, esse movimento nao encontrara compradores, ai ploc

    abracos

    0
    • DRN 3 de novembro de 2011 at 09:45

      MrK,

      Na minha opinião:

      1) FATO.

      2) Eu suponho que seja um fato, mas se precisar de caixa o governo vai emprestar a juros subsidiados.

      3) Concordo, mas só se o cara for muito burro de querer concorrer, sozinho, com uma estrutura de centenas de pessoas (empresa).

      4) Não sei se todos vão agir assim não. Não temos os números.

      5) Também não sei não. Quem tem grana segura. Quem não tem vai realmente jogar a toalha. Mas qual é o percentual? Mais uma vez, nos faltam números.

      Saudações.

      0
      • DRN 3 de novembro de 2011 at 09:46

        Complementando:

        4) Comparativamente a pagar juros por 30 anos, devolver o imóvel não é negócio ruim não.

        0
        • Luiz AG 3 de novembro de 2011 at 10:44

          DRN, a pergunta que fica é: O governo tem caixa até quando?

          0
          • Luiz 3 de novembro de 2011 at 10:53

            pra sempre,
            eles tem a impressora
            a questao é até quanto de inflação o povo aceita?

            0
            • DRN 3 de novembro de 2011 at 10:59

              Luiz, eu acho que dá para financiar usando dinheiro com lastro. Arcabouço legal já existe (Elias, 2011). Só em 2009, o BNDES, por exemplo, liberou 170 bilhões! É dinheiro que não acaba mais. E os títulos do tesouro estão aí para encher a burra. Eu vislumbro isso como um meio de tentar salvar parte dos empregos. Mas acho que a Dilma ia chamar os caras e mandar não mijar uma gota sequer fora do pinico…

              0
              • Pensativo 3 de novembro de 2011 at 11:37

                Tenho uma grana empacada em Tesouro Direto e acho que a possibilidade de levar um calote do governo é bem provável.
                No frigir dos ovos quem pagará a conta serão nós mesmos.

                0
                • Luiz 3 de novembro de 2011 at 11:46

                  DRN

                  eles podem leiloar o pre-sal
                  fazer maquiagem contabil
                  esconder inadimplentes estratégicos como o cvolega msotrou lá em cima
                  podem leiloar o resto da vale
                  podem vender o BB
                  podem enfiar dinheiro dos fundos previdenciarios
                  podem pegar emprestado no FMI

                  esse poço não tem fundo meu amigo

                  0
                  • Murdoch 3 de novembro de 2011 at 11:53

                    Concordo Luiz, é por aí mesmo!

                    0
                  • DRN 3 de novembro de 2011 at 11:57

                    Luiz, não acho que eles iam soltar todo dinheiro não. Acho que seria uma intervenção exclusivamente para tentar (veja bem, eu disse tentar) fazer um pouso “suave” sobre árvores, em vez de deixar o avião cair direto no chão a 45 graus! A meta seria voltar a atingir o patamar de evolução da inflação, que, historicamente (corrijam-me os economistas, se eu estiver errado), reflete, na média, a “pseudo-valorização” dos imóveis.

                    0
                    • Luiz 3 de novembro de 2011 at 12:15

                      DRN, na natureza nada se cria, tudo se transforma
                      o governo põe dum lado, alguém perde do outro
                      escolher quem paga é questão politica (vide grecia)

                      quem vc escolheria?
                      eu escolheria o lado fraco.

                      0
                • DRN 3 de novembro de 2011 at 11:49

                  Antes de conhecer o blog, eu estava pensando em jogar 50 k em NTNB vinculado ao IPCA com vencimento em 2015, mais 50 k em 2020, mais 50k em 2024 e mais 50k em 2035. Mas fiquei sem coragem. Tá difícil saber se o governo vai honrar em 2013 (eu tenho LTN com vencimento em 01.01.2013), então imagina em 2035…

                  0
                  • Luiz 3 de novembro de 2011 at 11:52

                    isso tido de governo quebrar, banco quebrar é tudo fofoca

                    quem vai quebrar é quem ta na linha de frente, vcs sabem quem

                    alias tem uma aí a venda, a seGundAa maior do país

                    0
    • Frank 3 de novembro de 2011 at 20:44

      gente, o especulador “esperto” jah desovou ou estah em processo de desova.

      o especulador bobinho / bagrinho, eh q vai tomar um tunga maior, pois demora mais a enxergar as coisas em perspectiva (assimetria de informacoe em relacao ao especulador graudo)

      0
      • peterson 8 de novembro de 2011 at 22:03

        exato… não posso comentar detalhes, mas os sinais já foram dados A MUIIIIIITO TEMPO… quem está agora não são os experts… sou especialista em outro mercado, mas alguns amigos especulam no crash, e faturam horrores, a ultima posição deles é clara… (omitida) … os grandes já cairam fora…

        0
  • Elias 3 de novembro de 2011 at 09:47

    Todo mundo enxerg a bolha de lá.

    Já a daqui… “miopia do desastre”.

    Uma bomba-relógio “made in China”
    Eduardo Campos
    Valor Econômico – 03/11/2011

    (…)
    Recente reportagem do “Financial Times” também chamou atenção para a questão, mostrando que empresas com excesso de caixa, como PetroChina e ChinaMobile possuem braços financeiros e apontou que mais de 64 empresas não financeiras emitiram empréstimos em 2011 até o fim de agosto (levantamento do diário China Economic Daily).

    Não que o BC chinês não tenha conhecimento disso. De fato, algumas medidas para conter o crescimento desse mercado foram anunciadas recentemente. Mas para os analistas do Credit Suisse, o “shadow banking” chinês é uma bomba-relógio, com potencial destrutivo superior ao da crise de endividamento soberano europeu.

    A questão fica mais complexa ao sabermos que mais da metade dos fundos gerados nesse sistema paralelo vai para o mercado imobiliário, onde poucos refutam a existência de uma bolha.

    O mercado imobiliário tem cara de mania na China, país que nunca passou por um período de expansão imobiliária de tais proporções. A ideia que sempre alimenta as bolhas é que os preços vão subir para sempre (miopia do desastre). Mas os fatos começam a desafiar essa visão turva da realidade.

    Os preços começaram a cair em algumas localidades e os compradores estão protestando. Isso mesmo. Semana passada centenas de mutuários protestaram contra a queda de preço de imóveis em Shanghai e outros lugares.

    Segundo o China Business News, a redução da demanda leva a corte de preços de 20% em alguns empreendimentos.

    O Shanghai Daily deu um exemplo bom do que está acontecendo e porque centenas de chineses estão invadindo empresas e stands de venda e exigindo restituições. Um empreendimento que custou cerca de US$ 2.600 o metro quadrado um ano atrás estava sendo vendido por 30% menos neste ano. Quem pagou preço cheio não está nada contente.

    Isso sem falar nas notícias de gigantescos empreendimentos vazios e a existência de “cidades fantasma” em algumas regiões.

    Fora do setor imobiliário, há a questão do endividamento das províncias, que também se refestelaram nessa farra de crédito intensificada após a crise de 2008, quando o BC chinês afrouxou seus controles.

    Toda a exuberância chinesa dos últimos anos sustentou e ainda sustenta boa parte da economia mundial. Brasil inclusive, via explosivos preços de commodities (ganho nos termos de troca) e produtos de consumo barato (amenizando descompasso entre oferta e demanda).
    (…)

    0
    • Felipe 3 de novembro de 2011 at 10:11

      A faísca tá chegando e o pavio é curto.

      0
    • Augusto 3 de novembro de 2011 at 11:55

      Pelo jeito os BURROS de lá são iguaizinhos aos BURROS daqui, e pensam que existe um mercado onde os preços subirão para sempre!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      0
      • Roberto Cesar 4 de novembro de 2011 at 15:52

        Augusto,

        Povo é povo, não importa aonde. Não existe essa de país de primeiro mundo, em desenvolvimento, subdesenvolvido. Povo é como gado, vai pra onde o vaqueiro leva, não importa se é pro pasto ou pro matadouro.

        0
    • Andre Luiz 3 de novembro de 2011 at 14:36

      E olha que lá a população é de mais de 1 bilhão de habitantes e a economia é a 2ª maior do mundo, com taxas de crescimento do PIB em torno de 10% ano ano.

      Como estoura lá e não estoura aqui?

      Mistéeeeeeeeerio!

      0
  • Marcelo 3 de novembro de 2011 at 10:49

    Fonte: ESTADÃO.COM.BR

    Venda de imóvel usado cai 14,47% em agosto em SP

    Mês foi considerado de refluxo, depois do extraordinário desempenho informado em julho. Na ocasião, as vendas cresceram 85,76% e a locação, 40,60%

    SÃO PAULO – As vendas de imóveis usados caíram 14,47% na capital paulista em agosto frente a julho, de acordo com pesquisa divulgada hoje pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP). Na mesma base de comparação, o preço médio do metro quadrado dos imóveis usados diminuiu 2,51%. O levantamento reuniu dados de 451 imobiliárias.
    Em nota, o presidente do Creci-SP, Jose Augusto Viana Neto, ressalta que agosto foi o mês do refluxo, depois do extraordinário desempenho informado em julho. Na ocasião, as vendas cresceram 85,76% e a locação, 40,60%. Segundo Neto, essa retração já era esperada e a desaceleração geral que se observa no momento não significa que os dois mercados fecharão o ano no vermelho. O executivo lembra que nos próximos meses a economia contará com o reforço do 13º salário e bônus salariais.

    Em agosto, os apartamentos representaram 67,9% dos imóveis vendidos, enquanto as casas responderam por 32,1%. As moradias com preço superior a R$ 200 mil lideraram as vendas, respondendo por 66,67% dos negócios.

    A pesquisa apurou que mais da metade das vendas (51,03%) foi feita por meio de financiamento bancário. As vendas à vista representaram 40,74% do total, as feitas com pagamento parcelado pelos proprietários somaram 7,82% e os consórcios ficaram com os restantes 0,41%.

    Índice de locação cai 4,89%

    A locação de casas e apartamentos, por sua vez, recuou 4,89% em agosto na comparação com julho, segundo o Cresci-SP. Casas e apartamentos com aluguel mensal de até R$ 1.000,00 representaram 50,79% dos contratos assinados no período. Ao mesmo tempo, o valor médio do aluguel aumentou 0,43% em relação ao mês anterior. A maioria das locações (47,32%) teve o fiador como garantidor do pagamento em caso de inadimplência do inquilino, seguido pelo depósito de três meses do aluguel (27,97%), seguro de fiança (24,43%).

    Conforme o levantamento, o aluguel que mais subiu foi o de apartamentos de um dormitório em bairros da Zona E, como Brasilândia, Campo Limpo e Cangaíba, com o valor médio avançando 34,29% em agosto, para R$ 470,00. Na ponta oposta, o aluguel que mais baixou foi o de apartamentos de quatro dormitórios situados na Zona B, onde os valores recuaram 27,05%, de R$ 6.666,67 para R$ 4.863,64.

    0
    • Augusto 3 de novembro de 2011 at 11:51

      E agora com a palavra aqueles que vem postar opiniões contrárias ao desaquecimento do mercado imobiliário.
      Ou os vendedores concedem descontos de pelo menos 20% ou não vendem nada

      0
  • Yoda 3 de novembro de 2011 at 10:58

    “(…) a queda de preços está longe de acontecer. Uma desvalorização dos imóveis é totalmente impensável hoje no Brasil”, afirma o executivo. O que é certo é que alguns ajustes deverão ser feitos. (…)”

    Qual a diferença técnica entre desvalorização e ajustes de preços?

    0
    • Pensativo 3 de novembro de 2011 at 11:28

      O eufemismo.

      0
    • Luiz 3 de novembro de 2011 at 11:44

      Se é impensável pq ele pensou em negar?
      ato falho, Freud explica: medo (da merda que pode dar)

      0
    • Ader 3 de novembro de 2011 at 13:57

      Pura embromação… é a arte de enganar… o fato é que não estão mais falando em valorização de 30% ao ano, e já disseram até que há uma estabilização, para desvalorização talvez demore um pouco, mas que ocorrerá isso é certo…

      0
      • Frank 3 de novembro de 2011 at 20:46

        antes de reconhecer queda nos precos, os artificios sao inumeros – descontos, promocoes (ganhe um carro, etc.).

        a venda aparece assim: valor de venda = valor cheio. O desconto fica oculto, e mantem-se a impressao de resiliencia dos precos.

        0
    • Roberto Cesar 4 de novembro de 2011 at 15:55

      > Qual a diferença técnica entre desvalorização e ajustes de preços?

      Queda de preço é quando você comprou no pico e vê o preço desabar.
      Desvalorização é quando você não comprou e está esperando a correção pra comprar.

      0
      • Andre Luiz 4 de novembro de 2011 at 16:22

        Hahahahahaha.

        Realmente eu acho estranho essas reportagens pagas de atualmente sempre virem com a mesma ladainha: “Os preços não vão cair, mas pode haver ajustes”. E ajuste é o que?

        0
  • Pensativo 3 de novembro de 2011 at 11:27

    De 2012 não passa.

    0
  • Tales 3 de novembro de 2011 at 11:41

    h t t p : / / estadodeminas.lugarcerto.com.br/app/noticia/noticias/2011/11/03/interna_noticias,45448/atraso-na-entrega-do-imovel-vira-epidemia-em-todo-o-pais.shtml

    0
    • Pensativo 3 de novembro de 2011 at 14:48

      Será que os constantes atrasos nas entregas são estratégias para segurar a oferta de imóveis no mercado?

      0
      • Frank 3 de novembro de 2011 at 20:48

        nao duvido de q haja um atraso – digamos – estrategico, mas ha tb a loucura de muitas obras ao mesmo tempo, enfrentando dificuldades com insumos e mao-de-obra.

        0
  • Tiago 3 de novembro de 2011 at 11:58

    bom dia bolhistas…

    essas notícias da china assustam mas são bem vindas!

    kraca… dá até medo o que pode acontecer com esse ploc na china…

    imagina só o que vai acontecer com o brazuca hein???? queda nas comodities diretamente vai baratear o ferro e indiretamente os imóveis e os automóveis no brasil… já que uma das desculpas das construtoras é falta de material né????

    0
    • luizdvd 3 de novembro de 2011 at 12:22

      Corrijam se eu estiver errado. Baratear os insumos é desculpa que teria lógica para os imóveis a serem construídos, mas para os que já o foram, o capital já está empatado e com preços altos de insumo. Baratear o imóvel já construído por melhoria do insumo, se não estou errado, é perder dinheiro.

      0
      • Luiz 3 de novembro de 2011 at 12:26

        construíram na alta pra vender na baixa

        = prejuizo

        0
  • MrK 3 de novembro de 2011 at 12:39

    O Curioso eh que vendo o IDH, o Brasil recentemente ficou em 84 no ranking, veja bem 84, muito atras de Cuba!!! Ficamos alias atras de quase toda america latina:

    “Ainda à frente do Brasil, estão Uruguai (48º lugar), Cuba (51º), México (57º), Panamá (58º), Antigua e Barbuda (60º), Trinindad e Tobago (62º), Costa Rica (69º), Venezuela (73º) e Jamaica (79º), Peru (80º), Dominica (81º), Santa Lúcia (82º) e Equador (83º).”

    Perdemos tambem pro Libano (?!) alem de paises que nunca tinha ouvido falar:
    Palau (49º), Seychelles (52º), Antígua e Barbuda (60º), Granada (67º), Saint Kitts e Nevis (72º).

    Ai eu me pergunto: Se tivessemos um crescimento REAL, uma classe media de verdade, um governo serio, sera que estariamos nessa situacao? Sera que essa propaganda toda do Brasil super-potencial nao passa de uma promessa e nao uma realidade?

    0
    • MrK 3 de novembro de 2011 at 12:41

      e mais importante: Sera que temos a infraestrutura necessaria pra virar superpotencia nos proximos 10 anos???????

      0
      • Luiz 3 de novembro de 2011 at 12:43

        Será que um apartamento no país de numero 84 vale o mesmo que um apartamento em algum país top10?

        0
      • Adriano 3 de novembro de 2011 at 13:45

        o pior é a reportagem no jornal hoje da GLOBO com viés totalmente positivo, dizendo tudo que melhorou por ano passado nossa colocação era 85º. ridículo.

        0
    • DRN 3 de novembro de 2011 at 13:51

      E mesmo assim votaram na Dilma. Parabéns para os 55 milhões de otários que votaram nela e parabéns aos 30 milhões de alienados que não foram votar, anularam ou votaram em branco.

      Não que o Serra fosse uma maravilha, mas a corja do PT não dá para engolir.

      Dilma obtém mais de 55 milhões de votos
      Plantão | Publicada em 01/11/2010 às 08h23m
      Valor Online
      SÃO PAULO – Dilma Rousseff, que concorria pelo PT à Presidência da República, foi eleita com mais de 55 milhões de votos. Com 99,99% das urnas apuradas, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informa que Dilma teve 55.752.092 votos, ou 56,05% dos votos válidos.

      O adversário no pleito, José Serra, que concorria ao Planalto pelo PSDB, somou 43.710.422 votos, ou 43,95% dos válidos.

      A abstenção ficou em 21,50% do eleitorado e o comparecimento, em 78,50%. O TSE nota que o Brasil tem 135.804.433 eleitores.

      (Juliana Cardoso | Valor)

      0
    • augusto 3 de novembro de 2011 at 17:53

      Olhem só a reação do moluscão, que foi só melhorar um pouquinho, mas continua dodói.
      http://www1.folha.uol.com.br/poder/1001057-lula-ficou-iradissimo-com-posicao-do-idh-no-brasil-diz-ministro.shtml
      Que vergonha perder de paisecos

      0
  • L1 3 de novembro de 2011 at 12:45

    Olha a cara de pau do corretor abaixo… Só reforça a tese da galera da bolha… esses caras aconselham os compradores de maneira não saudável, construindo investidores meia boca…. tive q ser ironico pra arrancar o máximo

    Vendas – XXXXXX:
    Olá XXXXXX, como posso lhe ajudar?

    XXXXXX:
    boa tarde

    XXXXXX:
    estava olhando os quadros de unidades e vi que tem aptos de 240, 250…

    Vendas – XXXXXX:
    Lagoa Azul?

    XXXXXX:
    isso

    XXXXXX:
    tem chance de negociar o valor?

    XXXXXX:
    ou eles sao irredutiveis

    Vendas – XXXXXX:
    Dependendo do Valor de entrada e prestações durante a obra, vc tem descontos.

    Vendas – XXXXXX:
    qual seria o valor de entrada?

    XXXXXX:
    os descontos podem ser até que faixa %?

    XXXXXX:
    mais ou menos

    Vendas – XXXXXX:
    a vista

    XXXXXX:
    mto baixa… tenho 50 mil

    Vendas – XXXXXX:
    deixa ver quanto teria de desconto….quanto pode pagar de prestação durante a obra?

    XXXXXX:
    cerca de 2 mil

    Vendas – XXXXXX:
    desconto de 4.500

    XXXXXX:
    o desconto está abaixo do que eu esperava

    XXXXXX:
    nesse caso, voce tem empreendimentos mais baratos na regiao de jacarepagua?

    Vendas – XXXXXX:
    sem parcela de chaves

    Vendas – XXXXXX:
    esse é o mais em conta, pois as taxas de financiamento são as mais baixas do mercado 8.4%..pelo BB

    XXXXXX:
    entendo

    XXXXXX:
    nesse caso, agradeço a atenção e ajuda

    XXXXXX:
    mas não tenho poder aquisitivo para o preço praticado

    Vendas – XXXXXX:
    diminua a entrada, pague o minimo durante as obras e ponha pra vender nas chaves…

    Vendas – XXXXXX:
    é o que investidores fazem….a valorização do Lagoa vai ser grande…varios corretores estão comprando

    XXXXXX:
    mas nesse caso, eu teria que contar que haveria comprador com poder e compra pra pagar no minimo uns 270, 280 mil ou financiar tal montante

    XXXXXX:
    nao acho que terei muito sucesso na venda

    Vendas – XXXXXX:
    o que interessa na venda, é sobre o que vc pagou….em cima coloque o percntual…esqueça o saldo devedor…

    XXXXXX:
    nao acho que haverá mercado para absorver tantos lançamentos com procentagens de lucro

    Vendas – XXXXXX:
    ja existe aptos a venda, e é sobre o que ele deu que é pedido o lucro….deu 30 pede 50……ate as chaves a valorização será maior.

    XXXXXX:
    agradeço a intençao, mas acho q devemos ter cuidado c essa pratica

    XXXXXX:
    pq pode virar um problema

    XXXXXX:
    se nao conseguir vender nas chaves

    XXXXXX:
    o proprio empreendimento foi lançado ha mais de um ano e nao vendeu tudo

    XXXXXX:
    eu queria comprar para moradia

    Vendas – XXXXXX:
    engano seu….se vc comprar avista, acho dificil, mas com entrada pequena, vc não perde….

    XXXXXX:
    se o proprio empreendimento ainda tem unidades a venda, porque alguem compraria com ágio na minha mao?

    Vendas – XXXXXX:
    bom ..pra moradia é outra coisa….quanto estará valendo esse apto em 2013?

    XXXXXX:
    espero que esteja valendo menos, pois senao terei que morar em campo grande ou baixada

    XXXXXX:
    ou o rio de janeiro está cheio de milionarios

    Vendas – XXXXXX:
    existem aptos a venda pois não estamos no local, e fizemos um lançamewnto na Tijuca que desviou um pouco de lá…O da Tijuca foi vendido em 15 dias…

    XXXXXX:
    XXXXXX, nao acho que haja déficit de corretores querendo ganhar comissao

    Vendas – XXXXXX:
    e um apto de 2 quartos com 58m² na tijuca foi vendido por quase 400mil e numa área muito menor do que o do Lagoa

    XXXXXX:
    mas quem tem poder de compra pra pagar isso, XXXXXX?

    XXXXXX:
    será que todo mundo ganha mais de 10 mil?

    XXXXXX:
    e eu sou o ferrado?

    XXXXXX:
    o imovel nao é mera ferramenta de investimento… uma hora alguem precisara morar e nao terá como pagar

    XXXXXX:
    sei q a culpa nao é sua, mas o mercado nao ta saudavel

    Vendas – XXXXXX:
    Amigo, só sei que houve uma procura enorme por aptos na Tijuca, onde para cada unidade existiam mais de 10 clientes interessados….O povo ta com dinheiro,

    XXXXXX:
    nao estudo isso a fundo, mas falo do que percebo

    XXXXXX:
    procura há XXXXXX, e obviamente vc tem q fazer seu papel, obvio, que é vender

    XXXXXX:
    mas os caras compram pra revender sem pensar q uma hora as vendas travam pq o preço chega ao teto

    XXXXXX:
    com isso, me impedem de comprar, ja minha renda mensal é de 6 mil

    XXXXXX:
    eu q quero morar, fico impossibilitado

    Vendas – XXXXXX:
    Estamos em uma epoca de grandes investimentos na cidade, onde muitas mudanças ocorrerão, por isso essa sede de compra, não só de moradores como de estrangeiros.

    Vendas – XXXXXX:
    Vc com essa renda pode compra facilmente no Lagoa ..com a entrada que disse ter, e as prestações que pode pagar…

    XXXXXX:
    sim… os estrangeiros compram p revender uma hora e mais uma vez vao cair no problema da falta de compradores…. convenhamos q no rj,nao temos tantas pessoas assim capazes de pagar 300, 400, 500 mil em um apto, ne msm?

    Vendas – XXXXXX:
    acho que deveria pensar..se quiser posso fazer uma simulação e enviar pra vc…..

    XXXXXX:
    mas XXXXXX… se eu comprar por esse preço estarei vivendo c a corda no pescoço c uma divida de 30 anos

    Vendas – XXXXXX:
    XXXXXX…como vc não está no ramo, não tem ideia de como tem gente com dinheiro…..

    XXXXXX:
    é mais vantajoso comprar algo mais barato msm

    XXXXXX:
    nao da p ter noçao de como tem gente com dinheiro, se as pessoas só dao entrada, de 15, 20%

    Vendas – XXXXXX:
    Engano….vc pode amortizar a qualquer momento o saldo…e as prestações não são reajustadas por INCC ou IGPM, elas são pela TR

    Vendas – XXXXXX:
    as prestações que digo do financiamento… me de seu nome e data de nascimento que faço uma simulação e envio pra vc….confirme o email [email protected]

    XXXXXX:
    XXXXXX

    XXXXXX:
    XXXXX

    XXXXXX:
    XXXXXX… de qualquer forma mto obrigado… adorei o empreendimento. posso estar sendo conservador demais, porém nao concordo com os preços tão altos

    XXXXXX:
    especulação em qualquer ramo acaba ficando nociva pra sociedade

    XXXXXX:
    nao q vc tenha culpa

    XXXXXX:
    mas os investidores estao lucrando bastante e uma hora alguem terá q pagar a conta

    Vendas – XXXXXX:
    vou colocar a entrada que disse e a parcela de obras. Vc teria algo pra dar nas chaves(11-2013) ?

    XXXXXX:
    espero q estej bem demais nesse momento e tenha feito o dinheiro suficiente p nao depender mais do mercado

    XXXXXX:
    isso… pode fazer por favor

    XXXXXX:
    q analiso

    XXXXXX:
    obrigado mais uma vez pela sua ajuda

    Vendas – XXXXXX:
    ok envio logo…..

    Vendas – XXXXXX:
    obrigadopelo papo, e veja com carinho a simulação….abcs

    XXXXXX:
    abraço..

    0
    • MrK 3 de novembro de 2011 at 13:27

      bizarro!!!

      o cara mesmo admite que ta lotado de especuladores (inclusive estrangeiros) e que a galera ta se enforcando pra comprar tudo que da, inclusive os corretores, que nao tem renda garantida!!

      nao tem como nao ver a m… se formando!!! Imagina esse caminhao de imoveis sendo entregue sem gente pra comprar… eu mesmo colei uma materia logo abaixo sobre a taxa de inadimplencia de condominio subindo, o povo ta muito endividado, se tivesse essa renda toda a inadimplencia estaria baixando… e isso foi em julho heim!!

      0
      • Andre Luiz 3 de novembro de 2011 at 14:52

        Mrk,

        Aqui no meu prédio, em agosto, o síndico publicou um comunicado de que este ano não haveria cota extra para pagar o 13º do Zelador. Quando foi agora em novembro, qual não foi a surpresa, veio uma cota para o 13º do funcionário.

        Ao indagar o síndico sobre a mudança na taxa ele respondeu que em setembro e outubro alguns condôminos ficaram inadimplentes e ele não teve jeito se não dividir o prejuízo com o demais moradores.

        A situação está insustentável. Não tem mais onde o brasileiro arrumar dívida. A coisa vai feder em meses, não necessariamente no mercado imobiliário, mas que o Brasil entra diferente (para pior) em 2012, isso ele entra.

        0
    • John 3 de novembro de 2011 at 13:42

      Sempre tive dúvidas se existiria tanto especulador a ponto de influenciar um estouro na bolha imobiliária, mas esses relatos e propagandas mencionando a palavra “investimento” estão me convencendo que há uma chance real de a bolha estourar, não somente pela falta de crédito mas também pelo excesso de oferta por conta de tantos “investidores”.

      0
      • L1 3 de novembro de 2011 at 13:48

        John,

        eu também ainda tinha alguns resquicios de dúvida, mas após essa conversa a duvida praticamente desapareceu

        cada vez fica mais claro que os investidores sim, estão inflando os preços artificialmente e o sintoma mais relevante é o da conversa acima. Eles estão acostumados a vender pra investidor e até incitam quem não é investidor a virar um.

        Mas a pergunta mais capciosa ele não respondeu.

        Pra que alguém compraria na minha mão com ágio, se poderia comprar direto com a construtora uma porrada de unidades? Só ver o quadro de unidades do site do empreendimento em questão.

        Não ta saudável e de fato tem mais especuladores investidores do que eu pensava.

        0
        • Luiz 3 de novembro de 2011 at 14:33

          se vai valorizar tanto pq as constutoras não seguram pra vender em 2013?
          financiem elas mesmas, oras

          Em tempo: 10 mil reais é renda percapita ANUAL, não MENSAL, segundo a GLOBO mostrou ontem sobre IDH

          0
    • Paulo - RJ 3 de novembro de 2011 at 14:12

      Este papo de que vendeu em 15 dias na Tijuca é furada. A maioria é de especulador (investidor para mim é quem tem dinheiro para bancar o investimento) que paga só o mínimo, como o corretor criminoso sugeriu. quero ver daqui a 2 anos, nas chaves. Vai ter gente desesperada. Usados na Tijuca não estão sendo vendidos, basta acompanhar o ZAP.

      0
    • Bubble Boy 4 de novembro de 2011 at 14:44

      Ou seja, não há déficit nenhum.

      0
  • Salles 3 de novembro de 2011 at 12:47

    Entrando no Orkut… olhem o que vejo na comunidade “Brasil”: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=4249&tid=5670667101319208532

    (fiz questão de entrar no tópico e expor minha opnião…)

    0
  • MrK 3 de novembro de 2011 at 13:05

    mais uma..

    “Taxa de inadimplência na cota condominial sobe no Rio no primeiro semestre de 2011” Oglobo

    Subiu tambem o atrado medio no pagamento da mesma.

    Estranho a nossa super classe media nao estar conseguindo absorver isso ne?? Afinal, eles justificam o preco dos imoveis aumentarem com 200% pelo aumento da renda, porque sera que o povo ta tendo dificuldade pra pagar o condominio com tanta renda assim?!?!?!

    0
  • L1 3 de novembro de 2011 at 13:10

    essa conversa acima me deixou boquiaberto cara. não imaginava que incitavam tanto o investidor de primeira viagem

    0
    • Ana Paz 3 de novembro de 2011 at 13:22

      Eu monitoro o “Morar Bem” desde janeiro de 2010. Guardo anúncios de Copacabana e Flamengo (no RJ). Nos últimos meses e, com certa frequencia, os imóveis estão se repetindo com preços mais baixos, de semana para outra.
      Além disso, moro em Copa (Posto 6) e, desde maio, vejo diversos imóveis “empacados” com placa de venda, a maioria de três e quatro quartos. Outros, que sei que estão a venda, simplesmente não têm placa. Se tivessem, veríamos o real efeito da valorização desmedida dos imóveis dos últimos tempos.
      Alguns corretores tiram as placas por um período, mas, as 5 que tiraram, até o momento, já voltaram (cerca de duas semanas depois).

      Acredito que o processo de “bolha” tenha se iniciado “de baixo para cima”, ou seja, com valorização dos imóveis de maior liquidez primeiro (menores), os quais, em geral, são mais visados por quem está na primeira aquisição, e isso tenha refletido nos preços dos maiores (já que pessoas que viram seu imóvel valorizar, aproveitaram o financiamento fácil para migrar para imóveis maiores, fazendo o chamado “efeito cascata” do menor, para o maior).

      No entanto, redução de preços está acontecendo no sentido inverso, ou seja, “de cima para baixo”. Os maiores ficam sem compradores primeiro (em razão do limite dos bolsos, obviamente) e “encalham”.
      É exatamente o está acontecendo em Copa neste momento!!!

      Seus preços têm que ser reduzidos e, assim, alcançam os menores, que não vão ser preferidos, se as condições de preços forem iguais. Assim, eles têm que baixar proporcionalmente. E assim sucessivamente.
      Andei ligando e vendo alguns imóveis por lá… os preços anunciados de 3 e 4 quartos já estão cerca de R$7.000,00 o metro quadrado, com garagem, o que significa uma redução em comparação ao fim do ano passado. Isso sem contar a negociação, que frequentemente é oferecida no próprio anúncio (tipo, “aceito proposta”), o que não ocorria no mesmo período do ano passado.
      Aliás, alguns deles, que recusei, já “baixaram” MAIS DE 12% depois do meu desprezo.
      Ressalto que estou no mercado porque tenho sim interesse em comprar um imóvel, mas não agora. Estou deixando bem claro, sempre, os limites das minhas intenções: encontrar um preço razoável. Para isso, nada melhor que “entrar” no mercado de compradores.
      Não caio em papo de comprador. Conheço o mercado de perto.
      Considerando que, em 2007 (primeira vez que procurei imóveis por la), a média de preço na região era de R$3.000,00/m², considero razoabilíssimo que, hoje, tenha valorizado para R$5.000,00/m² (em um país de inflação supostamente controlada, É MAIS QUE RAZOÁVEL). Vejo que é para lá (no mínimo) que os preços estão caminhando.

      Desafio aqueles que não acreditam na tese a “meterem a cara” no mercado como estou fazendo. Experimentem anunciar os seus imóveis pelos preços que dizem que ele vale (ou que vocês acreditam que ele vale). Experimentem ainda subir os preços, mensalmente, de acordo com os índices oficiais de valorização.
      Vão ver que estão errados.
      Mas cuidado: quando todo mundo resolver testar esse mercado, vai chover oferta e todos sabem as consequencias dessa chuva…
      Esperto vai ser o que conseguir vender logo!!

      0
      • MrK 3 de novembro de 2011 at 13:39

        parabens pela analise lucida e bem completa, o estouro do mais caro pra baixo eh uma possibilidade sim.

        tambem monitoro no Rio e tive a mesma sensacao, vi muitos imoveis saindo e voltando (alguns estao a venda ha 1 ano!!!), ja nao vejo um imovel subir de preco no anuncio ha mais de 2 meses… por isso que se o fipezap de outubro vier com alta sera estranho…

        vi poucos imoveis baixarem, mas vi alguns

        quanto a realidade, voce tem toda razao, amigo meu tem um ap no leblon e nem queria vender, ele achava que o preco justo era 900mil, mas descobriu que um visinho estava pedindo R$1.2milhao entao resolveu por a venda por esse mesmo valor, em 2 meses ele nao recebeu nenhuma proposta se quer, nenhuma.

        0
      • Leo 3 de novembro de 2011 at 13:42

        Ola Ana,

        Obrigado pelo post. Por gentileza, se possivel, nos mantenha informado com os dados de sua pesquisa.

        [ ]s

        0
        • Luiz 3 de novembro de 2011 at 14:40

          Ana parabéns pelas observações, mas não acredito que o topo possa derrubar a piramide.

          A base derrubar a piramide é mais provavel.

          O que vc vê acontecer são os imoveis atingirem o topo e variar o desconto ~20%.

          0
          • TH 3 de novembro de 2011 at 15:03

            Eu acredito que são justamente os imóveis mais caros que vão puxar a desvalorização.

            O próprio índice FIPE-ZAP já mostra 2 meses seguidos de queda nos preços de ipanema e leblon.

            Quem mora em Copa sabe que o bairro nunca foi de gente rica, e que os preços que aparecem hoje nos anúncios são impraticáveis pela população do bairro.

            0
            • Jack Imóveis 3 de novembro de 2011 at 15:16

              Eu concordo com essa visão também.

              A alta dos preços começou nos imóveis de alto padrão. Daí foi contaminando os outros setores.

              Na baixa será a mesma coisa.

              Em tempo. Já ouvi de mais de 3 corretores que trabalham com imóveis usados: “Os preços estão fora da realidade”

              0
              • Luiz 3 de novembro de 2011 at 15:20

                Quem não puder ficar em copa vai pra bota, flamengo.
                Destes os expulsos vão pra jacarepagua, barra, niteroi
                e destes, vão pra baixada, ou pro morro.

                O topo engorda a piramide, o topo alastra a bolha
                é uma questão até física

                vai cair tudo quando não tiver pra onde expandir

                0
      • Observador 3 de novembro de 2011 at 14:20

        Olá, Ana.

        Excelente comentário – para mim que entendo pouco de investimentos, vc foi bem clara.
        Venho pesquisando imóveis no Rio, com o intuito de comprar daqui a alguns meses para morar, e já há corretores aceitando descontos. Não sei como há tanta hoje gente com $$$ para comprar aptos com preços nas alturas.
        Ana, como vc chegou ao valor de R$5000 o m²? Vc aplicou a inflação ou o IGPM? Esse valor seria com garagem ou sem? Alguém daqui possui algum valor de referênca REAL e atual para termos a idéia do valor aceitável para a compra?
        Coloco uma segestão para incluir neste site: colocar valores justos de preço de imóveis/m² para cada cidade ou região como referência para nós.

        0
        • Ana Paz 3 de novembro de 2011 at 16:57

          Os preços são de imóveis com vaga de garagem.

          OBS1: Já me ofereceram 4quartos sem vaga a R$ 850.000,00 (160m², ou seja, cerca de R$5.300/m²).
          Só que esse preço ainda é demais para mim, mesmo com financiamento.
          OBS2: olha que eu sou servidora pública, aprovada em dois concursos, com vencimento bruto de cinco dígitos e marido também servidor público!!!

          Apliquei um percentual médio entre o INCC e o IPCA calculado sobre a variação do preço do m² verificada entre janeiro de 2001 e dezembro de 2006 (que chegou, em 5 anos, a 80% em São Paulo – encontrei num site da secovi).
          Como o período que utilizei de valorização era de 5 anos e, entre 2007 e 2011 só temos 4 anos, dei um “desconto” na valorização final aceitável.

          0
          • Carlos Wagner 3 de novembro de 2011 at 18:02

            Ana

            Parabens pelo seu ponto de vista. Percebi o mesmo efeito de deslocamento de preços que foram empurrados pelos mais baratos e agora ocorre o inverso na queda.

            0
  • Menino do Rio 3 de novembro de 2011 at 14:17

    http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/2247292-financiamentos+habitacionais+com+recursos+poupanca+crescem+560+oito+anos

    E isso é a penas o começo, com as mudanças previstas para a poupança e para garantir a reeleição da Dilma (com empregos na construção para os eleitores do PT); está garantido o crescimento sustentável dos preços dos imóveis. Felizmente é isso mesmo…

    BI (Bolha Imaginária).

    0
    • Felipe 3 de novembro de 2011 at 16:21

      Ou vc é muito ingênuo ou é muito irônico

      0
    • FQ 3 de novembro de 2011 at 16:32

      Aqui no Brasil não temos mais mercado consumidor para os preços atuais. Isso é um fato, não um achismo.

      O mercado já parou.

      Nem se a Dilma começar a exportar imóvel para a China…

      Conjuntos habitacionais populares e subsidiados pelo governo ainda terão uma sobrevida…

      0
    • Luiz 3 de novembro de 2011 at 16:50

      não entendi, vc uqer dizer que se cresceu 560% entre 2002 e 2010, quer dizer que vai crescer outros 560% nos proximos anos?

      o proprio presidente da Caixa disse que vai faltar dinheiro em 2013

      e esse site é o mesmo que idnicava comprar ações da IMOB

      gostaria de entender o que vc crê. Se vc puder para de se comportar como um mero provocador e explicar melhor o seu raciocinio seria bem mais produtivo

      0
      • Murdoch 3 de novembro de 2011 at 18:27

        Luiz, o pior é que isso, de fato, deve segurar algum estouro sim.
        Pode ser que haja ajuste, mas sem exageros, somente para adequar mais um grupo que talvez não tenha comprado.
        O lance é que isso pode criar um monstro maior no longo prazo.
        Já disse aqui antes… Tem que se considerar o efeito eleições nisso.
        Neguinho dá nó em pingo d’água pra sustentar.

        0
        • Luiz 3 de novembro de 2011 at 18:41

          É por aí sim. A caixa pode esconder pra baixo do tapete os inadimplentes,
          podem fazer como represa de imoveis usados, soltando conforme precisa ou pode ou a politica

          acontece que tudo isso come caixa, e ai o governo capitaliza o BB entra, bndes entra, e por aí vai.

          meu palpite é que estabiliza mesmo, sobe os que ainda não subiram, mas um dia tem que desabar tudo, pode levar anos, pode ser 2015 no meu modesto palpite

          0
          • Murdoch 4 de novembro de 2011 at 11:06

            Eu acho que passadas as eleições, o bicho pega, mas depende de um monte de fatores, como o tamanho da porrada da Europa, as eleições norte americanas e por aí vai.
            Se conseguirem segurar, mesmo que mascarando, a gente adia o problema e, talvez, não tenhamos uma explosão e sim uma desinflada gradual…

            0
    • augusto 3 de novembro de 2011 at 17:34

      A única resposta que vc merece corretor de imoveis travestido de menino do rio é KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      0
      • RPL 3 de novembro de 2011 at 18:28

        Sem contar que o presidente da Caixa foi aquele que comprou o Panamericano também…
        Manja muito!

        0
        • Andre Luiz 3 de novembro de 2011 at 18:35

          KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

          Esse foi um dos melhores comentários do blog dos últimos tempos.

          Parabéns, RPL.

          0
  • Jack Imóveis 3 de novembro de 2011 at 16:03

    Caros,

    Para por na agenda

    Resultados Cyrella – 09/11
    Resultados Gafisa – 15/11

    Abraços

    Jack – Secretariando

    0
    • FQ 3 de novembro de 2011 at 16:27

      Boa!

      0
  • Zezinho 3 de novembro de 2011 at 16:26

    O pessoal anti-bolha insiste em dizer que o subprime nos EUA não tem nada a ver como nossa situação.

    A minha visão é que TUDO A VER!!!

    O que causou a bolha nos EUA? Foi a falta de REGULAÇÃO no mercado de derivativos, forçando um crédito irresponsável e permitindo que o nível de alavancagem fosse ao limite….

    Aqui o problema é o mesmo… falta de REGULAÇÃO!!!

    Mas aqui é em relação à comercialização dos novos empreendimentos (aptos na planta), permitindo que “investidores” comprem 3 unidades, sendo que não terão capacidade de financiar nem 1.

    O roteiro é o mesmo… o tempo passa, e o governo não faz nada para intervir/corrigir a situação!

    0
    • JPM 3 de novembro de 2011 at 16:49

      Mas nesse caso, pelo menos, o problema é das construtoras, já que são elas que aceitam vender 3 para um cara que não pode comprar 1.

      O que eu acho que forma a versão tupiniquim do subprime é que, apesar do nosso crédito bancário ser restritivo, os bancos não contam com um repositório central de informações de crédito dos clientes, como existe nos EUA. Então o banco avalia o histórico, a renda, eventualmente as ultimas declarações de IR para verificar as posses, mas não sabe o quanto da renda a pessoa comprometeu com carnês e cartões de loja. Como não há esse bureau de crédito centralizado, os descontrolados, se estão com o “nome limpo”, compram casa, carro, roupas e eletrodomésticos, comprometendo às vezes mais do que a renda mensal toda. Sempre tem alguém que fez isso aparecendo na TV, tentando renegociar as dívidas. Eu mesmo conheço algumas pessoas que possuíam cartões de crédito de vários bancos, cujos limites somados davam várias vezes o salário dessas pessoas, e que “perderam o controle” e gastaram todo o limite de todos os cartões, mal conseguindo pagar o valor mínimo de todas as faturas, e tendo que fazer empréstimos para “passar o mês”.

      0
      • Luiz 3 de novembro de 2011 at 16:52

        nos EUA tbm dava pra fazer isso, ter 200 cartões juntar milhoes e sumir

        0
      • Andre Luiz 3 de novembro de 2011 at 17:24

        JPM,

        Nesse caso, aplica-se aos bancos, o mesmo que às construtoras, ou seja, por que as instituições financeiras concedem cartões de crédito a torto e a direito, fazendo com que as pessoas tenham várias vezes o seu salário como poder de compra? Sem contar que os juros de cartão no Brasil passam fácil de 10% ao mês. É insano!

        0
      • Carlos Wagner 3 de novembro de 2011 at 18:27

        JMP

        A crise imobiliaria americana não tem muito haver com o que acontece aqui mesmo. Lá, o grande problema não foram os emprestimos irresponsaveis, como alguns adoram alardear e sim os titulos criados lastreados em pacotes de dividas imobiliarias.

        Quanto mais emprestimos, mair era a criação de titulos que alavancavam os bancos. Num cenario de juros negativos, os bancos nao tinham lucros aos emprestar dinheiro para financiamentos habitacionais. Então, o jeito era criar pacotes de dividas e lança-lo no mercado.

        Um senador americano define isso no documentario inside job: É como se voce vendesse uma casa a uma familia e fizesse o seguro para 50 pessoas. Então pouco importava se divida seria paga ou nao.

        Acontece que o improvavel aconteceu: As pessoas pararam de pagar seus financiamentos e os investidores retiraram seu dinheiro de tais titulos.
        Resultado: Os bancos quebraram.

        Isso, definitivamente, nao acontecerá aqui. Portanto, quando compararmos a situação da bolha brasileira com a americana, podemos faze-lo analisando as fazes que esse ciclo economico vai se desenrolar até o estouro, isso sim é muito parecido, mas a conjuntura que originou e inflou tal bolha são diferentes.

        0
        • Zezinho 3 de novembro de 2011 at 19:02

          Carlos, quando faço a comparação, estou me referindo a falta de regulação. Nos EUA a falta de regulação levou a tudo isso que vocês expôs. Aqui a falta de regulação permitiu o “derretimento” de vários lançamentos, o que acabou pressionando os preços de todo o mercado.

          abs

          0
        • Roberto Cesar 5 de novembro de 2011 at 18:09

          Carlos,

          Na realidade os empréstimos irresponsáveis assim como a securitização foram baseados em fraudes.
          Os banco queriam vender mais MBS e para isso precisavam fazer cada vez mais empréstimos. Para fazer os empréstimos os bancos/corretores comecaram a analisar o cadastro dos clientes baseado no que se chamava “stated income”, ou seja, o cliente simplesmente preenchia uma
          ficha dizendo que ele ganhava 100 mil por ano (quando na realidade ganhava 30 mil). Com isso ele qualificava para aquele financiamento. Isso foi comprovado pelo cruzamento desses “stated income” com o imposto de renda dessas pessoas (a nao ser que 90% da população
          estivesse sonegando, o que nao parecde razoavel). O banco nao fazia nenhuma verificacao e “confiava” totalmente na declaracao do mutuario.

          A outra fraude veio na forma como os MBS eram vendidos. Ridiculamente, as agencias de classificacao (S&P, Moody e Fitch) classificaram esse MBS como AAA quando na realidade deveriam ser classificados como Junk. Assim todo mundo comrprou esses MBS porque acreditavem ser confiaveis.

          E o pior de tudo, depois desse mar de lama ter vindo a tona, so uma pessoa foi parar na cadeia. Bernard Madof.

          0
  • Brazilian Bubble 3 de novembro de 2011 at 17:27

    Interessante materia sobre o impacto da construcao de estadios de futebol sobre o preco dos imoveis:

    http://www.redebomdia.com.br/noticia/detalhe/2941/A+vizinhanca+do+Fielzao+sorri

    Esse ta falando que a construcao do estadio do corinthians valorizou em 150% as propriedades ao redor, mas dizem que ao longo prazo existe desvalorizacao (porque ninguem quer ficar perto do movimento do estadio, com barulho e transito). Algo pra ser discutido…

    Abc! BrazilianBubble.com

    0
    • Luiz 3 de novembro de 2011 at 18:43

      em volta do corinthinans tem o crackerão (vejam noticia da folha de SP)
      ou seja, pior não fica, nem em dia de jogo, nem com show do justim biber

      0
      • Muca Cg Muita Treta 3 de novembro de 2011 at 19:15

        Para começo de conversa, o estádio fica na divisa entre Artur Alvim e Cidade Líder. Toda vez que leio essas matérias, fico indignado como meus colegas de profissão não apuram nada. Seria o mínimo a se fazer, já que dessa maneira que noticiam, o leitor é induzido ao erro e pode ser levado a acreditar que basta investir em um imóvel na fronteira de Itaquera com Guaianazes que também será beneficiado. Itaquera mesmo está um pouco longe dali. Outra coisa: de um lado do estádio tem uma favela, do outro, conjuntos habitacionais e do outro, simplesmente fica uma “garagem” do metrô. Ou seja, nem para o comércio o estádio será benéfico, já que nos arredores há poucos espaços para a instalação de novos estabelecimentos (o que me leva a crer que o comércio ambulante irá se proliferar, como é de praxe em todos os estádios).

        0
  • Muca Cg Muita Treta 3 de novembro de 2011 at 19:08

    No ano passado, consultei um corretor sobre as condições para adquirir um apartamento da Construtora Living no bairro de Cangaíba, em São Paulo. À época, as unidades térreas eram as mais em conta e saíam por R$ 125 mil cada. Eis que hoje recebo um e-mail da corretora dizendo que “reapareceram” algumas unidades no empreendimento (provavelmente após debandada de especuladores). E, para minha surpresa, o valor da unidade mais em conta já estava R$ 6 mil mais barato. Indaguei a corretora a me explicar o motivo, mas ela foi tangencial e não comentou sobre o assunto. Sintomático, não?

    0
    • Ítalo 4 de novembro de 2011 at 16:52

      Recebi um telefonema de uma corretora do Le Parc Boa Viagem (Recife), com a qual havia falado cerca de um ano atrás (época em que, segundo ela, estava quase tudo vendido poucos dias após o lançamento da obra). No telefonema ela tentava me convencer a comprar uma unidade com um “ótimo” desconto. Vinte e cinco (25)% menor do que no primeiro contato. Disse a ela que ainda achava muito caro e que me sentia muito pobre para comprar naquele condomínio enorme (são pouco mais de mil, isso mesmo, 1000, unidades). Eles agora estão com stands de venda com 3D e tudo mais…
      PLOC

      0
      • LB 5 de novembro de 2011 at 15:43

        Ítalo,

        Também sou de Recife e estive no stand do Le Parc no Shopping Center Recife há alguns meses atrás. Uma corretora me mostrou o projeto, as fotos, o book, aquele ‘bla bla bla’ todo.

        Cara… quando eu comecei a fazer umas perguntas sobre o porquê no atraso das obras, sobre como estava caro o metro quadrado, sobre a saúde financeira da Cyrela, etc, a corretora começou a ficar branca… nervosa… gaguejando….

        É impressionante o despreparo deste ‘profissional’. E é não menos impressionante como a população em geral compra e mete a cara num negócio deste sem questionar uma vírgula do que estão falando….

        0
  • marcelo 3 de novembro de 2011 at 19:21

    pessoal, olha o email que recebi de um corretor da MRV, mesmo sem ter entrado em contato com erle.. rsrs onde será que desativo este SPAM..

    ” Conforme contato telefônico, segue abaixo opções dos Empreendimentos MRV em Campinas. Se este Empreendimento não for o de interesse, peço a gentileza de retornar o e-mail ou entrar em contato para poder lhe ajudar na escolha do imóvel. Qualquer dúvida, estarei á disposição.

    .P.S : Contratos assinados vc ganha SKY por 6 meses. “ Não perca esta oportunidade “.

    Aguardo seu retorno para agendarmos visita.
    Thiago Souza ”

    PLOC… tá chegando..

    0
    • Anonymous 3 de novembro de 2011 at 22:43

      Também recebi um SPAM da MRV, apesar de nunca ter entrado em contato com eles. No meu, a oferta é o dobro do 13 salário até 3 mil Reais para comprar um apartamento. Pode uma bobagem dessas? Será que essas pessoas perderam a noção do ridículo?

      0
      • Mineiro BH 3 de novembro de 2011 at 23:56

        Pessoal,
        É a fase do mascaramento…
        Como a única coisa possível a fazer é baixar o preço, e como isso tornará o seu cliente que comprou na alta um inimigo mortal, vão mascarar até o limite do possível os descontos…
        Ainda darão carros, 2 anos de IPTU, viagem pra Disney, etc etc etc… mas o preço (digo, o suposto valor do imóvel), este nunca cai, no máximo sofre ajustes…)
        Vamos ver até que ponto vai colar…
        Assisto de camarote…

        0
    • Anonymous 3 de novembro de 2011 at 22:50

      Em Campinas, já existem 30 (TRINTA) empreendimentos totalmente paralizados. Um outro na região, cujas unidades seriam vendidas por 500 mil Reais está inviabilizado financeiramente. Vai ter sangue correndo na praça – a coisa está ficando feia.

      0
      • augusto 4 de novembro de 2011 at 08:20

        Em Piracicaba na região de Campinas existem vários loteamentos de condominios fechados prontinhos para serem comercoializados, mas totalmente parados. Naqueles já lançados há algum tempo, a quantidade de lotes sem compradores é enorme

        0
  • rsmrsm 3 de novembro de 2011 at 19:26

    A situação de investidores(especuladores) está tão descarada, vejam as perguntas padrão que recebi por email abaixo:

    Boa tarde,

    Gostaria de saber se continua com interesse em adquirir um imóvel?
    Caso continue responda estas perguntas para que eu encontre seu imóvel :

    Qual o local de interesse?
    Casa ou apartamento?
    Moradia ou investimento?
    Até qual valor?
    Quanto possui d entrada?
    Caso for financiar, qual seria sua renda bruta?
    Data de nascimento?
    Caso for usar FGTS, quanto possui?

    Obs: Vou aguardar respostas.

    0
    • marcelo 3 de novembro de 2011 at 19:54

      KKKKKK … as respostas deveriam ser:

      Qual o local de interesse?
      O mais próximo de estádio de futebol, estradas e linha de trem, pra nunca ter sussego, e ter que acordar todas as noites com barulho de trem ou caminhões na estrada.. ou ainda torcedores jogando pedras em minha janela

      Casa ou apartamento?
      os dois, lógico!

      Moradia ou investimento?
      INVESTIMENTO, é a melhor jora pra comprar imóveis, já que valorizaram 85% em 1 ano, se continuar no ritmo exponencial igual minha renda mensal, vão valorizar outros 300% em 1 ano.

      Até qual valor?
      qualquer valor, eu sou a NOVA CLASSE MÉDIA!! SOU RICO..

      Quanto possui d entrada?
      entrada, poxa.. pansei msm fazer parte da NOVA CLASSE MÉDIA, mas pra que entrada.. se for juntas 50.00 de entrada, voltamos a nos falar daqui uns 2 anos talvez..

      Caso for financiar, qual seria sua renda bruta?
      VOU FINANCIAR, aproveitar as melhores taxas da CEF. Quanto a minha renda, já disse que faço parte da NOVA CLASSE MÉDIA.. e eu posso comprar independente da minha renda. pois não tive estudos pra ver se o valor enquadra em meu orçamento, meus governantes só me dão diversão (futebol) e novela das 21:00

      Data de nascimento?
      27/09/1980

      Caso for usar FGTS, quanto possui?
      FGTS eu… bom, como faço parte da NOVA LASSE MÉDIA, eu em 1 ano de contribuição obtenho 1 salário mensal, ou seja, próximo de 12mil.. como o de aux. de pedreiro.. obs: sem desmerecer a profissão, apenas citando o exemplo anterior

      Abs!!!

      0
  • Mineiro BH 3 de novembro de 2011 at 20:46

    Olha a bolha… shoppings desesperados atrás dos clientes que, segundo o “pseudo-jornal” Estado de Minas estão “ÁVIDOS” por comprar…
    Ora, se estão ávidos precisa de distribuir prêmios? Ahahahahaha me engana que eu gosto…
    PLOC
    ——————–

    Shoppings vão disputar os consumidores ávidos durante as festas de Natal.
    De um lado, a equipe entra em campo com a magia circense, noutro, anjos e fadas serão posicionados para atiçar o espírito natalino. E ainda haverá Shrek, o famoso ogro da animação computadorizada, uma fábrica de brinquedos e uma série de personagens na disputa pelos clientes. Aproveitando o início do principal período de vendas do ano para o comércio, os shopping centers se armam como podem na guerra do consumo. Ao todo, os nove principais centros de compras da Grande Belo Horizonte devem investir R$ 10 milhões em ações de marketing para atrair compradores. Vale tudo! E nesse duelo as premiações têm alto poder de barganha: carros importados, iPads, viagens e até um apartamento estão entre os quase 100 prêmios previstos para os sorteios.

    0
  • Marcos 3 de novembro de 2011 at 21:31

    2012 temos contratado uma bela alta para o salário mínimo (14%). Muitas prefeituras serão impactadas por esse aumento. Eles terão que repassar esse aumento do salário mínimo. Só que 2012 será ano de eleições municipais. Portanto, acredito que em 2013 o valor venal para cálculo do IPTU será aumentado. Será uma forma de aumentar carga sem mexer em alíquota. Isso será uma carga a mais para quem já vem pagando aumento de serviços (empregada doméstica, condomínios). Acho que 2013 vai ser um ano bem difícil para quem tiver dívidas.

    O que vocês acham?

    0
  • profeta do apocalipse 3 de novembro de 2011 at 21:49

    eu acho a produtividade do brasileiro extremamente baixa. seja em paradas de manutencao de refinaria, seja na atividade de manufatura, seja em qualquer coisa, ate nos esportes, pela populacao absoluta nao somos competentes em nada, praticamente. Até o futebol, pelo numero de praticantes somos fracos.

    analise: se as coisas aqui custassem metade e ganhassemos metade seria muito melhor, seriamos mais competitivos. o brasil so ta equilibrado por causa do fmi-fhc e por causa das commodities, mudando essas variaveis vamos pro buraco ou confirmamos que estamos no buraco.

    ontem fui em 4 agencias de turismo ver pacotes para viagem. em todas fui mal atendido e ficaram de mandar por email as opcoes.. até agora nada. com um site bem feito e menos gente uma empresa fatura mais que com esse povo sem interesse em produzir.. impressionante!

    sobre imoveis, deixa o povo cair na real e abalar a economia do pais… imovel residencial é pra morar!

    0
    • Ader 4 de novembro de 2011 at 09:01

      Profeta, sem generalizar, já foi assunto entre amigos que essa nova geração de trabalhadores está totalmente desinteressada e/ou descompromissada com o serviço… Só querem ganhar bem, agora trabalhar?!?!?!

      0
  • DanielCM 3 de novembro de 2011 at 22:14

    Algumas notícias do infomoney:

    – SP: mesmo com preço em queda, venda de imóvel usado cai 14,5% em agosto
    – Taxa de retorno de imóveis comerciais volta a desacelerar, segundo FGV
    – Especialistas não sabem se valorização de Itaquera se sustentará após a Copa
    – Construção: otimismo quanto ao nível da atividade recua em setembro

    Alguém tem algum comentário? Eu tenho: PLOC!

    0
    • augusto 4 de novembro de 2011 at 08:12

      Po Daniel assim voce deixa corretores de imóveis com uma raiva danada

      0
  • Anonymous 3 de novembro de 2011 at 23:23

    BOLHA de reclamações segundo website ReclameAqui

    2009 12-meses Aumento
    CAMARGO 2 179 8850%
    GAFISA 87 559 543%
    CYRELA 125 431 245%
    PDG 0 523 –
    EVEN 18 336 1767%
    MRV 773 3803 392%
    BROOKFIELD 8 219 2338%
    TECNISA 13 314 2315%

    0
    • Adriano 4 de novembro de 2011 at 07:56

      essa merece tópico!

      0
  • Sérgio 3 de novembro de 2011 at 23:47

    Só para constar: sou cliente do banco do brasil e, nas últimas semanas minha gerente já me chamou para tratar de financiamento de imóvel (situação em que havia desistido há mais de um ano); ligou novamente esta semana para oferecer crédito consignado “para o natal” e recebi duas correspondências diretas do banco: uma para eu mudar meu cartão gold para o platinum (me senti um magnata) e outra para oferecer crédito (1,83% a.m.), com direito a sorteio de vários prêmios em dinheiro.
    Crédito pra quê? Pra que tudo isso?
    Esta é a política do nosso governo.
    Agora, se os bancos oficiais estão fazendo isso, imaginem os privados? Qual a finalidade?

    0
    • augusto 4 de novembro de 2011 at 08:10

      E ainda tentam empurrar para os clientes a famosa Capitalização. Falei que neste investimento aplica-se uma quantia e depois do término do contrato retira-se praticamente a mesma quantia, sem que haja pelo menos a correção do valor aplicado.
      Disseram que durante o periodo concorre-se a premios e mais premios. Ora se quiser participar de sorteios compro bilhetes de loterias. Portanto Capitalização não é investimento mas sorteio, mas não dizem isto quando tentam empurrar tal produto.
      E por falar em banco viram o prejuizinho que o Votorantim deu no balanço do terceiro trimestre

      0
      • Paulo - RJ 4 de novembro de 2011 at 09:12

        Odeio receber telefonema do banco oferecendo capitalização. O indivíduo que tentou me empurrar um, a pedido do meu gerente (mui amigo), ainda disse que é melhor “aplicar” nisto que em CDB e outros títulos. E claro, tem os SORTEIOS!

        0
      • Evandro CPS 4 de novembro de 2011 at 09:19

        Acredita que eu já ganhei 10 mil nesse negocio uma vez? kkkk
        Eram 10 reais por mês, no terceiro mÊs, pimba, ganhei! Isso a uns 7 anos atras, até hoje continuo pagando os 10 reais, mas não ganhei mais nada, kkkk

        0
    • Paulo 4 de novembro de 2011 at 08:39

      O Itau ira implantar mais de 1000 pontos em agencias para oferecer credito consignado. Objetivo sao os aposentados. Existira um balcao para pegar os tiozinhos..sem contar que foi colocado os gerentes Uniclass para te oferecer credito. Se nao te ligaram ainda.. pode ter certeza que irao ligar.. a meta é agressiva.

      0
      • augusto 4 de novembro de 2011 at 12:43

        De minha parte receberão um sonoro KKKKKKKKKKKKKKKK

        0
  • Sérgio 3 de novembro de 2011 at 23:55

    Eu ainda não tinha lido, mas o meu post acima já tinha sido respondido pelo Mineiro BH antes mesmo de minha postagem: as ações do governo e do mercado em geral estão em sintonia máxima, diaria quase que orquestrada.
    .
    Só mais uma: quando tive com minha gerente hoje, perguntei sobre a queda da selic e suas consequências; ela me falou que muita gente estava migrando da poupança para outras aplicações e o governo tinha que fazer algo??!!

    0
    • Mineiro BH 4 de novembro de 2011 at 00:00

      Pois é, Sérgio, o Governo de plantão e o mercado são irmãos siameses nessa jogada… só vão se separar qdo o barco estiver afundando feio… aí, eles descolam, um começará a jogar a culpa no outro…
      Até lá vai ser um bate bola bacana…

      0
  • Guilherme Eduardo 4 de novembro de 2011 at 00:41

    Logo logo nós receberemos e-mails assim: 2 qt com varanda grill. Compre nesse final de semana e ganhe um porsche 911 Carrera!!!

    0
  • MrK 4 de novembro de 2011 at 04:31

    Meus amigos, em 2011 eu estive nos EUA, Europa e Africa do Sul, e das 10 cidades que visitei ao total posso afirmar, sem medo de errar, que o Rio era disparada a mais cara em TUDO e com os piores servicos.

    Serio, um jantar fora no Rio eh assim:

    1- Comeca com o perrengue pra ir, pois ou voce paga caro num taxi (que metade ta mal conservada e dirigida por bandidos) ou vai sofrer com lei seca, se for dirigir tem ainda o inferno das vagas, na zona sul eh horrivel achar vaga ou paga R$10 ao manobrista pra jogar teu carro na rua.

    2- Ja no Restaurante tudo tem fila, pois a zona sul eh tao populosa que nada bom da vasao, depois vem o atendimento ruim, 80% dos atendentes sao mal humorados e acham que tao te fazendo um favor. (Detalhe que no Rio se paga 2 vezes pelo servico, no preco embutido na comida e nos 10%, nos EUA por exemplo garcon so recebe o tip, entao nao vem embutido na comida)

    3- Os unicos restaurantes com comida realmente boa e aspecto de limpeza bons sao o olho da cara, se voce quiser pagar barato vai comer comida feita por um ze mane ou um prato sujo.

    4- Se for tomar um vinho sera assaltado, vinho em restaurante bom no Rio comeca em R$90

    5- Ao final de um bom jantar pra 2 pessoas voce pagara facilmente R$200

    e por ai vai… parece o programa CILADA!! E o mais impressionante que muita gente acha isso “o maximo”

    0
    • Felipe 4 de novembro de 2011 at 08:20

      Mrk, isso é o que as pessoas chamam de glamour!
      Parece os caras lá em cima querendo falar que o metrô de SP é show…

      0
      • DRN 4 de novembro de 2011 at 10:25

        Felipe, ninguém disse lá em cima que o metrô é “show”. Disseram apenas que é o melhor do Brasil, o que, na minha modesta opinião, é a mais pura verdade. Agora, é claro ainda falta muito para ficar ideal.

        Quanto a restaurantes, também é verdade que em São Paulo está o que há de melhor considerando o universo Brasil.

        Há opções para todos os bolsos, mas um casal vai ao Famiglia Mancini, ao Almanara ou ao Aoyma e gasta R$120 reais (couver, prato principal, suco, sobremesa, café e serviço).

        Creio que a situação de SP não é tão calamitosa como a do RJ.

        0
        • Felipe 4 de novembro de 2011 at 10:49

          Em questão de restaurantes, com certeza.
          Transporte eu não sei, pq não vivo o dia-a-dia do transporte público carioca, mas imagino que não deve ser melhor ou pior do que quem pega o trem pra Itapevi, Ferraz de Vasconcelos…

          0
          • Luiz 4 de novembro de 2011 at 11:43

            Felipe AMIGO, no Rio eles tão na maior encrenca, os dados OD são assutadores, leva 2horas pra ir da zona sul até a zona sul. Vc cruza a RMSP inteira de Franco da Rocha até SAndré na em MENOS QUE ISSO, cruza 8 municipios, 50 KMS de distancia.

            Ninguem disse que o metro de SP é uma maravilha só disse que se não fosse o governo federal atrapalahndo seria possivel cruzar a RMSP a 150 km/h sem grandes investimentos, mas não pdoe por causa dos trens de carga, e isso é responsabildiade do governo federal que não deu nunca nenhum centavo pro Metro de SP e ainda ta devendo o ferroanel faz 80 anos.

            Em qualquer outro lugar do mundo a capital financeira recebe investimento federal, só SP não, por pura sabotagem politica, pq o partido deles é diferente do partido daqui. Uma mesquinhez sem tamanho

            E a linha amarela que vc reclama é a UNICA driverless da america latina
            em Paris, por exemplo só tem 2 dessas. Em londres tem UMA.
            Antes de vc falar mal do seu estado pense que estamos anos-luz a frente dos outros.
            Vc ta reclamando duma esteria rolante, não é escada é esteira, que sinceramente nunca vi em outro metro do mundo, só em aeroporto.

            Não me leve a mal vc está contaminado pro propaganda polítcia petista que só quer sber de dolar na cueca

            0
    • Murdoch 4 de novembro de 2011 at 10:55

      Concordo que o maior descalabro no RJ é sair pra jantar.
      É um absurdo o que se pede, principalmente considerando-se que o custo da matéria prima é baixo.
      Acho que o serviço do Rio é uma bostal, ainda mais se comparado ao de SP, mas não é pior que o da Europa não.
      Lá, como o custo da mão de obra é mto alto, neguinho contrata 2 garçons pra cuidar de um restaurante inteiro. Aí não tem como.
      EUA é bom mesmo, mas eu, particularmente não gosto. Fica aquela coisa um pouco forçada de falsa simpatia.
      Acho que para restaurante especificamente, SP, se não for o melhor, está seguramente entre os melhores serviços.

      0
    • Andre Luiz 4 de novembro de 2011 at 12:12

      De fato os preços no Rio são surreais pelo serviço que oferecem.

      Até em Brasília que é uma cidade cara os preços não são como no RJ.

      Fui com minha esposa e uma amiga no Pontões do Lago Sul. Para vocês terem uma ideia, no estacionamento eu vi vários Porsches, Mercedes, Audis (não era A3, não. rsrs), BMWs e até uma Ferrari. Sem contar que algumas pessoas chegavam para almoçar de Lancha, pois lá há decks. Ou seja, não é lugar de pobre.

      A conta para 3 pessoas deu R$166,00.

      Semanas depois eu e a patroa fomos jantar num restaurante metido a besta na T-I-J-U-C-A, Zona Norte do Rio e morremos em R$184,00.

      Alguém explica isso?

      0
  • MrK 4 de novembro de 2011 at 04:52

    Saiu o FIPEZAP

    Todos imoveis que eu acompanho mantiveram um baixaram um pouco o preco, mesma coisa observada pela colega Ana, mas por algum calculo que so o fipezap conhece o indice subiu no Rio

    pelo menos temos algumas variacoes interessantes na badalada zona sul, vejam so:

    Leblon -1.2%
    Ipanema -0.7%
    Copacabana 0%
    Humaita 0.3%
    Botafogo 0.5%
    Gavea +1.7%

    Sabem o que eh curioso? O Bairro que mais acompanho de perto eh a Gavea, onde morava, e justamente ali que vi preco de imoveis cairem ate 5% no fipezap, mas por algum motivo foi o unico bairro de todos que apresentou alguma alta consideravel, ESTRANHO…se considerarmos que o indice nao esta muito “realista” e ainda assim ele mostra esses valores, imaginem o que seria o indice verdadeiro ?!?!

    mas lembrem-se: Ha muita demanda na zona sul e preco de imovel la nunca vai, CERTO MENINO DO RIO????

    0
    • Ar Quente 4 de novembro de 2011 at 08:49

      Bota aí na sua lista

      – Jardim Botânico: -0.1 (amostra 537)
      – Laranjeiras: 0.0 (amostra 1016)

      e pra fechar a zona sul com amostra decente

      – Flamengo: 1.6 (amostra 1441)
      – Lagoa: 1.6 ( amostra 794)

      Vamos ver como se comporta nos próximos meses, mas me parece que Leblon e Ipanema já estão querendo mostrar uma tendência, e alguns outros me parecem estar formando um plateau.

      0
    • TH 4 de novembro de 2011 at 08:53

      Algumas observações sobre o FIPE-ZAP deste mês:

      1- A alta de 1,9% no Rio é a mais baixa desde fevereiro de 2010. Sinal de forte desaceleração.

      2- Ipanema e Leblon agora acumulam 3 meses seguidos de queda nos preços.

      3- A Gávea, que parece estar ainda na fase de euforia da bolha, agora tem o metro quadrado mais caro que o de Ipanema (em 2008 Ipanema era 50% mais caro segundo o próprio FIPE-ZAP).

      0
      • MrK 4 de novembro de 2011 at 09:45

        TH, lhe asseguro que os precos na gavea nao subiram, nenhum imovel que monitoro la subiu, pelo contrario, vi queda!

        a unica explicacao que posso dar eh: A amostra da gavea eh muito pequena perto de copa, ipanema ou leblon, entao se por exemplo saem de anuncio imoveis mais humildes e entram imoveis de luxo (com m2 mais caro) pode ser que o indice suba por conta disso, ou eh isso ou eh picaretagem

        de toda forma, vemos queda clara em ipanema, leblon e JB e vemos tendencia de inversao em copa e laranjeiras… isso no fipezap louco, imagine na vida real…

        0
        • Ana Paz 4 de novembro de 2011 at 15:24

          Esqueçam o ZAP. Cada vez mais estou convencida que os imóveis oferecidos na internet têm preços superiores, em razão da “conveniência”.
          Nós temos que ir fazer as visitas aos imóveis, ter contato nas corretoras, para ocupá-los e para ter noção do desespero, sempre que eles ligam.
          Alias, aqui em copa, por exemplo, há localizações com preços muito diferentes.
          TEMOS QUE FAZER PESQUISA DE CAMPO. Esta, sim, é a que reflete a realidade.
          Sabem o que é pior? Pelo que reparei, os imóveis que estão anunciados diretamente pelo proprietário têm o metro quadrado mais caro!!! Os donos não querem pagar corretores e ainda perderam a nocao do preço de mercado… estao se baseando unicamente na valorização noticiada nos jornais…
          O pior de todos que já vi ate agora (pior localização, área pequena, sem garagem, barulhento e sem obra) foi o mais caro: R$8700,00 o m² (R$580k, por 67m²). Não vai vender nunca desse jeito.

          0
          • Luiz 4 de novembro de 2011 at 16:24

            Ana tem que ter paciencia e dedicação

            Um imovel aqui em SP do lado de casa variou entre 360 mil e 540 mil num prazo de um ano, ele sobe ele desce, sobe denovo, mas não vende. Aí fiquei sabendo que foi vendido na planta por 180 mil há 2 anos atrás.

            O proprietário provavelmente é muito rico, só vende pra ter lucro alto, ou vai ver só rpa ficar medindo o mercado. Fica amargando 450 reais/mes de condomínio + IPTU na esperança de fazer um lucro exorbitante. Acontece que a maioria não pode se dar a esse luxo.

            0
    • LB 5 de novembro de 2011 at 16:29

      Nestas horas o Menininho do Rio desaparece….. Ele não tem com argumentar.

      0
  • Elisson Forte 4 de novembro de 2011 at 07:42

    Tem pessoas que acham que o mercado é definido apenas com a alta dos preços dos imóveis, então se os preços estão subindo o mercado está bom, mas o que define é a venda. Tomem como exemplo a bolsa de valores quando chegou a quase 80k pontos todo mundo sabia que ia dá problema, mas tinha gente comprando com os preços das ações em alta achando que ia aumentar mais ainda é a mesma coisa que está acontecendo no mercado imobiliário agora. Tão comprando na alta. Falei com um americano amigo meu que viveu a bolha americana e também está vendo o que está acontecendo no Brasil e as mesmas coisas que aconteceram lá antes da bolha estoura está acontecendo aqui, por exemplo essas construtoras ainda aumentando o preço para dá uma falsa impressão de mercado aquecido. Minha esposa é corretora de imóveis e falou esses dias com vários corretores e alguns donos de imobiliárias e o mercado está completamente parado, pois não estão vendendo nada faz tempo.

    0
    • augusto 4 de novembro de 2011 at 08:03

      O filho de um amigo meu é casado com um corretora de imóveis em uma grande cidade, e na imobiliária onde ela trabalha já fazem 4 meses onde não se vende nada, e tambem não se aluga nada. Pelo contrário a inadimplência de locadores com contrato lá já aumenta bastante

      0
  • Mineiro quer bolha 4 de novembro de 2011 at 09:11

    Preço de apartamentos usados no Rio subiu quase 40% em 12 meses

    COMENTE

    Praia do Leblon, no Rio: preço de apartamentos usados acumula alta de 39,8% em um ano
    Em 12 meses, o preço de venda de apartamentos usados acumula alta de 39,8% no Rio de Janeiro. Em seguida, aparece Recife, com alta de 29,3%, e São Paulo, onde o preço subiu 28,6%. Em Belo Horizonte, a alta em um ano foi de 25,6%, no Distrito Federal, de 17,5%. Salvador registrou a alta menos intensa no período, de 7,9%.

    Os dados são de um indicador elaborado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisa Econômica) e pela Zap Imóveis, que trata de unidades residenciais anunciadas em seis capitais brasileiras e Distrito Federal.

    No ano, o destaque é novamente o Rio de Janeiro, com alta nos preços de 31,2%, seguido mais uma vez por Recife, que acumula acréscimo de 26,4%, e São Paulo (23,2%). Na média, houve alta de 23,2% no acumulado do ano.

    Alta em outubro foi de 1,6% em média
    Em outubro, o preço de venda de apartamentos usados aumentou, em média, 1,6%, ante 1,9% registrado no mês anterior.

    No mês, conforme o levantamento, os preços subiram mais no Rio de Janeiro (1,9%) e em São Paulo (1,9%). Na sequência vieram Fortaleza e Recife, ambas com expansão de 1,2%. Salvador apresentou alta de 1% e Belo Horizonte e Distrito Federal mostram, ambas, variação positiva de 0,7%.

    Maior aumento foi para apartamento de quatro dormitórios
    O indicador ainda acompanha o preço segundo o número de dormitórios. Em outubro, a valorização mais intensa foi a dos imóveis de quatro dormitórios, com alta de 2%, seguidos pelos de dois e três dormitórios, ambos com alta de 1,6%. Os imóveis de um dormitório mostraram acréscimo de 1%.

    Desde janeiro de 2008, em São Paulo, os apartamentos com um e dois dormitórios apresentaram variação de 133% e 128%, respectivamente, os de três dormitórios apresentaram alta de 109%, enquanto os de quatro ou mais dormitórios variaram 84%.

    No Rio de Janeiro, por sua vez, os apartamentos de um dormitório ficaram, no período, 167% mais caros. Os de dois e três dormitórios subiram 144% e 139%, respectivamente, enquanto os de quatro quartos tiveram alta de 134%.

    Preço médio
    No geral, o preço médio do metro quadrado foi de R$ 6.032 no mês passado, com destaque para o Distrito Federal, que chegou a R$ 7.914 no período, conforme a tabela a seguir:

    0
  • Mr. R 4 de novembro de 2011 at 10:04

    Tô vendo que no máximo em uns dois anos vou comprar um imóvel grande, à vista, e ainda me sobrará um troco. Até lá fico no meu aluguel baratinho. Nada mal.

    0
  • Marcelo 4 de novembro de 2011 at 10:54

    Fonte: w w w .bmfbovespa.com.br/pt-br/noticias/2011/BMFBOVESPA-e-FGV-divulgam-indice-de-rentabilidade-de-imoveis-comerciais-do-3o-tri-2011-10-31.aspx?tipoNoticia=1&idioma=pt-br

    BM&FBOVESPA e FGV divulgam índice de rentabilidade de imóveis comerciais do 3º tri

    Até os imoveis comerciais apontam desaceleração de rentabilidade em 2011, no site acima tem gráficos que mostram isso

    O Índice Geral do Mercado Imobiliário Comercial (IGMI-C), divulgado hoje pela Fundação Getúlio Vargas, registrou um retorno total de 3,74% nesses imóveis no terceiro trimestre deste ano, no comparativo com o período anterior. O retorno de renda correspondeu a 2,77% e o de capital, a 0,96%. O índice, primeiro a calcular a variação de retorno no setor imobiliário comercial brasileiro, é patrocinado pela BM&FBOVESPA dentre outras entidades.

    O objetivo é ser uma referência de rentabilidade de imóveis comerciais – escritórios, hotéis, shoppings e outros -, contribuindo para a maior transparência na formação dos preços de compra, venda e locação.

    Pelo terceiro trimestre consecutivo, o indicador registrou desaceleração no comparativo com o trimestre anterior. De janeiro a março, o retorno total foi de 5% e no segundo trimestre, de 4,28%.

    No terceiro trimestre de 2011, as taxas anualizadas (comparando-se contra o equivalente no ano anterior) de retorno da renda, capital e total foram de, respectivamente, 13,15%, 6,25% e 20,0%.

    No acumulado do ano de 2011, as variações do retorno da renda, capital e total são de, respectivamente, 9,05%, 4,23% e 13,53%. No mesmo período de 2010, estes acumulados eram de, respectivamente, 9,57%, 8,64% e 18,74%.

    O indicador é calculado com base em informações fornecidas por um grupo de participantes envolvendo investidores institucionais e empresas ligadas ao setor imobiliário. Neste trimestre, 227 imóveis comerciais compuseram a amostragem, dando continuidade à expansão da base de informações, que contava com 190 imóveis em fevereiro, quando o indicador foi lançado. O IGMI-C permanece aberto para novos participantes, com o intuito de aprimorar a quantidade e qualidade de informações analisadas ao longo do tempo.

    Fomento do mercado imobiliário
    A BM&FBOVESPA é uma das instituições patrocinadoras do IGMI-C e preside o Conselho do Índice. A Bolsa também tem adotado outras iniciativas a favor do desenvolvimento do mercado imobiliário e de capitais. Dentre elas, estão a ampla divulgação do mercado de valores mobiliários ligados ao setor imobiliário, o desenvolvimento do Sistema de Registro de CCI, o convênio firmado com a ARISP (Associação dos Registradores de Imóveis do Estado de São Paulo), no ano passado, e a criação da Câmara Consultiva do Mercado Imobiliário.

    0
  • Lucas 4 de novembro de 2011 at 11:04

    Caraca, o pior é que ainda tem gente que não para de subir os preços.
    Ganhar a vida não pode ser tão fácil assim, comprar um imóvel hoje pra vender amanhã X% mais caro, vou parar de trabalhar e viver disso também.
    Todos os bairros do Rio de Janeiro já estão contaminados.

    0
  • Andre Luiz 4 de novembro de 2011 at 11:12

    Bom dia amigos,

    Hoje minha esposa veio comentar uma conversa que teve com uma colega de trabalho:

    A tal colega comprou em 2008 um apto de 4 qts, 3º andar sem elevador, de frente para um dos morros mais perigosos da Zona Norte por 65mil. Hoje, ALTAMENTE ENDIVIDADA com o financiamento e outros empréstimos consignados, ela quer se desfazer do imóvel por, pasmem, DUZENTOS E SESSENTA E CINCO MIL!!!!!

    Aí vem as desculpas:

    1 – Teve UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) e a área valorizou.
    2 – O vizinho botou a apto dele a venda por esse preço e alienou (Ela sabe o preço do anúncio, mas não o efetivo da venda…)
    3 – São 4 quartos!!! Quem é que não quer um quatro quartos? (De frente para o morro e com 3 lances de escaa eu não quero. rsrs)
    4 – Todos subiram, porque o meu não subiria?

    Agora o fato: o apto está anunciado há um mês. Sabe quantas pessoas foram vê-lo? NENHUMA. Ninguém apareceu.

    Aí minha esposa perguntou se ela não abaixaria o preço, já que ninguém apareceu. Ela foi categórica: NÃO. EU PRECISO VENDER POR UM PREÇO QUE RESOLVA A MINHA VIDA.

    Ela quer vender o apto, pagar as dívidas e ainda comprar outro menor. Ou seja, o preço que ela está pedindo não tem fundamento algum, é apenas o que ela acha que merece. Acredito que muitos vendedores estejam nessa hoje em dia.

    O pior disso tudo é a imobiliária que aceita um mico desses para vender. Nesse ponto minha esposa ponderou o seguinte: as corretoras devem usar m imóvel desse como trampolim para vender outros mais caros ainda.

    Esse é o nosso mercado “aquecido”…

    0
    • Paulo - RJ 4 de novembro de 2011 at 11:24

      Não sei exatamente a localização do imóvel, mas por este preço, com esta localização, na Tijuca, ela dificilmente vai vender. Já vi no ZAP apartamento nesta localização com preço inferior e que não vende.
      Na Tijuca, é mais fácil vender um apartamento 4 quartos na região mais Central (Pça Saes Pena, Shpopping Tijuca) por 800 mil (tem louco pra tudo) do que um ap próximo a morro por 250 mil.

      0
      • Andre Luiz 4 de novembro de 2011 at 11:47

        Se fosse na Tijuca eu até entenderia, pois é o bairro mais valorizado da Zona Norte. rsrsrs

        O pior é que não é. Para você ver a falta de noção das pessoas.

        0
    • John 4 de novembro de 2011 at 11:35

      Eu já havia falado da teimosia dos proprietários neste Blog. A tendência é a de que eles batam o pé mesmo. Mas tem um detalhe: quantos proprietários estão vendendo os aps para aproveitar o bom momento e quantos estão com a corda no pescoço? Até quando as incorporadoras vão poder contaminar os preços, vendendo imóveis na PLANTA a preços até superiores aos dos usados – apesar de todos os riscos envolvidos em comprar imóvel na planta? O fato é que não temos todas as informações, mas tudo leva a crer que a quantidade de investidores é grande, as empresas precisam de caixa e as vendas estão em queda. Somando-se isso tudo ao crescente endividamento das famílias creio que os preços cairão, e com isso os propietários teimosos vão ter que baixar os preços se eles quiserem mesmo vender.

      0
    • augusto 4 de novembro de 2011 at 12:41

      Eta coleguinha burra a sua esposa tem. Deve pensar que os outros são como ela : mentecapta, imbecil, e burrissima

      0
      • Carlos Wagner 4 de novembro de 2011 at 15:48

        Que postagem inteligente!!!

        0
    • Mineiro BH 4 de novembro de 2011 at 16:57

      É… metaforicamente (e infelizmente tb de forma literal), o que vai ter de neguinho dando tiro na cabeça…

      Agora, nessa história aí aflora o nosso pior lado: a coisa de se achar esperto, de levar vantagem em tudo, de se “arrumar”… é f…

      0
    • Vailton 8 de novembro de 2011 at 00:05

      Caraca André, a mulher precisa de 260 mil “para resolver a minha vida”
      Isso é mulher pra casar hein …. , com um vacilão rsrsrsrs

      0
  • Marcelo 4 de novembro de 2011 at 11:38

    Fonte: TERRA not.economia.terra.com.br/noticiasnoticia.aspx?idNoticia=201111040931_TRR_80437061

    Preço dos imóveis à venda no Brasil sobe até 39% em 1 ano

    O preço do metro quadrado de imóveis subiu até 39%, como no caso do Rio de Janeiro, nos últimos 12 meses. O dado leva em conta os anúncios no site de venda de imóveis Zap e é desenvolvido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Na média do País, a alta foi de 28,8% de outubro de 2010 a outubro deste ano.

    Em relação a setembro, o índice apresentou desaceleração no mês passado. A alta na média do País foi de 1,6% (contra 1,9% em setembro). Em São Paulo a alta foi de 1,9% (contra 2% em setembro), no Rio, de 1,9% (contra 2,5%), em Recife, de 1,2% (contra 2,4%), em Fortaleza, de 1,2% (contra 1,5%) e no Distrito Federal, de 0,7% (contra 0,9% em setembro). Em Belo Horizonte a alta em outubro foi igual a de setembro (0,7%) e em Salvador o índice cresceu: 1% em outubro contra 0,9% em setembro.

    O preço médio do metro quadrado mais alto do País, dentre as regiões pesquisadas, ficou no Distrito Federal: R$ 7.914. Em seguida vem o Rio de Janeiro (R$ 7.218), São Paulo (R$ 5.885), Belo Horizonte (R$ 4.519), Recife (R$ 4.513), Fortaleza (R$ 4.230) e Salvador (R$ 3.287).

    Em São Paulo, o metro quadrado mais caro é o de imóveis de 1 dormitório (R$ 6.919). Os de 2 dormitórios têm metro quadrado a R$ 5.306; de 3 dormitórios, R$ 5.588; e de 4 dormitórios ou mais, de R$ 6.699.

    Os bairros com maior preço do metro quadrado na capital paulista sõa Ibirapuera/Vila Nova Conceição (R$ 9.114), Jardim Paulistano (R$ 9.109), Chácara Itaim (R$ 7.895), Fazenda Morumbi/Jóquei (R$ 7.871) e Vila Olímpia (R$ 7.650).

    Aluguéis
    O preço dos aluguéis em São Paulo tem comportamento inverso ao do preço dos imóveis à venda. O indicador desacelerou em relação a setembro e, em outubro, teve alta de 0,53%. A curva do índice que corrige os aluguéis tem apresentado queda desde o início de 2009.

    0
  • Tatiana 4 de novembro de 2011 at 11:58

    Olá pessoal,

    Hj acordei escutando a CBN como faço todos os dias e qual não foi minha surpresa ao escutar que a construtora EVEN vai fazer uma baita promoção neste final de semana em São Paulo. Chama-se Mega sonho Even anuncia DESCONTOS DE ATÉ 36%.
    É só dar uma olhada no site deles está no home http://www.even.com.br/ “O imóvel que vc sonha, em condições que vc nunca viu”

    O negocio tá ficando cada vez melhor rssssss para nós, claro está.

    0
    • Jack Imóveis 4 de novembro de 2011 at 14:43

      Tatiana,

      Mesmo anúncio no carderno de Economia do OESP!!!

      Abraços

      Jack – O sonhador

      0
    • Carlos Wagner 4 de novembro de 2011 at 15:52

      Como em todas as bolhas, os preços baixam, fazem promoções e uma nova corrida às compras é iniciada, pois o desavisado acha que o preço ja bateu no fundo.

      Porém, apensar da subida estatistica das vendas, os preços tornam a despencar.

      Essa fase vai começar a acontecer com as mega promoções. Aguardemos a proxima fase que vai ser ainda mais divertida e mais tenebrosa para os investidores.

      0
    • Anonymous 4 de novembro de 2011 at 18:14

      A camargo Correa fez a mesma coisa MESES ATRÁS e deu em absolutamente NADA. Fizeram até um website www . oportunidadescamargocorrea . com . br que agora transfere para Camargo Correa Desenvolvimento Imobiliario.

      Pensando no VALOR que voce leva quando paga o PREÇO atual dos imóveis, tem que cair no mínimo 50% para começar a conversar. Antes disso, deixe ficar à venda até a corda arrebentar.

      0
  • Marcelo 4 de novembro de 2011 at 12:06

    Maiores e menores valores de metro quadrado em São PauloBairroMaiores preçosBairrosMenores preçosIbirapuera – Vila Nova ConceiçãoR$ 9.114ItaqueraR$ 2.822Jardim PaulistanoR$ 9.109Capão RedondoR$ 2.812Chácara ItaimR$ 7.895Artur AlvimR$ 2.700Fazenda Morumbi – Jóquei Clube R$ 7.871São Miguel PaulistaR$ 2.688Vila OlímpiaR$ 7.650ParaisópolisR$ 2.466Fonte: Fipe/Zap Imóveis

    0
    • augusto 4 de novembro de 2011 at 12:38

      Muito útil a informação pois devemos ir correndo comprar antes que subam ainda mais. (kkkkkkkkkkkkkkkk)
      A afirmação anterior serve para MENTECAPTOS, BABACAS E OTÁRIOS acreditarem.

      0
    • Observador SP 4 de novembro de 2011 at 12:47

      Nós bolhistas parecemos urubus sobrevoando um animal prestes a parecer, e quanto mais a carne estiver “maturada”, melhor!

      0
      • Observador SP 4 de novembro de 2011 at 12:48

        Correção: …prestes a perecer…

        0
  • Marcelo 4 de novembro de 2011 at 12:13

    Maiores e menores valores de metro quadrado em São Paulo

    Bairro Maiores preços
    Ibirapuera – Vila Nova Conceição R$ 9.114
    Jardim Paulistano R$ 9.109
    Chácara Itaim R$ 7.895
    Fazenda Morumbi – Jóquei Clube R$ 7.871
    Vila Olímpia R$ 7.650

    Bairros Menores preços
    Itaquera R$ 2.822
    Capão Redondo R$ 2.812
    Artur Alvim R$ 2.700
    São Miguel Paulista R$ 2.688
    Paraisópolis R$ 2.466

    Fonte: Fipe/Zap Imóveis

    0
  • Andre Luiz 4 de novembro de 2011 at 13:03

    Reportagem sobre poupança e investimento no Valor Econômico.

    O texto completo está aqui (restrito a assinantes): http://www.valor.com.br/opiniao/1082258/investimento-ou-poupanca

    (…)A recém-divulgada pesquisa do Doing Business, do Banco Mundial, confirma o perfil hostil do ambiente de negócios no Brasil. [b]O país ficou na 126ª posição, entre 183 economias pesquisadas, seis colocações abaixo da do ano passado[/b]. O Brasil andou para trás em metade dos itens considerados. Vários dos problemas dizem respeito ao número elevado de procedimentos burocráticos e ao tempo necessário para se cumprir as regras administrativas: por exemplo, no Brasil, uma licença para construção leva 469 dias para ser obtida, contra 221 na média da América Latina e 151 na da OCDE.(…)

    0
  • Luiz 4 de novembro de 2011 at 13:32

    Alta de preços do m² de apartamentos desacelera em outubro

    Índice FipeZap 1,6% no mês passado em comparação com alta de 1,9% em setembro

    Fonte: estadao

    O preço médio do metro quadrado desse tipo de imóvel subiu 1,6%, a menor taxa do ano, confirmando a trajetória de desaceleração observada desde abril do Índice FipeZap de apartamentos anunciados. Em setembro, o indicador havia subido 1,9%.

    “É inegável que o momento hoje é diferente do de abril, quando o ritmo de alta do indicador era superior a um ponto porcentual”, afirma Eduardo Zylberstajn, economista coordenador do índice.

    Tradicionalmente, explica Zylberstajn, a tendência é de arrefecimento da elevação do índice entre o abril e outubro, que então volta a acelerar nos meses seguintes. “Mas nós temos de esperar o próximo resultado para cravar se haverá aceleração ou desaceleração”, ressalta.

    O valor médio cobrado pelo metro quadrado nos bairros oscilou entre R$ 3.487 em Salvador e R$ 7.914 no Distrito Federal em outubro. Belo Horizonte fechou o mês com o metro quadrado valendo R$ 4.519, Recife, R$ 4.513, e Fortaleza, R$ 4.230. Entre todas as regiões, o preço médio ficou em R$ 6.032 no mês passado.

    Em 12 meses, Rio de Janeiro (+40%) e Recife (+29%) lideram a expansão dos preços médios do metro quadrado dos apartamentos. A capital fluminense também apresenta as maiores variações no acumulado do ano até outubro, de 31%. Desde janeiro de 2008, os preços dos imóveis dispararam 148% no Rio de Janeiro, que segue com o bairro mais caro do País – no Leblon, o metro quadrado não sai por menos de R$ 16.608. Em outubro, aumentou a diferença entre a localidade mais cara e a mais barata na capital fluminense. Agora, a disparidade é de 17 vezes, com o bairro Coelho Neto ocupando o fim da lista no Rio, a R$ 971 o metro quadrado.

    Em São Paulo, os preços subiram 1,9%, para R$ 5.885 em média. Na região do Ibirapuera/Vila Nova Conceição, o metro quadrado médio ultrapassou o patamar de R$ 9 mil e segue como o mais caro da capital paulista. Na outra ponta da lista, vem Paraisópolis (R$ 2.466 o metro quadrado).

    0
  • R2 4 de novembro de 2011 at 14:42

    mais uma pra aquecer as vendas … hahahahha

    Conselho do FGTS amplia limite de renda para família buscar empréstimo
    Para municípios com menos de 250 mil habitantes, limite era de R$ 3,9 mil.
    Com publicação no ‘Diário Oficial’, este valor foi ajustado para R$ 4,3 mil.

    g1 . globo . com/economia/noticia/2011/11/conselho-do-fgts-amplia-limite-de-renda-para-familia-buscar-emprestimo.html

    0
    • danilo 4 de novembro de 2011 at 15:49

      Agora sim vai bombar de vender apartamento.Lamentável

      0
    • Observador SP 4 de novembro de 2011 at 16:07

      Isso não muda nada. É apenas um reajuste de 10% – menor que a inflação dos últimos 12 meses. Não é suficiente para os já endividados.

      0
  • me 4 de novembro de 2011 at 16:45

    Aeeeeee chegou minha vez!
    Proprietário me procurou pra dizer que vai ajustar o valor do aluguel, que até quarta feira ele me informa o quanto. Acho difícil ser menos do que o dobro, mesmo com os aumentos do condomínio. U-HA!

    0
    • MrK 4 de novembro de 2011 at 16:56

      cara, infelizmente nao ha o que se fazer alem de tentar argumentar nos pontos positivos de voce estar la e fazer uma contra-proposta, mostra como vc cuida do imovel, que voce nao atraso pagamento e que se ele por pra alugar de novo vai ficar um tempao sem ganhar nada e pagando condominio…. ja passei por isso e sei como eh chato

      o mercado de alugueis nao tem uma bolha igual o de compra/venda, acho que pode ate descer um pouco ou ficar parado por muito tempo, mas nao eh comparavel ao de compra e venda onde ha essa bolha gigante..

      boa sorte

      0
      • Luiz 4 de novembro de 2011 at 17:16

        o melhor que se faz é procurar outro pra alugar imediatamente

        negociar sem retaguarda é perder na certa

        capaz até de vc fazer um negocio melhor do que o atual
        boa sorte

        0
        • MrK 4 de novembro de 2011 at 17:37

          cara, essa eh uma guerra que os 2 perdem, mas o morador perde mais que o dono

          em termos financeiros eh igual: o morador perde a mudanca, que se for boa custa caro, e a devolucao (pintura) do imovel, o dono perde ter que anunciar e ficar vazio 1 mes, pagar condominio etc…

          mas em termos de trabalheira e desgaste emocional o morador perde muito mais

          0
    • Paulo - RJ 4 de novembro de 2011 at 18:09

      É um momento muito chato e difícil sim. Mas tenha sangue frio e negocie. Como foi falado, os dois tem a perder, então use bons argumentos. O locador tem menos carta na manga do que aparenta.

      0
  • me 4 de novembro de 2011 at 16:48

    VOCÊ SABIA?

    Agora cobra-se condomínio também para vagas de garagem. Dog eat dog world, baby.

    http://www.apsa.com.br/imoveis/detalhe/2382/RJ

    0
    • MrK 4 de novembro de 2011 at 17:41

      pra mim deu dessa loucura, basta

      vim pra cape town e estou muito, muito feliz aqui, morando no melhor lugar da cidade, num ap mobiliario de luxo e com todos os servicos possiveis e imaginaveis incluso, e ainda com vista!! pagando preco menor que botafogo… de quebra treinando o ingles e ganhando experiencia profissional

      o Rio ta uma exploracao ridicula, eu estou so triste porque terei que voltar ano que vem e enfrentar essa ZONA descontrolada, so apliquei pra visto de 6 meses

      0
      • profeta do apocalipse 4 de novembro de 2011 at 18:55

        ate o cara dai que organizou a copa falou que o Brasil tinha sede demais… logo a bolh copa estoura.. volte pra pagar a conta que o governo deixará para vocÊ!!!!!!!!!!

        0
  • Luciana 4 de novembro de 2011 at 17:45

    Boa tarde, tudo bem?

    Sou Lucas, seu corretor na Even e escrevo este e-mail para apresentar a incrível campanha que inicia hoje, o Mega sonho Even.

    Mega descontos de até 36% para diversos empreendimentos.

    Se você procura uma ótima oportunidade, esperava um preço especial para adquirir seu imóvel aproveite este momento!

    Segue as opções, caso tenha interesse em alguma delas, por favor me retorne no [email protected] ou (11) 7881-0900 – id 86*17451 para que eu possa enviar mais informações, imagens, fluxo de pagamento ou mesmo agendarmos uma visita aos aptos.

    Tenho disponíveis aptos decorados, tipo e também showrooms para visitas agendadas todos os dias inclusive finais de semana e feriados:

    Club Park Butantã – 15 unidades

    Aptos de 184m² e 149m² – entrega em dez/11

    De 767.300,00 – 5.131,00/m²

    Por 599.800,00 – 4.011,00/m²

    Desconto de 167.500,00

    Code Campo Belo – 8 unidades

    Loft, 1, 2 dorms e duplex – 47m² a 129m² – entrega em janeiro de 2013

    De 747.100,00 – 8.077,00/m²

    Por R$ 652.300,00 – 7.052,00/m²

    Desconto de 94.800,00

    Du Champ Campo Belo – 1 unidade

    Cobertura duplex de 375m² – 4 dorms e 5 vagas – pronto para morar

    De 3.408.500,00 – 9.090,00/m²

    Por 2.178.000,00 – 5.808,00/m²

    Desconto de 1.230.500,00

    Gabrielle Campo Belo – 1 unidade

    Cobertura duplex – 375m² – 4 dorms – 5 vagas – pronto para morar

    De 4.289.900,00 – 9.676,00/m²

    Por 2.874.400,00 – 6.483,00/m²

    Desconto de 1.415.500,00

    InCittà Platalto Paulista – 1 unidade

    Apto 331m² – 4 dorms – 4 vagas – pronto para morar

    De 1.896.900,00 – 5.722,00/m²

    Por 1.239.700,00 – 3.739,00/m²

    Desconto de 657.200,00

    Level Alto da Lapa – 4 unidades

    Aptos de 2 a 3 dorms, 59m² a 83m² e gardens de 68m² a 90m² – entrega em junho de 1013

    De 484.400,00 – 8.084,00/m²

    Por 397.000,00 – 6.626,00/m²

    Desconto de 87.400,00

    Plaza Mayor Alto da Lapa – 2 unidades

    Coberturas duplex de 297m² – 4 dorms – 4 vagas – pronto para morar

    De 1.627.600,00 – 6.976,00/m²

    Por 1.170.700,00 – 5.018,00/m²

    Desconto de 456.900,00

    Signature Moema – 1 unidade

    Cobertura duplex de 641m² – 4 dorms – 6 vagas – pronto para morar

    De 7.395.200,00 – 8.011,00/m²

    Por 5.140.000,00 – 8.011,00/m²

    Desconto de 2.255.200,00

    Vida Viva Mooca – 1 unidade

    Apto de 66m² – 2 dorms – pronto para morar

    De 349.100,00 – 5.282,00/m²

    Por 266.000,00 – 4.025,00/m²

    Desconto de 83.100,00

    Double Campo Belo – 1 unidade

    Apto de 307m² – 4 dorms – 4 vagas – pronto para morar – pé direito duplo no living

    De 2.834.700,00 – 9.209,00/m²

    Por 2.290.00,00 – 7.439,00/m²

    Desconto de R$ 544.700,00

    Bela Cintra – 1 unidade

    Apto 99m²

    De 922.100,00 – 9.234,00/m²

    Por 793.300,00 – 7.944,00/m²

    Desconto de 128.800,00

    Magnifique Anália Franco – 1 unidade

    Apto de 4 suítes – 5 vagas – 392m² – pronto para morar

    De 3.185.600,00 – 8.108,00/m²

    Por 2.245.200,00 – 5.715,00/m²

    Desconto de R$ 940.400,00

    Cube Campo Belo – 10 unidades

    Apto de 48m² a 89m² e coberturas de 98m² a 183m² – entrega em janeiro de 2014

    De 385.700,00 – 7.938,00/m²

    Por 338.900,00 – 6.975,00/m²

    Desconto de 46.800,00

    Veranda Mooca – 4 unidades

    Aptos de 146m² e 182m² – 4 dorms – 2 ou 3 vagas – pronto para morar

    De$ 851.100,00 – 5.806,00

    Por 650.900,00 – 4.441,00/m²

    Desconto de 201.100,00

    The One Klabin – 4 unidades

    Apto 250m² – 4 dorms – 4 vagas – entrega em março de 2012

    De 2.212.900,00 – 8.835,00/m²

    Por 1.663.600,00 – 6.642,00/m²

    Desconto de 549.800,00

    Praças da Lapa – 12 unidades

    Aptos de 66m² e 87m² – 2 e 3 dorms – entrega em abril de 2014

    De 383.100,00 – 5.795,00/m²

    Por 334.800,00 – 5.064,00/m²

    Desconto de 48.300,00

    New Age Michigan (Brooklin) – 15 unidades

    Aptos Studio, 1 dorm – 47m² a 55m², 2 dorms 68m² a 84m², 93m² a 139m² – entrega em dez/14

    De 425.600,00 – 8.817,00/m²

    Por 378.800,00 – 7.848,00/m²

    Desconto de 46.800,00

    Ideal Brooklin – 15 unidades

    Aptos de 138m² – 3 suítes – 2 ou 3 vagas – entrega em out/13

    De R$ 951.100,00 – R$ 6.892,00/m²

    Por 831.200,00 – 6.023,00/m²

    Desconto de 119.900,00

    Concept Anália Franco – 8 unidades

    Aptos de 50m², 76m² e 100m² – 1 a 3 dorms – entrega em jun/13

    De 430.700,00 – 8.468,00/m²

    Por 344.400,00 – 6.772,00/m²

    Desconto de 86.300,00

    Atual Santana – 10 unidades

    Aptos de 195m² – 4 dorms ou 3 suítes – 3 vagas – pronto para morar

    De 1.295.600,00 – 6.624,00/m²

    Por 1.003.900,00 – 5.133,00/m²

    Desconto de 291.700,00

    True Klabin (Chácara Klabin) – 6 unidades

    Aptos de 65m² – 2 dorms – 2 vagas – entrega em dez/12

    De 568.300,00 – 8.633,00/m²

    Por 488.500,00 – 4.421,00/m²

    Desconto de 79.800,00

    Moratta Vila Ema – unidade 23

    Aptos de 64m² e 69m² – 2 ou 3 dorms – entrega em mai/13

    De 301.700,00 – 4.683,00/m²

    Por 278.300,00 – 4.319,00/m²

    Desconto de R$ 23.400,00

    Plaza Mayor Ipiranga – unidade 231 A – 4 unidades

    Aptos de 142m², 187m² e coberturas de 233m² e 297m² – 4 dorms – 2 a 4 vagas – pronto para morar

    De 1.506,100,00 – 6.264,00/m²

    Por 1.143.500,00 – 4.756,00/m²

    Desconto de 362.600,00

    Aguardo o seu retorno.

    Caso entre em contato com a Even pela Internet, plantão de vendas ou telefone por favor mencione que o corretor Lucas da Even lhe atende.

    Atenciosamente

    /////////////////////////////

    Os descontos já passam de 30% E ESTAMOS AINDA EM 2011! PLOC PLOC PLOC

    0
    • Andre Luiz 4 de novembro de 2011 at 18:58

      Se a os brasileiros forem imitar os chineses, aqueles que compraram no lançamento, por preços cerca de 30% mais altos, vão querer bater em corretor e incendiar construtora… hehehehe

      0
    • Jack Imóveis 4 de novembro de 2011 at 19:14

      Imaginem que legal quando isso contaminar os usados!!!!!!

      Abraços

      Jack – I will be a landlord!!!!

      0
    • Susy 5 de novembro de 2011 at 01:39

      Tinha um anúncio de página inteira no Caderno de Economia do Estadão de hoje (04/11) da promoção MEGA SONHO EVEN – Descontos de até 36%!

      A Gafisa também anunciou no Estadão desta semana, em página inteira: NÃO COMPRE IMÓVEL ATÉ SÁBADO – 05/11. Vale a pena esperar. Promoção em todo o estado de São Paulo.

      Vamos ver quais serão os descontos da Gafisa.

      0
  • Marcos 4 de novembro de 2011 at 18:55

    Cinco mil imóveis terão aumento extra no IPTU até o fim do ano
    Ao todo, 164 mil contribuintes devem ser notificados até o fim 2012 com base na valorização do imóvel

    Cinco mil contribuintes do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) devem ter dois aumentos no IPTU este ano. A secretária de Finanças de Maceió, Marcilene Costa, confirmou que, até o fim do ano, esse contingente será notificado com um aumento sobre a valorização do imóvel, percentagem independente e que ainda deverá ser somada ao reajuste anual para todos os imóveis, este com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

    Segundo a secretária, outros 159 mil que também devem ser regularizados em 2012 – deverão ter dois aumentos do IPTU. De acordo com a secretária, as mudanças poderão variar de percentagem. “Não existe um valor redondo, varia de acordo com o estado de conservação”, explica. “Já o índice do IPCA será único e em comum a todos”.

    A Secretaria Municipal de Finanças contabilizou que, ao todo, 164 mil imóveis estão com os cálculos defasados. “Neste ano, nossas equipes só notificarão cinco mil, mas esperamos que, no ano que vem, todos os 164 mil imóveis tenham essa irregularidade corrigida”.

    Entre os fatores que poderão estabelecer um aumento no IPTU estão o estado do imóvel e a valorização do prédio, sob o ponto de vista de melhorias nas ruas, inclusão de shoppings e áreas de lazer.

    gazetaweb.globo.com/v2/noticias/texto_completo.php?c=244074

    Começou muito antes do que eu imaginava… Pobre trabalhador endividado!

    0
  • Susy 5 de novembro de 2011 at 10:33

    Anúncio da Gafisa hoje, de página inteira (A 13), no primeiro caderno do Estadão:
    “Agora você pode comprar seu imóvel novo pelo preço de anos atrás”.

    Em seguida, anúncio gigante, de página dupla (A 14 e 15):

    “Sabe aquele apartamento dos sonhos que você não fechou e depois se arrependeu? A Gafisa resolveum lhe dar uma nova chance: por toda a cidade, alguns dos melhores empreendimentos estão com preços de anos atrás. São apartamentos na planta, em obras e prontos para morar. Você compra e já ganha a valorização. É uma oportunidade única para você se mudar no melhor estilo: como proprietário de um Gafisa. Porque Gafisa é valorização garantida — é só lembrar de bairros como Alto da Lapa, Colina de São Francisco e Villagio Panamby. E muitos outros por todo o estado de São Paulo.

    CONFIRA AS OPORTUNIDADES DESTA SEMANA:

    São Bernardo do Campo
    – De 128m2 a 242m2 – 3 e 4 dormitórios (2 e 3 suítes)
    2007 …………………………………………… R$ 2.465 o m2
    2008 …………………………………………… R$ 2.694
    2009 …………………………………………… R$ 2.804
    2010 …………………………………………… R$ 3.305
    2011 …………………………………………… R$ 4.148
    OPORTUNIDADE GAFISA ………………..R$ 2.800

    SEU SONHO É REALIDADE. Acesse e confira: w w w.gafisa.com.br/reservaespecial

    —————————————-

    E seguem mais 7 exemplos como este, em que a “oportunidade Gafisa” está vendendo pelo preço de 2008/2009: Campo Limpo, Tatuapé, Chácara Santo Antônio, Itaim, Granja Viana Vila São Francisco e Campo Belo.

    Um belo salto para trás, hein? Será que agora eles vendem? Aguardo o comentário dos amigos bolhistas.

    0
    • veigalex 5 de novembro de 2011 at 10:57

      kkk.. Caraca.. inacreditavel.. era a oportunidade que eu estava esperando.
      Estou emocianodo.. acho que vou comprar… dois.. um pra mim e outro para investir.. o que acham?

      melhor não.. vamos esperar pelo preço de 2008.. rsssss

      Da-lhe desespero…..

      0
    • Mineiro BH 5 de novembro de 2011 at 16:32

      Hahahahahaha
      Revejam a curva da bolha e cuidado com a bull trap…
      Esperarei os preços de 1985 ahahahahaha

      PS – Os mesmos anúncios do Estadão tão na Folha de hoje… deve ter custado uma grana… se fosse diretor da Folha eu exigia pagamento antecipado pelo anúncio kkkkkkkkk

      0
    • LB 7 de novembro de 2011 at 00:23

      Ora ora…

      Não eram os imóveis que iriam valorizar 30% ao ano, eternamente??? E tal valorização não era sustentada pela ‘demanda’ e pelo ‘ganho de renda’ do brasileiro ?? Não era, Menino do Rio??

      0
  • veigalex 5 de novembro de 2011 at 11:07

    Pessoal.

    Fui ver um condominio fechado na Penha – SP ( 04 meses a traz).. A propietaria queria 200.000 – 50m2.
    Disse que estava puxado.. e se fizesse 190.000, nós poderíamos pensar… ela relutou um pouco.. e topou.. ai questionei sobre o FGTS.. e ela informou ter usado o dela a menos de 03 anos para comprar.. Era um imóvel novo.
    Fiz uma pesquisa, me corrijam se eu estiver errado, mas parece que existe uma carência de 03 anos para utilizar o FGTS novamente.. atrelado ao Imóvel e não ao proprietário.

    Como vou usar o meu.. eu descartei… pois ja era leitor do Blog e não ia pagar esse preço.. Falei com ela novamente.. e para minha surpresa.. ela aumentou para 215.000.. e eu torcendo para ir para uns 180.000. rssss

    Essa carencia de 03 anos atrelado ao imovel realmente existe?

    0
    • JPM 6 de novembro de 2011 at 19:50

      Sim, existe. Já perdi um bom negócio por causa dela.
      Só dá para usar FGTS em um imóvel depois de 3 anos que o proprietário usou.

      0
  • ninja 5 de novembro de 2011 at 16:50

    Querem aproveitar os ultimos otários ,final de ano $rinho extra 13 salario. E como ficam os otários que pagaram preços de 2011, hemm Gafisa?, hemm Evem?.quem vai chupar esta manga?.

    0
  • Luiz 7 de novembro de 2011 at 12:04

    Como precvimso aqui, A ORDEM DE RASPAR O TACHO está ficando agressiva
    o mercado está se canibalizando: a EVEN inaugurou a fase

    A EVEN pode se dar ao luxo deste desconto pq é a melhor posicionada no mercado e quer roubar share das outras. Descontos acima de 30%. Eu conheço alguns destes prédios e possoa firmar que o desconto éreal, não é marketing.

    0
  • anônimo 10 de novembro de 2011 at 09:56

    A linha 4 amarela foi construída principalmente com financiamento do BNDES, ou seja, do Governo Federal.

    Recentemente, o MP-SP pediu o afastamento do presidente do Metrô, Sérgio Avelleda, por suspeitas de fraude na linha 5 – lilás. http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5442418-EI8139,00.html

    A Alstom é investigada no mundo inteiro por corrupção http://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/0,,MUL454662-9356,00.html e o presidente da Siemens do Brasil foi demitido por suspeita de corrupção http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios+industria,presidente-da-siemens-no-brasil-e-demitido-acusado-de-desviar-dinheiro,87864,0.htm

    E o que a Alstom e a Siemens tem em comum? Contratos com o Governo do Estado de São Paulo. O metrô é um “propinoduto” do PSDB.

    A mídia não divulga nem relaciona esses casos com a corrupção do Avelleda. Querem jogar a culpa no presidente do Metrô, sendo que a corrupção envolvendo o PSDB em SP já existia faz tempo.

    0